Page 1

boletim municipal # 12 // bimensal


ÍNDICE

boletim municipal # 12 // bimensal Director João Lourenço Coordenação e Redacção Sandra Dias sandra.dias@cm-santacombadao.pt Grafismo e Paginação Luís Lima luis.firmino@cm-santacombadao.pt Colaboraram nesta edição António Augusto, ADICES, Inês Matos, Alberto Costa, Elsa Silvestre, Gabinete de Planeamento e Urbanismo, Escola EB 2,3 SCD, Comissão de Protecção de Crianças e Jovens SCD, Paulo Nogueira, Armando Sousa, G. D. Santacombadense, André Mota, Daniel Sousa, Sandra Silva, António Gomes, Isabel Antunes, Casa da Cultura, Gabinete de Acção Social Os artigos publicados neste Boletim são da inteira responsabilidade dos seus autores Fotografia Arquivo da Câmara Municipal Colaboradores Propriedade Câmara Municipal de Santa Comba Dão Edição Combanima - EM Impressão Tondelgráfica Distribuição Gratuita Tiragem 5.500 Exemplares Execução Gabinete de Comunicação e Imagem gab.comunicacao@cm-santacombadao.pt Morada: Largo do Município, n.º 13, 3440 - 337 Santa Comba Dão Telefone: 232 880 500 Fax: 232 880 501 www.cm-santacombadao.pt

EDITORIAL

pág. 3

CONCELHO Redução do Imposto Municipal Parceria Público-Privada Painel Electrónico Endividamento Líquido Plano Estratégico para o Desenvolvimento Sustentável Associação de deficientes de Santa Comba Dão Iluminação dos nós do IP3 Cooperar em Português Intenção de Geminação Santa Comba Dão / Damazan Novo Espaço de Estacionamento

pág. 4 pág. 4 pág. 4 pág. 5 pág. 6 pág. 6 pág. 7 pág. 7 pág. 8 / 9 pág. 10

FREGUESIAS Obras Municipais – parcerias com Juntas de Freguesia Treixedo – duas agradáveis surpresas Vimieiro – Suas Histórias e Vivências Pavimentações em Pinheiro de Ázere

pág. 11 pág. 12 pág. 13 pág. 13

PLANEAMENTO Obras Municipais e Ambiente Aprovado Plano de Ordenamento da Albufeira da Aguieira

pág. 14 pág. 15

EDUCAÇÃO Nova Serviço de Refeições Terapia da Fala - 1.º Ciclo de Conferências Profiacademus – Abertura Oficial do Ano Lectivo Dia Internacional das Bibliotecas Operação STOP Novo Espaço Internet Biblioteca Municipal Alves Mateus - Sugestões / Novidades

pág. 16 pág. 16 pág. 17 pág. 17 pág. 18 pág. 19 pág. 19

DESPORTO Pesca Desportiva - Santacombadense sagra-se Campeão Nacional Olimpíadas Carlos Costa Actividades Desportivas no Pavilhão Gimnodesportivo Homenagem aos Jovens Desportistas Remos Indoor Piscinas Municipais – Actividades Grupo Desportivo Santacombadense Trilhos do Dão - II Prova de Trial Arcadas - BTT 24 horas

pág. 20 pág. 20 pág. 20 pág. 21 pág. 21 pág. 21 pág. 22 pág. 23 pág. 23

AMBIENTE Viveiro Municipal Plano Municipal de Defesa da Floresta Acção de Sensibilização Ecocentro de Santa Comba Dão

pág. 24 / 25 pág. 26 pág. 26 pág. 27

CULTURA Biblioteca Municipal com uma nova imagem Jovem musico Pinheirense premiado internacionalmente Bandas em Concerto 2007/2008 Festas da Cidade Exposição de trabalhos com materiais reciclados Comfolclore - I Festival de Folclore

pág. 28 pág. 28 pág. 29 pág. 29 pág. 29 pág. 30

ACÇÃO SOCIAL Inauguração da Unidade de Cuidados Continuados Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral - Encontro O respeito que o Idoso nos merece!... Rendimento Social de Inserção - Assinatura de Protocolo Semana do Idoso

pág. 31 pág. 31 pág. 32 pág. 32 pág. 33

OPINIÃO Combatentes do Ultramar, por Alberto Costa

pág. 34


EDITORIAL

“Os anos passam depressa, mas os dias demoram uma eternidade”

Começo este editorial por uma frase da autoria da escritora inglesa de renome mundial, falecida em 1941, Virgínia Woolf, que assim se referia ao drama daqueles que passaram a barreira dos anos e se encontram no limiar da vida. Em Portugal, 27% da população é idosa e tem tendência a aumentar. No concelho de Santa Comba Dão, os recentes estudos demográficos demonstram que rapidamente passaremos essa percentagem. O grande desafio dos políticos, nos próximos anos, é dar resposta ao grande drama que a frase em título encerra e transformar cada dia num dia melhor, para que cada momento seja vivido com grande intensidade, e que os sacrifícios passados ao longo dos anos tenham, finalmente algum sentido. A nossa sociedade só agora se começa a preocupar com os mais idosos. A velocidade a que vivemos, levou ao abandono físico e afectivo dos mais velhos, que quase sempre se sentem um empecilho para os familiares mais directos já que a dependência vai aumentando com a idade, assim como a propensão a doenças limitativas e inibidores da auto suficiência. Ocupados que estamos com os jovens, os problemas dos jovens, os tempos livres dos jovens, a formação dos jovens, os comportamentos de risco dos jovens, esquecemo-nos daqueles para quem fomos, como jovens, o centro do mundo. E na verdade hoje, a sociedade já proporciona aos mais jovens um sem número de actividades atractivas, de alternativas profissionais, de estilos de vida saudáveis, etc. Estou consciente que ainda há muito para fazer, que as dificuldades dos jovens irão ser cada vez maiores, mas também as oportunidades para aqueles que arriscam serão maiores. No entanto, também estou consciente que a grande luta da próxima década vai ser procurar respostas adequadas aos problemas dos mais velhos. Hoje há gente, relativamente nova mas com mais de 35 anos de carreira em di-

versas profissões, que se reformam e sentem um vazio enorme e, ao mesmo tempo, uma grande necessidade de ser útil. Numa visita ao Brasil, representando a ADICES numa comitiva de diversas Associações de Desenvolvimento Regional (já agora, o município não gastou um cêntimo com esta viagem…) visitei um pequeno município no interior do Nordeste, em terras do Seridó, onde foi constituída uma cooperativa enquadrada por um técnico de acção social, cujos membros eram senhoras e alguns (poucos) senhores com mais de 65 anos e que se dedicavam a actividades criativas em áreas como o artesanato local, pintura, poesia, música e danças tradicionais e que, ao mesmo tempo, conviviam com crianças em idade pré-escolar, durante uma parte significativa do dia. Era assim, um projecto integrado, em que a partilha entre novos e mais velhos, atenuavam o sentido da frase que serve de título a este editorial, pois o sentimento que pude captar daquele espaço era significativamente diferente. Ali os anos continuavam a passar depressa mas os dias, tão preenchidos e tão ricos, passavam também depressa e davam outro sentido à vida. Quanto aos mais novos, percebia-se que adoravam os momentos passados com todos aqueles “vovós” disponíveis, presentes e dispostos a ensinar, a ser ensinados e a participar activamente nas brincadeiras das crianças. Um dia teremos que pensar num projecto assim! Tenho a certeza que será um sucesso e a sociedade, como um todo ficará a ganhar. O desafio fica feito à sociedade civil, em especial aqueles que se preocupam e têm o poder de intervir para alterar o panorama que, apesar de algumas respostas que vamos observando no nosso concelho, continua a ser deficitário e a precisar de novas apostas. Pela minha parte estarei disponível para ajudar a encontrar as melhores soluções dentro do quadro de limitações financeiras que nos foram impostas. Até Breve!

João Lourenço


CONCELHO

Menos 10 por cento

CÂMARA MUNICIPAL PROPÕE REDUÇÃO DE IMPOSTO MUNICIPAL A Câmara Municipal aprovou, em Setembro, a proposta de “Revisão dos Coeficientes de Localização” no Concelho, o que irá implicar uma descida da taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (excontribuição autárquica) de 10 por cento e, consequentemente, uma redução substancial do peso fiscal suportado pelos Munícipes Santacombadenses. A Revisão, que será submetida à Comissão Nacional de Avaliação de Prédios Urbanos (CNAPU), irá permitir também a correcção de vários desajustamentos, no que respeita aos pressupostos de definição de zonas homogéneas.

PARCERIA PUBLICO-PRIVADA Após concurso público, foi seleccionado um consórcio privado – constituído pelas empresas Embeiral, SA; Scoprolumba, Lda; Copdão, Lda; Inerbeiral, SA - para participar com a COMBANIMA, E.M. (empresa municipal), na constituição de uma sociedade anónima, de capitais minoritariamente públicos. Esta parceria publico-privada tem como objectivo a criação, desenvolvimento, construção, gestão, conservação, manutenção e exploração de áreas de desenvolvimento urbano de construção prioritária, de infra-estruturas educativas, de lazer e de requalificação urbana e ambiental no Concelho de Santa Comba Dão. Obras a executar Centro Educativo Norte Centro Educativo de S.ta Comba Dão Centro Educativo Sul Parque da Cidade Reabilitação Urbana Salão Nobre e Arquivo Municipal

Valor total dos investimentos Dezasseis Milhões de Euros, em 4 anos Prazo de pagamento das rendas 25 Anos + 3

Financiamento Onze milhões de euros provenientes das PPP Quatro milhões de euros de fundos comunitários (QREN) Um milhão de euros de rentabilização de Activos

PAINEL ELECTRÓNICO NO CENTRO DA CIDADE Um painel electrónico, localizado num dos principais Largos de Santa Comba Dão, onde convergem os três acessos à cidade, dá as boas-vindas a todos os visitantes. Oferta de um distinto Santacombadense ao Município, que solicitou o anonimato, o painel funciona como um veículo de promoção e divulgação de informação de interesse público, uma vez que nele podem ser lidos, por exemplo, apontamentos sobre eventos, festas populares, notícias do Concelho e informações úteis. O painel electrónico está ao dispôr das entidades e associações locais que devem contactar a Câmara Municipal, caso desejem utilizar este meio para a divulgação das suas actividades ou outras informações de interesse. 4


CONCELHO

O ENDIVIDAMENTO LIQUIDO Alguns órgãos de comunicação nacional publicaram uma lista de municípios que ultrapassaram o limite do endividamento líquido estando, por isso, sujeitos a sanções do Estado. A Câmara Municipal de Santa Comba Dão surgia, nessa lista, como o 6º concelho do País com maior endividamento líquido, num total de 2.167.161,09 € (dois milhões cento e sessenta e sete mil cento e sessenta e um euros e nove cêntimos). Na verdade, o Ministério das Finanças comunicou a situação à Câmara Municipal de Santa Comba Dão e, de acordo com o Código do Procedimento Administrativo, concedeu 10 dias úteis para que o Município pudesse, em sua defesa, apresentar argumentos que contrariassem o valor apresentado. Estranha-se, por isso, que a lista tenha sido publicada sem que os supostos prevaricadores tivessem tido oportunidade de se defender. Para repor no devido lugar a situação e evitar especulações e aproveitamentos descontextualizados, convém, pois, esclarecer, com factos, o que está em causa: •

O executivo que gere os destinos do Concelho, tem plena consciência do montante das dívidas sejam elas de curto, médio ou longo prazo, a entidades bancárias ou a fornecedores, e disso tem dado conhecimento à Assembleia Municipal.

Resulta desta alteração que o Município de Santa Comba Dão, sem ter aumentado substancialmente a divida – tendo-se até verificado um ligeiro abaixamento naquilo que se designa por stock da divida – acabou por entrar no rol dos não cumpridores.

