Page 1

estadual Fred Costa chama atenção para a liberdade de ir-e -vir, do que tem se tornado o cotidiano dos grandes centros urbanos. A mobilidade urbana é mais do que tratar de transporte e de trânsito.

Página 5

Comida di Buteco Floramar. Este é

Diversas faixas e placas irregulares continuam ocupando o espaço público nas ruas e avenidas da Região Norte. Comerciantes reclama da falta de critérios para a fiscalização. Página 4

o nome do tira-gosto do Bar da Cida no tradicional concurso gastrônomico

Foto: Marcos Silva / JCA

A Mobilidade Urbana Faixas irregulares Deve Ser Planejada continuam Na coluna Opinião o artigo do deputado

Leia na página 4 do Suplemento IN

Edição:140 Abril de 2011 Ano: XIV Distribuição Gratuita Prestigie o comércio do seu bairro, você ganha tempo. “Tudo posso Naquele que me fortalece”

www.comunidadeemacao.com.br

Furquim Werneck será mão única

Correios inaugura Centro de Distribuição Uma unidade dos Correios foi inaugurada na rua Furquim Werneck no bairro Tupi. O Centro de Distribuição vai atender cerca de 140 mil pessoas, com uma média diária de 30 mil objetos.

Foto:Marcos Silva / JCA

Página 4

Você sabe o que é bullyng ? Colocar apelidos, humilhar, xingar, bater, “zoar” ameaçar, essas atitudes fazem parte de um fenômeno que existe nas escolas Foto:Marcos Silva / JCA

Página 6

Transformando vidas Com cinco anos de trabalho, um dos projetos sociais da Scobag, que ensina balé a 180 alunos. No inicio eram sete crianças matriculadas, atualmente existe lista de espera para participar das aulas. Além da dança, as alunas melhoram o comportamento e a convivência no cotidiano.

Página 3 do Suplemento IN

Capoeira na escola É a proposta que seja a capoeira, que reúne dança, luta e arte, inclusa no currículo das escolas brasileiras.

A

rua Furquim Werneck no bairro Tupi passará a ser mão única. Após dez anos de espera, a BHTrans acatou a sugestão dos moradores e comerciantes para a mudança da circulação do trânsito no local, que apresenta muita complicação aos motoristas e moradores que passam pela região.Agora é aguardar o projeto definitivo e a execução das obras pela Sedecap, que ainda não não tem verba para nova pavimentação da rua Lucílio Página 3 de Albuquerque.

2

Dia - A -Dia

Dilma lança Rede Cegonha

Ferró é campeã Depois de perde dentro de campo, a Ferroviária conseguiu no “tapetão” o título, chave BH, de campeão da Copa Itatiaia

Página 2 do Suplemento IN

Notas de Um Repórter Comunitário

de dengue 4 Epidemia 7 na regional norte

Laser, Cultura & Culinária


2

dia-a-dia

Abril / 2011 NOTICIAS DE DEST AQUE NA MÍDIA DESTA

Dilma lança Rede Cegonha

Foto:Marcos Silva / JCA

O abrigo do ponto de ônibus serve de depósito de lixo e criatório de dengue

Bancas de jornais Os moradores do Tupi estão indignados com a administração da Regional Norte que retirou as únicas duas bancas de jornal do bairro. Segundo informações das pessoas que ligaram para o SAC– Serviço de Apoio a Comunidade, os fiscais estiveram na banca da rua FurquimWerneck e a interditaram, pois alegaram ausência do permissionário. A falta da banca tem prejudicado os leitores que ficaram sem opção onde comprar jornais e revista. A reportagem do Comunidade em Ação entrou em contato com a PBH, mas ninguém falou sobre o assunto.

Foco de dengue e lixo Um morador do bairro

Guarani procurou o COMUNIDADE EM AÇÃO para reclamar do depósito de lixo acumulado em cima do abrigo de um ponto de ônibus (foto acima) que fica na esquina da avenida Waldomiro Lobo com rua Macaúbas. A situação fica pior com o período das chuvas, que transforma o local em um criatório de dengue. O morador tentou fazer a reclamação no telefone da Prefeitura (156), mas afirmou que o sistema é muito complicado na hora de escolher a opção de reclamação. Ele alega que os atendentes transferem a ligação e ninguém resolve nada, sem falar no custo da ligação que é muito caro.

Lixo na Saramenha “A Secretaria Regional Norte, por meio da Gerência de Limpeza Urbana informa

que foi aberto uma solicitação através do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), No dia 1312-10. A Fiscalização de Limpeza Urbana Norte informa que foi realizada vistoria no local no dia 2112-10 e verificado que o lixo foi colocado por um morador. O mesmo foi notificado para que não coloque entulho em local impróprio e a área foi limpa pela SLU Norte. Já em relação aos mutirões de Limpeza Urbana, a Regional Norte informa que no último ano (2010) foram realizados 35 mutirões de limpeza contra a dengue e recolhidos cerca de 480 toneladas de resíduos diversos além de 2655 pneus em 431 viagens de caminhões”. Atenciosamente, Gerência Regional de Comunicação Social da Secretaria Regional Norte GERCOM-N

