Page 1

BOLETIM INFORMATIVO Nº 30 DEZEMBRO de 2016

RUA DA RESTAURAÇÃO, 318 - 4050-501 PORTO WWW.confrariadovinhoverde.com / telem: 912 227 670 E-mail: secretaria@confrariadovinhoverde.com Membro da Federação das Confrarias Báquicas de Portugal e da Federation International des Confreries Bachiques (Paris)

GRANDE ENTRONIZAÇÃO ANUAL EM ARCOS DE VALDEVEZ 12 de NOVEMBRO DE 2016 (sábado) O PROGRAMA DA 46ª ENTRONIZAÇÃO DA CONFRARIA DO VINHO VERDE, FOI O SEGUINTE: 9:30- Ponto de Encontro no Posto de Turismo 10:30 h- Início de desfile pelas ruas da vila até à Casa das Artes 11;00 h- Cerimónia da entronização na Casa das Artes 12:15 h- Missa na Igreja Matriz 13:30 h- Almoço 17 h- Bênção do Vinho Novo no Centro Histórico da Vila

A Cúria Báquica deseja a todos os Confrades um bom Natal e Feliz Ano Novo sempre na companhia do nosso Vinho Verde.

Símbolo da Confraria, da autoria da artesã e artista Drª Conceição Trigo AGRADECIMENTOS A Confraria do Vinho Verde agradece às seguintes pessoas e entidades a boa colaboração dada à nossa 46ª Entronização: - Presidente da Câmara Municipal, Dr, João Manuel Esteves e Eng. Vitor Correia - Sogrape Vinhos SA cujo patrocínio possibilitou a actuação do Coral Mille Voce; - Direcção e membros do Coral Mille Voci; - Padre Aventino Freitas e Padre Arieiro; - Direcção do Arcos Hotel Nature & SPA

A 46ª Entronização da Confraria do Vinho Verde foi uma grande manifestação de espírito confrádico. Foram largas dezenas de confrades que compareceram ao evento, para receberem com amizade aqueles que agora são seus “frates”. Agradecemos a presença das seguintes Confrarias: -Federação das Confrarias Gastronómicas Portuguesas, representada pelo seu Vice Presidente, Senhor Luís Brás. - Real Confraria do Vinho Alvarinho, representada pelo seu Grão Mestre Dr. José Emílio Moreira, acompanhado de 3 confrades; - Direcção da Confraria dos Gastrónomos do Minho– Dr. Francisco Abreu, Dr. Paulo Carrança e mais dois membros da Direcção, - Confraria da Regueifa e do Biscoito de Valongo, com a Padeira Mor, Drª Rosa Maria Rocha, acompanhada de 2 confrades.


O PONTO DE ENCONTRO

O Ponto de Encontro dos actuais e futuros confrades teve lugar no Posto de Turismo. Durante o Verde de Honra oferecido pela Câmara Municipal deu-se o primeiro contacto entre aqueles que já estão na Confraria com aqueles que chegaram com os seus convidados. Também se consolidaram velhas amizades.

O desfile, com a participação de dezenas de confrades e convidados, precedido de um conjunto musical, percorreu o centro da Vila e foi um momento alto da nossa entronização. A população evidenciou a sua admiração por algo que nunca tinha visto.


Foram 25 os novos Confrades que se vieram juntar aos mais de 500 que já somos. E foram recebidos com grande amizade e carinho pelos mais antigos. Assinale-se que vieram pela mão dos seus patronos os quais lhes colocaram as insígnias: o nosso cacho de uvas de prata símbolo da pureza e qualidade dos vinhos verdes dos nossos Confrades Produtores. Antes da entronização o nosso Cancelário Mor, Doutor Gonçalo Maia Marques teve a seu cargo um momento histórico sobre os Arcos. Nome

(Ver fotos da esquerda para a direita e de cima para baixo)

