Issuu on Google+

Informativo da Faculdade Ideal • www.faculdadeideal.com.br

finir tá longe de deias e s e o c lu a m a t ientis dênc A imagem do cbrasileiros. Ligados nas tenpessoas estão os inventores do mercado, cada vez mais itam o dia a dia. necessidades ideias inovadoras que facil apostando em


descubra

CONECTE!

Casa Digital já é realidade no Pará

2

A Cidade das Mangueiras ganhou um ambiente para a criação de projetos tecnológicos que contemplam a comunicação e cultura digital. Com cinco meses de existência, o espaço é conhecido como Casa da Cultura Digital e tem como principal objetivo promover a interação de ideias e pessoas em diferentes projetos. Seus idealizadores, a diretora administrativa Kamila Brito e o diretor de Projetos Luciano Santa Brígida, ambos da empresa SB Virtual, tiveram a ideia de montar este espaço após o contato com outras Casas espalhadas pelo Brasil. “O Luciano e a Kamila passaram alguns meses na Casa de São Paulo, ajudando com projetos, como o Ônibus Hacker, que viaja pelo país ofertando oficinas sobre cultura, cidadania, entre outros temas. Eles ficaram apaixonados pela ideia e pensaram: por que não uma Casa Digital no Pará?”, conta a assessora de impren-

A equipe da Casa da Cultura Digital do Pará espera o apoio da sociedade para melhorar o projeto

sa da Casa, Monique Malcher. A Casa é um projeto em construção. De acordo com Monique, ela é um espaço de troca, criada exclusivamente para compartilhar e criar experiências inovadoras na cidade. Apesar de ter o nome “digital”, a ideia é oferecer ao público um ambiente físico com vários cômodos e funções, a exemplo de bibliotecas e hall para eventos. “É importante esclarecer que a Casa não é só no âmbito virtual. Na verdade é uma casa física que oferecerá oficinas e vários outros tipos de ações para difundir a cultura digital”, completa. A novidade está exatamente aí, pois além de oferecer estes espaços, a Casa também terá uma biblioteca digital composta por trabalhos acadêmicas, e-books, séries, filmes e discos. O conteúdo ficará disponível aos visitantes e pode

inclusive ser copiado para um pen-drive sem nenhum custo. A inauguração oficial do espaço será no final de abril. Até lá, alguns detalhes ainda precisam ser resolvidos, como a programação fixa do local e ampliação do acervo, que contará com a ajuda da sociedade. “Aceitamos doações de livros, gibis, utensílios de cozinha, cabos USB, mouses, teclados, jogos eletrônicos, jogos de tabuleiro. As doações podem ser entregues na Casa, aos sábados, a qualquer integrante”, afirma Monique Malcher.

SERVIÇO: Rua dos Apinagés, no 405. Aos sábados, das 10h às 12h. Contatos: (91) 3083-5819 twitter.com/ccdpara Facebook: Casa da Cultura Digital Pará

• Informativo da Faculdade Ideal | @faculdadeideal | /FaculdadeIdeal

• Diretor-geral: Profo João Messias dos S. Filho • Vice-diretor: Profo Antonio Carlos T. de Moraes • Diretor financeiro: Profo Manoel Leite Carneiro • Diretor executivo: Nelson Beckman Nery • Diretora acadêmica: Profa Melissa Moraes • Superintendente Educacional: Manoel Leite Junior • Gerente de marketing: Helder dos Anjos • Assessora de imprensa: Yorranna Oliveira • Textos: Izabelle Aguiar de Araújo e Paloma Miranda • Diagramação: Márcio Alvarenga e Antonio Machado • Revisão: Carol Magno Travessa Tupinambás, 461 • Batista Campos - Belém-PA. CEP 66.033-815 • (91) 3323-6000 Ajude a fazer a Conecte! Mande sugestões, opiniões e dicas para conecte@grupoideal.com.br * Os conteúdos das seções “Eu indico” e “Opinião” são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da instituição.

