Page 1

NOVA

www.conhecerconcursos.com.br

dos as troglodit

; A esmo o ao acas ) (p. ext. Virtude

Sentar, em inglês

ma Sisete C cdile r a , irélefoto nia Thte o lar bracseillueir

Signif cado sinal

Concursos Sistema de telefonia celular

Estude fazendo passatempos!

Sentar, em inglês

Significado do" sinal "&

É usado na a fotografi em 3-D Preposição de tempo am Caminh

Isso, em l espanho

Sapo daia Amazôn

A Árvore l Naciona m e , 0 0 2.1 s romano

Isso, em l espanho

Sapo daia Amazôn

Ataque aliviadocom ne r bulizado

Basta; chega (interj.)

on- (?)-kLw ivrtroes sa s a dos do do,gra rcuiaçul lmamam ana itas core nos sun

É usado na a fotografi em 3-D Preposição de tempo am Caminh

A Árvore l Naciona m 2.100, eos roman

nto Instrume e para s ver ao longe

l Materia expelido pelo vul-l.) o cão (Ge

de nível médio

Português • Raciocínio Lógico • Direitos Constitucional e Administrativo • Informática Níquel aLivros s os grados d amuçulm as it nos sun

Níquel ) (símbolo

nto Instrume e para s ver ao longe

l Materia expelido u pelo v l-l.) o cão (Ge

)

(símbolo

Nesta edição: Acentuação Análise combinatória Direitos individuais e coletivos Agentes públicos Segurança da informação

+ Simulados Coluna de

William Douglas

O “guru dos concursos”

R$ 5,90

Coquetel Conhecer Concursos Nº 01

“tenha um sonho, acredite nele e vá buscá-lo!”

entrevista

Darla de Assis

Servidora da Eletronuclear

“TODAS as reprovações foram novas oportunidades para que eu me aperfeiçoasse”


LIVROS COQUETEL Para deixar em forma a parte mais importante do seu corpo:

O CÉREBRO

200 jogos visuais que estimulam o raciocínio lógico e o pensamento criativo

Mais de 100 jogos para afiar a inteligência, a memória e a capacidade mental

100 jogos e exercícios que irão ajudá-lo a liderar, empreender e prosperar

50 exercícios para transformar a sua forma de pensar

Uma forma divertida de treinar e aprender a língua inglesa

50 jogos para treinar e estimular diferentes áreas do cérebro: • criatividade • estratégia • rapidez • visão • tática

Compre esses e outros livros na

Loja Singular

lojasingular.com.br/coquetel

50 jogos para desenvolver sua capacidade mental e rapidez de raciocínio


editorial

conhecerconcursos.com.br

O negócio é passar, de preferência brincando! Está mais do que provado: uma das melhores formas de aprendizagem é aquela que se dá de forma lúdica. E neste terreno, Coquetel sai na frente com toda a sua experiência. Nada mais justo, portanto, que o lançamento de “Conhecer Concursos” tenha a chancela do selo que é líder de mercado há mais de meio século. Composta por jogos inteligentes e feitos sob medida, “Conhecer Concursos” irá ajudá-lo a fixar os conteúdos em seu cérebro, além de fornecer dicas, macetes e simulados. E tudo isso com o apoio de renomados professores, que conhecem como poucos os assuntos mais recorrentes nas provas. Os temas são dissecados e oferecidos a você através de palavras cruzadas, caça-palavras e outros jogos. Seja nas horas de lazer ou no caminho de casa ou do

4 Coluna William Douglas 5 Entrevista

trabalho, a partir de agora os concurseiros possuem uma excelente ferramenta para reforçar e testar os conceitos que aprenderam nas aulas. Quem já fez provas para concursos sabe o que isso significa. Costuma ser longo e exaustivo o caminho para se ingressar no funcionalismo público e conquistar a tão sonhada estabilidade no emprego. Em meio a tantas apostilas, simulados e livros, “Conhecer

6 Português 10 Raciocínio Lógico 14 Direito Constitucional 18 Direito Administrativo 22 Informática

Concursos” oferece a você um diferencial: a oportunidade de aprender brincando. Divirta-se!

26 Simulados

Daniel Stycer

32 Soluções

Editor


Palavras de Guru Sempre fui fã de Coquetel, que utilizo para, nos momentos de lazer e descanso, desafiar minha mente. O raciocínio, quando feito de forma lúdica, pelo mero prazer de exercitar a mente, parece que flui ainda melhor. Portanto, considerei excelente iniciativa Coquetel providenciar, para nós concurseiros, revistas que conjugam diversão inteligente com temas usuais nos concursos. Como disse Sir James Dewar, “o cérebro é como um paraquedas: só funciona quando está aberto”. Cérebro não gasta, não estraga... senão quando o deixamos sem uso, enferrujando. Ouça um conselho de “guru”: você pode e deve usar seu cérebro e também as oportunidades que tem para vencer na vida, o que inclui rever a matéria. Utilize Coquetel como uma fonte de informação e revisão, mas não a única. Este instrumento que você tem nas mãos será excelente se for um complemento. Assim como os cursos preparatórios e a internet, ele pode fazer parte de um sistema de estudo. Nem o curso, nem a internet, nem esta revista, nada deve ser feito de forma isolada. O estudo individual e a realização de questões de concurso são indispensáveis.

| Coluna William Douglas

Aqui mesmo, na minha coluna nesta revista, darei várias dicas. A

4

primeira delas é: tenha um sonho, acredite nele, acredite em você e vá buscá-lo! Será um prazer vê-lo realizando seus sonhos e planos. Estou certo de que isso vai acontecer após o preço certo de estudo e trabalho, de tempo e persistência. E, acredite: vale a pena! Vale muito a pena! Com abraço fraternal e concurseiro,

William Douglas,  juiz federal /RJ, professor, escritor e "guru dos concursos"

Confira as dicas de William Douglas ao longo da revista.


Perseverança premiada A administradora Darla de Assis, de 26 anos, vinha tentando, desde 2007, uma vaga de servidora pública. De lá para cá, perdeu as contas de quantos concursos prestou. Porém, em meio a inúmeras reprovações – algo comum no mundo dos concursos –, em 10 foi aprovada e já recebeu quatro convocações – a primeira demorou dois anos. Darla conseguiu o que queria e hoje compartilha com os leitores de Conhecer Concursos um pouco da sua experiência.

Considerando tentativas anteriores, o que você acredita que a levou à aprovação, desta vez? Muita oração, fé, estudo, perseverança, dedicação, disciplina e apoio total da minha família e dos verdadeiros amigos! Todas as ditas “reprovações” foram novas oportunidades para que eu me aperfeiçoasse um pouco mais nas disciplinas em que não tinha me saído bem. Desta forma, eu procurava manter um estudo direcionado, de modo a suprimir a maior parte das dificuldades identificadas. Não deixava de lado as demais disciplinas, procurando manter um equilíbrio entre elas. Quais os métodos de aprendizagem que mais lhe serviram? O método dos resumos e repetição foram os que eu mais usei. Costumava, por exemplo, estudar com base nos livros, resumindo-os, portanto. Procurava escrevê-los à mão, de modo a entender o conteúdo proposto. Em paralelo, todo o tempo que eu tinha disponível, leis e aulas em áudio eu escutava. Assim, na condução, na rua, enfim, onde eu estivesse era o momento que eu aproveitava para internalizar as matérias.

Como era sua rotina de estudos? Estudava diariamente, quase o dia inteiro, fazendo intervalos para as refeições. Alguns dias da semana eu reservava para ajudar nas tarefas de casa e organizar os materiais para novos estudos. Bibliotecas eram outros locais os quais eu frequentava para aperfeiçoar o meu estudo. É possível conciliar disciplina e diversão? Sim, é possível conciliar estas duas variáveis, porém com muita responsabilidade e comprometimento. O comprometimento em questão refere-se ao objetivo principal, que é a aprovação no certame público. Desta maneira, a responsabilidade com o estudo deve ser prioritária em relação à diversão e esta última deve se dar de modo que não comprometa o rendimento nos preparativos. Que mensagem poderia deixar para quem ainda está na busca por essa conquista? Devemos ser perseverantes e não podemos nos abater por nada e ninguém que diga o contrário daquilo em que acreditamos. Não perca tempo com pessoas e coisas que não vão agregar valor a você! Afaste-se de tudo aquilo que não contribuirá para o seu crescimento. São estes detalhes, estas bases, que farão a diferença. Estude, dedique-se com esmero e veja-se como se você já estivesse no local onde quer estar. E tenha paciência. Invista este precioso tempo em você. O seu esforço não será em vão.

| Entrevista

Que motivos fizeram você optar pelo concurso público? Sempre quis atuar na área pública. A estabilidade e a colaboração na prestação dos serviços públicos foram pontos que me motivaram a adentrar neste mundo.

