Issuu on Google+

Informativo da Paróquia Nossa Senhora de Fátima Diocese de São José Dos Campos

Ano 7 - nº 69 - Março de 2012

Especial: Padre Padoan - Página 6 Quarta-Feira de Cinzas Página 4

Via-Sacra com Símbolos Página 8


Comunicando com

Maria

Editorial

Pela Conversão da Saúde

E

stamos na Quaresma, tempo de penitência e conversão. Para que o católico possa viver intensamente este período de preparação ao encontro do Cristo ressuscitado, a Igreja realiza a Campanha da Fraternidade (CF) que busca promover ações transformadoras, à luz do evangelho, de uma realidade social que aflige o povo brasileiro. Nesse ano, o tema em discussão é a saúde pública. O objetivo geral e os específicos são abordados pelo Diácono João Mateus de Oliveira, na seção “O Diácono Entre Nós”, na página 3. Falamos da abertura desta campanha e do início da Quaresma na Paróquia, na página 4, e destacamos nas páginas 4 e 5, a 5ª Caminhada pela Paz, uma das ações que a Paróquia realiza em prol da CF. Esta edição também mostra as formações e encontros realizados pelas Pastorais Vocacional e Catequética, na página 3, e da Litúrgica e Familiar na página 5. Publicamos uma matéria especial, na página 6, sobre o Padre Padoan que foi transferido para a Paróquia Santa Luzia no final de fevereiro. Esta é a forma que encontramos de dizer-lhe muito obrigado pela dedicação à Paróquia nos últimos três anos em que ele esteve aqui. Damos as nossas boas-vindas ao Padre Márcio Roberto Pereira Campos que assumiu esta semana a função de vigário paroquial. Que Deus nos abençoe!

Ano 7 - nº 69 Março de 2012

Palavra do Pároco

“O nosso coração no coração de Cristo”

A

o adentrarmos na metade do tempo quaresmal, intensifica-se o pulsar de um coração angustiante: e o coração é o de Cristo. É um coração angustiado que palpita rapidamente porque se aproxima a festa da Páscoa. Mas sabemos que é um coração-doação, coração-entrega, coração-livre. Por isso que neste tempo refletimos sobre a disposição em servir, em entregar-se. Dispor é colocar-se, é estar inclinado e propenso “a”, mas para que isso ocorra envolve o querer e o conhecer. Quando digo que quero alguma coisa, me coloco numa atitude determinante. Quando conheço algo me coloco numa condição de aprendizado. Sendo assim, queremos conhecer o coração de Cristo e nossa disposição livre e consciente faz com que o amor aconteça. Então vamos colocar o nosso coração no coração de Cristo. É o encontro de dois corações. Encontro de vidas. A imagem do coração traduz em diversos significados: enquanto órgão vital, toda sua pulsação e batimento faz com que a vida aconteça e seja dinâmica, por isso que a oxigenação é consequência de um coração vibrante. As fortes emoções

vividas nos permitem dizer: tenho vida e a vida tem muito a nos ensinar. Ouvimos expressões como “coração de mãe sempre cabe mais um”, ou seja, é um coração aberto, acolhedor. Existem ainda os corações enamorados que sempre buscam na experiência do conhecimento o amor; é um coração que ama e deixa ser amado. Mas também tem o coração acorrentado, apertado, aprisionado por diversas circunstâncias da história, daí voltamos para um coração angustiante dita inicialmente, toda ansiedade e preocupação fazem com que isso aconteça. Peça a graça em ter um coração livre, saudável e animado, espelhando-nos no coração de Cristo para amar mais, doar mais, viver mais. Jesus, manso e humilde de coração, fazei o nosso coração semelhante ao vosso.

Pe. Thiago D. Dias Pároco

Agende-se Mutirão de Confissão Data: 22 de março Local:Telespark (14h30)-Matriz (19h30)

Tríduo da Divina Misericórdia Data: 12 e 13 de abril às15h, e 14 de abril às 19h Local: Igreja Matriz

Encontro de Noivos Data: 24 e 25 de março Hora: 13h (sábado) e 7h (domingo) Local: Centro Pastoral Pe. Wagner

Encontro de Batismo Data: 14 de abril - Hora: 16h30 Local: Centro Pastoral Pe. Wagner

