Page 1

Centrais

Saneamento avança em todo o concelho

Pág. 08

Já disponível o novo site da Câmara

informação | par ticipação | cidadania • Edição da Câmara Municipal de Sesimbra • Junho 2007

Obras em curso na rede viária

N.º 99 | Ano 9 | Distribuição gratuita

Pág. 11


sumário ATENDIMENTO PÚBLICO pelo executivo da Câmara

Augusto Pólvora Presidente Planeamento Estratégico, Planeamento Urbanístico, Projecto Municipal da Lagoa de Albufeira, Águas, Saneamento, Salubridade e Ambiente, Jurídico e Contencioso, e Médico-Veterinário Terças-feiras das 9.30 às 12.30h (Gabinete da Presidência ­­- Sesimbra) Quintas-feiras das 14.30 às 17.30h (Gabinete de Atendimento da Quinta do Conde) Felícia Costa Vereadora Cultura, Educação, Juventude, Habitação, Acção Social, Turismo, Informação e Relações Públicas Terças-feiras das 9.30 às 12.30h (Gabinete de Atendimento da Quinta do Conde) Quintas-feiras das 9.30 às 12.30h (Gabinete da Vice-Presidente - DECL) José Polido Vereador Administração e Finanças, Actividades Económicas e Desporto Terças-feiras das 9.30 às 12.30h (Gabinete do Vereador - Sesimbra) Quartas-feiras das 14.30 às 17h (Gabinete de Atendimento da Quinta do Conde)

grande plano • Dia do Mundial do Ambiente • Carta homologada • Cooperação • Kayak de Mar • Distribuição de cal

04

no terreno • Conduta na Apostiça • Marco do Grilo • Obra na Quintola • Cabo Espichel • Estacionamento

05

aconteceu • Teatro Escolar revela talentos • Sesimbra apresenta Projectos Educativos

destaque 06 | 07 • Foros promovem debate • Novo protesto em Setúbal • Alteração aos modelos de AUGI município 08 | 09 • www.cm-sesimbra.pt • 30 Anos de Poder Local Democrático ambiente 10 • Pesca e ordenamento do território • Câmara reforça apoios à BIANCA • Co-incineração vai continuar suspensa • Reforço na limpeza urbana infra-estruturas • Aposta na rede viária

centrais 12 | 13 • Saneamento avança em todo o concelho juventude 14 • Juventude e Cidadania • Jovens promovem saúde • Sarau da Michel Giacometti • Férias Jovens

11

15

cultura 16 | 17 • Ao Encontro dos Sons • Ritmos africanos no Cineteatro • Teixeira de Pascoaes e a Filosofia Portuguesa • Submersão do Meu Ser • Castelo revive Idade Média • Santos Populares em Sesimbra e na Quinta do Conde praias 18 • Bibliotecas de Praia abrem em Julho • Três bandeiras azuis no concelho • Ouro cada vez mais acessível

actividades económicas 19 • Homenagem aos homens do mar • Milhares de visitantes na Feira Festa pessoas 20 • Júlio Pulquério tome nota 20 | 21 • Marcha Atlética • Gimnapraia • Cinema e debate • Luís Taklin • Festas de Santiago • Cristina Branco canta Amália • A Gaivota nas Aguncheiras • O maravilhoso mundo dos insectos • Foros recomeçam no dia 19 espaço público 22 • Prevenção de incêndios florestais • GAE - Licenciamento de Restauração e Bebidas • Gabinete Projecto Municipal da Lagoa de Albufeira utilidades

23

Amadeu Penim Vereador Saúde Sextas-feiras das 9.30 às 12.30h (Gabinete do Vereador - Sesimbra) Alberto Gameiro Vereador Obras Municipais e Logística Terças-feiras das 9.30 às 12.30h (Gabinete do Vereador - Sesimbra) Quintas-feiras das 14 às 17h (Gabinete de Atendimento da Quinta do Conde) Maria Guilhermina Ruivo Vereadora Recursos Humanos e Bibliotecas Municipais Terças-feiras das 9.30 às 12.30h (Gabinete da Vereadora - Sesimbra) 1.as e 3.as sextas-feiras de cada mês das 9.30 às 12.30h (Gabinete de Atendimento da Quinta do Conde) Carlos Filipe de Oliveira Vereador Protecção Civil, Modernização Administrativa e Informática Sextas-feiras das 14 às 17.30h (Gabinete do Vereador - Sesimbra ou Gabinete de Atendimento da Quinta do Conde)* * Conforme as marcações

Orçamento Participativo Para além de

permitir a participação dos munícipes nas decisões relativas à sua zona de residência, as sessões têm sido uma oportunidade para as populações darem a co­ nhecer ao executivo assuntos que as preocupam.

6/7 18

Bandeira Azul As três can-

didaturas apresentadas pela Câmara Municipal à Bandeira Azul foram aceites. As bandeiras foram hasteadas nas praias do Ouro, Califórnia e Moinho de Baixo.

F I C H A T É C N I CA Edição e Propriedade Câmara Municipal de Sesimbra | DIRECTOR Augusto Pólvora (Presidente da Câmara Municipal) cOORDENAÇÃO, REDACÇÃO, PAGINAÇÃO, FOTOGRAFIA, REVISÃO E SECRETARIADO Gabinete de Informação e Relações Públicas da Câmara Municipal Avenida da Liberdade, n.º 7 – 2970-635 Sesimbra • Telefone: 21 228 85 90 • Fax: 21 228 86 87 • E-mail: girp@cm-sesimbra.pt | DESIGN GRÁFICO Rui Dias (projecto e direcção), Bruno Campos (infografia e ilustração) | CAPA Hugo Flórido (fotografia) | PRÉ-IMPRESSÃO E IMPRESSÃo Corlito, Lda. | DISTRIBUIÇÃO CTT (via postal), GIRP/CMS (equipamentos públicos municipais), ARS – Serviços Publicitários, Lda. (comércio, colectividades, hotelaria e juntas de freguesia) TIRAGEM 10 000 exemplares | dEPÓSITO lEGAL N.º 134399/99 | ISSN 1646-6632 | DISTRIBUIÇÃO GRATUITA | Notas: O conteúdo integral ou parcial (textos e imagens) desta revista não pode ser reproduzido sem autorização expressa da Câmara Municipal. Os eventos divulgados por antecipação podem ser alterados por motivos imprevistos.


EDITORIAL

Sesimbra não é um deserto

Saneamento no município

12.13

A empresa multimunicipal SIMARSUL está a avançar com um conjunto de obras no concelho de Sesimbra, que inclui a construção e remo­delação das estações de tratamento, estações elevatórias e emissários. São intervenções essenciais para o ambiente e para a qualidade de vida das populações.

30 Anos de Poder Local Democrático

19

Dia do Pescador O dia

Os órgãos autárquicos do município de Sesimbra assinalaram os 30 anos de Poder Local Demo-crático em Portugal com um conjunto de iniciativas que tiveram lugar durante o fim-de-semana de 2 e 3 de Junho, no Cineteatro Municipal.

9

dedicado aos homens do mar foi comemorado através de uma exposição sobre a pesca do peixeespada branco, um momento solene e um serão com conversas sobre a pesca do bacalhau.

informaç ão | par ticipaç ão | cid a d a n i a

Se desejar receber a revista Se­­­­­­­simbra Município e/ou a agenda de acontecimentos Sesimbr'Acontece por correio, sem custos, solicite-o indicando-nos o seu nome e morada atra­ vés do email girp@cm-sesimbra.pt ou do telefone 21 228 85 90 .

A determinação do ministro Mário Lino em defender a cons­ trução do novo aero­ porto na Ota levou-o a comparar a mar­ gem sul com o deser­ to, exteriorizando um Augusto Pólvora pensamento que tem Presidente da Câmara acompa­nhado vá­rios gover­nos nos últimos anos, mas que nunca tinha sido tornado público de forma tão clara. Foram declarações ofensivas e des­­­­­­propositadas, que indigna­ram a região mas não surpreende­ram ninguém. Há muitos anos que os habi­tantes da Península de Se­túbal perceberam que o Po­­der Central, e sobretudo os res­pon­­sá­ veis pela pasta das obras pú­blicas, olham para este lado do rio como se de um deserto se tra­tas­se. Usando a imagem do ministro, podemos até afirmar que já esta­ mos habituados a “miragens”. É o caso da terceira travessia do Te­ jo, da Circular Regional da Penín­ sula de Setúbal ou, para dar exem­plos mais próximos, do nó desnivelado da Quinta do Conde e da requalificação da EN378, que teimam em não sair do papel. Felizmente que o “deserto” da Margem Sul tem mais de 700 mil habi­tantes, imenso potenci­ al turístico, dinâmica empresa­ ri­al e autarquias que, mesmo li­ mitadas financeiramente, vão conseguindo substituir o Gover­ no, garantindo o bem-estar das po­pulações e provando a cada dia que, do lado de cá, não vive­ mos num deserto de ideias.

Sesimbra Município | Junho 2007




grande plano

Carta homologada

Foto: Rui João Rodrigues

Depois de ter sido aprovada pela Câmara e Assembleia Municipal, a Carta Educativa do Concelho foi homologada pelo Ministério da Educação e pode entrar em vigor. O documento, elaborado pela autarquia e Conselho Municipal de Educação, define as principais linhas estratégicas para a educação no município até 2016.

Dia Mundial do Ambiente

Jogos ecológicos

Cerca de mil crianças passaram pela Praia do Ouro para participar no Circuito do Ambiente, iniciativa de sensibilização ambiental. Ao longo de um divertido percurso, os mais novos conheceram o processo de reciclagem e o ciclo da água. A organização esteve a cargo da Câmara Municipal, com apoio da Simarsul e Amarsul.

Distribuição de cal

Entre 2 de Julho e 31 de Agosto, a Câmara Municipal promove a habitual campanha de distribuição de cal e pincéis pela população. Cada munícipe tem direito a 10 quilos de cal e um pincel. As entregas são feitas às sextas-feiras, nas instalações da Rua Amélia Frade, em Sesimbra. A iniciativa contribui para requalificar os núcleos antigos do concelho.

 Sesimbra Município | Junho 2007

Cooperação

O presidente da Câmara Municipal participou na conferência da Associação Europeia de Municípios com Marina, que este ano de­correu na Croácia. Autarcas de vários países debateram oportuni­dades de cooperação na União Europeia e estratégias de ­marke­ting turístico a adoptar por estes municípios.

Kayak de Mar

O Clube Naval de Sesimbra ficou em 3.º lugar por equipas na taça de Portugal de Kayak de Mar, que se realizou em Sesimbra, no final de Maio. Individualmente, destaque para Marta Cabral, vencedora da prova de K1 em cadetes femininos. Participaram 130 atletas, em representação de clubes de todo o país.


no terreno Conduta da Apostiça

Marco do Grilo

Já se iniciou a construção da conduta da Apostiça, intervenção que vai ligar os subsistemas de abastecimento público de água da Quinta do Conde e do Castelo/Santiago. É uma obra fundamental, que aumenta a fiabilidade e segurança do abastecimento público em todo o concelho.

