Page 1

Campo de futebol abandonado foto: Marcos Silva / JCA

O COMUNIDADE ATUANTE, COMUNIDADE FORTE

ZIKA ZERO

campo de várzea do bairro Etelvina Carneiro está abandonado pelos órgãos públicos da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) e Governo do Estado. A situação é tão critica que levou a suspensão do projeto socioesportivo no qual participam 102 crianças que correm o risco de acidentes em razão do péssimo estado do alambrado. O campo recebeu iluminação em 2009 do Projeto Campos de Luz, e teve os postes, refletores e e os cabos da rede elétrica furtados. Esporte Página 8

foto: Marcos Silva / JCA

P

ara combater o Aedes aegypti, os Governos Municipal, Estadual e Federal declararam guerra ao mosquito. Na Região Norte, os mutirões de limpeza são realizados (foto) para recolher pneus, latas, garrafas, vasos, móveis, entre outros inservíveis. Profissionais da saúde estão envolvidos - Agentes de Controle de Endemias (ACE), Agentes Comunitários de Saúde (ACS), Defesa Civil (Comdec), gerências de Saúde, Manutenção e Limpeza Urbana. O MEC anunciou o Zika Zero envolvendo os estudantes, professores e servidores da educação para combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor dos vírus causador da Zika. A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou para o recente aumento de casos de microcefalia em bebês na América Latina.

Depósito do Vivi encerra atividades Página 6

Guarani -

Urbanização de rua mudará o trânsito local A Regional Norte, por meio do secretário Elson Júnior, anunciou que em breve o fluxo no trânsito do bairro Guarani será mudado. Com início das obras nas Ruas Marquesa de Santos e 1587, à avenida Waldomiro Lobo terá alteração circulação no trânsito com a nova sinalização.

Página 7

Página 5

PBH faz balanço do Planejamento Participativo foto: Marcos Silva / JCA

P

ela terceira vez a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) realizou reunião do Planejamento Participativo Regionalizado (PPR), projeto que começou em 2010 quando a cidade, que é dividida em 9 regionais, foi dividida em 40 territórios. Em 2011, cada região recebeu propostas com o propósito de “Planejar o Futuro”. Desta vez o encontro foi com os moradores e lideranças da Região Norte, que estão inseridos na Norte (N2). O secretário Josué Valadão prestou contas de algumas das 56 propostas apresentadas há cinco anos durante os encontros com a comunidade. Também disse que este ano a obra da nova UPA Norte (foto) que está abandonada será concluída.

Página 3 “Tudo posso Naquele que me fortalece”

Desde Outubro de 1996 - www.comunidadeemacao.com.br

Edição: 175 - Janeiro / Fevereiro - 2016 / Ano XVIII - DISTRIBUÍÇÃO GRATUÍTA Jornalcomunidadeemacaooficial

cajornal

(31)

99626-6253

comunidadeemacao


2

Janeiro - Fevereiro / 2016

dia-a-dia

NOTÍCIAS DE DEST AQUE NA MÍDIA DESTA

Alunos com maior renda podem passar a pagar por universidade pública Agência Senado

Use WhatsApp para reclamar: 99626-6253 Semáforo queimado O semáforo de pedestre na esquina da Rua Samambaia com a Avenida Saramenha, no bairro Guarani está queimado, faz um bom tempo. O problema foi encaminhado a BHTrans e até agora nada foi resolvido. Tudo indica que será solucionado depois que houver um acidente.

moveis entre outros em qualquer lugar. Alguns pontos são conhecidos, como a Rua Joaquim Cardoso com Avenida Basílio da Gama, no bairro Tupi B. O pior acontece nos fins de semana. Moradores que vão até à URPV, na Av. Basílio da Gama, ao encontrar fechada depositam os “bagulhos” no portão.

A comunidade já sugeriu, pediu para que as URPV’s permaneçam abertas nos fins de semana, para facilitar o descarte dos inservíveis. O pedido é válido, pois as pessoas trabalham durante os dias úteis e chegam à noite em casa, por isso não tem como descartar os produtos no horário comercial. foto: Marcos Silva / JCA

Olha lixo na Avenida, gente!!! Sem fiscalização por parte da SLU e Regional Norte, o canteiro central da Avenida Saramenha virou ponto de descarte de lixo, entulho e bota fora de móveis velhos. A foto é no cruzamento das ruas José Clemente, Macaúbas e Avenida Saramenha. Caminhando pela avenida é comum encontrarmos sofá velho e entulho por todo lado.

