__MAIN_TEXT__

Page 1

Ano letivo 2018-2019 | 1 Plátano | Dezembro 2018

ETC &TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS W W W. C O L E G I O D O S P L ATA N O S . C O M

/colegiodosplatanos.rinchoa

ALUNOS DESAFIAM PAIS A PRÁTICAS MAIS ECOLÓGICAS

NESTA EDIÇÃO: Cá dentro: A ensinar há 35 anos... ........

3

Cidadania: Dizer olá com as mãos ........

7

Eco-escolas: Sustentabilidade no festival Greenfest ..................................

10

Português: Interpretar a arte .................

13

História: A origem dos lusitanos ...........

17

Clube Europeu: “Europa, Casa da Democracia” .......................................... 18 Ciências: Onde estamos no universo? ..

20

Visitas de Estudo: Vamos à quinta ........

23

Infantil: Criatividade e Economia .........

28

A Fechar: Pai Natal, teatro ...................

31

NOTA DA REDAÇÃO Nesta edição incluímos publicidade. O contributo desta reverterá para a Viagem de Finalistas dos alunos do 9º ano, a realizar na interrupção letiva da Páscoa de 2019. Agradecemos a todos os que aderiram a esta iniciativa.

Os alunos do Colégio dos Plátanos vão lançar um desafio ecológico aos pais: ao longo do ano letivo terão que fazer prova, através de fotografias, por exemplo, das suas boas práticas ambientais em casa. O objetivo é melhorar os resultados da primeira auditoria Eco-Escolas. P.02

LARA CHINITA VENCE CONCURSO DE DESENHO

DEZEMBRO SOLIDÁRIO

8º E 9º ANOS VISITAM CENTRO CIÊNCIA VIVA

A aluna do 8º ano venceu o 10º Concurso Nacional de Desenhos Infantis sobre o Ambiente na categoria de 10-12 anos, cujo objetivo é sensibilizar as crianças e jovens de todo o mundo para a importância da preservação do planeta e da sustentabilidade.

Durante o mês de dezembro, o Colégio dos Plátanos vai abraçar várias atividades solidárias: recolha de alimentos, roupa e pijamas para ajudar as crianças da Obra Padre Gregório e associação Crescer Bem, do Hospital de D. Estefânia.

Numa visita realizada no âmbito da disciplina de Ciências Naturais, foram abordados vários aspetos: ótica, luz, som, bactérias etc. Houve ainda tempo para o baloiço e bicicleta voadora.

P.10

P.19

P.23


P.2

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

A ENSINAR HÁ 35 ANOS

Os alunos de todos os ciclos cantaram os parabéns ao Colégio dos Plátanos, que comemorou 35 anos…

A festa fez-se no intervalo da manhã. O diretor percorreu todos os ciclos para cantar com os alunos os parabéns ao colégio. Sete enormes bolos de chocolate fizeram as delícias dos miúdos. Antes de soprar as velas, acompanhado do respetivo coordenador de ciclo, o diretor fez questão de salientar que os parabéns não são só para a instituição, mas para todos os que dela fazem parte e lhe dão a vida: os funcionários e sobretudo os alunos. Para todos, muitos anos de vida!

COLÉGIO BRILHA EM TORNEIO DE GOLFE

A equipa de golfe do Colégio dos Plátanos sagrou-se vice-campeã nacional de empresas no Torneio Expresso BPI, ficando a apenas um ponto da equipa vencedora. A Finalíssima do Expresso BPI Golf Cup 2018 para empresas decorreu no Vidago Palace Golf Course e foi o culminar de um torneio composto por mais de 380 equipas no início da prova. A equipa do Colégio dos Plátanos, composta por Marco Rios, José Carlos Sousa, (professores no Colégio), Nuno Silva e Nuno Rafael Mota foi uma das quatro apuradas para a Finalíssima ficando a apenas um ponto da equipa vencedora. Já no ano passado, a equipa ficou em terceiro lugar na Finalíssima, conseguindo este ano o ‘upgrade’ para vicecampeã nacional. “À terceira será de vez”, afiança o capitão Marco Rios. “No primeiro dia ficámos muito atrás, no segundo, fizemos uma grande recuperação, mas tivemos de ir atrás do prejuízo e ficámos um tudo nada curtos.” Parabéns!


CÁ DENTRO

3

TER ANIMAIS, MAS COM RESPONSABILIDADE!

No Dia do Animal, que se assinalou no dia 4 de outubro, a Associação Animais de Rua veio ao colégio sensibilizar os alunos do 1ºciclo para a responsabilidade de ter um animal. As técnicas desta associação trouxeram um cão e um gato e falaram aos alunos sobre os valores e respeito a ter para com os animais. Proporcionar-lhes bem-estar, nomeadamente no que diz respeito à alimentação, cuidados veterinários e exercício físico, não os abandonar e em vez de comprar, adotar nas várias associações que existem para esse efeito. As técnicas leram ainda o livro “Pimpão - Uma história de Amizade”, um livro solidário, que transmite aos mais pequenos os valores do respeito e compaixão pela vida animal. Alguns alunos compraram o livro, cujas receitas de vendas serão utilizados na esterilização e tratamento de animais em todo o país, promovido pela Associação Animais de Rua.

ALUNOS DO COLÉGIO EM TORNEIO DE XADREZ DOS 8 AOS 88 ANOS Eu, o Francisco, o Simão e o Tiago, alunos do 4º ano do Colégio dos Plátanos participámos, no dia 4 de novembro, num torneio de xadrez no Shopping Center de Massamá, organizado pelo professor e campeão de xadrez Carlos Carneiro.

Este torneio contou com a presença de crianças sub 8 até a um campeão internacional com 88 anos. Seis rondas, 24 jogadores, com 10 minutos de jogo compuseram o torneio. O que mais me impressionou foi que alguns jogadores deram o jogo como terminado pois sabiam que seria impossível defender o cheque mate que ia acontecer algumas jogadas depois. O primeiro lugar foi para o mestre internacional de 88 anos e o segundo lugar foi o mestre nacional de 76 anos. Como podem ver, o xadrez não tem idade. Gustavo Dias e Tiago Pinheiro 4ºB

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.3


P.4

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

2º E 3º CICLOS JÁ TÊM MINDFULNESS

Alunos do 2º e 3º ciclos tiveram este primeiro período as suas primeiras sessões de Mindfulness. Os benefícios são imensos. Aprendem a controlar a respiração e percebem, de imediato, o enorme bem-estar que isso lhes trás.

De olhos fechados, corpo direito e braços em cima da mesa, respiram fundo. Concentram-se e percebem que se o fizerem em momentos de maior ansiedade, nervosismo ou até num regresso à sala de aula depois de um recreio animado, estas técnicas os podem ajudar. Em português, Mindfulness significa atenção plena, e refere-se à capacidade de focar os pensamentos apenas no momento presente. Estas sessões irão decorrer uma vez por período para os alunos do 2º e 3º ciclos e quinzenalmente para os alunos do 1º ciclo.

AULAS KAHOOT

Os alunos do 1º ciclo adoram consolidar os conhecimentos das matérias com os desafios Kahoot, uma plataforma digital que usam através dos tablets, com uma forte componente lúdica. De acordo com o que pretende “avaliar”, o professor constrói um questionário com escolha múltipla a que os alunos devem responder no seu tablet. Ganha quem responder acertadamente no menor espaço de tempo. Eles adoram!

PEQUENOS CINEASTAS Os alunos do 3ºB construíram nos tablets um filme animado em 3D, através de uma aplicação. Este projeto permitiu-lhes desenvolver as capacidades de construção de história (introdução, desenvolvimento e conclusão), escolha de cenários, personagens e diálogos, gravados com a sua própria voz. No final, apresentaram o mini-filme à turma. Foi espetacular!

ANO LETIVO 2018-2019 | DEZEMBRO 2018


CÁ DENTRO

5

TRABALHOS AUTÓNOMOS TAMBÉM EM INGLÊS Os alunos da turma do 4ºB têm feito trabalhos autónomos muito criativos para a disciplina de Inglês. As cartolinas expostas na sala estão lindas e abrangem vários temas como as estações do ano, as festividades, partes da escola, disciplinas etc.

COLÉGIO PREMEIA MELHORES ALUNOS

No início do ano letivo, os melhores alunos do 9º ano do ano passado receberam do Diretor do Colégio um cheque-presente da Fnac. Um por um, foram chamados pelo coordenador de ciclo, Professor João Henriques, para receber do Diretor do Colégio um cheque-prenda da Fnac, recompensa pelo excelente desempenho escolar. Os valores oscilaram entre os 100 e os 275 euros. A assistir à cerimónia estavam todos os colegas do 3º ciclo. Parabéns a todos!

ALUNOS DOS PLÁTANOS PARTICIPAM EM ESTUDO DA OCDE

O Estudo sobre Competências Sociais e Emocionais conta com a colaboração de jovens de 10 países. Em Portugal, só o concelho de Sintra participou.

