Page 1


juntos

+ EDITORIAL

AVANÇAR EM

MISSÕES E CRESCER NA FAMÍLIA A quarta edição da revista JUNTOS trás como destaque o dia da consciência missionária na data de 28 de julho de 2013. Diante dos grandes desafios em nosso estado, é preciso uma ação mais intensa do povo batista paranaense e por isso convidamos você para inteirar-se da proposta e unir forças para avançarmos.

Escreva para comunicacao@batistasparana.org.br e compartilhe conosco acerca de suas impressões sobre as matérias e qualidade do material. Os retornos das edições anteriores tem sido significativos e toda equipe de comunicação da CBP está empenhada em fazer o melhor. Acesse o site: www.batistasparana.org.br para obter mais informações e inscrição para Assembleia. Que Deus nos abençoe!

EXPEDIENTE

2

Além disto, em um breve panorama da história geral, constata-se que nunca a família como apresentada na Bíblia tenha sido alvo de ataques tão fortes e contundentes. O século 21 é cenário de ações em várias partes do mundo na tentativa de desCONSTRUIR a proposta de Deus na constituição da família. Diante deste singular momento e por ocasião da temática em torno da família em que muitas Igrejas voltam seus olhares nesta época do ano, nesta edição você terá acesso à artigos e matérias com o intuito de fortalecer o conceito da família enquanto instituição criada por Deus para o bem de toda sociedade. Fique informado do que vem acontecendo nas regiões de nosso estado e prepare-se para participar entre os dias 18 a 21 de julho do Grande Encontro dos Batistas na cidade Guarapuava, por ocasião da 88ª Assembleia Geral.

REVISTA DA CONVENÇÃO BATISTA PARANAENSE Rua XV de Novembro, 3270 - Curitiba/PR - 80050-340 redacao@batistasparana.org.br | (41) 3362-7878 www.batistasparana.org.br

diretor geral PR. IZAIAS QUERINO presidente PR. L. ROBERTO SILVADO

PR. ANTONIO V. KUKUL FILHO

jornalista responsável ANA LETÍCIA PIE (MTB/PR 9319)

Executivo do Conselho de Administração da CBP

editor PR. ANTONIO V. KUKUL FILHO projeto gráfico e diagramação ANA LETÍCIA PIE capa JEFFERSON DIAS

Pastor Titular da Igreja Batista no Bairro Novo Mundo (Curitiba/PR) e Bacharel em Teologia pela Faculdade Teológica Batista do Paraná (Curitiba/PR).

imagens ARQUIVO CBP *As matérias publicadas nessa revista são de responsabilidade de seus autores.


juntos

+ SUMÁRIO

EDITORIAIS 04 FRESTA NA CORTINA por Pr. Izaías Querino

05 COMO VAI SUA FAMÍLIA? por Pr. L. Roberto Silvado

ARTIGOS 08 AMBAP

por Rose Andréia Ferreira

09 ORDEM DOS PASTORES por Pr. João Reinaldo Purin

12 JUBEPAR

por Paulo J. Clemente

14 EDUCAÇÃO CRISTÃ por Rosane Torquato

15 HOBAPAR

3

por Jamil Dias Alves

29 PREVIG

por Pr. Flávio Alves

DESTAQUES 06 DESCONSTRUÇÃO DA FAMÍLIA

18 MISSÕES ESTADUAIS

10 A IGREJA COMO IMÃ

26 LAR BATISTA ESPERANÇA

por Dulce Purin

por Pr. Romildo Mendes

por Pr. Paulo Coutinho

por Pr. Nathaniel Brandão

16 CONSCIÊNCIA MISSIONÁRIA por Pr. Paulo Coutinho

ATIVIDADES 20 NOTÍCIAS REGIONAIS

Os batistas nas regiões do estado

30 AÇÃO SOCIAL

Relevantes na missão

32 AGENDA CBP

Os próximos meses para os batistas


juntos

+ PANORAMA

fresta na cortina PALAVRA DO DIRETOR GERAL

4

Numa manhã de domingo, num hotel na ilha de Itamaracá, nas proximidades de Recife, o sol já raiava lá fora com bastante intensidade e por mais que tivesse tentado fechar bem a cortina do quarto na noite anterior, ficou aquela fresta que só pude perceber quando o sol apareceu no dia seguinte. Por ela, o sol penetrou no meu quarto bem em cima do meu rosto, um facho de luz, clareando bem o meu quarto. Eu pretendia dormir um pouco mais, afinal ainda era cedo demais. No nordeste o sol nasce cedo, especialmente num dia de verão. Diante desse fato eu podia tomar algumas atitudes, como simplesmente levantar e fechar mais a cortina e novamente deitar-me e dormir mais um pouco, por outro lado podia tentar ignora-la, mas aquela fresta começou a falar comigo e eu não pude simplesmente ignorá-la. Aquela fresta anunciava um novo dia para mim. Quando a fresta é bem clara você já imagina: Que lindo dia está nascendo! O sol estava forte lá fora e para quem está em férias, nada melhor que um dia de sol. Eu continuei ouvindo a fresta e ela me dizia: “Você hoje pode tomar duas atitudes durante este dia”. Você pode fazer desse dia um dia triste, irritante e cheio de preocupações. Também pode torná-lo cheio de alegria, otimismo, um dia agradável. Percebi que minhas atitudes dariam a cor do dia na minha vida e daqueles que estavam próximos de mim, percebi pela fresta que era minha a decisão de como aquele dia poderia ser, mesmo que tudo em volta conspirasse para o contrário. Jesus falando das nossas atitudes de como viver a vida em meio as ansiedade ele diz: “... basta a cada dia o seu mal”, suas preocupações. Eu percebi então que minhas atitudes deveriam ser positivas e não negativas. O pessimista quando a fresta de sol bate no seu rosto e o acorda, ele diz: Meu Deus já é dia! Isso em tom de desespero antevendo um

dia cheio de agonia. No entanto o otimista ao acordar, diz: Bom dia meu Deus! E o diz com alegria. Porque acredita na presença de Deus com ele durante todo aquele dia. A fresta na cortina me trouxe luz dizendo que o modo como eu reagiria nas circunstâncias pelas quais passaria, determinariam o como eu o aproveitaria. Se eu fosse desafiado por uma atitude grosseira eu deveria agir de forma cortês. Se durante aquele dia recebesse uma notícia triste, eu deveria confiar em Deus que tudo supre e sustenta. Se eu quisesse fazer outras pessoas felizes, eu deveria distribuir sorrisos e bons dias bem otimistas. Se eu visse pessoas necessitadas, eu deveria aproveitar as oportunidades que Deus estaria me dando para abençoá-las. Se eu fosse ofendido, não guardaria mágoas. Quando vivemos o dia de forma alegre e otimista, vivemos melhor e influenciamos os que convivem com a gente. Simpatia atrai simpatia, gentileza gera gentileza, se cada pessoa fizer sua parte a vida será melhor do lado de fora da fresta. Bastam que nossas atitudes sejam conforme a orientação de Deus, boas agradáveis, sinceras, otimistas e até mesmo simpáticas. Distribua alegria, divida suas dádivas, dê atenção, encoraje, sorria! Você está sendo abençoado por essa fresta que o acordou mais cedo. Não vire para o outro lado indignado com ela. Ela é a porta do sol que Deus pôs lá fora para te dizer: Você já tem, hoje, mais um dia, mais um hoje para ser feliz e fazer outros felizes. Que fresta! PR. IZAÍAS QUERINO Diretor Geral da Convenção Batista Paranaense

Bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil (Rio de Janeiro/RJ). Pastor, escritor e conferencista internacional. Membro da Primeira Igreja Batista de Curitiba.


juntos

+ DESAFIO

? a i l í m a f a u s i a v o m Co IDENTE

PALAVRA DO PRES

Estávamos mudando e com muito cuidado embalamos as várias peças de cristal que ganhamos no dia do nosso casamento. Logo que o caminhão de mudança chegou abrimos cada uma das caixas com atenção para verificar se os cristais haviam chegado inteiros. A filhinha de um casal conhecido estava literalmente “embrulhada” em roupinhas de lã, daquelas que só as avós sabem tricotar. Para abrir a porta do carro o pai colocou-a sobre a tampa da mala e o “bebe conforto” escorregou e aquela “bola de lã” rolou para o chão. Com muita rapidez e o coração palpitando o pai e a mãe recolheram a sua filhinha e abriram cada camada de roupa para ver se estava tudo bem. Somos muito solícitos para garantir a integridade física dos que amamos, para proteger os bens que possuímos, mas com certa tristeza tenho observado pais que não são tão cuidadosos assim com a INTEGRIDADE ESPIRITUAL dos seus filhos. Entregam à igreja a responsabilidade de ensiná-los a Palavra como se fosse possível terceirizar a educação espiritual dos seus filhos. Pior ainda é perceber segmentos da nossa sociedade investirem consistentemente na desconstrução da família, dos valores que formam um lar cristão, dos princípios que formam um discípulo, enquanto muitos pais cristãos alienados não estão buscando Aquele que pode construir o seu lar porque, “Se não for o Senhor o construtor da casa, será inútil trabalhar na construção.”(Salmo 127.1) Estes pais não acompanham ao longo da vida, em diversos momentos, o desenvolvimento espiritual dos seus filhos. Não os protegem nas mudanças que acontecem nos vários estágios da vida. Você quer CONSTRUIR UMA FAMÍLIA CRISTÃ? Se desejamos experimentar o projeto de Deus para a família será necessário termos o compromisso de: 1. Orar diariamente PELA nossa família e COM a nossa família! – Repreendendo os ataques do inimigo das nossas almas e intercedendo para que o Espírito Santo faça uma obra em seus corações. MARQUE UMA HORA PARA ORAR PELOS SEUS FILHOS E COM OS SEUS FILHOS! FAÇA O MESMO POR/COM O SEU CÔNJUGE! 2. Conversar com as pessoas da minha família! – Para conhecer o que eles pensam. Quais são os seus sonhos?

Do que eles gostam e não gostam? O que pensam os seus amigos? O que se fala na escola dos filhos? Comece quando os filhos ainda são pequenos para continuar o diálogo na adolescência e juventude. COMECE A CONVERSAR PARA CONHECER SEUS FILHOS E CÔNJUGE. 3. Compartilhar sua vida com a sua família! – Fale da sua história. Converse sobre as suas lutas, vitórias e derrotas. Compartilhe os seus sonhos e expectativas. Fale sobre como você via a vida quando era adolescente e jovem. Diálogo entre filhos e pais, esposo e esposa é uma rua de duas mãos. COMPREENSÃO MÚTUA SURGIRÁ DO CONHECIMENTO MÚTUO. 4. Transmitir o amor à Palavra! – Quando nossos filhos percebem que amamos a Palavra de Deus e o Deus da Palavra, fica mais fácil fazer a transição do “Deus dos meus pais” para o “meu Deus”. Fale de suas experiências com Deus e deixe que seus filhos façam perguntas, questionamentos e compartilhem o seu caminhar com Deus. Fale em casa sobre o que Deus tem falado com você na Sua Palavra. ALIMENTE A PRESENÇA DE DEUS NA VIDA DA SUA FAMÍLIA COM A SUA VIDA. O sábio escritor de Provérbios já nos alertou: “Ouça, meu filho, e aceite o que digo, e você terá vida longa. Eu o conduzi pelo caminho da sabedoria e o encaminhei por veredas retas. Assim, quando você por elas seguir, não encontrará obstáculos; quando correr, não tropeçará. Apegue-se à instrução, não a abandone; guarde-a bem, pois dela depende a sua vida.” (Provérbios 4.10-13) Você está sendo desafiado por Deus a CONSTRUIR UMA FAMÍLIA CRISTÃ SAUDÁVEL que será abençoada por Deus para abençoar muitas famílias da nossa sociedade. Você aceita o desafio?

