Page 1

* n - N.9 9.538

TERQA-FEIRA, 12 de Junho de 1990

A COMARCA DE ARGANILI

TRISSEMANARIO REGIONALISTA COM GRANDE EXPANSAO NO PAIS E NO ESTRANGEIRO REDAC<?AO, ADMINISTRA9AO E TIPOGRAFIA Rua Oliveira Matos, 1 Martado 6

i

3300 A R G A N I L Telefone n. e 22202 ( i n d i c a t i v o 035)

FUNDADORES: A. Jos6 Rodrigues e Euginio Moreira

CONTINUADORES: Jose Castanheira Nunes e Joao Castanheira Nunes Director. F R A N C I S C O C A R V A L H O D A C R U Z Redactor e m Lisboa: A N T 6 N I O L O P E S M A C H A D O

Memorias da Serra HOMENS E LIVROS (1976)

% J

,er

-pelo dr. Jose Fernando Nunes Barata

fatij.

ti

Q l

Q

>0

fa: 111!

Ill Iffl ck wsi

m

3

ihl

CICLO DA B O R R A C H A

Ha no Brasil. m e s m o e m B e t e m do Pari, um ..status » o f i c i a l e m materia de polltica e «ou1ras t e r r a s , outras gentes» n o s m e i o s u n i v e r sitarios. 0 NAEA ( A l t o s E s t u d o s Amaz6nicos) t e m n l t i d a s p r o p e r t ­ i e s a esquerda, n o m u n d o d o s seus professores o u o u t r o p e s s o a l responsivel. Por m i m . n e s t a t e r r a scolhedora. nada t e n h o a v e r c o m 8s cores pollticas d e m e s t r e s e alunos universitArios. M e s m o e m Portugal, antes da . . r e v o l u c a o d o s cravos». nao era d o s m e u s h a b i t o s catalogar as p e s s o a s o u c o n d i cionaros afectos s e g u n d o a s i d e o logias pollticas. Um s e n t i d o d e t o lerancia. um a m o r a c o n v i v e n c i a com todos os h o m e n s . q u e m e u p a i me fol enslnando q u a s e d e s d e o s tempos de bibe e calqao... Que a problematica s o c i a l n a America Latina 6 a n g u s t i a n t e , n i n guim de boa fe o p o d e d u v l d a r . £ curioso que o s d o l s b r a s i l e i r o s mais citados na a c t u a l i d a d e s o c i o •econdmica sao h o m e n s d i t o s d a tsquerda - J o s u e d e C a s t r o e C e l s o Furtado. 0 p r o b l ema d a f o m e n o Mundo e nomeadamente n o B r a s i l (v.g. Nordeste), para o p r i m e i r o ; a lormaqao economica d o B r a s i l , d a America Latina. a h e g e m o n i a d o s Estados Unidos e o s u b d e s e n volvimento das areas i b e r i c a s d o Continente A m e r i c a n o , p a r a o segundo - t u d o s a o t e m a s d e p e r nanente actualidade. O c u r i o s o 6 que. tanto q u a n t o m e 6 p o s f v e l constatar. tao n o m e a d o s a u t o r e s sao aqui mais c i t a d o s d o q u e l i d o s . Escolares c o m q u e m c o n t a c t o 'e'erem-se a eles m a i s c o m o c r i a 0 de quarto q u e p o d e c o n h e c e r e 'Preciar as hist6rias i n t i m a s d e s ®"t)atrao, d o q u e e m j u f z o s s o b r e 0 labor intelectual. A obra mais v u l g a r i z a d a d e Furtado d e v e s e r a For**9so Econdmica do Brasil. L i v r o eso

de texto quase obrigatorio. nas Faculdades. tem c o n h e c i d o edicoes sucessiuas. «Emboradirigindo-se a um publico mais amplo, o autor teve, de modo especial, em mente, ao preparar o presente trabalho, os estudantes de ciencias sociais, das faculdades de economia e de filosofia em particular". O ciclo da borracha, ainda tao presente na memoria e no drama destas gentes da Amazonia, merece a Celso Furtado uma aproximapao. alias no enquadramento dos seus mdtodos de pen-

e feafro «Casa de Pais»

dois acontecimentos de interesse em Arganil Decorreram no ultimo sabado, em Arganil, as III JornadassobreaFamilia. que tiveram como palco o salao nobre da Camara Municipal. Aberta a reuniao pelo reitor de Arganil, padre Manuel das Neves Contumelias, que explicou o significado e o objectivo das Jornadas e apontou pistas para reflexao, interveio seguidamente o dr. Mario Rui Figueiredo, sobre «Os casais novos e a constru9ao da comunidade conjugal". Expondo com clareza e

Arganil „

° temos feito eco as colunas, realizam-se no "'mo domingo dois festlna nossa regiao. Ur

n deles 6 promovido pelo 'nfantil e Juvenil da Cj do P o v o . d e Arganil, , ^ ' o n a l a n d o o seu 30.9 aniverncho

oPoD:ante

a tarde

hav

era a ° os ( j 0 a n ' v e r s a r ' a n t e e ainda Her . a P e d r i n h a (Condeixa), m n| « cos de Marmeleira "anCh

-

niClacie d e v e r a c t u a r

(Contlnua n a 5." pagina)

Jornada; sobre o Fanilia

Festivals folcloricos mo

samento. Refere tambem que a busca dos seringais conduziu o s brasileiros a penetrar no territorio fronteiriqo da Bolivia, cujos limites com Brasil e o Peru nao linham ainda sido perfeitamente definidos nessas areas. Foi como resultado da invasao dos seringueiros que se criou o Territbrio do Acre, anexado pelo Brasil mediante uma indemnizaqao a Bolivia, acesso ao curso navegAvel de um dos grandes

(Mort^gua) e da Regiao d e Arganil. E m T6bua, ser^ o G r u p o Cultural d a Casa d o P o v o a organizar u m festival, n o s e u anfiteatro. A p 6 s desfile da capela d o S e n h o r d o s Milagres at6 a o anfiteatro, exibir-se-ao, a part i r d a s 18 h o r a s , o R a n c h o Folcldrico d a Casa d o Povo d e T 6 b u a e o s d e Vale d o Liz (Leiria); « O s Cora?6es», d a L o u s a ; S o b r a l (Soure); S i l v a r e s (Guimaraes); e A v e s (Santo Tirso).

objectividade, o palestrante prendeu a aten9ao da assistencia, que no final participou no debate. O segundo tema, «Os casais novos perante a edu(Continua n a 2 " pagina)

TELECOMUN! no hmo oe w o r t • Vao ser investidos 6 milhoes e 500 mil contos O G o v e m a d o r Civil d e Coimbra reuniu c o m o eng. J o a q u i m Brites. director regional das Telecomunicaqoes d o Centro. O dr. Jaime Ramos f o i inform a d o que, na area das telecomunicaqoes, n o distrito de C o i m b r a serao. e m 1990 e 1991, investidos seis milhoes e quinhentos m i l contos. Desta importancia 5 milhoes 720 mil c o n t o s serao aplicados na beneficiapao da rede telefonica d o distrito. So em 1990 serao ligadas a o sistema digital 37.900 linhas. O eng. Brites i n f o r m o u o Governador Civil que a Direcqao Regional das Telecomunicaqoes d o Centro p o d e garantir que, n o distrito de Coimbra. com a demora maxima d e 2 meses, esta capaz de ligar qualquer empresa q u e necessite de telefone, telex o u comunicaqao de dados. Esta capacidade de resposta aplica-se a qualquer empresa, seja d o sector primario, secundario o u terciario.

0 Presidente da Republica em OBveira do Hospital e Gois No ambito da Presid§ncia Aberta e conforme j6 notic t e m o s , o dr. M 6 r i o S o a r e s estara, n o p r i n c i p i o d e J u l h o , n o distrito de Coimbra. Demos nota d o s dias e m que visitar£ Arganil, T£bua, G 6 i s e P a m p i l h o s a d a Serra, e agora p o d e m o s adiantar q u e e m Oliveira d o Hospital estar6 n o d i a 2. O Presidente da Republica c h e g a a q u e l a Vila, d e h e l i c o p t e r o , p e l a s 10-30 h o r a s , seguindo-se a recepqao e u m a sessao solene nos Paqos d o Municipio, e m q u e usarao d a palavra o presidente da Camara e o dr. Mario Soares. Seguir-se-a a inauguragao de uma moderna unidade in­ dustrial de madeiras e m Ervedal d a Beira e u m a visita a o empreendimento turistico d o Vale d o s S o n h o s e a SOMIT. O almocjo ter6 i u g a r n o s j a r d i n s da F u n d a g a o Cabral Metello, e m Oliveira d o H o s p i ­ tal, e d e p o i s d e u m a p e q u e n a p a u s a s. ex. 3 s e g u i r a p a r a T3bua, s e n d o a c o m p a n h a d o ate a o l i m i t e d o c o n c e l h o p e l o presidente da Camara oliveirense. No concelho d e Gois, o Chefe d o E s t a d o sera r e c e b i d o n o c a m p o d e f u t e b o l , d s 11 horas, a p o s o q u e visitar6 o s c a m p o s d e t6nis, o n d e decorrerd u m t o r n e i o organizado pela E s c o l a C+S. P e l a s 11-30 h o r a s haver£ u m a s e s s a o s o l e n e n o s Paqos d o C o n c e l h o , s e g u i n d o -se visita h igreja matriz e inauguraqao d o Lar d e Idosos.

