Issuu on Google+

R E V I S TA

ANO 1 | 2015

VPL Real Estate aposta em grandes oportunidades no segmento imobiliário

Método PI é receita para sucesso na escolha da equipe

INOVAÇÃO E TENDÊNCIA Novas empresas apresentam produtos diferenciados no mercado


Sum á ri o

.05 INSTITUCIONAL

Empresa aposta na gestão imobiliária

.06 MERCADO

Construção de novos negócios

.11 INTEGRAÇÃO

Espaço Gourmet se torna ponto de encontro

.12 CAPITAL HUMANO

Empresa aposta no perfil de cada cargo

06

.14 DNA EMPREENDEDOR

Diretores falam sobre inspiração nos pais

.16 UNIÃO

Paixão por motos une diretores


4

NOVOS PROJETOS A Revista VPL Real Estate é uma publicação institucional direcionada a seus clientes, parceiros, colaboradores e ao público em geral. Presidente: Fernando França Drumond VPL REAL ESTATE www.vplrs.com.bt | Av. Canadá, 639 – Jardim Canadá Nova Lima/MG – CEP 34000-000 | Telefone: (31) 3517-8444 |

Projeto gráfico e editorial: Com Você Comunicação e Relacionamento Editora: Fabíola Mesquita Redação e edição: Kátia Portilho e Luiza Rocha Reportagem: Laio Monteiro, Luiza Rocha e Renata Felício Fotografia: Ana Paula Couto

Com pouco mais de um ano de existência, a VPL Real Estate tem muitos motivos para comemorar o ano de 2014. Celebramos as conquistas de novos parceiros, amigos e a concretização de grandes negócios. Nosso portfólio de investimentos imobiliários engloba os mais diversos tipos de segmento, abrangendo desde loteamentos e incorporações a projetos comerciais, hotelaria, estacionamentos e investimentos em outras empresas do setor, sempre realizando estudos para conseguirmos excelentes oportunidades para a companhia e para os nossos clientes. Nesta primeira edição comemorativa da Revista VPL Real Estate vamos mostrar um pouco do nosso universo e da nossa preocupação com a maior matéria-prima de um negócio: as pessoas. Você vai viajar pela história da nossa companhia e entender porque chegamos ao mercado com um know how que nos garantiu uma ampla atuação na Região Metropolitana de Belo Horizonte e grande capilaridade em todo o interior de Minas Gerais, operando, hoje, em mais de 100 cidades mineiras mapeadas e no nosso drive de investimento, o que nos proporciona uma capacidade de análise mais rápida e pragmática. Esses fatores, somados ao bom relacionamento com o mercado e à abordagem multidisciplinar junto às incorporadoras, loteadoras, investidores e imobiliárias, fizeram com que a VPL trabalhasse em torno de um propósito maior: gerar resultados. Para isso, a empresa segue a Metodologia PI Brasil, focada em descobrir colaboradores com alto desempenho e qualidade em seu trabalho, que você também poderá conferir nesta edição comemorativa. Embora o mercado imobiliário seja complexo, as análises e soluções propostas nesse setor devem ser simples. Simplicidade, aliás, é o que também norteia as relações humanas no nosso ambiente de negócios, além da praticidade, uma vez que a tomada de decisões é compartilhada, mas consegue ser rápida e pouco burocrática, com uma relação direta com parceiros e investidores. A reunião de todos esses elementos constitui a essência da VPL e nos torna uma empresa ímpar no mercado. Nesta edição, convidamos você a entrar pela porta da frente da nossa companhia e conhecer como a paixão por motos, o gosto por compartilhar experiências e o DNA Empreendedor une a todos que fazem parte da família VPL. Seja bem-vindo! Fernando França Drumond Presidente


5

COMPETÊNCIA NO CENÁRIO MERCADOLÓGICO

VPL REAL ESTATE avalia as melhores oportunidades do mercado imobiliário e aposta em bons negócios

A

servando as taxas de mercado”, esclarece. A empresa ainda realiza aportes na compra de terrenos e imóveis para aluguel, visando valorizar o produto, e possui participações em incorporações e loteamentos.

