Page 1

EDIÇÃO 11 - OUT / NOV / DEZ 2017

CASA COR PERNAMBUCO ALIMENTOS ORGÂNICOS O potencial da natureza em sua forma mais pura

Tendências do morar com foco no essencial

Mais! LANÇAMENTOS, DICAS, PROJETOS E REFERÊNCIAS PARA INSPIRAR

Cozinhas O ESPAÇO DA SATISFAÇÃO, DOS APETITES E AFETOS


EDITORIAL

Por um novo ano par

O 18 8 10 18

INSPIRAÇÃO Um toque de alegria na herança lusitana

24 30

PROJETO Apartamento inspira aconchego e dinamismo

32 38

BEM VIVER A natureza sabe o que é bom para nós

EM ALTA Metais e louças para abrilhantar a cozinha CAPA Entre a elegância clássica e a leveza moderna

ÔOH DE CASA! Tempo dos furacões

NOSSA CASA Notícias Casa Vip

ano se aproxima do fim. Que seja o fim de tudo aquilo que não nos move para a frente. Queremos progresso! Que ponha gente em ação, comida na mesa e paz no coração. Muito além da estética, queremos ética. Respirar com calma e aliviar a alma. Privilégios, não! Queremos direitos e deveres. Respeitados e cumpridos. Enquanto aguardamos por dias melhores, seguimos fazendo a nossa parte e concluímos mais uma edição com o tema “Cozinhas”. Nesse espaço de transformação dos alimentos, muita coisa acontece. Simples batatas viram deliciosos nhoques, purês, acompanhamento ideal para peixes, carnes e, combinadas a outros legumes, ficam perfeitas na salada. A criatividade é mesmo um ingrediente indispensável na cozinha. É claro que a qualidade do produto é decisiva. Então, leve os orgânicos para a sua mesa! Agora, se o que você quer é transformar a sua cozinha, continue na mesma linha. Criatividade e muita qualidade do começo ao fim do processo. Da mesma forma que tempero, temperatura e tempo são fundamentais diante do forno e fogão, bom senso e bom gosto fazem a diferença na hora de reformar. Por isso, diante das infinitas possibilidades de pisos, revestimentos, cubas, metais, detalhes, acessórios e tudo mais que cabe em uma cozinha, busque informações, priorize o bom atendimento, a qualidade dos produtos e os bons profissionais. Afinal, queremos o casamento perfeito entre você, a sua cozinha e todos os ambientes da sua casa. Então, inspire-se nas próximas páginas! Elas trazem projetos, tendências, muitas ideias, coisas de bem viver etc. Que muito do exposto aqui contribua para o seu dia a dia. Em nossa lista de desejos, um fim de ano que traga sinais concretos de um 2018 bem diferente deste ano ímpar que se vai. Desejamos para você um ano par. De parcerias que te façam crescer e sonhar. De partida para longe de tudo que já era. De participação intensa em realizações do bem, com boa vontade. Um ano que nos aproxime do que há de melhor, de nossos amigos e amores. Que traga desafios para serem superados e conquistas para saborearmos. Que tudo venha a seu tempo. Não como furacão, mas como fruta madura no pé e as bem-vindas chuvas de verão.

A sua casa é você!

CONTEÚDO, EDIÇÃO E ARTE: Editora CMN - www.editoracmn.com.br - (19) 3583-1251 JORNALISTA RESPONSÁVEL E EDIÇÃO: Rafael Guedes - MTB 0011210/PR REDAÇÃO: Daniel Sender IMPRESSÃO: Gráfica Nywgraf COORDENAÇÃO PROJETO REVISTA CASA VIP: Claudia Maria Chaves e Frederico de Mello REVISTA DISTRIBUÍDA PELAS EMPRESAS INTEGRANTES DA ASSOCIAÇÃO CASA VIP: ALMEK, ALVOMAC, BARATÃO, BEL LAR, BIGOLIN, CASA SÃO PAULO, CDC, CIMCAL, CONSTRUSERRA, DEL LAMA, ELEVATO, ENGELMIG, METAL NOBRE, MUNDIAL, NICHELE, PANORAMA, PASTILHACOR, VILAREJO E WALTER BELTRAME TIRAGEM: 82 mil exemplares CONTATO: (31) 3611-8233 www.acasavip.com.br A reprodução total ou parcial do conteúdo desta obra é expressamente proibida sem prévia autorização. A Revista A Casa Vip é uma publicação das revendas de materiais para construção associadas à Rede A Casa Vip.


PENSE NISSO

Tecnologia e economia A alta tecnologia da AC III Duo Tech, da Ceramfix, chegou para revolucionar. Colocando menos água, com ela você assenta revestimentos em paredes, garantindo uma ótima tixotropia (baixo deslizamento), e em pisos. Colocando mais água, você obtém uma massa fluida para assentamento de porcelanatos slim com menor consumo de material e melhor trabalhabilidade na aplicação desse tipo de revestimento. Possui exclusiva tecnologia de ventosas, que garante o assentamento usando o sistema espaçador/nivelador, e dispensa a aplicação com dupla camada. Tecnologia e economia para a sua obra.

CHARMOSA VERSATILIDADE Para quem procura produtos com design impecável e funcionalidade, a Deca lançou a sua primeira cuba de louça para cozinha. O modelo L.1670.R é uma cuba dupla com tábua multiúso de resina deslizante, que permite aumentar a área útil para preparação de alimentos, oferecendo facilidade e conforto nas atividades do dia a dia. Tendência em diversos países, ela possui charme e deixa o ambiente muito mais versátil e acolhedor.

O belo encontra o útil PRODUTOS QUE AGREGAM FUNCIONALIDADE E ELEGÂNCIA AO SEU ESPAÇO

DISCRETO MINIMALISMO

A coifa Incasso 75 é o mais recente lançamento da Tramontina e o primeiro modelo de embutir da marca. Com design minimalista, ela é ideal para espaços compactos e projetos de móveis sob medida. O modelo permite fácil instalação nos modos depurador ou exaustor. Mesmo que discreta na decoração, a Incasso 75 oferece iluminação com lâmpadas LED para maior economia e durabilidade, e capacidade suficiente para trocar o ar 12 vezes a cada hora em cozinhas de até 19 m². Para acompanhar a tendência minimalista, o ruído é praticamente imperceptível.

6 EDIÇÃO

COZINHAS

Soluções para todos A nova linha L20, da Roca, traz soluções completas para a cozinha e salas de banho. Desenvolvida pelo Roca Design Center, de Barcelona, ela é voltada para o segmento médio luxo, com linhas robustas e contemporâneas que se ajustam a diferentes perfis de salas de banho e cozinhas. Oferecendo 14 itens, dentre eles torneira, misturador bicomando, ducha higiênica com derivação, acabamentos para registro e misturadores monocomando, a linha permite maior economia de água e de energia elétrica.


O poder do toque A tecnologia Soft Touch, da Villagres, acrescenta novos sentidos à superfície do porcelanato, explorando todo o poder do toque e da textura dos materiais. A inovadora técnica de polimento italiano oferece o refinamento de superfícies extremamente suaves ao toque e com visual fosco, surpreendendo os mais sofisticados projetos.

