Issuu on Google+

Caravana CDL chega ao centro Conheça as regiões em que o centro da cidade foi dividido para receber a CDL na temporada de Caravanas de 2010. pág. 02

pág. 08

Apagão da mão de obra. A profissionalização começa na escola.

pág 12

Emissão eletrônica de cupons fiscais: reta final em abril.

pág. 04

Março / 2010

Café da CDL traz assuntos de interesses dos lojistas, a cada mês.

www.cdlbm.com.br

Ano XIII - Nº162


2

Informativo do Comércio de Barra Mansa

Caravana CDL chega ao centro

Palavra da

Cinco regiões do centro participarão do programa em 2010.

Presidente

a Julian

Rolim

Parabéns CDL!

E x p e d i e n t e

É um prazer imenso comemorar os 47 anos de uma entidade que é um verdadeiro exemplo de dedicação e luta para as melhorias de uma classe que, sabemos bem, trabalha, trabalha e trabalha. Os 47 anos da CDL é uma comemoração para todos os lojistas que acreditam que a união, verdadeiramente, faz a força. É uma alegria imensa, comemorar 47 anos de uma entidade que cresce a cada ano, que está junto aos poderes públicos e privados, para buscar ações que beneficiem a classe lojista e social. E essa comemoração deve-se a você lojista, associado, que acredita nessa força, que confia no trabalho, que ajuda a melhorar o desenvolvimento do nosso comércio, que apoia, que orienta e que colabora para tornar o dia a dia melhor de todo comerciante. Os 47 anos da nossa CDL devem ser comemorados com muita alegria porque são resultados de conquistas diárias. Agradecemos a todos que estão envolvidos e que acreditam nesse ideal. Estaremos nesse sentimento de fortalecer o movimento lojista, por anos e anos, incansavelmente! Parabéns CDL de Barra Mansa! Parabéns aos associados, diretores, parceiros e colaboradores!

O mapa acima ilustra as diferentes regiões do centro por onde a caravana vai passar.

A CDL de Barra Mansa retoma, no dia 18 deste mês, seu programa de caravanas. Em 2009, a CDL visitou os bairros em várias regiões da cidade. Agora é a vez do centro. O programa de caravanas surgiu da necessidade de a CDL conhecer mais de perto o perfil e as necessidades de seus associados. Hoje, seus programas de serviços, promoções e capacitação são mais especificamente direcionados ao interesses dos lojistas, nos bairros, áreas até então pouco trabalhadas pela CDL. Agora chegou o momento de ‘mapear’ o centro da cidade. Para isso, o bairro foi dividido em quatro regiões: Domingos Mariano, Joaquim Leite, Mário Ramos, São Sebastião e Beira Rio – veja no mapa acima. Cada região foi definida, procurando agrupar perfis semelhantes às características de suas localidades. A primeira área que será contemplada com a caravana, no dia 18, é a Avenida Domingos Mariano. O programa estará aberto a associados e não-associados e todos são convidados, inclusive os colaboradores dos lojistas. Outros segmentos de negócio também serão recebidos, tais como consultórios e prestadores de serviço.

O programa visa apresentar a CDL aos empresários, pois a maioria desconhece os benefícios que a instituição lhes oferece e também à própria comunidade local. Além disso, as empresas conveniadas à CDL farão apresentações de seus produtos e benefícios. Serão também discutidos os parâmetros para a realização da ‘liquida-agosto 2010’, um programa de liquidação de inverno envolvendo empresas ligadas à CDL. Outro ponto forte das caravanas, e talvez o mais importante, é ouvir o que o lojista tem a dizer. A CDL conta com ramos muito distintos de associados como: de lojas de 1,99, joalherias, supermercados, consultórios médicos, etc. Com isso, o perfil de carências e possibilidades de crescimento é muito diverso. Conhecendo mais de perto a realidade de cada setor, a CDL poderá direcionar melhor seu trabalho para atender a cada um da maneira mais efetiva possível. As reuniões da ca-

