Issuu on Google+

Edição 14 - Ano 2 - Junho de 2012 - Distr. Gratuita - Venda Proibida

É SHOW FABIO DE OLIVEIRA PÁG. 11 QUANDO A VIDA E UM

Ciro Costa - Aginfoco

ZÉ DA VIOLA, PERSONALIDADE NEGÓCIO SE CONFUNDEM DA MÚSICA NA VILA DA PENHA PÁG. 03

ESPORTE

Ciro Costa - Aginfoco

AUTO E MOTOS MOZER VIDAL

Ciro Costa - Aginfoco

SIDERADOS F. C. A PAIXÃO FUTEBOLÍSTICA QUE MOVE UM SONHO PÁG.16

TURISMO

N OVO CO L U N I S TA DA R Á D I C A S I M P O R TA N T E S PA R A M A N U T E N Ç ÃO DE SEU CARRO PÁG.15 Divulgação

CALDAS NOVAS

NEGÓCIOS TRIBUNAL DE MARCAS

Ciro Costa - Aginfoco

NA ROTA DO TURISMO PARA TODAS AS IDADES PÁG.08

VOCÊ É O DONO DE SUA MARCA? SÓ É O DONO QUEM REGISTRA PÁG.05


Edição 14 - Ano 2 - Junho de 2012 - Distr. Gratuita - Venda Proibida

A VIDA EM FOCO

Pela Equipe

Olá. Sou Ciro Costa responsável pelos setores comercial e de editoração do Jornal Infoco News, e aqui estou para falar em nome de toda a equipe, que nos encontraremos nesta seção para falar sobre assuntos do nosso cotidiano. Participe deste jornal com dicas e sugestões ou contando sua história de vida através do e-mail: c o n t a t o @ jornalinfoconews. com.br

02

benito pepe

E-MAIL DO LEITOR AGRADECIMENTOS E ERRATA O diálogo frequente com o leitor sempre será a base do bom jornalismo praticado em veículos tão afinados com a região como o nosso JORNAL INFOCO NEWS. Temos recebido um retorno de suma importância dos leitores, que dão sugestões, apontam defeitos ou mesmo felicitações e agradecimentos. O leitor José Oliveira mandou

"Bom dia a equipe deste Jornal Infoco. Agradeço um jornal em que recebi 02 informações que me chamaram a atenção: o tratamento do glaucoma, do qual faço o mesmo a 15 anos, e conhecendo o mundo das aves, ou seja o tratamento, para criar a calopsita." Já o leitor Alberto Teixeira alertou sabiamente: "Prezados Senhores, acabo de receber

seu exemplar de número 13 e gostei muito do conteúdo. Não conhecia este Jornal da área , moro em Brás de Pina , porém o que mais me chamou a atenção foi a página inicial. TURISMO BETO CARRERO WORD. Cadê o L de WORLD? Aceitável o erro na página 13 , porém na página inicial pega mal, pois é seu cartão de visitas. Desculpa a correção e um abraço."

Esta é mais uma edição do Jornal Infoco que pretende levar mensalmente ao leitor, de forma gratuita, um resumo das informações mais importantes Circulação pertinentes à sua região, de utilidade Vila da Penha, Vista Alegre, pública, além de dicas para facilitar Bairro Araújo, Cordovil, seu dia-a-dia. Tudo isso de forma clara Brás de Pina, Irajá, Vicente e imparcial. O jornal prestará serviços de Carvalho, Vila Kosmos, à comunidade e auxiliará o leitor na Colégio, Parada de Lucas, busca das melhores empresas do coCordovil, Praça do Carmo, mércio, guiando-o pelas melhores Penha, Penha Circular, IAPI opções. da Penha, Brás de Pina, Para receber o jornal em sua residênOlaria, Ramos, Bonsucesso, cia sem qualquer custo, cadastre-se em Higienópolis, Inhaúma www.jornalfoconews.com.br ou por ee regiões adjacentes. mail para contato@jornalinfoconews. Agora também em: Rocha com.br ou pelo telefone (21) 7811-0521. Miranda

EXPEDIENTE Editorial Equipe Comercial e Ciro Costa Editoração Administrativo Fábio Luiz Barreto Jornalista Renan de Andrade Designer e Marcelo Serralva Web Marissa Costa Fotografia Aginfoco Tiragem

20.000 Exemplares

* O Jornal Infoco News não se responsabiliza pela opinião de seus colunistas, colaboradores e leitores, sendo de inteira responsabilidade dos mesmos, os conteúdos publicados.

A Empregabilidade Depende de uma visão Empreendedora

Para ter um bom emprego e manter-se empregado é preciso reciclar-se e investir em você da mesma maneira que uma empresa investe em seus produtos procurando cada vez melhor qualidade e tecnologia de ponta. Assim também deve ser com o Capital Intelectual. O que outrora era chamado de Recursos Humanos, hoje seria melhor falarmos em Capital Intelectual. E este é certamente o melhor e mais importante capital de uma Empresa. Exemplo para isso é o grande desenvolvimento apresentado na China e na Coreia do Sul, entre tantos outros países que investiram na Educação, ou seja, no seu Capital Intelectual. Portanto a Empregabilidade depende de uma boa educação, de bons cursos oferecidos pelo governo, mas também pode ser pensada como um Investimento que o próprio colaborador pode buscar por si mesmo. Mas muitos não buscam a reciclagem, sabe por quê? Em primeiro lugar não fomos “educados a aprender” e muito menos a nos reciclar constantemente, e para isso o ideal teria sido estudar com afinco desde nossas bases. Outro fato é que, por esses motivos, muitos além de não darem valor ao aprendizado, nem se percebem que os novos conhecimentos serão deles e ficarão com eles. Todo o in-

vestimento que uma instituição faz no ser humano, vai permanecer com aquele ser humano quando o funcionário deixar a empresa, se for o caso, não terá como deixar lá o seu Capital Intelectual, muito pelo contrário ele vai embora com mais e mais bagagem e conhecimentos. Hoje, mais do que nunca, o Capital que mais vale não é o Financeiro e sim o Conhecimento, pois o dinheiro pode acabar. No entanto o conhecimento não acaba, ao contrário ele aumenta, ainda mais quando você o Compartilha como é o caso dos professores, por exemplo. Quanto mais compartilhamos o Saber, mais aprendemos! Portanto amigo esteja disposto a aprender sempre, se dedique investindo em você, no seu Marketing Pessoal, na sua aparência, nos seus relacionamentos de network e principalmente em seu Conhecimento. Faça cursos, tantos quanto possíveis, dedique o seu tempo para aprender, mas aprenda com paixão e prazer, lembrese que a única coisa que sempre podemos levar conosco é o nosso conhecimento, nem Ouro e nem Prata vão com você... Mas há uma pedra preciosa que podemos levar e tornar-se-á o maior Diamante que um ser humano pode ter: o seu Saber! Este é o nosso Diamante! Leia mais no meu Site/blog. Abraços, Benito Pepe www.benitopepe.com.br


