Issuu on Google+

GUIA DO VOLUNTARIADO

PROJETO SABER VIVER |

FINANCIADO POR:

PROMOVIDO POR:

CO-FINANCIADO:

PARCEIROS:

2012


ÍNDICE

Introdução………………………………………….……………………………………………….…………………….4 A Origem do Problema …………………………………………………………………………….……. 4 A Origem de uma Solução Viável e Sustentável …………………………………….………. 4 Enquadramento conceptual do Recurso…………………………………………………….….………… 5 Narrativa da Prática …………………………………………………………………………………………………. 7 O que é o Clube de Voluntariado? …………………………………………………………………. 7 Os Intervenientes …………………………….……………………………………………………………. 8 Passos para a criação do Clube de Voluntariado …………………………………………… 13 Fotografias ilustrativas de atividades realizadas…………………………………..………………….19 Avaliação do Recurso………………………………………………………………………………………………..22 Referências Bibliográficas…………..…………………………………………….………………………………23


ÍNDICE DE ANEXOS

Termo de Compromisso Protocolo de Cooperação Cartaz Ficha de inscrição Carta dos Direitos e Deveres do Voluntário Atividade – Relações interpessoais Contextos de ação em diferentes públicos-alvo Avaliação da Formação em Voluntariado Diploma de participação na acção de formação em voluntariado Autorização para o/a Encarregado/a de Educação Avaliação da participação na atividade voluntariado Avaliação da atividade voluntariado (preenchida pelo responsável da ação na instituição beneficiária) Grelha de Registos Autoavaliação final da participação no voluntariado Certificado de Participação


Introdução O Guia do Voluntariado é um produto desenvolvido pelo projeto Saber Viver do Programa Escolhas, que tem como objetivo criar e mobilizar um Clube de Voluntariado constituído por alunos voluntários, a frequentar o 2º e 3º ciclo do ensino básico. Este Clube poderá ser adotado como uma ação do projeto educativo da escola. O que se pretende é criar uma ferramenta útil e eficaz, que permita a capacitação pessoal, o desenvolvimento de competências pessoais e sociais e da autonomia dos alunos, valorizando as boas práticas na comunidade local. A Origem do Problema Tendo por base a análise do diagnóstico realizado pelo TEIP do Agrupamento de Escolas do Amial, de elementos recolhidos junto da CPCJ, e ainda de observações qualitativas e de indicadores quantitativos (pautas; ocorrências disciplinares; reuniões e atas de Conselhos de Turma) recolhidos pela equipa de técnicos do projeto Saber Viver em contexto escolar, verificamos 21% de insucesso escolar; 12% de absentismo e 3% de abandono escolar. Ainda constatamos 60% de défice de competências pessoais e sociais, que se traduzem em comportamentos desadequados e de indisciplina, bem como, de desmotivação e desinteresse pela escola e estudos. A equipa de técnicos do Saber Viver tendo em conta as problemáticas existentes na comunidade escolar, delineou um projeto com o objetivo de promover competências pessoais e sociais nos alunos, através da estimulação de comportamentos solidários, de entreajuda e de auxílio ao outro. A Origem de uma Solução Viável e Sustentável A criação do Clube de Voluntariado surge como uma opção viável e que contribui para o desenvolvimento de um conjunto de competências pessoais e sociais que se pretende trabalhar neste jovens alunos, tais como, responsabilização, compromisso, autoestima,

solidariedade,

generosidade,

autonomia,

capacitação

pessoal,

empowerment e participação ativa na comunidade local. O Clube de Voluntariado privilegia o trabalho com o(s) Outro(s), tanto ao nível do trabalho em equipa no


desenvolvimento de atividades de voluntariado, como ao nível do relacionamento interpessoal com as Instituições beneficiárias destas atividades e seus utentes. Podemos considerar o Clube de Voluntariado uma importante Proposta de Valor, pois para além da mais-valia para o jovem voluntário, constitui também uma mais-valia para a comunidade local que beneficia das ações que promovem a solidariedade e combatem problemas sociais.

Enquadramento Conceptual do Recurso O Voluntariado consiste num conjunto de ações e atividades de interesse social e comunitário, realizadas de forma desinteressada por pessoas e desenvolvidas sem fins lucrativos. O Voluntariado apoia-se em motivações pessoais, através de uma decisão livre em participar em ações de solidariedade, de forma a promover o relacionamento com o(s) outro(s), a entreajuda e a sensibilização para os problemas sociais atuais. O Voluntariado é um contexto privilegiado para o exercício de boas práticas que se caracterizam pela cidadania e generosidade, implicando a reciprocidade, dado que contribui para o crescimento de todos os intervenientes, desde o voluntário até ao beneficiário. De acordo com a “Lei do Voluntariado”, nº71/98, “o voluntariado obedece aos

princípios

da

solidariedade,

da

participação,

da

cooperação,

da

complementaridade, da gratuitidade, da responsabilidade”. O Voluntariado pode assumir diversas formas, a que desenvolvemos neste recurso serve fins educativos, uma vez que se trata de um projeto ou ações planeadas nas quais se cruza a intenção pedagógica com a intenção solidária e social. De acordo com Silvestre, Laganá, Silva, Castro, Araújo, Ramos, e Soares, (2009), o voluntariado educativo é uma experiência formativa com características próprias, com conteúdos e metodologias voltados para a formação pessoal e social do jovem e é essencial para ajudar os jovens a relacionarem-se melhor, a se respeitarem mais, a respeitarem as diferenças e a viverem a diversidade. Os autores referem que as experiências pessoais e sociais vividas na idade escolar são fundamentais na definição dos projetos de vida dos alunos.