DIRETORIA EXECUTIVA

Maria Zélia dos Santos

Almir Esteves Corrêa

Eventos

Gerente Executiva

Presidente

Maria Tereza Mohalem

Rilmo Vieira de Souza

Renato Teixeira Figueiredo

Aucenir Torres (24) 3325.8152

Juliana Lanes Rolim

Propaganda e Promoções

Samir Jorge Arbex

Leandra Toledo

Vice-Presidentes

Thaís de M.O. Coelho

Magno Andrade

Propaganda e Promoções

Redação

Reginaldo dos S.Ferreira

Márcio D. da Silva

Jair Francisco Gomes

André Oliveira da Silva

Thaís de Mattos

Xisto Vieira Neto

Diretor Jurídico

Luis Antônio Nogueira Feris

Assuntos Jurídicos e Econômicos André Oliveira

Secretários

Almir Esteves Corrêa

Francisco Ramundo

Conselho Fiscal

DIRETORIA CDL JOVEM

Assuntos Públicos e Sociais

Jornalista Responsável

Maria das Graças F. Marcelino

Antônio Feris Filho

Presidente

Beatriz de Paula Viveiros

Thaís de Mattos

Tesoureiros

Ronaldo Maia S. Ferreira

Márcio Melo Viveiros

Pâmela Gleice Pereira Guerard

MTb 22776

Alício José V. de Camargo

Magno Andrade

Vice-presidente

Avanços Tecnológicos

Revisão deTexto

José Romário M. Rocha

Suplentes do Conselho

Renata Machado de Abreu

Eduardo Mohalem Corrêa

Mª Letícia de M. Coelho

Patrimônio

Manoel Teodoro dos Santos

Carolina Paula S. Ferreira

Fernando Serra de Mello

Editoração eletrônica

Paulo Roberto de Castro

Alberto Aldet

Tesoureiro

Sucessão Familiar

Communix

Gleidson Kelman B. Gomes

Bruno Marini

Wallace Rennan Gomes

Luiz Carlos Ribeiro Macedo

Tel: (24) 3324.0684

Produtos e Serviços

Conselho Consultivo

Secretária

Produtos e Serviços

José Márcio da Silva

Walter Silva Ferrão

Christiane Mohalem Corrêa

Leonardo dos Santos

Paulo Antônio Aiex

Alberto Aldet

Planejamento e Expansão

Gráfica Ano Bom

Eventos

Antônio Feris Filho

Agnaldo Sebastião Raymundo

1.700 exemplares

Viviane Mattos Ferreira

Impressão

ravana, neste ano, acontecerão na sede da CDL, às 19h30, independentemente da região beneficiada. A primeira edição – a Domingos Mariano – está agendada para o dia 18 de março. As outras serão marcadas uma a uma, a cada mês. Para confirmar a presença, basta o empresário ligar para (24)33258150 e pedir a inclusão de sua empresa no grupo. As reuniões contam com um coquetel no fim dos trabalhos, para que haja um estreitamento de relações entre participantes.

Contato CDL Barra Mansa Rua Rotary Club, 26 Ano Bom - Barra Mansa CEP: 27323-290 Tel.: (24)3325-8150 cdlbm@cdlbm.com.br


3

Informativo do Comércio de Barra Mansa

“Classe C”: ocupação cada vez maior na economia do país O mercado mudou, o comportamento de compra mudou e o comportamento de escolhas mudou. Diferentemente de há vinte anos, quando havia menos produtos e tudo era tão menos acessível, hoje há guerra de preços e a economia se encontra mais bem equilibrada. Num novo cenário econômico brasileiro, a classe C – conhecida como a “cereja do bolo das classes sociais” - consome mais e com qualidade, e o abismo social tem ficado menor. A visão de “rico cada vez mais rico e pobre cada vez mais pobre” não é mais inquestionável e pela primeira vez na história a renda da classe C aumenta mais do que a das classes A e B. O acesso ao crédito e a melhores salários mostra um novo comportamento desta classe que, antes deste favorável cenário financeiro, escolhia os produtos de uma gôndola baseado no preço. Hoje é a qualidade que define a compra. Pesquisa apresentada no Seminário Estilo de Vida e Consumo, realizada pelo Senac Rio, mostra que a mudança de alguns hábitos desse público impactou as estratégias, planos de negócios e o modelo de algumas empresas. De acordo com o estudo, 39% dos consumidores da classe C estão comprando bens e serviços baseados mais na qualidade do que no preço final. O motivo deste comportamento é que, dependendo da categoria, o consumidor não pode errar a compra. Por isso, tornam-se ainda mais exigentes do que os consumidores das classes A e B. Esta realidade da economia brasileira dá origem a tendências positivas e também negativas. O ponto bom é que existe um crescimento da massa salarial e nas contratações das indústrias. Porém a inflação também cres-

Dia a dia da

Presidente 01/02 – Expediente CDL 02/02 – Reunião gerência da Citroën É preciso vender para este consumidor que hoje conhece o que quer comprar. ce além da expectativa, o que pode corroer o poder de compra deste segmento. A chamada “classe C” – conta com rendimento entre R$ 1.115 e R$ 4.807 por mês –tornando-se a maior fatia da renda nacional. Os dados são da Fundação Getulio Vargas (FGV). Esta classe já representa 46% do total de rendimentos das pessoas físicas, contra 44% das classes A e B juntas. São 91 milhões de pessoas. O mercado mudou, o comportamento de compra mudou e o comportamento de voto mudou. Já não adianta anunciar para as classes A e B,pensando que a classe C vai, simplesmente, seguir um comportamento de compra. A classe C não apenas aumentou mas, percebendose outra, maior e mais potente, está mais “afirmada” e passa a demandar um tratamento específico. A pesquisa da FGV, aliás, mostra essa mudança no próprio perfil da classe C, quando

04/02 – Reunião Semana da Moda revela que o índice do consumidor aumentou 14,98% entre 2003 e 2008, contra 28,62% de aumento do índice do produtor. Ou seja, que o potencial de geração de renda do brasileiro aumentou mais que a sua capacidade de consumo. Para o comerciante, a dica de empresários experientes e de especialistas é saber acompanhar a mutação do varejo, algo que acontece a todo instante. É preciso estar atento às transformações e inovações, falar e vender para este consumidor que hoje conhece muito bem o que deseja e o que quer comprar. Eles fazem pesquisa de preço e querem ser recebidos com tapete vermelho. É exatamente essa a expectativa da nova classe C. Por isso, lojista, esteja de olhos abertos e conhecimentos nas mãos, uma nova perspectiva já alcançou o comércio!

