Page 1

boletim municipal # 15 // trimestral


ÍNDICE

boletim municipal # 15 // trimestral Director João Lourenço Coordenação e Redacção Sandra Dias sandra.dias@cm-santacombadao.pt Grafismo e Paginação Luís Lima luis.firmino@cm-santacombadao.pt Colaboraram nesta edição Junta de Freguesia de São João de Areias, Gabinete de Acção Social, Foto Ribeiro, Gabinete de Planeamento e Urbanismo, Gabinete do Investidor, Divisão de Ambiente, Gabinete Florestal, Agrupamento de Escolas e Jardins SCD, Comissão de Protecção de Crianças e Jovens SCD, Armando Sousa, André Mota, Casa da Cultura, Bela Filomena Matos, Profiacademus, Biblioteca Municipal Alves Mateus, Paula Francisca, Lino Dias Os artigos publicados neste Boletim são da inteira responsabilidade dos seus autores Fotografia Arquivo da Câmara Municipal Colaboradores Propriedade Câmara Municipal de Santa Comba Dão Edição Combanima - EM Impressão Tondelgráfica Distribuição Gratuita Tiragem 5.500 Exemplares Execução Gabinete de Comunicação e Imagem gab.comunicacao@cm-santacombadao.pt Morada: Largo do Município, n.º 13, 3440 - 337 Santa Comba Dão Telefone: 232 880 500 Fax: 232 880 501 www.cm-santacombadao.pt

EDITORIAL CONCELHO Serviço de Transporte de Passageiros Estrada São João de Areias - Parada São João de Areias - Voto de Louvor Novos Circuitos às Zonas Industriais Circuito de Manutenção Geminação Santa Comba Dão - Damazan Passeio dos Idosos Parque Infantil do Rojão Grande Capela de Anta Morgue da UCC Acesso ao Cemitério de São João de Areias 25 de Abril - Comemorações Parque de Lazer da Cancela Espaço santacombadão Dia Mundial da Criança Ruas Floridas

pág. 3 pág. 4 pág. 4 pág. 4 pág. 5 pág. 5 pág. 6 pág. 6 pág. 6 pág. 6 pág. 6 pág. 6 pág. 7 pág. 7 pág. 8 e 9 pág. 9 pág. 9

PLANEAMENTO ITeCons - Protocolo de Colaboração Plano Director Municipal - Recolha de Sugestões

pág. 10 pág. 10

ECONOMIA Incentivos e Apoio ao Comércio HACCP - Sistema em Debate

pág. 11 pág. 11

EDUCAÇÃO Pré-Escolar - Entrega de Material Cursos de Educação e Formação de Adultos “Missão Rock in Rio” Tree Parade 08 Circuito Rodoviário Centros Educativos Profiacademus - Oferta Formativa 2008/09 Programa de Aprendizagem da Matemática

pág. 12 pág. 12 pág. 12 pág. 13 pág. 14 pág. 14 e 15 pág. 15 pág. 15

DESPORTO Pavilhão Gimnodesportivo - Obras Ginásio Feel Good Painel Electrónico Multidesporto Jogos Desportivos 2008 Euro 2008 - Espaço santacombadão Taça Nacional de Kartcross II Grande Prémio de Jetski Clube Trilhos do Dão - Actividades

pág. 16 pág. 16 pág. 16 pág. 18 pág. 18 pág. 18 pág. 18 pág. 19

CULTURA Casa da Cultura - Novo Horário Grupo Coral Polifónico - 5as Olimpíadas Corais Exposição “Viagens do Açúcar” Espantalhos no Espaço santacombadão III Encontro de Pintura ao Vivo Dia Mundial do Livro Sociedade Filarmónica Lealdade Pinheirense - Novo Maestro III Feira de Artesanato I Tunadão Rancho Folclórico de São Joaninho - 5º aniversário II Fesbandas Filarmónica de São João de Areias - Actividades Rede de Bibliotecas Concelhia

pág. 20 pág. 20 pág. 20 pág. 20 pág. 20 pág. 20 pág. 21 pág. 22 e 23 pág. 24 pág. 26 pág. 26 pág. 28 a 31 pág. 31

AMBIENTE Plano Operacional Municipal Nemátodo da Madeira do Pinheiro Cantinho da Reciclagem Santa Comba Dão em Flor Dia Mundial da Árvore

pág. 32 pág. 32 pág. 33 pág. 34 pág. 34


EDITORIAL

Santa Comba Dão, cidade concelho, tem realmente, potencialidades excepcionais que, obrigatoriamente, têm, que ser exploradas.

...estamos a investir no futuro, deixando para as próximas gerações planos de ordenamento que ditarão o que o Concelho vai ser nas próximas décadas.

Apesar da sua reduzida dimensão territorial – temos 113 Km2 de área, o que nos transforma no mais pequeno concelho da Região Dão - Lafões, - a localização geográfica é excepcional e qualquer um de nós, Santacombadenses, sabe avaliar a importância de ter uma via que liga Viseu a Coimbra (IP3), uma via que nos liga à A25 e, por conseguinte, a Espanha (IC12), uma via que nos liga ao Pinhal Interior e Região da Serra da Estrela (IC6), uma Estação de Caminho de Ferro na linha da Beira Alta, com ligação a Espanha e aos portos da Figueira da Foz e Aveiro. Sabemos nós e sabem os empresários que, infelizmente, salvo raras excepções, não souberam ou não puderam aproveitar esta magnifica localização e preferiram instalar-se em Nelas, Carregal do Sal ou Tondela. Agora não é fácil; a contracção dos mercados, a escalada de preços dos combustíveis e a crise económica latente, travam investimentos e transformam esperanças em receios. Perante este cenário, qual é o papel dos Municipios? Na minha opinião, e enquanto ela tiver valor será a que iremos seguir, é necessário investir na requalificação do território. Não é só no presente, mas também no futuro. É isso que estamos a fazer: iniciámos uma verdadeira revolução ao nível do ensino pré-escolar e 1º ciclo do Ensino Básico, aceitando o desafio do Governo e concentrando em três pólos, estrategicamente localizados, os alunos destes níveis de ensino que hoje recebem as suas aulas em Escolas com mais de 60 anos! Depois, optámos por uma intervenção de fundo nas zonas antigas das nossas freguesias, começando por Santa Comba

Dão, por ser a sede do concelho e por ter uma área mais extensa. Essa requalificação implica a tomada de medidas impopulares mas que, obrigatoriamente, devem ser tomadas, como é o caso da definição dos Parques com Estacionamento pago. Não são medidas avulsas, pelo contrário, inserem-se num plano bem definido que irá servir os interesses da população e permitirá uma completa reorganização do tráfego na zona antiga de Santa Comba Dão. Por fim, estamos a investir no futuro, deixando para as próximas gerações planos de ordenamento que ditarão o que o Concelho vai ser nas próximas décadas. Recordo que Viseu, reconhecida como a cidade que registou os maiores índices de crescimento e desenvolvimento do País nas últimas décadas, deve esse facto, em grande parte, ao Plano de Urbanização elaborado nos anos 50, que já previa mais de 90% da malha viária e urbana que está hoje implementada. As rotundas e as largas avenidas novas não são capricho do actual presidente da Câmara, são a concretização de um plano elaborado há mais de 50 anos, com as adaptações normais em face da evolução dos tempos e dos conceitos. A nossa aposta é transformar Santa Comba Dão numa verdadeira cidade! Para isso é preciso que os Santacombadenses o assumam. Não nos podemos gabar de ser cidade e não ter nada que nos diferencie das vilas. Reunimos as condições básicas para obtermos esta classificação, que muito nos honra, agora é preciso completar esse trabalho: GANHAR MENTALIDADE DE CIDADE e diferenciarmo-nos das vilas pela qualidade dos espaços públicos e das ofertas desportivas, culturais, sociais e económicas. Até Breve!

João Lourenço


CONCELHO

SERVIÇO DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS

MAIS E MELHOR

Com vista ao reforço e à melhoria das condições dos meios e das condições de deslocação da população do Município de Santa Comba Dão, a Câmara Municipal e a Rodoviária da Beira Litoral, S.A. celebraram um Contrato de Prestação de Serviços de Transporte de Passageiros, no dia 8 de Abril. A celebração do Contrato vem no seguimento de um estudo desenvolvido sobre a mobilidade no Concelho, estudo esse que apontou para a necessidade de serem criados ou reajustados determinados mecanismos e condições para melhorar o sistema interno de transporte no Município. Entre outros benefícios, o sistema de transporte sustentável em implementação no Concelho, aponta para: • ganhos significativos no factor “tempo” (percursos, tempo de espera nas paragens de autocarros); • novos serviços à feira semanal; • novos serviços às zonas industriais; • mais ligações a Tondela, São Joaninho e Nagozela; • mais ligações a Tábua No que diz respeito à frota automóvel, esta será, gradualmente, melhorada com a substituição dos actuais autocarros. A Câmara pretende, assim, criar mais condições de mobilidade à população

Santacombadense, de forma a que esta se fixe no Concelho. O Contrato de Transporte de Passageiros - assinado por João Lourenço, presidente da Autarquia, e por Miguel Almeida,

em representação da Rodoviária - foi feito com um espírito de flexibilidade que permite à Câmara Municipal estar atenta às alterações das necessidades dos Santacombadenses, fazendo os necessários reajustamentos.

ESTRADA ENTRE SÃO JOÃO DE AREIAS E PARADA

CONCLUSÃO DO TROÇO Estão concluídas as obras na estrada que liga as localidades de São João de Areias e Parada, Concelho do Carregal do Sal, contribuindo assim para uma melhor acessibilidade entre os dois Concelhos.

VOTO DE LOUVOR A Assembleia de Freguesia de São João de Areias, reunida em sessão ordinária a 30 de Abril de 2008, deliberou por unanimidade sob proposta da Junta de Freguesia, aprovar um Voto de Louvor, à Direcção, executantes, professores e maestro da Filarmónica Fraternidade de São João de Areias, os quais através do trabalho desenvolvido na divulgação e ensino da música, espirito de grupo e brilhantismo alcançado em todas as suas actuações, têm contribuido de forma inequívoca para o prestígio da Instituição e para a afirmação cultural da Freguesia. São João de Areias, 30 de Abril de 2008 A Assembleia de Freguesia de São João de Areias

4


No âmbito do Contrato de Prestação de Serviços de Transporte de Passageiros, vai estar disponível para as populações um novo serviço/circuito às Zonas Industriais de Lameiras e da Catraia, que permitirá o transporte rodoviário de passageiros/trabalhadores para aqueles locais. Este novo serviço está a funcionar desde o mês de Maio.

