Page 1

CLUBE NAVAL DA H

ir_ao_mar - Nยบ29, agosto de 2016

RTA

1


RTA

CLUBE NAVAL DA H

ATLANTIS CUP - REGATA DA AUTONOMIA 2016 DE 30 DE JULHO A 7 DE AGOSTO, 16 VELEIROS VÃO COBRIR 236.5 MILHAS NÁUTICAS Texto: Francisco Piedade

A

Atlantis Cup é a principal regata de vela de cruzeiro dos Açores e das mais importantes de Portugal. A edição de 2016 junta 16 veleiros e mais de 60 tripulantes, a maioria oriundos do arquipélago açoriano e do continente. A regata Atlantis Cup tem início no próximo sábado, dia 30 de julho, às 10 horas, na ilha das Flores (Lajes), nos Açores.

T

ambém denominada por “Regata da Autonomia”, a Atlantis Cup 2016 coincide com as celebrações dos 40 anos de autonomia regional nos Açores. A Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores (ALRAA) é um dos principais parceiros da regata, orga- nizada pelo Clube Naval da Horta. A edição de 2016 da Atlantis Cup – Regata da Autonomia larga de Lajes das Flores, a 1º etapa inclui o Corvo, a 2ª etapa liga Flores a Velas de São Jorge e a 3ª etapa termina na Horta, depois de contornar o Faial. A alteração ao percurso tradicional leva, este ano, a Atlantis Cup às ilhas do Grupo Ocidental do Açores. Um atrativo acrescido para tripulantes e uma dimensão mais abrangente da própria regata.

tunidade de conhecer melhor o arquipélago açoriano e as suas gentes. A regata Atlantis Cup 2016 está dividida em duas classes: ORC - Offshore Racing Congress e Open (classe não sujeita aos ratings). Para levar a cabo este evento a organização conta com diversos apoios: Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Governo dos Açores, Câmara Municipal da Horta, Câmara Municipal de Lajes das Flores, Câmara Municipal de Santa Cruz das Flores, Câmara Municipal do Corvo, Câmara Municipal de Velas, Portos dos Açores SA e Comando da Zona Marítima dos Açores.

A Atlantis Cup 2016 têm ainda o apoio da Sail Para Jorge Macedo, diretor da prova “era fun- Azores, Atlanticoline, Horta Marina, Click – damental que este ano a Atlantis cup viesse à Saúde & Bem Estar, NOS Açores, Sata, Vela ilha das Flores e do Corvo. Esta é uma forma de Açores, Clubes Navais de Horta, Velas e Lajes consolidar a autonomia, expandindo a regata das Flores. às ilhas menos favorecidas do arquipélago”. Organizada pelo Clube Naval da Horta, desde 1987, a regata proporciona a quem nela participa uma viagem única e marcante. Além da competição em mar, os velejadores têm a opor-

2

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

ATLANTIS CUP - REGATA DA AUTONOMIA 2016 VELEIROS RUMARAM À ILHA DO CORVO Texto: Francisco Piedade

A

28ª edição da Atlantis Cup – Regata da Autonomia já está no mar. Os 16 veleiros que fazem parte da frota da regata largaram de Lajes das Flores rumo à ilha do Corvo. Uma largada limpa, com o vento a soprar de nordeste, com velocidade superior a 5 nós. A diminuição acentuada da velocidade do vento acabou por encurtar a primeira perna da Atlantis Cup 2016, tendo sido montada a linha de chegada na ilha do Corvo. A generalidade dos veleiros acabou por desistir da competição e ligar os motores, chegando à ilha do Corvo com as velas arreadas. Apesar das condições de vento não terem sido as desejas, o espírito dos participantes está elevado. Além da competição, as tripulações que participam na Atlantis Cup procuram a aventura e a oportunidade de conhecer as várias ilhas açorianas. Pela primeira vez a Regata da Autonomia é disputada no Grupo Ocidental, pelo que o mais importante foi chegar à ilha do Corvo.

Flores a Velas de S. Jorge e será a mais longa, percorrendo os veleiros cerca de 145 milhas náuticas. Organizada pelo Clube Naval da Horta, desde 1987, a regata Atlantis Cup 2016 está dividida em duas classes: ORC - Offshore Racing Congress e Open (classe não sujeita aos ratings). Para levar a cabo este evento a organização conta com diversos apoios: Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Governo dos Açores, Câmara Municipal da Horta, Câmara Municipal de Lajes das Flores, Câmara Municipal de Santa Cruz das Flores, Câmara Municipal do Corvo, Câmara Municipal de Velas, Portos dos Açores SA e Comando da Zona Marítima dos Açores. A Atlantis Cup 2016 têm ainda o apoio da Sail Azores, Atlanticoline, Horta Marina, Click – Saúde & Bem Estar, NOS Açores, Sata, Vela Açores, Clubes Navais de Horta, Velas e Lajes das Flores.

A 2ª etapa da Atlantis Cup 2016 liga Lajes das

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

3


RTA

CLUBE NAVAL DA H

ATLANTIS CUP - REGATA DA AUTONOMIA 2016 1ª ETAPA DA ATLANTIS CUP 2016 TERMINA NA ILHA DO CORVO Texto: Francisco Piedade

A

ausência de vento durante a primeira perna da Atlantis Cup 2016, fez com que a totalidade das tripulações desistisse ou não atingisse a linha de chegada a tempo, instalada na ilha do Corvo. A competição está em aberto, uma vez que ninguém completou a primeira etapa.

A

edição de 2016 da regata Atlantis Cup dá destaque à navegação no Grupo Ocidental do arquipélago açoriano. A primeira perna, inicialmente prevista para largar de Lajes das Flores, contornar a ilha do Corvo e regressar ao ponto de largada, acabou por ser encurtada. As tripulações aproveitaram para conhecer mais um recanto de Portugal, neste caso a ilha do Corvo, apesar de os motores se terem imposto às velas. No regresso à ilha das Flores, em estilo de passeio, algumas tripulações optaram pelo percurso mais longo, contornando as Flores por oeste, ficando assim a conhecer mais uma parte da costa açoriana. O Domingo acabou por ser um dia de descaço e descontração para os participantes na Regata da Autonomia. Entre algumas afinações nas embarcações houve tempo para desfrutar da maior ilha do Grupo Ocidental. O mergulho, as visitas a museus e os passeios pela ilha foram as ocupações preferidas pelos participantes.

previsão de vento para a segunda largada. Organizada pelo Clube Naval da Horta, desde 1987, a regata Atlantis Cup 2016 está dividida em duas classes: ORC - Offshore Racing Congress e Open (classe não sujeita aos ratings). Para levar a cabo este evento a organização conta com diversos apoios: Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Governo dos Açores, Câmara Municipal da Horta, Câmara Municipal de Lajes das Flores, Câmara Municipal de Santa Cruz das Flores, Câmara Municipal do Corvo, Câmara Municipal de Velas, Portos dos Açores SA e Comando da Zona Marítima dos Açores. A Atlantis Cup 2016 têm ainda o apoio da Sail Azores, Atlanticoline, Horta Marina, Click – Saúde & Bem Estar, Nos Açores, Sata, Vela Açores, Clubes Navais de Horta, Velas e Lajes das Flores.

A 2ª etapa da Atlantis Cup 2016 liga Lajes das Flores a Velas de S. Jorge e será a mais longa, percorrendo os veleiros cerca de 145 milhas náuticas. As tripulações estão animadas com a

4

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

ATLANTIS CUP - REGATA DA AUTONOMIA 2016 N.R.P. JACINTO CÂNDIDO ACOMPANHA A 2ª ETAPA DA ATLANTIS CUP 2016 Texto: Francisco Piedade

A

2ª etapa da Regata da Autonomia 2016 liga Lajes das Flores a Velas de S. Jorge e será a mais longa alguma vez realizada na Atlantis Cup, percorrendo os veleiros cerca de 145 milhas náuticas. A corveta Jacinto Cândido, da Marinha Portuguesa, estará presente na largada marcada para as 10 horas de terça-feira, dia 2 de agosto de 2016.

Ao contrário da primeira perna, prejudicada pela ausência de vento, a ligação entre o Grupo Ocidental e o Grupo Central promete colocar à prova as competências das tripulações.

Nas primeiras milhas, o N.R.P. Jacinto Cândido acompanhará a frota da Atlantis Cup, composta por 16 veleiros. Durante o resto da etapa o navio da Marinha Portuguesa monitorizará a frota e estará pronto para qualquer eventualidade.

Para levar a cabo este evento a organização conta com diversos apoios:

António Crespo, comandante do N.R.P. Jacinto Cândido, explica a missão do navio na Atlantis Cup 2016: “Vamos ter um papel muito ativo. Além de participarmos na largada, durante a etapa, vamos montar um perímetro de segurança. Uma das nossas vertentes é a busca e salvamento. Vamos garantir as condições de segurança até S. Jorge”.

Organizada pelo Clube Naval da Horta, desde 1987, a regata Atlantis Cup 2016 está dividida em duas classes: ORC - Offshore Racing Congress e Open (classe não sujeita aos ratings).

Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Governo dos Açores, Câmara Municipal da Horta, Câmara Municipal de Lajes das Flores, Câmara Municipal de Santa Cruz das Flores, Câmara Municipal do Corvo, Câmara Municipal de Velas, Portos dos Açores SA e Comando da Zona Marítima dos Açores. A Atlantis Cup 2016 têm ainda o apoio da Sail Azores, Atlanticoline, Horta Marina, Click – Saúde & Bem Estar, NOS Açores, Sata, Vela Açores, Clubes Navais de Horta, Velas e Lajes das Flores.

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

5


RTA

CLUBE NAVAL DA H

ATLANTIS CUP - REGATA DA AUTONOMIA 2016 ATLANTIS CUP 2016 RUMA À ILHA DE S. JORGE Texto: Francisco Piedade

A

maior etapa alguma vez realizada na Atlantis Cup largou de Lajes das Flores em direção a Velas de S. Jorge. Uma largada limpa, com vento a soprar de Sudoeste, com velocidade de 14 nós. A 2ª etapa da edição de 2016 da Regata da Autonomia cobre uma distância de 145 milhas náuticas, ligando o Grupo Ocidental dos Açores ao Grupo Central. Os 12 veleiros que compõem a frota da Atlantis Cup deixaram as Flores ao som dos apitos da Corveta Jacinto Cândido.

lejadores mais competitivos. Organizada pelo Clube Naval da Horta, desde 1987, a regata Atlantis Cup 2016 está dividida em duas classes: ORC - Offshore Racing Congress e Open (classe não sujeita aos ratings).