Suave e relaxante Os Blocos de Vidro Detalli contam com design exclusivo e compõem qualquer ambiente. Além de isolar calor e ruídos, eles permitem entrada de luz e garantem privacidade. O processo de fabricação assegura que os blocos de vidro tenham alta precisão dimensional, possibilitando se encaixarem perfeitamente uns aos outros, evitando assim paredes com tijolos deslocados. Inspirados em ondas com curvas suaves e relaxantes, oferecem a possibilidade de criar efeitos e sensações agradáveis, que ficam ótimos no ambiente.

INTERNAS E EXTERNAS

Pronto para usar Para a renovação da sua fachada, conte com o Parede Quartzolit, um produto que vai além da estética e protege contra a umidade proveniente da chuva e ainda é resistente aos raios UVs. O produto consiste em uma pintura impermeabilizante para paredes externas e fachadas, pronto para uso e que pode ser pigmentado com a cor da sua preferência. A fachada ficará protegida e a pintura durará muito mais tempo. Vale a pena conhecer também o Parede Premium Quartzolit, que já vem pigmentado nas cores bege e cinza.

Revestimento retificado em alto-relevo e com textura flossy, no formato lâmina de 28,8x119 cm, o Brise, da Ceusa, é indicado para paredes de áreas internas e externas. Inspirado em estruturas de brises de concreto utilizadas em edificações, como detalhes em fachadas, ele conta com efeito de pequenos blocos cruzados e pode ser assentado no sentido vertical e horizontal. O Brise conquistou a categoria Grand Prix do Prêmio Best In Show da ExpoRevestir 2017, escolhido por arquitetos e designers de interiores como o melhor produto do evento.

EDIÇÃO COZINHAS

7


INSPIRAÇÃO

REVESTIDA

de alegria MARCELLA PEIXOTO

A

escolha dos revestimentos para um projeto é um dos momentos mais importantes, pois ele será o rosto com o qual o ambiente se apresentará aos clientes. Por isso, é necessário ter um cuidado especial para que o acabamento reflita com perfeição a personalidade desejada para o local e respeite os hábitos e o modo de vida das pessoas que vivem nele. Na visão da arquiteta Marcella Peixoto, essa é uma das etapas mais divertidas de qualquer construção ou reforma, visto que, para ela, é principalmente nas cozinhas e demais áreas molhadas da residência onde os revestimentos assumem um aspecto decorativo, além da funcionalidade. Para isso, ela aponta que o porcelanato Português Yellow, da Biancogres, foi essencial em seu projeto de cozinha. “Ele deu vida à cozinha! É um revestimento lindo, inspirado nos azulejos portugueses”, explica a Marcella, acrescentando que, para escolher o revestimento ideal para um projeto,

contato@marcellapeixoto.com Fotos do projeto: Ana Rosa Bulhões

PROJETO É UMA VERDADEIRA AULA SOBRE O USO DE REVESTIMENTOS é preciso considerar uma série de aspectos técnicos e práticos, além da aparência. A arquiteta observa ainda que o formato dos revestimentos escolhidos deve ser compatível com o dos cômodos, para evitar o desperdício com recortes. “Além disso, é sempre importante escolher a cor do rejunte em conjunto com a do revestimento, de forma que fiquem parecidos, não dando destaque ao rejunte. No caso de revestimentos decorados, como o Português Yellow, uma dica é assentá-los sem recorte, para não cortar o desenho”, indica. Marcella acrescenta que, além dos aspectos mais práticos, é necessário levar em consideração o tipo de iluminação do ambiente, para que os acabamentos consigam se destacar. “Uma iluminação adequada destaca os revestimentos e itens decorativos. No caso de revestimentos tridimensionais ou com acabamento rústico, por exemplo, a iluminação direta com spots realça as texturas, dando profundida-

8 EDIÇÃO

COZINHAS

de com efeitos de luz e sombra. Nesse projeto de cozinha, propusemos uma ambiência voltada ao perfeito desempenho das atividades da área, com luminárias pendentes na bancada, que são decorativas e também realçam o belíssimo porcelanato”, detalha.


EM ALTA

TOQUE DE

modernidade DOCOL LANÇA LINHAS DE METAIS PARA COZINHA QUE EXPLORAM A TECNOLOGIA, FUNCIONALIDADE E DESIGN

O

s traços modernos representam uma expressão do progresso e do bom gosto, pois são o resultado dos avanços na tecnologia, que permitem novas formas e soluções antes impensáveis. Tendo como inspiração a tecnologia touch, que com um simples toque na tela do celular permite ao usuário navegar por aplicativos e páginas na internet, a Docol lançou o monocomando Bistrô. Ele conta com a tecnologia DocolPresence, que permite acionar a bica com um suave toque em qualquer área do produto, liberando o fluxo de água. Para fechá-lo, é simples: basta dar outro toque no produto. Um LED azul na base indica seu funcionamento. A tecnologia presente em toda a Linha Bistrô une a praticidade de um design que prima pela higiene, visto que não é necessário encostar as mãos sujas no metal para acionar o mecanismo, com a inteligência de um sistema seguro, à pro-

10 E D I Ç Ã O

COZINHAS

va de choques, que desliga o fluxo de água automaticamente após 90 segundos, caso seja esquecido ligado. Além disso, a linha é composta por partes independentes que podem ser dispostas de forma customizada na bancada, oferecendo plena adaptabilidade ao projeto. Seguindo um conceito de design parecido, mas com um toque que remete às formas puras presentes nas garrafas de água mineral, a linha de purificadores DocolVitalis é composta por misturador monocomando com purificador de água, torneira com purificador de água e ainda oferece a opção de usar apenas a bica com purificador. A linha trouxe para o lar soluções que atentam para a necessidade humana mais básica: a pureza na água. Os produtos foram avaliados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e receberam o selo certificador que atesta sua eficiência contra impurezas e a eliminação de bactérias. A linha conta com a Garantia Toda Vida, que


Não há mais motivos para que os metais de sua casa, escritório ou empreendimento fiquem destoando do que há de mais novo em arquitetura e decoração possui cobertura por tempo ilimitado, e seu refil purificador, capaz de purificar até 2 mil litros de água, pode ser encontrado em lojas e na rede de assistência técnica da marca. Outra grande novidade do mercado é a linha DOC, que conta com um design jovial e despojado em mais de seis opções de cores. A linha foi desenvolvida sob o conceito de brasilidade, com cores que homena-

geiam a cultura, a natureza, a alegria e a criatividade do povo brasileiro. A linha é ideal para cozinhas gourmet que pretendem exibir um toque de descontração ou sejam o elemento central do ambiente. Um dos grandes diferenciais da linha consiste na ducha móvel revestida de silicone com cor, que não acumula gordura, é resistente e fácil de limpar e, além disso, pode ser direcionada