Está a decorrer o arranjo e ajardinamento da Rotunda do Marco do Grilo, na Estrada Nacional 378. Construída no Verão passado, esta rotunda é a principal entrada no concelho de Sesimbra e um dos nós viários mais importantes. Diariamente, passam por este local milhares de viaturas.

A2

Quinta do Conde Rotunda do Marco do Grilo

EN 10

Apostiça

ER 377

EN 378

Obra na Quintola

EN 379

Está prestes a iniciar-se a remo­ delação da conduta de abastecimento de água entre a Quintinha e Santana. Os trabalhos vão implicar o corte de trânsito na estrada que liga estas duas localidades. Na sequência da obra, a Câmara Municipal vai proceder à repavimentação da via.

Quintola

ER 377

Sesimbra

Cabo Espichel

Cabo Espichel

A Câmara Municipal de Sesim­ bra decidiu proibir o acesso automóvel à zona da falésia, no Cabo Espichel, onde se têm verificado vários acidentes. Para além de sinalização, foram colocados blocos de pedra e pilaretes que, em caso de emergência podem ser abertos por Bombeiros, GNR ou serviços da autarquia.

Estacionamento

O estacionamento na Rua João da Luz, em Sesimbra, passou a fazer-se do lado esquerdo da via. Esta solução, apresentada pela autarquia, pretende aumentar o número de lugares, uma vez que deste lado da rua não existem acessos a garagens e a moradias.

Sesimbra Município | Junho 2007




destaque Orçamento Participativo

Foros promovem debate

C

erca de 160 muníci­pes participaram nos pri­ meiros cinco foros ter­­­­­­­­­­­­ ri­­­toriais do Orçamento Par­­­­­­­­­­­ti­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­ci­ pa­tivo (OP). As sessões ti­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­ve­­­­­­­­­­ram início na vila de Sesim­bra e pas­ saram pela Corredoura, Coto­ via, Maçã e Pedreiras. No dia 19 re­começam os deba­tes, desta vez dedicados a Alfa­­rim, Caixas, La­goa, Azoia, Zam­bujal, Aiana, Quinta do Conde, Casal do Sapo, Fontai­nhas e Courelas da Brava. Nestes encontros, os muní­ci­ pes conheceram o modelo de Or­çamento Participativo pro­ posto pela Câmara Municipal e aproveitaram a presença do exe­cutivo para enunciar alguns problemas que se verificam nas suas áreas de residência. Uma parte das questões le­ vantadas poderá ser resolvida atra­vés das verbas do OP, co­ mo é o caso da construção de parques infantis, equipamen­ tos desportivos, instalação de

mobiliário urbano ou peque­ nos arranjos exterio­res. Outra, como a manutenção do espaço público, construção de redes de saneamento ou recolha de resíduos sólidos, será contem­ plada no orçamento geral. Nas cinco sessões foram eleitos 16 delegados, que vão agora de­ cidir, em conjunto com os mora­ dores da sua área de influência, as melhores formas de investir a verba disponível. Os con­tactos que estes delegados vão estabe­ lecer têm como objectivo alar­ gar o OP a mais munícipes, ga­ rantindo opções abrangentes. As propostas vão ser prepara­ das durante o Verão. Além de permitir que os mu­ní­ cipes decidam o destino de uma parte da verba da autarquia, este modelo de orçamento tem sido uma oportunidade para o pres­ idente e vereado­res conhecer­ em de perto alguns dos assuntos que mais afec­tam os cidadãos

Cotovia A Escola Básica N.º 2 de Santana rece­ beu, no primeiro dia de Junho, o foro da Cotovia. Para esta área, com 2180 eleitores, foi destinada uma verba de € 39.424,30. A plateia, composta por cerca de 15 pessoas, fez chegar ao pre­ sidente e aos vereadores o que de mais urgente e necessário há para resolver na zona. Saneamento, estradas sem al­ catrão, falta de espaços verdes e activi­ dades desportivas na escola foram os assuntos em destaque. O presidente da Câmara garantiu que al­guns vão estar resolvidos durante o próximo ano e deu a conhecer as al­te­­rações previstas para a Estrada Nacional 378, que incluem a

 Sesimbra Município | Junho 2007

construção de duas rotundas na Coto­ via - em frente ao Gabinete de Apoio ao Empresário e em frente à Universidade Sé­nior. A vereadora da Educação esclareceu os presentes que o fim das actividades desportivas e de expressão artística em período lectivo não se deveu à Câ­ mara, mas sim às actividades de en­ riquecimento curricular introduzidas pelo Ministério que, em muitos casos, ocuparam os espaços disponíveis, não permitindo a continuação de acções que já se realizavam. No final, foram eleitos Pedro Monteiro, Rafael Gomes Pereira e Manuel Rodrigues.

Sesimbra O Foro de Sesimbra recebeu cerca de 60 munícipes, que debateram a me­ lhor forma de aplicar os € 79.071,09 destinados a esta zona, com 6251 eleitores. A criação de um espaço verde e de um pólo de investigação so­bre a acti­vidade na orla costeira, o mau es­ tado do pavimento na Rua da Juven­ tude, a intervenção no parque infantil do Bairro dos Bombeiros e a remoção dos carros do largo do antigo posto da GNR foram algumas das questões levantadas. O presidente da Câmara referiu que o Orçamento Par­ticipativo pode ajudar a resolver alguns dos as­ suntos e aproveitou para informar que

existe um projecto pai­sagístico para a Vila Amália, que será feito um estudo sobre o im­pa­c­to da pesca comercial e desportiva no Parque Natural e que, em Outubro, vai iniciar-se a requalificação da zona da Fortaleza. Quanto à Rua da Juventude, o concurso já foi lançado. A Câmara tem insistido com a GNR pa­ra que remova as viaturas junto ao antigo posto, mas os processos judiciais em curso têm dificultado a operação. Apre­ sentadas as propostas, foram eleitos os de­legados: Adelaide Ferreira, António Louro, Cândida Sebastião, Fernanda Ana­cleto, Francisco Vidal, José Filipe e Lí­dia Gomes.

Maçã A sessão da Maçã realizou-se no dia 5 e contou com a presença de pouco mais de uma dezena de munícipes. Mesmo assim, a discussão revelou-se provei­ tosa. Para um universo de 724 eleitores foram destinados € 13.816,59, que a avaliar pela unanimidade de opiniões já terão destino traçado. Um dos temas abordados foi a rede de esgotos, tendo o presidente da autarquia referido que as obras estão todas programadas e que a Maçã contará com um emissário ligado à ETAR da Carrasqueira, já a partir de 2008. No entanto, falta fazer a rede de saneamentos em baixa, obra prioritária, que sendo extremamente

dispendiosa e complexa vai realizar­­-se a médio/longo prazo. A recolha e limpeza regular de resíduos verdes urbanos colocados em descampados, a necessidade de construção de vias pedonais ao longo da EN379 e a pavi­ mentação de estradas que estão ape­ nas parcialmente alcatroadas foram algumas das sugestões para aplicar a verba afectada. Ficou assegurada a colocação de um contentor para entu­ lhos e resíduos verdes e foi anunciada a criação de um espaço verde e de uma Academia de Ténis na Aldeia da Maçã. Fernanda Baptista Laranjeiro foi eleita para o lugar de delegada.


Santana/Almoinha Cerca de três dezenas de munícipes participaram no foro territorial de Santana/Almoinha, que aconteceu no dia 31 de Maio, no Centro Paroquial e Social do Castelo. Para esta área, com­ posta por 3475 eleitores, foi afectada uma verba de € 62.843,78. A plateia in­ terveio de forma activa, apresentando sugestões e aproveitando a presença do presidente da Câmara e vereadores para alertar para vários assuntos. O mau estado da estrada da Assenta, a requalificação do Jardim de Santana, a degradação do parque nas traseiras

da Junta de Freguesia do Castelo e as más condições do mercado de rua fo­ ram alguns dos assuntos focados. O executivo informou que há um projecto de renovação do jardim, que está em curso e contempla um quiosque, novo mobiliário, sombras e um recorte para paragem de autocarros. Ficou ainda a garantia de que os temas expostos serão analisados pelos serviços da autarquia. Para o lugar de delegados foram eleitos Florindo Paliotes, Maria José Borges, Joaquim Diogo e Delfim Moleta.

Utentes de saúde

Novo protesto em Setúbal As comissões de utentes da região voltaram a juntar-se à porta do Governo Civil de Se­ túbal para mais um protesto contra a possibilidade de en­ cerramento do SAP de Se­sim­ bra e os atrasos na cons­tru­ ção da Extensão de Saúde da Quinta do Conde e Hospital do Seixal. Os utentes da Quinta do Con­de entregaram um docu­ mento à Governadora Ci­vil,

também dirigido ao Presiden­ te da República, a solicitar a sua intervenção junto do Go­ ver­no para que não conti­nue a ser adiada a construção da extensão da freguesia, para que o quadro de recursos hu­ manos do actual serviço se­ ja reforçado e para que o SAP de Sesimbra se mante­nha em funcionamento ou, em al­­ter­ na­tiva, seja criado um Ser­viço de Urgência Básico

Pedreiras Apesar de ser uma das zonas com me­nos eleitores (349), e para a qual está prevista a segunda menor verba (€ 6.311,50), o foro das Pedreiras foi dos mais participados. Cerca de 50 moradores marcaram presença na an­ tiga escola para transmitir ao executivo problemas que afectam o seu quo­ tidiano. Falta de água nas zonas altas, saneamento, de­­­­­gradação do ringue e futuro do edi­fício da Escola da Aldeia foram temas que geraram consenso. O presidente da Câmara tomou conheci­ mento dos problemas e garantiu que alguns deles poderão ser resolvidos com brevidade. A população foi tam­

bém informada de que a Escola das Pe­ dreiras vai voltar funcionar, já a partir de Setembro, como jardim-de-infância em horário completo e que no local será instalado um parque infantil, notícia recebida com agrado por todos. O presi­ dente da autarquia aproveitou a sessão para explicar o processo de saneamento na freguesia do Castelo, cujos emissá­ rios e estação de tratamento estão a ser feitos pela empresa Simarsul e a ligação aos ramais domiciliários será feita pela autarquia, estando a sua ce­ leridade dependente de fundos comu­ nitários. No final, houve unanimidade e Ezequiel Conde foi eleito delegado.

