__MAIN_TEXT__

Page 1

ETC &TAL Ano letivo 2019-2020 | 1 Plátano | Dezembro 2019

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS W W W. C O L E G I O D O S P L ATA N O S . C O M

/colegiodosplatanos.rinchoa

PEQUENINOS LEMBRAM DIREITOS DAS CRIANÇAS

NESTA EDIÇÃO: Cá dentro: Campeã de judo Bárbara Timo visita alunos do Colégio ...............

05

Clube Europeu: Erasmus+ - Missão no Chipre e Bélgica .......................................

08

Em português: Na barriga da minha mãe …....................................................

10

Ciências: Plásticos no mar, um perigo que mata ................................................ 14 Eco-Escolas: Celebrar a alimentação saudável ................................................ Visitas de Estudo: Ser bombeiro por um dia ....................................................

19 21

Infantil: Planeta Limpo, com Filipe 25 Pinto ....................................................... A Fechar: Pai Natal, teatro e cinema .....

NOTA DA REDAÇÃO Nesta edição incluímos publicidade. O contributo desta reverterá para a Viagem de Finalistas dos alunos do 9º ano, a realizar na interrupção letiva da Páscoa de 2020. Agradecemos a todos os que aderiram a esta iniciativa.

No dia em que se assinalou o 30º aniversário da Declaração sobre os Direitos das Crianças, os alunos da Infantil distribuíram por todo o colégio, folhetos feitos por eles, alusivos ao tema. Do 1.º ao 3.º ciclo, passando pelos vários serviços, todos ficaram a conhecer o tratado que ajudou a transformar a vida das crianças em todo o mundo. P.03

28

COM O CORAÇÃO NAS MÃOS

ALUNOS LIMPAM PRAIA GRANDE

CABELO SOLIDÁRIO

Alunos do 9.º ano dissecaram um coração nas aulas de Ciências da Natureza, no âmbito do estudo do sistema cardiovascular. Verificaram as artérias, ventrículos, aurículas, veias e sentiram as diferentes texturas dos tecidos. No final fizeram um relatório para avaliação. P.11

Uma turma de 5.º ano participou numa ação de limpeza de praia promovida pela Liga de Proteção da Natureza. Os alunos recolheram 26 quilos de lixo e cerca de 4400 beatas. P.16

Duas alunas do 3.º ciclo doaram parte do seu cabelo a uma instituição no Reino Unido que ajuda crianças com cancro. Uma atitude altruísta que muito nos orgulha e inspira.P.04


P.2

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

COLÉGIO DOS PLÁTANOS: HÁ 36 ANOS A ENSINAR

Os alunos de todos os ciclos cantaram os parabéns ao Colégio dos Plátanos, que comemorou 36 anos no dia 3 de outubro. A festa fez-se no intervalo da manhã. Separados por ciclos, os alunos cantaram os parabéns ao colégio e comeram bolo de aniversário. De chocolate, delicioso, como sempre. No segundo ciclo, um grupo de alunos do 6.º ano tocou os parabéns em flauta. De lembrar que os parabéns não são só para a instituição, mas para todos os que dela fazem parte e lhe dão a vida: os funcionários e sobretudo os alunos. Para todos, muitos anos de vida!

ALUNOS EXPERIMENTAM ATIVIDADES EXTRACURRICULARES Durante os três dias que antecederam o início das aulas, todos os alunos experimentaram as várias atividades extracurriculares que o Colégio disponibiliza. Futebol, judo, teatro, hip-hop, xadrez, karaté, capoeira, ginástica desportiva, dança e ballet, esgrima, golf, mini-ténis, parkour, fotografia, atelier das artes e Inventors.


CÁ DENTRO

3

ALUNA DO 9.º ANO CAMPEÃ DE HIP-HOP A aluna Matilde Figueiredo, do 9.ºA, conquistou o terceiro lugar nos Mundiais de Hip-Hop, juntamente com a sua equipa, os Feel it Blast Kids, de Sintra. O HHU World Championchip 2019 decorreu em outubro, em Leiden, na Holanda e contou com a participação de diversos grupos de vários países do mundo. Os Feel it Blast Kids tiveram uma prestação espetacular. Muitos parabéns!

COLÉGIO PREMEIA MELHORES ALUNOS

Vários alunos do 9º ano do ano passado receberam do Diretor do Colégio cartões-presente da Fnac. Um por um, foram chamados pelo coordenador de ciclo, Professor João Henriques, para receber a recompensa pelo excelente desempenho escolar no ano letivo passado. A assistir à cerimónia, que decorreu no primeiro dia de aulas, estavam todos os colegas do 3º ciclo. Parabéns a todos!

“BAIXAR, PROTEGER, AGUARDAR” Às 11h15 em ponto, do dia 15 de novembro todos os alunos dos Plátanos participaram no exercício nacional “Terra Treme”, promovido pela Proteção Civil e que vai já na sétima edição. O objetivo é que todos saibam o que fazer durante um minuto, estimativa de tempo de duração de um sismo. São três gestos que salvam vidas: Baixar, Proteger e Aguardar. O exercício realizou-se em todos os ciclos e mesmo os mais pequeninos abrigaram-se debaixo das mesas de uma forma muito ordeira.

ALUNOS DO 1.º CICLO PARTICIPAM EM TORNEIO DE XADREZ Quatro alunos do 4.º ano participaram no 1º Torneio de Xadrez Escolar, promovido pela Academia de Xadrez de Portugal, que decorreu no Hotel Sana Malhoa, em Lisboa, no dia 24 de novembro.

Os alunos jogaram com alunos de outras escolas o que constituiu uma oportunidade de treinar as suas competências num ambiente diferente daquele que estão habituados. Foi uma experiência muito positiva.

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.3


P.4

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

A MINHA DOAÇÃO DE CABELO O meu nome é Lara Chinita e, este ano, fiz uma doação de cabelo para a instituição “The Little Princess Trust”, no Reino Unido, que fornece perucas de cabelo reais gratuitas para crianças e jovens até aos 24 anos que perderam o seu cabelo devido a tratamentos contra cancro. Há já cerca de dois anos que tive esta ideia, mas parecia que não ganhava coragem para o fazer... Até que, mais ou menos um ano depois, uma amiga minha, Daniela Lavado, disse que também queria doar o seu cabelo. Assim, decidimos que o faríamos juntas. No dia 28 de setembro deste ano, doámos cada uma aproximadamente 30 centímetros de cabelo. Foi com grande satisfação que enviámos os cabelos juntos no envelope, com uma pequena mensagem a acompanhar, para a Little Princess. Quando conhecemos pessoas muito próximas de nós, que sofrem por alguma doença grave que lhes causa perdas de cabelo, passamos a reconhecer que um pequeno sacrifício para nós pode mudar a vida de alguém, e foi isso que nós as duas fizemos. Não podíamos estar mais contentes. Lara Chinita, 9.ºC Eu sou Nicola van der Walt. No mês passado cortei o meu cabelo para doar à instituição “The Little Princess Trust”, no Reino Unido, para ajudar pessoas com cancro. Eu queria fazer isto desde que tinha cinco anos de idade. Quando doamos o cabelo, a empresa usa-o para fazer perucas. É muito fácil doar o cabelo, o tamanho necessário varia de instituição para instituição e tem que se cortar o cabelo em forma de rabo-de-cavalo ou trança. Eu cortei 35cm. Fiquei muito contente com o corte de cabelo e espero que isto vos inspire para doar o vosso cabelo também. Nicola van der Walt 8.ºB

EQUIPA DE GOLFE DOS PLÁTANOS VENCEU FINAL NACIONAL AÇORES 2019 A equipa de golfe dos Plátanos, constituída

pelo professor de Educação Física Marco Rios (capitão), pelo professor da atividade de futebol José Carlos Sousa, Nuno Silva e Rafael Gaspar, venceu a Final Nacional Açores 2019, do Expresso BPI, que decorreu no dia 19 de novembro, na ilha Terceira.

A equipa de golfe dos Plátanos, constituída pelo professor de Educação Física Marco Rios (capitão) e pelo professor da atividade de futebol José Carlos Sousa, venceu a Final Nacional Açores 2019, do Expresso BPI, que decorreu no dia 19 de novembro, na ilha Terceira. Nesta prova participaram as 20 melhores equipas de empresas de Portugal. O prémio foi entregue pela Secretária da Energia, Ambiente e Turismo do Governo Regional dos Açores. A equipa está agora apurada para a Finalíssima, a decorrer em Tróia, já neste mês de dezembro.

ANO LETIVO 2019-2020 | DEZEMBRO 2019


CÁ DENTRO

5

QUE SUSTO DE HALLOWEEN!