Estudantes de universidades públicas com renda familiar superior a 30 salários mínimos (R$ 26,4 mil) poderão passar a pagar anuidade escolar. A proposta (PLS 782/2015) foi reapresentada no final de 2015 pelo senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) e aguarda manifestação das comissões de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e de Educação, Cultura e Esporte (CE), cabendo a esta a votação final. De acordo com o projeto, o cálculo dessa anuidade deverá levar em conta a média do custo per capita dos alunos matriculados no mesmo curso em universidades privadas. Apesar do esforço da política de cotas para democratizar o acesso às universidades públicas, Crivella observou, com base em dados do IBGE, que a parcela de estudantes em melhor situação financeira no ensino superior público passou de 20%, em 2004, para 36,4% em 2014. “A despeito dos esforços para reverter essa contraversão da lógica inicial, a realidade mostra que isso foi insuficiente. A proporção de estudantes pertencentes ao quinto mais pobre da população, com renda per capita média de R$ 192, era 1,2% em 2004 e chegou a 7,6% dos alunos de faculdades públicas em 2014”, observa Crivella na justificativa do projeto. O parlamentar lembra que apresentou proposta idêntica dez anos atrás. Na ocasião, a iniciativa foi rejeitada pela CE, que a votou em decisão final. Embora reconhecesse o mérito do projeto, o relator, à época, recomendou sua rejeição tendo em vista a possibilidade de a gratuidade do ensino superior público ser discutida dentro de um projeto de reforma universitária em tramitação no Congresso.

Artigo de limpeza alertará sobre uso de água

URPV inútil Moradores têm questionado a função das URPV’s, uma vez que a população tem jogado os inservíveis, pneus,

Problemas no seu bairro ou na sua rua? Use o WhatsApp e informe ao SAC – Serviço de Apoio a Comunidade, para reclamar ou denunciar: lâmpadas queimadas, buracos em vias públicas, rede de água ou esgoto estouradas, mal atendimento na saúde pública. Você pode sugerir reportagens ou enviar um fato que esteja acontecendo na Região Norte. Nós vamos encaminhar aos órgãos públicos para solucionar a sua demanda. (31)

99826-6253

Os equipamentos e produtos de limpeza que gastam água para sua utilização têm um ano para incluírem em seus rótulos e embalagens a expressão: “Água pode faltar. Não Desperdice”. A nova lei (13.233/2015), que tramita no Congresso Nacional desde 2005, foi sancionada nessa quarta-feira (30/12) pela presidenta Dilma Rousseff. A medida será regulamentada para assegurar que o alerta estará em local visível, em destaque e com impressão em letras de tamanho apropriado. Produtos colocados à venda sem a recomendação estarão sujeitos à multa, apreensão e inutilização. A indústria poderá ter sua fabricação suspensa e até a cassação do registro da produção em desacordo com a norma. As punições estão previstas pelo Código de Defesa do Consumidor e podem ser aplicadas administrativamente pelos órgãos de vigilância. O prazo de 365 dias é para que os fabricantes possam se adaptar. De acordo com o diretor da área de hidrologia da Agência Nacional de Águas (ANA), Ney Maranhão, vem em boa hora. “É uma medida educativa, que deverá contribuir para sensibilizar o consumidor a economizar água e ajudar a reduzir riscos de novos desabastecimentos.” A lei das águas prevê que água é um bem comum e a responsabilidade pelo seu bom uso é de todos, inclusive da população. O ano de 2015 foi marcado por uma crise hídrica sem precedentes, que atingiu principalmente as regiões sudeste e nordeste, afetando a vida de mais de 12 milhões de pessoas.