PUBLICA-SE AS TERRAS, QUINTAS E SABADOS Propriedade da Empresa de «A Comarca de Arganil», L.da A s s i n a t i i r a - 1.500S00 p o r setnestre. Preqo a v u l s o - 35S00

Dia de Portugal, de (amoes e oas M i n i

assinalado festivamente

- Agraciados D. Eurico Dias Nogueira e prof. eng. Carlos Manuel Baeta Neves Q u e r n o nosso Pais, q u e r n o Estrangeiro, foi anteont e m assinalado o D i a d e Portugal, d e Camoes e d a s Comunidades. A cerimonia mais solene e significativa decorreu e m Braga, o n d e o Presidente d a R e p u b l i c a c o n d e c o r o u varia's personalidades. N a sessao s o l e n e a l i r e alizada, o dr. M a r i o Soares e s p e c i f i c o u as tres referencias e m b l e m a t i c a s (Dia d e Portugal, d e Camoes e d a s C o m u n i d a d e s ) : «Portu-

e exprime a c i m a e melhor q u e todos o s e n t i m e n t o p a t r i o e o genio portugues; e as Comunidades Portuguesas, r e p a r t i d a s p e l o s cinco cohtinentes». «Pela p r i ­ m e i r o vez, de pois dos Descobrimentos, P o r t u g a l volt a a estar n a vanguarda (Contlnua n a 2." pagina)

gal, t e r r a d e liberdade, d e desenvolvimento, d e a b e r t u r a e de tolerancia; Ca­ moes, p o e t a q u e r e p r e s e n t a

D. Eurico Dias Nogueira

Prof. eng. Baeta Neves

Turismo

e Patrimonio Cultural

nos vales do Alva e Alvoco

— Tema de um seminario organizado pela Camara Municipal de Oliveira do Hospital Nao resistimos a tentaqao d e comecjar este apontamento, s e m transcrever a historia contada pelo presidente da Camara Municipal de Oliveira d o Hospital, prof. Cesar Oliveira. E mais o u m e n o s a s s i m : Numa ro9a o n d e hoje esta implantada hoje a capital d o Brasil - Brasilia - vivia o coronel Neca Afonso. Um dia, ao s e r visitado pelo

pai. este reparou que ali nada existia, embora as c o n d i q o e s f o s s e m propicias para que a roqa f o s s e produtiva. Entao, o visitante p e r g u n t o u : - A q u i n a o se da o feljao, a s couves... - Nao. Perguntou ainda se nao s e criavam ali o u t r a s culturas e a resposta era s e m p r e a m e s m a : - Nao!

Admirado lembrou-se d e perguntar: - E se plantar? Resposta imediata: - Se plantar, da. E f o i isso q u e a Camara Municipal de Oliveira d o Hospital pretendeu fazer a o organizar o Seminario s u b o r d i n a d o a o t e m a T u r i s m o e Patrimonio n o s Vales d o s r i o s Alva e A l v o c o . Que dali s a i s s e m c o n c l u s o e s


A

Vendem-se andares Em Barrosa - Arganil Optima localizagao e c o m e x c e l e n t e s v i s t a s , a 500 m e t r o s d o c e n t r o d a Vila. Vendem-se espacosos apartamentos c o m 4 assoa e

caves

Com Antena Parabolica C o n t a c t e - n o s tto l o c a l o u j j e l o t e l e f o n e 035-22693.

concretas para que seja possivel u m t u r i s m o d e qualidade. Para que seja possivel preservar u m patrimonio paisagistico e cultural q u e pode v i r a perder-se. Para q u e seja possivel fixar as populaqoes. dar-lhe contrapartidas rentaveis e aliciantes. Mas t u d o isto e m u i t o mais que iremos desenvolver e m proxima reportagem, so e possivel se se plantar. Todo u m conjunto de factores tern contribuido para que as belezas paisagisticas. o pa­ t r i m o n i o destas zonas banhadas pelos Alva e A l v o c o tenham sist e m a t i c a m e n t e v i n d o a ser desti uidas e abandonadas. E a vida dura das p o p u l a t e s , e o isolamento. sao os fogos tlorestais, que obrigam a desertificapao das aldeias en vol ventes e outras, o b r i g a n d o o s seus naturais a procurar melhores condipoes d e vida p o r outras paragens. E t e m o s de reconhece-lo, e u m anseio legitimo. Mas t u d o isto deu o r i g e m tambem a o u t r o fenomeno. Embora as pessoas se ausentassem, o seu coraqao ficava u m p o u c o na terra q u e os viu nascer. Quando tinham oportunidade, ali iam passar u n s dias, ali c o n s truiam as suas casas. Casas que nem sempre d e enquadravam na paisagem, que a feria m e s m o . Mas i s t o em parte nao era s o culpa sua. De alguns anos a esta parte e que se comegou a acordar para este e o u t r o s problemas. Problemas diffceis, m a s nao de t o d o inpossiveis de resolver. e s o o facto de se falar deles ja e alguma coisa. E foi-nos garantido que deste Seminario irao sair iniciativas concretas. A s s i m o esperamos, desejamos e apoiamos incondicionalmente, desde q u e visem o progresso, desenvolvimento e bem-estar d a s nossas aldeias e das nossas gentes. Falamos atras em iniciativas e p o d e m o s dizer que algumas delas ja mexem naqueles vales. Sao o empreendimento turi'stico d o Vale d o s Sonhos, de Digueifel, d o A r e Sol e outros, q u e referiremos. Mas tudo isto so sera possivel se se criarem as condiqoes necessarias. t a m b e m abordadas n o Seminario, o n d e f o r a m t o c a d o s e focados pontos quentes. Sao as m a s vias d e acesso, e a poluipao d o s rios, e t o d o u m vasto conjunto de problemas que de alguma forma tern de s e r encarados d e frente. Para que haja t u r i s m o d e qualidade e necessario crias condipoes. Para que o patrimonio seja preservado e necessario haver medidas cautelares. Paisagem ha. Gastronomia vai havendo tambem. E ate boas vontades e mais alguma coisa. Ja e t e m p o de se olhar a serio para esta nossa linda zona. Ja e t e m p o daqueles q u e s a o o s responsaveis pelo turismo nacional, se lembrarem q u e Portugal n a o e s o iitoral e Algarve. A q u i t a m b e m ha potenciaiidades p o r explorar. A q u i t a m b e m e Portugal. Estao de parabens a Camara Municipal d e Oliveira d o Hospi­ tal, o s e u presidente e toda a equipa q u e t o r n o u possivel este Seminario s o b r e T u r i s m o e Pa­ t r i m o n i o n o s V a l e s d o s rios A l v a e Alvoco.

Dia 30, em S. Giao

Fonda Pacheco

vai confraternizar

A familia Pacheco, bem c o nhecida em toda a nossa regiao, vai reaiizar o seu encontro anual de c o n v i v i o no mesmo local e m que ha anos o vem fazendo - o Parque de Campismo de S. Giao. A data e, c o m o sempre, o ultimo sabado d o mes de J u n h o que, este ano. ocorre n o dia 30. Sera o 14." encontro desde que estas manifestagoes d e caracter familiar se implantaram n o s e i o desta velha familia beira, bem unida e solidaria. Cada encontro e uma festa. O espirito d e familia solidifica-se, a amizade cimenta-se. a tradiqao mantem-se e transmite-se a s novas geraqoes que bem se podem orgulhar dos seus antepassados. Neste ano o almoqo sera serv i d o pelo restaurante d o parque, pelo que as i n s c r i b e s deverao ser feitas c o m urgencia para o s seguintes locais: Lisboa (Sergio - telefone 905100. ate ao dia 15), Porto (Anibal - telefone 486164), Viseu (Isabel - telefone 20893). A partir d o dia 15, para o Piodao (Sergio). A s sobremesas. uma arte e m que as primas sao eximias artistas. bem c o m o os v i n h o s e o s petiscos (bucho?) a condizer, ficam a cargo d o s participantes nesta interessante festa familiar que, cada ano que passa, atrai numero crescente de adesoes. S o m o s uma familia!... - Um Pacheco.

Fez n o d i a 31 d e M a i o 84 anos d e i d a d e o sr. Antonio Brito Tavares, pessoa q u e muito a d m l ramos e c o m q u e m muito gostaum b o m dialogo c o m qualquer amigo. O sr. Antonio Brito Tavares f o i durante 18 anos presidente d a Junta d e Freguesia d a nossa terra, foi director d a Casa d o Povo, presidente d o Futebol C l u b e , durante muitos anos juiz d a Irm a n d a d e d e S. Pedro, foi m o r d o m o duas vezes t a m b e m d a s festas d e S. Pedro e correspond e n t e d o jornal A C o m a r c a d e Arganil. Todos estes c a r g o s , a p e s a r d e n e n h u m deles ser remunerado, foram sempre desempenhados c o m muita seriedade, c o m p e t e n c i a e brio. Na sua v i d a profissional, desempenhou sempre cargos d e responsabilidade, s e n d o muito respeitado pelos seus subordinados e a d m i r a d o e e s t i m a d o p e l a e n t i d a d e patronal. Hd p o u c o t e m p o , o sr. Brito Tavares c o n tou-nos u m c a s o q u e n a o p o d e ­ mos d e i x a r d e relator: Talvez p o r v o i l a d e 1945, estava este senhor e m p r e g a d o n u m a f irma d a Serra d a Estrela, o p a t r a o c h a m o u - o e, sem q u e

e m notticiq

Festa de aniversario No p a s s a d o d i a 3, desloc a r a m - s e d e Lisboa, Barreiro e Vinho a esta l o c a t i d a d e , os fiIhos, g e n r o e n o r a d o sr. A n t o n i o Lopes Segundo, p a r a j u n t o d e l e festejarem os seus 70 anos e rodearem-no d e carinho e ami­ zade.

Abastecimento de agua A Junta d e Freguesia a c a b a d e c o n c l u i r as obras d o a b a s ­ t e c i m e n t o d e a g u a a o Torno, Feijoeira e Foz d e Egua, t e n d o sido construidos 4 depositos e alguns fontenarios, d a n d o o p o v o a sua contribuicjao.

