Page 1

Pág. 02

Pág. 06

SAÚDE

Muitos alunos têm recorrido à ginástica cerebral para evitar recuperação.

Pág. 12

ECONOMIA

Abono salarial dos servidores injetará R$ 135 milhões na economia capixaba.

Região Metropolitana de Vitória - ES

DESTAQUES ASES

XII Prêmio Mérito Empresarial da Ases elege os destaques de 2018.

Fundado em 24/08/11

790,6 MIL NOVOS POSTOS DE TRABALHO

Pág. 16

KART CAPIXABA

Pedro Sá é campeão Capixaba de Kart 2018, na Sprinter Júnior.

Edição nº 88, Ano VIII, Novembro de 2018

Pág. 04

Mantendo a tendência de crescimento, o Brasil terminou o mês de outubro com saldo positivo de +57.733 postos de trabalho formais, o que representa um acréscimo de +0,15%, em relação ao mês anterior. O desempenho é resultado de 1.279.502 admissões e 1.221.769 desligamentos.

Ações como a decoração de Natal nas ruas e lojas de Vitória e o espetáculo de luzes e cores durante a passagem de ano na capital têm beneficiado os setores de comércio, serviços, hotelaria, entre outros segmentos.

O prefeito Audifax Barcelos anunciou, que a PMS vai construir um novo e moderno centro administrativo, em Serra-Sede atendendo a uma agenda positiva com propostas elaboradas e apresentadas pelos comerciantes.

Câmara Municipal de Vila Velha aprova, por unanimidade, o projeto de contratação do financiamento externo da ordem de US$ 34 milhões, que serão destinados a obras de infraestrutura.

Pág. 07

Pág. 08

Pág. 10


02

CORREIO CAPIXABA - EDIÇÃO 88 - NOVEMBRO 2018

Opinião

O mundo está cheio de opiniões. Só as melhores são encontradas aqui! contato@jornalcorreiocapixaba.com.br

EXPEDIENTE J L MAZOLINI SERVIÇOS LTDA. ME

CORREIOCAPIXABA.COM

Saúde

Informações sobre saúde e qualidade de vida passadas por especialistas.

contato@jornalcorreiocapixaba.com.br

Leitores e Anunciantes +MAISexigentes

O povo brasileiro acordou Não adiantou a enorme e persistente campanha para afastar os brasileiros das urnas. Poucas coisas são tão consensuais entre nós quanto a inconfiabilidade das eletrônicas em uso no país. Descrédito total! O solene depoimento de meia dúzia ou mais de ministros do STF e do TSE só agrava a situação. Quem confia nessas cortes? Pois mesmo assim, olhando de soslaio, com um pé atrás, os eleitores brasileiros foram às seções de votação no dia 7 de outubro. O pleito era sua bala de prata! Era a possibilidade de usar a minúscula fração de poder nas mãos de cada cidadão. Apenas nove horas, das 8 às 17. Mas durante esse curto espaço de tempo podia mandar quadrilheiros para casa e para a justiça, renovar o Congresso Nacional e evitar o retorno de criminosos aos locais dos crimes. O jogo foi pesado. Havia na sociedade uma firme disposição de renovar o parlamento, suprimindo o foro privilegiado dos corruptos e despachando os coniventes e os omissos. Confrontados com essa notória intenção dos eleitores, os parlamentares avaliavam suas chances e muitos já buscavam alternativas pessoais longe do poder. Subitamente tudo mudou. Impulsionados pela oportunidade de ouro concedida pelo STF

ao impedir o financiamento empresarial no modo como o fez, os parlamentares criaram o Fundão de Campanha com nosso dinheiro e o ratearam entre si. Em seguida, encurtaram todos os prazos, com o intuito de dificultar o trabalho dos novos postulantes. Para estes, apenas 45 dias de campanha, horário gratuito reduzido, publicidade dificultada e csteio por “vaquinha”. Enquanto os novatos corriam por uma pista cheia de obstáculos, os detentores de mandato colhiam os frutos da generosa distribuição de emendas parlamentares. A vida lhes voltou a sorrir e o céu de Brasília se fez novamente azul. O STF é bom e Deus existe, talvez dissessem blasfemando. Quem haveria de imaginar que o povo, contra tudo e contra todos, saísse de casa, mandasse às favas a desconfiança nas urnas e levasse a cabo sua tarefa promovendo a maior renovação do Congresso Nacional em vinte anos? O bom povo brasileiro fez o que lhe correspondia. De cada quatro senadores que tentaram reeleição, três não conseguiram; das 54 vagas em disputa, 46 serão ocupadas com novos nomes! Na Câmara dos Deputados, dos 382 parlamentares que tentaram a reeleição, 142 foram destituídos de seus mandatos. A renovação atingiu mais da metade da Casa.

* Percival Puggina (71), membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina. org, colunista de Zero Hora e de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A tomada do Brasil. integrante do grupo Pensar+.

