Issuu on Google+

Clube dos Editores

do Rio Grande do Sul EM REVI STA

Tudo sobre o II Seminário “ O Negócio do Livro” do CE/RS

2010/2


EDITORIAL

Pesquisa Pesquisa realizada no II Seminário do Livro • Foram recolhidas 54 avaliações durante o II Seminário. Destas, obtivemos os seguintes resultados:

Gestão Biênio 2009/2010 Luiz Borges

Annete Baldi

Como ficou sabendo sobre o II Seminário? Clube dos Editores

Presidente

O

Vice-presidente

Clô Barcellos

Prontos para os desafios de 2011

Clube dos Editores do Rio Grande do Sul encerra 2010 com mais uma edição da Clube dos Editores em Revista. Aqui apresentamos o registro parcial do II Seminário O Negócio do Livro, que aconteceu em Porto Alegre reunindo 130 profissionais, nos dias 16, 17 e 18 de junho. Os convidados do encontro – Frederico Indiani (Saraiva), Camila Kintzel (Tipos Móveis), Marcelo Soares (MEC), Maria Luiza Vasconcelos (SEC-GO), Leila Barros (SMEDBH), Luís Fernando Araújo (Artes e Ofícios) e Augusto Massi (Cosac Naify) – nos trouxeram informações importantes, levantaram questões instigantes e relataram experiências significativas. O nosso principal objetivo ao promover a primeira edição do Seminário Negócio do Livro em 2009 foi a formação e a qualificação das equipes das editoras associadas ao Clube. Em sua segunda edição, houve um aumento de 100% de público, em relação ao ano passado. Reunimos, além dos funcionários e diretores

Indicação Boa

Muito boa

Secretária

34%

61%

Regular

Editoras ASSOCIADAS:

8% Revista do Clube

4% No trabalho

5%

Arquipélago Artes e Ofícios Editora Dulcinéia Livros Edipucrs Editora AGE Editora da Ulbra Editora Magister Editora Mediação Editora Projeto Editora Rígel & LivrosBrasil Editora Sulina/Sul Editores Editora Zouk Fábrica de Leitura Grupo A Já editores L&PM Editores Libretos Literalis Editora Martins Livreiro Editora Tomo Editorial

das editoras associadas ao CE, um grupo mais amplo, composto de autores, ilustradores, livreiros, agentes literários, bibliotecários, profissionais das áreas de comunicação, de design gráfico, de produção gráfica e de serviços gráficos, além de diversos editores não associados. Um resultado prático foi a adesão de um novo associado: a Dulcinéia Livros, que publica livros para crianças e é dirigida por Debora Bertol.  Além do Seminário, tivemos em 2010 nossas reuniões mensais de discussão e deliberação de ações diversas e um encontro aberto ao público na 56ª Feira do Livro de Porto Alegre.  Com tudo isso, nos sentimos satisfeitos pela tarefa que estamos cumprindo: congregar efetivamente as diferentes categorias de profissionais interessados nesse personagem principal que é o livro.

23%

O que achou da forma de inscrição

Tito Montenegro

Da esquerda para a direita: Astomiro Romais (Ulbra), Maxmiliano Ledur (AGE), Walter Gress (Sulina), Luís Fernando Araújo (Artes e Ofícios), Paulo Lima (L&PM), Márcia Martins (Martins Livreiro Editora), Tito Montenegro (Arquipélago), Ângela Puccinelli (Fábrica de Leitura), Tuchaua Rodrigues (Magister), Jussara Hoffmann (Mediação), Annete Baldi (Projeto), João Carneiro (Tomo), Clô Barcellos (Libretos) e Alexandre Dias Ramos (Zouk).

2%

• Sugestões: cartão/boleto/depósito identificado sem enviar comprovante

DIA 16 Muito boa

33

Boa

13

Tito Montenegro

Regular

3

Projeto gráfico

Clô Barcellos Foto de capa

Marco Nedeff Fotos do II Seminário

Índice por Editora

Luiz Borges

p.11

Editora Mediação

p.18

Já Editores

p.25

Artes e Ofícios Editora

p.12

Editora Projeto

p.19

L&PM Editores

p.26

Dulcinéia Livros

p.13

Editora Rígel & LivrosBrasil p.20

Libretos

p.27

17

Boa

15

Câmara Rio-Grandense do Livro Gráfica Epecê

Regular

14

Clube dos Editores do Rio Grande do Sul

DIA 18

Apoio:

Arquipélago

DIA 17 Muito boa

Edipucrs

p.14

Editora Sulina/Sul Editores p.21

Literalis Editora

p.28

Praça Oswaldo Cruz, 15 cj. 1708/1709

Editora AGE

p.15

Editora Zouk

p.22

Martins Livreiro Editora

p.29

Porto Alegre - RS

Editora da Ulbra

p.16

Fábrica de Leitura

p.23

Tomo Editorial

p.30

Editora Magister

p.17

Grupo A

p.24

CEP: 90030-160 contato@clubedoseditores.com.br www.clubedoseditores.com.br

Porto Alegre, dezembro de 2010

41

Muito boa Boa Regular

4 1

Imprensa

2%

Outras sugestões:

O que achou das mesas?

Jornalista responsável

Annete Baldi Presidente

63%

Site, Internet, E-mail

• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Gostei do formato, local e duração Assuntos pertinentes Parabéns pela programação e palestrantes Parabéns pela iniciativa, organização e seleção de temas e palestrantes Foi ótimo, parabéns Parabéns pelo crescimento e amadurecimento do seminário Parabéns, o seminário surpreendeu Parabéns pelo evento Augusto Massi – fenomenal Faltou bibliotecário na mesa do governo Faltou divulgação (com mais divulgação encontros entrarão na pauta dos grandes encontros da cidade) Pouca divulgação (fiz o anterior e achei menos divulgado) Convidar Luiz Schwarcz Trazer convidado da Argentina/ Uruguai Convidar um bom divulgador como palestrante Trazer distribuidores para falar sobre clientes Participação de autores Incluir autor e designer Distribuir resumo das palestras Grupo de discussão por e-mail para troca de informações Distribuir melhor o tempo das perguntas Mais tempo para debate Evitar mesa com 3 palestrantes Não permitir que mediador faça perguntas Orientar para que as perguntas sejam objetivas para que todos participem Prefiro o formato anterior (sex e sáb) Manter local e preço Intervalo Seminário semestral




II Seminário “O Negócio do Livro”

Dia 16

Frederico Soares Indiani

PALESTRA

O livro impresso não morre

Diretor de compras da Saraiva e Siciliano SA

O livro eletrônico e o futuro da comercialização de livros no Brasil

Diretor da maior rede de livrarias do país não tem dúvidas de que o mundo vai se digitalizar, mas acredita na sobrevivência do papel

J

á em março 2008 começávamos a pensar em digital, com uma pergunta que parece óbvia: o mundo vai se digitalizar? É uma rea­lidade hoje. O barateamento da tecnologia é uma realidade. O parque instalado de telefonia celular hoje no Brasil é de 172 milhões de aparelhos que vão se sofisticando a cada dia. Uma pesquisa da Nielsen, de 2008, mostra o número de usuários de internet no Brasil: são 40 milhões, com uma característica que é o recorde de permanência na internet: não só cada vez temos maior massa de usuários, como estamos conectados por muito tempo. Pode-se notar, também, que de 10 a 15, 16 a 24 e de 25 a 34 anos, há maior penetração. Mas não tenho dúvida de que as faixas de 35 a 44, de 45 a 59 vão, cada dia mais, estar conectadas também. O acesso on line aos bancos talvez tenha sido um dos grandes motivos para que pessoas que não se encaixam nestas faixas acessem a Internet e daí descubram muitas coisas. Em 2005, começamos a vender tecnologia, precisamente computadores, dentro da loja. Conversando com representantes da Apple, eles diziam não entender por que a Saraiva, um livreiro tradicional, um livreiro quase centenário, estava batendo na porta da Apple para comprar computadores e vender na sua loja. Um pouco antes do lançamento do iPad, eles disseram que agora entendiam. Já imaginávamos, naquele momento, que a tecnologia era suporte para produtos que já vendíamos na loja – porque a gente já vendia música e filmes e, inevitavelmente, seria suporte para livro em algum momento. Em 2005, já pipocavam notícias sobre o Sony Reader, a cada seis meses. Agora há 70 notícias por

dia. Quando falamos em banda larga, no parque tecnológico, temos certeza de que ele é capaz de propiciar este ponto de virada para algumas das coisas e, obviamente, o número de computadores que vendemos. Isso ajudou a começarmos a viver o mercado de produtos de consumo de tecnologia, conhecer estes clientes, entender que, em algum momento num futuro próximo, isso serviria de fato como suporte. Gostaria de compartilhar uma pesquisa da Book Seller Industry Study Group, uma Associação americana, sobre quem está comprando e-book. O mercado americano e o mercado brasileiro são coisas bastante distintas, mas eventualmente olhamos uma coisa lá que vai acontecer aqui em um tempo diferente. Este radar identificou uma queda do percentual de americanos que compra livros impressos. Uma queda seguida em dois anos: 2008 e 2009. Estamos falando de um mercado maduro e que, do ponto de vista do volume, é 35 a 40 vezes maior que o brasileiro, mas há um sinal. Não é só por conta do advento do livro eletrônico, mas, certamente, por uma das coisas mais preciosas que temos que é o tempo. Nos Estados Unidos, 20% do faturamento do varejo já vem do canal eletrônico. No caso da Saraiva, e talvez este seja um caso brasileiro porque temos uma dificuldade real na logística, 33% do que vendemos hoje é pela Internet. Estamos falando de uma loja que trabalha 24 horas por dia, sete dias por semana, 365 dias por ano e, de quatro em quatro anos, 366 dias. É assim que a Internet trabalha. Ela é fundamental para o acesso daquilo que vendemos. E vem se mostrando cada vez mais forte, crescendo num ritmo bastante




“O desejo da Saraiva é de estar em qualquer lugar, o tempo inteiro com os clientes.”