5


Acentuação Professor

Renato Aquino

Todas as PALAVRAS possuem uma SÍLABA que é pronunciada de maneira mais FORTE, a chamada sílaba TÔNICA. E é de acordo com a POSIÇÃO da sílaba tônica que as palavras são classificadas: quando a sílaba tônica é a última sílaba, temos uma palavra oxítona; quando é a penúltima sílaba, uma paroxítona; e, quando é a antepenúltima sílaba, uma proparoxítona. Conheça as REGRAS gerais de ACENTUAÇÃO gráfica. 1)  Acentuam-se as OXÍTONAS terminadas em a, e, o, em, ens.      Ex.:    cajá, você, vovô, ALGUÉM, vinténs 2)  Acentuam-se as paroXÍTONAS terminadas em l, n, r, x, i, u, um, uns, ps, ã, om, ons, ditongos (todos os tipos).

Autor do livro

Português para Concursos

     Ex.:    hífen, clímax, ÁLBUM, órfã, colégio 3)  Acentuam-se TODAS as proparoxítonas.      Ex.:    LÂMPADA, árvore, histérico 4)  Acentuam-se os monossílabos tônicos terminados em a, e, o.      Ex.:    pá, pé, pó

Casos especiais:

Observações:

1)  Acentuam-se os ditongos abertos

a) Mesmo sozinha

éi(s), éu(s), ói(s), somente em final de

na sílaba, a letra I não

palavra.

será acentuada quando

Ex.: papéis, céu, troféu, herói Mas ATENÇÃO! Palavras paroxítonas, como “assembleia”, não levam acento. 2)  Acentuam-se as letras I e U,

| Português

tônicas, quando são a segunda vogal

6

de um HIATO, estando sozinhas ou formando sílaba com S. Ex.: saída, faísca, graúdo, balaústre No entanto, as palavras “cairmos”, “ainda” e “juiz”, por exemplo, não são acentuadas.

seguida de NH. Ex.: moinho b) Se for VOGAL repetida (II ou UU), não haverá acento. Ex.: vadiice, urucuuba c) Também não são acentuadas quando, em palavras paroxítonas, são antecedidas por DITONGO. Ex.: cauila, feiura (cau-i-la, fei-u-ra)


Dominox

O Dominox consiste em preencher o diagrama, respeitando os cruzamentos, com as palavras em destaque no texto.

p o s i Ç Ã

Você é o seu maior aliado; portanto, trabalhe suas atitudes. Motivação, compromisso, autodisciplina, organização, flexibilidade e consciência do seu projeto devem fazer parte não apenas de seu vocabulário, mas de sua rotina.

| Português

o

7


Direta

Idรฉia ou ideia?

Vocรช jรก viu que, de acordo com a nova regra ortogrรกfica da lรญngua portuguesa, nรฃo se usa mais o acento nos ditongos abertos รฉi e รณi das palavras paroxรญtonas. Resolva a Direta sabendo que as casas em destaque referem-se a palavras paroxรญtonas que nรฃo sรฃo mais acentuadas. 9LDJHP FKHLDGH DYHQWXUDV

([pUFLWR %UDVLOHLUR VLJOD

&DUUR $GRUQRGH XVDGRHP 3~EOLFR 3ULPHLUD PHWDO HVSHFWD H[LELomR SUDLDV SUHFLRVR GRUHV SO

-RJDU iJXD

&'GHGL YXOJDomR GRFDQWRU

8QLGDGH GHPHGLGD DJUiULD (OLV 5HJLQD FDQWRUD GD03%

$HURQiX WLFD DEUHY

6HJXQGD PDLRU VHUSHQWH GR%UDVLO 6LVWHPD )LQDQFHL URGH +DELWDomR VLJOD

(VVH $FDVDGH KDELWDomR ILJ

3DGUmR UHJUD 3DVVH SDUD GHQWUR

$EHUWXUD GDEOXVD QDUHJLmR GDD[LOD

$YRJDO GRSLQJR $FUHGLWD WHPIp

+LDWRGH SRHWD

eSRFDV KLVWyULFDV

'RORULGD 5HDomR GRS~EOLFR DRPDX FDQWRU

"

0RUDHV DWUL]EUD VLOHLUD )D]HU SDUDU $PDQVDU IHUD 

&ULDomRLQYHQomR &RQVHUYDGRFHj EDVHGHIUXWDV

i

" ORJR DVVLPTXH

d

e

i

8VDVHD GROLPmR HPWRUWDV $OHWUD PXGD 2FODUmR QRWXUQR

HPDO JDULVPRV URPDQRV

| Portuguรชs

(QpUJLFR RXVDGR 2PDLRU GRVIUXWRV

)~ULD UDLYD $UPDomR GHyFXORV $OHVVDQ GUD1HJUL QLDWUL] 4XHQmR pWRWDO 5DLR DEUHY

6DXGDomR GLWDDR WHOHIRQH &DVD LQGtJHQD 6tODEDGH FLGUD

$UWLJR GHILQLGR PDVFXOLQR *UDP

BANCO

3 /are. 4 /bens โ€” cava. 5 / jipes. 7/ heroico โ€” realejo.

8

([WUDWHU UHVWUH DEUHY

,QVWUXPHQ WRPXVLFDO FRPXPQR 1RUGHVWH

3URSULH GDGHV SRVVHV

$TXHOHTXH WHPPDQLD GHSHUVH JXLomR

a


QUIZ

Regras em prática Para solucionar este jogo, você deve, primeiro, responder às perguntas relacionadas às regras de acentuação gráfica. Ao final de cada resposta, há uma letra, que você deve transportar, em sequência, para os quadrinhos abaixo, para, então, obter a resposta à pergunta a seguir: Qual é o sinal gráfico usado em diversas línguas para alterar o som de uma vogal ou para assinalar a independência dessa vogal em relação a uma anterior? Não é mais usado na língua portuguesa, apenas em palavras estrangeiras ou em suas derivadas.

1)  Aponte o erro de acentuação: a) enjoo (H) b) látex (A) c) édens (T) 2)  Em qual palavra se sublinhou erradamente a sílaba tônica? a) zenite (R) b) omega (I) c) bavaro (G)

a) numero (F) b) historia (U) c) ciume (E) 4)  A palavra “fonética” obedece à mesma regra de acentuação das seguintes palavras: a) cardíaco, túnel, frívolo (D) b) caráter, retórica, língua (E) c) júpiter, espírito, gramática (M)

5)  Todas as formas verbais em destaque devem ser acentuadas, EXCETO a da frase: a) É tanta competitividade que poucos tem a chance de ser vitoriosos. (N) b) Você pode traçar uma meta e persegui-la ao longo da carreira. (A) c) Convem analisar outras oportunidades antes de aceitar um emprego. (O)

| Português

3)  O item em que necessariamente o vocábulo deve receber acento gráfico é:

9


Análise Combinatória Professor

Marcos Aires

A Análise Combinatória estuda o CÁLCULO da quantidade de agrupamentos DISTINTOS que podem ser formados com os elementos de um determinado CONJUNTO. Exemplo: quantos Números de três algarismos podemos formar com os algarismos ímpares? Há cinco algarismos ímpares: 1, 3, 5, 7 e 9. Portanto, há cinco possibilidades para cada algarismo do nosso número: Assim, existem 5 x 5 x 5 = 125 números de três algarismos que podem ser formados por algarismos ímpares.

Conteúdo extraído do livro Raciocínio Lógico para Concursos

5 X 5 X 5

Você deve ter sempre em mente que a Análise Combinatória é uma análise QUANTITATIVA, ou seja, a finalidade dos PROBLEMAS geralmente será calcular a quantidade de agrupamentos, e não propriamente listá-los. Apenas eventualmente você precisará listar esses agrupamentos. Conheça abaixo os três principais tipos de agrupamentos. F ARRANJOS: são agrupamentos que DIFEREM entre si não só pela natureza dos elementos, como também pela ORDEM em que são colocados. Ou seja, dois agrupamentos com os mesmos elementos são considerados diferentes, se a ordem deles for diferente (ab = ba). Exemplo: números são arranjos, pois a ordem dos algarismos muda o agrupamento.

49

=

94

F Permutações: trata-se de um caso particular de arranjos, em que cada agrupamento é formado por todos os elementos do conjunto dado.

| Raciocínio Lógico

Exemplo 1: números de cinco algarismos, sem repeti-los, formados com os algarismos ímpares (que são cinco).

10

Exemplo 2: ANAGRAMAS formados com as letras de uma palavra , sem repeti-las (em cada anagrama, entram todas as letras da palavra dada). F Combinações: são agrupamentos que diferem entre si somente pela NATUREZA de seus elementos, ou seja, dois agrupamentos com os mesmos elementos são IGUAIS, mesmo que a ordem desses elementos seja diferente (ab = ba). Exemplo 1: produtos de números, sem repetição de algarismos, são combinações, já que a ordem dos fatores não altera o PRODUTO.