para encher uma panela ou lavar a lateral de uma cuba, por exemplo. Como se não bastassem tantas possibilidades, a bica ainda gira 360º e os monocomandos oferecem duas opções de jatos: arejado, que privilegia a economia de água, e ducha, cuja pressão facilita a remoção de sujeiras. Para quem prefere traços mais rústicos e duros, inspirados no estilo industrial surgido em Nova York entre 1950 e 1970, e planeja transformar grandes galpões em lofts e ateliês, a Linha Industrial valoriza esse estilo e se harmoniza com elementos como concretos, vigas, conduítes metálicos, colunas e tubulações expostas. Esse mix é composto por torneira e misturador, sendo que as peças de cor latão são montadas na forma bruta em um processo quase artesanal, e a parte externa não recebe tratamentos posteriores, mantendo a originalidade e destacando a beleza da imperfeição. Apartamentos, escritórios, restaurantes e diversos outros ambientes residenciais e comerciais em estilo industrial foram contemplados na criação dos produtos dessa linha, que ainda possui mecanismos modernos que garantem a economia de água e o conforto, como o cartucho cerâmico ¼ de volta, que é mais resistente e prático que os demais, e o arejador, que evita os desconfortáveis respingos e ainda economiza água. Não há mais motivos para que os metais de sua casa, escritório ou empreendimento fiquem destoando do que há de mais novo em arquitetura e decoração.

EDIÇÃO COZINHAS

11


INSPIRAÇÃO

UM LUGAR DE

encontro

PROJETO INSPIRADO NA LINGUAGEM INDUSTRIAL COMBINA ACONCHEGO COM SUPERFÍCIES PLANAS E PUREZA NOS TRAÇOS

O

s traços retos e as cores que tendem aos tons neutros e elegantes, que proporcionam uma sensação de acolhimento em uma atmosfera bastante familiar, são as características que se destacam no projeto elaborado pelas arquitetas e urbanistas Zelia Maioran e Sandra Rabassi, em parceria com a designer de interiores Anyelle Cardoso, para uma cozinha gourmet em Cianorte (PR). A busca por um espaço que misturasse características modernas e contemporâneas da arquitetura a uma disposição original dos espaços interiores levou as profissionais a procurarem inspiração na pureza dos traços e nas superfícies planas da linguagem industrial, mas sem perder o calor de traços que valorizam os espaços e a sinergia entre os elementos arquitetônicos e que resulta em um clima único. Anyelle observa que a intenção do projeto foi de criar um amplo espaço no qual a própria ideia de uma cozinha gourmet seria explorada para além da simples funcionalidade. “Queríamos desenvolver um ambiente que fosse além da ideia tradicional do que deve ser uma cozinha com uma churrasqueira compartimen-

12 E D I Ç Ã O

COZINHAS

ZELIA MAIORAN, SANDRA RABASSI E ANYELLE CARDOSO anyellecardoso@gmail.com Fotos do projeto: Luis Henrique Azevedo

tada. Em nosso projeto, a convivência familiar foi um fator-chave na tomada de decisões. Por isso, buscamos elaborar um verdadeiro espaço gourmet, onde pudesse haver uma interação contínua entre os proprietários e suas visitas”, detalha. A designer acrescenta que a integração entre os espaços foi fundamental para a criação desse conceito de acolhimento. “A união dos diferentes ambientes em uma sinergia única foi de suma importância para o projeto, pois queríamos criar um espaço único e amplo, plenamente acolhedor e in-


formal, dando um importante toque de descontração, que não pode faltar quando se deseja receber pessoas próximas no aconchego do lar”, completa. Segundo as idealizadoras do projeto, a distribuição do layout permitiu que a cozinha ganhasse destaque, algo que fora desejado desde os primeiros momentos, quando os traços gerais da planta foram concebidos e passados ao papel. “Fizemos junto aos clientes uma leitura de sua vida

familiar, e com base nela chegamos a um conceito geral de como as coisas deveriam ser”, aponta Zelia. A arquiteta menciona também que todos os aspectos foram levados em consideração na hora de dar forma ao desejo de bem receber e acolher, manifestado pelos proprietários da residência. “A distribuição dos elementos do projeto seguiu todos os anseios demonstrados pela família, que queria um espaço comum onde

pudesse preparar refeições e lanches para os amigos e familiares, receber suas visitas no conforto do lar e estar junto às crianças enquanto elas jogam videogame, veem televisão e se divertem”, especifica. Na prática, os desejos da família foram concretizados em diversos elementos destinados a criar um clima de acolhimento e harmonia no lar. “Percebemos que, para criar um ambiente gourmet com um toque mais escuro, ideal para momentos de intimidade familiar, as paredes deveriam receber o revestimento Escama Malena, da Ceusa, para criar uma união entre os tons mais escuros, especialmente do piso, com o mobiliário mais claro”, descreve Sandra. A arquiteta assinala ainda que, na busca por essa união, foi necessário dar um toque de leveza, a fim de que os elementos não fugissem do plano original. “A união dos elementos trouxe para a cozinha um toque de sutileza e harmonia, principalmente com a inclusão dos itens decorativos e as bancadas escuras, que ficaram muito bem destacados, tudo isso sempre tomando cuidado para que não destoassem do conceito geral da planta”, acrescenta. Na avaliação das profissionais, os traços gerais da cozinha fazem dela um projeto único em seu gênero. “Procuramos elaborar uma planta com traços que fossem, ao mesmo tempo, modernos e atemporais, para que nos próximos cinco ou dez anos esse ambiente permaneça atual e contemporâneo. O equilíbrio foi o grande segredo por trás do sucesso desse projeto”, analisa Zelia.

EDIÇÃO COZINHAS

13


INSPIRAÇÃO

DE BEM

com a vida COM ELEMENTOS EXTROVERTIDOS, COZINHA EXIBE PERSONALIDADE MARCANTE E DESCONTRAÍDA

A

ideia de um espaço totalmente contemporâneo, com traços modernos, clean, prático, bonito e sóbrio, foi o conceito que norteou o projeto de cozinha da arquiteta e urbanista Barbara Engel. O projeto teve como foco a personalização do ambiente de acordo com os desejos da proprietária, desde a concepção original até os mínimos detalhes, que revelam sua personalidade alegre, divertida e aberta a novidades. Barbara comenta que a extroversão foi uma inspiração fundamental para a escolha dos materiais. “Escolhemos materiais que enobrecessem os tons de vermelho, que é a cor preferida da cliente, e para isso utilizamos produtos recém-lançados no mercado”, detalha ela, acrescentando que a integração da sala com a cozinha se mostrou uma oportunidade única para a utilização dos materiais. “Usamos um novo porcelanato em formato grande para o piso, e nas paredes da cozinha o revestimento foi elaborado com os produtos que também tinham acabado de ser lançados”, destaca. Outro destaque do projeto consiste na utilização de silestone (uma superfície de quartzo) nos tampos da cozinha, que garante o máximo de higiene e ainda exibe cores inéditas em outros materiais disponíveis no mercado. A arquiteta aponta também que as amplas janelas do espaço

14 E D I Ç Ã O

COZINHAS

BARBARA ENGEL barbara_engel@terra.com.br Fotos F t d do projeto: j t S Sergio i V Vergara

foram revestidas com persianas automatizadas, para criar um ambiente no qual é possível controlar com perfeição o grau da luminosidade externa enquanto a privacidade e intimidade dos presentes é plenamente respeitada. “Para coroar todos os detalhes, escolhi projetar uma iluminação que oferecesse diferentes efeitos cênicos por meio da luz indireta ou pontual, sendo que essas luzes estão presentes no forro de gesso e nos móveis do ambiente”, observa a arquiteta, frisando que o toque final foi dado por um vistoso pendente do tipo ninho, que conta com cristais de Murano e lâmpadas LED, na mesa de jantar.


