Page 1

Comunidade News Connecticut - New York - New Jersey

O Jor nal da Comunidade Brasileira

comunidadenews.com Crime

Nº 333 - de 18 a 24 de maio de 2010

pag. 28

Brasileiro é morto por motivo fútil

Free/Grátis

Brasileira de 6 anos seria trazida por pedófilo, diz polícia

A polícia da Califórnia prendeu Benjamin Kendrick, acusado de pedofilia. Segundo as autoridades, ele estava negociando a vinda de uma menina de apenas 6 anos do Brasil. Página 29

Lisney Oliveira Jr. foi morto na Flórida ao recusar um cigarro ao americano Sosthene Louis.

Injustiça?

pag. 24

NASA concede estágio a estudante mineira mas consulado nega visto

Apesar de ter sido convidada pela NASA, Janynne teve o pedido de visto negado.

Kendrick foi detido antes de fugir. A polícia acredita que seus planos eram abusar da menina e depois matá-la.

Buffet: $8.99 all you can eat! Buffet com churrasco: $10.99 Marmita por $8.00

Banana Brasil Restaurant 91 Main Street - Danbury, CT

(203) 748-5656


Página 2|de 18 a 24 de maio de 2010| Edição 333

Comunidade News


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 3


Página 4|de 18 a 24 de maio de 2010| Edição 333

Comunidade News


Comunidade News

Show no Dizzy’s Club CocaCola no Jazz at Lincoln Center em Nova Iorque

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 5

Literatura e canto na BEA em Nova Iorque

Tempo

A Brazilian Endowment for the Arts (BEA) de Nova Iorque convida a comunidade brasileira para participar de dois importantes projetos culturais. No evento intitulado “Quarta Literária”, no dia 26, às 7pm, o escritor, jornalista e advogado fala sobre Mont’Alverne, grande orador e criador de grandes sermões. O outro projeto é o “Youth Peace Choir”, coral formado por crianças e adolescentes que está com as inscrições abertas até o dia 28 de maio. O coral abrange as idades de 6 a 16 anos. Informações sobre ambos eventos pelo telefone (212) 371-1556. A BEA fica no 240 East 52nd Street, entre a 2ª e a 3ª Avenidas.

Música e dança na Biblioteca Pública de Danbury

De 24 a 26 de maio, o Jazz at Lincoln Center ( JALC) apresenta o brilhante compositor e arranjador Johnny Mandel. Nas três noites no Dizzy’s Club Coca-Cola ele rege Sherry Maricle & The Diva Jazz Orchestra, e ainda reserva uma surpresa para cada um dos shows. Conhecido tanto pela autoria de músicas populares quanto por canções de filmes, Mandel traz ao programa obras como “Emily”, “A Time for Love”, “The Shadow of Your Smile” e a música tema do famoso seriado “M*A*S*H*”. Informações e compras de ingressos pelo telefone (212) 258-9595. O Dizzy’s Club Coca-Cola fica no 5° andar do Frederick P. Rose Hall, Broadway esquina com a 60th Street.

Consulado Itinerante em Newark O Consulado Itinerante estará em Newark (NJ), na quintafeira (27) para atender mais uma vez à comunidade brasileira. Os formulários podem ser adquiridos antecipadamente nos seguintes locais: BAUA, 5 Merchant Street, telefone (973) 3444474 e Projeto Mantena, 109 Monroe Street, Salas 202/203, telefone (973) 344-1644. O local do itinerante de Newark é a Igreja Saint James, 143 Madison Street, telefone (973) 344-8322.

Terça Quarta Quinta

Violão e música brasileira em Nova Iorque O violonista ítalo-americano Lawrence Del Casale e a soprano Christina Rohm se apresentam no próximo dia 20, às 6pm, no Queen Sofia Spanish Institute em Nova Iorque. Com músicas clássicas e brasileiras, a dupla brindará o público entoando obras de Antônio Carlos Jobim, Heitor Villa-Lobos e do poeta e dramaturgo Francisco Garcia Lorca, entre outros grandes nomes. É necessário fazer reserva devido ao limite de lugares. As confirmações devem ser feitas para Connie Vergara no (212) 628-0420 ou no e-mail cvergara@queensofiasi. org. O Queen Sofia Spanish Institute fica no 684 Park Avenue, esquina com a 68th Street.

Sexta

49° - 59°

48° - 64° 54° - 80° 56° - 80°

Sábado Domingo Segunda

Fonte:

57° - 75° 55° - 73° 54° - 76°

Dólar

Na sexta-feira (21), das 7pm às 8h30pm, o plaza da Biblioteca Pública de Danbury (CT) terá a alegria contagiante do The Glamour Girls. Com os 7 componentes e uma coreografia de prender a atenção, a banda de Wethersfield traz músicas que vão da década de 40 até os anos 90. Entre os artistas interpretados pelo The Glamour Girls estão Madonna, Gloria Gaynor, Aretha Franklin, The B-52s e Diana Ross & The Supremes. Em caso de chuva, o evento será transferido para o dia 4 de junho. Informações adicionaias pelo telefone (203) 796-8061. A Biblioteca Pública de Danbury fica no 170 Main Street.

* Temperatura ºFahrenheight

em

* Cotação para venda do dia 17 de Maio de 2010

US$ Paralelo.............. R$ 2,000 US$ Turismo............... R$ 1,860 US$ Comercial ......... R$ 1,812

Índice Local.......................05, 10, 24, 25 Local.....................26, 28, 29 e 30 Brasil................................... 8 e 10 Celebridades...................14 e 15 Social . .............................. 32, 33 Cultura . .......... 16, 20, 21 e 22 Imigração . ....................... 9 e 31 Classificados ....................... 36 Religião ................................... 12 Esporte .....................................35 horóscopo .............................34

Seu jornal 24 horas por dia

www.comunidadenews.com

A maior fonte de notícias da comunidade brasileira nos Estados Unidos

Leia o jornal Comunidade News a qualquer hora do dia ou da noite


Comunidade News

Página 6 |de 18 a 24 de maio de 2010| Edição 333

Editorial

CHARGE Lulahmadinejad!

A imigração norte-americana

N

ão é surpresa para os brasileiros a notícia de que o número de imigrantes retornando ao Brasil superou aqueles que deixam o país. Mas talvez você não saiba que, no primeiro trimestre deste ano, o número de trabalhadores estrangeiros no Brasil aumentou 16%, segundo dados do Ministério do Trabalho. Foram 11.530 autorizações de trabalho, um recorde para o período. Se o ritmo se mantiver até

o final do ano, 2010 terá um recorde histórico. Encabeçando a lista dos países que mais requereram autorização estão os Estados Unidos. Isso mesmo. O país que tanto vem expulsando de suas terras os brasileiros, são os que mais enviam trabalhadores para o Brasil. A notícia é, no mínimo, irônica na medida que o governo brasileiro admite a necessidade da contratação de mão de obra estrangeira em áreas onde falta o profissional brasileiro. Mas a recíproca não é verdadeira. A constante e brutal demanda dos Estados Unidos pelo trabalhador braçal continua a ser ignorada. Como consequência, as cotas de vistos de trabalho e green card para estes trabalhadores continuam fora da realidade, forçando uma grande

parte destas pessoas a entrar no país pelas vias paralelas. Há muito tempo que a questão da imigração latina deixou o campo da discussão técnica para dar lugar ao debate político/sociológico. O argumento dos que são contra conceder qualquer benefício aos imigrantes indocumentados, não se baseia em números e estatísticas - estas que frequentemente provam os benefícios da presença dos imigrantes para a economia do país - mas sim em sentimentos de cunho racial. Um recente estudo conduzido pelo Instituto de Políticas Migratórias concluiu que os imigrantes criam tantos empregos quanto eles ocupam, talvez mais. Além disso, os imigrantes compram coisas fazendo a economia maior do que seria sem eles.

Ainda estamos longe de ter peso político para negociar de igual para igual com os EUA em termos imigratórios, como acontece atualmente com o México, mas estamos a caminho. O mundo já reconheceu o peso econômico que o Brasil exerce atualmente na economia mundial. Será uma questão tempo e vontade política para que o tom da converse mude Até lá, seguimos recebendo os norte-americanos de abraços abertos, e não com leis racistas como somos tratados aqui. Um abraço, Breno da Mata Editor/Diretor

Vende-se, e pague como puder!

I

migrantes indocumentados comentam o sofrimento da espera. À semana passada, de passagem por algumas cidades dos estados de NY, NJ e CT, tive a oportunidade de conversar com dezenas de brasileiros que vivem sem os principais documentos dos Estados Unidos: a carteira de motorista e o social security. Segundo a maioria, juntando a péssima situação financeira dos Estados Unidos, a saudade dos familiares no Brasil, e a boa situação financeira que o Brasil atravessa neste momento, continuar nos Estados Unidos já se tornou uma grande perda de tempo nas suas vidas. “Todos os dias nós acordamos com a esperança que naquele dia vamos ler no jornal: - saiu uma nova lei de imigração para beneficiar todos os imigrantes indocumentados nos Estados Unidos”, diz um mineiro de 32 anos, natural de Poços de Caldas, que vive há

mais de oito anos na cidade de Mount Vernon, NY. Revoltado com a situação, ele diz que “gostaria de nunca ter deixado o Brasil”. Outro brasileiro que reside em Bridgeport, CT, falou: “todos nós, imigrantes ilegais neste país, estamos à deriva, e não sabemos aonde vamos parar. Pior é a situação dos que estão sendo procurados pela justiça, imagino o quanto eles devem sofrer vivendo como ratos fugindo do gato, 24 horas por dia... Isso não é vida”! Já um brasileiro de Newark, NJ, 27 anos, natural de Belo Horizonte, MG, teve muita sorte. Ele disse: - “China, estou há quatro anos nos Estados Unidos, conheci uma colombiana naturalizada americana, com quem me casei, temos um filho, e vamos embora para o Brasil já no próximo domingo. Mesmo ‘legais’, não sabemos quando iremos voltar a viver neste país.”

Deixar os Estados Unidos também são os planos de muitos comerciantes brasileiros entre os três estados citados. Dezenas de lojas fecharam entre 2008 e 2010, e os que ainda estão aguentando a crise financeira, estão jogando a toalha no ringue. O assunto é “vende-se uma loja a qualquer preço, e pague como puder”! Com a crise apertando o comércio na comunidade verde-amarelo, muitos comerciantes brasileiros estão fechando suas lojas e voltando a fazer o que faziam antes de serem comerciantes. Tem gente voltando para a construção, carpintaria, pintura, jardinagem, cozinha, faxina e até voltando para o Brasil. Enquanto isso, o Congresso americano vai cozinhando os milhões de imigrantes no banho-maria. Com isso, eles ganham tempo para ver se os Estados Unidos voltarão a ser aquela potência financeira,

Você, Repórter

que com certeza voltará a precisar de muita mão de obra... Quero dizer, muitos imigrantes latinos. Se continuar assim, acho que os norte-americanos vão ter que aprender a deixar seu país também, e tentar a vida em outro lugar. (203) 4498818 Lúcio (China).

Lúcio Souza (China) Diretor

Tem algum vídeo interessante? Publique na TV-CN A partir de agora, você poderá publicar os seu vídeo na TV do Comunidade News. Mande um e-mail para cntv@ comunidadenews.com e o seu vídeo poderá fazer parte da nossa TV. Mais informações, ligue para a redação (203) 449 - 8818 ou mande um e-mail para: sugestao@comunidadenews.com

Faça parte do jornal que já é parte de você

Aviso: o editorial reflete a opinião pessoal de quem o assina, e não necessariamente a posição do jornal Comunidade News

Comunidade News

Redação: 155 Main Street, Suite 202 Danbury, CT 06810 Fone: (203) 748-0123 Fax: (203) 748-0143 Website: www.comunidadenews.com Email: info@comunidadenews.com

Diretor/Editor Chefe: Breno da Mata brenodamata@comunidadenews.com Diretor de Marketing: Lúcio Souza luciosouza@comunidadenews.com Repórter: Angela Schreiber angela@comunidadenews.com Correspondente no Brasil: Ana Carolina da Mata Revisão: José Sarmento Agência de Notícias: FolhaPress

All editorials are intended to reflect the position of the publishers and not of any individual editorial writer. Signed columns, on the other hand, reflect the opinions of the author and not necessarily those of the publishers. The advertiser and/or the advertising agency is responsible for all content and will assume responsibility resulting from the publication of said advertisement in Comunidade News.

Comunidade News é publicado semanalmente todas as terças-feiras pela Comunidade News LLC. Todos os direitos reservados. Nenhum material poderá ser reproduzido em parte ou na totalidade sem a autorização por escrito da direção do jornal.

Sugestão de pauta: pauta@comunidadenews.com


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 7

Opinião

Cartas Endereço: 155 Main Street #202 Danbury, CT 06810

Telefone: (203) 748-0123 Fax: (203) 748-0143 E-mail: cartas@comunidadenews.com

Caso Carminati, Já tinha tomado conhecimento deste caso, que não é o primeiro envolvendo este senhor, Roberto Carminati. Lá em Boston ele largou uma penca de dívidas quando fez o filme ‘A Fronteira’. Só com as pessoas que trabalharam foram quase $20 mil dólares, incluindo meu sobrinho que era estudante de cinema. Acredito que tenha tentado também o golpe com essa produtora de Nova York.

acham que são donos de Newark. Já chega a invasão no Brasil agora querem invadir a América. Mas só sinto pena pelas comidinhas boas...porque o resto vai ter que comemorar em restaurante brasileiro. E aguardem a Copa, bigodes!!

Angelo Figueiredo Via comunidadenews.com

Fim da exigência de visto para o Brasil, Meu avô dizia que algumas palavras que a gente ouvia eram para “boi dormir”. Imagino que esta notícia seja uma delas Será que alguém acredita que isto irá acontecer? Para o Brasil seria muitíssimo importante, mas para os Estados Unidos não. Perder 150 dólares por visto de cada brasileiro que tenta viajar para a América e sobretudo colocar seu país em risco, tendo em vista que documento no Brasil se compra em qualquer esquina paulista. Você acreditou? Já conheceu o Bin Laden brasileiro? Vai existir...

A fama desse senhor corre solta por aí. Além de dever pra Deus e o mundo, esse cara é péssimo diretor. Fui assistir ‘Segurança Nacional’ e saí do cinema decepcionada. É a pior coisa que já vi na minha vida. Eliete Friedman Via comunidadenews.com Cancelamento da Festa de Portugal, É bem feito mesmo. Esses portugueses

Fernanda Via comunidadenews.com

Izaias Via comunidadenews.com

Comunidade News Connecticut - New York - New Jersey

O Jornal da Comunidade Brasileira

comunidadenews.com Recuperação

Nº 332 - de 11 a 17 de maio de 2010

pag. 30

Deixa hospital vítima de monóxido de carbono

Free/Grátis

Cônsul do Arizona diz que brasileiros querem sair do estado Em entrevista ao Comunidade News, o Cônsul-geral do Brasil no Arizona afirma que os brasileiros indocumentados estão falando em mudar para outro estado ou voltar ao Brasil.

José Severino foi o único dos quatro brasileiros a falecer depois de serem expostos ao monóxido de carbono.

Polêmica

Página 31

pag. 29

Polêmica envolve diretor de “A Fronteira” nos EUA Festa

pag. 28

Cancelamento da festa do Dia de Portugal em Newark divide opinião dos comerciantes

A carioca Joice Barroso está se sentindo ameaçada pela nova lei, apesar de viver legalmente no país.