4x9=9x4

Exemplo 2: agrupamentos de PESSOAS são combinações, já que um grupo formado por João e Maria é igual ao grupo formado por Maria e João. Observação: deve-se ter em mente que o número de combinações é o mesmo número de arranjos, tomando-se o cuidado de EXCLUIR o número de agrupamentos iguais.


Dominox

O Dominox consiste em preencher o diagrama, respeitando os cruzamentos, com as palavras em destaque no texto.

n u m e

o s

A prática leva à aprovação! Vá fazer provas, mesmo que tenha iniciado os estudos há pouco tempo. É a melhor maneira de adquirir experiência. Faça também muitas questões de provas anteriores e simulados.

| Raciocínio Lógico

r

11


Desafio

Mistura de letras “Anagrama” é o termo usado para variações livres entre as letras de uma palavra. Assim, a palavra “boi”, por exemplo, tem os seguintes anagramas: boi, bio, iob, ibo, obi e oib. Como nem todas as variações formam palavras do idioma, temos que nos referir a cada variação como um anagrama. Em problemas matemáticos, quando as palavras apresentam uma ou mais letras repetidas, surgirão alguns anagramas também repetidos, que devem ser eliminados da quantidade total contada. Para obtermos o número de anagramas distintos, dividimos o total de “misturas” pelo número de vezes que a letra repetida aparece na palavra original. Sabendo disso, tente descobrir quantos são os anagramas distintos da palavra “bombons”.

| Raciocínio Lógico

B O M BO N S

12

Em provas objetivas, seja metódico e leia o enunciado com atenção. Em provas dissertativas, seja objetivo e mostre seus conhecimentos sem ultrapassar o número de linhas.


Resolva o passatempo, preenchendo o quadro. Coloque S (sim) em todas as afirmações e complete com N (não) os quadrinhos restantes (veja o exemplo). Para isso, use sempre a lógica, a partir das dicas. Quatro pessoas estão na banca de jornal de Horácio para comprar quatro jornais diferentes (inclusive do Rio de Janeiro), pagando quantias que variam de R$ 2,50 a R$ 4,50. A partir das dicas que se seguem, relacione as pessoas à origem do jornal que compraram e à quantia paga por elas. 1.

Problema de lógIca

Na banca de jornal

O jornal do Rio de Janeiro custou R$ 3,00; Lúcia pagou R$ 4,00 pelo dela.

2. Sávio comprou o jornal de São Paulo ou o de Belo Horizonte. 3. Renato pagou menos que a pessoa que

Lugar

comprou o jornal carioca.

Preço

Pessoa

Lugar

Pessoa

Lúcia Renato Sávio

Preço

R$ 2,50 R$ 3,00 R$ 4,00

N N N S N

N S N N N

N N S N N

N N N N S

Preço

| Raciocínio Lógico

N N N S N N N N S N

R$ 4,50

São Paulo

N N S N N N N S N N

R$ 4,00

Brasília

N N N S N S N N N N

Marina

R$ 3,00

Belo Horizonte

R$ 4,50

N S N N N N S N N N

o de Belo Horizonte.

R$ 2,50

Rio de Janeiro

4. O jornal de Marina custou mais caro que

13


Igualdade para todos Professora

Flavia Bahia Martins

“Todos são IGUAIS perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos BRASILEIROS e aos ESTRANGEIROS residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à LIBERDADE, à igualdade, à SEGURANÇA e à propriedade, nos termos seguintes.”

Os Direitos Individuais e Coletivos estão no art. 5o da nossa CONSTITUIÇÃO Federal, descrito acima. Os direitos à VIDA, à liberdade, à IGUALDADE, à segurança e à PROPRIEDADE são desdobrados em uma série de dispositivos constitucionais que reforçam a proteção ao núcleo.

| Direito Português Constitucional

Autora do livro Direito Constitucional

14

Apesar de o estrangeiro de passagem no país e as pessoas jurídicas carecerem de PROTEÇÃO na literalidade do dispositivo, não há dúvidas quanto a serem titulares de direitos fundamentais ao lado dos brasileiros e dos estrangeiros que aqui residem. Dessa forma, a proteção dos direitos fundamentais é reservada a todas as pessoas, independentemente de sua nacionalidade ou situação no Brasil. Além disso, as pessoas JURÍDICAS também são beneficiárias dos direitos e das garantias individuais. Isso porque reconhece-se às associações o direito à EXISTÊNCIA. No início das civilizações, a sociedade vivia em um regime de comunhão democrática. Mas, com o desenvolvimento, fatores como o surgimento da propriedade privada geraram um sistema de hierarquias, em que o proprietário passou a impor seu domínio. Para evitar que o poder estatal pudesse vir a proteger os interesses de determinado indivíduo, isentando-o de seus deveres, foi criada a declaração de Direitos Humanos, determinando a igualdade de todos perante a lei. O princípio da DIGNIDADE da pessoa humana lastreia um dos fundamentos principais da República Federativa do Brasil e é carga axiológica presente em todos os direitos fundamentais. Portanto, negar proteção constitucional a algum ser humano no país seria ir de encontro aos próprios alicerces da Constituição.


Dominox

O Dominox consiste em preencher o diagrama, respeitando os cruzamentos, com as palavras em destaque no texto.

i

g

n

i

d

a

d

Reserve o dia antes da prova para separar tudo o que vai precisar na prova; se for estudar, faça-o despreocupadamente, descanse e durma cedo.

e

PortuguĂŞs | Direito Constitucional

d

15


silabox

Direitos individuais e coletivos Os direitos individuais, que delimitam a esfera de autonomia dos indivíduos, e os coletivos, que representam os direitos do homem integrante de uma coletividade, nasceram com a Constituição Federal de 1988. No entanto, outros fatores, como o Estatuto da Criança e do Adolescente e o Estatuto do Idoso, ajudam a fortalecer essa proteção. Para letras iguais, números iguais. Nas sílabas em destaque, no sentido vertical, você descobrirå uma norma infraconstitucional que trata das relaçþes entre clientes e prestadores de serviço, ou comÊrcio, que tambÊm contribui para a materialização dos direitos individuais e coletivos.

Que se refere ao povo em geral; ĂŠ do interesse de todos. 



























Que estĂĄ de acordo com as normas do Direito. 































































Item da Constituição. 











Referente a todo o paĂ­s. 











Expressão que, no Direito, estå relacionada às açþes da lei. 







































Alusão; relação entre termos. 













A classe trabalhadora que atua mediante recebimento de salĂĄrio.

| Direito Constitucional















































Transgredido; desrespeitado. 













JuĂ­zo ou opiniĂŁo sem fundamento preciso. 











































Relativo a processo judicial. 













Em uma sociedade jurídica, diz-se do sócio que possui o menor número de açþes. 







































Juiz de tribunal de justiça ou de apelação. 

















16 3 8  % / ,

 & 2




A vida HUMANA, que é o objeto do direito assegurado no art. 5o, integra-se por elementos materiais (FÍSICOS e psíquicos) e IMATERIAIS. Ela é a FONTE primária de todos os demais bens JURÍDICOS. É o sopro DIVINO. De nada adiantaria a Constituição assegurar outros direitos FUNDAMENTAIS, como a igualdade, a INTIMIDADE, a liberdade, se não erigisse a vida humana num desses direitos.

caça-palavra

Direitos fundamentais No conteúdo de seu conceito, se envolvem: a) o direito à DIGNIDADE da pessoa humana; b) o direito à EXISTÊNCIA; c) o direito à INTEGRIDADE físico-corporal; d) o direito MORAL (a vida humana não é apenas um CONJUNTO de elementos materiais. A moral sintetiza a HONRA da pessoa, o bom nome, a boa FAMA...); e) o direito à PRIVACIDADE (é o conjunto do modo de ser e viver, é o direito de o indivíduo viver sua própria vida).