Para levar a cabo este evento a organização conta com diversos apoios: Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Governo dos Açores, Câmara Municipal da Horta, Câmara Municipal de Lajes das Flores, Câmara Municipal de Santa Cruz Nas primeiras milhas, o N.R.P. Jacinto Cândi- das Flores, Câmara Municipal do Corvo, Câdo acompanhará os veleiros da Atlantis Cup. mara Municipal de Velas, Portos dos Açores SA Durante o resto da perna o navio da Marinha e Comando da Zona Marítima dos Açores. Portuguesa monitorizará a frota e estará pronto para qualquer eventualidade. A Atlantis Cup 2016 tem ainda o apoio da Sail Azores, Atlanticoline, Horta Marina, Click – Com vento favorável a quem gosta de andar Saúde & Bem Estar, NOS Açores, Sata, Vela depressa, a 2ª perna da Atlantis Cup 2016 colo- Açores, Clubes Navais de Horta, Velas e Lajes ca à prova as qualidades das tripulações. Uma das Flores. perna longa, oceânica, muito desejada pelos ve-

6

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

ATLANTIS CUP - REGATA DA AUTONOMIA 2016 REGATA DA AUTONOMIA CHEGOU À ILHA DE S. JORGE Texto: Francisco Piedade

Foto: Mar de Histórias

O

veleiro Quero-Quero, oriundo do Funchal, ilha da Madeira, foi o primeiro a cortar a linha de chegada, instalada à entrada do porto de Velas de S. Jorge. A tripulação madeirense completou a segunda perna da Atlantis Cup em 17 horas e 37 minutos. O veleiro Soraya, do Faial, Açores, foi a segunda embarcação a chegar à ilha de S. Jorge, liderando a classe Open, na qual participa a maioria da frota, da Regata da Autonomia. Na 2ª etapa da regata, os 12 veleiros da Atlantis Cup 2016, percorreram 145 milhas náuticas, entre Lajes das Flores e Velas de S. Jorge, ligando assim os grupos Ocidental e Central do arquipélago açoriano. Foi uma perna rápida, com vento favorável. Na classe ORC, o Quero-Quero de Rui São Marcos foi o mais rápido, seguido pelo Air Mail de Luis Mota. Os terceiro e quarto veleiros ORC a chegarem a S. Jorge foram o Pagode, de Luís Melo e o Celtic Dream, de João Reis. Na classe Open o mais rápido foi o Soraya, de Frederico Rodrigues, seguindo-se o Le Aum de José António Teixeira.

A 3ª etapa da Atlantis Cup liga Velas de S. Jorge ao Faial, terminando na cidade da Horta. Os próximos dias serão de paragem, tendo os tripulantes oportunidade de conhecer a ilha de S. Jorge. Organizada pelo Clube Naval da Horta, desde 1987, a regata Atlantis Cup 2016 está dividida em duas classes: ORC - Offshore Racing Congress e Open (classe não sujeita aos ratings). Para levar a cabo este evento a organização conta com diversos apoios: Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Governo dos Açores, Câmara Municipal da Horta, Câmara Municipal de Lajes das Flores, Câmara Municipal de Santa Cruz das Flores, Câmara Municipal do Corvo, Câmara Municipal de Velas, Portos dos Açores SA e Comando da Zona Marítima dos Açores. A Atlantis Cup 2016 tem ainda o apoio da Sail Azores, Atlanticoline, Horta Marina, Click – Saúde & Bem Estar, NOS Açores, Sata, Vela Açores, Clubes Navais de Horta, Velas e Lajes das Flores.

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

7


RTA

CLUBE NAVAL DA H

ATLANTIS CUP - REGATA DA AUTONOMIA 2016 CELTIC DREAM LIDERA CLASSE ORC DA ATLANTIS CUP 2016 Texto: Francisco Piedade

C

oncluída a 2ª etapa da regata Atlantis Cup, o Celtic Dream de João Reis lidera a Classe ORC com 9 minutos e 12 segundos de avanço (tempo compensado) em relação ao Air Mail de Luís Mota. Seguem-se os veleiros Pagode, de Luís Melo e Quero-Quero de Rui S. Marcos.

Organizada pelo Clube Naval da Horta, desde 1987, a regata Atlantis Cup 2016 está dividida em duas classes: ORC - Offshore Racing Congress e Open (classe não sujeita aos ratings).

Para levar a cabo este evento a organização conta com diversos apoios: Na classe Open, o mais rápido na 2ª etapa foi Assembleia Legislativa da Região Autónoma o Soraya de Frederico Rodrigues. Seguem-se dos Açores, Governo dos Açores, Câmara Muos veleiros Le Aum de José António Teixeira e nicipal da Horta, Câmara Municipal de Lajes Mariazinha de Manuel Nunes. das Flores, Câmara Municipal de Santa Cruz das Flores, Câmara Municipal do Corvo, CâNa 2ª perna da regata, os 12 veleiros da Atlan- mara Municipal de Velas, Portos dos Açores SA tis Cup 2016, percorreram 145 milhas náuticas, e Comando da Zona Marítima dos Açores. entre Lajes das Flores e Velas de S. Jorge, ligando assim os grupos Ocidental e Central do ar- A Atlantis Cup 2016 têm ainda o apoio da Sail quipélago açoriano. Azores, Atlanticoline, Horta Marina, Click – Saúde & Bem Estar, NOS Açores, Sata, Vela A 3ª etapa da Atlantis Cup liga Velas de S. Jorge Açores, Clubes Navais de Horta, Velas e Lajes ao Faial, terminando na cidade da Horta. das Flores.

8

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

ATLANTIS CUP - REGATA DA AUTONOMIA 2016 ATLANTIS CUP 2016 LARGOU DA ILHA DE S. JORGE Texto: Francisco Piedade

A

última etapa da Atlantis Cup 2016 liga Velas de S. Jorge ao Faial, terminando na cidade da Horta. A largada foi limpa, com os 12 veleiros a largarem com vento de Este e velocidade superior a 14 nós. A primeira embarcação a cruzar a linha de partida foi o Celtic Dream, de João Reis, numa etapa, que tal como a anterior, se prevê rápida. Os veleiros que participam na Regata da Autonomia terminam a edição de 2016 na cidade da Horta, juntando-se às comemorações da Semana do Mar. Na 3ª e última perna da Atlantis Cup, os veleiros percorrem as últimas 45 milhas náuticas da regata.

Para levar a cabo este evento a organização conta com diversos apoios: Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Governo dos Açores, Câmara Municipal da Horta, Câmara Municipal de Lajes das Flores, Câmara Municipal de Santa Cruz das Flores, Câmara Municipal do Corvo, Câmara Municipal de Velas, Portos dos Açores SA e Comando da Zona Marítima dos Açores. A Atlantis Cup 2016 têm ainda o apoio da Sail Azores, Atlanticoline, Horta Marina, Click – Saúde & Bem Estar, NOS Açores, Sata, Vela Açores, Clubes Navais de Horta, Velas e Lajes das Flores.

Organizada pelo Clube Naval da Horta, desde 1987, a regata Atlantis Cup 2016 está dividida em duas classes: ORC - Offshore Racing Congress e Open (classe não sujeita aos ratings).

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

9


RTA

CLUBE NAVAL DA H

ATLANTIS CUP - REGATA DA AUTONOMIA 2016 CELTIC DREAM VENCE ATLANTIS CUP 2016 EM ORC Texto: Francisco Piedade

A

edição de 2016 da regata Atlantis ilha das flores. Por forma a cobrir todas as ilhas Cup chegou ao fim. A ultima perna, do arquipélago, em 2017, a Regata da Autonode 45 milhas náuticas, ligou Velas de mia dará especial atenção ao Grupo Oriental. S. Jorge à cidade da Horta, na ilha do Faial. Organizada pelo Clube Naval da Horta, desde 1987, a regata Atlantis Cup 2016 está dividida O veleiro Celtic Dream, de João Reis, venceu a em duas classes: ORC - Offshore Racing Concompetição ORC, tendo o Pagode de Luis Melo, gress e Open (classe não sujeita aos ratings). ficado classificado em segundo lugar. Em terceiro e quarto lugar ficaram os veleiros Air Para levar a cabo este evento a organização conMail, de Luis Mota e Quero-Quero, de Rui São ta com diversos apoios: Marcos. Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Governo dos Açores, Câmara MuA categoria Open, na qual participou a maioria nicipal da Horta, Câmara Municipal de Lajes da frota da Atlantis Cup 2016, foi ganha pelo Le das Flores, Câmara Municipal de Santa Cruz Aum, seguido pelo Soraya e Princess I. das Flores, Câmara Municipal do Corvo, Câmara Municipal de Velas, Portos dos Açores SA A última perna, que ligou as ilhas de S. Jorge e Comando da Zona Marítima dos Açores. e Faial, foi bastante técnica, com o vento a ultrapassar os 30 nós, o que fez com que parte da A Atlantis Cup 2016 têm ainda o apoio da Sail frota acabasse por desistir. Azores, Atlanticoline, Horta Marina, Click – No ano em que se assinalam os 40 anos da au- Saúde & Bem Estar, NOS Açores, Sata, Vela tonomia regional dos Açores, a Atlantis Cup Açores, Clubes Navais de Horta, Velas e Lajes alterou o percurso habitual, tendo largado da das Flores.

10

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

ir_ao_mar - Nยบ29, agosto de 2016

RTA

11


CLUBE NAVAL DA H

RTA

LES SABLES/LES AÇORES 2016

A

cidade da Horta vai receber até ao final da próxima semana um total de 51 veleiros envolvidos em três regatas de vela de alto-mar que arribam à ilha do Faial envolvidos na “Les Sables / Les Açores / Les Sables” (vinda de França), na ‘Ocean People Azores Adventure Cruise’ (com origem na Holanda) e na “Atlantis Cup – Regata da Autonomia”.

comporta skippers de seis nacionalidades diferentes, sendo 15 deles franceses, dois italianos, dois suíços, dois belgas e um irlandês.

A presente edição da regata “Les Sables / Les Açores / Les Sables” tem sido muito competitiva, pelo tipo de embarcações em prova (veleiros minúsculos, de apenas 6,5 metros), pelo excelente leque de participantes e pelas extraordinárias condições de vento e mar, que A regata de vela da Classe Mini 6.50 “Les Sables proporcionaram navegações a velocidades rel/ Les Açores / Les Sables” (www.lessables-lesa- ativamente elevadas, pelo menos até à aproxicores650.com), que largou no passado domin- mação da frota aos mares dos Açores. go, 24 de julho, da costa atlântica de França é já uma clássica para este tipo de veleiros de Esta prova liga a cidade francesa que é munreduzidas dimensões e vai concluir-se na ilha dialmente conhecida por ser ponto de pardo Faial, previsivelmente, até à próxima terça tida e chegada da maior aventura de cirou quarta-feira, numa competição que se apre- cum-navegação em solitário, sem escalas e sem senta subdividida em dois segmentos, o dos assistência – a famosa “Vendée Globe” –, com a protótipos e o dos iates de produção em série e cidade da Horta (Açores), o que acontece já desque agrupa, no total, 22 velejadores. de 2006, e integra o calendário oficial da Federação Francesa de Vela, bem como, pela segunda Recorde-se que esta é uma competição bienal vez, o Campeonato de França para Regatas de para navegadores solitários – muitos dos quais Alto Mar em Solitário, na Classe Mini. profissionais –, de grande exigência física e já com assinalável reputação desportiva internac- A “Les Sables / Les Açores / Les Sables” detém ional, que vai na sua sexta edição e que este ano no seu palmarés o recorde mundial de distân-

12

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

cia percorrida em 24 horas por embarcações desta dimensão, um feito alcançado em 2010 por Bertrand Delesne que num dos dias da segunda etapa da competição daquele ano conseguiu percorrer 304,9 milhas náuticas, numa média de 12,70 nós, velocidade entretanto jamais igualada em qualquer outra competição.

RTA

tugal continental, Ponta Delgada, Angra do Heroísmo e Velas (São Jorge). No regresso aos Países Baixos estão, ainda, previstas paragens em três portos do sul de Inglaterra para estes entusiastas das navegações de recreio offshore.

