Issuu on Google+

Crianças, adolescentes e adultos fizeram um abaixo-assinado contra a retirada do “Carro Biblioteca”. Há 14 anos os moradores do bairros Tupi e Guarani têm no Carro Biblioteca o único espaço de consulta e pesquisa para o público em geral. A justificativa para mudança é que o Estado precisa levar cultura para áreas de maior vulnerabilidade.

Creche faz atividades no Dia da Consciência Negra

Para comemorar o Dia Nacional da Consciência Negra, o Lar Creche Pingo de Gente realizou atividades de danças e representação. No projeto dos educadores o objetivo foi de conscientizar a igualdade.

Foto: Marcos Silva / JCA

Governo tira biblioteca de comunidade

Página 5

Página 2

Edição:139 Novembro de 2010 Ano: XIV Distribuição Gratuita Prestigie o comércio do seu bairro, você ganha tempo. “Tudo posso Naquele que me fortalece”

www.comunidadeemacao.com.br

Falta de fiscalização... A

falta de fiscalização por parte do poder público na Regional Norte demonstra a inércia como o cidadão belo-horizontino é tratado. No foto fica o registro do desrespeito de quem estaciona o veículo em cima da calçada, sem a mínima importância com aqueles que transitam no local. Uma senhora, dependente da bengala para se locomover, tem que ir até a pista de rolamento de veículos para continuar o seu caminho. A fiscalização da BHTrans e a Prefeitura de Belo Horizonte deveria ter atuado em dois momentos: com o carro que usa o passeio para estacionar e a própria Prefeitura que permite o meio fio rebaixado. Ironia, o veículo pertence a uma entidade que protege deficientes.

C

Foto:Marcos Silva / JCA

...Excesso de fiscalização

omerciantes e prestadores de serviços estão descontentes com o Código de Postura implantado em Belo Horizonte pela Prefeitura. Em abril desse ano, o Código foi amplamente reformado a partir de um projeto de lei do prefeito Marcio Lacerda e aprovado pelos vereadores. Procedimentos como instalação de engenhos de publicidade em terrenos e lotes vagos, colocação de mesas e cadeiras nos passeios, uso de toldos, comunicação visual e atuação de flanelinhas passaram a ter normas mais restritivas. Diante das modificações, comerciantes se viram obrigados a tirar as placas de identificação de suas lojas. Foi o caso do comerciante Eduardo Luiz e o borracheiro Odair Fernandes (foto), que estão com as lojas sem identificação e reclamam da fiscalização da PBH.

Foto:Marcos Silva / JCA

Pelo terceiro ano o Brasil participa da 3ª Copa Internacional de Futebol em El Salvador. Da seleção formada por atletas infantil, de 13 a 15 anos, seis pertencem ao time do Tupinense, além do auxiliar técnico. A 3ª Coinfes contou com a participação de 50 times masculinos e 12 femininos, de nove países: Guatemala, México, Costa Rica, Estados Unidos, Honduras, Nicarágua, Panamá e Brasil, além do anfitrião, El Salvador. Copa Itatiaia, Tupinense está de volta A 50ª Copa Itatiaia começa dia 12/12 com o jogo Serrana X Santa Maria no Baleião. O Tupinense estreia em seu campo contra o Santa Catarina. Além do Tupinense, a regional Norte tem mais dois times representando a região, Felicidade e Portuguesa.