De acordo com o fundador da VPL, Fernando Drumond, a proposta de trabalho da empresa é avaliar as melhores oportunidades no ramo de ativos imobiliários. “Nosso objetivo é analisar investimentos imobiliários considerando os aportes e despesas, as receitas geradas e a valorização desses ativos, tudo isso ob-

Entre as principais atividades da VPL, está a atuação na gestão e participação acionária em outras empresas também atuantes no setor da construção civil. “Nesse formato, vamos auxiliar os diretores a entender melhor o mercado no qual possuem negócios, orientando desde a análise de viabilidade mercadológica de um produto até a criação e gestão de fundos para os investimentos na área”. Drumond e sua equipe ainda possuem expertise para coordenar a estrutura jurídica e tributária de uma empresa, a fim de passar mais confiança e credibilidade a seus clientes.

arte de construir e empreender tem evoluído. Se nos primórdios levavam-se anos para finalizar pequenas construções, atualmente, mesmo os empreendimentos mais complexos, podem ser erguidos em meses. Todavia, seja no ramo da construção ou da incorporação, é preciso ter know how para identificar qual a melhor proposta, suas aplicações e seus resultados no futuro. Com esse espírito de empreendedorismo e de liderança no setor, nasce a VPL Real Estate.


6

M erca do

Construção de novos negócios Por Luiza Rocha

VPL Real Estate chega ao mercado com expertise de mais de 20 anos e como acionista de diversas empresas do segmento imobiliário


7

O belíssimo empreendimento Gran Royalle Pirâmide

I

novação e ousadia são os principais conceitos que marcam a história da VPL Real Estate. A empresa chega ao mercado mineiro com uma expertise de mais de 20 anos, graças ao know how adquirido por seu fundador e gestores que compõe a diretoria das empresas envolvidas nesse grande projeto. Os principais negócios da VPL são: Gran Viver Urbanismo S.A., em sociedade com o Grupo Seculus, é hoje uma das maiores loteadoras do pais, com forte presença em Minas, Espirito Santo e Rio de Janeiro, avaliada pela VPL em 400 milhões. A Parcelar Urbanismo S.A, é a grande aposta da VPL para o futuro. Empresa de loteamentos com foco no interior de Minas Gerais aposta em produtos com alta liquidez e em um modelo de negocio ágil, transparente e eficaz. A Seculus Empreendimentos tem uma importância ímpar no portfolio de negócios da VPL, não pelo tamanho, mas pelo fato de ser a empresa que mais incorporou o Retiro do Chalé, um dos melhores condomínios do país. Terra Brasil BCL 3D Super Park

Empresas de Investimento em Ativos Imobiliários com participação em hotel, estacionamento, shopping, terrenos para loteamentos, terrenos comerciais, lotes e áreas.

O idealizador da VPL, Fernando Drumond, tem o feeling de empreendedor em seu DNA. Filho de Márcio Drumond, empresário que planejou o Retiro do Chalé, o primeiro e mais exclusivo condomínio de luxo da capital mineira, Fernando foi inserido muito novo no ramo construtivo. Seus primeiros passos foram dados na elaboração de projetos arquitetônicos e construção das casas do empreendimento de seu pai. A competência na execução de seus trabalhos e a qualidade de seus produtos despertaram o interesse do Grupo Seculus, um dos mais respeitados de Minas Gerais, que o chamou para liderar a nova empresa do Grupo no segmento imobiliário. No ano de 2004, o mercado da construção civil apresentava um cenário estagnado, sem grandes novidades e poucas oportunidades de investimentos. Foi então que Fernando vislumbrou um novo nicho, o de loteamentos no interior de Minas Gerais, e decidiu apostar na ideia. Com total apoio do Grupo Seculus, fundou a Gran Viver Urbanismo, hoje, a maior loteadora do Estado e uma