Vampiros, bruxinhas, múmias e outros seres assustadores vieram ao colégio participar nos festejos de Halloween.

Ainda durante a manhã, decorreu a Câmara dos Horrores, outro dos pontos altos do dia, preparada pelos alunos do 9º ano. Participaram apenas os alunos do 2º ciclo e dos 3º e 4ºs anos. Os que se aventuravam, assistiam a um pequeno filme de preparação, feito pelos alunos, enquanto os mais velhos os aguardavam dentro do espaço preparado para servir de templo do terror. Mascarados a preceito, e num cenário de quase escuridão, faziam barulhos e poses assustadores para lembrar que o dia 31 de outubro é uma celebração aos mortos. Houve quem aguentassem, mas também quem fraquejasse. Este ano devido à chuva, o desfile aconteceu em dois locais distintos. No pátio da Infantil, os pequeninos desfilaram acompanhados pelos alunos do 9º ano. No pátio dos alunos do 1.º ano, desfilaram os alunos do 1º ciclo. Às seis da tarde foi hora do baile. A decoração dos refeitórios e toda a preparação do baile ficou espetacular. A responsabilidade é dos alunos do 9º ano, orientados pela professora Susana Gameiro. Todos se divertem na “pista de dança”, “bar” e passatempos, sempre acompanhados pelos professores e vigilantes. Segundo ciclo até às 20h e mais velhos até às 23h.

CAMPEÃ DE JUDO BÁRBARA TIMO VISITA ALUNOS DO COLÉGIO

A vice-campeã mundial de judo Bárbara Timo visitou o nosso colégio no âmbito dos Open Days das Atividades Extracurriculares que o Colégio proporcionou no início do ano letivo. Depois de falar com os alunos sobre o seu percurso desportivo e de lhes mostrar a medalha de prata conquistada nos Mundiais de Judo que decorreram no mês de agosto em Tóquio, Japão, a atleta demonstrou algumas técnicas e golpes de judo. Os alunos gostaram bastante de estar tão perto de uma atleta vice-campeã do mundo e fizeram questão de tirar fotografias com ela e de lhe pedir autógrafos.

ALUNO DO 8.º ANO CAMPEÃO DE KARATÉ O aluno Pedro Lima Fernandes, do 8.ºA, conseguiu duas medalhas de bronze no European Karate KIMURA CUP, que decorreu em outubro na Anadia.

O aluno foi selecionado para representar Portugal no escalão 12-13 anos e conseguiu o terceiro lugar na modalidade kumite (de combate) e katas (defesa), o que constituiu um enorme motivo de orgulho não só para o aluno mas para o Colégio. Este campeonato contou com a presença de centenas de competidores de mais de uma dezena de países, concorrendo em 31 categorias. Esta é a prova mais importante do circuito KSI em 2019.

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.5


P.6

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

PADRINHOS E AFILHADOS

Todos os alunos do 1.º e do 4.º ano participaram no apadrinhamento no pátio do 1.º ciclo. Os alunos do 1.º ano sentiram-se orgulhosos e protegidos pelos do quarto ano. E os do 4.º ano sentiram-se orgulhoso por serem finalistas. Os alunos juntaram-se no pátio e as professoras fizeram um sorteio para ver quem iam ser AF_PRESS_SAUDE_VIDA_AGEAS_190X210.pdf os padrinhos e afilhados. Depois de tirarmos fotografias, 1 muitas 22/11/2019 14:49fomos para a sala e no final brincámos todos. Manuel Henriques e Rafael Fernandes, 4.ºB


CLUBE EUROPEU

7

PARTILHA NO ERASMUS DAYS

Num ambiente informal, no pátio de entrada do Colégio, alguns alunos do 9.º ano explicaram aos mais novos do 4.º ano, em que consiste o programa Erasmus+, ao qual o Colégio dos Plátanos aderiu.

A iniciativa decorreu em outubro, no âmbito do Erasmus Days, dia em que, um pouco por toda a Europa, se multiplicam as iniciativas para divulgar e promover este programa de partilha de experiências e conhecimento no âmbito da educação e formação. Os alunos participaram num vídeo para assinalar o nosso Erasmus Day. Parabéns!

À DESCOBERTA DA EUROPA

Os alunos do 1.º ciclo do Clube Europeu construíram um mapa da Europa com as suas bandeiras e capitais. Esta atividade decorreu logo no início do ano letivo, para familiarizar os alunos com o nosso continente e ter dele uma noção global. Depois disso, perceberam quais os que fazem parte da União Europeia, localizaram-nos, colaram as bandeiras nos respetivos locais, aprenderam as suas capitais e que língua falam.

DEZEMBRO SOLIDÁRIO

Durante o mês de dezembro o Colégio dos Plátanos vai abraçar várias atividades de cariz social, de forma a sensibilizar os alunos e comunidade escolar para a entreajuda e existência de obras de solidariedade social, num mês que, de uma forma ou de outra, nos parece tão emotivo e especial. As iniciativas a dinamizar são: recolha de alimentos para as crianças da Obra Padre Gregório e pijamas para as crianças internadas do Hospital de D. Estefânia. Os alunos do 6º ano estão a preparar uma Gala Solidária para apresentar aos seus pais no dia 16 de dezembro, às 18h30. À entrada, os pais serão convidados a dar um donativo para ver um espetáculo preparado com muito empenho. O dinheiro angariado reverterá na íntegra para ajudar a instituição Obra Padre Gregório, em Sintra, que acolhe meninas carenciadas. Todos os alunos estão empenhados nesta causa e todo terão um papel a desempenhar. Contamos com a ajuda de todos para tornar o Natal destas famílias e crianças mais feliz.

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.7


P.8

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ERASMUS+ MISSÃO NO CHIPRE E BÉLGICA

Vários professores do Colégio dos Plátanos participaram, neste primeiro período, em dois cursos do programa Erasmus+. No Chipre o tema foi “New Ways of Learning iPads in Action”.

PEQUENINOS LEMBRAM DIREITOS DAS CRIANÇAS

Formados os grupos de trabalho, os participantes de vários países da Europa exploraram novas ferramentas de trabalho nos iPad e novas aplicações para futura utilização em sala de aula, com vista a tornar o ensino mais ativo, mais visual e inclusivo. Na Bélgica, o tema foi “Inovação na Escola - Inclusão, Autonomia e Flexibilidade”. Os docentes contactaram com vários projetos educativos desenvolvidos neste país, em várias cidades e em escolas de vários níveis de ensino. Em ambos os cursos, a experiência foi muito enriquecedora e os conhecimentos adquiridos vão ser passados ao restante corpo docente numa formação. O Erasmus+ é um programa da Comissão Europeia, no domínio da Educação, Formação, Juventude e Desporto.

No dia em que se assinalou o Dia Internacional dos Direitos das Crianças, os alunos dos Plátanos fizeram atividades alusivas ao tema.

Os mais pequeninos da Infantil tiraram várias fotografias sobre alguns desses direitos, que foram depois compiladas num folheto distribuído em todas as salas de todos os ciclos, mas também nos serviços administrativos, contabilidade, secretaria, direção, etc. As fotografias utilizadas nesse folheto foram expostas num bonito cartaz à entrada da Infantil. Já os alunos do 1.º ciclo pintaram, em conjunto, imagens com

ANO LETIVO 2019-2020 | DEZEMBRO 2019

alguns direitos das crianças que importa não esquecer. Foi a 20 de novembro de 1959 que se proclamou mundialmente a Declaração dos Direitos das Crianças e a 20 de novembro de 1989 que se adotou a Convenção sobre os Direitos da Criança. O objetivo da data é salientar e divulgar os direitos das crianças de todo o mundo.


EM PORTUGUÊS

9

MIGUEL SOUSA TAVARES: ADVOGADO, JORNALISTA E ESCRITOR Miguel de Sousa Tavares é um escritor e jornalista que nasceu a 25 de junho de 1950, no Porto. Tem 69 anos. Tem quatro irmãos. A sua mãe, a conhecida Sophia de Mello Breyner Andersen, também foi escritora, e o pai, Francisco Sousa Tavares, era advogado. Miguel Sousa Tavares já publicou 18 livros, dois deles são para crianças: O Segredo do Rio e O Planeta Branco. Já ganhou o Prémio Clube Literário do Porto (em 2007), como também já foi galardoado com prémios de jornalismo. Durante 12 anos foi advogado, até optar pelo jornalismo, em 1980 e depois foi escritor. Publica livros desde 1994. Destacam-se, de sua autoria, os seguintes livros: Rio das Flores, Sul, Equador, Madrugada Suja e Ismael e Chopin.

