Issuu on Google+


SUMÁRIO

03 04 05 06 08

OPINIÃO

DEP. ARTÍSTICO

PROGRAMA MOVIDA

ATIVIDADES

LÍNGUA ESTRANGEIRA

10

BIBLIOTECA

11 12 14 16 20 22

ESPORTE TORNEIO DE INTEGRAÇÃO

EDUCAÇÃO INFANTIL

ENSINO FUNDAMENTAL

ENSINO MÉDIO

NUTRIÇÃO

EDITORIAL É tempo de... estudo, esporte, viagem, conhecimento, amizade, dança, arte, cores, sorrisos, ciência, leitura e literatura, escrita e fala. Nesta primeira revista do ano, vamos mostrar como os conhecimentos adquiridos na área de ciências puderam ser colocados em prática durante a Olimpíada Científica e o projeto de Iniciação Científica, que envolveram todos os alunos neste trimestre. As histórias dos livros ganharam vida nos poemas dos nossos jovens escritores e o estudo das línguas fez com que muitos fossem para a Alemanha e o Canadá.

disputas de ginástica na temporada passada, os atletas foram agraciados pela FRG. Disputas e espírito coletivo foram vivenciados pelos que participaram da Gincana da APM e também do 26o Torneio de Integração, que teve a despedida do Terceirão 2013. Na área social, o Programa Movida expandiu sua assistência e, mais uma vez, foi reconhecido pelo trabalho desenvolvido.

Como reconhecimento pelos ótimos resultados obtidos nas

Nos vemos na próxima edição da Revista Mauá!

A Revista do Colégio Mauá é uma publicação quadrimestral desta instituição, integrante da Rede Sinodal de Educação. Mantenedora: Sociedade Escolar Santa Cruz Diretor Geral: Wilson Ademar Griesang Vice-diretor Geral: Nestor Raschen e Mártin B. Goldmeyer Coordenação Pedagógica: Ana Maria Lopes dos Santos, Cláudia Kniphoff Kroth, Maristela Fortuna e Waldy Lau Filho Serviço de Psicologia: Ângela Schnorr Conselho Editorial: Nestor Raschen, Mártin B. Goldmeyer e Márcia Melz

Textos: Márcia Melz, professores, alunos e colaboradores Projeto Gráfico e Diagramação: Elefante Creative Work Fotos: Banco de imagens do Colégio Mauá e Márcia Melz Impressão: Lupagraf Tiragem: 1.800 exemplares

Ótima leitura a todos!

Colégio Mauá - Cristóvão Colombo, 366 - 51 3711-2144 maua@maua.g12.br - www.maua.g12.br


Opinião

A função do psicólogo escolar e suas contribuições para a otimização do processo ensino/aprendizado Cada vez mais a psicologia está presente nos mais diversos segmentos da sociedade. As áreas mais conhecidas são a Psicologia Clínica, Organizacional e a Escolar. O psicólogo poderá trazer significativas contribuições para o desenvolvimento e crescimento da comunidade escolar. Um dos principais objetivos deste profissional é contribuir para o bom desenvolvimento biopsicossocial dos indivíduos. Os parâmetros de referências para o desempenho da função do psicólogo estão baseados na observação, análise e na busca de dados e informações, visando criar alternativas para minimizar as dificuldades encontradas ao longo do processo educativo. Em nossa instituição, visamos priorizar algumas questões específicas como acompanhar o trabalho do coordenador pedagógico no sentido de compreender o processo educativo, as relações sociais e as Angela T. Schnorr necessidades dos alunos que apresentam dificuldades psicóloga clínica e escolar na aprendizagem. A partir desse envolvimento, entende-se a necessidade de acompanhar casos o respeito, amizade, solidariedade e afetividade a que precisam de uma avaliação mais profunda e tônica deste trabalho. Através de um planejamento detalhada. e técnicas específicas, este processo é realizado. O psicólogo escolar busca orientar, encaminhar, esclarecer e auxiliar os pais em suas questões não tendo, porém, a função de acompanhamento psicoterápico ou qualquer outro tipo de tratamento mais sistematizado. Os pais poderão buscar auxílio com o Serviço de Psicologia para esclarecer dúvidas em relação à educação. Em caso de encaminhamentos a especialistas, com acordo dos pais, o psicólogo escolar contribui com os profissionais ao compartilhar informações e observações, facilitando o processo terapêutico. As trocas têm enriquecido o trabalho dando suporte também aos professores quanto aos manejos e entendimento de cada caso.

No início do ano letivo, a adaptação com os pequenos da educação infantil tem sido também de grande importância. Foi criado um espaço para acolher os pais, podendo estes dividir suas experiências e assim minimizar ansiedades frente às expectativas da vida escolar. Outra função do psicólogo na escola é orientar os professores em seus manejos com os alunos bem como o atendimento aos responsáveis pelos jovens. Colaboradores do Colégio também são orientados conforme suas necessidades e procuras.

Enquanto comunidade escolar, procuramos desenvolver, com todos os setores, um trabalho integrado, visando uma educação de qualidade em que O trabalho com grupos de alunos é realizado cada indivíduo possa crescer em suas potencialidades juntamente com o educador, auxiliando nas relações, e com isso ter condições de alcançar seus mais buscando uma boa convivência entre eles, sendo significativos voos e a concretização de seus sonhos.

