Page 1

NEWS A R E V I S TA DA A B R AC Y - A S S O C I A Ç Ã O B R A S I L E I R A D O S C O N C E S S I O N Á R I O S YA M A H A

XJ6, a vedete do Salão da Motocicleta

EDIÇÃO 15 - OUT/NOV 2012

O encontro dos diretores da Abracy com o presidente mundial da Yamaha

Jorge Lorenzo é campeão da MotoGP


DESTAQUE

IMAGEM DA EDIÇÃO A Yamaha XT 1200Z Super Ténéré foi eleita pela revista Duas Rodas a Moto do Ano 2013 na categoria bigtrail, repetindo o feito de 2012.


EDITORIAL

2

013 dependerá ainda mais de nossa união!

GIRO TOTAL

5

A Yamaha no Salão da Motocicletas

Notas sobre o universo da motocileta: os prêmios da Yamaha e as novidades do Salão de Colônia, na Alemanha.

Sinceramente, aguardo com grande expectativa, como você, prezado concessionário, o momento em que a Rede Yamaha do Brasil terá resultados suficientes para resgatar a satisfação de empreender

PROMOÇÃO

este negócio. Desde que assumi a presidência tenho lutado junto com a Diretoria da ABRACY e da YAMAHA para encontrar

medidas e ações nesta direção. Em que pese os esforços feitos, como redução dos estoques excessivos, ações promocionais de vendas e a contribuição e dedicação da Rede de Concessionários, parece que estamos lutando contra uma onda muito mais forte: a fraqueza do mercado. Diferente do esperado, a cada mês somos surpreendidos (todas as marcas) pela redução das vendas, para níveis que hoje ninguém ousa prever a reviravolta. A realidade é que a Economia tarda a se recuperar da mesma forma que os bancos resistem a operar plenamente. Ao mesmo tempo, sabemos dos desafios para recuperar nossa competitividade no mercado, e para isso nos organizamos no Projeto Competitividade Yamaha. Temos uma agenda de temas que estão sendo discutidos em Comitês de Trabalho e os resultados virão no médio prazo. Neste sentido, me preocupa muito e tenho conversado com a YAMAHA, os impactos que o frágil mercado e a falta contínua de resultados estão causando na Rede de Concessionários. Em situações como esta, acredito que a saída se constrói através da clareza do entendimento sobre a situação, comunicação, agilidade e esforço conjunto com a Montadora. O importante é que encontramos na pessoa do presidente da YAMAHA e sua diretoria a mesma vontade e determinação. Mas precisamos avançar mais. Portanto convido-o a partilhar positivamente sua visão dos desafios conosco de forma a construirmos juntos com a YAMAHA um ano melhor para os nossos negócios. Estou, como sempre junto com a Diretoria da ABRACY, à sua disposição! Aproveito para agradecer o apoio e confiança que, junto com toda a diretoria, recebi de vocês. E, no crepúsculo de 2012, quero lhes desejar um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de alegria, saúde e muita prosperidade.

4

EXPEDIENTE

20

Um forte abraço.

Carlos Porto

Presidente da Abracy

7

ABRACY - Associação Brasileira dos Concessionários Yamaha - Gestão 2011/2012. Presidente: Carlos Porto; Vice-Presidente: Enoir Butzke; Dir. Adm. Financeiro: Asdrubal L. C. de Paula. Diretores de NYR´s: 1A, Enoir Butzke; 1B, Ricardo Teixeira; 2A, Roberto Esperancine; 2B, Arlindo F. Pereira; 2C, Asdrubal L. C. de Paula; 2E, José A. Murad; 3A, José Francisco dos S. Filho; 3B, Fernando A. S. Hunka; 3C, Olavo B. Cruz Neto; 3D, Sued S. de Vasconcelos; 4A, Shirley L. O. Leal; 5A, Olavo R. das Neves; e 5B, Claudio N. Hikague. Gerente Administrativo: Simone Ricardi; REVISTA REDE YAMAHA: direcionada aos concessionários Yamaha. Projeto, criação e execução: Fatto Comunicação 360º www.fattostampa.com.br - 11 5507-5590. DIRETOR DE CONTEÚDO/ Jornalista Responsável: ROGÉRIO NOTTOLI - MTb: 31056, e-mail, R.NOTTOLI@ FATTOSTAMPA.com.br; Assistente Comercial: Grace Viana, comercial@abracy.com.br; RedatorA: JULIANA NOTTOLI; Editor de Arte: Renato Prado; Fotos: George Gargiulo, Shutterstock e Divulgação; Assistentes de Arte: Bruno Nottoli, George Gargiulo e Caio Prado. O conteúdo de artigos e anúncios é de responsabilidade exclusiva de seus autores. A Abracy e a Revista Rede Yamaha não se responsabilizam pelo conteúdo de anúncios e artigos assinados.