INSPIRAÇÃO

CONTRASTES

em cena

UM VERDADEIRO ESPAÇO GOURMET COM REFERÊNCIA AO UNIVERSO DA MODA

A

aposta na diferença dos tons, tendo em vista um conceito mais contemporâneo de traços, levou as arquitetas e urbanistas Maíra Queiroz e Vanessa Faller a elaborarem um espaço, segundo elas, mais “clean” para a cozinha desta residência localizada em Rio do Sul (SC). Como o projeto foi elaborado para um jovem casal formado por uma estilista e um engenheiro, que desejavam um lar com estilo marcante e diferenciado, Maíra e Vanessa se inspiraram em conceitos característicos do universo da moda, como o uso de preto e branco. Na avaliação de Maíra, o projeto ganhou um toque especial e singular por meio de uma ousada inversão de cores na bancada. “As cozinhas que seguem essa tendência, normalmente, são brancas e têm a bancada preta, mas preferimos inverter as cores para fugir do tradicional. A fibra de madeira prensada preta foi escolhida pelos clientes por ser diferente do usual. Por conta disso, optamos pela pedra branca, que serviu para equilibrar os tons mais escuros”, aponta. Vanessa observa que, para criar um ambiente moderno agradável, foi de grande importância traçar uma composição geral que fizesse uso de superfícies geradoras de claridade. “Além das linhas retas e das cores em contraste, escolhemos materiais com superfícies refletivas, para compor um espaço

16 E D I Ç Ã O

COZINHAS

que parecesse maior e mais claro”, indica ela, acrescentando que foi necessário fazer uma escolha cuidadosa dos materiais para o projeto. “A bancada de pedra sintética Samsung Radianz traz os tons claros, enquanto o preto fica por conta dos móveis em MDF Duratex Dune. As porta-janelas amplas, assim como a janela entre o mobiliário, também foram pensadas para que o ambiente ficasse primorosamente iluminado durante o dia”, detalha. Para Maíra, os outros destaques do projeto ficam por conta da utilização de fitas de LED servindo de complemento à iluminação natural do ambiente, e a elaboração de uma churrasqueira com um lado em vidro, que foi incorporada aproveitando o espaço compacto do local. “Com todos esses elementos somados, conseguimos transformar essa cozinha em um verdadeiro espaço gourmet”, analisa.

MAÍRA QUEIROZ E VANESSA FALLER contato@espacodotraco.com.br Fotos do projeto e arquitetas: Lio Simas


CAPA

Elegância clássica E LEVEZA CONTEMPORÂNEA JUNÇÃO CRIATIVA DE AMBIENTES E ESTILO SOFISTICADO E SUTIL DÃO O TOM EM PROJETO DE COZINHA PARA JOVEM CASAL

P

oucas pessoas foram tão certeiras em relação à essência do preparo dos alimentos quanto Mia Couto, escritor moçambicano de origem portuguesa. “Cozinhar é o mais privado e arriscado ato. No alimento se coloca ternura ou ódio. Na panela se verte tempero ou veneno. Cozinhar não é serviço. Cozinhar é um modo de amar os outros”, afirma o autor no romance “O Fio das Missangas” (Companhia das Letras, 2003). Desse modo, a cozinha pode ser vista como um espaço de fartura e abundância destinado a demonstrar amor e dedicação a pessoas próximas e queridas. Para a arquiteta e urbanista Elen Bertagnolli, a solicitação de um projeto de cozinha que fosse um espaço adequado para receber amigos e familiares na intimidade do lar, e que tam-

18 E D I Ç Ã O

COZINHAS

bém tivesse as características de um ambiente funcional, foi o que a levou a pensar em soluções que primassem pela modernidade e integração dos cômodos. “O casal proprietário solicitou um ambiente acolhedor, que servisse para receber seus amigos no conforto do lar, onde poderiam assistir a um bom filme, mas que ao mesmo tempo fosse sumamente funcional e organizado para suprir suas necessidades domésticas diárias”, contextualiza ela. Com esse objetivo em mente, a arquiteta afirma que foi necessário de-

ELEN BERTAGNOLLI arte.len@hotmail.com Fotos F t d do projeto: j t Juliano Mendes


senvolver um perfil específico para o projeto e que desse conta de resolver os desafios técnicos e práticos levantados pelo pedido do casal. “Após várias considerações, chegamos juntos a uma concepção própria de como deveria ser conduzido o projeto. A ideia era que precisaríamos compor um estilo atemporal, mas que fosse, ao mesmo tempo, profundamente contemporâneo e dotado do toque de personalidade e identidade do jovem casal”, detalha. Elen observa ainda que, para conferir esse toque moderno e atemporal ao espaço, foi necessário escolher materiais que primassem pela leveza, elegância e amplitude. “No piso utilizamos um porcelanato esmaltado polido, que é um material atemporal, de fácil limpeza e manutenção, ideal para locais que requerem uma limpeza diária. Para os materiais que deveriam compor a cozinha, escolhemos aqueles cujo aspecto geral fosse dotada de linhas retas e tons acinzentados, que foram equilibrados pelo uso da madeira e dos tecidos, proporcionando um conceito que mescla a elegân-

A ideia do projeto era compor um estilo atemporal, mas que fosse, ao mesmo tempo, profundamente contemporâneo e dotado do toque de personalidade e identidade dos proprietários cia clássica à leveza contemporânea, características que foram desejadas para o espaço”, especifica. Na visão da arquiteta, o principal destaque da cozinha reside na utilização de revestimentos modernos, que deram à obra o toque de atualidade necessário para seguir a concepção original do projeto. “Creio que o revestimento da cozinha, imitando concreto na área da mesa de jantar, seja um dos principais destaques do lugar, que foi sutilmente apontadas por meio de um painel de espelho com iluminação indireta, setorizando o espaço destinado às refeições e criando uma área única para a família desfrutar de suas refeições”, aponta. Para garantir que o projeto possuísse unidade, Elen assinala que foi necessário harmonizar esteticamente os ambientes da cozinha e o living da residência. “Integração e conforto