CONCELHO

NOVOS CIRCUITOS ÀS ZONAS INDUSTRIAIS

CIRCUITO DE MANUTENÇÃO DE SANTA COMBA DÃO Numa iniciativa da Junta de Freguesia de Santa Comba Dão, em colaboração com a Câmara Municipal, foi inaugurado um Circuito de Manutenção, junto ao Estádio Dr. Estêvão de Faria. Para além do uso por parte da população, o Circuito de Manutenção tem sido também utilizado para a realização de actividades e eventos desportivos e lúdicos, promovidos pelo sector de desporto da Câmara Municipal com a colaboração da Associação de Profissionais de Desporto e Educação Física de Santa Comba Dão.

O Circuito de Manutenção só foi possível concretizar com a colaboração da Santa Casa da Misericórdia de Santa Comba Dão e do Grupo Desportivo Santacombadense, que disponibilizaram. gratuitamente, os terrenos para a sua implantação. 5


CONCELHO

GEMINAÇÃO ENTRE SANTA COMBA DÃO E DAMAZAN

Com a conclusão do processo eleitoral autárquico em França, o Acordo de Geminação entre Santa Comba Dão e Damazan pode, finalmente, ser concluído. O Município de Santa Comba Dão irá receber, em data a acordar, uma delegação daquela cidade, para, publicamente, estabelecer o primeiro Acordo de Geminação do Concelho.

PASSEIO DOS IDOSOS Os Idosos do Concelho de Santa Comba Dão foram-se habituando a esta iniciativa da Câmara Municipal e Juntas de Freguesia, a realizar-se pelo nono ano consecutivo - o Passeio dos Idosos. É uma acção que visa a promoção da Animação Sócio Cultural junto da população idosa do concelho e que se traduz na visita a locais de interesse cultural, histórico e recreativo. Esta acção tem como objectivos: • Permitir aos Idosos conhecerem melhor o país onde vivem; • Proporcionar momentos de lazer e convívio; • Permitir às pessoas o contacto com um meio social diferente; • Quebrar o isolamento social e cultural em que vivem alguns idosos; • Favorecer a integração social deste grupo da população. A marcação das datas dos passeios, bem como a escolha dos locais a visitar é da responsabilidade de cada Junta de Freguesia. Não perca mais esta oportunidade de desfrutar de bons momentos de convívio! Contacte a sua Junta de Freguesia! 6

Obras Municipais

PARQUE INFANTIL DO ROJÃO GRANDE

Está praticamente concluído o Parque Infantil do Rojão Grande, infra-estrutura que irá colmatar uma necessidade da população mais jovem da freguesia. Dotado de todas as condições de segurança exigidas pela lei, o Parque resultou de uma parceria entre a Câmara Municipal (80%) e a Junta de Freguesia (20%).

CAPELA DE ANTA

Estão concluídas as obras na Capela de Anta – Vimieiro. Esta obra, iniciada há alguns anos, encontra-se agora ao serviço da população, e contou com a intervenção da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia do Vimieiro.

MORGUE DA UNIDADE DE CUIDADOS CONTINUADOS (UCC)

Está finalmente concluída a construção do Depósito de Cadáveres (Morgue) da UCC da Santa Casa da Misericórdia de Santa Comba Dão.

ACESSO AO CEMITÉRIO DE SÃO JOÃO DE AREIAS Com o acordo dos proprietários, foi possível proceder à abertura do acesso ao cemitério de São João de Areias pela Estrada da Vila Deanteira, seguindo-se a pavimentação desta via.


COMEMORAÇÕES DOS 34 ANOS Atletismo, BTT e futebol marcaram as comemorações do 25 de Abril - uma data que assinala um dos dias mais emblemáticos da história portuguesa - A Revolução dos Cravos.

CONCELHO

25 DE ABRIL

No âmbito das Comemorações do 34.º Aniversário do 25 de Abril, o Município, em parceria com as Associações de Desporto do Concelho, promoveu a realização de diversas actividades. O Dia despertou com a prova de “2 Horas de Resistência BTT” e com o hastear das Bandeiras, no Largo do Município, com Guarda de Honra pela Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Santa Comba Dão. Como forma de envolver também a geração mais nova nos festejos, alertando-a para a importância da liberdade e da cidadania na nossa sociedade, as comemorações do Feriado incluíram também a realização do 3º Encontro Nacional de Escolas de Futebol de 7, para além da prova de atletismo.

PARQUE DE LAZER DA CANCELA No dia 1 de Maio, a localidade da Cancela, São João de Areias, inaugurou o seu Parque de Lazer, Merendas e Infantil - uma obra há muito desejada pelo orgão executivo da Junta de Freguesia de São João de Areias e população local. Construído com base num Protocolo estabelecido entre a Câmara Municipal de Santa Comba Dão e a Junta de Freguesia de São João de Areias, o Parque vem tornar aquele local numa zona muito aprazível e de grande relevância paisagística. À festa de inauguração associaram-se várias individualidades, com destaque para a presença do presidente da Assembleia Municipal, Massano Cardoso, do presidente da Câmara Municipal, João Lourenço, e do presidente da Junta de Freguesia, António Antunes, aos quais se juntaram população em geral. 7


CONCELHO

ESPAÇO SANTACOMBADÃO Com a conclusão das obras, no âmbito da Requalificação Urbana do centro antigo da Cidade, foi inaugurado o Espaço santacombadão, a 1 de Maio - Dia do Município. O Espaço santacombadão, segundo o presidente da Câmara Municipal, simboliza a “unidade do Concelho. A união de todas as freguesias, num local que é delas, que é de todos os Santacombadenses sem excepção”, referiu o autarca.

Tendo como principio base a reestruturação de todo o espaço envolvente, com a reorganização do estacionamento e circulação rodoviária, “devolvendo” a cidade às pessoas através da criação de mais zonas pedonais, o Espaço santacombadão destaca-se pela simbiose entre os espaços verdes e a imponência do granito.

celho, assente sobre uma base de granito adjacente ao mapa de Santa Comba Dão esculpido no pavimento.

Para além do embelezamento do local, que incluiu, por exemplo, a colocação de novo mobiliário urbano, foram feitas, igualmente, intervenções de fundo ao nível das infraestruturas de electricidade, telecomunicações, água e esgotos.

Gravado na extensa base de granito podemos ler uma dedicatória a Santa Comba Dão, da autoria de Lauro Gonçalves, ex-autarca da Câmara Municipal e expresidente da Assembleia Municipal:

Em termos mais gerais, no Espaço santacombadão ganha especial destaque o painel electrónico de grandes dimensões, utilizado para a divulgação e promoção das actividades do Município e do Con8

“Santa Comba Dão: terra lendária, cheia de tradições. A lembrança do seu passado - a sua História! - é bem o elo de garantia de uma luta evolutiva pela sua modernização. A beleza e o encanto das suas paisagens justificou, em tempos, o cognome de «Princesa do Dão». Seja benvindo a este concelho - de gente afável e hospitaleira.”.

A conclusão das obras do Espaço santacombadão, e sua inauguração, não marcam o fim do projecto de requalificação do Centro Antigo da Cidade, muito pelo contrário. A Câmara Municipal prevê uma nova fase de trabalhos, com início a médio prazo, cuja centralidade das intervenções será na Ribeira das Hortas, uma vez que esta atravessa o Largo do Município e ladeia o Espaço santacombadão. As obras irão incluir a limpeza/despoluição do leito e margens, construção de novos e reestruturação de diversos açudes e a colocação de repuxos no troço adjacente ao Largo do Município.


Dia Mundial da Criança

A inauguração do Espaço Santacombadao foi incluída nas cerimónias comemorativas do Dia do Município, que tiveram início com o Hastear das Bandeiras acompanhada pela Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Santa Comba Dão.

O Município assinalou mais um Dia Mundial da Criança com uma série de actividades dedicadas aos mais novos.

CONCELHO

INAUGURAÇÃO

Para João Lourenço, perpetuar com os seus nomes (Abel Matos e Lauro Gonçalves) um local que é de todos os Munícipes, é uma justa homenagem a dois ex-presidentes que “são a prova da maturidade democrática que os Santacombadenses sempre souberam cultivar”. Pela mão do presidente João Lourenço e por Lauro Gonçalves, seguiu-se o descerrar e a apresentação pública da dedicatória à cidade de Santa Comba Dão, gravada no gigantesco bloco de granito situado numa das margem da Ribeira das Hortas. O autarca aproveitou para dirigir algumas palavras a todos os que se associaram aos actos públicos, endereçando-lhes as boasvindas “a este lugar que é nosso, desta terra que já foi, e se essa for a nossa vontade, voltará a ser a «Princesa do Dão»”.

As comemorações do Dia do Município foram ainda preenchidas com o desenvolvimento de diversas actividades de índole desportivo e recreativo, com destaque para o passeio de carros antigos, promovido pelo Clube Clássicos do Dão, e para o Cycling, Step e Karaté.

Este ano, e por ser Domingo, a Festa decorreu durante todo o dia, no Largo do Município, contando com a animação e alegria das crianças. Entre uma e outra brincadeira nos insufláveis, que fizeram as delicias dos mais pequenos, as crianças assimilaram novos conhecimentos nos ateliers de leitura, ambiente e arte, praticaram actividades desportivas (rappel e street basket), e participaram na actividade de face painting (pintura facial). FERIADO DO CORPO DE DEUS

RUAS FLORIDAS

As ruas de Santa Comba Dão vestiram-se de cor com “tapetes” de flores para receber a Procissão do Corpo de Deus. A placa que assinala a inauguração do Espaço santacombadão propriamente dito, foi descerrada por Abel Matos e Lauro Gonçalves, “dois símbolos de uma época em que a palavra solidariedade não era palavra vã”, e “exemplos vivos da convivência democrática e do respeito mútuo pelas convicções e opções políticas”, referiu o presidente da edilidade, aquando do acto.

Esta verdadeira “arte” só foi possível graças aos moradores, das ruas por onde passou a Procissão, e outros que quiseram colaborar na iniciativa. Desta forma mantêm-se viva esta tradição Santacombadense que se perde no tempo. Foto: Foto Ribeiro

9


PLANEAMENTO

REVISÃO DO PLANO DIRECTOR MUNICIPAL

RECOLHA DE SUGESTÕES JUNTO DOS MUNÍCIPES A Câmara Municipal, através do seu Gabinete de Planeamento e Urbanismo, iniciou contactos directos com a população do Concelho, no sentido de recolher elementos, contributos e intenções, para a elaboração da Revisão do Plano Director Municipal (PDM). As reuniões com as populações tiveram início no mês de Maio, nas Juntas de Freguesia, e irão prolongar-se até Julho, de acordo com o seguinte calendário.

INSTITUTO DE INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO EM CIÊNCIAS DA CONSTRUÇÃO A Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, aprovar o protocolo de colaboração a celebrar entre o Município de Santa Comba Dão e o ITeCons. O protocolo será celebrado considerando a capacidade técnico-científica do ITeCons, única na área das ciências da construção, a proximidade exigida e o interesse em promover e consolidar as relações entre o Município, a Universidade e Institutos de transferências de saber sedeados na Região Centro. Na assinatura do protocolo entre as duas entidades, está também subjacente o interesse do Município na promoção da recuperação/reabilitação de edificações/patrimónios construídos e a elaboração de estudos acústicos e higrotérmicos, que procurem melhorar o conforto no interior e exterior das habitações.

