Page 1

CataVento Informativo Interno da Embrapa Meio Ambiente Nº 99 - ANO 7 - 01 a 15 de Maio de 2014

Nº 99 - ANO 7 - 01 a 15 de Maio de 2014

1 


SUMÁRIO

Monitoramento em tempo Real ...................................................................................3 Workshops .....................................................................................................................3 Segurança Microbiológica de Alimentos......................................................................4 Viagens Internacionais.................................................................................................4 Iderare............................................................................................................................4 Convenção.......................................................................................................................5 Feira................................................................................................................................5 Seminários Técnicos..................................................................................................... 6 Curso.............................................................................................................................. 6 Evento Interno............................................................................................................... 6 Dia das Mães..................................................................................................................7 Coral Harmonia.............................................................................................................7 Embrapa & Escola..........................................................................................................7 Novo Colega de Trabalho................................................................................................7 XXVII Sipat e XI SQV da Unidade....................................................................................8 Momento Sipat...............................................................................................................9

Chefe Geral Celso Vainer Manzatto Chefe Adjunto de Administração Marcos Antônio Vieira Ligo Chefe Adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento Marcelo A. Boechat Morandi Chefe Adjunto de Transferência de Tecnologia Ladislau Araújo Skorupa Núcleo de Comunicação Organizacional - NCO Alexandre Rita da Conceição Cristina Tiemi Shoyama Edislene Ap. Bueno Ruza Eliana de Souza Lima Marcos Alexandre Silva Maria Cecília Valadares Zitto Maria Cristina Tordin Silvana Cristina Teixeira

EXPEDIENTE Jornalistas Eliana de Souza Lima Marcos Alexande Silva Maria Cristina Tordin Texto Maria Cristina Tordin Marcos Alexandre Silva Revisão Cristina Tiemi Shoyama Projeto Gráfico & Diagramação Alexandre Rita da Conceição Foto da capa Marcos Alexandre Silva Periodicidade Quinzenal

Fórum do leitor Este espaço é reservado para publicação de comentários, críticas e sugestões enviadas por você, leitor. Sua participação é fundamental! escreva para cristina.tordin ou eliana.lima@embrapa.br

2  •  Informativo Interno CataVento

Publicação de responsabilidade do Núcleo de Comunicação Organizacional - NCO da Embrapa Meio Ambiente, Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Contatos e sugestão de matérias: cristina.tordin@embrapa.br ou eliana. lima@embrapa.br


O

MONITORAMENTO EM TEMPO REAL

site do Projeto Furnas Aquicultura já pode ser acessado na base de dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), onde possui todos os dados de monitoramento em tempo real das áreas do Reservatório. Para acessar as informações é preciso se cadastrar e ter login e senha. Disponível em: http:// www.dsr.inpe.br/hidrosfera/aquicultura/ O grande diferencial tecnológico e estratégico do Projeto Furnas é o uso do SIMA - Sistema Integrado de Monitoramento Ambiental, desenvolvido por pesquisadores do Inpe, e que vem sendo usado para avaliar de forma remota e com alta frequência parâmetros liminológicos e meteorológicos dos reservatórios. Apesar de sua tecnologia já estar consolidada é a primeira vez que sua utilização tem como foco o monitoramento ambiental de uma atividade produtiva. Vale destacar que há um sistema es-

pecífico para a aquicultura - o Sima Aquicultura, cujo objetivo é coletar parâmetros limnológicos a cada 10 minutos. Esses dados são armazenados na estação e não transmitidos por satélite. O Sima transmite somente as coletas a cada hora, ou seja, as demais ficam armazenadas internamente e são descarregadas pela equipe de manutenção. No portal os usuários cadastrados podem acessar os dados, inclusive os transmitidos por satélite que são disponibilizados imediatamente após a recepção. Também se tem acesso a tabela comparativa entre os parâmetros mínimos solicitados no Anexo VI da Resolução Conama 413 de 2009 – programa de monitoramento ambiental e os medidos no Projeto Furnas Aquicultura. Além dessas informações, o site disponibiliza as publicações do projeto, a equipe, respectivas instituições e contato.