“Quero ver quando o estado do Arizona perder milhões de dólares devido a esta lei absurda e nada mudar quanto a ‘segurança’. Será que eles vão ter coragem de reconhecer o erro e corrigi-lo?” Maria Oliveira Via email Leia todos os comentários no website www.comunidadenews.com Todas as cartas devem conter nome completo, endereço e telefone para fins de verificação. O Comunidade News reserva-se o direito de publicar as cartas na íntegra, ou em partes, de acordo com a disposição de espaço.

Bullying e omissão

Q

uando pensamos em bullying no ambiente escolar, lembramos daquele valentão, quase sempre traiçoeiro, que oprime seus pares na base da humilhação e do terror. Também surge na memória a figura do jovem diferente, seja ele meio esquisito ou fora de medida, vítima primordial das chamadas brincadeiras de mau gosto. Porém, para que exista e viceje essa prática sociopática, um terceiro personagem estará necessariamente implicado: o grupo. Afinal, desde a primeira piada até a metódica perseguição, a turma estará diante de uma escolha, ou seja, qual partido tomará. A grande covardia do praticante de bullying é resultado de uma inteligência estratégica: atormentar aquele que menos se parece com a média para, com isso, auferir prestígio. Ou, como segunda opção, afligir quem se apresenta naturalmente retraído. Tímidos e exóticos tendem à baixa capacidade de articulação e, desta forma, podem permanecer isolados e frágeis diante das agressões recebidas. São losers, na acepção norteamericana do caso. A aposta do cruel, quase sempre de sucesso, é de que ninguém tomará o partido do perdedor, sob o risco de fazer parte da turma “errada”. Basta entrar em uma sala de aula ‒ de qualquer faixa etária ou social ‒ para identificar a presença de liderança, positiva e negativa, entre os colegas. Via de duas mãos, ela nasce na postura de quem a exerce e, simultaneamente, na dos que a reconhecem (aceitam). Por isso, a imposição física e psicológica de um líder negativo jamais deve ser desprezada: ela existe e é resultado de uma eleição

silenciosa. O quadro obedece à perversa lógica do favorecimento, na qual alguém se alia ao opressor para, em um primeiro momento, escapar incólume de sua ação predatória. Depois, parecer igualmente forte. No momento em que há um líder positivo no grupo, tendo ele capacidade de competir em igualdade de condições com o valentão, a chance de bullying diminui, mas não some. O apelo da transgressão ao redor do período da adolescência, seu charme e culto, é muito poderoso. Quando somado à garantia de impunidade que predomina em nosso tempo, torna-se ainda maior. Então, os virtuosos assumem a postura de auto-preservação, fazendo surgir o individualismo ‒ outra marca da atualidade. Sob o manto do resultado pessoal em primeiro lugar, do cada um por si e Deus por todos, o azar será de quem ficou para trás. Tal quadro pessimista com relação ao bullying na escola tem uma única chance de ser superado, e ela repousa justamente nos ombros do invisível e disforme grupo. Se existir um conjunto de valores elevados na maior parte da turma, tais como solidariedade, respeito, amizade, bom caráter ‒ aquilo que trazemos de casa ‒, bastará a primeira voz insurgente para neutralizar os maus tratos, antes de eles se tornarem sistemáticos. Assim, até mesmo o bullying ao contrário (segregação do agressor contumaz) será prevenido. Para tanto, pais e professores devem passar às crianças e aos jovens uma lição fundamental: quem não deseja ser vítima, jamais se omita. Neste e em todos os casos, a omissão dos justos é a vitória do crime.


Comunidade News

Página 8 |de 18 a 24 de maio de 2010 | Edição 333

Brasil Bataguassu, MS

Goiânia, GO

PMA prende pescador profissional no Rio Paraná

Com o pescador foram apreendidos 01 motor de popa, 01 barco, 10 redes de pesca e 07 kg de pescado. Se condenado, poderá pegar pena de 01 a 03 anos de detenção

Policiais Militares Ambientais de Bataguassu, em fiscalização no lago da Usina Sérgio Mota, prenderam no sábado (16) o pescador profissional paulista Rafael Feitosa Lopes, residente em Presidente Epitácio (SP). Ele pescava fazendo uso de redes com malha em tamanho inferior ao permitido, portanto, com apetrechos proibidos, o que caracteriza crime ambiental. Com o pescador foram apreendidos um motor de popa, um barco, 10 redes de pesca e 7 kg de pescado. Rafael recebeu

voz de prisão e foi conduzido, juntamente com o material apreendido, à delegacia de polícia civil de Bataguassu, onde foi autuado em flagrante pelo crime ambiental de pesca predatória. O homem pagou fiança e responderá ao processo em liberdade. Se condenado, poderá pegar de 1 a 3 anos de detenção. Os policiais ainda efetuaram um auto de infração administrativa e aplicaram multa no valor de R$ 900. O pescado foi doado para instituição filantrópica de Bataguassu.

Ibirité, MG

Suspeita de matar menino de 4 anos em Ibirité é assassinada junto com o filho A mulher de 43 anos, suspeita de matar um menino de 4 anos e colocar o corpo dentro de uma caixa d’água em Ibirité, na Grande Belo Horizonte, foi assassinada com vários tiros na noite desse domingo (16) no bairro Vila Ideal. O filho dela, de 17 anos, também foi morto. O crime ocorreu na porta da casa das vítimas. Ainda não há informações sobre suspeitos, mas a polícia suspeita de vingança. Por causa das constantes ameaças que sofria, a mulher estava hospedada na casa da irmã em Ribeirão das Neves e, no domingo, teria voltado ao local para buscar roupas. Ela havia prestado depoimento à polícia na semana passada e negou o crime. A mulher havia confirmado uma dívida de R$ 200 com a mãe do menino, mas disse que em nenhum momento a ameaçou. A suspeita ainda afirmou que não fugiu da polícia e que estava morando em Neves para evitar problemas com os vizinhos de Ibirité. A criança desapareceu no dia 6 de maio e seu corpo foi encontrado dois dias depois, enrolado em um lençol, dentro de uma caixa d’água na Vila Piratininga, na mesma cidade. Exame do Instituto Médico Legal comprovou que a criança teria sido assassinada aproximadamente 44 horas antes de ter sido encontrada na caixa d’água.

Mais de 2 ciclistas acidentados por dia em Goiânia Nos dois primeiros meses desse ano foram registrados 2,5 acidentes por dia com ciclistas. Os dados são do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran). Em janeiro e fevereiro foram registrados 151 acidentes envolvendo ciclistas, com uma morte. No mesmo período do ano passado foram contabilizados 113, um acréscimo de 33%. A gerente de educação de trânsito do Detran, Nadir de Castro, acredita que os números são maiores. “Pequenos acidentes não são computados, apenas os que têm vítima”. Ela complementa que muitos acidentes são apenas oculares e não há registros pelas entidades públicas. “Como não há fiscalização como existe com as motos, não há acompanhamento”, afirma. Nadir

detalha que o problema com os ciclistas é histórico no município e no estado. “A cidade cresceu sem analisar o veículo mais utilizado pelas classes sociais mais baixas”. Ela situa que a bicicleta é o meio de transporte mais usado pelos trabalhadores. “No Brasil inteiro poucas cidades se modernizaram pensando nas ciclovias, diferentemente da Europa”. Goiânia não conta atualmente com nenhuma ciclovia. A Agência Municipal de Trânsito (AMT) tem na capital um trabalho de conscientização da população para motivar o uso da bicicleta. A Ciclovia de Lazer acontece nas manhãs do último domingo de cada mês, ligando os parques Vaca Brava, Areião e Flamboyant, em um percurso de 6,5 quilômetros.

Cariacica, ES

Quadrilha é presa em Cariacica com 17 quilos de maconha Uma quadrilha de traficantes formada por seis mulheres e quatro homens, entre eles um adolescente de 17 anos, foi presa por policiais da Ronda Tática Motorizada (Rotam) e do Serviço Reservado (P-2) da Polícia Militar, no bairro Porto Belo I, em Cariacica, neste domingo (16). Na casa, que fica na Rua Flor de Lírio Matos, os policiais encontraram com o bando 17 quilos de maconha distribuídos em 33 tabletes, cinco pedras de crack, uma pistola 7.65 e uma moto CG 125. Os traficantes estavam sendo investigados há cerca de três meses. No sábado, os policiais foram informados que um carregamento de drogas chegaria pela Rodoviária de Vitória. Segundo o Tenente Ricardo, da Rotam, os receptadores da droga foram seguidos e no domingo, por volta das 8h, foram flagrados pelos policiais no momento em que a quadrilha se reunia para o preparo e distribuição do entorpecente. “Quando chegamos percebemos que houve corre-corre dentro da

casa. Na tentativa de fugir do flagrante, um deles jogou a mala com a droga por um barranco, que acabou acertando um homem que passava na rua. Não houve resistência à prisão”. De acordo com a P-2, a chefe da quadrilha é Merian de Ávila. A droga era comprada por Marion Borges no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte. “A quadrilha é bem articulada e trabalhava como uma empresa. Merian tem um sócio, mas ela ficava com a maior parte do lucro”.


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 9

USA

Novo Green Card começa a ser emitido pela Imigração Com tecnologia super-avançada, será praticamente impossível de falsificar o novo green card

O

green card, documento mais cobiçado pelos estrangeiros que residem nos Estados Unidos, está de cara nova. Segundo o Serviço de Imigração e Cidadania Americano (USCIS, em inglês), as mudanças visam maior segurança e ajudam a prevenir fraudes. O anúncio foi feito pelo USCIS na terçafeira (11). A partir desta data, todos os green cards serão emitidos no novo formato. A tecnologia inserida no documento chega para dificultar falsificações e adulterações. Para Alejando Mayorkas, diretor do USCIS, trata-se de uma importante conquista. “A nova tecnologia de segurança é uma grande contribuição para a integridade do sistema de imigração”, disse ele. De acordo com o USCIS, as mudanças beneficiam tanto a lei quanto empregados e empregadores. O novo desenho tem um sistema de segurança ótica, o qual armazena dados biométricos que permitem a rápida identificação do portador do green card. No canto superior à esquerda, o documento terá agora a cor verde no lugar do dourado. Graças à holografia (imagens em terceira dimensão), impressões digitais gravadas a laser e micro-imagens em alta resolução, ficará praticamente impossível de reproduzir o green card. Segundo o USCIS, as integrações agora presentes entre dados personalizados e o novo design do documento tornam difíceis eventuais alterações. O green card apresenta também a capacidade de Iden-

tificação por Rádio-Frequência (RFID, na sigla em inglês). O avançado sistema permite a leitura de uma determinada distância. Desta forma, o documento é imediatamente comparado com os dados dos arquivos. Em caso de perda, o cartão será facilmente devolvido ao USCIS, graças ao endereço impresso. Tecnologia de ponta O Departamento de Segurança Interna (DHS) autorizou a emissão de outros documentos que contém a tecnologia RFID. Entre eles estão os passaportes americanos emitidos depois de outubro de 2008 e carteiras de motorista dos estados de Nova York, Washington, Vermont e Michigan. Ainda de acordo com o USCIS, os green cards que já estão em circulação poderão ser trocados à medida que os portadores solicitarem a renovação ou substituição. O green card agora será verde, fazendo jus ao nome do documento que autoriza residência permanente e trabalho nos Estados Unidos. A moderna tecnologia foi fornecida pela LaserCard Corp. Segundo a companhia, é a primeira vez que um único documento tem segurança ótica e RFID ao mesmo tempo. O presidente da LaserCard, Bob DeVincenzi, afirmou que a empresa trabalhou junto com o USCIS, a fim de prover a melhor qualidade em termos de tecnologia e portanto aumentar a segurança. No ano de 1998, a mesma empresa implantou tecnologias óticas no green card.

Cor da tinta muda de ouro para verde Sistema de identificação através de rádio frequência Efeito de personalização com toque. Imagem holográfica Impressão digital a laser Desenho de fundo única

Micro imagem, fotos de bandeira dos estados em alta definição

Holograma personalizado Arquivos digitais opticos incluindo biométricos Micro imagem com foto em alta resolução dos presidentes dos EUA

“Esta nova versão com a segurança física e o visual melhorado deixa uma cópia confiável ainda mais longe do alcance dos falsificadores”, disse DeVincenzi. Entre os recursos óticos inseridos no green card estão

nome, fotografia, impressão digital, data de nascimento, número de registro e assinatura digitalizada. Segundo a LaserCard, somente o DHS pode ler estes dados, através de um leitor de segurança.


Comunidade News

Página 10 |de 18 a 24 de maio de 2010 | Edição 333

Saúde

Workshop alerta para o problema da contaminação pelo chumbo Lei federal agora obriga treinamento para operários da construção civil

N

a sexta-feira (14), às 7pm, a Casa do Trabalhador do MetroWest em Framingham, Massachusetts, realizou um workshop para mostrar os perigos do chumbo no organismo. Voltado especialmente para os trabalhadores da construção, o evento contou ainda exames a preço de custo, para testar o nível de chumbo no sangue. Ministrado por Diego Low e Cláudia Tamski, o evento informou também sobre a obrigatoriedade de treinamento dos operários da construção civil. Em vigor desde o dia 20 de abril último, a lei federal exige treinamento certificado pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, na sigla em inglês). Por telefone, Diego Low, da Casa do Trabalhador, disse que os 15 trabalhadores inscritos são brasileiros. Para ele, é um bom início para que os trabalhadores, principalmente do setor de pintura residencial, se dêem conta do assunto. Segundo Diego, o chumbo utilizado antes do ano de 1978 representa grande perigo. Muitos trabalhadores, de acordo com Diego, contam que utilizam a lixadora mecânica para remover a pintura velha, sem saber que esta pintura contém chumbo. De acordo com ele, a nova regulamentação vai permitir o uso da lixadora mecânica, desde que tenha filtro especial chamado HEPA. “A questão é como evitar que o trabalhador respire o pó desta tinta velha”, disse ele.

Metal de efeitos graves Um dos mais perigosos metais tóxicos, o chumbo pode ter efeitos no sangue e na medula óssea e rins e causar dores nos ossos e articulações. Mesmo que expostas a baixos níveis de chumbo, as crianças podem ter, ao longo do tempo, diminuição do QI, problemas de comportamento e dificuldades de aprendizagem. A Casa do Trabalhador sabe que a maioria dos brasileiros não tem consciência destes cuidados. Segundo Diego, tanto os trabalhadores quanto os contratantes devem ficar alertas para as novas medidas, que terão um impacto substancial. “Estes trabalhos terão que ser feitos com mais precaução para não contaminar a casa”. A EPA decidiu endurecer as normas devido ao grave problema de exposição ao chumbo no país. O alvo da nova lei são residências, escolas e prédios comerciais, protegendo especialmente as crianças. Dutos e outras aberturas de aquecimento ou ventilação devem ser cobertos. Pinturas externas com tinta à base de chumbo não poderão ser removidas através de calor ou chama. O treinamento obrigatório da EPA não exige documentos legais no país. Segundo Diego, o sistema de treinamento ainda está sendo montado. “Cada companhia vai ter que ter pelo menos uma ou talvez várias pessoas que participem de um curso de oito horas, que darão treinamento para

as pessoas com quem trabalham”. A agência que quiser dar o treinamento deve se certificar junto a EPA. De acordo com Diego, as pessoas ainda desconhecem o impacto do chumbo na saúde. As crianças, segundo ele, sofrem um sério efeito no desenvolvimento men-

tal, quando expostas ao chumbo. Embora mais difíceis de identificar nos adultos, segundo Diego, os sintomas da contaminação pelo chumbo são impactantes. “Todo o trabalhador que teve exposição à tinta velha deveria automaticamente procurar fazer o exame de sangue”.