SAAE de Barra Mansa envia comunicado aos lojistas Decreto tem como objetivo gerar mais responsabilidade socioambiental na população. O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Barra Mansa (SAEE) está enviando um comunicado às empresas comerciais e aos moradores da cidade, divulgando medidas que buscam mais conscientização da sociedade sobre a questão ambiental e social, com novas atitudes a serem tomadas em conjunto, para que a cidade fique mais limpa e preservada. São atitudes que precisam do comprometimento da população e responsabilidade para agir em prol de uma melhor qualidade de vida e auxílio à natureza. Sendo assim, os comerciantes e moradores devem colocar na calçada, próximo aos seus pontos de venda, os materiais recicláveis após às 19h, devidamente empilhados, amarrados ou ensacados a fim de evitar seu espalhamento pelas ruas.

De acordo com o Decreto Municipal 6029/09, o SAEE informa que está proibida: 1) A circulação de Veículos de Tração Animal (VTAs – carroças, charretes etc) nas vias centrais do município.

2) A circulação de Veículos de Propulsão Humana de coleta de materiais recicláveis (VPHs – carrocinhas etc) nas vias centrais do município das 6h às 19h. A circulação só será permitida das 19h às 6h. Isopor não é, no momento, reciclado pela cooperativa. Portanto as peças devem ser ensacadas e amarradas a fim de reduzir o volume e evitar que sejam quebradas e espa-

lhadas pelas ruas. Mais informações podem ser obtidas pela CRS – Coordenadoria de Resíduos Sólidos / SAAE BM pelo telefone: 24. 3322-6195 – ramal 216.

– Reunião Planejamento orçamentário – Reunião da diretoria 08/02 – Reunião reformulação do site da CDL 09/02 – Café da Manhã na CDL de Volta Redonda – Reunião com Consultor do Serasa 10/02 – Visita ao Bairro Boa Sorte 18/02 – Reunião da diretoria 22/02 – Reunião na Aciap – TAV 23/02 – Reunião na Prefeitura 24/02 – Café da Manhã na CDL – Reunião da Unisul 25/02 – Reunião de pauta do jornal – Reunião comissão Caravana no Centro – Reunião da diretoria – Solenidade de posse da diretoria da OAB 26/02 – Reunião com Sebrae na Aciap em Volta Redonda


4

Informativo do Comércio de Barra Mansa

Café da Manhã da CDL: sempre uma oportunidade de conhecimento e contatos com os lojistas

Panorâmica do café de fevereiro

No dia 24 de fevereiro, a CDL de Barra Mansa promoveu o segundo café da manhã do ano, apresentando assuntos relevantes aos empresários da cidade. O evento começou com uma breve homenagem do Secretário de Desenvolvimento Econômico, Luis Antônio Nogueira Feris, às empresárias barramansenses – Maria José e Juliana Rolim (presidente da CDL Barra Mansa) que conquistaram os prêmios Mulher Empreendedora promovidos pelo SEBRAE. Segundo Luis Antônio, a premiação representa o reconhecimento e o potencial socioeconômico que o município possui com profissionais que atuam significativamente no desenvolvimento de Barra Mansa. Em seguida, a presidente da CDL, Juliana Rolim, divulgou algumas ações importante da CDL como a Caravana CDL no Centro que começará neste mês, ações da entidade junto à Federação Estadual e Confederação Nacional das CDLs e a 51ª Convenção Nacional do Comércio Lojista que acontecerá em setembro, levando em seu grupo mais de 50 empresários da cidade. Para a presidente, o café é uma forma de contribuir para a integra-

ção dos empresários e contatos entre eles. “Apresentamos temas relevantes não só para o associado, mas para todos os convidados, gerando mais informações sobre o setor lojista, a economia e assuntos sociais em geral que beneficiam nossa cidade”, diz Juliana. O assunto de maior destaque no evento foi a apresentação do Secretário de Fazenda, Carlos

O secretário Luis Antônio entrega o prêmio Sebrae às finalistas.

Magno, que forneceu aos participantes do café algumas informações referentes ao Código Tributário de Barra Mansa que já está em vigor e tem como foco, adequar a funcionalidade às novas estruturas e seus componentes, aumentando,

assim, o desempenho da administração tributária do município, da transparência e da funcionalidade do contribuinte. “ Alguns itens foram modificados para facilitar a compreensão dos artigos do código e melhorar a questão no município. Diferentemente do que muitos pensam, quando falamos nessas alterações, não são para onerar os encargos. Em alguns pontos oferecemos descontos como por exemplo do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), o Imposto Sobre Serviço (ISS) e até isenções, como no caso de pessoas Portadoras de Necessidades Especiais (PNE)”, ressalta o secretário. O trabalho de adequação do código foi feito em cinco meses com quase 100 horas de estudos. A secretaria fez uma pesquisa, junto a outros setores do governo municipal, e também consultou as legislações de outras cidades para conseguir chegar a este ponto. Os artigos passaram de 853 para 579 artigos, facilitando o acesso dos empresários e sociedade em geral.