Casal do Sapo e Courelas da Brava

Alteração aos modelos de AUGI A Câmara Municipal deli­­be­­ rou alterar os limites das Áre­ as Urbanas de Génese Ilegal do Casal do Sapo e Coure­ las da Brava. O modelo de re­ conversão passou a opera­ção de loteamento de inicia­ti­va municipal, com apoio da Ad­ minis­tração Conjunta. O Gabi­ nete Projecto Muni­ci­­­­pal da La­goa de Albufeira ela­borou

uma solução urbana para ca­ da uma das AUGI e já apre­ sentou as propostas finais. Em Maio, a Câmara Munici­ pal deliberou admitir liminar­ mente os loteamentos corres­ pondentes às AUGI 40, 40 A e 42. A estas três AUGI corres­ ponde uma área de 93,3 hecta­ res, o que representa 375 pro­ prietários

Sesimbra Município | Junho 2007




município O novo site da Câmara Muni­ ci­pal de Sesimbra está em fase expe­rimental desde o final de Maio. É um espaço renovado, com in­formação actualizada sobre di­ versos temas, através do qual se pretende estabelecer maior inter­ acção entre munícipes e autar­ quia. Apresenta uma estrutura sim­ ples e prática, familiar à maio­ ria dos utilizadores de Inter­ net. As principais navegações si­tuam-se nas barras laterais, estando a zona central reserva­ da para notícias, com actualiza­ ções diárias. Península Digital Sesimbra é um dos sete mu­ nicípios do Distrito que fazem parte do Setúbal Península Digi­ tal (SPD), projecto dinamizado pela Associação de Municípi­ os da Região de Setúbal através de várias parcerias, que pre­ tende promover a utilização das novas tecnologias na ad­ ministração local. Um dos pres­ supostos do projecto é a criação de no­vos sites para as Câma­ras envolvidas. Para tal, foi cria­da uma ima­gem, estrutura e lista de conteúdos que os municípi­ os terão que respeitar. O site da Câmara Municipal teve já em con­ta esta normalização e apre­ senta a ima­gem e organi­zação dos futuros sites das Câmaras da Península. Com a entrada em funciona­men­to das ferramen­ tas do SPD, nos próximos meses, passará a disponibilizar ou­tras fun­cionalidades, como formulá­ rios online. Informação Geográfica Ainda no âmbito do SPD, está a ser feita a implementação do Sistema de Informação Geográfi­ ca em vários serviços da Câma­ra Municipal. Esta medida permite cruzar informação carto­gráfica, instrumentos de ges­tão territo­ rial, licenciamentos e pro­ces­sos administrativos, au­mentando a capacidade de resposta às solici­ tações dos muníci­pes. Alguns dos serviços de car­tografia digi­ tal serão disponibi­li­zados no site da Câmara ­

 Sesimbra Município | Junho 2007

www.cm-sesimbra.pt Navegação esquerda

Na barra de navegação esquerda en­contra-se informação sobre o exe­ cutivo municipal e os órgãos autár­ quicos do concelho. Nesta zona é possível consultar editais, avisos, re­ gulamentos, ordens do dia das Reu­­ niões de Câmara, aceder às publi­ca­ ções periódicas da autarquia e aos sites das três juntas de freguesia. No final da barra estão arrumados dossiês temáticos. Em breve estarão disponíveis todos os formulários externos da autarquia em formato PDF e respectivas ins­truções de pre­ enchimento e entrega.

Zona Central

É composta por uma área de notí­ cias actualizada diariamente com temas diversos. Todas as notícias ficam arquivadas na respectiva área e podem ser consultadas a qualquer momento. O link no título da notícia encaminha o utilizador para o texto principal, onde existem ligações para temas relacionados.

Navegação direita

Nesta barra de navegação está ar­ru­­ mada informação sobre o conce­lho - localização, caracterização, patri­ mó­nio, história e associativis­mo - e sobre as áreas de actuação da autar­ quia, com informações úteis acerca de diversos programas e projectos em curso. Existem também ligações para iniciativas a decorrer e aces­ sos rápidos a informa­ção so­bre a Biblioteca Municipal, o Ci­­­­­­­neteatro João Mota e edições mu­­­­nicipais. As ligações para os subsites - Ond@ jovem, Quinzena do Peixe-espada Preto e, em breve, do Turismo, tam­ bém estão nesta área.

Útil, prático e global

Novo site da Câmara Municipal

Sugestões e reclamações

Na primeira barra horizontal está o link para o formulário de suges­ tões e reclamações, associado a um sistema de gestão documental interno, que permitirá uma resposta célere a todas as questões. Nesta fase, o formulário funciona apenas para receber comentários, críticas e sugestões ao novo site.

No Terreno

No final da zona central existe um mapa interactivo onde estão assi­ naladas as principais obras em curso no concelho. O objectivo é apresentar ao munícipe uma breve descrição da intervenção, os prazos de execução e o investimento.

Sesimbr'Acontece

A agenda de acontecimentos Se­sim­ br'Acontece está disponível em for­ mato PDF e também através de um calendário virtual, que permite a consulta diária dos acontecimentos mais relevantes do concelho. Tem por base a versão em papel mas permite actualização permanente.


Comemorações

30 anos de Poder Local Democrático

O

dia 12 de Dezembro de 1976, data das pri­­­­­­­­­­­­meiras eleições au­­­­­­­­tár­quicas em Portugal, simboli­za o início do Po­der Local De­­­­­mo­crá­tico. Para assinalar es­te marco impor­ tante da his­tó­ria do país, a As­sociação Na­cio­nal de Mu­ ni­cípios está a promover, até final de Ju­nho, um conjunto de co­me­morações, às quais se asso­ciam vários conce­ lhos. Em Sesimbra, a home­na­ gem aos 30 anos do Poder Local Democrático decor­ reu no Cineteatro Mu­ nicipal, nos dias 2 e 3 de Junho. Numa organiza­ ção conjunta de todos os órgãos au­tárquicos do muni­cí­pio foi lança­ do um livro com os no­ mes dos autarcas do con­­­­ celho, desde as co­missões

administrati­vas ao actu­ al mandato, com textos de au­tarcas em funções e ima­ gens de alguns dos momen­ tos mais sig­ni­ficativos destas três décadas. O programa incluiu inter­ venções dos líderes de ban­ cada da Assembleia Muni­ ci­pal, de represen­tantes da comunicação social lo­ cal e um debate, com a pre­­ sença dos três presi­dentes da Câ­mara Muni­cipal, desde 1976, e do presi­ dente da primeira co­mis­ são adminis­trativa, que falaram sobre o passa­do, o presente e o futuro do con­ celho e do Poder Local. O espectáculo Sons de Se­ sim­bra, com a Banda da Musical Sesim­brense, Gru­ po ­ Co­ral de Se­simbra, No­ va Galé e poetas popu­lares, encerrou a cerimónia

Espectáculo Sons de Sesimbra

Augusto Pólvora, Presidente da Câmara Municipal

Odete Graça, Presidente da Assembleia Municipal

Teresa Almeida, Governadora Civil de Setúbal

Intervenções dos líderes de bancada da Assembleia Municipal

Fernando Patrício (CDU)

Américo Gegaloto (PS)

Francisco Luís (PPD/PSD-CDS/PP)

Henrique Guerreiro (BE)

Sesimbra Município | Junho 2007




ambiente Parque Natural da Arrábida

Co-incineração vai continuar suspensa Pesca e ordenamento do território

A Secção de Municípios com Actividade Piscatória e Portos da Associação Nacional de Municípios vai reivindicar mais competências em matéria de gestão das praias e ordena­ mento do litoral. Licenciamen­ tos, ordenamento dos portos e fiscalização são algumas das funções pretendidas. A intenção ficou expressa numa reunião realizada em Maio, em Peniche, na qual o concelho esteve representado pelo vereador das Actividades Económicas José Polido. Os municípios estão já a preparar um documento para apresentar ao Governo, no sentido de transferir essas funções.

Câmara reforça apoios à BIANCA

Para proporcionar melhores condições de acolhimento aos animais abandonados, a autarquia reviu o protocolo de cooperação com a Bianca – Associação de Protecção aos Animais sem Lar do Concelho de Sesimbra e decidiu aumentar o subsídio anual. Dotou ainda as instalações da associação com infra-estruturas básicas para o funcionamento. Actualmente, esta associação sesimbrense tem a seu cargo cerca de 100 animais.

10 Sesimbra Município | Junho 2007

A decisão do Tribunal Central Administrativo permite que a co-incineração na Arrábida se mantenha suspensa e demonstra que há várias irregularidades no processo

O

Tribunal Central Admi­ nis­trativo considerou vá­­­­­­­­­­­­­ lidos os argumentos apre­­­­­ sentados pelas Câma­ras Municipais de Sesimbra, Setúbal e Palmela contra o processo de queima de resíduos perigosos na Arrá­bida e indeferiu o recurso apresen­ tado pelo Ministério do Ambi­ ente e pela Secil. Confirmou-se assim a decisão do Tribunal Ad­ ministrativo e Fiscal de Almada, que tinha dado razão às autar­ quias depois destas terem so­ licitado a suspensão da eficá­ cia do despacho ministerial que isentava a Secil do novo estudo de impacte ambiental. Embo­ ra não se trate da anulação de­ finitiva, a Câmara Municipal de Sesimbra consi­dera que é uma decisão importante porque de­­ monstra que o processo apre­ senta graves lacunas, à seme­ lhança do que acontece com o regulamento do Plano de Orde­ namento do Parque Natural da Arrábida, que também é con­ testado

Reforço na limpeza urbana

A Câmara Municipal adquiriu recentemente uma nova viatura de recolha de resíduos sólidos urbanos. A máquina, com capaci­ dade para 6 metros cúbicos des­ tina-se à recolha em zonas de difícil acesso, onde viaturas de maior porte têm dificuldade em chegar. Funcionários, condutores e cantoneiros já receberam formação sobre o modo de utilização e normas de segurança do equipamento. Em breve deve chegar mais uma viatura de recolha de lixo, com capacidade para 26 toneladas, que vai reforçar a limpeza urbana no concelho.


infra-estruturas Acessibilidades

Aposta na rede viária A rede viária é essencial para o desenvolvimento dos municípios e para a qualidade de vida dos seus habitantes. Num concelho como Sesimbra, as vias de comunicação assumem também importância na estratégia de promoção turística.

Pedreiras, Quintinha e Venda Nova

Estão em fase de concurso as repavimentações das ruas da Carpintaria, nas Pedreiras, e Sousa Martins, na Venda Nova. Na Quintinha, as intervenções previstas terão lugar nas ruas Luís de Camões, Garret, ­Ale­xandre Herculano e estrada velha da Cotovia.

Zambujal

A pavimentação da Estrada 521, no Zambujal, está praticamente concluída. Neste momento, estão a ser feitos pequenos arranjos e colocada sinalização. Foram cons­ truídos passeios, criados lugares para estacionamento, plantadas árvores e colocadas lombas para regular a velocidade.

Acesso ao Meco

A pavimentação e o arranjo de bermas da estrada do MFA, entre Azoia e a Aldeia do Meco, está concluída. Esta via é muito utilizada, sobretudo no Verão, como acesso às praias da zona do Meco. O piso, que apresentava sinais de degradação, está agora mais seguro para os automobilistas.