PALESTRA Marketing Editorial: o jeito on line de se comunicar

diferente do que crescem as lojas físicas. No crescimento anual composto, vemos que a Saraiva física cresce 24% ano de 1994 a 2009. A Internet, lançada em 1998, 69% ano. Apostamos em uma coisa óbvia: que o livro impresso não morre. Ele tem um papel absolutamente importante. Temos a certeza também de que uma parte dos clientes vai comprar digital. Já atuamos num mercado de nicho hoje, do livro impresso. Estamos falando de mais ou menos 700 milhões de reais. Mas a logística de distribuição é uma tarefa bastante complexa. Temos uma loja em Manaus, uma loja física limitada pelo espaço das prateleiras. Um cliente quer comprar um livro e talvez esse livro por acaso esteja num armazém de uma editora de qualquer em outro lugar que não seja Manaus, em São Paulo, Rio de Janeiro ou Porto Alegre. Esse é um dos pecados do negócio livreiro. A capacidade que se tem hoje para fazer com que este livro chegue em Manaus para este cliente a um preço razoável e no tempo em que ele está disposto a esperar é um grande desafio. A Saraiva e seus parceiros vão conversar sobre esta questão que para nós é muito importante. Pensando em digital, não acreditamos em uma plataforma dominante, apesar de todas as seduções. O desejo da Saraiva é de estar em qualquer lugar, o tempo inteiro com os clientes. Como se resolve este

desejo que a Saraiva tem de estar conectada, em contato com seus clientes? Temos certeza de que os atores atuais do mercado têm que ser os agentes deste negócio. Barreiras que encontrávamos em um passado recente não existem. Quem arriscaria dizer qual é o principal concorrente da Livraria Saraiva no que se refere à venda de livros importados? É a Amazon. Alguém que está lá, nos Estados Unidos, com seus três armazéns, é o principal concorrente da Livraria Saraiva para vender livros importados. É uma coisa que nos deixa preocupados, as barreiras vão sendo derrubadas a cada instante. O digital é mais uma quebra de barreira possível. Não somos, de forma alguma, xenófobos. Queremos que esta empresa, que tem 95 anos, um legado imenso, tenha mais 100 anos, ou se perpetue, temos que olhar para isto com toda a atenção do mundo. Somos, por excelência, multicanal e multiformato. Algumas empresas acreditam que precisam separar, fortemente, o que é Internet – pela sua dinâmica, pela sua natureza, suas necessidades – e lojas físicas. Nós acreditamos exatamente no contrário. O multicanal é o melhor caminho. Certamente, estaremos inseridos no contexto dos conteúdos digitais, sejam livros, filmes ou música. O Saraiva Conteúdo é este ponto de contato, esta rede na qual que temos investido. Essa é a Saraiva que pensamos para hoje e para o futuro.

Camila Kintzel

Sócia da Tipos Móveis, empresa de marketing on line

É preciso ter capacidade de ouvir Especialista no universo digital indica o que as editoras precisam saber para se posicionar corretamente em relação às mídias sociais

C

ada lugar na Internet tem um público e um jeito de interagir. Há uma etiqueta própria para cada grupo e você tem que estar lá para não cometer gafe. A pergunta para as editoras é: quais mídias

são relevantes? Eu vou abrir um canal do Youtube e nunca vou fazer um vídeo. Isso é relevante? Vou abrir um twitter, mas sempre vou responder com três dias de atraso. Quanto você está preparado para isto?




“É preciso mudar o foco do olhar e aprender com esta nova geração de nativos digitais.”

Como a editora pequena nunca fez anúncio, às vezes não sabe nem que voz tem. Quem é você? Que voz tenho na Web? Sou o tipo engraçadinho, sou do tipo sério? Isso é muito importante porque mostra o DNA de vocês. Se eu publico autoajuda e livro infantil, com quem vou falar? Com leitor de autoajuda ou com professora? Estou agregando alguma coisa, estou vendendo de forma apropriada ou só estou fazendo promoção? Tem um exemplo clássico de uma editora pequena de livros infantis que criou um twitter e pensou em fazer promoção toda semana. Houve um crescimento exponencial no número de seguidores. Para quê? Quando você vai ver o perfil dos seguidores do twitter dela, são todos caçadores de promoção. É relevante? Vocês têm possibilidade de responder às pessoas na velocidade e do jeito que elas querem? Imaginem aquele e-mail que vocês recebem do leitor que não tem nada para fazer, reclamando, só que agora no seu perfil. Você não tem como tirar de lá. E tirar de lá é pior porque ele pode criar um blog reclamando porque foi tirado. É preciso ter capacidade de ouvir. Os leitores são sempre muito carentes. Vamos supor que eu sou uma editora X e publiquei um livro de um autor que foi um fiasco. Não quero nunca mais publicar um livro dele. Vendeu 200. Mas entre eles, tem 50 fulanos que são fãs de uma maneira surreal e que vão ficar enchendo a paciência para eu publicar o segundo volume da saga. Quando você abre o canal de relacionamento, você tem que ouvir estas pessoas. Alguns números: 24 milhões de brasileiros estão no Orkut. 73% de todos os internautas brasileiros têm perfil nessa rede social. Isso é mais gente que Austrália e Uruguai juntos. Metade homens, metade mulheres. 54% dos brasileiros que estão no Orkut têm até 17 anos e apenas 11% têm entre 35 e 44 anos. Por que estou falando isto? Estou querendo diferenciar as comunidades. Conforme dados de 2010, o Orkut tem um perfil mais jovem, mais classe C, que passa em média sete horas no site por mês, compartilhando informação, fotos, dicas, estabelecendo relacionamento e jogando muito. A maior comunidade sobre livros no Orkut, que é a Adorolivros, tem 114 mil membros. E se não tem comunidade, você cria, pois não custa nada. No Twitter, são quase nove milhões de usuá­rios ativos, 24% dos usuários brasileiros. Dois milhões de pessoas seguem o Luciano Huck, mais gente do que mora aqui em Porto Alegre. E fazer seu próprio twitter é de graça! No mundo, são mais de 50 milhões de mensagens postadas por dia, 600 por segundo. Os

usuários do twitter são mais velhos, mais bem informados, são quase todos universitários, estão mais nas capitais – Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre – e eles não querem relacionamento, querem informação. Você vai seguindo ali, notícias de 140 caracteres. Os americanos passam 100 horas mensais assistindo a vídeos no Youtube. São inseridas 24 horas de vídeo por minuto. São dois bilhões de vídeos assistidos por dia. Então, pensar em trailer de livro já não é uma coisa estranha. A Wikipédia virou nossa enciclopédia de verdade. Apesar de ter muita imprecisão, tem muita precisão também. São 22 mil pessoas responsáveis por abastecer a Wikipédia em português, preocupadas que o conteúdo seja bom. São mais de 350 mil visualizações por hora. É de graça colocar a editora de vocês na Wikipédia; é de graça lincar os livros que vocês já publicaram. Precisamos mudar o foco do olhar e aprender com esta nova geração de nativos digitais. Todos aqui somos emigrantes digitais que surgiram antes da Internet. Aprendemos a conviver com a Internet. Há uma geração, com menos de 15 anos, que nasceu com a Internet. O pensamento digital desta galera é completamente outro. Conteúdo proprietário não existe para estas pessoas, tudo pode ser pego na WEB. Publicidade de banner não existe para esta galera. É uma geração que está querendo produzir conteúdo e está produzindo dia e noite. Vocês têm uma coisa muito boa nas mãos que é o conteúdo. Quem dá o selo de qualidade para o conteúdo são os editores. Onde estão as editoras brasileiras hoje? Muito longe do relacionamento. Poucas editoras fazem um trabalho consistente no universo digital. O negócio do livro precisa tempo, dá um trabalho danado, mas para usar Internet precisa dedicação. Para sobreviver à revolução das mídias, precisamos fazer o que os editores fazem todo dia: aprender um pouco mais. E usar a mídia social, fazer marketing digital, é meter a cara. Produzir conteúdo para a WEB é uma coisa que vocês tem total capacidade de fazer. Vamos pensar nas aparas do livro, nas ilustrações que não couberam no livro infantil porque tivemos que reduzir o número de páginas, o texto que se cortou. O processo de construção do livro é uma coisa apaixonante para as pessoas que estão de fora... Criar estes conteúdos é o que vocês melhor podem fazer. Se fosse resumir toda a apresentação em uma frase seria esta: trocando os quatro P do marketing tradicional – praça, preço, produto e promoção – pelos quatro E do novo marketing: entreter, envolver, emocionar e engajar.




Dia 17

Maria Luiza Batista Bretas Vasconcelos

PALESTRA

Para promover o acesso ao livro

Profa. Dra., Coordenadora do Ensino Fundamental

Política de Leitura na Secretaria de Educação/Goiás

A

atual política de leitura da Secretaria de Estado da Educação de Goiás vem realizando ações que visam melhorar o índice de leitura dentro das nossas escolas, promovendo, sobretudo, o acesso ao livro. Sendo uma das diretrizes para o Ensino Fundamental em todas as suas ações pedagógicas, a leitura permeia as atividades da reorientação curricular estabelecida pela Coordenação do Ensino Fundamental no processo de melhoria da qualidade de ensino. Para promover o acesso ao livro, a Seduc/GO, por meio da Coref, vem adquirindo livros desde o ano de 2008 para os diversos níveis do ensino básico. Primeiramente, sua equipe de desenvolvimento curricular e seus professores técnicos formadores, coordenados pelas professoras Maria Zaira Turchi e Vera Maria Tietzmann Silva, da UFG, analisaram e escolheram 840 títulos de literatura infantil para formarem 21 diferentes acervos para os Cantinhos de Leitura. Nessa etapa foram adquiridos 122.960 livros, com investimentos de R$ 2.380.398,40. Em seguida, em 2009, na segunda etapa de aquisições, 701 bibliotecas escolares da rede estadual receberam 143.168 livros, com recursos de R$ 2.947.752,40; nessa etapa os professores do Núcleo de Desenvolvimento Curricular,

os técnicos formadores da Coref e alguns professores da rede estadual foram os responsáveis pelo processo de escolha dos livros. Neste ano de 2010, mais duas novas aquisições foram feitas: para o ensino médio foram adquiridos 137.808 e para os professores do ensino fundamental a Seduc comprou 137.223 de apoio pedagógico, sendo que foram investidos R$ 4.800.180,00 e mais R$ 5.238.811,74, respectivamente. No total foram investidos R$ 15.367.142,54 beneficiando 721.308 alunos e 23 mil professores por essa política pública de incentivo à leitura. Ainda dentro das ações de incentivo à leitura, foram realizadas duas edições da Semana Nacional da Leitura e da Literatura, em 2009 e 2010, cujo objetivo maior é promover o acesso ao livro, momentos de reflexão sobre a importância da leitura no meio escolar e encontro com escritores e ilustradores. Nessa segunda edição, realizada de 9 a 13 de novembro de 2010, na cidade de Iporá, foram distribuídos aproximadamente 20 mil livros aos alunos que participaram dessa etapa. Para que tais ações sejam realizadas é preciso que haja vontade política, o que faz parte do planejamento anual da Secretaria de Estado da Educação e do Governo de Goiás.