A presidente da CDL e empresária Juliana Rolim, também recebeu o prêmio do Sebrae.

Outro assunto em destaque, no café da CDL, foi o Sicoob Flumicred – a cooperativa de crédito da cidade que acaba de completar dois anos de trabalho, contando atualmente com 400 cooperados. O Sicoob foi criado para fomentar

O secretário Carlos Magno apresentou as mudanças do código tributário.

O presidente do Sicoob fala sobre os produtos e serviços da cooperativa.

o pequeno e médio empresário e é integrado ao sistema financeiro nacional. A apresentação sobre como funciona uma cooperativa de crédito, os benefícios aos empresários e pessoas físicas e os produtos e serviços que ela oferece foi feita pelo presidente do Sicoob, Jair Fusco. Entre outros assuntos divulgados, o evento da CDL finalizou com um delicioso café, muitos assuntos e muitos contatos feitos. Neste mês, dia 31 de março, o café será em homenagem aos 47 anos da CDL de Barra Mansa. Esperamos por você!


5

Informativo do Comércio de Barra Mansa

Novos Associados • M oidath Confecções Judath A. Arbach Sarkis & Filhos Ltda

• J .C. Balanças - Julio Manutenção de Balanças Ltda

• L uc Méd - Luc Med BM Distribuidora de Medicamentos

• S .H.F. Engenharia S.H.F. Engenharia Ltda

• M D Aço Caldeiraria e Usinagem - M D Aço Ind. e Comércio de Produtos Siderúrgicos

Estatística Números de Fevereiro

• C asa da Música - Irmãos Amorim Instrumentos Musicais Ltda

• F lorescer Modas Florescer Modas Ltda ME

Indicadores Úteis*

O Movimento no Comércio*

Inflação em fevereiro

Outros índices

IPCA

0,78

Poupança

INPC

0,70

Juros - Selic

IGP-M

1,18

Salário Mínimo

IGP-DI

1,01

Cartão BNDES

IPC-Fipe

0,74

PMC**

1,0025

(ano)

8,75% R$ 510,00 (ao mês)

0,97% 9,1%

(*) Índices recolhidos em 01 de março de 2010. (**) Pesquisa Mensal do Comércio do IBGE, indica o crescimento do comércio varejista no país.

(*) Número de Consultas de SPC nos últimos quatro meses.

Começa o aquecimento para a 12ª Flumisul Feira Internacional de Negócios do Sul Fluminense será realizada daqui a 4 meses. chamento de venda dos estantes, ciclo de palestras, ações de entretenimento e negócios que acontecerão paralelas ao evento entre outras novidades que, em breve, serão divulgadas.

No mês de julho, o clima de negócios vai tomar conta da cidade de Barra Mansa. A 12ª edição da Flumisul – Feira Internacional de Negócios do Sul Fluminense – acontecerá entre os dias 20 e 24 de julho.

Entre os parceiros já confirmados estão: AMIL como apoio, SAAE, Siderúrgica Barra Mansa e Votorantim Siderurgia como patrocinadores.

O evento, como em anos anteriores, acontecerá no Parque de Exposições da Cidade que possui capacidade para abrigar cerca de 270 expositores numa área de cinco mil metros quadrados de feira.

Já estão à venda os estandes para a Feira Internacional de Negócios do Sul do Estado.

A Flumisul é uma realização da Prefeitura Municipal de Barra Mansa e, pelo nono ano consecutivo, será promovida pela Câmara de Dirigentes Lojistas.

tunidades de negócios e divulgações entre empresas de diferentes ramos em todo o sul do estado.

O objetivo do evento é fortalecer o polo econômico do município com ações que permitam a articulação entre os vários órgãos públicos e os setores privados exportadores, gerando,assim, opor-

A CDL Barra Mansa, mais uma vez participa do evento e acredita que seja uma chance para fomentar contatos, ampliar seus negócios, firmar novas parcerias e fortalecer o segmento lojista da ci-

dade e de toda a região. O layout do estande e as ações que envolverão os cinco dias de feira ainda estão sendo planejados junto aos diretores de evento da entidade.

Os contatos para as reservas podem ser feitos no escritório da Flumisul, na rua Barão de Guapi, 147, centro. Os telefones para contato são 3323-3782, 3324-2641 e 3322-2977.

