Page 1

dentro do meu coração. Necessita mais de ti

ENTRADA 1 Vem e segue-me! Vem sou teu pastor! Vem, eu te farei do meu povo servidor! Vem, eu te falei do meu povo servidor. Porém não sei falar, sou ainda uma criança, a quem eu te enviar, falarás de esperança. Falarás do novo reino, da justiça e da verdade. Onde houver escravidão levarás a liberdade. Eu te faço um profeta, pra arrancar e destruir, sobre reinos e nações, pra plantar e consumir. ENTRADA 2 Quem nos separará, quem vai nos separar? Do amor de Cristo quem nos separará? Se Ele é por nós quem será, quem será contra nós? Quem vai nos separar do amor de Cristo, quem será? Nem a espada, ou perigo, nem os erros do meu irmão, nenhuma das criaturas, nem a condenação! Nem a vida, nem a morte, a tristeza ou aflição, nem o passado, nem o presente, o futuro nem opressão. Nem as alturas, nem os abismos, nem tampouco a perseguição, nem a angústia, a dor ou a fome, nem a tribulação. PERDÃO 1 Renova-me Senhor Jesus, já não quero ser igual. Renova-me Senhor Jesus. Põe em mim teu coração Porque tudo que há dentro de mim. Necessita ser mudado Senhor. Porque tudo que há

PERDÃO 2 Perdão Senhor, tantos erros cometi. Perdão Senhor tantas vezes me omiti. Perdão Senhor pelos males que causei, pelas coisas que falei, pelo irmão que eu julguei. Perdão Senhor pelos males que causei, pelas coisas que falei, pelo irmão que eu julguei. Piedade Senhor, tem piedade, senhor, Meu pecado vem lavar com seu amor. Piedade Senhor, tem piedade, senhor, Meu pecado vem lavar com seu amor. Perdão Senhor porque sou tão pecador. Perdão Senhor, sou pequeno e sem valor. Mas mesmo assim tu me amas, quero então te entregar meu coração, suplicar o teu perdão. Mas mesmo assim tu me amas, quero então te entregar meu coração, suplicar o teu perdão. GLÓRIA 1 Glória! Glória! Ao Pai ao criador, ao filho redentor, e ao Espírito, Glória! Deus e Pai, nos vos louvamos, adoramos, bem dizemos; Damos Glória ao vosso nome,vossos dons agradecemos. Senhor nosso Jesus Cristo, unigênito do Pai, Vós de Deus cordeiro Santo, nossas culpas perdoai. Vós que estais junto do Pai, como nosso intercessor, acolhei nossos pedidos, atendei nosso clamor! Vós somente sois o Santo, o Altíssimo, o Senhor, como o Espírito Divino de Deus Pai no Esplendor.

GLÓRIA 2 Gloria a Deus nas alturas! E paz na terra aos homens por ele amados. Senhor Deus. Rei dos céus, Deus pai todo poderoso. Nós vos louvamos.../Nós vos bendizemos.../Nós vos adoramos.../Nós vos glorificamos... Nós vos damos graças por vossa imensa gloria. Senhor, Jesus Cristo, filho unigênito. Senhor, Deus, cordeiro de Deus, filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica. Vós que estais á direita do Pai, Tende piedade de nós. Só vós sois os santo...Só vós o Senhor...Só vos o altíssimo, Jesus Cristo. Com o Espírito Santo. Na glória de Deus Pai... Amém (3 vezes) MANTRA 1 Mesmo na tempestade, mesmo que se agite o mar Te louvo, te louvo em verdade Mesmo na solidão, mesmo longe dos meus Te louvo, te louvo em verdade Pois somente eu tenho a ti, tu és a minha herança Te louvo, te louvo em verdade MANTRA 2 Shemá Israel Adonai Elohenu Adonai eha. Escuta Israel o Senhor é nosso Deus um é o Senhor. OFERTÓRIO 1 O nosso Deus, com amor sem medida, chamou-nos à vida, nos


deu muitos dons. Nossa resposta ao amor que será feita se a nossa colheita mostrar frutos bons.