Produção:

Distribuição/comercialização


Mais uma do Facebook Música paraense em destaque As inscrições para “Mostra Terruá Pará de Música” estarão abertas até o dia 29 de abril e devem ser feitas na TV Cultura do Pará, de segunda a sexta-feira. Podem se inscrever artistas que desenvolvem atividades em qualquer seguimento musical. Ao todo serão selecionados 72 artistas para se apresentarem em doze shows, entre os meses de maio e julho. O edital completo está disponível em www.terruapara.com.br ou www.portalcultura.com.br. Fotos: Eunice Pinto

Mandar mensagens aos usuários que não fazem parte de sua rede de amigos deixará de ser um serviço gratuito. Isso mesmo. Este mês, o Facebook começou a testar o envio de mensagens pagas no Brasil. O serviço já funciona nos Estados Unidos e cobra uma taxa por cada mensagem enviada, que pode variar de acordo com o grau de popularidade do destinatário. O pagamento é feito por meio do cartão de crédito. A opção de enviar sem custos ainda continua existindo, mas as mensagens vão diretamente para a pasta “Outros”, esquecida pela maioria dos usuários.

Espionar é crime Depois da grande repercussão do caso da atriz brasileira que teve fotos pessoais divulgadas na internet sem permissão, a chamada Lei Carolina Dieckmann começou a vigorar no início de abril. Agora, a prática de invadir computadores ou smartphones em busca de informações é considerada crime e pode resultar em penas que variam de seis meses a dois anos de detenção e mais uma multa. Se as informações forem divulgadas ou usadas para chantagear o indivíduo, a pena pode aumentar em até dois terços.

CONECTE!

Foto: divulgação

expressaas expressas

3


BRASIL, um país de

inventores CONECTE!

MUSEU DAS INVENÇÕES ENÇÕES ES

4

Todos os dias descobrimos novos produtos e serviços que facilitam cada vez mais o cotidiano. Porém, na maioria das vezes o consumo não vem acompanhado da reflexão sobre todo o processo que antecede a chegada de uma nova mercadoria às prateleiras (materiais e virtuais). É aí que entram os inventores. Faz tempo que inventar não é coisa de cientista maluco. Tem gente (muita gente) apostando em novas ideias para trazer propostas diferenciadas ao mercado, contribuir com o desenvolvimento da sociedade e ganhar dinheiro com isso. Quem afirma é Marcela Mazzei, diretora admi-

nistrativa da Associação Nacional dos Inventores (ANI), que existe há 25 anos para ajudar pessoas de todo o país a divulgar e comercializar suas invenções. “São com as ideias e a criatividade de inventores que o nosso dia a dia vem sendo facilitado e hoje os grandes empresários estão constantemente em busca de inovações para poderem se destacar no mercado”, relata a diretora. Segundo ela, a criatividade do brasileiro justifica o grande número de invenções, que se distribuem por todos os estados do país. A evolução dos processos de legalização de inventos também foi visível nos últimos anos. “Quando a ANI foi criada, ninguém sabia direito o que era uma patente. Esse quadro já mudou muito e cada vez mais o Brasil tem seus grandes inventores se destacando mundo afo-

Em São Paulo, existe desde 1996 um local reservado para os mais criativos inventos: o Museu das Invenções ou “Inventolândia”. O museu fica aberto de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h e o preço da entrada é R$ 10 por pessoa.

ra”, completa a diretora. Em todo começo, o essencial é acreditar e investir no projeto. Depois disso, a ANI ajuda o inventor com o depósito da patente em nome dele, na divulgação e na procura por empresas interessadas em fabricar o projeto. Entre as invenções nacionais que já foram patenteadas estão o prendedor de tênis (utilizado para secar calçados sem danificá-los), do inventor Maurício Figueiredo, e o vaso sanitário ecológico (que dá outro destino aos detritos sem precisar da rede de esgoto), do inventor Mário Benedito.


ELEMENTO CULTURAL INSPIROU INVENÇÃO

O QUE PASSAR PELA CABEÇA

convidado a participar da Bienal de Design, em Belo Horizonte. No ramo dos inventores, o sucesso vem aos poucos e, por esse motivo, o projeto “Anjo da Rede” ainda é uma atividade complementar na vida profissional do designer. No entanto, desde dezembro de 2012, quando a ferramenta começou a ser comercializada tanto em lojas de varejo quanto na internet, já foram vendidos cerca de 700 pares. “Já fizemos também uma pequena venda para redistribuição em outros estados, mas a tendência é mesmo atacadista”, explica Jorge Ribeiro, que no momento procura um investidor nacional para concretizar os planos. Quer saber onde adquirir o Anjo j da Rede? É só entrar no site www.anjodarede.com