Tendo em conta vários pressupostos que a comissão de análise do Ministério das Finanças considerou, o Município de Santa Comba Dão enviou já a sua defesa, justificando cerca de 1.400.000 € (um milhão e quatrocentos mil euros) de excesso de endividamento líquido.

Temos plena consciência da desregulação orçamental que há anos se vem mantendo na Câmara Municipal, em que o nível de despesas ditas “correntes” No final de 2006, o cálculo do endivié de tal modo elevado damento líquido estava sensivelmente que pouco sobra para igual ao que foi apurado em 2005, reinvestimento. gistando-se um agravamento nas contas a fornecedores, por via de um aumento de 3,5% na despesa e uma diminuição de 18,7% na receita, no que resultou um saldo negativo no ano cujo valor foi já suficientemente noticiado.

Em 15 de Janeiro de 2007 entrou em vigor a nova Lei das Finanças Locais que apresenta uma nova fórmula de cálculo do Endividamento Liquido, limitando este a “125% do total das receitas provenientes de impostos municipais, das participações do município no FEF, da participação no IRS, da derrama e da participação nos resultados das entidades do sector empresarial local, relativas ao ano anterior” (artigo 37º da Lei 2/2007 de 15 de Janeiro). Com este novo modelo de cálculo o Município de Santa Comba Dão, que até aí tinha Capacidade de Endividamento, ultrapassou os limites sujeitando-se às penalizações previstas na referida Lei das Finanças Locais.

Não é, apesar da redução substancial, uma situação cómoda. Temos plena consciência da desregulação orçamental que há anos se vem mantendo na Câmara Municipal, em que o nível de despesas ditas “correntes” é de tal modo elevado que pouco sobra para investimento. Restam-nos medidas de contenção apertadas, encaixes financeiros extraordinários, fundos comunitários (só a partir de meados de 2008) e soluções de engenharia financeira como são as parcerias público-privadas para não parar o ritmo de desenvolvimento do concelho.

As alterações que fomos introduzindo na mecânica da gestão autárquica levam algum tempo a produzir efeitos; numa primeira fase, representaram até um aumento na despesa, mas em breve se notarão os efeitos. A plena informatização dos serviços, a contínua formação e valorização dos funcionários, a implementação de um Sistema de Gestão de Qualidade e a rentabilização de meios próprios irão proporcionar bons resultados nos próximos anos. É, pois, com confiança que encaramos o futuro. O desafio é aliciante e motiva-nos para fazer mais e melhor. Estamos habituados a vencer e assim será mais uma vez para bem de Santa Comba Dão e dos Santacombadenses. Santa Comba Dão, 10 de Outubro de 2007 O Presidente da Câmara Municipal (João Lourenço) 5


CONCELHO

Agenda 21 Local

PLANO ESTRATÉGICO MUNICIPAL PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Santa Comba Dão é o primeiro concelho do distrito de Viseu a implementar um plano estratégico municipal para o desenvolvimento sustentável – a denominada Agenda 21 Local. A necessidade e a exigência de vivermos num Mundo melhor levou a que, após a Cimeira da Terra (Conferência das Nações Unidas sobre Ambiente e Desenvolvimento), em 1992, o conceito de desenvolvimento sustentável fosse reforçado e posto em prática. Surgiu, assim, a Agenda 21, uma agenda para o Séc.XXI, cujo objectivo final é conduzir a comunidades sustentáveis e naturalmente equilibradas, onde seja bom viver. Com base nos pressupostos da criação

Agenda 21 Local (A21L), o Plano Estratégico Municipal de Santa Comba Dão, apresentado publicamente em Julho, trata-se de um projecto integrado, consistente, que procura o bem-estar social melhorando a qualidade de vida dos munícipes Santacombadenses. A A21L de Santa Comba Dão é um plano através do qual a Autarquia pretende trabalhar, em parceria com os vários sectores da comunidade, num processo que se pretende participativo, multi-sectorial,

visando atingir os objectivos delineados, através da preparação e implementação de um Plano de Acção de longo prazo dirigido às prioridades locais. Por ser algo ambicioso, é composto por diversas componentes com alguma autonomia entre si, define prioridades de intervenção (ou seja, não procura resolver todos os problemas de uma vez) e integra mecanismos que maximizam a possibilidade de sucesso (como os que procuram envolver a comunidade e incutir o sentimento de pertença).

ASSOCIAÇÃO DE DEFICIENTES DE SANTA COMBA DÃO

NUMA FASE EMBRIONARIA Com vista à representação e a defesa dos interesses gerais, individuais e colectivos das pessoas portadoras de deficiência estão a ser dados os primeiros passos para a constituição da Associação de Deficientes do Concelho de Santa Comba Dão. A Associação de Deficientes de Santa Comba Dão terá como objectivos, entre outros: - Promover a criação de ampla solidariedade entre todos os deficientes; - Fazer «despertar» e alicerçar nos cidadãos a consciência dos direitos que lhes assistem; - Organizadamente, travar a luta pela plena integração e participação social dos cidadãos com deficiência; - Pugnar por um planeamento Concelhio integrado de habilitação e reabilitação dos deficientes.

6

Apesar de estar ainda numa fase embrionária, a Associação pretende estabelecer algumas parcerias, nomeadamente com o Centro Social e Paroquial de São João de Areias, na valência de apoio ao deficiente, uma vez que esta instituição tem um projecto, em fase de aprovação, de um Lar Residencial para deficientes. Conta ainda com o apoio da Autarquia Santacombadense, manifestado pelo seu presidente na reunião de Câmara em São João de Areias, assim como do Centro Paroquial Social de São João de Areias, na pessoa do Padre José António. António Augusto de Jesus Pereira, residente em Casas Novas-São João de

Areias, e Anabela Borges, residente em Vila Pouca-São Joaninho são os rostos do desafio que constitui a criação desta nova Associação, estando já a efectuar os contactos e diligências necessárias para que esta possa adquirir personalidade jurídica o mais brevemente possível. Todos os Cidadãos Santacombadenses, deficientes ou não, que de alguma forma queiram colaborar no projecto da Associação de Deficientes de Santa Comba Dão, podem fazê-lo utilizando os seguintes números de telemóvel: 963248665 (António Augusto) 968785222 (Anabela Borges)


CONCELHO

ILUMINAÇÃO DOS NÓS DO IP3 Depois de ter decorrido mais de um ano após a colocação das necessárias infraestruturas, a iluminação de três nós do IP3 - Treixedo, Santa Comba Dão e Chamadouro - entrou finalmente em funcionamento. O abastecimento de energia eléctrica ao Nó do Rojão Grande está ainda por resolver, devido a problemas técnicos, segundo informações da empresa Estradas de Portugal (EP).

Em Setembro, a Câmara Municipal recebeu, nos Paços do Concelho, uma delegação do Seridó, Região do Rio Grande do Norte, no Brasil, no âmbito do projecto “Cooperar em Português”, iniciado há alguns anos e formalizado no decurso da visita desta delegação a Portugal. O projecto Cooperar em Português, que integra 11 Associações de Desenvolvimento Local portuguesas, vem estabelecendo contactos com o Seridó há alguns anos, tendo uma delegação portuguesa, da qual fez parte o Município de Santa Comba Dão, visitado aquela região no início de Dezembro de 2006. Foi então discutido, de uma forma mais directa, o relacionamento entre o Seridó e Portugal, no quadro do projecto Cooperar em Português, enquadrado pelo Programa de Iniciativa Comunitária Leader+. A visita, realizada em Setembro, concretiza

o relacionamento encetado, através da assinatura de um Protocolo de Cooperação e Geminação de Entidades e Territórios entre a ADESE- Agência de Desenvolvimento Sustentável do Seridó, envolvendo os municípios integrantes do Seridó, e o projecto Cooperar em Português, envolvendo as 11 ADL que o integram. A assinatura do Protocolo foi efectuado no dia 28 de Setembro, em Sessão Solene no Município de Vila Nova Poiares, e foi assinado por Francisco Galvão Freire Neto, Presidente da ADESE e por Jaime Soares, Presidente da Dueceira e do Programa LEADER+ELOZ.

O Seridó é uma região sertaneja do Estado do Rio Grande do Norte que, no início do século, consensualizou um programa integrado de desenvolvimento e que tem vindo, desde então, a encetar uma luta tenaz pela construção de infra-estruturas de qualidade e melhoria das condições de vida das populações. Com uma indústria incipiente, uma grande riqueza na área agropecuária e frutos secos, luta contra um clima rigoroso e uma grande falta de água, o recurso mais valioso para a região. Possuindo elementos naturais, patrimoniais e culturais significativos, definiu como motor principal de desenvolvimento, o Turismo.

7


CONCELHO

INTENÇÃO DE GEMINAÇÃO ENTR Em Setembro, o Município Santacombadense fez deslocar uma comitiva à cidade francesa de Damazan para uma visita de trabalho de cinco dias, visita essa retribuída posteriormente por Damazan (de 28 a 3 de Outubro), no âmbito da Intenção de Geminação entre as duas Cidades. Santa Comba Dão e Damazan manifestaram a intenção de proceder a um acordo de união e de cooperação, entre os dois municípios, nas áreas cultural, social, educativa e turística, podendo também abranger outros domínios de cooperação técnica, com o objectivo de elevar a qualidade de vida das comunidades envolvidas. Tudo começou há três anos atrás quando um santacombadense, emigrado em Damazan, França, promoveu, junto dos responsáveis locais, um encontro de futebol entre as equipas de ambas as localidades, em Santa Comba Dão. Na sequência desse encontro, as amizades nasceram e cresceram ao ponto dos responsáveis municipais pensarem na realização de uma geminação. Os contactos foram encetados no sentido de que fosse possível um conhecimento real do território, cultura e tradições de ambas as localidades. Assim, no dia 13 de Setembro, uma delegação, representando o município de Santa Comba Dão, partiu rumo a Damazan, França. A viagem demorou cerca de catorze horas tendo em conta as paragens obrigatórias que tiveram que ser feitas para descanso e reposição de energias. Objectivo da viagem: o enriquecimento de duas pequenas mas belas localidades pela troca de culturas, costumes, línguas, saberes e experiências, características de cada região, com vista à realização de um acordo de geminação entre ambas. Damazan é uma simpática vila com cerca de três mil habitantes, que vive, essencialmente, da actividade agrícola. Situa-se entre Bordéus e Toulouse distanciando-se destas grandes cidades cerca de 120km. Local de muita vinha e de produção de bom vinho que foi dado a conhecer ao longo dos três dias que aí permaneceu a delegação santacombadense. Para além da vinha também se notou uma grande produção de cereais e tabaco. As quintas com criação de gansos para a produção do tão famoso foi gras proliferavam na zona tendo sido uma das iguarias servidas e muito apreciada. Tendo em conta a sua privilegiada situação geográfica, Damazan está servida de uma boa rede viária que favorece o crescimento da indústria local.

