__MAIN_TEXT__

Page 1

Jornal Mural do Curso de Comunicação Social da Uninter

Cena pertencente ao aclamado filme dos anos 2000, Meninas Malvadas (Mean Girls). Foto: Internet.

MODA DOS ANOS 2000

Época de

diversão, liberdade, expressão e do tudo pode. TEXTO Gabriel Bertaluzi e

Matheus Cardozo

Os anos 2000 são lembrados até hoje como uma época de transições tecnológicas, descobertas e o início da globalização. Para a moda, essa década veio com muita informação. Os desfiles começaram a ser filmados e concorrência entre as top models aumentou.

A era 2000 foi o berço de muitas marcas brasileiras que se concretizaram no mercado e são existentes até hoje, além da ascensão de muitos estilistas que pavimentaram o que podemos chamar de moda brasileira, afirma Dani Brito (44), jornalista que já cobriu as principais Fashion Weeks nacionais. “É como se a modernidade fosse co-

locada diante dos nossos olhos”, alega a jornalista. Segundo Dani Brito, em meados dos anos 2000 podemos ver o crescimento da cultura do jovem. “A gente vai fazendo 30, 40, 50 anos e quer continuar consumindo produtos que nos façam parecer mais jovens. Agora eu tenho 44 anos e estou de tênis e moletom. Antigamente, as pessoas

completavam 35 anos e estavam com roupas mais formais, esse foi o paradigma quebrado na moda nos anos 2000”, explica. O mundo do entretenimento teve um peso enorme na moda da década de 2000. O mundo da música pop, por exemplo, nos proporcionou nomes como Britney Spears, Christina Aguilera e Avril

Lavigne, que se destacavam por seus estilos juvenis, influenciando garotas no mundo todo a se inspirarem em suas roupas. A efervescência dos looks vistos nos anos 2000 era decorrente da vontade que as pessoas tinham de aparecer. “Liberdade de expressão era o auge da época”, declara Giovana Soliver (23), personal stylist formada em Produção de Moda. Para ela, as pessoas só queriam juntar um monte de informações, buscando formas de chamar atenção, tudo era permitido. Ela acredita que tentar se destacar era o que as pessoas buscavam com seus visuais. A moda dos anos 2000 era uma mistura, não haviam regras. Foto: Gabriel Bertaluzi

¡Y soy Rebelde! TEXTO Matheus Cardozo e Gabriel Bertaluzi

#TBTFashion: A moda 2000 está voltando?

Considerada a banda mais premiada do mundo pelo Guiness Book, RBD, originada na novela Rebelde (SBT) em 2004, foi uma grande influenciadora no quesito vestuário. Seus looks icônicos reconhecidos até hoje foram um marco para toda uma geração de teenagers. Boinas, saias curtas, meias altas, pulseiras, munhequeiras e bandanas eram notórios nos figurinos do grupo. O uniforme usado pelos alunos da novela, que muitas vezes violava o código de vestimenta da escola – gravata solta, camisa com gola aberta e amarrada, deixando a barriga a mostra – era copiado pelos jovens e levados para sua realidade, fazendo com que se sentissem como determinado personagem ou ator. A novela era caracterizada por atitude, confiança e ativismo e era evidente pela maneira que os personagens se vestiam.

TEXTO Giovana Barros Coelho

Quem viveu os anos 2000 deve lembrar das boinas, tops e calças de cintura baixa, eternizadas por celebridades como Britney Spears e Christina Aguilera. Essas peças estão retornando em 2018 para o guarda-roupa das chamadas It Girls, como Kylie Jenner, que foi flagrada desfilando nas ruas com o visual. Seja em jeans ou moletom, a calça geralmente vem acompanhada de um top, deixando o visual mais despojado. Mas o que o retorno calça de cintura baixa nos diz sobre a moda? De acordo com Dani Brito, a moda é algo cíclico, ou seja, nunca some de vez. É comum que algo que foi tendência nos anos 2000 retorne em forma de uma releitura, com algum detalhe diferente, mais tecnológico ou moderno.

Foto: Gabriel Bertaluzi

Profile for ComunicArte

Comunicarte 2018  

Comunicarte 2018  

Advertisement