{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

setembro

julho

1

set 19 • jul 20 programação para crianças e jovens e mediação de públicos


setembro

julho

3

Terminado o período de veraneio, das férias, das festas e eventos à beira-mar, o Outono leva-nos para espaços mais fechados, à escola, aos livros, às contas e a outras atividades educacionais… Umas mais lúdicas e divertidas do que outras, mas sempre com o propósito de nos proporcionar desenvolvimento intelectual, social, cultural…


Em 2014, a Câmara Municipal de Ovar implementou, nos seus vários equipamentos culturais, o Serviço Educativo, com uma programação própria, arrojada e dinâmica, versando as diferentes áreas artísticas, bem como visitas guiadas, oficinas e workshops, destinados a crianças, jovens e mediação de públicos. O Serviço Educativo pretende, através das suas várias ações, proporcionar momentos de aprendizagem, reflexão e debate, potenciando o espírito criativo, o conhecimento e fidelizando públicos. Ao longo de cinco anos, o Serviço Educativo da Câmara Municipal de Ovar tem vindo a ser consolidado e ampliado e, neste sentido, apresentamos a segunda edição do EIXO. Uma edição que engloba a programação de serviço


setembro

julho

educativo de um novo espaço cultural, o Museu Escolar Oliveira Lopes. Nesta edição, referente a 2019/2020, são muitos e diversificados os espetáculos e iniciativas que propomos para os vários públicos. Apareçam e usufruam! Bons espetáculos!

O Vereador da Cultura Alexandre Rosas

5


Programação para crianças e jovens Aqui apresenta-se informação sobre os espetáculos, oficinas, conversas e tudo o mais que nos venhamos a lembrar, dirigidos a crianças e jovens. Com as datas, as idades, os preços, as gratuitidades.


setembro

julho

7

Mediação de públicos Existem muitos espetáculos que começam muito antes da hora marcada no bilhete e terminam muito depois da sala ficar vazia. Vêm acompanhados de conversas, de oficinas ou de masterclasses. Aqui o público é convocado para ter uma voz, de dúvida, de concordância ou desacordo. Mas sempre de diálogo e proximidade com os artistas e criadores. Nas páginas seguintes apresenta-se o programa para os próximos meses, com propostas muito diferentes entre si. Aguardamos a vossa visita.


permanentes

ELA

Oficina • p. 10 - 11

CRIA_TURA QUADRADA

EXPOSIÇÃO BERNARDINO MACHADO: O PEDAGOGO Oficina • p. 24 - 25

O REPUBLICÁRIO

Oficina • p. 12 - 13

Teatro • p. 26 - 27

FÉRIAS AO QUADRADO

O CARTUCHO DE MERCEARIA

Oficina • p. 14 - 15

CONHECER...

Oficina • p. 16 - 17 - 18 - 19

VISITAS ORIENTADAS MEOL*

Visitas Guiadas • p. 20 - 21

É HORA DO RECREIO! Oficina • p. 22

Oficinas • p. 28 - 28

A MENINA DO MAR

Teatro/Musical • p. 30 - 31

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E APETITOSA

Oficina • p. 32 - 33

VASCO MOURÃO E CASSIANO BRANCO Visita Guiada/Conversa • p. 34 - 35

ENCHER DE LETRAS

novembro

Oficina • p. 23

MUSEU JÚLIO DINIS: AS PUPILAS DA MORGADINHA INGLESA

outubro

Visita Guiada/Conversa • p. 36 - 37 * Museu Escolar Oliveira Lopes


setembro

O CONVIDADOR DE PIRILAMPOS Teatro • p. 38 - 39

dezembro

SINGLE STORY

POESIA ACÇÃO!

Poesia/ Performance/ Formação • p. 52 - 53

A TURMA DE 95

Teatro • p. 54 - 55

ANIMA-TE!

abril

O SABOR DA TRADIÇÃO Oficinas • p. 44 - 45

janeiro

MAPA CONTOS E CANTOS Multidisciplinar • p. 46 - 47

9

março

Multidisciplinar/ Conferência • p. 40 - 41

Oficinas Cinema de Animação • p. 42 - 41

julho

POEIRA DE ESTRELAS

Dança/Música /Oficina • p. 56 - 59

maio

FIL’MUS2 Cinema Musicado • p. 60 - 61

junho

OCEANO fevereiro

O PLOC DO POLLOCK Teatro • p. 48 - 49

ANIMAÇÃO DO ANIMA-TE! Curta Metragem • p. 50 - 51

Dança • p. 62 - 63

outras formações

REFLUXO - OLARIA II Oficinas • p.64

ESTAMPA

Oficinas • 65 - 67


setembro

-2019-


setembro

julho

a

ho l ju

-2020-

11


ELA Espaço Lúdico do Azulejo Jogos de rua, sonhos de parede Oficinas permanentes

11 E 25 OUT 8, 15 E 22 NOV 6, 13 E 20 DEZ 17 E 31 JAN 7 E 14 FEV

Escola de Artes e Ofícios marcação prévia (com duas semanas de antecedência) destinatários pré-escolar e 1º ciclo info eao@cm-ovar.pt notas transporte gratuito conforme agendamento nº máximo de crianças 25

120’ duração


setembro

julho

13

O Espaço Lúdico do Azulejo acontece na Escola de Artes e Ofícios, e tem início com a oficina “Jogos de rua, sonhos de parede”, que tem por objetivo dar a conhecer o património azulejar de Ovar, através de cenários e artefactos lúdicos exploratórios que terão como ponto de partida observar, pensar, descobrir e criar. Após esta oficina, as turmas participantes, são desafiadas a desenvolverem em contexto escolar um novo azulejo padrão, que será depois concretizado pelos alunos, numa nova passagem pela Escola de Artes e ofícios, e batizado pela turma responsável pela sua criação. O objetivo é chegar a maio com novos padrões azulejares, que reflitam o nosso património azulejar tão rico e a imaginação das crianças. O resultado destas oficinas poderá culminar no projeto SOS AZULEJO ESCOLAS, que se realiza anualmente a 6 de maio, dia Nacional do Azulejo.


