Issuu on Google+

revista

EDIÇÃO 21 | FEV / MAR 2017

Disponível para Android e iOS

ALIMENTAÇÃO ALIMEN NTAÇÃO EH HIGIENE IG GIENE alternativas para diminuir os sintomas da gripe e resfriado

EQUILÍBRIO DOS SUPLEMENTOS saiba como consumi-los para incrementar ainda mais sua qualidade de vida

ALIMENTAÇÃO os melhores hábitos para manter-se saudável no dia a dia E MAIS: NOTAS DE SAÚDE, DICAS DE BELEZA E NOVIDADES TECNOLÓGICAS


EDITORIAL

BEM-ESTAR

CARO LEITOR, Na primeira edição de 2017, trazemos dicas importantes sobre saúde. Se você exagerou na alimentação durante as festas de fim de ano e continua consumindo em excesso, fique atento às dicas dos especialistas em nossa matéria de capa. Antiácidos são boas alternativas para má digestão, azia e queimação. Porém, a frequência desses sintomas pode sinalizar que algo mais grave ocorre com seu organismo. A boa alimentação é premissa para quem visa obter uma vida saudável no dia a dia. Em geral, o equilíbrio na dieta reflete-se no bom funcionamento da flora intestinal. Veja, na seção corpo, o que fazer quando o intestino não funciona regularmente. A editoria de Nutrição evidencia as qualidades dos suplementos e quando eles devem ser consumidos para auxiliar a alcançar os benefícios desejados. Falando de cuidados, trazemos uma matéria em Prevenção, sobre a importância dos preservativos e quais as características dos principais tipos. Em Bem-Estar, destacamos o uso dos nebulizadores, nos casos de desconforto respiratório. De uso doméstico, os ultrassônicos e os de ar comprimido apresentam importantes diferenças. Algumas vezes, esse incômodo na respiração, aliado a outros sintomas, como coriza, mal-estar, dores de cabeça e no corpo evidenciam que você contraiu o vírus da gripe ou do resfriado. Fizemos uma matéria, na seção Saúde, para mostrar as principais diferenças entre essas doenças e como tratá-las. Veja também notícias sobre beleza, algumas curiosidades e novidades da rede Extrafarma. Boa leitura!

OS BENEFÍCIOS DOS NEBULIZADORES

10

PREVENÇÃO

VANTAGENS DO USO CORRETO DOS PRESERVATIVOS

CAPA

CUIDE DA SUA ALIMENTAÇÃO C

19

A Revista Extrafarma é feita para você! Envie seus comentários para: revista@extrafarma.com.br

12

CORPO

COMO MANTER SUA FLORA INTESTINAL SADIA

20

SAÚDE

SAIBA COMO SE CUIDAR PARA NÃO TER GRIPE

24

BELEZA

LISO RADIANTE NO VERÃO

NUTRIÇÃO

OS SUPLEMENTOS NA DIETA SAUDÁVEL

Um grande abraço da EQUIPE

8

28

33 EXTRAFARMA FARMÁCIA MODELO

Você pode ler a Revista Extrafarma no seu celular ou tablet. Procure a publicação no Google Play ou App Store.

EXTRAFARMA EQUIPE DE MARKETING: Rodrigo de Almeida Pizzinatto, Carlos Lacerda, Carlos Amoêdo Jr. CONTEÚDO E PROJETO GRÁFICO CM&N Revistas Customizadas DIREÇÃO EXECUTIVA: Alexandre Serpentino, Tiago Serpentino DIREÇÃO EDITORIAL: Márcia Vaisman MTB: 46219/SP EDIÇÃO: Graziela Delalibera MTB: 099-DRT/TO REDAÇÃO: Graziela Delalibera, Luciana Vinha e Renata Girodo ESTAGIÁRIO: Renato Barroso REVISÃO: Denise Loreto DIREÇÃO DE ARTE: Juliano Polotto ARTE: Raphael Freire, Leandro Nascimento ADMINISTRAÇÃO: Daniela Fernanda de Sena, Edison Lopes Bernardo COMERCIAL: Dulcimara Silva - comercial@cmnrevistascustomizadas.com.br ATENDIMENTO: Ellen Rossi e Daniele Alvarenga IMPRESSÃO: Gráfica Santa Marta TIRAGEM: 120 mil exemplares. A EXTRAFARMA não se responsabiliza pelos conteúdos emitidos por terceiros. A reprodução total ou parcial do conteúdo desta obra é expressamente proibida sem prévia autorização. A REVISTA EXTRAFARMA é editada por CM&N - Revistas Customizadas (17) 3229-1940, cmnrevistascustomizadas.com.br/#contato Assessoria de Imprensa Extrafarma: thayana.araujo@temple.com.br. Sugestões de pautas para a revista: redacao@cmnrevistascustomizadas.com.br


GIRO

por Renato Barroso

Sorriso

BRILHANTE A

higiene bucal é fundamental para um belo sorriso. Os cuidados começam logo nos primeiros dias de vida. Depois de cada mamada, a boca do bebê precisa ser limpa com uma fralda, algodão ou gaze umedecida em água filtrada. Quando crescemos, a escovação deve ocorrer após cada refeição, da seguinte forma: • Escove toda a superfície externa de cada dente, a superfície interna e as áreas de mastigação. Faça o mesmo com a gengiva e a língua, suavemente. • A escova deve ser macia e adequada ao tamanho da boca e deve ser trocada a cada dois ou três meses de uso. Confira outras dicas: • Evite balas, chocolates e alimentos com açúcar entre as refeições. O enxaguante bucal limpa a mucosa, mas não substitui a escovação. • Use o fio dental todos os dias para remover a placa bacteriana e os resíduos de alimentos. • As próteses removíveis (dentaduras) devem ser limpas a cada refeição e reavaliadas depois de cinco anos de uso. • Visite o dentista a cada seis meses.

6

Contra o suor No dia a dia, opções não faltam para amenizar o suor das axilas. Para as peles sensíveis, a dica é evitar os produtos que contêm álcool, procurando, de preferência, os cremosos e hipoalergênicos, que ainda reduzem o risco de alergia. Quem possui diagnóstico de alergia deve ler o rótulo para evitar o uso da substância que desencadeia os sintomas. Atenção ao prazo de validade e se há registro na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O produto pode ser usado mais de uma vez ao dia, inclusive, reaplicado antes de fazer exercícios. Saiba a diferença entre desodorante e antitranspirante: • Desodorante comum: substâncias usadas para combater o odor nas áreas de maior sudorese. • Antitranspirante: diminui o suor produzido pelas glândulas sudoríparas.