PALESTRA

Marcelo Soares Pereira da Silva

Programas de compras de livros didáticos e para bibliotecas da escolas

Diretor de Política de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica do Ministério da Educação

Maior regularidade na aquisição de obras

N

o Ministério da Educação, o grande esforço hoje se dá em torno da composição dos acervos, tanto para sala de aula – no caso do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) – como para as bibliotecas – no caso do Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE). O MEC trabalha a questão do livro didático em duas perspectivas: como instrumento

para a construção do processo pedagógico da escola e como instrumento para a realização da autonomia da escola e do professor. Uma importante novidade que temos este ano foi a publicação do Decreto 7084, que regulamenta, de uma maneira geral, os Programas de Material Didático do Ministério da Educação. Mas, mais do que isto, ele




diz respeito a dois desses programas, que são o PNLD e o PNBE. Isso é um avanço muito importante porque estes programas, até então, eram regulamentados por meio de portarias ministeriais, que são frágeis no sentido de garantia de continuidade. A regulamentação dessas diretrizes é importante porque sedimenta princípios, finalidades, perspectivas que vêm orientando o trabalho no campo de material didático desenvolvido nos últimos anos. O PNBE visa à distribuição de obras literárias, de referência ou de formação, às bibliotecas de escolas das instituições de Educação Infantil e das escolas de Ensino Fundamental e Médio, incluindo escolas do campo e que trabalham com Educação de Jovens e Adultos. Os gêneros textuais com os quais o PNBE trabalha são poemas, contos, crônicas, teatro, textos de tradição popular, romance, memória, diário, biografia, ensaio, obras clássicas, histórias em quadrinhos – um leque muito grande de livros que podem compor o acervo selecionado para ser encaminhado às escolas. Dentro do PNBE, o processo de avaliação, seleção e aquisição de obras é feito de forma periódica, visando a garantir ciclos regulares, bienais alternados, intercalando o atendimento aos seguintes níveis e modalidades de educação básica: em um ano, são

PALESTRA Política de Distribuição de Livros em Belo Horizonte

selecionados títulos para as escolas do Ensino Infantil, escolas do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos. No ano seguinte, são selecionados títulos para o 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. O Decreto 7084 possibilita que mercado editorial, escolas e autores de livros desta natureza possam se organizar para participarem do Programa, submetendo obras para o processo de seleção de títulos no contexto do PNBE e tenham condições de perceber qual é a tendência, em termos de diretriz política para o Programa em cada uma destas etapas.

Leila Cristina Barros

Profa. Dra. em Literatura Comparada, integrante da Coordenação do Programa de Bibliotecas Escolares da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte/MG

Por um ambiente familiar de leitura

U

ma das ações desenvolvidas no âmbito do Programa de Bibliotecas Escolares da Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte é a seleção de livros literários distribuídos anualmente aos alunos. Desde 2004, os alunos das escolas municipais recebem 2 livros no kit de material escolar. Em 2009, além do kit escolar, foi distribuído um kit literário com 5 títulos de literatura para alunos de 0 a 3 anos e 10 títulos para os demais. Os livros contemplam diversos gêneros literários e são escolhidos conforme a adequação temática à faixa etária, sua qualidade literária e gráfico-editorial. O processo para seleção das obras tem início

com a publicação de portaria no Diário Oficial do Município – DOM, objetivando tornar públicos os critérios básicos para sua execução. À publicação da portaria segue-se a inscrição de obras por parte das editoras interessadas em submeter títulos à análise, que são avaliados e escolhidos por uma comissão de seleção. Com essa política, a Prefeitura de Belo Horizonte investe na leitura e oferece aos estudantes a possibilidade de formação de um acervo pessoal, potencializando a criação de um ambiente familiar de leitura e o estreitamento do contato com os livros, contribuindo para a distribuição de um bem cultural imprescindível e, ainda, de difícil acesso em nosso país.




Dia 18 PALESTRA

Luís Fernando Araújo

Sócio-editor da Artes e Ofícios Editora

O mercado não aceita erros

A formação do preço do livro

“D

efinir o preço final de um produto é quase uma arte que deve orientar-se pela estratégia competitiva da empresa e estar integrada às demais decisões do composto de marketing.” Essa frase foi extraída de um livro sobre gestão da editora da Fundação Getúlio Vargas. Isto define tudo. As empresas precisam ter um plano estratégico. Sem este plano definido e sem o preço estar aliado ao composto de marketing, fica difícil. Como temos muita experiência, olhamos o tamanho do livro, o formato, se tem ilustração ou não, direito autoral, e colocamos o preço. As coisas não são mais assim. No contexto da empresa, o custo é um pedacinho que depende de muita coisa, não só dos insumos e dos processos. Depende de informações do mercado que vai definir se há ou não demanda. Precisamos saber qual é a estratégia, o que se quer atingir? Quero vender para as classes A e B? É livro para escola? Que preço devo dar se quiser vender para o Governo Federal nos programas de aquisição de obras para bibliotecas públicas? Vou vender só para livrarias? Ou só em site para o consumidor final? Os ambientes interno e externo são fundamentais na nossa análise. Como ambiente interno, entende-se custos, despesas e o lucro que se quer ter. Como ambiente externo: fornecedores, concorrentes, consumidores etc. O preço não é só uma fórmula. Estamos ainda com alguns costumes dos anos 80 e 90. Naquela época não existia foco em gerência de custos. Até o início da década de 90, a inflação e a especulação financeira norteavam os negócios. Foi uma década morta, o país não cresceu. Fazendo uma análise bem simples de nosso cenário, hoje temos muito mais tecnologia, muito mais competição. Há excesso de oferta, a globalização está

O que levar em conta ao determinar o preço de venda de um livro

aí, os clientes são muito mais exigentes, e os ciclos de vida do produto diminuíram muito. Os empreendimentos precisam ser competitivos. O preço é um elemento decisivo, e a gestão de custos, uma questão de sobrevivência. Tudo isto aliado a uma constante avaliação das operações. Conhecemos e formatamos o negócio sempre do mesmo jeito. Só que o mercado mudou. Em relação a essa avaliação, conheci há muitos anos uma ferramenta que se chama PDCA: P de planejar, D de fazer, C de controlar e A de ação. Nesta ordem, primeiro planeja, depois faz. Controla. Tem problema? Corrige e age. É simples e eficaz. Os custos operacionais que as empresas têm são os variados e os fixos. Custos variáveis: fornecedores, impostos, comissões, fretes. Custos fixos: salários, encargos, aluguel, manutenção, água, luz, telefone etc. Se fizermos um, dez ou mil livros teremos as mesmas despesas. Então, se não se produz nenhum livro, a despesa continua andando. O preço de venda é formado pelo custo da mercadoria (revisão, papel, impressão, capista, ilustrador, tradução etc), pelo lucro, que se define em função de nossa estratégia, e pelas despesas – custo variável e fixo.

Quando falamos em preço, devemos fazer uma boa avaliação da tiragem. Temos de enxergar em escala, quanto mais se produz, menor será o custo fixo, reduz o custo unitário e a margem aumenta. Se quisermos determinar lucro para o negócio ou uma margem de 10%, fazendo mil livros é uma coisa, fazendo 10 mil com a mesma margem, o lucro é muito maior.




Sugiro para o mercado em geral 15 a 20% para o autor. O autor tem que ganhar mais com o livro digital.

PALESTRA A formação de catálogo

O livro é caro? Caro para quem? Isso é muito relativo. Na maioria das vezes, fica caro porque fazemos tiragens baixas, o que influencia diretamente no preço. Não podemos comparar as nossas tiragens com as internacionais. Já o desafio, fazendo uma grande tiragem, é colocar os livros no mercado. Distribuição e logística num país de tamanho continental complica, e muito, para formar o preço. O sistema de comercialização do mercado é concentrado em poucos players, como as redes Saraiva-Siciliano, Fnac, Cultura, Leitura, o grupo Curitiba... O jogo é pesado. Hoje, precisamos, por exemplo, pagar para a exposição de vitrine do livro, e é difícil recuperar este valor em uma ação de 20 dias na loja a não ser que o livro venda muito. Não há uma sistematização de compras para biblioteca. Nos Estados Unidos, fazem aquelas tiragens fantásticas porque o mercado de bibliotecas absorve, obrigatoriamente, dois exemplares de cada obra produzida, pagando a tiragem. Um programa como o PNBE envolve tiragens de 30, 50 mil livros. Mas em suas compras, eles nos exigem desconto

de 82% do preço de capa. Se damos um preço errado, não podemos participar do programa. Em relação ao livro eletrônico, temos de tomar cuidado. Segundo pesquisa inicial realizada pelo Instituto do Livro, o consumidor não quer pagar muito. Há interesse de manter o valor alto porque não querem perder a margem. Compram com 50% de desconto o livro físico e querem comprar com 50% o livro digital. Onde está o custo do livro digital? No Investimento tecnológico, software e o pessoal que vai fazer a gestão? No entanto, não há custo de estocagem, de logística etc. Podemos fazer testes, usar o livro digital para lançar autores novos, colocá-lo nas redes sociais, se surtir efeito, imprimimos. O mercado digital ainda é menos que 1% do mercado total. No Brasil, é menos ainda. Uma frase para pensarmos: “Não são as espécies mais fortes que sobrevivem, nem as mais inteligentes e sim as que respondem melhor às mudanças.” E o livro continua!

Augusto Massi

Diretor-presidente da Cosac Naify

Formar catálogo é uma escolha intelectual Mapear carências de mercado e construir uma identidade própria, inclusive visualmente, são sugestões para tornar uma editora bem sucedida

A

primeira lição de formação de catálogo é definir o campo intelectual em que você quer atuar, ter claro o que existe no mercado. Se existem coleções de poesia regulares, e você vai começar um negócio, é quase um suicídio montar uma coleção de poesia ainda mais para concorrer com uma editora grande. Depois de dois anos que eu estava fazendo a coleção Claro Enigma, com a Editora Duas Cidades, a Companhia das Letras passou a ter uma coleção regular de poesia. E João Cabral de Melo Neto, que era publicado pela Nova Fronteira, passou a ter sua

obra completa editada em livros separados. A Nova Aguilar voltou a publicar as poesias de Murilo Mendes, João Cabral e Carlos Drummond. Naquele momento, parei de fazer a coleção. Havia cumprido o papel de fazer uma intervenção cultural que deu certo por sua radicalidade. Passados alguns anos, fiz outra experiência desse tipo. A Duas Cidades estava fechando e propus parceria com a 34, uma editora jovem e ativa. A coleção passou a se chamar Espírito Crítico. Era uma coleção na qual queria reunir críticos dispersos em várias editoras.