12-6-1990

A R G A N I L

ele Ihe pedisse qualquer aumento d e ordenado, o patrao aumentou-o. Passados p o u c o s dias, o sr. BritoTavares v e i o a saber q u e ele, c o m o e n c a r r e g a d o , g a n h a v a mais q u e o e n g e n h e i r o d a firma. Foi fer c o m o p a t r a o , c o m a e d u c a p a o q u e Ihe e r a habito, e disse-lhe q u e n a o c o n cordava q u e ele c o m o encarre­ g a d o estivesse a g a n h a r mais q u e o engenheiro. Resposta pronta d o patrao: - O sr. e n g e ­ nheiro q u e se levante mais c e d o e t r a b a l h e mais! O sr. Brito Tavares e viuvo d a sr.0 D. Nazare, pessoa c o m q u e m foi c a s a d o mais d e 50 anos. Esta senhora, h d 12 anos, t e v e u m a t r o m b o s e e f i c o u sempre n u m a c a d e i r a d e rodas, t r a t a d a p e l o marido c o m t o d o o mimo, a m o r e dedicacao, nunca se cansando d o t r a b a l h o q u e Ihe d a v a . As suas palavras e r a m s e m p r e : - Q u e Deus a d e i x e viver. Tern vivos 2 filhos: o sr. Helio Tavares e D. Lorena Tavares, fi­ lhos esses q u e muito a c a r i n h a m o seu pai.

Felizes pessoas q u e q u a n d o c h e g a m a u m a c e r t a i d a d e se sentem a d m i r a d o s pelos a m i ­ gos e a c a r i n h a d o s pelos seus filhos. - Felicia n o d a Silva.

Jornadas sobre o Familia

e teatro «(asa de Pais»

(CONTINUADO

DA

l.

s

0 0 9 6 0 d o s filhos», f o i t r a t a d o pelo eng. Jorge Cotovio, que, e m torn coloquial, apresentou exemplos e levou a assistencia a participar. Encerrou o reitor d a freguesia, q u e t e v e palav r as

PAGINA) c o m a necessaria generosidade, a t e porque a receita (voluntaria) revertia p a r a a s o b r a s d o C e n t r o Paroquial. N o f i m , a p u r a r a m - s e 21 m i l e s cudos...

d e congratula9ao e agradecim e n t o aos palestrantes e assistencia. Foi u m a t a r d e a g r a d a v e l , durante a qual todos g a nharam e aprenderam al­ g u m a coisa. *

A noite, n o Teatro Alves

Piodao

DE

Por Travanca fc Lagos mos de conversar, pois, apesar da sua avangada idade. mantem

lhadas. garagem. lojas pata estafoelecimentos para a r m a z ^ m .

C O M A R C A

Coelho, o G r u p o Cultural d a Paroquia apresentou a pe<ja « C a s a d e Pais», d e F r a n c i s c o Ventura. Foi u m e s p e c t a c u l o e x celente, q u e r p e l a m e n s a g e m (extraordinaria!) q u e encerra, quer pela interpreta9ao dos «papeis» p o r p a r t e dos a c tores a m a d o r e s ,

Noite de S. Joao no Senhor das Almas SENHOR DAS ALMAS (OLI­ VEIRA DO HOSPITAL), 11. - A comissao de festas desta localidade vai levar a efeito, na noite do prbximo dia 23 (noite de S. Joao), mais um a n i m a d o c o n v i v i o danqante. A abrilhantar esta noite estard o conjunto «Alva Star», do Sarzedo (Arganil).

q u e mais

pareciam consagrados. Embora alguns intepretes se t e n h a m d e s t a c a d o , n a o citamos nomes porque todos se h o u v e r a m d e f o r m a a m e r e c e r e l o g i o s . Eles a q u i ficam, comtodaasatisfa9ao. P e n a e, p o r e m , q u e n a o

Paulo Vicente

Protocolo entre a Camara Municipal e a Quercus A Lousa t e m p a r t e s u b s t a n c i a l d a sua a r e a territorial englobada na denominada Serra d a Lousa, p o s s u i n d o valores naturais q u e n o territorio n a c i o n a l s a o d i f i c e i s d e encontrar, salientando-se a M a t a d o Sobral ( c o m u m a flora e vegeta9ao que sao u m expoente fitossociologlco , unico). N o sentido d e preservar, valorizar e p r o m o v e r o c o n ­ junto destes valores e recursos n a t u t r a i s , a C a m a r a M u ­ n i c i p a l d a Lousa e a Q u e r c u s - Associa9ao Nacional d e Conserva9ao d a Natureza, assinaram u m protocolo d e colabora9ao, q u e incidira sobre a s p e c t o s tals c o m o : - Estudos s o b r e a F a u n a e a Flora d o c o n c e l h o d a L o u s a . - Realiza9ao d e jornadas

se possa fazer o m e s m o q u a n t o

Telefs.: 658942 e 651208

a o publico, que, c o m o e habitual, n a o c o r r e s p o n d e u

1 2 0 0 LISBOA

(Continuado d a 1.* pagina)

dos p a i s e s , e m c o n d i ^ o e s de m a r c a r o f u t u . r o d a h u manidade» - acentuaria o

Chefe d o Estado, q u e adiantaria: «Quem n a o sente que Portugal, t a n t a s decad a s imovel, e s t a a g o r a e m movimehto, q u e h d p r o ­ gresso, u m i m e n s o desejo de mudanga, de f a z e r meI h o r e d e i r m a i s longe, e m todos os dominios?».

Entre a s personalidades condecoradas contam-se o s n o s s o s i l list res c o n t e r r a n e o s D. E u r i c o D i a s N o g u e i r a , A r c e p i s p o P r i m a z d e Braga, natural d e Dornelas d o Zezere (Pampilhosa d a Serra), q u e r e c e b e u a Gra-Cruz d a O r d e m d o I n f a n t e D. H e n r i q u e ; e prof. e n g . Carlos Manuel L e i t a o B a e t a Neves, catedratico aposentado d o Instituto Superior d e Agronomia, oriundo d o c o n c e l h o d e Gois, a q u e m f o i a t r i b u i d a a Gra-Cruz d a O r d e m d a I n s t r u c a o Publica. D e registar q u e e s t a s d u a s e m i n e n t e s figuras, a o l o n g o d o s anos, colaboraram assiduamente e m A Comarca de A r g a n i l .

COIMBRA VENDEM-SE ANDARES Trata: P R A B I TA R

RESTAURANTE

Hgueipa da Foz

CANTINHO DA SAUDADE

Lembramos os naturais d a freguesia e amigos que a nossa festa se realiza a 18 e 19 d e Agosto e que e d e todos. - F.L.A.

VENDEM-SE ANDARES Trata: PRABITAR

ICONHEQA E TRAQA UM AllllG

Telef. 033/26521

Cozinha

Em Tabua Vende-se

Modema Moradia. C o m jardim anexo e floresta. Trata o construtor F l g i ' - i r e d o & F i l h o s o u p e l o telef. 0 ' „ / 4 4 1 4 3 .

Luso-Brasileira

Precisa-se

Mariscos e Churrascos A F a m o s a Feijoada

VENDA' DO P0RC0 TABUA

Serralheiro Mecanico

3 Brasileira Caipirinha

^

035-92408

MARQUES E COMPANHIA, L P A .

- A p o i o as ac9oes q U e v i s e m o i n c r e m e n t o d a plant a 9 a o d e e s p e c i e s tradipionais d a Serra d a Lousa e apoio c o n s u l t i v o p e l a Quercus, no d o m i ' n i o d o s p e d i d o s d e lic e n c i a m e n t o p a r a moviment a 9 a o d e t e r r a s e q u e visem a p l a n t a 9 a o d e eucaliptos. - R e a l i z a 9 a o d a Feira da Castanha. - Estudo, p r o m o 9 a o e prot e c 9 a o d a M a t a d o Sobral, t e n d o e m v i s t a a s u a classifi0 0 9 6 0 c o m o A r e a Protegida Nacional. D e p o i s d a assinatura do p r o t o c o l o , seguiu-se u m a visita g u i a d a a M a t a d o Sobral.

DIAMANTIN0 DA SILVA

Telef. 039/35500

Festa

b i e n t a l n a s e s c o l a s d o con­ celho.

Faledmentos

ADVOGADO R. Rodrigo da Fonseca, 9, 5.8-C

e outras a c 9 o e s , a l e m d e act l v i d a d e s d e E d u c a 9 a o Am-

Contactar: A p a r t a d o 8 3 3400 Oliveira d o Hospital, o u p e l o telef. 0 3 8 - 5 3 0 5 5 .

A c o m e t i d o d e d o e n q a subita, f a l e c e u o s r . D i a m a n t i n o da Silva, d e 7 3 a n o s d e i d a d e . natural do Sardal (Benfeita).

Antigo comerciante em Lisboa. o saudoso finado militou activamente no Regionalismo.

V i n h a p e r i o d i c a m e n t e a sua f r e g u e s i a e a doen<ja surpreendeu- j - o e m Pai d a s D o n a s , terra de sua e s p o s a . D. O l i n d a Prata Dias da Silva, c o m q u e m c o n t r a i u casa- m e n t o a p o s ter enviuvado.

Era pessoa estimada. de espirito alegre e conversador, pelo que tinha muitos amigos. Por isso mesmo o seu passamento causou grande consternaqao. Era p a i d o sr. A n t o n i o Pereira d a S i l v a . c a s a d o c o m D. Cidalia |, P e r e i r a . e d a m e n i n a Carla Pereira da Silva. O f u n e r a l r e a l i z o u - s e para o c e m i l 6 r i o d a B e n f e i t a . c o m numeroso acompanhamento.

Os nossos pdsames a familia de luto.

Informacao A M A F - F n n e r a r i a Abel

Fernandas A F i l h o s . LdSL de Arganil. vem comunicar que mantem diariamente, as \ 2 ^ S

19-45 horas.

no RAdio Clube de

A r g a n i l . FM-88.5, u m servUjo inform a t i v o s o b r e falecimentos e h o r a r i o s d e f u n e r a i s d a sua res­ ponsabilidade. C o m m a i s e s t e s e r v i q o procur a m o s d a r m a i s eficifencia ao nosso

trabalho.