CRIA_TURA QUADRADA Oficinas permanentes

SET A JUL

Escola e Artes e Ofícios marcação prévia com duas semanas de antecedência destinatários 2º ciclo, 3º ciclo e secundário info eao@cm-ovar.pt notas transporte não assegurado. visita 75´ + oficina 75´

150’ duração


setembro

julho

15

A “Cria_tura Quadrada” é uma oficina criativa que acontece pelas ruas do centro histórico da cidade de Ovar, começa com uma visita orientada por um percurso pedonal previamente definido e adaptado ao grupo participante, que tem como objetivo dar a conhecer / explorar o património azulejar de Ovar, através da observação dos elementos decorativos da azulejaria existente, terminando com uma oficina criativa em torno do azulejo, na Escola de Artes e Ofícios. Esta oficina, pretende a criação e pintura em azulejo de um “ser” imaginário, com inspiração nas cores e formas da azulejaria existente visitada. No final, os trabalhos executados serão entregues às escolas participantes.


FÉRIAS AO QUADRADO Oficinas Permanentes

Períodos de Pausas Letivas (natal, páscoa, verão)

Escola de Artes e Ofícios marcação prévia com duas semanas de antecedência destinatários do pré-escolar ao secundário info eao@cm-ovar.pt notas transporte não assegurado visita 45´ + oficina 30´

75’ duração


setembro

julho

17

O “Férias ao Quadrado” é uma oficina criativa que acontece pelas ruas do centro histórico da cidade de Ovar, começa com uma visita orientada por um percurso pedonal previamente definido e adaptado ao grupo participante, que tem como objetivo dar a conhecer/explorar o património azulejar de Ovar, através da observação dos elementos decorativos da azulejaria existente. A visita termina no Palácio da Justiça de Ovar, com uma oficina criativa em torno do azulejo, com recurso a carimbos e decoração de postais, inspirada nas ilustrações de Jorge Barradas.


CONHECER... Visitas Guiadas

SET A DEZ

terça a sexta • 9h00 – 14h00 Museu Júlio Dinis marcação prévia €1,50 destinatários 1º ciclo info museujuliodinis@cm-ovar.pt 256 581 378

60’ duração


setembro

julho

19

O Museu Júlio Dinis propõe a todos os curiosos dos 6 aos 10 anos o projeto CONHECER… Desenvolvido no âmbito do serviço educativo, este projeto desafia a uma nova abordagem sobre conceitos e vivências dos espaços do museu. Qual será o aspeto da cama onde dormiu o Júlio Dinis? Sabes quem é o responsável pela sua conservação? Tens noção da quantidade de sons que podes ouvir nesta casa? Quais serão os cheiros e os sabores das receitas da Tia Rosa? Existe algum mistério sobre a passagem de Júlio Dinis por Ovar? Todas estas perguntas poderão ser respondidas durante a tua visita e de forma divertida e interessante, serás desafiado a sentir, a descobrir e a experimentar as coisas do museu.


CONHECER … A CONSERVADORA DO MUSEU (ciência, diagnóstico, bisturi) com Raquel Elvas Dentro de um museu… há sempre um conservador. Nesta visita podes conhecer as suas funções e o papel que um museu tem enquanto promotor da preservação do património cultural. Podes aproveitar também para conhecer como se cuida da secretária do Júlio Dinis ou o que é um termohigrómetro, quais os insetos que habitam o museu ou para que serve uma máscara de solventes…


setembro

julho

21

CONHECER … A ARTISTA NO MUSEU (ver o som, escutar o silêncio, partitura gráfica)

com Bárbara Andrez E se eu te dissesse que é possível ver o som? Acreditas? Nesta visita vamos explorar os sons do museu e descobrir formas diferentes de os escutar e ver. Vamos observar o silêncio e imaginar roncos que saiam por detrás do travesseiro. Ainda terás oportunidade de criar a tua própria partitura gráfica e partilhar, como um verdadeiro artista a tua composição sonora. Organização e conceção Câmara Municipal de Ovar.


MUSEU ESCOLAR OLIVEIRA LOPES Visitas Orientadas + Oficina Criativa

TER A SEX

9h30 – 14h00 Museu Escolar Oliveira Lopes marcação prévia destinatários todos os públicos info museuescolar@cm-ovar.pt 256 581 300 notas visitas orientadas 60’ oficina criativa 45’

faixa etária

M\6


setembro

julho

23


MUSEU ESCOLAR OLIVEIRA LOPES Oficinas Residentes

Visando complementar a experiência da visita, o Museu tem oficinas residentes que estão disponíveis ao longo de todo o ano.


setembro

julho junho

25

É HORA DO RECREIO! Museu Escolar Oliveira Lopes marcação prévia destinatários pré-escolar / 1º ciclo / 2º ciclo / 3.º ciclo / ensino secundário info museuescolar@cm-ovar.pt 256 581 300 nota transporte não assegurado.

Uma macaca, um pião, um rapa, um berlinde… Vamos jogar? Nesta oficina os participantes são desafiados a experimentar os diferentes jogos tradicionais da região, utilizados pelos alunos do ensino primário durante o recreio.

ENCHER DE LETRAS Museu Escolar Oliveira Lopes marcação prévia destinatários 1º ciclo / 2º ciclo / 3.º ciclo / ensino secundário info museuescolar@cm-ovar.pt 256 581 300 nota transporte não assegurado.

Oficina de escrita onde os participantes são desafiados a escrever utilizando métodos que eram tradicionalmente usados no ensino da escrita.