Título

Foto nº

Honorário Doutor Eduardo Cordeiro Gonçalves,

Cavaleiro

1

Mestres Dr. Alberto Maria Pitta Vilas Boas Meirelles Sr. António Joaquim Rodrigues

Mestre

2 3

Sr. Arlindo Teixeira de Sousa

Mestre Mestre

Sr. Avelino Augusto Pereira de Matos

Mestre

5

Sr. David Simão Araújo Pinto

Mestre

6

Engº Domingos Campos Dias

Mestre

7

Dr. Edgar Manuel Pinheiro Botelho Moniz Sr. José Augusto Alves Pereira Drª. Marisa dos Reis Carvalho Sr. Tadeu Joel Pinto de Carvalho Sr. Tiago Joel Pinto Carvalho

Mestre

4

8

Mestre

9

Mestre Mestre

10 11 12

Mestre

Oficiais Engº António Germano Fernandes de Sá e Abreu Engº Casimiro José Cunha Alves Catarina Magalhães dos Santos Pereira Engº Manuel Fernandes Costa

Oficial Oficial Oficial

13 14 15

Oficial

16

Sr. Alcino Mesquita dos Santos

Enófilo

17

Dr. António Alberto de Sousa Bulhosa

Enófilo

18

Enófilos

Dr. António Américo Pimenta de Castro Damásio Sr. Carlos José Sousa Coelho Sr. Carlos Tiago Gomes Coelho Sr. Javier Bahamonde y GarciaOsende Dr. Joaquim Miguel Martins Ribeiro

Enófilo

19

Enófilo

20

Enófilo

21

Enófilo

22

Enófilo

23

Dra. Maria Gisélia dos Santos Farias

Enófila

24

Dra. Natália Vladimirovna Baihkina

Enófila

25

Os nossos amigos da Irmandade dos Vinhos Galegos catalogam os seus confrades nos seguintes tipos: 1- Os participantes entusiastas 2- Os ausentes contumazes 3- Os que assistem sem avisar 4- Os que avisam sem assistir 5- Os erráticos, inverosímeis e incontroláveis Pretendemos também que, na nossa Confraria, haja um grande número de Confrades do tipo 1 e, por defeito, do tipo 3, já que temos de prescindir dos do tipos 2 e 4 e de contemplar, com grande curiosidade, humildade e simpatia os do tipo 5. Caro amigo e agora Confrade: Espero que seja sempre um confrade do tipo 1. E se persistir, está no bom caminho! Até breve e as maiores saudações da Cúria Báquica


A missa foi celebrada na Igreja Matriz pelo Senhor Padre Aventino Freitas, a quem agradecemos, Durante a mesma, actuou com grande brilho o Coral Mille Voci o que só foi possível graças ao patrocínio da SOGRAPE Vinhos, SA, que agradecemos também.


O almoço realizou -se no Arcos Hotel Nature & SPA. Houve animação!

Foram entregues símbolos da Confraria ao Senhor Presidente da Câmara Dr. João Manuel Esteves, ao Senhor Presidente da CVRVV, Dr. Manuel Pinheiro, ao Confrade Honorário e ex– Grão Mestre da nossa Confraria, Dr. Luis Gusmão Rodrigues, ao Dr. Javier Bahamonde e à Drª Alexandra Martins representante do Coral Mille Voci.

E JÁ AO ENTARDECER A bênção do vinho Com a colaboração do Senhor Padre Arieiro


CORAL MILLE VOCI Programa da intervenção na missa:

        

Glória - RV 589 * Antonio Vivaldi Kyrie - A Mass for Peace * Karl Jenkins Salmo Alleluja - KV 165 * W.A. Mozart Judex * Charles Gounod Sanctus - A Mass for Peace * Karl Jenkins Agnus Dei - A Mass for Peace * Karl Jenkins Panis Angelicus * César Franck Benedictus - A Mass for Peace * Karl Jenkins