das maiores de todo Brasil. O diretor da VPL lembra que o início foi atribulado, mas que, com o tempo, a empresa encontrou o caminho para o sucesso. “Comecei muito novo no Grupo Seculus, com pouco mais de 20 anos, mas fui desbravando o segmento, adquirindo cada vez mais know how, e, assim, obtive grandes conquistas”. Como na época não existiam muitos players no mercado, a loteadora conseguiu aproveitar o momento e conquistar o reconhecimento diante do seu público. Durante os dez anos que atuou na presidência da empresa, Drumond lançou mais de 10 condomínios e cerca de 40 loteamentos no interior de Minas e na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Um dos seus primeiros e mais audaciosos projetos foi o Ville Royalle Divinópolis, na Região Centro-Oeste do Estado. “Nós já tínhamos um projeto em mente e achamos um terreno que atendia exatamente às expectativas para esse residencial. Foi o casamento perfeito”, explica. O empreendimento se tornou um sucesso de vendas. Outro marco para a empresa foi a concepção do Gran Royalle Aeroporto, o primeiro com a marca Gran Viver na RMBH e mais um produto que obteve grande aceitação no mercado. Com um conceito mais sofisticado e elaborado, o condomínio, localizado na cidade de Confins, foi pensado no momento em que a região passava por uma grande transformação. “Na época, o Vetor Norte estava em plena expansão, com indústrias, prestadores de serviços e, principalmente, a Cidade Administrativa, se mudando para aquela localidade. Essa migração industrial foi um fator a mais para apostarmos nessa proposta”, esclarece Drumond. O ápice de seu trabalho se deu com a idealização do Gran Royalle Pirâmide, em Montes Claros – em sua opinião, um dos condomínios mais belos que criou. “Conseguimos um terreno lindo e elaboramos um projeto arquitetônico em perfeita sintonia com a beleza natural do local”, exalta Fernando. Em apenas sessenta dias, a empresa e sua parceira local já haviam comercializado 60% dos terrenos. Momentos após se desligar da presidência, Drumond vivenciou outras duas incríveis experiências brotadas das sementes que plantou na Gran Viver. Uma delas ocorreu durante o lançamento do Nova Congonhas. “A primeira etapa foi inteiramente vendida em menos de uma semana”, lembra. Outro acontecimento notável foi a inauguração da loja conceito da Gran Viver, localizada


8

no coração de um dos bairros mais nobres da capital mineira, a Savassi. “Foi um importante passo para a empresa. Na loja, estão disponíveis para os clientes todas as informações sobre os empreendimentos à venda, com projeções e maquetes, além da possibilidade de negociação na hora”, explica. Quando saiu da Gran Viver, a empresa possuía um land bank de R$ 3,5 bilhões e empreendimentos nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Novos planos Após uma década no comando da Gran Viver, agregando experiência e conhecimento no ramo da construção, Fernando abdicou de seu cargo de presidente para abraçar seus próprios projetos, em busca de realização pessoal e engrandecimento profissional. O sentimento de possuir um negócio próprio, com sua cara, originou a VPL Real Estate. Com atuação no ramo de ativos imobiliários, a VPL está focada na compra de terrenos com potencial de valorização no mercado, participação em incorporação e loteamentos, além de compra e venda de imóveis. Ainda no segmento construtivo, a empresa também atua em outro formato operacional, como acionista em um grupo de empresas do setor. Entre as companhias associadas estão a Parcelar Urbanismo, GF2, Morar Bem, GEO Brasil, 3D, entre outras.

Grupo VPL Real Estate

GF2 GRAN VIVER SECULUS

Com know how no segmento, VPL é acionista em outras empresas do setor imobiliário.

MORAR BEM

AFI e AFX

GEO BRASIL

TERRA BRASIL

3D

BCL

PARCELAR

SUPER MALL

MAFISA

VPL

REAL ESTATE


Merca d o

9

Empresas associadas ganham espaço no mercado Parcelar é aposta para incorporação no interior

N

o ramo de loteamentos e incorporações imobiliárias, a VPL é acionista da Parcelar Urbanismo, empresa fundada, inicialmente, por Fernando e seu amigo Cristiano Chaves Veloso e que, logo depois, se associou a mais dois jovens empresários: Bruno Chaves e Gustavo Lobato. A Parcelar chega ao mercado com 10 empreendimentos em sua carteira. Para esses primeiros projetos, o aporte realizado pela empresa é equivalente a R$ 150 milhões. As cidades escolhidas para receber os produtos foram São João Del Rey, Divinópolis, Viçosa, Caeté, Brumadinho, Sarzedo, Oliveira, Três Marias, Manhuaçu e Ipatinga. A expressiva demanda por moradia nessas cidades, ocasionada, principalmente, pela instalação de empresas e indústrias de diversos segmentos no local, foi um dos principais fatores queresultaram nos investimentos nessas regiões. O novo cenário dessas localidades sinaliza um aumento nas ofertas de trabalho, o que acaba atraindo novos moradores e, também, evitando a saída das pessoas para a capital em busca de emprego.

Queremos que nossos clientes mudem para nossos empreendimentos pela nossa qualidade e por termos produtos que atendam às suas demandas Gustavo Lobato


10 A proposta da Parcelar é levar novas opções de moradia para regiões que já possuem infraestrutura completa, com uma diversificada área comercial que atenda aos moradores, aliada a oportunidades de trabalho e estudo. “Queremos que nossos clientes mudem para os nossos empreendimentos pela nossa qualidade e por apresentarmos produtos que atendam às suas demandas rotineiras, como boas instituições de ensino próximas para os filhos, uma rede de supermercados e oportunidades para crescimento profissional na região”, acrescenta o diretor Gustavo Lobato. Atualmente, a Parcelar é gerida por três diretores, Cristiano Veloso, Bruno Chaves e Gustavo Lobato e, com apenas um ano de existência, seus empreendimentos somam cerca de 10 mil lotes em uma área de mais de 7 milhões de metros quadrados. Os aportes da empresa resultam em um Valor Geral de Vendas (VGV) de, aproximadamente, R$ 530 milhões.