Av. Pedro Bueno, 1.328 – Jabaquara CEP: 04342-001 – São Paulo – SP Tel./Fax: (11) 5034-9656 www.abracy.com.br abracy@abracy.com.br

A Yamaha e o Banco da montadora se uniram para facilitar a vida do consumidor, numa promoção de vendas para a Crypton.

ENTREVISTA

17 As histórias do maior navegador brasileiro. Amyr Klink conta os detalhes de suas aventuras no mar.

VELOCIDADE

16

O piloto da Yamaha Jorge Lorenzo é o novo campeão mundial de motovelocidade. Ele venceu por antecipação.

10

26 O ENCONTRO DA ABRACY COM O PRESIDENTE MUNDIAL DA YAMAHA

REVISTA REDE YAMAHA

O LE ROYAL MONCEAU PARIS, HOSPEDE-SE EM UMA OBRA DE ARTE.


GIRO TOTAL

PRÊMIO 1

FUTURO Cage-Concept Six

Satisfação

LANÇAMENTO Yamaha FJR 1300 MERCADO Contra a maré Enquanto o mercado está em queda, as vendas das motos acima de 500cc tiveram um aumento de 12,8% este ano. A afirmação é do jornalista Joel Leite, da Autoinforme. Para ele, é um bom momento para o mercado, “que sempre se notabilizou pela preferência por motos de baixa cilindrada”.

MOTOGP

6

‘Il Dottore’ está de volta Valentino Rossi, nove vezes campeão do Mundo na MotoGP, tem que esquecer a sua passagem pela Ducati, onde não ganhou qualquer corrida. Agora, na equipe dos sonhos, a Yamaha, até 2014, ganha um novo combustível para retornar aos bons momentos.

A Yamaha apresentou na feira de Colônia (Intermot 2012) o modelo 2013 da “Sport Tourer” FJR 1300 A e FJR 1300 AS (ABS) com design renovado e mais controles de motor e ciclística. Entre as novidades tecnológicas destacam-se o Yamaha Chip Controlled Throttle (YCC-T), sistema de gestão eletrônica, que além de tornar a moto mais econômica, ainda proporciona um ganho de 2,7 cv de potência máxima. O TCS (Traction Control System), o Cruise-control, o D-MODE, que permite duas opções de condução, “T” como “Turismo” e “S” como “Sport”.

A Yamaha Motor do Brasil recebeu mais uma vez o reconhecimento por seus esforços em garantir a satisfação dos seus consumidores. Em 2012 a marca recebeu pela segunda vez consecutiva o prêmio de Excelência em Serviços ao Cliente na categoria Motocicletas, entregue pela revista Consumidor Moderno, principal publicação do segmento, que analisa práticas de relacionamento entre empresas e clientes. PRÊMIO 2 Inovação

A silhueta sexy de uma Super Sport chamou muita atenção no estande da Yamaha no Salão de Colônia (Alemanha). Era a Cage-Concept Six, um estudo de design feito para aproximar o futuro. Ela usa a XJ6 como base, possui um esquema de pintura extravagante e quadro exposto A Yamaha deixou claro que a Moto Cage-Six é puramente um conceito de design; no entanto, é óbvio poderia muito bem servir como o ponto de partida para uma nova streetfighter da marca.

A Yamaha Administradora de Consórcios, responsável pelo Consórcio Yamaha Motor, recebeu o prêmio de Inovação ABAC em Consórcios, entregue pela Associação Brasileira das Administradoras de Consórcio, pelo case “Vender bem para vender novamente”.

“Ser

companheiro de Lorenzo não será grande problema” Valentino Rossi ao assinar com a Yamaha REVISTA REDE YAMAHA

PRÊMIO 3 Programas Sociais A Yamaha foi a vencedora do 15º Prêmio Destaque Empresarial de 2012 na categoria Indústria, em razão dos programas sociais que a empresa realiza em favor do município e seus cidadãos. Entre eles, o Programa Jovem Cidadão Meu Primeiro Trabalho, Treinamento e Formação de Mão-de-Obra (mecânicos de motocicleta e náutica) e projetos de preservação ambiental.

7


NEGÓCIOS

Compra fácil a yAMAHA E O bANCO SE UNIRAM PARA FACILITAR A venda ao CONSUMIDOR

D

ispostos a facilitar ainda mais a vida dos seus consumidores, a Yamaha e o Banco da montadora, que acaba de completar quatro anos, Agora, criaram a campanha ‘Chega de Aperto’, com promoção o objetivo de facilitar também para as vendas do modelo Crypton T115K - eleita o a YBR Fator K, ‘Melhor Negócio da Cate- com prestações goria’ pela revista Motocia partir de clismo Magazine. R$ 162. As condições de financiamento são imperdíveis: pequena entrada + 47 parcelas fixas de R$ 144,00 e taxa de 1,79%

R$

144

É O VALOR DAS 47 PRESTAÇÕES PARA COMPRAR UMA CRYPTON

Financiamentos aprovados 2500

2500 2000 1500 1000 500

0

8

ao mês. A iniciativa inédita do Banco Yamaha de não realizar análise automática de crédito para a promoção (exceção para clientes não enquadrados na política) foi decisiva para a elevação dos índices de aprovações de crédito. O plano especial de compra está disponível em todas as concessionárias e pontos de venda autorizados da Yamaha espalhadas pelo Brasil.

