Page 1


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

FICHA TÉCNICA Propriedade: Câmara Municipal da Praia Praça Alexandre Albuquerque, Cidade da Praia - Santiago Cabo Verde, CP 108 E-mail: camaradapraia@gmail.com Produção e Edição: Gabinete de Comunicação e Imagem Coordenação: Vereador José Eduardo dos Santos Ulisses Barreto - Director do Gabinete de Comunicação e Imagem Textos: Maria José Varela | Carmen Martins Rewriter: António Monteiro Fotografias: Otelino Vieira | José Ramos | Buck Wahnon Foto Capa: David Gomes Colaboradores: Padre António Ferreira | João Gomes Paginação e Grafismo: Rittos Santos

 2


O PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

MULHER E SAÚDE NAS COMEMORAÇÕES DO DIA INTERNACIONAL DA MULHER Vista acolheu uma palestra sobre a saúde da mulher, seguida de uma aula de ginástica ao ar livre. “Para além de realçar a necessidade de se cuidar da saúde foram também passadas mensagens para aumentar a autoestima e a confiança das mulheres no seu dia-a-dia”, contou a vereadora. Ednalva Cardoso frisou que a autarquia praiense tem alguns projectos em curso virados para o empoderamento das mulheres e lembrou que muito recentemente foi realizada uma formação sobre as formas de se conseguir a autonomia financeira.

P

alestras sobre a importância da saúde da mulher e aula de ginástica ao ar livre foram algumas actividades promovidas pela Câmara Municipal da Praia (CMP), através da Direcção de Acção Social para saudar o Dia Internacional da Mulher, 08 de Março. Segundo a vereadora para área de Acção Social, Género e Educação Pré-escolar, Edinalva Cardoso, a ideia de associar o Dia Internacional da Mulher com questões relacionadas com a saúde deveu-se ao facto desse dia coincidir com as celebrações do Dia Mundial do Rim. “Nós quisemos no Dia Internacional da Mulher e no Dia Mundial do Rim fazer uma chamada de atenção às mulheres sobre a questão da saúde, sobre a importância da boa alimentação e da actividade física para a saúde”, explicou a vereadora. As actividades foram realizadas em três frentes: no Centro de Dia para os idosos e outras pessoas que frequentam o centro, provenientes de outros bairros da capital, no espaço da Câmara Municipal em Achada Santo António, onde foram realizadas palestras sobre a mulher os riscos da doença renal. No dia 10 de Março o Centro Comunitário de Bela

 4

A Camara Municipal da Praia comemorou também o Dia do Pai, 19 de Março, com a realização de convívios entre as crianças que frequentam os jardins infantis da autarquia e os respectivos pais.

“ QUISEMOS NO DIA INTERNACIONAL DA MULHER FAZER UMA CHAMADA DE ATENÇÃO ÀS MULHERES SOBRE A QUESTÃO DA SAÚDE, E A IMPORTÂNCIA DA BOA ALIMENTAÇÃO”

“Aproveitamos esse momento para chamar a atenção dos pais para a importância da paternidade responsável, da importância da presença de um pai na vida de um filho e dos efeitos negativos que a ausência de um pai pode provocar na vida de um filho”, enfatizou Ednalva Cardoso.


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

N

DIA MUNDIAL DA ÁRVORE 160 ÁRVORES PARA UMA CIDADELA MAIS VERDE

o dia em que se assinalou o Dia Mundial da Árvore e da Floresta, 21 de Março, a Câmara Municipal da Praia (CMP) realizou uma campanha de plantação nas avenidas e passeios do bairro da Cidadela que tornaram-se agora mais bonitos e mais aprazíveis.

a importância dos espaços verdes nas cidades, conforme disse o Presidente, Óscar Santos. “É um acto simbólico que queremos que incentive as famílias a também fazerem um gesto para aumentar os espaços verdes na nossa cidade”, disse o edil, realçando os esforços da autarquia para aumentar os espaços verdes a nível do município.

No total foram colocadas cerca 160 plantas, numa alusão às celebrações dos 160 anos da elevação da Cidade da Praia – “160 anos para a Cidade da Praia, 160 árvores para Cidadela”.

“A CMP tem feito um esforço enorme a nível das artérias principais e nas rotundas e se cada família na Cidade da Praia plantasse uma árvore à frente da sua casa, seguramente que em alguns anos a cidade es-

Um sinal da CMP para sensibilizar as famílias sobre

 5


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

“SE CADA FAMÍLIA PLANTASSE UMA ÁRVORE À FRENTE DA SUA CASA, SEGURAMENTE QUE EM ALGUNS ANOS A CIDADE ESTARIA MAIS VERDE E MAIS AGRADÁVEL”

taria mais verde e mais agradável”, acrescentou.