Missão: O Clube de Voluntariado tem duas finalidades que se integram e complementam. Por um lado, pretende-se através de boas práticas e da responsabilização e sensibilização para as questões sociais da comunidade local modificar os comportamentos dos alunos voluntários, manifestando-se em atitudes positivas e comportamentos adequados. Por outro lado, pretende-se beneficiar as instituições, de carácter educativo e social, presentes na comunidade, através de ações de voluntariado estruturadas e continuas no tempo. Inovação: O que torna este projeto inovador é o facto, de não estarmos apenas a contribuir para os que beneficiam do trabalho do Clube de Voluntariado, mas também, aqueles que constituem este Clube, estimulando e desenvolvendo os valores importantes para a cidadania, como a solidariedade, a responsabilização, o altruísmo, o compromisso e a participação. Paralelamente a estes princípios, os resultados visíveis nos alunos voluntários manifestam-se ao nível do comportamento e do rendimento escolar. Ao proporcionarmos aos alunos voluntários atividades desafiadoras estes podem melhorar o seu rendimento escolar enquanto aprendem a participar socialmente, melhorando a qualidade de vida da comunidade. Ao ajudarem a resolver os problemas reais de uma comunidade, os voluntários sentem-se desafiados a exercer cidadania com responsabilidade. Assim, trata-se de uma ferramenta bidirecional, com benefícios para todos os intervenientes neste processo. Um dos princípios de atuação deste recurso é a geoestratégia, ou seja, a promoção da proximidade dos jovens alunos com a sua comunidade escolar e local. As vantagens desta estratégia consistem no conhecimento que estes jovens têm sobre a realidade social ao nível local, bem como, das pessoas e instituições onde irão desenvolver atividades.

Empowerment:


O Clube de Voluntariado estimula e promove a capacitação pessoal dos alunos ao nível da autoregulação do comportamento com benefícios na relação com a escola e com os outros e no desenvolvimento da sua autonomia, bem como, na capacidade de se envolverem na sua comunidade local, através da criação e implementação de iniciativas e ações de voluntariado. Escalável/Transferibilidade: Esta ferramenta poderá ser replicada para outros contextos escolares, uma vez que necessita de um docente ou técnico responsável por este projeto, que seja capaz de coordenar o Clube de Voluntariado, e ainda de estabelecer contactos com as Instituições presentes na sua comunidade local. Sustentável: O Clube de Voluntariado não exige recursos financeiros para que possa desenvolver as suas atividades, pois poderá ser integrado no projeto educativo da escola, no qual um docente ou técnico (ou mais elementos) será destacado para coordenar a referida ação.

Narrativa da prática O que é o Clube de Voluntariado? O Clube de Voluntariado é constituído por grupos de alunos sob a orientação de animadores (técnico ou professor) que disponibilizam parte do seu tempo na realização de atividades pontuais ou continuadas de cariz educativo ou social na comunidade escolar e local, com vista a constituir uma mais-valia para todos os intervenientes: os alunos, a escola e as instituições beneficiárias.

Os Intervenientes:


Os intervenientes do Clube de Voluntariado são todos os que estão envolvidos neste processo, desde os alunos, até aos professores e/ou técnicos, mas também, os que beneficiam das actividades deste Clube, ou seja, os utentes das instituições e organizações parceiras, logo, beneficiárias destas mesmas atividades e ações. 1 - Os Voluntários: Os Voluntários são alunos que se encontram entre o 5º e o 9º ano de escolaridade. Perfil do Voluntário O Clube de Voluntariado deverá ser constituído por grupos heterogéneos de voluntários, ou seja, deve ser aberto a todos os alunos. A vantagem de um grupo heterogéneo prende-se com o facto de num mesmo grupo existir diferenças em termos de género, etnia, estatuto socioeconómico e cultural, rendimento escolar e comportamento. A heterogeneidade promove a troca de opiniões e experiências a partir de várias perspetivas e suscita o confronto de opiniões, permitindo uma maior diversidade de relacionamento interpessoal, uma maior coesão dentro do grupo e, ainda, promove em termos gerais o desenvolvimento pessoal e o aumento de competências sociais. No entanto, a angariação e motivação de alunos com problemas comportamentais e com fracos resultados escolares a integrar o Clube de Voluntariado torna-se um foco importante, de forma a promover nestes competências pessoais e sociais. Neste sentido, os Diretores de Turma devem captar estes mesmos alunos e estimulá-los a participarem no Clube de Voluntariado, mostrando as mais-valias da sua integração.

Direitos e Deveres do Voluntário1 Direitos do Voluntário

Deveres do Voluntário:

- Ser integrado num grupo do Clube de - Desenvolver o trabalho de voluntariado


Voluntariado;

de forma gratuita e desinteressada;

- Receber formação em voluntariado;

- Cumprir com o Termo de Compromisso assinado no momento de integração no - Receber acompanhamento e supervisão Clube de Voluntariado (Anexo 1); do animador (técnico ou professor) responsável pelo Clube de Voluntariado; - Cumprir horários e prazos com que se comprometa; - Desenvolver um trabalho voluntário de acordo com os seus conhecimentos, - Contribuir para o desenvolvimento experiências e motivações; pessoal e social das pessoas com quem trabalha; - Desenvolver um trabalho voluntário de acordo com a sua disponibilidade de - Respeitar a vida privada e a dignidade tempo; da pessoa; - Receber feedback sobre o trabalho - Respeitar convicções ideológicas, voluntário realizado; religiosas e culturais de cada um; - Receber toda a informação relevante - Zelar pela boa utilização dos meios e para o desempenho do seu trabalho bens postos ao seu dispor; voluntário; Participar na Formação em - Participar de forma ativa na preparação Voluntariado; e execução das atividades voluntárias a - Avaliar as atividades de voluntariado em realizar; que participa; - Ter acesso a informação e materiais para a realização de atividades - Promover o trabalho em equipa, contribuindo para uma boa comunicação voluntárias; e um clima de convivência agradável; - Ser reconhecido pelo trabalho que desenvolve com certificação de - Inteirar-se e respeitar os princípios e normas da escola; participação no Clube de Voluntariado. - Cumprir com as obrigações de aluno na escola: assiduidade e pontualidade, cumprimento das tarefas escolares e ausência de ocorrências disciplinares. 1