Astec Contabilidade Assessoria & Consultoria

Serviços Contábeis Assessoria Empresarial Abertura e Encerramento de Empresas

‘‘Profissionais qualificados para cuidar da sua empresa, desde 1998’’ Av. Eudes Scherer de Souza, nº 519, Sala 105, Laranjeiras - CEP: 29165-680 - Serra - ES

saulonunesmatos@gmail.com marcionunes13@hotmail.com

Tel.: (27)

3064-4255

Av. Eudes Scherer de Souza, nº 519, sala 101, P R LARANJEIRAS CEP: 29.165-680 SERRA-ES CNPJ: 31.822.356/0001-34 Inscrição Municipal: 1-008.518-0 TELEFONES 27 3328.5969 27 99991.5729 27 99238.7548 DIREÇÃO GERAL

José Luiz Mazolini

diretoria@jornalcorreiocapixaba.com.br

ADMINISTRATIVO FINANCEIRO

Ana Maria B Mazolini

financeiro@jornalcorreiocapixaba.com.br

COMERCIAL & MARKETING

Pedro Augusto P Mazolini

comercial@jornalcorreiocapixaba.com.br marketing@jornalcorreiocapixaba.com.br

PAUTA

Thaynná S Pinheiro

pauta@jornalcorreiocapixaba.com.br

SOCIAL

social@jornalcorreiocapixaba.com.br

JURÍDICO

juridico@jornalcorreiocapixaba.com.br

REVISÃO

Ana Maria B Mazolini PERIODICIDADE

Mensal

ESTRUTURA 05 colunas CIRCULAÇÃO

Região Metropolitana da Grande Vitória-ES e adjacências. MUNICÍPIOS

Vitória Vila Velha Serra Viana Cariacica Fundão Ibiraçu João Neiva

IMPRESSÃO Gráfica Metro

FONTES: Citadas nas matérias

Um jeito novo de evitar recuperação Para chegar às férias mais cedo, ou seja, sem recuperação, muitos alunos têm recorrido à ginástica cerebral, pratica que vem ganhando adeptos de todas as idades e que promove o desenvolvimento cognitivo (concentração, raciocínio e memória) e socioemocional (autoconfiança, perseverança e disciplina). Os resultados da prática aparecem em poucos meses. Segundo Solange Jacob, especialista em habilidades cognitivas da rede de franquias SUPERA, o cérebro tem tendência a ser preguiçoso, a cair na rotina. Se não for estimulado, ele passa a usar sempre as mesmas conexões para trabalhar, tornando-se lento. Nas 300 escolas do Método Supera espalhadas por todos os estados do Brasil, milhares de alunos já obtiveram resultados surpreendentes com a prática. Um deles é Arthur Parazini, de sete anos, que pratica ginástica cerebral na unidade SUPERA Londrina (PR). Sua mãe relata que em três meses de curso, já percebeu melhoras na capacidade de foco do filho, quando ele está fazendo tarefas em casa. “A professora dele também relatou mudanças, observando-o mais interessado e participativo nas aulas. Na disciplina de matemática, seu desempenho teve uma melhora significativa, tanto no raciocínio quanto na agilida-

de e rapidez nas respostas. Sem contar que tudo isso colaborou com sua autoestima e autoconfiança”, conta a mãe orgulhosa. Com essas habilidades desenvolvidas, fica mais fácil melhorar o desempenho escolar. Décio Brito, de 10 anos, faz SUPERA em João Pessoa (PB) e garante o aprendizado. “Com o SUPERA, minha capacidade de calcular mentalmente melhorou muito, além da minha coordenação motora e agilidade mental. Aprendi que, com o esforço, posso conseguir muitas coisas. Quando comecei a fazer ginástica cerebral, minhas notas na escola aumentaram muito”, conta o estudante. As atividades da ginástica cerebral são baseadas em novidade, variedade e desafio crescente. Assim os neurônios são estimulados, formando conexões e garantindo um cérebro mais ágil. Assim os alunos desenvolvem as habilidades cognitivas e socioemocionais, como concentração, memória, raciocínio, criatividade, autoestima e sociabilização.

SOBRE O SUPERA Pioneira no mercado, SUPERA melhora atenção, raciocínio, memória, criatividade e autoestima, habilidades essenciais para uma vida ativa, saudável e feliz. Saiba mais, acesse: https://www.facebook. com/superaserra/ www.metodosupera.com.br.


Cenário Empreendedor

- EDIÇÃO CORREIO CAPIXABA“Seja 88 - NOVEMBRO 2018 como os pássaros que,

CORREIOCAPIXABA.COM

Prof. José Luiz Mazolini, palestrante e diretor da Mazolini Consultoria & Marketing (www.mazoliniconsultoria.com.br)

diretoria@mazoliniconsultoria.com.br / professormazolini@gmail.com

ao pousarem um instante sobre ramos muito leves, sentem ceder, mas cantam! Eles sabem que possuem asas.” (Victor Hugo)

A difícil escalada para alcançar o Everest Corporativo O curto-circuito que destruiu a economia brasileira, produzindo mais de 33 milhões de pessoas desocupadas (com mais de 14 anos que procurou e não encontrou emprego), maioria jovens, fez o mercado de trabalho muito mais exigente, cobrando mais qualificações, mais experiências, aptidões e dinamismo, tornando a competição por uma vaga muito mais acirrada. Falta conhecimento, cresce a pressão por resultados em condições adversas e o estresse decorrente disso, dentre outras condições, funcionam como jatos de água gelada, levando pessoas a desistirem de fazer tudo àquilo que precisariam para ser bem-sucedidas. Parte desse apagão, deve-se ao falido sistema dos ensinos de base, técnico e superior

(público e privado) praticados no Brasil, resguardadas, obviamente, “raras exceções”. Instituições e professores, cada vez menos comprometidos com suas atribuições, fingem que ensinam, enquanto os alunos fingem que aprendem. Ou seja, a educação do País está agonizando na UTI da incompetência, sem “oxigênio” suficiente para produzir profissionais a altura das exigências do mercado. Comparo a trajetória para se alcançar o tão sonhado sucesso na carreira profissional à escalada de uma montanha alta e fria como se fosse um Everest Corporativo, cheio de perigosos obstáculos que dificultam, enormemente, a subida, exigindo reconhecido conhecimento(?), equilíbrio emocional, resiliência, além de estratégias bem alinhadas

Ninguém chegará ao topo por sorte: é preciso empreender boa dose de dedicação, determinação e muito suor para alcançá-lo. com os propósitos. Ninguém chegará ao topo por sorte: é preciso empreender boa dose de dedicação, determinação e muito suor para alcançá-lo. A persistência é um dos pilares de sustentação nessa caminhada, o topo promete uma vista incrível e um ce-

NÃO É POR QUE VOCÊ ESTÁ DE CARRO QUE DEIXA DE SER CICLISTA.