Junho -- Fevereiro Julho / 2015 Janeiro / 2016 Reportagem: Marcos Silva

comunidade

33

PBH faz balanço do Planejamento Participativo fotos: Marcos Silva / JCA

Com a participação de mais de 380 pessoas entre lideranças sociais e funcionários da Prefeitura de Belo Horizonte, foi realizada no último dia 21 de janeiro, a reunião de prestação de contas do Planejamento Participativo Regionalizado (PPR) no CRAS - Dona Brasilina, na Via 240 (Avenida Risoleta Neves). Foi o terceiro encontro da Região Norte e desta vez os moradores do território Norte 2 (N2) foram contemplados. O território é integrado pelos bairros: Conjunto Floramar, Tupi A e B, Solimões, Felicidade, Lajedo, Maria Tereza, Mirante, Monte Azul, Novo Aarão Reis, Novo Tupi e parte do Ribeiro de Abreu. O secretário Elson Júnior iniciou a reunião destacando a participação das lideranças da região, onde podem pontuar os acertos, erros e com sugestões de melhorias para dar atendimento ao cidadão. Em seguida o secretário municipal de Obras e Infraestrutura da Capital, Josué Valadão, apresentou a situação de algumas das 56 sugestões apresentadas pelos moradores em 2011. Ele falou da necessidade do planejamento e ressaltou algumas obras realizadas na região, infraestrutura, habitação, saneamento e implantação de serviços públicos, como escolas e unidades de saúde que já estavam previstas desde a gestão anterior, dando continuidade aos projetos. O destaque ficou para as Umeis, implantação de Academias a Céu Aberto e o Move. Valadão falou dos grandes projetos que estão para “sair da gaveta”, como a revitalização do baixo Onça, local previsto para ser construído um parque, às margens do ribeirão. A revitalização do complexo do córrego Tamboril, que envolve parte da Rua Ari Barroso, Avenidas Fazenda Velha e Catulo da Paixão Cearense. “Assim como planejamos a nossa vida, as nossas atividades, planejamos a vida da cidade, ressaltando a importância da população participar com sugestões”, disse o secretário. Algumas obras citadas fazem parte do Orçamento Participativo. A urbanização da Avenida Basílio da Gama – conquistada no OP DIGITAL de 2011, em fase de elaboração de projeto e a Avenida Fazenda Velha, que tem projeto executivo pronto com recursos do PAC 2. O valor da Obra estimado é de R$ 68 milhões. Dona Arnalda, liderança do bairro Tupi, considerou que a reunião foi boa e “serviu para a gente ficar sabendo do que está acontecendo na prefeitura”, avaliou. Robson Motta saiu desapontado e criticando o encontro. Ele disse que não acrescentou em nada as informações prestadas em outras reuniões e lamentou em saber que o projeto do OP Digital ainda vai demorar mais. “Outros projetos estão sendo feitos na frente e a Basílio da Gama não anda”, criticou o morador do Bairro Tupi.

O secretário Josué Valadão prestou contas das sugestões população da Regional Norte, entre eles algumass foram realizados na gestão anterior ...

...outras como Academias a Céu Aberto, implantadas em algumas praças da Região Norte, estão quebradas e sem manutenção, como reclamou Orlando Aparecido Silva(53) “os aparelhos que estão no Parque 1º de Maio estão conservadas, as das praças estão abandonadas”. foto: Arquivo - JCA

Obras inacabadas Após o balanço das atividades da Prefeitura na Região os secretários Josué Valadão e Elson Júnior responderam aos questionamentos, feitos por escrito, pelas lideranças. Muitos deles eram pontuais e não estavam no contexto da reunião ou eram reclamações/solicitações. Dois chamaram atenção: a obra inacabada da nova UPA/Norte na Via 240 e a obra da Avenida Basílio da Gama (que teve mais de 5 mil votos, a segunda mais votada da cidade no OP Digital). O Secretário Josué Valadão informou que a empreiteira que estava executando o projeto da UPA, abandonou a obra e pediu distrato da licitação com a Prefeitura. O secretário garantiu a conclusão da obra e a inauguração até o final deste ano. No mesmo espaço também está prevista a farmácia de produtos homeopáticos, obra que também está paralisada.

Editorial

Casando com a viúva O Jornal COMUNIDADE EM AÇÃO obteve informações que as empreiteiras têm pedido destrato dos contratos em sua maioria por atrasos de pagamentos por parte da Prefeitura. Sob a condição do Jornal não citar a fonte, um empreiteiro disse que por diversas vezes teve que recorrer aos bancos para conseguir empréstimos e quitar a folha de pagamento dos empregados. Em outros casos é necessários que as empreiteiras solicitem aditivos de tempo ou recursos por haver divergências no tempo de execussão e preço da obra. O problema se torna maior quando a empreiteira abandona a obra, pois aquela que vai suceder tem que assumir toda a responsabilidade. É como o homem que casa com uma viúva, tem que assumir os filhos dela, se foram bem educados pelo falecido, sorte de quem assume. Senão... No caso da obra é a mesma coisa, se empresa anterior fez uma boa obra, tudo termina bem. Se não a responsabilidade é de quem finaliza a obra. A pior notícia foi da desistência da Prefeitura de construir da UPA Waldomiro Lobo, promessa de campanha de reeleição do Marcio Lacerda. O povo acreditou e dançou.....

