Page 1

Castelo - Ouro Preto - Pampulha fevereiro/março | 2009 | Belo Horizonte | MG | 2ª Edição | Ano I | Distribuição Gratuita

www.stilluscomunicacao.com

“UM CEGO DE OLHO NO FUTURO” Uma lição de quem venceu preconceitos sem se abalar

O cego tem que matar um leão por dia.

É assim que Geraldo Sebastião Magela, 50 anos, define a rotina de um deficiente visual. Publ icida de

Página 3

VOLTA ÀS AULAS Pesquisar pode fazer a diferença. Pesquisas apontam variações de até 306, 47%. Página 5

ITABIRITO Um carnaval para todos os gostos.

RECOMEÇAR EM TEMPOS DE CRISE

Como equilibrar o orçamento

Página 6 Página 12


Conexão Notícias | fevereiro/março | 2009

Editorial

O PODER DOS JORNAIS LOCAIS Presidente do CONRERP pontua a importância dos jornais segmentados por região

Por várias vezes ouvimos falar de crise econômica em nosso país, porém de uns meses para cá se fala de uma crise mundial, e isto, tem de certa forma, afetado substancialmente nossas vidas tanto no âmbito doméstico quanto em vários outros segmentos. Muitas tomadas de decisões estão sendo adiadas na expectativa de dias mais promissores e em meio a este clima de indecisões o jornal “Conexão Notícias” não se curvou diante do perigo de não conseguir sobreviver. Ao contrário disto, se lançou na região preparado para enfrentar os muitos desafios que, com certeza surgirão e disposto a adaptar-se a novas alternativas de modo a cumprir com nosso compromisso que é o de levar a informação aos nossos leitores com qualidade, veracidade, transparência e eficiência. Nesse sentido, vamos passar a nossa periodicidade que se propunha a ser mensal para bimestral para assim, poder atender à disponibilidade orçamentária de nossos anunciantes. De certa forma, isso nos possibilitará melhorar a quantidade de informações nas nossas edições na medida em que teremos mais tempo para estender o nosso leque de apurações dos fatos. Fatos, estes enviados como sugestões dos muitos leitores que já conquistamos. O presidente do SESCON-MG – Sindicato das Empresas de Consultoria, Assessoramento, Perícias, Informações, Pesquisas e Empresas de Serviços Contábeis no Estado de Minas Gerais, Luciano Alves de Almeida apresenta no editorial de janeiro e fevereiro do jornal “Informe”, sábias palavras quando diz que a palavra crise em chinês, se escreve com dois caracteres que, separados, significam perigo e oportunidade. “Verdade ou falsa essa afirmação, é fácil perceber que em toda crise existe de fato um perigo e uma oportunidade”. Portanto, a crise existe, está aí, mas continuamos oferecendo oportunidades, tanto aos anunciantes quanto aos leitores de poder contar com esse novo veículo de comunicação local que veio para ficar, com crise ou sem crise. Cida Gregori Expediente: Cida Gregori - RG 1512/MG Editora Responsável | Relações Públicas | Jornalista Érika Oliveira Estagiária Efigênia Vilani Marques Revisão

Divulgação

Valdeci Ferreira é Graduado em Relações Públicas pelo Centro Universitário Newton Paiva e exerce a profissão há 5 anos. Pósgraduado em Marketing e Comunicação Corporativa pela Escola do Legislativo, é presidente do CONRERP - Conselho Regional de Profissionais de Relações Públicas - 3ª Região (MG, BA, ES). Atua ainda como professor no Centro Universitário Newton Paiva e no INAP, onde também é gerente do departamento de Relações Públicas e Marketing.

Conexão: Qual a função das Relações Públicas nesse processo? Valdeci: A atividade de Relações Públicas soma-se ao processo mobilizador para ajudar na construção de co-responsabilidade. Cabe ao Profissional de Relações Públicas propor contextos que promovam o debate e tragam transparência para que os atores sociais possam se expor, respeitando e sendo respeitados.

Conexão: Em um país onde as notícias são cada vez mais sensacionalistas e superficiais, qual a necessidade de um jornal direcionado à informação local (de bairro)? Valdeci: Os jornais de bairro cumprem um papel essencial às comunidades. É através dessas publicações que a sociedade e seus problemas locais têm poder de fala. Esse papel de responsabilidade deve ser assumido por quem está à frente da redação, e pautar as notícias que verdadeiramente são de interesse público.

Conexão: De que forma esses profissionais devem trabalhar em um jornal de bairro? Valdeci: Acredito que a proposta não é trabalhar em ou para, e sim com. A mídia regional hoje extrapola as barreiras do que é nosso e passa a ser o que é de todos. O profissional de Relações Públicas deve entender que não há legitimidade de informação e ação sem que antes a comunidade tome ciência e possa opinar. Vejamos o exemplo do Orçamento Participativo - é através da comunidade que se legitima uma obra.

Conexão: Qual a importância de um jornal local no processo de conexão de um bairro a outro? Valdeci: Os jornais regionais devem ter a consciência que sua atuação está amplamente difundida na complexidade do viver social, e por isso sua contribuição é plural não só pelo equipamento difusor, mas principalmente pelo entorno de sua localidade.

Conexão: Quais são os principais beneficiados? Por quê? De que forma? Valdeci: O benefício pode ser observado quando a mobilização toma forma e possibilita a consistência de geradores em prol da causa - seja um lixão sem manutenção, um buraco sem asfalto, ou um posto de saúde sem atendimento. Beneficia-se de forma coletiva e promove-se exemplos para outras comunidades, além de aumentar a capacidade de argumentação e poder de negociação da região, que na mídia tradicional, é excluída por interesses maiores de notícias de amplo espectro social, mas sem importância imediata para os moradores em dificuldades nos seus bairros.

Conexão: Sob o ponto de vista econômico e social, quais as vantagens da conexão comunicacional entre os três bairros? (Ouro Preto, Castelo, Pampulha) Valdeci: São bairros que têm problemas parecidos por estarem em uma mesma região e devem buscar convergência em canais de comunicação social, visando posicionamento e solução comum. Claro que, respeitando especificidades e culturas que podem ser únicas, mesmo sendo em situação limites tão próximos.

Lançamento do Conexão O lançamento do jornal Conexão Notícias aconteceu simultaneamente nas três regiões de abrangência do veículo no dia 29 de novembro de 14h às 18h com muita música, distribuição de pipocas para

Daiana Sampaio Tânia Chaves Rubia Santos Diagramação Paulo Valgas Designer Gráfico

Departamento Comercial: conexaonoticias@hotmail.com Av. Dos Engenheiros, 300 sala 06 - Castelo - Belo Horizonte/MG CEP: 30840-300 Telefone: (31)3418-1222 | FAX: (31) 3889-1879 Celular: (31) 8477-6743

2

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Cida Gregori

Tiragem - 15.000 exemplares.

a criançada e a entrega dos primeiros cinco mil exemplares para os adultos. No bairro Castelo, a equipe do jornal pôde contar com a gentileza do Supermercado Super Nosso, por intermédio do gerente Roberto Márcio Teixeira Dias, para fazer a distribuição aos clientes que saíam das compras. Nos bairros Ouro Preto e Pampulha as equipes fizeram algumas paradas em vários pontos com maior concentração de pessoas. De lá para cá a redação do Jornal tem recebido muitos cumprimentos pela iniciativa e pela linha editorial. Agradecemos, o carinho de todos e contamos com o apoio da região para a continuidade do Conexão Notícias, reafirmando aqui o nosso compromisso com a informação local.