3


4

departamento artístico

O alicerce da vida começa com o amor de mãe, que constrói, nos dá força e nos renova em cada gesto de carinho. Pensando desta forma, todos os anos o Departamento de Dança produz com muito carinho um espetáculo em homenagem às mães. Alunos da Educação Infantil (pré) ao 4º ano

do Ensino Fundamental dançaram e encantaram o público que esteve no Teatro Mauá, no dia 15 de maio, para prestigiar a apresentação. No repertório, coordenado pela professora Riane Kraether Tornquist, rock, salsa, charleston e tango foram alguns dos ritmos apresentados.


PROGRAMA MOVIDA

“Nosso Vôlei” sagra-se campeão em torneio

Sandra Teresinha Halmenschlager assistente social

Cerca de 30 crianças participantes do projeto “Nosso Vôlei” estiveram na III Copa Santa Clara do Sul de minivôlei, no dia 27 de abril. O torneio contou com equipes de inúmeras escolas, projetos e clubes do estado. O projeto “Nosso Vôlei” sagrou-se campeão geral do torneio com a equipe formada por Fabrício Folmer, Matheus Koefender, João Gabriel Tatsch e Nathan Oliveira. Além deste resultado, Abel Athaide, Henrique Kaden, Luis Augusto Kopp e William Stöelben, conquistaram o 3º lugar da série prata.

Cidadania em Movimento no prêmio “Construindo a Nação”

Sandra Teresinha Halmenschlager assistente social

Coordenadores do projeto “Cidadania em Movimento”, representantes do Grêmio Estudantil e 22 alunos do Ensino Médio do Colégio Mauá participam da entrega do 7º Prêmio “Construindo a Nação”, realizado no dia 24 de abril, em Porto Alegre. Com o objetivo de promover atividades voluntárias que refletem práticas solidárias para o desenvolvimento humano, o projeto “Cidadania em Movimento” é uma das 13 oficinas oferecidas pelo Programa Social Movida, reconhecido com o certificado de Responsabilidade Social 2012, entregue pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Construindo a Nação, pelo comprometimento Sul. Mantido pelo Colégio Mauá, o “Cidadania com a educação fundamentado nos ideais da em Movimento” surgiu a partir da proposta: solidariedade, participação e cidadania.

Adolescentes em Cena

Sandra Teresinha Halmenschlager assistente social

Despertar nos adolescentes a atenção, autonomia e articulação das diferentes competências no desenvolvimento e acesso a espaços de promoção da cidadania, preservando a proteção dos jovens, como prevenção de qualquer forma de violência - esta é a proposta do Inovação, realizado com estudantes da E.E.E.F. Affonso Pedro Rabuske, de Linha Santa Cruz, com atividades de filmagem e criação de vídeos, vinculados à informática possibilitando a transformação individual, de grupo, famílias e sociedade. Este projeto é apoiado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Santa Cruz do Sul e Programa Social Movida através dos profissionais Rodrigo, Luciano, Cezar e Cássio.

5


6

ATIVIDADES

O vice-diretor e professor Mártin B. Goldmeyer esteve nos dias 22 e 23 de março, sete e oito de junho na reunião do Conselho de Educação da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil – IECLB, na cidade de São Leopoldo.

A coordenadora pedagógica do educandário, Ana Maria Lopes dos Santos, participou no mês de abril da reunião da Comissão de Elaboração do 30º Congresso da Rede Sinodal de Educação, que será realizado em 2014, em Porto Alegre.

O Encontro Nacional de Equipes Pedagógicas da Rede Sinodal de Educação, realizado nos dias 12 e 13 de abril, contou com a presença do professor e vice-diretor Nestor Raschen e das educadoras Ana Maria Lopes dos Santos, Claudia Kniphoff Kroth e Maristela Fortuna. Realizada na Escola Barão do Rio Branco, na cidade de Blumenau, em Santa Catarina, a atividade propôs a reflexão sobre a gestão administrativa e pedagógica de forma sistêmica na escola.

Nos dias três e quatro de maio, os educadores Rafael Luz, Sheila Bischoff Rocha e Samuel Machado estiveram no Encontro Nacional de Mediação de Conflitos da Rede Sinodal de Educação. Com o tema “Conflitos na escola como possibilidade de aprendizagem”, o evento aconteceu no CEAT, em Lajeado.

O coral do Colégio Mauá fez uma apresentação no Encontro Paroquial da OASE, realizado na comunidade Martin Luther, em Santa Cruz do Sul, As professoras Dirce Meinhardt, Maria Luiza no dia nove de maio. Cardoso e Tatiane Ribeiro participaram da 1ª etapa do Curso de Língua Portuguesa em 19 e 20 de abril. O encontro aconteceu no Colégio Ruy Barbosa, na O grupo de apoio pedagógico da Rede Sinodal, do cidade de Rio do Sul, em Santa Catarina. qual a coordenadora pedagógica do educandário, Ana Maria Lopes dos Santos, faz parte, reuniu-se nos dias três e quatro de junho em São Leopoldo. Nos dias 23, 24 e 25 de abril, os vice-diretores do Colégio, Mártin Goldmeyer e Nestor Raschen, estiveram na 2ª etapa do Curso de Qualificação para Diretores da Rede Sinodal de Educação, realizada em Gramado.