PR. L. ROBERTO SILVADO Presidente da CBP

Pastor da Igreja Batista do Bacacheri, professor da FTBP, vicepresidente do LBE, docente do Instituto Haggai, formado em Engenharia Mecânica, Teologia, Mestre em Divindade e Doutor em Ministério.

5


juntos

6

+ DESTAQUE


Um noticiário de TV mostrou, em tempo atual, os estragos deixados pelo Tsunami que invadiu o Japão há dois anos. Foi entrevistada uma sobrevivente da tragédia, no local exato onde ela morava na ocasião. De sua casa só restou um pequeno bloco de concreto. A entrevistada sobreviveu porque fugiu e abrigou-se em um prédio que continuou intacto. Também li sobre um homem que, com grande dificuldade estava construindo sua casa. Era um assalariado que só no final de um dia inteiro de trabalho conseguia colocar os tijolos um a um para subir as paredes. Um dia, disposto a levantar mais um pedaço, viu decepcionado que metade do que já estava pronto havia desaparecido. Algum mau elemento havia retirado várias fileiras de tijolos e sumido com eles. Estas duas notícias me fizeram pensar na construção de nossas famílias. O Salmo 127 diz que: “Se não for o Senhor o construtor da casa, será inútil trabalhar na construção” (NVI). Um homem e uma mulher se conhecem, se gostam e casam-se. É o começo da construção de uma família com que sonham. Passado algum tempo começam a chegar os filhos – um, dois, três, raramente mais do que isso. É a formação de um lar. A casa se faz de tijolos em fileiras uma sobre a outra. O lar se constrói de princípios, valores, virtudes e ensinos. Virtudes como bondade, altruísmo, alegria, humildade, fé. E acima de todas essas o amor, base de sustentação de uma família feliz. O lar também é construído com princípios como a valorização do outro, a honestidade, o respeito, a valorização do trabalho. A família cristã tem ainda a responsabilidade de transmitir princípios bíblicos como Deus, a Sua Palavra, a igreja, amizades selecionadas, dependência e cumprimento da vontade de Deus. Mesmo uma família construída sobre valores e princípios divinos, de repente pode ser devastada por uma tragédia. É uma amizade perniciosa que o predador Satanás usa para arrancar e destruir os valores que foram cultivados nos corações. Professores materialistas, incrédulos, com seu poder de influência colocam na mente e nos corações ideias ateístas ou de seitas e religiões pagãs. A mídia é um ladrão dos valores e princípios com que construímos a vida familiar. Novelas apresentam o homossexualismo como natural, adultério, traição, rebeldia dos filhos contra pais, pais que abandonam seus filhos em busca de novas aventuras amorosas – é a desconstrução do amor e da família. Revistas, filmes pornográficos, ‘reality shows’ vulgarizam a mulher como objeto apenas de prazer e de consumo.

Lamentavelmente, até a política e autoridades do governo apóiam e difundem inimigos da família, regulamentando o casamento e a adoção de filhos por casais do mesmo sexo. Já se fala em identidade sem nome de pai e mãe... Onde vamos parar? A construção de uma família é luta do dia a dia, durante muitos anos, mas a destruição é repentina. A construção é valor a valor, como Deus recomendou: “Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar... Escreva-as nos batentes das portas de sua casa e em seus portões.” (Deuteronômio 6.6-9 – NVI). Construir uma família é “instruir a criança segundo os objetivos que você tem para ela...” em todos os aspectos do seu viver, não apenas no espiritual como se usa essa passagem de Provérbios 22.6. Examinando o contexto vemos que há muito mais para ensinar às crianças, como boa reputação e estima (v.1), prudência (v.3), humildade (v.4), justiça e por aí afora. Construir a família é preparar o jovem para enfrentar o mundo com suas pressões e tentações. Construir a família é fazer do lar um ninho de aconchego e um porto de segurança. É fazer do lar uma escola onde todos aprendem a viver e a conviver. É fazer do lar um templo onde Deus seja adorado; Jesus Cristo seja presença real e constante; e o Espírito Santo ouvido em todas as circunstâncias. Mas quando os tsunamis chegam de surpresa desequilibrando o edifício? E quando os ladrões destroem o que se construiu? Antes de qualquer outra, a principal atitude é ORAR. E orando não desanimar, mas confiar em que os fundamentos foram firmes. Outra atitude é apropriar-se das promessas de Deus, descansando nele. Entregar o fardo para que ele nos ajude a carregá-lo. Colocar a família aos pés da cruz de Cristo, esperando que o olhar de Jesus alcance aqueles que estão errando. A desconstrução da família dói, dói muito, provoca lágrimas e abate o coração. Mas quando se clama ao Senhor das famílias, ele nos ouve, e age mesmo quando não se pode ver. O tempo e o modo como Deus trabalha são diferentes dos nossos. Mas “Deus sabe, Deus ouve, Deus vê”. DULCE CONSUELO S. LOPES PURIN Colunista da Revista Juntos

Formada em Pedagogia e Letras. Esposa do pastor João Reinaldo Purin e membro da Igreja Batista do Jardim Atuba.

7


juntos

+ AMBAP

A EDUCAÇÃO

MUSI

CAL

NA IGREJA 8

A música tem sido parte importante nos cultos evangélicos no Brasil desde a chegada dos primeiros missionários em 1557. Durante muito tempo os batistas, presbiterianos, metodistas, congregacionais, entre outros, usaram um hinário para o canto congregacional que, embora não fosse o mesmo para todas as denominações, era utilizado de maneira uniforme pelas igrejas de mesma fé e ordem. Nem sempre as igrejas evangélicas têm podido contar, em sua membresia, com músicos preparados para desenvolver atividades musicais nos cultos. Observando a dificuldade constante na área da formação musical dos músicos de grande parte das Igrejas, começamos a analisar qual seria a causa desta falta de formação e informação. Por que a qualidade técnica em muitos casos tem deixado a desejar? Por que o som produzido nem sempre é apreciado pela congregação? De quem é a responsabilidade de se ter músicos com boa técnica e vida espiritual saudável? Precisamos ter como objetivo uma música de qualidade técnica e teológica, mas como alcançarmos este objetivo, se na maioria das igrejas, nem mesmo a própria liderança é capacitada? Qual a influência que este líder poderá ter sobre seus músicos, se não tem o que oferecer a seus liderados? Temos um assunto que causa polêmica, pois se hoje algo não vai bem, é porque possivelmente se tenha deixado de enfatizar princípios fundamentais para a qualidade musical, embora saibamos que a educação musical seja um dos fatores principais para se atingir esse objetivo. Infelizmente ela pode estar perdendo o seu lugar em muitos ministérios de música, achando-se que é algo ultrapassado. Alguns dizem que querem fazer música contemporânea e, portanto não precisam oferecer educação musical aos seus liderados, como se para fazer algo moderno não precisássemos de técnica. Mesmo fazendo música com ritmos e outras características dos nossos dias, precisamos nos preparar, pois para o nosso Deus precisamos fazer o melhor. O apóstolo Paulo em Colossences 3.16 diz: “Habite ricamente em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos e hinos e cânticos espirituais, com gratidão, em vossos corações”. Não podemos ignorar a palavra de Paulo ao nos instruir e aconselhar mutuamente em toda sabedoria. Podemos utilizar a música como meio de louvor a Deus, sendo a nossa meta o aperfeiçoamento constante. Há uma urgência em preparar músicos tecnicamente instruídos, e pretendemos mostrar neste trabalho que a educação musical pode ser o caminho para se atingir este objetivo, visto que ela amplia a visão das pessoas no que diz respeito à música, tornando-as mais exigentes. De acordo com o músico e escritor Ody Ferreira, os nossos músicos não estão preparados tecnicamente. Muitos estão ali para cumprir tabela, outros não se dispõem a ensaiar. Nossas músicas só são bonitas aos ouvidos que foram treinados a ouvi-las domingo após domingo, desde a infância. Esta palavra nos leva à reflexão sobre a qualidade da música que estamos utilizando no louvor e adoração ao nosso Deus, principalmente se nos lembrarmos de que temos a mensagem que tem o poder de salvar a humanidade, levando o amor de Deus por meio da música. Qual a qualidade sonora que temos produzido para que as pessoas sintam-se atraídas em ouvir a mensagem de Cristo, mas que pode ter um frasco lindo e encantador?

ROSE ANDRÉIA CASTANHO MENDES FERREIRA Coordenadora de Música da Abanopa

Bacharel em Musica Sacra pela Faculdade Teológica de São Paulo. Pós-graduada em Liderança e Administração Cristã e Bacharel em Teologia pela Faculdade Sul América de Londrina. Coordenadora de Musica da ABANOPA e Coordenadora do Projeto Musical Allegro no CEPAS em Londrina. Membro da Igreja Batista Catuai.


juntos

+ ORDEM DOS PASTORES BATISTAS DO PARANÁ

CONTINUADOR

DA OBRA DE CRISTO

“... Eu sou o bom pastor, o bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas.” (Jo 10.11). “... Cuida dos meus cordeiros.” (Jo 21.15). “... Pastoreia as minhas ovelhas.” (Jo 21.16). “... Cuida das minhas ovelhas.” (Jo 21.17). Uma das figuras com as quais o próprio Senhor Jesus se identificou foi a de pastor de ovelhas. Ele declara que: “o bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas.” Portanto, o bom e verdadeiro pastor deve ser visto no exercício máximo de um pastor que é: “dar a vida pelas ovelhas.” Foi exatamente isto que Jesus fez. Ele demonstrou em sua vida que era o verdadeiro pastor. Isto fica evidente em sua obra na cruz. Por que Jesus foi à cruz? Primeiro, para demonstrar o quanto ele amava suas ovelhas. Diz a palavra que ele as“as amou até o fim.”( Jo 13.1b). Entretanto, a finalidade essencial do sofrimento e morte de Jesus na cruz foi a de salvar e proporcionar a vida eterna ao ser humano. “Pois o Filho do homem ... veio ... para dar sua vida em resgate de muitos.”( Mc 10.45). Antes de voltar ao Pai ele entregou a sua missão pastoral a Pedro e por extensão a todos os chamados para que continuem a tarefa que ele começou. Ele empregou os termos “cuidar” e “pastorear”. Isto denota uma preocupação constante por suas ovelhas. Jesus considera os seus seguidores como cordeiros e ovelhas. São seres dóceis, indefesas e muito dependentes de um pastor. Cordeiros podem ser as crianças, filhotes das ovelhas. Para um pastorado eficiente é necessário muito amor, primeiramente a Jesus, condição que ele exigiu de Pedro e também amor às suas ovelhas. Nunca nos esqueçamos de que Jesus deu sua vida pelas ovelhas. Nós pastores como seus seguidores devemos imitá-lo como o exemplo supremo de Bom Pastor. Caro colega, Deus abençoe e faça de seu ministério uma bênção para muitas vidas. PR. JOÃO REINALDO PURIN Pastor de Pastores Bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil; Licenciatura Plena em Filosofia pela Universidade do Estado da Guanabara (hoje Estado do Rio de Janeiro). Atualmente Pastor Jubilado e Emérito da Igreja Batista em Jardim Atuba/PR. Pastor de Pastores nomeado pela Ordem dos Pastores Batistas do Paraná.