O Projeto Furnas Aquicultura coordenado pela Embrapa Meio Ambiente foi proposto em parceria com o Inpe e a Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Após um ano de execução mais de dez instituições já são parceiras fundamentais na execução da metas. São elas: a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), Universidade de Campinas (Unicamp), Universidade Federal de Lavras (UFLA), Centro Universitário da Fundação de Ensino Otávio Bastos (Unifeob), Faculdade de Jaguariúna (FAJ), Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC), Universidades Federal de São Carlos (UFSCar), Universidade Federal de Alfenas (Unifal) e Instituto Brasileiro de Veterinária.

WORKSHOPS (1) Abertura do Projeto Rede ACV Embrapa, por Marilia Matsuura, acontecerá em 11 de junho, na Embrapa Agroenergia, via transmissão por videoconferência, em parceria com as Unidades CNPAT, CNPAE, CNPH, Sede (DPD, DTI, DGP, DTT, SNE), CNPTIA, CPAC, CPAFRO, CPAP, CNPTC.

Água (EA) e de grande capacidade para avaliar, analisar e selecionar as propostas apresentadas, somadas às sugestões da plateia, com o objetivo de elaborar um documento final para escolher os melhores caminhos para a prevenção da crise hídrica.

(2) Ricardo Figueiredo fez parte de mesa redonda, em 14 de maio, composta por 7 instituições com reconhecido envolvimento no problema de Escassez de

Nº 99 - ANO 7 - 01 a 15 de Maio de 2014

3 


SEGURANÇA MICROBIOLÓGICA DE ALIMENTOS IDEARE Recentemente a Embrapa modificou a forma de relato de resultados pelo líder do projeto, bem como incluiu a exigência para os CTIs validem cada um dos objetos comprovantes dos resultados, para que o líder possa concluir o relatório final do projeto.

A

pesquisadora Ana Lúcia Penteado desenvolveu estudos com Salmonella spp., Staphylococcus coagulase positivo, Bacillus cereus, Listeria monocytogenes, coliformes, bolores, leveduras e psicotróficos. Ela apresentou sua pesquisa em seminário técnico na Unidade. Para isso, trabalhou em vários projetos ao longo de sua carreira, sobre a qualidade microbiológica de tomates e implantação de boas práticas de produção. O estudo visou determinar a presença de Salmonella spp. e de outros microrganismos indicadores de contaminação na cadeia de produção de tomates provenientes da produção orgânica e convencional. Ela enfatizou a importância da aplicação de boas práticas no fatiamento, exposição e conservação das frutas. Na Embrapa Meio Ambiente, onde a pesquisadora atua no momento, os estudos poderão auxiliar em projetos como: agricultura orgânica, alimentos orgânicos versus diferentes sistemas de produção como conven-

cional, hidropônico e outros quanto à segurança microbiológica, agricultura familiar, validação microbiológica de alimentos além de treinamento em boas práticas agrícolas e de fabricação, produção integrada, segurança microbiológica dos alimentos produzidos por abelhas com aplicação de boas práticas e Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC) com foco em toda a cadeia produtiva – apicultores, unidades de extração e entrepostos. Em aquicultura, poderá contribuir no estudo da atividade antimicrobiana de novos compostos frente aos produtos obtidos na pesca, com análises microbiológicas de patógenos bacterianos, como também colaborar em projetos que visem a seleção e identificação de microrganismos, com atuação em biodegradação e biorremediação. Poderá ainda atuar na avaliação da atividade antimicrobiana de bactérias patogênicas, de origem alimentar, frente a substâncias ativas produzidas por plantas ou microrganismos.

VIAGENS INTERNACIONAIS (1) Wagner Bettiol estará em Montevidéu, Uruguai, de 27 a 31 de maio, para ministrar aulas no curso “Controle Biológico de Patógenos de Plantas”. (2) Rodrigo Mendes participará em Sacramento, Estados Unidos como

4  •  Informativo Interno CataVento

palestrante principal convidado, do Congresso “Soil Health: a Symposium” organizado pelo Departamento de Regulamentação de Pesticidas da Califórnia e Universidade da Califórnia – Davis (Ucdavis).

Existem instruções detalhadas sobre essas modificações em documentos disponíveis no menu ‘Suporte > Arquivos úteis’ do Ideare. Assim que o procedimento se tornar uma rotina na gestão de P&D, não haverá mais sobrecarga e a tarefa poderá ser naturalmente incorporada às atividades corriqueiras dos CTIs, visto que o relato dos resultados pode ocorrer ao longo da execução do projeto e não apenas no preenchimento dos relatórios finais. O DPD vai flexibilizar essa regra, concedendo nos próximos 3 meses, sempre que necessário e por solicitação do Chefe Adjunto de P&D, uma extensão na data limite para conclusão dos relatórios finais. Ainda dentro da mesma linha de se racionalizar ações que visem dar mais agilidade ao processo de gestão e reduzir o volume de trabalho para os CTIs, O DPD orienta que não é necessário que o líder de projeto liste ‘todos’ os objetos relativos a um determinado resultado, ou seja, que se tente esgotar a lista de todos os objetos que foram produzidos. Sendo assim, se forem inseridos, no momento, apenas alguns dos objetos, mas esses sirvam de comprovação do resultado, então está atingido o objetivo do relato. Os demais objetos poderão ser inseridos nos demais sistemas (Ainfo, Sieve, Alice, etc.) e, caso necessário estarão relatados nesses sistemas e poderão ser resgatados para qualquer finalidade.


FEIRA O pulverizador eletrostático, tecnologia desenvolvida pela Unidade, cujo objetivo é reduzir o uso de agrotóxicos, químicos ou biológicos, foi demonstrado na Expozebu Dinâmica, novidade da 80ª Expozebu, principal evento pecuário do País e um dos mais importantes do mundo, em Uberaba, MG.

CONVENÇÃO Marcos Neves participou de evento, em 15 de maio, que apresentou o perfil de usuários da agricultura de precisão no Brasil.

A

agricultura de precisão (AP), se ainda não está sendo adotada de forma sistemática em todo o Brasil, também não se pode dizer que é totalmente desconhecida. Os estudos sobre a adoção das tecnologias e os fatores que determinam seu emprego é que são escassos. Contudo, um levantamento traz luz sobre o perfil do usuário da AP no país, ao constatar que ele é jovem, instruído, propenso a utilizar mais tecnologia da informação e cultivador de grandes extensões de terras. Conduzido por pesquisadores da Rede de Agricultura de Precisão da Embrapa, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o levantamento foi realizado com responsáveis de 301 propriedades rurais das principais regiões agrícolas do Brasil, entre 10 de setembro e 13 de novembro de 2012. Questionários foram aplicados durante os seminários sobre Agricultura de Precisão, promovidos pelo Senar. O levantamento ainda apontou que o produtor rural leva em média quatro anos para adotar a técnica e que os principais produtos agrícolas cultivados com ferramentas de AP são soja e milho, seguidos pelas culturas do trigo e feijão. As propriedades variam de tamanho, de acordo com a região do país, sendo a menor acima de 250 ha no Sul e a maior, acima de 5.500 ha no Nordeste.