Este estudo está a ser levado a cabo pela Organização de Cooperação de Desenvolvimento Económico em parceira com a Câmara Municipal de Sintra, Fundação Calouste Gulbenkian e Ministério da Educação. Irão ser analisadas as respostas anónimas de jovens de 10 e 15 anos de países como a Colômbia, Estados Unidos da América, Canadá, Itália, Finlândia, Rússia, Coreia do Sul, China e Turquia. No nosso colégio participaram alguns alunos do 5º ano, que cumpriam os requisitos da OCDE. A organização vai avaliar 15 competências, de cinco grandes domínios: Capacidade de realização; Regulação Emocional; Colaboração; Abertura de espírito; Relação com os outros; e um sexto domínio, que abarcará Competências combinadas. Cada domínio albergará várias competências, nomeadamente responsabilidade, persistência, autocontrolo, resistência ao stress, empatia, confiança, tolerância, curiosidade, energia, assertividade ou pensamento crítico. O estudo teve início em 2016 e a conclusão está prevista para dezembro de 2020.

MISSÃO: 2º CICLO

No primeiro dia de aulas, os alunos do 2º ciclo receberam as boas vindas do Diretor do Colégio.

Seguiu-se a coordenadora de ciclo que apresentou o corpo docente e explicou aos meninos algumas regras de funcionamento do colégio. Os alunos têm um acompanhamento constante por parte da equipa do Colégio, constituída não só por professores, mas vigilantes e gabinete psicopedagógico, com o objetivo de alcançarem a sua autonomia.

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.5


P.6

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

CÁ DENTRO

OPEN WEEK DEU A CONHECER ATIVIDADES Durante uma semana, os alunos do Colégio dos Plátanos tiveram a oportunidade de experimentar as atividades extracurriculares que o Colégio disponibiliza.

Uma boa maneira de mostrar cada uma delas aos alunos para que fizessem uma escolha consciente. A Open Week foi aberta aos pais para que eles também pudessem ajudar na decisão. As atividades extracurriculares são: futebol, robótica, xadrez, judo, karaté e capoeira, ginástica desportiva, teatro, hip-hop, dança e ballet, orquestra, piano e guitarra, esgrima, golf, mini-ténis, natação, parkour, Atelier das Artes e Inventores.

ANO LETIVO 2018-2019 | DEZEMBRO 2018


CIDADANIA

7

DIZER OLÁ COM AS MÃOS No Dia Nacional da Língua Gestual Portuguesa, que se assinalou no dia 16 de novembro, os alunos do 1º Ciclo conheceram o alfabeto manual e aprenderam a dizer algumas palavras. Esta língua é produzida por movimentos das mãos, do corpo e por expressões faciais. Na fotografia, os meninos dizem “Olá” enquanto a turma bate palmas a esta iniciativa que pretende promover o respeito dos direitos das pessoas surdas! Bravo!

GARANTIR A IGUALDADE

O Dia Internacional das Pessoas com Deficiência comemora-se anualmente a 3 de dezembro.

E BUDA CAIU DE VERGONHA

Os alunos do 7ºano estão a concluir projetos no âmbito da disciplina de Cidadania relacionados com a igualdade de género, interculturalidade e Direitos das Crianças na vertente da Educação.

Assistiram ao filme iraniano “E Buda Caiu de Vergonha” que conta a história de uma menina de seis anos que, por querer frequentar a escola, desafia as leis de uma sociedade regida para e pelos homens, no Afeganistão contemporâneo. Ao filme sucedeu-se uma apresentação direcionada para os perigos da falta de escolaridade e da desigualdade de género, sobretudo nos países islâmicos.

Realiza-se desde 1998, ano em que a Organização das Nações Unidas (ONU) avançou com a convenção sobre os direitos das pessoas com deficiência. A data tem como principal objetivo a motivação para uma maior compreensão dos assuntos relativos à deficiência e a mobilização para a defesa da dignidade, dos direitos e do bem-estar destas pessoas. Cada ano, o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência tem um tema específico, que pauta as atividades e eventos deste dia. Em 2018 o tema é “Ajudar pessoas com deficiência e garantindo a igualdade”. Este tema chama atenção para os 30 objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU a serem alcançados em 2030 e como estes objetivos podem criar um mundo mais agradável para as pessoas com deficiência. Ninguém merece ser julgado por género, sexo ou deficiências. Todos têm os mesmos direitos e deveres. Somos todos seres humanos. Joana Santos 5ºB

MENINOS VS MENINAS

No Dia da Igualdade Salarial, que se assinalou no dia 2 de novembro, os alunos do 2º ano perceberam a importância de assinalar este dia. A pedido do professor, dois alunos recolheram o mesmo número de cadernos dos colegas. Em troca, o menino “recebeu” 10 euros e três bombons, enquanto a menina “recebeu” apenas 5 euros e um bombom. Injusto!

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.7


P.8

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

BANDEIRA VERDE HASTEADA NO COLÉGIO DOS PLÁTANOS Pelo 11º ano consecutivo, o Colégio dos Plátanos hasteou em outubro a bandeira verde do programa Eco-Escolas. Os ecodelegados receberam do diretor do Colégio um diploma de reconhecimento pelo trabalho desenvolvido no ano passado.

ALUNO RECEB

No breve discurso que fez, o diretor chamou a atenção para a importância de todos assumirmos um papel de proteção ambiental, nomeadamente na aplicação “da política dos 3R´s: reduzir, reutilizar e reciclar”. Os alunos do coro cantaram o hino Eco-Escolas enquanto um professor do 2º ciclo hasteava a bandeira. Parabéns a todos!

ALUNOS RECEBEM BANDEIRA VERDE Seis alunos do 2º e 3º ciclo foram à Expocentro, Pombal, no Dia das Bandeiras Verdes, que decorreu a 4 de outubro, receber o galardão Eco-Escolas, como reconhecimento do trabalho desenvolvido no âmbito do programa ao longo do ano letivo do ano passado. Durante a manhã, decorreu a Eco-Mostra que contou com a presença de dezenas de escolas e entidades parceiras e diversas atividades lúdicas em que os nossos alunos adoraram participar. A gala Eco-Escolas decorreu durante a tarde, com um mini concerto do Paulo Sousa, culminando com a entrega da Bandeira Verde a cada uma das escolas presentes. O aluno Rodrigo Teixeira, do 9º ano, subiu ao pódio em representação dos restantes colegas para receber a bandeira.

ANO LETIVO 2018-2019 | DEZEMBRO 2018


OS BEM

ECO-ESCOLAS

9

1º PASSO DO PROGRAMA ECO-ESCOLAS DESTE ANO JÁ FOI DADO A 1ª reunião do Conselho Eco-Escolas decorreu na presença de todos os membros: Direção, convidados, professores, funcionários e os alunos eco-delegados. Nesta reunião constituiu-se o Conselho anual e foram tomadas decisões para a continuidade do desenvolvimento deste programa já tão importante para a nossa identidade enquanto colégio.

O Conselho Eco-Escolas tem por base os seguintes objetivos: Assegurar que os outros seis passos sejam adotados planeando a sua implementação; assegurar a participação ativa dos alunos no processo de decisão do Programa; assegurar que as opiniões de toda a comunidade escolar são tidas em consideração e, sempre que possível, postas em prática; estabelecer ligação com a estrutura de gestão da escola e com a comunidade local e assegurar a continuidade do Programa. Procedeu-se à votação do Regulamento do Conselho Eco-Escolas 2017-2018, sendo que todas as propostas foram aprovadas por unanimidade. Foi também aprovada a nova inscrição no programa, votada e aprovada por unanimidade a 2ª Auditoria Ambiental e procedeuse ainda à calendarização de atividades.parque urbano pela primeira vez. Depois de cumprida a missão, os alunos comeram o lanchinho à sombra e brincaram no parque infantil. Esta atividade foi um sucesso e sem dúvida que os alunos aprenderam bastante. Para repetir!

ECO-DELEGADOS DÃO LIÇÕES DE ECOLOGIA Os artigos do Eco-Código, aprovado todos os anos na reunião do Eco-Escolas, foram explicados aos alunos de todos os ciclos pelos colegas eco-delegados, como se de uma aula normal de tratasse.

Lembraram o que são plantas autóctones, invasoras, as vantagens de produtos biológicos, a ordem correta da política dos 3 R´s, a separação do lixo, entre muitos outros, num total de 20 artigos. Este trabalho resultou num vídeo que foi apresentado na 2ª reunião do Eco-Escolas e posteriormente, nas salas de aula.