Os Direitos e Deveres dos Voluntários foram identificados e escritos por um grupo de alunos do Clube de Voluntariado

2 - Os Beneficiários:


Os Beneficiários são as entidades, instituições e organizações de cariz educacional ou social da comunidade local, que manifestem interesse em estabelecer parceria com o Clube de Voluntariado, tendo em conta a proximidade geográfica com a escola. Perfil dos Beneficiários: - Localização próxima da Escola E.B. 2,3 onde o Clube V. está localizado; - Instituição de utilidade pública e sem fins lucrativos, que desenvolvam trabalho com crianças, idosos ou grupos desfavorecidos e vulneráveis. Direitos e Deveres dos Beneficiários: Direitos dos Beneficiários

Deveres dos Beneficiários

- Receber a informação necessária sobre - Cumprir com o acordo de cooperação; o Clube de Voluntariado e seu - Identificar a pessoa responsável na funcionamento; instituição pelo Clube de Voluntariado, - Receber o grupo de voluntários com a sendo o elo de ligação entre a instituição periocidade previamente acordada; e o responsável do Clube; - Receber a avaliação da atividade em - Acolher os voluntários; termos de impacto e de eficácia para os voluntários e para a instituição em - Proporcionar um clima agradável para a realização das atividades; questão; - Sugerir atividades a realizar pelos voluntários de acordo com as necessidades da instituição e dos seus utentes.

- Disponibilizar espaço adequado à realização das atividades; - Realizar a avaliação das atividades realizadas e da prestação dos voluntários.

3 - Coordenador do Clube de Voluntariado: O coordenador do Clube de Voluntariado poderá ser um técnico ou um professor do Agrupamento Escolar, que será responsável pela criação e dinamização do Clube de Voluntariado.

Perfil do coordenador:


- Capacidade de relacionamento com alunos; - Sensibilidade para o trabalho voluntário de cariz educativo, social e comunitário; - Capacidade de angariar e articular com instituições locais como potenciais beneficiárias do Clube de Voluntariado; - Capacidade de articulação com pares na partilha de informação sobre a prestação dos alunos na escola e no Clube de Voluntariado; - Capacidade de estimular, motivar, angariar e mobilizar os alunos para participarem no Clube de Voluntariado; Funções do coordenador: - Estabelecer parcerias com as instituições locais para acolher os voluntários; - Divulgar o Clube de Voluntariado e angariar voluntários (contatar com Diretores de Turma, Professores e Técnicos); - Recolher inscrições dos alunos que se candidatam ao Clube de Voluntariado; - Organizar e promover a formação dos jovens voluntários com as competências necessárias para executar atividades de cariz educacional e social; - Organizar grupos de voluntários, tendo em conta o âmbito do trabalho que pretendem desenvolver (trabalho com idosos, com crianças ou em IPSS) e a disponibilidade de horários dos alunos - todas as atividades do Clube são organizadas e dinamizadas fora do horário curricular - e das instituições beneficiárias; 4 - Animadores do Clube de Voluntariado: Os animadores do Clube de Voluntariado poderão ser técnicos e/ou professores Agrupamento Escolar, que serão responsáveis pelo acompanhamento e animação de um grupo do Clube de Voluntariado. O coordenador poderá ter a seu cargo um grupo.

Perfil dos animadores:


- Capacidade de relacionamento com alunos; - Capacidade de estimular, motivar, angariar e mobilizar os alunos para participarem no Clube de Voluntariado; - Capacidade de articulação com pares na partilha de informação sobre a prestação dos alunos na escola e no Clube de Voluntariado; - Capacidade para desenvolver a autoestima e a autoconfiança dos alunos voluntários, promovendo a sua autonomia na realização de atividades; - Capacidade de resolução de conflitos entre alunos voluntários. Funções dos animadores: - Supervisionar e apoiar a definição e preparação das actividades a desenvolver pelos voluntários; - Acompanhar os alunos voluntários à instituição beneficiária e supervisionar as suas atividades; - Solicitar e recolher os relatórios de avaliação de cada atividade dinamizada.


Passos para a criação do Clube de Voluntariado: Passo 1 – Estabelecer Parcerias com instituições beneficiárias O coordenador do Clube de Voluntariado deve fazer um levantamento das instituiçõesde cariz educativo e social existentes na comunidade local1. Seguidamente deverá contactá-las, apresentando o Clube de Voluntariado e as suas mais-valias quer para a instituição, quer para os seus alunos voluntários, referidas no enquadramento teórico. A seleção das instituições parceiras deverá privilegiar o contacto intergeracional, nomeadamente, crianças em idade pré-escolar ou idosos, e o contacto com instituições que apoiam grupos desfavorecidos e vulneráveis, como IPSS´s. O responsável deverá ter em conta a proximidade entre as instituições e a escola, para que as ações sejam operacionais em termos logísticos. As instituições que beneficiarão do Clube de Voluntariado comprometem-se através de um acordo de cooperação (Anexo 2) a receber os alunos do Clube de Voluntariado, num horário previamente definido, neste acordo serão estabelecidos os seus direitos e deveres. Passo 2 - Divulgação do Clube de Voluntariado O Clube de Voluntariado arranca com a divulgação do mesmo pela comunidade escolar. Esta consiste na afixação de cartazes pelos locais estratégicos da escola, bem como, no envolvimento dos Diretores de Turma para captarem os alunos para esta atividade, explicando em que consiste e quais os seus benefícios (Anexo 3). Passo 3 – Inscrições no Clube de Voluntariado A partir do momento da divulgação estabelece-se um prazo para as inscrições dos alunos voluntários, aproximadamente duas semanas, bem como, um local para o fazerem. Na inscrição os alunos manifestam o motivo pelo qual se inscrevem e qual a área de interesse em que gostariam de desenvolver o seu trabalho como voluntários: jardim-de-infância, instituições de terceira idade ou IPSS (Anexo 4).