EDIÇÃO COZINHAS

19


CAPA foram pontos-chave nessa concepção de união afetiva entre espaços da cozinha e da sala de estar, que foram organizados de modo acolhedor, funcional e com muito estilo, promovendo uma sinergia única para o projeto”, comenta. Dentro dessa concepção, a arquiteta relata que o papel de parede utilizado na sala de estar serviu como um elemento surpresa, equilibrando os tons neutros dos estofados, cortinas e tapete, destacando a harmonia entre os ambientes. Junto a isso, a opção por móveis sob medida também serviu como um fator integrador. “A utilização de móveis sob medida foi a maneira prática de resolver as questões de organização, circulação e setorização, geradas pela sinergia entre os espaços. Isso facilitou o uso da área da cozinha, que exigia uma área maior para serem guardados os utensílios e mantimentos do lar”, indica. Elen acrescenta que buscou uma paleta de cores, materiais e elementos decorativos que espelhasse com perfeição a identidade descontraída e moderna dos proprietários da residência. “Para complementar o toque de personalidade dos proprietários, a decoração contou com fotografias inspiradas pelas paisagens de Paris e Londres, que são as cidades favoritas deles”, destaca. Segundo ela, a escolha de uma iluminação adequada foi importante para ressaltar a junção entre os ambientes da cozinha e o living. “Elaboramos um projeto luminotécnico destinado a transcender o conceito padrão de luminosidade para um ambien-

te, focando na utilização de luzes que proporcionassem uma miríade de cenários e sensações diferentes de acordo com o uso de cada ponto de iluminação. O projeto de luz também serviu para destacar os pontos arquitetônicos de interesse no projeto”, frisa. Na avaliação da arquiteta, o ápice desse conceito de união dos ambientes consiste no local reservado à mesa de jantar, que representou um dos maiores desafios do projeto, visto que a distância entre os cômodos era muito limitado. “O principal destaque nessa concepção de lugares não-setorizados e em profunda sinergia ficou para a mesa de jantar, que ocupou tanto o espaço do living quanto o da cozinha, resultando em um ar acolhedor para o jovem casal e suas visitas, sem desmerecer a função de destaque que a mesa tem no meio familiar”, sublinha. A união de diferentes funções em lugares profundamente integrados entre si, na opinião de Elen, foi um dos pontos fortes do projeto. “Apesar da dimensão limitada, vencemos os inúmeros desafios propostos pelo projeto e conseguimos entregar aos clientes a atmosfera que queriam, o que é sempre muito gratificante”, comemora.

20 E D I Ç Ã O

COZINHAS


INSPIRAÇÃO

DESEJO DE

acolher

EM BUSCA DE UNIÃO, PROJETO HARMONIZA O COZINHAR E O RECEBER

C

riar uma cozinha ampla, pensada para agregar diversas partes da residência com máximo proveito, formando uma área destinada a receber amigos e familiares com o devido conforto no clima intimista do lar: esse foi o ideal que norteou o projeto de reforma de uma cozinha em Rio do Sul (SC), traçado pelas arquitetas e urbanistas Maíra Queiroz e Vanessa Faller. Maíra comenta que algumas das palavras de ordem que inspiraram a reforma foram “integração” e “rusticidade”. A obra transformou a cozinha em um local amplo e caloroso, que concretizou o desejo de acolher demonstrado pelos proprietários. “Queríamos transformar os locais anteriormente compartimentados em um único espaço perfeitamente unido. Para isso, elaboramos uma cozinha gourmet ampla, que agregasse a área externa e o home theater em um único e acolhedor cenário”, contextualiza Maíra, acrescentando que a escolha de uma paleta de cores adequada para unir os vários recintos foi fundamental para alcançar esse objetivo. Na avaliação de Vanessa, o bege foi uma excelente opção para servir de cor base, pois permitiu que ocorresse uma verdadeira sinergia entre o tom amadeirado dos móveis, que é um expo-

22 E D I Ç Ã O

COZINHAS

ente de conforto, e o porcelanato, que remete aos tons de concreto mais urbanos. “Buscamos dar ao projeto esse estilo ao mesmo tempo rústico, urbano e chique, por meio de uma composição onde os elementos naturais se fundissem com perfeição aos materiais mais contemporâneos”, detalha. Os principais destaques do projeto, na percepção de Maíra, ficam por conta dos elementos que tornaram realidade o desejo de acolher amigos e familiares. “Projetamos a churrasqueira para ser incorporada ao fogão a lenha, formando um único bloco. Além disso, a bancada central, feita em Corian, foi especialmente desenhada para que se tornasse, ao mesmo tempo, uma área de cozinhar e receber”, frisa.

MAÍRA QUEIROZ E VANESSA FALLER contato@espacodotraco.com.br Fotos do projeto e arquitetas: Lio Simas


INSPIRAÇÃO

INTEGRAR PARA

aproximar

COM VISUAL REFINADO E MODERNO, PROJETO BUSCOU INCORPORAÇÃO DE DIFERENTES AMBIENTES

A

atualidade dos traços modernos e todas as soluções que a tecnologia pode oferecer, aliadas a um clima com ar clássico, sóbrio e intimista, foram para a arquiteta e urbanista Maria Pierdomenico uma profunda inspiração no momento da elaboração de um projeto que atendesse aos anseios de um jovem casal com filhos pequenos, que gosta de receber muitos amigos e familiares no calor do lar e que também deseja desfrutar de momentos de descontração e diversão junto com as crianças. De acordo com a arquiteta, o grande segredo do projeto consistiu em elaborar um local comum, que criasse uma sinergia entre diversos locais do apartamento de 277 m², localizado na cidade de Santos (SP). “A cozinha foi elaborada para estar conectada à área do jantar e à varanda

24 E D I Ç Ã O

COZINHAS

MARIA PIERDOMENICO maria@pierdomenico.com.br Fotos d F do projeto: j André d é Monteiro i

gourmet, pois é nessa junção dos três lugares preferidos da família onde eles gostam de passar horas conversando com os amigos, desfrutando de refeições e aproveitando a vista privilegiada que têm da cidade e da praia”, detalha. Na visão dela, uma paleta de cores que tendesse aos tons de bege foi fundamental para dar à cozinha a desejada posição central no projeto, tornando-se o verdadeiro coração da residência. “Sem dúvida, a escolha das cores bases foi de suma importância para dar a esse local o destaque necessário. Utilizamos principalmente o bege e o marrom para isso, sendo que para os detalhes, acessórios e eletrodomésticos preferimos a cor prata, proporcionando o toque moderno e contemporâneo desejado pelos proprietários”, aponta. Para concretizar esse conceito, onde os ambientes inte-


ragem em profunda sinergia, foram utilizados, segundo a arquiteta, vários elementos aglutinadores. “O cooktop no balcão em nanoglass e a coifa se destacam nesse conceito de atmosfera, pois esses foram exatamente os elementos que permitiram a interligação da cozinha com a sala de jantar. Além disso, realizamos uma grande intervenção no local, quando decidimos demolir a parede que separava os cômodos de estar e jantar. Tudo isso foi necessário para criar essa perfeita junção desejada pelos proprietários”, assinala Maria, acrescentando que na bancada da cozinha e em sua parte superior foi necessário criar uma estrutura especial para suportar com segurança o

peso dos materiais escolhidos. Na opinião da arquiteta, a participação dos proprietários da residência foi fundamental na concepção dos espaços interligados. Os donos do imóvel estiveram presentes em todos os momentos decisivos do projeto. “A concepção do projeto se tornou realidade principalmente por meio de uma intensa comunicação entre o profissional e o cliente, em uma verdadeira atmosfera de abertura e respeito mútuo, como todos os projetos deveriam ser. Todos os detalhes foram discutidos em suas minúcias com os donos, e assim chegamos às melhores soluções para entregar a eles o ambiente que queriam”, observa. O estilo do projeto, com o seu viés contemporâneo mesclado a traços mais clássicos, foi fruto dessa interação harmoniosa entre cliente e profissional. “Desde o revestimento de cimentício utilizado no balcão da cozinha, passando pelas pastilhas de pedra da Portodesign aplicadas na varanda, até chegar às pastilhas de vidro, também da Portodesign, utilizadas no frontão da bancada da cozinha, tudo foi fruto do diálogo caloroso que tivemos com os clientes”, frisa Maria, observando ainda que bom-senso, sofisticação e brilho foram alguns dos conceitos-chave que guiaram o contato entre ela e os proprietários do imóvel.

