Issuu on Google+

EDIÇÃO 24 - JAN / FEV / MAR 2017

LIFESTYLE

o sedutor e curioso universo dos vinhos

REVESTIMENTOS mármore impresso nos porcelanatos

E MAIS TENDÊNCIAS, NOVIDADES E LANÇAMENTOS

Banheiros REQUINTE E ELEGÂNCIA EM ALTA


{

E D I T O R I A L

}

Foto: Haruo Mikami

Que se faça o melhor!

BANHEIRO Um toque vintage e elementos de pin-up CAPA Memórias da Roma Antiga

26

CASA Ambientes integrados à natureza ARTIGO O som da vida

32

18

30

+ QUE TENDÊNCIA O sedutor universo dos vinhos

Crédito: divulgação

ACONTECE Notícias Casa Vip

38 Foto: Denilson Machado – MCA Estúdio

10 12

ESTILO A perfeita semelhança com o mármore

Após 2016, para a grande maioria, tenso e fora de controle, a exigir a busca diária por equilíbrio, estamos em 2017, que chegou embalado pela esperança. Ainda temos 11 meses novinhos em folha para fazermos o melhor de nossas vidas. Vamos em frente! Que o amor se faça para vivermos dias de luz e tempos de paz. Da nossa parte, mantemos o compromisso de oferecer o melhor a você, com foco na qualidade e respaldados pela nossa relação de confiança. Trazer novidades, revelar infinitas possibilidades, é o nosso trabalho. Afinal, concordamos com o poeta de Itabira, Carlos Drummond de Andrade: para ganhar um Ano Novo que mereça este nome, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo. Dificuldades podem vir, mas quando fazemos boas escolhas, abrimos portas para que as soluções surjam uma a uma. E nesse clima de entusiasmo, apresentamos a você mais uma edição da nossa revista, que traz lindos projetos de banheiros, uma charmosa e aconchegante casa de veraneio e muitas dicas e novidades. As tendências da Casa Cor Rio, uma das mais importantes mostras de decoração e paisagismo das Américas, é outro tema abordado em nossas páginas. Tudo para auxiliar você, que está de olho na reforma ou na construção, ou que apenas busca novas ideias. Além disso, contamos um pouco sobre o vinho. Essa bebida milenar, muito apreciada mundo afora, e que na dose certa até o coração agradece. Vencida a expectativa da chegada do Ano Novo, boa parte da população agora entra no clima de outro momento de êxtase, o Carnaval. O otimismo permanece vivo, pois são muitos os dias a serem preenchidos à espera de novas e promissoras histórias. Seguimos adiante, sem nos esquecer, como afirma o saudoso poeta mineiro, que é dentro de cada um que o Ano Novo cochila e espera desde sempre. Avante!

CONTEÚDO, EDIÇÃO E ARTE: CMN - Revistas Customizadas - cmnrevistascustomizadas.com.br/#contato - (17) 3229-1940 JORNALISTA RESPONSÁVEL: Márcia Vaisman - MTB 46219/SP EDIÇÃO: Graziela Delalibera e Márcia Vaisman REDAÇÃO: Caroline Rosani de Carvalho, Graziela Delalibera e Renata Girodo IMPRESSÃO: Quatrocor Gráfica e Editora COORDENAÇÃO PROJETO REVISTA CASA VIP: Claudia Maria Chaves e Frederico de Mello REVISTA DISTRIBUÍDA PELAS EMPRESAS INTEGRANTES DA ASSOCIAÇÃO CASA VIP: ALMEK, ALVOMAC, BARATÃO, BEL LAR, BIGOLIN, CASA SÃO PAULO, CDC, CIMCAL, CONSTRUSERRA, DEL LAMA, ELEVATO, ENGELMIG, METAL NOBRE, MUNDIAL, NICHELE, PANORAMA, PASTILHACOR, ULIANA, VILAREJO E WALTER BELTRAME TIRAGEM: 85 mil exemplares CONTATO: (31) 3611-8233 www.acasavip.com.br A reprodução total ou parcial do conteúdo desta obra é expressamente proibida sem prévia autorização. A Revista A Casa Vip é uma publicação das revendas de materiais para construção associadas à Rede A Casa Vip.


{

T O M E N O T A

}

Revestimentos de luxo Lançamento da Roca Cerâmica, a Série Madri recria a elegância das nuances do mármore Carrara, com relevo bisotê. As referências clássicas desse revestimento podem compor decorações inspiradas no Art Déco ou detalhes que misturam o retrô e o moderno. O Marble Madri Mate, na medida 30x120cm, atende ao segmento luxo de revestimentos, que traz como tendência peças de grandes dimensões. Somada a essas características, a junta mínima retificada de 1mm proporciona acabamento impecável na instalação de painéis ou detalhes decorativos, sem necessidade de rejunte entre as peças.

CHARME NOS DETALHES

VERSATILIDADE EM BANCADAS Marca do Grupo Eliane, a Eliane Técnica oferece ao mercado bancadas em revestimentos cerâmicos. O produto é resultado da parceria entre a Eliane e a Latina Cerâmica, especializada em assentamento cerâmico e beneficiamento de porcelanato. São estruturadas em revestimento cerâmico, em diferentes modelos, linhas e padrões de acordo com a demanda do projeto. Indicadas para cozinhas, áreas gourmet, varandas, lavabos, banheiros e áreas de serviço e espaços residenciais e corporativos. O grande diferencial é a variedade de design na superfície por meio da decoração digital, possibilitando a reprodução de pedras nobres e madeiras envelhecidas.

Na Série Tessile, da Incepa Revestimentos, o padrão geométrico ganha suavidade com a textura tênue do tecido. A composição de cores e tramas têxteis, em tons naturais, oferece aos espaços uma atmosfera intimista e delicada. O revestimento multicor, na medida 30x90,2cm, mostra-se ideal para aplicação em paredes, painéis ou para composição de charmosos detalhes decorativos. A junta retificada mínima de 1mm confere a estética de continuidade nos painéis.