A canalização da avenida Basilio da Gama, obra do OP Digital 2011, ainda não tem projeto. Enquanto isso os moradores convivem com as enchentes e o esgoto que invadem as residências


4 sintonia

Janeiro - Fevereiro / 2016

Barrados no Minas Shopping foto: Marcos Silva / JCA

Minha casa, minha vida A Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (Urbel), em parceria com o Ministério das Cidades e a Caixa Econômica Federal, entregaram no final de dezembro, 132 apartamentos por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida. Na Região Norte, foram entregues 56 apartamentos no residenciais Colibris I e II, na Rua Oliveira Fortes no Bairro Providência. Além de recurso do Governo Federal, a Prefeitura doou o terreno, no valor de R$ 1,3 milhão e fez o aporte de R$ 263 mil para a construção do empreendimento. A Urbel fará o acompanhamento social de todas as famílias beneficiárias, por um ano, após a entrega das chaves. A costureira Perpétua Paula Del Cantonie, contemplada com um apartamento no Residencial Colibris I, esperou seis anos para receber o imóvel. No mesmo mês foram entregues 76 unidades habitacionais na região do Barreiro. Joel Lucas (foto) assessor da Urbel, entregou aos moradores as chaves dos apartamentos do bairro Providência.

Para que serve Facebook e as Regionais? Uber juntos Recentemente uma liderança comunitária fez esta pergunta para a Coluna. Ele disse que não consegue resolver nada mais na Regional Norte. Todos os serviços que estavam ao alcance do cidadão no órgão foram transferidos para o BH Resolve. Diante disso penso que o criativo anúncio do posto de gasolina surgiu dai. “Pergunta no BH Resolve!!”, até porquê eu também não sei responder.

A informação está nos sites de notícias de tecnologia. Em breve o usuário do Uber poderá contratar os serviços pelo Facebook. Por enquanto a parceria está sendo testada nos Estados Unidos, com o objetivo de facilitar o pedido do transporte. Para quem achava que a polêmica estava resolvida, pode preparar para o próximo round.

foto: Divulgação / PBH

Menores de 18 anos estão sendo impedidos de entrar no Minas Shopping. O acesso é permitido somente acompanhado de um dos pais ou responsável. Em todas as portarias ficam seguranças privados solicitando documentos de identidade ao jovens. Advogados consultados pela Coluna, foram unânimes em dizer que a atitude da direção do Minas Shopping fere o direito constitucional do cidadão de ir e vir. É importante lembrar que para o shoppins funcionar, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) concedeu um alvará de funcionamento que torna o espaço público. Por onde andam os promotores públicos, deputados, vereadores, de Belo Horizonte que ainda não fiscalizaram isso?

Lacerda e facão A “Rádio Corredor” está anunciando que o prefeito Marcio Lacerda está amolando o facão para cortar alguns cargos nas Regionais e Secretarias Municipais. Muitos destes cargos são indicações de vereadores. A operação facão tem como meta fazer economia na folha de pagamento. Objetivo, segundo a fonte, é economizar cerca de R$60 mil por mês em cada Regional, que multiplicados no ano podem chegam a R$6.480 milhões. Uma coisa é certa, o prefeito não vai precisar de lanterna para encontrar “gerentes de facebook e cicerone de vereador em eventos da Regional” para diminuir a folha de pagamento.

Continua na contra mão Não foi só com a Rede de Comerciantes Protegidos da Waldomiro Lobo/Guarani que o Major Paulo Henrique, comandante da 18ª Cia. PMMG rompeu. O mesmo aconteceu com a Rede de Comerciantes da Rua Furquim Werneck, no Bairro Tupi. Depois de receber críticas pelo atendimento da PM no whatsapp, o Comandante deixou de fazer parte do grupo na rede social que articulava as ações de segurança junto com os comerciantes. O trabalho de prevenção da segurança pública, que vinha surtindo efeito nos dois corredores comerciais, por determinação e empenho dos participantes, não ficaram inertes.


comunidade 55

Junho -- Fevereiro Julho / 2015 Janeiro / 2016

Guerra contra o Aedes Aegypti *Redação Para combater o mosquito Aedes aegypti, a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) em parceria com a Coordenadoria de Defesa Civil (CONDEC), tem realizado diversas ações na Região Norte. Além de alertar e conscientizar os moradores da região, o velho e conhecido mutirão está de volta. Todas as forças na batalha contra a proliferação do mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e do zika vírus têm sido somadas. Os bairros Floramar, Tupi, Felicidade, Guanabara São Tomas tiveram o mutirão de limpeza. Cerca de 6600 imóveis receberam a visita dos agentes da zoonoses onde recolheram pneus, latas, garrafas, vasos, móveis, entre outros inservíveis. Profissionais da saúde estão envolvidos Agentes de Controle de Endemias (ACE), Agentes Comunitários de Saúde (ACS), Defesa Civil, gerências de Saúde, Manutenção e Limpeza Urbana. As crianças e os adolescentes que participam do Programa Escola nas Férias, promovido pela Prefeitura entraram na guerra. Foram treinados para identificar e eliminar possíveis focos do mosquito e assim atuarem como “fiscais” em suas residências e comunidade.