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 11


Comunidade News

Página 12 |de 18 a 24 de maio de 2010 | Edição 333

Reflexão

Tempo de amolar o machado

C

onta-se que um jovem lenhador ficara impressionado com a eficácia e rapidez com que um velho e experiente lenhador da região onde morava, cortava e empilhava madeiras das árvores que cortava. O jovem o admirava, e o seu desejo permanente era de, um dia, tornar-se tão bom, senão melhor, que aquele homem, no ofício de cortar madeira. Certo dia, o rapaz resolveu procurar o velho lenhador, no propósito de aprender com quem mais sabia. Enfim ele poderia tornar-se o melhor lenhador que aquela cidade já tinha ouvido falar. Passados apenas alguns dias daquele aprendizado, o jovem resolvera que já sabia tudo, e que aquele senhor não era tão bom assim quanto falavam. Impetuoso, afrontou o velho lenhador, desafiando-o para uma disputa: em um dia de trabalho, quem cortaria mais árvores. O experiente lenhador aceitou, sabendo que seria uma oportunidade para dar uma lição ao jovem arrogante. Lá se foram os dois decidir quem seria o melhor. De um lado, o jovem, forte, robusto e incansável, mantinha-se firme, cortando as suas árvores sem parar. Do outro, o velho lenhador, desenvolvendo o seu trabalho, silencioso, tranqüilo, também firme e sem demonstrar nenhum cansaço. Num dado momento, o jovem olhou para trás a fim de ver como estava o velho lenhador, e qual não foi a sua surpresa, ao vê-lo sentado. O jovem sorriu e pensou: Além de velho e cansado, está ficando tolo. Por acaso não sabe ele que estamos numa disputa? Assim, ele prosseguiu cortando lenha sem parar, sem descansar um minuto. Ao final do tempo estabelecido, encontraram-se os dois, e os representantes da comissão julgadora foram efetuar a contagem e medição. Para a admiração de todos, foi constatado que o velho havia cortado quase duas vezes mais árvores que o jovem desafian-

te.

Este, espantado e irritado, ao mesmo tempo, indagou-lhe qual o segredo para cortar tantas árvores, se, uma ou duas vezes que parara para olhar, o vira sentado e tranqüilo. Ele, ao contrário, não havia parado ou descansado nenhuma vez. O velho, sabiamente, lhe respondeu: Todas as vezes que você me via assentado, eu não estava simplesmente parado, descansando. Eu estava amolando o meu machado! Reflitamos sobre o ensino trazido pelo conto. Obviamente, com um machado mais afiado, o poder de corte do velho lenhador era muito superior ao do jovem. Este, embora mais vigoroso na força, certamente não percebeu que, com o tempo, seu machado perdia o fio, e com isso perdia a eficácia. Quando chegamos em determinadas épocas de nossas vidas, como o fim de mais um ano de trabalho, de esforço, de empreendimento, esta lição pode ser muito bem aplicada. É tempo de amolar o machado! Embora achemos que não possamos parar, que tempo é dinheiro, que vamos ficar para trás, perceberemos, na prática, que se não pararmos para amolar o machado, de tempos em tempos, não conseguiremos êxito. Amolar o machado não é apenas descansar o corpo, é também refletir, avaliar, limpar a mente e reorganizar o nosso íntimo. Amolar o machado é raciocinar, usar da inteligência para descobrir se estamos usando nossas forças da melhor forma possível. Assim, guardemos algum tempo para essas práticas realmente necessárias, e veremos, mais tarde, que nosso machado poderá cortar as árvores com muito mais eficiência. Redação do Momento Espírita com base em conto da obra S.O.S. Dinâmica de grupo, de Albigenor e Rose Militão. ed. Qualitymark.

ALUGA-SE ACF Properties tem ótimas opções para você. COMERCIAL

RESIDENCIAL

(203) 739-0019

Centro Comercial Brasileiro de Danbury EMPRESS PROFISSIONAL CENTER

Veja quem já está aqui!

Oferecemos diversos

Comunidade News

tipos de imóveis:

O Jornal da Comunidade Brasileira nos EUA

Apartamentos Duplex com garagem Apartamentos com suite

Escritório da Barbara Leite

Skill Faith

Escola de teologia

Assembléia de Deus

Apartamentos de 1, 2 e 3 quartos

7 New Street - Suite 3 - Danbury, CT - Fone: (203) 739-0019 155 Main Street - Danbury, CT


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 13


Comunidade News

Página 14 |de 18 a 24 de maio de 2010 | Edição 333

Frases

Guardo a calcinha da Priscila junto com um pedaço do muro de Berlim. Não que uma coisa possa ser comparada à outra.

Pedro Bial, apresentador, contando no programa “Vai e Vem”, de Preta Gil, onde guarda a lembrança que ganhou da ex-bbb Priscila Pires.

“Agora é que estou vendo o real valor de um bofe”

O quê? “Eu pouco vejo novela. Tenho mais o que fazer!” Maria Adelaide Amaral, autora, admitindo que não assiste às novelas da Globo, no jornal “Folha de S. Paulo”.

“Já fiz muito personagem gente boa e ninguém olhava na minha cara. Estou chegando à conclusão de que fazer o chato é que dá ibope.” Claudio Jaborandy, o Onofre de “Viver a Vida”, no jornal “Extra” sobre a repercussão de seu personagem nas ruas.

Claudia Jimenez, afirmando em entrevista que passou a dar valor no sexo masculino depois de se relacionar com mulheres.

“É claro que adoraria ter o corpo rígido que tinha aos 20 anos com a cabeça que tenho hoje (risos). Isso é outro clichê, mas é óbvio! Infelizmente, a idade traz perdas, mas temos os ganhos.”

Eliane Giardini, atriz de 57 anos, contando à revista “Contigo!” que não está preocupada com a proximidade dos 60 anos.


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 15

Gente Gisele Bündchen é a modelo mais bem paga do mundo

Deborah Secco no show de Ivete Sangalo, no Morro da Urca, no Rio de Janeiro.

“Nunca fomos amigas”, diz Deborah Secco sobre Sheron Menezes

A top Gisele Bündchen brinca, durante evento de marca de produtos para o cabelo em SP, com óculos que ganhou de presente do “CQC” para o filho Benjamin. As modelos continuam a ganhar milhões de dólares, apesar da recessão, e as que ganham mais no mundo são a brasileira Gisele Bundchen, a alemã Heidi Klum e a britânica Kate Moss. Gisele Bundchen, de 29 anos e casada com o jogador de futebol americano Tom Brady, é a modelo mais bem paga do mundo, tendo recebido 25 milhões de dólares no ano passado, segundo a forbes. com. Em dezembro de 2009, a modelo gaúcha deu à luz seu primeiro filho, Benjamin. Heidi Klum, que tem 36 anos e quatro filhos e é apresentadora do programa de televisão “Project Runway”, é a segunda colocada na lista, com 16 milhões de dólares ganhos no ano passado, seguida por Kate Moss, também de 36 anos, que faturou 9 milhões de dólares com campanhas como modelo e o lançamento de sua grife de moda própria e de um novo perfume. É o segundo ano em que as mesmas três modelos lideram a lista, o que se deve em grande medida ao fato de a indústria de moda ser avessa a riscos e não estar pro-

curando rostos novos em um clima econômico instável, disse Steve Bertoni, da Forbes. “Esses contratos foram redigidos na pior fase da recessão”, disse Bertoni. “Assim, quando as empresas decidiram sobre os rostos de suas campanhas, optaram por apostar em certezas”, acrescentou ele em entrevista. Outra brasileira, Adriana Lima, é o quarto nome da lista, com salário de 7,5 milhões de dólares no ano passado. A modelo holandesa Doutzen Kroes, 25, que saltou para fama em 2005 ao ser escolhida “Modelo do Ano” pela revista Vogue, é a quinta colocada, com rendimentos de 6 milhões de dólares. “São as verdadeiras e comprovadas supermodelos da década passada, os nomes que são conhecidos por todo o mundo e são sinônimos de moda”, disse Bertoni. A única americana da lista é Carolyn Murphy, 36 anos, que é o rosto da Estee Lauder, Roberto Cavalli e Anne Klein. Ela ganhou 3,5 milhões de dólares no ano passado e ficou em décimo lugar.

Sem segredos Depois de ser mãe, cantora sofre com “celulites e flacidez”. Ivete Sangalo, que se apresentou na festa da TAM no Morro da Urca, no Rio, na noite da última quinta-feira, estava com a corda toda, como de costume. Para uma glamurette que estava no camarim, ela comentou estar sofrendo com celulite e flacidez, como qualquer mulher que passa pela experiência da maternidade. “Não está nem rolando truque. Vou de salto alto à praia pra ver se segura as carnes”. No palco, ela repetiu que não está grávida. “Estou é gostosa”. Ainda no camarim, ela explicou: “Tudo tem seu tempo, até para que os sabores não se percam. Vou ter mais dois filhos, com fé em Deus, mas não agora. Já dei minha palavra para uma série de compromissos profissionais”.

Durante o show de Ivete Sangalo na noite da última quinta-feira (13/5), Deborah Secco decidiu encerrar a polêmica criada em torno de sua participação no quadro “Dança dos Famosos”, do Domingão do Faustão, ao criticar o desempenho de Sheron Menezes. “Não posso dizer que somos ex-amigas, porque nunca fomos amigas. A gente não se

conhece. Já fizemos uma novela mas nunca contracenamos. Não vai ficar nenhum ressentimento dessa história toda”, avaliou. Sobre os boatos de que teria passado o final de semana ao lado do ex-marido, o jogador Roger Flores, Deborah é taxativa: “Prefiro não falar sobre a minha vida pessoal”.

Na gravidez, Juliana Paes come arroz, feijão e ovo

Carlos Eduardo Baptista e Juliana Paes em show de Ivete Sangalo no Rio de Janeiro. Juliana Paes e o marido, o empresário Carlos Eduardo Baptista, não conseguem disfarçar a felicidade com a chegada do primeiro herdeiro do casal. Ao chegar para o show de Ivete Sangalo no Morro da Urca, sem tirar o sorriso dos lábios, ela contou que tem se sentido muito enjoada, e que tem um cardápio preferido durante a gravidez. “Eu tenho enjoado muito, até de pasta de dente. E também quase não estou comendo. Quando como, tenho preferido uma comidinha bem caseira mesmo: arroz, feijão e ovos mexidinhos”, comentou. Juliana também confessou que está vivendo uma fase mais caseira para descansar e curtir a gravidez ao máximo. “Eu estou mais quietinha. Nestes primeiros meses, não convém abusar. Só vim hoje porque não aguentava mais ficar no meu

quarto. Mas, tenho tentado ficar mais quietinha mesmo”, completou. A novidade, no entanto, acabou afastando a atriz de seu próximo trabalho na televisão, a próxima novela das 18h de Walter Negrão, “Girassol”. “Só fiquei um pouco triste de não poder conciliar a gravidez com a novela. O bebê veio antes, mas será muito bem-vindo”, completou. O mais novo papai do pedaço também não cabia em si de tanta alegria. “Ela não me contou quando fez o teste, apenas um dia depois. Nós comemoramos muito, com champagne e eu até chorei”, afirmou o empresário. Ele também disse que não tem preferência pelo sexo de seu primeiro filho, e ainda brincou com os constantes enjôos da amada. “Nossa! Ela está enjoando demais mesmo”, divertiu-se.


Comunidade News

Página 16 |de 18 a 24 de maio de 2010 | Edição 333

Cinema

Curta de cineasta brasileiro aborda terceira idade Dirigido por Flávio Alves, “O Amigo Secreto” fala de uma velhice solitária

N

a quarta-feira (19), das 7pm às 9h30pm, o Cantor Film Center em Nova Iorque exibe “O Amigo Secreto” (The Secret Friend), do cineasta Flávio Alves. O filme faz parte do New York Shorts e conta com a exibição de 7 curtas. Flávio é o único brasileiro e também o responsável pela curadoria do evento, junto com Kevin Stocklin. Entre os filmes exibidos estão “The Masterpiece”, “Case Closed”, “The Position” e “Max & Helena”. Haverá sessão de perguntas e respostas com os diretores e atores depois das projeções. Por telefone, Flávio Alves falou ao Comunidade News sobre “O Amigo Secreto”. Segundo ele, está em projeto transformar o filme em um longa. A idéia de fazer o filme nasceu quando o brasileiro ainda estudava na New York University. O curta é baseado numa história do cineasta e escritor João Silvério Trevisan, e aborda a solidão na terceira idade. Depois de perder o marido, Anna Marshall (Viola Harris), passa a receber ligações diárias, sempre no mesmo horário. Do outro lado da linha, um estranho não diz absolutamente nada. Mesmo assim, a viúva compartilha a vida dela com o misterioso amigo. Alves explicou que sempre foi intrigado pelo tema terceira idade. “Acho que os idosos em geral são invisíveis na comunidade”, disse ele. O mesmo assunto é abordado nos outros filmes do brasileiro, “Even in My Dreams” e “Superpower”. Para Flá-

Cena de “O Amigo Secreto”.

Flávio Alves dirige ator durante gravações de “O Amigo Secreto”. vio, o que as pessoas de idade enfrentam na sociedade atual – rejeição, problemas de saúde e solidão – são coisas muito sérias e que merecem atenção. Alerta para a sociedade Foi observando a própria avó, uma mulher antes autoritária e que perdeu o controle sobre a vida do neto, que Flávio despertou para falar da terceira idade. Segundo ele, mostrar o que se passa entre as

pessoas de idade é uma forma de educar as pessoas. Escritor, roteirista e produtor, Flávio Alves tornou-se conhecido pelo livro “Toque de Silêncio”, onde defende a idéia de que os homossexuais não devem ser expulsos das Forças Armadas. Depois da publicação, o brasileiro teria sofrido ameaças de morte e buscou asilo nos Estados Unidos. Atualmente, o cineasta trabalha num script que aborda a reação da sociedade

perante a paixão de um velhinho por um cabeleireiro. Temas controversos como a homossexualidade e os idosos não são geralmente feitos para o circuito comercial. Mas segundo Flávio, quem investe nos filmes dele está muito mais preocupado com a abordagem do tema do que propriamente com o retorno financeiro. Para o brasileiro, importa mesmo é fazer o que gosta. “Quero manter o mesmo padrão, o protagonista tem que ser uma pessoa da terceira idade”. Através das obras, Flávio quer continuar ajudando as pessoas, tal como na época em que trabalhou pelos direitos humanos. As portas para assistir a “O Amigo Secreto” abrem às 6h30pm. Os ingressos custam $9. São recomendadas reservas através do telefone (212) 998-4100. O Cantor Film Center fica no 36 East Eighth Street.

Ana Paula Pavão é formada em Letras, com especialização em português e inglês pela Universidade Estadual de Ponta Grossa. Cinéfila, Ana Paula mora em NY, onde leciona ESL.