Expediente Comunicando com Maria - Distribuição Gratuita

Publicação mensal da Paróquia Nossa Senhora de Fátima - Rua Serra Dourada, 180 - Altos de Santana - São José dos Campos - SP - CEP.: 12214-130 - Telefone: (12) 3942-4226 Equipe PASCOM: Bianca, Cristina, Cremildo, Daniel, Janete, Geruza, Jorge, Mário, Pollyana, Quitéria e Rafaela - Fotos: Equipe PASCOM - Jornalista Responsável: Ana Cristina da C. Silveira MTB(PA): 1.317 - Revisão: Pe. Thiago Dias - Edição, Projeto Gráfico e Editoração: Ana Cristina da C. Silveira - Impressão: Jac Editora (12) 3928 1555 - Tiragem: 1.500 exemplares

2


Comunicando com

Ano 7 - nº 69 Março de 2012

Maria

O Diácono Entre Nós Campanha

da

Animação Vocacional

Fraternidade 2012

Objetivo geral e específico

A

Diácono João Mateus de Oliveira

Igreja propõe como tema da Campanha deste ano: A Fraternidade e a Saúde Pública, como lema: Que a Saúde se difunda sobre a terra (Eclo. 38,8). Deseja assim sensibilizar a todos sobre a dura realidade de irmãos e irmãs que não têm acesso à assistência de saúde pública condizente com suas necessidades e dignidade. É uma realidade que clama por ações transformadoras. A conversão pede que as estruturas de morte sejam transformadas. A Igreja, nessa Quaresma, à luz da Palavra de Deus, deseja iluminar a dura realidade da saúde pública e levar os discípulos missionários a ser consolo na doença, na dor, no sofrimento, na morte. Levá-los, ao mesmo tempo, a exigir que os pobres tenham um atendimento digno em relação à saúde. O Sistema Único de Saúde – SUS, inspirado em belos princípios como o da universalidade, cuja proposta é atender a todos, indiscriminadamente, deveria ser modelo para o mundo. No entanto, ele ainda não conseguiu ser implantado em sua totalidade e ainda não atende a contento, sobretudo os mais necessitados desses serviços. Entendendo ser um anseio da população, especialmente da mais carente, um atendimento de saúde digno e de qualidade, a Campanha da Fraternidade 2012 aborda o tema da saúde, conforme os objetivos a seguir propostos. Objetivo Geral: Refletir a realidade da saúde no Brasil, em vista de uma vida saudável, mobilizando o espírito fraterno e co-

munitário das pessoas, na atenção aos enfermos e na busca por melhoria no sistema público de saúde. Objetivos Específicos: 1. Disseminar o conceito de bem viver e sensibilizar para a prática de hábitos de vida saudável, em detrimento dos que comprometem a boa saúde; 2. Sensibilizar as pessoas para o serviço aos enfermos, o suprimento de suas necessidades e integração na comunidade. Organizar este serviço nas comunidades que ainda não despertaram para esta exigência evangélica; 3. Alertar para a importância da organização da Pastoral da Saúde nas comunidades: criar onde não existe, fortalecer onde está incipiente e dinamizá-la onde ela já existe. 4. Difundir dados sobre a realidade da saúde no Brasil e seus desafios, bem como sua estreita relação com os aspectos socioculturais de nossa sociedade; 5. Despertar, nas comunidades, a discussão sobre a realidade da saúde pública, levá-las ao acompanhamento da prática da cidadania no trato da causa pública e à exigência de qualificação dos gestores da área da saúde; 6. Estimular e fortalecer a mobilização popular em defesa do SUS e de seu justo financiamento, orientando a comunidade sobre seus direitos e deveres em relação ao sistema de saúde como a participação nos espaços de controle, fiscalização e deliberação das políticas públicas de saúde. Fonte: Texto-Base da CF 2012.

C

oordenadores e agentes da Pastoral Vocacional de São José dos Campos participaram de um retiro, no dia 5 de fevereiro, no seminário Santa Teresinha, das 8h às 16h. O Padre Edinei conduziu o evento e falou para os agentes “serem animados em espírito”, que Jesus é o caminho, o companheiro de caminhada e a meta (de chegada). Falou também do chamado: coragem! Levanta-te, Ele te chama.

Paroquianos presentes no retiro

Semana de Formação para catequistas

A

Pastoral Catequética da Paróquia promoveu, de 6 a 10 de fevereiro, no Centro Pastoral Padre Wagner, uma formação para catequistas, com o objetivo de propiciar aos catequistas iniciantes e atuantes os elementos fundamentais da iniciação cristã, para que possam assumir bem a missão de educadores da fé. Os encontros aconteceram das 19h30 às 21h30. Antonio Dutra, da coordenação da Catequese, diz que a formação contou com a presença de muitos catequistas e agradece a todos pela participação, “valeu e continuem assim, participativos.”

