Page 1

COLHEITA JULHO DE 2012 - EDIÇÃO 01 - WWW.COLHEITA.ORG

E QUANDO A

CHUVA NÃO VEM?

Qual deve ser a nossa atitude em tempos de di culdade.

Obedecendo a Deus, servindo a homens

PÁGINA 03

PÁGINA 04

Maturidade Cristã PÁGINA 06

Juros Abusivos PÁGINA 07

NOTÍCIAS - AGENDA - ANIVERSARIANTES - E MAIS


ATUAL

02

ANIVERSARIANTES

AGENDA

JULHO

DE

“Porque o que me achar, achará a vida, e alcançará o favor do SENHOR.” Pv 8.35

02 - Vera Kunst 04 - Maria Elizete Dias 05 - Adenira Luiza de Lima 05 - Daniel Alves de Freitas 05 - Maria Teresinha dos Santos 07 - Jéferson Henrique Figueiró 10 - Felipe Mateus Alexandre 13 - Flávio Barth 14 - Rejane Türk 14 - Viviane Hofstatter 16 - Élia Goularte da Silva 17 - Fernanda Garcia 19 - Gisele Aline Porcher 19 - Rodolfina Parnoff Schumacher 20 - Vitória Nunes Lamp 22 - Helga Kremer 23 - Sérgio Luis da Silva 24 - Malice Rodrigues 26 - Junior Sebastião Frederico Colet 26 - Marta Rejane Lorenz Lima 26 - Simoní Dias 27 - Valdir Assunção 28 - Maurício Guilherme Pinheiro 30 - Lidiane C. Vinhaski dos Santos

JULHO 12

19:30 - Seminário de Aconselhamento

13

19:00 - Sopão Solidário - João Goulart Retiro de Jovens Casais - Torres/RS

14 20

20:00 - Formatura Escola Fazedores 2012/01

21 26 27 28 30

Retiro de Inverno para Jovens 09:00 - Feirão de Usados - Depto. Mulheres 20:00 - Casais 19:30 - Seminário de Aconselhamento 19:00 - Sopão Solidário - Residencial Ferrabraz 15:00 - Chá de Inverno do MIC 20:00 - Jovens Casais Início Escola Fazedores 2012/02

AGOSTO 03

22:00 - Vigília - Casa de Oração

05

09:00 - Ceia do Senhor Campanha do Quilo / Feira do Artesão TEMPO DE COLHEITA é uma publicação do Ministério Internacional da Colheita Presidente: Prª Vânia Lúcia Rorato Av. 20 de Setembro, 3365 - Centro - Sapiranga - RS - Brasil - CNPJ:01.493.412/0001-73 Projeto Gráfico: Depto. de Mídia do MIC. Arte e diagramação: Igor Dlugokenski. Colaboradores: Aline Karow, Anderson Lima, Davi Müller, Márcia Ribeiro, Mario Fabio Gomes, Richard Noguera, Vânia Rorato. Tiragem: 300 exemplares Reprodução permitida mediante citação da fonte.


PASTORAL

03

E QUANDO A

Chuva NÃO VEM?

“O Deus, tu és o meu Deus, de madrugada te buscarei; a minha alma tem sede de ti; a minha carne te deseja muito em uma terra seca e cansada, onde não há água.” Sl. 63:1

Todos esperamos que tudo ocorra bem, seja com a natureza ou com nossa vida. As estatísticas revelam que a região Sul tem enfrentado estiagem afetando mais de16 cidades que estão sendo abastecidas com caminhão pipa e adentramos então o inverno com a agriultura atingida pela pouca oferta de pasto no campo, causando sérios problemas na pecuária, principal atividade de algumas regiões. Sabemos que isto tudo pode se tornar uma bola de neve até que a chuva venha e regue a terra. Quando passa-se uma semana sem chuva, pouco atentamos, porém passadas duas a tres, aí começamos com preocupações porque os danos podem ser seríssimos. A “desgraça”na verdade, nunca chega sem avisar. Ela começa a dar sinais, mas poucos são os que atentam para isto. Quando um filho está nas drogas, focamos as mesmas, mas não paramos para analisarmos o início de tudo, que pode ter sido ausência de pais, rejeição, etc. Quando a bancarrota financeira ocorre, precisamos entender que avisos foram dados ao longo de meses ou anos, aos quais não demos credibilidade, acreditando que poderia “chover” a qualquer momento. Todo insensato é pego desprevenido. Casais não decidem se divorciar de um dia para outro, nem pessoas começam a beber da mesma forma.