Dirigir um carro não impede que você também ande de bicicleta. Lembre-se disso e mantenha uma distância segura do ciclista, garantindo um trânsito mais humano para ele e para você. Todos fazendo a sua parte para uma convivência melhor a cada esquina.

nário de prosperidade, com estabilidade. Porém, lembre-se sempre da regra “1” da estratégia da construção do sucesso: Para chegar ao topo, é preciso planejamento, foco, atitude positiva e pagar o preço. Para permanecer no topo, é necessário redobrar habilidades e os esforços, pagando o preço ainda maior. Aprendi com os ensinamentos de Theunis Marinho, sobre a importância de “Sonhar alto, Pensar grande”, estabelecendo planos desafiadores para o futuro; Não entregar a direção do meu destino nas mãos de outras pessoas; Ouvir sim, fazendo a minha parte, cumprindo o meu papel; Saber dizer não, no momento certo e situação oportuna; Cultivar relacionamentos saudáveis, de confiança e construtivos; Refletir sobre

as consequências dos meus atos, antes de colocá-los em prática; Extrair ensinamentos dos meus próprios erros, que são extraordinários “professores”; Não adiar as soluções para meus problemas. São essas algumas das valiosas considerações que deverão fazer parte, diariamente, da vida daqueles que desejam construir uma sólida e produtiva carreira de sucesso. Quem assimilar e conseguir colocar em prática esses ensinamentos, ainda que parcialmente, dominará a navegabilidade do seu sucesso, cuja missão é torna-lo produtivo, entregando resultados positivos, sem ter de trabalhar mais por isso. Sabará administrar o tempo para fazer tudo o que precisa ser feito e ainda conseguir cuidar de si mesmo.


04

CORREIO CAPIXABA - EDIÇÃO 88 - NOVEMBRO 2018

CORREIOCAPIXABA.COM

Brasil já gerou 790,6 mil novos postos de trabalho em 2018

MINISTÉRIO DO TRABALHO

Mantendo a tendência de crescimento, o Brasil terminou o mês de outubro com saldo positivo de +57.733 postos de trabalho formais, o que representa um acréscimo de +0,15%, em relação ao mês anterior. O desempenho é resultado de 1.279.502 admissões e 1.221.769 desligamentos. Entre janeiro e outubro, houve crescimento de 790.579 empregos – uma variação positiva de +2,09%. O saldo acumulado deste ano é o melhor desde 2015. Nos últimos 12 meses, foram gerados +444.483 postos de trabalho (alta de +1,16%). As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho no último dia 21. DESEMPENHO SETORIAL O aumento no número de empregos foi registrado em seis dos oito setores econômicos. O melhor desempenho foi observado no setor de Comércio, com expansão de 34.133 postos de trabalho. No Comércio Varejista foram criados 28.984 vínculos, o que representa crescimento de +0,39. Foram 5.149 empregos a mais – elevação de +0,32% – no Comércio Atacadista. O segundo setor com saldo mais expressivo foi o de Ser-

viços, com geração de 28.759 empregos formais. O segmento teve aumento de +0,17% postos de trabalho, em relação ao mês anterior. O subsetor do Comércio e Administração de Imóveis, Valores Mobiliários e Serviço Técnico cresceu +0,21% em outubro – foram 9.946 vínculos. Em seguida aparecem os subsetores de Serviços Médicos, Odontológicos e Veterinários, com alta de +0,33% – 7.046 postos de trabalho; e Serviços de Alojamento, Alimentação, Reparação, Manutenção e Redação (+0,11 – 6.519 empregos). O setor de Indústria de Transformação, com 7.048 vínculos, foi o terceiro em desempenho em outubro. O número corresponde a aumento de +0,10% em relação a setembro. MELHORES ÍNDICES Os subsetores com melhores índices foram os de Indústria de Produtos Alimentícios, Bebidas e Álcool Etílico (alta de +0,17% e geração de 3.223 postos de trabalho); Indústria Mecânica (+0,46% e criação de 2.449 vínculos); e Indústria Metalúrgica (+0,38% e mais 2.290 empregos). Também apresentaram crescimento no número de postos de trabalho os setores de Construção Civil (560 empregos); Extrativa Mineral (377 vínculos); e Serviços Industriais de Utilidade

Pública – SIUP (268). Apenas os setores de Agropecuária e Administração Pública tiveram queda (-13.059 e -353 postos, respectivamente). Pela série histórica do Caged, a Agropecuária apresenta saldo menor em outubro devido à sazonalidade. Especificamente em 2018, houve uma antecipação da safra de cana-de-açúcar, levando o setor a contratar mais nos meses de agosto e setembro. Quando somados os dados desse bimestre, o resultado deste ano é bem superior ao de 2017. No ano passado, o período entre setembro e outubro teve 110.991 contratações no setor. Em 2018, foram 195.069 empregos a mais (+75,75%). DESEMPENHO REGIONAL Houve aumento no número de empregos em quatro das cinco regiões do Brasil. No Sul, foram mais 25.999 postos de trabalho (+0,36%). Em seguida aparecem Sudeste, com 15.988 vínculos (+0,08%); Nordeste, com 13.426 (+0,21%); e Norte, com 2.379 empregos (+0,14%). No Centro-Oeste, o saldo se manteve estável (-59 postos). O crescimento no número de vínculos empregatícios foi registrado em 23 das 27 unidades federativas. Os destaques foram São Paulo, com mais 13.088 postos de trabalho (alta de +0,11%); Santa Catarina, com mais 9.743 empregos (+0,49%); Rio Grande do Sul, com 9.319 (+0,37%); Paraná, com 6.937 (+0,26); e Ceará, com 3.669 (+0,32). Os quatro estados com queda no saldo de empregos foram Goiás, com 3.565 postos a menos (-0,29%); Pernambuco, que perdeu 1.330 vínculos (-0,11%); Rio de Janeiro, com -847 postos (-0,03%); e Rondônia, com -374 (-0,16%). SALÁRIO O salário médio de admissão foi de R$ 1.528,32 em outubro, e o salário médio de desligamento foi de R$ 1.672,00.

