Page 1


OLHARES

eLETRAS 1ª Edição

Rua Rio Amazonas, nº 359 - Vila Laura CEP: 40.270-060 CNPJ 10.212.239/0001-89 2009

experimental_livro_fotos.indd 3

12/11/2009 17:51:12


experimental_livro_fotos.indd 4

12/11/2009 17:51:16


experimental_livro_fotos.indd 5

12/11/2009 17:51:18


experimental_livro_fotos.indd 6

12/11/2009 17:51:18


Fotografando nossa Cidade Tudo partiu da ideia de registrar instantâneos de uma cidade invisível aos alunos. Estudar o crescimento de Salvador e seus impactos, com os olhos mirando o alvo do futuro, pedia um olhar sobre essa cidade plural, cheia de coloridos e de acinzentados. Assim, foi inspirado o Projeto Olhares e Letras que, nesta primeira edição, investigou a nossa cidade numa perspectiva interdisciplinar.

Esse registro é mais uma prova de que é possível formar uma juventude crítica e atuante nos dias de hoje, tendo como eixo a experiência artística e seus diálogos com as muitas disciplinas, fios condutores da proposta curricular do Colégio Experimental. Reafirmamos, como nos inspira Paulo Freire, que para além de ler as palavras é preciso ler o mundo!

Os meninos se lançaram com suas câmeras em punho, desbravando o velho e o novo, tirando o véu de uma cidade ainda insuspeitada. Expostos neste livro estão alguns dos registros desse novo olhar de nossos alunos sobre o seu lugar, a sua identidade, a sua história e, certamente, parte do seu futuro. Essa é a transformação em imagens de sentimentos, sentidos e perspectivas pessoais e, por isso, refletem a verdade de cada um dos nossos pequenos fotógrafos.

Formar é um gerúndio de experiências que, por serem significativas, possibilitam transformar conhecimento em saber, pelo atravessamento na subjetividade. Para isso, é preciso desequilíbrio, coragem e uma certa dose de ousadia. Ingredientes que compuseram essa ação desde sua gestação até sua bela concretização. Por isso, nossos fotógrafos é que merecem todos os créditos!

Ribeira, Lobato, Liberdade e Cabula. Cenários que revelam o que muitas vezes é invisível para o olhar turista. Em cada lugar, em cada esquina, perceber o que encanta e assusta, compreender que a beleza ou o estranhamento depende do ângulo das nossas lentes que, por vezes, parecem embaçadas. Por trás de cada foto da edição desse livro, existe o olhar e as muitas palavras de um grupo de jovens com idade média de 11 anos. Essa nova juventude se permitiu deixar invadir por essa realidade que por ser tão conhecida e ao mesmo tempo estrangeira é que ganha a sua alcunha de “novidade”.

experimental_livro_fotos.indd 7

Ao “ler” esse livro sugerimos não esquecer uma frase de Saint-Exupéry que está estampada no espaço temático de aprendizagem das línguas no nosso Colégio: “o essencial é invisível aos olhos”. É por tudo isso que, para nós, ser Experimental é poder ler para além dos olhos... Alessandro Marimpietri Thais Costa Liana Almeida Diretores do Colégio Experimental

12/11/2009 17:51:18


01

experimental_livro_fotos.indd 8

12/11/2009 17:51:23


02

03

experimental_livro_fotos.indd 9

12/11/2009 17:51:29


04

experimental_livro_fotos.indd 10

12/11/2009 17:51:35


05

06

experimental_livro_fotos.indd 11

12/11/2009 17:51:41


07

experimental_livro_fotos.indd 12

08

12/11/2009 17:51:46


“A cena mostra o crescimento desordenado da cidade e as condições atuais das construções em Salvador. Penso que foi uma experiência produtiva e que serviu para a reflexão. “

09

experimental_livro_fotos.indd 13

12/11/2009 17:51:51


10

experimental_livro_fotos.indd 14

12/11/2009 17:51:56


11

“Essa foto consegue ter um olhar de Salvador diferente do que todos têm: uma cidade encantadora e alegre. Aprendemos a valorizar tudo que temos, pois a realidade não é um conto de fadas.” experimental_livro_fotos.indd 15