Página 3

2

Dia - A -Dia

Mãe quebra vidraça de escola e Justiça perdoa

Equipe de BH representou o Brasil em Copa Internacional

Página 2 do Suplemento IN

3

Notas de Um Repórter Comunitário

Reforma administrativa na PBH preocupa vereadores

7

Laser, Cultura & Culinária


2

dia-a-dia

Novembro / 2010

Juiz nega indenização a fotógrafo Decisão do juiz Antônio Belasque Filho, da 5ª Vara Cível de Belo Horizonte, negou o pedido de um fotógrafo que pretendia receber indenização da Revista Caras. Segundo o autor da ação, ele teria sofrido danos morais e materiais depois de ter uma de suas fotos publicadas sem sua autorização. O fotógrafo afirmou deter o direito autoral da imagem, que teria sido retirada de um site na internet pelo qual ele divulga seus trabalhos. A fotografia foi utilizada pela revista para ilustrar o anúncio de um concurso de imagens das maravilhas arquitetônicas brasileiras promovido pela Editora Caras. O magistrado observou que a autoria da imagem não foi comprovada pelo fotógrafo e mesmo se ele fosse o autor, inexistiria o dever de indenizar. Antônio Belasque Filho considerou que o fotógrafo não sofreu nenhum tipo de dano moral ou material, já que a fotografia foi disponibilizada para download gratuito na internet, “um meio de comunicação de domínio público mundial”. O juiz também entendeu que a utilização da imagem pela revista foi meramente ilustrativa e não teve foco financeiro ou comercial. A decisão está sujeita a recurso.

Lixo na Saramenha Dona Ione, moradora do Floramar ligou para reclamar do lixo que a mais de dois meses foi depositado no canteiro central da avenida Saramenha, em frente ao número 639, na divisa dos bairros Guarani e Floramar. Segundo ela, pedaços de móveis velhos, pneus e entulho de construção (foto) servem de criatório de mosquito da dengue. Ela faz duas criticas. A primeira pela falta de educação por parte de quem depositou o lixo naquele local. A segunda é a ausência da Regional Norte e a SLU que não fiscaliza a região para coibir a ação daqueles que usam a avenida para descartar o lixo. Dona Ione ainda questiona. Quando será que a Regional Norte vai fazer um mutirão para retirada entulho, moveis velhos e objetos inservíveis? O espaço está aberto para Regional Norte explicar.

esconder e assaltar as pessoas que usam avenida para fazer caminhada. Fica o alerta para a Prefeitura de Belo Horizonte.

Podas de árvore

Ops! Erramos!

Aproveitando a reclamação da dona Ione, o SAC do Jornal COMUNIDADE EM AÇÃO, lembra que está passando da hora da Regional Norte fazer a poda de árvores da avenida Saramenha. Há cerca de dois meses ouve uma reclamação nesta coluna por parte de um morador. Ele alegou que os ladrões estavam aproveitando do tamanho da copa das árvores para

Ao divulgar abertura da loja do Boticário no bairro Guarani, informamos que o comando da nova unidade da rede de perfumaria era da Virgínia. Na realidade quem comanda é a Joice, mas a equipe continua simpática e competente.

Justiça absolve mãe revoltada

Foto da leitora: Ione / divulgação

Alerta de enchente O sr. Fernando, morador da

avenida Saramenha, ligou para o SAC do Jornal dando o alerta que o córrego da Saramenha corre o risco de enchentes. Segundo ele, desde que foi construída a galeria para canalizar o córrego, nunca houve uma limpeza de manutenção. Nosso leitor conta que neste período de chuvas intensas em alguns pontos da avenida próximo a Av. Basílio da Gama, tem ocorrido refluxo de água da galeria chegando a um metro de altura. Ele teme mais ainda pela rede do gasoduto da GASMIG, que pode causar uma tragédia caso a galeria se rompa e com ela a rede de gás. Está dado o recado...

A 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais confirmou a decisão do juiz da 8ª Vara Criminal de Belo Horizonte, Narciso Alvarenga, que absolveu Renata Brito Reis, acusada por crime cometido contra o patrimônio do Estado. A decisão foi unânime. Segundo a denúncia do Ministério Público, a mulher foi até a Escola Estadual Pascoal Comanducci, no bairro Jacqueline, à procura de uma vaga para sua filha. Quando foi informada de que a criança não poderia estudar na instituição porque não havia vagas disponíveis, a mulher se irritou e arremessou uma pedra na vidraça da escola. A defesa da ré requereu sua absolvição ou a aplicação da pena no mínimo legal, considerando ainda a atenuante da confissão espontânea e a fixação de regime aberto. Apesar de a mulher ter assumido o ato denunciado, o juiz observou que restaram dúvidas quanto à existência do crime, porque na ocasião, não foi realizado o exame pericial para comprovar o dano contra o patrimônio público. Para Narciso Alvarenga, a mãe agiu em legítima defesa de sua filha e em estado de necessidade. “Não vou condenar a ré que jogou uma pedra, em evidente revolta, como não condenaria o jornalista iraquiano que jogou um sapato em G. W. Bush”, disse. A manutenção da sentença de 1ª Instância não considerou a ocorrência de legítima defesa nem o estado de necessidade. A absolvição foi mantida em virtude da inexistência de prova irrefutável que confirme que a mãe tenha agido com má fé para destruir o patrimônio público e causar prejuízo ao Estado.