Há um princípio que conduz a um fim e o profeta Jeremias no capítulo 14, vs 22a pergunta: “Porventura há … alguém que faça chover? Ou podem os céus dar chuvas? Na verdade quando tragédias ocorrem a única esperança é Jesus porque somente d'Ele procede a Vida. Mas então o que fazer quando a “seca” já está devastando o que possuímos? Em alguns lugares, levando o resto do pasto, matando o que ficou do gado e a despensa aos poucos tem se esvaziado sem que ninguém a reponha. O profeta então responde a quem pertence o poder de mudar tempos e épocas: “Não és tu, ó Senhor nosso Deus? Portanto em ti esperamos, pois tu fazes todas estas coisas”. Sim, é exatamente isto que precisamos fazer… Esperar nAquele que é poderoso para fazer com que os céus destilem chuva sobre a terra e que dá ordem aos campos para que produzam mantimento. Devemos levantar nossa voz ao Pai e dizer: “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos. E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno.”Sl. 139:24 Espere com confiança, porque antes do que você imagina, Ele virá em seu socorro, trazendo-lhe grande livramento! Deus nos abençoe.

Prª Vânia Lúcia Rorato


MISSÕES

04

OBEDECENDO A DEUS, SERVINDO A HOMENS Meu nome é Márcia, tenho 37 anos e aos 19 anos decidi que a minha passagem aqui na terra seria para descobrir a vontade de Deus e vivê-la intensamente todos os dias da minha vida. Logo descobri que servir a Deus é servir com dedicação ao meu próximo. Servir a Deus e aos homens está totalmente ligado ao amor e a obediência, que é natural na vida daqueles que tem Jesus como Senhor e Salvador. A Palavra diz que: “o servo não é maior que seu senhor”, e nos mostra que o próprio Jesus veio para servir e não para ser servido. Quando realmente descobrimos quem somos em Deus, nossa verdadeira identidade é revelada e passamos a entender que precisamos nos colocar em posição de sermos o menor entre todos se quisermos ser o maior e então não vemos problema em servir e honrar pessoas. Precisamos a cada dia aprender mais sobre o mistério de preferirmos em honra os outros em relação a nós mesmos, e isso implica renúncia, morte do eu e nos torna mais humildes e parecidos com Jesus.

Nosso querer e a nossa vontade já não tem tanto peso diante da missão de servir em amor a Deus e aos homens. “Já estou crucificado com Cristo; e vivo não mais eu, e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim”. (Gl. 2:20). Muitos de nós somos chamados a apoiar, a ser sustento e suporte na vida de outros e tudo bem, isso é maravilhoso, precisamos nos sentir livres para ser o que Deus quer que sejamos e estarmos dispostos a nos doar sempre.

Atualmente sirvo crianças de 0 a 12 anos de idade integralmente na Casa da Criança Peniel – Campo Grande/MS. Trabalho na garantia e preservação dos direitos de crianças e adolescentes vítimas de diversos tipos de abuso, maus tratos e negligência. É um trabalho maravilhoso que exige disposição e amor ao serviço, todos os dias. Quando servimos a Deus servindo aos homens, encontramos o nosso destino e nos tornamos mais parecidos com Ele.


ASSOCIAÇÃO COLHEITA

05 Em 2011 fizeram parte 40 crianças/adolescentes das quais 30 mantiveram-se assíduas. As famílias participaram em reunião de verificação dos resultados e na confraternização de encerramento. Realizamos 28 encontros e servimos mais de 1000 lanches.

PROJETO

metanóia Um dos significados da palavra de origem grega metanóia é transformação, mudança de pensamento. Este é o intuito do Projeto que se propôs a trabalhar com crianças e adolescentes de 8 a 14 anos da Comunidade João Goulart em Sapiranga. De abril a dezembro, sempre aos sábados das 14h00 às 16h30min nas dependências da Associação Colheita, buscamos ensinar a cada criança e adolescente, valores e princípios de vida, como amor, fé, esperança, respeito, solidariedade, autoestima, dentre outros, através de oficinas de dança artesanato, música e futsal. Fornecemos lanche e transporte gratuito a todos os participantes. O projeto é totalmente desenvolvido por voluntários. Neste ano iniciamos as atividades com 40 participantes e 15 colaboradores voluntários. Esta é a terceira edição do Projeto.