CONSELHO ECO-ESCOLAS ANALISA RESULTADOS DA AUDITORIA

Dia 28 de novembro decorreu a segunda reunião do Conselho Eco-Escolas. Nela foram analisaram os resultados da primeira

auditoria ambiental interna, com base na qual se apresentaram propostas para as metas a atingir no presente ano letivo e as atividades que as permitirão alcançar. Nessa reunião, foi apresentada a proposta em vídeo para o Eco código anual, que irá ser mostrado aos alunos em sala de aula como forma de “passar” a mensagem”. A reunião foi conduzida pelos eco-delegados do 9º ano.

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.9


P.10

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

SUSTENTABILIDADE NO FESTIVAL GREENFEST

Os alunos eco delegados dos Plátanos participaram em outubro no maior evento de sustentabilidade realizado em Portugal.

Foi a terceira vez que os nossos alunos participaram neste evento, que aconteceu no Centro de Congressos do Estoril e que funciona como uma plataforma de partilha de ideias e experiências que contribuem para um mundo mais sustentável. Mas também se divertiram. Andaram de Segway, utilizaram jogos de consola para construir habitats e alimentar animais, ficaram a saber mais sobre as corujas e observaram ao microscópio os micro plásticos, que tão mal fazem aos animais. Vieram cheios de entusiasmo e ideias para implementar.

LARA CHINITA VENCE CONCURSO DE DESENHO

A aluna do 8º ano venceu o 10º Concurso Nacional de Desenhos Infantis sobre o Ambiente na categoria de 10-12 anos. Em Portugal este concurso é promovido pela APCER - Associação Portuguesa de Certificação, que já há dez anos se alia a uma iniciativa internacional da mesma natureza, com sede no Japão e que conta com o apoio da UNICEF. O objetivo do concurso é sensibilizar as crianças e jovens de todo o mundo para a importância da preservação do planeta e da sustentabilidade. Ao todo, nas três categorias, foram recebidos mais de 900 desenhos subordinados ao tema “Todos nós vivemos no planeta Terra”. A aluna Sofia Antão, do 4ºB também participou no concurso e apesar de não ter ficado nos primeiros lugares, também está de parabéns! A entrega dos prémios será efetuada pela APCER, em data e local a comunicar oportunamente. A APCER felicita “não só os vencedores do concurso a nível nacional, mas todos aqueles que contribuíram com a sua criatividade, fazendo votos que participem em iniciativas futuras e que continuem a preservar o Planeta Terra”.

ANO LETIVO 2018-2019 | DEZEMBRO 2018


ECO-ESCOLAS

11

ALUNOS LANÇAM DESAFIO “FAZ TU TAMBÉM!” Os alunos do Colégio dos Plátanos vão lançar um desafio ecológico aos pais: ao longo do ano letivo terão que fazer prova das suas práticas ambientais em casa. O objetivo é melhorar os resultados da primeira auditoria Eco-Escolas.

A turma do 6ºC deu o mote ao desafio. Neste primeiro período os alunos desenvolveram um projeto em Educação Cívica que consistia em mostrar que nas suas casas se fazia a separação dos resíduos. Os alunos trouxeram fotografias e montaram um mural para desafiar os colegas a fazer o mesmo. “Faz tu também” é agora o nome do movimento criado para desafios maiores, não só ao nível dos resíduos, mas da água e energia, por exemplo. O que se propõe é que os alunos e Encarregados de Educação correspondam aos desafios que forem sendo lançados e divulgados no âmbito deste movimento. O objetivo é simples: melhorar os resultados da primeira auditoria do Eco-Escolas apresentada pelos eco delegados na segunda reunião do Conselho. Quando verificaram os pontos a melhorar, quiseram ir mais além e lançar o desafio para casa no sentido de envolver também as famílias. Por exemplo, a auditoria revelou que cerca de 90 por cento dos alunos faz a separação dos resíduos. Porque não aumentar essa margem para 95 por cento? Também precisamos de aumentar a fatia de 60 por cento dos alunos que conhecem a ordem correta dos 3 R´s: reduzir, reutilizar e só depois reciclar. Outro exemplo: segundo a auditoria, o número de alunos que fecha a torneira enquanto lava as mãos ou os dentes é de 80 por cento. Porque não chegar aos 100 por cento? Até breve!

“EU RECICLO”

A reciclagem é importante para mantermos o nosso planeta Terra limpo, por isso é que existe a regra dos 3 “R”s: Reduzir, Reutilizar e Reciclar, para não gastarmos os recursos naturais do planeta e não o deixarmos poluído.

Foi por esta razão que o nosso Diretor de Turma, o professor Bruno Pereira, desafiou a turma do 6ºC a tirar uma fotografia / selfie connosco a reciclar, para mostrarmos ao “mundo” a importância dos 3 ”R”s.Esperemos que entendam esta mensagem para começarem já a reduzir, reutilizar e reciclar e protegermos o nosso Planeta Azul. Quem já o faz tente influenciar os seus conhecidos. Cecília Bao, Inês Vaz e Madalena Santos 6ºC

ECO-ESCOLAS LANÇA CAMPANHA DE REDUÇÃO DE RESÍDUOS No âmbito da implementação do programa Eco-Escolas 2018-2019, o Colégio dos Plátanos dinamizou a sua campanha anual de natureza ambiental visando a sensibilização da comunidade escolar para comportamentos mais sustentáveis.

O tema desta campanha foi o dos Resíduos e teve como principal objetivo a aprendizagem da regra dos três erres – Reduzir, Reutilizar e Reciclar. O primeiro R diz respeito à redução da quantidade de resíduos que produzimos diariamente nos locais de trabalho e em nossas casas; o segundo R requer a aprendizagem de valorização de tudo o que possuímos e, por algum motivo, já não queremos; o terceiro R é efetuado pelas empresas que recolhem os resíduos, preferencialmente separados pelos cidadãos, reaproveitando recursos que já escasseiam na natureza. Esta ação de sensibilização decorreu de 3 a 7 de dezembro. Os alunos trouxeram artigos para serem doados (brinquedos, jogos, livros, roupa) e também para serem trocados, com o sistema de senhas gerido pelo professor / Diretor de Turma. Os artigos danificados serão reutilizados como matéria-prima para trabalhos dos alunos e os que se encontrarem em bom estado serão entregues à paróquia de Rio de Mouro para as famílias mais necessitadas.

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.11


P.12

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

A POESIA CHEIRA A MISTÉRIO…

Os alunos do 8º ano foram desafiados nas aulas de Português a desenvolver um projeto de poesia.

Antes, elaboraram frases sobre o que é a poesia; de que fala a poesia; onde anda a poesia; a que cheira a poesia e a que sabe a poesia. Posteriormente e quando desafiados a pensarem na melhor forma de compreender a poesia, começaram a desenvolver a poesia por imagens. Os trabalhos estão a ficar muito originais.

Soluções Integradas de Administração (+351) 211 317 578 geral@2via.pt Rua Anta de Agualva, 16B 2735-579 Agualva Sintra Administração de Condomínios

ÁREAS DE INTERVENÇÃO

w

www.2via.pt

Amadora Cascais Lisboa Loures Odivelas Oeiras Sintra ANO LETIVO 2018-2019 | DEZEMBRO 2018


EM PORTUGUÊS

13

INTERPRETAR A ARTE

Os alunos do 3º ano foram desafiados a criar textos, tendo como pano de fundo quadros de pintores conceituados. “A Persistência da Memória”, de Salvador Dalí e “O Sonho” de Pablo Picasso Numa bela tarde, eu e os meus pais estávamos numa exposição. De repente, puf! Entrei no quadro que estava mesmo à minha frente! Havia coisas muito bonitas. À minha frente estava um tapete que parecia um cavalo morto! Havia um mar muito, mas mesmo muito bonito, lá bem à frente. E nesse mar havia umas rochas! Havia relógios derretidos. Os meus pais estavam a sentir falta de mim e de seguida, puf! Voltei para ao pé deles e juntos fomos para casa. Matilda Santos 3ºB

Estava muito calor no quadro de Salvador Dali. Há muitos relógios aqui, mas com o sol derreteram. Felizmente as rochas não derreteram. Depois de nadar um pouco deparei-me com uma montanha muito alta e íngreme. Decidi escalá-la, mas não deu. Encontrei uma caverna e lá dentro estavam muitos relógios! Mas não derretiam. Estava muito escuro. Tive medo, então fugi. Voltei para o sítio de onde tinha vindo e só agora é que reparei que tinha uma mesa castanha e um tronco em cima com um relógio enferrujado. Estava uma espécie de pato-tronco de madeira na areia e distraí-me a fazer construções na areia. Vi uma tábua a flutuar no mar e fui a nadar para ao pé dela. “Uma boia disfarçada!”, exclamei eu. Estava a ficar de noite e fiquei a dormir! À noite eu não conseguia sair dali, estava presa num quadro! Então acordei e vi que aquilo não passava de um sonho! Sara Pinheiro 3ºB

Sexta-feira, num dia de sol depois das aulas, estava cheio de energia. Decidi organizar um passeio por um museu. Estava lá um quadro maravilhoso e fui tocar nele. De repente, o quadro começou a sugar-me e fui diretamente para outro sítio onde encontrei um tapete de areia. Guardei-o. Reparei que havia muitas pedras e a passagem para sair fechou-se! Eu fiquei desesperado e fiz um barco de pedra para navegar para longe. Mas a meio do caminho, quando já se via uma ilha, partiu-se o barco… Tive de andar para trás e fiquei lá para sempre! Manuel Henriques, 3ºB

Certo dia, apetecia-me fazer um quadro, mas estava tão, mas tão cansado que adormeci a pensar. Sonhei que tinha a cara partida ao meio. De um lado a cara era vermelha, do outro azul e estava completamente virada para o lado, o teto estava no lado esquerdo e o chão no direito e só havia paredes. Quando acordei, fiz o quadro igual ao meu pensamento, com todos os pormenores e levei-o a uma galeria de arte.

O senhor que mandava na galeria disse: - O seu quadro é perfeito, vamos pô-lo à vista de toda a gente! E então, só bastou um sonho para dar muito dinheiro ao Picasso. Rodrigo Carvalho 3ºB

Eu estava num lindo quadro. Tinha paredes com trevos, paredes coloridas. Parecia uma casa porque tinha uma mulher com a cara partida e com um colar de pérolas sentada numa poltrona. Comecei a escalar a parede para tentar saltar para a casa da mulher e fazer um amigo. Talvez estivesse enganado… Mas tentei e correu bem. Felizmente a mulher acordou bem-disposta e nem sequer me viu, com o meu tamanho miniatura. Quando entrou na cozinha reparei que andava com a cabeça de lado. Experimentei dizer: -Porque é que andas com a cabe… Nem acabei a frase porque ela me agarrou por um pé e disse: -Como te atreves a perguntar isso? Quem és tu? Olha que eu te como ao jantar”. E brutamente deu-me um murro com tanta força que até saí do quadro. E reparei, já fora do quadro que me tinha encostado a um botão que dizia: “Entrar no quadro”. E voltei para casa (com o olho negro). João Caetano 3ºA

Bom dia Pablo Picasso, bom dia parede, bom dia senhora estranha! Parede? Senhora estranha? Onde estou? Ah, já percebi! Estou a sonhar! De repente belisco-me e vejo que não estou a sonhar. Estou no quadro de Pablo Picasso chamado “O Sonho”. Quantas coisas maravilhosas, há uma senhora sentada numa poltrona… mas tem a cabeça partida! Acho que está a sonhar. Quando acordo percebo que apenas estava a olhar para o quadro e a imaginar isto tudo. Uau! Raquel Antunes, 3ºA

Era uma bela manhã, quando eu fui a uma exposição. Gostei muito de um quadro. Era tão bonito que quando fechei os meus olhos, estava numa bela praia, com tudo o que eu queria! Tinha ainda uns relógios pendurados por todo o lado. Era um pouco assustador, até! Estava tão assustava, que nem reparei no lado bom… Eu estava no melhor sítio possível! Pensei nas coisas boas e aproveitei! Quando reparei, já era de noite e estava a assustar-me cada fez mais! “Ai que medo!” Maria Helena Carvalho 3ºB

A NARRATIVA DO CASTELO DE FARIA Para melhor estudarem a narrativa e perceberem o que são aspetos paratextuais, os alunos das turmas A e B do 7º ano leram o conto de Alexandre Herculano “O Castelo de Faria”, pesquisaram sobre as origens históricas da lenda, como era um castelo medieval e sobre a biografia do autor. O trabalho foi feito em grupos, com recurso a pesquisas nos iPads e posteriormente apresentado à turma.

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.13


P.14

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

A VISITA DE ESTUDO NO JARDIM Numa tarde de outono o Quico brincava com o seu melhor amigo e com o papagaio de vento, na escola. De repente o papagaio escapou-lhe da mão. Logo a seguir tocou a campainha para a visita de estudo. O Quico ficou triste porque ele perdeu o seu papagaio e entrou no autocarro desiludido Durante a viagem eles viram várias coisas e a mais engraçada de todas, foi o ouriço a brincar com a folha. Quando saíram do autocarro viram cogumelos e em cima de um deles estava um caracol. Mas também viram um esquilo a comer uma bolota.

Francisco Pinto, Lara Veiga, Matilda Santos, Noa Marques 3ºB

PAIS E FILHOS RIMAM NO SÃO MARTINHO Na reunião intercalar do primeiro período, os alunos do 4º ano desafiaram os pais a terminar quadras de S. Martinho iniciadas por eles. As primeiras duas estrofes são dos alunos, as outras são dos pais. As castanhas a assar, e eu a comer e a brincar O Magusto vamos festejar e de certeza que as castanhas não vão acabar. Maria Branco 4ºA

Castanhas quentes e boas com os amigos vou partilhar Neste dia de S. Martinho, todos vamos comemorar. Carolina Martins, 4ºA No S. Martinho castanhas vou assar E com muito carinho as vou saborear.

Bernardo Pinto 4ºA Castanhas vou assar Com todos vou partilhar Bem quentinhas e a estalar Será tão bom saborear. Daniel Pinheiro 4ºA

Com alegria e bondade Dou-te castanhas assadinhas Mas cuidado não te esqueças Estão quentinhas! Tiago Pinheiro, 4ºB

Quentes castanhas vou assar Para depois poder comer Na cesta as vou levar Para a minha barriga encher. Guilherme Ferreira,4ºB

Neste dia vou fazer Uma festa a valer Vou-me divertir, comer E São Martinho não esquecer. Gustavo Dias 4ºB

No dia de São Martinho vou festejar E o magusto vou saborear Belas castanhas vou comer E à minha família vou oferecer. Leonor Alcobia 4ºB

Vamos festejar o magusto E comer castanhas a valer São Martinho era justo Mas nós queremos é comer. Pedro Oliveira, 4ºB

ANO LETIVO 2018-2019 | DEZEMBRO 2018

A VISITA DE ESTUDO DO 3ºA No primeiro dia de outono, a turma do 3ºA foi dar um passeio à floresta da Rinchoa de Fitares, plantar pinheiros. Havia lá muitas árvores, pinhas e uma enorme cascata! O 3ºA fez uma paragem para lanchar, brincar e observar a bela paisagem. Divertiram-se tanto que tiveram de parar para descansar. O 3ºA voltou ao passeio. De repente o João pisou algo espinhoso que gritou: -Então, mas o que é que é isto? Já não se pode dormir em paz? Era um ouriço. -Ó não! Lá se vai o meu cobertor outra vez! – disse ele. -Eu apanho-o! Eu apanho-o! Toda a turma se riu. No fim do passeio, a Carolina e a Raquel viram dois esquilos a apanhar bolotas e disseram à turma: -Turma querem ajudar-nos a apanhar bolotas? Todos concordaram com a ideia. A professora fez um piquenique maravilhoso. E assim acabou o passeio!

Raquel Antunes e Carolina Marcelino 3ºA


EM PORTUGUÊS

A MARIANA, O RUI E O PERIQUITO

Os alunos do 2ºA construíram textos a partir de uma sequência de quatro desenhos.

Numa linda tarde, a Mariana e o Rui foram pela estrada abaixo e encontraram um amigo da escola, no caminho. Foram os três a uma loja de animais. A Mariana comprou um periquito e foram embora da loja dos animais. O João e o Rui perderam-se no caminho. Quando a Mariana reparou, olhou mas já não os viu. Chegou a casa a chorar porque perdeu o irmão e o amigo. O periquito estava triste dentro da gaiola. No dia seguinte, a Mariana decidiu ir ao parque com o periquito. Ele queria sair e a Mariana deixou-o ir para a família. Ficou feliz por ver o periquito em liberdade.

Francisca Alegre, 2.ºA

15

COMER BEM E RIMAR

No Dia Mundial da Alimentação, os alunos do 3º ano fizeram quadras alusivas ao tema. Comer brócolos faz bem, e fruta também! Comer doces faz-nos contentes, mas faz mal aos dentes! A água é importante, Devemos beber de forma constante! Com os alimentos vamos crescer, Só tens de bem comer! Maria Carvalho e Matilde Martins 3ºB Coisas saudáveis devemos comer para melhor viver! Os doces podem agradar mas não se deve abusar. Vou frutas comer para assim sobreviver os chocolates evitar para a saúde melhorar. Eduardo Baía e João Caetano 3ºA

OS NOSSOS DIREITOS DOS ANIMAIS

Introdução: No Dia do Animal, os alunos do 3º ano elaboraram uma lista de direitos dos nossos melhores amigos. É para respeitar! Não devemos maltratar nenhum animal! Ninguém deve abandonar animais! Temos de levar os animais ao veterinário! Os animais devem usar trela na via pública. Temos de lhes dar comida! Temos de passear os nossos animais! Devemos amar todos os animais! Os animais são uma das coisas melhores do mundo. Temos de ser amigos dos animais! Não bater nos animais! Devemos tratar dos animais abandonados! Devemos ajudar os animais feridos! Não podemos deixar que as pessoas sejam más para os animais! Ao vermos animais sozinhos devemos contactar uma associação! Devemos fazê-los felizes! Temos de lhes dar carinho e atenção! Devemos adotar os animais! Temos de ter paciência porque eles não fazem tudo o que queremos!

Turma do 3ºB

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.15


P.16

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

A CASA DOS MEUS SONHOS… Os alunos do 2ºB fizeram pequenos textos sobre a casa dos seus sonhos. Na lista de desejos há unicórnios, piscinas e muito chocolate. A CASA DOS MEUS SONHOS É ASSIM:

Tem um spa e uma fonte de chocolate. As paredes eram azuis e tinham corações rosas. O sofá era muito comprido, a sala tinha uma lareira. A cozinha era feita de ouro e fazia tudo sozinha. E a minha casa era em Sintra. Maria Inês Vilela Na minha casa de sonhos imagino o quarto com uma cama articulada. Uma máquina que dizias a comida e ela caía do teto. No jardim, uma piscina, spa e jacuzzi. Na casa de banho bastava dizer quente, frio ou morno que na banheira aparecia a água. Na sala uma televisão com 1 m e meio e um sofá gigante. A minha casa de sonhos era em Espanha.

Duarte Almeida A minha casa de sonhos teria um cavalo no quintal. A minha cama era uma goma. A sala era de vidro e a minha casa de banho era dourada e tinha um spa. A cozinha tinha unicórnios e na horta havia uma piscina cor de laranja. A garagem tinha um escorrega.

Margarida Rodrigues A casa dos meus sonhos seria espaçosa, teria cozinha com mãos ajudantes que fazem tudo. A sala teria um sofá feito de algodão e uma lareira enorme. O quarto tinha um beliche, o teto de vidro e uma secretária de ouro. O jardim teria uma horta cheia de legumes, fora da horta há um baloiço

doirado, um escorrega e um campo de escalada prateado. O sítio ao certo eu não sei, mas ando a pensar em Cagliari (uma cidade italiana).

Oriana Floris A casa dos meus sonhos teria uma piscina e o chão era feito de nuvens. Teria uma casa de banho e uma cozinha grande e um quarto muito, muito grande. Havia uns pratos de gomas e chocolates. Havia gatos e coelhos que viviam em balões ou nuvens de algodão. Algumas nuvens deitavam algodão doce. E a casa ia sempre mudando de sítio. Laura Pedro A casa dos meus sonhos é feita de donuts e tem um SPA, uma piscina interior e um robot para enfeitar um jacuzzi. Queria também ter um jardim para ter um cão. E muitos quartos para os meus amigos lá irem dormir. Benjamim Furtado A minha casa de sonhos é a maior casa do mundo. A casa é feita de chocolate, a cama é de chocolate, a sala tem PS4 e se eu comesse o chocolate, aquilo nascia outra vez. O quintal tem piscina, SPA e jacuzzi.

Pedro Esteves Eu imagino uma casa com um unicórnio no jardim, uma piscina com diamantes, um jacuzzi e um spa. O meu quarto teria música relaxante e uma janela gigante no teto para ver as estrelas à noite. Nessa casa teria também duas irmãs

ANO LETIVO 2018-2019 | DEZEMBRO 2018

para eu poder brincar muito. A minha casa de banho teria um tapete dourado e uma banheira gigante com ondas. A sala estaria equipada com uma lareira grande para ter sempre a casa quentinha. A cozinha teria todos os eletrodomésticos modernos, muitas loiças e copos dourados. A casa dos meus sonhos estaria no topo da serra de Sintra, bem ao lado do palácio da Pena e com vista sobre Cascais. Uma horta cheia de legumes frescos e saudáveis em redor de toda a casa, e uma bicicleta mágica voadora também existiriam.

Leonor Pais A casa dos meus sonhos é na Rinchoa e tem uma piscina que brilha no escuro. Na sala, os sofás abrem para meter as pernas e ficarmos mais confortáveis. Na cozinha, basta dizermos uma palavra que esta obedece de imediato e executa a tarefa. Lá fora há um jacuzzi. À volta da piscina há Donuts cobertos de açúcar em vez de boias. O meu quarto tem um beliche feito de ouro, mesmo à medida de uma princesa. A casa de banho é feita de Nutella. A minha casa de sonho é um lugar maravilhoso onde eu adoro viver com a minha família! Carlota Martins


HISTÓRIA

17

P.17

A ORIGEM DOS LUSITANOS

A Península Ibérica é o território mais a Oeste da Europa e que engloba o que é hoje Portugal e Espanha. Há cerca de 3000 anos (em 1000 a.C.), a Península Ibérica era ocupada pelos iberos. Este povo tinha como atividades principais cultivar a terra e trabalhar o bronze.

Com o decorrer dos séculos, outros povos foram chegando à Península Ibérica: Fenícios, Gregos, Celtas e Cartaginenses. A mistura destes povos deu origem a outros povos. Um deles foi o povo Lusitano, que tinha como chefe Viriato. A partir do século III a.C. os romanos invadiram a Península Ibérica lutando contra os Lusitanos. Falavam o Latim e foi a partir desta língua que nasceu a Língua Portuguesa. Os romanos deixaram-nos alguns vestígios como pontes, templos, teatros, aquedutos. No início do século V d.C., a Península Ibérica foi invadida pelos bárbaros: Alanos, Vândalos, Suevos e Visigodos. Estes últimos dominaram a Península Ibérica e formaram o primeiro reino cristão. No ano 711, vindos do norte de África, os muçulmanos invadiram a Península Ibérica e passaram a dominá-la, com exceção das Astúrias (onde se refugiaram os Visigodos). Entre os vestígios muçulmanos podemos destacar as palavras começada por al, (como Algarve, algarismo), as culturas agrícolas do arroz e citrinos, edifícios brancos, terraços, azulejos, tapeçarias, numeração em algarismos, técnicas de rega como a picota e a nora. Daniel Pinheiro 4ºA

OS CELTAS E OS IBEROS Os Iberos, vindos do Norte de África, fixaram-se a Sul e a Oriente. Eram morenos e de estatura média. Conheciam a agricultura e a pastorícia. Sabiam trabalhar o cobre e o bronze. Os Iberos enterravam os seus mortos em locais sagrados marcados por construções megalíticas. Os Celtas, provenientes da Europa Central, chegaram depois dos Iberos. Fixaram-se no Noroeste, na zona costeira atlântica. Eram altos, louros e de pele clara. Já trabalhavam o ferro, o que lhes permitia possuir armas e instrumentos agrícolas mais fortes do que os dos Iberos. Os celtas queimavam os mortos e depositavam as cinzas em urnas funerárias. Povos aguerridos, instalaram-se no alto dos montes para melhor organizar a sua defesa. Aos poucos, os Celtas foram-se misturando com os Iberos, dando origem aos Celtiberos. Organizaram-se em tribos que se guerreavam. Deram origem aos Lusitanos, habitavam a região entre o rio Douro e o rio Tejo. Viviam também no alto dos montes, em castros, dedicando-se à agricultura, à pastorícia e à pilhagem das tribos inimigas. Gonçalo Monteiro 4ºA

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL


P.18

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

“EUROPA, CASA DA DEMOCRACIA”

O tema deste ano do Clube Europeu é a democracia. Os alunos do 1º e 2º ciclo tiveram uma apresentação especial para entenderem melhor os conceitos de democracia.

Quando surgiu, onde surgiu e o que significava. Perceberam que o voto foi um direito que se conquistou para todos apenas em 1976, com a nova Constituição da República Portuguesa que escrevia que “o sufrágio é universal, igual e secreto e reconhecido a todos os cidadãos maiores de 18 anos e constitui um dever cívico”. Ficaram também a saber que o voto não era para todos. As mulheres eram excluídas e só há 125 anos é que exerceram o seu direito de voto pela primeira vez na história, na Nova Zelândia. Em Portugal, essa possibilidade só chegou em 1931, mas não era para todas as mulheres. Os alunos ficaram incomodados quando souberam que ainda hoje há mulheres no mundo que não têm o direito de votar. Os alunos ficaram também a saber que a votação é um procedimento muito rigoroso. Acharam piada ao secretismo e às regras de preenchimento de um boletim de voto. Por último, souberam quantos deputados tem a Assembleia da República, onde esta se situa e que todos podem assistir aos plenários.

LEMBRAR OS DIREITOS DAS CRIANÇAS

Foi a 20 de novembro de 1959 que se proclamou mundialmente a Declaração dos Direitos das Crianças e a 20 de novembro de 1989 que se adotou a Convenção sobre os Direitos da Criança.