Enquanto isso, para os quatro meses que restam na execução da Feira, o escritório da Flumisul está trabalhando fortemente para o fe-

Outras informações também podem ser obtidas no site www.flumisul.com.br


6

Informativo do Comércio de Barra Mansa

CDL Barra Mansa completa 47 ano

Representatividade política no compromisso com a união da class Cada CDL espalhada pelo Brasil reflete o compromisso em defesa da atividade varejista e o desenvolvimento da economia. A criação e a estabilidade de uma CDL num município significam revolução na vida Há 47 anos, no dia 25 de março, empresários de Barra Mansa fundaram uma entidade que completa, agora, mais um aniversário, na certeza de estar cumprindo sua missão:“Atender, integrar e promover com excelência os serviços e interesses da classe lojista frente à comunidade e proporcionar o desenvolvimento com dignidade, bem como o estreitamento do companheirismo entre os dirigentes lojistas”. Ao longo desses anos, deze-

nas de presidentes e empresários passaram pela diretoria da CDL, deixando e levando para seus negócios diferentes experiências. Agora, em 2010, a entidade quer destacar a força do movimento lojista, mostrando que, de fato, a união, o comprometimento e o trabalho é que fazem a diferença, para que mais conquistas sejam dadas ao setor comercial. O incentivo à sustentabilidade do varejo torna-se possível quando há um grande elo entre o fornecedor e o consumidor e possui enorme poder para gerar transformações. O comerciante, estando em contato direto com o consumidor, tem grande poder de contribuir na educação de seus hábitos de con-

sumo. Dessa forma, a tal sustentabilidade passa a estar presente na estratégia do negócio como um todo, transformando-se em progresso na educação, na socialização, na economia. E é nesse sentido, nessa caminhada que a CDL de Barra Mansa quer atuar e, para isso, trabalha incansavelmente por meio de suas atuações, junto às outras entidades da cidade e do país, junto aos governos municipal, estadual e federal, junto aos comerciantes dos bairro, em prol dos interesses da melhoria de toda uma comunidade. Outra importante atuação da CDL, no fortalecimento do setor lojista, é o respaldo que a entidade oferece por meio de seus produtos e serviços, com benefícios aos

A CDL de Barra Mansa sempre s incansável defensora de causas em do desenvolvimento e fortaleciment movimento lojista.


Informativo do Comércio de Barra Mansa

os fortalecendo o movimento lojista

7

se e no desenvolvimento da economia.

será prol to do

Para que tenhamos uma atividade econômica socialmente responsável, é importante que as empresas administrem seus negócios também de maneira socialmente responsável, oferecendo benefícios para as equipes e levando segurança nas vendas de cada ponto comercial. Para obter resultados positivos para nossa cidade é preciso agir e quando isso acontece em conjunto é melhor ainda. Acredito que somos responsáveis pelo que fazemos ou deixamos de fazer. (palavra da presidente da CDL, Juliana Lanes Rolim)

empresários e comerciários, por intermédio de seus convênios e produtos, garantindo a segurança nas vendas com os serviços que envolvem o SPC entre outros disponíveis na CDL para o associado. A alegria dos 47 anos da CDL de Barra Mansa deve-se ao belíssimo trabalho de muitas diretorias que passaram por ela. Hoje, a entidade pode comemorar com satisfação e reconhecimento o fato de ter-se tornado uma instituiçãoexemplo para todo o Brasil com transparência e comprometimento para a população de Barra Mansa. Parabéns a todos que estão engajados na luta pelos nossos direitos, nas melhorias para o comércio, no auxílio à sociedade!


8

Informativo do Comércio de Barra Mansa

Apagão da mão de obra: questão de educação “Você consegue encontrar um profissional minimamente qualificado para trabalhar na loja?” A resposta certamente está nas escolas. É discrepante, mas é fato. Com um índice de desemprego que permeia jornais anos a fio, a falta de mão de obra consegue ser ainda mais crítica do que o desemprego. E a falta de formação educacional básica é tão grave que impossibilita até mesmo o preenchimento das vagas mais fundamentais dentro das empresas. Após anos de sucateamento do sistema de ensino do país, é a esta condição que chegou o mercado de trabalho atual. Programas de aprovação automática que reduzem os índices de reprovação nas escolas, atividades recreativas e as cobranças dos pais e professores reduzem os índices de evasão escolar. As estatísticas melhoraram, mas o resultado disso ainda é terrível. Costumava-se questionar se uma pessoa iria precisar de diploma de ensino médio para ser varredor de rua. Hoje, talvez seja necessário o diploma de ensino superior, pois apenas com o ensino médio, ainda muitos são incapazes de escrever um texto com mais de três linhas. Com isso, os lojistas têm aumentado seu custo de pessoal. É preciso pagar para concluir o que não foi realizado na escola. O resultado é uma questão difícil de

equacionar. Em muitas ocasiões, a empresa não vê retorno no investimento dedicado a um colaborador, mas, por outro lado, não há ninguém melhor a contratar. Acaba-se “ficando com ele mesmo”, por falta de opção. O programa Toda Criança na Escola, do Governo Federal, visa combater este problema e um plano estratégico que também visa manter as crianças na escola pelo maior período de tempo possível. As ações variam desde as doações do programa bolsa-escola até programas de qualidade do FUNDEF – Fundo de Manutenção da Qualidade do Ensino.