EDIÇÃO COZINHAS

25


PROJETO

COM A ALMA

do dono

FUNCIONAL, ACOLHEDOR E COM LINHAS SINGULARES, APARTAMENTO ESPELHA A PERSONALIDADE DINÂMICA E RECEPTIVA DO PROPRIETÁRIO

A

personalidade é geralmente definida como o conjunto das características marcantes de uma pessoa, a força que agrega os seus diversos elementos interiores e a ajuda a situar-se no mundo. Ao longo da história, muitos tentaram penetrar nesse mistério para definir em que consiste exatamente essa “máscara” com a qual o ser humano se apresenta ao mundo. O psicólogo suíço Carl Gustav Jung estudou a formação da personalidade e descobriu que os seres humanos estão constantemente progredindo – ou tentando progredir – de um estágio de desenvolvimento inferior para um superior. A meta desse processo consiste na autorrealização por meio da individuação, a eterna jornada do ser humano em busca de si mesmo. Para a arquiteta e urbanista Chaina Amaral, especialista em iluminação e design, foi justamente o desenvolvimento pessoal de seu cliente que conduziu o projeto deste apartamento. Dessa forma, os elementos da arquitetura e design procuraram espelhar com perfeição a personalidade do

26 E D I Ç Ã O

COZINHAS

CHAINA AMARAL arquitetura_ca@outlook.com Fotos: L F Letícia í i G Galvão l ã


proprietário do imóvel, que desejava reformar sua residência para que ela atendesse às suas necessidades práticas e preferências estéticas. “Desde que coloquei os primeiros traços da reforma no papel, percebi que necessitava de uma proposta que fosse baseada na personalidade do proprietário, que é uma pessoa dinâmica, comunicativa e que adora compartilhar bons momentos em casa na companhia de seus amigos, desfrutando de um bom vinho ou uma cerveja”, detalha. A arquiteta explica que, na hora de criar o local apropriado aos desejos e predileções do cliente, tornou-se necessário fazer uma adequação total dos locais da residência. “Percebi que, para a reforma atingir os objetivos idealizados, seria necessária maior e melhor integração entre todos os lugares, valorizando e personalizando o apartamento recém-construído”, explica ela, sublinhando que o imóvel possuía uma distribuição muito compartimentada e que seu principal objetivo seria ajustá-lo ao cotidiano do proprietário. “Para isso, realizamos uma ampla junção entre os cômodos, principalmente por meio da demolição das alvenarias que separavam um dos quartos, a sala de televisão e a área de circulação. E também reunimos dois quartos em

um só. Além disso, foi realizada uma adequação nos banheiros social e da suíte”, complementa ela. Isso permitiu que todos os espaços ficassem reunidos, com exceção da suíte, para a qual foi preservada a intimidade necessária. De acordo com Chaina, a busca por uma linguagem que servisse de ele-

mento comum entre os vários locais do apartamento também fez parte do processo de agregação dos espaços. Para isso, foi escolhido um estilo que primou pela modernidade nos traços e na decoração. “Encontrei a resposta para a união por meio de um estilo contemporâneo que ao mesmo tempo

Para a reforma atingir os objetivos idealizados, seria necessária maior e melhor integração entre todos os lugares

EDIÇÃO COZINHAS

27


PROJETO tivesse leveza e personalidade atemporais. Isso foi alcançado por meio de linhas retas, acabamentos geométricos e uma iluminação pontuada”, assinala. Para que esses elementos contassem com o devido destaque, a arquiteta informa que foi necessário realizar diversos ajustes em alguns cômodos. “Descontraímos alguns pontos da residência por meio de adornos e adegas, e da pontuação de cores e plantas, como foi o caso do escritório e da cozinha. Para o quarto, escolhemos um tom mais escuro, e para o banho, a suíte e a cozinha, uma atmosfera âmbar, pois esses são verdadeiros pontos de relaxamento para o cliente”, ilustra. No processo de acomodação dos espaços, a iluminação serviu como um fator essencial para a ligação dos recintos e para dar o merecido destaque aos acabamentos e móveis. “A iluminação foi propícia para destacar o painel ripado no teto, que integra o ambiente externo com a parte interna, além do painel em persiana de madeira, que dá a possibilidade de uma total privacidade no spa”, assinala Chaina. Na avaliação da arquiteta, um dos grandes diferenciais do projeto consiste na união da praticidade com um visual que carrega o toque pessoal do cliente, resultando em um lugar prático, confortável, harmônico e belo.

28 E D I Ç Ã O

COZINHAS

Na preferência da arquiteta, o maior destaque do projeto vai para o lavabo, que conseguiu refletir com precisão a personalidade desejada para todo o apartamento “Buscamos a funcionalidade estética em todos os cômodos da residência. A circulação recebeu um painel de marcenaria amadeirada e laqueada, camuflando a entrada para a suíte, que foi transformada em escritório. Isso nos possibilitou integrá-lo à área entre a sala com circulação e à área superior”, indica ela, mencionando ainda que a utilização de portas de tipo camarão permitiu que esse cômodo contasse com a opção de se transformar em um quarto de hóspedes com toda privacidade.

Para a sala e a área social, Chaina menciona que escolheu materiais e revestimentos que refletissem as possibilidades de uso do cliente, com mobiliário e acabamentos fixos e mais sóbrios. “Apostamos em cores pontuadas nos adornos e almofadas, buscando sempre um aspecto atemporal, com classe, sofisticação e aconchego”, observa ela, explicando ainda que a acústica da sala foi trabalhada com um painel de revestimento cimentício, tornando-se um importante elemento de decoração em contraste com a madeira laminada que reveste todo o piso inferior. Na preferência da arquiteta, o maior destaque do projeto vai para o lavabo, que conseguiu refletir com precisão a personalidade desejada para todo o apartamento. “Escolhemos para esse ambiente os materiais mais nobres, com mais personalidade e com características marcantes, como os metais em dourado fosco, o revestimento em preto fosco com listras douradas brilhantes e o papel de parede que desenha pedra natural, com mesclas de prata e ouro. Todos esses elementos coroam a cuba, que é de característica única, indo até o chão”, destaca.


ÔOH DE CASA! A!