Edição 14 - Ano 2 - Junho de 2012 - Distr. Gratuita - Venda Proibida

A VIDA EM FOCO

03

QUANDO A VIDA E UM NEGÓCIO SE CONFUNDEM Ciro Costa - Aginfoco

Fabio - Q Q eu Como

A vida é aquilo que existe entre a circunstância e a opor tunidade. E quando entre esses eixos um drama transforma-se em ferramenta, o sucesso é cer to. Que o diga o empresário e profissional de farmácia, Fábio de Oliveira, 34 anos, dono da QQ Eu Como. O nascimento de seu negócio pode ser enquadrada numa estrutura épica de história, com direito a drama pessoal e final feliz. Quando cursava farmácia na faculdade, Fábio teve sua curiosidade aguçada com uma das matérias em sua grade curricular: Administração de Empresa Farmacêutica, que visava estimular o empreendedorismo nos acadêmicos. O estímulo deu cer to para ele, que come çou a estudar muito sobre o assunto, fuçando em revistas do gênero e fazendo diversos cursos on line no SEBRAE. Tudo para que, um dia (num de sejo até então, um tanto vago) abrisse seu próprio negócio. Mas a vida não se gue uma linha reta e eis que ele descobriu que estava com cân-

cer no rim esquerdo. Entre a descober ta e a operação, tudo le vou cerca de um mês e meio. - Após a cirurgia eu me tornei um novo homem. – diz com entusiasmo, Fábio. – Coisas que antes eu valorizava, hoje não tem impor tância. E outras que nem me impor tava, hoje eu valorizo. Quando soube da doença, Fábio se resguardou e só desabafou para uma amiga íntima, onde as lágrimas foram inevitáveis. Mas só ali. O pai só soube uma se mana antes da operação. Dizendo-se “um pecador em busca de salvação”, um eufe mismo para evangé lico, ele afirma que Deus permitiu isso justamente para que valorizasse mais a vida e as opor tunidades, tanto que após o revés, ele decidiu de vez abrir o seu negócio e a QQ Eu Como é o resultado disso. - Sempre fui meio preguiçoso, até pela criação permissiva que meu pai me deu. Era meio mimado. – afirma ele. - Hoje tento extrapolar os meus limites. Valorizo mo-

mentos como o hoje, o agora. Tudo é muito intenso. Antes eu só trabalhava e não tinha tempo pra nada. Hoje eu até tenho dois trabalhos (além do negócio, ele ainda é gerente de qualidade na empresa “Leite de Rosas”), faço pós, malho, namoro e ainda saio. Ao invés de valorizar minhas limitações, valorizo o meu tempo. Fábio tem um projeto de montar uma farmácia - objetivo para por em prática por aquilo que estudou e gosta de exercer – tendo inclusive já propostas de socie dade. A QQ Eu Como é especializada em batata rostie, um bestseller em restaurantes conhecidos, principalmente com a assimilação da culinária pop berlinense. Na lanchonete de Fábio os sabores muitas vezes foram criados em experimentações criadas pelo próprio, como a batata Amigos, nome batizado por ser a criação que mais fazia na casa de seus amigos para de gustação. - Ouço muito, e te nho lá minhas reservas, de que a nossa batata é tão boa quanto a ser vida na Belugga. – diz ele. – Independente disso, procuro trabalhar sempre com os me lhores produtos do mercado. Por exemplo: meus sanduíches são especiais. Uso o mesmo tipo de pão fornecido ao McDonalds, a mesma marca de batata frita utilizada pelo Bob’s... Traba-

lhar com produtos de boa qualidade me dá a cer teza da fidelização do cliente e disso eu não abro mão. Minha batata é a mais barata da região, mas a qualidade dela é sem igual, assim como meus sanduíches. E estamos para lançar um produto novo que fará muito sucesso! Com menos de 1 ano de negócio, a QQ Eu Como já conta com planos de expansão, e Fábio já está em conversação com uma agência de publicidade para a criação de um site para aumentar a relação com o cliente e, é claro, a sedimentação da marca. - Acho o marketing de suma impor tância e ao decidir anunciar, vi que o Jornal INFOCO NEWS tinha um diferencial, com suas matérias interessantes e não somente um apanhado de publicidades, afinal, por mais que um segmento esteja batido, a nova roupagem dada será sempre um dife rencial. Fábio é o maior entusiasta de seu ne gócio, assim como de sua própria vida. E finaliza a matéria juntando lucidez e inspiração ao refletir sobre sua “obra”: - A QQ Eu Como não é apenas mais um ne gócio, é uma vitória e faz par te de mim. Tudo o que tenho aqui dentro foi feito com muito amor. A ideia foi fazer algo diferenciado que trouxesse prazer às pessoas e me desse prazer.


Edição 14 - Ano 2 - Junho de 2012 - Distr. Gratuita - Venda Proibida

TUDO PELO SOCIAL / OPORTUNIDADES BAILE DOS SONHOS TRAZ VERDADE PARA OS SONHOS DE 15 MENINAS

Arquivo

CURSO INÉDITO FIGURA ENTRE AS NOVIDADES DO CV T QUITUNGO Ciro Costa - Aginfoco

Sonho realizado

Nada é mais democrático que o sonho. E isso é possível para qualquer classe social ou idade. Pensando nisso a Rotary Club Brás de Pina, sob a presidência deYwone Amélia Vaz Costa, com a colaboração de outros clubs de Rotary e afins, promoveram o VIII Baile dos Sonhos, onde quinze meninas debutantes de comunidades da zona norte ganharam uma grande festa das mais clássicas e tradicionais de 15 anos, que é o sonho de quase toda adolescente. Com uma grande produção, envolvendo buffets, Dj e até príncipe. Fora a participação de uma banda ao vivo.