Por último, no sábado, dia 6 de agosto, irão começar a chegar ao Faial os 16 participantes Entretanto, com origem na ilha de São Jorge, na 28.ª edição da “Atlantis Cup – Regata da Auentre este sábado e o domingo 7 de agosto irão tonomia” (www.cnhorta.org), prova de vela de estar na ilha do Faial 13 veleiros que participam cruzeiro que este ano pela primeira vez se alarna ‘Ocean People Azores Adventure Cruise’ gou às ilhas do Grupo Ocidental (Flores e Cor(www.oceanpeople.nl), um rallye náutico que vo) e que ainda toca as Velas de São Jorge antes largou a 5 de junho da cidade holandesa de de rumar à Baía da Horta, para integração de Vlissingen e que de permeio escalou as ilhas veleiros e tripulações nas festas da 41.ª edição do Canal da Mancha, França, Espanha, Por- da ‘Semana do Mar’.

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

13


CLUBE NAVAL DA H

RTA

LES SABLES/LES AÇORES 2016

I

DEFINIDOS OS PÓDIOS DA PRIMEIRA ETAPA an Lipinski, na vertente dos protótipos, e Tanguy Bourroullec, no segmento de embarcações produzidas em série, são os vencedores da primeira etapa da regata de vela Casse Mini 6.50 “Les Sables Les Açores Les Sables 2016”.

Nos protótipos, o francês Lipinski terminou a primeira perna desta prova em 5 dias, 21 horas, 50 minutos e 10 segundos, estabelecendo um novo recorde na ligação de França para os Açores neste tipo de veleiros de reduzida dimensão.

Em segundo lugar nesta vertente, e 19h depois do primeiro, chegou à cidade da Horta o italiano Alberto Bona, com o tempo de prova de 6 dias, 16h, 42 minutos e 19 segundos.

14

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

Nas embarcações em série, já está também definido o pódio da primeira etapa. O francês Tanguy Bouroullec foi o primeiro a cortar a meta no Porto da Horta, com o tempo de 7 dias, 13 horas, 41 minutos e 42 segundos.

Em segundo, seguiu-se o único irlandês na competição, Thomas Dolan, com o tempo de curso de 7 dias, 15 horas, 21 minutos e 0 segundos. A fechar o pódio, na terceira posição ficou o italiano Ambrogio Beccaria, terminando esta etapa em 7 dias, 15 horas, 21 minutos e 48 segundos.

Parecendo estar definido o cenário da classificação final da prova, no segmento dos protótipos, há uma grande expetativa relativamente ao que pode suceder na vertente dos veleiros de série, uma vez que entre os sete primeiros há um tempo a distanciá-los de apenas 1 hora e 50 minutos.

Até ao final da noite de quarta-feira, 3 de agosto, já tinham entrado no Porto da Horta 20 dos 22 veleiros inscritos na competição, aguardando-se a chegada do último skipper, o que deverá às primeiras horas desta quinta-feira. Refira-se que uma das embarcações desistiu por problemas técnicos, ainda por ocasião da largada em França.

Esta é a sexta edição da regata de vela Classe Mini 6.50 da “Les Sables Les Açores Les Sables”, uma competição bienal para navegadores solitários, que este ano faz parte do Campeonato de França de regatas de alto mar.

Este compasso de espera entre os primeiros e os últimos permite aos navegadores descansar na Ilha do Faial, fazer pequenas reparações, aproveitar os dias festivos da Semana do Mar e preparar-se para o regresso a França, o que ocorrerá na terça-feira da semana que vem, 9 de agosto.

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

15


CLUBE NAVAL DA H

16

RTA

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 SECÇÕES DO CNH DESFILAM NA ABERTURA DA SEMANA DO MAR

R

ealizou-se na manhã do passado domingo, 7 de agosto, o habitual Desfile de Abertura da Semana do Mar, com a presença de muitos desportistas, membros da Direção e sócios do CNH. O grupo desfilou entre o Edifício do CNH e o Largo do Infante, onde cerca das 11h30 se iniciou a Cerimónia de Abertura Oficial do Programa Social da Semana do Mar 2016, presidida pelo Presidente da Câmara Municipal da Horta, José Leonardo da Silva, mas contando também com a presença das várias entidades governativas, legislativas e autárquicas. Ainda no domingo, pelas 14h30 foi também inaugurada a Expomar 2016, um espaço dedicado ao mundo náutico e às várias empresas e instituições presentes no Faial que dedicam parte ou a totalidade da sua agenda aos assuntos do mar, como é o caso do CNH, único clube naval da ilha, e que tem primado pela sua assiduidade neste espaço.


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 “AIR MAIL” E “NO STRESS” VENCEM REGATA DOS SOLITÁRIOS/GENUÍNO MADRUGA

R

ealizou-se, na tarde da passada segunda-feira, 8 de agosto, a primeira das quatro regatas de Vela de Cruzeiro do Festival Náutico da Semana do Mar 2016, a Regata dos Solitários/Genuíno Madruga.

cação “Celtic Dream”, de João Reis, não terminou a prova a tempo.

Em Open, a classe mais concorrida da regata com 13 participantes, apenas quatro chegaram à meta dentro do tempo permitido. Em 1º lugar ficou “No Stress”, de António Pedro OlA largada foi dada pelas 16h, para as 15 em- iveira, com o tempo compensado de 2h54:34. barcações que compareceram no Campo de Apesar de ter cortado a meta primeiro, o “BoRegatas. Na Regata dos Solitários, que presta reas”, de Luís Paulo Morais, ficou na 2ª posição, homenagem ao velejador que já realizou duas com o tempo compensado de 3h21:23. A fechar viagens de circum-navegação em solitário, os o pódio, na 3ª posição, ficou o “Le Aum”, de skippers fazem-se ao mar em solitário, caben- José Rato Teixeira, com o tempo compensado do-lhes todo o trabalho e esforço a bordo. de 4h06:11, tendo como tempo real 3h57:53. Em 4º lugar, ficou ainda o “Soraya”, de FredPor outro lado, o vento faltou à chamada, tor- erico Rodrigues, com o tempo compensado de nando-se uma regata demorada, no entanto foi 4h07:09. possível a algumas embarcações terminarem a prova em tempo útil, dentro das 4 horas. A cerimónia de entrega de prémios realizar-se-á no próximo domingo, dia 14 de agosto, na tenNa Classe ORC, apenas com dois participantes, da junto ao CNH, durante o Jantar de Convívio “Air Mail”, com Luís Decq Mora ao leme, foi para todos os participantes das Regatas de Vela o único a terminar a prova, com o tempo real de Cruzeiro do Festival Náutico da Semana do de 3h58:43 e compensado de 3h15:14. A embar- Mar 2016.

18

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 “ALLEGRO VIVACE” VENCE REGATA TROFÉU HORTA

R

ealizou-se, na tarde da passada quarta-fei- A fechar o pódio, na terceira posição, ficou o ra, 10 de agosto, mais uma das quatro rega- “Azul”, de Luís Quintino, com 2h34:40 de comtas de Vela de Cruzeiro do Festival Náutico da pensado. Semana do Mar 2016, a Regata Troféu Horta. A cerimónia de entrega de prémios realizar-se-á A largada foi dada cerca das 16h15, com a no próximo domingo, dia 14 de agosto, na tenpresença de 16 embarcações, tendo todas par- da junto ao CNH, durante o Jantar de Convívio ticipado na Classe Open. Ao contrário da re- para todos os participantes das Regatas de Vela gata dos Solitários/Genuíno Madruga, que de Cruzeiro do Festival Náutico da Semana do primou pela falta de vento, esta foi uma prova Mar 2016. mais célere. A embarcação “Allegro Vivace”, de Duarte Barcelos, foi a mais rápida na linha e no tempo compensado, com 2h31:39 compensados. Em segundo lugar ficou o “Boreas”, de Luís Paulo Morais, com 2h31:50 de tempo compensado, apenas uns segundos atrás do primeiro.

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

19


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 “BOREAS” VENCE REGATA DAS SEREIAS

R

ealizou-se, na tarde da passada sexta-feira, 12 de agosto, mais uma das quatro regatas de Vela de Cruzeiro do Festival Náutico da Semana do Mar 2016, a Regata das Sereias, uma prova em que elas é que tomam o leme.

A embarcação “Boreas”, com Elisabete Melo ao leme, ficou em primeiro lugar, com o tempo de 47 minutos compensados.

A embarcação “Azul”, com a skipper Margarida Menezes, ficou em segundo lugar, com tempo compensado de 47 minutos e 07 segundos, Nesta regata, o skipper tem que ser obrigatori- sendo seguida pelo “Generation A”, com Sofia amente feminino, assim como a tripulação terá Borges como skipper, com o tempo compensaque ser composta por 50% de senhoras, sendo do de 47 minutos e 47 segundos. por isso, o dia dedicado às sereias. A cerimónia de entrega de prémios realizou-se A largada foi dada pelas 16h, às 13 embarcações no passado domingo, dia 14 de agosto, na tenpresentes na linha, tendo participado todas na da junto ao CNH, durante o Jantar de Convívio classe Open. para todos os participantes das Regatas de Vela de Cruzeiro do Festival Náutico da Semana do O pódio da prova foi decidido rapidamente, Mar 2016. com três embarcações na disputa pelo primeiro lugar a chegarem com segundos de diferença.

20

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 “AZUL” VENCE REGATA DO CANAL

R

ealizou-se, no passado domingo, 14 de agosto, a última das quatro regatas de Vela de Cruzeiro do Festival Náutico da Semana do Mar 2016, a Regata do Canal. A largada foi dada pelas 13h, tendo contado com a participação de 14 embarcações no campo de regatas, todas em classe Open.

A cerimónia de entrega de prémios realizou-se no passado domingo, dia 14 de agosto, na tenda junto ao CNH, durante o Jantar de Convívio para todos os participantes das Regatas de Vela de Cruzeiro do Festival Náutico da Semana do Mar 2016.

“Azul”, de Luís Quintino, venceu a prova, chegando primeiro na linha e vencendo também no tempo compensado, com 1h28min. Em segundo lugar ficou a embarcação “Boreas”, com Luís Paulo Morais ao leme, com o tempo compensado de 1h33min. A fechar o pódio, na terceira posição, ficou o “No Stress”, com o tempo compensado de 1h35min.

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

21


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 XI ENCONTRO INTERNACIONAL DE VELA LIGEIRA ANIMOU BAÍA DA HORTA

D

ecorreu, nos passados dias 8, 9 e 10 de agosto, na Baía da Horta, o XI Encontro Regional de Vela Ligeira, prova que junta anualmente na Cidade da Horta mais de uma centena de participantes da Vela Ligeira regional, nacional e internacional.

Já no último dia, 10 de agosto, realizaram-se mais 3 regatas, fechando-se as classificações com 7 regatas. A Classe Access 2.3 foi exceção, que fechou os resultados com uma regata apenas.

No segundo dia, 9 de agosto, pelo contrário, já com vento, mas com um pouco a mais do que o desejável, foi possível realizar quatro provas, recuperando o tempo perdido no primeiro dia.