Comercialização privilegiada na GF2 Já com o conhecimento adquirido na construção de empreendimentos, a VPL sentiu a necessidade de desenvolver uma parceria com alguma empresa na área de captação e vendas para comercializar seus produtos de maneira personalizada. A solução foi encontrada na aliança entre a VPL e a imobiliária GF2, também estreante no mercado. De acordo com Gustavo Reis, um dos diretores, a função da empresa é de prospectar loteamentos e novidades no ramo das incorporações. “Buscamos terrenos e imóveis com valorização e boas oportunidades de negócios, tanto no interior quanto na capital mineira e Região Metropolitana de Belo Horizonte”. Além de atuar na comercialização de imóveis, a GF2 é responsável por identificar e negociar áreas onde serão instalados os produtos da Parcelar Urbanismo e por comercializar os lotes ou unidades dos empreendimentos. A facilidade de venda dos produtos da Parcelar é um atra-

tivo a mais para os consumidores. “Possuímos um modelo de financiamento próprio e isso implica em grandes benefícios para os nossos clientes, como taxas menores que as dos bancos e formas de pagamento negociadas caso a caso”, acrescenta Reis.

Competência atrai novos investidores As excelentes perspectivas da VPL no mercado, somadas à competência de Fernando, vêm chamando a atenção de novos investidores para o segmento da construção civil. Esse é o caso do empresário da área de consultoria educacional Tarcísio Manso que, mesmo com experiência profissional no ramo de empreendimentos imobiliários, nunca conseguiu enxergar uma oportunidade para realizar um bom investimento. Para sorte dele, isso mudou quando Fernando vislumbrou uma grande chance e o convidou para montar uma parceria. “Sei da expertise que ele possui e tenho ciência que ele sabe apontar as melhores chances para obter ótimos resultados”, acredita Manso. Atualmente, o empresário possui uma participação em um Hotel em Belo Horizonte e em um residencial em Varginha. As expectativas para esses projetos são as mais otimistas possíveis. “Estamos calculando um retorno inicial de, no mínio, 20% ao ano, e o plano é de reinvestir o dinheiro em outros produtos apresentados pela VPL”. Com a mesma intenção de Manso, o cirurgião dentista Dauro Oliveira também apostou no know how de Fernando para realizar alguns aportes no mercado da construção civil. “Tenho confiança na seriedade, na competência e no conhecimento do setor que o Fernando adquiriu nesses últimos anos”, ressalta sobre a decisão de investir em loteamentos e empreendimentos imobiliários, como em um hotel. Em relação ao futuro, Dauro acredita em retornos positivos para suas aplicações e já pensa em novos projetos. “Enquanto o Fernando me apresentar uma boa proposta e um bom plano de negócios, serei um investidor em potencial”, garante.

Vista das montanhas no empreendimento Nova Congonhas


Integração

11

UM PRATO E UM BOM PAPO Área Gourmet da VPL é ponto de encontro e compartilhamento de ideias que se refletem nos negócios A mistura de negócios e gastronomia resulta em um sabor especial ao ambiente corporativo. Em meio à movimentada rotina das grandes empresas, há sempre espaço para um despretensioso café ou um lanche com os colegas de trabalho, que rendem momentos de descontração e troca de ideias. Por isso, a VPL projetou um espaço gourmet para proporcionar aos sócios um ambiente confortável para recarregar as energias, promover encontros entre os clientes e praticar a arte que os mineiros adoram: degustar pratos saborosos regados a um bom papo. O espaço gourmet da VPL, que traz elementos rústicos em sua arquitetura e conta com uma mesa para 12 pessoas, uma televisão e uma área de cozinha com balcão e eletrodomésticos, é ideal para encontros não só entre os sócios, mas, também, com clientes. “O ambiente possui um clima agradável, propício para reuniões mais descontraídas e para o compartilhamento de experiências que contribuem para a integração da equipe. Isso sem falar nas experimentações gastronômicas, que sempre fecham com chave de ouro todos esses momentos”, revela Lívia Palmeira, assistente administrativa da VPL.