Conexão Notícias | fevereiro/março | 2009

“UM CEGO DE OLHO NO FUTURO” “O cego tem que matar um leão por dia”. É assim que Geraldo Sebastião Magela Dias, 50 anos, define a rotina de um deficiente visual. Morador da região noroeste nasceu e cresceu em Venda Nova. É filho mais novo de uma família de oito irmãos, dos quais cinco são vítimas de uma doença chamada retinose pigmentar. Geraldo Magela se diz premiado: “fui o primeiro a ficar cego”, ironiza. Ainda na infância já enxergava muito pouco, e mesmo assim botava para quebrar. “Brincava de polícia e ladrão, rouba-bandeira e esconde-esconde e olha que esconder de mim não era tão difícil”, brinca. Mas o grande problema em toda vida foi o preconceito, mas isso ele leva no bom humor. “Cego é tratado de uma maneira muito engraçada, as pessoas acham que a gente é surdo e chegam gritando no ouvido da gente. E ainda tem aquela, eu quero ficar cego agora se estiver mentindo, fica parecendo que todo cego é mentiroso, mas não é só cego que sofre preconceito, todos sofrem”, conta. B a t a l h a d o r, G e r a l d o Magela quando criança trabalhava como catador de esterco, vendedor de picolé, de bolinho de espinafre e carregador de feira. Já adulto, foi vendedor de loteria por dez anos. Mas foi como locutor em porta de lojas que surgiu a primeira oportunidade no rádio através de uma participação no programa do ídolo Aldair Pinto. Mesmo com dificuldades, Magela não desistiu, até que conseguiu seu próprio programa no rádio. Passou pela rádio Inconfidência e Itatiaia. “Na Itatiaia foi engraçado. O programa tinha a participação de ouvintes, um dia reclamaram que eles ligavam e ninguém atendia, o problema é que o telefone não tocava, só acendia uma luzinha e eu cego né, mas um dia o filho do dono resolveu o problema e trouxe um aparelho que acoplado ao telefone dava choque, coisa pouca, 220 volts”, relata.

Rapidinhas Amor: é fundamental. É a nossa gasolina, sem ele ficamos parados.

Publicidade

O humorista dá uma aula de superação

Motivação Corporativa Motivação e perseverança. É o que Geraldo Magela leva às pessoas com sua palestra-show “Um Cego de Olho no Futuro”. Nela, ele conta detalhes da sua vida e como venceu sem se abalar com sua deficiência visual, superando os preconceitos. O humorista dá uma verdadeira lição de vida a diversos tipos de públicos: estudantes, funcionários e empresários. De acordo com informações do site www.ceguinho.com, Geraldo já se apresentou para o Banco Bradesco, Banco do Brasil, Mercedes-Benz do Brasil, TAM, Petrobras, Gerdau, Açominas, Acesita entre outras.

Carreira Há cerca de 15 anos no humor e considerado um dos maiores humoristas do Brasil, Geraldo Magela escreveu quatro espetáculos: Ceguinho é a mãe, Ceguinho chutando o balde, o melhor do ceguinho e a palestra motivacional Um cego de olho no futuro. As duas primeiras peças já viraram DVD. São peças que contam o dia-a-dia dos cegos com muito humor, casos que acontecem com pessoas comuns e que com grandes lições de vida. “Os comentários gerais merecem capítulo especial, alguns dizem: “Coitadinho, tão bonitinho e cego! Quer dizer que eu tinha quer ser feio e ter o pé grande?”. Com várias participações no programa do Jô Soares, Escolinha do Barulho, TV SIC

de Portugal e na cobertura da copa do mundo de 1998, Geraldo Magela conquistou o Brasil com seu bom humor, garra e perseverança. Não se deixa abater pelas dificuldades e obstáculos encontrados ao longo da vida. Com um sorriso estampado no rosto e sempre levando uma mensagem positiva às pessoas, revela o segredo do sucesso: "Acho que não tem uma fórmula especial. Às vezes está acontecendo só coisas boas, de repente surge um probleminha, e agente faz disso um problemão. O lance é você valorizar mais as conquistas!”

Família: importante Infância: muito divertida Um lugar para morar: um sítio Um lugar para descansar: um sitío Um lugar para se divertir: nesse mesmo sítio com os amigos e muita cerveja. Uma música: Rotina de Roberto Carlos Um cantor: Roberto Carlos Uma mania: ouvir rádio e tv. Tenho no meu computador antenas de rádios de várias partes do mundo.

Proteção contra roubo com garantia de ressarcimento Circuito Fechado de TV Monitoramento - 24 horas Cerca Elétrica - Padrão PBH Envio de Mensagens das ocorrências para Celulares: Vivo, OI, TIM, Claro...

SUPER PROMOÇÃO DE CFTV

Uma frase: vá me ver no teatro! Time do coração: vou falar baixo...AMÉRICA! Um sonho: apresentar meu próprio programa de televisão. Já tenho ele todo na minha cabeça.

C Mini-

10x sem

juros de

â mer

as

+

PC

3277-2255

www.semax.com.br

Imagens ilustrativas - * Preço contempla somente equipamentos, a instalação será orçada no local - Promoção enquanto durar o estoque (100 kits) - Parcelamento nos cartões Visa e Master Card

3


Conexão Notícias | fevereiro/março | 2009

“EU CONHEÇO O MENINO DOCE”

Érika Oliveira

Em função do carisma, o “menino doce” ganha comunidade em site de relacionamento

“Eu quero dinheiro, o dinheiro é meu!”. É o que grita José Eustáquio de Moura, pelas ruas do bairro Castelo. Vendedor de doces há 33 anos, o “menino doce”, como é conhecido, esbanja carisma e simpatia. “Alegria gera alegria; tratando bem, as pessoas se sentem bem”, conta. Aos 40 anos com dificuldade de encontrar emprego e incentivado pela irmã, já falecida, começou a vender bolos pelas ruas do bairro Santa Efigênia. Logo passou a vender doces e não parou mais. No início eram 15 doces, depois 25 e assim foi aumentando, hoje vende 100 doces por dia, cada um a R$ 1. A rotina é sempre a mesma. Sai de casa às 8h, vai até a fábrica de doces, compra, e às 9h30 sai para vender. Começa sempre no bairro Alípio de Melo. Circula ainda pelos bairros Serrano, Celso Machado e Castelo, retornando por volta das 17 h. Cocada morena, cocada preta, canudinho, cocada com leite condensado e o famoso pé-de-moleque, são garantias de sucesso que ultrapassam gerações. “Os compradores são antigos. Têm aqueles desde quando eu comecei. Agora vendo até pros filhos e netos deles”, revela. O público cresceu tanto que o “menino doce” pode ser encontrado até no site de relacionamento Orkut em uma comunidade. “Cresceu de tal maneira meus compradores, que agora estou até na Internet: “Eu conheço o menino doce” - pode procurar lá”, se orgulha. Esse público vai de idosos, passando pelos jovens, indo até às crianças. “Trabalho com todos, brincando, conversando e chamando as crianças de senhores e senhoras; eles riem demais, é uma piada”, diz. O Castelo sempre foi a rota para as suas vendas, mas, o desenvolvimento do bairro trouxe dificuldades. “Cresceu demais. As ruas são muito íngremes e quase não se encontra ninguém - está todo mundo trabalhando. Só ficam os cachorros, e são muito bravos!”, lamenta. Quanto à renda mensal ele não sabe dizer. Titubeia e diz que é só mesmo para complementar o salário que é pouco. Orgulha-se da profissão e principalmente, de ser bem recebido por onde passa. Com problemas nos joelhos e com as pernas inchadas, diz que está na hora de parar, mas, volta atrás nas palavras. “Não tô aguentando, tenho que andar e é muita dor, mas, eu não largo o doce, muitas vezes fico em casa dois dias e volto, vai ser assim”, diz. O segredo de tanto sucesso? “Atender bem, sorrir e estar sempre alegre, sempre alegre”, finaliza.