10

“Quem monta uma coleção, tem que fidelizar a relação com o leitor, fazendo com que ele confie no seu critério editorial.”

No caso da Claro Enigma eu publicava sozinho; no caso da Espírito Crítico, montei um Conselho que incluía vários professores. Esses dois projetos de intervenção deram certo e recebi um convite para trabalhar na Cosac Naify, criando um projeto para a editora agora voltado para a prosa, com Samuel Titan Jr. A Cosac Naify era conhecida por ser uma editora de arte, não trabalhava com literatura. E não existia no mercado uma coleção de clássicos. As pessoas estavam publicando sempre as novidades, o que saía no exterior, a lista dos mais vendidos. Senti que havia uma carência de recolocar em discussão obras fundamentais, que poderiam ajudar os alunos para quem eu dava aula na USP, imaginando uma diversidade de tradutores, de críticos e definindo um perfil. Para o caso da Prosa do Mundo, imaginei uma coleção mais sofisticada graficamente, tendo um caráter artístico, como objeto, para poder se encaixar no perfil da editora. Foi uma coleção em que, de imediato, lançamos com 3000 exemplares. O dono da editora, Charles Cosac, me procurou para dizer que estava querendo fechar a editora, e que, pela primeira vez, haviam publicado um título de 3000 exemplares que havia se esgotado em um mês e meio. Ele me convidou para ser seu diretor editorial. Comecei o trabalho fazendo alguns livros loucos, que nenhuma editora no país poderia fazer porque não tinha dinheiro. Por exemplo: A História da Arte Italiana, do Argan, em três volumes. Fazia propostas muito baixas na Itália para comprar direitos autorais, chorava para ter direito às imagens e ia fazendo. Esse livro virou referência e vendeu toda a edição. Depois resolvemos fazer As Mitológicas, de LéviStrauss, quatro tomos de 400 páginas. A Companhia das Letras tinha todas as obras do Lévi-Strauss, mas este tipo de obra ela não queria fazer e nos liberou. Fizemos uma bela edição, em tecido, com a ideia de fazer um livro que o próprio Lévi-Strauss pensasse ser a melhor edição que existe. Chamei uma antropóloga, Florência Ferrari, para coordenar a edição, com tradução da professora Beatriz Moisés. Um trabalho com especialistas no assunto. Mandamos escanear todas as imagens, nem a edição francesa tinha a qualidade da nossa edição. Quando saiu o primeiro volume, recebemos uma carta de Lévi-Strauss, dizendo: é a melhor edição que eu tenho! Nesta minha utopia de fazer coisas absurdas, as pessoas dentro da editora começaram a pensar: ele é louco, mas funciona! Eu entendi que aqui havia um segredo de catálogo: mapear algo que tem uma carência no mercado. Você não pode ficar fazendo concorrência. Com isso,

fomos criando este objetivo que era fazer livros difíceis, problemáticos, que uma editora normal não iria querer realizar. O primeiro contexto de catálogo é definir o campo intelectual. Quando ele está bem definido, o leitor identifica você como aquele editor que está fazendo algo que ninguém está fazendo. Para dar uma identidade gráfica, escolhemos a capa dura. Isso, inicialmente, ficou associado à ideia de luxo, de uma editora rica. Então tive que informar aos meus vendedores e aos vendedores das grandes redes que a escolha pela capa dura era pela durabilidade. Eu precisava ainda agregar um valor ao livro que não desse só a imagem gráfica. As pessoas não percebiam que quase todos os nossos livros universitários têm índice onomástico, que todos possuem bibliografia completa do autor, que você oferece ao leitor uma série de informações importantes para criar a atmosfera da leitura. Construímos isso com o tempo. A editora mudou e hoje há uma equipe especializada, com editores de arquitetura, de artes, de ficção, outro só para os livros de ciências humanas. Preparamos tudo para que este livro, além da beleza da capa, tivesse a melhor tradução, as melhores notas. Hoje produzimos um livro, na coleção Prosa do Mundo, que completa 25 títulos este ano, com sugestões de leitura, indicações de biografias sobre o autor, os melhores sites para consultar, os filmes que foram adaptados daquela obra, poupando tempo e uma série de etapas para o leitor que teria de fazer isso sozinho. Se o primeiro ponto da formação de catálogo é a lacuna intelectual, o segundo é fazer escolhas, fazer apostas. Se você publicar Palmeiras Selvagens, de William Faulkner, precisa convencer seu diretor financeiro a publicar depois O Sonho e a Fúria e depois Luz em Agosto. Quando vender bem Luz em Agosto, Palmeiras Selvagens vai estar talvez na segunda ou terceira edição. Mas, se ele analisar o resultado de vendas do primeiro livro publicado, você não faz mais nenhum. Há que se estabelecer um projeto de intervenção intelectual. Isto é uma briga dentro da editora, pois há quem queira sempre fazer um livro mais comercial. É um trabalho a longo prazo. Hoje tenho um livreiro e um leitor que perguntam: quando sai o próximo livro de Faulkner? Eu criei um leitor de Faulkner. Quem monta uma coleção tem que fidelizar a relação com o leitor, fazendo com que ele confie no seu critério editorial. Assim corremos menos risco. Hoje, para um catálogo permanecer em uma livraria, ela tem que querer repor o teu estoque. Formar um catálogo implica escolha intelectual e a defesa dessa escolha.


11

Arquipélago Editorial AS MELHORES ENTREVISTAS DO RASCUNHO VOL. 1

AFORISMOS

Luís Henrique Pellanda (org.)

208 p., ISBN: 978-85-60171-14-9

288 p., ISBN: 978-85-60171-16-3

Uma seleção dos melhores aforismos de um mestre do gênero, o jornalista e polemista Karl Kraus (1874-1936). Com suas frases certeiras, Kraus instigou debates veementes na Viena do começo do século 20. Os aforismos foram selecionados e traduzidos por Renato Zwick.

As entrevistas dos 15 escritores reunidas neste volume cobrem uma boa parte da trajetória do Rascunho, mas revelam bem mais do que isso. Elas são um retrato vívido da literatura brasileira contemporânea pela voz de quem a produz. As opiniões, os métodos, as influências e as manias desses escritores formam um documento para o leitor de hoje e o pesquisador do futuro. Um registro em primeira pessoa da cena literária brasileira neste começo de século 21.

Karl Kraus

OPERAÇÃO PORTUGA

SOBRESCRITOS

Sérgio Xavier Filho

Sérgio Rodrigues

176 p., ISBN: 978-85-60171-13-2

152 p., ISBN: 978-85-60171-12-5

A história de um recorde que mobiliza um grupo de corredores de rua para batê-lo. Mais do que um livro sobre esporte, é um livro sobre gente. As grandes maratonas do mundo são o pano de fundo, mas o que se revela são histórias de competição, superação e camaradagem contadas por quem entende do assunto. Além de corredor, Sérgio Xavier é diretor da revista Runner’s World Brasil.

Sobrescritos é uma coletânea dos melhores contos publicados pelo escritor e jornalista em seu Todoprosa, um dos sites sobre literatura mais lidos e comentados do Brasil.

OS NOVOS ESCRIBAS

O PAI DOS BURROS

Solano Nascimento

Humberto Werneck

112 p., ISBN: 978-85-60171-11-8

208 p., ISBN: 978-85-60171-08-8

O autor apresenta as diferenças entre “jornalismo investigativo” e “jornalismo sobre investigações”, apontando as fragilidades do uso exagerado de informações oficiais na apuração de reportagens. Prêmio Esso de Jornalismo 2010 na categoria “melhor contribuição à imprensa”.

Este “dicionário” apresenta aquelas expressões que, de tanto serem repetidas, tornaram-se lugares-comuns ou frases feitas. São mais de 4.500 delas, distribuídas em 2.000 verbetes. Um convite à reflexão sobre a funcionalidade da linguagem.

CONVERSAS DE CAFETINAS

MACHADO E BORGES

Sérgio Maggio

Luís Augusto Fischer

158 p., ISBN: 978-85-60171-07-1

264 p., ISBN: 978-85-60171-06-4

Em oito perfis, o autor retrata o cotidiano, os momentos de glória e a decadência das cafetinas, personagens envolvidas em uma aura de mistério e preconceito. Narradas com vigor e sensibilidade, as histórias emocionam ao traçar um panorama nada romântico dessas mulheres.

Nos seis ensaios que formam este livro, Fischer apresenta o resultado de décadas de estudo da obra e da vida de Machado de Assis, sempre com a visão arejada e o texto preciso que já são uma marca pessoal. Livro do ano no Prêmio Açorianos de Literatura 2008.

A VIDA QUE NINGUÉM VÊ Eliane Brum 208 p., ISBN: 978-85-60171-00-2

Arquipélago Editorial Avenida Getúlio Vargas, 901/506 90150-003 Porto Alegre/RS 51 3012-6975 www.arquipelagoeditorial.com.br contato@arquipelagoeditorial.com.br Editor: Tito Montenegro

Crônicas que têm como personagens pessoas anônimas, uma prova de que toda vida esconde um milagre. Melhor livro de reportagem no Prêmio Jabuti 2007.


12

Artes e Ofícios Editora Poemas Selecionados

Volta ao Mundo em 80 Mitos

Fernando Pessoa ele-mesmo e heterônimos

Rosana Rios

152 p., 2010, ISBN: 978-85-7421-167-1

224 p., 2010, ISBN: 978-85-7421-170-1

Trata-se de uma seleção de poemas de Fernando Pessoa ele-mesmo e de seus heterônimos completos, Alberto Caeiro, Ricardo Reis e Álvaro de Campos. Poemas selecionados quer ser porta de entrada para aqueles que pouco conhecem a obra desse grande poeta e também mais uma possibilidade de contato com a palavra pessoana para aqueles que, conhecedores da obra, têm o desejo de renovar sempre e mais uma leitura que jamais se esgota.

A autora propõe a volta ao mundo através das narrativas mitológicas, levando o leitor a uma viagem pelos continentes, mostrando nos mais diferentes e distantes lugares que os mitos, embora tragam as marcas da cultura do lugar onde nasceram, em sua essência, repetem as mesmas angústias e a mesma necessidade de explicação sobre a vida na Terra. A obra é dividida em continentes, trazendo de forma completa e inédita os mitos de cada região do planeta.