Preocupação aumentou Se a dengue preocupava a população e os agentes públicos de saúde, som-se agora, a febre chikungunya e o zika vírus. Os recentes casos de microcefalia no nordeste do país chamaram atenção das autoridades da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do governo norte-americano. A OMS considera que o recente aumento de casos de microcefalia e de desordens neurológicas em bebês na América Latina, constituí uma emergência de saúde pública de alcance internacional, adiantando que existe uma forte suspeita de que o aumento dos casos seja causado pelo vírus Zika. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, solicitou ao Congresso para liberar US$ 1,8 bilhão para financiar ações de prevenção ao vírus. A maioria dos casos de infeção pelo vírus nos Estados Unidos é de pessoas que viajaram para as zonas mais infestadas pela doença. As autoridades sanitárias norteamericanas confirmaram ainda um caso de transmissão por via sexual. Os fundos deverão ser usados para preparar o país para o impacto da doença que está se propagando muito rapidamente na América do Sul e Central.

A população tem descartado os inserviveis durante multirões e campanhas de combate ao Aedes Aegypti

O que é microcefalia A microcefalia é um distúrbio de desenvolvimento fetal que resulta num perímetro do crânio infantil abaixo do normal, com consequências no desenvolvimento do bebê. O vírus Zika também é suspeito de causar a síndrome neurológica de Guillain-Barré, que pode levar a uma paralisia definitiva. Os sintomas e sinais clínicos da infeção pelo vírus, transmitida (de forma comprovada) aos seres humanos por picada de mosquitos Aedes aegypti, são muito parecidos com os da gripe, provocando febre, erupções cutâneas, dores nas articulações, conjuntivite, dores de cabeça e musculares. Geralmente, os sintomas começam a desaparecer quatro ou cinco dias depois. O período normal de incubação varia entre três a 12 dias.

Zika Zero O Ministério da Educação (MEC) quer mobilizar estudantes, professores e servidores da educação para combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor dos vírus causadores da Zika, dengue e da febre chikungunya. O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, se reuniu com representantes de entidades ligadas ao ensino da educação básica, tecnológica e superior para apresentar a campanha Zika Zero. De acordo com o MEC, entre as ações previstas está a distribuição de material educativo para mais de 2,7 milhões de professores e gestores da educação básica. O Ministério também pretende assinar o Pacto da Educação Brasileira contra o Zika, no qual secretarias estaduais e municipais de educação se comprometerão com a campanha. O MEC enviará cartas a reitores, diretores, secretários, servidores e pais de alunos com orientações. A estratégia é usar a abrangência das redes federal, distrital, estaduais e municipais de educação para levar informações sobre as formas de extermínio do mosquito e identificação da doença. Segundo o ministério, a educação é uma poderosa arma para combater o mosquito. A partir do dia 19 de fevereiro, a intenção é fazer atividades periódicas de combate ao mosquito em todas as escolas. *Com Agência Brasil


6

espaço empresarial

Depósito do Vivi encerra atividades

foto: Divulgação

“A vida nem sempre é do jeito que gostaríamos que fosse, mas em tudo devemos dar graças a Deus e ter a certeza de que Ele sempre está no controle.” Com esta frase em uma carta distribuída há vários clientes, o “Depósito do Vivi” anunciou o encerramento das suas atividades na loja do Bairro Tupi. Foram 40 anos no comércio de material de construção, tempo em que construiu amizades e fidelizou clientes por três gerações na direção do depósito. “Esperamos ter deixado não só a sua casa mais bonita e arrumada, mas também a certeza de que foi sempre bem atendido e que cumprimos a nossa missão de construirmos amigos ao longo desse nosso período de funcionamento,” cita na carta. Em outros trechos a direção do Comercial Silverata Ltda. (razão social do Depósito do Vivi), usa um versículo bíblico para manifestar a sua fé cristã que orientou a condução dos negócios da família. “Combati o bom combate, terminei a minha corrida, conservei a fé.” (Segunda carta de São Paulo a Timóteo, cap.4, vers. 7). O propósito para aquele local é estabelecer um novo tipo de negócio que ainda está em formatação. Mas a família continua no seguimento de materiais de construção com a loja do Bairro Dona Clara. Para encerrar as atividades a empresa realizou o tradicional encontro de véspera de Natal com os clientes. Desta vez não ficou só nos votos de boas festas e feliz ano novo, mas o desejo de boa sorte e a certeza que em breve as portas reabrirão e continuará a fazer parte da história do Tupi e adjacências. Serviço: ORGANIZAÇÕES SILVERATA Av. Sebastião de Brito n°1375, Dona Clara - 3497-6030 – vendas@silverata.com.br