Realizada de 7 a 9 de maio, a nova iniciativa contou com demonstrações práticas de implementos e tecnologias aplicadas à pecuária. Os pulverizadores eletrostáticos - com indução direta ou indireta - têm a capacidade de produzir gotas com carga eletrostática inversa à carga das plantas,ou qualquer tipo de alvo, como por exemplo o corpo de um animal (que atuam como se fossem um para-raios), o que possibilita uma maior atração e melhor deposição de gotas nos locais específicos dos alvos biológicos. Além disso, são produtos inovadores, desenvolvidos em parceria com a Bell’s Indústria Eletrônica Ltda., que otimizam as aplicações de defensivos na agricultura e pecuária, minimizam os custos de aplicação, aumentam a eficiência dos produtos e ajudam a proteger o meio ambiente. Conforme o pesquisador Aldemir Chaim, idealizador do pulverizador, “os equipamentos têm ótima utilização na aplicação de carrapaticidas”.

Para os organizadores da pesquisa, Ricardo Inamasu (pesquisador da Embrapa Instrumentação e coordenador da Rede de Agricultura de Precisão) e Alberto Bernardi (pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste), consideram ainda que a amostragem mesmo que considerada pequena, já traz informações relevantes para a condução de estudos sobre a técnica. O Brasil possui 5.204.130 estabelecimentos rurais, dos quais em torno de 83% (4.367.902 unidades de produção) pertencem à agricultura familiar. Outras pesquisas sobre o assunto foram realizadas anteriormente, mas com foco pontual em determinados estados.

Nº 99 - ANO 7 - 01 a 15 de Maio de 2014

5 


SEMINÁRIOS TÉCNICOS

EVENTO INTERNO O SGP, juntamente com o SIPT, NDI e GLab, realizarão a integração de estagiários no próximo dia 28 de maio. O evento foi idealizado considerando a necessidade de integrar um público específico, que embora desenvolva suas atividades na Embrapa Meio Ambiente, estão dispersos dentro da Unidade devido a diversidade de áreas de atuação e amplitude da estrutura física do local.

(1) O potencial dispersão de Helicoverpa armigera em São Paulo foi apresentado por Maria Conceição Pessoa em 8 de maio. A pesquisadora atua na área de Matemática Aplicada em atividades voltadas à avaliação do impacto ambiental da agricultura, concentrando-se nas seguintes linhas de pesquisa: modelagem matemática, simulação de sistemas e desenvolvimento de sistemas informatizados para apoiar estratégias de avaliação e redução de impactos ambientais negativos. Participa de projetos do Arranjo de Helicoverpa armigera, Arranjo HLB-Citros e projetos ligados aos portfólios de Mudanças Climáticas e de Aquicultura, como também nos de cooperação técnica da Embrapa Meio Ambiente junto ao Programa de Proteção Florestal (Protef) do Instituto de Pesquisa Florestal. (2) Luiz Octávio Ramos Filho apresentará seus trabalhos sobre reforma agrária e transição ecológica: o caso do Assentamento Sepé Tiaraju (Ribeirão Preto) em 22 de maio, das 10 às 12h, no Auditório da Unidade.

CURSO Luiz Guilherme Wadt ministra o curso - Tecnologia de Aplicação de Agrotóxicos, durante a 7ª Semana de Integração Tecnológica - SIT, organizada pela Embrapa Milho e Sorgo, em Sete Lagoas/MG, de 19 a 23 de maio de 2014. Neste ano, o tema é “Agricultura em territórios mineradores” e o foco é mostrar que fortalecer a agricultura simultaneamente com a atividade mineradora é um passo decisivo na busca de sustentação socioeconômica e ambiental desses territórios. “Em uma região onde temos mineração de calcário, ardósia, minério de ferro, argila e água, o assunto é de grande relevância”, acredita Derli Prudente Santana, Supervisor do Setor de Transferência de Tecnologia da Embrapa Milho e Sorgo. Serão realizados cinco seminários e mais de 40 cursos sobre os mais variados temas. As atividades são realizadas na Embrapa Milho e Sorgo, na Epamig e na UFSJ. A programação tem como tema principal Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente: desafios e oportunidades e dá grande ênfase à agricultura familiar. 6  •  Informativo Interno CataVento

