Page 1

24

Rafafá

CMPRESS

Social

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

elainerafaella@hotmail.com

Verão 2018: Sarau do Eva na Barra de São Miguel

No domingo (19) a diversão está garantida no Sarau do Eva festa que vai celebrar os 5 anos do Praêro Beach Club, restaurante localizado num dos mais belos cartões postais de Alagoas, a Praia da Barra de São Miguel, no Litoral Sul do estado. Para comemorar o sucesso, os donos da Praêro, Patrícia e Alexandre Carnaúba, estão preparando uma festa super bacana, que promete reunir música boa, uma gastronomia de dar água na boca e um ambiente cheio de conforto. A grande atração do evento será a Banda Eva, que animará o público depois do pôr do sol. Mas antes disso, subirão ao palco, que será montado de frente para o mar, o Grupo Idem e os cantores Thiago Vasconcelos e PV Mello a partir do meio-dia.

Serviço Sarau do Eva Data: 19/11 Hr: 12hrs Grupo Idem, Thiago Vasconcelos, PV Mello e Banda Eva R$ 120,00 por pessoa, com direito a feijoada, caldinhos e rodadas de cachaça

Juliana Almeida e Geraldo Filho, prefeitos de Mar Vermelho e Carneiros, respectivamente, cumprindo uma agenda positiva em Brasília, ao lado do deputado federal, JHC

Frinéia Brandão e Max David curtindo merecidas férias em Cancún

Jana Braga e Perereca Show, duas figuraças que fazem a diferença no governo Renan Filho Marcelle Limeira e Mônica Lyra, duas profissionais de destaque

Empresário Ricardinho Cintra e a decoradora Tici Allegrini, em mais uma edição do projeto "Eles assinam Living"

O Chef alagoano Eder Marinho - premiado pela revista The Denizen Magazine, referência na área gastronômica na Nova Zelândia

Lacre total! Fellipe Jhonatas e Gabriele Marinho

Toda a elegância da jornalista Estela Nascimento, em recente evento social

cadaminuto press cadaminuto.com.br

VIRADA 2018: RÉVEILLON ALTERNATIVO TEM PABLO VITTAR E MUITO MAIS

Este ano, quem escolher Maceió como destino das suas comemorações de ano novo, pode se preparar para brindar a virada em grande estilo com a drag queen Pabllo Vittar - Única artista com três músicas no top cinco do serviço de música digital, Spotify. A proposta do 'Virada 2018' é fazer uma mistura das festas do selo COOL, trazendo diversidade musical e uma alternativa diferenciada para o público da cidade. Além da cantora dona dos hits ‘Corpo Sensual’ e 'K.O.’, o evento, que promete surpreender, ainda contará com atrações nacionais como a celebridade digital, Lana Almeida e o DJ carioca, Rafael Newbold. Além das atrações locais, como o samba e o MPB de Naná Martins e a explosão do grupo drag Boom Drag. O local escolhido como palco do Virada 2018 foi a casa de shows Armazém Uzina, no centro do bairro cultural Jaraguá. Com capacidade para receber até 2 mil pessoas, o evento contará com uma super estrutura e mais de 15 espaços espalhados no local com lounges, fumódromo e praça de alimentação. Garantindo acessibilidade e fácil locomoção ao evento, foram criados dois espaços com preços que variam entre R$ 120 (pista) e R$ 250 (área K.O. – com direito a open bar e café da manhã) que darão acesso às atrações durante as mais de 8 horas de celebração. Quem garantir a área K.O. terá acesso a um café da manhã matinal, além de litros de vodka, cerveja, catuaba, água e refrigerante, enquanto que o ingresso pista terá disponível uma praça de alimentação com quiosques e bares espalhados pelo local.

Serviço Réveillon Virada 2018 Endereço: Armazém Uzina (Rua Sá e Albuquerque, 367ª, no Jaraguá) Horário: Dia 31 de dezembro de 2017, a partir das 22h30 Ingressos: Disponíveis através do site www.virada2018.com.br ou nos stands do Viva Alagoas, Acesso Vip e Folia Brasil Valores: R$ 120 (pista) e R$ 250 (área K.O. – open bar) Mais informações: 82 99917-0787

Alagoas 10 a 16 de novembro de 2017 / Ano IV Número - 188 / cadaminuto.com.br / R$ 3.00

DEMISSÕES EM PREFEITURAS AMPLIAM CRISE NOS MUNICÍPIOS

Diante de um quadro de dificuldades econômicas, muitos municípios estão reduzindo seus quadros funcionais. Com isso, nas cidades onde a administração municipal é a principal empregadora, o comércio sofre com tal realidade e os gestores se veem, mais uma vez, diante da ausência de perspectivas. Sem dinheiro circulando nas cidades, a situação se agrava. Culpa de um pacto federativo nefasto que reduziu localidades à dependência financeira do governo federal.

PÁGs 12 e 13

BATALHA: Um dia de terror que lembrou uma Alagoas da “política com cheiro de sangue” O assassinato de um vereador e um atentado a um membro da família Dantas, relembrou um tempo em que a Terra dos Marechais era marcada pelo coronelato violento nas disputas pelo poder paroquial. Esses currais eleitorais ainda existem e é por essa razão que o governo precisa ser ágil na resposta com as investigações. Punir exemplarmente os responsáveis é não permitir que esse tempo regresse. PÁGs 3 e 4


2

CMPRESS

Redação

Gol de Placa

Quem marcou um gol de placa essa semana foram os deputados estaduais Bruno Toledo (PROS) e Rodrigo Cunha (PSDB). Na audiência pública sobre o orçamento, ambos apresentaram importantes questionamentos técnicos em relação a possíveis distorções na peça. O secretário da Fazenda, George Santoro, também merece elogios por ter qualificado a discussão e reconhecido a necessidade de analisar os detalhes apontados pelos parlamentares, se comprometendo a discussões futuras. Com esses embates, quem ganha é Alagoas, pois situação e oposição se comportam de maneira responsável e com respaldo em fatos e dados.

Bola Fora

Quem merece o Bola Fora dessa semana é o prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB). Ao se posicionar mais uma vez contrário ao UBER, Palmeira apresenta falas sem sentido, como dizer que a empresa não paga ou não quer pagar impostos. É criar obscurantismos em uma discussão que precisa de luz, inclusive para se discutir formas de melhorar a relação entre os taxistas e o Estado, para que a concorrência possa ser mais justa. Transformar o UBER em táxi é ir contra o progresso. Há questões que o Estado precisa discutir com mais honestidade intelectual, como a própria situação do taxista diarista, muitas vezes “refém” de quem domina as praças.

Expediente

BARROS MELO COMUNICAÇÃO LTDA. Endereço: Av. Jangadeiros Alagoanos, 1112 – Pajuçara Maceió/AL – CEP: 57030-000 Contatos: (82) 3313-2162 / 3313-6040 / 99102-7202

www.cadaminuto.com.br email: jornalcmpress@gmail.com

CARLOS MELO DIRETOR - GERAL

LUIS VILAR EDITOR-GERAL

LUCIANO ANDRESON DIAGRAMADOR

SÉRGIO LUCIO

DIRETOR COMERCIAL

Responsabilidade de seus autores, não refletindo necessariamente a opinião deste semanário

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

cadaminuto press cadaminuto.com.br

Editorial

POLÍTICA COM SANGUE

É preciso que a Segurança Pública do Estado de Alagoas seja célere em elucidar os acontecimentos que ocorreram na cidade de Batalha e apontar rapidamente quem foram os executores do vereador Neguinho Boiadeiro, que foi assassinado na porta da Câmara Municipal da cidade. Independente dos motivos do crime e da biografia da vítima, o que se percebe no ato criminoso - ainda que não se sabia com clareza a razão do homicídio ocorrido na semana passada - é a sensação de regresso a um passado que já deveria estar na “lata de lixo” da História da política alagoana que tinha cheiro de sangue, quando a plutocracia e poder político de mãos dadas transformavam as cidades em currais eleitorais comandando por poderosos, que se protegiam na impunidade. Essa Alagoas que se viu em décadas passadas, como mostram as obras Curral da Morte, Senhor República e outras, não pode regressar em função das disputas paroquiais que se avizinham. É fato histórico o banho de sangue por conta dessas disputas em Alagoas. Em Batalha, a briga entre as famílias Dantas e Boiadeiro também já fizeram outras vítimas e causam medo na

Charge

Roque Sponholz

população. Batalha viveu um dia de terror e caos. O poder público não pode se calar ou demorar a apurar para apresentar os culpados, incluindo também a tentativa de homicídio a um membro da família Dantas como forma de vingança. Afinal, não se pode permitir a justiça com as próprias mãos, ainda mais diante desses componentes da política banhada de sangue. Pelas primeiras informações, a Secretaria de Segurança Pública já tem o conhecimento de dois suspeitos, mas não antecipou ainda qual a linha de investigação. Em alguns casos, isso é natural para que não se tenha insucesso nas prisões. Porém, é preciso que a medida que as investigações avancem, elas sejam transparentes e que não reste dúvidas para que a própria Polícia Civil - em função do histórico de alguns crimes semelhantes no Estado - não perca a credibilidade. É muito grave o que ocorreu em Batalha. Nessa edição, o CadaMinuto Press traz uma reportagem mostrando os desdobramentos e os componentes históricos que envolve o caso. Traz ainda detalhes que exemplificam as razões da preocupação aqui exposta nesse editorial.