Novas opções A Claris Tigre, fabricante de esquadrias, portas e janelas em PVC, lança as linhas Colors e Wood, ampliando a variedade de modelos para customização de projetos, que além do tradicional branco, agora contarão com opções com cor e tons amadeirados. A linha Colors contempla janelas e portas nas cores preta, prata e bronze. Já os acessórios estão disponíveis nas cores preta ou em aço escovado. A linha Wood, por sua vez, reproduz, com fidelidade, os padrões e texturas característicos da madeira e será comercializada em duas tipologias: Carvalho Dourado e Nogueira. Acessórios nas cores: cromo acetinado, preto e inox.

6

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S


{

T O M E N O T A

}

Bem-estar em alta A Docol apresenta a linha de purificadores de água DocolVitalis. Avaliados sob os critérios mais rígidos do Inmetro, os produtos para cozinha fornecem água límpida e são eficientes contra impurezas e bactérias. O design foi inspirado nas formas de uma garrafa de água, remetendo à pureza. Já o nome, DocolVitalis, traduz o conceito de vitalidade e saúde. A linha é composta por misturador monocomando com purificador de água, torneira com purificador de água e a opção apenas da bica com purificador.

INOVAÇÃO COM PERSONALIDADE

RELAXE COM ESTILO Produzida em acrílico, a banheira freestanding Georgia é ideal para quem gosta de usufruir de momentos de descontração na hora do banho. O modelo desenvolvido pelo Roca Design Center oferece proporções maiores e comporta até duas pessoas. Seu desenho oval integra-se a decorações clássicas e modernas. Está disponível na cor branca, na medida 1850x1000mm e com capacidade para até 210 litros de água.

A Villagres sempre busca novas possibilidades celebrando a inovação e o pioneirismo da linha Empório. Com novas cores e combinações, a linha cresce e se reinventa. Materiais consagrados criam composição de tons corten (acinzentado) e cimento queimado, aprimorando a versatilidade de um produto único e de personalidade. O porcelanato apresenta-se na medida 50x100cm.

Visual de pedra e cimento O piso vinílico em placas Stonetile, com visual natural e moderno da pedra e do cimento, é o lançamento da Beaulieu. Tendência internacional de decoração para uso comercial e residencial, o produto contém uma textura que combina com ambientes ousados e contemporâneos. A linha oferece um leque de opções em cores, sendo apresentada nas versões Sand, Concrete, Yorkstone, Platinum e Gold Gray. Todas no formato 50x50cm.

8

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S


{

E S T I L O

}

mármore

AS RANHURAS

DO

Tecnologia reproduz perfeitamente as impressões dessa pedra natural, que demora séculos para ser lapidada

A

arte da imitação representa um desafio enorme para o ser humano. Veja o exemplo do grande mestre da pintura renascentista, Rafael Sanzio. Ele produziu obras grandiosas ainda bem jovem, tentando inspirar-se – e copiar – seus mestres. Fazia ainda seus primeiros traços, descobrindo a sua arte pelas obras dos outros. Logo, foi visível o talento nato do garoto, que transformava tudo o que copiava em algo melhor. Tempos depois, já na adolescência, foi considerado um dos grandes da tríade daquela época, ao lado de Michelangelo e Leonardo da Vinci. Ao longo dos séculos, a tecnologia tornou-se grande aliada na busca humana pela perfeição estética. Tanto que há empresas reproduzindo, de forma impecável, as peculiaridades da pedra de mármore. Imitar uma pedra natu-

1 0

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S


Por Caroline Rosani de Carvalho

preservação do meio ambiente, já que o mármore é explorado pela humanidade há séculos. A praticidade de instalação, a durabilidade do material e a facilidade de limpeza e conservação estão entre os

aspectos que tornam o porcelanato bem atraente. O produto também garante ao ambiente sofisticação e elegância. Sem mencionar que o preço mostra-se bem acessível, e o peso da peça é muito mais leve que o da pedra natural. Na última edição da ExpoRevestir – principal feira da área no País – havia novidades surpreendentes nessa linha, como peças de porcelanato nos tamanhos 3m x 1,5m, evidenciando uma espessura fina e leve. Houve quem demorasse a se convencer de que não se tratava de mármore – tamanha a perfeição da criação. No mesmo evento, era possível apreciar diversos tipos de peças que imitavam a pedra nobre em cores variadas. Na linha dessa tendência, há empresas reproduzindo, com perfeição, um dos mármores mais raros do mundo: o negro. Hoje em dia, no mercado, não faltam opções tentadoras de revestimentos para compor os projetos mais clássicos e sofisticados. Basta sonhar, planejar, projetar e realizar.

Crédito: divulgação

ral, que demorou longos anos para ser composta com perfeição pela natureza, exige muito empenho. Visando diminuir a exploração do meio ambiente e garantir o mesmo acabamento que o mármore confere a qualquer espaço, indústrias de cerâmica investem em lançamentos que reproduzem com fidelidade as características dessa pedra tão nobre. O segredo? Impressões de alta tecnologia em porcelanatos. Importado da Itália, nos anos 1990, o porcelanato virou febre entre os arquitetos que buscavam um revestimento com acabamento interessante, resistente e de simples manutenção. Símbolo de luxo e sofisticação, o acabamento em mármore carrara antes destinava-se a poucos afortunados. Atualmente, esta realidade torna-se mais abrangente, graças às máquinas de impressão que criam desenhos bem realistas nas peças de cerâmica, convencendo os olhares mais detalhistas. Essa substituição traz benefícios, além da

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S

1 1


{

P R O J E T O

} Banheiro para casal apresenta cores, diversão e glamour em ambiente democraticamente dividido

meu

ESPELHO, ESPELHO

“Q

uem sabe mais de mim é o espelho do meu camarim”, já cantava Ângela Maria desde a década de 1980, em sua canção “Espelho de Camarim”. O ambiente, considerado sinônimo de glamour – o canto de aconchego dos artistas, que desperta curiosidade nos fãs mais afoitos –, tem como característica predominante sua iluminação marcante. Reproduzir esse espaço, com um viés lúdico, foi o desafio vivenciado pela arquiteta Patrícia Duarte para um jovem casal. Com planejamento inteligente e amplo espaço, ela apostou em vários elementos e uma certa dose de personalidade neste