As árvores são fundamentais nas ruas e nas avenidas. Além de embelezar, elas têm um importante papel no equilíbrio térmico, refrescando onde quer que estejam. Estima-se que mil árvores adultas absorvem cerca de 6.000 kg de CO2 (dióxido de carbono). Para além da plantação de árvores nas principais artérias das diversas localidades, Óscar Santos lembrou que a edilidade tem outros projectos para a curto prazo dar uma outra imagem à cidade capital do país dos quais se destacam o jardim vertical e a formação em micro-jardinagem. A celebração do Dia Mundial da Árvore e da Floresta, instituída pela FAO, visa sensibilizar a população para a importância da preservação das árvores, quer a nível do equilíbrio ambiental e ecológico, como da própria qualidade de vida dos cidadãos. Este ano as celebrações tiveram como lema “Florestas e Cidades Sustentáveis”.

 6


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

CONTENTORES SUBTERRÂNEOS MENOS LIXO NAS RUAS E MAIS BELEZA NA CIDADE

A

Câmara Municipal da Praia está a apostar nos contentores subterrâneos como forma de solucionar o problema de lixo na cidade e ao mesmo melhorar a qualidade ambiental e a estética da capital do país. No mês de Fevereiro foram instalados os primeiros dois contentores a título de experimental, na avenida principal da zona de Palmarejo. Segundo o vereador para área do Ambiente, Paulo César Velhinho a aposta tem tido um bom resultado. O responsável pelo pelouro do Ambiente lembra que desde o início deste mandato que a edilidade está a procurar formas de solucionar o problema do lixo na Cidade da Praia. No mês de Dezembro do ano passado a edilidade de-

cidiu suspender a recolha de lixo porta-a-porta em alguns bairros como o Palmarejo, Palmarejo Baixo e Monte Vermelho e aumentou o número de contentores nas ruas. A decisão da suspensão da recolha de lixo porta-a-porta, segundo aquele vereador está relacionada com as queixas sistemáticas de que quando um morador não conseguir entregar o lixo no carro de recolha, deixa os sacos de plástico pendurados nas árvores, grades de varandas e até nos postes de electricidade. Os contentores normais colocados em diversas artérias têm-se revelado inadequados, já que segundo vereador Paulo Cesar Velhinho as pessoas e os animais, nomeadamente os cães abandonados, mexem

 7


nos contentores, espalhando o lixo pelo chão. Daí a aposta em outras alternativas. “Estamos a tentar que o lixo não fique espalhado pelas ruas. Fizemos um abrigo não subterrâneo aqui em Palmarejo, também fizemos a requalificação de um outro abrigo que fica no Plateau e agora estamos a apresentar a nossa terceira opção que é o abrigo subterrâneo”, disse. Esse sistema apresentado no mês d e Fevereiro tem uma vigência experimental de três e caso se revelar uma boa alternativa o mesmo poderá ser implementado em outras zonas da cidade, também como um elemento decorativo. O lixo é retirado diariamente com suporte de uma viatura com grua e os contentores recolocados no lugar. O vereador do Ambiente adiantou que à semelhança do que vinha acontecendo com os outros abrigos, a população tem respondido bem. A escolha do bairro de Palmarejo para a realização dessa experiência deve-se ao facto de ser uma zona com muita demanda. “Estamos a fazer a experiência precisamente numa zona em que há muito lixo porque entendemos que dessa forma vai ser mais fácil testar esse sistema”, informou.


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

REQUALIFICAÇÃO URBANA: BAIRRO DE SÃO PAULO COM ACESSO FÁCIL E MAIS APRAZÍVEL

S

ão Paulo é um dos mais novos bairros do Município da Praia. Localizado na zona Norte do Concelho da Praia, mais concretamente na encosta de Ponta d’Água e de Achada São Filipe, esse bairro espontâneo foi alvo de um plano, tendo em vista sua urbanização e beneficiou de profundas intervenções de forma a criar condições de habitabilidade. Foram construídos arruamento, estradas, muros de protecção e zonas de lazer para o bem-estar e a dignidade da população.

“Hoje podemos dizer que temos um bom exemplo de reabilitação e integração do bairro. Esta é a política da Câmara porque todas zonas têm de ser beneficiadas com esses tipos de infra-estruturas”, salientou. O edil da Praia reconhece que há ainda muitas necessidades nesse bairro, mas adiantou que aos poucos vão realizando acções para que o bairro e a Praia no seu todo possam atingir o nível de desenvolvimento que merecem.