ATIVIDADES

76o Seminário de Diretores no Chile prof. e vice-diretor Nestor Raschen A aprendizagem se dá de forma diferenciada e em vários contextos. Poder vivenciar estes diferentes contextos nos faz crescer e reavaliar a nossa prática de gestão. Esta foi a riqueza de nossa viagem à Santiago entre os dias 20 e 25 de maio. Tivemos oportunidade de conhecer instituições de referência no Chile e trazer um olhar novo para a nossa prática pedagógica e de gestão. Chamou atenção a avaliação interna dos professores e o posicionamento das escolas diante das avaliações externas, asseverando o propósito de sempre qualificar as suas instituições. Igualmente importante foi visitar o LBI, Instituto de Formação de Professores e observar o cuidado pela formação qualificada dos futuros docentes. Agradeço à Rede Sinodal pela oportunidade oferecida neste Seminário.

Curso Disseminadores de Educação Fiscal profa. Sandra Vicentini Os professores Elice Marli Noy, Iria Maria Staub, Janice Teresinha F. Cemin, Marlise Müller, Mérion Marlise Linck, Samuel Henrique Machado e Sandra Hoffmann, além de mais 16 profissionais de diferentes cidades participaram do curso de Disseminadores de Educação Fiscal (DEF) entre os meses de março e maio. A atividade teve orientação da professora Sandra Vicentini, coordenada pelas servidoras da Receita Federal do Brasil, Ângela Marques da Costa e Rosaura de Fátima Oliveira de Vargas. O curso visa promover a implantação, o desenvolvimento e a sustentabilidade do Programa Nacional de Educação Fiscal de forma ética e democrática, contribuindo para o pleno exercício da cidadania com vistas à justiça social

e ao bem comum, formando profissionais da área de capacitação, como professores municipais, estaduais e federais. Os conteúdos trabalhados foram divididos em cinco módulos: I – Educação Fiscal no Contexto Social; II – Relação Estado e Sociedade; III – Função Social dos Tributos; IV – Gestão Democrática dos Recursos Públicos; V – Elaboração de Projetos. Os projetos propostos pelos professores do Colégio Mauá foram Consciência Tributária, A Importância das Notas e Cupons Fiscais no Combate à Sonegação de Tributos, Reflexão Sobre a Cesta Básica Nacional, Consciência Fiscal e Voluntariado.

7


8

LÍNGUA ESTRANGEIRA

A Big Challenge prof. Margareth Schneider No mês de janeiro, surgiu o desafio de acompanhar o grupo de 11 alunos do Colégio Mauá para uma experiência única, participar do intercâmbio em Ottawa, no Canadá, durante 30 dias. Até chegar lá, muitas foram as perguntas: Como será a família? Como seremos recebidos? E a escola? A comunicação na língua inglesa? Com o passar dos dias todas foram sendo respondidas e de forma muito positiva. Conhecemos pessoas e lugares, vivenciamos o que só ouvíamos falar e passamos por temperaturas que chegaram a -29°. As aulas, no período da manhã e a convivência com as pessoas de lá, certamente foram de grande importância para o aperfeiçoamento do Inglês e o crescimento pessoal. Nos momentos de lazer o grupo pôde esquiar, praticar snowboard, patinar no Canal Rideau e visitar museus. “Essa viagem foi uma experiência única para o aperfeiçoamento do nosso conhecimento da língua inglesa e da cultura canadense. Aprendendo na escola e, principalmente, no diaa-dia.” - alunos Cassiel Luz e João Jacques

“Tivemos a chance de viajar sem nossos pais a outro país, durante um mês conhecemos um país totalmente diferente e nos relacionarmos com novas pessoas. Além disso tivemos a oportunidade de conhecer o pessoal de São Leopoldo, do Colégio Sinodal, que viajou com a gente, e esta fusão no grupo criou laços que persistem até hoje”. – aluna Ana Flávia Fuerstenau

Sprechen in Deutschland deutsch! Durante os meses de janeiro e fevereiro, aconteceu mais uma rodada do projeto de intercâmbio Brasil Alemanha- Freiburg, mantido pelo Colégio Mauá em parceria com o Colégio Alberto Torres, de Lajeado e Instituição Evangélica, de Novo Hamburgo. Do projeto participaram 12 estudantes acompanhados pela professora Marlise Müller. Para a aluna Helena Classen, a viagem de estudos foi importante e inesquecível. “Além de aperfeiçoar o idioma através de aulas com professores locais, podemos conhecer e vivenciar o dia a dia da cultura. Umas das coisas que nos chamou a atenção foi poder transitar por diversos lugares com liberdade e segurança. Uma experiência que vale a pena viver!”, afirma a intercambista.


LÍNGUA ESTRANGEIRA

Concurso de leitura em língua alemã No dia 24 de maio, foi realizado o concurso regional de leitura de Língua Alemã em Conventos. Acompanhadas da professora Anneliese Strohm e representando o Colégio Mauá, participaram as alunas da 8a série, Stefanie Daiane Schmidt, na categoria Daf (Deutsch als Fremdsprache alemão com língua estrangeira) que conquistou o 1º lugar e Gabriela Beatriz Christmann, na categoria DaZ (Deutsch als Zweitsprache – alemão como segunda língua) que obteve a 2ª colocação. Na etapa estadual a aluna Stefanie também obteve o 1º lugar. Parabéns!

Ano da Alemanha no Brasil profs. de língua alemã

O ano da Alemanha + Brasil 2013-2014 teve a abertura oficial marcada no dia 13 de maio, com o pronunciamento do presidente da Alemanha, Joachim Gauck. A data também deu início a uma série de eventos com o tema “Quando as ideias se encontram”. As estreitas relações entre os dois países têm longa tradição, já que no Brasil é visível, há mais de um século, a grande influência cultural exercida pelos imigrantes alemães. Atualmente, pretende-se ampliar o fluxo bilateral de comércio e investimentos, fortalecer os laços entre pequenas e médias empresas brasileiras e alemãs e aumentar as iniciativas de cooperação em ciência, tecnologia e informação. O Ano da Alemanha no Brasil vai mostrar a nossa população os mais diversos aspectos das terras germânicas. A maratona de eventos de norte a sul do país apresenta a cultura, a economia, a

tecnologia e a política da Alemanha moderna. No Colégio Mauá, não será diferente. Os alunos iniciaram o ano letivo com a oficina Alemanha + Brasil, na qual tiveram contato com o desfile da Unidos da Tijuca (escola de samba do Rio de Janeiro) 2013, que este ano entrou na avenida com o samba enredo “A Alemanha Encantada”. Durante o ano, outros eventos acontecerão, já que os nossos alunos estudam a língua alemã.

9


10

BIBLIOTECA

Pensando em aproximar nossos leitores dos grandes clássicos da literatura, a leitura do primeiro trimestre foi dedicada a uma obra inesquecível, que ultrapassou o que conhecemos como “tempo”. Ana Maria Machado em “Como e por que ler os clássicos desde cedo” nos chama a atenção para a ideia de que “clássico não é livro antigo e fora de moda. É livro eterno que não sai de moda”. E é justamente a procura de clássicos que fará com que o leitor descubra a eternidade tesouro de cor azul. A cuidadosa adaptação de das leituras realizadas. “As mil e uma noites”, escrita por Ferreira Gullar, foi descoberta pelos adolescentes. Enquanto Ana Maria sugere, ainda, aos pais: “Hoje todos têm realizavam a leitura, os contos “A moça tecelã” e pressa [...], e vivemos na civilização da imagem, “Como um colar”, de Marina Colasanti; “O meninão repleta de tentações visuais e muitos outros meios do caixote”, de João Antônio; e “O homem que de cada um se informar. [...] Mas não custa nada enxergava a morte”, de Ricardo Azevedo, foram dar quinze minutos a um filho, para compartir trabalhados em sala de aula. A intenção era um tesouro humano – a criança ou adolescente exatamente a de, em algum momento, entrelaçar merecem essa atenção de qualidade. Basta ler essas leituras para que os alunos pudessem se junto e conversar.” posicionar de forma crítica e não passiva frente às leituras e às personagens até então desconhecidas. Como leitura comum, os alunos das oitavas séries tinham à sua espera, na estante, um pequeno Depois da viagem feita por entre as linhas e os mundos presentes em “As mil e uma noites”, cada dupla recebeu o desafio de transformar um dos belos capítulos da obra em um poema não menos belo. E não pense você que a tarefa foi fácil! Mal sabiam eles, nossos leitores, que muitas surpresas ainda estavam escondidas! Ao finalizarem os seus textos, estes foram detalhadamente escritos em tecidos de todas as estampas. Em seguida... mãos à obra! Era o momento de costurar os poemas de cada turma em uma fascinante “colcha” literária. Muita leitura. Muito trabalho. Inteligentes discussões. Leitores mais atentos. Alunos mais críticos. Eis então a grande descoberta da leitura! profas. Agda Baracy Netto e Tatiane Nunes Ribeiro


ESPORTES

11

Ginastas do Mauá são agraciados pelos resultados da última temporada A Federação Riograndense de Ginástica fez a entrega da Premiação 2012 no dia 18 de maio. Consentidos com base nos resultados do atleta ao longo do ano, ginastas do Colégio Mauá foram agraciados em diversas modalidades e a instituição recebeu o título de vice-campeã de 2012 da Ginástica de Trampolim do RS. Martina Stapenhorst recebeu o prêmio de campeã geral do Torneio Estadual de Ginástica Rítmica e também Ginasta Destaque; Vinícius Nogueira Bergamo, o de Destaque de Copas Escolares de Ginástica de Trampolim e Eficiência de Ginástica de Trampolim na categoria pré-infantil, prêmio consentido também para Raíssa Kaufmann Inácio e Frederico Baumhardt Jahn na categoria mirim,

Guilherme Conrad e Liara Wrasse Bender na categoria adulto. Concomitante à entrega da Premiação 2012 da FRG, aconteceu o 3º FEST GYM com competições e apresentações nas modalidades ginástica artística, rítmica, trampolim e ginástica aeróbica. O Colégio Mauá participou na modalidade ginástica de trampolim, na prova de trampolim acrobático (popularmente conhecido como cama-elástica). A entidade obteve o ouro nas categorias mirim, com Fernanda Harth Sisnande e Vinícius Nogueira Bergamo no infantil e o bronze na pré-infantil com os atletas Frederico Baumhardt Jahn e Isadora Hilbig Soares e no infantil Francine Bartz Winterhalter e Fábio Henrique Schuster de Oliveira.