600 ago

550

set

out

RECEITA DE SUCESSO Equipada com motor monocilíndrico de 113,7 cm³, capaz de gerar 8,2 cv de potência a 7.500 rpm, a moto privilegia a mobilidade urbana. Fácil de pilotar e divertida, a Crypton T115 K tem design moderno e foi desenvolvida pela Yamaha com o melhor da tecnologia japonesa. A moto tem rodas de 17” e pesa apenas 95 kg.

CONTRATOS PAGOS 1600 1400 1200 1000 800 600 400 200 0

1583

378

ago

320

set

out

Mais de 2,5 mil financiamentos aprovados e mais 1,5 mil negócios fechados. No varejo, as vendas do modelo também superaram as expectativas: cerca de 2,7 mil motos comercializadas.

REVISTA REDE YAMAHA


ENCONTRO

V 10

Diretoria da Abracy se encontra com o presidente mundial da Yamaha

Gostaria de parabenizar a Abracy e ao presidente Carlos Porto pelo trabalho que a Rede Yamaha vem realizando no Brasil. Hiroyuki Yanagi

O

presidente mundial da Yamaha Motor Company, Hiroyuki Yanagi, esteve recentemente no Brasil e fez questão de se encontrar com a diretoria da Abracy. Ele quis conhecer mais de perto a atuação da entidade que congrega os concessionários da marca no mercado brasileiro de motocicletas, já que atualmente o Brasil é o quarto maior produtor de motocicletas do planeta, perdendo apenas para China, Índia e Indonésia. Acompanhado pelo presidente da Yamaha do Brasil, Shigeo Hayaka-

isita Mundial

11

wa, e Javier Callegari, presidente da Yamaha Peru, Yanagi ouviu atentamente a apresentação do diretor presidente da Abracy, Carlos Porto. Em sua explanação, o presidente da Abracy mostrou todas as nuances do mercado, demonstrando que mesmo com o elevado número de players há espaço para a Yamaha crescer no País. Porto destacou em sua apresentação que a Rede está motivada e que os concessionários brasileiros sempre estão prontos para novos desafios.

Shigeo Hayakawa, Hiroyuki Ynagi e Carlos Porto.


ENCONTRO

13

Atitude e Uniao

A Abracy congrega 528 concessionárias e 85 pontos de venda autorizados Yamaha espalhadas pelo Brasil. São aproximadamente 5.000 profissionais à disposição dos usuários dos produtos Yamaha em qualquer região brasileira. A Abracy está localizada em São Paulo (SP) e orgulha-se em participar ativamente do desenvolvimento da Rede Yamaha desde 1979 e alinhase a comunidade Yamaha no desejo de proporcionar cada vez mais serviços de alta qualidade.

12


artigo

F

uncionário feliz

rende dinheiro!

Valdner Papa *

A

Automotive News premiou os 100 concessionários que foram classificados como o “O melhor lugar para trabalhar”. Alguns pontos em comum chamam muito a atenção, o primeiro é a importante queda acentuada do turnover nestas empresas, o segundo, o reflexo de aumento substancial nas avaliações de qualidade reconhecida pelos clientes e o terceiro, um incremento não menos significativo dos volumes vendidos. Na verdade falamos de uma mudança de cultura, que transforma a velha cobrança pela pressão, pela pressão através da motivação e recompensa. Quando analisamos as formas de como alcançar tais objetivos, passaremos por ideias antigas, outras novas, mas passaremos sempre por muita inovação e criatividade. O básico é entender que estamos falando de investimento com retorno e não de despesas adicionais, como sempre acabam por ser consideradas. Outro ponto importante a salientar é de que sabemos que este clima positivo entre os colaboradores é um processo e não uma ação pontual de resultados imediatos. Este processo leva tempo, na