Pele PROTEGIDA A

inda existem dúvidas sobre como se proteger das picadas do Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, mas o certo é que os repelentes são importantes aliados na proteção contra o inseto. Com uma variedade de repelentes disponíveis no Brasil, fica difícil escolher o ideal para cada caso. Vamos conhecer os diferentes tipos: • Icaridina: é o repelente de maior duração na pele. Na concentração de 20 a 25%, confere, aproximadamente, 10 horas de proteção contra os insetos. Quando aplicado sobre tecidos, dura até 72 horas. • DEET: muito eficiente, mas sua duração depende da concentração de DEET no produto. Repelentes com concentração de DEET de 15% conferem proteção máxima de 6 horas. • IR3535: indicado para crianças de 6 meses a 2 anos. Tem duração muito curta, necessitando de reaplicações a cada 2 horas, o que pode deixar a gestante desprotegida em períodos de longa exposição.

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017


BEM-ESTAR

RESPIRE

P

oluição, baixa umidade do ar e mudanças climáticas revelamse como os principais fatores que causam desconforto respiratório, tanto em crianças como em adultos. Para aliviar alguns sintomas em casos de gripes e resfriados, crises de tosse, bronquite e asma, especialistas indicam o aparelho de inalação, também conhecido como nebulizador. Pequenos, práticos e portáteis, os inaladores de uso doméstico apresentam a vantagem de serem ministrados no conforto da sua própria casa. Eles possibilitam que o medicamento chegue até os pulmões de forma mais rápida e eficaz, por meio da inalação do vapor emitido pelo aparelho. Em dias secos, para limpeza e hidratação das vias respiratórias, principalmente em bebês e crianças, recomenda-se o uso do soro fisiológico. Mas, se o caso revelar-se mais grave, o ideal é inalar medicamentos, como os broncodilatadores e os corticoides, sempre prescritos pelo médico.

QUAL O MELHOR? Existem dois tipos de inaladores: o convencional, por meio de ar comprimido, e o ultrassônico. A diferença entre ambos é basicamente a forma como transformam os remédios em vapor, pois o modo de uso faz-se praticamente o mesmo. Porém, os ultrassônicos são silenciosos e, por isso, mais aceitos pelos

8

pequenos. Além disso, permitem que a inalação seja feita até mesmo com a pessoa deitada. Eles criam uma névoa por meio de oscilações de um transdutor, que modifica energia elétrica em vibrações mecânicas, dissolvendo a solução utilizada em microgotículas transportadas através de um fluxo contínuo de ar. Os modelos convencionais agem como bombas de ar, com ligação elétrica vinculada a um micronebulizador. Durante o processo de funcionamento da bomba, o ar percorre em alta velocidade pelos canais desse micronebulizador, fazendo com que o medicamento seja liberado através da névoa.

Os nebulizadores são excelentes aliados contra o desconforto respiratório

Fique atento! É de extrema importância utilizar apenas medicamentos que tenham sido prescritos por um médico, seguindo as recomendações de frequência e dosagem adequadas. Na hora de comprar o aparelho, dê preferência aos que possuem máscara flexível, mangueira, controle de intensidade da névoa, que seja bivolt e tenha registro na Anvisa, além de certificado pelo Inmetro.

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017


por Luciana Vinha

São um pouco barulhentos, fazendo o ruído de um compressor. De acordo com a especialista em pneumologia pediátrica Isabella De Lalibera, o melhor inalador para ter em casa é aquele que pode ser usado com mais segurança, rapidez e para administrar diferentes tipos de medicação. “O ultrassônico só permite realizar a inalação com soro fisiológico e broncodilatadores; já outras medicações, como corticoides, devem ser usadas pelos equipamentos de ar comprimido”, orienta.

CUIDADOS COM O APARELHO Fazer a higiene adequada do aparelho torna-se o primeiro passo para evitar contaminações. O mau uso pode trazer riscos à saúde, permitindo com que fungos e bactérias acompanhem a medicação durante o uso e penetrem diretamente nos pulmões. Além de esterilizar corretamente, a médica orienta que o ideal é que cada um tenha o seu próprio nebulizador para evitar qualquer tipo de contaminação. “Fungos, vírus e bactérias podem ser transmitidos de uma pessoa para outra”, alerta. De acordo com as normas do Ministério da Saúde, para limpar o aparelho, deve-se lavar as partes plásticas com água e sabão neutro e, em seguida, colocá-lo em uma bacia com 1 litro de água e 1 colher colhe de água sanitária na concentração de 0,05%. con “Deixe, nessa mistura, “ por 30 minutos, depois Pequenos, práticos enxágue e seque e portáteis, os bem. Caso sobre inaladores de uso algum resíduo na doméstico apresentam mangueirinha, o a vantagem de compressor de ar serem ministrados pode ser ligado sem no conforto da sua estar conectado ao própria casa nebulizador, a fim de que qu tudo seja eliminado”, ensina a médica.

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017

9


BEM-ESTAR

por Luciana Vinha

MUITO ALÉM DA

Conheça os diferentes tipos de preservativos e lubrificantes

C

ores, tamanhos, espessuras, texturas e sabores. Opções não faltam na hora de comprar um preservativo. Com o avanço da tecnologia, além de garantir proteção contra as doenças sexualmente transmissíveis e até mesmo a ocorrência de uma gravidez indesejada, os fabricantes têm investido cada vez mais em produtos que prometem mais estímulo e prazer ao sexo seguro. Para te ajudar a escolher a melhor opção para você, listamos uma série de alternativas seguras e disponíveis no mercado. Confira!

TIPOS DE PRESERVATIVOS Além da tradicional camisinha feita de látex e dos preservativos com sabor e aroma, existem outras opções que favorecem a relação. Na maioria dos casos, o diâmetro médio e mais encontrado é

10

de 52mm, mas há também os de 55mm e de 49mm. • Ice e Hot: causam uma sensação gelada ou quente conforme os movimentos durante a relação. • Sensível: permite mais sensibilidade durante a relação, devido à sua espessura bem fina. • Efeito retardante: ajuda a prolongar o tempo de ereção, retardando a ejaculação. • Texturizada: com ondulações e relevos, oferece um estímulo mais acentuado. • Antialérgica: feita de poliuretano, é indicada para quem possui restrições ao látex. • Feminina: não deve ser usada ao mesmo tempo em que a masculina.