1

As atividades do Clube de Voluntariado poderão apenas ser implementadas e dinamizadas nos jardins-de-infância do

Agrupamento Escolar, caso não existam instituições de carácter social próximas à escola, como por exemplo IPSS.

Passo 4 – Formar os voluntários


Depois de reunidas as inscrições, analisam-se os horários escolares dos interessados, dividindo os alunos em grupos, para que possam frequentar a Formação em Voluntariado fora do horário curricular. A Formação em Voluntariado consiste em três sessões de 45 minutos cada, dinamizadas por professores ou técnicos da escola ou das instituições parceiras e beneficiárias. A pessoa responsável por promover, estruturar e dinamizar esta ação é o coordenador, que poderá ministrar as ações de formação ou convidar outros elementos, ou da escola ou de instituições parceiras. As três sessões da ação de formação em voluntariado englobam três temáticas importantes para que os alunos possam exercer com sucesso o seu papel de voluntários e encontram-se descritas na tabela abaixo.

Tema

Objetivos

Atividades

Recursos


1º sessão

Integrar os formandos / alunos no grupo. Compreender o conceito de voluntariado. Ser Voluntário Conhecer o papel e função do Voluntário.

Testemunho do trabalho de um voluntário.

Carta com direitos e deveres dos voluntários. (Anexo 5)

3ª sessão

2ª sessão

Conhecer os Direitos e Deveres do Voluntário.

Relação e Comunicação Interpessoal

Planeamento e Dinamização de Actividades de Voluntariado nos diferentes contextos de ação.

Compreender a importância da assertividade nas relações interpessoais. Saber adequar a comunicação nos diferentes contextos de ação em voluntariado.

Exercícios práticos, com recurso à técnica de roleplay.

Manuais com atividades e jogos a realizar com crianças em idade pré-escolar e com idosos.

Promover e desenvolver competências para animar e motivar grupos. Planear atividades a desenvolver em diferentes grupos de ação (crianças em idade préescolar, idosos e população desfavorecida e vulnerável).

Atividade sobre relações interpessoais. (Anexo 6)

Trabalho de grupo - Selecionar um grupo de ação e planear uma atividade.

Exemplos de manuais descritos à frente. Documento com a descrição das atividades a desenvolver nos diferentes contextos de ação (Anexo 7).

Na última sessão, os alunos preenchem um questionário de avaliação da ação de formação que frequentaram (Anexo 8).


No final da ação de formação cada aluno receberá um diploma de participação (Anexo 9). Passo 5 – Formação de grupos de voluntariado Após a frequência da Formação em Voluntariado, os alunos voluntários encontram-se preparados para avançar para o terreno. Primeiro, são formados grupos tendo em conta a disponibilidade de horário e a sua área de interesse, nomeadamente, o trabalho a desenvolver com crianças, idosos ou população carenciada. De seguida a cada grupo será atribuído um animador (professor ou técnico). Cada grupo é constituído por 4 a 5 alunos voluntários. A cada grupo será atribuído um horário e definida a frequência da realização das suas atividade (semanal ou quinzenal) durante o ano letivo em que se encontram, bem como, a instituição beneficiária da sua atividade. Para que os alunos possam frequentar o Clube de Voluntariado, o animador terá de solicitar a autorização do Encarregado de Educação para que estes possam dar início à sua atividade como voluntários. Deverá constar na autorização a seguinte informação: a horário de funcionamento e a periocidade (semanal ou quinzenal) das atividades a realizar pelo grupo de voluntários a que o aluno pertence, bem como, o contato do animador, como responsável pelo grupo. Esta autorização será válida para o ano letivo em que se encontram (Anexo 10). Passo 6 - Preparação e Implementação de Atividades a desenvolver pelo grupo Prevê-se que cada grupo dinamize as suas ações num período de tempo de 2 horas e trinta minutos: 1º - O grupo reúne-se na escola, em local e horário definido previamente, fora do horário curricular, para iniciar os trabalhos, como a seleção e/ou preparação da(s) atividade(s) a desenvolver. 2º - Para a seleção e/ou preparação de atividades a desenvolver com a duração de 30 minutos, o grupo pode recorrer a manuais próprios sobre dinâmicas e jogos de grupo direcionados para populações diferentes (exemplos de manuais para consulta dos alunos: “Manual de Jogos Educativos”; “Jogos e Projectos de Expressão