Procure e marque, no diagrama de letras, as palavras em destaque no texto. U G V J C P M B Q K B E F B M L X Q N L I P A W E Z L W E I C U U Y V N K D V Y X G U E w Q P H U D N W H H N M S S Z L K R T Z B I F P N G O D U N I Q H K Y U T Z B L P P Y

F I S I C O S G B F I M E W X W I R P T O w F G U N D E Y N W V C E B S L H C C M V K Q L O U S C E U K T D Z T A E W H C O E J F F A F K S I F W M I B U Z J R E F N M V D J V U W S B E W V E V E M X D J A D B U S F H I B S Y A J R P M D J T J I J O Y Q U O E A R M V D Z H H B A M D J F I H A P P F R L M Z M D L H V Z D R I T F X N Y F I I H U N W N F

R

P

J

E D R G M

I

U Y H W E G D A V V

F

N M S Q D T

J A T Z A G C A O G N S V C E T J N I K F T G S J Y S J E X F Z N A E O T D W O Y D I

I G Q K X S A I

Z

C F P V T G

Y P S B B Q N W B N N D O L N W X J X R D Y F R G O C F R P F N J I U R B P L M I U N T O S V Q O I K V E D U N H I C D O O J G Y X M L B C B T R L S C I N I U Z F Z D M H D E O V N Q Q R A S X U X M A F U N D A M E N T A I S U O A T Z O Z T J A O M O W O H J L B X O E V F O D M D R E K D R C U L J E Y V E X I

S T E N C I A D J U V W A B B M P E

| Direito Constitucional

U R J I N Q Z G N Z J R A O G H J M Q L X U H O N R A K E N R H D W P I Y Q T X D Y Z I E R P A E Y O M Q D M N W Z

17


Agentes públicos Professora

Fernanda Marinela

| Direito Administrativo

Autora do livro Direito Administrativo

18

A expressão ”AGENTE público” é a mais ampla para designar, de forma genérica e indistinta, os sujeitos que exercem funções públicas, que servem ao PODER público como instrumentos de sua vontade ou ação, independentemente do vínculo jurídico, podendo ocorrer por nomeação, CONTRATAÇÃO, designação ou convocação. Independe, ainda, de ser essa função TEMPORÁRIA ou permanente e com ou sem REMUNERAÇÃO. Assim, quem quer que desempenhe funções estatais, enquanto as exercita, é um agente público. Dessa forma, encontram-se no conceito de agentes públicos os TRABALHADORES que integram o aparelho ESTATAL, compondo a Administração Pública Direta e Indireta, inclusive as empresas públicas e sociedades de economia MISTA (ex.: os agentes políticos, os servidores públicos, sejam titulares de cargo público ou EMPREGO público, e os servidores de entes governamentais de direito privado). Também são agentes públicos os que não integram as pessoas estatais, os que são alheios ao aparelho do Estado, mas que exercem função pública, tais como os particulares em COLABORAÇÃO, que são os que atuam nas concessionárias, permissionárias; os delegados de função ou ofícios públicos; alguns requisitados, como o MESÁRIO na eleição e o jurado no TRIBUNAL do júri; os gestores de negócios públicos; e os contratados por locação civil de serviços. É sabido que todos têm um ponto em comum: manifestam a vontade do ESTADO que os habilita e lhes empresta força JURÍDICA para tanto. Vale ressaltar que expressões como “servidores estatais”, “servidores públicos”, “empregados públicos” e “funcionários públicos” são espécies do gênero agentes públicos. E mais: os agentes públicos, porque exercem função pública e atribuições do poder público, são considerados AUTORIDADES públicas para fins de mandado de segurança, estando sujeitos à Nova Lei do Mandado de Segurança.


Dominox

O Dominox consiste em preencher o diagrama, respeitando os cruzamentos, com as palavras em destaque no texto.

r e m u n e r

ç ã o

| Direito Administrativo

a

19


caça-palavra

Responsabilidade civil Os agentes públicos têm de estar atentos à sua responsabilidade civil. Isso porque todos os que exercem uma FUNÇÃO pública, independentemente de seu REGIME ou classificação, estão sujeitos às REGRAS da responsabilidade civil do Estado, que são DIFERENTES das aplicáveis ao regime privado. Sendo assim, quando se tratar de agente público, o ESTADO responde pelos seus atos que, no EXERCÍCIO de sua função pública, causarem PREJUÍZOS a terceiros, conforme previsão da Constituição FEDERAL. A justificativa é a de que o Estado não pode ser EXCLUÍDO dos danos causados por quem atuou munido de atribuições ou poderes oriundos da esfera PÚBLICA. Todavia, em algumas CIRCUNSTÂNCIAS, essa responsabilidade é somente subsidiária. A DELIMITAÇÃO do conceito de agente público também é fundamental para a aplicação de alguns DIPLOMAS legais, tais como a Lei no 4.898 ∕65, denominada Lei de Abuso de Autoridade, e a Lei no 8.429∕92, Lei de Improbidade ADMINISTRATIVA, nas quais o servidor é considerado sujeito ativo para essas infrações.

Procure e marque, no diagrama de letras, as palavras em destaque no texto. W Q S X D J K R D F H H X E J Y B U K E U O M B S K Q C Q A M Y N U O H W E K M C X B T X L Y C V E Ã F C H K K P U P F M C S X F B Q G D L F M w R A R D V E Ç W H w C D K V V R M

| Direito Administrativo

Y V L P U B L I C A M Y B V I M N G N Y O S T C Y E R Y E Q

20

E L D G X F H M Q J M T I C U N P U S Z V w V A Y Q H R J K Q E H B I I G E P L S T P R E H F J L C Q C X W Z N w X U I F M X Y W M X P Z A A S P R D X Z A R W Q O L X O I C V I T J Y H C L M M A P R Q P X H E Y K Y R Y Y H E I X I T S Z W B W C L L Q Y V T R T N L w L E J Q R X D Z C Z B M Y M O F W C U Z W U V S Y P V w W X I O A Z G S Z I N B I H Q R S P N R I E V S I M W D I P L O M A S O O B C P F U K K S K Q Z F F F E P N F D V S K K B P I V M J S R A V G E U A J F D N F N R Y I V R R O P K L I U T H Y W E R Y L X R R O I J J D Z E I M O F U H L L R D B D A F Y X U S H E Q G J E H F S G H Z D D H G H K H E L N X K Ç Q E Y T S W Z E X I E N S N K S A X E X H M Z K G P B I R Ã M T S R F M R C X J A R T K J Z U M X R K Y E S T A D O Z O R X J L V L P F L I J Q D E O J L M H G A N V U M B K V H T Q J Q E U X F W B C W D C S S S V J N J B L M E O w M G N T E Z V X R Z L D A H E W P Y O V X J L D Z O N F S L P I V C I R C U N S T A N C I A S Y C


DIRETA

Garantias constitucionais AlÊm das responsabilidades, os agentes públicos tambÊm estão sujeitos às consequências de suas açþes. Aqueles que praticam atos no exercício de uma função pública podem ser controlados judicialmente pelas vias de controle dos atos estatais, estando, por exemplo, sujeitos aos remÊdios constitucionais, como o mandado de segurança. Resolva a Direta sabendo que as casas em destaque referem-se aos outros cinco remÊdios constitucionais, que nada mais são que garantias que tornam efetivo o exercício dos direitos. &RQFHLWR PDLVDOWR GDSURYD

0HLRFRQVWLWXFLRQDOSDUDREWHUD LQYDOLGDomRGHDWRVRXFRQWUDWRV DGPLQLVWUDWLYRVLOHJDLV 1RPHGD OHWUD- *ULWRVGHIHUDV

)RUPDGH VHQKDGD GRFtUFXOR

$YHVH PHOKDQWH DRSRPER

*DUDQWLDFRQVWLWX 0DQGDGRGH " WHPHIHLWR FLRQDOHPIDYRUGH VHPHOKDQWHDRGD$omR'LUHWD TXHPVRIUHYLROrQFLD GH,QFRQVWLWXFLRQDOLGDGH RXFRDomRQD SRU2PLVVmR OLEHUGDGH 'HVHQKR GHORFR IHLWRFRP PRomR DJXOKDH 3HULWR OLQKD 6DOLYD 'RDU RIHUWDU

0HQVD JHLURV 'HSRLV GHHP VHJXLGD

%UDGRGD WRUFLGDQD WRXUDGD 6HQWHQoD RUDomR 2SRSXODU VDOVmR

" 3DUNHU FLQHDVWD 9DJHPFR PHVWtYHO

$XWRUHV DEUHY

&UXVWiFHR GHSUDLDV

6tODEDGH ~OWLPR

6XIL[RGH YLUDGD

2VDERU GRPHO %RDDUUX PDomR

&RUWDUD JUDPD 0DQGDGR GHVHJX 1RPHGR UDQoD "  VLQDO# DomRGH GLUHLWRVGH XPJUXSR FRPRSDU WLGRSROtWL FRRXRU 3UHVDGH JDQL]DomR ELFKDQRV VLQGLFDO %RQGRVDV

$EHOKD HPLQJOrV &R]LQKDU QRyOHR 3ROtFLD )HGHUDO VLJOD

$UPDomR PHQWLUD 2VVRGD FR[D $QDW

&DLU RUYDOKR

/XWDPIL VLFDPHQWH 7HPSRU ILQDOLGDGH SURWHJHUD HVIHUD tQWLPDGRV LQGLYtGXRV

7HUPLQD omRGH YDUUHU DYRJDO

6DQGUD GH "  FDQWRUD FDULRFD

'LYLGLU GHVSH VDV 

6pWLPD QRWD PXVLFDO %DVWD FKHJD LQWHUM

2 /ås. 3 /bee. 4 /alan — fava — rola. 5 / farsa. 6 /rachar. 7/bordado.