CMPRESS

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

NAVE DO ET

cadaminuto press cadaminuto.com.br

Edmilson Teixeira /

23

etjornalista@gmail.com

JOAQUIM GOMES II

A ação foi impetrada pela coligação do candidato segundo colocado, Hélio Brandão, que constatou as supostas irregularidades e logo denunciaram à Justiça Eleitoral. A chapa de Adriano já havia perdido na primeira instância em fevereiro deste ano, onde o então juiz eleitoral, Lucas Dória, negou-lhe provimento, acatando as denúncias, inclusive com parecer do ministério público eleitoral, que recomendou a condenação da chapa. A defesa de Adriano vai recorrer no TSE.

Joaquim Gomes, descamisados!

Na segunda-feira última, o pleno do TRE/AL condenou por unanimidade, as contas de campanha do prefeito de Joaquim Gomes, Adriano Barros. Em questão, estavam as denúncias de supostas irregularidades cometidas pelo setor contábil, onde nos autos constavam inconsistências como pessoas no Cadastro de Desempregados (CAGED), e no Programa Bolsa Família, sobretudo doando valores e objetos para a campanha, como aluguel de imóveis. DIVULGAÇÃO

Lembrando que no ano passado Abrahão Moura conseguiu eleger seu candidato em Paripueira, como também a esposa, Emanuelle em Barra de Santo Antônio. Por sua vez, Cícero Cavalcante colocou na Prefeitura de São Luiz, sua filha mais nova, Fernanda. Para 2018, Abrahão Moura já articula a candidatura da filha, Cibelle, a fim de concorrer a uma cadeira da Assembleia Legislativa.

Na terça-feira, o prefeito de Delmiro, Padre Eraldo garantiu que vai aplicar 100% dos recursos do precatório do Fundef na educação. O anúncio foi feito durante a III Audiência Pública Regionalizada das Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), realizada no Departamento Municipal de Juventude.

LIXÕES

MONTANTE

OPORTUNIDADE

Entre os dias 23 e 24 deste mês, as prefeituras alagoanas vão ter a oportunidade de prestigiar um valioso curso técnico oferecido para a AMA. Trata-se de assunto ligado ao CAUC, onde o professor Murilo Bastos um dos grandes especialistas no assunto, é quem estará destrinchando os detalhes. No Brasil, um dos impedimentos das gestões públicas para arrecadações de verbas federais é o CAUC – Sistema Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias – que é uma espécie de Serasa dos municípios.

Cicero Cavalcante (PMDB) que já foi prefeito nos municípios de Matriz e São Luiz de Quitunde e que atualmente ocupa o cargo de deputado estadual na qualidade de suplente no lugar Olavo Calheiros, o tio do governador Renan Filho, está montando seu ninho político em Paripueira. A meta é concorrer o cargo de prefeito contra Abrahão Moura, o homem que depois de dois mandatos seguidos à frente da Prefeitura, conseguiu eleger no ano passado Haroldo Nascimento seu então vice.

MAPA

DELMIRO

“Vou aplicar 100% do recurso do precatório do Fundef na Educação com planejamento e muita dedicação; pois não vai sair nenhum real para outro local” garantiu. Simplesmente o município de Delmiro Gouveia receberá o valor de R$ 56.774.228,04. Mas o recurso encontra-se com bloqueio judicial e a expectativa é que esteja disponível para ser utilizado nos próximos meses.

PARIPUEIRA

Durante reunião na terça-feira, entre os integrantes do Consórcio Sul, os prefeitos elaboraram projeto que pede apoio do governo do estado para a construção de aterro sanitário e três áreas de transbordo para receber e destinar os resíduos dos 16 municípios consorciados. “Temos um grande desafio porque há alguns municípios em que a logística eleva os custos finais da tonelada do lixo, encarecendo todo o processo de destinação adequada desses resíduos”, comentou a presidente, Pauline Pereira.

FINALIDADE

SERTÃO

PALMEIRA DOS ÍNDIOS

INHAPI

O curso sobre o CAUC tem objetivo de possibilitar aos participantes atuarem na gestão convênios federais por meio do Portal de Convênios do Governo Federal – SICONV, viabilizando a compreensão do funcionamento do sistema e sua correta utilização na fase inicial do processo. Além de difundir conhecimentos práticos sobre o novo CAUC, visando à atualização das informações e à regularização da situação de inadimplência das instituições, de forma prática e objetiva. O pobre garoto que nasceu na periferia de Palmeira, sobretudo sem vínculo algum com as tradicionais famílias políticas (Sampaio, Gaia e Ribeiro) que reinaram o município ao longo de décadas; vem dando um exemplo de administrar. Trata-se de Júlio Cezar, hoje um dos mais afinados prefeitos de Alagoas, que ao longo desses pouco mais de 10 meses de trabalho vem mudando o perfil de uma cidade que até então estava abandonada. Tirou o município do CAUC, e projetos inovadores começam a entrar em cena, principalmente com apoio dos governos estadual e federal.

PORTO CALVO

Governador Renan Filho e seu pai o senador Renan têm prestado toda uma assistência política ao prefeito de Porto Calvo, David Pedrosa (PMDB) gestor tido como uma das revelações da região Norte. Um hospital de grande porte está sendo construindo por lá, a fim de atender mais de 11 municípios; além de outras ações gerenciadas pelo estado que vão transformar a histórica cidade num grande polo da região.

Marx Beltrão no seu estilo bem politico, sobretudo na busca de voto para chegar ao Senado, postou um vídeo nas redes sócias anunciando que liberou uma emenda de R$ 2,9 (dois milhões e novecentos mil reais) para a Saúde do município de Delmiro Gouveia. O valor será incluso no orçamento de 2018 e faz parte de uma emenda parlamentar do próprio Marx Beltrão, na qualidade de deputado federal. No alto sertão alagoano a Casal marca presença no município de Inhapi, investindo aproximadamente R$ 6,9 milhões na ampliação e melhoria do sistema de abastecimento. A empresa garante que esses recursos, foram viabilizados graças à recuperação econômico-financeira alcançada pelo órgão.

DIVISÃO DO BOLO

Na verdade a Casal montou um plano para 2017, que prevê a aplicação de R$ 100 milhões, sendo R$ 50 milhões de recursos próprios da Casal e R$ 50 milhões provenientes do Tesouro Estadual, beneficiando os 77 municípios operados pela Companhia. Desse montante, R$ 21,3 milhões serão investidos na região sertaneja, que engloba os municípios de Água Branca, Canapi, Delmiro Gouveia, Pariconha, Inhapi, Mata Grande, Olho d’Água do Casado e Piranhas.


22

CMPRESS

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

cadaminuto press cadaminuto.com.br

A voz da periferia: Favela Soul traz em suas composições luta, raça e resistência

A banda foi a vencedora do II Festival Em Cantos de Alagoas MÚSICA

Júlya Rocha

ASSESSORIA

Colaboradora

"O black que é black nunca se rende, o black que é black, sempre segue em frente, o black que é black sempre joga pra ganhar, o black que é black sempre pronto pra lutar!" A música da banda Favela Soul, “Black que é black”, já anunciava, de algum modo, quem venceria o II Festival Em Cantos de Alagoas, promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). Vindos da periferia de Maceió, a história da banda não é muito diferente de tantas outras que sonham em conquistar seu espaço na cena local. Como o nome já remente, Alma de Favela, os meninos, que mandam a letra e mostram seu som, juntos contam e cantam muitas histórias por aí. Dando início aos trabalhos como banda desde o ano de 2005 , o grupo conta com sete integrantes: Mc Tribo e Diego Verdino nos vocais, Junior Braga teclado e voz, Zezé no baixo, Márcio Chapra na Guitarra, DJ Bactéria nas Pikcups e Carlos Peixoto beat maker e sintetizadores. Independente de transitarem por gêneros como o hip hop, rock ou reggae, a regra é uma só: apresentar o som forte e marcado, característica principal da Favela Soul. “O nosso processo de construção acontece de modo muito natural. Somos filhos desse paraíso, nos alegramos com as belezas e sofremos com o descaso e isso se reflete em tudo que fazemos”, conta o integrante da banda Nando Rozendo. “Ao mesmo tempo em que tivemos como referência o CBJR, Planet Hemp, a gente estava sempre ligado nos tambores da Nação Zumbi e na pegada do Chico Science, Cordel do Fogo encantado, além das bandas locais, Xique Baratinho, Dona Maria e Oxe”.

