Page 1

CDC

em foco

Edição IX | Ano III | Maio de 2014

Por dentro dos direitos 1


editorial O primeiro CDC em Foco de 2014 está em clima da primeiríssima infância. O tema é devido às atividades da Semana do Bebê, que acontece entre 26 de maio e 1º de junho! Por isso, preparamos um boletim com matérias que abordam de alguma forma os direitos de bebês e crianças de 0 a 3 anos. Para começar, um assunto delicado: os diversos arranjos familiares (p. 3). Também abordamos os exames e vacinas que são fundamentais durante a gestação (p. 4 e 5). Importante também é saber quais os alimentos são essenciais durante a gestação e quais devem ser evitados (p. 6). Você sabia que Apiaí desenvolve projetos para famílias em vulnerabilidade por meio do Cras? (p. 7). E claro que a Semana do Bebê também está presente no nosso informativo! Uma novidade: o CDC de Apiaí conta com o blog www.comunicacdc.org.br. Acesse e fique por dentro das notícias do CDC! Boa leitura!

Semana do bebê

www.infanciaideal.org.br

expediente Este boletim faz parte do projeto Comunica CDC, realizado pelo Instituto Camargo Corrêa e InterCement Brasil, em parceria com a Oficina de Imagens. Instituto Camargo Corrêa Diretor Executivo: Francisco de Assis Azevedo Coordenadora de Comunicação: Clarissa Kowalski Contato: instituto@institutocamargocorrea.org.br Comitê de Desenvolvimento Comunitário de Apiaí. Associação dos Artesãos de Apiaí, Câmara Municipal de Apiaí, Conselho Tutelar, InterCement, Pastoral da Saúde, Rotary Club, Prefeitura de Apiaí, Prefeitura 2

de Itaoca, Secretaria de Cultura e Turismo de Apiaí, Secretaria de Educação de Apiaí, Secretaria de Educação de Itaoca, Secretaria de Promoção Social de Apiaí, Secretaria de Saúde de Apiaí. Contato: cdcemfoco@gmail.com Oficina de Imagens Diretor Institucional: Adriano Guerra Edição: Gabriella Hauber e Thais Marinho Site: www.oficinadeimagens.org.br Projeto Gráfico: Ronei Sampaio Diagramação: Gabriella Hauber e Anna Cláudia Pinheiro Foto da capa: Agência Brasil Impressão: Gráfica Formato | Tiragem: 1.200 exemplares


Artigo

Novas formações familiares presentes nas escolas são notadas principalmente no comportamento dos alunos O respeito às mais diversas formas de família é fundamental para o desenvolvimento das crianças Por Cleide Rosa, da Secretaria Municipal de Educação, e Nilva Borges, do colégio Cecília Meireles

Os novos arranjos familiares se fazem presentes nos diversos setores da sociedade, seja na Saúde, Educação ou Assistência Social, e os projetos buscam contemplar essas novas características da formação familiar. O que temos hoje são composições familiares diversas, não concebemos mais apenas famílias compostas por pai, mãe e filhos, em que a mãe é a responsável pela educação das crianças. Há filhos de mães ou pais solteiros, criados por avós e outros parentes, filhos de casais homossexuais, crianças adotadas e em abrigos, dentre outros. Esses arranjos familiares não são tão novos assim, mas têm ganhado cada vez mais atenção da sociedade e dos serviços públicos de maneira geral. Trazendo um pouco para o âmbito escolar, o conservadorismo e o tradicionalismo ficam descontextualizados com essas novas características e concepções. Os profissionais que atuam nas unidades educacionais necessitam ter um comportamento eclético e saber trabalhar com a diversidade. O que há hoje são adequações nas ações escolares. Um exemplo das atividades que estão em processo de mudança são as datas comemorativas. Muitas escolas que trabalhavam Dia das Mães ou Dia dos Pais estão agora mudando para o Dia da Família, um evento onde os familiares participam e são homenageados por serem os responsáveis pelos alunos, ou seja, compõem a primeira instituição social ao qual a criança é inserida. É imprescindível conhecer os alunos e suas familias não apenas pelo fato de respeito à diversidade, mas também para entender diversos comportamentos e atitudes apresentadas pelos alunos na escola. Muitos desses comportamentos necessitam de ajustes e acompanhamento psicológicos por tratarem de casos que interferem no emocional, por exemplo, separação dos pais. Ao enfocar os novos arranjos familiares, é importante ressaltar que não nos cabe analisar se é bom ou ruim. Independente da organização da família, o importante é a construção de laços afetivos, não necessariamente de sangue, mas em relação ao compartilhamento de valores e responsabilidades. É preciso respeitar os diversos arranjos familiares, como filhos de casais homossexuais