O desafio de transformar o SUS em um sistema de alta qualidade e que atenda a toda população brasileira foi lembrado (28/3) pela presidenta Dilma Rousseff, durante a cerimônia de lançamento do Programa Rede Cegonha, em Belo Horizonte (MG). A presidenta afirmou que “esse grande desafio” não será negligenciado e que ela honrará o voto de todos os brasileiros. “Temos que fazer nesses quatro anos um enorme esforço. É um desafio [transformar o SUS em um sistema de alta qualidade], mas nós estamos aqui para enfrentar desafios… Por isso hoje estou muito feliz e desafiada”, disse. A respeito do programa Rede Cegonha, a presidenta explicou que ele é um dos mais importantes na área da saúde e primordial para o programa de combate à miséria. A presidenta frisou que enquanto houver desigualdade na área da saúde, “uma das mais severas”, o país não alcançará o objetivo de ser desenvolvido. Segundo ela, não é mais possível que as mulheres e bebês das classes média e as mais populares tenham um tratamento tão diferente. “Sei que nem todas as mulheres têm o que eu tive, mas eu tenho o sonho de garantir acesso à saúde de qualidade às mães, gestantes e bebês deste país”, completou. “Nós não vamos pactuar com a miséria e com a pobreza e não tem lugar onde a desigualdade é mais severa que na área da saúde. Garanto a vocês que não vai haver um dia em que o governo federal e o Ministério da Saúde não tentem melhorar o SUS”, afirmou. Nesse sentido, Dilma Rousseff garantiu que – com apoio dos estados e municípios – o governo lançará “um olhar cuidadoso” sobre as 44 mil unidades básicas de saúde e os 6 mil hospitais para que a qualidade e o acesso sejam assegurados à população. ProInfância – Em seu discurso, a presidenta citou o programa ProInfância – que tem o objetivo de construir 6 mil creches no país por meio do PAC – como o segundo passo para amparar a primeira infância no Brasil. Após o nascimento e o acompanhamento até os dois anos de idade, garantidos pela Rede Cegonha, o Estado tem que dar condições para que as crianças se desenvolvam, disse a presidenta. “A creche não está na área da assistência, está na área da educação. De zero a 6 anos, o que se trata é educar; é uma socialização, é o despertar, com estímulo, de toda a capacidade da criança quando ela olha o mundo pela primeira vez”, frisou.

Assembleia abre com foco no Anel Rodoviário Em ritmo acelerado, deputado Fred Costa protocola audiência pública, instala Frente Parlamentar e apresenta 125 propostas que tratam sobre mobilidade urbana, infraestrutura, turismo, meio ambiente, terceira idade e proteção aos animais. O deputado estadual Fred Costa (PHS) tomou posse no dia 1º de fevereiro na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e já no primeiro dia útil de mandato, protocolou mais de 100 projetos de lei e requereu onze Frentes Parlamentares, entre elas, a do Anel Rodoviário, Rodoanel e a do Complexo Viário Sul. O parlamentar adiantou que priorizará a urgente questão da Mobilidade Urbana, que aflige toda a Região Metropolitana de BH, como principal bandeira. “Protocolei audiência pública para ouvir e cobrar explicações do órgãos públicos sobre a falta de segurança que atinge o Anel Rodoviário. Ainda há bastante descaso, e participarei ativamente dos trabalhos na comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas”, adiantou Fred Costa (PHS). Apoiado por outros deputados, com o superintendente do DNIT/MG, Sebastião Donizete para cobrar maior agilidade do órgão. “A Frente Parlamentar pretende ser um instrumento dos parlamentares mineiros, para que juntos alcancemos soluções reais e atendamos às expectativas da sociedade no que se refere à segurança e mobilidade”, completou Costa. Para tratar do tema e estar à frente das novas alterações, o parlamentar terá mais duas reuniões com os órgãos públicos: Polícia Militar Rodoviária e com o vice-prefeito Roberto Carvalho (PT).


Abril / 2011

3

trânsito

Reportagem: Marcos Silva redacao@comunidadeemacao.com.br

Foi escolhida mão única para Furquim Werneck Fotos: Marcos Silva / JCA

No final, em entrevista ao COMUNIDADE EM AÇÃO, o vereador Edinho Ribeiro destacou a participação popular e que venceu a proposta que melhor atendeu a vontade dos moradores. “Aqui estão presentes as pessoas que escolheram, embora com a diferença de 12 votos, o que é melhor para elas”, disse Edinho. O vereador Bruno Miranda ressaltou a mobilização dos moradores e comerciantes que optaram pela proposta que melhor atenderá a todos. “O importante foi a transparência e a participação de todos” disse o político. Ele lembrou que o fato da BHTrans ouvir a comunidade é positivo ao contrario do que aconteceu na Cidade Nova, onde a BHTrans impôs alterações no transito sem consultar a população, que ficou revoltada com as mudanças. Para Bruno Miranda, é obrigação dos vereadores fiscalizar a implantação da sinalização e mudanças no trânsito.

E

m reunião na Escola Sebastiana Novais (22/03), a BHTrans apresentou as proposta de alteração do trânsito da rua Furquim Werneck, no bairro Tupi. Cerca de 120 pessoas estiveram na reunião, com momentos de tensão, para escolher uma das propostas apresentadas. Os técnicos da BHTrans iniciaram a reunião enfatizando a mobilização dos moradores, que algum tempo a empresa vem tentando solucionar do trânsito no local. Foram apresentadas duas propostas para alterar a circulação dos veículos pela rua Furquim Werneck, entre as ruas Otávio Tarquinio de Souza e José Lins do Rêgo. Ambas contemplavam a implantação da mão única. A primeira era a mão única sentido centro. A segunda é sentido bairro. Nas propostas, uma das faixas da rua será destinada ao estacionamento de veículos. A outra faixa ficará livre para o fluxo dos veículos e ônibus, com os veículos sem permição de estacionar. A opção de entrada ou saída, seria pela Av. Basílio da Gama e rua Lucílio de Albuquerque. A novidade será a implantação de semáforos, que controlaria o fluxo de veículos no cruzamento da Furquim Werneck com avenida Saramenha. Outra intervenção prevista, é a transposição de faixas na Av. Saramenha, esquina com rua Hermes Fontes, que será fechada. O acesso será no final da Av. Basílio da Gama, esquina com Saramenha. Após a apresentação, dez moradores da comunidade manifestaram quanto as propostas. A maioria optou pela mão única entrando no bairro. A justificativa era que facilitaria o desembarque das pessoas do ônibus que chega do centro e desce no local para fazer compras no comércio do bairro. Esta é a mesma proposta aprovada na reunião da associação do bairro com moradores e comerciante, realizada no último dia 02 de fevereiro, e que foi encaminhada a Regional Norte. Em seguida, os técnicos da BHTrans colocaram em votação as propostas para que a comunidade escolhesse. Com 66 votos a favor, a comunidade escolheu que a rua Furquim Werneck será mão única sentido a entrada do bairro, 54 foram contra.