LUBRIFICANTES Com fórmula à base de água ou silicone, o produto é um grande aliado nas relações sexuais, pois

torna a penetração menos incômoda e mais tranquila, principalmente, quando não há lubrificação natural suficiente. E, assim como os preservativos, além do tradicional, existem as opções com sabor e aroma e os que causam uma sensação de frescor ou de aquecimento ao entrar em contato com a pele.

Importante! Nunca se esqueça de conferir o selo do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), que gae rante a qualidade do produto, além da data de validade.

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017


CAPA

Evite sintomas como azia, queimação e má digestão, com refeições equilibradas

CUIDE DA SUA

12

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017


por Graziela Delalibera

P

Fonte: Mikaell Faria, gastroenterologista

ratos deliciosos, boa bebida, sobremesa de dar água na boca. Fica difícil resistir à tentação e evitar exageros nas festas, almoços em família, reuniões entre amigos e até nos restaurantes que servem comida por quilo. Mas é preciso cautela: comida e bebida em excesso podem colocar a saúde em risco, sobrecarregando o organismo, principalmente, o estômago e o fígado. E quando o mal-estar bate à porta, com sensações como queimação, náuseas, enjoo e dor abdominal, muitas pessoas recorrem à automedicação e lançam mão dos antiácidos e dos antieméticos. O cirurgião gastroenterologista Toufic Anbar Neto, que também é diretor da Faculdade de Medicina Faceres, de São José do Rio Preto/ SP, explica que antiácidos são medicamentos que diminuem ou inativam a acidez do estômago. São geralmente indicados para combater sintomas como a azia, a queimação e a má digestão. Os efeitos dos antiácidos mostram-se praticamente imediatos, normalmente em poucos minutos, e duram de uma a duas horas. O médico alerta, no entanto, que não se deve usar os antiácidos com outros medicamentos, uma vez que podem interferir na absorção dos mesmos. Essa recomendação vale também para as refeições. “São medicamentos de venda livre, sem necessidade de receita médica, com poucos efeitos colaterais na

“Os antiácidos consistem em soluções alcalinas que neutralizam o excesso de ácido do estômago logo após a ingestão. Por isso, o efeito é imediato” Roberto Luiz Kaiser Júnior Proctologista

prática”, pontua Anbar Neto. Os antieméticos, por sua vez, aliviam o enjoo, as náuseas e os vômitos. Existem vários mecanismos de ação. “Os principais envolvem o sistema nervoso central e a inibição do reflexo do vômito.” Quando usados como comprimidos e gotas, normalmente, apresentam-se como venda livre nas farmácias. “O efeito colateral mais comum é a sonolência”, afirma o médico a respeito dos antieméticos.

PRODUÇÃO DE ÁCIDO Se você exagerou demais naquela refeição, automaticamente, seu corpo responde: o estômago promove o aumento da produção de ácido. Caso a parede desse órgão já esteja fragilizada, podem aparecer sintomas como azia, queimação, dificuldade de esvaziamento e náuseas. “Os antiácidos consistem em soluções alcalinas que neutralizam o excesso de ácido

Saúde em dia Em que situação é necessário fazer um checkup para ficar longe de qualquer comprometimento à saúde? • Sintomas frequentes como queimação, dores, aumento de gases e outros. • Quando, após a alimentação, sente-se queimação e náuseas. • Quando se está acima do peso e com alimentação irregular, consumindo alimentos não muito saudáveis. • Quando os sintomas permanecem, mesmo que sejam leves, porém, constantes.

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017

do estômago logo após a ingestão. Por isso, o efeito é imediato”, afirma o proctologista Roberto Luiz Kaiser Júnior. O profissional alerta que os antiácidos não servem para tratamento de gastrite e úlcera, uma vez que o efeito apresenta-se de forma rápida, porém, transitória – logo, o estômago volta a produzir ácido. Portanto, o medicamento deve ser utilizado somente quando a pessoa está incomodada em razão dos abusos que cometeu. “Depois disso, sugerimos a utilização de medicamentos que inibem a secreção ácida e aí, sim, conseguem promover uma cicatrização da parede do estômago e a formação de uma barreira protetora contra o ácido, chamada de muco.” Com relação aos antieméticos, esses devem ser utilizados de preferência injetáveis, pois as pessoas podem vomitar o comprimido logo após a sua ingestão e, com isso, não resultar no efeito esperado, segundo explica Kaiser Júnior. “Os antieméticos agem no sistema nervoso central, melhorando os sintomas como náuseas e vômitos”, reforça ele. O médico observa que todos os exageros devem ser evitados e recomenda uma alimentação saudável o ano todo. “Ao utilizar medicamentos, dê preferência aos de metabolização renal, para um dano menor ao fígado”, acrescenta.

13


CAPA

“O ideal é sempre comer em pequenas quantidades, sem se privar dos alimentos favoritos” Toufic Anbar Neto Gastroenterologista

RECOMENDAÇÃO MÉDICA O gastroenterologista Mikaell Faria considera que se deve usar medicação quando há a sensação, depois da alimentação, de desconfortos como náuseas, vômitos e até mesmo as famosas queimações. No entanto, ele observa que é importante sempre ter orientação médica. Os antiácidos agem no organismo em três tipos de mecanismos: os que bloqueiam a produção de ácido, os que diminuem a liberação desse ácido, e aqueles que já neutralizam diretamente o ácido livre no estômago. “Em geral, as pessoas usam os que têm a função de diminuir o ácido já produzido, que são medicações indicadas para evitar náuseas e vômitos”, diz Faria. O profissional explica que a frequência dos sintomas torna-se um importante indicativo de que pode estar ocorrendo algo mais grave

14

com o seu organismo. Caso você não tenha qualquer problema e, em uma única refeição, apresente algum sinal de náusea, queimação ou dores, saiba que são sintomas simples, mas que podem se transformar em um problema mais sério se começarem a aparecer repetidamente, em algumas ou em todas as refeições, várias vezes na semana, durante o mês. Faria ressalta que é necessário também levar em conta o tipo de alimentação. Se você fizer uma refeição saudável e apresentar esses sintomas, procure um médico. Se abusa de frituras, alimentos muito condimentados, gorduras e começa a apresentar sintomas, precisa melhorar a qualidade da alimentação. O médico Toufic Anbar Neto lembra que o excesso sobrecarrega o sistema digestivo, causando má digestão, além de outros desconfortos, como refluxo e dores

abdominais. Ele fala que o ideal é sempre comer em pequenas quantidades, sem se privar dos alimentos favoritos. “A persistência dos sintomas pode caracterizar um problema mais sério. Nesse caso, procure assistência médica”, assinala. Anbar Neto observa ainda que exercícios físicos não compensam o consumo em excesso de álcool. “É comum as pessoas forçarem os exercícios físicos para perderem o que consumiram. Mas o correto é descansar e não fazer mais que exercícios aeróbicos leves.”