12

12/11/2009 17:52:02


13

experimental_livro_fotos.indd 16

14

12/11/2009 17:52:09


15

16

experimental_livro_fotos.indd 17

17

12/11/2009 17:52:16


18

19

“Eu senti muita tristeza ao ver essa imagem, porque nos leva a uma reflexão sobre o descuido.“

20

experimental_livro_fotos.indd 18

21

12/11/2009 17:52:21


22

23

24

25

experimental_livro_fotos.indd 19

12/11/2009 17:52:28


26

experimental_livro_fotos.indd 20

12/11/2009 17:52:31


27

28

29

experimental_livro_fotos.indd 21

12/11/2009 17:52:34


“Depois desse passeio, eu refleti muito sobre o mundo e o que podemos melhorar nele! É como uma música que eu amo: “o mundo precisa de um pouco mais de paciência...”. Adorei o passeio sobre a ocupação da cidade de Salvador!”

30

31

experimental_livro_fotos.indd 22

12/11/2009 17:52:40


32

33

34

experimental_livro_fotos.indd 23

12/11/2009 17:52:45


35

experimental_livro_fotos.indd 24

36

12/11/2009 17:52:49


37

38

experimental_livro_fotos.indd 25

12/11/2009 17:52:53


39

“Lá muitas pessoas não têm onde morar. Essa foto causa angústia, pois vimos a situação das pessoas e não podíamos fazer nada”

40

41

experimental_livro_fotos.indd 26

12/11/2009 17:53:04


42

“A cidade de Salvador pode ter seu lado escuro, mas também esconde muitas riquezas e belezas.”

43

experimental_livro_fotos.indd 27

12/11/2009 17:53:10


Lente Infantil De que lugar vem essas imagens construídas por esses meninos e meninas fotógrafos? Walter Benjamin aponta uma excelente sugestão quando diz que onde as crianças brincam, existe um segredo enterrado. Segredo esse que reverbera nas fotografias aqui presentes. Este leva-nos, a partir do aparelho fotográfico que foi tomado como um brinquedo e do real– concreto da cidade do Salvador, para as dimensões infinitas do território dos sonhos das crianças. Com olhos, ouvidos e todos os sentidos atentos, os enquadramentos mostram a organização espacial da capital baiana revelando, a cada clic implacável, detalhes, becos, vielas e paisagens de uma Salvador que, em grande medida, é invisível para nós que sentimos com os olhos e dizemos poder ver! As imagens revelam algo além das brincadeiras que marcaram o ato fotográfico e da referência aparente no papel. Escondem segredos que apenas os que vêem e se dispõem a enveredar por tais caminhos, são capazes de desvendar e questionar a condição humana. São belas imagens cujas expressões, significados marcantes e primor estético dão aos olhos do espectador uma amplitude da cidade e do ato criativo. Podemos comparar essas fotos a pequenos cristais que guardam em si todo um arcabouço sensível da própria idade. Espero que não se percam com o passar do tempo. Em frente meninos, pois o mundo é grande, mas continuem a vê-lo com olhar de criança! Essas imagens foram edificadas durante a oficina de fotografia promovida para os meninos e meninas do 6º ano do Ensino Fundamental II do Colégio Experimental. Nas ruas de Salvador, em particular nos bairros da Ribeira, Lobato, Cabula e Liberdade, buscamos fotografar a organização do espaço urbano. Através de raízes fincadas na essência infantil, simplicidade e delicadeza, apresentamos as fotografias aos corações desavisados que se dedicam a ver o resultado. Paulo Lima Professor, pesquisador e fotógrafo.

experimental_livro_fotos.indd 28

12/11/2009 17:53:13


experimental_livro_fotos.indd 29

12/11/2009 17:53:14


44

experimental_livro_fotos.indd 30

45

12/11/2009 17:53:21


46

experimental_livro_fotos.indd 31

47

12/11/2009 17:53:26


48

49

“A sociedade não estava se preocupando com o lixo na rua que podia causar doenças. Senti um pouco de medo por causa da desorganização do bairro, mas depois percebi que era uma comunidade legal.”