Vereadores acompanham Dois vereadores, Bruno Miranda e Edinho Ribeiro estiveram na reunião acompanhando o processo de escolha da comunidade. Eles foram unânimes em defender a necessidades de mudança no transito local. Eles alegaram que estão cientes que a opção dos moradores presentes não agradaria a todos, mas que isso faz parte do crescimento da Região Norte.

A mudança A rua estreita e movimentada não comporta o trânsito local, a comunidade mobilizada conseguiu da BHTrans a promessa de implantar mão única

Entenda o problema Há cerca de dez anos, o trânsito da rua Furquim Werneck virou um problema em um dos principais centro comercial da Região Norte. O grande fluxo de carros, caminhões e três linhas de ônibus em uma rua estreita tem causado transtorno para quem arrisca circular naquela via. Em 2002 a BHTrans implantou placas que informavam que era proibido estacionar em alguns pontos da rua. De nada valeu, motoristas não respeitam e param em qualquer lugar, incluindo nos pontos de ônibus. A esquina das ruas Furquim Werneck com José Lins do Rêgo é o ponto mais critico. Sem respeitar a distancia minima que determina o código de transito, carros e caminhões estacionam na esquina impossibilitando, principalmente ônibus, a

fazer a curva. O resultado disso é o atraso nas viagens dos ônibus, e os passageiros acabam perdendo horário no seus compromissos. Sempre houve a proposta que implantasse mão única no local, e de preferencia no sentido centro bairro, para que não prejudicasse o comércio. O Jornal COMUNIDADE EM AÇÃO fez varias reportagens com moradores, motoristas e comerciantes que exigiam do poder público uma solução para o transito local. Outro ponto critico é o cruzamento da avenida Saramenha com Furquim Werneck. Sem sinalização de semáforo, o local é palco de constantes acidentes. A implantação da rotatória foi um paliativo.

A alteração de circulação do trânsito aprovada pela comunidade será a seguinte. A rua Furquim Werneck será mão única, da esquina da rua Otávio Tarquinio de Souza até a rua José Lins do Rêgo, no sentido centro - bairro. O lado esquerdo será destinado ao estacionamento e alguns pontos destinados a carga e descarga. As linhas de ônibus que circulam no local não terão seus itinerários modificados. No sentido bairro – centro, os carros e os ônibus da linha 1505, 70, 1505R passarão pela rua José Lins do Rêgo, descerão a rua Lucílio de Alburquerque, avenidas Basílio da Gama e Saramenha, e acessam a rua Afonso Schimdt e retomam o trajeto normal da rua Furquim Werneck. Segundo Cláudio Farias, técnico da BHTrans, ainda não existe uma data para implantação da nova circulação de trânsito. Para finalizar o projeto, será preciso no minimo três meses, e ainda vai depender da Sudecap para executar as obras na rua Lucílio de Albuquerque, uma vez que o asfalto não comporta o tráfego de ônibus e veículos pesados. Para Alaim Freire, dono da Casa Nino, a mudança escolhida não vai atender plenamente o trânsito local. A opção das linhas de ônibus circularem pela rua Antônio Bandeira, junto ao posto de gasolina é melhor do que passar pela rua Afonso Schimdt e Furquim Werneck. “Ali tem uma escola que causa maior confusão no horário de entrada e saída de alunos ou quando tem veículos manobrando para entrar nos Correios”, lembrou o comerciante. A esquina das ruas Furquim Werneck com José Lins do Rêgo é um dos pontos criticos do principal corredor comercial do bairro Tupi


comunidade 4

Abril / 2011

Tupi tem Centro de Distribuição dos Correios

Foto: Marcos Silva / JCA

Contato: marcos@comunidadeemacao.com.br

Epidemia de Dengue Os números da dengue em Belo Horizonte assustam. Dos 429 casos de dengue clássica, 86 estão nos bairros da Regional Norte. Mais 162 casos são suspeitos e aguardam o resultado dos exames. Sem uma ação efetiva e de uma campanha consistente, o índice da doença que beiram uma epidemia. A ameaça da dengue tipo quatro também tem preocupado as autoridades sanitárias do município.

Cem dias de Carlos Henrique O deputado Carlos Henrique completou cem dias de mandato. Como vereador, o parlamentar atuou durante dez anos de mandato e estava no seu terceiro mandato quando foi eleito deputado. Na regional Norte ele teve participações em muitas indicações de obras que foram atendidas pela prefeitura. O destaque da sua articulação ficou para os títulos de propriedade dos imóveis do conjunto Felicidade, que eram aguardados há 20 anos. Em recente e entrevista ao Jornal COMUNIDADE EM AÇÃO, Carlos Henrique reafirmou o compromisso de continuar atuando pela Região Norte. Como deputado, ele acredita que tem mais condições para atender as demandas da população. Na Assembléia Carlos Henrique faz parte de dua Comissôes. Na Comissão de Minas e Energia onde o desafio é compatibilizar a produção mineral e energia conciliada com o meio ambiente. Na Comissão do Consumidor e Contribuinte o deputado não medirá esforços em prol da defesa do consumidor.