1 2

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S

charmoso ambiente furta-cor. “O projeto tinha como premissa uma sala de banho funcional, que atendesse aos dois e não ficasse nem masculino e nem feminino”, explica a arquiteta. O resultado evidencia uma tendência: cada vez mais, os casais buscam a individualidade nas propostas de decoração desenvolvidas pelos profissionais. Mesmo que dividam alguns cômodos, buscam um cantinho exclusivo para cada um. “Assim, a vida a dois fica mais aconchegante”, aposta a arquiteta. Por isso, o ambiente de 11m² conta com duas cubas no lavatório, dois chuveiros e uma ampla banheira, tudo pensado para preservar o “cantinho” de cada um.


Por Caroline Rosani de Carvalho

PATRÍCIA DUARTE www.patriciaduarte.com.br

Fotos: J. Vilhora

O banheiro faz parte do projeto de um apartamento de 380m², que demorou apenas um mês para ficar pronto. Os proprietários do imóvel localizado perto da capital paulistana, em Santo André, planejaram um cômodo que traduzisse elegância, funcionalidade e criatividade. Algo que refletisse o gosto deles – de um casal jovem com dois filhos pequenos – descritos pela arquiteta como “superanimados”. Para reproduzir esse clima, os revestimentos são bem marcantes: as pastilhas do Box, de vidro furta-cor, apresentam-se diferenciadas e brilhantes. Em contraponto, entra o porcelanato todo branco. Para equilibrar, a banheira e a pia seguem o contraste black and white, assim como a

decoração do lugar, em tons de preto. O recanto luxuoso do camarim está delimitado para a maquiagem, com direito a iluminação diferenciada, arrematada pela cadeira estilo mademoiselle estampada. Ao lado do espelho, uma delicada estátua de pin-up divide a cena. Objeto que nenhuma Bettie Page, ícone dos anos 1950, colocaria defeito. Com 11 anos de profissão, Patrícia Duarte também possui uma empresa de marcenaria responsável por desenvolver os móveis planejados do local. Uma das portas embaixo da bancada tem um layout diferenciado das demais, com desenhos circulares no fundo preto, com o objetivo de imprimir personalidade ao ambiente. “A marcenaria foi planejada para que cada um tenha onde locar seus pertences da melhor forma, com a melhor disposição, sem que precisem misturar seus objetos de uso pessoal”, ressalta. Tudo em perfeita harmonia para uma vida a dois.

1 3

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S


P R O J E T O

}

Por Graziela Delalibera

Lavabo é a vedete em apartamento de jovem casal

ousar SEM LIMITES PARA

1 4

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S

Fotos: Juliano Mendes

O

riginário da Idade Média, os lavabos surgiram a partir do hábito de lavar as mãos antes das refeições, para prevenir doenças. O que antigamente demandava apenas uma pia ou um jarro de água com uma bacia sobre um móvel, hoje, torna-se um espaço concebido para causar impacto, ligado ao conceito de receber bem. E não há limites para impressionar, principalmente, se os donos da casa dão asas à imaginação. Com a equipe do Lineastudio Arquiteturas, a ousadia permeou a concepção de um espaço integrante do projeto do apartamento de um jovem casal de advogados. A solicitação deles: que o ambiente tivesse estilo de boate e fosse bem colorido. O resultado: despojado, jovem e casual. Como se tratava do banheiro social do apartamento, a ideia foi deixá-lo com aparência de lavabo, mantendo também a opção do uso como banho. Participaram do projeto Zé Barbosa, Roberta Noal, Paola Borges e Lísian Ceolin, todos arquitetos e urbanistas. A reforma do lavabo estava incluída na programação de intervenção completa do apartamento de aproximadamente

LINEASTUDIO ARQUITETURAS www.lineastudio.com.br

100m², que envolvia, inclusive, uma ampliação externa em steel frame. A obra completa, com montagem de marcenaria e finalização decorativa dos espaços, durou cinco meses. Desde o começo, a ideia era um projeto não convencional, principalmente, no uso das cores escolhidas. “Como o desejo era por um lavabo que remetesse aos banhos de boates, optamos por uma cuba de piso”, explicam os especialistas. Uma divisória, que segue até o forro de gesso, permite que o box não seja percebido, servindo como um plano de fundo. A escolha do vidro serigrafado laranja acompanha a paleta de cores definida para o apartamento: cinza, azul-marinho e laranja, além da madeira para dar aconchego.

O espelho, envolvendo toda a parede da cuba, amplia o espaço e reflete os quadros que compõem a parede oposta. A iluminação geral é feita pelo trilho de spots preto, centralizado no ambiente, que permite direcionar a luz para os espaços de interesse. Como destaque, pendentes de filamento na lateral da cuba. Todo o projeto do apartamento oferece a mesma linguagem. “Procuramos usar os mesmos revestimentos, acabamentos e cores, criando uma unidade nos espaços projetados.” Fundado pelo arquiteto Zé Barbosa, em Santa Maria/RS, o Lineastudio Arquiteturas surgiu em 2003. Atualmente, atua em todo o Rio Grande do Sul, com unidades em Santa Maria e em Porto Alegre.