Críticas, sugestões e reclamações

Avenida Dos Engenheiros, 300 sala 6 - Shopping 300 - Castelo BH/MG - CEP 30840-300

(31) 3889-1879

@ conexaonoticias@hotmail.com

Carta à Redação Crônica do Leitor Prezados Editores do Conexão! Acho-me entregue às lembranças. É mais um ano que chega ao fim. Um 2009 promissor se apresenta. Ganho no caminho um amigo. Recebo um exemplar deste jornal. Observo o carinho com o qual ele foi projetado. Volto no tempo e lembro a alegria de ter escrito e editado um livro. Estas coisas pessoais que nos enche de contentamento. Leio e releio detalhes da carreira de César Menotti e Fabiano. Dois gigantes na arte de nos fazer voar em versos e canções de amor. Chuvas torrencias formam grandes enxurradas na cidade que amo. Na padaria a alegria de ver uma crônica que escrevi publicada na coluna do leitor na ultima edição de um jornal popular. É repetitivo mas é oportuno. Uma obra impressa é como um filho. Foi gerado em nossas entranhas. É como a canção do poeta. É mesmo uma festa celebrar a vida.Vida longa ao Conexão Notícias. Que vocês possam manter o ânimo de seguir e não desistir. Carlos Cunha

4


Conexão Notícias | fevereiro/março | 2009

Conexão Notícias - Fevereiro/2009

PESQUISAR PODE FAZER A DIFERENÇA Pesquisa mostra variação de até 306,47%

Pesquisar os preços e selecionar o indispensável. Essas são as principais dicas na hora de ir às compras do material escolar. De acordo com Maria do Céu Paixão, coordenadora-executiva do MDC-MG Movimento das Donas de Casa de Minas Gerais, deve-se pesquisar o melhor preço, comprar o material didático necessário e só depois dar preferência ao dispensável. “Tudo o que for supérfluo ou exagerado, como uma pasta que não será utilizada, ou uma merendeira mais cara, deve ficar fora da lista em um primeiro momento”, alerta. Quando se trata de evitar gastos desnecessários e fugir dos preços abusivos, a pesquisa se torna imprescindível. Segundo pesquisa realizada pelo próprio MDC-MG, em 08 de janeiro, os preços têm variação de mais de 300%. O gizão de cera com 12 unidades, por exemplo, tem o menor preço a R$ 1,39, e o maior a R$ 5,65 - uma variação de 306,47%. O conjunto de canetas esferográficas com 12 unidades, chega a uma variação de 289,62%, sendo o menor preço R$ 2,60 e o maior R$ 10,13. Uma boa alternativa é a realização da compra de materiais escolares em conjunto, o que pode dar possibilidades para a negociação de preços. Outra dica é fazer um levantamento de todo o material escolar que sobrou no ano anterior. Separe o que pode ser reaproveitado ou não, lembre-se: as trocas de livros didáticos entre alunos que cursam séries diferentes, representam uma grande economia. Também é importante não se deixar levar pelos impulsos dos seus filhos, que vão querer comprar produtos que contenham imagens de personagens de sucesso ou artistas. Aqueles que pensam que os maiores estabelecimentos apresentam preços mais elevados, e os menores comercializam produtos de qualidade inferior, se enganam. Segundo Paixão, o tamanho de estabelecimento independe do resultado final, desde que o lugar escolhido para as compras de material seja aquele que combine melhor preço e qualidade. “Dessa forma, comprar em papelarias maiores ou menores, tanto faz, já que no final o consumidor vai ter optado pela melhor combinação”, ressalta. Para ela, os pais devem observar as planilhas de custo das escolas, dialogar e negociar quando acharem quaisquer itens desnecessários ou supérfluos. “Vale de tudo para economizar”, finaliza.

5


Conexão Notícias | fevereiro/março | 2009

Programação Oficial Prevista

Carnaval 2009* 19 - QUINTA FEIRA 22 horas - Desfile do Bloco "Galinhada do Cabeçudo" e Desfile do Bloco "Gaiola das Loucas

Um carnaval para todos os gostos Itabirito, cidade localizada a 50 km de Belo Horizonte, não é conhecida apenas pelo famoso pastel de angu, mas também por ter um dos mais diversificado carnaval do interior. Para aqueles que buscam a tranquilidade como opção, a cidade dispõe de pousadas, hotéis e uma variedade de atrativos turísticos para relaxar. São quase cem cachoeiras, igrejas e capelas históricas, estradas para cavalgar, pedalar e conhecer belos caminhos como o distrito de Acuruí, que pertence à cidade e faz parte da Estrada Real. A cidade oferece também, espaços para a prática de esportes radicais, como a pista do Alto Cristo e o Pico de Itabirito. Já aqueles que se preparam o ano inteiro para cair na folia, não podem perder aquele que é considerado o melhor carnaval da região metropolitana. Itabirito se prepara para seis dias de folia, que acontece de 19 a 24 de fevereiro, com

muitos shows, desfiles de blocos caricatos, gente bonita, trios elétricos e com uma infraestrutura completa para garantir a segurança . São policiais civis, militares, Corpo de Bombeiros além de câmeras de vigilância ligadas 24 horas por dia. A decoração deste ano será inspirada no samba, tema escolhido para a festa. São aguardados mais de 150 mil foliões de todas as idades. Para quem pensa que a crise pode atrapalhar a festa, se engana. Toda a estrutura necessária para o tradicional carnaval está sendo preparada. Segundo o prefeito-interino da cidade, Alexander Silva Salvador de Oliveira as contenções de despesas que serão feitas no Carnaval não fará com que a festa perca em qualidade.” Vamos ter em 2009 um carnaval ainda mais organizado do que nos anos anteriores”, garante o prefeito.

PAMPULHA GANHA NOVOS ESPAÇOS A região da Pampulha será mais valorizada com os novos espaços

Cida Gregori

A região da Pampulha recebeu em dezembro, dois novos espaços de lazer e cultura: uma praça de 16 mil metros quadrados e a Casa Kubitschek que funcionará como extensão do Museu Abílio Barreto. As duas obras surgem como um processo de valorização da Pampulha, que se destaca por abrigar alguns dos principais pontos turísticos de Belo Horizonte. A infra-estrutura da praça tem 16 mil metros quadros com equipamentos de ginástica, pista de Cooper, um mirante com vistas para a lagoa, espaço para apresentações artísticas e culturais, dez banheiros públicos individuais e lanchonetes subterrâneas. Seis torres farão a iluminação e em cada uma delas haverá um painel doado pelo artista plástico Alexandre Mancini.

A nova praça, que deverá homenagear a mãe do ex-prefeito Fernando Pimentel, Geralda Pimentel, provisoriamente será chamada de Praça da Pampulha, enquanto não tem o nome aprovado na Câmara. Como o objetivo do espaço é oferecer infra-estrutura básica aos freqüentadores da praça, não haverá mesas e cadeiras e a venda de bebida alcoólica será proibida. Já o museu funcionará onde era a casa do ex-presidente Juscelino Kubitschek e nele serão expostos móveis usados por JK nas décadas de 40 e 50, como uma cama de casal, itens do escritório e alguns dos decretos assinados quando ele foi prefeito de Belo Horizonte entre 1940 e 1945. É a região abrigando novos espaços que juntamente com a Lagoa, Zoológico, Parque Ecológico e a Igrejinha se valoriza ainda mais.