Eleições I Se o eleitor acha que as eleições acabaram, fique sabendo que o cabo de guerra continua esticado. Agora a disputa é pelo poder no governo municipal. Além do cargo de prefeito, a disputa por uma cadeira na Câmara Municipal promete ser acirrada. O atual prefeito Márcio Lacerda (PSB) ainda não decidiu se brigará para se reeleger e se continuará na coligação com o PT e PSDB. Enquanto isso, a queda de braço entre Lacerda e o petista Roberto de Carvalho, vice prefeito, continua com aparente trégua. Seguirá desta forma caso as futuras nomeações e a reforma administrativa na prefeitura continuar cedendo espaço ao PT. A deputada federal Jô Morais sinalizou que vai disputar o cargo maior na prefeitura da capital. Leonardo Quintão (PMDB) deve ser candidato (isso dá para fazer?). As novidades serão: a deputada estadual Luzia Ferreira que deverá ser vice na chapa de Marcio Lacerda e o deputado estadual Dinis Pinheiro (PSDB), que sonha disputar a prefeitura. Dá para perceber que tem bastante gente querendo um espaço neste cabo de guerra.

Eleição II Os rumores são fortes que o ex.secretário municipal da Regional Norte, Harley Andrade, vai disputar uma vaga de vereador em Belo Horizonte. Com o tio, Clésio Andrade, como senador da republica e o irmão, Diego Andrade, deputado federal (PR) o secretário traz no sangue o DNA da política. Destaco que essa informação é apenas uma especulação. Só para reflexão. No inicio da gestão do prefeito Marcio Larceda, Harley era apresentado oficialmente com o sobrenome Carvalho. Agora ele já admite ser tratado como Harley Andrade. Fico na duvida, se um pingo é letra ou se meia palavra basta.

Os diretores dos Correios, Fernando Miranda, Ana Pascoal - do Ceasa e Joâo Batista da JC Construção (foto acima), ao lado o momento da inauguração do Centro de Distribuição Domiciliar

O

s Correios inaugurou o Centro de Distribuição Domiciliária Guarani. O objetivo é do novo centro é atender melhor a população. A unidade, instalada na Rua Furquim Werneck, 92, no Bairro Tupi, atenderá aproximadamente 140 mil moradores da Região Norte da capital. Inaugurado como Centro de Distribuição do Guarani, ele está localizado em uma área de 740 metros quadrados. O centro terá 30 funcionários e vai operar cerca de 30 mil objetos diários, distribuídos por 21 rotas de entrega. A solenidade de inauguração teve a presença do

diretor dos Correios em Minas Gerais, Fernando Miranda, Ana Pascoal, diretora da Ceasa MG, João Batista, diretor da JC Construção, Marcos Silva, diretor do Jornal Comunidade em Ação, José Maria Filho, líder comunitário do Tupi-Lajedo. Em seu discurso Fernando Miranda disse que a implantação do CDD Guarani, junto com outras unidades em outras cidades no interior do estado, são obras do programa regional “Mais Correios”, uma iniciativa que visa à melhoria e à expansão da rede de distribuição e atendimento dos Correios em Minas Gerais. Além de oferecerem mais

conforto e agilidade aos clientes, as novas estruturas buscam proporcionar também melhores condições de trabalho para os empregados. Ana Pascoal destacou o orgulho de participar da primeira obra inaugurada na gestão da presidenta Dilma Rousseff e o fato de morar na região, e ainda ressaltou a importância dos Correios na vida das pessoas. O líder comunitário José Maria lembrou do período em que foi funcionários dos Correios e o de ser filho de um carteiro aposentado. Para ele, a inauguração do Centro de Distribuição é sinal de crescimento e desenvolvimento da Regional Norte.

Sem fiscalização, a poluição visual continua

Foto:Marcos Silva / JCA

A

plicação do novo Código de Postura ainda é um assunto polêmico entre os comerciantes. Segundo um comerciante que pediu para não ter seu nome citado na reportagem, temendo represália, a fiscalização da Prefeitura de Belo Horizonte tem agido com dois pesos e duas medidas. Alguns comerciantes têm sido sistematicamente fiscalizados recebendo notificações e multas em razão das publicidades em faixas em via públicas ou placas de identificação. Em outros casos, mesmo com denuncias junto à PBH, as faixas permanecem fixadas nos postes e árvores da regional Norte. É o que diz A.D.F, dono de loja na rua Furquim Werneck. “Muitas delas estão em ruas paralelas aos corredores comerciais onde a fiscalização não passa

Sem fiscalização as faixas são colocadas em vias públicas

ou fazem vista grossa”, disse outro comerciante, que também quer ficar no anonimato. Mesmo com a notificação para retirada da placas ou pintura de muros a poluição visual continua em alguns pontos. A.D.F indaga o porque que a prefeitura tem

dado tratamento diferenciado para alguns comerciantes que continuam com as placas normalmente. O Jornal Comunidade em Ação procurou a Regional Norte para ouvir a versão da Prefeitura, mas não encontrou ninguém para responder a nossa reportagem.


