__MAIN_TEXT__

Page 1

PROVA NACIONAL DE OFTALMOLOGIA PAULO AUGUSTO DE ARRUDA MELLO MARCO ANTテ年IO REY DE FARIA


GUIA DE

NAVEGAÇÃO Leitura A navegação é feita no sentido horizontal.

Barra de navegação Toque na tela para acessar a barra de navegação.


Funções da Barra de navegação Close

Close Toque em Close para fechar o livro.

Settings

Settings

Toque em Settings para acessar diferentes formas de visualização.


Funções da Barra de navegação Bookmark

Toque em Bookmark para marcar a página deseja.

Bookmark

Quando a página estiver marcada, o ícone muda sua cor. Notes

Toque em Notes para fazer anotações próprias.

Notes 1 Quando a página estiver com anotações, o ícone muda sua cor e informa a quantidade.


Funções da Barra de navegação Bookmark/Notes

Notes Toque em Bookmark/Notes para visualizar as páginas com anotações.

Bookmark

Toque em Bookmark/Notes para visualizar as páginas marcadas.


Funções da Barra de navegação Search Toque em Search para busca de palavras ou termos específicos.

Search


Funções da Barra de navegação Clipping (iPad)/Screenshot (Android)

Clipping Toque em Clipping para fotografar uma área de interesse da tela.

É possível enviar por email a área selecionada para abordar ou acrescentar informação.


Funções da Barra de navegação Bookmark/Notes

Índice Toque em Índice para visualizar a publicação completa.

Selecionando a página desejada e você é direcionado para ela.


Ícones de interação Os ícones foram criados para identificar áreas onde o leitor pode interagir. Experimente!

ABRIR INFORMAÇÃO EXTRA

AMPLIAÇÃO DE IMAGENS Todas as páginas que estiverem com esse ícone representam que as imagens têm ampliação. Para ampliar toque duas vezes na imagem e para fechar toque duas vezes na tela.

VIDEO O ícone indica que há um video, para assistir toque sobre ele.


SÉRIE OFTALMOLOGIA BRASILEIRA 3a Edição

PROVA NACIONAL DE OFTALMOLOGIA

I


SÉRIE OFTALMOLOGIA BRASILEIRA Conselho Brasileiro de Oftalmologia – CBO

PROVA NACIONAL DE OFTALMOLOGIA

EDITORES Paulo Augusto de Arruda Mello

Marco Antônio Rey de Faria

Professor Associado do Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo, SP

Professor Adjunto de Oftalmologia do Departamento de Cirurgia do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Rio Grande do Norte, RN

Presidente da Sociedade Latino Americana de Glaucoma

Presidente do Conselho Brasileiro de Oftalmologia – Gestão 2011-2013

COORDENADOR Milton Ruiz Alves

II


CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ P963 M552 3. ed. 2.ed.   Metodologia científica / editores Harley E. A. Bicas, Maria de Lourdes Veronese Rodrigues ; coordenaProva nacional oftalmologia / editores  Paulo Augusto de Arruda Mello, Koogan, Marco Antônio dor Milton Ruizde Alves. - 2.ed. - Rio de Janeiro : Cultura Médica : Guanabara 2011. Rey de Faria; coordenação il. - Milton (Oftalmologia brasileira / CBO) Ruiz Alves. - 3. ed. - Rio de Janeiro : Cultura Médica : Guanabara Koogan, 2013.  il. (Oftalmologia brasileira / CBO) Inclui bibliografia e índice 978-85-7006-486-8 IncluiISBN bibliografia ISBN 978-85-7006-578-0 1. Ciência - Metodologia. 2. Pesquisa - Metodologia. 3. Pesquisa médica - Metodologia. 4. Relatórios Redação. 5. Redação técnica. I. Bicas, Harley E. A. (Harley Edson Amaral), 1937-. II. Rodrigues, Maria de 1. Oftalmologia - Problemas, questões, exercícios. I. Mello, Paulo Augusto de A. II. Faria, Marco Antônio Lourdes Veronese. III. Alves, Milton Ruiz. IV. Conselho Brasileiro de Oftalmologia. V. Série. Rey de. III. Alves, Milton Ruiz. IV. Conselho Brasileiro de Oftalmologia. V. Série. 11-4453 13-03004

CDD: 001.42 CDD: 617.7 CDU: 001.81 CDU: 617.7

© Copyright 2013  Cultura Médica®   Esta obra está protegida pela Lei no 9.610 dos Direitos Autorais, de 19 de fevereiro de 1998, sancionada e publicada no Diário Oficial da União em 20 de fevereiro de 1998.   Em vigor a Lei no 10.693, de 1o de julho de 2003, que altera os Artigos 184 e 186 do Código Penal e acrescenta Parágrafos ao Artigo 525 do Código de Processo Penal.   Caso ocorram reproduções de textos, figuras, tabelas, quadros, esquemas e fontes de pesquisa, são de inteira responsabilidade do(s) autor(es) ou colaborador(es). Qualquer informação, contatar a Cultura Médica® Impresso no Brasil Printed in Brazil Responsável pelo Layout/Formatação: Cultura Médica Responsável pela Impressão: Guanabara Koogan

Cultura Médica® Rua Gonzaga Bastos, 163 20541-000 – Rio de Janeiro – RJ Tel. (55 21) 2567-3888 Site: www.culturamedica.com.br e-mail: cultura@culturamedica.com.br

III


Apresentação

Quando do lançamento da Série Oftalmologia Brasileira, o Professor Hamilton Moreira, então presidente do CBO, inicia o seu prefácio da seguinte maneira: são acima de 6000 páginas, escritas por mais de 400 professores. É a maior obra da maior instituição oftalmológica brasileira: o Conselho Brasileiro de Oftalmologia. A concretização da Série Oftalmologia Brasileira representa a continuidade de um trabalho, um marco, a realização de um sonho. Com o pensamento voltado na defesa desse sonho que, tenho certeza, é compartilhado pela maioria dos oftalmologistas brasileiros, estamos dando início a uma revisão dos livros que compõem a série. Além das atualizações e correções, resolvemos repaginá-los, dando-lhes uma nova roupagem, melhorando sua edição, de maneira a tornar sua leitura a mais prazerosa possível. Defender, preservar e aperfeiçoar a cultura brasileira, aqui representada pelo que achamos de essencial na formação dos nossos Oftalmologistas, é responsabilidade e dever maior do Conselho Brasileiro de Oftalmologia. O conhecimento é a base de nossa soberania, e cultuar e difundir o que temos de melhor é a nossa obrigação. O Conselho Brasileiro de Oftalmologia se sente orgulhoso por poder oferecer aos nossos residentes o que achamos essencial em sua formação. Sabemos que ainda existirão erros e correções serão sempre necessárias, mas também temos consciência de que todos os autores fizeram o melhor que puderam. Uma boa leitura a todos. Marco Antônio Rey de Faria Presidente do CBO

IV


Agradecimentos

O projeto de atualização e impressão desta terceira edição da “Série Oftalmologia Brasileira” contou, novamente, com a parceria privilegiada estabelecida pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia com importantes empresas do segmento oftálmico estabelecidas no Brasil. Aos autores e colaboradores, responsáveis pela excelente qualidade desta obra, nossos mais profundos agradecimentos pela ampla revisão e atualização do conteúdo e, sobretudo, pelo resultado conseguido que a mantém em lugar de destaque entre as mais importantes publicações de Oftalmologia do mundo. Aos presidentes, diretores e demais funcionários da Alcon, Genom, Johnson & Johnson e Varilux nossos sinceros reconhecimentos pela forma preferencial com que investiram neste projeto, contribuindo de modo efetivo não só para a divulgação do conhecimento, mas, também, para a valorização da Oftalmologia e daqueles que a praticam. Aos jovens oftalmologistas, oferecemos esta terceira edição da “Série Oftalmologia Brasileira”, importante fonte de transmissão de conhecimentos, esperando que possa contribuir tanto para a formação básica quanto para a educação continuada. Sintam orgulho desta obra, boa leitura! Milton Ruiz Alves Coordenador da Série Oftalmologia Brasileira

V


Sumário

Prova Teórico-Prática A – 2013. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1 Prova Teórica I A – 2013 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18 Prova Teórica II A – 2013. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37 Prova Teórico-Prática A – 2012. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 65 Prova Teórica I A – 2012 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 81 Prova Teórica II A – 2012. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 99 Prova Teórico-Prática A – 2011. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 128 Prova Teórica I A – 2011 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 143 Prova Teórica II A – 2011. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 160 Prova Teórico-Prática A – 2010. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 185 Prova Teórica I A – 2010 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 201 Prova Teórica II A – 2010. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 217 Prova Teórico-Prática A – 2009. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 241

VI


Prova Teórica I A – 2009 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 258 Prova Teórica II A – 2009. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 274 Prova Teórica I A – 2008 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 299 Prova Teórica II A – 2008. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 315 Prova Teórica – 2007. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 339 Prova Teórica – 2006. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 365 Gabarito Oficial Prova Teórico-Prática A – 2013. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 388 Gabarito Oficial Prova Teórica I A – 2013. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 389 Gabarito Oficial Prova Teórica II A – 2013 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 391 Gabarito Oficial Prova Teórico-Prática A – 2012. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 393 Gabarito Oficial Prova Teórica I A – 2012. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 394 Gabarito Oficial Prova Teórica II A – 2012 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 396 Gabarito Oficial Prova Teórico-Prática A – 2011. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 398 Gabarito Oficial Prova Teórica I A – 2011. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 399 Gabarito Oficial Prova Teórica II A – 2011 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 401 Gabarito Oficial Prova Teórico-Prática A – 2010. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 403

VII


Gabarito Oficial Prova Teórica I A – 2010. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 404 Gabarito Oficial Prova Teórica II A – 2010 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 406 Gabarito Oficial Prova Teórico-Prática A – 2009. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 408 Gabarito Oficial Prova Teórica I A – 2009. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 409 Gabarito Oficial Prova Teórica II A – 2009 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 411 Gabarito Oficial Prova Teórica I A – 2008. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 413 Gabarito Oficial Prova Teórica II A – 2008 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 415 Gabarito Oficial Prova Teórica – 2007. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 417 Gabarito Oficial Prova Teórica – 2006. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 419 Bibliografia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 421 Prova Nacional de Oftalmologia – 2013 (Prova Prática – Folha de Avaliação). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 431

VIII


Prova Teórico-Prática A – 2013

1) Os sinais a seguir são achados cutâneos que estão presentes na forma completa de uma determinada doença. Em relação ao seu diagnóstico pode-se afirmar: a) A ausência de evidências clínicas ou laboratoriais de outras doenças é critério diagnóstico b) O comprometimento ocular é mais comumente unilateral c) Achados neurológicos/auditivos devem estar presentes no momento do diagnóstico d) Fundo de olho em pôr do sol é um tipo de manifestação ocular precoce

2) A lesão abaixo caracteriza uma:

a) Neurorretinite b) Retinocoroidite c) Coroidite d) Retinite

1


2  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2013 3) Em relação ao achado fundoscópico abaixo, assinale a alternativa correta: a) Punctata externa e neurorretinite são formas atípicas da doença b) A lesão tem início como uma coroidite, sendo o acometimento retiniano secundário c) A infecção adquirida é aparentemente a forma mais frequente d) A atrofia retinocoroidiana com hiperplasia do epitélio pigmentado da retina central (“roda de carroça”) associada a edema de papila caracteriza a forma adquirida da doença 4) A doença abaixo tem como hospedeiro definitivo: a) Os felinos b) Os canídeos c) Os columbídeos d) O homem

5) O achado abaixo é bastante característico de um tipo crônico de uveíte. Pode-se afirmar que:

OD a) Apesar da assimetria, a doença é comumente bilateral b) Os precipitados ceráticos são geralmente granulomatosos c) Observa-se o sinal de Amsler: hipopigmentação do olho afetado d) Há indícios de associação com contaminação viral

OE


3  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2013 6) A seguir estão representadas as fotografias da biomicroscopia do olho direito e do olho esquerdo (esta sob retroiluminação) obtidas de um paciente de 65 anos de idade, queixando-se de embaçamento visual bilateral e sensação de corpo estranho, mais intensamente no olho direito. Logo adiante, está a representação do exame subsidiário solicitado para o olho esquerdo. É correto afirmar: a) Nesses casos os sintomas de embaçamento visual e desconforto ocular costumam ser mais intensos na parte da manhã, logo após o despertar b) No olho esquerdo, a baixa visão ocorreu, provavelmente, pela proliferação de células do epitélio da cápsuOD OE la anterior do cristalino, que migraram da zona equatorial em direção à cápsula posterior c) Trata-se de uveíte anterior, bilateral, provavelmente hipertensiva, no olho direito d) Trata-se de doença que apresenta paOE drão de herança autossômico recessivo na maioria dos casos 7) Quatro pacientes submetidos a transplante de córnea penetrante tiveram suas córneas enviadas para estudo histopatológico. A figura abaixo, apresenta essas quatro córneas e a legenda indica o corante utilizado na análise. yy A córnea 1 é de um paciente de 50 anos de idade, com baixa acuidade visual progressiva em ambos os olhos. Nenhum dos seus três irmãos apresenta a doença yy A córnea 2 é de um paciente de 28 anos e apresenta ruptura das membranas basal e de Bowman, com tecido fibroso interposto entre elas yy A córnea 3 pertence a um paciente de 68 anos de idade, portador de glaucoma crônico de ângulo estreito, submetido à facectomia complicada há 1 ano yy A córnea 4 pertence a um paciente que apresenta embaçamento visual e episódios recorrentes de dor ocular. Três dos seus quatro irmãos apresentam quadros clínicos semelhantes


4  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2013 É correto afirmar que: 1

2

3

4

a) O paciente 1 é portador de distrofia estromal macular e as estruturas coradas em azul correspondem a glicosaminoglicanos b) O paciente 2 apresenta degeneração marginal de Terrien e a baixa visão induzida pelo astigmatismo irregular foi, provavelmente, o motivo do transplante c) O paciente 3 poderia ter sido submetido a transplante de córnea lamelar anterior como alternativa ao transplante penetrante d) O paciente 4 pode ser portador de distrofia da membrana basal do epitélio e as estruturas abaixo do epitélio, coradas em violeta, correspondem a material amiloide 8) Paciente do sexo feminino, 48 anos de idade, moradora da zona rural, sem antecedentes sistêmicos conhecidos. Queixa-se de dor ocular intensa e progressiva no olho direito há 4 semanas, com irradiação para a porção posterior da cabeça e que piora durante a noite. O exame do olho esquerdo não detectou alterações. É correto afirmar:

OD

OD

OD

OE


5  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2013 a) Injeção subconjuntival de esteroides geralmente está contraindicada como opção terapêutica b) Trata-se da Scleromalacia perforans, cuja doença sistêmica mais frequentemente associada é a artrite reumatoide c) O aspecto da lesão é sugestivo de infecção fúngica e o Fusarium o agente etiológico mais provável d) O fato de a doença poupar o olho esquerdo indica probabilidade baixa de haver associação com doença sistêmica 9) Os dois pacientes demonstrados nas fotos a seguir apresentam a mesma doença ocular. O paciente 1 tem 38 anos e é diabético insulino-dependente. O paciente 2 tem 65 anos de idade, desconhece ter alguma doença sistêmica, porém, perdeu 8 kg nos últimos dois meses. Sobre a doença ocular é correto afirmar:

1

2

a) Geralmente está associada ao linfoma de Hodgkin b) É causada, na maioria das vezes, por proliferação monoclonal de linfócitos B c) Sarcoma de Kaposi é o diagnóstico mais provável d) Biópsia excisional é o tratamento inicial mais indicado nos dois casos 10) A possibilidade de realizar cortes modelados nas córneas receptoras e doadoras pela trepanação com laser permite programar diferentes cirurgias para doenças distintas. Quais pacientes seriam os candidatos ideais para as cirurgias 1 e 2, respectivamente, demonstradas a seguir?

1

2

a) Ceratopatia bolhosa e distrofia microcística de Cogan b) Opacidade por queimadura química e distrofia de ReisBucklers c) Tracoma e degeneração marginal pelúcida d) Ceratocone e distrofia de Fuchs


6  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2013 11) As fotografias a seguir, da conjuntiva palpebral e da córnea de ambos os olhos, são de um paciente de 17 anos, do sexo masculino, que foi submetido a transplante penetrante de córnea no olho direito há 10 meses. Há 60 dias sua refração era: OD: –2,0 DE –2,0 DC (45 graus) = 0,8 OE: –4,5 DE –6,5 DC (165 graus) = 0,4 Com relação ao caso clínico, é correto afirmar:

OD

OD

OE

OE

OD

a) Trata-se, provavelmente, de rejeição epitelial. O tratamento deverá ser realizado à base de esteroides tópico e sistêmico b) Trata-se, provavelmente, de recidiva da infecção herpética e o tratamento deverá ser realizado com aciclovir via oral 2 g/dia, durante 10 a 14 dias c) Trata-se, provavelmente, de úlcera em escudo. O tratamento deverá incluir colírio derivado de esteroide, instilado em alta frequência d) Trata-se, provavelmente, de ceratite bacteriana causada por bactéria Gram-positiva. O tratamento deverá ser feito com colírios fortificados de amplo espectro 12) A paciente foi encaminhada ao pronto-socorro, com suspeita de ter tido acidente vascular encefálico, queixando-se de formigamento no rosto, desvio da rima labial e embaçamento visual. Refere ser hipertensa há 20 anos, sem outros antecedentes sistêmicos. É correto afirmar que:

a) Provavelmente o teste de Schirmer realizado no olho esquerdo evidenciará a ausência de produção lacrimal b) Houve lesão periférica do V nervo craniano, à esquerda, na altura do nervo corda do tímpano


7  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2013 c) O teste de Schirmer indica que a lesão é, provavelmente, supranuclear e está localizada acima do gânglio geniculado d) O quadro clínico não é sugestivo de acidente vascular encefálico 13) Homem, 50 anos de idade, com perda visual bilateral, progressiva e indolor, apresenta os seguintes achados de exame (figura). Qual o diagnóstico mais provável?

a) Compressão do quiasma óptico b) Neuropatia óptica tóxica c) Isquemia do córtex occipital d) Neurite óptica 14) Em relação à doença que apresenta as alterações mostradas, podemos afirmar:

(a seta indica tentativa de olhar para cima) a) A fisiopatogenia da doença está associada a anticorpo contra o receptor de acetilcolina pós-sináptico b) Diplopia é uma queixa comum nos pacientes c) Biópsia muscular é necessária para confirmar o diagnóstico d) Cirurgia para hipercorreção da blefaroptose deve ser realizada para evitar recidiva


8  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2013 15) Mulher, 34 anos de idade, com quadro de neuropatia craniana múltipla de rápida instalação. Qual o exame de ressonância magnética é mais compatível com o quadro clínico apresentado?

(a seta indica levoversão) a)

b)

c)

d)

16) Quais são os testes propedêuticos palpebrais demonstrados:

a) Distraction test / Snapback test b) Snapback test / Distraction test c) Distraction test / Teste de Jones d) Teste de Milder / Teste de Jones


9  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2013 17) Qual o provável diagnóstico e conduta no caso abaixo? a) Paralisia de III nervo cranial à direita/tarsal strip b) Paralisia de III nervo cranial à direita/recuo de músculo reto medial c) Paralisia de VI e VII nervos craniais à direita/peso de ouro e tarsal strip d) Paralisia de VII nervo cranial à direita/cirurgia de Jones 18) Qual doença se caracteriza pelos achados oculares representados na figura e quais os achados sistêmicos nesses pacientes?

a) Doença de von Recklinghausen; alterações musculoesqueléticas b) Doença de Alport; nefropatia e deficiência auditiva c) Doença de Wilson; hepatopatia e distúrbios neuropsiquiátricos d) Síndrome de Edwards; retardo mental, alterações esofágicas 19) Indique quais os tipos de viscoelástico estão representados na figura e suas características:

a) Viscoelástico A – Dispersivo: maior proteção do endotélio corneano. Viscoelástico B – Coesivo: desfazer sinequias b) Viscoelástico A – Coesivo: proteção endotelial. Viscoelástico B – Dispersivo: fácil remoção após a cirurgia c) Viscoelástico A – Dispersivo: fácil remoção após a cirurgia. Viscoelástico B – Coesivo: criar espaços d) Viscoelástico A – Coesivo: criar espaços. Viscoelástico B – Dispersivo: maior proteção do endotélio corneano


10  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2013 20) Qual a complicação apresentada na figura e qual a conduta imediata? a) Ruptura de cápsula posterior. Injeção intracameral de carbacol, retirada da caneta de facoemulsificação, uso de viscoelástico e vitrectomia b) Capsulorrexe descentrada. Injeção intracameral de carbacol, facoemulsificação das massas com cuidado para não tracionar o vítreo e vitrectomia anterior com alta frequência c) Ruptura de cápsula posterior. Uso de viscoelástico, retirada da caneta de facoemulsificação, vitrectomia anterior e aspiração das massas a seco d) Queimadura de incisão principal. Retirada da caneta de facoemulsificação, uso de viscoelástico, injeção de carbacol intracameral, vitrectomia e iridectomia periférica 21) Assinale a alternativa correta sobre o paciente ilustrado na figura: a. A biometria ultrassônica fornecerá dados mais precisos do que a biometria por interferometria de coerência óptica b) A capsulotomia em “abridor de lata” deve ser utilizada ao invés da capsulorrexe contínua devido ao aumento da pressão intracapsular durante a facoemulsificação c) Se o paciente não apresentar percepção luminosa, a ultrassonografia é desnecessária e a cirurgia é contraindicada d) A adrenalina intracameral deve ser evitada devido a atrofia do bordelete da íris 22) Qual o principal fator responsável pelo resultado pós-operatório mostrado na figura? a) Capsulorrexe não contínua b) Uso de triancinolona intracameral c) Capsulorrexe pequena d) Implante de lentes intraoculares hidrofóbicas

23) Nas figuras abaixo está representado um tipo específico de catarata, geralmente unilateral, podendo ter herança autossômica dominante. Qual passo da cirurgia deve ser evitado?

A

a) Hidrodissecção b) Hidrodelineação c) Implante de lente intraocular B d) Paracentese auxiliar


11  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2013 24) O instrumento apresentado na figura é usado para qual procedimento cirúrgico? a) Recuo e/ou, ressecção dos músculos oculares externos b) Facectomia com implante de lente tórica c) Implante de drenagem para glaucoma d) Implante de lente de câmara anterior asférica

25) Qual das seguintes alterações está ausente na foto abaixo?

a) Neovasos de retina b) Microaneurismas c) Hemorragias em “chama de vela” d) Exsudatos duros

26) O diagnóstico correspondente a esta foto é:

a) Toxocaríase b) Descolamento de retina regmatogênico c) Doença de Coats d) Retinopatia diabética

27) A alteração apresentada na foto abaixo acomete:

a) Vasos da retina b) Nervo óptico c) Esclera d) Coroide 28) Neste angiograma, pode-se observar:

a) Vasculite b) Edema macular c) Neovasos d) Exclusão capilar no polo posterior


12  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2013 29) Nesta foto do angiograma, a alteração observada é compatível com: a) Marcas de fotocoagulação térmica b) Lesões de pontos brancos evanescentes c) Retinose pigmentar d) Alteração do epitélio pigmentado tipo “pele de leopardo”

30) O paciente do qual se obteve esta imagem fez uso de: a) Fenotiazina b) Etambutol c) Interferon d) Cloroquina

31) A cirurgia e o passo específico apresentados na imagem são, respectivamente: a) Vitrectomia; inserção de trocarte b) Retinopexia pneumática; laser tranescleral c) Introflexão escleral; criocoagulação das rupturas d) Colocação de implante de liberação prolongada de corticoide; injeção do implante 32) A alteração apresentada nesta tomografia de coerência óptica é: a) Edema macular cistoide b) Membrana epirretiniana c) Retinosquise d) Descolamento seroso de retina 33) Os instrumentos mostrados nas figuras são utilizados específica e respectivamente em:

a) Biópsia de tumor orbitário, correção de ptose palpebral por conjuntivo-müllerectomia e enucleação com implante de prótese b) Dacriorrinostomia endonasal, suspensão de supercílio com fio de silicone e dilatação de ponto lacrimal c) Dacriorrinostomia externa, correção de ptose palpebral por suspensão ao frontal e evisceração com implante de prótese


13  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2013 d) Descompressão orbitária, correção de ptose palpebral por ressecção do músculo levantador da pálpebra superior e reconstrução de cavidade anoftálmica 34) O paciente da foto apresenta: a) Telecanto b) Epicanto inverso c) Epibléfaro d) Hipertelorismo 35) Qual a melhor conduta para o paciente da foto? a) Quimioterapia intracameral (5-fluorouracil) b) Biópsia de aspiração com agulha fina c) Radioterapia de feixe externo d) Expectante 36) É mais provável que o paciente da foto apresente:

a) Ptose palpebral congênita à direita com função diminuída do músculo levantador da pálpebra b) Retração compensada da pálpebra superior esquerda c) Paresia do fascículo inferior do nervo oculomotor d) Hipotropia do olho direito 37) Qual o provável diagnóstico da lesão apontada pela seta? a) Carcinoma de células basais b) Nevo intradérmico tipo Kissing c) Papiloma escamoso séssil d) Sarcoma de Kaposi 38) Paciente de 68 anos de idade, com lesão à esquerda há três meses, dolorosa à palpação. Qual o provável diagnóstico?


14  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2013 a) Cisto dermoide b) Adenocarcinoma da glândula lacrimal c) Rabdomiossarcoma de reto lateral d) Osteossarcoma de asa maior do osso esfenoide 39) Qual é a estrutura apontada pela seta? a) Porção muscular do oblíquo superior b) Porção muscular do oblíquo inferior c) Porção tendinosa do oblíquo superior d) Porção tendinosa do oblíquo inferior 40) Qual é a provável anisotropia do meridiano vertical apresentada pela paciente e qual a melhor forma de corrigí-la?

a) Anisotropia em “V”, debilitamento dos oblíquos superiores b) Anisotropia em “V”, debilitamento dos oblíquos inferiores c) Anisotropia em “A”, debilitamento dos oblíquos inferiores d) Anisotropia em “A”, debilitamento dos oblíquos superiores 41) Com relação à afecção apresentada na figura: a) Associa-se frequentemente a esotropia congênita e nistagmo latente b) Os pacientes apresentam, tipicamente, visão binocular normal c) O tratamento é essencialmente clínico, pois há correspondência retiniana anômala d) O debilitamento dos músculos oblíquos superiores é uma das opções para sua correção

42) Qual é o provável músculo hipofuncionante? a) Reto superior direito b) Reto superior esquerdo c) Oblíquo inferior direito d) Oblíquo superior esquerdo


15  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2013 43) O desvio apresentado na figura é de aproximadamente: a) 7 graus de arco b) 60 graus de arco c) 30 dioptrias-prismáticas d) 60 dioptrias-prismáticas 44) É característica comum da afecção apresentada nas figuras (as fotos foram tomadas com intervalo de poucos minutos): a) Aumento do ângulo do desvio às lateroversões b) Ambliopia profunda c) Resolução espontânea em poucos meses d) Fechamento na claridade do olho que se desvia 45) Paciente do sexo feminino, 34 anos de idade, hipermetrope de +1,00D, apresenta ao exame gonioscópico ângulo oclusível (porém sem sinequias), a despeito de iridotomia pérvia em ambos os olhos. Resultado do exame de UBM segue abaixo. Qual o provável mecanismo responsável pelo quadro de fechamento angular?

a) Íris em plateau b) Cisto de corpo ciliar c) Bloqueio pupilar relativo d) Componente facomórfico

46) Ao exame, a paciente da questão anterior apresentou pressão intraocular de 27 mmHg em ambos os olhos, com disco óptico e campo visual normais. Foi então submetida a tratamento a laser. Frente ao quadro clínico e às imagens de OCT do segmento anterior pré e pós-laser abaixo, qual foi o tratamento realizado?

a) Endociclofotocoagulação b) Trabeculoplastia não seletiva c) Trabeculoplastia seletiva d) Iridoplastia


16  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2013 47) As figuras abaixo correspondem a diferentes exames para avaliação de um paciente com glaucoma. Assinale a alternativa que identifica corretamente cada tipo de exame. A

B

C

D

a) A – Retinografia; B – Polarimetria de varredura a laser (GDX); C – Oftalmoscopia confocal de varredura a laser (HRT); D – Tomografia de coerência óptica (OCT) b) A – Retinografia; B – Tomografia de coerência óptica (OCT); C – Oftalmoscopia confocal de varredura a laser (HRT); D – Polarimetria de varredura a laser (GDX) c) A – Retinografia; B – Oftalmoscopia confocal de varredura a laser (HRT); C – Polarimetria de varredura a laser (GDX); D – Tomografia de coerência óptica (OCT) d) A – Retinografia; B – Tomografia de coerência óptica (OCT); C – Polarimetria de varredura a laser (GDX); D – Oftalmoscopia confocal de varredura a laser (HRT) 48) A figura abaixo mostra uma sequência de campos visuais de paciente com glaucoma e a regressão dos valores do índice MD (mean deviation) ao longo do tempo. Assinale a alternativa correta. a) O índice MD é um bom indicador de progressão funcional no glaucoma, visto que não é influenciado por opacidades de meios b) Podemos afirmar que a sequência de exames sugere deterioração da função visual ao longo do tempo c) Em se tratando de um paciente com glaucoma, podemos afirmar que a perda funcional observada nos exames deve-se exclusivamente à piora da função do nervo óptico d) A piora funcional observada nos exames seria melhor justificada por uma perda localizada da rima neural nasal inferior 49) Paciente apresenta glaucoma associado ao exame gonioscópico abaixo. Qual das alternativas representa o quadro mais provável?

a) Síndrome da pseudoesfoliação b) Recessão angular c) Ciclodiálise d) Glaucoma neovascular


17  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2013 50) Paciente foi diagnosticado com glaucoma primário de ângulo aberto em 2007, com pressão intraocular não medicada de 24 mmHg no olho direito. Desde então, apresenta pressão intraocular estável em 12 mmHg com três medicações. As retinografias de 2007 (à esquerda) e 2012 (à direita) seguem abaixo. Podemos afirmar:

a) Neste caso, não é possível definir a progressão do glaucoma sem o resultado dos exames de campo visual b) Existe mais de um sinal visível sugestivo de progressão anatômica c) Neste caso, não é possível definir a progressão do glaucoma sem o resultado do exame de tomografia de coerência óptica (OCT) d) Neste caso, a pressão intraocular de 12 mmHg é satisfatória


Prova Teórica I A – 2013

1) Com relação à conjuntiva: a) A conjuntiva palpebral inferior é inervada pelo nervo frontal b) Seus vasos linfáticos drenam para os gânglios pré-auricular e submandibular c) A prega semilunar é um tecido mucoso disposto verticalmente e localiza-se medialmente à carúncula, que constitui elevação avermelhada da conjuntiva d) Apresenta maior densidade de terminações nervosas do que a córnea, apesar da sensibilidade da córnea ser maior 2) As camadas da coroide, de fora para dentro, são: a) Lâmina fosca, camada dos pequenos e médios vasos, camada dos grandes vasos, coriocapilar b) Lâmina fosca, camada dos grandes vasos, camada dos médios e pequenos vasos, coriocapilar c) Coriocapilar, camada dos médios e pequenos vasos, camada dos grandes vasos, lâmina fosca d) Camada dos grandes vasos, lâmina fosca, coriocapilar, camada dos médios e pequenos vasos 3) Assinale a alternativa correta: a) Os músculos retos verticais inserem-se na esclera obliquamente, com a extremidade medial mais distante do limbo que a lateral b) Os quatro músculos retos e o músculo oblíquo inferior originam-se no ápice da órbita c) Os músculos reto medial, reto inferior e oblíquo inferior são inervados pelo ramo inferior do nervo oculomotor d) O músculo levantador da pálpebra superior localiza-se entre o músculo reto superior e o músculo oblíquo superior

18


19  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 4) Com relação à órbita: a) A fossa lacrimal é formada por dois ossos: lacrimal e asa menor do esfenoide b) O reto lateral é o músculo ocular externo que se localiza mais próximo do nervo óptico no ápice orbitário c) A periórbita reveste a cavidade orbitária em toda sua extensão, com exceção da fossa lacrimal e das regiões das fissuras e suturas d) O gânglio ciliar localiza-se na frente do anel de Zinn, lateralmente à artéria oftálmica, entre o nervo óptico e o músculo reto lateral 5) Com relação à via lacrimal excretora: a) O músculo orbicular envolve a via lacrimal excretora alta e o saco lacrimal b) Os pontos lacrimais são óstios de cerca de 3 mm de diâmetro localizados nos ápices das papilas lacrimais, dispostas nas margens mediais das pálpebras c) Em olhos normais, a forma de rim dos pontos lacrimais é a mais frequente d) Os pontos lacrimais movem-se medialmente quando os olhos se abrem e lateralmente quando os olhos se fecham 6) Com relação à esclera: a) O sulco escleral interno localiza-se na inserção dos músculos retos b) É formada por tecido conjuntivo denso, desordenado, rico em feixes de fibras colágenas e elásticas c) O sulco escleral externo localiza-se na região das veias vorticosas d) A episclera é fina, delicada e não tem vasos sanguíneos próprios, mas o ingurgitamento dos vasos esclerais pode torná-la espessada e hiperemiada 7) Com relação às pálpebras: a) A comissura medial termina em ângulo agudo e a comissura lateral termina em um recesso, denominado lago lacrimal b) O tecido subcutâneo delas, em crianças, contém uma camada espessa de tecido adiposo c) A camada de músculos lisos é formada pelos músculos superior de Müller e tarsal inferior d) O suprimento sensitivo delas dá-se pelos ramos da terceira divisão do nervo trigêmeo 8) Com relação ao corpo vítreo: a) Apresenta depressão em forma de cálice, denominada fossa patelar, na qual se encaixa o cristalino b) Não apresenta aderência à retina próximo à ora serrata c) O espaço de Berger localiza-se entre o corpo vítreo e o disco óptico d) Sua zona central é mais fibrilar e menos fluida que sua zona cortical 9) Qual o músculo reto tem maior probabilidade de ser perdido durante a cirurgia de estrabismo por não apresentar conexão anatômica com músculos oblíquos? a) Reto lateral b) Reto medial c) Reto superior d) Reto inferior


20  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 10) Entre os nervos cranianos, o que tem o maior trajeto intracraniano e o que tem localização extraconal na órbita são, respectivamente: a) Troclear, abducente b) Abducente, abducente c) Abducente, troclear d) Troclear, troclear 11) Com relação ao cristalino: a) Apresenta modificações no seu diâmetro equatorial durante o processo de envelhecimento, mas modificações no seu diâmetro anteroposterior são raras b) A cápsula anterior é mais espessa que a posterior durante o período neonatal e na vida adulta c) É uma lente elíptica, transparente, com a face anterior mais convexa que a face posterior d) Não possui vasos, mas possui nervos na região equatorial, relacionados com a produção de células e fibras durante toda a vida 12) Com relação à córnea: a) Possui superfícies anterior e posterior paralelas entre si em toda sua extensão, com exceção da zona óptica, área definida pelos 4 mm centrais b) É inervada por ramos da primeira divisão do nervo facial c) Seu ápice representa o ponto de máxima curvatura e localiza-se, tipicamente, medialmente ao centro da pupila d) É inervada pelos nervos ciliares posteriores longos, sendo que alguns ramos penetram no estroma e outros formam plexos subepiteliais 13) Com relação à coroide: a) As artérias ciliares longas posteriores penetram na esclera no meridiano horizontal, próximo ao nervo óptico b) Cerca de 20 artérias ciliares longas posteriores contribuem para sua irrigação c) Cerca de duas artérias ciliares curtas posteriores contribuem para sua irrigação d) Seu sistema arterial apresenta poucas anastomoses e por isso são comuns os infartos dessa região, levando à isquemia retiniana 14) A drenagem venosa da região pré-laminar do nervo óptico dá-se primariamente: a) Pela veia central da retina b) Pelas veias ciliares posteriores curtas c) Pelo sistema vorticoso d) Pelas veias da coroide 15) A presença de liquor adjacente ao nervo óptico, em condições fisiológicas, é observada apenas até: a) A região pré-laminar b) A porção intracraniana c) A região da lâmina cribriforme d) A região do canal óptico


21  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 16) Sobre os corticoides de uso ocular tópico, é correto afirmar: a) A prednisolona tem potência equivalente à da dexametasona quando usada na mesma concentração b) A fluormetolona não causa hipertensão ocular c) Retardam a epitelização corneana d) O uso é contraindicado em todas as formas da ceratouveíte herpética 17) Sobre o cloreto de benzalcônio, é correto afirmar: a) Aumenta a permeabilidade da córnea b) Pode ser usado em conjunto com qualquer medicação, desde que se respeite a dosagem tóxica c) É degradado pela luz ultravioleta e apresenta poucos efeitos indesejáveis locais d) Apresenta pouca ação contra organismos Gram-positivos 18) São efeitos dos agonistas colinérgicos: a) Miose, miopização e boca seca b) Miose, miopização, aumento de salivação, hipotensão arterial c) Midríase, hipertensão arterial e aumento de salivação d) Miose, hipotensão arterial e boca seca 19) Qual dos antibióticos abaixo atua na permeabilidade da membrana celular? a) Ceftriaxona b) Gentamicina c) Azitromicina d) Doxiciclina 20) Sobre a barreira hematoaquosa, é correto afirmar: a) Nas inflamações, tem a permeabilidade diminuída b) Dificulta a penetração das medicações tópicas (colírios) para a cavidade vítrea c) Dificulta a penetração das medicações orais para o espaço extracelular da coroide d) Limita o acesso da albumina sérica para o humor aquoso 21) Em relação ao uso tópico de fenilefrina a 10% (colírio), assinale a alternativa correta: a) Possui ação predominante nos receptores alfa-1, causa contração do músculo dilatador da íris e do músculo de Müller b) Causa diminuição da fenda palpebral por relaxar o músculo levantador da pálpebra, aumenta a pressão arterial e causa midríase c) Possui ação predominante nos receptores beta-1, causa contração do músculo dilatador da íris, não tem efeito sobre o músculo de Müller d) Aumenta a fenda palpebral por relaxar o músculo de Müller, aumenta a pressão arterial e causa midríase 22) Sobre o mecanismo de ação dos anti-inflamatórios, é correto afirmar: a) A epinastina a 0,05% tem ação exclusiva nos receptores H1, responsáveis pelo prurido ocular e vasoconstrição b) O acetato de prednisolona a 1% atua inibindo a fosfolipase A2, bloqueando a formação de prostaglandinas e leucotrienos


22  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 c) A olopatadina tem ação principalmente na inibição de leucotrienos d) O diclofenaco de sódio a 0,1% atua inibindo as células T auxiliadoras 23) Qual das alternativas abaixo seria mais provavelmente um efeito colateral associado ao uso tópico dos inibidores da anidrase carbônica? a) Disfunção endotelial b) Diminuição da espessura central da córnea c) Edema cistoide de mácula d) Edema de disco óptico 24) Sobre as preparações oftálmicas para uso tópico, é correto afirmar: a) As pomadas oftálmicas, por apresentarem ação mais duradoura quando comparadas à dos colírios, devem ser a formulação de primeira escolha para o tratamento das infecções agudas da córnea b) O pH ideal para as soluções oftálmicas deve ser próximo a 6,4 para aproximar-se do pH da lágrima, diminuindo assim os efeitos colaterais locais c) A metilcelulose e o ácido polivinílico permitem um contato prolongado entre a medicação e a córnea, facilitando a penetração ocular do fármaco d) As soluções oftálmicas, ao contrário das suspensões, devem ser agitadas antes do uso para se evitar a precipitação do soluto 25) Assinale a alternativa correta: a) O ciclopentolato apresenta início de ação mais rápido do que a tropicamida, porém, o efeito mais duradouro restringe seu uso b) A midríase e a cicloplegia máxima ocorrem 10 minutos após a instilação da tropicamida c) Após a instilação de tropicamida, o efeito cicloplégico máximo ocorre ao mesmo tempo que o efeito midriático máximo d) O efeito midriático da tropicamida sofre menos influência da pigmentação iriana do que o do ciclopentolato 26) Em relação aos análogos de prostaglandinas, é correto afirmar: a) Durante a noite, o efeito hipotensor ocular é menor do que o efeito hipotensor dos betabloquadores b) O principal efeito hipotensor dá-se pelo aumento do escoamento do humor aquoso pela via trabecular c) A ativação das metaloproteinases contribui para o aumento do escoamento do humor aquoso d) Quando usados três vezes ao dia potencializam a eficácia terapêutica 27) Sobre o carbacol, é correto afirmar: a) Apresenta boa absorção corneana, porém, o uso tópico é contraindicado pelo risco de erosão epitelial b) É um parassimpaticomimético c) É utilizado durante a cirurgia de facoemulsificação para auxiliar a capsulorrexe d) Tem início de ação após alguns segundos e a miose máxima é atingida em cerca de 30 minutos após a injeção intracamerular


23  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 28) Sobre o uso de manitol endovenoso, é correto afirmar: a) O efeito hipotensor ocorre após a inibição de 99% da anidrase carbônica b) Constitui contraindicação relativa em pacientes com edema cerebral, devido ao aumento súbito do volume intravascular c) Não deve ser administrado em pacientes com traço falcêmico d) O efeito hipotensor ocular máximo ocorre entre 20 e 60 minutos 29) Em relação ao tratamento da ceratite por Acanthamoeba, é correto afirmar: a) Deve-se administrar ácido folínico quando a clorexidina for usada b) A biguanida é reservada para casos que não responderam ao tratamento-padrão c) O sulfato de neomicina induz a lise da membrana do parasita d) O isotionato de propamidina (Brolene®) age inibindo a síntese do DNA do parasita 30) Assinale a alternativa correta: a) O bevacizumabe aumenta a disponibilidade do fator de crescimento do endotélio vascular (VEGF) b) A molécula do bevacizumabe tem peso molecular cerca de dez vezes menor do que a do ranibizumabe, facilitando sua penetração no espaço sub-retiniano c) A meia-vida do ranibizumabe na aplicação intravítrea é de cerca de 60 dias d) O fator de crescimento do endotélio vascular (VEGF) também aumenta a permeabilidade vascular 31) Qual dos antibióticos abaixo apresenta como efeitos colaterais a ototoxicidade, toxicidade ao nervo vestibulococlear e nefrotoxicidade? a) Cefalexina b) Ciprofloxacino c) Moxifloxacino d) Tobramicina 32) No momento do nascimento a termo de uma criança normal, podemos dizer que: a) Os movimentos dos olhos são conjugados e sincronizados com os movimentos palpebrais b) O reflexo da fixação do olhar está presente, embora não plenamente desenvolvido c) O reflexo do piscar já está plenamente desenvolvido d) A córnea é relativamente pequena, sofrendo um crescimento proporcionalmente maior que o restante do bulbo ocular nos seis primeiros meses de vida 33) Assinale a alternativa correta com relação às células da crista neural: a) Migram em torno da vesícula óptica, formando um cálice de células mesenquimais que originará a retina neurossensorial b) Originam a parte muscular do corpo ciliar c) Circundam a vesícula cristaliniana formando a cápsula do cristalino d) Formam os músculos esfíncter e dilatador da pupila


24  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 34) Assinale a alternativa correta com relação à embriologia da esclera: a) A diferenciação da esclera acontece da região posterior para a anterior, sendo o esporão escleral a última porção a se formar b) A esclera primitiva serve de arcabouço para migração de células neuroectodérmicas que vão formar o epitélio pigmentado da retina c) A esclera é formada a partir de uma esfera sólida de células mesodérmicas que sofre absorção celular progressiva de seu núcleo por apoptose d) A esclera tem origem embrionária mista, sendo que sua porção temporal deriva do mesoderma e o restante é formado a partir de células da crista neural 35) Assinale a alternativa correta: a) O cristalino forma-se a partir de uma vesícula originada do vítreo terciário b) A formação da córnea ocorre pela fusão anterior do cálice óptico neuroectodérmico c) Na córnea, o epitélio é formado pelo ectoderma de superfície e o endotélio e o estroma são formados pela migração de células da crista neural d) O cristalino e o estroma da córnea derivam do mesmo tecido embrionário, o ectoderma de superfície 36) Assinale a alternativa correta: a) Inicialmente, os cálices ópticos estão posicionados paralelos e passam a girar lateralmente na medida em que os ossos orbitais são formados b) Logo após a separação das pálpebras, por volta do oitavo mês, inicia-se a formação dos cílios e das glândulas tarsais c) As glândulas lacrimais principais derivam do mesoderma e as glândulas lacrimais acessórias a partir de células da crista neural d) O músculo levantador da pálpebra superior é o último músculo ocular externo a se formar 37) Assinale a correlação correta: 1) Heterogeneidade gênica 2) Haploinsuficiência 3) Herança poligênica 4) Penetrância gênica I. Característica fenotípica que depende da expressão simultânea de dois ou mais pares de genes (p. ex., cor do olhos) II. A mesma manifestação fenotípica pode ser transmitida por diferentes padrões de herança (p. ex., retinose pigmentar) III. Apenas um alelo é mutado, mas há quantidade insuficiente de proteína sintetizada pelo alelo normal (p. ex., síndrome de Stickler) IV. Capacidade de a doença expressar-se, ou não, em todos os portadores de determinada mutação a) 1–I, 2–II, 3–IV, 4–III b) 1–II, 2–I, 3–III, 4–IV c) 1–II, 2–III, 3–I, 4–IV d) 1–III, 2–II, 3–IV, 4–I


25  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 38) São exemplos de doenças genéticas com padrão de transmissão autossômico dominante: a) Albinismo ocular, homocistinúria e doença de Wilson b) Amaurose congênita de Leber, retinosquise juvenil e coroideremia c) Síndrome de Peters, neuropatia óptica de Leber e síndrome de Weill-Marchesani d) Alta miopia, síndrome de Ehlers-Danlos e distrofia viteliforme de Best 39) Qual o provável padrão de herança demonstrado no heredograma abaixo? a) Recessivo ligado ao cromossomo sexual X b) Dominante ligado ao cromossomo sexual Y c) Autossômico recessivo d) Herança mitocondrial

40) Caso a pessoa apontada na seta no heredograma da questão anterior se case com uma mulher portadora e tenha um filho homem, qual a probabilidade de esse filho ser afetado? a) 25% b) 100% c) 50% d) 75% 41) Uma distrofia ocular com padrão de herança autossômico dominante com mutação gênica localizada no braço curto do cromossomo 5 poderia ser diagnosticada por meio de: a) Análise do cariótipo por bandeamento G com solução de Giemsa b) Análise do cariótipo espectral com sondas fluorescentes c) Amplificação enzimática do DNA (PCR) d) Pesquisa do corpúsculo de Barr (cromossomo espiralizado) 42) Considerando um hospital especializado em cirurgia oftálmica atuando há alguns anos em uma determinada região, assinale a correlação correta de seus pontos administrativos básicos: 1) Valor 2) Missão 3) Visão 4) Políticas gerais I. Ser reconhecida, em cinco anos, como a melhor estrutura cirúrgica oftalmológica da região II. Alta competência em cirurgias oftálmicas III. Melhorar a acuidade visual de pacientes idosos atendidos na clínica IV. Não ser permitida a circulação de médicos e funcionários nas dependências da clínica com roupas exclusivas do centro cirúrgico a) 1–II, 2–III, 3–I, 4–IV b) 1–III, 2–II, 3–IV, 4–I c) 1–II, 2–I, 3–III, 4–IV d) 1–I, 2–II, 3–IV, 4–III


26  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 43) Qual a porção da retina neurossensorial formada pelas sinapses entre os axônios das células bipolares e os dendritos das células ganglionares? a) Camada plexiforme interna b) Membrana limitante interna c) Membrana limitante externa d) Camada plexiforme externa 44) Com relação à fovéola, é correto afirmar: a) Possui predomínio de segmentos externos dos cones verdes e vermelhos b) Possui cerca de 1,5 mm de diâmetro c) Situa-se a aproximadamente 0,5 mm acima da linha horizontal que passa pelo centro do disco óptico d) Sua região mais central é rica em cones azuis 45) Qual a ordem correta de três camadas consecutivas que compõem um corte histológico da retina, partindo-se da interface vítrea em direção à esclera? a) Camada plexiforme interna – camada de fibras nervosas – camada de células ganglionares b) Camada nuclear externa – camada plexiforme interna – camada nuclear interna c) Epitélio pigmentado da retina – segmentos internos dos fotorreceptores – segmentos externos dos fotorreceptores d) Camada de células ganglionares – camada plexiforme interna – camada nuclear interna 46) Com relação ao epitélio pigmentado da retina: a) As células que compõem as camadas mais profundas são caracterizadas pela presença reduzida de mitocôndrias b) Diversos complexos juncionais unem as suas células aos cones e bastonetes c) Na sua porção mais basal possui células com retículo endoplasmático liso escasso e retículo endoplasmático rugoso bem desenvolvido d) É formado por camada única de células cúbicas, com núcleos ovalados em corte transversal e localizados na parte basal das células 47) É correto afirmar sobre a retina neurossensorial: a) Apresenta mais cones do que bastonetes, em função da sua grande concentração na área central b) No centro da fóvea, a relação entre o número de cones e bastonetes é de 3:1 c) Apresenta cones em toda sua extensão d) Cada célula ganglionar conecta-se exclusivamente a um fotorreceptor em toda a retina 48) A primeira conexão sináptica dos cones e dos bastonetes estabelece-se com as: a) Células de Müller b) Células bipolares c) Células amácrinas d) Células interplexiformes 49) Com relação à histologia da camada coriocapilar é correto afirmar: a) É formada por 4 a 6 camadas sobrepostas de capilares, que se dispõem paralelamente a toda face interna da coroide


27  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 b) Um corte transversal dos capilares evidencia pelo menos 3 a 5 células, com o núcleo situado na face interna c) Os vasos são rodeados por escasso tecido conjuntivo formado principalmente por colágeno e fibras elásticas d) No polo posterior, os vasos atingem diâmetros maiores do que na periferia 50) Com relação à vasculatura normal da retina, é correto afirmar: a) As pequenas artérias da retina, com diâmetros menores do que 8 micrômetros, são ricas em elastina e apresentam lâmina interna espessa b) Não possui células da glia envolvendo os vasos sanguíneos c) O número de camadas de fibras musculares lisas na parede das artérias é maior nos vasos da periferia do que nos vasos próximos ao nervo óptico d) Apresenta endotélio contínuo, sem poros ou fenestrações 51) É correto afirmar: a) A água é responsável por cerca de 80% da composição do vítreo, sendo os 20% restantes formados por hialuronato e colágeno b) O córtex vítreo apresenta estrutura frouxa, com fibras organizadas de modo mais esparso e menos denso que o vítreo central c) Colágeno tipo II é o principal constituinte das fibrilas do vítreo d) A proteína mais frequente na constituição do vítreo é a transferrina, seguida de glicoproteínas e albumina 52) Os principais constituintes da camada nuclear externa da retina humana são os núcleos das células: a) Bipolares b) De Müller c) Ganglionares d) Fotorreceptoras 53) Na retina humana é correto afirmar: a) Existe um número maior de axônios das células ganglionares que de fotorreceptores b) Existe um número menor de axônios das células ganglionares que de fotorreceptores c) Existe uma correspondência de 1:1 entre o número de fotorreceptores e o de axônios das células ganglionares d) A proporção entre o número de axônios das células ganglionares e o de fotorreceptores inverte-se com a idade ou em doenças como o glaucoma 54) Qual das regiões da retina humana apresenta maior densidade de bastonetes? a) No centro da fóvea b) Na extrema periferia c) Entre 5 e 15 graus do centro da fóvea d) Entre 30 e 50 graus do centro da fóvea 55) Com relação à retina humana, assinale a alternativa correta: a) Os cones S (short) são os menos frequentes b) Os cones M (midle), não estão presentes no centro da fóvea


28  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 c) Os cones L (long) e S(short) têm distribuição semelhante nas regiões da retina d) Os três tipos de cones distribuem-se de maneira semelhante, tanto em localização quanto em quantidade, nas regiões da retina 56) De acordo com o Capítulo XII do Código de Ética Médica, a respeito da publicidade médica, é correto afirmar: a) Não há restrição à participação do médico em anúncios de empresas comerciais, valendo-se de sua profissão, desde que o produto anunciado tenha eficácia e segurança comprovadas e seu cadastro esteja regularizado junto às agências de saúde competentes b) É vedado ao médico, no exercício da sua profissão, participar de programas de comunicação de massa, independentemente do propósito c) É vedado ao médico deixar de incluir, em anúncios profissionais de qualquer ordem, o seu número de inscrição no Conselho Regional de Medicina d) É permitido ao médico consultar, diagnosticar ou prescrever, por qualquer meio de comunicação de massa 57) De acordo com o Capítulo X do Código de Ética Médica, a respeito de documentos médicos, é correto afirmar: a) É vedado ao médico deixar de fornecer cópia do prontuário médico de seu paciente, quando de sua requisição pelos Conselhos Regionais de Medicina b) É permitido ao médico deixar de fornecer laudo médico, desde que disponibilize apenas a cópia do prontuário médico completo para o paciente, quando ele for encaminhado ou transferido para continuação do tratamento c) É vedado ao médico liberar cópias do prontuário sob sua guarda para atendimento de ordem judicial sem a autorização, por escrito, do paciente d) É vedado ao médico atestar atos executados no exercício profissional, quando solicitado pelo paciente, ou por seu representante legal, sem a devida ordem judicial prévia 58) Qual a alternativa correta? a) É vedado ao médico recusar-se a realizar atos médicos que, embora sejam contrários aos ditames de sua consciência, sejam permitidos por lei b) É direito do médico internar e assistir seus pacientes em hospitais privados e públicos, com caráter filantrópico ou não, ainda que não faça parte do seu corpo clínico c) É permitido ao médico exercer a profissão como beneficiário ou dependente de óptica, desde que seu nome não integre o contrato social do estabelecimento d) É dever do médico, ao assistir pacientes menores de idade, sempre referir a seus pais ou representantes legais, os diagnósticos estabelecidos e tratamentos propostos 59) Sobre o cristalino, podemos citar as seguintes características: a) Apesar de avascular, apresenta inervação focal na sua porção equatorial b) Apresenta poder refrativo fixo c) Seus antígenos estão sequestrados no interior da cápsula d) Cresce pela aposição sucessiva de camadas, em que as porções mais internas são constituídas por fibras mais jovens


29  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 60) Em relação ao processo de escoamento do humor aquoso é correto afirmar: a) Na via trabecular, a principal região de resistência ocorre no trabeculado corneoescleral b) Ocorre em sua maior parte através da via uveoescleral c) Os corticoides, por aumentarem a liberação enzimática dos lisozomas, provocam menor resistência ao escoamento do humor aquoso d) A passagem do humor aquoso do trabeculado justacanalicular para o canal de Schlemm é realizada por transporte transcelular 61) A membrana basal do epitélio da córnea é constituída por diferentes tipos de colágeno. Assinale a alternativa que correlaciona corretamente cada tipo de colágeno com sua função. a) Tipo II – suporte mecânico e nutrição celular b) Tipo VII – constitui fibrilas de ancoragem, que prendem os colágenos tipos I e III à lâmina basal c) Tipo III – principal componente da membrana basal, ligando-se fortemente ao epitélio por meio da laminina d) Tipo V – promove meio próprio para migração e diferenciação celular 62) Em relação à fisiologia da córnea, classifique a alternativa correta: a) A oclusão palpebral ao dormir reduz a concentração de ácido lático no estroma, diminui a pressão oncótica da substância própria da córnea e favorece a hidratação tecidual b) As células endoteliais possuem grande quantidade de mitocôndrias, as quais são responsáveis pela produção de energia que supre a bomba endotelial c) Na córnea edematosa, a opacidade observada resulta da desorganização das fibrilas pelo aumento das pontes de sulfeto e ligações covalentes d) A hidratação da substância própria da córnea não apresenta relação definida com a espessura 63) Podemos afirmar em relação às vias ópticas: a) Os neurônios do corpo geniculado lateral não apresentam correspondência topográfica com as áreas do campo visual b) A porção magnocelular do corpo geniculado é responsável pela visão de cores c) Os impulsos provenientes de cada olho são representados em distintas camadas celulares no corpo geniculado lateral d) As oito camadas do corpo geniculado lateral estão dispostas uma ao lado da outra, seguindo de modo preciso a representação retiniana 64) Em relação às camadas da retina é correto afirmar: a) Os fotorreceptores fazem sinapse com as células bipolares e horizontais na camada plexiforme interna b) As células de Müller têm função de suporte estrutural e atuam no metabolismo da retina c) As células bipolares contatam tanto cones quanto bastonetes, enquanto as células horizontais só fazem sinapses com cones d) Após fazer sinapses com as células ganglionares, os prolongamentos das células bipolares dão origem ao nervo óptico


30  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 65) Assinale a alternativa correta: a) Além da evaporação, parte da película lacrimal é também absorvida pela conjuntiva b) Em condições normais, menos de 20% do filme lacrimal proveniente da secreção basal chega às vias de drenagem c) O permanente escoamento do filme lacrimal deve-se principalmente a um mecanismo de drenagem passivo d) A corrente lacrimal ao longo das margens palpebrais apresenta um deslocamento horizontal do canto medial para o lateral 66) Em relação à formação e composição do humor aquoso, assinale a alternativa correta: a) O processo de ultrafiltração, o qual é influenciado diretamente pela pressão hidrostática, é o principal responsável pela formação do humor aquoso b) A barreira hematoaquosa, por reter a maior parte do ascorbato plasmático no capilar e no estroma tecidual, faz com que sua concentração no humor aquoso seja 15 vezes maior que a do plasma c) A produção de humor aquoso cai aproximadamente pela metade durante a noite d) A atividade secretora do epitélio ciliar faz com que a concentração proteica do humor aquoso seja significativamente maior que a do plasma 67) Assinale a alternativa correta: a) A fagocitose e digestão dos discos dos segmentos externos dos fotorreceptores é realizada pelas células de Müller b) Os fotopigmentos humanos são formados por uma opsina e um derivado da vitamina A c) A barreira hematorretiniana externa é composta pela membrana limitante externa d) Os fotopigmentos dos bastonetes são chamados iodopsinas e os dos cones, rodopsinas 68) Assinale a alternativa correta em relação à túnica vascular do bulbo ocular: a) As principais funções da coroide são a regulação da temperatura ocular e a nutrição adequada das camadas internas da retina b) A pressão dos capilares da coroide, pela grande fragilidade deles, é significativamente mais baixa quando comparada à dos demais capilares do corpo c) Para manter o suprimento de oxigênio adequado ao epitélio pigmentado e fotorreceptores, a coroide apresenta fluxo e densidade capilar uniformes em todos os seus setores d) Para manter o suprimento de oxigênio adequado à retina, a coroide apresenta fluxo sanguíneo rápido e uma rede capilar extensa, com poros orientados para a face externa da retina 69) Em relação à fisiologia do corpo vítreo, assinale a alternativa correta: a) A concentração de glicose é mais alta na porção anterior do vítreo cortical quando comparada à de sua porção posterior b) O vítreo possui alta pressão oncótica em relação ao plasma, o que garante a passagem constante de líquido pela barreira hematovítrea c) Embora apresente uma função de proteção mecânica importante ao bulbo ocular, o vítreo tem uma função óptica deficiente, transmitindo à retina apenas metade dos raios luminosos do espectro visual


31  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 d) O vítreo cortical, em função de sua densidade, participa menos dos intercâmbios metabólicos quando comparado ao vítreo central 70) Assinale a alternativa correta: a) A adaptação total ao escuro ocorre em aproximadamente 3 a 5 minutos b) O uso de óculos com filtros vermelhos em ambientes muito iluminados facilita uma posterior adaptação ao escuro c) A primeira rápida mudança no limiar visual durante a adaptação ao escuro corresponde exclusivamente à adaptação dos bastonetes d) Quanto menor o acúmulo de rodopsinas, menor o tempo necessário para a adaptação ao escuro 71) Assinale a sequência correta em relação ao efeito do estímulo luminoso sobre os bastonetes: a) LUZ  alteração na rodopsina  ativação da proteína G (transducina)  ativação da fosfodiesterase  diminuição intracelular do GMPc  fechamento dos canais de Na+  Hiperpolarização b) LUZ  ativação da fosfodiesterase  diminuição intracelular do GMPc  alteração na rodopsina  ativação da proteína G (transducina)  fechamento dos canais de Na+  Hiperpolarização c) LUZ  fechamento dos canais de Na+  alteração na rodopsina  ativação da proteína G (transducina)  ativação da fosfodiesterase  diminuição intracelular do GMPc  Hiperpolarização d) LUZ  diminuição intracelular do GMPc  ativação da proteína G (transducina)  alteração na rodopsina  ativação da fosfodiesterase  fechamento dos canais de Na+  hiperpolarização 72) Sobre as células bipolares é correto afirmar: a) Conectam-se com cones e bastonetes ao mesmo tempo e podem ser dos tipos on e off b) As que se conectam apenas com os bastonetes podem ser dos tipos on e off c) As que se conectam apenas com os cones podem ser dos tipos on e off d) Não existem células bipolares tipo off 73) Com relação à patologia do hordéolo e do calázio, podemos dizer: a) No hordéolo, os mastócitos predominam em relação às outras células inflamatórias b) Células gigantes estão ausentes no calázio e no hordéolo c) No calázio, encontram-se histiócitos e neutrófilos d) Neutrófilos estão ausentes na reação inflamatória do hordéolo 74) Sobre a patologia da conjuntiva, é correto afirmar: a) Na conjuntivite papilar gigante, predominam células gigantes multinucleadas b) Flictênula é decorrente de células inflamatórias secundárias a reação de corpo estranho c) A maioria dos melanomas conjuntivais surge de melanose primária adquirida com atipia d) Carcinoma basocelular é a neoplasia maligna mais comum da conjuntiva 75) Sobre a patologia da córnea, é correto afirmar: a) No ceratocone, um sinal histopatológico precoce é a falha na camada de Bowman


32  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 b) Na erosão recorrente da córnea, a patogênese está associada à ausência da camada de Bowman c) As ceratopatias ulcerativas associadas às colagenoses ocorrem principalmente na região central d) Na úlcera flictenular, o mecanismo patogênico principal é o acometimento direto do epitélio pelo estafilococo 76) Sobre a orbitopatia de Graves, é correto afirmar que: a) O autoanticorpo contra o hormônio tiroxina é o principal comprometido na patogênese b) Nível sérico normal do hormônio tireoidiano exclui a doença c) Os tecidos conjuntivos mostram infiltrado celular com predominância de neutrófilos e eosinófilos d) Fibroblastos são os principais alvos da agressão autoimune na órbita 77) É correto afirmar sobre a patologia das uveítes que: a) Treponema pallidum e Toxocara canis têm tropismo pelas células do epitélio pigmentado da retina b) Nódulos de Dalen-Fuchs são acúmulos de neutrófilos característicos da fase aguda da oftalmia simpática c) Cistos viáveis de Toxoplasma gondii raramente são encontrados na periferia de cicatriz da retina d) A uveíte intermediária caracteriza-se por vasculite periférica e focos de células inflamatórias com predomínio de linfócitos 78) Sobre a patologia das doenças da retina, é correto afirmar que: a) Na retinopatia diabética, as alterações capilares acometem inicialmente o lado arterial da circulação b) No processo de esclerose da retinopatia hipertensiva, o cruzamento arteriovenoso é fator de proteção contra oclusão venosa c) No edema cistoide da mácula, o acúmulo de líquido acomete predominantemente a camada plexiforme externa d) Na degeneração em treliça, ocorre aumento da espessura da retina e, consequentemente, maior adesão com o vítreo 79) Podemos afirmar sobre a patologia das neuropatias ópticas: a) Na hipertensão intracraniana, para o desenvolvimento do edema do disco óptico não há necessidade de transmissão da pressão até o segmento pré-laminar do nervo óptico b) Nas neuropatias ópticas traumáticas, a avulsão do nervo óptico é o mecanismo mais comum c) Atrofia óptica dominante e neuropatia óptica compressiva podem aumentar a escavação do disco óptico d) O mecanismo fisiopatogênico mais aceito da neuropatia óptica isquêmica não arterítica é o tromboembólico 80) Sobre a patologia do glaucoma, podemos afirmar que: a) As estrias de Haab são decorrentes das rupturas na membrana de Bowman


33  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 b) Edema da córnea associado à hipertensão ocular prolongada é decorrente de lesão direta do epitélio, sem acometimento do endotélio c) No glaucoma neovascular, o aumento da pressão intraocular ocorre principalmente devido a formação de membrana fibrovascular no orifício pupilar causando seclusão pupilar d) A iridoplegia durante a crise de glaucoma agudo é secundária à isquemia do músculo esfíncter da pupila 81) É correto afirmar sobre afecções vítreas: a) Infecções vítreas são raras, devido a presença de enzimas bacteriostáticas no gel vítreo b) Hialócitos têm função de recrutamento de células da resposta inflamatória c) Infiltração vítrea por células leucêmicas não ocorre, devido a ausência de vasos sanguíneos no vítreo d) Sínquise cintilante e hialose asteroide são partes do mesmo processo 82) Sobre patologia das paralisias oculomotoras, é correto afirmar que: a) A lesão do fascículo longitudinal medial leva a deficiência de abdução do olho ipsolateral à lesão b) Acometimento do núcleo do nervo abducente causa paralisia do olhar conjugado horizontal c) Acometimento do núcleo do nervo troclear leva a paralisia ipsolateral do músculo oblíquo superior d) Paralisia isolada do ramo inferior do nervo oculomotor é mais comumente causada por afecções do tronco cerebral 83) Sobre baixa visão e cegueira, podemos afirmar que: a) O paciente com campo visual residual máximo de 30 graus é classificado como portador de cegueira legal b) O decreto no 5.296 (2004) define cegueira legal quando a acuidade visual (AV) corrigida é igual a ou menor que 0,5 no melhor olho c) Deficiente visual com visão subnormal no melhor olho (ou maior grau de deficiência) pode obter benefícios como isenção tarifária de transporte e isenção de imposto na compra de carro d) Os programas educacionais não distinguem pacientes com ausência total de visão daqueles com baixa visão, já que o processo ensino/aprendizagem e os recursos didáticos são os mesmos 84) Sobre causas de cegueira e prevenção, podemos afirmar que: a) Ambliopia é a segunda maior causa de visão reduzida unilateralmente na idade pré-escolar b) Imunização contra rubéola das mulheres em idade fértil faz parte da prevenção primária contra cegueira c) A causa mais frequente de cegueira evitável na infância é a catarata congênita d) Nos últimos 10 anos, a incidência de casos de tracoma aumentou, principalmente, na Região Sudeste


34  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 85) Sobre promoção da saúde ocular, é correto afirmar que: a) As atividades primárias de saúde ocular exercidas pelos agentes de saúde nas localidades sem oftalmologistas são aferição da acuidade visual, medida da pressão intraocular e fundoscopia b) A falta de regras e especificações bem determinadas no Brasil para o uso dos óculos de segurança é a principal causa dos traumatismos oculares no trabalho c) A constatação da automedicação como primeira conduta terapêutica, em níveis diferentes de escolaridade, reforça a necessidade da educação da população para promoção da saúde ocular d) A obrigatoriedade do uso de cinto de segurança causou uma redução momentânea do número de traumatismos oculares, mas atualmente (no ano de 2012) eles retornaram à frequência anterior à lei (Lei municipal de 1995) 86) Quando um feixe luminoso atinge um prisma triangular regular (ângulo apical é maior que 0 e menor que 90 graus; índice de refração maior que o do meio; considere que não há reflexão da luz) perpendicularmente à sua superfície anterior (ou de incidência), o feixe de luz: a) Deve obrigatoriamente apresentar um ângulo de desvio positivo, menor que 90 graus b) Afasta-se ou aproxima-se do ápice, dependendo do índice de refração do prisma c) Apresenta o menor ângulo de desvio possível d) Desvia-se em direção à base do prisma, com ângulo de desvio obrigatoriamente igual ao ângulo apical 87) Uma pessoa que tem na lente direita de seus óculos um prisma de duas dioptrias prismáticas de base temporal, ao tentar observar um objeto 1.000 m à sua frente com um telescópio (utilizando o olho direito sem tirar os óculos), vai localizar esse objeto como estando, relativamente à sua posição real a: a) 5 m à esquerda b) 5 m à direita c) 20 m à esquerda d) 20 m à direita As duas questões seguintes referem-se a um paciente presbíope, com ponto próximo de seu sistema óptico a 33 cm e ponto remoto a 40 cm. 88) A lente corretiva desse paciente para longe é: a) –2,50DE b) –1,00DE c) +0,50DE d. +3,00DE 89) A acomodação residual desse paciente é: a) 0,50D b) 1,00D c) 2,50D d) 3,00D


35  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 90) Pode-se afirmar sobre um raio de luz que cruza uma interface entre ar e água: a) Sofre desvio apenas quando passa da água para o ar e não no sentido inverso b) Sofre desvio apenas quando passa do ar para a água e não no sentido inverso c) Não sofre desvio em quaisquer dos dois sentidos d) Só pode sofrer reflexão total quando incide da água para o ar 91) Sabendo que a velocidade da luz azul (comprimento de onda = 483 nm) no vácuo é igual a 300.000 km/s, podemos afirmar que a velocidade da luz amarela (comprimento de onda = 580 nm) no vácuo é: a) 250.000 km/s b) 300.000 km/s c) 330.000 km/s d) 360.000 km/s 92) Um ponto objeto localizado a 2 m de uma lente convexa de 1 D formará um ponto imagem a: a) 0,5m da lente b) 1m da lente c) 2m da lente d) 4m da lente 93) Um objeto de 1 m, ao ser visto por um espelho retrovisor situado a 20 m, forma neste uma imagem direta de 1 cm. Qual o raio de curvatura, aproximadamente, deste espelho? a) 20 cm b) 40 cm c) 50 cm d) 100 cm 94) Um paciente com diplopia refere perceber duas imagens distando ao redor de 20 cm uma da outra para um objeto situado a 10 m. Qual é o desvio do paciente, em dioptrias prismáticas (dp)? a) 0,5 dp b) 2 dp c) 5 dp d) 200 dp 95) Na lente cuja borda é menos espessa que o centro, uma das faces: a) É sempre côncava b) Nunca é côncava c) Pode ser côncava d. Tem que ser mais côncava que a outra face 96) Nas ametropias refringenciais, ou de índice, corrigidas com lente de contato, tem-se a formação de imagens: a) Maiores que a imagem formada por um olho emetrope na hipermetropia e menores que a imagem formada por um olho emetrope na miopia b) Menores que a imagem formada por um olho emetrope


36  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2013 c) Maiores que a imagem formada por um olho emetrope d) Do mesmo tamanho que a imagem formada por um olho emetrope 97) No conoide de Sturm de uma lente esferocilíndrica de +2,00DE –2,00DC x 90 graus, a distância focal do círculo de menor confusão é de: a) 0 m b) 1 m c) 2 m d) 4 m 98) Ao se analisar o movimento de um feixe de luz refletido por um espelho côncavo ideal, nota-se que a direção do movimento se inverte quando a incidência se faz a aproximadamente 50 cm do espelho. Pode-se afirmar que o raio de curvatura do espelho é de, aproximadamente: a) 20 cm b) 25 cm c) 50 cm d) 100 cm 99) Uma faixa de luz, incidindo a 45 graus em relação ao eixo de uma lente cilíndrica sofrerá: a) Um efeito nulo b) Um efeito correspondente à metade do poder dióptrico da lente c) Um efeito correspondente ao poder dióptrico total da lente d) Sem se conhecer o poder dióptrico da lente, ou seu sinal (positivo ou negativo), não é possível afirmar qual a proporção do efeito que será produzido 100) Um raio luminoso, ao atravessar um prisma, é desviado para a direita. Pode-se garantir, em relação ao prisma: a) Sua face de incidência é perpendicular ao raio luminoso e sua face de emergência inclinada para a esquerda b) Sua face de incidência está inclinada para a esquerda e sua face de emergência é perpendicular ao raio luminoso c) Sua base está voltada para a esquerda d) Seu ápice está voltado para a esquerda


Prova Teórica II A – 2013

1) Um exame de campimetria computadorizada com limiares periféricos iguais a ou maiores que o limiar da fóvea (que se encontra normal), deve apresentar: a) Alta porcentagem de respostas falso-positivas b) Alta porcentagem de respostas falso-negativas c) GHT “fora dos limites da normalidade” d) Gráfico de probabilidades do Total Deviation mais alterado que o do Pattern Deviation 2) Assinale a alternativa correta sobra a gonioscopia de introflexão (“identação”, lente tipo Zeiss): a) Ao contrário da lente de Goldmann, permite a correta graduação da pigmentação no glaucoma pigmentar b) Deve ser utilizada juntamente com substância viscoelástica para compensar a diferença de curvatura que ocorre entre a lente e a córnea c) Facilita o aparecimento de sangue no canal de Schlemm d) Possibilita a diferenciação entre o fechamento sinequial e aposicional do seio camerular 3) Sobre a trabeculoplastia com laser de argônio é correto afirmar: a) A mira do laser utilizado tem aproximadamente 400 micrômetros, englobando todo o ângulo na sua aplicação b) As marcas de laser devem ser aplicadas na periferia da íris com ou sem o auxílio de lente c) O segundo tratamento geralmente é menos eficaz que o primeiro d) Utiliza um laser de 530 nanômetros 4) Sobre a pressão intraocular é correto afirmar: a) Nas mulheres diminui ligeiramente com o início da menopausa b) Geralmente é mais baixa na posição supina (em relação ao paciente sentado) c) Álcool e cafeína produzem um aumento transitório da pressão intraocular d) Os valores medidos nas crianças são geralmente mais baixos que nos adultos

37


38  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 5) Sobre os sinais de glaucoma, assinale a alternativa correta: a) O sinal de Hoyt é uma ausência localizada da rima neural chegando até o anel escleral b) A atrofia tipo zona beta encontra-se mais afastada que a tipo zona alfa c) A hemorragia peripapilar é mais comum no glaucoma pigmentar que no glaucoma de pressão normal d) A hemorragia peripapilar é mais comum na região temporal inferior 6) Qual dos tumores abaixo tem mais probabilidade de causar glaucoma neovascular? a) Melanocitoma b) Retinoblastoma c) Leiomioma d) Neurofibroma 7) Dos abaixo relacionados, qual é um fator predisponente para o bloqueio pupilar? a) Aumento da curvatura posterior da córnea b) Córnea com diâmetro pequeno c) Comprimento axial do olho maior que o da média da população d. Cristalino mais fino que o normal 8) Qual dos anestésicos abaixo tem maior probabilidade de diminuir a pressão intraocular durante o exame sob narcose de uma criança com glaucoma congênito? a) Succinilcolina b) Ketamina c) Hidrato de cloral d) Halotano 9) Durante uma trabeculectomia, a sutura do retalho escleral deve ser feita idealmente com: a) Nylon 10-0 b) Seda 8-0 c) Polipropileno (Prolene®) 8-0 d) Poliglactina (Vicryl®) 10-0 10) Sobre o glaucoma de ângulo fechado é correto afirmar: a) Bloqueio pupilar é mais comum nos homens b) Fechamento agudo do ângulo (glaucoma agudo) é menos comum nos negros que nos caucasianos c) A técnica de Van Herick para avaliação do seio camerular deve ser realizada com lente de introflexão (“identação”) d) O teste provocativo da pronação em sala escura é a forma mais correta para se decidir a indicação de uma iridotomia periférica 11) Sobre o glaucoma congênito primário é correto afirmar: a) A maioria dos casos tem herança autossômica dominante com penetrância variável b) Na maior parte dos casos é uma doença unilateral c) Os pacientes frequentemente apresentam astigmatismo, que muitas vezes é causado pelas estrias de Haab


39  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 d) Frequentemente os pacientes desenvolvem hipermetropia quando a doença aparece antes dos três anos de vida 12) Assinale a alternativa correta: a) Na rubeosis iridis, fase pré-glaucoma, é comum encontrar ectrópio uveal e rubeose em toda a extensão da íris b) Em aproximadamente 80% dos casos de glaucoma neovascular, a etiologia é a oclusão de veia central da retina c) Na rubeosis iridis a panfotocoagulação só está indicada nas fases pré-glaucomatosas d) Na fase de ângulo aberto do glaucoma neovascular ocorre membrana fibrovascular sobre o trabeculado 13) Paciente jovem, com glaucoma bilateral, córneas transparentes, apresenta à gonioscopia linha de Schwalbe proeminente e anteriorizada em ambos os olhos e traves ligando a periferia da íris a essa linha. Qual o diagnóstico mais provável? a) Anomalia de Peters b) Glaucoma primário de ângulo fechado c) Síndrome iridocorneana endotelial (ICE) d) Síndrome de Axenfeld-Rieger 14) Sobre a iridosquise é correto afirmar: a) Geralmente é unilateral b) Acomete preferencialmente idosos c) Ocorre preferencialmente na região superior da íris (12 horas) d) Normalmente é causada por aplicação excessiva de laser durante uma iridotomia 15) Um paciente com crises de aumento da pressão intraocular, sempre no mesmo olho, exame de gonioscopia normal, flare ocasional e precipitados ceráticos discretos, provavelmente apresenta: a) Síndrome de Cogan-Reese b) Síndrome de Posner-Schlossmann (crises glaucomatociclíticas) c) Glaucoma pigmentar d) Glaucoma corticogênico 16) Qual dos fatores é determinante no diagnóstico diferencial entre glaucoma maligno e glaucoma agudo por bloqueio pupilar? a) Iridotomia patente b) Pressão intraocular acima de 40 mmHg c) Câmara anterior rasa d) Cirurgia de implante de drenagem prévia 17) Sobre o glaucoma corticogênico: a) A forma de administração de corticosteroides que apresenta maior risco do paciente desenvolver glaucoma é a via oral b) Anti-inflamatórios não hormonais, se usados em altas doses, geralmente causam aumento da pressão intraocular por mecanismo semelhante ao dos corticosteroides


40  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 c) Pacientes com glaucoma primário de ângulo aberto têm maior probabilidade de apresentar pico de pressão intraocular com o uso de corticosteroides d) O aumento da pressão intraocular é geralmente irreversível, mas responde bem ao tratamento com hipotensores oculares 18) Qual dos pacientes com as características abaixo tem, mais provavelmente, glaucoma pseudoesfoliativo e não glaucoma pigmentar? a) Pigmentação no seio camerular e pouca dilatação pupilar com midriáticos b) Idade de 20 anos, degeneração em treliça na periferia da retina c) Atrofia entre a raiz e a borda pupilar da íris e pigmentação no seio camerular d) Crises agudas de aumento da pressão intraocular e miopia 19) Quais das células abaixo são as principais responsáveis pelo glaucoma hemolítico? a) Células endoteliais do trabeculado b) Macrófagos c) Hemácias d) Hemácias degeneradas 20) Sobre a hipoplasia bilateral do nervo óptico, podemos afirmar que: a) Não se associa a defeito de campo visual b) Coloboma de íris e retina geralmente estão associados c) O diagnóstico é feito por ecografia, com a detecção de calcificação no nervo óptico d) Quando detectada na infância, deve-se investigar disfunção hipotálamo-hipofisária 21) Sobre a síndrome do pseudotumor cerebral, podemos afirmar que: a) A acuidade visual geralmente é normal nas fases precoces da doença, mesmo na presença de hipertensão liquórica b) A diplopia é secundária ao acometimento do nervo oculomotor c) Os defeitos campimétricos mais comuns são o escotoma central e o cecocentral d) Ausência de cefaleia exclui o diagnóstico 22) Sobre a neuropatia óptica isquêmica, forma não arterítica, podemos afirmar que: a) A progressão da perda visual e do defeito campimétrico exclui o diagnóstico b) A presença do disco do nervo óptico congenitamente “cheio” (com área menor do que a habitual e ausência de escavação) é um fator de risco c) Constrição generalizada do campo visual é o defeito mais comum d) Pulsoterapia com corticosteroide é obrigatória para prevenir o acometimento contralateral 23) Podemos afirmar sobre a neuropatia óptica traumática: a) Ausência de alteração na tomografia computadorizada exclui o diagnóstico b) A lesão geralmente ocorre no disco do nervo óptico c) Edema do disco óptico é um achado comum no trauma indireto posterior d) Geralmente, a perda visual surge a partir do momento do impacto


41  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 24) Em paciente com miopatia ocular associada a catarata e calvície precoce, o diagnóstico mais provável é: a) Síndrome de Kearns-Sayre b) Distrofia miotônica c) Distrofia muscular de Duchenne d) Distrofia oculofaríngea 25) Sobre o diagnóstico de miastenia grave, forma ocular, podemos afirmar: a) Ausência do anticorpo antirreceptor de acetilcolina exclui o diagnóstico b) A variação da ptose palpebral e da oftalmoplegia é incomum c) A instalação abrupta da ptose palpebral e da oftalmoparesia afasta o diagnóstico d) A melhora da ptose palpebral com a piridostigmina confirma o diagnóstico clínico 26) Sobre neurite óptica, podemos afirmar que: a) É mais comum na infância do que na idade adulta b) A maioria dos pacientes apresenta-se com ausência de percepção luminosa c) A atividade da doença deve ser monitorada principalmente pela dosagem da proteína C reativa e da velocidade de hemossedimentação d) Na forma unilateral, defeito pupilar aferente relativo está presente no olho acometido 27) Sobre as manifestações clínicas das síndromes retroquiasmáticas, podemos afirmar que: a) A presença de defeito pupilar aferente no olho com maior defeito de campo visual sugere acometimento do corpo geniculado lateral b) A congruência da hemianopsia homônima é incomum nas lesões occipitais c) Quando há lesão completa (de longa duração) do trato óptico, observa-se atrofia em banda do nervo óptico do olho contralateral d) Escotoma hemianópico homônimo congruente é característico das lesões na radiação óptica no lobo parietal 28) Homem, 35 anos de idade, apresentou-se ao pronto-socorro com queixa de perda visual no olho esquerdo associado a trauma naquele olho há seis meses. Ao exame oftalmológico a acuidade visual era 1,0 no olho direito e ausência de percepção de luz no olho esquerdo. Os reflexos pupilares fotomotores diretos e consensuais eram normais em ambos os olhos. A oftalmoscopia era normal em ambos os olhos. Diante deste quadro, o diagnóstico mais provável é: a) Cegueira cortical b) Neuropatia óptica traumática c) Simulação de perda visual d) Neurite óptica retrobulbar 29) Mulher, 25 anos de idade, vem ao pronto-socorro com história de dor periocular direita há uma semana. Ao exame apresenta perda visual (acuidade visual 0,1 com a melhor correção) e ptose palpebral completa à direita. O exame do olho esquerdo era normal. Podemos afirmar que o diagnóstico mais provável é: a) Síndrome do ápice orbitário, se a pupila direita mostrar-se midriática e sem resposta ao estímulo luminoso


42  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 b) Síndrome de Kearns-Sayre associada à retinopatia pigmentária, se a pupila apresentar defeito pupilar aferente relativo c) Síndrome de Horner, se houver anisocoria maior no escuro do que no claro d) Acidente vascular encefálico afetando as radiações ópticas, se a pupila mostrar reações normais 30) Na posição primária do olhar: a) O reto superior tem ações de supradução e abdução b) O oblíquo superior tem ações de inciclodução e adução c) O oblíquo inferior tem ações de inciclodução e abdução d) O reto inferior tem ações de infradução e adução 31) Durante cirurgia de estrabismo, foi realizado retrocesso amplo do músculo reto superior sem a liberação adequada das conexões entre sua bainha e a bainha do músculo levantador da pálpebra superior. A complicação mais provável será: a) Blefaroptose b) Pseudoptose c) Retração da pálpebra superior d) Lesão inadvertida do músculo oblíquo superior 32) Retinografia mostra relação fóvea/disco óptico com a fóvea mais baixa que a borda inferior do disco óptico. Qual é o diagnóstico mais provável? a) Exciclodução e paresia de oblíquo superior b) Exciclodução e paresia de oblíquo inferior c) Inciclodução e paresia de oblíquo superior d) Inciclodução e paresia de oblíquo inferior 33) Com relação à síndrome de Brown: a) É bilateral na maior parte dos casos b) Ocorre maior limitação da elevação do olho em abdução do que em adução c) Nos casos unilaterais, há hipertropia do olho afetado na posição primária do olhar d) O teste de dução forçada mostra resistência à elevação do olho em adução 34) É característica da esotropia infantil com limitação bilateral de abdução (síndrome de Ciancia): a) Ambliopia profunda na maioria dos casos b) Início geralmente após os dois anos de idade c) Posição viciosa da cabeça: rodada para o lado do olho fixador d) Resolução do desvio com o uso dos óculos quando a prescrição das lentes é feita precocemente 35) Com relação ao tratamento do nistagmo com posição excêntrica de bloqueio: a) O tratamento cirúrgico visa a transferência da posição excêntrica de bloqueio para a posição primária do olhar, com o objetivo de eliminar a posição viciosa da cabeça b) O tratamento cirúrgico visa melhorar a acuidade visual, mas não tem como objetivo eliminar a posição viciosa da cabeça


43  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 c) Exercícios ortópticos não eliminam o nistagmo, mas diminuem sua amplitude e frequência d) A correção cirúrgica é indicada somente se houver estrabismo associado 36) Com relação à síndrome de Duane tipo I: a) Acomete caracteristicamente o sexo masculino b) Há enoftalmia na tentativa de adução do olho afetado c) A tomografia computadorizada de órbita é fundamental para o diagnóstico d) O tratamento cirúrgico tem como objetivo corrigir a inervação anômala, mas não melhora a posição viciosa da cabeça 37) Com relação ao estrabismo na orbitopatia de Graves: a) É mais frequente limitação da adução do que da abdução do olho b) O procedimento cirúrgico mais indicado é a ressecção dos músculos acometidos, sendo os retrocessos raramente realizados c) É mais frequente limitação da elevação do que da depressão do olho d) O teste de dução forçada mostra, caracteristicamente, ausência de restrição 38) É característica da paresia unilateral do oblíquo superior: a) Diminuição da hipertropia com a inclinação da cabeça sobre o ombro do lado do olho hipertrópico b) Hipertropia que aumenta na lateroversão correspondente à adução do olho hipertrópico c) Anisotropia em “A” d) Hipofunção do músculo oblíquo inferior ipsolateral 39) Com relação ao teste do olhar preferencial com cartões de acuidade de Teller: a) É baseado na observação de que crianças pequenas tendem a olhar mais para cartões coloridos do que para cartões brancos b) São apresentados cartões brancos e coloridos para a medida logarítmica da acuidade visual c) Os cartões, com figuras que motivam a criança, são apresentados simultaneamente à introdução de um prisma diante do olho testado d) É um método objetivo de medida da acuidade visual em crianças pré-verbais 40) Criança de sete anos apresenta posição viciosa de cabeça com elevação do mento. Qual é o provável diagnóstico? a) Exotropia, anisotropia do meridiano vertical em “V”, presença de visão binocular b) Exotropia, anisotropia do meridiano vertical em “A”, ausência de visão binocular c) Esotropia, anisotropia do meridiano vertical em “V”, presença de visão binocular d) Esotropia, anisotropia do meridiano vertical em “A”, ausência de visão binocular 41) Com relação às manifestações do desvio vertical dissociado e da hiperfunção dos músculos oblíquos inferiores: a) Na hiperfunção dos músculos oblíquos inferiores, o olho ocluído eleva-se mais em abdução do que em adução


44  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 b) A anisotropia em ”V” é mais comum no desvio vertical dissociado do que na hiperfunção dos músculos oblíquos inferiores c) No desvio vertical dissociado o olho ocluído eleva-se em posição primária, em abdução e em adução d) Raramente essas duas afecções estão associadas 42) Com relação ao cálculo da relação convergência-acomodativa e acomodação (relação CA/A pelo método do gradiente: a) Avalia-se a mudança da posição do equilíbrio oculomotor com fixação dirigida para longe e para perto b) Avalia-se a mudança da posição do equilíbrio oculomotor após a introdução de lente à frente da dos óculos c) O valor de 10A/D é considerado normal d) O cálculo considera o valor da distância interpupilar 43) Com relação à complicação de músculo “perdido“ em cirurgia de estrabismo: a) Pode ocorrer em músculos operados por técnica de ressecção muscular, mas não por técnica de retrocesso da inserção b) Para evitá-la, é contraindicada a utilização de fio de poliglactina (Vicryl®) nas cirurgias de estrabismo c) Quando o diagnóstico é feito no pós-operatório, a reoperação deve ser realizada o mais rapidamente possível, não sendo necessário aguardar a diminuição do processo inflamatório d) O teste de geração de força mostra “tranco” forte na pinça de preensão ocular, sugerindo contração normal do músculo perdido 44) Com relação ao diagnóstico diferencial entre síndrome de Duane do tipo I e paralisia congênita do VI nervo: a) A posição viciosa de cabeça está, caracteristicamente, presente na síndrome de Duane do tipo I e ausente na paralisia congênita do VI nervo b) O desvio é, em geral, comitante na paralisia congênita do VI nervo e incomitante na síndrome de Duane do tipo I c) A paralisia congênita do VI nervo é mais frequente que a síndrome de Duane do tipo I d) A esotropia é maior, em geral, na paralisia congênita do VI nervo do que na síndrome de Duane do tipo I 45) Com relação às causas de perda visual na infância: a) Nos países em desenvolvimento as principais são glaucoma congênito e catarata congênita b) A deficiência de vitamina A é frequente no mundo todo c) Nos países desenvolvidos as doenças hereditárias e a retinopatia da prematuridade estão entre as principais d) Infecções congênitas são comuns no mundo todo, mas não são causas importantes de baixa visão, porque o comprometimento visual é reversível


45  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 46) Com relação às lentes esferoprismáticas como auxílio para reabilitação de visão subnormal: a) Prismas de base temporal são incorporados às lentes esféricas b) Lentes de + 8,00 dioptrias-esféricas são, em geral, associadas a prismas de 10 dioptrias-prismáticas c) O valor máximo de prescrição deve ser de 20 dioptrias-esféricas d) O valor máximo de prescrição deve ser de 30 dioptrias-prismáticas 47) Com relação aos telescópios: a) O tipo Kepler tem uma lente esférica negativa na ocular b) O tipo Galileu produz uma imagem real e invertida c) O tipo Kepler tem qualidade óptica inferior ao tipo Galileu d) O tipo Galileu tem uma lente esférica positiva na objetiva 48) O principal diagnóstico diferencial da ceratite por Acanthamoeba nas fases iniciais é a: a) Ceratopatia cristalina b) Distrofia da membrana basal do epitélio da córnea c) Ceratite fúngica d) Ceratite herpética 49) Qual dos exames laboratoriais abaixo é o mais utilizado para a pesquisa da conjuntivite crônica causada pela Chlamydia trachomatis? a) Imunofluorescência direta do raspado conjuntival b) Pesquisa de células epiteliais ceratinizadas coradas pela hematoxilina c) Cultura do raspado conjuntival em ágar Sabouraud d) Cultura do raspado conjuntival em ágar não nutriente enriquecido com E. coli 50) Qual dos tecidos abaixo apresenta baixa antigenicidade, membrana basal e expressão de fatores de crescimento e diferenciação epitelial; e que possa ser utilizado na reconstrução da superfície ocular? a) Mucosa oral b) Membrana amniótica c) Esclera d) Conjuntiva 51) Com relação à blefarite estafilocócica, é correto afirmar: a) Higienização das pálpebras com uso de água morna e xampu neutro não tem utilidade nessa forma de blefarite b) Diferentemente da blefarite seborreica, madarose e ulcerações nos folículos são achados raros c) O agente etiológico mais frequente é o Staphylococcus epidermidis d) Induz mais reações de hipersensibilidade do que a seborreica 52) Com relação às conjuntivites bacterianas hiperagudas, é correto afirmar: a) A Neisseria meningitidis é o principal agente etiológico b) Quando há comprometimento da córnea, o tratamento ideal é realizado com dose única de 1g de ceftriaxona administrada pela via intramuscular


46  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 c) Todos os pacientes apresentam infecção concomitante pela Chlamydia d) A pesquisa laboratorial do agente etiológico é obrigatória 53) Qual o fator de risco mais frequente para o desenvolvimento da ceratite bacteriana? a) Uso de lentes de contato b) Ceratite herpética em uso de corticoide c) Blefarite estafilocócica d) Dacriocistite crônica 54) Com relação à infecção ocular pelo molusco contagioso, é correto afirmar: a) A lesão típica geralmente está localizada na conjuntiva b) O tratamento inclui a curetagem da lesão c) Tanto nos imunocomprometidos quanto nos imunocompetentes, geralmente o acometimento é bilateral d) Desencadeia conjuntivite papilar crônica, muitas vezes com linfadenoatia pré-auricular 55) Com relação à presença do anel de Wessely, completo ou incompleto, nos casos de ceratite herpética, é correto afirmar: a) O paciente deve ser tratado com aciclovir 2 g/dia, por 10 a 14 dias b) Trata-se de quadro clínico grave em pacientes com imunodepressão sistêmica e caracteriza-se por defeito epitelial com formato circular ou ameboide c) Ocorre por infecção bacteriana secundária pela Pseudomonas sp d) Caracteriza-se por infiltrado estromal imunomediado, localizado geralmente no estroma médio da área central ou paracentral da córnea 56) Com relação às ceratites fúngicas, é correto afirmar: a) Fungos filamentosos não têm a capacidade de penetrar a membrana de Descemet íntegra, diferentemente dos fungos leveduriformes b) Clinicamente, as infecções causadas por fungos filamentosos apresentam aspecto úmido, com supuração densa e focal, sem margens hifadas ou lesões satélites c) As causadas pelo Fusarium sp. geralmente ocorrem em locais de clima quente e se associam ao trauma por materiais vegetais em olhos previamente sadios d) Infecções causadas pela Candida sp. devem ser tratadas com cetoconazol oral e colírio de natamicina 57) Com relação à dermatoceratoconjuntivite atópica, é correto afirmar: a) Geralmente acomete crianças, sendo o sexo masculino mais frequentemente afetado b) A hipertrofia papilar é mais proeminente na conjuntiva palpebral inferior c) Apresenta na córnea as fossetas de Herbert d) Tende a melhorar com o aumento da idade 58) Com relação aos diversos tratamentos para o ceratocone, é correto afirmar: a) O implante intraestromal de segmentos de anéis está indicado nos ceratocones incipientes ou iniciais e seu objetivo é regularizar a córnea para facilitar a adaptação às lentes de contato


47  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 b) A riboflavina a 0,1% é a vitamina mais utilizada no procedimento de indução de ligações covalentes (crosslinking de colágeno), cujo objetivo é induzir a produção de radicais livres de oxigênio, quando irradiada pela luz ultravioleta c) A indução da formação de ligações covalentes (crosslinking de colágeno) está indicada nos ceratocones que demonstraram não haver progressão da ectasia pelo menos nos últimos 12 meses d) Transplantes lamelares posteriores (DSEK, DSAEK ou DMEK) estão indicados para os casos de ceratocone que evoluíram com ruptura da membrana de Descemet e hidropsia 59) Paciente branco, do sexo masculino, 40 anos de idade, apresentando úlcera de córnea periférica e esclerite necrotizante com inflamação, associada à nefropatia e inflamações do trato respiratório. Qual a doença sistêmica mais provável? a) Espondiloartropatia soronegativa b) Síndrome de Mooren c) Granulomatose de Wegener d) Síndrome de Sjögren 60) Com relação aos tumores da conjuntiva, é correto afirmar: a) O papiloma escamoso da conjuntiva, de aspecto exofítico e pedunculado, apresenta elevadas taxas de transformação maligna nos grupos etários mais avançados b) A melanose primária adquirida apresenta-se como lesão unilateral, plana, pigmentada, difusa e sem cistos intralesionais, mais comumente em pessoas brancas de meia-idade e está relacionada com a origem da maioria dos casos de melanomas conjuntivais c) O xeroderma pigmentoso, doença que apresenta padrão de herança autossômico dominante, pode evoluir com o aparecimento de carcinoma espinocelular de conjuntiva d) A taxa de mortalidade nos pacientes com melanoma de conjuntiva está entre 0,5 e 3,5% 61) A distrofia de córnea com herança autossômica dominante, que acomete principalmente mulheres, após os 30 anos de idade, induzindo erosões epiteliais recorrentes, e considerada a mais frequente das distrofias anteriores é: a) Distrofia de Meesmann b) Distrofia de Reis-Bucklers c) Distrofia de Groenow tipo II d) Distrofia microcística de Cogan 62) Com relação à captação e distribuição de córneas para transplantes, é correto afirmar: a) A CNCDO (Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos), não permite que um mesmo paciente esteja inscrito em diversas listas de espera em Estados distintos, mas autoriza a inscrição do paciente em listas regionais de um mesmo Estado b) Opacidade de córnea, bilateral, em crianças com menos de sete anos, constitui critério de priorização para o recebimento de córnea para transplante com finalidade óptica c) A idade do doador da córnea é o fator mais importante para se determinar a qualidade óptica e o destino do tecido ofertado para transplante d) A falência primária do enxerto, permite que nova córnea seja ofertada de modo priorizado ao paciente, desde que o transplante tenha sido realizado no máximo há 30 dias