20 - SEXTA FEIRA A partir de 20 horas - Desfile do Cordão da Velha (Corporação Musical Santa Cecília) e Blocos Carnavalescos. 21 horas - Shows nos Palcos Instalados no Centro da Cidade em 2 pontos, Concentração dos Trios Elétricos (Bairro Praia) e Desfiles dos Blocos e seus Trios Elétricos (Circuito central do Carnaval) 21 - SÁBADO 20 horas - Desfile do Cordão da Nova (Corporação Musical União Itabiritense) 18 horas - Shows nos Palcos Instalados no Centro da Cidade em 3 pontos, Concentração dos Trios Elétricos (Bairro Praia) e Desfiles dos Blocos e seus Trios Elétricos (Circuito central do Carnaval) 22 - DOMINGO 15 horas - Concentração e Desfile da "Bandalheira"(Circuito Central do Carnaval) 16 às 18 horas - Matinê infantil no Complexo Turístico da Estação e Desfile da "Banda Ré Sem Dó" 18 horas - Shows nos Palcos Instalados no Centro da Cidade. 21 horas - Concentração dos Trios Elétricos (Bairro Praia) 23h30 - Desfiles dos Blocos e seus Trios Elétricos (Circuito central do Carnaval) 23 - SEGUNDA FEIRA 16 horas - Bandão de Carnaval Grande Desfile Infantil com a Participação Especial do Bloco Infantil dos Palhaços Xulé e Pamonha e desfile de Blocos Sonorizados Diurnos 16 às 18 horas - Matinê infantil no Complexo Turístico da Estação. 22 horas - Desfile da "Banda Ré Sem Dó" Shows nos Palcos Instalados no Centro da Cidade, Concentração dos Trios Elétricos (Bairro Praia) e Desfiles dos Blocos e seus Trios Elétricos (Circuito central do Carnaval) 24 - TERÇA FEIRA 15 horas - Concentração e Desfile da "Bandalheira" (Circuito Central do Carnaval) 16 às 18 horas - Matinê infantil no Complexo Turístico da Estação - Desfile da "Banda Ré Sem Dó" 18 horas - Shows nos Palcos Instalados no Centro da Cidade 21 horas - Concentração dos Trios Elétricos (Bairro Praia) 23h30 - Desfiles dos Blocos e seus Trios Elétricos (Circuito central do Carnaval) * Programação sugeita a alteração.

6


Conexão Notícias | fevereiro/março | 2009

Fique por dentro Campanha de popularização do teatro e da dança É sucesso a 35ª Campanha de Popularização do Teatro e da Dança em Belo Horizonte. A campanha, que tem ingressos ao preço único de R$ 10,00, vai até o dia 8 de março. Nesta edição são 52 montagens inéditas (34 adultos, 13 infantis, 5 danças), de um total de 116 espetáculos.

Em 2008 mais de 350 mil pessoas participaram da campanha. A expectativa é superar essa marca. A iniciativa é do Sindicato dos Produtores de Artes Cênicas de Minas Gerais, Sinparc). Mais informações: www.sinparc.com.br.

O auto preço do lanche nos aeroportos de Belo Horizonte A pesquisa realizada pelo Movimento das Donas de Casa de Minas Gerais, MDC-MG, nas lanchonetes dos aeroportos de Belo Horizonte mostrou que os preços podem variar até 525%. A maior variação é do café com leite médio que vai de R$ 0,8 a R$ 5. Já o tradicional cafezinho varia

92,86%, indo de R$ 1,4 a R$ 2,7. O pão-de-queijo simples pode variar até 212,5%. Na hora de lanchar, pesquisem! Para ver a pesquisa completa acesse: www.mdcmg.com.br.

Mudança no trânsito do bairro Ouro Preto A rua Carlos Frederico Campos, entre as ruas Adma Saba Paiva e Desembargador Paula Mota, que era mão dupla, passará a operar em mão única de direção neste sentido. Conforme a BHTrans, a mudança atende a

reivindicações dos moradores. O objetivo é aumentar a segurança aos pedestres e melhorar a fluidez no trânsito da região. O local será sinalizado e agentes da BHTrans vão monitorar o tráfego. Fonte: Jornal Estado de Minas.

Isenção de IR sobre férias vendidas O STJ confirmou a devolução dos descontos indevidos do Imposto de Renda. Podem pedir o dinheiro de volta, os contribuintes que tiveram descontos nos dias de férias “vendidos” para a empresa ou nas férias não-aproveitadas e recebidas na rescisão. A devolução do imposto vale ainda para os rendimentos de licença - prêmio

não-aproveitada, valores recebidos com PDV (plano de demissão voluntária), plano de aposentadoria incentivada e abono-assiduidade não-aproveitado. Para ter o dinheiro de volta, o contribuinte deve observar seu holerite dos últimos anos. Se houve desconto, deve entrar com ação contra a Receita na Justiça Federal.

CUIDADO NAS ESTRADAS Planejamento ajuda a evitar aborrecimentos O carnaval, festa popular que arrasta multidões por todo o país, é conhecido pelos desfiles suntuosos, pelos agitos bahianos e pelos excessos. Excesso de bebidas, excesso de violência e excesso de imprudência. No carnaval de 2008, o estado de Minas Gerais registrou os maiores números do país. Foram 449 acidentes e 19 mortos. Em se tratando dos feriados prolongados do Natal e Reveillon, 124 pessoas morreram em Minas. Foram mais de 1.900 acidentes, com 1.600 feridos. Aqueles que vão pegar as estradas devem ter as atenções redobradas, por isso, cuidado e atenção nunca é demais. ? Não dirija depois de beber; ? Não realize ultrapassagens ou manobras perigosas;

HISTÓRIA DO 8 DE MARÇO No dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos na cidade de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Elas reivindicavam diminuição da jornada de trabalho que era de 16 h, equiparação dos salários com os homens e tratamento digno. A manifestação foi reprimida com violência e as 130 tecelãs foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. O fim mais aceito, porém, é o da interrupção da passeata pela polícia, que dispersou a multidão com violência. A versão do incêndio é, provavelmente, uma confusão com a tragédia da fábrica Triangle Shirtwaist Company, em 25 de março de 1911. O fogo matou mais de 150 mulheres, com idades entre 13 e 25 anos, na maioria imigrantes italianas e judias. No ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada como dia Internacional da mulher pela ONU (Organização das Nações Unidas).

? Sinalize todas as mudanças de pistas; ? Não freie bruscamente sem necessidade; ? Tenha sempre com os documentos obrigatórios em ordem e em

mãos; ? Dirija descansado, se sentir sono o ideal é parar o carro e esticar o corpo; ? Verificar se a gasolina é suficiente para realizar o trajeto desejado; ? Verificar os níveis de óleo e de água; ? Conferir a calibragem e estado geral dos pneus; ? Conferir o funcionamento dos freios e das luzes; ? Verificar o bom estado dos equipamentos obrigatórios como o macaco, a chave de roda e o triângulo para sinalização; ? Andar sempre com o extintor de incêndio no prazo de validade; ? Todos os ocupantes do carro, mesmo os do banco de trás, devem usar o cinto de segurança; ? Respeite os limites de velocidade.

Anabella

Fashion

Moda Feminina e Acessórios Rua Romualdo Lopes Cançado, 343 - Bairro Castelo Tel.: (31) - 3476-7863 Rua do Ouro, 478 - Bairro Serra Tel.: (31) - 2515-7195

7


Conexão Notícias | fevereiro/março | 2009

CONHECER OUTRO IDIOMA: Quanto mais cedo, melhor!