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

cadaminuto press cadaminuto.com.br

CMPRESS

Política

Batalha: um episódio lamentável que remete ao passado e cobra uma lição ALAGOAS

Há muito a Terra dos Marechais é marcada pelos males dos “currais eleitorais” e disputas sangrentas

DIVULGAÇÃO

Luis Vilar

Editor-geral

Há mais de 13 anos andando lado a lado com música, Nando avalia a cena local. “Nosso gênero é rock, é reggae, é Soul e tudo que ande na cena alternativa. No entanto somos evolução dessa cena que compõe todas as bandas e grupos do Estado que lutam pra sobreviver fazendo o que nos move, a música. Podemos perceber que a aceitação vem se expandindo, até mesmo por conta da internet que ajuda a divulgar bastante o seu trabalho, mas não podemos esquecer a batalha e a luta de grupos como NSC e Família 33, que fizeram e fazem com que o RAP chegue cada vez mais nas periferias

Alagoanas. A intenção não é só evoluir como músico mas também como pessoa”, explica. Foi no palco do Teatro Gustavo Leite, no último dia 02, que os meninos da Favela Soul, mostraram que ainda tem muito a se fazer no cenário da música local. Com uma composição que pretendia ali muito mais que vencer o Festival,Black que é Black ecoou no espaço do teatro e fez o público refletir. “A experiência de ter vencido esse festival é algo que não vou conseguir expor em palavras, sabemos que é uma vitória não só minha que escrevi a canção, não só da

Favela Soul que chegou lá e mandou a tijolada. Nós fomos a primeira banda a vencer o festival, pois até então só os cantores com banda base tinham vencido. É uma vitória de todos que se identificam e se sentem periferia como nós”, comemora o cantor. A canção nasceu de uma necessidade de colocar para fora, e em versos, sentimento vividos no dia a dia de Nando, autor da composição. “A canção surgiu há um tempo, em meio a correria de minhas vivências enquanto morador do bairro Jacintinho, enquanto preto, enquanto periferia, e a necessidade de pas-

sar tudo isso em forma de poema, no intuito de despertar a questão de identificação com os meus irmãos que vivem os mesmos desafios de ser o Black que é Black”. Os planos da banda prometem muito sucesso. “O público que acompanha a Favela Soul pode esperar que vem muito trabalho por ai. Tem um clip que está sendo finalizado pelo pessoal do Centelha Produções, com João Marcelo Cruz a frente do trabalho. Temos também um material audiovisual de nossa viagem à São Paulo e nossa participação no Festival da Rua pra Rua e o resto é segredo tem que acompanhar”.

3

Ainda é cedo para se acusar quem quer que seja pela morte do vereador por Batalha, Neguinho Boiadeiro, que foi executado na semana passada, a tiros, na porta da Câmara Municipal daquele município. Todavia, os desdobramentos e a preocupação natural com a situação gravíssima nos leva a uma Alagoas das décadas de 1950,1960 até 1990, onde o “crime de mando” imperava e era acobertado pela estrutura econômico-política local, em função da ligação umbilical entre os dois poderes: o estamento das forças políticas e a plutocracia da troca de favores. Quem recorrer a obra Curral da Morte, do jornalista Jorge Oliveira, que mostra o panorama da Alagoas do final dos anos 50 e dos anos 60, vai se deparar com os pistoleiros financiados pelos políticos, com uma Assembleia Legislativa que abrigava os protetores do Sindicato do Crime e contava com a bênção do Executivo estadual em função dos currais eleitorais renderem, obviamente, votos e assim sustentarem o poder. Isto sempre marcou Alagoas e contribuiu para que figuras ilustres apontadas como mandantes de crimes políticos nunca sentarem no banco do réu ou conseguirem atrasar seus julgamentos. Há excessões, mas a regra é a intocabilidade dos poderosos. Em anos mais próximos ao nosso presente, temos a “gangue fardada”. Muitos maus policiais - que sujavam a imagem da briosa - foram punidos, mas os que comandavam o esquema, não! Crimes de mando recente com nomes famosos entre mandantes e vítimas são polêmicos até hoje, como as mortes de vereadores (o caso de Roteiro é emblemático), cabos eleitorais ou queimas de arquivo. Poderíamos estar falando aqui de

mando diminuíram. É verdade. Várias ações - da Polícia Federal, por exemplo, como a Taturana - tocaram em intocáveis. Porém, ainda há um silêncio cômodo no Estado quando determinados fatos assustam a população.

BATALHA

Sílvio Vianna e tantos outros. Essa Alagoas poderia ter ficado no passado, mas Batalha parece nos dizer que esse passado ainda é presente, ainda que de uma outra forma. Mas é fato que no interior do Estado de Alagoas, municípios marcados pela pobreza e tendo como principal empregador a Prefeitura, dentro de um pacto federativo cruel que não permite a independência administrativo-financeira e a diversificação econômica, se vê o atraso. Dentro desse atraso, a marca de uma política que

mais parece um “fla-flu”, onde sobrenomes disputam o poder paroquial e são sustentados, na cadeia alimentar, por Executivos que não os combatem em função da troca de favores. Na história de Alagoas, nenhum governante do Executivo estadual chegou ao poder sem negociar “votos” com pessoas acusadas de crimes de mando, sem fazer alianças que lhes rendiam a penetração nesses redutos eleitorais. Com isto, muitos desses políticos ajudaram a estender o manto da impunidade. Os crimes de

Em Batalha, a morte do vereador Neguinho Boiadeiro - ainda que o fator motivador não tenha sido a política local - deixou visível uma rixa familiar histórica na disputa pelo poder. De um lado, os Boiadeiros. Do outro, os Dantas. Famílias que possuem os seus representantes na política local desde sempre. Um dos Dantas é o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas, Luiz Dantas (PMDB). Um dos Boiadeiros - família que é temida em Batalha - era o vereador assassinado. Como bem lembrou o CadaMinuto, em reportagem no dia do ocorrido, o sentimento de vingança, antes mesmo de qualquer linha de investigação surgir, tomou conta da família Boiadeiro de imediato. Neguinho Boiadeiro foi assassinado, o segurança que estava com ele foi alvo de um atentado e ficou ferido. De imediato, membros da família Boiadeiro tentaram matar José Emílio Dantas, que é sobrinho do presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas. Surge mais um capítulo da disputa. O sobrinho de Dantas passa bem. Mas também cabe uma pergunta: por qual razão Boiadeiro precisaria de um segurança particular em um município tão pequeno? Sinal do quanto a atividade política por lá é perigosa. Até o fechamento dessa edição, ainda não havia informações por parte da Secretaria de Segurança Pública sobre os suspeitos de terem executado o vereador, nem das motivações para os crimes. Mas, na população de Batalha,

não há dúvidas: os momentos de tensão, que levaram o governo estadual a mobilizar um enorme contigente da segurança pública para o local, foi o ápice da briga entre as famílias. Já existiram outros episódios, como o homicídio do ex-prefeito de Batalha, José Miguel Dantas, que é irmão de Luiz Dantas. Ele e a esposa foram executados em 1999, quando estavam na AL-220. Além disso, Neguinho Boiadeiro é irmão do pecuarista José Laelson Rodrigues de Melo, conhecido como Laércio Boiadeiro, que foi condenado a 35 anos de prisão pelo duplo assassinado. Boiadeiro deixou o Fórum do Barro Duro em liberdade, usando apenas a tornozeleira eletrônica.

EXEMPLO

Com isso, Batalha exemplifica a culminância dessas disputas paroquiais alagoanas onde o cheiro de sangue ainda está no ar, mas não é a única cidade assim. Não por acaso, é comum o pedido de tropas federais a cada eleição em Alagoas em função desse clima que leva a população ao medo de declarar abertamente em quem vota. Esse medo é associado a perder emprego, ser perseguido ou até mesmo perder a vida. Assim é também em vários municípios do Sertão alagoano, em cidades como Minador do Negão etc. No caso de Batalha, há décadas que disputa política tem esse perfil. Hoje, a Prefeitura é comandada pelos Dantas. A atual prefeita é Marina Dantas, que é esposa de Paulo Dantas, que é filho do presidente da Assembleia. Paulo Dantas se prepara para disputar um cargo de deputado estadual no próximo pleito. Não basta uma ação para simplesmente acalmar os ânimos, mas antes de tudo para acabar com essas disputas paroquiais da forma como elas acontecem.


4

CMPRESS

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

cadaminuto press cadaminuto.com.br

Polícia já tem suspeita sobre a autoria do crime contra o vereador, mas ainda não detalha linha de investigação De acordo com o secretárioadjunto de Segurança Pública de Alagoas, Acássio Júnior, a Polícia Civil de Alagoas - que designou o delegado Cícero Lima para o caso - já possui a identidade de dois suspeitos de terem executado o vereador José Adelmo, o Neguinho Boiadeiro, na cidade de Batalha, em frente a Câmara Municipal. Todavia, a linha de investigação ainda não foi detalhada pelo secretário-adjunto. Segundo as primeiras informações, as identidades já são conhecidas e que os dois homens podem ter estado na cidade no dia anterior ao crime. Além disso, há uma hipótese de uma terceira pessoa envolvida no crime que vitimou o edil. A família de Boiadeiro acusa abertamente que o assassinato foi encomendado por membros da família Dantas em função do embate político que dura anos no município sertanejo.

DETALHES

O vereador saiu do prédio da câmara e foi surpreendido por disparos de arma de fogo, baleado, entrou em seu veículo modelo Pajero Full de cor preta e tentou avançar sobre atiradores que se posicionaram em frente ao veículo e efetuaram diversos disparos, o vereador não conseguiu atingir os atiradores e foi atingido por mais disparos vindo a colidir em uma motocicleta e poste há alguns metros de distância. Informações dão conta ainda de que só atiradores efetuaram disparos de pistola 9 milímetros. Moradores afirmam que os atiradores já estavam na cidade há alguns dias espalhando panfletos próximo ao local do crime.

DIVULGAÇÃO

“Eles mataram meu marido sem precisão”, declara a viúva em vídeo gravado durante entrevista à imprensa. Em uma reportagem do CadaMinuto, o filho o filho de Neguinho Boiadeiro conta que a família já havia procurado ajuda de diversas autoridades para que a paz fosse selada entre as famílias, mas os pedidos não foram atendidos. O rapaz também conta que a família ficou sabendo que os suspeitos de terem assassinado o seu pai, estavam distribuindo panfletos, na quarta-feira, 8, e que teria sido anunciado na cidade para que ninguém ficasse nas portas das residências. A Secretaria de Segurança Pública (SSP/AL) reforçou o policiamento na cidade e as investigações do crime foram iniciadas. Cerca de 60 militares das Polícias Civil e Militar permanecerão em Batalha por tempo indeterminado.