Segundo o presidente da Câmara Municipal da A próxima intervenção na comunidade de São Praia, Óscar Santos, a edilidade investiu cerca de Paulo vai ser nas encostas, com trabalhos de dre20 mil contos em obras que foram realizadas por nagem das águas pluviais e a colocação do relvado no campo de futebol, conforme sofases e inauguradas no dia 3 de Fe“COM ESTAS OBRAS licitado pelos jovens do bairro. vereiro.

ESTAMOS A CORRIGIR

“É só compararmos o São Paulo de UM DÉFICE DE MAIS Os moradores de São Paulo maniontem em que o bairro era pratica- DE 20 ANOS, NA ZONA festaram a sua satisfação face às mente intransitável e sem circulaNORTE E OUTRAS obras realizadas, lembrando que tudo quanto foi feito visa melhorar ção de automóveis para vermos a ZONAS QUE FORAM o ambiente e condições de saneagrande diferença com as obras leESQUECIDAS” mento para os moradores e os visivadas a cabo no bairro”, disse o autarca, adiantando que o trabalho demorou algum tantes do bairro. tempo a ser feito devido à sua complexidade. O edil da Praia adiantou que neste momento a au-

 9


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

tarquia tem cerca de 30 (trinta) frentes de obras municipais em curso, o que na sua perspectiva demonstra que a edilidade está a fazer “um bom trabalho”. “Com estas obras estamos a corrigir um défice de mais de 20 anos, na zona Norte e outras zonas que foram esquecidas. Se os nossos antecessores tivessem feito esse trabalho, hoje estaríamos muito mais avançados. Portanto, no ano 2018, vamos dar uma atenção especial a essas zonas para equilibrar”, frisou. Para além de melhorar as condições de habitabilidade e de acessibilidade e contribuir para levantar a auto-estima dos praienses, essas obras, segundo Óscar Santos, oferecem emprego às pessoas.

 10


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

CMP LEVA TRANSFORMAÇÃO URBANA PARA AS RUAS DE EUGÉNIO LIMA

A

Câmara Municipal da Praia (CMP) inaugurou recentemente as obras de calcetamento das vias e passeios na zona da Capela, no bairro de Achada Eugénio Lima. São mais de 1.200 metros de calcetamento que deram uma nova vida esta à zona, melhorando desta forma também o bem-estar da população residente. Para além do arruamento que permite agora uma melhor circulação das pessoas e dos veículos, as ruas ganharam nomes e sinais de trânsito e as casas foram enumeradas, elevando assim o nível da urbanização do bairro. Segundo o vereador das infra-estruturas e transportes, Manuel Vasconcelos Fernandes, com a realização desses trabalhos as pessoas passaram a ter maior comodidade, sobretudo, no período das chuvas, em que a as ruas ficavam todas enlameadas, dificultando a circulação.

“Os trabalhos permitem às pessoas circularem com mais facilidade. A limpeza da zona agora será melhor e eleva também a auto-estima das pessoas”, disse o vereador lembrando que outras obras estão em curso no bairro tendo em vista a melhoria da qualidade de vida da população. As obras custaram à edilidade cerca de nove mil contos. Entretanto, o presidente da Câmara Municipal, Óscar Santos, salientou que mais do que o valor gasto, importa os efeitos que essas infra-estruturas têm na vida das pessoas. Óscar Santos adiantou que nos anos de 2018 e 2019 atenção especial vão ser dadas às zonas consideradas mais vulneráveis de forma a equilibrar o desenvolvimento da Cidade da Praia. Para além dos arruamentos, construções das vias de acesso e equipamentos de lazer a Câmara Municipal vai também fazer uma forte aposta na reabilitação das habitações degradadas. .

 11


Óscar Santos reconhece que o problema de habitação é uma questão complexa, mas indicou que a edilidade vai neste ano de 2018 dar uma atenção especial a esse problema. “Estamos a falar de pessoas que há alguns anos construíram de qualquer forma, sob linha de água, nas encostas e que hoje estão em situação precária. São situações que para serem resolvidas exigem uma engenheira financeira”, salientou.

Neste sentido fez saber que muito recentemente manteve um encontro com o Governo, que também está empenhado em solucionar esse problema, pelo que acredita que pouco-a-pouco vão ser mobilizados os recursos necessários para socorrer as pessoas em situação de vulnerabilidade.