BANCO

,QWHUMHL omRXVDGD SHORV JD~FKRV

| Direito Administrativo

2ODYR %LODF SRHWD

21


Professor

Renato da Costa

Autor do livro

| Informática

Informática para Concursos

22

Princípios da Segurança da Informação O mundo vive em constante processo de evolução. O acesso à INTERNET é uma realidade cada vez mais presente na vida das pessoas e, aos poucos, vai ganhando espaço nas tarefas do dia a dia, tornando-se parte da rotina e facilitando muitos PROCESSOS. Porém, na contramão deste avanço, está a necessidade de SIGILO e privacidade dos dados que circulam nessa rede PÚBLICA. Para isso, existe a Segurança da Informação, responsável pela preservação do valor que as informações possuem para um indivíduo ou uma organização. Um sistema de SEGURANÇA da Informação baseia-se em quatro princípios básicos: Disponibilidade, Integridade, Confidencialidade e Autenticidade. Juntos, esses princípios garantem um mínimo de Segurança da Informação e, caso algum deles seja desrespeitado, configura-se uma quebra dessa segurança. Conheça um pouco mais sobre tais princípios na tabela abaixo:

Princípio

Descrição

Incidentes de quebra do princípio

Precauções mais comuns

Disponibilidade

É garantido quando a informação está acessível a pessoas autorizadas, sempre que necessário

Falta de energia elétrica, incêndios, SABOTAGENS, vírus, congestionamentos, entre outros

Uso de no-breaks, manutenção dos BACKUPS e espelhamento de discos (RAID)

Integridade

É garantido quando a informação acessada está COMPLETA , sem alterações e, portanto, confiável

ALTERAÇÕES, intencionais ou não, de informações e dados

Uso de funções HASH

Confidencialidade

É garantido quando apenas as pessoas explicitamente autorizadas têm acesso à informação

Autenticidade

É garantido quando se confia que a ENTIDADE que realiza a ação é, de fato, quem diz ser

Acesso não autorizado às informações

Uso de CRIPTOGRAFIA e

CONFIDENCIAIS

esteganografia

Ação praticada por uma PESSOA , empresa ou máquina que não corresponde à entidade real

Uso de SENHAS, biometria, tokens e certificados digitais para autenticar o acesso à informação


r

i

p

t

o

g

r

a

f

i

a

Montar o seu Quadro Horário de atividades deve ser um dos primeiros passos de sua preparação; com ele você vai ajustar seus horários às suas atividades e criar tempo para estudar.

| Informática

c

Dominox Dominox

O Dominox consiste em preencher o diagrama, respeitando os cruzamentos, com as palavras em destaque no texto.

23


Criptocruzada

Ameaças externas Você sabe diferenciar um hacker de um cracker? Ainda que os dois sejam usuários experientes e utilizem seus conhecimentos para explorar, de forma ilícita, as vulnerabilidades de sistemas, há uma grande diferença entre eles. O hacker contribui, de certa forma, com a segurança da informação, pois costuma tornar públicas suas descobertas. Já o cracker utiliza seus conhecimentos para destruir sistemas, praticar fraudes e quebrar senhas de aplicativos comerciais. 1 2

E R

3

1

2

3

4

5

6

7

4

1

6

1

2

7

4

6

1

2

7

8

3

2

5

8

3

2

3

8

1

7

8

7

3

4

1

11

4

| Informática

5

24

Resolva esta cruzada, sabendo que letras iguais correspondem a números iguais. O exemplo dado como ponto de partida se refere à denominação do cracker especialista em telefonia.

6

7

A

8 9

P

7

9

12

13

h

2

10 11

4

1

12

12

7

13

H

15 16

18

K

10

7

7

14

7

4

7

6

1

2

7

r e a

7 10

17

7

18

1

15

15

2

k

14

17

p

7 2

e r

8

2 17

5

1 7

4

15

3

7 16

11

8

7

7

18

2

7

7

15

7

2

4

7

5

7

10

1

16

8

7

4

13

7

7

5

9 14

7

12

3

8

7

8

7

2

1

4


Caça-palavra

Vírus Todas as vezes que um programa INFECTADO é executado, os vírus são ativados em um COMPUTADOR. Mas, afinal, o que são VÍRUS? Chamamos de vírus qualquer programa MALICIOSO que possua dois objetivos básicos: ATACAR e se replicar automaticamente. Os ataques podem ser desde mensagens indevidas, erros ou LENTIDÃO na execução de programas, até perda de DADOS e formatação indesejada do HD. Conheça os tipos de vírus: 3 Vírus de ARQUIVOS: substituem ou fixam-se a arquivos executáveis de programas requisitados para a execução de algum outro programa. 3V  írus de BOOT: visam atacar o Registro de Partida e a Tabela de Alocação de Arquivos (FAT). 3V  írus de MACRO: infectam arquivos criados por softwares que utilizam linguagem de macro, como as planilhas eletrônicas e os processadores de texto, por exemplo. 3V  írus POLIMÓRFICOS: geram réplicas de si mesmos, utilizando-se de chaves de encriptação diversas, fazendo com que as cópias finais possuam formas diferentes. 3V  írus de SCRIPT: são executados através de páginas da Web que possuem scripts interpretados pelo navegador.

Procure e marque, no diagrama de letras, as palavras em destaque no texto.

D R R D M Q T X M A L I C I O S o W R E S C R I P T P P E K L L B C D H Z A D N Z V W N L W Z F O W K S E D M Z M T C U V T J J A E N w B V Z B K L C W P X H H O X V Y Z M R C F Y Y P R J R Z D F M A V O J M O I N L U D V H A W G N D A Q A V G P Q Q J C L A Y J Z O W M Q R I N F E C T A D O I Q D T V I O G U K D U C T G G S L P A W Y R H N H C B I O M N H A C X H O I Y X R R D Z E M O G P J J I P J I X Q V Q N Y S C O T S J V E Y W O V T K J G Q I L X O C W V B W L Q M w H A P T A K S V N I N Q Z O L O W V W I M W D Z I R G Y W M U D U S V V D M W W K N J X G C O A F R J L B K S Q U V C A N Q T O N D N Z X K M U C I L N B T T S L V L G A J R S B D N G A H W D S S G U A B C V X Y Y E W F Y B Q L U W H M J

J

S O

D C U S A C U M M J L P L M T P U M w K P K Z T H O C Q T R O Q Y S I D F A w T Z Q X F Q O P O L I M O R F I C O S X C R T W T M I O D I B I O W U N J D G P W F A D S L H B w D U T J T O V X U S w D W F B W E W V M X L D L Y B Y H F I G U G J P A U U D Y V V X Q Z B G X P F T N G C K R M M C S N Y A M T V O D N F P L E N T I D Ã O B C H P U U W K E Y U N J

| Informática

M T B C O J A S U Z B X B Y I A S R R W B M I W F M K Q G R

25


Teste seus conhecimentos Português

1. (FCC

– 2010 – TRE-AM – Técnico Judiciário – Área Administrativa) A frase pontuada em conformidade com a norma culta escrita é: a) Entendam todos, que a questão não está resolvida, e que assim que for possível, voltaremos ao debate. b) Através da janela embaçada vislumbravam-se, pinheiros de vários tipos, árvores frutíferas de várias espécies e ainda, o topo da igreja centenária.

4. (Seplag – Salvador/BA – 2010) De acordo com o registro

formal culto da língua, a colocação pronominal está INADEQUADA em: a) Pulso firme era o que julgava-se indispensável para ser um bom pai. b) O pai afirmou que lhe dera tudo de que necessitava. c) Eu não o entendo – disse o pai a seu filho. d) Diga-me qual é a solução para o problema.

c) O autor alerta na introdução, sobre a necessidade de a leitura ser feita em ritmo lento, compatível com a gravidade do assunto.

e) Pai e mãe entender-se-iam a respeito da educação dos filhos.

d) Ela conquistava as glórias, eu, as antipatias; assim fomos construindo nossa vida de comerciantes, até que, um dia, as coisas se inverteram.

5. (Fundep – 2010 – TJ-MG – Oficial de Apoio Judicial)

e) Do que foi discutido, uma conclusão evidente; todos terão direito de expor suas expectativas, desde que o façam, com absoluta civilidade.

a) tevê - pôde - vê

2. (Seplag – Salvador/BA – 2010) Quanto à acentuação

gráfica, a relação de palavras em que todas estão conforme ao atual Acordo Ortográfico é:

Assinale a afirmativa em que se aplica a mesma regra de acentuação:

b) únicas - histórias - saudáveis c) indivíduo - séria - noticiários d) diário - máximo - satélite e) passáro - órgão - império

a) família – arcaico – espermatozóide – pólo. b) epopeia – voo – tranquilo – constrói. c) troféu – bilíngue – feiúra – entrevêem. d) decompor – agüentar – apóio – colmeia. e) linguística – joia – refém – assembléia.

| Simulados

3. (Seplag – Salvador/BA – 2010) No que se refere à regên-

26

cia – nominal e verbal –, o uso correto da crase ocorre em:

a) O juiz deu seu parecer favorável a guarda compartilhada. b) Preferir o pai à mãe negligente é comum. c) O filho retorna sempre a casa do pai. d) Os maridos consultam sempre às mulheres, pois preferem não arriscar. e) Ir as reuniões escolares é obrigação de pai e mãe.