N

os últimos meses, a Câmara Municipal de Sesimbra tem procedido à pavimentação ou repavimentação de vários quilóme­ tros de via nas três fre­­guesias. Na maioria dos casos, os trabalhos envolveram ar­ranjos de bermas, criação de lugares de estacionamento, sinalização e escoamento para águas plu­viais. São intervenções que pretendem dar resposta às necessidades dos munícipes, e em algumas si­tuações, me­lho­ rar a ofer­ta tu­rística, atra­vés da beneficia­ção dos principais acessos às praias. A repavimentação da estrada de Argéis, há alguns meses, e da estrada do MFA, que liga Azoia e Meco, são dois desses exemplos. No primeiro caso, qualificou-se o acesso nascente à vila de Se­simbra, contribuindo para des­­­­congestionar a EN378 durante o Verão. No segundo, melhorou-se uma das principais vias de acesso às praias da zona ocidental. Sesimbra e Castelo Aproveitando as obras de sa­ neamento que se reali­za­ram na Avenida da Liberdade, a Câ­ mara Municipal decidiu pro­ ceder à pavimentação deste eixo viário, entre a zona do

Mer­cado Municipal e o mo­nu­ mento ao 25 de Abril. Os traba­ lhos abrangeram também o Largo 5 de Outubro. Ainda na vila de Sesimbra, está prevista a regularização do pavimento da Rua da Juventude e do largo junto ao Tribunal. Na freguesia do Castelo, es­tá praticamente concluída a obra na Estrada 521, no Zambujal, que se encontra­va em muito mau estado, prejudicando moradores, co­merciantes e empresas da­quela zona. Foram fei­tos arran­jos ao longo da via, que me­lhoraram signi­­ ficativamente cir­cu­lação, es­­­ taciona­mento e acesso às ha­­­ bita­ções. Nesta freguesia vai também ser pavimentada a estrada que liga a Quintinha a Santana e vários arruamentos nas Pedreiras, Venda Nova e Cotovia. Quinta do Conde Na Quinta do Conde, onde es­­­te ano já foram alcatroadas mais de uma dezena de ru­­as, a au­tarquia está, neste mo­­­mento, a dar prioridade a em­­preita­das de regula­ rização de pavimen­tos nas zonas da Boa Água 1, Conde 1 e no Conde 3

Conde 1 e Boa Água

Este mês vai proceder-se à regulariza­ ção e pavimentação da Rua Sebastião da Gama, no Conde 1, cuja primeira fase tem um custo de 145 mil euros, e das Ruas de S. Pedro, S. João e St.º António, na Boa Água 1, no valor de 169 mil euros. Além da pavimentação e da construção de passeios, as em­ preitadas prevêem a reabilitação da rede de águas nas três zonas.

Conde 3

A regularização e pavimentação das Ruas Vasco da Gama, Infante D. Hen­ rique e perpendiculares ficou concluída recentemente. Com um investimento que ronda os 205 mil euros e os 282 mil euros, respectivamente, as duas empreitadas abrangeram também a reabilitação da rede de águas. Este mês começa a obra na Rua Gago Coutinho, no valor de 108 mil e quinhentos euros.

Vila de Sesimbra

Na vila está terminada a pavimen­ tação da Avenida da Liberdade, entre o Mercado e o monumento ao 25 de Abril. Foi pintada sinalização horizon­ tal e instaladas lombas. Entretanto, foram já lançados concursos para intervenções na Rua da Juventude e largo junto ao Tribunal.

Sesimbra Município | Junho 2007

11


centrais Infra-estruturas

Saneamento avança em todo o concelho Saiba mais… A empresa multimunicipal SI­ MARSUL, em funcionamento desde 2004, detém a con­ cessão do tratamen­ to de águas residuais 2004 a 2008 – Período de investimento inicial dos municípios de 2034 – limite da concessão Alcochete, Barrei­ 2 1450 km – área de intervenção ro, Moita, Mon­tijo, 187.4 milhões de euros – Investimento total Palmela, Seixal, Se­ 46,85 milhões de euros – Comparticipação do Fundo de Coesão simbra e Setúbal. 16 – número de ETAR previstas É uma empresa de 61 – números de Estações Elevatórias previstas capitais maioritaria­ 54 – quilómetros de condutas mente públicos, dis­ tribuídos pelas Águas 132 – quilómetros de Interceptores/emissários de Portugal (51%) e pe­ los oito municípios associa­ dos. Sesimbra tem uma partici­ pação de 2,1 por cento. Mapa das obras no terreno (estes pontos podem ser consultados no site da Simarsul, em www.simarsul.pt)

Fonte:

É

um dos problemas que afecta mais directamente as populações e, por is­ so mesmo, está há vários anos no topo das prioridades de mui­ tas autarquias de todo o país. No concelho de Sesimbra, as dificul­ dades ao nível do saneamento básico concentram-se sobretu­ do nos pequenos e dispersos aglome­rados populacio­nais da freguesia do Castelo, onde, ou é inexistente, ou funciona com deficiências. São áreas nas quais a rede não foi pensada e criada de raiz, o que dificulta agora a

12 Sesimbra Município | Junho 2007

sua implementação. O proces­ so é complexo e implica cons­tru­ ção de ramais domiciliários e re­ de de colectores, emissários e es­ta­ções elevatórias que encami­ nhem os esgotos para estações de tratamento. Dada a extensão do concelho, são ne­­cessários qui­ ló­me­tros de condutas. Mas não bas­ta criar apenas uma rede de es­coamento de águas residuais, afastando-as das habitações. É ne­cessário construir os equipa­ mentos que garantam o trata­ mento dessas águas e as devol­ vam ao ambiente.

Uma vez que se trata de um investimento estratégico para a região e para o país, pois per­ mi­­tirá despoluir as bacias do Te­jo e do Sado e preservar im­­ por­tantes recursos natu­rais e hídricos, o Estado e os mu­­­­­­­­ ni­­­­­­­cípios da Moita, Sei­xal, Se­­ tú­­­bal, Barreiro, Palmela, Mon­­­­ ti­jo, Sesim­bra e Al­­cochete de­­­­­­cidiram formar uma em­presa mul­timuni­cipal que pu­desse pla­­near e cons­truir to­do o siste­ ma de saneamento da Penínsu­ la. A Simar­sul foi criada em 2004, e está no terreno desde

2006, com vá­rias obras nos mu­­­­­ ni­cípios asso­cia­­­­­­dos. A sua res­ pon­sabilidade é criar a chama­ da Rede em Alta, constituída por emissários com gran­­­de ca­ pa­cidade de es­coamento, que atravessam as principais locali­ dades e se encami­nham para as estações de tratamento, cuja remodelação e construção tam­ bém está a seu cargo. Por sua vez, a rede em baixa, desi­gna­ ção para as redes domiciliári­ as e colectores que ligam as ha­ bita­ções aos emis­sá­rios, é feita pelas autarquias


Rede em Baixa É composta pela rede domiciliária e colectores que transportam as águas residuais entre as habitações e os emissários. A responsabilidade de construção desta rede é da Câmara Municipal.

Estação Elevatória Tal como o nome indica, é um equipamento que ajuda as águas a ultrapassar pontos ele­vados durante o percurso até à ETAR, através de sistemas de bombagem.

Águas Residuais Vulgarmente denominadas por esgoto, são águas utilizadas diariamente nas habitações, que durante este processo perdem a sua pureza. Quando lançadas directamente no meio hídrico tornam-se um perigo ambiental.

Rede em Baixa no município

A Câmara Municipal está a proceder à construção da Rede em Baixa do município. Em Novembro de 2006, entrou em funcionamento o sistema do Zambujal de Baixo e foi lançado concurso para a primeira fase de saneamento em Alfarim, cujas obras devem começar durante o Verão. Esta fase contempla a zona a norte da EN377. As próximas fases da obra abrangem parte de Alfarim, Caixas, Aldeia do Meco e Torrões. Em breve será também lançado concurso para a segunda fase dos trabalhos no Zambujal. Sempre que possível, as obras estão a ser conciliadas com as intervenções da Simarsul. Águas tratadas

Rede em Alta Inclui todas as infra-estruturas destinadas a receber as águas residuais provenientes das Redes em Baixa. É constituída pelos emissários ou interceptores, que são condutas com grande capacidade, Estações Ele­va­tó­rias e Estações de Tratamento.

Emissário Colector Rede Domiciliária

ETAR

Intervenções no concelho de Sesimbra Estação Elevatória de Azeitão A obra iniciou-se em Setembro de 2006 e vai entrar em testes este mês. É uma infra-estrutura partilhada com o concelho de Setúbal. ETAR da Quinta do Conde O projecto de execução está em fase de conclusão e a obra de construção deve iniciar-se ainda em Junho. A nova ETAR estará pronta no primeiro semestre de 2009. É uma infra-estrutura partilhada com os concelhos do Barreiro, Setúbal e Seixal.

ETAR de Sesimbra As obras de beneficiação da ETAR de Sesimbra ficam concluídas em Julho. Esta estação passa a ter co­-­ge­ração, que lhe permitirá produzir bio­gás, reduzindo assim o consumo energético. Para além disso, foi instalado um sistema de silos para remoção de lamas, que permite que estas sejam reco­ lhidas sem liber­tar cheiros e diminui o número de deslocações de camiões ao local. Foram também executados arranjos exterio­res.

Emissários da Quinta do Conde A conclusão destes emissários, que vão servir os concelhos de Sesimbra, Barreiro, Seixal e Setúbal, está prevista para o final deste ano. Estação Elevatória da Fortaleza A obra está a decorrer desde há alguns meses, e prevê a remodelação do equi­ pamento e a sua ligação ao emissário submarino. Os trabalhos de superfície serão concluidos a 15 de Julho, o que permitirá retirar parte do estaleiro do local. A partir de Setembro será feita a instalação de equipamento.

ETAR da Lagoa/Meco É uma das obras mais importantes deste conjunto, uma vez que vai receber e tratar todas as águas residuais da freguesia do Castelo. Já está adjudicada e deve iniciar-se no próximo ano. O investimento é de 5,6 milhões de euros. Emissário submarino do Meco Estão a ser analisadas as propostas e a adjudicação deve ser feita no final do Verão. A obra, com um prazo de execução de 2 anos, representa um investimento de 5 milhões de euros. Sesimbra Município | Junho 2007

13


juventude

Juventude pela saúde

P’la Nossa Saúde foi o tema do congresso deste ano do Grupo de Intervenção de Saúde Comuni­ tária (GISC), que reuniu no Forpes­ cas 74 alunos de cinco escolas dos 2.º e 3.º ciclos. Com imaginação, criatividade, e algum humor à mistura, os jovens apresentaram 15 trabalhos realizados ao longo do ano, dando provas de preo­ cupação, sensibilidade e maturi­ dade para tratar de temas como a SIDA, gravidez na adolescência, métodos contraceptivos, drogas ou álcool, mostrando, mais uma vez, os resultados positivos do projecto. A iniciativa contou com a presença da vereadora da edu­ cação, Felícia Costa, e da directora do Centro de Saúde, Mariana Dupont. Aventura na Cidade Sesimbra recebeu o encontro de encerramento do Aventura na Cidade, promovido pela associ­ ação ARISCO e que envolve várias escolas do país. No concelho, o projecto desenvolve-se desde 2003 e este ano contou com a participação de 23 “mestres de

Sarau da Giacometti

Organizada pelos professores de Educação Física da Escola Michel Giacometti, a 3.ª edição do Sarau de Actividades Gímnicas foi um sucesso. O Pavilhão Municipal da Quinta do Conde encheu-se para aplaudir o espectáculo, pro­ tagonizado por 546 atletas de 27 institui­ções. Danças latinas e urbanas, luta greco-romana ou ginástica rítmica foram algumas das modalidades que animaram a assistência. A iniciativa, apoiada pela ANIME e pela Câmara Municipal de Sesimbra, já é um marco na freguesia.