A NOTA É MINHA Contribua para nossas ações através da doação de notas e cupons fiscais. Estes podem ser depositados em nossas urnas ou entregues diretamente em nossa sede. Valem notas de mercados, lojas,postos de gasolina ou qualquer estabelecimento que emita nota fiscal. Com estas “notinhas” participamos do programa estadual chamado “A Nota é Minha”, que dependendo do volume arrecadado é nos repassado um valor para investimento em nossos projetos.

CAPELANIA GERIÁTRICA A Associação Colheita desenvolve o Projeto de Capelania Geriátrica, que consiste em visitas realizadas por uma equipe de voluntários. O objetivo é compartilhar amor, carinho, atenção, auxiliar nas necessidades do local, enfim, promover a valorização daqueles que lá residem As atividades ocorrem quinzenalmente aos sábados à tarde, das 14h30min às 17h no Lar de Idosos Anjo Gabriel. Para participar entre em contato conosco.


CRESCIMENTO

06

Maturidade

Crista “Para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro.” Ef 4.14

Paulo escrevendo à igreja de Éfeso descreve como imaturidade cristã a inconstância (levados de um lado para o outro) e a entrada no meio da igreja de qualquer vento de doutrina. A solução: o estabelecimento dos cinco ministérios na igreja, visando o aperfeiçoamento dos santos e nossa identificação com a pessoa de Cristo (Ef 4.12,13). Aparentemente, problema resolvido! Será? Quando olhamos para a igreja de hoje vimos que a resposta é não! Damos a desculpa de que não tínhamos os cinco ministérios até então e a restauração e a aceitação deles por parte da igreja é algo muito recente. Assim, precisamos de tempo para que o “amadurecimento” da Igreja apareça. Será?

Conheça a

COSECHA

Na igreja primitiva, com a plena funcionabilidade dos ministérios, Paulo escreve a outra igreja (Corinto) e diz que deu leite para beber, pois não podiam suportar alimento sólido, ou seja, eram bebês espirituais. Mesmo tendo excelentes pais espirituais, a igreja era imatura espiritualmente. Vemos então dois componentes da maturidade Cristã, pais espirituais centrados nos cinco ministérios, para alimentar seus filhos de forma correta, e filhos famintos por esse alimento espiritual. Assim, olhamos para a igreja brasileira e vemos, na minha opinião, um grande vácuo entre o que entendemos de maturidade espiritual e a realidade de muitos líderes espirituais (ditos apóstolos e profetas) e a resposta desta mesma igreja ao ensinamento bíblico. Ansiamos pela volta de Jesus, uma noiva que espera o seu Noivo. Porém, criança não pode casar e somente uma noiva madura poderá adentrar as Bodas do Cordeiro. Estamos prontos para dizer: Maranata, ora vem Senhor Jesus? Será? Com amor,

O Ministerio Internacional de la Cosecha é uma igreja evangélica, fundada no Uruguai em 2003 pelo pastor Richard Noguera que, juntamente com a sua esposa Silvia Fervenza, pastoreiam a instituição e são apoiados por um excelente corpo de líderes e colaboradores nas diversas ativdades desenvolvidas pelo Ministério. Após desenvolver seus primeiros trabalhos na Av. Paul Harris, per to do Parque Internacional, o Ministério enfrenta o atual desafio da construção de seu futuro templo (Av. Pres. Viera, 997). Este edifício, além de ter uma salão de cultos com a capacidade para 1.000 pessoas sentadas, oferecerá uma infraestrutura exemplar, com salas para crianças, salão de eventos, alojamentos, etc. Durante os cultos (quartas e sábados às 20h e domingos às 16h) é comum ver pessoas serem tocadas sobrenaturalmente por Deus e como consequência, receber liberdade e conslolo, cura física e exteriorizar manifestações de alegria e gozo. Por outro lado, cabe destacar que o MIC não é uma igreja isolada, mas faz parte de uma rede de igrejas e ministérios chamada Parceiros na Colheita (Partners in Harvest), presente em todos os continentes, e que só na África tem mais de 7.000 igrejas, sem mencionar inúmeras outras associadas na América do Norte, Europa, Brasil e outros países. Com certeza, mais do que um simples slogan vinculado ao seu nome, o Ministerio Internacional de la Cosecha é “uma igreja para você”!