As felizardas foram: Teresa Cristina Santos, Jeniffer Oliveira da Silva, Natáia Alves Tostes, Amanda Ferreira Perrote, Tatiana de Souza David, Mariana Gomes Nepomuceno, Lindiane Honorato de França, Tamires de Carvalho Andrade, Taís Araújo Ferreira Neto, Yasmim Mendonça dos Santos, Inatiara Fernanda Felippe Guimarães, Yngred Luiza da Silva, Tatiana Paula Santana dos Santos, Alexandra da Hora e Maiara Mendes Brum. Essas, com certeza, tiveram sua dose de sonho potencializado. E fica o exemplo de como uma iniciativa pode fazer a diferença na vida de muitas pessoas.

04

Sala do CVT - Máquinas para aulas práticas

É tempo de profissionalização no Rio de Janeiro, e não só pelos eventos mundiais que acontecerão nos próximos anos, como pelo aquecimento da economia, que vem redefinindo o poder de compra da chamada Classe C. O Centro Vocacional Tecnológico do Quitungo divulgou seu calendário de vagas para esse 2º semestre de 2012. Vale ressaltar a inserção de um curso inédito no mercado: Mecânico de

Manutenção de Aparelhos Esportivos. Neste curso o aluno aprende a montar; consertar e fazer manutenção de aparelhos de musculação, esteiras, bicicletas ergométricas e spinning, aparelhos estes que todas as academias possuem. Porém há uma deficiência no mercado de profissionais capacitados para prestar a manutenção e os reparos necessários para o bom funcionamento dos mesmos. Pensando nesta

carência é que a Faetec (CVT Quitungo) montou este curso, que vai facilitar aos concluintes (formandos) inserção imediata no mercado de trabalho. As Inscrições são pela internet: www. faetec.rj.gov.br ou pelos Pólos Faetec Digital, de segunda a sexta, de 13/06/2012 a 02/07/2012. Mais informações pelo site. Caso você não tenha internet pode se dirigir ao CVT Quitungo e utilizar as máquinas da unidade para acesso. O endereço é: Pça. Lagoa Mirim s/ nº ao lado do Campo do Aliança (Final da Rua Irapuá à direita). Telefone da Unidade Quitungo: (21)2333-5305.

Cursos Oferecidos

* Massagista Desportivo * Monitor de Recreação * Produção e Organização de eventos * Recepcionista de Eventos * Estoquista * Espanhol * Francês * Inglês * Bordado e Customização de Artigos Esportivos * Modelista * Operador de Máquina de Corte de Tecidos * Auxiliar de Manutenção Predial * Manicure e Pedicure * Manutenção de Aparelhos Esportivos * Tecnologia da Informação * Informática Inicial * Depilação


Edição 14 - Ano 2 - Junho de 2012 - Distr. Gratuita - Venda Proibida

NEGÓCIOS

05

TRIBUNAL DE MARCAS ATUA NA CONSCIENTIZAÇÃO DE QUE A MARCA É IMPORTANTE PARA A EMPRESA Ciro Costa - Aginfoco

Dr. Nilson Silva - Comercial Tribunal de Marcas

Com o aquecimento da economia e a cada vez maior qualificação do entendimento social da população, o Brasil não tem mais espaço para a informalidade das empresas. E a marca é o item de suma importância para esse passo e para a fidelização e profissionalização ampla e direta de um negócio. O diretor comercial do Tribunal de Marcas, que presta um serviço de consolidação desse serviço, Nilson Silva, 36 anos, dá uma boa definição sobre esse trabalho: - A marca é o RG, a identidade da empresa. Quando a empresa tem uma marca forte no mercado, seja ela prestadora de serviço ou um produto em si, ela se destaca no mercado. Hoje o que se sobressai no mercado é a marca. – afirma categoricamente ele. – Tem empresas que tem marcas tão fortes que possuem valores inestimáveis. O registro é feito pelo INPI, Instituto Nacional da Propriedade Intelectual, órgão federal que institucionaliza todas as marcas feitas aqui no Brasil. É o único e responsável por marcas e patentes no país.

- Muitas vezes as pessoas constituem uma empresa, mas não se preocupa com a marca que pode estar já registrada. – afirma ele. – É até uma falha do contador em não orientar o empresário a fazer uma consulta no INPI. Por isso quando a pessoa constitui a empresa, tem um tempo hábil para, se tiver algum problema, ela pode fazer uma impugnação para uma alteração contratual. Muitas vezes a empresa está crescendo no mercado e tarda em fazer o seu registro, o que acarreta em que uma outra pessoa registre o nome e a tal empresa que não registrou, tenha que alterar todo o trabalho que teve de consolidação por causa de uma marca. A questão vira um grande prejuízo. Já houve casos reais em que duas empresas tinham o mesmo nome e uma delas citou a outra, processando-a. - Todos sabemos a dificuldade que é para consolidar uma marca, iniciar um nome no mercado. Então uma pessoa depois de cinco, dez anos, ter que voltar a estaca zero, o prejuízo é muito grande. – alerta Nilson. – Realmente não compensa

atuar no mercado sem ter uma marca registrada. Segundo o diretor comercial, existe todo um processo que leva um tempo de protocolo, realmente burocrático, e o ideal é estar na mão de um advogado, uma empresa credenciada que vai acompanhar todo esse processo complexo e ter a garantia de ter o direito dele adquirido. Vale ressaltar a importância de se procurar profissionais, advogados especializados no segmento de marcas e patentes para que não tenha dificuldades nessa jurisprudência processual. - Como um processo desses dura de 1 a 2 anos, é prudente que se tenha um profissional especializado e qualificado para tal acompanhando o processo. Tribunal de Marcas é uma empresa séria com um time de 12 advogados na área de marca, e que assessora mais de 500 processos e com outros tantos já concluídos. Há uns anos vem se destacando no mercado. O JORNAL INFOCO NEWS é um dos clientes da empresa. O JORNAL INFOCO NEWS está nessa onda de se registrar como marca bem antes de seu ambicioso e real plano de expansão, pela garantia de sua legitimidade institucional. - O JORNAL INFOCO NEWS está de parabéns pela conscientização no assunto e por abrir esse espaço para que outros leitores saibam a importância dessa atitude para sua marca. – finaliza Nilson.