10

FREGUESIA

DATA

HORA

SÃO JOANINHO

28 de Maio de 2008

21h00

TREIXEDO

04 de Junho de 2008

21h00

NAGOZELA

11 de Junho de 2008

21h00

VIMIEIRO

18 de Junho de 2008

21h00

ÓVOA

25 de Junho de 2008

21h00

PINHEIRO DE ÁZERE

02 de Julho de 2008

21h00

SÃO JOÃO DE AREIAS

09 de Julho de 2008

21h00

COUTO DO MOSTEIRO

10 de Julho de 2008

21h00

SANTA COMBA DÃO

Data a definir (Agosto)

-------

Dada a importância estratégica do Plano Director Municipal, para Santa Comba Dão, apela-se à maior participação possível. O Plano irá vigorar durante mais 10 anos e todas as intervenções no território que vierem a ser solicitadas, durante esse período, serão obrigatoriamente levadas a efeito de acordo com as regras e índices de construção definidos no PDM.


CANDIDATURAS ATÉ 18 DE JULHO Está aberta a 3.ª Fase de candidaturas ao MODCOM – Sistema de Incentivos e Projectos de Modernização do Comércio. Esta fase decorre desde o dia 15 de Maio e prolonga-se até ao dia 18 de Julho.

AUTOCONTROLO/HACCP

SISTEMA EM DEBATE Subordinada ao tema AUTOCONTROLO/HACCP, o Gabinete do Investidor promoveu uma sessão de esclarecimento para os empresários locais.

ECONOMIA

Incentivos e Apoios ao Comércio

O orçamento é de 20 milhões de euros e pretende apoiar as micro e pequenas empresas do sector do comércio, para a modernização e revitalização da actividade comercial. Uma parte do orçamento destina-se aos jovens e tem por objectivo contribuir para o rejuvenescimento do sector do pequeno comércio, ao passo que o apoio a projectos de zonas rurais visa facilitar o acesso das populações mais envelhecidas oriundas dessas zonas a um comércio mais moderno e com maior diversificação da oferta. Para o esclarecimento de qualquer dúvida, sobre este sistema de incentivo, poderá contactar o Gabinete do Investidor da Câmara Municipal de Santa Comba Dão, ou consultar o site do IAPMEI (www.iapmei.pt)

- 3ª fase

Com a presença de cerca de 200 pessoas, a sessão foi bastante participativa por parte do público, que manifestou o seu agrado pela iniciativa através de um Inquérito de Satisfação disponível no local de realização do evento.

ACÇÃO A – PROJECTOS AUTÓNOMOS DE MODERNIZAÇÃO COMERCIAL ENTIDADES BENEFICIÁRIAS: Micro e Pequenas Empresas do Comércio (CAE’s 45,46 e 47; rev. 3-2007) TIPOLOGIAS • Projectos promovidos por empresas comerciais adquiridas ou constituídas há menos de 3 anos por jovens empresários • Projectos individuais de empresas comerciais que visem aumentar a competitividade empresarial • Projectos individuais de empresas comerciais em espaços rurais ACÇÃO A – PROJECTOS CONJUNTOS DE MODERNIZAÇÃO COMERCIAL ENTIDADES BENEFICIÁRIAS: Micro e Pequenas Empresas do Comércio (CAE’s 45, 46 e 47) promovidos por Estruturas associativas (CAE 94110) TIPOLOGIA c) Projectos conjuntos de modernização comercial de empresas em espaços rurais

De acordo com os dados recolhidos, sobre o interesse dos conteúdos abordados na sessão, as opiniões variaram entre o muito satisfeito (76 por cento) e o satisfeito (24 por cento). Quanto aos esclarecimentos conseguidos com a acção, 65 por cento dos participantes referiram-se muito satisfeito e 35 por cento satisfeito. A sessão de esclarecimento, organizada em parceria com a Associação Comercial do Distrito de Viseu, teve honras de abertura pelo presidente da Direcção da Associação Comercial do Distrito de Viseu, Gualter Mirandez, e pelo presidente João Lourenço.

ACÇÃO B - PROJECTOS DE INTEGRAÇÃO COMERCIAL ENTIDADES BENEFICIÁRIAS: Micro, Pequenas e Médias Empresas cuja actividade se enquadre nas CAE’s 45,46,47 e 70220 (Rev 3-2007) TIPOLOGIA a) Projectos que visem o estabelecimento ou a consolidação de um modelo de integração comum através da criação e promoção de novas redes empresariais ou o desenvolvimento de redes já existentes; b) Projectos de adesão a uma rede empresarial já existente ou a criar ou que se integrem numa estratégia global de modernização da rede em que se inserem. ACÇÃO C - PROJECTOS DE PROMOÇÃO COMERCIAL DOS CENTROS URBANOS QUE VISEM ATRAVÉS DAS SUAS ACÇÕES A ANIMAÇÃO, DINAMIZAÇÃO E DIVULGAÇÃO COMERCIAL DOS CENTROS URBANOS ENTIDADES BENEFICIÁRIAS: Estruturas associativas empresariais do Sector do Comércio inseridas na CAE 94110 (Rev. 3 - 2007)

Jorge Claro, Técnico Superior da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), foi o responsável pela sessão prestando os necessários esclarecimentos sobre o sistema de segurança alimentar (HACCP), concebido para prevenir a ocorrência de potenciais problemas durante operações com alimentos. 11


EDUCAÇÃO

CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS

PRÉ – ESCOLAR

ENTREGA DE MATERIAL Tal como é hábito, a Câmara Municipal procedeu à entrega de material didáctico às Escolas Pré –Primárias do Concelho. Procurando estar sempre na linha da frente, a Autarquia continua a investir na área da Educação, na tentativa de proporcionar a alunos e professores as melhores condições para o desenvolvimento das diversas actividades.

O Agrupamento de Escolas e Jardins de Santa Comba Dão pretende implementar na sua escola sede (EB2,3), um Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA), em regime nocturno, no próximo ano lectivo com início no mês de Setembro. Esta é uma oferta integrada de educação e formação para públicos adultos, com idade igual ou superior a 18 anos, que possuam baixos níveis de escolaridade e de qualificação profissional. Este curso proporciona uma dupla certificação escolar e profissional, na área de formação hotelaria e restauração correspondendo à escolaridade básica de nove anos e ao nível 2 de qualificação profissional. O Curso EFA destina-se, a adultos, com idade igual ou superior a 18 anos (à data do início da formação), que não possuam a escolaridade básica de nove anos, e que apresentem baixos níveis de qualificação profissional. A duração dos cursos é de 2140 horas. Solicita-se a todos os interessados a inscrição na secretaria da EB2,3 até ao fim do mês de Junho.

ESCOLA PROFISSIONAL DE SANTA COMBA DÃO

“MISSÃO ROCK IN RIO” Sónia Manuela Loureiro Amaral, aluna da Profiacademus – Escola Profissional de Santa Comba Dão, participou na “Missão Rock in Rio” organizada, em parceria, com o projecto Jovens Repórteres para o Ambiente (J.R.A.). A Missão, que decorreu nos últimos dias de Maio e início de Junho, estava integrada na componente ambiental do Rock in Rio Lisboa 2008 , sendo a Joana Amaral um dos doze alunos seleccionados a nível nacional, de entre as várias candidaturas das escolas inscritas no projecto J.R.A.. Com a coordenação do professor Fernando Dias Marques, a Profiacademus tem vindo a participar sucessivamente no projecto J.R.A., projecto este que tem um cariz jornalístico e ambiental, procurando através da investigação jornalística sensibilizar os alunos e a comunidade para as problemáticas ambientais.

12


2º PRÉMIO PARA JARDIM DE INFÂNCIA E EB1 DO COUTO DO MOSTEIRO

EDUCAÇÃO

TREE PARADE 08

O Jardim de Infância e a Escola Básica da freguesia do Couto do Mosteiro estão de parabéns pela obtenção do segundo lugar, em 178 participações a nível nacional, no concurso “Tree Parade 08”. Considerando que o ano de 2008 foi designado pela UNESCO o Ano Internacional do Planeta Terra, o tema proposto para o concurso foi “Floresta, fonte de recursos”. O trabalho foi executado numa árvore em fibra de vidro com um metro e meio de altura, entregue pela Direcção Geral de Recursos Florestais no dia 4 de Abril e recolhida a 7 de Maio. Para além da reportagem fotográfica tivemos de elaborar uma memória descritiva do trabalho desenvolvido que denominámos “Os presentes da floresta – sua protecção”. Os trabalhos (178 árvores de todo o país) estarão expostos ao público. A exposição anunciada e mais próxima de Santa Comba Dão é em Coimbra de 25 de Junho a 10 de Julho. No final das exposições as árvores serão colocadas a leilão. Para mais informação consultar os sítios digitais: http://www.treeparade08.sapo.pt http://www.dgrf.min-agricultura.pt/dfci http://www.dgidc.min-edu.pt OS PRESENTES DA FLORESTA SUA PROTECÇÃO Começamos por desenvolver o projecto com uma visita aos Bombeiros Voluntários. O segundo Comandante ajudou-nos a tomar consciência da problemática dos incêndios, que têm sido uma das causas da diminuição das florestas em Portugal. O facto de um dos helicópteros de combate aos incêndios, entre outras funções, estar sediado neste quartel ajudou à reflexão. Para não esquecer este flagelo resolvemos iniciar a pintura da nossa árvore com os tons alaranjados do fogo. De seguida seguiu-se a pesquisa sobre a diversidade de bens e de serviços das florestas, através de livros, internet, enciclopédias, visitas ao meio, consulta aos familiares, presidente da Junta de Freguesia,

técnica do Gabinete Técnico da Floresta. Seleccionámos os que têm a ver com o meio em que estamos inseridos, nomeadamente a produção de madeira; frutos e sementes com valor nutritivo; resinas, a partir da gema de pinheiro-bravo; absorção e armazenamento de dióxido de carbono, libertação de oxigénio essencial à vida. Cada lateral da copa é alusivo a estes recursos. As florestas são óptimas locais para recreação, representadas pelas crianças no tronco à sombra. Estas representam também o compromisso da protecção e conservação das florestas. Não foram esquecidos os pássaros que encontram nas árvores o seu habitat, e os rios que limitam o concelho (Dão, Criz e Mondego) e fornecem a água para alimentar as árvores e para apagar os incêndios. A preservação das florestas exige mais do que mudanças na lei — exige mudança de atitude. E porque acreditamos na mudan-

ça de comportamentos já vemos a nossa árvore a ficar verde (copa) e a renovarse. Para fomentar uma atitude cívica de respeito pela floresta em todas as suas dimensões procurámos o envolvimento de todos, alunos, professores, agentes e comunidade local. Daí que a mensagem foi passada aos pais através de reuniões, mensagens e até com a colaboração deles com sugestões para o concurso Tree Parade 08 e pintura da árvore. Tivemos como parceiros neste projecto a Autarquia, os Bombeiros Voluntários e o Gabinete Técnico Florestal. A formação de cidadãos activos e responsáveis é um desígnio de todos. Só assim o cidadão poderá continuar a usufruir dos bens, serviços e conforto que os espaços florestais proporcionam. A Coordenadora do Projecto Bela Filomena Ferreira Matos

As docentes do Jardim de Infância e da Escola do Couto do Mosteiro estiveram presentes na entrega dos prémios, do concurso Tree Parade 08, no Terreiro do Paço em Lisboa, no dia 30 de Maio. Acompanharam as docentes, o presidente da Junta de Freguesia do Couto do Mosteiro, Varela Dias, e o vereador da Educação da Câmara Municipal, António Correia. 13


EDUCAÇÃO

CIRCUITO RODOVIÁRIO ALERTA CRIANÇAS PARA REGRAS DE SEGURANÇA

CENTROS EDUCATIVOS

OBRA DECORRE A BOM RITMO Da responsabilidade da empresa DÃOGEST, a construção do Centro Educativo Sul e do Centro Educativo Centro está a decorrer a bom ritmo, com a obra a cargo do consórcio constituído pelas empresas Embeiral, S.A. e Scoprolumba, Lda.