Justiça do Trabalho mais fácil Postos da Justiça do Trabalho facilitam acesso do cidadão Localizados em Venda Nova e no Barreiro desde janeiro de 2008, os postos descentralizados de atendimentos da Justiça do Trabalho, criados em parceria com a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, facilitam a vida do cidadão. A região do Barreiro tem atualmente 300 mil habitantes, 90 mil domicílios e 54 bairros, enquanto a região de Venda Nova conta com cerca de 245 mil habitantes e 64 mil domicílios, segundo as últimas pesquisas. Nestes postos, os usuários podem entrar com reclamações trabalhistas, escritas ou verbais, protocolizar petições, devolver autos e consultar o andamento dos processos, evitando o deslocamento até as Varas do Trabalho localizadas no centro de Belo Horizonte. No Barreiro, o posto de atendimento está localizado na Rua Flávio Marques Lisboa, nº 345 – tel.: 3384-7418. Em Venda Nova, na Rua Padre Pedro Pinto, nº 1.055 – tel.: 3457-5487.


cidade

Novembro / 2010 Reportagem: Marcos Silva redacao@comunidadeemacao.com.br

3

Código de Postura altera a rotina do comércio

E

m abril desse ano, o Código de Posturas (Lei 8.616/ 2003) de Belo Horizonte foi amplamente reformado a partir de um projeto de lei do prefeito Marcio Lacerda e aprovado pelo vereadores. Depois disso, em agosto e novembro, outros dois decretos da Prefeitura também modificaram o texto da lei. Procedimentos como a instalação de engenhos de publicidade em terrenos e lotes vagos, colocação de mesas e cadeiras nos passeios, uso de toldos, comunicação visual e atuação de flanelinhas, passaram a ter normas mais restritivas. Na regional Norte o uso das placas e pinturas em paredes externas no comércio e prestadores de serviços gerou polemica e insatisfação entre os empresários da Av. Waldomiro Lobo, no bairro Guarani. Para muitos deles o rigor do Código de Posturas tem causado prejuízo a economia local. O borracheiro Odair Fernandes que a cinco anos tem a loja de serviços de balanceamento e conserto de pneus na Waldomiro Lobo, reclama que os clientes estão enfrentando dificuldades para encontrar a sua loja por falta de uma placa de identificação. Ele alega que até o número de clientes diminuíram depois que a fiscalização da Regional Norte o notificou obrigando a retirada da placa. Odair concorda em pagar as taxas que a PBH queira cobrar, mas não concorda com o tamanho da placa previsto na lei. “Não dá para colocar informação nenhuma em uma placa com 50 cm de altura”, disse o comerciante. Outro que também não concorda com a nova lei é Eduardo Luiz Mateus, dono da L&E Tripas. Há pouco mais de seis meses ele pagou cerca de R$200,00 para confeccionar uma placa para sua loja de venda de temperos e produtos para açougue. O comerciante critica a falta de consulta popular por parte do poder público antes de aprovar uma lei. “Os políticos, prefeito e vereadores, deveriam consultar o povo antes de aprovar uma lei deste jeito”, disse Eduardo. Indignado, ele lembra que os políticos, principalmente os vereadores que dizem ser da região, estão no bairro pedindo o voto no período eleitoral e na hora de votar uma lei eles desaparecem. Ele ainda denuncia a forma de abordagem da fiscalização, que chegou na sua loja obrigando a retirada da placa. “Eles (fiscais) não tem preparo nenhum, não sabiam orientar. Antes de atuar deveriam ter feito uma campanha educativa”. Wesley Dias, dono de uma loja de som automotivo, também se sentiu prejudicado com o novo Código de Postura. Depois que foi notificado pela fiscalização para tirar a placa da sua loja, ele recorreu a prefeitura para conseguir um prazo para se adequar a nova legislação. Ele também criticou a forma como os fiscais estão atuando. O dono da Casa Carajas, Micus Gomes, também se sente prejudicado com a nova Lei. Resignado, ele acatou a notificação da Prefeitura, apagou a pintura que identificava a sua loja de material de acabamentos. “Concordo