O Tesouro Iluminado Caio Riter

As Melhores Histórias da Mitologia Hindu

48 p., 2010, ilustrado, ISBN: 978-85-7421-174-9  Luísa e João moram num lugar legal. Muitas árvores e uma praça bacana onde a gurizada brinca solta e, nos dias de vento, empina pipas de todas as cores e formatos. Pipas coloridas que enfeitam um céu muito azul. Num desses dias de céu bem azul e sol forte, ao recolherem suas pipas, os dois amigos tiveram uma surpresa e tanto: um pequeno tesouro veio dependurado numa das pandorgas, um tesouro iluminado!

A. S. Franchini e Carmen Seganfredo 288 p., 2010, ISBN: 978-85-7421-179-4  Este livro apresenta aos apreciadores da mitologia universal algumas histórias da mitologia hindu, uma das mais ricas e originais. Deixando de lado o aspecto místico da sua teologia, os autores focam o lado da pura aventura – que, certamente, não falta às lendas dos deuses hindus, um manancial inesgotável de novas ideias, ao menos para o homem ocidental: devas, rakchasas, avatares, vimanas são algumas “novidades” que o leitor conhecerá ao longo destas páginas.

Série Quilate Luís Dill

O Terapeuta e o Lobo Celso Gutfreind 240 p., 2010, ISBN: 978-85-7421-184-8 O terapeuta e o lobo é um livro importante que volta ao mercado pela edição da Artes e Ofícios. Trata de levar a arte – nesse caso, a literatura – para dentro da ciência. E revela, através da teoria e da prática, a importância que pode ter o conto no tratamento das dores da alma. Nesse caso, dores de crianças que vivem situações que de alguma forma causaram dor e sofrimento, empurrando-as para um futuro quase sempre sem perspectivas.

Coleção Perguntas e Respostas Menopausa O que esperar e como resolver Cláudio Krahe 112 p., 2010, ISBN: 978-85-7421-182-4

Direito Um guia para conhecer as leis e os direitos dos cidadãos Dr. Gabriel Diniz e Dr. Rafael Caselli Pereira (orgs.) 144 p., 2010, ISBN: 978-85-7421-185-5 Esta coleção pretende, através do formato de perguntas e respostas, produzir conhecimentos amplos, claros e de fácil acesso a todos os leitores, sem reduzir a complexidade dos temas abordados.

A caverna dos diamantes

Olhos de rubi

A noite das esmeraldas

80 p., 3ª ed., 2010, ISBN: 978-857421-177-0

80 p., 3ª ed., 2010, ISBN: 978-857421-175-6

80 p., 4ª ed., 2010, ISBN: 978-857421-176-3

Arca de Haicais Luís Dill 32 p., 3ª ed., 2010, ilustrado, ISBN: 978-85-7421-178-7 Haicai é um tipo de poesia que teve origem no Japão, e suas características mais importantes são a objetividade e a concisão. Luís Dill criou haicais a partir da observação de pequenos e grandes animais. O resultado foi uma verdadeira arca (como aquela de Noé), onde habitam bichos de todos os jeitos e tamanhos. Arca de haicais brinca com a imaginação das crianças e propõe um jogo de rimas muito divertido, bem apropriado para crianças pequenas e também para as que estão em fase de alfabetização.

Whatever Leonardo Brasiliense 128 p., 2009, ilustrado, ISBN: 978-85-7421-124-4

Artes e Ofícios Editora Ltda Rua Almirante Barroso, 215 – Bairro Floresta 90220-021 Porto Alegre RS 51 3311.0832 www.arteseoficios.com.br arteseoficios@arteseoficios.com.br Editora: Elaine Maritza da Silveira

O livro traz dez contos protagonizados por João Pedro, jovem que atravessa os últimos anos na escola. Porém nada, nem mesmo a proximidade do fim de uma etapa e a necessidade de decisão sobre que profissão seguir ou, no mínimo, para que curso prestará o vestibular parecem provocar qualquer reação em João Pedro. Tanto faz. Nada parece animá-lo ou dar sentido à sua vida de adolescente classe média-média. Tudo é igual a tédio e desinteresse. Whatever...


13

DUlcinéia livros

Fio

Coleção Lado A Lado B

Texto e ilustrações: Ana Terra

Com que roupa? Festa no céu Autor: Noel Rosa Textos: Luís Augusto Fischer e Julia Simões Ilustrações: Graça Lima e Ivan Zigg

18 p., ISBN: 978-85-62528-00-2 O livro “Fio” estimula a imaginação e a criatividade da criança, além de proporcionar uma reflexão sobre a origem das histórias. Uma belíssima poesia, com frases curtas e harmoniosas ilustrações aliadas ao projeto gráfico diferenciado, que oferece, ao final, a proposta do próprio leitor tecer sua história. Indicação: leitura acompanhada a partir 03 anos

24 p., ISBN: 978-85-62528-01-9 O livro traz duas canções inesquecíveis de um dos maiores sambistas de todos os tempos: Noel Rosa. Com que roupa? e Festa no céu aparecem ricamente ilustradas, e com um projeto gráfico original. Acompanha o Guia de Leitura e Audição de autoria de Luís Augusto Fischer e Julia da Rosa Simões. Indicação: 0 a 100 anos

Tesouro de pano Luís Dill 56 p., ISBN: 978-85-62528-03-3 O que pode haver dentro de um velho baú? Moedas de ouro ou só poeira? Pedras preciosas ou apenas mofo? Para responder a essas perguntas, Gabriela vai usar a antiga chave para destrancar a relíquia da família. Ela descobrirá um tesouro mais valioso do que poderia imaginar. Uma emocionante história sobre o ter e o ser. Indicação: a partir 09 anos

Beijo Mortal Luís Dill 104 p., ISBN: 978-85-62528-02-6 Com um texto objetivo e envolvente, o livro retrata a realidade em que vivem os jovens e mostra que são capazes de escolher os caminhos que devem seguir. “Francisco, o herói de Beijo Mortal, encara a violência para saber como e por que acontece. Só depois disso talvez a gente saiba como lidar com ela. O texto é coloquial, direto. Os diálogos são um pingue-pongue e as histórias, rápidas, com as manhas do cinema de ação”. (Ernani Ssó) Indicação: a partir 12 anos

Dulcinéia Livros Rua Ramiro Barcelos, 386 – Floresta 90035-000 Porto Alegre/RS 51 3312.1234 – 51 3061.0036 contato@dulcineialivros.com.br www.dulcineialivros.com.br Editora: Débora Bertol

Coleção Lado A Lado B Samba do Arnesto Saudosa Maloca Autor: Adoniran Barbosa. Textos: Luís Augusto Fischer e Julia Simões Ilustrações: Marcatti 24 p., ISBN: 978-85-62528-04-0 O livro traz duas canções inesquecíveis de um dos mais interessantes sambistas brasileiros: Adoniran Barbosa. Samba do Arnesto e Saudosa Maloca são quadrinizados, e revelam um projeto gráfico diferenciado e original. Acompanha o Guia de Leitura e Audição de autoria de Luís Augusto Fischer e Julia da Rosa Simões. Indicação: 0 a 100 anos


14

edipucrs ADOLESCÊNCIA E PSICANÁLISE

ANIMAIS NA PESQUISA E NO ENSINO:

Intersecções Possíveis Mônica Medeiros Kother Macedo (Org.)

ASPECTOS ÉTICOS E TÉCNICOS Anamaria Gonçalves dos Santos Feijó Luisa Maria Gomes de Macedo Braga Paulo Márcio Condessa Pitrez (Organizadores)

217p., ISBN: 978-85-397-0003-5 A adolescência é um período da vida marcado por temáticas permeadas por intenso investimento psíquico. Nela, temas como rupturas, transformações, reivindicações, solidão, desafios, projetos, sonhos, angústias, alegrias, descobertas e ressignificações se fazem presentes.

424 p., ISBN: 978 85 7430 928 62010 “Este livro busca abordar o tema do uso de animais em ensino e pesquisa, assunto extremamente contemporâneo, analisado por diversos prismas. É uma obra tecida a várias mãos, contando coma a valiosa contribuição de colaboradores de renome nacional e internacional, como partícipes desta iniciativa. ” Joaquim Clotet - Reitor da PUCRS

CHE GUEVARA

CRACK, UMA PEDRA NO CAMINHO

Mito, mídia e imaginário Juan Domingues

César Augusto Trinta Weber

97 p., ISBN: 978-85-397-0007-3

Destaca-se na obra um mérito importante, o de posicionarse de forma clara, aberta e entusiasmada sobre a necessidade da união de todos para o combate ao uso das drogas, sobretudo, o relacionado ao crack. Professor Doutor Bruno Mendonça Costa

“Um mito é sempre uma hiper-realidade, algo que se torna mais real do que real. A mídia tem um papel na hiperrealidade mítica contemporânea. A foto de Che Guevara morto, com as feições normalmente atribuídas a Jesus Cristo, Che, “o Cristo de Vallegrande”, continua correndo o mundo e atualizando o mito como algo mais real do que o real, aquilo que a “realidade”, a verdade histórica, não consegue desmanchar nem redimensionar.” Juremir Machado da Silva - Coordenador do PPGCOM/PUCRS

110 p., ISBN: 978-85-397-0014-1

EPICURO

LIÇÕES DE HISTÓRIA

O filósofo da alegria Reinholdo Aloysio Ullmann

O CAMINHO DA CIÊNCIA NO LONGO SÉCULO XIX Jurandir Malerba (Org.)

128 p., 4ª ed., ISBN: 978 85 7430 920 0

489 p., ISBN 1: 978 85 7430 999 6 (EDIPUCRS) ISBN 2: 978 85 2250 833 4 (FGV)

“A obra de R. A. ULLMANN (...) é uma exposição erudita, sistemática e especializada do pensamento epicurista a partir de suas origens clássicas, isto é, do filósofo de Samos, nascido no ano 341 a.C.” Professor Dr. Jayme Paviani

MULHERES NA GUERRA DO PARAGUAI Hilda Agnes Hübner Flores 144p., ISBN: 978-85-397-0001-1 A obra Mulheres na Guerra do Paraguai, escrita de forma clara e objetiva, é produto de pesquisa bibliográfica e documental que resgata o imaginário, as mentalidades, as frentes de lutas e resistências de mulheres compelidas a romper as fronteiras do espaço privado do lar.