14 Sesimbra Município | Junho 2007

Os jovens autarcas mostraram que estão atentos ao que se passa no concelho

Assembleia Municipal de Jovens

Juventude e cidadania

O

s efeitos negativos do Plano de Ordenamen­ to do Parque Natural da Ar­rábida na pesca tradicional, a reabilitação das hospedarias do Santuário do Cabo Espichel, o possível afastamento das Câ­ maras Municipais da gestão dos Parques Naturais, a violên­ cia e indisciplina no meio esco­ lar e a construção de um Parque Verde na Quinta do Conde fo­ ram questões colocadas ao pre­­sidente da Câmara Munici­ pal pelos “eleitos” da Assem­ bleia Municipal de Jovens, que de­mons­­traram estar bas­tante aten­tos ao que se passa no con­ celho. A 4.ª sessão da Assembleia rea­ lizou-se em Maio, no Pavilhão

do Grupo Desportivo de Sesim­ bra, sob o tema Problemas So­ cioambientais do Nosso Concelho – Que Soluções? A ideia de cri­ ar uma Assembleia constituída por alunos das escolas do conce­ lho surgiu em 2004, através da Assembleia Municipal de Sesim­ bra. Desde então, a iniciativa tem contribuído para aproxi­ mar órgãos autárquicos do mu­ nicípio e jovens. Jorge Cristão, presidente da As­sembleia, Guilherme Nasci­ mento, 1.º Secretário e João Ca­ saca, 2.º Secretário condu­ziram os trabalhos, que se dividiram em três momentos: no primei­ ro, cada escola apresentou o seu projecto, no segundo, as propos­ tas foram sujeitas a discussão e

aprovação e no terceiro cada es­ cola pôde colocar uma questão ao presidente da Câmara Mu­ nicipal. A presidente da Assembleia Mu­nicipal, Odete Graça, elogiou o trabalho de professores, encar­ regados de educação e entida­ des que deram o seu contribu­ to para o sucesso da iniciativa e lembrou que com este «acto de cidadania a demo­cra­­­­cia está mais jovem e inovadora». Para o presidente da Câmara Mu­ nicipal, Augusto Pólvora, a ini­ ciativa «tem uma importância didáctica extra­ordinária e aju­ da a dignifi­car as funções políti­ cas». As propostas apresentadas vão agora se­guir para a Assem­ bleia Municipal de Sesimbra

Férias Jovens

Inscrições a partir de 25 de Junho O Verão é sinónimo de férias, sobre­tu­do para os mais peque­ nos. Neste sen­tido, a Câma­ ra Muni­cipal orga­ni­za, todos os anos, um programa especial, on­ de não faltam as activida­des des­por­tivas, culturais e ambi­ entais. Este ano, as inscrições para as Férias Jovens abrem no dia 25, às 8 horas, e, pela primeira vez têm

Locais de inscrição

que ser efectuadas nos núcleos exis­tentes nas três freguesias

• Núcleo de Sesimbra – Gabinete Jovem de Sesimbra • Núcleo de Sampaio – Pavilhão Munici­ pal de Sampaio • Núcleo de Alfarim – Grupo Des­­portivo de Alfarim • Núcleo da Quinta do Conde – Lo­ja Ond@ Jovem da Quinta do Con­de


aconteceu Mostra de Teatro Escolar

Teatro Escolar revela talentos

Cerca de 60 alunos subi­ ram ao palco do Cinetea­ tro Municipal para a 3.ª Mostra de Teatro Escolar. Vários meses de trabalho e muitos nervos antes da entrada em palco foram re­com­pensados com uma grande ovação no final.

N

osbastidoresdoCinetea­ tro, pouco tempo antes do início da Mostra de Teatro, ultimam-se pormenores. Entre adereços e maquilhagem, alguns alunos revêem os tex­ tos uma última vez, não vá a memória atraiçoá-los. Curiosa­ mente, os mais novos aparen­ tam maior descontracção. Nu­ no, 6 anos, revela a segurança de um profissional. «Não es­ tou nervoso, porque já sei o tex­ to todo», garante. O mesmo não

O Encontro de Teatro Escolar ganhou nova dinâmica no Cineteatro Municipal se pode dizer da Flávia, 17 anos. «Já fiz outras peças, mas nunca para tanto público e num palco destes. É uma grande respon­ sabilidade. Para além disso, te­ nho um papel muito grande e há partes que ainda não decorei totalmente», confessa. Este espectáculo é o culmi­ nar de vários meses de ensaios, durante os quais os alunos tra­ balham a expressão dramática, área fundamental para o desen­ volvimento pessoal. Como tal, é levado muito a sério pelos par­

ticipantes, que se concentram para que tudo saia bem. Para Ana Duarte, professora de português da Escola Michel Gia­ cometti, a iniciativa «permite que os alunos conheçam me­ lhor o autor que estuda­ram ao longo do ano [Gil Vicente], me­ lhora aspectos como a dicção e o vocabulário e motiva-os para o mundo do teatro, a que nor­ malmente não têm acesso». Opinião partilhada por Susana Sobral, directora

Mostra de Projectos Educativos

Sesimbra apresenta projectos educativos

C

erca de 7 mil crianças e jovens das escolas da rede pública, instituições de solidariedade e estabeleci­ mentos de ensino privado de to­ do o concelho passaram pela 4.ª Mostra de Projectos Educativos, que se realizou entre 1 e 5 de Junho, na Fortaleza de Santiago. Durante estes cinco dias, alu­ nos, professores e encarrega­dos de educação puderam conhecer os projectos desenvolvidos ao longo do ano lectivo, assis­tir a espectáculos de dança, tea­tro, ginástica e música, partici­ par em ateliês

de artes plásticas, matemáti­ ca, re­ciclagem e até fazer al­ gumas experiênci­as científicas. Momento alto da Mostra foi o espec­táculo do po­pular Avô Can­ tigas, personagem criada pelo cantor Carlos Alberto Vidal há mais de 25 anos e que apesar da “idade”, conti­nua a en­ cantar os mais no­vos. No final, não faltaram as fo­ tografias com os fãs de “pal­ mo e meio” e até uma sessão de autógrafos. Destaque também para as actua­ções da Tuna

Aca­démica Femi­nina do Ins­ti­ tuto Superior Téc­ni­co, da Tuna Académica Mas­­­culina do Ins­­­ tituto Politécnico de Setúbal e para a peça Histórias de Ou­ tros Tempos, representa­ da pelo grupo de Lo­go­ te­rapia do pro­jecto Sem­pre a Me­xer para Não Envelhecer

do colégio Edu­ca a Brincar, que explica que «o Encontro moti­ va as crianças para as artes em geral, destacando a cultura co­ mo factor de enriquecimento pessoal». Uma das grandes novidades desta mostra foi o apoio dado pelo Espaço das Aguncheiras, a convite da Câmara Municipal, facto enaltecido pelos docentes. «Em todos os ensaios esteve presente um membro da coope­ rativa, e a própria São José La­ pa esteve connosco duas ve­zes, tendo inclusivamente escolhi­ do as personagens consoante o perfil de cada um», refere Ana Duarte. O Caldinho do Coelhinho Bran­ co, do Centro Comunitário da Quinta do Conde, A Caro­chinha da Reciclagem, do Colégio Edu­ ca a Brincar, A Menina do Mar, da EBI da Quinta do Conde e O Auto da Bar­ ca do Inferno, da Escola Michel Giacometti foram as peças apre­sentadas perante uma sala cheia que aplaudiu, não só o talen­ to, como o empenho dos cer­ ca de 60 jovens actores com idades entre os 4 e os 17 anos, que prometem voltar para o ano

Sesimbra Município | Junho 2007

15


cultura

Quartinete

Ritmos africanos no Cineteatro

O público que se deslocou ao Cineteatro Municipal, no pas­ sado dia 9, foi contagiado pelos sons do músico Genitho e do grupo feminino de batuques Finka Pé. Os artistas utilizaram instrumentos tradicionais da sua terra de origem, partilhando com os presentes cultura e tradições africanas. O espectáculo teve ainda um momento dedicado à poesia lusófona, com a partici­ pação de Jorge Viegas, Delmar Maria Gonçalves, Nora Vilar, João Craveirinha e Elsa de Noronha. A iniciativa fez parte do Cem Diferenças Sem Diferenças.

Banda da Sociedade Musical Sesimbrense

Diogo Sargedas

No âmbito do ciclo de colóqui­ os No Signo do 7 -150 Anos de Filosofia Portuguesa, que decorre na Biblioteca Municipal de Sesimbra até Novembro, foi lançado, no início de Junho, o livro O Anjo e a Sombra - Teixeira Pascoaes e a Filosofia Portuguesa, da autoria de Pedro Martins. A obra foi apresentada pelo filósofo António Telmo, perante uma plateia de cerca de meia centena de pessoas, entre as quais se encontravam várias personalidades ligadas à filoso­ fia portuguesa. A sessão contou com presença da vereadora do pelouro das Bibliotecas, Guilhermina Ruivo.

16 Sesimbra Município | Junho 2007

Grupo Coral de Sesimbra

Cineteatro Municipal

Ao Encontro dos Sons

O

Teixeira de Pascoaes e a Filosofia Portuguesa

Grupo de Metais do Seixal

Cineteatro Municipal vol­­­­­­­­­­­tou a ter sala cheia no dia 26 de Maio, desta vez para ouvir ar­tis­­­tas do conce­ lho. O espec­tá­­culo Se­­simbra ao En­­­­­contro dos Sons reuniu no pal­ co do no­vo audi­tório o Grupo Co­ral de Sesimbra, o músico Dio­go Sargedas, o Quarte­to de Cla­­­­­­­rinetes Quartinete e a Ban­

Submersão do Meu Ser

da da Sociedade Musical Se­ simbrense. O Grupo de Me­tais do Seixal foi convidado espe­ cial. Este encontro de sons deu forma à ideia inicial de abrir a sala aos agentes locais, incenti­ vando assim o de­senvolvimento de projectos cul­­tu­rais nas di­ versas ar­tes de palco: música, tea­tro, dança e mesmo cinema.

O Jardim das Delícias, pintura a óleo sobre madeira do artista holandês Hieronymus Bosch (1450-1516), representa, em três painéis, a história do mundo desde o momento da criação. Foram estas imagens que inspiraram o trabalho coreo­gráfico de Submersão do Meu Ser, espectácu­ lo apresentado pela Companhia de Dança de Almada no Cineteatro Municipal e que propor­ cionou momentos de grande beleza.

Um espectáculo que aliou a qualidade musical e experiência do Grupo Co­­­­­­­ral de Sesimbra, da Banda da “Música” e do Grupo de Metais do Seixal à juventude e talento de Dio­go Sargedas, no vibrafone (ins­­trumento de per­ cussão com­posto por teclas de me­tal) e do quarteto feminino Quartinete.