Acreditando no potencial de crescimento profissional dos estagiários e com o intuito de promover a troca de experiências, disseminação do conhecimento e proporcionar uma vivência profissional em um ambiente de trabalho estimulante, o Programa de Integração possibilitará a agilidade no processo de divulgação da Unidade, mostrando um ambiente que valoriza a aprendizagem, a competência e o esforço. É necessário desenvolver um clima organizacional favorável, a fim de buscar a melhoria na qualidade de relacionamentos. Na Empresa, a convivência de estagiário com profissionais experientes e o ambiente em que atuará serão de grande valia para o seu futuro profissional. Com isso, o objetivo do evento será promover a integração dos estagiários na Embrapa Meio Ambiente, de forma que conheçam os valores, a visão, a missão e a forma de atuação da Unidade. Pretende-se portanto, reforçar a imagem positiva da Empresa e ressaltar sua importância no desenvolvimento de pesquisas e tecnologias relevantes à sociedade brasileira.


EMBRAPA & ESCOLA O Laboratório de Quarentena Costa Lima será apresentado por Jeanne Prado e Gilberto Ribeiro, nos dias 15, 22 e 29 de maio para cerca de 120 alunos do ensino fundamental da Escola Municipal Sada Salomão Hossri, de Jaguariúna.

DIA DAS MÃES A comemoração deste ano foi no Lar dos Velhinhos de Jaguariúna, com muita música, bolo, presentes e carinho. E foi lá que a Cecília teve o prazer de conhecer a D. Ivone (foto) que contou que os melhores bailes são em Amparo, onde dançava das 22 às 4h sem parar, não perdia uma música e disse também que um dia vai voltar a andar porquê tem muita fé em Deus e pé na tábua... “Apaixonei... D. Ivone a senhora é das minhas”, completou Cecília.

CORAL HARMONIA Este ano, o Coral completa 15 anos e em comemoração realiza apresentações nas seguintes entidades: 7 de maio - Hospital Municipal de Jaguariúna 9 de maio - Lar da 3ª Idade de Jaguariúna 16 de maio - “Food Revolution Day”, na Estação Guanabara, em Campinas.

Já Ricardo Camargo coordenará as atividades no Sítio Agroecológico junto aos 40 alunos do 3º colegial da Escola Estadual Provedor Theofilo Tavares Paes, de Monte Sião/MG. Para junho Rodrigo Mendes e Tatiana Fernandes receberão aproximadamente 50 alunos no Laboratório de Microbiologia Ambiental.

NOVO COLEGA DE TRABALHO Boas vindas ao colega Marcos Alexandre Vicente da Silva, jornalista, que iniciou em nossa Unidade no dia 05.05.14. O empregado ficará lotado no Núcleo de Comunicação OrganizacionalNCO.

Nº 99 - ANO 7 - 01 a 15 de Maio de 2014

7 


XXVIII Sipat e XI SQV da Unidade A Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (Sipat) e a de Qualidade de Vida (SQV) da Embrapa Meio Ambiente foi realizada entre os dias 12 e 15 de maio de 2014, com o tema “Saúde e Segurança: Cuidando do corpo e da mente.” Organizada pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (CIPA) e Setor de Gestão de Pessoas (SGP), com objetivo de disseminar informações capazes de motivar a busca por hábitos diários saudáveis que impactem positivamente na vida pessoal e profissional dos empregados, estagiários e colaboradores. Já na abertura oficial, o Chefe Geral Celso Vainer Manzatto, convidou a todos para funcionários a participarem ativamente da programação e destacou a importância e do evento, desejando que todos obtivessem máximo proveito das atividades propostas. Assim, ao longo da semana, empregados e colaboradores participaram de diversas atividades e palestras com foco na difusão de conceitos promotores relacionados ao tema. Para Mauri Pereira, assistente de manutenção, as palestras contribuem muito, pois agregam valores para a busca e obtenção de um padrão de vida mais saudável. “É importante a participação neste tipo de evento, pois desperta o interesse por questões da nossa vida que nem sempre damos a devida atenção,” ressalta Mauri. Ricardo Pazianotto, Presidente da CIPA destaca que este ano houve um crescimento de participantes em comparação ao evento do ano passado, da ordem de 20%. Para Ricardo, há demanda de se aumentar o número de participantes para os eventos futuros. “Pensamos sempre em atividades e palestras que caracterizem-se por promover reflexões para uma mudança de hábitos, na busca de um padrão mais saudável de vida. Nesses eventos, todos os setores da empresa convergem em torno das atividades. Soma-se a isso, a possibilidade real de estreitamento dos laços afetivos entre os participantes. Há espaço para crescimento, tanto de presen8  •  Informativo Interno CataVento