14

mudança da compreensão sobre as vantagens que são adicionadas a todos, empresa, colaboradores e clientes. Neste exato momento, onde o negócio da distribuição inicia um profundo processo de mudança na essência de conceito e desenho de operação, a mudança de cultura de dentro para fora se impõe. O centro hoje passou a ser o Cliente, sua fidelização, seu retorno seja para o serviço, seja para a segunda, terceira compra, e assim sucessivamente. Apenas o vínculo sincero, de mutuo reconhecimento de vantagens e atenção é que permitirá esta fidelização. Lembremos que as formas de manter, incentivar ou motivar são muitas, mas sempre passarão por indicar um futuro, promover oportunidades, permitir crescimento intelectual e profissional,

enxergar condições financeiras melhores, proporcionar conforto a seus familiares, realizar sonhos , etc... Pode aparecer, à primeira vista, algo caro de se obter, envolvendo altos investimentos, mas não é verdade, busquem um benchmarking, procurem ideias, promovam concursos para inovar, e veremos que caminhos novos aparecerão com condições extremamente atraentes e de forte impacto. Somos todos movidos pela emoção, movidos pelos sonhos, mas também nos alimentamos do carinho e do reconhecimento. A rotina por vezes nos engole e impede que possamos enxergar mais à frente ou um horizonte mais largo. Pare, relaxe e deixe a imaginação vagar pelos férteis campos de nossa mente. Quando menos esperar sua empresa estará entre as melhores para se trabalhar, seu cliente estará satisfeito e será fiel e os frutos do lucro estarão no seu caixa para recompensar o trabalho desenvolvido. Bons negócios!

*Especialista no mercado de veículos, é formado em Administração de Empresas pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), com MBA em Gestão Automotiva e especialização em Marketing Automotivo pela Northwood University.

aNÚNCIO cONSORICO


J VELOCIDADE

orge Lorenzo,

AO LADO DE ROSSI

campeão da MotoGP 2012

Jorge Lorenzo declarou ter ficado contente com o retorno de Valentino Rossi PARA A Yamaha Nas próximas duas temporadas. A partir do ano que vem, o espanhol e o italiano reeditarão a vitoriosa parceira, que venceu três títulos entre 2008 e 2010. Lorenzo descartou qualquer possibilidade de entrar em conflito com o heptacampeão e disse que a presença de Rossi ao seu lado lhe serve como MOTIVAÇÃO.

O piloto espanhol da Yamaha venceu o campeonato de motovelocidade, a MotoGP, por antecipação. Bastou chegar em 2º lugar na Austrália, que não deu para mais ninguém.

N

ascido em Palma de Mallorca (Espanha) em 1987 (25 anos), Jorge Lorenzo, piloto oficial da equipe Yamaha, é o novo campeão mundial de motovelocidade, a MotoGP. Este é o seu quarto titulo. Ele ganhou duas vezes na categoria de 250 cc e é bicampeão da categoria máxima do motociclismo. Lorenzo chegou em segundo lugar no Grande Prêmio da Austrália, em Phillip Island, e sagrouse campeão por antecipação, uma vez que a etapa australiana era penúltima do calendário. O último GP do ano aconteceu em Valência (Espanha), onde o campeão de 2012 caiu na 14ª volta por causa do excesso de água na pista. Com o novo título, o piloto acumulou seu segundo campeonato mundial pela Yamaha – o anterior foi conquistado em 2010 – e o primeiro na atual configuração, com motos de até 1000cc. Jorge Lorenzo iniciou sua carreira no Mundial de Motovelocidade em 2002, na categoria 125cc, e seis anos depois ingressou como companheiro de equipe do italiano Valentino Rossi (2008), ficando

16

com a quarta colocação no final da temporada. O presidente mundial da Yamaha, Hiroyuki Yanagi, parabenizou o novo campeão: “Gostaria de transmitir meus sinceros parabéns a Jorge Lorenzo por vencer o Campeonato da MotoGP de 2012 na Austrália, ainda restando uma etapa para o final da temporada”. O executivo ainda ressaltou sua satisfação em ter Lorenzo como parte do time e suas ambições em relação ao piloto para a próxima temporada. “Tenho muito orgulho de ter um piloto como Lorenzo, que continua a se adaptar e crescer com sucesso como um membro da família Yamaha. Espero ansiosamente para ver seus êxitos que ainda estão por vir na temporada 2013”, finalizou o presidente de Yamaha.

É O QUARTO TÍTULO DO PILOTO ESPANHOL JORGE LORENZO: DOIS NA 250CC E DOIS NA MOTOGP.

25 anos é a idade de jorge lorenzo, o piloto campeão da equipe Yamaha.

“Estava bastante confortável no segundo lugar, porque o Casey estava noutro planeta.”

17


ENTREVISTA

Amyr

19

Klink Q

uem já ouviu falar em pelo menos uma de suas 15 viagens à Antártica; sua travessia do Atlântico Sul, em 1984, sozinho, num barco a remo; ou mesmo a volta ao mundo que realizou navegando solitário durante 141 dias, diria que Amyr Klink é um aventureiro, mas não é assim que ele se define. “De fato”, conta ele, “como qualquer pessoa, gosto de viajar com conforto e segurança. Não procuro o perigo, só quero descobrir e explorar o mundo”. Klink conheceu o contato entre terra e mar muito cedo, quando, na década de 50, seu pai adquiriu propriedades em Paraty (RJ). Natural de São Paulo (SP), formado em Economia e pósgraduado em Administração de Empresas, hoje Klink capitaneia uma empresa de “soluções inteligentes”, desenvolvendo embarcações e acessórios muito