Anderson Lima

Richard Noguera


DIVERSIDADES

07

JURO$ ABU$IVOS A resposta é quase que unânime. Todos aqueles que operam no mercado, em geral, estão sujeitos a um momento ou em outro, tomar alguma espécie de crédito para satisfazerem alguma necessidade imediata. A regra é geral, seja para pessoas físicas ou jurídicas, e com isso acabamos nos tornando reféns dos bancos. Isso, porque vivemos em um mercado extremamente competitivo, em que as necessidades têm que serem preenchidas e não podem esperar, sob pena de sermos rapidamente superados e substituídos. Mais grave ainda se o crédito é destinado a uma necessidade profissional. Aliada a essas circunstâncias está uma política de incentivo ao crédito, no qual temos mais oportunidades, com mais facilidades. Com isso, não são raros os casos de famílias e empresas desesperadas, em face de encontrarem-se diante de uma dívida impagável, em que nem se venderem todo o patrimônio é possível encontrar a luz no fim do túnel. Isso se deve a política bancária de juros e encargos praticados de forma abusiva pelas instituições financeiras. Diante da necessi-

Quem hoje em dia não foi vítima de juros abusivos de instituições financeiras? dade do cliente é imposto um contrato de adesão em que não cabem negociações ou flexibilizações de cláusulas, dando ao cliente apenas uma escolha: a contratação. Não são raros os casos de pessoas que estão a perder seus veículos, casas e bens, frutos de contratos pactuados e que por circunstâncias adversas não podem ser cumpridos a risca. As operações “mata-mata”, em que é tomado um crédito para cobrir furo de outro, raramente têm sucesso, levando seus devedores a perderem as noites de sono tentando encontrar uma forma de quitar seu débito. Poucos querem ficar devendo, porém existem circunstâncias que fogem ao controle de inúmeros brasileiros, que acabam caindo em inadimplência bancária. A saída encontrada pelo Direito são as ações revisionais, em que levam ao Poder Judiciário a discussão dos encargos e práticas realizadas pelos bancos. Com isso, os

casos são julgados e os contratos devidamente revisados, sendo aplicados novos índices de juros, de acordo com a legislação. A maior parcela desses processos encontra a composição, em que o banco revê o valor da dívida e processualmente acorda com o cliente, reduzindo de forma impactante o valor da dívida. Quanto mais antigo for o contrato, mais abusivos são os juros bancários. Não se sinta derrotado diante de um problema de crédito financeiro, procure ajuda especializada e volte a operar com crédito no mercado.

Aline Biasuz Suarez Karow

OAB/RS 63.062 é advogada especialista e mestre em Direito e integra a banca jurídica BSK ADVOGADOS, escritório que está há três gerações atuando na luta pelo direito. Fone: 51 3594 2030


NOTÍCIAS

08

Chá da Multiplicação Aconteceu no dia 29 de junho mais um Jantar de Homens aqui no MIC e o cardápio estava mais que especial, com um prato chamado paella gaúcha (lê-se paeja). Uma das preparações mais expressivas da culinária espanhola ganhou uma adaptação bem brasileira, mais especificamente gaúcha, com uma mistura de carnes, miúdos e linguiça. Ficou com água na boca?? Então não perca o próximo!! Em breve.

Sempre no último sábado de cada mês, às 15h30min, é realizado aqui no MIC o Chá da Multiplicação e Culto de Mulheres. Este é o tempo para as mulheres estarem juntas, sendo edificadas pela pregação do Evangelho e em comunhão umas com as outras. Também é uma oportunidade de convidar as amigas para virem conhecer o ministério, receber a ministração da Palavra de Deus e ainda tomar um delicioso chá com outros doces e salgados.

Segunda a sexta-feira das 16h às 20h. Participe!

Aconselhamento Pastoral: de terça a sexta-feira. Agende seu horário pelo fone 51 3039 2686.

Escola 2012

Fazedores Este é o tempo de desenvolver o seu chamado e caminhar em seu destino!

CASA DE ORAÇÃO

30 de julho a 15 de dezembro

Confira em quais bancos você também pode depositar seus dízimos e ofertas. Banco do Brasil - Agência 0653-X - C/C: 50.000-3 Bradesco - Agência 1942- C/C: 6606-0 Ministério Internacional da Colheita

Tempo de Colheita - Julho2012  

Informativo mensal do Ministério Internacional da Colheita Julho de 2012