12

TORNEIO DE INTEGRAÇÃO

26o Torneio de Integração Todos são vencedores prof. e vice-diretor Nestor Raschen Nossas equipes demonstraram muito empenho e dedicação. Assim todos saíram com o dever cumprido. Nós, os professores, estamos orgulhosos pela maneira respeitosa com que encaram toda a competição. Por isso, todos são vencedores. Na soma geral de pontos deu Cometa. Na Melhor Torcida deu Chaparral. No Show Artístico deu Cometa e na campanha dos alimentos alcançamos o recorde de todos os torneios: 2.347 quilos, doados ao Programa Movida. Por este motivo, parabenizamos a todos. Foi muito bom viver as emoções de mais um brilhante Torneio de Integração.

Patrocinadores

Super Miller – Patrocinador Máster Cafeteria e Livraria Iluminura, Garbo Indústria Vestuário, Indústria Têxtil Amoras, Absoluta Copiadoras Ltda., Grupo Gazeta, Riovale Jornal, Transportes Sayonara, Postos Pflug, LupaGraf, APM, Graffite, Compumax, Suhma Engenharia, Agrocomercial Afubra, Grupo Cindapa, Bortolaso


TORNEIO DE INTEGRAÇÃO

13


14

EDUCAÇÃO INFANTIL

Dia das Mães na Educação Infantil Em um lindo sábado ensolarado, os alunos da Educação Infantil estiveram no Colégio para homenagear suas mamães. Durante o mês, muitas foram as atividades realizadas com o intuito de valorizar a importância das mães em nossas vidas. Durante este ano, foram evidenciadas para a apresentação músicas do teatro musical Pandorga da Lua. Os pequenos tiveram a oportunidade de assistir a esta peça e, desde então, o encantamento e alegria ao entoar as canções tornaram-se constantes no dia a dia em sala de aula. Devido a isto, cada turma escolheu a música de sua preferência para apresentar para as mães. Ao final, todos realizaram uma dança coletiva, firmando o elo único e especial existente entre mães e filhos.

As cores do mundo! As turmas do Jardim A1 estão, neste semestre, envolvidas com seu projeto de Iniciação Científica “As cores do mundo”. Através da ludicidade e do trabalho interdisciplinar, as professoras, juntamente com as crianças, estão (re)descobrindo as cores a partir dos passos do método científico, observação, problematização, formulação de hipóteses e experimentação. Dentre as diversas atividades que o projeto contempla, está a criação do livro das cores primárias e secundárias, experiências com pigmentos coloridos, brincadeiras nos diversos ambientes do colégio e integração das turmas. profas. Ana Carla Werlang, Cristine Kothe e Thais Francieli Lopes


15

EDUCAÇÃO INFANTIL

Biblioteca na Educação Infantil A leitura é uma atividade permanente que deve ser adquirida desde cedo. No Colégio Mauá esta rotina começa na educação infantil. As crianças têm o hábito de frequentar a biblioteca semanalmente, onde podem apreciar histórias e também escolher livros que serão levados para casa. As famílias também apreciam a leitura junto com seus filhos. As professoras que atuam na biblioteca, planejam, através do lúdico, uma história para cada faixa etária utilizando acessórios, fichas, CDs, fantoches. Nestes momentos, as crianças se envolvem com as histórias contadas demonstrando entusiasmo e encantamento. A literatura leva os pequenos a desenvolverem a imaginação, emoção e sentimentos de forma prazerosa e significativa. profas. Carlen Swarowsky e Gabriela Cavalli

Projeto de iniciação científica na Educação Infantil profas. Carlen Porto, Gabriela Cavalli, Gabriela Koehler e Mônica Kanitz Neste ano iniciou-se no Colégio Mauá o projeto “Iniciação Científica”, contemplando os alunos desde a Educação Infantil até o Ensino Médio, através do incentivo à pesquisa e escolha de um tema de interesse de cada turma. As turmas 031, 032 e 035 escolheram estudar os dinossauros e a turma 036 escolheu o tema planetas. Consideramos o conhecimento prévio dos estudantes, bem como os questionamentos e curiosidades sobre os assuntos. Através de pesquisa, atividades gráficoplásticas, brincadeiras, experiências e atividades corporais, buscou-se o aprofundamento do estudo. Sobre os dinossauros, alguns dos aspectos estudados foram: como nasciam, o maior e o menor dinossauro, diferenças entre herbívoros e carnívoros, bípedes e quadrúpedes, o mais feroz, o mais veloz, paleontologia e o estudo dos fósseis, períodos triássico, jurássico e cretáceo e hipóteses sobre como e porque desapareceram. Sobre os planetas, foi estudado o sistema solar que inclui os oito planetas, o sol e as luas. Este assunto contemplou as características de cada planeta, o maior e o menor, o mais gelado e o mais quente, aquele que tem vida humana, as estrelas, o astronauta, o foguete, dentre outras curiosidades.