Santos Populares em Sesimbra e na Quinta do Conde

Banchetto Musicale Lusitania (Portugal)

II Jornadas Medievais

Castelo revive Idade Média

D

epois do sucesso da pri­ meira edição, as Jorna­ das Medievais regres­ sam ao Castelo de Sesimbra nos três primeiros sábados de Ju­lho. A viagem à Idade Média iniciase no dia 7, com um concerto do grupo português Introitus, na Igreja do Castelo de Sesimbra. Os sons medievais voltam a 14, com Banchetto Musicale Lusitania, e uma semana depois, no dia 21, às 20.30 horas, o grupo Strella do Dia desce à vila de Sesimbra para uma ani­mação de rua. Às 22 horas, no­ vamente na Igreja do Castelo, ac­ tua o grupo espanhol Vene­randa Dies Ensemble, e a encerrar o pro­ grama, nova animação da Strella do Dia, no adro da Igreja. Durante as Jornadas vai ser aberta ao público a Torre de Menagem (ver caixa). A organização volta a estar a car­go da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia do Castelo e os objectivos mantém-se: valorizar e divulgar a cultura, a história e o património do concelho. De refe­ rir que este ano a Câmara Muni­ cipal disponibiliza transporte gra­ tui­to entre a vila e o Castelo

Torre de Menagem

Veneranda Dies Ensemble (Espanha)

A Torre de Menagem era um dos pontos mais impor­ tantes do Castelo. Tinha fun­ções de vigilância e as­ su­mia-se como ponto vi­tal de comunicações. A par­tir daqui estabelecia-se co­mu­ nicação com Almada e Pal­ mela, através de fumo ou fogo. O local está a receber pequenos arranjos e vai ser aberto ao público durante as Jornadas Medievais. No espaço estará patente uma exposição dedicada à his­tória do Castelo de Se­ sim­bra.

Strella do Dia (Portugal)

Os santos populares comemo­ ram-se em Sesimbra há cerca de sete décadas, e desde sempre, envolveram grande parte da população. Este ano, até 1 de Julho, a tradição recebe novo impulso, motivado por oito as­ sociações da Quinta do Conde que decidiram trazer a esta freguesia o espírito da quadra. Os festejos começaram no dia 12, com um baile no largo junto ao Mercado Municipal, local onde se vão concentrar as festividades. Também pela pri­ meira vez, os quintacondenses vão ver sair à rua uma marcha popular, organizada pelo Centro Comunitário. Na vila de Sesimbra, a animação repete-se com muita cor, música e os tradicionais bailes. Um dos pontos altos é o desfile da Marcha da Paróquia de Santiago, que nos últimos anos tem mantido viva a tradição das marchas em Sesimbra. Mostra de Caldeiradas Para além da animação e das ruas enfeitadas, que mobili­ zam dezenas de pessoas, o programa conta ainda com a segunda edição da Mostra de Caldeiradas, em que participam vários restaurantes.

Introitus (Portugal)

Sesimbra Município | Junho 2007

17


praias ­

Bibliotecas de praia abrem em Julho

As Bibliotecas de Praia de Sesimbra entram em fun­ cionamento no dia 1 de Julho e vão estar abertas ao público até final de Agosto. Este ano, a grande novidade é a abertura de mais uma biblioteca, na praia da Lagoa de Albufeira, que se junta assim às já exis­ tentes nas praias do Ouro, Califórnia, Moinho de Baixo e Parque de Campismo do Forte de Cavalo. Sesimbra foi dos primeiros concelhos do país a imple­ mentar bibliotecas nas praias, há mais de 20 anos. Nessa al­ tura, eram pequenas estantes com livros, que começaram, desde logo, a ser procuradas pelos veraneantes. O sucesso do projecto permitiu que as condições fossem sendo melhoradas e hoje as biblio­ tecas têm instalações fixas nas praias, com espaços de leitura e condições para reali­ zação de jogos e animações destinadas aos mais novos. No ano passado, por exemplo, participaram nas actividades 5 mil crianças e jovens e registaram-se perto de 3 mil requisições de livros e pu­ blicações periódicas, para um universo de 925 leitores. Os postos de leitura funcionam com o apoio de jovens, tanto no atendimento aos leitores, como na realização das diver­ sas actividades de animação. O projecto tem como prin­ cipal objectivo a criação e o desenvolvimento de hábitos de leitura em tempo de férias e a ocupação dos tempos livres das crianças.

18 Sesimbra Município | Junho 2007

Três bandeiras azuis no concelho

As praias da Califórnia e do Ouro, na vila de Se­ simbra, e do Moinho de Baixo, no Meco, recebe­ ram a Bandeira Azul, galardão atribuído pela Associação Bandeira Azul da Europa a zonas bal­ neares que se destacam pelas condições ambien­ tais, de segurança, informação e acessibilidade. Contrariando a tendência do país, que viu o número de bandeiras azuis diminuir, o concelho de Sesimbra conseguiu que as três candi­ daturas apresentadas este ano fossem aceites, recebendo, assim, mais uma bandeira azul do que em 2006 (Moinho de Baixo). As bandeiras foram hasteadas no início do mês, após vistoria da Comissão de Coordenação e Desenvolvi­ mento Regional de Lisboa e Vale do Tejo. A sua atribuição obrigou a Câmara Municipal a cumprir vários critérios imperativos do progra­ ma. Nas zonas balneares foi necessário proceder à colocação de rampas, passadiços e corrimões de acesso à praia e à pintura de estruturas. Foi feita a manutenção de sinalética e colocação de painéis informativos com dados sobre resulta­ dos de análises à água, contactos das entidades responsáveis pela zona balnear, números de emergência e da Associação Bandeira Azul. Estes

postos disponibilizam ainda informação de carácter ambiental e um mapa da zona bal­ near com a localização de serviços, concessionários, parques de estacionamento e telefones públicos. Praia acessível É de salientar que, pelo segundo ano consecutivo, a praia do Ouro recebeu o galardão de Praia Acessível, atribuído a zonas bal­ neares que cumpram todos os critérios de acessi­ bilidade a utentes com mobilidade reduzida. São normas para atribuição deste símbolo o acesso pedonal, existência de estacionamento, acesso à zona de banhos, passadeiras no areal, sanitários adaptados e posto de primeiros socorros. Para o título de Praia Acessível são ainda considera­ dos factores facultativos como acesso a bares e restaurantes, existência de apoios anfíbios para banho - como é o caso do Tiralô existente na praia do Ouro - e informação em braille, que também se verifica nesta praia.

Tiralô

Ouro cada vez mais acessível Desde a abertura da época bal­ near que uma cadeira anfíbia, denominada Tira­lô, per­­­­­mite às pessoas com mobi­lidade condi­ cionada e de­­­­ficiência tomarem banhos de mar em segurança. O lançamento do equipamen­ to ficou marcado por um con­ junto de actividades lúdicas, nas quais participaram a Co­ operativa de Educação e Rea­ bilitação de Crianças Ina­dap­ tadas da Moita e Barreiro, a Santa Casa da Misericórdia de Sesim­bra, o Centro Comu­ nitário da Quinta do Conde, a

Casa do Povo de Sesimbra, o Centro de Convívio da Fonte Nova e o CASCUZ.

Durante a época balnear, o Ti­ ralô ficará à guarda do conces­ sionário da praia, podendo ser requisitado no Posto de Turis­ mo por qualquer ins­tituição. O mesmo se aplica a todas as pes­soas com mobilidade con­ di­cionada ou portadoras de de­­­ficiência. Para garantir o acom­panhamento e apoio aos utentes, a Câmara efectuou uma candidatura ao programa Ocupação de Tempos Livres, com intuito de recrutar jovens que possam dar apoio à utiliza­ ção do Tiralô


actividades económicas ­

Milhares de visitantes na Feira Festa

Demonstração de Arte Xávega, na Praia da Califórnia

Exposição Sesimbra um Passado Recente – A Pesca de Peixe-espada Branco

Histórias da Pesca de Bacalhau

Organizada por uma comissão composta por seis associações locais, a 17.ª edição da Feira Festa voltou a receber milhares de visi­ tantes de toda a região, que conheceram os mais de 30 stands de empresas, enti­ dades do Distrito e assisti­ ram aos concertos de nomes consagrados como Dany Silva ou Filipa Pais e às actua­ ções do Grupo de Danças e Cantares dos Redondos, Grupo Folclórico e Humani­ tário do Concelho de Sesim­ bra, Grupo Etnográfico de Danças e Cantares da Região de Sesimbra, Grupo “Korpus”, da Cercizimbra, a demons­ trações de hip hop e ao fogo de artifício, que encerrou os 10 dias de comemorações. A Feira Festa voltou, as­ sim, ao modelo inicial, reforçando os objectivos que levaram à sua criação, em 1990: reafirmar as raízes e a identidade da jovem freguesia.

Dia do Pescador

Homenagem aos homens do mar

N

o Dia do Pescador, 31 de Maio, Sesimbra prestou mais uma vez a mere­ cida homenagem aos seus ho­ mens do mar. A abertura da ex­ posição multimédia sobre a pesca do peixe-espada branco, no Auditório Conde de Ferreira, deu início às comemorações deste ano. Trata-se de uma mostra de fotografias e filmes captados pe­ los próprios pescadores durante os anos 80, época áurea da pes­ ca em Sesimbra. Os materiais reu­nidos são um contributo fun­ damental para o conhecimen­ to da história deste período, em que a doca de Sesimbra chegou a ser a mais importante do país. Seguiu-se o habitual momento solene, no Largo de Bombaldes, com a colocação de uma coroa de flores junto ao Monumento aos Pescadores. No seu discurso,

Monumento ao Pescador

No próximo ano, no âmbito dos projec­ tos de recuperação do Núcleo Urbano Antigo, o monumento em homenagem aos pescadores vai ser colocado junto à Fortaleza de Santiago, virado para o mar. Um local mais nobre para esta escultura, que tem grande significado para a vila de Sesimbra. o presidente da Câmara Muni­ cipal saudou os pescadores e re­ forçou a ideia de que o conce­lho tem que valorizar os recursos humanos e naturais que possui.