O Coral Mille Voci é uma Associação Cultural que iniciou a sua atividade em Junho de 1992 na cidade do Porto, como coral misto composto por cerca de 35 elementos. O seu fundador foi o Maestro Professor António Diogo que até hoje acompanha o coro. O grupo desenvolve a maioria das atividades na região do Grande Porto não deixando de atuar em todo o País, Ilhas e Espanha. O principal objetivo do agrupamento é a difusão da música coral polifónica ou acompanhada. O repertório do Mille Voci desenvolve-se com obras de polifonia seiscentista até o século XX, interpretando peças de Juan del Encina, Thoinot d´Arbeau, Josquin dês Prés, bem como Cancioneiros Ibéricos do século XVI (Cancioneiro de Upsala). Percorrendo os séculos XVII e XVIII interpreta obras de Händel, Brooks, J. S. Bach e W.A. Mozart. No âmbito do século XX, apresenta obras do repertório espanhol e português como canções populares portuguesas ou a Primeira Cantata de Natal de Fernando Lopes Graça. Maestro: Professor António Manuel Matos Diogo (Ver mais no site do Coral)

VINHOS OFERECIDOS PELOS CONFRADES O Confrade Ofertante para 2016, Dr. Paulo José Pimenta de Castro Damásio, escolheu e ofereceu para a cerimónia da Entronização o Vinho Verde Branco Loureiro “Casa da Senra”, 2015 Para o Almoço Comemorativo da 46ª Entronização da Confraria do Vinho Verde foram oferecidos pelos Confrades os seguintes Vinhos, que a Cúria Báquica agradece: - Confrade Dr. Paulo José Pimenta de Castro Damásio-Vinho Verde Branco - "Casa da Senra", Loureiro, 2015 - Confrade Dra. Maria Celeste do Patrocínio~Vinho Verde Branco –“Adega de Ponte de Lima”, Loureiro, 2015 e Vinho Verde Rosé –“ Adega de Ponte de Lima”, 2015 - Confrade Sr. Manuel Joel de Carvalho- Vinho Verde Branco “Caroça” Loureiro, 2015 - Confrade Sr. Manuel Esteves Monteiro- “Arca Nova Branco” -castas Loureiro, Arinto e Trajadura e Arca Nova Vinhão Primoris, 2015 - Confrade Dr. Abílio José Pires—“Encostas da Cabana” Alvarinho biológico, 2015 - Confrade Sr. Manuel Camizão- Vinho Verde Branco “Casa de Oleiros” 2014, - Confrade Dra. Maria Luísa Girão- Casa de Vilacetinho, colheita seleccionada Avesso, 2015 Artigo 5º A dos Estatutos: São deveres dos Confrades: 1 – Ser um defensor do Vinho Verde e da sua denominação de origem, bem como da Confraria do Vinho Verde e dos seus princípios estatutários e contribuir para o seu engrandecimento e para o desenvolvimento das boas relações, cordialidade solidariedade e união entre Confrades. 2 – Cumprir as deliberações dos Órgãos Sociais proferidas no uso da sua competência e observar as Estatutos, os Regulamentos Internos ou Usanças e o Regimento de Jóia e Quotas. 3 – Comunicar a alteração da sua residência no prazo de 15 dias, em carta registada com aviso de recepção. 4 - Pagar atempadamente a jóia e quotas e outros encargos, nos termos definidos nas Normas Estatutárias ou Regulamentares, aprovadas pelo Capítulo. 5 – Enviar à Confraria do Vinho Verde nova ordem de transferência para pagamento de quotas, no impresso existente para o efeito na secretaria, no caso de querer transferir a sua ordem de pagamento para outra conta bancária, em carta registada com aviso de recepção. 6 – Prestar à Confraria do Vinho Verde as informações que lhe forem solicitadas, no âmbito da sua competência. 7 – Exercer os cargos associativos para que forem eleitos ou designados.

Profile for Confraria Vinho Verde

Newsletter 30 relato da 46ª entronização anual arcos de valdevez  

Newsletter 30 relato da 46ª entronização anual arcos de valdevez  

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded