Page 1

FEVEREIRO/MARÇO/ABRIL 2017 EDIÇÃO 10 | ANO 4 WWW.COMPOSE.COM.BR

COMERCIAL

espaço para as crianças

APARTAMENTO amplitude e requinte

PAISAGISMO jardins exuberantes

INOVAÇÃO projeto residencial traz a fusão ousada do clássico com o irreverente arquitetura, decoração, reforma, construção, dicas, tendências


EDITORIAL

ESTILO Um toque de harmonia e vida aos ambientes com a energia e o bom uso das cores fortes e vibrantes.

CAPA A mistura ousada e certa de cores festivas e sóbrias em um projeto assinado pela arquiteta Marli Assis.

Moderna e ousada, a residência ganha inspiração e referência nos lofts americanos dos anos 60.

VITRINE As opções charmosas, práticas e funcionais dos metais para finalizar com estilo os espaços de banho.

APARTAMENTO Todos os ambientes do projeto luxuoso, que enaltece o espaço e a integração sem perder o requinte.

ESPAÇO Projetos paisagísticos valorizam o verde e a área externa, para momentos de lazer e confraternização.

COMERCIAL Entretenimento e charme no espaço infantil Piks, idealizado pelo arquiteto Toninho Noronha.

TENDÊNCIA Lazer e descanso com espaço e conforto para desfrutar de bons momentos com familiares e amigos.

Foto: Leandro Farchi

Foto: Eder Bruscagin

PROJETO

lássico, inovador e encantador. O projeto residencial assinado por Marli Assis é desafiador, ao misturar ambientes sóbrios com espaços coloridos e alegres, mostrando que é possível ter o melhor lado de estilos tão diferentes e contrastantes. Com ambientes espaçosos e integrados, o projeto é rico em detalhes e foi elaborado para permitir o convívio familiar por toda a residência. A harmonia e o bom gosto estão presentes tanto no ambiente interno quanto no externo do projeto – um verdadeiro convite ao inesperado. Um amplo e luxuoso apartamento também valoriza o aconchego do lar e faz de cada espaço a união do clássico com o requinte, com iluminação diferenciada e luxo nos ambientes. Para valorizar o espaço externo, e desfrutar de momentos de lazer, descanso e confraternização, belos projetos paisagísticos valorizam a área verde e o primor das plantas. Nos projeto comercial, a possibilidade de preparar um espaço infantil divertido, colorido e inusitado, que combina perfeitamente com a infância de qualquer criança. Assim, podemos definir o espaço Pix, assinado por Toninho Noronha. Angélica Pecego e Alexandre Mandarino assinam um projeto residencial clean com detalhes minimalistas e a valorização do espaço. Nesta edição, você ainda confere a beleza e a graciosidade das cores vibrantes, que enaltecem qualquer projeto e as melhores ideias para aplicar os tons mais vivos, as tendências que estão em alta no universo de casa e construção e ainda referências para escolher pequenos detalhes que fazem a diferença na finalização do seu projeto.

C

Uma ótima leitura!

DIREÇÃO EXECUTIVA: Alexandre Serpentino, Edison Lopes Bernardo, Evandro Rodrigues, Tiago Serpentino JORNALISTA RESPONSÁVEL: Jaqueline Galdino - MTB 82.091/SP ESTAGIÁRIO: Renato Barroso DIREÇÃO DE ARTE: Juliano Polotto ARTE: Leandro Nascimento e Raphael Freire REVISÃO: Denise Loreto MARKETING: Leandro Nascimento ATENDIMENTO: Ellen Rossi ADMINISTRAÇÃO: Daniela Fernanda de Sena IMPRESSÃO: Quatrocor Gráfica e Editora TIRAGEM: 80 mil exemplares. A CM&N Revistas Customizadas não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados, bem como pelas informações ou conteúdo dos anúncios. A reprodução do conteúdo desta obra é expressamente proibida sem prévia autorização. Uma publicação da CM&N Revistas Customizadas: (17) 3229-1940, cmnrevistascustomizadas.com.br/#contato. Relações com a imprensa: redacao@cmnrevistascustomizadas.com.br


ESTILO

MAIS COR,

por favor!

C

om um pouco de ousadia e muita criatividade, é possível aplicar cores vibrantes em quase todos os cômodos da casa e dar mais alegria e personalidade aos ambientes. Para sair do mundo neutro da mesmice e mergulhar no colorido, vale usar o bom senso. A designer de interiores, Camilla Matarazzo, dá uma dica preciosa para quem quer repaginar a casa. “O colorido pode ser aplicado em quase todos os cômodos, é claro, em doses diferentes. Em lugares onde a pessoa fica muito tempo, as cores podem ser mais suaves, com pequenas doses de colorido vibrante. Já em um hall de entrada

individual, como o do elevador, cabe qualquer cor que o proprietário sonhe, porque ele vai ficar lá pouco mais de três minutos de passagem”, explica. Segundo a designer, conhecida pelos projetos sofisticados que produz, as cores vibrantes mais usadas atualmente são laranja, ocre, amarelo, pink e vermelho. Ser for um vermelho vivo, aquece o ambiente, já uma nuance menos saturada traz um determinado aconchego. O laranja transmite energia, o amarelo proporciona alegria – e junto com cores neutras como o cinza – ganha ares de sofisticação. O ocre é uma aposta