18

Um dos seus primeiros feitos de destaque foi a travessia solitária pelo oceano Atlântico Sul num pequeno barco a remo (em 1984). De onde veio essa ideia? Apesar do que alguns dizem, a viagem em si não foi um “grande feito”. Acredito que qualquer idiota consiga remar pelo oceano (risos). O que gosto dessa navegação em particular, e algo de que me orgulho, é do planejamento que fiz. O impulso para remar partindo da costa africana até chegar na brasileira veio de alguns estudos que eu estava fazendo na época sobre alguns navegadores e aventureiros que falharam ao tentar a travessia, ou que tiveram problemas demais durante. Revendo as viagens, etc., percebi diversos erros

e procurei soluções. Quando dei por mim, estava com a viagem toda planejada, prevendo várias situações e possíveis problemas. Concebi uma embarcação a remo pequena, eficiente e com autonomia para a travessia e, no final das contas, era só embarcar, e foi o que fiz! Em suas viagens você é obrigado a tomar decisões cruciais, que podem definir o seu destino. Fazendo um paralelo com a liderança corporativa, qual o principal critério a ser pensado na tomada de grandes decisões? Eu, particularmente, não gosto de transformar minhas experiências num corolário de práticas corporativas. Às vezes acho isso um pouco de oportunismo (risos). Entretanto,

a questão da liderança é realmente importante. Entre tantas características necessárias, acredito que conhecer muito do negócio onde se atua seja fundamental, mas, mais que isso, estar aberto a aprender novas formas de condução e se adaptar. Hoje, falta muito ao líder corporativo uma sensibilidade de entender o contexto de sua área de atuação e aprender com outros, não só tecnicamente. É importante lembrar que, na “condução” de um veículo ou de um barco, existem muitas pessoas envolvidas. Desde os engenheiros e projetistas até o vendedor na ponta com o consumidor. Ter um olhar amplo é essencial na liderança. Já que passa muito tempo viajando, o que significa o retorno para você, qual é a

sensação de aportar, quando está claro que você vive para navegar? As pessoas podem pensar que as grandes viagens e a sua conclusão são muito importantes, mas até mesmo as curtas são gratificantes. Seja numa volta ao mundo ou numa navegação de dois ou três dias, o que importa não é exatamente a chegada ao destino, mas sim o encerramento

Entrevista à Sincodiv.online: www.sincodiv.org.br.

O final determina um novo desafio

específicos a cada necessidade de navegação dos clientes que o procuram. O navegador também é escritor, com diversas obras publicadas (entre elas: Cem dias entre céu e mar, Mar sem fim e Linha-D’água), e palestrante.

de todo um processo que nos levou até ali. Desse ponto de vista, o retorno é muito mais prazeroso do que a viagem, até porque a volta (e a esperada conclusão de uma jornada), muitas vezes, significa o início de uma nova. Quando voltei de uma das minhas viagens (de mais de 20 meses) da Antártica, por exemplo, fiquei feliz com o desempenho da minha embarcação, mas estava determinado a construir uma outra. Uma viagem bem sucedida com um barco não me fez acabar um ciclo e ficar feliz com a experiência apenas, mas me motivou a construir uma nova. O final determina um novo desafio!


LANÇAMENTO

S

alão da Motocicleta

21

A YAMAHA, ATRAVÉS DA ABRACY, RECEBEU MILHARES DE VISITANTES NO sALÃO DA mOTOCICLETA. CONHEÇA A VEDETE DO EVENTO: A XJ6

A

O Salão da Motocicleta, realizado no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo, entre 6 e 11 de novembro, expôs mais de 300 motocicletas e cerca de 200 expositores, que foram divididos pelos 40 mil m² do pavilhão. A Yamaha marcou presença, através da Abracy, e trouxe ao evento praticamente toda sua linha 2013, que já está chegando às concessionárias. Porém, a grande novidade foi a linha XJ6 2013, nas versões N (naked) e F (carenada), que recentemente recebeu seu primeiro face-lift na Europa. Além do novo esquema de pintura em duas cores (Midnight Black e Competition White), a Yamaha XJ6 2013 ganhou novos painéis laterais, conjunto óptico mais compacto e redesenhado, novas alças para passageiro, painel de instrumentos com nova iluminação de fundo em LED, novo forro do assento, piscas transparentes e tampa do tanque de combustível na cor preta. Sem alteração me-

cânica, a XJ6 é equipada com motor de 600 cm³ refrigerado a água de 4 tempos, DOHC, capaz de gerar 77,5 cv de potência a 10.000 rpm e torque máximo de 6,09 kgf.m a 8.500 rpm.

R1 Esta é a YZF-R1, que tem a mesma base da M1 da MotoGP, com a qual Jorge Lorenzo venceu o campeonato mundial, preparada para andar nas ruas.