“Este é um livro de história, sobre concepções de história, feito por historiadores. Não se trata de qualquer história, mas de história intelectual de um período decisivo, aquele que Eric Hobsbawm chamou de ‘o longo século XIX’.” Jurandir Malerba

A GRAVIDADE, ESTA GRANDE ESCULTORA Como usar a gravidade terrestre a seu favor. Joan Vernikos e Thais Russomano 338p., 2009, ISBN: 978-85-7430-921-6 “A Gravidade, esta grande escultora é um livro para todos, pois resume de modo transparente como podemos utilizar os conhecimentos médicos advindos do espaço a nosso favor.” Prefácio de John Glenn

THEO WIEDERSPAHN ARQUITETO Günter Weimer 140p., 2009, ISBN: 978-85-7430-860-9

EDIPUCRS Av. Ipiranga, 6681 – Prédio 33 90619-900 Porto Alegre/RS 51 3320 3711 edipucrs@pucrs.br www.pucrs.br/edipucrs Editor: Jerônimo Braga

O alemão Theodor Alexander Josef Wiederspahn, um dos mais importantes arquitetos do século XX, deixou um legado histórico ao Rio Grande do Sul no que concerne à construção urbana desse Estado.


15

Editora AGE ANÁLISE SINTÁTICA APLICADA Paulo Flávio Ledur e Luiz Agostinho Cadore

RIO GRANDE DO SUL, PRAZER EM CONHECÊ-LO

168 p., 2010, ISBN: 9788574974743

Barbosa Lessa

Este livro é resultado de uma reflexão a dois sobre o estudo e o ensino da sintaxe que vem sendo ministrado entre nós. Conluímos que, em regra, a análise sintática é ensinada como se fosse um fim em si mesma, como se nada tivesse a ver com a concordância, a regência, a crase, a colocação do pronome oblíquio e, sobretudo, com a pontuação. Estuda-se análise sintática pela simples análise sintática, e não em função da sintaxe. Um estudo assim, que não vislumbra qualquer aplicação prática, é certo, torna-se enfadonho e não alcança seus verdadeiros e importantes objetivos.

191 págs., 4.ª ed., 2002, ISBN: 8574970220

OS INFILTRADOS

PORTUGUÊS PRÁTICO

ELES ERAM OS OLHOS E OS OUVIDOS DA DITADURA Carlos Etchichury, Carlos Wagner, Humberto Trezzi e Nilson Mariano

231 págs., 10.ª ed., 2009, ISBN: 9788574974392

126 p., 2010, ISBN: 9788574975016 ¨Inspirado na série publicada por Zero Hora no verão de 2010, Os Infiltrados é resultado da união de quatro profissionais ícones da reportagem a quatro qualidades do melhor jornalismo: o faro, a perseverança, o olhar diferenciado e o bom e velho texto¨ (Ricardo Stefanelli). Este livro desvenda a trajetória de um personagem indispensável à sustentação da ditadura militar do Brasil (1964-1985): o agente infiltrado.

Quem não conseguir desenredar os nós internacionais do princípio, não mais entenderá como se formou o Rio Grande do Sul. Aqui o historiador e escritor Barbosa Lessa estende a mão para que você possa ir descobrindo os caminhos. No Corredor Central, nas Missões, no Litoral, no Continente, na Campanha. Os primeiros tropeiros cortando o Planalto e os Campos de Cima da Serra. Os alemães chegando à Região Colonial dos Vales. Passo a passo, o cenário vai se iluminando. Até que em 1830 já está tudo pronto para que entrem em cena o gaúcho e a Revolução Farroupilha.

10.ª ed. conforme a nova ortografia Paulo Flávio Ledur Por explorar os aspectos lógicos que norteiam a formulação das normas gramaticais e lançar mão de linguagem simples e agradável, Português Prático é especialmente recomendado para ser o tira-dúvidas do dia a dia e o guia ideal para cursos e concursos. De acordo com a nova ortografia, incluindo as alterações introduzidas pelo VOLP.

A VERDADE DE UM DESENCARNE

PERCEPÇÕES DA ESSÊNCIA

Terezinha Doval

Cassio Cooker

112 p., 2010, ISBN: 9788574974774

128 p., 2010, ISBN: 9788574974811

Poucas horas após seu desencarne, Nydia iniciou este seu relato. Mais que uma catarse, ele representa o começo de uma renovação que ela deixou para depois... Por isso, agora, ela fala de si, revelando corajosamente seu mundo interior. Conta da criança que, desde cedo, conviveu com o desconforto da clarividência. Revela as dificuldades que enfrentou ao tentar frequentar centros espíritas onde determinadas manifestações mediúnicas não são permitidas, bem como é sonegado espaço para que as pessoas falem de seus problemas, devendo todos contentar-se com a impessoalidade doutrinária.

Em Percepções da Essência o autor aborda com profundidade e sensibilidade a questão da existência. Busca, nas doutrinas filosóficas, religiosas e científicas, uma convergência para fundamentar a construção de uma percepção da realidade que procura pela Essência para além da superfície ilusória das coisas. Ao longo da edificação de suas concepções, mescla aos seus pensamentos todos aqueles com que se deparou e que se fizeram coincidentes, dissonantes ou complementares. Garimpa com obstinação a unicidade dentro da aparente multiplicidade.

O TIME QUE NUNCA PERDEU

ATÉ QUE A VIDA NOS UNA

Paulo Roberto Falcão

Sydney Santanna

117 p., 2009, ISBN: 9788574974682

320 p., 2010, ISBN: 9788574974866

Trinta anos depois da conquista do único título invicto do Campeonato Brasileiro, Paulo Roberto Falcão entrevistou seus 21 ex-companheiros da equipe do Internacional de 1979 e está recontando a história daquela façanha no livro O TIME QUE NUNCA PERDEU. O relato recupera episódios de vestiário, destaca o trabalho do treinador Ênio Andrade e do preparador físico Gilberto Tim e mostra como vivem hoje os campeões. Todos os jogadores que entraram em campo e participaram de pelo menos alguns minutos de jogo foram ouvidos novamente, com exceção de Adílson Miranda, falecido em 1980, num acidente automobilístico.

Nem tudo na vida é o que parece ser. Uma menina de oito anos com graves limitações físicas e mentais, abandonada pela família numa instituição dirigida pelo padre da cidade, estava condenada pelos médicos a viver suas deficiências para sempre. Porém, ao conhecê-la, um médium detecta que muitos dos seus problemas têm origem espiritual e passa a realizar atendimentos a ela no Centro Espírita do qual faz parte. Suas vidas passadas e ligações existentes com planos espirituais mais densos são tratadas nos atendimentos e progressos no seu estado, tidos até então como impossíveis, começam a aparecer.

CONSCIÊNCIA CRIADORA Moacir Costa De Araújo Lima 141 p., 2010, ISBN: 9788574975108

Editora AGE LTDA Rua São Manoel, 1787 90620-110 – Porto Alegre / RS 51 3223 9385 – 51 9151 0311 vendas@editoraage.com.br www.editoraage.com.br Editor: Paulo Flávio Ledur ledur@editoraage.com.br

É o objetivo deste livro: falar ao pensamento e ao coração, capaz de unir o intelecto ao amor. “Ora, refletindo, sempre estive, no curso de minhas pesquisas sobre esta matéria chamada ‘inerte’ em busca dos primeiros passos dos fenômenos psíquicos, isto é, procurando o Espírito dissimulado sob a matéria.” Jean Charon, Físico Teórico. “Necessitamos de uma maneira espiritual nova de entender a natureza do que é o ser humano, porque os modos antigos, as velhas mitologias, a antiga monarquia, rei, Deus, contra a velha maneira legítima do cientista de fazer tudo, estão mortos. Devemos enterrá-los.” Fred Allan Wolf, Físico, PhD.


16

editora da ulbra Educação contemporânea & artes de governar Karla Saraiva, Iolanda M. dos Santos (Organizadoras) 176p., ISBN: 978-85-7528-287-8 Reúne artigos que analisam, a partir de uma perspectiva foucaultiana, questões atuais no campo da Educação. Apresenta a psicopedagogia, a relação família-escola, o ensino fundamental de nove anos, a escola em turno integral, as parcerias que incidem na educação, a violência escolar e a educação a distância, vistas como estratégias sutis para governar a população a partir de ações educacionais. Aqui os leitores não encontrarão prescrições nem propostas metodológicas, mas problematizações que permitem lançar um outro olhar sobre esses temas.

Realidade e cibermundo Horizontes educacionais antevistos Maria Aparecida Viggiani Bicudo, Maurício Rosa (Organizadores) 136p., ISBN: 978-85-7528-292-2 Através da análise de obras da cibernética e da filosofia, o livro explicita compreensões sobre a realidade do cibermundo. Amplia essa abordagem até a educação a distância, apontando características da realidade do espaço cibernético e das peculiaridades e possibilidades de se trabalhar com a educação nesse ambiente. Oferece, ainda, uma análise do filme Dèja vu e suas concepções de espaço/tempo, as quais, nesta obra, são trazidas para o mundo da educação on-line.

A arte de falar bem Uma reflexão filosófica sobre a comunicação humana Claudio Schubert 240p., ISBN: 978-85-7528-241-0 Falar bem é uma arte e um dos grandes desafios para os profissionais na atualidade. Antes de dirigir-se a seus interlocutores, o orador deve estar bem preparado. Para isso, deve considerar virtudes importantes como o autoconhecimento, o cuidado com a linguagem, o uso adequado da vestimenta e o desenvolvimento de uma postura elegante. O controle desses aspectos, conforme orientação desta obra, resulta em fator determinante para se conquistar o sucesso no ato comunicativo.

Sistemas de informação gerencial Uma estratégia para a competitividade Paulo de Sousa da Silva 200p., ISBN: 978-85-7528-208-3 Traz os aspectos essenciais da área de gestão da informação e do conhecimento, incluindo o perfil necessário dos trabalhadores da informação no ambiente de trabalho. Aborda as mudanças que a globalização impõe às organizações, o uso dos sistemas de informações automáticos, além dos vários tipos de sistemas que dão apoio aos níveis hierárquicos da empresa como estratégia para a competitividade.

Fundamentos de cristalografia A poética da perseguição em Clarice Lispector e Julio Cortázar Débora Mutter da Silva 224p., ISBN: 978-85-7528-236-6 A autora lança mão do seu conhecimento construindo regras próprias para a leitura ficcional. Assim, a metaficção constitui o caminho para a compreensão desses autores na medida em que se estabelecem rupturas que vislumbram novas abordagens teórico-práticas. Surpreende pela capacidade de perscrutar os meandros do universo criativo de Lispector, que mergulha na alma do ser humano, e de Cortázar, o qual cria sonhos de seres improváveis – apresentando-nos não só pontos de intersecção na poética dos dois escritores, mas várias possibilidades teóricas a partir de seu olhar interpretativo e audaz.

O Feijãozinho Surdo Liège Gemelli Kuchenbecker 32p., ISBN: 978-85-7528-238-0 Cultivado em sala de aula, através da experiência profissional da autora, regado por sinais, textos e imagens, disponível à mesa de crianças brasileiras. O livro contribui na formação de uma biblioteca que registra o cotidiano de crianças surdas: seus desafios, suas conquistas e perplexidades. Inclui DVD com a história em língua de sinais.