Gonçalo Camões Tomás Clemente 6.º B

ESCRITOR NUNO MATOS VALENTE VISITOU O COLÉGIO Os alunos do 2.º Ciclo tiveram a oportunidade de conhecer o escritor Nuno Matos Valente, que visitou o nosso Colégio para dar a conhecer aos alunos os seus livros, destinados ao público juvenil: A Ordem do Poço do Inferno, O Tesouro do Califa e A Floresta de Metal. Esta trilogia aborda as aventuras de um grupo de amigos que pratica geocaching e que vai desvendando muitos segredos e mistérios sobre a história do Mosteiro de Alcobaça, cidade onde decorre a ação. A apresentação, que incluiu ainda uma explicação sobre o processo de escrita, cativou os alunos do princípio ao fim. No final, o autor respondeu às inúmeras questões dos nossos alunos, que manifestaram grande interesse pelas suas obras, e ainda autografou os livros por eles adquiridos.

7.º ANO PARTICIPA NA LITERACIA 3Di

Os alunos do 7.º ano participaram na primeira fase do desafio Literacia 3Di, um Campeonato Nacional de Literacia, promovido pela Porto Editora que consiste num desafio nacional dirigido aos alunos dos 2.º e 3.º

ciclos do Ensino Básico de todo o país, com o objetivo de avaliarem as suas competências em Matemática, Ciência, Leitura e Inglês. O campeonato decorre durante o ano letivo em três fases (local, distrital e nacional), com base em provas interativas disponibilizadas através de uma plataforma digital online.

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.9


P.10

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

UM POETA COM VÁRIOS POETAS Fernando Pessoa nasceu a 13 de junho de 1888, em Lisboa, Portugal. Foi educado numa escola católica irlandesa, na África do Sul.

Mais tarde, frequentou a Universidade de Cape Town, na cidade do Cabo, em 1903. Regressou a Lisboa em 1905 e matriculou-se na Faculdade de Letras onde tirou o curso de Filosofia. Abandonou a faculdade em 1907 e começou a sua carreira como poeta, escritor e tradutor, mas foi na área da poesia que mais se destacou. Ganhou vários prémios dos quais, Queen Victória Prize em 1903 e o prémio Antero de Quentall em 1934. De destacar que Fernando Pessoa tinha vários heterónimos. Um heterónimo é o nome e personagem inventados por um escritor para assinar as suas obras com estilos literárias diferentes. Alguns dos seus heterónimos eram Ricardo Reis, Álvaro de Campos e Alberto Caeiro, cujas personalidades eram distintas. Faleceu a 30 de novembro de 1935, com 47 anos, em Lisboa. A causa da sua morte foi a cirrose hepática, uma doença que costuma aparecer nas pessoas que ingerem muito álcool. Beatriz Duarte 6.º B

NA BARRIGA DA MINHA MÃE…

Os alunos do 4.º desafiaram os pais a terminarem um texto escrito por eles sobre o seu nascimento. “Estava na barriga da minha mãe, ouvia e sentia coisas. Sentia o pai a dar festinhas e ficava muita agitada, ouvia muita música e aí também me agitava. Às vezes sentia-me com muito calor e outras com muito frio. Via um fundo muito escuro e perguntava-me onde que eu estava. Até cheirava a muita comida. Tinha chegado o dia 9, quinta-feira, dia em que tudo iria mudar… Será que o sol brilhava?” “O sol brilhava muito e com o teu nascimento ainda mais! Estavas tão ansiosa que nem esperaste pelo tempo habitual de gestação. A mãe, o pai, o mano e toda a família também estavam muito ansiosos por te conhecer. Linda e perfeita chegaste às nossas vidas. Sempre muito calma e tranquila vieste encher a nossa casa com muito amor e ternura. Para sempre o dia 9 de setembro é especial, como tu, menina linda dos nossos corações!” Caetana Pardal e pais, 4º B “Tinha começado o dia 15 de dezembro de 2009 e faltava um mês para eu nascer. Estava quentinho e tu foste para um parque. Sentaste-te num banco e eu senti uma mão a tocar-te na barriga. Comecei aos pontapés e tu sentias-te bem. Voltámos para casa… Passados 30 dias, ou seja, no dia 14 de janeiro, estavas tu no banho e eu sentia a água a bater em cima da tua barriga. Nessa noite não consegui dormir. De manhã adormeci. Nessa noite ia acontecer algo excitante!” “O dia 15 de janeiro foi um dia inesquecível, o céu estava azul e o sol brilhava. Dei um passeio à beira mar e à tarde preparei a roupinha que havia de vestir. Estavas sossegadinho mas eu tinha a certeza que ia ser o teu dia. No início da noite comecei a sentir que tinha chegado a hora e lá fui eu e o pai para o hospital. Estavas com muita pressa e num instante estavas nos meus braços. O pai cortou o cordão umbilical e eu apertei-te, com muito jeitinho junto ao meu corpo. Já te amava muito, mas nesse momento senti um amor tão grande e tão forte que me fez chorar de alegria! E desde esse dia o amor que sinto por ti e pela mana cresce todos os dias ainda mais. Amo-te muito”. Francisco Pinto e mãe 4.ºB “Antes do dia tão esperado, eu sentia festinhas nos pés e dava pontapés porque estava feliz. Na ecografia aquilo magoava, elas faziam força e eu tinha de me encolher, aquilo magoava mesmo! Eu adorava ir passear porque ouvia a natureza: os pássaros era o que eu mais gostava, era tão divertido! No dia 17 de janeiro, num domingo, o momento tinha chegado…” “As dores eram suportáveis e o parto foi muito rápido. Assim que saíste, agarrei-me logo a ti e amei-te desde o primeiro momento, desde aquele primeiro abraço. Eras tão pequenina e tão fofinha que só me apeteceu nunca mais te largar. Foi um dos dias mais felizes da minha vida! Naquele dia nasceu um amor para a vida toda!” Joana Rodrigues e mãe 4ºB

ANO LETIVO 2019-2020 | DEZEMBRO 2019

A MAIOR FLOR DO MUNDO

Inspirados na obra de José Saramago “A Maior Flor do Mundo”, que estão a dar em sala de aula, os alunos do 4.º ano fizeram rimas muito bonitas.

As crianças gostam de brincar, Uma flor grande vou plantar, E água vou-lhe dar, Crescer novas pétalas para impressionar, Um jarro novo vou-lhe dar! Laura Carvalho 4.ºB Uma flor colorida É a minha preferida. Vou-me superar Para a ajudar! Catarina Neves 4.ºB É uma flor gigante, E difícil de encontrar É linda e brilhante Que só brilha com a luz solar! Matilda Santos 4ºB Ela está lá no ar Ninguém lhe consegue tocar É tão bonita, Só a quero abraçar! Rodrigo Carvalho 4ºB Olha que grande flor Água vou-lhe pôr Sol vai receber Para muito crescer. Tiago Sousa 4.ºB


CIÊNCIAS

11

ALUNOS DO 9º ANO DISSECAM CORAÇÃO NA AULA DE CIÊNCIAS Em grupos de quatro, os alunos do 9.º ano tiveram a oportunidade de ver e sentir ao vivo, aquilo que até ao momento conheciam apenas através do manual de Ciências Naturais.

Artérias, ventrículos, aurículas, veias, etc, tudo isso ganhou nova “vida” nas suas mãos, à medida que dissecavam, com um bisturi, o coração de um porco, no âmbito do estudo do sistema cardiovascular. Todos ouviam com atenção a aula para perceber como é constituído, como funciona, sentir as diferentes texturas dos tecidos e compreender como se dá a circulação sanguínea.

O AÇÚCAR QUE INGERIMOS

O açúcar está presente em muitos alimentos manipulados pelo Homem. O açúcar na fruta é a frutose, o açúcar no leite é a lactose, na cana-de-açúcar é a sacarose, etc… A quantidade máxima de açúcar que devemos ingerir diariamente é 170 gramas. São vários os perigos do açúcar para a nossa saúde: diabetes, obesidade, doenças cardíacas, fígado gordo, etc… Existem várias alternativas ao açúcar como por exemplo: maple syrup, mel, canela, stevia, açúcar de coco. Os produtos que consumimos diariamente contêm imenso açúcar, como por exemplo bolachas, refrigerantes, bebidas energéticas, nutella, gelado, hambúrgueres processados e o iogurte. Bianca Spînu, Jaime Oliveira, Lourenço Veigas, Margarida Quelhas 6ºC

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.11


P.12

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

LONTRA, O ANIMAL BRINCALHÃO

A lontra é um dos animais mais brincalhões. Podem brincar dentro ou fora de água e podem chegar a usar objetos como frutos, paus e pedras ou podem brincar na neve a escorregar.