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

 13


KRIOL JAZZ FESTIVAL E AME TRANSFORMAM PRAIA NA CIDADE DA MÚSICA

D

e 14 a 21 de Abril a Praia transforma-se na cidade da música proporcionando aos praienses oportunidades únicas de ouvir e apreciar música de qualidade e artistas de vários países do mundo. O Kriol Jazz Festival, na sua 10ª edição, acontece nos dias 14, 16, 19, 20 e 21 de Abril. Seu Jorge, do Brasil, Ayo, de Alemanha e Mário Lúcio, de Cabo Verde são alguns destaques deste evento que homenageia “ Os Tubarões” e o grupo musical “Bulimundo”. O evento arranca no dia 14 com a “Zona Kriol” com entrada livre. Este ano a zona escolhida foi a Várzea, estando previstas actuações de Hilário Silva, Wilson Silva e Flávia Coelho que vem do Brasil. Já em parceria com o Atlantic Music Expo (AME) e na Praça Luís Camões, o público poderá assistir Reis Demuth Wiltgen Trio, no dia 16, e a Marcha de Alfama e o Grupo do Ceará, no dia 19. No dia 20, são esperados Mário Lúcio, Nathalie Natiembé (Reunião), Stanley Jordan feat Thunder Duo (EUA/Hungria) e a fechar Seu Jorge (Brasil). No último dia, 21, Sara Tavares abre o festival e depois sede palco para Ayo, que será seguida do Kriol Band (Jacob Desvarieux/Jowee Omicil/

Hernani Almeida/ Yissy Garcia/ Boy G. Mendes/ Thierry Fanfant/Mário Canonge) e por fim Bantu (Nigéria). O AME 2018 acontece de 16 a 19 de Abril com workshops, daycases, conferências, one to one, meetings, no Palácio da Cultura Ildo Lobo, feira na Praça Alexandre Albuquerque além de shows na Praça Luís de Camões, Rua Pedonal e um palco no Warehouse para showcases de DJ’s. Segundo a organização o evento contará este ano com um total de 30 actuações sendo 6 daycases no Palácio da Cultura, 3 Dj’s e uma marcha. Djocy Santos, Osmar, Rosa Mestre, Josimar Gonçalves, Mamadou Sulabanku, Dj Hebraico, Projeto Sarabudja, Puto Mákina, Bob Mascarenhas, Débora Paris, Romeu di Lurdes, Dani Santoz e DJ Fat Boy são os artistas e bandas nacionais. Em relação aos estrangeiros estão Ilam, do Senegal, Jupiter & Okwess, do Congo, Arsene Duevi, da Itália, AfrotroniX, do Chade/Canadá, Djeli Moussa Condé, da Guiné-Conacri, DJ Buruntuma, da Guiné-Bissau, Shawn Ferguson, do Canadá, Djazia Satour, da Algéria, Marco Oliveira, de Portugal, Sofiane Saidi & Mazalda, da Algéria e Fredy V &The Foundation, de Montreal.


Relativamente às conferências e workshops estarão presentes as maiores editoras de música do mundo como a Sony Music e a Uni-

versal Music, e artistas nacionais como Nelson Freitas, Djodje, Elji Beatzkilla e a DJ Anane Veja, cabo-verdiana residente nos EUA.


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

C M P PROMOVEND O E DUC AÇ ÃO DESPORTIVA

 16


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

I

ncentivar e promover a prática do desporto na Cidade da Praia, incutindo nas crianças a importância da realização das actividades física e desportiva. Foi com este propósito que Câmara Municipal da Praia (CMP) entregou às escolas desportivas quites de materiais desportivos.

bol, surf, bodyboard e modalidades de combate como boxe, judo entre outros. “Para as modalidades do combate entregamos luvas e kimonos e para as modalidades de campo bolas e equipamentos (vestuários), cones, apitos e cronómetros. Portanto são quites diversificados em função de cada modalidade”, explicou adiantando que os materiais são renovados anualmente. A CMP, salientou o vereador José Eduardo dos Santos quer fazer jus ao lema “O desporto criando valores” e nada melhor do que apostar nas crianças para através do desporto introduzir valores como a partilha, o convívio, o respeito pelo adversário e para o próximo e o flair play.

Um ritual que já vem de alguns anos e que foi cumprido uma vez mais, em prol do desenvolvimento do desporto na capital do país, conforme frisou o vereador para área do Desporto, José Eduardo dos Santos.

“Hoje felizmente algumas modalidades já têm campeonatos de infantis organizados e esses apoios vão permitir que os atletas prepararem melhor e participem uniformizados nas competições”, enfatizou.

“Com essa entrega quisemos minimizar as dificuldades de materiais para a prática desportiva. Como sabemos hoje em dia temos escolas de quase todas as modalidades na cidade, mas normalmente queixam-se das dificuldades de materiais para trabalhar com as crianças e que quisemos minimizar essas dificuldades”, disse.

O acto de entrega dos materiais que teve lugar no dia 24 de Fevereiro na sala do munícipe e foi presidido pelo Presidente da Câmara Municipal, Óscar Santos.