opinião

Abril / 2011

A Mobilidade Urbana Deve Ser Planejada Foto: divulgação

A liberdade do ir-e-vir. É por este Direito Constitucional que devemos refletir sobre o que tem se tornado o cotidiano dos grandes centros urbanos. Pensar em mobilidade urbana é mais do que tratar de transporte e de trânsito. Requer a orquestração e a continuidade de uma série de iniciativas que se integram e se interagem com agentes públicos e privados. Tais iniciativas devem ser traçadas com diretrizes que envolvam a combinação de políticas de uso do solo, de ambiente, de transporte, de trânsito, e devem compor um modelo que inclua questões de oferta de infraestrutura e monitoramento eletrônico do trânsito. Sem descuidar, do mais importante, o ser humano. A cultura preventiva deve prevalecer em relação à corretiva. Já o quesito fluidez deve ter importância secundária, pois que a prioridade é a segurança no trânsito, sem se esquecer das poluições sonora e ambiental. Há ainda a questão dos escoamentos de águas pluviais, para que não tenhamos de ficar em cima do capô do carro e não morrermos afogados. Para que seja efetiva, a mobilidade urbana necessita de um conjunto de políticas de planejamento de transporte e de circulação que visem o acesso amplo e democrático às vias. A prioridade é dos meios de transporte coletivo e não do indivi-

dual. O planejamento urbano é um processo inexistente e, com isso, a mobilidade urbana tem sido um verdadeiro risco ao cidadão. Já que quando há intervenção do Poder Público esta vem constantemente atrasada. No início deste ano, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), divulgou pesquisa que nos remete a refletir sobre a mobilidade urbana, com mais seriedade e mais planejamento. Diz o IPEA que 44,3% da população tem no transporte público seu principal meio de deslocamento. Na região Sudeste, o percentual atinge 50,7%. Apesar da importância desse tipo de transporte, a quantidade de ônibus em circulação cresceu menos, de 2000 a 2010, que a quantidade de veículos particulares. Hoje, há um ônibus para cada 427 habitantes, e, em 2000 era um para 649 pessoas. Hoje é um automóvel para cada 5,2 habitantes, enquanto há dez anos era de 8,5. Quase 50% das pessoas que andam de ônibus estão no Sudeste, enquanto 45,5% daqueles que utilizam bicicleta moram na região Nordeste, o mesmo acontecendo com 43,4% que utilizam motocicleta. A pesquisa traz, ainda, informações preocupantes sobre a quantidade de pessoas afetadas por congestionamentos: 69% dos cidadãos disseram que enfrentam engarrafamentos. De cada três brasileiros, dois tiveram a percepção de que a sinalização de trânsito é ruim. Em relação à segurança, 32,6%

Deputado Fred Costa* declararam que não se sentem seguros. Portanto, é mais do que necessário pensarmos e executar políticas no sentido de melhorar e incentivar o transporte coletivo. Depois da experiência de seis anos na Câmara Municipal de Belo Horizonte, em que tive a oportunidade de debater e procurar caminhos para o ir-e-vir com maior qualidade, neste primeiro mandato na Assembleia Legislativa priorizarei a urgente questão da Mobilidade Urbana. Obras estruturantes e metrô já. *Deputado estadual pelo PHS é o coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Mobilidade Urbana na Assembleia Legislativa de Minas Gerais

Em breve nova sinalização na Via 240 A Via 240, na interseção com Av. Saramenha (próximo ao Conjunto Maria Estela), no bairro Novo Aarão Reis, vai ganhar uma sinalização adequada com implantação de semáforos, faixas de pedestre e placas. Segundo o Vereador Bruno Miranda, em resposta às solicitações feitas por meio de ofícios e reuniões, a BHTrans informou ao seu gabinete que em breve implantará uma nova sinalização no local.

“Estamos desde 2009 reivindicando junto a BHTrans uma sinalização completa na Via 240 com Av. Saramenha. O trecho é movimentado e perigoso, tanto para os motoristas, quanto para os pedestres. Agora, temos o compromisso da BHTrans de que, em breve, as intervenções serão implementadas,” completa o Vereador. Fotos: divulgação

Vereador Bruno Miranda: O trecho é movimentado e perigoso para pedestres e motoristas

Para anunciar. Ligue: 3435 - 2036 9626 - 6253

5 Radar Norte Um ano de atividades - A banda Alta Pressão foi o destaque no aniversário do Espaço BH Cidadania Brasilina Maria de Oliveira. O evento foi realizado no último dia 31 de março, por meio do projeto Quinta Cultural e ofereceu ainda cachorro quente, algodão doce, refrigerante e pipoca para os convidados. Construído por meio do OP Digital, o BH Cidadania Brasilina Maria de Oliveira tem se tornado um marco cultural na região, oferecendo atividades diversificadas para todas as idades, como grupo de mulheres e de idosos, Academia da Cidade, caminhadas monitoradas, programa Esporte Esperança, banda Bato Lata e Pró Jovem. O espaço oferece ainda inclusão digital por meio do Telecentro, que trabalha com turmas nos turnos da manhã e da tarde. Registro – O 13º Batalhão PM implantou o GEPAR – Grupo Especializado de Prevenção de Área de Risco, na Vila São Tomás na Regional Norte. Para marcar o inicio das operações, o Batalhão distribuiu cestas básicas para famílias carentes do aglomerado. Este projeto social, parte integrante do programa de Polícia Comunitária, busca estreitar relacionamento da PMMG junto à população, uma vez que identificar as necessidades da comunidade amplia os contatos com os demais órgãos que compõe o Sistema de Defesa Social. O evento que foi idealizado pela Assessoria de Comunicação Organizacional do 13º BPM teve a presença do Comandante do 13º BPM Ten Cel Euler Pereira Queiroz, do Subcomandante Major Paulo M. Vieira e da Assessora de Comunicação Organizacional, Ten Kévia Cristina. Da 16ª Cia PM Especial o Major Andr Luiz esteve presente. Siluet 5 anos - A Clínica de Estética Siluet completou em janeiro 5 anos. Sob a direção da fisioterapeuta Fernanda Rocha, a clinica tornou-se referência no tratamento de beleza na Região Norte. Para marcar o aniversário, a Siluet est oferecendo dois novos tratamentos. Demar Roller, para estrias e o Laser Facial, com condição especial de pagamento no cartão de crédito. Escola é premiada – A Escola Municipal Florestan Fernandes do Bairro Solimões foi premiada com o projeto Cinema Negro, desenvolvido em 2009 pela professora de Língua Portuguesa Fátima Bessa. O projeto foi contemplado no 5° Prêmio Educar Para a Igualdade Racial, promovido pelo Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (Ceert). A organização não governamental atua desde 1990 na área de combate ao racismo e promoção da igualdade racial. O trabalho foi desenvolvido a partir da leitura e releitura feita pelos estudantes do terceiro ciclo do kit de literatura afro-brasileira. Cada grupo escolheu uma história que foi transformada em curtas metragens, protagonizados por alunos e professores da escola.