“NÓS PASTORES COMO SEUS SEGUIDORES DEVEMOS IMITÁ-LO COMO O EXEMPLO SUPREMO DE BOM PASTOR.”

9


juntos

+ ARTIGO

A IGREJA COMO IMÃ 10

Estamos no século XXI, um tempo de tecnologias avançadas e a ciência em plena multiplicação. A ciência tem se multiplicado e demonstrado que tem resposta para muitas coisas; mesmo aquelas mais complexas e aparentemente impossíveis para os cientistas de hoje, são oportunidades para os cientistas de amanhã pesquisarem e oferecerem respostas. Com isso desperdiça-se menos, lucra se mais; gasta-se cada vez menos tempo, menos matéria prima, menos dias de internação em hospital, menos horas nas viagens enquanto se percorre grandes distâncias. A sociedade avança com a ciência, porém sem perceber os muitos engodos que servem de desconstrução da própria humanidade. Muitas facilidades, soluções não são soluções, mas paliativos que desaguam em complicações diversas. É só observar o mundo a nossa volta para vermos o que está acontecendo. A sociedade está mergulhando cada vez mais profundo num oceano de novos problemas, pois temos embarcado nas mudanças dos conceitos e valores. A ética e a moral têm ganhado novos conceitos; e o relativismo tem se expandido para dentro das questões mais complexas da sociedade. Os valores e princípios têm se tornado cada vez mais frágil. Diante da sociedade fragilizada, os desafios se apre-

sentam cada vez mais complexos e contundentes. E, para estes problemas a ciência não oferece solução. Na verdade a complexidade pessoal de cada ser humano se agrava com a frouxidão dos princípios e valores, com as mudanças de conceito da ética e da moral. O resultado desta realidade é uma sociedade desnorteada e desordenada. Uma sociedade sem um porto seguro; atraindo sobre si mesmos escombros da grande desconstrução social. Um grande problema deste nosso tempo é a desconstrução da família. Os valores que Deus norteou na Bíblia têm sido desconsiderados pela sociedade de um modo geral. Houve tempos, não muito distantes, que uma separação de um casal era motivo de comentários na sociedade e na igreja era um escândalo. Mas logo foi homologado o desquite e para logo tramitar a lei do divorcio. E como convivemos hoje com os valores da família? O casamento tem se tornado descartável. As pessoas de um modo geral se ajuntam sem compromisso perene, se ajuntam para um teste drive ou para uma temporada e depois cada um seguir seu próprio destino levando consigo feridas emocionais profundas. As consequências se mostram nas maneiras mais diversas e inimagináveis como pedofilia, agressões domésticas,


11

violência no trânsito, drogas, suicídios, etc. O papel da igreja neste mundo moderno é desafiador. Até porque a igreja está no mundo; somos igreja e a igreja é composta de pessoas deste mundo “tenebroso”. Mas é a igreja o agente de reconstrução deste mundo. A igreja tem um papel de imã. O imã atrai, reúne os pregos perdidos pelo carpinteiro. Pregos que por alguma razão não entraram na madeira da caixaria de uma construção. O funcionário que manobra o imã tem o dever de reunir os pregos perdidos, tortos, mas ainda pregos, metal que pode ser reconstruído. A igreja de Jesus não pode desistir de trabalhar na reconstrução da família cristã. Temos de trabalhar ajuntando os “cacos”, trazendo de volta a forma original idealizada por Deus desde o princípio. Conduzir os olhares das pessoa para os princípios éticos e morais estabelecidos por Deus ainda é possível. Podemos viver no século vinte um os valores de Deus! E para isso a igreja precisa ser exemplo da verdade divina que promete e cumpre suas promessas de maneira sobrenatural. A reconstrução se dá pelo exemplo da igreja que vive e dá exemplo. É bom lembrar que as palavras convencem, mas o exemplo arrasta. Pais que dão o exemplo de compromisso e lealdade a Jesus Cristo, verão suas

famílias salvas no meio desta sociedade má e corrupta, como Noé em seus dias. E, se um dia fomos desconstruído hoje somos reconstruídos pela graça de Deus. Então somos testemunhas de que ainda é possível, em pleno século XXI, ser uma família feliz, vitoriosa sobre todas as tendências modernas e vulgares. Família que luta pela figura honrosa de um pai e uma mãe e filhos; que reservar tempo para se assentar e ler a Bíblia e orar a Deus. Família que aos domingos acorda cedinho para ir a Escola Bíblica, para adorar e reforçar os valores divinos e a fé cristã no Deus que salva, perdoa e transforma. A reconstrução se dá pela transformação. Uma mente reconstruída por Jesus viverá no mundo de maneira inconformada. – “Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês.” (Romanos 12.2a). PR. ROMILDO NUNES MENDES Pastor da PIB em Foz do Iguaçu

Bacharel em teologia pelos seminários TBSB e FTBP. Psicanalista Clínico pela Academia Brasileira de Psicanálise Clínica. Pósgraduando em psicopedagogia e Pastor da PIB em Foz do Iguaçu, no Paraná.


juntos

+ JUBEPAR

a o d n a ç n a c l A

12

RAÇÃO ó M IN H A G E A O D o B ra s il s IN V SER p u la r q u e o p o d a ra it d Pa c a rn a v a l. E x is te u m d e p o is d o r a lh a ado b it a d tr se começa a aenses es n ra a p s ta rn a v a l b a ti s ado de ca o s jo v e n s ri fe o ra , p o is p a s te p e rí o n ã o s e rv e to , p o is n e n ro p r ta s cem os que e u e a c o n te tu d o te m q o d a g n a d o p ro lo d o d e fe ri . o n g re s s o s s ju v e n re ti ro s e c e m d iv e rs a u e c te n o ue ac v á ri a s c id a F o i is s o q jo v e n s d e , o d ta s e o ã o noss le b ra ç , tu d e s e m g ra n d e c e a m u ra a n ir a m p íb lic o , e v a n d e s s e re u o , e s tu d o b h n u m te o s m o , te e le a p re n d iz a d o s s ív e l a q u p o d n a u q s ru a s e iz a ç ã o . g e lis m o n a e c o n fr a te rn o ã ç a tr n o esc U B IG s e m e n to d e d Ig u a ç u – J o d ta s ti a ns e B u c o m jo v e A J u v e n tu d z d o Ig u a ç o F e d e d id a re u n iu n a c g iã o . se a d e s d a re id c s a – JUBOP ri á v e d d o O e s te ta s ti a B fi e a des aA J u v e n tu d Te rr a B o a , e d e d a id m na c e n c o n tr a ra a l” . ir a d a R a d ic “V a m u B A N O PA , ra a dos p N o rt e – J U o d ta s ti a a e B io d a P la ti n A J u v e n tu d a n to A n tô n S e d s a ru . a as e e s p e ra n ç fo ra m p a ra m de amor e g a s a ri n n e M m m a ra m e ip le v a r u m a ic rt a p s 2 0 líd e re C e rc a d e 1

d o m id e “# S e rv in tu n ve u J e ar fe re n c ia d a r, c a p a c it gá da I Con vo d e tr e in ti je b o m o l, a lé m o ”, c d e e s ta d u a n h a g e ra ç ã tu n ve ju ra iações pa e o s p a rt ic e p la n e ja r m e n to e n tr a n io c la a re lv e r dos n s ra m re a liz a d e d e s e n vo fo s te a b e d ele s tr a s e p e s s o a l, lid p a n te s . P a s te m u n h o te l, ia c o s ção m e n to s . á re a s d e : a e re la c io n a to n e ea m ja e dado poss ra n ç a , p la n b ra ç ã o fo i le e c e d n P a ra n á E m u m a g ra B a ti s ta d o e d tu n e v u a ri a d a J al da Band n o v a d ir e to a ç ã o m u s ic ip ic rt a p id z tr a a com (J u b e p a r) , d e s a fi a d o ra m e g a s n se uma me o s jo v e n s Tri lh o s e , p a ra q u e la a n u T ã ç io á rc g e ra o . p e lo P r. M s e rv ir s u a ra a p o ã iç ua d is p o s s id e n te ), L c o lo q u e m e s te in (P re ld o G l e e fa a ic (2 º V ), D ir e to ri a : R e ll M o ra is w x a M ), e v (2 ª (1 º V ic ri c a D ig ig o e c a s B ra n c o H ), a ri tá s (1 ª S e c re , Wa g n e r T h a is L o p e le x F e rr e ir a A : s o ir e lh e ff e rCons iq u e ir a , J e S e c re tá ri a ), s , K a m ila S e n u N e in E la D e P a u la , g u s to . amos, s , M a ri o A u e acompanh s o n D u ra n e u q s e õ ç e s ta s a c o m p ro E m to d a s o le s c e n te s d a e s n e a fi a d o s o s jo v eus e des e n c o n tr a m D e d ra v m a P a la o amor de m e ti d o s c o unhando d m te s te a ç if e re n a fa z e r a d e ra ç ã o ”. d o m in h a g in rv e s “# , s Deu