48  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 63) Qual das situações abaixo, relacionadas a história do doador, poderá permitir a utilização da córnea para transplante? a) Rubéola congênita b) Síndrome de Reye c) Hepatite A d) Infecção pelos vírus HTLV-II 64) Qual o fármaco mais utilizado durante o peroperatório para reduzir o risco da formação de opacidade de córnea após a cirurgia de ceratectomia fotorrefrativa (PRK)? a) Interferon α b) 5-Fluorouracil c) Colchicina d) Mitomicina C 65) Paciente do sexo masculino, 24 anos de idade, sem uso de lentes de contato gelatinosas há 90 dias, apresenta: refração sob cicloplegia: OD = –14,00DE –1,50DC (180 graus) e OE = –13,00DE –2,00DC (150 graus) espessura central da córnea (paquimetria ultrassônica): OD = 498 micrômetros OE = 487 micrômetros; ceratometria central: OD = 42,50 x 42,00 (180 graus) OE = 42,00 x 41,50 (150 graus) Com relação à possibilidade de correção cirúrgica do erro refracional, pode-se afirmar: a) A medida da espessura central da córnea provavelmente está subestimada pelo método utilizado, sendo necessário repetir a aferição por outros métodos b) A ablação com excimer laser não está indicada para a correção cirúrgica de toda a ametropia (grau total) c) Extração do cristalino e substituição por lente intraocular é, reconhecidamente, o método de escolha d) O tipo de planejamento cirúrgico a ser realizado (se PRK ou LASIK) dependerá ainda do exame da retina periférica pela fundoscopia indireta 66) Com relação às cirurgias refrativas, é correto afirmar: a) Embora o laser de femtossegundo apresente vantagens com relação ao microcerátomo para a confecção de lamelas, a maior variabilidade obtida dos flaps em relação à espessura desejada constitui uma desvantagem b) Córnea muito plana, com ceratometria inferior a 41,00D, constitui fator de risco para a desinserção completa do disco (free cap) durante a cirurgia de laser in situ keratomileusis (LASIK) c) A ceratectomia fototerapêutica (PTK), por aplanar predominantemente a periferia da córnea, tende a induzir miopia na refração pós-operatória d) Na ceratectomia fotorrefrativa (PRK), a intensidade da resposta cicatricial após o procedimento é inversamente proporcional à quantidade de tecido removido


49  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 67) Uma membrana neovascular totalmente cicatrizada, apresenta hiperfluorescência nas fases tardias da angiofluoresceinografia por: a) Extravasamento do contraste b) Autofluorescência c) Bloqueio do contraste d) Impregnação do contraste 68) Para examinar a retina periférica temporal superior do olho esquerdo de um paciente com oftalmoscopia binocular indireta devemos solicitar que ele olhe em: a) Dextroinfraversão b) Levossupraversão c) Dextrossupraversão d) Levoinfraversão 69) Pode-se afirmar sobre a angiofluoresceinografia e a angiografia com indocianina verde: a) A imagem da angiofluoresceinografia sofre menor influência de opacidades, como sangue, do que da angiografia com indocianina verde b) Na angiografia com indocianina verde, pode-se observar melhor os vasos da coroide que na angiofluoresceinografia c) A angiofluoresceinografia permite melhor observação de lesões abaixo do epitélio pigmentado da retina que a angiografia com indocianina verde d) A angiografia com indocianina verde não permite a observação da circulação retiniana 70) A observação de uma descontinuidade das camadas mais internas da retina na região macular, mas com camadas mais externas contínuas, leva ao diagnóstico de: a) Descolamento do epitélio pigmentado da retina b) Buraco lamelar de mácula c) Descolamento da hialoide posterior d) Membrana epirretiniana 71) Na coriorretinopatia serosa central, uma queixa comum é a micropsia. Este sintoma provavelmente é devido a: a) Afastamento dos fotorreceptores b) Estiramento da membrana limitante interna c) Alteração do fluxo axoplasmático d) Alteração da remodelação do segmento externo dos fotorreceptores 72) Dos pacientes abaixo relacionados, qual tem maior risco de apresentar DMRI? a) Paciente branco, 65 anos, obeso, tabagista b) Paciente negro, 70 anos, ingestão aumentada de lipídios, ingestão moderada de vinho c) Paciente branco, 55 anos, íris clara, hipertenso, não tabagista d) Paciente negro, 60 anos, atividades predominantemente em ambiente fechado, hipercolesterolemia


50  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 73) Na angiofluoresceinografia de um paciente com DMRI, o achado mais característico da forma seca da doença é: a) Áreas puntiformes de hiperfluorescência por impregnação do contraste nas drusas, hiperfluorescência por defeito “em janela” nas áreas de rarefação do epitélio pigmentar e hipofluorescência por bloqueio nas áreas de proliferação do epitélio pigmentar b) Áreas puntiformes de hiperfluorescência por impregnação do contraste nas drusas, hiperfluorescência por vazamento de contraste na área central da lesão e hipofluorescência por bloqueio nas áreas de proliferação do epitélio pigmentar c) Áreas puntiformes de hiperfluorescência por impregnação nas drusas, hiperfluorescência por defeito “em janela” nas áreas de rarefação do epitélio pigmentar e hipofluorescência por não perfusão da região central d) Áreas de hiperfluorescência por vazamento de contraste na periferia da lesão, hiperfluorescência por impregnação do contraste nas áreas de rarefação do epitélio pigmentar e hipofluorescência por bloqueio gerado por hemorragias 74) No tratamento da DMRI exsudativa, o exame separadamente mais importante para indicação de continuidade do tratamento com injeção de antiangiogênico é: a) Autofluorescência b) Angiografia com indocianina verde c) Tomografia de coerência óptica d) Microperimetria 75) A presença de lesões lineares com distribuição centrífuga a partir do nervo óptico, hiperfluorescentes à angiofluoresceinografia por defeito “em janela”, sugere tratar-se mais provavelmente de: a) Coroidite serpiginosa b) Oclusão de veia central da retina c) Coroidopatia miópica d) Estrias angioides 76) Paciente com história de cefaleia súbita espontânea de grande intensidade, seguida de baixa acuidade visual bilateral, apresenta ao exame oftalmológico hemorragia vítrea bilateral. O diagnóstico mais provável é: a) Síndrome de Putscher b) Síndrome de Terson c) Síndrome de Wyburn-Mason d) Síndrome de Sturge-Weber 77) Qual das alternativas abaixo é mais sugestiva de descolamento do vítreo posterior? a) Inversão do canal de Cloquet b) Teste de Watzke-Allen positivo c) Observação do ponto de Mittendorf d) Observação do anel de Weiss


51  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 78) Paciente diabético, com baixa da acuidade visual, com evidência de edema macular e poucos exsudatos duros, apresentando na angiofluoresceinografia dilatação capilar universal, com vazamento profuso, abrangendo toda a mácula. No OCT, observa-se espessamento da área foveal de 572 micrômetros no olho direito e de 620 micrômetros no olho esquerdo, com edema cístico em ambos os olhos. O quadro clínico corresponde a maculopatia diabética do tipo: a) Difuso b) Focal c) Isquêmico d) Secundário a oclusão arterial 79) A utilização de óleo de silicone na vitrectomia tem por objetivo: a) Evitar a ocorrência de proliferação vitreorretiniana b) Mobilizar o fluido sub-retiniano durante a vitrectomia c) Diminuir o risco de formação de catarata pós-operatória d) Manter a retina posicionada, sendo obrigatória a sua remoção ou troca 80) Assinale a alternativa correta sobre o laser vermelho quando comparado ao laser verde: a) Causa mais lesão direta nas camadas retinianas internas b) É mais absorvido pela hemoglobina c) Causa menos dor d) É absorvido por camadas mais profundas da coroide 81) A alteração oftalmoscópica mais precoce na retinopatia hipertensiva é: a) Estreitamento arteriolar b) Exsudatos duros c) Aumento do reflexo dorsal das arteríolas d) Retificação dos cruzamentos arteriovenosos 82) A retinopatia falciforme proliferativa é mais comum em qual forma da doença? a) AS (traço falciforme) b) SC c) SS d) S-Betatalassemia 83) Paciente que se apresenta com oclusão de veia central da retina e defeito pupilar aferente relativo em um dos olhos deve ser orientado: a) Quanto à necessidade imediata de vitrectomia para remoção das bainhas nos cruzamentos arteriovenosos b) Quanto à necessidade de realizar anticoagulação sistêmica c) Quanto ao mau prognóstico da doença d) Quanto à necessidade de tratamento com medicação trombolítica sistêmica


52  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 84) Paciente com quadro unilateral de hemorragias puntiformes e arredondadas, localizadas predominantemente na periferia da retina, com veias retinianas dilatadas, rubeosis iridis com áreas de goniossinequias, presença de membrana fibrovascular no seio camerular e pressão intraocular com elevação desproporcional aos achados neovasculares do segmento anterior, tem como hipótese mais provável: a) Oclusão de ramo arterial retiniano b) Fístula carotidocavernosa c) Obstrução de artéria carótida interna d) Trombose de veia oftálmica superior 85) Das afirmações abaixo sobre a retinopatia diabética, assinale a correta: a) A hipertensão arterial não interfere no prognóstico da evolução da doença b) Após 20 anos de doença, a incidência do edema macular diabético atinge níveis próximos de 30%, tanto nos diabéticos do tipo 1 quanto nos do tipo 2 c) A nefropatia é aceita como o principal fator de risco para retinopatia diabética d) A retinopatia diabética é mais prevalente e grave nos míopes 86) Sobre a propedêutica complementar nas uveítes, podemos afirmar que: a) O resultado do teste tuberculínico (PPD) não sofre influência do uso de corticosteroide sistêmico b) A dosagem do nível sérico da enzima conversora da angiotensina é útil na suspeita de sarcoidose c) A positividade do HLA-B27 confirma a doença de Behçet d) O aumento do número de células inflamatórias no liquor é irrelevante no diagnóstico das uveítes difusas 87) Sobre as uveítes associadas às doenças reumáticas: a) A uveíte intermediária é a manifestação mais frequente b) Uveíte anterior granulomatosa é o tipo mais comum c) O quadro ocular não se correlaciona, necessariamente, com a gravidade da doença sistêmica d) Na artrite reumatoide juvenil, a uveíte é mais comum na forma sistêmica 88) Podemos afirmar sobre a doença de Behçet: a) A ausência do HLA-B27 exclui o diagnóstico b) Vasculite retiniana é a manifestação mais característica do polo posterior do olho c) Tratamento com imunossupressor sistêmico raramente é necessário para o controle da doença d) Prognóstico visual é bom, mesmo sem tratamento 89) Sobre a retinocoroidite associada a toxoplasmose ocular, podemos afirmar que: a) Geralmente apresenta-se por lesões ativas em vários locais da retina, de forma concomitante b) Oclusão de ramo arterial é frequentemente causada pelo aumento da agregação plaquetária, secundária aos anticorpos antitoxoplasma


53  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 c) Quando apresenta lesão ativa justadiscal, edema do disco óptico, hemorragias retinianas e estrela macular, simula a neurorretinite por doença da arranhadura do gato d) Vitreíte é um evento raro e associada a toxoplasmose do sistema nervoso central 90) Sobre tuberculose ocular, podemos afirmar que: a) É uma forma comum de tuberculose extrapulmonar, juntamente com a meningite tuberculosa b) Granuloma de coroide é uma forma comum da doença e pode ser encontrado mesmo na ausência de doença extraocular c) Conjuntivite oculoglandular é uma forma comum da doença e ocorre, geralmente, durante a infecção primária d) Iridociclite granulomatosa é uma forma rara da doença 91) Podemos afirmar sobre a sífilis que: a) O exame de liquor é contraindicado quando a uveíte posterior não está associada às manifestações neurológicas b) Coroidite focal é mais comum do que uveíte anterior nos pacientes imunocompetentes c) O tratamento da uveíte difusa deve ser o mesmo que o da neurossífilis, utilizando penicilina parenteral d) A alteração retiniana conhecida como “sal e pimenta” é mais comum na forma adquirida que na congênita 92) Sobre as manifestações oculares relacionadas com a infecção por HIV e a síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS), podemos afirmar que: a) A retinopatia do HIV é uma das manifestações mais comuns, apresenta-se por hemorragias retinianas e exsudatos algodonosos, com acuidade visual normal b) A incidência da retinite por citomegalovírus em pacientes com AIDS não se alterou após a introdução da terapia antirretroviral, devido a alta prevalência de pessoas infectadas assintomáticas c) A síndrome de recuperação imune associada a terapia antirretroviral geralmente é leve e autolimitada, e raramente leva a perda visual d) A uveíte anterior sintomática é comum, principalmente a da forma granulomatosa causada pelo próprio HIV 93) É correto afirmar sobre sarcoidose que: a) A manifestação ocular mais comum é a hipertrofia dos linfonodos orbitários, que ocorre concomitantemente ao aparecimento da adenopatia hilar b) Uveíte anterior granulomatosa é rara na forma ocular da doença c) A adenopatia hilar é um achado de imagem importante para o diagnóstico diferencial de sarcoidose ocular d) Níveis normais da enzima conversora de angiotensina descartam o diagnóstico pela alta sensibilidade do teste 94) Sobre as manifestações oculares associadas a neoplasias, podemos afirmar que: a) O acometimento visual é raro no linfoma primário do sistema nervoso central b) A metástase confinada à coroide geralmente não provoca vitreíte


54  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 c) Na fase inicial do retinoblastoma, sinais inflamatórios do segmento posterior estão presentes na maioria dos pacientes d) A lesão característica do linfoma intraocular no segmento posterior é a massa elevada, invadindo o vítreo, e com exsudato retiniano associado 95) Sobre a toxoplasmose ocular, podemos afirmar que: a) Não ocorre nas formas adquiridas da doença b) Acomete primariamente a retina c) Evolui frequentemente com descolamento de retina d) O uso do corticoide sistêmico é contraindicado na fase aguda da doença 96) Um paciente com alta estatura e frouxidão articular foi internado de urgência por motivo de um provável aneurisma dissecante de aorta ascendente. Durante a interconsulta para avaliação oftalmológica, qual o achado ocular menos provavelmente encontrado nesse caso? a) Hipermetropia b) Glaucoma c) Degeneração periférica de retina d) Subluxação do cristalino 97) Assinale a alternativa correta em relação às cataratas polares: a) As anteriores causam maior redução da acuidade visual do que as posteriores b) As posteriores podem progredir com o tempo c) As posteriores são facilmente identificadas pelo pediatra d) As anteriores são bilaterais na maior parte dos casos 98) Em um paciente com catarata hipermadura bilateral, que impossibilita a fundoscopia, quais dos exames auxiliares abaixo são os mais indicados? a) Avaliação do reflexo pupilar à luz e ultrassonografia ocular b) PAM e tomografia de coerência óptica de segmento anterior c) Retinografia e biometria por interferometria a laser (IOL master®) d) Tomografia de coerência óptica de segmento posterior e biometria ultrassônica 99) Assinale a alternativa correta em relação a uma bomba de aspiração peristáltica: a) Não existe a opção de reversão do sentido do fluxo nesse tipo de bomba b) Seu mecanismo é baseado em um sistema no qual um pistão retira ar de um recipiente conectado ao tubo de aspiração c) A rapidez com que o vácuo máximo predeterminado no aparelho é atingido independe da taxa de fluxo da bomba d) A formação de pressão negativa é dependente da oclusão da linha de aspiração nesse tipo de bomba 100) Correlacione, nas alternativas abaixo, o tipo de substância viscoelástica com suas características e indicações na cirurgia de catarata. I – Mais recomendada para expandir e manter o saco capsular durante a implantação da lente intraocular II – Mais recomendada para uso durante a confecção da capsulorrexe


55  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 III – Mais recomendada para proteção endotelial e das demais estruturas da câmara anterior IV – Apresenta maior risco de aumento da pressão intraocular no pós-operatório caso não seja aspirada adequadamente ao final da cirurgia a) I – dispersiva; II – coesiva; III – dispersiva; IV – coesiva b) I – coesiva; II – coesiva; III – dispersiva; IV – coesiva c) I – dispersiva; II – coesiva; III – coesiva; IV – coesiva d) I – coesiva; II – dispersiva; III – dispersiva; IV – dispersiva 101) Assinale a alternativa correta em relação às lentes intraoculares: a) A capsulotomia posterior a laser deve ser realizada com mais cuidado na presença de uma lente de acrílico, quando comparada a uma de silicone, pela sua maior fragilidade em casos de aplicação inadvertida do laser b) O formato da borda das lentes não apresenta relação com a opacificação da cápsula posterior no pós-operatório c) As lentes de silicone não devem ser usadas na presença de óleo de silicone na cavidade vítrea d) As lentes de silicone tendem a apresentar menor risco de constrição da cápsula anterior e de opacificação da cápsula posterior no pós-operatório quando comparadas às de acrílico hidrofóbico 102) Assinale a alternativa correta: a) Descolamento total da membrana de Descemet durante a facoemulsificação pode ser tratado com injeção de gás na câmara anterior b) Incisões esclerocorneanas diminuem o risco para hidratação conjuntival durante a facoemulsificação, quando comparadas às incisões realizadas em córnea clara c) Incisões em córnea clara, quando muito largas, podem levar a queimadura na incisão durante a facoemulsificação d) Incisões corneanas com túneis mais longos facilitam as manobras com a caneta de facoemulsificação e demais instrumentos, como a pinça de capsulorrexe 103) Assinale a alternativa que correlaciona corretamente a complicação peroperatória e sua causa ou fator predisponente: a) Sinal da “bandeira argentina” – aumento da pressão na câmara anterior b) Síndrome do bloqueio capsular – direcionamento incorreto da cânula com fluxo voltado para a zônula durante a hidrodissecção c) Prolapso iriano – incisão corneana com túnel muito longo e olhos com comprimento axial longitudinal grande d) Síndrome da íris flácida peroperatória – paciente em uso de tamsulosina 104) Assinale a alternativa correta em relação à ruptura de cápsula posterior durante a cirurgia de facoemulsificação: a) Quando associada à perda vítrea, aumenta o risco de descolamento de retina e endoftalmite


56  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 b) A presença e extensão da ruptura não influenciam na escolha do local de implantação da lente intraocular c) Caso ocorra perda vítrea, deve ser feita a vitrectomia anterior, sendo o azul de tripano utilizado para corar algum vítreo remanescente na câmara anterior d) Assim que identificada sua presença, associada a perda vítrea, o cirurgião deve remover a caneta de facoemulsificação da câmara anterior, rapidamente 105) Assinale a alternativa correta: a) O valor da pressão intraocular no pré-operatório de facoemulsificação de um olho com trabeculectomia funcionante, correlaciona-se diretamente ao valor da pressão no pós-operatório b) A cirurgia de trabeculectomia não esta associada a maior risco de desenvolvimento de catarata c) A facoemulsificação em olhos com trabeculectomia prévia reduz a pressão intraocular e a necessidade de medicações antiglaucomatosas na maior parte dos casos d) Para diminuir o risco de comprometer uma trabeculectomia funcionante, a cirurgia de facoemulsificação deve ser realizada preferencialmente até o sexto mês após a trabeculectomia 106) Assinale a alternativa correta em relação à capsulorrexe curvilínea contínua: a) Impede a formação de opacidade de cápsula posterior no pós-operatório b) Dificulta a realização da facoemulsificação dentro do saco capsular c) Facilita a ocorrência de rasgões radiais da cápsula durante a cirurgia d) Favorece melhor centralização da lente intraocular 107) Por complicações peroperatórias durante uma cirurgia de facoemulsificação, o cirurgião optou por implantar uma lente de câmara anterior. Assinale a alternativa correta: a) A medida do diâmetro interno da câmara anterior no pré-operatório é importante, caso o cirurgião opte por uma lente de suporte angular b) A mesma lente de três peças que seria utilizada para implante intracapsular pode ser adaptada para implante na câmara anterior c) O cirurgião poderá optar por lentes com pelo menos quatro tipos diferentes de fixação d) A realização, ou não, de iridectomia nesses casos depende da preferência do cirurgião 108) Assinale a alternativa correta em relação aos depósitos encontrados nas lentes de contato: a) Proteínas, lipídios e carboidratos são classificados como depósitos inorgânicos b) A lisozima, pelo seu alto peso molecular, não tem atração significativa pelos materiais das lentes de contato gelatinosas c) As lentes de PMMA são as mais sujeitas à formação de depósitos d) As substâncias responsáveis pela formação de depósitos originam-se de quaisquer camadas do filme lacrimal 109) Quais os patógenos mais frequentemente associados ao uso de lentes de contato? a) Pseudomonas aeruginosa, S. aureus e S. epidermidis b) S. aureus, Propionibacterium acne e Acanthamoeba sp


57  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 c) S. epidermidis, Actinomyces israeli e Propionibacterium acne d) Pseudomonas aeruginosa, Proteus sp. e S. epidermidis 110) Assinale a alternativa correta sobre a relação entre o uso de lentes de contato e mudanças no filme lacrimal: a) A colocação da lente de contato estabiliza o filme lacrimal e aumenta sua osmolaridade em 3 a 5 vezes b) O uso de lentes de contato não leva a flutuações no pH do filme lacrimal c) O filme lacrimal após o uso da lentes de contato é mais aquoso e com mais mucina do que antes de seu uso d) O filme lacrimal antes do uso de lentes de contato é mais aquoso e menos lipídico do que após o seu uso 111) Assinale a alternativa correta em relação às lentes de contato hidrofílicas: a) Nas lentes de hidrogel, a permeabilidade do material aos gases está diretamente relacionada com seu teor de hidratação b) A ionicidade do material não apresenta relação com a formação de depósitos na lente c) As lentes de silicone-hidrogel, mesmo apresentando alto teor aquoso, têm baixa permeabilidade aos gases d) As lentes de silicone-hidrogel são mais frágeis e mais sujeitas a formação de depósitos, quando comparadas às lentes de hidrogel 112) Assinale a alternativa correta em relação à adaptação de lentes de contato rígidas gás-permeáveis em casos de ceratocone: a) Na técnica de “toque apical” utilizamos curva-base mais apertada e diâmetro pequeno b) “Livramento apical“ e “três pontos de toque” são exemplos de técnicas utilizadas c) Na técnica de “livramento apical” utilizamos curva-base mais plana e diâmetro grande d) Em função da irregularidade da topografia corneana, característica da doença, lentes de contato monocurvas não são utilizadas em casos de ceratocone 113) Durante a cirurgia de dacriocistorrinostomia via transcutânea, sem intercorrências, a mucosa do saco lacrimonasal deve ser suturada: a) Ao periósteo b) Ao canalículo comum c) Ao músculo de Horner d) À mucosa nasal 114) Não havendo impregnação de fluoresceína em um cotonete posicionado no meato nasal inferior após 10 minutos da instilação do corante no saco conjuntival ipsolateral, podemos afirmar que: a) Existe obstrução lacrimal baixa b) Existe obstrução lacrimal alta c) Existe defeito de bomba lacrimal d) O dado apresentado não é suficiente para diferenciar entre obstrução lacrimal baixa, alta, ou defeito de bomba


58  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 115) Assinale a alternativa que contenha a correlação correta: 1) Distância da margem superior ao reflexo da córnea de 1 mm e função de músculo levantador da pálpebra de 15 mm 2) Epicanto inverso, telecanto e função de músculo levantador da pálpebra de 2 mm 3) Distância da margem superior ao reflexo da córnea de 1 mm e retração palpebral ao mastigar 4) Distância da margem superior ao reflexo da córnea negativa, função de músculo levantador da pálpebra nula e oftalmoplegia I. Síndrome da blefarofimose II. Síndrome de Marcus Gunn III. Síndrome da blefaroptose aponeurótica IV. Distrofia muscular mitocondrial a) 1–III, 2–I, 3–II, 4–IV b) 1–I, 2–II, 3–IV, 4–III c) 1–II, 2–I, 3–III, 4–IV d) 1–I, 2–III, 3– IV, 4–II 116) Paciente sofreu avulsão traumática de 80% da parte central da pálpebra inferior, com amputação extensa da musculatura orbicular pré-septal (material amputado foi perdido). Qual técnica poderia ser empregada para reconstrução? a) Retalho tarsal de Hughes associado a enxerto de pele total retroauricular b) Enxerto condromucoso de palato duro associado a enxerto de músculo palmar longo e enxerto de pele da pálpebra superior contralateral c) Enxerto de cartilagem retroauricular associado a enxerto de pele da face medial do antebraço d) Enxerto condromucoso de septo nasal associado a enxerto de músculo temporal superficial e enxerto de pele supraclavicular 117) Paciente submetida a blefaroplastia superior e inferior há 6 horas, procura serviço médico com quadro evidentemente assimétrico de edema, equimose, dor e proptose à esquerda. Assinale a alternativa correta: a) Pode tratar-se de celulite hiperaguda causada por contaminação por Propionibacterium acnes b) O tratamento é eminentemente cirúrgico, com descompressão orbitária por redução de parede medial e, se necessário, de parede inferior c. Uso contínuo recente de Ginkgo biloba e retirada de bolsas de gordura com manobras intempestivas podem justificar esse quadro d. Pode tratar-se de espasmo reflexo venoso difuso, por injeção de anestésico com vasoconstritor, acidentalmente, no interior do lúmen vascular 118) Das alternativas abaixo, a principal causa de enucleação em crianças é: a) Trauma ocular b) Meduloepitelioma c) Astrocitoma pilocítico


59  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 d. Retinoblastoma 119) Assinale a alternativa correta: a) Melanoma cutâneo, carcinoma de mama e de pulmão são neoplasias primárias que geram metástases para a coroide b) Melanomas conjuntivais são mais frequentes no fórnice conjuntival, o que leva a crer que a radiação ultravioleta não tem influência na sua patogênese c) Carcinoma mucoepidermoide conjuntival geralmente se origina a partir de uma área de melanose primária adquirida d) Carcinoma basocelular é o tumor mais comum da carúncula 120) O sarcoma granulocítico (cloroma) é uma infiltração orbitária associada a qual condição neoplásica? a) Leucemia linfoide b) Linfoma de Hodgkin c) Leucemia mieloide d) Linfoma de Burkitt 121) Assinale a alternativa correta: a) Metástase orbitária de carcinoma esquirroso de mama, ao contrário da maioria das metástases orbitárias, por vezes evolui com enoftalmia b) A esclera é uma estrutura muito radiossensível, de modo que doses abaixo de 20 Gy podem causar focos de necrose asséptica c) O tricofoliculoma é uma neoplasia maligna que se origina a partir de células melanocíticas do folículo piloso d) O tratamento de eleição para o sarcoma de Kaposi é cirurgia, pois ele não apresenta resposta satisfatória a quimioterapia ou radioterapia 122) O seringoma é um tumor benigno relativamente comum nas pálpebras inferiores e tem origem nas glândulas: a) Sebáceas simples b) Écrinas c) De Meibomius d) De Zeiss. 123) Assinale a alternativa correta quanto ao tratamento do melanoma de coroide: a) A fotocoagulação com laser de argônio é efetiva no tratamento de tumores pequenos (até 3 mm de altura), com baixos índices de recorrência b) A associação de braquiterapia e termoterapia transpupilar tem possibilitado melhor controle tumoral local e maior taxa de preservação do bulbo ocular c) Tumores amelanóticos e ricamente vascularizados respondem melhor à termoterapia transpupilar com laser de diodo 810 nm, pois a hemoglobina é o principal cromóforo neste espectro de luz d) Braquiterapia com implante de sementes de iodo tem sua principal indicação para tumores entre 15 e 20 mm de altura e base menor que 25 mm


60  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 124) Assinale a alternativa correta quanto ao tratamento do retinoblastoma: a) A quimioterapia tríplice (vincristina, etoposídeo e carboplatina) isolada apresenta excelente taxa de cura com baixos índices de recidiva b) Apesar dos efeitos colaterais, a radioterapia de feixe externo permanece uma opção nos casos com sementes vítreas ou sub-retinianas que não respondem à quimioterapia c) A crioterapia transescleral é um método abandonado, pois o congelamento não alcança adequadamente o ápice do tumor, favorecendo a disseminação de sementes vítreas d) Braquiterapia com placa de rutênio é proscrita, pela possibilidade de indução de osteossarcoma e rabdomiossarcoma 125) Na exérese de carcinoma espinocelular conjuntival extenso, qual das seguintes medidas adicionais teoricamente melhor evitaria tumor residual: a) Associar a crioterapia das margens conjuntivais b) Uso da mitomicina a 0,04% intracameral c) Lavagem do leito cirúrgico com álcool absoluto d) Injeção intralesional de 5-fluorouracil 126) Assinale a alternativa que contenha a correlação correta: 1. Proptose não pulsátil que se acentua com manobra de Valsalva 2. Proptose que aumenta durante ou após infecção do trato respiratório superior 3. Proptose pulsátil associada a sopro 4. Proptose pulsátil não associada a sopro I. Fístula carotidocavernosa II. Agenesia da asa maior do esfenoide III. Varizes orbitárias IV. Linfangioma a) 1–IV, 2–II, 3–I, 4–III b) 1–III, 2–IV, 3–II, 4–I c) 1–III, 2–IV, 3–I, 4–II d) 1–I, 2–III, 3–IV, 4–II 127) A síndrome do seio silencioso é caracterizada por: a) Exoftalmia com evolução lenta sem sinais inflamatórios b) Enoftalmia progressiva geralmente unilateral c) Exoftalmia abrupta com ingurgitação venosa intensa d) Distopia nasal superior 128) Assinale a alternativa correta: a) Na fratura blow-in ocorre deslocamento de fragmento ou parede óssea para o interior da cavidade orbitária b) A parede medial da órbita, por ser a mais fina, é o principal local de fraturas tipo blow-out c) Fraturas orbitozigomáticas com deslocamento em bloco do zigoma não devem ser reparadas cirurgicamente pelo alto risco de osteomielite e consequente meningite séptica


61  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 d) Fraturas bilaterais da órbita que comprometem o ápice orbitário e a sela túrcica são conhecidas como “LeFort” 129) Com relação à orbitopatia distireoidiana, a inflamação orbitária é causada provavelmente por: a) Estimulação direta de tireoglobulinas nos tecidos orbitários, principalmente T3 b) Afinidade de autoanticorpos específicos da doença a antígenos comuns de tecidos orbitários e tireoidianos c) Supressão do hormônio tireoestimulante (TSH) que inibe a ação dos fibroblastos orbitários d) Maior aporte sanguíneo orbitário gerado pelas condições anabólicas próprias do hipertireoidismo 130) Assinale a alternativa correta com relação à mucocele orbitária: a) O tratamento é essencialmente cirúrgico b) Caracteriza-se por acúmulo de secreção nos seios paranasais sem causar erosão óssea c) O seio maxilar é o mais frequentemente acometido d) Calcificação da secreção retida pode simular espessamento ósseo, sendo comumente confundida com displasia fibrótica 131) As cefaleias causadas por ametropias possuem as seguintes características: a) Bilateralidade, caráter pulsátil, piora aos esforços visuais, mais comuns em míopes b) Unilateralidade, acompanhando vômitos e náuseas, piora com esforços visuais c) Bilateralidade, intensidade leve a moderada, aparecendo mais ao final do dia d) Bilateralidade, localização occipital, incapacitante e piora com ruídos 132) Sobre o teste de acuidade visual, é correto afirmar: a) A discriminação dos optotipos com anéis de Landolt sofre influência do eixo do astigmatismo b) Todos os optotipos de Snellen do nível máximo de acuidade visual são igualmente discrimináveis c) O valor de acuidade visual igual a 1,0 já é normalmente obtido em crianças a partir de dois anos de idade d) A midríase medicamentosa não influencia a acuidade visual para longe 133) Em relação às lentes progressivas, é correto afirmar: a) Devido ao avanço tecnológico na confecção das lentes, a altura da armação não influencia na adaptação do paciente b) Nas áreas laterais ao canal óptico ocorrem aberrações ópticas c) São contraindicadas em pacientes jovens e pacientes com anisometropias maiores do que uma dioptria esférica d) O ângulo pantoscópico deve ser de, aproximadamente, 80 graus


62  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 134) Um paciente de 45 anos com ponto remoto situado a 50 cm, em ambos os olhos, queixa-se de dificuldade para a leitura com as lentes progressivas prescritas (adição de +1,50). Assinale a aternativa correta: a) A refração do paciente é –5,00 diptrias esféricas e a dificuldade pode ser explicada pela diminuição do campo de visão, inerente às lentes progressivas b) A refração do paciente é –5,00 dioptrias esféricas e a dificuldade pode ser explicada pelo efeito prismático induzido ao olhar para perto c) A refração do paciente é –2,00 dioptrias esféricas e a dificuldade pode ser decorrente da mudança da distância habitual da leitura d) A refração do paciente é –2,00 dioptrias esféricas e a dificuldade pode ser explicada pela aproximação do ponto remoto com os óculos 135) Em relação ao teste do dial, é correto afirmar: a) Sua principal função é identificar a magnitude do astigmatismo b) Seu princípio básico é a diminuição do conoide de Sturm, possibilitando o cálculo do eixo do astigmatismo c) A acomodação deve ser evitada para não influenciar o resultado do teste d) O exame é realizado com os dois olhos ao mesmo tempo, e pode ser influenciado por opacidades de meio 136) São testes subjetivos para a avaliação do astigmatismo: a) Cilindro cruzado, ceratometria e teste do dial b) Teste bicromático, cilindro cruzado e topografia computadorizada c) Cilindro cruzado, teste do dial e cartas de Raubitschek d) Teste do dial, varetas de Maddox e cilindro cruzado 137) Um míope de –2,75 dioptrias cicloplegiado deseja ler a 20 cm. Qual a lente necessária? a) –2,75DE b) +2,25DE c) –5,00DE d) +5,00DE 138) Um paciente apresenta ponto remoto situado a 25 cm da córnea. Quais os valores das lentes para corrigir essa ametropia se as mesmas se situarem a 15 mm e a 10 mm do olho, respectivamente? a) –3,84 e –3,77 dioptrias esféricas b) –3,77 e –4,25 dioptrias esféricas c) –4,25 e –4,17 dioptrias esféricas d) –4,00 e –4,00 dioptrias esféricas 139) Em relação aos óculos bifocais em pacientes míopes, é correto afirmar: a) Recomenda-se a prismação de base temporal para reduzir o esforço de convergência b) Quando a adição for maior que o grau para longe recomenda-se o uso de película de base central c) Recomenda-se o uso de bifocais com película de base prismática inferior d) Recomenda-se o uso de bifocais com película de base prismática superior


63  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 140) Um paciente com refração estática de +3,50DE 1,00DC x 180 graus precisa acomodar quanto para enxergar a 25 cm de distância, sem correção? a) +3,00DE b) +4,00DE c) +6,00DE d) +7,00DE 141) Assinale a alternativa correta: a) O míope hipocorrigido afasta os óculos para melhorar a visão para longe. Com o aumento da distância vértice, ocorre magnificação da imagem b) O míope hipocorrigido aproxima os óculos do rosto para melhorar a visão para longe. Com o aumento da distância vértice, ocorre diminuição da imagem c) O hipermetrope hipocorrigido melhora a visão para perto ao aproximar os óculos do rosto. Com o aumento da distância vértice, ocorre minificação da imagem d) O hipermetrope hipocorrigido melhora a visão para perto ao afastar os óculos do rosto. Com o aumento da distância vértice, ocorre minificação da imagem 142) Um paciente com a seguinte refração: OD: –3,00DE +3,50DC x 130 graus OE: +2,00DE +2,00DC x 090 graus, apresenta: a) Astigmatismo misto no OD, astigmatismo hipermetrópico simples no OE, equivalente esférico –1,75DE no OD, equivalente esférico +4,00DE no OE b) Astigmatismo misto no OD, astigmatismo misto simétrico no OE, equivalente esférico –1,75DE no OD, equivalente esférico +4,00DE no OE c) Astigmatismo misto no OD, astigmatismo hipermetrópico composto no OE, equivalente esférico –1,25DE no OD, equivalente esférico +3,00DE no OE d) Astigmatismo miópico no OD, astigmatismo hipermetrópico composto no OE, equivalente esférico –1,25DE no OD, equivalente esférico +4,00DE no OE 143) Qual o equivalente esférico do cilindro cruzado de Jackson: a) Plano b) 0,25DE c) 0,50DE d) 1,00DE 144) Assinale a alternativa correta: a) O nistagmo optocinético desaparece por volta dos 2 a 3 anos b) O teste de estímulo preferencial é ainda o mais adequado em crianças até 7 anos de idade c) Para crianças pequenas o exame com lentes de caixas de prova ou régua de lentes é o mais adequado d) A anisometropia miópica causa mais ambliopia do que a hipermetrópica


64  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2013 145) Sobre a convergência e a acomodação, é correto afirmar: a) Convergência e acomodação ocorrem em conjunto, porém, são inervadas por diferentes pares cranianos, sendo assim possível alterar sua relação b) O uso de mióticos diminui a relação entre a convergência-acomodativa e a acomodação (CA/A) c) Na convergência voluntária, não ocorre acomodação d) O uso de cicloparéticos diminui a relação entre a convergência-acomodativa e a acomodação (CA/A) 146) Uma paciente de 25 anos de idade queixa-se de baixa visual para longe há cerca de dois meses. Apresenta acuidade visual 1,0 em ambos os olhos com a seguinte refração dinâmica: OD: –2,00DE; OE: –1,75DE. A refração estática da paciente é de OD: +0,25DE e OE: plano. Quais os outros achados clínicos antes de se fazer a cicloplegia? a) Cefaleia, afastamento do ponto próximo e miose b) Diplopia, miose e afastamento do ponto próximo c) Flutuação visual, aproximação do ponto próximo e cefaleia d) Cefaleia, midríase, flutuação de visão 147) Assinale a alternativa que indique uma causa de miopia adquirida: a) Uso de cloroquina b) Uso de Imipramina c) Uso de Cannabis sativa d) Uso de acetazolamida 148) Em relação à hipermetropia, é correto afirmar: a) A hipermetropia latente é compensada pela acomodação e aumenta com a idade b) A hipermetropia total é igual à soma da hipermetropia latente e da manifesta c) A hipermetropia manifesta não pode ser compensada e diminui com a idade d) A hipermetropia latente é igual à soma da hipermetropia facultativa e da acomodativa 149) Qual a transposição de –3,00DE +2,50DC x 30 graus: a) –0,50DE –2,50DC x 120 graus b) –0,50DE –2,50DC x 150 graus c) +3,00DE –2,50DC x 30 graus d) –1,75DE –2,50DC x 120 graus


Prova Teórico-Prática A – 2012

1) Correlacione a imagem obtida pela videoceratoscopia com o achado biomicroscópico mais provável:

A

B

C

D

a) Ceratotomia radial – imagem A / degeneração pelúcida – imagem B b) Pterígio – imagem B / ceratocone – imagem C c) Ceratotomia radial – imagem D / degeneração pelúcida – imagem A d) Ceratocone – imagem D / pterígio – imagem B 2) Os principais objetivos do tratamento demonstrado nas imagens são:

a) Punção dos vasos sanguíneos superficiais para tratamento da deficiência límbica b) Indução de fibrose subepitelial com menor frequência das crises oculares dolorosas c) Aplanamento da superfície anterior da córnea com possibilidade de readaptação de lentes de contato d) Abertura do ângulo da câmara anterior e redução da pressão intraocular

65


66  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2012 3) Após quatro semanas da retirada de granuloma conjuntival, a córnea do paciente evoluiu com o quadro que segue. O diagnóstico mais provável é:

a) Dellen b) Ceratite filamentar c) Úlcera de Mooren d) Úlcera catarral 4) Paciente do sexo feminino, 26 anos de idade e história de dermatite atópica, refere há duas semanas quadro de secreção mucopurulenta em ambos os olhos e dor para urinar, após viagem ao litoral nesse período. Apresenta também linfoadenopatia pré-auricular. O exame laboratorial obtido do raspado conjuntival e que confirmou a hipótese clínica está demonstrado abaixo das fotos da biomicroscopia. É correto afirmar:

a) A formação de membranas na conjuntiva é frequente b) O tratamento deve ser realizado com associação tópica de anti-histamínico e estabilizador da membrana de mastócitos c) Trata-se de conjuntivite de inclusão do adulto d) Síndrome oculoglandular de Parinaud é o diagnóstico mais provável


67  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2012 5) As imagens A e B relacionam-se à mesma doença. Observando as fotos, marque a alternativa correta.

A

B

C

D

a) Caso o paciente da foto A evolua para a situação demonstrada na foto B, a conduta mais adequada é a coleta de raspado da córnea para análise laboratorial e introdução de antibióticos fortificados tópicos b) A cirurgia ilustrada pela foto D não é adequada para o paciente da foto A c) Normalmente a técnica cirúrgica adequada para o tratamento da condição da foto A está ilustrada na foto C d) Esteroide tópico e aciclovir (800 mg/dia por 7 a 10 dias é o tratamento mais adequado para tratar o paciente da foto B 6) Paciente do sexo masculino, 48 anos de idade, com história de asma e rinite alérgica. Queixa-se de irritação ocular crônica e sensação de corpo estranho. O exame clínico evidenciou as alterações demonstradas na foto. Está correto afirmar: a) Mostram-se corpúsculos de Horner-Trantas b) O exame histopatológico das lesões demonstrará cistos epiteliais de inclusão, com restos epiteliais, ceratina e eventualmente calcificação c) Provavelmente o paciente fez uso de estearato de eritromicina por via oral d) O tratamento deve ser realizado com colírio de mitomicina C a 0,02%, administrado 4 vezes ao dia por duas semanas


68  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2012 7) As fotos 1 e 2 demonstram duas doenças distintas. Sobre elas é correto afirmar:

1

2

a) Trata-se, na foto 1, da indicação mais frequente para realização de transplante penetrante de córnea em crianças antes do primeiro ano de vida b) Pacientes representados na foto 2 que apresentam a doença na forma “plus”, desenvolvem aracnodactilia e estatura elevada c) Caso o transplante penetrante de córnea seja realizado entre o sexto e o nono mês de idade, tanto no paciente da foto 1 quanto no da foto 2, as suturas não devem ser removidas antes da 16a semana do pós-operatório d) O prognóstico visual para transplante de córnea é melhor nos pacientes da foto 2 do que nos da foto 1 8) Paciente de 58 anos de idade, sexo masculino, branco. Trabalha como frentista, manuseando bombas de gasolina há 16 anos. Apresenta antecedentes de tabagismo (fumou durante 32 anos e interrompeu o hábito recentemente), hipertensão arterial sistêmica e hepatite C. Há oito meses descobriu sorologia positiva para HIV. As imagens a seguir demonstram o exame biomicroscópico do seu olho direito (imagens A e B), o estudo histopatológico de fragmento de biópsia da lesão (C) e o aspecto cerca de um ano após o tratamento (D). O olho esquerdo não apresenta alterações. É correto afirmar:

A

B

C

D

a) Como o olho contralateral é normal, a realização de aloenxerto de limbo é o tratamento mais indicado para o paciente no momento em que as fotos A e B foram obtidas b) A conclusão mais relevante após a análise da imagem C é que a presença das células caliciformes localizadas na córnea indica deficiência límbica


69  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2012 c) Injeções subconjuntivais de mitomicina C, na dose de um milhão de unidades/mL, realizadas a cada três dias, por 4 a 6 semanas, é a opção de tratamento mais indicada d) Exposições aos raios ultravioletas e aos derivados do petróleo são consideradas fatores de risco para o desenvolvimento da lesão 9) A figura ilustra: a) Linhas de extensibilidade máxima (linhas de Kocher), nas quais idealmente se posicionam incisões cirúrgicas de tensão b) Linhas de tensão da pele relaxada (linhas de Langer) nas quais se planejam realizar incisões para camuflar cicatrizes de incisões c) Sistema de classificação para defeitos de fechamento embriológico da face (fendas de Tessier) d) Trajetos dos nervos da face que podem ser lesionados durante cirurgia oculoplástica 10) As fotos, que mostram o mesmo paciente antes (A) e após dois minutos (B) na mesma posição do olhar, são sugestivas de:

B

A a) Distrofia mitocondrial b) Miastenia grave c) Distrofia miotônica d) Blefaroptose senil por desinserção muscular

11) Qual das técnicas de sutura mostradas nas fotos teoricamente deixaria melhor aspecto cicatricial?

1 a) 1 b) 2 c) 3 d) 4

2

3

4


70  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2012 12) As fotos demonstram o aspecto clínico e a respectiva tomografia de órbita de dois pacientes com a mesma doença orbitária, mas com subtipos diferentes. Assinale a alternativa correta:

A

A

B

B

a) Trata-se de uma doença neoplásica primária da órbita b) Pacientes com o subtipo mostrado na foto B têm maior probabilidade de desenvolver neuropatia óptica compressiva c) Pacientes com o subtipo mostrado na foto A têm maior probabilidade de desenvolver alterações da motilidade ocular extrínseca d) Pacientes com o subtipo mostrado na foto A não apresentam alterações séricas hormonais 13) Exame de tomografia mostrado na foto é sugestivo de: a) Astrocitoma pilocítico com invasão local da tábua craniana b) Mucocele de seio frontal à esquerda c) Displasia fibrosa do osso com aspecto em “vidro fosco” d) Neurofibromatose com agenesia de asa maior do osso esfenoide à direita 14) O exame que está sendo realizado na foto serve para quantificar: a) Blefaroptose senil b) Distância interpupilar c) Proptoses oculares axiais d) Ângulo pantoscópico 15) O exame mostrado na foto permite inferir que este paciente poderia se beneficiar de qual tratamento? a) Dacriocistorrinostomia à direita b) Inserção de tubo de Jones à esquerda c) Pontoplastia à esquerda d) Exérese de tumor orbitário ou palpebral à direita


71  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2012 16) As fotos 1 e 2 identificam o peroperatório de duas técnicas para tratamento de obstrução lacrimal baixa. Assinale a alternativa correta:

1

2

a) A técnica 1 apresenta 40% de maior efetividade que a técnica 2 b) A técnica 2 é ideal para o tratamento de divertículo de saco lacrimal c) Sacos lacrimais pequenos não dilatados apresentam melhores resultados com a técnica 2 d) Apenas a técnica 1 exige luxação do saco lacrimal 17) Qual o diagnóstico do paciente que apresenta uveíte anterior e os seguintes achados nos pés?

a) Síndrome de Reiter b) Espondilite ancilosante c) Artrite reumatoide d) Lues 18) Quais das lesões abaixo são critérios maiores para diagnóstico da síndrome de Behçet:

1 a) 1 e 2 b) 1 e 3 c) 2 e 3 d) 1, 2 e 3

2

3


72  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2012 19) Os achados exemplificados abaixo estão presentes, mais provavelmente, em um paciente com:

a) Lues b) Oftalmia simpática c) Síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada d) Tuberculose 20) Qual das características listadas é mais provável na doença sugerida na foto abaixo? (Paciente com glaucoma e quadro de inflamação recorrente no OE) a) Hipópio b) Sinequais posteriores c) Precipitados ceráticos granulomatosos d) Neovasos de íris 21) Na doença abaixo ilustrada, qual o ramo nervoso que, quando envolvido, causa maior risco de acometimento ocular? a) Nervo nasociliar b) Nervo zigomático c) Nervo lacrimonasal d) Nervo frontal

22) Os achados apresentados nas setas e o provável diagnóstico são:

1

2

a) (1) Ectopia da hipófise posterior; (2) hipersinal da esclera posterior; diagnóstico: meningeoma da bainha do nervo óptico


73  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2012 b) (1) Hipofisite; (2) espessamento da esclera; diagnóstico: pseudotumor orbitário c) (1) Sela túrcica parcialmente vazia; (2) achatamento do polo posterior; diagnóstico: pseudotumor cerebral d) (1) Agenesia de hipófise; (2) coloboma do nervo óptico; diagnóstico: síndrome de morning glory 23) Mulher, 41 anos, com dificuldade do olhar em dextroversão e levoversão, que se instalou em um dia. Sem morbidades sistêmicas associadas. As imagens mostram o exame da motilidade ocular. Movimentos oculares verticais normais. Qual a localização da lesão e o diagnóstico mais provável?

a) Localização: músculos retos horizontais, bilateralmente; diagnóstico: miastenia grave b) Localização: núcleo do nervo abducente, bilateralmente; diagnóstico: esclerose múltipla c) Localização: nervos oculomotor e abducente, porção intracavernosa, bilateralmente; diagnóstico: síndrome de Tolosa-Hunt d) Localização: fascículo longitudinal medial, bilateralmente; diagnóstico: pinealoma 24) Quais os achados do exame ocular são mais compatíveis com o paciente que apresenta as alterações de campo visual e ressonância magnética mostradas? OD: olho direito; OE: olho esquerdo; DIR: direito; ESQ: esquerdo

OE a) Acuidade visual inalterada no OD e perda visual no OE; defeito pupilar aferente relativo no OE; nervo óptico do OD normal e nervo óptico do OE pálido; e campo visual do OD normal b) Acuidade visual normal em ambos os olhos; ausência de defeito pupilar aferente relativo; nervo óptico normal em ambos os olhos; e defeito de campo no quadrante temporal inferior do OD


74  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2012 c) Perda visual de ambos os olhos; ausência de defeito pupilar aferente relativo; nervo óptico do OD com atrofia em banda e nervo óptico do OE com atrofia difusa; e defeito de campo no quadrante nasal superior do OD d) Acuidade visual inalterada em ambos os olhos; defeito pupilar aferente relativo no OE; nervo óptico com palidez em ambos os olhos; e defeito de campo no quadrante nasal superior do OD 25) Mulher de 57 anos de idade, com cefaleia há seis meses, apresenta as seguintes imagens de ressonância magnética e tomografia computadorizada. O diagnóstico mais provável é:

a) Meningeoma selar b) Aneurisma de artéria carótida interna c) Pinealoma d) Adenoma de hipófise 26) A figura mostra retrocesso do músculo reto medial, utilizando-se a técnica de: a) Sutura de tração b) Sutura em rédea c) Transposição anterior d) Mioescleropexia retroequatorial 27) As fotos são em posição primária do olhar. Qual foi a provável cirurgia realizada?

a) Debilitamento do oblíquo inferior esquerdo b) Retrocesso do reto inferior esquerdo c) Transposição dos retos horizontais às proximidades da inserção do reto superior (técnica de Knapp) no olho esquerdo d) Ressecção do reto inferior direito


75  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2012 28) Criança apresenta nistagmo horizontal, que desaparece na posição mostrada na figura. O nistagmo não se modifica com a fixação para longe ou perto. Sabendo que a criança não apresenta desvio, qual a cirurgia indicada para corrigir a posição viciosa da cabeça? a) Retrocesso do reto medial esquerdo e do reto lateral esquerdo Ressecção do reto lateral direito e do reto medial direito b) Retrocesso de ambos os retos laterais e ressecção de ambos os retos mediais c) Retrocesso do reto medial esquerdo e do reto lateral direito Ressecção do reto lateral esquerdo e do reto medial direito d) Retrocesso do reto medial direito e do reto lateral esquerdo Ressecção do reto lateral direito e do reto medial esquerdo 29) O teste mostrado na figura é utilizado para: a) Avaliação qualitativa do nistagmo b) Avaliação da estereopsia para longe c) Determinação da relação convergência acomodativa/acomodação d) Determinação quantitativa da torção ocular 30) Na figura observa-se:

a) Síndrome mesencefálica dorsal b) Síndrome de um-e-meio c) Síndrome da regeneração aberrante d) Pseudoparalisia mesencefálica do sexto nervo 31) São achados oculares que acompanham as alterações mostradas nas figuras:

a) Miopia, baixa estatura e espessamento da malha trabecular b) Degenerações retinianas, hipoplasia do músculo dilatador da pupila e distrofia granular c) Alterações no tecido conjuntivo, anomalias do ângulo da câmara anterior e espessamento da malha trabecular d) Hipermetropia, lenticone posterior e frouxidão ligamentar


76  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2012 32) Qual o tipo de bomba de aspiração está representado em cada figura? Qual a principal diferença entre elas? Figura 1

Figura 2

a) 1 – Bomba peristáltica, 2 – Venturi. A bomba 2 chega ao vácuo máximo em menor tempo b) 1 – Bomba diafragmática, 2 – Venturi. A bomba 1 chega ao vácuo máximo em maior tempo c) 1 – Venturi, 2 – Bomba peristáltica. A bomba 2 apresenta maior valor absoluto de aspiração d) 1 – Bomba peristáltica, 2 – Bomba diafragmática. A bomba 2 apresenta menor poder de aspiração 33) Em qual local aproximadamente se deve fazer a incisão principal na cirurgia de facoemulsificação para minimizar ou reduzir o astigmatismo preexistente da córnea?

a) 3 horas b) 9 horas c) 10 horas d) 12 horas

34) Quais as possíveis complicações dessa lente intraocular: a) LIO pseudoacomodativa. Uveíte granulomatosa e glaucoma b) LIO de câmara anterior. Ovalação da pupila e nódulos de Bussaca c) LIO de câmara posterior. Dispersão pigmentar e glaucoma d) LIO de câmara anterior. Irite e dispersão pigmentar


77  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2012 35) Assinale a alternativa correta a respeito do sinal indicado pela seta: a) Em olhos com glaucoma, ocorre mais frequentemente na região superior da cabeça do nervo óptico, sugerindo controle inadequado da doença b) É um achado transitório, durando, normalmente, de 2 a 36 semanas c) É achado exclusivo de pacientes com neuropatia óptica glaucomatosa d) Ocorre mais frequentemente em olhos com glaucoma de pressão alta, ou hipertensão ocular, quando comparados àqueles com glaucoma de pressão normal 36) O padrão desse exame de campo visual sugere:

a) Diagnóstico de glaucoma avançado b) Excesso de falso-negativos c) Excesso de perdas de fixação d) Excesso de falso-positivos

37) Assinale a alternativa correta de acordo com os exames apresentados na figura:

a) Facodonese é um achado comum b) É mais provável que o paciente seja mulher c) Pacientes com esse tipo de achado têm risco aumentado de descolamento de retina d) É mais provável que o paciente tenha astigmatismo alto


78  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2012 38) O exame abaixo, com lente de Posner, faz suspeitar de qual doença? a) Glaucoma pigmentar b) Síndrome de íris em plateau c) Síndrome da pseudoesfoliação d) Síndrome de Peters 39) Paciente com quadro bilateral de glaucoma e a seguinte gonioscopia. Entre as doenças abaixo, qual a mais provável? a) Glaucoma neovascular b) Glaucoma pigmentar c) Sindrome de Axenfeld-Riger d) Glaucoma primário de ângulo fechado 40) O quadro abaixo indica, mais provavelmente, uma complicação de qual procedimento?

a) Esclerectomia profunda b) Iridotomia c) Trabeculoplastia a laser d) Trabeculectomia

41) Assinale um sinal, ou alteração, associado à neuropatia glaucomatosa presente na figura abaixo. a) Atrofia tipo zona beta b) Hemorragia peripapilar c) Sinal de Sallus d) Anel de Elschnig 42) Qual imagem representa um implante de drenagem com sistema valvular, ou restritor de fluxo? a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 1

2

3

4


79  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2012 43) Um paciente que tem uma visão semelhante a essa pode ser portador, mais provavelmente, de: a) Oclusão de artéria central da retina b) Descolamento de retina temporal regmatogênico c) Neuropatia óptica isquêmica d) Degeneração macular relacionada à idade, exsudativa

44) O paciente com este fundo é olho é, mais provavelmente, portador de: a) Retinopatia diabética b) Oclusão de artéria central da retina c) Síndrome dos múltiplos pontos brancos d) Distrofia viteliforme multifocal do adulto 45) Nesse paciente, considerando no olho direito uma perda de campo visual na região nasal, espera-se que a lesão se encontre:

a) Pós-quiasmática à direita b) Pós-quiasmática à esquerda c) Quiasmática d) Intraorbitária

46) Nesta imagem, pode-se afirmar em relação ao tratamento: a) O uso de antiangiogênico resultará em desaparecimento do edema b) Não há indicação de tratamento com laser nesta doença c) Provavelmente não haverá melhora da acuidade visual com o uso de antiangiogênico d) O componente eminentemente venoso da doença contraindica o uso de antiangiogênico


80  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2012 47) A lesão apresentada na foto é, mais caracteristicamente, sinal de: a) Retinopatia da prematuridade b) Anemia falciforme c) Doença de Coats d) Retinopatia hipertensiva

48) Este angiograma, provavelmente, corresponde a qual fase da angiografia? a) Fase arteriovenosa b) Fase arterial c) Fase venosa precoce d) Fase venosa tardia

49) Este paciente, provavelmente, apresenta: a) Coriorretinopatia serosa central b) Edema macular cistoide c) Descolamento do epitélio pigmentado da retina d) Membrana neovascular sub-retiniana clássica

50) Nesse paciente, espera-se melhora da acuidade visual com: a) Troca da lente intraocular b) Capsulotomia com YAG laser c) Reposicionamento da lente intraocular d) Injeção de TPA


Prova Teórica I A – 2012

1) Assinale a alternativa que contenha a ordem cronológica dos diferentes eventos embrionários oculares a seguir: I – Vasos retinianos alcançam a periferia II – As células da crista neural migram para circundar a vesícula óptica III – As dobras palpebrais fundem-se IV – Invaginação da vesícula cristaliniana a) II, IV, I, III b) IV, III, II, I c) IV, II, I, III d) II, IV, III, I 2) Após a quinta semana de gestação ocorre migração de células para ocupar o espaço acelular entre o endotélio e o epitélio primitivo da córnea. Qual a origem embrionária dessas células? a) Mesectoderma b) Endoderma c) Ectoderma Neural d) Mesoderma 3) Assinale a alternativa correta: a) O desenvolvimento da retina ocorre da camada mais externa para a interna, sendo que os fotorreceptores formam-se precocemente e as células ganglionares são as últimas a atingir plena maturação b) Entre as camadas internas e externas do cálice óptico existe um espaço virtual que se comunica com o III ventrículo pelo canal óptico c) O sulco óptico forma-se em uma dilatação do tubo neural chamada de rombencéfalo d) A fóvea é a primeira porção da retina a se desenvolver completamente

81


82  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 4) Assinale a alternativa correta: a) Após a formação da vesícula do cristalino, as células da porção anterior sofrem um alongamento formando as primeiras fibras do cristalino b) A córnea é um dos poucos tecidos do corpo formado por três folhetos embrionários c) A maior parte da esclera é formada por células da crista neural d) Os músculos ciliar, esfíncter e dilatador da íris são originados da porção mais anterior do cálice óptico (ectoderma neural) 5) Assinale a correlação correta: a) A formação da via lacrimal excretora inicia-se com um cordão sólido não canalizado de células ectodérmicas b) Colobomas da íris, coroide e pálpebras podem resultar do não fechamento da fissura do cálice óptico c) A mielinização do nervo óptico inicia-se no sétimo mês de gestação e completa-se pouco antes do nascimento em gestações a termo d) As glândulas de Zeiss e Moll têm origem a partir do ectoderma superficial, enquanto as glândulas de Meibomius originam-se do mesoderma 6) Qual é o genótipo dos pais normais de quatro crianças, sendo três normais e uma albina? a) Pai e mãe heterozigotos para o albinismo b) Somente um dos pais tem o alelo para albinismo c) Um dos pais é heterozigoto e o outro homozigoto para o albinismo d) Impossível inferir 7) São exemplos de transmissão autossômica recessiva: a) Síndrome de Alport e degeneração coriorretiniana helicoidal peripapilar b) Drusas familiares e distrofia de cones c) Doença de Best e distrofia viteliforme do adulto d) Atrofia girata e amaurose congênita de Leber 8) Com relação à forma herdada do retinoblastoma, assinale a alternativa correta: a) Pacientes que não desenvolvem segundo evento mutacional adquirido geralmente apresentam tumor monocular monofocal b) As células retinianas tumorais apresentam apenas um alelo afetado, pois trata-se de uma doença autossômica dominante c) Trata-se de uma doença poligênica, sendo que quanto mais genes afetados, mais focos retinianos a criança desenvolve d) As células dérmicas de portadores de retinoblastoma apresentam um alelo afetado 9) Do ponto de vista genético, a aniridia e a anomalia de Peters apresentam em comum: a) Trissomia do cromossomo 21 b) Transmissão exclusivamente autossômica dominante c) Deleção do cromossomo 4 d) Mutação no gene Pax 6


83  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 10) Qual o provável padrão de herança da família identificada no heredograma a seguir?

a) Autossômica recessiva b) Autossômica dominante c) Dominante ligada a X d) Herança poligênica

11) Assinale a alternativa que contenha as referências anatômicas da borda palpebral de anterior para posterior: a) Pele, linha cinzenta, linha dos cílios, linha das glândulas de Meibomius, conjuntiva b) Pele, linha cinzenta, linha dos cílios, músculo de Riolan, conjuntiva c) Pele, linha dos cílios, linha cinzenta, linha das glândulas de Meibomius, conjuntiva d) Pele, linha dos cílios, linha das glândulas de Meibomius, linha cinzenta, conjuntiva 12) Os nervos supraorbital, infraorbital e infratroclear: a) São nervos mistos com ação sensitiva e motora (músculos da mastigação) b) Os dois primeiros são sensitivos e o último é motor c) São todos ramos da mesma raiz do nervo trigêmeo (V/1) d) São todos nervos sensitivos 13) Assinale a alternativa correta com relação ao músculo orbicular do olho: a) É dividido em quatro porções: frontal, pré-tarsal, pré-septal e orbitária b) Obedece as leis das inervações iguais (Hering) e da inervação recíproca (Sherrington) c) É responsável pelo fechamento ocular d) É um músculo interno, situado profundamente aos músculos corrugador, prócero e zigomático menor 14) Assinale a alternativa correta: a) A periórbita continua-se com o septo orbitário na sua porção anterior e com a dura-máter na sua porção posterior b) A parede lateral da órbita é a mais frágil c) O seio frontal é o primeiro a se formar d) O ligamento suspensório do olho (Lockwood divide a glândula lacrimal principal em duas porções 15) Qual estrutura da pálpebra superior pode ser considerada análoga à fáscia oculopalpebral da pálpebra inferior? a) Ligamento de Whitnall b) Aponeurose do músculo levantador da pálpebra c) Septo orbitário da pálpebra superior d) Músculo de Müller


84  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 16) Assinale a alternativa correta: a) O corpo ciliar é inervado principalmente por fibras simpáticas. b) Em corte transversal, o corpo ciliar aparece como um triângulo, cujo ápice localiza-se na raiz da íris, limitando a câmara anterior, e cuja base localiza-se próxima à ora serrata, continuando-se com a coroide, sem limites nítidos c) A pars plana localiza-se entre 3 e 4 mm do limbo e, apesar de ser mais vascularizada que a pars plicata, é considerada a região mais segura para abordagem cirúrgica da cavidade vítrea posterior d) A úvea é firmemente aderida à esclera no esporão escleral, nas ampolas das veias vorticosas e na região peripapilar 17) Com relação à iris, pode-se afirmar: a) Estruturas vasculares só podem ser observadas na biomicroscopia se houver neovascularização b) Em albinos, a tonalidade rósea é principalmente decorrente da ausência de pigmentação melânica c) É. formada por tecido conjuntivo, vasos sanguíneos e células pigmentadas, funcionando como um diafragma que divide a câmara anterior em segmento anterior e segmento posterior d) Sua porção mais espessa é o colarete e nessa área há anastomoses entre as arcadas arteriais e venosas, formando o círculo vascular maior da íris 18) Assinale a alternativa correta: a) A face interna do corpo ciliar apresenta projeções para a câmara posterior denominadas processos ciliares; e sua face externa está em contato com a zônula e com o cristalino b) O músculo ciliar tem fibras nervosas mielinizadas e não mielinizadas c) A face interna do corpo ciliar está em contato com a esclera; e sua face externa está em contato com o humor aquoso d) Os processos ciliares são formados por três pregas salientes que formam a coroa ciliar 19) Assinale a alternativa correta: a) O epitélio anterior da íris corresponde ao epitélio pigmentado do corpo ciliar, ou epitélio pigmentado da retina b) O epitélio posterior da íris é a continuação do epitélio não pigmentado do corpo ciliar e é pouco pigmentado c) O músculo esfíncter da pupila localiza-se na parte profunda do estroma da borda pupilar atrás do epitélio anterior da íris d) As células do epitélio anterior modificam-se em células mioepiteliais para formar o músculo esfíncter da pupila 20) Com relação à coroide, pode-se afirmar: a) Possui vasos dispostos em três camadas, sendo que os vasos de maior calibre localizam-se na camada mais interna b) Possui pouca inervação e baixo fluxo sanguíneo, protegendo a retina de superaquecimento


85  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 c) Localiza-se entre a membrana de Bruch e a esclera, estendendo-se do disco óptico até o corpo ciliar; é mais espessa no polo posterior e sua espessura aumenta com a idade d) É irrigada pelas artérias ciliares posteriores longas e curtas e pelas artérias ciliares anteriores perfurantes 21) Assinale a alternativa correta: a) A ora serrata é a junção entre a retina e a pars plana e, durante o exame oftalmológico, pode ser vista somente por gonioscopia b) As ampolas das veias vorticosas localizam-se entre 8 e 9 mm da ora serrata e são visíveis à oftalmoscopia indireta c) Durante a oftalmoscopia, a visibilidade da camada de fibras nervosas aumenta quando se usa iluminação amarela d) No exame de mapeamento de retina, a inserção dos músculos retos é a estrutura anatômica que define o equador do olho 22) A distância entre a ora serrata e a linha de Schwalbe: a) Corresponde a, aproximadamente, 10% do comprimento axial do olho b) É maior, em geral, em olhos com miopia axial, quando comparada à de olhos emetropes c) Varia de 10 a 12 mm em olhos emetropes d) É maior, em geral, no setor nasal do que no setor temporal e semelhante nos setores superior e inferior 23) Assinale a alternativa correta: a) A fovéola é a região mais fina da retina e nela estão presentes a camada nuclear interna e a camada de células ganglionares b) A fóvea anatômica tem 5 a 6 mm de diâmetro, localiza-se a 4 mm temporalmente e 0,8 mm inferiormente ao centro do disco óptico c) A zona avascular da fóvea é menor que 0,03 mm, localiza-se no centro da fóvea e não possui capilares d) A xantofila presente na mácula contribui para a hipofluorescência observada no exame de angiofluoresceinografia 24) Assinale a alternativa correta: a) O diâmetro do olho na ora serrata é igual ao do equador b) A espessura da retina é maior no feixe papilomacular que na periferia c) A retina anterior ao equador corresponde a aproximadamente 60% de toda a área da superfície da retina d) As artérias ciliorretinianas estão presentes em aproximadamente 80% das pessoas 25) Com relação à área parafoveal: a) A camada de células ganglionares, a camada nuclear interna e a camada plexiforme externa são mais espessas que no restante da retina b) Estão presentes apenas sete das dez camadas da retina c) A rodopsina está ausente d) Seu diâmetro é maior que o da área perifoveal


86  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 26) É correto afirmar: a) A paliçada de Vogt define a transição abrupta da mucosa conjuntival para a epiderme, na margem palpebral b) A conjuntiva tarsal superior está aderida frouxamente ao tarso c) A conjuntiva bulbar superior está aderida fortemente à cápsula de Tenon d) Na carúncula existem glândulas sebáceas e pelos 27) Com relação à córnea, em condições normais, é correto afirmar: a) O raio de curvatura na sua porção central é, em média, cerca de 3,6 mm b) Na sua conformação mais frequente, o diâmetro horizontal é cerca de 1,0 mm menor do que o vertical c) A porção central é menos plana e mais fina que a periferia d) Embora a córnea apresente rico plexo nervoso, controles humorais mediados principalmente pela substância P fazem com que sua sensibilidade seja semelhante à da conjuntiva 28) Com relação à esclera é correto afirmar: a) As fibras colágenas esclerais são menores e menos espessas do que as da córnea b) A porção anterior da esclera é inervada pelos nervos ciliares posteriores longos c) Quando muito espessada e pouco hidratada a esclera tende a tornar-se translúcida d) A espessura da esclera junto à inserção dos músculos retos é maior do que no equador do globo ocular 29) Com relação à conjuntiva, é correto afirmar que: a) A inexistência de fenestrações nos capilares das artérias conjuntivais impede o vazamento do corante fluoresceína durante a angiofluoresceinografia b) Diferentemente da esclera, na conjuntiva não existem vasos linfáticos c) A inervação sensorial da conjuntiva bulbar é feita por ramos do sétimo nervo craniano d) As veias são mais numerosas do que as artérias e drenam tanto para a veia palpebral quanto para as veias oftálmicas superior e inferior 30) É correto afirmar: a) O reflexo oculocardíaco, mediado pelo nervo trigêmeo, comumente desencadeia taquicardia b) Diferentemente da córnea, a retina e o nervo óptico são desprovidos de sensibilidade dolorosa c) A córnea apresenta no total cerca de 15 a 30 nervos, que se distribuem radialmente a partir do limbo d) As terminações nervosas livres da córnea estão localizadas no estroma superficial e na camada de Bowman, e ausentes no epitélio 31) Assinale a alternativa correta sobre o filme lacrimal: a) Tem, em média, pH de 5,0 b) Apresenta aproximadamente 70% de água em sua composição c) Contém sódio, potássio, albumina e glicose d) Seu índice de refração é mais próximo do índice do ar que do índice da córnea


87  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 32) A estrutura que separa a membrana de Bowman e o epitélio corneal e cuja função é fornecer suporte para a adesão celular é: a) Glicocálice b) Lâmina limitante anterior c) Hemidesmossomos d) Membrana basal 33) A predominância dos tipos de colágeno na córnea e na esclera é, respectivamente: a) IV e I b) I e IV c) I e I d) IV e IV 34) Qual a principal via de penetração do oxigênio na córnea? a) Via transepitelial b) Vascularização límbica c) Via transendotelial d) Não há penetração de oxigênio na córnea 35) Qual das regiões da córnea apresenta menor inervação? a) Substância própria média b) Substância própria anterior c) Substância própria posterior d) Epitélio 36) A contração do músculo ciliar causa: a) Relaxamento zonular b) Hipermetropização c) Aumento do fluxo de humor aquoso pela via uveoescleral d) Diminuição do fluxo do humor aquoso pela via trabecular 37) Sobre o fluxo sanguíneo da coroide, assinale a alternativa correta: a) Trata-se de fluxo constante e uniforme ao longo de toda a extensão da coroide b) O fluxo da coroide é regulado pelos esfíncteres pré-capilares c) Uma das funções da coroide é o suprimento de oxigênio ao epitélio pigmentado da retina e fotorreceptores d) A impermeabilidade capilar determina a necessidade de transporte ativo dos metabólitos dos fotorreceptores 38) Considera-se que o tendão da porção longitudinal do músculo ciliar está ligado: a) À zônula do cristalino b) Ao esporão escleral c) À raiz da íris d) À pars plicata 39) Com relação ao reflexo consensual, assinale a alternativa correta. a) A via eferente faz sinapse no corpo geniculado lateral b) Está ausente em pacientes com cegueira unilateral


88  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 c) As fibras fazem decussação no quiasma e mesencéfalo d) As fibras fazem decussação no gânglio ciliar 40) O reflexo no olhar de perto é constituído por: a) Apenas convergência e acomodação b) Apenas miose e acomodação c) Apenas miose e convergência d) Miose, convergência e acomodação 41) Em relação aos cones e bastonetes assinale a alternativa correta: a) A função básica dos cones é a visão escotópica b) Os pigmentos com função visual na retina humana são três: azul, amarelo e vermelho c) Cada cone ou bastonete apresenta apenas uma classe de pigmento fotossensível d) Não existem cones na retina periférica 42) Assinale uma função do epitélio pigmentado da retina: a) Síntese e secreção de rodopsina b) Síntese e manutenção da membrana de Bruch c) Fagocitose d) Manutenção da barreira hematorretiniana interna 43) No humor aquoso, relativamente ao plasma, as concentrações de glicose e a de proteína, são, respectivamente: a) Maior e menor b) Menor e maior c) Menor e menor d) Maior e maior 44) Além da água, os dois principais componentes estruturais do humor vítreo são: a) Mucopolissacarídeos e albumina b) Glicosaminoglicanos e proteínas solúveis c) Albumina e glicosaminoglicanos d) Colágeno e ácido hialurônico 45) Sobre o fluxo axoplasmático do nervo óptico, podemos afirmar que: a) O fluxo axoplasmático anterógrado pode ser rápido ou lento b) Corresponde ao fluxo de elementos celulares com trajetória unidirecional c) Não é importante para a manutenção da estrutura axonal d) O sentido do fluxo anterógrado é da sinapse para o corpo celular 46) Sobre o reflexo pupilar fotomotor, podemos afirmar que: a) Lesão do trato óptico causa defeito pupilar aferente relativo no olho com menor defeito de campo visual b) Lesão do corpo geniculado lateral causa defeito pupilar aferente relativo no olho com maior defeito de campo visual c) O segundo neurônio conecta o núcleo pré-tectal a ambos os núcleos de Edinger-Westphal d) O reflexo pupilar consensual não depende do quiasma óptico


89  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 47) É correto afirmar sobre a camada de fibras nervosas da retina que: a) As fibras nervosas provenientes da fóvea entram no setor temporal e nasal do disco óptico b) As fibras nervosas da retina temporal periférica formam arcos acima e abaixo da fóvea e entram nas bordas superior e inferior do disco óptico c) As fibras mielinizadas da camada de fibras nervosas da retina são observadas na maioria dos pacientes d) A divisão temporal e nasal da camada de fibras nervosas é feita por uma linha imaginária que atravessa verticalmente o disco óptico 48) Sobre o nervo óptico, podemos afirmar que: a) A bainha meníngea da porção orbitária do nervo óptico é formada pela dura-máter, aracnoide e pia-máter b) A porção intracraniana é mais curta do que a porção intracanalicular c) A porção intracanalicular é formada apenas pela dura-máter e aracnoide d) Em relação à fovea, localiza-se nasal e inferiormente 49) Sobre a pupila, é correto afirmar que: a) A via parassimpática é formada apenas por dois neurônios b) A função da via eferente parassimpática é promover a dilatação; e a da via simpática, a constrição c) O corpo celular do primeiro neurônio da via simpática está situado no hipotálamo d) Na sincinesia acomodação – convergência a midríase é responsável pela focalização do objeto 50) Com relação à pálpebra, é correto afirmar que: a) O siringoma é um tumor benigno derivado das glândulas sebáceas e acomete mulheres jovens b) O tricofoliculoma apresenta à histopatologia folículos pilosos em variados graus de maturação c) Células gigantes de Touton são encontradas no exame histopatológico do ceratoacantoma d) A calcinose da cútis é um hamartoma palpebral que sofre transformação maligna em 5 a 10% dos casos 51) Podemos afirmar sobre doenças da conjuntiva: a) A argirose conjuntival ocorre pelo uso de colírio contendo sal de ouro e associa-se a reação inflamatória b) A variedade mucoepidermoide do carcinoma de conjuntiva apresenta alto potencial invasivo e é altamente recorrente c) Conjuntivite crônica ou de repetição é condição predisponente para a amiloidose conjuntival primária d) Oncocitoma é a lesão nodular que ocorre pela encapsulação do nematódeo causador da oncocercose ocular


90  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 52) É correto afirmar que: a) A distrofia polimorfa posterior é caracterizada por depósito em forma de favo de mel no estroma posterior b) A forma progressiva da megalocórnea manifesta-se bilateralmente e associa-se a ceratocone e glaucoma secundário c) O anel de Fleischer ocorre na doença de Wilson por depósito de cobre no estroma anterior d) A distrofia de Avelino é uma variante da distrofia granular 53) Sobre as doenças que acometem a esclera e o cristalino, é correto afirmar que: a) O anel de Soemmering é o remanescente da artéria hialoide b) A placa escleral que afeta idosos ocorre principalmente por depósito de material lipídico e causa afinamento da esclera subjacente c) As pérolas de Elschnig são prolongamentos do citoplasma que unem os epitélios da cápsula anterior e da posterior do cristalino d) Sinoftalmia corresponde a união parcial dos elementos dos dois olhos na linha média, associada a alterações do sistema nervoso central 54) É correto afirmar que: a) A causa mais comum de canaliculite e dacriocistite aguda é o fungo Actinomyces israelii b) Papilomas são os tumores epiteliais mais comuns do saco lacrimal c) Na síndrome de Alport, a alteração mais comum do cristalino acomete sua porção posterior d) No nanoftalmo com cisto, o olho tem diâmetro axial reduzido, coloboma de úvea e de nervo óptico, mais evaginação cística da esclera 55) Com relação aos glaucomas, podemos afirmar que: a) No glaucoma hemolítico encontramos macrófagos contendo eritrócitos degenerados nos espaços intertrabeculares b) No glaucoma maligno ocorre inversão do fluxo do aquoso em razão do aumento da pressão venosa episcleral c) No glaucoma facolítico, os macrófagos invadem o cristalino, promovem a inflamação e o aumento do seu diâmetro, e fechamento do ângulo da câmara anterior d) As estrias de Haab representam rupturas na camada de Bowman 56) Sobre doenças da órbita, é correto afirmar que: a) No linfangioma orbitário ocorre celulite infecciosa de repetição, pela diminuição da drenagem linfática da órbita b) O adenoma pleomórfico, ou tumor misto benigno da glândula lacrimal, é a neoplasia mais frequente da glândula lacrimal c) O fibrossarcoma é o tumor mesenquimal primário benigno mais frequente da órbita d) A forma monostótica da displasia fibrosa é associada a doenças endócrinas 57) Podemos afirmar sobre as uveítes: a) Na uveíte por Mycobacterium tuberculosis a lesão característica é a vasculite de pequenos vasos


91  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 b) A oftalmia simpática é classificada como uveíte endógena crônica não granulomatosa c) Na infecção pelo vírus herpes simples, encontram-se células com inclusões virais intranucleares conhecidas como “corpúsculos de Barr” d) O aspecto histopatológico da sarcoidose é o granuloma tuberculoide não caseoso 58) É correto afirmar que: a) O hamartoma astrocítico da retina ocorre isoladamente ou associado à doença de Bourneville b) A retinopatia de Purtscher é caracterizada por uma distrofia das células bipolares c) A lesão primária da coriorretinopatia central serosa ocorre nas células de Müler da região macular d) A forma infiltrativa difusa do retinoblastoma é a mais comum e caracteriza-se por espessamento da retina 59) É correto afirmar que: a) A fosseta do disco óptico localiza-se geralmente no quadrante nasal superior, bilateralmente b) O meningeoma da bainha do nervo óptico que ocorre na infância é menos agressivo do que no adulto c) No astrocitoma pilocítico de baixo grau do nervo óptico ocorrem alterações degenerativas histopatológicas conhecidas como fibras de Rosenthal d) Corpos psammoma são depósitos de lipídios encontrados no astrocitoma pilocítico 60) O método de estudo histológico que considera a propriedade de uma célula expressar um antígeno específico intracelular, ou de superfície, e que pode ser utilizado para identificar e classificar células tumorais é denominado: a) Biópsia de congelação b) Reação de polimerase em cadeia (PCR) c) Citologia de impressão d) Imuno-histoquímica 61) Com relação à retina neurossensorial, é correto afirmar: a) A camada plexiforme interna é formada pelas sinapses entre os axônios dos fotorreceptores e os dendritos das células bipolares b) A camada plexiforme externa é formada pelas sinapses entre os axônios das células bipolares e os dendritos das células ganglionares c) A membrana limitante externa encontra-se entre os segmentos internos e externos dos fotorreceptores d) A membrana limitante interna, constituída pelos prolongamentos das células de Müller, está adjacente ao epitélio pigmentado da retina 62) É correto afirmar: a) O epitélio da córnea é do tipo pavimentoso estratificado e corresponde a 25% da espessura total da córnea normal b) A densidade endotelial da córnea é maior na sua periferia do que na porção central


92  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 c) A ausência de junções tipo tight junctions entre as células epiteliais superficiais da córnea é compensada pela intensa atividade metabólica das bombas de sódio e potássio d) Na córnea, a conformação das fibrilas de colágeno do estroma em condições normais faz com que o índice de refração aumente no sentido da sua porção mais posterior 63) É correto afirmar: a) Os fibroblastos da camada de Bowman são menores e mais compactos do que os da porção posterior do estroma da córnea b) As lamelas na região mais posterior do estroma da córnea são mais curtas, estreitas e interconectadas do que as anteriores c) O componente celular ocupa, em condições normais, menos de 10% do volume do estroma da córnea d) A membrana de Descemet é formada por uma única camada, originada na época gestacional e tende a reduzir sua espessura, do nascimento à fase adulta 64) Com relação ao cristalino é correto afirmar que: a) Sua cápsula é uma membrana delgada, inelástica e impermeável, que impede a troca de substâncias entre ele e o humor aquoso b) Apresenta terminações nervosas, porém é avascular c) No adulto, o epitélio que o reveste está presente somente na superfície anterior e no equador d) A bainha zonular anterior de sua cápsula é formada a partir das fibras zonulares mais curvilíneas e delgadas e a bainha posterior por fibras maiores e retilíneas 65) É correto afirmar: a) A lâmina fusca da coroide apresenta fibroblastos e melanócitos b) Os capilares da lâmina coriocapilar têm calibre interno muito reduzido e são os de menor diâmetro do organismo c) A membrana de Bruch não é corada pela eosina e nem pelo PAS d) A membrana de Bruch une o epitélio pigmentado da retina à lâmina fusca da coroide 66) Qual descrição melhor define histologicamente a glândula lacrimal principal normal? a) Células hexagonais, com diversos prolongamentos e muitos grânulos de mucopolissacarídeos b) Células piramidais, com poucos grânulos, cujos ápices delimitam o lúmen central, com ausência de células mioepiteliais adjacentes c) Exócrina, composta e tubuloacinosa d) Células caliciformes, com poucas organelas, circundadas por tecido conjuntivo frouxo e células mioepiteliais 67) Qual a alternativa correta? a) Eosina é alcalina e cora em azul o núcleo das células b) Bacilos corados pelo método de Ziehl-Neelsen adquirem a cor azul-escuro c) Ácido periódico de Schiff (PAS) cora fungos em preto d) Azul alciano (alcian blue) cora mucopolissacarídeos


93  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 68) É correto afirmar com relação à membrana de Descemet: a) Não apresenta capacidade de se renovar b) É mais espessa ao nascimento do que no adulto c) É formada por camada única de fibrilas de colágeno d) É produzida pelo endotélio da córnea 69) Quantos subgrupos de fibras musculares, baseados na quantidade de miofibrilas e de sarcoplasma, formam a musculatura ocular extrínseca? a) Dois b) Três c) Quatro d) Seis 70) Assinale a alternativa correta: a) As células endoteliais constituem a principal barreira da córnea em relação a penetração de fármacos b) Apesar de ter uma área de superfície maior, a conjuntiva é menos permeável que a córnea c) A via transcorneal representa a principal rota de entrada de fármacos do filme lacrimal para o humor aquoso d) Os fármacos hidrofílicos possuem permeabilidade maior que os fármacos lipofílicos 71) Assinale a alternativa correta: a) A esclera apresenta alta permeabilidade para grandes moléculas, sendo mais permeável que a córnea b) Após instilados, os fármacos em geral chegam rapidamente à câmara anterior, apresentando concentração 2 a 3 vezes maior que a concentração inicialmente instilada c) A eliminação de um fármaco da câmara anterior depende exclusivamente da drenagem do humor aquoso para o canal de Schlemm d) A penetração de um fármaco pela via transescleral varia muito de acordo com a sua lipossolubilidade 72) Assinale a alternativa correta em relação ao uso de pomadas oftálmicas: a) Apresentam ação mais duradoura que os colírios, com remoção completa do fármaco em aproximadamente 30 minutos b) Frequentemente apresentam em sua composição lanolina anidra, que facilita a dispersão dos componentes hidrossolúveis c) Em pacientes que já utilizam outro fármaco na forma de colírio, as pomadas devem ser aplicadas aproximadamente cinco minutos antes do colírio d) Por aumentarem significativamente a biodisponibilidade do fármaco, as pomadas têm boa indicação em quadros infecciosos agudos, como ceratites infecciosas 73) Assinale a alternativa correta em relação aos conservantes utilizados nas formulações de uso tópico: a) O cloreto de benzalcônio apresenta amplo espectro, sem influenciar na permeabilidade corneal


94  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 b) O clorobutanol, apesar de não ser irritante para a conjuntiva, é pouco utilizado por não ter ação sobre Pseudomonas aeruginosa c) O sulfato de polimixina B é muito eficaz contra agentes Gram-negativos, mas tem uso restrito pela toxicidade e potencial alergênico d) A clorexidina, um derivado da guanidina, é mais utilizada em associação com antibióticos, como o cloranfenicol 74) Assinale a alternativa correta em relação aos anestésicos oculares de uso tópico: a) A proparacaína possui melhor capacidade de penetração na córnea e conjuntiva que a tetracaína b) A tetracaína promove anestesia em 10 a 20 segundos com duração de 10 a 20 minutos c) A tetracaína é muito utilizada por apresentar menos efeitos adversos que a proparacaína d) O aumento da concentração do colírio de tetracaína não influencia na duração do efeito anestésico 75) Assinale a alternativa correta em relação aos agentes anticolinérgicos utilizados em oftalmologia: a) A atropina, fármaco que atua bloqueando a acetilcolina nos receptores pós-sinápticos do sistema parassimpático, apresenta efeitos colaterais sistêmicos dose-dependentes b) A tropicamida, por difundir-se com muita facilidade na porção lipídica do epitélio corneal, é o mais potente cicloplégico disponível c) Enquanto o efeito midriático máximo da atropina ocorre em 1 a 2 horas, seu efeito cicloplégico máximo ocorre em 30 a 40 minutos d) O aumento da salivação e bradicardia são os primeiros sintomas de toxicidade pela tropicamida, podendo evoluir rapidamente para perda cognitiva e delírio 76) Assinale a alternativa correta em relação aos mióticos utilizados em oftalmologia: a) O uso crônico de mióticos pode levar à formação de cistos de íris, ceratopatia em faixa e cefaleia pela hipermetropia induzida b) Os agonistas colinérgicos diretos, como o ecotiofato, ativam receptores colinérgicos muscarínicos no músculo esfíncter da íris e no corpo ciliar c) O carbacol, por apresentar alta lipossolubilidade, apresenta boa penetração pela via transcorneal d) A pilocarpina, por não mimetizar o efeito nicotínico da acetilcolina, não apresenta efeito sobre a musculatura estriada 77) Cada classe de hipotensores oculares possui diferentes efeitos colaterais locais e sistêmicos. Assinale a combinação correta: a) Agonistas alfa-2 adrenérgicos = conjuntivite folicular, boca seca e fadiga b) Parassimpaticomiméticos de ação direta = queimação ocular, diminuição da sudorese e constipação c) Análogos da prostaglandina = miopia transitória, catarata e cefaleia d) Inibidores da anidrase carbônica = ceratite, diminuição da sensibilidade da córnea e broncoespasmo


95  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 78) Assinale a alternativa correta em relação aos corantes utilizados em oftalmologia: a) A fluoresceína sódica é um corante altamente solúvel em água, corando células epiteliais em sofrimento, ou desvitalizadas b) A lissamina verde é um corante ácido, orgânico, que não necessita de filtro especial durante a avaliação de olho seco na lâmpada de fenda c) A rosa-bengala é amplamente utilizada para avaliação da xeroftalmia, por sua boa tolerabilidade e conforto d) A indocianina verde, além de útil para cirurgia de catarata, está indicada para o estudo de estruturas da retina interna no exame angiográfico 79) Sobre a acetazolamida 250 mg por via oral, a cada seis horas, é correto afirmar: a) É contra-indicada em pacientes diabéticos em uso de metformina b) Frequentemente induz hipermetropia pela redução do comprimento axial, embora o efeito seja transitório c) Tem seu efeito potencializado quando associada à dorzolamida de uso tópico d) Evita-se o uso em pacientes com anemia falciforme 80) Sobre o ácido folínico no tratamento clássico da toxopolasmose, é correto afirmar: a) É convertido em ácido fólico, repondo os níveis séricos reduzidos pelo uso da pirimetamina b) Potencializa o efeito da sulfonamida, funcionando como antagonista do ácido paraminobenzoico (PABA) c) Apresenta uso restrito em pacientes em terapia de reposição hormonal d) É usado em conjunto com a pirimetamina, pois esta interfere com o metabolismo do ácido fólico 81) Durante o procedimento de cross-linking do colágeno, o epitélio da córnea é comumente removido para maior penetração da riboflavina (solução 0,1% em dextran) no estroma. Isso porque: a) O epitélio é lipofílico e a riboflavina hidrofílica b) O epitélio é lipofílico e a riboflavina lipofílica c) O epitélio é hidrofílico e a riboflavina lipofílica d) O epitélio é hidrofílico e a riboflavina hidrofílica 82) Sobre o mecanismo de ação dos corticoides, é correto afirmar: a) Não atua no aumento do número de linfócitos b) Tem efeito específico agindo na causa da inflamação c) Atua inibindo a síntese de prostaglandinas, porém, não influencia a síntese de leucotrienos d) Reduz a permeabilidade capilar à exsudação celular 83) É correto afirmar sobre as quinolonas de quarta geração: a) Diferentemente das quinolonas de segunda geração, não desencadeiam resistência bacteriana b) Por apresentarem duplo mecanismo de ação (inibem a síntese de parede celular e a subunidade 30 s ribossomal) produzem aumento da resistência a mutações, sendo, portanto, mais eficientes que as gerações antigas


96  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 c) Atuam inibindo a DNA-girase e a topoisomerase d) Estão contraindicadas em pacientes alérgicos à sulfa, pelo risco de síndrome de Stevens-Johnson 84) Qual o equivalente dióptrico do sistema formado por um olho com 53 dioptrias e uma lente de contato de +7 dioptrias? a) 46 dioptrias b) 48 dioptrias c) 58 dioptrias d) 60 dioptrias 85) Em uma lente de +5,00 DE () –2,00 DC x 180 graus, o círculo de menor confusão estará focado a: a) 20 cm b) 25 cm c) 33 cm d) 50 cm 86) Ao mergulharmos uma lente convexa com índice de refração n=1,6 em um líquido com índice de refração n=1,8, ela se comportará como uma lente: a) Divergente b) Convergente c) Plana d) Tórica 87) Em uma combinação de duas lentes positivas com 10 dioptrias de vergência cada, localizadas a uma distância de 20 cm entre si, a partir de um objeto localizado no infinito teremos: a) Formação de imagem virtual, invertida e maior b) Formação de imagem real, direta e maior c) Não formação de imagem em distância finita d) Formação de imagem real, direta e menor 88) A magnificação de um telescópio com duas lente positivas, sendo a objetiva de 10 dioptrias e a ocular de 5 dioptrias, é de: a) 0,5 b) 2 c) 15 d) 50 89) Dois raios de luz, saindo simultaneamente de uma fonte, um vermelho e um azul, viajando no vácuo: a) O vermelho chegará antes ao destino b) O azul chegará antes ao destino c) Chegarão ao mesmo tempo ao destino d) Impossível afirmar a relação de chegada ao destino sem outras informações


97  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 90) Quando um feixe de luz branca incide em um prisma com a base inferior, a cor que será vista mais inferiormente é: a) Vermelha b) Violeta c) Verde d) Amarela 91) Um corpo de cor preta ganhará mais temperatura ao ser exposto a luz: a) Amarela b) Azul c) Laranja d) Vermelha 92) Em um farol que utiliza um espelho côncavo para criar o feixe luminoso, a fonte luminosa deve localizar-se: a) Entre o foco e o centro óptico b) No centro óptico c) Entre o espelho e o foco d) No foco 93) Quando há formação da imagem em um espelho real (não ideal) de raio de curvatura constante, os feixes luminosos podem comportar-se como na imagem abaixo. Esta aberração é chamada:

a) Esférica b) Comática c) Cromática d) Astigmática

94) Sabendo que um raio incide com ângulo de 45 graus e é refratado com um ângulo de 30 graus, podemos afirmar que o raio incidindo com ângulo de 0 graus será refratado com ângulo de: a) 0 graus b) 15 graus c) 75 graus d) 90 graus 95) Um objeto colocado a 40 cm de um espelho côncavo com raio de curvatura de 60 cm formará uma imagem: a) Virtual e maior que o objeto


98  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2012 b) Real e maior que o objeto c) Real e menor que o objeto d) Virtual e menor que o objeto 96) Para haver reflexão total de um raio de luz ao atingir um dioptro, é necessário que: a) O segundo meio tenha um índice de refração menor que o primeiro b) O raio se localize sobre a normal c) O segundo meio tenha um índice de refração maior que o primeiro d) Os dois meios tenham índices de refração semelhantes 97) Dois prismas de mesmo material são superpostos por faces de refração conforme a figura abaixo. O valor do prisma resultante é: a) Independente do material dos prismas b) Igual à soma aritmética dos valores dos dois prismas c) Menor que a soma aritmética dos valores dos dois prismas d) Maior que a soma aritmética dos valores dos dois prismas

98) Sabendo que um raio incidente do meio “a” para o meio “b” com ângulo de 30 graus é refratado com ângulo de 45 graus, podemos afirmar que o raio na direção contrária, de “b” para “a”, incidindo com ângulo de 45 graus, será refratado com ângulo de: a) 90 graus b) 60 graus c) 30 graus d) Sem conhecer o índice de refração dos meios “a” e “b”, não se pode calcular o ângulo do raio refratado 99) A unidade do índice de refração é: a) Nenhuma (“n” não possui unidade) b) m/s c) m/s2 d) Hz/s 100) Em um retinoscópio, pode-se mudar o feixe de luz emitido em raios divergentes, raios paralelos, ou raios convergentes, variando-se a posição da fonte de luz. Isto é possível porque no retinoscópio há uma: a) Lente divergente b) Espelho convexo c) Espelho plano d) Espelho côncavo


Prova Teórica II A – 2012

1) São fatores de risco para o desenvolvimento de catarata: a) Diabetes, raça e classe social b) Sexo, tabagismo e hipertensão arterial sistêmica c) Raça, idade avançada e esforço acomodativo d) Tabagismo, corticoterapia e exposição ao sol 2) Assinale a alternativa correta em relação à ectopia lentis: a) Casos secundários a homocistinúria devem ser examinados cuidadosamente pela presença frequente de degenerações em treliça na retina b) Na homocistinúria o deslocamento do cristalino é bilateral e geralmente associado a hipermetropia c) Na síndrome de Marfan o cristalino é muito mais móvel do que na homocistinúria d) Nos casos secundários à síndrome de Marfan observa-se anomalia do ângulo da câmara anterior em mais da metade dos casos 3) Assinale a alternativa correta em relação às substâncias viscoelásticas utilizadas na cirurgia de catarata: a) Geralmente dificultam a observação das estruturas do segmento anterior durante a cirurgia b) As substâncias coesivas promovem maior proteção endotelial quando comparadas às dispersivas c) As substâncias coesivas, pela dificuldade de remoção, são as principais responsáveis pelo aumento da pressão intraocular observado nas primeiras horas após a cirurgia d) As substâncias dispersivas apresentam menor peso e cadeia molecular quando comparadas às coesivas

99


100  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 4) Um paciente é submetido a cirurgia combinada de glaucoma (trabeculectomia) e catarata (facoemulsificação com implante de lente intraocular). No primeiro pós-operatório o paciente apresenta pressão intraocular de 53 mmHg, com câmara anterior muito rasa, mas sem toque da lente na córnea. Qual é o diagnóstico mais provável e conduta? a) Vazamento de humor aquoso pela ferida cirúrgica (indicado pela câmara anterior rasa), o qual deve ser tratado por nova sutura da ferida cirúrgica, sob anestesia tópica b) Quadro de hiperfiltração (indicado pela câmara anterior rasa), que deve ser tratado com sutura de contenção sobre a ampola filtrante c) Descolamento seroso de coroide, que deve ser tratado pela drenagem de coroide e preenchimento da câmara anterior com viscoelástico d) Bloqueio ciliar (mau direcionamento do humor aquoso), cujo tratamento inclui atropina tópica, hiperosmótico endovenoso e capsulotomia, mais hialoidectomia anterior com Yag-laser 5) Assinale a alternativa correta em relação aos diferentes tipos de bombas de aspiração utilizadas nos aparelhos de facoemulsificação: a) Nas bombas peristálticas, a taxa de fluxo está inversamente correlacionada ao tempo necessário para se atingir o vácuo predeterminado após a oclusão da ponteira b) Em geral, o risco de lesão de estruturas oculares é maior nos aparelhos com bomba peristáltica, quando comparado ao com bomba diafragmática c) A bomba Venturi consiste de uma roda giratória com saliência fixa a intervalos regulares que comprimem o tubo de aspiração ao redor da roda d) O vácuo depende da oclusão da ponteira nos aparelhos com bomba diafragmática 6) Qual das técnicas de facoemulsificação abaixo não requer o uso da caneta de ultrassom para fratura inicial do cristalino? a) Quick chop b) Pré-slice c) Stop and chop d) Faco-chop 7) Assinale a alternativa correta em relação à capsulorrexe anterior: a) Sua realização independe da técnica de facoemulsificação escolhida pelo cirurgião b) Em geral, deve ser curvilínea e contínua, com diâmetro entre 2 e 3 mm c) Quando descontínua, deve-se evitar a hidrodelineação e realizar a facoemulsificação com maior taxa de aspiração para diminuir o tempo cirúrgico d) Sua confecção adequada requer o uso de azul de tripan a 10% e pinça de Utrata 8) Assinale a alternativa correta: a) O lenticone anterior é mais comum no sexo feminino b) Rotura capsular e formação de catarata são complicações observadas em olhos com lenticone posterior c) O lenticone anterior é mais frequente que o posterior d) O lenticone posterior acomete ambos os olhos na maior parte dos casos


101  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 9) Assinale a alternativa correta em relação às lentes intraoculares tóricas: a) São indicadas para correção do astigmatismo gerado pelo cristalino b) A ciclotorção em decúbito dorsal deve ser levada em consideração no pré-operatório c) A rotação da lente intraocular tem pouca influência no seu poder corretivo d) São de difícil implantação e apresentam pouca previsibilidade 10) Durante uma cirurgia de facoemulsificação com implante de lente intraocular, o médico nota os seguintes sinais: dificuldade súbita de emulsificar e aspirar material nuclear, associada ao aprofundamento da câmara anterior e mobilidade excessiva, ou subluxação, do núcleo. Qual a conduta mais apropriada nesse momento? a) Retirar prontamente a caneta de facoemulsificação do olho para evitar maiores complicações b) Interromper o estágio de irrigação-aspiração e manter a caneta de facoemulsificação na câmara anterior, que deve ser preenchida com substância viscoelástica c) Emulsificar e aspirar o material cristaliniano restante o mais rapidamente possível, para que nenhum fragmento migre para a cavidade vítrea d) Aspirar a seco os restos corticais com dupla via e retirar os fragmentos nucleares das câmaras anterior e vítrea com alça de Snellen 11) Uma proporção significativa dos pacientes submetidos a cirurgia antiglaucomatosa fistulante desenvolve catarata. Assinale a alternativa correta em relação à realização da facoemulsificação em olhos com ampolas filtrantes funcionantes: a) A cirurgia de catarata deve ser indicada nos primeiros três meses após a cirurgia antiglaucomatosa para minimizar o risco de falência da ampola filtrante b) Deve-se optar pela confecção de túnel escleral em vez de incisão em córnea clara, buscando maior estabilidade da câmara anterior no peroperatório c) Apesar de ser uma complicação séria, a redução do tamanho da ampola filtrante é um evento raro após a cirurgia de facoemulsificação d) O mau controle da pressão intraocular no pré-operatório e a manipulação da íris durante a cirurgia estão relacionados com o risco de falência da ampola filtrante 12) Assinale a alternativa correta: a) Na catarata lamelar ocorre reabsorção parcial do córtex e do núcleo, com baixa visual significativa b) As cataratas polares posteriores são facilmente diagnosticadas à ectoscopia ao nascimento e não apresentam caráter progressivo c) As cataratas zonulares são o tipo mais comum de catarata na infância d) As cataratas polares anteriores são bilaterais na maior parte dos casos 13) Em pacientes com microesferofacia observamos: a) Aumento da curvatura de ambas as faces do cristalino b) Bloqueio pupilar intermitente pelo rompimento e perda das fibras zonulares c) Acometimento de apenas um olho na maior parte dos casos d) Herança autossômica dominante nos casos associados à síndrome de Weill-Marchesani