Abril / 2011

6 sintonia Coluna do Altivo

Você sabe o que é bullyng? Colocar apelidos, humilhar, xingar, bater, “zoar” ameaçar, essas atitudes fazem parte de um fenômeno que existe nas escolas e que traz constrangimento e dificuldades para muitos alunos. O fato sempre existiu, entretanto agora, aparece de forma mais cruel e até informatizada.

*Tatiana Oliveira Moreira

PSICOLOGIA

tatianapsibh@yahoo.com.br *Psicóloga Av. Waldomiro Lobo, 801- Guarani Tels. 3433-6357 / 9184-5431

Há alguns anos esse fenômeno foi nomeado de bullying, a palavra é inglesa e não tem tradução literal para o português, mas representa uma série de comportamentos violentos entre os alunos. O bullying é a violência física e psicológica de maneira intencional e repetitiva contra alguém que não é capaz de se defender. Geralmente inicia quando alguém recebe um apelido pejorativo e então passa a ser identificado por este apelido pelos colegas. Podem aparecer por outras formas, como ameaças, humilhações em público, agressões físicas e quebra de pertences das vítimas. Essas atitudes por muito tempo foram classificadas como coisas de criança e de adolescentes, entretanto é importante saber que o bullying não pode ser classificado como brincadeira. A brincadeira é quando todos se divertem, no bullying alguns se divertem e um sofre. Esse fenômeno traz muito sofrimento para a vítima e conseqüências sérias para seu cotidiano. No bullying as vítimas passam por um tempo sendo humilhados, ameaçados, agredidos fisicamente, os agressores agem em grupo e tem como princípios a covardia e a crueldade. Há também as testemunhas, pessoas que são coniventes com os atos sem tomar nenhuma atitude para interromper esse processo e muitas vezes até incentivam os autores de bullying. Há uma série de causas que levam o bullying a acontecer, tais como intolerância a diferença, alguns alunos acreditam que o fato de alguém ter alguma característica que eles considerem diferente é motivo para debochar, colocar apelidos ou humilhar. Outra causa é a falta de limites e a falta de respeito às regras de quem pratica o bullying. Muitas vezes o autor quer se destacar no grupo e conseguir status e para isso utiliza a violência. Em outros momentos alguns autores podem ser vítimas de bullying ou de outras formas de violência e praticar atos violentos é uma forma de se defender. O bullying tem conseqüências e por isso não pode ser tratado como brincadeira. A vítima pode demonstrar resistência em ir à escola, diminui o rendimento escolar, passa a se isolar e pode entrar em depressão. O autor do bullying também sofre conseqüências, pois pode crescer com a falsa sensação de poder e reproduzindo comportamentos agressivos em outros espaços sociais. Uma forma atual que o fenômeno aparece é através do cyberbullying. É o uso das mídias eletrônicas para difamar, humilhar e debochar de alguém, são usadas redes de relacionamentos, e-mails, sites de vídeo. Essa forma de praticar o bullying é ainda mais perigosa, pois se alastra pela internet de maneira muito rápida e o seu início muitas vezes é anônimo, o que dificulta que seja identificado o agressor. É essencial não desconsiderar o sofrimento das vítimas, dizendo que eles devem ignorar as ofensas ou fingir que não estão ouvindo. A pessoa que sofre o bullying não consegue ignorar o fato, porque o massacre psicológico é diário causando danos a auto-estima e a formação da personalidade de uma criança ou adolescente. É fundamental que pais, professores e até mesmo os colegas estejam atentos ao fato e tomem providências quando o bullying for identificado. É importante promover discussões para a comunidade escolar sobre o assunto definindo e esclarecendo o tema. O bullying sendo identificado permite que tenha uma intervenção diminuindo assim, as consequências que este fenômeno traz para muitos alunos.

Para anunciar. Ligue: 3435 - 2036 9626 - 6253

Ideias fora da realidade O Brasil é grato por todos que prestaram bons serviços em prol do povo. Com suas ideias colocadas em pratica, com bons resultados, mas às vezes, por mais sábios e e inteligentes que as pessoas sejam, muitas das ideias não condiz com a realidade. José Ribamar (Sarney) é um desses homens. É sábio, muito inteligente, escritor, poeta, foi presidente da República, é um dos imortais da Academia Brasileira, senador, mas não entende que proibir a venda de arma no Brasil é podar a nossa liberdade e liberar geral os bandidos para dominar o país. Altivo Alves* Quando surgiu a lei controlando o uso de armas, somente os cidadãos de bem sofreram as consequências, enquanto os bandidos continuaram livres para fazer o que bem quer. Além de desamar quem precisa de proteção pessoal, dificultou a entrada de recursos na economia brasileira, enquanto os assassinatos aumentaram. Agora volta com a mesma ideia, querendo proibir de vez a venda de arma no país. Eu sou contra, pois já estamos muito fragilizados com a primeira lei. O povo não vai criar serpente para picar a si mesmo, além de tirar nossa riqueza e emprego, deixando nossos vizinhos à vontade para despejar as armas aqui, gerando mais empregos lá. O que os governantes tem que fazer, é liberar a venda de armas aqui no Brasil. Dando mais poder à polícia para cumprir sua missão, pois ela sabe quem é quem na sociedade. O erro do Brasil é querer amarrar os braços e as pernas da polícia, proibindo-a cumprir seu dever e deixar os bandidos a vontade. Que o povo diga não. Atenção funcionários públicos, vocês estão muito devagar, este governante é manso, vai lhe empurrar com a barriga e não dar aumento salarial para vocês. * Lider Comunitário, Poeta e Academico de Direito colunadoaltivo@hotmail.com