o ã ç a r e g nova z e r, m a s e s m u it o p o r fa s o m r te ra e a u re p Sabemos q tr e in a r e p ra a p o d n a um o b ili z is té ri o d e J ta m o s n o s re m u m M in e lv o v n e d s l e d to ta e líd e re s p a ra ig re ja s , n a s a u s m e le v a n te v id a s . v e n tu d e re re n o s s a s b o s s u e D de p e n d ê n c ia R A S IL T IN G E O B A O Ã a liz a d a d e Ç A R L ID E re s s o fo i re g n o c o d o iç ã e re s e A q u in ta e d u ri ti b a . L íd C m e , 3 1 0 a b ri l d e 2 d iv e rs o s 26 a 28 de a ra n á e d e P o d e d tu p a ra e ju ve n c u ti r a ç õ e s p a s to re s d m p a ra d is ra a tr n o c n e va n te . e s ta d o s s e ve n tu d e re le ju e d o os pasri té o ao futuro u m m in is m u R ir ru st l Recon erto, Miche Com o tema rcelo Gualb a M , o rd a lfo o Bern nala e Rod tores: José a, Márcio Tu h n u C io c ru rí b “const ir” e Piragine, Fa rdagem no o b a a m u relevanntaram Gois aprese e juventude d o ri té is in ” de um m o objetivo “reconstruir para “ir” com s o ri á ss e c e os n a igreja relevância n te e nos pass e o sã is m com sua pas é precide cumprir todas as eta ra a “P . e d a cied prir com local e na so ejando cum lm a ” R “I o objetivo 8-47” – diz so ter como em Atos 2.3 ta ri sc e d o. issão o Congress a grande m ordenador d o c – te n e Paulo Clem

dos com ltamos inspira vo e o tim ó o”. o foi neste períod “O Lideraçã os de Deus m e b e c re e os o que ouvim d’Areia/RS) uza, Passo o S a n a ss o (R as e ainda randes Cois G z fe Já s Deu na mi“Creio que tério quanto is in m u e m ... Tanto no do Sul/PR) está fazendo ga, Jandaia ra B so n fo (A ssoal”. nha vida pe o que ninenhor, mesm S o a ar p s mo E quem “O que faze será eterno. s, o an s n u g bre daqui al a equipe da guém se lem abéns a tod ar P . rá ra b m o, se le ria/PR). foi impactad União da Vitó s, to an S o n ia c Jubepar” (Lu Deus lica vemos que íb b ria ó st hi a ós mento d , e agora ap Em cada mo a sua missão ar p es er líd acita para Rechama e cap eres prontos líd s vo no m o Deus te te. este congress aulo Clemen Futuro”, diz P ao o um R r construi

13

LEMENTE PAULO J. C raná atista do Pa Juventude B Executivo da ta óg ic a Ba tis ld ad e Te ol ra çã o de ia pe la Fa cu ist og in ol m Te Ad el em Ba ch ar el em Va le R) . Ba ch ar te gr ad as do (C ur iti ba /P ul da de s In do Pa ra ná vo M un do . IV AL E (F ac No UN o irr la Ba pe ta no Em pr es as Ig re ja Ba tis em br o da do Iva í). M


juntos

+ EDUCAÇÃO CRISTÃ

DESAFIOS

PARA EDUCAÇÃO CRISTÃ O livro de Malaquias quase sempre é visitado e lembrado quando falamos em dízimos ou ofertas. Entretanto, que outras mensagens este livro nos apresenta? Observa-se que nos seus quatro capítulos o autor visita a crise espiritual vivida pelos judeus no período anterior ao silêncio profético. Porém, antes do silêncio profético (que dura cerca de 400 anos), Deus indica que chegaria um profeta com características que lembravam Elias e cuja mensagem atingiria diretamente à família. Este é o tema dos dois últimos versículos de Malaquias: A família. Ao tratar do dia do Senhor três questões básicas são abordadas. Para isto gostaria de convidá-lo a visitar o texto de Malaquias 4.4-6 enquanto lê este artigo. As três questões básicas 14 abordadas são a lei, a profecia e a família. Qual a relação destas questões com a educação cristã? A primeira questão abordada envolve lembrar da lei. Só podemos lembrar algo que aprendemos. O pressuposto básico aqui é que a lei havia sido aprendida e apreendida pelos ouvintes deste profeta. Este aprendizado só é possível mediante o estudo sistemático da Palavra de Deus. A educação cristã então não se torna apenas um apêndice do culto, mas o seu centro. O cristão precisa priorizar o aprendizado da Palavra para que não seja levado por qualquer vento doutrinário. (Efésio 4.14) Igrejas que crescem sem cuidar da formação e desenvolvimento cristão acabam sendo como um grande edifício sem fundamentos sólidos. A família também não pode prescindir desta base essencial para a formação de cristãos firmes na fé e na unidade familiar. A segunda questão abordada diz respeito a profecia. Neste caso observa-se que o profeta só viria para trazer uma mensagem capaz de converter corações. Muitos equívocos têm sido cometidos pelos cristãos neste quesito. Imagina-se que profecia é uma adivinhação. Muitos têm se desviado atrás de falsos profetas que apenas tentam adivinhar o futuro, o que tem empobrecido a importância deste ministério no cristianismo. No sentido mais bíblico, profeta é aquele que traz a Palavra de Deus diretamente ao coração daquele que necessita ouvi-la. Profecia no Antigo Testamento e no Novo Testamento envolvia sempre Palavra. Cabia ao profeta analisar o que estava ocorrendo e aplicar a palavra de Deus diretamente ao coração daquele a quem Deus enviara. Isto é percebido nas figuras de profetas como Natan, Elias, Eliseu, Isaías, dentre tantos outros. Compreendendo pro-

fecia desta forma é que em Provérbios 29.18 vemos que ausência desta figura profética leva à morte do povo. Cada educador cristão carrega em seu ministério a necessidade de uma ação profética. Uma ação de impacto de vidas pela palavra, mediante um estudo profundo da bíblia. A última questão abordada envolve a família. Embora ela esteja aqui em último, assim como no texto bíblico, ela não é nem de longe a menos importante. Ela transcorre as demais questões, pois é junto a família que o judeu desenvolvia o ensino profundo da palavra. Para os judeus a palavra não pode apenas ser verbalizada, ela precisa ser vista e vivida. Este é o desafio que Deus traz à família neste final do Antigo Testamento, uma família convertida. Convertida inicialmente uns para com os outros. Identifica-se aqui a relevância do aspecto relacional saudável tão necessário a convivência familiar neste tempo. São nítidos os resultados (dentro e fora da Igreja) de relacionamentos familiares em que não há conversão da mente e coração, conversão de projetos e sonhos... Citemos algumas: pessoas que sofrem com o medo, pânico (inclusive crianças), adolescentes pensando em suicídio; cônjuges se divorciando, dentre tantas outras situações... A Palavra de Deus traz consigo a possibilidade de converter corações. Aos indivíduos a decisão de aceitá-la ou não. Para a Educação cristã apresentam-se alguns desafios, as vezes até antagônicos. Por exemplo: Como ensinar particularmente cada faixa etária e ainda assim não dividir a família? Creio que este é um dos principais desafios da Igreja Contemporânea. Com tão pouco tempo juntos, os familiares ainda não podem conviver no ambiente eclesiástico. Vêm seus filhos em uma sala, às vezes até o casal é fracionado em salas diferentes. Embora seja um grande desafio, cabe lembrar que o projeto educacional da igreja local deve proporcionar situações para a conversão de corações dentro da família. Devemos lembrar de uma lei natural da semeadura: famílias fortes sempre fazem Igrejas fortes, cristãos fortes, líderes fortes. ROSANE TORQUATO Executiva do Conselho de Educação Cristã da CBP

Bacharel em Educação Religiosa pelo IBER/RJ. Licenciatura em Pedagogia. Membro da Igreja Batista Lindóia, em Curitiba/PR.


juntos

+ HOBAPAR

CONSTRUINDO PARA O FUTURO A Igreja Batista de Assungui situada no litoral paranaense está completando 100 anos de organização. A igreja está se mobilizando para embelezar o templo para a realização do evento. O evangelista da igreja o irmão Dr. Manoel Godoi, sua esposa e equipe, tem trabalhado incansavelmente, para a preparação do centenário. A convenção se faz presente por meio do projeto “Covo” que desde a construção tem ajudado a igreja. Irmãos do Itaqui, Serra Negra, Tabaçaba, Potinga e Guaraqueçaba, tem contribuído para tal feito, participando do mutirão de construção. Em março estivemos também em Coronel Vivida trabalhando na igreja local e com uma equipe em Assungui até a conclusão da obra. SANTA CATARINA Paranaenses unem-se aos irmãos catarinenses na obra de reconstrução da sede da convenção. Do dia 26 de fevereiro ao dia 02 de março, os homens do projeto “Covo” trabalharam arduamente juntamente com os irmãos de Santa Catarina, reconstruíndo o prédio danificado pelo forte vendaval que abalou a cidade de São José. Doeu no fundo do coração, vermos a situação do local; móveis, ficaram danificados, toda a cobertura foi destruída, só o animo dos irmãos catarinenses não foi abalado. Foi gratificante ver o carinho e amor com que os irmãos se mobilizaram para adquirir os materiais necessários à reconstrução. O pastor Jossemar juntamente com a diretoria da convenção empenharam-se ao máximo no sentido de arrecadar fundos para a reconstrução.

JAMIL DIAS ALVES Executivo da Hobapar

Membro da Igreja Batista Jardim das Américas - Paranaguá.

15


juntos

16

+ CAPA

NO DIA 28 DE JULHO DE 2013 ESTAREMOS INAUGURANDO UM JEITO NOVO DE FAZER MISSOES NO PARANÁ. A campanha será realizada durante o mês de Julho, e no dia 28 de Julho desejamos que todas as igrejas do Paraná, simultaneamente, realizem um culto missionário com duas propostas: 1º LEVANTAR 300 MIL REAIS DE OFERTA ESPECIAL para o sustento missionário e 2º AGREGAR 5000 NOVOS ADOTANTES MENSALISTAS PARA MANTERMOS E AMPLIARMOS PROJETOS MISSIONARIOS que transformem o Paraná. São 8 milhões de pessoas sem compromisso com Cristo, que estão vivendo nas cidades, em situações de risco, nos vícios, nos presídios, morando em mansões, grandes condomínios, nos assentamentos, debaixo dos viadutos. PERTO DE VOCÊ...EXISTE ALGUÉM QUE PRECISA DE JESUS! Precisamos avançar com o evangelho chegando a cidades que ainda não tem um trabalho batista; Precisamos promover ações para as crianças que estão sofrendo com o abandono, violência doméstica e/ou sexual, vivendo em condições sub-humanas, sem nenhuma perspectiva de vida presente e muito menos futura; Precisamos promover ações para àqueles que estão envolvidos com as drogas, onde famílias têm vivido verdadeiros pesadelos e em muitos casos, perdido suas vidas; Precisamos fortalecer o trabalho nos presídios, ampliando as ações da capelania carcerária e ampliar o trabalho com os ciganos, que tem crescido muito em nosso Estado. No Paraná temos 399 cidades, em 2010 estávamos pre-

sentes em 178, em 2011 chegamos a 181 e em 2012 alcançamos o número de 194 municípios com a presença batista, temos como alvo para 2013 estarmos presentes em 250. O

Hoje em nosso estado somos estaduais temos apenas 260 MAN de missões, desejamos chegar a dessa


número de batistas no Estado em 2003 era de 31.800, em 2010 - 36.177, em 2011 chegamos a 37.277 e em 2012 fechamos com 37.195. Precisamos mudar essa realidade, porque nosso objetivo é chegarmos no final de 2013 com 40.000 membros em nossas igrejas. Os adotantes mantenedores com compromisso mensal em 2010 era de 191, em 2011 fechamos com 143 em 2012

38.000 BATISTAS e em missões NTENEDORES mensalistas da obra a 5.000 ADOTANTES mantenedores obra.

alcançamos 263 adotantes. O percentual de mantenedores mensalistas em missões é de 0,71% por crente Batista. O total arrecadado em oferta especial e adoções mensais corresponde a um R$ 1,32 mensal por crente Batista. Essa realidade precisa mudar, Missões é nossa tarefa, sua tarefa! PRECISAMOS DE VOCÊ, meu irmão, engajado nesta tarefa missionária. Os desafios são grandes, portanto, deveremos ser arrojados e inovadores. Os coordenadores das associações serão os portadores das informações e o vínculo de proximidade com os promotores de missões de cada igrejas por isso PRECISAMOS DE UM PROMOTOR DE MISSÕES NA SUA IGREJA para que juntos alcancemos nossos alvos: 300 MIL DE OFERTA ESPECIAL E 5.000 ADOTANTES. Precisamos crescer e avançar para responder as necessidades dessa gente querida do nosso estado, por isso participe neste dia orando, indo e contribuindo pois PERTO DE VOCÊ... Existe alguém que que precisa de Jesus.