Fotos: Rodrigo Ramirez

Tons vibrantes com iluminação adequada deixam os ambientes luxuosos

Fotos: Rodrigo Ramirez

Projeto • Arquiteto Luiz Maganhoto e designer Daniel Casagrande


por Caroline Rosani

bem moderna para lares urbanos. Se for uma casa de praia, por exemplo, a dica é usar tons que ampliam a cor do mar e da natureza. Para isso, o azul e verde são mais adequados e muito usados, porque trazem uma sensação refrescante. O azul mais vívido confere descontração e o tom mais escuro, sobriedade. Para quem está acostumado a uma ambiente todo clean, de móveis e paredes brancos, a dica é não sobrecarregar na dose. Comece por introduzir uma cor vibrante e algumas nuances dela mesma. Depois de um tempo, acrescente mais uma e depois outra, até se habituar ao novo panorama. Em um de seus projetos na mostra Casa Cor de São Paulo, Camilla Matarazzo homenageou o craque Neymar, criando uma suíte em que o laranja foi o eleito para dar um toque especial em alguns objetos, seja na manta em cima da cama ou em uma obra de arte. O jogador aprovou a escolha. A iluminação é outro ponto para ficar de olho. Se o cômodo for escuro, não invista em cores como vermelho, vinho e rosa pink. A intenção é proporcionar alegria e vida com esses tons, mas se o ambiente tem

pouca luminosidade, o efeito é o contrário, deixa o local com aspecto menor, um pouco claustrofóbico. Se a luz for abundante, escolha uma ou mais paredes para pintar de uma cor vibrante e deixe as outras brancas, para dar um efeito bonito. Há quem prefira arriscar em um móvel ou em um objeto colorido e produzir uma decoração bem divertida. Experts no assunto, o casal Karina Vargas e André Lima, do programa Admirável Móvel Novo, no canal a cabo GNT, dão vida a móveis já desacreditados. E a criatividade voa alto. Nos episódios do reality, o telespectador acompanha projetos desafiadores: o buffet despencado da vovó fica novinho em folha com nuances de azul, a poltrona boneca tem um mix de tecidos bem interessante e a penteadeira esquecida, agora é colorida e moderninha. Andre Lima afirma que móveis antigos, entalhados, pouco atraentes por terem uma aparência muito pesada podem ser transformados com materiais como a laca. O importante é o contraste do novo com o velho: “é saber dosar, colocar diferentes elementos no ambiente, como a madeira, o me-

tal, plantas... tudo isso harmoniza com cores vibrantes e oferecem personalidade à casa”, explica. Para os iniciantes, o empresário sinaliza que uma cartela de cores e referências é sempre bem-vinda. “Fazemos isso nos nossos projetos, pois assim conseguimos sentir antes como ficará o resultado e é mais fácil de fazer a combinação. É preciso contar uma história”, diz. Uma dica é que a cor vibrante do móvel também esteja presente em outros pontos do ambiente, como uma almofada, um tapete, ou um quadro no mesmo tom. Porém, antes de sair decorando por aí, o importante é pesquisar, buscar algo que agrade e combine com os objetos já existentes na casa. “Se não puder contar com uma ajuda profissional, pesquise bastante, em muitas revistas de decoração, selecione o que mais gosta e crie uma cartela de cores e materiais que te agrade”, completa André Lima. Afinal, sua casa é a sua cara. Fotos: Sidney Doll

Fotos: Juliano Mendes

Projeto • Lineastudio Arquiteturas

Projeto • Arquiteta Ana Luiza Nitrini


PROJETO

FORMAS em equilíbrio Projeto residencial arrojado harmoniza tons festivos e elegantes

U

so equilibrados das cores – ora festivas, ora sóbrias e elegantes –, integração entre os ambientes, sofisticação nos objetos e outros detalhes de decoração, além do uso harmonioso de pontos de iluminação e presença marcante de diversas áreas verdes. Estas são as características da residência em São Caetano do

Sul (SP), projetada em 12 meses, por Marli Assis, arquiteta e designer de interiores. Os serviços da profissional foram solicitados com a obra ainda na laje, subindo as alvenarias. Desse modo, praticamente toda a construção foi acompanhada por ela de perto, facilitando os trabalhos. Assim, as neces-


por Lucas Lourenço

Os espaços foram elaborados para permitir o convívio familiar em diferentes atividades, sem deixar de fora o verdadeiro significado de diversão.

Também estão integrados a piscina e a área gourmet. “O projeto desses ambientes proporciona uma paisagem verde e cores que se harmonizam, dando um toque de tranquilidade e conforto, mas não deixando de fora o verdadeiro significado desses espaços: a diversão”, explicou Marli. A cozinha, que também pode “se unir” à área gourmet ao se correr as abas de uma larga porta de vidro, foi pensada para que toda a família ficasse próxima durante o preparo das refeições. As cores são harmoniosas e a iluminação clara garante a luz necessária aos preparos e tarefas do dia a dia. Logo ao lado, tem-se acesso à sala de estar, elaborada em tons calmos e elegantes, ideais para um ambiente aconchegante, com

Projeto • Arquiteta Marli Assis • www.marliassis.com.br

Fotos: Eder Bruscagin

sidades da família foram atendidas – tudo dentro da linguagem moderna e contemporânea da arquitetura de residências. Assim, destaca-se, por exemplo, a integração da brinquedoteca e da academia, elaboradas de maneira a permitir o convívio da família em diferentes atividades. No local, cores alegres e temática divertida foram empregadas para transparecer a ideia de felicidade.


vista a um belo jardim de inverno. Aliás, áreas verdes têm espaço garantido na casa: há ainda um jardim suspenso e uma parede repleta de plantas próxima à piscina. O home theater, ao lado, é composto por tons neutros, transmitindo conforto e elegância. Subindo a escada de acesso ao andar superior, há um home office com vasto sofá que, além de ligar os três dormitórios, foi feito para ser um ambiente de descanso, leitura e relaxamento.


Além do equilíbrio no uso das cores e das formas, é fundamental que os ambientes sejam não só visualmente bonitos, mas que se sejam vivos, atraentes e aconchegantes.