TEMPO DOS

C

hegamos quase ao final do ano. Por aqui, aguardo a boa nova. De fato, já choramos muito e muitos se perderam no caminho. E aí está novembro. Setembro foi um mês que se destacou, o Setembro Verde, Mês Oficial da Inclusão Social das Pessoas com Deficiência, mês da campanha que estimula a doação de órgãos, mês, também, dos furacões Irma, Katia, Jose e Maria na pauta do Caribe e dos EUA. Graças aos avanços tecnológicos e aos profissionais que cumprem o seu papel com responsabilidade e eficácia, populações são avisadas com antecedência e, por isso, tentam se proteger do efeito avassalador desses furacões tropicais que têm um nome próprio, escolhido com antecipação e fácil de recordar. Cuba e EUA experimentaram recentemente a fúria da natureza que sofre com o aquecimento global. O Brasil, a princípio, está protegido dos furacões, uma vez que um dos fatores determinantes para que eles ocorram é a temperatura do mar acima de 27 graus Celsius. No mar do Nordeste, onde são registradas as maiores temperaturas, elas não passam de 26 graus Celsius. Para maior alívio, esse fenômeno é raro nos países localizados na linha do Equador. Os furacões “avisam” que estão chegando! Já têm nome, a população sabe quem enfrentará, quais as suas características, o tamanho do estrago que poderão causar, quanto tempo durarão e a trajetória que percorrerão. São visíveis. A forte tempestade, a fúria do vento, as ondas gigantes e tudo o mais que os caracteriza fazem alarde e anunciam a sua chegada. Como saldo, após a passagem, desordem e retrocesso. Aqui, abaixo do Equador, onde não existe pecado, experimentamos um fenômeno nada natural a devastar o país inteiro. Longe de ser um furacão, um verdadeiro arrastão! “Protegidos” dele, só mesmo eles, que fizeram a farra. Se fosse um terremoto, sem dúvida, seu hipo-

30 E D I Ç Ã O

COZINHAS

CLAUDIA MARIA CHAVES Psicóloga e publicitária

furacões centro seria Brasília; o epicentro, todo o território nacional e, de tão potente, balançaria outros tantos países. Esse fenômeno que atinge o Brasil foi formado ao longo dos anos, ganhou força, cada vez mais adeptos e não tem previsão de acabar. É um fenômeno seletivo. Leva dinheiro, carros, joias, barcos, imóveis de alto padrão, artigos de luxo e a dignidade da maior parte da população. Uma verdadeira lição de esculacho feita por gente do alto escalão, professores de terno e gravata. Assim como o furacão Irma, que teve “uma intensidade sem precedentes no Atlântico”, a magnitude do fenômeno que ocorre no país choca o mundo inteiro, tamanha a sua proporção. A lista de nomes para explicá-lo é extensa e tem para todos os gostos: Tião, Pezão, Marta, Maia, Odebrecht, Geddel, Skaf e até Cabral. Uma verdadeira missão de esculacho arrebata a Pátria Amada. São Bartolomeu e São Martinho, por aqui nem São Paulo nem São Luís escaparam! Veja, somos um país autossuficiente. Produzimos do grão à destruição, e no lugar da ordem e do progresso, também por aqui desordem e retrocesso. Com mais um agravante. Por lá, com dinheiro, tecnologia e muito trabalho, logo se reerguerão. Enquanto por aqui será necessário muito mais que isso, pois o problema é de índole, de caráter, de desvio de conduta, de princípios e valores nada libertadores. Passou o setembro dos dezesseis anos do ataque às Torres Gêmeas. Setembro dos 195 anos do grito às margens do Ipiranga. Independência ou morte! Na Terra de Santa Cruz, hoje Terra em Transe, do jeito que a coisa vai, fica fácil prever o seu futuro. Imagina, então, se tivéssemos de lutar contra catástrofes naturais e terroristas que se escondem, ninguém sabe onde mais. Indignada, mas esperançosa, torço pela boa nova. Afinal, já é novembro!


BEM VIVER

COM A PALAVRA,

a natureza

BONS PARA A SAÚDE, O PRODUTOR RURAL E S O MEIO AMBIENTE, OS ALIMENTOS ORGÂNICOS SÃO A RESPOSTA PARA UMA VIDA MELHOR

O

que nos faz humanos? Para essa pergunta tão essencial, que nos conduz à realidade última das coisas, o antropólogo e primatólogo britânico Richard Wrangham propôs uma resposta simples, mas radical: “Somos humanos porque cozinhamos!”, pensou ele, ao ter um insight sobre os processos que nos transformaram no que somos. Em outras palavras, o antropólogo defende no livro “Pegando Fogo – Por Que Cozinhar Nos Tornou Humanos” (Editora Zahar, 2010) a tese de que passamos a cozinhar antes mesmo de nos tornarmos humanos – e que nos tornamos humanos justamente por meio do ato de cozinhar. Não é por acaso que sempre se considerou a cozinha, esse ambiente acolhedor próprio para o preparo dos alimentos, como o coração de qualquer lar e o espaço de excelência para o convívio familiar. Mia Couto, escritor moçambicano de origem portuguesa, conta que foi nesse ambiente onde nasceu a inspiração para tornar-se poeta. “Eu me sentava no chão da cozinha para fazer os deveres da escola. Tinha uma mesa grande, muitas mulheres circulavam ali. Eu olhava as longas saias como se fossem cortinas se abrindo. Me tornei poeta no chão da cozinha”, declarou ele, ao lembrar-se das cores, movimentos e sensações de sua infância na África portuguesa. Como o preparo dos alimentos é um dom criativo que beira a poesia e não simplesmente uma fórmula científica, é preciso atentar para a escolha dos ingre-

32 E D I Ç Ã O

COZINHAS

dientes que irão compor a alquimia final de uma refeição. Para isso, nada melhor do que os alimentos orgânicos, sem agrotóxicos e naturais, que contribuem tanto para a saúde dos indivíduos quanto para a melhora das condições ambientais como um todo. Médicos nutricionistas especializados no atendimento de pacientes críticos afirmam que, para usufruir de uma alimentação mais saudável e sustentável, é preciso ocorrer uma mudança na própria forma como nos alimentamos todos os dias. Vivemos


em uma época em que os alimentos industrializados, ricos em açúcares simples e gorduras saturadas, fazem parte de nossa cultura alimentar e da rotina familiar. É hora de pensarmos em adotar uma alimentação mais saudável, à base de produtos naturais ricos em fibras, vitaminas e sais minerais, que promovam uma melhor qualidade de vida. Pesquisas apontam que um a cada cinco brasileiros está obeso, sendo que na infância essa condição prejudica o desenvolvimento do indivíduo até a vida adulta. Na busca por uma alimentação saudável, os alimentos orgânicos são a saída para quem deseja libertar-se dos agrotóxicos, que em excesso podem levar à intoxicação, a

alguns tipos de cânceres e até a problemas neurológicos. Em várias culturas é comum encontrar agrotóxicos em níveis muito acima do permitido. Em alimentos como o pimentão, por exemplo, 91% das análises apresentavam níveis de contaminação por agrotóxicos acima do permitido por lei. E esses alimentos vão todos os dias para a mesa dos brasileiros. Os alimentos orgânicos não apenas são mais saudáveis, como também são mais nutritivos e saborosos do que aqueles que sofreram a ação de agrotóxicos. Como não possuem contaminação química, eles se tornam mais saborosos, coloridos e aromatizados. Essas características são acentuadas principalmente quando os alimentos