O Asilo Lar da Vovó foi matéria na edição passada no espaço que o veículo destina a entidades filantrópicas da região. Apresentamos aos leitores o histórico da casa e também as muitas dificuldades enfrentadas pela direção para arrecadar aproximadamente R$ 50 mil todos os meses para custear as despesas com folha de pagamento de funcionários, medicação, alimentação, fraldas geriátricas entre muitas outras necessidades básicas. Voltamos a pautar o Asilo Lar da Vovó, nesta edição, para reforçar a necessidade da entidade de contar com a colaboração dos moradores, empresários e mesmo visitantes local. Qualquer tipo de ajuda será muito bem vinda, inclusive terapia ocupacional, pois elas possibilitam a melhoria na qualidade do atendimento às internas e na qualidade de vida. Todos os sábados das 9h às 16h funciona nas instalações do asilo um bazar beneficente com a comercialização das doações recebidas pela população. Portanto, os sapatos, roupas, bolsas, bijuterias, brinquedos etc., que estiverem enchendo o seu guarda-roupa serão bem recebidos no Lar da Vovó.

Foto: Erika Oliveira

LAR DA VOVÓ

Bazar beneficente no asilo Lar da Vovó

A entidade abriga 42 idosas carentes com idade média de 80 anos e praticamente todas elas contam apenas com o carinho e a solidariedade das pessoas envolvidas no abrigo e com a boa vontade de voluntários e colaboradores. Para o consumo, a carência atualmente é de frutas, pó de café e sucos. Mas falta também, sabão em pó, sapóleo, luvas emborrachadas e fita de glicemia (ACCV e Chek). Para contribuir com o Lar da Vovó, ligue para os telefones 34981866 ou 3226-8615 ou faça uma visita à rua Abdi, 55, no bairro Jardim Paquetá.

Dominar outros idiomas ainda é um grande diferencial na procura por um lugar no mercado. Por esse motivo, os pais estão cada vez mais cedo investindo em seus filhos. Especialistas afirmam que a imersão em uma língua estrangeira desde os primeiros anos de vida estimula determinadas áreas cerebrais que melhoram a parte cognitiva. Entretanto, é preciso tomar alguns cuidados importantes respeitando o desenvolvimento emocional e a idade da criança. Segundo Cristiana Matos, coordenadora do Centro Cultural TFLA, a melhor fase para a assimilação de novos fonemas é até os 4 anos. As aulas devem ser leves e lúdicas. “O aprendizado deve ocorrer através de jogos, músicas e brincadeiras. O mais importante é o bem estar da criança em sala de aula. Se ela se sentir 'forçada' de qualquer forma, irá criar aversão ao idioma”, explica. Dos 5 aos 10 anos ocorre a consolidação da base do novo

PARTICIPE! Para as próximas edições envie para a redação do Jornal “Conexão Notícias” sugestões de entidades filantrópicas localizadas na região

CROMOTERAPIA O poder das cores Imagine o mundo sem cor. Você consegue? Difícil, não é? Elas estão por toda parte: na nossa alimentação, no vestuário, no tratamento de doenças e na decoração. Dizem muito sobre nossos sentimentos e, inconscientemente, influenciam no nosso comportamento. A aplicação delas, sobretudo nos ambientes e no tratamento de doenças, depende da prospecção de um profissional credenciado, que estabelece a melhor forma de executar. “Cada pessoa é única e o estudo é individual”, orienta Norma Guimarães, cromoterapeuta há 25 anos. Ela exemplifica, por exemplo que, em uma casa onde haja uma pessoa depressiva, devese usar cores quentes como o vermelho e o amarelo. Se for um ambiente de pessoas agitadas, usar cores frias como o verde e o azul.

8

Agora, se o seu objetivo é a autoestima, reduzem o estresse, relaxar, curar feridas da alma e do eliminam depressão e angústias, e corpo, e criar um ambiente de geram grande bem-estar. relaxamento, usar e abusar do Norma Guimarães é, ainda, verde. Para um ano de 2009 cheio terapeuta ocupacional, mestra de energia e felicidade, usar laranja heiki e professora de yoga. está em alta. Invista em uma alimentação mais colorida, em um CORES vestuário mais alegre. Na decoração, é bom ter na sala Alguns significados sempre algum objeto na cor laranja. “Desperta a criatividade, a alegria e a conversação animada”, Vermelho: paixão, vigor, ousadia e ação; Laranja: alegria, felicidade, juventude, explica Norma. Os orientais acreditam que otimismo; a vibração das cores equilibra a A m a r e l o : i n t e l i g ê n c i a , c l a r e z a , saúde física e emocional dos seres estimulante; humanos. Um exemplo simples é a Verde: esperança, amizade, criatividade; falta do sol, que em dias de chuvas Azul:paz, tranqüilidade, calma, provoca, na maioria das pessoas, equilíbrio; tristeza, introspecção e aumenta os casos de saúde com problemas Anil: fraternidade, devoção, iluminação; Rosa: boas emoções, principalmente as respiratórios. Q u a n d o u t i l i z a d a d e do amor; maneira correta, as cores Vi o l e t a : s a b e d o r i a , m e d i t a ç ã o , facilitam a comunicação, elevam concentração, espiritualidade

idioma no cérebro a longo prazo. De acordo com a coordenadora, o cuidado nesta fase é com a alfabetização no inglês, que só deve começar quando a criança já estiver alfabetizada no português. A partir dos 11 anos, como as estruturas formais da língua materna já se enraizaram, o cérebro está na melhor fase para aprender novas palavras estrangeiras em menos tempo. Para estimular, “é importante que as aulas sejam dinâmicas e divertidas, envolvendo o aluno e motivando-o. O ensino deve estimular as várias inteligências descritas por Gardner, principalmente a lógicomatemática, visual-espacial, musical e corpóreo cinestésica”, ressalta Cristiana.Com esses cuidados, a criança chegará à adolescência pronta para atingir o domínio do Inglês, “sentido-se segura, satisfeita com o seu desempenho e ansiosa por adquirir mais conhecimento”, conclui.


Conexão Notícias | fevereiro/março | 2009

“O troco pode ser de bala?”. Quantas vezes você já foi vítima dessa situação ou já fez essa pergunta a algum cliente? A falta de circulação de moedas tem dificultado o troco em todo o comércio, principalmente padarias, farmácias, restaurantes e em ônibus. De acordo com Eduardo Borges, Gerente Técnico do Departamento do Meio Circulante do Banco Central do Brasil, em Belo Horizonte, “só no ano de 2008 foram liberadas para Minas Gerais 90 milhões de moedas e dessas 90 milhões, o Banco Central estima que 50% não circulam”. Segundo Borges, o principal motivo do desaparecimento são os cofrinhos: “Não somos contra as pessoas fazerem suas economias, mas guardarem as moedas por 2 anos ou mais, prejudica todo o estado e somos nós quem pagamos por isso”, diz. Segundo ele a produção de um milheiro de moedas de 0,1 que equivale a R$ 10,00, custa para o comércio R$ 100,72; um milheiro de 0,5 custa R$ 130,00; um milheiro de 0,10 custa R$ 161,00; um milheiro de 0,25 custa R$ 219,00. Enfim, o custo varia de acordo com a inflação e paga-se bem mais pela reposição. Enquanto isso, o comércio procura soluções e amarga prejuízos. O comerciante Lino José Ferreira, 58 anos, dono de um restaurante há 06 anos no Bairro Castelo, se vira como pode e diz

que há uma resistência natural das pessoas em ajudar no troco. “Você pergunta se tem alguma moeda para ajudar e a pessoa nem procura, fala que não tem”, declara. Ele diz que hoje mesmo uma mulher foi trocar R$ 95 em moedas que estavam guardadas em cofrinho. “Mas é só por que ela vai viajar”, explica Lino Ferreira. Lino não é adepto da “balinha” como forma de facilitar o troco. Quando as coisas dificultam, ele arruma um jeito: “Prefiro ter o prejuízo e diminuir o valor”, diz. Em se tratando das campanhas produzidas pelo governo, ele acredita que as mesmas devem incentivar melhor as pessoas a colocarem o dinheiro em circulação. “É muito o tempo que elas ficam paradas. As pessoas começam a economizar em janeiro e só quebram o porquinho em dezembro”, diz. Para ele, uma boa opção poderia ser um projeto semelhante ao antigo Banco Lavourinha, que ele mesmo fez parte. “O projeto incentiva as crianças a terem mais responsabilidade, ajuda na economia do Brasil, fazendo o d i n h e i r o c i r c u l a r, e v o c ê economiza sem precisar reter as moedas”, aconselha.