CENTRO EDUCATIVO SUL O Centro Educativo Sul localiza-se na Freguesia de São João de Areias, implantado num terreno localizado no Lugar do Peto, na localidade da Cancela, dispondo de uma área total de 13.025,00 m2.

No dia 2 de Junho, decorreu uma actividade subordinada à temática da Prevenção Rodoviária e cuja designação foi “Circuito Rodoviário”.

Junho 2008

No Centro Educativo Sul, para além dos espaços administrativos e outros necessários ao seu normal funcionamento, o 1ºCEB irá dispor de: A acção, prevista no Plano de Actividades para 2008 da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Santa Comba Dão (CPCJ), teve como objectivo dotar as crianças, do terceiro e quarto ano do Ensino Básico, de conhecimentos sobre as regras básicas de segurança inerentes à circulação rodoviária para que, também elas, sejam sensibilizadas para o respeito e cumprimento de boas práticas inerentes à circulação na via pública. O “Circuito Rodoviário” foi promovido pela Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Santa Comba Dão, com o apoio do Governo Civil de Viseu, e teve lugar no Pavilhão Gimnodesportivo da Escola Básica 2,3 da Cidade.

14

• 6 Salas de Aula; • Biblioteca; • Espaços para as actividades de Enriquecimento Curricular (Sala de Expressão Plástica, Sala de Informática e Sala de Música); • Refeitório / Sala Polivalente; • Campo de jogos / Polidesportivo ao ar livre (Dim: 40,00x20,00mt); • Ginásio para a prática desportiva indoor (Dim: 216,00m2); • Recreio escolar.

A OBRA

Março 2008

As obras de construção do Centro Educativo Sul tiveram início a 1 de Fevereiro, de uma forma faseada de acordo com o projecto.

A Educação Pré-Escolar foi considerada neste Centro, sendo constituída por: • Sala de Actividades (x3); • Sala Polivalente (x1); • Instalações Sanitárias de Crianças (x1); • Vestiário das Crianças (x1),; • Gabinete das Educadoras (x1); • Arrecadação de Material Didáctico (x1) e de Material Limpeza (x1), • Área útil de circulação (Jardim de Infância), • Recreio Coberto Pré-Escolar (x1).

Maio 2008

O edifício que se desenvolverá num único piso, tem como particularidade o facto da Escola do 1º Ciclo da Cancela vir a ser integrado no Centro Educativo Sul.


EDUCAÇÃO

CENTRO EDUCATIVO CENTRO O Centro Educativo Centro está implantado na Quinta da Regucha, na freguesia de Santa Comba Dão, numa área total de 10.000,00m2.

Junho 2008

Este novo estabelecimento de ensino apresenta uma dimensão de 10 salas que deverão ser ocupadas por uma população escolar de 211 alunos no ano lectivo 2010/2011, podendo ser utilizadas por uma população escolar ligeiramente superior a 240 alunos. Para o Centro Educativo Centro, consideraram-se fundamentalmente as premissas indicadas na Carta Educativa de Santa Comba Dão, pelo que será constituído por: • 10 Salas de Aula; • Uma Biblioteca; • Espaços para as actividades de Enriquecimento Curricular (Sala de Expressão Plástica, Sala de Informática e Sala de Música); • Refeitório/Sala Polivalente; • Campo de Jogos/Polidesportivo ao ar livre (Dim: 40,00x20,00mt); • Ginásio para a prática desportiva indoor (Dim:216,00m2). A Educação Pré-Escolar foi considerada neste Centro Educativo, ficando organizada da seguinte forma: • Sala de Actividades (x3); • Sala Polivalente (x1);

• Instalações Sanitárias de Crianças (x1). • Vestiário das Crianças (x1); • Gabinete das Educadoras (x1); • Arrecadação de Material Didáctico (x1) e de Material Limpeza (x1); • Área útil de circulação (Jardim de Infância); • Recreio Coberto Pré-Escolar (x1). A OBRA

Abril 2008

Em Janeiro de 2008 arrancaram as obras de construção do Centro Educativo Centro, que se irá desenvolver ao longo de dois pisos.

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA

Já foram executados os trabalhos de terraplanagem (90 por cento) para a edificação, assim como os de terraplanagem dos arruamento de acesso, estando a decorrer os trabalhos da estrutura de betão armado.

A Câmara Municipal vai colaborar com a Escola Secundária na implementação do Programa de Aprendizagem da Matemática, através da cedência de computadores e materiais didácticos, assim como algum mobiliário.

CENTRO EDUCATIVO NORTE O Centro Educativo Norte tem já projecto aprovado pela Direcção Regional de Educação do Centro, seguindo-se a negociação, com os proprietários, para aquisição dos terrenos destinados a acessos. O referido projecto será promovido pela Câmara Municipal, tendo sido retirado da parceria público-privada para potenciar a possibilidade de comparticipação através do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).

No sentido de colaborarem nesta iniciativa da Escola Secundária, cujos objectivos se prendem com a necessidade de elevar o nível de conhecimentos dos alunos numa disciplina que, normalmente, apresenta resultados mais baixos que todas as outras, as Juntas de Freguesia serão também contactadas posteriormente. 15


DESPORTO

PAVILHÃO GIMNODESPORTIVO

OBRAS

O Pavilhão Gimnodesportivo da Cidade foi alvo de diversas obras de conservação e melhoramento.

PARCERIA entre Combanima e APDF

Ginásio FeelGood

Para a instalação de um ginásio de fitness e musculação, a Câmara Municipal, através da Combanima, estabeleceu um acordo de cedência da sala polivalente do Pavilhão Gimnodesportivo Municipal à Associação de Profissionais de Desporto e Educação Física de Santa Comba Dão (APDEF). No acordo celebrado entre as duas entidades, a vigorar durante 10 anos, a APDEF compromete-se a explorar o ginásio, equipando-o, pagando à Combanima cerca de 50.000 euros que serão utilizados em obras de conservação e beneficiação do Pavilhão. A Câmara Municipal entendeu, assim, que o Pavilhão Gimnodesportivo Municipal tem espaços disponíveis que podem e devem ser colocados ao serviço da população. Para a Autarquia, a ocupação e rentabilização desses espaços só são possíveis com o estabelecimento de parcerias com outras entidades ligadas à prática desportiva.

As intervenções incidiram no interior da estrutura, nomeadamente nas salas de apoio, balneários, instalações sanitárias, e bar.

Painel eletrónico multidesporto

Tendo em conta a crescente prática de variados desportos no Pavilhão Gimnodesportivo, a Autarquia Santacombadense sentiu necessidade de adquirir um quadro electrónico multidesporto para o local. Naquele espaço desportivo, as actividades desenvolvidas incidem tanto nos aspectos da saúde física como em potenciar a participação e o espírito de equipa: basquetebol, andebol, voleibol, futebol, ginástica, aeróbica e desportos alternativos.

16


17

DESPORTO


DESPORTO

Jogos desportivos 2008

TAÇA NACIONAL DE KARTCROSS

Estão a decorrer as competições dos Jogos Desportivos do Concelho de 2008, disputadas pelos jovens atletas das freguesias. Depois da abertura dos jogos no Estádio Municipal, com as provas de atletismo, os participantes competiram nas modalidades de BTT, em Pinheiro de Azere, ténis de mesa, em Nagozela, e natação no complexo das Piscinas Municipais. Seguiram-se as modalidades colectivas de basquetebol, andebol e futebol de 7, disputadas no Complexo Desportivo da Cidade (Estádio Municipal e Pavilhão Gimnodesportivo), e futsal, nas freguesias de Treixedo; Cagido e São Joaninho. Os resultados finais, dos Jogos Desportivos, podem ser consultados em www.cm-santacombadao.pt.

NO ESPAÇO SANTACOMBADÃO

EURO 2008

A Câmara Municipal está a disponibilizar o visionamento da transmissão dos Jogos do Euro 2008 no painel electrónico, localizado no Espaço santacombadão. No local está colocada uma bancada, barraquinhas de petiscos e esplanada.

18

A freguesia de Óvoa vai receber a Taça Nacional de Kartcross, no dia 29 de Junho, na pista do Campo do Mocho. Os treinos livres terão início às 11horas e a Prova às 14horas. A Taça Nacional de Kartcross é uma organização conjunta do Clube Trilhos do Dão, da Associação Nacional de Pilotos de Kartcross e da Câmara Municipal de Santa Comba Dão.


DESPORTO

No decorrer do primeiro semestre de 2008, o Clube Trilhos do Dão promoveu e organizou diversos eventos dos quais se destaca a 2ª Prova de Perícia Automóvel, a contar para o Campeonato Nacional de Perícias, e o VII Passeio TT TransAguieira, contando ambos com a colaboração da Câmara Municipal.

PROVA DE PERÍCIA A prova de perícia decorreu, no dia 30 de Março, com a participação de alguns dos melhores pilotos e máquinas a nível nacional. A vitória acabou por sorrir a Tiago Mateus, com apenas 4 centésimos de segundo do 2º classificado, Vitor Viçoso, após uma prova bastante disputada.

VII TRANSAGUIEIRA No VII TransAguieira estiveram presentes um total de 40 viaturas (20 jipes e 20 motos e quads), e foram percorridas algumas das mais belas paisagens da Região, com o percurso a estender-se desde das margens do Rio Criz e Dão até às encostas da Serra do Caramulo.

