Issuu on Google+

ESCOLA REGIONAL DR. JOSÉ DINIS DA FONSECA - CERDEIRA DO COA 2013/2014

OPERACIONALIZAÇÃO DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO TURMA:

7ºA DOMÍNIOS

1- Terra - Um planeta com vida. 1.1-Condições da Terra que permitem a existência da vida. 1.2-A Terra como um sistema. 2- Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente. 2.1- Ciência, produto da atividade humana. 2.2- Ciência e conhecimento do Universo.

DISCIPLINA: CIÊNCIAS NATURAIS METAS Reconhece e justificar que a Terra é o planeta do Sistema Solar que exibe uma dinâmica interna que condicionou o aparecimento de vida; Reconhecer que a célula é a unidade estrutural e funcional de toda a biodiversidade existente no planeta. Identificar características da Terra que permitem a existência de vida e a sua evolução. Identificar um sistema como um conjunto integrado de elementos que cumprem uma função específica.

Conhecimentos e capacidades 90%

Associar o conceito de sistema à Terra, identificando os seus componentes fundamentais (litosfera, atmosfera, hidrosfera, biosfera) e possíveis influências recíprocas.

INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO

%

Fichas de avaliação

70%

Participação oral

5%

Trabalhos práticos

5%

Realização das tarefas de casa

5%

Atitude e comportamento

5%


TERRA EM TRANSFORMAÇÃO 1- A Terra conta a sua história. 1.1- Os fósseis e a sua importância para a reconstituição da história da Terra 1.2- Grandes etapas na história da Terra.

Analisar a história da Terra ao longo do tempo geológico (cerca de 4,5 mil milhões de anos),reconhecendo que a sua reconstituição foi feita a partir da análise do registo geológico, ou seja, dos diferentes tipos de rochas que constituem a litosfera e suas inter-relações e que o registo abundante e diversificado de vida (fósseis) corresponde aos últimos 500 milhões de anos. Metas intermédias Interpretar o significado de fóssil, identificando as condições gerais que permitem a sua formação e conservação. · O aluno associa diferentes processos de fossilização às características do ambiente de fossilização e ao tipo de ser vivo. Explicar como os fósseis de idade permitem a datação das rochas que os contêm e os fósseis de ambiente a identificação de paleoambientes, e ambos a reconstituição da evolução da Vida na Terra, contribuindo para a história dos últimos 500 milhões de anos da Terra (1/9 do tempo geológico).

Conhecimentos e capacidades 90%

Utilizar o conceito de datação relativa aplicando-o a estratos sobrepostos. Justificar a importância de preservar o património paleontológico. Associar a história da Terra a mudanças cíclicas de ocorrências ao nível da litosfera, biosfera, hidrosfera e/ou atmosfera (exemplos: orogenias, glaciações, extinção em massa de seres vivos), traduzidas em novas Eras: PréCâmbrico – Paleozóico – Mesozóico – Cenozóico. Interpretar figuras/esquemas/diagramas que representem acontecimentos que caracterizam as principais etapas da história da Terra (Eras/Períodos) ao longo do tempo, utilizando o conceito de Escalado Tempo Geológico.


TERRA EM TRANSFORMAÇÃO 4 - Consequências da dinâmica interna da Terra. 4.2- Atividade sísmica- riscos e proteção das populações.

Explicar a dinâmica da Terra associada ao movimento das placas litosféricas (Teoria da Tectónica de Placas), recorrendo a modelos da sua estrutura interna e identificando os vulcões e os sismos como suas consequências. Localizar geograficamente, a nível mundial, zonas de maior risco sísmico e de vulcões ativos, associando-as aos limites das placas litosféricas. Identificar e interpreta o significado dos diferentes constituintes de um vulcão. Analisar atividades práticas de simulação de erupções vulcânicas, estabelecendo correspondências e identificando as limitações dessas simulações. Relacionar a viscosidade do magma com o tipo de erupção (efusiva e explosiva), as característica do aparelho vulcânico (forma e tamanho do cone) e os materiais emitidos (líquidos, sólidos/piroclastos e gasosos).

Conhecimentos e capacidades 90%

.Discutir benefícios da atividade vulcânica, em particular as potencialidades das manifestações secundárias de vulcanismo. Associar sismos a uma libertação de energia acumulada nas rochas e libertada no hipocentro sob a forma de ondas sísmicas, detetadas pelos sismógrafos e registadas em sismogramas. Diferenciar, quanto aos pressupostos em que se baseiam (danos causados e quantidade de energia libertada), as escalas de Mercalli modificada e de Richter, utilizadas para avaliar um sismo. Interpretar cartas de isossistas, identificando o epicentro do sismo, e discute fatores que determinam os estragos verificados. Identificar medidas de prevenção e proteção da população quanto à atividade sísmica, em particular na área da construção civil e das atitudes e comportamentos individuais e coletivos. Justificar a importância dos centros de vulcanologia e institutos geofísicos no estudo da atividade sísmica e vulcânica, nomeadamente na sua previsão e prevenção.