TALHARIM AO MEL COM CAMARÕES AO CURRY Camarões 15 camarões grandes com cabeça e casca. Descasque os camarões e retire as cabeças (reserve as cabeças e cascas para o molho), tempere com sal a gosto, azeite e 3 a 4 colheres rasas de sopa de curry (o gosto do curry tem que marcar). Deixe descachaçando por 1 hora até preparar o molho da massa. Antes de servir, grelhe os camarões em frigideira bem quente por aproximadamente 2 minutos da lado. Molho Cozinhe por aproximadamente 1 hora as cascas e as cabeças dos camarões em 0,5 L de agua com um pouco de sal. Deixe reduzir bem. Passe este caldo em uma peneira e reserve. Descarte as cascas e cabeças. Em uma panela refogue 1 cebola ralada no azeite, acrescente 1 cebola ralada, acrescente 100 g de manteiga, o caldo coado, 300 g de creme de leite fresco, ½ xicara de mel (isto mesmo, ½ xicara), sal. Deixe ferver por 5 minutos. Misture o Talharim (1 pacote) cozido e servir. Montagem Em um prato fundo colocar uma porção do macarrão e, em cima , 3 camarões em forma de cascata. Serve 5 pessoas.


12

Capital Humano

A ARTE DE ESCOLHER TALENTOS VPL encontra na metodologia PI a receita do sucesso para a descoberta de colaboradores com alto desempenho e qualidade em seu trabalho

A

alma de uma empresa pode ser traduzida pelas pessoas que fazem parte do quadro de colaboradores e pela cultura organizacional, portanto, saber identificar cada talento e lidar com cada um dos diferentes perfis faz toda a diferença para o sucesso do negócio. Hoje há uma grande preocupação dos empresários em realizar uma boa gestão de pessoas em sua empresa, criando um ambiente de trabalho onde todos se sintam confortáveis e com vontade de contribuir cada vez mais para o benefício da organização. Isso é praticável a partir do momento em que a companhia traça um perfil para cada um dos seus cargos. É possível encontrar no mercado diversos métodos e procedimentos para serem aplicados no dia a dia de uma

Com perfis complementares, equipe trabalha com mais eficiência e qualidade

companhia, todos com o objetivo de encontrar pessoas com talento, comprometimento e que apresentem alta performance no trabalho, basta os seus gestores terem conhecimento de qual se encaixa melhor no seu perfil operacional e de negócios. Antes mesmo de dar início às operações da VPL, os diretores se uniram e buscaram a ajuda da consultora Eliane Ramos, Diretora Regional da PI Brasil, para selecionar a sua equipe de colaboradores, traçar metas e identificar profissionais com características adequadas para cada cargo disponível na empresa, a fim de criar uma equipe com pessoas qualificadas e empenhadas nos projetos da VPL.


13

A ideia de se pensar especificamente na pessoa responsável por cada um dos cargos não é uma novidade no mercado, a diferença se encontra na forma como isso é colocado em prática. Para a VPL, o método do Predictive Index, o PI, foi a opção escolhida. A metodologia consiste em um sistema de gestão executiva que vai mensurar o comportamento dos profissionais da organização, levando em consideração as rotinas operacionais e as necessidades motivacionais de cada um dos cargos. “É um ótimo estudo para que os gestores tenham a chance de descobrir se o perfil de determinado candidato se encaixa nos pré-requisitos para o cargo pretendido”, esclarece Eliane.

PI elege o potencial de cada um Para entender melhor a dinâmica do PI, a consultora usa o exemplo de um time de futebol. “São onze jogadores, mas cada um desempenha uma função diferente: enquanto um ataca, um atleta defende, outro jogador arma um contra-ataque e por aí vai, mas todos seguem em busca de um único objetivo, o de vencer o adversário. Isso, sem se esquecer do técnico, que está ali observando tudo e dando suporte e contribuições importantes para que todos saibam a melhor forma de se posicionar e desempenhar o seu papel. O mesmo ocorre nas empresas”, complementa. Segundo Eliane, é preciso criar um ambiente em que todos estejam alinhados e focados em um bem maior e compartilhado, que é o sucesso da companhia. Antes do método ser inserido no processo seletivo da empresa os diretores da empresa são convidados a fazer os testes. “Isso faz com que os dirigentes do negócio entendam seu perfil e identifiquem as lacunas que devem ser preenchidas pelos colaboradores da CIA”, explica Eliane. Não por surpresa, boa parte dos diretores da VPL e da Parcelar Urbanismo possuía um perfil muito próximo, com as características de lideranças bem aguçadas. “Enquanto uns têm o espírito