102  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 14) Assinale a alternativa correta em relação às curvas da face posterior de uma lente de contato asférica: a) As lentes asféricas não apresentam diferentes curvas na sua face posterior b) Sofrem aplanamento progressivo da curva base em direção à curva periférica posterior da lente c) A curva base (curva central posterior) apresenta maior raio de curvatura (em milímetros) que as demais regiões da lente de contato d) A curva intermediária posterior cria uma transição suave entre a curva periférica posterior e a margem da lente de contato 15) Assinale a alternativa correta em relação às possíveis indicações das lentes de contato. a) Quando comparadas às dos óculos, apresentam menor restrição de campo visual em altos hipermetropes b) Astigmatismos irregulares são melhor corrigidos com lentes hidrofílicas tóricas c) Não existem opções para a correção da presbiopia d) As lentes rígidas esféricas são melhor indicadas para a correção do astigmatismo cristaliniano 16) Assinale a alternativa correta em relação à comparação das lentes de contato rígidas gás-permeáveis e gelatinosas: a) As lentes gelatinosas em geral apresentam maior durabilidade b) As lentes gelatinosas em geral proporcionam conforto menor c) As lentes rígidas gás-permeáveis em geral apresentam menor resistência aos depósitos e maior risco de infecção d) As lentes rígidas gás-permeáveis possibilitam desenhos mais personalizados 17) Usuário de lente de contato rígida gás-permeável apresenta queixa de embaçamento visual ao piscar. Deve-se: a) Diminuir o poder da curva base da lente, ou diminuir o diâmetro b) Aumentar o poder da curva base da lente, ou diminuir o diâmetro c) Aumentar o raio de curvatura da curva base da lente, ou aumentar o diâmetro d) Diminuir o raio de curvatura da curva base da lente, ou aumentar o diâmetro 18) Assinale a alternativa correta em relação ao uso de lentes de contato em pacientes com olho seco: a) As lentes gelatinosas de silicone-hidrogel são frequentemente indicadas por apresentar baixa hidratação b) Apresentam contraindicação absoluta c) Apesar das lentes de alta hidratação serem as mais indicadas, são mais propensas à formação de depósitos d) As lentes de alta hidratação são melhor indicadas por diminuir a osmolaridade do filme lacrimal 19) Com relação à avaliação do tempo de rotura do filme lacrimal, é correto afirmar: a) Valores inferiores a 5 segundos são considerados normais b) Tanto o corante rosa-bengala quanto a lisamina verde podem ser utilizados no teste


103  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 c) O valor considerado é aquele correspondente ao aparecimento da primeira mancha escura na córnea após o pestanejar completo d) Apresenta pequena variabilidade e elevadas sensibilidade e especificidade 20) Em qual das hipóteses diagnósticas abaixo, a coleta de raspado conjuntival para avaliação laboratorial é fundamental? a) Conjuntivite pseudomembranosa b) Ceratoconjuntivite límbica superior c) Conjuntivite lenhosa d) Conjuntivite neonatal hiperaguda 21) Qual a definição mais apropriada para distrofias de córnea? a) Doenças bilaterais, comumente simétricas, lentamente progressivas e com padrão de hereditariedade na transmissão b) Doenças desencadeadas pelo uso sistêmico de medicamentos, cujos depósitos na córnea são bilaterais, porém assimétricos e demoram anos para ser observados à biomicroscopia c) Repercussões nas córneas de uma doença autoimune preexistente, caracterizada por depósitos de imunocomplexos, geralmente nas porções centrais das córneas, desencadeando opacidades e erosões recorrentes d) Alterações bilaterais das córneas, com depósitos de glicosaminoglicanos e de substâncias hialinas, presentes ao nascimento e que progridem da periferia para o centro, podendo desencadear baixa visão, ou erosão recorrente, dependendo da camada acometida 22) Com relação à “doença enxerto versus hospedeiro”, é correto afirmar: a) Trata-se de complicação autoimune, desencadeada geralmente pelo transplante alógeno de limbo nas reconstruções de superfície ocular, caracterizada por necrólise não infecciosa do enxerto. O tratamento inclui a remoção do limbo transplantado e imunomodulação local b) Trata-se de complicação associada ao transplante alogênico de medula óssea, caracterizada pela inflamação conjuntival, com ou sem fibrose subepitelial, e pela ceratoconjuntivite seca grave, presente em 40 a 60% dos acometidos. O tratamento inclui lubrificação vigorosa, anti-inflamação tópica e eventualmente imunossupressão sistêmica c) Trata-se de reação autoimune cruzada, geralmente associada à infecção prévia pelo vírus varicela-zóster, com produção de autoanticorpos contra os ceratócitos das camadas mais superficiais da córnea. O tratamento deve ser realizado com esteroides tópicos e antiviral sistêmico em dose profilática d) Ocorre nos pacientes submetidos a múltiplos transplantes de córnea, pela exposição de diversos antígenos ao sistema imunológico do hospedeiro. É caracterizada pela presença de reação de câmara anterior e por precipitados ceráticos que assumem formato linear. O tratamento deve ser feito com esteroides tópicos (na forma de colírios e injeções subconjuntivais) e sistêmicos


104  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 23) Quais meios de cultura abaixo são os mais propícios para o cultivo e o crescimento de fungos? a) Meio de Löwenstein-Jensen e ágar-chocolate com cicloexamidina b) Ágar não nutriente, enriquecido com Escherichia coli e tioglicolato c) BHI (brain heart infusion) e meio de Thayer Martin d) Ágar-sangue e ágar-Sabouraud 24) Criança do sexo masculino, com queixa de prurido ocular intenso há pelo menos dois anos e história pessoal e familiar de atopia. Refere que os sintomas costumam piorar entre os meses de novembro a março. O exame clínico evidenciou nos dois olhos hiperemia conjuntival difusa, papilas muito hipertróficas na conjuntiva tarsal superior, secreção mucoide, limbo com aspecto gelatinoso, inúmeras lesões puntiformes e esbranquiçadas depositadas na circunferência do limbo e ceratopatia ponteada difusa. Com relação ao caso, é correto afirmar: a) As lesões esbranquiçadas puntiformes na região limbar não representam processo infeccioso, mas devem ser removidas cirurgicamente b) Os mecanismos imunopatogênicos da doença relacionam-se com as reações de hipersensibilidade dos tipos I e IV de Gell e Coombs c) De acordo com a história natural mais comum da doença, as crises tendem a ficar cada vez mais frequentes e intensas com o passar dos anos. Por esse motivo, caso o tratamento clínico não seja capaz de reduzir o comprometimento da córnea, o paciente deverá ser submetido ao tratamento cirúrgico, com remoção das papilas hipertróficas d) A ausência de papilas na conjuntiva tarsal inferior, a idade do paciente e o aspecto hipertrofiado das papilas no tarso superior sugerem como diagnóstico clínico mais provável a ceratoconjuntivite atópica 25) Em qual das situações abaixo a indicação da cirurgia refrativa pelo método LASIK será mais conveniente do que pelo método PRK? a) Paciente com alterações da adesão entre epitélio e estroma da córnea e história de erosões recorrentes b) Paciente com olho seco c) Paciente com miopia moderada, espessura de córnea normal e que necessite de retorno precoce ao trabalho d) Paciente com órbita profunda e fronte proeminente 26) Com relação às infecções virais da conjuntiva, é correto afirmar: a) A ceratoconjuntivite epidêmica geralmente é causada pelos sorotipos 4, 16 e 32 do adenovírus. A conjuntiva é pouco afetada, com hiperemia leve, folículos pequenos e em pouca quantidade; porém, o envolvimento da córnea é exuberante, com ceratite ponteada grosseira que pode coalescer e evoluir para desepitelizações maiores b) A febre faringoconjuntival, causada pelos sorotipos 3 e 7 do adenovírus, costuma apresentar, além do comprometimento ocular, a linfoadenopatia satélite pré-auricular c) Na ceratoconjuntivite epidêmica, a ceratite epitelial ponteada superficial precoce ocorre devido à reação imunológica, com depósitos de imunocomplexos subepiteliais. Anti-inflamatórios não esteroidais prescritos nessa fase estão indicados por encurtar o curso natural da doença


105  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 d) A formação de pseudomembranas e de infiltrados subepiteliais representa as formas graves da febre faringoconjuntival. O tratamento deve ser realizado com esteroides tópicos, prescritos em alta frequência e por curto tempo, sempre associados ao aciclovir ou valaciclovir oral, usados em dose profilática 27) De acordo com a legislação vigente, em uma situação emergencial, ao inscrever um paciente no Sistema Nacional de Transplantes para que receba uma córnea “com priorização”, será necessário: a) Que o pedido de inscrição do paciente seja preenchido e assinado por, pelo menos, dois oftalmologistas credenciados na Central Nacional de Transplantes, além do próprio paciente b) Enviar a córnea comprometida retirada do paciente após a operação, para o banco de olhos que forneceu a córnea para o transplante c) Que o paciente seja examinado previamente pela equipe do banco de olhos que fornecerá a córnea, a fim de se comprovar a urgência da operação d) Solicitar córnea para transplante tectônico, de um paciente doador com idade entre 10 e 60 anos 28) Quando uma lente de contato terapêutica for utilizada para o tratamento de um defeito epitelial trófico extenso, é recomendável que: a) As lentes sejam trocadas a cada 2 a 4 meses, a fim de se evitar o acúmulo de depósitos b) Seja realizado raspado da córnea, previamente, para realização de exames citológico e bacterioscópico, a fim de se afastar infecção ocular prévia c) Caso o paciente tenha olho seco grave, a lente apresente elevado conteúdo aquoso d) Antibiótico tópico em dose profilática seja utilizado enquanto a lente estiver em uso 29) Com relação às conjuntivites neonatais, é correto afirmar: a) Nos recém-nascidos, as conjuntivites causadas pela Chlamydia trachomatis não evoluem com formação de folículos b) Infecções causadas pelo Haemophilus influenzae são mais frequentes do que pelo Streptococcus viridans c) A bactéria Gram-negativa mais frequentemente associada à conjuntivite neonatal é a Neisseria gonorrhoeae d) O método de Credé, utilizado na profilaxia da oftalmia neonatal, é realizado com instilação do nitrato de prata a 10% nos olhos do recém-nascido, até uma hora após o parto 30) Com relação às ceratites infecciosas é correto afirmar: a) Usuário de lente de contato que evolui com quadro clínico progressivo de dor ocular intensa, fotofobia, hiperemia ocular, injeção ciliar, edema de córnea, perineurite e ceratite dendrítica, apresenta como hipótese diagnóstica mais provável infecção por Acanthamoeba sp b) Paciente com suspeita de ceratite bacteriana, em uso de antibiótico tópico (quinolona de quarta geração) instilado a cada 1 hora por 4 dias, com piora intensa do quadro clínico e descemetocele, deverá realizar raspado de córnea para exames laboratoriais, após a interrupção do antibiótico por 48 horas


106  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 c) Casos graves de infecções, que chegam ao Pronto Socorro com infiltrados extensos e profundos, hipópio e reação de câmara anterior, devem utilizar colírios antibióticos fortificados de largo espectro associados ao esteroide tópico, mesmo antes da identificação do agente etiológico, a fim de se reduzir o risco de necrólise da córnea d) Menos de 30% das infecções de córnea pela Acanthamoeba sp. estão associadas ao uso de lentes de contato 31) Com relação às ceratites intersticiais, é correto afirmar: a) A inflamação estromal geralmente é supurativa, com o epitélio e o endotélio primariamente acometidos b) Resultam de reação de hipersensibilidade tipo I, em resposta à infecção prévia de microorganismos, ou antígenos, localizados no estroma da córnea c) Na maioria dos casos relacionados com sífilis a infecção foi adquirida após o nascimento d) Vírus da rubéola e Chlamydia trachomatis podem ser causadores 32) Com relação às ectasias da córnea, é correto afirmar: a) A hidropsia é caracterizada pela rotura da membrana de Bowman nos casos avançados; no entanto, nem todos os pacientes necessitarão de transplante de córnea após a resolução dessa complicação b) A maioria dos pacientes com ceratocone refere outro caso conhecido da doença na família, sendo a história familiar positiva entre 60 e 80% dos casos c) O reflexo “em tesoura”, formado pela projeção da luz durante a retinoscopia, é considerado um achado tardio; e para estar presente, o paciente exibe o sinal de Munson d) A incidência de ceratocone está aumentada nos pacientes que apresentam neuropatia óptica congênita de Leber, síndrome de Marfan e prolapso da válvula mitral 33) Com relação ao melanoma de conjuntiva, é correto afirmar: a) Diferentemente do melanoma de pele, o risco de morte do melanoma conjuntival é baixo, inferior a 0,5% b) A presença do tumor na região da carúncula, ou no fundo de saco, indica pior prognóstico c) A maioria das lesões é originada a partir de um nevo conjuntival d) Devido ao risco elevado de metástases induzidas pelo procedimento, a biópsia excisional deve ser evitada, sendo a radioterapia o tratamento de eleição 34) Com relação às anormalidades congênitas do segmento anterior, é correto afirmar: a) O embriotóxon posterior não está presente em olhos normais b) Olhos microftálmicos são pequenos, porém não apresentam malformações c) A esclerocórnea é unilateral na maioria dos casos e costuma acompanhar anormalidades na curvatura anterior da córnea, com medidas geralmente superiores a 50 dioptrias d) A megalocórnea geralmente acomete ambos os olhos, sendo os homens mais afetados do que as mulheres. O padrão de herança recessivo ligado ao X é o mais frequente


107  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 35) De acordo com o estudo HEDS (Herpetic Eye Disease Study Group), amplamente citado na literatura, a respeito dos fatores de risco, da história natural e do tratamento das infecções oculares pelo vírus herpes simples, é correto afirmar: a) A profilaxia oral com uso de aciclovir (800 mg/dia) não é capaz de reduzir o risco de reativação viral nos pacientes que têm história de infecção ocular recorrente b) Cerca de 40% das infecções oculares pelo vírus herpes simples são bilaterais c) Estresse psicológico, exposição à luz solar, ciclo menstrual e uso de lentes de contato não são determinantes para elevar o risco de reativação da infecção herpética d) O uso de aciclovir via oral na dose 2 g/dia por três semanas é capaz de prevenir que pacientes com ceratite epitelial desenvolvam a forma estromal da doença 36) Qual o valor aproximado da pressão intraocular atingido quando o vácuo é considerado como completo e seguro para a confecção do flap, durante uma cirurgia refrativa pelo método LASIK (laser in situ keratomeleusis)? a) 25 mmHg b) 35 mmHg c) 45 mmHg d) 65 mmHg 37) Com relação à degeneração esferoidal primária da córnea, é correto afirmar: a) Apesar do aspecto de “gota de óleo” das lesões, sua composição é basicamente proteica, com características de degeneração elastótica b) Unilateral na maioria das vezes c) Mais comum em mulheres d) Depósitos mais concentrados localizados nas porções posteriores do estroma, poupando as camadas superficiais 38) Assinale a alternativa que contenha a associação correta: I – Idade: 4 anos, refração estática: +3,50 DE, sem queixas II – Idade: 5 anos, refração estática: +4,00 DE, com astenopia III – Idade: 6 anos, refração estática: +5,00 DE, com esotropia 1 – Prescrever a refração estática 2 – Não prescrever 3 – Prescrever grau igual ou menor do que o da refração estática 4 – Prescrever a refração estática e prisma com base nasal a) I–2, II–1, III–4 b) I–2, II–3, III–4 c) I–3, II–4, III–1 d) I–2, II–3, III–1 39) Nos óculos com lentes progressivas, o ângulo pantoscópico deve ser, aproximadamente: a) 10 graus b) 25 graus c) 80 graus d) 90 graus


108  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 40) Assinale a alternativa correta: a) O astigmatismo mais comum a partir dos cinco anos é contra-a-regra b) O volume do globo ocular ao nascimento corresponde a 90% do volume do globo ocular no adulto c) A miopia é o erro refracional menos comum nos neonatos d) Os cartões de Teller são uma boa opção para testar crianças verbais acima de três anos 41) Quanto aos tipos de óculos bifocais é correto afirmar: a) Os óculos do tipo Panoptik (topo reto) podem ser usados por míopes e hipermetropes, porém apresentam grande salto de imagem b) Os óculos do tipo Kryptok possuem películas redondas com índice de refração menor do que os restantes das lentes, apresentando boa estética c) Os óculos do tipo Balux, ou Ultex, são indicados para míopes, pois a base inferior do grau para longe coincide com a base da película d) Os óculos do tipo Executive reduzem o salto de imagem devido à proximidade dos centros ópticos para longe e perto 42) É correto afirmar sobre o teste do cilindro cruzado: a) Tem como funções principais: encontrar o poder e o eixo do astigmatismo e quantificar a adição para perto em présbitas (em conjunto com a tabela de Jaques) b) É realizado com uma lente composta de dois cilindros negativos, dispostos perpendicularmente c) Seu princípio básico é a diminuição do conoide de Sturm, possibilitando o cálculo do eixo do astigmatismo d) Quando a lente é colocada perpendicularmente ao eixo da refração, auxilia a diferenciação entre baixa de acuidade refracional, ou por opacidades de meios 43) Sobre os materiais utilizados na confecção de lentes para óculos, é correto afirmar: a) O índice de constringência indica o quanto um material filtra raios ultravioletas b) O policarbonato é o material mais resistente aos riscos c) A resina CR-39 (acrílica) possui índice de constringência comparável ao do vidro, porém é mais suscetível a riscos d) O vidro “Crown”, em comparação com as resinas, possui maior índice de refração e melhor índice de constringência, apesar de ser mais pesado 44) Um paciente apresenta amplitude de acomodação de 5 dioptrias e ponto próximo a 50 cm. Qual a ametropia do paciente? a) +2,00 DE b) +3,00 DE c) +5,00 DE d) +7,00 DE 45) Ao realizar o exame de acuidade visual utilizando tabela de Snellen posicionada a 4 m, o oftalmologista deve, em sua prescrição: a) Adicionar +0,75 DE b) Adicionar +0,25 DE


109  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 c) Adicionar –0,25 DE d) Adicionar –0,75 DE 46) Qual o esforço acomodativo de paciente com refração estática de +3,00 DE –2,00 DC a 180 graus para trabalhar a 25 cm de distância sem correção? a) +4,00 DE b) +5,00 DE c) +6,00 DE d) +7,00 DE 47) Sobre a tolerância acomodativa, é correto afirmar: a) É praticamente nula após os 45 anos b) Não depende da idade c) É cerca de 5 dioptrias aos 25 anos d) É semelhante à amplitude de acomodação após os 35 anos de idade 48) Ao exame esquiascópico de Copeland, o movimento da faixa retinoscópica “contra-omovimento” significa que: a) O ponto remoto do paciente situa-se no infinito b) O ponto remoto do paciente situa-se atrás do paciente c) O ponto remoto do paciente situa-se entre o paciente e o examinador d) O ponto remoto do paciente situa-se na retina do paciente 49) Um paciente com a seguinte refração: OD: –3,00 DE +2,50 DC a 130 graus OE: +2,00 DE +1,50 DC a 90 graus Apresenta: a) Astigmatismo misto no OD, astigmatismo hipermetrópico no OE, equivalente esférico –1,75 DE no OD, equivalente esférico +1,75 DE no OE b) Astigmatismo misto no OD, astigmatismo hipermetrópico no OE, equivalente esférico –0,25 DE no OD, equivalente esférico +1,75 DE no OE c) Astigmatismo miópico no OD, astigmatismo hipermetrópico no OE, equivalente esférico –1,75 DE no OD, equivalente esférico +2,75 DE no OE d) Astigmatismo miópico no OD, astigmatismo hipermetrópico no OE, equivalente esférico –0,25 DE no OD, equivalente esférico +2,75 DE no OE 50) Em relação às ametropias é correto afirmar: a) O míope sem correção enxerga a cor verde de maneira mais nítida do que a cor vermelha b) O ponto próximo no míope situa-se “além do infinito” c) A hipermetropia total é calculada pela soma da hipermetropia absoluta e facultativa d) O míope sem correção enxerga os objetos maiores do que realmente são 51) Na fixação para perto, o efeito prismático induzido suscitará: a) Correção de exoforia, ou redução da convergência, se o paciente for ortofórico, nas lentes positivas b) Correção de esoforia, ou redução da convergência, se o paciente for ortofórico, nas lentes negativas


110  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 c) Correção de esoforia, ou aumento de convergência, se o paciente for ortofórico, nas lentes positivas. d) Correção de exoforia, ou aumento da convergência, se o paciente for ortofórico, nas lentes negativas 52) Um paciente de 60 anos de idade queixa-se de dificuldade visual para trabalhar no computador (situado a 50 cm dos olhos) com os seus óculos para perto. Apresenta boa acuidade visual a 33 cm com a correção +4,50 DE. Para melhorar a visão do paciente para olhar a tela do computador, sem alterar a graduação de seus óculos, ele deve: a) Afastar o monitor b) Afastar os óculos dos olhos c) Retirar os óculos d) Aproximar os óculos dos olhos 53) São características das lentes asféricas em relação às lentes esféricas, considerando-se lentes positivas de mesmo poder, tamanho e material: a) Diminuição da espessura central b) Maior peso c) Raio de curvatura único d) Melhor profundidade de foco 54) Com relação ao teste bicromático (verde e vermelho), é correto afirmar: a) Se o paciente enxergar melhor a cor verde significa que ele está, necessariamente, hipercorrigido b) Baseia-se no princípio de que a luz branca, ao atravessar uma lente, tem seu foco dividido em diversos planos c) A partir da mesma fonte de luz branca, a luz verde focaliza-se mais longe do cristalino, quando comparada à luz vermelha d) É um teste objetivo, podendo ser realizado em crianças 55) Quais o ponto remoto e o ponto próximo de um olho cuja ametropia é corrigida com –2,00 DE e cuja amplitude de acomodação é 3,00 DE ? a) 33 cm e 100 cm b) 50 cm e 100 cm c) 33 cm e 20 cm d) 50 cm e 20 cm 56) As lentes de óculos para a correção de alto grau de astigmatismo frequentemente induzem distorção da imagem. Para minimizar a queixa do paciente é possível: a) Reduzir o cilindro mantendo o equivalente esférico, diminuir a distância vértice e diminuir a espessura da lente b) Reduzir o cilindro mantendo a ametropia esférica, diminuir a distância vértice e diminuir a espessura da lente c) Reduzir o cilindro mantendo o equivalente esférico, aumentar a distância vértice e diminuir a espessura da lente d) Reduzir o cilindro mantendo o equivalente esférico, aumentar a distância vértice e aumentar a espessura da lente


111  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 57) De acordo com a classificação anatômica, é correto afirmar que: a) Uveítes posteriores são as que afetam a retina e a coroide, podendo apresentar acometimento focal ou multifocal b) Uveíte intermediária ou difusa acomete o segmento posterior c) Ciclite posterior é um tipo de uveíte posterior d) Coroidite multifocal é um tipo de uveíte intermediária 58) Sobre a oftalmia simpática, é correto afirmar que: a) A evisceração do olho simpatizante está indicada, precocemente b) É classificada como uveíte posterior, não granulomatosa c) A síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada é o principal diagnóstico diferencial d) A oclusão venosa da retina é a principal causa de perda visual 59) Sobre as espondiloartropatias, podemos afirmar que: a) O fator reumatoide é caracteristicamente negativo b) A uveíte anterior aguda, bilateral e simultânea é uma condição comum c) O HLA B27 é um marcador de atividade inflamatória, assim como a proteína C reativa e o VHS d) A uveíte anterior aguda e granulomatosa é a manifestação ocular mais comum 60) Na artrite reumatoide juvenil, é correto afirmar que: a) A iridociclite crônica e assintomática é a manifestação ocular mais comum b) O acometimento ocular é frequente na forma mais grave, conhecida como doença de Still c) A gravidade da uveíte esta relacionada com o grau de acometimento articular d) A imunossupressão com azatioprina é usada no tratamento inicial da doença, mesmo nos casos leves 61) Sobre as esclerites, podemos afirmar que: a) São mais frequentes nos homens, com predisposição para caucasianos b) Sempre requerem tratamento sistêmico c) Nos casos associados a estafiloma, a dor favorece o diagnóstico da escleromalacia perforans d) A esclerite posterior é a forma mais comum 62) Sobre a uveíte intermediária, é correto afirmar que: a) Catarata é a complicação mais comum b) É mais comum em idosos c) Associa-se a doenças sistêmicas como esclerose múltipla, hepatite C e linfoma d) Corticoide tópico é eficaz na maioria dos casos 63) Sobre a sarcoidose, é correto afirmar que: a) A vasculite acomete principalmente as arteríolas retinianas b) O comprometimento ocular ocorre em mais de 80% dos pacientes c) A causa mais comum de perda visual associada a uveíte posterior é a isquemia macular d) A medida sérica da enzima conversora de angiotensina é útil no acompanhamento da doença


112  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 64) Sobre a síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada, é correto afirmar que: a) O edema bilateral do nervo óptico é uma característica da fase oftálmica b) A pleocitose no liquor é encontrada principalmente na fase de convalescença c) A cegueira cortical secundária à vasculite cerebral é comum d) O interferon alfa é a primeira alternativa terapêutica nos casos refratários a corticosteroides 65) Qual das coroidites apresenta membrana neovascular coroidiana mais frequentemente? a) Coroidite multifocal e pan-uveíte b) Retinopatia zonal externa oculta aguda (AZOOR) c) Neurorretinopatia macular aguda d) Epiteliopatia pigmentária placoide multifocal posterior aguda 66) Com relação à semiologia neuroftalmológica, podemos afirmar que: a) O padrão da perda neural visto pela oftalmoscopia ajuda no diagnóstico etiológico e topográfico das afecções das vias ópticas b) A hemianopsia é o defeito mais frequente das neuropatias ópticas c) As afecções do nervo óptico causam defeitos campimétricos mais congruentes do que as afecções do lobo occipital d) Nas lesões do trato óptico, o defeito pupilar aferente relativo é ausente 67) Com relação às drusas do nervo óptico, podemos afirmar que: a) Perda visual e defeito campimétrico são frequentes b) São mais concentradas na região temporal inferior do disco óptico c) Causam confusão diagnóstica com papiledema, principalmente na infância d) A ressonância magnética é o principal método diagnóstico para detecção das drusas 68) Com relação à neurite óptica desmielinizante, podemos afirmar que: a) Acomete principalmente pessoas entre a sexta e a sétima décadas de vida b) A hemianopsia temporal é o defeito mais comum c) Dor ocular à movimentação é rara d) A maioria dos paciente apresenta cabeça do nervo óptico sem edema 69) Criança de oito anos de idade, do sexo masculino, apresentou perda visual aguda do olho direito, seguida de perda visual aguda do olho esquerdo, após três dias. Queixava-se de cefaleia frontal. Apresentou quadro de infecção de vias aéreas superiores há duas semanas. Ao exame ocular foi evidenciado: acuidade visual de 0,1 em ambos os olhos, com reflexo pupilar direto lento em ambos os olhos e edema bilateral de disco óptico. Podemos afirmar que: a) A tomografia computadorizada é o exame de escolha para o diagnóstico b) O diagnóstico mais provável é de neurite óptica atípica da infância devido a perda visual grave e edema bilateral do nervo óptico c) O diagnóstico mais provável é neurite óptica parainfecciosa d) O tratamento com imunossupressores é mandatório


113  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 70) Homem, 60 anos de idade, diabético e tabagista há 25 anos, percebeu ao acordar perda visual no olho direito. Negava dor ocular e pródromos. Ao exame: acuidade visual do olho direito 0,05, e do olho esquerdo 1,0. Fundo de olho mostrava edema pálido da metade superior do disco óptico direito, associado a hemorragia justapapilar. É correto afirmar que: a) Fenômenos tromboembólicos de origem cardíaca são as causas mais importantes b) Pacientes com esta neuropatia óptica comumente apresentam disco óptico sem escavação no olho contralateral c) O paciente em questão deve apresentar defeito campimétrico altitudinal superior d) O tratamento mais indicado é a descompressão do nervo óptico 71) Sobre a neuropatia óptica isquêmica anterior arterítica, é correto afirmar que: a) Velocidade de hemossedimentação (VHS) e proteína C reativa são importantes para o seguimento da doença b) Tem um bom prognóstico visual, mesmo quando não tratada c) Geralmente, a perda visual instala-se de forma lenta d) A ausência de alterações histopatológicas na artéria temporal descarta o diagnóstico 72) É correto afirmar sobre as neuropatias ópticas que: a) Na neuropatia óptica traumática, a perda visual geralmente é tardia b) A neuropatia óptica carencial caracteriza-se principalmente por perda visual unilateral e defeito pupilar aferente relativo ipsilateral c) A melhora espontânea da visão na neuropatia óptica hereditária de Leber ocorre com maior frequência nos portadores da mutação Y402H d) O edema da cabeça do nervo óptico é mais comum na neuropatia óptica compressiva anterior do que na posterior 73) Mulher, 28 anos, com índice de massa corpórea de 31 kg/m2, apresentou, em exame de rotina, acuidade visual 1,0 em ambos os olhos e edema bilateral de papila. Não apresentava doenças sistêmicas associadas. Podemos afirmar para a doença em questão: a) A perda visual ocorre geralmente de forma súbita b) A fenestração da bainha do nervo óptico é uma das modalidades de tratamento c) O defeito de campo visual mais comum é escotoma central d) Punções liquóricas de repetição são evitadas devido ao risco de perda visual 74) Sobre a síndrome de Horner, é correto afirmar que: a) A heterocromia de íris é mais comum nas formas adquiridas b) Em crianças, o tumor geralmente associado é o hemangioblastoma c) O uso de colírio de hidroxianfetamina a 1% dilatará a pupila se a lesão for pós-ganglionar d) A anisocoria é mais acentuada em ambientes com pouca iluminação 75) Sobre afecções do quiasma óptico, podemos afirmar que: a) A acuidade visual é acometida precocemente b) A hemianopsia homônima é o defeito campimétrico mais comum c) A atrofia em faixa da camada de fibras nervosas da retina é um sinal característico d) No quiasma óptico pós-fixado (retrofixo), o defeito campimétrico mais comum é a hemianopsia homônima


114  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 76) O padrão característico da angiofluoresceinografia em casos de edema macular cistoide pós-facectomia é denominado: a) Petaloide b) Fumaça de chaminé c) Pseudofluorescência d) Roda de carroça 77) A característica mais frequente da retinopatia hipertensiva crônica: a) Constrição arteriolar difusa b) Hemorragias em chama de vela c) Exsudatos algodonosos d) Oclusões venosas 78) Principal origem das células na proliferação vitreorretiniana no descolamento regmatogênico da retina: a) Fotorreceptores b) Epitélio pigmentado da retina c) Endotélio dos vasos retinianos d) Hialócitos 79) Uma vantagem direta da utilização de alta velocidade de corte na vitrectomia via pars plana é: a) Permitir a remoção do vítreo com menor tração na retina b) Diminuir a necessidade de utilização de perfluoroctano c) Possibilitar a realização de retinotomias sem a ocorrência de hemorragias d) Diminuir a necessidade da utilização de laser peroperatório (endolaser) nos casos de descolamento tracional da retina 80) A indicação da drenagem de um descolamento hemorrágico de coroide após facectomia é realizado, geralmente: a) Nunca, já que há grande risco de nova hemorragia b) Após, no mínimo, um mês, após cicatrização das incisões c) Na primeira semana, se não houver aposição da coroide d) Ao redor de 14 dias, ao se observar liquefação do coágulo 81) São características clínicas usuais da endoftalmite causada pelo Propionibacterium acnes: a) Reação inflamatória tardia leve, presença de placas esbranquiçadas na cápsula posterior do cristalino, precipitados grosseiros na córnea b) Reação inflamatória intensa na primeira semana pós-operatória, presença de turvação vítrea, precipitados ceráticos finos c) Reação inflamatória moderada nas primeiras 24 horas pós-operatórias, vítreo não acometido, ausência de precipitados ceráticos d. Reação inflamatória intensa na segunda ou terceira semana pós-operatória, presença de pigmentos na face anterior da lente intraocular, precipitados ceráticos finos e estrelados


115  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 82) São doenças maculares com possibilidade de correção cirúrgica, com vitrectomia via pars plana: a) Membrana neovascular sub-retiniana, síndrome de Irvine-Gass e distrofia de cones b) Membrana epirretiniana, síndrome de tração vítreomacular e buraco macular c) Membrana neovascular minimamente clássica, síndrome de Usher e teleangiectasias maculares d) Maculopatia miópica, síndrome de Goldmann-Favre e retinosquise macular 83) A principal função da injeção de antiangiogênicos na retinopatia diabética não proliferativa com edema macular clinicamente significativo é: a) Promover descolamento do vítreo posterior b) Promover a reabsorção de exsudatos algodonosos c) Diminuir a permeabilidade vascular d) Evitar o descolamento tracional da retina 84) Nos casos de endoftalmite pós-trauma, pode-se afirmar que: a) Não se indica vitrectomia pelas dificuldades técnicas da cirurgia b) A presença de corpo estranho dobra o risco de endoftalmite c) Em geral, indica-se injeção intravítrea de antibióticos pela baixa virulência dos microorganismos envolvidos, independentemente da visão d) Deve-se aguardar pelo menos 48 horas para se confirmar o diagnóstico de endoftalmite após cirurgia de reconstrução do globo ocular 85) São causas mais prováveis de quadro unilateral de microaneurismas, micro-hemorragias, exsudatos algodonosos e neovascularização de disco óptico e retina: a) Retinopatia por radiação, ou retinopatia diabética, com oclusão de carótida contralateral b) Retinopatia solar, ou oclusão de veia central da retina c) Retinopatia esclopetária, ou oclusão de artéria central da retina d) Retinopatia de Purtscher, ou retinopatia hipertensiva, com oclusão de carótida ipsilateral 86) A estrutura que pode ser considerada correspondente ao ponto de Mittendorf é: a) Fóvea b) Papila de Bergmeister c) Membrana iridociclítica d) Lâmina cribriforme 87) Caracteristicamente, na retinosquise adquirida podemos observar: a) Separação da retina neurossensorial do epitélio pigmentado da retina, campo visual com escotoma absoluto, possibilidade de visualizar marcas ao se realizar laser na área afetada b) Separação entre camadas da retina sensorial, campo visual com escotoma absoluto, possibilidade de visualizar marcas ao se realizar laser na área afetada c) Separação entre camadas da retina sensorial, campo visual com escotoma relativo, não são visualizadas marcas ao se realizar laser na área afetada d) Separação da retina neurossensorial do epitélio pigmentado da retina, campo visual com escotoma relativo, possibilidade de visualizar marcas ao se realizar laser na área afetada


116  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 88) Pode-se afirmar sobre pacientes com sintomas de descolamento agudo de vítreo posterior: a) Em 75% deles ocorre descolamento subclínico da retina b) Por se tratar de processo degenerativo, têm incidência praticamente nula de complicações c) Por se tratar de processo patológico, há indicação cirúrgica imediata d) Em torno de 15 a 20% deles existem roturas retinianas concomitantes 89) Assinale a alternativa que apresenta a correta correlação entre o fármaco e a possível alteração visual: a) Estreptomicina – visão azulada b) Sildenafila – xantopsia (visão amarelada) c) Isotretinoína – alterações na adaptação fotópica d) Etambutol – discromatopsia 90) O tratamento de paciente com anemia falciforme que necessite cirurgia retiniana deve incluir: a) Inibidores da anidrase carbônica, para controle da pressão intraocular b) Buckle largo e apertado, para aliviar tensões periféricas c) Suplementação de oxigênio por 48 horas após a cirurgia, para reduzir risco de falcização d) Gases expansíveis e pressão intraocular acima de 25 mmHg, para evitar novo sangramento 91) As alterações resultantes da aplicação terapêutica de laser na retina, para fotocoagulação, são do tipo: a) Fototérmicas b) Fotodisruptivas c) Fotomecânicas d) Fototóxicas 92) Em pacientes com doença de von Hippel-Lindau a lesão mais comumente observada e as complicações que levam a baixa de visão são: a) Astrocitoma do nervo óptico; neuropatia óptica isquêmica e exsudação b) Teleangiectasia macular; edema macular cistoide e hemorragia vítrea c) Angioma (hemangioblastoma) de retina; exsudação e hemorragia vítrea d) Hemangioma cavernoso da retina; edema macular cistoide e exsudação 93) A presença de lesão branco-acinzentada na retina sensorial periférica, com margens pouco definidas, com discreto bloqueio na angiofluoresceinografia, após um trauma contuso do globo ocular, sugere: a) Rotura da membrana de Bruch b) Obstrução do fluxo vascular arterial da retina c) Fragmentação do segmento externo dos fotorreceptores d) Interrupção do fluxo axonal na emergência do nervo óptico


117  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 94) Em um paciente diabético há 20 anos, com mau controle metabólico, usuário de insulina, já com insuficiência renal dialítica, espera-se mais provavelmente encontrar, entre os abaixo: a) Micro-hemorragias esparsas, sem edema macular clinicamente significativo b) Micro-hemorragias em quatro quadrantes, veias em “contas de rosário” (“ensalsichamento”), edema macular clinicamente significativo c) Micro-hemorragias em quatro quadrantes, sem edema macular clinicamente significativo d) Ausência de retinopatia diabética 95) Qual das seguintes parasitoses mais provavelmente causa obstrução das vias lacrimais? a) Giardíase b) Ascaridíase c) Estrongiloidíase d) Toxocaríase 96) O exame de dacriocintilografia: a) Fornece riqueza de detalhes anatômicos do saco lacrimal e canal lacrimonasal b) É realizado com cateterização dos pontos lacrimais e injeção de contraste hidrossolúvel triiodado, ou contraste oleoso c) É indicado na suspeita de insuficiência de bomba lacrimal, ou bloqueios funcionais d) É contraindicado em crianças, por utilizar radiação gama que pode interferir no crescimento ósseo 97) Diante de uma pequena lesão pigmentada da coroide, qual dos seguintes fatores aumenta a suspeita de malignidade? a) Presença de pigmentos brancos drusiformes na superfície b) Exsudação sub-retiniana c) Proximidade da ora serrata d) Descolamento regmatogênico da retina 98) Assinale a alternativa correta: a) Cistos primários do estroma da íris podem ser facilmente tratados com aplicação de Yag-laser, sendo sua recidiva pouco frequente b) Cistos do epitélio pigmentado da íris podem desprender-se e migrar para a câmara anterior, ou para a vítrea c) Cistos pigmentados da íris devem ser cirurgicamente removidos, pela possível transformação maligna d) Cistos do estroma da íris são mais prevalentes em pacientes com melanocitose ocular congênita 99) Qual das lesões abaixo mais comumente pode ser encontrada no fundo de olho de um paciente que usa medicamentos por crises convulsivas e que apresenta mancha violácea na hemiface desde o nascimento? a) Hemangioma capilar da retina b) Hemangioma circunscrito da coroide c) Hemangioma difuso da coroide d) Pericitoma do nervo óptico


118  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 100) O osteoma de coroide: a) Promove calcificação densa da retina, dando aparência de placa óssea b) Acomete mais homens entre a quinta e a sexta décadas de vida c) É bilateral na maioria dos casos d) Não tem potencial maligno e a baixa de visão ocorre geralmente por exsudação, devido a formação de membrana neovascular 101) Está associada à presença de hipertrofia congênita do epitélio pigmentado da retina multifocal e bilateral: a) Síndrome adenocarcinomatosa de pólipos intestinais b) Síndrome de von Hippel-Lindau c) Síndrome da angiomatose encefalotrigeminal d) Tuberose esclerosa 102) Na cirurgia de enucleação realizada em paciente com retinoblastoma intraocular unilateral extenso, qual medida é mais importante: a) Isolamento e cauterização das veias vorticosas b) Retirada de um segmento de nervo óptico maior que 10 mm c) Injeção de quimioterápico (carboplatina) orbitário antes da sutura conjuntival d) Exérese de gordura adjacente ao globo ocular para exame anatomopatológico 103) Qual dos exames abaixo é mais fidedigno para se avaliar a possível extensão para o corpo ciliar de um melanoma de íris: a) Tomografia de coerência óptica de domínio espectral do segmento anterior b) Tomografia computadorizada de órbita c) Ultrassonografia ocular modos B e A d) Ultrassonografia biomicroscópica (UBM) 104) Assinale a alternativa correta: a) Pacientes com linfoma primário da retina frequentemente também desenvolvem foco primário de linfoma no sistema nervoso central b) O linfoma ocular primário acomete mais frequentemente pacientes masculinos, adultos, jovens, de forma unilateral c) No linfoma intraocular primário, sem evidência de acometimento sistêmico, está contraindicada a radioterapia, sendo a quimioterapia o tratamento de eleição d) O linfoma primário ocular com predominância de acometimento na coroide apresenta celularidade infiltrativa do tipo Hodgkin 105) Paciente de 62 anos apresenta entrópio das pálpebras inferiores quando olha para baixo, ou quando pisca os olhos com força. Mais provavelmente o paciente apresenta: a) Hipertrofia dos septos orbitários b) Desinserção dos tendões cantais horizontais c) Hipertrofia dos músculos tarsais inferiores d) Desinserção dos músculos retratores das pálpebras inferiores


119  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 106) Paciente com 55 anos de idade submetida a blefaroplastia inferior bilateral via cutânea, evoluiu com retração e exposição escleral inferior de uma das pálpebras. Qual dos mecanismos abaixo pode explicar esta complicação? a) Desinserção da musculatura retratora da pálpebra inferior b) Retirada insuficiente de pele pré-tarsal c) Manipulação e cauterização excessivas do septo orbitário d) Lesão do nervo zigomático-facial 107) Paciente apresentou quadro de paralisia periférica do VII nervo craniano à direita, há um ano. Progressivamente recuperou, parcialmente, os movimentos, mas refere que há cinco meses apresenta contrações repetitivas e involuntárias da musculatura periocular ipsilateral e fechamento involuntário deste olho, quando sorri. Qual o provável diagnóstico? a) Síndrome de Gilles de la Tourette b) Inervação aberrante entre o VII e o V nervos cranianos (síndrome de Marcus Gunn) c) Blefaroespasmo essencial unilateral d) Sincinesia do nervo facial 108) Paciente de 60 anos de idade com pele palpebral em boas condições e bem hidratada, apresenta ectrópio de ponto lacrimal, tendão cantal lateral bem inserido, e 0,6 mm de afastamento da margem palpebral em relação à córnea, quando distendida horizontalmente (distraction test). Este paciente poderia se beneficiar com qual das seguintes técnicas cirúrgicas? a) Enxerto, ou retalho, de pele pré-tarsal b) Reinserção dos retratores via cutânea (procedimento de Jones) c) Fuso tarsoconjuntival em losango d) Enxerto de mucosa oral (cirurgia de Van Milligen) 109) Paciente de 42 anos de idade com discreta proptose unilateral progressiva há dois anos, indolor, associada a distopia inferonasal. Na tomografia computadorizada de órbitas observa-se massa oval, hiperdensa, homogênea, encapsulada e com bordas nítidas na localização da glândula lacrimal principal, sem destruição do osso adjacente. Qual o provável diagnóstico? a) Adenoma pleomórfico b) Dacrioadenite c) Meningeoma da asa do esfenoide d) Carcinoma adenoide cístico 110) Assinale a alternativa correta quanto ao cisto dermoide orbital: a) Desenvolve-se mais frequentemente na sutura maxilofrontal (nasal-superior) b) Remodelamentos ósseos adjacentes, como a formação de fosseta, são demonstrados em mais de 50% dos casos c) A detecção de calcificação em seu lúmen, em exames de imagem, é sugestiva de transformação maligna d) É comum o aumento de tamanho transitório, quando o paciente está com infecção de vias aéreas superiores


120  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 111) Mulher de 42 anos de idade, com perda de peso recente, tabagista, apresenta enoftalmia à direita, progressiva e indolor, há seis meses. Faz tratamento estético com aplicação seriada de toxina botulínica há quatro anos. Assinale a alternativa correta: a) Trata-se de síndrome do seio silencioso, que pode comumente ocorrer após múltiplas aplicações de toxina botulínica, e é facilmente detectada à tomografia de órbita b) Paciente necessita avaliação para rastreamento de câncer de mama c) Trata-se de síndrome de Horner, pelo comprometimento do ápice do pulmão por tuberculose d) Paciente apresenta lipodistrofia orbitária induzida, por provável infecção pelo vírus da imunodeficiência humana 112) Assinale a correlação correta: 1. Neuroblastoma 2. Rabdomiossarcoma 3. Neurilemoma (schwanoma) 4. Glioma do nervo óptico I. Tumor benigno derivado de células da crista neural II. Pode ser primário da órbita, originando-se no gânglio ciliar III. Tumor maligno orbitário mais comum em crianças IV. Está associado a neurofibromatose tipo 1 a) 1–I, 2–III, 3–II, 4–IV b) 1–III, 2–II, 3–IV, 4–I c) 1–II, 2–III, 3–I, 4–IV d) 1–I, 2–II, 3–IV, 4–III 113) Paciente sofreu trauma craniano há três anos. Há um ano apresenta crescimento de massa imóvel, nasal-superior, à esquerda, induzindo distopia temporal inferior com discreta limitação de adução. Na tomografia foi observada dilatação e velamento dos seios frontal e etmoidal, com erosão de paredes ósseas. Qual o provável diagnóstico? a) Fístula carotidocavernosa de alto débito b) Mucocele c) Fístula liquórica d) Osteossarcoma com invasão orbitária e de seios da face 114) Considerando um paciente com um sinal de notch temporal inferior na cabeça do nervo óptico, qual dos defeitos de campo visual, abaixo, melhor se relaciona com esse sinal? a) Degrau nasal b) Degrau vertical c) Defeito temporal em cunha d) Defeito centro-cecal 115) Estresse, fadiga e esforço de leitura são fatores associados a: a) Síndrome de dispersão pigmentar b) Crise glaucomatociclítica c) Glaucoma de ângulo fechado d) Síndrome ICE


121  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 116) O paciente que apresenta pressão intraocular muito elevada, material esbranquiçado em forma de grumos na cápsula anterior do cristalino, câmara anterior aparentemente mais ampla no olho afetado, flare intenso e catarata tem, mais provavelmente, um quadro de: a) Glaucoma facolítico b) Glaucoma pseudoesfoliativo c) Glaucoma iridociclítico (síndrome de Posner-Schlossman) d) Glaucoma de pressão normal 117) Qual dos abaixo são considerados fatores de risco para o glaucoma primário de ângulo aberto e glaucoma primário de ângulo fechado, ao mesmo tempo? a) Idade avançada b) Sexo feminino c) Afroascendência d) Aumento do diâmetro do cristalino 118) Assinale a alternativa correta sobre a medida da pressão intraocular: a) A média populacional da pressão intraocular é de 21 mmHg b) A pressão intraocular normalmente varia cerca de 10 mmHg em pacientes sem glaucoma c) A pressão intraocular do paciente deitado é maior que a do paciente sentado d) Para cada micrômetro (acima de 500 micrômetros) de espessura central da córnea, devese diminuir 0,1 mmHg na medida da pressão intraocular 119) Para se diagnosticar pela gonioscopia um “ângulo oclusível”, o exame deve ser realizado: a) Com lente de Goldmann, em sala clara, com o paciente olhando na direção do espelho examinado b) Com introflexão para detecção de sinequias anteriores periféricas, ou áreas de aposição iridotrabeculares c) Em ambiente escuro, com fenda que evite a região pupilar e sem manobras complementares d) Com lente de Zeiss, em sala clara, fenda larga e longa, com e sem introflexão, com e sem direcionamento do olhar para o espelho 120) Assinale a alternativa correta sobre a anomalia de Peters: a) Em todas as formas caracteriza-se a ausência da membrana de Descemet na periferia b) Herança ligada ao X c) Geralmente bilateral d) Glaucoma presente ao nascimento, em aproximadamente 80% dos casos 121) Na trabeculectomia de um paciente com nanoftalmo, qual das complicações abaixo pode ocorrer de maneira mais frequente (comparando-se-a com trabeculectomia de um paciente com glaucoma primário de ângulo aberto)? a) Efusão de coroide b) Encistamento da ampola filtrante c) Hiperfiltração d. Endoftalmite


122  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 122) Dos quadros abaixo, qual a melhor indicação para a trabeculoplastia a laser? a) Glaucoma pigmentar b) Glaucoma neovascular c) Glaucoma primário de ângulo fechado d) Glaucoma primário de ângulo aberto, em estágio terminal 123) Assinale a alternativa que correlacione corretamente a modalidade de laser indicada para cada diagnóstico: I) Iridoplastia II) Ciclofotocoagulação transescleral III) Iridotomia IV) Trabeculoplastia A) Glaucoma neovascular B) Glaucoma primário de ângulo aberto C) Glaucoma primário de ângulo fechado D) Sidrome da íris em plateau a) I–C; II–B; III–A; IV–D b) I–B; II–C; III–D; IV–A c) I–D; II–A; III–C; IV–B d) I–A; II–D; III–C; IV–B 124) Assinale a alternativa que apresenta quadro compatível com glaucoma por bloqueio ciliar (maligno): a) Dois dias após endociclofotocoagulação, câmara anterior ampla, pressão intraocular de 45 mmHg b) Dois dias após ciclofotocoagulação, câmara anterior rasa, pressão intraocular de 50 mmHg, íris bombé c) Dois dias após trabeculectomia, câmara anterior rasa, pressão intraocular de 1 mmHg, sinal de Seidel positivo d) Dois dias após trabeculectomia, câmara anterior rasa, pressão intraocular de 30 mmHg 125) Assinale a alternativa correta: a) O glaucoma neovascular é mais frequente nos casos de oclusão da artéria central da retina que nos casos de retinopatia diabética proliferativa b) O glaucoma pigmentar apresenta-se predominantemente em negros na quinta década de vida c) O glaucoma pseudoesfoliativo é mais frequente em homens negros e é unilateral d) O glaucoma primário de ângulo aberto é mais frequente em negros e tem associação com a oclusão da veia central da retina e a neuropatia óptica isquêmica 126) Uma paciente de 35 anos de idade com glaucoma unilateral, sinequias no ângulo da câmara anterior e presença ipsolateral de nódulos na superfície da íris, mais provavelmente apresenta: a) Síndrome de Coogan-Reese b) Atrofia essencial de íris c) Neurofibromatose tipo I d) Distrofia polimorfa posterior


123  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 127) Você recebeu um paciente de 40 anos de idade, com glaucoma primário de angulo estreito, sem cirurgias prévias, sem catarata ou opacidades de meios, campo visual confiável com MD de –25 dB e em uso de três tipos de colírios para glaucoma. Ao exame, apresenta iridotomias pérvias, hemorragia justapapilar e pressão intraocular de 20 mmHg. Diante desse quadro, qual a conduta mais adequada? a) Acompanhamento clínico mantendo a conduta b) Facoemulsificação c) Trabeculoplastia seletiva d) Trabeculectomia 128) Assinale a alternativa que melhor define o conceito de pressão-alvo: a) Pressão abaixo de 18 mmHg em todas as visitas b) Pressão necessária para evitar, ou retardar, a progressão da doença c) Pressão média menor que, ou igual a, 12 mmHg d) Pressão que resulta em uma redução de 35% da pressão de base do paciente 129) Em qual das cirurgias abaixo é necessária a retirada de um fragmento da esclera e outro da íris? a) Iridoplastia b) Esclerectomia não penetrante c) Implante de drenagem d) Trabeculectomia 130) Durante uma ceratoplastia penetrante, qual das situações abaixo pode provocar a distorção da malha trabecular e o consequente desenvolvimento do glaucoma? a) Sutura pequena e de baixa tensão b) Diâmetro da córnea receptora igual ao da trepanação da córnea doadora c) Sutura com espessura total d) Uso de substância viscoelástica 131) Assinale a alternativa que indica corretamente dois agentes hiperosmóticos e suas respectivas concentrações para o tratamento do glaucoma agudo: a) Isosorbida a 80% e manitol a 20% b) Manitol a 20% e acetazolamida a 20% c) Manitol a 50% e glicerol a 20% d) Glicerol a 50% e isosorbida a 50% 132) Assinale a alternativa correta? a) Na iridotomia, a troca do laser de argônio pelo Nd:YAG possibilitou que não ocorra mais queimaduras retinianas nem lesão do cristalino durante esse procedimento b) A G-probe é utilizada para a ciclofotocoagulação via endoscópica c) Na ciclofotocoagulação transescleral, a ocorrência de atrofia bulbar é mais frequente quando se utiliza o laser de diodo, argônio e Nd:YAG, respectivamente d) Após capsulotomia com YAG-laser, a ocorrência de picos pressóricos acima de 30 mmHg é evento comum


124  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 133) Em relação à estereopsia: a) É o nível mais rudimentar de visão binocular b) 60 segundos de arco representam melhor estereopsia que 40 segundos de arco c) Pode ser muito baixa mesmo com acuidade visual excelente em ambos os olhos d) Pode ser avaliada pelas lentes estriadas de Bagolini 134) Em levocicloversão há: a) Inciclodução do olho direito e exciclodução do olho esquerdo b) Exciclodução do olho direito e inciclodução do olho esquerdo c) Inciclodução de ambos os olhos d) Exciclodução de ambos os olhos 135) Quais os prováveis músculos paréticos em um estrabismo vertical esquerdo/direito? a) Reto inferior direito, ou oblíquo inferior esquerdo b) Oblíquo superior direito, ou reto superior esquerdo c) Reto superior direito, ou oblíquo superior esquerdo d) Oblíquo superior direito, ou reto inferior direito 136) Qual é o efeito esperado de uma lente de –2,00 dioptrias esféricas colocada na frente de ambos os olhos de uma criança emetrope, com exoforia de 10 dioptrias-prismáticas e relação convergência-acomodativa/acomodação de 5 (dioptrias-prismáticas/dioptrias esféricas)? a) Esoforia de 10 dioptria-prismáticas b) Exoforia de 2 dioptria-prismáticas c) Esoforia de 2 dioptria-prismáticas d) Ortoforia 137) São opções cirúrgicas para correção do estrabismo causado por paresia unilateral do músculo oblíquo superior: a) Encurtamento do tendão do oblíquo superior afetado e debilitamento do reto superior contralateral b) Debilitamento do oblíquo inferior ipsilateral e encurtamento do tendão do oblíquo superior contralateral c) Debilitamento do reto inferior ipsilateral e debilitamento do oblíquo inferior ipsilateral d) Debilitamento do reto inferior contralateral e debilitamento do reto superior ipsilateral 138) Em relação à sequência de Möbius: a) Na maioria das vezes, a cirurgia indicada para correção do estrabismo é a ressecção bilateral dos retos mediais b) Há fechamento palpebral incompleto durante o sono e sinal de Bell caracteristicamente ausente c) Há paralisia do nervo abducente, sem comprometimento de outros nervos cranianos d) Agentes ambientais são relacionados com a sua etiopatogenia, como o misoprostol usado durante a gestação


125  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 139) Em relação à ambliopia, assinale a alternativa correta: a) Crianças com emetropia no olho dominante apresentam maior taxa de sucesso no tratamento por penalização medicamentosa do que crianças com hipermetropia no olho dominante b) Na avaliação da acuidade visual pelo método do olhar preferencial de grades, crianças com ambliopia estrabísmica apresentam valores de acuidade visual caracteristicamente subestimados c) Antes de se iniciar o tratamento com oclusão, deve ser realizada a refratometria, a oftalmoscopia, com fenilefrina d) Oclusores translúcidos são usados no tratamento da ambliopia associada a nistagmo latente 140) Anisotropia em “A”, sem disfunção dos músculos oblíquos, pode ser corrigida por: a) Transposição dos retos verticais para a inserção do reto lateral b) Transposição superior das inserções dos músculos retos laterais c) Transposição dos retos verticais para a inserção do reto medial d) Transposição superior das inserções dos músculos retos mediais 141) É compatível com a paresia bilateral simétrica dos músculos oblíquos superiores: a) Hipertropia de grande ângulo na posição primária do olhar b) Grande anisotropia em “V” c) Hipofunção acentuada dos músculos oblíquos inferiores e inciclotropia d) Hipertropia direita em dextroversão e hipertropia esquerda em levoversão 142) Os testes de prisma (diante de um olho) e cobertura (do outro), simultaneamente, detectam: a) O componente latente do desvio b) O componente manifesto do desvio c) Os componentes latente e manifesto do desvio d) O componente facultativo do desvio 143) Em relação à paralisia do nervo abducente, em crianças: a) As causas mais comuns são a viral e a idiopática b) As paralisias de etiologia viral raramente apresentam recuperação espontânea c) O tratamento com toxina botulínica é contraindicado devido ao risco de isquemia de segmento anterior d) O principal diagnóstico diferencial é a síndrome de Brown 144) Em relação à divergência vertical dissociada: a) É um fenômeno inervacional supranuclear, caracteristicamente unilateral e simétrico b) O retrocesso dos músculos retos superiores e o retrocesso com anteriorização dos músculos oblíquos inferiores são opções cirúrgicas para o tratamento c) O retrocesso do músculo reto superior deve ser bem menor do que se costuma realizar em outras circunstâncias, devido ao risco de supercorreção d) Quando o olho que se elevara volta à posição primária, frequentemente faz movimento de exciclodução


126  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 145) No teste das quatro dioptrias com prisma de base temporal, conclui-se que há fusão bifoveal quando: a) O prisma colocado na frente do olho esquerdo produz adução do olho direito, seguida de abdução do olho esquerdo b) O prisma colocado na frente do olho direito produz abdução do olho direito, seguida de adução do olho direito c) O prisma colocado na frente do olho esquerdo produz adução do olho direito, seguida de abdução do olho esquerdo d) O prisma colocado na frente do olho direito produz abdução do olho esquerdo, seguida de adução do olho esquerdo 146) Na esotropia progressiva do alto míope, também denominada síndrome da esotropia adquirida miópica, é frequente: a) Deslocamento do trajeto dos músculos retos b) Comprimento axial longitudinal do olho normal, apesar da alta miopia c) O desvio não atingir grandes magnitudes, apesar do caráter progressivo da doença d) Abdução normal 147) Os prismas de Fresnel: a) Têm valor máximo de 10 dioptrias-prismáticas b) Melhoram a acuidade visual, principalmente na ambliopia c) São membranas com espessura de cerca de 6 mm d) Podem ser receitados obliquamente para combinar ações de um prisma vertical e um horizontal 148) Em relação aos telescópios: a) Geralmente de uso monocular, por serem mais discretos, leves e baratos; porém os binoculares podem ser usados quando a acuidade visual for similar em ambos os olhos b) Suas principais vantagens são a de aumentar o contraste e o de poderem ser ajustados para diferentes distâncias c) Suas principais desvantagens são a de restringirem o campo visual e a de não poderem ser montados em armação de óculos d) No tipo Galileu, quanto maior o poder de aumento, menor o campo visual, enquanto no tipo Kepler, quanto maior o poder de aumento, maior o campo visual 149) Em relação ao exame do paciente com visão subnormal, assinale a alternativa correta: a) As técnicas para a avaliação do campo visual são diferentes daquelas utilizadas em pacientes com boa acuidade visual, sendo a perimetria de Goldman contraindicada b) Projetores de optótipos não são os instrumentos usualmente indicados para a medida da acuidade visual c) Para a medida da acuidade visual, pode aproximar-se a tabela de optótipos, respeitandose a distância mínima de três metros d) Para a avaliação da visão de cores, o teste de Ishihara é bem indicado, exceto nos pacientes com acuidade visual menor que 0,3


127  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2012 150) Assinale a alternativa correta: a) Visão subnormal é definida como condição da função visual secundária a um acometimento reversível do sistema visual, na qual o uso da correção óptica para erros refrativos não é suficiente para melhorar a resolução visual b) Ampliação da imagem, reposicionamento da imagem e filtração seletiva do espectro visível da luz são mecanismos presentes nos auxílios ópticos para visão subnormal c) Nos defeito de campo visual central, quadros agudos de acometimento visual permitem maiores ajustes funcionais compensatórios por parte do paciente do que quadros insidiosos d) Os auxílios para ampliação da imagem são mais indicados na baixa visão profunda do que na baixa visão moderada, na qual a magnificação tem uso restrito


Prova Teórico-Prática A – 2011

1) Paciente do sexo masculino, 62 anos de idade, sem queixas, durante exame oftalmológico de rotina apresentou os achados biomicroscópicos demonstrados na foto, semelhantes em ambos os olhos. o diagnóstico mais provável é:

a) Degeneração marginal pelúcida b) Degeneração marginal de Terrien c) Úlcera de Mooren d) Tracoma 2) Criança com queixa de fotofobia e lacrimejamento apresenta em ambos os olhos as lesões observadas nas fotos abaixo. É correto afirmar:

128


129  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2011 a) Derivados tópicos da tetraciclina representam o tratamento de escolha b) É necessário realizar raspado da córnea e conjuntiva para análise laboratorial antes do início do tratamento com antibióticos c) Trata-se de ceratoconjuntivite alérgica, em atividade d) Pessoas contatadas devem ser examinadas pelo risco de contágio 3) O exame da foto da paciente permite concluir, mais provavelmente, que:

a) Antes do tratamento ela apresentava valores subnormais no teste de Schirmer b) Foi realizado tratamento para a forma mais comum da obstrução congênita das vias lacrimais c) Após a absorção do implante que ocorre entre 2 e 3 semanas será necessária sua substituição d) Trata-se da infecção causada pelo agente Actinomyces israelii 4) Paciente usuário de lentes de contato hidrofílicas com hábito de nadar sem removê-las, apresentou dor, fotofobia e baixa acuidade visual há 2 dias. A coloração de Gram obtida do raspado da úlcera isolou o micro-organismo demonstrado na foto. É, portanto, correto afirmar que:

a) Biguanida e propamidina são os agentes de eleição utilizados para o tratamento b) Os antibióticos tópicos vancomicina ou cefalosporina de primeira geração são os mais indicados para o tratamento c) Trata-se de úlcera causada por fungo filamentoso e o tratamento deve ser preferencialmente tópico e sistêmico d) O agente isolado é o mais frequentemente associado às infecções de córnea em usuários de lentes de contato


130  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2011 5) Com relação às distrofias da córnea, é correto afirmar que:

1

2

3

4

a) A distrofia representada na foto 1 é a granular e a da foto 4 a macular b) A distrofia representada na foto 2 é a de Reis-Bucklers e a da foto 3 a granular c) A distrofia representada nas fotos 1 e 3 é a granular d) A distrofia representada na foto 2 é a da membrana basal do epitélio e a da foto 4 a macular 6) Considerando as informações a seguir, qual dos pacientes é um possível candidato ao tratamento demonstrado nas fotos?

a) Paciente de 21 anos de idade e ceratocone diagnosticado há 2 semanas, com acuidade visual 0,20 em ambos os olhos sem correção b) Paciente de 42 anos de idade e ceratocone diagnosticado há 22 anos, com acuidade visual 0,67 em ambos os olhos com óculos. c) Paciente de 28 anos de idade, com piora recente da visão e progressão documentada da ectasia nos últimos 6 meses, apresentando acuidade visual 0,67 em ambos os olhos com lentes de contato rígidas gás-permeáveis d) Paciente de 36 anos de idade e ceratocone diagnosticado há 12 anos, paquimetria central de 378 µm no olho direito e 346 µm no esquerdo, com acuidade visual 0,20 em ambos os olhos com lentes de contato rígidas gás-permeáveis


131  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2011 7) Paciente com a lesão adquirida demonstrada na foto e biópsia ao lado. É correto afirmar:

a) Acomete pessoas de todas as raças, porém mais frequentemente negros que brancos b) Considerada fator de risco para o desenvolvimento de melanoma conjuntival c) Trata-se de lesão conjuntival congênita d) O diagnóstico de melanocitose ocular (Nevo de Ota) é o mais provável 8) Com relação à lesão demonstrada na foto, o diagnóstico mais provável é: a) Cisto de Zeiss b) Cisto de Moll c) Carcinoma de glândulas sebáceas d) Molusco contagioso 9) Levando-se em conta a distribuição das camadas da retina, o corte histológico apresentado provavelmente pertence à região (considere que há um artefato com separação das camadas):

a) Próxima do nervo óptico b) Parafoveal c) Foveolar d) Próxima das arcadas vasculares

10) Quando se realizam os exames de fotodocumentação da retina, uma imagem como esta é obtida: a) Na fase de enchimento da coroide b) Nas fases tardias de circulação do contraste c) Na fase arterial d) Com a utilização de filtros para luz vermelha


132  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2011 11) As figuras abaixo fazem parte de um teste que pode detectar:

a) Defeitos precoces na camada de fibras nervosas b) Defeitos nos cones sensíveis à luz azul c) Defeitos nos bastonetes d) Defeitos nos cones sensíveis à luz verde 12) Das imagens abaixo, qual representa o registro normal de um eletrorretinograma de campo total fotópico?

1

2

3

4

a) 1 b) 2 c) 3 d) 4

13) Paciente antes emEtrope, apresenta-se com o fundo de olho da figura abaixo. Qual é o tipo de erro refracional mais provavelmente induzido?

a) Hipermetropia b) Miopia c) Astigmatismo miópico simples d) Astigmatismo miópico composto


133  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2011 14) Qual é a alteração ocular mais provável em paciente apresentando este fundo de olho? a) Síndrome de efusão uveal b) Coroideremia c) Alta miopia d) Síndrome de morning glory

15) É mais comum encontrar no paciente com a lesão abaixo:

a) Miopização b) Lesão unilateral c) Eletro-oculograma alterado d) Escotoma central absoluto

16) O paciente da figura abaixo tem como diagnóstico mais provável: a) Linfangioma b) Glioma de nervo óptico c) Fratura de órbita d) Doença de Graves

17) A figura ilustra o peroperatório de técnica cirúrgica para correção de: a) Ptose palpebral b) Ptose de cílios c) Ptose de supercílio d) Reconstrução de lamela posterior da pálpebra


134  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2011 18) Com base nas fotos, assinale a causa mais provável desta blefaroptose:

a) Trauma contuso b) Uso crônico de lentes de contato c) Lesão do sistema nervoso simpático d) Congênita 19) À paciente com inÍcio de sintomas à esquerda, é fortemente recomendado realizar:

a) Avaliação neurológica com exames de imagens cranioencefálicas b) Avaliação endócrina com testes séricos para tireoide c) Avaliação cardiológica com rastreamento de fonte tromboembólica d) Avaliação nefrológica com ultrassonografia de rins

20) As versões mostradas nas fotos identificam provável:

a) Anisotropia em “Y” b) Paresia de oblíquo superior direito c) Ortotropia d) Microtropia com hiperfunção de oblíquo superior


135  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2011 21) Podemos quantificar o desvio da foto em aproximadamente: a) 7 dioptrias prismáticas b) 30 dioptrias prismáticas c) 60 dioptrias prismáticas d) 90 dioptrias prismáticas 22) entre as alternativas abaixo, qual a refração estática esperada para o paciente da foto (paciente fixando para longe em ambas as fotos)? a) + 4,00 D b) Plana c) – 1,00 D d) – 6,00 D 23) O paciente que sofreu traumatismo contuso à esquerda, apresentará:

a) Teste de versões normais b) Restrição ao teste da dução forçada c) Abolição de forças geradas no teste para o reto superior d) Melhora da diplopia em supraversão 24) Qual das alternativas apresenta a imagem vista por um paciente com estrabismo e correspondência retiniana anômala harmônica:

1

3

a) 1 b) 2 2 c) 3 d) 4

4


136  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2011 25) Paciente de 21 anos de idade apresentou perda visual súbita e indolor no olho esquerdo. A tomografia de coerência óptica foi utilizada para avaliação macular (linha vermelha). Com base nas imagens abaixo, quais os diagnósticos?

a) Drusas de papila e retinosquise b) Drusas de papila e edema macular c) Glaucoma e retinopatia diabética d) Fosseta congênita de disco óptico e descolamento seroso de retina 26) Este defeito de campo visual é mais comum em qual das afecções abaixo? a) Neuropatia óptica isquêmica b) Adenoma de hipófise c) Glioma do nervo óptico d) Craniofaringeoma

27) Este achado oftalmoscópico é típico em qual das condições abaixo?

a) Neuropatia tóxico-carencial (tabaco-álcool) b) Glaucoma primário de ângulo aberto c) Drusas de papila d) Papiledema em fase final

28) Este quadro fundoscópico sugere qual dos diagnósticos abaixo? a) Melanocitoma próximo ao nervo óptico com exsudação macular b) Retinocoroidite cicatrizada com foco em atividade adjacente e estrela macular c) Retinopatia actínica com edema macular d) Degeneração macular relacionada à idade com cicatriz disciforme e membrana neovascular sub-retiniana


137  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2011 29) Paciente do sexo masculino, com 30 anos de idade, vai a uma consulta oftalmológica por baixa de visão. O exame fundoscópico revela o seguinte achado. Qual dos exames abaixo sugere o diagnóstico? a) Sorologia para herpes vírus IgM positiva b) Sorologia para toxoplasmose IgM positiva c) Contagem de linfócitos T CD4 igual a 17 células/µl d) Teste da tuberculina fortemente positivo 30) Estes achados à retinografia e angiografia fluoresceínica sugerem qual dos diagnósticos abaixo?

a) Miopia degenerativa b) Degeneração macular forma seca c) Estrias angioides d) Coroidite serpiginosa 31) Homem de 25 anos de idade, com perda visual bilateral súbita, associada a escotomas centrais e paracentrais e fotopsias. O segmento anterior apresenta leve reação de câmara anterior e vitreíte moderada. O exame fundoscópico e a angiografia fluoresceínica revelam os seguintes achados:

Após 14 dias, houve resolução espontânea dessas lesões. Levando-se em conta a forma de apresentação, a epidemiologia, o quadro clínico e a evolução, qual o provável diagnóstico? a) Linfoma de Burkit


138  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2011 b) Síndrome dos múltiplos pontos brancos evanescentes c) Coriorretinopatia de Birdshot d) Epiteliopatia pigmentaria placoide multifocal posterior aguda 32) Estas alterações no segmento anterior, observadas na figura abaixo, são típicas em qual das condições? a) Doença de Behçet b) Doença de Harada c) Coloboma de íris d) Síndrome de pseudoesfoliação

33) O tamanho da capsulorrexe indicado no esquema abaixo pela seta pode favorecer:

a) Síndrome da constrição capsular b) Diálise de zônula c) Opacidade de cápsula posterior no pós-operatório d) Perda vítrea 34) Das opções abaixo, qual melhor descreve a distância do limbo e o tipo de fio utilizado na fixação escleral dessa lente?

a) 2,5 mm do limbo; Polipropileno (Prolene) b) 1,5 mm do limbo; Polipropileno (Prolene) c) 3,0 mm do limbo; Poliglactina (Vicryl) d) 2,5 mm do limbo; Poliglactina (Vicryl)

35) Para implante na câmara anterior, entre as lentes abaixo qual deve ser preferida?

1

2

3

4


139  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2011 a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 36) Qual das imagens abaixo representa a localização mais típica da lesão apresentada?

1

2

3

4

a) 1 b) 2 c) 3 d) 4

37) A pinça que substitui o instrumento da figura é: a) Pinça de ponto b) MacPherson c) Colibri 0,12 mm d) Ultrata 38) Pelas suas características, a ponteira indicada pela seta tem: a) Menor capacidade de cortar, maior capacidade de capturar e maior área de aspiração b) Menor capacidade de cortar, menor capacidade de capturar e menor área de aspiração c) Maior capacidade de cortar, maior capacidade de capturar e menor área de aspiração d) Maior capacidade de cortar, menor capacidade de capturar e maior área de aspiração 39) A alteração retiniana apresentada abaixo quando associada a subluxação do cristalino sugere:

a) Síndrome de Alport b) Síndrome de Marfan c) Homocistinúria d) Anomalia de Peter


140  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2011 40) No caso abaixo indica-se inicialmente: a) Canalização da via e retirada de amostra diagnóstica b) Irrigação da via para efetuar limpeza c) Antibioticoterapia sistêmica com cobertura para Gram-positivos d) Quinolonas de quarta geração sob a forma de colírios 41) Em relação aos seguintes tipos de tonômetros, assinale a alternativa correta:

1

2

3

4

a) A Figura 1 mostra um tonômetro de indentação portátil (tono-pen) b) A Figura 2 mostra o tonômetro de Schiotz, exemplo de tonômetro de indentação c) A Figura 3 mostra um pneumotonômetro, que utiliza um “jato de ar” para aferir a pressão intraocular d) A Figura 4 mostra o tonômetro de Goldmann, que não é influenciado pelas propriedades corneanas 42) Qual o perfil de paciente provavelmente mais associado ao quadro descrito na figura abaixo:

a) Homem, negro e míope b) Homem, jovem, branco e míope c) Criança nos primeiros anos de vida, com quadro de malformação óssea e articular d) Mulher, idosa, branca e de ascendência europeia


141  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2011 43) Em relação às diferentes lentes de gonioscopia apresentadas na figura abaixo assinale a alternativa correta: a) A figura mostra tipos diferentes de lentes de gonioscopia indireta que possibilitam exame sob indentação b) A figura mostra tipos diferentes de lentes de gonioscopia direta que possibilitam exame sob indentação c) A figura mostra duas lentes de gonioscopia direta e uma lente de gonioscopia indireta d) A figura mostra uma lente de gonioscopia que não permite exame sob indentação e duas que possibilitam manobras de indentação 44) Paciente apresenta dor ocular após 15 dias de cirurgia de trabeculectomia. A pressão intraocular é de 42 mmHg no olho operado e o exame de UBM revela a imagem abaixo. Assinale a alternativa correta em relação ao quadro clínico do paciente. a) Trata-se de complicação pós-operatória frequente da cirurgia antiglaucomatosa b) A posição do corpo ciliar tem papel importante no mecanismo que leva ao aumento da pressão intraocular nesses olhos2 c) Olhos míopes e com câmara anterior ampla no pré-operatório são normalmente mais suscetíveis a esse tipo de complicação d) Como a resposta ao tratamento clínico é ineficaz, a conduta cirúrgica é a primeira opção nesses casos 45) Criança de 5 anos com quadro de fotofobia e baixa de acuidade visual apresenta o exame biomicroscópico (sem midríase medicamentosa. abaixo, Assinale a alternativa correta. a) A forma autossômica dominante é a mais comum e está associada a tumor de Wilms na maior parte dos casos b) A ausência das paliçadas de Vogt nesses olhos leva frequentemente à subluxação do cristalino c) É um quadro normalmente bilateral. Nistagmo é achado típico, causado por hipoplasia foveal d) Glaucoma de ângulo fechado é associação frequente e presente desde o nascimento 46) Este achado é mais comumente encontrado em qual das condições abaixo? a) Hipotireoidismo b) Retinose pigmentar c) Distrofia endotelial de Fuchs d) Descolamento de vítreo posterior


142  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2011 47) Paciente com hipertensão arterial sistêmica apresenta dor ocular e baixa de acuidade visual. O exame biomicroscópico revela a imagem abaixo. Assinale a alternativa correta: a) Os primeiros sinais de neovascularização são normalmente observados na periferia e média periferia da íris b) Nesses casos o exame correto do segmento anterior é realizado sob midríase medicamentosa c) A conduta inicial consiste em acetazolamida via oral, manitol endovenoso e pilocarpina tópica d) Síndrome ocular isquêmica é compatível com o quadro 48) Paciente apresenta o seguinte exame biomicroscópico após trauma ocular contuso. Assinale a alternativa correta em relação a essa condição. a) A incidência de hipertensão ocular é inversamente proporcional à quantidade de sangue na câmara anterior b) O ressangramento ocorre na minoria dos casos, sendo mais comum na primeira semana c) Deve-se realizar a gonioscopia no exame inicial d) A lavagem da câmara anterior está indicada nas primeiras 72 horas após o trauma


Prova Teórica I A – 2011

1) Os nervos ciliares posteriores longos, responsáveis pela formação dos plexos subepiteliais,são derivados do nervo: a) Oculomotor b) Facial c) Trigêmeo d) Óptico 2) Em condições normais, parte da glândula lacrimal principal: a) Pode ser observada no quadrante nasal superior sem nenhuma manobra b) Não pode ser observada em condições normais c) Pode ser observada com o paciente olhando para cima e a pálpebra inferior evertida d) Pode ser observada com o paciente olhando para baixo e a pálpebra superior evertida 3) Na região anatômica denominada limbo normalmente há: a) Estruturas do sistema de drenagem do humor aquoso b) Ora serrata c) Endotélio corneal d) Lâmina fosca 4) A parte mais curta do nervo óptico é a: a) Intraorbitária b) Intraocular c) Intracanalicular d) Intracraniana 5) A membrana de Descemet: a) É produzida pelo endotélio b) É uma membrana basal muito delgada, comparada a outras do corpo humano

143


144  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2011 c) É extremamente inelástica d) Possui capacidade limitada de regeneração 6) A camada coriocapilar: a) Quase desaparece na região da mácula b) Possui os capilares mais delgados do organismo c) Continua-se com o corpo ciliar d) É responsável pela nutrição da camada nuclear externa 7) O epitélio não pigmentado do corpo ciliar: a) Tem forte adesão ao epitélio pigmentado b) É remanescente das nove camadas sensoriais da retina c) Está apoiado na membrana de Bruch d) É atravessado pelas fibras zonulares que se originam na membrana basal do epitélio pigmentado 8) A região com maior concentração de cones na retina pode ser identificada: a) Pela presença de hiperfluorescência relativa na angiofluoresceinografia b) Pela maior espessura c) Pela cor amarelada d) Pela ausência de epitélio pigmentado da retina 9) A localização do nervo óptico em relação ao polo posterior geométrico do olho é: a) Medial e superior b) Medial e inferior c) Lateral e superior d) Lateral e inferior 10) A superfície refrativa ocular com maior raio de curvatura em um paciente emetrope olhando para o infinito é a: a) Face anterior da córnea b) Face posterior do cristalino c) Face anterior do cristalino d) Face posterior da córnea 11) O vítreo em emetropes: a) Em condições fisiológicas, não são observados espaços ou canais em sua estrutura b) Preenche aproximadamente 7/8 do volume do globo ocular c) É composto de 80% de água d) Tem volume de aproximadamente 4 ml 12) O osso que faz parte do rebordo orbitário é o: a) Zigomático b) Palatino c) Esfenoide d) Etmoide


145  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2011 13) O músculo estriado que apresenta fibras de menor diâmetro, muitas terminações nervosas, maior quantidade de tecido conjuntivoelástico e abundante suprimento vascular, semelhante aos músculos retos oculares é, entre os abaixo, o: a) Levantador da pálpebra b) Orbicular c) De Müller d) Ciliar 14) A pálpebra possui: a) Nenhuma musculatura própria b) Somente músculos lisos c) Somente músculos estriados d) Músculos lisos e estriados 15) Os canais coletores internos diferenciam-se dos canais coletores externos porque: a) Os canais coletores externos são constituídos de 8 a 10 veias que se unem ao plexo escleral superficial b) Os canais coletores externos terminam em fundo cego c) Formam as chamadas “veias aquosas” d) São responsáveis principalmente pelo aumento da área de contato do humor aquoso com a parede interna do sistema coletor 16) O epitélio posterior da íris: a) Apesar de ser continuação do epitélio pigmentado do corpo ciliar, não possui pigmentação b) Por ser continuação do epitélio não pigmentado do corpo ciliar, não possui pigmentação c) Apesar de ser continuação do epitélio não pigmentado do corpo ciliar, tem intensa pigmentação d) Por ser continuação do epitélio pigmentado do corpo ciliar, possui intensa pigmentação 17) Quando a imagem formada por um espelho convexo será menor que o objeto? a) Sempre b) Apenas quando o objeto estiver entre o ponto focal e o ápice do espelho c) Apenas quando o objeto estiver entre o ponto focal e o centro de curvatura do espelho d) Apenas quando o objeto estiver além do ponto focal do espelho 18) Para que a imagem formada por uma lente convergente seja menor que o objeto, ele deve estar posicionado a uma distância: a) Qualquer b) Inferior a uma distância focal da lente c) Igual a distância focal da lente d) Superior a duas distâncias focais da lente


146  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2011 19) Adotando a unidade de aumento de 4 D, qual o poder de uma lente necessária para a construção de uma lupa com aumento de 10×? a) 2,5 D b) 10 D c) 20 D d) 40 D 20) A colocação de uma lente plano-convexa de um determinado material dentro de um aquário de faces planas cheio de água vai formar um conjunto óptico divergente sempre que: a) O índice de refração do material for maior que o do ar b) O índice de refração do material for menor que o da água c) A lente tiver sua superfície convexa voltada para o observador d) A lente tiver sua superfície convexa voltada para o objeto 21) Ao observar a imagem de um peixe no lago à sua frente, ela estará: a) Abaixo ou acima do peixe, a depender da distância entre o observador e o lago b) Ligeiramente abaixo de onde está o peixe c) Exatamente onde está o peixe d) Ligeiramente acima de onde está o peixe 22) A imagem formada por um prisma triangular de vidro tem as seguintes características: a) Virtual, mais próxima da base do prisma b) Real, mais próxima da base do prisma c) Virtual, mais próxima do ápice do prisma d) Real, mais próxima do ápice do prisma 23) Em condições normais, das estruturas oculares abaixo, qual apresenta o maior índice de refração? a) Cristalino b) Córnea c) Humor vítreo d) Humor aquoso 24) Qual comprimento de onda corresponde ao da radiação infravermelha? a) 690 nm b) 532 nm c) 920 nm d) 315 nm 25) Quando duas ondas luminosas emitidas por uma mesma fonte são reunidas, onde suas cristas coincidem a intensidade luminosa aumenta. Onde a crista coincide com o vale da onda a intensidade luminosa diminui. O fenômeno descrito é chamado: a) Difração b) Interferência c) Polarização d) Dispersão


147  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2011 26) Qual o tamanho mínimo de um espelho plano para que uma pessoa de 1,80 m se observe por inteiro de uma só vez? a) 135 cm b) 45 cm c) 90 cm d) 180 cm 27) Considere o cálculo teórico de uma lente intraocular de poder positivo e assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas. Se um paciente possuir uma câmara anterior muito profunda o poder da lente intraocular a ser escolhida deve ___________. Se um paciente possuir uma córnea muito plana o poder da lente intraocular a ser escolhida deve ____________. (Considere todos os outros parâmetros constantes). a) Diminuir; aumentar b) Diminuir; diminuir c) Aumentar; aumentar d) Aumentar; diminuir 28) Um ponto luminoso está a 2 metros de uma lente convergente. Onde vai se formar a sua imagem, considerando-se o valor da lente? a) 1 m da lente de +2,0 D b) 1 m da lente de +1,5 D c) 2 m da lente de +1,5 D d) 2 m da lente de +2,0 D 29) Os eixos de duas lentes cilíndricas, uma de –2,00 D e outra de +2,00 D, foram posicionados perpendicularmente. Qual o equivalente esférico desse cilindro cruzado? a) +4,00 D b) +2,00 D c) +1,00 D d) 0 D 30) Com uma lente de +5 D, para corrigir a diplopia gerada por uma hipertropia do olho direito de 5 DP (dioptrias prismáticas, quanto e qual o sentido da descentração dessa lente para o olho direito? a) 2,5 cm; deslocamento inferior b) 1 cm; deslocamento superior c) 1cm; deslocamento inferior d) 2,5 cm; deslocamento superior 31) Em uma lente convergente esférica, qual cor vai ter seu ponto focal mais próximo da lente? a) Amarela b) Vermelha c) Verde d) Violeta


148  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2011 32) Assinale a alternativa que melhor preencha as lacunas. Um feixe de luz paralelo incide em uma lente convergente de +4D. Para que a luz seja focada a 50 cm da lente convergente, devemos colocar uma lente __________ lente B. de _________ dioptrias, 25 cm à esquerda da lente convergente. Obs: o esquema não está em escala.

a) Convergente; 1 D b) Divergente; 4 D c) Divergente; 1 D d) Divergente; 3 D 33) Com relação às colorações utilizadas em patologia ocular, qual a associação correta quanto à estrutura corada? I. Vermelho-congo

A. Citoplasma

II. Hematoxilina

B. Colágeno

III.Tricrômio de Masson

C. Amiloide

IV. Eosina

D. Núcleo

a) I–B; II–C; III–D; IV–A b) I–B; II–A; III–C; IV–D c) I–A; II–D; III–C; IV–B d) I–C; II–D; III–B; IV–A 34) Macrófagos agrupados, carregados de lipídios e tendo o citoplasma com vacúolos localizados abaixo da epiderme podem ser encontrados na biópsia de um paciente que apresente: a) Hanseníase b) Amiloidose sistêmica c) Xantelasma d) Xeroderma pigmentoso 35) Defeito posterior da córnea com ausência do estroma posterior, da membrana de Descemet e do endotélio, com formação de sinequias posteriores e adesão do cristalino à face posterior da córnea definem: a) Distrofia polimorfa posterior b) Embriotoxo posterior c) Anomalia de Peters d) Síndrome de Axenfeld-Rieger 36) As excrescências da membrana de Descemet na periferia da córnea, formadas onde há espaçamento entre as células endoteliais, em pacientes com idades mais avançadas, constituem: a) Os corpúsculos de Horner-Trantas b) Os corpúsculos de Hassel-Henle


149  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2011 c) Os corpúsculos de Heinz d) O fenômeno de polimegatismo 37) São características da córnea verticilata: a) Depósitos epiteliais granulares e esbranquiçados de medicamentos tópicos oculares e seus conservantes como o ciprofloxacino e o cloreto de benzalcônio b) Inflamação estromal não supurativa, de natureza imunológica, que evolui com fibrose, opacidade estromal e vasos “fantasmas” c) Opacidades bilaterais numulares e subepiteliais, que aparecem após episódio de ceratoconjuntivite adenoviral d) Alterações bilaterais causadas pelo uso de medicamentos sistêmicos, dose e duração dependentes 38) Qual o mecanismo mais relacionado com o aparecimento do glaucoma facolítico? a) Deslocamento do diafragma iridocristaliniano, ocasionando bloqueio na drenagem do humor aquoso b) Reação antígeno-anticorpo de autossensibilidade à proteína lenticular, com consequente inflamação granulomatosa c) Depósito de material esfoliativo, amorfo e mucoproteico que se origina na membrana basal do epitélio ciliar d) Resposta macrofágica à proteína lenticular e fagocitose de proteínas desnaturadas, com consequente bloqueio mecânico do ângulo da câmara anterior 39) Com relação aos tipos histopatológicos do rabdomiossarcoma da órbita é correto afirmar: a) O tipo botrioide acomete a órbita a partir dos seios paranasais ou conjuntiva b) O tipo embrionário é o mais raro c) O tipo pleomórfico é o mais comum d) O tipo alveolar é caracterizado por células pouco diferenciadas, arredondadas, alongadas, ovaladas ou com disposição sincicial 40) Com relação ao tumor congênito, localizado tipicamente na cabeça do nervo óptico, composto por células ovoides ou poliédricas, de aspecto uniforme, com citoplasma abundante e completamente preenchido por grânulos de pigmento, podemos afirmar que: a) O tumor tende a ocupar a cavidade vítrea b) Na maioria dos pacientes desencadeia rebaixamento da acuidade visual c) Há potencial mínimo de malignização d) A presença de calcificações associadas confirma o diagnóstico 41) Qual a alternativa correta com relação ao preparo dos tecidos para análise histopatológica? a. A solução fixadora mais utilizada em anatomia patológica e na patologia ocular é o álcool etílico b. A solução fixadora tamponada de formol a 10% impede a formação de artefatos durante o preparo dos tecidos, evitando equívocos na análise microscópica da peça c) Na suspeita de carcinoma de células sebáceas, devem ser realizados cortes de congelação


150  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2011 d) Para que seja utilizada a técnica da imuno-histoquímica, o antígeno específico estudado deve estar sempre na superfície celular. Antígenos intracelulares levam a resultados negativos neste tipo de análise 42) Com relação à coleta e análise de material ocular para estudo laboratorial, quando há suspeita de ceratite ou conjuntivite infecciosa, podemos afirmar que: a) Para não reduzir a positividade das amostras, os meios de cultura devem ser retirados da geladeira imediatamente antes da coleta b) A coloração de Gram está relacionada com a estrutura e composição da parede celular bacteriana c) Linfócitos e monócitos são encontrados caracteristicamente nas conjuntivites bacterianas d) Para análise do material pela coloração de Giemsa é necessária utilização de microscopia de fluorescência 43) Com relação ao diagnóstico laboratorial da infecção ocular causada por Chlamydia tracomatis é correto afirmar que: a) A análise sorológica pela reação de enzimaimunoensaio e detecção de imunoglobulinas é o método mais sensível para o estabelecimento do diagnóstico b) A presença de macrófagos grandes contendo restos celulares fagocitados encontrados no exame citológico do raspado conjuntival exclui o diagnóstico c) Basófilos e grânulos de basófilos encontrados no exame citológico do raspado conjuntival excluem o diagnóstico d) Não se deve utilizar colírio de fluoresceína imediatamente antes da coleta de material para realização da imunofluorescência direta para não gerar resultados falsos-positivos 44) Qual a alternativa correta? a) As doenças oriundas do DNA mitocondrial afetam exclusivamente mulheres b) Transcrição é o processo de formação do RNAm mensageiro a partir da cadeia molde de DNA, catalizado pela enzima RNA polimerase c) O braço curto de um cromossomo é o braço “q” d) Nas doenças autossômicas recessivas os heterozigotos geralmente são afetados 45) Com relação à neuropatia óptica hereditária de Leber e seu modo de transmissão, é correto afirmar: a) Doença autossômica recessiva b) Doença autossômica dominante c) Transmissão materna com penetração incompleta d) Doença ligada ao X 46) Com relação ao traço recessivo ligado ao X, é correto afirmar: a) Homens podem ser portadores sem expressão fenotípica b) Homens afetados podem transmitir o traço aos filhos do sexo masculino c) Afetará a prole do sexo feminino se o homem acometido se casar com mulher portadora d) As mulheres afetadas transmitem o alelo mutante apenas para os filhos do sexo masculino


151  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2011 47) Com relação ao padrão de herança na retinose pigmentar, é correto afirmar: a) A forma esporádica não ocorre b) Na herança recessiva ligada ao cromossomo X a expressão fenotípica da doença é branda e de lenta progressão c) O padrão autossômico recessivo é o mais frequente d) O padrão autossômico dominante apresenta rápida progressão, sendo detectado geralmente na infância 48) Com relação aos cones, é correto afirmar: a) Transformam o glutamato em rodopsina b) São mais numerosos do que os bastonetes c) São sensíveis ao espectro de luzes verde, vermelha e azul d) Necessitam da vitamina A para o metabolismo da rodopsina 49) Qual das condições fisiológicas abaixo tem como função reduzir aberrações ópticas? a) Divergência b) Midríase c) Convergência d) Miose 50) Qual destas afirmativas abaixo está correta quanto à visão binocular normal? a) Não depende do córtex visual b) Geralmente está presente aos 3 meses de idade c) Para que esteja presente, as imagens em ambas as retinas devem ser parecidas em tamanho, forma e clareza d) Frequentemente está presente na anisometropia maior que 4 D 51) Qual das estruturas oculares está diretamente relacionada com o metabolismo do cristalino? a) Zônula b) Íris c) Pars plana d) Vítreo 52) Com relação à função pupilar é correto afirmar: a) A via eferente parassimpática é constituída por quatro cadeias de neurônios b) A via eferente simpática tem participação do gânglio ciliar c) A via eferente parassimpática tem participação do nervo oculomotor d) A via eferente simpática é responsável pela constrição pupilar 53) Sobre o reflexo para perto (sincinesia acomodação-convergência, é correto afirmar: a) A miose é promovida pela contração do corpo ciliar b) Os músculos retos laterais se contraem c) A convergência é originada no núcleo do nervo abducente d) Tem a participação de impulsos aferentes originados na retina


152  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2011 54) A via aferente do reflexo fotomotor, inicia em qual das estruturas abaixo? a) Nervo óptico b) Fotorreceptores c) Corpo geniculado lateral d) Núcleo de Edinger-Westphal 55) Com relação à rodopsina, é correto afirmar: a) Está presente em altas concentrações nos segmentos externos dos bastonetes b) Depende da metabolização da vitamina E c) É secretada ativamente pelo epitélio pigmentado da retina d) Participa do fenômeno de fototransdução, sendo metabolizada e excretada pelas células ganglionares da retina 56) A maior parte do humor aquoso é produzida por: a) Secreção ativa b) Secreção passiva c) Difusão d) Osmose 57) Com relação às duções é correto afirmar: a) Estão em acordo com a lei de Sherrington b) São movimentos binoculares c) A contração simultânea dos músculos reto superior e oblíquo superior produz supradução d) Na inciclodução ocorre relaxamento do oblíquo superior 58) Com relação ao tamanho da fenda palpebral, qual alternativa é a correta? a) O músculo de Müller é inervado pelo nervo oculomotor b) Tem participação do sistema nervoso simpático c) O controle do músculo levantador da pálpebra superior é originado em dois subnúcleos do terceiro nervo craniano d) A ptose palpebral inversa ocorre pela lesão da via parassimpática 59) A camada mucinosa que compõe a lágrima é produzida em qual das estruturas anatômicas abaixo? a) Membrana basal do epitélio da córnea b) Estroma da córnea c) Conjuntiva d) Glândulas de Meibomius 60) Qual destes fatores reduz a produção do humor aquoso? a) Uso de cafeína b) Aumento da pressão arterial c) Acidose metabólica d) Hipertermia


153  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2011 61) Qual estrutura participa no olhar conjugado horizontal? a) Núcleo do nervo troclear b) Núcleo do nervo abducente c) Núcleo de Edinger-Westphal d) Núcleo rubro 62) A artéria hialoide que penetra a fissura embrionária do cálice óptico dará origem a: a) Artéria central da retina b) Estroma da coroide c) Círculo arterial da íris d) Artérias piais do nervo óptico 63) As células ganglionares monossinápticas: a) Fazem sinapse apenas com células bipolares b) Têm corpo celular maior que o das polissinápticas c) Estão geralmente relacionadas com os bastonetes d) São mais comuns na região central da retina 64) A fissura embrionária presente no meridiano das 6 horas no cálice óptico, fecha-se: a) De forma homogênea em toda sua extensão b) Inicialmente na região anterior do olho primitivo, com progressão para a região posterior c) Inicialmente na região posterior do olho primitivo, com progressão para a região anterior d) Inicialmente na região equatorial do olho primitivo, com progressão anterior e posterior simultaneamente 65) Quanto ao desenvolvimento embriológico do estroma da córnea, do endotélio da córnea e do estroma da íris: a) O primeiro é formado por ectoderma de superfície e os dois últimos por células da crista neural b) Respectivamente são formados por ectoderma de superfície, células da crista neural e neuroectoderma c) Os dois primeiros são formados por ectoderma de superfície e o último por neuroectoderma d) Todos são formados pelas ondas de migração de células da crista neural 66) A falta de absorção do tecido mesenquimal que preenche a câmara anterior do olho fetal pode originar: a) Síndrome de Axenfeld-Rieger b) Atrofia essencial da íris c) Aniridia d) Síndrome de Cogan-Reese


154  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2011 67) No desenvolvimento embrionário da retina, o neuroepitélio primitivo presente entre a quarta e a quinta semanas de gestação, originará: a) Camada de células ganglionares e a membrana limitante interna b) Camadas nucleares e plexiformes internas e externas c) Camada nuclear externa e epitélio pigmentado d) Camada plexiforme externa e membrana limitante externa 68) Com relação à histologia da retina, assinale a correlação correta: I – Camada nuclear externa II – Camada plexiforme externa III – Membrana limitante interna IV – Camada nuclear interna A – Células amácrinas B – Núcleos de cones e bastonetes C – Projeções das células de Müller D – Sinapses entre fotorreceptores e células bipolares e horizontais a) I–B, II–C, III–D, IV–A b) I–B, II–D, III–C, IV–A c) I–A, II–C, III–D, IV–B d) I–A, II–D, III–C, IV–B 69) O complexo formado por uma camada de fibras elásticas entre duas camadas de fibras colágenas e delimitado externamente por duas membranas basais constitui a: a) Membrana de Bowman b) Membrana de Bruch c) Membrana de Descemet d) Membrana limitante externa da retina 70) É correto afirmar: a) O epitélio basal límbico é rico em células não diferenciadas pluripotentes b) A membrana de Descemet aumenta de espessura ao longo da vida, pois é produzida constantemente pelos ceratócitos posteriores c) As células do endotélio da córnea possuem formato hexagonal e alta capacidade regenerativa d) A membrana de Bowman é secretada pelo estroma da córnea 71) Com relação à histologia da via de drenagem lacrimal, assinale a alternativa correta: a) A via de drenagem lacrimal é revestida por epitélio pseudoestratificado cilíndrico ciliado b) O saco lacrimal apresenta tecido elástico delgado que se torna progressivamente mais espesso em direção ao ducto lacrimonasal c) A via lacrimal excretora baixa é circundada por uma ampla rede vascular d) Identifica-se um grupo de fibras musculares lisas firmemente aderidas à fáscia que envolve o saco lacrimal as quais exercem função de bomba na fisiologia do piscar