Cine News By: AnaPaula Pavão email: cnewscine@hotmail.com Começou dia 12 de maio na Riviera Francesa o 63o Festival de Cannes, onde 21 filmes estarão concorrendo à Palma de Ouro, um dos prêmios de maior prestígio da indústria cinematográfica. Cannes se diferencia dos demais festivais como Oscars e o Globo de Ouro por valorizar e incluir mais filmes estrangeiros de grande qualidade entre os concorrentes. Além deles, filmes que merecem “un certain regard” (uma certa consideração) sempre são escolhidos para exibição durante o festival, escolha tal que já atribui uma importância especial ao filme. Confira abaixo a lista completa dos filmes que estão concorrendo a Palm D’Or:

Another Year Reino Unido, dirigido por Mike Leigh

França/Algéria/Bélgica. Dirigido por Rachid Bouchareb

Autoreiji Japão, dirigido por Takeshi Kitano

La nostra vita Itália/França, dirigido por Daniele Luchetti

Benda Bilili! França, dirigido por Renaud Barret e Florent de la Tullaye Biutiful Estados Unidos, dirigido por Alejandro González Iñárritu Chongqing Blues China, dirigido por Xiaoshuai Wan Copie conforme França/Itália/Irã Dirigido por Abbas Kiarostami Des hommes et des dieux França, dirigido por Xavier Beauvois

Coréia do Sul, dirigido por Sang-soo Im Tournée França, dirigido por Mathieu Amalric

La princesse de Montpensier França/Alemanha, dirigido por Bertrand Tavernier

Un Homme qui Crie Chad, dirigido por Mahamat-Saleh Haroun

Poetry Coréia do Sul, dirigido por Changdong Lee

Uncle Boonmee Who Can Recall His Past Lives Espanha, Alemanha, Tailândia, Reino Unido e França. Dirigido por Apichatpong Weerasethakul

Route Irish Reino Unido, dirigido por Ken Loach Sound of Noise Suécia/França. Dirigido por Ola Simonsson & Johannes Stjärne Nilsson

Fair Game Estados Unidos, dirigido por Doug Liman

Tender Son - The Frankenstein Project Hungria. Dirigido por Kornél Mundruczó

Hors-la-loi

The Housemaid

Utomlyonnye solntsem 2 Alemanha/França/Rússia. Dirigido por Nikita Mikhalkov You. My Joy Ucrânia. Dirigido Sergei Loznitsa No dia 23 de maio será o encerramento do Festival de Cannes, quando divulgaremos o vencedor. Aguarde!


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 17


Comunidade News

Página 18|de 18 a 24 de maio de 2010| Edição 333

Pesquisa

CNT/Sensus indica empate técnico entre Serra e Dilma; petista aparece na frente Pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta segunda-feira mostra empate técnico entre os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), com uma leve vantagem da petista sobre o tucano. A petista recebeu 35,7% das intenções de voto, enquanto o tucano ficou com 33,2%. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Marina Silva (PV) aparece em terceiro lugar, com 7,3% dos votos, enquanto précandidatos como José Maria Eymael (PSDC) e Américo de Souza (PSL) ficaram, respectivamente, com 1,1% e 1%. Outros pré-candidatos mencionados na pesquisa não registraram 1% dos votos. Em uma segunda lista, apenas com os três presidenciáveis mais bem classificados nas pesquisas, Serra recebeu 37,8% das intenções de votos, enquanto Dilma obteve 37%. Marina Silva recebeu 8% dos votos válidos. Os indecisos, brancos e nulos somam 17,3% nessa segunda lista. Em janeiro, edição anterior da CNT/Sensus, Serra tinha 40,7% dos votos, Dilma 28,5% e Marina 9,5%. Espontânea Pela primeira vez, Dilma aparece na frente de Serra na pesquisa espontânea --na qual não é apresentada a lista de candida-

tos aos eleitores. A petista recebeu 19,8% das intenções de votos na espontânea, contra 14,4% do tucano. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que não é candidato, aparece em terceiro lugar na espontânea, com 9,7%. Marina Silva fica em quarto lugar, com 2,7% dos votos, enquanto o deputado Ciro Gomes (PSB) aparece em quinto lugar com 0,3% das intenções de voto --embora já tenha descartado a sua candidatura à Presidência.

CNT/Sensus indica empate técnico entre Serra e Dilma; Marina aparece em 3º lugar.


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 19

Comunidade Católica Brasileira de Danbury

Novena de Pentecostes De 15 a 23 de maio

Missa de 15 a 23 de maio às 7h15 p.m. na igreja

Igreja de São Pedro 104 Main Street Centro Pastoral Pastor Fr. Gregg Mecca Assistente para brasileiros Padre Pedro Diniz 61 Liberty Street Danbury, CT Tel.: (203) 730-9071 Tel/Fax: (203) 791- 9910 Missas aos sábados e domingos às Vamos nos preparar para a grande Festa de Pente7:30pm

costes. Participemos todos os dias da Novena com a Santa Missa às 7h15 p.m. na Igreja. Peçamos ao Espírito Santo os Sete Dons e os 12 Frutos Espirituais para a nossa vida e para a nossa Família. Rezemos: “Vinde Santo Espírito; vinde Pai dos pobres Luz dos corações! Consolador e defensor nosso!” Pe. Pedro


Comunidade News

Página 20 |de 18 a 24 de maio de 2010 | Edição 333

Cultura

Influências diversas dão o tom a trabalho de baixista

D

Músico respeitado, o talentoso Itaiguara Brandão coleciona vitórias

o rock ao clássico para compor um rico vocabulário musical. É desta forma que o baixista Itaiguara Brandão vem construindo sua carreira. O talento natural e o sonho transformaram o brasileiro em um dos baixistas mais requisitados da região nordeste dos Estados Unidos. O músico já gravou com grandes nomes como Bebel Gilberto, Elba Ramalho, Paquito D’Rivera, Romero Lubambo e Emílio Santiago, e foi diretor musical da banda de Paulo Braga, considerado o pai da bateria brasileira e componente do Trio Jobim. Em entrevista por e-mail, Brandão contou que ser um dos mais requisitados é fruto de muito trabalho e de um conjunto de atitudes. Segundo Itaiguara, ser chamado para tocar e de quebra ser pago por isso é um verdadeiro presente dos céus. “Anos depois fui aprender que esse sentimento de gratidão atrai mais coisas boas nas nossas vidas”, declarou. A responsabilidade em estudar a música em casa, o entusiasmo e a pontualidade ajudaram o artista, segundo ele próprio. “Tudo isso expande minhas possibilidades de trabalho”.

Arte

O

Com uma personalidade musical marcada pela energia do rock progressivo – leia-se “Yes” e “Rush” -, flamenco, música clássica e chorinho, Brandão confidenciou que todos estes ritmos, pelos quais é apaixonado, se manifestam de forma natural quando toca violão e baixo. Energia, técnica, lirismo e suingue tornaram-se a raiz do baixista e estão eternamente presentes no vocabulário dele. Conquista ‘suada’ Carioca da gema, Itaiguara é oriundo de uma família de músicos não profissionais. Pressionado a ter uma profissão ‘séria, decente’, acabou se formando em Engenharia de Telecomunicações. “Mas sempre sonhando em ser músico”. De professor particular de música, tornou-se aluno do Berklee College, outro grande sonho. A chegada em Boston (MA), há 17 anos, trouxe lembranças dos 7 anos de idade, quando os avós o colocaram na aula de piano. Ia tudo muito bem, até que a vergonha não deixou o menino encarar um recital. Retomou os estudos quatro anos depois, estudando violão clássico e cho-

Itaiguara Brandão se formou em Engenharia de Telecomunicações, mas encontrou na paixão pela música a sua profissão.

rinho. Aos 12 anos, já tinha mais confiança em si. “E não saí correndo dessa vez”. A estréia profissional aconteceu aos 15 anos de idade. Ao falar do respeito que a MPB adquiriu no mundo inteiro, Itaiguara lembra que a grande comunidade brasileira em Nova Iorque dá espaço e oportunidade para vários estilos. “Da bossa nova ao ‘Brazilian jazz’, baião, forró, sertanejo, pagode, axé, rock brasileiro, etc.”. Um dos maiores orgulhos do músico foi a aquisição do visto O-1, concedido para artistas com habilidades extraordinárias. Enquanto renovava o visto por 7 anos, Itaiguara tratou de juntar todos os materiais possíveis que documentaram a carreira. Com a recomendação de nomes do meio musical e a ajuda do Consulado Brasileiro, chegou ao green card, depois de 12 anos de América. A batalha é atualmente encarada com muito bom humor. “Hoje, em vez de ficar preocupado com as perguntas que os funcionários de imigração vão me fazer na fronteira, eu entro relax, com o guardinha me saudando ‘welcome to the United States’. Foi suado, mas valeu a pena”.

Brooklyn ganha galeria brasileira

s amantes da arte tem até o dia 23 de maio próximo para ver as fotos de quatro profissionais que integram “Clicks from Abroad”, exposição que marca a estréia da Almacén Galeria de Arte e que fez parte do recente “New York Photo Festival 2010”. Localizada no Dumbo, área do Brooklyn (NY) que abriga galerias, a Almacén é a única galeria brasileira instalada naquela região. Os expositores são Carlos Vergara – único brasileiro -, Manfred Leve, Bernard Pras e Roger Pfund. A galeria tem o comando de Edson Thebaldi e Sérgio Gonçalves. Segundo Sérgio, a idéia de trazer a Almacén para Nova Iorque tem uma razão muito simples: representar e muito bem a arte brasileira na cidade. “Pensamos na Europa, mas achamos que Nova Iorque fala diferente no mercado de arte”, disse ele. Segundo Sérgio, o Dumbo atrai muitos jovens, e ter arte brasileira no local significa uma nova descoberta para este público. A Almacén Galeria de Arte foi fundada em 1986 no Rio de Janeiro. Localizada no bairro nobre da Barra da Tijuca, tem explorado o mercado internacional através de um estilo inovador com diversidade

Abertura é celebrada com a exposição “Cliks from Abroad” de obras e artistas de qualidade. Intensificando parcerias com galerias nacionais e internacionais, a Almacén visa promover intercâmbio cultural entre países. A presença no Brooklyn tem também outro objetivo. “Ensinar a formar novos olhares”. Foi assim também na capital carioca. De acordo com Sérgio, estar na Barra da Tijuca significa estar separado das outras galerias do Rio. Sem medo do novo, ele e Edson decidiram que a Almacén não iria para o Chelsea, onde já estão concentradas muitas galerias de Nova Iorque. “Nosso desafio era maior”. Ousadia brasileira As obras de “Click from Abroad” chegam para confirmar o crescimento da arte. Segundo Sérgio, as imagens de Carlos Vergara, em 3D (terceira dimensão), estão intrigando os americanos. São belas fotos do tradicional bloco Cacique de Ramos, que já fizeram sucesso também em 2008 na Capadócia, região central da Turquia. As obras do alemão Manfred Leve não estão na mostra por acaso. Em um encontro na Suíça, o fotógrafo fez uma confidência a Sérgio. “Quero que os brasileiros tenham acesso ao meu trabalho”, disse Leve. Conhecido por trabalhos de design

gráfico e imagens de Maria Callas e do bailarino Vaslav Nijinsky, o suíço Roger Pfund é também o responsável pelo design das notas de euro. Segundo Sérgio, o profissional também foi chamado para estudos dos novos desenhos das cédulas americanas. Bernard Pras, francês que se considera brasileiro, “se convidou” – dito por Sérgio – para participar da exposição no Brooklyn. Apaixonado pelo Rio de Janeiro, ficou na cidade durante dois meses para um trabalho. A presença de somente um brasileiro na exposição é justificada por Sérgio. “Para dar dimensão da internacionalização da galeria”. De acordo com ele, a abertura da Almacén nos EUA é um ousado passo. “Abre caminho para que outras (galerias) vejam que isto é possível”. Na opinião de Sérgio, a arte brasileira está ganhando um vulto nunca antes visto no mundo. “Clicks from Abroad” fica aberta ao público de quartas a domingos, das 12pm às 9pm. A galeria planeja uma nova exposição toda a primeira quinta-feira de cada mês, acompanhando o calendário do Dumbo, que realiza o “Gallery Walk” no mesmo dia. O endereço da Almacén é 111 Front Street, Gallery 222.

Obra “O Grito”, de Bernard Pras.


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 21

Literatura

Brasileira é uma das 39 mais importantes autoras latino-americanas até 39 anos Vivendo nos EUA desde 2006, Adriana se firma como escritora

E

screver é vital. É assim que Adriana Lisboa fala da atividade à qual se dedica profissionalmente há 11 anos. Nos romances, contos ou antologias, a escritora coloca a linguagem própria e exprime suas idéias para um público universal. Com o romance “Fios da Memória”, Adriana fez a estréia profissional. O segundo livro, “Sinfonia em Branco”, rendeu à escritora o Prêmio José Saramago. É autora dos infanto-juvenis “Língua de Trapos”, “A Sereia e o Caçador de Borboletas” e “Contos Populares Japoneses”. Segundo Adriana, a infância e a adolescência foram recheadas de música. “Cresci escutando saraus”, confidenciou ela. Por isso, a nativa da capital carioca foi estudar música na Uni-Rio por conta da influência da família de músicos informais. “Escolhi sem muita reflexão”, disse a escritora, sobre o curso superior. Para praticar o aprendizado, passou um ano cantando MPB nas noites da França. Mas era eternamente acompanhada pelas letras. “Chegou um momento que eu não tinha tempo para ela (escrita)”. Decidiu então abraçar a atividade em tempo integral.

Apesar de se considerar sobretudo uma romancista, Adriana contou que navegou também por outros gêneros. “Já escrevi crônica para jornal, até roteiro cinematográfico”. E ela realmente gosta mais de dançar ao ritmo longo do romance. Segundo a escritora, o gênero desperta nela mais interesse, além de permitir um convívio mais longo com a própria obra.

Morando atualmente no estado do Colorado, Adriana disse que gosta de ser estrangeira. “Ser imigrante é algo que pode ter várias caras. No meu caso sempre foi uma coisa muito positiva”. O que não significa perda de vínculo com o país natal. “Escrevo em português ainda. É difícil escrever em português e não pensar no público brasileiro”. Atualmente, está traduzindo “Eating Animals”, obra de não ficção do ameImigrando pelas letras ricano Jonathan Safron Foer, Nos EUA desde o final de que fala sobre o vegetaria2006, por conta do trabalho nismo. do marido, Adriana Lisboa Sobre o caminho escolhifoi incluída pelo projeto Bodo, não consegue segurar a gotá 39 Hay/Festival no gruempolgação. “Gosto muito po dos 39 mais importantes do que faço, faz parte da miautores latino-americanos até nha vida. É uma coisa vital”. 39 anos. Membro da Brazilian Conhecedora das dificuldaStudies Association (Brasa), Sinfonia em Branco, des, opina que nos Estados integrou diversas antologias de Adriana Lisboa. Unidos é mais fácil se profisde contos no Brasil e no exsionalizar como escritora. Seterior. Tem livros publicados nos Estados gundo ela, a atividade é mais difícil de Unidos, México, França, Suíça, Portugal, exercer no Brasil. “Aqui há mais chance de Suécia e Itália. ter uma carreira auto-sustentável”.