T31

T32

T35

T36


16

eNSINO FUNDAMENTAL

Nossa vida é uma história profas. Agda Netto e Fabiana Beber Durante o primeiro trimestre, nas aulas de língua portuguesa, depois de escrever uma autobiografia e inventar histórias de vida como se fossem outras pessoas, os alunos dos 5os anos leram obras sobre a trajetória de pessoas famosas, artistas brasileiros e de outras nacionalidades. Então, escreveram a biografia lida e desenharam o criador biografado. Ler sobre a vida das pessoas que a gente acha que nem são gente como a gente pode ser muito interessante, pois podemos descobrir coisas que não imaginávamos. Você sabia que... é melhor não contar. Você mesmo pode descobrir, lendo os livros da coleção Mestre das Artes. Ah! E pode conferir os trabalhos dos alunos que estão expostos pertinho da biblioteca.

Dia Mundial da Água Durante o mês de março, nas aulas de Ciências, os alunos dos 6os anos debateram sobre as formas de preservação e conservação da água. Após os debates, eles criaram, nas aulas de língua portuguesa, frases de estímulo ao consumo consciente, procurando incentivar os colegas a ter mais cuidado com o uso da água. Em forma de gotas, os trabalhos foram expostos no dia 22 de março, data em que é comemorado o Dia Mundial da Água. profas. Carla Silva, Sheila Bischoff e Tatiane Ribeiro


eNSINO FUNDAMENTAL

O Menino Maluquinho A partir da proposta do Projeto Literário, as turmas de 3º ano do Ensino Fundamental receberam o livro Menino Maluquinho, clássico da literatura infantil escrito por Ziraldo. As professoras, devidamente caracterizadas, entregaram os livros aos alunos instigando-os a entrarem nesse mundo de magia e diversão. Durante a atividade as turmas realizaram diferentes trabalhos, como leitura, teatro, produções textuais, trabalhos de arte, música e poesia. Todas as dinâmicas realizadas com o livro transformaram a sala de aula em um ambiente estimulante e divertido.

Viagem às Missões Jesuíticas Os alunos das 7as séries visitaram, no dia 17, as cidades de Santo Ângelo e São Miguel das Missões. O grupo de 88 alunos, acompanhado pelos professores Odeti Ertel, Maria Luiza Schuster, Carla da Silva e Marco Aurélio Santos, pôde vivenciar o que foi estudado na sala de aula sobre as Missões Jesuíticas, a Guerra Guaranítica e Sepé Tiaraju durante a viagem de estudos.

17


18

eNSINO FUNDAMENTAL

Os quadrados Mágicos na aula de Matemática profa. Sandra Vicentini Sou uma professora apaixonada pela matemática. Todos os seminários, palestras e cursos, que acompanhei ao longo dos anos, mais a prática de sala de aula, me levaram a estruturar uma proposta diferente, para o 6º ano, neste 2013. Vou tentar explicar como venho trabalhando neste primeiro trimestre. Primeiramente, lancei um desafio “o quadrado mágico”. Consiste em colocar os números de 1 a 9 de forma que todas as linhas colunas e diagonais tenham o mesmo total. Muitas foram as tentativas feitas pelos alunos, bem como vários questionamentos, entre eles: - Esse quadrado mágico tem solução? - São 9 números, o meio é o 5. Será que o 5, deve ir ao centro desse quadrado mágico? - O 1 e o 9 são extremos, será que ficam juntos em uma linha, coluna ou diagonal? - E o 2 e o 8, o 3 e o 7, o 4 e o 6, também ficam juntos? - A soma dos extremos é sempre 10 e o meio é 5, será que o total deste quadrado deve ser 15? A partir destes questionamentos, bem como das dúvidas levantadas e das hipóteses testadas pelo

grupo, chegamos a 8 soluções diferentes. Nas observações das soluções encontradas, novos questionamentos surgiram e novas hipóteses para serem testadas: - Existem outras soluções além destas que encontramos? - O que aconteceu com o centro do quadrado mágico? - O que aconteceu com os extremos 1 e 9? - O que aconteceu com os outros extremos? O interesse dos alunos pelo quadrado mágico foi tanto que acabou sendo levado a casa de cada um. A contribuição de alguns familiares foi muito interessante, porque os alunos fizeram pesquisas na internet sobre vários outros conhecimentos e possibilidades de resolver o quadrado mágico, inclusive o quadrado de quatro por quatro. Exemplificando A aluna Júlia Valim trouxe um livro que seu pai lhe emprestou: “Alex no país dos números”, de Alex Bellos, Cia das letras, 2011. Um livro maravilhoso, com muitos fatos interessantes sobre o assunto do qual estávamos estudando.