155  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2011 72) Os ceratócitos presentes no estroma da córnea: a) São células alongadas com muitos prolongamentos semelhantes a pseudópodos, que se unem formando redes b) Apresentam núcleo puntiforme com muitas organelas citoplasmáticas c) Sintetizam e depositam colágenos e proteoglicanos para formar a membrana basal do epitélio d) Em condições normais apresentam intensa atividade metabólica 73) Os nervos da córnea: a) Emitem inúmeras terminações nervosas livres no epitélio b) São derivados do VII nervo craniano c) Apresentam disposição entrelaçada formando uma rede disposta por todo o estroma d) Apresentam barorreceptores sensíveis a modificações da pressão intraocular e que interferem na biomecânica da córnea 74) Assinale a alternativa correta: a) A episclera é um tecido conjuntivo frouxo avascular b) Espessamentos localizados da lâmina fosca formam manchas pigmentadas esclerais em pessoas melanodérmicas c) No estroma escleral, além de muitos fibroblastos, encontramos macrófagos, linfócitos e mastócitos d) A lâmina crivosa da esclera é uma região com múltiplas perfurações por onde passam as artérias ciliares e as veias vorticosas 75) Com relação à histologia do corpo ciliar, assinale a alternativa correta: a) O estroma do corpo ciliar é formado por tecido conjuntivo denso praticamente sem inervação b) Identificam-se quatro fascículos de musculatura lisa com diferentes orientações (longitudinal, oblíqua, transversa e circular) c) O epitélio não pigmentado apresenta células cilíndricas ciliares peseudoestratificadas d) O epitélio pigmentado e o não pigmentado unem-se pelas superfícies apicais 76) Assinale a alternativa correta: a) A cápsula do cristalino situa-se entre o epitélio e as fibras corticais b) A cápsula do cristalino é basófila e constituída por colágeno, glicoproteínas e glicosaminoglicanos c) No adulto o epitélio do cristalino situa-se somente no equador e na região posterior d) As fibras zonulares atravessam a cápsula do cristalino e aderem-se ao córtex superficial 77) Com relação à histologia do olho assinale a alternativa correta: a) A conjuntiva do fórnice apresenta lâmina própria de tecido conjuntivo denso revestido por epitélio pavimentoso simples não ceratinizado b) O epitélio da conjuntiva é estratificado e sua camada superficial apresenta formas variadas dependendo da região estudada c) Na prega semilunar podem-se identificar folículos pilosos e glândulas sebáceas e sudoríparas d) A carúncula apresenta epitélio pavimentoso estratificado ceratinizado


156  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2011 78) Com relação à histologia da glândula lacrimal principal: a) A cápsula glandular é revestida por inúmeras células mioepiteliais com capacidade contrátil, unidas por hemidesmossomos b) É formada por unidades secretoras constituídas por células piramidais, cujos ápices delimitam um lúmen central amplo c) As unidades secretoras drenam diretamente para ductos excretores principais que desembocam no saco conjuntival d) Os ductos acinares apresentam revestimento estratificado pavimentoso não ceratinizado 79) Assinale a alternativa correta quanto aos músculos oculares extrínsecos: a) São classificados como com fibras espessas e fibras delgadas, sendo que as delgadas apresentam mais miofibrilas e menos sarcoplasmas que as espessas b) Apresentam fibras estriadas com orientação transversa, contrárias à linha de ação do músculo c) Diferentemente dos demais músculos estriados esqueléticos, não são envolvidos por tecido conjuntivo d) Diferenciam-se dos demais músculos por possuírem maior número de fibras elásticas 80) Qual dos agentes abaixo tem ação bactericida? a) Tetraciclina b) Eritromicina c) Clindamicina d) Penicilina 81) Qual dos efeitos colaterais abaixo é mais esperado pelo uso sistêmico de um antibiótico aminoglicosídeo? a) Ototoxicidade b) Anemia c) Síndrome de Stevens-Johnson d) Miastenia grave 82) Assinale a alternativa correta: a) Os anestésicos em geral não influenciam a pressão intraocular b) Hidrato de cloral, mais comumente utilizado para sedação em crianças, não afeta significativamente a pressão intraocular c) Ketamina é o fármaco de escolha para a sedação em crianças, por causar apenas discreta redução da pressão intraocular d) Relaxantes musculares despolarizantes, como a succinilcolina, devem ser evitados por causar queda abrupta da pressão intraocular 83) Em relação à hipertensão ocular associada ao uso de corticoides tópicos, assinale a alternativa correta: a) Aumentos mais significativos da pressão intraocular são observados com prednisolona a 1% quando comparados a dexametasona a 0,1% b) É complicação rara, mas quando presente é de difícil reversão


157  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2011 c) É restrita ao uso tópico e periocular d) É infrequente quando o tratamento não excede duas semanas 84) Assinale a alternativa correta em relação aos hiperosmóticos utilizados em oftalmologia: a) O manitol tem maior ação sobre a pressão intraocular que o glicerol, sendo frequentemente utilizadas soluções com concentrações entre 60 e 80% b) Diminuem a pressão intraocular pela redução do volume vítreo e com ação secundária no hipotálamo c) Têm ação direta no epitélio ciliar, levando à redução da produção do humor aquoso d) Efeitos colaterais são raros e normalmente leves 85) Assinale a alternativa correta em relação aos efeitos colaterais e complicações observadas em pacientes com uso tópico de fármaco agonista colinérigico de ação direta: a) Hipermetropização e vômitos b) Taquicardia e fotofobia c) Salivação excessiva e diarreia d) Hipertensão ocular e delírio 86) Assinale a alternativa correta em relação ao uso oftalmológico dos inibidores de anidrase carbônica: a) A inibição de pequena parcela da enzima anidrase carbônica presente no epitélio do corpo ciliar promove redução significativa da pressão intraocular b) Quando associados aos diuréticos, os inibidores de anidrase carbônica orais podem levar à hipocalemia grave c) Inibem a enzima anidrase carbônica-II, levando ao aumento da drenagem do humor aquoso pela via uveoescleral d) Inibem a enzima anidrase carbônica-I, levando ao aumento da drenagem do humor aquoso pela via convencional 87) Assinale a alternativa correta em relação ao uso oftalmológico da mitomicina C: a) Apresenta menor ação inibitória da proliferação de fibroblastos, quando comparada ao 5-fluorouracil b) Apresenta alta potência imunossupressora c) Três a cinco aplicações subconjuntivais são necessárias no pós-operatório de trabeculectomia d) É derivada do Streptomyces caespitosus e age inibindo a síntese de DNA 88) Em relação aos análogos das prostaglandinas assinale a alternativa correta: a) Agem mimetizando o efeito da acetilcolina b) Seu uso em altas concentrações leva à redução adicional da pressão intraocular c) Os efeitos colaterais locais predominam sobre os efeitos sistêmicos d) A latanoprosta é também um exemplo de análogo da prostamida 89) Assinale a alternativa correta em relação ao mecanismo de ação dos fármacos utilizados no tratamento da toxoplasmose: a) A espiramicina inibe a síntese proteica ribossomal do parasito, sendo o fármaco de escolha durante a gestação


158  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2011 b) A pirimetamina atua como um antagonista competitivo do ácido paraminobenzoico c) A sulfonamida impede a conversão do ácido fólico em ácido folínico d) O efeito colateral mais frequente da clindamicina é o eritema pigmentado fixo 90) Em relação aos antiprotozoários, assinale a alternativa correta: a) A neomicina tem ação cisticida e pode ser associada nos primeiros 7 dias de tratamento b) Propamidina e clorexidine são exemplos de cisticidas c) A propamidina é uma diamidina aromática, que atua bloqueando a síntese proteica d) A biguanida interfere na função da membrana da Acanthamoeba, levando a sua lise 91) Em relação à farmacocinética dos produtos oftalmológicos assinale a correta: a) No caso das suspensões, não existe relação entre o tamanho das partículas e a biodisponibilidade do fármaco b) Soluções com viscosidade muito baixa são drenadas mais lentamente c) Com relação ao tamanho da gota, o volume ideal para os colírios é de 100 ml d) A mistura fármaco-lágrima tem um tempo de remoção de aproximadamente 5 a 6 minutos 92) Em relação aos efeitos colaterais observados com o uso de betabloqueadores tópicos: a) Afetam o diâmetro pupilar e a acomodação b) Alteram o perfil lipídico, com redução dos níveis plasmáticos de HDL c) Não afetam o filme lacrimal ou a superfície ocular d) Betaxolol não está associado a complicações cardiovasculares 93) Assinale a alternativa correta em relação ao antiviral Aciclovir: a) Depois de administrado, concentrações semelhantes do fármaco são encontradas em células sadias e infectadas b) Necessita de ativação (fosforilação), por meio da timidina quinase viral c) É utilizado por via oral na dosagem de 800 mg, 5 vezes/dia, no tratamento da ceratite por herpes simples d) Não interfere na excreção renal de outros fármacos 94) Assinale a alternativa correta em relação à sequência de bloqueio das diferentes fibras após administração de anestésico local: a) Primeiramente as fibras motoras mais longas e mielinizadas são bloqueadas, seguidas pelas fibras parassimpáticas e simpáticas pouco mielinizadas e finalmente pelas fibras sensoriais b) Primeiramente as fibras parassimpáticas e simpáticas pouco mielinizadas são bloqueadas, seguidas pelas fibras sensoriais e finalmente pelas fibras motoras mais longas e mielinizadas c) Primeiramente as fibras parassimpáticas e simpáticas pouco mielinizadas são bloqueadas, seguidas pelas fibras motoras mais longas e mielinizadas e finalmente pelas fibras sensoriais d) Primeiramente as fibras sensoriais são bloqueadas, seguidas pelas fibras parassimpáticas e simpáticas pouco mielinizadas e finalmente pelas fibras motoras mais longas e mielinizadas


159  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2011 95) Em relação à penetração ocular de um determinado fármaco, assinale a alternativa correta: a) A obstrução do ducto nasolacrimal não interfere na quantidade do fármaco que atinge a câmara anterior após a instilação b) A adição de substâncias de alta viscosidade, como metilcelulose e álcool polivinílico, diminui a biodisponibilidade do fármaco c) A solubilidade aquosa é mais importante que a solubilidade lipídica em relação à efetividade de penetração do fármaco d) A adição de conservantes, como cloreto de benzalcônio, reduz o efeito de barreira do epitélio corneal e aumenta a permeabilidade ao fármaco


Prova Teórica II A – 2011

1) Assinale a alternativa que indica desvantagem das lentes multifocais em relação às bifocais: a) Ausência de correção para visão intermediária b) Salto de imagem c) Marcas visíveis na lente d) Aberrações periféricas 2) Assinale a alternativa que apresenta astigmatismo miópico composto, contra-a-regra: a) 0,00 D –1,00 cil x 90 graus b) –1,00 D –2,00 cil x 80 graus c) –2,00 D –0,50 cil x 180 graus d) +0,50 D –0,50 cil x 180 graus 3) Assinale a alternativa que contém apenas fármacos considerados como com significativo efeito cicloplégico: a) Escopolamina, homatropina e fenilefrina b) Fenilefrina, atropina e ciclopentolato c) Atropina, escopolamina e ciclopentolato d) Tropicamida, ciclopentolato e carbacol 4) Não é necessário testar o balanço acomodativo quando: a) O paciente é jovem b) A refração foi feita sob cicloplegia c) O paciente tem mais de 50 anos de idade d) O refrator tem lentes polarizadas

160


161  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 5) Qual é o ponto remoto (em metros). de um paciente com –7 D de miopia e amplitude de acomodação de +3 D? a) 0,10 b) 0,14 c) 0,25 d) 0,33 6) Qual das características abaixo se refere à tabela de medida de acuidade visual de Snellen? a) Originalmente montada em uma caixa com iluminação interna b) Originalmente feita para ser utilizada a 6 metros do paciente c) Apresenta a mesma quantidade de letras a serem identificadas em todas as faixas de acuidade visual d) O tamanho das letras aumenta de maneira constante entre cada faixa de acuidade visual representada na tabela 7) Espera-se que um paciente sem correção que possua –1 D de miopia apresente acuidade visual de aproximadamente: a) 0,1 b) 0,9 c) 0,7 d) 0,3 8) Qual a refração abaixo é a de paciente com anisometropia miópica simples? a) OD: –3 D e OE: –1 D b) OD: –10 D e OE: +2 D c) OD: –10 D e OE: +10 D d) OD: –1 D e OE: plano 9) Um paciente chega ao consultório com receita indicando: refração do olho direito: +0,50 D –2,00 cil x 60 graus. À retinoscopia, realizada a 67 cm, encontramos neutralização do reflexo com zero D a 150 graus e +3,00 D a 60 graus. Qual a diferença entre o equivalente esférico da refração que o paciente trouxe e a refração objetiva realizada? a) zero b) –0,50 D c) +0,50 D d) –2,00 D 10) Em um teste com cilindro cruzado, a equivalência entre as imagens foi obtida com alternância do cilindro positivo e do cilindro negativo sobre os eixos de 5 e 95 graus. Qual das alternativas corresponde ao eixo do cilindro? a) 100 graus b) 5 graus c) 50 graus d) 95 graus


162  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 11) Qual dos materiais abaixo deve ser escolhido quando se deseja uma lente com maior resistência ao impacto? a) Policarbonato b) CR-39 c) Vidro “Crown” d) Lentes plásticas de alto índice 12) Durante um exame de retinoscopia a neutralização do reflexo foi obtida com lentes de –5,00 D. Quais foram os óculos prescritos e qual foi a distância entre o retinoscópio e o paciente? a) –3,50 D; 66 cm b) –6,00 D; 1 metro c) –4,00 D; 1 metro d) –6,00 D; 50 cm 13) Assinale a alternativa que indica uma possível correção para a diplopia monocular: a) Prismas b) Midríase medicamentosa com fenilefrina c) Uso de lentes de contato rígidas d) Óculos escuros 14) Assinale a alternativa correta: a) A amplitude de acomodação monocular é geralmente maior que a medida com os dois olhos juntos b) A relação CA/A normal é fixa para cada paciente e mede 1 dioptria prismática para cada dioptria de acomodação c) Com uma lente de +3 D e o valor da refração para longe (R), a amplitude de acomodação é calculada por R + (1/p) – 3 D (onde p é a distância métrica ao ponto próximo) d) O espasmo do corpo ciliar geralmente é causado por excesso de trabalho com a visão para perto, aumentando a hipermetropia do paciente 15) Um paciente pseudofácico aproxima as lentes dos olhos para conseguir visão melhor para longe. Seus óculos para leitura permitem-lhe visão perfeita a 40 cm de distância do objeto observado, enquanto sem óculos sua visão é perfeita a 25 cm. Quais são suas ametropias, as lentes que usa para longe e as para perto? a) Ametropias: –4 D; óculos em uso para longe: –5 D; óculos em uso para perto: –1,5 D b) Ametropias: –3 D; óculos em uso para longe: –4 D; óculos em uso para perto: –2,5 D c) Ametropias: –5 D; óculos em uso para longe: –4 D; óculos em uso para perto: –2,5 D d) Ametropias: –4 D; óculos em uso para longe: –3 D; óculos em uso para perto: –1,5 D


163  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 16) Sobre as úlceras bacterianas em usuários de lentes de contato é correto afirmar: a) O uso noturno, durante o sono, aumenta acentuadamente o risco b) Geralmente são causadas por organismos Gram-positivos c) São mais comuns em usuários de lentes rígidas gás-permeáveis d) Lentes descartáveis com uso diurno oferecem risco maior do que as não descartáveis de uso prolongado 17) Assinale uma contraindicação à adaptação de lentes de contato, com finalidade óptica: a) Ceratocone b) Anisometropias superiores a 4 D c) Nistagmo d) Hipoestesia corneana 18) Um paciente apresenta refração de –3,00 D –2,50 cil x 180°. Sua ceratometria é de 45,00/47,50. Foi adaptada lente de contato com curva base de 46,00. Qual o valor da lente lacrimal? a) –1,00 D b) +1,50 D c) +1,00 D d) –1,50 D 19) Criança com proptose pulsátil, sem sopro, que pode estar associada à microftalmia ou colobomas. O diagnóstico mais provável é: a) Fratura orbitária b) Hemangioma capilar c) Linfangioma d) Meningoencefalocele 20) Assinale a alternativa correta sobre a doença inflamatória orbital idiopática (pseudotumor orbitário): a) Geralmente não responde à corticoterapia b) São sinais de comprometimento apical: proptose, oftalmoplegia e alteração do reflexo pupilar fotomotor c) Geralmente acomete idosos acima dos 65 anos de idade d) Radioterapia é a primeira opção no tratamento 21) Sobre o hemangioma cavernoso orbitário, assinale a correta: a) É o tumor orbitário mais comum em crianças b) Mais comum em mulheres c) É de difícil remoção por ter um padrão infiltrativo d) Geralmente apresenta proptose grande e evolução rápida 22) Assinale a alternativa correta sobre as mucoceles: a) É comum a erosão óssea b) Geralmente origina-se no seio maxilar c) São encapsuladas e têm crescimento rápido d) Desencadeiam proptose, sem edema palpebral


164  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 23) A síndrome de Tolosa-Hunt, com acometimento apenas do seio cavernoso, poderia causar: a) Comprometimento da movimentação ocular, mas não da abdução b) Comprometimento da movimentação ocular, mas não da função pupilar c) Alteração sensitiva na pele do nariz e no lábio superior, mas não no lábio inferior d) Comprometimento do nervo óptico 24) Com relação à oclusão de veia central da retina em jovens, é correto: a) Tem causas semelhantes às do idoso e não necessita de exames complementares b) Requer investigação quanto às causas inflamatórias e coagulopatias c) Geralmente são causadas por êmbolos originados na artéria carótida d) Ocorre no olho contralateral em 50 a 70% dos casos 25) Segundo o estudo BRVOS (Branch Retinal Vein Occlusion Study), na oclusão de ramo da veia central da retina: a) O laser nas áreas isquêmicas está indicado nas fases precoces da doença, independentemente da presença de neovasos b) Corticoesteroide intravítreo está indicado preferencialmente nos casos onde há somente alteração da perfusão macular c) Quando há edema macular com boa perfusão, pode-se indicar tratamento em grade com laser d) Antiangiogênicos intravítreos são pouco efetivos no tratamento da doença 26) Na cegueira noturna congênita estacionária com alteração da coloração do fundo de olho (doença de Oguchi): a) Em geral, os limiares dos bastonetes adaptados ao escuro por algumas horas são ainda inferiores ao normal b) No eletrorretinograma, a fase escotópica é sempre anormal c) O eletro-oculograma está normal nessa doença d) Após algumas horas de adaptação ao escuro, observa-se coloração próxima do normal 27) Lesão no polo posterior, pós-trauma, curvilínea e geralmente concêntrica ao disco óptico, tem como diagnóstico mais provável: a) Rotura de coroide b) Estrias angioides c) Hipertrofia congênita do epitélio pigmentado da retina d) Edema de Berlin 28) São vantagens da oftalmoscopia indireta sobre a oftalmoscopia direta: a) Imagem com tamanho maior, visão binocular, custo menor do equipamento b) Maior campo de visão, visão binocular, visibilidade mesmo com diminuição da transparência de meios c) Possibilidade da realização do exame sem midríase, maior campo de visão, custo menor do equipamento d) Maior campo de visão, imagem com tamanho maior, visibilidade mesmo com diminuição de transparência de meios


165  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 29) Paciente, após realização de angiofluoresceinografia, retorna com queixa de pele amarelada e urina de cor castanho-amarelada, bem mais escura que o normal. Provavelmente trata-se de: a) Efeito habitual do contraste, sem necessidade de tratamento específico b) Insuficiência hepática aguda pelo contraste, sendo necessária internação para o tratamento c) Insuficiência renal aguda pelo contraste, geralmente transitória, devendo avaliar-se a necessidade de diálise d) Reação alérgica ao contraste, devendo administrar-se corticoide por via endovenosa 30) Qual é a melhor descrição da angiofluoresceinografia de uma membrana neovascular cicatrizada? a) Hipofluorescência nas fases tardias por bloqueio da coroide pela membrana cicatrizada b) Hiperfluorescência que aumenta em intensidade ao longo do exame, com aumento de área e borramento das bordas c) Hiperfluorescência que aumenta em intensidade discretamente ao longo do exame, sem alteração do tamanho, respeitando as bordas da lesão d) Hipofluorescência por defeito de enchimento da coroide no local da lesão cicatrizada 31) O exame de angiografia com utilização de indocianina verde: a) Permite melhor análise da circulação da coroide b) Não deve ser usado para avaliar quadros hemorrágicos sub-retinianos c) Apresenta grandes vantagens em relação à angiofluoresceinografia para análise das alterações da circulação retiniana d) É restrito a lesões superficiais da retina pela grande permeabilidade do contraste 32) A diferença de potencial entre a córnea e a retina do paciente é avaliada pelo: a) Eletrorretinograma b) Eletro-oculograma c) Potencial visual evocado d) Potencial visual de varredura 33) A micropsia decorrente da coriorretinopatia central serosa é causada por: a) Maior espaçamento entre os fotorreceptores na região do descolamento seroso b) Perda de neurônios da camada de fibras nervosas, pelo descolamento seroso c) Alteração subclínica do nervo óptico, observada na angiofluoresceinografia d) Alteração do metabolismo tecidual retiniano, pelo descolamento seroso da retina 34) No diagnóstico diferencial de lesões maculares em que predominam alterações pigmentares, devemos investigar: a) Doença linfoproliferativa b) Neurite retrobulbar c) Anemia falciforme d) Uso sistêmico de medicações


166  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 35) A endoftalmite crônica pós-facectomia: a) Aparece após 6 semanas da cirurgia b) Tem como agentes etiológicos mais frequentes o Staphylococcus aureus e a Pseudomonas aeruginosa c) Caracteriza-se por uveíte intensa, hipópio, intensa celularidade vítrea, secreção mucopurulenta, dor e baixa da acuidade visual d) O tratamento por associação de antibioticoterapia tópica e sistêmica é efetivo 36) Com base no diagnóstico de buraco lamelar de mácula na tomografia de coerência óptica, podemos afirmar que: a) Não há indicação de cirurgia b) Os melhores resultados visuais são obtidos com a vitrectomia e peeling de membrana limitante interna c) Deve-se indicar vitrectomia com utilização de óleo de silicone como tamponante d) O uso de corticoesteroide intravítreo é a melhor alternativa terapêutica 37) Assinale a associação correta para fatores de risco da retinopatia diabética: a) Controle metabólico – a hiperglicemia é o segundo fator mais importante para desencadeamento da doença. Mau controle está relacionado com o prognóstico da doença b) Nefropatia – maior prevalência, mas sem relação com a gravidade da retinopatia e do edema. É considerada o mais importante fator de risco c) Tempo de evolução da doença – segundo fator mais importante para o desencadeamento da doença. Associado a pior prognóstico d) Diabéticos tipo 2 – maior frequência e formas mais graves de retinopatias. Uso de medicação oral tem maior prevalência que uso de insulina 38) As alterações mais precoces na retinopatia diabética são: a) Micro-hemorragias b) Ingurgitamento venoso c) Exsudatos duros d) Microaneurismas 39) A angiofluoresceinografia no edema macular diabético: a) Deve ser realizada quando há suspeita de isquemia macular b) Deve ser realizada para permitir a classificação do edema macular clinicamente significativo, segundo os critérios do ETDRS (Early Treatment Diabetic Retinopathy Study) c) Não deve ser realizada pelo risco de piorar o edema d) Apresenta padrão de extravasamento somente na presença de neovasos 40) O uso de antiangiogênicos em casos de edema macular diabético: a) Está contraindicado pela possibilidade de induzir isquemia macular b) Reduz a permeabilidade vascular c) Só deve ser indicado quando há associação com retinopatia diabética proliferativa d) Ainda não existem evidências de sua efetividade


167  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 41) Na retinopatia da prematuridade, a observação de dilatação e tortuosidade vascular no polo posterior: a) Caracteriza o estágio II da doença b) Não tem relação com a retinopatia e sim com o prognóstico clínico do recém-nascido c) Caracteriza doença ativa em progressão d) Ocorre geralmente após o tratamento da doença, com sucesso 42) Para prevenir o descolamento regmatogênico da retina, podemos afirmar como verdadeiro que se deve: a) Tratar degeneração cistoide típica e degeneração retiniana pavimentosa b) Tratar buracos retinianos operculados pela persistência de tração vitreorretiniana nas bordas c) Tratar degeneração em treliça (lattice) com rotura nas suas margens e fotopsias d) Aplicar o laser na degeneração em treliça (lattice) nas bordas da lesão pela ausência de aderência vítrea no local 43) Qual o fator mais significativo para predizer a capacidade de leitura em visão subnormal? a) Acuidade visual b) Escotoma central c) Campo visual periférico d) Necessidade de correção óptica 44) No dia a dia, pode-se melhorar o contraste: a) Utilizando-se um telescópio b) Evitando-se o uso de filtros nas lentes corretivas c) Diminuindo-se a iluminação do ambiente d) Melhorando-se a iluminação do objeto 45) A adição de prismas em óculos para visão subnormal é necessária para: a) Evitar o salto de imagem durante a leitura, decorrente dos altos valores dióptricos das lentes b) Compensar a necessidade de convergência decorrente da pequena distância de trabalho c) Permitir maior campo de visão durante a leitura, restrito em decorrência das aberrações das lentes de altos valores dióptricos d) Corrigir eventuais aberrações cromáticas, decorrentes da maior espessura das lentes 46) Corresponde a ação de prevenção primária para o carcinoma palpebral, conforme os conceitos de saúde pública: a) Uso de métodos de barreira contra radiação ultravioleta b) Uso de imiquimode tópico em lesões suspeitas c) Realização de biópsia incisional em lesões suspeitas d) Realização de biópsia excisional de lesões palpebrais com histopatologia de congelação 47) Dos abaixo, o tratamento mais utilizado para tracoma é: a) Moxifloxacino colírio a cada 4 horas por 1 semana b) Gentamicina pomada oftálmica, 3 vezes ao dia por 15 dias


168  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 c) Cefalexina 500 mg via oral a cada 6 horas por 1 semana d) Azitromicina 1 g via oral, dose única 48) Assinale a alternativa que apresenta a associação correta, segundo as definições de prevenção da cegueira: a) Catarata – cegueira que pode ser prevenida b) Glaucoma – cegueira que pode ser prevenida c) Tracoma – cegueira curável d) Retinopatia diabética – cegueira curável 49) Qual dos pacientes abaixo apresenta maior risco de falência cirúrgica no caso de uma trabeculectomia? a) Mulher, negra, sem cirurgia intraocular prévia b) Jovem, branco, sem cirurgia intraocular prévia c) Homem, idoso, com cirurgia intraocular prévia d) Jovem, negro, com cirurgia intraocular prévia 50) Assinale a alternativa correta em relação à síndrome de pseudoesfoliação: a) Tem prevalência similar nas diferentes raças b) Tem prevalência similar nas diferentes faixas etárias c) Pode levar ao glaucoma de ângulo aberto ou de ângulo fechado d) Apresenta-se de forma bilateral e simétrica 51) São fatores de risco associados ao glaucoma primário de ângulo aberto: a) Idade avançada, raça negra, miopia e pressão de perfusão diastólica reduzida b) Idade avançada, raça branca, história familiar positiva e pressão de perfusão diastólica aumentada c) Raça negra, hipermetropia, pressão de perfusão diastólica reduzida e pressão intraocular elevada d) Idade avançada, história familiar positiva, sexo masculino e miopia 52) Assinale a alternativa correta em relação à síndrome de Axenfeld-Rieger: a) A presença de embriotóxon posterior é patognomônica da doença b) Tem padrão de herança autossômica recessiva c) Glaucoma, geralmente presente ao nascimento, ocorre na minoria dos casos d) Acomete ambos os olhos na maioria dos casos 53) Assinale a alternativa correta em relação à síndrome irido-córneo-endotelial: a) Casos familiares são raros, não havendo associação consistente com qualquer doença sistêmica b) Anormalidade endotelial, costumeiramente vista como “prata-batida” à biomicroscopia, está presente apenas na síndrome de Chandler c) Tem predileção pelo sexo feminino, com apresentação clínica bilateral d) O desenvolvimento de glaucoma é infrequente e, quando presente, é de fácil controle clínico


169  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 54) Homem branco, com 58 anos de idade, com dano glaucomatoso moderado, bilateral (estrutural e funcional), paquimetria de 560 µm em ambos os olhos e pressão intraocular (sem tratamento, de 17 mmHg em ambos os olhos, às 14 horas. Assinale a alternativa correta: a) Pode tomar-se como glaucoma de pressão normal, não havendo necessidade de tratamento b) Glaucoma associado à dispersão pigmentar poderia justificar esse quadro c) Investigação de uso prévio de corticoide não teria indicação nesse caso d) Os valores de paquimetria e pressão intraocular afastam a hipótese de glaucoma primário de ângulo aberto 55) Trabeculoplastia a laser teria melhor indicação para qual tipo de glaucoma, entre os abaixo? a) Glaucoma pigmentar b) Glaucoma por recessão angular c) Glaucoma associado à uveíte d) Glaucoma neovascular 56) Assinale a alternativa correta em relação à iridoplastia a laser: a) Está indicada como tratamento de primeira escolha em casos de configuração de íris em plateau b) Pode ser realizada tanto com laser de argônio quanto com Nd:YAG laser c) Atrofia setorial iriana e distorção pupilar são algumas das complicações relatadas d. Está indicada como tratamento de primeira escolha em casos de bloqueio pupilar 57) Paciente com 74 anos de idade chega ao consultório com queixa de dor ocular e vermelhidão no olho direito. Refere baixa de acuidade visual nesse olho há 2 anos, com intensa piora nos últimos 10 dias. Nega trauma ocular. Ao exame biomicroscópico do olho direito, observam-se edema corneal, câmara anterior profunda, reação de câmara anterior (3+/4+) e catarata hipermadura. A pressão intraocular está acima de 50 mmHg nesse olho. Qual o diagnóstico mais provável? a) Glaucoma facomórfico b) Glaucoma facoanafilático c) Glaucoma facotópico d) Glaucoma facolítico 58) Qual o primeiro tratamento para o paciente da questão anterior? a) Trabeculectomia b) Corticoterapia sistêmica c) Facectomia d) Implante de drenagem


170  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 59) Paciente com 62 anos de idade, com hipertensão arterial, encaminhado para avaliação por especialista, após 3 meses de oclusão de veia central de retina no olho direito. Nega qualquer tipo de tratamento ocular. Apresenta nesse olho dor, hiperemia, ângulo aberto e rubeose iriana ao exame biomicroscópico. Das opções de tratamento abaixo, qual a mais adequada nesse momento? a) Panfotocoagulação de retina b) Implante de tubo c) Iridotomia d) Ciclofotocoagulação 60) Assinale a alternativa correta em relação à comparação entre glaucoma de pressão normal (GPN) e glaucoma primário de ângulo aberto (GPAA): a) A ocorrência de hemorragia de papila é maior no GPAA b) Os defeitos de campo visual tendem a ser mais periféricos e difusos no GPN c) A associação com catarata subcapsular posterior é maior no GPN d) O controle da pressão intraocular é importante em ambas as formas 61) Assinale a alternativa correta em relação a gravidez e glaucoma: a) Os inibidores de anidrase carbônica são contraindicados por induzir depressão da oxigenação no neonato b) A trabeculoplastia a laser seria uma alternativa para controle da pressão intraocular em casos de glaucoma de ângulo aberto c) Durante a avaliação da pressão intraocular, deve-se levar em conta que ela está discretamente aumentada durante a gestação d) Os alfa-agonistas são contraindicados pelo risco de induzir contração uterina 62) Assinale a alternativa correta em relação ao glaucoma de ângulo fechado: a) A forma aguda é mais comum em pessoas da raça negra b) Afacia, transplante de córnea penetrante e panfotocoagulação retiniana são causas possíveis de fechamento angular c) Hipermetropia e sexo masculino são fatores de risco bem estabelecidos d) Os pacientes com graus 3 e 4 de profundidade da periferia da câmara anterior, pelo método de Van Herick, são aqueles com maior risco de apresentar fechamento angular agudo 63) Assinale a alternativa correta sobre a ciclofotocoagulação transescleral: a) Elevação transitória da pressão intraocular no pós-operatório é infrequente e normalmente pouco significativa b) Inflamação intraocular com reação de câmara anterior é rara no pós-operatório c) Sua indicação independe da acuidade visual do paciente d) Dor mais intensa no período pós-operatório, quando comparada à ciclocrioterapia


171  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 64) Um paciente apresenta sensibilidade foveal reduzida (com p < 0,05) e o restante dos pontos do campo visual 24-2 com sensibilidade normal (p > 0,05). Qual mensagem esperamos do GHT (Glaucoma Hemifield Test)? a) Redução generalizada da sensibilidade b) Valores limítrofes (borderline) c) Redução da sensibilidade central d) Dentro dos limites da normalidade 65) Assinale a alternativa correta em relação à elevação da pressão venosa episcleral: a) A presença de sangue no canal de Schlemm é patognomônica b) A cada 1 mmHg de aumento na pressão venosa episcleral resulta aumento de 2,5 mmHg na pressão intraocular c) Ocorre exclusivamente com glaucoma de ângulo aberto d) São causas descritas: oftalmopatia tireoidiana, fístula carotidocavernosa e amiloidose orbitária 66) Assinale a alternativa correta em relação à hipertensão ocular: a) Todo hipertenso ocular deve ser tratado profilaticamente b) A razão escavação/disco vertical está diretamente relacionada com o risco de conversão a glaucoma primário de ângulo aberto c) A taxa de conversão de um hipertenso ocular sem tratamento a glaucoma primário de ângulo aberto é de aproximadamente 10% ao ano d) Considerando dois hipertensos oculares, da mesma raça, sexo, idade e com valores de pressão intraocular iguais, aquele com córnea mais espessa terá maior risco de conversão a glaucoma primário de ângulo aberto 67) Assinale a alternativa correta em relação à afacia congênita: a) Na afacia primária ocorre reabsorção espontânea do cristalino b) Na afacia primária podem existir outros defeitos graves de desenvolvimento associados c) A afacia secundária é menos frequente que a primária d) A afacia secundária ocorre frequentemente com metaplasia corneal e coloboma de íris 68) Assinale a alternativa correta em relação às complicações causadas pelos materiais viscoelásticos utilizados na cirurgia de catarata: a) A principal complicação pós-operatória é o aumento da pressão intraocular, ocorrendo mais frequentemente entre a primeira e a segunda semanas b) A síndrome da oclusão viscoelástica, complicação peroperatória rara, ocorre geralmente com o uso de composto dispersivo c) Os agentes dispersivos, por apresentarem menor peso molecular, não precisam ser aspirados ao final da cirurgia d) Toxicidade endotelial é frequente, sendo mais comum com o uso do composto coesivo


172  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 69) Um paciente apresenta cristalino subluxado inferiormente em ambos os olhos. Apesar de ter nascido normal, ao longo da vida desenvolveu retardo mental, convulsões e osteoporose. Qual a causa dessa doença sistêmica? a) Deficiência no metabolismo da lisina b) Deficiência no metabolismo da metionina c) Deficiência bioquímica não conhecida d) Deficiência no metabolismo do cobre 70) Em um paciente previamente submetido a vitrectomia via pars plana, existe geralmente maior risco de qual das complicações abaixo durante a cirurgia de catarata? a) Bloqueio ciliar b) Prolapso iriano c) Rotura de cápsula posterior d) Descolamento hemorrágico de coroide 71) Durante a cirurgia de facoemulsificação de paciente com córnea guttatta: a) A troca do ultrassom longitudinal do modo contínuo para o pulsado reduz o dano endotelial b) Viscoelástico dispersivo deve ser evitado c) Uso de corantes na câmara anterior, como o azul de Trypan, são contraindicados d) O transplante de córnea lamelar anterior e profundo (DALK) pode ser realizado simultaneamente, caso a contagem endotelial seja inferior a 1.200 células/mm2 72) Caso ocorra rotura da cápsula posterior e da hialoide anterior durante a facoemulsificação: a) Será necessário aumentar a altura do frasco de BSS, para reduzir complicações b) A emulsificação do núcleo deve ser interrompida e viscoelástico introduzido na câmara anterior c) Recomenda-se o implante de lente intraocular dobrável de peça única no sulco ciliar d) Uma lente intraocular positiva implantada no sulco deverá ter poder dióptrico maior do que a que seria implantada no saco capsular, visando manter a emetropia no pós-operatório 73) Na cirurgia de facoemulsificação, quando a incisão é realizada na “córnea clara”: a) Será induzido menos astigmatismo do que pelas incisões esclerais b) Se ocorrer aplanação, será no meridiano da incisão c) O risco de vazamento do humor aquoso será menor nas incisões biplanares do que nas triplanares d) O risco de queimadura na incisão será maior nos túneis largos do que nos estreitos 74) É característica da técnica quick chop, para facoemulsificação. a) Considera-se mais demorada do que a técnica “dividir e conquistar” b) Necessidade dos parâmetros vácuo e ultrassom muito elevados, para esculpir o sulco inicial c) A hidrodissecção do núcleo deve ser evitada d) Menos tração zonular do que pela técnica phaco chop


173  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 75) Durante a facoemulsificação, para diminuir a velocidade com que os fragmentos do cristalino soltos na câmara anterior se apresentam à ponteira, qual parâmetro deve ser reduzido? a) Vácuo máximo b) Poder do ultrassom c) Altura do frasco de BSS d) Taxa de fluxo 76) Com relação ao cálculo biométrico do poder de uma lente intraocular, para um certo paciente, é correto afirmar: a) Para a mesma constante, o poder dióptrico da lente será maior para a fórmula Holladay do que para a SRK-T b) Para miopizar o paciente, o poder da lente deve ser inferior ao do que o deixaria emetrope c) Quanto maior a constante da lente, maior será seu poder dióptrico d) O cálculo do poder da lente depende da ceratometria, mas não do comprimento axial longitudinal do globo ocular 77) Paciente atópico, de 21 anos de idade, com piora progressiva da visão. A biomicroscopia evidenciou estrias profundas na porção central da córnea de ambos os olhos. Qual dos exames abaixo é o mais apropriado para auxiliar na elucidação do diagnóstico mais provável responsável pela baixa da acuidade visual? a) Microscopia especular b) Citologia de impressão da córnea c) Topografia de córnea d) Microscopia confocal 78) A hiperemia conjuntival do tipo papilar está associada a qual das condições abaixo? a) Conjuntivite por herpes simples b) Ceratoconjuntivite vernal c) Conjuntivite por molusco contagioso d) Conjuntivite de inclusão do adulto 79) Paciente usuário de lentes de contato, com hiperemia, embaçamento visual e dor ocular progressiva há 3 semanas, apresenta úlcera de córnea com infiltrado profundo, de aspecto seco, branco-acinzentado, margens com limites pouco precisos, lesões satélites sobrelevadas, placa endotelial e hipópio. O agente etiológico mais provável, entre os abaixo, é: a) Acanthamoeba sp b) Staphylococcus sp c) Candida sp d) Fusarium sp 80) Qual dos tratamentos sistêmicos abaixo, pode ser indicado para a conjuntivite causada pela Chlamydia, em dose única, no adulto? a) Doxiciclina 100 mg b) Estearato de eritromicina 500 mg c) Azitromicina 1 g d) Tetraciclina 1 g


174  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 81) O tratamento farmacológico da ceratite filamentar, nos casos graves de olho seco, pode ser realizado com colírio de: a) Nitrato de prata b) Acetilcisteína c) EDTA d) Gentamicina fortificada 82) Com relação às opacidades congênitas da córnea, é correto afirmar: a) A anomalia de Peters tipo I (sem aderência do cristalino à córnea. é geralmente unilateral b) A anomalia de Axenfeld é caracterizada pelo embriotóxon posterior, corectopia, pseudopolicoria e ectrópio uveal c) A distrofia endotelial hereditária congênita, com padrão de herança recessivo, apresenta pior prognóstico visual do que a com padrão dominante d) O ceratocone posterior geralmente acompanha ectasia da porção anterior da córnea e é bilateral na maioria das vezes 83) Em qual das condições abaixo, o tratamento inclui antibióticos administrados pela via endovenosa? a) Ceratite por herpes simples b) Esclerite por Pseudomonas c) Ceratite por Acanthamoeba d) Canaliculite crônica 84) Agar não nutriente enriquecido com Escherichia coli é utilizado para a cultura de qual dos agentes abaixo? a) Moraxella b) Acanthamoeba c) Chlamydia d) Micobactéria 85) Afinamento periférico da córnea com pannus superficial e epitélio intacto são características de qual das condições abaixo? a) Úlcera de Mooren b) Degeneração marginal de Terrien c) Distrofia estromal macular d) Esclerocórnea 86) Deficiência congênita das células germinativas do limbo está frequentemente associada a: a) Síndrome de Peters tipo I b) Aniridia congênita c) Distrofia de Meesman d) Distrofia polimorfa posterior 87) Com relação à rosácea ocular, é correto afirmar: a) Acomete mais frequentemente os homens do que as mulheres b) A manifestação ocular mais frequente é ceratite intersticial


175  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 c) O diagnóstico é realizado pela biópsia conjuntival com imunofluorescência direta, para detecção de imunocomplexos subepiteliais d) O quadro clínico costuma ser mais grave nos homens do que nas mulheres 88) Com relação às esclerites, é correto afirmar: a) A esclerite necrosante é a forma que mais frequentemente está associada à doença sistêmica b) A escleromalacia perforans evolui com dor ocular intensa e no mínimo 30% de mortalidade em até 5 anos após o início da doença ocular c) A esclerite anterior difusa é a forma menos frequente; porém, a mais grave d) Na forma nodular, observa-se nódulo único em mais de 95% dos casos 89) Com relação ao anel de Wessely, que pode ocorrer na evolução da infecção ocular herpética, é correto afirmar: a) Representa infecção epitelial ativa, causada pelo vírus herpes-zóster b) Está localizado no estroma da córnea, geralmente na vigência de epitélio íntegro c) É formado por depósitos acastanhados, localizados no endotélio da córnea d) Ocorre pela coalescência das vesículas epiteliais, nos pacientes imunodeprimidos 90) Paciente foi submetido a transplante de córnea, por apresentar opacidades bilaterais com aspecto reticular em “favo de mel”, poupando o estroma. É provável que: a) Não existam outros casos na família por tratar-se de doença com padrão de herança autossômico recessivo b) As opacidades correspondam a depósitos hialinos que se coram intensamente em vermelho pelo tricrômio de Masson c) Alterações sistêmicas como blefarocálaze, orelhas de implantação baixa, lábios protusos, pele seca e pruriginosa devem estar presentes no paciente d) O exame anatomopatológico da córnea evidencie substituição da membrana de Bowman por tecido fibrocelular, com ausência da membrana basal do epitélio no local das opacidades 91) Qual alternativa abaixo apresenta situações consideradas pela Central de Captação e Distribuição de Órgãos (CNCDO), como agravantes clínicas que priorizam o recebimento de uma córnea para transplante óptico? a) Opacidade congênita da córnea unilateral, ou ceratite fúngica b) Opacidade de córnea bilateral em uma pessoa na fase economicamente ativa da vida, ou perfuração ocular c) Falência primária do enxerto, ou úlcera de córnea sem resposta ao tratamento d) Rejeição do enxerto, ou imunodepressão sistêmica 92) De acordo com a Associação Pan-americana de Banco de Olhos, doadores de córnea devem ser rotineiramente testados para qual das doenças abaixo? a) Hepatite C b) Infecção por herpes simples c) Doença de Creutzfeld-Jackob d) Infecção por citomegalovírus


176  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 93) Qual das condições abaixo é mais frequentemente associada à ectasia de córnea como complicação da cirurgia LASIK após correção da miopia? a) Topografia de córnea evidenciando astigmatismo irregular e assimétrico, em ambos os olhos b) Espessura central da córnea entre 550 e 600 µm, em ambos os olhos c) Anisometropia d) Idade superior a 40 anos de idade 94) Qual o antibiótico tópico mais indicado para o tratamento da ceratite por micobactéria atípica, em paciente após cirurgia refrativa do tipo LASIK? a) Amicacina forte b) Cefazolina forte c) Vancomicina d) Levofloxacino forte 95) Qual das cirurgias abaixo não tem por objetivo principal a mudança na curvatura anterior da córnea? a) PTK b) PRK c) LASIK d) Ceratotomia radial 96) Qual destes sinais oftalmoscópicos é considerado um sinal precoce de hipertensão intracraniana? a) Perda de pulsação venosa espontânea b) Palidez do disco óptico c) Perda da camada de fibras nervosas da retina d) Gliose peripapilar 97) São características da hipoplasia do nervo óptico: a) Aumento da relação escavação/disco b) Associação a um número reduzido de axônios e quantidade normal de tecido glial e de elementos mesodérmicos c) O sinal do duplo anel é um achado incomum d) A função visual geralmente é preservada, sendo rara a presença de defeitos do campo visual 98) É característica da pupila amaurótica: a) Estar associada à presença de um defeito pupilar eferente b) Reagir prontamente à luz quando estimulada c) Estar presente nos casos sem percepção luminosa d) Causar anisocoria, maior no escuro 99) Com relação a neurite óptica secundária à doença desmielinizante, é correto afirmar: a) Predomina em homens jovens b) Os defeitos de campo visual acometem preferencialmente a periferia


177  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 c) É a primeira manifestação desmielinizante da esclerose múltipla em cerca de 15 a 20% dos casos d) A tomografia computadorizada de crânio é o método de escolha para detecção de focos ou placas de desmielinização ao redor da substância branca periventricular 100) Na síndrome de Horner, é correto afirmar: a) A ausência de sudorese da face ipsilateral ocorre na lesão do terceiro neurônio da via simpática b) A ptose palpebral inversa é achado incomum e, quando presente, deve levar à suspeita de orbitopatia de Graves associada c) O uso do colírio de hidroxianfetamina não permite diferenciar se a lesão ocorreu no primeiro ou no segundo neurônio d) A dilatação pupilar após uso de colírio de hidroxianfetamina, significa que a lesão afetou o terceiro neurônio da via simpática 101) Com relação à paralisia adquirida unilateral do músculo oblíquo superior, é correto afirmar: a) Apresenta grande amplitude de fusão vertical b) O teste de Bielschowsky é negativo c) É caracterizada por diplopia vertical associada à hipertropia ipsilateral que piora com a inclinação da cabeça para o lado do músculo paralítico d) O trauma craniano é uma causa rara de paralisia do nervo troclear, mas deve ser lembrada como um dos diagnósticos possíveis 102) Com relação às neuropatias tóxico-carenciais, é correto afirmar: a) Pacientes com anemia perniciosa apresentam risco maior dessa neuropatia b) O edema de papila é um achado comum nas fases mais tardias da doença c) O defeito campimétrico característico é a quadrantanopsia homônima d) Os defeitos na camada de fibras nervosas da retina são tipicamente localizados nos setores nasal e temporal do disco óptico 103) Com relação à neurorretinite, é correto afirmar: a) Ao exame de angiografia fluoresceínica observa-se um extravasamento, iniciado a partir do nervo óptico e não da região macular b) A presença de estrela macular é um achado universal nas fases mais precoces da doença c) A presença de dor ocular e pequenas reações vítrea e de câmara anterior excluem a possibilidade de neurorretinite, uma vez que o processo inflamatório se restringe à retina e ao nervo óptico d) Perda visual grave e irreversível são os achados mais comuns 104) Sobre as complicações relacionadas com o uso de corticoide intravítreo nas uveítes, é correto afirmar: a) A história prévia de hipertensão intraocular não aumenta o risco de elevação da pressão intraocular após injeção intravítrea de triancinolona b) Frequentemente, o aumento da pressão intraocular ocorre após a sexta semana da injeção intravítrea de triancinolona


178  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 c) O risco de hipertensão intraocular após injeção intravítrea de triancinolona é maior nos portadores de uveíte crônica quando comparado ao de não portadores d) Caso ocorra hipertensão ocular secundária ao uso da triancinolona intravítrea, está formalmente indicada a realização de trabeculectomia com mitomicina C, devido a pequena resposta terapêutica ao uso de colírios hipotensores 105) A associação de conjuntivite, linfoadenopatia e neurorretinite são sugestivas de qual condição? a) Doença da arranhadura do gato b) Conjuntivite adenoviral c) Doença de Lyme d) Neuropatia óptica de Leber 106) Na sífilis terciária, qual dos achados oculares abaixo é o mais frequente? a) Cancro na conjuntiva b) Lesões gomosas na coroide c) Uveíte anterior d) Pérolas irianas 107) Com relação à tuberculose ocular, é correto afirmar: a) A reação imunológica presente é de hipersensibilidade do tipo III b) A doença ocular ocorre mais comumente por disseminação hematogênica dos focos primários c) A tuberculose ocular como primeira forma de manifestação da doença (tuberculose ocular primária) é muito frequente, sendo o trato uveal preferencialmente acometido d) A uveíte anterior é a do tipo granulomatosa e a uveíte anterior não granulomatosa exclui a possibilidade de tuberculose ocular 108) Com relação à necrose aguda de retina é correto afirmar: a) É causada pelo citomegalovírus em pacientes imunocompetentes b) As áreas de necrose de retina localizam-se predominantemente no polo posterior, são bem delimitadas e não confluentes c) Os achados típicos do segmento posterior são vasculite retiniana, necrose de retina e vitreíte d) A vitreíte, quando presente, costuma ser discreta 109) Com relação ao acometimento ocular em pacientes portadores de HIV, podemos afirmar: a) A presença de iridociclite nos pacientes portadores de HIV está associada, na maioria das vezes, a infecções por toxoplasmose e sífilis, sendo concomitante o acometimento retiniano b) As alterações oculares externas (anexos oculares) são mais frequentes do que o acometimento do segmento posterior c) A microangiopatia retiniana relacionada com o HIV está associada a uma forma mais branda da AIDS d) A introdução de fármacos antirretrovirais altamente ativos (HAART) diminuiu a incidência da síndrome de recuperação imune


179  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 110) A histoplasmose ocular é causada por: a) Bactéria b) Protozoário c) Fungo d) Vírus 111) Ao diagnosticar um quadro de retinocoroidite por toxoplasmose, qual das afirmativas abaixo está correta com relação à forma de transmissão? a) A ingestão de água tratada é importante para a prevenção de uma série de doenças, mas não é considerada um fator importante nesse caso b) Os oocistos esporulados estão presentes nas carnes cruas ou malcozidas c) Os cistos contendo bradizoítos são eliminados nas fezes de gatos e podem ser disseminados pela chuva, vento e água d) A ingestão de carnes, ou de alimentos embutidos, crus ou malcozidos, é importante forma de contaminação no nosso meio 112) O acometimento ocular pela cisticercose ocorre preferencialmente por: a) Disseminação linfática b) Disseminação hematogênica c) Propagação por contiguidade d) Inoculação fecal-ocular 113) Com relação à toxocaríase ocular, é correto afirmar que: a) A presença de larva móvel sub-retiniana e a neurorretinite subaguda unilateral afastam a possibilidade de Toxocara canis como agente causal b) Está associada à presença de baixos níveis séricos de eosinófilos c) A endoftalmite é a forma mais frequente e conhecida da doença e ocorre mais em crianças d) A transmissão do Toxocara canis é por penetração ativa da forma larvar pela pele 114) A presença de uveíte anterior não granulomatosa recidivante, em um paciente do sexo masculino, associada a dor na região das articulações sacroilíacas e a rigidez matinal, é característica de qual afecção abaixo? a) Doença de Behçet b) Espondilite anquilosante c) Síndrome de Reiter d) Tuberculose 115) Qual das opções abaixo é manifestação clínica da síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada associada à uveíte difusa bilateral? a) Hiperproteinorraquia b) Eritema nodoso c) Perda de audição d) Úlceras orais


180  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 116) Com relação aos recém-nascidos com dacrioestenose congênita, é correto a afirmar que: a) O uso de antibióticos tópicos deve ser evitado na presença de secreção purulenta, pela alta taxa de resistência bacteriana induzida b) A incidência de dacriocistite aguda é de 90%, aproximadamente c) As manobras de massagem devem ser evitadas, pelo risco de rompimento do saco lacrimal d) A maioria dos casos é resolvida espontaneamente 117) Nas obstruções do ducto nasolacrimal adquiridas no adulto, é correto afirmar que: a) É mais comum em homens jovens b) A fibrose do ducto nasolacrimal ocorre nas fases mais tardias da doença c) Nas fases iniciais da doença, a intubação do ducto nasolacrimal está contraindicada d) O índice sucesso da intubação do ducto nasolacrimal com tubo de silicone é maior nas fases crônicas da doença 118) É causa de lacrimejamento por deficiência no funcionamento da bomba lacrimal: a) Paralisia do sétimo nervo b) Síndrome de Sjögren c) Conjuntivocálaze d) Disfunção contrátil do saco lacrimal 119) A blefarotomia com rotação marginal constitui tratamento de: a) Blefaroptose congênita b) Entrópio cicatricial c) Ectrópio involucional d) Lagoftalmo paralítico 120) Assinale a alternativa correta: a) Distiquíase é a rotação dos cílios em direção ao olho, causada por ação de uma prega de pele e do músculo orbicular b) Epibléfaro é o afastamento do terço lateral da pálpebra inferior sem eversão da margem c) Criptoftalmo ocorre pela ausência de separação das pálpebras após a 25a semana de gestação d) Epicanto é uma prega semilunar de pele no canto medial palpebral 121) Assinale a alternativa correta: a) A remoção de tecido subcutâneo de enxertos de pele está associada a maior possibilidade de necrose b) Curativos compressivos (tipo “Brown”) estão associados a maior sobrevida de enxertos de pele c) A pele retroauricular constitui importante fonte doadora de retalhos para reconstrução palpebral d) Os enxertos de tarso superior geralmente mantêm pedículos vasculares de conjuntiva e músculo de Müller


181  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 122) Paciente que sofreu lesão do núcleo somático do nervo facial no tronco cerebral apresenta: a) Paralisia de toda a hemiface ipsilateral b) Paralisia acometendo apenas os dois terços inferiores da hemiface contralateral c) Paralisia acometendo apenas os dois terços inferiores da hemiface ipsilateral d) Paralisia de toda hemiface contralateral 123) Doença conhecida como retinoblastoma trilateral corresponde a: a) Retinoblastoma bilateral associado a retinoblastoma unilateral em irmão gêmeo b) Retinoblastoma bilateral associado a pinealoma c) Três focos diferentes de retinoblastoma no mesmo olho d) Retinoblastoma bilateral associada a foco de metástase cerebral 124) Assinale a alternativa correta: a) É recomendada realização de biópsia em todos os casos de melanose oculodérmica, por seu potencial moderadamente maligno b) Melanose racial é mais frequentemente observada na região limbal c) São características do sarcoma de Kaposi: localização no fórnice conjuntival, aspecto de placa de cor salmão e maior frequência em imunodeprimidos d) O tratamento de eleição para papilomas sésseis é realizado com aplicação de interferon tópico 125) O hamartoma astrocítico é um tumor: a) Vascular da retina b) Específico da síndrome de esclerose tuberosa c) Pigmentado da cabeça do nervo óptico d) Originário das camadas internas da retina neurossensorial 126) São importantes fatores de risco para o melanoma de conjuntiva: a) Presença de melanose primária adquirida e pele clara b) Tabagismo e presença de mutação no gene BCR-2 c) Imunossupressão e nevo melanocítico conjuntival d) Pele escura e idade avançada 127) Geralmente os melanomas de coroide: a) Apresentam dor, causada pela infiltração tumoral dos nervos ciliares b) Exibem pigmentação amarelada na superfície, que corresponde a depósito de xantina c) Apresentam padrão hiperfluorescente na angiografia com indocianina verde d) Estão associados a descolamento não regmatogênico da retina, com fluido sub-retiniano 128) Assinale a alternativa correta quanto ao carcinoma espinocelular da conjuntiva: a) Utilização de álcool absoluto adjuvante à cirurgia tem ação quimioterápica nas células cancerígenas epiteliais b) A crioterapia está abandonada pela modernização da técnica cirúrgica e novos quimioterápicos c) É considerado neoplasia de alta malignidade, sendo frequente quadros de invasão intraocular e metástases d) Mitomicina C a 0,02% tópica é uma terapia válida para casos selecionados


182  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 129) Assinale a alternativa correta quanto ao tratamento do melanoma de coroide: a) Tumores com espessura entre 4 e 10 mm podem ser tratados com termoterapia transpupilar b) Fotocoagulação com laser de argônio esta indicada para lesões fora da área macular e apresenta bons resultados com baixos índices de recorrência c) O laser de diodo (810 nm, é realizado de forma sobreposta e confluente com miras grandes e longo tempo de exposição d) Braquiterapia consiste no implante cirúrgico de uma placa radioativa justaescleral retirada após 30 dias 130) Assinale a alternativa correta quanto ao retinoblastoma: a) Exames de liquor e mielograma são utilizados para o estadiamento da doença b) A ressonância magnética está contraindicada pela emissão de radiação ionizante e consequente risco de indução de outros tumores c) O exame de ultrassom tem pouco valor pela sua baixa profundidade, principalmente em lesões acometendo o nervo óptico d) A angiofluoresceinografia tem grande utilidade no diagnóstico devido à proliferação vascular específica na superfície do tumor 131) Paciente com esotropia e posição viciosa de cabeça para a direita apresenta: a) Hiperfunção de oblíquo superior direito b) Hipofunção de reto lateral direito c) Hipofunção de reto lateral esquerdo d) Hipofunção de reto medial direito 132) Paciente cego de um olho pode utilizar qual recurso para percepção de profundidade de objetos? a) Tamanhos diferentes dos objetos (os mais distantes parecem relativamente maiores que os mais próximos) b) Percepção da velocidade relativa de movimentação de objetos (os mais próximos se deslocam mais rapidamente que os mais distantes) c) Multifocalidade de raios refratados pelo cristalino formando imagens díspares na retina em diferentes distâncias d) Diferenças de contornos e brilhos (objetos mais próximos parecem relativamente esmaecidos) 133) Quando se posiciona um prisma com base lateral (ou externa) na frente do olho direito de uma pessoa normal, fixando um objeto a 6 metros, estando o olho esquerdo ocluído: a) O músculo reto medial contralateral se contrai b) O músculo reto lateral homolateral se contrai c) O músculo reto medial ipsilateral se contrai d) O olho ocluido eleva-se e abduz 134) Escolha a alternativa correta: a) Pacientes com heteroforia geralmente apresentam visão binocular normal e não se queixam de diplopia b) Esotropia cíclica é uma das principais causas de estrabismo em adultos jovens


183  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 c) Pacientes alto míopes geralmente têm maior tendência a desenvolver hipertropia d) Pacientes com esotropia acomodativa e relação convergência acomodativa/acomodação menor que 3,5 dioptrias-prismáticas por dioptria geralmente são melhor tratados com óculos bifocais 135) Fixação cruzada, grande ângulo de desvio e frequente associação à disfunção dos músculos oblíquos são características de: a) Esotropia congênita b) Esotropia acomodativa c) Exotropia intermitente d) Hipertropia comitante 136) Recém-nascido com esotropia, dorme com “olhos abertos”, tem dificuldade de sucção e, quando chora, demonstra pouca expressão facial. Qual o possível diagnóstico? a) Síndrome de Duane b) Fibrose generalizada de Brown c) Sequência de Möebius d) Síndrome de Bielschowsky 137) Assinale a alternativa correta: a) Desvio vertical dissociado ocorre nos exodesvios de modo bem menos frequente que nos esodesvios b) Penalização medicamentosa do olho com melhor visão, com levodopa tópica, é utilizada para tratamento da ambliopia c) Na pseudoblefaroptose, a medida da fenda é menor quando se fixa com o olho hipotrópico d) No exodesvio do tipo insuficiência de convergência o desvio medido para longe excede em mais de 30% o desvio medido para perto 138) A rotação lenta da cabeça para o lado esquerdo suscita movimento ocular reflexo conjugado: a) Rápido e de recuperação para o lado direito b) Lento e compensatório para o lado esquerdo c) Lento e compensatório para o lado direito d) Rápido e de recuperação para o lado esquerdo 139) É característica do prisma de Fresnel em relação ao prisma convencional: a) Menor custo b) Melhor acuidade visual, sem aberrações c) Menor peso e espessura d) Deve ser prescrito para os dois olhos 140) Assinale a alternativa correta quanto aos estrabismos dissociados: a) Ressecção de reto superior ipsilateral é o principal procedimento cirúrgico indicado b) Frequentemente causam diplopia


184  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2011 c) A cirurgia, quando indicada, deve ser bilateral, uma vez que o desvio respeita as leis de Hering e de Sherington d) Na maioria dos casos a conduta expectante é assumida 141) Assinale a alternativa correta: a) Objetos mais próximos e distantes do que a área de Panum produzem diplopias fisiológicas cruzada e homônima, respectivamente b) Valores de estereopsias maiores que 60 segundos de arco são referidos como normais c) Fusão, estereopsia e percepção simultânea são termos equivalentes para significar que a pessoa possui percepção tridimensional de um dado objeto no espaço d) Em pessoas ortofóricas, os pontos nodais das imagens projetadas na retina encontramse nas fóveas respectivas 142) Para a fibrose generalizada de Brown é correto afirmar que: a) É doença hereditária com transmissão ligada ao X b) É caracterizada por esotropia fixa e acentuada supraversão c) A blefaroptose associada deve ser hipocorrigida, pelo risco de lagoftalmo e comprometimento da córnea d) Apesar de difícil, o tratamento cirúrgico apresenta bons resultados, com baixos índices de recidiva


Prova Teórico-Prática A – 2010

1) Uma criança, sem acometimentos sistêmicos aparentes, apresenta hipoplasia foveal e intensa fotofobia em ambos os olhos. O exame biomicroscópico está detalhado na figura A. Assinale a alternativa correta.

A

B

a) O tecido iriano rudimentar presente nesses olhos pode levar a glaucoma de ângulo fechado, que se apresenta geralmente nos primeiros meses de vida e tem bom prognóstico b) A aferição da pressão intraocular pode ser dificultada pelo nistagmo nesses pacientes, normalmente presente desde o nascimento c) Visto que o paciente não apresenta manifestações sistêmicas, trata-se provavelmente de um quadro de herança recessiva d) A Figura B descreve uma possível associação ocular desses pacientes, embora o mais comum seja a subluxação para a região inferior

185


186  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2010 2) Assinale a correta em relação à interpretação do teste de campo visual:

a) O resultado do teste de campo visual desse paciente sugere doença neurológica não glaucomatosa, já que os defeitos de campo visual respeitam a linha média horizontal b) Pela configuração e número de pontos testados nesse exame de campo visual (figura) pode-se afirmar que o programa 30-2 foi utilizado c) A similaridade encontrada entre os resultados dos gráficos Total Deviation e Pattern Deviation sugere pouca (ou ausência de, influência de opacidade de meios nesse caso d) O resultado do teste de campo visual desse paciente afasta a hipótese de glaucoma, já que os gráficos Total Deviation e Pattern Deviation são muito similares 3) Paciente apresenta o exame gonioscópico mostrado pela ilustração. Assinale a alternativa correta. a) A probabilidade de esse paciente desenvolver glaucoma nos próximos anos é superior a 80% b) O glaucoma pode se desenvolver em meses ou até anos após o trauma ocular c) Esse tipo de alteração angular sugere dispersão pigmentar d) A elevação da pressão intraocular ocorre mais frequentemente por excesso de produção de humor aquoso secundária à quebra da barreira hematoaquosa após o trauma ocular (4) Em relação aos seguintes índices globais encontrados no exame de campimetria automatizada de dois pacientes de 74 anos (caso 1 e caso 2), podemos afirmar que:

a) Os dois indicadores devem ser analisados em conjunto, já que o MD (Mean Deviation) é um indicador de perda localizada da sensibilidade, enquanto o PSD (Pattern Standard Deviation) é um indicador de perda generalizada. b) Os valores observados no caso 2 sugerem opacidade de meios c) Embora o valor do índice PSD (Pattern Standard Deviation) esteja normal (próximo de zero) no caso 1, isso não afasta a possibilidade de glaucoma d) Os valores observados no caso 1 podem ser compatíveis com dano glaucomatoso inicial


187  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2010 5) Assinale a alternativa correta para as diferentes doenças oculares mostradas em cada figura e sua possível correlação com glaucoma:

a) Figura 1: Está entre as duas principais causas de glaucoma neovascular b) Figura 2: Mais frequentemente associada a glaucoma de ângulo aberto, bilateral e simétrico, sendo mais comum em países nórdicos c) Figura 3: É mais frequentemente observada em mulheres de meia-idade, com acometimento clínico bilateral d) Figura 4: Pode causar quadro de hipertensão ocular e glaucoma em função de segmentos externos de fotorreceptores que chegam à câmara anterior e obstruem a malha trabecular 6) Em relação à doença descrita pelas imagens, assinale a alternativa correta:

a) É mais frequentemente observada em pacientes míopes b) Ocorre mais frequentemente em mulheres idosas c) Não é uma boa indicação para o tratamento com trabeculoplastia a laser d) A transiluminação positiva que ocorre na média periferia iriana não faz parte da fisiopatologia do quadro


188  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2010 7) Considerando uma paciente de 70 anos de idade, com quadro crônico de enxaqueca, pressão intraocular de 16 mmHg em ambos os olhos (variação diurna de 12 a 17 mmHg). Paquimetria de 540 µm (AO), e com os resultados de retinografia e de campo visual ilustrados, podemos afirmar que:

a) Por não existir qualquer correspondência entre o dano estrutural e o funcional, é necessária uma investigação mais profunda por neuroimagem b) A posição mais central do defeito de campo visual não é compatível com glaucoma de pressão normal c) Provavelmente o sexo e o quadro de enxaqueca dessa paciente aumentam o risco de progressão do glaucoma d) Caso seja confirmado o diagnóstico de glaucoma de pressão normal, o tratamento com fármacos antiglaucomatosos não é indicado, por não reduzir o risco de progressão da doença 8) Esta é uma lente intraocular para:

a) Fixação iriana b) Fixação escleral c) Câmara anterior d) Uso em pacientes fácicos

9) Neste caso de trauma ocular fechado, há 2 horas, a conduta mais indicada é: a) Alta com corticoide e miótico b) Intervenção imediata para lavagem de câmara anterior c) Repouso absoluto, corticoide e observação d) Injeção intracameral imediata de fibrinolítico


189  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2010 10) Diante deste exame:

a) Deve-se solicitar exames complementares, entre eles ecografia e ressonância magnética b) Pode-se afirmar que houve fratura no assoalho da órbita c) Não é possível determinar se o corpo estranho é intraocular d) Eletrorretinograma determinará a conduta 11) Relacione as possíveis causas de opacidade do cristalino com as respectivas imagens abaixo: A – Distrofia miotônica B – Dermatite atópica C – Trauma contuso D – Glaucoma agudo

a) A – 1; B – 3; C – 2; D – 4 b) A – 2; B – 4; C – 3; D – 1 c) A – 4; B – 2; C – 3; D – 1 d) A – 4; B – 2; C – 1; D – 3


190  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2010 12) Diversas doenças sistêmicas que acometem a população pediátrica podem estar associadas a catarata congênita. Em relação à doença sistêmica associada ao tipo de catarata das fotos, podemos afirmar que:

a) A catarata é um achado tardio, ocorrendo somente após os primeiros anos de vida b) Ela apresenta herança autossômica dominante c) A progressão da catarata e de manifestações sistêmicas (como anemia e hepatoesplenomegalia) ocorre independentemente da exclusão de laticínios da dieta d) Ela tem como causa básica a deficiência no metabolismo da galactose por deficiência da enzima galactose-1-fosfatouridiltransferase 13) Qual o local mais comum onde se abre o ducto lacrimonasal? a) 4 b) 3 c) 2 d) 1 14) Paciente submetido à cirurgia refrativa, apresentou deslocamento da lamela 2 dias após a operação, necessitando novo procedimento para seu reposicionamento. Qual o provável diagnóstico da complicação apresentada? a) Ceratite lamelar difusa b) Ceratite por micobactéria c) Crescimento epitelial na interface d) Depósito de medicamentos na interface


191  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2010 15) Criança com 6 anos de idade, do sexo masculino, filha de pais consanguíneos. Apresenta síndrome de Fanconi, caracterizada por nefropatia tubular proximal. Qual o diagnóstico mais provável da lesão da córnea, semelhante em ambos os olhos?

a) Síndrome de Weill-Marchesani b) Homocistinúria c) Cistinose d) Distrofia farinatta 16) Qual o diagnóstico mais provável da lesão conjuntival, considerando-se seu aspecto clínico e o estudo histopatológico?

a) Granuloma piogênico b) Carcinoma espinocelular c) Cisto dermoide d) Melanoma

17) Qual das manifestações oculares é a mais frequente nestes pacientes? a) Conjuntivite papilar gigante b) Ceratoconjuntivite cicatricial c) Blefarite d) Carcinoma basocelular


192  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2010 18) Qual a natureza do depósito nas condições abaixo?

1

3

2

4

a) 1. Ferro – 2. Cloroquina – 3. Amiloide – 4. Colesterol b) 1. Ferro – 2. Amiodarona – 3. Hialino – 4. Cálcio c) 1. Cobre – 2. Cloroquina – 3. Glicosaminoglicano – 4. Cálcio d) 1. Cobre – 2. Tamoxifeno – 3. Glicosaminogliacano – 4. Hialino 19) Quais os prováveis diagnósticos deste paciente?

a) Leishmaniose e ceratoneurite b) Amiloidose sistêmica e distrofia lattice c) Síndrome de Ehlers-Danlos e espessamento dos nervos da córnea d) Sífilis e ceratite intersticial


193  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2010 20) Paciente queixa-se de hiperemia conjuntival no olho direito há 4 semanas. Qual o diagnóstico etiológico mais provável?

a) Onchocerca volvulus b) Demodex folliculorum c) Staphylococcus aureus d) Phthisis bulbi 21) Paciente do sexo feminino, 62 anos de idade, com queixa progressiva de embaçamento visual, pior no início do dia, apresenta o quadro clínico abaixo, com aspecto semelhante em ambos os olhos. É portadora de hipertensão arterial sistêmica controlada com medicamentos. Há 4 meses passou a queixar-se de dores articulares e lombar. O diagnóstico mais provável é:

a) Distrofia de Fuchs b) Distrofia polimorfa posterior c) Espondilite anquilosante d) Síndrome da dispersão pigmentar


194  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2010 22) Paciente com quadro de perda visual transitória com duração de segundos a minutos, seguida de recuperação total espontânea, em ambos os olhos, e este achado ao exame fundoscópico. Qual o diagnóstico mais provável?

a) Pseudotumor cerebral b) Pseudotumor orbitário c) Neurite óptica d) Neuropatia óptica isquêmica anterior 23) Com base na imagem abaixo, qual o diagnóstico mais provável deste paciente com perda visual insidiosa e progressiva à esquerda? a) Neurite óptica retrobulbar b) Glioma do nervo óptico c) Hemangioma cavernoso d) Meningeoma da bainha do nervo óptico 24) O paciente apresenta adenopatia cervical associada a este quadro oftalmológico. Qual o diagnóstico mais provável? a) Orbitopatia de Graves b) Malformação arteriovenosa c) Linfoma orbitário d) Celulite orbitária 25) Paciente apresenta oftalmoplegia unilateral com acometimento de múltiplos nervos cranianos. Qual dos exames de neuroimagem é mais compatível com esse quadro clínico?


195  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2010 26) Qual o diagnóstico destas alterações? a) Retinopatia diabética associada a retinopatia hipertensiva b) Síndrome dos múltiplos pontos brancos evanescentes (MEWDS) c) Membrana neovascular sub-retiniana d) Coriorretinite justapapilar 27) Paciente jovem, com quadro de dor ocular e perda visual bilateral, com este aspecto ao exame. Nega cirurgias oculares prévias, ou trauma. História positiva para uso de fármacos injetáveis ilícitos. Qual dos exames relacionados pode ser o mais importante na elucidação diagnóstica? a) Tomografia computadorizada de crânio b) Ecocardiograma c) Endoscopia digestiva alta d) Uretrocistografia

28) Paciente com eosinofilia associada a este achado ao exame fundoscópico. Qual o diagnóstico mais provável? a) Estrias angioides b) Miíase ocular c) Coroidite serpiginosa d) Degeneração macular 29) Paciente com perda visual associada a dor que piora com a movimentação ocular, hiperemia e os achados abaixo. Qual a alternativa correta?

a) O diagnóstico é de membrana epirretiniana idiopática b) O quadro clínico é típico de neurite óptica anterior com descolamento de retina c) O tratamento com uso de corticoides sistêmicos é indicado d) Deve-se realizar biópsia vítrea para confirmar o diagnóstico etiológico


196  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2010 30) Com base nas lesões é correto afirmar, quanto ao mecanismo de transmissão, que ocorre:

a) Por penetração da larva de forma ativa através da pele b) Pela ingestão de carne crua ou malpassada do porco c) Pela ingestão de água e alimentos contaminados por ovos do parasito d) Por contato íntimo e prolongado com pessoas infectadas 31) Provável etiologia da reação folicular observada na foto: a) Infecção por poxvírus b) Infecção por Chlamydia trachomatis c) Ceratoconjuntivite primaveril d) Síndrome oculoglandular de Parinaud 32) As lesões palpebrais mostradas na foto correspondem a: a) Neoplasia benigna das células basais do epitélio b) Depósito de lipídio e colesterol c) Falha na migração de células da crista neural durante a vida fetal d) Metaplasia por agressão solar crônica 33) Na foto, qual o sinal que permite inferir que o paciente apresenta função deficiente do músculo levantador da pálpebra superior esquerda?

a) Contração da musculatura frontal b) Posição de cabeça com mento elevado c) Retração da pálpebra contralateral d) Ausência de prega palpebral

34) Paciente da foto foi submetida a tratamento cirúrgico para qual doença? a) Retinoblastoma com infiltração difusa da coroide b) Melanoma de coroide com rompimento da membrana de Bruch c) Melanocitoma com infiltração do nervo óptico d) Carcinoma de glândulas sebáceas com disseminação pagetoide de conjuntiva bulbar


197  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2010 35) Paciente com 1 ano e 6 meses de idade foi encaminhado ao oftalmologista por apresentar leucocoria. Baseado nos achados de fundo de olho, assinale a alternativa correta:

a) Provavelmente trata-se de doença genética de acometimento esporádico b) O olho direito pode ser tratado com termoterapia transpupilar c) Esta criança deve ser submetida a enucleação primária bilateral, pelo risco de acometimento sistêmico d) É mandatório solicitar sorologia para toxocaríase 36) O material mostrado nas ilustrações corresponde a:

a) Placas para braquiterapia b) Escudos de proteção da córnea utilizados em cirurgia de exérese de tumor palpebral c) Implantes intravítreos para liberação lenta de vincristina (quimioterápico) d) Pesos para correção de lagoftalmo 37) O instrumento mostrado na foto pode ser utilizado para avaliação da:

a) Fixação monocular b) Sensibilidade ao contraste c) Estereopsia d) Acuidade visual


198  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2010 38) Ao realizar versões para teste de retos horizontais, a paciente na foto apresentou sinal de:

a) Desvio vertical dissociado b) Hiperfunção de oblíquo superior, bilateralmente c) Hipofunção de reto inferior, bilateralmente d) Hiperfunção de oblíquo inferior, bilateralmente 39) A retinografia mostrada pertence, provavelmente, a um paciente com:

a) Exotropia com paresia de reto inferior b) Paresia bilateral do músculo oblíquo inferior c) Exotropia com hiperfunção de oblíquo superior d) Paresia bilateral do músculo oblíquo superior 40) Identifique uma possível etiologia para o quadro clínico mostrado nas fotos:

a) Lesão da tróclea durante anestesia retrobulbar b) Petrosite ipsilateral


199  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2010 c) Diabetes e hipertensão descontrolada d) Glioma do nervo óptico 41) Paciente que apresentará o quadro mostrado na foto é, mais provavelmente: a) Criança, 4 anos de idade, sexo masculino, com lesões concomitantes tipo aneurismáticas na periferia b) Homem, 80 anos de idade, tabagista c) Mulher, 40 anos de idade, usuária de corticoide por quadro asmático, com transtorno de ansiedade d) Homem, 50 anos de idade, diabético, sem hipertensão 42) O diagnóstico provável deste fundo de olho é: a) Coroideremia b) Retinose pigmentar c) Retinopatia diabética tratada d) Síndrome de Terson

43) Pela retinografia abaixo, a localização mais provável da hemorragia apontada pela seta é: a) Subcoróidea b) Intrarretiniana c) Sub-retiniana d) Pré-retiniana

44) A alteração observada nesta angiografia é: a) Defeito em janela b) Bloqueio c) Não perfusão d) Pooling 45) Na retinografia de um paciente de 70 anos de idade observam-se sinais: a) Iniciais de DMRI b) De atrofia geográfica da mácula c) De DMRI com alto risco de progressão para formas graves d) De forma exsudativa de DMRI


200  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2010 46) A angiografia apresentada é a de um provável quadro de: a) Oclusão de ramo da veia central da retina b) Oclusão de ramo da artéria central da retina c) Retinopatia diabética d) Síndrome de Wyburn-Mason

47) A presença de cálcio, vista na parede ocular, pela tomografia, na lesão mostrada na figura, confirma o provável diagnóstico de:

a) Osteoma de coroide b) Membrana neovascular peripapilar c) Retinite necrosante aguda d) Hemangioma de coroide


Prova Teórica I A – 2010

1) Quanto à anatomia do seio camerular, assinale a alternativa correta: a) A linha de Schwalbe é identificada mais anteriormente e corresponde à terminação da camada de Bowman b) Vasos sanguíneos normais podem ser observados no ângulo e geralmente não ultrapassam o esporão escleral c) Os processos irianos são finas traves de tecido da íris presentes no ângulo, aumentam com a idade e correspondem a estágios iniciais de sinequias anteriores d) O canal de Schlemm é observado anteriormente ao esporão escleral, porém quando preenchido por sangue fica menos visível 2) Com relação à coroide, escolha a alternativa correta: a) A vasculatura da coroide não pode ser observada em pacientes albinos, pela falta de pigmento b) O maior volume da coroide é composto de vasos e apresenta estroma escasso c) A membrana de Bruch é a parte mais interna da coroide, sendo composta por uma monocamada acelular de fibras elásticas e colágeno d) A supracoroide corresponde à camada de vasos mais calibrosos da coroide 3) Com relação ao nervo óptico, podemos afirmar que: a) Os axônios da porção intracanalicular não possuem mielina b) Ele contém fibras de condução da via eferente do reflexo fotomotor c) A porção intraorbital possui diâmetro de aproximadamente 1,5 mm, como o da cabeça do nervo óptico d) A região pré-laminar é irrigada por ramos das artérias ciliares posteriores curtas

201


202  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2010 4) Com relação ao epitélio normal da córnea, é correto afirmar que: a) Na sua face mais externa, em contato com o filme lacrimal, há formação glicoproteica denominada glicocálice b) Ele representa cerca de 30 a 40% da espessura total da córnea c) As células da camada superficial têm formato cuboide e fraca aderência entre si d) Ele não apresenta ceratina, nem microvilosidades 5) Com relação à anatomia das pálpebras: a) A linha cinzenta é um importante marco cirúrgico anatômico anterior à linha dos cílios b) No jovem, o canto lateral tem inserção discretamente mais baixa que o canto medial c) A pele das pálpebras é fina, porém com espesso tecido subcutâneo d) A pálpebra inferior apresenta três sulcos: palpebral inferior, malar e nasojugal 6) Considerando a relação entre espiral de Tillaux e a ora serrata, uma perfuração escleral junto à inserção de qual músculo teria maior risco de acometer a retina? a) Reto lateral b) Reto superior c) Reto medial d) Reto inferior 7) Assinale a alternativa correta com relação à esclera: a) A episclera é a parte mais externa da esclera, constituída de tecido conjuntivo pouco vascularizado b) Os melanócitos estão situados nas regiões mais profundas da esclera c) Tanto no limbo quanto proximamente ao nervo óptico as fibras de colágeno do estroma dispõem-se radialmente e no restante da esclera possuem orientação concêntrica d) No polo posterior encontra-se a lâmina crivosa, uma região da esclera com varias perfurações, por onde passam as artérias ciliares posteriores curtas 8) Assinale a alternativa correta: a) O músculo esfíncter da pupila é formado por fibras lisas com disposição concêntrica e posicionado próximo à raiz da íris b) O círculo arterial maior da íris forma-se a partir do círculo arterial médio da íris c) Os vasos da íris apresentam trajeto espiralado, o que possibilita a adaptação às variações de tamanho durante a midríase e miose d) O epitélio anterior da íris continua-se na borda pupilar, dobra-se sobre o estroma da íris e toca levemente a cápsula anterior do cristalino 9) Assinale a alternativa correta quanto à anatomia dos músculos oculares extrínsecos em posição primária do olhar: a) A inserção do músculo oblíquo superior está localizada na esclera superolateral, posteriormente ao equador do olho b) A inserção do músculo reto superior forma um ângulo de aproximadamente 50 graus com o eixo visual


203  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2010 c) O músculo oblíquo inferior tem origem no anel de Zinn e inserção na esclera inferolateral, posteriormente ao equador do olho d) As linhas de ação dos músculos reto superior e oblíquo superior cruzam-se perto de suas inserções formando um ângulo de 90 graus 10) Com relação ao corpo ciliar: a) Os processos ciliares são irrigados por arteríolas anteriores e posteriores, que são ramos do círculo arterial maior da íris b) A pars plicata, porção mais posterior do corpo ciliar, é mais fina e menos vascularizada que a sua porção mais anterior c) O músculo ciliar é inervado por fibras simpáticas originárias do núcleo de Edinger-Westphal do mesencéfalo d) A porção longitudinal do músculo ciliar conecta o esporão escleral à pars plicata, na qual estão inseridas as fibras zonulares do cristalino 11) Assinale a alternativa correta: a) Na maioria das pessoas o quiasma óptico encontra-se anteriormente à sela túrcica b) O sulco calcarino divide o córtex occipital em duas diferentes regiões, que vão representar projeções da retina nasal e temporal do olho contralateral c) A representação cortical da área macular compreende a porção mais posterior do córtex occipital d) O nervo abducente pode ser afetado por aneurismas da artéria comunicante posterior, pois seu trajeto é próximo e paralelo a essa artéria 12) Assinale a alternativa correta quanto à anatomia observada pelo fundo de olho: a) Os nervos ciliares longos estão localizados nos meridianos das 3 e 9 horas e dividem o fundo de olho em hemisférios superior e inferior b) Em cada quadrante há uma ampola composta pelas veias vorticosas e artérias ciliorretinianas c) A ora serrata temporal apresenta processos denteados mais evidentes que a ora serrata nasal d) Em relação à cabeça do nervo óptico, a fóvea apresenta posição temporal superior 13) Com relação à esclera do adulto, é correto afirmar que: a) Junto ao limbo sua espessura mede em torno de 0,3 mm b) É mais espessa sob os músculos retos do que proximamente ao limbo c) É mais espessa na região do polo posterior do que no equador do bulbo ocular d) Com o aumento da idade, a tendência é que fique mais fina e menos opaca 14) Com relação ao filme lacrimal normal, é correto afirmar que: a) A presença de diversos carboidratos compensa a ausência de glicose b) A concentração de potássio é semelhante à encontrada no plasma sanguíneo c) Apresenta concentração maior de albumina do que globulinas d) Seu pH é levemente ácido, variando de 6,4 a 6,7


204  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2010 15) É correto afirmar que: a) A esclera é formada essencialmente por colágeno dos tipos V e VI b) Existem canais linfáticos na conjuntiva, episclera e esclera c) A esclera possui veias e artérias, mas não apresenta nervos d) A cápsula de Tenon está firmemente aderida na região do limbo, tanto à conjuntiva quanto à episclera 16) Assinale a alternativa correta: a) O nervo lacrimal é principalmente envolvido na função motora secretória da glândula lacrimal principal b) A glândula lacrimal principal recebe inervação dos nervos facial e trigêmeo, além de fibras simpáticas do gânglio cervical superior c) Lesão no gânglio esfenopalatino pode causar hipersecreção da glândula lacrimal, por liberação parassimpática d) O principal suprimento arterial da glândula lacrimal ocorre pela artéria meníngea recorrente, ramo do arco arterial periférico palpebral 17) As fibras do cristalino normal: a) Estão dispostas ao longo de meridianos, estendendo-se do centro do polo anterior ao centro do polo posterior b) Formam suturas estreladas que se tornam mais complexas no decorrer da vida c) Apresentam tanto maior convexidade quanto mais periféricas estiverem localizadas d) Formam inicialmente o núcleo embriogênico com suas suturas em “Y” 18) O tamanho de uma gota de colírio: a) Depende do orifício do frasco e também da viscosidade do produto b) Não sofre influência da temperatura da solução, nem do ângulo de inclinação do frasco no momento da instilação c) Depende do tamanho do frasco, mas independe da viscosidade do produto d) Não varia com as características físico-químicas da solução 19) Com relação aos agonistas colinérgicos, como a pilocarpina, é correto afirmar que: a) Apresentam ação indireta e atuam aumentando a quantidade de acetilcolina disponível nos receptores b) Estão contraindicados no tratamento do glaucoma neovascular c) São derivados sintéticos do ácido trópico que agem diretamente nos receptores muscarínicos M3 d) Estão indicados para o tratamento da astenopia induzida pelo espasmo de acomodação (do músculo ciliar) 20) É correto afirmar: a) O corante verde de lissamina, embora tenha ação semelhante à do rosa-bengala, é pouco utilizado, pois seu uso tópico causa mais ardor e desconforto b) Rosa-bengala a 1%, diferentemente da fluoresceína sódica a 1%, pode ser considerada corante vital


205  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2010 c) Triancinolona, quando injetada na cavidade vítrea, é capaz de evidenciar a membrana limitante interna da retina, facilitando sua remoção d) Azul de metileno, na prática clínica, é mais utilizado para corar a cápsula anterior do cristalino do que a indocianina verde 21) São ações dos colírios simpatomiméticos com afinidade para receptores alfa-1: a) Contração do músculo dilatador da íris e da musculatura lisa das arteríolas conjuntivais b) Relaxamento do músculo de Müller e redução da fenda palpebral c) Inibição da contração da musculatura do esfíncter da pupila e do músculo ciliar d) Constrição pupilar e redução da pressão intraocular 22) A anfotericina B utilizada nas formulações oculares apresenta: a) Fotossensibilidade e instabilidade em temperaturas superiores a 37°C b) Nas concentrações entre 5 e 15% as de maior eficácia com menor toxicidade aos tecidos oculares c) Atividade mais intensa para Aspergillus sp. e Fusarium sp. do que para Candida albicans d) Administração subconjuntival segura e recomendada nas infecções causadas pelo Criptococcus 23) São fármacos bactericidas que afetam a síntese da parede celular bacteriana: a) Penicilinas, cefalosporinas e vancomicina b) Gentamicina, vancomicina e neomicina c) Gatifloxacino, polimixina B e amicacina d) Tetraciclina, eritromicina e ofloxacino 24) Com relação aos anti-inflamatórios, é correto afirmar que: a) Os derivados hormonais inibem especificamente a enzima ciclo-oxigenase e, consequentemente, a via do ácido araquidônico b) Os derivados não hormonais inibem a enzima fosfolipase A2 e, consequentemente, a via do ácido araquidônico c) Os derivados hormonais são capazes de inibir a produção das prostaglandinas, mas não a de lipoxinas e leucotrienos d) Os derivados não hormonais inibem a ação da enzima ciclo-oxigenase e a produção de prostaglandinas 25) São características dos colírios anti-alérgicos: a) Cromoglicato dissódico e lodoxamida são potentes antagonistas dos receptores histamínicos H1 b) Cetotifeno, embora não apresente ação anti-histamínica, tem potente efeito inibidor da quimiotaxia de eosinófilos c) Epinastina apresenta afinidade maior para receptores histamínicos H1 do que H2 d) Levocabastina e emedastina apresentam início de ação entre 7 e 15 dias após o começo do tratamento


206  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2010 26) A análise do comportamento das substâncias viscoelásticas “A” e “B” sobre uma superfície lisa e plana permite concluir que:

a) A substância “A” apresenta cadeias mais curtas do que a substância “B” b) A substância “B” tem peso molecular superior ao da substância “A” c) A substância “A” tem ação coesiva superior à da substância B d) A metilcelulose desempenha melhor o papel da substância “A” do que o hialuronato 27) Com relação à utilização ocular do fator tecidual ativador do plasminogênio (t-PA). é correto afirmar que: a) Atua prevenindo novos sangramentos b) Resistência e reações alérgicas são fenômenos comuns após utilizações repetidas c) A indicação é para uso tópico (colírios ou injeções subconjuntivais). pois injeções intraoculares são contraindicadas devido à instabilidade do fármaco em contato com proteínas do humor aquoso e corpo vítreo d) Embora sua atividade seja dose-dependente, devido à cinética enzimática existe dose-limite quando seu efeito máximo é alcançado 28) Com relação à instilação de colírios na superfície ocular e sua absorção, é correto afirmar que: a) A eliminação pelo canal de Schlemm é mais rápida para fármacos hidrofílicos do que lipofílicos b) O lacrimejamento reflexo induzido pelo medicamento não afeta sua biodisponibilidade c) Surfactantes, como o cloreto de benzalcônio, são adicionados às formulações para reduzir a solubilidade de fármacos hidrofóbicos d) O epitélio da córnea apresenta maior permeabilidade a fármacos lipofílicos do que hidrofílicos 29) O colírio derivado do soro autólogo: a) Deve ser utilizado por curto período, por sua elevada antigenicidade b) Deve ser evitado em pacientes com oclusão permanente dos pontos lacrimais c) Apresenta vitaminas e fibronectina, inexistentes nos lubrificantes artificiais d) Deve ser armazenado em temperatura ambiente, protegido da luz e da umidade 30) A prescrição de derivados sistêmicos da tetraciclina no tratamento adjuvante das úlceras de córnea justifica-se por: a) Reduzir o risco de infecções secundárias causadas por agentes saprófitas Gram-positivos, principalmente o Staphylococcus sp. b) Inibir a produção de metaloproteinases na córnea, como a colagenase e a elastase


207  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2010 c) Inibir a produção de lipases, facilitando a penetração dos fármacos lipossolúveis nos tecidos oculares d) Estimular a produção de ácido ascórbico pelo epitélio do corpo ciliar e, consequentemente, a síntese de colágeno da córnea 31) Em um corte histológico da íris, a camada mais posterior é: a) O epitélio pigmentado b) A camada muscular com fibras longitudinais c) O estroma d) A camada muscular com fibras circulares 32) O corte histológico típico da glândula lacrimal apresenta: a) Células com muitas vesículas formando complexos acinares b) Células mioepiteliais contráteis estriadas c) Matriz celular contendo grande quantidade de cálcio e células estreladas d) Múltiplas células pequenas, nucleadas, com pouco citoplasma, formando estruturas lobulares 33) em um corte histológico do nervo óptico, as seguintes estruturas podem ser vistas: a) Axônios das células ganglionares, células de Müller, microgliócitos b) Axônios das células ganglionares, astrócitos, oligodendrogliócitos c) Axônios das células bipolares, astrócitos, oligodendrogliócitos d) Axônios das células bipolares, células de Müller, astrócitos 34) Quanto às conexões retinianas para transmissão do impulso visual, é correto afirmar que os fotorreceptores fazem sinapse com as células: a) Ganglionares, diretamente b) Horizontais, que fazem sinapse com as células ganglionares c) Bipolares, que fazem sinapse com as células ganglionares d) Ganglionares, que fazem sinapse com as células bipolares 35) A presença de células caliciformes na córnea, a 5 mm do limbo: a) É frequente em olhos sadios b) Em pessoas com olho seco não sugere doença da córnea c) Em usuários de lente de contato não sugere doença da córnea d) Sugere doença da córnea 36) Quando se leva em conta o tipo de célula presente no estroma da córnea e da esclera: a) É fácil diferenciar o mioepiteliócito da córnea do fibroblasto da esclera b) Nos dois tecidos o tipo celular predominante é o fibroblasto c) Apenas na córnea encontram-se fibroblastos d) As células contendo pigmentos brancos diferenciam facilmente o tecido escleral 37) Ao se fazer cortes histológicos do olho, há grande dificuldade técnica. Qual dos seguintes artefatos é mais comumente encontrado? a) Separação entre as camadas da íris b) Separação entre o corpo ciliar e o esporão escleral


208  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2010 c) Separação entre a retina neurossensorial e o epitélio pigmentado da retina d) Separação entre o nervo óptico e a esclera 38) As células do epitélio pigmentado da retina são: a) Mais altas e mais pigmentadas na região da mácula b) Mais altas e menos pigmentadas na região da mácula c) Mais pigmentadas na periferia da retina d) Uniformes em toda a retina 39) A transmissão do impulso elétrico originado nos fotorreceptores ocorre primeiramente na camada: a) De células ganglionares b) Plexiforme externa c) Nuclear externa d) De fibras nervosas 40) Assinale a correlação correta: 1 – Neuroectoderma 2 – Células da crista neural 3 – Ectoderma de superfície 4 – Mesoderma I – Glândula lacrimal II – Porção temporal da esclera III – Músculo esfíncter da pupila IV – Malha trabecular a) 1–III, 2–IV, 3–I, 4–II b) 1–II, 2–III, 3–I, 4–IV c) 1–II, 2–I, 3–IV, 4–III d) 1–III, 2–I, 3–II, 4–IV 41) Com relação à embriologia do vítreo: a) O vítreo primário é acelular, constituído de matriz de colágeno e proteoglicanos b) Com o crescimento dos vasos hialóideos, o vítreo secundário comprime o vítreo primário em direção à retina c) O remanescente anterior do vítreo primário adjacente ao corpo ciliar forma as fibras zonulares d) A atrofia variável da artéria hialóidea é um fator que determina a profundidade da escavação fisiológica 42) Com relação ao desenvolvimento embrionário palpebral: a) O desenvolvimento dos cílios e das glândulas de Meibomius ocorre por migração de células da crista neural b) A pálpebra superior é formada pelo processo frontonasal, que se origina do mesoderma do terceiro arco braquial


209  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2010 c) A falência na separação das pálpebras até o sexto mês de gestação pode resultar em colobomas palpebrais d) A pálpebra embriônica sofre um processo de fusão, desenvolvimento e separação 43) Com relação à embriologia da córnea: a) A membrana de Descemet surge como uma camada acelular de colágeno produzido pelos fibroblastos anteriores do estroma b) A córnea é formada pelos três folhetos embrionários c) O epitélio da córnea forma-se antes da vesícula cristalina d) O estroma da córnea forma-se por uma migração de células da crista neural 44) Assinale a alternativa correta: a) A persistência da membrana pupilar deve-se a uma falha na absorção do mesoderma, que preenche a câmara anterior na quinta semana de gestação b) O olho ciclópico é considerado uma anomalia da diferenciação c) A microcórnea ocorre por falha na migração da segunda onda de células da crista neural d) O olho cístico congênito ocorre por falta da invaginação da vesícula óptica primitiva 45) O aparecimento de reação de câmara anterior acompanhada de uma linha de depósito na face posterior de uma córnea transplantada há 6 meses: a) Só ocorre quando há neovascularização do leito receptor b) Sugere o desenvolvimento de glaucoma pigmentar secundário ao transplante c) Depende da antigenicidade do tecido transplantado d) Indica terapia antibacteriana imediata 46) No exame de uma peça de enucleação é observada uma reação granulomatosa com presença de eosinófilos. Pode-se afirmar que: a) É mais provável um quadro de toxocaríase b) Isto confirma o diagnóstico inicial de retinoblastoma c) Pela possibilidade de doença de Coats, o outro olho deve ser acompanhado d) A proliferação eosinofílica está presente no vítreo primário hiperplásico 47) Blefarite, conjuntivite, celulite e dermatite têm como denominador comum: a) A presença de calor, dor e rubor b) A presença obrigatória de um agente infeccioso c) A necessidade de queda da imunidade para sua instalação d) O aparecimento de autoanticorpos 48) A lesão do endotélio da córnea mais provavelmente desencadeará a reação celular de: a) Migração b) Metaplasia c) Hiperplasia d) Displasia 49) A coloração de Ziehl-Nielsen permitirá a detecção do micro-organismo: a) Escherichia coli b) Staphylococcus aureus


210  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2010 c) Mycobacterium tuberculosis d) Chlamydia trachomatis 50) EM um paciente com deficiência de ceruloplasmina, esperamos encontrar depósito de: a) Cloroquina na região macular b) Zinco no centro do cristalino c) Amiodarona na periferia da córnea d) Cobre na periferia da córnea 51) Qual é o resultado mais provável do exame anatomopatológico do olho de um portador de glaucoma crônico de ângulo aberto? a) Presença de adesão da íris ao trabeculado em determinadas áreas b) Inserção anterior da íris no corpo ciliar c) Atrofia da camada de células ganglionares na retina d) Aumento da espessura do cristalino e sua anteriorização 52) O material que constitui as drusas do nervo óptico: a) É igual ao material das drusas de retina b) Não está relacionado com o material das drusas de retina c) Resulta do metabolismo do material das drusas de retina d) É transformado no material que dá origem às drusas de retina 53) Na conjuntiva, o achado de nódulos arroxeados que apresentam células fusiformes formando capilares com sangue é parte do quadro clínico de: a) Melanoma da conjuntiva b) Sarcoma de Kaposi c) Carcinoma espinocelular da conjuntiva d) Manchas de Bitot 54) As células ganglionares fazem sinapse com qual das estruturas da via óptica? a) Corpo geniculado lateral b) Quiasma óptico c) Trato óptico d) Lobo occiptal 55) Qual região da retina tem maior representação no córtex occipital? a) Toda a periferia da retina b) Retina extramacular temporal c) Retina extramacular nasal d) Mácula 56) É correto afirmar sobre a abertura e o fechamento palpebral que: a) O músculo de Müller participa de forma passiva da abertura palpebral b) O músculo levantador da pálpebra superior é inervado pela divisão superior do facial c) O fechamento ativo tem participação do nervo facial d) O músculo frontal auxilia na abertura palpebral, sendo inervado pelo nervo oculomotor