8

Damazan está servida por apenas uma zona industrial em franco crescimento apesar das ainda poucas empresas aí instaladas. O Presidente da Câmara local (Maire), que sempre acompanhou o grupo português, falou das novas indústrias que aí se vão fixar, bem como do hotel, cuja construção está para breve, e que visa, sobretudo, hospedar homens de negócio que se deslocam àquela região. Visitaram-se as infra-estruturas locais, nomeadamente escolas e equipamentos de lazer e compararam-se formas de trabalho e de organização. No dia 14, ao fim da tarde, a comitiva portuguesa foi formalmente recebida no salão nobre da Câmara Municipal (Mairie) onde os mais altos responsáveis presentes discursaram e trocaram algumas lembranças. No dia 15 de Setembro, dia em que todo o país comemorou o dia do património, a comitiva portuguesa foi integrada nas comemorações locais. Pelas 20 horas teve lugar um pequeno lanche servido pela comunidade com iguarias caseiras com que cada um colaborou. Bolinhos fritos e fruta da época, como os figos e as uvas, foram servidos a toda a população presente. Às vinte horas deu-se a abertura oficial da “Noite do Património”. Durante três horas os participantes/ouvintes percorreram a vila de Damazan parando nos locais históricos onde um in-

terlocutor contava a história de cada um dos monumentos e locais de interesse. Uma iniciativa de louvar tendo em conta que assim toda a população tem a oportunidade de conhecer a história da sua terra de uma forma dinâmica e criativa. O dia 16 foi dedicado apenas ao convívio entre todos tendo participados juntos num jogo tradicional (pétanque), semelhante ao jogo da malha. Todo o grupo santacombadense esteve presente e participou em todas as actividades e eventos do programa organizado, com muito interesse e regozijo. As noites eram passadas ao som da guitarra e das vozes dos elementos do grupo português tendo assim dado a conhecer a nossa música tradicional e o nosso fado, que, como é óbvio, não podia faltar. A troca de culturas é fundamental para o crescimento intelectual harmonioso das populações. O conhecimento de novas formas de organização e trabalho abrem as portas para um melhor desempenho no exercício das funções que cada um leva a cabo. A amizade entre os povos, através desta troca de tradições e história, é essencial e preciosa para a convivência e crescimento comum. Santa Comba Dão tem orgulho de também promover esse intercâmbio que, com certeza, trará benefícios a todos nós. Texto: Inês Matos


CONCELHO

E SANTA COMBA DÃO E DAMAZAN

Os dias de estadia da comitiva de Damazan em Santa Comba Dão começavam bem cedo, de forma a dar cumprimento a um programa pré-estabelecido que incluía um roteiro por diversas freguesias, passeios turísticos, contacto com a realidade social do Concelho, visita a espaços e equipamentos públicos, não faltando a animação cultural e a boa gastronomia beirã. A VISITA PELO CONCELHO Sendo um dos objectivos, da intenção de geminação, a troca de experiências, nas diversas áreas, a Autarquia Santacombadense teve a preocupação de incluir no programa visitas a diversos equipamentos que espelham a realidade do Concelho. Acompanhados pelo presidente da Autarquia, João Lourenço, e por Miguel Cunha, chefe de Gabinete da Presidência, o primeiro dia da visita teve início na freguesia de Couto do Mosteiro. A imponência do granito, assim como os painéis de azulejos, existentes no edifício da Junta de Freguesia, cativaram de imediato a atenção dos visitantes. Após uma visita ao Centro de Dia de Couto do Mosteiro, onde lhes foi explicado, pelo responsável do mesmo, os objectivos e a base de funcionamento daquele equipamento, a comitiva teve o primeiro encontro com uma das muitas belezas naturais que tiveram oportunidade de conhecer no Concelho, desta feita o Parque Natural do Outeiro.

Areias e Nagozela, com a colaboração do Clube Trilhos do Dão. Quanto ao património histórico e cultural, este teve em evidência na passagem pela freguesia do Vimieiro e pela freguesia de Óvoa e nos dois eventos promovidos pela Autarquia Santacombadense (Noite Arcadas e I Festival de Comfolclore) que contaram com a presença da comitiva de Damazan. Na sede do Concelho, tempo ainda para conhecer o património religioso numa visita à Igreja Matriz que acabou por se “estender” ao Largo do Tribunal, Parque dos Aldrógãos, passadiço sobre a ribeira terminando nos Paços do Concelho.

Aliando ainda a componente desportiva ao turismo, foram promovidos passeios em jipe por alguns troços de Santa Comba Dão, nomeadamente junto às zonas fluviais de Pinheiro de Ázere, S. João de

Certo que a geminação entre Santa Comba Dão e Damazan, a estabelecer num futuro próximo, contribuirá para facilitar aos homens e mulheres do território europeu a possibilidade de viverem em conjunto e de contribuir para o alargamento e afirmação da União Europeia, o presidente da Câmara Municipal propôs que os rumos para a actividade dos dois municípios, no âmbito da geminação, sejam:

No segundo dia em terras Santacombadenses, a delegação francesa de Damazan foi recebida oficialmente no Salão Nobre da Câmara Municipal.

• Sensibilizar para a importância da livre circulação e para a Europa Unida, promovendo encontros informais entre cidadãos; • Contribuir para a disseminação dos valores de democracia, envolvendo os habitantes das várias cidades na implementação, concretização e dinamização das actividades de geminação; • Promover o intercâmbio e a comunicação inter-cultural, escolar, associativa; • Promover a aprendizagem das línguas; • Pensar em novas formas de cooperação; • Desenvolver actividades para os jovens e com os jovens; • Reforçar o sentido da cidadania Europeia;

João Lourenço manifestou a sua satisfação por aquilo que considerou ser “um movimento que sustenta a união entre Santa Comba Dão e Damazan; devendo este ser um instrumento de desenvolvimento da dimensão europeia, de afirmação de cidadania, de afirmação da diversidade cultural, entre outros valores fundamentais

No final da cerimónia procedeu-se à troca de lembranças, entre os autarcas de Santa Comba Dão e Damazan, ficando o compromisso de, ambas as partes, desenvolverem os esforços necessários para a concretização da assinatura do Acordo de Geminação, entre as duas cidades, o mais brevemente possível.

O Quartel dos Bombeiros Voluntários, o Quartel da Guarda Nacional Republicana, a Escola Secundária, a Escola Básica 2,3, o novo Espaço Internet e as Piscina Municipais foram outros dos espaços públicos visitados, pela comitiva de Damazan, e que mereceram rasgados elogios da mesma, nomeadamente do presidente da Câmara local (Maire). RECEPÇÃO OFICIAL

Em S. Joaninho, o contacto foi com as áreas da acção social, cultura e educação, com a visita ao Lar da Terceira Idade, ao Clube Recreativo e ao Jardim de Infância. Destaque para a área desportiva em Treixedo e Santa Comba Dão, com a visita aos respectivos pavilhões gimnodesportivos e ao Estádio Municipal.

para o crescimento das nossas nações”.

9


CONCELHO

Junto ao edifício da Câmara Municipal

NOVO ESPAÇO DE ESTACIONAMENTO Santa Comba Dão tem a funcionar um novo espaço de estacionamento que se desenvolve ao longo das margens da ribeira da Cidade, junto ao edifício da Câmara Municipal. Para além de colmatar a necessidade de mais parqueamento público, este novo espaço é também uma forma de proporcionar, ao Concelho, a oportunidade de se destacar em termos naturais, evidenciando o que nele já existe. Integrado na primeira fase de requalificação urbana da cidade, é constituído por 62 lugares. Numa das margens

10

encontra-se o parqueamento privativo, com 32 lugares, reservado às viaturas dos funcionários da autarquia e dos moradores do Largo do Município e do Largo Engº Urbano; na outra, com 30 lugares, os lugares destinam-se à população em geral. A par com a revitalização e requalificação do troço da Ribeira, foram também

criadas diversas zonas verdes no local, apostando, assim, no forte potencial que se constitui em torno da “água”, dotando também a Cidade de um excepcional património, capaz de conferir um elevado grau de qualidade de vida para os que nela habitam , trabalham e visitam diariamente.


FREGUESIAS

OBRAS MUNICIPAIS

PARCERIAS COM JUNTAS DE FREGUESIA SÃO JOANINHO

COUTO DO MOSTEIRO Alargamento do acesso ao Pregoínho

⇑ Abertura acesso Pregoínho-Regucha

⇑ Melhoramentos junto ao clube e na Igreja de Santa Eufémia em Óvoa

NAGOZELA

PINHEIRO DE ÁZERE

⇑ Alargamento da ponte e requalificação da zona envolvente

⇑ Melhoramentos no cemitério

⇑ Iluminação do passeio público ao longo da Ribeira

⇑ Execução de passeios TREIXEDO

⇑ Beneficiação de espaços públicos na Senhora da Ribeira

⇑ Arranjos exteriores do cemitério e Igreja Matriz

⇑ Obras na Capela Mortuária VIMIEIRO

SANTA COMBA DÃO ÓVOA

⇑ Alargamento do acesso e execução de passeios em Oveiro

⇑ Requalificação do fontanário da Rua da Amargura (Pistolo), zona envolvente e arruamento

⇑ Alargamento de arruamento junto à Igreja da Santa Cruz

11


FREGUESIAS

TREIXEDO

DUAS AGRADÁVEIS SURPRESAS São-no, sem dúvida, as que aqui damos a conhecer, transmitindo aos leitores algo de diferente relativamente a esta terra que gosta muito de se sentir bem. E, assim sendo, é inevitável que quem nos visita, experimentará sensação igual, o que aumenta o orgulho dos naturais e residentes. Assumimos o esforço que temos feito, enquanto autores de textos que respeitam ao berço que nos viu nascer, e que visam, somente, alertar para pontos preocupantes, mas ao mesmo tempo dando a conhecer o que também se faz e o que acontece de bom, correndo nós o risco, assumido também, de sermos alvo das críticas mais diversas. A “LUTA” QUE SE TRAVA, É PELA NOSSA TERRA, APENAS E SÓ!... Com este estado de espírito, porque não referir a disponibilização que passou a ser dada às instalações do antigo Jardim de Infância? Preocupava-nos, tempos atrás, e disso demos também público conhecimento, o destino que elas poderiam vir a ter. Apesar de não ser um edifício majestoso, a sua forte ligação à história desta terra no campo da educação, obrigava a que se fizesse algo para que não fossem deliberados logo, o seu abandono ou a sua destruição.

Esta mudança de instalações enquadra-se no objectivo traçado pela Junta de Freguesia de Treixedo, que vem delineando um melhor aproveitamento dos espaços de que é detentora, nomeadamente aquele que a Associação deixou de usar e que funcionava paredes meias com a “Casa Mortuária”, a qual passará para o antigo mercado, a sofrer, de há uns tempos a esta parte, obras de transformação e de adaptação,. ILUMINAÇÃO

Impondo-se a reutilização, mesmo que inevitáveis alterações tivessem de ocorrer para um melhor aproveitamento, por indicação da Junta de Freguesia de Treixedo e posterior decisão da Câmara Municipal de Santa Comba Dão, entendeu a edilidade e a nosso ver, muito bem, ceder o uso de tais instalações, conjuntamente à Associação de Caçadores da Freguesia de Treixedo que ficou contemplada com duas das três salas existentes, sendo que a terceira delas passou a ser usufruída pelo Grupo de Jovens da nossa terra.

Referida a primeira das surpresas, passamos à segunda, para dizer que o “Ramal”, a bifurcação no “Bairro da Pedra da Sé”, a denominada “Curva do Arnaldo Dias”, o cruzamento no “Lagar Pedrinho” e a “Fonte da Novena”, estão diferentes, para melhor, dando-se conta agora, que a sua maior luminosidade imprime um pouco mais de segurança a quem se serve destes locais, depois de postos em funcionamento os novos candeeiros nela colocados para esse efeito, no seguimento dos trabalhos de transformação a que tem estado sujeita a artéria mais importante da nossa terra (EN Nº 334).

“CASA NOVA”

PASSEIOS

Com “casa nova”, a Associação fez a apresentação oficial do seu novo espaço no dia 26 de Agosto, cuja cerimónia contou com a presença de entidades oficiais e outros convidados, aos quais foi ofertado um lanche para assinalar tal acontecimento, partilhado também pelos associados. Satisfeitas as partes envolvidas, pensamos que estará a ser feita também, a homenagem a todos os que se sacrificaram e lutaram para erguer este edifício, o qual nunca poderá ser desligado da vida de várias gerações de treixedenses, mulheres e homens que ali deram os primeiros passos escolares, com a sucessão de seus filhos e netos, aos quais se contarão histórias daquele espaço, erguido para encontrar o melhor bem estar para todos.