EXPOSIÇÃO BERNARDINO MACHADO: O PEDAGOGO Visita Guiada

1 OUT 5 NOV 3 DEZ

9h30, 11h00, 14h00 e 15h30 Museu Escolar Oliveira Lopes

TER

destinatários todos públicos

marcação prévia

info museuescolar@cm-ovar.pt 256 581 300

faixa etária

M/6 75’ duração


setembro

julho

27

Visita guiada à exposição Bernardino Machado: O Pedagogo que aborda temas relacionados com a evolução do Ensino em Portugal, entre finais do século XIX e 1.º quartel do século XX, nomeadamente: “O Ensino e a sua Importância”; “A Aprendizagem. Entre o Hereditário e o Adquirido”; “Liberdade de Ensino. Público ou Privado?”; entre outros. Cada painel temático terá não só as suas imagens da época, como igualmente referências de Bernardino Machado sobre a instrução e a pedagogia, retirados de títulos emblemáticos como, por exemplo, “O Ensino” (1898), “Afirmações Públicas” (1888), “Conferências de Pedagogia” (1900), “Da Monarquia Para a República” (1908), “Notas Dum Pai” (1903), “O Ensino Primário e Secundário” (1899), “Pela República” (1908), entre outros. Conceção e apoio Museu Bernardino Machado Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão Organização Câmara Municipal de Ovar


O REPUBLICÁRIO de Ricardo Correia Teatro

01 E 02 OUT TER E QUA

ter - 14h30 e quar - 10h00 Centro de Arte de Ovar marcação prévia €1,50 destinatários público escolar info caovar@cm-ovar.pt

faixa etária

M/12 45’ duração


setembro

julho

29

“Vamos criar uma República. Do que é que precisamos? Um hino. Check. Uma Constituição, que garanta direitos e deveres. Check. Falta alguma coisa? Talvez uma bandeira nacional. Com duas cores e 12 bolinhas que representam as 12 cidades da República Não sei das Quantas conquistadas na Revolução que tirou este país do jugo do… tiranete, Monstro dos Sete Estômagos que enchia o bandulho com o trabalho escravo dos cidadãos. Nesta República acabadinha de inventar, contamos a história de um vendedor de enciclopédias que percorre o país de lés-a-lés, sentado em cima da sua bicicleta, a famosa e enferrujada Princesa, e que adora ouvir fado desafiado na rádio. Tudo ia bem na melhor das Repúblicas possíveis, mas, certo dia, tudo parece desmoronar-se. De repente algo perturba os cidadãos da República e a partir desse dia já ninguém se lembra do hino nacional. Ninguém sabe a diferença entre a República e a Democracia. Porque é importante votar? Ou mesmo, o que é a República? O país entra em crise. Fazem-se debates na emissora nacional. Mas nem nas Enciclopédias, que o nosso Republicário vende, se encontram as respostas. Ao que parece, elas estão incompletas e trazem uma poeira que invade o espaço público e atordoa os cidadãos da República Não sei das Quantas. A culpa será sua? Sem respostas, e para salvar a sua pele, o Republicário inicia uma grande aventura para tentar salvar a República e os seus símbolos que, entretanto, foram esquecidos. Pelo meio, ainda se propõe a fazer algumas erratas. Será que esta República tem salvação? Guerra Junqueiro deixou-nos o mote para este espetáculo: “Há mais luz nas 24 letras do alfabeto do que em todas as constelações do firmamento.” Texto e Encenação Ricardo Correia Interpretação João Amorim Espaço cénico e Figurino Filipa Malva Desenho de som Ricardo Correia a partir de José Viana da Mota [Sinfonia em Lá Maior, op.13 “ A Pátria”], Nino Rota [La dolce Vita], Erik Satie [Gnossienne nº5] , Luís de Freitas Branco [Paraísos Artificiais] e Fados da República [cord. Rui Vieira Nery] Movimento Rita Grade Operação de Luz e som João Amorim ou Ricardo Correia Fotografia Filipa Malva Produção CASA DA ESQUINA Espetáculo encomendado PEMP Projeto Educativo Convento São Francisco/Coimbra


O CARTUCHO DE MERCEARIA Oficinas

9 E 10 OUT

9h30 - 11h00 e 14h00 - 15h30 Escola de Artes e Ofícios

QUA E QUI

marcação prévia destinatários todos os públicos info eao@cm-ovar.pt 256 581 378

faixa etária

M/6 60’ duração


setembro

julho

31

A arte da sacaria – o fabrico de sacos de papel – disseminou-se no concelho de Ovar a partir do séc. XX, com maior incidência das unidades de produção na zona norte, nas freguesias de Maceda e Esmoriz. O fabrico dos sacos de papel nas sacarias constituía também, um ofício exclusivamente feminino, realizado pelas “saqueiras”, que, de forma rápida e expedita, e com recurso a equipamentos bastante rudimentares, produziam uma enorme variedade de tipologias de sacos, que poderiam variar no seu tamanho, tendo em conta a sua capacidade de peso no género a embalar, assim como no tipo de papel usado, de maior ou menor qualidade. Estas embalagens foram durante décadas utilizadas nas mercearias para acondicionar arroz, açúcar, feijão, café, e outros produtos, que eram pesados e vendidos a granel, mas a partir da década de 60 do séc. XX, com a afirmação da indústria dos plásticos, foi-se assistindo a uma decadência progressiva das sacarias e à substituição progressiva dos sacos de papel, tendo a última unidade de produção encerrado na década de 80 do séc. XX. Esta oficina, promovida pelo Museu do Papel de Terras de Santa Maria, tem como objetivo transmitir o “saber fazer” da técnica de fabrico de sacos de papel, praticada pelas “saqueiras” desta região. Após uma breve descrição sobre a produção de papel pardo e sobre o funcionamento de uma Sacaria, os participantes iniciam a produção de cartuchos de diversos tamanhos interiorizando “o tempo das mercearias” e valorizando o papel do “papel” noutros tempos. Conceção e apoio Museu do Papel Terras de Santa Maria, Câmara Municipal de Santa Maria da Feira Organização Câmara Municipal de Ovar