211  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2010 57) Com relação à coroide é correto afirmar que: a) Ela nutre as camadas mais internas da retina b) Ela forma a barreira hematorretiniana externa com seus capilares não fenestrados c) A taxa de fluxo sanguíneo é menor do que a presente na artéria central da retina d) Seu fluxo sanguíneo é regulado pelo sistema nervoso autônomo 58) São fatores, ou condições, que podem levar ao aumento transitório da pressão intraocular: a) Manobra de Valsalva e ingestão de álcool b) Uso de anticonvulsivantes e canabinoides c) Cigarro (tabaco) e ingestão de café (cafeína) d) Dilatação pupilar e uso de anti-hipertensivos sistêmicos 59) É correto afirmar que: a) Na síndrome de Horner, uma das principais manifestações é olho seco b) A glândula lacrimal principal é inervada pelo sistema nervoso parassimpático c) As glândulas de Krause e Wolfring são responsáveis pelo lacrimejamento reflexo d) A glândula de Krause é responsável pela secreção do componente mucinoso da lágrima 60) Com relação à fisiologia do cristalino, é correto afirmar que: a) O transporte de aminoácidos através da superfície do cristalino é realizado de forma ativa b) O metabolismo da glicose é realizado predominantemente por via aeróbica c) A concentração de glicose no cristalino é mantida de forma constante e independente da concentração presente no humor aquoso d) O cristalino possui altas concentrações de glutamato e baixas de proteína 61) Sobre os movimentos oculares, é correto afirmar que: a) A lei de Hering pode ser aplicada somente ao exame das duções b) A diferença entre as amplitudes apresentadas quando se fixa com o olho normal e quando se fixa com o olho parético pode ser explicada pela lei de Hering c) Na síndrome de Duane a lei de Hering é violada, enquanto a lei de Sherrington é respeitada d) A relação de ações entre os músculos conjugados é denominada lei de Sherrington 62) A atividade elétrica proveniente das células do epitélio pigmentado da retina classicamente é detectada por qual teste eletrofisiológico? a) Eletrorretinograma multifocal b) Eletro-oculograma c) Eletrorretinograma por padrão reverso d) Potencial visual evocado 63) Podemos atribuir como função das células de Müller: a) Fototransdução b) Participação na formação da membrana limitante externa e na interna c) Produção de rodopsina d) Metabolismo de vitamina A


212  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2010 64) O epitélio pigmentado da retina realiza fagocitose dos resíduos do segmento: a) Interno da membrana de Bruch b) Interno dos bastonetes c) Externo dos cones d) Externo das células ganglionares 65) Com relação à rodopsina, é correto afirmar que: a) É formada por molécula derivada da vitamina A ligada a uma proteína b) Está presente no segmento interno dos cones c) A membrana de Bruch é responsável por sua produção d) Está presente na camada plexiforme externa 66) Com relação à sincinesia acomodação/convergência é correto afirmar que: a) Não pode ser voluntariamente modificada b) Tem participação dos músculos reto medial e oblíquo inferior c) Os impulsos aferentes são iniciados no nervo oculomotor d) Tem participação ativa do núcleo rubro no mesencéfalo 67) Em relação à pressão intraocular ao longo do dia, assinale a alternativa correta: a) Não há variação em pessoas normais b) A flutuação média observada em pessoas normais é ao redor de 10 mmHg c) Pacientes hipertensos oculares apresentam maior variabilidade que os normais d) O pico de pressão intraocular ocorre mais frequentemente no final da tarde 68) Entre as alternativas abaixo, assinale a correta: a) As células do epitélio pigmentado da retina atuam na síntese de segmentos externos dos fotorreceptores da retina b) As células do epitélio pigmentado da retina constituem a barreira hematorretiniana externa c) As células da camada plexiforme interna atuam na síntese de segmentos externos dos fotorreceptores da retina d) As células da retina neurossensorial funcionam como depósito de vitamina A, que é importante no processo de fototransdução 69) Assinale a alternativa correta em relação à fisiologia do cristalino e humor aquoso: a) No cristalino normal, a concentração de sódio é baixa, enquanto a de potássio é alta b) No humor aquoso, a concentração de sódio é baixa, enquanto a de potássio é alta c) No humor aquoso, as concentrações de sódio e potássio são baixas d) O balanço iônico do cristalino é mantido pela bomba sódio/potássio ATPase, primariamente localizada na face posterior do cristalino 70) A via do reflexo fotomotor: a) Tem participação do mesencéfalo b) Localiza-se no bulbo cerebral c) Tem participação do vermix cerebelar d) Tem participação do IV e VI pares de nervos cranianos


213  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2010 71) No olhar à direita: a) O músculo reto medial participa com um estímulo originado a partir do núcleo do nervo oculomotor à direita b) O músculo reto lateral participa com um estímulo originado a partir do núcleo do nervo abducente à direita c) Ocorre relaxamento do músculo reto medial esquerdo d) Ocorre relaxamento do músculo reto lateral direito 72) Na via óptica anterior, o grupo celular responsável pela visão em baixo nível de luz e percepção de movimento é o de: a) Células de Müller b) Células P c) Células M d) Astrócitos 73) A via eferente simpática: a) É formada por três cadeias de neurônios b) É pupiloconstritora c) Envia ramos para íris, pálpebras e nervo óptico d) Tem sua origem no córtex occipital 74) Quais dos meios têm índices de refração mais semelhantes? a) Água–vácuo b) Ar–água c) Ar–vácuo d) Ar–acrílico 75) Qual a distância focal de uma lente de 20 D? a) 2 cm b) 5 cm c) 20 cm d) 0,5 cm 76) Um objeto posicionado a 1 m de uma lente de +2 D tem sua imagem: a) Real e direta b) Real e invertida c) Virtual e direta d) Virtual e invertida 77) Ao passar de um meio com índice de refração maior para um meio com índice de refração menor, a velocidade da luz: a) Aumenta b) Diminui c) Fica inalterada d) Aumenta brevemente mas logo retorna ao seu valor constante


214  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2010 78) Indique a alternativa que representa em dioptrias prismáticas (DP) o valor de um prisma que desvia por 20 cm a direção da incidência de um raio luminoso sobre um anteparo a 5 metros: a) 4 DP b) 25 DP c) 0,25 DP d) 0,4 DP 79) Um raio luminoso que incide sobre uma lente biconvexa passando pelo seu centro óptico: a) Distancia-se (aumenta o ângulo) da linha normal. b) Aproxima-se (diminui o ângulo) da linha normal. c) Mantém o mesmo ângulo em relação à linha normal. d) É refletido. 80) Qual das situações abaixo garante ausência de aberração cromática? a) Lentes de policarbonato b) Materiais com índice Abbe muito baixo c) Luz incidente perfeitamente branca d) Raio luminoso perpendicular à superfície do dioptro 81) Qual o aumento aproximado da imagem do nervo óptico de um olho emetrope, com comprimento axial longitudinal normal, visto por observador também emetrope, com auxílio de um oftalmoscópio direto? a) 30× b) 3× c) 1× d) 15× 82) Um telescópio simples pode ser construído pela associação de duas lentes posicionadas de maneira a manter paralelos os raios de incidência e emergência. Para que a imagem se mantenha direta e com algum aumento, quais lentes devem ser respectivamente posicionadas nas posições A e B do tubo representado pelo retângulo cinza da figura?

a) Divergente e convergente b) Convergente e convergente c) Divergente e divergente d) Convergente e divergente 83) Quando posicionamos uma lente de +5 D a 4 cm de outra lente de +5 D, o poder equivalente do conjunto é de: a) +9 D b) +10 D


215  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2010 c) +11 D d) +25 D 84) Os retrovisores de automóveis podem incluir um espelho convexo em sua construção. A imagem observada, geralmente de outros automóveis distantes do espelho, é: a) Virtual, direta e maior que o objeto b) Real, direta e menor que o objeto c) Virtual, direta e menor que o objeto d) Real, direta e maior que o objeto 85) Ao preencher a câmara anterior com uma bolha de ar, causa-se: a) Aumento do poder convergente da córnea e do poder convergente do cristalino b) Diminuição do poder convergente da córnea e do poder convergente do cristalino c) Diminuição do poder convergente da córnea e aumento do poder convergente do cristalino d) Aumento do poder convergente da córnea e diminuição do poder convergente do cristalino 86) Considere um olho hipotético com ponto principal único posicionado na câmara anterior (entre a córnea e o cristalino) e ponto nodal único posicionado na cápsula posterior do cristalino. Esse olho suscita um defeito de campo visual no hemisfério superior. Quais estruturas podem estar afetadas na sua porção superior para formar o defeito correspondente? a) Superfície anterior da córnea, superfície posterior da córnea, vítreo b) Superfície anterior da córnea, superfície posterior da córnea, cápsula anterior do cristalino, retina c) Superfície anterior da córnea, superfície posterior da córnea, cápsula anterior do cristalino d) Núcleo do cristalino e retina 87) Qual das interações abaixo é causada exclusivamente pela natureza ondulatória da luz? a) Reflexão b) Refração c) Difração d) Transmissão no vácuo 88) A introdução de sequências de DNA nas células de paciente com uma condição genética é chamada: a) Terapia gênica b) Reação de cadeia de polimerase c) Tratamento com células-tronco d) Nanoterapêutica 89) Quando uma doença atinge a prole de pais consanguíneos sadios devemos suspeitar de: a) Mutação pós-fecundação b) Herança autossômica dominante c) Herança ligada ao Y d) Herança autossômica recessiva


216  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2010 90) Síndrome cromossômica é a de: a) Hurler (mucopolissacaridose tipo I) b) Edwards c) Sturge-Weber d) von-Recklinghausen (neurofibromatose) 91) Pode ser detectada pelo “teste do pezinho”: a) Síndrome de Alport b) Síndrome de Marfan c) Homocistinúria d) Todas as anteriores 92) Qual das alternativas apresenta herança autossômica recessiva, preferencialmente? a) Síndrome de Marfan b) Alta miopia c) Ceratocone d) Síndrome de Peters


Prova Teórica II A – 2010

1) Qual das técnicas adjuvantes utilizadas no tratamento do pterígio está mais associada ao afinamento escleral tardio com pouca inflamação ocular? a) Transplante autólogo limboconjuntival b) Técnica da esclera nua c) 5-fluoracil. d) Radiação betaionizante 2) Qual dos achados sistêmicos pode ser considerado mais característico, em um paciente que apresente anel corneal de Kayser-Fleischer? a) Síndrome do colo irritável b) Espondiloartropatia c) Cirrose hepática d) Osteoporose 3) A hidropsia aguda nos pacientes com ceratocone ocorre devido à: a) Fibrose progressiva da membrana de Bowman b) Elasticidade aumentada das fibras de colágeno da córnea c) Fragilidade das tight junctions (zonula occludens) do epitélio da córnea d) Ruptura da membrana de Descemet 4) O meio de cultura de Lowestein-Jensen, é mais utilizado para o isolamento de qual dos micro-organismos? a) Neisseria b) Micobacterium c) Serratia d) Pseudomonas

217


218  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 5) É correto afirmar com relação ao paciente que apresenta herpes-zóster ocular, que: a) A sensibilidade da córnea está aumentada e desproporcional aos achados clínicos b) Na infecção epitelial da córnea, a úlcera dendrítica é pequena e apresenta bulbos terminais c) Caso ele venha a precisar de cirurgia de catarata anos após a crise, não há necessidade de quimioprofilaxia antiviral d) A hipotensão ocular é mais frequente do que hipertensão durante a crise 6) O que pode ser considerado um dellen na córnea? a) Adelgaçamento da córnea na região do limbo, por falta de lubrificação tecidual, causada por elevação adjacente b) Halo esbranquiçado na periferia da córnea de pessoas jovens, formado por ésteres de colesterol c) Opacidades tênues, poligonais, localizadas no estroma anterior da córnea e que raramente afetam a acuidade visual d) Afinamento traumático e iatrogênico da córnea, ocasionado pela remoção tecidual excessiva durante ato cirúrgico 7) Quais dos achados são mais característicos da fase aguda na ceratite intersticial sifilítica? a) Edema estromal em forma de disco, com flare e células na câmara anterior b) Infiltrados periféricos com intervalo de córnea clara entre a lesão e o limbo c) Vasos no estroma da córnea d) Opacidades estromais esbranquiçadas, intercaladas por espaços mais transparentes 8) Qual condição permite ao paciente ter sua córnea doada para utilização em um transplante, de acordo com a Associação Pan-americana de Banco de Olhos? a) Cirurgia refrativa incisional ou lamelar, prévia b) Doença de Creutzfeldt-Jakob c) Rubéola congênita d) Retinoblastoma 9) Qual das características clínicas de afinamento da córnea é a mais relevante para o diagnóstico da degeneração marginal pelúcida? a) Na região inferior, localizado inferiormente ao ápice da ectasia b) Na porção inferior, coincidindo exatamente com o ápice da ectasia c) Na porção superior, com epitélio intacto e depósito de lipídios nesta região, ocasionando astigmatismo irregular e assimétrico d) De toda a circunferência, com defeito epitelial e inflamação ocular 10) É correto afirmar que: a) Quando o tempo de quebra do filme lacrimal é superior a 10 segundos, pode-se concluir que há olho seco evaporativo b) O corante verde de lissamina cora as mesmas estruturas da córnea que o rosa-bengala, porém ocasiona menor desconforto c) A ceratite filamentar persistente pode ser tratada com colírio de cloreto de sódio a 5%. d) O teste de Schirmer, utilizado no diagnóstico do olho seco, apresenta alta sensibilidade e pequena variabilidade


219  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 11) Qual das distrofias do estroma da córnea pode estar associada à amiloidose sistêmica? a) Lattice b) Macular c) Granular d) Cristaliniana 12) O passo cirúrgico conhecido como big bubble, caracterizado pela injeção de ar durante o transplante de córnea, tem por objetivo: a) Evitar que o segmento anterior colabe após a retirada completa da córnea b) Separar as camadas estromais profundas da membrana de Descemet c) Aumentar o espaço no ângulo, evitando a formação de goniossinequias d) Comprimir as artérias irianas e reduzir o risco de sangramento após a descompressão ocular 13) Síndrome caracterizada por hiperatividade dos linfócitos B, hiperosmolaridade do filme lacrimal e aumento na incidência de linfoma tipo não Hodgkin de células B é a: a) De Sjögren b) De Stevens-Johnson c) Oculoglandular de Parinaud d) De Mooren 14) Se um paciente com esclerite e artrite reumatoide necessita de tratamento sistêmico, com fármaco considerado anticorpo monoclonal, qual dos medicamentos poderá ser utilizado? a) Ciclofosfamida b) Infliximabe c) Ciclosporina d) Tacrolimo 15) Com relação ao resultado sorológico para hepatite B de um paciente que faleceu, qual pode ser considerado mais favorável à doação da sua córnea? a) Anti-HBc reagente com IgM negativo b) HBsAg não reagente com anti-HBs reagente c) Anti-HBc reagente com IgM positivo d) HBsAg reagente com anti-HBs não reagente 16) Paciente com ceratocone apresentou a síndrome de Urretz-Zavalia, após ser submetido à ceratoplastia penetrante de córnea. Seu quadro clínico mais provavelmente evidenciará: a) Pupila dilatada e pouco reagente após a operação b) Edema de córnea com depósitos endoteliais lineares c) Hifema total no dia seguinte ao da operação d) Rotura traumática do cristalino com depósitos de proteínas na malha trabecular 17) A técnica denominada cross linking do colágeno do estroma da córnea, utilizando colírio de riboflavina e irradiação por luz ultravioleta, tem por objetivo: a) Converter astigmatismos irregulares em regulares b) Retardar a progressão da ectasia da córnea c) Permitir a realização do transplante lamelar anterior profundo em córneas finas d) Confeccionar uma lamela de córnea por clivagem das fibras, pelo processo de fotodisrupção, sem transferência de calor ou impacto


220  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 18) Com relação à distrofia de François, da córnea, é correto afirmar que: a) Ela apresenta padrão de herança autossômico recessivo b) Na maioria dos pacientes não há influência sobre a acuidade visual c) As lesões predominam na periferia da córnea, poupando o eixo visual d) Erosões recorrentes e depósitos de cálcio na média periferia da córnea são os achados frequentes 19) Qual a distância do ponto próximo de um hipermetrope de +2,00 D com +3,00 D de amplitude de acomodação? a) 20 cm b) 33 cm c) 50 cm d) 100 cm 20) Qual das ametropias é classificada como astigmatismo hipermetrópico composto? a) +3,00 D sf / –3,00 D cil a 180 graus b) +3,00 D sf / –2,00 D cil a 180 graus c) +3,00 D sf / –3,25 D cil a 180 graus d) 0,00 D sf / +3,00 D cil a 65 graus 21) Ao se colocar a correção de –1,00 D sf/–0,50 D cil 180 graus em um paciente emetrope, quanto ele deve acomodar para conseguir a visão mais nítida possível de uma estrela com essa correção? a) Zero D b) +1,50 D c) +1,00 D d) +1,25 D 22) Um bancário atende clientes a 1 metro de distância e digita em um computador a 33 cm. Qual, respectivamente, a ametropia e a amplitude de acomodação mínimas necessárias para que ele enxergue com nitidez o cliente e o computador (sem correção). a) Zero e 2,00 D b) +2,00 D e 1,00 D c) +1,00 D e 2,00 D d) –1,00 D e 2,00 D 23) São causas de hipermetropia patológica: a) Catarata subcapsular posterior e estresse b) Hiperglicemia e uso de acetazolamida c) Uso de parassimpatolíticos e diabetes sem tratamento d) Coroidopatia serosa central e subluxação de cristalino 24) A melhora da acuidade visual medida com o orifício estenopeico acontece por: a) Estímulo à acomodação b) Impedimento da difração da luz c) Refração da luz d) Aumento da profundidade de foco


221  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 25) Assinale a alternativa que representa a ametropia frequentemente associada a sintomas de astenopia, para uma determinada idade: a) +2,00 D; 7 anos b) +1,00 D; 55 anos c) +4,00 D; 3 anos d) +1,50 D; 20 anos 26) Assinale a correta: a) O tratamento antirreflexo tem como ponto negativo o aumento das imagens fantasmas duplas, nas lentes positivas altas b) Lentes de vidro submetidas a tratamento térmico apresentam menor resistência a quebra c) Os filtros puros de ultravioleta são incolores d) O tratamento antirrisco é desnecessário nos plásticos de alto índice, mas mandatório nas resinas CR-39 27) Qual o esforço acomodativo de um relojoeiro, com refração estática de +3,00 D sf/–1,00 D cil a 180 graus que, sem correção, tem uma distância de trabalho de 33 cm? a) +6,00 D b) +3,00 D c) +5,50 D d) Depende de sua idade 28) Um paciente com 65 anos de idade, intolerante ao uso de lentes multifocais, queixa-se de ter que se aproximar do piano para poder ler as partituras, o que dificulta os movimentos dos braços. Apresenta hipermetropia de +4,00 D em cada olho (usa bifocal com adição de +3,00 D). Qual a melhor conduta, considerando-se como 50 cm a distância de leitura da partitura? a) Confecção de óculos exclusivos para ler partituras, com lentes esféricas de +6,00 D b) Confecção de óculos com lentes regressivas de +5,00 D c) Trocar o formato da película de adição, para a de base prismática superior (tipo Panoptik) d) Utilizar óculos separados para perto e para longe, mantendo-se a mesma prescrição 29) Um examinador trabalhando a 0,5 metro de distância do paciente encontrou faixa retinoscópica com movimentos “a favor”. Ao adicionar lentes positivas, observou neutralização da faixa em todos os meridianos, com adição de +2,0 D. Pelo exame este paciente é: a) Emetrope b) Míope c) Hipermetrope d) Presbíope 30) O teste do balanceamento refratométrico binocular consiste em: a) Induzir miopia de 0,75 D e posicionar um orifício estenopeico na frente do olho que apresentar pior acuidade visual b) Induzir hipermetropia de 0,75 D e posicionar um filtro verde na frente de um olho e filtro vermelho na frente do outro


222  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 c) Induzir miopia de 0,75 D nos dois olhos e posicionar prismas de Risley de 3DP de base superior na frente do olho direito e de base inferior na frente do olho esquerdo d) Posicionar lentes positivas de 3,00 D nos dois olhos, manter o paciente fixando o menor optótipo por 1 minuto e, em seguida, reduzir as lentes positivas, simultaneamente, nos dois olhos, até alcançar a melhor acuidade visual 31) O princípio pelo qual a vergência dos raios emergentes do sistema visual é comparada a raios emitidos paralelos é utilizado: a) No refrator automático b) Na topografia computadorizada c) Na ceratoscopia manual d) Na biometria ultrassônica 32) Em um consultório oftalmológico, a tabela de leitura está localizada a 4 metros do paciente, pela limitação de espaço. Os optótipos da tabela estão adequados para a distância de 4 metros. Considerando uma refração encontrada de –3,00 D sob cicloplegia, qual deve ser o valor prescrito pelo oftalmologista? a) –3,00 D b) –3,25 D c) –2,75 D d) –2,50 D 33) No exame da retinoscopia, as características do reflexo retiniano indicativas de que estamos nos aproximando do ponto de neutralização (pelo qual determinamos a ametropia do paciente), são as de um reflexo mais: a) Veloz, brilhante e largo b) Lento, brilhante e largo c) Veloz, opaco e fino d) Lento, opaco e fino 34) É característica das lentes asféricas positivas (em relação às lentes positivas convencionais): a) A diminuição da magnificação do olho da pessoa b) A diminuição da espessura das bordas c) O aumento do peso d) O aumento da distância vértice 35) Qual fio cirúrgico é mais recomendado para fixação de lente intraocular na íris? a) Prolene 10-0 b) Nailon 10-0 c) Vycril 8-0 d) Cat-gut cromado 10-0 36) Com relação ao edema macular cistoide após cirurgia de catarata: a) Apresenta-se menos frequentemente na extração extracapsular do que na facoemulsificação


223  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 b) Diabetes melito e captura pupilar da lente constituem fatores de risco para seu desenvolvimento c) O tratamento inicial é clínico, com uso de anti-inflamatórios hormonais e agentes osmóticos, como o manitol d) A maioria dos casos é sintomática, mas cerca de 10% são subclínicos 37) A catarata especificamente associada ao diabetes: a) Apresenta baixa atividade da enzima aldoseredutase, que converte a glicose em sorbitol b) Apresenta alta atividade da enzima sorbitol desidrogenase, que converte o sorbitol em frutose c) Inicia-se com a formação de vacúolos na periferia e no córtex anterior do cristalino d) Apresenta reversão clinicamente significante com uso de insulina, ou hipoglicemiantes orais 38) Ao término de uma facoemulsificação o cirurgião observa a incisão principal esbranquiçada, com bordas retraídas e presença de vazamento. O que poderia ter causado esta complicação peroperatória? a) Incisão ao redor de 3,5 mm b) Altura elevada da garrafa c) Alto fluxo fluídico d) Ultrassom no modo contínuo durante toda a cirurgia 39) Assinale a alternativa correta com relação à cirurgia de catarata em crianças: a) A opacificação da cápsula posterior ocorre raramente b) A lente deve ser idealmente implantada no sulco ciliar, pois contração do saco capsular pode levar à descentração c) Tratamento com corticosteroides potentes deve ser instituido no pós-operatório, pela maior tendência a inflamação d) Devido às mudanças na refração, com o crescimento do olho, não é recomendado implante de lente intraocular antes dos 3 anos de idade 40) Na cirurgia de catarata realizada em olho alto hipermetrope, qual parâmetro, especificamente quando aumentado, facilitaria a cirurgia? a) Altura da garrafa b) Poder do ultrassom c) Taxa de fluxo d) Limite de vácuo 41) Qual o poder do ultrassom (em porcentagem) e o limite de vácuo (em mmHg), respectivamente, são mais adequados para esculpir o sulco que antecede a quebra do núcleo, durante a técnica de stop and chop, na cirurgia de facoemulsificação? a) 20% no modo burst e 45 mmHg b) 40% no modo contínuo e 250 mmHg c) 75% no modo pulsado e 220 mmHg d) 60% no modo contínuo e 40 mmHg


224  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 42) Constitui complicação de capsulotomia com YAG laser: a) Maculopatia fototóxica b) Rotura de retina c) Fotocoagulação da retina d) Queimadura da íris 43) Assinale a alternativa correta com relação ao exame de biometria ultrassônica: a) Para pacientes alto-míopes recomenda-se utilizar a fórmula Hoffer-Q b) Para pacientes alto-hipermetropes recomenda-se utilizar a fórmula SRK/T c) Fórmulas de segunda geração (Binkhorst e SRK II) são ideais para olhos com diâmetro longitudinal entre 22 e 26 mm d) A fórmula Holladay II constitui boa opção para olhos com diâmetro axial longitudinal menor que 22 mm 44) O agente que mais frequentemente causa catarata congênita infecciosa no Brasil é: a) Toxoplasma gondii b) Rubella virus c) Herpes simples d) Treponema pallidum 45) Mulher com 74 anos de idade, com catarata nuclear, apresenta depósito de pigmento fusiforme no endotélio da córnea e material acinzentado na cápsula anterior do cristalino, formando um disco central e uma banda periférica, intercalados por zona lúcida. A cirurgia de catarata torna-se mais difícil por: 1. Fragilidade da zônula 2. Maior instabilidade da câmara anterior 3. Dificuldade de dilatação pupilar 4. Maior risco de efusão coroidal São afirmativas verdadeiras: a) 1 e 2 b) 1 e 3 c) 2 e 4 d) 3 e 4 46) Nas lentes intraoculares hidrofóbicas pode ocorrer a formação de microvacúolos (glistening). Assinale a alternativa correta: a) São mais frequentes em lentes de polimetilmetacrilato (PMMA) b) É recomendado realizar tratamento com YAG laser precocemente, pois depois de consolidados sua eliminação torna-se mais difícil c) Geralmente essas opacidades não são clinicamente significativas e o tratamento raramente é aplicado d) Quando acometem a zona óptica, recomenda-se trocar a lente


225  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 47) Assinale a alternativa correta com relação à patogenia da catarata: a) O fenômeno da separação de fase, que corresponde a ligações intermoleculares atrativas não covalentes entre proteínas do cristalino, é o principal mecanismo no desenvolvimento da catarata traumática b) Catalase, glutationa peroxidase e superóxido dismutase são enzimas pró-oxidantes aumentadas no humor aquoso de idosos com catarata c) Uso crônico de fármacos como sais de ouro, clorpromazina ou amiodarona é causa de catarata capsular anterior por depósito d) Estresse oxidativo no desenvolvimento da catarata senil foi confirmado pelo estudo AREDS (Age Related Eye Disease Study), que demonstrou menor desenvolvimento e progressão da catarata pela suplementação alimentar com vitaminas e zinco 48) Pequenos movimentos dos olhos com o propósito de dirigir a fóvea para um objeto de interesse, a fim de se obter uma melhor resolução visual dele, são chamados: a) Sacádicos b) Optocinéticos c) Vestibulares d) Nistágmicos 49) É uma possível causa de esotropia com caráter comitante: a) Esotropia congênita b) Paralisia do sexto nervo craniano c) Doença de Graves d) Síndrome de Brown 50) Assinale a alternativa com a associação correta entre o tipo de versão e os principais músculos funcionantes: 1. Supradextroversão

I. Reto inferior esquerdo e oblíquo superior direito

2. Levoversão

II. Reto inferior direito e oblíquo superior esquerdo

3. Infralevoversão

III. Reto lateral esquerdo e reto medial direito

4. Infradextroversão

IV. Reto superior direito e oblíquo inferior esquerdo

a) 1–II, 2–III, 3–IV, 4–I b) 1–IV, 2–III, 3–I, 4–II c) 1–III, 2–I, 3–II, 4–IV d) 1–I, 2–III, 3–IV, 4–II 51) Assinale a alternativa correta: a) O teste com vidros estriados de Bagolini permite identificar anormalidades sensoriais do estrabismo, não sendo aplicado para a avaliação motora do desvio b) O teste do cilindro de Maddox permite a diferenciação entre a heterotropia e heteroforia c) No teste de Hirschberg o prisma deve ser posicionado com seu ápice voltado para o sentido do desvio d) O teste de cobertura simples permite medir adequadamente o desvio, desde que o paciente apresente uma acuidade visual capaz de focar uma figura a longa distância


226  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 52) Mãe relata que filha de 8 anos de idade, em viagem diária de trem, apresenta movimentos horizontais dos olhos, caracterizados como nistagmo com fases lenta e rápida, ao observar a paisagem pela janela. Qual o provável diagnóstico desse nistagno? a) Disjuntivo b) Labiríntico c) Por distúrbio da fixação d) Optocinético 53) Na ambliopia, o tratamento cirúrgico do estrabismo: a) É a única exceção na qual o olho operado é o fixador b) Deve ser a primeira escolha, para a manutenção da visão binocular c) Está contraindicado d) Tem função estética 54) Quanto à classificação das exotropias, podemos afirmar que: a) Na exotropia por excesso de divergência, o desvio para perto é maior que o para longe b) Na exotropia por insuficiência de convergência, o desvio para longe é maior que o para perto c) Na exotropia básica, o desvio para longe e para perto são iguais d) Na exotropia por insuficiência de divergência, o desvio para perto é maior que o para longe 55) A ação da toxina botulínica tipo A é mais indicada para: a) Corrigir os grandes desvios da esotropia congênita b) Evitar a contração espástica do músculo contralateral ao paralítico c) Corrigir os casos de exotropia latente d) Evitar a diplopia em casos de síndrome de Brown 56) Na correção cirúrgica dos exodesvios, uma hipercorreção imediata de aproximadamente 10 dioptrias prismáticas: a) É considerada insucesso cirúrgico b) Geralmente é realizada de forma intencional c) Indica reintervenção precoce d) Pode ser tratada com injeção de toxina botulínica tipo A no músculo reto medial de um dos olhos operados 57) Pacientes com ambliopia: a) Apresentam melhor acuidade visual com optótipos em tabelas (com interação de contornos. que com optótipos separados b) Apresentam diminuição de duas linhas na acuidade visual com utilização de filtro de densidade neutra c) Por estrabismo apresentam maior distorção espacial e perda visual de interação de contornos que pacientes com ambliopia anisometrópica d) Geralmente apresentam diminuição na visão de cores para o verde-vermelho quando a etiologia for privação visual


227  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 58) Assinale a alternativa correta: a) Em uma pessoa normal tanto a capacidade de convergência quanto a de divergência fusional é maior para perto que para longe b) Diplopia é a percepção simultânea de duas imagens díspares sobrepostas c) Objetos situados fora da linha do horóptero aparecem duplos d) A correspondência retiniana anômala significa a inibição ativa pelo córtex visual da imagem de um dos olhos 59) Paciente com queixa de diplopia em dias alternados, há 1 mês. Intercala um dia sem sintomas e sem desvios e um dia com diplopia e grande esotropia, de forma repetida. Podemos afirmar que: a) Exames de tireoide devem ser solicitados b) O paciente deve ser encaminhado para tratamento psiquiátrico c) Não existe um tratamento específico para esta doença d) O teste da fisostigmina confirma a principal hipótese diagnóstica 60) O paciente que apresenta nefropatia diabética: a) Seu risco de apresentar retinopatia diabética correlaciona-se com a presença da nefropatia apenas se ele possuir diabetes tipo I b) Tem menor risco de desenvolver retinopatia diabética c) Seu risco de retinopatia diabética é independente da nefropatia. d) Tem maior risco de retinopatia diabética 61) É contraindicação de injeção intravítrea de triancinolona: a) Glaucoma não controlado b) Neovascularizacão de retina c) Doença de Cushing d) História prévia de infarto do miocárdio 62) Sobre o tratamento do descolamento tracional de retina do diabético: a) Está indicado quando houver tração nas arcadas temporais b) A introflexão escleral é a indicação cirúrgica de escolha c) O sucesso anatômico não garante o resultado visual d) Deixou de ser realizado pela vitrectomia e passou a ser realizado com injeção de antiangiogênicos intravítreos 63) Com a aplicação de panfotocoagulação a laser na retinopatia diabética, espera-se: a) Perda de visão localizada na área tratada e manutenção da visão central b) Manutenção da visão sem alterações c) Manutenção da visão na periferia e discreta perda central progressiva d) Perda inicial da visão na área da aplicação e posterior recuperação a níveis superiores ao pré-tratamento 64) Um paciente que na angiofluoresceinografia tem áreas de não perfusão classificadas como isquêmicas, certamente apresentará: a) Neovascularização de retina b) Níveis aumentados de fator de crescimento endotelial vascular


228  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 c) Exsudatos duros d) Papilopatia diabética 65) Em casos de neovascularização da retina, a principal causa de baixa da visão entre as abaixo é: a) Hemorragia vítrea b) Descolamento tracional de retina c) Papilopatia diabética d) Oclusão de veia central da retina 66) Quanto ao tratamento da DMRI, pode-se afirmar que: a) A terapia fotodinâmica está indicada nos casos de forma seca da doença b) Os antiangiogênicos estão indicados em qualquer estádio da doença c) O laser térmico está indicado em casos específicos da doença d) O uso de triancinolona é o tratamento-padrão para a forma exsudativa da doença 67) Qual doença pode ser diagnosticada pelas alterações do fundo de olho e apresentar acuidade visual igual a 1,0? a) Retinose pigmentar b) Distrofia de cones c) Doença de Stargardt d) Atrofia areolar 68) Entre as causas mais comuns de neovascularização na retina estão: a) Oclusão de ramo de veia central de retina e anemia ferropriva b) Oclusão de artéria central da retina e betatalassemia c) Retinopatia diabética e retinopatia hipertensiva d) Anemia falciforme e oclusão de ramo de veia central da retina 69) Qual fármaco causa depósito retiniano visível à oftalmoscopia, geralmente sem alteração da acuidade visual? a) Cloroquina b) Topiramato c) Sildenafila d) Tamoxifeno 70) É causa possível de baixa de visão pela injeção subconjuntival de gentamicina ao final da cirurgia de catarata: a) Descolamento de retina. b) Uveíte intermediária. c) Oclusão de artéria central da retina. d) Isquemia macular. 71) É sugestiva de doença sistêmica: a) Pulsação de veia central da retina b) Degeneração tipo pavimentosa na periferia da retina c) Atrofia peripapilar d) Hipertrofia atípica do epitélio pigmentado da retina


229  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 72) Qual das opções correlaciona corretamente a alteração da angiofluoresceinografia e sua descrição? a) Impregnação: hiperfluorescência que aumenta ao longo do exame, mantendo bordas nítidas b) Defeito em janela: hipofluorescência de início precoce que desaparece ao longo do exame c) Bloqueio: hipofluorescência que aparece tardiamente acompanhando os vasos d) Não perfusão: hiperfluorescência precoce que diminui ao longo do exame 73) Quanto ao uso de antioxidantes conforme o estudo AREDS (Age related eye disease study), nas formas secas de DMRI: a) Está indicado quando há perda grave de visão em um olho e drusas intermediárias no outro b) Não há indicação em formas secas c) Está indicado quando há baixa de visão leve em um olho e drusas intermediárias no outro d) Está indicado na presença de perda grave de visão em um olho sem alterações no outro 74) Qual das alternativas indica atividade de uma membrana neovascular sub-retiniana? a) Hiperfluorescência tipo impregnação no local da lesão b) Espessura macular aumentada ao exame da OCT no local da lesão c) Presença de sangramento perilesional d) Presença de baixa acuidade visual 75) Apresenta indicação de fotocoagulação da periferia da retina: a) Buraco atrófico na ausência de sintomas b) Área de degeneração lattice na presença de fotopsias c) Área de branco sem pressão na ausência de sintomas d) Área de degeneração microcística na presença de fotopsias 76) O prognóstico visual de um descolamento regmatogênico de retina depende: a) Da presença de hemorragia vítrea b) Do tipo de técnica usada para sua correção c) Do número de quadrantes afetados d) Do tempo de descolamento 77) No eletrorretinograma, observa-se importante diminuição da resposta ao estímulo fotópico, com estímulo escotópico mantido. Trata-se mais provavelmente de um caso de: a) Retinose pigmentar b) Cegueira noturna congênita c) Acromatopsia congênita d) Glaucoma 78) Alteração da dieta está indicada em qual distrofia? a) Coroideremia b) Atrofia girata c) Doença de Stargardt d) Retinosquise ligada ao X


230  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 79) Com relação ao tratamento de um paciente que apresenta extenso descolamento do epitélio pigmentado da retina com edema cistoide e lesão hiperreflexiva intrarretiniana na tomografia de coerência óptica, a resposta é: a) Geralmente pobre ao tratamento b) Boa com antiangiogênicos intravítreos c) Boa com corticoide intravítreo d) Boa com laser de argônio 80) Paciente apresentando microaneurismas, exsudatos duros e proliferação vascular na retina de apenas um olho. Pode-se afirmar que: a) Infecções helmínticas devem ser descartadas b) A presença de melanoma maligno de coroide tratado neste olho tem relação com o quadro c) É necessário investigar a presença de oclusão de artéria carótida do lado do olho afetado d) Não se observam casos unilaterais de retinopatia proliferativa 81) Qual das afecções pode tipicamente ser causa de perda visual transitória (amaurose fugaz) binocular? a) Oclusão de veia central da retina b) Neuropatia óptica isquêmica c) Hipertensão intracraniana d) Oclusão de artéria central da retina 82) São características da perda visual na enxaqueca clássica (com aura): a) Leve edema de disco óptico durante a crise b) Perda visual monocular associada a escotoma cintilante c) Hemianopsia bitemporal d) Hemianopsia homônima transitória 83) Qual das afecções se caracteriza tipicamente por apresentar palidez de disco no setor temporal com diminuição da camada de fibras nervosas da retina na região do feixe papilomacular? a) Neurorretinite b) Neuropatia óptica isquêmica anterior c) Neuropatia óptica isquêmica posterior d) Neuropatia óptica tóxico-carencial 84) Paciente com 70 anos de idade, apresentando meningioma de seio cavernoso à direita, oftalmoplegia à direita e boa acuidade visual em ambos os olhos, foi submetido a tratamento radioterápico por feixe externo (25 sessões) com boa resposta e redução parcial do tumor. Após 7 meses, apresentou baixa visual acentuada e de aparecimento súbito em ambos os olhos. Os reflexos pupilares estavam abolidos e ao exame de fundo de olho apresentava palidez de disco óptico acentuada em ambos os olhos. Qual a hipótese diagnóstica mais provável? a) Invasão e crescimento tumoral b) Neuropatia associada ao câncer (síndrome paraneoplásica) c) Necrose por radiação (neuropatia actínica) d) Metástase para o nervo óptico, bilateralmente


231  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 85) A paralisia do nervo oculomotor com presença de regeneração aberrante pode estar associada mais frequentemente a que condição? a) Tromboembolismo b) Isquemia c) Compressão por aneurisma d) Vasculite 86) Característica da neuropatia óptica de Leber: a) Perda visual bilateral simultânea b) Evolução com boa acuidade visual final, geralmente 0,7 ou melhor c) Resposta insatisfatória ao uso de corticosteroides d) Perda visual reversível com boa resposta ao tratamento com uso de vitamina B12 87) Paciente do sexo feminino, 30 anos de idade, com diagnóstico de esclerose múltipla, apresentou, subitamente, quadro de limitação da adução no olho direito. A convergência estava mantida. Além disso, apresentava nistagmo na abdução do olho esquerdo. A afirmação correta sobre tal quadro é: a) A associação com desvio tipo skew deviation (desvio oblíquo) é incomum b) A esclerose múltipla não está relacionada com esta alteração, devendo-se excluir causas tumorais ou compressivas c) Trata-se de um quadro de oftalmoplegia internuclear à direita d) A ressonância magnética apresenta baixa sensibilidade diagnóstica nestes casos 88) Com relação ao hemangioma cavernoso é correto afirmar que: a) É o tumor orbitário maligno mais comum no adulto b) Ocorre mais frequentemente dentro do cone muscular c) A taxa de crescimento tipicamente diminui com a gravidez d) A radioterapia associada à quimioterapia é considerada como o tratamento de escolha 89) Com relação ao melanoma de coroide, podemos afirmar que: a) A melhor forma de se observar o sinal da dupla circulação é pela angiografia por indocianina verde b) O fígado é o órgão mais frequentemente atingido por metástases c) A associação com descolamento de retina pode ocorrer, sendo indicação para abordagem por cirurgia vitreorretiniana com implante de óleo de silicone d) A extensão extraescleral é um bom fator prognóstico 90) Qual das afecções pode ser considerada manifestação metastática da leucemia mieloide na órbita? a) Rabdomiossarcoma b) Neuroblastoma c) Sarcoma granulocítico d) Linfangioma


232  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 91) Com relação ao glioma do nervo óptico, é correto afirmar que: a) Proptose, dobras de coroide e anastomoses optociliares ocorrem em lesões próximas à cabeça do nervo óptico b) Quando o tumor afeta o quiasma óptico ou a porção intracraniana do nervo óptico, o sinal oftalmoscópico mais prevalente é o edema de disco óptico c) O tratamento cirúrgico é indicado para melhora visual nos casos de perda visual grave d) O seu surgimento é mais comum em adultos ao redor de 60 anos de idade 92) Alteração mais frequentemente associada ao xeroderma pigmentoso é: a) Melanose primária adquirida b) Nevo de Ota c) Carcinoma basocelular da pálpebra d) Cisto dermoide 93) A localização mais frequente do dermoide epibulbar observado em crianças é: a) Inferolateral b) Superolateral c) Superomedial d) Inferomedial 94) Qual é a principal característica da retinite por citomegalovírus? a) Necrose sem hemorragias b) Retinite sem sinais de necrose c) Deficiência imunológica profunda d) Vitreíte acentuada 95) Em um paciente com uveíte anterior e espondiloartropatia, qual dos marcadores sorológicos apresenta maior probabilidade de ser positivo? a) VDRL b) HLA – B27 c) Fator reumatoide d) FAN (ANA) 96) Paciente do sexo masculino, 30 anos de idade, negro, metalúrgico, com fotofobia, injeção ciliar e reação de câmara anterior no olho direito. Qual dos achados reforça a hipótese diagnóstica de sarcoidose? a) Diminuição dos níveis de cálcio urinário b) Múltiplos focos de calcificação na tomografia computadorizada de crânio c) PPD maior que 20 mm d) Adenopatia hilar bilateral 97) Qual das afecções pode estar associada à esclerose múltipla? a) Granuloma de íris b) Uveíte intermediária c) Granuloma de coroide d) Neuropatia óptica isquêmica


233  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 98) Com relação à doença de Vogt-Koyanagi-Harada, é correto afirmar que: a) Pode ser secundária ao uso de altas doses de corticosteroides b) A ocorrência de pleocitose no liquor é sinal de complicação e mau prognóstico c) Os sinais de irritação meníngea ocorrem na fase prodrômica d) Ocorre após trauma ocular grave, especialmente com exposição uveal 99) Qual destas doenças tem como principal característica apresentar vasculite retiniana? a) Espondilite anquilosante b) Doença de Harada c) Doença de Behçet d) Síndrome de Reiter 100) Com relação à toxoplasmose ocular congênita, é correto afirmar que: a) A manifestação ocular mais frequente é o microftalmo b) O acometimento retinocoroidiano tende a ser bilateral e periférico c) Geralmente a inflamação retiniana apresenta evolução autolimitada, podendo estar curada ao nascimento d) A doença é mais grave quando adquirida no último trimestre de gestação 101) Com relação às endoftalmites, é correto afirmar que: a) O Propionibacterium acnes apresenta baixa agressividade, sendo o agente causal mais frequentemente encontrado nas endoftalmites de aparecimento tardio b) As bactérias Gram-negativas e anaeróbicas são os micro-organismos mais comumente relacionados com as endoftalmites bacterianas agudas após cirurgia de catarata c) O uso tópico de iodopovidona, apesar de eficaz na profilaxia pré-operatória de cirurgias oculares, deve ser evitado pela toxicidade epitelial d) O uso de mitomicina C nas cirurgias filtrantes em glaucoma demonstra efeito protetor contra a ocorrência de endoftalmites 102) Nos casos de doença da arranhadura do gato: a) O agente causal é uma espiroqueta b) As manifestações sistêmicas são raras c) A conjuntivite folicular crônica com linfoadenopatia regional caracteriza a síndrome oculoglandular de Parinaud d) A avaliação sorológica é de pouco valor por sua baixa sensibilidade e especificidade 103) Com relação à necrose aguda de retina, é correto afirmar que: a) O acometimento bilateral é muito raro b) Não ocorre em pacientes imunocompetentes c) Os vírus herpes simples e varicela-zóster são agentes causadores d) Acomete preferencialmente o polo posterior 104) Qual destas afecções tipicamente ocorre em pacientes com infecção pelo HIV? a) Rabdomiossarcoma b) Melanoma de coroide c) Doença de Harada d) Linfoma não Hodgkin de órbita


234  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 105) Qual das doenças pode apresentar pródromo viral? a) Coroidite serpiginosa b) Epiteliopatia pigmentada placoide multifocal posterior aguda c) Retinocoroidopatia Birdshot d) Ciclite heterocrômica de Fuchs 106) Na doença de Lyme, é correto afirmar que: a) O tratamento com uso de doxiciclina não é recomendável pelo alto risco de neuropatia óptica secundária b) A conjuntivite é a manifestação oftalmológica mais comum c) O agente causador é uma bactéria do tipo diplococo Gram-positivo d) O rash cutâneo é uma condição atípica, devendo afastar-se a presença de larva migrans 107) É considerada indicação para abordagem cirúrgica na celulite orbitária: a) Aumento da pressão intraocular b) Proptose c) Formação de abscesso subperiosteal d) Presença de febre, dor e mal-estar 108) Com relação à orbitopatia de Graves é correto afirmar que: a) Os músculos oculares extrínsecos mais acometidos são o reto superior e o reto lateral b) As alterações orbitárias inflamatórias e congestivas são secundárias aos altos níveis hormonais c) Tem como característica o acometimento preferencial da musculatura ocular extrínseca, preservando a gordura orbitária d) A incidência de manifestações orbitárias é maior nos pacientes tabagistas (109) Tendo em vista a fisiopatogenia, qual destas afecções pode ser considerada um subtipo do pseudotumor orbitário? a) Miosite orbitária b) Doença de Graves c) Fístula carotidocavernosa d) Pseudotumor cerebral 110) A mucormicose rino-orbitária é uma infecção causada por fungos que pode ocorrer, preferencialmente, em pacientes com: a) Doença de Graves b) Cetoacidose diabética c) Granulomatose de Wegener d) Miastenia grave 111) Constitui causa de pseudorretração palpebral unilateral: a) Orbitopatia distireóidea b) Uso de colírio de guanetidina a 5% ipsilateral c) Ptose palpebral contralateral d) Síndrome de Marcus Gunn


235  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 112) A distiquíase corresponde a: a) Dobra de pele e músculo orbicular, que empurra os cílios contra o globo b) Uma fileira extra de cílios, anterior à linha cinzenta c) Cílios localizados na lamela anterior da pálpebra, porém mal direcionados, tocando o globo d) Falha de diferenciação das glândulas de Meibomius, levando ao desenvolvimento de folículo piloso no lugar da glândula 113) Qual o ácaro presente dentro do folículo piloso apontado como possível agente causador de blefarite crônica? a) Phthisis bulbi b) Demodex folliculorum c) Sarcoptes scabiei d) Pulex irritans 114) Paciente com 65 anos de idade, lavrador, com pele clara apresenta-se com ectrópio palpebral bilateral. Na pele da pálpebra inferior observa-se dermatite actínica com aspecto endurecido, retraído e ressecado. A melhor indicação cirúrgica é retalho tarsal (tarsal strip): a) Isolado b) Associado à refixação dos retratores da pálpebra inferior (procedimento de Jones) c) Associado a enxerto ou retalho de pele d) Associado a retalho de periósteo 115) Um paciente com baixa visão necessitou aproximar-se a 1 metro de uma tabela de acuidade visual para ser capaz de ler um optótipo de tamanho 50 M. Podemos afirmar que este paciente: a) É capaz de ler jornal a uma distância de 40 cm b) Não preenche critério para cegueira legal c) Apresenta acuidade visual equivalente a 0,02 d) Teria melhor avaliação da acuidade visual utilizando-se o teste de Cardiff 116) Com relação ao campo visual como indicador do desenvolvimento da visão, assinale a resposta correta: a) Verifica-se um aumento lento da amplitude do campo visual após o primeiro ano de vida b) Aos 6 meses o desenvolvimento da visão permite percepção por todo o campo visual em mais de 120 graus c) A maturação é mais rápida no campo nasal que no temporal d) O desenvolvimento do campo visual é assimétrico entre os olhos 117) Com relação aos telescópios de magnificação para longe, assinale a alternativa correta: a) Um telescópio tipo Kepler (composto por duas lentes convergentes) embora seja mais longo e pesado, possibilita maior aumento que o tipo Galileu b) Para magnificação de até 8 vezes é possível utilizar os telescópios não prismáticos (tipo Galileu) c) Os telescópios não invertidos, por possuírem campo periférico restrito, são ideais para doenças com constrição de campo, como a retinose pigmentar d) A facilidade de focalização é uma característica que permite fácil adaptação pelo idoso


236  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 118) Deve-se evitar a adaptação de lente de contato gelatinosa tórica pela possibilidade de insatisfação visual no paciente com: a) Astigmatismo regular entre 0,75 e 1,50 D b) Astigmatismo irregular c) Astigmatismo lenticular associado a córnea esférica d) Ceratocone incipiente, de localização central ou paracentral 119) Apresenta maior risco de estar com ceratite causada por Acanthamoeba o paciente com: a) Ceratite difusa, edema de córnea, espessamento dos nervos e dor de forte intensidade, usuário de lente gelatinosa cuja limpeza é feita com solução caseira b) Infiltrado central na córnea, branco-acinzentado, em forma de anel e hipópio, 2 dias após ter iniciado uso de lentes de contato gelatinosas c) Hiperemia ocular e ceratite ponteada bilateral, 3 horas após ter aberto os olhos quando submerso em uma piscina. Exame de microscopia confocal neste mesmo dia evidenciou imagens císticas no estroma da córnea d) Úlcera de córnea com formato circular, de fundo limpo, com bordas elevadas e redução da sensibilidade no seu interior, após uso abusivo e prolongado de colírio anestésico para facilitar a tolerância às lentes rígidas gás-permeáveis 120) É correto afirmar, com relação à utilização de lente de contato imediatamente após a realização da ceratectomia fotorrefrativa (PRK), que: a) É utilizada para permitir acuidade visual satisfatória já no primeiro dia após a cirurgia, devendo ser retirada após a segunda semana da operação b) A lente deve ter diâmetro menor que 10 mm e curva-base entre 1 e 2 D mais plana que o K pré-operatório, a fim de se evitar qualquer sua movimentação e, consequentemente, o deslocamento da lamela da córnea c) Sua principal finalidade é reduzir a dor no período pós-operatório imediato d) Deve ser evitada nos pacientes que necessitarão de mitomicina C como tratamento adjuvante à aplicação do laser 121) Com relação à manutenção das lentes de contato, é correto afirmar que: a) A desinfecção química oxidativa (com peróxido de hidrogênio a 3%) é mais utilizada do que a não oxidativa b) As lentes de contato de troca anual utilizam polímeros que dispensam o uso de limpadores enzimáticos para remoção de proteínas c) Lentes de contato hidrofílicas de alta hidratação e lentes de contato rígidas gás-permeáveis não devem ser submetidas à desinfecção térmica d) Pacientes alérgicos à carne suína devem evitar utilizar os limpadores enzimáticos derivados da subtilisina A 122) O teste de Zappia-Milder, utilizado na propedêutica das vias lacrimais, avalia: a) O aparecimento do corante na fossa nasal, por observação direta b) O tempo de desaparecimento da fluoresceína instilada no fundo de saco inferior c) O refluxo pelo canalículo superior, após a injeção de soro pelo canalículo inferior d) A consistência do anteparo durante a sondagem da via lacrimal pelo canalículo inferior


237  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 123) É correto afirmar, com relação à dacriocistografia que: a) É procedimento realizado sob anestesia peribulbar e sedação b) É procedimento contraindicado em crianças menores de 3 anos c) O uso de contraste oleoso permite melhor observação dos detalhes anatômicos do que os hidrossolúveis d) Durante o exame o paciente deve estar preferencialmente em posição supina 124) Paciente do sexo feminino, negra, 28 anos, com doença pulmonar, apresenta epífora, dacrioestenose e dacriocistite recidivante. Seus níveis sorológicos da enzima conversora de angiotensina são elevados. A biópsia da mucosa na região do meato inferior do nariz evidenciou granulomas epitelioides não caseosos. O diagnóstico mais provável da doença que acomete a via excretora é: a) Sarcoidose b) Tuberculose c) Granulomatose de Wegener d) Histiocitose 125) Qual dos fatores mais limita a prevenção da cegueira? a) Filas para realização de procedimentos b) Desconhecimento sobre a doença c) Realização do tratamento apenas em alguns centros d) Necessidade de procedimento cirúrgico para tratamento 126) Assinale a correta: a) Pela simplicidade do tratamento, erro refracional está excluído das causas de cegueira no mundo b) Com os avanços cirúrgicos, a catarata deixou de ser considerada causa de cegueira c) Degeneração macular relacionada à idade só é causa de cegueira em países ricos d) Para a prevenção da cegueira por glaucoma, a realização de mutirões é pouco efetiva 127) Na maioria das pessoas, qual o quadrante do nervo óptico tem a rima mais espessa? a) Inferior b) Superior c) Temporal d) Nasal 128) Qual das alternativas causa aumento da pressão intraocular? a) Manobra de Valsalva b) Excesso de fluoresceína c) Alto astigmatismo d) Córnea espessa 129) Para que ocorra um bloqueio pupilar (com íris bombé) após uma trabeculectomia, é condição obrigatória: a) Lesão de cápsula anterior do cristalino b) Inflamação c) Iridectomia impérvia d) Sangramento acima do esperado no período peroperatório


238  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 130) Qual dos tonômetros induz a menor área de aplanação da córnea? a) Schiötz b) Goldmann c) Perkins d) Tonopen 131) Segundo a Organização Mundial de Saúde, o glaucoma é a: a) Principal causa de cegueira no mundo b) Principal causa de cegueira nos Estados Unidos c) Terceira causa de cegueira no mundo, ficando atrás da catarata e do tracoma d) Segunda causa de cegueira no mundo, ficando atrás da catarata 132) Na perimetria computadorizada convencional (Humphrey), quando o GHT (Glaucoma Hemifield Test) apresentar a mensagem: a) “Redução difusa da sensibilidade”, existe uma diferença entre os hemisférios (hemifield) presente em menos que 0,5% da população normal b) “Sensibilidade anormalmente alta”, geralmente o índice de falsos-positivos estará aumentado c) “Dentro dos limites normais”, isso significa que o paciente não apresenta ainda o glaucoma d) “Fora dos limites normais”, isso significa que a assimetria entre o Total Deviation e o Pattern Deviation está presente em menos de 0,5% da população normal 133) Qual dos aparelhos abaixo é exclusivo para avaliação da camada de fibras nervosas? a) Polarimetria de varredura a laser “GDx” b) Tomografia de coerência óptica “OCT” c) Tomógrafo de varredura a laser “HRT” d) Retinografia digital 134) Quanto ao exame biomicroscópico da cabeça do nervo óptico no glaucoma, assinale a alternativa correta: a) A atrofia zona beta é mais próxima ao disco que a zona alfa e caracterizada por alterações de pigmentação e pouca atrofia do EPR b) A hemorragia peripapilar ocorre principalmente no quadrante inferotemporal c) A escavação “pintada de rosa” leva a uma hiperestimativa do tamanho da escavação, principalmente na oftalmoscopia direta d) Assimetria entre os olhos de até 0,3 na razão escavação/disco é um sinal inespecífico que pode estar presente em até 50% da população normal 135) É fator de risco para o glaucoma primário de ângulo fechado: a) Sexo masculino b) Miopia c) Ascendência chinesa d) Pseudofacia 136) É uma doença comumente unilateral: a) Disgenesias ectomesenquimais da córnea e da íris (Axenfeldt-Rieger) b) Anomalia de Peters


239  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 c) Angiomatose encefalotrigeminal (Sturge-Weber) d) Megalocórnea 137) Paciente com 80 anos de idade, apresentando acuidade visual reduzida, reclama de dor ocular súbita, acompanhada de hiperemia conjuntival. O exame oftalmológico revela pressão intraocular de 45 mmHg com reação de câmara anterior intensa, ausência de precipitados ceráticos e ângulo aberto. O diagnóstico mais provável é: a) Glaucoma por bloqueio ciliar b) Ciclite heterocrômica de Fuchs c) Glaucoma facoanafilático d) Glaucoma facolítico 138) Observam-se em olhos com glaucoma do desenvolvimento, mas não nos com glaucomas adquiridos no adulto: a) Aumento do diâmetro da córnea e pressão intraocular elevada b) Edema da córnea e aumento da relação escavação/disco c) Aumento da relação escavação/disco e estrias de Haab d) Estrias de Haab e aumento do diâmetro da córnea 139) Assinale a alternativa correta em relação à crise glaucomatociclítica (Posner-Schlossman): a) O defeito de campo visual é frequente b) Geralmente unilateral c) A pressão intraocular está normalmente elevada, porém geralmente não ultrapassa 30 mmHg d) Trabeculoplastia seletiva é a conduta mais aceita para controle da crise 140) Na perimetria computadorizada azul e amarelo assinale a alternativa correta: a) O estímulo-padrão utilizado é de tamanho III de Goldmann b) São testadas as células M da via koniocelular c) Como a luz azul é menos absorvida que a branca, essa perimetria está mais indicada que a perimetria branco no branco, em pacientes com catarata d) Maior variabilidade na determinação do limiar e maior flutuação a curto prazo que a perimetria branco no branco 141) Em relação à ciclite heterocrômica de Fuchs assinale a alternativa correta: a) Trata-se de uma forma comum de iridociclite b) A magnitude do quadro glaucomatoso não corresponde ao grau de inflamação c) Tem evolução insidiosa e mais frequentemente bilateral d) Elevação da pressão intraocular ocorre por formação de membrana fibrovascular e sinequias sobre o seio camerular 142) Assinale a alternativa correta em relação à pressão venosa episcleral: a) Medicações que aumentam a drenagem do humor aquoso são mais eficazes do que aquelas que reduzem sua produção em casos de hipertensão ocular associada ao aumento da pressão venosa episcleral b) Está inversamente correlacionada com a pressão intraocular


240  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2010 c) Valores entre 4 e 8 mmHg podem levar a aumento da tortuosidade e dilatação dos vasos episclerais d) Sinais de isquemia ocular raramente estão presentes nos olhos com aumento da pressão venosa episcleral 143) Assinale a alternativa correta em relação ao glaucoma por bloqueio ciliar (glaucoma maligno): a) Ocorre rotação anterior dos processos ciliares, que podem ser observados em olhos com iridectomia pérvia b) Seu diagnóstico deve ser afastado em casos de pressão intraocular normal c) É caracterizado por pressão intraocular elevada e típica configuração de íris bombé d) Ocorre direcionamento anterior do fluxo do humor aquoso por bloqueio comprometendo os processos ciliares, equador do cristalino e face anterior do vítreo 144) Fazem parte das complicações associadas à síndrome de pseudoesfoliação: a) Dispersão pigmentar e neurite retrobulbar b) Disfunção do endotélio da córnea e oclusão de veia central da retina c) Midríase reduzida e maculopatia exsudativa d) Descolamento seroso de retina e facodonese (145) Qual das condições constitui diagnóstico diferencial de glaucoma neovascular (pela presença de neovasos na íris)? a) Glaucoma primário de ângulo fechado b) Glaucoma pigmentar c) Síndrome irido-córneo-endotelial (ICE) d) Glaucoma pseudoesfoliativo


Prova Teórico-Prática A – 2009

1) Qual das linhas abaixo representa a região de separação das estruturas anatômicas na recessão angular traumática? a) 1 b) 2 c) 3 d) 4

2) O paciente da foto abaixo tem glaucoma unilateral, sem outras alterações sistêmicas, pressão intraocular de 12 mmHg, usa duas medicações antiglaucomatosas e apresenta discreto edema de córnea nesse olho. Qual o provável diagnóstico? a) Síndrome de Axenfeld b) Síndrome irido-córneo-endotelial c) Síndrome de Peters d) Distrofia polimorfa posterior

241


242  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2009 3) O paciente da foto abaixo apresenta crises recorrentes de aumento de pressão intraocular (acima de 40 mmHg), prevenidas com o uso de pilocarpina. As crises já ocorreram em ambos os olhos. Qual o diagnóstico provável? a) Ceratouveíte herpética b) Síndrome iridocorneoendotelial c) Síndrome da íris em plateau d) Glaucoma pseudoesfoliativo 4) Qual das condições abaixo é a causa mais comum do quadro apresentado? a) Oclusão de artéria central da retina b) Retinopatia diabética c) Oclusão de ramo venoso retiniano d) Melanoma de corpo ciliar 5) As imagens abaixo são partes de dois exames de campo visual de um paciente de 65 anos e glaucoma mal controlado. O primeiro exame está completamente normal. O que provavelmente aconteceu com o valor dos índices MD (Mean Deviation) e PSD (Pattern Deviation) deste paciente no segundo exame?

a) MD: diminuiu; PSD: diminuiu b) MD: aumentou; PSD: diminuiu c) MD: diminuiu; PSD: aumentou d) MD: aumentou; PSD: aumentou

6) O exame abaixo (paciente encontra-se em miose) revela contraindicação para qual dos procedimentos citados?

a) Iridoplastia b) Trabeculoplastia c) Iridotomia d) Facectomia


243  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2009 7) Qual porção da cápsula é normalmente mais fina? a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 8) Assinale a alternativa correta em relação ao paciente cujas biometrias estão representadas nas imagens abaixo:

a) O paciente apresenta tumor intraocular b) O paciente apresenta descolamento de retina c) O paciente apresenta hemorragia vítrea d) O paciente apresenta anisometropia 9) Em uma caneta de facoemulsificação tradicional, o que corresponde aos orifícios destacados na figura? a) 1. Aspiração; 2. Irrigação b) 1. Irrigação; 2. Ultrassom c) 1. Irrigação e aspiração; 2. Ultrassom d) 1. Ultrassom; 2. Irrigação e aspiração 10) Paciente com pressão intraocular de 45 mmHg a 1 dia. Qual a provável causa do glaucoma e seu tratamento? a) Síndrome de dispersão pigmentar e trabeculoplastia b) Glaucoma primário de ângulo estreito e iridoplastia c) Glaucoma maligno e gonioplastia d) Bloqueio pupilar e iridotomia


244  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2009 11) Na cirurgia deste paciente, devemos tomar cuidado especificamente com a possibilidade de ocorrência de: a) Hemorragia expulsiva b) Descolamento de retina c) Ruptura de zônula d) Extensão espontânea da capsulorrexe (sinal da bandeira argentina) 12) Paciente com o exame na lâmpada de fenda conforme demonstrado na figura, com pressão intraocular de 40 mmHg. Devemos: a) Iniciar medicação hipotensora tópica e aguardar pelo menos 1 mês para indicar a cirurgia de catarata b) Indicar cirurgia de glaucoma e então reavaliar a catarata c) Indicar cirurgia de catarata d) Reformar a câmara anterior com substância viscoelástica 13) Neste paciente, vítima de trauma, devemos indicar lavagem de câmara anterior: a) Se houver sinal de impregnação da córnea b) Nas primeiras 24 horas apos o trauma c) Se a pressão intraocular estiver abaixo da normal d) Se a visão for pior que 0,05 14) Qual dos esquemas representa um edema macular clinicamente significativo? (a área em amarelo representa edema da retina).

a)

1

2 b)

c)

3

4 d)


245  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2009 15) Esta alteração pode ser vista no fundo de olho em um quadro de: a) Hiperviscosidade sanguínea b) Hipertensão arterial c) Falcização de hemácias d) Degeneração hereditária da retina

16) Qual dos seguintes sinais pode ser observado na foto? a) Áreas de malformações intrarretinianas arteriovenosas b) Neovascularização de retina c) Cruzamentos arteriovenosos patológicos d) Áreas de teleangiectasias 17) Paciente com membrana neovascular em um olho, qual das retinografias representa o fundo do olho contralateral para o qual se indica suplementação vitamínica, conforme o mostrado pelo Age related Eye Diseases Study (AREDS)?

a)

b)

c)

d)

18) A condição abaixo se repete em pessoas da mesma família. Qual das afirmações abaixo é verdadeira sobre essa doença? a) A acuidade visual melhora com antioxidantes b) A perda visual central é precoce c) Catarata subcapsular posterior e edema cistoide de mácula são causas de baixa de acuidade visual d) O campo visual geralmente é normal até as fases tardias da doença


246  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2009 19) O padrão angiofluoresceinográfico observado a seguir sugere diagnóstico de: a) Membrana neovascular sub-retiniana associada à miopia b) Coriorretinopatia serosa central c) Edema macular cistoide d) Degeneração macular relacionada à idade

20) Paciente hipertenso com o fundo de olho representado na figura. Pode-se afirmar que:

a) O diagnóstico é neurorretinite b) Está caracterizada neurite retrobulbar c) O diagnóstico é de osteoma de coroide d) Está caracterizada emergência hipertensiva 21) Paciente da foto apresenta quadros recorrentes de edema palpebral que resolvem espontaneamente. Qual o provável diagnóstico?

a) Blefarocalase b) Dermatocalase c) Adenocarcinoma de glândulas lacrimais d) Dacrioadenite viral


247  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2009 22) Jovem com ptose palpebral à esquerda. A alteração mostrada nas fotos ocorre provavelmente por causa:

a) Traumática: regeneração aberrante do nervo facial b) Congênita: inervação aberrante do nervo trigêmeo c) Inflamatória: disautonomia granulomatosa do nervo oculomotor d) Neurogênica: paralisia de inervação simpática 23) O passo cirúrgico identifica tratamento para: a) Reconstrução palpebral após exérese de tumor b) Ptose senil c) Entrópio cicatricial d) Lagoftalmo paralítico

24) A foto mostra um tumor conjuntival maligno. A origem mais frequente desta lesão é: a) Nevo melanótico b) Melanose primária adquirida c) Ceratose actínica da conjuntiva d) Atipia primária


248  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2009 25) Qual o provável diagnóstico da lesão intraocular?

a) Hemangioblastoma b) Hemangioma racemoso da retina c) Hemangioma capilar da retina d) Hemangioma difuso da coroide 26) Criança com idade de 6 meses. É mais provável encontrar nesta síndrome:

a) Anisometropia b) Vício refracional maior que +5,00 DE c) Desvio vertical dissociado d) Deficiência de convergência


249  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2009 27) A Imagem corresponde ao padrão de luz enxergado pela jovem da foto durante o teste dos vidros estriados de Bagolini. O diagnóstico provável é:

a) Ortotropia b) Correspondência retiniana anômala c) Diplopia d) Supressão do olho direito 28) Paciente com exotropia de 6 prismas-dioptrias em posição primÁria do olhar. As versões mostradas na foto sugerem:

a) Sindrome de Moebius b) Hiperfunção de oblíquo inferior c) Paralisia de reto medial à direita d) Hiperfunção de oblíquo superior 29) O músculo identificado pela seta exerce as seguintes ações: a) Inciclodução, abdução e depressão b) Inciclodução, adução e depressão c) Exciclodução, abdução e elevação d) Exciclodução, adução e elevação


250  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2009 30) O paciente representado nas fotos abaixo tem 35 anos de idade, é do sexo masculino e nunca foi submetido à cirurgia ocular. Apresenta o diâmetro horizontal da córnea de limbo a limbo de 12 milímetros no olho direito e 13 no esquerdo. Os gráficos abaixo das fotos representam a paquimetria de ambos os olhos.

Qual o diagnóstico mais provável? a) Degeneração marginal de Terrien b) Megalocórnea c) Ceratoglobo d) Nanoftalmo 31) A foto abaixo representa o mosaico endotelial da córnea do olho direito de paciente de 28 anos, do sexo masculino, submetido à ceratectomia fotorrefrativa há 90 dias. Com relação ao seu aspecto neste campo é correto afirmar: a) Baixa densidade endotelial b) Córnea gutatta c) Polimorfismo d) Sem anormalidades

Fragmento de 0,25 mm2


251  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2009 32) Todos os pacientes representados nas fotos abaixo apresentam história clínica semelhante: comprometimento crônico de ambos os olhos, de aparecimento na infância, com formação recorrente das lesões mostradas, horas após sua remoção. entre as alternativas abaixo, qual o diagnóstico mais provável?

a) Conjuntivite lenhosa b) Conjuntivite adenoviral c) Conjuntivite bacteriana d) Conjuntivite primaveril 33) A imagem imediatamente abaixo demonstra o exame histopatológico de córnea estudada com o corante tricrômico de Masson. Qual dos quadros clínicos abaixo corresponde ao exame histopatológico?

a)

I.

II. b)

c)

III.

IV. d)


252  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2009 34) O paciente da foto abaixo apresenta hiperemia, dor ocular e embaçamento visual há 6 dias. O diagnóstico mais provável é: a) Rejeição endotelial b) Falência endotelial primária c) Descolamento da membrana de Descemet d) Ceratouveíte herpética 35) As fotos abaixo são de um paciente com positividade para o anticorpo anticitoplasma de neutrófilo com padrão citoplasmático, verificado pela imunofluorescência indireta. Com relação ao diagnóstico mais provável é correto afirmar:

a) Homens são mais acometidos do que as mulheres na proporção de 10 casos para 1 b) O comprometimento ocular é mais frequente do que o pulmonar c) A positividade do anticorpo anticitoplasma de neutrófilo no padrão perinuclear é mais específico para a doença do que o padrão citoplasmático d) As lesões pulmonares características são os granulomas necrosantes associados à vasculite granulomatosa 36) Com relação à lesão perilímbica demonstrada na foto, é correto afirmar: a) Trata-se de um coristoma b) Trata-se de cisto de Moll c) Frequentemente associada à síndrome de Stevens-Johnson d) Deve ser removida pelo risco de transformação maligna


253  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2009 37) Com relação à realização dos procedimentos demonstrados nas fotos, entre as opções abaixo, quais as indicações mais apropriadas para os procedimentos 1 e 2?

a) Procedimento 1 para meibomite e procedimento 2 para paralisia facial b) Procedimento 1 para dacriocistite crônica e procedimento 2 para canaliculite c) Procedimento 1 para a síndrome de Sjögren e procedimento 2 para instabilidade do filme lacrimal pós-cirurgia refrativa d) Procedimento 1 para obstrução congênita das vias lacrimais e procedimento 2 para dacriocistite aguda 38) Paciente do sexo feminino, 33 anos, retirou lesão semelhante nesta pálpebra há 1 ano. Qual o diagnóstico provável? a) Hordéolo b) Carcinoma de glândulas sebáceas c) Cisto de glândula sudorípara d) Carcinoma basocelular 39) Todas as fotos representadas abaixo referem-se à mesma doença ocular congênita. Qual dos achados está mais frequentemente relacionado com esta condição?

a) Córnea plana b) Ceratocone c) Coloboma do nervo óptico d) Ceratite ulcerativa periférica


254  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2009 40) Paciente da foto abaixo, sem história de diplopia, com acuidade visual 1,0 em ambos os olhos, reflexos pupilares, exame fundoscópico e de campo visual nos limites da normalidade. Apresenta a avaliação funcional da tireoide (TSH, T3 e T4 livre) nos limites da normalidade, sem queixas sistêmicas. Com relação ao caso, é correto afirmar: a) Considerar o diagnóstico de orbitopatia distireoidiana (de Graves) fase sequelar b) Excluir orbitopatia distireoidiana, uma vez que a avaliação funcional da tireoide não se encontra alterada c) Indicar pulsoterapia d) Indicar descompressão orbitária por provável neuropatia óptica subclínica 41) Proptose leve associada a quadro de dor ocular à direita de aparecimento súbito com este aspecto da ressonância de órbita. Em relação a este caso, é correto afirmar:

a) Presença de oftalmoplegia completa com comprometimento de múltiplos nervos cranianos ocorre na maioria dos casos b) Quadro sugestivo de orbitopatia distireoidiana c) A oftalmoplegia, quando presente, ocorre por congestão e infiltração dos músculos oculares externos d) Quadro típico de aneurisma de artéria comunicante posterior à direita com indicação de realização de arteriografia 42) Qual o diagnóstico provável em um paciente com perda visual, defeito pupilar aferente relativo e palidez de papila à direita e esta imagem à tomografia computadorizada de órbita? a) Neurite óptica b) Glioma do nervo óptico c) Hemangioma capilar d) Rabdomiossarcoma


255  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2009 43) Paciente com quadro de ptose palpebral que melhora após esta manobra (compressa gelada). Qual o provável diagnóstico?

a) Hemiespasmo facial b) Síndrome de Eaton-Lambert c) Miastenia grave d) Síndrome de Horner 44) Qual o diagnóstico mais provável de acordo com o exame de motilidade ocular extrínseca e o exame de imagem?


256  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2009 a) Oftalmoplegia internuclear b) Síndrome do meséncefalo dorsal (síndrome de Parinaud) c) Apoplexia pituitária (síndrome de Sheehan) d) Aneurisma gigante de carótida 45) Esta alteração da córnea está mais comumente associada com qual afecção? a) Artrite reumatoide juvenil b) Doença de Beçhet c) Ciclite heterocrômica de Fuchs d) Ceratite por Acanthamoeba 46) Paciente com quadro de doença de Beçhet que apresentou esta alteração ao exame fundoscópico. Qual o provável diagnóstico? a) Retinocoroidite b) Oclusão de ramo de veia central da retina c) Oclusão de artéria central da retina d) Vasculite com periflebite retiniana 47) O paciente da questão anterior evolui com perda visual e com estas características demonstradas nas fotos abaixo. Ao mapeamento de retina não foram observadas rupturas ou rasgões de retina. Qual a conduta mais adequada?

a) Biópsia vítrea diagnóstica b) Vitrectomia posterior via pars plana com implante intraocular de óleo de silicone c) Injeção intravítrea de antiangiogênico d) Medicar com corticoide sistêmico e observar evolução 48) Estas achados fundoscópicos são mais característicos em qual das doenças abaixo?

a) Sífilis b) Hanseníase


257  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórico-Prática A – 2009 c) Síndrome da histosplamose ocular presumida d) Sarcoidose 49) Qual o diagnóstico desta lesão representada abaixo?

a) Coroidite multifocal b) Degeneração macular relacionada à idade c) Coroidite serpiginosa d) Retinocoroidite por toxoplasmose


Prova Teórica I A – 2009

1) Qual valor de um prisma que desvia em 20 mm a imagem de um objeto situado a 1 metro do observador (∆ = dioptrias prismáticas)? a) 0,05∆ b) 0,5∆ c) 2∆ d) 20∆ 2) A aberração caracterizada por uma diferença na vergência da radiação eletromagnética na dependência de seu comprimento de onda é chamada: a) Esférica b) Cromática c) Difrativa d) Comática 3) Qual valor abaixo mais se aproxima do valor óptico do cristalino in situ de um olho humano normal: a) 60 D b) 40 D c) 20 D d) 80 D 4) Uma superfície percebida como verde reflete preferencialmente raios luminosos de comprimento de onda de: a) 500 nm b) 200 nm c) 700 nm d) 1.200 nm

258


259  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2009 5) O plano focal de uma lente divergente de 5 D é: a) Virtual, situado a 20 cm da lente b) Real, situado a 20 cm da lente c) Virtual, situado a 2 cm da lente d) Real, situado a 2 cm da lente 6) Considerando os pontos cardeais dos sistemas ópticos, qual definição se refere ao ponto principal? a) Ponto que gera raios refratados paralelos ao eixo principal do dióptro b) Ponto teórico onde ocorre a refração do raio incidente no sistema óptico c) Ponto pelo qual a luz atravessa o sistema óptico sem mudar de direção d) Ponto que representa o centro geométrico de qualquer lente 7) Dois filtros polaroides idênticos são dispostos alinhados entre um observador e uma fonte de luz. Qual orientação dos eixos desses filtros permite a maior passagem de luz para o observador? a) Perpendicular b) A 45 e 90 graus c) Paralela d) A 60 e 90 graus 8) Qual tipo de interação luz-matéria melhor explica o mecanismo de ação do laser de argônio? a) Absorção b) Dispersão c) Reflexão d) Interferência 9) Qual o ângulo de refração de um raio luminoso cujo ângulo de incidência é de 30 graus e que passa de um meio de incidência com índice de refração igual a 1,00 para um meio com índice de refração igual a 1,3? a) Maior que 30 graus b) Igual a 30 graus c) Menor que 30 graus d) Não há refração, pois se atingiu o ângulo crítico 10) Para que a imagem observada seja maior e direta (não invertida) em um espelho côncavo, onde se deve posicionar o objeto (considerar o espelho à direita e com sua concavidade voltada para o objeto)? a) Sobre o ponto focal do espelho b) Entre o ponto focal e o centro de curvatura do espelho c) À esquerda do centro de curvatura do espelho d) Entre o espelho e seu ponto focal


260  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2009 11) Um ponto luminoso encontra-se a 1 metro à esquerda de uma lente positiva de 4 D. A que distância da lente se forma a sua imagem? (a figura não está em escala).

a) 0,25 m b) 0,33 m c) 0,50 m d) 1,0 m 12) Suponha que você tenha perfeitamente alinhados, um apontador laser, uma lente de 10 dioptrias e um alvo (ponto A) a 1 metro da lente, conforme a figura abaixo. Qual o sentido do deslocamento da lente para que a luz atinja o ponto B?

a) Para baixo b) Para cima c) Em direção ao apontador laser d) Afastando-se do apontador laser 13) Na questão anterior, quantos centímetros você deveria deslocar a lente para atingir um ponto 20 cm abaixo do ponto A (ponto B na figura)? a) 1 cm b) 2 cm c) 5 cm d) 20 cm 14) Sobre o conoide de Sturm é correto afirmar que: a) Apresenta o círculo de menor confusão entre a linha focal do plano vertical e a linha focal do plano horizontal b) Configura trajeto dos raios luminosos que atravessam um sistema óptico formado por duas lentes esféricas centradas e paralelas c) Apresenta dois pontos focais e duas linhas focais d) Apresenta um ponto focal (o ápice do conoide) e duas linhas focais


261  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2009 15) Um emetrope com os olhos abertos dentro de uma piscina tem: a) As imagens formadas antes do plano retiniano b) As imagens formadas sobre o plano retiniano, porém com baixa qualidade óptica pela aberração c) As imagens formadas após o plano retiniano d) As imagens formadas sobre o plano retiniano, porém com baixa qualidade óptica pela difração 16) A musculatura ocular extrínseca se assemelha a qual dos músculos abaixo: a) Cardíaco b) Bíceps braquial c) Esfíncter da íris d) Musculatura do trato gastrointestinal 17) As opacidades que aparecem na cápsula no pós-operatório da cirurgia de catarata são derivadas da camada: a) Pluricelular do epitélio da cápsula posterior b) Monocelular do epitélio da cápsula posterior c) Monocelular do epitélio da cápsula anterior d) Pluricelular do epitélio da cápsula anterior 18) A porção mais interna da esclera: a) É chamada de episclera, constituída de tecido conjuntivo elástico b) É chamada de lamina fusca e possui células pigmentadas semelhantes às da úvea c) É chamada de lamina fusca, constituída apenas por fibroblastos d) É chamada de episclera e possui tecido colágeno distribuído em feixes organizados paralelamente 19) As células do epitélio da córnea: a) São extremamente parecidas em todas as camadas, tornando-se diferenciadas pela capacidade de mitose b) Constituem um epitélio do tipo pavimentoso estratificado ceratinizado c) As mais profundas são denominadas escamosas, com formato cuboide ou cilíndrico d) Proliferam a partir das camadas mais profundas 20) O estroma da córnea: a) Apresenta células denominadas fibroblastos, que garantem a disposição irregular do colágeno, responsável pela transparência da córnea b) Não possui células, daí sua transparência c) É constituído por células distribuídas de maneira regular e simétrica, daí a transparência da córnea d) Possui células denominadas ceratócitos 21) As paliçadas de Vogt são: a) Pregas radiais do estroma da córnea b) Áreas de menor concentração de células basais do epitélio da córnea c) Áreas de acúmulo de eosinófilos d) Regiões distróficas da conjuntiva limbar


262  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2009 22) A camada da coroide constituída pelos vasos de mais grosso calibre é denominada: a) Camada de Sattler b) Camada de Haller c) Camada coriocapilar d) Supracoroide 23) O epitélio do corpo ciliar: a) É uma camada monocelular de revestimento b) É constituído de múltiplas camadas de células escamosas c) É constituído apenas por células estreladas pigmentadas d) É constituído de duas camadas de células cuboides 24) A conexão entre células fotorreceptoras e ganglionares: a) É intermediada pelas células bipolares b) É direta, na proporção de 1:1 em toda a retina c) É intermediada pelas células de Müller d) Ocorre na camada plexiforme externa 25) Qual a localização da alteração cristaliniana denominada glaukomfleken? a) Cápsula posterior b) Cápsula anterior c) Equador d) Núcleo 26) O achado de artrópodes e seus ovos nos cílios é diagnóstico de: a) Ptiríase b) Escabiose c) Larva migrans d) Molusco contagioso 27) São comuns a todos os tipos de granuloma: a) Plasmócitos b) Células gigantes c) Fibroses capsulares d) Células epitelioides 28) Quanto às infecções fúngicas: a) Aspergillus é um exemplo de fungo filamentoso b) Candida é um exemplo de fungo filamentoso c) Fungos leveduriformes são os principais causadores de infecção ocular fúngica no Brasil d) Actinomyces israeli é um exemplo de fungo filamentoso 29) As queimaduras por álcalis costumam ser mais graves que as por ácidos: a) Por haver uma reação de coagulação das proteínas, com grande destruição tecidual b) Por haver uma reação de saponificação, que permite a destruição de tecidos mais profundos c) Por promover hidratação do colágeno, que leva a edema de córnea d) Por promover também uma reação exotérmica, com lesão térmica concomitante


263  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2009 30) A característica histopatológica da síndrome irido-córneo-endotelial (síndrome ICE) é: a) Presença de células endoteliais anormais no ângulo e na superfície da íris b) Presença de fibroblastos na íris e endotélio corneano c) Presença de células com grande concentração de actina-miosina que contraem e distorcem a íris d) Presença de células grandes, vacuolizadas, denominadas “células gelo” ou Ice-cells que obstruem o trabeculado 31) A cor amarelada das drusas é decorrente da: a) Presença de produtos degenerados de hemoglobina, que extravasam pelo epitélio pigmentado b) Presença de lipídios em grande quantidade em sua constituição c) Presença de restos de melanina, das células atrofiadas do epitélio pigmentado d) Presença de derivados de substâncias carotenoides, constituintes dos pigmentos fotossensíveis 32) A doença que leva a espessamento da membrana basal com dano do endotélio dos capilares na retina é: a) Vasculite imunoalérgica b) Hipertensão arterial c) Diabetes d) Anemia falciforme 33) A observação no fundo de olho de veias e artérias de cor semelhante, de calibre e tortuosidade aumentados, é sinal de: a) Oclusão de artéria central da retina b) Trombose de seio cavernoso c) Comunicação arteriovenosa d) Tumor vasoproliferativo da retina 34) O exame anatomopatológico de lesão cística orbitária de cor amarronzada mostra malformações vasculares. O diagnóstico mais provável é: a) Meningioma b) Melanoma c) Linfangioma d) Astrocitoma 35) Em uma doença de herança mitocondrial, como a neuropatia óptica hereditária de Leber, para que um filho seja afetado é necessário que: a) Apenas a mãe seja portadora da mutação b) O pai e a mãe sejam portadores da mutação c) Apenas o pai seja portador da mutação d) O pai e a mãe sejam consanguíneos


264  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2009 36) A técnica utilizada para sintetizar e ampliar moléculas de DNA in vitro a partir de pequenos fragmentos-modelos (templates) é chamada: a) Reação de polimerase em cadeia (PCR) b) Western Blot c) DNA recombinante d) Clonagem gênica 37) É correto afirmar em relação a homem com doença de transmissão dominante ligada ao cromossomo X: a) Não transmite a doença para qualquer filho independentemente do sexo b) Não transmite a doença para filho homem c) Não transmite a doença para filha d) Transmite a doença para todos os filhos independentemente do sexo 38) É doença autossômica dominante com repercussões oculares: a) Doença de Fabry b) Síndrome de Marfan c) Albinismo d) Galactosemia 39) O conceito genético de penetrância incompleta explica: a) O portador de doença autossômica recessiva que tem apenas os filhos homozigóticos afetados b) O portador de doença autossômica dominante que tem um filho único sem sintomas e netos afetados c) O portador de doença genética resultante de mutação incompleta na sua geração d) A portadora de doença de transmissão ligada ao X que não apresenta sintomas e seus filhos homens, sim 40) Com relação à resposta fisiológica da pupila, é correto afirmar: a) A via do reflexo pupilar faz sinapse no corpo geniculado lateral b) A lesão da via aferente unilateral do reflexo pupilar produzirá um quadro de anisocoria c) A lesão da via eferente unilateral do reflexo pupilar produzirá um quadro de anisocoria e baixa visual ipsilateral d) Quando avaliamos o reflexo pupilar por um estímulo luminoso, a pupila não estimulada apresentará a mesma amplitude de contração que a estimulada 41) Com relação à via óptica é correto afirmar: a) O corpo geniculado lateral recebe fibras predominantemente da hemirretina nasal b) O corpo geniculado lateral recebe fibras provenientes das hemirretinas nasal contralateral e temporal ipsilateral c) O corpo geniculado medial recebe fibras predominantemente da hemirretina temporal d) O corpo geniculado medial recebe fibras provenientes das hemirretinas nasal contralateral e temporal ipsilateral


265  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2009 42) Com relação à camada de fibras nervosas da retina, é correto afirmar: a) Os axônios das células ganglionares foveais fazem sua primeira sinapse na retina b) As fibras nervosas da retina são divididas em fibras da hemirretina nasal e temporal verticalmente a partir do nervo óptico c) Os axônios das células ganglionares na porção nasal da mácula projetam-se diretamente na região temporal do nervo óptico d) Os axônios das células ganglionares localizados temporalmente à fóvea arqueiam-se para entrar no setor nasal do nervo óptico 43) Com relação à transmissão sináptica das células retinianas, é correto afirmar: a) As células ganglionares fazem sinapse com as células bipolares e os prolongamentos das células bipolares darão origem ao nervo óptico. b) Os cones fazem sinapse diretamente com as células ganglionares na região foveal c) O neurotransmissor dos fotorreceptores liberado na fenda sináptica é o glutamato d) As células bipolares possuem importante função estrutural na retina e por este motivo não liberam neurotransmissores na fenda sináptica 44) Com relação à via magnocelular, é correto afirmar: a) A via magnocelular é responsável pela visão estereoscópica b) A via magnocelular é lesionada tardiamente nas doenças do nervo óptico, como, por exemplo, no glaucoma c) A via magnocelular é responsável pela visão acromática d) A via magnocelular não percebe estímulos em movimentos 45) Com relação ao complexo coriorretiniano, podemos afirmar: a) A membrana de Bruch participa ativamente no processo metabólico dos fotorreceptores da retina b) O principal pigmento responsável pelo fenômeno de transdução dos bastonetes é a rodopsina c) A coroide é uma camada ricamente vascularizada e sem pigmentos d) Uma lesão na coriocapilar e no epitélio pigmentar da retina leva a perda da visão afetando inicialmente as células ganglionares e posteriormente os fotorreceptores 46) Com relação à produção do humor aquoso, podemos afirmar: a) A via uveoescleral participa ativamente na produção do humor aquoso b) O estímulo alfa-adrenérgico aumenta sua produção c) O estímulo beta-adrenérgico diminui sua produção d) A secreção do humor aquoso ocorre no epitélio não pigmentado dos processos ciliares, sendo dependente da bomba sódio-potássio ATPase 47) Com relação à drenagem do humor aquoso, podemos afirmar: a) O fluxo trabecular é sensível aos valores pressóricos e aumenta conforme o aumento da pressão intraocular b) A drenagem do humor aquoso depende de um processo ativo de reabsorção c) A via trabecular é a principal via de escoamento (em torno de 90%), que aumenta com uso de agonistas beta-adrenérgicos


266  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2009 d) Nas iridociclites há hipotonia ocular por aumento do escoamento do humor aquoso, principalmente pela via trabecular 48) A camada do filme lacrimal responsável pela sua distribuição uniforme sobre a superfície ocular é: a) Lipídica b) Aquosa c) Mucina d) Celular 49) Com relação à drenagem da lágrima é correto afirmar: a) O saco lacrimal possui fibras musculares contráteis que auxiliam na drenagem da lágrima b) A maior parte da lágrima escoa pelo canalículo superior c) A drenagem da lágrima pelos canalículos superior e inferior ocorre por capilaridade e sucção d) A ação da gravidade é o principal mecanismo no escoamento da lágrima 50) Com relação à função palpebral, podemos afirmar: a) O subnúcleo do nervo oculomotor responsável pela inervação do músculo elevador da pálpebra superior é duplo e pareado b) O músculo elevador da pálpebra superior é inervado por fibras simpáticas oculomotoras c) O músculo de Müller é inervado por fibras do sistema nervoso simpático d) A função palpebral não sofre influência da vigília 51) Com relação à fisiologia da lágrima é correto afirmar: a) A disfunção da camada aquosa do filme lacrimal tem como consequência olho seco evaporativo b) O glicocálix epitelial confere à córnea sua natureza hidrofílica c) Proteínas e imunoglobulinas com função antibacteriana encontram-se presentes na camada lipídica d) A camada lipídica umedece a córnea devido às suas propriedades hidrofílicas 52) Com relação à fisiologia das células da córnea, podemos afirmar: a) A camada de células endoteliais tem importante função na manutenção do equilíbrio hídrico da córnea e sofre constante processo de renovação celular b) A camada de Bowman é fina e formada por epitélio estratificado simples c) A membrana de Descemet é formada por fibrilas de colágeno secretadas pelo epitélio da córnea d) As células germinativas do epitélio da córnea estão localizadas principalmente no limbo 53) Com relação ao mecanismo de acomodação, ao olhar para perto ocorre: a) Relaxamento das fibras musculares do corpo ciliar b) Relaxamento das fibras zonulares c) Contração ativa da cápsula do cristalino d) Contração ativa das fibras radiais da íris


267  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2009 54) Com relação ao corpo vítreo, podemos afirmar: a) Durante processos inflamatórios intraoculares ocorre hidratação vítrea com redução significativa dos fibroblastos e hialócitos b) Possui alta concentração de proteínas e baixo teor de água em condições fisiológicas c) O processo de liquefação vítrea funciona como proteção para descolamentos do vítreo posterior d) É formado por hialócitos metabolicamente ativos (55) Com relação a ação dos músculos oculares externos é correto afirmar: a) Os músculos retos horizontais quando na posição primária do olhar realizam apenas movimentos horizontais b) O músculo reto superior possui ações secundárias de abdução e inciclodução c) O músculo oblíquo superior possui ação primária de supradução d) O músculo oblíquo inferior possui ação secundária de inciclodução 56) Com relação aos movimentos oculares, é correto afirmar: a) As duções são movimentos monoculares b) As versões são movimentos oculares conjugados, simultâneos e em direções opostas c) As vergências são movimentos disjuntivos, na mesma direção d) As versões devem ser testadas monocularmente 57) Com relação aos movimentos oculares conjugados, é correto afirmar: a) Os reflexos vestibulares são considerados ópticos b) Os movimentos suaves de perseguição independem da função foveal c) Os movimentos sacádicos são desencadeados de maneira voluntária ou reflexa d) O centro do olhar conjugado horizontal tem participação do núcleo do reto medial ipsilateral e do reto lateral contralateral e do fascículo longitudinal medial 58) A prega palpebral, importante parâmetro anatômico nas cirurgias da pálpebra superior, é formada pela: a) Disposição horizontal das fibras do músculo orbicular b) Proeminência formada pela borda superior do tarso c) Inserção subcutânea das fibras aponeuróticas do músculo levantador da pálpebra superior d) Aderência do septo orbitário à aponeurose do músculo levantador da pálpebra superior 59) O ligamento cantal lateral é um espessamento fibroso que: a) Divide a glândula lacrimal principal em dois lobos (palpebral e orbital) b) Sustenta o globo em sua posição dentro da órbita c) Prende os tarsos inferior e superior ao periósteo da parede lateral da órbita d) Prende o músculo reto lateral à parede lateral da órbita 60) Na fratura do assoalho da órbita tipo blowout pode ocorrer perda de: a) Sensibilidade de parte da arcada dentária superior e gengiva adjacente por comprometimento do nervo mandibular b) Motricidade dos músculos zigomático e bucinador por comprometimento do nervo infraorbital


268  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2009 c) Sensibilidade da região malar por comprometimento do nervo infraorbital d) Capacidade de elevação do globo por comprometimento do nervo infraorbital 61) O seio cavernoso apresenta em seu interior: a) Artéria oftálmica e os nervos óptico, troclear, abducente e olfatório b) Artéria oftálmica e os nervos oculomotor, troclear, abducente e divisões oftálmica e mandibular do trigêmeo c) Artéria carótida interna e os nervos óptico, troclear, abducente e trigêmeo d) Artéria carótida interna e os nervos oculomotor, troclear, abducente e divisões oftálmica e maxilar do trigêmeo 62) As fibras parassimpáticas fotomotoras do nervo oculomotor são irrigadas por: a) Plexo vascular da pia-máter b) Vasa nervorum do nervo oculomotor c) Artéria meníngea recorrente d) Artéria comunicante anterior 63) Os ossos que compõem a fossa do saco lacrimal delimitam quais seios paranasais? a) Etmoidal e frontal b) Etmoidal e esfenoidal c) Maxilar e esfenoidal d) Etmoidal e maxilar 64) Normalmente a córnea sem astigmatismo de uma pessoa emetrope possui: a) A área central mais curva que a periférica b) A área periférica mais curva que a central c) Curvatura homogênea em toda sua extensão d) Faces anterior e posterior com mesma curvatura 65) O estroma escleral: a) É mais espesso junto à inserção dos músculos e afinado perto do nervo óptico b) É avascular, recebendo nutrição dos vasos episclerais e da lamina fusca c) Na criança é mais rígida, sofrendo modificações na estrutura do colágeno que levam a maior elasticidade na vida adulta d) Possui fibras de colágeno mais uniformemente orientadas quando comparadas com as da córnea 66) O cristalino normal: a) Possui índice de refração igual ao do humor vítreo b) Recebe irrigação no equador por finos ramos das artérias ciliares anteriores c) Apresenta disposição radial de suas fibras nervosas d) Apresenta crescimento contínuo ao longo de toda vida 67) Com relação à íris: a) Os músculos pupilares encontram-se dispostos no estroma anterior b) É mais espessa na área do colarete e mais afinada na sua raiz


269  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2009 c) Sua coloração depende da quantidade de grânulos de melanina no epitélio pigmentado posterior d) O estroma é avascular e recebe nutrição pelos músculos pupilares e humor aquoso 68) Com relação ao corpo ciliar: a) O fenômeno da acomodação ocorre principalmente pela contração das fibras longitudinais parassimpáticas b) Na pars plana encontram-se os processos ciliares, responsáveis pela produção do humor aquoso c) As fibras musculares radiais são estriadas e aderem-se ao esporão escleral d) Seu estroma é nutrido pelas artérias ciliares posteriores longas 69) Podem ser considerados achados anatômicos normais na observação da ora serrata: a) Manchas de Elschnig b) Diálise temporal inferior c) Processos denteados nasais d) Degeneração em treliça 70) Com relação à retina: a) O umbo é uma elevação em torno da fovéola, mais evidente em pessoas jovens b) A fovéola é a área mais fina da retina composta basicamente por cones c) A fovéola é ricamente vascularizada d) A mácula, por ser rica em pigmentos de lipofucsina, apresenta coloração alaranjada 71) Durante cirurgia de estrabismo, devemos tomar cuidado com lesão da mácula quando estamos operando principalmente em qual dos seguintes músculos: a) Oblíquo superior b) Oblíquo inferior c) Reto lateral d) Reto inferior 72) Com relação à malha trabecular: a) A porção uveal apresenta baixa resistência à passagem do humor aquoso b) A porção uveal está mais próxima do canal de Schlemm que a corneoescleral c) A porção justacanalicular está intimamente relacionada com os canais coletores d) O canal de Schlemm abre-se diretamente nas veias episclerais 73) Com relação à anatomia do sistema lacrimal de drenagem: a) Os pontos lacrimais são discretamente voltados para fora b) A ampola lacrimal é a primeira porção dos canalículos e tem orientação verticalizada c) Os canalículos superior e inferior são frequentemente unidos em um canalículo comum, que se continua com o canal nasolacrimal d) É comum ocorrência de calázios adjacente ao ponto lacrimal por haver maior número de glândulas de Meibomius nesta localização


270  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2009 74) Com relação ao corpo vítreo normal: a) Os locais de maior aderência são a mácula e os vasos retinianos b) Apresenta um canal central composto por resquício embrionário da artéria hialóidea c) A hialoide (córtex do vítreo) é menos densa que o vítreo central d) Possui 60% de água em sua composição 75) Durante cirurgia de pálpebra superior, a exérese inadvertida de todo o lobo palpebral da glândula lacrimal poderia: a) Bloquear toda a secreção da glândula lacrimal principal, pois os ductos do lobo orbital atravessam o lobo palpebral b) Causar pequena redução na secreção de lágrima, pois o lobo palpebral é muito menor que o lobo orbital c) Causar grande redução na secreção de lágrima, pois o lobo palpebral é muito maior que o lobo orbital d) Causar necrose de toda a glândula lacrimal, pois a artéria lacrimal atravessa o lobo palpebral 76) A porção intraorbital do nervo óptico é envolta por: a) Pia-máter somente b) Pia-máter e aracnoide somente c) Aracnoide e dura-máter somente d) Pia-máter, aracnoide e dura-máter 77) A musculatura ocular externa tem origem: a) No mesoderma b) No neuroectoderma c) Na crista neural d) No ectoderma superficial 78) Durante o desenvolvimento intrauterino normal, o início da separação entre as pálpebras superior e inferior, para que ocorra a formação da fenda interpalpebral, ocorre: a) Entre a 10a e 15a semanas de gestação b) Depois da 33a semana de gestação c) Entre a 5a e 10a semanas de gestação d) Entre a 21a e 26a semanas de gestação 79) Qual das estruturas abaixo deriva do neuroectoderma? a) Cristalino b) Epitélio pigmentado da íris c) Musculatura ocular extrínseca d) Conjuntiva 80) Qual das estruturas abaixo é formada mais precocemente na embriogênese normal? a) Mácula b) Glândula lacrimal c) Vesícula óptica d) Cristalino


