Page 19

fotográfico nem para divulgar a roupa que estava usando porque era uma forma de as marcas me conhecerem. Estudei muito sobre o mercado, fiz cursos de maquiagem e cabelo e hoje tenho uma tabela de preço para fotos e postagens”, explica. Marina revela que ganha, em média, R$ 7 mil por mês. “É um valor maior que o salário inicial de muitas profissões”, ressalta a jovem, que começou a trabalhar com as redes sociais há cerca de um ano. Fernando conta que começou a gravar vídeos dando conselhos sobre relacionamentos na faculdade, mas quando ainda era aluno do curso de Publicidade e Propaganda e queria atingir um público específico. “Quando criei meu canal no YouTube, percebi que havia uma lacuna de entretenimento para mulheres entre 18 e 25 anos. Todos os vídeos na internet eram muito voltados para adolescentes. Como sabia que esse público era, prioritariamente, economicamente ativo e carente de informação direcionada, resolvi preencher essa lacuna”, conta. Faltando seis meses para se formar publicitário, Fernando resolveu mudar de rumo: matriculou-se no Pré-vestibular Contato e se preparou para cursar medicina. O conteúdo dos seus vídeos no YouTube seguiu a mudança. O futuro médico deixou de pensar no que o seu público queria e decidiu falar sobre o que as pessoas precisam saber. “Na publicidade nós aprendemos a vender, seduzir. Cheguei à conclusão que viver para ajudar a vender mais não era o que eu tinha em mente. Optei por medicina pelo propósito de poder tornar a vida das pessoas melhor. Essa decisão influenciou no destino do canal, que hoje está completamente aliado a esse propósito”, garante. Em ascensão no cenário digital, Marina Ferrari e Fernando Fluhr projetam um futuro online para suas respectivas carreiras de administradora e médico, usando a formação formal para inovar e desbravar as redes sociais. Visite o canal de Marina Ferrari no YouTube

www.contatomaceio.com.br / EDIÇÃO 2015 / CONTATO!

19

Revista Contato!  

Edição 2015 da revista Contato!.