Edição 14 - Ano 2 - Junho de 2012 - Distr. Gratuita - Venda Proibida

SAÚDE

06

BAIXA UMIDADE RELATIVA DO AR VOLTA A ASSOLAR A POPULAÇÃO Numa cidade como o Rio, onde as estações são inconstantes e a umidade é latente, problemas relacionados ao tema são constantes. A escassez das chuvas durante o inverno diminuem a umidade relativa do ar, e a baixa umidade do ar contribui para a concentração de poluentes, piorando sua qualidade. Como consequência, começam a surgir sintomas como dor de cabeça, nariz ressecado, sangramento nasal, olhos vermelhos e ressecados, problemas respiratórios e alergias. Esses sintomas atingem todas as faixas etárias e prejudicam a qualidade de vida da população, e para amenizar ou prevenir-se deste quadro, a orientação é fundamental. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera como ideal a umidade do ar acima de 60%. É considerado estado de atenção quando a umidade cai abaixo dos 30%. Quando a umidade atinge níveis entre 19% e 12%, é decretado o estado de alerta. Abaixo disso, é considerado

Arquivo

estado de emergência. A umidade relativa do ar tem ficado abaixo dos 50%. De acordo com a meteorologista do Inmet Helena Balbino, a umidade do ar mais alta na capital é efeito da proximidade com o oceano, onde a umidade medida ficou em 74%. A baixa umidade em outras regiões do estado, por sua vez, é causada por um sistema de alta pressão comum nesta época do ano. “O ar desce da alta atmosfera e é mais frio e seco. De noite melhora, porque esfria e não há tantas nuvens”. A baixa umidade aliada ao inverno mais intenso deste ano é responsável pelo aumento do atendimento nos

prontos-socorros. No Hospital Infantil Menino Jesus, por exemplo, o número de atendimentos de crianças com doenças respiratórias cresce pelo menos 30% no inverno. O diretor do hospital, Antônio Carlos Madeira, explica que a secura do ar é só um dos fatores que explicam o alto número de atendimentos. “Há outras causas, como a circulação dos vírus da gripe e de resfriados, a tendência das pessoas se manterem mais juntas”. Minha Mãe, hoje respira melhor O diretor Comercial do jornal, Ciro Costa, tem uma experiência pessoal que compreende a questão. - Minha Mãe pigarreava muito. Idoso respira normalmente pela boca, e com a baixa umidade do ar, ressecava suas vias aéreas. Após utilizar muitas vezes o nebulizador, para tentar umedecer esta área (sem sucesso) resolvi apostar no umidificador de ar e a diferença foi gritante... É uma excelente forma de lidar com esse tempo inconstante.


Edição 14 - Ano 2 - Junho de 2012 - Distr. Gratuita - Venda Proibida

SAÚDE

07

A REVOLUÇÃO DAS LENTES POLARIZADAS Ciro Costa - Aginfoco

Exemplos da imagem vista com tipos diferentes de lentes

O uso indiscriminado de óculos escuros pode ser prejudicial a vista. E não se trata de nenhuma constatação hipocondríaca ou estudo institucional de peça publicitária. Nem só os óculos de grau comprados em camelôs representam risco à saúde dos olhos. O oftalmologista do Hospital Federal da Lagoa, no

Rio de Janeiro, Mizael Pinto alerta sobre a falta de informação que muitas pessoas têm sobre os modelos escuros expostos nas bancas. “Não é a cor da lente que protege o olho. O que protege o olho é o filtro ultravioleta que a lente tem que ter. Esse filtro evita que os raios ultravioletas do sol penetrem

nos seus olhos e vá ocasionar doenças na retina. A grande maioria das lentes de boa qualidade já tem filtro ultravioleta. E essas lentes, vendidas em camelôs, não têm nada disso”. A lente polarizada é uma solução bastante viável: quando você tem uma fonte de luz (como uma lâmpada), tem todo e qualquer tipo de onda eletromagnética saindo daquela fonte. Quando colocamos uma "lente polarizada" na frente daquela luz, ela polariza o efeito. Ou seja, passar por tal lente polariza a luz. Luz polarizada significa que todas as ondas que você tem estão "vibrando" da mesma forma, estão "alinhadas". Então, o que

se descobriu é que, quando a luz do Sol é refletida por qualquer objeto na Terra, ela se torna polarizada. Se você usar uma lente

luz sem perder a nitidez da imagem. Então, a imagem final é mais nítida. O mesmo princípio é aplicado nessas novas lentes

que tem a polarização *oposta* àquela da luz que está chegando na sua vista, você aniquila aquele efeito de "brilho" da

amarelas, recomendadas para se dirigir à noite: elas filtram o brilho extra que estaria vindo de faróis e lâmpadas, deixando

a imagem mais nítida. É importante ressaltar que essas lentes são adaptadas a todos os tipos de pessoas. Sejam as que passam muito tempo ao ar livre, praticantes de esportes, especialmente os aquáticos, pescarias, profissionais da construção civil, paisagistas ou até mesmo em pessoas que quando estão dirigindo e sentemse incomodadas com os reflexos do sol refletindo no carro da frente A lente polarizada é hoje uma realidade no setor óptico e com as novas tecnologias, os usuários ganham benefícios como durabilidade e leveza ficando assim mais fácil ver a luz confortavelmente.