A NOSSA LÍNGUA Mudança ortográfica

Acentuação

Hifenização

1 - Não se usa mais o acento das palavras terminadas em êem e ôo(s). Ex: abençoo,creem. 2 - Não se usa mais o acento que diferenciava os pares: pára/para, péla(s)/pela(s), pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s) e pêra/pera. Exemplo: Ele para o carro Ele foi ao polo norte

Regra básica: Sempre se usa o hífen diante de palavras iniciadas por h. Ex.: anti-higiênico, superhomem. 1.Prefixo terminado em vogal: ? Sem hífen diante de vogal diferente: autoescola, antiaéreo. ? Sem hífen diante de consoante diferente de r e s: anteprojeto, semicírculo ? Sem hífen diante de r e s. Dobramse essas letras: antirracismo, antissocial. ? Com hífen diante de mesma vogal: contra-ataque, microondas. 2.Prefixo terminado em consoante: ? Com hífen diante de mesma consoante: inter-regional, subbibliotecário. 3 - Não se deve usar o hífen em certas palavras que perderam a

Atenção! Permanece o acento diferencial em pôde/pode. Ex.:Ontem, ele não pôde sair mais cedo, mas hoje ele pode. Permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter e vir, assim como de seus derivados (manter, deter, reter, conter, convir, intervir, advir etc.). Ex.: Ele tem dois carros. / Eles têm dois carros.

CARTÃO DE CRÉDITO O verdadeiro vilão do crédito rotativo Comprar hoje e pagar depois nunca foi tão fácil, principalmente tendo em vista a grande oferta de cartões de crédito e crédito préaprovado nas contas correntes - o chamado “cheque especial”. Não há dúvidas de que ambos podem ser muito úteis, mas o problema ocorre quando o consumidor cai na armadilha dos juros. Os cartões de crédito têm suas vantagens se o pagamento for feito na data certa, caso contrário, o consumidor entrará no rotativo podendo pagar até 600% de juros. A principal vantagem é a facilidade que o cartão proporciona de comprar e permitir o pagamento posterior, em uma data que será mais conveniente para o consumidor. Como a administradora do cartão permite que seja pago apenas uma parte do débito, ou que haja o parcelamento da fatura, o consumidor acaba fazendo uso dessas facilidades. Ao entrar em um crédito rotativo ou em um parcelamento, as chances de sair são poucas, principalmente por causa das altas taxas de juros que as Instituições cobram. O termo rotativo é uma linha de crédito automaticamente renovada e não há prazo definido para quitação do devedor, ao contrário, por exemplo, do que ocorre nos empréstimos pessoais. O Instituto de Defesa do Consumidor – IDEC pesquisou as taxas de juros que o consumidor paga no rotativo do cartão de crédito, no “cheque especial” e no crédito pessoal, e constatou que o crédito pessoal é a melhor opção, e o cartão de crédito, a pior. Os juros mensais deste podem chegar a mais de 15%. O grande problema no uso dos cartões de crédito é a dificuldade para se obter qualquer tipo de noção de composição como: girassol, paraquedas, pontapé. 4 - Com os prefixos: ex, sem, além, aquém, recém,pós, pré, pró, usa-se sempre o hífen: ex-aluno, sem-terra. Sem hífen diante de consoante d i f e re n t e : i n t e r m u n i c i p a l , supersônico Sem hífen diante de vogal: interestadual, superinteressante. Observações: 1- Com o prefixo sub, usa-se o hífen diante de palavra iniciada por r (sub-região). Palavras iniciadas por h perdem essa letra e juntam-se sem hífen: subumano, subumanidade. 2 - O prefixo co aglutina-se, em geral com o segundo elemento, mesmo se esse se iniciar com o: coobrigação, coordenar, cooperar, cooptar.

Arquivo pessoal

FALTA DE MOEDAS PREJUDICA O COMÉRCIO DA REGIÃO

informação. Ninguém sabe informar as taxas cobradas. No máximo, as atendentes sabem informar o valor da anuidade. Dessa forma, o consumidor fica completamente desamparado e sem condições de escolher o melhor. É lamentável essa prática abusiva das Instituições Financeiras. Essa situação é vedada pelo Código de Defesa do Consumidor ao estabelecer que o consumidor tem o direito de ser informado previamente sobre todas as condições contratuais. Portanto, o consumidor, ao adquirir algum empréstimo, precisa estar atento, principalmente diante dos juros elevados e da enorme variedade de linhas de crédito. Evite o rotativo e a utilização do limite do “cheque especial”, que possuem taxas altíssimas. Analise os juros, o prazo, as condições e as despesas de contratação. Compare as modalidades das linhas de créditos ofertadas, pois muitas induzem o consumidor a erro. Tente deixar pelo menos 30% da sua renda livre imprevistos acontecem. Agindo com cautela, ao utilizar o crédito a prazo, controlando as finanças e ajustando o orçamento, o consumidor evitará as armadilhas embutidas nos créditos rotativos. Gabriella de Castro Vieira OAB/MG 95.923

09


Conexão Notícias | fevereiro/março | 2009

HOR A

L E GAL

1

1.

Dança popular do México

3.

Compact disc (sigla)

4.

Preposição que indica limite de tempo

6.

Avenida (abrev.)

8.

País asiático cuja capital é DACA

2

3

4

5

6

9

Transversal

7

10

11. Via

8

12. Metal usado em moedas (símbolo)

11

13. Depósito agrícola 12

13

14. Cantis rústicos de couro

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

PALAVRAS CRUZADAS

17. Polir metais

28

19. Antônio Olinto, poeta da geração de 45 20. República Árabe do Egito 21. Produzir um ruído semelhante ao uivo 22. Página (abrev.) 23. (?) Filho, o primo pobre 24. Aquilo que precede a experiência 27. Pronome demonstrativo feminino 29. Arte em francês 30. Descendem os judeus

Vertical 2.

O que acaba ou aperfeiçoa

4.

Lavrar a terra

5.

Afago com a mão

7.

Circundar

9.

Traço ausente no insolente

10. passar, escoar-se

PIADAS O senhor retorna ao médico, mas continua muito mal e o Doutor pergunta: -Você comprou os remédios que eu preescrevi, seu Manoel? -Claro que comprei, Doutor! -Que estranho - disse o médico, examinando-o. -Você tomou corretamente? -De que jeito, Doutor? Em todos os frascos estava escrito "Mantenha sempre fechado"! Um psicólogo fazia uma entrevista para admissão em um emprego. Entrou o primeiro candidato. - O senhor pode contar até 10, por favor? – pediu o psicólogo. - Dez, nove, oito, sete, seis, cinco, quatro, três, dois, um. - Que isso? - Ah, o senhor me desculpe, mas é força do hábito. É que eu trabalhava na Nasa. Entra o segundo candidato. - O senhor pode contar até 10, por favor? – pediu o psicólogo. - um, três, cinco, sete, nove, dois, quatro, seis, oito. - Que isso? - Ah, desculpe. É que eu era carteiro e estava acostumado a ver os números pares de um lado da rua e os ímpares do outro. Entra o terceiro candidato. O psicólogo pergunta: - Qual era a sua profissão antes de tentar esse emprego? - Funcionário público. - E o senhor pode contar até 10? - Claro. Um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete,valete, dama, rei.