PR. PAULO EDUARDO COUTINHO Executivo do Conselho de Missões Estaduais

Bacharel em Teologia pela FTBP, já pastoreou a Igreja Batista em Jandaia do Sul e a Igreja Batista do Hauer. Hoje é Executivo do Conselho de Missões Estaduais da CBP. Membro da Igreja Batista do Bacacheri.

17


juntos

+ MISSÕES ESTADUAIS

PÉ NA

ESTRADA 18

“... ponham em ação a salvação de vocês com temor e tremor, pois é Deus que efetua em vocês tanto o querer quanto o realizar, de acordo com a boa vontade dele” Filipenses 2.12b-13. É com alegria que voltamos de uma grande missão com a certeza de que Deus esteve conosco em cada momento. Tivemos a presença de 195 servos de Deus na cidade de Telêmaco Borba - Paraná, onde adolescentes e jovens separaram o feriado de carnaval para Deus e deixaram de fazer qualquer outro plano pessoal, para proclamar a palavra do Senhor para a glória dEle. A Juventude Cross teve como objetivo na cidade de Telêmaco fazer trabalhos de impactos, evangelismo, capelania, entrega de folhetos sobre a dengue que foi direcionado pela prefeitura, trabalhos com as crianças, teatro, dança, capacitação e treinamentos na igreja local; entre outras muitas ações que Deus direcionou. Ele levantou cada um jovem e adolescente como instrumentos em suas mãos. Por meio dessas ações muitas vidas foram salvas e reconciliadas com Deus! A cada oração de entrega ao Senhor, um motivo de louvor para a PIB de Telêmaco Borba e para todos os que estavam presentes. Foram experiências que ficaram marcadas em nossas vidas por ver pessoas impactadas pelo amor de Deus. Tivemos a oportunidade de ver pelo menos 40 pessoas que aceitaram a Jesus como salvador pessoal, mas sem dúvida alguma, as sementes que foram lançadas vão produzir frutos para aquela cidade. “Tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério de reconciliação, ou seja, que Deus em Cristo estava reconciliando consigo o mundo, não levando em conta os pecados dos homens e nos confiou à mensagem da reconciliação.” 2 Coríntios 5.18-19. Todas as manhãs, separávamos um tempo de devocional em grupo e individual, um momento para conversar sobre a missão que Deus nos deu naquela cidade. A liberdade que o Espírito Santo nos deu em louvar e adorar ao Pai,

testemunhar sobre tudo o que Ele fez e está fazendo, ouvir da palavra e orar em momentos especiais. Algumas vezes como Juventude Cross, outras juntamente com a PIB. “Pregue a palavra, esteja preparado a tempo e a fora de tempo, repreenda, corrija, exorte com toda a paciência e doutrina”. 2 Timóteo 4.2. É muito bom ver o agir de Deus a partir do momento que deixamos Ele agir em nossas vidas. Essa missão para muitos foi um tempo de reflexão, capacitação, tempo com Deus de crescimento. Mas creio que para TODOS foi um tempo de AÇÃO, tempo de fazer e não apenas falar! Tempo de descobrir o chamado de Deus, e muitos dos nossos jovens e adolescentes foram chamados por Deus para servi-lo no ministério durante este período! Tivemos voluntários que foram até a cidade, também no seu tempo de folga, para abençoar a igreja, montando um novo berçário. “Missões se fazem com os PÉS dos que vão, com os JOELHOS do quem ficam e com as mãos dos que contribuem”. Queremos agradecer novamente a todos aqueles que ajudaram a fazer acontecer este tempo de missão na cidade de Telêmaco Borba. Louvamos a Deus por todos que ajudaram financeiramente adolescentes e jovens nesta viagem. Obrigado pelo tempo investido em oração e palavras de encorajamento.Saibam, que todos fizeram parte desta missão! Essa é mais um prova de que quando a igreja de Cristo se levanta em nome de Jesus, a missão é realizada independente das nossas limitações. “Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura”. Jesus em marcos 16.15. PR. PAULO EDUARDO COUTINHO Executivo do Conselho de Missões Estaduais

Bacharel em Teologia pela FTBP, já pastoreou a Igreja Batista em Jandaia do Sul e a Igreja Batista do Hauer. Hoje é Executivo do Conselho de Missões Estaduais da CBP. Membro da Igreja Batista do Bacacheri.


19


juntos

+ NOTÍCIAS REGIONAIS

GRANDE CURITIBA

20

NATAL DA FAMÍLIA PASTORAL A BGC em parceria com a Ordem dos Pastores Batistas da Grande Curitiba, encerrou o ano de 2012 com uma abençoada confraternização da Família Pastoral, no Hotel Estancia Betânia, foi um dia de descanso, descontração e comunhão entre as famílias pastorais das Igrejas Batistas da Grande Curitiba. Em torno de 150 pastores, esposas e filhos passaram um dia agradável de descontração e recreação, usufruindo das dependências do Hotel Estância Betânia e se confraternizando com um delicioso almoço e um café colonial e participando do sorteio de brindes para todos os presentes. INÍCIO DAS ATIVIDADES EM 2013 O início das atividades do ano de 2013 aconteceu nas dependências da FTBP - Faculdade Teológica Batista do Paraná, com um saboroso café da manhã, onde pudemos contar com aproximadamente 100 pastores e líderes presentes e umas 40 igrejas sendo representadas por seus pastores e líderes. Na oportunidade, o Pr. Sebastião Brito Netto, Presidente da BGC, trouxe uma inspiradora mensagem desafiando a todos os presentes a buscarem a santificação e uma vida devocional que agrade o coração de Deus. Todos foram muito abençoados com a palavra e saíram desafiados a viverem o ano de 2013 focados no compromisso com o Senhor da obra. CONGRESSO DE PROMOTORES DE MISSÕES DA REGIÃO SUL Nos dias 01, 02 e 03 de março tivemos o 6º Acampamento de Promotores de Missões no Sul do Brasil, sob a organização do pastor e missionário mobilizador da JMM, Pr. Cláudio Alberto Andrade. Tivemos ali representados os três estados do sul: Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul e ainda contamos com a participação de um bom grupo da Convenção Batista Pioneira. O evento aconteceu no Instituto e Acampamento Boa Terra, na cidade de Pinhais

– região metropolitana de Curitiba. Foram dias de adoração e de muita gratidão a Deus por nos dar o privilégio de fazer parte da obra missionária. Tivemos a participação de missionários de várias partes do mundo, dando o seu testemunho. O Pr. Paschoal Piragine Jr., pastor da PIB Curitiba, levou a mensagem de abertura, na sexta-feira e houveram diversas oficinas e workshops que ajudaram e capacitaram os promotores a dinamizarem ainda mais missões no âmbito da igreja e de suas cidades. Este ano participaram em torno de 230 promotores. Foi uma grande bênção! ANIVERSÁRIO DAS IGREJAS BATISTAS – 1º. QUADRIMESTRE DE 2013 Algumas igrejas fizeram aniversário nesse primeiro quadrimestre: Água Verde - 20/02/1955; Aliança – Ctba - 17/02/1990; Almirante Tamandaré 1ª - 07/03/1998; Araucária 1ª-25/03/1995; Bairro Alto -07/01/2006; Barigui -06/01/1996; Betel - Capão da Imbuia-07/01/1968; Colombo 1ª-20/03/1983; Hosana-15/03/2004; Lamenha Grande-15/02/2003; Rio Branco do Sul-22/02/1967; Rio Negro-20/03/1925; Sião – Curitiba-30/03/1975; Vila Fatima-01/03/2009; Araucária 2ª - 17/04/2004; Central - São José dos Pinhais - 24/04/1993; Cristo Vive - 03/04/2004; Curitiba 16ª - 08/04/1978; Esperança - Jd. das Américas - 24/04/2003; Hauer - 21/04/1963; Jardim Atuba 21/04/1990; Salem – Uberaba - 19/04/2002. POSSE DE PASTORES NAS IGREJAS BATISTAS DA GRANDE CURITIBA Tomaram posse no corpo pastoral das igrejas Sião, Cajuru e Campo Largo neste quadrimestre os pastores Jean Garcia Cezar, Wanderley Gomes Meirelles Junior e Eliandro Viana; também tomou posse como pastor titular da Igreja Batista Cidade Jardim o Pr. Melquisedeque Abreu de Moraes. 1ª FESTA DE AÇÃO SOCIAL DOS BATISTAS DA GRANDE CURITIBA Por iniciativa da ASBP e BGC, no dia 13 de abril, ti-


vemos a 1ª Festa de Ação Social dos Batistas da Grande Curitiba, na ABESSFI (Associação Beneficente dos Servidores Sistema FIEP), onde pudemos contar com a presença de 23 voluntários fazendo parte da comissão de organização do evento. Contamos também com a colaboração de nove igrejas batistas, que com seus voluntários levaram suas barracas com deliciosos pratos feitos por seus membros, que foram vendidos para angariar recursos para ASBP e projetos sociais. Também pudemos contar com várias equipes de futebol e vôlei representando as igrejas batistas em um dia de muita competição e descontração esportiva promovidos pela ASBP. As igrejas que participaram dessa grande festa foram: I.B. Jardim Atuba, I.B. Vila Americana, I.B. Cajuru, I.B. Lindóia, I.B. Ebenezer, I.B. Tanguá, I.B. Vida – Quatro Barras, I.B. Barreirinha e I.B. Guatupê. Tivemos também a participação da Igreja Batista em Jardim América de Paranaguá que trouxe uma equipe para participar do torneio de Futebol e alguns voluntários para ajudar na festa sob o comando do Pr. Gerson Venâncio de Mello - Presidente do Lar Batista Paranaense. Contamos também com a presença do Lar Batista Esperança que nos abençoou com uma oferta e alguns voluntários, sob a liderança da ir. Berenice Staidel Cezar. Mesmo com o tempo meio chuvoso pudemos experimentar a graça, amor e a comunhão do povo Deus naquele lugar, passaram por ali em torno de 500 pessoas que foram prestigiar a festa e acompanhar os campeonatos. Tivemos também momentos de adoração a Deus