Dramática”; “Jogos de Todo o Mundo” e “Jogos e Actividades para Idosos”), recorrer à internet, bem como, às competências e talentos de cada membro do grupo (exemplo: um aluno que sabe fazer malabarismo pode dinamizar esta mesma atividade) – duração de 10 minutos. 3º - Depois de escolherem a(s) actividade(s) a desenvolver, reúnem o material necessário (exemplo: bolas; figuras em papel; novelos de lã; entre outros) e ensaiam a(s) atividade(s) a dinamizar (como por exemplo: músicas, jogos de grupo e peças de teatro). Esta preparação necessita de uma hora aproximadamente, antes da partida para a instituição beneficiária – duração de 50 minutos. 4º - O grupo e o animador responsável dirigem-se à instituição beneficiária – duração máxima de 20 minutos (o tempo depende da localização da instituição). 5º - Dinamização da(s) atividade(s) na instituição beneficiária – duração de 40 minutos. 6º - Após o regresso à escola o grupo realiza uma autoavaliação da atividade através do preenchimento de um questionário (Anexo 11). Este questionário avalia o comportamento dos alunos, a eficácia das actividades implementadas e ainda aponta os aspectos a melhorar. A avaliação também serve de ponte para sugestões e preparação de atividades a desenvolver na(s) semana(s) seguinte(s) – duração de 10 minutos. O animador responsável pelo grupo encontra-se presente em todos os momentos acima descritos, desde a preparação até à implementação da(s) atividade(s). Nota: A(s) atividade(s) a dinamizar nas instituições poderão ter uma preparação ao longo do tempo, tendo em conta a natureza da atividade, como por exemplo uma peça de teatro. Passo 7 - Avaliação do Clube de Voluntariado: No fim do ano letivo o Clube de Voluntariado passa por um processo de avaliação:


Avaliação das instituições beneficiárias: estas terão de avaliar a prestação do grupo de voluntariado e o impacto das suas atividades e ações na sua instituição e junto aos seus utentes (Anexo 12). Avaliação do responsável pelo animador: o responsável do grupo terá de avaliar um conjunto de indicadores de cada aluno: a assiduidade, a pontualidade, a motivação, a participação ativa, o relacionamento interpessoal, a responsabilidade e a autonomia. O animador terá de articular com o Diretor e Turma de cada aluno, de forma a reunir informação sobre o seu comportamento em sala de aula (por exemplo, através de ocorrências disciplinares) e o seu rendimento escolar. É importante o papel do animador na partilha de informação com o Diretor de Turma de cada aluno voluntário, para que o seu empenho, dedicação e prestação no Clube de Voluntariado sejam valorizados e tidos em conta na atribuição de notas de fim de ano letivo (Anexo 13). Avaliação dos alunos do Clube do Voluntariado: os alunos avaliam o impacto pessoal destas atividades nos seus comportamentos e competências pessoais e sociais, assim como, ao nível da sua contribuição na instituição beneficiária. Ainda nesta avaliação, os alunos indicam as melhorias e as sugestões para a continuidade do Clube de Voluntariado para o seguinte ano letivo (Anexo 14). Passo 8 – Entrega do Certificado de Participação no Clube de Voluntariado No final do ano letivo entregam-se os certificados de participação no Clube de Voluntariado, como forma de reconhecimento e valorização do trabalho desenvolvido por cada aluno como voluntário (Anexo 15).

Fotografias ilustrativas de atividades realizadas


Fotografia 1 : jogos físicos/lúdicos com crianças do JI

Fotografia 2: atividades mentais com crianças do JI


Fotografia 3: atividades manuais com crianças do JI

Fotografia 4: atividades manuais no centro convívio 3ª idade


Fotografia 5: atividades manuais no centro convívio 3ª idade

Fotografia 5: atividades lúdicas/teatro no centro convívio 3ª idade


Avaliação do Recurso Na avaliação do recurso foram tidos em conta indicadores quantitativos, tais como os instrumentos de avaliação descritos no ponto anterior, pautas escolares e ocorrências disciplinares e ainda indicadores qualitativos como a observação de comportamentos, reuniões com professores e encarregados de educação e atas do conselho de turma. Da análise dos dados recolhidos foi possível concluir que o impacto desta ferramenta:

- nos alunos, se verificou através do desenvolvimento de competências pessoais e sociais, traduzidas no aumento da sua autoestima, no relacionamento interpessoal, na capacitação pessoal, na responsabilização, bem como, em sentimentos e ações de entreajuda e solidariedade. Por sua vez, a melhoria dos comportamentos dos alunos teve impacto na sua comunidade escolar, reflectindo-se no rendimento escolar, na diminuição de ocorrências disciplinares e no relacionamento dos alunos com docentes, não docente e pares. - nas instituições beneficiárias, se refletiu no bom relacionamento que os voluntários estabeleceram com os utentes das instituições beneficiárias e nas ações que contribuíram para minorar problemáticas sociais (ex: distribuição de alimentos pelos mais carenciados). - na comunidade, se verificou na valorização das iniciativas voluntárias e na imagem da escola, como agente promotor de boas práticas no âmbito do Voluntariado.


Referências Bibliográficas Silvestre, y., Laganá, L., Silva, C., Castro, L., Araújo, A., Ramos, I., & Soares, J. (2009). Voluntariado Educacional: um dos caminhos para a cidadania. S. Paulo: CETEC.