DANTAS

Vítima de um atentado a tiros na tarde da quinta-feira, 9, José Emílio Dantas, 48 anos, filho do ex-prefeito do município, gravou um vídeo, ainda na maca do hospital, onde mostra estar bem. Zé Emilio foi baleado em sua residência logo após o assassinato do vereador Adelmo Rodrigues de Melo, 61 anos, o Neguinho Boiadeiro, ocorrido no início da tarde. Ele foi atingido no ombro, foi resgatado por uma viatura da Polícia Militar e levado até o local do embarque helicóptero Arcanjo, do Corpo de Bombeiros Militar (CBM/AL), para vir até Maceió. A família Dantas até o presente momento evita comentar detalhes sobre o ocorrido.

Zé Emílio Dantas

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

cadaminuto press cadaminuto.com.br

PUBLICIDADE

215


20

CMPRESS

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

Vereadores de Arapiraca repudiam cobrança exorbitante do shopping

cadaminuto press cadaminuto.com.br

Polêmica sobre preço do estacionamento do shopping chega a Câmara Municipal e vereadores aprovam voto de repúdio A polêmica sobre os novos valores cobrados pelo estacionamento do Arapiraca Garden Shopping chegou à Câmara Municipal na noite desta terçafeira (7). O assunto foi amplamente discutido pelos vereadores e a Casa Legislativa aprovou o voto de repúdio contra o que foi chamado de cobrança abusiva da administração do centro de compras. Os vereadores Rogério Nezinho (PMDB) e Dr. Fábio (PR) apresentaram o voto de repúdio que teve aprovação de todos os parlamentares presentes na primeira sessão ordinária desta semana. O assunto ecoou dentro do plenário da Casa

Herbene Melo e a tônica foi única: O valor do estacionamento é exorbitante segundo os parlamentares. Os vereadores Willomaks da Saúde (PRP), Fabiano Leão (PMDB), Rogério Nezinho (PMDB), Pastor Marcos Caetano (PTC), Léo Saturnino (PMDB), Edvânio do Zé Baixinho (PSL) e Sinielza Pessoa (PSD) também se posicionaram contra a cobrança do estacionamento do shopping que chega a R$ 12,00 após três horas e pela redução em 50% da tolerância que agora é de apenas 10 minutos. Porém, segundo a assessoria de imprensa da Câmara Municipal, todos são unânimes

a fortalecer a organização do movimento social das pessoas com deficiência no Brasil, divulgar nossas conquistas e facilitar na elaboração de estratégias de defesa de direitos das pessoas com deficiência”. A parlamentar foi convidada para participar do evento, pois possui uma história de militância no movimento da Pessoa com Deficiência. Inclusive, falou dos projetos de lei que tramitam no Congresso Nacional e sobre os avanços da Lei Brasileira de Inclusão – LBI. “A união do movimento é importante para a construção de um Brasil mais inclusivo. O Encontro de Gerações foi um momento, não só de interação, mas também para avançar nas parcerias e projetos”, afirmou Rosinha.

em admitir que não podem legislar diretamente contra um órgão privado, como o Arapiraca Garden Shopping. Ainda nesta semana, os parlamentares vão provocar o Ministério Público (MP) e o Órgão de Defesa do Consumidor - Procon, para que ambos tomem uma posição e punam com rigor os administradores do Garden Shopping que, segundo os vereadores, estão faltando com respeito aos clientes e funcionários das lojas do empreendimento. Alguns vereadores sugeriram até que, por conta da taxa do estacionamento, as pessoas deixem de ir ao shopping como forma de protesto.

VIOLÊNCIA

Outro tema debatido no encontro foi a violência contra a mulher

Governador faz questão de comparar gestões em função do PSDB ser o rival futuro

DIVULGAÇÃO

Editor-geral

ASSESSORIA

com deficiência. Para a deputada Rosinha é importante falar sobre isso, principalmente pela “dupla vulnerabilidade da mulher com deficiência diante de situações de abuso e violência doméstica”. O Brasil ratificou a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com

Renan Filho aproveita evento para atacar Teotonio Vilela ELEIÇÕES

Luis Vilar

Rosinha participa de “Encontro de Gerações”

A Deputada Rosinha da Adefal participou do evento “Encontro de Gerações” promovido pela Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, juntamente com o Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB) e a Defensoria Pública do Estado de São Paulo, e com apoio do Memorial da Inclusão, nos dias 06 a 08 de novembro. O evento ocorreu no Hotel Fazenda Parque dos Sonhos, na Instância Turística de Socorro, interior de São Paulo. O Encontro, produzido pela Equiparar, empresa voltada para a inclusão plena por meio de projetos de desenvolvimento humano, teve a finalidade de reunir jovens com deficiência do Brasil inteiro que liderem movimentos sociais com militantes veteranos, para troca de experiências e traçar novas ações para fortalecer a luta da pessoa com deficiência. Para Rosinha o evento “ajudou

cadaminuto press cadaminuto.com.br

5

CMPRESS

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

Deficiência (CDPD), tratado internacional da ONU, sendo este um marco histórico para o país, pois é o primeiro Tratado de Direitos Humanos do Século XXI a ingressar no Brasil com status constitucional. “Em seu artigo 6, a Convenção se refere à dupla vulnerabilidade

das meninas e das mulheres com deficiência, recomendando aos Estados signatários – como é o caso do Brasil – a adoção de medidas que garantam a segurança e favoreçam a autonomia das mulheres com deficiência, em todos os aspectos de sua vida”, lembra Rosinha.

O clima eleitoral estará sempre presente, daqui para frente, nas declarações do governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB), e também do prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB). É cada vez maior a certeza de que Palmeira vai encarar o desafio de deixar a administração municipal e disputar o Executivo estadual no ano que vem. No dia 11 de novembro, o tucano assume o comando da legenda no Estado, com o aval do ex-governador Teotonio Vilela Filho, que é candidato ao Senado Federal. Vilela passou o comando a Rui Palmeira para desafazer de vez os “boatos” de que teria um acordo com o senador Renan Calheiros e com o governador Renan Filho para uma “aliança branca” em 2018. Porém, mais que o gesto do governador o que tem mostrado que a aliança não existe é o ataque que Renan Filho tem feito, nos eventos que participa, ao exgestor do Estado. O atual governador não mira apenas em Vilela, mas nos tucanos de uma forma geral, como forma de diferenciar a sua gestão daquela que o PSDB fez no passado. Uma forma de desgastar os rivais. O mais recente foi no dia 9 deste mês, quando Renan Filho participou de uma entrega de novas viaturas para a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros do Estado de Alagoas. Durante o evento, anunciou o pagamento do 13º salários do servidores públicos estaduais, mas também aproveitou para alfinetar o ex-governador, ainda que sem citar nomes. Fez questão de frisar, por exemplo, que foi em sua gestão que a capital de Alagoas (governada por Rui Palmeira) saiu da primeira posição no ranking da violência e foi para a oitava colocação. “Maceió saiu da pri-

meira para a oitava capital mais violenta do País e Alagoas saiu da primeira para a terceira posição nesse quesito durante o meu governo”, destacou. Ao falar da gestão passada, salientou que os tucanos afirmavam que a “culpa da violência era por causa das fronteiras, da entrada de armas e drogas no Brasil pelo Paraguai”. “Eu não transfiro responsabilidades. É preciso parar de responsabilizar o vizinho e assumir responsabilidades... Aqui escoava tudo por todo canto, aí faltava dinheiro para

segurança, era escola caindo na cabeça das pessoas, não construía hospital há 50 anos em Maceió e para fazer uma estrada era uma celeuma, tinha que pedir dinheiro em Brasília. Hoje a gente faz isso de cabeça erguida e com transparência”, salientou.

RUI PALMEIRA

Mas não é só Renan Filho que se encontra nesse clima. Rui Palmeira também já havia criticado a aliança do governador com o PT. De acordo com o tucano, o PT e os Calheiros “se merecem”. O prefeito de Maceió tenta

colar o desgaste do PT, em nível nacional, ao governador e ao senador Renan Calheiros, que também são seus rivais. Na edição passada, o CadaMinuto tratou do assunto em matéria de capa. Porém, quem mais tem provocado desgastes a Renan Filho é o deputado estadual Bruno Toledo (PROS). Aliado dos tucanos, Toledo partiu para cima do peemedebista mais uma vez na sessão da Assembleia Legislativa, ao comentar as falas de Renan Filho sobre a pesquisa que elegeu Alagoas como as melhores rodo-

vias do país. Segundo Toledo, Renan Filho não fala que colhe os frutos de uma política continuada que iniciou na gestão de Teotonio Vilela, já que o programa de recuperação de estradas da atualidade iniciou em 2016 e os dados da pesquisa são de 2015. Ele chamou o governador de falacioso e ressaltou a falta de humildade em reconhecer o que os adversários políticos fizeram de bem no passado. Daqui pra frente, a tendência dos políticos envolvidos no processo eleitoral é engrossarem o caldo.