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017


GIRO

por Renato Barroso

Quais adoçantes utilizar?

Primeiros socorros TENHA SEMPRE UM KIT EM CASA

M

achucou-se em casa? Nessas horas, é muito importante manter um kit de primeiros socorros. Mas atenção: se você tem filhos pequenos, compre uma caixinha que fique bem vedada, para evitar possíveis acidentes domésticos. E, se o ferimento for mais grave do que o habitual, procure uma avaliação médica. dica. Cada kit deve conter: • embalagens de curativos esterilizados (grande, médio e pequeno); equeno); • tesoura sem ponta; • esparadrapo; • embalagem de curativos tipo band-aid; • embalagens de compressas ou gazes esterilizadas (grande, nde, médio e pequeno); • embalagem de algodão, rolo de fita adesiva e ataduras; • termômetro, pinça e tesoura; • frasco de soro fisiológico a 0.9% e frasco de antisséptico; • luvas descartáveis; • medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios, antitérmicos, para alergia, indigestão, náusea, vômitos, cólicas, prisão de ventre, pomada para queimaduras e picada de insetos; • bolsa térmica para compressa quente e fria.

16

A fim de substituir o açúcar ou evitar calorias, os adoçantes estão mais presentes em nosso dia a dia. Mas quais adoçantes usar? • Frutose: encontrada nas frutas e no mel, possui sabor mais doce que o açúcar. Contém calorias e eleva os níveis de açúcar no sangue. Por isso, os diabéticos devem consumi-la com moderação. • Esteviosídeo: tem um sabor próximo do açúcar. É encontrado em fórmulas de adoçantes, achocolatados e gelatinas. Não têm calorias e não altera o nível de açúcar no sangue, sendo permitido para diabéticos. • Sorbitol: encontrado em algumas frutas, como a maçã e em algas marinhas. Contém valor calórico e não é recomendado para diabéticos. • Aspartame: grande poder adoçante (200 vezes superior ao açúcar). Não contém calorias e seu uso é permitido para diabéticos. • Sacarina: presente em refrigerantes zero e produtos adoçantes. Deixa um sabor residual amargo e metálico, mas não contém calorias e pode ser usada por diabéticos. • Ciclam Ciclamato de sódio: não dispõe de calo calorias e pode ser usado por dia diabéticos, mas também é contra contraindicado para hipertensos. Encontrado em refrigeran rantes zero e adoçantes. • Sucralose: extraída da cana de açúcar e modificada para não ser absorvida pelo organismo humano. Tem sabor similar ao do açúcar, mas não contém calorias e não eleva a glicemia, podendo ser consumida por diabéticos, gestantes e hipertensos.

?

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017


SAÚDE

por Graziela Delalibera

CUIDE BEM DA

flora intestinal Dela depende a digestão dos alimentos e o equilíbrio do organismo

U

ma vida saudável depende do bom funcionamento do intestino, e isso está ligado ao equilíbrio da flora intestinal. Também chamada de microbiota intestinal, a flora intestinal consiste numa associação de milhares de “bactérias do bem”, que habitam o intestino, tendo várias funções, como a digestão dos alimentos, além de impedir que organismos nocivos se desenvolvam, segundo o proctologista Roberto Luiz Kaiser Júnior. No dia a dia, o médico orienta seguir uma alimentação saudável e, ainda, suplementar a dieta com probióticos e prebióticos, que podem garantir o equilíbrio ao intestino humano, desempenhando papel fundamental na nutrição. Os probióticos apresentam-se como bactérias vivas que produzem efeitos benéficos, presentes em iogurtes, produtos lácteos fermentados e suplementos alimentares. Já os prebióticos auxiliam as bactérias do próprio organismo, e são encontrados em alimentos como cebola, alho, chicória, cereais, beterraba, banana e tomate. Segundo o proctologista, quando o intestino funciona perfeitamente e, de repente, fica constipado, é um sinal de alerta para procurar auxílio médico. Evacuar menos de três vezes por semana ou com fezes bem endurecidas também pode ser considerado constipação intestinal. Kaiser Júnior relata que há vários

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017

tipos de medicamentos para tratar o problema. Existem aqueles que funcionam irritando a mucosa do intestino e, consequentemente, secretando água para hidratar as fezes. Há os que possuem efeito osmótico, trazendo água para dentro do intestino. E os lubrificantes do bolo fecal, que promovem o amolecimento das fezes. “No dia a dia, a melhor opção sempre são as fibras encontradas nos alimentos, que agem deixando as fezes mais moles após se misturarem com a água ingerida via oral.” É possível consumir essas fibras pela vida inteira, sem causar danos ao organismo.

Dicas de alimentos • Verduras cruas, principalmente as verdes, por conter grande quantidade de fibras. • Inclua aveia nas refeições. • Se possível, consuma diariamente sementes como linhaça e chia e evite o sene. • Prefira as frutas laxativas como ameixa, laranja com bagaço, mamão, abacate e uva. • Evite alimentos que causem a prisão de ventre, como maçã, banana-maçã e caju. • Consuma frutas secas como uvas passas, damasco, ameixa seca e tâmara. • Prefira os alimentos integrais. Evite pão branco e arroz. • Beba ao menos 2 litros de água por dia. A água liga-se à fibra e hidrata as fezes. • Consumir fibra e não beber água pode piorar o funcionamento intestinal, além disso, a água é ótima para a saúde e equilíbrio de todos os outros órgãos.

19


SAÚDE

GRIPES E RESFRIADOS! RESFRIADO OU GRIPE?

Dicas simples para evitar o contágio e possíveis complicações

I

magine a seguinte situação: você está à espera daquela festa especial e, exatamente no dia, acorda constipado, com dor no corpo, coriza e sentindo-se febril. O fato é que ninguém está imune à gripe e ao resfriado. E, mesmo com medidas preventivas, como a ingestão constante de vitamina C, vez ou outra surgem esses sintomas. Nessas horas, a maioria recorre a um antigripal ou a medidas caseiras, como chás e até mesmo escalda-pés. Compostos por diversas propriedades em ação conjunta, os antigripais são formulados à base de analgésicos, antitérmicos, anti-inflamatórios,

20

descongestionantes nasais, antialérgicos e antitússicos, entre outros. Agem no organismo combatendo os sintomas e ajudam a amenizar o quadro clínico. Porém, antes de sair correndo para comprar um ou tomar aquele que o colega do trabalho indicou, é preciso ficar atento se os sintomas apresentados referem-se a um resfriado comum ou a uma gripe, principalmente, se a intenção é se automedicar, para não agravar o problema ao invés de resolver. Vale lembrar que em ambos os casos, apenas o médico pode definir o tratamento adequado para cada pessoa. Conheça as diferenças!

O resfriado acomete as vias respiratórias superiores e é uma infecção viral, com mais de 200 tipos diferentes de vírus, sendo os mais comuns facilmente transmissíveis. O modo de contágio acontece pelo contato físico ou pelo ar, quando o vírus entra no organismo pela boca, nariz e olhos. Geralmente, os sintomas surgem cerca de dois ou três dias após o contato com o vírus, ocasionando dor no corpo, cansaço, espirros, coriza, dor ou irritabilidade na garganta, tosse, lacrimejamento, podendo ocorrer ligeira febre baixa. O diagnóstico é feito de acordo com os sintomas e o tratamento ocorre apenas para aliviá-los, normalmente com o uso de antitérmicos e analgésicos, como a dipirona e o paracetamol. Na gripe, o modo de transmissão apresenta-se praticamente o mesmo do resfriado. Porém, a gripe mostrase bem mais grave, causada pelo vírus influenza. Assim como o resfriado, pode surgir em qualquer época do ano, mas costuma ocorrer com mais frequência durante o inverno ou em períodos mais frios, sendo denominada gripe sazonal. Na maioria das vezes, a causa das infecções

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017


por Luciana Vinha

Lavar as mãos com sabão ou sabonete e depois passar álcool são importantes medidas para evitar o contágio com o vírus Irineu Maia Infectologista

ocorre pelo contágio com o vírus da influenza tipos A e B. Costuma manifestar os sintomas entre três e quatro dias após o contágio com o vírus e pode inicialmente provocar febre alta, acima de 38 °C, acompanhada de fraqueza, mal-estar, dores de cabeça e no corpo, podendo causar ainda coriza, dor de garganta e tosse, primeiramente seca. O diagnóstico, basicamente, é clínico, porém, em casos específicos, torna-se necessária a confirmação por meio de exames laboratoriais. Na maioria dos casos, a medicação assemelha-se ao tratamento do resfriado, à base de antitérmicos, analgésicos, hidratação e um bom repouso. Em casos distintos, podem

ser prescritos medicamentos antivirais que combatem exclusivamente o vírus, com eficácia garantida somente se forem administrados dentro das primeiras 48 horas após o aparecimento dos sintomas. Há, no entanto, situações ainda mais graves decorrentes da gripe, como a pneumonia viral ou bacteriana, dentre outras complicações.

PREVENIR PARA NÃO REMEDIAR Existem medidas bem simples que ajudam a prevenir o contágio de gripes e resfriados. De acordo com o infectologista Irineu Maia, a higiene das mãos, no dia a dia, torna-se fundamental. “Lavar as mãos com sabão ou sabonete e depois passar

A importância do repouso Enquanto o corpo se encarrega de eliminar a infecção, além do tratamento com medicações, o repouso mostra-se essencial para a recuperação do indivíduo, permitindo que o organismo use toda a sua energia para combater o vírus. O médico explica que realizar esforços durante a manifestação da doença pode debilitar as defesas do organismo e facilitar possíveis complicações. “O repouso torna-se fundamental na recuperação de todo quadro infeccioso, principalmente, em se tratando da gripe. O recomendável é repouso, uso de medicação sintomática e hidratação”, orienta Maia.

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017

álcool são importantes medidas para evitar o contágio com o vírus, pois, no caso das doenças respiratórias virais, a mão é o mais importante meio de contaminação do que a própria via respiratória”, alerta. Confira as principais recomendações do especialista: • Limite seu contato com pessoas que apresentem os sintomas e evite locais fechados com grandes aglomerações. • Ao assoar o nariz, prefira lenços de papel descartáveis e cubra o nariz e a boca quando for espirrar ou tossir. • Lave as mãos frequentemente com água e sabão e utilize álcool gel. • Evite esfregar o nariz e depois levar a mão à boca ou aos olhos. • Prefira alimentos ricos em vitamina C e beba bastante líquido. • Não compartilhe objetos de uso pessoal. • Use soro fisiológico para lavar e hidratar as narinas. No caso da gripe, há ainda outro método de prevenção: as vacinas, que devem ser tomadas anualmente. Elas evitam a contaminação, porém, em alguns casos, o vírus pode manifestar-se. Contudo, a reação ocorre com menos intensidade e menor risco de complicações.

21


BELEZA

por Renata Girodo

Madeixas DE ARRASAR ARTE NAS

unhas N

esta estação, ousadia e modernidade dão o tom nas unhas das brasileiras. As cores metálicas de chumbo, verde, dourado, azul, preto e até laranja revelam-se os grandes destaques. Para as mulheres mais clássicas, o branco, o nude e o vermelho continuam sempre em evidência. As poderosas unhas pontiagudas em corte styletto – que se assemelham a garras – tornam-se coadjuvantes, dando lugar ao formato quadrado, que nem por isso precisa apresentar-se no formato básico. Para deixar suas mãos com aquele aspecto bem cuidado, tenha sempre, em sua nécessaire, um hidratante específico, uma lixa de unha e, se souber usar, um alicate bem amolado.

A

s tendências do momento prometem literalmente fazer a cabeça das mulheres. Os cortes curtos e médios voltam a ficar em alta. De acordo com o hairstylist Eron Araújo, que tem 27 anos de experiência no ramo de cabelos, eles alongam a silhueta e pedem acessórios e make caprichados para acompanhar. Em relação às tinturas, a aposta para as morenas é o tyger eye. “O nome vem da semelhança com as cores da pedra olho de tigre. Perfeito para iluminar o visual, ele mistura nuances de bronze, mel, nude, ouro, caramelo e avelã”, explica o profissional. O ‘contouring’ é outra grande sensação do verão. “A técnica, que migrou do universo da maquiagem, ilumina partes específicas dos fios”, comenta o profissional. A tendência é fácil de ser adaptada ao cabelo natural ou colorido e pode vir acompanhada de processos como o ‘ombré’ (que clareia os fios a partir da orelha, deixando a raiz mais escura ou na tonalidade original) e o ‘sombré hair’ (ainda mais sutil e natural que o ombré). “Tanto as loiras quanto as morenas ficam bem com esse visual”, avisa Araújo.