Edição 14 - Ano 2 - Junho de 2012 - Distr. Gratuita - Venda Proibida

TURISMO

08

CALDAS NOVAS: NA ROTA DO TURISMO PARA TODAS AS IDADES Ciro Costa - Aginfoco

Fontes Termais

Todos os anos, mais de um milhão de turistas visitam a pequena Caldas Novas. Eles chegam em busca das águas quentes do balneário, considerado a maior estância hidrotermal do mundo. Com temperaturas variando entre 30 e 57 graus, as centenas de piscinas dos hotéis e dos clubes atraem especialmente

grupos da terceira idade e famílias com crianças, que lá encontram atividades recreativas e muita diversão dia e noite. Relaxar também faz parte do programa – quem resiste a uma banheira de hidromassagem ao ar livre com água bem quentinha? Nos últimos tempos os mais jovens vem descobrindo as maravilhas do lugar, principalmente para uma inusitada viagem romântica ou mesmo diversão entre amigos. A descoberta das águas quentes aconteceu no final do século

XVIII, mas a primeira sucesso foi tanto que o “casa de banho” de Cal- número de convidados das Novas surgiu ape- só aumentava. Dez anos nas em 1910. Ela foi mais tarde, em 1920, os construída pelo major herdeiros do major Victor e o Victor médico de OzeCiro Palda Ala merston p a r a construseus faíram em miliares sociee amidade o gos, e Várias alternativas de lazer primeiro funcionava onde hoje é o Bal- balneário público, com neário Municipal que duas banheiras esmalatualmente está pas- tadas e três cimentadas. sando por uma reforma Mas o primeiro grande para voltar a funcionar. empreendimento surAs instalações eram de giu somente em 1964: madeira e tinha ape- a Estância Thermas do nas duas banheiras. O Rio Quente, que antes

CASA E CIA Persianas (1ª) parte Por : Victor martins - consultor projetista

Pelos diversos modelos e texturas oferecidos hoje em dia, as persianas são responsáveis por dar aquele toque final à decoração, oferecendo um acabamento com estética e personalização evitando entradas excessivas de luz, que além de deixarem o ambiente mais aconchegante, auxiliam na proteção de seus móveis, principalmente se estes forem em laca, e ajudam a proteger a privacidade. Mas escolher a persiana ideal para seu ambiente pode ser um pouco mais elaborado do que simplesmente achar um tecido bonito ou modelo interessante. Lembre-se que ela pode transmitir sensações e aliviar ambientes pesados,

e cuidado para a textura não chamar mais atenção que o móvel bonito que acabou de comprar. Imagine seu ambiente e como você quer que ela entre nesse contexto. Mas se o objetivo pode ser destacar a peça, cuidado para não criar muita informação visual, o ambiente deve ter poucas texturas e cores para não brigarem por atenção. Aquela regra sobre cores que comentei em algumas edições atrás vale nesse caso também, cores fortes puxadas para o vermelho e marrom para aquecer o ambiente e cores mais claras para refrescar, e nesse assunto o material pode fazer efeito, como a madeira para esquentar e lisos como PVC para aliviar. O tamanho faz muita diferença. Se você gosta de abusar nos

Acima: controla luminosidade e produz um ambiente mais sofisticado; abaixo: luz e privacidade controladas, além de interagir com o ambiente

objetos decorativos de parede opte por dimensões da persiana próximas as da janela, sendo apenas na largura ou mesmo na altura, essa última é muito utilizada em escritórios. Se interessou em fazer esse pequeno

investimento e valorizar seu ambiente com essa consultoria que dou nas minhas colunas? Entre em contato pelo anúncio ao lado e faça um orçamento comigo, mas continuo dizendo: Aqui o decorador é você!!!!

pertencia ao município de Caldas Novas. Nos dias de hoje Caldas Novas recebe milhares de turistas do Brasil e do mundo. Grandes empresas contribuíram para esse crescimento atual, em destaque para o grupo Privé, Di Roma, IMG Hotel Águas da Serra e grandes belezas do nosso cotidiano como o magnífico lago Corumbá hoje um dos setores mais valorizados de Caldas Novas. A cidade está em constante expansão e cada vez mais reconhecimento no âmbito nacional e internacional.

Alem de várias estâncias termais, Caldas Novas possui na praça central a Igreja Matriz também chamada Dom Orlando é a praça mais antiga da cidade recebe vários turistas e está rodeada por bares e restaurantes mais freqüentados pelos turistas além da sede da Secretaria do Turismo onde se pode pegar informações sobre lugares a ser explorados pelos turistas. A Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores foi construída em 1850 e é a construção mais antiga de Caldas.


Edição 14 - Ano 2 - Junho de 2012 - Distr. Gratuita - Venda Proibida

09


Edição 14 - Ano 2 - Junho de 2012 - Distr. Gratuita - Venda Proibida

MUNDO ANIMAL Conhecendo o mundo Das aves - Parte 02

Por : DR. BRUNO VILS R. DOS SANTOS - CRMV 9406 - ATENDIMENTO NOSSOS BICHOS Arquivo

Calopsita Cuidados gerais para se manter uma calopsita saudável e em segurança. (continuação) CUIDADOS EM CASA: Produtos que possam fazer mal à ave: purificadores de ar, velas (em uso), perfumes, cigarros, produtos químicos, plantas tóxicas, etc. Se sua ave está acostumada a voar pela casa, você deverá redobrar cuidados: as janelas devem estar com cortinas, ventiladores de teto desligados, etc. Pense na possibilidade de colocar telas nas janelas e/ou varanda do apartamento. Tome muito cuidado com sua ave andando pelo chão da casa, elas podem ser pisoteadas sem querer. Infelizmente vemos muitos casos de pessoas que se distraem, e não percebem a presença da ave no chão, e na maioria dos casos, a ave acaba morrendo. Jamais deixar a ave voar pela cozinha, as conseqüências podem ser desast ros as, principalmente se o fogão estiver sendo utilizado com

panelas quentes. A ave não deve ser deixada fora da gaiola, sozinha sem supervisão. Manter baldes vazios e tampa do vaso fechada para evitar afogamentos. Cuidado com outros animais na casa! Cães, gatos, etc. não devem ser deixados sozinhos com a ave. Nas datas comemorativas, as aves podem se assustar com o barulho dos fogos, procure ficar nesses momentos com sua ave, para passar a ela segurança e minimizar situações como debater-se na gaiola. Não saia com sua calopsita ao ar livre, mesmo sua ave estando com asa cortada, pois a calopsita se assusta com facilidade e, além de acidentes que podem ocorrer, existe uma grande chance de a ave fugir. Em resumo, não dá para prevermos as suas reações. HIGIENE: Limpeza diária ou no máximo a cada dois dias dos comedouros, bebedouros, poleiros e chão da gaiola (que deve estar forrado com jornal ou papel). Obs: Lavar os poleiros com água