Na classificação geral Optimist, com cerca de 60 velejadores em prova, o primeiro lugar ficou entregue a uma menina, Inês Coruche, do Clube de Vela de Viana do Castelo (CVVC),

Participaram no XI Encontro Internacional de Vela Ligeira cerca de uma centena de jovens O Encontro foi organizado pelo Clube Naval velejadores, locais e provenientes das restantes da Horta, contando com o apoio da Federação ilhas dos Açores e da Madeira e do Continente Portuguesa de Vela e da Associação Regional Português em geral, sendo que a maior comitide Vela dos Açores. va recebida na Horta foi a do Clube de Vela de Viana do Castelo, com cerca de 20 elementos. Estavam previstos três dias de provas, para um total de nove regatas. No entanto, no primeiro Nos Access 2.3, o pódio coube aos atletas dia, segunda-feira, 8 de agosto, não foi possível da casa. Na única regata realizada na classe, realizar qualquer regata, devido à quase inex- Libério Santos ficou em primeiro lugar e Lício istência de vento. Santos ficou em segundo lugar.

22

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

com 24 pontos. O segundo e terceiro lugares do pódio couberam também a velejadores do CVVC: Gonçalo Alves, com 28 pontos, e Duarte Costa, com 36 pontos. Em Optimist femininos, Inês Coruche, do CVVC, arrecadou o primeiro lugar, além do prémio na geral. Vitória Mina, do CVVC, ficou na segunda posição, com 62 pontos, e Leonor Dutra, do Ginásio Clube Naval de Faro, ficou em terceiro lugar, com 64 pontos. Ainda nos Optimist, mas no escalão Infantis, mais uma vez uma menina como vencedora. Júlia Cardoso, da Associação Naval da Madeira. Em segundo lugar ficou Diogo Santos, do Clube Naval de Ponta Delgada, e em terceiro lugar ficou Marta Alves, do CVVC. Em Laser 4.7, o pódio seguiu para a Ilha de São Miguel. O atleta João Costa, do Clube Naval de Ponta Delgada ficou em primeiro lugar, com 13 pontos, e o seu colega de equipa, Gonçalo Melo, ficou em segundo, com 15 pontos. Em terceiro lugar ficou João Cabral, do Clube Naval de Vila Franca do Campo, com 19 pontos. Por fim, em 420, o pódio contou com duas equipas da casa. Ricardo Silveira e Tiago Serpa, atuais campeões regionais da classe, ficaram em primeiro lugar, com 6 pontos. Na segunda posição ficou a equipa do Clube Naval de Ponta Delgada, Francisco Egea e Vasco Luz, com 11 pontos, e na terceira posição, do CNH, ficou a dupla Jorge Pires/Jorge Medeiros, com 20 pontos. A entrega de prémios realizou-se no final do terceiro dia de provas, um jantar-convívio na tenda junto ao CNH, com a presença de todos os velejadores, treinadores, dirigentes e organização envolvida neste grande evento. O Clube Naval da Horta agradece a todos os clubes que marcaram presença em mais um Encontro Internacional de Vela Ligeira, desejando que possam regressar sempre que seja possível, para engrandecer esta prova e a qualidade da vela praticada no âmbito regional.

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

23


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 XI ENCONTRO INTERNACIONAL DE VELA LIGEIRA ANIMOU BAÍA DA HORTA

R

ealizou-se na tarde da passada quin- na final. João Silva ficou na segunda posição da ta-feira, 11 de agosto, no interior do geral, seguido por Emídio Gonçalves, na terceiPorto da Horta, mais uma famosa Re- ra posição, a fechar o pódio. gata dos Velhotes da Semana do Mar, conhecida por trazer as velhas glórias da Vela Ligeira de volta à competição em Optimist. Para poder participar nesta prova, os velejadores devem cumprir qualquer um de três requisitos: ter alcançado a idade mínima de 30 anos, ser casado ou ter filhos. Na edição da Regata dos Velhotes deste ano, estiveram em prova 15 velejadores seniores e veteranos, muitos deles verdadeiros e experienciados lobos do mar. Os atletas foram divididos em dois grupos, um de sete e outro de oito, realizando-se uma regata em cada série para apurar os quatro primeiros, que competiram na regata final pelo prémio de Velhote. Filipe Gonçalves foi o vencedor da final, ficando em primeiro lugar quer na regata de série, quer

24

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 MIGUEL SILVA VENCE XI TROFÉU CIDADE DA HORTA PARA ESCOLAS DE VELA

R

ealizou-se, na manhã do passado dia 11 de agosto, na Baía da Horta, o XI Troféu Cidade da Horta para Escolas de Vela, que contou com a presença de velejadores do Clube Naval da Horta e do Clube Naval da Madalena. Miguel Silva, do Clube Naval da Madalena, foi

o vencedor da prova, com 9 pontos finais. Em segundo lugar ficou Maria, com 10 pontos, e em terceiro lugar, a fechar o pódio, ficou João, com 12 pontos. A entrega de prémios decorreu após o final das provas, durante o almoço convívio para todos os participantes no evento.

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

25


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 PEDRO COSTA VENCE PROVA CAMPEONATO REGIONAL DE VELA SÉNIOR

R

ealizou-se, nos passados dias 12 e 13 de agosto, na Baía da Horta, a prova Campeonato Regional Vela Sénior, organizado pelo Clube Naval da Horta com o apoio da Associação Regional de Vela dos Açores.

Pedro Costa, do Clube Naval da Horta, foi o vencedor desta PCR, com 4 pontos finais, tendo ficado em primeiro lugar em todas as regatas.

Edmar Delgado, do Clube Naval da Madalena, ficou na segunda posição, com 8 pontos finais, e Miguel Neves, do CNH, fecha o pódio, na terEstava prevista a realização de 6 regatas, tendo ceira posição, com 11 pontos finais. sido cumpridas 5, nos dois dias de provas, para a classe Laser Radial.

26

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 RUI TEJO VENCE TRAVESSIA DO CANAL

O

Clube Naval da Horta organizou, na pódio da prova, em terceiro lugar, ficou o napassada sexta-feira, 5 de agosto, uma dador Sérgio Alves, com o tempo de prova de 3 prova de Natação em Águas Abertas, a horas, 33 minutos e 19 segundos. Travessia do Canal Faial/Pico. Gjilt van der Zee ficou na 4ª posição, com o Com 27 atletas inscritos para participar, o tempo de 3 horas, 34 minutos. Em 5º lugar, e grupo foi dividido em dois: o primeiro largou 1º dos femininos, chegou Maria Ana Fonseca, às 10h30 e o segundo 6 minutos depois, no sen- às 4 horas, 5 minutos e 35 segundos de prova. tido Faial/Pico: a largada foi dada na Baía de De seguida, na 6ª posição geral e 2ª de feminiEntre-Montes (entre o Monte da Guia e o Mon- nos, chegou Rita Cabral Guimarães, com o temte Queimado) e a meta esperava os atletas na po de 4 horas, 23 minutos e 12 segundos. Por escaleira Norte da Areia Larga, junto ao restau- último, na 7ª posição, chegou o nadador Paulo rante Ancoradouro. Alves, com o tempo de 4 horas, 26 minutos e 36 segundos. A travessia do Canal acabou por revelar-se uma prova de difíceis condições, com o vento a so- A entrega de prémios vai realizar-se no jantar prar do quadrante sudeste e a maré a empurrar do Caldo de Peixe “Como tudo começou…”, bastante, subindo de intensidade ao longo da pelas 21h30, na tenda junto ao CNH. prova. Dos 27 atletas que iniciaram a travessia, apenas sete concluíram a prova no local previsto. Os restantes ou não terminaram a prova dentro do tempo máximo regulamentado (5h), ou foram desclassificados por terminarem fora da Zona de chegada prevista. O primeiro nadador a cortar a meta foi Rui Tejo, com o tempo de 3 horas, 7 minutos e 45 segundos. Pedro Afonso seguiu-lhe na linha de chegada uns minutos após, com 3 horas, 17 minutos e 57 segundos de prova. A fechar o

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

27


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 DIOGO VIEIRA VENCE TRAVESSIA CURTA DA DOCA

R

ealizou-se na tarde da passada quinta-feira, 11 de agosto, a primeira das tradicionais travessias a nado da Doca, provas míticas do Festival Náutico da Semana do Mar e que têm vindo a manter-se, geração após geração. A Travessia Curta da Doca, que cumpre um trajeto de 300 metros entre a rampa da Doca Antiga do Porto da Horta e a escaleira do Cais de Santa Cruz, teve início pelas 15h e contou com a participação de 34 nadadores. Na classificação geral, Diogo Vieira foi o mais rápido, encurtando o percurso em apenas 4min e 26seg. Seguiram-lhe Tomás Oliveira, na segunda posição, com 4 minutos e 37 segundos, e Afonso Santimano em terceiro, com 4 minutos e 49 segundos.

na primeira posição, com 6min e 51 seg, Daniel Moimeaux na segunda posição, com 7min e 25seg, e por Vasco Alexandrino, em terceiro lugar, com 7min e 38 segundos. Em femininos, o evento contou apenas com a participação de Sofia Colaço, que arrecadou o primeiro lugar, com 8min e 57 seg. No escalão 2, Tomás Oliveira foi o mais rápido, com 4min e 37seg. Em segundo lugar ficou António Leal, com 6min e 06seg, e em terceiro lugar ficou Miguel Duarte, com 6min e 38seg. No escalão 3, Diogo Vieira acumulou o prémio de primeiro lugar ao de primeiro da geral, com 4min e 26seg. Afonso Santimano ficou na segunda posição, com 4min e 49seg, e Gonçalo Oliveira ficou em terceiro lugar, com 5min e 02seg. Nos femininos, Maria Almeida foi a única a participar, ficando com o primeiro lugar, com o tempo de 6min e 56seg.

Por escalões, os participantes foram divididos em quatro escalões masculinos e femininos. No escalão 1, o pódio foi ocupado por Pedro Garcia, Finalmente, no escalão 4, Filipe Martins ficou

28

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

na primeira posição, com 5min e 07seg, seguido por João Garcia, em segundo lugar, com 5min e 19seg, e por Mário Leal, em terceiro lugar, com 6min e 12seg. Em femininos, Isabel Carvão foi a mais rápida do seu escalão, com o tempo final de 5min e 13seg. Em segundo lugar ficou Raquel Pereira, com 5min e 44seg, e em terceiro lugar ficou Carla Sá Pinto, com 8min e 48 seg.

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

29


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 GONÇALO CARAÇAS VENCE TRAVESSIA LONGA DA DOCA

R

ealizou-se na tarde da passada sexta-feira, 12 de agosto, a Travessia Longa a nado da Doca, uma das duas provas míticas do Festival Náutico da

30

Semana do Mar, que percorreu um trajeto de 650 metros, desde a ponta da Doca até à Rampa de Santa Cruz e contou com a presença de 16 nadadores.

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

Na geral, Gonçalo Caraças conquistou o título de mais rápido, com o tempo de 10min e 17seg. Jorge Castro chegou em segundo lugar, com 10min e 32seg, e Diogo Vieira ficou em terceiro lugar, com 10min e 38seg. Já na classificação por escalões, os nadadores foram compartimentados em três escalões masculinos e femininos, uma vez que a prova não teve participantes no escalão 1. No escalão 2, o vencedor foi Tomás Oliveira, com o tempo de 11min e 37seg, seguido apenas por António Ramos, em segundo lugar, com 15min e 18seg. No escalão 3, Diogo Vieira foi o mais rápido, com 10min e 38seg. Em segundo lugar ficou Afonso Santimano, com 11min e 21seg, e em terceiro lugar ficou Francisco Alves, com 11min e 27seg. No escalão 4, Gustavo Caraças conquistou o primeiro lugar, além do primeiro da geral, com o tempo de 10min e 17seg. Seguiram-lhe Jorge Castro em segundo lugar, com 10min e 32seg, e António João na terceira posição, com 14min e 20seg. Petra Adams foi a única senhora do escalão, terminando na primeira posição, com o tempo de 17min e 57seg.