que tenha que existir uma lei para disciplinar, mas obrigar a apagar até o número que identifica o meu endereço é demais”. Para o comerciante o Código tem dois pesos e duas medidas. “No período eleitoral os candidatos podem colocar propaganda em cima do passeio e canteiro central das avenidas prejudicando até o trânsito”, reclama Gomes. O dono da Ótica Santa Luzia, Magno, acha aplicação do Código de Postura muito rigorosa. Para ele, a lei deveria ser aplicada aos novos comércios de forma irrestrita, mas no caso dos comércios antigos deveriam ser analisado caso por caso. Ele conta que recebeu a fiscalização da Prefeitura e foi notificado que fosse retirada a placa, que fica em cima da marquise da sua loja. Segundo informações de quem recebeu a visita do fiscal, foi notificado que a placa deve ter 50 cm de altura e com a largura da porta do comércio e ser colocada abaixo da marquise. Como a ótica esta fora da medida padrão, a placa prejudicaria o acesso dos clientes na loja. “O pior é a forma que eles (fiscais) tratam a gente. Dizem que é a lei exige assim e temos que cumprir”, diz Magno. O Jornal Comunidade em Ação entrou em contato com o secretário de Administração Regional Municipal Norte, Harley Andrade. Por e-mail, ele respondeu: “O código de posturas foi alterado este ano, e sua publicação contém as informações sobre como ficou a legislação referente aos engenhos de publicidade. E foi amplamente divulgado pelos meios de comunicação”. Em outro trecho da resposta ele informa: “Saliento que as ações fiscais são feitas de acordo com a legislação vigente, e como tivemos alteração na lei, os cidadãos devem seguir o que a lei determina. Sobre propagandas eleitorais cabe ao TRE a fiscalização pois é legislação federal específica. Quanto as faixas, estamos retirando, pois são ilegais, porém há muitos infratores que insistem em emporcalhar a cidade. Cabe ressaltar que a multa é de R$2.000 por faixa.”

TRE explica Entramos em contato com TREMG para saber como proceder com as propagandas eleitorais que ainda estão em vias públicas e em imóveis particulares. A assessoria informa que as mesmas devem ser retiradas em até 30 dias após a eleição, proporcional a votação para deputados e senadores e o segundo turno para governador e presidente. As propagandas em vias públicas são de responsabilidade dos candidatos. Nos imóveis particulares, segundo o TRE, vale o que foi combinado entre as partes no momento da colocação das propagandas, de quem seria a responsabilidade de tirá-las. Caso não houver a retirada da propaganda eleitoral, a pessoa deve fazer a denúncia por escrito ao Juiz do TRE, que irá notificar o infrator.

Fotos: Marcos Silva / JCA

Sem fiscalização da PBH / Regional Norte a região está cada vez mais poluída

Passeios, postes e árvores na Regional Nortetem propagandas irregualres

Regional reúne com comerciantes Com objetivo de esclarecer os principais pontos do novo Código de Postura que gerou muita polemica, a Secretaria Administração Regional Municipal Norte se reuniu com 60 empresários na noite do dia 24 de novembro. Foram mostrados no telão o que pode e o que não pode ser cometido de acordo com o Código de Postura. Cada situação de irregularidade abordada foi exemplificada com fotos, e com citações dos artigos da lei que proibiam ou normalizava a sua aplicação. Também foram mostradas algumas leis do uso de ocupação do solo que regulamenta a construção civil entre outras normas. No final da apresentação foi a vez do público tirar as dúvidas com os gerentes da Regional Norte. Na avaliação do secretário Harley Andrade, a reunião foi produtiva, ape-

sar da pequena presença dos comerciantes. Segundo o secretário todos foram convidados para a reunião. Por sua vez, exceto o Sr. Magno, da Ótica Santa Luzia, os demais comerciantes que participaram desta reportagem desconheciam que aconteceria uma reunião para tratar do assunto. Harley aproveitou a oportunidade para reafirmar que a Regional Norte está aberta para receber os comerciantes que quiserem mais informações. O secretário ainda adiantou que a PBH está preparando uma cartilha com as informações básicas do Código. Outra informação, segundo Harley Andrade, os gerentes da Regional levaram ao prefeito Marcio Lacerda sugestões para algumas alterações na lei que ficou muito rígida. Na Câmara Municipal de Belo Horizonte existe 66 projetos de lei que propõem alterações do Código e estão em tramitação.