50

experimental_livro_fotos.indd 32

51

12/11/2009 17:53:42


“A ida a Liberdade foi muito boa, pois vimos o que aprendemos em sala. Porém, aprendemos mais, como por exemplo, que Salvador não é só praia, acarajé e carnaval.“

52

experimental_livro_fotos.indd 33

12/11/2009 17:53:45


54

53

experimental_livro_fotos.indd 34

55

12/11/2009 17:53:58


56

57

58

59

experimental_livro_fotos.indd 35

12/11/2009 17:54:02


60

experimental_livro_fotos.indd 36

61

12/11/2009 17:54:08


“Feira do Japão e Plano Inclinado foram locais da Liberdade que visitamos. O crescimento acelerado desses lugares causa tumulto entre as casas.”

63

experimental_livro_fotos.indd 37

62

64

12/11/2009 17:54:18


65

66

experimental_livro_fotos.indd 38

12/11/2009 17:54:25


67

experimental_livro_fotos.indd 39

12/11/2009 17:54:28


68

experimental_livro_fotos.indd 40

12/11/2009 17:54:33


69

70

experimental_livro_fotos.indd 41

“Penso que para minimizar este problema as pessoas precisam de uma melhor educação, os moradores que jogam o lixo na rua não estavam conscientizados dos problemas.” 12/11/2009 17:54:42


71

72

experimental_livro_fotos.indd 42

73

12/11/2009 17:54:52


“É preciso não construir em locais impróprios e não autorizados pela prefeitura. Os moradores das periferias estão sendo desmoralizados e ficando sem valor para o poder público.”

74

experimental_livro_fotos.indd 43

12/11/2009 17:54:56


“Se houvesse coleta de lixo nesse local, esse acúmulo seria reduzido e isso diminuiria os problemas de saúde.“

76

75

experimental_livro_fotos.indd 44

77

12/11/2009 17:55:11


78

79

80

81

experimental_livro_fotos.indd 45

12/11/2009 17:55:18


82

experimental_livro_fotos.indd 46

12/11/2009 17:55:21


“Será que é tão difícil se preocupar com toda a população? Espero que um dia, os responsáveis pela nossa cidade sejam capazes de fazer seu trabalho e ter a dignidade e orgulho de olhar para frente e dizer: trabalho feito!”.

83

experimental_livro_fotos.indd 47

84

12/11/2009 17:55:26


86

“Essa foto é importante porque eu quero mostrar às pessoas o que está acontecendo nesses bairros como o Cabula. Proponho ação da prefeitura para modificar essa realidade.”

85

experimental_livro_fotos.indd 48

87

12/11/2009 17:55:33


“Eu fiquei tão triste vendo aquilo, vendo que moro em uma cidade cheia de poluição. Proponho que as pessoas pratiquem a coleta seletiva, a reciclagem e comecem a preservar esta linda cidade em que vivemos.”

88

89

90

experimental_livro_fotos.indd 49

91

12/11/2009 17:55:42


92

93

experimental_livro_fotos.indd 50

12/11/2009 17:55:46


94

95

experimental_livro_fotos.indd 51

12/11/2009 17:55:49


A beleza do olhar Conhecer a nossa cidade através da singularidade da fotografia, despertar a sensibilidade e o respeito pela diversidade soteropolitana foi o nosso foco. Decidimos visitar bairros, de certa forma, distantes da realidade de nossos jovens alunos. Desejávamos que eles notassem a essência do olhar aguçado e pudessem sentir o que estava sendo visto. Através das câmeras, os olhares vislumbraram o diferente e o desconhecido de uma maneira muito especial. Vivenciar esse momento foi realmente inesquecível, não por ser apenas diferente, mas por despertar a sensibilidade por meio de experiências, que embora tão próximas, muitas vezes encobrimos ou preferimos nos distanciar. Para concluir, como as imagens dizem muito, convido-os a uma reflexão, não como se estivessem apenas observando uma paisagem, mas sim uma realidade. Andrea Barros Daltro de Castro Costa Coordenadora Pedagógica do Ensino Fundamental II Colégio Experimental