3


Comunicando com

Maria

Início da Quaresma e da Campanha da Fraternidade

N

o dia 22 de fevereiro, QuartaFeira de Cinzas, iniciou-se a Quaresma (40 dias antes da Sexta-Feira Santa). Em nossa Paróquia houve missas na igreja Nossa Senhora Auxiliadora, às 9h e 18h, na capela de Sant’Ana (Jaguari) às 11h, e na Matriz às 19h30. A liturgia da missa desse dia possui algumas características próprias como: a omissão do ato penitencial, que é substituído pela imposição das cinzas; o “Glória” e o “Aleluia” não são cantados. Porém, o fator marcante é a bênção e a distribuição das cinzas, acompanhadas das seguintes

Caminhada Penitencial

À

s sextas-feiras do período quaresmal, acontecem caminhadas penitenciais entre as igrejas Nossa Senhora de Fátima e Nossa Senhora Auxiliadora, às 5h da manhã. No dia 24 de fevereiro, a caminhada teve início na Matriz e terminou no Telespark, já no dia 2 de março, o trajeto foi invertido. Sempre alternando o local do início entre as igrejas, as caminhadas serão realizadas até o dia 30 de março.

palavras: “Convertei-vos e crede no Evangelho” ou então: “Lembra-te que és pó, e ao pó hás de voltar”. Neste dia também, a Igreja no Brasil lançou a Campanha da Fraternidade que se desenvolverá no período quaresmal. Com o tema “Fraternidade e Saúde Pública” e o lema “Que a saúde se difunda sobre a terra”, a campanha deste ano refletirá o cenário da saúde no Brasil, conscientizando o Governo da precariedade de condições dos serviços de saúde e mobilizando a sociedade civil para reivindicar melhorias.

Ano 7 - nº 69 Março de 2012

Caminhada pela P

A A Paróquia realiza vendas de camisetas e de crepes para arrecadar fundos para esta CF

Projeto cuide-se

C

uidar da saúde é uma preocupação não apenas física, mas intelectual também. Por isso que em nossa paróquia durante os sábados da quaresma, sempre após a missa das 18h no Telespark iremos conhecer mais sobre o tema da Saúde. Os temas refletidos serão: Saúde Bucal, Teologia do Corpo e a Endocrinologia. Esta iniciativa faz com que a saúde se difunda sobre a terra, eis o pedido da Campanha da Fraternidade 2012.

5ª edição da Caminhada pela Paz reuniu mais de 500 pessoas, na manhã de domingo, 4 de março. O evento promovido pela Paróquia faz parte das ações da Campanha da Fraternidade, que este ano aborda o tema “Fraternidade e Saúde Pública”. O ato começou às 9h, no Bosque da Paz, no final da avenida Alto do Rio Doce e encerrou-se às 11h, no Centro Poliesportivo do Altos de Santana. No decorrer dos quase 2 km de percurso, os participantes fizeram alongamentos e exercícios aeróbicos, motivados pelos organizadores da caminhada que difundiram o conceito de bem viver e da prática de hábitos de vida saudável, um dos objetivos desta campanha. Ao encerrar a caminhada, Padre Thiago agradeceu a todos e falou que “pedir paz é pedir saúde”.

Professores de Educação Física comandaram as atividades

BICICLETARIA DO ALEXANDRE • Bicicletas novas e usadas • Peças e acessórios • Serviços em geral

Fone: (12) 3913-1757 / 9764-3695 Av. Pico das Agulhas Negras, 600 - Altos de Santana - SJC - SP

Dedicação total em qualidade a você!!!

4

DEPÓSITO DO LUIZÃO Materiais para Construção Vila Unidos:

Rua Jaguari, 1210

Fones: 3921-0136 e 3922-9125

Vila São Geraldo:

Estrada Juca de Carvalho, 1049

Fone: 3922 7419


Comunicando com

Ano 7 - nº 69 Março de 2012

Paz e pela Saúde

Maria

Retorno das Atividades da Pastoral Familiar

E

vangelizar as famílias por meio das famílias. Com este objetivo, a Pastoral Familiar de nossa paróquia retomou suas atividades, em fevereiro para o ano de 2012. Foto: Santão

A Paróquia distribuiu sachês de filtro solar, água e toalhinhas brancas ao participantes

Texto: Luis Daniel

emoção, reflexão e louvor, pedindo a Deus pelo novo ano”, afirmou o casal. A Pastoral Familiar realiza diversos encontros durante o ano para preparar casais e pessoas para os Sacramentos do Batismo e do Matrimônio. Já em fevereiro, a pastoral realizou um encontro para casais que vivem juntos, mas que não recebera o Sacramento do Matrimônio. O casal ressaltou que o encontro “esclarece sobre os benefícios da vida matrimonial, santificada pelo sacramento, que vai ajudá-los na educação dos filhos”.