Foto: Ernesto Sacchet

{


{

P R O J E T O

}

Por Caroline Rosani de Carvalho

Multifuncional, lavabo apresenta compartimento transformando-se em banheiro para hóspedes

elegância P

1 6

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S

des”, explica. Sendo assim, a profissional optou por manter o chuveiro, porém, compartimentou o espaço, sustentando o uso de certos materiais predominantes na decoração de lavabos, como o papel de parede na parte do lavatório. O box ficou separado por uma porta de vidro pintada. Próximo da janela, a

Foto: Eleonora

olivalente vem da junção do grego polys, ou seja, muitos, e do latim valens, que significa poder. Cada vez mais, o ser humano torna-se polivalente no dia a dia, um adjetivo que cai bem em qualquer campo da vida. Fazer muitas coisas, ao mesmo tempo, transformou-se em uma urgência do mundo moderno, quando, a cada minuto, surge um novo acontecimento. Para atender às demandas simultâneas, os objetos, as decorações nas residências e escritórios seguem essa tendência e reproduzem o clamor dos novos tempos. E esse foi, justamente, o pontapé inicial para a arquiteta Alexandra Scotta projetar um banheiro elegante e polivalente para um jovem casal de extremo bom gosto. “O ambiente único deveria servir tanto como lavabo social quanto para banho social, atendendo aos eventuais hóspe-

Fotos: divulgação

DISCRETA

ventilação, para dar escape ao vapor produzido pelo chuveiro. Nos revestimentos, pastilhas em forma de filetes de vidro chamam a atenção. Elas foram especificamente escolhidas, pois mesclam detalhes em mármore Crema Marfil, material utilizado nas soleiras do piso e também na cuba esculpida sob medida. Para dar ares de elegância, os metais evidenciados na cor ouro fechado – puxando mais para o mate – harmonizaram perfeitamente com o ambiente. A iluminação, predominante no pendente de cristais champagne, acima do lavatório, combinou com o delicado espaço, proporcionando glamour ao pequeno banheiro. O ambiente faz parte de um projeto que engloba o apartamento inteiro e, por isso, demorou alguns anos para ser concluído. Por se tratar de um edifício em obras, o jovem casal precisou exercitar a paciência, porém, o resultado satisfez os clientes. O lar evidencia requinte e estilo na exata proporção que os novos moradores desejam.

ALEXANDRA SCOTTA facebook.com/ScottaMaciel


{

C A P A

}

luxo ACONCHEGO E

NA INTIMIDADE

Salas de banho apresentam-se como tendência em imóveis de alto padrão

O

s famosos banhos públicos da Roma Antiga eram locais onde os frequentadores passavam momentos do dia, não só com o objetivo de higienizar-se, mas também de relaxar, encontrar pessoas, bater papo e até fechar negócios, como acontece em clubes e spas da atualidade. Se, naquele período, os banhos figuravam como coletivos e gratuitos, hoje em dia, eles traduzem uma versão contemporânea para momentos intimistas, tendência em imóveis de alto padrão. Bem mais que banheiros convencionais, as atuais salas de banho destacam o que há de mais luxuoso em revestimentos, louças e metais. Objetos decorativos, espelhos, e até tapetes e jardins generosos entram em

1 8

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S

cena para criar um espaço de deleite, tudo pelo conforto e sofisticação. O arquiteto e urbanista André Martins, de Brasília, assina o projeto de uma bela sala de banho concebida para um casal de meia idade, criada para integrar a suíte master a um ambiente aconchegante. O cliente pediu mais espaço, em um banho em que pudesse contemplar a natureza e também tivesse bastante privacidade. Criar um ambiente sofisticado e quase monocromático foi o ponto de partida para a concepção do projeto. A sala de banho foi totalmente reformulada e ampliada. Segundo o arquiteto, a criação da banheira foi o pedido principal. De concepção moderna, o projeto dispõe


Por Graziela Delalibera

gesso na lateral externa da parede que divide o box do casal, e a coleção de malas, na área da banheira ao lado do jardim, considerada relíquia de família. “O jardim transformou-se no ponto de partida para essa divisão, por conta da necessidade de contemplação do mesmo, principalmente da banheira”, revela o arquiteto. Entretanto, o casal também queria avistar a natureza pelos outros espaços, como, por exemplo, através do box do banho. A grande dificuldade era abrir o jardim para esses banhos, prevalecendo a privacidade. O maior desafio do projeto, aliás, compreendeu incluir o jardim na parte externa da sala de banho, uma vez que o ambiente situa-se no pavimento superior da residência. “Criamos o espaço em dois níveis diferentes, assim, a banheiFotos: Haruo Mikami

de alguns elementos clássicos, como objetos de decoração, privilegiando o requinte e o conforto. Em um espaço de aproximadamente 33m², a sala de banho divide-se em cinco partes distintas: área da bancada, onde está uma grande porta de entrada, de correr, que integra o ambiente ao closet quando necessário; box separado para o chuveiro (com duas duchas de teto); outro box para a bacia sanitária; jardim externo e área da banheira. A bancada é solta da parede e do piso. Isso se tornou possível graças a um suporte em metal maciço na parte inferior da peça. O armário ficou sustentado por essa mesma haste de metal, dando a impressão de estar “flutuando”. Algumas das peças que compõem sua decoração já estavam com os donos da casa, como as dispostas na estante em

ANDRÉ MARTINS andre@andremartinsarquiteto.com.br

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S

1 9


{

C A P A

}

ra pareceria embutida no piso e o jardim sairia no mesmo nível do novo piso”, explica o profissional. Quanto aos materiais utilizados, além da banheira, cubas, bacia sanitária e metais sanitários; o arquiteto escolheu porcelanato padrão madeira no piso do deck e do box; porcelanato no piso cor concreto, além de revestimento do box floral. “O efeito da parede da banheira, painel em blocos de concreto foi o ponto de partida para as demais escolhas”, afirma Martins. O porcelanato de madeira no piso dos boxes e degraus cria um ambiente aconchegante. O concreto do restante do piso resulta numa atmosfera mais tecnológica e moderna. Ele conta que o revestimento com preto estampado da parede do box serviu de inspiração para a elaboração de um adesivo exclusivo adicionado à porta de entrada. Para dar mais sofisticação e impacto ao conjunto no jardim, solicitou-se ao paisagista o uso de apenas uma espécie de planta. O projeto foi concluído com os demais cômodos da casa, num período total de seis meses. De acordo com o arquiteto, tratou-se de uma reforma radical. A casa, localizada no bairro Lago Sul, na capital federal, tem cerca de 750m² e possui três pavimentos. A sala de banho está isolada das demais partes dos ambientes, com exceção da interligação que faz com o closet do casal. Arquiteto e urbanista formado pela Universidade Católica de Goiás, Martins é especialista em projetos de arquitetura e ambientação de casas e apartamentos de alto padrão e em arquitetura corporativa. Sua principal dica para conceber um projeto de banheiro ou sala de banho original, aconchegante e funcional, é a preocupação com os anseios do cliente. “Cada família tem uma afinidade diferente com esse ambiente. Enquanto uns preferem isolamento, outros querem integração”, diz ele. Segundo o profissional, a funcionalidade depende de cada família. “Sempre que posso, procuro integrar os espaços, dando possibilidade de uso simultâneo ao casal, caso eles tenham a mesma hora de ir ao trabalho, por exemplo.”