experimental_livro_fotos.indd 52

12/11/2009 17:55:54


experimental_livro_fotos.indd 53

12/11/2009 17:55:55


96

experimental_livro_fotos.indd 54

97

12/11/2009 17:56:00


98

experimental_livro_fotos.indd 55

12/11/2009 17:56:03


99

experimental_livro_fotos.indd 56

12/11/2009 17:56:06


100

101

experimental_livro_fotos.indd 57

102

12/11/2009 17:56:13


103

experimental_livro_fotos.indd 58

12/11/2009 17:56:19


104

experimental_livro_fotos.indd 59

105

12/11/2009 17:56:27


106

experimental_livro_fotos.indd 60

107

12/11/2009 17:56:33


108

experimental_livro_fotos.indd 61

109

12/11/2009 17:56:41


110

111

112

experimental_livro_fotos.indd 62

12/11/2009 17:56:49


113

114

experimental_livro_fotos.indd 63

115

12/11/2009 17:56:53


116

experimental_livro_fotos.indd 64

12/11/2009 17:56:58


“Quando tirei essa foto eu senti tristeza porque tinham animais comendo lixo.“

118

117

119

experimental_livro_fotos.indd 65

120

12/11/2009 17:57:10


121

experimental_livro_fotos.indd 66

12/11/2009 17:57:14


122

experimental_livro_fotos.indd 67

12/11/2009 17:57:19


“Essa foto que tirei no bairro do Lobato representa a falta do saneamento básico. Quando tirei essa foto a primeira coisa que pensei foi que lá não tinha coleta seletiva. Minha proposta é que as pessoas tenham mais consciência e que comecem a praticar a coleta seletiva.“

123

experimental_livro_fotos.indd 68

12/11/2009 17:57:24


124

125

experimental_livro_fotos.indd 69

12/11/2009 17:57:28


126

experimental_livro_fotos.indd 70

12/11/2009 17:57:31


127

128

129

130

experimental_livro_fotos.indd 71

12/11/2009 17:57:41


131

132

experimental_livro_fotos.indd 72

133

12/11/2009 17:57:51


134

experimental_livro_fotos.indd 73

12/11/2009 17:57:56


135

137

136

experimental_livro_fotos.indd 74

12/11/2009 17:58:05


“Fomos ver como a Ribeira é de verdade. Vimos coisas incríveis e absurdas! Eu vi que o mundo nunca será perfeito. Proponho que tudo isso melhore e preservem mais o que ele tem de melhor.”