06 JUSTIÇA

CMPRESS

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

cadaminuto press cadaminuto.com.br

Eles foram condenados por comprar votos utilizando caminhões-pipa

TRE cassa mandatos de prefeito e vice-prefeito de Olivença

DIVULGAÇÃO

Bruno Levy Estagiário

O Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) decidiu na manhã da sexta-feira, 10, pela impugnação dos mandatos de José Arnaldo Silva e Bruno Menezes Silva, prefeito e viceprefeito do município de Olivença, respectivamente, acusados de utilizarem caminhões-pipa para comprar de votos. Os acusados do ilícito foram condenados por abuso de poder político e econômico, além de captação de sufrágio ilícita. De acordo com a decisão do juiz da 19ª Zona Eleitoral, Fausto Magno David Alves, os investigados também devem pagar uma multa R$ 63.840,00 e ficarem inelegíveis pelos próximos oito anos subsequentes ao dia das eleições do ano passado. A denúncia do Ministério Público Eleitoral foi de que José Arnaldo esta-

NISSAN FRONTIER

NISSAN VERSA

LE 4X4 TurboDiesel

1.6 S MT 2018 A partir de

A partir de

61.900

R$

R$

Entrada de + 48x Parcelas R$ 857 R$ 30.950

com taxa ZERO

155.990 EMPLACAMENTO GRÁTIS

taxa de 0.99%

EMPLACAMENTO GRÁTIS

ria utilizando dois caminhões-pipas, sendo um público e outro privado, para coletar água numa barragem localizada na propriedade dele e posteriormente distribuí-la em troca de votos. O MPE comprovou a denúncia através de provas de áudio, vídeos e imagens por uma equipe de investigadores ao longo de vários dias. A defesa do prefeito e vice-prefeito de Olivença entrou com o pedido de nulidade das provas do MPE, uma vez

que tais provas foram obtidas dentro da propriedade privada de José Arnaldo, e que os caminhões utilizados não foram utilizados para obtenção de votos, porém a alegação da defesa foi negada pelo TRE. A reportagem do CadaMinuto entrou em contato com a prefeitura de Olivença, mas nenhum dos investigados estavam presentes. Também não conseguimos contato ao ligar para os telefones particulares de ambos.

NISSAN KICKS 2018 S MT A partir de

R$

com taxa ZERO

69.900

CONFIRA TAMBÉM AS OFERTAS DESTE MÊS DA OFICINA NISSAN

Whats fácil Agende online

82 9 8209 9991

@nissanosaka

www.nissanosaka.com.br

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

cadaminuto press cadaminuto.com.br

Rodrigo Cunha cobra que orçamento do Estado tenha mais recursos na saúde

O deputado Rodrigo Cunha questionou esta semana, em plenário, os números do Orçamento para 2018, especialmente em relação aos recursos destinados à saúde pública. Segundo o deputado, o Estado coloca um incremento de mais de 220% para a Secretaria de Obras, para, dentre outras ações, dar continuidade a construção de novos hospitais, enquanto isso, não se fala em planejamento para contratação de novos funcio-

nários. “De onde virão essas pessoas? Qual o modelo de gestão que será implantado para contratar esses funcionários?”, questionou o parlamentar. Em outras ocasiões, Rodrigo Cunha já fez essas perguntas aos gestores das secretarias de Saúde e do Planejamento, mas não obteve respostas.

MATURIDADE

O deputado lembrou ainda que existem atualmente 28

Um ótimo café combina com um bom

JORNAL

MACEIÓ

Av. Comendador Gustavo Paiva, 4175 - Mangabeiras ARAPIRACA

Rodovia AL 220, s/n - Jardim Esperança

ANUNCIE: (82) 3313-2162 / 3313-6040

www.cadaminuto.com.br

Você conectado com a notícia

novos leitos na maternidade Santa Mônica sem funcionar por falta de profissionais. “Há cerca de três meses o Governo fez um estudo para chamar quase a metade do que precisa para que esses leitos possam funcionar de forma eficiente, mas nem isso conseguiu ainda”, destacou. “Se não conseguiram colocar pra funcionar 28 leitos, como irá colocar cinco novos hospitais funcionando?”, questionou o parlamentar.

CMPRESS

19 ASSESSORIA


18

PUBLICIDADE

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

cadaminuto press cadaminuto.com.br

CMPRESS

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

Lula Vilar

cadaminuto press cadaminuto.com.br

lvilar2@gmail.com / twitter: @lulavilar

A boa coletânea da Salvat para acompanhar Filosofia

TODOS TOD OD ODOS

Uma boa nova em tempos tenebrosos de discussões vazias e distanciamento das ideias. Eis como defino a grata surpresa de encontrar nas bancas de revista uma coleção didática, de preço acessível, linguagem fácil, e material de qualidade, feita pela Editora Salvat. Trata-se da Coletânea Descobrindo a Filosofia. Ainda não li todas as edições da Coleção, até porque nem todas foram lançadas ainda. Porém, dos livros que adquiri - já pensando em minha filha -indico que façam a coleção. É uma boa indicação para pais que querem investir no conhecimento dos filhos e para quem tem interesse por Filosofia, mas ainda não adentrou nos livros dos autores propriamente ditos e está em estágio inicial. A Salvat produziu uma coletânea que traz um excelente perfil bibliográfico dos pensadores, em diversos períodos da humanidade, e

pelos que li (Platão, Descartes, Nietzsche e Kant) traz uma abordagem honesta das ideias destes filósofos, incluindo as críticas que precisam ser feitas e ao que eles se opõem e o que pensaram os que os combatiam em determinadas épocas. É, em resumo, uma excelente introdução. O leitor já acostumado com o estudo da Filosofia não encontrará novidades. Como disse anteriormente, estou fazendo a coletânea pensando em deixá-la de presente para os estudos de minha filha, que hoje tem 13 anos de idade. No entanto, até mesmo para quem já tem um bom conhecimento, é um ótimo conjunto de obras para tirar eventuais dúvidas pela forma como os volumes são subdivididos por tópicos, com trechos das obras desses filósofos para a própria compreensão dos texto nas fontes primárias. São, por sinal, volumes recheados de citações em que é possível até desprezar a visão

do autor do volume para refletir sobre a frase e conceito do próprio filósofo, despindo-se da análise ali feita. A ideia da editora é propor uma nova forma didática de redescobrir a filosofia e pode até embasar esquemas de aula para professores do Ensino Médio, por exemplo. De pensadores mais conservadores como Santo Agostinho - aos revolucionários, como Karl Marx, estão todos ali presentes, incluindo alguns nomes mais modernos como Chomsky, Freud, Popper, e até mesmo um dos mais influentes no pensamento político dos dias atuais: Antônio Gramsci. O passeio pela Escola de Frankfurt que diz muito a respeito da esquerda moderna brasileira também se faz presente. Na obra sobre Gramsci, há uma proposta para a análise da descendência do pensamento marxista na atualidade. Esta, ainda não chegou

às bancas, mas em seu resumo, anuncia o enquadramento da herança do pensamento de Gramsci e Althusser como um projeto que conduziu à persistência do marxismo na atualidade. Isto é uma verdade. É nisso que se apoia por exemplo - a teoria do “marxismo cultural” ou simplesmente “revolução cultural”, que fez nascer teorias como a ideologia de gênero e de “arte engajada” para fins políticos. São os responsáveis - juntamente com Adorno, Marcuse e outros pelo reposicionamento da obra de Karl Marx. E, de forma imparcial, vi isso no volume a respeito de Marx, é possível compreender os conceitos para depois fazer as próprias avaliações quando comparadas com os pensamentos rivais, tanto das linhas mais liberais quanto dos conservadores em sentido filosófico. A coletânea, entretanto, peca

por não apresentar os nomes mais combativos a essa linha de pensamento, como Roger Scruton, Russell Kirk, e o pai do conservadorismo moderno, Edmund Burke. Eram também essenciais para o estudo do pensamento filosófico contemporâneo. Espero que em breve a coletânea seja ampliada nesse sentido, pois ficou devendo bastante. No entanto, nada que desfaça a minha indicação e por isso dedico essa coluna ao lançamento da Salvat, que é possível encontrar nas bancas de revista de forma quinzenal. Quem se interessou e perdeu os primeiros volumes, pode comprar pelo site. Lá, inclusive, é possível antecipar a compra dos tomos que ainda serão lançados. Até agora, são 39 livros com mais de 39 pensadores (algumas edições tratam de dois nomes da Filosofia). O preço de cada volume é R$ 31,90 (tanto na banca quanto no site).

75


08

CMPRESS

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

Aparte

cadaminuto press cadaminuto.com.br

DEPOIS DE DÓRIA...

por Vanessa Alencar vanessaalencar2005@gmail.com

Os prós...

O senador Benedito de Lira (PP) apresentou na CCJ, seu relatório favorável a aprovação do polêmico Projeto de Lei 186/2014, de autoria do senador Ciro Nogueira (PP-PI), que autoriza a exploração dos jogos de azar no País para maiores de 18 anos, com a cobrança de tributos para os credenciados a explorar a atividade. Lira defende que a legalização irá retirar os jogos da ilegalidade e da informalidade, incrementar a arrecadação e contribuir com a atividade econômica. ASSESSORIA

ASSESSORIA

Depois de João Dória (PSDB), prefeito de São Paulo, será a vez do senador Romário (Pode-RJ) ser homenageado pela Câmara Municipal de Maceió (CMM). Foi aprovado o requerimento, de autoria do vereador Eduardo Canuto (PSDB), concedendo a Comenda Gerônimo Siqueira ao ex-jogador de futebol. “Já veio o Dória, agora vem o Romário”, comentou o presidente da Casa, Kelmann Vieira (PSDB), após a leitura da proposta.