2 0

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S


{

P R O J E T O

}

Por Renata Girodo

TRAÇOS DA

moda

Ambiente sofisticado retrata sala de banho emoldurada pela paisagem natural

D

Fotos: Daniel Mansur

isse Gabrielle Coco Chanel, embaixadora de estilos mais famosa do século 20, que “moda é como a arquitetura, pura questão de proporções”, e ela tinha razão. A designer de interiores Laura Santos em parceria com a arquiteta Ivana Seabra deram o passo certo quando se inspiraram no glamour das passarelas e

2 2

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S

nas criações do estilista Victor Dzenk para decorar a sala de banho de 15m², personalizada para o profissional. Dzenk traçou as diretrizes e retas do projeto, mas deixou os detalhes por conta das especialistas, que concluíram a proposta em 20 dias. Os holofotes dos desfiles estão impressos nas arandelas importadas e exclusivas, em estilo

IVANA SEABRA ivanaseabra.com.br LAURA SANTOS laurasantos.com.br

clássico, posicionadas na parede de tonalidade terrosa. O tom e a cor branca ligam-se ao universo masculino, por esse motivo, foram escolhidos. O piso é de porcelanato e, na base do spa, utilizou-se o mármore branco, seguindo o padrão da bancada. “O ponto alto é a integração da janela, que liga a área externa com a interna”, informa Laura. Por trás da transparência do vidro, a iluminação surge no espaço aberto para Dzenk contemplar as noites estreladas e enluaradas e o sol resplandecente de um dia qualquer. A paisagem bucólica da vidraça assemelha-se a um quadro de Monet, um convite para meditar enquanto se toma um banho relaxante. A designer instalou persiana embutida no teto, que cria a separação visual entre esses espaços e dá todo o charme, sem ofuscar a beleza do local. “Para separar a área do box do chuveiro, o artista plástico Fabrício Carvalho criou uma estrutura feita de tubos de aço inox com curvaturas distintas”, explica Ivana. Essa peça faz do ambiente um local cheio de ousadia e criatividade. Criação do artista plástico Leopoldo Martins, “Mulher Andando”, a escultura em bronze patinado finaliza o desfile perfeito de luz, sombra e peças escolhidas a dedo em um universo de glamour e requinte.


{

P R O J E T O

}

Por Caroline Rosani de Carvalho

Tecnologia A UM CLIQUE

Banheiro próximo de closet mostra inovação tecnológica em todos os equipamentos

2 4

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S

Fotos: Rodrigo Ramirez

O banheiro da suíte master do casal está localizado próximo do closet, também personalizado. O chuveiro inteligente com multifunções é o ponto alto de tecnologia. Na área úmida, foi instalada a ducha vertical com hidromassagem e também uma ducha com desviador (ou chuveirinho). Ambas de última geração. No acabamento, os ralos são lineares. O espaço de 19m² também comporta outras inovações tecnológicas, como os vasos sanitários. Um deles é com bidê e outro com ducha higiênica acoplada, estilo ‘forwash’, com várias funções inteligentes. Para garantir mais conforto ao casal também foram instalados dois frigobares, um em cada lado do banheiro, já que

o ambiente é divido para proporcionar mais individualidade aos moradores. Maganhoto e Casagrande também deixaram um espaço estratégico no local para receber uma banheira futuramente, caso o casal decida por essa opção. Na área de revestimentos, os arquitetos escolheram porcelanatos nos pisos e nas paredes, pela praticidade de manutenção. A iluminação foi composta por um mix de lâmpadas de LED e incandescentes, além de contar com uma arandela em cada banheiro, para dar aconchego ao local. O projeto demorou, ao todo, dois anos para ser concluído, executado, para atender a todos os anseios dos exigentes clientes. É a modernidade batendo à porta daquela casa.

LUIZ MAGANHOTO E DANIEL CASAGRANDE www.maganhoto.arq.br

Foto: Gerson Lima

N

o início do século 20, o grande inventor brasileiro Alberto Santos Dumont criava uma útil engenhoca para ser utilizada nos banheiros: o chuveiro de água quente. Aquecido a álcool, funcionava com um balde perfurado e dividido ao meio, com entrada para água quente e fria e duas correntes de temperatura. Aquilo causou um verdadeiro frisson, na época, proporcionando minutos de relaxamento promovidos por um aquecimento precário. Um século depois, o hit do momento é ter um banheiro totalmente high tech. Não apenas bonito, mas funcional. No projeto da dupla de arquitetos Luiz Maganhoto e Daniel Casagrande, o cômodo apresenta-se como um dos mais tecnológicos de toda a casa. Tudo é automatizado: aquecimento de piso, desembaçador de espelhos e toalheiros aquecidos.