ensino fundamental O livro despertou em mim o interesse e muito entusiasmo porque ali adquiri novos conhecimentos sobre os quebra-cabeças de raciocínio: Quadrado mágico, Sudoku, Tangram, Cubo Mágico, Quadrado de Fifteen. Concluímos que o Sudoku, o Cubo Mágico, o Quadrado de Fifteen seguem o mesmo princípio do quadrado mágico. Tivemos uma questão no livro do 6º ano e a solução para resolvê-lo foi aplicar o que descobrimos com o quadrado mágico. Veja a questão abaixo. Qual é a soma dos 100 primeiros números naturais ímpares? 1+3+5+7+11+13+15..., 95, 97, 99 Usamos a soma dos extremos (1 + 99 = 100, 3 + 97 = 100 e assim por diante), observamos que teríamos 50 (a metade) números ímpares e o meio deles seria o 25. Então deveríamos fazer 25 vezes a soma 100 para termos a resposta da questão. Observamos a disposição dos números no teclado numérico do computador, na calculadora, no celular, no controle remoto da TV, no caixa eletrônico. O que isso tem a ver com o quadrado mágico e com as nossas descobertas? E novos questionamentos, investigações, relações a serem testadas, observadas: - Por que os números são agrupados conforme algumas características, como: pares, ímpares, naturais, primos, quadrados? - Números têm forma? - Em que outras coisas aparecem a ideia do quadrado mágico? - Por que a disposição dos números do teclado é considerada tão importante? Bom, esperamos continuar com nossa curiosidade e investigações. É assim que estamos adquirindo conhecimento!

LUPA

19


20

ensino médio

Olimpíada científica – 14 anos de sucesso! prof. Marco Aurélio dos Santos Início de uma nova etapa, uma série de adolescentes saindo do Ensino Fundamental e ingressando no Ensino Médio. Uma fase de extrema importância, a qual se requer um amadurecimento nos estudos, uma maior responsabilidade por parte dos alunos. Desse modo, como alternativa de aprimoramento e inovação no processo de aprendizagem dos estudantes do 1º ano do Ensino Médio, os professores de biologia, física, matemática e química criaram a chamada Olimpíada Científica, que nada mais é do que um Projeto de Educação que abrange uma série de atividades que visam instigar os estudantes à busca pelo conhecimento. Ela é realizada trimestralmente e em três diferentes etapas: gincana, programa de auditório e simulado. Esse projeto foi criado, também, pelo fato de os professores entenderem que não devem ficar restritos à sala de aula para transmitirem seus conhecimentos. Há quatorze anos que a Olimpíada Científica é uma via de mão dupla, ou seja, educadores se empenham para fornecer alternativas de ensino e estudantes se esforçam para melhorar cada vez mais seus resultados. Neste ano, no dia nove do mês de novembro, será realizada a 11ª edição da Olimpíada Científica Regional e o Colégio Mauá se prepara para um novo desafio, almejando mais uma vez a vitória, já que se sagrou campeão em todas as edições anteriores.

“Participar da Olimpíada Científica é ter, ao mesmo tempo, uma amostra de responsabilidade e aquisição de conhecimento. Para realizar as atividades propostas, a turma teve que se manter unida e organizada. É uma maneira criativa e contagiante de influenciar os alunos a buscar o conhecimento”.

“Durante o processo, nota-se necessário um planejamento e uma preparação adequada, pois não é possível estudar todo o conteúdo um dia antes das atividades. É com esse novo hábito que o aluno perde o medo em relação a tais matérias, entendendo que tudo é somente uma questão de estudo e dedicação”.

Alunas Alice H. M. Mueller e Sigriny V. Bertão - T 213

Aluna Maria Clara Schüler Chedid - T 223


ensino médio

21

Alunos realizam Simulado do ENEM Nos dias oito e nove de abril, todos os alunos do Ensino Médio do Colégio foram desafiados a realizar as provas que compõem o Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM). As avaliações foram organizadas exatamente conforme as provas oficiais, ou seja, divididas em dois dias, sendo Ciências Humanas e da Natureza no primeiro e Linguagens, Matemática e Redação no segundo. O evento como um todo foi preparado pelo coordenador do Ensino Médio, professor Waldy Lau Filho que ressalta os objetivos do Simulado. “Para o aluno, tenho a certeza de se tratar de uma excelente oportunidade de preparação para este tipo de prova que é muito cansativa e diferente de outros vestibulares. Inclusive os alunos do 1º ano do ensino médio, dessa maneira, já começam

a pensar seu futuro. Já para a escola, através deste exercício, assumimos um compromisso de traçar um diagnóstico que nos possibilitará uma avaliação dos conteúdos bem desenvolvidos ou que ainda possam vir a ser melhor trabalhados ainda em 2013”, comenta. As provas tiveram a duração, no primeiro dia, de 4 horas e 30 minutos e, no segundo, de 5 horas e 30 minutos. Segundo a aluna Eduarda Kipper Beck, isso trouxe ainda mais realidade para o processo. “O Simulado foi interessante, pois fazendo agora já nos preparamos para o futuro e porque percebemos que até conteúdos do ensino fundamental caem nas provas”, afirma a estudante.


22

NUTRIÇÃO

Que venha o inverno! profa. e nutricionista Sabrina Fuerstenau

O inverno tá chegando e esse friozinho que nos faz querer ficar mais tempo em casa, reunir os amigos e a família em volta do fogão a lenha ou da lareira também nos dá aquela vontade de comer um pouquinho mais! É, todos sabemos o quanto é difícil resistir à tentação dos alimentos mais “apetitosos” nesta época do ano! Se você se identifica com essa colocação, não sinta-se culpado(a): isso acontece com a maioria das pessoas, afinal nosso corpo “atrai-se” mais pelos alimentos que lhe conferem mais calor! No entanto, é preciso ressaltar o quanto é fundamental para nossa saúde manter um consumo diário, mesmo que em menor quantidade, das frutas e hortaliças, alimentos estes ricos em micronutrientes e propriedades funcionais. Nossa imunidade depende, e muito, dos hábitos que adotamos em nossa vida e o importante é tentar conciliar em nossa tão atribulada correria do dia a dia alguns cuidados que não são tão difíceis, mas que fazem muita diferença. Confira!