Há várias espécies de lontras. O nome científico é Lutrinae. A lontra alimentase de peixe por isso é piscívora, mas também come répteis, micromamíferos e alguns animais invertebrados. Encontra-se na Europa, Ásia, África, numa parte sul da América do Norte e ao longo de toda a América do Sul. A lontra chegou a estar extinta e está na Lista dos Mamíferos Raros e Ameaçados do Conselho da Europa. A lontra existe nas águas continentais como rios, ribeiras, lagoas, albufeiras e muito mais. Todos os locais onde os cursos de água não sequem, que não estejam muito poluídos e em que não haja perturbação de humanos, podem abrigar as lontras. A fêmea pode ter crias todo o ano, mas a melhor altura é a primavera. O tempo que as crias ficam na barriga da mãe é de aproximadamente 63 dias, podendo nascer entre uma ou cinco crias. As crias ficam junto da mãe cerca de 13 ou 14 meses começando depois uma vida sozinhas. Os machos adultos defendem o seu território podendo haver desentendimento com os outros machos que defendem outros territórios. Estes estão relacionados com a reprodução. Por exemplo: os machos dominantes vão para territórios onde há uma ou mais fêmeas e as fêmeas vivem em áreas de alimentação que aumentam na época da reprodução para dar comida aos bebés e que tentam que as outras fêmeas não saibam pois podem querer ir para lá. Sara Câmara 5ºA

ORANGOTANGO, “PESSOA DA FLORESTA”

O orangotango é um animal nativo da Indonésia e da Malásia, podendo ser encontrado nas florestas tropicais do Bornéu e da Sumatra.

Habita no meio terrestre, deslocando-se em marcha. Porém, prefere deslocarse de galho em galho, mesmo conseguido andar na forma ereta. Por isso, o esqueleto do orangotango está adaptado à vida mas árvores. O orangotango reveste-se de pelos para manter a sua temperatura corporal equilibrada e também para se camuflar. Este animal de grande porte tem uma forma corporal com cabeça, tronco e membros. A sua alimentação varia entre fruta (especialmente figos), folhas, nozes, flores, mel e, ocasionalmente, também comem terra, insetos, ovos e pequenos vertebrados. Como é óbvio, também necessita de água para sobreviver. Por ser omnívoro este animal não se dedica muito à caça. CURIOSIDADES - O seu nome provém de duas palavras da língua Malaia que, juntas, significam “pessoa da floresta”. Alguns estudos científicos sugerem que se encontram entre os primatas mais inteligentes. O Jardim zoológico de Atlanta, nos E.U.A, tem um computador tátil, onde os seus dois orangotangos jogam habitualmente. A construção do ninho é a principal causa dos orangotangos jovens deixarem a sua mãe pela primeira vez, pois começam a praticar a sua construção a partir dos 6 meses de idade, ganhando autonomia e experiência a partir dos 3 anos. Afonso Marques 5ºA

IDENTIFICAR MINERAIS

Os alunos do 7º ano fizeram a identificação de minerais no laboratório, no âmbito da disciplina de Ciências da Natureza.

Com a ajuda de tabelas e das pesquisas feitas no iPad, os alunos identificaram biotite, calcite, estaurolite, feldspato, moscovite, olivina, quartzo, entre outras, consoante as principais características como a cor, brilho, risca ou traço, dureza, clivagem ou fratura, transparência, odor, sabor, magnetismo e efervescência.

ANO LETIVO 2019-2020 | DEZEMBRO 2019


CIÊNCIAS

13

BELUGA O CANÁRIO DO MAR

As belugas, ou baleias brancas, são um mamífero marinho. Têm uma coloração branca devido ao meio ambiente em que habitam: o Oceano Ártico e os seus mares adjacentes. Podem ser vistas na costa da Gronelândia até à região da Noruega, Alasca e Canadá. Têm uma grossa camada de gordura para os ajudar a sobreviver nas águas geladas. Podem ser vistas na costa da Gronelândia até à região da Noruega, Alasca e Canadá. Têm uma grossa camada de gordura para os ajudar a sobreviver nas águas geladas. A forma corporal da Beluga é fusa. Podem alcançar até 5 metros de comprimento e pesar em média cerca 1,5 toneladas. A cabeça é pequena e redonda com bico curto e testa grande, onde se encontra o melão, órgão que ajuda na ecolocalização, que é a capacidade de detetar a posição ou distância de objetos ou animais através de ondas ultrassónicas na água. O pescoço também é peculiar pois permite que façam certos movimentos como virar a cabeça para os lados. As belugas não têm barbatana dorsal o que as ajuda a movimentar-se melhor debaixo de água e no gelo a uma grande profundidade para encontrarem alimento. São carnívoros, mas pouco exigentes, ou seja, gostam de tudo! Comem uma grande variedade de peixes, lulas, crustáceos e polvos, mas também adoram caracóis, salmão, camarão, vermes da areia, bacalhau e linguado. As belugas engolem tudo de uma só vez. Os seus dentes só são usados apenas para agarrar e segurar presas. São uma espécie migratória. Passam o inverno junto às camadas de gelo mas quando chega o verão (degelo) vão para zonas costeiras mais quentes. As belugas são conhecidas como os canários do mar porque imitam muitos sons. São muito brincalhonas e sociáveis, pois comunicam muito umas com as outras. Simão Angelis 5.ºC

LINCE IBÉRICO, O FELINO MAIS AMEAÇADO NO MUNDO Também conhecido como liberne, gato-cravo e lobo-cerval, o linceibérico, cujo nome científico é Lynx pardinus, é um animal muito raro, endémico da Península Ibérica, isto é, existe apenas em Portugal e Espanha, e possui uma distribuição geográfica muito restrita.

Esta espécie encontra-se classificada como o carnívoro mais ameaçado na Europa e o felino mais ameaçado no Mundo, tendo sido recentemente classificado pela União Internacional de Conservação da Natureza (UICN) como criticamente ameaçado. Atualmente só está confirmada a existência de duas populações reprodutoras (Doñana e Andujár-Cardeña), e o último censo indica que os efetivos totais se situarão abaixo dos 150 indivíduos adultos. Estas duas populações estão isoladas entre si o que ainda as torna mais vulneráveis. Os animais que existem não são suficientes para a sua sobrevivência a longo prazo e os especialistas concordam que se encontra no limiar da extinção. Em Portugal os territórios de distribuição histórica da espécie, são: Sítio de Rede Natura de Monchique; Sítio de Rede Natura do Caldeirão; Parque Natural do Vale do Guadiana; Sítio de Rede Natura de Moura/Barrancos e Parque Natural Serra da Malcata. Descrição: O lince-ibérico tem uma pelagem castanho-avermelhada coberta de manchas pretas que podem ser desde pequenos pontos a riscas. Como todas as espécies do Género Lynx apresenta como características mais distintivas uma cauda pequena, pinceis nas pontas das orelhas e barbas. O peso médio de um macho adulto é de cerca de 12 Kg enquanto as fêmeas pesam em média cerca de 9 Kg. PRINCIPAIS CAUSAS DE EXTINÇÃO DA ESPÉCIE - O Lince Ibérico é uma espécie muito vulnerável, uma situação que pode ser agravada devido à destruição de habitat por incêndios florestais; escassez de alimento por surtos de doenças nas espécies presa, ou uma combinação de ambos por efeito da desertificação. Dentro das presas disponíveis nos habitats, o lince seleciona o coelho-bravo que constitui entre 80 a 100% da sua alimentação. Esta elevada percentagem varia muito pouco entre áreas geográficas e entre as estações do ano. As necessidades energéticas de um lince adulto variam situam-se entre 600-1000 kcal, o que corresponde aproximadamente à energia contida num coelho adulto. Uma fêmea com duas crias necessitará de caçar cerca de 3 coelhos por dia. A partir destes dados calcula-se que a densidade mínima de coelho para permitir a reprodução do lince será de cerca de 4 indivíduos/hectare. Outros vertebrados como roedores, lebres, perdizes e outras aves podem também ser predados pelo lince. No entanto, em níveis significativamente inferiores aos do coelho. O lince ibérico pode viver até 16 anos. Duarte Machado 5.ºB

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.13


P.14

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

CIÊNCIAS

TIGRES, PREDADORES IMPLACÁVEIS

O tigre é um dos felinos mais perigosos do mundo, mas há espécies em risco de extinção.