comunidade 5

Novembro / 2010

Creche comemora Dia da Consciência Negra Com apresentações de danças, representação e uma contadora de história, o Lar Creche Pingo de Gente comemorou (19/11) o Dia Nacional da Consciência Negra. Participaram das atividades crianças de um a seis anos com a presença dos pais. Celebrada no dia 20 de novembro, a data é dedicada à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade. A data significa a resistência, a história e a igualdade no Brasil. De acordo com Íris de Jesus, fundadora e presidente da instituição de ensino, os professores da creche trabalham no cotidiano das crianças a questão do preconceito e a inclusão social. “É a conscientização de que somos todos iguais e na creche o trabalho é feito para que as crianças sintam que são iguais, independente da pele, cor e raça”, explica Íris. A escola infantil usa de todos os métodos para preparar as crianças contra o preconceito. Ainda de acordo com a educadora são estimulados o abraço e o aperto de mão, para que não exista a diferença entre as pessoas. Íris alerta que existem muitas crianças preconceituosas. Elas são assim pelos exemplos dos pais em casa. Com os programas públicos, o Brasil avançou muito no sentido da sensibilização, divulgação e promoção da igualdade racial, mas ainda há um longo caminho a percorrer. Esta mudança deve acontecer no seio da família.

Foto: Marcos Silva / JCA

Radar Norte Escola inova - A Escola Munici-

Os educadores usaram a dança e a música para ensinar a igualdade racial Para Íris, é importante sensibilizar toda a família e reconhecer os direitos desse povo que continua representando muito para a sociedade brasileira. No projeto da escola as crianças trabalharam com desenhos e cartazes com personalidades de raça negra que se destacam na sociedade. Ela finaliza dizendo que os pais não devem ser preconceituosos e tem a obrigação de ensinar os filhos, para que eles possam tratar as pessoas com igualdade. A comemoração no dia 20 de novembro lembra a morte de Zumbi dos Palmares e faz uma homenagem à re-

sistência do negro à escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte forçado de africanos para o solo brasileiro. É também um marco de mobilização em torno da questão racial, do combate ao racismo, além de servir como inspiração para uma vida mais digna e solidária.

Alteração de circulação no Guarani

A BHTrans informa que a partir de quinta-feira, dia 2 de dezembro, será alterado o sentido de circulação das ruas Macaúbas e Guaratinguetá, no Bairro Guarani. A alteração atende solicitação da comunidade e tem como objetivo melhorar a circulação de veículos, proporcionando mais segurança ao trânsito. As mudanças serão sinalizadas com faixas de pano para orientar os motoristas e pedestres. Agentes da BHTrans irão monitorar o trânsito na região. Informações sobre o Trânsito e Transporte Coletivo podem ser obtidas na Central de Relacionamento Telefônico da Prefeitura, pelo número 156, ou no portal da empresa – www.bhtrans.pbh.gov.br. Para a segurança de todos, a BHTrans orienta os motoristas a redobrar a atenção e respeitar a sinalização implantada. Alteração A Rua Macaúbas, entre Rua Cambuí e Avenida Waldomiro Lobo, atualmente mão única neste sentido, passa a operar em mão única direcional no sentido contrário. A Rua Guaratinguetá, entre Avenida Waldomiro Lobo e Rua Cambuí, atualmente mão única neste sentido, passa a operar em mão dupla.