Nos quartos, cada um foi decorado de maneira a expressar a personalidade dos clientes. Assim, no dormitório da adolescente, foi utilizada uma combinação de cores alegres e vibrantes, com temática em forma de gota, que se repete no gesso, nas estampas e em outros detalhes, como nos bojos de iluminação. Fotografias da jovem fixadas ao meio, de pinturas que simulam molduras de quadros, dão ainda mais personalidade ao cômodo. O dormitório do garoto reúne cores vivas e diferentes formas geométricas “desenhadas” tanto nos móveis, quanto no gesso. A composição se completa com


DICAS DE COMO CRIAR ESPAÇOS ACONCHEGANTES Use cores neutras: que passam tranquilidade e acalmam; tons vibrantes deixam as pessoas agitadas – por isso, repare que no projeto, as cores alegres foram reservadas à brinquedoteca, academia e quarto dos jovens; Invista em uma iluminação: quente ou neutra, elas ajudam a relaxar; Use madeira: seja no piso ou nos móveis, ela fornece a sensação de acolhimento para qualquer ambiente; Os tapetes: também trazem a sensação de aconchego e conforto, além de ajudarem a delimitar os espaços; Equilíbrio: o casamento entre cores, texturas e iluminação é fundamental.


uma larga parede adesivada por completo com cenas de quadrinhos do Homem-Aranha. Já o quarto do casal é sóbrio, com papel de parede em preto e dourado, de estampa rebuscada e clássica. A cabeceira da cama em tom escuro contrasta com as demais paredes do cômodo – e conferem, ao todo, um visual elegante, romântico e sofisticado. Segundo Marli, o maior desafio de todo projeto situa-se na cobertura, onde foi instalado um spa completo.

“Tivemos que solucionar toda a parte hidráulica, elaboramos um sistema de captação de água da chuva, fechamentos etc.”, concluiu a profissional. O projeto dessa residência, em São Caetano do Sul, reúne características que a princípio podem parecer contraditórias. A casa mistura, por exemplo, cores alegres e vibrantes em alguns ambientes, enquanto outros são elegantes, sofisticados e tranquilos. Para isso, além do equilíbrio no uso das cores e das formas, é fundamental que os ambientes sejam não só visualmente bonitos, mas que sejam vivos, atraentes e aconchegantes. Em resumo: que seja prazeroso vivê-los, estar dentro de cada um deles.


NOTAS 1

INSPIRAÇÃO COSMOPOLITA Uma tendência em alta é a inspiração no urbano de grandes cidades do mundo, como Nova Iorque, Londres, Miami, Aspen, Nassau e Abu Dhabi, na hora de compor o visual do projeto. As pastilhas, por exemplo, ganham atmosfera e cores com ares cosmopolita. As peças têm efeito molhado, cantos arredondados, brilho intenso e as diversas modulações e cores permitem inúmeras combinações (imagem 1). Pastilhas são muito versáteis e podem ser utilizadas nos mais diversos ambientes.

2

DECORAÇÃO ATEMPORAL O escritório Machado & Weiss Arquitetura e Interiores elaborou dicas para se compor uma decoração atemporal. (imagem 3) • Prefira base neutra: usá-las nas paredes, tapetes e cortinas garantem maior versatilidade; • Aposte nos clássicos: móveis com design renomado não saem de moda; móveis com linhas mais retas cansam menos; • Escolha dos objetos: use peças herdadas da família, compradas em viagens ou presentes especiais de amigos e familiares; • Menos é mais: formas diferentes tornam-se cansativas. Opte por linhas simples e retas; muitos móveis e objetos deixam o espaço pesado.

Fotos: Gilmar Veng

3

PISO AQUECIDO Muito comum na Europa e nos Estados Unidos, a tecnologia de piso aquecido hidráulico (imagem 2) é ideal para quem deseja garantir conforto térmico nos períodos de inverno. “O sistema usa tubos flexíveis sob o revestimento do piso, por onde circula a água aquecida por uma caldeira mural, conhecida como aquecedor Boiler, que funciona a gás”, explica Cleverson Callera, gerente de vendas do ramo. O especialista afirma que não há consumo excessivo de água, pois ela é mantida em um circuito fechado. Além disso, o líquido não precisa ser trocado. A tecnologia pode ser utilizada em qualquer tipo de revestimento e em qualquer cômodo.


por Lucas Lourenço

6

VANTAGENS DO DRYWALL Chapas de gesso aparafusadas em estruturas de aço galvanizado. Isso é o drywall (parede seca), (imagem 4) tecnologia bastante usada no hemisfério norte e que ganha espaço no Brasil. A grande vantagem do drywall é a agilidade na finalização da obra, menores custos e ganho de área útil. A estrutura das paredes de drywall é constituída por guias horizontais fixadas no piso e na laje, e por montantes verticais encaixados nas guias. Em seguida, painéis de gesso são fixados com parafusos próprios, que depois de lixados podem receber o acabamento final. 4

PERSIANAS ANTIRRUÍDO Para diminuir os sons externos habituais, uma boa alternativa são as persianas antirruído. O que faz as persianas servirem de bloqueio térmico e acústico é o formato hexagonal de cada célula. Além dessas vantagens, persianas desse tipo podem ser montadas com tecidos translúcidos ou com blackouts e não possuem restrições ao uso: podem ser colocadas em quartos, estúdios, home theaters e em outros ambientes que demandam controle térmico e acústico. (imagem 6)

CONTROLE TOTAL

MADEIRA EM VOGA

Fotos: Edson Ferreira

5

A utilização de madeira não só na decoração e nos detalhes das obras, mas também em partes estruturais, está cada vez mais em voga. Na última edição da Casa Cor São Paulo 2016, por exemplo, a madeira esteve presente na maior parte dos projetos, tanto nos revestimentos do teto, pisos e paredes, quanto em elementos construtivos. (imagem 5) O retorno da madeira deve-se ao fato de ela por si só emprestar beleza, sofisticação e conforto aos ambientes e, por sua versatilidade de padrões e acabamentos, adaptar-se aos mais diferentes estilos e propostas.