Fotos: divulgação

Como todo paraense, o designer Jorge Ribeiro não dispensa o embalo de uma boa rede. E foi inspirado nesse hábito cultural presente principalmente no norte e no nordeste do Brasil que ele criou o Anjo da Rede, ferramenta que facilita a vida dos usuários. Substituindo o nó conhecido como boca-de-lobo, o utensílio serve para encurtar o punho da rede. A ideia aparentemente simples levou cerca de 10 anos para ser produzida e comercializada nos moldes de hoje. Segundo Jorge, o incentivo dos amigos no início fez toda a diferença para que o conceito se transformasse em projeto. “Eles viram uma oportunidade de mercado na minha ideia. Diziam: ‘como eu não pensei nisso antes’ e aquele foi o sinal q que eu p precisava paraa seguir em frente”, relata o designer. signer. Foram pelo menos cinco protótipos pos com materiais como o alumínio lumínio até que o produto tomasse masse a forma atual, que é semelhante emelhante a de um anjo e feitaa de zamac, uma liga constituídaa predominantemente de zinco. o. O Anjo da Rede – nome que remete à segurança e ao sono – é capaz de encurtar em 20 cm o punho da rede, er usado em pares podendo ser minuir em 40 cm o e assim diminuir nto total. comprimento 011, o projeto Em 2011, ganhou o segundo lugar no Prêmio Design Museu rasileira, em da Casa Brasileira, São Paulo, e no ano orge foi seguinte Jorge

Conheça algumas invenções que você poderá ver nas lojas nos próximos anos. Colete Autotrainer de MMA Trata-se de um colete preso ao corpo, acompanhado de um par de luvas que são ligadas por elásticos muito resistentes. Há ainda uma extensão do colete em cada uma das pernas, que são unidas pelo mesmo material elástico. O colete pode ser utilizado para o treinamento de várias modalidades de luta, mas se torna ideal para os atletas de MMA, pois os elásticos dificultam os golpes do lutador, exigindo dele muita força física e fazendo com que o atleta desenvolva socos e chutes mais fortes e velozes para, desta forma, aumentar seu nível de luta após cada treino. Banheira expansível É ajustável de acordo com a necessidade do usuário. Em suas paredes laterais encontram-se trilhos paralelos nas quais as alças laterais correm, permitindo que a altura da banheira aumente ou diminua, estendendo as paredes retráteis inferiores, alojadas uma dentro da outra.

Veja mais invenções no site da ANI: www.inventores.com.br


agende-se

fique ligado

CONECTE!

Oportunidade de se qualificar em arte

6

Com ações voltadas para crianças, adolescentes e adultos, a Fundação Curro Velho abre suas portas e ofereces oficinas regulares sobre diferentes assuntos. Os temas contribuem de forma significativa para a geração de renda da população e ainda valorizam aspectos da história e da cultura do estado. A Fundação possui dois núcleos, um no bairro de Nazaré e outro no Telégrafo. A estimativa é de que a cada mês a instituição realize uma média de cem oficinas que beneficiam aproximadamente duas mil pessoas. De acordo com a diretora de oficinas do Curro Velho, Sandra Lima, os curso procuram capacitar os participantes a desenvolver novas técnicas de produção artística, visando inclusive uma possível inserção no mercado de trabalho. As oficinas abordam diversas técnicas, a exemplo de serigrafia, cerâmica, papel reciclado, tecelagem, cestaria, marcenaria e cartonagem, além de dança, teatro e música. “Podemos observar vários exemplos de alunos que passaram pelas oficinas e hoje são artesãos ou se tornaram instrutores da instituição. Outros criaram seu ateliê, participaram de exposições, feiras ou seguem seu caminho pelo mundo das artes”, explica a coordenadora. Os cursos são oferecidos gratuitamente para alunos de escolas públicas. Já para universitários, alunos de escolas particulares e demais pessoas é cobrada uma taxa de vinte reais no ato da inscrição. Para se inscrever, o interessado deve ir à sede da Fundação (rua Professor Nelson Ribeiro, número 287) ou na Casa da Linguagem (av. Nazaré, número 31). Mais informações no telefone 3184-9100. Fotos: Eunice Pinto e Ionaldo Rodrigues

PÓS-GRADUAÇÃO A Faci inicia novas turmas de pós-graduação em maio, em várias áreas do conhecimento. Estão abertas as inscrições para os cursos de especialização em Docência do Ensino Superior e Legislação Acadêmica; Gestão de TI; Tecnologia da Informação e Auditoria de Sistemas; Gestão de Marketing; Gestão Ambiental; Geoprocessamento Aplicado; Auditoria e Perícia Contábil. Mais informações nos telefones: 33236054 / 3323-6037 / 3323-6048.