A distribuição geográfica do tigre vai desde a Sibéria às Ilhas de Bornéu e Sumatra, na Indonésia, continente asiático. Habitualmente, são encontrados em bosques, bambuzais, estepes e florestas húmidas. Devem viver na natureza. A forma corporal do tigre é fusiforme e tem o revestimento com pelos, que o ajudam a conservar o calor do corpo e a confundir-se com a paisagem quando espreitam uma presa ou se escondem de um predador. Cada tigre tem um padrão de riscas único, tal como as nossas impressões digitais, pelo que é possível identificar qualquer tigre através da observação das suas riscas. O tigre desloca-se no meio terrestre. Ele corre, rasteja e salta. Graças às patas acolchoadas, rasteja em silêncio até ficar bem próximo da vítima. A emboscada silenciosa é a sua principal estratégia de caça, já que são pouco rápidos a correr. São animais carnívoros, alimentam-se principalmente de leopardos, peixes, crocodilos, zebras, veados, antílopes, girafas, etc. Nascem pequenos, cegos e indefesos, mas quadruplicam de tamanho durante o primeiro mês. Já em adultos, são capazes de matar a presa com uma só patada. São tão poderosos que conseguem caçar e matar uma presa quatro vezes mais pesada que eles próprios. Também conseguem carregar uma presa duas vezes mais pesada do que eles até cerca de três metros de altura, para cima de uma árvore. Apenas cinco espécies de tigres ainda sobrevivem: o tigre de Bengala, tigre de Sumatra, tigre do sul da Índia, tigre siberiano da Índia e tigre Indochinês. Há três das subespécies de tigre que estão extintas como por exemplo o tigre cáspio (encontrado em certas regiões da antiga União Soviética, Turquia, Médio Oriente, Afeganistão e Mongólia), tigre de Java (encontrado na ilha de Java) e tigre de Bali (encontrado apenas em Bali). Maria Estrela Martins, 5.º A

PLÁSTICOS NO MAR, UM PERIGO QUE MATA

A poluição do mar devido aos plásticos é uma das maiores ameaças ao oceano. Todos os anos chegam ao oceano perto de 8 milhões de toneladas de plástico, o mesmo que despejar um camião de lixo de plástico a cada minuto.

Já existem cerca de 250 mil toneladas de plástico a flutuar no mar. Muitos animais morrem asfixiados ou porque ingerem bocados de plástico, confundindo-os com alimento. No passado mês de Maio, os países da União Europeia começaram a controlar e a impor regras quanto à quantidade de plástico consumido, através de incentivos para reduzir o seu uso e para alterar os comportamentos dos consumidores, dos produtores e dos distribuidores. Mudar esta realidade está ao alcance de todos, se deixarmos de utilizar material que só pode ser utilizado uma vez! Por exemplo, os pacotinhos de fruta que alguns de nós trazemos para os lanches só são utilizados uma vez, mas já existe uma empresa que criou pacotes desses reutilizáveis, em que nós os podemos encher com a nossa fruta feita em casa. Devemos recusar as palhinhas de plástico que os restaurantes e cafés normalmente nos oferecem! Podemos ou não utilizar ou ter a nossa própria palhinha de vidro, bambu, cartão ou metal. Também podemos deixar de utilizar garrafas de plástico! Se tivermos a nossa garrafa reutilizável ajudamos o ambiente! Para quem tem irmãos mais novos pode propor aos pais utilizarem fraldas reutilizáveis. São de pano e podem ser lavadas na máquina! Já há várias empresas que começam a ter consciência deste problema. A Nike já produz artigos 100% compostos por plástico reciclado, como por exemplo, os equipamentos das seleções mundiais. Um kit de uma seleção reutiliza cerca de 16 milhões de garrafas recicladas. A Zouri Shoes é uma marca portuguesa que faz chinelos, sandálias e ténis feitos plástico recolhido nas praias portuguesas e outros materiais sustentáveis. Matilde Simões, 5.ºC

ONDE ESTAMOS NO UNIVERSO? Com um rolo de fita preta, uma escala, imagens do Sol e planetas, os alunos do 7º ano perceberam “Onde estamos no Universo?”, nome dado à experiência que desenvolveram na aula de Físico-Química, dada na rua.

Estenderam o rolo no chão e colocaram os planetas no devido local, à escala, claro, para terem uma dimensão da distância. Feitos os cálculos, os alunos obtiveram a resposta: Nós, Terra, estamos a 150 milhões de quilómetros do Sol. E de Neptuno, o último do sistema solar, a 4508 milhões de quilómetros. ANO LETIVO 2019-2020 | DEZEMBRO 2019


15

FAÇA GOSTO NA PÁGINA OFICIAL DO COLÉGIO A C O MPA N HE, C O MEN TE E P AR T I LH E AS N OVI DADES , A S N O SSA S N O T ÍC IA S, EV E N T OS E M U I T O M AI S . /colegiodosplatanos.rinchoa

COLÉGIO DOS PLÁTANOS W W W.COLEGIODOSPLATANOS.COM

AJ U D E-NO S A CHE GA R AOS 4000 G OSTOS!

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.15


P.16

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ADULTOS: NÃO DEITEM BEATAS PARA O CHÃO!

No dia 1 de outubro, os alunos do 5.ºC participaram numa ação de limpeza de praia na Praia Grande, organizada pela Liga da Proteção da Natureza e Câmara Municipal de Sintra.

À chegada, os alunos receberam luvas, sacos do lixo, pinças e garrafas de plástico cortadas ao meio para apanhar as beatas. Para quem não tinha lanche da manhã, ou para quem quis, foram dadas maçãs e água. Das 10h00 às 12h00, os alunos apanharam todo o tipo de lixo desde pacotes de lenços de papel, cordas, plásticos, cotonetes, paus de gelados meio comidos, embalagens de sumos, etc. Ao todos foram mais 26 quilos de lixo! Os alunos do Colégio não apanharam o lixo sozinhos, pois também estava na praia uma turma da Escola Secundária Ferreira Dias. Para os pais fumadores deixamos o aviso: Não deitem as beatas para a rua pois só na praia apanhámos mais de 4.000. No final, escrevemos na areia a frase “Amar o Mar”, com as nossas luvas e tirámos uma fotografia juntos. Queríamos dizer às pessoas para tomarem mais cuidado e não deixarem tanto plástico ou lixo nas ruas pois isso fere todo o planeta. Leonor Neto e Matilde Cabeça 5.ºC

6.º ANO APELA ÀS BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS

Foi logo nos primeiros dias de aula que os alunos do 6.º ano espalharam pelo Colégio diversos cartazes feitos nas aulas de Cidadania e Desenvolvimento, no final do ano letivo passado.

Os cartazes apelam às boas práticas ambientais que todos devemos adotar no nosso dia a dia: fazer menos ruído, diminuir o consumo de energia, poupar água, separar os resíduos, utilizar transportes não poluentes, entre outros. Parabéns!

ANO LETIVO 2019-2020 | DEZEMBRO 2019


ECO-ESCOLAS

17

O MEU COMPROMISSO COM O CLIMA

Solidário com os estudantes que em todo o mundo, no dia 27 de setembro se manifestaram em prol de medidas que invertam as alterações climáticas, o Colégio dos Plátanos colocou a bandeira do Eco-Escolas a meia-haste.

Nas salas de aula, os alunos conheceram o objetivo dos manifestantes e comprometeram-se, por escrito, a mudar comportamentos que prejudicam o planeta. Pensaram: “O que está ao meu alcance fazer para travar as alterações climáticas?” Os alunos do Clube Europeu pintaram um cartaz onde seriam colocados os compromissos. Simples, mas que fazem a diferença, se forem feitos cada vez por mais pessoas: apagar a luz e a televisão quando não estão em uso... poupar água... reduzir, reutilizar, reciclar... É tão fácil... #fazerpeloclima

BANDEIRA VERDE HASTEADA NO COLÉGIO DOS PLÁTANOS O Colégio dos Plátanos hasteou, no dia 6 de dezembro, a bandeira verde do programa EcoEscolas. Os eco-delegados do ano passado receberam do diretor do Colégio e do presidente da Junta de Freguesia de Rio de Mouro, que também esteve presente, um diploma de reconhecimento pelo trabalho desenvolvido. Mas os parabéns foram para todos, isso mesmo foi frisado nas palavras do diretor do Colégio. É missão de todos aprender as boas práticas e “levá-las” para casa para que todos as possam perpetuar. Os alunos do coro cantaram o hino Eco-Escolas enquanto um professor do 1º ciclo hasteava a bandeira.