Para este trabalho, o lojista também pode contribuir com sua parcela. É preciso uma mobi-

lização conjunta para melhorar a qualidade da formação de pessoal. O professor Geraldo Guedes Filho, de Barra Mansa, desenvolve o programa “Escola com Jornal é Mais Legal”, em conjunto com os jornais Voz da Cidade, Folha do Interior e a Escola Municipal Humberto Quinto Chiesse, no bairro Boa Sorte. No programa, a escola recebe gratuitamente exemplares dos jornais, para a distribuição, além de trabalho de leitura com as crianças. Este tipo de iniciativa desenvolve o interesse da criança pela informação e cultura. São ações simples, mas que trazem grande impacto no resultado final do processo educativo. Outros segmentos de empresas também podem colaborar, doando livros, convidando as escolas para visitas guiadas à empresa ou até mesmo oferecendo materiais educativos ou recreativos às escolas da sua região. Quanto mais interessante for, para o aluno, o convívio com a informação e com a cultura, melhor será o resultado para os empresários e para a própria comunidade, no futuro.

CDL e comerciantes juntos no auxílio à Boa Sorte As chuvas que atingiram os bairros Boa Sorte, São Luís, Nova Esperança, Santa Clara e Jardim Marajoara, no mês de janeiro e fevereiro, causaram estragos incalculáveis às ruas, à vida dos moradores e aos comerciantes. Pessoas perderam todos os bens de moradia e comerciantes sofreram prejuízos com a perda de produtos que irão demorar meses para serem recuperados. Os locais foram atingidos pela cheia do Rio Barra Mansa causada pela chuva ininterrupta de cinco horas e de uma tromba d’água na nascente do Rio Barra Mansa, localizada em Pouso Seco no município de Rio Claro. O nível do rio subiu seis metros a partir do leito. Casas e comércios ficaram inundados na altura de, em média, 2 metros. O trabalho dos moradores, da população de outros bairros que atua voluntariamente no local, das entidades e da Prefeitura ainda

continua, na limpeza, na remoção da lama e de entulhos. Após a última tromba d`água no bairro Boa Sorte, a CDL entrou em contato com a ALBOS (Associação dos Lojistas da Boa Sorte) – parceria esta firmada e consolidada após a Caravana da CDL – para saber como ajudar diretamente os lojistas atingidos pelos estragos. A presidente Juliana Lanes Rolim, diretores, colaboradores da entida-

de e comerciantes associados visitaram o bairro e puderam ajudar de forma mais direta, sabendo das reais necessidades do bairro. Foram feitos contatos com os associados da entidade e muitas pessoas ajudaram com doações de roupas e materiais para bebês, colchões, água e alimentos. A Prefeitura de Barra Mansa entrou em contato com os gover-

foto Cris Oliveira - Jornal A Voz da Cidade

nos federal e estadual solicitando a liberação de R$35 milhões para o município. Deste total, R$25 milhões serão usados para a desocupação das margens do Rio Barra Mansa e R$10 milhões para a contenção das encostas em todo o município. A equipe da Defesa Civil do estado prepara o Nopred (Notificação Prévia de Desastre), que será entregue ao Governo do Estado, e posteriormente o Avadan (Relatório de Avaliação de Danos). “Só quem é atingido sabe a dimensão do trabalho e da ajuda que precisa para ser recuperado. Queremos e precisamos estar mais próximos dos bairros, auxiliando os comerciantes para que, unidos, consigamos mais mobilização para que a recuperação socioeconômica seja mais rápida e menos impactante no dia a dia desses empresários”, explica Juliana, presidente da CDL.


9

Informativo do Comércio de Barra Mansa

Vantagens em ser um associado CDL Você realmente sabe o que a CDL Barra Mansa pode fazer por você? Medicina do Trabalho: SEMART

Descontos especiais ao associado.

Software para o Varejo: SAV

Descontos especiais para associados CDL.

Saúde e Odontologia: UNIMED

Descontos especiais nas mensalidades ao associado e a seus colaboradores.

UNIODONTO

Educação: UBM

Descontos de 40% nas mensalidades ao associado e a seus colaboradores.

Segurança na aprovação de crédito:

CIEE

Consulta na base local e nacional dos cheques sem fundo, extraviados e roubados, alertas de extravio ou roubo de documentos e confirma o endereço do cliente pelo número do telefone fornecido.

Progr. de Estágio, acompanhamento in loco e descontos especiais.

Consulta de Cheque:

CNA

40% desconto para associados e seus colaboradores.

Consulta OK: Verifica o endereço do cliente segundo o número de telefone fornecido por ele.

SPC Nacional: Verifica a situação do cliente nas bases local e nacional do Serviço de Proteção ao Crédito, além das últimas consultas realizadas em nome do cliente.

Lig-Crédito:

Capacitação:

Descontos especiais nas mensalidades ao associado e a seus colaboradores.

IDE

SESI

SENAC

Primeira Mensalidade Gratuita ao Associado.

Pesquisa pessoas físicas e jurídicas no SPC Nacional e Serasa, ações, protestos, pendências financeiras, CCF do Banco Central, consultas anteriores e registros em Barra Mansa.