19


CULTURA

Casa da Cultura

Novo Horário de Funcionamento Quarta a Sexta: Manhã - 09h30 às 12h30 Tarde - 14h00 às 18h00 Sábado e Domingo: 15h00 às 19h00 Segunda e Terça-Feira: Encerrado

Uma notícia em jeito de história...

III Encontro de Pintura ao vivo: um dia cheio de cor! Sábado, 10 de Maio de 2008, 09h00, Câmara Municipal de Santa Comba Dão... Assim começou um dia em que os protagonistas foram os vários pintores participantes, nesta história o mote foi todo o concelho, com a sua cor e magia evocada pelas diferentes terras que fazem a nossa cidade!

lier de pintura da Casa da Cultura: uma ousadia cujo resultado final não podia ser melhor...

Grupo Coral Polifónico nas 5as Olimpíadas Corais O Grupo Coral Polifónico de Santa Comba Dão vai participar na quinta edição das Olimpíadas Corais, que terá lugar na cidade de Graz-Aústria, de 15 a 19 de Julho. O Grupo Coral estará em representação do Concelho e de Portugal, pois é o único Grupo português presente no certame.

“Viagens do Açúcar” De autoria do Clube de Coleccionadores de Pacotes de Açúcar, vai estar patente na Biblioteca Municipal Alves Mateus, de 01 a 31 de Agosto, a exposição intitulada “Viagens do Açúcar”.

Espantalhos no “espaço santacombadÃo” O Espaço santacombadão viveu uma tarde diferente, no dia 1 de Maio, com a colocação de alguns espantalhos, concebidos por utentes dos Centros de Dia e Escolas do Concelho, e o desenvolvimento de diversas actividades, como coreografias e uma peça de teatro. A tarde cultural foi desenvolvida pela Biblioteca Municipal Alves Mateus, através do seu grupo de dinamização, e animada por alguns elementos do Grupo Viramilho. 20

Este III Encontro de Pintura contou com a participação de 25 pintores, oriundos de todo o país e que decidiram pôr em tela motivos de Santa Comba! Destacou-se o trabalho conjunto do ate-

E como em todos os momentos do Era uma vez, também esta história teve um final feliz: a inauguração da exposição e a sua permanência no átrio da Casa da Cultura dá vontade de dizer que Santa Comba e a pintura vivem felizes para sempre! Texto: Paula Francisca

Dia Mundial do livro No âmbito da comemoração do Dia Mundial do Livro, a Biblioteca Municipal Alves Mateus homenageou o livro e a leitura. Com a divulgação dos mais conhecidos autores nacionais, através da colocação da sua biografia e obra pela cidade, os transeuntes foram convidados a ler o exposto e relacioná-lo com o seu autor. A promoção do empréstimo domiciliário gratuito, e a oferta de algumas obras como fonte de incremento da literacia, foram outras das acções desenvolvidas. A divulgação dos serviços e promoção da leitura ficaram a cargo de um grupo de elementos que se propôs realizar a acção junto da população em geral.

O hábito de leitura tem vindo a baixar a um ritmo muito alto, face à oferta de outros meios mais atractivos e fáceis, o que coloca o livro num patamar inferior em termos de utilização. A língua é a chave de sucesso de uma sociedade, que aposta na modernidade e no conhecimento como meio do seu bem-estar colectivo. Compete a todos incentivar a leitura e a escrita, junto dos mais novos, criando mecanismos de conciliação com as novas tecnologias. A busca de conhecimento por meio da leitura tem de tornar-se uma prioridade e deve ser incrementada na infância.


Sociedade Filarmónica Lealdade Pinheirense

novo maestro

CULTURA

O Maestro

A apresentação do novo maestro, Ricardo Monteiro, 24 anos de idade, proporcionou uma enchente ao salão de festas da Sociedade Filarmónica Lealdade Pinheirense, de Pinheiro de Ázere, em concerto realizado para o efeito no dia 24 de Maio, à noite, com actuação da própria banda filarmónica. Entre a centena e meia de presenças, contavam-se algumas individualidades convidadas, com destaque para João Lourenço, presidente da Câmara Municipal, vereador Fernando Cruz, Leonel Gouveia, adjunto do governador civil de Viseu, Manuel Almeida, delegado regional do INATEL de Viseu, e Lauro Gonçalves, ex-presidente da Assembleia Municipal.

Tratou-se do primeiro concerto organizado pela actual Direcção, empossada em Março, o qual, segundo dito por Vítor Alexandre, apresentador convidado, se insere já nos objectivos que a mesma traçou com vista à dinamização da actividade concertista da banda filarmónica, propondo-se recolocá-la “nos patamares da mais alta qualidade musical”.

A avaliar pela execução deste concerto e pela postura do novo maestro, ficou a impressão de que Ricardo Monteiro será uma boa aposta e estará à altura de dar resposta ao “novo alento e motivação” que a nova direcção pretende para os seus músicos. Apesar de se ter apresentado reforçada com músicos de São João de Areias, entre eles o próprio maestro, o que é prática corrente na entreajuda por parte das duas bandas, bem se pode afirmar que, pela segurança e pela harmonia com que interpretou Concerto D’Amre (Jacob de Haan), Alcazar (Llano), Cantares de Sempre (Valdemar Sequeira), Pasa-

dena (Jacob de Haan) e Santana Portrait (Giancarlo Gazzani), a da banda da Filarmónica Pinheirense deu mostra de que tem condições para atingir o patamar que a direcção ambiciona a nível da qualidade musical. A meio do concerto, a direcção homenageou os músicos “aposentados” com oferta, a cada um deles, de um CD e uma cassete com gravação dos festejos do centenário da instituição, comemorado em 2003. Além disso, também lhes foi dedicada a rapsódia “Cantares de Sempre”. Foi ainda nesse intervalo que surgiram os discursos de circunstância. Além do novo maestro e de Pedro Melo Carvalho, presidente da Direcção, e a convite deste, usaram da palavra o delegado do INATEL, o representante do Governo Civil, o presidente da direcção da Filarmónica de São João de Areias (Vítor Borges), o coordenador das actividades de enriquecimento curricular do concelho (Paulo Gomes) e o presidente da Câmara Municipal. Após considerações ligadas às suas funções, todos estes terminaram com os parabéns à Direcção e a Ricardo Monteiro, expressando-lhes ao mesmo tempo votos das maiores felicidades.

RICARDO MONTEIRO iniciou os estudos musicais em 1996 na Escola de Música da Filarmónica Fraternidade de São João de Areias. Em 1999 ingressou no curso de percussão do Conservatório Nacional de Música de Coimbra, na classe do professor Paulo Oliveira. Concluiu o curso de percussão na Escola Profissional de Música de Espinho em 2005, na classe dos professores Rui Gomes, Joaquim Alves, Nuno Aroso e Pedro Oliveira. Enquanto aluno, participou em inúmeros concertos, integrando a Orquestra e o grupo de Percussão de ambas as escolas. Participou em diversas master-classes com os professores Jeffery Davies, Bart-Quartier, Emmanuek Séjourné, Jean François Lézé, entre outros. Enquanto músico convidado, já colaborou com a Orquestra das Beiras (Aveiro), a Orquestra Clássica da ESART (Castelo Branco), a Banda Sinfónica Portuguesa (Porto), entre outras. Actualmente, frequenta o curso de Música da Universidade de Aveiro e é membro integrante do grupo de percussão Interpercussão, de Aveiro.

Finalizado o reportório do concerto, entre os aplausos de pé, foi pedido mais um tema, a que a banda correspondeu com uma bonita marcha, mas só depois de tocar os parabéns à aniversariante Adriana, uma jovem música da banda. Por fim, músicos, directores e convidados juntaram-se numa outra sala, onde uns aperitivos foram pretexto para mais alguns momentos de confraternização. Texto e fotos: Lino Dias

Lecciona a disciplina de percussão no Conservatório Regional de Música Dr. José de Azeredo Perdigão (Viseu), na Escola de Música da Banda Filarmónica Fraternidade de São João de Areias e na Escola de Música da Banda Filarmónica Lealdade Pinheirense (Pinheiro de Ázere). Colabora com a empresa Edições Convite à Música, de Santa Comba Dão, como compositor.

21


CULTURA

III Feira de Artesanato

um abraço de centenas de pessoas à Cultura Portuguesa... A Casa da Cultura acolheu 29 artesãos para a 3ª Edição da Feira de Artesanato, a par da vinda destes preparou um programa vasto a pensar na divulgação da Cultura Portuguesa e, acima de tudo, nas pessoas que elegessem este evento como local de passagem de alguns momentos do fim-de-semana!

O dia 29 de Maio marcou a inauguração; por entre os diferentes espaços saltavam os lavores dos artesãos que sorriam à passagem do Sr. Presidente da Câmara Municipal, que fez a inauguração oficial do evento. Terminada a inauguração, ouviuse a Santa Big Band que animou todos os presentes mostrando, mais uma vez, que a música, quando feita com profissionalismo e emoção só pode originar bons momentos... No exterior da Casa da Cultura e devido “à partida do S. Pedro”, sentiu-se a falta dos restaurantes do concelho, contudo a gastronomia não faltou com a presença da doçaria vinda de Santar e de Gouveia, os queijos oriundos de Canas de Senhorim e as alheiras de Mirandela. 22


CULTURA

O brilho da festa podia ter sido ofuscado pelo tempo, mas as pessoas mostraram que, quando se trata de cultura, mesmo face aos mais difíceis imprevistos marcam presença!

da feira, revendo as artes, as flores dos viveiros da Câmara Municipal – que ornamentavam a entrada na cave da Casa da Cultura, e apreciando tudo o que o espaço oferecia.

À organização coube a mudança de planos: na falta de um palco no exterior, o auditório da Casa da Cultura recebeu, no dia 30 de Maio, a Noite de Folclore, um momento alto do evento já que a plateia era imensa e se mostrou alegre com a actuação dos ranchos presentes – o Rancho Cravos e Rosas do Carregal do Sal; o Rancho Folclórico do Freixo, concelho de Mortágua; o Rancho Folclórico de Midões e, como anfitriões da noite o Rancho de S. Joaninho.

