Page 94

VIP | Saúde

Livre-se do estresse de fim de ano Aproveite este momento para curtir as festas e esquecer os problemas

O

O importante é observar-se e procurar auxílio caso alguns sintomas aumentem e se inicie um prejuízo real na vida do indivíduo, mas, o que se observa geralmente, são sintomas mais leves, que tendem a melhorarem após o início do ano e com o período de férias. Penso que esta época também é um momento de reflexão sobre o andamento e conclusão de nossos planos e objetivos que foram sendo trabalhados durante o ano, e é neste momento que muitas pessoas acabam aumentando sua autocobrança sobre algumas tarefas, e “tentando correr atrás do tempo perdido”, cria-se uma ideia de “encerrar” as coisas e sentimentos de ansiedade e insegurança podem surgir se isso não se deu como planejado. Manter-se calmo e tranquilo nesta época, assim como durante o ano é importante para evitar estresses maiores futuros. Isso pode ser manejado em dois âmbitos: no âmbito cognitivo (que seria uma certa mudança de pensamento) e no âmbito comportamental (mudança do comportamento). No primeiro deles, sugiro tentar refletir sobre os sentimentos de preocupação e ansiedade e avaliar o quanto estão sendo reais ou necessários, tentando se organizar mentalmente para estes dias serem o menos estressantes possíveis, ou seja, preparar-se psicologicamente e tentar evitar excessos

FOTO | CÉSAR BENCK

estresse faz parte do nosso dia a dia, mas realmente no final do ano isto tende a aumentar. Basta observarmos este período, os shoppings e lojas encontram-se lotados, aumentam os apelos comerciais por vendas, o trânsito parece mais agitado, lista de tarefas, filas em bancos, filhos de férias em casa, eventos e festas de final de ano, planejamento das férias, enfim, tudo isso acaba sobrecarregando a rotina que antes parecia mais calma. Segundo um estudo realizado pela Internacional Stress Management Association – Brasil (ISMA BR), nesta fase do ano, o índice de estresse sobe, em média, 75% quando comparado aos outros meses do ano. Algumas pessoas apresentam muitas dificuldades nesta época e podem acabar desenvolvendo alguns sintomas, como por exemplo: ansiedade, preocupações excessivas, dores musculares e de cabeça, dificuldades no sono, elevações da pressão arterial e algumas vezes sintomas, como depressão e crises de pânico.

94 | contatovip.com.br

de cobrança, pensando que isto tende a se aliviar com o início do ano. É muito importante delegar algumas funções, priorizar tarefas e situações mais importantes, ou seja, evitar sobrecarregar-se e ter consciência de que algumas coisas talvez ficarão para o próximo ano e isso não será necessariamente um problema. Já no âmbito comportamental, o ideal é evitar situações geradoras de estresse, programar-se para fazer compras antecipadamente, em horários e dias de menor movimentos, organizar as festas de final de ano da maneira mais pessoal possível, sem levar em consideração o apelo comercial e cultural que ocorre sobre estes momentos, mas sim, valorizar o que realmente será agradável para a sua família. Também é fundamental realizar alguma atividade física e de lazer, não deixar de lado as relações afetivas, alimentar-se de forma adequada e ter um período de descanso e sono adequados. Lidar com esta fase é muito individual para cada pessoa, mas todos possuem o mesmo desejo, que é encerrar mais um ano satisfeito e de forma mais tranquila possível. O que não podemos esquecer é que outro ano virá e assim sucessivamente, por isso é imprescindível manter uma boa saúde física e psíquica nestes últimos dias. Teremos mais um ano pela frente e precisamos estar bem, repletos de energia e alegria para vivê-lo.

MD. Mírian Pezzini dos Santos Psiquiatra CREMERS 31719 - CNRM 306193 Associada ABP ( Associação Brasileira de Psiquiatria) e APRS ( Associação de Psiquiatria Rio Grandense). Especialização em Psicoterapia Cognitivo Comportamental - em andamento Av. Pátria, 823 - Sala 205 Fone: (54) 3331-1254

Ano XXI - Nº 229 - Dezembro 2013  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you