Janeiro - Fevereiro / 2016

Segundo João, Jesus, o Verbo Em cada aspecto do dia, Jesus estava consciente do Pai. Contemplava-o nas nuvens e nas sombras das nuvens que passavam sobre a terra. Via a face do Pai refletida nas lagoas tranquilas e leve impressão de seus pés sobre a areia; e frequentemente fechava os olhos para olhar melhor dentro dos olhos sagrados. Á noite, falava-lhe com a vós do Pai, e na solidão Ele ouvia o anjo do Senhor chamandoo, e quando silenciava para dormir, ouvia o murmúrio dos céus em sonhos. Estava frequentemente feliz com todos e costumava chama-los de irmãos. Notai bem, Ele que foi a Palavra Primeira, chamava-nos irmãos, embora não passássemos de sílabas proferidas ontem. Perguntas por que eu lhe chamo Palavra Primeira? Porque no princípio, Deus movia-se no espaço, e de sua desmensurada agitação,

nasceram a terra e as estações da terra. Depois, Deus moveu-se novamente e a vida jorrou, e a ânsia de si própria. Depois, Deus falou; e suas palavras era o homem, e o homem, era um espírito, gerado pelo Espírito de Deus. E quando Deus assim falou, o Cristo foi a sua Primeira Palavra, e essa palavra era perfeita, e quando Jesus de Nazaré veio ao mundo, a Primeira palavra proferida para nós é o verbo, que se fez carne e habitou entre nós. Jesus, o Ungido foi a primeira palavra de Deus dirigida ao homem, assim como se num pomar uma macieira brotasse e florisse um dia antes das outras árvores. E no pomar de Deus, esse dia valia uma eternidade. Somos todos filhos do Altíssimo, mas o Ungido foi o primogênito, que encarnou em Jesus de Nazaré e ele andou entre nós. Digo isso para que compreendais não só na mente,

Paulo Roberto Areal mas também no espírito. A mente pesa e mede, mas é o espírito que alcança o coração da vida e abraça o segredo, e a semente do espírito é eterna. O vento pode soprar e depois se acalmar, e o mar subir e depois repousar, mas o coração da vida é uma esfera quieta e serena, e a estrela que nela brilha está fixada para todo sempre. (Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (JOÃO 3-16 ).

Pastor e Jornalista pastorpauloareal.blogspot.com.br pauloareallivro3@yahoo.com.br

Reproduzido conforme o original, com informações e opiniões de responsabilidade do autor.

Coluna do Altivo

Ai do Pastor inútil que abandona o rebanho! Jesus Cristo, no livro de Marcos, 16:5, determina-nos ir por todo o mundo, pregar o evangelho a toda criatura. Existem uma infinidade de portinhas abertas Brasil a fora, que não chegam a 30 membros. Será que os tomadores de conta dessas obras acham que estão cumprindo a ordem do senhor Jesus Cristo? Eu acho que não! A obra precisa se espandir e com uma pequena porta com um tomador de conta do salãozinho eternamente parado sem crescer, não acredito que o dirigente pensa que está tudo bem. Vou testemunhar das maravilhas que Deus tem operado em minha vida, na Igreja Pentecostal “Deus é Amor”. Eu pedir para publicar outros milagres anteriormente e na Altivo Alves medida do possível, outros milagres trarei ao seu conhecimento, para aumentar sua fé. facebook.com /altivoalves Milagres: torsão e inchaço do joelho esquerdo; coração; altivoalves.blogspot.com.br hérnia no umbigo; 2 emorragias, uma nas narinas e outra na Reproduzido conforme o parede intestinal. Jesus Cristo me curou e pode curar você, não original, com informações e jogue seu dinheiro fora, procure os obreiros de Deus. opiniões de responsabilidade Tenho resultados de exames. do autor.