aventureiro e impaciente, outros têm a virtude da paciência na sua essência. Esse equilíbrio entre as peças-chave da empresa é importante para que eles possam avaliar a melhor forma de atuação e o que será o mais adequado para a organização”, argumenta. “Com esses opostos, nenhuma decisão é tomada de forma precipitada, nem delonga muito tempo para ser decidida. É a sinergia perfeita, em que a soma das partes e das qualidades de cada um gera um todo bem integrado”, garante a consultora. A aplicação do método PI na empresa não poderia ter apresentado resultados melhores. Dos diretores aos colaboradores, todos tiveram acesso ao perfil traçado e isso só favoreceu o convívio entre todos. “Cabe também aos gestores proporcionarem um ambiente motivacional e estimular o que há de melhor em cada um, sem esquecer de fortalecer os pontos fracos de cada perfil”, declara Eliane. Isso resulta em uma gestão mais participativa, com foco em resultados, que só fara bem para os negócios da empresa. Para dar continuidade na aplicação da metodologia dentro da VPL, Fernando Drumond, um dos diretores da empresa, recebeu o treinamento da PI Brasil com objetivo de aprender a identificar as características de cada um dos seus colaboradores e saber lidar com cada comportamento da maneira mais coerente. “Essa estratégia aumenta o nível de relacionamento entre as pessoas, ficando mais fácil de estabelecer uma comunicação interpessoal e, até mesmo, apontar situações desconfortáveis que exigem certos ajustes”, comenta Eliane. Além disso, Drumond acredita que a partir da seleção qualificada dos profissionais é possível construir um resultado positivo na relação dos diretores com os colaboradores e isso interfere diretamente no tratamento com os clientes e nos projetos empresariais. “Essa adequação do perfil faz bem para a equipe como um todo e acaba favorecendo um alto nível de performance e de desempenho de cada um”.


14

Em família

DNA EMPREENDEDOR Por Laio Monteiro

Diretores relatam como seus pais se tornaram fonte de inspiração para uma carreira promissora

A

origem da palavra “empreender” vem do Latim “emprehendere”, formado por “em” – em – e “prehendere” – pegar, capturar, levar diante de si, segurar. O gosto pelo mundo dos negócios, por outro lado, pode ter a sua raiz em outro ponto: a vocação passada de pai para filho. No Grupo VPL, essa tradição parece se cumprir a cada geração, como é o caso do sócio e diretor de projetos da Parcelar Urbanismo, Bruno Bicalho, que, aos 27 anos, segue os passos do pai, o empresário Haroldo Bicalho, sócio e proprietário da HBS Realty Negócios Imobiliários.

Desde a fundação da Parcelar, Bruno conta que sempre se inspirou no progenitor, observando o modo como ele lidava com os negócios no dia a dia, uma vez que, desde pequeno, mesmo que à distância, já tinha contato com o universo do empreendedorismo. “Apesar de me orientar, meu pai sempre permitiu que eu descobrisse o meu próprio caminho. Havia o desejo de que eu desse continuidade ao negócio imobiliário, mas, no fim, foi um processo muito natural, sem pressões”, lembra Bruno. Já Haroldo recorda que, ainda na infância, o filho já dava sinais de que seria um empresário de sucesso. “O Bruno é hiperativo por natureza e gosta de liberdade, de tomar as próprias decisões. Esses traços na sua personalidade já indicavam que ele seria um grande líder”, afirma. Com mais de 20 anos de experiência e muita história para contar, Haroldo lembra que o filho, aos 22 anos, abriu uma empresa de importação de peças de motos com mais três amigos e que, mesmo diante dos conselhos do pai de que o negócio não iria para frente, Bruno continuou com os planos, porém,


15

dois anos depois, a “Fast Brothers” fechou as portas. “Eles ainda eram muito novos, mas era preciso que aprendessem com os erros. Hoje tenho muito orgulho em ver aonde o Bruno chegou e sinto que aquela experiência foi importante nesse processo”, avalia o pai. O filho também enxerga nesse episódio um passo essencial para o seu desenvolvimento. “Hoje sou mais maduro do que era naquela época e a prova disso é o lugar que conquistei dentro da Parcelar, mas nada disso seria possível sem o apoio do meu pai, que sempre foi meu maior exemplo de pessoa e de profissional”, declara Bruno. O presidente da VPL, Fernando Drumond, também trilhou o caminho do pai, Márcio Drumond, que lembra que durante o período de construção do Retiro do Chalé, um dos primeiros empreendimentos imobiliários do Grupo Séculus, o filho tinha apenas 7 anos e já se mostrava curioso e interessado por aquele universo de obras, concreto e prédios que iam tomando forma. Aos 20 anos, Fernando já trabalhava com o pai. Depois de passar pelo Grupo Seculus e fundar a Gran Viver, em 2004, Fernando criou a VPL, em 2013. “Meu filho é um visionário e, por isso, sempre dei a ele total apoio, porque confiava no seu trabalho. Hoje ele é um empresário muito melhor do que eu já fui”, revela Márcio. Para Fernando, todo o aprendizado que adquiriu ao longo da vida, só foi possível porque o pai estava o seu lado. “A VPL é o resultado de anos de aprendizado, de erros e acertos”, conclui.