Momento de adoração, em 5 de fevereiro

Para estarem em plena sintonia com Deus, os agentes da pastoral participaram de uma adoração ao Santíssimo Sacramento, conduzida pela irmã Penha das Pequenas Missionárias. Segundo o casal coordenador da pastoral, Santão e Célia, eles refletiram o compromisso com a família. “Houve momento de

Encontro de Santificação, em 12 de fevereiro

Formação para Novos Agentes da Liturgia

Público animado e praticante dos exercícios físicos

P

aramentos e objetos usados na liturgia foram os assuntos abordados na formação promovida pela Pastoral Litúrgica na manhã do dia 12 de fevereiro, na igreja Nossa Senhora Auxiliadora, no Telespak. O encontro foi conduzido pelo Padre Thiago que explicou aos 60 agentes, a maioria iniciantes, o significado e a importância desses objetos na cerimônia religiosa.

A coordenação da Caminhada e da CF 2012

Av Pico das Agulhas Negras, 750 - Lj. 02 - Altos de Santana Fone: (12) 3911-5593 / 8815-7624

5


Comunicando com

Maria

Ao Padre Padoan, Nossos Agradecimentos

N

o dia 4 de março, Padre Padoan deixou de ser vigário desta Paróquia. Ele foi homenageado no final da missa das 19h, na Matriz.

Recebendo às chaves, em 2009

Nos últimos 3 anos convivemos com este simpático e alegre sacerdote que aos 74 anos continua com o espírito jovem e muita disposição para o trabalho pastoral. Muito dedicado às orações, reza diariamente o terço. Torcedor do Corinthians, mas gosta mesmo é de jogar basquete. Nossos agradecimentos por tudo que ele fez pela paróquia e que Deus continue abençoando a sua vida e sua missão. Abaixo, imagens de alguns momentos na paróquia e ao lado a cronologia com os principais momentos de sua vida.

1ª missa na paróquia, em 2009 Lava-pés, em 2010

No aniversário, julho de 2010

Com missionários, em 2010 Na Vila Dirce, outubro de 2010

Disco Dance Fest 2010

Na festa julina 2011

6

Cavalgada, Festa de Santa Catarina de Sena 2011

Ano 7 - nº 69 Março de 2012

José Edward Padoan nasceu em 4 de julho de 1937, na casa nº 68 da rua Siqueira Campos, em São José dos Campos. Seus pais, João e Maria de Lourdes, tiveram 18 filhos, dos quais 7 estão vivos. O pai morreu em 1959 e a mãe há 18 anos.

Linha do Tempo Em fevereiro de 1948 ingressa no Seminário, em Taubaté e em 1957 vai para o Seminário Central do Ipiranga, em São Paulo. Em 1959 passa a cursar Filosofia em Aparecida. Em 1960 faz o curso de Teologia, no Seminário Central do Ipiranga. Em 22 de dezembro de 1963 é ordenado sacerdote na Catedral de Taubaté. Em 1964 torna-se professor no Seminário Santo Antonio, em Taubaté. É o Capelão das Irmãs Filhas de Caridade, da Vila de São José. É o vigário, aos fins de semana, Em Monteiro Lobato. Em 1965 passa a ser vigário em São Francisco Xavier. É transferido para São José dos Campos. Torna-se Capelão no Noviciado Santa Terezinha das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada (por 6 meses). Passa a ser o diretor espiritual da ETEP (por 15 anos). Inicia se trabalho como professor de religião no Colégio João Cursino (por 6 anos). Em 1969 passa a ser vigário cooperador de Paraibuna. No dia 21 de março de 1971 torna-se Vigário da Paróquia de São Sebastião, na Vila Industrial, criada nesta data. De fevereiro de 1989 a agosto de 1997 foi Pároco da Paróquia Santo Antonio em Paraibuna. Trabalhou também nas paróquias Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, São Judas Tadeu, Nossa Senhora do Rosário e Nossa Senhora da Soledade antes de assumir como vigário de nossa Paróquia, em 1º de fevereiro de 2009. No último dia 27 de fevereiro foi nomeado vigário da Paróquia Santa Luzia.


Comunicando com

Ano 7 - nº 69 Março de 2012

Maria

Espaço da Sobriedade

Alcoolismo entre Empresários parte final

Texto: Dr. Isidoro Cobra dos Santos, psiquiatra e diretor médico da Clínica Maia. Publicado na Revista Anônimos.