20 REVISTA REDE YAMAHA


A

VIAGEM SEGURANÇA

O ABS só funciona em motos com freio a disco de atuação hidráulica

BS para motos pequenas

22

GRAMAS PODE AMPLIAR A SEGURANÇA DAS MOTOCICLETAS DE BAIXA CILINDRADA

dráulica. Quando o ABS aumentaria o preço das motos, no entanto, não foi estimado ou divulgado pela Bosch. Besaliel Botelho, presidente da Bosch na América Latina, disse apenas que o projeto foi pensado para “caber no bolso do consumidor”. Ele foi além: É DESTA FORMA QUE SEUS VENDEDORES “Quem dá o preço ao veículo é o SE RELACIONAM COM SEUS CLIENTES? quem produz”. Sobre se vai importar ou fabricar o ABS no Brasil, Botelho disse apenas que “em 2013 pode haver novidade”. A multinacional já fabrica o novo produto em sua unidade na Ásia, 14% que atende principalmente o mercado europeu. No Brasil, a fabricação seria em Campinas, que hoje produz 900 mil peças/ano da geração 8 do ABS para carros. Besaliel Botelho, da Bosch. Uma pesquisa feita pela Bosch, com 750 motociclista, mostra que 86% dos ouvidos disseram que a freada brusca é uma das situações mais perigosas no trânsito. Para 87%, o freio ABS deveria ser item de fábrica obrigatório por lei.

O projeto foi pensado para caber no bolso do consumidor

A Bosch acaba de apresentar um grande avanço tecnológico: o sistema de freios ABS geração 9. Especialmente desenvolvido para motocicletas, o equipamento é pequeno e pesa apenas 700 gramas. O plano da multinacional alemã é conquistar o mercado de motocicletas pequenas (abaixo de 250 cc), que hoje representa de 90% da produção nacional. O sistema antibloqueio de rodas ainda tem uso restrito em motocicletas no Brasil - está presente em 20% delas e a partir de 300 cilindradas. Para reverter este quadro, parte da aposta da Bosch está sustentada em pesquisas que mostram a eficiência do item de segurança. Para seu funcionamento, o ABS requer freios a disco e de atuação hi-

UM EQUIPAMENTO QUE PESA APENAS 700

É DESTA FORMA QUE É DESTA SEUS FORMA VENDEDORES QUE SEUS VENDEDORES SE RELACIONAM COM SE RELACIONAM SEUS CLIENTES? COM SEUS CLIENTES?

14%

25 23


SUSTENTABILIDADE

Ecologicamente

correto

A ordem é preservar o planeta. iniciativas de sustentabilidade garantem simpatia e criam valor para as marcas, mas principalmente geram confiança e credibilidade.

A

palavra sustentabilidade, de tanto que é utilizada, parece ser mais um instrumento de marketing. As empresas que pensam assim estão muito enganadas, estão na contra-mão da história. Sustentabilidade é um conceito - um dos mais importantes. A sustentabilidade está diretamente relacionada ao desenvolvimento econômico e material sem agredir o meio ambiente, usando os recursos naturais de forma inteligente para que eles se mantenham no futuro. Seguindo estes parâmetros, a humanidade pode garantir o desenvolvimento sustentável. Qual o objetivo da sustentabilidade? O homem a cada passo que dá, transforma cada vez mais o meio ambiente, o social e o

24

econômico, portanto somos responsáveis pelo nosso planeta. Imaginem toda a América Latina, Ásia e África, “serem povos de 1º mundo” e aumentarem a poluição através dos dejetos sólidos? A Sustentabilidade está apoiada por este tripé: Econômico, Meio Ambiente e Social. No aspecto Econômico, a empresa tem a obrigação de gerar lucros, pois é a sua finalidade. No tocante ao Meio Ambiente, temos que cuidar e ter a consciência de não gerar, e ainda reduzir, reutilizar, reciclar e tratar os resíduos provenientes da nossa atividade. Já no âmbito Social, devemos agir na capacitação do ser humano para que ele encontre a satisfação de vida, não em doações, mas sim em conquistas pessoais. É um momento onde todos nós podemos fazer a nossa parte. Uma concessionária ecologicamente correta pode ter muitos benefícios, como redução de despesas com contas de água e energia, menor descarte de resíduos ou menor custo na aquisição de itens de consumo. A empresa Leone (www.

leone.equipamentos.com.br) oferece algumas solução para a concessionária: Sistema à Granel Este equipamento elimina o desperdício de óleo. Todo o óleo fica armazenado em um tambor, o que possibilita o abastecimento da quantia exata no veículo. Lavadora Automática de Pisos Lava muito mais com menos produto, que são nocivos ao meio ambiente e utiliza também muito menos água do que em uma limpeza tradicional. Lixeiras de coleta seletiva Pode ser implantada em todas as áreas da concessionária, desde a recepção até a oficina. Separação de Água e Óleo Trata-se de um equipamento que separa o óleo da água que é enviada ao esgoto. Cortador de Filtros de Óleo Máquina para cortar filtros de óleo com objetivo de reduzir o custo do descarte do elemento contaminado, separando o aço que poderá ser reciclado e o óleo usado que poderá ser comercializado Reuso de Águas Sabia que é possível reutilizar as águas de lavagem dos veículos, esgoto e chuva?