ANEXOS


TERMO DE COMPROMISSO

Eu, ___________________________________________________________________, a frequentar a Escola __________________________ aceito os termos abaixo descritos e comprometo-me a cumpri-los como membro do Clube de Voluntariado. Comprometo-me a: 1. Desenvolver o trabalho de voluntariado de forma gratuita e desinteressada; 2. Cumprir horários e prazos com que me comprometo; 3. Contribuir para o desenvolvimento pessoal e social das pessoas com quem trabalho; 4. Respeitar a vida privada e a dignidade da pessoa; 5. Respeitar convicções ideológicas, religiosas e culturais de cada um; 6. Zelar pela boa utilização dos meios e bens postos ao meu dispor; 7. Participar na Formação em Voluntariado; 8. Avaliar as atividades de voluntariado em que participo; 9. Promover o trabalho em equipa, contribuindo para uma boa comunicação e um clima de convivência agradável; 10. Conhecer e respeitar os princípios e normas da escola; 11. Cumprir com as obrigações de aluno na escola: assiduidade e pontualidade, cumprimento das tarefas escolares e ausência de ocorrências disciplinares. Data: ________, ___ de ____________ de ____________

Assinaturas:

___________________

___________________

Aluno(a) Voluntário(a)

Coordenador(a) do Clube de Voluntariado


PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO

Entre O Clube de Voluntariado da Escola ______________________________, representada pelo coordenador do Clube ____________________________ E A

Instituição

beneficiária_______________________________________,

representada

por

____________________________________________. (Se necessário identificar a valência ou contexto de trabalho do Clube de Voluntariado: Jardim-de-infância, ATL, IPSS, Centro de Dia; Centro de Convívio, entre outros. __________________________________________ ).

1º Objetivo a) O presente protocolo tem por objetivo desenvolver ações estruturadas e contínuas de voluntariado organizadas e dinamizadas pelos alunos na instituição beneficiária de cariz educativo ou social.

2º Comparticipação O Clube de Voluntariado compromete-se a: a) Desenvolver o trabalho de voluntariado de forma gratuita e desinteressada; b) Cumprir horários e prazos com que se comprometa; c) Contribuir para o desenvolvimento pessoal e social das pessoas com quem trabalha; d) Respeitar a vida privada e a dignidade da pessoa; e) Respeitar convicções ideológicas, religiosas e culturais de cada um; f) Zelar pela boa utilização dos meios e bens postos ao seu dispor; g) o animador do grupo do Clube de Voluntariado responsabiliza-se pela supervisão do mesmo.

3º Contrapartidas A Instituição beneficiária compromete-se a: a) Identificar a pessoa responsável na instituição pelo Clube de Voluntariado, sendo o elo de ligação entre a instituição e o responsável do Clube;


b) Acolher os voluntários; c) Proporcionar um clima agradável para a realização das atividades; d) Disponibilizar espaço adequado à realização das atividades; e) Realizar a avaliação das atividades realizadas e da prestação dos voluntários.

4º Duração do Protocolo a) O presente protocolo produz efeitos a partir do dia _____________ com término no dia _________________. b) As atividades serão realizadas com a periocidade de __________________, nos seguintes dias da semana _____________________, com o seguinte horário, das _________ às _________. c) Durante as férias letivas as atividades do Clube de Voluntariado são interrompidas.

O presente protocolo é feito em duplicado e assinando por ambas as partes, destinando-se um para o Clube de Voluntariado e o outro para a Instituiçao beneficiária.

Data: ________, ___ de ____________ de ____________

Assinaturas:

___________________ Coordenador do Clube de Voluntariado

___________________ Representante da instituição beneficiária


Estás interessado(a) em pertencer ao Clube de Voluntariado da tua Escola!? Vem “dar uma mãozinha” aqueles que mais precisam! Inscrições: Local:____________ Até ao dia _____________


FICHA INSCRIÇÃO

Nome: ________________________________________________________________ Data Nascimento: ____________________ Já tens formação em voluntariado: ___________________ Quais as manhãs/tardes que tens livres: _____________________________________

Porque razões te inscreves no voluntariado: __________________________________ _______________________________________________________________________ _______________________________________________________________________ _______________________________________________________________________

Quais as atividades que gostavas de desenvolver? ______________________________ _______________________________________________________________________ _______________________________________________________________________ _______________________________________________________________________


CARTA DOS DIREITOS E DEVERES

DO VOLUNTÁRIO

Direitos do Voluntário - Ser integrado num grupo do Clube de Voluntariado; - Receber formação em voluntariado; - Receber acompanhamento e supervisão do animador (técnico ou professor) responsável pelo Clube de Voluntariado; - Desenvolver um trabalho voluntário de acordo com os seus conhecimentos, experiências e motivações; - Desenvolver um trabalho voluntário de acordo com a sua disponibilidade de tempo; - Receber feedback sobre o trabalho voluntário realizado; - Receber toda a informação relevante para o desempenho do seu trabalho voluntário; - Participar de forma ativa na preparação e execução das atividades voluntárias a realizar; - Ter acesso a informação e materiais para a realização de atividades voluntárias; - Ser reconhecido pelo trabalho que desenvolve com certificação de participação no Clube de Voluntariado.

Deveres do Voluntário: - Desenvolver o trabalho de voluntariado de forma gratuita e desinteressada; - Cumprir com o Termo de Compromisso assinado no momento de integração no Clube de Voluntariado; - Cumprir horários e prazos com que se comprometa; - Contribuir para o desenvolvimento pessoal e social das pessoas com quem trabalha; - Respeitar a vida privada e a dignidade da pessoa; - Respeitar convicções ideológicas, religiosas e culturais de cada um; - Zelar pela boa utilização dos meios e bens postos ao seu dispor; - Participar na Formação em Voluntariado; - Avaliar as atividades de voluntariado em que participa; - Promover o trabalho em equipa, contribuindo para uma boa comunicação e um clima de convivência agradável; - Inteirar-se e respeitar os princípios e normas da escola; - Cumprir com as obrigações de aluno na escola: assiduidade e pontualidade, cumprimento das tarefas escolares e ausência de ocorrências disciplinares.