10

FLAGRANTE ANIMAL

fervendo. TOXIDADES: • Plantas Tóxicas: Ex. olho de cabra, Orelha de Elefante, Comigo Ninguém Pode, Costela de Adão, Azalea, Mamona, Tulipa, Alamanda, Narcisus, Lantana Camara e outras. • Nicotina: Fumantes que moram ou visitam onde a calopsita mora. • Gás Teflon: Gás liberado de panelas, que tem teflon no fundo, quando aquecidas. • Outros: Desinfetantes com amônia, cloro, água sanitária, detergentes, s a b o n e t e s , inseticidas, raticidas, herbicidas e outros. BRINQUEDOS: Tenha muitos brinquedos em casa. O ideal é sempre ficar trocando os brinquedos para que não virem simples objetos decorativos. É importante que sua Calopsita se mantenha ocupada, mantendo p l a y g r o u n d s para sua ave se distrair! Quanto mais inteligente é o animal, maior a necessidade de distração. OBS: Lave os brinquedos habitualmente, e quando notar excessivo desgaste dos mesmos, descarte-os. Cuidado com tintas de parede, de ferro e de madeira, pois a sua Calopsita pode bicar a tinta da madeira, parede, ferro..., e com isso acabar ingerindo metais pesados e tóxicos.

MURAL ANIMAL Fotos enviadas por Mariana - Olá, tenho um yorksihre muito simpático, vai com todo mundo, um amor de cãozinho chamado Federico. Gosto muito dessa foto dele, por isso resolvi enviar. Obrigada desde já.

Estas foram enviadas pelo Dr. Bruno Vils da Veterinária Nossos Bichos. São de sua calopsita antes e após um banho TODOS OS MESES ESTAREMOS AQUI EXPONDO AS MAIS BELAS FOTOS ENVIADAS PELOS NOSSOS LEITORES. NÃO DEIXE DE ENVIAR SUA FOTO ENGRAÇADINHA OU EM UM MOMENTO REALMENTE ENGRAÇADO. AGUARDAMOS VOCÊS. ENVIE SUAS FOTOS PARA: CONTATO@JORNALINFOCONEWS.COM.BR


Edição 14 - Ano 2 - Junho de 2012 - Distr. Gratuita - Venda Proibida

É SHOW

11

ZÉ DA VIOLA

ZÉ DA VIOLA , PERSON ALIDADE DA MÚSICA E DA DISNEY Ciro Costa - Aginfoco

E quem diria que, a música da zona norte iria encontrar representação nas clássicas animações da Disney... Zé da Viola, que nasceu Lourival mas foi rebatizado justamente pela paixão à música, é uma das figuras mais conhecidas da região, tendo começado a carreira precocemente aos 16 anos. - Comecei tocando com meus irmãos, mas naquela época nem poderia tocar, pois eu era menor de idade. – diz ele. – Cansei de fazer baile escondido. Zé relembra que apesar de contar com o apoio da mãe, seu pai era contra essa sua fixação musical. - Ele dizia que eu tinha que ser algo na vida. – lembra. O músico fez o curso técnico de raio-x, porém a música falou mais alto e é por onde ele tem se dedicado nos últimos

anos. - Digo que criei os meus filhos com a música. – Afirma, orgulhoso. Zé já morou durante anos na Vila da Penha e hoje reside em outra Vila, a vizinha, Valqueire. Sua relação com o atual bairro é marcada pelo drama com que

um vasto repertório de MBP, com algum diálogo com o pagode. Vale ressaltar que Zé toca com amigos que harmoniosamente levam seus instrumentos e fazem seus “shows” gratuitamente. O mais curioso em sua trajetória de vida é que Zé da Viola possui gravações recorrentes para animações da Walt Disney, tendo investido seu talento em filmes como Toy Story 1 e 2 e Vida de Inseto. - Comecei com trilhas sonoras por causa de um trio musical que participava com meu falecido irmão, onde chegamos a gravar Ciro Costa - Aginfoco

Zé dividi seu espaço com amigos passou: um tumor do cérebro cegou um de seus olhos, afetando cerca de 70% da visão. Porém a doença foi estabilizada e hoje ele continua batendo ponto no Bar do Raí, que freqüenta desde antes de ter esse nome. Junto com o violão, ele vai reunindo melodias e amigos com

até pela Polygram. Isso é uma prova de que talento não tem fronteiras. Zé da Viola toca às sextas a partir das 20:00 h no Papo de Esquina (De Bar em Bar 013), Rua Antonio Storino 161 Lj A, Vila da Penha. Telefone para contato: 2470-3883.


Edição 14 - Ano 2 - Junho de 2012 - Distr. Gratuita - Venda Proibida

GASTRONOMIA DE BAR EM BAR Ciro Costa - Aginfoco

12

ORIGINAL DO BRÁS

Ciro Costa - Aginfoco

Rua Guaporé, 680 - Brás de Pina - RJ tel.: (21)3866-1313 O PREMIADO "ORIGINAL DO BRÁS" E SUA MEMÓRIA AFETIVA

zindo?) um cliente que gostava muiDecoração de bom gosto to do que ele oferecia. Numa dessas Cheio de histórias, seu José Carlos, 63 ironias da vida, ele disanos, é dono do Origi- se que um dia iria abrir nal do Brás, um boteco um bar com seu José. tradicional que con- Porém a falta de recurquistou espaço e pres- so fez com que desististígio na mídia em geral sem. - Até que apareceu justamente através de esse ponto bem mais sua aparente simplicidade e bom gosto gas- barato e acabei fechando o negócio. – diz ele. tronômico. Seu José lembra que, – Nem me preocupei no início, o objetivo tanto com a localização real não foi só abrir um pois entendo que Brás bar. Como ele traba- de Pina é um ponto lhava com buffet e fa- bom. Morador da rua Irazia churrasco, acabou conhecendo (ou sedu- puá, na Penha Circular,

há quase 40 anos, Seu Jose possui o bar desde 2004. - Creio que 60% dos clientes são de fora da região. Uma matéria do jornal O GLOBO sobre o resgate dos botequins foi o estopim para que o bar não saísse mais da mídia. Tendo inclusive sido pauta recente para um jornalístico da TV Record. Mas o grande orgulho do lugar é mesmo a condecoração conquistada na renomada premiação Comida Di Buteco. - Fomos convidados para participar do Co-

mida Di Buteco e sempre oscilamos entre os primeiros lugares. Esse ano ficamos em 3º entre 31 participantes. A “comida de boteco” premiada foi um espetinho de filé de frango especialmente condimentada. Foi justamente criada para o concurso. Geralmente os pratos são idealizados por ele e a esposa, as “mãos de fada” (segundo ele) Sra Zilma Garcia. Os pratos premiados são os que mais saem, assim como o Giló a Calabresa, o Caldinho de Feijão etc, etc... - Aqui, eu tenho uma