No dia 31 de Maio as portas da feira abriram-se às 14h00, havendo muitos visitantes ao longo da tarde, contudo a noite foi o momento alto: começou com a actuação da Tuna Santo Estêvão que animou o certame ao sons das cantigas populares... Após o brilhantismo desta actuação, o momento foi da música da saudade, da música com alma lusitana: o fado fez-se ouvir e a emoção falou mais alto, trazendo consigo a enorme vontade de abraçar a cultura portuguesa e tudo o que dela ressalta! O último dia de feira coincidiu com o dia Mundial da Criança, por isso subiram ao palco os artistas de palmo e meio que têm

A noite já ía longa quando soaram os últimos acordes da noite de Folclore mas os presentes ainda passearam pelo recinto

vindo a desenvolver a sua arte nos bancos das Filarmónicas de S. João de Areias e de Santa Comba Dão. A Casa da Cultura foi pequena para todos os que quiseram ver o espectáculo e puderam comprovar que, no panorama musical, o nosso concelho tem crescido e vai continuar a ter muitos artistas! Com o final do dia chegou o momento de encerrar o evento: a entrega dos certificados foi feita pelo Sr. Presidente da Câmara Municipal, Engº João Lourenço, que convidou desde logo os artesãos presentes para a 4ª Edição da Feira de Artesanato. Às 23h00 terminou o envento, não com um adeus...mas com um até já porque o tempo voa e, quando dermos conta teremos mais abraços à Cultura Portuguesa! Texto: Paula Francisca

23


CULTURA

I TUNADÃO

muita música e animação! Mais uma vez a Casa da Cultura trouxe ao seu palco uma das muitas provas de que este concelho que é Princesa do Dão tem verdadeiramente a música no seu coração... Na noite de sábado, 10 de Maio, subiram ao palco os grupos que fazem da música tradicional e popular a sua essência.

À Tuna Juvenil Os Alegres, de Castelejo, coube a primeira actuação da noite um momento que, pela presença de tanta juventude em palco, mostrou que a música tradicional atravessa gerações o que lhe confere a intemporalidade e a capacidade mágica de aproximar as pessoas!

me um Beijinho, Senhor da Pedra e O Meu Amigo Zé, sete músicas que, pela alegria contagiante deste grupo, fizeram os presentes cantar e acompanhar a animação.

dos de São Joaninho, que entoaram com as suas vozes e os seus instrumentos os temas: As Sete Mulheres do Minho, Lá Vai Ela, Queda do Império, António, Quadras, Navegante e O Barco Vai de Saída.

O reportório escolhido foi animado, da voz e dos instrumentos desta tuna que conta já com 11 anos de existência, ouviram-se os temas: A Nossa Tuna, Ai Rapariga, Ai Castelejo, Rapozódia, Vira da Nossa Terra, Menina das Tranças Pretas e Marcha da Tuna.

Seguiu-se a actuação do Grupo de Cantares de São João de Areias, um grupo que teve o seu início através de uma brincadeira dos festejos de São João e que há mais de dez anos anima diferentes festejos, actuando, essencialmente, em palcos dos distritos de Viseu e Coimbra. Pelas vozes deste grupo o público presente pode relembrar os temas Sapatinho de 3 Solas, O Beijo Que Tu Me Deste, Senhora da Serra, A Chula da Minha Senhoria, Dá24

O pano do palco subiu de seguida para mostrar mais uma actuação da Tuna Santo Estêvão, de Santa Comba Dão, cuja história remonta ao início da década de 90 e que tem feito um bom trabalho em prol da divulgação da música tradicional. Da divertida tuna ouviram-se as músicas Minha Terra, Traçadinho, A História do Zé Passarinho, Venham Mais Cinco, Menina Tira a Chinela, Casa Portuguesa, Valentim e ainda uma selecção de marchas. Ao longo da presença em palco desta tuna vários foram os pedidos de animação do público, que acedeu facilmente aos desafios tornando-se cada um dos presentes num elemento activo para esta noite em que a cultura ganhou voz tradicional e alma verdadeiramente lusitana. Para terminar a noite as luzes do palco fizeram brilhar mais uma tuna, Os Uni-

Um grande momento musical o que proporcionou a Tuna Os Unidos e que contribuiu para fechar em grande a noite do I Tunadão. No final subiu ao palco o presidente da Câmara Municipal, Eng. João Lourenço, que antes de entregar as lembranças a cada uma das Tunas participantes frisou o facto de serem momentos como este que contribuem para o conhecimento do que se faz no concelho de Santa Comba Dão, que tem, como se confirmou, muitos talentos que têm que ser conhecidos! Ficou ainda a promessa de repetir esta festa da música popular que, como todos puderam comprovar, conseguiu animar e permitiu a fuga do quotidiano: assim se vai fazendo a Cultura da Cultura! Texto e Fotos: Paula Francisca


Santa Comba dão 2008

CULTURA

FESTAS DA CIDADE

13 a 17 de AGosto Estádio municipal ial da ic f o a r u t r e b A : 13 ia D

’08

ExpoColumba

Dia 14 FADOMORSE

Dia 15 José Cid

Dia 16 Da weasel Dia 17 : Mega 25


CULTURA

Rancho Folclórico e Etnográfico de São Joaninho

5º Aniversário

Em Maio decorreram os festejos comemorativos do 5.º aniversário do Rancho Folclórico e Etnográfico de São Joaninho, contado desde a última reiniciação da sua actividade. nista proporcionou. Os festejos principais estavam reservados para o dia seguinte, domingo, e até o tempo se compôs de forma a que decorressem no largo, que se apresentava vistosamente ornamentado. A população compareceu em grande número para assistir à actuação do Rancho aniversariante, em espectáculo seguidamente participado também pela Tuna “Cana Verde“, de Canas de Santa Maria (Tondela) e pela Tuna “Os Unidos”, de São Joaninho. Foi grande o entusiasmo vivido durante aquela tarde, reflectido nos sucessivos e calorosos aplausos da assistência, na qual se destacavam as presenças de João Lourenço, presidente da Câmara Municipal, Fernando Cruz, vereador em regime de permanência, e Sónia Marques, representante da Junta de Freguesia de São Joaninho. “Ruizinho de Penacova“, o popular tocador de concertina, animou a noite de sábado, dia 24 de Maio. Apesar do tempo adverso, foi boa a adesão de público, saindo este compensado com o bom espectáculo que aquele concerti-

Terminadas as actuações, foram entregues lembranças aos grupos participantes, seguindo-se um lanche de convívio popular, onde foram cantados os parabéns ao aniversariante com a partilha do respectivo bolo.

II FESBANDAS

uma verdadeira festa da música!

A arruadas das três bandas filarmónicas do concelho marcou o início do II Fesbandas… Ao som das suas marchas cada um dos elementos que compõem as bandas parecia chamar até à Casa da Cultura todos os que conseguiam ouvir o eco das melodias!

Já no cine-teatro o pano do palco abriuse e a música tornou-se a actriz principal: a Filarmónica Lealdade Pinheirense foi a primeira a actuar, ressaltando da sua constituição a jovialidade que faz crer que no panorama musical o nosso concelho continuará a ter elenco para as mais belas actuações. A Banda Filarmónica de Santa Comba Dão foi quem se seguiu, deste momento destacou-se a aposta clara na composição musical portuguesa, abrilhantada pelas mãos de excelentes executantes que fizeram vibrar toda a plateia. 26

preenchia, apenas o eco de um saxofone alto que parecia evocar os demais instrumentos para serem seus companheiros… E assim foi: um a um cada um dos executantes da banda trouxe consigo a companhia ideal para a solidão do saxofone que continuava a apelar à vinda de mais música! Sonhos de Portugal foi a última peça interpretada pela banda da sede de concelho, com ela cada um dos presentes foi convidado a sonhar ainda mais… A emoção contagiou: e se há alturas na vida em que é o público quem, mesmo sem querer, executa verdadeiros hinos, então este momento foi um deles!

À Sociedade Filarmónica Fraternidade de São João de Areias coube a tarefa de encerrar o II Fesbandas: aquando da reabertura do palco apenas um elemento o

Aquando do final do solo de saxofone estava a postos toda a banda com a sua nova farda, pronta para uma actuação onde também a voz se fez ouvir… E a música cessou… No sentido de saber se se diria adeus ou até breve ao Fesbandas foram chamados ao palco o Presidente da Câmara Municipal, Eng. João Lourenço, e os dirigentes das três bandas, todos disseram sim ao III Fesbandas, todos querem fazer da música um hábito… Que assim seja: voltem ao palco da Casa da Cultura, dêem-lhe vida, aqueçam o granito que edificou este monumento e não o façam sentir só…Convosco, com a festa da música encontra-se o rumo para o trilho da Cultura da Cultura! Texto: A Coordenadora da Casa da Cultura


27

CULTURA


CULTURA

Sociedade Filarmónica Fraternidade de São João de Areias

Registos que dignificam o historial da instituição Em curto espaço de tempo, de cerca de meio ano apenas, a Sociedade Filarmónica Fraternidade de São João de Areias vivenciou uma série de novas experiências dignas de realce e reconhecimento, neste caso tanto a nível da própria orgânica associativa como a nível da divulgação à comunidade e ao público em geral. Em termos de divulgação, além das notícias que, em altura própria, tenho publicado no jornal “Defesa da Beira” e no blog “Farol da Nossa Terra” (www.faroldanossaterra.com), já tive ocasião de lhe dar expressão na edição n.º 11 deste BOLETIM MUNICIPAL, na condição de presidente da Assembleia Geral, como então me identifiquei.

Ao fazer com que os nossos êxitos associativos figurem ao lado da actividade que a autarquia divulga no Boletim Municipal, demonstramos claramente – isto da parte de todo o colectivo da Sociedade Filarmónica – o nosso apreço pelo projecto que a Câmara Municipal de Santa Comba Dão está a desenvolver na área do ensino musical. Obviamente, fazemo-lo também pelo orgulho dos êxitos obtidos e pelas alegrias que temos partilhado com a comunidade que nos rodeia. Desta vez, dou aqui destaque aos concertos da Banda Filarmónica em Castelo Branco, em Sonim (Valpaços) e na Igreja de Tábua, às duas audições dos alunos da Escola de Música e aos fundos angariados nos EUA, centrando esta crónica ao período decorrido desde o início deste ano. No entanto, por uma questão de justiça e gratidão, terei de referenciar também o Encontro de Bandas do dia 23 de Setembro do ano passado, realizado no 28

jardim de São João de Areias, para destacar igualmente a oferta de instrumentos. Proporcionado por “um trabalho sério, eficaz e apaixonante, onde a juventude pontifica, dando esta honrosa continuidade a instituições centenárias, como a Filarmónica de Santa Comba Dão, fundada em 1820, a Banda Boa União - Música Velha, fundada em 1865, e a Sociedade Filarmónica de São João de Areias, fundada em 1875” – como então escrevi –, o êxito desse Encontro enobreceu ainda mais o agradecimento público que a Direcção ali fez às firmas RIBADÃO (oferta de uma trompa de harmonia) e J. ALVES (oferta de igual instrumento) e ao casal João Miranda e Mariazinha Miranda (oferta de um trombone tenor de vara), reforçado por boa adesão da população e por representação da autarquia ao mais alto nível, incluindo o próprio presidente da Câmara Municipal, João Lourenço.