Divulgação

A escritora Adriana Lisboa


Comunidade News

Página 22 |de 18 a 24 de maio de 2010 | Edição 333

Artes plásticas

Trabalho de artista mostra universo social brasileiro A

Instalações e pinturas de Priscila de Carvalho carregam mundo das favelas

artista plástica Priscila de Carvalho encontrou nas favelas e problemas sociais brasileiros a sua maneira de expressar, através da pintura, situações específicas de nosso país. Utilizando diversos materiais e cores, ela mostra as contradições e ironias que dominam os morros do Brasil. Os questionamentos da artista se dão através de enormes instalações, coloridas pinturas ou minuciosos desenhos. Nas obras de Priscila, as conhecidas escadarias das favelas sobem até o universo das comunidades, as quais se munem de esperança para fugir de uma atmosfera decadente. Em entrevista por telefone, a paranaense de Curitiba explicou porque retrata este tema específico. Segundo a artista, esta é a forma que ela encontrou de falar do próprio país. “Para poder mostrar a visibilidade e invisibilidade destas cidades”, disse. Para Priscila, é sempre muito importante falar sobre este problema social. A fim de erradicar os problemas das favelas brasileiras, algumas organizações (geralmente não governamentais) pro-

movem projetos. Valorizando a vida e a cultura local, o trabalho visa tirar os jovens do tráfico e desenvolver a cidadania entre as comunidades. Campo Grande foi a primeira capital brasileira a eliminar totalmente as favelas. Enquanto aborda o assunto, a brasileira combina cores e formas. Vai criando uma paisagem urbana, como que promovendo algum tipo de transformação. Imigrante positiva Apesar de não ter passado por problemas comuns aos imigrantes, como o idioma e o status imigratório, Priscila precisou também se munir de determinação e perseverança para poder viver em outro país. “Usei o que vai contra mim, me esforcei para provar a mim mesma que é possível”. Em outras palavras, acredita que todo imigrante tenha desvantagens sociais. “Acho que são leis ‘universais’, relacionadas com trabalho, cultura nova”. Criada no estado de Santa Catarina, Priscila morou no Japão antes de vir para os EUA, onde está há 15 anos. Em 2003, decidiu trocar o clima ameno de São Fran-

Reprodução

Obra “Passageways” de Priscila de Carvalho.

cisco (CA) pela neve da Big Apple. Neste mesmo ano, tomou a resolução de ser artista. As aulas na The Arts Student of League of New York renderam uma bolsa de estudos. Vendeu um quadro na primeira exposição, realizada no Lincoln Center. Com o apoio de várias pessoas, Priscila aplicou também muito talento, garra e disciplina. “O primeiro trabalho de todo mundo é reconhecer seu próprio potencial”. A artista valoriza e muito o fato de ser uma vencedora em terra estrangeira. “Vindo de outro país é muito mais complicado”. Mas ela nunca desanimou. “Se você criar uma coisa positiva, tem resultado”. O material utilizado, que compreende isopor, caixas de sapatos, material reciclado, borracha, pintura acrílica e colagem, mostra todo este positivismo. É impossível não associar as obras de Priscila com a alegria do povo, mesmo que a ironia e a contradição estejam presentes nas obras. Para exemplificar, nada melhor do que belas fotografias da tradicional festa brasileira. “Sem pobreza, talvez o carnaval não seria o mesmo”.


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 23


Comunidade News

Página 24 |de 18 a 24 de maio de 2010 | Edição 333

Burocracia

Estudante mineira tem visto negado para estágio na NASA Mudança de regras impediu Janynne Lorenna Souza Gomes e mais três estudantes brasileiros de virem ao país

A

determinação e ousadia de uma estudante de Governador Valadares (MG), abriu precedentes para muitos outros brasileiros. Janynne Lorenna Souza Gomes, 22, chegou a ser selecionada para um estágio na Agência Espacial Americana, NASA, mas teve o visto negado. Outros três estudantes brasileiros também não conseguiram o sonhado estágio. Segundo nota publicada no site da Universidade do Vale do Rio Doce (Univale), onde a mineira estuda Sistemas de Informação, tudo começou em janeiro último. Depois de assistir a uma palestra de Marco Figueiredo, engenheiro brasileiro da NASA, Janynne foi convidada formalmente por ele para um estágio. De Brasília (DF), a estudante falou por telefone ao Comunidade News. Segundo ela, houve duas tentativas de conseguir o visto. “Da primeira vez faltavam umas informações, daí alegaram que eu não tinha vínculos para deixar o país”, disse Janynne. Na segunda tentativa, ela apresentou a documentação correta e a carta da NASA, Mas segundo ela, o visto solicitado não era adequado para o estágio não remunerado. “Até porque a gente não sabia que tipo de visto tinha que pedir. O (visto) B1/B2 poderia ser usado sim para estágio não remunerado. Mas o consulado informou que foi alterado, e que a gente não poderia utilizar este tipo de visto no estágio. Pediram que a gente retornasse com o pedido de visto de intercâmbio”. Segundo nota publicada no site da Univale em 11 de maio, o Consulado Americano informou ao engenheiro Figueiredo que as normas para emissão do visto B1/B2, solicitado por Janynne, foram recentemente mudadas pelo Departamento de Estado Americano. O visto permitia anteriormente a entrada de estagiários não remunerados nos EUA. “Diante disso, o Centro de Vôos Especiais Goddard da NASA, onde o estágio seria realizado, terá que realizar uma adequação do programa de estágio às novas regras. O visto agora indicado para o processo de estágios via NASA é o tipo J1, designado para intercâmbio de estudantes, mas que além de ser em número limitado,

Foto: Arquivo pessoal

Apesar de ter sido selecionada pela NASA, consulado americano negou visto para Janynne. define como grau de escolaridade a pós-graduação. A liberação do visto também estaria atrelada a um acordo entre a NASA e a entidade de onde o estudante se origina”, diz o texto da Univale. A mesma nota explica ainda que os estudantes Diego Dutra Viot e Flávio Victor Dias Neto, ambos moradores de Brasília, e Thomaz Gaio Santos Soriano, residente no Rio

de Janeiro, tinham conseguido o visto para também participar do estágio. “Mas segundo Figueiredo, a Segurança da NASA também informou que os vistos B1 ou B2 para turismo, conseguidos pelos demais estudantes brasileiros não autorizariam a entrada no Centro de Vôos Espaciais Goddard da NASA, onde o estágio seria realizado”. De acordo com Janynne, a primeira negativa aconteceu por conta de um erro de preenchimento no formulário. “Que não tinha informações dos meus pais, lá declarava que eu não tinha nem pai nem mãe, aí alegaram que eu não tinha vínculo. Foi um mal entendido mesmo”. A estudante disse que a NASA não sabia que o tipo de visto para o estágio havia mudado. O sonho continua Janynne explicou que o Consulado Americano entrou em contato com a NASA, na segunda tentativa, quando então foi esclarecido como foi o processo de seleção e que o Ministério da Ciência e Tecnologia estava custeando a viagem. “A partir desse contato da NASA é que foi esclarecido ‘olha o tipo de visto que você tem que pedir é o de intercâmbio’. Como estava de última hora não dava tempo mais para a gente ir do Brasil participar”. A estudante mineira falou sobre a reação mediante as negativas. “Não estou frustrada de forma alguma, porque sei que as portas estão abertas. O pessoal deixou bem claro que assim que for feita toda a adequação – estágio e tipo de visto também – nós quatro vamos ter outra oportunidade de ir. Não estou triste”. De acordo com Janynne, as negativas não levantaram nela nenhuma suspeita pelo fato dela ser de Governador Valadares, cidade famosa por ‘exportar’ imigrantes para os EUA. “Não tinha porque ficar com medo pois fui convidada. Em nenhum momento eu queria ir ilegal. Iria para ficar por três meses apenas. Eu estava bem segura”. O fato de ter sido escolhida, com os três estudantes, é motivo de orgulho. “A seleção foi feita através de análise de currículo e histórico escolar. Para a gente é um grande orgulho. Fiquei muito alegre mesmo por ter sido selecionada”.

Esporte local

Lutador de Connecticut leva o ouro em campeonato de taekwon-do

O

A próxima etapa de McCalister Rocha é a seletiva para o campeonato mundial na Nova Zelândia

lutador de taekwon-do de Connecticut, McCalister Rocha, conquistou o ouro no último sábado. A vitória foi na Red Tiger Cup, disputada na Filadélfia (PA). O brasileiro agora se prepara para o mundial na Nova Zelândia. O atleta era o único brasileiro na categoria faixa preta. Representando a academia White Tiger de West Hartford, McCalister disputou a primeira luta com um canadense. O segundo combate, contra um americano, foi considerado por ele o mais difícil. “Ficou bem próximo”, avaliou o brasileiro. A terceira e decisiva luta aconteceu contra um nativo de Portugal. “A final não foi tão difícil”. Para o cam-

peonato, McCalister confidenciou que não precisou de tanto empenho, já que vem participando de competições mundiais há bastante tempo. “Foi mais experiência”. Mas esta rotina está mudando. Isto porque a seletiva para o mundial de taekwon-do, que acontece em março de 2011 na Nova Zelândia, está se aproximando: será em agosto, no estado da Califórnia. Ele agora busca patrocínio para enfrentar tanto a disputa nos Estados Unidos quanto o grande campeonato fora do país. Para a Red Tiger Cup, contou com o apoio da Sanitary Maintenance Services, onde trabalha.

MacCalister ao lado do mestre Cancelliere, organizador do evento.


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 25

Local

Brasileiros são convidados a participar de projeto urbano em MA Qualquer morador da cidade pode integrar o planejamento da Linha Verde

A

cidade de Somerville (MA) está convocando a comunidade para o projeto Community Corridor Project, planejado pela Linha Verde, onde pessoas sem nenhuma experiência em design poderão criar as novas estações de trem da cidade. As propostas, que serão submetidas ao Departamento de Transporte de Massachusetts, compreendem seis estações para as cidades de Somerville e Medford. As oficinas de planejamento acontecem na sexta-feira (21), das 6pm às 8h30pm ( jantar, música e informações), e no sábado (22), da 1pm às 5pm (idéias de design). Finalmente no dia 2 de junho, das 6pm às 8h30pm, as equipes apresentarão os projetos. Falando português fluentemente, a americana Mary Regan, Organizadora Comunitária do Somerville Community Corporation (SCC), falou ao Comunidade News sobre o projeto. Segundo ela, as quatro organizações à frente do projeto querem que os residentes participem, dando idéias sobre a iluminação e segurança das estações, bem como torná-las mais seguras. Participam com a SCC a Groundwork Somerville, a Somerville Transportation Equity Partnership (STEP) e a Somerville Community Health Agenda. “O sucesso do trem vai depender das pessoas poderem chegar lá e usá-lo facilmente” disse. Segundo Mary, as reuniões iniciaram no ano passado e continuaram este ano. Falando com brasileiros, hispânicos e haitianos, a SCC ganhou boas idéias dos residentes. Segundo Mary, há cerca de 12 brasileiros participando do proje-

Reunião comunitária realizada em 2009 debate sobre a Linha Verde. to. Todas as reuniões contam com intérpretes de português, haitianos e falantes da língua espanhola. Mary explicou que não é preciso ter documentos legais no país para participar. “Qualquer residente de Somerville é muito bem-vindo a participar”. A comunidade está sendo incentivada a participar dos três eventos do projeto. Idéias simples como um local para colocar a bicicleta na estação poderão ser dadas pelos residentes. A Linha Verde vai abranger as co-

munidades de Cambridge, Somerville e Medford, estendendo a linha principal para a College Avenue em Medford e levando um ramal até o Union Square em Somerville. Além de facilitar o acesso da população ao transporte público, o projeto tem entre as metas melhorar a qualidade do ar e distribuir melhor os serviços de transporte. Força da participação comunitária Segundo Mary, a iniciativa de participação da comunidade partiu das 4 agên-

cias que coordenam o projeto, mas as oficinas populares podem preparar a comunidade a ter mais acesso às decisões do estado. Um dos trabalhos da Somerville Community Health Agenda, de acordo com ela, é proporcionar à população um jeito de viver mais saudável. Para a Organizadora Comunitária do SCC e as outras agências, a Linha Verde em Somerville dará mais acesso às pessoas para ir à escola e ao trabalho. “Muitos brasileiros não tem o direito de dirigir aqui em Massachusetts, então é muito importante que eles tenham acesso ao transporte público para poder participar dos benefícios do estado”. Ela alerta, porém, que a preferência por morar perto do transporte público pode gerar uma pressão para aumentar o valor das moradias. Uma das grandes lutas do SCC, segundo Mary, é preservar a moradia popular para que as pessoas de baixa renda, incluídos os brasileiros, desfrutem as vantagens da Linha Verde. De acordo com Mary, Somerville, no século passado, contava com o bonde para levar as pessoas ao trabalho, em Boston. Com a vinda dos carros e as auto-estradas cortando os bairros, aumentou a poluição do ar e a poluição sonora. “Isto atinge a saúde das pessoas”. Ainda segundo Mary, as crianças adquiriram asma e outros problemas de saúde. Quem quiser participar pode ligar para Mary Regan no (617) 776-5931 – Ramal 230. As atividades do projeto serão realizadas no Cafetorium da Prospect Hill Academy em East Somerville, 17 Franklin Street.

Perdeu alguma edição do Comunidade News? Não tem problema. Acesse

www.comunidadenews.com 24 horas por dia, na tela do seu computador


Comunidade News

Página 26 |de 18 a 24 de maio de 2010 | Edição 333

Exemplo

Missionário brasileiro da Flórida comanda trabalho na Amazônia À frente da World Hope Missions Ministry, Jonathas Moreira leva doações e assistência médica

A

aposentadoria como pastor não significou o fim de uma missão para um brasileiro. Ex-pastor da Igreja Presbiteriana de Orlando (FL), Jonathas Moreira agora comanda o World Hope Missions Ministry, levando carinho e conforto para as populações ribeirinhas da Amazônia. Com a esposa, Lilian de Mello, o missionário organiza grupos que visitam comunidades nos estados do Amazonas e do Pará. Os voluntários levam doações coletadas nos Estados Unidos e ajudam a dar tratamento dentário e odontológico. Por telefone, Jonathas Moreira falou ao Comunidade News sobre a missão. Depois de aposentado, ele firmou uma parceria com a Igreja Presbiteriana de Manaus. Com a World Hope já criada, o missionário convidou igrejas para visitarem a zona ribeirinha da Amazônia. “Há uma população de 1,8 milhão de ribeirinhos que não tem absolutamente nada”, disse ele. Os grupos, com 20 a 25 pessoas, levam cerca de 6 pessoas da área médica. “Para atender gente que vai ver médico pe-

la primeira vez”. São médicos, dentistas, enfermeiras, optometristas e oftalmologistas que se dividem entre os 3 barcos médicos. As embarcações, que tem dois consultórios médicos, dois consultórios odontológicos e um pequeno centro cirúrgico, visitam de 5 a 6 vilas em uma semana. Somente uma tribo, de descendentes dos Barés, é visitada pela missão. O trabalho conta ainda com a parceria da Sociedade Brasileira da Bíblia, da organização Missão de Paz e de igrejas cristãs dos EUA. Os voluntários não precisam pertencer à Igreja Presbiteriana. Além do Amazonas, a missão percorre os rios Negro, Solimões, Cuieiras e Madeira, entre outros. Cada voluntário pode levar duas malas, uma com objetos pessoais e outra com doações. “Roupas, chinelos, presentes, brinquedos para as crianças”. Segundo o missionário, não pode faltar a bola de futebol. Materiais de higiene como escova e pastas de dente, itens de higiene pessoal e material escolar também são organizados em sacolas e levados às vilas.

Arquivo pessoal

Jonathas com uma das crianças ajudadas pela organização World Hope Missions. Levando a cura Moreira contou que existe trabalho para todos. Casas que precisam ser pintadas ou consertadas, alfabetização e recreação. Em um centro cívico, um professor ministra aulas para os graus de 1 a 4. Crianças barrigudas por conta de vermes recebem a medicação adequada,

o vermífugo. “Damos orientação para as mães sobre como ferver a água, abrimos poço”. Os barcos médicos deixam o Porto de Manaus aos domingos. Em cada um deles, há espaço para 17 pessoas que vão acompanhadas por um líder e um coordenador da World Hope. O Departamento Jovem da

Igreja Presbiteriana de Manaus providencia intérpretes sempre que necessário. Cada missão dura uma semana e conta com muitos americanos. A falta de documentos legais e a necessidade de trabalho impede alguns brasileiros de integrarem a missão, segundo Jonathas. Entre os projetos está o Renascer para a Vida, criado pela esposa de Moreira e com foco nas crianças que tem lábio leporino, abertura na região do lábio ou palato. Entre os fatores para a má formação está a deficiência nutricional, comum entre as populações atendidas pela missão. Na última Semana Santa, equipes da USP e da Universidade de Brasília realizaram 25 cirurgias de lábio leporino. De acordo com Moreira, muitas meninas, rejeitadas em casa e na escola, por conta do lábio leporino, fogem para a floresta, onde acabam morrendo. Ainda segundo o missionário, um grande cirurgião brasileiro atende a missão, duas semanas por ano. A próxima missão da World Hope Missions Ministry parte no dia 20 de junho.