Dominar custos e prazos de uma obra é um grande desafio para construtores de qualquer porte. Claudio Graeff, managing director, fornece algumas dicas: • Planejamento: detalhe exatamente o que se quer para evitar mudanças ao longo da obra; planeje as finanças e avalie possíveis problemas como temporada de chuvas, definição de acabamentos etc.; • Contratação: caso o cliente não tenha tempo para controlar de perto o trabalho dos operários, recomendase uma empreiteira; • Cronograma: definir as etapas de trabalho e os marcos de pagamento; • Material: em cada fase da obra, planeje o prazo de entrega dos materiais; • Gestão: evite alterações do que foi contratado. (imagem 7)

7


PROJETO

Ampla e

ILUMINADA U

ma casa ampla, com 272 metros quadrados de construção, bem iluminada e com ambientes confortáveis. Esse foi o pedido feito por um casal com filho pequeno ao escritório Pecego e Mandarino Arquitetos, de São José dos Pinhais (PR). Para chegar ao resultado, os profissionais tiveram como inspiração os lofts norte-americanos. Nos anos 60, em Nova Iorque, regiões industriais decadentes, como o bairro Soho, foram adotadas como residência e local de trabalho por artistas plásticos, hoje, renomados, como Andy Warhol. Assim, as antigas fábricas da região – todas amplas, com pé-direito alto e vãos livres – eram recicladas para abrigarem ateliê, quarto, sala, banheiro e cozinha em um mesmo salão. Nasciam os lofts modernos.


por Lucas Lourenço

Tal integração de ambientes e liberdade de proporcionar vários layouts foi adotada na residência, situada em Curitiba. “Esse é um projeto contemporâneo, com linhas retas, volumes bem marcados, mistura de materiais como madeira e pedra (como na fachada), e uso da luz natural, com esquadrias amplas”, explicou a arquiteta Angelica Pecego. Na composição visual da casa, os profissionais utilizaram cor branco gelo nas paredes internas, contrastado pelo uso do tom neve das portas, rodapés e gesso. Pastilhas mais escuras foram aplicadas nos banheiros, e a cozinha recebeu um revestimento pastilhado dourado – proporcionando perso-

nalidade ao local. Na área externa, o branco é predominante, mas contrasta diretamente com volumes em pedra ferro, madeira e grafiato. Outro destaque da residência é o elevador, que além de garantir comodidade no deslocamento entre os dois níveis da casa, também agregou requinte e praticidade ao projeto arquitetônico. Ao todo, a construção durou 12 meses – entre abril de 2014 e o mesmo mês do ano seguinte – e foi realizada pela Construtora Baggio. “O processo da obra foi rápido, pois o projeto foi muito bem elaborado e discutido com o cliente. Esse bom relacionamento entre cliente e arquiteto foi fundamental para que o sucesso fosse Fotos: Nenad Radovanovic

Modernos lofts norte-americanos servem de inspiração para residência familiar

Projeto • Arquitetos Angelica Pecego e Alexandre Mandarino • www.pecegoemandarino.com.br


alcançado”, ressaltou Angelica. Por se tratar de um único e amplo espaço, os lofts requerem cuidado especial na disposição dos móveis, obras de arte e demais objetos de decoração. Afinal, por meio desses detalhes é que serão criadas as divisões necessárias à composição de uma residência, mas ainda assim mantendo-as integradas.

“Morar ou trabalhar em um loft é ter tudo à vista – de uma forma acessível, prática e funcional. A total ausência de obstáculos como as paredes, por exemplo, facilita a criação de um interior explorado por meio da imaginação, dando liberdade às diversas soluções de planta em um único espaço”, frisou a arquiteta Angelica Pecego.


“Neste projeto, por exemplo, utilizamos o sofá e o aparador para fazer a divisão entre as salas de jantar e de estar”, concluiu Angelica.

A profissional deu algumas dicas de como não errar na exploração espacial dos lofts: 1. A escolha de móveis do tamanho adequado e multifuncionais é essencial para que o espaço não seja ocupado de forma a atrapalhar a circulação e diminuir a percepção de amplitude; 2. Trata-se de um lugar ideal para projetar um estilo minimalista, pois a simplicidade e a escolha de cores claras são alguns dos elementos que trarão luz e amplitude à sua habitação; 3. Na divisão do espaço, o ideal é utilizar o próprio mobiliário ou objetos para separar os ambientes; 4. Os quadros são perfeitos para decorar qualquer loft, com pinturas coloridas para decorar as paredes brancas; 5. Dê preferência às cortinas que vão do piso ao teto para alongar o pé-direito.


Luxo no

AMBIENTE Metais conferem maior requinte às salas de banho

P

ara conquistar a organização na hora da higiene pessoal, são essenciais, em qualquer projeto, as peças de metal. Misturadores, torneiras, ganchos e toalheiros são alguns dos itens indispensáveis ao espaço. Esses detalhes, no entanto, não precisam ficar em segundo plano no projeto. Pelo contrário, se escolhido corretamente, em harmonia com o estilo proposto, os acessórios garantem requinte e ç , aas salas sofisticação. Com as p peças,

de banho ganham praticidade e elegância e tornam-se mais do que um mero lugar para comportar objetos. Os detalhes vão desde o metal utilizado na confecção das peças como também à combinação de pedrarias em projetos mais luxuosos. Entre as torneiras e misturadores, muitos dos produtos possuem design inovador e funcionalidades tecnológicas de última geração, modernizando ainda mais o ambiente.