6. (COPEVE – 2010) Quais os números entre parênteses

que ocupam uma vírgula pontuando adequadamente o texto abaixo, de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa? 

“A extensão da frase foi (1) durante muito tempo (2) característica exclusiva da poesia (3) mas o que distingue o verso da prosa (4) vai além da disposição gráfica.” a) 1 – 2 – 3 – 4 b) 3 – 4 c) 2 – 3 – 4 d) 1 – 2 – 3 e) 2 – 3

7. (CESPE – 2007) Em cada opção a seguir, é apresentada uma adaptação de um trecho de texto. Assinale a opção em que o trecho adaptado está correto quanto à pontuação.


a) Informação do TSE; em 1989, milhares de jovens se alistaram, para votar nas eleições presidenciais.

que dividir A por 0,05. De acordo com essa orientação, é correto dizer que, para converter A em B, devemos multiplicar A por:

b) Votar aos 16 anos, é despertar uma consciência cidadã; porém, ficar em casa reclamando: política é ruim, não está com nada — é hora de decidir.

a) 1/20

c) As eleições de 1989 foram as que tiveram o maior número de eleitores, abaixo de 18 anos!, depois houve uma queda, e a partir de 2002 voltou a crescer.

c) 20

d) As famílias costumam dizer: que a situação do país está ruim, que é melhor deixar de lado; não votar. e) É nítido ver que os jovens querem — e muito — votar e desencadear uma ação conscientizadora para que a política seja um bem viável na vida dos cidadãos.

b) 5

d) 40 e) 80

4. (FCC – 2010 – TRF – 4a Região – Técnico Judiciário – Área Administrativa) A expressão N ÷ 0,0125 é equivalente ao produto de N por: a) 1/80 b) 12,5 c) 1,25

Raciocínio Lógico

d) 80

1. (Cesgranrio – 2010 – EPE - Assistente Administrativo)

e) 125/100

A razão entre as potências instaladas das Hidrelétricas de Água Limpa e de Torixoréu é 40/51, e, juntas, as duas hidrelétricas têm potência instalada de 728 MW. Qual é, em MW, a potência instalada da Hidrelétrica de Torixoréu?

5. (FGV – 2010 – Caern – Agente Administrativo) Dividindo-

a) 160

se 11.700 em partes proporcionais a 1, 3 e 5, a diferença entre a maior das partes e a menor delas é:

b) 204

a) 6.500

c) 320

b) 5.500

d) 366

c) 5.800

e) 408

d) 5.200 e) 5.000

2. (FCC – 2010 – Sergipe Gás S.A. – Assistente Administrativo)

6. (FUNIVERSA

d) 9.741 veículos, 3 .345 seriam movidos a GNV.

– 2009) Quatro músicos, ao término de uma apresentação, sentaram-se ao redor de uma mesa de bar. Alexandre é pianista. Os instrumentos que os outros três tocam são: flauta, violino e violoncelo. Breno está sentado à direita de Alexandre. Viana sentou-se à direita do flautista. Por sua vez, Hugo, que não é violinista, encontra-se à frente de Breno. Sabe-se que cada um desses músicos toca um único desses instrumentos. Assim, pode-se concluir corretamente que:

e) 8.520 veículos, 2. 847 seriam movidos a GNV.

a) Breno é flautista e Hugo é violoncelista.

a) 12.300 veículos, 4 .500 seriam movidos a GNV. b) 11.754 veículos, 3 .950 seriam movidos a GNV. c) 10.494 veículos, 3. 498 seriam movidos a GNV.

3. (FCC – 2010 – DPE-SP – Oficial de Defensoria Pública) De acordo com um manual de conversões de unidades de medida, para convertermos a unidade A na unidade B, temos

b) Viana é violoncelista e Hugo é flautista. c) Viana é violinista e Hugo é flautista. d) Breno é violoncelista e Hugo é flautista.

| Simulados

Sabe-se que, dos 1.281 veículos vistoriados certo mês em Aracaju, 427 eram movidos a GNV. Supondo que, nesse mês, essa relação se manteve para todo o estado, então, em um município com:

27


e) Breno é violinista e Hugo é violoncelista.

7. (CONSULPLAN – 2010) Numa rua, o número de casas amarelas é igual ao dobro do número de casas azuis, o número de casas verdes é igual à metade do número de casas brancas, o número de casas vermelhas é igual ao triplo de casas azuis e 66 casas não são brancas. Se não existem casas de outras cores e apenas 6 casas são verdes, é correto afirmar que o total de casas nesta rua é igual a:

c) que, no caso de iminente perigo público, a autoridade competente poderá usar de propriedade particular, dispensada indenização posterior. d) que a lei estabelecerá o procedimento para desapropriação por necessidade ou utilidade pública, ou por interesse social, mediante posterior compensação tributária do valor devido ao proprietário. e) que é garantido o direito de legado e, nos limites da lei, o direito de herança.

a) 74 b) 80 c) 82 d) 76 e) 78

Direito Constitucional

3. (Vunesp – 2010 – TJ-SP – Escrevente Técnico Judiciário) É um direito constitucional do trabalhador doméstico:

a) seguro-desemprego, em caso de desemprego involuntário. b) fundo de garantia do tempo de serviço. c) piso salarial proporcional à extensão e à complexidade do trabalho.

1. (Agente de Fazenda – 2010 – Esaf) No âmbito dos direitos

d) salário-família pago em razão do dependente do trabalhador de baixa renda, nos termos da lei.

a) que ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa, senão em virtude de lei.

e) licença-paternidade, nos termos fixados em lei.

b) que é inviolável o sigilo da correspondência e das comunicações, salvo, em último caso, por ordem de autoridade judicial ou administrativa competente, nas hipóteses e na forma que a lei estabelecer.

4. (Faurgs – 2010 – TJ-RS – Oficial Escrevente) Na relação

fundamentais individuais, é incorreto afirmar:

c) que a casa é asilo inviolável do indivíduo, podendo, contudo, nela se penetrar sem consentimento do morador, durante o dia ou a noite, em caso de flagrante delito. d) que são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas. e) que é livre o exercício de qualquer profissão, atendidas as qualificações estabelecidas pela lei.

dos direitos sociais expressos no caput do artigo 6o da Constituição da República Federativa do Brasil, NÃO consta o direito à: a) segurança. b) alimentação. c) saúde. d) igualdade. e) moradia.

5. (Vunesp – 2010 – TJ-SP – Escrevente Técnico Judiciário)

| Simulados

2. (Agente de Fazenda – 2010 – Esaf) Sobre os direitos

28

fundamentais individuais e coletivos referidos ao direito de propriedade, é correto afirmar:

a) que o direito de propriedade é garantido sempre que a propriedade atenda a sua função de valor imobiliário. b) que a pequena propriedade rural, assim definida em lei, desde que trabalhada pela família, não será objeto de penhora para pagamento de débitos decorrentes de sua atividade produtiva.

Conforme a Constituição Federal, é privativo de brasileiro nato o cargo de: a) Senador da República. b) Deputado Federal. c) Ministro do Supremo Tribunal Federal. d) Governador de Estado. e) Juiz Federal.


está associada ao número que a precede, o qual deverá ser considerado para se obter o somatório relativo à alternativa correta. Analise as afirmações segundo os preceitos da Constituição Federal e responda: 1. A República Federativa do Brasil é formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios; 2. Os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa constituem um dos fundamentos da República Federativa do Brasil;

3. É garantida a qualquer grupo social a liberdade de associação para fins pacíficos ou paramilitares;

as seguintes assertivas concernentes aos interessados em participar da licitação na modalidade convite: I. São escolhidos e convidados, em regra, em número mínimo de dois. II. Podem ser cadastrados ou não. III. Devem ser do ramo pertinente ao objeto da licitação. Está correto o que se afirma SOMENTE em: a) II e III. b) I. c) III.

4. A propriedade deve atender à sua função econômica;

d) II.

5. A moradia e a previdência social constituem direitos sociais constitucionalmente previstos;

e) I e III.