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

31


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 EQUIPA “BLICAS” VENCE POLO AQUÁTICO

R

ealizaram-se, nos passados dias 11 Na sexta-feira, 12 de agosto, cumpriram-se, ene 12 de agosto, as provas do campe- tão, as provas que decidiram o pódio e as clasonato de Polo Aquático da Semana do sificações finais. Mar 2016. Os vencedores desta edição foi a equipa os Tal como no Festival Náutico do ano anterior, “Blicas”, tornando-se tricampeões por terem marcaram presença seis equipas, com cerca de repetido a façanha nos últimos três anos con10 elementos cada. Na tarde da quinta-feira, 11 secutivos. Em segundo lugar ficou a equipa de agosto, realizaram-se as provas da fase de “Que Venha Jantarada” e em terceiro lugar figrupos, ficando as finais agendadas para o dia cou a equipa “Cabeços”. seguinte.

32

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 DÉCIO LEAL, SIMONE MARTINS E ANTÓNIO LEAL VENCEM PROVA DE APNEIA DA SEMANA DO MAR

D

ecorreu, na manhã do passado sábado, 13 de agosto, o Troféu Cidade da Horta de Apneia Dinâmica com Barbatanas.

No geral masculinos, Décio Leal fez a apneia mais longa, com a marca de 116 metros. Em segundo lugar, seguiu-se-lhe Paulo Nóbrega, com 93 metros, e em terceiro lugar ficou Paulo Decq Mota, com 85 metros.

A prova teve início pelas 11h30, na Marina da Horta junto ao CNH, e foi bastante concorrida, Nos femininos, Simone Martins foi a melhor, com a presença de 22 participantes, divididos com a marca de 77 metros. Na segunda posição por masculinos, femininos e crianças. ficou Lúcia Franco, com 73 metros, e na terceira posição, a fechar o pódio, ficou Kirsten Jones, com 68 metros.

Finalmente, na prova das crianças, António Leal foi o vencedor, nadando 28 metros em apneia. Em segundo lugar ficou Miguel Nóbrega, com 27 metros, e em terceiro lugar ficou José Duarte, com 21 metros.

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

33


CLUBE NAVAL DA H

34

RTA

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 JOANA MENEZES PROMETE NOVIDADES COM O BODYROOTS SUP YOGA NA HORTA

mundo do fitness, Joana Menezes é descendente de portugueses, mas vive em Nova Iorque, tendo já passado por vários países como África do Sul, Brasil, Bermuda ou Portugal. É instrutora internacional de Pilates, de Stand Up Paddle Board Yoga, de TRX (sistema de treinos em suspensão) e de KettleBell e é Mestre certificada em Ioga. Fundou o BodyRoots Fitness Studio em Nova Iorque, oferecendo treinos privados e feitos à medida dos clientes, anatómicos e biomecânicos, o que lhe permite personalizar os programas de exercício a grupos especiais, nomeadamente grávidas e mulheres em situações pós-parto, pessoas com lesões e atletas profissionais. Joana Menezes está na Horta para sensibilizar as pessoas para os benefícios destas atividades, convidando-as a participarem nas sessões, todas as tardes até à próxima sexta-feira, 12 de agosto, a partir das 17h e das 19h, na Praia do Porto Pim. Para se inscrever, só terá que se dirigir ao Secretariado das Provas Náuticas do CNH, no Cais de Santa Cruz, ou comparecer no local um pouco antes do início da sessão.

J

á teve início a atividade que promete ani- Conheça mais sobre a Joana Menezes aqui: mar a Semana do Mar, sendo uma novidade http://www.bodyroots.com/ na ilha. Eventos do Facebook: https://www.facebook. BodyRoots SUP Yoga é uma atividade que com/events/651027311712400/ utiliza pranchas insufladas SUP, de Stand Up Paddle, onde os participantes realizam todas as movimentações, unidas a uma peça central, tipo malmequer, onde está a monitora que vai dando orientações dos vários movimentos corporais que os participantes deverão fazer. Baseada nos fundamentos do Ioga, o JOga inclui e combina várias áreas do desporto, desde o Ioga, o Surf, o Stand Up Paddle, Pilates, entre outros, tudo combinado numa atividade chamada “JOga”, uma nova disciplina que surge da iniciativa desta instrutora. Contando já com uma longa e sólida carreira no

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

35


PARCERIAS

SÓCIOSCNH

VANTAGENS DOS

ALIMENTAÇÃO

DUTRAS • 3% de desconto em todos os produtos - excepto promoções e produtos tabelados por lei


COMBUSTIVEL

BOMBA COMBUSTíVEL AZORIA • 0,03€ de desconto por litro de combustível • 0,08€ de desconto por kg de gás * * Para a obtenção do desconto de gás, dirija-se ao armazém do Pasteleiro – Angústias (por detrás da bomba de combustíveis). Os descontos do gás também são válidos em entregas ao domicílio

ALOJAMENTO E RESTAURAÇÃO

A ABEGOARIA - CASAS DE CAMPO • 15% de desconto comercial nos preços NET - Excepto promoções e produtos tabelados por lei

BENSAÚDE TURISMO • Alojamento: 10% de desconto sobre o valor da BAR (Best Available Rate) • Hóteis: Hotel Marina Atlântico; Hotel Avenida; São Miguel Park Hotel; Terra Nostra Garden Hotel; Estalagém dos Clérigos; Terceira Mar Hotel; Hotel do Canal; Hotel Açores Lisboa • Refeições: 10% de desconto no Restaurante/Bar do Hotel do Canal

HOTEL MARINA • 15 % de desconto no preço de tabela do valor do alojamento

QUINTA DAS BUNGANVÍLIAS • 15 % de desconto


CASA DAS AREIAS • 20% para o período 01-Outubro a 30-Abril • 5% para o período 01-Maio a 30-Setembro

QUINTA DA MEIA EIRA • 20% para o período 01-Outubro a 30-Abril • 5% para o período 01-Maio a 30-Setembro

CLUBE NAVAL DA HORTA - BAR • LOUNGE • PUB • 10% para os sócios do CNH

COMÉRCIO

CASA DAS MEIAS • 15 % de desconto

NAUTIQUE - PRESENTES DO MAR • 10 % de desconto em todos os artigos


MARÉS & MARINHEIROS • 5% de desconto em todos os produtos

SERVIÇOS

ESPAÇO X • 10% de desconto em todos os produtos - excepto promoções

MARINA DA HORTA • 20 % de desconto no estacionamento das embarcações

SECRETARIA REGIONAL DOS RECURSOS NATURAIS • 20% de desconto sobre o valor do bilhete completo nos Centros de Interpretação Ambiental da Região

QUINTA DAS BUNGANVÍLIAS • 15 % de desconto


TRIBUNA DAS ILHAS • 10% de desconto nas assinaturas anuais

AZORES4FUN • 5% de desconto em todos os produtos

ESTAÇÃO COSTEIRA PORTO DE ABRIGO • Cria as condições para que as embarcações dos sócios do CNH possam usufruir permanentemente do serviço de comunicações prestado pela Estação Costeira Porto de Abrigo

MÚTUA DOS PESCADORES MÚTUA DE SEGUROS,CRL • Marítimo Recreio e Marítimo Turística - 40% desconto • Multirriscos Habitação e Multirriscos Empresas e Condomínio - 40% desconto • Acidentes Trabalho e Acidentes Pessoais - 40% desconto

CLICK SAÚDE & BEM ESTAR • - 20% de desconto na Clínica da Beleza, do Centro de Fisioterapia e no Centro de Acupuntura - Os descontos apresentados serão efetuados sobre o preço unitário de balcão, não estão incluídos pacotes, nem são acumuláveis com outros descontos ou promoções

2 INFNITY • 15% desconto em design gráfico e editorial, web design, branding, multimédia e outros serviços


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 PROVA DE CANOAGEM DA SEMANA DO MAR

R

ealizaram-se neste sábado, 6 de agosto, as duas Provas Locais de Canoagem da Semana do Mar. Pelas 10h decorreu a Prova Curta (PC), de Velocidade, e pelas 15h realizou-se a Prova Longa (PL), de Fundo.

Eliseu Reis, com 8min 42’’ na PC e 27min 02’’ na PL, e em 2º ficou Nuno Teixeira, com 10min 30’’ na PC e 33min 34’’ na PL.

Nos Seniores A Masculinos, José Gomes foi o primeiro classificado, com 10min 12’’ na PC e 38min59’’ na PL. António di Pasquale ficou em Nos Iniciados, Pedro Gomes foi o primeiro 2º lugar, com um DNS na PC e 39min 33’’ na e único classificado, com 15min 26’’ na PC e PL, seguido por João Costa, na 3ª posição, com 12min 27’’ na PL. 11min 54’’ na PC e um DNS na PL. Em Cadetes Masculinos, Gonçalo Melo foi Por fim, em Veteranos Masculinos, o atleta também o único atleta em prova, ficando na 1ª Francisco Benjamin não realizou as provas, fiposição, com 9min 51’’ na PC e 32min 43’’ na cando com dois DNS. PL. A entrega de prémios realiza-se na noite Patrícia Cadete competiu sozinha nos Juniores deste sábado, no Caldo de Peixe “Como tudo Femininos, com 12min 09’’ na PC e 35min 31’’ começou…”, pelas 21h30, na tenda junto ao na PL, terminando, portanto, em 1º lugar. CNH. Nos Seniores, em Femininos a atleta Tânia Ferro ficou na 1ª posição, com 11min 52’’ na PC e 36min 42’’ na PL. Nos Masculinos, em 1º ficou

42

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 CNH RECEBEU REGIONAIS DE CANOAGEM DE MAR

R

ealizou-se no passado domingo, 7 de agosto, na Baía da Horta, os Regionais de Canoagem de Mar, uma prova regional do calendário da Associação Regional de Canoagem dos Açores (ARCA). A prova teve largada pelas 14h no areal do Porto Pim, tendo como rota passagem pela Ponta Furada e Praia do Almoxarife, com a meta a esperá-los no Porto da Horta, num total de 15.000 metros de percurso. Foi uma prova com alguma dificuldade técnica, quer pelos locais por onde passaram, quer pelas condições atmosféricas e do mar.

(AIC) e Clube Naval da Horta (CNH). Em Juniores, o melhor atleta da competição foi Tomé Gonçalves, do CALT, com o tempo de 1h23:36. Em segundo ficou Filipe Livramento, do AIC, com 1h35:23 e em terceiro ficou João Resendes, do CNRP, com 1h43:29 de prova. Nos Seniores Masculinos, Eliseu Reis, do AIC, ficou na 1ª posição do pódio, com 1h15:12 de prova. Seguiu-se-lhe dois atletas do CALT, em 2º lugar Alexandre Leonardes, com 1h20:53, e em 3º lugar Cláudio Ponte, com 1h22:36.