Fontes: Martplast, Japi, Doka, Docol e Astra

VITRINE


DESTAQUE

COMPOSÉ NA

CASA COR A marca e suas lojas parceiras Saccaro e Sierra Vitória estão presentes em mais uma edição do evento no Espírito Santo

C

omo já é tradição, a Composé e as lojas parceiras Saccaro e Sierra Vitória estão presentes em mais uma edição da Casa Cor Espírito Santo. Com o tema “Celebrar a Casa”, a mostra conta com 42 ambientes projetados em mais de 4 mil metros quadrados no antigo Hotel Canto do Sol, localizado na orla da capital capixaba. Em sua 21ª edição, o evento é realizado de 28 de setembro a 8 de novembro e celebra os 30 anos da Casa Cor no Brasil, apresentando aos visitantes as formas de morar do capixaba por meio da ambientação de diferentes ambientes. Entre os profissionais presentes na mostra e parceiros da Composé estão: Letícia Finamore, Alessandra Guidoni, Zilda Helal, Alexandre Cardin, Amanda Abranches, Ana Maria de Angelo, Aparecida Lamari, Gabriela Dall’orto, Geraldo Lino, Ximene Villar e Kika Guzzo, que usaram revestimentos das marcas Duratex, Decopainel, Biancogres, Rerthy, Eliane, Revix, Gambarelli e Passeio.

ESPAÇOS Sala de Almoço e Lavabo: A arquiteta Alessandra Guidoni é a responsável pelo projeto dos dois espaços, com destaque para o jardim


Fotos: Divulgação/ Casa Cor/ES

vertical e o uso do revestimento vinílico Idea Atacama, da Duratex e do Vimini, da Decopainel. Lounge de Entrada e Bilheteria: Foram projetados pelo arquiteto Alexandre Cardim, que utilizou o Tijolinho da Passeio Revestimentos na concepção do espaço. Design Store: A designer Amanda Abranches utilizou os revestimentos Design Ébano e o alisar Poliestrino, ambos da Durafloor, em seu ambiente. Suíte da Filha: O ambiente, criado por Ana Maria de Angelo, recebeu os revestimentos da Biancogres: Absolut Bianco e Breccia. Sala de Almoço, Cozinha e Lavanderia: Aparecida Lamari, que está presente em três ambientes, utilizou revestimentos da Rerthy Truc Branco Andino e da Revestimento Biancogres Oxy Tred e Tradizionalie Bianco.

Cozinha: O alabastro Biancogres foi utilizado pela designer Ximene Villar para ambientar a cozinha com inspiração egípcia. Living: O revestimento Oro Gambarelli, da marca de mesmo nome, ganhou destaque no espaço criado pela decoradora Zilda Helal. Casa de Praia: O ambiente de Letícia Finamore foi enriquecido com o revestimento Stark Gray, da Eliane. Banheiro Deficiente: Os revestimentos Minerale Avorio e Brocan, da Biancogres, estão presentes no banheiro especial criado por Rita Tristão. Loja de Óculos: Da Biancogres, o Chicago Avorio está no espaço de Kika Guzzo. Cocktail Lounge Bar: Geraldo Lino aplicou no piso o revestimento Bisaltina Bege, da Biancogres. Sala Íntima: Gabriela Dall’orto também investiu nos porcelanatos New Gray e Chicago Grigio, da Biancogres, além de móveis da Sierra e Saccaro Vitória.


PREMIAÇÃO

Programa

INSPIRE-SE A

o longo de 23 anos de história, a Composé sempre esteve conectada com as últimas tendências do mundo da decoração, sem abrir mão de manter estreito relacionamento com os profissionais da arquitetura e construção. Nesse sentido, ela mantém um programa de relacionamentos que já premiou dezenas de especificadores, que já adquiriram produtos e participam das atividades da empresa, a exemplo dos almoços do Espaço Viver Gourmet. Com formato diferenciado, a última temporada do Programa de Relacionamentos Inspire-se teve início em 1º de janeiro de 2015 e término em 31 de julho de 2016, premiando trimestralmente os arquitetos e designers que mais pontuaram nas lojas do grupo. Outra novidade foi a divisão em três categorias: bronze, prata e ouro. “A ideia foi dar a oportunidade de mais especificadores

Composé encerra edição 2016, premiando profissionais de arquitetura e decoração


serem premiados. Além disso, estendemos o programa para profissionais recém-chegados ao mercado”, salienta o diretor da Composé, Carlos Marianelli. Na avaliação do empresário, essa aproximação ajuda a consolidar o trabalho diferenciado realizado pela Composé, que já se tornou referência pelo atendimento personalizado, foco em relacionamento e pela vanguarda em produtos de acabamento e revestimentos. "Buscamos sempre inovar e apresentar o que há de mais atual no mercado capixaba (tendências e exclusividades), para os formadores de opinião e conhecedores dos desejos dos nossos clientes. São ações que garantem a fidelização de nossos especificadores e nos permite manter um bom crescimento, mesmo em períodos difíceis”. Vencedores realizaram viagens para Nova York e Miami. Além da premiação trimestral, os participantes do programa, que acumularam pontos no período de 1º de janeiro de 2015 a 31 de julho de 2016, concorreram a viagens internacionais.


Fontes: Stam, Papaiz, Pado, IMAB e Altero

VITRINE

ARTE e beleza P

ara que o projeto saia perfeito, é fundamental cuidar dos pequenos detalhes, até mesmo os mais minimalistas. Para aqueles que se preocupam com questões de design em todos os ambientes que envolvem a construção de um projeto, as maçanetas são muito mais do que meros detalhes. Elas

estão presentes em todos os cômodos da casa e investir na sofisticação dessa peça é sinal de que cada espaço foi realmente pensado e planejado. Se atentar nos aspectos de acabamento, desenho e formato são necessários para garantir a transcendência das peças e prolongar a sua vida útil, trazendo sem-

As maçanetas oferecem elegância aos ambientes e, no mercado, existem inúmeros modelos e estilos pre beleza e requinte aos ambientes. Os modelos e desenhos são os mais variados e combinam com diferentes estilos arquitetônicos, possibilitando inúmeras combinações. Por isso, é preciso pensar no ambiente em que a peça será inserida como um todo, para garantir a harmonia e sua funcionalidade.