ALUNOS VISITAM GREENFEST NA NOVA SBE EM CARCAVELOS

Os eco-delegados do 3.º ciclo participaram no Greenfest, o maior evento de sustentabilidade realizado em Portugal, que este ano decorreu no campus da Nova SBE de Carcavelos.

Este evento, que funciona como uma plataforma de partilha de ideias e experiências que contribuem para um mundo mais sustentável, teve a água como tema e a importância de preservar este recurso natural. Os alunos participaram numa palestra promovida pelo Oceanário de Lisboa, numa atividade da Câmara Municipal de Cascais relacionada com a biodiversidade do Parque Natural de Sintra – Cascais, mas também se divertiram. Andaram de Segway, karts e experimentaram um simulador de surf. Conheceram uma maneira ecológica de lavar os automóveis sem água e, na visita ao eco-market, contactaram com várias ideias que promovem a sustentabilidade do nosso planeta, como por exemplo, as escovas de dentes de bambu ou a reciclagem de óleo alimentar para transformar em biodiesel. Vieram cheios de entusiasmo e ideias para implementar.

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.17


P.18

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

AS MINHAS MÃOS NA TERRA No dia 7 de outubro fui com a minha professora e os meus colegas à Serra de Sintra (Tapada do Saldanha). Cheguei à serra e recebeu-nos a Dra. Mariana com cinco voluntários, como nós, de vários países. Começámos a ouvir uma história de carvalhos e sobreiros (espécies autóctones) e outras árvores que estavam a morrer, porque as acácias da Austrália lhes tiravam a água. Então, o caçador do rei e outros amigos perceberam que a floresta estava a morrer e começaram a arrancar as acácias. Depois da história, explicaram-nos como distinguir as espécies autóctones das espécies invasoras, e também nos disseram que os bugalhos eram os ovos de vespa. Logo a seguir pusemos mãos ao trabalho. Aquela hora e meia passou a voar e quando acabámos, nem imaginam o monte de acácias. Depois de nos despedirmos, arrumámos a trouxa e voltámos ao nosso Colégio, cansados mas felizes, porque ajudámos, e nunca se esqueçam: a floresta é de todos e todos temos de a proteger. Martim Reis, 3.ºA

“FOI DIVERTIDO ARRANCAR ACÁCIAS”

Eu e a minha turma do 3.ºA formos à serra de Sintra arrancar acácias. As acácias são más para Portugal porque tiram a energia, sol, alimento e água às outras plantas, como por exemplo o sobreiro. Elas vieram da Austrália por isso são plantas invasoras. As plantas de Portugal são plantas nativas ou autóctones. Eu e os meus colegas divertimo-nos muito. Além disso, agora já sei como arrancar acácias e é muito divertido. Roda-se um bocadinho a planta, depois põe-se uma mão junto à terra e a outra mais em cima e puxa-se. Eu adorei ir à serra de Sintra. Mónica Inácio 3.ºA

LARA VENCE NOVAMENTE CONCURSO DE DESENHO A aluna Lara Chinita, do 9º ano, venceu o primeiro prémio do 11º Concurso Nacional de Desenhos Infantis sobre o Ambiente, promovido pela APCER, na categoria de 13-15 anos e apoiado pela UNICEF.

ANÁLISE DE RESULTADOS E METAS A ATINGIR

Foram já duas as reuniões do Conselho Eco-Escolas que decorreram no Colégio dos Plátanos. Apresentadas pelos alunos do 9.º ano, tal como é hábito, tiveram como objetivo a aprovação do regulamento do Conselho Eco-Escolas, da nova inscrição no programa, bem como da 1ª auditoria ambiental. Na segunda reunião foram analisados os resultados da auditoria, estipuladas as metas anuais para a elaboração do Plano de Ação e entregue um prémio a uma aluna do 9.º ano. ANO LETIVO 2019-2020 | DEZEMBRO 2019

O prémio foi entregue no início da segunda reunião do Conselho Eco-Escolas pela promotora do concurso, a APCER Associação Portuguesa de Certificação, e consistiu num cartão presente no valor de 150 euros. Esta entidade apela às crianças e jovens a manifestarem a sua preocupação com a preservação do nosso planeta, expressando a sua criatividade através da elaboração de desenhos subordinados aos temas “O Planeta Terra e o nosso Futuro” e “O Planeta Terra que eu Adoro”. Ao todo, nas três categorias, foram recebidos mais de 900 desenhos. A APCER felicita “não só os vencedores do concurso, mas todos aqueles que contribuíram com a sua criatividade, fazendo votos que participem em iniciativas futuras e que continuem a preservar o Planeta Terra”. Recorde-se que no ano passado, a Lara também foi a vencedora deste concurso na categoria de 10 – 12 anos. Muitos parabéns!


ECO-ESCOLAS

19

CELEBRAR A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL 16 de outubro é o Dia Mundial da Alimentação. Um pouco por todos os ciclos, os alunos fizeram muitas atividades. O desperdício alimentar foi o tema geral apresentado à comunidade. As atividades realizadas no âmbito do Dia Mundial da Alimentação foram muito diversificadas, desde trabalhos de expressão plástica a sumos naturais e espetadas de fruta. No segundo ciclo os alunos trabalharam este tema do programa Eco-Escolas também nas aulas de Ciências Naturais através de cartolinas sobre o tema abrangendo vários assuntos, como a importância dos nutrientes, os perigos do açúcar, sugestões de lanches saudáveis, etc. Os trabalhos, feitos em grupo, foram depois expostos no corredor das aulas. O tema geral do Eco-Escolas apresentado à comunidade escolar no pátio de entrada foi o desperdício alimentar. Em Portugal, desperdiça-se cerca de um milhão de toneladas de alimentos por ano e a maior parte tem origem nas casas dos consumidores com consequências a nível económico, ambiental e social. Foram dadas várias sugestões de como combater este desperdício nas nossas casas, ou seja, como aproveitar pão duro, fruta madura, legumes, queijo, etc.

8ºANO ELABORA FOLHETOS SOBRE ALIMENTAÇÃO

Os alunos do 8.º ano elaboraram folhetos sobre alimentação saudável, num projeto interdisciplinar de Cidadania e Desenvolvimento e Inglês.

Divididos em grupos, tinham que abordar diversos conteúdos relacionados com o tema, tais como a roda dos alimentos, alimentação mediterrânica, benefícios da prática de exercício físico, sugestões de refeições saudáveis, etc. Em português e em inglês. O objetivo é espalhar a mensagem. Por isso, os grupos que tiverem os melhores folhetos vão apresentá-los às turmas de 6.º ano. Os trabalhos ficaram espetaculares. Os alunos conseguiram sintetizar a informação e organizá-la em designs bastante apelativos. A educação alimentar é um dos temas abordados em Cidadania e Desenvolvimento para o 8.º ano.

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.19


P.20

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

UMA VIAGEM AO TEMPO DE D. JOÃO V

Os alunos do 6ºano foram a uma visita de estudo ao Convento de Mafra, no âmbito da disciplina de História e Geografia de Portugal. Ao longo da visita, fomos acompanhados por uma guia que nos levou a diversos sítios como: quarto feito para o rei D. João V no qual não chegou a habitar pois morreu no ano em que foi inaugurado, quarto da rainha D. Maria Ana de Áustria, a biblioteca com cerca de 36.000 volumes, a sala de caça onde eram guardadas as cabeças de animais como o javali e o alce, a sala amarela onde tudo era amarelo, … até visitámos a sala do trono! Também descobrimos que o rei e a rainha se encontravam duas vezes por semana e que o rei visitava o palácio todos os anos no seu aniversário antes de ser inaugurado. Este monumento é constituído por um convento, um palácio e uma igreja, tendo demorado cerca de 33 anos na construção, por iniciativa de D. João V. Na nossa visita chegamos a percorrer uma distância de 1.5 km! Bianca Spînu e Isabela Borlido, 6ºC

ALUNOS DO 8.º ANO VISITAM O FESTIVAL BD DA AMADORA

O Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora, que este ano assinalou o 30º aniversário, deu especial destaque a Batman e Stan Lee.

A visita àquele que é o festival mais antigo do género no país foi organizada pela professora de Educação Visual do 3.º ciclo, Susana Gameiro, e destinou-se aos alunos do 8.º ano. O objetivo foi explorar diferentes artistas de BD e as mais variadas técnicas gráficas e visuais desse universo. No Fórum Luís de Camões, os alunos visitaram diversas exposições, com destaque para o “80.º Aniversário de Batman”, e “Stan Lee - O Mito e as Criações”, que revelou o processo criativo e o impacto de um dos pais dos personagens Marvel. Os alunos também viram a exposição “30 anos, 30 cartazes”, que apresentou os cartazes que, ano após ano, promoveram o evento.