Ainda em Seniores, mas já nos Femininos, Foi uma prova bastante concorrida, contando Tânia Mão de Ferro, do AIC, ficou na 1ª posição, com a participação de 24 canoístas das Ilhas com 1h54:20. Em 2º lugar ficou Jéssica Garcia, de São Miguel, Terceira e Faial, mais concre- também do AIC, com 1h54:43 e em terceiro fitamente do Clube Náutico da Lagoa (CNL), cou Patrícia Piedade, do Clube Naval da Horta, Clube Naval de Vila Franca do Campo (CN- com 1h59:41. Destaque para esta última atleta VFC), Clube Naval de Ponta Delgada (CNPDL), que, por não contar com mais participantes no Clube Naval de Rabo de Peixe (CNRP), Clube seu escalão, Juniores Femininos, participou no Ar Livre da Terceira (CALT), Angra Iate Clube escalão acima do seu, realizando ainda um bom

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

43


CLUBE NAVAL DA H

RTA

resultado e alcançando o terceiro lugar neste Regional de Mar. Nos Veteranos A, David Mendes, do CNPDL, foi o mais rápido, com 1h38:07 de tempo de prova. Em 2º lugar ficou João Costa, do CALT, com 1h39:49, e em 3º lugar ficou Carlos Quatorze, do AIC, com 1h51:24 de prova. Por último, nos Veteranos B, José Dutra, do CNL, ficou na 1ª posição, com 1h48:25, seguido apenas por Rui Poeira, do AIC, na 2ª e última posição, com 2h11:05. A entrega de prémios realizou-se ao início da noite, no Bar do CNH, com a presença do Presidente da ARCA, José Antas de Barros, e do Presidente da Direção do CNH, José Decq Mota. Antas de Barros, abrindo a cerimónia de entrega de prémios, aproveitou a ocasião para destacar o grande nível organizativo e de segurança da prova em questão, relembrando que não foi por acaso que se realizou o Campeonato de Mar na Horta, precisamente devido à grande necessidade de reforço da segurança em provas de mar.

44

Por sua vez, tomando da palavra, o Presidente do CNH recordou os campeonatos regionais já realizados na Horta, com bastante sucesso, e que o objetivo era corresponder a essas expectativas. “Quando se dá a oportunidade de organizar provas de âmbito regional, não viramos a cara”, referiu José Decq Mota, relembrando que o CNH ganhou experiência, a nível de segurança, ao logo dos 41 anos de organização do festival náutico da Semana do Mar, o que implica sempre questões incontornáveis de segurança. José Decq Mota aludiu ainda ao facto de esta prova realizar-se durante o Festival Náutico da Semana do Mar, o que enriquece o seu programa, e agradeceu a todos os participantes pela sua participação e esforço.

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

ir_ao_mar - Nยบ29, agosto de 2016

RTA

45


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 “SRA. DO SOCORRO”, “MARIA ARMANDA” E “MARIA DA BOA VIAGEM” VENCEM REGATA CASA PESSOAL RTP AÇORES EM BOTES BALEEIROS

A

tarde do passado sábado, 13 de agosto, foi dedicada à Regata de Botes Baleeiros que há vários anos recebe o patrocínio da Casa do Pessoal da RTP Açores. Esta regata colocou em competição 22 botes baleeiros no total, os oitos botes do Faial e 14 da Ilha do Pico, que coloriram a Baía da Horta e o Canal Faial Pico com as suas velas. As boas condições atmosféricas, com o mar calmo e o vento do quadrante sudoeste, a rondar os 7/8 nós, sob um sol quente, faziam adivinhar uma boa tarde de regatas. Primeiro realizou-se a prova de vela, cujo pódio ficou entregue a botes faialenses. “Senhora do Socorro”, da Junta de Freguesia do Salão, ficou em primeiro, com Pedro Garcia ao leme. “Senhora de Fátima”, da Junta de Freguesia de Castelo Branco, seguiu logo após, na segunda

46

posição, sob o comando de António Luís. Em terceiro lugar, a fechar o pódio, ficou “Capelinhos”, da Junta de Freguesia do Capelo, com o oficial Luís Decq Mota. Após o final da regata de vela, as oito tripulações femininas de remo iniciaram os preparativos e fizeram-se ao mar, para dar início à prova. O bote “Maria Armanda”, do Clube Náutico das Lajes do Pico, ao comando de Bárbara Cabral, foi o mais rápido, com 6min e 05seg, ficando em primeiro lugar. Em segundo, seguiu-se-lhe o “São Pedro”, do Clube Náutico Aliança Calhetense, com a oficial Daniela Miguel, com o tempo de 6min e 20seg. A fechar o pódio, na terceira posição, ficou o bote “Senhora da Guia”, da Junta de Freguesia da Feteira, com a oficial Lúcia Sousa,

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

com o tempo de 6min e 27seg.

10min e 29seg. Por último, a fechar o pódio na terceira posição, ficou o “São Pedro”, do Clube Já no remo masculino, que decorreu após o Náutico Aliança Calhetense, ao comando de término da prova de remo feminino, o vence- Vítor Ferreira, com o tempo de 11min e 09seg. dor foi o “Maria da Boa Viagem”, do Clube Náutico de Santa Cruz, com o oficial Rui Costa A entrega de prémios realizou-se à noite, no e com o tempo de 10min e 20seg. jantar convívio de entrega de prémios, na tenda junto ao CNH, que contou com a presença Na segunda posição ficou o bote do Clube das cerca de 150 pessoas que participaram em Náutico das Lajes do Pico, “Maria Celeste”, tripulações de botes baleeiros do Pico. com o oficial Rafael Ferreira e com o tempo de

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

47


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 “SENHORA DA GUIA” VENCE PROVA DE PESCA DESPORTIVA DE BARCO – CORRICO

A

secção de Pesca Desportiva do CNH realizou, na passada terça, 9 de agosto, a Prova de Pesca Desportiva Barco em Corrico da Semana do Mar, que corresponde ainda à 4ª e última Prova do Campeonato de Pesca Desportiva de Barco - Corrico 2016.

A prova decorreu entre as 19h e as 24h, tendo sido bastante concorrida, com a presença de nove embarcações. “Senhora da Guia” foi a embarcação vencedora, arrecadando os 1.000 pontos, tendo pescado o melhor exemplar da prova, uma Anchova com 8,700 Kg. Em segundo lugar ficou a embarcação “Rosa”, com 479,86 pontos, e em terceiro lugar, a fechar o pódio, ficou a embarcação “Melo”, com 307,06 pontos. A entrega de prémios de todas as provas de Pesca Desportiva da Semana do Mar realizar-se-ão no próximo domingo, 14 de agosto.

48

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 “SENHORA DA GUIA” VENCE PROVA DE PESCA DESPORTIVA DE BARCO – FUNDO

D

ecorreu, na noite da passada quinta-feira, 11 de agosto, a Prova de Pesca Desportiva Barco de Fundo da Semana do Mar, correspondendo à 4ª e última Prova do Campeonato de Pesca Desportiva de Barco - Fundo 2016.

A prova decorreu entre as 19h e as 24h, tendo estado envolvidas oito embarcações. “Senhora da Guia” ficou em 1º lugar, alcançando os 1.000 pontos, e pescou o melhor exemplar da prova, um Congro com 15,580 Kg. “Junior” ficou na 2ª posição, com 698,61 pontos, e em 3º lugar ficou a embarcação “Exlibris”, com 572, 92 pontos. A entrega de prémios de todas as provas de Pesca Desportiva da Semana do Mar realizar-se-ão no próximo domingo, 14 de agosto.

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

49


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 JOSÉ SILVA VENCE PROVA DE PESCA DESPORTIVA DE COSTA NOTURNA

D

ecorreu, na noite da passada sexta-feira, 12 de agosto, na Lajinha, a Prova de Pesca Desportiva de Costa Noturna da Semana do Mar.

A prova decorreu entre as 20h e as 24h, sendo bastante concorrida, com a presença de 16 pescadores. José Silva foi o vencedor da prova, alcançando os 2.000 pontos finais, tendo pescado ainda o maior exemplar: um Sargo com 1,760 Kg. Dino Viveiros classificou-se na segunda posição da geral, com 1527,39 pontos finais, seguindo-se Carlos Medeiros na terceira posição, com 1129,74 pontos finais. A entrega de prémios realizou-se no passado domingo, 14 de agosto, no jantar convívio na tenda junto ao CNH.

50

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 IURI CARDOSO VENCE PROVA DE PESCA INFANTIL

R

ealizou-se, na manhã do passado sábado, 13 de agosto, a Prova Infantil de Pesca Desportiva de Costa.

A prova decorreu entre as 10h30 e as 12h, na Doca, tendo contado com a participação de 27 pescadores de palmo e meio. Iuri Cardoso venceu a prova, obtendo o maior peso. Henrique feio ficou em segundo lugar, seguido por Francisco Melo, na terceira posição. A entrega de prémios realizou-se após a prova, num almoço convívio na tenda junto ao CNH.

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

51


RTA

CLUBE NAVAL DA H

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 ENCONTRO DE WINDSURF teresse da população em geral para a prática desta modalidade desportiva através de um espetáculo visual único, a decorrer na baía da cidade da Horta, uma das mais belas baías do mundo, aquando do maior festival náutico do país, a Semana do Mar 2016. Nesse seguimento, apresentamos o programa provisório para o Encontro de Windsurf - Semana do Mar 2016, sendo este marcado por 2 momentos essenciais: O primeiro momento surge com uma Demonstração Livre de Windsurf aberta a todos os velejadores, independentemente da sua participação ou não nas regatas posteriores, do seu nível de experiência ou afiliação a algum clube. Nesta sessão não haverá qualquer tipo de restrições relativas ao modelo e/ou tamanho de pranchas ou de velas a utilizar, não haverão objetivos técnicos nem requisitos obrigatórios, om o sucesso alcançado com os cursos além da conduta inerente às boas práticas do de Iniciação de Windsurf, o Clube Naval desporto. da Horta (CNH) reconhece a vontade dos recém-formados velejadores em dar seguiPosteriormente, para estimular o espírito commento a este desporto náutico que bem se enpetitivo e o grau de excelência desejado, proquadra no meio ambiente onde coabitam. pomos a realização de duas regatas durante o encontro: Regata dos Garajaus e Regata do Neste sentido e com o espírito de promoção Neptuno a decorrer, a 6 de Agosto, na baía da desta modalidade, o CNH promove um enHorta. contro de Windsurf no Faial, com o intuito de suscitar o convívio, o conhecimento mútuo e os As regatas pontuarão apenas para o evento em intercâmbios entre os praticantes, espalhados si, integrado no Programa Náutico da Semana pelas ilhas e unidos pelo mar. do Mar 2016.

C

Espera-se ainda que este encontro desperte o in-

52

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 RUI CAMPOS VENCE SEMI-RÁPIDAS DE XADREZ

D

ecorreu, no passado sábado, 13 de agosto, com início pelas 14h, o Torneio Individual Semi-rápidas de Xadrez da Semana do Mar, com a presença de 10 participantes. Foram realizadas nove séries, onde os participantes foram jogando entre si, findas as quais se pode então apurar os vencedores. Rui Campos foi o melhor em prova, alcançando 9 pontos finais, tendo vencido todas as 9 partidas. Em segundo lugar ficou António, com 7 pontos, e a fechar o pódio, na terceira posição, ficou Pedro, também com 7 pontos. O desempate entre os dois participantes ficou decidido na última série, com a Vitória de Pedro sobre António. A entrega de prémios realizou-se à noite, no jantar convívio de entrega de prémios, na tenda junto ao CNH.