Junho -- Fevereiro Julho / 2015 Janeiro / 2016

mobilidade 77

Guarani terá uma nova circulação no trânsito fotos: Marcos Silva / JCA

O secretário de Administração Regional Municipal Norte, Elson Júnior, anunciou que em breve os bairros Guarani e Minaslândia terão uma nova circulação no fluxo de veículos. O secretário, que não quis dar entrevista, se reuniu com um grupo de lideranças sociais e comerciantes na sede da Regional Norte, para apresentar o projeto de urbanização que envolve a Rua Marquesa de Santos, a rua 1587 e a Avenida Waldomiro Lobo. As obras já iniciaram com a construção de uma rede de drenagem. Em seguida será a pavimentação, implantação das calçadas e jardinagem/ arborização. O secretário Elson Júnior abriu a reunião resgatando a história e dizendo da complexidade para resolver o problema da rua. Foi necessária uma pesquisa nos arquivos em diversas Secretarias da Prefeitura para descobrir o responsável pelo loteamento. A empreendedora do espaço deveria ter feito a urbanização da rua, mas a empresa que sucedeu o antigo proprietário se negou a fa-

zer. Diante disso o executivo se resguardou juridicamente para posteriormente dar início as obras, o que consumiu um bom tempo. Assim que obra for finalizada, a BHTrans implantará uma nova circulação de trânsito no local, explicou Elson Júnior. A Rua Reis de Almeida passará ter mão única até a esquina da Rua Marquesa de Santos, no sentido Minaslândia. A atual conversão à esquerda na Waldomiro Lobo, em direção a Rua Siri para acessar a Avenida Saramenha que vai acabar. Para ir Avenida Saramenha, o motorista terá que contornar o quarteirão e sair na rua ao lado do supermercado e transpor a avenida. O local receberá três semáforos para veículos e pedestres. “Isso já está acertado com a BHTrans”, disse o secretário Regional. O ponto do Guarani Táxi deverá mudar para a rua lateral ao supermercado, ficando na esquina da Avenida Waldomiro Lobo. A sinalização nas esquinas da Rua Siri com Avenida Waldomiro Lobo era uma soli-

citação antiga, segundo Edmilson Carneiro, comerciante e ex-presidente da Sociedade Comunitária do Bairro Guarani (Scobag). “Recentemente o vereador Coronel Piccinini encaminhou, quando eu ainda estava na presidência da associação do bairro, nosso pedido para a BHTrans para colocar sinalização aqui na esquina”. Ex.presidente elogiou o projeto, disse que superou as expectativas e que a mudança vai melhorar o fluxo dos veículos. “Isso aqui é uma bagunça do jeito que está”, completou Edmilson, falando do tráfego congestionado no inicio da manhã e no final da tarde. Segundo a Regional Norte, foram convidados os taxistas e a direção do supermercado, porém ninguém compareceu. Para as lideranças sociais e comerciantes envolvidos na demanda, e presentes na reunião, todos manifestaram favoráveis às mudanças, incluindo a representante da Drogaria Araújo.

Em reunião na sede da Regional Norte o secretário Elson Júnior (foto acima) anunciou a urbanização da Rua 1587 no Minaslândia (foto abaixo) que receberá a nova circulção do trânsito da av. Waldomiro Lobo


8

esporte

Janeiro - Fevereiro / 2016 esporte@comunidadeemacao.com.br

Campo de futebol é uma ameaça para usuários Marcos Silva * Reportagem

E

m situação de total abandono o campo do Etelvina Carneiro pode ficar de fora dos jogos do campeonato do FMF/ DFA. Quem denúncia é o Gleidson Souza Oliveira Matto (Dé), presidente da Associação Atlética Etelvina Carneiro, que tem lutando para conseguir um paliativo de reforma na infraestrutura do campo no Bairro Etelvina Carneiro. Os vestiários não oferecem o mínimo de conforto, estão com o piso praticamente na terra. O alambrado está todo quebrado e algumas partes estão escoradas com madeiras que foram improvisadas pelo dirigente da Associação. “Na situação em que está o campo não passa na vistoria da Federação (FMF)”, explica Dé. Sem o campo, que corre o risco de ser interditado para os jogos, os times do bairro terão que escolher outro campo da Regional Norte para jogar. O descaso é ainda pior e assustador, o campo possuia iluminação, instalada pelo programa Campos de Luz do Governo do Estado. A fiação, todos os postes, com os refletores foram furtados e nada disso foi apurado. Segundo um ex-dirigente de um dos cinco clubes que usam o campo, todo equipamento de iluminação está sendo usado em uma fazenda que foi transformada em loteamento no limite de Belo Horizonte e Santa Luzia. Por ter problemas de drenagem, durante o período de chuvas o campo fica alagado e cheio de barro. Isso atrapalha os projetos sócioesportivos, que a associação do bairro mantém com 101 crianças.