Comenta-se, no entanto, que tudo estaria de conformidade com as normas de uma circulação mais tranquila, se as obras dos passeios fossem concluídas. Na verdade, só quem tem necessidade de usá-los, se dá conta dos perigos que enfrenta, ao ter de substituí-los pela própria estrada, já que os mesmos se encontram com um piso muito irregular na sua maior extensão. O comentário reforça-se quando se diz ter-se muita sorte quando o tempo está seco, porque se chovesse…! Embora sabendo que as entidades responsáveis (Câmara Municipal de Santa Comba Dão e Junta de Freguesia de Treixedo) não são insensíveis a este problema, caberá fazer aqui mais um apelo, no sentido de que a conclusão dos trabalhos seja célere, tanto mais que decorre já a época escolar e muitos dos alunos têm necessidade de circular pelos espaços referidos, sujeitando-se assim, também eles, aos perigos enunciados, ao mesmo tempo que aumenta a já enorme preocupação dos seus pais. Voltando ainda ao tema candeeiros e para terminar este apontamento, “a cereja no topo do bolo” seria se, os que já existiam e que se situam entre os que servem de suporte a esta noticia e referidos anteriormente, tivessem o mesmo tipo de iluminação, porque é notória a diferença de intensidade de luz entre uns e outros, que periga, de alguma forma, também, a circulação dos peões, por ser a via com maior tráfego rodoviário. Quem sabe se tal alteração não estará prevista também? Seria outra agradável surpresa, não? Para já, poderemos afirmar que estamos todos de parabéns!... Texto: Alberto Costa

12


O COMETA HALLEY Já no século X, a enciclopédia nos dá conta que esta terra pertencia ao Conde D. Oveco Garcia, e já nesse século a Santa Cruz aparece como orago desta freguesia. Por aqui, passaram os romanos como nos testemunhava a sua via infelizmente destruída, nos fins do século XX. Por aqui, passaram as tropas napoleónicas, em 1840, quando das guerras Peninsulares. Como testemunho temos a Memória. Em 1910, de 18 para 19 de Maio, esperavase em vão o Cometa Halley que produziu um verdadeiro pânico, principalmente quando a superstição invade povos simples como o eram as pessoas do Vimieiro, de então. Nesses tempos, a electricidade ainda era uma miragem e, nesse dia, em todas as casas havia a luz dos candeeiros o que dava

Capela Senhor da Agonia

FREGUESIAS

VIMIEIRO - SUAS HISTÓRIAS E VIVÊNCIAS Texto: Elsa Silvestre do Amaral

à povoação um aspecto algo diferente. Na capela do Senhor Conselheiro Botelheiro Perestrelo reuniram-se para orar familiares do dono da Capela e o senhor Alfredo Paiva, que era o farmacêutico cá da terra, e a sua esposa que era professora de piano. Continuando com a espera do Cometa Halley, a taberneira abriu a sua tasca antevendo uma boa clientela. E se melhor o pensou, melhor o fez. Caiu-lhe em cheio um povo amedrontado, com a morte eminente que o Cometa Halley lhe traria. Nunca em toda a sua vida a taberneira terá vendido tanta aguardente. È que queriam morrer felizes. Todos olhavam para o céu! Fiquei sem saber realmente se o viram ou se ele passou impávido e sereno, na sua existência deslumbrante.

Capela do Santíssimo

Igreja Santa Cruz

Capela São Simão

PAVIMENTAÇÕES EM PINHEIRO DE ÁZERE Na freguesia de Pinheiro de Ázere foram executados os trabalhos de repavimentação na: - Estrada do Salgueiral; - Avenida Salazar; - Avenida Marechal Carmona; - Rua da Portela; - Rua Professor Oliveira e Costa; - Rua dos Felicianos. Estes troços encontravam-se danificados, em virtude dos trabalhos da construção da nova rede de abastecimento de água em alta. 13


PLANEAMENTO

OBRAS MUNICIPAIS E AMBIENTE ADMINISTRAÇÃO DIRECTA

EMPREITADAS

PLANEAMENTO URBANO

Prolongamento da Rede de Saneamento e Abastecimento de Águas

Requalificação e Revitalização do Centro Antigo de Santa Comba Dão Adjudicação: 124.738,57 € Prazo: 5 Meses (concluída) Empreiteiro: Scoprolumba, Lda.

Projectos de Planeamento Elaboração do Plano de Urbanização de Santa Comba Dão

Infra-Estruturas do Loteamento Industrial das Lameiras Adjudicação: 78.228,00 € Prazo: 1 Mês (concluída) Empreiteiro: Scoprolumba, Lda. Trabalhos nas freguesias de Santa Comba Dão, São João de Areias e São Joaninho Revestimento de Passeios Colocação de lancis e pavé em passeios nas Freguesias de Santa Comba Dão, São Joaninho e Treixedo em colaboração com as Juntas de Freguesia Recuperação da Antiga Morgue na UCCS Abertura da Estrada Pregoínho até Regucha Ampliação da zona de Estacionamento em frente ao cemitério Municipal

Intervenções na Rede Viária em Venda do Sebo e Chamadouro Adjudicação: 89.415,00 € Prazo: 6 Meses (em execução) Empreiteiro: Cipriano Pereira de Carvalho e Filhos, Lda. Adaptação de Edifício para Albergar Serviços Técnicos Adjudicação: 398.641,61 € Prazo: 8 meses (em execução) Empreiteiro: Scoprolumba, Lda. Fornecimento de Sondagem e Captação de Água Subterrânea no Granjal

Elaboração do Plano de Pormenor do Granjal Elaboração do Plano de Pormenor da Senhora da Ribeira

Pavimentação do novo acesso ao cemitério Municipal

Acompanhamento da elaboração do PROT Preparação para o Processo de Revisão do PDM Elaboração dos Anteprojectos das Obras a executar no âmbito das Parcerias Publico-Privadas Projectos de Arquitectura Centros Educativos Canil Municipal Parque da Cidade

Ambiente Intervenções em ETAR’s, Fossas Sépticas e Estações de Bombagem de Esgotos em todo o Concelho. Limpeza de vegetação em passeios e nós do IP3. Recolha de Monstros.

14

Adjudicação: 140.360,00 € + 45.000,00 € de Trabalhos a Mais Prazo: 5 Meses + 3 Meses de Prorrogação Empreiteiro: Aqualis, Lda.

Requalificação Urbana Projectos para Juntas de Freguesia no âmbito do Protocolo de transferência de Competências / Contratos Programa


PLANEAMENTO

APROVADO PLANO DE ORDENAMENTO DA ALBUFEIRA DA AGUEIRA Em Resolução do Conselho de Ministros, de 11 de Outubro, foi aprovado o Plano de Ordenamento da Albufeira da Aguieira e alterada a delimitação da Reserva Ecológica Nacional do concelho de Santa Comba Dão. Esta Resolução vem aprovar o Plano de Ordenamento da Albufeira da Aguieira, dotando-a de um instrumento de gestão territorial específico que visa a salvaguarda dos recursos e valores naturais e define o regime de gestão compatível com a utilização sustentável do território na respectiva área de intervenção. Assim, procura-se conciliar a forte procura desta área com a conservação dos valores ambientais e ecológicos existentes e, principalmente, com a preservação da qualidade da água. Do mesmo modo,

pretende-se, também, o aproveitamento dos recursos naturais existentes, através de uma abordagem integrada das potencialidades e das limitações do meio, com vista à definição de um modelo de desenvolvimento sustentável para o território. Com efeito, o Plano de Ordenamento da Albufeira da Aguieira (POAA) incide sobre o plano de água e respectiva zona de protecção, com uma largura de 500 metros, medida na horizontal, a contar do nível de pleno armazenamento (cota 124,7m), encontrando-se a totalidade da área in-

tegrada nos municípios de Santa Comba Dão, de Mortágua, de Penacova, de Tábua, do Carregal do Sal e de Tondela. Por outro lado, e simultaneamente enquadrada no processo de elaboração do plano de ordenamento, aprova-se a alteração da delimitação da Reserva Ecológica Nacional (REN) para as áreas dos municípios de Santa Comba Dão, de Mortágua, de Penacova, de Tábua, do Carregal do Sal e de Tondela, respectivamente, na área abrangida por este plano especial de ordenamento do território. 15


EDUCAÇÃO

1.º Ciclo e Pré-escolar

NOVO SERVIÇO DE REFEIÇÕES

Iniciou-se, no dia 17 de Setembro, mais um ano lectivo com uma nova estrutura da rede escolar Concelhia devido ao encerramento da escola do ensino básico de Pedraires, uma das duas escolas a encerrar, por parte da DREC, no Concelho. A segunda era a do Chamadouro que, após explanação dos motivos e justificações para o seu não encerramento por parte do Município, acabou por se manter em funcionamento. A implementação das Actividades de Enriquecimento Curricular (AEC), no presente ano lectivo, segue o mesmo modelo e envolvem os mesmos parceiros do ano transacto, dado a satisfação dos resultados finais, uma vez que o Município foi considerado modelo na implementação das AEC, por parte do Ministério da Educação, através da DREC. Resultado de uma reivindicação antiga, o ensino pré-escolar de Cagido beneficia este ano de prolongamento de horário, de acordo com o que se passa em todos os outros equipamentos similares no Concelho. É uma medida que beneficia as famílias que utilizam aquele estabelecimen-

to de ensino e dará equidade ao serviço de educação pré-escolar no Concelho. O programa de generalização de refeições, ao 1º ciclo e pré-escolar, sofreu uma importante mudança que tem como objectivo último melhorar o serviço de alimentação às nossas crianças. O Município estabeleceu um acordo com as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), parceiras neste projecto, e com uma empresa de “catering” especializada na área e de reconhecido mérito nacional. O objectivo é o de permitir, através da utilização dos espaços físicos das Instituições, a confecção de refeições de acordo com critério técnicos rigorosos, nomeadamente no que toca à segurança alimentar e à adequação das ementas à idade e necessidades nutritivas das nossas

A Câmara Municipal está certa que, com esta reforma, as melhorias do serviço de refeições serão inegáveis, garantindo maior eficácia, maior rigor e maior adequação às necessidades efectivas das crianças no Concelho.

TERAPIA DE FALA

17 de Novembro de 2007 Hiperactividade ou falta de regras?

1º CICLO DE CONFERÊNCIAS

12 e 19 de Janeiro de 2008 Noções básicas do Programa de Linguagem MAKATON

Local: Auditório Municipal

09 de Fevereiro de 2008 Nascer diferente: o impacto na família após o nascimento de uma criança especial

PSICOLOGIA-REABILITAÇÃO COGNITIVA

Inscrições: 968180544 / 914118315 / 967787643 centro.fala.apoios@gmail.com

CENTRO DE TERAPIA DA FALA E APOIOS COMPLEMENTARES 16

crianças. Isto permite igualmente melhorar as performances das IPSS parceiras e melhorará o desenvolvimento das suas actividades em outras valências. Por outro lado, este acordo prevê a disponibilização, por parte da empresa, de material de acomodação e transporte das refeições, cumprindo por isso com as mais exigentes regras em termos de segurança alimentar. As auxiliares de educação responsáveis pelo acompanhamento nas refeições tiveram igualmente formação específica para a actividade que desenvolvem.

23 de Fevereiro de 2008 Alterações de fala e linguagem: sinais de alerta 15 de Março de 2008 Perturbação do Espectro do Autismo


PROFIACADEMUS EDUCAÇÃO

ABERTURA OFICIAL DO NOVO ANO LECTIVO Com a presença do presidente da Câmara Municipal e Director da Escola Profissional, João Lourenço, e do Vereador Fernando Cruz, a Escola Profissional de Santa Comba Dão (PROFIACADEMUS) assinalou, no dia 24 de Setembro, a abertura oficial do ano lectivo 2007-2008.

Na PROFIACADEMUS, as obras mais visíveis foram a construção de um novo pavilhão e a substituição de todas as portas e janelas (que se encontravam bastante degradadas).