271  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2009 81) entre as estruturas da córnea, qual a última a se formar durante a embriogênese normal? a) Membrana de Bowman b) Membrana de Descemet c) Epitélio d) Endotélio 82) É correto afirmar: a) Receptores nicotínicos respondem à acetilcolina, mas receptores muscarínicos não b) Receptores muscarínicos estão presentes nas fibras da musculatura estriada c) Receptores nicotínicos estão presentes nas fibras da musculatura estriada d) Receptores muscarínicos respondem à acetilcolina, mas receptores nicotínicos, não 83) Com relação aos hipotensores betabloqueadores de uso ocular: a) Podem desencadear espasmo do músculo ciliar b) Podem provocar constrição pupilar c) Podem provocar bradicardia d) Podem induzir broncodilatação 84) Qual dos fármacos abaixo pode ser utilizado para estimular a secreção de fragmento de glândula salivar enxertada no fundo de saco conjuntival de paciente com olho seco grave? a) Atropina b) Tartarato de brimonidina c) Pilocarpina d) Análogo da prostaglandina 85) São efeitos colaterais dos hipotensores oculares análogos das prostaglandinas: a) Miopização transitória, despigmentação dos cílios e hiporreatividade pupilar b) Queda dos cílios, despigmentação da íris e estenose dos pontos lacrimais c) Ceratite filamentar, hipoestesia da córnea e conjuntivite papilar d) Hiperpigmentação da íris, crescimento dos cílios e hiperemia conjuntival 86) A utilização sistêmica do ácido folínico durante o tratamento da toxoplasmose tem o objetivo de: a) Aumentar a biodisponibilidade da sulfadiazina b) Potencializar a ação da piremetamina c) Prevenir o aparecimento de anemia megaloblástica d) Prevenir a hipopotassemia ocasionada pelo efeito diurético da sulfadiazina 87) Entre as complicações abaixo associadas à injeção intravítrea de triancinolona a mais frequente é: a) Oclusão de ramo da veia central da retina b) Endoftalmite c) Descolamento de coroide d) Hipertensão ocular


272  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2009 88) A regressão gradual na administração da dose dos esteroides quando utilizados sistemicamente tem por principal objetivo reduzir o risco de: a) Insuficiência da glândula adrenal b) Infecções oportunistas c) Oncogênese d) Fenômenos tromboembólicos 89) Bevacizumabe, ranibizumabe e pegatanibe são fármacos: a) Utilizados no tratamento da fase seca (ou atrófica) da degeneração macular relacionada à idade b) Que inibem a ação do fator de crescimento endotelial vascular c) Utilizados na terapia fotodinâmica de pacientes com degeneração macular relacionada à idade d) Utilizados preferencialmente por via endovenosa no tratamento da degeneração macular relacionada à idade 90) Com relação à protease t-PA (ativador tecidual do plasminogênio) utilizada pela via intracamerular no tratamento do hifema pós-traumático é correto afirmar: a) Trata-se de agente antiagregante plaquetário utilizado para reduzir o risco de novos sangramentos b) Trata-se de agente fibrinolítico cujo objetivo principal é auxiliar na lise do coágulo c) Converte o fibrinogênio em fibrina, imitando a cascata natural da coagulação d) Desencadeia reações cujo objetivo é inibir a ativação da enzima ciclo-oxigenase e desobstruir a malha trabecular 91) Qual a associação correta?: I – Macrolídeo com ação bactericida que pode ser utilizado sistemicamente em crianças II – Uso sistêmico por tempo prolongado pode desencadear colite pseudomembranosa III – Cistite hemorrágica é um dos seus efeitos colaterais mais característicos IV – Peptídio lipossolúvel que interfere na ação da interleucina-2, limitando a ativação de linfócitos TCD4 e TCD8 a) I – doxicilina, II – ciclofosfamida, III – tacrolimo, IV – mitomicina C b) I – estolato de eritromicina, II – doxiciclina, III – etambutol, IV – dapsona c) I – tetraciclina, II – estolato de eritromicina, III – azatioprina, IV – micofenolato de mofetila d) I – estearato de eritromicita, II – tetraciclina, III – ciclofosfamida, IV – ciclosporina 92) Qual dos antibióticos abaixo de uso tópico ocular apresenta melhor atividade contra Pseudomonas aeruginosa? a) Cefuroxima b) Vancomicina c) Cefazolina d) Ciprofloxacino


273  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2009 93) O volume máximo aproximado de medicamento que pode ser instilado no fundo de saco, sem ocorrer extravasamento do líquido, em um olho normal corresponde a: a) 0,54 mililitros b) 0,36 mililitros c) 0,18 mililitros d) 0,03 mililitros 94) Com relação ao antibiograma, é certo afirmar: a) Determina a suscetibilidade de uma bactéria a diversos antibióticos b) Deve ser realizado quando a cultura do material analisado não foi capaz de identificar a bactéria causadora da infecção c) Determina a metade da concentração mínima de um antibiótico capaz de impedir crescimento bacteriano d) A ausência de formação de halo de inibição ao redor dos discos com antibiótico significa que a infecção não é de natureza bacteriana 95) Paciente portador de glaucoma primário de ângulo aberto em uso regular de maleato de timolol a 0,5% por 2 anos. Após este período apresentou diminuição progressiva do efeito hipotensor deste medicamento. Qual conceito explica o fenômeno descrito? a) Resistência b) Anafilaxia c) Taquifilaxia d) Dependência


Prova Teórica II A – 2009

1) A membrana limitante interna é a camada da retina: a) De sustentação das células ganglionares b) Em íntimo contato com a coroide c) Em íntimo contato com a hialoide d) Que nutre os fotorreceptores 2) A oftalmoscopia binocular indireta pode ser realizada: a) Com a pupila em midríase e utilização de uma lente de 3 espelhos b) Independentemente da dilatação da pupila com uma lente de 90 dioptrias c) Com a pupila em midríase e utilizando-se de uma lente de 20 dioptrias d) Independentemente da dilatação da pupila e da utilização de lentes 3) O filtro utilizado no retinógrafo para realização de angiofluoresceinografia tem a função de: a) Evitar que a luz ambiente atrapalhe o resultado do exame b) Proteger o olho do examinador dos efeitos nocivos da luz refletida c) Bloquear a luz emitida pela fluoresceína impedindo que esta impressione o filme d) Permitir que a luz emitida pela fluoresceína estimulada impressione o filme 4) O exame de retinografia fluorescente com indocianina verde: a) É empregado principalmente para avaliação dos vasos da coroide b) É empregado principalmente para avaliação dos vasos da retina c) É menos utilizado que a angiofluoresceinografia porque sofre influência de alterações como exsudação lipídica e sangue d) Não permite a observação de alterações localizadas externamente ao epitélio pigmentado da retina

274


275  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 5) A ecografia se baseia na reflexão de ondas para construção das imagens. Dos exames abaixo, qual se utiliza de princípio semelhante? a) Retinografia fluorescente com indocianina verde b) Tomografia de coerência óptica c) Retinografia fluorescente com fluoresceína sódica d) Eletrorretinograma 6) Quanto aos descolamentos de retina, podemos afirmar: a) O tratamento do descolamento de retina seroso deve incluir a drenagem do líquido subretiniano b) O tratamento do descolamento de retina tracional da mácula deve incluir a cerclagem a 360 graus c) O tratamento do descolamento de retina regmatogênico deve incluir o bloqueio funcional da ruptura d) O tratamento do descolamento misto de retina tem ótimos resultados com a utilização da retinopexia pneumática 7) Um paciente tem daltonismo para o verde, desde o nascimento. Provavelmente: a) Todos os seus filhos do sexo masculino serão daltônicos b) Seu pai é daltônico c) Seu pai e sua mãe são portadores assintomáticos de cromossomos alterados d) Sua mãe tem um cromossomo alterado, mas é assintomática 8) O tratamento da coriorretinopatia central serosa: a) Não é necessário na maior parte dos casos b) Deve incluir corticoides sistêmicos em altas doses c) Deve-se realizar laser focal precocemente d) Deve incluir vitrectomia com triancinolona 9) Com relação à incidência da degeneração macular relacionada à idade: a) É menor em negros b) Varia pouco após os 65 anos de idade c) Não sofre influência do tabagismo d) O maior consumo de carotenoides é fator de risco 10) É indicação de injeção intravítrea de antiangiogênicos na degeneração macular relacionada à idade: a) Áreas extensas de atrofia geográfica b) Drusas duras c) Membrana neovascular sub-retiniana d) Áreas de hiperpigmentação focal do epitélio pigmentado da retina 11) As membranas neovasculares sub-retinianas: a) Não são observadas em jovens b) São exclusivas da degeneração macular relacionada à idade c) São muito comuns em diabéticos e hipertensos d) Podem aparecer na toxoplasmose, coroidite multifocal e fotocoagulação intensa


276  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 12) Em um paciente encaminhado por suspeita de edema do nervo óptico foi observada fluorescência da papila antes da injeção do contraste, com os filtros. O exame mais sensível para confirmar o diagnóstico é: a) Ecografia ocular b) Punção liquórica c) Ressonância magnética da região cervical d) Sorologia para sífilis 13) O descolamento de vítreo posterior: a) Ocorre em idades mais avançadas nos casos de uveíte e trauma b) Na maioria das pessoas é parte do processo de envelhecimento c) Apresenta fotopsia persistente como sintoma mais frequente d) Quando produz sintomas é chamado de sinérese vítrea 14) Com relação ao aparecimento de hemorragia vítrea bilateral, sem causa originada da retina aparente e acompanhado de cefaleia de grande intensidade é correto afirmar: a) Geralmente há aparecimento concomitante de hiposfagma b) Geralmente o quadro está relacionado com descolamento de vítreo posterior c) A avaliação neurológica é obrigatória d) Deve-se suspeitar de tumor atingindo quiasma óptico 15) Quanto à retinopatia diabética, podemos afirmar: a) Afeta mais de 90% dos pacientes com pelo menos 15 anos de doença b) As formas mais graves aparecem nos pacientes em uso de hipoglicemiantes orais c) A gravidade da doença independe da presença de hipertensão arterial crônica d) Há maior incidência da forma proliferativa da doença em míopes 16) Quanto ao diagnóstico da retinopatia diabética, pode-se afirmar: a) Exsudatos algodonosos se manifestam como áreas de hipofluorescência na angiofluoresceinografia b) O diagnóstico só pode ser confirmado pela angiofluoresceinografia c) O edema macular clinicamente significativo só é observado na retinopatia proliferativa d) As hemorragias em chama de vela são a manifestação mais precoce da doença 17) A mulher grávida com diagnóstico de diabetes deve ter seu primeiro exame de fundo de olho realizado: a) No primeiro mês após o parto b) Durante o primeiro trimestre c) Durante o segundo trimestre d) Durante o terceiro trimestre 18) Quanto à vitrectomia, podemos afirmar: a) Rotineiramente, são realizadas três esclerotomias: nasal superior, temporal superior e temporal inferior b) As esclerotomias são pequenas incisões localizadas entre 4 e 5 mm do limbo c) Os sistemas ópticos tipo “grande angular” são os utilizados preferencialmente em cirurgias maculares


277  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 d) O perfluorocarbono é indicado para o tratamento do descolamento de retina, sendo utilizado rotineiramente como substituto vítreo 19) O conceito da “melhor acuidade visual corrigida” apresenta como desvantagem em saúde pública: a) Mudar os valores de corte para considerar uma pessoa como portadora de cegueira b) Não levar em conta os erros refracionais não corrigidos c) Variar nas diversas regiões do mundo d) Ser pouco utilizada em trabalhos científicos 20) A degeneração macular relacionada à idade: a) Deve crescer no Brasil nos próximos anos b) É uma doença mais comum em países subdesenvolvidos c) Deve desaparecer com a utilização dos antiangiogênicos d) Mesmo nos países desenvolvidos não está entre as principais causas de cegueira 21) A importância do combate à cegueira infantil do ponto de vista de saúde pública está: a) No elevado número de casos deste tipo de cegueira (3ª causa de cegueira no mundo) b) Na eficácia da prevenção deste tipo de cegueira c) No baixo custo do tratamento deste tipo de cegueira d) No elevado número de anos de cegueira decorrentes destes casos 22) Ao decidir sobre um projeto de saúde pública, deve-se priorizar: a) As doenças sem tratamento conhecido e que afetam pessoas mais jovens b) As doenças mais raras e que exigem equipamento mais avançados c) O número de pessoas beneficiadas e o número de anos de cegueira evitáveis d) As doenças crônicas e de tratamento prolongado 23) Em casos de diplopia, para iniciar o raciocínio clínico deve-se determinar: a) Se o desvio entre as imagens é maior ou menor que 30 cm medido a 4 metros b) Se a diplopia ocorre com um ou com os dois olhos abertos c) Se a diplopia é horizontal ou vertical d) Se existe história familiar de estrabismo 24) A função da oclusão em casos de exotropia intermitente é: a) Suprimir o olho desviado b) Combater a ambliopia do adulto c) Fortalecer a musculatura do olho desviado d) Combater a supressão monocular, melhorando o estímulo fusional 25) O diagnóstico diferencial mais provável da perda visual por simulação ou histeria é: a) Desvio vertical dissociado b) Microtropia c) Presença de ângulo kappa d) Microftalmia


278  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 26) Paciente com diplopia corrigida com prismação nos seus óculos deseja ser submetido a cirurgia refrativa. A melhor conduta a seguir é: a) Indicar toxina botulínica simultânea à cirurgia refrativa b) Realizar a cirurgia refrativa, lembrando de descentrar a zona óptica c) Realizar a cirurgia refrativa sem descentração d) Contraindicar a cirurgia refrativa no momento 27) Qual é a causa mais provável de ambliopia bilateral entre as abaixo? a) Criança com anisometropia mista de 2 dioptrias b) Criança com miopia de –5,00 dioptrias nos dois olhos c) Criança com fixação cruzada d) Criança com hipermetropia de +8,00 dioptrias nos dois olhos 28) A posição viciosa de cabeça mais provável em um paciente com paralisia do 6º nervo craniano à direita é: a) Face inclinada para o ombro direito b) Face voltada para a esquerda c) Face voltada para a direita d) Face inclinada para o ombro esquerdo 29) São afecções que apresentam desvios oculares variáveis: a) Doença mista do tecido conjuntivo e síndrome de Duchene b) Avulsão muscular traumática e miosite c) Distrofia miotônica e síndrome de Brown d) Doença de Graves e miastenia grave 30) A prescrição de prismas tem como objetivo: a) Melhorar a visão estereoscópica na correspondência retiniana anômala b) Corrigir nistagmo sem posição de bloqueio c) Evitar diplopia nos extremos horizontais do olhar d) Evitar sintomas de heteroforias, principalmente verticais 31) A perda total da visão binocular ocorre na: a) Hemianopsia ipsilateral b) Hemianopsia homônima c) Hemianopsia bitemporal d) Quadrantopsias cruzadas 32) Paciente tem esotropia de 25 dioptrias prismáticas pelo teste de cobertura com prisma. No teste de Maddox foi identificado um ângulo de desvio de 15 dioptrias prismáticas. O provável diagnóstico é: a) Esotropia paralítica b) Esotropia acomodativa c) Correspondência retiniana anômala d) Ambliopia estrabísmica


279  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 33) Assinale a alternativa correta com relação a propedêutica motora do estrabismo: a) O teste de cobertura com prismas apresenta boa aplicabilidade em pacientes com ambliopia profunda b) O teste de Krimsky pode identificar se o paciente apresenta heteroforia c) O teste de 4 dioptrias prismáticas refina a mensuração de estrabismos com grande ângulo de desvio d) O teste de Hirschberg é utilizado para se estimar o desvio em crianças pequenas que colaboram pouco 34) Assinale a alternativa correta: a) A percepção de diplopia cruzada em uma endotropia é indicativo de correspondência retiniana anômala b) Qualquer ponto situado fora da linha do horóptero será percebido como duplo pelo sistema visual humano normal c) A área de Panum é mais estreita centralmente e se alarga na periferia d) A fusão não depende de diferenças do tamanho ou formato da imagem retiniana entre os dois olhos 35) Assinale a alternativa correta com relação às exotropias: a) O tratamento da insuficiência de convergência pode incluir tanto prismas de base temporal quanto prismas de base nasal b) A exotropia congênita tem prevalência semelhante a da esotropia congênita c) Exotropia consecutiva deve ser reparada o mais breve possível, visto que a recuperação espontânea raramente ocorre d) A maior parte dos casos de exotropia intermitente necessita de tratamento cirúrgico precoce 36) Qual o tipo de glaucoma mais prevalente em caucasianos? a) Glaucoma primário de ângulo estreito b) Glaucoma primário de ângulo aberto c) Glaucoma pseudoesfoliativo d) Glaucoma pigmentar 37) Em qual dos tipos de glaucoma abaixo a pressão intraocular pode estar elevada mesmo com o ângulo completamente aberto? a) Glaucoma neovascular b) Glaucoma por bloqueio pupilar c) Glaucoma maligno d) Glaucoma agudo por síndrome de íris em plateau 38) Qual dos tonômetros abaixo não entra em contato com os olhos do paciente durante a medida da pressão intraocular? a) Tonômetro de Pascal b) Tonômetro de Goldman c) Tonopen d) Ocular Response Analyser (ORA)


280  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 39) No glaucoma neovascular, qual a localização mais precoce dos neovasos da íris entre as abaixo? a) No estroma da íris b) Nas pseudocriptas c) Na borda pupilar d) No colarete 40) Qual dos achados abaixo indicou maior risco de conversão para glaucoma em pacientes hipertensos oculares de acordo com o ocular hypertension treatment study (OHTS). a) Disco óptico grande b) História familiar positiva para glaucoma c) Idade abaixo de 50 anos d) Córnea fina 41) Quanto ao uso de medicações antiglaucomatosas, assinale a correta: a) Os análogos de prostaglandina e prostamida costumam ter efeito aditivo na diminuição da pressão intraocular quando usados em conjunto b) Após instilar o colírio, piscar continuamente os olhos diminui os efeitos colaterais sistêmicos c) Para administrar colírios de glaucoma, expor o fundo de saco conjuntival inferior e instilar 2 gotas em cada olho d) Se houver coincidência de horários entre duas medicações, respeitar intervalo de 5 a 10 minutos entre as instilações 42) A perda localizada na camada de fibras nervosas observável à fundoscopia, que se estende da cabeça do nervo óptico em direção à região perimacular ou temporal à mácula, é chamada: a) Notch b) Atrofia zona beta c) Atrofia zona alfa d) Sinal de Hoyt 43) Cite uma vantagem da iridotomia realizada com laser de argônio em relação à realizada com laser de Nd:YAG: a) Menor probabilidade de sangramento b) Menor energia aplicada c) Menor probabilidade de fechamento tardio d) Menor reação inflamatória da íris 44) Qual das alternativas melhor explica o conceito de “pressão-alvo”? a) Pressão intraocular abaixo de 21 mmHg b) Pressão intraocular com média de 12 mmHg c) Pressão intraocular que impede a progressão do glaucoma d) Pressão intraocular mais baixa possível com a medicação máxima


281  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 45) Qual dos valores abaixo se aproxima do diâmetro da cabeça do disco óptico humano? a) 3,5 mm b) 2,5 mm c) 1,5 mm d) 0,5 mm 46) Paciente com 65 anos de idade, hígido, com defeito de campo visual e de nervo óptico compatíveis com glaucoma. A tonometria (sem uso de medicação hipotensora) é de 23 mmHg em ambos os olhos e o paciente apresenta depósito de pigmentos no endotélio da córnea. Qual das hipóteses abaixo seria a mais provável? a) Glaucoma de pressão normal b) Atrofia essencial de íris c) Glaucoma neovascular d) Síndrome da pseudoesfoliação 47) Assinale a alternativa correta sobre o glaucoma congênito. a) É uma doença tipicamente bilateral b) Ocorre em aproximadamente 1 a cada 500 nascimentos c) Um dos sinais indicativos é a córnea com diâmetro horizontal de 10,0 mm em uma criança de 1 ano d) Estrias formadas por rupturas na membrana de Descemet, orientadas verticalmente são encontradas na maioria dos pacientes diagnosticados com glaucoma ao nascimento 48) Um paciente apresenta glaucoma bilateral com proeminência da linha de Schwalbe, adesões iridocorneais no ângulo da câmara anterior, atrofias no estroma da íris com corectopia e formação de pseudopupila. O pai do paciente apresenta quadro semelhante. Qual a hipótese mais provável? a) Síndrome de Coogan-Reese b) Síndrome de Peters c) Atrofia essencial de íris d) Síndrome de Axenfeld-Rieger 49) O glaucoma secundário à obstrução temporária do trabeculado por macrófagos que fagocitaram fragmentos de hemácias é chamado: a) Glaucoma hemosiderótico b) Glaucoma de células fantasmas c) Glaucoma hemolítico d) Síndrome de Wolf-Zimmermann 50) Assinale a alternativa correta sobre a síndrome de dispersão pigmentar e o glaucoma pigmentar: a) A trabeculoplastia a laser é uma boa opção, mas tende a funcionar mal no início, e seu efeito hipotensor aumenta com o passar dos anos b) A maioria dos pacientes com síndrome de dispersão pigmentar desenvolve glaucoma pigmentar


282  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 c) Acontece apenas em pacientes com íris verde, marrons ou pretas, pois nas azuis não há pigmentos d) A gravidade do glaucoma pigmentar tende a diminuir com o passar dos anos 51) Qual das distrofias da córnea abaixo relacionadas está classicamente associada ao glaucoma? a) Distrofia tipo lattice. b) Distrofia da membrana basal c) Distrofia polimorfa posterior d) Distrofia granular 52) Sobre a neurofibromatose, assinale a alternativa correta: a) Quando os nódulos de Lisch estão presentes a prevalência de glaucoma é menos comum b) O glaucoma é mais frequente na neurofibromatose periférica (doença de von Recklinghausen) que na central c) Os neurofibromas podem invadir o corpo ciliar e a íris, mas não o tecido trabecular d) O glaucoma é raro e quando ocorre é exclusivo do adulto 53) Qual mecanismo causador de glaucoma é mais comumente associado ao retinoblastoma? a) Glaucoma neovascular b) Glaucoma por bloqueio pupilar c) Glaucoma crônico de ângulo aberto d) Glaucoma maligno 54) Quanto ao uso de lentes de contato podemos afirmar que: a) A principal causa de edema de córnea é a hipóxia b) Há contraindicação para pacientes com defeito epitelial recorrente c) Ceratite por Acantamoeba constitui a infecção mais frequente nos pacientes usuários de lentes de contato d) As lentes gelatinosas não devem ser utilizadas por portadores de astigmatismo 55) Na tabela de Snellen, a notação decimal correspondente a uma acuidade visual de 6/12 é: a) 0,30 b) 0,40 c) 0,50 d) 0,60 56) Reduzindo-se a distância entre o paciente da questão anterior e a tabela para 3 metros, qual seria o valor da medida decimal? a) 0,25 b) 0,40 c) 0,60 d) 1,00


283  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 57) Quando um paciente apresenta um meridiano míope e outro hipermetrope no mesmo olho, dizemos que ele possui: a) Astigmatismo miópico composto b) Astigmatismo misto c) Astigmatismo hipermetrópico composto d) Astigmatismo irregular 58) Assinale a alternativa correta: a) A presbiopia tende a ser mais tardia nas regiões mais quentes próximas ao equador b) Quando a tolerância acomodativa for nula deve-se miopizar o paciente c) A hipermetropia facultativa deve ser corrigida obrigatoriamente com lentes d) A amplitude de acomodação começa a diminuir por volta dos 30 anos de idade 59) Qual é a transposição de dois cilindros (–1,00 cil x 150 graus e +2,00 cil x 60 graus) em uma lente esferocilíndrica? a) –1,00 +2,00 x 60 graus b) +2,00 –3,00 x 150 graus c) +2,00 –1,00 x 60 graus d) –1,00 +3,00 x 150 graus 60) Sobre a ambliopia é correto afirmar: a) Amblíopes têm mais dificuldade em reconhecer letras em conjunto que optótipos isolados b) A penalização do olho amblíope é indicada para o tratamento de ambliopias não muito profundas c) Acuidade visual pior que 6/6 antes dos 4 anos de idade define o conceito de ambliopia d) O paciente amblíope frequentemente queixa-se de diplopia com pequenos desvios no olho de pior acuidade visual 61) Qual das ametropias representadas abaixo pertencem a um paciente com diferença igual a 1 D no equivalente esférico de ambos os olhos? a) OD: –1,00 –2,50 x 180 graus OE: –1,00 –0,50 x 90 graus b) OD: +2,00 –2,00 x 180 graus OE: +1,00 –0,75 x 90 graus c) OD: +3,00 –2,00 x 180 graus OE: +2,00 –1,00 x 90 graus d) OD: –3,00 –2,00 x 180 graus OE: –1,00 –2,00 x 90 graus 62) Um paciente tem amplitude de acomodação de 5 dioptrias e ponto próximo a 20 cm quando está usando óculos. Sem os óculos seu ponto próximo está a 1m. Qual a ametropia deste paciente? a) –5 D b) –1 D c) +2 D d) +4 D


284  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 63) Qual tipo de bifocal, dos abaixo, apresenta a menor distância entre os centros ópticos da lente de base e da lente de adição? a) Balux b) Ultex c) Panoptik d) Kryptok 64) Quando o eixo positivo do cilindro cruzado coincide com o eixo da lente cilíndrica do refrator, estamos testando: a) Poder do astigmatismo b) Eixo do astigmatismo c) Poder do componente esférico d) Poder ou eixo do astigmatismo 65) A quantidade de acomodação utilizada sem desconforto corresponde a: a) Astenopia b) Tolerância acomodativa c) Presbiopia d) Amplitude de acomodação 66) Qual dos materiais abaixo apresenta mais aberração cromática (menor índice Abbe) quando utilizados na confecção de óculos? a) Resinas CR-39 b) Vidro Crown c) Policarbonato d) Cristal 67) Criança de 4 meses com suspeita de ambliopia unilateral. Entre os métodos abaixo, qual o melhor para medir e acompanhar a acuidade visual neste caso? a) Teste de oclusão monocular b) Tabela de optótipos de figuras c) Teste dos cartões de acuidade de Teller d) Teste de reação ao reflexo luminoso 68) Assinale a alternativa correta: a) Crianças com anisometropia hipermetrópica menor que +1,00 dioptria desenvolvem uma forte tendência ao estrabismo divergente b) Cada dioptria de anisometropia axial corrigida com óculos induz aniseiconia de 2,5% c) O paciente geralmente consegue tolerar aniseiconia de até 4% d) A anisometropia de índice é melhor corrigida com óculos 69) Assinale a melhor alternativa: a) O teste de cilindro cruzado de Jackson é útil para identificar pequenos desvios horizontais b) No teste bicromático, o foco da luz verde encontra-se mais próximo do cristalino comparado com o foco da luz vermelha


285  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 c) No teste do dial, quando o paciente relata ver todas as linhas nítidas, a hipótese diagnóstica é de astigmatismo do cristalino d) O teste do balanceamento refratométrico é desnecessário se for realizada refratometria dinâmica 70) Assinale a alternativa correta com relação às ametropias na infância: a) O astigmatismo contra a regra é mais comum nos adultos jovens que nas crianças b) Crianças prematuras tendem a desenvolver mais hipermetropia que crianças a termo c) Na anisometropia da infância, recomenda-se correção apenas na presença de ambliopia d) Observa-se maior incidência da miopia na idade escolar com aumento progressivo nos primeiros anos 71) Qual dos sinais e sintomas abaixo faz parte do quadro clínico da síndrome de hipertensão intracraniana? a) Aumento da pressão intraocular b) Papilite c) Dor à movimentação ocular d) Diplopia 72) Qual dos exames abaixo é o mais útil no diagnóstico de drusas de nervo óptico? a) Retinografia com indocianina verde b) Exame de imagem por ressonância magnética de órbita c) Campo visual d) Tomografia computadorizada da órbita 73) São características da neuropatia óptica traumática associada a perda visual grave: a) A maioria dos casos apresenta recuperação visual completa após o uso de corticoides sistêmicos b) Palidez da cabeça do nervo óptico no dia seguinte ao trauma c) Defeito pupilar aferente no olho do trauma d) Preservação da camada de fibras nervosas da retina peripapilar nas fases mais tardias após o trauma 74). Na neuropatia óptica isquêmica arterítica, é correto afirmar: a) Dor à movimentação ocular é um achado frequente b) Apresenta pobre resposta ao uso de corticoesteroides sistêmicos c) A idade de acometimento é ao redor de 70 a 80 anos d) O acometimento do segundo olho ocorre em menos de 10% dos casos 75) Na oftalmoplegia internuclear, ocorre deficiência do olhar em: a) Adução b) Abdução c) Supradução d) Infradução 76) Anisocoria que se acentua no escuro ocorre em qual das situações abaixo? a) Pupila tônica de Adie


286  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 b) Síndrome de Horner c) Paralisia de nervo oculomotor d) Rotura traumática do esfíncter de íris 77) Qual dos sinais e sintomas abaixo é mais característico nos pacientes com esclerose múltipla? a) Claudicação de mandíbula b) Embaçamento visual associado ao aumento da temperatura corpórea c) Parestesia no couro cabeludo d) Papiledema 78) Déficit visual, diminuição do número de fibras nervosas da retina, área do disco óptico reduzida, sinal do ‘’duplo anel’’ e tortuosidade vascular são características de qual afecção abaixo? a) Síndrome de Morning Glory b) Coloboma de nervo óptico c) Drusas de papila d) Hipoplasia do nervo óptico 79) Em qual das afecções abaixo tipicamente ocorre ptose palpebral com envolvimento pupilar? a) Distrofia miotônica b) Miastenia grave c) Ptose congênita d) Síndrome de Horner 80) Com relação ao nevo de conjuntiva é correto afirmar: a) Nos caucasianos os nevos amelanóticos são mais frequentes do que os melanóticos b) Geralmente são lesões múltiplas e mais frequentemente localizadas no fórnice inferior c) Cistos são frequentes no seu interior d) Sempre estão presentes ao nascimento e tendem a aumentar de tamanho após a puberdade 81) Com relação à melanose primária adquirida é correto afirmar: a) O aparecimento é mais frequente após a quinta década de vida b) É mais comum em negros que em brancos c) Não há risco de transformação maligna d) Ocorre pigmentação epiescleral unilateral, com hiperpigmentação da pele ao redor do olho comprometido 82) É correto afirmar com relação ao carcinoma espinocelular da conjuntiva: a) A mitomicina C e o 5-fluorouracil estão contraindicados no tratamento adjuvante à cirurgia pelo risco de estenose das vias lacrimais b) As metástases são comuns c) É frequente no paciente com xeroderma pigmentoso d) Quando há invasão dos fórnices e da órbita, a evisceração deverá ser realizada


287  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 83) Qual das características abaixo indica mau prognóstico no retinoblastoma? a) Focos tumorais confinados na retina com 3 mm de diâmetro b) Descolamento seroso da retina c) Sementes vítreas d) Invasão orbitária 84) A perda de campo visual nos pacientes com compressão quiasmática pelo craniofaringioma é, tipicamente, nas fases iniciais: a) Bitemporal inferior b) Bitemporal superior c) Binasal inferior d) Binasal superior 85) Quais das características ultrassonográficas abaixo são mais sugestivas de melanoma de coroide? a) Sementes vítreas difusas b) Tumor sólido intraocular com formato de cogumelo invadindo o espaço sub-retiniano c) Lesão de coroide difusa com descolamento regmatogênico de retina d) Lesão hiperrefletiva hiperecogênica com pico acústico alto na ecografia modo A e com densidade semelhante a de tecidos ósseos 86) Qual das opções terapêuticas abaixo deve ser evitada como primeira escolha no tratamento de carcinoma metastático de coroide do tipo focal? a) Radioterapia de feixe externo b) Termoterapia transpupilar c) Enucleação d) Braquiterapia 87) O tempo médio para o surgimento de retinopatia actínica após conclusão de tratamento radioterápico ocular é: a) 12 semanas b) 24 semanas c) 36 semanas d) 2 anos e meio 88) Qual das condições abaixo pode causar proptose na infância com períodos de piora e melhora: a) Linfangioma b) Hemangioma cavernoso c) Glioma de nervo óptico d) Neurofibroma 89) Qual a conduta mais adequada ante um paciente com quadro de abscesso subperiosteal e compressão do nervo óptico seguida de rápida perda visual? a) Antibioticoterapia venosa de largo espectro para bactérias Gram-negativas e positivas b) Drenagem cirúrgica de urgência associada a antibioticoterapia venosa de largo espectro para bactérias Gram-negativas e positivas


288  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 c) Antibioticoterapia venosa de largo espectro para bactérias Gram-negativas e positivas associada a injeção retrobulbar de antibiótico d) Antibioticoterapia venosa de largo espectro para bactérias Gram-negativas e positivas, aguardar 72 horas e, se não houver melhora, descompressão e drenagem cirúrgica 90) Com relação a inflamação idiopática da órbita (“pseudotumor orbitário”), é correto afirmar: a) Caracteristicamente apresenta oftalmoplegia completa e ausência de dor b) Quando a lesão está confinada ao seio cavernoso, apresenta perda visual grave sem comprometimento da motilidade ocular extrínseca c) Apresenta boa resposta ao uso de corticoides sistêmicos d) O exame de imagem por ressonância magnética é superior a tomografia computadorizada de órbita no diagnóstico, permitindo na maioria dos casos a identificação do agente causal 91) São características da miosite orbitária: a) Dor à movimentação ocular, diplopia e retração palpebral b) Retração palpebral, diplopia e ausência de dor ocular c) Proptose, edema palpebral e retração palpebral d) Dor à movimentação ocular, diplopia e hiperemia conjuntival 92) De acordo com a classificação anatômica das uveítes, é correto afirmar: a) Na uveíte posterior, o sítio primário da inflamação é a retina e a base do vítreo b) Na uveíte intermediária, há acometimento da pars plana e da base do vítreo c) Na uveíte anterior, o sítio primário da inflamação é a íris, o corpo ciliar e o cristalino d) A inflamação da pars plana, quando associada à ciclite posterior, é denominada uveíte posterior 93) Com relação aos precipitados ceráticos, é correto afirmar: a) Precipitados ceráticos grandes, semelhantes a gotas de cera, são característicos das iridociclites não granulomatosas b) Têm localização predominantemente inferior como resultado das correntes de convecção do humor aquoso c) Os precipitados ceráticos são formados predominatemente por leucócitos polimorfonucleares d) Na iridociclite granulomatosa ocorre deposição de células inflamatórias no endotélio e na membrana de Descemet 94) É causa de iridociclite anterior com HLA-B51 positivo: a) Doença de Behçet b) Artrite reumatoide c) Ciclite heterocrômica de Fuchs d) Lúpus eritematoso sistêmico 95) Qual é a manifestação ocular mais comum na síndrome de Reiter? a) Conjuntivite b) Iridocilite


289  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 c) Pars planite d) Uveíte posterior 96) Com relação a artrite reumatoide juvenil, é correto afirmar: a) A forma de início sistêmico é a que apresenta maior morbidade ocular b) A forma de início oligoarticular é dividida em dois subtipos: com fator reumatoide negativo e positivo c) A iridociclite anterior é mais comum na forma de início oligoarticular d) A forma de início poliarticular com presença de iridociclite anterior apresenta 95% de positividade para o fator antinuclear 97) Com relação à escleromalácia perforans, é correto afirmar: a) É mais comum entre os homens b) A dor ocular é uma manifestação marcante c) É uma manifestação que ocorre quase exclusivamente nos pacientes com artrite reumatoide d) A manifestação mais frequente é unilateral 98) Quais são os exames mais úteis no diagnóstico da principal causa de baixa visual em pacientes com uveíte intermediária? a) Biomicroscopia do cristalino e PAM (potencial de acuidade visual máximo) b) Ecografia modo A/B c) Angiografia por indocianina verde e tomografia de coerência óptica d) Angiografia fluoresceínica e tomografia de coerência óptica 99) A endoftalmite por toxocaríase ocular e diagnóstico diferencial importante em qual das afecções abaixo? a) Melanoma b) Retinoblastoma c) Tumor metastático d) Hemangioma de coroide 100) Em quais das afecções abaixo o gato participa do ciclo da doença? a) Doença de Lyme e toxoplasmose b) Toxoplasmose e toxocaríase c) Toxocaríase e neurorretinite subaguda difusa unilateral d) Toxoplasmose e neurorretinite por Bartonella hanselae 101) É característica da síndrome de necrose progressiva da retina externa (PORN): a) Ocorrência em pacientes com AIDS b) Presença de necrose de retina com vitreíte c) Presença de necrose de retina central com preservação da periferia d) Boa resposta ao uso de aciclovir sistêmico


290  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 102) Com relação às manifestações oculares na síndrome de recuperação imune, é correto afirmar: a) Apresenta bom prognóstico visual na presença de retinite por citomegalovírus (CMV) prévia b) É uma manifestação comum em pacientes HIV positivos que não receberam tratamento antirretroviral (esquema HAART) c) Está formalmente contraindicado o uso de corticoides perioculares d) Apresenta vitreíte intensa 103) Mulher de 30 anos de idade apresentou baixa visual unilateral associada a escotomas centrais, fotopsias, precedidas de quadro gripal. Ao exame não apresentava reação de câmara anterior. À fundoscopia apresentava pontos de coroidite, mal definidos no polo posterior até retina periférica com aspecto granular na fóvea. Houve melhora dos sinais e sintomas uma semana depois, mesmo sem tratamento. Com relação a este caso, o diagnóstico mais provável é: a) Síndrome dos pontos brancos múltiplos evanescentes (MWEDS) b) Coriorretinopatia Birdshot c) Coroidite multifocal d) Coroidite serpiginosa 104) Qual é a manifestação oftalmológica mais frequente na sarcoidose? a) Uveíte posterior b) Iridociclite anterior c) Granuloma de retina d) Infiltração da glândula lacrimal 105) Qual dos antibióticos abaixo apresenta espectro mais específico contra bactérias Grampositivas? a) Gentamicina b) Ceftazidima c) Ciprofloxacino d) Vancomicina 106) Qual dos fatores abaixo é considerado de risco para o desenvolvimento do pterígio? a) Dieta pobre em vitaminas D e K b) Exposição à radiação ultravioleta c) Prurido ocular d) Hipercolesteronemia 107) A pesquisa da sensibilidade in vitro aos antimicrobianos no material obtido do raspado da córnea de um paciente com suspeita de úlcera infecciosa: a) É método útil quando não foi possível isolar nas culturas o agente causador da infecção b) É necessária para determinar o provável número de colônias presentes na úlcera de córnea c) Não deve ser realizada para bactérias anaeróbias d) Utiliza o método da difusão em ágar, através da mensuração do diâmetro do halo de inibição


291  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 108) Qual das situações abaixo apresenta maior risco de rejeição em um transplante de córnea? a) Paciente que foi submetido a transplante lamelar de córnea b) Paciente que apresentou ectasia após cirurgia refrativa c) Paciente que recebeu córnea doada com menos de 1.500 células endoteliais/mm2 d) Paciente candidato a transplante de córnea e que apresenta 180º de vascularização profunda no leito receptor 109) Com relação às manifestações clínicas do herpes-zóster oftálmico é correto afirmar: a) Esclerite e ceratite intersticial são as manifestações oculares mais frequentes b) A recorrência da infecção é rara c) A úlcera neurotrófica quando presente, costuma apresentar resolução espontânea e bom prognóstico d) O aciclovir, quando utilizado como tratamento, deve ser prescrito na dose 800 mg/dia, durante 10 dias 110) São características clínicas da ceratoconjuntivite primaveril: a) Maior frequência em mulheres, associação frequente com rinite e sinusite e exacerbação dos sintomas durante o clima frio b) Maior frequência em crianças, do sexo masculino e redução da intensidade dos sintomas com o envelhecimento c) Incidência semelhante em ambos os sexos, mais frequente nas regiões de polinização e exacerbação dos sintomas com o envelhecimento d) Maior frequência em mulheres, entre a terceira e quarta décadas de vida e associação frequente com dermatite atópica 111) Qual das manifestações abaixo está associada de forma característica à rosácea ocular? a) Meibomite b) Dacriocistite c) Coriorretinite d) Uveíte 112) Com relação ao colírio de soro autólogo no tratamento da ceratoconjuntivite seca grave, é correto afirmar: a) Geralmente preparado com adição de conservantes que reduzem a incidência de contaminação do frasco e de seu conteúdo b) Embora apresente elevada antigenicidade, sua constituição bioquímica favorece a lubrificação ocular e a redução da sintomatologia c) Sua utilização está contraindicada nos casos de olho seco secundários a doenças imunológicas d) Apresenta na sua constituição fatores de crescimento, vitaminas e fibronectina


292  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 113) Qual das córneas doadas pelos pacientes abaixo e analisadas após a captação deverá ser selecionada para um transplante penetrante com finalidade óptica em um paciente de 31 anos e portador de ceratocone? a) Paciente de 29 anos de idade, submetido a LASIK, sem defeito epitelial, edema estromal 2+/4, ausência de gutatta, 2.400 células endoteliais/mm2 b) Paciente de 58 anos de idade, epitélio íntegro, edema estromal 2+/4, ausência de gutatta, 1.200 células endoteliais/mm2 c) Paciente de 68 anos de idade, defeito epitelial central de 2,2 x 2,4 mm, edema estromal 1+/4, ausência de gutatta, 3.200 células endoteliais/mm2 d) Paciente de 56 anos de idade, halo senil, defeito epitelial 1,8 x 3,1 mm, edema estromal 2+/4, gutatta 3+/4, 1.900 células endoteliais/mm2 114) Quais os agentes mais frequentes causadores das ceratites por fungos filamentosos e leveduriformes, respectivamente? a) Candida e Aspergillus b) Fusarium e Candida c) Penicillium e Fusarium d) Aspergilus e Penicillium 115) Qual dos exames abaixo é o mais utilizado na prática diária para o diagnóstico laboratorial de tracoma? a) Imunofluorescência direta do raspado conjuntival b). Microscopia confocal da córnea e conjuntiva c) Biópsia da conjuntiva 116) Com relação aos princípios utilizados na interpretação da videoceratoscopia de córnea, é correto afirmar: a) Córneas que apresentam o meridiano horizontal mais curvo do que o vertical representam o tipo mais frequente de astigmatismo b) A curvatura de uma córnea normal é menos acentuada no centro do que na sua periferia c) Córneas que apresentam astigmatismos irregulares e assimétricos não podem ser estudadas por esse método d) Quanto menor a distância entre os anéis refletidos sobre a superfície da córnea, maior a sua curvatura nesta região 117) A erosão recorrente do epitélio da córnea secundária à distrofia microcística tem como características: a) Ruptura das fibrilas de colágeno que promovem adesão da membrana basal à camada de Bowman sem alteração dos hemidesmossomas b) Depósito de glicosaminoglicanos na membrana de Bowman com seu afastamento da membrana basal do epitélio c) Defeito na adesão do epitélio à sua membrana basal e redução do número de hemidesmossomos d) Depósitos que coram pela tintura vermelho-congo na porção superficial e média do estroma da córnea


293  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 118) Qual o principal diagnóstico diferencial da ceratite superficial de Thygeson entre os abaixo, em função do seu aspecto observado pela biomicroscopia? a) Infiltrados subepiteliais após ceratoconjuntivite adenoviral b) Distrofia de Reis-Bükcler c) Degeneração em “couro de crocodilo” (Shagreen) d) Ceratite intersticial sifilítica 119) Qual dos medicamentos utilizados no tratamento da ceratite por Acanthamoeba apresenta ação cisticida? a) Clorexidina b) Neomicina c) Isotionato de propamidina d) Hexamudina 120) Qual cuidado deve ser observado em um paciente com deficiência límbica total e que recebeu a doação de um anel corneoescleral completo contendo o limbo de um doador cadáver? a) Há necessidade de imunossupressão sistêmica em função da antigenicidade do tecido doado b) O paciente necessita de altas doses sistêmicas de derivados do ácido ascórbico durante as primeiras semanas do transplante c) Esteroides tópicos não devem ser prescritos nas primeiras semanas após a cirurgia a fim de favorecer a adesão do limbo recebido d) A contagem de linfócitos séricos deve ser semanal a fim de se detectar precocemente uma possível rejeição 121) São características da distrofia endotelial hereditária congênita na forma recessiva (CHED): a) Opacidades de córnea presentes ao nascimento, geralmente associadas ao microftalmo e à hipoplasia macular b) Raramente acompanhada de nistagmo, apresenta opacidades periféricas, tênues porém progressivas e com bom prognóstico para o transplante penetrante de córnea c) Opacidades da córnea surgem geralmente entre o segundo e terceiro anos de vida, progridem lentamente e os portadores raramente necessitarão de transplante penetrante de córnea d) Opacidades densas da córnea presentes ao nascimento ou após poucas semanas, geralmente acompanhadas de nistagmo 122) Com relação à opacidade congênita da córnea causada pela anomalia de Peters é correto afirmar: a) Unilateral na maioria dos casos b) Trata-se de disgenesia do segmento anterior, com alterações na proliferação e migração de células da crista neural c) A associação com glaucoma é rara e ocorre em menos de 10% dos pacientes d) Endotélio da córnea e cristalino não são afetados na maioria dos casos


294  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 123) Um paciente apresenta na refração estática +6,00 DE em ambos os olhos e pretende utilizar lentes de contato. Com relação aos óculos, o grau da sua lente de contato será: a) Idêntico b) Menor c) Maior d) Não é possível determinar a graduação da lente sem a realização da topografia de córnea 124) São vantagens do uso das lentes de contato rígidas gás-permeáveis em relação às hidrofílicas: a) Maior permeabilidade ao oxigênio e diâmetros maiores b) Melhor qualidade de visão nos astigmatismos de origem na córnea e maior durabilidade c) Menos reações alérgicas e tóxicas e não necessitam de limpeza e assepsia d) Melhores resultados no paciente com nistagmo e mais apropriadas para atletas 125) Com relação às lentes de contato Sopper utilizadas nos casos de ceratocones é correto afirmar: a) São lentes bicurvas na face posterior, com a curvatura central mais acentuada e a periférica mais plana b) São lentes gelatinosas que proporcionam maior conforto a esses pacientes c) São lentes rígidas bicurvas na sua face anterior e com uma curva única de 45 dioptrias na face posterior d) São lentes gelatinosas, fabricadas com material de alto dK e indicadas no tratamento da “síndrome das 3 e 9 horas” 126) Um paciente apresenta no olho esquerdo a seguinte ametropia: –2,50 –1,75 x 120 graus. Durante o teste com lente de contato gelatinosa tórica, verificou-se que a marcação da lente, localizada inferiormente (às 6 horas). Realizava uma rotação em sentido anti-horário de 25 graus logo após o ato de piscar. O eixo do astigmatismo definitivo da lente que será encomendada deverá: a) Ser de 95 graus b) Ser de 115 graus c) Permanecer em 120 graus d) Ser de 145 graus 127) Com relação à obstrução congênita das vias lacrimais, é correto afirmar: a) A massagem na região do saco lacrimal para desobstrução da via excretora é mais eficaz se realizada após o sexto mês de vida b) A taxa de sucesso com a sondagem das vias lacrimais não sofre influência da idade no momento da realização do procedimento c) A maior parte das crianças não necessitará de dacriocistorrinostomia externa d) A obstrução do canalículo comum é o local mais frequentemente comprometido 128) Os agentes mais frequentemente associados à dacriocistite aguda no adulto e na criança são: a) Estafilococos e pneumococos no adulto e Haemophilus influenzae na criança b) Actinomyces israeli no adulto e estafilococos e pneumococos na criança


295  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 c) Estafilococos e pneumococos no adulto e Actinomyces israeli na criança d) Actinomyces israeli no adulto e Moraxella na criança 129) Qual dos pacientes abaixo tem maior probabilidade de apresentar resultado normal no teste de Schirmer tipo I e instabilidade do filme lacrimal? a) Síndrome de Sjögren b) Paralisia facial periférica de Bell c) Síndrome de Stevens-Johnson d) Agenesia das glândulas lacrimais principais 130) Qual das opções abaixo mais contribui para evitar a opacidade de cápsula posterior após cirurgia de catarata? a) Implantar lentes de polimetilmetacrilato (PMMA) b) Implantar lentes acomodativas com alças de superfície ampla c) Implantar lentes com borda posterior quadrada que impede migração de células na cápsula d) Confeccionar capsulorrexe com raio aproximadamente 1 mm maior que o corpo óptico da lente 131) Sobre um paciente com glaucoma controlado que foi tratado cirurgicamente com trabeculectomia e que desenvolve catarata, podemos afirmar que: a) Cirurgia de catarata com intervalo menor que 1 mês após a trabeculectomia confere maior risco de falência da cirurgia antiglaucomatosa, quando comparado à cirurgia realizada após 6 meses b) Apresenta melhor resultado do controle pressórico a longo prazo com facectomia extracapsular em comparação com a facoemulsificação c) O material viscoelástico não deve ser completamente removido no final da cirurgia para evitar colapso da bolha filtrante d) O uso de mitomicina C 0,02% intracameral durante cirurgia de catarata está associada a maior sobrevida da cirurgia filtrante 132) Durante a facoemulsificação, a utilização de adrenalina intracameral, esfincterotomias múltiplas e colocação de material viscoelástico de alto peso molecular são recursos que ajudam nos casos de: a) Iridodiálise intraoperatória b) Pupila pequena c) Rotura de cápsula posterior com perda vítrea d) Desinserção zonular maior que 90 graus 133) Com relação às anomalias congênitas do cristalino, podemos afirmar: a) O coloboma se localiza mais frequentemente na região superior b) O lentecone anterior é geralmente unilateral, acomete mais o sexo feminino e pode estar associado à síndrome de Fanconi c) Na microesferofacia o cristalino está deslocado para região temporal superior e a pupila ovalada desloca-se em sentido oposto d) A catarata sutural é a opacificação das suturas em Y do núcleo fetal e raramente compromete a visão


296  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 134) A respeito das substâncias viscoelásticas, podemos afirmar: a) Agentes dispersivos de pequena cadeia molecular são facilmente filtrados pelo trabeculado e não necessitam ser aspirados da câmara anterior no fim da cirurgia b) A metilcelulose protege tecidos intraoculares devido a sua alta tensão superficial e grande ângulo de contato c) Os compostos dispersivos são de mais fácil remoção da câmara anterior quando comparados aos coesivos d) Compostos coesivos empurram o diafragma iridocristaliniano contrapondo-se à pressão vítrea, diminuindo a tendência de acidente durante a capsulorrexe 135) Assinale a alternativa correta com relação às lentes intraoculares utilizadas na cirurgia de facoemulsificação: a) Lentes acomodativas de zona óptica única alcançam um deslocamento anteroposterior de 2 mm fornecendo até 2,5 dioptrias de amplitude de acomodação b) Lentes de silicone são ideais para pacientes com óleo de silicone na câmara vítrea c) Lentes bifocais apresentam melhores resultados quando adaptadas em olhos com astigmatismo inferior a 1,0 dioptria e refração-alvo entre plano e +0,5 dioptria d) Lentes bifocais difrativas propiciam excelente acuidade visual para longe e para visão para perto com baixa incidência de fenômenos fóticos 136) Na realização da facoemulsificação, uma incisão no limbo de 2,75 mm de largura com túnel curto favorece principalmente qual das seguintes complicações? a) Queimadura da incisão b) Hérnia de íris c) Hidratação peroperatória da córnea d) Descolamento da membrana de Descemet 137) Durante uma extração extracapsular do cristalino, o cirurgião observa “perda” da câmara anterior, prolapso de íris não redutível e diminuição do reflexo vermelho. Qual a principal hipótese? a) Hemorragia vítrea b) Descolamento hemorrágico de coroide c) Descolamento de retina regmatogênico d) Luxação do cristalino para o vítreo 138) Com relação à responsabilidade médico-legal do cirurgião de catarata, assinale a alternativa correta: a) Penas previstas pelo processo ético-disciplinar no Conselho Regional de Medicina podem variar de advertência confidencial a prisão com fiança b) A conscientização do paciente por meio de adequado termo de consentimento livre e esclarecido não exclui a responsabilidade do médico sobre o procedimento c) A cirurgia de catarata constitui legalmente um ato “de resultados”, bastando a evidência de que o resultado prometido não foi alcançado para obrigar a indenizações d) Uma cirurgia de catarata mal conduzida pode gerar processos nos âmbitos penais e ético-diciplinar, mas não no plano civil


297  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 139) Na cirurgia de facoemulsificação ultrassônica: a) O aparecimento de anéis dourados no interior do cristalino é sinal que a hidrodelineação está adequada b) A capsulotomia em “abridor de latas” é ideal, pois confere menor traumatismo à zônula c) A incisão da câmara anterior deve ser um pouco maior que o núcleo, para facilitar sua extração d) A iridectomia constitui passo importante para evitar bloqueio pupilar 140) Com relação aos parâmetros dos aparelhos de facoemulsificação: a) O “vácuo” é responsável pela força de apreensão do material trazido na ponta da caneta b) O “poder de ultrassom” significa a frequência de excursão da ponteira e pode variar de 40.000 a 80.000 Hz c) O aumento da “altura da garrafa” leva a uma menor quantidade de fluxo d) A bomba peristáltica alcança o “vácuo” máximo mais rápido quando comparado com o sistema Venturi 141) A catarata com formato em roseta (opacidade nuclear estrelar) está associada a qual condição abaixo? a) Dermatite atópica b) Diabetes melito c) Trauma contuso d) Radiação ionizante 142) Com relação ao sistema LOCS III (Lens Opacity Classification System III), a retroiluminação do tipo campo vermelho é utilizada para classificar cataratas: a) Corticais e subcapsulares b) Corticais e nucleares c) Apenas nucleares d) Apenas subcapsulares 143) Paciente apresenta adequado posicionamento palpebral em repouso, porém quando fecha os olhos com força, observa-se inversão da placa tarsal inferior com os cílios tocando o globo. Qual o diagnóstico? a) Epibléfaro b) Entrópio involucional c) Entrópio cicatricial d) Triquíase 144) Qual melhor tratamento preconizado para blefaroptose aponeurótica involucional? a) Ressecção ampla do tendão do músculo levantador da pálpebra superior b) Reinserção do tendão do músculo levantador da pálpebra superior c) Suspensão ao músculo frontal d) Mullerectomia via conjuntival 145) Assinale a resposta correta: a) Olho cego doloroso por uveíte associada a escleromalacia difusa constitui indicação de evisceração


298  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2009 b) Implantes cavitários de polietileno poroso, por serem biointegráveis, apresentam melhor mobilidade e baixo risco de migração c) A enucleação apresenta melhores resultados cosméticos a longo prazo, quando comparada à evisceração d) O enxerto dermoadiposo foi a primeira técnica descrita para preenchimento de cavidade anoftálmica e devido ao desenvolvimento de novos implantes cavitários, atualmente não é mais utilizada 146) Com relação à zetaplastia, assinale a alternativa correta: a) A presença de fibrose no tecido subcutâneo favorece o adequado posicionamento dos retalhos e não deve ser excisado b) A linha de maior tensão da cicatriz deve ser posicionada perpendicularmente ao eixo central da zetaplastia c) A angulação ideal dos braços é de 30 graus, o que permite maior liberação do tecido retraído d) Cicatrizes longas podem ser melhor reparadas com múltiplas zetaplastias em sequência 147) Entre os recursos ópticos de magnificação para longe, os telescópios: a) Mais utilizados são do tipo Galileu que podem fornecer aumentos de 8 a 10 vezes b) São de fácil adaptação, por isso muito indicados em idosos c) Por terem um campo restrito, são muito úteis em doenças que atingem a retina periférica como retinose pigmentar d) Apresentam como desvantagem a pequena profundidade de foco 148) No registro da acuidade visual para longe durante a adaptação de recurso de visão subnormal, quando o paciente não consegue ler o maior optótipo da tabela, devemos: a) Utilizar recurso óptico de um telescópio para medir a acuidade visual b) Avaliar a acuidade visual baseado na capacidade de contar dedos a diferentes distâncias c) Aproximar a tabela do paciente e calcular o ajuste da acuidade visual fracionada pela distância de aproximação d) Orientar e dispensar o paciente, pois ele não se enquadra na definição de pacientes com visão subnormal e não vai se beneficiar de recursos ópticos 149) Assinale a alternativa correta a respeito da indicação de óculos binoculares como recurso óptico para perto: a) Prescrição maior que +12 dioptrias não é conveniente, pois a distância focal torna-se muito pequena b) Na indicação de lentes esferoprismáticas, o valor do prisma deve ser de 2/3 do grau esférico c) As lentes esferoprismáticas devem ser montadas com a base temporal. d) Nas prescrições maiores que +8 dioptrias devemos utilizar lentes asféricas moldadas em base


Prova Teórica I A – 2008

1) A irrigação sanguínea da pálpebra é feita na maior parte dos casos por ramos da artéria: a) Oftálmica b) Carótida externa c) Facial d) Esfenopalatina 2) A inervação sensitiva da pálpebra é feita pelo: a) VII nervo craniano (facial) b) III nervo craniano (oculomotor) c) IV nervo craniano (troclear) d) V nervo craniano (trigêmeo) 3) A conjuntiva possui adesão mais forte com estruturas subjacentes: a) Ao longo do globo b) No fórnice superior c) No limbo d) No fórnice inferior 4) A glândula lacrimal principal possui inervação: a) Apenas do sistema nervoso simpático b) Apenas do sistema nervoso parassimpático c) Apenas do sistema nervoso central d) Dos sistemas nervosos autônomos simpático e parassimpático 5) A esclera é perfurada por: a) Duas artérias ciliares posteriores curtas b) Dez a doze artérias ciliares longas c) Uma artéria ciliar anterior d) Quatro veias vorticosas

299


300  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2008 6) Onde se espera encontrar o músculo reto medial submetido à cirurgia para correção de estrabismo em que foi realizado retrocesso de 5 mm? a) 5 mm do limbo b) 11 mm do limbo c) 8 mm do limbo d) 15 mm do limbo 7) O número de terminações nervosas da córnea: a) É maior no centro da córnea b) É maior na periferia da córnea c) É maior com a profundidade e não com a distância do limbo d) É menor com a profundidade e não com a distância do limbo 8) A inervação da córnea é derivada do ramo: a) Maxilar do nervo trigêmeo b) Sensitivo do nervo óptico c) Oftálmico do nervo trigêmeo d) Sensitivo do nervo facial 9) A profundidade da câmara anterior normal: a) Aumenta com a acomodação b) Não varia com a acomodação c) Diminui com a acomodação d) Mede ao redor de 7 mm 10) Quanto aos músculos da íris, podemos afirmar que o músculo: a) Esfíncter possui inervação simpática e relaxa-se com o estímulo fotomotor, produzindo midríase b) Dilatador possui inervação simpática e corresponde às fibras circulares ao redor da pupila c) Dilatador possui inervação parassimpática e corresponde às fibras radiadas ao redor da pupila d) Esfíncter possui inervação parassimpática e contrai-se com o estímulo fotomotor, produzindo miose 11) O corpo ciliar: a) Não possui relação com a pars plana b) Possui uma porção anterior denominada pars plicata c) Possui aproximadamente 200 processos ciliares d) Possui a camada coriocapilar extremamente bem desenvolvida 12) Quanto às camadas da coroide, os vasos: a) São menos calibrosos na camada coriocapilar, que é a mais interna b) São menos calibrosos na camada mais externa c) São mais calibrosos na camada intermediária d) Têm calibres semelhantes em todas as camadas


301  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2008 13) As veias vorticosas determinam: a) O equador do olho b) A área mais fina da esclera c) A área mais espessa da esclera d) A área de inserção dos músculos 14) Ao se realizar a panfotocoagulação nas regiões das 3 e 9 h há possibilidade de: a) Hemorragia por lesão das veias vorticosas b) Dor por lesão dos nervos ciliares c) Isquemia por lesão das artérias ciliares posteriores curtas d) Descolamento hemorrágico de coroide por lesão das veias ciliares posteriores longas 15) A porção intracraniana do nervo óptico: a) É envolvida pelas três meninges b) É local de entrada da artéria central da retina c) Está relacionada com a artéria oftálmica que fica abaixo d) Possui 30 mm de comprimento até atingir o quiasma óptico 16) O canal óptico está localizado no osso: a) Etmoide b) Esfenoide c) Frontal d) Zigomático 17) O trato óptico: a) É constiuído somente por fibras não cruzadas b) Termina no córtex occipital c) Termina no corpo geniculado lateral d) Termina nas radiações ópticas 18) A irrigação do córtex visual provém principalmente da artéria: a) Cerebral média b) Cerebral posterior c) Cerebral anterior d) Cerebral longa 19) Os nervos responsáveis pela motilidade ocular penetram na órbita: a) Pela fissura orbitária inferior b) Pela fissura orbitária superior c) Pelo canal óptico d) Em parte pela fissura orbitária superior e em parte pela fissura orbitária inferior 20) A esclerotomia para vitrectomia deve ser feita aproximadamente a 4 mm do limbo para penetrar no olho através da: a) Retina b) Pars plicata c) Pars plana d) Ora serrata


302  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2008 21) O fechamento incompleto da fissura fetal em sua porção anterior resulta em: a) Coloboma da íris b) Estafiloma posterior c) Microftalmia d) Anoftalmia 22) A origem do epitélio corneano é: a) Semelhante à do estroma corneano b) Originário do ectoderma superficial c) Semelhante à do endotélio corneano d) Originário do ectoderma neural 23) O corpo ciliar tem origem: a) Puramente mesodérmica b) Puramente ectodérmica c) Mesodérmica e ectodérmica superficial d) Mesodérmica e neuroectodérmica 24) A gênese do vítreo secundário está relacionada a qual estrutura? a) Cristalino b) Retina c) Corpo ciliar d) Coroide 25) As fibras secundárias do cristalino: a) Multiplicam-se apenas na fase fetal b) Dão origem à camada epitelial anterior c) Não são encontradas no equador d) Surgem ao longo de toda a vida 26) Na embriogênese, a vesícula óptica aparece ao redor da: a) 15a semana b) 3a semana c) 8a semana d) 12a semana 27) sobre o endotélio da córnea, Podemos afirmar que: a) Possui alta capacidade regenerativa b) É um dos principais elementos refrativos da córnea c) É importante na manutenção da transparência da córnea d) Tem função importante na produção de humor aquoso 28) Em relação à lágrima, podemos afirmar que: a) A camada lipídica é secretada pelas glândulas de Meibmius b) É composta por cinco camadas: epitelial, estromal, mucínica, lipídica e aquosa c) A camada aquosa é produzida pelas células caliciformes d) A camada mucínica tem função antibacteriana devido à presença de proteínas lacrimais como IgA, lisozima e lactoferrina


303  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2008 29) A vasculatura do limbo corneoescleral tem as seguintes funções: a) Secreção de humor aquoso b) Nutrição da córnea periférica c) Produção de mucina d) Produção de células esclerais 30) Em relação ao desenvolvimento fisiológico, é esperado que uma criança sadia apresente aos 2 meses de vida: a) Acuidade visual semelhante à do adulto b) Reflexos pupilares c) Estereopsia d) Maturação foveal completa 31) Na drenagem do humor aquoso é correto afirmar que: a) É escoado principalmente através da raiz da íris b) Fármacos simpaticomiméticos podem aumentar o escoamento do humor aquoso c) Alterações na pressão venosa episcleral não afetam o seu escoamento d) A via uveoescleral predomina sobre a via trabecular 32) O estímulo alfa-adrenérgico promove: a) Retração palpebral, midríase, aumento da drenagem do humor aquoso, diminuição da secreção do humor aquoso b) Ptose palpebral, miose, diminuição da drenagem do humor aquoso, diminuição da secreção do humor aquoso c) Ptose palpebral, midríase, aumento da drenagem do humor aquoso, diminuição da secreção do humor aquoso d) Petração palpebral, midríase, diminuição da drenagem do humor aquoso, diminuição da secreção do humor aquoso 33) O sistema cromático, responsável pela visão de cores, está associado aos pigmentos fotossensíveis para as seguintes cores: a) Violeta, amarelo e verde b) Verde, vermelho e azul c) Verde, vermelho e violeta d) Verde, vermelho e amarelo 34) A membrana de Bruch: a) Produz colágeno tipo IV b) Separa o epitélio pigmentar da coriocapilar c) Tem importante função metabólica d) Participa na fagocitose dos segmentos externos dos fotorreceptores 35) O olhar conjugado horizontal tem as seguintes características: a) É responsável pela convergência b) Tem participação do núcleo do abducente ipsilateral e do subnúcleo do reto medial do terceiro nervo contralateral c) É responsável pela divergência d) Tem participação do núcleo do abducente e do terceiro nervo ipsilaterais


304  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2008 36) Entre as opções abaixo, assinale a alternativa correta: a) A compressão das fibras nervosas pupilomotoras leva a alterações pupilares e da sensibilidade corneana b) A estimulação das fibras nervosas pupilomotoras parassimpáticas produz miose c) A estimulação das fibras nervosas pupilomotoras parassimpáticas produz midríase d) A estimulação das fibras nervosas pupilomotoras simpáticas não altera o diâmetro pupilar 37) Qual afirmativa abaixo é verdadeira? a) É atribuída à coroide função de nutrição b) A coroide é uma estrutura avascular, localizada entre a retina e a esclera c) A coroide possui função sensorial d) A coroide não possui inervação 38) entre as diversas funções do epitélio pigmentar da retina, é correto afirmar que: a) É responsável pela fototransdução b) Tem importante papel no metabolismo da vitamina D c) Bombeia ativamente íons e água para fora de espaço sub-retiniano d) Sua adesão é mais forte com a retina neurossensorial do que com a membrana de Bruch 39) As células fotorreceptoras, os cones e os bastonetes possuem funções distintas. É correto afirmar que: a) Os bastonetes são especializados em visão de cores b) Os cones estão mais concentrados na periferia da retina c) Os cones são responsáveis pela percepção das cores d) Os bastonetes estão mais concentrados na região macular 40) As informações recebidas pela retina chegam até o córtex occiptal por duas vias paralelas, denominadas via magnocelular e via parvocelular. É correto afirmar que a via: a) Parvocelular é responsável pela visão acromática b) Magnocelular é responsável pela visão cromática c) Parvocelular leva sinais referentes à visão de cores e formas d) Magnocelular é formada a partir de axônios das células ganglionares localizadas principalmente na região foveal 41) Com relação à pupila e seus reflexos, em condições fisiológicas, podemos afirmar que: a) Um estímulo luminoso unilateral não provoca constrição pupilar bilateral b) O reflexo para perto consiste em acomodação, convergência e midríase c) Na anisocoria há defeito na via aferente d) A avaliação clínica da via aferente inicia-se com o estímulo da retina 42) Na função palpebral, qual afirmativa abaixo é verdadeira? a) O músculo de Müller é inervado pelo sistema nervoso simpático b) A abertura da fenda palpebral não é influenciada pelo do estado de atenção e pela vigília c) O músculo elevador da pálpebra superior é inervado pelo nervo facial d) O músculo orbicular não exerce ação na abertura ou fechamento palpebral


305  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2008 43) Na fisiologia da bomba lacrimal, qual afirmativa é verdadeira? a) O músculo orbicular tem papel fundamental para o correto funcionamento da bomba lacrimal b) A maior parte do fluxo lacrimal é drenada pelo canalículo superior c) A ação da gravidade não influencia o escoamento da lágrima d) Epífora secundária ao mau funcionamento da bomba lacrimal é muito comum em crianças e adultos jovens 44) Quais alterações oculares ocorrem durante a acomodação? a) Aumento da câmara anterior b) Midríase c) Aumento da espessura e redução do diâmetro do cristalino d) Aumento da curvatura corneana 45) Sobre o cristalino, podemos afirmar que: a) O humor aquoso tem papel fundamental na nutrição do cristalino b) Trata-se de estrutura ricamente vascularizada e inervada na criança c) O cristalino por ser uma estrutura avascular, é metabolicamente inativo d) A contração do músculo ciliar não altera a forma do cristalino 46) Sobre os movimentos oculares, é correto afirmar que: a) Versões são movimentos monoculares b) Versões são movimentos binoculares, simultâneos e em direções opostas c) Vergências são movimentos monoculares d) Duções são movimentos monoculares 47) Sobre os músculos oculares externos e suas respectivas ações, é correto afirmar que: a) Os músculos retos verticais, na posição primária do olhar, são abdutores b) A ação primária do músculo reto inferior é infradução e as ações secundárias são adução e exciclodução c) A ação primária do músculo reto superior é supradução e as ações secundárias são abdução e inciclodução d) Os músculos oblíquos têm em comum as ações de adução 48) Entre as afirmativas abaixo, assinale a correta: a) O horóptero é um plano imaginário no espaço externo em que todos os seus pontos estimulam elementos retinianos não correspondentes e por essa razão são vistos como duplos b) Um objeto dentro da área de Panum é visto como duplo c) A área fusional de Panum é o espaço que fica atrás e diante do horóptero na qual os objetos são vistos como únicos d) A fusão é um fenômeno binocular infracortical 49) Sobre os movimentos oculares conjugados, é correto afirmar que: a) Os movimentos sacádicos deslocam a imagem de um objeto de interesse para a fóvea rapidamente, quando se movem os olhos de um ponto a outro b) Os movimentos suaves de perseguição precedem o movimento sacádico


306  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2008 c) Os reflexos vestibulares têm origem no lobo frontal d) Os movimentos sacádicos têm origem no tronco cerebral 50) A fototransdução: a) Ocorre apenas nos cones b) Ocorre apenas nos bastonetes c) É realizada pelas células bipolares d) Tem a participação da rodopsina nos bastonetes 51) São efeitos de fármacos de ação muscarínica: a) Midríase, lacrimejamento e aumento da pressão intraocular b) Cicloplegia, redução da produção lacrimal e miose c) Redução da pressão intraocular, miose e acomodação d) Lacrimejamento, cicloplegia e aumento da pressão intraocular 52) O diâmetro da córnea normal é ao redor de: a) 15 mm b) 12 mm c) 8 mm d) 20 mm 53) São efeitos colaterais associados ao uso sistêmico de inibidores da anidrase carbônica por tempo prolongado: a) Alcalose metabólica e alcalose respiratória b) Hiperpotassemia e despigmentação cutânea c) Parestesias e discrasias sanguíneas d) Ganho de peso e miopia 54) Quais derivados dos fármacos de uso sistêmico abaixo podem desencadear quadro de olho seco por deficiência na produção aquosa do filme lacrimal? a) Antidepressivos tricíclicos e anti-histamínicos b) Cefalosporinas e ácido acetilsalicílico c) Bromexina e cafeína d) Diclofenaco e pilocarpina 55) Com relação aos betabloqueadores, é correto afirmar que: a) Uso tópico de maleato de timolol induz miose, acomodação e torna a pupila menos reagente ao estímulo luminoso b) Uso tópico de maleato de timolol é seguro para pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica c) Os efeitos colaterais mais frequentemente associados ao uso tópico de maleato de timolol são pigmentação da íris e poliose d) Maleato de timolol reduz a pressão intraocular ao diminuir a produção de humor aquoso pelo corpo ciliar


307  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2008 56) Em relação aos antiangiogênicos, podemos afirmar que: a) Os inibidores do fator de crescimento vascular endotelial (VEGF) têm ação antiangiogênica maior quando comparada aos corticosteroides b) O acetato de triancinolona não possui ação antiangiogência c) O acetato de anecortave é um derivado das prostaglandinas com boa ação antiangiogênica d) Os inibidores do fator de crescimento vascular endotelial (VEGF) são derivados do ácido aracdônico 57) Com relação às fases clínicas do estudo de um novo medicamento, é correto afirmar que: a) Na fase I o fármaco é testado em grande número de pacientes a fim de se detectar as reações adversas inesperadas a longo prazo b) Na fase II os testes são realizados em pequeno número de voluntários sadios para testar segurança e tolerabilidade c) Na fase III é realizada a pesquisa terapêutica aplicada em número elevado de portadores da enfermidade. Análise da relação entre risco e benefício do princípio ativo a curto prazo, estudo dos eventos adversos e interações medicamentosas são aspectos analisados nesta fase d) Na fase IV o fármaco é testado em voluntários sadios. São avaliados parâmetros farmacológicos, biodisponibilidade, dose e posologia 58) Com relação ao aciclovir, é correto afirmar que: a) Apresenta maior atividade viricida contra os RNA vírus que contra os DNA vírus b) Apresenta maior atividade viricida contra o citomegalovírus humano que contra o vírus herpes simples c) Não há necessidade de ajuste de dose do aciclovir quando indicado para paciente com insuficiência renal crônica d) Após administração sistêmica de aciclovir, a concentração do fármaco na sua forma ativa é maior nas células infectadas pelo herpesvírus do que nas células não infectadas 59) Entre as opções abaixo, qual a indicação mais adequada para o uso sistêmico de aciclovir na dose 800 mg/dia: a) Durante o tratamento da ceratite disciforme com uso de esteroide tópico b) Ceratite epitelial causada pelo vírus herpes-zóster c) Blefaroconjuntivite crônica causada pelo molusco contagioso d) Conjuntivite oculoglandular de Parinaud 60) Com relação à ciclosporina A, é correto afirmar que: a) Sua inibição predomina sobre a ação dos linfócitos B apresentando menor inibição na ação dos linfócitos T b) Inibe a produção da interleucina tipo II, fator que participa da ativação dos linfócitos citotóxicos c) O principal órgão afetado pela toxicidade após uso sistêmico é o coração, seguido do cérebro e fígado, sendo o rim raramente acometido d) A ciclosporina A é obtida pelo produto do metabolismo da bactéria Clostridium botulinum


308  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2008 61) Durante o período de tratamento das ceratites fúngicas profundas recomenda-se realizar a desepitelização da córnea antes da instilação dos colírios antifúngicos, pois: a) Grande quantidade de fungos se concentra no epitélio. Com a desepitelização, menos medicação necessitará ser utilizada b) O veículo existente nos colírios antifúngicos, quando em contato com o epitélio da córnea, desencadeia reação que reduz a eficácia do medicamento c) Os colíros antifúngicos precipitam em contato com o epitélio da córnea, formando cristais e grumos d) Os colírios antifúngicos apresentam penetração reduzida quando há integridade epitelial 62) Sobre a toxicidade tecidual associada ao uso dos derivados da cloroquina, é correto afirmar que: a) A maculopatia tóxica causada pela ingestão de cloroquina apresenta relação com a dose diária da medicação, mas não com a duração do tratamento b) A cloroquina é mais segura do que a hidroxicloroquina c) Após administração sistêmica, os derivados da cloroquina são eliminados lentamente do organismo e apresentam afinidade com estruturas que contêm melanina, como o epitélio pigmentar da retina e a coroide d) Quando a medicação origina depósitos na córnea (córnea verticilata), seu uso deve ser imediatamente suspenso, por tratar-se de quadro irreversível mesmo após a interrupção do medicamento 63) Com relação aos fármacos utilizados no tratamento do glaucoma primário de ângulo aberto, é correto afirmar que: a) A dorzolamida reduz a pressão ocular principalmente por aumentar a drenagem do humor aquoso pela via uveoescleral b) A travoprosta reduz a pressão ocular principalmente pela diminuição da produção do humor aquoso c) O tartarato de brimonidina é um alfa-agonista seletivo e seu uso deve ser evitado em pacientes que utilizam medicamentos inibidores da enzima monoaminoxidase d) A pilocarpina é um parassimpaticolítico cuja ação hipotensora ocorre principalmente pela redução da produção do humor aquoso 64) Com relação à conjuntivite neonatal hiperaguda causada pela Neisseria gonorrhoea, é correto afirmar que: a) Há associação frequente da Chlamydia trachomatis nas conjuntivites neonatais gonocócicas b) Não há necessidade de tratamento clínico c) Trata-se de bactéria Gram-negativa extracelular e seu tratamento sistêmico em crianças deve ser realizado preferencialmente com tetraciclina ou doxiciclina d) Trata-se de bactéria Gram-positiva


309  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2008 65) Estruturas nodulares, esbranquiçadas, brilhantes, pequenas, de aspecto peroláceo, localizadas na superfície da íris, algumas podendo se projetar em direção à câmara anterior. O estudo anatomopatológico destes nódulos revela histiócitos e bacilos. Entre as doenças abaixo, qual pode apresentar o achado descrito? a) Sarcoidose b) Sífilis c) Tracoma d) Hanseníase 66) Qual das distrofias abaixo provoca a substituição da membrana de Bowman da córnea por tecido fibrocelular e ausência da membrana basal do epitélio nestas áreas? a) Distrofia lattice b) Distrofia macular c) Distrofia polimorfa posterior d) Distrofia de Reis-Bücklers 67) Com relação aos diferentes tipos histológicos do rabdomiossarcoma da órbita, é correto afirmar que: a) O tipo pleomórfico é o de pior prognóstico b) O tipo alveolar é o de melhor prognóstico c) O tipo embrionário é o mais comum d) Todos os tipos histológicos são mais comuns no sexo feminino do que no masculino 68) A neuropatia óptica isquêmica anterior da forma arterítica é caracterizada por infarto: a) Segmentar ou generalizado da porção retrobulbar do nervo óptico b) Segmentar ou generalizado das artérias ciliares posteriores curtas c) Segmentar ou generalizado da porção laminar ou pré-laminar do nervo óptico d) Generalizado da artéria oftálmica 69) O Aspergillus, o Bacilo de Koch e a Neisseria meningitidis correspondem, respectivamente, a: a) Fungo leveduriforme, bacteria álcool-ácido-resistente e bactéria Gram-positiva b) Fungo filamentoso, bacteria álcool-ácido-resistente e bactéria Gram-negativa c) Fungo leveduriforme, bactéria Gram-negativo e bactéria Gram-positiva d) Bactéria Gram-positiva, bacteria álcool-ácido-resistente e bactéria Gram-negativa 70) Meningiomas são tumores orbitários que podem acometer a asa maior do esfenoide ou o nervo óptico. Histologicamente os meningiomas são constituídos por células: a) Mesenquimais da dura-máter b) Epiteliais da pia-máter c) Das três camadas meníngeas d) Meningoteliais com origem na aracnoide 71) É correto afirmar, com relação ao infiltrado celular, no estudo anatomopatológico de um tecido: a) Macrófagos e neutrófilos predominam nas infecções virais b) Neutrófilos polimorfonucleares predominam nas infecções bacterianas c) Monócitos e eosinófilos predominam nas infecções bacterianas d) Eosinófilos e neutrófilos predominam nas infecções virais


310  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2008 72) O exame de um fragmento tecidual retirado da conjuntiva de um paciente adulto evidenciou hialinização do tecido conectivo subepitelial, coleção de material granular eosinofílico com aumento de fibroblastos e degeneração elastótica. Estes achados são compatíveis com o diagnóstico de: a) Conjuntivite bacteriana b)Conjuntivite límbica superior c) Sarcoma de Kaposi d) Pterígio 73) Assinale a alternativa em que o comprimento da onda no ar se encontra em ordem crescente (do menor para o maior comprimento de onda): a) Vermelho, amarelo, verde, azul b) Azul, verde, amarelo, vermelho c) Verde, amarelo, vermelho, azul d) Amarelo, vermelho, azul, verde 74) Assinale a alternativa correta: a) Refração é o fenômeno pelo qual os fótons interagem com a matéria transmitindo-lhe suas energias b) Reflexão é o fenômeno pelo qual a luz atinge uma interface de separação entre dois meios distintos de propagação e é por ela repelida, retornando ao meio de onde proviera c) Polarização é o fenômeno pelo qual a luz branca incide obliquamente sobre a superfície de um meio refringente e os raios abrem-se como um leque mostrando as diferentes cores do espectro luminoso d) Absorção é o fenômeno no qual a energia radiante atravessa uma superfície mantendo suas características de radiação e modificando a velocidade de propagação 75) Entre as medidas abaixo, qual a que mais se aproxima do poder dióptrico do olho humano normal? a) 90 dioptrias b) 25 dioptrias c) 78 dioptrias d) 60 dioptrias 76) Uma lente convergente tem distância focal de 2,5 cm. Adotando a unidade de aumento de 4 D, qual aumento este sistema proporciona? a) 2,5× b) 4× c) 10× d) 25× 77) A exposição à irradiação do arco voltaico (solda) pode causar fotoceratite principalmente pela ação da radiação: a) Verde b) Ultravioleta


311  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2008 c) Infravermelha d) Azul 78) Um espelho côncavo com um objeto entre o seu ponto focal e o vértice vai formar uma imagem: a) Não forma imagem b) Real, maior que o objeto c) Real, menor que o objeto d) Virtual, maior que o objeto 79) Assinale a alternativa correta sobre o LASER (DA sigla em inglês: Amplificação da Luz por Emissão Estimulada da Radiação): a) São feixes coerentes de luz compostos por vários comprimentos de onda agrupados em um único raio luminoso b) Existe uma relação direta entre a cor do laser e o comprimento de onda da radiação emitida c) Apresenta grande poder de penetração por não possuir capacidade de interação térmica com os pigmentos d) Por sua natureza ondulatória, assim como o som, o feixe do laser não se propaga no vácuo 80) Quando uma lente é incapaz de focalizar todos os raios luminosos em um só ponto, dizemos que ela possui um(a): a) Aberração b) Asfericidade c) Vergência d) Índice de refração alto 81) Assumindo-se a velocidade da luz no ar como de 300.000 Km/s e a velocidade da luz em um material X de 200.000 Km/s, o índice de refração relativo deste material seria de aproximadamente: a) 1,00 b) 1,33 c) 1,50 d) 1,67 82) Um prisma de 2∆ (2 dioptrias prismáticas) produz um desvio aparente de 1 cm em um objeto situado a: a) 0,5 m b) 1,0 m c) 2,0 m d) 4,0 m 83) Um ponto luminoso está colocado a 1 m à esquerda de uma lente convergente de 3 D. A imagem deste ponto se formará: a) À esquerda da lente distante 0,5 m dela b) À direita da lente distante 0,5 m dela


312  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2008 c) À direita da lente distante 0,33 m dela d) À esquerda da lente distante 0,33 m dela 84) Uma lupa é geralmente uma lente positiva biconvexa. Para que a leitura de um livro seja feita com o auxÍlio de uma lupa como a descrita, com a imagem aumentada e direta (não invertida), a distância entre o livro e a lupa deve ser: a) Coincidente com a distância focal da lente b) Igual a duas distâncias focais da lente c) Menor que a distância focal da lente d) Entre o foco e duas distâncias focais da lente (centro de curvatura da face oposta) 85) Quanto devemos descentrar uma lente de 4 D para obter 2∆ (2 dioptrias prismáticas)? a) 0,5 cm b) 5 cm c) 8 cm d) 0,8 cm 86) Um raio paralelo ao eixo óptico incide sobre uma lente (A) de +3 D (convergente). Uma segunda lente é colocada à direita da primeira lente de maneira que o raio permaneça paralelo ao eixo óptico após deixar essa lente (B). Se a lente B tem 5 D, a que distância da lente A ela se encontra?

a) 33 cm b) 13 cm c) 53 cm d) 12,5 cm 87) A camada de Bowman: a) É considerada a membrana basal do epitélio corneal b) Serve de suporte para as células endoteliais da córnea c) Formada por colágeno e fibroblastos inativos, entre o estroma e o epitélio d) É uma estrutura acelular imediatamente abaixo da membrana basal do epitélio da córnea 88) A fóvea tem seu aspecto amarelado devido a presença de: a) Melanina b) Cromorfo c) Xantofila d) Luteína


313  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2008 89) Assinale a alternativa correta: a) As papilas são compostas por epitélio conjuntival hiperplasiado, células inflamatórias e um vaso superficial circundando a estrutura b) Os folículos são compostos por hiperplasia de tecido linfoide no estroma conjuntival c) As papilas gigantes são formadas por uma hiperplasia dos septos fibrosos que as ancoram no tecido mais profundo d) A quemose ocorre quando não há inflamação na conjuntiva, apenas uma reação alérgica com depósito de líquido hiposmótico subconjuntival 90) É correto afirmar que: a) A membrana de Descemet corresponde à membrana basal do endotélio da córnea b) A membrana de Descemet diminui de espessura do nascimento à fase adulta c) O endotélio é formado por uma camada de células caracterizadas por intenso metabolismo e constantes mitoses d) O colágeno do estroma é contínuo com a membrana de Descemet e não com a camada de Bowman 91) A membrana de Bruch: a) É composta pela membrana basal do epitélio pigmentado da retina e dos capilares da coroide entremeada por colágeno e fibras elásticas b) Separa o epitélio pigmentado da retina dos fotorreceptores e pode causar descolamento seroso de retina quando rota c) Contém cinco camadas abaixo da zona avascular foveal e quatro camadas no restante da retina d) Suas células recebem irrigação da camada vascular externa da retina 92) Qual camada da retina se encontra entre a nuclear interna e a membrana limitante interna? a) De fotorreceptores b) Camada nuclear externa c) Camada de células ganglionares d) Camada plexiforme externa 93) assinale a alternativa correta sobre a cápsula do cristalino: a) A cápsula posterior aumenta de espessura e a cápsula anterior diminui de espessura com a idade b) A espessura da cápsula anterior e da posterior diminui com a idade c) As células epiteliais se concentram na cápsula posterior d) A região mais fina da cápsula se encontra no polo posterior do cristalino 94) Qual porção do músculo ciliar se insere no esporão escleral? a) Fibras circulares b) Fibras radiais c) Fibras estriadas d) Fibras longitudinais


314  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica I A – 2008 95) Assinale a alternativa correta sobre o epitélio do corpo ciliar: a) As células do epitélio pigmentado e do não pigmentado do corpo ciliar são unidas entre si por suas membranas basais b) Epitélio pigmentado: núcleos grandes, melanossomos e mitocôndrias; epitélio não pigmentado: complexo de Golgi e retículo endoplasmático envolvidos com secreção abundante e interdigitações na porção basal c) O epitélio pigmentado do corpo ciliar está em continuidade com o epitélio pigmentado da íris e com as fibras zonulares d) O epitélio não pigmentado, com grande ação secretora, encontra-se entre o estroma e o epitélio pigmentado 96) Assinale a alternativa correta: a) A organização da membrana de Bruch permite a passagem da fluoresceína livre b) A barreira hematorretiniana interna é composta por tight junctions das células do epitélio pigmentado da retina c) A barreira hematorretiniana externa permite a passagem de fluoresceína, desde que não ligada a albumina d) Os gap-junctions constituem o elemento básico da barreira hematorretiniana externa 97) A célula ganglionar da retina faz sinapse: a) Na camada nuclear externa b) No corpo geniculado lateral c) Na camada de fotorreceptores d) No quiasma óptico


Prova Teórica II A – 2008

1) Um paciente com 6 dioptrias de amplitude de acomodação tem boa discriminação visual (sem auxílios ópticos) a uma distância mínima de 10 cm. Ele é: a) Hipermetope b) Emetrope c) Míope d) Presbita 2) Qual o valor mínimo da refração estática do paciente (sem o sinal, apenas o valor em módulo) com 6 dioptrias de amplitude de acomodação para um boa discriminação visual a 10 cm sem auxílios ópticos? a) 6 dioptrias b) 10 dioptrias c) 4 dioptrias d) Zero dioptrias 3) Um paciente teve os óculos com prescrição de +10 D em ambos os olhos confeccionados com distância entre os centros ópticos 5 mm menor que a distância interpupilar. Qual o valor total da prismação induzida? a) 5 DP b) 10 DP c) 20 DP d) 2 DP 4) No paciente anterior, o prisma induzido pela descentração será de base: a) Temporal para o OD e nasal para o OE b) Nasal para o OD e temporal para o OE c) Nasal para o OD e nasal para o OE d) Temporal para o OD e temporal para o OE

315


316  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 5) Um paciente vem ao consultório com queixa de dificuldade para leitura. Sua refração é de +8,00 D e estaria indicada a adição de +2,00 D em ambos os olhos para a visão de perto. Atualmente usa óculos de +9,00 D para leitura em ambos os olhos. Provavelmente esse paciente vai ler um pouco melhor quando: a) Afastar seus óculos dos olhos b) Aproximar seus óculos dos olhos c) Inclinar seus óculos d) Fechar um dos olhos 6) Um oftalmologista realiza retinoscopia a 1 m do olho de um paciente. O reflexo se neutraliza com uma lente de +2,00 D. A refração do paciente é: a) +2,00 D b) +1,50 D c) +1,00 D d) +0,50 D 7) Qual lente abaixo equivale em poder a –2,50 D –4,00 Dcil a 15 graus? a) –6,50 D +4,00 Dcil a 15 graus b) –4,00 D +2,50 Dcil a 105 graus c) –3,25 D d) –6,50 D +4,00 Dcil a 105 graus 8) Qual das alternativas abaixo apresenta um equivalente esférico de –2,50 D? a) –1,00 D –4,00 Dcil × 105 graus b) –3,00 D –1,00 Dcil × 105 graus c) –2,50 D –2,50 Dcil × 105 graus d) –1,50 D –2,00 Dcil × 105 graus 9) Qual das notações abaixo tem cilindro negativo de maior poder após a transposição? a) +4,00 D +2,00 Dcil × 180 graus b) +3,00 D +1,00 Dcil × 180 graus c) +1,00 D +2,50 Dcil × 180 graus d) +3,00 D +2,00 Dcil × 180 graus 10) Para se determinar a localização do eixo de correção do astigmatismo pelo teste do cilindro cruzado, o eixo do cilindro cruzado deve estar: a) A 90 graus do eixo a ser testado b) Paralelo ao eixo a ser testado c) A 45 graus do eixo a ser testado d) A 60 graus do eixo a ser testado 11) Um paciente atinge a melhor acuidade visual para longe quando colocamos uma correção de +0,75 DE no refrator sobreposta a um cilindro cruzado de 0,5 D. Uma possível refração deste paciente seria: a) +1,50 DE –0,50 Dcil × 180 graus b) +1,25 DE –1,00 Dcil × 180 graus c) +1,25 DE –0,50 Dcil × 180 graus d) +0,75 DE –1,00 Dcil × 180 graus


317  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 12) Sobre o teste bicromático (verde/vermelho), é correto afirmar que: a) O míope hipercorrigido tem visão mais nítida sobre o fundo vermelho b) O hipermetrope hipocorrigido tem visão mais nítida sobre o fundo verde c) Utiliza-se da aberração chamada “esférica” para determinar a quantidade de hipercorreção refracional na miopia, na presbiopia e na hipermetropia d) Geralmente tem gráficos com letras de tamanhos variados, pois também é um bom teste de acuidade visual 13) Assinale a alternativa correta sobre a cefaleia refracional (astenopia): a) Geralmente bilateral, não muito intensa b) Geralmente pulsátil, após esforço visual c) Dor em ondas, que se inicia em um lado da face, especialmente em torno dos olhos d) Dor occipital constritiva 14) O ângulo Kappa positivo: a) Causa medida da distância para os centros ópticos maior que a real quando se usa o centro da pupila em vez do reflexo corneano b) Produz uma pseudoesotropia ao teste da lanterna c) É a medida da inclinação da lente em relação aos olhos, que deve ser sempre positiva (preferencialmente acima de 15 graus) d) Varia com o tipo de lente utilizada na confecção dos óculos 15) No exame de campimetria, qual dos escotomas abaixo está mais associado ao glaucoma? a) Quadrantopsia b) Escotoma paracentral c) Hemianopsia d) Defeito central (fóvea) 16) Em qual dos pacientes abaixo a trabeculoplastia com laser de argônio é geralmente menos efetiva? a) Glaucoma pigmentar b) Glaucoma primário de ângulo aberto c) Síndrome irido-córneo-endotelial d) Glaucoma pseudoesfoliativo 17) Assinale uma característica gonioscópica do glaucoma primário de ângulo estreito: a) Linha de Sampaolesi b) Neovasos no ângulo com sinequias c) Áreas irregulares de pigmentação visíveis à introflexão corneana d) Aumento da banda do corpo ciliar 18) Qual a causa mais comum de glaucoma em negros? a) Glaucoma primário de ângulo estreito b) Glaucoma primário de ângulo aberto c) Glaucoma pseudoesfoliativo d) Glaucoma pigmentar


318  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 19) Segundo o OHTS (Ocular Hypertension Treatment Study) e outros estudos, qual dos fatores abaixo indica maior probabilidade de desenvolvimento de glaucoma nos hipertensos oculares? a) Córnea grossa b) Córnea fina c) Diabetes melito d) Tamanho aumentado da cabeça do nervo óptico 20) Segundo o AIGS (Advanced Interventional Glaucoma Study), qual dos fatores de proteção abaixo é o mais efetivo para evitar a progressão do glaucoma avançado? a) Uso de bloqueadores de canal de cálcio b) Associação de memantina c) Pressões intraoculares médias de 12 mmHg d) Intervenção nos casos com medicação máxima com ginkgo biloba ou outro neuroprotetor 21) A síndrome da atrofia essencial de íris apresenta como característica um glaucoma: a) Pré-trabecular b) Trabecular c) Pós-trabecular d) Ciliar 22) São sinais mais comumente associados à crise prévia de glaucoma agudo: a) Sinequias anteriores periféricas e atrofia iriana b) Glaucomfleken e neovascularização de ângulo c) Catarata subcapsular posterior e edema de córnea d) Sinequias posteriores e fuso de Krukemberg 23) Qual dos pacientes abaixo teria maior probabilidade de desenvolver uma crise de glaucoma agudo por bloqueio pupilar? a) Homem de 20 anos usuário de corticosteroide b) Mulher de 30 anos com dispersão pigmentar c) Homem de 60 anos alto míope d) Mulher de 60 anos com catarata inicial 24) Nos pacientes com glaucoma tardio pós-trauma contuso (síndrome de Wolf-Zimermann), qual o achado gonioscópico mais comum? a) Coágulos aderidos ao trabeculado b) Sinequias em tenda c) Ciclodiálise d) Recessão angular 25) No glaucoma pseudoesfoliativo o ângulo da câmara anterior encontra-se: a) Aberto (não oclusível) em todos os casos b) Estreito (oclusível) na maioria dos casos c) Aberto (não oclusível) na maioria dos casos d) Estreito (oclusível) em todos os casos


319  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 26) Em qual das situações abaixo a campimetria computadorizada (Humphrey) de um paciente apresentaria o índice de MD bastante alterado (–30 dB p < 0,5%) e o índice de PSD normal (1,5 dB)? a) Glaucoma precoce b) Glaucoma com escotoma relativo tipo degrau nasal c) Glaucoma muito avançado d. Glaucoma com escotoma absoluto tipo arqueado superior 27) Em qual dos pacientes abaixo a ciclofotocoagulação transescleral tem menor eficácia? a) Afácicos b) Glaucoma neovascular c) Sturge-Weber d) Albinos 28) Qual das vias de administração de corticosteroides está mais associada ao aumento da pressão intraocular? a) Tópica (colírio) b) Sistêmica (comprimido) c) Nebulização nasal d) Intramuscular 29) Nos pacientes com glaucoma de pressão normal, é correto afirmar (tomando como base os dados do CNTGS – Collaborative Normal Tension Glaucoma Study): a) Como a pressão intraocular é baixa o tratamento de escolha deve ser com bloqueadores de canal de cálcio b) Redução da pressão intraocular é efetiva no tratamento de muitos pacientes com glaucoma de pressão normal c) O tratamento de escolha é com gingko biloba d) O tratamento de escolha é abaixar a pressão arterial 30) Assinale a alternativa correta sobre o glaucoma congênito: a) Geralmente unilateral b) O padrão de herança mais comum é autossômico dominante c) Até os 6 anos de vida as estruturas oculares são complacentes e permitem o aparecimento do bulftalmo d) Na maioria das vezes não tem história familiar 31) Com relação a aniridia, assinale a alternativa correta: a) Associa-se a nistagmo b) Geralmente hereditária, com herança autossômica recessiva c) Associada ao tumor de Pancoast d) O glaucoma geralmente é pós-trabecular 32) Qual a causa mais comum de glaucoma associada ao retinoblastoma? a) Glaucoma crônico de ângulo aberto b) Glaucoma por bloqueio ciliar c) Glaucoma neovascular


320  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 d) Glaucoma por aumento de pressão de veias episclerais 33) O blefaroespasmo essencial é uma afecção caracterizada por contrações involuntárias de musculatura inervada pelo nervo craniano: a) Trigêmeo b) Facial c) Oculomotor d) Troclear 34) É uma causa de ptose mecânica: a) Blefarofimose b) Síndrome de Marcus Gunn c) Neurofibromatose d) Miastenia grave 35) É um diagnóstico diferencial importante da obstrução congênita do ducto nasolacrimal: a) Glaucoma congênito b) Dacriocistite aguda c) Canaliculite crônica d) Metástase acometendo a via lacrimal 36) O termo epífora significa: a) Distúrbios da drenagem lacrimal b) Aumento da produção lacrimal c) Infecção aguda do saco lacrimal d) Inflamação da glândula lacrimal 37) Em relação à sondagem da via lacrimal em crianças com obstrução congênita, assinale a alternativa correta: a) A sondagem deve ser feita pelos dois canalículos para aumentar a probabilidade de cura b) A sondagem deve ser feita pelo canalículo superior pela facilidade de angulação c) A sondagem deve ser feita pelo canalículo inferior, pois reduz a probabilidade de falsas-vias d) No insucesso de uma sondagem está indicada a conjuntivodacriocistorrinostomia 38) Paciente obeso mórbido submetido à cirurgia bariátrica (gastroplastia) para redução de peso há 6 meses, que evoluiu com perda visual insidiosa e progressiva há 2 meses. Acuidade visual com correção foi 0,5 com discreta palidez de papila no setor temporal AO. O VCM (volume corpuscular médio) das hemácias no hemograma estava aumentado (112 fentolitros). Qual o diagnóstico mais provável? a) Sequela de hipertensão intracraniana b) Neurite óptica c) Neuropatia compressiva d) Neuropatia óptica tóxico/metabólica 39) Entre as opções abaixo, faz parte da síndrome do pseudotumor cerebral: a) Presença de processos expansivos intracranianos nos exames de neuroimagem b) Fundo de olho normal