Somando-se os números correspondentes a todas as afirmações corretas, chega-se ao resultado de:

2. (FCC – 2011 – TRE-RN – Técnico Judiciário) Nos atos

a) 8 (oito) b) 15 (quinze) c) 5 (cinco) d) 12 (doze) e) 7 (sete)

7. (CESPE – 2008) Acerca dos direitos e garantias fundamentais, assinale a opção correta. a) Homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos da CF, não podendo a lei criar qualquer forma de distinção. b) O direito fundamental à honra se estende às pessoas jurídicas. c) A inviolabilidade do domicílio não alcança o fisco, quando na busca de identificação da ocorrência de fato gerador dos tributos por ele fiscalizados. d) A vedação ao anonimato impede o sigilo da fonte, mesmo quando necessário ao exercício profissional. e) As entidades associativas, quando expressamente autorizadas, têm legitimidade para representar seus filiados judicialmente, mas não no contencioso administrativo. Direito Administrativo

1. (FCC – 2011 – TRE-AP – Técnico Judiciário) Considere

administrativos:

a) a imperatividade é um atributo que existe em todos os atos administrativos. b) a invalidação é o desfazimento de um ato administrativo, e nem sempre ocorre por razões de ilegalidade. c) o motivo e a finalidade são requisitos sempre vinculados aos atos administrativos. d) a Administração pode autoexecutar suas decisões, empregando meios diretos de coerção, utilizando-se inclusive da força. e) a invalidação dos atos administrativos opera efeitos ex nunc.

3. (FGV – 2011 – TRE-PA – Técnico Judiciário) Em relação à

anulação e à revogação dos atos administrativos, é correto afirmar que: a) só podem ser efetuadas por via judicial; entretanto, a revogação pode ser feita administrativamente. b) admitem apenas a via administrativa para a anulação e a via judicial para a revogação. c) ocorrem, em ambas as hipóteses, nos casos de inconveniência e inadequação do ato administrativo. d) se identifica a anulação quando o ato administrativo apresenta vício que o torne ilegal, já a revogação ocorre por razões de conveniência e oportunidade.

| Simulados

6. (TJ – SC 2011) Na presente questão, cada afirmação

29


e) são atos privativos da administração pública, sendo vedada a apreciação judicial.

4. (FGV – 2011 – TRE-PA – Técnico Judiciário) Quanto aos contratos administrativos, é correto afirmar que:

b) independentes. c) superiores. d) subalternos. e) autônomos.

b) a rescisão contratual se dá privativamente pela via administrativa.

7. (CEPERJ – 2009) Os Tribunais de Contas:

d) a declaração de nulidade do contrato não opera retroativamente para desconstituir os efeitos jurídicos já produzidos. e) a nulidade exonera a administração do dever de indenizar o contratante pelo que este houver executado.

5. (FCC – 2011 – TRT – 19a Região (AL) – Técnico Judiciário) Considere as seguintes assertivas acerca da acumulação prevista na Lei no 8.112/1990:

I. Considera-se acumulação proibida a percepção de vencimento de cargo público efetivo com proventos da inatividade, salvo quando os cargos de que decorram essas remunerações forem acumuláveis na atividade. II. A acumulação de cargos públicos, se lícita, não está condicionada à comprovação da compatibilidade de horários. III. O servidor vinculado ao regime da referida Lei que acumular licitamente dois cargos efetivos, quando investido em cargo em comissão, ficará sempre afastado de ambos os cargos efetivos, pois deverá exercer as atribuições do cargo em comissão. Está correto o que consta APENAS em: a) II. b) I. c) III. d) I e II.

| Simulados

a) dependentes.

a) a celebração de contrato verbal é vedada pela lei, sendo nula e não produzindo efeitos.

c) é vedado o contrato com prazo de duração indeterminado.

30

A afirmação trata dos órgãos públicos denominados

e) II e III.

6. (FCC – 2011)

Considere a seguinte afirmação, acerca da classificação dos órgãos públicos: São os que se localizam na cúpula da Administração, subordinados diretamente à chefia dos órgãos independentes; gozam de autonomia administrativa, financeira e técnica e participam das decisões governamentais.

a) Integram o Poder Judiciário b) São órgãos auxiliares do Poder Legislativo. c) Podem ser criados nas capitais de Estados que deles não dispõem. d) Revestem-se de natureza autárquica. e) Atuam diretamente no controle financeiro interno da Administração Pública.

Informática

1. (TRE Amazonas – Técnico – FCC – 2010) Os monitores de vídeo utilizados pelos computadores são construídos com tecnologias apropriadas para formação de imagens projetadas em telas. Não representa uma tecnologia para construção de monitores: a) a sigla CRT b) a sigla LCD c) a sigla OLED d) o termo RECEIVER e) o termo PLASMA

2. (Ministério da Justiça – Funrio – 2010) Existem diversas categorias comerciais de software. Aquela que é disponibilizada, ainda não acabada, para avaliação e testes é chamada de uma versão de software: a) Trial b) Freeware c) Beta d) ShareWare e) Demo

3. (Agente de Fazenda – 2010 – Esaf) No Windows, o Bloco de Notas:


a) serve para transformar arquivos de imagens com extensão .meg para formato .bmp. b) serve para criar ou editar arquivos de texto que não exijam formatação. c) serve para compactação automática de arquivos de texto, segundo formatação Singlepoint, que ocupem pelo menos 64KB. d) serve para criar e compilar programas que não ultrapassem 64KB. e) possui mais possibilidades de formatação em blocos do que o processador de texto Word.

d) Firefox e Word. e) Skype e MSN Messenger.

7. (FGV – 2008) A respeito das diferenças e semelhanças entre os servidores web APACHE e IIS é correto afirmar que: a) ambos podem armazenar páginas estáticas, mas só o APACHE pode armazenar páginas dinâmicas. b) ambos têm código aberto, mas a Microsoft cobra pelo licenciamento do IIS.

4. (Agente de Fazenda – 2010 – ESAF) Em relação aos conceitos e recursos de internet, é correto afirmar que:

c) o APACHE funciona com o banco de dados MYSQL e o IIS só funciona com o banco de dados SQL Server.

a) cada Website possui um endereço eletrônico, conhecido como URL (Uniform Resource Location).

d) o IIS só funciona com um Servidor WINDOWS enquanto que o APACHE funciona também com outros sistemas operacionais.

b) cada Website possui um código de acesso, conhecido como URL (Uniform Resource Location).

e) somente o IIS suporta a conexão segura HTTPS.

c) cada Website possui um login, conhecido como LLU (Layer Log Unit). d) cada Website possui um endereço eletrônico, conhecido como MRL (Magnetic Range Location). e) cada Website possui um endereço eletrônico, conhecido como SQL (Standard Query Location).

5. (FCC – 2010 – TRT – Técnico Judiciário) É uma unidade

de armazenamento que utiliza a interface Sata e cujos componentes principais são memória flash, controlador e buffer: a) Pen Drive. b) SSD. c) HD Sata.

e) Eprom.

6. (COPEVE

– 2010) São exemplos de aplicativos relacionados com a Internet: a) MSN Messenger e Word. b) Excel e Firefox. c) PowerPoint e Skype.

| Simulados

d) HD Pata.

31


6-7

8

3 $ 5 2 ; , 7 2 1 $ $ / 7 9 2 * $ $ 2 9 1 ) 5 ' , 7 2 1 * 2 $ & 5 6 , / $ % $ 7 2 & ( ( 2 ; , 7 2 1 $ 6 7 + , 8 5 ( * 5 $ 6 d $ / % $ 7 ( 1 d ® 2 2

10-11

9 Resposta: TREMA.

6

2 ' - , 6 6 ( , & $

/ $ 0 3 3 $ 2 ' $ 6 $ , d ® $ 7 2 / * 8 0 ( 0

$ * ( / % ( , 3 $

D I S T I N T O I F C E A N P R O B L E M A S E C T M U U L R O P E S Z Q U A N T I T A T U M E X C L O R D E M R P R O D U T O S

13

( 0 2 % 2 , $ / $ 5 ) + ( 5 $ 6 5 ' 9$ ' 2 , ' ( , $ 7 ' 5 ( $ 8 $ 5 1 6 $ 3 $ 5 5 $ 1 2

-, 3 / $ 1 7 2 ( 5 , 0 $ $ + / ( , 5 2 & , , &2

( 5

& 5 ( 7 ® - 2 $ & $ $ / 2

1) c As paroxítonas terminadas em “ens” não levam acento. 2) a A pronúncia correta é “zênite”, palavra proparoxítona. 3) c Exceto a palavra “ciúme”, todos os outros vocábulos podem ter ou não o acento. Trata-se de palavras diferentes: numero (verbo “numerar”) e número (substantivo) e historia (verbo “historiar”) e história (substantivo). 4) c Acentuam-se todas as palavras proparoxítonas.

S C O N J U N T S O A N I V A G G U I R A A I M S A S

(

( 6 7 5 ( , $

A R R A N J O S

5) b “Persegui” é oxítona terminada em i, portanto sem acento.