« M A F • Fnneraria M S i F e r n a n d e . i A Filhos.U & -

U m s e r v i n g serio nas hOJM dificeis». A GERENCIA:

ovos

Classificados Abastecem-se restaura"^ supermercados, pastelarlas, cearias, etc.. Entregam-se ao domic(H°- ^ Contactar com F e r n a n d o • _ Caldeira - Tel. 91240 (PfGftndara de Esparlz - 3420 T

FLASH

Conjunto Musical G A N D A R A - 3300 ARGANIL Telefones *2536/22527


i 2 -6-1990

A

Midas de Coroas (Stinl raS

da Historia e Geografia de terras

uesas ( 1 6 ) portu{J P ohomem. pelotrabalho. pela r l e r a n c a . pelaobservance P outros esforqos. se qu.ser. P °Lntrara as linhas principals

frelacionamentoqueolevarao

onhecer muitas coisas da v.da. gecornecarmos a levantar o v e u adescobrir o que ele esconde, Laremos na presenza de mu.e d e coisas que enconl e m o s como p o n t e s d e Iferencia. de c o i n c i d e n c e e d e Leniencia daquilo que desejamos e precisamos saber d a 5

f a c t 0 S

d

"' A Historia e a Geografia nao foflem a regra e peio m e s m o r a c i o c i n i o saberemos muitas c o i s a s do mundo: das suas t e r ­ ras, das suas coisas e d o s s e u s d o mens, nestecaso respeitantes a Mozambique:

. Pero da Anaia foi capitao territorio. antes Sofala. Ali ergueu uma fortaleza no rio c o m o mesmo nome. enquanto D. Fernando de Almeida, que fazia parte da sua armada, f u n d a v a feitorias em Quilava e Melinde, isto por volta do ano 1505. - Manuel Fernandes. s u c e s sor por morte de Pero da Anaia e ajudado por Pero Quaresma, continua dedicadamente a fortificaqao de Sofala. vindo mais tarde a ser capitao dela, enquanto a Vasco Gomes de Abreu era cometida a incumbencia d e c o n s t r u i r uma fortaleza na llha d e Mozam­ bique, por ser considerado o porto mais seguro e mais apropriado das naus para a India. - Gonpalo da Silveira. m i s sionario e martir. D o u t o r e m Teologia. provincial d o s jesuitas n a India, passara dali para Mozam­ bique com o objectivo de coverter oreinoMonomopata. no corapao de Africa Austral. Foi bem recebido de inicio. ate pelo rei. m a s depois merce de influencias d o s muqulmanos. que acusavam o missionario de feiticeiro e d e pretender colocar Monomopata sob o dominio p o r t u g u e s . depressa mudou de atitude mandando matar Gonqalo d e Silveira e lanqar o seu cadaver ao r i o Zambeze. -Francisco Barreto, p r i m e i r o governador da India, desde 1555 a1559, cargo em que deu p r o v a s daquele

t a n t o d e c o r a g e m c o m o d e valor administrativo. Das s u a s actividades. a mais destacada f o i q u a n d o d a penetracao n o interior de Mozambique, ao longo d o r i o Zambeze, d e p o i s de haver s i d o n o m e a d o g o v e r n a d o r d a s Minas d o Monomopata, e m 1569. Venceu dificuldades de toda a ordem, ate q u e a doenqa o o b r i g o u a recolher-se a fortaleza d e Sena, o n d e acabaria p o r morrer. - V a s c o Fernandes Homem. sucedeu ao anterior. Atravessando o s d o m i n i o s d e Quinteve, a c u j o limbaoe lanqou o fogo, encaminhou-se para Chiconga, o n d e o regulo o acolheu esplendidamente. p o n d o a s u a d i s p o s i q a o as m i n a s d o s t e r r e n o s e m q u e exercia a soberania. Mais tarde, 1607/608. o s piratas holandeses p u s e r a m c e r c o a fortaleza de Mozambique, embora ja antes aparecessem. de vez e m q u a n d o , n o s mares de M o z a m ­ bique; o s Portugueses defenderam-se c o m vale ntiae d e t e r m i nazao. apesar d a s o b r a s d a f o r ­ taleza nao e s t a r e m ainda c o n cluidas. L o g o d e p o i s d e 1609 chegara a Mozambique o primeiro gover­ n a d o r para t o d a a C o s t a Oriental d e Africa, c o m o t i t u l o d e g o v e r n a d o r d a s C o n q u i s t a s d a s Minas, sujeito a s o r d e n s superiores d o vice-rei d a India. Em 1623 f o i s u s p e n s a a pesquisa d a s referidas Minas, e m b o r a s e mantivesse a determinaqao para o s Portugueses p o d e r e m penetrar no c o r a z a o d a Africa, o q u e certamente fizeram p o r t o d o o tempo. Em 1752, o rei de Portugal (D.Jose), para evitar a d o m i n a z a o Indiana e m M o z a m ­ bique. d e c i d i u n o m e a r u m g o v e r ­ n a d o r para aquele territorio, subordinado a Lisboa. Passados foram, assim. mais d e d u z e n t o s e c i n q u e nta a n o s e m q u e t u d o ia evoluindo, a u m e n tando. tambem, as d i f i c u l d a d e s , c o m o veremos, a partir de 1774, c o m as invasoes d o s cafres e d o s vatuas. Contudo, o s Portugueses c o n s e g u i r a m veneer essas e o u t r a s contrariedades. d i s t i n guindo-se sempre da maneira mais honrosa. - J. Patrocinio Cardoso.

PRECISAM-SE Pedreiros. serventes e pessoal indiferenciado, para trabalhar na obra de reconstruzao da central hidroelectrica d e Rei d e M o i n h o s . Optimos ordenados. Tratar no local o u pelo telefone 97387 (rede d e A r g a n i l ) .

festaurante Snack-Bar

PARAISO DA BEIRA

Adnfe

* DO PIPO, REITOR, FONSECA, DIPLOMATA, NARCISA, LAGAREIRA E V I L E U Cabrito assado, Camaroes, Lagostlns e outros pratos regional$ E agora UmWm com o famoso Arroz de Sarrabulho • os Rojoes k Paralso • h moda do Mlnho LANCHES, BANQUETES PARA CASAUENTOS E BAPTIZADOS

ERVIR BEM ii inosso

Telefone 038-52159

C

de Arganil

HAMUSCA DA BEIRA

3400 Oiiveira do Hospital

Nos termos dos n.? 1 e 2, do Art. 9 109.5, do CODIGO DO NOTARIADO, certifico que, no dia 7 de Junho de 1990, de fls. 3 a fls. 4 v.", do livro de notas n. 5 125-8, deste Cartorio, a cargo do Ajudante em exercicio, Antonio da Silva Moreira Gomes, foi lavrada uma escritura, cujo teor parcial e o constante da fotocopia anexa, composta por tres folhas, pela qual ANTONIO ALVES e esposa MARIA DOS ANJOS, casados sob o regime da comunhao geral de bens, ambos naturais da freguesia de Pombeiro da Beira, concelho de Arganil, onde residem no lugar da Murganheira, prestaram as seguintes declaracoes: Que sao donos e legltimos possufdores, com exclusao de outr6m. dos seguintes bens imoveis situados na freguesia de POMBEIRO DA BEIRA, concelho de Arganil: 1) - Predio rustico, composto por terra de cultura. videiras em cordao, oliveiras, fruteiras, pinhal e eucaliptal, com a area de dezoito mil Irezentos e cinquenta e cinco metros quadrados, sito a COVA DA BOICA. a confronlar do norte com estrada, do nascente com Joaquim Louren?o Gil, do sul com Junta de Freguesia e do poente com Rogerio Alves, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 5.519. com os valores patrimonial de vinte e cinco mil e oitenta e oito escudos e atribuido de cem mil escudos; 2) - Predio urbano composto por casa de habita$ao de r6s-do-chao, com tres divisoes e cozinha, com a superficie coberta de quarenta e nove metros qua­ drados, dependencia de dezasseis me­ tros quadrados, logradouro de doze me­ tros quadrados e quintal com oitenta metros quadrados, sito no lugar de MUR­ GANHEIRA, a confrontar do norte e do sul com Antonio Alves, do nascente com Joaquim Lourenijo Gil e do poente com baldio, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 1.235, com os valores patrimonial de tres mil quatrocentos e sessenta e seis escudos e atribuido de trinta mil escudos: 3) - Predio urbano, composto por casa de habitacao com res-do-chao amplo, primeiro andar com quatro divisoes e cozinha, com a superficie coberta de trinta e nove metros quadrados e quintal com cem metros quadrados, sito no lugar de MURGANHEIRA, a confrontar do norte. nascente, sul e poente com Antonio Alves, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 1.226, com os valores patrimonial de treze mil setecentos e noventa e quatro escudos e atribuido de cinquenta mil escudos. Que estes bens, com o valor global atribuido de CENTO E OITENTA MIL ESCUDOS, se acham inscritos nas respectivas matrizes em nome do justificante varao, encontrando-se omissos na Conservatoria do Reglsto Predial de Arganil. Que os referidos bens, se encontram na sua posse desde ha mais de vinte anos e tem sempre vindo a frui-los e a gozar os seus proventos. em nome prbprio, de boa fe, ignorando lesar direitos de outr6m, com o conhecimento da geittralidade das pessoas. sem quaiquer oposi^ao de quem quer que seja e sem interrupcao, portanto. publica, pacifica e continuamente. pelo que adquiriram, por usucapiao, o correspondente direito de propriedade.

ARGANIL. 7 de Junho d e l 990 O AJUDANTE, - Antdnio da Silva Moreira Gomes. T e maposto o respectivo selobranco (A COMARCA D E ARGANIL, n.° 9.538, d e 12-6-1990)

Metalomecanica E O M & C

Se tiver de comprar as suas mobi'lias nao deixe de visitar ou consultar a:

M

A

T

H *

Trabalhos de torno, frezadora, limador e plains mecanlca. Repara$oes em bombas de agua de alta pressao. Recupera;ao de pe;as gastas ou partidas, etc..

PRAZO-Tel 22371

TRIMOVEL Faz

®ntrega em qualquer ponto do pais.

'ALIDADES DE PAGAMENTO

.

T

*ni & disposlcao de V, Ex.* MbVEIS em todos os estilos, maples roetecldo. * * * ° SALA0 DE EXPOSIQAO na Estrada da Belra em VENDAS A UZES - Tel. 038-57186 - 3400 Oiiveira do Hospital. Cou

3300 ARGANIL

Carlos Vieira Rodrignes ADVOGADO R. MarquSs de Frontelra, 76-S/L 1000 LISBOA

\

O E

A RG A N I L

XXIX Encontro

National

de Professores

JUSTIFICAQAO

l e m a ! Se f o r b e m s e r v l d o , r e c o m e n d e - n o s aos seus a m i g o s . . .