3

Foto: Agência Brasil

3


Saúde

Existem vacinas e exames essenciais para uma gravidez saudável A indicação é que as grávidas sejam vacinadas durante a gestação e também após o parto Por Ana Maria de Oliveira, da Secretaria de Saúde, e Zelma Tereza Popi, do Colégio Cecília Meireles

A chegada de um bebê é a realização do sonho de muitas mulheres. Durante a gestação, porém, surgem várias dúvidas, por exemplo, se a mulher grávida pode ser vacinada e quais exames ela deve realizar. As mulheres em período gestacional ou após o parto ficam mais suscetíveis a infecções e doenças graves, porque durante este período o corpo diminui sua defesa imunológica temporariamente, para não haver rejeição ao feto. A orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de que mulheres grávidas sejam vacinadas durante a gestação e após o parto. A imunização durante a gravidez protege a mulher contra doenças potencialmente severas, conferindo ainda resistência às infecções intrauterinas e imunização passiva ao recém-nascido. Os anticorpos (células de defesa) da mãe são transferidas ao feto durante a gestação e após o nascimento, por meio da amamentação. Assim, mesmo sem ter tomado injeções, o filho estará protegido contra doenças nos primeiros meses de vida. Exames e vacinas fundamentais Para garantir a saúde da gestante e do bebê, o médico obstetra orientará a mulher a realizar uma série de exames durante a gestação. Alguns deles, classificados como “rotina”, servem para saber o estado geral da saúde da mãe e do bebê e são realizados durante toda a gravidez e para todas as gestantes. São eles: hemograma completo, ultrassonografia e bacteroscopia ou cultura de secreção vaginal. Há também os exames específicos de gravidez de risco, que são: biopsia vilocorial e amniocentese, que detectam a presença de malformação genética; ecocardiografia e cardiotocografia, que checam o coração do bebê; perfil biofísico fetal, que checa o comportamento e a vitalidade do bebê durante a gestação.

Foto: Agência Brasil

Uma série de vacinas são indicadas para as gestantes em determinados períodos da gravidez

4


Saúde

Foto: Agência Brasil

O pré-natal faz o diagnóstico e o tratamento de doenças que podem surgir durante a gravidez

Além dos exames, há também vacinas indicadas durante a gravidez e que fazem parte de um ciclo, com as doses em períodos definidos. São elas: vacina dupla adulto e hepatite B, com a primeira dose no início da gravidez, a segunda dois meses depois e a terceira no sexto mês de gestação. Uma vacina mais recente e que também tem sido recomendada pelos médicos é a Influenza (Gripe H1N1), que pode ser tomada em qualquer período da gestação. Pré-natal Cada gravidez possui suas particularidades e os exames citados podem ser solicitados ou não, como também podem haver outros exames a serem solicitados. O médico, que realiza o pré-natal é quem irá orientar melhor, e, através de toda a análise do histórico da gestante, determinar tais exames. A importância dos exames pré-natal baseia-se na premissa de que tudo o que a futura mãe faz ou deixa de fazer durante os nove meses de gestação tem um grande impacto na saúde do bebê. É por essa razão que é tão importante seguir à risca as recomendações dos profissionais nos meses que antecedem o nascimento. O município de Apiaí realiza o pré-natal (exames e vacinas) em todas as unidades de saúde e segue o Calendário Vacinal do Estado de São Paulo para gestantes e puérperas (mulheres que tiveram filhos recentemente). Dentro do programa Infância Ideal, através do projeto Fortalecimento da Rede Ciranda, dispõe do Ambulatório Materno Infantil (AMI), onde realizam-se exames de ultrassonografia. A meta é atender 100% das gestantes, garantindo um atendimento humanizado. Para saber mais sobre os exames e as vacinas importantes durante a gravidez, acesse o blog www.comunicacdc.org.br.

5


Saúde

A alimentação da mãe é fundamental para a saúde do bebê desde a gestação Além dos exames e acompanhamento durante o pré-natal, há algumas dicas de alimentação importantes Por Ingrid Fernandes Feldhaus, da Associação Pequeno Produtor, Lia Camargo Ferreira Assis, da Secretaria de Cultura e Tânia Ribas Coelho, do Hospital de Apiaí