... A VEZ DE ROMÁRIO

A diferença entre as duas personalidades é que a homenagem de agora não deve gerar a polêmica causada pelo título de Cidadão Honorário de Maceió entregue ao gestor de São Paulo, em detrimento da ausência de serviços prestados por ele à capital alagoana. A Comenda Gerônimo Siqueira é concedida a entidades e personalidades que se destacaram na defesa da inclusão das pessoas com deficiência no município. Romário é uma das vozes mais ativas na política nacional em prol das pessoas portadoras de deficiência.

AMÉLIA ROSA

... E OS CONTRAS

Do outro lado, no ano passado MPF divulgou uma Nota Técnica afirmando que os órgãos de controle ainda não possuem estrutura para fiscalizar as inúmeras casas de jogos de azar que serão abertas caso o projeto se transforme em lei. O MPF apontou ainda que a regulamentação – sem a implantação de mecanismos rígidos de controle - poderá incentivar a sonegação de impostos, lavagem de dinheiro e a dominância do crime organizado. Além desses pontos, os opositores da proposta citam também os perigos do vício.

ACUMULAÇÃO...

A Comissão de Acumulação de Cargos do Estado de Alagoas (CAC) notificou alguns servidores públicos que tiveram suas defesas indeferidas a comparecerem a Secretaria de Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag). O não comparecimento acarretará no envio dos casos analisados à Comissão de Processo Administrativo Disciplinar. As convocações publicadas no Diário Oficial do Estado se referem a casos envolvendo excesso de carga horária, incompatibilidade de horário, acumulação ilícita de cargos públicos e de cargos ditos “inacumuláveis”.

... DE CARGOS

Entre os notificados, há servidores atuando como agente administrativo e professor das redes públicas estadual de municipal de ensino; agente comunitário de saúde e professor; agente da Polícia Civil e professor; e funcionários com o mesmo expediente de trabalho em locais distintos (Estado e Município e Poder Executivo e Legislativo).

O vereador Lobão (PR) anunciou que pretende apresentar um projeto para proibir a alteração de nomes de ruas já “batizadas” e para devolver a algumas vias seus nomes populares. O primeiro exemplo citado por ele foi a Avenida Amélia Rosa, na Jatiúca, rebatizada há alguns anos como Doutor Antônio Gomes de Barros, mas até hoje conhecida como “antiga Amélia Rosa”. Tenho ressalvas em relação à proibição, mas, concordo com o retorno dos nomes de batismo e acrescento: não é de hoje que as mudanças causam transtornos, principalmente para os Correios – que já apelaram aos vereadores que evitem aprová-las - e moradores.

COMBUSTÍVEL MAIS CARO

O deputado federal JHC (PSB) anunciou, via redes sociais, que irá acionar o Procon de Alagoas e de Maceió e o Ministério Público Estadual (MP-AL) para cobrar que apurem o aumento abusivo no combustível nos postos da capital. O parlamentar destacou que, de um dia para o outro, a gasolina passou de R$ 3,88 para R$ 4,19 em alguns desses estabelecimentos.

LISTA DE MATERIAL

Tramita na ALE um Projeto de Lei, de autoria do deputado Rodrigo Cunha (PSDB), reforçando a proibição de que instituições de ensino exijam, em listas de materiais de uso individual do aluno, itens como produtos de limpeza para uso coletivo e material de expediente. A proposta veda também a obrigatoriedade de que o material didático-pedagógico de uso individual seja adquirido apenas na instituição de ensino ou em estabelecimentos indicados por ela. Na justificativa é citado que o PL torna mais concretos os dispositivos constitucionais e do próprio Código de Defesa do Consumidor.

ASSESSORIA

BPC

A deputada federal Rosinha da Adefal alertou, por meio de suas redes sociais, para a necessidade de os assistidos pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC) procurarem os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) de seus respectivos municípios e se recadastrarem até o final de dezembro para manter o benefício e acessar outros programas sociais. O BPC é um benefício assistencial no valor de um saláriomínimo mensal pago aos idosos (com 65 anos ou mais) e pessoas carentes com deficiência.

ASSESSORIA

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

Abertas as inscrições para quinta edição do Circuito de Corrida SESI cadaminuto press cadaminuto.com.br

Circuito de corridas de rua distribuirá mais de R$ 35 mil em prêmios e terá isenção de taxa para trabalhador da indústria Corredores de todo o país já podem fazer suas inscrições para a quinta edição do Circuito de Corrida SESI – Etapa Maceió, que acontece em 18 de novembro, na capital alagoana. O evento vai distribuir R$ 35 mil em prêmios e deve reunir três mil atletas, profissionais e amadores, divididos em dois percursos: 10 km e 5 km e nas categorias geral e industriários. Repetindo o sucesso dos últimos anos, a organização reservará 2.000 vagas para os trabalhadores da indústria que poderão participar gratuitamente. As provas de 10 km e 5 km têm

largada marcada para às 7h, no Estacionamento de Jaraguá, ao lado da Praça Marcílio Dias. O Circuito de Corrida SESI é uma realização da Federação de Atletismo de Alagoas e tem patrocínio do SESI. As inscrições para não industriários custam R$ 55,00 e podem ser feitas pelo corre10.com.br/site2016/inscricoes/pa sso1.php. Os participantes da categoria industriário também podem se inscrever com o representante do evento nas indústrias. Será obrigatória a apresentação do crachá funcional para retirada do kit.Serviço:Circuito de Corrida SESI // Provas de 10 km e 5 kmDatas:MACEIÓ – 18/11FORTALEZA – 10/12

CMPRESS

17

Um ótimo café combina com um bom JORNAL

www.cadaminuto.com.br

Você conectado com a notícia

ANUNCIE:

(82) 3313-2162 3313-6040


16

CMPRESS

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

Evento de Lutas Casadas e GP promete agitar o mundo da arte suave no nordeste

Porta Fechada BJJ nasceu para levar aos amantes do Jiu-Jitsu, entretenimento em um grande espetáculo, que vai desde a estrutura, organização e apresentação, onde os artistas são os atletas, e tem como principal objetivo agregar valor à cultura da arte marcial e gerar renda para lutadores, patrocinadores e investidores. A primeira edição será agora no dia 25 de novembro de 2017, a partir das 14h, no ginásio poliesportivo do Colégio Santa Úrsula, localizado no bairro da Jatiuca em Maceió, Alagoas. Tudo está sendo cuidadosamente preparado para receber os atletas, seus familiares e amigos, num ambiente cercado de muita emoção, com toda segurança e a infraestrutura de um grande evento. Seu corpo técnico é formado por apreciadores das artes marciais e profissionais com larga e comprovada experiência na organização e promoção de grandes eventos de lutas no Estado de Alagoas, o empresário da comunicação Marcio Mrotzeck e o advogado e empreendedor Ícaro Protásio. Ambos praticantes de JiuJitsu estão à frente desse projeto, que vem com uma proposta inovadora que promete agitar o cenário nordestino. Cientes do objetivo de promover um show para o público, os atletas, grandes protagonistas do evento, assumiram o compromisso de subir ao tatame para deixar o seu melhor, proporcionando um verdadeiro espetáculo esportivo. Aos campeões, premiação em dinheiro e produtos de patrocinadores, que vem a valorizar cada vez mais os atletas. Marcio Mrotzeck revela que a ideia nasceu da necessidade de o amante da arte suave poder apreciar um show, diferente de um campeonato de Jiu-Jitsu, onde simultaneamente podem acontecer até 12 lutas, e é praticamente impossível você acompanhar tudo, o Porta Fechada BJJ chega com essa proposta, de show, e claro, inspirado em modelos que já são referência nacional e mundial, como a Copa Podio e Gracie Pró. Além disso, o nordeste há muito tempo já merece um show desses, que além de colocar na mídia o nome de Alagoas, atrai atletas de todo o país fomentando o turismo local. Ícaro

cadaminuto press cadaminuto.com.br

PAULO CHANCEY JUNIOR

Protásio completa que a proposta é de realizar três eventos durante o ano, com intervalos de 3 a 4 meses, intercalados com as competições oficiais da Federação e da Liga, respeitando o calendário para que não haja choque de datas, revela ainda que não está descartada a possibilidade de realizar edições fora do estado, pois já vem surgindo propostas de parcerias. Os atletas foram selecionados, mesclando o que há de melhor de cada equipe, além das lutas casadas, o Porta Fechada BJJ, promoverá dois GP’s nas categorias leve e pesado, com representantes das principais equipes da região, entre elas estão Gracie Barra, Kimura Nova União, Sandro Mello, Vicente Junior, GFTeam, Zenith, Cícero Costha, ZR Team, Nordeste JJ e Team Paullemir Alves. O evento já conta com o apoio da FJE-TAL Federação de Jiu-Jitsu Esportivo/Tradicional do Estado de Alagoas, presidida pelo professor Diojones Farias, líder da equipe Gracie Barra em Alagoas que chancela o evento, e coloca a disposição sua diretoria de arbitragem coordenada pelo professor Marcello Lourenço, o Mestre Jornal, da equipe Kimura Nova União.Confira abaixo a relação completa dos 22 atletas participantes dessa primeira edição do Porta Fechada BJJ. Confira o Card atualizado e garanta já seu ingresso para a 1ª edição do Porta Fechada BJJ, que acontece no dia 25 de Novembro, à partir das 14h no Ginásio do colégio Santa Ursula em Maceió. Ponto de vendas na loja @nutrifitbrasil, localizada na Av Amélia Rosa, 251 - Galeria Lucarini.