Todas as escolas foram beneficiadas com quites contendo os materiais mais utilizados em função de cada modalidade, nomeadamente o futebol, o andebol, o basquete, o ténis, o volei-

 17


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

CHAVES DA CIDADE DA PRAIA NAS PRATELEIRAS DA FIFA

 18


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

N

os dias 16 e 17 de Fevereiro a Cidade da Praia recebeu a ilustre visita do presidente da Federação Internacional de Futebol (FIFA), Gianni Infantino, que se deslocou à Cabo Verde para conhecer as estruturas da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF). Foi uma visita de pouco menos de 24 horas, tendo Gianni Infantino cumprido um programa preenchido pelos encontros com as autoridades nacionais e visitas às infra-estruturas desportivas. Numa curta visita à Camara Municipal da Praia recebeu das mãos do Presidente da Camara Municipal, Óscar Santos, as Chaves da Cidade da Praia, numa cerimonia de “de “grande simbolismo” nas palavras do edil.

bol na Cidade da Praia e “A CÂMARA em Cabo Verde.

MUNICIPAL TEM FEITO UMA APOSTA MUITO FORTE A NÍVEL DO DESPORTO, SOBRETUDO, A NÍVEL DO FUTEBOL”

Para o presidente da Câmara Municipal da Praia, Óscar Santos foi uma honra para a Cidade Praia receber a mais alta entidade do Futebol Mundial. Óscar Santos e aproveitou a oportunidade para destacar os ganhos da capital e de Cabo Verde a nível do futebol.

“Nós não podíamos perder essa oportunidade já que a Câmara Municipal tem feito uma aposta muito forte a nível do desporto, sobretudo, a nível do futebol. Nós temos mais de 20 campos relvados em zonas periurbanas para facilitar a inclusão, sobretudo, da população jovem”. O momento foi também aproveitado para solicitar apoios aos também solicitar mais apoios aos projectos da edilidade e de Cabo Verde, pois salientou o edil, é através do desporto o país e a cidade ganham mais visibilidade.

Gianni Infantino enalteceu o gesto da edilidade praiense, tendo mostrado “muito grato pelo facto de ter recebido a chave da cidade capital”, logo na sua primeira visita oficial a Cabo Verde. O responsável da FIFA manifestou igualmente a sua satisfação pela forma como o autarca mostrou toda a sua abertura para desenvolver uma política consentânea para a promoção do fute-

“Quisemos mostrar ao senhor presidente da FIFA a aposta da Cidade da Praia e esperamos também que ele aumente os apoios à Cabo Verde nível das infra-estruturas desportivas e da formação porque é através da formação que conseguimos ter bons atletas”, salientou autarca. Gianni Infantino deixou a Cidade da Praia depois de se inteirar do funcionamento das estruturas da Federação cabo-verdiana de Futebol e de ter apresentado o seu plano para o desenvolvimento do futebol neste arquipélago, que diz ter boas referências enquanto “um país de futebol”.

 19


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

CIDADE DA PRAIA PALCO DA VIII REUNIÃO REDE DAS CIDADES MAGALHÂNICAS

 20


A

Cidade da Praia acolhe nos dias 18 e 19 de Outubro a VIII reunião da Rede das Cidades Magalhânicas, um marco importante, porquanto acontece nas vésperas das comemorações do V centenário do inicio da rota a mundo. A decisão saiu da última reunião realizada de 13 a 18 de Março, em Puerto de Santa Cruz, Argentina, e que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal da Praia, Óscar Santos, que é também vice-presidente desta rede para a África. Óscar Santos destaca o facto de a capital cabo-verdiana acolher o primeiro encontro a ser realizado em África. “O encontro já foi realizado na Ásia, na Europa, na América do Sul e agora é vez da África. Portanto é um bom momento para nós na medida em que dá mais visibilidade à Cidade da Praia e, sobretudo, para a promoção do turismo”, disse o edil praiense. A Rede tem como objectivo principal comemorar o V centenário histórico da Primeira Volta ao Mundo concretizada pelo navegador português, Fernão de Magalhães, que se notabilizou por ter organizado a primeira viagem de circunavegação ao globo de 1519 até 1522, de forma a dar visibilidade a este marco histórico em todo mundo, no período compreendido entre 2019 e 2022. Óscar Santos adiantou que já há uma proposta no sentido da Rede das Cidades Magalhânicas fazer parte do património mundial da humanidade, estando também em negociação com a Organização Mundial do Turismo (OIM) a criação de uma rota de turismo mundial de rede magalhânicas. “A entrada da Cidade da Praia nessa rota representa algum desafio nomeadamente a mobilização das universidades, por um lado, e também