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 “RUI SILVEIRA” É O NOME DO NOVO BARCO DE APOIO DO CNH

O

CNH, para fazer face a todas as tarefas que se ligam à prática desportiva no mar, teve que encarar de modo urgente a aquisição de mais uma embarcação semi-rígida. Essa aquisição foi feita em Junho–Julho, tendo o novo barco participado de modo excelente nas muitas actividades que se têm desenvolvido.

tor de 40 cv, ostentando a bandeira nacional e o galhardete do CNH e com a bandeira do Clube a tapar uma parte do flutuador de bombordo.

Depois de terem chegado todos os convivas, a Direcção do Clube dirigiu-se para perto do barco, tendo o Presidente da Direcção chamado o Velejador de Alta Competição do CNH Rui Silveira e convidado a retirar a bandeira do Clube Depois do barco estar registado como proprie- que cobria parte do flutuador. Nesse momento dade do CNH, a Direcção, cumprindo uma Rui Silveira percebeu que o novo barco teria o deliberação entretanto tomada, requereu uma seu nome! alteração do nome, atribuindo a esta nova unidade da frota de apoio do CNH, o nome “Rui José Decq Mota, em nome da Direcção, histoSilveira”. riou a longa ligação de Rui Silveira ao CNH, lembrando que “ai pelos anos 97 e 98 havia um No passado dia 14/8, quem chegava ao CNH miúdo muito miúdo, que estava sempre prepara participar no Jantar de Encerramento sente nas actividades e desejoso de embarcar e do Festival Náutico da Semana do Mar, logo ajudar nos barcos de apoio”, que esse miúdo percebia que junto à entrada principal da Ten- passou depois para a Escola de Vela do Clube da do CNH se encontrava estacionado, no seu e se foi transformando num velejador local, reatrelado, um semi-rígido de 4,60m e com mo- gional e nacional de grande mérito. Lembrou

54

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

depois que, nos últimos seis anos, Rui Silveira, como velejador de Laser Standard. com muito esforço e dedicação, se transformou num velejador de alta competição, com pro- Rui Silveira usou da palavra na ocasião para jecção Mundial. agradecer a homenagem, manifestando a sua surpresa e anunciando que está disponível para José Decq Mota afirmou então que “esta bril- prosseguir este seu caminho, tendo como alvo hante carreira de um velejador açoriano merece os Jogos Olímpicos de Tóquio. Em dado passo ser assinalada já e nada melhor do que dar o Rui Silveira disse que “apesar de ter apurado nome do Rui a um novo barco do seu Clube”. Portugal para os Jogos do Rio, não consegui José Decq Mota terminou desejando ao Rui Sil- conquistar a única vaga portuguesa em Laser veira muitas felicidades e manifestando a in- Standard, mas isso não impede que esta carreiteira disponibilidade do CNH em o apoiar no ra prossiga, sempre com o mesmo total empenprosseguimento da carreira de alta competição, hamento, nos próximos 4 anos”.

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

55


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 CNH PRESTA HOMENAGEM AO CAPITÃO DO PORTO DA HORTA

N

o passado dia 14/8, antes do início do Jantar de encerramento do Festival Náutico da Semana do Mar, a Direcção do CNH, dando cumprimento a uma deliberação que foi tomada neste mês de Agosto, entregou ao Senhor Capitão de Fragata Diogo Falcão Trigoso Vieira Branco, Capitão do Porto da Horta desde Setembro de 2013 e que termina proximamente a sua comissão de serviço nesse cargo, um Diploma de Reconhecimento, o Emblema e o Galhardete do Clube.

O Cmdt Vieira Branco usou de seguida da palavra, agradecendo a homenagem e sublinhando que tem agido sempre, como Autoridade Marítima, no sentido, quer do cumprimento da legalidade, quer da procura de soluções que permitam o pleno desenvolvimento das actividades marítimas, nomeadamente as que são intensamente desenvolvidas pelo CNH na área dos desportos náuticos.

A entrega ao Cmdt Vieira Branco do Diploma, Emblema e Galhardete, feita pelo Presidente da Direcção, foi sublinhada com uma longa salva Usando da palavra perante todos os atletas e de palmas efectivada pelas centenas de pessoas convidados presentes, o Presidente da Direcção que assistiram. do CNH, José Decq Mota afirmou que “o CNH está profundamente reconhecido pela forma excelente como decorreram as relações institucionais entre a Capitania e o CNH neste período em que o Cmdt Viera Branco tem exercido as funções de Capitão do Porto e está também reconhecido pelo modo pró- activo como o Capitão do Porto se relacionou com o Clube, sugerindo, incentivando e propondo iniciativas que promoveram uma salutar aproximação entre a Autoridade Marítima e a Marinha com o CNH e com as actividades desportivas náuticas”. 56

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

FESTIVAL NÁUTICO DA SEMANA DO MAR 2016 CANOAGEM: ARTIGO SOBRE OS REGIONAIS DE MAR DE CANOAGEM NA SEMANA DO MAR

O

jornal terceirense Diário Insular publicou, na sua edição de 23 de agosto de 2016, um artigo referente à realização dos Regionais de Canoagem na Horta durante a Semana do Mar, no passado dia 7 de agosto.

Relembra-se que esta prova envolveu a participação de 24 atletas de sete clubes da Região, divididos em cinco categorias na especialização de canoagem de mar. No artigo em questão, destaque para os vários elogios feitos ao CNH na organização da prova, nomeadamente à disponibilização dos mais diversos apoios em terra e no mar, tornando seguro e agradável o esforço no percurso de 15.000 metros da prova. Para o Clube Naval da Horta é sempre um enorme prazer acolher eventos desta magnitude, que engrandecem o desporto regional e que, ao mesmo tempo, ajudou a enriquecer ainda mais o programa náutico da Semana do Mar: o maior festival náutico do país.

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

57


CLUBE NAVAL DA H

RTA

BOTES BALEEIROS “SENHORA DO SOCORRO” VENCE REGATA DE VELA DO CAIS DE AGOSTO 2016

R

ealizou-se, no passado sábado, 30 de 34 segundos. Julho, na Baía de São Roque do Pico, a Regata de Botes Cais de Agosto, in- Ainda da Secção de Botes Baleeiros da Ilha do tegrada nas festividades do Concelho. Faial, o bote “Claudina”, do CNH, ficou na 4ª posição, com o temo de 1 hora, 11 minutos e Os cinco botes faialenses participantes na rega- 1 segundo; o “Maria da Conceição”, do CNH, ta partiram do Porto da Horta cerca das 10h, ficou em 15º lugar, com o tempo de 1 hora, 31 com destino a São Roque do Pico, a reboque da minutos e 28 segundos; e o “São José”, da Junta Lancha baleeira “Walkiria”. de Freguesia do Capelo, ficou em 17º lugar, com o tempo de 1 hora, 39 minutos e 42 segundos. Pelas 12h30 realizou-se a reunião de oficiais, seguindo-se o almoço. Após o final da regata à vela, realizaram-se duas regatas de remo, a de masculino, pelas 17h, e a Pelas 14h deu-se início à regata à vela, com a de feminino, pelas 17h30. Apenas a regata de presença de 22 botes baleeiros: 15 botes do Pico, remo feminino contou com a participação de cinco do Faial, um de São Jorge e um da Graci- um bote da Secção de Botes Baleeiros da Ilha osa. do Faial, o “Senhora da Guia”, que ficou na 4ª posição, tendo terminado a prova com o tempo O vencedor foi o “Senhora do Socorro”, da de 11 minutos e 16 segundos. Junta de Freguesia do Salão, que terminou o percurso em 56 minutos e 45 segundos. Em se- Pelas 19h, decorreu o jantar de convívio e a engundo, e também do Faial, ficou o “Senhora da trega de prémios, no Clube Naval de São Roque Guia”, da Junta de Freguesia da Feteira, com o do Pico, após o qual as tripulações puderam tempo de 1 hora, 4 minutos e 43 segundos. A juntar-se à festa do Cais de Agosto. O regresso fechar o pódio ficou o bote “São Joaquim”, das ao Faial realizou-se na manhã do dia 31 de JulRibeiras, com o tempo de 1 horas, 6 minutos e ho, domingo.

58

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

BOTES BALEEIROS “S. JOSÉ” VENCE REGATA JOÃO BAPTISTA MEDINA

R

ealizou-se no passado sábado, 20 de agosto, nas Ribeiras, na Ilha do Pico, a Regata de Botes Baleeiros João Baptista Medina, que contou com a presença de três botes da Secção de Botes Baleeiros da Ilha do Faial.

da” e em terceiro lugar ficou o bote “Ester”, ambos do Clube Náutico das Lajes do Pico.

A comitiva faialense, composta pela lancha Walkiria e pelos botes “S. José”, “Senhora do Socorro” e “Maria da Conceição”, largou do Faial pelas 9h rumo às Ribeiras do Pico.

Pelas 20h decorreu o jantar convívio e de entrega de prémios, com a presença de todas as tripulações e organização. Após o jantar, a comitiva faialense realizou a viagem de regresso ao Faial.

Já nas Ribeiras, pelas 13h decorreu a reunião de oficiais, dando-se depois início às regatas. As regatas de remo realizaram-se primeiro, pelas 14h a de remo feminino e às 15h a de remo masculino, ambas sem tripulações faialenses em prova.

“Maria da Conceição”, do CNH, ficou ainda na 5ª posição e o “Senhora do Socorro”, da Junta de Freguesia do Salão, ficou na 10ª posição.

Pelas 16h, deu-se início à regata de vela, com a presença de um total de 19 botes. O vencedor foi “S. José”, da Junta de Freguesia do Capelo, com o oficial Vítor Mota. Em segundo lugar ficou o bote “Maria Arman-

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

59


CLUBE NAVAL DA H

RTA

BOTES BALEEIROS “CAPELINHOS” VENCE REGATA NOSSA SENHORA DE LOURDES

R

ealizou-se, no passado domingo, 21 de agosto, ao largo da Feteira, a Regata de Nossa Senhora de Lourdes, com organização do Clube Naval da Horta e da Junta de Freguesia da Feteira.

do Salão, com o oficial Pedro Garcia.

As tripulações concentraram-se na rampa de Santa Cruz pelas 14h, realizando-se a reunião de oficiais e o sorteio dos botes pelas 14h30, no Clube Naval da Horta.

No remo feminino, estiveram em prova duas equipas. Em primeiro ficou o “Senhora da Guia”, da Junta de Freguesia da Feteira, com a oficial Lúcia Sousa. Em segundo lugar chegou o “Capelinhos”, da Junta de Freguesia do Capelo, com a oficial Carolina Silva.

No remo masculino, ficou em primeiro a única equipa em prova, no bote “Maria da Conceição”, do CNH, com o oficial Paulo Correia.