Abril / 2011 programacao@comunidadeemacao.com.br

culinária, lazer & cultura

Pavê de doce de leite com castanha

7

Fonte e Foto: Unilever

Exposição relembra contos de fadas

Pavê feito com doce de leite, leite, achocolatado, biscoitos champanhe e coberto com o sorvete sabor flocos

Ingrediente 1 Xícara(s) Doce de leite 4 Colher(es) de sopa Leite quente 1/2 Xícara(s) Leite frio 2 Colher(es) de sopa Achocolatado 12 Unidade(s) Biscoitos tipo champanhe 12 Bola(s) Sorvete kibon sabor flocos A gosto Para regar e polvilhar: calda de caramelo castanha de caju picada

Modo de preparo Em uma tigela media, coloque o doce de leite, o leite quente e misture até ficar homogêneo. Reserve. Em uma tigela pequena coloque o achocolatado, o leite frio e misture. Umedeça os biscoitos e reserve. Em 4 taças para sobremesa, faça camadas alternadas de doce de leite e biscoitos reservados. Finalize em cada taça, com 3 bolas de sorvete sabor flocos. Regue com a calda e polvilhe a castanha de caju. Sirva em seguida. Variação ser preferir misture nozes picadas com o doce de leite. Dica para o biscoito se manter firme, umedeça rapidamente e utilize. O Jornal não se responsabiliza pelas informações nutricionais desta receita. Para dietas restritivas consulte um nutricionista. Informe Publicitário

Siluet apresenta novo tratamento Tratamentos a Laser para Rejuvenescimento Cutâneo, Mancha e Cicatrizes de Acne Com o passar do tempo, os sinais da idade e os danos solares tornam-se mais visíveis, já que a pele vai adquirindo ao longo da vida uma aparência mais envelhecida, sendo infuenciada por vários fatores externos (raios solares, vento, frio) e internos (alimentação, genética, problemas hormonais, etc). Para diminuir os sinais do envelhecimento, contamos com a alta biotecnologia desenvolvida, disponível no mercado nacional e internacional, e que pode ser encontrada em diversos tratamentos oferecidos pela Siluet - Centro de Estética. Um dos tratamentos mais procurados é o rejuvenescimento da face, pescoço, colo e mãos, manchas senis e solares, poros abertos, olheiras e cicatrizes de acne. A Siluet conta com uma nova tecnologia mais segura, profunda e eficaz chamada de Harmony Pixel XL Luiz Intensa Pulsada, que permite corrigir varias lesões da pele facial e corporal como as citadas anteriomente. O Harmony é um laser moderno que reúne luz intensa pulsada e o laser Erbium fracionado (Pixel®), capaz de promover um “peeling” profundo e uma intensa produção de colágeno na pele tratada. Pode ser aplicado em qualquer tipo de pele, e em várias áreas do corpo como: rosto, colo, pescoço e mãos. É um tratamento seguro sem efeitos colaterais, sem dor e não exige tempo de recuperação. Geralmente são necessárias de 3 a 5 sessões com intervalos de 30 dias. Antes do tratamento é preciso fazer uma avaliação da pele de cada paciente, só assim indicaremos o que irá realmente combater a disfunção estética apresentada. Antes de iniciar o tratamento de beleza, é importante saber qual é o tratamento mais indicado para a pele da pessoa, e o que precisa ser resolvido. Lembramos que todos os nossos métodos são biotecnológicos e com o acompanhamento de nossa Dermatologista.

www.siluet.com.br Rua Macaubas, 295a - Guarani / 3433-2530

Quem nunca ouviu falar de “Chapeuzinho Vermelho”, “O Gato de Botas” e “Cinderela”? Esses contos de fadas juntam-se a vários outros clássicos no Centro Cultural Jardim Guanabara (rua João Álvares Cabral, 277, bairro Floramar) para a exposição “Era Uma Vez... Charles Perrault”. A mostra traz painéis com trechos e ilustrações de histórias contadas pelo escritor francês. A exposição vai até o final de abril. A entrada é gratuita e a mostra pode ser vista de terça a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados, das 9h às 13h. Charles Perrault nasceu e morreu em Paris, na França, e entrou para a história como autor de contos de fadas que povoaram a infância de várias gerações. A mostra faz parte de uma série de exposições literárias itinerantes, promovidas pela Superintendência de Bibliotecas Públicas de Minas Gerais, com o objetivo de despertar e renovar nas crianças, jovens e adultos o gosto pela leitura. Essa série de exposições contém a síntese da obra de um autor ou extrato de um livro muito significativo na história da literatura, ou ainda, textos relacionados a um tema de interesse dos leitores da biblioteca pública. O Centro Cultural também oferece oficinas gratuitas de capoeira, hip hop, street dance, cinema, musicalização e grafite para jovens 14 à 24 anos.

Feira de Artesanato Nos dias 2,3 e 4 de maio será realizada a Feira de Artesanato e Alimentação. Haverá barracas com comida, bebidas, roupas, calçados, bolsas, produtos de artesanato e música ao vivo. A feira ser no Bailão Saramenha de 17:00 às 22:00 horas com entrada franca, na Av. Saramenha, 1150 Bairro Tupi


8 veículos

Abril / 2011

Primeira expedição brasileira com um carro elétrico Esta iniciativa inédita, o Palio Weekend Elétrico percorrerá mais de 25 mil km através das três Américas, cruzando 15 países em 120 dias.