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

do Governo para que essa comemoração sirva Praia (Cabo Verde) Lisboa e Sabrosa (Portugal), como um ponto de viragem para a promoção do Sevilha, Granadilla de Abona (Espanha), Ushuaia turismo na Cidade da Praia” disse salientando (Perú), Puerto de San Julian e Puerto de Santa que essa é uma grande oportuniCruz(Argentina), Punta Arenas e “A ENTRADA DA dade de dar visibilidade à capital CIDADE DA PRAIA Porvenir(Chile) e Cebu (Filipinas) cabo-verdiana. são cidades que constituem esta NA ROTA DE Rede. A Rede das Cidades Magalhânicas TURISMO MUNDIAL foi fundada em 2014 e a Cidade da A proposta sobre a mesa, neste É UMA GRANDE Praia foi aceite como membro e OPORTUNIDADE DE momento, é de abrir a rede para escolhida vice-presidente para a adesão de novas cidades e alarDAR VISIBILIDADE gar o seu âmbito enquanto uma África durante o VI Encontro desÀ CAPITAL CABO- entidade associativa sem fins lusa organização que aconteceu em Janeiro de 2017, em Lisboa. crativos que agrega cidades que VERDIANA” partilham a história da primeira Para o próximo ano está prevista uma grande viagem de circunavegação manifestação cultural em Sevilha. A Cidade da Praia vai estar nesse encontro com um grupo Para além da Rede das Cidades Magalhânicas a cultural para também demonstrar a sua adesão a Cidade da Praia faz parte da Rede das Cidades nível cultural e vincar também o facto da Praia é Criativas da UNESCO. a segunda cidade mais kull da África.

 22


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

 24


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

 25


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

“SOCORRINHO”, HERDA TALENTO DO PAI E ABRAÇA SAPATARIA

A

s mulheres têm conquistado lugares de destaque em todo o mundo de forma ampla e reconhecida, seja na política economia ou em áreas que antigamente eram dominadas pelos homens. O empreendedorismo feminino já dominou o seu espaço de independência e afirmação e cada vez mais tem aumentado o número de mulheres independentes. É assim que Leila Gonçalves mais conhecida por Nila que começou a dar os primeiros passos na sapataria do seu pai, se assume como “uma jovem empreendedora e independente” que desempenha uma profissão dominada maioritariamente por homens – “Sapateira”. Hoje, todos chamam-na “Socorrinho”, nome do pai já falecido e da oficina conhecida por muitas pessoas na cidade da Praia. Concluiu o 12º ano de escolaridade tendo depois ingressado no curso de Direito que abandonou no 2° ano por falta de condições financeiras devido à morte do pai, que era o sustento da família. Socorrinho viu na sapataria uma profissão que

 26

mudou a sua vida e um presente deixado pelo pai, que na sua opinião deixou um legado com anos de serviço como sapateiro. Aliás, para ela, tudo o que faz hoje devo-o ao seu pai, embora lamente não ter tido oportunidade de aprender mais com ele. Com sorriso nos lábios, diz que há “males que vêm por bem” porque com o abandono escolar acabou por descobrir uma paixão na confecção de calçados. “O meu pai trabalhou a vida inteira como sapateiro, mas nunca tive curiosidade para aprender com ele”, conta. “Quando penso que poderia ter aproveitado o tempo quando o meu pai era vivo para dedicar-me a esta profissão, sinto uma grande mágoa, pois sei que perdi uma grande oportunidade, porque tirando o facto de ele ter sido meu pai, ele era tido como um dos melhores sapateiros da Cidade da Praia”, enfatiza. Quem não conhece Socorrinho, a jovem que descobriu a paixão pelos sapatos, acredita, ao ver os seus trabalhos, que ela tem larga experiência no


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

ramo, mas por incrível que pareça, só começou a confecionar, concertar calçados em finais de 2017. Conta que antes disso já frequentava a oficina que estava sobre a gestão do primo, cabendo-lhe cuidar da parte financeira do negócio.

a aprender sozinha, recriando e acredito que o meu pai está sempre a inspirar-me”, realça, salientado que gostaria de futuramente confeccionar sapatos adaptados às pessoas com deficiência física, assim como o seu pai fazia.