ARROZD E MARISCO POR ENCOMENDA

«u

Cartorio Notarial

ESTA CONFORME.

•'» c«a com mais eapeclalldades em Bacalhaus:

s

C O M A R C A

T e l e f 682838

Continuando uma tradizao d e ha quase tres decadas, vai a Congregapao d o Espi'rito Santo, atraves da Liga Intensificadora d a A c z a o Missionaria (L.I.A.M.), realizar, d e 21 a 25 de Agosto, na cidade da Guarda, e de 25 a 27 d e A g o s t o em Madrid, o s e u XXIX Encontro Nacional de Professores, s u b o r d i n a d o a o t e n i a : «A comunidade humana Europeia». Sera uma reflexao sobre o s aspectos humanos da integrazao europeia alargada, na continuazao d o tema especi'fico tratado n o ano passado: «Desafio da Europa». Na Guarda, o encontro tera lugar n o «Centro A p o s t o l i c o D. Joao de Oiiveira Matos», o n d e decorrera a parte mais propriamente teorica e especulativa d a tematica proposta. A digressao por Espanha, c o m permanencia de d o i s dias e m Madrid, Visita guiada a o s principais m o n u m e n t o s e locais d a capital, a Toledo, Vale d o s Caidos e Escorial, sera mais para descoberta, convi'vio e turismo, n o s seus multiplos aspectos culturais, sociais e h u m a n o s . Os pedidos d e inscrizao deverao s e r feitos para: Encontro Nacional de Professores - Rua d e Santo Amaro, a Estrela, 51 -1296 Lisboa Codex.

4.° Convnrio dos «Jooes» Tal c o m o A C o m a r c a j a noticiou, v a i t e r l u g a r n o p r o x i m o d i a 24 o 4.° c o n v i v i o dos «Jooes» d o c o n c e l h o d e Arganil e c i r c u n dantes, o q u a l t e r a inicio pelas 9 horas, c o m a c o n c e n t r a z a o d o s participantes na Fonte d e A m a n dos, nesta Vila; pelas 10, j o g o d e f u t e b o l n o c a m p o Dr. E d u a r d o Ralha; e 13, a l m o z o n o restaurante Parrelrinha d o Alva, a Ronquelra (Secarias). As inscrizoes, a o p r e z o d e 900$00 p o r pessoa, p o d e r a o ser feitas junto d e J o a o Reis (Escondidinho), t e l e f o n e 23231, nesta vila, e Joao Cesar, telefone 92157, e m Coja, d e s d e j a se e s p e r a n d o a presenza d o maior numero d e «Jooes».

CONVITE 0 Presidente da ACIBEIRA Associacjao de Empresas de Agricultura, Comercio e Industria da Beira Serra convida as Direcqoes das Comissoes e Ligas de Melhoramentos representativas d o Movimento Regionalista da Beira Serra a estarem representadas numa reuniao a ter lugar na Casa da Comarca de Arganil, no proximo dia 22/06/1990, i s 21-30 horas. Serao tratados os seguintes assuntos: 1 - Explicacao. p o r parte da ACIBEIRA, ao representantes d o Regionalismo Beirao-Serrano, de todas as envolventes relativas ao Ceritro de Negdcios. 2 - Criagao de uma estrutura de ligacao entre as domissdes e Ligas de Melhoramentos e a ACIBEIRA. 3 - Divulgagao de apoios comunitarios aplicaveis 4s Comissoes e Ligas de Melhoramentos. 4 - Sensibiiizaqao para o Congresso da Beira Serra, a realizarem Outubro. 5 - Outros assuntos de interesse.

Em Cou$os, Eira Velha e Alcaria COUgOS (POMBEIRO DA BEIRA), 11.- Nos dias 23. 24 e 25 d o corrente. esta localidade. Eira Velha e Alcaria vao estar em festa com a realizaqao dos festejos em honra de S. Joao Baptista. O programa esta assim elaborado: DIA 23 (SABADO) - As 19 ho­ ras, arraial; e i s 21, chegada d o conjunto «Musicsom», de Arganil, que abrilhantara o arraial ate de madrugada. DIA 24 (DOMINGO) - As 7 ho­ ras, alvorada; i s 9, chegada da Filarmonica «Patria Nova», de Coja, que percorrera as ruas das tres povoazoes: i s 10-30, missa seguida de procissao: i s 15. abertura da quermesse; i s 17, leilao de ofertas; e i s 21, chegada do conjunto «Renovaqao», de Coja, que animari o baile atfi de madrugada. DIA 25 (SEGUNDA-FEIRA) - A s 8 horas, alvorada; i s 10, inicio d o arraial com musica de apareIhagem; i s 15, inicio da tarde desportiva, com jogos tradicionais: i s 21, baile abrilhantado por um conjunto da regiio. ate de madrugada; e i s 24, encerramento do arraial.

Em S. Pedro S. PEDRO (ARGANIL). 9. - Vao realizar-se nesta localidade o s festejos em honra de S. Pedro, nos proximos dias 20 e 30 do corrente e 1 de Julho, os quais terao o seguinte programa: DIA 29 (SEXTA-FEIRA) - As 8 horas, montagem da aparelhagem sonora: i s 20-30. abertura do bar; i s 21. ter^o em honra de S. Pedro; i s 22, baile com o conjunto «Flash», de Arganil; e i s 23-30, fogo de artiffcio com fogueiras tradicionais de S. Pedro e actuaqao das marchas populares de Sinde (Tibua). DIA 30 (SABADO) - As'8-30 horas, alvorada; i s 9, abertura da aparelhagem sonora: i s 10, aber­ tura do bar: i s 14, abertura da quermesse; i s 15, inicio da tarde desportiva, que inclui o jogo da malha e diversos jogos tradicio­

nais; i s 20, ter?o por alma dos falecidos de S. Pedro; i s 21-30, baile com o conjunto «Musicsom», de Arganil; e i s 23-30, fogo de ar­ tiffcio. DIA 1 (DOMINGO) - A s 8-30 horas, alvorada; i s 9, abertura da aparelhagem sonora; i s 9-30, aber­ tura do bar; i s 10-30, chegada da Filarmonica Flor do Alva; i s 12-30, eucaristia solene; i s 13-30, safda da procissao; i s 15, abertura da quermesse: i s 16. leilao de ofertas; i s 22, baile com o conjunto «Renovazao», de Coja; e i s 23, fogo de artificio.

Em Olho Marinho e Alveite Pequeno OLHO MARINHO (POIARES), 8. - Nos proximos dias 30 d o cor­ rente e 1 e 2 de Julho, vao realizar-se nesta localidade e em Alveite Pequeno as festas em honra de Santo Antonio. O programa £ o seguinte: DIA 30 (SABADO) - As 8 horas, alvorada; i s 12, musica de apare­ lhagem sonora; i s 14, chegada dos gaiteiros, que percorrerao as ruas das duas localidades; i s 15, aber­ tura da quermesse; e i s 22. baile abrilhantado pelos conjuntos mu­ sicals «Algo +», de Agueda, e «Som Geral», de Torres Vedras. DIA 1 (DOMINGO) - A s 8 horas, alvorada; i s 9, actuaqao dos gaiteiros com musicas portuguesas; i s 11, chegada da Filarm6nica Fraternidade Poiarense. que percorreri as ruas das duas lo­ calidades; i s 14, reabertura da quermesse; i s 16-30, missa seguida de procissao, acompanhada pela Filarmdnica; i s 19-30, leilao de oferendas; i s 22, baile abrilhantado pelo agrupamento musical «lmperial», de Vagos; e i s 0 horas, fogo de artiffcio. DIA 1 (SEGUNDA-FEIRA) - As 8 horas, alvorada; i s 9, continuazao da actuazao dos Gaiteiros; i s 14, reabertura da quermesse; durante a tarde h a v e r i varios divertimen­ tos com provas desportivas; e i s 22. baile abrilhantado pelo grupo musical «Status», de Cabouco (Coimbra).

RIA NUMEROS PREMIADOS 11.97 3 9 38.856 38.981

130.000.000$00 + 7.000.000$00 30.000.000$00 9.000.000$00

APROXIMAQ0ES A O 1.° PR&MIO 11.972 11.97 4

1.300.000500 1,300.000$00

APROXIMAQ0ES AO 2.° PR£MIO 38.855 38.857

900.000$00 900.000500

APROXIMAQ0ES AO 3.° PR&MIO 38.980 38.982

429.000500 429.000500

PRIZMIOS DE 1.500 CONTOS 8.078, 17.436, 41.679,

8.155, 8.796, 11.087, 13.419, 17.981, 25.681, 30.107, 32.728, 49.046, 50.727, 50.731, 54.115, 66.626, 67.081, 69.644, 69.654.

14.860, 36.321, 56.538,

PREMIOS AOS ALGARISMOS FINAIS 500.000500 - 9 7 3 110.000500-856 60.000500 - 9 8 1 25.000500 - 034, 195, 207, 418, 443, 739 e 8 1 4 13.000500-3 10.000500-9

PR£MIOS DE CENTENAS 50.000500 30.000500 20.000500

11.901 a 12.000 38.801 a 38.900 38.901 a 39.000

O Presidente da ACIBEIRA.

Pedreiros PRECISAM-SE, para obras em Lisboa e Castelo Branco. Bons salarios. Gama & Ssnios, L.da - Telefone 035-92128 - Cerdeira - 3305 Coja.

Precisa-se de Pasteleiro Zona da Serra da Estrela Epoca de verao (Julho, Agosto e Setembro). Resposta ao Apartado 58 - 6291 GOUVEIA Codex


A

VILARINHO ISOBRINHO, S.A. $: f

v LI J c

Do crista! e vidro, por-

Ghave d'Ouro cafes

y

SERVICOS

\ J

Rua das Janelas Verdes, 34 a 8 2 66 44 33 - 66 42 78 - 66 12 01 - LISBOA Telex: 6 28 88 VICAFE P Fax: 67 34 42

celanas, faianqaj, etc.. Rua de S.