O fundamento da coleta seletiva é a separação dos materiais recicláveis (papéis, vidros, plásticos e metais) do restante do lixo.

25

anos é o tempo em que se duplica a utilização de água potável.

25


TURISMO

27

Luxo e underground

em Paris

O

nome já transmite elegância: Le Royal Monceau Paris. Esta verdadeira obra prima francesa apresenta interiores do designer Philippe Starck e oferece hospedagem sofisticada com um toque de glamour e irreverência, imbuído do espírito gaulês. Situado na prestigiada Avenue Hoche, a poucos passos das boutiques de alto luxo da Champs Elysées, do Arco do Triunfo e da elegante Parc Monceau, o hotel está perfeitamente posicionado para quem quer experimentar a atmosfera vibrante e rica da ‘Cidade Luz’. Inspirado no glamour dos anos 50, os quartos têm espírito underground. Quer mais? Então curta a galeria com obras de Basquiat, o cinema e o estúdio de música para hóspedes. Exuberante! Jantar no Le Royal Monceau também é um é um mix de tradição e luxo. Você pode escolher entre o La Cusine, especializado na gastronomia francesa, ou o Il Carpaccio, da cozinha Italiana. Os doces e sobremesas servidos em todo o hotel são criado pelo renomado “Picasso da pâtissier”, de Pierre Herme.

26 REVISTA REDE YAMAHA


DIVIRTA-SE

250g

é a quantidade média de carne consumidada por pessoa durante um suculento churrasco.

PELO BRASIL

RODEIO

Preparada em fogareiros sob os olhares atentos da clientela há mais de 30 anos, a Picanha Fatiada se tornou um hit da casa (11) 3474-1333.

Tipos de carne

NELORE:

O empresário Ivan Zurita e a cantora Ivete Sangalo estão entre os maiores criadores da raça nelore. É o gado de corte mais comum no Brasil.

C O

hurrasco com tradição

churrasco é uma verdadeira instituição cultural brasileira, uma tradição gaúcha que rompeu fronteiras. Afinal, fazer um bom assado na brasa é a arte de encontrar com a família ou reunir os amigos. Alegria. A felicidade do encontro, o prazer do sabor e a exposição de conhecimento. Isso mesmo, cada churrasqueiro tem o seu jeito, a sua escolha das carnes, dos cortes, o segredo do

28

tempero e, principalmente, a satisfação de agradar os convidados. A Revista Rede Yamaha destaca nessa edição o segredo de como escolher as melhores carnes, quanto é necessário para atender seus convidados e, também, dá dicas de algumas churrascarias que são templos das carnes. Esperamos que você fique com água na boca.

WAGIU: A Side Burner S30 Genisis é uma super churrasqueira a gás da Weber que traz diferenciais como termômetro, três queimadoras de inox e acendedor automático.

Sessões diárias de massagem e acupuntura ao som de música erudita fazem parte do ritual de ‘amaciamento’ do Kobe beef, que custa R$160 o kg.

RED ANGUS:

Originário de passagens escocesas, o boi ruivo e sem chifres é uma das criações mais expressivas do mundo. Sua carne é disputada por sua maciez.

PORCÃO

Na melhor churrascaria do Rio, prove o delicioso Baby Beef na brasa. No rodízio circulam mais de 30 tipos de cortes (21) 3389-8989.

FOGO DE CHÃO

Em Brasília, a dica é a deliciosa Costela Premium, uma carne suculenta com sabor único (41) 3322-4666.

LA VICTORIA

O restaurante localizado em BH prepara parrilhas à moda de Montevidéu. Sobre lenha de eucalipto, 10 cortes são assados. Entre os mais pedidos estão as costeletas de Cordeiro (31) 3581-3200.

29


PASSATEMPO

V

?

w w w . y a m a h a - m o t o r. c o m . b r

ocê sabia

OS MELHORES PLANOS E OPORTUNIDADES PARA FINANCIAR SUA YAMAHA VOCÊ ENCONTRA NO BANCO YAMAHA, O ÚNICO BANCO ESPECIALIZADO NO FINANCIAMENTO DE MOTOCICLETAS.

Curiosidades do dia-a-dia A pressão produzida pelo coração humano ao bater é suficiente para espirrar sangue a uma distância de 9 metros.

A maior flor do mundo é a Amorphophallus Titanum: ela mede 2,5 metros de altura, tem 1 metros de diâmetro e pesa 75 kg.