As comemorações prosseguiram com demonstrações da Arte Xávega, ao som do grupo musi­ cal Nova Galé, e com uma missa de Homenagem. À noite, a Biblioteca Munici­ pal recebeu as Histórias da Pes­ ca do Bacalhau, um serão onde al­ guns pescadores sesimbrenses par­tilharam experiênci­as no mar com uma plateia aten­ta e inte­ ressada. A conversa foi conduzi­ da pela vereadora Gui­lher­mina Ruivo e contou com a partici­ pação de Joaquim Leitão, radio­ telegrafista nos bacalhoeiros e autor das Crónicas da Pesca ao Ba­ calhau. Antes de ser dada a pa­ lavra aos pescadores, a pintora Maria Helena Leite foi convidada a apresentar o quadro exposto na Sala Polivalente, obra que pintou há 40 anos e que retrata o dia-a-­ -dia da pesca em Sesimbra

Sesimbra Município | Junho 2007

19


pessoas Júlio pulquério

Ao serviço da comunidade

J

úlio Pulquério sentiu desde cedo ne­ cessidade de estar ligado ao associa­ tivismo. No liceu Frei Agostinho da Cruz, em Setúbal, fez parte da associa­ ção de estudantes e logo após o 25 de Abril iniciou a missão de construir um centro de convívio no Zambujal. «Já ti­ nha este “bichinho”. Gostava de estar en­ volvido em projectos e fazer alguma coi­ sa pelo bem-estar das pessoas», refere. Foi o ponto de partida pa­ra o nascimento do CAS­ CUZ – Centro de Apoio Sócio Cultural Unidade Zambuja­ lense, projecto ambicioso que ao longo de quase trin­ ta anos tem tido papel relevan­ te junto da comunidade. «A primeira vez que falei com os idosos sobre a criação do centro fui “corri­ do”. As pessoas ti­ nham uma ideia erra­da sobre o que era um cen­ tro de dia e con­ f u n d i a m­- n o com um asi­­­­­­­­­­­­­­­­ lo. Um lugar on­de ­ eram dei­­­­­­­­xa­dos até fa­­­­­­le­cer». Na ten­­­­­­­­tati­va de mu­­dar es­­­­­­­­­­­­­ta idei­a, Júlio Pul­­ qué­­­­­­­­­­rio decide le­ var um grupo de ido­­sos a Alcá­cer do Sal e mostrar-lhes o que era na rea­li­dade este espaço de convívio. «A visi­ ta mudou completa­ mente a opinião que tinham. Ficaram en­ cantados», revela. A próxima tarefa foi arranjar um local para instalar o cen­ tro. Acabaram por encontrá-lo na an­ tiga escola primária desac­tivada e em ruí­ nas. Com o apoio da população cons­­­truí­ ram a sala de con­

20 Sesimbra Município | Junho 2007

vívio, que mais tarde foi adaptada para infantário, por­que havia muitas mães que não ti­nham onde deixar os filhos. Por esta altura, decidem dar um novo passo: ajudar as pessoas que não tinham ca­ sa. «Sabíamos que havia um terreno bal­ dio e pensámos em aproveitá-lo. Fomos à Torre do Tombo procurar a escritura, trou­xemos a fotocópia, tratámos da le­ galização e formámos a Cooperativa da Habi­tação e Construção Económica Uni­ão Trabalhadora Zambujalense, com ajuda do Fundo de Fomento Habi­tacional». Em 1979, criam o ATL – Activi­da­ des de Tempos Livre e nasce a CAS­ CUZ. «A associação é criada devi­ do ao trabalho da comissão de aldeia e ao empe­ nho e esforço de toda a comunidade», fri­ sa o responsável. De­ pois de passar por espaços cedidos por amigos e familiares, a associa­ção teve oportunida­de de cons­truir um equi­ pamento de ra­iz, onde hoje ainda funciona. «Co­me­ çámos do zero e hoje temos um património avalia­ do em cerca 10 mi­lhões de eu­ ros». A CASCUZ traba­lha com mais de 120 crian­ ças e 150 idosos e emprega 92 funcionári­ as. Um projecto a que Júlio Pulquério dedicou grande par­te da vida. «Há pessoas que gostam de ir à bola, eu gosto de vir para aqui. Isto é como um fi­lho, que vi nas­ cer e que ainda hoje vejo crescer. A mi­nha mulher diz muitas vezes que o melhor é trazer a cama e dormir cá». Apesar de toda a história e obra feita, Júlio Pulquério, 66 anos, garante que «ainda há muito para fazer». O próxi­ mo passo é avançar para a cria­ção de um ber­çário

Marcha Atlética É já no dia 17 de Junho que se realiza o 1.º Prémio da Marcha Atlética de Se­ simbra. A prova, promo­vida pela Casa do Benfica, em parceria com o Grupo Desportivo União da Azóia e apoia­ da pela Câmara Municipal, tem lugar na Avenida dos Náufragos. A marcha é uma modalidade do atletismo em que o atleta se desloca sem nunca perder o contacto com o solo. Depois dos vários títulos mundiais e europeus conquis­ tados por Susana Feitor ganhou mui­ tos adeptos em Portugal.

Gimnapraia A Praia do Ouro, em Sesimbra, volta a ser palco do festival de ginástica Gimna­praia. O espectáculo tem início às 18 horas de 23 de Junho. Tal como na edi­ção anterior, são esperadas cen­ tenas de atletas de várias instituições, clubes e escolas do concelho. Cada grupo terá entre 10 a 15 minutos para apresentar a sua coreografia que pode ir a dança a exercícios de aeróbica. A não perder!


Cristina Branco canta Amália

Já estão à venda os bilhetes para o concerto de Cristina Branco, Live - Um Tributo a Amália Rodrigues, agendado para 30 de Junho, no Cineteatro Municipal João Mota, em Sesimbra. Com dez anos de carreira, sete álbuns editados e inúmeros galardões internacionais, Cristina Branco é uma das mais talentosas vozes portuguesas da actualidade.

Festas de Santiago

t ome nota

Foros recomeçam no dia 19

A Gaivota nas Aguncheiras

A peça A Gaivota, Num Voo Rasante Sobre as Aguncheiras, adaptação da obra de Anton Tchekov, vai estar em cena nos fins-de-semana de Julho. Encenado e protagonizado por São José Lapa, o espectáculo conta com dois elencos diferentes. Os 15 actores interpretam a vida de 10 personagens que procuram a felicidade, lutam contra o tédio e a solidão, amam e odeiam. Aos fins-desemana, a partir das 20 horas, no Espaço das Aguncheiras.

t

O maravilhoso mundo dos insectos

São criaturas estranhas que habitualmente nos causam repulsa, desconforto e até pavor. Mas se nos enchermos de coragem e os olharmos de perto descobrimos pequenos seres com formas e cores surpreendentes. É esta perspectiva dos insectos que nos apresenta o fotógrafo José Costa, no livro Um Olhar Sobre Os Insectos do concelho de Sesimbra, editado pela Câmara Municipal e apresentado no dia 7 de Julho, às 17 horas no Castelo de Sesimbra.

Organizadas pela Junta de Freguesia, as Festas de Santiago realizam-se entre 6 de Julho e 15 de Agosto. Do programa constam espectáculos musicais, exposições, momentos infantis e actividades ra­dicais, como é o caso do parapente motorizado. Um dos pontos fortes das festividades vai ser a iniciativa 24 horas a jogar futebol de praia, promovida pela Casa do Benfica, em colaboração com a Junta de Freguesia.

Luis Taklin

Nas Nossas Mãos é o título do primeiro trabalho de Luís Taklin, apresentado no Cineteatro Municipal João Mota, no dia 23 de Junho, às 22 horas. Neste espectáculo, o artista sesimbrense será acompanhado por uma banda de cinco músicos e alguns convidados especiais.

No dia 19 recomeçam os foros territoriais do Orçamento Participativo para 2008. Todas as sessões têm início às 21.30 horas e a sua distribuição até ao final do mês é a seguinte: • Meco 19 de Junho, terça EB 1 de Aldeia do Meco • Alfarim/Caixas/ Lagoa de Albufeira 20 de Junho, quarta GD Alfarim • Azoia 21 de Junho, quinta GDU Azoia • Zambujal 26 de Junho, terça Espaço Zambujal • Aiana 27 de Junho, quarta EB 1 de Aiana • Quinta do Conde 28 de Junho, quinta GDC Conde 2 • Casal do Sapo/Fontaínhas/ Courelas da Brava 30 de Junho, sábado CDC Casal do Sapo

Sesimbra Município | Junho 2007

21


espaço público APOIO AO EMPRESÁRIO

protecção civil

licenciamento de restauração e bebidas

Simulacro nos Pinheirinhos Doze corporações de bombeiros do Distrito de Setúbal, GNR, ICN, Cruz Vermelha, Serviços de Saúde e Protecção Civil Municipal, num total de 115 efectivos, participaram, entre 18 e 20 de Maio, num exercício da Protecção Civil denominado PROCIV II 2007, promovido pela Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) e destinado a testar a resposta integrada da estrutura operacional da ANPC, dos Agentes de Protecção Civil e das entidades que cooperam nesta matéria. A última fase do simulacro decorreu na Aldeia de Pinheirinhos, em Sesimbra.

Incêndios em casa

Prevenção de incêndios florestais Se mora junto a uma área florestal • Limpe o mato à volta da sua habitação • Guarde a lenha e produtos inflamáveis em locais seguros • Afaste velas e candeeiros a petróleo ou gás de materiais inflamáveis • Não deixe crianças fechadas à chave em casa nem as deixe brincar com fósforos ou isqueiros Tenha sempre à mão • Extintor, mangueira, enxadas e pás, rádio, lanterna, pilhas, material de primeiros socorros e calçado resistente • Prepare um plano de evacuação em caso de incêndio Se for passear à floresta • Não deite fósforos nem cigarros para o chão • Leve a refeição preparada • Acenda fogueiras apenas em locais próprios e com os se­guintes cuidados:

• Remova folhas secas • Coloque pedras em redor da área • Molhe o local • Tenha por perto um recipiente com água • No final apague bem o fogo com água e terra • Não acenda fogueiras em dias de vento • Não abandone lixo no local Queimadas e foguetes • Entre 1 de Junho e 30 de Setembro é proibido fazer queimadas, a não ser que devidamente autorizadas pela Câmara Municipal e Bombeiros. • Durante este período é proibido lançar qualquer tipo de foguetes Avise as autoridades • Se vir lixo ou mato próximos de habitações • Se notar a presença de indivíduos com comportamentos suspeitos • Se avistar um incêndio florestal Fonte: www.proteccaocivil.pt

Coloque estes contactos em local acessível Bombeiros Voluntários GNR Protecção Civil de Sesimbra Sesimbra – Tel.: 21 228 95 10 Telefone/Fax: 21 228 05 21 Piquete de Sesimbra Alfarim – Tel.: 21 268 88 10 Telemóvel: Tel.: 21 228 84 50 Quinta do Conde 93 740 59 10 – 93 244 89 18 Piquete da Quinta do Conde Tel.: 21 210 07 18 e-mail: smpc@cm-sesimbra.pt Tel.: 21 210 61 74

22 Sesimbra Município | Junho 2007

Legislação: • Decreto-Lei n.º 168/97, de 4 de Julho, alterado e republicado pelo Decreto-Lei n.º 57/2002, de 11 de Março, que aprova o regime jurídico da instalação e funcionamento dos estabelecimentos de restauração e bebidas; • Portaria n.º 930/98, de 24 de Outubro, que aprova o modelo de alvará de licença de utilização para serviços de restauração e bebidas; • Decreto Regulamentar n.º 38/97, de 25 de Setembro, republicado pelo Decreto Regulamentar n.º4/99, de 1 de Abril, relativo às características gerais de cada tipo de estabelecimento e das respectivas categorias, bem como os conceitos e os princípios gerais a que devem obedecer à sua instalação e funcionamento; • Decreto-Lei n.º 38382, de 7 de Agosto de 1951, relativo ao regulamento geral das edificações urbanas; • Decreto-Lei n.º 243/86, de 20 de Agosto, que aprova o regulamento geral de higiene e segurança do trabalho dos estabelecimentos comerciais;

• Portaria n.º 329/75, de 28 de Maio, relativa às medidas de higiene respeitantes ao consumo de produtos alimentares; • Decreto-Lei n.º 243/2001, de 5 de Setembro, que regula a qualidade da água destinada ao consumo humano; • Portaria n.º 1135/95, de 15 de Setembro, que estabelece as regras a observar na utilização das gorduras e óleos na preparação e fabrico de géneros alimentícios; • Portaria n.º 24/2005, de 11 de Janeiro, relativa às regras relativas à utilização do azeite como tempero de prato nos estabelecimentos de hotelaria, de restauração e bebidas; • Decreto-Lei n.º 113/2006, de 12 de Junho, que estabelece o regime sancionatório aplicável às infracções às normas dos Regulamentos (CE) n.º 852/2004 e n.º 853/2004, ambos de 29 de Abril.

