Page 1

É com este espírito que reunimos simbolicamente na Galeria Municipal a exposição de um conjunto de obras de artistas ligados à nossa Cidade. Várias expressões, diferentes técnicas, diferentes percursos, imaginários diversos, reunidos na Galeria Municipal, porque a diferença Faz p’Arte.

Daniel Maia

[1979; Medons La Florett, França] aos 4 anos veio para Portugal, crescendo no Montijo. Tirou o curso de Formação Profissional de Desenho Animado (ETIC) e também o de Escrita para Multimédia e Audiovisuais, e na Ar.Co o curso de Ilustração e BD com uma pequena paragem de um ano para fazer voluntariado na Guiné-Bissau. trabalhou como animador 2-D para uma série de desenhos animados. Têm editado alguns zines, participado nas antologias da Chili Com Carne como Destruição ou Banda Desenhadas sobre como foi horrivel viver entre 2001 e 2010

(1978, Lisboa) é ilustrador, autor de banda desenhada e editor independente, e ocasional colunista especializado em BD. Autodidacta desde criança, estudou Narrativa na CITEN/ Fundação Gulbenkian (1995) e Desenho na Sociedade Nacional de Belas-Artes (1997), e ainda Design Visual na faculdade IADE (1998). Começou actividade nas artes gráficas em 1993, e desde então adquiriu ampla experiência no sector, por realizar BDs, ilustrações editorias, arte conceptual e storyboards, até assumir encargos em direcções de arte e edição. Após integrar alguns estúdios colectivos de artistas, em 2009 criou o seu estúdio de artes gráficas e selo editorial, Arga Warga. Após a faculdade e ocupação como livreiro, começou uma rubrica mensal na revista Maxmen (2003-2004), de seguida desenvolvendo trabalhos para o mercado norte-Americano de comics, primeiro com um álbum para a chancela Platinum Studios e depois nas principais editoras (i.e. Marvel, DC, Wildstorm Studios), antes de colaborar com produtores de projectos para BD. Durante um hiato, trabalhou em storyboards e arte conceptual para agências de publicidade, colaborando depois com vários títulos antológicos e revistas, assim como assistente de arte em comics mensais, antes de se estrear no mercado de BD comercial, via representação pela Chiadoescuro Studios, no comicbook X #11 da Dark Horse Comics (2014). Em paralelo, realiza vários workshops e exposições incluídas tanto em festivais e eventos da especialidade, como em escolas e institutos privados. Coordena ainda iniciativas de BD para promoção de novas criações e destaque de novos talentos portugueses. Obteve diversos prémios e menções, entre os quais: 3º lugar e prémio especial da crítica para Artista Revelação em concurso de BD da BDmania (1995); prémio Melhor Artista Nacional, no IV Troféus Central Comics (2006); prémio Melhor Fanzine, no VIII Troféus Central Comics (2010); e na busca de talentos mundial ChesterQuest, pela Marvel Comics (2008).

Montijo, 14 de agosto de 2014 O Presidente da Câmara Serralves 120 x 90 cm, técnica mista s/ tela

az p’Arte

Susana Resende (Montijo, 1978) é uma artista plástica e ilustradora profissional, ocasionalmente também autora de banda desenhada. Autodidacta desde criança, licenciou-se em Pintura na Faculdade de Belas-Artes de Lisboa (1999-2005), com passagem pelo Curso de Escultura (1999) e curso integrado de Vitrinismo (2004), assim como finalizou o Curso de Desenho, pela Sociedade Nacional de Belas-Artes (1997-2001); paralelamente, formouse no Curso Profissional de Tecnologias de Informação e Comunicação, na Escola Profissional do Montijo (2006) e Curso de Competência Profissional/CCP (2012). Profissionalmente, estagiou brevemente como professora de Artes Plásticas no centro A.T.L. da Sta Casa da Misericórdia, em Canha (2007), antes de transitar como Técnica Superior de Expressões Plásticas para a Cercica/Instituto para Pessoas com Deficiência de Cascais (2008-2009). Como freelance, trabalha em ilustração editorial e publicitária, além de ocasionalmente coordenar workshops sobre Artes plásticas ou realizar performances de desenho ao vivo. Entre uma vintena de exposições realizadas, destacam-se as mostras: Paisagem, na Quinta do Saldanha (Montijo, 2005); Esperança, na Galeria Lucília Guimarães (Guimarães) e ainda na Galeria Reversos (Lisboa, 2006); colectiva itinerante 4º Ano de Desenho, do curso de Pintura da Faculdade de Belas-Artes (2006); e a primeira retrospectiva, Perspectivas, na Casa da Cultura de Melgaço (Minho, 2008), seguida da breve retrospectiva Ambiências, tida no Ateneu Popular (Montijo, 2014). A nível editorial, participou recentemente na saga d’O Infante Portugal, escrita por José de Matos-Cruz, donde foi posteriormente convidada a criar a figura da heroína Aurora Boreal, a ser publicada em nova trilogia pela editora Apenas Livros. A sua primeira BD, “Sayonara”, incluída na antologia Zona Nippon 2, pela Associação Tentáculo, foi nomeada e alcançou o 2º lugar na categoria Melhor Obra Curta, no XII Troféus Central Comics.

Alexandre Henriques Nasceu em Lisboa no mês de Maio de 1966. O seu percurso profissional tem estado sempre ligado à sua formação base, o bacharelato em Design de Interiores e Equipamento Geral do I.A.D.E, em Lisboa, tendo trabalhado na área do design, também no ensino e na coordenação e organização de eventos no Palácio de S. Vicente de Fora. Tem conhecimentos na área das Artes Gráficas e formação em lapidação de vidros e cristais, assim como em vitrais e vitrofusão. Os seus últimos trabalhos estão em colecções particulares e são sobretudo vitrofusão e cerâmica.

C O L E T I VA

É um dia que homenageia o nosso povo e alimenta o nosso sonho. O sonho de um Montijo próspero, moderno e solidário.

David Campos

E X P O S I Ç Ã O

Celebramos no dia 14 de Agosto, 29 anos da elevação do Montijo a cidade.

Kassumai Técnica: tinta da china Editora: Chili Com Carne Ano: 2013

O Infante Portugal e As Sombras Mutantes – Ilustração de Capa Edição: Apenas Livros, 2012 | Técnica: Arte-final e Tons Digitais

Galeria Municipal do Montijo 14 DE AGOSTO A 30 DE SETEMBRO 2014

Exposição Faz p'Arte | coletiva de artes plásticas  

Galeria Municipal do Montijo // Câmara Municipal do Montijo

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you