15. Capital da Letônia 29

30

16. Em que predomina o sangue 18. Descanso religioso dos judeus 25. Estilo musical de Madonna 26. Erupção cutânea

A essência de toda a vida Que ninguém se engane, só “espiritual é a emoção que “se consegue a simplicidade existe dentro de você, é a através de muito trabalho. ” sua atitude para com os Clarice Lispector outros. ” Dalai Lama

28. Saudação integralista (hist.)

Operação Valquíria

Cinema

(Valkyrie, EUA/Alemanha, 2008) Suspense - 14 anos - Violência - 123 min - Lançamento previsto para 13/02/2009. Direção: Bryan Singer Com: Tom Cruise, Bill Nighy, Kenneth Branagh, Thomas Kretschmann

10

Gravemente ferido em combate, o Coronel Claus Von Stauffenberg (Cruise) volta da África à Alemanha e se envolve em uma conspiração para acabar com a ditadura em seu país. A única alternativa encontrada pelos conspiradores é assassinar Adolph Hitler. Stauffenberg ajuda a criar a Operação Valquíria, que, além de planejar o assassinato, ainda prevê a implantação de um governo substituto. O destino e as circunstâncias levam o coronel a ocupar uma posição de destaque no complô. Ele terá de liderar todo o grupo, e ele mesmo tentará assassinar Hitler.

Nunca tenha medo de tentar algo novo. “ Lembre-se de que um amador solitário

Sim senhor!

construiu a Arca. Um grande grupo de profissionais construiu o Titanic. Luís Fernando Veríssimo

Ye s m a n ! C o m é d i a ( M / 1 2 ) Realização: Peyton Reed Interpretação: Jim Carrey; Terence Stamp; Zooey Deschanel; Sasha Alexander. Ano:2008 Duração: 1h40m . Estreia Nacional: 2008-12-25

Feriados 2009

Uma palavra pode mudar tudo. Sim! conta a história de Carl Allen (Jim Carrey), um homem que se inscreve num programa de autoajuda com base num princípio simples: dizer "sim" a tudo e mais alguma coisa... No início, o poder do "sim" transforma a vida de Carl, mas este cedo descobre que a sua recente abertura para fazer as mais inesperadas coisas pode ter alguns inconvenientes.

24/02 terça-feira

Carnaval

10/04 sexta-feira

Paixão de Cristo

12/04 domingo

Páscoa

21/04 terça-feira

Tiradentes

01/05 sexta-feira

Dia do Trabalho

11/06 quinta-feira

Corpus Christi

07/09 segunda-feira Independência do Brasil 12/10 segunda-feira Nossa Sra. Aparecida Padroeira do Brasil 02/11 segunda-feira Finados 15/11 domingo

Proclamação da República

20/11sexta-feira

Zumbi/Consciência Negra

08/12 terça-feira

Nossa Sra. Da Boa Viagem (padroeira de BH)

25/12 sexta-feira

Natal


Conexão Notícias | fevereiro/março | 2009

FIQUE EM FORMA COM SAÚDE Consultar um profissional de nutrição para melhor orientação é outra dica para evitar os mitos. “Jejum prolongado não emagrece ninguém”, alerta Cordeiro. Comer sempre em intervalos regulares, evitar o exagero e seguir uma alimentação regrada a líquidos e frutas, é imprescindível para restabelecer o equilíbrio do corpo. Já a prática de exercícios físicos, deve ser adotada o quanto antes, pois, além de proporcionar benefícios na saúde física e mental, reflete no aspecto social. Cordeiro ressalta que o ideal é que se faça os exercícios que goste e no horário que for mais conveniente, pois, desta forma, farão parte da rotina, e assim, nunca serão abandonados. “Lembrando também que o exercício deve ser prescrito pelo profissional de Educação Física, que irá encaixar os exercícios ideais para o perfil e o objetivo de quem o contratou”, conclui.

A IMPORTÂNCIA DO PROFISSIONAL A prática de exercícios físicos tem sido adotada cada vez mais pelas pessoas. Algumas buscam um corpo perfeito outras buscam amenizar problemas de saúde. Mas o certo é que o acompanhamento de um profissional registrado nas academias se torna imprescindível para evitar complicações maiores. De acordo com Ana Luisa Soares, professora de Educação Física, o acompanhamento garante uma prática eficaz e segura, enquanto a falta desse acompanhamento implica em prática incorreta, suscetível a lesões e ao invés de trabalhar em prol da saúde, trabalha-se contra. Toda e qualquer prática necessita desse suporte. “É ele quem vai garantir uma prática segura considerando o objetivo e a idade”, diz. É dever do aluno investigar a qualificação do profissional que vai acompanhá-lo. Ele pode procurar informações na própria academia, no Conselho de Educação Física ou através do site www.confef.com.br munido do nome do profissional e o estado, lá obterá o número do registro. Danielle Divina, coordenadora acadêmica graduada em Educação

Física, informa que as lesões podem ser consideradas o maior fator de risco para os praticantes de atividade física sem acompanhamento profissional. “Posturas incorretas, lesões articulares, fadiga muscular e até mesmo excesso de treinamento”, aponta. “Checar quantos professores tem a academia, o espaço físico, a higiene, ambiente e o atendimento é de extrema importância, ressalta a professora. Segundo informações do site do Conselho Regional de Educação Física é caracterizado Exercício Ilegal da Profissão ou Atividade, previsto no art.47 das Contravenções Penais nº. 3.688/1941, a pessoa que for flagrada exercendo as funções próprias dos profissionais de Educação Física e estará sujeito a ser encaminhado até a uma delegacia. “É sempre importante buscar uma vida mais saudável aliada a uma prática de exercícios elaborados por um profissional qualificado e comprometido”, finaliza Ana Luisa.

Pilates: mente e corpo em equilíbrio Do abdômen bem contraído ao autocontrole, passando por músculos firmes, fortes e alongados, boa postura, articulações saudáveis e capacidade de respiração correta. É por esses e outros motivos que o Pilates vem conquistando novos adeptos a cada dia. A busca pelo bem-estar, qualidade de vida e orientação profissional exclusiva, é meta pretendida por parte da população que procura a técnica. De acordo com o fisioterapeuta e sócio do Instituto Tao Pilates de Medicina Esportiva (com filial em 5 unidades dentro Academia Alta Energia), Leonardo de Oliveira Benedito, o Pilates é um método com forte influência em exercícios gregos e romanos, que proporcionam postura e respiração corretas -entre elas, a Hatha-Yoga. A modalidade surgiu no Brasil em 1991 e corresponde a uma série de exercícios físicos que melhoram a flexibilidade, consciência

Dicas:

Passado pouco mais de um mês das festas de final de ano, muitas pessoas chegam a fazer loucuras para perder peso e estar bem para o carnaval que já pede passagem. Mas não é bem assim! Alguns cuidados devem ser tomados para um corpo e mente saudáveis. De acordo com Raphaella Cordeiro Leite, 27, Nutricionista especialista em Nutrição Clínica e Esportiva, comer de forma equilibrada e retomar os exercícios físicos são os primeiros passos para voltar ao peso. “O momento é de voltar à rotina normal e restabelecer os bons hábitos”, aconselha. Excluir a palavra dieta e adotar a reeducação alimentar é uma dica importante para evitar o efeito sanfona e consequentemente as dores de cabeça com a balança. Segundo Cordeiro, a reeducação é permanente e se leva para a vida inteira, enquanto a dieta, um dia se faz e em outro se esquece.

Não pratique o método Pilates em fase aguda de patologias músculoesquelética, sem supervisão técnica adequada, e sem avaliação médica e física prévias.