TERRA EM TRANSFORMAÇÃO 5 - Dinâmica externa da Terra. 5.1- Rochas, testemunhos da atividade da Terra. 5.2- Rochas magmáticas, sedimentares e metamórficas: génese e constituição 5.3 - Ciclo das Rochas 5.4 - Paisagens geológicas

Relacionar as texturas, composição mineralógica e modo de ocorrência dos diferentes tipos de rochas (magmáticas, metamórficas e sedimentares) com a sua génese; inter-relaciona as rochas sedimentares, magmáticas e metamórficas de forma a construir o ciclo das rochas; compreende que são os processos da dinâmica interna os responsáveis pela formação das rochas magmáticas e das rochas metamórficas e os processos da dinâmica externa os responsáveis pela formação das rochas sedimentares; explica características de paisagens de rochas sedimentares, magmáticas e metamórficas Identificar minerais constituintes de rochas (exemplos: calcite, feldspato, quartzo, biotite, moscovite), considerando as suas propriedades físicas (dureza, brilho, clivagem) e químicas (reação entre ácido e mineral).

Conhecimentos e capacidades 90%

Relacionar a génese de rochas magmáticas intrusivas (granito) e extrusivas (basalto) com as suas características texturais e mineralógicas. Descrever a sequência de acontecimentos que explicam a formação de sedimentos (areias, argilas) e, a partir destes, a formação da respetiva rocha sedimentar (arenito, argilito); explica fatores que determinam o tamanho/grau de arredondamento e a deposição dos sedimentos (exemplos: características do sedimento, características do agente de transporte). Associar os diferentes tipos de rochas sedimentares (detríticas, químicas e biogénicas) à sua génese, sabendo que se formam à superfície da Terra e que se dispõem, geralmente, em estratos onde se podem encontrar fósseis que nos “revelam” a história da evolução da vida, contribuindo para a história mais recente da Terra (os últimos 500 milhões de anos). · O aluno relaciona as características texturais de uma rocha metamórfica (por exemplo: xisto, mármore) à preexistente (exemplos: argilito, calcário) e aos fatores de metamorfismo responsáveis pela sua formação. Identificar rochas (exemplos: basalto, granito, calcário, arenito, xisto) em amostras de mão, com base na textura, identificação dos minerais constituintes e na reação entre ácidos e cada um dos minerais. Revelar pensamento científico, prevendo, planificando, executando atividades práticas de simulação de processos característicos de ambientes magmáticos e de ambientes sedimentares. Relacionar as rochas sedimentares, magmáticas e metamórficas quanto aos processos que as transformam e constrói o ciclo das rochas. Associar as diferentes paisagens geológicas ao tipo de rocha predominante na região e aos diversos processos geológicos que lhe deram origem; reconhece a utilização/aplicação, a nível regional e nacional, dos diferentes tipos de rochas.

Nota: Se o parâmetro, trabalhos práticos, não se aplicar em algum período letivo, a percentagem, de 10% é atribuída às fichas de avaliação, ficando este parâmetro com 75%.


Comportamento

Responsabilidade

Cidadania Língua Portuguesa Uso das TIC

Aprendizagens de carácter transversal 10%

Autonomia

Participação

DOMÍNIOS

METAS - Intervém de forma oportuna - Participa ativamente e/ou quando solicitado - Colabora nas actividades propostas ou da iniciativa do grupo

%

- Realiza tarefas individualmente - Ultrapassa dificuldades sem a ajuda contínua de outras pessoas - Reflete e toma decisões

- Respeita as regras de funcionamento da sala de aula - Utiliza uma linguagem adequada à sala de aula - Relaciona-se com os outros sem causar situações de conflito - Respeita as opiniões dos outros

4%

- É assíduo e pontual - Traz o material necessário - Cumpre os prazos estabelecidos - Realiza os trabalhos solicitados - Demonstra atenção e empenho - Esforça-se por superar as suas dificuldades

Ortografia, pontuação, construção frásica, interpretação e expressão escrita.

4%

Organização da informação, formatação, utilização dos recursos existentes (software /hardware).

2%


CALENDARIZAÇÃO

TEMAS/CONTEÚDOS 1.

2.

1º PERÍODO

2º PERÍODO

Terra, um planeta vivo - condições da Terra que permitem a existência de vida; - como terá surgido a vida na Terra; - condições necessárias para a existência e manutenção de vida; - diversidade da vida; - a célula, unidade da vida - a Terra como uma sistema.

AULAS PREVISTAS

41

Ciência, tecnologia, sociedade e ambiente. - ciência, um produto da atividade humana; - ciência, atividade humana; - importância do conhecimento científico; - como se constrói um a Ciência; - ciência e conhecimento do Universo (meios de observação do Universo) - a ciência e a tecnologia deram a conhecer o Universo; - os perigos da Ciência e da Tecnologia.

3.

Terra conta sua história - os fósseis e a sua importância para a reconstituição da História da Terra; - grandes etapas da história da Terra;

4.

Dinâmica interna da Terra -deriva dos Continentes e tectónica de placas; -ocorrência de falhas e dobras;

5. Consequências da dinâmica interna da Terra. -atividade vulcânica, riscos e benefícios; -atividade sísmica; riscos e proteção das populações;

37

6. Estrutura interna da Terra -Contributo da Ciência e da Tecnologia para o estudo da estrutura interna da Terra; -modelos propostos.

3º PERÍODO

7. Dinâmica externa da Terra -rochas, testemunhos da atividade da Terra, -rochas magmáticas, sedimentares e metamórficas: génese e constituição; -ciclo das rochas; -rochas magmáticas; -rochas sedimentares; -rochas metamórficas; -paisagens geológicas.

O Professor: Filipe Soares

21


Operacionalização dos critérios de avaliação, 7ºano, cn