CURSO Imagem profissional: do Currículo à Postura. Dia 18/5, das 15h às 19h, no auditório do Instituto Fortiori (trav. São Francisco, 233). Informações e inscrições no site www.traineerh.com.br.

CONCURSO PÚBLICO O Conselho Regional de Enfermagem do Pará (COREN/PA) abriu edital para preencher 28 vagas de nível médio e superior. As inscrições vão até o dia 17 de maio, no site www.fadesp.org.br. O preço das taxas varia entre R$ 70 e R$ 90.

110 PRÊMIO ALCOA DE INOVAÇÃO EM ALUMÍNIO Estão abertas as inscrições para o 11º Prêmio Alcoa de Inovação em Alumínio 2013. O concurso anual, que é voltado a estudantes universitários e profissionais da área de tecnologia, contará com nova etapa de desenvolvimento de protótipos. As inscrições devem ser feitas até 20 de maio de 2013 pelo site www. alcoa.com.br.


Foto: divulgação

opinião

Os videogames sempre estiveram entre nós da Cultura, Marta Suplicy, fez sobre os videogames não estarem inclusos em nossa extensa definição do que é cultura. No entanto, a declaração não foi inesperada, pois toda quebra de paradigma resulta em conclusões apressadas por um lado e na luta para que o objeto em questão seja reconhecido e aceito com a sua devida importância pelo outro. Considerando isto, vamos tomar como referência um antigo historiador, Johan Huizinga (1872-1945). Em seu livro Homo Ludens, Huizinga nos mostra que o ato de brincar está presente na natureza e que não serve simplesmente para distrai e sim, para aprendermos, nos prepararmos para a vida ou até mesmo para outras atividades.

Filipe Valente Mendes, Designer

Com isso, podemos observar que durante os séculos a humanidade vem criando vários jogos com diferentes fins, entre eles, o xadrez (que remete à estratégia e à guerra), os jogos de cartas (paciência, estratégia e atuação) e com dados (sorte e probabilidade). Além dos jogos, há também outras atividades lúdicas que transcendem o tempo, como o teatro e a leitura, as quais se utilizam da imaginação humana. Toda a base desses jogos e atividades está presente nos videogames, os quais se transformaram ainda mais com a arte inserida em cada um deles. A partir disso, os games acabaram ganhando um valor estético reconhecido pelo resto do mundo. Ou seja, não há como negar o valor cultural dos games, pois eles são nada mais nada menos do que a evolução dos antigos jogos para o mundo digital, no qual as possibilidades são infinitas e os limites para a imaginação são quase inexistentes.

CONECTE!

Eu tenho 30 anos e jogo videogame desde os 4 anos, ou seja, são 26 anos jogando e vendo a evolução de algo que surgiu muito antes, em 1958, quando as pessoas puderam vislumbrar esse novo tipo de “entretenimento”. Desde então, quatro gerações inteiras vêm desfrutando de tudo que os videogames podem oferecer. Contudo, mesmo com anos de história marcando o caminho dos games, nosso país passa por uma mudança na forma de encarar o que antes para muitos era algo supérfluo ou apenas um brinquedo, e hoje começa a ser visto como algo sério, com importância artística, com significado – ora vejam só – cultural. Essa mudança de conceito acaba provocando declarações como as que nossa ministra

7


30 Festival de Teatro “24h NO AR” Agenda Cultural

Confira os 25 espetáculos que fazem parte da programação. Dias: 4 e 5/5 Local: Teatro Waldemar Henrique (av. Pres. Vargas, 645) Horário: das 10h às 22h. Entrada franca.

Cine CCBEU (trav. Padre Eutíquio, 1309) Filme “Gost World – Aprendendo a Viver”, de Terry Zwigoff. Dia 25/04, às 18h30. Entrada franca.

Museu da UFPA (av. Gov. José Malcher, 1192) ‘’Cenário e Personagem’’, mostra de artistas paraenses. Até 26/5, de terça a domingo. Entrada franca.

SESC Boulevard (av. Boulevard Castilho França, 522) Programação musical com artistas paraenses. Até 28/04, às 19h. Entrada franca.

Theatro da Paz (Rua da Paz, s/n – Campina) Lançamento do CD Violão Criolo, de Salomão Habib. Dia 2/5, às 20h. Ingressos a partir de R$ 15.

* Programação sujeita a alteração


ConecteFaci_24_Abril_2013