Proteção eficiente Para embarcar na estação mais solar do ano, é necessário manter cuidados essenciais com a pele. Os bronzeadores aceleram a produção da melanina e, em geral, apresentam Fator de Proteção Solar (FPS) menor que 15. Quanto menor for esse fator, menos tempo a pele poderá ficar exposta ao sol. Por sua vez, os bloqueadores solares impedem que os raios UVA e UVB penetrem diretamente na pele. São indicados tanto para as branquinhas quanto para as morenas e negras que também estão expostas à radiação que, em excesso, mostra-se nociva à saúde. Em gel, fluido, creme loção ou serum, escolha o seu preferido para exibir sua pele bronzeada neste verão!

22

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017


BELEZA

por Renata Girodo

FIOS LINDOS NO

verão Veja como é fácil prolongar a escova progressiva mesmo nos dias mais quentes do ano

F

aça chuva ou faça sol, muitas mulheres não abrem mão de deixar os cabelos lisos e alinhados. Quem não nasceu com esse tipo de madeixa precisa investir em tratamentos químicos conhecidos como progressiva ou plástica de fios. O nome pode mudar, dependendo do salão de beleza, porém, o resultado prometido quase sempre é o mesmo: fios alisados, com aspecto natural. Na estação mais quente do ano, aderir a essa técnica capilar exige cuidados extras. Afinal, o sal da água do mar e o cloro da piscina não se mostram “os amigos mais recomendados” dos alisamentos. A boa notícia é que preservar esses fios não se faz uma tarefa tão

complicada assim. Investir em produtos adequados, que ajudam a blindar as madeixas contra o cloro da piscina, o sal do mar e as lavagens frequentes provocam resultados positivos.

PRODUTINHOS DO BEM Utilizar um xampu comum apropriado para cabelos lisos ou para processos químicos preserva por mais tempo a escova progressiva. O hairstylist Eron Araújo explica que, se o PH for alto, assim como os antirresíduos e anti-caspas comuns, remove o efeito da técnica. “Esses produtos abrem as cutículas dos fios, e a química do alisamento se solta da fibra capilar, sendo, portanto, eliminada”,

Descamação tem solução? Um dos possíveis efeitos da escova progressiva revela-se na a rre descamação do couro cabeludo. No entanto, isso não ocorre com todas as adeptas desse tratamento. “Para evitar o pro-blema, a recomendação é escolher um xampu suave, que o pode ser diluído em água”, exemplifica Eva Melo. Quando a descamação já está instalada, e se não for resultado de uma reação alérgica, a dica é lavar os cabelos em água de morna para fria, e a utilização de uma linha anticaspa específica para pós-progressiva ou tratamentos químicos.

24

completa Eva Melo, cabeleireira, especialista em químicas, com salão de beleza em Fortaleza/CE. No caso da manutenção da química com chapinha e secador, passe um leave-in antes, de preferência com fator de proteção solar. “Além de evitar que o cabelo fique seco, com aspecto espiga de milho, os ffios ficarão lisos por mais tempo”, completa Araújo. c Para finalizar os cuidados, utilize P um reparador de pontas com u ssilicone e conserve as madeixas ssempre hidratadas. Os cuidados começam no salão de beleza e c a manutenção deve continuar em casa. Ampolas de 3 minutos e prometem um bom efeito para os p ffios e o reparador de pontas com silicone conclui o tratamento.

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017


TECNOLOGIA

por Graziela Delalibera

ACOMPANHE O ciclo

O

Glow é um aplicativo gratuito criado para as mulheres entenderem o seu ciclo menstrual. Serve tanto para aquelas que desejam engravidar ou evitar a gestação. É considerado um dos mais completos entre os que fazem o acompanhamento do período menstrual. Entre as suas funções, há algumas bastante avançadas, como a do controle de fertilidade, que auxilia as mulheres que planejam engravidar. Além disso, o aplicativo torna-se uma ferramenta para quem busca conhecer melhor o próprio corpo. Vale observar que, para utilizá-lo, as usuárias precisam fornecer várias informações pessoais ao app. Disponível para Android e iOS.

JÁ BEBEU

água hoje?

V

ocê se lembra de beber líquido no dia a dia? A ingestão frequente de água traz diversos benefícios à saúde: acelera o metabolismo; elimina toxinas; diminui, em geral, o ciclo de vida dos vírus em seu corpo e mantém os tecidos e células mais saudáveis. O aplicativo Water drink reminder (que, em português, significa Lembrete de beber água) calcula a quantidade de ingestão de volume d`água de forma personalizada. E, ainda, te avisa em vários momentos, durante o dia. Mas, para ter esse controle correto, o usuário precisa incluir, no app, cada copo de água ingerido ao longo do dia. Assim, ele avisa se você está acima ou abaixo do seu objetivo. Após um tempo, ele gera gráficos, refletindo seus hábitos de consumo. Disponível para iOS e Android, gratuitamente.

26

Nutrição COM TECNOLOGIA C

om a ajuda de novas tecnologias, como os apps para smartphones, muita gente tem conquistado a boa forma física e mais saúde. Um desses recursos é o Dietbox, que promete uma interação mais rápida entre paciente e nutricionista. O especialista cadastra seu paciente no site, adicionando dados referentes ao tratamento. O paciente, por sua vez, baixa gratuitamente o aplicativo no seu smartphone, passando a receber diretamente, no celular, alertas nos horários corretos de cada refeição, cardápio do dia e lembretes relacionados à dieta. Disponível para Android e iOS.

Escovação EFICIENTE O

aplicativo Oral-B é um assistente pessoal de escovação, que ajuda o usuário a alcançar uma excelente saúde bucal. Projetado para trabalhar com as escovas dentais elétricas Oral-B com Bluetooth®, o app ajuda a melhorar a rotina de higiene bucal com um feedback em tempo real. Ele avisa quando a escovação está muito forte, configura programas personalizados e focados em áreas de maior cuidado de acordo com a necessidade de higiene bucal do usuário, e acompanha seu progresso ao longo do tempo por meio das estatísticas. Com ele, a duração média da escovação é de 2 minutos e 24 segundos. O curioso é que a maioria das pessoas escova seus dentes em menos de 60 segundos. Para iOS e Android.