A MENINA DO MAR Texto Sophia de Mello Breyner Andresen Por Edward Luiz Ayres d’Abreu, Ricardo Neves-Neves e Martim Sousa Tavares

11 OUT

10h00 (público escolar) 22h00 (todos os públicos) Centro de Arte de Ovar

SEX

marcação prévia €1,5 (público escolar) • €5 (todos os públicos) info caovar@cm-ovar.pt

faixa etária

M/6 45’ duração


setembro

julho

33

Um dos títulos mais amados e lidos de Sophia de Mello Breyner Andresen transforma-se em conto musical pela voz, corpo e gesto de cinco atores, dez instrumentistas e um maestro. Percorrendo um universo marítimo e fantástico, a história trata de uma menina que vive no mar – mas muito curiosa pela vida em terra –, de um menino que vive em terra – mas muito curioso pela vida no mar – e do encontro improvável entre estes dois mundos... Daqui resultará uma sucessão de episódios repletos de surpresa e encantamento, a que não faltarão um simpático peixe clarinetista, um desconfiado caranguejo saxofonista, um misterioso e algo desajeitado polvo fagotista, entre vários outros personagens, reunidos sob o olhar grave e atento do contrabaixista, o muito respeitável Rei do Mar. Desde a inquietação e desconfiança das primeiras descobertas até à festa derradeira em que todos dançam alegremente, persiste a pergunta fundamental: será possível vivermos todos nós em harmonia com o oceano, a natureza, a vida que nos rodeia? Texto Sophia de Mello Breyner Andresen Música Edward Luiz Ayres d’Abreu Encenação Ricardo Neves-Neves Cenografia Henrique Ralheta Construção de Cenário Alexandre Bobone e Thomas Kharel Figurinos Rafaela Mapril Confecção Carla Geraldes, Lígia Garrido e Mónica Feliz Luz Luís Duarte Vídeo de animação e ilustrações TEMPER creative agency Assistentes de encenação Raquel Mendes e Diana Vaz Actores Ana Valentim Catarina Rôlo Salgueiro Nuno Nolasco Rafael Gomes Teresa Coutinho Músicos Ensemble MPMP Bethany Carmo (oboé e corne inglês) Miguel Costa (clarinetes) Miguel Polido (saxofones) Ricardo Santos (fagote) Fernando Brites (acordeão) Daniel Bolito (violino) Francisca Fins (violeta) Catarina Távora (violoncelo) Miguel Menezes (contrabaixo) Direcção Musical Martim Sousa Tavares Produção MPMP Duarte Pereira Martins Produção e Comunicação Mafalda Simões Assistentes de Produção e Comunicação Ana Jacques e Janaina Gonçalves Vídeo Eduardo Breda Fotografias de Cena Alípio Padilha Apoio à Cena Afonso Molinar, André Magalhães, Camille Bourdeau, Camila Valente, Carolina Coelho, Catarina Silva, Margarida Salema e Rita Carolina Silva Produção MPMP e Teatro do Eléctrico Co-Produção LU.CA, Câmara Municipal de Lagos, Câmara Municipal de Loulé, Câmara Municipal de Guimarães, Câmara Municipal de Ovar, Galeria da Biodiversidade e Teatro Municipal do Porto


ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E APETITOSA Oficinas

16 OUT QUA

14h30 e 18h00 Museu Escolar Oliveira Lopes marcação prévia destinatários todos os públicos info museuescolar@cm-ovar.pt 256 581 300

faixa etária

M/6 100’ duração


setembro

julho

35

Oficina em torno da alimentação e que pretende assinalar a efeméride do Dia Mundial da Alimentação e que tem como objetivo principal a sensibilização para a adoção de hábitos alimentares saudáveis, mas que ao mesmo tempo podem ser apelativos e saborosos. Na oficina para além de dicas simples sobre alimentação saudável e apetitosa, serão confecionados exemplos de pratos que poderão ser degustados e replicados facilmente no dia-a-dia. A oficina é promovida por Mariana Oliveira, nutricionista e especialista em cozinha e alimentação saudável. Organização Câmara Municipal de Ovar Apoio Instituto Sénior da Misericórdia de Ovar Formadora Mariana Oliveira

de: sito DA ó p AL pro

O DI UN TAÇÃ M DIALIMEN tubro u A 6o a

1


VASCO MOURÃO E CASSIANO BRANCO na Coleção da Fundação Bissaya Barreto Visita Guiada e Conversa

18 OUT

15h00 e 18h00 Museu Júlio Dinis

SEX

marcação prévia destinatários todos os públicos info museujuliodinis@cm-ovar.pt 256 581 378

faixa etária

M/12 90’ duração


setembro

julho

37

Visita guiada à exposição pelo autor, abordando quer as questões de cariz conceptual mais evidentes no projeto, quer as metodologias e processos de produção que assistem ao desenvolvimento do trabalho. A visita não pretende ser uma interpretação fechada, mas uma leitura orientada, aceitando a pluralidade e possibilidades de significado que outras experiências possam sugerir. Curadoria Alexandre Lemos Produção Fundação Bissaya Barreto Organização Câmara Municipal de Ovar