HISTÓRIA (DIVERTIDA) DE LISBOA Os alunos do 6.º ano visitaram o “Lisboa Story Center”, no âmbito da disciplina de História e Geografia de Portugal. Foi uma visita interativa, pois deram-nos fones de ouvido a explicaramnos a história de Lisboa de uma forma divertida. Simularam o terramoto de 1 de novembro de 1755 (o terramoto mais forte de Portugal e dos mais fortes do mundo, onde decorreu um marmoto e inúmeros incêndios). E também conhecemos Sebastião José de Carvalho e Melo, mais conhecido por Marquês de Pombal. Ele explicou-nos a sua história e fizemos-lhe várias perguntas: sobre o que demos nas aulas e algumas curiosidades! O Marquês de Pombal ensinou-nos como fazer a vénia e disse-nos que na sua época era feio mostrar os dentes e era errado as senhoras mostrarem os calcanhares! Recomendamos esta visita a todos!

Sofia Veiga e Victória Borlido 6ºC

ANO LETIVO 2019-2020 | DEZEMBRO 2019


VISITAS DE ESTUDO

21

SER BOMBEIRO POR UM DIA

Fazer uma visita de estudo a uma corporação de bombeiros é êxito garantido. Mas esta excedeu as expectativas de todos os alunos do 4.º ano dos Plátanos, que tiveram a oportunidade de experimentar o que é o trabalho de um bombeiro. Visitaram a corporação de uma ponta à outra: salas de comando, camaratas, refeitório, tudo! Seguiu-se uma explicação do porquê dos diferentes fatos e capacetes, que tiveram a oportunidade de experimentar. A visita melhorava a cada minuto! No mesmo espaço, ali junto aos fatos, foi só virar costas e deram com os carros de intervenção, vários. Ambulâncias, veículos de combate aos incêndios, urbanos e florestais, dos mais pequenos àqueles enormes que passam na rua, em grande velocidade, com a sirene a apitar. Um colosso! Quando perceberam que iriam andar num dos gigantes vermelhos ficaram eufóricos! De capacete na cabeça, instalaram-se no carro para uma volta dentro do quartel. Com a sirene e tudo! Haverá coisa melhor? Não há. Enquanto isso, outro grupo experimentava manusear as mangueiras. Não é fácil… Com os voluntários sempre ali, apontavam para o alvo, mas mudavam-no sempre que o gigante vermelho regressava da volta. Apontavam aos vidros para “molhar” os colegas, que, lá dentro, riam e gritavam de felicidade! Na atividade que se seguiu o assunto ficou mais sério. Os alunos aprenderam a fazer suporte básico de vida. Como o boneco do quartel não respondeu à chamada dos alunos e também não respirava, os alunos começaram de imediato

as manobras. Todos sabem que podem salvar vidas. Quinze compressões no caso das crianças e 30 no caso dos adultos. Todos fizeram, todos aprenderam. A vítima sobreviveu. Aliviados, seguiram para o avião do quartel. Avião? perguntaram os alunos. Sim, avião. A corporação de São Pedro de Sintra está equipada com uma cabina de avião para se treinarem os saltos para a manga de evacuação em caso de aterragem de emergência. Sentados nas poltronas, de cintos apertados, a emoção crescia e todos ouviram as explicações. Com atenção! O salto para a manga tem regras. Os alunos ouviram e estiveram à altura do desafio. Ninguém ficou para trás! Mudança de grupos. Os alunos foram apagar fogos e neste momento, o entusiasmo misturou-se com um nervoso miudinho. O assunto era mais sério. Mas nada a temer, os voluntários não os largavam. Com as labaredas mesmo à frente, os alunos apontavam o jato forte e branco e num fechar de olhos estava o pequeno incêndio dominado, como se diz nas notícias dos fogos. Por um minuto, todos se sentiram bombeiros a sério, não foi a brincar. A missão estava terminada. Era hora de voltar ao Colégio. Melhor dia de sempre!

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.21


P.22

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

“OBRIGADA, IREI CONFIAR EM VOCÊS!” Hoje foi a minha melhor visita com a escola. Fomos aos bombeiros, quem nos recebeu foi o Júlio, a Lena, o Diogo, a Sandra, o Hugo, a Carolina e o Tiago. Foram todos muito simpáticos, quem tinha medo eles ajudavam a fazer. Eu hoje amei a minha visita, até me ensinaram a combater fogos, foi incrível! Até vou implorar à minha mãe para ir para os bombeiros infantes. É a melhor esquadra de sempre: São Pedro de Sintra! Joana Rodrigues

Como forma de agradecimento pela forma como foram acolhidos nos Bombeiros de São Pedro de Sintra, os alunos do 4.ºB ofereceram à corporação um pequeno livro com desenhos e algumas notas…

Gostei muito da visita, gostava muito de ir outra vez. Gostei muito de apagar os fogos, fazer reanimações, da manga e de outras coisas. Gosto muito do vosso trabalho. Caetana Pardal O Júlio e a Carolina mostraram-nos os fatos e ensinaram-nos a fazer suporte básico de vida. A Helena segurava o extintor enquanto nós disparávamos para o fogo que o Diogo punha num metal com cuidado. O Tiago conduzia o camião para nós andarmos e o Hugo fez-nos divertir no avião. A Carolina e a Sandra fizeram-nos disparar nas mangueiras. Noa Marques

Obrigado aos bombeiros que nos deram a oportunidade de ir ver muitas partes do quartel. Manuel Henriques Obrigado a todos por me ajudarem a fazer as atividades com muletas. Foram todos muito acolhedores e trataram muito bem de mim. Beijinho. Sara Pinheiro Eu adorei muito porque todos os bombeiros foram muito fixes e também porque há gente que não tem a oportunidade de ver o avião, os fogos, o camião e o suporte básico de vida. Obrigado. Eu irei confiar em vocês! Rafael Fernandes Obrigada pela visita e por nos mostrarem e explicarem os diferentes carros (Lena e Tiago). Na parte da reanimação obrigada por me explicarem um bocadinho melhor e Sandra, por pores a música “brincar a reanimar”. Obrigada pela parte do avião e do camião… Eu adorei. Obrigada Tiago, Hugo, Carolina e Júlio. Mariana Videira Muito obrigada por nos mostrarem como é o vosso trabalho. Eu achei que foi muito divertido. Adorei! Beijinhos.Matilda Santos

DE OLHO NAS ESTRELAS

Os alunos do 3.º ano fizeram uma visita de estudo ao Planetário de Lisboa, no âmbito da disciplina de Estudo do Meio.

Saí do Colégio super entusiasmada com a visita de estudo ao Planetário. Estava muito feliz, não conseguia pensar noutra coisa. Ao sair, já estava a perguntar para mim mesma: “Quanto é que falta? Já chegámos?”. Isto porque eu adoro planetas. Quando chegámos, entrámos numa sala e sentámo-nos numas cadeiras inclinadas. Ao chegarem todos, as luzes apagaram-se e na cúpula branca que se via, mesmo por cima de nós, apareceram vários pontinhos brancos. Eram estrelas. Brilhantes e cintilantes, fantásticas. “Uau, é lindo!” Suspirámos todos. Vimos várias coisas como estrelas, planetas e constelações do sistema solar. Aprendemos coisas sobre os planetas, mas também que não são só estes que fazem parte do nosso sistema solar. Ainda há um outro, que é o Plutão, que é considerado um planeta anão. Mas destes ainda há muitos. Na cúpula também vimos constelações. As vermelhas de antigamente e as brancas de agora. A Ursa Maior e a Ursa Menor são duas das constelações mais conhecidas, porque esta última tem uma estrela muito conhecida e importante: a estrela polar. Há muitos anos atrás, não havia mapas ou coisas do género, por isso de noite as pessoas usavam esta estrela para se orientarem e de dia usavam o sol. Oriana Floris, 3.ºB No Planetário de Lisboa, os “meninos” que estavam projetados na cúpula disseram-nos muitas coisas. Como os planetas são por dentro e como Marte tem o chão vermelho… As constelações eram muitas: havia a Ursa Maior e a Ursa Menor. Na cauda da Ursa Menor há uma estrela muito importante, a estrela polar, aquela que indica o Norte e guiou os três Reis Magos até ao menino Jesus. Margarida Rodrigues, 3.ºB Aprendi que a estrela polar está na cauda da Ursa menor e que o sol é maior do que o planeta Terra e do que a Lua. A Lua não tem luz própria porque ela funciona como um espelho que reflete a luz do sol. Ela é feita de pedra e quando os asteroides chocam com ela, ela fica com cada vez mais crateras e essas crateras ficam lá para sempre. No final ouvimos uma trovoada e depois fomos lanchar. Do que eu gostei mais foi de ver as estrelas e ouvir a trovoada no final. Do que eu gostei menos foi quando a Carlota gritou quando ouvimos a trovoada. Na visita de estudo eu senti-me feliz, alegre e empolgada. Diana Freire, 3.ºB ANO LETIVO 2019-2020 | DEZEMBRO 2019


VISITAS DE ESTUDO

23

DESAFIOS SONOROS NA GULBENKIAN EU COMPOSITOR?