138

experimental_livro_fotos.indd 75

12/11/2009 17:58:09


01

07

13

Gabriel A. P. Borges

Beatriz S. Ramos

José L. C. Neto

02

08

14

Lucas Oliveira

Beatriz S. Ramos

Victor C. Pinto

03

09

15

Igor O. A. Santos

Lucas P. Rocha

Victor C. Pinto

04

10

16

Isabela C. Teixeira

Júlia S. Teixeira

Laura L. R. Santos

05

11

17

Gabriel A. P. Borges

Júlia S. Teixeira

Beatriz S. Ramos

06

12

Gabriel A. P. Borges

Milena S. R. Santos

experimental_livro_fotos.indd 76

18 Gabriele N. B. Santos

12/11/2009 17:59:17


19

25

31

Tiago R. do Val

Júlia S. Teixeira

Isis M. Heredia

20

26

32

Ravanna A. Santos

Milena S. R. Santos

Milena G. Cerqueira

21

27

33

Ravanna A. Santos

Isis M. Heredia

Mariana T. Gusmão

22

28

34

Gabriele N. B. Santos

Mariana T. Gusmão

Isis M. Heredia

23

29

35

Bruno C. Brasil

Milena G. Cerqueira

Isis M. Heredia

24

30

36

José L. C. Neto

Isis M. Heredia

Mariana T. Gusmão

experimental_livro_fotos.indd 77

12/11/2009 17:59:51


37

43

Isis M. Heredia

Milena S. R. Santos

38

44

Milena S. R. Santos

Leonardo N. Souza

39

45

Isis M. Heredia

Lucas S. Mercês

40

46

Isis M. Heredia

Leonardo N. Souza

41

47

Isis M. Heredia

Leonardo N. Souza

42

48

Lucas S. Mercês

Pablo D. Silva

experimental_livro_fotos.indd 78

49 Luma V. Dantas

50 Isabela C. Teixeira

51 Lucas Oliveira

52 Mércia Santana

53 Victor C. Pinto

54 Victor C. Pinto

12/11/2009 18:00:53


55

61

Victor C. Pinto

Gabriel A. P. Borges

56

62

Tainá A. Santos

Victor C. Pinto

57

63

Tainá A. Santos

Pablo D. Silva

58

64

Tainá A. Santos

Isabela C. Teixeira

59

65

Leonardo N. Souza

Victor C. Pinto

60

66

Beatriz S. Ramos

Victor C. Pinto

experimental_livro_fotos.indd 79

67 Victor C. Pinto

68 Ariel C. Silva

69 Alana A. Barros

70 Alana A. Barros

71 Júlia S. Teixeira

72 Leonardo N. Souza

12/11/2009 18:01:54


73

79

85

Júlia S. Teixeira

Leonardo N. Souza

Beatriz S. Ramos

74

80

86

Júlia S. Teixeira

José L. C. Neto

Ariel C. Silva

75

81

87

Alana A. Barros

Fernanda Silveira

Beatriz M. P. Brito

76

82

88

Beatriz M. P. Brito

Luma V. Dantas

Júlia S. Teixeira

77

83

89

Alana A. Barros

Isabele Vrinda

Isabela C. Teixeira

78

84

90

José L. C. Neto

Luma V. Dantas

Júlia S. Teixeira

experimental_livro_fotos.indd 80

12/11/2009 18:03:19


91

97

103

Isabela C. Teixeira

Isabele Vrinda

Milena G. Cerqueira

92

98

104

Mariana T. GusmĂŁo

Luma V. Dantas

Milena G. Cerqueira

93

99

105

Isis M. Heredia

Isabele Vrinda

Milena G. Cerqueira

94

100

106

Paula G. Santos

Luma V. Dantas

Beatriz S. Ramos

95

101

107

Scarlet C. S. Andrade

Isabele Vrinda

Juliana Zenha

96

102

108

Isabele Vrinda

JosĂŠ L. C. Neto

Gabriel A. P. Borges

experimental_livro_fotos.indd 81

12/11/2009 18:04:41


109

115

121

Gabriel A. P. Borges

Scarlet C. S. Andrade

Milena G. Cerqueira

110

116

122

Scarlet C. S. Andrade

Milena G. Cerqueira

Milena G. Cerqueira

111

117

123

Scarlet C. S. Andrade

Alana A. Barros

JĂşlia S. Teixeira

112

118

124

Scarlet C. S. Andrade

Isabela C. Teixeira

Beatriz M. P. Brito

113

119

125

Paula G. Santos

Bruno C. Brasil

Ariel C. Silva

114

120

126

Paula G. Santos

Lucas Nogueira

Mariana Zenha

experimental_livro_fotos.indd 82

12/11/2009 18:05:46


127

133

Paula G. Santos

Lomelino S. S. Bisneto

128

134

Pablo D. Silva

Milena G. Cerqueira

129

135

Scarlet C. S. Andrade

Fernanda Silveira

130

136

Scarlet C. S. Andrade

Fernanda Silveira

131

137

Isabela C. Teixeira

Fernanda Silveira

132

138

JosĂŠ L. C. Neto

Pablo D. Silva

experimental_livro_fotos.indd 83

12/11/2009 18:06:29


Direção do Projeto: Alessandro Marimpietri, Thais Costa e Liana Almeida Coordenação do Projeto: Andrea Barros e Heloísa Frenzel Fotógrafo Responsável: Paulo Lima Assessoria de Imprensa: Ana Paula Nobre Apoio Técnico: Raquel Araújo Projeto Gráfico: Muito Comunicação

experimental_livro_fotos.indd 84

12/11/2009 18:07:03


Agradecimento Dedicamos um agradecimento especial a cada um dos moradores das comunidades visitadas que nos receberam de braços e coraçþes abertos e muito nos ensinaram sobre nossa cidade.

experimental_livro_fotos.indd 85

12/11/2009 18:07:27


experimental_livro_fotos.indd 86

12/11/2009 18:09:17


Olhares e Letras  

Projeto Experimental em que os alunos do colégio visitaram as ruas de Salvador, fotografaram e aprenderam mais sobre a cidade.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you