APARTAMENTO TAM

ESPAÇO e requinte Integração de ambientes e decoração refinada são características de apartamento luxuoso

P

rojetar o interior de um apartamento de 375 metros quadrados de forma que a sensação de amplitude espacial ganhasse ainda mais destaque. Esse foi o objetivo da designer de interiores Iara Kílaris ao reformar e decorar o lar de um jovem casal com uma filha pequena. No living e na sala de jantar, os espaços foram compostos com móveis em laca branca e iluminação. Um nicho de madeira serve

como uma adega para bebidas. O local conta também com painel em espelho, lustre de cristal, mesa em madeira, tapete arabesco e piso em mármore Carrara, garantindo a sofisticação do ambiente. O espaço social do home theater possui rasgo de luz com iluminação amarelada, painel e móveis em madeira, além de cortina blackout automatizada. O conforto do ambiente fica por conta do amplo estofado.


por Lucas Lorenço

e elegância com o jardim de bromélias, o piso em nanoglass branco, papel de parede e bancada em pedra rara turquesa. Já a lavanderia, também, tem seu charme com armários brancos e bancada em silestone preto. O piso branco ganha detalhe harmonioso com círculos cinzas. Iara também encontrou uma solução criativa para evidenciar uma das grandes paixões do proprietário. No corredor, camisas de futebol foram emolduradas e iluminadas individualmente, Fotos: Leandro Farchi

“A integração é a grande responsável por toda a amplitude do espaço”, revelou a designer. A profissional explica como efetuou, na prática, a “conversa” entre os diferentes ambientes. “O living está integrado com toda a área social – sala de jantar, home theater e varanda. Além disso, os acabamentos em mármore valorizam os ambientes e a decoração clara e clean compõe ambientes aconchegantes.” Fora a integração e as grandes dimensões do imóvel, destaca-se o requinte da decoração. Lustres em cristais foram usados no living e na sala de jantar. Vários cômodos do apartamento também possuem televisores e/ou projetores, que dão praticidade e conforto aos proprietários. A cozinha ganha sofisticação em todos os detalhes, desde os armários em fórmica preta fosca, porta de vidro serigrafado, ban-

cada e lustres. A área gourmet possui iluminação bifocal e um painel de madeira de demolição. O espaço ainda conta com churrasqueira com coifa em inox, ideal para receber familiares e amigos em momento de lazer e confraternização. Na varanda gourmet, outro detalhe de refinamento: uma pedra ônix iluminada, que pode ser usada tanto ao preparo de alimentos, como mesa de refeições. Abaixo dela, há ainda um balcão refrigerado. O lavabo clean ganha frescor

Projeto • Designer Iara Kílaris • www.iarakilaris.com.br


transformando o espaço em uma minigaleria. Assim, a profissional conseguiu dar vida e gerar interesse por um espaço das casas, muitas vezes, pouco valorizado. “O apartamento ficou amplo, elegante, aconchegante e pronto para receber os amigos e a família”, definiu Iara, que conseguiu associar os pedidos do casal ao seu estilo inconfundível: composto de linhas curvas

e formas orgânicas. As quatro suítes foram todas ricamente decoradas, mas, ao mesmo tempo, bem iluminadas e com visual clean. Uma delas é máster, destinada ao casal, e a outra tem decoração especial com temática de castelo, para acomodar a filha, a “princesa do reino”, segundo definiu a designer. O dormitório infantil é decorado com cortina de veludo rosa. O charme do dor-


mitório fica por conta do móvel desenhado em forma de castelo em 4D, com torres que formam nichos iluminados, que emolduram a cama. Os armários em laca branca com nichos para brinquedos no hall, a TV embutida e mesa em formato de flor complementam o encanto do ambiente. O alto padrão da suíte máster, assinado pela arquiteta, tem painel em madeira, pendente em cristal e nichos revestidos de papel de parede e iluminados. A cabeceira de couro e o criado-mudo em laca branca proporcionam clareza e delicadeza aos móveis. O nicho em espelho e a TV embutida finalizam o espaço. No banheiro máster, optou-se por mármore Carrara, revestimento branco e o detalhe para cochos com plantas e painel bolha. As bancadas e o piso acompanham o estilo em mármore. Nas duas outras suítes do apartamento, a decoração segue em harmonia com os outros cômodos: móveis em laca branca, nichos, espelhos, iluminação bifocal delicada e painéis para a TV. Conforto, praticidade e requinte em todos os cantos.


PAISAGISMO

JARDINS Exuberantes E

ra simplesmente um terreno inclinado e uma casa. Esse cenário pouco tempo depois foi transformado em um pedacinho da Toscana no interior de São Paulo, com tudo o que tem direito: ciprestes italianos e lavandas, um jardim bucólico – a arquitetura da casa é deslumbrante. É como se o tempo passasse mais devagar por lá. Tudo começou com a transformação da área. “Criamos vários platôs e transformamos a área que antes não era utilizada em área de uso. Tivemos um maior aproveitamento do terreno”, explica o paisagista Gilberto Elkis. Para compor o jardim, foram utilizadas espécies provençais, tudo para satisfazer o desejo da cliente. Afinal, o paisagista manipula a natureza, frase que Elkis costuma