Comigo irá cear, o Pão da Vida ter quem até o fim, fiel permanecer. (bis)

Mas é preciso que o fruto se parta e se reparta na mesa do amor! (bis)

Na mesa da Eucaristia, lugar de encontro de iguais há um povo que quer a justiça que sonha com um mundo de paz.

Participar é criar comunhão, fermento no pão, saber repartir. Comprometer-se com a vida do irmão, viver a missão de se dar e servir. OFERTÓRIO 2 As sementes que me deste e que não eram pra guardar./ Pus no chão da minha vida, quis fazer frutificar. Dos meus dons que recebi/ pelo Espírito do amor/ Trago os frutos que colhi/ e em tua mesa quero pôr. (bis)

Na mesa da Eucaristia, divina lição de amar. Há um povo que sofre e caminha, pra vida com alegria gerar. Na mesa da Eucaristia, a festa fazermos por crer que o povo alegre anuncia que a vida vai a morte vencer. Na mesa da Eucaristia não deve haver divisão um povo que exclui outro povo; irmão que abandona outro irmão

Pelos campos deste mundo quero sempre semear/ Os talentos que me deste pra eu mesmo cultivar.

Na mesa da Eucaristia, miséria não pode existir, pois povo que aqui se alimenta, quer pão e amor dividir

Quanto mais eu for plantado, mais terei para colher/ Quanto mais eu for colhendo, mais terei a oferecer.

Na mesa da Eucaristia é Cristo, o Deus-Comunhão de um povo que quer nova terra, e unido construir novos céus

OFERTÓRIO 3 Venho, Senhor, oferecer com esse vinho e esse pão; Tudo que existe em meu ser Tudo que há em meu coração.

COMUNHÃO 2 É Comunhão, é comunhão Em Jesus Cristo por inteiro neste pão, É Comunhão, é comunhão Com sua Igreja Missionária em ação.

Vejo agora em Teu Altar essa oferta de Amor; Quero também Te consagrar toda minha vida Senhor. E quando este Pão for levantado; E junto com o vinho consagrado. Também as minhas mãos a Ti levantarei; Entoarei louvores ao meu Rei COMUNHÃO 1 Na mesa da Eucaristia, o amor se faz doação a um povo que vive e partilha, trabalha e constrói mundo irmão.

É Comunhão é com Deus vivo e verdadeiro, Que dia a dia vem em nossa direção. Com Ele vamos revelar ao mundo inteiro, Os horizontes da Evangelização. É comunhão com projeto de Jesus, Boa Nova que Ele veio revelar, Que por amor aceitou morrer na cruz, Para o seu povo oprimido resgatar. É comunhão com o Espírito de Amor, Protagonista da Evangelização. Ele revela os segredos do Senhor, E guia a

Igreja nos caminhos da missão. É comunhão com a Igreja Missionária, Que nos acolhe, nos convoca, nos envia. Como Maria segue sempre solidária, Alimentada pela Santa Eucaristia. É comunhão com a história do meu povo, Que sofre, chora e não cansa de esperar. Da velha terra vai nascer um mundo novo, Nesta esperança vamos juntos comungar. COMUNHÃO 3 Na mesa sagrada se faz unidade no pão que alimenta, que é o pão do Senhor, formamos família na fraternidade: não há diferença de raça ou de cor. Importa viver, Senhor, unidos no amor, Na participação, vivendo em comunhão. Chegar junto à mesa é comprometer-se, é a Deus converter-se com sinceridade. O grito dos fracos devemos ouvir e em nome de Cristo amar e servir! Enquanto na terra o pão for partido, o homem nutrido se transformará, Vivendo a esperança num mundo melhor: com Cristo lutando, o amor vencerá. Se participamos da Eucaristia, é grande a alegria que Deus oferece, porém não podemos deixar esquecida a dor, nesta vida, que o pobre padece.

Folheto de Cantos - Agosto de 2011  

Folheto de Cantos - Agosto de 2011 www.perpetuosocorro-bh.blogspot.com

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you