“Certo dia o meu primo saiu da oficina e fiquei sozinha e aconteceu que nessa altura tínhamos muita encomenda que deviam ser entregues no prazo de uma semana. Então um pouco aflita e com medo de perder os clientes e de não poder ajudar a minha família, enchi-me de coragem, sentei-me à mesa e comecei a fazer as sandálias”, disse, acrescentando que devido à pouca prática levou muito tempo a confecionar a sua primeira sandália mas que depois de muitas tentativas e esforço conseguiu concluir o trabalho e entregar dentro de prazo. Questionada como conseguiu confecionar as sandálias sem nem mesmo saber como é que a máquina funcionava, respondeu meio a brincar que foi obra do Espírito Santo. “Acredito que foi uma mensagem divina, que despertou o meu interesse em dar continuidade ao projecto do meu pai. “Quando assumi os destinos da “Sapataria Socorrinho”, decidi que a oficina continuaria a reflectir a forma de trabalhar do meu pai que passa pela qualidade, compromisso e respeito pelo prazo de entrega dos trabalhos aos clientes”, observa. A quantidade de sapatos que confecciona depende das encomendas são feitas, porque “tenho encomenda para clientes que vão revender, tenho encomendas de pessoas que vivem no estrangeiro e posso afirmar que o que ganho com as encomendas dá para sustentar a minha família. Estou

A oficina fica atrás da Shell de Terra Branca, funciona de segunda a sábado, das 10 às 18 horas e tem variedades de sandálias para homens, mulheres e crianças. Para além da confeção de calçados faz ainda conserto de sandálias, confecciona bolsas, cintos, bijuterias e participa em exposições e os preços dos sapatos variam entre mil e três mil e quinhentos escudos. “Acho que o maior constrangimento na minha área tem sido a falta de material para inovar e criar, e o maior desafio pessoal que já venci foi ter decidido que queria aprender e não deixar o legado do meu pai morrer. Sinto-me uma mulher realizada, porque estou a fazer o que eu amo, sei que com esse trabalho posso ajudar a minha família e o mais importante para mim é saber que a paixão do meu pai continua viva dentro de mim e sei que ele está feliz e em paz aonde estiver”, conta. Além da força de vontade e paixão pela profissão, Socorrinho considera ser uma pessoa “sortuda”, porque recebe apoio incondicional da sua mãe, dos meus amigos e até mesmo de pessoas desconhecidas que continuam a motivá-la para continuar o projecto. “Quando veem os meus trabalhos e vibram com os resultados, é uma grande motivação para mim porque quando fazemos algo que amamos e te-

 27


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

mos pessoas que acreditam em nós e nos incentivam a nunca desistir dos nossos sonhos… é simplesmente mágico”, confessa. Para Socorrinho, o segredo para concretizar os objectivos é ter sonhos e alimentá-los. “Não importa o que este sonho pode representar para os outros, mas sim o que significa para a própria pessoa”.

“ TEMOS DE PERSEGUIR OS NOSSOS SONHOS.“

“Temos de perseguir os nossos sonhos. Eu confesso que para mim foi menos difícil porque achei um projecto com anos de existência e o que tinha de fazer era arregaçar as mangas e trabalhar. Sei que quem quiser realizar um sonho e não tem meios para fazê-lo, é difícil, mas não impossível, porque não devemos esperar que as coisas caiam do céu. Devemos correr atrás, porque se não o fizermos, ninguém fá-lo-á por nós”. Por isso, desafia a todos os jovens que sejam sonhadores, mas “sonhadores ousados”, porque quando uma pessoa tem força de vontade e acredita que é capaz de vencer e realizar os seus sonhos, não obstante os obstáculos, tudo se torna possível e só o céu é o limite. “Futuramente, quero alargar este projecto e ter filiais da “Sapataria Socorrinho” nas outras ilhas, mas sempre seguindo a linha do meu pai, a minha eterna fonte de inspiração”, concluiu.

 28


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

“OPORTUNIDADE DE REALIZAR OS SONHOS SÃO TODOS OS DIAS” Neusa Silva, CEO e fundadora da Guia de Serviços

A Guia de Serviços, Sociedade Unipessoal Lda. é uma empresa cabo-verdiana localizada na ilha de Santiago, Cidade da Praia. Está no mercado desde 2007, oferecendo um vasto leque de serviços que vão ao encontro das necessidades das empresas e particulares. Des-

de a sua criação, conquistou gradualmente o seu espaço no mercado contando hoje com centenas de clientes e um conjunto de aproximadamente 155 colaboradores. Por detrás desta empresa está uma grande mulher, líder e em-

 29

presária, Neusa Silva. Uma jovem que se aventurou no mundo do empreendedorismo e hoje é dona de uma das maiores empresas de eventos do país. O rápido crescimento e desenvolvimento da empresa no mercado deve-se a uma forte aposta


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

na inovação, dedicação e trabalho da empresária que esteve em conversa connosco no mês da mulher. Saiba mais sobre Neusa Silva e sua empresa nesta entrevista.

Que desafios enfrentas no teu dia-a-dia como empresária? Os desafios são vários, desde a mão-de-obra capacitada que temos muita dificuldade em encontrar no nosso ambiente trabalho à lei laboral que também não ajuda muito, mesmo estando agora a ser trabalhada. Pedido de empréstimo e angariação de fundos são ainda motivo de alguma dor de cabeça para nós empresários. Como é que é ser mulher e empresária em Cabo Verde?