SUPER LUTAS

Antonio Malta (Kimura Nova União/AL) vs Danillo Guimarães (Gracie Barra/AL)Sandro Melo (SM Team/AL) vs Tarciso Manzano (Vicente Jr/AL)Edda Perreli (Gracie Barra/AL) vs Vanessa Fontan (SM Team/AL).

GP DOS LEVES

Gustavo Mendes (Kimura Nova União/AL)Filipe Soares (Kimura Nova União/PB)Cid Calheiros (Gracie

Barra/AL)Alan Fagundes (Gracie Barra/AL)Adriano Bittencourt (SM TeamAL)Tony Belo (Team Paullemir Alves/AL)Gilvan Nunes (Vicente Jr/AL)David Valentim (Cícero Costha/AL).

GP DOS PESADOS

Raul Brito (Kimura Nova União/AL)Alexandre Couto "Baby" (Gracie Barra/AL)Rodrigo Campos "Pancadão" (Cícero Costha/AL)Nino

Espartano (Zenith/AL)Daniel Nogueira (Nordeste JJ/AL)Jackson Rodrigues (GFTeam/SE) Rodrigo Mendes (ZR Team/PE)Edicharlles Teixeira (Zenith/PE).

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

cadaminuto press cadaminuto.com.br

Rui Palmeira discute modelo de gestão com o prefeito de Arapiraca

O prefeito Rui Palmeira esteve no Centro Administrativo de Arapiraca nesta quinta-feira (09) para participar de uma troca de experiências com gestores do segundo maior município do estado. Acompanhado do secretário de economia de Maceió, Fellipe Mamede, e da diretora-presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais (Iprev), Fabiana Toledo, Rui Palmeira debateu sobre modelos de gestão nas áreas fiscal, fazendária e previdenciária. “Esse encontro foi muito positivo. Fiquei feliz de ver como o prefei-

to Rogério Teófilo tem uma equipe qualificada, buscando sempre o melhor para a sua cidade. Trocamos experiências nas áreas fiscal, fazendária e previdenciária, que têm funcionado bem em Maceió, e que se forem do interesse da Prefeitura de Arapiraca, podem ser executados aqui”, disse Rui. Ainda segundo o prefeito de Maceió, sua equipe conheceu projetos de interesse para a capital alagoana e destacou a importância do encontro. “Eles também mostraram projetos inovadores que nos interessam. Esperamos estreitar ainda

mais os diálogos entre as principais cidades do estado. Conhecer e aprender com essas experiências é fundamental para enfrentar dificuldades que o Rogério enfrenta agora, como atraso de pagamento de fornecedores e débitos”, pontuou Rui. O secretário municipal de economia, Fellipe Mamede, também chamou atenção para a importância do encontro. “Nós já passamos por esse processo em 2013 e sabemos o quão é difícil nos meses iniciais. Pudemos constatar que eles trilham um excelente caminho, visto que a troca acontece entre dife-

rentes municípios de Alagoas”, destacou. O prefeito de Arapiraca, Rogério Teófilo, ressaltou a participação do prefeito Rui Palmeira no encontro. “Essa reunião é um processo de interação e modernização entre as prefeituras. A presença do prefeito Rui Palmeira é muito importante, já que representa para a política brasileira uma gestão moderna. O que Arapiraca fez de positivo e que pode agregar valor ao município de Maceió está sendo discutido hoje. Do mesmo jeito acontece conosco nesse momento de troca de informações”,

CMPRESS

9

ASSESSORIA

ressaltou. A diretora-presidente do Iprev, Fabiana Toledo, reforça que o momento foi de aprendizagem com as experiências e aperfeiçoamento do serviço público. “É uma troca de experiências tanto as que deram certo, quanto as que podem ser aplicadas de uma forma diferente. Hoje nós dividimos os conhecimentos com os técnicos, com o apoio dos maiores gestores, gerando crescimento para ambas as partes. No meu caso, a busca por uma previdência cada vez mais eficiente”, frisou.


10

PUBLICIDADE

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

cadaminuto press cadaminuto.com.br

CMPRESS

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

cadaminuto press cadaminuto.com.br

155

No domingo (05), curtimos mais uma edição do Rock Pró Cultura, Tenda Cultural, na praça Luiz Pereira Lima, no centro de Arapiraca. O evento contou com apresentação da Banda Quebra Mar, com homenagem especial à Charlie Brown Jr. e Mosh, com repertório da Banda CPM22.

“A Turma do Zé Caipira” líder em audiência na Pajuçara 101,9 FM/ Arapiraca, de segunda a sexta, das 16h às 18h, sempre está ligada na Coluna Click Due, no CMPRESS. Seu Doca, Nega e Zé Caipira, nós agradecemos o carinho! Rosete Albuquerque e Cléa Carvalho, duas mulheres fortes que fazem parte da FEDERALAGOAS. Elas estiveram à frente das palestras de Danilo Scarparo e Eduardo Shinyashiki, em Arapiraca e Palmeira dos Índios, no lançamento da Campanha de Final de Ano da FEDERALAGOAS. Aplausos a essa dupla dinâmica.

Arethuza Viana uma “super querida”, minha e de Silvestre Rizzatto. Adoramos reencontrá-la na festa do Dia do Radialista. Sua voz faz parte da história do rádio alagoano.

O radialista, cantor e poeta vaqueiro Afrísio Acácio em selfie com Silvestre Rizzatto. Amigo, seu programa “Manhãs Nordestinas”, na Rádio Pajuçara 101,9, nos faz acordar de forma mais feliz todos os dias! O empresário Marcos Roberto realizou, na terça (07), a 16ª edição da festa do “Dia do Radialista”. O evento aconteceu no Residencial Pedro Tertuliano e foi prestigiado em massa pelos profissionais de Arapiraca. O prefeito Rogério Teófilo que participou do evento, fez questão de ser fotografado com o grupo. Parabéns a todos os radialistas pela data!


14

CMPRESS

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

cadaminuto press cadaminuto.com.br

Complexo Tarcizo Freire apoia projetos esportivos

Com o objetivo de trabalhar o aprimoramento e o desenvolvimento de atletas com deficiências físicas ou mentais, bem como auxiliar para a realização de projetos que revelem novos talentos e fomentar a prática esportiva e a inclusão social. O Complexo Multidisciplinar de Equoterapia Tarcizo Freire, localizado em Arapiraca, prepara jovens e adultos para serem inseridos no mundo dos esportes. Cerca de 20 atletas com potencial de destaque são preparados por profissionais da entidade. O educador físico Ivis Pereira, cuida dos treinos e da preparação dos atletas com apoio dos fisioterapeutas Tássio Freire e Wily Rogê. Nas modalidades, paravôlei (voleibol sentado) e natação. Atletas de diversas modalidades, com experiências distintas. Como o jovem nadador, Renato Valença, de 25 anos, que conquistou seis medalhas de ouro nas paralimpíadas deste ano, sendo o primeiro colocado, disputando com atletas de todo o estado de Alagoas. A equipe do Complexo conquis-

ASSESSORIA

tou o terceiro lugar em duas etapas do Campeonato Alagoano de Paravôlei, realizadas em São Miguel dos Campos e Arapiraca. O atleta José Genésio, 34 anos, conquistou o prêmio individual por ter a melhor defesa e o melhor passe. Já o atleta José da Silva, de 20 anos, melhor

passe e a revelação do campeonato. A equipe também participou da lX Copa Maceió, onde atletas também se destacaram e conquistaram prêmios individuais. Melhor saque, Gilson Puríssimo; Jonathan, melhor passe; José da Silva, revelação do campeonato. Nas Paralimpiadas do

Estado, atletas da instituição participaram nas modalidades de natação e bocha. Jair Pereira (medalha de ouro e prata); José da Silva (prata); Donizete (bronze); Arthur Sales (bronze – modalidade bocha adaptada). São inúmeras histórias de supe-

ração de pacientes e praticantes da entidade que buscam uma oportunidade de mostrar seu talento e valor. Este mês a equipe de paravôlei participa da terceira etapa do Campeonato Alagoano, em Maceió. Na natação, além de Renato, outros atletas da entidade participam do circuito SESC de Natação, que será realizado no dia 18 de novembro, em Arapiraca. Ivis Pereira falou que a realização dos campeonatos é de extrema importância, pois, alertar a sociedade, da existência do esporte paralimpico, um evento que envolve atletas com deficiência. O idealizador do Complexo, o deputado estadual Tarcizo Freire (PP), destacou o crescimento do esporte paralímpico no estado de Alagoas. De acordo com o parlamentar o desporto paralímpico é uma realidade no estado, que a cada ano vem crescendo e ampliando o número de praticantes em eventos esportivos. Tarcizo ainda ressaltou que o esporte contribui para a superação na vida de pessoas com deficiência.

Marx Beltrão assegura liberação de mais R$ 7,5 milhões para continuidade do Programa do Leite Em menos de dois meses, o ministro Marx Beltrão destravou R$ 15 milhões para o Programa do Leite de Alagoas. Trata-se de metade de todo o orçamento previsto para a iniciativa do governo federal neste ano. A liberação da segunda parcela de recursos - R$ 7,5 milhões - foi assinada em reunião com o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, na manhã da última terçafeira (8) em Brasília. Marx recebeu o pleito de cooperativas leiteiras alagoanas em setembro e garantiu empenho pela

regularização dos repasses ao programa. “São mais de 80 mil famílias beneficiadas e 4 mil produtores com renda garantida em Alagoas. A continuidade do programa é fundamental também para combater a desnutrição e mortalidade infantil, além do fomento à cadeia produtiva”, ressalta o ministro alagoano. “Fiz o compromisso de destravar e acompanhar os repasses. Tenho trabalhado em diversas pastas nesse sentido para levar investimentos e benefícios para Alagoas”, comenta.