Desligamento com acordo Em outubro, foram 15.981 desligamentos mediante acordo entre empregador e empregado, envolvendo 11.272 estabelecimentos, em um universo de 10.347 empresas. Um total de 23 empregados realizou mais de um desligamento nesta modalidade. São Paulo foi o estado que registrou a maior quantidade de desligamentos (4.392), seguido por Paraná (1.927), Rio de Janeiro (1.792), Minas Gerais (1.380), Santa Catarina (1.311) e Rio Grande do Sul (1.228). O setor que mais realizou desligamentos por acordo foi o de Serviços (8.407 desligamentos), seguido por Comércio (3. 794), Indústria de Transformação (2.286), Construção Civil (793), Agropecuária (501), SIUP (144), Extrativa Mineral (39) e Administração Pública (17). As dez principais ocupações envolvidas foram as de vigilante (1.054 desligamentos), vendedor de comércio varejista (766 desligamentos), faxineiro (682), auxiliar de escritório, em geral (517), assistente administrativo (471), operador de caixa (459), motorista de caminhão – rotas regionais e internacionais (459), alimentador de linha de produção (351), porteiro de edifícios (317) e recepcionista, em geral (227). TRABALHO INTERMITENTE Na modalidade de trabalho intermitente foram registradas 7.545 admissões e 2.701 desligamentos, gerando saldo positivo de 4.844 empregos, envolvendo 2.842 estabelecimentos, em um universo de 1.996 empresas. Um total de 54 empregados celebrou mais de um contrato na condição de

www.PORTALFLEX.com

O seu portal de negócios 27 3318.2222 LARANJEIRAS

Imobiliária CORRESPONDENTE

CRECI: 5550-J

trabalhador intermitente. As unidades federativas com maior número de contratos nesta modalidade em outubro foram São Paulo (1.616 postos), Rio de Janeiro (625), Paraná (577), Minas Gerais (378), Santa Catarina (305) e Ceará (255). Em relação aos setores, o saldo de emprego dos contratos intermitentes distribuiu-se em Serviços (2.390 postos), Comércio (1.430 postos), Construção Civil (561 postos), Indústria de Transformação (470 postos), Agropecuária (9 postos), Extrativa Mineral (-6 postos) e SIUP (-10). As 10 principais ocupações envolvidas foram assistente de vendas (478), atendente de lojas e mercados (442), repositor de mercadoria (206), faxineiro (186), servente de obras (175), auxiliar de logística (144), vendedor de comércio varejista (134), garçom (122), mecânico de manutenção de máquinas, em geral (109) e soldador (105).

REGIME DE TEMPO PARCIAL Foram registradas 6.034 admissões em regime de tempo parcial e 3.816 desligamentos em outubro, gerando um saldo de 2.218 empregos. O número de estabelecimentos envolvidos foi de 5.599 em um universo de 4.813 empresas. Um total de 30 empregados celebrou mais de um contrato em regime de tempo parcial. Entre as unidades federativas, o maior número de contratos neste regime foi registrado no Rio de Janeiro (580 postos). Em seguida aparecem São Paulo (260), Paraná (236), Ceará (197), Minas Gerais (142) e Rio Grande do Norte (129).


CORREIOCAPIXABA.COM

CORREIO CAPIXABA - EDIÇÃO 88 - NOVEMBRO 2018

s s o , á

, , , o 9 6

s e r o , a o , .

o s o o l u e

o . o e

FAÇA DOAÇÕES NA SUA COMUNIDADE


CORREIO CAPIXABA - EDIÇÃO 88 - NOVEMBRO 2018

27 27

3251.1530 3103.4846

CORREIOCAPIXABA.COM


CORREIO CAPIXABA - EDIÇÃO 88 - NOVEMBRO 2018

CORREIOCAPIXABA.COM

07

Decoração natalina e réveillon incrementam a economia de Vitória DEYVISON LONGUI

Ações como a decoração de Natal nas ruas e lojas de Vitória e o espetáculo de luzes e cores durante a passagem de ano na capital têm beneficiado os setores de comércio, serviços, hotelaria, entre outros segmentos da cadeia do turismo, durante o mês de dezembro, com a atração de visitantes de várias partes do País. Com a cidade enfeitada para o Natal, tendo as vias iluminadas e as decorações especiais dando o clima de magia proposto para a festa, turistas e moradores costumam frequentar mais as ruas e movimentar o comércio local, que também tem seus horários de funcionamento ampliados durante o período. COMPOR O CLIMA “A decoração de Natal é fundamental para ajudar a compor o clima de festividades de final