Negócios

Feira de negócios anima empresários brasileiros De acordo com Álvaro Lima, a ExpoBusinessAmerica representa uma oportunidade na retomada da economia

Álvaro Lima da ExpoBusiness.

A

menos de um mês da realização, a ExpoBusinessAmerica - Brazilian Trade Show, feira que promove a atividade empresarial brasileira nos Estados Unidos, já conta com participantes de vários estados americanos. O evento tem o brasileiro Álvaro Lima, membro ativo da comunidade brasileira, à frente deste grande desafio empresarial. A ExpoBusiness foi criada em 2003, com o objetivo de estimular as atividades empresa-

riais dos japoneses residentes no Japão, bem como promover o intercâmbio comercial com empresas japonesas. Nos Estados Unidos, o evento mantém o firme propósito de trazer muita informação e negócios para os brasileiros que estão no país. Em uma rápida entrevista por telefone, Álvaro contou que o desafio de montar a feira pesou um pouco mais, em função da atual crise econômica. Por outro lado, acredita que o retorno seja de muito bons investimentos. “Principalmente num momento de crise, porque é um momento adequado para as empresas começarem a reinvestir. Tem sido bastante positivo o retorno que temos recebido da classe empresarial”, disse ele. De acordo com Álvaro, cerca de 20 empresas brasileiras – pequenas, médias e grandes – já confirmaram presença. Empresas americanas, ainda segundo ele, também trataram de garantir o lugar na ExpoBusiness. Além disso, a feita vai contar também com organizações de apoio à classe empresarial e pequenos e médios negócios. Entre os setores representados pelos brasileiros estão de transportes, transferência de recursos, mídia, importação e exporta-

ção, manufatura e de serviços. Estes e muito mais setores estarão abrigados pelo pavilhão de mais de 4.000 m², apresentando lançamentos e novidades e promovendo a venda direta com o público. Mas nem só de negócios vive a ExpoBusiness. O público poderá participar de sorteios, degustação, promoções e distribuição de brindes. Adaptação a novos tempos de negócio Na opinião de Álvaro, as 20 empresas participantes podem indicar que o brasileiro se adaptou à crise, e está começando a reinvestir. “Nas conversas que tenho tido com alguns deles, me dizem que isto é exatamente o que estão fazendo: reestruturaram suas empresas e agora estão se preparando para a nova retomada da economia”. Um dos propósitos da feira é fazer com que a classe empresarial brasileira e sua contribuição sejam conhecidas, de acordo com Álvaro. “Nós vamos deixar claro durante todo o período da exposição e nas conferências que vão haver, o impacto deste setor da nossa comunidade, bastante importante na geração de riquezas e na

geração de empregos”. A escolha de Massachusetts, segundo Álvaro, se deve ao fato do estado ter a maior concentração de negócios brasileiros. “E também porque ainda não existia nenhum evento grande deste tipo aqui em Massachusetts”. A presença de organizações de apoio à classe empresarial e aos empresários em potencial pode ajudar a revelar novos talentos empreendedores brasileiros. “E a capacidade empresarial do brasileiro hoje é muito grande”. De acordo com Álvaro, está comprovado que a capacidade de trabalho por conta própria na comunidade brasileira é 3 vezes maior do que na comunidade americana, superando também outras comunidades imigrantes. Isto, de acordo com ele, vale para o país inteiro. O brasileiro lembrou que o evento é para toda a família, garantindo muita diversão e experimentos com o aquário, Museu da Ciência e o jardim zoológico. O empresário brasileiro que quiser participar deve acessar www.exposbusinessamerica.com. A feira será realizada no Seaport World Trade Center, 200 Seaport Boulevard, Boston.


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 27


Comunidade News

Página 28 |de 18 a 24 de maio de 2010 | Edição 333

Prisão

Polícia da Flórida prende suspeito de assassinar brasileiro Lisney Oliveira Jr. morreu em decorrência de um traumatismo craniano

O

suspeito de assassinar um brasileiro de Boca Raton (FL), compareceu à corte no domingo (9), onde foi formalmente acusado de assassinato em segundo grau. Sosthene Louis, 35, teria desferido um soco na nuca de Lisney Oliveira Jr., 26, provocando a batida de sua cabeça na calçada. Segundo a NBC Miami, a captura aconteceu graças a uma pista dada pelo Crime Stoppers à polícia. Sosthene já havia sido preso diversas vezes por motivos que variavam de posse de drogas a roubo e agressão. Câmaras de segurança no local onde ele agrediu o brasileiro captaram imagens do suspeito. De acordo com o Sun-Sentinel, o crime ocorreu às 5h30am do dia 3 de maio, próximo a uma casa noturna em Miami. A pancada violenta provocou traumatismo craniano no mineiro, que chegou a ser levado ao Jackson Memorial Hospital, onde faleceu. A polícia informou que Sosthene se aproximou de Lisney e do amigo e pediu um cigarro. Depois de responderem que não, os dois continuaram caminhando. Foi quando o mineiro de Uberlândia foi surpreendido com um soco na nuca. De acordo com o amigo da vítima, ele bateu violentamene com a cabeça contra a calçada. Ainda não está confirmado se o cigarro foi o real motivo do crime, segundo o porta-voz Jeffrey Giordano. O nome do amigo de Lisney não foi revelado. Filho mais velho de Lisney e Heloisa Oliveira, Lisney Jr. estava nos Estados Unidos há 11 anos. Entre as atividades exercidas estava a de consultor financeiro, fotógrafo freelancer e modelo nas horas vagas. A morte dele enlutou ainda os irmãos Carlos Oliveira e Paula Oliveira.

Economia

A

Reprodução

Prefeito busca solução para a violência Mesmo em meio a tanta dor, o pai disse. “Pelo menos eu sei que ele viveu 26 anos maravilhosos, e ele os viveu intensamente”. Segundo Lisney, o filho gostava de dançar e se divertir. Não raro o rapaz chegava em casa quando estava amanhecendo, segundo o pai. A mãe tenta se conformar através da justiça feita. “Nada vai trazê-lo de volta, mas ao menos sabemos que este homem não fará isto a outra pessoa”, disse Heloisa. De acordo com ela, o filho era bastante sociável e não se metia em confusões. A irmã, de 21 anos de idade, declarou que a felicidade de Lisney Jr. contagiava. “Ele nos ensinou a viver”. A hora é difícil para a família inteira. “Está sendo muito

Sosthene Louis está detido acusado de assassinato. difícil para nós este momento”, desabafou Carlos. O corpo de Lisney foi velado na sextafeira (7) na Kraeer Funeral em Boca Raton. Com a morte do brasileiro, sobe para 2 o número de homicídios ocorridos nos últimos 4 meses na região de clubes

Lisney Oliveira Jr. foi morto por ter recusado dar um cigarro para Sosthene Louis. noturnos no centro de Miami. Paula Sladewski, 26, foi seguida quando saiu do Club Space, em janeiro. O corpo da aspirante a modelo foi encontrado queimando, no interior de uma lixeira. Apesar da divulgação de um retrato falado e da projeção nacional do caso, o suspeito ainda

não foi localizado. As reclamações da violência na região que concentra os clubes noturnos de Miami chegaram até o prefeito Tomas Regalado. Para tentar conter a onda de crimes, ele planeja obter uma verba extra para colocar mais policiais na área.

Brasil gera 305 mil vagas formais em abril, recorde para o mês

economia brasileira criou 305.068 postos de trabalho com carteira assinada em abril, número recorde para o mês, informou o Ministério do Trabalho e Emprego nesta segunda-feira. O desempenho é o segundo maior resultado desde o início da série, em 1992. O maior número foi registrado em junho de 2008, quando o saldo de empregos gerados somou mais de 309 mil empregos. No acumulado do ano, o número de vagas criadas é de 962.327. O número é resultado dos quatro recordes seguidos registrados desde o início do ano. Apesar do saldo recorde, o resultado de abril ficou abaixo da previsão do ministério do Trabalho, que havia indicado a criação de 340 mil postos no mês. No final de abril, o ministro do Traba-

lho, Carlos Lupi, elevou para 2,5 milhões a previsão de novos empregos formais a serem gerados neste ano. A projeção oficial anterior era de 2 milhões, mas o ministro já vinha afirmando que esse número seria revisado para cima diante do resultado dos primeiros meses de 2010. Se a previsão do governo se concretizar, 2010 entrará para história com número recorde de geração de empregos formais. O ano de 2007 ainda guarda a maior marca: 1,617 milhão de vagas com carteira. “Estamos reavaliando porque em 2009 houve uma contenção na contratação. Em 2010, [o empresário] teve que contratar mais do que o previsto”, aponta Lupi. O ministro acredita que o Brasil vá crescer de 7% a 7,5% neste ano.

“Os economistas querem amedrontar como se o Brasil estivesse marcado para não crescer. O Brasil tem tanta necessidade quanto a China de crescer”, defendeu. Para Lupi, o número de vagas em maio vai ficar abaixo do registrado em abril. A previsão do ministério aponta geração de 240 a 280 mil novos empregos formais. Setores O emprego formal apresentou crescimento em 13 dos 25 subsetores da economia brasileira. A construção civil teve o quarto recorde seguido de geração, com saldo de 38.951 vagas. A indústria de transformação gerou 83.059 vagas formais em abril. Este é o segundo maior número para o mês e resultado de expansão em se-

te dos 12 ramos. O setor têxtil apresentou a maior contribuição para os empregos na indústria, com 10.092 vagas. O setor de serviços gerou o maior número de vagas do mês. Os 96.583 postos incluem as instituições financeiras, áreas médicas e odontológicas, educação, transporte e comunicações, setores hoteleiro e alimentício, além de serviços de comércio e administração de imóveis. Regiões Três Estados registraram resultado negativo em abril. Alagoas teve o pior saldo do mês, com perda de 6.668, seguido de Pernambuco e Paraíba. De acordo com o Ministério do Trabalho, o resultado negativo foi influenciado pela sazonalidade no campo.


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 29

Pedofilia

Pedófilo americano queria trazer brasileira de 6 anos para os EUA A

polícia da Califórnia prendeu na quinta-feira (13) Benjamin Kendrick, 39, suspeito de tentar trazer uma menina brasileira de 6 anos de idade ao país. Ele também é acusado de posse de pornografia infantil. De acordo com o canal CBS13, a prisão foi efetuada no Condado de Solano pelo Sargento Andy Hill, da Polícia Rodoviária Estadual. O número de viaturas atrás do carro que seguia pela I-80 pode ter motivado o suspeito a parar, segundo o sargento. “Acredito que ele pretendia fugir”, disse Hill. No momento da apreensão, Kendrick colocou as mãos no ar e disse “sou o homem que vocês procuram”. Segundo a polícia, o acusado estava se correspondendo via internet com a mãe da menina que seria trazida por ele aos EUA. Os investigadores acreditam que a criança seria molestada e morta. O suspeito, no entanto, não confirmou se queria ter sexo com a menina. Conforme a investigação, Karla, a mãe da menina, disse a Benjamin, no dia 11 de novembro de 2008, que queria uma relação saudável. “Somos pedófilos, pode esquecer uma relação saudável. Se é isto que você quer, está com o homem errado”, respondeu ele. De acordo com o Capitão Jim Cooper, do Departamento Policial de Sacramento, o caso ficou muito mais notório depois que a investigação viu fotos e assistiu a vídeos. Bom coração escondia planos macabros Em janeiro último, Benjamin Kendrick foi entrevistado pela CBS13, quando ele era gerente de uma loja que estava arrecadando fundos para as vítimas do terremoto no Haiti. Três dias antes da prisão, ele deixou o emprego. “Não se preocupe com meu pagamento, vou embora”, disse Cooper, repetindo as palavras do suspeito. O dono da loja, Shawn Dhaliwal, disse

Benjamin Kendrick está sendo acusado de pedofilia na Califórnia

Reprodução

Foto de Kendrick divulgada antes de ser preso. que ficou chocado ao saber da prisão do ex-funcionário. “Ele tentava ajudar os clientes; sabia de todas as respostas”, disse ele. Surpresos também ficaram os antigos colegas, que tinham Benjamin como um homem normal e muito trabalhador. Existe a suspeita de que Kendrick também trabalhasse como um webdesigner. De acordo com os detetives, ele teria criado um site que apoiava crianças exploradas e abusadas, o qual poderia estar servindo de fachada para fisgar vítimas. Para Karla, ele teria dito que queria se aproximar das meninas para saber o que o pai teria feito com elas. “Vou perguntar a elas para me mostrar o que fizeram”. Ao dizer isto, Benjamin teria rido. Segundo uma força tarefa que investiga pornografia infantil, a região onde o suspeito foi preso concentra muito mais prisões de pedófilos do que qualquer outra nos EUA. A polícia tenta agora encontrar a mãe e verificar a situação da criança. A mulher poderá sofrer acusações formais de tráfico humano.

NOVO ENDEREÇO The Immigration Law Office of Brian E. Cotter mudou do endereço 70 West St. - Danbury, CT

O novo endereço é: 34 Mill Plain Rd. Danbury, CT (em frente ao 7 Eleven) Aberto às quintas-feiras de 3h30 pm às 6 pm Fone: (203) 730-0361 Fax: (203) 348-9276

Benjamin Kendrick foi detido antes que conseguisse fugir.

PROFESSIONAL BOOKKEEPING SERVICES OF CONNECTICUT, LLC 241 MAIN STREET, 2ND FLOOR – SUITE 2 DANBURY, CT 06810 TEL/FAX (203) 792-7700 Sanzio Oliveira Owner

Income Tax É HORA DE DECLARAR SEU IMPOSTO DE RENDA!

• Declaração de Imposto de Renda • Resolução de problemas com o IRS • Contabilidade para pequenos negócios • Abertura de firmas • Folha de pagamento • Contas a pagar e a receber • Tax ID Number / ITIN • Notário Público • Preenchimento de formulários • Remessa de dinheiro (agente UNO) • Falamos português, inglês e espanhol • Consulta grátis • Temos experiência e podemos ajuda-lo com seu negócio • Receba seu reembolso mais rápido, através do e-file. • Temos também R.A.L. (Refund Antecipation Loan) • Reembolso disponível de 24 a 48 horas.