As Relações Interpessoais Coloca à frente de cada afirmação uma das seguintes opções: Agressivo

Passivo

1. Um colega não colabora. Tu dizes a toda a gente menos a ele. 2. Sentes-te confuso com a explicação do professor e fazes perguntas. 3. Dizes ao professor "Não posso fazer o TPC" e explicas porquê. 4. Criticas a atitude dos outros. 5. Evitas certas pessoas e situações. 6. Ages de acordo com aquilo em que acreditas. 7. Perdes a calma. 8. És incapaz de dizer não a um vendedor. 9. No 1º dia de aulas sentes-te à vontade para te apresentares. 10. Na fila do almoço, protestas porque um professor passou à frente.

Coloca (V) para verdadeiro ou (F) para falso na perspetiva da pessoa assertiva: 1. Deve-se sentir culpado, quando se diz não. 2. Ser assertivo aumenta o rendimento escolar. 3. As pessoas assertivas têm controlo sobre todas as coisas. 4. Deve-se discutir os problemas primeiro com quem os motivou e só depois com um superior. 5. Tem que se ensaiar muito bem o que se vai dizer, se se quiser causar boa impressão. 6. Devemos fazer as coisas a qualquer preço. 7. Quem é assertivo, tem menos dores de cabeça e é menos ansioso. 8. Em primeiro lugar devemos ter sempre em atenção os direitos dos outros. 9. Ser manipulador causa problemas a todos. 10. Ser passivo é que é ser bom, apesar das dores de cabeça que dá. 11. Ninguém gosta dos que discordam. 12. Quem é agressivo é que consegue tudo na vida.

Assertivo


Fazer aos outros o que gostarias que te fizessem, deve ser o teu lema. Em vez de dizeres...

Diz...

1. Estás sempre a interromper-me!

 Eu gosto de falar sem ser interrompido.

2. Este trabalho está uma porcaria!

 Este trabalho precisa de ser melhorado...

3. A única coisa a fazer é...

 Acredito que a melhor coisa a fazer é...

4. Tu és um traidor!

 Senti-me traído na confiança que tinha em ti!

5. Seu incompetente!

 Tens de aprender a fazer melhor...

6. És um idiota!

 Como chegaste a essa conclusão?

7. Professor, venha lá aqui!

 Professor, podia chegar aqui, por favor?


Atividades a desenvolver nos diferentes contextos de ação em diferentes públicos-alvo:

Locais - Jardins-de-infância - ATL - Escolas de 1º ciclo - Instituições de acolhimento temporário ou permanente

Locais - Centros de Dia - Centros de Convívio - Lares de 3ª idade

Locais - IPSS - Paróquia - Autarquias locais

Atividades a desenvolver com crianças: Finalidade Tipo de Aticidades - Promover o contacto intergeracional Físicas – exercício físico adequado à (interação/relação com os mais novos), idade com recurso à música. de forma a proporcionar um bom desenvolvimento ao nível da linguagem, Mentais – vocabulário, atenção e vocabulário, modelos de referência e memória através de jogos e músicas. bons comportamentos. Lúdicas – manualidades e teatros. Atividades a desenvolver com idosos: Finalidade Tipo de Aticidades - Promover o contacto intergeracional, Físicas – exercícios físicos adequados à de forma a tirar partido das experiências população idosa e relaxamento e ensinamentos dos mais velhos. muscular. - Proporcionar um envelhecimento ativo e digno. Mentais – jogos que estimulem a memória, a atenção e a concentração. Lúdicas – atividades que proporcionem momentos de entretenimento: música e peças de teatro. Atividades a desenvolver com pessoas desfavorecidas e vulneráveis: Finalidade Tipo de Aticidades - Ajudar os mais necessitados, - Campanhas de Recolha de alimentos, contribuindo para a diminuição das suas de roupa, de brinquedos, de tampinhas, necessidades básicas (alimentação e de manuais escolares usados, entre vestuário), de forma a melhorar a sua outros. qualidade de vida. - Preparação de cabazes a doar às famílias.

Benefícios para o público-alvo - Estimula os bons comportamentos. - Permite a aquisição de vocabulário e competências sociais. - Melhora a comunicação. - Potencia a perceção sensorial. - Exercita as competências cognitivas: memória e atenção. Benefícios para o público-alvo - Ajuda a diminuir sentimentos de solidão. - Melhora o sentido de humor e motivação. - Melhora a comunicação. - Potencia a perceção sensorial. - Aumenta a autoestima. - Exercita as competências cognitivas: memória e atenção. -Melhora a qualidade de vida. Benefícios das atividades - Diminuir as necessidades das pessoas desfavorecidas e necessitadas. -Apoiar as instituições no seu trabalho diário.


AVALIAÇÃO DA FORMAÇÃO EM VOLUNTARIADO Conforme a tua opinião sobre a Formação em Voluntariado assinala com um (X) a afirmação que mais se adequa: Na tua avaliação, utiliza a seguinte escala: 1

2

3

4

Insuficiente

Médio

Bom

Excelente

Expetativas

1

2

3

4

1

2

3

4

1

2

3

4

1

2

3

4

Esta formação correspondeu ao que esperavas, tendo sido útil?

Desempenho dos técnicos Os técnicos transmitiram com clareza os assuntos abordados? Os métodos e recursos utilizados foram os mais ajustados?

Avaliação da formação Os Objetivos da formação eram claros? O Conteúdo da formação foi adequado? Os textos e informação mostrados foram adequados? A Duração da formação foi adequada?

Resultados alcançados Como classificas os resultados alcançados por teres participado nesta formação?