de ano, e em Vitória ela já é uma tradição. Esse é um período muito importante para o comércio em geral e, no caso do nosso setor, as pessoas se inspiram a se encontrarem e se confraternizarem nos bares e restaurantes. Quando as ruas estão mais iluminadas e enfeitadas, as pessoas percebem que a comunidade é extensão de suas casas e vêm viver a cidade”, destacou o presidente do Sindicato dos Restaurantes, Bares e Similares do Espírito Santo (Sindbares) e seccional capixaba da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Rodrigo Miguel Vervloet. Para o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Espírito Santo (Abih-ES), Gustavo Guimarães, o turismo de lazer tem crescido na capital, com reflexos positivos na ocupação hoteleira. COMÉRCIO Com o clima de festas do

final de ano, a expectativa de vendas para os comerciantes do setor varejista é de um crescimento de 1,8% em relação ao mesmo período do ano passado, o que representará um aumento de faturamento real de R$ 52 milhões no comércio capixaba, segundo estimativa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Espírito Santo (Feco-

mércio-ES). Ainda segundo a Fecomércio-ES, neste final de ano haverá contratações temporárias por conta da maior demanda. “Cerca de 3 mil vagas temporárias serão abertas no comércio de todo o Estado, considerando o último trimestre do ano, além de 2 mil vagas no setor de serviços, atividade muito demandada nesta época de fim de ano, com as férias e, especialmente, porque caminha para a alta temporada do turismo capixaba, cada vez mais fortalecido”, apontou o presidente da entidade, José Lino Sepulcri. Segundo pesquisa do SPC Brasil, os consumidores devem comprar entre quatro e cinco presentes, fazendo com que o Natal de 2018 movimente R$ 53,5 bilhões em compras. “Com a menor pressão inflacionária e a melhora no mercado de trabalho, os lojistas estão confiantes na possibilidade de faturar mais em relação a 2017”, afirmou

o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Vitória, Adriano Ohnesorge. RÉVEILLON NA CAPITAL O Réveillon 2019 de Vitória deve gerar uma movimentação econômica na cidade de R$ 15 milhões, considerando o gasto dos visitantes com hotel, bares, restaurantes, transportes (táxi e aplicativo), comércio e serviços. A estimativa é do Observatório do Turismo, órgão da Companhia de Desenvolvimento, Inovação e Turismo de Vitória (CDV). “O espetáculo de luzes e cores para celebrar a virada de ano em Vitória tem atraído cada vez mais visitantes de várias partes do País. Além de estimular o turismo, movimenta a economia na cidade pois os turistas ficam de três a quatro dias aqui”, apontou o presidente da CDV, Leonardo Krohling. A expectativa é de que todos os leitos de hotéis da capital estejam ocupados nesse período.


________

CORREIO CAPIXABA - EDIÇÃO 88 - NOVEMBRO 2018

RESP. TÉCNICO

Dr. Douglas Lobo CIRURGIÃO DENTISTA (CRO-ES 3583)

Equipe completa. Diversas áreas de atuação.

Temos NOVIDADE! Toxina Botulínica (Botox)

Pode abrir o sorriso. AGENDAMENTO:

27

3318.7117 -

27

99909.3284

Av Brasília, 879 - Loja 2 - PORTO CANOA - SERRA Facebook: Doctor D Consultório Odontológico

CORREIOCAPIXABA.COM


CORREIOCAPIXABA.COM

CORREIO CAPIXABA - EDIÇÃO 88 - NOVEMBRO 2018

09


10

CORREIO CAPIXABA - EDIÇÃO 88 - NOVEMBRO 2018

CORREIOCAPIXABA.COM

Max Filho sanciona lei que autoriza a contratação de financiamento externo Serão US$ 34 milhões destinados a obras. ÉRICO MIRANDA

IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS

O dia 19 de novembro foi histórica para a cidade de Vila Velha. Pouco mais de duas horas depois de a Câmara Municipal aprovar, por unanimidade, o projeto de contratação do financiamento externo da ordem de US$ 34 milhões (mais de R$ 130 milhões), que serão destinados a obras de infraestrutura nas cinco regiões da cidade e também a melhorias de quatro parques, o prefeito Max Filho sancionou a Lei nº 6.092/2018, que trata do tema, durante a Assembleia Popular, no Teatro Municipal, no Centro da cidade. “A aprovação do projeto de financiamento externo é resultado do envolvimento da sociedade vilavelhense, que traba-

lharam muito pela aprovação desse importante plano para o desenvolvimento de Vila Velha”, afirmou o prefeito Max Filho. O plano é de autoria do Poder Executivo Municipal.

DEVOLUÇÃO No mesmo dia, durante sessão realizada na sede do Legislativo Municipal, na Prainha, a Câmara de Vereadores devolveu aos cofres da Prefeitura de Vila Velha R$ 1.215.795,29 economizados ao longo do exercício financeiro de 2017 e do primeiro semestre de 2018. A Lei nº 6.092/2018 prevê a requalificação urbana de 33 bairros de todas as cinco regiões da cidade e também a estruturação de quatro parques municipais: Manteigueira, Penedo, Marista e Lagoa Grande. Além de obras de drenagem e de pavimentação, também serão realizadas intervenções de iluminação; construção de ciclovias, de ciclofaixas e de calçadas; melhorias na sinali-

zação de trânsito; paisagismo e arborização, mudando para melhor o aspecto da cidade e a qualidade de vida da população. CLAMOR POPULAR O clamor popular, somado ao trabalho realizado pela administração municipal, fizeram com que o Programa Vila Velha Vida Nova voltasse à pauta. Em outubro, a Prefeitura de Vila Velha promoveu encontros com moradores e lideranças comunitárias das cinco regiões da cidade para que o projeto fosse detalhado à sociedade. Uma comitiva do Fonplata visitou Vila Velha em duas ocasiões: em junho e em setembro, quando foi feita uma avaliação técnica dos planos apresentados pela Prefeitura de Vila Velha à Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex) do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