O

alcoolismo tem o agravante de ser desencadeado lentamente e muitas vezes, os danos são irreversíveis. O indivíduo agride seu organismo e não culpa diretamente o álcool por isso. O álcool é usado como um ingrediente que sela encontros, de negócios, de compromissos alcançados, de nascimentos, aniversários, casamentos, confraternizações, concretização de projetos, comemorações de datas importantes. Os efeitos iniciais ocasionados pelo consumo excessivo do álcool compreendem a sensação de fraqueza, cansaço, dificuldade para concentração, dor de cabeça, náuseas, dificuldades de memória, entre outros. Quem usa essa droga tende a ser inquieto, ansioso, irresponsável, bizarro, descuidado, esquecido, desorientado e agressivo quando impedido de beber. Muitas vezes a própria família retarda o tratamento porque o dependente é também o provedor do sustento familiar e isso pode agravar a evolução do caso. A família deve ser a primeira a observar as mudanças de comportamento e levá-lo para ajuda específica que pode ser feita pelos profissionais da saúde ou pelos grupos de auto-ajuda que atualmente, no mundo todo, representam fundamental e definitiva importância na luta contra essa doença. A empresa que estiver realmente preocupada com a questão do alcoolismo deverá: -Convidar especialistas para realizar palestras na empresa sobre o tema. -Evitar o hábito de comemorações regadas a bebidas alcoólicas. -Evitar estocar bebidas alcoólicas para consumos comemorativos na em-

presa. -Encaminhar, precocemente, para consulta, avaliação ou triagem as pessoas que se enquadrem na suspeição de abuso etílico. -Desenvolver, na empresa o hábito de considerar o alcoolismo como um mal a ser evitado. -Não tolerar alguém trabalhando alcoolizado. -Habituar seus funcionários ao culto à saúde, à proteção da natureza e desenvolver todos os atos administrativos dentro dos mais elevados padrões de comportamento, educação, ética e moral, reduzindo assim o estresse ambiental, o assédio moral e as baixas e desgastantes manobras da política interna. A empresa que evoluir em sua história, sem incidentes de alcoolismo, sem dúvidas não terá redução de pessoas pelas faltas atestadas ou faltas injustificadas, auxílio doença, aposentadorias precoces, demissões com perda de know-hoow, evasão de cérebros e contará com maior eficiência e melhor performance nos momentos em que forem exigidos, maiores rendimentos de inteligência, memória, modulação afetiva, pragmatismo e criatividade. Atributos que acreditamos alicerçar o sucesso dos empreendedores e seus funcionários.

7


Comunicando com

Maria

Paróquia realizaVia-Sacra com Símbolos

cravos e espinhos querem ser para nós mais do que momentos vividos, mas experiência de fé. Como pela fé guardamos no coração a presença de Deus, em nossa paróquia os elementos simbólicos nos ajudam a rezar. Poderíamos dizer que é uma

C

ontemplar os mistérios da paixão de Cristo não se traduz em rezar a dor e o sofrimento, mas vivenciar a experiência de vida e entrega. A traição-julgamento, as quedas, os diversos encontros, os fé empírica, palpável. Por isso que a pessoa faz um verdadeiro retiro e leva para casa a simbologia rezada e meditada. Já refletimos sobre a comunhão, o coração e a saúde. Venha participar conosco, todas as sextasfeiras, às 19h30, alternando entre as igrejas do Telespark e do Altos de Santana.

Ano 7 - nº 69 Março de 2012

Novo Vigário Paroquial 

P

adre Márcio Roberto Pereira Campos é mineiro de Carmo de Minas, nasceu em 11 de setembro de 1965 e mudou-se para São José dos Campos em 1984. Ingressou no seminário em 1991 e sua ordenação sacerdotal aconteceu em 17 de julho de 1999, na paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Trabalhou nas paróquias Espírito Santo, São João Bosco, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e Coração de Jesus. É Ecônomo da Cúria Diocesana e Reitor do Seminário de Teologia (desde janeiro de 2010). A partir desde mês atuará como vigário em nossa paróquia nos finais de semana.

Jovem, venha para o Despertar Vocacional A Pastoral Vocacional da Paróquia convida os jovens: rapazes e moças entre 15 e 18 anos para participarem do encontro vocacional Despertar I que será realizado no dia 18 de março, das 8h às 12h, na capela São Sebastião, na Vila Dirce. O objetivo do encontro é ajudar os jovens na escolha vocacional de forma pensada e acolhedora. As inscrições podem ser feitas após as missas de final de semana no Telespark e na Matriz.

8


Comunicando com Maria-MAR 2012