Depois das boas vindas ao pessoal docente e não docente, responsáveis pedagógicos e financeiros da Escola, João Lourenço começou por enumerar as obras executadas nos últimos meses, realizadas com o intuito de proporcionar as melhores condições possíveis, não só aos alunos mas também a todos aqueles que trabalham na Escola Profissional. “É uma aposta que estamos a fazer e que se traduz num esforço muito grande por parte da autarquia, numa época de contenção e dificuldades”, referiu o autarca. No seguimento da postura assumida, por parte da Autarquia, em relação ao ensino profissional no Concelho, o Director da Escola Profissional solicitou, a todos os presentes, igual esforço e empenhamento no desenvolvimento de todas as actividades inerentes ao funcionamento da PROFIACADEMUS. “Só assim podemos manter a escola viva e dignificar o ensino profissional. O bom resultado atingido

pela PROFIACADEMEUS mede-se quer pela procura crescente de que possa ser alvo, quer pelos elevados índices de empregabilidade dos seus formandos. Cabenos, a todos nós, atingirmos esse objectivo”, adiantou.

No entanto foram também realizadas todo um conjunto de intervenções, não tão visíveis, mas de extrema importância para o dia-a-dia da Escola Profissional, como é o caso das obras de beneficiação e conservação de toda a infra-estrutura e espaço envolvente.

A Direcção da PROFIACADEMUS relembrou ainda que foi feita a reorientação dos cursos existentes, numa articulação com o mundo empresarial bem como com as comunidades que pretendem servir, adaptando-os às necessidades do mercado de trabalho.

DIA INTERNACIONAL DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES Um dos objectivos das bibliotecas escolares é dar resposta às necessidades curriculares dos alunos, contribuindo, portanto, para a sua formação, e colaborar na acção dos professores. Comemorando-se, no dia 22 de Outubro, o Dia Internacional das Bibliotecas Escolares, não quis a Biblioteca da Escola Básica 2,3 deixar de assinalar a data, elaborando alguns cartazes alusivos, estando a preparar algumas actividades de divulgação. 17


EDUCAÇÃO

Operção STOP

CPCJ / GNR / BRIGADA DE TRÂNSITO DE VISEU

Texto: CPCJ de Santa Comba Dão (Modalidade Alargada)

No dia 18 de Outubro, a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ), na sua modalidade alargada, realizou, com a colaboração da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Santa Comba Dão e a Brigada de Trânsito de Viseu, uma Operação STOP, entre as 8 e as 9 horas e as 17 e as 18 horas. Esta acção surge na sequência daquela que havia sido realizada no dia 14 de Junho, intitulada “Alerta para a segurança no transporte de crianças”, dirigida, especialmente, a pais e educadores, onde estiveram presentes elementos do GAS (Grupo de Alerta para a Segurança). A equipa que esteve no terreno era formada, no total, por quatro elementos da CPCJ, quatro elementos da GNR e dois elementos da Brigada de Trânsito, equipa essa que se dividiu por dois locais escolhidos, rotunda da Catraia e acesso à cidade de Santa Comba Dão pelo IP3, tendo em conta que são as duas entradas mais movimentadas. Pretendia-se sensibilizar e informar os pais, educadores e todos aqueles que transportam crianças, para a necessidade de respeito pela lei nesta matéria tendo em conta que pode estar em causa a vida duma criança. Foram fiscalizados veículos ligeiros e pesados de passageiros, públicos e particulares, tendo sido vários os incumprimentos constatados.

18

deiras e bancos elevatórios), sistemas de retenção não adequados à idade e altura da criança, cintos de segurança mal colocados a cruzar a zona do pescoço da criança o que pode provocar o seu estrangulamento em caso de paragem brusca ou embate, crianças sentadas fora dos sistemas de retenção apesar destes existirem, crianças sentadas no sistema de retenção sem cinto e com mochilas às costas. A lei está em vigor e é exigente no que diz respeito ao transporte de crianças não se aplicando, contudo, aos transportes em táxi e aos transportes públicos regulares de passageiros, salvo se estes forem especificamente contratualizados para o transporte de crianças. Foram distribuídos panfletos informativos onde estavam descritas todas as infracções e respectivas coimas bem como os contactos das entidades através das quais todos os interessados podem esclarecer dúvidas relativamente ao assunto, estando também aí referida a lei reguladora da matéria, Lei 13/2006 de 17 de Abril 2006.

No transporte colectivo verificou-se um número excessivo de crianças em pé e sem condições de apoio tendo-se verificado também crianças menores de 12 anos sentadas nos lugares contíguos ao do motorista e nos lugares da primeira fila, em veículos com mais de nove lugares que não possuíam separador de protecção.

A acção visava apenas sensibilizar não tendo, desta vez, a GNR autuado quando foram detectados incumprimentos.

No transporte particular não deixaram também de ser registadas várias infracções: falta de sistemas de retenção (ca-

As crianças são o maior tesouro de todos nós, são o nosso futuro. Vamos preservá-lo!

Apela-se assim a todos os responsáveis pelo transporte das nossas crianças o maior zelo no cumprimento destas obrigações legais não facilitando mesmo em curtas distâncias.


Com 14 computadores com acesso gratuito à Internet, o novo “Espaço Internet” de Santa Comba Dão foi inaugurado a 1 de Outubro. Com cerca de 125.00 m2 este espaço está localizado junto à Escola Secundária /3.

BIBLIOTECA MUNICIPAL ALVES MATEUS

EDUCAÇÃO

NOVO “ESPAÇO INTERNET”

SUGESTÕES/NOVIDADES Vieira, Alice ÁGUAS DE VERÃO [Livro Juvenil] Gonzalez, Maria Teresa Maia Pedreira, Maria do Rosário O CLUBE DAS CHAVES “NO TRILHO DOURADO” [Livro Juvenil] Nogueira, Manuela O ESTRANHO CASO DO HOMEM DESAPARECIDO Correia, Clara Pinto O OVÁRIO DE EVA O “Espaço Internet” evidencia-se pela jovialidade e dinâmica que lhe conferem as cores utilizadas na decoração e mobi-

liário assim como pelos dois quadros de autoria dos alunos do Atelier de Pintura, a funcionar na Casa da Cultura. HORÁRIO Segundas, Terças, Quintas e Sextas-feiras - das 14h00 às 22h00 Quartas-feiras e Sábados - das 13h00 às 22h00 Domingo - Encerrado

Corrêa, Graça P. ELEANOR MARX Cotrim, João Paulo TRAVESSA DO CALADO “ILUSTRAÇÕES DE ALAIN CORBEL” Freitas, Ascêncio de A PAZ ENFURECIDA [Romance] Parreira, Francisco Luís TRISTÃO E O ASPECTO DA FLOR “HISTÓRIA DO ESCRIVÃO BARTLEY” [Teatro] Saramago, José HISTÓRIA DO CERCO DE LISBOA [Romance] Choo, Chun Wei GESTÃO DE INFORMAÇÃO PARA A ORGANIZAÇÃO INTELIGENTE “A ARTE DE EXPLORAR O MEIO AMBIENTE” Coelho, João Paulo Borges AS DUAS SOMBRAS DO RIO

O Espaço Internet foi inaugurado pelo presidente da Câmara Municipal, João Lourenço, e pelo presidente de Damazan,

Jean-Romain Argacha, este último de visita ao Concelho no âmbito da Intenção de Geminação entre as duas cidades.

Fundação Calouste Gulbenkian CENTRO DE ARTE MODERNA JOSÉ AZEREDO PERDIGÃO “OS ÚLTIMOS DIAS”

19


DESPORTO

PESCA DESPORTIVA

SANTACOMBADENSE JOSÉ CALADO SAGRA-SE CAMPEÃO NACIONAL Após o terminus de mais uma época desportiva, o Santacombadense José Calado sagrou-se, mais uma vez, Campeão Nacional com o seu Clube Desportivo, o Team Vega. Este é o seu 10º Titulo Nacional, sendo, assim, o Pescador Português com mais títulos nacionais conquistados, somente em 11 anos de actividade como pescador federado. Ao sagrar-se Campeão Nacional, José Calado vai representar Portugal no Campeonato Mundial de Clubes, a realizar em Niort, França, em Junho de 2008. Individualmente ficou apurado para representar Portugal no Campeonato do Mundo por Nações, a realizar em Itália durante o mês de Setembro de 2008. Poderá ainda ser convocado para participar no Europeu na República Checa e na Taça Latina a realizar em Itália. José Calado completou este ano o seu décimo ano ao serviço das Selecções Nacionais. Desde 1997 participou em 26 Provas Internacionais, tendo como momento alto o reconhecimento como atleta do ano de 1996, pela Confederação Nacional do Desporto. Actualmente, é o único Pescador Nacional que se mantêm na 1ª Divisão, sem nunca ter descido, facto que demonstra o seu valor. Outra curiosidade no seu percurso desportivo, é o facto de ter conseguido vencer consecutivamente oito Títulos Nacionais de Clubes, facto pouco comum no

espectro de Pescadores Portugueses. Teve a seu cargo durante três anos os comandos da Selecção Nacional, sagrandose Campeão do Mundo em 2004. Abandonou o cargo para se dedicar, de alma e coração, ao seu Clube Desportivo do qual é Director Desportivo e Capitão. Em cinco anos de existência sagrou-se sempre Campeão, Regional no 1º ano e Nacional até à data. Orgulhoso da Cidade onde vive e que o acolheu desde os seis anos de idade, José Calado pretende, a curto prazo, formar um Clube de Pesca, sedeado em Santa Comba Dão, e inscrito na Federação Portuguesa de Pesca Desportiva. O Clube de Pesca de Santa Comba Dão irá acolher todos aqueles que queiram praticar a modalidade de pesca desportiva e será aberto a todos os praticantes, com ou sem experiência. Funcionando como uma uma escola, para uns, e um local de troca de experiências, para outros, será certamente um orgulho para a Cidade Santacombadense.

José Calado é o Pescador Português com mais títulos nacionais conquistados.

ACTIVIDADES DESPORTIVAS NO PAVILHÃO GIMNODESPORTIVO Estão a decorrer as actividades desportivas, nas modalidades de Karaté, GAP, STEP, e Ginástica para criança, no Pavilhão Gimnodesportivo, todos os dias da semana das 18h00 às 20h30. Os interessados, na prática das referidas modalidades, devem contactar directamente com os professores responsáveis no local da realização das mesmas.

20

2007 Decorreram, no fim-de-semana de 8 e 9 de Setembro, as Olimpíadas Carlos Costa 2007. Estas Olimpíadas são uma competição que congrega os vencedores dos Jogos Desportivos Municipais, que decorreram este ano pela segunda vez no nosso Concelho. A comissão organizadora destas Olimpíadas ficou a cargo este ano do Mu-

nicípio de Viseu e envolveram cerca de 2000 jovens, a praticar 8 modalidades desportivas, oriundos dos 15 Concelhos envolvidos neste projecto. A representar o Município de Santa Comba Dão estiveram cerca de 100 jovens atletas que, com um comportamento e dedicação exemplares, representaram condignamente Santa Comba Dão e as suas colectividades.