Foto Divulgação: Imagem ilustrativa

extremamente precários, passando por terra, cascalho e até sobre gelo e neve. Simultaneamente, terá que encarar altitudes desde o nível do mar até os 5.000 metros, na Cordilheira dos Andes. A variação de temperatura será de impressionantes 60º C: desde os 15ºC negativos da Patagônia até os 45ºC da zona equatorial. Em nome da maior autonomia, o Palio Weekend Elétrico foi desprovido de tudo o que consome energia não vital para o seu funcionamento. “Não teremos ar-condicionado, direção hidráulica, som ou vidros elétricos. Estamos em um projeto que tem um objetivo importante, que é provar a capacidade desta tecnologia, que pode ser tão importante para todos nós em um futuro muito próximo. Então, temos que fazer pequenos sacrifícios em nome de atingir este objetivo”, diz o jornalista que chefia o projeto.

Recarregando as baterias

Em nome da maior autonomia, o Palio Weekend Elétrico foi desprovido de tudo o que consome energia não vital para o seu funcionamento (foto ilustrativa)

O projeto “Zero Emissão”largará de Los Angeles, na Califórnia, no próximo sábado, dia 9 de abril. A equipe é composta por quatro profissionais brasileiros das áreas de fotografia, jornalismo e cinematografia. O principal objetivo do grupo é estabelecer o recorde para o percurso de 25 mil quilômetros, através das três Américas, com o Fiat Palio Weekend Elétrico, produzido pela Fiat em parceria com a Itaipu: um carro brasileiro de passeio 100% elétrico. Além do recorde, o time brasileiro também produzirá um documentário do projeto, que incluirá um apanhado cultural e geográfico dos povos encontrados pelo percurso, aferindo também as condições da rota Panamericana – a rodovia que interliga as Américas do Norte, Central e a do Sul. Mais detalhes do projeto podem ser encontrados em www.zeroemission.com.br. Utilizar um veículo 100% elétrico foi ideia do jornalista Paulo Rollo, diretor do projeto, que convidou a Fiat e Itaipu para serem suas parceiras. No percurso pelos 15 países o Fiat Palio Weekend Elétrico enfrentará uma enorme diversidade geográfica e climática. A mais desafiadora será, certamente, a variedade de pisos sobre os quais terá que rodar: de asfalto perfeito a pavimentos

Itaipu e Fiat buscaram uma solução alinhada com a sustentabilidade. Para o Palio elétrico, empregaram a suíça Zebra – sigla de zero emission battery research activity, ou algo como pesquisa da bateria de emissão zero. Utilizando íons de sal, ela é 100% reciclável e mais “verde” do que as de lítio. Atualmente, todos os veículos elétricos ainda enfrentam um problema comum, que é o tempo de recarga das baterias. No caso da bateria do Palio Weekend Elétrico, totalmente reciclável, o equipamento demanda 8 horas para uma recarga completa e a autonomia é de pouco mais de 100 km.Os países incluídos no percurso serão os EUA, México, Guatemala, El Salvador, Honduras, Nicarágua, Costa Rica, Panamá, Colômbia, Equador, Peru, Chile, Argentina, Paraguai e Brasil. Para que a expedição pudesse, de fato, ostentar o nome “Zero Emissão”, a WayCarbon se uniu ao projeto. Consultora do segmento ambiental, sua meta é montar um minucioso inventário de todo o impacto climático que a viagem gerará, neutralizando todas as emissões de GEE (gases de efeito estufa) através do plantio de árvores. A Plascar, outra parceira da expedição, forneceu para o Palio Weekend Elétrico parachoques dianteiro e traseiro desenvolvidos e produzidos com materiais 100% recicláveis, com incorporação de at 20% de fibras naturais obtidas junto a cooperativas de trabalhadores rurais, que substituem a aplicação de materiais de origem petroquímica (fontes não-renováveis).Distância entre-eixos: 2.437 mm - Bitola dianteira: 1.418 mm - Bitola traseira: 1.420 mm - Velociade Máxima: 100 km/h - 0 a 60 km/h: 9 s - Autonomia média - Circuito misto urbano/rodoviário:120 km

Fiat Palio Weekend Elétrico Ficha Técnica Motor: Elétrico Asíncrono Trifase Potência Nominal: 15 Kw (20 cv) Potência Máxima: 28 kw (37,8 cv) Torque Nominal: 50 Nm (5,1 kgfm) Torque Máximo: 124 Nm (12,6 kgfm) Combustível: Energia elétrica Bateria: Sódio-Níquel-Cloro Tensão: 253 V Energia: 19,2 Kwh Tempo de recarga: 8 horas Câmbio - Número de marchas: Drive, neutro e ré Tração: Dianteira Freios - De serviço: Hidráulico com comando a pedal Dianteiro: A disco (Ø de 257 mm) com pinça flutuante Traseiro: A tambor (Ø de 228 mm) com sapata autocentrante e regulagem automática de jogo Suspensão Dianteira: MacPherson com rodas independentes, braços oscilantes inferiores transversais, com barra estabilizadora Amortecedores: Hidráulicos, telescópicos de duplo efeito Elemento elástico: Molas helicoidais Suspensão Traseira: Com rodas independentes, braços inferiores longitudinais e barra estabilizadora Amortecedores: Hidráulicos, telescópicos de duplo efeito Elemento elástico: Molas helicoidais Pneus: Pirelli P1 Peso - em ordem de marcha: 1380 kg Carga útil (com condutor): 310 kg Comprimento do veículo: 4.237 mm Largura do veículo: 1.639 mm Altura do veículo (vazio): 1.504 mm

Jornal COMUNIDADE EM AÇÃO  

Edição 140 - Abril 2011 - Notícias e informação da Região Norte de Belo Horizonte - Faz parte desta edição o Suplemento IN - Integração Nort...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you