pal Professor Daniel Alvarenga inovou em mais um trabalho desenvolvido pela diretoria e pelos professores que tem proporcionado alegria, cultura e diversão. Os cerca de 400 alunos da escola participaram (8/11), no teatro Marília, da peça teatral “A Bruxinha que era Boa”, uma adaptação do texto de Maria Clara Machado. O espetáculo foi criado pelos professores da escola em 2008, quando desenvolveram a peça “Pluft, o Fantasminha”, em parceria com a Fundação Municipal de Cultura. Desde então já se apresentaram em vários centros culturais das regiões Norte e Venda Nova. EJA do Hilda Rabelo - A Escola Municipal Hilda Rabelo Matta está com inscrições abertas para reserva de vagas para interessados em iniciar ou concluir o ensino fundamental - antigo primeiro grau - 1ª a 4ª e 5ª a 8ª séries, para todas as idades acima de 15 anos. As inscrições serão para o ano de 2011 com as aulas de segunda à quinta-feira de 19:00 às 22:00 horas. Mais informações podem ser obtidas na secretaria da escola na Rua Joventina da Rocha, 72. Bairro Heliopólis (próximo ao trevo da Cristiano Machado e Saramenha) ou pelos telefones 3277-7408 / 7409. Arrastão no Tupi – Quatro lojas da rua Furquim Werneck, no Tupi, foram vitimas de assaltos simultâneos no final do mês de novembro. Ladrões invadiram loja de material de construção, deposito de bebidas, locadora de vídeos e uma loja de venda de celular, onde roubaram dinheiro e mercadorias. Os marginais ainda assaltaram os clientes e fornecedores que estavam nas lojas roubando celular, alianças e carteiras. A PM esteve no local e fez o boletim de ocorrência, mas até o encerramento desta edição a polícia não havia prendido ninguém.

Concurso Cidade Jardim 2010 - As praças Engenheiro Lenine Savini, Silvino Pinheiro e Padre Lage são as áreas verdes públicas da região Norte que estão participando da décima edição do Concurso Cidade Jardim. O objetivo é incentivar e homenagear os parceiros do Programa Adote o Verde e os próprios setores da Prefeitura envolvidos nas atividades de manutenção das praças, parques e canteiros centrais de avenidas da cidade. As áreas que estão concorrendo ao concurso foram pré-selecionadas por cada uma das regionais e pela Fundação de Parques Municipais. O julgamento final, a cargo de uma comissão julgadora, ocorrerá durante este mês, quando será avaliado o estado geral de manutenção das áreas préselecionadas. Serão premiados os responsáveis pela manutenção das áreas vencedoras em cada uma das categorias e os jardineiros de atuação mais destacada.


6 sintonia

Novembro / 2010

Grávida e bela Grávida tem de comer bem e fazer atividades físicas. São atitudes insubstituíveis para uma gestação saudável. Mas também tem de cuidar da beleza. Não é porque o abdome cresce, a cintura desaparece, os pés e o nariz incham que a grávida precisa ficar se sentindo feia.

*Dra. Fernanda Rocha FISIOTERAPIA & ESTÉTICA

www.siluet.com.br

*Fisioterapeuta, Dermato-Funcional R. Macaubas, 295 – Guarani Tel.: 3433-2530

A boa noticia é que existe vida estética durante a gestação, após o parto e no período de amamentação. Para a mamãe conviver melhor com todas as mudanças geradas pela gravidez. Com alguns cuidados e conhecimento do que é possível fazer a cada etapa, além de saudável, ela pode ficar linda todo o tempo. Basta ter o consentimento do seu obstetra e o cuidado de checar se é alérgica a substâncias que poderá usar pela primeira vez. Para ativar a circulação e combater celulite, estrias e o inchaço na gravidez a drenagem linfática é o tratamento estético mais indicado para a gestante. É uma massagem suave e lenta, que ajuda a reduzir a retenção de líquido no corpo e diminui os inchaços típicos da gravidez, que aparecem principalmente no primeiro e no último trimestre. A drenagem deve ser feita por fisioterapeuta. O profissional pressiona e desliza a mão por todo o corpo, direcionando o excesso de líquido para os gânglios linfáticos, que trabalham para eliminá-lo pela urina. As futuras mães relatam sentir uma grande diferença ao se submeterem pelos tratamentos, elas se sentem mais leves e menos inchadas além de ficarem mais dispostas. A drenagem ativa a circulação, que fica mais lenta por causa do aumento de sangue no corpo da gestante e combate a celulite, pois diminui a retenção de líquidos, responsável pelos furinhos que se formam na pele. Para a gestante que não gosta de massagem manual, a endermologia vibratória (Cellutec), uma técnica francesa, pode ser a alternativa. É aplicada por profissional treinado, com um aparelho que faz uma levíssima vibração na pele, associado aos movimentos de drenagem linfática e tem os mesmos efeitos da drenagem manual. É a única técnica com aparelho que pode ser usada pela gestante. Para finalizar, a regra é sempre se cuidar, se sentir bem com seu corpo e sua mente.