REMO INDOOR Texto :Alberto Costa

Inserido em programas desportivos visando a ocupação dos jovens do nosso concelho, estão ainda na memória de todos nós os JOGOS DESPORTIVOS organizados pela Câmara Municipal, nos quais estiveram envolvidas associações e Juntas de Freguesia, Jogos esses que viriam a permitir às melhores equipas, nas várias modalidades, a representação do concelho, em Viseu. Para nós, Treixedenses, não poderá ser esquecido o brilhante resultado alcançado pelas equipas do Grupo Desportivo Treixedense que intervieram em dois escalões etários, um de jovens até aos 14 anos, e outro dos 15 aos 17 anos, tendo sido três as equipas participantes, com o primeiro escalão a participar em “Futsal” e o segundo em “Futsal” e “Futebol de 7”, com classificações a encherem-nos de orgulho. Porque assim foi, repetir o que então foi noticiado não nos parecerá enfadonho, para enaltecer uma vez mais o comportamento do escalão 15-17, já que, em “Futsal” e num conjunto de sete equipas, obteve o 1º lugar, com 5 vitórias, 1 empate, 30 golos marcados e nenhum sofrido, sendo “parceiro” nesta classificação, portanto em 1º lugar também, a equipa de “Futebol de 7”, num grupo de 5 equipas, com 4 vitórias e sem qualquer golo sofrido. Voltando aos JOGOS DESPORTIVOS, eles foram também a “ponte” para um outro acontecimento desportivo, no qual viriam a participar em Viseu as melhores equipas dos concelhos, com a participação de catorze desses concelhos nas “OLIMPÍADAS DA AMIZADE CARLOS COSTA 2007”. Também aqui, os nossos representantes alcançaram lugares hon-

rosos na categoria de “Futebol de 7”, em dois escalões (13-15 anos e 16-17 anos). Todo este comportamento motivou os responsáveis do Grupo Desportivo Treixedense a homenagear os seus atletas, organizando para tal um convívio em 16 de Setembro, que teve lugar nas instalações da colectividade e durante o qual, para além do lanche a que tiveram direito, receberam igualmente prémios de participação e palavras de reconhecimento. Neste convívio e em representação da Junta de Freguesia de Treixedo esteve o Presidente José Machado Neves dos Santos, que dessa forma quis manifestar o reconhecimento da autarquia por tal comportamento destes jovens atletas. Igualmente satisfeitos estavam os técnicos responsáveis Hélder Pereira e o seu adjunto Gonçalo Pereira, tendo o primeiro feito referências ao contraste existente entre a satisfação e a dificuldade sentidas, uma vez que estas participações exigem muito e nem sempre são devidamente reconhecidas. Mesmo assim, segundo ele, “…valeu a pena o esforço desenvolvido!...”.

Com o objectivo de desenvolver a prática desportiva do remo indoor no nosso Concelho, foi estabelecida uma parceria entre a Câmara Municipal de Santa Comba Dão e a Federação de Remo de Portugal.

DESPORTO

HOMENAGEM AOS JOVENS DESPORTISTAS

Nesse sentido, foi desenvolvida uma primeira actividade de remo indoor em locais pouco habituais para a prática do desporto, como a Biblioteca Municipal e a Casa da Cultura, que assistiram a renhidas competições, em simuladores de remo.

A realização de sessões de sensibilização e motivação à prática desta modalidade, em outros escalões etários mostrando que o remo é uma modalidade dos 8 aos 80, é também um dos objectivos da Federação de Remo de Portugal.

Cumprida que foi mais esta etapa, é com enorme satisfação que dizemos: PARABÉNS A TODOS!...

ACTIVIDADES NAS PISCINAS MUNICIPAIS Hidroginástica, Natação para bebés, Natação para adultos, Hidroterapia, Ensino Especial de Natação, e Escola de Natação (com diferentes níveis de aprendizagem) são algumas das actividades ao dispor do Munícipe a decorrerem nas Piscinas Municipais interiores. As inscrições podem ser feitas no local ou através dos telefones: - 232880000 (Piscinas Municipais) - 232880500 (Câmara Municipal) 21


DESPORTO

GRUPO DESPORTIVO SANTACOMBADENSE O Grupo Desportivo Santacombadense é, no Distrito de Viseu, uma das colectividades mais representativas na área do futebol e uma das maiores bandeiras do nosso Concelho. Esta colectividade tem um papel muito importante a nível social, nomeadamente nas vertentes físicas, psíquicas, afastando os jovens de desvios sociais, uma das maiores preocupações da sociedade actual. No entanto temos consciência das enormes dificuldades encontradas ao longo de uma época desportiva, dificuldades essas que se fazem sentir, por exemplo, ao nível do transporte com as camadas jovens, dos patrocinadores e dos valores humanos. Trabalhamos em prol de uma causa à qual nos dedicamos com grande sacrifício, amor e querer, muitas vezes passando a família para segundo plano. Na presente época desportiva, a equipa sénior é constituída, em 80 por cento, por atletas formados nas camadas jovens do Grupo Desportivo Santacombadense, treinados pelo antigo atleta do clube, Zezinho, e que mostraram grande vontade de representar o seu Clube. A nível de juniores, estamos a desenvolver um acrescido esforço estrutural e organizativo de modo a criar as condições necessárias para que alguns destes jovens, a curto prazo, integrem a equipa sénior. Abílio e Bruno, dois jogadores da equipa sénior, são os seus treinadores. Apesar de todos os esforços da Direcção e atletas, para o engrandecimento da colectividade torna-se imperativo consolidar a imagem do G.D.Santacombadense, a nível desportivo e financeiro. É necessário todo o apoio para que o nosso projecto tenha um sucesso sustentado e não esporádico. Sem esses apoios (como por exemplo a aquisição de um Livre Trânsito por parte dos associados e a ajuda a nível do tecido empresarial) será de todo impossível concretizar os objectivos delineados, com a certeza que, a curto prazo, será bastante difícil manter, nos quadros do Clube, a equipa sénior e dar todo o apoio necessário as camadas jovens. A Direcção do GDS

22

PLANTEL ÉPOCA 2007/2008 DIVISÃO DE HONRA DA ASSOCIAÇÃO FUTEBOL VISEU NOME

POSIÇÃO

Bruno David João Oliveira Tó Marques Hugo Abílio Nana Roberto Alex Baresi Marco Serralheiro Kiko Ruben Élio Mota Brinca Jackson Luís Nuno Rato Daniel João Chaves

Guarda Redes Guarda Redes Defesa Defesa Defesa Defesa Defesa Defesa Médio Médio Médio Médio Médio Médio Médio Médio Médio Avançado Avançado Avançado Avançado

DATA DE NASCIMENTO 12-05-81 29-11-82 06-06-81 05-06-78 16-11-81 11-12-74 16-02-84 25-11-89 28-12-74 14-05-87 04-08-79 06-08-82 10-03-80 13-08-87 13-12-82 18-08-78 27-12-77 11-08-81 14-11-81 18-10-79 24-05-88

Treinador: Zezinho Preparador Físico: Gonçalo Massagista: Nuno Cruz

CLUBE ANTERIOR Santacombadense Tábua Santacombadense Tondela Tondela Santacombadense Carregal do Sal Repesesenses Carregal do Sal Santacombadense Carregal do Sal Santacombadense Santacombadense Mortágua Santacombadense Santacombadense Santacombadense Santacombadense Tondela Carregal do Sal Repesesenses


A prova terá lugar junto ao Rio Dão, no Granjal, e é pontuável para o Campeonato Nacional de Trial Aventura 4x4 da Federação Portuguesa de Todo-o-Terreno Turístico. À semelhança do ano passado, em que a prova foi considerada como sendo uma das melhores do campeonato, estarão presentes os melhores Pilotos e as melhores máquinas da modalidade. As classificações finais do Campeonato Nacio-

nal continuam em aberto podendo ficar resolvidas nesta Prova de Trial em Santa Comba Dão. Tendo em conta as boas acessibilidades ao local da realização do IIª Prova de Trial Cidade de Santa Comba Dão, a organização espera também uma boa aderência em termos de público, contribuindo este também para garantir novamente o sucesso desta inicitiva do Clube Trilhos do Dão.

DESPORTO

O Clube Trilhos do Dão, com a colaboração da Câmara Municipal, vai organizar a “IIª Prova de Trial Cidade de Santa Comba Dão”, no dia 17 de Novembro.

Por: Daniel Sousa - Associação Arcadas

BTT 24 HORAS Decorreu, nos dias 06 e 07 de Outubro, as 24 horas de BTT em Viseu, uma prova que contou com 200 participantes oriundos de todo o país. A recente equipa da Associação Arcadas, participou com 4 atletas (Daniel Sousa, Filipe Sousa, Rafael Coimbra e João Correia), tendo estes uma grande e prometedora prestação, alcançando o 4º lugar da classe de equipas de 4 elementos sendo esta classe constituída por 18 equipas. A equipa ARCADAS BTT, conseguiu completar um total de 61 voltas perfazendo cerca de 490 Km, distribuídos de

igual forma pelos 4 elementos. Esta prova foi caracterizada por grandes momentos de animação, espírito de grupo e companheirismo, sendo os principais ingredientes para a realização deste tipo de evento que apresenta diversos obstáculos, não só de esforço e cansaço, mas também de estratégia para alcançar um bom resultado. O grupo ARCADAS BTT irá participar em mais eventos desta categoria durante o próximo ano. Fica ainda um agradecimento especial a todos os que nos apoiaram neste e noutros eventos que participámos.

PRATICA BTT, JUNTA-TE À ASSOCIAÇÃO ARCADAS. 23


AMBIENTE

VIVEI Localizado junto ao Gimnodesportivo e Estádio Municipal, o Viveiro começou por ser apenas um pequeno “quintal” com algumas plantas. Através de sucessivos investimentos e da vontade e trabalho de toda a equipa responsável por aquele espaço, foi possível criar uma estrutura que dá apoio à conservação e manutenção de todos os espaços verdes na sede do Concelho. No Viveiro Municipal, todas as espécies arbóreas e plantas são semeadas e/ou plantadas para se desenvolverem até ao momento e porte correcto para que possam ser transplantadas para os seus diversos destinos, quer estes se tratem de jardins, cemitérios, alamedas ou simples canteiros de rua.

24


ESTUFA- FRIA E ESTUFA-QUENTE

AMBIENTE

RO MUNICIPAL O Viveiro é constituído por duas estufas, Fria e Quente, e ocupa cerca de 2877 m2 de terreno. A Estufa-Fria, propriamente dita, ocupa 251 m2. O nome resulta do facto desta não utilizar qualquer sistema de aquecimento, tendo apenas como função o abrigo das plantas do rigor do Inverno e do calor excessivo no Verão. Na Estufa-Quente, numa área de 125 m2, o aquecimento é feito de forma natural, aproveitando a energia solar. É essencial para plantas que necessitam de mais calor e humidade, proporcionando-lhes o adequado desenvolvimento. FORMAÇÃO E VISITAS PEDAGÓGICAS Através de um protocolo celebrado entre a Combanima e o Agrupamento de Escolas, o viveiro municipal proporcionou estágios de sensibilização à formação profissional, promovendo a aprendizagem de competências inerentes ao exercício de actividades no ramo da jardinagem. No âmbito da iniciativa “Vive o Verão” foi feita uma visita ao viveiro municipal, onde os jovens tiveram oportunidade de assistir a uma aula prática partilhando, assim, experiências de contacto com o substrato, sementes, execução de repicagem, entre outras. Num futuro próximo, pretende-se proporcionar estas visitas pedagógicas também aos alunos das Escolas do Concelho. FEIRA DAS PLANTAS Dada a crescente solicitação por parte de alguns munícipes, o Viveiro Municipal abriu as portas aos interessados em comprar árvores e plantas, reservando assim uma pequena percentagem da sua produção para venda ao público. O objectivo desta iniciativa é o de incentivar o gosto pela jardinagem e a preservação de espécies, e consequentemente embelezar as varandas e pequenos jardins particulares.

Horário de Venda ao Público: Segundas, Quartas e Sextas-feiras das 10h30 às 12h30 e das 14h30 às 17h00 25


AMBIENTE

Após as devidas actualizações

AVALIADO E APROVADO PLANO MUNICIPAL DE DEFESA DA FLORESTA A Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios de Santa Comba Dão, com o apoio do Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal, procedeu à actualização do Plano Municipal de Defesa da Floresta em vigor. O Plano, com as devidas alterações, foi avaliado e aprovado no dia 19 de Outubro, em reunião da Comissão, e será levado a efeito pelas entidades nele envolvidas e pelos particulares com interesses na floresta. preventiva e na vigilância florestal. Nas ocorrências, procurar-se-á intervir no apoio ao combate, rescaldo e vigilância após rescaldo.