O objetivo da data é salientar e divulgar os direitos das crianças de todo o mundo. Todas as crianças têm: direito à vida e à liberdade; a um nome e a uma nacionalidade; direito a alimentação, habitação, recreação e atendimento médico; direito ao amor, à segurança e à compreensão dos pais e da sociedade; direito à educação; direito de não serem violadas verbalmente ou serem agredidas por pais, avós, parentes, ou mesmo a sociedade; devem ser protegidas da violência doméstica; do tráfico humano e do trabalho infantil; são iguais e têm os mesmos direitos, não importando a sua cor, raça, sexo, religião, origem social ou nacionalidade; devem ser protegidas pela família e pela sociedade. As crianças portadoras de deficiências, físicas ou mentais, têm o direito à educação e aos cuidados especiais. Em Portugal realizam-se atividades solidárias como é o exemplo do Dia Nacional do Pijama, onde as crianças vão de pijama para a escola, relembrando o direito de todas as crianças a terem um lar, uma família e a proteção da sociedade. Jorge Baptista, Maria Leonor Toscanelli, Catarina Oliveira 5ºB, Sara Branco 5ºA e Mariana Videira 3ºB

ANO LETIVO 2018-2019 | DEZEMBRO 2018


CLUBE EUROPEU

19

P.19

DEZEMBRO SOLIDÁRIO

Durante o mês de dezembro o Colégio dos Plátanos vai abraçar várias atividades de cariz social, de forma a sensibilizar os alunos e comunidade escolar para a entreajuda e existência de obras de solidariedade social, num mês que, de uma forma ou de outra, nos parece tão emotivo e especial.

As iniciativas a dinamizar são: recolha de alimentos para as crianças da Obra Padre Gregório e da associação Crescer Bem, do Hospital de D. Estefânia; pijamas para as crianças internadas do Hospital de D. Estefânia, campanha de angariação de fundos para aquisição de 24 edredões de inverno para as crianças da Obra Padre Gregório; recolha de roupa dos 0 aos 12 anos para crianças cujas famílias estão referenciadas e são ajudadas por várias associações do concelho de Sintra. Contamos com a ajuda de todos para tornar o Natal destas famílias e crianças mais feliz.

VAMOS RESPEITAR OS ANIMAIS

No dia em que se assinalou o Dia Mundial da Conservação da Vida Selvagem, os alunos do Clube Europeu expuseram um cartaz alusivo ao tema. O Dia Mundial da Conservação da Vida Selvagem assinala-se a 4 de dezembro. Tem como objetivo promover o respeito pela natureza e ajudar os animais, pois todos têm direito a um habitat com condições favoráveis para sobreviver. Todos os dias milhares de animais são mortos por causa da sua pele, carne ou partes específicas do corpo, como por exemplo o marfim dos dentes dos elefantes ou o corno dos rinocerontes. Apesar de este problema acontecer em especial nos países africanos e asiáticos, tratam-se de crimes mundiais, que exigem o envolvimento de pessoas de todo o mundo. Em 2016 foram identificadas mais de 24.000 espécies ameaçadas, incluindo animais, plantas e fungos. Gabriel Baptista, Íris Rodrigues, Ana Querido, Madalena Pinto (5ºAno) Mariana Videira, Joana Rodrigues e Rodrigo Carvalho (3º Ano) afM_imprensa 4CC unas 190x120.pdf

1

20/11/18

13:01

Sim, ganha a bicicleta! E, ainda protege a casa e o carro ou a saúde.

oferta

1 bicicleta campanha válida até 31/12/2018

casa + autos ou saúde Contacte-nos: AGE - Mediação de Seguros, Lda.

+ casa

ou auto

219 234 872 | 96 890 2118 dias úteis, 9h-12h45 e 14h-17h15

saúde

www.ageas.pt/ageseguros carlos.vaz@ageseguros.pt

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL


P.20

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ONDE ESTAMOS NO UNIVERSO? Com um rolo de fita preta, uma escala, imagens do Sol e planetas, os alunos do 7º ano perceberam “Onde estamos no Universo?”, nome dado à experiência que desenvolveram na aula de Físico-Química, dada na rua.

Resposta: Nós, Terra, estamos a 150 milhões de quilómetros do Sol. E de Neptuno, o último do sistema solar, a 4508 milhões de quilómetros.

IDENTIFICAR MINERAIS Cada mineral possui um conjunto de características físicas e químicas específicas, que permite a sua identificação. Apesar da análise de algumas destas propriedades implicar o recurso a técnicas especializadas, é possível distinguir os minerais mais comuns pela observação direta ou mediante ensaios simples, através da determinação de propriedades como a clivagem, a fratura, a cor, a dureza, o brilho, efervescência e o traço. Foi isso mesmo que fizeram os alunos do 7º ano.

O MAIOR ÓRGÃO DO CORPO HUMANO A pele é o maior órgão do corpo humano. Ela é fundamental para a proteção contra a perda excessiva de água e funciona como a primeira barreira contra micro-organismos, invasores e algumas substâncias.

A pele é formada por duas camadas principais, a externa, chamada de epiderme e a interna, chamada derme. É importante destacar que na pele são encontrados alguns pelos, glândulas e unhas. Os pelos, encontrados nos mamíferos, ajudam a manter a temperatura do corpo e também atuam na proteção. Inês Lino, 4ºB

ANO LETIVO 2018-2019 | DEZEMBRO 2018


CIÊNCIAS

21

RAQUIS, BÁRBULAS E PLÚMULAS Os alunos do 5º ano observaram a constituição das penas das aves no laboratório.

Perceberam, através de várias experiências, a relação entre a estrutura da pena e as funções que desempenha, conseguindo, de uma forma mais dinâmica, consolidar os conteúdos adquiridos em sala de aula.

OSSOS E FOGUETÕES Neste primeiro período, os alunos do primeiro ciclo desenvolveram várias atividades no laboratório. Observaram que os ossos ficam moles ou descalcificados após serem mergulhados no vinagre, construíram eles próprios um foguetão com um balão e verificaram porque os objetos flutuam.

OS MÚSCULOS

Os músculos são órgãos localizados debaixo da pele. A maioria liga-se aos ossos através de umas estruturas esbranquiçadas chamadas tendões. No corpo do ser humano existem 600 músculos.

Entre eles podemos destacar os bíceps, tríceps, quadríceps, gémeos, peitorais e abdominais. Quando nos movimentamos, os músculos são elásticos, contraem-se e distendem-se. Existem músculos de contração voluntária e involuntária. De contração voluntária é quando são controlados pela nossa vontade, como os bíceps e abdominais. Os músculos de contração involuntária são os que se movimentam independentemente da nossa vontade, porque fazem parte de tecidos de alguns órgãos, como o coração ou estômago. Os músculos desempenham funções de: suporte - alguns músculos apoiam e suportam ossos: movimento - os músculos estão ligados aos ossos por tendões e intervém na movimentação do corpo; produção de calor - os músculos libertam calor, permitindo manter a temperatura corporal e movimento de substâncias no corpo: os músculos constituem os tecidos de alguns órgãos, permitindo, por exemplo, bombear o sangue do coração. Guilherme Ferreira 4ºB

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.21


P.22

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ESQUELETO MULTIFUNÇÕES

O esqueleto humano é formado pelos ossos e cartilagens cuja função principal é proteger determinados órgãos vitais como o encéfalo, que é protegido pelo crânio, e também os pulmões e o coração, que são protegidos pelas costelas e pelo esterno. Também servem para armazenar gordura e minerais, ajudar com os movimentos do corpo e sustentar o organismo. Os ossos também armazenam células sanguíneas. O esqueleto é constituído por 206 ossos e divide-se em duas partes: esqueleto axial e apendicular. Os ossos do esqueleto axial situam-se em torno do centro do corpo. Abrangem os ossos da cabeça e os ossos do tronco. A cabeça contém os ossos do crânio e os da face. O crânio forma uma caixa resistente onde se encontra alojado o encéfalo, sendo constituído por 8 ossos: os parietais, frontal, occipital, temporais, o esfenóide e o etmóide. A face apresenta as órbitas onde se alojam os olhos, os ossos nasais, os malares, os maxilares superiores e o maxilar inferior ou mandíbula. Os ossos do tronco contêm o esterno, a coluna vertebral

4ºANO VISITA PALÁCIO DA VILA As duas turmas do 4º ano foram visitar o Palácio Nacional de Sintra.

Durante a visita, o guia que os acompanhava ia-lhes fornecendo todas as informações necessárias, nomeadamente que este foi um Palácio por onde passaram todas as dinastias de Portugal. Os alunos visitaram o quarto do D. Sebastião e admiraram a sua cama com decorações em prata. Passaram pelo Salão Grande, usado em várias ocasiões, seja oficiais, sociais e até religiosas, mas o que mais os impressionou foi sem dúvida a cozinha. Os grandes tachos e panelas, as bancadas, armários e arcas, não frigoríficas, claro, mas onde eram salgados os alimentos. E claro, as gigantes chaminés, símbolo da vila.

