Page 8

INFRAESTRUTURA | Capa

[Por: Chico Santos Foto: Banco de Imagens Google / Divulgação]

INFRAESTRUTURA: UMA AGENDA PARA O PAÍS VOLTAR A CRESCER O ministro Tarcísio Freitas anunciou a concessão de 59 projetos à iniciativa privada, que somarão R$ 1,6 trilhão em investimentos, a maior parte do setor de óleo e gás.

C

om um histórico de cinco anos (2014 a 2018) de recessão ou de crescimento ínfimo, com efeito negativo ou praticamente nulo sobre o Produto Interno Bruto (PIB) per capita, o Brasil vive a expectativa de uma virada da chave que possa recolocar a economia nos trilhos. Se, no plano geral, a aposta nas reformas, lideradas pela Previdência, é a esperança que une investidores brasileiros e internacionais, ao tirar dos ombros da nação o ônus da insustentabilidade fiscal, não há dúvidas de que o novo Governo começou com o pé direito no terreno vital da infraestrutura, avançando em uma velocidade até certo ponto surpreendente. Ao comemorar as conquistas dos cem primeiros dias de governo, em abril, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, deu o tom do otimismo gerado pelo sucesso alcançado com 23 leilões de concessões realizados – sendo 12 de aero-

8 | REVISTA DE SEGUROS///

“Os investidores estão apostando nas oportunidades de negócios no Brasil e vieram para ficar, porque estão acreditando no País. Há um otimismo que está sendo convertido em investimentos. E isso é emprego na veia.” Ministro Tarcísio Freitas

portos, dez de infraestrutura portuária e um emblemático, da Ferrovia Norte-Sul, com seus 1.537 quilômetros de promessa de eficiência, que se arrastavam a passos de tartaruga desde 1987. “Houve uma demonstração de confiança no País, de acerto na trajetória, rumo e condução política e econômica. Os investidores estrangeiros estão apostando nas oportunidades de negócios que o Brasil tem proporcionado e vieram para ficar, porque estão acreditando no País e na retomada do crescimento econômico. Há um otimismo que está sendo convertido em investimentos. E isso é emprego na veia”, afirmou. Em março, o Ministério da Infraestrutura e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) leiloaram 12 aeroportos, sendo seis no Nordeste (Recife, Maceió e Aracaju), quatro no Centro-Oeste (Cuiabá) e dois no Sudeste, incluindo Vitória (ES). A disputa gerou ágio de 986% em relação ao preço mínimo, resultan-

Profile for CNseg

Revista de Seguros nº 909