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017


NUTRIÇÃO

RAIO-X

DOS

suplemen t Fornecem vitaminas, minerais e nutrientes para complementar uma dieta alimentar saudável

O

s padrões de beleza estão cada vez mais exigentes e ficar com o corpo em dia se tornou-se prioridade no cotidiano de muitas pessoas. Mas, por conta do estresse e cansaço, acabam precisando de uma mãozinha dos suplementos alimentares. Eles aceleram processos metabólicos, auxiliam no emagrecimento, na redução de medidas, no aumento de massa muscular e na recuperação da energia. A nutricionista Mirella Di Pardo Nicola

28

Castro explica que as funções dos suplementos vão além. Os produtos fornecem doses de vitaminas, minerais e outros nutrientes para complementar uma dieta alimentar.

SUPLEMENTO DE PROTEÍNA E AMINOÁCIDO Indicado para esportistas, ele atua principalmente no ganho de massa muscular. Deve ser utilizado na medida certa, de acordo com o peso do atleta, pois, em excesso, pode

causar uns quilinhos a mais. O suplemento de aminoácido auxilia a produzir energia e a “construir” aquela musculatura mais encorpada. “O músculo é formado por proteínas (actina e miosina) que, por sua vez, contêm aminoácidos essenciais para compor uma dieta para hipertrofia muscular”, explica a nutricionista Danielle Oliveira, da Hanna Fisio Clinic, de Fortaleza. Alguns alimentos já dispõem desses aminoácidos também, segundo

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017


por Renata Girodo

Os suplementos são alimentos isolados que podem trazer benefícios para a saúde, desde que o consumo seja devidamente orientado e com base em informações científicas

n tos

Mirella Di Pardo Nicola Castro Nutricionista

Para ganho de massa muscular, a especialista sugere a dose da L-Carnitina de 500mg a 2g por dia (1 cápsula, 30 minutos antes do treino).

Fique de olho O uso indiscriminado de suplementos pode causar diversos problemas à saúde, afetando rins, fígado, pulmão e coração. “Os suplementos só devem ser administrados com orientação de um médico ou de um nutricionista. Eles têm um valor importante na busca pelos seus objetivos, mas, em excesso, podem minar os resultados e acabar com a saúde”, enfatiza Danielle.

Danielle. Entre eles estão: ovo, aspargo, ervilha, carne, laticínios, amendoim e cereais integrais.

da creatina pós-treino e, em geral, indicamos o consumo de 5g para cada indivíduo”, diz Mirella.

CREATINA

L-CARNITINA

O nutriente é retirado de alimentos de origem animal, principalmente, da carne vermelha. Indicado para atletas que praticam exercícios de explosão, com curta duração, ele deixa o treino dinâmico, reduz a fadiga, aumenta a energia e a massa magra. “É melhor o consumo

“A L-Carnitina já faz parte do mecanismo que transporta a gordura corporal para as mitocôndrias, que são componentes físicos existentes em nossas células, responsáveis por queimar a gordura corporal por meio de dietas e exercícios”, informa Mirella.

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017

TERMOGÊNICOS Os produtos prometem acelerar o organismo e potencializar a perda de peso. Para essa função, a nutricionista Danielle recomenda o uso de chá de hibisco, chá verde, canela em pó, gengibre, pó de guaraná e pimenta. Ela sugere que o chá verde, por exemplo, seja tomado duas vezes ao dia: pela manhã e à tarde.

BARRINHAS DE CEREAIS Fáceis de carregar, elas se tornaram queridinhas de quem vive na correria, mas que quer se cuidar. “De diversos tipos, sabores e composição nutricional, as barrinhas melhoram o funcionamento do sistema digestivo e o trânsito intestinal, além de grandes aliadas para suprir ou minimizar a vontade de comer doces”, informa Mirella. Por possuírem carboidratos, a nutricionista indica o consumo de uma unidade antes do treino. No entanto, ela alerta que é preciso escolher a dedo o que será ingerido, pois algumas contêm muito açúcar e gorduras. Danielle cita que as barras de cereal de proteína com grãos integrais, como a linhaça, apresentam-se como ótima opção, pois são saudáveis.

29


VOCÊ SABIA?

por Renato Barroso

Proteção DESDE... H

á séculos, homens e mulheres tentam evitar a gravidez e doenenças sexualmente transmissíveis das mais diversas formas. Desde 1850 a.C., os egípcios utilizavam métodos contraceptivos na-turais. Entre os principais produtos estavam gomas e uma mistura de mel e bicarbonato de sódio. Já, os chineses criaram uma das primeiras eiras versões do preservativo masculino, elaborado com papel de seda untados em óleo, e os japoneses tinham hábito semelhante. A disseminação das doenças sexualmente transmissíveis assolava a Europa no século 16. As DSTs eram chamadas de doenças venéreas, as, em referência às sacerdotisas dos templos de Vênus, que mantinham, am, em seus rituais, a sexualidade, como forma de culto à Deusa do Amor. mor. Nessa época, o anatomista e cirurgião Gabriele Fallopio confeccionou nou proteção das doenças uma “bainha bainha de tecido leve, sob medida, para pro as ervas. venéreas”. Era um forro de linho embebido em erv

Mau hálit hálito em crianças rianças Um estudo publicado pela Fac Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM au hálito (FMUSP) associou o mau infantil à respiração bucal. A pe u 55 pesquisa acompanhou crianças entre 3 e 14 anos, divi os: quem divididas em dois grupos: respirava pela boca e quem tin tinha respiração nasal. Intitulado “Association Between Ha reathing Halitosis and Mouth Breathing in Children” (Associação entre Halitoses e Respiração ção Bucal em Crianças), o estudo constatou que 40% das crianças as possuíam padrão de respirador bucal, e 63% del rte halitose, apontando delas apresentaram forte uma relação significativa entre a respiração bucal e o mau hálito. O autor da pesquisa é o cirurg rlo Zanoli Trentim. A cirurgião-dentista Giancarlo maior porcentagem dos casos de halitose infantil é notada pela manhã em razão da boca seca, causad ucal durante o sono. causada pela respiração bucal Um dos indícios é que a evapo evaporação da água na saliva explica a halitose.

Órgão QUE SE REGENERA

30

C

onsiderado um dos maiores órgãos do corpo humano, o fígado está localizado na região superior da cavidade abdominal, abaixo do diafragma e do lado direito. O órgão de coloração marrom avermelhada pesa, em média, 1,5kg. Uma das curiosidades desse órgão é a sua grande capacidade de regeneração: se retirarmos metade do fígado, em alguns meses, o órgão voltará ao seu tamanho normal. Isso quer dizer que podemos doar uma parte, já que ele se regenera posteriormente, tanto no doador, quanto no receptor.