ças, quanto do evento propriamente,” conclui. Em nome da CIPA, Pazianotto faz questão de agradecer o apoio de parceiros que muito contribuíram para realização da Sipat/SQV 2014. São eles, Unimed, Grupo Saúde e Vida, Grupo Rosa e Amor de Valinhos e Global tiveram uma expressiva contribuição para a realização evento.

Ciclo de palestras Iniciado dia 12 de maio, com Alexandro Ferreira, Bombeiro Civil, que falou sobre noções de primeiros socorros e atitudes para se evitar acidentes. Posteriormente, Katia Sampaio, pesquisadora da Embrapa Meio Ambiente, explicou o “Método de Ovulação Billings,”sistema de eficácia comprovada e opção natural para planejamento familiar no mundo, desenvolvido por ginecologistas australianos há mais de 50 anos. No segundo dia, Eduardo Rangel, médico do trabalho da Global e que atua na unidade, trouxe informações acerca de um órgão de extrema importância para nossa vida, mas geralmente negligenciado quanto aos cuidados, ou seja, os olhos. Na sequência, Rosani Turra, nutricionista do Grupo Rosa e Amor, de Valinhos-SP, discorreu sobre a prevenção de doenças através da utilização da alimentação funcional e, na sequência, Flávio Finardi Filho, ex-presidente da CTNbio, abordou sobre questões relacionadas à preservação do meio ambiente. No terceiro dia, a palestra ficou a cargo do médico Lucas Fernandes, do Grupo Saúde e Vida, com o tema Medicina Preventiva (Aids, DST, Câncer, Drogas Lícitas). Encerrando o ciclo de palestras, Flávia Faria, psicóloga da Unimed, discorreu sobre Saúde Emocional - cuidando das emoções. Para ela, controle das emoções leva ao autoconhecimento, que, por sua vez, potencializa a criatividade e o bom convívio profissional.

Atividades práticas Muitos interessados nas oficinas. A de pães, realizada por Maria Aico, pesquisadora da Embrapa Meio Ambiente, que foi muito concorrida e elogiada entre os presentes. Houve também teste de acuidade visual, Caminhada, café saudável e blitz da beleza.


Caminhada Saudável Fábio Aranha, Educador Físico da Unimed reuniu vários empregados para uma caminhada matinal. Aranha salienta que caminhar é a atividade física mais fácil e barata, pois só necessita de um par de tênis e vontade.

MOMENTO SIPAT

“A atividade desencadeia a liberação de serotonina, adrenalina e endorfina no organismo, responsáveis pelo prazer e alegria. Além de questões relacionadas ao bem-estar geral, melhora a atenção e a concentração, que são vitais no desempenho no ambiente de trabalho.”

Blitz da Beleza Atividades relacionadas à cosmética foram realizadas pela equipe Mary Kay de Jaguariúna, com demonstração de produtos, massagens e maquiagens.

Nº 99 - ANO 7 - 01 a 15 de Maio de 2014

9 


CataVento

10  •  Informativo Interno CataVento

CataVento - 1º quinzena de Maio 2014  

Informativo interno da Embrapa Meio Ambiente, que é uma Unidade de Pesquisa de Tema Básico, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária -...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you