Condições técnico-funcionais e HACCP: • Regulamento (CE) n.º 852/2004, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 29 de Abril relativo à higiene dos géneros alimentícios; • Portaria n.º 149/88, de 9 de Março, relativa às regras de asseio e higiene a observar pelas pessoas que, na sua actividade profissional, entram em contacto com alimentos; para mais informações contacte o Gabinete de Apoio ao empresário Câmara Municipal de Sesimbra Morada: Edifício Rotunda, bloco C, Loja 1, Cotovia Telefones: 21 268 80 98 • E-mail: gaessb.cm@cm-sesimbra.pt. / gaessb.cm@gmail.com


u

S E R V IÇO MUNICIPAL

utilidades

CONTACTos municipais

Gabinete Projecto Municipal Lagoa de Albufeira O Gabinete Projecto Municipal Lagoa de Albufeira, integrado no Departamento de Administração e Planeamento Urbanístico, tem como atribuições o planeamen­ to e a gestão urbanística da zona da Lagoa de Albufeira, freguesia do Castelo. É este gabinete que acompanha e aprecia os processos de lotea­ mento das Áreas Urbanas de Gé­ nese Ilegal (AUGI) da Lagoa e ou­ tros loteamentos, assim como processos de obras, consultas e informações prévias. Tem ainda como atribuições a elaboração dos projectos de loteamento de iniciativa muni­ cipal das AUGI do Casal do Sapo, Courelas da Brava e Fontaínhas, e acompanha os processos de re­ conversão de todas as AUGI do concelho. Na área do planeamento de­ cor­re a elaboração da revisão do Plano de Urbanização da Lagoa de Albufeira e a elaboração de quatro Planos de Pormenor de Reconversão, que neste momen­ to se encontram em apreciação na Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo, aguardan­ do-se o parecer técnico-jurídico que permita avançar para a fase de discussão pública. Atendimento Terças-feiras, das 10 às 12.30 e das 14.30 às 17h, com marcação prévia às quartas, quintas e sextas no Serviço de Atendimento ou pelo telefone 21 228 85 00.

Câmara Municipal de Sesimbra (Geral) Tel.: 21 228 85 00 E-mail: girp@cm-sesimbra.pt Site: www.cm-sesimbra.pt Linha Verde (RECLAMAÇÕES) Tel.: 800 22 88 50 Assembleia Municipal de Sesimbra Tel.: 21 228 85 51 Gabinete Municipal da Quinta do Conde Tel.: 21 210 94 70 Posto de Turismo Tel.: 21 228 85 40 E-mail: turismo@cm-sesimbra.pt Gabinete Jovem (Sesimbra) Tel.: 21 228 86 01 E-mail: gjovem@cm-sesimbra.pt Espaço Jovem (Quinta do Conde) Tel.: 21 210 95 00 Centro de Recursos Educativos Tel.: 21 268 15 91 E-mail: cre@sesimbra-edu.net Espaço Solidário Tel.: 21 210 94 96 Gabinete de Actividades Económicas Tel.: 21 228 87 14 Gabinete de Apoio ao Consumidor Tel.: 21 228 85 00 Parque Municipal de Campismo do Forte do Cavalo Tel.: 21 228 85 08

transportes

SERVIÇOS PÚBLICOS Tribunal Secretaria Judicial Tel.: 21 228 81 50 Ministério Público Tel.: 21 228 81 55 Conservatórias Registo Civil Tel.: 21 228 84 90 Registo Predial e Comercial Tel.: 21 228 84 70 Cartório Notarial de Sesimbra (na Cotovia) Tel.: 21 268 02 31 E-mail: notariamagda@gmail.com Cartório Notarial da Quinta do Conde Tel.: 21 210 56 66 E-mail: mbarreiros.notaria@cn-quintadoconde.com Serviço de Finanças Geral Tel.: 21 228 93 00 / 14 Tesouraria Tel.: 21 228 93 15 / 16 Centro Regional da Segurança Social Tel.: 21 228 97 00 Delegação Marítima Tel.: 21 223 30 48

Transportes Sul do Tejo Sesimbra Tel.: 21 268 94 10 Laranjeiro Tel.: 21 042 70 00 E-mail: tst@tsuldotejo.pt | Site: www.tsuldotejo.pt Fertagus Tel.: 21 106 63 00 E-mail: fertagus@fertagus.pt | Site: www.fertagus.pt Táxis Santiago Tel.: 91 975 59 27 / 21 268 20 93 Tel.: 96 400 44 80 / 91 759 31 97 | Tel.: 96 687 55 95 Tel.: 96 602 36 10 | Tel.: 91 752 76 37 / 91 757 23 12 Tel.: 91 931 28 66 Castelo Tel.: 91 721 55 26 | Tel.: 96 602 35 41 Tel.: 91 937 33 47 | Tel.: 96 983 39 03 Tel.: 96 402 20 41 | Tel.: 96 802 97 54 Tel.: 96 404 53 89 Quinta do Conde Tel.: 91 935 60 14 Tel.: 93 450 00 25 | Tel.: 96 903 35 93 Tel.: 96 305 03 10 | Tel.: 91 963 76 87 Tel.: 96 600 11 53 / 96 705 11 35 Tel.: 96 520 46 48

EMERGÊNCIA

METEOROLOGIA E MARÉS

Bombeiros Voluntários de Sesimbra Piquete de Sesimbra Tel.: 21 228 84 50 Piquete da Quinta do Conde Tel.: 21 210 61 74 Cruz Vermelha Portuguesa Quinta do Conde Tel.: 21 210 02 12 GNR Sesimbra Tel.: 21 228 95 10 Alfarim Tel.: 21 268 88 10 Quinta do Conde Tel.: 21 210 07 18 Polícia Marítima Tel.: 21 228 07 78 Centros de Saúde de Sesimbra Sesimbra Tel.: 21 228 96 00 Santana Tel.: 21 268 92 80 Quinta do Conde Tel.: 21 210 24 21 Linha SOS Criança Tel.: 800 202 651 (grátis) Comissão de Protecção de Crianças e Jovens do Concelho de Sesimbra (CPCJ) Tel.: 21 268 73 45 Protecção Civil (CMS) Tel.: 21 228 05 21 Piquete de Águas (CMS) Sesimbra Tel.: 21 223 23 21 Quinta do Conde Tel.: 21 210 95 06 EDP (avarias) Tel.: 800 50 65 06 PT (avarias) Tel.: 16200

Instituto de Meteorologia Tel.: 21 844 70 00 E-mail: informacoes@meteo.pt Site: www.meteo.pt Instituto Hidrográfico Tel.: 21 094 30 00 E-mail: mail@hidrografico.pt Site: www.hidrografico.pt

COMUNICAÇÃO SOCIAL juntas de freguesia Junta de Freguesia do Castelo Tel.: 21 268 92 10 Email: geral@jf-castelo.pt Site: www.jf-castelo.pt Junta de Freguesia da Quinta do Conde Tel.: 21 210 83 70 Email: jfquintaconde@netvisao.pt Site: www.quintadoconde.eu Junta de Freguesia de Santiago Tel.: 21 228 84 10/3 Email: geral@jf-santiago.pt Site: www.jf-santiago.pt

Fórum da Quinta do Conde Tel.: 96 760 16 34 Jornal de Sesimbra Tel.: 21 228 92 00 Notícias da Zona Tel.: 21 087 97 90 Nova Morada Tel.: 21 244 37 98 O Condense Tel.: 21 086 44 55 O Sesimbrense Tel.: 21 228 00 61 / 21 223 02 27 Sesimbra FM Tel.: 21 228 92 00 Raio de Luz Tel.: 21 268 15 54

farmÁcias de serviço Junho

Leão Lopes Rodrigues Pata Bio-Latina Quinta do Conde Santana Cotovia

Julho

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15

A Farmácia de Alfarim funciona em Regime de Disponibilidade. Neste regime a farmácia é obrigada à disponibilização permanente do farmacêutico ou seu auxiliar legalmente habilitado. Em caso de ausência deverá ser afixado de forma bem visível o contacto do técnico responsável.

Santiago

Quinta do Conde Castelo

Farmácia de serviço em cada freguesia

freguesia de santiago Lopes Tel.: 21 223 30 28 Leão Tel.: 21 228 80 78

freguesia da quinta do conde Rodrigues Pata Tel.: 21 210 80 50 Bio-Latina Tel.: 21 210 91 13 Quinta do Conde Tel.: 21 211 37 28/9

freguesia do castelo Santana Tel.: 21 268 83 70 Cotovia Tel.: 21 268 16 85 Alfarim Tel.: 21 268 85 47

Sesimbra Município | Junho 2007

23


Castelo de Sesimbra – 7 | 14 | 21 | Julho 2007 7 de Julho 22h Concerto

INTROITUS (Portugal) Igreja do Castelo de Sesimbra Introitus

14 de Julho 22h Concerto

BANCHETTO MUSICALE LUSITANIA (Portugal) Igreja do Castelo de Sesimbra 21 de Julho Banchetto Musicale Lusitania

17.30h

Abertura ao público da torre de menagem com informação sobre a história do castelo

Castelo de Sesimbra 20.30h Animação de Rua

STRELLA DO DIA (Portugal) Strella do Dia

Marginal de Sesimbra 22h Concerto

VENERANDA DIES ENSEMBLE (Espanha) Igreja do Castelo de Sesimbra 23h Animação de Rua

STRELLA DO DIA (Portugal) Veneranda Dies Ensemble

WWW.CM-SESIMBRA.PT

Adro da Igreja do Castelo

TRANSPORTE para os CONCERTOS A Câmara Municipal de Se­ simbra disponibiliza trans­ porte ida e volta em autocar­ ro, entre a vila de Sesimbra e o Castelo. Partida: às 21.30h junto ao Posto de Turismo, Largo da Marinha, Sesimbra

WWW.JF-CASTELO.PT

Sesimbra Município n.º 99  

Revista com a actividade municipal do concelho de Sesimbra

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you