Coração de mãe Por trás de um homem de negócios existe uma grande mulher empreendedora. A máxima se faz presente na vida do Diretor Administrativo e Financeiro da Parcelar, Gustavo Lobato, de 27 anos, que tem na mãe, a diretora administrativa e financeira da Unir Empreendimentos Imobiliários e da Transavante, Glemer Cássia, um grande exemplo de como ser bem sucedido profissionalmente. Desde pequeno, ele frequentava o trabalho da mãe no período das férias escolares e começou a ter contato com o universo das contas, subtrações, multiplicações e outras operações financeiras. “O Gustavo sempre teve facilidade com a área de exatas, além de ser pró-ativo, característica essencial para quem quer ser um bom gestor”, afirma a mãe. O filho, por sua vez, destaca o papel de Glemer no seu processo de formação enquanto empresário e o apoio constante da progenitora. “Eu admiro muito a honestidade da minha mãe a sua capacidade de realizar negócios pensando mais no coletivo do que em si própria”, revela Gustavo.


16

União

Liberdade sobre duas rodas Por Luiza Rocha

Além do espírito empreendedor, outro elo une os diretores da VPL Real Estate: a paixão por motos

E

strada, amigos, liberdade e diversão. Esses são apenas alguns dos muitos motivos que levam os diretores da VPL a viverem grandes aventuras sobre duas rodas. Além do espírito empreendedor que eles compartilham entre si, a paixão por motos também é um dos elos que unem essa turma.

Fascinado por motos, Fernando Drumond carrega uma grande bagagem de viagens para os mais diferentes lugares, não só em Minas Gerais, mas também pelo país e mundo afora. “Aos 20 anos comprei minha primeira moto de trilha, e, cada ano que passava , a paixão pelo motociclismo só crescia”. Após cinco anos, adquiriu uma moto de asfalto e nunca mais parou de rodar. O mundo ficou pequeno e o desejo de desbravá-lo aumentou cada vez mais. Junto com Haroldo Bicalho e Antonio Soalheiro (o Tonhão), seus companheiros mais antigos de estrada, Fernando pilotou por roteiros incríveis desde cidades históricas; países sul-americanos, como Argentina, Chile e Uruguai; até a longínqua Europa, onde se aventurou pelos pitorescos vilarejos da Itália e cenários montanhosos na Suíça. “A viagem sobre a motocicleta torna o passeio ímpar, pois, além de proporcionar a sensação de liberdade, ainda nos possibilita traçar rotas diferentes e sair totalmente do script, conhecendo lugares e culturas ainda inalcançados pelos olhos dos turistas”, acredita Fernando.


17

Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já têm forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos Fernando Pessoa

Um dos maiores pilotos de OF Road do país, Haroldo foi uma das mais incríveis surpresas brasileiras nos anos 80. Em apenas um ano de prática, acumulou mais de sete prêmios em corridas nacionais. “Em 1981, comprei minha primeira moto para usá-la como meio de transporte para a faculdade, mas acabei empolgando e entrei para o mundo do motociclismo”, ressalta. Nesse mesmo ano conquistou o primeiro lugar no Enduro Ferradura de Cavalo e ainda se consagrou campeão do Enduro da Chuva. Após várias conquistas, seu talento acabou chamando a atenção da Yamaha e Haroldo se tornou o primeiro piloto de Enduro patrocinado no Brasil. “Junto à empresa eu consegui rodar o Brasil inteiro, nas mais diversas competições. Foi uma grande experiência”. Em 1986, o piloto se casou e deixou de lado as corridas, mas seu legado não ficou esquecido. Em seus poucos anos de corrida, Haroldo conquistou 100 troféus, muitos como primeiro colocado. Hoje, voltou a competir nos campeonatos de quadriciclo e já é bicampeão do Campeonato Mineiro da categoria. A tradição passou de pai para filho e, hoje, Bruno Silva, filho de Haroldo, também faz parte da equipe de motociclistas.