VISITA GUIADA AO MUSEU JÚLIO DINIS As Pupilas da Morgadinha Inglesa Performance

4E5 NOV

10h00 e 14h30 Museu Júlio Dinis marcação prévia

SEG E TER €1,50

destinatários todos os públicos info museujuliodinis@cm-ovar.pt 256 581 378

faixa etária

M/6 90’ duração


setembro

julho

39

O imaginário literário proposto por Júlio Dinis nos seus romances serve de mote a esta visita guiada pela Casa dos Campos onde o escritor viveu os seus últimos dias, já fortemente afetado pela doença que o consumia e que dizimou grande parte da sua família. A ideia é cruzar curiosidades/informações da vida do escritor com as personagens que ele nos apresenta nos seus romances “As Pupilas do Sr. Reitor” e “A Morgadinha dos Canaviais”, esboçados nessa mesma casa. Júlio Dinis é um autor que se encontra no momento de transição entre o Romantismo e o Realismo e, portanto, a sua obra está repleta de informações que remetem para estes dois movimentos fundamentais na história da literatura, oscilando entre as grandes paixões românticas e um certo sentido de crítica social proposto pelo realismo. Por outro lado, em todas as obras está presente a afirmação do contraste entre o mundo citadino e o mundo rural, tomando o autor o partido deste último e o efeito regenerador que este pode ter nas depressões e maleitas causadas pelo ritmo da vida urbana. Com esta visita guiada pretende-se situar o público de forma clara no mundo rural através da animação dos diversos objetos expostos na Casa dos Campos, enquadrados no espírito e ambiente romântico Dinisiano. Criação Leonor Barata Direção de atores Jorge Loureiro Interpretação Clara Carvalho, Joel Santos e Nádia Matos Organização Câmara Municipal de Ovar


O CONVIDADOR DE PIRILAMPOS A partir do livro de Ondjaki e António Jorge Gonçalves Teatro

19 E 20 NOV TER E QUA

ter – 14h30 e qua – 10h00 e 14h30 Centro de Arte de Ovar marcação prévia €1,50 destinatários público escolar info caovar@cm-ovar.pt

faixa etária

M/4 45’ duração


setembro

julho

41

Como é que as imagens de um livro podem ganhar vida num palco? O Convidador de Pirilampos começou por existir nas palavras do escritor angolano Ondjaki e nos desenhos do ilustrador, cartoonista e performer visual António Jorge Gonçalves. Juntos, já nos haviam oferecido o livro Uma Escuridão Bonita, título que encontra um eco em O Convidador de Pirilampos, história, também ela, “sem luz elétrica”, vizinha dos mistérios da natureza e do humano, da luz e da noite, do medo e do espanto. Agora, e num palco perto de nós, vamos ver e ouvir um menino que gostava de passear na Floresta Grande, “mesmo quando já fazia quase-escuro”. É um menino muito curioso, que gosta de cientistar coisas, verbo que designa o que os cientistas e os inventores e as crianças fazem: cientistam as coisas, os animais, o mundo. Este menino inventou, por exemplo, um “aumentador de caminhos” e um “convidador de pirilampos”. E, de caminho, vai aprender a ser amigo do escuro. Com encenação de António Jorge Gonçalves, que também desenha ao vivo, este espetáculo é narrado pela atriz Cláudia Semedo, acompanhada pelo clarinetista José Conde e pelas imagens em retroprojector de Paula Delecave. Um sonho sonhado em palavras, imagens e sons, num palco coberto por uma escuridão assustadora e bonita. Texto Ondjaki Encenação António Jorge Gonçalves Realização plástica António Jorge Gonçalves e Paula Delecave Interpretação Cláudia Semedo (narradora) e José Conde (clarinete baixo e música original) Produção executiva Nuno Pratas Co-produção Centro Cultural Vila Flor, Teatro Nacional São João, Culturproject e São Luiz Teatro Municipal Fotos Rui Carlos Mateus e António Jorge Gonçalves


SINGLE STORY De Anabela Almeida e Sara Duarte Espetáculo/Conferência

3 DEZ

10h00 e 14h30 Escola de Artes e Ofícios

TER

marcação prévia €1,50 destinatários 9º ano e secundário info caovar@cm-ovar.pt

70’ duração


setembro

julho

43

Este espetáculo é uma conferência sobre a história única. Uma história única é o único relato que consideramos como certo ou como sendo a única possibilidade para um determinado acontecimento. Anabela e Sara, amigas desde a adolescência, contam em simultâneo e em formato de conferência as suas histórias de vida e como essas histórias individuais e pessoais se cruzam com a História de um país, em particular como foi vivido o 25 de Abril de 1974 e as repercussões que teve nas suas vidas. Falam também das expectativas que a família e a sociedade dos anos 70 do século XX tinham para as mulheres, contam como se conheceram no teatro e como a opção de serem atrizes influenciou as suas vidas. Mostram as escolhas que fizeram ao longo da vida. Duas amigas que cruzam um período de tempo das suas vidas com um período de tempo da História do seu país.

Conceção, texto e interpretação Anabela Almeida e Sara Duarte Operação de som e imagem Anabela Almeida e Sara Duarte Apoio à dramaturgia Alfredo Martins Fotografias Teresa Ramos Co-produção Maria Matos Teatro Municipal


ANIMA-TE! Oficina de Cinema de Animação Oficinas

16 A 20 DEZ

Escola de Artes e Ofícios

30 MAR A 3 ABR

destinatários público escolar todos os públicos

marcação prévia

info caovar@cm-ovar.pt notas sujeito a confirmação

faixa etária

6>12


setembro

julho junho

45

O período de pausa letiva do Natal (2019) e da Páscoa (2020) vai voltar a ser bastante animado na Escola de Artes e Ofícios. Serão semanas de intenso trabalho e criatividade, nas quais será explanado o processo de criação de um filme de animação e experienciada a sua realização.