Muitas são as dúvidas das mulheres na hora da alimentação. Diante disso, se a mulher está na fase de planejar ter um bebê, ou já está grávida, é bom rever a alimentação para que contenha vitaminas, minerais, carboidratos e proteínas essenciais para uma boa gestação. Tão importante quanto informar, é aprimorar a forma de repassar as recomendações e, por isso, além das dicas sobre alimentação saudável, cabe uma discussão sobre como se pode melhorar o atendimento primário da gestante. A gestante tem acesso aos primeiros cuidados e recomendações alimentares no Posto de Saúde, logo, é preciso estar atento à constante capacitação dos colaboradores da Atenção Básica. Além disso, é importante disponibilizar material didático para distribuir às gestantes, promover oficinas de culinária, de tabus alimentares e outros. Ao aprimorar a qualidade do serviço primário prestado, as gestantes poderão ser capacitadas para ter uma qualidade de vida saudável. A amamentação é uma prática milenar com reconhecidos benefícios para a mãe e o bebê. Um apoio eficaz requer empenho de muitos, a começar por uma alimentação saudável desta gestante. A maior parte do que a mãe consome chega até o bebê por meio do leite materno. Aproveite a programação da Semana do Bebê para se informar melhor e tirar as dúvidas com os profissionais da saúde. Saiba mais informações e dicas sobre alimentação saudável durante a gravidez no blog www.comunicacdc.org.br. Uma alimentação rica em legumes e verduras é muito importante para a saúde da gestante e do bebê

6

Foto: Agência Brasil


Assistência

Secretaria Municipal de Promoção e Assistência realiza ações para famílias em condições de vulnerabilidade Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social realiza ações para famílias em condições de vulnerabilidade social Por Alysson Garcia, da Secretaria de Assistência Social , e Rodrigo Martins, do CMDCA

Foto: Arquivo Cras

Programas do Cras realizam várias ações para garantir os direitos de famílias em situação de vulnerabilidade social

Para atender às muitas necessidades de famílias que atualmente se encontram em condições de vulnerabilidade social, a Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social realiza, atualmente, várias ações para a melhoria da qualidade de vida da população localizada tanto na zona urbana, quanto na rural. Um dos exemplos é o programa Busca Ativa 100%, que tem como objetivo realizar o cadastramento, recadastramento e atualização de dados de famílias beneficiárias de programas como o Bolsa Família, do Governo Federal, através do Cadastro Único (CadUnico). O intuito é localizar famílias que trabalham durante a semana para realizar a atualização de seus respectivos dados. Outra ação desenvolvida pela equipe da Secretaria de Promoção e Assistência Social é o Cras no Nosso Bairro, com o objetivo de prevenir situações de risco por meio do desenvolvimento de potencialidades, aquisições e do fortalecimento de vínculos familiares e comunitários.

O Cras no Nosso Bairro é um novo projeto desenvolvido nos distritos e bairros, como Palmitalzinho, Lageado de Araçaíba, Encapoeirado, Pinheiros, Palmital, Assentamento, Caximba, entre outros. O projeto oferece aulas de judô, com o qual se trabalha a disciplina, concentração, controle emocional e saúde física e mental; e atividades relacionadas ao reaproveitamento de alimentos, saúde, economia, higienização de alimentos, informática, entretenimento, e costura e pintura de tecidos. As atividades focam no fortalecimento de vínculo, conversas interpessoais, buscando garantir a autonomia das pessoas. Para atender a demanda da população apiaiense em condições de vulnerabilidade social, a secretariaainda realiza mutirãow de ações sociais em bairros e distritos de Apiaí. Nos mutirões, são oferecidos serviços gratuitos à população, como cortes de cabelo, manicure, pedicure, aferição de pressão arterial, entre outros procedimentos. 7


Semana do bebê

Apiaí e Itaoca realizam Semana do Bebê

Foto: Arquivo CDC Semana do Bebê em Apiaí e Itaoca conta com uma programação diversificada

A Semana do Bebê é uma estratégia de mobilização social e tem como objetivo tornar o direito à sobrevivência e ao desenvolvimento de crianças de até 3 anos prioridade na agenda dos municípios brasileiros. É uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas pela Infância (Unicef ), que começou há 14 anos no município de Canela (RS). Em 2013, a Semana do Bebê passou a compor a agenda do Infância Ideal, programa do Instituto Camargo Corrêa e da InterCement Brasil dedicado à defesa de direitos, à educação e aos cuidados com a criança. O evento ocorre em parceria com a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal e a BemVindo. Durante a Semana do Bebê são realizadas inúmeras atividades nos serviços e espaços públicos e privados, visando contribuir para um novo olhar em relação à primeiríssima infância. Apiaí e Itaoca realizam suas segundas edições da Semana do Bebê com uma programação diversif icada e para todas as idades. Saiba mais em www.infanciaideal.org.br

realização:

parceria:

rotary clube

8

Boletim_Apiaí_9  

apiai