Benefícios do Pilates ? Aumento da resistência física; ? Fortalecimento muscular; ? Correção postural; ? Flexibilidade e tonificação dos músculos; ? Alívio das tensões e das dores crônicas; ? Melhoria da coordenação motora e equilíbrio; ? Mobilidade das articulações; ? Estímulo à circulação e oxigenação sanguínea; ? Concentração;

corporal, equilíbrio e força. O Pilates, atualmente, é uma das atividades mais procuradas nas academias, já que não apresenta restrição à faixa etária e sexo. A técnica deve ser feita pelo menos duas vezes por semana, uma hora por dia, por alunos ou pacientes, acompanhados de perto por um profissional graduado em Fisioterapia ou Educação Física, com curso de aperfeiçoamento no Método Pilates (www.taopilates.com.br). São utilizados 5 aparelhos básicos e vários acessórios como: bolas, rolos e elásticos. Os exercícios devem ser desenvolvidos em um ambiente com iluminação, ventilação, higiene e tamanho adequado. Ao longo dos 18 anos de Pilates no Brasil, foram criados novos exercícios, equipamentos e inventados novos aparelhos, sempre com o objetivo de melhorar a prática e proporcionar bem-estar ao corpo.

Evite praticar exercícios físicos em jejum e logo após as grandes refeições (almoço/jantar).

Academia Alta Energia - Unidade Castelo Atendimento de 2º à 6º feira, de 7h às 22h; * 2 aulas por semana = R$ 170,00 ( desconto de 10% no plano semestral e + 5% para alunos da Alta Energia); Endereço: Avenida Presidente Tancredo Neves, 1200 - Castelo. Telefone: 3476-7511 / 8834-8685 Turmas com, no máximo, 4 alunos por horário;

Telefones úteis

CIDADANIA/Denúncias

EMERGÊNCIA/ UTILIDADE PÚBLICA Polícia Militar-------------------------- 190 Samu ------------------------------------192 Resgate do Corpo de Bombeiros -----193 Polícia Civil ------------ ---0800-30-5000 BHTrans ----------------------- 3277-6500 Polícia Rodoviária-Federal----------- 191 Defesa Civil --------------------------- 199 Copasa ---------------------------------- 115 Cemig -----------------------0800-31-0196 Intoxicação -------------------- 3224-4000 PROCON ----------------------------- 1512 Aeroporto Confins ------------3689-2700 Aeroporto Pampulha --------- 3490-2001 Vigilância Sanitária ----3325-4811/4812 Zoonoses (Sec. Municipal de Saúde)-3277-7756

Maus-tratos à Mulher ---------3277-4755 Direitos Humanos ----------0800-311119 Disque-Idoso ------------------ 3277-4646 SOS Criança ------------------ 3245-8129 Alcoólicos Anônimos --3224-7744/7681 GAPA/MG----------------------3271-2126 SOS PRECES – Assistência emocional peloTelefone -----------10331 Neuróticos Anônimos-------- 3222-2957 Comedores Compulsivos Anônimos/Auxílio-------------3213-2052 Disque-Denúncia ---------0800 707 0477 Abraço - Orientação aos Usuários de Drogas------------3225-2700 Doação de Órgãos/MG Transplante----------------------------1520 0800 383 7183 - 3274-7181 Narcóticos Anônimos -------- 9684-3223

11


Conexão Notícias | fevereiro/março | 2009

ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO

RECOMEÇAR EM TEMPOS DE CRISE O início do ano que deveria ser de renovação já apresentou as fortes conseqüências da crise mundial dos EUA para a economia brasileira. A mais grave delas, é o grande número de demissões em vários setores da siderurgia, mineração e automobilística. Planejar e definir prioridades pode amenizar impactos. “Um dos desafios das famílias é realizar os pagamentos dos impostos e o retorno às aulas”, aponta Tânia Cristina Teixeira, economista e professora do Departamento de Economia, Direito e Turismo da PUC Minas. Segundo ela é interessante aproveitar os descontos e reduzir ao máximo os gastos supérfluos ou adiáveis. De acordo com ela o planejamento de hoje é estabelecido conforme os níveis de gastos, possibilidades de poupança pessoal e disponibilidade de renda atual, tendo em vista o planejamento futuro.“Um casal sem filhos poderá poupar até 40% de sua renda dependendo da renda

do casal, um indivíduo sozinho, e que esteja na faixa salarial de até dois salários mínimos, sem outras fontes de renda terá uma pequena parte de sua renda disponível para poupar. Já outro indivíduo que apresente um quadro inverso, altos salários e outras fontes de renda, ele poderá não só manter mais de 30% de sua renda em poupança, como também diversificar os produtos e correr mais riscos”, exemplifica. A economista orienta que manter os pagamentos em dia e reduzir níveis de comprometimento com bens de consumo duráveis e não duráveis pode ser uma boa estratégia para reduzir o desgaste financeiro da família. “A restrição ao crédito e a manutenção das altas taxas de juros não favorecem os níveis de endividamento. Repensar os hábitos e buscar novas estratégias ajuda a diminuir as dores de cabeça, pelo menos enquanto durar a crise”, finaliza.

Cuidados com animais de estimação nas férias e na folia Período de férias e proximidade do carnaval trazem um dilema para quem tem animal de estimação: deixá-lo sozinho ou viajar com ele? Ambas as opções requerem cuidados específicos. Para aqueles que decidiram viajar com o animal, é necessário colocar em dia a vacinação, a vermifugação e a prevenção de pulgas e carrapatos. “A dica é verificar possíveis doenças endêmicas no local de destino, como a dirofilariose ou verme do coração, transmitido pela picada do mosquito comum em regiões litorâneas”, alerta o veterinário gerente- técnico do Grupo Guabi, Dr. Rodrigo Bazolli. O transporte em carros deve ser feito em caixas de tamanho apropriado, com espaço suficiente, mas nunca deixá-lo solto - o que evita multas e acidentes. É importante parar a cada duas horas e oferecer apenas água, uma vez que os enjôos são comuns. Em viagens aéreas, é prudente consultar as empresas sobre normas, valores, documentação e reservas com antecedência. Outro cuidado especial é com a

alimentação. “Ela não deve ser alterada, já que, o animal estará estressado devido à mudança da rotina e ambiente e este estresse pode causar diarréias”, ressalta Bazolli. É importante deixar sempre água fresca à disposição e evitar o sol. Ainda, segundo ele, os donos não devem oferecer como agrados, comida da mesa, para evitar riscos de diarréias e/ou intoxicações. Como é um período de muito calor, não é aconselhável a tosa. Ao invés de refrescar o seu pet, há o aumento do ganho de calor devido a radiação solar, que incide diretamente na pele do animal. Em muitos casos os animais são deixados sozinhos em casa. Nessa situação o ideal é designar sempre uma pessoa de confiança, do dono e do animal, para visitá-lo e fornecer água fresca e comida. Uma outra boa opção são os hotéis, onde o animal vai ter atenção especializada. Enfim, todo cuidado é importante para manter a saúde e diminuir o stress do seu bichinho, por estar longe de casa, ou longe dos seus donos.

O SEU BAIRRO TAMBÉM É A SUA CASA Falta de educação, descaso com a saúde pública e falta de respeito ao próximo. Esses são alguns motivos que fizeram de um lote localizado na Av. dos Engenheiros com Av. Tancredo Neves um verdadeiro lixão. Após várias denúncias, os moradores da região e comerciantes foram atendidos pela Prefeitura que fez a limpeza do local. O lote pertence a uma construtora falida, que já foi notificada e multada várias vezes.

Fique atento!Reclame e Exija os seus direitos.

TEM MUITA GENTE QUE TE PROCURA Aproveite esta oportunidade e anuncie no jornal Conexão Notícias

ligue: 31 3418-1222 ou acesse:

www.stilluscomunicacao.com 12

2ª Edição  

2 www.conexaonoticias.com.br

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you