Como é que surgiu a Guia de Serviços? Durante os meus estudos no Brasil, aproveitei a minha estadia naquele país não só para estudar, mas também para fazer algum negócio. Vendia produtos cosméticos, lingerie e sandálias. Neste sentido, fiquei a pensar como é que seria quando eu voltasse para minha terra. Daí pensei em criar uma empresa que ajudasse os jovens e colocasse em prática aquilo que estudei, que é administração de empresas. Qual é o diferencial da Guia de Serviços? Somos uma empresa constituída por jovens, por isso o nosso diferencial é a juventude, a rapidez que damos aos nossos serviços, dinamismo e simpatia.

É muito difícil porque ao longo dos tempos a mulher foi vista mais como dona de casa e mãe. De repente, deu-se um salto na nossa sociedade que permitiu alguma alteração nesta abordagem. Somos um país muito jovem e a área feminina também é nova neste ramo de atividade. Por isso, temos que batalhar mais que os homens que já estão bem “afincados” no mercado. É uma luta dura porque sabemos que nós não nos ocupamos só da parte da empresa e do trabalho, mas também da casa e dos filhos, o que acaba por ser mais difícil laborar em todas estas frentes. O que mais lhe marcou durante o seu percurso como empresária? Durante estes anos, o que me marcou mesmo foi quando venci o Prémio Mulher Empresária do ano, em 2014, oferecida pela Câmara do Comércio. Concorri, mas não estava a esperar, porque obviamente havia várias colegas bastante capacitadas.

 30

PRÉMIO MULHER EMPRESÁRIA –2014Portanto, este foi o momento mais emocionante para mim e de grande reconhecimento que ajudou-me a dar uma reviravolta no meu serviço e na empresa. Já sofreu alguma discriminação por ser mulher empresária? Não por ser empresária, mas por ser mulher, pequena e jovem. As pessoas ainda não amadureceram para ver que a área do empreendedorismo é para todos, seja homem ou mulher. É só se dedicar e tentar correr atrás dos objetivos que podem ser alcançados por todos nós.

Na sua opinião, como são vistas as empresárias em Cabo Verde? Por sermos novas, eu acho que são vistas com uma certa admiração. E isso é muito bom porque temos muito caminho pela frente. São perspetivas boas. As pessoas elogiam, admiram e muitas vezes dão-nos força para


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

seguirmos adiante. E a concorrência? Eu acho que a concorrência está na nossa mente. Nós seremos os principais concorrentes dos nossos serviços se não cuidarmos e trabalharmos bem. Como laboramos em cinco frentes diferentes na Guia de Serviços, então temos de acompanhar sempre a evolução, temos de inovar e adaptarmo-nos às circunstâncias do momento, estando sempre à frente com informações sobre avanços e qualidade dos nossos serviços. Portanto, acho que estamos a reagir muito bem em relação ao mercado.

Que projetos a Guia de Serviços tem para o futuro? O nosso projeto mais próximo é afincar em outras ilhas. Na verdade, já estamos a trabalhar noutras ilhas nomeadamente Sal, Boa Vista, Fogo, São Vicente e Santo Antão. Mas queremos abrir uma filial da Guia de Serviços em São Vicente e seguidamente na Ilha do Sal. Posteriormente pretendemos dar um salto mais alto que é internacionalizar os nossos serviços que pode começar pela costa africana. Que mensagem quer deixar às suas colegas empresárias e às mulheres em geral?

 31

É tentar ir à frente com uma ideia. Quando tivermos uma ideia, tentemos pô-la em prática o mais breve possível. Se eu não tivesse a coragem ou ousadia de colocar o meu projecto e as minhas ideias em prática a Guia de Serviço nunca sairia do papel. Conheço pessoas com ideias mirabolantes que às vezes nem precisam de muito dinheiro para avançar, mas ficam com medo e a aguardar uma boa oportunidade que nunca surge: uma boa oportunidade para realizar os nossos sonhos são todos os dias. Temos que ir à frente, correr, perguntar, procurar informações e arriscar. Há oportunidade para todas.


PRAIA CIDADE EM MOVIMENTO

 32

Profile for CMPraia

Praia Cidade em Movimento - SÉRIE II - 3ª EDIÇÃO  

“Praia, cidade em movimento “é uma revista que visa manter a nossa governação mais próxima dos munícipes e manter as pessoas no centro das n...

Praia Cidade em Movimento - SÉRIE II - 3ª EDIÇÃO  

“Praia, cidade em movimento “é uma revista que visa manter a nossa governação mais próxima dos munícipes e manter as pessoas no centro das n...

Profile for cmpraia
Advertisement