{

C A S A

} Casa de praia, em Angra dos Reis, aposta em estilo colonial moderno, em harmonia com a natureza litorânea

MOLDURAS EM UM

mar paradisíaco A

ngra dos Reis é uma pérola do litoral brasileiro, onde cenários paradisíacos misturam-se a séculos de história. Sua baía conta com nada menos que 365 ilhas, espalhadas por um imenso mar azul de águas cristalinas. Em meio à natureza, construções charmosas tornam-se refúgios perfeitos, harmonizando com a paisagem. Belo exemplo é a casa localizada em um terreno de 2.000m², projetada pelo escritório RBP Arquitetura e Interiores, comandado pela arquiteta Regina Prior e pela designer de interiores Bianca Prior, mãe e filha. São 400m² de área construída, que buscaram atender às necessidades do cliente: uma família grande à procura de um local ideal para convivência e relaxamento. O projeto arquitetônico contou com a parceria do arquiteto Vicente Prior. A construção segue um estilo colonial moderno, com bastante volume de telha-

2 6

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S

dos, ambientes amplos, pé-direito duplo, e incidência de luz natural – solicitações dos donos da casa. “Criamos uma sala com pé-direito duplo sem estrutura de apoio central”, explica Bianca, que considera esse o maior desafio do projeto . Para que esse vão fosse vencido, elas optaram por utilizar vigas em estrutura metálica, com a finalidade de dar apoio ao telhado. A equipe também não usou muitas linhas retas, no desenho da proposta, outra demanda dos proprietários. Além do pé-direito duplo, fachadas envidraçadas permitem destacar a estrutura metálica aparente. “Era importante trazer para os ambientes internos o verde das paisagens que circundam o terreno”, ressalta Bianca. A solução foi instalar painéis de vidro na sala e cozinha, que são os espaços voltados para a área externa, que também conta com um campo de golfe como continuidade da casa. Uma parte das paredes e dos tetos em vidro


Fotos: Denilson Machado – MCA Estúdio

Por Graziela Delalibera

também destacam a inclusão da paisagem e da iluminação natural nos banheiros. Toda a elaboração do conceito arquitetônico durou três meses, e a execução, um ano. Um espaço gourmet une-se à piscina para formar uma área despojada para os dias ensolarados e as reuniões da família. A piscina e a sauna distribuem-se em dois blocos e se completam com a charmosa banheira tipo spa. A família requisitou, na parte interna da casa, uma cozinha aberta para a sala de estar, que pudesse ocasionalmente

RBP ARQUITETURA E INTERIORES www.rbparquiteturaeinteriores.com.br

ser fechada. Os profissionais criaram como solução uma porta bem grande de madeira de reflorestamento que, quando fechada, dá a impressão de se transformar em um painel. A casa conta com seis suítes; cada uma com decoração personalizada. “A escolha das cores ocorreu em parceria com o casal”, observa a especialista. Eles apostaram nas cores favoritas de cada integrante da família, que ocupa o pavimento superior. “Cada cômodo torna-se mais facilmente identificável dessa forma”, opina Bianca. Tanto nas suítes restantes, como no living, cozinha, espaço gourmet e piscina, a equipe de profissionais investiu em diversos tons de azul. O desejo dos proprietários em relação à decoração de interiores era criar

uma atmosfera descontraída e simples, garantindo o conforto como prioridade, e enaltecendo o clima praiano. “Misturamos peças antigas do casal a um estilo mais contemporâneo.” Assim, incluíram quadros pintados pela avó da proprietária, duas papeleiras que já acompanham a família por mais de 30 anos, entre outros adornos de decoração. A profissional considera que, para uma casa de veraneio, é possível utilizar uma decoração mais informal, além do máximo possível de áreas de lazer e espaços para relaxamento, sempre com foco em integração e harmonia nos ambientes. “Devemos, também, estar atentos ao local, insolação, incidência de chuva e fazer o uso de materiais duráveis e de fácil manutenção”, pontua. Misturar o passado com o presente, aproximando a natureza das pessoas são algumas das características marcantes nos projetos da RBP Arquitetura e Interiores, que podem ser conferidas nessa casa em Angra dos Reis: um convite à contemplação, com muito conforto.

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S

2 7


{

Por Caroline Rosani de Carvalho

P R O J E T O

}

O REQUINTE DO

branco um revestimento que se assemelhasse à beleza desta pedra natural: o porcelanato que reproduz o mármore, de forma fiel. O resultado ficou impecável, tornando o espaço bem clássico e atemporal. “Esse revestimento mostra-se sempre atual através das gerações”, explica Weiss. Os profissionais optaram pelo porcelanato, porque reduz os custos e aumenta a funcionalidade sem perder a elegância, uma vez que traz à tona a sofisticação da pedra natural e também apresenta boa resistência à umidade do banheiro. “A opção pela tonalidade branca proporciona um ambiente bem clean”, completa Weiss.

O cômodo faz parte de uma residência de 550m² dividida em dois pavimentos, localizada em Curitiba. Em todo o projeto de interiores, as escolhas priorizaram a atemporalidade na decoração, com a predominância de tons neutros. O projeto de toda a residência durou dois anos. Clientes habitués da dupla de especialistas, este é o sétimo projeto que eles desenvolvem para o casal de empresários, com dois filhos jovens. Por atender somente ao marido e à mulher, o ambiente conta com um planejamento espacial interessante. A bancada com duas cubas está em uma área ampla, de uso comum de ambos. Já o vaso sanitário e o chuveiro são separados. “Cada um possui seu vaso e seu chuveiro íntimo, por questões de privacidade”, explica Weiss. Tudo pensado para manter a classe e o bom gosto.