Bento,

234.

Telof.

663234 e Rua de S. Bento,

418 - 420. — 1200

Telef.

663096

LISBOA.

Cerdeira (Arganil)

ANtlNO MARTN IS MORGAN AGRADECIMENTO Sua esposa, filho, sogra, cunhado e sobrinhos agradecem a todas as pessoas que o acompanharam a sua ultima morada o u que de qualquer outro modo Ihes manifestaram o seu pesar. A todas, o seu eterno reconhecimento.

C O M A R C A

DE

12-6-1990

A R G A N I L

LISCAR

Cartorio Notarial de Arganil JUSTIFICAQA0 Nos lermos dos n.? 1 e 2, do Art." 109.', do CODIGO DO NOTARIADO, certifico que. no dia 7 de Junho de 1990. de f Is. 2 a fls. 4. do livro de notas n. ! 36-C. deste Cart6rio. a cargo do Ajudanle em exercicio, Antonio da Silva Moreira Gomes, foi lavrada uma escritura. cujo teor parcial 6 o conslante da fotocbpia anexa, composta por quatro folhas, pela qual JOAQUIM LOURENCO GIL e mulher

forno com a area de dezoito metros qua­ drados, a sul: e um pateo amplo com a area de duzentos e quarenta metros qua­ drados, a confrontar do norte, sul e nas­ cente com Joaquim Lourenco Gil e do poente com Antdnio Alves. e constituida, ainda, aquela arrecadacao, anorte desta e com paredes meias, por currais com trinta e sete metros quadrados de area, inscrito na respectiva matriz sob o artigo

ILDA DA CONCEICAO FERREIRA. casa-

1.503, com os valores patrimonial de

dos sob o regime da comunhao geral de bens, naturais, ele da freguesia e concelho da Marinha Grande e ela da freguesia de Pombeiroda Beira.concelho de Arganil. onde resldem no lugar de Murganheira, prestaram as seguintes declaracoes: Que sao donos e legltimos possuldores. com exclusao de outr^m, dos seguintes bens imoveis situados na

quatrocentos e noventa e nove mil trezentos e vinte escudos e atribuldo de UM MlLHAO DE ESCUDOS: e

freguesia de POMBEIRO DA BEIRA, concelho de Arganil: 1) • Predio urbano. composto por casa de habita<;ao com r6s-do-chao com cinco divisoes. uma cozinha e uma casa de banho, sito a MURGANHEIRA, com a superflcie coberta de cinquenta metros quadrados, a confrontar do norte com Caminho, do nascente com Candido Lopes, do sul com Ba Idio e do poe nte com Antonio Alves. inscrito na respectiva matrizsob oarligo 1.289, com os valores patrimonial de onze mil oitocentos etrinta e quatro escudos e atribuldo de CEM MIL ESCUDOS:

RENAULT 5 T D

-1986

com Junta de Freguesia e do poente com Antonio Alves, inscrito na respectiva matrizsob o artigo 5,521, com os valores patrimonial de nove mil duzentos e dezasseis escudos e atribuldo de CEM MIL ESCUDOS.

SEAT Malaga G L 1.2

-1986

AUDI 80 CC Turbo D CITROEN BX 16TRS ROVER 213 SE ALFA ROMEO Alfa S u d Sprint 1.3 HONDA Accord 1600 EX

-1985 -1985 -1985

3300 ARGANIL

UTILITARIOS: PEUGEOT 304 Break GLD 1600 -1981 DATSUN Van 4P Sunny C

-1980

PEUGEOT 504 Break

-1979

DATSUN 120 Y

-1977

TOYOTA Corolla 1200 2P

-197$

RENAULT 12 Break

-1976

1

COMERCIAIS: BEDFORD Pick U p T F R Cx aberta FIAT Ducato 3/6 o u 9 Lug.

NOVA -1988

RENAULT 5 T L

-1983

RE NAULT Trafic TBX 300 7 Lug. -1986

-1982

MITSUBISHI 1300 6 Lug.

-1985

respectivas matrizes em nome do justifi-

PEUGEOT 505 SRD

-1982

NISSAN Cabstar 5,5 T

-1984

O AJUDANTE, - Antonio da Silva Moreira Gomes.

-1981

TOYOTA Dyna 3,5 T B U 30

-1982

-1981 -1980 -1977 -1977 -1975

TOYOTA Dyna 5,5 T BU 30 TOYOTA Hiace 6 lug. BEDFORD CF Van 7 Lug. FORD Transit 175 Cx. aberta Rod. duplo

-1982 -1981 -1979

MERCEDES 220 D

-1973

TOYOTA Dyna 3.5 T BU 30

- 1978

FIAT 128 2P

-1972

MERCEDES 1-328/48 9,5 T

-1963

-1979

MUDANQAS E TRANSPORTES NO PAfS E NO ESTRANGEIRO EM CAMIONS TIR EMPRESA DE TRANSPORTES

dente direito de propriedade, ja que essa

3) - Prfcdio urbano, sito a MUR­ GANHEIRA, composto por arrecadapao, destinada a a r r u m o s d i v e r s o s ,

ALFA ROMEO Giuliella 1.6 BMW 316 1.8 MERCEDES 240 D FIAT 127 3P PEUGEOT 504 GL PEUGEOT 504 LD

Agora AGENTES OFICIAIS DA C. SANTOS, L D A , em Coimbra, das conceituadas MARC AS MERCEDES B E N Z e ROVER

I I L

ESTA CONFORME.

MANUEL HENRIQUES MACHADO, LDA

ARGANIL, 7 de Junho de 1990

T e m a p o s t o o r e s p e c t i v o s e l ob r a n c o

seccionada a meio e com a area de trinta

(A COMARCA D E ARGANIL,

e oito metros quadrados. a norte; um

n.° 9.538, d e 12-6-1990).

ORFEU Nao o esquecemos. Um novo estilode bem servir. Temos cozinha regional e internacional.

Rua Dr. Veiga Simoes (a Fonte de Amandos)

-1968 -1967

LANCIA Delta 1.500

posse i. pelos factos apontados, publica. pacifica e contlnua.

MEDICO ESPECIALISTA DO E N QAS DOS OLHOS Consultas por marcagao • Tel. 22622

-1984 -1984

SIMCA1501 AUSTIN 1100

atribuldo de UM MILHAO E OITOCENTOS MIL ESCUDOS, se acham inscritos nas

pectiva matrizsob oarligo 1,502, com os valores patrimonial de duzentos e setenta e nove mil cento e sessenta e quatro es­ cudos e atribuldo de SEISCENTOS MIL ESCUDOS;

J O S E E. COROA

MONTEGO 1300 SL METRO Surf 5P NISSAN Micra RENAULT 21 TXE injection 2 L

Que estes bens, com o valor global

urbanos, ja estao, assim, na sua posse desde ha mais de vinte anos e tem sempre vindoafrul-lo® e a gozarosseus proventos, em nome proprio, de boa fe, ignorando lesar direitos de outrem. com o conhecimento da generalidade das pes­ soas, sem qualquer oposi<;ao de quem quer que seja e sem interrup$ao, pelo que adquiriram, por usucapiao. o correspon-

S. P E D R O - 3 3 0 0 ARGANIL Telef. 22377

AUTOMOVEIS:

PEUGEOT 309 G L Profil

aqueles aludidos terrenos, agora predios

G r a n i t o s p a r a todos os f i n s

GARANTIA A* C. A P.

CI

-1986

primeiro andar com acesso por escada a

LAVA-LOUgAS MACI^OS E FORRADOS

VTATURAS

-1986

M A R M O R E S

Lourenco Gil, de sul com Antonio Alves e do poente com Estrada, inscrito na res­

2 4 0 0 LEIR1A

PEUGEOT 205 GTI

ragem e arrecadaijao) e uma cozinha;

Jazigos, Campas, A r t e Sacra, E s t r u t u r a s e Fogoes d e Sala

Telefone 23250

PEUGEOT 305 GR

ta$ao de r6s-do-chao com uma loja (ga-

para todas as aplicagoes

Estrada d a Marinha Grande, L o t e 4, r/c. D.to

e cinquenta metros quadrados. a con­ frontar do norte com Estrada, do nas­ cente com Maria do C6u Ferreira. do sul

SILVINO & RAINHO, l > CANTARIAS

pn*ZO -3300 ARGANIL

Telefone 27465

4) - Prddio rustico, composto por terra de cultura. videiras em cordao, oliveiras, pinhale eucaliptal, sitoa COVA DA BOIQA, com a area de sete mil quinhentos

2) - Predio urbano. sito a MUR­ GANHEIRA. composto por casa de habi-

partir de pateo, com tres quartos, uma sala. uma instalacao sanitaria, uma co­ zinha e uma marquise e sotao. com a superficie do r6s-do-chao de sessenta metros quadrados. e do primeiro andar de cinquenta metros quadrados, a confron­ tar do norte e nascente com Joaquim

Dc: A L F R E D O S . A L M E I D A

NOVO NOVO -1987 -1987 -1986

cante varao. ejicontrando-se omissos na Conservatoria do Registo Predial de Arganil. Que os predios atras identificados sob os numeros 2 e 3. foram implantados recentemente em terrenos da sua propriedade. adquiridos ha mais de tripta anos. Que os restantes imoveis e tamb£m

E

CENTRO COMERCIAL AUT0M0VEL

RUA JULIO DINIS, 928

Telefone 64322

Recepqao e C o n t a b i l i d a d e

AV. 5 DE OUTUBRO, 2 6 1 - B 4000 PORTO

Trafego

AZINHAGA DA TORRINHA - AO REGO

1*00 LISBOA IS

M . *«9.