Os alunos do 5º ano participaram na Oficina “Eu Compositor?”, da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Foram convidados a explorar os mecanismos da criatividade musical compondo para a sua própria orquestra. A inspiração foi a música tocada pela Orquestra Gulbenkian, e as novas composições foram estreadas e gravadas no próprio dia. Trabalhando em equipa, os alunos exploraram as características dos sons (timbre, altura, intensidade e duração) e combinaram-nos para dar origem a novas ideias.

À DESCOBERTA DE LEGRAND E WILLIAMS

Os alunos do 6º ano assistiram a um concerto comentado na Fundação Calouste Gulbenkian. Neste concerto com a duração de uma hora, e intitulado “As Orquestras usam guarda-chuvas?”, os alunos ouviram duas peças dos compositores Legrand e Williams, comentadas por um dos elementos da Orquestra. A primeira peça foi “Os Guarda-chuvas de Cherburgo”, suite para harpa e orquestra de Michel Legrand, e a segunda foi “Aventuras da Terra” suite de E.T. O Extraterrestre, de John Williams. O concerto teve lugar no Grande Auditório da Fundação e constituiu uma excelente oportunidade para os alunos de contacto com a música erudita. .

www.englishacademy.pt

INGLÊS+ =SUCESSO 219 161 900

info@tea.pt JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.23


P.24

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ESPETADAS DE FRUTA NO DIA DA ALIMENTAÇÃO No Dia Internacional da Alimentação, os alunos da Infantil e Educação Pré-Escolar fizeram várias atividades relacionadas com este tema tão importante. Ouviram a história da lagartinha comilona, fizeram trabalhos muito bonitos e deliciosas espetadas de fruta.

PINTURAS ORIGINAIS Os alunos da Educação Pré-Escolar fizeram desenhos em spray reutilizando uma embalagem. Outra das ideias utilizadas, esta muito ecológica, deu nova vida às recargas das canetas de feltro que já não pintavam. Mas se colocadas em frasquinhos com álcool ganham uma nova vida nos desenhos dos meninos. Parabéns!

ANO LETIVO 2019-2020 | DEZEMBRO 2019


INFANTIL

25

PLANETA LIMPO, COM FILIPE PINTO

Filipe Pinto, o antigo vencedor do concurso “Ídolos”, veio ao Colégio dos Plátanos apresentar o seu livro e disco “Planeta limpo do Filipe Pinto”, que fala sobre a importância da redução, reutilização e reciclagem dos resíduos, bem como da utilização de energias renováveis. O cantor aproveitou a sua formação em Engenharia Florestal para criar canções “amigas” do ambiente, com uma vertente pedagógica muito forte. No final, autografou os livros dos alunos.

MATEMÁTICA DIVERTIDA

A Matemática foi o tema do primeiro módulo FastracKids deste ano e os alunos adoraram aprender números, formas e padrões de uma forma divertida. Reconhecer formas geométricas em objetos do dia-a-dia foi um desafio interessante para os FastracKids. Os alunos identificaram as formas dos objetos, o que os ajudará a reconhecer e categorizar padrões e sequências. Isso é matemática! Depois disso, escolheram formas geométricas de um jogo de peças e desafiaram os colegas a encontrar objetos na sala com a forma escolhida. Noutra aula exploraram padrões e sequências. Identificaram-nas em conjuntos de animais, cores e formas no Ecrã Interativo da Estação de Aprendizagem. E para consolidar este novo conhecimento, organizaram várias sequências, como um colar de peças, um padrão sonoro e um padrão de gestos entre todos os meninos da sala.

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.25


P.26

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

CASTANHAS QUENTINHAS No dia de São Martinho, os mais pequenos fizeram o seu Magusto com pacotinhos ecológicos, feitos com a ajuda dos papás. Foi aí que colocaram as castanhas que comeram. Ouviram também a história da Maria Castanha, uma menina da cor da castanha que vem de África. Descobre que ter amigos é bom e comer castanhas quentinhas também. Os meninos aprenderam que existem meninos com aspeto diferente porque têm origem em continentes diferentes, mas que todos têm os mesmos direitos.

QUE LINDA HORTA!

A horta dos alunos da Educação Pré-Escolar, todos os dias recebe muitos mimos dos meninos. Não admira que os legumes estejam tão lindos e viçosos. Parabéns!

ANO LETIVO 2019-2020 | DEZEMBRO 2019


INFANTIL

27

AS CORES DO OUTONO

P.27

O outono inspirou os alunos da Infantil e Educação Préescolar nos trabalhos da sala e projetos educativos: as cores da estação, os animais, as frutas e as folhas, claro. Os alunos da Infantil 1 tiveram ainda a oportunidade de provar diospiro, trazido pela mãe de um dos meninos. As salas ficaram lindas!

DESENHAR FORMAS E SIMETRIAS

Aproveitando o tema das folhas do outono, os alunos da Educação Pré-Escolar desenharam as simetrias.

Presentes no quotidiano e natureza, são conceitos que visam organizar o espaço de uma maneira funcional e estética, com importância na futura aprendizagem da matemática e artes, por exemplo. Também fizeram trabalhos relacionados com as quantidades: muito, pouco, nada.

É NATAL!

Ainda o dezembro vinha longe quando os pequeninos começaram a preparar o seu Natal. Desenhos de renas, pinheiros, bolas e Pais Natal feitos das mais diversas maneiras tornaram as salas ainda mais bonitas. Parabéns. E boas festas! JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL


P.28

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

A FECHAR FICHA TÉCNICA

PAI NATAL, TEATRO E CINEMA Os últimos dias de aulas vão ser recheados de diversão. Os mais pequeninos da Infantil e Educação Pré-Escolar vão ao Casino Estoril assistir à peça de teatro “Shrek, o Musical”. Os alunos do 1º ciclo vão ao Teatro Politeama assistir ao musical “Rainha da Neve”, uma adaptação original de Filipe La Féria, do conto de Hans Christian Andersen. No 2º e 3º ciclo os alunos vão ao cinema ver o “Missão Yeti” e “Jumanji 2” respetivamente. Ainda no último dia de aulas, o Pai Natal vem ao Colégio distribuir presentes aos meninos que se portaram bem. Apenas para a Infantil e 1º ciclo. Bom Natal!

UM NATAL CHEIO DE ATIVIDADES O colégio tem preparadas para os alunos de todos os ciclos diversas atividades para o período de férias de Natal. Yoga, costura, zumba, manualidades, laboratório, cinema, jogos de tabuleiro, xadrez, atividades desportivas entre outros. Estão ainda previstas algumas saídas do colégio para visitar o “Reino do Natal”, em Sintra e o parque de trampolins UpUp.

Siga o quotidiano das atividades desenvolvidas pelos nossos alunos no nosso site e página de facebook!

Boas férias para todos! ANO LETIVO 2019-2020 | DEZEMBRO 2019

Direção: Rui Curica Coordenação: Ana Catarina Guerreiro Edição: Ana Catarina Guerreiro e Luís Ferreira Corpo Docente: Educação Pré-Escolar Educadora Sara Antunes 1º Ciclo - Prof.ª Cátia Rodrigues 2º Ciclo - Prof.ª Sara Alves e Prof.ª Diana Damião 3º Ciclo - Prof.ª Judite Centeno e Prof.ª Gracinda Alves Assistentes de redação: Iris Vieira e Rafaela Pedro 8ºA Redação: Alunos Grafismo e Paginação: Luís Ferreira Tiragem: 200 exemplares Impressão: Colégio dos Plátanos Propriedade: Colégio dos Plátanos Avenida dos Plátanos, nºs 2 a 8 Rinchoa 2635-544 Rio de Mouro Telefone: 219178200 Fax: 219171820 WWW.COLEGIODOSPLATANOS.COM

Profile for Colégio dos Plátanos

Colégio dos Plátanos | 1ª Edição do Jornal - Ano lectivo 2019-20  

Colégio dos Plátanos | 1ª Edição do Jornal - Ano lectivo 2019-20  

Advertisement