“Aqui não temos convênio com a Prefeitura de tipo nenhum, eu tiro do meu bolso dinheiro para comprar lanches para as crianças e conto com apoio de alguns comerciantes do bairro que contribuem com alguma coisa”, conta o Dé. Ele disse que procurou a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer e cada vez ouve-se uma história diferente. Que existe projeto de reforma, mas que não tem dinheiro, “outra hora é que nem projeto tem para manutenção do campo”, completa. Quanto à iluminação do campo que foi furtada, Dé não sabe dizer se os dirigentes da época tomaram alguma providência levando para polícia ou Secretaria de Desenvolvimento Social e Esporte (SEDESE), que coordenava o programa. Quanto ao projeto da escolinha de futebol mantido pela associação, ficará suspenso em 2016. “É muito arriscado colocar as crianças no campo e correr o risco do alambrado acabar de cair e machucar uma criança”, disse o líder social do bairro.

porte: Em atenção à sua demanda informamos que, por meio de parcerias firmadas entre com o Governo de Minas Gerais e centenas de prefeituras mineiras, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) realizou a instalação interna de diversos campos amadores em todo o Estado, beneficiando milhares de pessoas. Dentre os projetos aprovados até o ano de 2009, constou a implementação do sistema de iluminação do campo de futebol amador da Regional Norte de Belo Horizonte.

A parceria foi firmada em mais de 300 cidades, totalizando a instalação de sistemas de iluminação em cerca de 600 campos de futebol amador. A Cemig esclarece, ainda, que, conforme estabelece o convênio firmado à época, a manutenção, o pagamento da tarifa de energia e a vigilância das instalações são de inteira responsabilidade das prefeituras dos municípios beneficiados, clubes esportivos ou associações comunitárias. A companhia não foi comuni-cada pelos responsáveis pela gestão

do local sobre a atual situação do citado espaço (sic). Após a iluminação implantada nos campos, passaram a ser disputados jogos amistosos ou de campeonatos como a Copa Corujão e realização de eventos promovendo a integração das comunidades. Campos como do Etelvina Carneiro, Saga Esporte Clube e Associação Esportiva Santa Lúcia foram campos que receberam a iluminação do Projeto Capos de Luz. foto: Marcos Silva / JCA

Secretarias de Esportes responderam - O Jornal COMUNIDADE EM AÇÃO procurou as secretarias de esportes Municipal e Estadual que por meio de notas responderam: A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SMEL): Conforme vistoria realizada na terça-feira, 26/01/2016, no campo do Etelvina Carneiro, entre SMEL e SUDECAP, foi definido que será realizado a substituição do alambrado, do portão e do Para-bola que corre o risco de queda(sic). A SMEL não informou data para obras. Secretaria Estadual de Es-

O alambrado em torno do campo que sustenta a placa de obras da Prefeitura está quebrado e ameaça cair diante, disso o projeto que atende 101 crianças está suspenço

Só na R esenha Resenha Campo de Madalena – O que poderia ser um espaço revitalizado no Bairro Felicidade, foi ignorado pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). O secretário Estadual de Esporte, Carlos Henrique (PRB), informou a coluna que colocou a disposição, por meio de um convênio, R$300 mil

para as obras no local. Josué Valadão, secretário de Obras e Infraestrutura, esteve no local e mostrou se interessado, mas a coisa desandou. Carlos Henrique disse que os valores para os trabalhos talvez não fizessem do campo uma “Brastemp”, mas melhoraria bastante para uma comunidade que não dispõe de espaço para lazer e eventos.

Nosso comentário – O campo do Madalena parece que tem uma cabeça de burro enterrada. Tudo que é para ser feito naquele local é complicado, de posto policial ao campo de futebol nada foi para frente. Se Deus não entrar no meio, a comunidade terá os seus sonhos postergados. Torneio da Paz – Com a participação do São José Operário, Providência, Vasquinho/Portuguesa, Rio Verde, União e Granada. Os times são formados por atletas com idade a partir de 48 anos. Os jogos acontecem aos sábados à tarde. Na organização Tota, Elson e Capitão Leopoldo. Liga Esportiva Extraordinária – Tudo indica que o futebol é só motivo para uma resenha no boteco depois do jogo. Daí o nome da Liga. São todos bons de copo: Madureira, Devid, Matheus, Lorinho, Já, Zezé, Flavinho, Jorge Barata, Du, Léo e Pezão. Mas a Liga não fica só nesta turma, há cada jogo tem um pé inchado diferente.

Profile for comunidadeemacaobh

Jornal COMUNIDADE EM AÇÃO  

EDIÇÃO 175 Janeiro / Fevereiro 2016

Jornal COMUNIDADE EM AÇÃO  

EDIÇÃO 175 Janeiro / Fevereiro 2016

Advertisement