Paulo César Pereira das Neves, Darcson de Freitas, Vitor Pereira 304p., ISBN: 978-85-7528-234-2 Valiosa contribuição à cristalografia e à mineralogia. Livro didático que oferece uma adequada combinação de ilustrações esquemáticas, fotografias de cristais, além de curtas notas biográficas sobre as importantes contribuições de cientistas para a área da cristalografia, as quais permitem traçar um retrato vivo dessa disciplina. Geólogos, químicos, engenheiros e mesmo leigos interessados certamente terão bastante proveito com essa obra.

Química através do lúdico Brincando e aprendendo José Vicente Lima Robaina 286p., ISBN: 978-85-7528-211-3 Com uma proposta que envolve os conteúdos de química relacionados com o cotidiano, o autor enfatiza a sua aplicabilidade prática inserindo-os no contexto que experimentamos diariamente.

Dicionário etimológico biomédico Gabriela A. M. Pereira, Elisa Cristiana W. Duarte 272p., ISBN: 978-85-7528-226-7

EDITORA DA ULBRA Av. Farroupilha, 8001 – Prédio 29 – Sala 202 Bairro São José 92425-900 – Canoas/RS 51 3477.9118 www.editoradaulbra.com.br editora@ulbra.br Editor: Astomiro Romais

Desenvolvido a partir de elementos de composição, prefixos, sufixos, radicais gregos e latinos. Profissionais da área da biomedicina, entre os quais médicos, biólogos, farmacêuticos, veterinários, psicólogos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, têm, nesta obra, um excepcional material para consulta permanente e seguro conhecimento dos milhares de palavras que formam esse universo da intervenção do latim e do grego na coletânea de termos técnicos na área biomédica em língua portuguesa.


17

EDITORA MAGISTER Revista Magister de Direito Civil e Processual Civil

Revista Brasileira de Direito das Famílias e Sucessões

Editora Magister , 176 p., ISSN 1807-0930

Editora Magister / IBDFAM, 176 p., ISSN 1982-2219

Publicação sui generis que traz a opinião dos mais aclamados civilistas e processualistas do país sobre os principais temas da atualidade. Conteúdo selecionado por consagrada equipe de Conselheiros Editoriais, trazendo as novas tendências e direcionamentos do Direito Civil e Processual Civil aos profissionais que buscam por alta qualidade de informação. Esta publicação tem reconhecimento oficial do STJ.

Um marco na história do Direito das Famílias no Brasil, inaugurando uma nova fase no mercado jurídico nacional. Trabalhando pela produção e difusão do conhecimento, formou-se uma promissora parceria: de um lado a Magister, trazendo qualificação e experiência editorial, e de outro o Instituto Brasileiro de Direito de Família – IBDFAM, trazendo excelência científica comprovada em mais de dez anos de atuação. A Revista é Reposit��rio Autorizado do STJ.

Revista Brasileira de Direito Tributário e Finanças Públicas

Revista Magister de Direito Penal e Processual Penal

Editora Magister / CEU, 176 p., ISSN 1981-2221

Editora Magister, 176 p., ISSN 1807-3395

Coordenada pelos eminentes Drs. Ives Gandra da Silva Martins e João Bosco Coelho Pasin, traz a doutrina dos mais reconhecidos mestres em Direito Tributário e Finanças Públicas, nacionais e estrangeiros, além de criteriosa seleção de julgados sobre controvérsias em matéria fiscal. Publicação editada em conjunto com o Centro de Extensão Universitária – CEU, e Repositório Autorizado do STJ.

É fonte de informação imprescindível, pois conta com a participação efetiva, em seu Conselho Editorial, dos maiores criminalistas pátrios, além de criteriosa seleção de matérias por qualificada equipe de editores, trazendo o pensamento de grandes personalidades do mundo jurídico sobre temas palpitantes do Direito Penal e Processual Penal. É Repositório Autorizado do STF e STJ.

Revista Magister de Direito Trabalhista e Previdenciário

Revista Magister de Direito Empresarial, Concorrencial e do Consumidor

Editora Magister / CEU / IBDP, 176 p., ISSN 1807-0949 

Editora Magister, 176 p., ISSN 1807-9970

Com reconhecimento oficial do TST como Repositório Autorizado, diferencia-se pela presença de juristas consagrados nacionalmente, além da criteriosa seleção de matérias feita por grandes especialistas. Uma parceria Magister, Centro de Extensão Universitária e Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário. Conteúdo também disponível em página exclusiva na Internet.

Preenchendo uma grande lacuna no mercado, destacase pela presença efetiva de reconhecidos mestres em Direito Empresarial, Concorrencial e do Consumidor, com abordagens completas e qualificadas sobre temas relevantes, selecionadas por uma destacada equipe de Conselheiros Editoriais. Conteúdo também disponível em página exclusiva na Internet.

Revista Magister de Direito Ambiental e Urbanístico

Magister NET

Editora Magister / IBDU, 176 p., ISSN 2175-1994 Pioneira por abordar de forma completa e multidisciplinar as questões mais prementes da sociedade contemporânea no que pertine a temas de grande alcance e impacto na vida das grandes cidades, a publicação é uma coedição Magister e Instituto Brasileiro de Direito Urbanístico, reunindo excelência editorial e reconhecimento científico. Conteúdo também disponível em página exclusiva na Internet.

Editora Magister O melhor sistema de pesquisas on-line do mercado, trazendo conteúdo jurisprudencial, legislativo, doutrinário e prático-processual de alta qualidade e confiabilidade, além de exclusivo cruzamento de informações entre documentos da base de dados por links de hipertexto, e telas de pesquisas de extrema simplicidade para o usuário. É a melhor relação custo/benefício entre os produtos on-line disponíveis no mercado jurídico nacional, e o único reconhecido como Repositório Autorizado pelo STF, STJ e TST.

DVD Magister Editora Magister, ISSN 1982-0402

Editora Magister Ltda. Alameda Coelho Neto, 20 – 3º andar 91340-340 Porto Alegre/RS 51 3027.1100 Fax: 51 3201.1111 magister@editoramagister.com www.editoramagister.com twitter.com/editoramagister Editores: Fábio da Fonseca Paixão, Rogério Rodrigues e Walter Diab

Produto que contempla o maior acervo jurídico do país em mídia digital. Acesso ao mais qualificado conteúdo legislativo, jurisprudencial, doutrinário e prático-processual, disponibilizado através de um sistema de busca avançado e de extrema simplicidade para o usuário. Diferencia-se dos demais sistemas por possuir 7 vezes mais espaço em disco do que o CD-ROM, o que possibilita ao consulente acesso a uma quantidade incomparável de conteúdo, sendo, portanto, um produto sem similar no país. Exclusivo: Único DVD reconhecido pelo STJ e TST como Repositório Autorizado.


18

Editora Mediação Avaliar

Aprendizagem em ambientes virtuais

184 p., ISBN: 978-85-77060-31-3

176 p., ISBN: 978-85-77060-38-2

Assim como as peças que formam um mosaico, este livro é composto por vários temas que foram escritos pela autora em diferentes tempos, em vários tons e como pequenas peças de um quebra-cabeça, debatendo temas sobre formação e qualificação de professores, inclusão, alfabetização, leitura, formação de leitores, entre outros. O fio condutor dos textos são seus estudos em avaliação e sua experiência de 40 anos como educadora, pesquisadora e editora.

Este livro vem contribuir com o atual esforço das políticas públicas em educação de se implantar no Brasil um sistema de aprendizagem que melhor se utilize de ambientes virtuais nas escolas, universidades e em cursos de educação a distância. Educadores de várias partes do mundo trazem suas experiências e conhecimentos em termos de propostas e projetos educacionais quem contemplem com seriedade e qualidade a utilização Tecnologias de Comunicação (TICs) em todos os segmentos do ensino.

ARTE, AFETO E EDUCAÇÃO

Educação de Jovens e Adultos

Respeitar primeiro, educar depois Jussara Hoffmann

A sensibilidade na ação pedagógica Marly Meira e Silvia Pillotto 144 p., ISBN: 978-85-77060-46-7

Este livro trata do papel dos professores como provocadores das relações afetivas em sala de aula. As autoras escrevem com paixão sobre a importância de educadores e educandos compartilharem vivências estéticas, de arte e cultura, para que o afeto possa emergir e consolidar as relações entre todos. Uma leitura atenta deste livro revelará uma série de questões que precisam ser retomadas nas escolas, tais como o desafio constante de se considerar a arte e a criação como vital à construção do conhecimento e das relações afetivas em salas de aula.

Diversificando em Química Propostas de enriquecimento curricular Claudete Reichelt Ely, Edson Luiz Lindner, Lisandra Catalan do Amaral, Marlone Heliara Hunnig Bom, Raquel Alves Lettres 136 p., ISBN 978-85-77060-48-1 Propostas de diversificação do ensino de Química que propiciam relações entre o conhecimento científico e situações reais do cotidiano dos alunos e que têm por objetivo oferecer-lhes oportunidades de manipular substâncias, de identificar suas propriedades e de observar transformações que ocorrem nessas propriedades.

Avanços em políticas de inclusão O contexto da educação especial no Brasil e em outros países Claudio Roberto Baptista e Denise Meyrelles de Jesus (Orgs.) 232 p., ISBN: 978-85-77060-42-9 Este livro apresenta, de forma inédita, um conjunto de estudos associados à configuração das políticas de inclusão escolar e da educação especial em vários municípios e Estados do Brasil, trazendo aportes enriquecedores em relação ao contexto italiano e francês. Quais os impactos das políticas e reformas educacionais em curso, nas dimensões política, pedagógica e administrativo-financeira no âmbito das escolas? Quais os elementos da organização escolar que favorecem a inclusão? Que efeitos produzem os programas de formação de professores nas práticas escolares? Essas e outras questões remetem à questão principal: avançamos em políticas de educação inclusiva? Vale a pena conferir.

e educação a distância Angela Carrancho da Silva (Org.)

Planejamento, metodologias e avaliação Jussara Margareth de Paula Loch, Katiuscha Lara Genro Bins, Maria Conceição Pillon Christofoli, Maria Inês Côrte Vitória, Salete Campos de Moraes e Susana Huerga 128 p., ISBN: 978-85-77060-49-8 Há no imaginário escolar a procura por resultados homogêneos, por uniformidade. Entretanto, esta não é uma escola inclusiva, principalmente quando se considera a tarefa de educar jovens e adultos, respeitando-se suas singulares histórias de vida. É preciso efetuar as adaptações curriculares necessárias, considerar a diversidade dos sujeitos, demonstrando que podem e conseguem aprender.