O Plano Municipal de Defesa da Floresta tem um carácter obrigatório (art.º 10.º do Decreto-lei 124/2006, de 28 de Junho) e um horizonte de 5 anos (2008/2012), devendo ser avaliado e actualizado anualmente. Esta actualização deverá ser feita através do Plano Operacional Municipal (POM) que deverá ser aprovado pela CMDFCI anualmente até 15 de Maio. Tem como objectivo definir, a nível concelhio, as medidas e acções necessárias à defesa da floresta contra incêndios, por forma a dar cumprimento às linhas orientadoras definidas no Plano Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PNDFCI), revelando como primeira prioridade a actuação na prevenção, com a colaboração entre as entidades locais. O Plano Municipal de Defesa da Floresta contempla igualmente, e numa fase posterior, uma incidência nas acções de sensibilização e divulgação, na silvicultura

No âmbito dos documentos que integram o referido Plano é de destacar, pela sua importância, a Carta de Risco que identifica as áreas mais problemáticas e onde é necessária uma maior vigilância. Esta caracteriza e identifica o território, as redes de comunicações e os complexos industriais, enquanto potenciais focos de ignição. São também identificadas as áreas urbanas, bem como todos os meios físicos e humanos que possam ser disponibilizados, em caso de necessidade. Importante é também o realce dado a faixas de gestão de combustível e a comunicação com os proprietários de terrenos quanto às suas obrigações para com a defesa da floresta.

Numa acção de sensibilização

CRIANÇAS DO CONCELHO RESTITUEM À NATUREZA DUAS CORUJAS DO MATO O SEPNA/GNR, em conjunto com o Departamento das Ciências Veterinárias da Universidade de Trás dos Montes, promoveram uma acção de sensibilização para a defesa do meio ambiente/floresta que terminou com a restituição à natureza de duas corujas do mato. Os protagonistas desta acção foram cerca de uma centena de crianças que participaram no projecto “VIVE O VERÃO”. As crianças começaram por assistir a uma palestra sobre a floresta e o meio ambiente, protagonizada pela responsável pelo Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal de Santa Comba Dão, Isabel Antunes, realizada no Pavilhão Gimnodesportivo de Treixedo, onde lhes foi transmitida informação diversa sobre a necessidade de preservação da floresta e meio ambiente. Ainda no pavilhão, os responsáveis pelo lançamento da coruja do mato realizaram uma sessão de esclarecimento 26

sobre a necessidade de preservação dos animais selvagens, essencialmente sobre a espécie em causa (Coruja do Mato), e responderam a perguntas que as crianças colocaram seguindo-se uma caminhada, até ao Cruzeiro de Treixedo. As corujas, transportadas numa caixa devidamente arejada, foram retiradas pelo responsável perante o olhar visivelmente interessado e deslumbrado da pequenada. Depois com a ajuda de duas crianças, as corujas voaram para destino incerto, provavelmente uma árvore não muito distante e a partir da qual terão depois identificado o seu novo território.


“NA NATUREZA, NADA SE CRIA, NADA SE PERDE, TUDO SE TRANSFORMA" Localizado na zona industrial da Guarita, o Ecocentro é um parque fechado, dotado de contentores de grande dimensão, onde os cidadãos podem ir depositar alguns tipos de resíduos que, pelas suas características ou dimensões, não podem ser depositados nos contentores da recolha normal.

AMBIENTE

ECOCENTRO DE SANTA COMBA DÃO

O que é que pode ser depositado? • Plástico e metal de embalagem; • Papel e cartão limpo e seco e embalagens para alimentos líquidos; • Vidro de embalagem; • Resíduos verdes (limpeza de parques e jardins); • Monstros não ferrosos (sofás, colchões, móveis); • Monstros ferrosos (bicicletas, camas); • Equipamento eléctrico e electrónico (por exemplo: frigoríficos, maquinas de lavar, computadores); • Madeira (embalagem de madeira); • Óleos usados (óleos minerais geralmente utilizados em motores de veículos e lubrificantes); • Pilhas e acumuladores. Se quiser levar os meus resíduos ao Ecocentro, tenho que pagar? Não. A utilização dos Ecocentros por particulares é totalmente gratuita. Horário de funcionamento: De Terça a Sábado: Das 09h00 às 13h00 Das 14h00 às 18h00 Encerra aos Domingos e Segundas-feira Contactos ECOCENTRO de Santa Comba Dão: Telemóvel n.º 933093795

27


CULTURA

BIBLIOTECA MUNICIPAL COM UMA NOVA IMAGEM Aliando o moderno ao funcional, a Biblioteca Municipal Alves Mateus sofreu diversas obras de beneficiação e conservação no seu interior, apresentando-se agora com uma nova imagem. Com a remodelação de todo o espaço através da colocação de novo mobiliário, mais moderno e actual, conferindo uma maior leveza ao espaço, a intervenção mais relevante centrou-se na Sala de Leitura–David Oliveira. O novo modelo de distribuição do equipamento (estantes, mesas e cadeiras), permite agora um maior grau de privacidade aos utilizadores daquele espaço. Ainda na Sala de Leitura Geral foram constituídos quatro núcleos de trabalho/ leitura, individualizados entre si, bem como a criação de dois postos de consulta de Internet, num total de 34 lugares sentados. Outra das principais alterações, efectuadas na Biblioteca Alves Mateus, teve a ver com a criação de uma nova ligação entre o Hall Principal da Biblioteca e as Salas de Leitura Juvenil, Sala do Conto, e Sala de Informática. Esta nova entrada permite agora a «tria-

gem» por parte do funcionário que se encontra na recepção da Biblioteca. A nível mais geral, foram executadas obras de conservação ao nível de pinturas gerais, carpintaria, ar condicionado, iluminação, entre outras, efectuando-se também a limpeza da tijoleira existente.

JOVEM MÚSICO PINHEIRENSE PREMIADO INTERNACIONALMENTE O jovem estudante de música Horácio Ferreira, natural da freguesia de Pinheiro de Ázere, alcançou um brilhante 3º Prémio no Concurso Internacional de Clarinete da High School Solo Competition. Este ano o concurso, da International Clarinet Association (ICA), decorreu na cidade de Vancouver, Canadá, tendo a competição sido dividida em duas categorias, uma para clarinetistas até aos 18 anos e outra até aos 24 anos. Horácio Ferreira foi escolhido na categoria até aos 18 anos, com mais um português, para concorrer na final tendo obtido o 3º Prémio. O juri foi constituído por John Scott, Michael Rowelett, Madeline Johnson e Michele Gingras.

28


TEMPORADA 2007/2008 CULTURA

BANDAS EM CONCERTO Numa organização da Delegação Regional de Cultura do Centro (DRCC), a Casa da Cultura vai receber, de novo, o projecto Bandas em Concerto. A Filarmónica de São João de Areias representará, o nosso Concelho, pela primeira vez. Com a participação de 23 bandas filarmónicas, que realizarão 32 concertos nos meses de Outubro e Novembro de 2007 (8 concertos) e de Janeiro a Abril de 2008 (24 concertos), Bandas em Concerto 2007/2008 envolve cerca de 1400 músicos que, ao longo de seis meses, vão apresentar o melhor que as bandas vão fazendo, quer ao nível da execução quer na escolha cuidada de reportórios. Naquilo que poderíamos designar como um acordo tripartido – filarmónicas, municípios e DRCC, as salas onde irão decorrer os concertos são cedidas pelos respectivos municípios que são parceiros deste programa. Esta parceria alarga-se também aos outros 16 municípios de onde provêm as bandas filarmónicas. Ao longo desta viagem, de Leiria a Castelo Branco, passando por Celorico, Santa Comba Dão, Aveiro e Figueira da Foz haverá, com certeza, razões para que todos os parceiros, desde as filarmónicas aos municípios e a própria DRCC, possam dizer “ valeu a pena”. PRÓXIMOS CONCERTOS: DATA

BANDA

24.11.07

Banda Marcial de Fermentelos

26.01.08 23.02.08 29.03.08 26.04.08

Associação Filarmónica União Verridense Banda Filarmónica da Associação Instrução e Recreio Angejense Filarmónica União Sertaginense Filarmónica Boa Vontade Lorvanense

Com início às 21h30

Realizaram-se, de 10 a 15 de Agosto, as Festas da Cidade que, seguindo o modelo implementado em 2006 com pequenos ajustes logísticos, culminou em mais um êxito, tendo passado pelo recinto das mesmas milhares de pessoas ao longo dos seis dias. Para além da actuação de diversos grupos locais, num clara aposta da Autarquia em promover o movimento associativo do Concelho, como testemunho na nossa cultura e tradição, foi também integrado, nesta edição, um concurso gastronómico. Como cabeça de cartaz estiveram em palco os artistas Mickael Carreira e Rui Veloso.

EXPOSIÇÃO DE TRABALHOS COM MATERIAIS RECICLADOS Com o objectivo despertar os jovens para a necessidade de reutilizar alguns dos materiais que pensamos inúteis - mas aos quais na realidade podemos dar uma nova vida, possibilitando dessa forma uma gestão criteriosa dos recursos colocados ao nosso dispor pela mãe natureza - a Biblioteca Municipal promoveu uma exposição de materiais reciclados. A exposição surgiu no rescaldo do projecto “Vive o Verão”, e a Biblioteca Municipal procurou, desta forma, realçar o trabalho de quantos nele participaram, com uma pequena mostra dos trabalhos realizados, entre os quais molduras e toalhetes individuais. 29


CULTURA

CULTURA TRADICIONAL E POPULAR EM EVIDÊNCIA

I FESTIVAL DE FOLCLORE A Casa da Cultura foi palco do I Festival de Folclore de Santa Comba Dão, denominado “I COMFOLCLORE”. Com a participação dos três Ranchos do Concelho: Rancho Folclórico “As Lavadeiras do Mondego” da Póvoa dos Mosqueiros; Rancho Folclórico e Etnográfico de São Joaninho; Rancho Folclórico e Etnográfico de Cagido – e dois Grupos convidados: Grupo Folclórico e Etnográfico de Castelo do Neiva (Viana do Castelo); Rancho Folclórico do Cartaxo (Santarém), o COMFOLCLORE pretendeu possibilitar uma maior projecção da cultura tradicional e popular, através da promoção de todos os grupos folclóricos participantes. Procurar novos públicos para a Casa da Cultura e contribuir para a realização de intercâmbios culturais foram alguns dos objectivos deste I Festival de Folclore, que contou com uma grande adesão do público. Destaque para a presença de uma delegação de Damazan-França (de visita ao concelho de Santa Comba Dão) e do delegado do INATEL de Viseu, entidade responsável pela participação dos grupos convidados.

30


ACÇÃO SOCIAL

INAUGURAÇÃO DA UNIDADE DE CUIDADOS CONTINUADOS A Câmara Municipal associou-se à inauguração da Unidade de Cuidados Continuados Integrados de Saúde e Acção Social (UCC) da Santa Casa da Misericórdia de Santa Comba Dão, no dia 12 de Outubro.

A Unidade, a funcionar no edifício do antigo Centro de Saúde local, está integrada na Rede Nacional de Cuidados Continuados de Saúde e possui 16 camas disponíveis de média duração. A UCC de Santa Comba Dão irá proporcionar um conjunto de intervenções sequenciais de saúde e ou de apoio social,

decorrente de avaliação conjunta, centrado na recuperação global entendida como o processo terapêutico e de apoio social, activo e contínuo, que visa promover a autonomia melhorando a funcionalidade da pessoa em situação de dependência, através da sua reabilitação, readaptação e reinserção familiar e social.