Para anunciar. Ligue: 3435 - 2036 9626 - 6253

A questão do tributo

Livro de Mateus – Cap.: 20: 19 à 26

O Senhor Jesus Cristo, após pregar sobre a parábola dos trabalhadores maus, deparou com servos dos príncipes dos sacerdotes e escribas que perseguiam. Como eles tinham dificuldades para pagar o Senhor Jesus Cristo em falta, e por inveja, queriam prendê-lo e entrega-lo pela palavra, com falsos elogios, mas o Senhor Jesus Cristo sabia de suas intenções, perguntou dizendo: o que tentais? E respondendo eles disseram: de Cezar. Altivo Alves* Disse-lhes então: daí a Cezar o que é de Cezar e a Deus o que é de Deus. Vendo eles a derrota, saíram de perto do Senhor Jesus Cristo e se mandaram. Bom, nós brasileiros acompanhamos todo o inferno que levantaram contra a presidente eleita Dilma Rousseff, durante a campanha eleitoral, o que a entristeceu muito. Ela foi humilhada de todas as formas que se possa imaginar. Seu adversário era o único brasileiro capaz de governar esse país, pois tinha curso e foi isso, foi aquilo, inventando os maiores absurdos contra a candidata, envolvendo até a vida particular e a religião. Como se não bastasse, o candidato, no desespero, envolveu até o Papa na campanha política brasileira, o que não é correto. Isso é trair nosso país, e além do mais, nós brasileiros somos orientados por legislação própria, não precisamos de americanos, nem alemão para dizer o que devemos fazer. Já está na hora do povo brasileiro avisar a esses estrangeiros, que nós estamos cansados de palpiteiros, que chega! Se nossos governantes são uns “bundões”, o povo não é. Quero avisar aos padres e aos pastores evangélicos, que suas missões são para orientar o rebanho e socorrer os órfãos e as viúvas em suas tribulações, como está no livro de Tiago capitulo 1:27, não ficar direcionando votos a candidato A ou B, pois assim, vocês contrariam o Art. 1º, Inc.II da Constituição Federal de 1988, pois o direito de cidadania pertence somente ao cidadão, ninguém pode mandar no voto do outro, pois é crime. Os senhores só viram Cezar. Quero agradecer os votos que recebi e pedir perdão por ter atrasado o pagamento das pessoas que ajudaram e peço ainda que não leve em conta minhas palavras, diante de quem não merecia ouvi-las. * Lider Comunitário, Poeta e Academico de Direito


Novembro / 2010 programacao@comunidadeemacao.com.br

Picanha recheada com legumes e queijo A pedidos de nossos leitores e aproveitando que em dezembro os “culinarista” de plantão estão a procura de uma receita especial para as festas de fim de ano, estamos repetindo esta receita que realmente é muito gostosa.

Ingredientes

Foto: Marcos Silva / JCA

1 peça de de picanha de aproximadamente 1,4 Kg 1 cenoura cortada em palitos 1 cebola média cortada em tiras 100 gramas de salsão (aipo) cortado em tiras 150 gramas de folhas de espinafre limpas ½ xícara (chá) de azeitonas verdes sem caroço 2 colheres (sopa) de azeite de oliva 150 gramas de mussarela ou queijo prato em palitos grossos Sal e pimenta do reino 2 dentes de alho amassados ½ xícara de vinho tinto (opcional) 2 xícaras (chá) de caldo de carne (ou 1 cubinho de caldo de carne dissolvido em 2 xícaras (chá) de água quente) 1 colher (chá) amido de milho