Quitutes do Original

variedade de comidas que atende a vários gostos. – sentencia ele. Dentre as curiosidades do premiado bar estão a Noite de Chorinho que ocorre de 15 em 15 dias e um espaço de honra dedicado ao falecido Luiz Carlos da Vila. Seu José se emociona ao falar desse espaço: - A visita mais nobre que já tivemos aqui, com certeza, foi a do Luiz Carlos da Vila. – diz com lágrimas nos olhos. – Fizemos isso com ele ainda em vida e quando soube passou

a frequentar o bar. Era um amigo da casa . O bar já foi visitado pelo pessoal do Fundo de Quintal, do Cacique de Ramos, Gabrielzinho de Irajá dentre outros célebres do mundo do samba. Seu José Carlos faz questão de finalizar a matéria agradecendo aos clientes que sempre batem ponto em seu boteco. - Agradeço ao público que vem perto ou de longe, pois só conquistamos tudo isso por causa deles. Essa frequencia é de suma importância para nós.


Edição 14 - Ano 2 - Junho de 2012 - Distr. Gratuita - Venda Proibida

GASTRONOMIA / VARIEDADE MURAL DE BAR EM BAR

inal Equipe Orig

Cantinho do Luiz Carlos da Vila

Espetinho Pi lugar, Comidacante - 3º Di Buteco 2012

Casal Garcia Um Rolé pelo Subúrbio Prato 1º. colocado em 2008 Fotos: Ciro Costa - Aginfoco e arquivo Original do Brás

13


Edição 14 - Ano 2 - Junho de 2012 - Distr. Gratuita - Venda Proibida

SERVIÇOS

14

NOVA LEI PROMETE REAPROVEITAMENTO DE ÁGUA EM POSTOS Na onda da movimentação social e midiática da RIO+20, uma nova lei tramita na câmara para ser votada efetivamente em que os donos de postos que oferecem o serviço de lavagem de carro serão obrigados a instalar sistemas de coleta e filtros para reutilização da água da chuva. Alguns estados já estão avançados na medida, mas Rio e São Paulo ainda dependem de aprovação. O investimento na aquisição do filtro ficará a cargo dos empresários. Serão ainda definidos como os postos farão a captação da água, que tipo de filtro será utilizado, qual a qualidade de água reutilizada que será admitida e como isto será implementado. A estimativa é que dentro de um ano a lei vire realidade no Distrito Federal. Após o prazo de seis meses para regularização, pode ser dado ou não um segundo prazo para os postos se adequarem. O autor do projeto, deputado distrital Peniel Pacheco (PDT), considera que não haverá problemas na viabilização da lei. Segundo pesquisa do Ibope divulgada em 2005, 88% dos brasileiros acreditam que o país terá problemas de abastecimento de

Ciro Costa - Aginfoco

André Vieira

água a médio ou longo prazo; 64% dos jovens gastam de 6 a 15 minutos no banho; e 44% da população aponta o desperdício como o maior problema que pode afetar o abastecimento de água no Brasil. Além disso, a pesquisa concluiu que, para evitar o desperdício, 50% dos brasileiros propõem fechar a torneira na hora de escovar os dentes e reduzir o tempo no banho. Empresa na Vila da Penha Implanta Técnica de Lavagem a Seco Despertado após a segunda grande guerra mundial, a falta de água gerou o surgimento de tecnologias alternativas para a sua substituição. Nos idos da década de 1980 surgiu nos Estados Unidos a tecnologia de lavagem a seco, voltada para o ramo automotivo. Seu grande apelo é a total segurança em termos ecológicos, bem como a redução de custos para usu-

ários empresariais e particulares. E é claro, a economia de água. Box 757 Ecolavagem, empresa que opera no ramo automotivo especializada em serviços de carroceria, oferece lavagem a seco com produtos do KIT DRY- LIMP. Desenvolvido pela Technotrade, que visa economizar água, vem muito a calhar, principalmente se essa lei for efetivada. E ainda transforma-se numa atitude de consciência ambiental. André Vieira, gerente da Box 757 explica que além da lavagem a seco com estes produtos ser ecológicamente correta, seus resultados são muito eficazes. - Nossos clientes ficam felizes com os resultados deste tipo de lavagem. Nossos produtos têm qualidade garantida o que produz um efeito no automóvel, onde o mesmo só precisa ser lavado novamente no período de 15 dias. Neste período basta um pano molhado. – afirma André. Ele comenta ainda que mesmo a lavagem feita a base de água utilizando um lava-ajato, a economia propiciada é de até 80% no consumo. André convida – Venham conhecer nosso sistema e vejam por si só os resultados.