A bandeira que balança na Praça dos Três Poderes em Brasília é a maior bandeira hasteada do planeta. Ela mede cerca de 14,30 metros de altura.

XT 1200Z TÉNÉRÉ

Para se fabricar apenas 300 cigarros, se destrói uma árvore. No Brasil, são consumidos anualmente 128 bilhões de cigarros, o que corresponde à destruição de 426 milhões de árvores!

30

GARANTIA E SEGURANÇA QUE SÓ UM BANCO DE MONTADORA PODERIA OFERECER

A aranhacaranguejeira que vive na Floresta Amazônica é uma das maiores do mundo. Quando estica as oito patas pode ocupar o assento de uma cadeira.

APROVAÇÃO DE CRÉDITO RÁPIDO E SEM BUROCRACIA

XT 660Z TÉNÉRÉ

XTZ 250 TÉNÉRÉ

OPÇÕES E TAXAS DE FINANCIAMENTO DIFERENCIADAS

CONSULTE UM DE NOSSOS VENDEDORES E CONHEÇA AS OPÇÕES MAIS ADEQUADAS ÀS SUAS NECESSIDADES

FINANCIE AQUI. NOSSO NEGÓCIO É MOTO.

12X SEM JUROS MENSAIS

Entrada R$30.500,00 Parcela R$2.594,82

Entrada R$15.555,00 Parcela R$1.344,67

PILOTE UMA LENDA *

Respeite os limites de velocidade.

12X SEM JUROS MENSAIS

www.facebook.com/yamahamotorbrasil www.twitter.com/yamahamotorbra

Modelo XT660Z TÉNÉRÉ, ano/modelo 2012/2012, Preço Público Sugerido de R$ 31.110,00 (à vista) ou financiamento na modalidade CDC em 12 meses, carência 30 dias para pagamento da primeira parcela de financiamento. Entrada de R$ 15.555,00 e parcelas fixas de R$ 1.344,67. Taxas de juros de 0% a.m. e 0% a.a. Custo Efetivo Total (CET) de 5,42% a.a. IOF no valor de R$ 61,09 e Valor total a ser financiado: R$ 16.075,00 e valor final total (com encargos de financiamento) de R$ 16.136,09. Modelo XT1200Z TÉNÉRÉ, ano/modelo 2012/2013, Preço Público Sugerido de R$ 61.000,00 (à vista) ou financiamento na modalidade CDC em 12 meses, carência 30 dias para pagamento da primeira parcela de financiamento. Entrada de R$ 30.500,00 e parcelas fixas de R$ 2.594,82. Taxas de juros de 0% a.m. e 0% a.a. Custo Efetivo Total (CET) de 5,42% a.a. IOF no valor de R$ 117,88. Valor total a ser financiado: R$ 31.020,00 e valor final total (com encargos de financiamento) de R$ 31.137,88.* Modelo XT 1200Z TÉNÉRÉ não é produzido na Zona Franca de Manaus. Para ambos os modelos: Tarifa de Cadastro de R$520,00 estão incluídos na operação e foram considerados no cálculo do CET, com exceção do Estado do RJ, onde a tarifa de cadastro é de R$ 750,00. Condições válidas exclusivamente para financiamentos realizados pelo Banco Yamaha Motor do Brasil S.A até 31/10/2012, limitada a quantidade de 100 motos para cada modelo. Crédito sujeito a aprovação. Frete e seguro não inclusos. Consulte concessionárias participantes. As motocicletas Yamaha estão em conformidade com o Promot (Programa de Controle de Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares). Prêmio Moto do Ano na categoria Big Trail - Revista Duas Rodas 2012/2013.

XT 1200Z TÉNÉRÉ


www.yamaha-motor.com.br

2,7

DE MOTO A MITO EM

Controle TCS de tração com 6 níveis de regulagem.

182cv, 16v e 4 cilindros em linha e exclusivo sistema Crossplane.

SEGUNDOS.

YAMAHA BORN FROM MOTO GP Freio a disco dianteiro de 310 mm com 2 pinças Brembo.

Respeite os limites de velocidade.

Novo conjunto óptico em LED.

www.facebook.com/yamahamotorbrasil www.twitter.com/yamahamotorbra

As motocicletas Yamaha estão em conformidade com o Promot - Programa de Controle de Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares. Sistema de Gestão de Qualidade. Certificado pela DQS de acordo com ISO 9001: 2000. N° de registro: 003841QM. Capacete, óculos de proteção e espelhos retrovisores são equipamentos obrigatórios. SAC Yamaha Motor: (11) 2431-6500 / sac@yamaha-motor.com.br. SAC Banco Yamaha: 0800-774-8283 / sac.banco@yamaha-motor.com.br. Caso necessário, ligue para Ouvidoria: 0800-774-9000 / ouvidoria@yamaha-motor.com.br. De 0 a 100 km/h em 2,7 segundos.


Revista Rede Yamaha News - 15º ed  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you