321  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 c) Pressão liquórica (líquido cefalorraquidiano) normal d) Boa acuidade visual nas fases iniciais 40) Na paralisia isolada do terceiro par craniano, é correto afirmar que: a) A ausência de comprometimento pupilar é característica do aneurisma de artéria comunicante posterior b) A ausência de comprometimento pupilar ocorre mais frequentemente na doença microvascular, como, por exemplo, em pacientes diabéticos ou com hipertensão arterial sistêmica c) A regeneração aberrante não ocorre nas paralisias de III secundárias a trauma d) A dor permite perfeita diferenciação entre as paralisias de III por compressão das causadas por doença microvascular 41) Na síndrome de Parinaud, a localização anatômica da lesão é no: a) Mesencéfalo dorsal b) Ápice orbitário c) Córtex parietal d) Córtex frontal 42) Mulher, 15 anos de idade, apresentou embaçamento visual de aparecimento súbito OE, pior para perto. A acuidade visual com correção era 1,0 AO. Ao exame oftalmológico presença de anisocoria, maior em ambiente claro. O reflexo pupilar era normal OD e com dissociação luz-perto OE. O fundo de olho era normal AO. Qual o exame que auxiliaria no diagnóstico desta paciente? a) Teste da fenilefrina a 1% b) Teste do tensilon c) Ressonância magnética d) Teste da pilocarpina a 0,125% 43) Na atrofia em banda do nervo óptico (sinal da gravata de borboleta), a perda de camada de fibras nervosas da retina peripapilar ocorre predominantemente: a) Nos setores nasal e temporal da cabeça do nervo óptico b) Nos setores superior e inferior da cabeça do nervo óptico c) No setor nasal da cabeça do nervo óptico d) No setor temporal da cabeça do nervo óptico 44) Perda visual súbita e indolor com intervalo de dias ou semanas em um paciente jovem do sexo masculino e que apresente edema de disco óptico associado aos pequenos vasos telangiectásicos, é característico de: a) Neurite óptica desmielinizante bilateral b) Atrofia óptica dominante c) Neuropatia óptica de Leber d) Neuropatia óptica isquêmica 45) Lesões que acometam o córtex visual estriado apresentam a seguinte característica: a) Hemianopsia bitemporal b) Ausência da palidez de papila


322  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 c) Alterações do reflexo pupilar d) Defeitos do campo visual caracteristicamente heterônimos 46) Na doença ocular tireoidiana (orbitopatia de Graves), é correto afirmar que: a) O tabagismo é um fator de proteção para o surgimento da orbitopatia b) A retração palpebral é um sinal precoce c) Não ocorre na ausência de manifestações clínicas de disfunção tireoidiana d) A abordagem cirúrgica deve ser na seguinte ordem: correção do estrabismo, descompressão orbitária e correção da retração palpebral 47) Com relação às síndromes do seio cavernoso e ápice orbitário, podemos afirmar que: a) Na síndrome do seio cavernoso não ocorre paralisia de múltiplos pares cranianos b) Na síndrome do ápice orbitário pode ocorrer o acometimento do nervo óptico c) A dor permite a correta diferenciação entre as síndromes do ápice orbitário e seio cavernoso d) Na síndrome do seio cavernoso a proptose ocorre logo nas fases iniciais 48) Com relação à celulite orbitária (pós-septal), é correto afirmar que: a) Deverá receber antibioticoterapia via oral em regime ambulatorial b) O paciente deverá ser hospitalizado e receber antibioticoterapia endovenosa de amplo espectro c) A antibioticoterapia endovenosa só deverá ser indicada nos casos de formação de abscesso orbitário d) Normalmente não apresenta proptose 49) Com relação ao rabdmiossarcoma, é correto afirmar que: a) Raramente evolui com metátases b) O tratamento é essencialmente cirúrgico c) Caracteristicamente, trata-se de um tumor de crescimento lento d) Deve ser biopsiado com urgência para confirmação diagnóstica 50) Com relação às fÍstulas carotidocavernosas, é correto afirmar que: a) As fístulas carotidocavernosas secundárias ao trauma apresentam alto débito (fluxo) e dificilmente fecham-se de forma espontânea b) A fístula carotidocavernosa indireta (fístula dural) apresenta alto fluxo e sinais oftalmológicos exuberantes c) É característica a proptose não pulsátil d) Apresentam com frequência sopro e hipotonia ocular 51) A síndrome de Tolosa-Hunt é uma condição rara com as seguintes características: a) Apresenta pequena resposta ao uso de corticosteroides b) As recidivas podem ocorrer, mas são incomuns e infrequentes c) É causada por uma inflamação granulomatosa não específica que acomete o seio cavernoso, fissura orbitária superior e/ou ápice orbitário d) Não apresenta dor orbitária 52) Podemos afirmar sobre os linfangiomas orbitários: a) Apresentam extensa circulação colateral e hemodinamicamente fazem ampla comunicação com a circulação da carótida


323  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 b) Devem ser submetidos à biópsia e excisão cirúrgica pelo risco de crescimento local e metástase c) São malformações vasculares benignas d) Os dois tipos histológicos mais frequentes são o sacular e o aveolar difuso 53) São características do glioma de nervo óptico: a) Podem acometer a porção intracraniana do nervo óptico, às vezes atingindo o quiasma óptico b) São mais comuns entre a 4a e 5a décadas de vida c) São na maioria malignos d) Perda visual acontece em fases mais tardias e tipicamente é súbita e unilateral 54) O meningIoma do nervo óptico apresenta as seguintes características clínicas: a) É mais comum em homens b) A perda visual ocorre anos após o surgimento da proptose c) Frequentemente causa perda visual súbita unilateral d) Frequentemente causa discromatopsia e defeito pupilar aferente relativo 55) Qual das doenças abaixo está frequentemente associada aos astrocitomas de retina? a) Esclerose tuberosa b) Síndrome de Marfan c) Síndrome de Möbius d) Pseudoxantoma elástico 56) A hiperplasia congênita benigna do epitélio pigmentar da retina apresenta-se sob duas formas: típica e atípica. A forma atípica é caracterizada por múltiplas lesões bilaterais pigmentadas e pode estar associada a qual doença sistêmica? a) Doença de Crohn b) Retocolite ulcerativa c) Anemia perniciosa d) Polipose adenomatosa familiar 57) O hemangioma capilar de retina e disco óptico está associado a: a) Neurofibromatose tipo 1 b) Doença de Von Hippel-Lindau c) Tumor de Wilms d) Granulomatose de Wegener 58) Massa sub-retinina elevada, coloração marrom-acinzentada com acúmulo de pigmentos de cor alaranjada em sua superfície associado ao descolamento de retina exsudativo, unilateral, que apresenta à angiofluresceinografia padrão de dupla circulação de coroide, é característica de: a) Melanoma de coroide b) Retinoblastoma c) Hemangioma de coroide d) Rabdomiossarcoma


324  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 59) Com relação aos tumores metastáticos intraoculares, é correto afirmar que: a) Na mulher o local primário mais comum é o colo do útero b) No homem o local primário mais comum é a próstata c) A enucleação é o tratamento de primeira escolha a fim de evitar a propagação da doença d) A coroide é o local mais frequente de metástase intraocular 60) Os carcinomas de células basais (CBC) na pálpebra: a) Apresentam metástases precocemente b) São localmente invasivos c) Localizam-se mais comumente na pálpebra superior temporal d) Apresentam crescimento rápido 61) Com relação ao carcinoma de células escamosas da pálpebra, podemos afirmar que: a) É mais comum em pacientes melanodérmicos b) Esta relacionado com a exposição prolongada aos raios infravermelhos c) É mais comum na carúncula d) O diagnóstico diferencial com o carcinoma de células basais deve ser feito mediante estudo anatomopatológico 62) Mulher, de 33 anos de idade, apresenta quadro recorrente de baixa visual bilateral, moscas volantes, fotofobia e dor ocular há 3 meses. Ao exame oftalmológico presença de hipópio móvel, sem formação de fibrina AO. O fundo de olho revelou presença de vitreíte moderada e infiltrados brancos, superficiais e difusos na média periferia da retina com embainhamento vascular AO. Diante deste quadro o diagnóstico mais provável é: a) Doença de Behçet b) Toxoplasmose c) Citomegalovírus d) Coroidite multifocal 63) Entre as opções abaixo, qual seria a melhor indicação para o uso de cortIcosteroides sistêmicos na coriorretinite por toxoplamose? a) Foco ativo de coriorretinite justapapilar b) Múltiplas lesões cicatriciais na periferia com foco ativo adjacente c) Cicatriz macular bilateral d) Reação de câmara anterior 64) Com relação à oftalmia simpática, qual é a opção abaixo que melhor se correlaciona como fator causal? a) Histoplasmose ocular b) Trauma ocular com exposição de tecido uveal c) Doença de Harada d) Metástase intraocular 65) No lúpus eritematoso sistêmico, qual das alterações oculares abaixo geralmente acompanha ciclos de atividade da doença, sendo importante no prognóstico destes pacientes? a) Catarata b) Glaucoma


325  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 c) Olho seco d) Vasculite retiniana 66) qual a causa mais frequente de baixa visual na uveíte intermediária? a) Glaucoma b) Edema macular cistoide c) Catarata subcapsular posterior d) Membrana epirretiniana 67) Com relação à sífilis, é correto afirmar que: a) O VDRL sérico permanece positivo em todas as fases da doença b) As manifestações oculares são mais comuns na sífilis primária c) O tratamento de escolha é com aminoglicosídeos de quarta geração nas fases secundária e terciária d) Na sífilis terciária podemos ter a presença de dissociação luz-perto 68) Com relação à necrose aguda de retina, é correto afirmar que: a) O acometimento do olho contralateral é raro b) O comprometimento do polo posterior geralmente ocorre nas fases mais tardias da doença c) É causada por espiroqueta d) Não cursa com vitreíte 69) Com relação às uveítes na artrite idiopática juvenil, podemos afirmar que: a) A uveíte anterior é normalmente assintomática b) A manifestação clássica é uveíte posterior não granulomatosa unilateral c) São mais comuns na forma poliarticular d) O acompanhamento na forma pauciarticular deve ser realizado somente na presença de sintomas oculares 70) Qual a manifestação ocular não infecciosa mais comum em pacientes com síndrome da imunodeficiência adquirida? a) Carcinoma de células escamosas b) Sarcoma de Kaposi c) Neurite óptica d) Microangiopatia retiniana 71) entre as opções abaixo assinale a que se refere ao hospedeiro definitivo mais comum do agente causador da toxocaríase: a) Cão b) Gato c) Porco d) Boi 72) Quais os pacientes com risco para endoftalmite endógena por Candida albicans? a. Portadores de anomalias cardíacas congênitas não cianóticas b. Usuários de drogas venosas injetáveis


326  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 c) Etilistas crônicos d) Pacientes enfisematosos 73) Qual doença abaixo é transmitida aos seres humanos por uma picada de carrapato e seu agente causal é a espiroqueta? a) Doença de Lyme b) Hanseníase c) Leptospirose d) Histoplasmose 74) Qual das doenças citadas abaixo pode se apresentar mais frequentemente como uveíte anterior granulomatosa? a) Doença de Behçet b) Hanseníase c) Ciclite heterocrômica de Fuchs d) Artrite idiopática juvenil 75) Paciente com diagnóstico de melanoma de coroide. Qual das alternativas abaixo melhor descreve exames necessários para investigação sistêmica? a) Tomografia de crânio, ultrassom abdominal, tomografia de tórax b) Cintilografia óssea, tomografia de crânio, radiografia de tórax c) Ultrassonografia transesofágica, tomografia de abdome, eco-Doppler de carótida d) Ressonância magnética de órbita, cintilografia óssea, ultrassonografia transesofágica 76) Qual das alternativas abaixo descreve uma lesão que corresponde à indicação mais precisa de terapia com laser segundo o ETDRS (Early Treatment of Diabetic Retinopathy Study)? a) Hemorragias nos quatro quadrantes b) Exsudatos moles em dois quadrantes c) Veia em rosário (venous beading) em um quadrante d) Neovasos de papila em mais que 1/3 de diâmetro do disco 77) Quanto à orientação a ser dada aos pacientes diabéticos: a) Não há necessidade de exame oftalmológico se não existe diminuição da visão b) Pacientes que se mantenham com níveis de hemoglobina glicosilada acima de 10% não necessitam de exame periódico c) Os pacientes com diabetes não dependentes de insulina devem ser encaminhados para consulta oftalmológica logo após o diagnóstico d) Pacientes com retinopatia diabética grave devem ser examinados anualmente 78) Em qual das situações abaixo provavelmente o tratamento não será efetivo no edema macular diabético? a) Presença de edema de mais de 2 diâmetros de disco na região da mácula b) Presença de membrana epirretiniana promovendo tração na região da mácula c) Presença de extravasamento difuso no polo posterior d) Presença de exclusão capilar (aumento da área avascular) na região da mácula


327  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 79) Em casos de hipertensão arterial sistêmica, o achado de retinopatia hipertensiva: a) Corresponde a lesão de órgão-alvo, indicando gravidade da doença sistêmica b) Acontece apenas em casos de longa duração da doença c) Não tem relação direta com a duração ou os níveis de pressão da doença d) As alterações tipo fio de cobre são as primeiras lesões observadas 80) Paciente jovem, homem, com queixa de metaformopsia e micropsia no olho esquerdo e diminuição da visão que chega ao normal acrescentando-se +1,50 d esféricas à sua refração. Esperamos encontrar no fundo de olho mais provavelmente: a) Hemorragia pré-retiniana na região macular b) Buraco macular de pelo menos 500 µm de diâmetro c) Descolamento seroso macular d) Atrofia do epitélio pigmentar da retina em toda a região macular 81) Drusas são: a) Excrescências do epitélio pigmentado da retina b) Áreas de infarto da camada de fibras nervosas c) Áreas de necrose do epitélio pigmentado da retina d) Áreas de acúmulo de lipídios na camada plexiforme externa 82) A lesão que tem melhor indicação de fotocoagulação com laser de argônio em casos de membrana neovascular sub-retiniana entre as abaixo é: a) Membrana a 200 µm da fóvea b) Membrana subfoveal c) Qualquer lesão atrófica d) Membrana distando 1.500 µm da fóvea 83) Há indicação de panfotocoagulação retiniana em casos de oclusão de veia central da retina quando: a) Há defeito pupilar aferente b) Aparece neovascularização de segmento anterior c) A visão é menor que 0,1 d) As hemorragias retinianas são extensas 84) Qual é considerado o principal fator de risco para oclusão de ramo da veia central da retina entre os relacionados abaixo? a) Arterioloesclerose b) Uveíte posterior c) Glaucoma neovascular d) Consumo diário de álcool 85) Mulher com queixa de borramento visual. Ao exame de fundo de olho, observa-se lesão elevada e amarelada no polo posterior. Qual dado de anamnese é o de maior importância? a) Ressecção de melanoma de pele b) Mastectomia c) Ressecção de lesões polipoides no trato gastrointestinal d) Nefrectomia na infância


328  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 86) Paciente com 30 anos de idade, com queixa de baixa visual progressiva. No fundo de olho apresenta múltiplas lesões amareladas. Seu irmão apresenta quadro clínico semelhante. O achado de “silêncio” da coroide na fluoresceinografia tornaria provável o diagnóstico de: a) Distrofia de Cones b) Distrofia-padrão c) Degeneração macular relacionada à idade d) Doença de Stargardt 87) A presença de área de extensa hipofluorescência retiniana pode ser causada por: a) Neovascularização de retina b) Buraco macular c) Múltiplas drusas d) Hemorragia pré-retiniana 88) Indica-se terapia a laser ou crioterapia em prematuros que apresentem: a) Linha de demarcação em zona 1 b) Proliferação fibrovascular associada à doença plus em zona 1 c) Região avascular em zona 2 d) Proliferação fibrovascular sem doença plus em zona 3 89) A presença de lesão macular com hiperpigmentação central e área de despigmentação ao redor em paciente portador de doença reumática deve levar à investigação da utilização da seguinte medicação: a) Metotrexato b) Difosfato de cloroquina c) Diclofenaco sódico d) Ciclofosfamida 90) A alteração hereditária que pode apresentar-se com acuidade visual normal e eletrorretinograma extinto é: a) Doença de Best b) Retinose pigmentar c) Distrofia de cones d) Doença de Stargardt 91) Qual destas lesões teria maior possibilidade de sucesso se tratada com retinopexia pneumática? a) Rotura com extensão de menos de 1 h localizada às 10 h b) Rotura com extensão de 2 h localizada às 12 h c) Rotura com extensão de menos de 1 h localizada às 6 h d) Rotura com extensão de 2 h localizada às 7 h 92) Paciente com história de fotopsias seguida de perda de campo visual na região nasal inferior tem provavelmente um descolamento de retina localizado na região: a) Temporal inferior b) Nasal superior c) Nasal inferior d) Temporal superior


329  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 93) Sabemos que o tratamento da retinopatia diabética com laser, segundo o Diabetic Retinopathy Study: a) Reduz aproximadamente em 30% o número de linhas de visão perdidas em casos com neovascularização b) Reduz aproximadamente em 70% o número de pacientes com neovascularização que necessitam de vitrectomia em 5 anos c) Reduz aproximadamente em 50% o número de pacientes com perda visual grave em casos com neovascularização d) Reduz aproximadamente em 90% o número de perda da percepção luminosa em casos com neovascularização 94) Quanto ao desenvolvimento de ambliopia: a) Mesmo graus mais altos de astigmatismo não são capazes de induzi-la b) Em geral é mais frequente com erros hipermetrópicos importantes do que com erros miópicos importantes c) Em geral não aparece quando os dois olhos, apesar de anisometropes, têm o mesmo tipo de erro refrativo d) É muito frequente em pequenos erros refratométricos 95) A posição viciosa de cabeça ocorre para: a) Melhorar o campo visual b) Evitar a diplopia c) Bloquear o desvio vertical dissociado d) Evitar a ambliopia 96) Paciente com esotropia, necessitando de +5,00 d esféricas em cada olho para correção de seu erro refracional, diminui seu desvio de 60∆ para 40∆. Podemos afirmar que: a) A esotropia é puramente acomodativa b) A relação CA/A é normal c) Não é necessária a utilização da correção para o tratamento d) A relação CA/A é de 8∆/dioptria 97) Paciente com exotropia de aparecimento ocasional, cuja medida quando manifesta é maior para longe que para perto. Quanto ao tipo clínico, deve-se tratar de exotropia: a) Intermitente por insuficiência de convergência b) Intermitente por excesso de divergência c) Intermitente básica d) Constante (longe e perto) 98) O teste de cobertura alternada detecta o: a) Desvio puramente manifesto b) Desvio totalmente dissociado c) Desvio puramente latente d) Ângulo Kappa


330  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 99) O teste de Titmus nos dá ideia de: a) Ambliopia b) Diplopia c) Fixação cruzada d) Estereopsia 100) Paciente adulto com esotropia básica de 40∆, apresentando ambliopia no olho direito, sem posição viciosa de cabeça. Levando-se em conta os riscos para realização de cirurgia, a melhor opção para correção geralmente é: a) Retrocesso dos músculos retos mediais dos dois olhos b) Retrocesso do músculo reto medial e ressecção do músculo reto lateral do olho esquerdo c) Retrocesso do músculo reto medial e ressecção do músculo reto lateral do olho direito d) Retrocesso do músculo reto medial do olho direito e ressecção do músculo reto lateral do olho esquerdo 101) Durante a cirurgia de estrabismo, não se deve desinserir mais que dois músculos retos do mesmo olho pelo risco de: a) Isquemia de segmento anterior b) Descolamento hemorrágico de coroide c) Neuropatia óptica isquêmica d) Necrose macular 102) O padrão de incomitância em “V” pode ser visto na seguinte situação: a) Hiperfunção do músculo oblíquo superior b) Paralisia do músculo oblíquo inferior c) Hipofunção do músculo reto lateral d) Síndrome de Brown 103) Para indicarmos tratamento oclusivo em criança portadora de esotropia e baixa de visão em um olho, devemos sempre: a) Realizar oftalmoscopia b) Estudar o desvio em dextro e levoversão c) Excluir a intercorrência de paralisia oculomotora d) Corrigir quaisquer ametropias 104) A exotropia consecutiva é aquela que aparece após: a) Procedimento cirúrgico para correção de esotropia b) Fratura de órbita c) Perda da visão em um dos olhos d) Lesão neurológica do terceiro nervo craniano 105) Paciente adulto, amblíope do olho direito por esotropia, com desvio de 40 D prismáticas deste olho e consequente posição viciosa de cabeça, virada para a esquerda. A conduta cirúrgica indicada é: a) Recuo de ambos os músculos retos mediais b) Recuo do músculo reto medial direito e ressecção do músculo reto lateral direito


331  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 c) Recuo do músculo reto medial esquerdo e ressecção do músculo reto lateral esquerdo d) Ressecção de ambos os músculos retos laterais 106) Paciente com diplopia ocasional, apresentando-se com diferentes acometimentos musculares e consequente desvio variável em cada consulta oftalmológica. A hipótese que deve ser levantada é a de: a) Desvio vertical dissociado b) Síndrome de Duane c) Miastenia grave d) Paralisia recorrente do terceiro par 107) Há indicação de prismas em casos de visão subnormal quando: a) For necessária a fixação binocular a distâncias muito pequenas b) A acuidade visual for inferior a 20/400 c) Restar apenas túnel de visão central d) A visão excêntrica for ruim 108) Em visão subnormal, o valor de corte de cegueira legal (20/200) corresponde a: a) Visão subnormal leve b) Visão subnormal moderada c) Visão subnormal grave d) Visão subnormal profunda 109) O programa Visão 2020 é: a) Uma iniciativa do CBO que pretende devolver a visão 20/20 a todos com este potencial b) Uma iniciativa do Ministério da Saúde que pretende eliminar a cegueira evitável até o ano de 2020 no Brasil c) Uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Catarata e Cirurgia Refrativa que pretende eliminar resultados diferentes de 20/20 em cirurgias refrativas d) Uma iniciativa da Organização Mundial de Saúde que pretende eliminar a cegueira evitável até o ano de 2020 110) Segundo a OMS, A principal causa de cegueira irreversível no mundo é: a) Glaucoma b) Degeneração macular relacionada à idade c) Tracoma d) Retinopatia diabética 111) Segundo a OMS, a principal causa de cegueira na América Latina é: a) Glaucoma b) Retinopatia diabética c) Degeneração macular relacionada à idade d) Catarata


332  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 112) Dos valores abaixo, o que mais se aproxima da densidade endotelial da córnea de um adulto jovem sem doença ocular é: a) 3.000 céls./mm2 b) 6.000 céls./mm2 c) 1.000 céls./mm2 d) 9.000 céls./mm2 113) Produção de imunoglobulina IgE em resposta à presença de um alérgeno, seguida da ligação da imunoglobulina ao mastócito e subsequente exposição deste complexo (mastócito/IgE) ao antígeno, causando degranulação do mastócito com liberação de substâncias vasoativas. Estes eventos carcaterizam a reação de hipersensibilidade tipo: a) I b) II c) III d) IV 114) entre os agentes abaixo, o que está mais comumente associado à ceratite intersticial congênita e bilateral é: a) Treponema pallidum b) Bacilo de Hansen c) Bacilo de Koch d) Citomegalovírus 115) Linfoadenopatia pré-auricular, embaçamento visual moderado, hiperemia ocular bilateral, ausência de secreção purulenta, folículos na conjuntiva palpebral superior e na inferior, petéquias conjuntivais e formação de pseudomembranas associadas à ceratite ponteada difusa em ambos os olhos. Os achados clínicos estão mais provavelmente associados à: a) Ceratoconjuntivite atópica b) Ceratoconjuntivite herpética c) Ceratoconjuntivite adenoviral d) Ceratoconjuntivite estafilocócica 116) São fármacos de uso tópico que fazem parte do tratamento da ceratite infecciosa causada pela Acanthamoeba: a) Cloranfenicol e anfotericina B b) Cefazolina e ofloxacino c) Tobramicina e natamicina d) Biguanida e propamidina 117) De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o diagnóstico clínico do tracoma na fase folicular (TF) é realizado por meio de: a) Exame ocular realizado à lâmpada de fenda, com 10 aumentos de magnificação, e observação de 5 ou mais folículos na conjuntiva tarsal inferior b) Exame ocular com auxílio de lupa óptica de 5 aumentos de magnificação, realizado à luz solar ou com foco luminoso e observação de no mínimo 10 folículos na conjuntiva tarsal inferior


333  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 c) Exame ocular com auxílio de lupa óptica de 2 aumentos de magnificação, realizado à luz solar ou com foco luminoso e observação de 5 ou mais folículos na conjuntiva tarsal superior exposta pela eversão palpebral d) Exame ocular realizado à lâmpada de fenda, com 16 aumentos de magnificação e presença de cicatrizes na conjuntiva tarsal superior associadas à dificuldade na observação dos vasos tarsais profundos normais 118) Assinale a alternativa correta com relação ao penfigoide ocular cicatricial: a) Diagnóstico clínico geralmente estabelecido entre a 2a e 3a décadas de vida b) Resultado negativo da biópsia de conjuntiva após análise de imunofluorescência descarta o diagnóstico c) O tratamento sistêmico com dapsona está contraindicado nos pacientes que possuam a enzima glicose 6-fosfato-desidrogenase (G6PD) d) Acomete mais mulheres do que homens 119) O transplante de córnea lamelar profundo (preservando a membrana de Descemet e endotélio do receptor) pode estar indicado em qual das condições abaixo? a) Distrofia granular b) Leucoma pós-hidropsia em paciente com ceratocone c) Distrofia de Fuchs d) Ceratopatia bolhosa do pseudofácico 120) Qual das situações abaixo, relacionadas com o doador, representa contraindicação absoluta para utilização da córnea em transplantes? a) Rubéola congênita b) Diabetes melito c) Herpes simples (IgG positivo e IgM negativo) d) Cicatriz de retinocoroidite 121) Quais dos testes abaixo são mais indicados para avaliar a produção do componente aquoso do filme lacrimal? a) Tempo de rotura do filme lacrimal e coloração da superfície ocular com rosa-bengala b) Coloração da superfície ocular com fluoresceína e tempo de rotura do filme lacrimal c) Teste de Schirmer e avaliação do menisco lacrimal d) Coloração da superfície ocular com lisamina verde e citologia de impressão 122) Qual das distrofias abaixo apresenta depósitos mais comumente localizados no estroma da córnea? a) Distrofia microcística de Cogan b) Distrofia polimorfa posterior c) Distrofia de Meesman d) Distrofia macular 123) Qual das situações abaixo representa a melhor indicação para realização de micropuntura corneana? a) Ceratite herpética dendrítica (fase ativa) b) Ceratite filamentar


334  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 c) Ceratopatia bolhosa recorrente em um olho amaurótico d) Distrofia granular 124) Paciente submetido à cirurgia refrativa (LASIK), evoluiu no período pós-operatório com ceratite infecciosa causada pela Mycobacterium chelonae no olho operado. É correto afirmar com relação à esta infecção: a) Este agente é altamente sensível in vitro ao antibiótico cefoxitina b) Amicacina, claritromicina e quinolonas de 4a geração são antibióticos que podem estar envolvidos no tratamento c) O Mycobacterium chelonae tem como característica não ser corado pelo método de Ziehl-Neelsen d) O tratamento deve ser sempre tópico (cefalosporina forte) e sistêmico (ceftriaxona), com pelo menos 8 semanas de duração 125) Qual das medidas abaixo é, até o momento, reconhecida como a mais eficaz na prevenção de infecção em cirurgia de segmento anterior? a) Instilação de colírio de iodopovidona a 5% momentos antes do início da cirurgia b) Tricotomia dos cílios no olho que será operado c) Antibioticoterapia sistêmica nos 2 dias que antecedem a cirurgia d) Injeção subconjuntival de gentamicina 126) Com relação à úlcera corneana de Mooren, é correto afirmar que: a) A forma menos agressiva da doença é bilateral e acomete indivíduos mais jovens b) A forma mais agressiva da doença é unilateral e acomete mais brancos que negros c) As doenças sistêmicas mais frequentemente associadas são a artrite reumatoide seguida do lúpus eritematoso sistêmico d) Ceratite ulcerativa periférica que ocorre na ausência de doença sistêmica do colágeno 127) Com relação às diferentes modalidades de cirurgias refrativas abaixo, é correto afirmar que: a) A ceratite lamelar difusa é complicação pós-operatória associada à técnica do laser in situ keratomeleusis (LASIK) b) Complicações relacionadas com a confecção da lamela corneana podem ocorrer tanto na ceratectomia fotorrefrativa (PRK) quanto na ceratotomia radial (RK) c) Deseptelização da córnea no intraoperatório e uso de lente de contato terapêutica no pós-operatório são tempos cirúrgicos da técnica laser in situ keratomeleusis (LASIK) d) A utilização de microcerátomo é necessária tanto na técnica da ceratotomia radial (RK) quanto na ceratectomia fotorrefrativa (PRK) 128) Com relação ao anel corneano de Kaiser-Fleischer, é correto afirmar que: a) Presente na doença de Fabry e corresponde ao cobre depositado na camada de Bowman b) Apresenta coloração alaranjada e corresponde ao cobre depositado na membrana de Descemet c) Presente na doença de Wilson e corresponde ao ferro depositado no espaço subepitelial d) Apresenta coloração azulada e corresponde a glicosaminoglicano depositada no estroma


335  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 129) Com relação ao tratamento sistêmico da conjuntivite bacteriana neonatal pela Neisseria gonorrhoeae a opção terapêutica mais utilizada, entre as listadas abaixo, é: a) Cloranfenicol b) Cefalotina c) Tetraciclina d) Ceftriaxona 130) Assinale a alternativa correta: a) A permeabilidade ao oxigênio nas lentes hidrofílicas depende do conteúdo de água da lente e independe da sua espessura b) A lente de contato rígida de polimetilmetacrilato (PMMA) apresenta alta permeabilidade ao oxigênio c) A permeabilidade ao oxigênio depende do diâmetro e da curva base da lente e independe da sua espessura d) O valor DK de um determinado material representa um coeficiente intrínseco deste polímero e independe da espessura do material 131) Assinale a alternativa correta: a) Quanto mais elevado o grau positivo, menor será a espessura central da lente de contato b) Quanto menor for o diâmetro, maior será a espessura central da lente de contato c) Quanto maior for o diâmetro, menor será a espessura central da lente de contato d) Quanto mais elevado o grau negativo, menor será a espessura central da lente de contato 132) São vantagens das lentes de contato hidrofílicas sobre as lentes rígidas: a) Menor risco de infecção, menor incidência de reações tóxicas e alérgicas e melhor qualidade de visão no astigmatismo de origem na córnea b) Maior durabilidade, menor incidência de depósitos na superfície da lente e menor zona óptica c) Maior conforto, menor incidência de deslocamento e maior zona óptica d) Menor incidência de conjuntivite papilar gigante, maior facilidade no manuseio 133) Com relação à técnica da ortoceratologia, é correto afirmar que: a) Trata-se de método não cirúrgico cujo objetivo é a redução da miopia pelo aplanamento gradual da curvatura corneana utilizando lentes de contato rígidas progressivamente mais planas b) Apresenta, como principais indicações, ceratocone, diâmetro pupilar grande, cirurgia refrativa prévia e cicatrizes corneanas c) Livra o paciente da necessidade de manutenção das lentes de contato e proporciona correção definitiva do erro refrativo d) As lentes mais utilizadas são gelatinosas hidrofílicas e os melhores resultados ocorrem nos erros refrativos abaixo de –5,0 D esféricas


336  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 134) Durante uma cirurgia de facoemulsificação, ao perceber rotura extensa da cápsula posterior, com vítreo na câmara anterior, qual a sequência de eventos mais adequada que o cirurgião deverá adotar? a) Interromper a facoemulsificação e a irrigação, elevar a altura do frasco de BSS e retirar a caneta do olho para reavaliar a rotura b) Prosseguir com a facoemulsificação dos fragmentos maiores acima do plano da íris, injetar viscoelástico na câmara anterior pela incisão acessória, elevar o frasco de BSS e retirar a caneta do olho para reavaliar a rotura c) Interromper a facoemulsificação, injetar viscoelástico na câmara anterior pela incisão acessória e retirar a caneta para reavaliar a rotura d) Interromper a irrigação, retirar a caneta do olho, introduzir uma ou duas agulhas de insulina via pars plana, injetar viscoelático na câmara e prosseguir com a facoemulsificação 135) Qual a alteração do cristalino mais frequentemente associada à homocistinúria? a) Pseudoesfoliação b) Lenticone posterior c) Subluxação d) Lenticone anterior 136) São fatores de risco para o desenvolvimento de edema macular cistoide no período pós-operatório de cirurgia de catarata: a) Uso de ácido acetilsalicílico (AAS) e anti-inflamatório não hormonal nos dias que antecedem a cirurgia b) Rotura da cápsula posterior e perda vítrea c) Utilização de corante capsular azul de Trypan e capsulotomia “em abridor de latas” d) Incisão na córnea clara e permanência de viscoelático na câmara anterior após o término da cirurgia 137) São sinais indicadores de hemorragia expulsiva no período perIoperatório: a) Aumento progressivo na profundidade da câmara anterior e edema de córnea b) Desaparecimento do reflexo vermelho e prolapso de íris c) Fechamento pupilar e dor ocular d) Hipotensão ocular e sangue na câmara anterior 138) Com relação às propriedades dos viscoelásticos, é correto afirmar que: a) Substâncias dispersivas apresentam alto peso molecular e pequena capacidade de aderência aos tecidos oculares b) Substâncias coesivas apresentam alta viscosidade e alto peso molecular c) Substâncias dispersivas são mais indicadas para manutenção de espaços do que as coesivas d) Substâncias dispersivas são aspiradas do olho mais facilmente do que as coesivas de cadeias longas 139) Entre os fatores de risco listados abaixo, quais os mais importantes para o desenvolvimento de endoftalmites pós-operatórias na cirurgia de catarata? a) Tempo cirúrgico prolongado e rotura da cápsula posterior b) Hipertensão arterial sistêmica e idade inferior a 30 anos


337  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 c) Catarata polar posterior e raça negra d) História de endoftalmite no olho contralateral e hipotireoidismo 140) Com relação às complicações da capsulotomia com YAG laser, É correto afirmar que: a) A hipotensão intraocular é complicação mais frequente do que a hipertensão b) Edema macular cistoide no olho contralateral constitui contraindicação absoluta para realização da capsulotomia c) Análogos da prostaglandina são a classe de hipotensores mais indicados na prevenção da hipertensão ocular após a capsulotomia d) Potência elevada e grande diâmetro da capsulotomia são fatores de risco para o descolamento de retina 141) Com relação ao astigmatismo induzido na cirurgia de catarata, é correto afirmar que: a) Incisões maiores induzem menos astigmatismo do que incisões menores b) Na cirurgia extracapsular o astigmatismo inicial induzido pela sutura com fio de nylon nas incisões superiores tende a ser contra-a-regra c) A imagem de um círculo projetada sobre a córnea originando um reflexo em forma de elipse mais longa no eixo horizontal e mais achatada no vertical sugere a presença de astigmatismo contra-a-regra d) Incisões mais anteriores (mais próximas à córnea) induzem astigmatismos maiores do que incisões realizadas mais posteriormente 142) As duas principais causas de catarata congênita de etiologia infecciosa em nosso meio são: a) Rubéola e toxoplasmose b) Tuberculose e varicela c) Sífilis e toxoplasmose d) Rubéola e síndrome da imundeficiência adquirida 143) Com relação às bombas de aspiração dos aparelhos de facoemulsificação, é correto afirmar que: a) Na bomba peristáltica o tempo de formação do vácuo é mais lento do que na bomba Venturi b) A bomba peristáltica é movida por ar comprimido, nitrogênio ou ar c) As bombas Venturi são mais seguras, porém menos eficientes d) Nas bombas peristálticas o vácuo não pode ser regulado separadamente do fluxo 144) São vantagens obtidas com a realização da capsulotomia curvilínea contínua em relação à capsulotomia “em abridor de latas”: a) Menor incidência da síndrome da contração capsular e maior segurança na aspiração de restos corticais b) Menor curva de aprendizado e maior facilidade no implante da lente dentro do saco capsular c) Implante de lentes com diâmetros maiores e maior facilidade para explantar a lente caso haja necessidade d) Maior estabilidade da lente dentro do saco capsular e melhor centralização da lente


338  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica II A – 2008 145) EM um paciente com catarata e retinopatia diabética proliferativa, qual a lente intraocular menos indicada para o implante entre as listadas abaixo? a) Lente de polimetilmetacrilato (PMMA) b) Lente acrílica c) Lente de silicone d) Lente com diâmetros maiores que 6 mm 146) Os modernos aparelhos de facoemulsificação com bomba peristáltica (como, por exemplo, o Legacy – Infiniti” ou o Sovereign) apresentam três estágios (no modo de facoemulsificação) controlados pelo pedal da máquina. Assinale a alternativa que melhor representa estes estágios: a) 1–irrigação; 2–aspiração; 3–aspiração e ultrassom b) 1–irrigação; 2–irrigação e aspiração; 3–irrigação, aspiração e ultrassom c) 1–ultrassom; 2–irrigação e aspiração; 3–irrigação d) 1–irrigação e aspiração; 2–ultrassom; 3–cauterização ou vitrectomia 147) Com relação à ptose palpebral associada ao fenômeno de Marcus Gunn, é correto afirmar que: a) Ocorre sincinesia entre o músculo levantador da pálpebra e o músculo pterigoide ipsilateral b) Geralmente bilateral c) A forma mais comum ocorre pela conexão anômala do nervo facial com o nervo abducente d) Raramente há indicação cirúrgica, mesmo em blefaroptoses graves, pois na maior parte dos casos a cura é espontânea antes do terceiro ano de vida 148) É correto afirmar que: a) Enucleação é o procedimento de escolha nas endoftalmites não responsivas ao tratamento clínico em olhos amauróticos b) Tumor ocular recorrente, com invasão escleral e envolvimento da musculatura ocular extrínseca deve ser tratado com evisceração c) A exenteração apresenta resultados estéticos mais satisfatórios do que a evisceração d) A evisceração com implante de esfera preserva a movimentação ocular


Prova Teórica – 2007

1) Qual das estruturas abaixo sofre menor alteração durante a acomodação? a) Zônula b) Pupila c) Córnea d) Câmara anterior 2) Em Um paciente com um olho emetrope e –5,00 dioptrias no olho contralateral, o diagnóstico é: a) Anisometropia miópica composta b) Anisometropia miópica simples c) Antimetropia d) Anisometropia hipermetrópica composta 3) Utilizando um cilindro cruzado de 0,5 D de poder em cada eixo diante de um olho míope de –0,5 D, criaremos: a) Astigmatismo hipermetrópico composto b) Astigmatismo miópico composto c) Astigmatismo misto d) Astigmatismo miópico simples 4) Um erro refrativo de +1,00 D esférica combinada com –1,25 D cilíndrica a 180 graus é definido como: a) Astigmatismo hipermetrópico b) Astigmatismo miópico c) Astigmatismo irregular d) Astigmatismo misto

339


340  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 5) Qual o ponto próximo (PP) em centímetros de um míope de –6,0 D e amplitude de acomodação de 2,0 D? a) PP = 16,67 cm b) PP = 25 cm c) PP = 10 cm d) PP = 12,5 cm 6) Qual o equivalente esférico de +3,00 DE –3,00 DC × 180 graus? a) +1,50 b) –1,50 c) Zero d) +3,00 7) Na leitura a 40 cm de distância em um paciente emeetrope, a acomodação modifica o poder dióptrico do olho em: a) 3 dioptrias b) 2 dioptrias c) 4 dioptrias d) 2,5 dioptrias 8) Qual dos grupos abaixo relaciona apenas causas clássicas de miopia patológica? a) Diabetes, paralisia de acomodação, microftalmia b) Subluxações do cristalino, edemas maculares e tumor de órbita c) Diabetes, espasmos acomodativos e córnea aplanada d) Ceratocone, espasmos acomodativos e catarata nuclear 9) A transposição de +0,50 DE –2,00 DC × 30 graus é: a) –1,50 DE + 2,00 DC × 120 graus b) –1,50 DE + 1,50 DC × 120 graus c) –1,50 DE + 2,00 DC × 150 graus d) –2,00 DE + 1,50 DC × 150 graus 10) Indique um efeito associado ao uso de colírio cicloplégico durante a refração: a) Aumento da profundidade de foco b) Aumento da aberração periférica c) Miose d) Indução de pseudomiopia 11) A chamada aberração esférica refere-se a: a) Localização de um objeto fora do eixo óptico b) Diferença de focalização da imagem pelos raios periféricos em relação aos centrais c) Distorção da imagem causada pelas lentes asféricas d) Aumento ou diminuição gradual do tamanho da imagem, quando olhamos fora do eixo óptico


341  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 12) O que acontece com um paciente míope jovem com óculos de 15 D em ambos os olhos (sem hipo ou hipercorreção) se ele aproximar as lentes do rosto? a) Fica hipercorrigido b) Não altera a acomodação c) Promove relaxamento da acomodação d) Aproxima a distância focal da sua lente do seu ponto remoto 13) Suponha que este paciente está com os óculos bem adaptados e com um ângulo pantoscópico de 15 graus. Se inclinar a lente em relação ao eixo vertical (aumentar o ângulo pantoscópico) ele vai criar um efeito que: a) Diminui o poder da lente sem induzir astigmatismo b) Diminui o poder da lente e induz astigmatismo a 180 graus c) Aumenta o poder da lente e induz astigmatismo a 180 graus d) Aumenta o poder da lente sem induzir astigmatismo 14) O mesmo paciente, sendo ortofórico, no momento da confecção dos óculos teve a distância dos centros ópticos das lentes superando a sua distância interpupilar de maneira simétrica. Ele poderá ter: a) Desconforto para perto por maior esforço de convergência b) Desconforto para longe porque a amplitude de divergência é pequena para longe c) Aniseiconia d) Desconforto para longe por maior esforço de convergência 15) Qual achado abaixo tem maior probabilidade de ser encontrado tanto na avaliação clínica de um paciente com glaucoma congênito quanto na de um paciente com glaucoma crônico de ângulo aberto? a) Aumento da escavação do disco óptico b) Fotofobia c) Bulftalmo d) Estrias de Haab 16) A gonioscopia de “indentação” (depressão corneana) com a lente de Zeiss é especialmente útil para: a) Diferenciar o ângulo estreito por aposição da íris do ângulo fechado por sinequias b) Diferenciar glaucoma de pressão normal do crônico de ângulo aberto c) Permitir a trabeculoplastia nos ângulos estreitos d) Ajudar na detecção de finos vasos na borda pupilar (com a parte central da lente) auxiliando no diagnóstico do glaucoma neovascular precoce 17) o exame classicamente considerado mais precoce na detecção de lesões iniciais do glaucoma abaixo é: a) Curva tensional diária b) Biomicroscopia de disco óptico c) Teste de sobrecarga hídrica d) Perimetria automatizada Humphrey Sita branco no branco


342  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 18) qual dos tonômetros abaixo mais deforma a córnea durante a tonometria? a) Tonômetro de Mackay-Marg b) Tonômetro de Goldman c) Tonômetro de Perkins d) Tonômetro de Schiotz 19) O trabeculado pode ser dividido morfologicamente em três camadas distintas. A camada mais externa em relação íntima com o canal de Schlemm, a mais interna em contato direto com o humor aquoso e a intermediária entre as duas últimas. Qual o nome dessa camada intermediária? a) Malha cribiforme b) Malha uveal c) Malha corneoescleral d) Malha endotelial 20) Qual das medidas abaixo pode diminuir a absorção ocular e favorecer a absorção sistêmica dos colírios antiglaucomatosos? a) Evitar tocar os olhos ou os cílios com o frasco para não estimular o lacrimejamento b) Pressionar o ponto lacrimal após a instilação c) Manter um intervalo mínimo de 5 min entre fármacos diferentes no caso de coincidência de horários d) Piscar os olhos repetidamente após a instilação 21) São efeitos colaterais mais frequentemente associados aos medicamentos antiglaucomatosos abaixo: 1 – betabloqueadores 2 – colinérgicos 3 – brimonidina a) 1–broncoespasmo; 2–miopização; 3–boca seca b) 1–bradicardia; 2–aumento da tensão zonular; 3–depressão c) 1–depressão; 2–aumento dos cílios; 3–miose d) 1–hiperpigmentação palpebral; 2–miose; 3–midríase 22) Sobre o glaucoma associado à síndrome de pseudoesfoliação, é correto afirmar que: a) Neste tipo de glaucoma a presença do material pseudoesfoliativo está restrito ao olho e se correlaciona com a gravidade do quadro b) O glaucoma associado à pseudoesfoliação tem como característica ser exclusivamente de ângulo aberto e responder mal à trabeculoplastia c) O acúmulo de pigmento angular, o depósito de pigmento no endotélio e a atrofia iriana peripupilar são sinais caraterísticos da doença d) Pela diminuição da produção de material pseudoesfoliativo, a gravidade e prevalência do glaucoma tendem a diminuir nos indivíduos mais idosos


343  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 23) Sobre o glaucoma no paciente portador de nanoftalmo, é correto afirmar que: a) Por possuírem um cisto formado por defeito no fechamento da fissura embrionária, o glaucoma raramente é um problema para estes pacientes b) Apesar da câmara anterior estreita, o cristalino também tem dimensões reduzidas, o que diminui a chance de bloqueio pupilar c) Devido ao diâmetro axial diminuído esses pacientes não podem ser míopes e isso aumenta a chance do desenvolvimento do glaucoma de ângulo estreito d) Há maior chance de desenvolvimento de complicações no segmento posterior (p. ex., efusão coroidal ou descolamento de retina) durante ou após cirurgias de catarata ou glaucoma 24) A perimetria de dupla frequência tenta detectar o dano precoce no glaucoma por meio do estudo de subpopulações de células ganglionares. O objetivo desta modalidade de perimetria é testar isoladamente: a) Cones que respondem à cor azul b) Células ganglionares (células M) do sistema magnocelular c) Células ganglionares do sistema parvocelular d) Células ganglionares responsáveis pela percepção dos estímulos com baixa frequência temporal e alta frequência espacial 25) Qual dos fatores de risco abaixo está classicamente associado ao aumento da incidência de glaucoma primário de ângulo aberto? a) Raça (cor) negra b) Idade abaixo de 30 anos c) Hipermetropia d) Ausência de história de glaucoma na família 26) Paciente com 2 meses apresentando epífora, fotofobia e lacrimejamento desde o nascimento comparece para a primeira avaliação oftalmológica com edema corneano importante, PIO de 30 mmHg em ambos os olhos com CA aparentemente formada sem sinequias irianas ou catarata (exame com anestesia). Apresenta USG com aumento do diâmetro axial e sem descolamento de retina. Neste caso a conduta mais indicada seria: a) Deve-se proceder a cirurgia antiglaucomatosa (trabeculectomia) de preferência com mitomicina ou 5-FU devido à alta inflamação em crianças b) Deve-se indicar a trabeculotomia ou goniotomia c) Deve-se instituir o tratamento medicamentoso e aguardar, pois a dimunuição da PIO vai possibilitar um melhor exame das estruturas em um futuro exame sob narcose d) Deve-se tentar primeiro a trabeculoplastia, pois ela pode levar a menor trauma cirúrgico e com resultados satisfatórios. Caso não funcione tentar procedimentos mais invasivos


344  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 27) Homem, 50 anos de idade, míope, com hipertensão arterial, apresenta dor ocular (OE) irradiando para região temporal ipsilateral há 20 dias, com baixa de visão aguda no mesmo olho há 4 meses. Nega uso de colírios. Ao exame OD sem alterações. No OE apresenta AV de movimento de mãos, edema de córnea, midríase paralítica, ectrópio uveal na câmara anterior média e difícil visualização de detalhes da câmara anterior e da retina pelo edema de córnea. Gonioscopia do OD de ângulo aberto até esporão escleral e OE impossível. Pressão intraocular de 17 mmHg e 65 mmHg às 10 h. Pode-se afirmar que: a) A diminuição da PIO é importante para o exame da câmara anterior e retina e para determinar a melhor conduta terapêutica b) A retirada do cristalino deve resolver o quadro, pois trata-se de um glaucoma facotópico c) A iridotomia a laser resolve o quadro por permitir a passagem de humor aquoso para a câmara anterior d) Tratamento com pilocarpina de 1/1 min para reverter o bloqueio deve ser instituído o quanto antes 28) Paciente, 60 anos de idade, compareceu ao pronto-socorro com dor ocular, olho vermelho e embaçamento visual há 10 dias no OD. Refere ter glaucoma e sido submetido à trabeculectomia há 2 anos em ambos os olhos. Não faz uso de medicação antiglaucomatosa desde então. Apresenta hiperemia conjuntival intensa, ampola avascular com depósitos visualizados por transparência na parede da mesma e sinal de Seidel positivo. Reação de câmara anterior 2+. Fácico, com vítreo transparente sem células ou opacidades. Sem alterações retinianas. No OE apresenta Seidel positivo na bolha avascular. Sobre o caso é correto afirmar que: a) A localização da trabeculectomia nos quadrantes inferiores aumenta a chance de quadros semelhantes b) Deve ser tratado com corticoide tópico de 2/2 h, pois a inflamação da câmara anterior está colocando em risco a trabeculectomia c) Deve ser tratado com lubrificantes e compressas geladas, pois o quadro é autolimitado d) O uso de antifibróticos no intraoperatório poderia prevenir o quadro atual 29) Dos testes imunológicos descritos abaixo, o melhor para o diagnóstico laboratorial da toxoplasmose congênita no recém-nascido é: a) Dosagem de imunoglobulina G b) Dosagem de imunoglobulina M c) Dosagem de imunoglobulina A d) Dosagem de imunoglobulina E 30) O descolamento de retina na doença de Vogt-Koyanagi-Harada, em sua fase oftálmica ou uveítica, se caracteriza mais frequentemente por: a) Ser regmatogênico b) Ser exsudativo c) Localizar-se entre as camadas limitante externa e plexiforme externa d) Ser tracional 31) Assinale a alternativa correta sobre a sarcoidose ocular: a) A uveíte anterior é a manifestação mais frequente da sarcoidose ocular b) O comprometimento ocular ocorre em aproximadamente 70% dos casos de sarcoidose


345  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 c) Nesta doença são comuns os nódulos de Koeppe no estroma iriano d) Os nódulos de Dalen-Fuchs são característicos da doença representando granulomas no estroma iriano 32) Sobre as crises glaucomatociclíticas, é correto afirmar que: a) Durante as crises a PIO aumenta muito com o aumento da resistência à drenagem do humor aquoso causado pelo fechamento do ângulo b) Durante as crises o olho se apresenta inflamado com injeção ciliar intensa e reação de câmara anterior c) Fora da crise a pressão intraocular (PIO) do olho afetado é geralmente mais elevada que a do olho contralateral d). As crises são comumente unilaterais e do mesmo lado, com edema de córnea e visão de arcos irrisados ao redor de lâmpadas fluorescentes 33) Assinale a associação correta: 1 – pérolas de íris 2 – sinal de Amsler 3 – sinal de Hutchinson a) 1 – sífilis; 2 – ciclite heterocrômica de Fuchs; 3 – herpes-zóster b) 1 – sífilis; 2 – doença de Behçet; 3 – ciclite heterocrômica de Fuchs c) 1 – hanseníase; 2 – doença de Behçet; 3 – Fuchs d) 1 – hanseníase; 2 – ciclite heterocrômica de Fuchs; 3 – herpes-zóster 34) Uveítes que, em geral, apesar da atividade inflamatória, frequentemente apresentam pouca injeção ciliar são: a) Ciclite heterocrômica de Fuchs e espondilite anquilosante b) Espondilite anquilosante e doença de Reiter c) Espondilite anquilosante juvenil aguda e artrite reumatoide juvenil – sorotipo II d) Artrite reumatoide juvenil – sorotipo I e ciclite heterocrômica de Fuchs 35) Uveíte que pode apresentar endoteliopatia corneana autoimune, comprometimento vítreo praticamente em 100% dos casos, tendo associação com doença de Lyme e sarcoidose, mais provavelmente se refere a: a) Doença de Behçet b) Ciclite heterocrômica de Fuchs c) Artrite reumatoide juvenil d) Pars planite (uveíte intermediária) 36) Sobre a toxoplasmose e gravidez, é correto afirmar que: a) A taxa de infecção fetal é maior no primeiro trimestre e é neste momento que a infecção é mais prejudicial ao feto b) A reagudização da doença, mesmo em gestantes imunocompetentes, aumenta o risco da transmissão fetal com taxas ligeiramente menores que na primoinfecção c) A transmissão transplacentária do parasito (trofozoíta) dá origem à forma congênita d) Não é importante a identificação de gestantes soronegativas, pois o tratamento da mãe não diminui a taxa de transmissão fetal


346  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 37) Na doença de Behçet, assinale a alternativa correta: a) O acometimento ocular é frequente e, associado a úlceras recorrentes genitais e orais, confirma o diagnóstico b) O hipópio acontece na quase totalidade dos casos e não tem relação com o prognóstico c) Os estudos anatomopatológicos revelam uma uveíte granulomatosa poupando os vasos d) Classicamente, apesar da gravidade do quadro, não costuma causar sinequias no segmento anterior 38) São características da Síndrome dos Múltiplos Pontos Brancos Evanescentes (MEWDS): a) Afeta principalmente homens com idade avançada b) Defeito pupilar aferente e pontos brancos perifoveais são sinais característicos c) Geralmente bilateral e simétrica d) Afeta principalmente as camadas internas da retina e tem prognóstico visual muito ruim 39) A Escleromalácia perforans ocorre mais frequentemente em: a) Pacientes do sexo feminino com espondiloartropatias b) Pacientes do sexo feminino com artrite reumatoide c) Pacientes do sexo masculino com artrite reumatoide d) Pacientes do sexo masculino com espondiloartropatias 40) Para a avaliação correta das doenças da órbita quase sempre necessitamos de exames de imagem complementares. Podemos afirmar sobre estes exames: a) A ultrassonografia (US) não tem valor propedêutico durante a avaliação do paciente com doença orbitária pela dificuldade de estudo das estruturas da órbita com este método b) US Doppler, angiorressonância, arteriografia e venografia são exames utilizados nas lesões vasculares c) A ressonância magnética em geral é o exame de imagem mais utilizado por avaliar tanto as estruturas ósseas quanto os tecidos moles da cavidade orbitária d) A tomografia computadorizada é o exame de escolha para o estudo das lesões no ápice da órbita 41) Assinale a alternativa correta em relação aos tumores orbitários em adultos: a) O linfoma na maioria das vezes se apresenta com um quadro agudo, acometendo especificamente a região da fossa lacrimal b) O hemangioma capilar é o tumor benigno mais frequente na população adulta c) Os gliomas do nervo óptico no adulto têm prognóstico reservado mesmo com tratamentos agressivos d) Os meningiomas primários da órbita originados na bainha do nervo óptico são frequentes e representam a maioria dos casos de meningioma 42) Aassinale a alternativa correta sobre oftalmopatia tireoideana: a) Pacientes que não apresentam alterações clínicas e bioquímicas compatíveis com doença tireoideana podem apresentar oftalmopatia de Graves b) As manifestações oculares acompanham somente o quadro de hipertireoidismo c) Acomete mais frequentemente homens entre a 4a e 5a décadas de vida d) O tratamento e controle da doença sistêmica sempre estão associados à melhora do quadro ocular


347  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 43) Menina, 4 anos de idade, com história de neurofibromatose tipo I, apresenta quadro de proptose axial progressiva, lenta e unilateral. Não apresenta sinais de edema palpebral, quemose ou hiperemia conjuntival. Fundoscopia revela discreto edema de papila. Qual das lesões abaixo melhor se correlaciona com a clínica : a) Cisto dermoide b) Rabdomiossarcoma c) Glioma do nervo óptico d) Hemangioma capilar 44) Paciente com 29 anos de idade e história de trauma de face. Ao exame de entrada apresenta equimose periocular e globo ocular pulsátil. Qual das paredes da órbita deve estar fraturada? a) Assoalho b) Parede lateral c) Parede medial d) Teto 45) Paciente hipertensa, com 56 anos de idade, chega ao pronto-socorro com quadro de proptose aguda unilateral, referindo baixa de visão no olho direito. Nega história de trauma. No exame ocular apresenta proptose pulsátil moderada à direita acompanhada de quemose e hiperemia conjuntival, paralisia do VI par e aumento da pressão intraocular no olho direito. Exame de tomografia computadorizada da órbita mostra aumento da musculatura extraocular do lado direito. A melhor hipótese diagnóstica é: a) Fístula carotidocavernosa b) Miosite c) Oftalmopatia tireoideana d) Varizes orbitárias 46) Podemos afirmar sobre as anomalias congênitas do nervo óptico: a) O coloboma do disco nunca está associado a alterações sistêmicas b) As drusas de papila podem causar baixa visual, quando associadas a complicações secundárias c) O disco inclinado geralmente não causa baixa de visão e está mais frequentemente associado à hipermetropia d) A fosseta do disco óptico na maioria das vezes se localiza nasalmente no disco 47) Em relação à paralisia do III nervo craniano, podemos afirmar sobre o comprometimento da pupila: a) O comprometimento da pupila não diferencia quadros por doenças microvasculares de doenças compressivas b) As causas compressivas, tais como aneurismas e tumores, não estão associadas à alteração pupilar c) A paralisia do III nervo sempre está associada a defeito pupilar, independente da causa d) Doenças microvasculares como diabetes e hipertensão causam paralisia de III nervo sem comprometimento da pupila


348  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 48) Assinale a alternativa correta: a) Os reflexos pupilares estão normais na síndrome de Horner b) Na pupila tônica de Adie o acometimento é bilateral na maioria dos casos c) Na pupila de Argyll Robertson o reflexo para perto está alterado d) Na síndrome de Horner existe alteração dos reflexos para a luz 49) Mulher, 76 anos de idade, diabética, chega ao pronto-socorro com quadro de cefaleia frontal e baixa de visão súbita no olho direito há poucas horas. Refere dor à mastigação, mialgia e perda de peso nas últimas semanas. Exame ocular revela acuidade visual de projeção luminosa em OD e de 20/30 em OE. Fundoscopia mostra edema de disco à direita. Sobre esta paciente a hipótese diagnóstica mais provável e que deve ser primariamente investigada é: a) Neuropatia óptica isquêmica anterior não arterítica b) Neuropatia óptica isquêmica anterior arterítica c) Neurite óptica relacionada à esclerose múltipla d) Pseudotumor cerebral 50) Homem, 60 anos de idade, tabagista e hipertenso, apresenta perda visual súbita nãodolorosa em olho esquerdo. Nega alterações oculares prévias. Acuidade visual OD 20/20 OE 20/80. Fundoscopia de olho esquerdo mostra edema de papila localizado acompanhado de algumas hemorragias superficiais ao redor do disco. Olho direito sem alterações. Qual das alternativas abaixo melhor representa o quadro clínico descrito? a) Neuropatia óptica isquêmica posterior b) Ambliopia tabaco-álcool c) Neuropatia óptica isquêmica anterior não arterítica d) Neurite óptica relacionada com a esclerose múltipla 51) Homem, 31 anos de idade, com queixa de diplopia e queda da pálpebra direita no final do dia. Ao exame apresenta ptose palpebral bilateral mais acentuada à direita. Diplopia em levoversão. Acuidade visual, reflexos pupilares e testes de função visual normais. Exame ocular sem alteração. Qual alteração sistêmica pode estar presente neste paciente e se correlacionar com o quadro descrito? a) Tumor hipofisário b) Hipertensão arterial c) Craniofaringioma d) Timoma 52) Em relação a blefarocálase, é correto afirmar que: a) Acomete mais frequentemente pacientes entre 5a e 6a décadas de vida b) O edema é unilateral na maioria dos casos c) O edema palpebral geralmente tem resolução espontânea d) Acomete mais homens que mulheres (53) Sobre o carcinoma sebáceo, é correto afirmar que: a) Ocorre mais frequentemente na pálpebra inferior b) Simula condições benignas como a conjuntivite crônica ou o calázio c) Acomete mais a população jovem d) Pela facilidade diagnóstica, apesar de ser um tumor maligno, a mortalidade é nula


349  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 54) Qual das lesões palpebrais abaixo é considerada uma lesão pré-maligna? a) Queratose seborreica b) Verruga vulgar c) Ceratose actínica d) Cisto de Moll 55) Assinale qual dos achados abaixo é encontrado na síndrome de blefarofimose: a) Anquilobléfaro b) Euribléfaro c) Epicanto inverso d) Epibléfaro 56) Sobre o entrópio podemos considerar como correta qual das afirmações abaixo? a) O entrópio congênito sempre acomete as duas pálpebras b) O entrópio congênito é bastante frequente, sendo mais comum que o epibléfaro c) O entrópio senil acomete principalmente a pálpebra superior d) O entrópio senil acomete mais a pálpebra inferior, pois a pálpebra superior é mais estável 57) Retração palpebral é sinal clÍnico muito importante em: a) Arterite de células gigantes b) Tuberculose c) Sarcoidose d) Oftalmopatia de Graves 58) O uso de fenilefrina a 10% pode causar: a) Hipertensão arterial e arritimia cardíaca b) Ataxia, agitação e alucinação c) Elevação da temperatura, agitação psicomotora d) Convulsão do tipo grande mal 59) Sobre os efeitos oculares do uso de cloroquina e hidroxicloroquina, podemos afirmar que: a) As duas alterações oculares mais frequentes com o uso destas medicações são retinotoxicidade e opacidades cristalinianas b) A administração de hidroxicloroquina é mais segura que o uso de cloroquina e está relacionada com menor risco de maculopatia c) Depósitos corneanos endoteliais podem ocorrer principalmente com o uso da cloroquina d) A cloroquina não está associada à toxicidade macular 60) É correto afirmar que: a) A brimonidina é um agente agonista α2-adrenérgico que diminui a pressão intraocular principalmente por diminuir a produção de humor aquoso b) A apraclonidina é um potente hipotensor ocular, mas com ação detectada apenas várias horas após sua aplicação


350  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 c) Agentes hipotensores oculares como o manitol promovem a diminuição da pressão por aumento da drenagem do humor aquoso por via uveoescleral d) A latanoprosta é um fármaco análogo da prostaglandina F2a e atua principalmente por diminuir a produção de humor aquoso 61) Sobre a neuropatia óptica hereditária de Leber, podemos dizer que: a) A herança é autossômica dominante e acomete mulheres jovens b) É resultado de mutações no DNA mitocondrial materno c) Acomete mais homens jovens por ter herança recessiva ligada ao X d) Não tem padrão de herança definido 62) Em relação à genética do retinoblastoma, podemos considerar correto: a) A história familiar da doença é positiva em todos os casos de doença hereditária b) Na forma hereditária todas as crianças apresentam doença bilateral c) Uma criança com doença bilateral pode ter a forma não hereditária d) A forma hereditária é menos frequente que a não hereditária 63) É correto afirmar sobre a retinose pigmentar: a) A forma da doença com padrão hereditário recessivo ligado ao X é a mais comum e tem o melhor prognóstico b) Pode apresentar como padrão hereditário as formas autossômica dominante, autossômica recessiva e padrão recessivo ligado ao X c) Nunca se correlaciona com doenças sistêmicas d) É uma doença com padrão hereditário único, o autossômico dominante 64) As seguintes estruturas têm origem do mesoderma: a) Endotélio vascular, musculatura extraocular e músculo ciliar b) Endotélio corneano, esclera e músculo ciliar c) Endotélio vascular, musculatura extraocular e esclera temporal d) Esclera temporal, endotélio corneano e músculo ciliar 65) Podemos dizer que o ectoderma superficial dá origem a que camada da córnea? a) Epitélio b) Estroma c) Membrana de Descemet d) Endotélio 66) Qual das alternativas abaixo representa o local mais frequente das metátases intraoculares? a) Retina b) Vítreo c) Coroide d) Íris 67) Quais as duas formas mais frequentes de apresentação do retinoblastoma? a) Leucocoria e olho vermelho b) Estrabismo e hipópio


351  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 c) Leucocoria e estrabismo d) Leucocoria e glaucoma 68) Sobre o carcinoma basocelular da pálpebra, podemos afirmar que: a) Geralmente os tumores localizados no canto lateral têm maior tendência de invasão orbitária b) As metátases são frequentes por se tratar de um tumor invasivo c) É o tumor maligno mais frequente na pálpebra, e na maioria dos casos acomete pacientes idosos d) A pálpebra superior é o local mais acometido 69) Das condições apresentadas abaixo assinale qual representa um fator de risco para o desenvolvimento do melanoma da coroide: a) Melanocitose ocular congênita b) Xeroderma pigmentoso c) Síndrome de Goldenhar d) Melanose primária adquirida 70) Sobre o melanoma uveal, podemos afirmar que: a) Tumores com predominância de células do tipo epitelioide habitualmente têm pior prognóstico que àqueles com predominância de células fusiformes b) Lesões do corpo ciliar são mais comuns que as da coroide c) Melanomas da íris habitualmente têm prognóstico pior que os melanomas da coroide d) O tratamento por braquiterapia melhorou acentuadamente a sobrevida dos pacientes 71) Podemos dizer a respeito do carcinoma de células escamosas da conjuntiva: a) Em alguns casos invade a esclera e penetra no globo ocular b) Geralmente acomete a conjuntiva palpebral e fórnice inferior c) As metástases hematogênicas são frequentes d) Não acomete a córnea ou a esclera 72) Qual apresentação ocular é a mais típica em um paciente com suspeita de linfoma primário do sistema nervoso central? a) Infiltração vítrea b) Infiltração iriana difusa c) Infiltração conjuntival nodular d) Infiltração de corpo ciliar 73) Homem, 15 anos de idade, com baixa de visão em olho direito há 1 mês. Nega alterações oculares ou sistêmicas pregressas. Apresenta na fundoscopia do OD artéria e veia temporal superior dilatadas e tortuosas, fazendo comunicação com duas lesões vasculares avermelhadas na região temporal periférica da retina. No OE apresenta pequena lesão vascular retiniana no equador nasal. Exame de angiografia fluoresceínica mostra vazamento tardio das lesões do olho direito. Diagnóstico provável: a) Hemangioma capilar de retina associado à síndrome de von Hippel-Lindau b) Hemangioma racemoso associado à esclerose tuberosa c) Hemangioma cavernoso de retina associado à síndrome de von Hippel-Lindau d) Hemangioma capilar de retina associado à esclerose tuberosa


352  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 74) É correto afirmar que: a) O conteúdo do cisto de Moll é aquoso e translúcido, diferentemente do conteúdo do cisto de Zeiss, oleoso e mais opaco b) A blefarite causada por Molluscum contagiosum na criança deve ser tratada preferencialmente com antifúngicos tópicos c) Existem cerca de 60 glândulas de Meibomius no tarso superior e 50 no tarso inferior d) Distiquíase é o termo utilizado quando cílios previamente normais passam a apresentar uma orientação anômala 75) Qual a alternativa correta? a) Os nervos frontal, lacrimal e troclear passam pela fissura orbital inferior e seguem seus trajetos dentro do ânulo de Zinn b) A parede lateral da órbita é formada por quatro ossos: frontal, asa menor do esfenoide, palatino e lacrimal c) A extensão da porção intraorbitária do nervo óptico mede cerca de 10 mm no adulto, tamanho semelhante ao da distância entre a parte posterior do globo ocular e o canal óptico (10 mm) d) No trajeto intracraniano, o nervo óptico apresenta 10 a 15 mm de extensão, sendo envolvido unicamente pela pia-máter 76) Assinale a alternativa correta: a) O colágeno presente em maior quantidade no estroma da córnea é o tipo VI b) O epitélio da córnea, em condições normais, é formado por epitélio escamoso estratificado ceratinizado c) A camada de Bowman é uma estrutura formada basicamente de células indiferenciadas d) Células de Langerhans (dendríticas), em condições normais, são encontradas na periferia da córnea 77) Com relação à histologia da córnea, qual a alternativa correta? a) A densidade endotelial do recém-nascido é praticamente igual a do indivíduo adulto (1.200 a 1.800 células/mm2) b) A principal fonte de glicose para o endotélio é a lágrima c) Embora as fibras de colágeno do estroma da córnea normal estejam dispostas desordenadamente, a sua transparência é conseguida devido ao permanente estado de hidratação deste tecido d) Tanto as fibras corneais quanto esclerais podem sofrer distensão, no entanto, o tecido da córnea apresenta maior elasticidade do que o tecido escleral 78) É fungo filamentoso: a) Aspergillus b) Candida albicans c) Listeria sp d) Molluscum contagiosum


353  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 79) Com relação à anatomia da retina, é correto afirmar que: a) A zona avascular da fóvea é ocupada apenas por bastonetes b) A artéria central da retina e seus ramos suprem a circulação para todas as camadas retinianas internas c) O pigmento xantofílico contido na mácula é o responsável pela hiperfluorescência desta região observada na angiofluoresceinografia de pacientes normais d) O epitélio pigmentado da retina é formado por múltiplas camadas de células, sendo as mais superfíciais de formato cuboide e as mais profundas de formato hexagonal 80) Com relação ao teste do desaparecimento do corante (conhecido como teste de Milder ou Zappia-Milder), É correto afirmar que: a) Quando a obstrução da via lacrimal é alta, o desaparecimento do corante ocorre mais rapidamente no olho acometido do que no olho normal b) O teste poderá estar alterado tanto nos bloqueios de natureza anatômica quanto funcional c) Devido à radiação emitida durante o teste, este deve ser evitado em gestantes d) O teste estará alterado somente se a obstrução da via de drenagem for total 81) Com relação aos testes de Jones primário e secundário, É correto afirmar que: a) A irrigação da via lacrimal com solução salina sob pressão é realizada no teste de Jones primário b) O resultado do teste de Jones secundário negativo indica que a via lacrimal está pérvia em toda sua extensão c) O teste de Jones primário deve ser realizado sob anestesia geral e o secundário sob anestesia local d) No teste de Jones primário, resultados falsos-positivos são excepcionais, ao contrário dos resultados falsos-negativos que são mais frequentes 82) Com relação à obstrução da via lacrimal do recém-nascido, está correto afirmar que: a) A desobstrução espontânea ocorre em cerca de 30% dos casos até o quarto mês de vida e em 40% dos casos ao término do primeiro ano de vida b) São considerados casos com prognóstico ruim para a sondagem: crianças com mais de 1 ano de idade, que já tenham sido submetidas a uma ou mais sondagens e que apresentam grande dilatação do saco lacrimal c) A canalização incompleta do ducto nasolacrimal na válvula de Rosenmüller constitui a anormalidade congênita mais frequente do sistema lacrimal de drenagem d) A imperfuração dos pontos lacrimais representa uma falha congênita precoce no processo de formação e canalização das vias lacrimais, ocorrendo por volta do primeiro e segundo meses de gestação 83) Assinale a alternativa correta: a) São causas de redução do lacrimejamento reflexo: hipertensão arterial sistêmica, paralisia facial periférica, distrofia corneal de Meesmann b) Ao realizar a manobra de expressão do saco lacrimal, não havendo refluxo de seu conteúdo, podemos afirmar que as vias lacrimais estão pérvias em toda sua extensão


354  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 c) Nas dacrocistites congênitas, o período de maior sucesso na sondagem das vias lacrimais ocorre após o terceiro ano de vida d) Entre as imunoglobulinas, o tipo IgA é o que predomina no filme lacrimal de olhos normais 84) Assinale a alternativa correta com relação à oclusão terapêutica dos pontos lacrimais em casos de olho seco: a) Plugs de colágeno são inabsorvíveis e devem ser trocados a cada 6 semanas b) Plugs de silicone são absorvidos entre 1 e 2 semanas depois de inseridos c) A cauterização definitiva dos pontos lacrimais superiores e inferiores está indicada nas meibomites resistentes ao tratamento clínico d) Antes de realizar a oclusão definitiva dos pontos lacrimais, convém a utilização de algum dispositivo temporário de oclusão, para verificar se não ocorrerá epífora 85) Qual a alternativa correta? a) O teste de Schirmer II, realizado sem anestesia ocular, avalia a secreção lacrimal basal b) O teste de Schirmer I é realizado com estímulo da mucosa nasal c) Na córnea, o corante fluoresceína cora células vivas em sofrimento diferentemente do corante rosa-bengala que cora apenas locais onde há defeito epitelial d) Tempo de rotura do filme lacrimal menor que 5 segundos pode indicar olho seco do tipo evaporativo 86) Assinale a alternativa correta: a) O tumor maligno de glândula lacrimal mais comum é o carcinoma adenoide cístico b) Os tumores epiteliais benignos da glândula lacrimal são predominantemente congênitos c) A destruição total da glândula lacrimal principal por irradiação não causa olho seco, pois a produção de lágrima é suprida pelas glândulas de Zeiss e Moll d) O adenoma pleomórfico da glândula lacrimal apresenta rápido crescimento e desencadeia dor intensa na maioria dos casos 87) Qual o patógeno Gram-negativo mais frequente na conjuntivite bacteriana aguda entre os indicados abaixo? a) Staphylococcus epidermidis b) Streptococcus pneumoniae c) Haemophylus influenzae d) Staphylococcus aureus 88) Entre as alternativas abaixo, a que mais auxilia no diagnóstico clínico do tracoma é: a) Astigmatismo irregular e sinal de Munson presente b) Pontos de Trantas e uveíte anterior não granulomatosa c) Papilas na conjuntiva tarsal inferior e limbo gelatinoso d) Linhas de Arlt na conjuntiva tarsal superior e pannus localizado superiormente na córnea 89) Qual a camada da córnea originariamente afetada na distrofia de Reis-Bücklers? a) Epitélio b) Camada de Bowman c) Estroma profundo d) Endotélio


355  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 90) A clássica linha de Khodadoust, quando presente após transplante de córnea, indica rejeição em qual camada corneana? a) Estroma b) Epitélio c) Endotélio d) Camada de Bowman 91) Qual a alternativa correta? a) A ceratoconjuntivite primaveril acomete mais pacientes do sexo masculino que feminino b) Nódulos de Trantas são patognomônicos de ceratoconjuntivite atópica c) Conjuntivite alérgica sazonal apresenta intenso envolvimento da córnea d) A reação de hipersensibilidade que envolve anticorpos IgE é do tipo IV 92) São sinais indicativos de ceratocone: a) Linhas de Arlt e afinamento corneal b) Estrias de Vogt e anel imune c) Anel de Fleischer e sinal de Munson d) Anestesia corneal e anel imune 93) Em relação às opacidades congênitas da córnea, é correto afirmar que: a) O início da retirada dos pontos da ceratoplastia penetrante na criança deve acontecer mais tardiamente do que na cirurgia do adulto, em razão da lenta cicatrização da córnea das crianças b) A distrofia endotelial hereditária congênita autossômica recessiva é de aparecimento tardio e cursa com boa acuidade visual após transplante de córnea c) Na esclerocórnea a curvatura corneal geralmente é maior que 50 dioptrias d) A anomalia de Peters é uma disgenesia do segmento anterior, geralmente bilateral, apresentando ausência da Descemet no local da opacidade corneal 94) Ceratopatia em vórtex (córnea verticillata) é observada em qual das doenças abaixo? a) Doença de Fabry b) Cistinose c) Histiocitose X d) Síndrome de Hunter 95) Quando há necessidade do uso sistêmico do fármaco Dapsona (como ocorre em determinadas doenças da superfície ocular), qual exame laboratorial deve ser solicitado previamente, para avaliar o risco de hemólise durante o tratamento? a) Velocidade de hemossedimentação b) Pesquisa de autoanticorpos anti-Ro e anti-La c) Pesquisa de glicose-6-fosfato-desidrogenase d) Pesquisa de hemoglobina glicosilada 96) É correto afirmar que: a) Os depósitos encontrados nas degenerações de Salzmann são hialinos e secundários à ceratite crônica


356  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 b) A forma mais benigna e limitada da úlcera de Mooren é bilateral e afeta principalmente jovens c) A síndrome de Cogan, conhecida como ceratite intersticial não sifilítica, acomete principalmente recém-nascidos e apresenta associação frequente com tumores vestibuloauditivos, como os colesteatomas d) A distrofia macular apresenta depósitos que se coram pelo corante vermelho-congo e seu padrão de herança mais comum é o autossômico dominante 97) Paciente comparece ao pronto-socorro queixando-se de embaçamento visual e dor de forte intensidade no olho direito há 48 h. É usuário de lentes de contato gelatinosas e refere não ter retirado as lentes para dormir na noite anterior. O exame biomicroscópico evidenciou úlcera de córnea na região central, com infiltrado branco-amarelado, com 4,3 mm de diâmetro e 60% de estroma presente no local da lesão. Com relação ao caso, é correto afirmar que: a) Colírios fortificados derivados das cefalosporinas de primeira geração apresentam excelente espectro contra Gram-negativos, por isso, devem ser utilizados em associação com derivados dos aminoglicosídeos, que apresentam excelente espectro contra Gram-positivos b) As concentrações dos colírios fortes normalmente utilizados para o tratamento empírico inicial são 15 mg/ml para os aminoglicosídeos e 50 mg/ml para as cefalosporinas c) O tratamento empírico inicial deve incluir fármacos de ação antifúngica, pelo menos até o resultado dos exames laboratoriais estarem disponíveis d) Não há necessidade de coletar material da lesão para exames citológico e bacterioscópico, pois trata-se de úlcera pequena, sem risco de perda da acuidade visual 98) Paciente com 9 anos de idade comparece ao pronto-socorro apresentando vesículas e algumas crostas na pálpebra superior esquerda há 4 dias. A conjuntiva deste olho apresenta hiperemia discreta. Existem poucos folículos na conjuntiva palpebral inferior. A córnea não cora com fluoresceína. As pálpebras e a conjuntiva do olho contralateral não apresentam alterações. A mãe informa que a criança usou dipirona há 5 dias, devido ao quadro febril. É correto afirmar que: a) O diagnóstico provável é o de eritema multiforme maior, e imunossupressão sistêmica deve ser instituída imediatamente para redução da morbidade b) A lesão pode ser autolimitada e não necessitar de tratamento específico c) O diagnóstico provável é o de blefarite angular por Moraxella e o tratamento deve ser feito com tetraciclina oral d) O diagnóstico provável é o de conjuntivite alérgica sazonal e o tratamento instituído deve incluir anti-histamínico tópico e sistêmico 99) Mulher, 45 anos de idade, com diagnóstico de artrite reumatoide, queixa-se de sensação de corpo estranho, queimação e ardor nos olhos há mais de 1 ano. Apresenta também dor para deglutir alimentos sólidos, necessita acordar durante a noite para tomar água e tem apresentado cáries em vários dentes. Com relação ao caso, é correto afirmar que: a) Os testes de Schirmer I e II podem ser utilizados para a medição do tempo de rotura do filme lacrimal b) Exemplos de fármacos que podem ser utilizados por via oral para estimular as secreções lacrimal e salivar são agentes parassimpatolíticos de ação anticolinérgica


357  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 c) O diagnóstico provável é o de síndrome de Sjögren secundária e o tratamento inicial deve ser feito com lubrificantes oculares e orais d) A osmolaridade do filme lacrimal da paciente provavelmente estará diminuída se comparada à da população normal da mesma idade 100) Homem, 38 anos de idade, com queixa de redução progressiva da acuidade visual em ambos os olhos há 10 anos. Apresenta opacidades localizadas no estroma da córnea de ambos os olhos, separadas por córnea clara. Seus quatro irmãos e o pai apresentavam queixas semelhantes e aspecto idêntico destas lesões no exame biomicroscópico. O paciente necessitou, em razão da baixa acuidade, de transplante de córnea e o exame anatomopatológico da córnea retirada demonstrou que os depósitos estromais coram com tricrômico de Masson. É correto afirmar que: a) Não há chance de recidiva das lesões na córnea transplantada b) Distrofia granular é um diagnóstico provável c) Os depósitos podem corresponder a glicosaminoglicanos d) Trata-se de distrofia com padrão de herança autossômico recessivo 101) Com relação à catarata subcapsular posterior, é correto afirmar que: a) Pode evoluir para lenticone posterior b) Reduz mais a visão para perto do que para longe c) Frequentemente associada ao glaucoma primário de ângulo aberto d) Sempre bilateral e normalmente simétrica na intensidade da opacidade entre os olhos 102) Ao compararmos o uso de substâncias viscoelásticas dispersivas e coesivas na cirurgia de catarata, as substâncias coesivas: a) Não são utilizadas para distensão do saco capsular b) Têm uma remoção mais trabalhosa ao final da cirurgia c) Promovem menor proteção endotelial d) Podem causar maior dificuldade para a visualização cirúrgica 103) Com relação à microesferofacia, é correto afirmar que: a) O olho acometido normalmente é hipermetrope b) Apresenta maior risco de glaucoma por bloqueio pupilar c) As dimensões do cristalino são normais d) O exame biomicroscópico evidencia aplanamento das faces anterior e posterior do cristalino 104) Sobre as técnicas anestésicas para cirurgia intraocular, qual a verdadeira? a) A maior vantagem do bloqueio peribulbar sobre o retrobulbar é eliminar o risco de perfuração do globo ocular b) O bloqueio peribulbar habitualmente se associa a maior volume de anestésico, maior tensão palpebral e quemose quando comparado ao retrobulbar c) A única indicação do bloqueio subtenoniano é na falha da anestesia tópica em cirurgia de catarata, não se prestando para outros tipos de cirurgia ocular d) Bloqueio peribulbar quando comparado ao retrobulbar tem início mais lento, porém com melhor acinesia e anestesia


358  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 105) Qual das técnicas de fratura nuclear abaixo envolve confecção de sulco no cristalino? a) Pre-slice b) Quick chop c) Stop and chop d) Faco-chop 106) Qual a alternativa correta? a) A cápsula do cristalino envolve todo o conteúdo lenticular e é mais espessa nas proximidades do equador do que no polo posterior b) O cristalino humano normal do adulto tem aproximadamente 20 mm de diâmetro e 5 mm de espessura na região central c) A sintomatologia característica da opacidade nuclear é a redução da visão em ambientes muito iluminados, fenômeno que não ocorre na catarata subcapsular posterior d) Na sequência, as formas mais frequentes de catarata (da mais frequente para a menos frequente) são: traumática, seguida da induzida por medicamentos, depois a senil e por fim a congênita 107) Qual medicamento pode, mais frequentemente, causar catarata subcapsular anterior? a) Hidroclorotiazida b) Amiodarona c) Flurbiprofeno d) Salbutamol 108) Com relação ao coloboma do cristalino, é correto afirmar que: a) Geralmente é encontrado inferonasalmente b) Está sempre associado ao coloboma do nervo óptico ipsilateral c) Tem maior prevalência no sexo feminino d) As fibras zonulares estão normalmente presentes na área do coloboma 109) Com relação à síndrome de Marfan, é correto afirmar que: a) O padrão de herança mais comum é o autossômico dominante b) Indivíduos são de baixa estatura c) O deslocamento do cristalino geralmente é inferonasal d) A ectopia lentis é unilateral na maioria dos casos 110) Com relação às cataratas congênitas sem outras alterações oculares, é correto afirmar com relação à cirurgia: a) A catarata congênita por trauma de parto não é preocupante e apresenta excelente prognóstico visual b) A catarata congênita total deve ser operada somente após o segundo ano de vida c) Quando unilaterais, o prognóstico visual do olho com catarata é pior do que nos casos bilaterais d) A principal causa de catarata por doença metabólica é a associada à hipocalcemia


359  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 111) Qual o momento de maior risco durante a cirurgia de facoemulsificação de uma catarata intumescente? a) Capsulorrexe b) Aspiração de massas c) Injeção de viscoelástico na câmara anterior d) Implante da lente intraocular 112) Paciente com 68 anos de idade, apresenta catarata com opacidade do cristalino semelhante em ambos os olhos. Qual o momento mais adequado para indicar a cirurgia? a) Quando a acuidade visual corrigida do melhor olho for inferior a 0,8 b) Quando o teste de sensibilidade ao constrate evidenciar alteração c) Quando a opacidade dos meios interferir nas atividades diárias do paciente d) Quando a dureza do cristalino for maior do que 3 cruzes (em um total de 4 cruzes) 113) Sobre a lei de Hering, é correto afirmar que: a) Durante os movimentos conjugados, há estímulo nervoso igual e simultâneo para o músculo conjugado no outro olho b) Durante as ducções, há diminuição recíproca do músculo agonista no mesmo olho c) Durante as ducções, há diminuição recíproca do músculo antagonista no mesmo olho d) Durante os movimentos conjugados não há relação entre os estímulos nervosos enviados para os dois olhos 114) Qual das alternativas abaixo faz parte do quadro clínico da paresia unilateral do músculo oblíquo superior? a) Aumento da hipertropia com inclinação da cabeça para o lado do olho não afetado b) Anisotropia em “A” c) Hiperfunção do oblíquo inferior ipsilateral d) Hipotropia do olho afetado na posição primária do olhar 115) Assinale a alternativa correta para o paciente de 60 anos de idade que apresenta paresia aguda do VI nervo: a) Há indicação de cirurgia imediata, pois não existe recuperação espontânea do desvio b) O exame de filtro vermelho revela diplopia cruzada c) Deve-se fazer exame de glicemia d) A aplicação de toxina botulínica no músculo reto medial contralateral é uma alternativa no tratamento 116) Qual das entidades pode ser incluída como diagnóstico diferencial de limitação de abdução? a) Síndrome de Brown b) Paralisia do III nervo craniano c) Síndrome de Duane d) Epicanto 117) Pode ser causa de pseudoexotropia: a) Ângulo kappa positivo b) Distância interpupilar pequena


360  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 c) Epicanto d) Fóvea ectópica situada nasalmente 118) Quanto aos cover testes: a) O teste de cover simples detecta facilmente desvios latentes b) Não há necessidade de realizá-lo para longe e perto c) O teste de cover alternado promove a quebra da fusão d) O teste de prisma e cover não tem importância na propedêutica pré-operatória em paciente com boa visão nos dois olhos 119) Na paresia do III nervo: a) O olho afetado encontra-se em exotropia e hipotropia b) O olho afetado tem limitação de abdução c) Deve-se realizar cirurgia obrigatoriamente no olho contralateral d) A primeira indicação de terapia é injeção de toxina botulínica no reto medial do olho acometido 120) O uso da toxina botulínica tem seus melhores resultados no tratamento de estrabismos: a) Tipo Brown b) Na síndrome de Duane c) Tipo DVD d) Secundários à paralisia do VI nervo 121) Paciente com 6 anos de idade, portador de estrabismo convergente de 30 D prismáticas, refere ver 4 luzes no teste de Worth. Ele provavelmente é portador de: a) Diplopia b) Supressão do olho direito c) Correspondência retiniana anômala d) Supressão alternada 122) Os pais de uma criança de 3 anos de idade referem que ela apresenta, desde que começou a andar, “um modo estranho de olhar”. Nos antecedentes pessoais, o único fato relevante é uma queda da cama dos pais aos 10 meses de idade, sem maiores consequências. No exame da motilidade extrínseca, encontra-se ausência de elevação do OE somente em adução e variação alfabética em V. O diagnóstico mais provável é: a) Fratura de assoalho da órbita b) Síndrome de Möbius c) Paralisia de músculo oblíquo inferior d) Síndrome de Brown 123) Paciente com 3 anos de idade, refratometria estática de +3,50 em ambos os olhos, apresenta aos testes de prisma e cover com correção, ortotropia para longe e ET 25 DP para perto. A conduta neste momento é: a) Cirúrgica, retrocesso dos retos mediais pela incomitância longe-perto b) Cirúrgica, retrocesso-ressecção monocular c) Prescrição de lentes bifocais topo reto d) Prescrição de lentes negativas para estimular a divergência


361  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 124) Na degeneração macular relacionada à idade, quase sempre há presença de: a) Retinopatia diabética b) Oclusão vascular c) Drusas maculares d) Maculopatia miópica 125) Em qual camada histológica está localizado o depósito de material anormal nas drusas? a) Fotorreceptores b) Plexiforme externa c) Membrana de Bruch d) Fibras nervosas 126) Na avaliação e tratamento do paciente com retinopatia diabética, a angiografia fluoresceínica é útil para: a) Determinar áreas de hemorragias periféricas que indiquem tratamento com laser b) Determinar presença de exsudatos duros que indiquem tratamento com laser c) Determinar a presença de maculopatia isquêmica d) Determinar a localização de macroaneurismas 127) No diagnóstico e tratamento do buraco macular, o exame complementar mais importante é : a) ERG (eletrorretinografia) b) PVE (potencial visual evocado) c) OCT (tomografia de coerência óptica) d) EOG (eletro-oculograma) 128) A mancha de Elshing é consequente a: a) Retinopatia diabética proliferativa b) Retinopatia hipertensiva maligna c) Uveítes posteriores d) Retinopatia pós-trauma 129) As lesões fundoscópicas salmon patch e black sunburst são características de qual das doenças abaixo? a) Macroaneurismas retinianos b) Retinopatia da prematuridade c) Melanoma de coroide d) Retinopatia por anemia falciforme 130) Dos achados fundoscópicos, o de pior prognóstico em um paciente com retinopatia diabética não proliferativa é: a) Vasos em “fios de cobre” b) Microaneurismas c) Exsudatos duros d) Beading (“ensalsichamento”) venoso


362  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 131) A Doença de Coats se caracteriza por: a) Catarata, exsudação lipídica e espasmo arteriolar b) Teleangiectasias, espasmo arteriolar e descolamento de retina c) Teleangiectasias, exsudação lipídica e descolamento seroso de retina d) Teleangiectasias, sea fans e hemorragia vítrea 132) É fator de risco reconhecido na DMRI: a) Etilismo b) Raça negra c) Hereditariedade d) Tireoidopatia 133) De acordo com o Early Treatment Diabetic Study (ETDRS), caracteriza edema macular clinicamente significante: a) Edema de pelo menos 1,5 diâmetro de disco localizado parcialmente até 1.500 µm da fóvea b) Edema de retina a menos de 1 diâmetro de disco do centro da fóvea c) Presença de exsudatos duros a menos de 500 µm do centro da fóvea associado a espessamento da retina adjacente d) Presença de exudatos moles entre as arcadas 134) Assinale a alternativa correta: a) A mácula vermelho-cereja é um sinal patognomônico das hamartomatoses b) A atrofia girata da coroide e retina é caracterizada por atrofia progressiva da coroide na região central da retina c) A doença de Oguchi é uma vasculopatia proliferativa d) Na distrofia progressiva dos cones a fotofobia é um sinal frequentemente encontrado 135) Paciente com 73 anos de idade, com queixa de baixa de visão e dor no olho direito há 3 dias. Foi submetido a FACO + LIO há 2 semanas, sem intercorrências. Ao exame neste olho: AV = 20/400, biomicroscopia – OD: injeção ciliar, hipópio 1,5 mm, fibrina na câmara anterior, reflexo vermelho presente. Fundoscopia foi impossível em OD. A ultrassonografia mostrou debris vítreos difusos sem descolamento de retina ou coroide. Baseado nos achados do Endophthalmitis Vitrectomy Study (EVS), qual seria a conduta inicial? a) Antibióticos EV, vitrectomia via pars plana e injeção intravítrea de antibióticos b) Vitrectomia via pars plana e injeção intravítrea de antibióticos c) Antibióticos VO, punção vítrea e injeção intravítrea de corticoide d) Punção vítrea e injeção intravítrea de antibióticos 136) É indicação de fotocoagulação a laser nas oclusões venosas da retina segundo o CVOS (estudo das oclusões venosas centrais): a) Fotocoagulação profilática em todos os casos de oclusão de veia central isquêmica b) Oclusão de veia central associada ao edema macular c) Oclusão de veia central isquêmica com neovascularização de ângulo d) Presença de hemorragias nos quatro quadrantes com tortuosidade venosa


363  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 137) O cálculo do grau da lente de contato a partir da refração depende principalmente: a) Coeficiente de permeabilidade da lente b) Espessura da lente c) Mobilidade da lente d) Distância ao vértice 138) São características de uma lente de contato muito plana: a) Formação de bolhas, sem elevação de borda, visão nítida imediatamente após o piscar seguido de visão borrada b) Descentralização, elevação de borda, visão nítida imediatamente após o piscar seguido de visão borrada, leve desconforto c) Descentralização, elevação de borda, visão borrada imediatamente após o piscar, leve desconforto d) Formação de bolhas, acúmulo central de fluoresceína, movimento excessivo, visão borrada imediatamente após o piscar, leve desconforto 139) Quanto à lente de contato terapêutica: a) Nunca é utilizada em casos pós-cirúrgicos b) Não pode ser usada em casos de desepitelização traumática c) Obrigatoriamente deve ser trocada diariamente d) A lente ideal deve ser de baixo grau, fina, com diâmetro grande e bem centrada 140) Quais as substâncias participantes do metabolismo corneano afetadas diretamente durante utilização de lentes de contato? a) Nitrogênio e glicose b) Lactato e mucopolissacárides c) Oxigênio e dióxido de carbono d) Glicogênio e lipídios 141) O programa Visão 2020 – O direito à visão da OMS prevê: a) Extinção da cegueira infantil no mundo até 2020 b) Extinção da cegueira evitável no mundo até 2020 c) Extinção de todos os casos de cegueira no mundo até 2020 d) Extinção da cegueira em idosos no mundo até 2020 142) Os programas de saúde ocular comunitária: a) Não devem se limitar a determinadas doenças b) Devem ter continuidade e abrangência populacional c) Devem ter características eminentemente educativas d) Não podem contar com verbas da iniciativa privada 143) Os erros refracionais: a) Não devem ser contabilizados como causadores de diminuição da acuidade visual b) Os erros refracionais não corrigidos figuram como importante causa de baixa visão em muitos países c) Pela fácil correção não exigem preocupação do ponto de vista de saúde pública d) Não existem estudos demonstrando seu impacto em nível populacional


364  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2007 144) Lupas de mão apresentam como vantagem em relação aos óculos esferoprismáticos de alta dioptria: a) Maior distância de trabalho b) Facilidade de manipulação por indivíduos idosos c) Amplo campo de visão d) Pequena magnificação 145) Quanto à visão subnormal: a) Lupas de mão podem ser usadas facilmente por todos os pacientes b) Além dos auxílios ópticos, existem os chamados auxílios não ópticos c) Os telescópios são excelentes auxílios para pacientes com constrição importante do campo visual d) Quando da utilização de auxílios para perto, não há necessidade de correção para perto 146) Paciente com 76 anos de idade, usando correção adequada para longe e perto apresenta diminuição do ritmo de leitura nas palavras localizadas à direita da folha. Isso nos leva a pensar em: a) Defeito na camada de fibras nervosas temporal inferior do olho direito b) Lesão macular c) Comprometimento central do campo visual d) Pesquisar a existência de escotoma que se sobrepõe ao lado afetado


Prova Teórica – 2006

1) O problema que requer o tratamento mais urgente após uma cirurgia filtrante para glaucoma é: a) Câmara anterior rasa com toque cristalino-córnea b) Câmara anterior rasa com toque íris-córnea c) Descolamento de coroide localizado d) Bolha cística 2) Marque entre as alternativas abaixo os fármacos utilizados no tratamento do glaucoma que aumentam o escoamento e diminuem a secreção do humor aquoso, respectivamente: a) Brizolamida e Bimatoprosta b) Travoprosta e Pilocarpina c) Dorzolamida e Brinzolamida d) Latanoprosta e Acetazolamida 3) Entre as condições abaixo, qual está classicamente associada ao glaucoma de ângulo aberto? a) Aniridia b) Nanoftalmo c) Síndrome da íris em plateau d) Síndrome de dispersão pigmentar 4) É correto afirmar sobre o glaucoma pseudoesfoliativo: a) 90% dos olhos afetados pela síndrome de pseudoesfoliação desenvolvem glaucoma b) Apresenta controle clínico mais difícil do que o glaucoma primário de ângulo aberto c) Afeta tipicamente pacientes jovens d) A trabeculoplastia com laser de argônio não tem bons resultados se comparada ao glaucoma primário de ângulo estreito

365


366  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 5) Em paciente submetido à trabeculectomia, evoluindo com atalamia, ausência de ampola (bolha) e hipotensão ocular, o diagnóstico provável é: a) Bolha hiperfiltrante b) Rotação do corpo ciliar c) Bolha cística d) Ferida cirúrgica aberta com sinal de Seidel positivo 6) Caracteriza-se por discreta redução da visão, envolvimento em crises unilaterais, PIO elevada (40 a 60 mmHg), ângulo aberto, maior incidência em homens. Sinequias posteriores não foram descritas. São achados de: a) Ciclite Heterocrômica de Fuchs b) Síndrome de Posner-Schlossman c) Glaucoma cortisônico d) Glaucoma de hipertensão venosa epiescleral 7) Sobre o glaucoma em crianças, é correto afirmar: a) O tratamento clínico é, na maioria das vezes, a escolha inicial por ser menos invasivo e ter menor taxa de complicações b) É condição rara e a pressão intraocular está elevada já na vida intrauterina, justificando a generalização do nome para glaucoma congênito c) Na trabeculotomia é fundamental a identificação do canal de Schlemm, o hifema é uma complicação comum d) A goniotomia é o procedimento de eleição, principalmente nos casos com edema corneano importante 8) Um homem com 66 anos de idade,possui pressão intraocular não controlada com tratamento clínico e com iridotomia periférica pérvia para glaucoma crônico de ângulo fechado. Submetido a trabeculectomia, apresentou, após 5 dias, câmara anterior muito rasa, iridotomia patente, pressão intraocular de 40 mmHg e nenhuma evidência de descolamento de coroide na ultrassonografia. Entre as alternativas abaixo, o tratamento clínico mais adequado para este paciente é: a) Vitrectomia b) Miótico, controle da inflamação e aumento da drenagem uveoescleral do humor aquoso c) Controle da inflamação e aumento da drenagem uveoescleral do humor aquoso e midriático (fenilefrina) d) Cicloplégico, diminuição da produção de humor aquoso e controle da inflamação 9) Quanto à hemorragia do disco óptico em indivíduos glaucomatosos, é correto afirmar que: a) É sugestiva de bom controle clínico b) Não tem relação com o glaucoma, ocorrendo apenas em indivíduos com quadro de retinopatia diabética associado c) Manifesta-se geralmente na rima temporal d) Há evidências de que ocorra mais frequentemente no glaucoma pigmentar e menos no glaucoma de pressão normal