Primeiro grande êxito deste ano e já com novo maestro à frente da Banda, o estreante e competente Pedro Carvalho, o “Concerto de Reis”, realizado no dia 6 Janeiro na Igreja Matriz de São João de Areias, incluindo a 1.ª audição dos alunos da Escola de Música, surpreendeu agradavelmente uma assistência que terá ultrapassado as três centenas de presenças. A nível de individualidades, deu-nos prazer ver ali o pároco José António Almeida, o vice-presidente da Câmara Municipal, António José Correia, o presidente da Junta de Freguesia, António Augusto Antunes, o gerente da empresa “Edições Convite à Música”, Paulo Gomes, coordenador da actividade curricular de música das escolas do concelho, e Filipe Belo Rodrigues, da Comissão de Defesa do Património Cultural e Histórico de Couto de Mosteiro.

um fogão de cozinha, a loja Flauta Mágica (Tábua) ofereceu uma guitarra eléctrica, e a firma Alcino Ferreira da Silva, Lda (Carregal do Sal) ofereceu um leitor de CD´s.

tos, mais dois autocarros partiram de São João de Areias, fretados para transporte de centena e meia de acompanhantes, entre os quais figuravam António Augusto Antunes, presidente da Junta de Freguesia, José Alves Ferraz, presidente da Assembleia de Freguesia, e Paulo Gomes, gerente da citada empresa coordenadora da actividade curricular de Música.A estes juntaram-se ainda mais alguns que se fizeram transportar em viaturas particulares, como foi o caso de António José Correia, vice-presidente da Câmara Municipal e vereador da Cultura, que ali representou a edilidade santacombadense.

CULTURA

Concerto de Reis

É igualmente justo registar o gesto do pároco, Pe. José António Almeida, ao oferecer, através do Centro Social e Paroquial de São João de Areias, o lanche de convívio, servido no salão de festas do Lar de São José. “Quando vemos a qualidade de um trabalho como este, vale a pena dar a mãos e partilhar”, disse então o mesmo. Da mesma forma, são dignas de aqui repetir outras palavras altamente estimulantes que o mesmo proferiu: “Parabéns à Sociedade Filarmónica e que continue a honrar o nome de São João de Areias por todo o país”; “Parabéns por optarem por esta vida e não enveredarem por maus caminhos” (dirigido aos jovens músicos); “Obrigado à Direcção da Filarmónica, à autarquia e a outras instituições por olharem para esta gente”.

Somados aqueles acompanhantes aos muitos albicastrenses, o Cine-Clube Avenida apresentava uma excelente assistência, que os responsáveis daquela sala calcularam em 350 presenças. Nunca a Banda tinha tocado numa sala com tanta gente!... E que bem esteve perante público habituado a bons espectáculos!

BANDAS EM CONCERTO A participação no ciclo “Bandas em Concerto 2008”, promovido pela Delegação Regional de Cultura do Centro, foi um dos marcos mais dignificantes da nossa Banda Filarmónica, sobretudo por ser a única a representar este ano o distrito de Viseu. O espectáculo, desenvolvido em duas partes – primeiro, a audição dos alunos e, depois, o concerto da banda –, deu mostra categórica do excelente trabalho em desenvolvimento no seio da Filarmónica. Deu também consideração às ofertas feitas por estabelecimentos comerciais para o “Sorteio de Natal”, através do qual a Sociedade Filarmónica angariou fundos, tendo sido ali feito, com tal propósito, o sorteio das rifas vendidas. Porque é justo referi-lo, para este sorteio a firma A. Ferreira, Lda (Cancela) ofereceu

Também o facto de o seu concerto desse ciclo, realizado no dia 27 de Janeiro, ter tido como palco o sumptuoso e imponente Cine-Teatro Avenida da cidade de Castelo Branco contribuiu para essa dignificação, assim como os elogios das gentes albicastrenses acerca da actuação da nossa Banda ("espectacular", “uma maravilha”, etc.). Além do autocarro cedido pela Câmara Municipal de Santa Comba Dão e de duas carrinhas da Sociedade Filarmónica, para transporte dos músicos e dos instrumen-

Do depoimento que colhi para a notícia que então redigi, disse o nosso vereador da Cultura: “Gostaria de cumprimentar esta magnifica banda de São João de Areias que elevou aqui hoje, mais uma vez, bem alto, o nome da freguesia de São João de Areias e do concelho de Santa Comba Dão. O trajecto recente desta instituição centenária demonstra claramente que quando os projectos têm coerência e são levados com dedicação e empenhamento os resultados não poderiam ser diferentes”. continua na pág. 30 29


CULTURA

Concerto de Sonim

uma vez desta forma, o que também se constatou com nova deslocação do presidente da Junta de Freguesia de São João de Areias e do presidente da Assembleia de Freguesia.

Concerto de Ramos

do que as igrejas, tal como ficou provado na de São João de Areias, são espaços privilegiados para este tipo de espectáculos. Aliás, isso mesmo teve sentido nas palavras ali proferidas pelo presidente da Direcção,Vítor Borges, ao dar a saber que a razão principal do concerto na Igreja era demonstrar, como espaço de eleição, que o trabalho da banda filarmónica deve ser visto como algo mais que as exibições de rua.

Concerto da Pascoela

O Concerto de Sonim valeu, sobretudo, pela forma entusiástica com que a Banda ali foi recebida e pelo contentamento com que gente simples, mas habituada a receber duas bandas de boa qualidade por altura da festa anual de Nosso Senhor do Bonfim, dispondo de dois coretos para o efeito, manifestou o seu apreço. A 16 de Março sucedeu o Concerto de Ramos, apresentado na Igreja de Santa Maria Maior, em Tábua, tendo principalmente em consideração as boas relações de vizinhança.

“Agradeço à Banda o magnífico concerto, tem muita qualidade. As pessoas gostaram muito. Nunca as vi assim tão entusiasmadas a ouvirem uma banda!” – disse-me Fernando Pessoa, presidente da Junta de Freguesia de Sonim, que convidou a nossa banda na qualidade de presidente da direcção da Sociedade Filarmónica daquela localidade.

Na deslocação àquela bonita povoação do concelho de Valpaços, ocorrida no dia 9 de Março, além do autocarro da Câmara Municipal de Santa Comba Dão para transporte dos músicos e dos instrumentos, também um outro, fretado a uma empresa de camionagem, levou acompanhantes da banda, acarinhando-a mais 30

A igreja esteve praticamente cheia, com assistência a aproximar-se da centena e meia de presenças, entre elas inseparáveis acompanhantes da Banda, deslocados da freguesia de São João de Areias, incluindo o próprio presidente da Junta, aos quais se juntou mais uma vez o vereador da Cultura de Santa Comba Dão.

Além da apreciável execução, para o sucesso do concerto contribuíram também a excelente acústica da Igreja e a beleza da sua ornamentação interior, confirman-

Mais recente, o Concerto da Pascoela, do dia 30 de Março, apresentado no próprio salão da Sociedade Filarmónica, funcionou essencialmente como a 2.ª audição pública dos alunos da Escola de Música, através da qual a Direcção quis ter uma atenção para com os pais e familiares daqueles alunos, mostrando-lhes a evolução da aprendizagem musical no período decorrido entre as duas audições. A correspondência a essa atenção esteve visível na forma como o salão se apresentou completamente cheio, com uma assistência a ultrapassar as duas centenas de presenças.

Com idêntico figurino do Concerto de Reis, a audição dos alunos preencheu a primeira parte do espectáculo, tendo os mesmos feito execução, individual e em grupos, por cada tipo de instrumentos, orientados pelos monitores Emanuela Branquinho, João Alves, Jorge Amaral, Ricardo Monteiro, Pedro Carvalho, Sónia Alves, Ricardo Santos e Rui Borges. Por fim, formando a "Orquestra da Escola de


CULTURA

Rede de Bibliotecas Concelhia Com o objectivo de implementar, no Concelho, a Rede de Bibliotecas de Santa Comba Dão (RBSC), foi assinado, no dia 22 de Abril, na Biblioteca Municipal Alves Mateus, o regulamento para a constituição de um grupo de trabalho.

Música", interpretaram mais três temas. Na segunda parte, a banda filarmónica, além dos cinco temas programados, teve de tocar mais dois temas, correspondendo desta forma o maestro Pedro Carvalho ao carinho dos sucessivos aplausos e ao entusiasmo que a assistência demonstrou em cada número interpretado. Trazer esta série de prestigiosos registos ao Boletim Municipal da nossa autarquia é, também, dar sentido à gratidão da Sociedade Filarmónica de São João de Areias pelo carinho e pelo apoio, este ainda que limitado, da Câmara Municipal. É que, por vezes, nem só o dinheiro conta, também a presença e o estímulo das palavras proferidas em público são importantes para que o projecto que a Direcção pôs em marcha, onde mais uma vez destaco a acção do presidente, Vítor Borges, e do seu braço-direito, Sérgio Simões, evolua na linha do sucesso até agora demonstrado, e que orgulhosamente temos reconhecido. Em toda esta parabelização, é de justiça incluir os colaboradores mais actuantes, os músicos, o maestro, os formadores, os sócios e todos aqueles que, de qualquer forma, apoiam um projecto que categoriza aquilo que a nossa Filarmónica é hoje, sendo igualmente justo destacar os ofertantes de instrumentos e, muito especialmente, os emigrantes que longe da terra se uniram na angariação de fundos, cujas honras de momento vão para os que, liderados por José Vieira, angariaram fundos nos EUA. Em jeito de conclusão, é-me dado referir que, na qualidade de presidente da Assembleia Geral, tenho usado das honras devidas, em reunião dos sócios, para

com todos aqueles que têm contribuído para o prestígio da Sociedade Filarmónica. Disso são prova os agradecimentos públicos e os louvores que constam em actas das reuniões dos dias 2 de Dezembro de 2007 e 20 de Janeiro de 2008, onde a Direcção, as firmas Ribadão e José Alves, o casal João Miranda e Mariazinha Miranda, o referido grupo de emigrantes e o pároco José António Almeida têm destaque merecido. “Santa Comba há-de ser, talvez dentro de poucos anos, um caso único no país, a este nível, com as bandas filarmónicas”, disse o presidente da nossa Câmara Municipal, João Lourenço, em declarações que dele recolhi relativamente ao projecto que envolve as três bandas do concelho.

Por parte da Filarmónica de São João de Areias há consciência do sentido desse desafio, esforçando-se a sua Direcção por ultrapassar dificuldades que, não poucas vezes, se atravessam no caminho de quem, voluntariamente e limitado de recursos, procura exercer um trabalho sério e valioso, onde o ensino, a aprendizagem e a execução musicais doutrinam como princípios de vida e modelos de virtude. Texto e Fotos: Lino Ferreira Dias

O regulamento perspectiva uma nova atitude no relacionamento e cooperação entre a Biblioteca Municipal e as bibliotecas escolares do concelho. Insere-se no âmbito da criação de parcerias que consolidem dinâmicas de trabalho colaborativo ao nível da organização, gestão e disponibilização de recursos documentais, bem como da promoção de dinâmicas na área das literacias.