Edição 14 - Ano 2 - Junho de 2012 - Distr. Gratuita - Venda Proibida

AUTO E MOTO

15

DICAS DO MOZER

Por : MOZER VIDAL - PROFISSIONAL EM MECÂNICA

O JORNAL INFOCO NEWS mantém seu DNA de diálogo frequente com a sociedade com mais uma coluna que abordará o mundo da manutenção de carro. O empresário Mozer Casal Vidal dará dicas sobre como fazer bom uso de seu carro, com a consciência da conservação. Mozer possui vasta experiência no ramo, trabalhando há 40 de seus 60 anos na área, sendo proprietário inclusive de uma oficina de direção hidráulica. Para abrir esse espaço, ele dá algumas valiosas dicas sobre direção hidráulica, comumente, um con-

NOVO COLUNIS TA DARÁ DICAS IMPOR TANTES PARA MANUTENÇÃO DE SEU CARRO junto de peças que por pressão vem trazer um conforto maior para o condutor, até porque, segundo ele, são peças caras, mas que cada dia duram menos. Dentre os principais cuidados para manter uma direção com tempo útil maior é a manutenção. Primeiramente o óleo tem que ser trocado de seis em seis meses, pois o mesmo pode perder sua função ocasionando a formação de um tipo de geléia de sujeira dentro do equipamento hidráulico. Óleo sempre de boa qualidade. O óleo de freio também deve ser trocado regularmente. Hoje existem os óleos sin-

téticos, que são mais resistentes. A prevenção de alinhamento e a parte da suspensão do carro é muito importante para que a direção não sofra esforço em excesso. O melhor tempo para a troca não é medido pela quilometragem, e sim pela coloração do óleo. Estando escurecido, é claro que é hora de trocar. Questionado sobre a melhor maneira de se passar em quebra molas, Mozer responde: - O mais certo é entrar com as duas rodas dianteiras, de frente. Normalmente se passa em diagonal quando o carro é muito baixo, o que evita raspar seu

fundo. – e continua ao responder sobre o estacionamento com a direção virada. - Não há problema algum desligar o carro com o jogo virado, isso é crendice do povo. Mozer sugere que sempre ao subir uma calçada, nunca o faça em diagonal e principalmente com o jogo virado. Isto pode forçar a suspensão ocasionando a perda do alinhamento da direção, e também danificar alguma bucha (borrachas da suspensão). Além disso, pode-se deformar o pneu ou até mesmo um dano maior. Quanto a marca do

óleo ele comenta: - Não é bom misturar duas marcas de óleo, já que a tendência é virar uma "lama". Como profissional, recomendo o óleo Texamatic, muito bom para veículos que rodam com óleo mineral. E ele finaliza dizendo ser muito importante

que as pessoas assimilem as dicas, pois é muito comum ver chegar em sua oficina carros novos mas com equipamentos destruídos por causa de óleos baratos, o torna ainda mais trabalhoso sua tarefa pela dificuldade para limpar e ficar literalmente limpo.


Edição 14 - Ano 2 - Junho de 2012 - Distr. Gratuita - Venda Proibida

ESPORTE

16

A PAIXÃO FUTEBOLÍSTICA QUE MOVE O SIDERADOS F.C. Divulgação - Siderados

Decisão Taça de Prata 2011-2012 Em pé : Márcio Topeira (com seu filho), Rafael (Treinador Substituto), Alex, Diogo, Sucuri, Léo, Rafinha, Cristiano, Gabriel - Agachados : André 'Peta', Ary, Thiago, Henrique, William, Anderson, Baixinho - Sentado : Diego Rosas A paixão futebolística não está restrita aos times grandes. Os pequenos times de bairro vêm conseguindo cada vez mais importância e relevância no coração da cidade. E para além da territorialidade, existem times que existem por pura paixão pelo esporte, que é o caso do Siderados Futebol Clube. A iniciativa para o surgimento é tão inusitada quanto interessante, como explica o fundador, Diego Rosas: - Em 2007 fui convidado a jogar o campeonato de Futebol Amador do Mello Tênis Clube e no meio do campeonato o 'Organizador' abandonou o time. Então eu, por gostar de gestão e ser apaixonado por futebol, tive minha primeira experiência como gestor de um time de futebol. – diz ele. - O campeonato acabou e em 2008 eu montei o primeiro time do Side-

rados FC. O Mello T.C. passou por eleições e reformas e em 2011 o campeonato voltou a ser disputado. Então um novo Siderados F.C. foi organizado, com alguns jogadores daquela época, mas com uma gestão mais profissional e organizada. - Nosso time é bastante novo, porém com idéias inovadoras e com uma visão de crescimento contínuo e sustentável. –afirma Diego, com convicção. Diego declara-se uma pessoa extremamente motivada e apaixonada por Gestão na Área Esportiva e isso explica a iniciativa para com o time. - Na minha formação possuo dois cursos bastante interessantes que me permitem ter uma visão profissional e que uma grande qualificação nas ações que tenho em relação ao time. – relata ele. Também tenho muito

orgulho em estar inscrito no curso oficial da Fifa (em parceria com a Fundação Getúlio Vargas) de Gestão, Direito e Marketing no Esporte. Acredito que será um enorme diferencial para que eu tenha uma performance ainda mais eficaz e eficiente na gestão do Siderados F.C.. Tenho uma paixão enorme por ele e já é o meu primeiro time de coração, além de ter grandes expectativas e sonhos para nosso clube. Diego cita ainda acreditar ser o único time de futebol amador onde todos os jogos são filmados e disponibilizados no Youtube para todos os interessados terem acesso. Eles têm ainda uma página no Facebook onde há uma ligação direta com fãs e torcedores. O time está em seu primeiro campeonato, mas já nota-se um senso de organização

claro, o que aponta para o crescimento do grupo . Com um gasto mensal de aproximadamente de R$ 1.000,00, que são divididos entre os jogadores, o time está buscando ativamente um patrocínio desde o ano passado, fazendo contatos com empresas como Nike, Gatorade, SUMM, Taeq, Herbalife, porém ainda não conseguiram nenhuma resposta positiva. - Nós procuramos realizar parcerias com empresas que possam ativamente contribuir para o crescimento do nosso time e que seu negócio tenha re-

levância no meio esport i v o . Como o se pode observar, todas as empresas em que solicitamos patrocíno possuem produtos que melhoram a performance dos nossos atletas. –diz ele. - Nosso planejamento para 2012 é participar novamente do Campeonato de Futebol Amador do Mello Tênis Clube. Como será nosso segundo campeonato, nossa intenção é participar de um modo muito mais eficaz, conseguindo um número expressivo de

vitórias e disputando ativamente o Título. Para 2012 nossa intenção é entrar na disputa dos seguintes campeonatos : Liga de Futebol 7 Society do Rio de Janeiro e Campeonato de Futebol Amador do Mello Tênis Clube. Temos o planejamento de crescimento contínuo, porém sem pular etapas. Diante de tamanha paixão e empenho, temos certeza que esse desafio será vencido.


edicao_014