Modo de preparo

Limpe a picanha, mas mantenha boa parte da gordura. Com uma faca afiada, abra a peça de carne de forma que forme uma bolsa, deixando cerca de 2 cm nas laterais. Prepare uma vinha-d’alhos com sal, pimenta a gosto, azeite e se desejar, o vinho. Esfregue a picanha por dentro e por fora com essa mistura e deixe repousar no tempero por uma hora. Mergulhe o espinafre em água quente por 1 minuto, escorra e esprema bem para eliminar o excesso de água. Dê uma pré-cozida, ao dente, nos legumes temperados com sal e pimenta, não esquecendo que a azeitona e o queijo são salgados. Recheie a cavidade da picanha com os legumes, azeitona e queijo e feche abertura costurando com barbante colunário. Coloque a picanha numa assadeira com a gordura virada para baixo, regue com a vinha-d’alho e a metade do caldo de carne e leve ao forno quente, coberta com papel alumínio. Após meia hora cozendo, retire o papel alumínio, vire a carne, reduza o fogo e asse, regando com o próprio caldo. Com o restante do caldo de carne vá regando até que fique levemente dourada. Ponha a carne em uma travessa e coe o molho que sobrou. Leve-o ao fogo e engrosse com o amido de milho. Corte a picanha em fatias, regue com o molho e sirva com arroz e farofa ou batatas coradas.

Para anunciar. Ligue: 3435 - 2036 9626 - 6253

culinária, lazer & cultura Cidade Nova FM

7

Se você está procurando uma programação de rádio que tenha estilo musical, a nossa dica é ouvir a Cidade Nova FM. Na frequência 87,9 as ondas da emissora tem chegado até a regional Norte com uma seleção de músicas brasileiras de bom gosto na seleção. Para aqueles que estão fora do alcance da antena da emissora comunitária tem a opção de ouvir pelo site: www.radiocidadenovafm.com.br. Criada em 1997 a rádio é de caráter regional e destaca pela seleção de MPB. Vale conferir a programação que vai da bossa nova ao pop rock.


8 informática

Site reúne informações de saúde do usuário Q

ue a informática é essencial na vida das pessoas é praticamente indiscutível. Da portaria de um prédio que controla o acesso de quem entra ou sai aos dados pessoais, a tecnologia está presente no nosso dia a dia. Existem aqueles que ainda relutam em não aceitar a importância do computador e da internet. A cada momento novidades são integradas ao nosso cotidiano. Uma delas é o site Help Link que o usuário pode reunir informações de sua saúde. Criado em 2008, o HelpLink é um site especializado no armazenamento de informações medicas de pessoas físicas onde qualquer pessoa pode armazenar seu histórico médico. Seja de vacinas, exames, prontuários e medicamentos. Para empresas que queiram cadastrar os prontuários médicos de seus funcionários o serviço é pago. Baseada na internet e gratuita, a ferramenta é um recurso importante para aqueles que querem ter controle total sobre as informações da sua saúde. No caso dos pais, este controle ganha mais importância no acompanhamento de vacinas e uso dos medicamentos dos filhos. Após fazer um cadastro gratuito no site e criar uma conta, o usuário tem ferramentas que facilitam a vida. Lembrete da hora de tomar um medicamento, de uma consulta ou fazer um exame que podem ser enviado por SMS para o celular ou e-mail. Outra situação que é comum é perder resultados de exames. Ao receber os resultados do laboratório ou de imagens, o usuário pode cadastrar todas as informações no site. Com isso pode ser acessado a qualquer momento e lugar, incluindo um momento de emergência médica. Essa situação pode salvar a vida diante de um atendimento médico de urgência. Com informações disponíveis no site que inclui tipo sanguino, medicamentos usados pelo paciente, alergias a alguma coisa, contatos telefônicos de quem deve ser avisado com urgência. Os dados do serviço médico será identificado por um código impresso a uma “carteirinha” que o usuário recebe ao fazer o cadastro no site. Com o cartão, o HelpCard, que tem um código de emergência, pode ser acessado por equipes de resgate em caso de urgências. Estas informações podem ser compartilhadas junto com o médico que terá um prontuário on-line do paciente, principalmente aquele paciente que esquece os resultados dos exames em casa no dia da consulta. O paciente também tem um espaço destinado aos lançamentos das medidas de glicemia, pressão arterial e frequência cardíacas, seguindo a orientação do médico. Para se cadastrar, basta acessar o site www.helplink.com.br, preencher o cadastro e em seguida incluir as informações solicitadas. O site mantém os dados sigilosos e são passadas para as pessoas que o usuário permitir.

Novembro / 2010


Jornal COMUNIDADE EM AÇÃO