ANO LETIVO 2018-2019 | DEZEMBRO 2018

e as costelas. A coluna vertebral é formada pela sobreposição de 33 vértebras, algumas das quais se encontram soldadas formando dois ossos — o sacro e o cóccix. O esqueleto apendicular inclui os membros superiores, os membros inferiores e os ossos que fazem a ligação dos membros ao esqueleto axial. Os ossos podem classificar-se quanto à sua forma: ossos longos, como o fémur, compridos e espessos; ossos chatos, como os ossos ilíacos, com uma superfície grande, mas espessura pequena e ossos curtos, como a rótula, em que não há uma dimensão que predomine sobre as outras. Rodrigo Abreu, 4ºB


VISITAS DE ESTUDO

23

VAMOS À QUINTA! Os alunos do 1º ano fizeram no final de outubro uma visita de estudo à Quinta Pedagógica Armando Villar, em Cascais.

Divertiram-se muito a interagir com os animais do campo como porcos, cabras, coelhos, galinhas e perus, que os alunos puderam acarinhar e alimentar. Brincaram com uma nora e fizeram uma sementeira. Foi muito giro!

CIÊNCIA AO VIVO Os alunos do 8º e 9º ano realizaram uma visita de estudo ao Centro de Ciência Viva, em Sintra, no âmbito da disciplina de Ciências Naturais. Nesta visita guiada, abordaram vários aspetos.

Exploraram uma banca de ótica com o objetivo de compreender como funcionam alguns fenómenos da luz e verificaram como se propaga o som e diferentes tipos de ondas. Noutra atividade perceberam como se transmitem as bactérias e a importância da higiene. O que nos acontece quando as bactérias se tornam resistentes aos antibióticos e o que podemos fazer para contrariar essa tendência. Os alunos também se divertiram na bicicleta voadora e nas experiências com a água.

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.23


P.24

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

EU COMPOSITOR? Os alunos do 5º ano participaram na Oficina “Eu Compositor?”, da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Foram convidados a explorar os mecanismos da criatividade musical compondo para a sua própria orquestra.

ALUNOS DO 8º ANO VISITAM FESTIVAL BD DA AMADORA

A inspiração foi a música tocada pela Orquestra Gulbenkian, e as novas composições foram estreadas e gravadas no próprio dia. Trabalhando em equipa, os alunos exploraram as características dos sons (timbre, altura, intensidade e duração) e combinaram-nos para dar origem a novas ideias.

A visita à 29.ª edição do festival Amadora BD decorreu no âmbito da disciplina de Educação Visual e teve o Brasil como tema central, com a exposição de trabalhos de autores contemporâneos, e o português Francisco Sousa Lobo como autor em destaque. Os alunos tiveram a oportunidade de conhecer um conjunto de autores fundamentais no panorama brasileiro contemporâneo. Considerado um dos festivais internacionais de banda desenhada mais importantes e reconhecidos na Europa, e o de maior dimensão e relevo em Portugal, o Amadora BD começou em 1989. Cada edição é dedicada a um tema e exibe trabalhos de banda desenhada, cartoons, caricaturas, cinema de animação, contando ainda com uma feira do livro.

A VISITA AO OCEANÁRIO Na visita de estudo ao Oceanário os alunos do 3º ano viram muitos animais marinhos. Do que eu mais gostei foi de ver as lontras, mas também foi muito divertido ver o peixe-lua porque ele abria e fechava a boca e dava muita vontade de rir.

Também vimos pinguins a entrar e a sair da água. Nós adorámos tocar no gelo.Vimos esculturas feitas de poluição encontrada no mar e na praia e no meio do lixo encontrámos uma Barbie sereia. Vimos um peixe feito de chinelos e um atum feito de metal, também encontrados na praia, mas o mais giro foi o polvo. Adorámos ver as mantas-raias, também gostámos de ver várias conchas, como as vieiras, lapas e mexilhões. No final, vimos a casa do Vasco, a mascote do Oceanário. Lara Veiga e Rodrigo Carvalho 3ºB

ANO LETIVO 2018-2019 | DEZEMBRO 2018


VISITAS DE ESTUDO

25

CONHECER BEETHOVEN

No âmbito do concerto comentado de Beethoven a que os alunos assistiram na Fundação Gulbenkian, foram realizados trabalhos de pesquisa sobre o compositor, bem como de uma das peças, Egmont.

À DESCOBERTA DO GRANDE MESTRE

Os alunos do 6º ano assistiram em novembro a um concerto comentado de Beethoven, na Fundação Calouste Gulbenkian. Neste concerto com a duração de uma hora, e intitulado “À descoberta do grande Mestre”, os alunos ouviram excertos de três peças do compositor alemão, comentadas, ou explicadas, por um dos elementos da Orquestra. Acredita-se que terá sido enquanto compunha o Romance para Violino e Orquestra n.º 2, op. 50, um dos temas tocados, que Beethoven se terá apercebido que a sua audição se estava a deteriorar. Nada que tivesse afetado a qualidade da sua música. O concerto teve lugar no Grande Auditório da Fundação e constituiu uma excelente oportunidade para os alunos de contacto com a música erudita.

Ludwing Van Beethoven nasceu 17 de dezembro de 1770 em Bonn, no Reino da Prússia (atual Alemanha) e morreu a 26 de março de 1827, com 56 anos, em Viena, Áustria.Formou-se na Universidade de Bonn. Foi um grande compositor e pianista, considerado um dos maiores génios da música. Beethoven começou a ficar surdo aos 26 anos, quando já estava em Viena, problema que se foi agravando cada vez mais, até o deixar praticamente surdo aos 46 anos. Desesperado, entrou em profunda crise depressiva e pensou em suicidar-se. Escreveu um total de 138 composições, entre as quais 9 sinfonias, 32 sonatas para piano, 16 quartetos de cordas, várias óperas e aberturas, entre as quais, Egmont. A abertura Egmont retrata a história de conde chamado Egmont, que vivia nos Países Baixos e lutava pela liberdade do seu povo que vivia na miséria. Quando os invasores franceses chegaram, esta situação agravou-se ainda mais, sendo que este continuou a lutar, sendo depois condenado e morto pelos franceses. Beethoven escreveu a abertura durante as Guerras Napoleónicas, entre outubro de 1809 e junho de 1810 e estreou-a a 15 de junho de 1810 em homenagem ao conde. Alexandre Sousa, Maria Leonor Ranito, Marília Martins e Tiago Pereira 6ºC

www.englishacademy.pt

INGLÊS+ =SUCESSO 219 161 900

info@tea.pt JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.25


P.26

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ANIMAIS SURREAIS

Os alunos da Infantil e Educação Pré-Escolar construíram animais num atelier preparado pelos Serviços Municipais de Água e Saneamento intitulado “Animais Surreais”. O objetivo era alertar os meninos para a problemática da produção excessiva de lixo. Começaram por ouvir uma história num teatro de sombras passando depois à ação: cada aluno reinventou o seu próprio monstro marioneta com recurso a desenhos, recortes, colagens e materiais de desperdício. Alguns depois experimentaram-no no teatro de sombras. Os meninos gostaram muito.

“A HORTA DO SIMÃO”, PELOS MENINOS DA INFANTIL 3 Os alunos da Infantil 3 ouviram a história “A Horta do Simão” e recontaram-na depois com a ajuda da educadora. Ficou muito boa! Era uma vez o Simão que era um coelho selvagem. Chegou a primavera e o Simão decidiu colocar à volta da sua horta uma cerca. O Simão foi mexer a terra de cima para baixo e debaixo para cima. Então o Simão colocou sementes de cenouras na terra e logo a seguir regou. Passado muito tempo as cenouras cresceram. O problema é que eram muitas cenouras! Então… apareceu o Paulo e perguntou se o Simão precisava de ajuda e disse que sim. Mas o Paulo gostava mais de alfaces e plantou alfaces. Apareceu a Clara mas a Clara gostava muito de tomates. E plantou. Logo a seguir apareceu o Isidoro. O Isidoro gostava de beringelas e plantou. Então apareceu o Tiago e semeou milho. A seguir apareceu a Maria. A Maria gostava muito de morangos então ajudou os amigos na horta e plantou morangos. Quando o Zezé apareceu perguntou pelo Simão. Os amigos não sabiam onde estava o Simão.Passado um tempo veio o Simão com um martelo e uma madeira branca a dizer que a horta é de todos! Foram felizes para sempre! ANO LETIVO 2018-2019 | DEZEMBRO 2018


INFANTIL

27

VOTAR COMO OS CRESCIDOS Todas as semanas, as duas salas dos meninos da Educação Pré-Escolar elegem os responsáveis da sala. Este ano, aproveitando o facto de o tema do Clube Europeu ser a Democracia, os alunos fizeram-no como mandam as regras: com um boletim de voto e voto secreto depositado numa urna e tudo. Os alunos divertiram-se muito com o protocolo.