Foto: Lucila Baccin

N

o portfólio das mais icônicas obras de arte da humanidade está a majestosa escultura de David, com sua imponência toda esculpida em puro mármore. Nela, o jovem nu prepara-se para um embate com o gigante Golias, cena que é retratada pelas mãos brilhantes do mestre Michelangelo. Não é à toa que o mármore representa uma matéria-prima tão nobre, resistente há séculos, presente desde peças antigas em museus aos mais belos projetos arquitetônicos. Para proporcionar a elegância necessária ao projeto, a dupla de arquitetos Alexandre Weiss e Nelson Machado escolheu a dedo

Fotos: Kauana Bechtloff

Banheiro projetado para casal reproduz a beleza do mármore no porcelanato

NELSON MACHADO E ALEXANDRE WEISS facebook.com/ Machado& Weiss

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S

2 9


{

A R T I G O

}

CLAUDIA CL L MARIA CHAVES Psicóloga e publicitária

O SOM

da vida O

3 de janeiro – Deixo de lado a RPM (Rotação Por Minuto) e volto a minha atenção para o BPM (Batimento Por Minuto). Afinal, para dirigir a minha vida, eu preciso estar bem. E, assim, ontem eu vi e ouvi o meu coração. Lá estava ele, retratado e documentado pela tecnologia: dimensão, posição, movimentos, batimentos... ao ver todo o seu esforço ininterrupto, fechei os olhos encantada com o som da vida. Da minha vida. Focada naquele momento tão singular, entreguei-me ao grave som e buscava por ruídos dissonantes, inconstantes e destoantes. Enquanto eu ouvia, sentia e pensava, tive a sensação de que o meu coração seguia no seu ritmo e frequência, a despeito de tudo o que ocupava a minha mente. Tão autônomo aquele pedaço de mim! Por outro lado, tão dependente do que faço por mim, pelos outros... Ao abrir os olhos, fixei-me na fisionomia do médico, como quem procura por sinais que antecipassem o diagnóstico, e logo comecei a fazer perguntas antes que a curiosidade pudesse me matar. Diante da objetiva resposta “aguarde, por favor”, decidi, ali mesmo e de forma totalmente voluntária, cuidar melhor desse músculo involuntário tão fundamental para a minha existência e que bate muito pouco por minuto dentro do meu peito. De cara, penso no básico. Aproveito que é janeiro, vou com tudo e defino metas. Exercícios, dieta saudável e, de quebra, felicidade e ausência de estresse. Ops, acho que me empolguei! A princípio, parece fácil dar conta de apenas quatro

3 0

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S

itens. Os dois primeiros dependem basicamente de mim, mas os outros dois... Só de pensar no contexto familiar, já complica. Ao considerar o profissional, social, do País e do mundo, como diz o meu pai, “aí a porca torce o rabo”. Para dar conta do recado, terei de varrer medos e preocupações de mulher que se aproxima dos 60 anos; de filha de pais tão amados, amorosos e idosos; de mãe de filho consciente, de tantos amores e humores, prestes a sair da faculdade e ingressar no mercado de trabalho; de um ser humano apaixonado pela vida, pelos irmãos, pelos amigos e pelo companheiro, todos à mercê do inexorável tempo. De imediato, redobro a coragem e o otimismo, pois ainda restam 362 dias pela frente. Veja que sorte: o ano 2017 não é bissexto! Animada com as minhas escolhas e certa de que Nietzsche está certo, “aquilo que não me mata, só me fortalece”, decido ir mais a fundo. Sinto-me uma atleta existencial com os ventos soprando a favor diante das minhas escolhas. Agora, empolguei-me de vez e será um prazer ter você comigo comungando das mesmas decisões. Contato com a natureza, meditar, contemplar, viver com simplicidade são coisas que também quero para mim, e se já pensou nisso, a hora é agora. Tem a mim e eu a você. E como nós, a seguir o coração, muito mais de milhão. Meu coração resiliente agradece antecipadamente. Nada de pressão alta. Assim, sigo paciente, confiante e dando ouvidos à intuição. Afinal, ela é a voz do coração!


{

+ Q U E

T E N D Ê N C I A

}

milenar LÍQUIDO

História do vinho caminha alinhada aos primeiros passos do homem

U

ma das bebidas mais apreciadas ao redor do mundo, que desperta genuínas emoções, o vinho e sua fabricação remontam à Idade da Pedra. A bebida surgiu antes mesmo da escrita, como resultado de um acidente: uvas esquecidas em um recipiente que passaram por processo de fermentação. O fato é que a arqueologia considera o armazenamento de sementes de uva indícios da elaboração da bebida. A descoberta das mais antigas sementes de uva cultivadas, datadas de 8.000 a 5.000 a.C., ocorreu na Geórgia, região do Cáucaso. As primeiras prensas para esmagamento da fruta, no entanto, remontam a 4.000 a.C., A famosa taverna Bodega Catena Zapata

3 2

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S

localizadas na Armênia. São várias as lendas sobre o início da elaboração dos vinhos. No Velho Testamento, um trecho de Gênesis narra que, depois de desembarcar os animais da Arca, Noé plantou um vinhedo e, com ele, produziu vinho e se embriagou. Homero, o famoso poeta grego que teria vivido no século VIII a.C., também traz dados sobre o vinho em suas obras, tanto em Ilíada, sobre a Guerra de Tróia, quanto em Odisseia, que relata o retorno do herói Ulisses. O autor cita a Ilha de Lemnos, no mar Egeu, como fornecedora de vinho para as tropas que sitiavam Tróia. Já, nas aventuras de Ulisses, Homero fala

sobre o vinho do sacerdote Maro – tinto, doce como mel e fortíssimo. Segundo a narrativa épica, Ulisses, aprisionado na costa da Sicília, oferece a bebida ao ciclope Polifemo, que cai em sono profundo. No passado, a fabricação do vinho contou com algo bastante presente até hoje na memória coletiva: o pisoteamento das frutas pelos próprios produtores para maceração da uva. Mas cenas como essa estão ultrapassadas. Ao longo do tempo, o homem modernizou o processo de produção do vinho e melhorou, ainda mais, sua qualidade. Chamado de vinificação, o processo de fabricação da bebida dispõe de várias técnicas e etapas – tudo depende do estilo do líquido que se deseja e do tipo de fabricação de cada produtor – conforme explica o chef e docente do Senac de São José do Rio Preto, Rodrigo Bueno. As mais comuns são as etapas de colheita, esmagamento, prensagem, fermentação, trasfega, clarificação e engarrafamento. “Um bom vinho depende de muita paciência e amor. É preciso que o enólogo decida quais técnicas irá usar, cuide de cada etapa de perto, além de escolher com atenção o ‘terroir’, ou seja, a relação entre solo, clima, altitude, chuvas e relevo.” E amor no trabalho é o que não falta entre Angela Mochi e Marcos Attilio, casal de