Os orgânicos são a resposta para quem deseja libertar-se dos agrotóxicos, que em excesso podem causar intoxicação, cânceres e até problemas neurológicos

são cultivados com sementes crioulas e pela agricultura familiar. Trata-se de uma característica marcante dos alimentos orgânicos. Por serem mais sensíveis, são normalmente produzidos em pequenas propriedades familiares em regiões próximas às grandes cidades, não precisando de intensa mecanização ou de transporte para longas distâncias. Para maior segurança, todos os alimentos orgânicos recebem um selo comprovando que atendem às especificações impostas pela Lei dos Orgânicos. Essa classe de alimentos não pode possuir qualquer aditivo químico, como agrotóxicos, pesticidas, herbicidas, adubos, fertilizantes artificiais, drogas veterinárias, hormônios, antibióticos ou transgênicos. Para receber o selo “Orgânico”, são avaliadas todas as etapas do seu processo de produção, que compreende o plantio, o cultivo, a colheita, a estocagem e o transporte dos alimentos. De acordo com a cartilha “Por que consumir orgânicos?”, editada pela Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), o ecossistema também é beneficiado por meio da opção pelos orgânicos, pois suas técnicas de cultivo respeitam a biodiversidade local, evitando a contaminação das águas e a erosão dos solos, e mantendo-os férteis e produtivos ano após ano. Como se ainda fosse pouco, os orgânicos originam uma forma de agricultura que valoriza a pequena propriedade familiar. Há, pelo menos, três motivos – o alimenmentar, o social e o ambiental – para você levar o orgânico para a sua casa.

EDIÇÃO COZINHAS

33


EM CENA

FOCO NO

essencial Fotos: Rogério Maranhão

CASACOR PERNAMBUCO DESTACA AMBIENTES QUE PRIMAM PELA SIMPLICIDADE E CONFORTO

Considerada a maior mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas, a CasaCor Pernambuco chega este ano à sua 20ª edição para apresentar as mais recentes novidades em soluções para o lar. O evento, que se encerrará em 12 de novembro, está sendo realizado em um casarão da Avenida Rui Barbosa, 471, zona norte de Recife. O imóvel possui 2.678 metros quadrados e foi escolhido principalmente por sua importância histórica, visto que foi construído em 1922 e no passado recebeu visitas de grandes nomes da história do Brasil, como o ex-presidente Getúlio Vargas. No evento, o público poderá conferir os 45 ambientes inéditos preparados por 82 profissionais do segmento. Este ano, a mostra tem como tema “Foco no Essencial”, em referência à decoração dos espaços reduzidos em que vive a família moderna. Os profissionais foram desafiados a criar ambientes sintéticos, funcionais, com bom gosto e uma atenção especial ao conforto. Entre as principais novidades da edição deste ano, estão uma piscina com deck que pode ser contemplada da sala de jantar, um loft na área externa da casa e livings, cozinhas e quartos que foram pensados especialmente para proporcionar convivência e lazer.


EM CENA

Para quem cansou dos tons claros e brancos nos móveis e utensílios da cozinha, que foram a tendência predominante nos últimos tempos, eis uma boa notícia! As cores escuras voltarão com tudo no próximo ano, principalmente por meio dos estilos chamados “total black”, segundo o qual o “preto é o novo branco” e, portanto, pode ser usado das mais diferentes formas na hora de compor o layout do ambiente. Entre os modos de colocá-lo em prática, há a opção de criar um espaço mais contemporâneo e cheio de personalidade, bem como investir em uma tendência marcada por mais cinza e menos branco, que aposta nos tons intermediários para a decoração do espaço. Assim como o preto, o cinza pode ser utilizado com o objetivo de deixar o ambiente mais elegante e sofisticado, podendo ser equilibrado por meio do uso de uma segunda cor mais viva, como o amarelo. Essas tonalidades mais escuras prometem vir à tona principalmente com estilos retrô e industrial, que estão chegando com tudo nas cozinhas e ambientes gourmet dos lares brasileiros.

Fotos: Rogério Maranhão

Pretinho NEM TÃO BÁSICO


NOSSA CASA

Tempo de

COMEMORAR

MUNDIAL INAUGURA NOVO CONCEITO

E

m comemoração aos seus 100 anos de atividades, a Roca realizará um jantar de gala na última semana de novembro em Barcelona, na Espanha. Entre as empresas brasileiras que foram convidadas para comparecer à cerimônia está a Associação Casa Vip, que será representada por seu presidente, Frederico Mello, e seu vice-presidente, José Bernardes Santana Júnior. Em 1917, na cidade de Gàva, em Barcelona, nasceu a Compañia Roca Radiadores. Este foi o primeiro passo dos irmãos Roca para consolidar o que é hoje a maior fabricante de produtos para salas de banho no mundo.

NOVA OPÇÃO NO SUL FLUMINENSE Voltada para o comércio de materiais de construção, a Construserra inaugurou uma nova loja no centro de Valença (RJ). O empreendimento possui 500 m², conta com estacionamento próprio e atende a toda a região sul fluminense, inclusive com um serviço de van. Nesta modalidade, a loja oferece um atendimento personalizado na obra ou escritório, priorizando os produtos previamente definidos pelo arquiteto. Entre as marcas comercializadas pela empresa, estão algumas das mais importantes e influentes, como Portobello, Decortiles, Eliane, Villagres, Fani, Deca, Vivace, Inovatte e Albacete. Vale fazer uma visita ou agendar um atendimento personalizado.

Concretizada em meados de agosto último, a reinauguração da unidade da Mundial Acabamentos em Ubá (MG) foi palco de muita confraternização e realização. Clientes, arquitetos, decoradores, engenheiros, construtores e fornecedores estiveram presentes para conferir todas as grandes melhorias do novo conceito da loja. A unidade veio cheia de novidades. Uma delas é o espaço, que ficou mais amplo e moderno, oferecendo aos clientes mais conforto e eficiência. Os produtos receberam mais destaque, ganhando miniambientes decorados e painéis altos paginados, tudo para o cliente explorar com mais facilidade o efeito dos volumes dos revestimentos e dos efeitos HD, a fidelidade dos mármores, madeiras, cimentos e aços que os porcelanatos reproduzem. A grande estrela foi a introdução de um mix de iluminação, além de uma completa exposição de louças, metais, pisos, revestimentos, cubas e tanques inox e eletros.

E

m 1982, o casal João e Lili abriu o primeiro hotel fazenda Vilarejo no estado do Rio de Janeiro. A arte de servir transformou o empreendimento em conceito de viver bem. Em 1996, surgiu a Vilarejo Acabamentos, com produtos para a casa. Após todos esses anos de tradição em hotelaria e construção, a empresa inaugurará sua primeira loja em Niterói (RJ). A Vilarejo Conceito será uma boutique de acabamentos com excelência no atendimento, qualidade dos produtos e agilidade na entrega. Em breve!

38 E D I Ç Ã O

COZINHAS


Revista cimcal  
Revista cimcal