PPCA 773423-779015-779016

FABRICA DE MOVEIS

Repre8entaqao n o N o r t e

AV. MOUZINHO DE ALBUQUERQUE. 6 0 1

ESTILARTE

4450 MATOSINHOS TELEFS. 934814-934984

Empresa fnd. e Com. de Moveis, Lda F t b r i c o csmesado c m :

Soloo no 1.' ondar para festas, casamentos,

baptizados, etc TELEF O N E S

Lin ha m o d e r n o e de estilo FACILIDADES DE PAGAMENTO

AUTOMOVEIS COMPRA-VENDE-TROCA

ENTREGAS EM QUALQUER PONTO D O PAIS

700407-700688

A N T A O

SALOES D E EXPOSIQAO P E R M A N E N T E — E X P O R T A D O R E S

Estrada de Benfica. 715—BENFICA

Recta da Sallnha (Senhor das Almas) Tel. 57294

Apartado 22

3j00 O L I V E I R A D O H Q S P I T A l

&

V A I E N T E ,

L . D A

(Naturais d e P o r t e l a d o F o j o - P a m p i l h o s a d a Serra)

P a r a u m bom negocio, p r e f i r a u m c o n t e r r a n e o

Av. G e n e r a l Ro<?adas, 3 6 - D - Telef. 8 3 6 2 2 7 - 1 1 0 0

LISBOA

A g e n d a Julio & Almeida, L . d a FUNERAIS - TRASLADAQOES - EMBALSAMAMENTOS - ARTIGOS RELIGIOSOS Fundador: JULIO BRAS QA NATIVIDADE * Gerencia de: CARLOS MANUEL BRAS e ANTONIO JOSE BRAS Sede e Escritorio: R u a d o S o l a S a n t a n a , 2 3 - 2 5 (Junto a Morgue - 1 1 0 0

Agentes:

LISBOA)

T

Telefones 557465/561804 (Residencia 864946)

ARGANIL - OLIVEIRA & PIMENTEL - Telef. 22478/9; COIMBRA - FUNERARIA S. J0A0 -Telef. 28296 PAMPILHOSA DA SERRA - AGENCIA FUNERARIA «0LIVENQA» • Telef. 54222/54117

1


A COMARCA DE ARGANIL OveneM Bartolomeu SINTESE... Solenidade Freidos Martires MUNDOS & FUNDOS

Uma fonte d a Secretarla d e Estado d o Comercio revelou q u e o nosso pais investlu e m Espanha dois milhoes d e c o n t o s nos primeiros 4 meses d o a n o e m curso, p r i n c i p a l m e n t e nos sectores d o c o m e r c i o e das industrias m a n u facturelras. X

ternacional p a r a a Conservagao d a Natureza, o Parque N a c i o n a l d a Peneda/Geres, o u n i c o c o m tal classificagao no nosso pat's, foi desclassificado e passou a ser c o n s i d e r a d o a p e n a s c o m o A r e a d e Paisagem Protegida. X

Na p a s s a d a sexta-feira, 32 criangas f o r a m socorridas n o hospital d a Feira d e v i d o a intoxlc a g a o alimentar, presumivelmente provocada por fiambre deteriorado, n d o i n s p i r a n d o c u i d a d o s o seu e s t a d o .

Segundo u m estudo d a s Nagoes Unidas, os gases c a u s a dores d o «efeito d e estufa» sao langados n a atmosfera e m maior quantidade pelos Estados Unidos d a America, Uniao Sovietica e Brasil, seguindo-se-lhes a China, India, J a p a o , A l e m a n h a Federal e Gra-Bretanha.

NamarginalLisboa-Cascais, u m a c i d e n t e p r o v o c a d o pres u m i v e l m e n t e p o r excesso d e v e l o c i d a d e c a u s o u 4 mortos e 2 feridos. Por sua vez, u m despiste d e u m velculo pesado d e merc a d o r i a s veriticado e m C o i m bra, p r o v o c o u 1 m o r t o e 4 feri­ dos, dois dos quais e m e s t a d o grave.

No passado s a b a d o foi constituida, e m Lisboa, a t e r c e i r a central sindical d o nosso pais, d e n o m i n a d a C o n v e n g a o Sindi­ c a l I n d e p e n d e n t e . A n o v a or­ ganizagao abrange cerca d e 25 organizagoes laborais, n a sua maioria d e q u a d r o s .

X

A o r e c e b e r o seu h o m o l o g o dinamarques, o Primeiro Ministro, C a v a c o Silva, d e f e n d e u a necessidade d e u m projecto comunitario q u e proporcione a diminuiqao d o «defice d e distancia» n o interior d a CEE, atraves d a c o n s t r u g a o d e a u t o -estradas, vias ferroviarias d e alta velocidade, condutas d e gas e redes d e t e l e c o m u n i c a g o e s . X De a c o r d o c o m a Uniao In-

de pintura, desenho e escultura concorreram ao V Salao de Primavera C o m a cerimonia d e entrega d e premios inaugurou-se, n o s a b a d o , n a Galeria d e Arte d o Casino Estoril, o V Salao d a Pri­ mavera, certame anual dedic a d o a autores nacionais e estrangeiros residentes e m Por­ tugal, cujas i d a d e s estao c o m p r e e n d i d a s entre os 18 e os 3 5 anos. Os premios d e a q u i s i g a o e m j o g o e o prestigio desta c o l e c tiva d e artes plasticas respond e m p e l o g r a n d e entusiasmo v e r i t i c a d o nesta e d i g a o . C o m efeito, 221 autores s u b m e t e r a m cerca d e 500 obras a a p r e c i a g a o d o Juri d e selecgao e premiagao, q u e fol constitui'do p o r Artur Baul e m representagao dos c o n c o r rentes; Albuquerque Mendes e m r e p r e s e n t a g a o d o Instituto d a J u v e n t u d e ; Carlos Arinto e m r e p r e s e n t a g a o d o B a n c o Portugues d o Atlantico; professor Conceigao Ferreira representante d a E.S.B. A.L. e d a C a i x a Geral d e Depositos; e p e l o dr. Lima d e Carvalho e m representagao d a Estoril-Sol, S.A.. E c o m o segue a atfibuigao dos premios e mengoes honrosas: Premio Instituto d a J u v e n t u d e / /Pintura, no valor d e 350.000$00, c o u b e a Paulo Rego, p e l a a u t o ria d a o b r a «Atras d o Biombo», t e c n i c a mista sobretela-, Premio C a i x a Geral d e Depositos/Pintura, n o v a l o r d e 300.000$00, disting u i u Ines Lousinha, a u t o r a d e «A Lua»; Premio B a n c o Portugues d o Atlantico/Desenho, no valor d e 150.000$00, corrtemplou Fran­ c i s c o Cardia, a u t o r d e «Touro, Bispo, Peao e Cavalo»; Premio Estoril-Sol, S.A. I Escultura, no valor d e 400.000$00, foi a t f i b u l d o a Carlos Henrich p e l a autoria d o m a r m o r e « U q u i d a g a o Total».

X

X

D e v e n d o ser p a r c i a l m e n t e privatizada, n u m a primeirafase, a t e a o final d o a n o corrente, a «Cimpor» - Cimentos d e Portu­ gal, EP», foi a v a l i a d a e m a p r o x i m a d a m e n t e 300 milhoes d e contos. No ultimo ano, a e m presa registou u m c r e s c i m e n t o d e 60% f a c e a 1988. X

No ambito d o «Projecto Vida», o nosso pais vai gastar n o a n o corrente c e r c a d e 1,5 milhoes d e contos na prevengao e tratamento d a toxicodepend e n c i a . Entretanto, foi c r i a d o o Conselho N a c i o n a l d o «Projecto Vida», a f i m d e mobilizar a soc i e d a d e e as instituigoes p a r a o combate a droga.

do Corpo de Deus

em Arganil

II

• Encerramento das actividades paroquiais e promessas de escuteiros

Nesta vila, e d e p o i s d e u m a preparaqao a o longo d o a n o v a o f a z e r a s u a Profissao d e Fe v a r i o s a d o l e s c e n t e s , d u ­ rante a missa q u e sera c e ­ l e b r a d a p e l a s 10-30 horas. P e l a s 16 h o r a s , s e r a tambem

celebrada

solene

eucaristia, s e g u i d a d e prociss a o p e l a s ruas d a vila, o n d e participara a Filarmonica Arganilense, a l e m d e princi­ p a l m e n t e t o d o s os m o v i m e n tos e obras paroquiais.

No proximo dia 24 (do­ mingo) sera o encerramento das actividades paroquiais, que tera lugar no Mont'Alto.

Assemblein de Freguesia de Vila Cova do Alva A Assembleia de Freguesia de Vila Cova do Alva reunir6 na Casa Regional de Vinho, n o pr6ximo dia 17, pelas9 horas, a fim de tratar de assuntos de interesse para a autarquia.

do

clero,

o

sentido de r e f o r m a e m o r a l i z a q a o dos cos­ tumes, o ensino do povo, a protecgao dos pobres e humildes, a s continuas visitas pas­ t o r ais,

o

interesse

p e l o ensino e a i n d a o cuidadoso r e a l i z a d o r das

normas

do

concilio trentino, com c r i a g a o d e semi­

a

Aos

Integradas neste encerra­ m e n t o e s t a o as promessas d o s escuteiros d o A g r u p a m e n t o d e Arganil, n a c a p e l a d a s u a padroeira, Nossa Senhora d o M o n t ' A l t o , p e l a s 15 h o r a s .