Dicas importantes para um inverno mais saudável • Pratique atividade física regularmente. • Acrescente cereais e grãos integrais na alimentação diária. • Coma vegetais crus e cozidos diariamente. • Experimente e inclua diferentes tipos de frutas nos intervalos entre as principais refeições. • Coma diariamente leguminosas como feijões, lentilhas, grão-de-bico. • Evite o excesso de carnes vermelhas e gordas. • Escolha laticínios e seus derivados desnatados ou light • Evite o consumo de alimentos industrializados prepare os lanches em casa. • Utilize mais os temperos naturais e azeite de oliva extra-virgem para temperar a comida e saladas. • Coma devagar e mastigue bem os alimentos.

Cuide-se e curta seu inverno com sabedoria e saúde!

Cupcake recheado com chocolate Recheio

Massa

1 creme de leite

3 ovos

1 barra de chocolate em cubos Colocar em um recipiente de vidro e levar ao micro-ondas por um minuto. Retirar, misturar bem e novamente deixar por um minuto

1 e ½ xic. de açúcar 1 xic. de óleo

no eletrodoméstico. Se precisar, coloque por mais ½ ou um minuto.

½ xic. de leite

Misture bem e reserve. Assim que amornar, coloque no refrigerador

Liquidificar tudo até ficar bem misturado para então colocar em uma

para ficar mais consistente.

vasilha funda e acrescentar: ½ xic. de chocolate em pó (ou 1 xic. de achocolatado) 2 xic. de farinha peneirada Misturar bem e por último adicionar: 1 colher (sopa rasa) de fermento químico Levar para assar em forminhas de papel específicas para cupcake, estando estas formas de papel dentro de formas de empada ou de pão de queijo. Assar em forno pré-aquecido por cerca de 20 minutos (depende do forno). Esperar amornar, retirar uma parte central do miolo, rechear com o creme feito no início e recolocar a “tampa” de massa que foi retirada. Cobrir com o mesmo creme utilizado no recheio e decorar a gosto. Rende, em média, 12 unidades.


GRÊMIO / APM

23

Encontro de Lideranças Estudantis Como representantes do Grêmio Estudantil José de Alencar, nós participamos do 19º Encontro de Lideranças Estudantis da Rede Sinodal nos dias cinco e sete de abril, no CEAP, em Ijuí. Assistimos a várias palestras cujo tema principal era a liderança vista de diferentes pontos, como liderar em ambiente de mudanças, como saber usar o dinamismo, o equilíbrio, a comunicação, a habilidade, a influência e a autoridade de um líder de forma saudável e correta. Escutamos muito sobre comprometimento e diálogo e ainda fomos fazer visitas às principais lideranças da cidade de Ijuí. Podemos analisar e vivenciar com as mais diversas lideranças e opiniões, por isso o encontro foi muito proveitoso e nos trouxe muito aprendizado.

Gincana APM A 5a Gincana da AMP do Colégio Mauá teve recorde de participantes nesta edição. A atividade envolvendo alunos, pais e professores do educandário aconteceu no dia 27 de abril. Com uma programação bem variada, eles foram divididos entre as equipes Água, Ar, Fogo e Terra, que sagrou-se campeã.

O Programa Social Movida, da Sociedade Escolar de Santa Cruz, pode ser beneficiado com recursos através de cupons fiscais. Para colaborar, basta fazer seu cadastro no site Nota Fiscal Gaúcha. Esta atitude transforma seu imposto em ações concretas e você ainda concorre a prêmios!

alunas Geórgia Debiasi Spode – T 212 e Laura Precht dos Quadros – T 214


Museu do Colégio Mauá reabre com a exposição“Menina, moça, mulher...” Duas vezes ao ano, o Museu do Colégio Mauá abre as portas com exposições temáticas. Desta vez, “Menina, moça, mulher...”, vai mostrar ao vistante um pouco de como era a rotina feminina de tempos atrás. Objetos de diferentes décadas que reportam ao comportamento, desde a infância até a velhice. Entre as peças que compõem a exposição, estarão brinquedos como berços, bonecas, fogões e louças em miniatura, que aguçavam o lado maternal. Atividades exercidas pelas mulheres ao longo dos anos também estão retratadas: chapeleiras, bordadeiras, cozinheiras, modistas, professoras, floristas, musicistas, tricoteiras, crocheteiras, doceiras, entre tantas outras profissões. A exposição “Menina, moça, mulher...” fica aberta ao público até o dia 19 de julho. O Museu do Mauá, localizado na Rua Marechal Floriano, 274, fica aberto para visitação de terças a sextas, das 14h às 17h, com ingressos de R$ 1,00 para estudantes e aposentados e R$ 2,00 ao público em geral. Visitas guiadas podem ser agendadas pelo fone (51)3715-0496.


Colégio Mauá - Junho - 2013