BRINCAR COM A MATEMÁTICA

+ Infantil 3

Nos seus trabalhos de sala, os pequeninos já vão abordando alguns conteúdos matemáticos: somas gráficas, desenho com polígonos, aplicações geométricas etc. Lá diz o ditado: a brincar também se aprende!

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.27


P.28

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

AS CORES DO OUTONO

O outono inspirou os alunos da Infantil e Educação Pré-escolar nos trabalhos da sala e projetos educativos: as cores da estação, os animais, as frutas e as folhas, claro. Estas, por sua vez, serviram ainda para mostrar conceitos dimensionais: grande, médio e pequeno. As salas ficaram lindas!

CRIATIVIDADE E ECONOMIA Neste primeiro período do ano, os alunos FastracKids terminaram o módulo da Economia. Aprenderam muitos conceitos novos essenciais para o mundo dos negócios. “Trocas comerciais”, “dinheiro”, “necessidades”, “negociar”, “publicidade”, entre muitos outros. Fizeram um estudo de mercado e até equiparam e inauguraram uma escola nova mediante um orçamento que lhes foi dado. Iniciaram depois o módulo Criatividade, que lhes mostrou diferentes formas de arte, utilizando diferentes materiais. Eles próprios desenharam um peixe da forma que entenderam, da mesma forma que tiveram liberdade de criar uma escultura em plasticina. Verificaram também como a criatividade influencia a construção das casas, a roupa que vestimos, a música que fazemos ou as ideias que temos.

POEMA DO OUTONO Os meninos da Educação Pré-Escolar fizeram uma cópia do poema do outono. Ficaram muito boas!

ANO LETIVO 2018-2019 | DEZEMBRO 2018

O castanho e o laranja juntam-se ao tom amarelo para dar cor ao outono e torna-lo mais belo.


INFANTIL

É NATAL!

29

Ainda o dezembro vinha longe quando os pequeninos começaram a preparar o seu Natal. Desenhos de renas, pinheiros, bolas e Pais Natal feitos das mais diversas maneiras tornaram as salas ainda mais bonitas. Parabéns. E boas festas!

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL

P.29


P.30

ETC & TAL JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

INFANTIL

VAMOS CONHECER O OURIÇO

É um dos animais do outono, mas sobre ele os alunos da Infantil 3 apenas sabiam que tinha picos. E muitos… Com a ajuda da educadora Sara Almeida, desenvolveram um projeto em que se propunham descobrir mais coisas sobre o ouriço, fazer uma escultura com barro e montar uma exposição. Primeiro passo: saber as perguntas sobre o ouriço que os meninos gostariam de ver respondidas. Segundo passo: visita à biblioteca. Tantos livros maravilhosos sobre animais que satisfizeram a curiosidade dos meninos. Ficaram a saber de tudo: O que come o ouriço? O que faz durante o dia? Gosta de escavar buracos? E quantos picos tem quando nasce? Terceiro passo: organizar a informação com a ajuda da educadora. Quarto passo: fazer uma escultura do ouriço, com recurso a barro e… palitos. Quinto passo: organizar uma exposição para os colegas da Infantil e Educação Pré-Escolar e também para os meninos do 1º ano. Parabéns!

PROJETO DAS EMOÇÕES Os alunos da sala da Pré A, da educadora Carla Leitão, desenvolveram o projeto das Emoções, orientado pela Estagiária de Mestrado em Educação PréEscolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico, Sara Oliveira.

PEQUENINOS PROMOVERAM A QUERMESSE DOS AFETOS A equipa da Infantil e Educação PréEscolar promoveu uma quermesse solidária. Por apenas um afeto, que é como quem diz, um euro, os papás tinham direito a cinco rifas. Os prémios eram maravilhosos e feitos com muito amor pelos meninos de todas as salas: cartões de Boas Festas, telas e sacos pintados, pinhas douradas para enfeitar a árvore entre muitos outros trabalhos. A receita da quermesse reverterá na íntegra para ajudar a Obra Padre Gregório, uma instituição em Sintra que acolhe meninas carenciadas dos 3 aos 18 anos.

ANO LETIVO 2018-2019 | DEZEMBRO 2018

Depois de ouvir a história “O Monstro das Cores” as crianças dividiram-se em grupos, formados aleatoriamente através de sorteio. Cada grupo tinha que criar um monstro, atribuindo-lhe características, gostos e nome. O nome foi construído através da escolha de sílabas. No quadro estavam várias sílabas e cada grupo escolheu quatro e colocaram pela ordem que queriam para formar o nome do monstro. Todas as decisões foram tomadas em grupo. Posteriormente os grupos apresentaram os seus monstros aos colegas das outras salas.


A FECHAR

31

P.31

NÃO FIQUES NO SOFÁ! São várias as atividades que o Colégio dos Plátanos preparou para os alunos para o período das férias do Natal. E para todos os gostos. Atividades desportivas com torneios de pinguepongue, futebol, voleibol, atletismo, jogos tradicionais, Atelier de Dança, de Culinária e de Música, tardes de cinema, jogos de tabuleiro, batalha naval, Manualidades de Natal, Atelier de Artes Plásticas, Aguarelas Naturais, Openlab – atividades laboratoriais, Contos de Natal, Campeonato de Xadrez, de UNO, Pintura de Mandalas, Mindfulness, Puzzle dos Reis, Pintura de Azulejos, Atelier de Fantoches, Esculturas com massa de modelar, jogos “Abre-te Cérebro” e até Sala de Estudo e Oficina de Leitura. Neste caso, os alunos devem fazer-se acompanhar dos materiais para realizem os trabalhos de férias/estudar e/ou um livro para leitura lúdica. Estão contempladas duas atividades fora do Colégio. Uma ao parque de trampolins Up Up e outra ao Reino do Natal, em Sintra. Vai ainda realizar-se uma tarde de convívio com as crianças da Obra do Padre Gregório.

PAI NATAL, TEATRO E CINEMA FICHA TÉCNICA

Os últimos dias de aulas vão ser recheados de diversão. No dia 13 de dezembro, os mais pequeninos da Infantil e Educação Pré-Escolar vão ao Casino Estoril assistir à peça de teatro “Madagáscar, o Musical”, que conta as aventuras do leão Alex, da zebra Marty, da girafa Melman, e da hipopótamo Glória. Os amigos escapam do zoológico do Central Park, em Nova Iorque, e vêem-se de repente na ilha de Madagáscar. Os alunos do 1º ciclo vão ao Teatro Politeama assistir ao musical Rapunzel, de Filipe La Féria, um conto dos irmãos Grimm, adaptado pela Disney. No 2º e 3º ciclo os alunos vão ao cinema ver o Spider Man e Aquaman respetivamente. Ainda no último dia de aulas, o Pai Natal vem ao Colégio distribuir presentes aos meninos que se portaram bem. Apenas para a Infantil, 1º e 2º ciclo.

Bom Natal!

Direção: Rui Curica Coordenação: Ana Catarina Guerreiro Edição: Ana Catarina Guerreiro e Luís Ferreira Corpo Docente: Educação Pré-Escolar Educadora Sara Antunes 1º Ciclo - Prof.ª Cátia Rodrigues 2º Ciclo - Prof.ª Sara Alves e Prof.ª Diana Damião 3º Ciclo - Prof.ª Judite Centeno e Prof.ª Gracinda Alves Redação: Alunos Grafismo e Paginação: Luís Ferreira Tiragem: 200 exemplares Impressão: Colégio dos Plátanos Propriedade: Colégio dos Plátanos Avenida dos Plátanos, nºs 2 a 8 Rinchoa 2635-544 Rio de Mouro Telefone: 219178200 Fax: 219171820 WWW.COLEGIODOSPLATANOS.COM

Siga o quotidiano das atividades desenvolvidas pelos nossos alunos no nosso site e página de facebook.

JORNAL DO COLÉGIO DOS PLÁTANOS

ETC & TAL


XX Feira do Livro rio de mouro 23 novembro - 16 dezembro

Parque de estacionamento da reFer rio de mouro Horário: 10h-22h

venda e apresentação de Livros música e canto conversas com autores sessão da assembLeia de Freguesia rio de mouro é cuLtura Junta de Freguesia de rio de mouro www.jf-riodemouro.pt rua Óscar monteiro torres, nº 19, rc/a - rio de mouro telefone: 21 917 82 90 email:geral@jf-riodemouro.pt www.facebook.com/juntaderiodemouro

Profile for Colégio dos Plátanos

Colégio dos Plátanos | 1ª Edição do Jornal - Ano lectivo 2018-19  

Advertisement
Advertisement