ENCONTRO EM S.TA COMBA DÃO Integrado nas comemorações dos 25 anos do Núcleo de Viseu da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral (APPC), Santa Comba Dão recebeu a iniciativa “Viseu em Cadeira de Rodas 2007”. Procurando sensibilizar a sociedade para a problemática da deficiência, nomeadamente no que toca a barreiras arquitectónicas, interactividade e luta pela igualdade de oportunidades, foram promovidas, durante todo o dia, diversas actividades culturais e desportivas.

Na obra agora inaugurada, a Autarquia Santacombadense, para além do apoio logístico e técnico, executou as pavimentações do recinto envolvente, assim como o ajardinamento dos espaços verdes anexos ao edifício.

A manhã foi preenchida com actividades diversas, na Casa da Cultura, enquanto que o período da tarde foi passado junto à Aguieira, na Senhora da Ribeira, com a prática das actividades desportivas desenvolvidas pelo sector de desporto do Município Santacombadense.

31


ACÇÃO SOCIAL

O RESPEITO QUE O IDOSO NOS MERECE!... Dentro do espírito da referência que para nós têm as pessoas com mais idade, somos impelidos a enobrecer sem reservas esse seu “estatuto”, tirando do percurso das vidas de cada um, os ensinamentos que servirão para transformar em exemplos positivos, o comportamento nem sempre conseguido de todos os que sejam mais novos. A acrescer a isto, o respeito que eles merecem impõe, desde logo, que lhes seja tributado o reconhecimento pelo esforço que foi desenvolvido por si, para poder viver-se agora com mais desafogo. Quantos sacrifícios, sem dúvida, horríveis alguns, contados através dos episódios em que eles próprios foram intervenientes e que servem, também, para dizer à História que deveria narrá-los e não fazer a sua ocultação (como muitas vezes acontece), pela importância que têm para as gerações vindouras. Mas nem tudo é esquecimento, e talvez por isso, algumas atenções se direccionem para a proximidade com essas pessoas, como foi o evento bem conseguido e designado por SEMANA DO IDOSO, levado a cabo no nosso concelho pela Câmara Municipal, com a colaboração das Juntas de Freguesia, IPSS’S e colectividades do concelho, cujo evento decorreu de 1 a 6 de Outubro últimos. Um programa interessante que não se

circunscreveu apenas à sede do concelho, mas que “passeou” por todas as freguesias, promovendo actividades muito importantes, como foi o caso dos “exercícios físicos para a 3ª idade que estimulam o equilíbrio”, que mereceu dos participantes a melhor referência, os quais alegaram no final da sua intervenção, que “…este tipo de actividade deveria ocorrer mais vezes, porque o exercício físico dá algum alento para enfrentar de outra forma as maleitas que nos acompanham”. Fica aqui este recado!

Também o cinema teve lugar importante, e se nos for permitido referenciar a freguesia de Treixedo a que pertencemos, a sessão apresentada teve a particularidade muito interessante de juntar na sala improvisada das instalações do Centro So-

Texto: Alberto Costa

cial Paroquial local, idosos e alunos dos 2º, 3º e 4º anos da EB1 de Treixedo, tendo tido os jovens, no final, o bonito gesto de oferecer uma flor a cada um dos mais velhos, acto que foi muito apreciado e elogiado por estes.

Como balanço desta SEMANA DO IDOSO que culminou com um almoço de confraternização oferecido pela edilidade, gostaríamos de fazer nossas as palavras das pessoas que ouvimos, para dizer o quão importante ela foi. Como a maioria referiu, sentiram-se mais acompanhadas e reconhecidas até por aquilo que lhes foi possível fazer na vida, pedindo-nos para que fossemos portadores do seu agradecimento àqueles que se vão lembrando deles. Cumprimos a aqui nossa promessa!...

No âmbito do Rendimento Social de Inserção

ASSINATURA DE PROTOCOLO ENTRE CENTRO DISTRITAL DE SEGURANÇA SOCIAL E SANTA CASA DA MISERICÓRDIA O protocolo celebrado a 17 de Setembro, entre o Centro Distrital de Segurança Social de Viseu e a Santa Casa da Misericórdia de Santa Comba Dão, teve como objectivo a constituição de uma equipa multidisciplinar que intervirá em estreita proximidade junto das famílias/beneficiários de Rendimento Social de Integração (R.S.I.). Esta equipa foi apresentada formalmente a todos os Parceiros Sociais da medida, nomeadamente ao Núcleo Local de Inserção, Câmara Municipal, Centro de Saúde, Instituições Particulares de Solidariedade Social do Concelho, Escolas, Párocos, G.N.R. e presidentes de Juntas de Freguesia. A equipa, constituída por uma Técnica Superior de Serviço Social, uma psicóloga clínica, uma técnica superior de Educação Social e três ajudantes de Acção Directa, 32

desenvolverá um trabalho directo com as famílias beneficiárias de R.S.I., bem como junto da comunidade que as envolve. As acções passarão pela elaboração do Diagnóstico da situação familiar e Relatório Social de cada agregado, pela negociação e elaboração do Programa de Inserção e pela execução, acompanhamento e avaliação do mesmo programa. A equipa ficará sedeada nas instalações da Santa Casa da Misericórdia de Santa Comba Dão, em espaço próprio, adequado ao atendimento/acompanhamento das famílias beneficiárias de R.S.I.. Oportunamente serão divulgados os horários de funcionamento/atendimento à comunidade.

O Rendimento Social de Inserção constitui uma medida de combate à pobreza e exclusão, que consiste numa prestação incluída no Subsistema de Solidariedade e num programa de Inserção Social, visando assegurar às famílias, recursos que contribuam para a satisfação das suas necessidades básicas e ainda uma progressiva Inserção Social, Laboral e Comunitária


ACÇÃO SOCIAL

“Semana do Idoso” foi o nome da iniciativa destinada à população Santacombadense com mais de 65 anos, desenvolvida no âmbito das comemorações do Dia Internacional do Idoso, de 1 a 6 de Outubro A semana teve início com uma palestra sobre “Segurança e Saúde”, seguindose uma visita à exposição “A Criança de Hoje”, as sessões de cinema, as actividades nas IPSS's, acesso à Internet, jogos tradicionais e passeios pelas freguesias. A encerrar as actividades foi servido um mega almoço com a animação a cargo do Rancho Folclórico “As Lavadeiras do Mondego”, no pavilhão gimnodesportivo.

Ao longo da semana, os cerca de 1000 idosos participantes foram os protagonistas de momentos únicos de grande diversão e «jovialidade», marcados pelo convívio entre a população idosa do Concelho e, simultaneamente, pelo convívio intergeracional (articulação com as Escolas do 1º Ciclo).

Também integrado no plano de actividades da "Semana do Idoso 2007", a Biblioteca Municipal desenvolveu um programa de animação específico para a terceira idade.

O objectivo foi, entre outros, combater a exclusão social e o isolamento da população com mais de 65 anos, assim como o valorizar do saber empírico desta geração, mantendo vivas as tradições e hábitos de outrora.

Nos dias 2,3 e 4 de Outubro, a equipa da Biblioteca levou o referido programa a todos os Centros de Dia e Instituições Particulares de Solidariedade Social (I.P.S.S.) do Concelho, contribuindo, assim, com as suas actividades para o bem-estar e para o aumento da qualidade de vida de todos os "jovens" com mais de 65 anos.

A “Semana do Idoso” foi uma organização da Câmara Municipal e da Rede Social, numa articulação intensiva com as Instituições Particulares de Solidariedade Social e Juntas de Freguesia do Concelho.

A Biblioteca Municipal agradece toda a gentileza, simpatia e disponibilidade com que foi recebida em todas as I.P.S.S's, com a promessa de voltar a visitar brevemente os referidos espaços.

33


OPINIÃO

COMBATENTES DO ULTRAMAR:

Texto: Alberto Costa

“POUCO SE CONSEGUIU AINDA: NEM A HONRA DEVIDA AOS NOSSOS MORTOS, NEM A JUSTIÇA PARA OS VIVOS!...”. Porque falar dos combatentes da Guerra no Ultramar é para nós motivo muito importante, aqui estamos de novo a abordar o tema, tentando com isso e sempre que nos for possível, “martelar” a consciência de quem governa, para lhes dizer que continua a haver gente, muita gente, à espera de lhes verem ser reconhecidos direitos por que têm vindo a lutar desde sempre. Por isso, eles serão sempre “COMBATENTES” e não “ex-combatentes do Ultramar”, porque a “sua” guerra continua. Com esse espírito e objectivando melhores resultados para as suas pretensões, tem sido extremamente importante a contribuição das Associações e Núcleos em que se congregam, e aqui bem perto, no concelho de Tondela, existe a ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS COMBATENTES DO ULTRAMAR, que conta já com apreciável número de associados, cuja actividade de vinte e cinco anos foi festejada com pompa e circunstância nos passados dias 22 e 23 de Setembro último, e que mereceu a presença de entidades oficiais em representação do Governo e da autarquia tondelense, bem como de vários convidados e de muitos associados.

Tendo funcionado até então em instalações provisórias, o dia 23 serviu também para a inauguração da sua Sede, que passará a funcionar na antiga Escola Primária Conde Ferreira, naquela cidade, cuja mudança e instalação se deveu ao interesse vincado da Câmara Municipal de Tondela, que desde a primeira hora reconheceu a importância da existência de tal Associação. E se nos atrevemos a falar deste facto que não diz directamente respeito ao nosso Concelho, estamos certos que nos perdoarão trazê-lo ao conhecimento dos leitores, especialmente dos que lutaram em terras de África, para lhes dizer o quão importante seria associarem-se, para que a “força” de cada um se transforme na “força” de todos, para assim se poder contrariar aquilo que o Presidente da Associação referida – Dr. António Ferraz reconheceu já publicamente, ao dizer: “…Pouco conseguimos: nem a honra devida aos nossos mortos, nem a justiça para os vivos!...”. Ficando então aqui esta referência, e como homenagem a todos esses bravos esquecidos, gostaríamos de aqui deixar o poema que segue e que tem o cunho pessoal do autor desta crónica:

EX-COMBATENTE, QUANTO VALES? Gostarias de responder, mas não sabes! Aquilo que sabes, é que sofreste E para quê? De que te valeu? Disseram-te para ires defender a Pátria E foste. Obrigado, mas foste! Muito jovem ainda, partiste para bem longe: Angola, Moçambique, Guiné, E outras paragens, Menos perigosas, mas igualmente distantes. Na bagagem, A farda e um rol de saudades: Da família, Da namorada, Dos amigos até, Chorando todos essa tua partida! O regresso incerto, acompanhou-te também. Mas voltaste! Os “deuses” estiveram contigo, permitindo o regresso. De ganhos, tens uma mão cheia de nada, O desprezo, E a desconsideração dos que te atiram aquela pensão miserável, Como que a tapar o sol com a peneira. És diferente do militar de agora. 34

Esse, sim, tem mais sorte. Em busca de riqueza, Ele parte para um mundo qualquer E luta pelo povo, que não o seu, Venerado depois como herói É triste, mas é verdade. Mas não te importes! Continua como és. Porque os teus filhos, pelo menos eles, Saberão que tu, Com os teus vinte e poucos anos, Porventura com a idade que agora terão, Sofreste aquilo de que nem é bom falar, Passaste fome e grandes privações Viste perecer teus companheiros de armas, podendo ser tu, um deles Memórias que queres esquecer, mas não consegues Pelo menos para eles, serás o verdadeiro herói! Por isso, não deixes de o ser E continua a lutar Tu, não conheces o medo! Assim, Grita bem alto a tua indignação, Diz a todos que a tua dignidade não tem preço E exige sempre aquilo que é teu de direito: MAIS RESPEITO!...


Largo do Município, n.º 13 3440-337 Santa Comba Dão Tel.: 232 880 500 - Fax: 232 880 501 www.cm-santacombadao.pt

Boletim Municipal nº 12 - Santa Comba Dão  

Informação Municipal da Câmara Municipal de Santa Comba Dão

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you