Nosso Self Service tem muito mais pra você! VARIEDADES DE SALADAS BUFFET TEMÁTICO

CHURRASCO

PRATOS EXECUTIVOS

CONSULTE OPÇÕES PARA CONFRATERNIZAÇÕES

INGREDIENTES DE PRIMEIRA - AMBIENTE CLIMATIZADO

PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO

Laranjeiras Shopping


10CORREIOCAPIXABA.COM

CORREIO CAPIXABA - EDIÇÃO 88 - NOVEMBRO 2018

A N O S ArcelorMittal Tubarão Chegamos aos 35 anos. E podemos nos orgulhar da transformação por que passamos e ajudamos a construir. Somos 11.000 trabalhadores diretos e indiretos empenhados em buscar as melhores soluções na produção do aço, dialogando com as comunidades e promovendo o desenvolvimento sustentável. Representamos quase 13% do PIB do Espírito Santo e fazemos parte do grupo que é líder mundial do setor. Em 35 anos, o mundo evoluiu e nós também. Implementamos novas tecnologias, aprimoramos técnicas de gestão de pessoas e de processos e como uma empresa cidadã ajudamos a transformar positivamente toda sociedade. Assim, nosso aço se converte em conforto, saúde, bem-estar, arte, infraestrutura e muito mais.

ArcelorMittal, transformando o amanhã.

Conheça algumas histórias em: /ConhecerArcelorMittalTubarão João Carlos Peruchi, Empregado Voluntário ArcelorMittal


CORREIO CAPIXABA - EDIÇÃO 88 - NOVEMBRO 2018

CORREIOCAPIXABA.COM

MADEPORTAS

Trabalhamos com esquadrias e telhados coloniais. (ACEITAMOS ENCOMENDAS)

Imagens ilustrativas

LORENA ZANON GABRIELA MAIRINK

__

12

AV. EUDES SCHERER DE SOUZA, 1.267

P. R. LARANJEIRAS - SERRA - ES.

27-3228.1415 27-99775.4464


13 - EDIÇÃO 88 - NOVEMBRO 2018 CORREIO CAPIXABA “Reunir é um começo, manter-se

Mundo Automotivo

CORREIOCAPIXABA.COM

A criatividade das montadoras, o desenvolvimento de novos e arrojados modelos e lançamentos automotivos. comercial@jornalcorreiocapixaba.com.br

Cresceu a venda de novos A indústria de veículos do Brasil acelerou em outubro, atingindo o maior volume de vendas de um único mês desde dezembro de 2014, ajudando a compensar a queda nas exportações gerada pela crise no principal comprador do país, a Argentina. O resultado foi obtido apesar das incertezas do período eleitoral, o que para o presidente da associação de montadoras, Anfavea, Antonio Megale, sinaliza que o “consumidor está determinado a trocar seus veiculos”. Em outubro, a venda de veículos novos no país somou

254,7 mil unidades, avanço de 25,6% sobre o mesmo mês de 2017 e de 19,4% frente a setembro. Com isso, o setor acumulou licenciamentos de 2,1 milhões de veículos desde janeiro, alta de 15,3% ante mesma etapa do ano passado, acima da previsão da Anvafea para o ano, de alta de 13,7%. Se a projeção oficial de crescimento de 13,7% nas vendas, se confirmar, o setor deve ter em 2018 o melhor ano desde 2015, quando ainda passava por um período de quedas nos licenciamentos, interrompido em 2017.

D2D Motors no ES A montadora de veículos D2D Motors, que será instalada já no primeiro semestre de 2019, na cidade de Linhares, Espírito Santo, recebeu a visita do governador Paulo Hertung em seu estande no 30º Salão do Automóvel, em São Paulo. O evento, que é um dos mais importantes do mundo, tem a presença das principais montadoras e apresenta novas tecnologias do setor. Um dos focos deste ano é a presença maior de veículos elétricos e híbridos e a discussão sobre mobilidade. A produção de veículos da

montadora no Espírito Santo será iniciada nos primeiros meses do próximo ano. O investimento total da empresa no Estado será de R$ 30 milhões, com uma média de 100 carros fabricados por mês. São aproximadamente 60 empregos diretos. Já em 2020 a fábrica estará totalmente montada, fazendo 300 carros por mês. O presidente da montadora, Eduardo Eberhardt, adiantou que os veículos produzidos no Espírito Santo vão contar com motor Peugeot, agregando ainda mais valor ao produto desenvolvido.

Novo regime automotivo Na abertura oficial do Salão do Automóvel, em São Paulo, o presidente Michel Temer assinou no último dia 8, o decreto denominado Rota 2030, que regulamenta o novo regime automotivo. A assinatura ocorreu horas depois de o Senado aprovar a medida provisória criando o programa. O programa estabelece um novo regime tributário para as montadoras de veículos no país, que em contrapartida terão de investir em pesquisa e desenvolvimento de produtos e tecnologias. Temer afirmou que a medida representa um “grande avanço para o setor e para o Brasil”. Bem-humorado, o presidente admitiu que estava “aflito” com a possibilidade de o Senado não aprovar a medida provisória e ele, ali no Salão do Automóvel, sair do local sob vaias. “[Mas]saio sob aplausos.” Temer visitou os stands, destacou a tecnologia avançada presente nos automóveis e defendeu as parcerias entre o governo e a iniciativa privada.

junto é um progresso e trabalhar juntos é Sucesso.” (Henry Ford)

Seminovos mais vendidos Os veículos Classic, Gol e Celta lideram o ranking dos automóveis seminovos mais procurados no comércio eletrônico este ano. Segundo levantamento da plataforma AutoAvaliar, utilizada atualmente em mais de 2,5 mil concessionárias de veículos e cerca de 30 mil revendedores multimarcas no Brasil, os três modelos tiveram a maior procura pelos lojistas brasileiros para alimentar o estoque e a oferta no varejo. No ranking da AutoAvaliar com os dez mais procurados no comércio B2B, também

aparecem na lista o Ford Ka, o Onix, e o Palio. O levantamento foi feito com base no volume de comercialização realizado na plataforma B2B da AutoAvaliar, onde as concessionárias anunciam seus veículos para repasse e os lojistas arrematam os modelos que lhe interessam, dentro de um sistema de pregão online. De janeiro à setembro, as concessionárias repassaram, via no pregão online da AutoAvaliar, cerca de 81 mil veículos usados aos revendedores multimarcas no País.