Lazer: 30% - SESI Clube; 10% - Escola SESI e Consultas Médicas e Odontológicas.

Serviços Bancários SICOOB

Pacote Exclusivo de Benefícios ao Associado.

Desconto de 20% - Programas de Qualificação Profissional.

Programas da CDL ao associado: Festas e eventos: Locação do salão de festas e eventos da CDL com desconto exclusivo de 30% ao associado CDL.

SEBRAE

Palestras Gratuitas.

Campanhas de Marketing: Campanhas gratuitas ou com preços extremamente reduzidos para promoção de vendas da loja.

Treinamento: Cessão do salão de treinamentos da CDL com equipamento audiovisual e ar climatizado.

Os convênios e benefícios vão além do associado e atendem também a seus colaboradores. A CDL, por meio do Departamento Comercial, está aberta a novos convênios e parcerias em benefício do associado. Tel.: 3325-8168 | email: comercial@cdlbm.com.br

VOCÊ SABIA QUE O SICOOB TEM TUDO QUE UM BANCO TEM? MENOS OS JUROS ALTOS, CLARO! VENHA PARA O SICOOB E VIVA CHEIO DE VANTAGENS.

Av. Joaquim Leite, 279, loja 5, Centro, Barra Mansa/RJ Tel.: (24) 3323-8328 - www.sicoobes.com.br flumicred@sicoobes.com.br


10

Adiada para o segundo semestre. Devido ao calendário de eventos do Parque da Cidade neste ano, houve um adiamento da Unisul, a primeira feira dedicada ao público evangélico a ser realizada na cidade em abril. A decisão foi tomada pela organização da feira, em conjunto com a Prefeitura Municipal, já que em maio haverá a Expo BM. A Unisul está prevista para o segundo semestre deste ano. A data final ainda não foi confirmada mas será noticiada pela CDL assim que for definida.

Informativo do Comércio de Barra Mansa

Vem aí uma nova edição do curso grátis de Vitrine da CDL de Barra Mansa! A CDL Jovem está organizando a terceira edição do curso de vitrines da CDL. O curso é oferecido gratuitamente aos associados da CDL e seus colaboradores. Para participar, basta confirmar sua inscrição. As aulas serão de segunda a sexta-feira, sempre à noite, depois do horário de funcionamento do comércio. As vagas são limitadas. So-

Pequenos, mas criativos, alguns detalhes podem fazer a diferença ao compor o visual da vitrine. Um toque a mais na promoção das vendas da loja, como ilustra este manequim do site Verso e Prosa.

Espaço Espaço --

Aciap

CapazCidade: conheça calendário de palestras de 2010 No ano passado, a ACIAP Barra Mansa lançou o projeto CapazCidade em parceria com o Sebrae/RJ. O objetivo é promover o treinamento e capacitação de profissionais que buscam se atualizar em diversas áreas, como Recursos Humanos, Mercado, Liderança e Empreendedorismo, Finanças, Gestão e Administração, entre outras. Em 2010 o projeto continua, com palestras mensais realizadas sempre nas primeiras terças-feiras de cada mês, no auditório da ACIAP BM. Para o diretor de associados da entidade, Marcelo Felipe Lima, o CapazCidade é uma oportunidade única para que os participantes renovem seus conhecimentos e fortaleçam seus negócios. “Aprender novas ferramentas ou aperfeiçoar processos garante competitividade dos negócios. Conhecimento nunca é demais”, garante Marcelo, ressaltando que as palestras são gratuitas, mas com vagas limitadas. Confira o calendário do CapazCidade para o primeiro semestre de 2010. 06 de abril | 19h às 21h – Atendimento e gestão de vendas 04 de maio | 19h30 às 21h – Técnicas de vendas e negociação 01 de junho | 19h30 às 21h – Finanças pessoais Por Flávia Resende

mente as primeiras 40 empresas inscritas terão sua participação confirmada. O curso é destinado especialmente aos segmentos de vestuário, moda, acessórios e presentes. Na próxima edição, O Lojista vai informar a data de início das aulas e mais detalhes para as inscrições.

Espaço

Sicomércio SICOMÉRCIO-BM ajuíza ação para prorrogar prazo de instalação do PAF O SICOMÉRCIO-BM ajuizou dois mandados de segurança, com pedidos de liminar, contra o subsecretário de Estado da Receita e o superintendente de Arrecadação, Cadastro e Informações Econômico-Fiscais da Secretaria de Fazenda, para impedir a autuação das empresas associadas que não se adequarem às novas regras estabelecidas nas resoluções SEFAZ nº 217/2009 e nº 225/2009, regulamentadas pelas portarias SSER nº 17/2009 e nº 16/2009, respectivamente. As resoluções estabelecem prazo até 31 de março para que as empresas do comércio varejista modifiquem a tecnologia do equipamento ECF (Emissor de Cupom Fiscal) e apresentem o arquivo magnético com registro tipo 60 “I” para fins de transmissão de dados fiscais para o Estado do Rio de Janeiro. O novo Cupom Fiscal só pode ser emitido através da instalação do PAF (Programa Aplicativo Fiscal). “A providência foi adotada pela diretoria do SICOMÉRCIO-BM para atender as queixas de inúmeros lojistas que denunciaram a impossibilidade de adequação às novas regras até 31 de março. A ação visa estender o prazo e impedir que o Estado aplique punições a quem não se adequar até a data limite”, explicou o advogado do Sindicato Aloizio Perez. As ações foram ajuizadas na Comarca de Barra Mansa e, assim que apreciados os pedidos de liminar, o SICOMÉRCIO-BM comunicará as empresas associadas. Por Chrystine Mello