Comunidade News

Página 30 |de 18 a 24 de maio de 2010 | Edição 333

Caminhada

“Trilha dos Sonhos” volta para casa e planeja novas ações pela imigração O

Único brasileiro do grupo, Felipe Matos não tem medo de expor o status imigratório

s quatro estudantes, incluindo um brasileiro, que caminharam 2,5 mil quilômetros entre a Flórida e Washington D.C., já retornaram para casa. A Trilha dos Sonhos (Trail of Dreams) chegou na quinta-feira (13). Felipe Matos, 23, único brasileiro do grupo, disse em entrevista ao Comunidade News que quer continuar falando em nome de todos os imigrantes indocumentados. A caminhada iniciou em 1° de janeiro último. O grupo, composto ainda por Gabby Pacheco (Equador), 24, Carlos Roa (Venezuela), 22 e Juan Rodriguez (Colômbia), 20, saiu de Miami e percorreu quase 2,5 mil quilômetros rumo a Washington D.C. Tudo para chamar a atenção para os problemas que não só os estudantes indocumentados, mas também todos os imigrantes nestas condições, enfrentam atualmente no país. Felipe atendeu nossa ligação enquanto voltava para Miami. Da Geórgia, ele contou que a trilha chegou à capital americana no dia 28 de abril e participou de uma passeata no dia 1° de maio. Por coincidência, foi exatamente na Geórgia que os estudantes enfrentaram a Klu Klux Klan (KKK), organização racista dos EUA que representa a supremacia branca. Segundo o brasileiro, não houve temor por parte dos estudantes. “O que a gente sentiu foi motivação em continuar lutando e falando”, disse. Em contato com uma organização afro-americana, os estudantes trocaram idéias a respeito da lei recentemente aprovada no Arizona, que criminaliza imigrantes indocumentados. “É baseada (a lei) em motivações raciais”. Batizada de SB 1070, a lei do Arizona prega que um policial tem direito a prender uma pessoa, caso suspeite que ela esteja indocumentada no país. Faltavam 3 dias para a Trilha dos Sonhos chegar a Washington D.C., quando a lei foi aprovada. Mesmo expondo o status imigratório, os estudantes da trilha cumpriram os dois principais objetivos: mostrar a cara do imigrante para o país, e criar um movimento de pessoas que não teriam medo de le-

Divulgação

Carlos Roa (Venezuela), Felipe Matos (Brasil), Juan Rodriguez (Colômbia) e Gabby Pacheco (Equador), caminharam 2,5 mil kilômetros. vantar a voz. Com extrema alegria, Felipe e da pelo tipo de abuso (contra imigrantes) os companheiros viram estudantes de No- que a gente via, em todas as cidades onde va Iorque caminhar até Washington. “Sentimos que aquela parte da missão tinha sido cumprida”. Segundo Felipe, jovens de mais de 20 estados também caminharam em solidariedade à Trilha dos Sonhos. Dando os próximos passos Embora orgulhosos de suas culturas, os 4 estudantes vão continuar lutando para ficar nos EUA. “Este é o lugar onde nós crescemos e por isso queremos continuar vivendo aqui”. De acordo com Felipe, embaixadores de países da América Latina, inclusive do Brasil, escreveram para Barack Obama, apontando o grupo de estudantes como merecedores da dupla cidadania. Criado em Duque de Caxias (RJ) e nos EUA desde os 14 anos, Felipe, junto com os companheiros, deixou os sapatos em Washington D.C., em solidariedade a um grupo preso. Com os sapatos reserva, enfrentaram bolhas nos pés, frio e dores pelo corpo. Mas segundo o brasileiro, a dor emocional foi muito maior. “Proporciona-

Perdeu alguma edição do Comunidade News? Sem problemas! acesse comunidadenews.com 24 horas Em qualquer lugar

chegávamos”. As dores foram amenizadas por um fato inesquecível em Atlanta. Uma imigrante brasileira, grávida e indocumentada, saiu do Condado de Cobb para levar comida brasileira ao grupo. Vale lembrar que Cobb aplica a lei 287g, a qual autoriza policiais a atuarem como agentes imigratórios. “Acredito no que você está fazendo. Você está dando voz a pessoas como eu que não podem fazer o mesmo”, disse a brasileira para Felipe. Para se alimentar e dormir, os estudantes contaram com a ajuda da comunidade. “Até a gasolina do carro de emergência foi doada pelas comunidades onde a gente passava”. O mapa era programado de estado em estado. Em companhia da família e dos amigos, os estudantes agora planejam os próximos passos. “Uma coisa que a gente tem em mente é que a luta ainda não terminou. A gente vai continuar caminhando a milha extra”. Mesmo com medo de que Felipe fosse deportado, a mãe e as irmãs dele viram a caminhada como um chamado que o estudante tinha que responder.


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 31

Imigração

Governador de MA garante que lei do Arizona não entra no estado Em entrevista coletiva, Deval Patrick declarou que vetaria uma lei semelhante

P

arte da reunião trimestral do estado de Massachusetts, realizada na terçafeira (11), contou com perguntas de jornalistas da mídia étnica para o Governador Deval Patrick. No encontro, ele enfatizou que não aprovaria uma lei semelhante à aprovada recentemente no Arizona. Segundo o The Boston Globe, os jornalistas representavam as comunidades brasileira, hispânica, asiática, haitiana e afroamericana. De acordo com a publicação, Patrick acusou os políticos que apoiam a lei do Arizona de oportunistas. Ou seja, eles estariam usando a SB 1070 como trampolim para a carreira. “Deixe-me ser claro: o que tenho a dizer sobre isto é que não vai haver uma lei do Arizona em Massachusetts. Não posso ver algo assim aprovado em nossa legislação. Mas se fosse, eu vetaria”, disse o governador. No final de abril, Jan Brewer aprovou uma das mais rigorosas leis de imigração de todos os tempos. Entre os pontos principais da SB 1070 está o direito de um policial questionar um indivíduo, caso suspeite que ele não tenha documentos no país. Deval Patrick criticou também aqueles que querem uma lei em Massachusetts proibindo os imigrantes indocumentados de receberem benefícios. Segundo ele, o estado já exerce rigoroso controle sobre o assunto. O líder estadual aproveitou para alfinetar os rivais na candidatura estadual, o independente Timothy P. Cahill e o republicano Charles D. Baker, que aprovavam a medida. Para justificar porque não aprovaria

Retaliação

O

Reprodução

uma lei semelhante à do Arizona em Massachusetts, Cahill declarou. “Não acredito que precisemos ir tão longe aqui em Massachusetts, porque não fazemos fronteira com o México”. Charles Baker, por sua vez, evitou fazer comentários a respeito da SB 1070. Imigração preocupa governador Na opinião de Patrick, a lei do Arizona não é o caminho para acabar com uma eventual frustração pela falta de uma reforma imigratória. O governante se preocupa ainda com o fato dos mexicanos estarem no centro do debate imigratório, como se representassem o total problema dos imigrantes no país inteiro. “Temos pessoas em Massachusetts que vieram da Irlanda e deixaram expirar os vistos, que vieram de outras partes da Europa e deixaram expirar os vistos, e que de alguma forma não representam o problema da imigração. E isto me preocupa”. Democrata e primeiro afro-descendente a governar o estado de Massachusetts, Deval Patrick disse que não aprova o boicote de fundos ao Arizona. “As pessoas podem fazer seus próprios julgamentos”, disse ele, sobre boicotar viagens ao estado. Candidata a governadora de Massachusetts pelo partido Green-Rainbow, Jill Stein aprova o corte de fundos. Em comunicado há cerca de duas semanas, declarou que a nova lei do Arizona é profundamente injusta. “E uma verdadeira ameaça aos direitos civis de milhões de residentes do estado”, disse ela.

O governador Deval Patrick repudiou qualquer chance da lei anti-imigrante do Arizona ser implementada em Massachusetts.

Arizona já sente efeitos da lei anti-imigrante

s possíveis estragos causados pela aprovação da lei anti-imigrante do Arizona começam a dar os primeiros sinais. Hotéis e centros de convenções que antes representavam uma gorda quantia para o estado se veem às voltas com ameaças de boicotes. Segundo o jornal The Arizona Republic, a chamada Área Metropolitana de Fênix está arriscada a perder o equivalente a $90 milhões pelos próximos cinco anos. A estimativa é da prefeitura. Na terça-feira (11), a Câmara de Vereadores da cidade seria informada sobre o assunto. Depois que a governadora Jan Brewer assinou a SB 1070, no final de abril, as atenções até mesmo internacionais se voltaram para o Arizona, estado que agora enfrenta ameaças de boicote até mesmo da parte de turistas. Segundo a nova lei, a polícia tem direito a prender alguém por suspeitar que está indocumentado no país.

Grandes eventos foram cancelados por conta da SB 1070 tro de Convenções de Fênix, o Sheraton e tantos outros hotéis e pousadas do estado. De acordo com Krietor, estes cancelamentos já estariam sendo o termômetro de outras consequências. Em uma coluna no Dailynews, publicada alguns dias depois da lei aprovada, o prefeito de Nova Iorque, Michael Bloomberg, questionava quem visitaria a atração turística do Grand Canyon, sabendo que o passeio poderia render em cadeia pelo simples fato de deixar o passaporte no hotel. David Krietor, gerente adjunto da cidade, está de olho no assunto, o qual abrange cerca de 20 eventos que poderiam deixar de acontecer por conta da assinatura de Brewer. Na lista de Krietor já existem 4 eventos cancelados e mais de 12 organizações que expressaram suas preocupações a respeito da SB 1070. Entre os locais afetados estariam o Cen-

Crise à vista Segundo autoridades municipais, somente o Centro de Convenções de Fênix fatura a bagatela de $350 milhões por ano. Entre as organizações que cancelaram eventos estão a African-American Greeklettered fraternity e a Alpha Phi Alpha Fraternity Inc. Um deles será agora transferido para Las Vegas (NV). De acordo com

Krietor, grandes eventos representam para Fênix algo como 16 mil noites despendidas nos hotéis locais. Antecipando os efeitos da lei, o prefeito da capital, Phil Gordon, já ouviu falar da diminuição de público e de patrocinadores para as convenções que decidiram ficar em Fênix. “É quase uma crise econômica”, disse. Segundo Gordon, estratégias para conter o turismo seriam discutidas na reunião do dia 11. Na lista de eventos de Krietor não está a Convenção Nacional dos Partidos Democrata e Republicano, agendada para 2012. Ambos partidos estão sofrendo pressão para evitar a área metropolitana da capital do Arizona, a qual está disputando com Salt Lake City (UT) e Tampa (FL) o encontro do partido republicano. Os 168 membros do Comitê Republicano Nacional falariam sobre o assunto, segundo a portavoz Jahan Wilcox.


Comunidade News

Página 32|de 18 a 24 de maio de 2010| Edição 333

Tempo Real

By: Arilda Costa

europeanart33@hotmail.com

E

Bridgeport e Fairfield

Envelhecer

nvelhecer é o único meio de viver muito tempo. A idade madura é aquela na qual ainda se é jovem, porém com muito mais esforço. O que mais me atormenta em relação às tolices de minha juventude, não é havêlas cometido...é sim não poder voltar a cometê-las. Envelhecer é passar da paixão para a compaixão. Muitas pessoas não chegam nos oitenta porque perdem muito tempo tentando ficar nos quarenta. Aos vinte anos reina o desejo, aos trinta reina a razão, aos quarenta o juízo. O que não é belo aos vinte, forte aos trinta, rico aos quarenta, nem sábio aos cinqüenta, nunca será nem belo, nem forte, nem rico, nem sábio... Quando se passa dos sessenta são poucas as coisas que nos parecem absurdas. Os jovens pensam que os velhos são bobos; os velhos sabem que os jovens o são.

A maturidade do homem é voltar a encontrar a serenidade como aquela que se usufruía quando se era menino. Nada passa mais depressa que os anos. Quando era jovem dizia: verás quando tiver cinqüenta anos. Tenho cinqüenta anos e não estou vendo nada. Nos olhos dos jovens arde a chama, nos olhos dos velhos brilha a luz. A iniciativa da juventude vale tanto quanto a experiência dos velhos. Sempre há um menino em todos os homens. A cada idade lhe cai bem uma conduta diferente. Os jovens andam em grupo, os adultos em pares e os velhos andam sós. Feliz é quem foi jovem em sua juventude e feliz é quem foi sábio em sua velhice. Todos desejamos chegar à velhice e todos negamos que tenhamos chegado. Não entendo isso dos anos: que, todavia, é bom vivêlos, não tê-los. Albert Camus

Jonathan e sua bela namorada Mailin. Pessoas bacanas.

Tive o prazer de conhecer Roy Schwalbach, fotógrafo da Vitoria Secret.

Abigail Amorim, da Alianca Brasileira. Parabéns pelo trabalho junto a comunidade.

Sherlock Holmes, personagem do castelo em Deep River CT.

Yolanda e sua irmã.


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 33

Social

Mais uma amiga que faz aniversário dia 20 deste mês, a cantora Vanuza de Danbury, CT. Na foto com seu marido. Parabéns.

Dia 19 deste mês, o casal Monah e Mateus está aniversariando. Sorriso fácil, simpáticos e sempre de bem com a vida. Parabéns ao casal.

Quem comemorou o seu aniversário de 3 anos, com direito a bolo de trainzinho, foi o inteligente Pedro Henrique, filho de Júlio e Enivânia.

23 de maio é o aniversário da Flávia. Parabens!

Parabéns ao Zezinho pelo seu aniversário. Na foto com sua colega de trabalho na loja de Dona Emília.

Angela e Ary Fuchs com rei Roberto Carlos, no Radio City, NY.

Parabéns para Gustavo, de Mount Verno, NY, pelo seu aniversário. Na foto com seu maior presente, sua filha Maria Clara.


Comunidade News

Página 34 |de 18 a 24 de maio de 2010 | Edição 333

Esotérico

S

^

emaninha puxada esta que começa hoje, preserve seus recursos, sua força, fuja de situações estressantes, deixe-as para outro momento. Capriche no astral de casa, que seja confortável e acolhedor, pois é tudo de que você precisa hoje. Muita sensibilidade atrapalha julgamentos.

C

_

onexão boa com as pessoas de seu ambiente imediato permite fluir bem num dia variado, que traz algumas escolhas delicadas no campo financeiro e profissional. Mexer no vespeiro é tratar de temas afetivos: aí as coisas não prometem tranqüilidade. Pense antes de falar.

I

`

nvestimento financeiro pode não ser a melhor pedida para um dia de flutuações e oscilações. Mudanças no ar pegam os filhos de Hermes, o deus do comércio e dos negócios e vendas. Logo, muna-se de informações e seja prudente. Não arrisque o que já conquistou até hoje.

S

a

e você é dos dá valor ao que tem, hoje é dia de ir fundo. A Lua em seu signo permite uma sintonia muito boa com suas necessidades, mas Plutão em Capricórnio contrapõe a essa consciência, a pressão das parcerias. Há pessoas difíceis mesmo de contentar, nem tente.

D

b

iscrição sobre seus planos, sentimentos e impressões salvam você de situações de enfrentamento e armadilhas afetivas. Subalternos ou empregados tendem a chatear, e pequenos contratempos tiram parte de sua disposição. Descanse mais e suma do palco.

V

c

ias abertas para firmar um compromisso sério, adquirir algum bem de monta, fechar um negocio importante - Sol e Saturno ajudam você a ser profundo, inspirado e experiente. Pessoas em posição de autoridade irão ajudar na conquista de um alvo. O dia é hoje!

S

d

A personalidade da noiva de cada signo

ocialmente, o dia promete destaque, mas você precisará controlar a manifestação de seus sentimentos e emoções, evite se expor. Assim reunirá forças e poderá se posicionar com mais independência e ser mais respeitado. Um assunto de dinheiro está chegando à conclusão.

E

e

speranças de uma semana mais movimentada e produtiva para você, com Mercúrio agora se movimentando a favor de suas parcerias e sociedades. Uma delas pode se efetivar de verdade nos próximos dias. No amor, tudo leva a compromisso. Você é que precisa querer isso.

F

f

unções sociais em alta hoje, e assim até 4ª feira, aproveite para acertar um trabalho, adquirir um bem importante para suas funções, ou mesmo adquirir equipamentos ou empregar pessoas. Alterações nos planos amorosos, entenda se seu amor não pode segui-lo agora.

S

g

ensatez e golpe de vista, discernimento e sensibilidade tornam você imbatível em negócios, especialmente se envolvem clientes ou sócios. O céu está favorável para assuntos de envergadura, mas você tem de ser flexível com os métodos de um empregado. Amor em alta!