As áreas verdes, além de valorizarem os ambientes, causam sensações de paz e bem-estar citar. “Não penso só no momento, mas no futuro que este ser vivo vai ter. Parece acaso, mas tudo é pensado nos mínimos detalhes”, completa. E olha que a área é desafiadora. A metragem do jardim é de 22 mil metros quadrados. No ambiente, é possível encontrar ciprestres italianos e lavandas nos vasos, escolhidas a dedo por serem típicos na região da Toscana. Por gostar de luz indireta, vasos com laranjinhas enfeitam o jar-

dim. Fãs do sol pleno, buxinhos foram plantados em diversos tamanhos para dar volumetria à paisagem. O pergolado ganhou algumas espécies de sete léguas que adoram a luminosidade. Para reproduzir uma entrada de vila européia, é possível avistar vários plátanos. Os projetos assinados por Elkis sempre partem da premissa de dar um uso ao jardim, além da mera contemplação. Por isso, o ponto mais alto é uma


por Caroline Rosani

Projeto • Gilberto Elkis • gilberto@elkispaisagismo.com.br

uma pessoa responsável por isso. A grama é cortada religiosamente a cada 15 dias. Dá trabalho, mas o resultado é estonteante. O pouco espaço foi o grande desafio desse projeto assinado pela paisagista Ana Paula Magaldi. Cerca de 100 metros quadrados foram suficientes para criar um jardim exuberante na propriedade localizada no Jardim Europa, bairro luxuoso da capital paulista. “No local, relativamente pequeno, foi fundamental compor com jardins verticais os muros do entorno do espaço”, explica a paisagista. Ana Paula utilizou alguns critérios para escolher as plantas do jardim: atrair pássaros, baixa manuten-

Fotos: Renato Elkis

charmosa pracinha. No centro, uma fonte bucólica e, ao redor, quatro bancos espalhados estrategicamente. “A ideia é convidar a pessoa a circular. Então, a partir disso, criamos alguns ambientes convidativos para um passeio pelo jardim”, explica Elkis. Pensando em integrar a natureza e a arquitetura, até o muro do vizinho é disfarçado com a vegetação abundante. Para manter a estrutura, além de um jardineiro, é importante ter um sistema de irrigação ou


Fotos: Martin Smizck

Projeto • Ana Paula Magaldi • contato@paulamagaldi.com.br

ção e alta ornamentabilidade. “A jabuticabeira é muito utilizada para atrair a fauna, possui troncos ornamentais e seus frutos são um atrativo para locais próximos às áreas gourmets”, afirma. A planta também prefere solos úmidos, porém, bem drenados. Já o dasilírio, também utilizado no espaço, é uma espécie que em composição com os vasos vietnamitas cria uma bela ambientação e não necessita de muitos cuidados por ser rústico. Os pontos altos do projeto são os jardins verticais e a estonteante jabuticabeira. “Me fascina a possibilidade de compor com a natureza e transmitir sensações através dos

elementos utilizados, seja através do som da água corrente, das cores vibrantes das vegetações e do cantar dos pássaros que são atraídos por elas”, contempla Ana Paula Magaldi. Mesmo relativamente pequeno frente a outros projetos estonteantes da paisagista, o jardim demanda muitos cuidados: adubação conforme necessidade de cada espécie, correção do PH do solo, irrigação, poda, remoção de folhas secas – a lista de afazeres é grande. Tudo assistido por profissionais da área de agronomia e arquitetura. Com mais de 20 anos de carreira, Ana Paula cativa seus clientes por vários motivos, entre eles, a


agilidade na produção. Entre a concepção do projeto e a entrega do paisagismo demora cerca de 30 dias. O processo inicia-se com uma conversa com o cliente, a partir disso, a concepção de uma primeira proposta com desenhos artísticos, onde através das perspectivas têm-se compreensão do que será transmitido. “Nosso objetivo é que os jardins causem sensações, impacto e interfiram positivamente no cotidiano dos nossos clientes e da sociedade em geral, que também se beneficia com o acréscimo de áreas verdes nas cidades”, afirma. E a fórmula está dando certo.

Fotos: Renato Elkis

Projeto • Gilberto Elkis


COMERCIAL

ARQUITETURA para crianças Área infantil singular em shopping center tem cabeleireiro e espaço gourmet

P

rojetar uma área para crianças brincarem em apenas 250 metros quadrados e pé-direito de 2,20 metros, situada no mezanino de um shopping center em São Paulo. Esse foi o desafio que recebeu o arquiteto Toninho Noronha – e o resultado é o espaço de entretenimento Piks. A área foi criada para ser um local onde as crianças brincam enquanto os adultos passeiam e fazem compras. Para manter os pequenos entretidos, há uma série de atrações, como salinha

de cinema, estações individuais de jogos eletrônicos, setores para brinquedos e artes manuais, além de um minissalão de cabeleireiro e um espaço gourmet de “faz de conta”, no qual as crianças aprendem a cozinhar “de mentirinha”. Diante de todas essas necessidades e informações, o arquiteto foi à prancheta. “As soluções foram aparecendo no papel, como num passe de mágica”, revelou Noronha. Surgiram formas lúdicas, orgânicas e livres, todas em sintonia com a demanda do projeto


Fotos: Pipo Gialluisi

por Lucas Lourenço

Projeto • Arquiteto Toninho Noronha • www.toninhonoronha.com.br

Surgiram formas lúdicas, orgânicas e livres, todas em sintonia com a demanda do projeto, mantendo a harmonia do todo.