O SABOR DA TRADIÇÃO Oficinas

18 DEZ

14H30 e 18H00 Museu Escolar Oliveira Lopes

QUA

marcação prévia destinatários todos os públicos info museuescolar@cm-ovar.pt / 256 581 300

faixa etária

M/6 100’ duração


setembro

julho

47

Oficina em torno da cozinha tradicional portuguesa e que pretende promover os sabores e as tradições locais, e que tem como objetivo a sensibilização para valorização do património e da cultura gastronómica tradicional, enquanto fatores de identidade e de valorização dos produtos tradicionais, em particular os produtos locais. Na oficina para além de uma conversa sobre alimentação tradicional, orientada por Mariana Oliveira e serão confecionados exemplos de pratos que poderão ser degustados e replicados no dia-a-dia. A oficina é promovida por Mariana Oliveira, nutricionista e especialista em cozinha e alimentação saudável. Organização Câmara Municipal de Ovar Apoio Instituto Sénior da Misericórdia de Ovar Formadora Mariana Oliveira


MAPA CONTOS E CANTOS de Fernando Mota Multidisciplinar

13 e 14 JAN

seg-14h30 e ter-10h00 Centro de Arte de Ovar

SEG E TER

marcação prévia €1.50 destinatários público escolar info caovar@cm-ovar.pt

faixa etária

M/6 45’ duração


setembro

julho

49

MAPA é um projeto que engloba duas versões do mesmo espetáculo: Estórias de Mundos Distantes (para adultos) e Contos e Cantos (para a infância). Na sua génese está a pesquisa de histórias de resistência e evasão em países e territórios em guerra, com especial enfoque nos universos feminino e infantil. Criado a partir de textos originais, poesia oral de mulheres afegãs, músicas e sonoridades de várias culturas de África e do Médio Oriente e outros materiais plásticos e audiovisuais, procura fazer uma reflexão sobre os conceitos de território e fronteira, de pertença e de liberdade.

Criação e Interpretação Fernando Mota Dramaturgia e Traduções Francisco Luís Parreira Textos Adicionais Poesia Popular Afegã, Eduardo Galeano Direção Cénica Caroline Bergeron Música Fernando Mota Música Adicional Braima Galissa, George Gurdjieff, Woody Guthrie Cenografia Fernando Ribeiro Desenho de Luz José Álvaro Correia Vídeos Miguel Quental Operação Técnica Catarina Côdea Produção Executiva Violeta Mandillo Actrizes nos Videos Ana Sofia Paiva, Cláudia Andrade e Lucília Raimundo Vozes gravadas Ana Sofia Paiva, Cláudia Andrade, Gaspar Vasques, Lucília Raimundo, Serena Sabat e Tiago Mota Agradecimentos Braima Galissa, Cláudia Andrade, Domingos Morais, José Grossinho, Laura Mendes Pinto, Moz Carrapa, Nuno Figueira , Rabat Dabah, Serena Sabat Coprodução Cine-Teatro Louletano, Teatro Aveirense e São Luiz Teatro Municipal Projeto Apoiado pela República Portuguesa - Cultura I DGArtes – Direção-Geral das Artes


O PLOC DO POLLOCK de Bruno Humberto e Rui de Almeida Paiva Teatro

03 E 04 FEV SEG E TER

seg-14h30 e ter-10h00 Centro de Arte de Ovar marcação prévia €1.50 destinatários 1º e 2º ciclo info caovar@cm-ovar.pt

45’ duração


setembro

julho

51

Pollock quer ser pintor desde criança e descobre que para isso é preciso muito músculo, vitamina e determinação. Ah, e um bigode. Passa anos a desenhar no ar, e quando pega nas primeiras tintas, descobre que as suas ideias já foram postas no papel por outros mestres. Picasso, Leonardo Da Vinci, Raffaello, todos eles parecem ter feito as pinturas que Pollock tinha na cabeça. Mas será que o pássaro que está na janela já foi pintado? Este é um trabalho que se constrói através das linguagens do teatro de objetos, teatro visual, música e sombras, para contar uma história que continua para lá do livro. Texto a partir do livro O ploc de Polock de Rui de Almeida Paiva editado pela editora Caminho, em 2016 Encenação, dramaturgia e performance Bruno Humberto e Rui de Almeida Paiva Música Original Bruno Humberto Fotografia Nuno Martins


ANIMA-TE! Curta-Metragem de Animação Cinema de Animação

ESTR EIA a pro p ósito

OFIC de: ANIM INA A-TE

28 FEV SEX

faixa etária

M/3 40’ duração


setembro

julho

53

Apresentação da curta-metragem de animação criada no âmbito da Oficina Anima-te! (oficina de Cinema de Animação), que se realizou durante o período de férias de Páscoa e Natal de 2019, dirigida a crianças e jovens dos 6 aos 12 anos.


POESIA ACÇÃO! com Margarida Mestre Poesia/Performance

16 A 21 MAR

Sessões nas escolas do 1ºciclo inscritas Coro Poético na Escola Secundária com apresentação pública em data e locar a defenir marcação prévia destinatários 1º e 2º ciclo info caovar@cm-ovar.pt

faixa etária

1º ciclo e sec.


setembro

julho

55

Vamos trazer a poesia para fora dos livros, através da leitura em voz alta, através da interpretação musical das palavras. Dizer poesia e também criar momentos poéticos realçando esta qualidade rara que por vezes encontramos nos gestos e nos lugares inesperados. A poesia não se encontra assim, todos os dias. São momentos de pequeno esplendor que se revelam de vez em quando. Precisamos de treinar o olhar e a sensibilidade para os encontrar. Esta poesia/performance pretende celebrar junto de vários públicos este género literário que é intensamente escrito, mas nem sempre igualmente ouvido e disseminado no meio escolar, social e popular.

Poesia Acção! - Formação 17 MAR

18H30 – 21H00 Centro de Arte de Ovar

SEG

marcação prévia €5,00 destinatários professores e educadores info caovar@cm-ovar.pt

Uma sessão de formação para Professores e Educadores em redor da Poesia. Formas de a dizer, de a ler, de a integrar e de esta se tornar inspiração para outros desenvolvimentos de projetos escolares.