ASSESSORIA

O ministro Osmar Terra informou que o Programa do Leite de Alagoas deve fechar o ano com R$ 30 milhões destinados, cumprindo o valor previsto no plano de trabalho de 2017. “O ministro Marx Beltrão é um grande defensor da agricultura familiar e sabemos da importância deste programa para Alagoas. Assim que as prestações de contas forem enviadas, as parcelas serão pagas”, garantiu. A pasta do Desenvolvimento Social adiantou que o programa será mantido em 2018.

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

CMPRESS

11

Irregularidades: TCU recomenda paralisação das obras do Canal do Sertão cadaminuto press cadaminuto.com.br

O Tribunal de Contas da União (TCU) recomendou ao Congresso Nacional a paralisação na distribuição de recursos para 11 obras públicas executadas no país, entre elas a construção do Canal do Sertão em Alagoas. Os dados foram divulgados no relatório anual de fiscalização de obras públicas, o Fiscobras 2017, no qual registra irregularidades graves em 72 dos 94 empreendimentos auditados. Os principais problemas identificados nas obras foram atrasos na execução das obras, sobrepreços, superfaturamentos, projetos básicos e executivos deficientes ou inexistentes. Do total de R$ 26,2 bilhões das obras, o TCU aponta a economia potencial de R$ 3,52 bilhões aos cofres públicos com a correção das irregularidades. Em 2016, o TCU havia realizado uma auditoria nas obras do Canal do Sertão nos contratos que compreende a construção dos trechos 3, 4 e 5. Na época foi divulgado que no trecho 3 o tribunal constatou que aditivos contratuais resultaram em 83,0% de acréscimos e 63,1% de reduções em relação ao valor inicial atualizado do contrato, o que extrapolou o limite legal de 25% de acréscimo estabelecido na Lei de Licitações. Em relação aos trechos 4 e 5, o TCU havia determinado a repactuação resolveria os problemas de sobrepreço de R$ 33,9 e R$ 48,3 milhões, respectivamente, apontados nos contratos dos trechos 4 e 5, bem como os sobrepreços decorrentes dos termos aditivos celebrados posteriormente. O Canal Adutor do Sertão Alagoano tem início no município de Delmiro Gouveia e termina no município de Arapiraca, em uma extensão total de 250 km. As outras também receberam a recomendação para paralisação foram: BR-235 (BA); adequação da travessia urbana em Juazeiro – BRs

235/407 (BA), construção da fábrica de hemoderivados e biotecnologia (PE); Vila Olímpica (PI); Usina Termonuclear de Angra III (RJ); BR040 (RJ); construção do centro e processamento final de imunobiológicos (RJ); corredor de ônibus radial leste trecho 1 (SP); corredor de ônibus radial leste trecho 2 (SP); e BRT de Palmas (TO). O Fiscobras reúne as fiscalizações realizadas pela Corte de contas para verificar a execução das obras financiadas, total ou parcialmente, por recursos da União, por determinação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Aprovado pelos ministros na sessão desta quarta, o documento agora será encaminhado ao Congresso Nacional para subsidiar a Comissão Mista de Orçamento para a distribuição dos recursos orçamentários de 2018.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em resposta à auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU), realizada em 94 obras públicas listadas no orçamento de 2017, a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) esclarece que as obras do Trecho 5 do Canal do Sertão sequer foram iniciadas, de modo que nenhum valor fora repassado à construtora responsável. Ressaltamos, sobretudo, que o contrato referente à obra é datado de junho de 2010. Pautada na transparência e na correta aplicação dos recursos públicos, a atual gestão do Governo de Alagoas apresentou ao TCU, no dia 20 de junho de 2016, outro estudo de viabilidade do projeto, com o intuito de reduzir o orçamento de R$ 686.325.945,46 (Data Base 01/2016) para R$ 527.637.176,21 (Data Base 01/2016), o que representa uma diminuição de mais de R$ 158 milhões em relação ao valor inicial. Desde então, aguardamos resposta conclusiva do órgão de controle, para que novos encaminhamentos sejam adotados, e, paralelamente, temos cumprido todas as suas determinações. Por fim, destacamos que o Canal do Sertão já beneficia milhares de alagoanos e minimiza os impactos da estiagem prolongada, com 107 km concluídos e em operação, levando água para todos os municípios do Alto Sertão.


12 CMPRESS

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

Sem dinheiro circulando nos estabelecimentos situação se agrava

Demissões em prefeituras aumentam crise no comércio das cidades ECONOMIA

cadaminuto press cadaminuto.com.br

As demissões feitas por algumas prefeituras alagoanas nos últimos dois meses traz um reflexo muito grave para o comércio local dentro dos municípios. Com mais populares desempregados, o dinheiro para de circular nos estabelecimentos, que consequentemente tendem a diminuir seu quadro de funcionários para também reduzir gastos. As exonerações dos cargos comissionados nas prefeituras começaram após a queda de 21% no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para outu-

cadaminuto press cadaminuto.com.br

DIVULGAÇÃO

CADAMINUTO

Presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Hugo Wanderley

Prefeito de Limoeiro de Anadia, Marcelo Rodrigues, demitiu 52 servidores contratados e reduziu os salários de outros 110 profissionais comissionados, que tiveram redução da carga horária e gratificações Gilca Cinara

CMPRESS 13

Sexta-feira 10 a 16 de novembro de 2017

bro. Ao todo, serão R$ 24 milhões a menos este ano. As primeiras afetadas foram - Satuba, União dos Palmares, Delmiro Gouveia e Santa Luzia do Norte. Depois delas vieram Limoeiro de Anadia e Penedo. O presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Hugo Wanderley, destaca que a situação é bastante comprometedora já a maioria dos municípios estão muitos abalados pela crise financeira desde 2015, principalmente as cidades mais pobres, como a grande maioria existente no Nordeste e em Alagoas, que depende diretamente

dos recursos do FPM. “E ao mesmo tempo vemos o Governo Federa realizando diversos cortes nos programas sociais e nos investimentos da agricultura familiar. Então nos vemos a cada dia a economia dos municípios definhando e situações como essa – demissões nas prefeituras - prejudicam ainda mais a economia”, colocou o presidente. O prefeito de Limoeiro de Anadia Marcelo Rodrigues demitiu 52 servidores contratados e reduziu os salários de outros 110 profissionais comissionados, que tiveram redução da carga horária e gratificações. Segundo ele, a me-

dida foi necessária para assegurar a estabilidade financeira do município e manter o funcionamento dos serviços básicos à população. Em Limoeiro, a medida faz parte de um planejamento iniciado em janeiro, período no qual foram contingenciados R$ 1 milhão do caixa municipal, mas aumento das receitas da prefeitura previsto para este ano não acompanhou o crescimento das despesas. No último mês de junho foram anunciadas várias ações de redução de gastos, a crise piorou e a prefeitura sofreu uma redução brutal dos repasses federais, prin-

cipalmente os recursos do FUNDEB que sofreram queda de -11,67% em 2017, o equivalente a R$ 2.290.936,49, além do aumento do salário mínimo, mudança de nível e letra, ampliação da hora/atividade e a inflação. “Mesmo com todas as dificuldades devido a falta de recursos, estamos criando alternativas para administrar nossa cidade. Meu compromisso é continuar governando para todos os limoeirenses, sem distinção e com o máximo de zelo, trabalhando com o esforço para que nenhum serviço à população seja prejudicado”, afirmou Marcelo.

Prefeitos não visualizam melhoras econômicas em curto prazo

Em Delmiro Gouveia a demissão atingiu mais de mil comissionados, além dos contratados e segundo o prefeito Padre Eraldo a situação ainda continua apertada para manter o pagamento dos efetivos. “Estamos pagando apertado, reduzindo o serviço, está difícil até de manter os efetivos. Estamos fazendo o alerta de salários atrasados e para não agravar mais ainda a situação”, comentou ele. Para o presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) a situação é bastante desgastante para os prefeitos e prejudicial para população mais carentes, já que os serviços básicos ofertados pela gestão, como a saúde e educação, ficam prejudicados com a saída dos trabalhadores.

"Por isso, temos que ter muito mais cautela para que possamos enfrentar o próximo ano de 2018, para que possamos manter as rédeas dos municípios” “E diante disso tudo, vemos o Governo Federal efetivando diversos cortes nos recursos dos programas sociais e no investimento da agricultura familiar. Então nos vemos a cada dia

com a economia dos municípios definhando e situações com essas - demissões dos funcionários - prejudica ainda mais a economia local”, afirmou Hugo. E com tudo isso, os gestores municipais garantem que não conseguem visualizar curto prazo de uma melhora do cenário. "Por isso, temos que ter muito mais cautela para que possamos enfrentar o próximo ano de 2018, para que possamos manter as rédeas dos municípios”, completou o presidente da AMA. Com a chegada do 13º salários, o cenário fica muito mais complicada para os prefeitos, que justificam as demissões muitos justamente para que possa honrar com suas obrigações e fechar as finanças no final do ano.

Cada Minuto Press Edição 188  
Advertisement