M

h

ercúrio e Plutão mantêm aspecto a seu favor e abrem portas de entendimento e debate intelectual fértil e transformador. Palavras curam. Tratamentos dão certo. Viagens acontecem. Mas as pessoas esperam que você as acolha, que entenda suas lamentações. Vai conseguir?

A

i

stral bom pra você neste início de semana promete sonhos claros, norteamento preciso, e muita inspiração para seguir num negócio que tem relação com estrangeiros, viagens, publicações e governo. Mas é cultura e filosofia seu assunto. Arte talvez. Vá conferir isso.

Áries - Oh, temperamento difícil! Se a ariana já vive a mil por hora, imagine às vésperas do casamento. Uma noiva muito agitada e ansiosa para ver tudo pronto. Essa é sua melhor definição! Ela vai perturbar o responsável pela decoração, bufê e etc, para que tudo fique pronto com antecedência. Touro - Essa noiva é a tranquilidade em pessoa! Muito passiva, a taurina deixará que a cerimonialista e os organizadores fiquem à frente do evento, sem se preocupar. Até porque, ela precisa cuidar da sua produção. Mas, se ela teimar com alguma coisa... Será um problema! Apesar de conseguir delegar responsabilidades, tudo terá que sair do seu jeito! Gêmeos - Falante e desligada, a geminiana não irá se preocupar muito com os detalhes! Na verdade, ela está doida para ver a festa pronta e se divertir! Ela é do tipo que vai concordar com tudo e nada a deixará nervosa em seu dia especial. Câncer - Essa noiva é a mais romântica e passiva! Ela é compreensiva e não irá se aborrecer com nada. Mas, por outro lado, se as coisas não saírem do jeito que ela planejou, ela entrará em crise, irá chorar e mover céus e terras para que a ajudem. Muito dramática, a canceriana poderá até cancelar tudo se algum problema acontecer. Leão - Ninguém pode pensar em desobedecer a essa noiva! Sempre preocupada com os detalhes e o glamour da festa, a leonina vai enlouquecer se não tiver tudo do bom e do melhor! Essa pode ser uma noiva implicante e intrometida, que corre atrás para que tudo saia do seu jeito. Virgem - Muita calma para lidar com a noiva virginiana! Se ela já é detalhista por natureza, imagine nesse momento tão especial! Ela vai implicar, querer passar por cima dos organizadores e conferir se tudo está feito da maneira certa e a seu gosto.

Libra - Essa é a noiva mais passiva do Zodíaco! A libriana vai deixar que resolvam tudo por ela, afinal, quanto menos trabalho, melhor! Ela não irá se estressar, muito menos gritar com ninguém. A noiva libriana é compreensiva e saberá sempre achar a melhor solução para tudo. Escorpião - Ela pode até não ter um ataque de nervos, mas a noiva escorpiana irá se remoer por dentro se algo der errado durante os preparativos. Essa noiva não abrirá mão de que tudo saia a sua maneira. Ela é do tipo que não aceitará muitas opiniões. Sagitário - Aí está uma noiva barraqueira! Se algo der errado no grande dia, ela desce do salto e roda a baiana! Essa nativa vai ficar muito nervosa durante os preparativos e irá atormentar quem estiver por perto. Mas, no grande dia, tudo irá passar e ela será só alegria. Capricórnio - O perfeccionismo falará alto! Ela vai querer que tudo saia da maneira mais certinha e sem problemas. E apesar de ficar nervosa, a noiva capricorniana nunca irá deixar transparecer isso para ninguém. Com classe e sem descer do salto, ela vai conseguir resolver tudo! Aquário - Essa é uma noiva nada tradicional! Preocupação é uma palavra que não faz parte do seu vocabulário. Sempre muito tanquila, ela saberá trabalhar em grupo e designar as funções para que tudo corra bem. E se não sair tudo do seu jeito, não tem problema! Para ela, sempre há um segundo plano. Peixes - A noiva mais chorona do Zodíaco! A pisciana se encanta com esse astral de organização e fica muito tensa. Ela também é passiva e acaba aceitando todas as opiniões, o que também a deixa confusa na hora de fazer as escolhas. E se algo não der certo... Ela vai começar a chorar!


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 35

Esporte F1

Alonso admite: ‘Em uma pista normal, Webber e Vettel são inalcançáveis’

Alonso bateu forte no sábado. Fernando Alonso, sexto colocado no GP de Mônaco após largar dos boxes, classificou seu desempenho no GP de Mônaco como a “reação do ano”. O espanhol da Ferrari, no entanto, admitiu que a RBR está muito à frente das demais equipes em 2010. - Teria sido uma grande recuperação em qualquer circuito. Foi a reação do ano. Descobrimos aqui que a RBR é a equipe mais forte do ano. Em um circuito normal, Webber e Vettel são inalcançáveis - diz, em entrevista ao jornal italiano “La Stampa”. O espanhol agradeceu ao trabalho realizado por sua equipe. Ele disse que seu carro, após o acidente de sábado, praticamente não existia. A Ferrari montou o modelo reserva para a corrida de domingo. - Fiz cinco ultrapassagens e a estratégia me permitiu recuperar outras posições. Mas o mérito maior é da equipe. Sabia que seria um risco disputar 77 voltas com os mesmos pneus. Agradeço a todos, em especial a (Stefano) Domenicali (chefe da Ferrari) por esta decisão valente e genial.

Tênis Sharapova leva susto, mas vence no saibro pela primeira vez no ano

Depois de perder na estreia em Madri, Maria Sharapova voltou a tomar um susto, mas desta vez se recuperou a tempo e venceu, nesta segunda-feira, sua primeira partida no saibro na temporada 2010. Foi na primeira rodada do WTA de Estrasburgo, torneio preparatório para Roland Garros. A musa russa derrotou a compatriota Regina Kulikova por 6/3, 3/6 e 6/1. A próxima adversária de Sharapova será a vencedora da partida entra a alemã Tatjana Malek e uma tenista vinda do qualificatório. Sharapova é a principal favorita ao título em Estrasburgo. Na próxima semana, ela irá a Paris com a missão de defender as quartas de final.

Diego Souza afirma que seria muito bom atuar pelo Atlético-MG O meia Diego Souza, afastado pela diretoria do Palmeiras, disse que seria um prazer atuar pelo Atlético-MG. O jogador concedeu uma entrevista a uma rádio e disse que se sentiu bastante valorizado ao saber do interesse do Galo e também do técnico Vanderlei Luxemburgo. - Fiquei muito feliz com o interesse. Seria muito bom trabalhar novamente com Luxemburgo. Quando ele era meu treinador no Palmeiras, vivi ótima fase. A diretoria atleticana – como de praxe – não confirmou nenhum interesse em Diego Souza. A política de Alexandre Kalil é não confirmar qualquer contratação antes que ela efetivamente se concretize. De qualquer forma, o presidente do Galo vai a São Paulo, para a festa de 30

anos da Traffic, parceira do Palmeiras e detentora dos direitos federativos de

Diego Souza. Caso a negociação com clubes do futebol europeu não se viabilize, o Galo estará na briga para contar com o jogador. - Seria ótimo jogar no Atlético. Eu conheço a torcida, sei da força que ela dá. Conheço os jogadores e sei que todos formam uma equipe que briga por títulos. Mas não sei de nada ainda. Fico satisfeito com o interesse do Galo e também de outras equipes do Brasil – afirmou Diego Souza. O empresário de Diego Souza, Carlos Leite, disse que não há nenhuma novidade sobre uma eventual negociação com o Galo. Na semana passada, Leite havia afirmado que, para o meia, o melhor seria ir para o exterior.

Eles estão longe de ser os Vovôs do Olímpico, mas têm mais rodagem do que os Meninos da Vila. O técnico Silas, do Grêmio, aposta na maior experiência de seu elenco para superar o Santos e ir à final da Copa do Brasil. Na quarta-feira, o Tricolor joga pelo empate na Vila Belmiro, depois de vencer o primeiro jogo por 4 a 3. O comandante da equipe gaúcha vê o fator emocional como ponto decisivo em um duelo naturalmente tenso. E aí vê vantagem em ter atletas como Victor, Douglas, Leandro, Hugo, Jonas e Borges.

- O fator emocional vai contar muito. E aí eu espero que nós levemos vantagem, por os jogadores que estão aqui já terem vivido essa situação mais vezes que os do Santos, tirando Robinho, Leo e algum outro. Acredito que Grêmio está mais experiente nessa questão. Vamos tentar nos aproveitar disso também. (...) O Santos ganhou do São Paulo no Morumbi e na Vila, perdeu do Palmeiras na Vila, ganhou e depois perdeu do Santo André no jogo decisivo (do Campeonato Paulista). Isso tem a ver com o fator emocional – comentou o treinador gremista.

Silas aposta na maior experiência de seu elenco.

Diego Souza lembra que teve ótima experiência sob comando de Luxemburgo.

Contra os Meninos da Vila, Silas aposta na experiência gremista

Roberto Carlos diz que inexperiência pode atrapalhar o Brasil na Copa

Miranda volta a treinar nesta segunda, mas não sabe se enfrenta o Cruzeiro

Lateral-esquerdo do Corinthians acha que o time de Dunga é muito jovem. No entanto, na média de idade, grupo supera o de 2006 Antes da divulgação dos 23 convocados de Dunga, havia em Roberto Carlos um fio de esperança de disputar a terceira do Copa do Mundo da carreira, na África do Sul. Pentacampeão com a seleção brasileira em 2002, o lateral-esquerdo do Corinthians se considerava útil para ajudar, aos 37 anos. Chegou a dizer que aceitaria até ficar no banco de reservas. Nesse domingo, após a vitória sobre o Grêmio, em Porto Alegre, pelo Brasileirão, disse que aprovou as escolhas do treinador, mas teme que a ausência de jogadores experientes comprometa o trabalho. Além de Roberto, Ronaldo, de 33 anos, e Ronaldinho Gaúcho, de 30, também presentes no penta, ficaram fora da lista. O meia do Milan-ITA está entre os sete suplentes que o técnico deixou de prontidão. - O Brasil sempre é favorito. Minha preocupação é que o time é muito jovem. Um jogador tem quatro convocações, outro tem dez convocações, e o Grafite tem cinco minutos de seleção. Ou seja, essa é minha maior preocupação. Em nomes, a seleção está bem. É um time forte para pelo menos fazer uma ótima Copa do Mundo. Vou estar torcendo. Claro que nós gostaríamos que alguns nomes estivessem lá , mas o Dunga é o treinador, temos que aplaudir e desejar sorte – analisou.

Roberto Carlos em ação pelo Corinthians. Sonho de ir à Copa não vingou. Um dado, no entanto, enfraquece a tese de Roberto Carlos. A média de idade do atual grupo é um pouco superior em relação ao que foi à Alemanha, em 2006 (passou de 28,2 para 28,7). É a equipe brasileira mais velha da história dos Mundiais. O “vovô” da turma é o lateral-esquerdo Gilberto, do Cruzeiro, com 34 anos. O mais novo é o meio-campista Ramires, do Benfica-POR, com 23.

O técnico Ricardo Gomes confirmou que o zagueiro Miranda, que ficou afastado dos treinamentos na última semana, irá se reapresentar no CT da Barra Funda na tarde desta segunda-feira, quando o treinador iniciará os preparativos para a partida de quarta, contra o Cruzeiro, pela Taça Libertadores da América. E o camisa 5 só terá sua escalação definida após um papo com o treinador. - O Miranda ficou muito tempo sem treinar. Ele voltará a trabalhar na segundafeira e depois vamos avaliar se ele estará em campo – afirmou o treinador, quando questionado sobre o assunto. Miranda está afastado do São Paulo desde a última segunda-feira, quando sua irmã morreu em Paranavaí (PR) aos 30 anos, vítima de um ataque cardíaco fulminante. Dispensado pela diretoria, ele não participou das partidas contra Cruzeiro, disputada na última quarta-feira, no Mineirão, e Botafogo, realizada no último domingo, no Morumbi.


Comunidade News

Página 36|de 18 a 24 de maio de 2010| Edição 333

Classificados aluga-se

ALUGA-SE apartamento de dois quartos em Danbury (CT). Localizado em condomínio, o imóvel tem sala de estar e de jantar, cozinha com lavadora de louça, banheiro e lavanderia. Valor: $1,380 (utilidades incluídas). Disponível a partir de 1° de junho. Tratar pelo telefone (203) 9428309. ALUGA-SE apartamento por temporada na Barra da Tijuca (RJ). Imóvel de um quarto, todo mobiliado, com telefone e de frente para o mar, estilo apart hotel. Tratar pelo telefone (202) 412-2577. ALUGA-SE apartamento por temporada em Copacabana (RJ). Imóvel de dois quartos, todo mobiliado, com acesso a internet e de frente para o mar. Tratar pelo telefone (202) 412-2577.

aluga-se ALUGA-SE apartamento em Danbury (CT). Dois quartos, sala, cozinha, banheiro e estacionamento para dois carros. Valor: $1,000 (sem utilidades). Tratar pelo telefone (203) 512-3534. ALUGA-SE apartamento de 2 quartos em Danbury (CT). Imóvel localizado em condomínio com piscina, tem sala de estar e de jantar, cozinha, banheiro e deck. Aquecimento incluído. Tratar pelo telefone (203) 790-4495 ou (203) 733-0588.

VENDE-SE

Asilo em New Milford (CT) precisa de funcionários para serviços de limpeza. Trabalho temporário. É necessário ter Social Security. Interessados ligar para McCalister no (203) 300-4498.

VENDE-SE companhia de landscaping em Danbury, Connecticut. Com clientes, trucks e equipamento. Valor: $27,500. Ligar para (203) 744-8899.

Classificados do Comunidade News. a melhor maneira de vender, comprar ou anunciar seus serviços. (203) 748-0123.

ORAÇÃO MILAGROSA

Confio em ti meu Deus, Pai, Filho e Espírito Santo. Meu único Salvador, com todas as minhas forças peço que me conceda esta graça que tanto desejo (peça três desejos, um de negócios e dois impossíveis). Reze nove vezes a Ave-Maria, durante nove dias, no último dia publique este anúncio e serão concebidos os desejos (mesmo que não acredite). Observe o que acontecerá no quarto dia de sua publicação. Dou graças pelos favores recebidos. Teu devoto F.S.

A academia Studio for Extraordinary Training

está procurando por novos associados e para o Programa de Perda de Peso. Nós oferecemos personal training, aulas diversas e boxe. Mensalidade apenas $199.00 por ano ou $25.00 por mês. Nenhum outro local oferece melhor preço! Para mais informações ligue (203) 947-9853 (Maite Duran). Entre em forma para o verão!

PROCURA-SE PESSOAS PARA OS SEGUINTES CARGOS: Motorista: necessário falar inglês fluente e ter carteira de Connecticut (regular ou tipo CDL A ou B); Ajudante: para trabalhar com mudanças locais. Necessário falar um pouco de inglês. Ligar para (203) 702-3333 e deixar recado com nome e telefone.

JUNK REMOVAL

Compra-se metal, cobre, alumínio. Carros velhos para desmanche. Paga-se o melhor preço do dia. Falar com Cabral (203) 994-7550 ou Léia (203) 942-7834 Classificados do Comunidade News. a melhor maneira de vender, comprar ou anunciar seus serviços. (203) 748-0123.


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 37


Página 38|de 18 a 24 de maio de 2010| Edição 333

Comunidade News


Comunidade News

Edição 333|de 18 a 24 de maio de 2010|Página 39


Página 40|de 18 a 24 de maio de 2010| Edição 333

Comunidade News

Comunidade News #333  

The Weekly Newspaper for the Brazilian Community