E, no final, sera o convivio entre toda esta grande familia, que d e v e ser a paroquia d e Arganil.

jesuitas

en­

trega, p a r a educagao dos jovens, o remodede S.

l a d o Colegio

Paulo; concede bolsas de

estudos

aos

clerigos pobres. Ficou celebre, a l e m

outros escritos seus, o C a t e c i s m o da Doutrina Crista, p a r a

de

N a o h a convites. Todos d e v e m estar.

formaqao

dos

seus

diocesanos, q u e teve

e o seu 46.2 aniversario Em 21 de J u n h o d e 1944 f o i fundada a Casa d o Rancho Re­ gional «Os Coragoes de Vinho» e que mais tarde a d o p t o u a actual denominagao, por fusao c o m a Comissao de M e l h o r a m e n t o s d e Vinho. fundada e m 1/2/931. Falando na Comissao d e Melhoramentos. nao posso deixar de prestar homenagem aos s e u s fundadores. porterem contribuido muitoparaodesenvolvimentode Vinho. A estrada q u e liga o Casal d e S. Joao a Vinho, a estrada q u e liga Vinho a Portela da Cerdeira, a escola, o cemiterio e as f o n t e s , foram de iniciativa da Comissao. A s suas reunioes faziam-se numa padaria pertencente ao s r . Manuel Nunes. ja falecido, e u m dia foram surpreendidos pela PIDE e t o d o s presos. e m virtude d e s s a triste organizagao pensar q u e estavam numa reuniao politica. De todos esses vinhosenses s o e vivo o sr. A n t o n i o Nunes Diogo. Nao v o u pormenorizar a v i d a da Casa Regional, porque i s s o ocuparia muito espago. mas devo dizer q u e o edificio-sede. q u e sofreu ha p o u c o t e m p o u m a s grandes obras de ampliagao. deve t e r s i d o o primeiro. no genero, a ser construido no nosso concelho. Nesse t e m p o havia uniao desde o mais jovem ao mais idoso. A Casa f o i c o n s t r u i d a graqas ao Rancho. que brilhou muito a o lado d o s restantes ranchos q u e existiam n o n o s s o c o n c e l h o e que eram o Rancho d o s Malmequeres da Cerdeira e o Rancho d o s Manjericos da Benfeita. Presentemente, V i n h o esta atravessando u m periodo m u i t o mau. A Casa Regional esta a s e r gerida p o r uma c o m i s s a o administrativa e as ultimas o b r a s f o ­ ram executadas. praticamente, pelos srs. Joaquim Gouveia e Jose Pereira d o s Santos, o s q u a i s nao sao naturais d e V i n h o . Os filhos desta aideia c o m mais ambiqoes f o r a m o b r i g a d o s

a e m i g r a r p o r nao terem aqui 0 m i n i m o d e condigoes de vida: seus f i l h o s ja nao sao de Vinh6 nem t e m qualquer interesse de u m d i a fixarem aqui residencia e o s f i l h o s e f i l h a s d o s que aqui permaneceram, quando se casam. a sua maioria vai constituir familia noutras localidades. Dai tem resultado uma grande diminuigao d a populapao e verifica-se falta de j u v e n t u d e e a maioria da populagao e d a terceira idade. Felizmente, este mal foi um p o u c o diminuido. em virtude de se terem aqui fixado alguns casais v i n d o s d e outras localidades.

Organizagao Estrutural

Noite de Santo

1 5 ediqoes.

1

So lamento que a sua integragao nao tenha s i d o aceite por t o d o s o s residentes, pois acho q u e t o d o s sao pessoas de bem. que c o l a b o r a m e m t u d o para que sejam solicitados, c o m boa vontade. Na verdade, fazem parte da c o m u n i d a d e de Vinho. mas nao vejo compreensao, fazendo-me lembrar aquela triste epoca da nossa historia d o s cristaos nov o s e cristaos velhos. A realidade e que, com raras excepgoes, o s homens que mais trabalharam por Vinho nao nasceram c a . Falando d o aniversario da nossa colectividade. e com pena minha, nao vai ser comemorado c o m o e u desejaria, por nao haver uniao e vontade unanime necessarias. Havia pensado num programa, q u e seria de mandar celebrar uma missa pelos socios falecidos. d e p o i s um almogo de confraternizagao no salao da casa e, finalmente, u m baile, record a n d o o s t e m p o s aureos. Todavia. e s t o u esperanqado de que aquele d i a nao va passar desperce b i d o c o m o tantos o ut ros que ja passaram. Antigamente. o almogo de confraternizagao fazia-se em Lisboa e m e s m o esses deixaram de se fazer. Resta-me fazer umapelopara a uniao e mais compreensao dos habitantes d e Vinho. - F. M. San­ tos.

Mesmo a p o s a resignacao ( 2 0 . 2 . 1 5 8 2 ) , em que r e t i r a p a r a Viana

0 nosso prognostico para o proximo concurso: Suecia-Escocia Inglaterra-Holanda Belgica-Uruguai CoreiadoSul-Espanha

1 X 1 2

Irlanda-Egipto Argentina-Romenia Italia-Checoslovaquia Brasil-Escocia Suecia-Costa Rica

1 X X 1 1

Belgica-Espanha Coreia do Sul-Uruguai Inglaterra-Egipto Irlanda-Holanda

,

do

Castelo,

continua a ser muito

TOTOBOLA

Segundo as primeirsa sondagens, o Partido Socialista Bulgaro (antigo Partido Comunista) v e n c e u as primeiras eleigoes livres realizadas naquele pais d e s d e h a mais d e 46 anos, a l o a n g a n d o 48% dos escrutinios.

sua actividade n af o r -

n a r ios, etc..

O Primeiro Ministro, C a v a c o Silva, afirmou n a o c o n c o r d a r c o m a adesao imediata d o nosso pais a o Sistema Morretario Europeu, a l e r t a n d o p a r a q u e seja respeitado o principio d a c o e s a o e c o n o m i c a e social n o seio d a Comunidade e evltando-se efeitos preversos p a r a os paises menos desenvolvidos.

No Pais d e Gales (Gra-Bre­ tanha). morreu n o p a s s a d o d o m i n g o o h o m e m mais v e l h o d o Mundo, q u e corrtava 112 anos. John Evans h a v i a n a s c i d o e m 1877 e t r a b a l h o u nas m i n a s d a q u e l e pais d e s d e os 13 anos, recebendo u m «pacemaker» aos 108 anos. X

pode

negar, p o r e m , t o d a a maqao

Na proximo quinta-feira e c e l e b r a d a a solenidade d o Corpo d e Deus.

X

Nas primeiras eleigoes livres realizadas na C h e c o s l o v a q u i a nos ultimos 44 anos, o Forum Ci'vico, d o a c t u a l presidente Vaclav Havel, a l c a n g o u u m a e x pressiva vitoria, e m b o r a u m dirigente d o m o v l m e n t o t e n h a r e v e l a d o q u e se c o n t i n u a a pensar n u m g o v e r n o d e c o l i gagao. X

Ninguem

A Casa Regional de Vinho

X 2 1 X

Compeonato do Mundo

de Futebol

Iniciou-se na passada sexta-feira o Campeonato d o Mundo de Futefiol, a decorrer na ItAlia. Algumas surpresas se tern veri­ ticado, a maior, talvez, a derrota d o s campedes actuais (Argentina) perante Camardes, p o r 0-1. Os outros resultados, ate do­ m i n g o : R o m i n i a - U R S S , 2-0; Colombia-Emiratos Arabes Uni­ dos, 2-0; It Alia-Austria, 1-0; Brasil-Suicia, 2-1; ChecoslovAquia-Estados Unidos, 5-1; e Republics Fe­ deral da Alemanha-Jugoslavia, 4-1.

Campeonato Nacional da 2." Divisao' No primeiro jogo para apuramento d o campeao nacional de futebol da 2 " Divisao. o Gil Vicente venceu o Salgueiros p o r 1-0. Na quinta-feira j o g a m Gil Vicente e Farense.

querido

das

suas

ovelhas,

que a i n d a

instam p a r a que volte, apos a m o r t e do seu sucessor. Os vienenses t e m mesmo d e g u a r d a r o

seu corpo,

apos

a

morte, p o i s os b r a c a renses p r e t e n d e r a m arrebata-lo. E m suma, um homem

inteligente,

trabalhador,

um

apostolo, u m a m i g o dos

desfavorecidos,

um santo que a Igreja, e m 1 8 4 5 , declarou d e virtudes heroicas e cuja causa de glorijicagao

esta.

em

marcha. Considero-o

um

bispo d e visao moderna e

larga,

-Uma necessidade basilar «Organizaqao estrutural» e o tema da acgaode curta duragao a decorrer nos dias 12 e 13 de Junho, terga e quarta-feira, na Associagao Comercial e Industrial d e ' C o i m bra. Trata-se d e uma ac<;ao integrada num c i c l o de f o r m a ^ a o dedicado a gestao industrial e gestao d e produqao e q u e c o n t a c o m a orientaqao de um especialista na area da gestao i n d u s t r i a l c o m largo c u r r i c u l u m na area d e consultadoria d e empresas. A acgao destina-se a t o d o s o s em p resa rios, assoc iad o s o u n ao, bem c o m o a gestores. q u a d r o s medios e superiores d e e m p r e ­ sas industrials e c o m e r c i a i s .

Do programa fazem parte materias c o m o principios f u n d a ­ mentals da organizagao e s t r u t u ­ ral, elementos e f o r m a s da o r ­ ganizagao estrutural. A problematica da delegagad e d a descentralizagao sera o u t r a d a s materias a ser abordada. A s inscrigoes poderao ser feitas ate a o s d o i s dias anteriores a o inicio da ac^ao. Para

AntOnio

e m Vale Ferreiro OLIVEIRA DO HOSPITAL, 11.A noite de Santo Antonio, de 13 para 14 d o corrente, vai serassinalada festivamente no Vale Ferreiro, desta vila. com um baile com o conjunto local «Termog6nio», a realizar junto ao estabelecimento d o T6 Correia. Como 6 de esperar, nao faltarao os «comes e bebes» habituais nestas ocasioes.

A COMARCA DE ARGANIL Durante o mes de Maio. a t i r a g e m de A C O M A R C A DE A R G A N I L f o i de 85.820 exernplares, c orres pondendo a 14 edigoes.

Deposito legal n.?2225'83.

qualquer esclarecimento adicional poderao ser c o n t a c t a d o s o s Servigos de Formagao da Associagao Comercial e Industrial d e C o i m bra.

um

ASSOCIAQAO NAO DIABIA

OA

IMPflENSA

bispo c o n c i l i a d o r , no bom s e n t i d o . PADRE JOSE D A COSTA S A R A I V A (F. D E S I N T R A ) .

TOTOLOTO 7-14-21-23-37-41 + 4 0

PARA FECHAB Os c e g o s q u e nascem cegos A s u a vida 6 cantar: Eu q u e vi e ceguei, A m i n h a vida i chorar.

J

A Comarca de Arganil 12jun90  

Número 9538

A Comarca de Arganil 12jun90  

Número 9538

Advertisement