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017


E VOCÊ

R$

6,49 + 200 pontos cada

KM DE VANTAGENS: UM MUNDO DE BENEFÍCIOS Que tal acessar todos os benefícios que o programa Km de Vantagens oferece? Nele, você pode trocar seus pontos por descontos em combustível, passagens aéreas, ingressos de cinema, shows, jogos de futebol e muito mais! A transferência de pontos do Clube Extrafarma para Km de Vantagens pode ser feita a partir de 500 pontos. E cada um ponto do Clube Extrafarma vale 1 Km de Vantagens.

Sabonete Líquido Protex Aveia 250ml

R$

2,99 + 1000 pontos cada

F

aça parte do Clube Extrafarma e acumule pontos para trocar por descontos exclusivos em produtos! A cada R$ 1,00 em compra, você acumula um ponto, que pode ser utilizado por um período de até seis meses após a compra. Basta cadastrar-se, acumular, resgatar e pronto! Além disso, ao fazer o cadastro, seu e-mail permanece em nosso banco de dados e você recebe todas as informações de nossas campanhas promocionais, além de ofertas especiais mensais, sem sair de casa. A quantidade mínima para a troca de um produto na loja é de 100 pontos, e quanto mais você acumula, maiores são seus benefícios na hora da troca. As condições de troca estão no catálogo do Clube, disponível no balcão de atendimento das farmácias e pelo site: www.clubeextrafarma.com.br.

Desodorante Dove Aerossol Invisible Dry 100g

Revista Extrafarma sempre com você! VOCÊ MAIS PERTO DOS SEUS SONHOS Quer realizar a viagem dos seus sonhos? E o melhor, comprando a passagem com pontos Multiplus? Na Extrafarma, suas compras podem te ajudar a realizar esse sonho. Acumule os pontos e solicite a transferência deles por meio do programa. Além de passagens aéreas, a Multiplus oferece diversos benefícios para troca, a partir de 1.500 pontos.

32

Além de retirar a revista Extrafarma nas lojas da Rede, você também pode ler a publicação no smartphone ou no tablet. Ela está disponível para Android e iOS. Baixe o aplicativo gratuito na App Store ou no Google Play. Dessa forma, você pode lê-la sempre que desejar!

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃ EDIÇÃO ÇÃO Ç ÇÃ Ã 21 | FEV - MAR 2017

Ofertas válidas até o dia 31/03/2017 ou enquanto durarem os estoques.

TROQUE SEUS PONTOS POR DESCONTOS DE ATÉ 90% EM PRODUTOS


Inaugurada em Belém, oferece mais conforto com destaque para os dermocosméticos

FARMÁCIA

modelo Q

uem passa pela rua Antônio Barreto, no bairro Umarizal, em Belém/PA, depara-se com a mais recente farmácia modelo da Extrafarma. A comunicação visual é um grande destaque. Dentro do ambiente, o novo formato de mobiliário possibilita maior conforto na circulação dos clientes e fácil visualização dos produtos. Entre os itens mais evidentes estão os medicamentos isentos de prescrição, além de amplo sortimento de produtos de beleza e higiene, com destaque para os dermocosméticos com exclusividade da linha

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017

skinceuticals na região Norte. A Extrafarma reformou e inaugurou outras lojas nos mesmos moldes. “Em 2016, mudamos nossa marca, patrocinamos a CowParade em Belém, aprimoramos nosso modelo de loja, remodelamos nosso programa de fidelidade, lançamos novo site e evoluímos em várias outras frentes, para permitir melhor experiência de compra aos nossos clientes. Apresentar a nossa farmácia modelo é mais um marco neste ano tão importante para a Extrafarma”, explica Rodrigo Pizzinatto, diretor comercial e marketing da Extrafarma.

Tradição A rede, que dispõe de 315 unidades distribuídas em dez estados brasileiros, foi fundada há 56 anos, sempre atuando com pioneirismo nos mercados de atacado e de varejo farmacêutico do País. Já são mais de 4 milhões de clientes cadastrados no seu programa de fidelidade, atendidos pelos mais de 5.700 colaboradores diretos. Em 2014, a empresa passou a fazer parte do Ultra, um dos maiores grupos empresariais brasileiros, unindo-se aos demais negócios da companhia: Ipiranga, Ultragaz, Oxiteno e Ultracargo.

33


E VOCÊ

MARCIO ROBERTO CARVALHO

PERGUNTE À

Gerente Farmacêutico da loja Extrafarma Marques de Erval – Belém/PA.

extrafarma O que é a prescrição farmacêutica? A prescrição farmacêutica é o ato pelo qual o farmacêutico seleciona e documenta terapias farmacológicas e não farmacológicas, e outras intervenções relativas ao cuidado à saúde do paciente, visando à promoção, proteção e recuperação da saúde, e à prevenção de doenças e de outros problemas de saúde. Quais as limitações da prescrição farmacêutica? O farmacêutico poderá prescrever medicamentos e outros produtos com finalidade terapêutica, que não precisam de prescrição médica. As exceções ocorrem caso essa prescrição seja realizada após diagnóstico prévio e já esteja prevista em programas e aprovadas pelo órgão sanitário federal para prescrição do farmacêutico. Quais medicamentos o farmacêutico pode prescrever? É possível prescrever medicamentos isentos de prescrição médica, não tarjados, segundo a RDC n° 138/03. Além dos fitoterápicos, que também dispensam prescrição médica.

A equipe da Coordenação Farmacêutica da Rede Extrafarma responderá às dúvidas mais comuns de nossos clientes, que aparecem no balcão da farmácia. Fique atento, pois uma dessas questões também pode ser a sua. Envie suas perguntas para o e-mail revista@extrafarma.com.br e aguarde a próxima publicação!

34

O farmacêutico pode acrescentar ou retirar medicamentos prescritos por outros profissionais? O farmacêutico é proibido de modificar a prescrição de medicamentos do paciente, emitida por outro prescritor, salvo quando previsto em acordo de colaboração, sendo que, neste caso, a modificação, acompanhada da justificativa correspondente, deverá ser comunicada ao outro prescritor.

REVISTA EXTRAFARMA | EDIÇÃO 21 | FEV - MAR 2017



EXTRAFARMA ED. 21