Café CDL A CDL promove mensalmente o tradicional café da manhã que tem por finalidade reunir empresários, associados e autoridades para informações que beneficiem o setor lojista, com troca de experiências, apresentação de projetos e assuntos que ajudam no dia a dia do comércio. A CDL aposta e incentiva esta ação que influencia no desenvolvimento do comércio, em diversas áreas e promove mais integração e companheirismo entre os lojistas. Participe sempre! Veja abaixo, registros do café do mês de fevereiro.

Bola da Vez “ O importante em cada vitória é a emoção” (Ayrton Senna)

Aniversário da CDL A CDL promoverá o café da manhã especial comemorativo ao seu aniversário de 47 anos! O evento acontecerá no dia 31 de março às 7h30, na sede da CDL. Venha comemorar conosco!

Representantes da CDL e representantes do governo municipal que prestigiaram o café do mês de fevereiro da CDL.

A presidente da CDL, Juliana e o vice-presidente, Xisto, cumprimentam a associada, Geni (Encantarte) que participou pela primeira vez do café.

A CDL também prestigiando a imprensa. Equipe da Band sempre presente nos eventos da entidade.

Abraços aos participantes do Rotary Club Barra Mansa Sul.

CDL cumprimenta associados da empresa Cebama que prestou auxílio, junto à entidade, aos comerciantes da Boa Sote, após a enchente.

O vice-presidente da CDL, Xisto, recebendo a associada Alessandra, e seu marido (Alessandra Modas) que também prestigiaram o evento.

Entidades parcerias, presentes no café: Diretores da Aciap BM e CDL

ANÚNCIO GRÁFICA ANO BOM


12

Informativo do Comércio de Barra Mansa

Não deixe a dívida envelhecer Atenção aos custos e também à operação são as principais dicas de quem está se preparando para o novo sistema. Após um longo período de discussões e adaptação, chegou o momento. A partir de abril,as empresas que faturam mais de R$120 mil por ano devem aderir ao novo sistema de emissão eletrônico de cupons fiscais. Mas, apesar de amplamente debatida, a questão continua gerando dúvidas para a maioria das empresas. Agora a emissão de cupons fiscais deverá ser feita por impressoras homologadas na receita federal, como acontece com as bombas de gasolina. As transações financeiras serão armazenadas em um arquivo eletrônico, que será enviado diretamente aos computadores da receita, agilizando os procedimentos contábeis da empresa e ampliando a capacidade do governo de combater a sonegação. O jornal O Lojista fez uma pequena pesquisa entre as lojas, que estão em fase final de implantação dos novos sistemas de gestão financeira, e traz aqui alguns pontos em que o empresário deve manter-se alerta. O primeiro deles é a falta de

informação. Mesmo os contadores possuem dúvidas quanto às novas regras e, com o sistema eletrônico, cada erro é multa na certa. Por isso é importante estar muito certo a respeito da legislação de cada segmento de produto ou serviço antes de colocar o sistema em funcionamento. São tantos os detalhes que muitos lojistas estão esperando para “ver no que dá”, para então pensarem em como fazer a adaptação de suas empresas. Outra questão importante é a

falta de profissionais qualificados. Como muitas empresas deixaram para a última hora, os bons profissionais do ramo estão hoje sobrecarregados. Entre outras questões, os especialistas no assunto destacam a participação dos colaboradores da empresa. A vontade de aprender e de se interar é muito importante, pois são eles que vão operar o novo sistema no dia a dia. Por fim, o cuidado com o equipamento é fundamental. É preciso

saber se o programa e maquinário aplicados são homologado pela Receita. Caso contrário todo o trabalho será em vão.Trabalhar com este tipo de programas facilita muito o lojista, pois eles já preveem as principais questões pertinentes ao trabalho de cada segmento de negócio. Programas generalizados requerem mais atenção na adaptação à empresa. Os custos de implantação dos novos sistemas são altos. Além de máquinas novas, a loja normalmente deve contratar um novo sistema de computador para operar dentro das normas agora vigentes. Com isso, o treinamento da equipe e ampliação da infraestrutura da empresa acarretam custos extras para a loja. Mas nem tudo são problemas. Com o novo mecanismo, praticamente todos os sistemas contábeis da empresa ficam automatizados, o que agiliza e simplifica em muito o trabalho do lojista, além de restringir a maioria das possibilidades de erro. Assim, resta rever toda a precificação da empresa. Os novos custos podem ter um impacto inesperado.


O Lojista ( Ano XIII - Nº162 - Março 2010)