com equipe de louvor da Igreja Batista Vida – Quatro Barras, a Banda Madeshi, e a equipe de coreografia da I.B. Bairreirinha. Na ocasião o Pr. Izaias Querino e o Pr. Gerson Venâncio aproveitaram para lançar o novo nome do LBP que passou a se chamar ASBP – Ação Social Batista Paranaense. Não podemos deixar de mencionar a presença dos Pastores Roberto Silvado – presidente da CBB e CBP e pastor da I.B. Bacacheri e Pr. Hilquias Paim – presidente de OPBB-Paraná e pastor da I.B. Lindóia que nos prestigiaram com suas presenças, agradecemos também a Associação ABESSFI que na pessoa do seu presidente Ademir Antônio de Andrade que nos cedeu gratuitamente todas as dependências da sede campestre para realização de todas as atividades. Deixamos aqui nosso agradecimento a todos que participaram e que contribuíram financeiramente ou no voluntariado para que essa primeira festa pudesse ser realizada, e esperamos que ano que vem mais pessoas possam participar dessa festa fazendo dela um ponto de encontro dos Batistas da Grande Curitiba. A Deus toda honra e toda glória. PR. DORGIVAL LIMA PEREIRA Coordenador dos Batistas da Grande Curitiba

Bacharel em Teologia pela Faculdade Teológica Batista do Paraná (Curitiba/PR). Consultor em Planejamento Estratégico Compartilhado certificado pela Case - University Western Ohio Cleveland. Membro da Igreja Batista Lindóia (Curitiba/PR).

21


juntos

+ NOTÍCIAS REGIONAIS

NORTE

22

JUVENTUDE BATISTA A Juventude Batista do Norte do Paraná (JUBANOPA) se reuniu nos dias 09 de 12 de fevereiro, durante o Carnaval, na cidade de Santo Antonio da Platina para seu retiro anual. Cerca de 140 jovens, juntos levaram a Palavra de Deus para os moradores daquela cidade, com muita alegria, empolgação e criatividade. Além de mensagens inspirativas e momentos de comunhão regados a muita música, esportes e gincanas eles saíram nas ruas na segunda-feira de carnaval pregando, cantando e apresentando o evangelho às pessoas que encontravam. Foi um momento abençoador e várias pessoas foram abordadas e receberam folhetos evangelísticos e palavras de consolo e conforto. Um culto também foi realizado na praça central da cidade. Essa juventude quer fazer a diferença numa geração corrompida pelo pecado. Eles assumiram o compromisso de glorificar ao Senhor no seu viver diário. A partir deste ano, todos os retiros de carnaval acontecerão com impacto evangelístico e a cada ano uma cidade será abençoada pela vida destes jovens, que serão instrumentos nas mãos de Deus para impactar vidas. Louvo a Deus pela vida dos membros da diretoria da JUBANOPA (Diogo, Flávia, Layane, Alvino, Nilcéia e Nelson Missão)

pelo empenho e dedicação na coordenação do evento, agradeço ao Pr. Sidnei Kubaski e aos membros da Igreja Batista de Santo Antonio da Platina, que receberam todos os jovens com muito amor e determinação. Este ano iniciará o Projeto Radical Norte que mobilizará os jovens e demais irmãos das igrejas batistas do norte do Paraná a consagrar parte de seu tempo de vida na pregação do evangelho, por meio de projetos evangelísticos, trabalhos sociais e apoio às pequenas igrejas da região. Ao Senhor toda honra, glória e louvor. PROJETO BEM ESTAR Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus”. (Mt. 5.16) Aconteceu no dia 3 de novembro, na cidade de Andirá, o impacto social e evangelístico (Projeto Bem Estar). Com a participação de igrejas batista de norte do Paraná (Cambé, Apucarana, Cornélio Procópio, Wenceslau Bráz, Bandeirantes, Londrina e irmãos voluntários de igrejas de Andirá). Neste dia realizamos corte de cabelo gratuito sendo que os voluntários são alunos da escola EB@ (Escola Batista de Artes em Andirá) que funciona em nossa igreja.Tivemos palestra sobre cuidados com a saúde da mulher, com o ginecologista, Dr. Ismar Medeiros de Nóbrega, da PIB de Cornélio Procópio; Cuidados com a saúde bucal, com o Dr. Bruno Simoni, da Comunidade Salém de Andirá. Tivemos também bazar, atividades com crianças e no decorrer de todo dia estivemos pelas ruas entregando folhetos evangelísticos. No final da noite encerramos nossa programação com culto no teatro da cidade com a pregação do Pr. Rodrigues Lopes. A escola EB@ e o Projeto Bem estar tem feito com que nossa igreja se torne uma igreja relevante em nossa cidade, com intuito de falar do sacrifício de Cristo Jesus às pessoas e assim glorificar nosso Pai que está nos céus. Os projetos sociais têm sido uma grande ferramenta para ganharmos a confiança das pessoas e também uma grande estratégia de evangelismo.

PR. RODRIGUES LOPES Coordenador da Associação das Igrejas Batistas do Norte

Bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil (Rio de Janeiro/RJ). Cursando Administração de Empresas na Faculdade União das Américas. Membro da Igreja Batista Vila Nova, em Londrina/PR.


juntos

+ NOTÍCIAS REGIONAIS

LITORAL ASSEMBLÉIA DOS BATISTAS DO LITORAL/2012 No mês de outubro de 2012, tivemos o último encontro do Conselho dos Batistas do litoral, realizado na PIB de Guaratuba, com a presença maciça das igrejas e congregações batistas da região. Foi um momento de comunhão e gratidão por tudo aquilo que o Senhor fez durante o ano. REUNIÃO DO CONSELHO DOS BATISTAS DO LITORAL No dia 09 de março, foi realizada a primeira reunião do Conselho dos Batistas do Litoral, na Igreja Batista Monte Sina em Paranaguá. Na ocasião tivemos a presença de várias igrejas e congregações batistas da região. Louvamos a Deus pela participação e envolvimento do povo batista na expansão do Reino. 23

LOUVALITORAL A Associação Batistas do Litoral em parceria com a AMBAP (Associação de Músicos Batistas do Paraná) e Igreja Batista Boas Novas, realizará o primeiro LOUVALITORAL (Congresso de Música). O congresso será nos dias 12 e 13 de abril, na Igreja Batista Boas Novas em Paranaguá. Na ocasião teremos a presença do Pr. Paulo Davi, da PIB de Curitiba e a Banda Café com Música. Será um tempo capacitação e adoração ao nosso Deus. 14ª FESTA SOCIAL Os Batistas do Litoral Paranaense há 14 anos têm realizado a Festa Social em parceria com o LBP (Lar Batista Paranaense) com o apoio das Igrejas Batistas. O objetivo da festa é despertar as igrejas batistas no papel social e levantarmos recursos financeiros para a manutenção de projetos sociais batistas da região. Mais uma vez essa festa foi realizada no dia primeiro de maio.

PR. CLAUDINEY PIRES Coordenador da Associação das Igrejas Batistas do Litoral

Coordenador dos Batistas do Litoral Paranaense e Bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Betânia.


juntos

+ NOTÍCIAS REGIONAIS

CAMPOS GERAIS

E CENTRO

24

Desde o princípio o trabalho na Congregação Batista no Pinhão não tem sido fácil! Muita luta, muitas batalhas têm sido travadas pelo pastor Leonan naquele local com uma população predominantemente de baixa renda, onde prostituição, adolescentes já com filhos e sozinhas, não são difíceis de serem observadas nas casas. Mas foi com a esperança colocada no Senhor que o pastor Leonan iniciou o ano de 2012 lançando dois grandes desafios: aquisição de um carro para transportar nossas crianças e adolescentes para as programações da igreja, e a transferência da igreja para um local mais apropriado, pois até então as reuniões ocorriam na casa pastoral. Durante o ano Deus abençoou e reconheceu o trabalho e estes desafios foram vencidos. Uma Kombi, ano 97, foi comprada e reformada ao longo do ano. Louvado seja Deus pelas pessoas que ajudaram na compra e na manutenção deste veículo, que tem elevado o número de participantes nas atividades. O maior desafio, de alugar um local apropriado para as reuniões foi vencido no final de 2012. Foi alugado um imóvel novo e espaçoso, com mais de 340 m2, e a ianuguração aconteceu no dia 24 de novembro como a sede da Primeira Igreja Batista em Pinhão. O culto de inauguração foi um momento de louvor e gratidão a Deus. Mais de 100 pessoas estiveram presentes. Muitos irmãos foram usados por Deus para abençoar o trabalho investindo financeiramente, doando materiais, emprestando os seus veículos enquanto a nossa Kombi estava em manutenção. Voluntários de várias igrejas ofertaram seu tempo vindo a Pinhão para ajudar. As inúmeras doações recebidas, entre as quais, mesa infantil de madeira com seis cadeiras, violões para as aulas de música, GPS para a Kombi, cadeiras de plástico, bíblias, em muito têm ajudado o trabalho naquele local. No Natal, foram recebidos brinquedos, roupas e calçados para presentear as crianças participantes da congregação. Que Deus abençoe cada irmão em Cristo que têm voltado seu coração para a obra realizada nesta cidade! Uma grande quantidade de roupas para realização do bazar foi recebida, que com o novo espaço tem atraído muitas pessoas, e permitido a arrecadação de fundos que serão utilizados para as despesas e auxílio com as famílias carentes que a igreja atende. Novas parcerias para o trabalho missionário em Pinhão foram fontes de grande bênção: uma célula da Igreja Batista do Bacacheri e a Igreja Batista da Graça, de Curitiba, as quais

vieram conhecer o trabalho e hoje ajudam financeiramente. Agradecemos a Deus pelas parcerias que foram formadas com a PIB em Teresópolis (RJ), com a Convenção Batista Paranaense, por meio da BCP (Associação das Igrejas Batistas do Centro do Paraná) e seu coordenador pastor Eliel Berger, com a Igreja Batista Central de Guarapuava (PR), que estão presentes desde o início do trabalho missionário no Pinhão e sem as quais não teria sido possível alcançar tantas vitórias. Em 2012, a Congregação Batista em Pinhão participou das Campanhas de Missões Mundiais, Estaduais e Nacionais. Apesar dos recursos limitadíssimos que possui, a Congregação tem participado fielmente do PAM, PAM Brasil e PAM ME, Plano Cooperativo e Plano Associativo (BCP). Segundo o pastor Leonan: “Reconhecemos a presença divina constante fortalecendo-nos em momentos difíceis e dando-nos motivação, sabedoria e ousadia para avançarmos. Tudo fruto da graça de Deus para conosco e da sua participação por meio das orações e contribuições. Muito obrigado por fazer parte deste projeto. Que em 2013 possamos continuar contando com a sua parceria nesta missão de levarmos os pinhãoenses a Cristo. Que Deus nos abençoe ricamente neste ano e que tenhamos experiências marcantes com ele”. No dia 9 de março, o pastor Leonan e, consequentemente, o trabalho no Pinhão ganharam uma grande parceira em seu ministério, pois ele casou-se com a irmã Juliane! O casamento aconteceu na Igreja Batista em Rio Novo do Sul, no Espírito Santo. O novo casal já está de volta ao Pinhão onde esperam juntos colher as bênçãos e os frutos do trabalho naquele campo repleto de vidas esperando e precisando ouvir as boas novas do Evangelho! PR. ELIEL BERGER Coordenador da Associação das Igrejas Batistas do Centro do Paraná e Campos Gerais Bacharel em Teologia pelo STBSB, Rio de Janeiro; Mestrado em Divindades pelo MBTS, Kansas City, Missouri, USA; Bacharel em Ciências Socias, UFFPR.