12 7 X 6 X 5 X 4 X 3 X 2 X 1

Lugar

Podemos representar essa multiplicação através da notação FATORIAL, representada pelo número seguido do símbolo de exclamação (!):

Preço

N N N S N N N N S N

Pessoa

Lugar

Preço

Marina

RJ

R$ 3,00

Lúcia

Brasília

R$ 4,00

Renato

Belo Horizonte

R$ 2,50

Sávio

São Paulo

R$ 4,50

Pessoa

Renato Sávio

| Soluções

Preço

R$ 2,50

32

R$ 3,00 R$ 4,00

R$ 4,50

São Paulo

N N S N N N N S N N

R$ 4,00

Brasília

N N N S N N S N N N

Lúcia

R$ 3,00

Belo Horizonte

R$ 4,50

N S N N N N S N N N

Marina

R$ 2,50

Rio de Janeiro

7! = 7 x 6 x 5 x 4 x 3 x 2 x 1 = 5.040

N N N S N

N S N N N

N N S N N

N N N N S

Temos 7! Misturas, ou seja, 5.040 anagramas podem ser formados. Mas esta ainda não é a resposta que procuramos. Reparem que o problema pede para identificar os anagramas distintos. Para que sejam calculados, precisamos desconsiderar os anagramas repetidos que são formados pelas letras que aparecem mais de uma vez na palavra “bombons”. As letras B e O aparecem duas vezes cada uma, então o produto será 2! X 2! (porque a letra B aparece duas vezes e a letra O também aparece duas vezes na palavra original).

7 X 6 X 5 X 4 X 3 X 2 X 1 (2 X 1)X (2 X 1)

Resposta: 1.260 anagramas










































Juiz de tribunal de justiça ou de apelação. 

















16 3 8  % / , - 8  5 ,

 ' ,

N

$ 5  7 ,

 * 2

U

I

I

P R G E I R O S X P A I S R P S I R T E O E D T G N I D A D E C D Ç I E Ăƒ C A S O

 & 2

D A D E

 & 2

) (  ' (  5 $ / / (  * ,

 7 ,

 0 ,

 ' $

$ 6  6 $  / $  5 ,  , 1  ) 5 , 1  * ,

I T U I Ç Ăƒ O

- (  7 8  5 $

3 5 2 

& ( 6  6 8  $ /

 1 2  5 ,

J U E R I D I I N A M L H O N R A D T D A F I S I C O S I R T C C M O E E H O A I M R D U S V D I A M I A A D I A R D D I N N P I E N S T A O V G E T I I G N N D R F U O I O J F D N F U N D A M E N T A I S A O T M D C E E X I S T E N C I A A E

20 R O E Ăƒ P G A Ç R P U B L I C A V N E M I U J E E T F U X A D O I C R E I Z L T L D C O U S I I S I D I P L O M A S C F S N D I R E A F I O T E R E M A X G E D Ç E E N A E Ăƒ R T R E S T A D O O E A S L C I R C U N S T A N C I A S

' $

 ' 2

& 2 1 

0 ,

L E I R O S

 $ 

 7 $  5 , 2

' (  6 ( 0  % $ 5  * $ 

17

'(

5 (  ) (  5 ( 1  & , $

'25

18-19 A U T G E N T E R E M E U S N T E A R T R A A Ç L Ăƒ C O

O R I D A D E S T T E M P O R A O D D O M P R E G O R J T R I B U N R I B A L H A D O I C N T R A T A Ç

S

M E S R I A R I C O O L A L B M O I R E S A T Ç A Ăƒ O O

21 A O ĂƒĂ‡ O P O A P U CO L A R B O H A S

N U R O R O O S L E T A A T R U R I O B E A

J N I H O LA B AB T A D OR E A A D A F R A S DO C A A I V O O P A R A R O D P F E M U G A M S B E R A S D A T R A C H A

A S E E B F R I T A R

| Soluçþes

14-15 L I G U A L B E S T R A R D I G A D V E S I E D G A U J U R I D A C O N S T Ç B R A S I



33


22-23

24 P S A R A I D O B C R I P T O E U T S B A S L G C O N F I D E S C N E A S N T S P I N T E R N E D N S A H S D A C O E S A

25

G

N

T

M

H A S H I G R A F I A L B O A C I A I S K L E U T G P E U S R R A A Ç N Õ Ç P L E T A S

M A L I C I O S o S C R I P T A R M A Q A I N F E C T A D O T U C A C I R C O V O V A M O B I R P S O R U O U T T S A D D A O D P O L I M O R F I C O S R O S L E N T I D Ã O

$ 3 7 & + $ 5 6 ( $ & $ 7 . $ / ( 8 8 5 ' $ ( 5 $ 6

( 5 2 6 ( 9 9 ( ' 2 5 5 2 ' $ 2 * $ 6 $ 9 ( 5 $ 5 2 . $ 1 % , ' $ $ / 8 5 $

6 ( 5 , ( 6 5 , 1 + $

, 5 $ ' $ 8 6 $ ' $

& , $ 5

9 $ $ 6 $ 2 ' $ ( % $ $ 7 ( $ 6 3 * $ 2 ' ' $ ( 6

26-29 Português 1-d; 2-b; 3-b; 4-a; 5-c; 6-d; 7-e Raciocínio Lógico 1-e; 2-c; 3-c; 4-d; 5-d; 6-a; 7-e Direito Constitucional 1-b; 2-b; 3-e; 4-d; 5-c; 6-e; 7-b Direito Administrativo 1-a; 2-d; 3-d; 4-c; 5-b; 6-e; 7-b Informática 1-d; 2-c; 3-b; 4-a; 5-b; 6-e; 7-d

Diretoria: Jorge Carneiro e Luiz Fernando Pedroso; Diretor Executivo: Rogério Ventura; Diretor de Marketing: Lula Vieira; Diretor Editorial: Henrique Ramos; Redação: Editor-chefe: Daniel Stycer; Editoras: Eliana Rinaldi e Renata Meirelles; Equipe Editorial: Maria José Batista, Adriana Cruz, Sandra Ribeiro, Débora Justiniano, Hugo Wyler Filho, Juliana Borges, Pollyana Barros, Lívia Barbosa, Verônica Bareicha e Patrícia Assis; ARTE: Leo Fróes; Designers: Franconero Eleutério, Julio Lapenne, Thiene Alves, Leandro L. Silva e Raquel Soares; Edição e Tratamento de Imagem: Luciano Urbano e Reinaldo Pires; Diagramação: Eurídice Wergles, Maria Clara Rodrigues e Evandro Matoso; Produção Gráfica: Jorge Silva; Tecnologia da Informação: Márcio Marques; Marketing: Bernadette Caldas, Adriana Paula, Diana Baptista, Camilie Gerasso, Cássia Nascimento e Danielli Rosa; Controle: William Cardoso, Clayton Moura e Alexander Lima; Circulação: Luciana Pereira, Sara Martins, Wagner Cabral e Umberto de Araújo;

| Soluções

EDIOURO PUBLICAÇÕES DE LAZER e CULTURA LTDA. Rua Nova Jerusalém, 345, CEP 21042-235 — Rio de Janeiro, RJ, Tel.: (0XX21) 3882-8200, Fax: (0XX21) 2290-7185; Distribuição: Com exclusividade nacional, à exceção da cidade do Rio de Janeiro, pela DINAP S.A. — Estrada Dr. Kenkiti Shimomoto, 1678 — Jardim Conceição, Osasco, SP, CEP 06040-285 — Tel.: PABX (0XX11) 3789-3000. — Cidade do Rio de Janeiro: FC Comercial e Distribuidora S.A. — Estrada Dr. Kenkiti Shimomoto, 1678, sala A — Jardim Conceição, Osasco, SP. — Tel.: (0XX11) 3789-1623 (DAC) — CEP 06045-390.

34

Colaboração: Renato Aquino, Marcos Aires, Flavia Bahia Martins, Fernanda Marinela e Renato da Costa (Orientação pedagógica); Jonathan Gomes Henrique (Diagramação); Eduardo Naddar (Fotos Darla de Assis). Revistas Coquetel — Conhecer Concurso no 1 — ISSN 2238-0663 — 03/2012

www.coquetel.com.br Atendimento ao leitor: 0300-3131345 (custo de uma ligação local), (0XX21) 3882-8300 (ligação local, RJ); Assinaturas: (0XX11) 3038-6308 Todas as marcas contidas nesta publicação bem como os direitos autorais incidentes são reservados e protegidos pelas Leis n.º 9.279/96 e n.º 9.610/98. É proibida a reprodução total ou parcial, por quaisquer meios, sem autorização prévia, por escrito, da editora.


Pratique!

100

nio í c o i c a ur e s o r a mul i t s e a r s pa o i f a s e d

BOM PRA CABEÇA www.coquetel.com.br

nas bancas e livrarias


Revista Conhecer Concursos Ed. 01  

Revista Conhecer Concursos Ed. 01

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you