NOME (facultativo): ________________________________________________________

Data de preenchimento: ____/ ____ / ____


DIPLOMA Certifica-se que _______________________________________________ participou com empenho

e

distinção

na

Formação

de

Voluntariado

realizada

nos

dias

_____________________________________.

O Coordenador do Clube de Voluntariado,

__________________________________


AUTORIZAÇÃO O Clube de Voluntariado da Escola _____________________________ iniciará as suas atividades em ____/_____/____. Assim, solicitamos a Vossa autorização para que o seu educando, após ter concluído a Formação em Voluntariado, participe nas atividades deste Clube, a realizar com uma periocidade ______________, às __________-feiras, das _______h às _______h. A presente autorização será válida até ao final do corrente ano letivo. As atividades estarão sob a orientação do animador ____________________, e decorrerão na Instituição beneficiária __________________________. O aluno deverá comparecer na escola às ______h e será acompanhado pelo animador até à instituição beneficiária e voltar com o mesmo para a Escola às ____h.

Qualquer dúvida pode entrar em contacto através ___________

___________________________ Animador do Grupo do Clube de Voluntariado  -----------------------------------------------------------------------------------------------------AUTORIZAÇÃO

Declaro, por este meio, que autorizo o meu educando a participar nas actividades do Clube de Voluntariado na instituição beneficiária _________________________, todas as _______-feiras, entre as ____h e as ___h.

Autorizo

Não Autorizo

Aluno _________________________________Idade ___ Ano ___ Turma ___ Encarregado de Educação ________________________________ Parentesco __________ Contacto do Encarregado de Educação __________________________

______, ___ de ____________________ de _______.

O Encarregado de Educação,

__________________________


AVALIAÇÃO DA PARTICIPAÇÃO NA ATIVIDADE VOLUNTARIADO

A tua participação no planeamento da atividade: Muito positiva

Positiva

Negativa

Muito positiva

A tua participação na execução da atividade: Muito positiva

Positiva

Negativa

Muito positiva

Adequação da atividade ao grupo: Muito Adequada

Adequada

Pouco Adequada

Nada Adequada

Participação das crianças na atividade: Muito positiva

Positiva

Negativa

Muito positiva

A tua capacidade de relacionamento com as crianças: Saber ouvir: Sim Tolerância: Sim

Não Não

Incentivo à participação das crianças: Sim

Não

Pontos Fortes da atividade:_____________________________________________________ _____________________________________________________________________________ Pontos Fracos da atividade:_____________________________________________________ _____________________________________________________________________________


AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE VOLUNTARIADO (preenchida pelo responsável da ação na instituição beneficiária)

1. Atividades desenvolvidas pelos voluntários Muito Adequadas

Adequadas

Pouco Adequadas

Nada Adequadas

2. Materiais e Recursos construídos e utilizados pelos voluntários para a realização de atividades Muito Adequados

Adequados

Pouco Adequados

Nada Adequados

3. Desempenho dos voluntários: a) ao nível do comportamento Muito Adequado

Adequado

Pouco Adequado

Nada Adequado

Pouco Adequada

Nada Adequada

Pouco Adequada

Nada Adequada

b) ao nível da linguagem utilizada Muito Adequada

Adequada

c) ao nível da interação com grupo alvo Muito Adequada

Adequada

4. Desempenho do animador responsável pelo grupo de voluntários Muito Adequado

Adequado

Pouco Adequado

Nada Adequado

5. Qual o impacto do trabalho desenvolvido pelos voluntários na instituição beneficiária e seus utentes? Muito Relevante

Relevante

Pouco Relevante

Nada Relevante


6. Comentários ao trabalho desenvolvido pelos voluntários _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________

7. Sugestões _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________

Data: ____ / ____ / ____ Nome: _______________


GRELHA DE REGISTO (Escala de 1 a 5) Grupo

Em articulação com o D.T.

Participantes

Assiduidade

Pontualidade

Motivação

Participação

Relacionamento interpessoal

Responsabilidade

Autonomia

Comportamento (ocorrências e participações discip.)

Rendimento escolar


AUTO-AVALIAÇÃO FINAL DA PARTICIPAÇÃO NO VOLUNTARIADO

Após um ano letivo a participares no Clube de Voluntariado, reflete e avalia as tuas atitudes e comportamentos:

1. Identifica mudanças no teu comportamento, colocando um x: Mudou Pouco

Mudou Mais ou Menos

Assiduidade Pontualidade Comportamento adequado Comportamento inadequado Relacionamento com colegas Relacionamento com adultos Relacionamento com a comunidade Participação nas atividades escolares Cumprimentos das tarefas escolares Resultados escolares

2. Avalia a tua relação com os outros. Tornei-me uma pessoa mais: 2.1 Solidária: sim

não

2.2 Compreensiva: sim 2.3 Amiga: sim

não não

2.4 Tolerante: sim

não

2.5 Preocupada com os outros: sim 2.6 Ativa na comunidade: sim

não não

Mudou Muito


3. De uma forma geral, como avalio a minha: Muito Bom

Bom

Médio

Mau

Assiduidade Pontualidade Participação no Clube de Voluntariado

4. Tendo em conta a tua experiência, escreve por palavras tuas, o que aprendeste com a tua participação no Clube de Voluntariado. _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ 5. Como consideras que a tua participação beneficiou/ajudou os grupos com que trabalhas-te? _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ 6. Sugestões para a continuidade do clube de voluntariado _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________

Data: ____ / ____ / ____ Nome: _______________


CERTIFICA-SE QUE _________________________________________________ PARTICIPOU COM

EMPENHO

E

DISTINÇÃO

NO

CLUBE

DE

VOLUNTARIADO

DA

ESCOLA

____________________________________________ NO ANO LETIVO _______/_______.

O COORDENADOR DO CLUBE DE VOLUNTARIADO,

_________________________________________ 2


Clube de Voluntariado