juntos

+ NOTÍCIAS REGIONAIS

OESTE Inesquecível! Essa é a palavra que pode definir o que os batistas de Cruzeiro do Oeste – PR viveram e experimentaram nos dias 28 a 31 de março. O ano de 2013 marca o Jubileu de Ouro da PIB de Cruzeiro do Oeste, o ano em que o trabalho batista na cidade completa seus 50 anos. Foram dias que nunca serão apagados das nossas mentes, onde recepcionamos mais de 50 irmãos de todas as partes do Brasil para o “Iº Encontro dos Pioneiros”. Foi maravilhoso e honroso recebermos parte dos Pioneiros do Trabalho Batista em Cruzeiro do Oeste. Durante o encontro, o ex-Pastor da PIB em Cruzeiro do Oeste nos anos de 1972 a 1973, Pr. Calé Rodrigues Gomes, nos trouxe mensagens de grande inspiração.Os cultos de adoração e gratidão a Deus foram realizados nos Templos da PIB e SIB de Cruzeiro do Oeste. Ainda no dia 29, durante todo o dia na Casa de Eventos “Casarão” aconteceu um almoço e jantar de confraternização com a presença de mais de 150 pessoas. Nesse dia também tivemos momentos de louvor e um espaço aberto para troca de experiências, bem como, informações importantes e preciosas sobre o início do trabalho batista em Cruzeiro do Oeste. À noite, o culto ocorreu no Templo da SIB de Cruzeiro do Oeste. No sábado, dia 30, no Templo da PIB de Cruzeiro do Oeste, vários irmãos Pioneiros usaram da palavra para nos relatar suas histórias de conversão e como as suas famílias abraçaram o Evangelho do Senhor Jesus Cristo. À noite tivemos um culto muito edificante e emocionante no Centro Cultural da Cidade. No domingo, dia 31, no Templo da PIB em Cruzeiro do Oeste, o Irmão Evangelista Edno Marques, um dos pioneiros, que por muitos anos liderou o trabalho batista em Cruzeiro do Oeste, relatou-nos como foram as primeiras conversões e a integração das famílias na Igreja. Logo após os Pastores Almir de Oliveira e Luiz Caetano, respectivamente Pastores da PIB e SIB de Cruzeiro do Oeste, conduziram a Celebração da Ceia do Senhor. Por tudo isto só temos a louvar a Deus e glorificá-lo cada vez mais parafraseando o Salmo 118.23: “Foi o Senhor que proporcionou isto, e é coisa maravilhosa e ‘inesquecível’ aos nossos olhos”.

PR. GENTIL DOS SANTOS Coordenador da Associação das Igrejas Batistas

OS BATISTAS

NA TELEVISÃO Desde agosto de 2012 a CBP mantém um programa de entrevista com duração de 30 minutos veiculado na E-Paraná. Dentre os objetivos do programa estão tratar de assuntos relevantes para a sociedade à luz da Palavra de Deus, divulgar o que os batistas estão fazendo por meio das Igrejas, Organizações Sociais e comunicar acerca do que cremos. Os temas são diversos envolvendo desde a questão de educação – como o programa a respeito da Volta às Aulas gravado com o Pastor Francisco Cordeiro (China) e a Pedagoga Edna Marafigo que orientavam os pais a como lidar com esse período da vida de seus filhos – até questões teológicas como os programas sobre a Bíblia Sagrada, gravados com o Pastor e Professor Renato Gusso. Dentre outros temas abordados temos a dependência química, corrupção, junta de missões nacionais e mundiais, a relevância da igreja na sociedade, carnaval, páscoa, ação social, o fim do mundo, o cristão e as políticas públicas dentre outras mais. Até o mês de maio deste ano já completamos mais de 40 programas exibidos para a honra e glória de Deus, que anteriormente iam ao ar nas quartas-feiras e agora passam a ser exibidos todos os sábados pela manhã às 07h com reprise às 00h do sábado para domingo na E-Paraná*. Além disso é possível assistir os programas na íntegra dentro do canal do Youtube da Convenção Batista Paranaense: youtube.com/CBatistaParanaense. Fica para você o convite de assistir aos programas e orar conosco por esse projeto, pois os desafios ainda são grandes e há muito a se fazer. Mas apesar disso entendemos que com toda a certeza, esta é uma porta que Deus nos abre para podermos disseminar sua palavra. *O canal padrão disponível para as regiões é o nº 9, se em sua região não estiver disponível, tente os seguintes números: Região: OESTE 14 UHF; Litoral 39 UHF; Norte 40 UHF; Iguaçú 46 UHF.

HANNA DANNA E SOUZA Editora e Produtora de Vídeos da CBP

do Oeste Bacharel em Teologia pela Faculdade Teológica Batista Ana Wollerman, em Dourados/MS. Membro da 3ª Igreja Batista de Umuarama.

Bacharel em Publicidade e Propaganda pela Universidade Positivo. Membro da Igreja Batista Lindóia (Curitiba-PR).

25


juntos

26

+ LAR BATISTA ESPERANÇA

Parece que foi ontem e 25 anos se passaram. No dia 22 de abril de 1988, chega a primeira criança no apartamento da família do Pastor Nathaniel Brandão, missionário da Junta de Missões Nacionais (JMN). Nessa data o Juizado de Menores de Curitiba, por intermédio do Dr. José Wanderlei Resende, Juiz de Menores, foi responsável início do lar de crianças da família Brandão, que se tornou um Berçário Oficial Voluntário e Gratuito do Juizado de Menores de Curitiba. Ficou conhecida como “Casa 01”. Tudo foi pensado com carinho: “Para o futuro pensamos no presente” foi a frase que deu origem ao Lar Batista Esperança (LBE) e logo foi aprovado como slogan oficial a seguinte frase: “Porque ele (Jesus) vive, posso crer no amanhã”. O nome da entidade foi dado pela filha do pastor, Daniele Cristine, que teve a intenção de transformar o LBE em um verdadeiro lar, dando esperança para as crianças. Com o objetivo de vivenciar o verdadeiro Cristianismo e atender crianças carentes, abandonadas e de rua, após ver uma situação perto de sua casa o pastor conta: “Vimos uma senhora apanhando restos de comida em nosso latão de lixo e isso foi a gota d’água para irmos ao Juizado de Menores e nos oferecermos, gratuitamente, para ajudar. Colocamos nosso lar à disposição para estes abrigamentos”. E assim começou o projeto. Nesses 25 anos, o LBE atendeu 632 crianças, jovens e adolescentes. A ideia inicial era apenas uma unidade, mas a convite da Secretaria da Criança de Curitiba, o LBE inaugurou mais duas casas-lares (Casa 02 e 03), para meninos de rua e em seguida as casas 04 e 05 para grupos de irmãos. O próximo passo foi implantar um projeto de cursos profissionalizantes, o Centro de Educação Profissionalizante Esperança (CEPE), com inclusão digital, marcenaria, artesanato, reforço escolar e outros cursos. Ainda nessa caminhada, a Casa 06 nasceu da necessidade de abrigarmos crianças menores, bebês e aceitamos o desafio da Fundação de Ação Social (FAS) e, na época, Secretaria da Criança. Em seguida abrimos

a casa 07 (para meninas viciadas e carentes) e a 08, em forma de República para adolescentes acima de 16 anos. Essa casa tem como objetivo manter o trabalho já realizado pelo LBE na vida desses adolescentes. Também abrimos a casa 09, para meninas e adolescentes carentes e em situação de risco total ou parcial. Não temos dúvida de que quem nos mantém é o Senhor Deus e ele levanta pessoas físicas, jurídicas, igrejas batistas, outras igrejas e voluntários. Esses representam hoje mais de 50% do orçamento do LBE; Outra parte também é mantida com festas, eventos, chás, e outros eventos que arcam com 10% das despesas. Com apoio de convênios com terceiros, a FAS e outros projetos, somam os restantes 40% das despesas. Estas são nossas fontes de recursos atuais. Em todo o Ministério LBE temos 22 missionários (pais e mais sociais), quatro pessoas no escritório e duas pessoas em serviços gerais. Temos ainda, 25 voluntários fixos, em diversas áreas de atendimento. Nossos recursos incluem pastores, médicos, psicólogos, assistentes sociais, professores e apoio das equipes técnicas da FAS, dos Conselhos Tutelares e Vara da Infância e da Juventude (VIJ) de Curitiba. A Capacidade de acolhimento e abrigo do LBE é de 120 pessoas entre as crianças, adolescentes, pais sociais e seus filhos, mães solteiras e seus filhos. Mas o LBE também realiza seu trabalho gratuito beneficente às famílias carentes do Estado do Paraná. As crianças nos são enviadas pela central de vagas da FAS, após decisão de Conselhos Tutelares e da VIJ de Curitiba. Trabalhamos com crianças nas seguintes idades: de 02 a 10 anos (Casa 01); crianças e adolescentes de 06 a 12 anos (Casa 02 e Casa 03); crianças de 06 a 10 anos em Araucária (Casa 04); centro profissionalizante, marcenaria da vida e inclusão digital em Araucária (Casa 05); crianças de 01 dia a 08 anos (Casa 06); crianças e adolescentes de 06 a 12 anos (Casa 07); república para adolescentes e jovens (Casa 08); e crianças e adolescentes de 06 a 12 anos (Casa 09).