367  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 10) Diante de um paciente com campo visual tubular, qual a melhor conduta? a) Solicitar exames 24-2-SITA-standard seriados e avaliar possível progressão através do pacote estatístico Glaucoma Change Probability b) Continuar o seguimento seriado através de campo visual 24-2 ou 30-2 com objetivo de verificar se a ilha central de visão continua preservada ao longo do tratamento c) Realizar campo visual manual para pesquisar se há visão periférica d) Avaliar a ilha central de visão com o teste 10-2 para aumentar o número de pontos testados na região onde o campo está menos afetado 11) Qual dos sinais abaixo é mais comumente encontrado em indivíduos usando análogo de prostamida? a) Aumento da pigmentação palpebral b) Diminuição da midríase escotópica c) Depósitos conjuntivais d) Retração palpebral por estimulação do músculo de Müller 12) Homem, jovem, apresentando uveíte anterior não granulomatosa e recorrente, acrescido de dor articular e lombar. O haplótipo que deve ser pesquisado preferencialmente é o: a) HLA-B27 b) HLA-A29 c) HLA-B51 d) HLA-DR4 13) A presença de eritema nodoso auxilia o diagnóstico etiológico de: a) Leptospirose b) Sarcoidose c) Doença reumatoide juvenil d) Toxocaríase 14) Paciente HIV soropositivo, CD4 = 254, carga viral >100.000 cópias, apresentando uveíte posterior unilateral, foco tipo “farol na neblina” e com muita exsudação e vasculite. o diagnóstico etiológico mais provável é: a) Criptococose b) Toxoplasmose c) PORN d) CMV 15) Qual o tratamento de escolha para paciente com uveíte anterior e vitreíte, vasculite retiniana periférica e infiltrados retinianos multifocais profundos, branco-amarelados que confluem com necrose, acometendo tardiamente o polo posterior? a) Altas doses de corticoide sistêmico, seguido de lenta redução ao longo de 3 a 6 meses b) Aciclovir inicialmente venoso e a seguir por via oral c) Sulfadiazina associada à pirimetamina d) Vancomicina


368  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 16) A presença de ceratouveíte caracterizada por ceratite vascularizada periférica em 1/3 profundo da córnea e irite granulomatosa com nódulos de busacca caracterizam a seguinte etiologia: a) Herpes simples b) Hanseníase c) Tuberculose d) Herpes-zóster 17) Nas uveítes herpéticas sem comprometimento corneano, é correto afirmar que: a) São geralmente bilaterais, recidivantes e formam cicatrizes na córnea b) A hipotensão ocular é muito frequente na fase aguda c) Podem ser utilizados corticoesteroides d) Atrofia setorial da íris é achado patognomônico de herpes 18) Quanto à toxoplasmose ocular congênita, podemos afirmar que: a) A forma congênita precoce está mais associada ao comprometimento retiniano bilateral que a congênita tardia b) Na forma congênita tardia, a infecção se dá logo após o nascimento c) A forma congênita precoce acomete o paciente sempre ao nascer e geralmente não está associada a manifestações sistêmicas d) A manifestação ocular mais comum em qualquer das formas é a retinite unilateral 19) Na doença de Behçet, esperam-se os seguintes achados: a) Nódulos irianos, vasculite e papilite b) Hipópio, papilite e granuloma de coroide c) Hipópio, vasculite e vitreíte d) Nódulos de Busacca, úlceras orais e vitreíte 20) Sobre a uveíte intermediária, é correto afirmar que: a) Caracteriza-se por formação de sinequias posteriores b) Classicamente a maioria dos pacientes apresenta esclerose múltipla ou HTLV1 c) Hemorragia vítrea é a causa mais comum de baixa de acuidade visual d) Afeta tipicamente crianças ou adulto jovem 21) Na síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada o quadro ocular acontece sempre: a) Concomitante com quadro auditivo b) Na fase prodrômica c) Na fase de convalescença d) Após as fases prodrômica e meníngea 22) A presença de flare na câmara anterior é o resultado biomicroscópico direto de: a) Aumento de células inflamatórias no humor aquoso b) Aumento de proteínas no humor aquoso c) Aumento de hemácias degeneradas no humor aquoso d) Aumento de pigmentos no humor aquoso


369  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 23) Uma lente gelatinosa adaptada frouxa mostra imagem nítida das miras ceratométricas quando: a) Imediatamente após o piscar b) O paciente ficou um período sem piscar c) Independentemente do movimento palpebral d) Não há proximidade entre o ápice da córnea e a LC 24) Mantendo-se o diâmetro de uma lente gelatinosa em 13 mm, para tornar o padrão de adaptação mais apertado deve-se: a) Manter o mesmo raio da curva base b) Aumentar o valor do raio da curva base em milímetros c) Diminuir o valor do raio da curva base em milímetros d) Diminuir a curva base em dioptrias 25) Na adaptação de lente de contato RPG em pacientes sem astigmatismo corneano, sempre teremos o menisco lacrimal formando uma lente negativa quando: a) LC adaptada com curva base em K +0,50 b) LC adaptada com curva base igual a K c) LC adaptada mais plana que K d) LC adaptada em pacientes míopes 26) Melanocitoma ocorre mais frequentemente: a) No nervo óptico b) Na íris c) Na coroide d) No corpo ciliar 27) O achado angiofluoresceinográfico da “dupla circulação” está associado a: a) Hemangioma cavernoso da retina b) Melanoma da íris c) Retinocitoma d) Melanoma da coroide 28) A maior agressividade de um melanoma uveal depende: a) Da maior pigmentação melânica de tumor b) Da presença de células fusiformes A c) Da presença de células fusiformes B d) Da presença de células epitelioides 29) São critérios de gravidade da oftalmopatia de graves: a) Úlcera corneana por exposição e neuropatia compressiva b) Acometimento de todos os músculos extraoculares c) Diplopia e sinal de Dalrymple presente d) Sinal de von Graefe e pulso venoso ausente à fundoscopia


370  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 30) O retinoblastoma é o tumor intraocular maligno mais comum da infância e se apresenta mais frequentemente: a) Entre 5 e 7 anos de idade b) Entre 3 e 5 anos de idade c) Até 3 anos de idade d) Entre 7 e 10 anos de idade 31) O linfoma intraocular primário mais frequente é: a) Linfoma de células T b) Linfoma de Hodgkin c) Linfoma de células B d) Linfoma de Burkitt 32) Uma criança com 2 anos de idade, apresentou um progressivo quadro de proptose, dor ocular e leucocoria unilateral, observado pela mãe há 3 meses. O exame oftalmológico constatou: olho direto normal e olho esquerdo com ausência de percepção luminosa, e à biomicroscopia: atalamia, rubeosis iridis e catarata com subluxação cristaliniana, com pressão intraocular aumentada. em seus antecedentes, negava trauma ou casos semelhantes na família. Realizou exames complementares (USG ocular e TC de órbita), observando-se massa intraocular. é correto afirmar que: a) O meduloepitelioma é uma opção de diagnóstico diferencial b) Se encontradas rosetas de Flexner-Wintersteiner o diagnóstico seria retinoblastoma, pois estas são patognomônicas c) Retinoblastoma com rápida evolução e por apresentar olho contralateral normal podemos concluir tratar-se de caso unilateral hereditário (forma mais comum) d) Pelo quadro clínico, a primeira hipótese diagnóstica seria doença de Coats 33) Como se apresenta a ressonância magnética em paciente com massa tumoral neoplásica elevada sub-retiniana, em forma de cúpula, com coloração marrom ou acinzentada, cuja superfície possui pigmentação laranja? a) Imagens hiperintensas em T1 e hiperintensas em T2 b) Imagens hiperintensas em T1 e hipointensas em T2 c) Imagens hipointensas em T1 e hiperintensas em T2 d) Imagens hipointensas em T1 e hipointensas em T2 34) Na acomodação temos: a) Contração do músculo ciliar, aumento da tensão zonular e cristalino menos esférico b) Contração do músculo ciliar, aumento da tensão zonular e cristalino mais esférico c) Contração do músculo ciliar, relaxamento da tensão zonular e cristalino mais esférico d) Contração do músculo ciliar, relaxamento da tensão zonular e cristalino menos esférico 35) A tabela de Snellen para a medida da acuidade visual de 20/20 é constituída por optótipos que formam um ângulo de visão de: a) 7 RGP b) 2 RGP c) 3 RGP d) 5 RGP


371  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 36) Assinale a alternativa correta: a) A hipercorreção em míopes gera sintomas como a magnificação de objetos b) Em hipemetropes com pouca reserva acomodativa, a hipocorreção gera queixas de astenopia c) O teste verde-vermelho é complementar e não necessariamente deve ser realizado para evitar a hipercorreção em pacientes míopes d) A presbiopia precoce é uma doença frequente 37) Quantas dioptrias, para focar um objeto a 1 m, um indivíduo emetrope, sem acomodação, deve utilizar? a) 0,5 D b) 1,0 D c) 2,0 D d) 3,0 D 38) Um paciente afácico usa óculos de +10,00 D a uma distância vértice de 10 mm. Qual o poder dióptrico da correção, se utilizada uma lente de contato gelatinosa? a) +9,50 D b) +9,00 D c) +11,00 D d) +10,00 D 39) Qual o equivalente esférico de: +3,00 DE –2,00 DC 180 graus? a) +0,50 DE b) +1,00 DE c) +2,00 DE d) –1,00 DE 40) Qual a transposição de: +4,00 DE –1,50 DC 70 graus? a) +2,50 DE +1,50 DC 160 graus b) +5,50 DE +1,50 DC 20 graus c) +2,50 DE +1,50 DC 20 graus d) +5,50 DE +1,50 DC 160 graus 41) O que é hipermetropia facultativa? a) É sinônimo de absoluta b) É aquela encontrada sob cicloplegia c) É a residual após cicloplegia devido ao tônus do músculo ciliar d) É aquela que pode ser compensada pela acomodação 42) Qual o teste indicado para a verificação de hipo ou hipercorreção esférica? a) Teste com cilindro cruzado b) Teste com varetas de Maddox c) Teste bicromático d) Teste de Prentice


372  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 43) As aberrações periféricas das lentes multifocais são mais perceptíveis: a) Nos quadrantes superior interno e inferior externo da lente b) Nos quadrantes superior externo e interno da lente c) Nos quadrantes superior externo e inferior interno da lente d) Nos quadrantes inferior externo e interno da lente 44) Classifique a ametropia totalmente corrigida pela seguinte refração (distância vértice de 12 mm): –2,00 DE +4,00 DC a 180 graus: a) Astigmatismo misto, contra-a-regra b) Astigmatismo misto, a favor da regra c) Astigmatismo miópico composto, a favor da regra; d) Astigmatismo miópico composto, contra-a-regra; 45) Em um paciente presbita com –2,00 de para longe e adição de +2,50 de para perto, a melhor opção de bifocais é: a) Ultex AA b) Topo reto c) Ultex A d) Kriptok 46) Um paciente portador de astigmatismo miópico composto a favor da regra, sem correção, vê melhor: a) Caso haja acomodação e deslocamento do círculo de menor confusão para a retina, as linhas oblíquas ficarão mais nítidas b) Uma linha vertical c) Caso haja acomodação e deslocamento do círculo de menor confusão para a retina, não haverá diferença na nitidez da imagem nos diversos meridianos d) Uma linha horizontal 47) O espectro da luz visível pelo olho humano é classicamente descrito como o comprimento de onda entre: a) 390 a 760 nm b) 440 a 660 nm c) 240 a 660 nm d) 320 a 560 nm 48) Entre os tumores vasculares benignos orbitários no adulto, o mais comum é: a) Hemangioendotelioma b) Hemangioma cavernoso c) Hemangiopericitoma d) Hemangioma capilar 49) Nos traumas da face com suspeita de fratura de órbita, o melhor exame diagnóstico é: a) Ultrassom de órbita b) Tomografia de órbita c) Raios X dos seios da face d) Ressônancia magnética da órbita


373  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 50) Uma criança com 3 anos de idade, apresenta massa tumoral na região superolateral da órbita. A tomografia computadorizada revela uma estrutura cística bem definida, sem acometimento ósseo. Qual é a hipótese mais provável? a) Tumor benigno da glândula lacrimal b) Hemangioma cavernoso c) Glândula lacrimal ectópica d) Cisto dermoide 51) O tumor orbitário ou periorbitário mais comum na infância é: a) Glioma do nervo óptico b) Hemangioma cavernoso c) Melanoma d) Hemangioma capilar 52) Sobre o envolvimento muscular na orbitopatia de graves, é correto afirmar que: a) A hipoatividade do músculo de Müller é frequente b) O envolvimento precoce do músculo reto superior causa aumento da pressão intraocular à supraversão c) Nos quadros iniciais é frequente a confusão diagnóstica com lesão do abducente d) Os tendões são usualmente poupados 53) Mulher branca, 50 anos de idade, com história de baixa de acuidade visual no olho esquerdo, pupila dilatada, atrofia de papila, cefaleia e proptose axial há 1 ano. O diagnóstico mais provável é: a) Meningioma da asa do esfenoide b) Tumor de glândula lacrimal c) Mucocele d) Linfoma da órbita 54) O desenvolvimento completo da mácula se dá: a) Ao nascimento b) 8 a 9o mês intrauterino c) 4 a 6o mês após o nascimento d) 2 a 3o mês após o nascimento 55) A blefarofimose é: a) Herdada de forma autossômica dominante b) Herdada de forma autossômica recessiva c) Por herança ligada ao sexo d) Herdada de forma variável 56) O padrão de herança que mostra transmissão materna para todos os filhos e filhas, porém apenas as filhas passarão aos descendentes, sugere: a) Doença relacionada com o cromossoma Y b) Doença autossômica dominante c) Doença relacionada com o cromossoma X d) Doença mitocondrial


374  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 57) Qual a associação correta? a) Atropina – cicloplégico eficaz, ação rápida e fugaz b) Fenilefrina – não tem ação cicloplégica c) Tropicamida – sem ação cicloplégica, midríase de curta duração d) Ciclopentolato – mais potente cicloplégico 58) Os fármacos parassimpaticomiméticos são: a) Midriáticos b) Cicloplégicos c) Mióticos d) Betabloqueadores 59) Qual das alternativas contêm antibióticos que apresentam mecanismo similar de ação? a) Cefalosporinas e cloranfenicol b) Penicilina e tetraciclina c) Sulfonamidas e penicilinas d) Cloranfenicol e aminoglicosídeos 60) Na biomicroscopia, as denominações “campos negro, amarelo e vermelho”, referem-se à iluminação: a) Difusa indireta b) Focal direta c) Focal indireta d) Difusa direta 61) A imagem formada por um objeto localizado a uma distância 2 vezes maior que a distância focal de uma lente positiva terá as seguintes características em relação ao objeto: a) Virtual, direta e do mesmo tamanho do objeto b) Real, invertida e menor que o objeto c) Virtual, direta e maior que o objeto d) Real, invertida e do mesmo tamanho do objeto 62) Utilizando uma lente acessória pré-corneana na lâmpada de fenda, a posição do nervo óptico, em relação à mácula, na imagem observada é: a) Superior, se utilizada lente positiva b) Temporal, se utilizada lente negativa c) Nasal, se utilizada lente plano-côncava d) Inferior, se utilizada lente asférica 63) A erisipela palpebral é causada por: a) Streptococcus pyogenes b) Staphylococcus aureus c) Staphylococcus epidermidis d) Haemophylus influenzae


375  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 64) Qual das seguintes técnicas cirúrgicas é utilizada para corrigir o entrópio senil: a) Fratura do tarso b) Tarsal Strip c) Tenzel d) Enxerto de pele 65) Ptose palpebral e catarata são achados comuns em: a) Distrofia miotônica b) Doença de Lyme c) Síndrome de Marfan d) Tracoma 66) Qual a causa mais frequente de pseudoptose? a) Dermatocalase b) Atrofia bulbar adquirida c) Retração palpebral contralateral d) Hipofunção do reto superior 67) Paciente com 60 anos de idade sofreu trauma no olho direito há 2 anos. Atualmente, apresenta amaurose no OD e queixa de dor ocular importante e persistente apesar do tratamento clínico prescrito. Na ecografia observa-se descolamento de retina, sem evidências de massas intraoculares. Das opções abaixo, a conduta mais indicada é: a) Enucleação – retirada do conteúdo do globo ocular com implante de uma esfera b) Evisceração – retirada do conteúdo do globo ocular com implante de uma esfera c) Exenteração – retirada do globo ocular com implante de uma esfera d) Enucleação – retirada do conteúdo da órbita com implante de uma esfera 68) Uma paciente foi submetida à retirada de um tumor que acometeu 30% da borda palpebral inferior. não houve comprometimento do canto medial. Qual a técnica cirúrgica mais adequada para a correção do defeito? a) Enxerto condromucoso mais retalho cutâneo b) Reconstrução da pálpebra com a técnica de Hughes c) Reconstrução da pálpebra com a técnica de Mustardé d) Fechamento direto com cantotomia lateral 69) O achado de diplococos Gram-negativos intracelulares no raspado conjuntival de um paciente com conjuntivite e secreção purulenta sugere o diagnóstico etiológico de: a) Fungo filamentoso b) Micobactéria c) Estafilococo d) Neisseria 70) O epitélio da córnea: a) Apresenta 2 ou 3 camadas de estratificação b) É mais espesso no eixo visual c) Apresenta células caliciformes apenas na periferia d) Apresenta espessura média de 50 micra


376  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 71) Na histologia da retina as estruturas que contêm os pigmentos fotossensíveis são apêndices das: a) Células amácrinas b) Células fotorreceptoras c) Células ganglionares d) Células bipolares 72) A localização mais comum para a fosseta adiquirida do disco óptico é: a) Inferotemporal b) Superotemporal c) Superonasal d) Inferonasal 73) Assinale a alternativa correta: a) O IV nervo craniano é o responsável pela inervação do músculo reto lateral b) O nervo oculomotor irá se dividir em um tronco superior e outro inferior após penetrar na fissura orbital superior c) Alterações bitemporais do campo visual sugerem lesões quiasmáticas d) O nervo troclear, quando deixa o seio cavernoso, passa através da fissura orbital inferior, próximo ao ânulo tendíneo comum 74) Assinale a alternativa correta: a) O contraste dos optótipos usualmente testados nas tabelas de medida da acuidade visual é menor do que o contraste encontrado nas diversas atividades diárias b) As amplitudes do eletrorretinograma registradas entre crianças sob anestesia geral não sofrem influência dos barbitúricos c) A partir dos 9 meses de idade a morfologia do eletrorretinograma e os tempos de culminação das diferentes ondas são próximos das do adulto; apenas suas amplitudes respectivas são inferiores d) O olho humano normal contém, aproximadamente, 110 a 125 milhões de cones e 4 a 7 milhões de bastonetes, sendo que a região da fóvea contém somente cones. 75) Fatores de risco para catarata: a) Sexo, tabagismo, hipertensão arterial sistêmica b) Sexo, idade, uso de computadores c) Idade, classe social, raça d) Corticoterapia, exposição ao sol, diabetes 76) Na cirurgia de catarata por facoemulsificação, a hidrodelineação separa: a) O epinúcleo do núcleo adulto b) A cápsula do epinúcleo c) O córtex do epinúcleo d) O córtex da cápsula 77) Na síndrome de crouzon é correto afirmar que: a) O biotipo é de elevada estatura b) A catarata sempre ocorre e é unilateral


377  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 c) A órbita é profunda d) Há protrusão do globo ocular 78) Na catarata congênita causada por rubéola: a) Pode estar presente com irite e microftalmo b) A opacidade do cristalino é somente periférica c) O vírus da rubéola não tem a capacidade de atravessar a cápsula cristaliniana d) É frequentemente acompanhada por lenticone anterior 79) Quanto ao poder de ultrassom (US) do facoemulsificador, podemos afirmar que: a) Quanto menor o poder, maior a chance de expulsão de fragmentos b) Quanto maior o poder, maior será a capacidade de atração dos fragmentos c) Quanto maior o poder, maior será a frequência de vibração da ponteira d) Quanto menor o poder, menor será a excursão da ponteira 80) Em relação à catarata infantil, assinale a alternativa correta: a) A galactosemia, mesmo tratada precocemente, sempre leva a alterações irreversíveis no cristalino b) A lente intraocular não pode ser implantada em crianças operadas com menos de 4 anos de idade c) Somente corticosteroides de administração tópica levam ao aparecimento de catarata infantil d) O prognóstico visual do olho operado é geralmente melhor nos casos bilaterais do que nos unilaterais 81) Com relação ao cálculo do poder dióptrico da lente intraocular, é correto afirmar que: a) A fórmula proposta por Holladay utiliza, além da altura corneana no plano da íris, o valor da paquimetria central da córnea b) Na fórmula SRK, as variáveis utilizadas são apenas duas: comprimento axial e ceratometria média c) A fórmula SRK-T foi completamente abandonada no final da década de 1980 d) A fórmula SRK-II consiste em uma modificação da SRK-I para olhos menores que 22,00 mm e maiores que 24,50 mm 82) Representa desvantagem obtida com o advento da capsulorrexe: a) Aumento da incidência da síndrome de contração capsular b) Maior dificuldade na aspiração de restos corticais e células epiteliais da cápsula anterior c) Maior tração zonular d) Menor estabilidade da lente dentro do saco capsular 83) Em relação à catarata infantil, assinale a alternativa correta: a) Em alguns casos é a forma de apresentação inicial da síndrome de Lowe b) Mióticos são os fármacos mais frequentemente responsáveis pelo aparecimento de catarata infantil c) Não tem relação com a infecção uterina por vírus DNA de dupla hélice d) O implante de lente intraocular é proscrito


378  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 84) Com relação à cápsula do cristalino, podemos afirmar que: a) Não depende de outras estruturas para o seu própio metabolismo b) É constituída por material glicoproteico semelhante ao colágeno c) É mais elástica na criança do que no adulto d) Atua como membrana impermeável 85) É doença metabólica associada à formação de catarata: a) Síndrome de Millard-Gubler b) Enfermidade de Fabry c) Síndrome de Sturge-Weber d) Síndrome de Cogan-Reese 86) Clinicamente reconhecidas como pequenas elevações da conjuntiva, contêm uma arteríola central com zona edemaciada ao seu redor. Juntas, estas elevações conferem ao tecido um aspecto aveludado. estas informações referem-se à presença de: a) Tumefação das glândulas de Moll b) Papilas c) Molusco contagioso d) Fossetas de Herbert 87) Com relação às queimaduras oculares, é correto afirmar que: a) Devido à sua gravidade, queimaduras com substâncias de pH alcalino devem ser neutralizadas com irrigação ocular abundante de líquidos com pH ácido b) Queimaduras com substâncias ácidas são, de modo geral, mais graves do que as queimaduras por álcalis c) Entre os acidentes oculares com substâncias alcalinas, as queimaduras com hidróxido de potássio são as mais frequentes d) A irrigação ocular abundante realizada com água corrente imediatamente após a queimadura está indicada tanto nas queimaduras por substâncias alcalinas quanto por substâncias ácidas 88) Durante a conjuntivite alérgica sazonal e perene ocorre qual tipo de reação de hipersensibilidade? a) Reação de hipersensibilidade tipo III b) Reação de hipersensibilidade tipo II c) Reação de hipersensibilidade tipo I d) Reação de hipersensibilidade tipo IV 89) Com relação ao teste de Schirmer, é correto afirmar que: a) Avalia o tempo de rotura do filme lacrimal b) O teste de Schirmer II é realizado com estímulo da mucosa nasal c) Os valores encontrados não sofrem variações com a idade dos pacientes d) Não pode ser realizado nos dois olhos simultaneamente 90) Qual a ordem cronológica dos sinais do herpes-zóster oftálmico? a) Descamação, vesículas, pústulas, rash maculopapular doloroso b) Descamação, rash maculopapular doloroso, vesículas, pústulas


379  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 c) Vesículas e pústulas, rash maculopapular doloroso, descamação d) Rash maculopapular doloroso, vesículas, pústulas, descamação 91) Com relação à úlcera de Mooren, assinale a alternativa correta: a) O tipo clínico progressivo ocorre em indivíduos jovens e apresenta má resposta ao tratamento b) O hipópio é comum e pode ser observado por causa da inflamação c) Caracteristicamente, sempre existe área de córnea sadia entre a úlcera e o limbo d) A doença do colágeno mais frequentemente associada é a artrite reumatoide 92) Com relação às úlceras corneanas periféricas, é correto afirmar que: a) Lúpus eritematoso sistêmico é a doença do colágeno mais frequentemente associada às úlceras corneanas periféricas de etiologia reumática b) Degeneração marginal de Terrien afeta preferencialmente mulheres acima dos 40 anos de idade. É uma enfermidade unilateral, com afinamento progressivo que geralmente leva à perfuração espontânea da córnea c) Na úlcera de Mooren, a ressecção da conjuntiva afastando-a do limbo próxima ao afinamento pode estar indicada nos casos resistentes à terapia sistêmica d) Dellen deve ser tratado preferencialmente com colírios de esteroides e antibióticos tópicos 93) Com relação ao ceratocone, assinale a alternativa correta: a) Na hidropsia, o transplante de córnea deve ser realizado na fase aguda do edema para impedir a vascularização da córnea b) O transplante de córnea está indicado quando há intolerância às lentes de contato ou se a acuidade visual que estas provêm é inadequada c) O tratamento com transplante de córnea é necessário na maioria dos casos d) Não há descrição de recorrência após o transplante de córnea 94) Homem, 70 anos de idade, agricultor, apresenta história de úlcera de córnea de repetição em OD de provável etiologia herpética. Atualmente queixa-se de olho vermelho, lacrimejamento, sensação de corpo estranho e baixa visual no OD. Nega dor e refere estar em uso de aciclovir tópico por 21 dias sem sucesso. Ao exame apresenta defeito epitelial central corando com fluoresceína com bordas elevadas sem infiltrado estromal subjacente e medindo 2 × 3 mm de diâmetro bem como hipoestesia corneana. Qual o provável diagnóstico e conduta? a) Recidiva da infecção herpética – manter aciclovir tópico b) Úlcera fúngica – manter aciclovir e iniciar anfotericina tópica c) Úlcera neurotrófica – suspender aciclovir tópico e iniciar lubrificação d) Úlcera bacteriana – suspender aciclovir e iniciar antibiótico de amplo espectro 95) Paciente usuário de lentes de contato comparece ao pronto-socorro com queixa de dor ocular de forte intensidade no olho esquerdo há 7 dias. O exame biomicroscópico deste olho evidenciou edema difuso da córnea e lesão epitelial dendriforme sem bulbos terminais. A sensibilidade da córnea neste olho está diminuída. Com relação ao caso, é correto afirmar que: a) A hipoestesia pode sugerir Acanthamoeba como agente etiológico b) A infecção é de etiologia herpética


380  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 c) A ausência de bulbos terminais nos dendritos afasta o diagnóstico de Acanthamoeba d) Hipoxia crônica induzida pelo uso de lentes de contato pode causar defeitos epiteliais dendriformes, mas estes geralmente apresentam bulbos terminais 96) Em relação à síndrome de Stevens-Johnson, assinale a alternativa correta: a) É uma reação de hipersensibilidade tipo II (ou citotóxica), sendo que o quadro ocular inicial é caracterizado por uma conjuntivite bilateral, membranosa ou pseudomembranosa b) Apresenta-se como uma reação inflamatória aguda, febril e autolimitada, de origem anafilática (reação de hipersensibilidade tipo I) com duração aproximada de 2 a 4 semanas, que afeta a pele e as mucosas c) É uma reação inflamatória mediada por imunocomplexos (reação de hipersensibilidade tipo III) em resposta a micro-organismos ou fármacos d) É uma reação de hipersensibilidade tipo IV (ou celular), que em sua fase crônica apresenta, na maioria dos pacientes, inúmeras alterações da superfície ocular que podem comprometer a acuidade visual 97) Assinale a alternativa correta: a) Na síndrome de Cogan, a ceratite intersticial poderá vir acompanhada de sintomas vestibuloauditivos adquiridos b) A conjuntivite oculoglandular de Parinaud é predominantemente papilar e geralmente unilateral c) Ausência de autoanticorpos SS-a (Ro) e SS-b (La) exclui o diagnóstico de síndrome de Sjögren primária em pacientes com ceratoconjuntivite seca d) A ceratoconjuntivite límbica superior é predominantemente folicular e afeta preferencialmente mulheres de meia-idade 98) Em relação às distrofias corneanas estromais, é correto afirmar que: a) A distrofia lattice é também conhecida como Groenouw I b) A distrofia lattice é também conhecida como Groenouw II c) A distrofia granular é herança autossômica recessiva d) A distrofia macular tem herança autossômica recessiva 99) Qual a associação correta quanto às distrofias estromais? a) Distrofia macular, depósitos birrefringentes b) Distrofia granular, depósitos hialinos c) Distrofia lattice, depósito de mucopolissacárides d) Distofia de Schnyder, cristais de cistina 100) A fossa nasolacrimal é formada pelos seguintes ossos: a) Nasal e esfenoide b) Etmoide e lacrimal c) Lacrimal e maxilar d) Lacrimal e nasal 101) A porção aquosa do filme lacrimal é produto de secreção das: a) Células caliciformes da conjuntiva bulbar b) Glândulas de Zeiss


381  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 c) Glândulas de Meibomius d) Glândulas de Krause 102) Edema da região lateral da pálpebra dando lugar a uma característica ptose em forma de “s” e leve distopia do globo ocular para baixo e para dentro é característico de: a) Dacrioadenite b) Hordéolo interno c) Mucocele d) Celulite pré-septal 103) Em relação ao sistema lacrimal, está correto: a) A glândula lacrimal está situada na fossa lacrimal e divide-se em três lobos b) A glândula lacrimal apresenta dois lobos que são divididos pelo músculo de Müller c) Todos os ductos passam através do lobo palpebral da glândula lacrimal, por isso sua ressecção destrói funcionalmente a glândula d) Os três lobos da glândula lacrimal são sustentados pelo ligamento de Lockwood, músculo levantador palpebral e septo 104) Qual das afirmações sobre o aparelho lacrimal é correta? a) A válvula de Rosenmüller está no final do saco lacrimal b) A válvula de Hasner se localiza no final do ducto nasolacrimal c) O ducto nasolacrimal desemboca na cavidade nasal no meato médio d) Os canalículos superior e inferior desembocam separadamente no saco lacrimal em 60% dos casos 105) Qual a alternativa correta? a) Lactoferrina pode ser encontrada na lágrima de seres humanos b) A imunoglobulina encontrada em maior concentração na lágrima é a IgG c) IgD e lisozima não estão presentes na lágrima de seres humanos d) Hiposmolaridade do filme lacrimal ocorre frequentemente em pacientes com ceratoconjuntivite seca 106) Com relação ao sistema lacrimal, assinale a alternativa correta: a) A válvula de Rosenmüller evita o refluxo de lágrima do meato médio para o ducto nasolacrimal b) As ampolas, extensões dos pontos lacrimais, constituem a porção mais proximal do sistema de drenagem e têm cerca de 10 mm de extensão, antes de atingirem os canalículos superior e inferior c) A via parassimpática representa a principal via de estímulo para a secreção lacrimal, e por este motivo o bloqueio do gânglio esfenopalatino reduz a secreção lacrimal d) O revestimento do sistema de drenagem é feito por epitélio pavimentoso e estratificado, com ausência de células caliciformes em toda sua extensão 107) Em qual das alternativas abaixo encontramos causas mais frequentes de ambliopia? a) Anisometropia – estrabismo – catarata congênita b) Tracoma – conjuntivite alérgica – estrabismo c) Diabetes tipo I – hipertensão arterial – glaucoma d) Ptose congênita – estrabismo – glaucoma crônico simples


382  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 108) Qual dos exames abaixo está indicado para fazer a medida do estrabismo de um paciente com 14 anos de idade e acuidade visual 20/20 em ambos os olhos? a) Krimsky modificado b) Teste Hirschberg c) Teste de ducção forçada d) Cover-test com prisma 109) Pode ser considerado um fenômeno monocular: a) Confusão b) Correspondência retiniana anômala c) Fixação excêntrica d) Correspondência retiniana normal 110) Quando o olho é aduzido a 51 graus, o músculo oblíquo superior age como: a) Elevador b) Inciclodutor c) Exciclodutor d) Depressor 111) Durante o exame de motilidade ocular extrínseca, encontra-se o seguinte: ao ocluir od, este faz um movimento lento de elevação, exciclodução e leve abdução; ao ocluir oe, este permanece imóvel. O diagnóstico mais provável é: a) Divergência vertical dissociada b) Hipertropia direito/esquerdo c) Hipertropia esquerdo/direito d) Skew deviation 112) O músculo reto superior: a) Não pode ser operado em casos de DVD b) É o mais acometido nos quadros de orbitopatia de Basedow-Graves c) Faz um ângulo de 23 graus com o eixo visual d. Dos 4 músculos retos é o mais próximo do limbo 113) A toxina botulínica em estrabismo é mais indicada para: a) Paralisia aguda do VI nervo b) Paralisia aguda do IV nervo c) Paralisia aguda do III nervo d) Paralisia do olhar conjugado 114) No estudo da motilidade ocular extrínseca, assinale a alternativa correta: a) Ângulo kappa positivo é uma forma de pseudoexotropia b) O método de Hirschberg é realizado dirigindo-se um feixe de luz aos olhos e adotando-se prismas para medida do desvio c) O teste de ducção ativa pode ser testado pelo examinador por meio de uma pinça d) O teste de Krimsky é qualitativo


383  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 115) Em indivíduos com anisometropia e esodesvio de 8 dioptrias prismáticas ou menos que apresentam escotoma de supressão central, o tratamento indicado é: a) Correção óptica da anisometropia e oclusão para ambliopia b) Correção óptica da anisometropia e oclusão para ambliopia associada à ressecção de reto lateral do olho desviado c) Correção óptica da anisometropia e oclusão para ambliopia associada ao recuo do reto medial e ressecção do reto lateral do olho desviado d) Correção óptica da anisometropia e oclusão para ambliopia associada ao recuo de reto medial do olho desviado 116) Uma criança levada ao pediatra apresenta cabeça inclinada para direita. A suspeita deve ser: a) Hiperfunção do reto superior esquerdo b) Paresia do oblíquo inferior esquerdo c) Paresia do oblíquo superior direito d) Paresia do oblíquo superior esquerdo 117) Assinale a alternativa correta: a) O teste do duplo cilindro de Maddox é útil para avaliação dos desvios exotrópicos b) A paralisia de VI nervo cursa com exotropia em posição primária c) A paralisia de III nervo cursa com ptose, exotropia, hipertropia e midríase d) Na paralisia de IV nervo, o paciente apresenta hipertropia do olho afetado, que aumenta à sua adução 118) Com relação a síndrome de brown, podemos afirmar que: a) Apresenta limitação de elevação em abdução b) O teste de ducção passiva é positivo para elevação em adução c) Tem sempre indicação cirúrgica d) O torcicolo que o paciente adota é com a depressão do mento 119) Ao exame oftalmológico de um paciente observa-se que a anisocoria aumenta na penumbra. Este achado é compatível com: a) Lesão do nervo oculomotor associada a trauma b) Lesão do nervo oculomotor associada ao diabetes c) Uso inadvertido de medicação unilateral d) Secção unilateral de nervo óptico 120) Paciente apresenta progressiva diminuição da acuidade visual e dor retrobulbar que se acentua com os movimentos de lateralidade. fundoscopia normal. escotoma central ou paracentral. O diagnóstico é: a) Arterite temporal b) Tumor do quiasma c) Neurite retrobulbar d) Drusas da papila


384  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 121) Com relação à neuropatia óptica arterítica, é correto afirmar que: a) Mais comum em indivíduos na 3ª e 4ª décadas de vida b) Tem alta incidência de bilateralidade nos casos não tratados c) A baixa de acuidade visual é discreta, com defeito de campo visual, principalmente altitudinal d) O tratamento deve ser expectante, inicialmente, pois grande parte dos casos regride sem deixar sequelas 122) Ao exame de campo visual encontramos uma anopsia em quadrante, homônima, esquerda, inferior. A superposição das margens dos defeitos mostra grande congruência e a parte central do campo encontra-se poupada. Este achado campimétrico sugere a ocorrência de uma lesão de localização: a) No quiasma óptico b) No nervo óptico c) Nas estrias ópticas d) No núcleo de Edinger Westphal 123) São consideradas ações eficazes para a prevenção da cegueira, segundo a OMS: a) Cirurgia para descolamento de retina, tratamento da ambliopia, suplementação de vitamina A b) Cirurgia para buraco macular, tratamento do olho seco, uso de vitaminas conforme o AREDS c) Cirurgia de catarata, tratamento do tracoma, suplementação de vitamina A d) Cirurgia de catarata, tratamento do olho seco, uso de vitaminas conforme o AREDS 124) Quando se fala em prevenção da cegueira, para priorizar o tratamento em saúde pública de determinada doença, devemos levar em conta: a) Não se deve priorizar determinadas doenças b) A menor acuidade visual que a pessoa pode atingir c) As doenças com pior prognóstico d) O número de anos que a pessoa vai conviver com a baixa da visão 125) Segundo a OMS, as campanhas para realização da cirurgia de catarata no Brasil: a) Acabaram com a população cega por catarata no Brasil b) Não são mais consideradas fundamentais no combate à cegueira c) Atingiram o número ideal de cirurgias/ano d) Representam importante ação no combate à cegueira 126) O aspecto oftalmológico de “mácula em cereja” é um achado comum em pacientes que apresentam: a) Oclusão da artéria central da retina b) Oclusão de veia central da retina c) Buraco macular d) Retinopatia de Purtcher


385  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 127) Paciente no terceiro pós-operatório de facoemulsificação apresentou dor, hipópio de 4 mm e acuidade visual de percepção luminosa. Qual o tratamento indicado? a) Injeção intravítrea de antibióticos e cultura b) Vitrectomia posterior via pars plana associada à injeção de antibióticos e cultura c) Quinolona de quarta geração de h/h e cultura d) Colírios fortificados e cultura 128) Na oclusão da veia central da retina, é correto afirmar que: a) A cateterização via femoral é indicada em casos selecionados b) O uso de contraceptivo oral é um fator de risco c) Geralmente os neovasos de segmento anterior aparecem nos primeiros 10 dias após a oclusão d) A fotocoagulação está indicada na presença de isquemia retiniana maior que 5 diâmetros papilares 129) Em relação à retinopatia diabética: a) IRMA em quatro quadrantes sem neovasos sugere retinopatia não proliferativa moderada b) A retinopatia não proliferativa grave é sempre indicação de panfotocoagulação segundo o ETDRS c) A panfotocoagulação reduz a perda visual grave em pelo menos 50% segundo o DRS d) Ensalsichamento venoso é fator de bom prognóstico 130) Participam da patogenia do descolamento de retina regmatogênico: a) Hipertensão arterial, exsudação de líquido de vasos coroides para o espaço sub-retiniano, presença de tumor sub-retiniano b) Isquemia retiniana, tração fibrovascular, migração de líquido para o espaço sub-retiniano c) Formação de neovasos, tração fibrovascular, migração de líquido para o espaço sub-retiniano d) Sinérese vítrea, rotura da retina, migração de líquido para o espaço sub-retiniano 131) O sinal mais precoce da hipertensão arterial na retina é: a) Exsudatos b) Cruzamentos patológicos c) Espasmo arteriolar d) Hemorragias 132) Qual o tratamento para o edema traumático da retina (edema de Berlim)? a) Expectante b) Corticoterapia sistêmica c) Anti-inflamatório não hormonal d) Corticoterapia tópica 133) Paciente com descolamento de retina regmatogênico superior, com pequena quantidade de líquido sub-retiniano, mácula colada, uma rotura em ferradura às 12 h. Qual a melhor opção terapêutica entre as alternativas abaixo? a) Vitrectomia com óleo de silicone b) Retinopexia com introflexão escleral 360 graus


386  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 c) Retinopexia associada à vitrectomia d) Retinopexia pneumática e laser 134) Considerando-se os tipos de descolamento de retina regmatogênico, é correto afirmar que: a) Uma diálise retiniana é causada por trauma ou herança familiar e tem formato linear b) Um forame de retina geralmente ocorre por trauma e tem formato de treliça c) Uma diálise retiniana pode ser decorrente de um processo tracional e tem formato arredondado d) Uma rotura em ferradura geralmente não se deve a fenômenos tracionais 135) Quanto ao descolamento seroso de retina, podemos afirmar que: a) Corticoterapia não interfere na resolução no DR seroso na síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada b) A quebra de mecanismos de adesão da retina ao EPR não exerce papel importante no DR seroso c) Olhos afetados com síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada podem apresentar DR seroso d) Na doença de Coats o deslocamento exsudativo é condição extremamente rara 136) Em relação à degeneração macular relacionada à idade (DMRI), assinale a alternativa correta: a) A triancinolona é um adjunto importante no tratamento de DMRI seca b) A terapia fotodinâmica com verteporfina está indicada apenas nos casos de membrana neovascular coroidal predominantemente clássica c) Membrana neovascular coroidal extrafoveal é definida como aquela que se localiza a mais de 500 µm da fóvea d) Drusas moles e alterações pigmentares caracterizam a fase precoce da DMRI 137) Qual o aspecto ecográfico característico de quadro clínico que apresenta dor ocular e periocular constante pior pela manhã ou de madrugada; aumenta com a movimentação dos olhos e é causada por edema de esclera e congestão vascular? a) Membrana de baixa refletividade com pós-movimentos de grande amplitude b) Ecos puntiformes de baixa refletividade no humor vítreo, esparsos c) Sinal do T d) Ângulo Kappa 138) O tempo braço/olho normal (tempo entre a injeção e o flash coroidal em uma angiofluoresceinografia) em um indivíduo adulto jovem saudável é de aproximadamente: a) 3 a 5 segundos b) 8 a 12 segundos c) 13 a 15 segundos d) 5 a 7 segundos 139) Óculos esferoprismáticos usados em pacientes com baixa visão são indicados para: a) Diplopia b) Magnificação para longe c) Magnificação para perto d) Magnificação para longe/perto


387  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 140) Quantas vezes maior parece uma letra 4 m observada a 20 cm em relação a uma letra 1 m a 1 m? a) 20× b) 8× c) 10× d) 4× 141) Qual o recurso óptico mais comumente utilizado para perto? a) Lupas manuais b) Telessistemas de foco fixo em armação c) Telescópios de 2× de aumento d) Óculos esferoprismáticos


Gabarito Oficial Prova Teórico-Prática A – 2013

1. A

18. C

35. D

2. A

19. D

36. D

3. A

20. C

37. A

4. B

21. A

38. B

5. D

22. C

39. C

6. A

23. A

40. B

7. A

24. B

41. A

8. A

25. A

42. B

9. B

26. D

43. C

10. D

27. D

44. D

11. C

28. A

45. A

12. D

29. A

46. D

13. B

30. D

47. C

14. Anulada

31. C

48. B

15. A

32. B

49. A

16. A

33. C

50. B

17. C

34. Anulada

388


Gabarito Oficial Prova TeĂłrica I A â&#x20AC;&#x201C; 2013

1. B

20. D

39. A

2. B

21. A

40. C

3. C

22. B

41. C

4. D

23. A

42. A

5. A

24. Anulada

43. A

6. B

25. D

44. A

7. C

26. C

45. D

8. A

27. B

46. D

9. B

28. D

47. C

10. D

29. D

48. B

11. B

30. D

49. C

12. D

31. D

50. D

13. A

32. B

51. C

14. A

33. B

52. D

15. C

34. D

53. B

16. C

35. C

54. Anulada

17. A

36. D

55. A

18. B

37. C

56. C

19. Anulada

38. D

57. A

389


390  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 58. B

73. C

88. A

59. C

74. C

89. A

60. D

75. A

90. D

61. B

76. D

91. B

62. B

77. D

92. C

63. C

78. Anulada

93. B

64. B

79. Anulada

94. B

65. A

80. D

95. C

66. Anulada

81. B

96. Anulada

67. B

82. B

97. B

68. D

83. C

98. D

69. A

84. B

99. B

70. B

85. C

100. D

71. A

86. A

72. C

87. D


Gabarito Oficial Prova TeĂłrica II A â&#x20AC;&#x201C; 2013

1. A

20. D

39. D

2. D

21. A

40. A

3. C

22. B

41. C

4. D

23. D

42. B

5. D

24. B

43. C

6. B

25. D

44. D

7. B

26. D

45. Anulada

8. D

27. C

46. B

9. A

28. C

47. D

10. B

29. A

48. D

11. Anulada

30. D

49. A

12. D

31. C

50. B

13. D

32. A

51. D

14. B

33. D

52. D

15. B

34. C

53. A

16. A

35. A

54. B

17. C

36. B

55. D

18. A

37. C

56. C

19. B

38. B

57. B

391


392  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 58. B

89. C

120. C

59. C

90. B

121. A

60. B

91. C

122. B

61. D

92. A

123. B

62. B

93. C

124. B

63. C

94. B

125. A

64. D

95. B

126. C

65. B

96. A

127. B

66. B

97. B

128. A

67. D

98. A

129. B

68. B

99. D

130. A

69. B

100. B

131. C

70. B

101. C

132. A

71. A

102. A

133. B

72. A

103. D

134. C

73. A

104. A

135. C

74. C

105. A

136. C

75. D

106. D

137. B

76. B

107. A

138. C

77. D

108. D

139. D

78. A

109. A

140. D

79. D

110. C

141. B

80. D

111. A

142. C

81. A

112. B

143. A

82. B

113. D

144. C

83. C

114. D

145. B

84. C

115. A

146. C

85. B

116. A

147. D

86. B

117. C

148. B

87. C

118. D

149. A

88. B

119. A


Gabarito Oficial Prova Teórico-Prática A – 2012

1. A

18. D

35. ANULADA

2. B

19. C

36. D

3. A

20. ANULADA

37. C

4. C

21. A

38. B

5. B

22. C

39. C

6. B

23. B

40. C

7. D

24. B

41. A

8. D

25. A

42. A

9. C

26. B

43. D

10. B

27. A

44. A

11. C

28. D

45. A

12. B

29. D

46. C

13. C

30. C

47. D

14. C

31. C

48. B

15. A

32. A

49. B

16. D

33. D

50. B

17. A

34. D

393


Gabarito Oficial Prova Teórica I A – 2012

1. D

20. D

39. C

2. A

21. B

40. D

3. B

22. B

41. ANULADA

4. C

23. D

42. C

5. A

24. B

43. C

6. A

25. ANULADA

44. D

7. D

26. D

45. A

8. D

27. C

46. C

9. D

28. B

47. B

10. B

29. D

48. A

11. C

30. B

49. C

12. D

31. C

50. B

13. C

32. D

51. B

14. A

33. C

52. D

15. B

34. A

53. D

16. ANULADA

35. C

54. B

17. B

36. A

55. A

18. ANULADA

37. C

56. B

19. A

38. B

57. D

394


395  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 58. A

73. C

88. A

59. C

74. B

89. C

60. D

75. A

90. B

61. C

76. D

91. B

62. B

77. A

92. D

63. C

78. B

93. A

64. C

79. D

94. A

65. A

80. D

95. B

66. C

81. A

96. A

67. D

82. ANULADA

97. D

68. D

83. C

98. C

69. A

84. D

99. A

70. C

85. B

100. D

71. A

86. A

72. B

87. C


Gabarito Oficial Prova Teórica II A – 2012

1. D

20. D

39. A

2. D

21. A

40. C

3. D

22. B

41. D

4. D

23. D

42. ANULADA

5. A

24. B

43. ANULADA

6. B

25. C

44. B

7. A

26. B

45. C

8. ANULADA

27. B

46. C

9. B

28. D

47. ANULADA

10. B

29. A

48. C

11. D

30. A

49. C

12. C

31. D

50. ANULADA

13. A

32. D

51. C

14. B

33. B

52. D

15. A

34. D

53. A

16. D

35. C

54. B

17. D

36. ANULADA

55. D

18. A

37. A

56. A

19. C

38. D

57. A

396


397  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 58. C

89. D

120. C

59. A

90. C

121. A

60. A

91. A

122. A

61. ANULADA

92. C

123. C

62. C

93. C

124. D

63. D

94. B

125. D

64. A

95. B

126. A

65. A

96. C

127. D

66. A

97. B

128. B

67. C

98. B

129. D

68. D

99. C

130. B

69. C

100. D

131. D

70. B

101. A

132. D

71. A

102. B

133. C

72. D

103. D

134. A

73. B

104. A

135. C

74. D

105. D

136. D

75. C

106. C

137. D

76. A

107. D

138. D

77. A

108. C

139. D

78. B

109. A

140. D

79. A

110. B

141. B

80. D

111. B

142. B

81. A

112. C

143. A

82. B

113. B

144. B

83. C

114. A

145. D

84. B

115. C

146. A

85. A

116. A

147. D

86. B

117. A

148. A

87. B

118. C

149. B

88. D

119. C

150. B


Gabarito Oficial Prova Teórico-Prática A – 2011

1. B

17. C

33. A

2. C

18. D

34. B

3. A

19. A

35. B

4. D

20. C

36. A

5. B

21. B

37. D

6. C

22. A

38. D

7. B

23. B

39. B

8. A

24. C

40. C

9. C

25. D

41. B

10. D

26. D

42. D

11. D

27. A

43. A

12. C

28. B

44. B

13. A

29. C

45. C

14. C

30. D

46. D

15. C

31. D

47. D

16. D

32. A

48. B

398


Gabarito Oficial Prova TeĂłrica I A â&#x20AC;&#x201C; 2011

1. C

20. B

39. A

2. D

21. D

40. C

3. A

22. C

41. C

4. B

23. A

42. B

5. A

24. C

43. D

6. D

25. B

44. B

7. B

26. C

45. C

8. C

27. C

46. C

9. A

28. B

47. C

10. C

29. D

48. C

11. D

30. C

49. D

12. A

31. D

50. C

13. A

32. B

51. D

14. D

33. D

52. C

15. D

34. C

53. D

16. C

35. C

54. B

17. A

36. B

55. A

18. D

37. D

56. A

19. D

38. D

57. A

399


400  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 58. B

71. C

84. B

59. C

72. A

85. C

60. C

73. A

86. B

61. B

74. C

87. D

62. A

75. D

88. C

63. D

76. B

89. A

64. D

77. B

90. D

65. D

78. B

91. D

66. A

79. D

92. B

67. B

80. D

93. B

68. B

81. A

94. B

69. B

82. B

95. D

70. A

83. D


Gabarito Oficial Prova Teórica II A – 2011

1. D

20. B

39. A

2. B

21. B

40. B

3. C

22. A

41. C

4. B

23. C

42. C

5. B

24. B

43. B

6. B

25. C

44. D

7. D

26. D

45. B

8. D

27. A

46. A

9. B

28. B

47. D

10. C

29. A

48. B

11. A

30. C

49. D

12. B

31. A

50. C

13. C

32. B

51. A

14. C

33. A

52. D

15. D

34. D

53. A

16. A

35. A

54. B

17. D

36. A

55. A

18. C

37. A

56. C

19. D

38. D

57. D

401


402  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 58. C

87. D

116. D

59. A

88. A

117. B

60. D

89. B

118. A

61. B

90. D

119. B

62. B

91. C

120. D

63. A

92. A

121. B

64. D

93. A

122. A

65. D

94. A

123. B

66. B

95. A

124. B

67. B

96. A

125. D

68. B

97. B

126. A

69. B

98. C

127. D

70. C

99. C

128. D

71. A

100. C

129. C

72. B

101. C

130. A

73. B

102. A

131. B

74. D

103. A

132. B

75. D

104. C

133. C

76. C

105. A

134. A

77. C

106. C

135. A

78. B

107. B

136. C

79. D

108. C

137. A

80. C

109. A

138. C

81. B

110. C

139. C

82. C

111. D

140. D

83. B

112. B

141. A

84. B

113. C

142. C

85. B

114. B

86. B

115. C


Gabarito Oficial Prova Teórico-Prática A – 2010

1. B

17. C

33. D

2. C

18. B

34. D

3. B

19. D

35. B

4. C

20. D

36. A

5. D

21. A

37. D

6. A

22. A

38. D

7. C

23. D

39. D

8. B

24. C

40. C

9. C

25. D

41. C

10. C

26. D

42. C

11. C

27. B

43. D

12. D

28. B

44. B

13. D

29. C

45. A

14. C

30. C

46. A

15. C

31. A

47. A

16. D

32. B

403


Gabarito Oficial Prova TeĂłrica I A â&#x20AC;&#x201C; 2010

1. B

20. C

39. B

2. B

21. A

40. A

3. D

22. A

41. D

4. A

23. A

42. D

5. D

24. D

43. D

6. B

25. C

44. D

7. B

26. C

45. C

8. C

27. D

46. A

9. A

28. D

47. A

10. A

29. C

48. A

11. C

30. B

49. C

12. A

31. A

50. D

13. C

32. A

51. C

14. C

33. B

52. B

15. D

34. C

53. B

16. B

35. D

54. A

17. B

36. B

55. D

18. A

37. C

56. C

19. B

38. A

57. D

404


405  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 58. C

70. A

82. D

59. B

71. B

83. A

60. A

72. C

84. C

61. B

73. A

85. C

62. B

74. C

86. C

63. B

75. B

87. C

64. C

76. B

88. A

65. A

77. A

89. D

66. A

78. A

90. B

67. C

79. C

91. C

68. B

80. D

92. D

69. A

81. D


Gabarito Oficial Prova Teórica II A – 2010

1. D

20. B

39. C

2. C

21. D

40. A

3. D

22. D

41. D

4. B

23. D

42. B

5. C

24. D

43. D

6. A

25. B

44. B

7. C

26. C

45. B

8. A

27. C

46. C

9. A

28. A

47. C

10. B

29. A

48. A

11. A

30. C

49. A

12. B

31. A

50. B

13. A

32. B

51. A

14. B

33. A

52. D

15. B

34. A

53. D

16. A

35. A

54. C

17. B

36. B

55. B

18. B

37. C

56. B

19. D

38. D

57. C

406


407  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 58. A

88. B

118. B

59. C

89. B

119. A

60. D

90. C

120. C

61. A

91. A

121. C

62. C

92. C

122. B

63. A

93. A

123. C

64. B

94. C

124. A

65. A

95. B

125. B

66. C

96. D

126. D

67. A

97. B

127. A

68. D

98. C

128. A

69. D

99. C

129. C

70. D

100. C

130. D

71. D

101. A

131. D

72. A

102. C

132. B

73. A

103. C

133. A

74. C

104. D

134. B

75. B

105. B

135. C

76. D

106. B

136. C

77. C

107. C

137. D

78. B

108. D

138. D

79. A

109. A

139. B

80. B

110. B

140. D

81. C

111. C

141. B

82. D

112. D

142. D

83. D

113. B

143. A

84. C

114. C

144. B

85. C

115. C

145. D

86. C

116. B

87. C

117. A


Gabarito Oficial Prova Teórico-Prática A – 2009

1. B

18. C

35. D

2. B

19. B

36. A

3. C

20. D

37. C

4. B

21. A

38. C

5. C

22. B

39. A

6. B

23. D

40. A

7. D

24. B

41. A

8. D

25. D

42. B

9. A

26. C

43. C

10. D

27. B

44. B

11. D

28. D

45. A

12. C

29. A

46. D

13. A

30. C

47. D

14. B

31. D

48. C

15. B

32. A

49. C

16. C

33. A

17. A

34. A

408


Gabarito Oficial Prova TeĂłrica I A â&#x20AC;&#x201C; 2009

1. C

20. D

39. B

2. B

21. A

40. D

3. C

22. B

41. B

4. A

23. D

42. C

5. A

24. A

43. C

6. B

25. B

44. C

7. C

26. A

45. B

8. A

27. D

46. D

9. C

28. A

47. A

10. D

29. B

48. C

11. B

30. A

49. C

12. A

31. D

50. C

13. B

32. C

51. B

14. A

33. C

52. D

15. C

34. C

53. B

16. B

35. A

54. D

17. C

36. A

55. A

18. B

37. B

56. A

19. D

38. B

57. C

409


410  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 58. C

71. B

84. C

59. C

72. A

85. D

60. C

73. B

86. C

61. D

74. B

87. D

62. A

75. A

88. A

63. D

76. D

89. B

64. A

77. A

90. B

65. B

78. D

91. D

66. D

79. B

92. D

67. B

80. C

93. D

68. D

81. A

94. A

69. C

82. C

95. C

70. B

83. C


Gabarito Oficial Prova Teórica II A – 2009

1. C

20. A

39. C

2. C

21. D

40. D

3. D

22. C

41. D

4. A

23. B

42. D

5. B

24. D

43. A

6. C

25. B

44. C

7. D

26. D

45. C

8. A

27. D

46. D

9. A

28. C

47. A

10. C

29. D

48. D

11. D

30. D

49. C

12. A

31. C

50. D

13. B

32. C

51. C

14. C

33. D

52. B

15. A

34. C

53. A

16. A

35. A

54. A

17. B

36. B

55. C

18. A

37. A

56. D

19. B

38. D

57. B

411


412  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 58. B

89. B

120. A

59. B

90. C

121. D

60. A

91. D

122. B

61. A

92. B

123. C

62. D

93. B

124. B

63. C

94. A

125. A

64. A

95. A

126. A

65. B

96. C

127. C

66. C

97. C

128. A

67. C

98. D

129. B

68. C

99. B

130. C

69. B

100. D

131. A

70. D

101. A

132. B

71. D

102. D

133. D

72. D

103. A

134. D

73. C

104. B

135. C

74. C

105. D

136. B

75. A

106. B

137. B

76. B

107. D

138. B

77. B

108. D

139. A

78. D

109. B

140. A

79. D

110. B

141. C

80. C

111. A

142. A

81. A

112. D

143. B

82. C

113. C

144. B

83. D

114. B

145. B

84. A

115. A

146. D

85. B

116. D

147. D

86. C

117. C

148. C

87. D

118. A

149. A

88. A

119. A


Gabarito Oficial Prova TeĂłrica I A â&#x20AC;&#x201C; 2008

1. A

20. C

39. C

2. D

21. A

40. C

3. C

22. B

41. D

4. D

23. D

42. A

5. D

24. B

43. A

6. B

25. D

44. C

7. A

26. B

45. A

8. C

27. C

46. D

9. C

28. A

47. B

10. D

29. B

48. C

11. B

30. B

49. A

12. A

31. B

50. D

13. A

32. A

51. C

14. B

33. B

52. B

15. C

34. B

53. C

16. B

35. B

54. A

17. C

36. B

55. D

18. B

37. A

56. A

19. B

38. C

57. C

413


414  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 58. D

72. D

86. C

59. A

73. B

87. D

60. B

74. B

88. C

61. D

75. D

89. B

62. C

76. C

90. A

63. C

77. B

91. A

64. A

78. D

92. C

65. D

79. B

93. D

66. D

80. A

94. D

67. C

81. C

95. B

68. C

82. A

96. A

69. B

83. B

97. B

70. D

84. C

71. B

85. A


Gabarito Oficial Prova Teórica II A – 2008

1. C

20. C

39. D

2. C

21. A

40. B

3. A

22. A

41. A

4. C

23. D

42. D

5. A

24. D

43. A

6. C

25. C

44. C

7. D

26. C

45. B

8. D

27. D

46. B

9. C

28. A

47. B

10. C

29. B

48. B

11. B

30. D

49. D

12. B

31. A

50. A

13. A

32. C

51. C

14. A

33. B

52. C

15. B

34. C

53. A

16. C

35. A

54. D

17. C

36. A

55. A

18. B

37. B

56. D

19. B

38. D

57. B

415


416  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 58. A

89. B

120. A

59. D

90. B

121. C

60. B

91. A

122. D

61. D

92. D

123. C

62. A

93. C

124. B

63. A

94. B

125. A

64. B

95. B

126. D

65. D

96. B

127. A

66. B

97. B

128. B

67. D

98. B

129. D

68. B

99. D

130. D

69. A

100. C

131. D

70. D

101. A

132. C

71. A

102. D

133. A

72. B

103. A

134. C

73. A

104. A

135. C

74. B

105. C

136. B

75. A

106. C

137. B

76. D

107. A

138. B

77. C

108. C

139. A

78. D

109. D

140. D

79. A

110. A

141. D

80. C

111. D

142. A

81. A

112. A

143. A

82. D

113. A

144. D

83. B

114. A

145. C

84. A

115. C

146. B

85. B

116. D

147. A

86. D

117. C

148. D

87. D

118. D

88. B

119. A


Gabarito Oficial Prova TeĂłrica â&#x20AC;&#x201C; 2007

1. C

20. D

39. B

2. B

21. A

40. B

3. D

22. C

41. C

4. D

23. D

42. A

5. D

24. B

43. C

6. A

25. A

44. D

7. D

26. B

45. A

8. D

27. A

46. B

9. A

28. A

47. D

10. B

29. B

48. A

11. B

30. B

49. B

12. A

31. A

50. C

13. C

32. D

51. D

14. B

33. D

52. C

15. A

34. D

53. B

16. A

35. D

54. C

17. B

36. C

55. C

18. D

37. A

56. D

19. C

38. B

57. D

417


418  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 58. A

88. D

118. C

59. B

89. B

119. A

60. A

90. C

120. D

61. B

91. A

121. C

62. D

92. C

122. D

63. B

93. D

123. C

64. C

94. A

124. C

65. A

95. C

125. C

66. C

96. A

126. C

67. C

97. B

127. C

68. C

98. B

128. B

69. A

99. C

129. D

70. A

100. B

130. D

71. A

101. B

131. C

72. A

102. C

132. C

73. A

103. B

133. C

74. A

104. B

134. D

75. D

105. C

135. D

76. D

106. A

136. C

77. D

107. B

137. D

78. A

108. A

138. C

79. B

109. A

139. D

80. B

110. C

140. C

81. D

111. A

141. B

82. B

112. C

142. B

83. D

113. A

143. B

84. D

114. C

144. A

85. D

115. C

145. B

86. A

116. C

146. D

87. C

117. A


Gabarito Oficial Prova TeĂłrica â&#x20AC;&#x201C; 2006

1. A

20. D

39. C

2. D

21. D

40. A

3. D

22. B

41. D

4. B

23. B

42. C

5. D

24. C

43. D

6. B

25. C

44. A

7. C

26. A

45. B

8. D

27. D

46. B

9. C

28. D

47. A

10. D

29. A

48. B

11. A

30. C

49. B

12. A

31. C

50. D

13. B

32. A

51. D

14. B

33. B

52. D

15. B

34. C

53. A

16. C

35. D

54. C

17. C

36. B

55. A

18. A

37. B

56. D

19. C

38. C

57. B

419


420  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Prova Teórica – 2006 58. C

86. B

114. A

59. D

87. D

115. A

60. A

88. C

116. D

61. D

89. B

117. D

62. C

90. D

118. B

63. A

91. A

119. C

64. B

92. C

120. C

65. A

93. B

121. B

66. A

94. C

122. C

67. B

95. A

123. C

68. D

96. C

124. D

69. D

97. A

125. D

70. D

98. D

126. A

71. B

99. B

127. B

72. A

100. C

128. B

73. C

101. D

129. C

74. C

102. A

130. D

75. D

103. C

131. C

76. A

104. B

132. A

77. D

105. A

133. D

78. A

106. C

134. A

79. D

107. A

135. C

80. D

108. D

136. D

81. D

109. C

137. C

82. A

110. D

138. B

83. A

111. A

139. C

84. C

112. C

140. A

85. B

113. A

141. A


Bibliografia

2013 1. Série Oftalmologia Brasileira – Conselho Brasileiro de Oftalmologia – 2ª ed., Rio de Janeiro: Cultura Médica/ Guanabara Koogan, 2011. 2. Administração em Saúde – Autogestão de Consultórios e Clínicas – Marinho Jorge Scarpi – Organizador . 1ª ed., DOC, 2010. 3. Administração Pública – Claudia Costin, 1ª ed. – Elsevier, 2010. 4. Artigos de educação continuada/revisão (2010-2012) Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. 5. Basic and clinical science course 2010-2011 – American Academy of Ophthalmology. San Francisco: American Academy of Ophthalmology, 2010. 6. Código de Ética Médica 2009/2010 – Conselho Federal de Medicina http://www.portalmedico.org.br/novocodigo/integra.asp 7. Duane’s Clinical Ophthalmology 6 vols –Tasmann, Willian; Jaeger, Edward A. 15th ed. Philadelphia: Lippincott Williams & Wilkins, 2009. 8. Exames e Diagnósticos em Oftalmologia – Michel E. Farah, Norma Allermann, Rubens Belfort Jr. – Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2006. 9. Glaucoma – primário de ângulo aberto – Paulo A. de Arruda Mello; Geraldo Vicente de Almeida; Homero Gusmão de Almeida, 1ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2011. 10. Neuro-Oftalmologia – Adalmir M. Dantas, Mario Luiz R. Monteiro, 2ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2009. 11. Ocular Traumatology, Ferenc Kuhn – 1st ed. Berlim: Springer, 2008. 12. Oftalmogeriatria – Marcela Cypel, Rubens Belfort Jr. 1ª ed. São Paulo: Roca, 2008. 13. Os Estrabismos – Carlos Souza-Dias, Mauro Goldchmit, 1ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2011. 14. Prevenção à Cegueira: 10 anos para 2020 – Editores Alexandre Taleb; Andrea Zin; Carlos Arieta; Celia Nakanami; Roberta Ventura, 1ª ed., Rio de Janeiro: Walprint, 2010. 15. Programa de Ensino Online – Sistema O.N.E. (Ophthalmic News & Education) – Academia Americana de Oftalmologia/Conselho Brasileiro de Oftalmologia.

421


422  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Bibliografia 16. Refratometria Ocular – Aderbal de Albuquerque Alves, Harley E. A. Bicas, Ricardo Uras – Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2005. 17. Refratrometria e a Arte da Prescrição Médica. Alves, Milton Ruiz, Polati, Mariza, Sousa, Sidney Júlio de Faria e Sousa – 2ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2010. 18. Saúde Ocular e Prevenção da Cegueira – Maria de Lourdes V. Rodrigues, Newton Kara-José. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2009. 19. Sistema Único de Saúde – SUS Princípios e Conquistas – Ministério da Saúde, Brasília, dezembro 2000. http:// bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/sus_principios.pdf. 20. Shields Tratado de Glaucoma – R. Rand Allingham – 5ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008. 21. Terapêutica Farmacológica em Oftalmologia 2008-2009 – Fernando Cesar Abib – 7ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008.

Textos O Sistema Público de Saúde Brasileiro – Seminário Internacional – Tendências e Desafios dos Sistemas de Saúde nas Américas – Ministério da Saúde, Brasil ago/2002. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/ans/tendencias_desafios_sistema_saude.pdf Saúde da Família: uma estratégia para a reorganização do modelo assistencial Ministério da Saúde. Secretaria de Assistência à Saúde. Coordenação de Saúde da Comunidade. Ministério da Saúde, – Brasil, 1997. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cd09_16.pdf Medical Professionalism in the New Millennium Annals of Internal Medicine 136: 243-246, 2002 http://www.mendeley.com/research/medical-professionalism-in-the-new-millennium-a-physician-charter/#page-1 Avaliação dos serviços de assistência ocular em população urbana de baixa renda da cidade de São Paulo Josenilson Martins Pereira; Solange Rios SalomãoII; Rafael Werneck CinotoIII; Luana MendietaIV; Paula Yuri SacaiV; Adriana BerezovskyVI; Rubens Belfort Júnior – VII Arq Bras Oftalmol, vol. 72 nº 3. São Paulo May/June, 2009. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492009000300010 Cataract in Latin America: findings from nine recent surveys Hans Limburg,1 Juan C. Silva,2 and Allen Foster – Rev Panam Salud Publica /Pan Am J Public Health 25(5), 2009 http:// www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49892009000500011 Causes of blindness and visual impairment in Latin America. Furtado JM, Lansingh VC, Carter MJ, Milanese MF, Peña BN, Ghersi HA, Bote PL, Nano ME, Silva JC – Surv Ophthalmol, 2012 Mar-Apr; 57(2):149-77. – Epub 2011 Dec 2. Epidemiology for ophthalmologists: an introduction to concepts, study designs, and interpreting findings H. Kuper and C. Gilbert. Br. J. Ophthalmol, 2005;89;378-384 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1772573/ Global data on visual impairment in the year 2002. Resnikoff S, Pascolini D, Etya’ale D, Kocur I, Pararajasegaram R, Pokharel GP, Mariotti SP.Bull World Health Organ, 2004 Nov;82(11):844-51.– Epub 2004 Dec 14. Global magnitude of visual impairment caused by uncorrected refractive errors in 2004. Resnikoff S, Pascolini D, Mariotti SP, Pokharel GP.Bull – World Health Organ, 2008 Jan; 86(1):63-70. Prevalence and outcomes of cataract surgery in Brazil: the São Paulo eye study. Salomão SR, Soares FS, Berezovsky A, Araújo-Filho A, Mitsuhiro MR, Watanabe SE, Carvalho AV, Pokharel GP, Belfort R Jr, Ellwein LB. Am J Ophthalmol, 2009 Aug;148(2):199-206.e2.– Epub 2009 May 5.


423  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Bibliografia Prevalence and causes of visual impairment in low-middle income school children in Sao Paulo, Brazil. Salomão SR, Cinoto RW, Berezovsky A, Mendieta L, Nakanami CR, Lipener C, Muñoz Ede H, Ejzenbaum F, Belfort R Jr, Pokharel GP, Ellwein LB.– Invest Ophthalmol Vis Sci, 2008 Oct; 49(10): 4308-13. Prevalence and causes of vision impairment and blindness in older adults in Brazil: the Sao Paulo Eye Study. Salomão SR, Cinoto RW, Berezovsky A, Araujo-Filho A, Mitsuhiro MR, Mendieta L, Morales PH, Pokharel GP, Belfort R Jr, Ellwein LB. – Ophthalmic Epidemiol, 2008 May-Jun;15(3):167-75. School-based Approaches to the Correction of Refractive Error in Children Abhishek Sharma, MBBS, PhD,1 Nathan Congdon, MD, MPH,2 Mehul Patel, MSc,3 and Clare Gilbert, FRCOphth, MD, MSc4 – Surv Ophthalmol, 57 (3) May-June, 2012.

2012 Série Oftalmologia Brasileira – Conselho Brasileiro de Oftalmologia 1. Bases da Oftalmologia (2 volumes) – Acácio Alves de S. Lima Filho, Adalmir Morterá Dantas, Juliana M. Ferraz Sallum, Nicomedes Ferreira Filho, Roberto L. Marback – 1ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008. 2. Semiologia Básica em Oftalmologia – Carlos Augusto Moreira – 1ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008. 3. Doenças Externas Oculares e Córnea – Ana Luiza Höffling-Lima, Maria Cristina N. Dantas, Milton Ruiz Alves – 1ª ed., Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008. 4. Cristalino e Catarata – Carlos Eduardo L. Arieta, Fernando C. Trindade, Miguel Padilha, Samir Jacob Bechara – 1ª ed., Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008. 5. Retina e Vítreo – Carlos Augusto Moreira Jr., Jacó Lavinsky, Marcos Ávila – 1ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008. 6. Neuroftalmologia – Antonio Luiz Zangalli, Mário Luiz R. Monteiro – 1ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008. 7. Óptica, Refração e Visão Subnormal – Paulo Schor, Ricardo Uras, Silvia Veitzman – 1ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008. 8. Estrabismo – Carlos Ramos Souza Dias, Harley E. A. Bicas, Henderson Celestino de Almeida – 1ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008. 9. Lentes de Contato – Adamo Lui Netto, Cleusa Coral-Ghanem, Paulo Ricardo de Oliveira – 1ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008. 10. Cirurgia Refrativa – Mauro Campos, Renato Ambrósio Junior, Wallace Chamon – 1ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008. 11. Uveítes e Oncologia Ocular – Fernando Oréfice, Fernando Cesar Abib, José Vital Filho, José Wilson Cursino – 1ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008. 12. Órbita, Sistema Lacrimal e Oculoplástica – Ana Rosa P. de Figueiredo, Antonio A. Velasco e Cruz, Guilherme Herzog Neto, José Vital Filho, Silvana A. Schellini, Suzana Matayoshi – 1ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008. 13. Banco de Olhos, Transplantes – Élcio Sato, Hamilton Moreira, Luciane Moreira – 1ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008. 14. Iatogenias, Manifestações Oculares de Doenças Sistêmicas e Metodologia Científica – Harley E. A. Bicas, Maria de Lourdes V. Rodrigues, Paulo E. C. Dantas, Sérgio Felberg, Sérgio Kwitko – 1ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/ Guanabara Koogan, 2008. 15. Glaucoma – Homero G. de Almeida, Paulo Augusto de A. Mello, Remo Susanna Jr. 1ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008.


424  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Bibliografia Temas Oficiais dos Congressos CBO 1. Refratometria Ocular – Aderbal de Albuquerque Alves, Harley E. A. Bicas, Ricardo Uras – Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2005. 2. Saúde Ocular e Prevenção da Cegueira – Maria de Lourdes V. Rodrigues, Newton Kara-José – Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2009.

Demais obras de referência 1. Anatomia Funcional do Olho e seus Anexos – Adalmir M. Dantas – 2ª ed. Rio de Janeiro: Revinter, 2002. 2. Basic and clinical science course 2010-2011 – American Academy of Ophthalmology. San Francisco: American Academy of Ophthalmology, 2010. 3. Duane’s Clinical Ophthalmology 6 vols – Tasmann, Willian; Jaeger, Edward A. 15th ed. Lippincott Williams & Wilkins, 2009 – ou Albert & Jakobiec’s Principles & Practice of Ophthalmology. 4 vols. Daniel M. Albert; Dimitri T. Azar; Joan W. Miller, 3rd ed. Philadelphia: Mosby/Elsevier, 2008. 4. Exames e Diagnósticos em Oftalmologia – Michel E. Farah, Norma Allermann, Rubens Belfort Jr. – Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2006. 5. Shields Tratado de Glaucoma – R. Rand Allingham 5ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 6. Oftalmogeriatria – Marcela Cypel, Rubens Belfort Jr. São Paulo: Roca, 2008. 7. Ocular Traumatology, Ferenc Kuhn – 1st ed. Berlim: Springer, 2008. 8. Semiologia Ocular – Riuitiro Yamane – 3ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 9. Terapêutica Farmacológica em Oftalmologia 2008-2009 – Fernando Cesar Abib – 7ª ed. Rio de Janeiro: .Cultura Médica/Guanabara Koogan, 2008. 10. Uveítes Clínica e Cirúrgica – Texto & Atlas 2 vols. – Fernando Oréfice – 2ª ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2005. 11. Periódico Nacional (últimos 3 anos) Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. 12. Programa de Ensino Online – Sistema O.N.E. (ophthalmic News & Education) – Academia America de Oftalmologia/Conselho Brasileiro de Oftalmologia.

2011 Série Oftalmologia Brasileira – Conselho Brasileiro de Oftalmologia 1. Bases da Oftalmologia 2 volumes – Acácio Alves de S. Lima Filho, Adalmir Morterá Dantas, Juliana M. Ferraz Sallum, Nicomedes Ferreira Filho, Roberto L. Marback – 1ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 2. Semiologia Básica em Oftalmologia – Carlos Augusto Moreira – 1ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 3. Doenças Externas Oculares e Córnea – Ana Luisa Höfling-Lima, Maria Cristina N. Dantas, Milton Ruiz Alves – 1ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 4. Cristalino e Catarata – Carlos Eduardo L. Arieta, Fernando C. Trindade, Miguel Padilha, Samir Jacob Bechara – 1ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 5. Retina e Vítreo – Carlos Augusto Moreira Jr., Jacó Lavinsky, Marcos Ávila – 1ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 6. Neuro-oftalmologia – Antonio Luiz Zangalli, Mário Luiz R. Monteiro – 1ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 7. Óptica, Refração e Visão Subnormal – Paulo Schor, Ricardo Uras, Silvia Veitzman – 1ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008.


425  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Bibliografia 8. Estrabismo – Carlos Ramos Souza Dias, Harley E. A. Bicas, Henderson Celestino de Almeida – 1ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 9. Lentes de Contato – Adamo Lui Netto, Cleusa Coral-Ghanem, Paulo Ricardo de Oliveira –1ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 10. Cirurgia Refrativa – Mauro Campos, Renato Ambrósio Junior, Wallace Chamon – 1ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 11. Uveítes e Oncologia Ocular – Fernando Oréfice, Fernando Cesar Abib, José Vital Filho, José Wilson Cursino – 1ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 12. Órbita, Sistema Lacrimal e Oculoplástica – Ana Rosa P. de Figueiredo, Antonio A. Velasco e Cruz, Guilherme Herzog Neto, José Vital Filho, Silvana A. Schellini, Suzana Matayoshi – 1ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 13. Banco de Olhos, Transplante de Córnea – Élcio Sato, Hamilton Moreira, Luciane Moreira – 1ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 14. Iatrogenias, Manifestações Oculares de Doenças Sistêmicas e Metodologia Científica – Harley E. A. Bicas, Maria de Lourdes V. Rodrigues, Paulo E. C. Dantas, Sérgio Felberg, Sérgio Kwitko – 1ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 15. Glaucoma – Homero G. de Almeida, Paulo Augusto de A. Mello, Remo Susanna Jr. 1ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008.

Temas Oficiais dos Congressos CBO 16. Refratometria Ocular – Aderbal de Albuquerque Alves, Harley E. A. Bicas e Ricardo Uras – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2005. 17. Saúde Ocular e Prevenção da Cegueira – Maria de Lourdes V. Rodrigues, Newton Kara-José – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2009.

Demais Obras de Referência 18. Anatomia Funcional do Olho e seus Anexos – Adalmir M. Dantas – 2ª edição, Rio de Janeiro: Colina/Revinter, 2002. 19. Basic and Clinical Science Course 2010–2011 – American Academy of Ophthalmology. San Francisco: American Academy of Ophthalmology; 2010. 20. Duane’s Clinical Ophthalmology 6 vols – Tasmann, Willian; Jaeger, Edward A. – 15th edição, Lippincott Williams & Wilkins, 2009 ou Albert & Jakobiec’s Principles & Practice of Ophthalmology. 4 vols. Daniel M. Albert; Dimitri T. Azar; Joan W. Miller – 3rd edição, Elsevier 2008. 21. Exames e Diagnósticos em Oftalmologia – Michel E. Farah, Norma Allermann, Rubens Belfort Jr. 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2006. 22. Shields Tratado de Glaucoma – R. Rand Allingham – 5ª edição, Lippincott Williams & Wilkin–USA, 2005, Cultura Médica: Rio de Janeiro: 2008. 23. Oftalmogeriatria – Marcela Cypel, Rubens Belfort Jr. 1ª edição. São Paulo: Roca, 2008. 24. Ocular Traumatology, Ferenc Kuhn – 1st edição, Berlim: Springer, 2008. 25. Semiologia Ocular – Riuitiro Yamane – 3ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 26. Terapêutica Farmacológica em Oftalmologia 2008 – 2009 – Fernando César Abib – 7ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008 – 2009. 27. Uveítes Clínica e Cirúrgica – Texto & Atlas I, II – 2 vols. – Fernando Oréfice – 2ª edição, Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2005. 28. Periódico Nacional (últimos 3 anos) Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. 29. Programa de Ensino Online – Sistema O.N.E. (Ophthalmic News & Education) – Academia America de Oftalmologia/ Conselho Brasileiro de Oftalmologia.


426  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Bibliografia 2010 Série Oftalmologia Brasileira – Conselho Brasileiro de Oftalmologia 1. Bases da Oftalmologia 2 volumes – Acácio Alves de S. Lima Filho, Adalmir Morterá Dantas, Juliana M. Ferraz Sallum, Nicomedes Ferreira Filho, Roberto L. Marback – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, set./08. 2. Semiologia Básica em Oftalmologia – Carlos Augusto Moreira – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, set./08. 3. Doenças Externas Oculares e Córnea – Ana Luisa Höfling-Lima, Maria Cristina N. Dantas, Milton Ruiz Alves – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, set./08. 4. Cristalino e Catarata – Carlos Eduardo L. Arieta, Fernando C. Trindade, Miguel Padilha, Samir Jacob Bechara – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, set./08. 5. Retina e Vítreo – Carlos Augusto Moreira Jr., Jacó Lavinsky, Marcos Ávila – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, set./08. 6. Neuroftalmologia – Antonio Luiz Zangalli, Mário Luiz R. Monteiro – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, set./08. 7. Óptica, Refração e Visão Subnormal – Paulo Schor, Ricardo Uras, Silvia Veitzman – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, set./08. 8. Estrabismo – Carlos Ramos Souza Dias, Harley E.A. Bicas, Henderson Celestino de Almeida – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, set./08. 9. Lentes de Contato – Adamo Lui Netto, Cleusa Coral-Ghanem, Paulo Ricardo de Oliveira –1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, set./08. 10. Cirurgia Refrativa – Mauro Campos, Renato Ambrósio Junior, Wallace Chamon – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, set./08. 11. Uveítes e Oncologia Ocular – Fernando Oréfice, Fernando Cesar Abib, José Vital Filho, José Wilson Cursino – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, set./08. 12. Órbita, Sistema Lacrimal e Oculoplástica – Ana Rosa P. de Figueiredo, Antonio A. Velasco e Cruz, Guilherme Herzog Neto, José Vital Filho, Silvana A. Schellini, Suzana Matayoshi – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, set./08. 13. Banco de Olhos, Transplantes – Élcio Sato, Hamilton Moreira, Luciane Moreira – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, set./08. 14. Iatogenias, Manifestações Oculares de Doenças Sistêmicas e Metodologia Científica – Harley E.A.Bicas, Maria de Lourdes V. Rodrigues, Paulo E. C. Dantas, Sérgio Felberg, Sérgio Kwitko – 1ª edição Rio de Janeiro: Cultura Médica, fev./09. 15. Glaucoma – Homero G. de Almeida, Paulo Augusto de A. Mello, Remo Susanna Jr. – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, maio/09.

Temas Oficiais dos Congressos CBO 16. Retina e Vítreo – Clínica e Cirurgia. Suel Abujamra, Marcos Ávila, Christiano Barsante, Michel E. Farah, João Orlando R. Gonçalves, Jacó Lavinsky, Carlos A. Moreira Jr., Marcio Nehemy e Hisashi Suzuki – 1ª edição. São Paulo: Roca, 1999. 17. Senilidade Ocular. Geraldo V. de Almeida e Newton Kara-José – 1ª edição. São Paulo: Roca, 2001. 18. Cirurgia Refrativa – Milton Ruiz Alves, Walton Nosé e Wallace Chamon – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2007. 19. Refratometria Ocular – Aderbal de Albuquerque Alves, Harley E. Bicas e Ricardo Uras – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica2005. 20. Doenças da Córnea e Conjuntiva – Denise de Freitas, Hamilton Moreira, Joel Edmur Botteon e Newton Kara-José – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2007.


427  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Bibliografia Demais Obras de Referência 21. Anatomia Funcional do Olho e seus Anexos – Adalmir M. Dantas – 2ª edição. Rio de Janeiro: Colina/Revinter, 2002. 22. Biomicroscopia e Gonioscopia – Fernando Oréfice e cols. – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2001. 23. Catarata – Miguel Padilha – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 24. Clinical Ophthalmology – Kanski J. J. – 6th edição, 2007. 25. Cirurgia de Catarata – Flávio Rezende – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2002. 26. Doenças da Órbita – Adalmir M. Dantas e Mário L. R. Monteiro – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2002. 27. Estrabismo – Carlos R. Souza-Dias, Julio Diaz Prieto. São Paulo: Santos – 2002, tradução da 4ª edição inglesa. 28. Glaucoma – Dias, José Francisco Pinheiro (Org.); Almeida, Homero Gusmão (Org.); Prata Junior, J. A. (Org.) – 3ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2007. 29. Glaucomas Secundários – Homero Gusmão de Almeida e Ralph Cohen – 2ª edição. São Paulo: Roca, 2005. 30. Lentes de Contato – Saly M. B. Moreira – 3ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2004. 31. Manual de Cirurgia Plástica – Suzana Matayoshi, Eliana A. Forno, Eurípides M. Moura. 1ª edição. São Paulo: Roca, 2004. 32. Oftalmologia Clínica – Maria de Lourdes Veronese Rodrigues e Adalmir M. Dantas – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2001. 33. Refração – Aderbal de A. Alves – 5ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 34. Semiologia Ocular – Riuitiro Yamane – 3ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 35. Trauma Ocular – Carlos A. Moreira Jr., Denise de Freitas e Henrique S. Kikuta – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2000. 36. Tasmann–Duane’s Clinical Ophthalmology 6 vols, Philadelphia: Lippincott ou Principals and Practice of Ophthalmology 2 vols – Albert & Jacobiec – 2nd edição. St. Louis: Mosby, 2000. 37. Terapêutica Farmacológica em Oftalmologia 2005 – 2006 – Fernando César Abib – 6ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica. 38. Ultra-sonografia Ocular – Gustavo Abreu e cols. – 3ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2002. 39. Uveítes Clínica e Cirúrgica – Texto & Atlas – 2 Vols. – Fernando Oréfice – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2005.

Periódicos Nacionais (últimos 5 anos) 1– Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. 2– Revista Brasileira de Oftalmologia.

2009 Série Oftalmologia Brasileira – Conselho Brasileiro de Oftalmologia 1. Bases da Oftalmologia – Acácio Alves de S. Lima Filho, Adalmir Morterá Dantas, Juliana M. Ferraz Sallum, Nicomedes Ferreira Filho, Roberto L. Marback – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, set./08. 2. Semiologia Básica em Oftalmologia – Carlos Augusto Moreira – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, set./08. 3. Doenças Externas Oculares e Córnea – Ana Luisa Höfling-Lima, Maria Cristina N. Dantas, Milton Ruiz Alves – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, set./08. 4. Cristalino e Catarata – Carlos Eduardo L. Arieta, Fernando C. Trindade, Miguel Padilha, Samir Jacob Bechara – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, set./08.


428  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Bibliografia 5. Retina e Vítreo – Carlos Augusto Moreira Jr., Jacó Lavinsky, Marcos Ávila – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica/ Guanabara Koogan, set./08. 6. Neuroftalmologia – Antonio Luiz Zangalli, Mário Luiz R. Monteiro – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, set./08. 7. Óptica, Refração e Visão Subnormal – Paulo Schor, Ricardo Uras, Silvia Veitzman – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, set./08. 8. Estrabismo – Carlos Ramos Souza Dias, Harley E. A. Bicas, Henderson Celestino de Almeida – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, set./08. 9. Lentes de Contato – Adamo Lui Netto, Cleusa Coral-Ghanem, Paulo Ricardo de Oliveira – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, set./08. 10. Cirurgia Refrativa – Mauro Campos, Renato Ambrósio Junior, Wallace Chamon – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, set./08. 11. Uveítes e Oncologia Ocular – Fernando Oréfice, Fernando Cesar Abib, José Vital Filho, José Wilson Cursino – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, set./08. 12. Órbita, Sistema Lacrimal e Oculoplástica – Ana Rosa P. de Figueiredo, Antonio A. Velasco e Cruz, Guilherme Herzog Neto, José Vital Filho, Silvana A. Schellini, Suzana Matayoshi – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, set./08. 13. Banco de Olhos, Transplantes – Élcio Sato, Hamilton Moreira, Luciane Moreira – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica/Guanabara Koogan, set./08.

Temas Oficiais dos Congressos CBO 14. Cirurgia Plástica Ocular – Eduardo J. C. Soares, Eurípedes M. Moura e João Orlando R. Gonçalves. 1ª edição. São Paulo: Roca, 1997. 15. Retina e Vítreo – Clínica e Cirurgia– Suel Abujamra, Marcos Ávila, Christiano Barsante, Michel E. Farah, João Orlando R. Gonçalves, Jacó Lavinsky, Carlos A. Moreira Jr., Marcio Nehemy e Hisashi Suzuki. 1ª edição. São Paulo: Roca, 1999. 16. Senilidade Ocular – Geraldo V. de Almeida e Newton Kara-José, 1ª edição. São Paulo: Roca, 2001. 17. Cirurgia Refrativa – Milton Ruiz Alves, Walton Nosé e Wallace Chamon – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2007. 18. Refratometria – Aderbal de Albuquerque Alves, Harley E. Bicas e Ricardo Uras, Rio de Janeiro: Cultura M[edica, 2005. 19. Doenças da Córnea e Conjuntiva – Denise de Freitas, Hamilton Moreira, Joel Edmur Botteon e Newton Kara-José. 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2007.

Demais Obras de Referência 20. Anatomia Funcional do Olho e seus Anexos – Adalmir M. Dantas – 2ª edição. Rio de Janeiro: Colina/Revinter, 2002. 21. Biomicroscopia e Gonioscopia – Fernando Oréfice e cols. – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2001. 22. Catarata – Miguel Padilha – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 23. Clinical Ophthalmology – Kanski J. J. – 6th edição. São Paulo: Roca, 2007. 24. Cirurgia de Catarata – Flávio Rezende – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica – 2002. 25. Doenças da Órbita – Adalmir M. Dantas e Mário L. R. Monteiro – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2002. 26. Estrabismo – Carlos R. Souza-Dias, Julio Diaz Prieto – 2002, tradução da 4ª edição inglesa. São Paulo: Roca. 27. Glaucoma – Dias, José Francisco Pinheiro, Almeida, Homero Gusmão, Prata Junior, J. A. – 3ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2007. 28. Glaucomas Secundários – Homero Gusmão de Almeida e Ralph Cohen – 2ª edição. São Paulo: Roca, 2005.


429  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Bibliografia 29. Lentes de Contato – Saly M. B. Moreira – 3ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2004. 30. Manual de Cirurgia Plástica – Suzana Matayoshi, Eliana A. Forno, Eurípides M. Moura. 1ª edição. São Paulo: Roca, 2004. 31. Oftalmologia Clínica – Maria de Lourdes Veronese Rodrigues e Adalmir M. Dantas – 2ª edição. São Paulo: Roca, 2001. 32. Refração – Aderbal de A. Alves – 5ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2008. 33. Semiologia Ocular – Riuitiro Yamane – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2003. 34. Trauma Ocular – Carlos A. Moreira Jr., Denise de Freitas e Henrique S. Kikuta – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2000. 35. Tasmann–Duane’s Clinical Ophthalmology 6 vols, Philadelphia: Lippincott ou Principals and Practice of Ophthalmology 2 vols – Albert & Jacobiec – 2nd edição, St. Louis: Mosby, 2000. 36. Terapêutica Clínica Ocular – Ana Luisa Höfling-Lima, J. Melamed e Nassim S. Calixto. 1ª edição. São Paulo: Roca, 1995. 37. Ultra-sonografia Ocular – Gustavo Abreu e cols. – 3ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2002. 38. Uveítes Clínica e Cirúrgica – Texto & Atlas – 2 Vols. – Fernando Oréfice – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2005.

Periódicos Nacionais (últimos 5 anos) 1– Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. 2– Revista Brasileira de Oftalmologia.

2008 a 2006 Ciências Básicas 1. Anatomia Funcional do Olho e seus Anexos – Adalmir M. Dantas – 2ª edição, 2002. 2. Biomicroscopia e Gonioscopia – Fernando Oréfice et al. – 2ª edição, 2001.

Ciências Clínicas 3. Tasmann–Duane’s Clinical Ophthalmology ou Principals and Practice of Ophthalmology – 6 vols. Philadelphia: Lippincott – Albert & Jacobiec – 2nd edição. St. Louis: Mosby, 2000. 4. Córnea – Clínica – Cirúrgica – Rubens Belfort Jr. e Newton Kara-José. 1ª edição. São Paulo: Roca, 1996. 5. Oftalmologia Clínica – editores Maria de Lourdes Veronese Rodrigues e Adalmir M. Dantas – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2001. 6. Refração – Aderbal de A. Alves – 3ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2000. 7. Lentes de Contato – Saly M. B. Moreira – 3ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2003. 8. Semiologia Ocular – Riuitiro Yamane – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2003. 9. Clinical Ophthalmology – Kanski J. J. 4th edition. London: Butterworth Heinemann, 1999 – anunciada para 2003 a 5th edition. 10. Glaucomas 3 vols. – Robert Ritch, Bruce Shields, Teodore Krupin – 2ª edição. Philadelphia: Saunders, 1996. 11. Trauma Ocular – Carlos A. Moreira Jr., Denise de Freitas e Henrique S. Kikuta – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2000. 12. Uveítes Clínica e Cirúrgica – Texto & Atlas – 2 Vols. – Fernando Oréfice – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2000. 13. Glaucoma – José F. Pinheiro Dias e Homero G. Almeida – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2000. 14. Cirurgia de Catarata – Flávio Rezende – 2ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2002.


430  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Bibliografia 15. Doenças da Órbita – Adalmir M. Dantas e Mário L. R. Monteiro – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2002. 16. Ultra-sonografia Ocular – Gustavo Abreu et al. – 3ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2002. 17. Catarata – Miguel Padilha – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2003.

Temas Oficiais dos Congressos Brasileiros 18. Estrabismo – Carlos R. Souza-Dias e Henderson C. de Almeida. 1ª edição. São Paulo: Roca, 1993. 19. Terapêutica Clínica Ocular – Ana Luisa Höfling-Lima, J. Melamed e Nassim S. Calixto. 1ª edição. São Paulo: Roca, 1995. 20. Catarata – Newton Kara-José, Carlos E. L. Arieta, Alzira M. N. Delgado, Milton R. Alves e Maria de Lourdes V. Rodrigues. 21. Cirurgia Plástica Ocular – Eduardo J. C. Soares, Eurípedes da M. Moura e João Orlando R. Gonçalves. 1ª edição. São aulo: Roca, 1997. 22. Retina e Vítreo – Clínica e Cirurgia – Suel Abujamra, Marcos Ávila, Christiano Barsante, Michel E. Farah, João Orlando R. Gonçalves, Jacó Lavinsky, Carlos A. Moreira Jr., Marcio Nehemy e Hisashi Suzuki. 1ª edição. São Paulo: Roca, 1999. 23. Senilidade Ocular – Geraldo V. de Almeida e Newton Kara-José. 1ª edição. São Paulo: Roca, 2001. 24. Cirurgia Refrativa – Milton Ruiz Alves, Walton Nosé e Wallace Chamon – 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, setembro/2003.

Periódicos Nacionais Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Revista Brasileira de Oftalmologia.

Coleção de Manuais do CBO: 1ª edição 1. Doenças Externas Oculares e Córnea 2 vols. – Ana Luisa Höfling-Lima, Maria Cristina Nishiwaki Dantas e Milton Ruiz Alves. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 1999. 2. Estrabismo – Carlos Souza-Dias. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 1999. 3. Glaucoma – Remo Susanna Jr. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 1999. 4. Neuro-Oftalmologia 2 vols. – Adalmir M. Dantas e Antonio Luiz Zangalli. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 1999. 5. Sistema Lacrimal de Drenagem – Eduardo Jorge C. Soares e Valênio P. França. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 1999. 6. Óptica e Refração Ocular – Ricardo Uras. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2000. 7. Visão Subnormal – Silvia Veiztman. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2000. 8. Retina e Vítreo – Carlos A. Moreira Jr. e Marcos Ávila. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2000. 9. Patologia Ocular – José Wilson Cursino, Ruth M. Santos e Sylvia R. T. Cursino. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2002. 10. Inflamações Oculares, Uveítes e AIDS – Mariza T. de Abreu. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2002. 11. Cristalino e Catarata – Carlos Eduardo Leite Arieta. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2002. 12. Lentes de Contato – Cleusa Coral-Ghanem e Newton Kara-José. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2003.


Prova Nacional de Oftalmologia – 2013

Prova Prática FOLHA DE AVALIAÇÃO ITENS (SUGESTÕES)

Nota Máxima

Avaliação Candidato

Anamnese - história pregressa da moléstia atual (queixa, duração, etc)

1,25

- antecedentes oculares, sistêmicos e familiares. Medida da Acuidade Visual - breve explicação sobre os valores de medida (20/20, 1, 0, J1, etc.) e nome das tabelas de medida da Acuidade Visual - uso do orifício estenopeico (perguntar visão mínima para utilizar o estenopeico) - medida da acuidade visual na ambliopia (diferença da medida isolada e em conjunto)

1,5

- visão de cores: qual o objetivo de testar. Quais os métodos de avaliação - campo de confrontação. Perguntar sobre métodos de avaliação Teste da Musculatura Extrínseca Ocular - pedir para realizar o teste de cobertura (cover) alternado - pedir para realizar o teste de Krimsky

0,75

- pedir para realizar o teste de rotações binoculares Reflexos Pupilares - pedir para realizar os testes de reflexos pupilares direto e consensual

0,25

- pedir para avaliar a presença de defeito pupilar aferente (relativo e absoluto)

431


432  |  Prova Nacional de Oftalmologia - Bibliografia ITENS (SUGESTÕES)

Nota Máxima

Avaliação Candidato

Refração - perguntar quais são as drogas cicloplégicos, qual o tempo ideal que se aguarda após a instalação de cada cicloplégico para a realização da refração estática e qual a duração média do efeito de cada cicloplégico.

1,75

- pedir para realizar esquiascopia e cilindro cruzado - indagar sobre teste bicromático (verde-vermelho) - perguntar sobre adição para perto na presbiopia Biomicroscopia - pedir para realizar um exame biomicroscópico do segmento anterior (verificar ajuste da lâmpada de fenda/acomodação do paciente e técnica de exame)

1,25

- perguntar sobre a utilização das técnicas de iluminação (direta, indireta, difusa, fenda, etc.), aumento e filtros. Tonometria - pedir para realizar a tonometria (verificar técnica) Gonioscopia - pedir para descrever a técnica de exame de gonioscopia

0,50 0,25

Fundoscopia - pedir para realizar oftalmoscopia direta (verificar técnica) - pedir para descrever os achados do exame de oftalmoscopia (verificar técnica)

0,75

- pedir para realizar biomicroscopia de fundo Oftalmoscopia Indireta - pedir para realizar oftalmoscopia indireta (verificar técnica, solicitar a realização de depressão escleral)

1,75

- pedir para descrever os achados do exame de oftalmoscopia

NOTA PARA APROVAÇÃO ≥ 7,0

TOTAL =

DEVOLVER ESTE IMPRESSO PREENCHIDO AO CBO


Profile for Conselho Brasileiro Oftalmologia

Prova  

Prova