Luxo no salão no automóvel O público apaixonado por carros acompanhou no Salão do Automóvel, que aconteceu no São Paulo Expo, e reuniu centenas de veículos de quase 30 marcas diferentes. Mais do que um programa para conhecer veículos diferentes, o Salão foi decisivo para a compra. Por isso, ao menos 17 veículos que foram lançados no evento já têm preço definido. É curioso observar que o modelo com preço mais baixo lançado no evento é o Caoa Chery Arrizo 5, um sedã pequeno, e que custa a partir de R$ 65.990. Ele também é o

único modelo que sai por menos de R$ 100 mil. Entre os demais modelos com preço, 6 custam entre R$ 100 mil e R$ 200 mil, outros 4 vão de R$ 200 mil a R$ 400 mil. Por fim, outros 6 custam mais de R$ 1 milhão. Por enquanto, a Chevrolet não confirmou o mês de chegada do Bolt - será ao longo de 2019. Ainda assim, o preço do modelo elétrico que tem autonomia de quase 400 km já foi revelado. Dos três elétricos anunciados no Salão de SP, o elétrico Leafé, da Nissan, é o mais caro. Porém, é o maior do trio.


14

CORREIO CAPIXABA - EDIÇÃO 88 - NOVEMBRO 2018

Educação

Abordagens sobre temas relevantes à formação acadêmica e carreira profissional. contato@jornalcorreiocapixaba.com.br

Comitê Cidades Educadoras

A chave para sair do atraso O Brasil já ocupou a posição de número 57 (em 144 países) no “ranking de competitividade” divulgado todos os anos pelo Fórum Econômico Mundial. Neste ano, o Relatório de Competitividade Global classificou o Brasil em 72º num total de 140 países. “Por que nossa posição no ranking de competitividade global é tão ruim, comparável à de países que representam uma ínfima fração da nossa economia”. Foi esta a reflexão da senadora Rose de Freitas na tribuna do Senado no último dia 14. Após descrever os 12 parâ-

metros com os quais o Fórum Econômico Mundial classifica o ranking da competitividade global, O Brasil está abaixo da média mundial em 11 dos 12 parâmetros. Burocracia e alta carga tributária estão entre os empecilhos ao empreendedorismo brasileiro. O caminho para reverter este grave entrave ao desenvolvimento econômico e social brasileiro está no exemplo de países como Singapura, Alemanha e Holanda, que ocupam o topo do ranking. A resposta certa é: “investir em educação”, como chave para o Brasil sair do atraso.

100 mil qualificados A Escola do Trabalhador, prestes a completar um ano de funcionamento, chega à marca de 100 mil pessoas qualificadas. Lançada em 21 de novembro de 2017, a plataforma de educação à distância do Ministério do Trabalho, desenvolvida em parceria com a Universidade de Brasília (UnB), já recebeu 605.475 matrículas de 396.730 alunos, matriculados em um curso ou mais. O número de qualificados pela Escola do Trabalhador demonstra que o trabalhador brasileiro está buscando se

aperfeiçoar. É por meio da qualificação que se promove o desenvolvimento econômico e produtivo do país, permitindo ao cidadão o acesso a saberes específicos que promovam o seu acesso, trânsito e permanência no mundo do trabalho. A dinâmica da Escola do Trabalhador se baseia no acesso a conteúdo específico e em sua difusão, com conhecimento necessário à atuação e ao crescimento profissional dentro de determinada ocupação.

CORREIOCAPIXABA.COM “Todos nós temos que sofrer uma das seguintes dores: a dor da disciplina ou a dor do arrependimento.” (Jim Rohn - Filósofo)

Novas escolas em Vila Velha A Prefeitura de Vila Velha vai construir sete novas Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis) para atender crianças entre zero e cinco anos. As unidades serão nas regiões 1, 4 e 5. Com a entrega, serão cerca de 2.850 novas vagas disponibilizadas para crianças dos bairros Alecrim, Divino Espírito Santo, São Torquato, Praia das Gaivotas, Jabaeté 5, São Conrado, Ulisses Guimarães, Santa Paula, Jaburuna e Sítio Batalha. A atual Umei Julierme da Cruz Dias, também conhecida como “Pedacinho do Céu”, em Alecrim, dará lugar a uma nova creche e duplicará a capacidade de atendimento já existente. Além das crianças de quatro e cinco anos, serão disponibilizados vagas para berçário, um, dois e três. O número de vagas será ampliado de 183 para 400 crianças (dois turnos). A obra encontra-se contratada e em execução com previsão de conclusão em agosto do próximo ano. Os recursos para realização das obras são exclusivos da Prefeitura. Localizada no bairro Divino Espírito Santo, a atual Umei Tia Nenzinha dará lugar a um novo prédio que vai permitir duplicar o atendimento realizado hoje, que é de 150 crianças, de três a cinco anos. O número de vagas será ampliado para atender até 450 crianças (dois turnos), de zero a cinco anos.