ALVOS Atualmente temos dois alvos estabelecidos: a aquisição de uma kombi para a CEPE e para as casas 04 e 05. E também a criação de uma casa para crianças com necessidades especiais, tornando-se nossa décima casa. Você pode fazer parte e ajudar nesse ministério de diversas formas, entre elas: • Orando por nós: existimos pela oração. Sem oração e sem fé não sobreviveríamos. Interceda por nós. • Divulgando – Fale do LBE aos seus amigos e envie cópias deste material. Fale do LBE em reuniões e em sua igreja. • Dando uma oferta de amor – precisamos manter essas crianças e adolescentes carentes. Demonstre seu amor fazendo um depósito na conta do LBE. “Não é o quanto fazemos, mas quanto amor colocamos no que fazemos.” Para fazer isso você pode escolher o valor e realizar débito na sua conta de luz (Copel) para não precisar ir ao banco. • Pedindo um carnê ou autorizando débito em sua conta corrente. O valor é de sua escolha, qualquer valor será importante, podendo ser pago em qualquer agência bancária sem data de vencimento. • Doando objetos novos e usados em bom estado. Dê o que você tem de melhor. Algo que seja realmente útil e que possa ser utilizado. • Visitando as casas e orando – precisamos e esperamos a sua visita que pode nos ajudar muito. • Voluntariado – precisamos de voluntários para afazeres domésticos, mecânicos e também profissionais como eletricista e pedreiro. Para entrar em contato conosco acesse nosso site www.lbe.com.br ou também pel e-mail lbe@lbe.org.br e pelos telefones (41) 3077-7989 e (41) 3016-7751.

PR. NATHANIEL BRANDÃOExecutivo do Conselho Diretor do Lar Batista Esperança

NOSSAS CONTAS BANCÁRIAS HSBC Ag. 0119 Conta: 29.000/70

BANCO DO BRASIL Ag. 3511-4 Conta : 18.758 -5

BRADESCO Ag. 2015-0 Conta: 7755-0

BANCO ITAÚ Ag. 3707 Conta: 02445-5

27


+ AÇÃO SOCIAL

s e t n a v e l e r s a j e igr

juntos

o ã s s i na m

28

Nos dias 11 a 14 de março de 2013, na Ilha dos Ingleses, em Florianópolis, com 230 líderes inscritos, vindos desde o sul do Rio Grande do Sul até Foz do Iguaçu, na tríplice fronteira do Paraná, realizamos, numa parceria da Junta de Missões Mundias com a Convenção Batista Paranaense, o Congresso de Pastores com o tema: IGREJAS RELEVANTES EM MISSÕES. Foram quatro dias maravilhosos com muita alegria, adoração, louvor e edificação. Dois oradores falaram sobre a missão integral: Ademar Marques, do Rio Grande do Sul e Pr. Richard Serrano, da Venezuela. Falando sobre a obra missionária tivemos os seguintes oradores: Pr. João Marcos, Pr. Fernando Brandão, Pr. Juan Nuñes e Pr. Calixto Patrício. Também fomos abençoados com os testemunhos apresentados pelos missionários: Hans e Ursula, de Angola; Keli Cristina, Radical África; Filipe e Anne, de Guiné e Débora, do Norte da África. Foi um grande impacto na vida de nossa liderança. É o Sul do Brasil se unindo, se mobilizando, se despertando e

partindo para o cumprimento da missão. É um tempo de mudanças. O povo do sul está se alegrando e se envolvendo cada vez mais com a obra missionária. É o início de uma nova fase. Por isso o nosso coração está cheio de alegria e gratidão. Agradecemos a Deus, pois nos dirigiu em tudo. Agradecemos ao Pr. Izaias e toda a equipe que estive conosco nos bastidores fazendo o congresso acontecer. IGREJAS RELEVANTES Você que tem interesse em iniciar um projeto social na sua igrejas ou necessita de alguma assessoria nesta área, procure a área de Ação Social da CBP e fale com a Silvana. Entre em contato no (41) 3362-7878 ou envie um e-mail e marque um horário. De segunda a sexta das 08h às 18h. SILVANA CONSTANSKI S. MONTEIRO Executiva do Conselho de Ação Social da CBP

Formada em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Membro da Igreja Batista da Barreirinha.


juntos

+ PREVIG

Investindo na obra O Projeto de Revitalização de Igrejas (PREVIG) tem o objetivo: • Investir no planejamento estratégico das igrejas com programas de crescimento e desenvolvimento; • Investir na capacitação dos obreiros e líderes destas igrejas ministrando cursos de treinamento, bem como proporcionando aos pastores a participação em eventos e congressos da CBP; • Investir no sustento financeiro do obreiro com auxílio direto em seu salário. Grande parte do sucesso deste projeto deve-se ao envolvimento da CBP, Associação e Igreja de Apoio. Quando se trabalha junto, a força de coesão é muito maior, e os resultados são mais concretos e objetivos. Alguns depoimentos de pastores envolvidos no projeto:

res da denominação, que receberam o pedido de socorro dos líderes desta Igreja, e foram sensíveis no sentido de oferecer essa importante ferramenta de revitalização de Igrejas. Nossa igeja está firme e cheia de sonhos, temos visto o agir de Deus a todo o momento neste lugar. (Pr. Jackson Fernandes de Oliveira e Selma Oliveira).

COORDENADOR DA ABANOPA O PREVIG é inovador, elaborado com uma visão fundamental e necessária para apoiar igrejas que necessitam experimentar um processo de revitalização e elaboração de planejamento estratégico. As igrejas que ingressam no PREVIG são submetidas a um diagnóstico profundo de suas realidades e podem, a partir do planejamento, dinamizar suas atividades e empreender maior esforço nas áreas deficitárias. A Igreja Batista de Andirá, localizada na região norte do Paraná, tem experimentado uma mudança extraordinária em sua estrutura interna e exercido um trabalho relevante na cidade a partir de serviços sociais prestados à comunidade. Esta igreja está impactando a cidade saindo das quatro paredes e atendendo parte das necessidades dos moradores nas proximidades da mesma. As igrejas que ingressam no Projeto e cumprem as etapas com esmero e dedicação experimentam profundas transformações, fundamentam sua identidade, crescem em qualidade e numericamente. ( Pr. Rodrigues Lopes da Silva)

IGREJA BATISTA NO MORUMBI – FOZ DO IGUAÇU O PREVIG é muito mais que repassar um valor financeiro, mas dar suporte para que esse valor possa produzir frutos. Com projetos voltados para Educação Cristã (conhecimento bíblico e crescimento espiritual por meio da EBD e vigílias ou semanas de oração); Implantação de Ministérios (com homens, mulheres, jovens e crianças que se reúnem periodicamente); Evangelismo (levar a Igreja para fora, saindo pelo menos uma vez por mês às ruas), observamos um envolvimento e um dinamismo no ministério da igreja. Nestes dois anos batizamos 12 pessoas e recebemos 13 por carta. Tanto a ajuda financeira, quanto a logística tem sido muito útil no desenvolvimento do ministério. Resta-nos agradecer a CBP pela confiança em investir recursos dos Batistas Paranaenses na Igreja Batista no Morumbi. (Pr. Elias Colombeli)

IGREJA BATISTA VERDADE – PONTA GROSSA Como tem sido gratificante fazer parte deste projeto de revitalização. Quando fomos convidados para conhecer esta igreja há um ano e seis meses atrás, ficamos muito tristes com o que vimos; uma igreja que possuía estrutura física, mas não havia mais motivação, cerca de 10 irmãos completamente desanimados pela falta de projetos, não havia mais perspectivas, faltava liderança espiritual. Uma igreja com apenas sete anos que estava morrendo. Depois de um mês de oração, sentimos de Deus que deveríamos aceitar o convite e fazer parte do PREVIG junto à Igreja Batista Verdade. Hoje a realidade é outra, nossa igreja está viva e está crescendo, para honra e glória de Deus; temos 34 membros e uma perspectiva de batismos de mais cinco irmãos e outros cinco irmãos para serem recebidos por aclamação, fizemos reformas significativas e necessárias no prédio da igreja, hoje os membros se sentem motivados e engajados na missão de glorificar a Deus por meio de suas vidas. Tudo isso só foi possível em função do apoio da Convenção Batista Paranaense dentro do PREVIG. Agradeço a Deus pela visão dos líde-

PIB CORONEL VIVIDA Até o presente momento, o PREVIG tem sido de altíssimo valor, tem contribuído significativamente para o crescimento desta igreja; começamos aqui com 42 membros, hoje somos 62. Enfatizamos os projetos de leitura bíblica e oração, evangelismo, e desenvolvemos o trabalho com Jovens e casais. (Pr. Osnildo Walter Vieira).

IGREJA BATISTA EM ANDIRÁ O PREVIG tem sido de grande ajuda, não somente pela questão financeira, mas sim pelo apoio da CBP com sua presença e o estabelecendo metas junto com a igreja que tem sido cumpridas a contento. Hoje temos três células em bairros diferentes da cidade, sempre com a presença de visitantes. A EBD, escola Batista de Artes, tem 35 alunos dos quais sete estão sendo discipuladas e no ano passado duas foram batizadas. Nossos membros estão sendo ensinados a discipular e a EBD este ano nos surpreendeu com a frequência de 23 pessoas. (Pr. Luiz Antonio de Souza) Deus tem abençoado igrejas nas diversas Associações de nosso estado com o PREVIG. Em 2013, algumas melhorias foram implantadas no projeto e pretendemos atender neste 1o Semestre, 15 novas igrejas das Associações Norte, Noroeste, Campos Gerais e Centro. Deus continue abençoar este projeto em nosso estado. Conto com sua oração. PR. FLAVIO LUCIUS AGUIAR ALVES Diretor de Desenvolvimento de Igrejas da CBP Bacharel em Administração de Empresas com Ênfase em Informática pela Faculdade SPEI (Curitiba/PR). Bacharel em Teologia pela Faculdade Teológica Batista do Paraná (Curitiba/PR). Pós-graduado em Liderança e Pastoreio pela Faculdade Teológica Batista do Paraná. Membro da Igreja Batista no Bairro Novo Mundo (Curitiba/PR).

29


juntos

+ AGENDA

ANOTE NA SUA AGENDA JULHO

14 a 16

JULHO

30

DESPERTAR DA NOVA UFMBP Centro de Retiros Leão de Judá (Palmeira/PR) Para as mulheres batistas paranaenses

88ª ASSEMBLEIA DA CONVENÇÃO BATISTA PARANAENSE

18 a 21

Primeira Igreja Batista de Guarapuava Para todas as Igrejas do Paraná

NOVEMBRO

INVASÃO

15 a 17

Para adolescentes e jovens batistas paranaenses.

NOVEMBRO

RETIRO DE PASTORES

25 a 28

Para os pastores de todo Paraná.

MAIO

01 a 04

JUNTOS - CONGRESSO DA FAMÍLIA BATISTA PARANAENSE Foz do Iguaçu/PR (Maio de 2014) Congresso famílias batistas do Paraná.


Remetente: Convenção Batista Paranaense | Rua XV de Novembro, 3270 – Alto da XV – Curitiba/PR – CEP: 80045-340 | Telefone: (41) 3362-7878

Revista Juntos Ed4 | Missões 2013  

Revista da Conveção Batista Paranaense Edição 4 - ano 1

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you