Aos 4 anos, Bruno foi presenteado no Natal com uma moto e quando completou 10 anos, ao lado de Haroldo, ele foi a pessoa mais nova a completar o Enduro da Independência. “Andamos 100 km de trilha entre Belo Horizonte e o Rio de Janeiro durante quatro dias. É um grande desafio, ainda mais para uma criança, mas fiquei muito feliz por ter completado a prova”, conta. Entre os integrantes da turma, Gustavo Lobato é o mais novo adepto ao mundo do motociclismo. Uma das principais influências para se aventurar sobre duas rodas foi o seu avô materno, que também possuía uma moto. “Sempre fui muito ligado a ele e esse foi um dos motivos para eu querer ter uma moto”, comenta. Mesmo com tanto apreço pelo veículo, só após ingressar na Parcelar que Gustavo comprou a sua primeira motocicleta. “Eu gosto muito de moto, desde bem pequeno, mas meus pais nunca me deixaram andar”, conta. Hoje, ele já planeja suas próximas viagem, principalmente dentro do Estado mineiro. “Minas Gerais é um lugar muito lindo e tenho muito o que conhecer ainda”.


18

União na estrada e no escritório Para o estilo on the road é preciso ter paciência e muita concentração, pois, alguns roteiros exigem que o piloto e garupa passem diversas horas e, até mesmo dias, em cima de uma moto. Fernando acredita que pessoas com esse perfil, aliado a um temperamento mais forte, obstinação e prudência, também têm sucesso no ambiente de trabalho. “O segmento no qual atuamos demanda esse tipo de comprometimento, além de um espírito desafiador. Nossa experiência na estrada só agrega mais competência e entendimento para a empresa”. Gustavo também acredita nos benefícios dessa paixão que eles carregam em comum. “É como se nossa equipe tivesse uma válvula de escape para conseguir lidar com o estresse do dia a dia, além disso, esse hobby nos deixa mais próximos e entrosados”. A última viagem da turma da VPL foi nada mais, nada menos que uma aventura em meio às belezas da Serra da Canastra. Foram quatros dias desvendando as montanhas e os vilarejos no local. Bruno, um aficionado por cachoeiras, era um dos mais ansiosos na véspera da viagem. “Durante o nosso roteiro, o que mais me chamou a atenção foi a nossa parada na cachoeira Casca D’Anta. É definitivamente uma das mais bonitas de Minas Gerais”, garante. Para Gustavo, os 120 km percorridos em apenas três dias vão ficar na memória. “A turma estava muito animada, e, definitivamente, foi uma das viagens que eu mais ri. Foi tão boa que eu nem me importei muito em ter levado o meu primeiro tombo, mas não foi nada demais”, brinca.

Dicas dos melhores Roteiros Um dos roteiros mais inesquecíveis para os aventureiros da Parcelar foi a travessia da Cordilheira dos Andes, entre a cidade argentina de Fiambalá (Catamarca) e a cidade chilena de Copiapó. São 248 km, destes, 280 km em estrada de terra, passando pelo Paso de San Francisco, o mais alto da Cordilheira dos Andes. Você acorda em uma cidade nos arredores do deserto do Atacama (Fiambalá), a uma temperatura de 35°, e chega a pegar 2° no alto da Cordilheira, voltando a uma temperatura tropical na chegada em Copiapó. Tudo no mesmo dia. O trajeto é lindo, cheio de lagos de um azul único. Sem dúvida, um trajeto repleto de boas aventuras. Em Fiambalá, uma boa opção para hospedagem é o Termas de Fiambalá, um pequeno hotel com piscinas termais que fica a 12 km de Fiambalá, que conta com 17 piscinas naturais com temperatura variando de 52º até 30°. www.fiambala.gov.ar/termas-de-fiambala


Vocação em desbravar o mercado e enxergar as mais novas opções e tendências de negócios, proporcionando a melhor rentabilidade de seus empreendimentos. VPL Real Estate


TRANSFORME SUA ÁREA, TERRENO OU LOTE EM UM GRANDE NEGÓCIO. Temos muito interesse em desenvolver empreendimentos imobiliários com você.

Investimentos imobiliários (31)

3517-8444 / 9869-4766

gustavo@gf2investimentos.com.br

Av. Canadá, 639 - Jardim Canadá - Nova Lima / MG - Cep.: 34.000-000


Revista VPL