Fotos: Claudia Maria Chaves

Por Graziela Delalibera

Foto: Silvia Tonon

brasileiros que há seis anos se mudou de Campinas/SP para o Vale do Casablanca, no Chile, com o objetivo de realizar o sonho de fabricar seu próprio vinho. Por defender o conceito de que essa bebida deve ter um caráter pessoal, eles são membros do Movi, o Movimento de Vinhateiros Independentes do Chile. Engenheiros de alimentos formados pela Unicamp, Angela e Marcos cuidam pessoalmente e executam todas as etapas da vinificação. No processo, não utilizam qualquer artifício destinado a esconder os méritos da natureza, ou seja, a singularidade de cada safra mantém-se preservada nas garrafas. O foco são os tintos. Batizados com o nome de Tunquen – uma praia selvagem da costa de Casablanca –, entre os rótulos que produzem, já há alguns bons vinhos premiados.

Enquanto o casal de brasileiros colhe seus primeiros frutos, na vizinha Argentina, mais precisamente em Mendoza, encontra-se uma família que elevou a qualidade do vinho produzido por lá. A família Catena fez do Malbec argentino um dos mais conhecidos mundialmente. O principal responsável por isso: Nícolas Catena, empresário que sempre acompanhou todo o processo de vinificação de perto. A Bodega Catena Zapata, a famosa taverna em formato de pirâmide, tornou-se parada obrigatória. É uma das mais visitadas da região e seus vinhos, bastante conhecidos no Brasil. Enquanto isso, em terras brasileiras, há vários movimentos produtores crescentes. “Ainda estamos começando, mas já con-

seguimos produzir grandes vinhos, por exemplo, em São Joaquim e Bom Retiro, ambos em Santa Catarina, na altitude de 1.200 metros, onde produzem chardonnay e cabernet sauvignon”, diz o chef Bueno. A região mais tradicional é a Serra Gaúcha que, por muitos anos, representou o único polo brasileiro de vinhos finos, principalmente, na região de Bento Gonçalves. Espera-se que a produção no Rio Grande do Sul atinja 600 milhões de quilos de uva, em 2017, segundo o Ibravin (Instituto Brasileiro do Vinho). Já a França (Bordeaux, Borgonha e Champagne), Itália (Toscana, Piemonte), Espanha (Rioja, Ribeira del Duero) e Portugal (Alentejo, Dão e Douro), no Velho Mundo, seguem como as principais referências mundiais. “Talvez seja pela história, pela tradição e cultura vinícola, pelas condições climáticas e de ‘terroir’ peculiares a cada estilo de vinho produzido ou, ainda, pelo conjunto de normas e leis de controle de qualidade e de denominação de origem muito rígidas”, explica Marcelo Bernardo, sommelier e juiz internacional de vinhos pela Fisar (Federazione Italiana Sommelier) e IWTO (International Wine Tasters Organization). Um brinde a essa bebida milenar!

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S

3 3


{

T E N D Ê N C I A S

}

Profissionais apostam nos ambientes compactos

charme

Casa Cor Rio Foto: André Nazareth

EM ESPAÇOS REDUZIDOS

Uma das 67 profissionais que assinam 45 ambientes na 26ª Casa Cor Rio, Leila Dionízio conseguiu tirar o máximo de um espaço de 10m². A arquiteta projetou, no Design de Ninar, um quarto de bebê confortável e aconchegante. No ambiente, o berço é pendurado no teto por cordas e uma cama de apoio retrátil otimiza espaço. A mostra ocupou a “casa rosa”, como é conhecida na Gávea. Trata-se de uma construção de 1938, em estilo eclético, com terreno de 5.000m² e 1.000m² de área construída.

U

sar a criatividade em ambientes reduzidos é um dos principais desafios de arquitetos, designers de interiores e paisagistas nos tempos atuais. Ao buscar soluções para moradias cada vez mais compactas, a funcionalidade e o aproveitamento do espaço saem na frente. Tudo isso é possível, sem perder o conforto e a sofisticação.

A

Foto: André Nazareth

proveitamento de cada centímetro quadrado também foi a premissa desse projeto de Tatiana Lopes e Tatiana Mendes. Para acompanhar o crescimento dos filhos, elas mostram que quartos pequenos, como o Quarto do Neto, com 10m², podem ser funcionais e atemporais, com marcenaria sob medida, que embute a cama entre estantes. Conforme o filho for crescendo, basta mudar objetos e acessórios para adequar à idade.

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S

3 5


A C O N T E C E

}

Foto: Divulgação

{

Última assembleia 2016 em Foz do Iguaçu P

aulo Pucineli Filho e família, da Panorama Home Center, receberam os associados da Casa Vip, em Foz do Iguaçu / PR, para a realização da última assembleia de 2016, que ocorreu de 1 a 5 de dezembro. A intensa agenda da equipe incluiu assembleia, visita a uma das lojas e Centro de Distribuição, como também aos principais pontos turísticos da cidade e Usina de Itaipu. A participação de alguns fornecedores proporcionou, ainda, mais dinamismo ao encontro. Para 2017, muito trabalho, metas, desafios e mais sinergia.

3 8

E D I Ç Ã O

B A N H E I R O S

Os associados da Casa Vip marcarão presença na Expo Revestir 2017, que acontecerá em São Paulo, no Transamérica Expo Center, de 7 a 10 de março. Considerada a Fashion Week da arquitetura e construção, a 15ª edição terá mais de 200 expositores, que apresentarão seus lançamentos e tendências nos segmentos de cerâmicas, louças sanitárias, metais para cozinha e banheiro, além de rochas ornamentais, mosaicos, madeiras, laminados, cimentícios e vítreos. Paralelo à feira, o Fórum Internacional de Arquitetura e Construção realizará debates e palestras sobre os mais importantes assuntos atuais neste mercado. Em breve, muitas novidades nas lojas!



Revista Almek