A TURMA DE 95 De Raquel Castro Teatro/ CoProdução

20 MAR

10h00 (público escolar) 22h00 (todos os públicos) Centro de Arte de Ovar

SEX

marcação prévia destinatários público escolar €1.50 (público escolar) • €5 (todos os públicos) info caovar@cm-ovar.pt

faixa etária

M/12 80’ duração


setembro

julho

57

Esta fotografia foi tirada no átrio do Colégio Salesiano de Lisboa em 1995, o ano em que saiu o álbum Mellon Collie and the Infinite Sadness, dos Smashing Pumpkins, aquela que viria a ser a banda preferida do Miguel N.. Estávamos no 9º ano, o João C. e a Filipa N. estavam apaixonados, o Pedro C.C. sonhava em vir a ser jogador de futebol e o Rui A. foi à televisão imitar o Mickael Jackson. Quase todos tinham uma alcunha: a Testa Rossa, a Cavalona, o Splinter, a Beaver, o Chinês, o Dumbo. Eu, a sétima a contar da esquerda, na fila de trás, era a Olívia Palito. Em 2019 - 24 anos depois - procurei cada um dos meus colegas de turma para conversar sobre aquele tempo e sobre o rumo que a vida levou depois de tirada esta fotografia. Raquel Castro apropria-se de um espetáculo como quem se apropria de um clássico do repertório e parte de Class of 76 (da companhia inglesa Third Angel) para descobrir a sua Turma de 95.

Criado a partir do espectáculo Class of 76, de Third Angel Criação e interpretação Raquel Castro Apoio à dramaturgia Alexander Kelly Direção de Produção Vítor Alves Brotas - Agência 25 Desenho de luz Daniel Worm Apoio técnico João Gambino Co-Produção Barba Azul / Teatro do Bairro Alto / Espaço do Tempo / Centro de Arte de Ovar / Teatro das Figuras Apoio Fundação GDA


POEIRA DE ESTRELAS Yola Pinto e Noiserv Dança/Música

28 E 29 ABR

ter - 14h30 e qua - 10h00 Centro de Arte de Ovar

TER E QUA

marcação prévia €1.50 destinatários público escolar info caovar@cm-ovar.pt notas sugerido a maiores M/8

faixa etária

M/6 50’ duração


setembro

julho

59

Poeira de Estrelas é uma viagem que pretende devolver ao público uma experiência activa de descoberta e de maravilhamento. A partir de gestos, movimentos e materiais elementares o público é convidado a fazer parte do espetáculo, experimentando-o por dentro. É um jogo de escalas onde o todo e as partes se refletem entre si e se desdobram continuamente em múltiplas possibilidades, como peças de um infinito puzzle… Poeira de Estrelas explora a ideia de que todos somos feitos de matéria estelar, desde o mais pequeno átomo à imensidão do universo.

Coreografia e interpretação Yola Pinto Música Noiserv Conceção Plástica Sara Franqueira Desenho de Luz Cristóvão Cunha Apoio à dramaturgia Rui Catalão Produção e direção do projeto Tânia M. Guerreiro Produção Produções Independentes Coprodução São Luiz Teatro Municipal Apoio Atelier Real, Jangada, Cineteatro Municipal João Mota (Sesimbra), JiseiDojo, Pro.Dança, O Espaço do Tempo, Fundação D. Luis | Bairro dos Museus | Câmara Municipal de Cascais Agradecimento: Ana Rita Mendes, Inácio Cristo Dias Projeto Financiado pelo Governo de Portugal - Secretário de Estado da Cultura / Direção Geral das Artes e Fundação Calouste Gulbenkian Espetáculo criado no âmbito do projeto Viagem na Terra


OFICINA POEIRA Oficina/Formação

29 ABR

18h00 – 20h00 Centro de Arte de Ovar

QUA

marcação prévia €5 destinatários professores, educadores, auxiliares de ação educativa, mediadores culturais e estudantes universitários info caovar@cm-ovar.pt notas gratuito para professores que assistiram ao espetáculo


setembro

julho

61

Após a apresentação do espetáculo dedicado ao público mais jovem, é a vez dos adultos verem consigo partilhadas as questões que estiveram na base da criação de Poeira de Estrelas. Partindo dos conceitos sugeridos pelo próprio dispositivo cénico, os participantes serão convidados a manipular e explorar alguns dos elementos que o compõem. A ideia de fractal; de reflexão contínua entre o todo e as partes, ou se preferirmos, entre o individual e o coletivo, servirão de mote para esta oficina, na criação de ligações entre a ciência, a geometria e o movimento. Um momento que se quer informal e descontraído, onde o contexto de origem específico de cada participante, seja em contexto escolar ou de contacto com público não será esquecido.

de: sito ó p pro A

EIR AS PO TREL R S S E 9 AB DA 28 E 2 a


FIL’MUS2 Cinema Musicado

15 MAI SEX

10h00 (público escolar) 22h00 (todos os públicos) Centro de Arte de Ovar marcação prévia €1.50 (público escolar) €5 (todos os públicos) info caovar@cm-ovar.pt

faixa etária

M/6 60’ duração


setembro

julho

63

Um espetáculo único que junta as artes de cinema, música e teatro, onde os atores entram no ecrã, misturando a realidade com a imagem gravada com todos os sons ouvidos feitos ao vivo pelos músicos-atores. No seguimento do sucesso estreado em 2010, Fil’Mus2 leva mais além o conceito de fusão da imagem gravada, em muitos momentos realizada especificamente para o espetáculo, com todos os sons executados ao vivo e ainda com mais interação teatral com as imagens e inovações que o tornarão inesquecível. A mistura do filme com a realidade permitirá criar uma visão narrativa que só quem assistir poderá levar consigo. Fil’Mus 2 é um espetáculo diferente e completo que promete encantar públicos de todas as idades.