Às 15h15, as lanchas baleeiras Walkiria e Maria Manuela, com os oito botes a reboque, partiram do Porto da Horta, rumando à Feteira. Após o término das regatas, os botes e as tripulações regressaram ao Porto da Horta. Pelas Uma vez chegados ao campo de regatas, deu-se 19h, a Junta de Freguesia da Feteira ofereceu às início à prova de vela, pelas 16h, após a qual se tripulações e organização um jantar convívio, realizou a prova de remo. onde se realizou a cerimónia de entrega de prémios. Na vela, o bote vencedor foi o “Capelinhos”, da Junta de Freguesia do Capelo, com o oficial Luís Mota. Em segundo lugar, logo atrás, ficou o bote “Senhora da Guia”, da Junta de Freguesia da Feteira, com a oficial Rute Matos e em terceiro lugar, a fechar o pódio, ficou o bote “Senhora do Socorro”, da Junta de Freguesia

60

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

BOTES BALEEIROS “SENHORA DE FÁTIMA” VENCE REGATA DE VELA DA SEMANA DOS BALEEIROS 2016

R

ealizou-se, no passado sábado, 27 de agosto, a Regata de Botes Semana dos Baleeiros, nas Lajes do Pico, regata que contou com a presença dos oito botes da Secção de Botes Baleeiros da Ilha do Faial.

A chegada ao Porto das Lajes do Pico aconteceu cerca das 12h30, altura em que se iniciava a procissão marítima pela Baía das Lajes do Pico, com a imagem de Nossa Senhora de Lourdes.

A regata de Vela iniciou-se pelas 15h, com o total de 27 botes baleeiros na largada, os oito do A comitiva faialense zarpou do Porto da Horta faial e dezanove do Pico. Foi uma boa prova no pelas 10h, com os oito botes divididos a rebo- geral, tendo o pódio sido inteiramente vencido que pelas lanchas “Walkiria” e “Maria Manue- por botes faialenses. la”.

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

61


CLUBE NAVAL DA H

RTA

“Senhora de Fátima”, da Junta de Freguesia de Castelo Branco, sob os comandos de António Luís, foi o primeiro bote a cortar a meta. Na segunda posição ficou o “Senhora do Socorro”, da Junta de Freguesia do Salão, com o oficial Pedro Garcia, e a fechar o trio vencedor, em terceiro lugar ficou o “Senhora da Guia”, da Junta de Freguesia da Feteira, com a oficial Rute Matos.

CNH, com o oficial Mário Carlos; em 16º o “Maria da Conceição”, do CNH, com o oficial Luís Alves; e por fim em 25º o “São José”, da Junta de Freguesia do Capelo, com o oficial José Alves.

A entrega de prémios realizou-se após o jantar no pavilhão desportivo das Lajes do Pico, num animado convívio entre todos os participantes das regatas de vela e remo masculino e feminiEm quarto lugar ficou o “Maria Armanda”, do no, organização e demais entidades. Clube Náutico das Lajes do Pico, com o oficial Filipe Fernandes, e consequente vencedor da O regresso à Horta realizou-se cerca das 8h30 prova, contando apenas os botes picoenses, da manhã de domingo, 28 de agosto. uma vez que a regata contava para o campeonato local de botes baleeiros. Relativamente aos restantes botes faialenses, seguiu-se em 8º lugar o “Senhora das Angústias”, da Junta de Freguesia das Angústias, com o oficial José Gonçalves; em 10º lugar o “Capelinhos”, da Junta de Freguesia do Capelo, com o oficial Vítor Mota; em 14º o “Claudina”, do

62

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H

RTA

VELA LIGEIRA II PROVA DE INFANTIS E INICIADOS DA HORTA

N

o passado sábado dia 30, realizou-se na baía da horta a segunda prova de infantis e iniciados da vela espectacular. Esta prova serviu como preparação para o Troféu Cidade da Horta que vai decorrer durante a semana do mar, para os iniciados da classe Optimist.

da Escola de Vela regular, fazendo as primeiras regatas. Embora coincidindo com as festas do Cais de Agosto e haver muitas ausências, conseguimos ter uma participação muito positiva, com 14 jovens velejadores.

A frota foi composta por velejadores que esti- Alguns pais dos jovens velejadores aproveitveram nos curso de Vela Espectacular e alunos aram para assistir ás primeiras regatas dos fil-

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

63


CLUBE NAVAL DA H

RTA

hos e tirar algumas fotos, foi um excelente convívio. As classificações ficaram ordenadas da seguinte forma: Infantis A João Silveira David Moimeaux Alexandre Pinheiro Daniel Moimeaux

64

9 10 11 14

Infantis B Laura Neuman 3 Alessio Lucarelli 8 Rita Santos 11 Diogo Freitas 11 Manuel Penaguião 14 Infantis Dupla Laura Neuman - Maria Malaquias Daniel Moimeaux - Maria Goulart Castro David Moimeaux - José Penaguião Alexandre Pinheiro - Leonor Evangelista

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011

1 2 3 4


CLUBE NAVAL DA H

RTA

MINI VELEIROS JOÃO NUNES VENCE VI PROVA DE NOSSA SENHORA DE LOURDES

A

Secção de Mini Veleiros do Clube Naval da Horta realizou, no final de tarde da passada quarta-feira, 24 de agosto, a VI Prova de Nossa Senhora de Lourdes, integrada nas festividades da padroeira da paróquia da Feteira.

cerimónia de entrega de prémios, onde o Presidente da Junta de Freguesia da Feteira, Eduardo Pereira, agradeceu a presença de todos, tornando esta prova um momento de agradável convívio entre todos, e repetiu o convite para que todos pudessem regressar no próximo ano.

A prova decorreu na praia do Porto da Feteira, com a presença de 11 mini veleiros e audiência por parte de alguns veraneantes, uma vez que o final de tarde contou com sol quente. Os participantes concentraram-se no local a partir das 18h, para os últimos preparativos das embarcações, fazendo-se depois à água, tendo realizado cinco regatas. João Nunes foi o vencedor da 6ª edição desta prova, terminando com 9 pontos. Em segundo lugar ficou Hedi Costa, com 10 pontos, e na terceira posição, encerrando o pódio, ficou José Gonçalves, com 11 pontos. Após as regatas, todos os participantes e famílias foram convidados a fazer parte do jantar convívio, oferecido pela Junta de Freguesia da Feteira. No final do jantar decorreu a

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

65


CLUBE NAVAL DA H

RTA

NÁUTICA NO BAR CASA CHEIA PARA OUVIR PALESTRA SOBRE “ÁGUAS VIVAS E CARAVELAS PORTUGUESAS”

R

ealizou-se, na noite da passada segunda-feira, 1 de Agosto, no Bar do Clube Naval da Horta, uma sessão da “Náutica no Bar”, ligada ao tema “Águas-Vivas e Caravelas Portuguesas”.

as anémonas do mar). São compostas por 98% de água, não tendo ossos, coração ou cérebro. No entanto, o seu rudimentar sistema nervoso na base dos seus tentáculos permite-lhes sentir diferenças no ambiente e coordena o seu movimento, ainda que com pouca mobilidade, senO Presidente da Direção do CNH, José Decq do arrastadas pelas correntes oceânicas. Mota, deu início à sessão com as boas vindas aos muitos presentes que escolheram passar o Mesmo assim, esta espécie é uma predadora efiseu serão na companhia de mais uma “Náutica ciente. Quando se ver livre dos seus predadores no Bar”, convidando depois o Professor João ou quando quer imobilizar as suas presas, a Gonçalves, do Departamento de Oceanografia e água-viva projeta-lhes toxinas presentes nos Pescas da Universidade dos Açores, a começar seus tentáculos, semelhantes a arpões. Por outa sua apresentação. ro lado, é uma espécie muito procurada como petisco para tartarugas e vários tipos de peixes. O professor João Gonçalves, por sua vez, começou por fazer uma apresentação e de- Já a Caravela-Portuguesa, Physalia Physalis, scrição desta espécie de animais marinhos, rev- erradamente introduzida pelo povo na categoelando o seu papel importante para o ciclo do ria das medusas, pertence ao mesmo filo das carbono do planeta Terra. cnidárias, é uma espécie que pertence à classe Hidrozoa, flutuando em colónias e por vezes As Águas-vivas, comummente assim denomi- constituindo verdadeiras ilhas no oceano. Tal nadas pelos açorianos, ou Pelagia noctiluca, são como a sua “prima”, a Caravela-Portuguesa uma espécie de medusas urticantes (que provo- é permeável às condições e correntes maríticam lesões), do filo cnidário (onde também se mas, dando às nossas costas. É também uma inserem as caravelas portuguesas, os corais e predadora ávida e carnívora, consumidora de

66

CNH - Desde 1947 - Prémio de Excelência Desportiva 2011


CLUBE NAVAL DA H algumas espécies de peixes, larvas de peixe, crustáceos pelágicos, camarão e outros invertebrados marinhos. Relativamente à sua anatomia, a sua carapaça flutuadora não é urticante, mas esconde um conjunto de tentáculos altamente tóxicos e urticantes, alguns chegando mesmo a atingir os 30 metros de cumprimento. Foi neste contexto que a Doutora Montserrar Pavon foi convidada a continuar com a palestra, elucidando sobre os melhores tratamentos. Em caso de lesões com estas duas espécies, ainda na praia ou já em casa, a Doutora Montserrat aconselha sempre a lavagem do local lesionado com esguichos de água salgada ou de vinagre, deixando o aviso de nunca lavar com água doce ou esfregar o local, sob pena de provocar lesões maiores ou até infeções. No caso de a ferida não estar a sarar convenientemente uns dias após o ocorrido, a Doutora Montserrat aconselha ainda que se dirijam ao serviço de urgência, para receber tratamento adequado, fazendo referência ao animal que provocou a lesão, quando possível.

RTA

rem venenos que provocam dores excruciantes e infligirem ferroadelas de ferida aberta, são também animais a evitar sempre que possível. O tratamento será um pouco diferente, utilizando-se calor para extrair o veneno. Em todos os casos, o aconselhável será requerer ajuda médica sempre que as feridas se tornem insustentáveis, mesmo que já tenham sido tratadas com remédios caseiros e não estejam a resultar. Cada ser humano tem a sua biologia e reage de maneira diferente aos diferentes venenos destes animais, podendo mesmo muitas pessoas sofrerem reações alérgicas. Foi ainda aberto um momento de debate entre os presentes, para esclarecimento de dúvidas e troca de ideias, findo o qual se deu por encerrada a sessão de mais uma Náutica no Bar.

O CNH agradece a todos os sócios e interessados que se deslocaram na noite desta segunda-feira para participar ativamente neste evento, tratando-se de um tema/problema bastante próximo dos faialenses que utilizam as praias A Doutora Montserrat referiu ainda o caso de ou o mar mais intensamente, quer lúdica ou picadas ou peixes-aranha ou de raias e ratões, profissionalmente. também comuns nas nossas águas. Por conte-

ir_ao_mar - Nº29, agosto de 2016

67


DESDE 1947 PRÉMIO DE EXCELÊNCIA DESPORTIVA 2011 WWW.CNHORTA.ORG

MONTAGEM: ARTUR SIMÕES TEXTOS: ANA BORBA CAPA: SAMUEL ARAÚJO

Profile for Clube Naval da Horta

Ir_ao_mar - Nº29 - Agosto 2016  

Revista mensal sobre a atividade do Clube Naval da Horta

Ir_ao_mar - Nº29 - Agosto 2016  

Revista mensal sobre a atividade do Clube Naval da Horta

Profile for cnhorta
Advertisement