Durante o XV Congresso Internacional de Cidades Educadoras, que aconteceu na cidade de Cascais, em Portugal, houve a eleição do Comitê Gestor Internacional. E Vitória foi a terceira mais votada (teve 102 votos) para fazer parte do comitê, que é formado por 15 cidades do mundo todo. O assessor do Observatório de Indicadores da Prefeitura Municipal de Vitória, Alberto Salume, acredita que a capital capixaba foi uma das escolhidas em função dos excelentes dados que apresenta nas áreas de saúde, educação e também de qualidade de vida.

O Centro de Congressos do Estoril também foi palco de debates relacionados com as questões da educação, ambiente, cidadania participativa e espaço público. Mais de 700 participantes de 118 cidades de 24 países diferentes participam do evento. O tema do XV Congresso Internacional de Cidades Educadoras é “Cidade, Pertença das Pessoas: Caminhos para a Coesão Social na Cidade”. Uma temática que envolve o compromisso das cidades para a coesão social a partir das pessoas e dos seus sentimentos de pertencer ao município.

Experiência transformadora Estudar fora é uma experiência edificante e transformadora. Mas envolve uma série de desafios que vão muito além do domínio de um outro idioma. Quem já passou pela experiência sabe que, na maioria das vezes, não é fácil se adaptar. É preciso fazer novos amigos, descobrir o que lhe agrada na culinária do país de destino, se situar na geografia da cidade, aprender as sutilezas da etiqueta local e lidar com a saudade de casa. Cursar o High School no exterior em renomadas escolas particulares como a EF Academy, por exemplo,

pode ajudar, e muito, a acelerar o processo e torná-lo o mais agradável possível. O aluno vivenciará experiências que mudarão sua vida e o transformarão em um cidadão global independente, para o qual não existem fronteiras. Imerso em um ambiente seguro, encorajador e estimulante, com estudantes de outros países, tomará contato com diferentes culturas, ganhará fluência em inglês e habilidades superiores de comunicação interpessoal muito antes da faculdade, quando elas serão fundamentais.

Oficina - Bikes - Peças - Acessórios

AV. CIVIT, Nº 519 LARANJEIRAS SERRA - ES 27 3086.4894 27 99951.5508 / zenibike Frente ao H. Metropolitano

Referência para todo o país Os bons resultados da Educação do Espírito Santo no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) têm sido destaque em artigos de renomados especialistas nacionais. No último dia 9, Cláudia Costin que é diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), publicou um artigo no

jornal Folha de São Paulo, que fala sobre “O legado do Espírito Santo” e as nossas boas políticas públicas. Priscila Cruz, fundadora e presidente-executiva do movimento Todos Pela Educação, também publicou hoje o artigo “Não há solução mágica para a educação”, no jornal Estadão, mencionando o Espírito Santo.


CORREIOCAPIXABA.COM

CORREIO CAPIXABA - EDIÇÃO 88 - NOVEMBRO 2018

15

Hum! Carnes variadas e fresquinhas, todos os dias, das 08 às 20h. Domingos, das 08 às13h.

27-2141.2373 27-99720.1323 AV. COPACABANA, 407 MORADA DE LARANJEIRAS

Uma jogada estratégica que vai deixar você de frente com o mais sólido Sistema de Ganhos do mercado.

Cadastre-se e saiba mais: https://loja.racco.com.br/vip/negocioeoportunidade


16

CORREIO CAPIXABA - EDIÇÃO 88 - NOVEMBRO 2018

Giro Social

Ana Maria: Os eventos mais marcantes da sociedade capixaba e do mundo dos negócios passam por aqui. social@jornalcorreiocapixaba.com.br

CORREIOCAPIXABA.COM “A felicidade é como uma borboleta que, quando perseguida, parecerá inatingível. No entanto, se você for paciente, ela poderá pousar no seu ombro”. (Nathaniel Hawthorne, escritor)

Nossa singela homenagem à diretoria, patrocinadores e premiados na “XII Edição do PrêmioEmpresarial 2018”, da Associação dos Empresários de Serra (Ases). Fotos: Edson Reis.

Feliz Aniversário! OUTUBRO (17) Regilane Ribeiro Como acontece todos os anos, a Associação Comercial de Vitória (ACV), realizará no próximo dia 06 de dezembro, às 07h:30, no auditório da nova sede do Sebrae-ES, na Enseada do Suá, a 111ª edição do Café Encontro de Negócios. Na oportunidade, será homenageado o “Empresário Destaque do Ano 2018”, escolhido por indicação direta, em votação dos associados. Mais informações na secretaria da ACV, pelo telefone: (27) 3222.1755.

NOVEMBRO (11) Hilda Penha (19) Orceli Ferreira (19) Gina Mezadre

A Arena Vitória Verão 2019 vai movimentar a praia de Camburi, em Vitória, entre os dias 11 de janeiro e 3 de fevereiro, envolvendo vários projetos esportivos das mais diversas modalidades e categorias, que se inscreveram até o último dia 20. A programação está sendo preparada pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Semesp) e será divulgada nos próximos dias.

(19) Roberta Somões (21) Desil Moreira (21) Hércules Souza (23) Gerson Furlani (26) Andressa Cavalcantti

A Legião da Boa Vontade realiza a Campanha Natal Permanente da LBV — Jesus, o Pão Nosso de Cada Dia!, que entrega cestas de alimentos não perecíveis a famílias em situação de pobreza, em diversas partes do Brasil. Mais informações pelos telefones: (27) 3232.3250 e (27) 98151.7181.

(26) Odete Lemos Mazolini (27) Eliane Mazolini (29) Roza Ângela Pícoli

CORREIO CAPIXABA  

Edição nº 88

CORREIO CAPIXABA  

Edição nº 88

Advertisement