Conceção e Direção Miguel Cardoso Coordenação Teatral Pompeu José e José Rui Martins Composição Musical “A Dog’s Life” Rui Lúcio Arranjo Musical “Sinkin’ In The Bathtub” Manuel Maio Outros Arranjos Miguel Cardoso Animações “Fil’mus Animados” Tiago Sami Pereira Vídeo Zito Marques Som Luís Viegas Desenho Luz Paulo Neto Desenho Gráfico Zé Tavares Fotografia Carlos Teles, Rui Coimbra e Carlos Fernandes Figurinos Coletivo Costureira Sandra Rodrigues Produção Marta Costa


OCEANO De Ainhoa Vidal Dança

15 E 16 JUN

10h00 Centro de Arte de Ovar

SEG E TER

marcação prévia €1.50 destinatários público escolar info caovar@cm-ovar.pt

40’ duração


setembro

julho

65

O público chega ao teatro como se fosse à praia, com as suas toalhas, baldes e chapéus. Entra na sala de espetáculos e encontra um mar, instalando-se à volta dele. Os pequenos são convidados a mergulhar nas suas profundezas, encontrando sereias, medusas, tubarões, caranguejos e cavalos-marinhos. Como as ondas, estes mergulhadores, viajarão sem perigo pelos fundos marinhos numa cenografia feita em croché. Oceanos é um projeto que tenta construir uma dignificação da pessoa idosa a partir das suas experiências de vida e dos seus saberes. Projeto que se divide em dois espetáculos: Heróis (já apresentado em outubro), parte das vivências e memórias da comunidade sénior. E, Oceano que resulta do trabalho em torno do saber fazer manual e artesão desta mesma comunidade. Criação, Interpretação, Figurinos, Apoio na cenografia Ainhoa Vidal Música Pedro Gonçalves Cenografia Carla Martínez Criação de luz e Vídeo Nuno Salsinha Residência Centro de Dia da Sé Produção Célia Costa Coprodução São Luiz Teatro Municipal e Teatro Aveirense


OFICINAS REFLUXO OLARIA II 4 NOV A 27 JAN SEGs

18h30 – 21h30 Escola de Artes e Ofícios marcação prévia €15,00 destinatários todos os públicos info caovar@cm-ovar.pt

Depois de muito barro amassado, voltamos à roda para mais uma temporada de olaria! Neste segundo nível vamos elevar as nossas técnicas de torno com exercícios e matérias novas como a faiança e a porcelana.


setembro

julho

67

ESTAMPA Non-Toxic Printmaking Studio Oficinas / Formação

A Estampa - Non-Toxic Printmaking Studio é um projeto dedicado às técnicas de impressão, tendo como objetivo divulgar e fomentar o interesse por essa prática artística. Desde 2016, focamo-nos na investigação e formação em gravura green, procurando oferecer alternativas para uma prática mais segura, consciente e ecológica. Uma nova abordagem para quem não tem qualquer conhecimento na área como também para experientes gravadores, introduzindo-os a vernizes acrílicos, solventes não-tóxicos e corrosão por eletrólise.


OFICINA DE LINOGRAVURA FEVEREIRO E MARÇO

Escola de Artes e Ofícios marcação prévia €15,00 destinatários todos os públicos sem necessidade de conhecimentos prévios info caovar@cm-ovar.pt duração 27 horas

- Criar uma matriz em linóleo recorrendo a goivas; - Impressão manual; - Impressão a mais do que uma cor; - Impressão em tecido e papel.


setembro

julho

69

OFICINAS DE TÉCNICAS DE IMPRESSÃO EXPERIMENTAIS 1ª edição ABRIL, MAIO E JUNHO

Escola de Artes e Ofícios marcação prévia €15,00 destinatários todos os públicos sem necessidade de conhecimentos prévios info caovar@cm-ovar.pt duração 39 horas

2ª edição SETEMBRO, OUTUBRO E NOVEMBRO

Escola de Artes e Ofícios marcação prévia €15,00 destinatários público em geral sem necessidade de conhecimentos prévios info caovar@cm-ovar.pt duração 39 horas

- Aplicação de materiais reciclados e ao reaproveitamento de equipamentos do quotidiano às técnicas de impressão; - Criação das próprias ferramentas de trabalho; - Técnicas planográficas, técnicas de relevo, serigrafia, stencil.


Câmara Municipal de Ovar Presidente | Salvador Malheiro Vereador da Cultura | Alexandre Rosas Ação Cultural e Espetáculos Direção artística | Fátima Alçada Coordenação Artística do EIXO | João Palavra Coordenação de Produção | Alda Ribeiro Produção | Daniela Ferreira, João Palavra, Renata Barge Apoio à Produção | Helena Andrade, Carmen Vital, Miguel Almeida, Manuel Marques Direção Técnica | Nelson Valente Técnico de Som | Nuno Coelho Museu Júlio Dinis – Uma Casa Ovarense Coordenação | António França Apoio Administrativo e Atendimento| Celeste Ramos, Mário Costa Apoio Técnico| Ricardo Nunes Museu Escolar Oliveira Lopes Coordenação | Raquel Elvas Escola de Artes e Ofícios Apoio Administrativo e Atendimento | Susete Silva

ACRA (Atelier de Conservação e Restauro do Azulejo) Gilberto Godinho Comunicação | Magda Guedes Designers | Luís Pinto, Sandra Fernandes, Túlio Tomaz Apoio Administrativo | Rui Pimenta, Alexandre Rodrigues, José Pinho Limpeza | Lúcia Valente, Fátima Cristina e AveiClean Segurança | ComanSegur Eletricistas | Alberto Silva, António Glórias, Jaime Catarino Edição | Câmara Municipal de Ovar© Propriedade | Câmara Municipal de Ovar Coordenação | Pelouro da Cultura Design / Editorial | Gabinete de Comunicação Impressão| Sersilito Tiragem| 3000 setembro 2019


setembro

julho

71


Profile for CMOVAR OVAR

EIXO 2019 - 20  

Programação para crianças, jovens e mediação de públicos do Município de Ovar

EIXO 2019 - 20  

Programação para crianças, jovens e mediação de públicos do Município de Ovar

Profile for cmovar
Advertisement