Para a assinatura do regulamento, estiveram presentes António Correia, vice-presidente e vereador da Cultura, em representação da Câmara Municipal, a Coordenadora do Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares do Ministério da Educação e vice-presidente do Plano Nacional de Leitura, Teresa Calçada, fazendo-se acompanhar pela coordenadora inter-concelhia das Bibliotecas Escolares, Helena Duque. O Agrupamento de Escolas e Jardinsde-infância fez-se representar por António Venâncio, a Escola Secundária por Madalena Dinis, a Escola Profissional por António Fernandes, e Clara Morgado esteve em representação do Centro de Formação Santa Columba. No acto estiveram ainda presentes os coordenadores da Biblioteca Municipal e Escolares. 31


AMBIENTE

APROVADO PLANO OPERACIONAL MUNICIPAL Reuniu, no dia 16 de Abril, a Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios, presidida pelo Vereador Fernando Cruz, em representação da Câmara Municipal. A Comissão é ainda integrada pela Guarda Nacional Republicana, pela Associação de Bombeiros Voluntários de Santa Comba Dão, pela Direcção-Geral de Recursos Florestais (DGRF), Associação de Produtores Florestais e pelo representante das Juntas de Freguesia do Concelho. A reunião visou, entre outros assuntos, a aprovação do Plano Operacional Municipal (POM) para 2008, do qual consta, nomeadamente, a articulação dos cinco meios dos Agentes intervenientes no combate aos Incêndios Florestais e sua actuação ao nível da vigilância, combate, rescaldo e vigilância pós-rescaldo. Foi igualmente debatido, a urgente divulgação das medidas de carácter preventivo sobre queima, queimadas e conceito de limpeza de matas, junto das populações, e a constituição da nova equipa de Sapadores Florestais resultante da parceria entre a Associação Florestal – CAULE e o Município de Santa Comba Dão. Integram o POM, enquanto unidades operacionais, duas equipas da Corporação de Bombeiros Voluntários de Santa Comba Dão (cinco elementos cada), uma equipa de Sapadores Florestais (cinco elementos) e 32 elementos da GNR/GIPS que servem um raio de 30 kms.

SRS. PRODUTORES FLORESTAIS DO CONCELHO

Nemátodo da madeira do pinheiro Em Abril foi emitida uma nota de imprensa, pelo gabinete do Ministro da Agricultura, a dar conta da descoberta de dois novos focos de infecção pelo nemátodo da madeira do pinheiro (Bursaphelenchus xylophilus).

O nemátodo ataca o sistema de circulação da árvore, enfraquecendo-a e tornando-a mais susceptível ao ataque de outras pragas. O contágio ocorre através de um insecto vector (em Portugal o longicórnio do pinheiro - Monochamus galloprovincialis, que transporta os nemátodos nas traqueias). A dispersão da doença está limitada à altura, e capacidade de voo dos insectos (entre Abril e Outubro). Ataca a generalidade das espécies de pinheiro e outras coníferas, à excepção do género Thuia. Algumas espécies de pinheiro, como o pinheiro-bravo, pinheiro-larício e pinheiro-silvestre são muito susceptíveis. O adulto do insecto vector alimenta-se nos raminhos e rebentos de árvores adultas, arrastando consigo estados juvenis do nemátodo, que penetram por estas feridas. O nemátodo coloniza rapidamente os vasos do xilema, bloqueando o seu funcionamento, o que provoca a morte da árvore. Nas árvores mortas o nemátodo alimenta-se dos fungos que provocam o azulamento da madeira (do género Ceratocystis). As árvores debilitadas ou recentemente mortas atraem as fêmeas do insecto vector, que aí fazem a postura, podendo transmitir igualmente nemátodos. As larvas desenvolvem-se e transformam-se em adultos, os quais são colonizados por nemátodos antes destes abandonarem as árvores atacadas na, Primavera seguinte. O nemátodo da madeira do pinheiro foi detectado pela primeira vez em Portugal em Maio de 1999 na península de Setúbal, zona onde tem estado em curso um plano específico que visa duas coisas: erradicar a praga e impedir a sua propagação ao resto da floresta nacional. Foi mesmo necessário recorrer à criação de uma faixa fitossanitária, mas nem assim parece que se conseguiu confinar a doença à península de Setúbal. A doença do pinheiro (nemátodo) chegou ao Centro do país, nomeadamente a pinhais nas zonas de Lousã e Arganil (freguesia do Sarzedo), onde serão destruídas milhares de árvores. No entanto, as restrições impostas à circulação de madeiras alargam-se às freguesias vizinhas num raio aproximado de 20 kms. AS FREGUESIAS DO CONCELHO DE SANTA COMBA DÃO QUE SE ENCONTRAM COM RESTRIÇÕES SÃO PINHEIRO DE ÁZERE E ÓVOA. Para mais informações sobre a doença do pinheiro, cuidados a ter ou áreas afectadas, por favor contacte o Gabinete Técnico Florestal deste município, pessoalmente, ou através do telefone 232880500/ 232888386.

32


Cantinho da Reciclagem

A Reciclagem é um processo de transformação dos resíduos das embalagens – depois de devidamente separados (papel, metal e plástico e vidro) – em novos produtos. Os resíduos são tratados como matéria-prima que será reaproveitada para fazer novos produtos, substituindo e poupando matérias-primas. Existem, espalhados pelo Concelho, diversos contentores designados por ecopontos, tendo cada um, uma cor à qual corresponde o tipo de material a depositar. • Contentor Amarelo - plástico e metal; • Contentor Azul - papel e cartão; • Contentor Verde - vidro. O sucesso da recolha selectiva depende de todos nós, da nossa adesão à separação. Não podemos pensar que é um dever de cada um, mas sim de todos, porque cada um de nós deve, como munícipes, adoptar hábitos ambientais no dia-a-dia, de forma a proteger um cantinho que pertence a todos - o mundo.

AMBIENTE

Reciclar… É um gesto simples!!! Depositar: Plástico: Garrafas, garrafões e frascos (de água, sumos e refrigerantes, vinagre, detergentes e produtos de higiene e óleos alimentares), sacos de plástico, esferovite, pacotes de leite e bebidas (ECAL - Embalagens de cartão para alimentos líquidos), iogurtes. Metal: Latas de bebidas, latas de conserva, tabuleiros de alumínio, aerossóis vazios, metalizados. Não Depositar: Plástico: Embalagens de produtos tóxicos ou perigosos (por ex.: combustíveis e óleo de motor), metal, electrodomésticos, pilhas e baterias e objectos que não sejam embalagens (por ex.: tachos e panelas, talheres, ferramentas, etc.).

Podemos pensar que reciclar é complicado, mas resumindo é um gesto simples … e o que custa é começar… • Uma tonelada de papel reciclado evita o abate de 15 a 20 árvores. • O papel higiénico e os lenços de papel contêm entre 60 a 70% de papel reciclado e os jornais podem usar até 100%. • A produção de papel reciclado consome 2 a 3 vezes menos energia que a produção de papel a partir da fibra vegetal. A reciclagem cumpre regras básicas que é preciso respeitar: • Escorra e despeje todo o conteúdo das embalagens; • Quando possível, espalme-as para ocuparem menos espaço em casa, facilitar o seu transporte e diminuir o número de deslocações ao ecoponto; • Para evitar maus cheiros pode passar por água algumas embalagens; • Deposite no ecoponto o saco que usou para transportar as embalagens usadas.

Depositar: Embalagens de cartão (caixas de cereais, bolachas, etc.), sacos de papel, papel de embrulho, jornais e revistas, papel de escrita. Não Depositar: Embalagens de cartão com gordura (por ex.: pacotes de batatas fritas, caixas de pizza), sacos de cimento, embalagens de produtos químicos, papel de alumínio, papel autocolante, papel de cozinha, guardanapos e lenços de papel sujos, toalhetes e fraldas.

Depositar: Garrafas, garrafões, frascos e boiões. Não Depositar: Loiças e cerâmicas (pratos, copos, chávenas, jarras, etc.), materiais de construção civil, lâmpadas, janelas, vidraças, espelhos, etc.

33


AMBIENTE

“Santa Comba Dão em Flor” Com o objectivo de incentivar o embelezamento das fachadas dos edifícios no Centro Antigo da Freguesia de Santa Comba Dão, a Câmara Municipal, através da Divisão de Ambiente e da Divisão de Planeamento e Urbanismo, promoveu o Concurso “Santa Comba Dão em Flor”. As janelas e varandas vão estar floridas de 16 de Junho a 16 de Julho, podendo cada concorrente apresentar-se a concurso em três categorias: - Janela(s) mais florida(s); - Varanda(s) mais florida(s); - Janela(s) e Varanda(s) mais florida(s).

Floração; Enquadramento na Arquitectura do Edifício; Estado Fitossanitário (aparente) das Flores; Valorização Paisagística face à envolvente (Rua/Largo/Praça/Outros edifícios). Os resultados do “Santa Comba em Flor” serão publicados no dia 23 de Julho no site da Câmara Municipal (www.cm-santacombadao.pt), sendo a entrega dos prémios, por categoria, no dia 15 de Agosto (Festas da Cidade).

Na apreciação das janelas, serão ponderados factores como a Riqueza e Harmonia de Cores e Plantas; Riqueza/Densidade da

CONCURSO NAS ESCOLAS ASSINALA DIA MUNDIAL DA ÁRVORE A Câmara Municipal, através do Gabinete Técnico Florestal, assinalou o Dia Mundial da Árvore e da Floresta, com a promoção de um Concurso nas Escolas do 1º Ciclo. Os alunos realizaram trabalhos de expressão plástica, cartazes e textos que foram expostos na Casa da Cultura. As Escolas vencedoras foram:

2ª CLASSIFICADA

Escola com maior número de participantes, trabalhos individuais e maior diversificação:

A assinalar a data foi também desenvolvida uma Acção de Sensibilização Florestal, especialmente destinada ao público jovem, de forma a promover uma maior consciência ambiental e consequente melhor qualidade de vida.

Escola Básica de Pinheiro de Ázere (1º e 2º ano) Prémio: Livro - Vamos passear na floresta 3ª CLASSIFICADA Escola Básica nº 2 – Santa Comba Dão Prémio: Viagem à mata do Buçaco Dias da viagem 29 e 30 de Maio de 2008

A Autarquia pretende que, o Dia Mundial da Árvore, não seja apenas uma data simbólica, mas sim um dia em que se deve chamar a atenção e apelar para a reflexão sobre a importância que a floresta desempenha nas nossas vidas.

TRABALHOS DE GRUPO 1ª CLASSIFICADA

Escola Básica do Chamadouro Prémio: CD + Livro - Vamos passear na floresta 34

Escola Básica de Pinheiro de Ázere (3º e 4º ano) Prémio: CD - Vamos passear na floresta


Largo do Município, n.º 13 3440-337 Santa Comba Dão Tel.: 232 880 500 - Fax: 232 880 501 www.cm-santacombadao.pt

Boletim Municipal nº 15 - Santa Comba Dão  

Informação Municipal da Câmara Municipal de Santa Comba Dão

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you