– que era dar identidade a cada segmento da Piks, mantendo, no entanto, a harmonia do todo. Cores vibrantes – como magenta, turquesa e laranja – foram utilizadas para dar ao local o espírito alegre e festivo que toda criança expressa na hora de brincar. Para o conforto e a segurança dos pequenos, não há cantos vivos

no mobiliário; todos eles, aliás – incluindo vidros, espelhos e acrílicos – foram projetados por Noronha. Além disso, nenhum dos minieletrodomésticos funciona de verdade. Outro desafio, este de natureza estrutural, foi trabalhar o pé-direito baixo, que não permitia a construção de um forro de gesso

Tons quentes e alegres, combinados com formas adequadas foram fundamentais para atrair o público infantil neste projeto. Quando aliados à funcionalidade, cria-se o ambiente perfeito


para esconder as instalações. “Por isso, o teto e as tubulações de hidráulica e ar-condicionado foram inteiramente pintados de preto. Dessa forma, tornaram-se ‘invisíveis’”, explicou o arquiteto. Depois de seis meses de obras, o espaço ficou pronto. Integração, funcionalidade, alegria e praticidade são destaques do projeto. “Cores e formas são fundamentais para atrair o público infantil. Quando aliadas à funcionalidade, cria-se o ambiente perfeito”, avaliou Toninho.


TENDÊNCIAS

CONFORTO

refinado

Os momentos relax ganham espaço e aconchego em diferentes ambientes

Foto: Denilson Machado

Foto: Denilson Machado

PRIVACIDADE NA HORA DA DEGUSTAÇÃO Com ênfase na madeira em várias modalidades, o projeto criado por Diego Martins e Diego Rezende oferece ao usuário um momento de privacidade e intimismo para a degustação de vinhos, por isso, o ambiente tem uma iluminação diferenciada, com luz indireta e amarelada que se completa com uma luz natural que atravessa os cobogós. A exposição das bebidas é variada: em uma estante de vinhos especiais que acomoda as garrafas na vertical ou na adega climatizada.

CHEF’S TABLE O projeto criado por Cristina da Luz, Daniel Schon e Juarez Cruz apresenta, ao fundo do espaço, a enoteca reservada à degustação de vinhos. Ela traz um contraste inusitado em relação ao restante do espaço, desenvolvido em melamina Borgonha de alto brilho.

Foto: Eduardo Liotti

DESTAQUE PARA OS JOVENS A proposta do restaurante era apresentar uma atmosfera jovem e moderna, com um estilo bem contemporâneo: um misto de bar e balada, com cardápio refinado. As arquitetas, Jussara e Deborah Nazareth (mãe e filha), fizeram o projeto de iluminação e a disposição do mobiliário em formato de lounge, e isso, contribuiu para compor um ambiente descolado e aconchegante.


por Renato Barroso

Foto: Eduardo Liotti

ESTAR GOURMET A arquiteta Livia Marcantonio Bortoncello explora, na criação do ambiente, texturas naturais, como linho e algodão nos estofados, fibras no tapete, além de madeira e couro, sem contar os pufes em lã de ovelha na sala, de Inês Schertel. Lâminas de madeira Rovere e a laca marrom se revezam no mobiliário fixo retilíneo e conversam com superfícies sofisticadas, como vidro e quartzo.

LIVING Neste estar, bastaram 36m² para o arquiteto Francisco Humberto Franck criar um ambiente multiúso, para ver TV, receber amigos ou relaxar. Móveis baixinhos, com estilo anos 1970, e detalhes em cimento queimado nos revestimentos, conferem um tom informal. Eles ganham a companhia elegante dos painéis amadeirados com alto brilho, dos espelhos facetados bronze e dos mármores aplicados no piso.

Foto: Eduardo Liotti

Foto: Denilson Machado

ENSAIO DA NOSSA CASA As casas dos bosques e fazendas uruguaios foram a grande referência do espaço, que incorpora móveis de design como a poltrona Leme, em louro freijó e couro natural. A arquiteta Máira Ritter destaca a construção do forro, que respeita as tesouras da estrutura original e emprega MDF laminado. Em algumas colunas foram aplicadas pedras cimentícias.

CAMARIM Com uma linguagem clássica e refinada, o espaço projetado pelo designer Douglas Raldi apresenta um projeto que resgata os traços próprios da arquitetura de interiores das décadas de 60 e 70. Para compor o projeto glamuroso e requintado, a escolha das cores preto, branco e cinza é ideal para dialogar com a mobília e os acessórios. Em um espaço de 10m², o ambiente traz toda a magia de um lugar belo e cheio de estilo.


Fotos: Denilson Machado

LAVABO O projeto criado pelas arquitetas Jakeline Terto e Cristiane Chiosini mescla a sobriedade do cinza com todo o glamour da cor dourada, que ilumina e sugere riqueza. Revestimentos modernos, texturas e volumes diferenciados trazem modernidade ao ambiente. Destaque para os painéis de gesso 3D, iluminados com cristais de fibra óptica e papéis de parede texturizados.

SALA DE CONVÍVIO A casa é o lugar onde as pessoas se encontram, interagem e vivenciam experiências memoráveis. Pensando nisso, as arquitetas Annelise Giordano e Gelise Almeida elaboraram um ambiente inspirado no conforto para uma família que ama se reunir para curtir bons filmes e ótimos momentos juntos. A principal ideia do ambiente é de aconchego, com a utilização do trabalho artesanal e com o protagonismo de materiais como o ferro, o couro, a lã e a madeira.

BANHO PÚBLICO Funcional e cheio de estilo, o espaço Banho Público foi projetado pela arquiteta Paula Magalhães. O projeto apresenta certo ar retrô que pode ser visto na escolha das louças e metais. A decoração e as cores representam a igualdade de gênero entre homens e mulheres.

RESTAURANTE As cores utilizadas foram os tons de azul, branco e amarelo, celebrando o mar. O mobiliário, os adornos e os revestimentos em madeira e pedra também contribuíram para a caracterização do tema. A arquiteta Sandra Madeira apresentou uma decoração descontraída, calma e iluminada, a fim de atender a todos os tipos de públicos.


Revista Composé  

CM&N Revistas Customizadas Somos uma editora de revistas para empresas, com experiência em conteúdos que conectam marcas e pessoas em difer...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you