Uma escola que aprende com as crianças Colégio Farroupilha Cleusa Beckel (Org.)

128 págs., ISBN 978-85-77060-45-0 Esta publicação traz um conjunto admirável de experiências, práticas pedagógicas e práticas interdisciplinares desenvolvidas pelos educadores na educação infantil de Colégio Farroupilha de Porto Alegre, uma das melhores escolas da rede privada do Rio Grande do Sul, fruto de estudo e dedicação por este grupo de profissionais.

Intérprete de Libras

Em atuação na educação infantil e no ensino fundamental Cristina B. F. de Lacerda 96 p., ISBN: 978-85-77060-47-4 Apresenta estudos realizados sobre a presença de dois educadores simultaneamente em salas de aula: a professora regente de classe e a intérprete de Libras. Leitura indispensável a gestores, professores e pais que buscam uma escola onde as crianças surdas aprendam Libras e a língua portuguesa de forma a alcançar uma comunicação plena em sociedade.

Professores do ensino superior Práticas e desafios Miriam Barreto de Almeida Passos 112 p., ISBN: 978-85-77060-41-2

Editora Mediação Distribuidora e Livraria Ltda. Av. Taquara, 386/908 – Bairro Petrópolis 90460-210 Porto Alegre/RS 51 3330 8105 editora.mediacao@terra.com.br www.editoramediacao.com.br

A autora investigou criteriosamente a realidade de quase meia centena de professores que atuam em instituições particulares de ensino superior, situadas na Região Nordeste do Estado da Bahia, e assim pôde presentear-nos com uma reflexão responsável e competente acerca da formação dos “Professores do ensino superior”. Trata-se de um livro que fala também das expectativas dos docentes, seus receios, conflitos e da forma através da qual dão sentido às suas vidas no exercício de sua profissão.


19

editora projeto Dez casas e um poste que Pedro fez Hermes Bernardi Jr. 40 pág., 2010, ISBN: 978-85-85500-82-5  Casas, cores e personagens surgem nessa brincadeira bem armada com as palavras que Hermes fez. Os sons vão se combinando para contar a história dessa rua de casas tão engraçadas. A cada verso uma surpresa. A cada estrofe muitas cenas inusitadas e por isso tão divertidas.

A lua dentro do coco Sérgio Capparelli 48 pág., 2010, ISBN: 978-85-85500-89-4  Um macaquinho quer pegar a lua. Esta seria uma história ouvida na infância do autor em Minas Gerais ou seria uma lenda que Capparelli ouviu contar em sua passagem pela China? Sem se importar muito com a resposta para essa pergunta, o autor nos apresenta A lua dentro do coco através de uma narrativa em versos. Guazzelli cria ilustrações ao mesmo tempo delicadas e fortes, enquanto Marcio Koprowski harmoniza o todo, trazendo movimentos divertidos e novos sentidos às páginas do livro.

Poeplano Dilan Camargo 96 pág., 2010, ISBN: 978-85-85500-83-2  40 poemas que falam de tudo aquilo que os garotos e garotas de hoje planejam, sentem, fazem e vivem: internet, romance, música, cidadania, política, escolhas. Temas que podem render boas conversas, colocando os jovens leitores para pensar.

Coleção Palavra Rimada Rosinha 32 pág. cada livro, 2010, ISBN: 978-85-85500-85-6  A Coleção Palavra Rimada com Imagem reconta três romances de Leandro Gomes de Barros, poeta nascido na Paraíba. Rosinha, autora e ilustradora, fez um trabalho de pesquisa sobre o gênero de cordel, sobre a obra de Leandro e sobre xilogravura. Para ilustrar, utilizou a matriz de xilogravura e selecionou da vasta obra desse autor três histórias que se aproximam do conto maravilhoso, recontando-as através de uma narrativa muito curta com apenas doze imagens-cenas para cada livro. O folheto com o formato e o texto  original vem encartado em cada livro da Coleção, “pendurado” na aba do livro. A caixa contém os 3 livros: 

A história de Juvenal e o Dragão Rosinha 32 pág., 2010 ISBN: 978-85-85500-86-3

A história da Princesa do Reino da Pedra Fina Rosinha 32 pág., 2010 ISBN: 978-85-85500-87-0

A história da Garça Encantada Rosinha

Nem pensar

32 pág., 2010 ISBN: 978-85-85500-88-7

Marcelo Carneiro da Cunha 160 pág., 2010, ISBN: 978-85-85500-84-9  A vida de Lito ia muito bem, até os pais anunciarem a separação. Diante dessa ameaça ao seu mundo, Lito, auxiliado por Manu, uma menina nova na vizinhança, filha de uma psicanalista, cria um plano para manter os pais juntos e a vida do mesmo jeito de antes. O plano, como tudo na vida, dá mais ou menos certo. E durante o desenrolar da história, com cenas do cotidiano e diálogos divertidos de garotos tentando entender os adultos, vemos um cenário de famílias em constante mutação, típicas da nossa época.

Projeto - Revista de Educação ESCRITA / n.º 12  Diversos colaboradores 44 pág., 2010, ISSN: 1516691012

Editora Projeto Rua Hoffmann 239 902201-170 Porto Alegre/RS 51 33461258 www.editoraprojeto.com.br comercial@editoraprojeto.com.br Editora: Annete Baldi

 O aprendizado da escrita é altamente complexo e consome boa parte da trajetória escolar dos indivíduos. A cada um dos processos envolvidos corresponde uma infinidade de intervenções possíveis, tendo em vista a atuação do professor, os materiais que ele coloca à disposição dos estudantes e de que forma ou com que dinâmicas e objetivos os organiza. Nesta edição, uma seleção de experiências significativas em diferentes instituições do país e do exterior, nas várias etapas da escolaridade.


20

EDITORA RÍGEL & livrosbrasil DELP

A METAMORFOSE

Dicionário Essencial da Língua Portuguesa 5º ed. Volnyr Santos e outros

Franz Kafka

804 págs., 5º edição, ISBN: 978-85-7349-092-3

A Editora Rígel, com essa obra, inicia a publicação da série Clássicos Comentados. O objetivo é levar ao público não só as obras fundamentais do conhecimento, mas também propiciar ao leitor elementos de natureza cultural que livros como A metamorfose revelam: o drama da rejeição que faz um ser humano virar um outro ser e as consequências disso na vida das pessoas. Tendo como pressuposto a ideia de que quanto mais sabemos do nosso não-saber mais nos dispomos ao próprio conhecimento, os clássicos serão publicados, de forma sistemática, por esta editora.

Registro de mais de 30.000 verbetes e subverbetes • Mais de 50.000 definições • Agrupamento de palavras em famílias • Dedeiras para facilitar a consulta • Divisão silábica • Translineação • Orientação de pronúncia • Indicação de classe gramatical, de regência verbal e de flexões irregulares ou difíceis • Registro dos estrangeirismos correntes na língua • Indicação de pronúncia mediante transcrição fonética • Definição em vernáculo • Aportuguesamentos • Exemplos de palavras no cotidiano • Aspectos de linguagem / Gramática • Mudanças ortográficas • Abreviaturas, siglas e símbolos. E mais...

DELP Diccionario Español-portugués – Portugués-español Marina Tazón Volpi e outros 1024 págs., 2ª ed., ISBN: 85-7349-078-0 Objetivando contemplar as peculiaridades específicas de cada idioma de uma forma comparativa e contrastiva, apresenta as seguintes características: • Mais de 40.000 verbetes, selecionados pela sua frequência de uso, abrangendo termos das diversas áreas do conhecimento • Destaque para os falsos amigos, as palavras heterossemânticas, heterotônicas, heterogenéricas e os estrangeirismos que fazem parte do idioma determinados pelo uso • Léxico de vocábulos típicos do espanhol falado na América • Plurais especiais das línguas.

YOGA PRÁNÁYÁMA Muito além da respiração André de Rose 192 págs., ISBN: 85-7349-036-5 O objetivo principal do pránáyáma é o kúmbhaka, para a união do prána ao apána e levá-los juntos em direção à cabeça. Como resultado disso consegue-se udghata, ou seja, o despertar da kundaliní. Você não entendeu nada? Então continue lendo, em breve vai entender tudo. Pránáyáma pode ser descrito como o controle consciente e voluntário da respiração, gerando um recondicionamento respiratório, tornando-o um costume. Em outras palavras, é justamente o empenho a essa adequação da transição de esforço consciente para hábito que faz dele um pránáyáma.

112 págs., ISBN: 85-7349-054-3

O PRÍNCIPE Nicolau Maquiavel 128 págs., ISBN: 978-85-7349-076-3 Dando sequência à série Cl��ssicos Comentados, a Editora Rígel leva até o leitor o O príncipe, de Nicolau Maquiavel, livro publicado em 1532 que, ao longo de quase quinhentos anos, vem surpreendendo as mentalidades pelo modo inusitado com que trata a questão política. Trata-se, antes de tudo, de um clássico, ou seja, de um livro que influenciou (e vem influenciando) o pensamento, a história, o direito e a política desde o Renascimento até os dias de hoje, mesmo que, no plano da realidade social, alcance leitores com interesses e objetivos que, muitas vezes, se situam no plano do conflito.

ATLETISMO EM QUADRINHOS História, regras, técnicas e glossário Clarissa Simoni e Willian Teixeira 168 págs., ISBN: 978-85-7349-084-5 O atletismo é o mais importante dos esportes olímpicos. Tanto que é o único na categoria 1, conforme classificação do Comitê Olímpico Internacional. No Brasil, o esporte-base cumpre inegável papel social, pois funciona como porta de entrada à cidadania, para milhares de pessoas. Este livro não se destina a ser lido do começo ao fim. Cada etapa da modalidade é explorada em três âmbitos: história, regras, técnicas e glossário, e, assim, podem ser lidas separadamente.

GUIA DO HORTICULTOR Leda Osório Mársico

Faça você mesmo sua horta para grandes e pequenos espaços Miguel e Patrícia Torres

168 págs., ISBN: 85-7349-008-X

200 págs., ISBN: 978-85-7349-085-3

Dentre as expressões artísticas, a música é a que mais facilmente alcança o coração humano; já podemos ouvi-la quando ainda no ventre de nossas mães. Mesmo não sendo obrigatória erudição para apreciá-la, uma boa educação musical reverte em inestimáveis vantagens, principalmente a de não deixar passar despercebida um talento musical. A autora busca não só auxiliar os profissionais habilitados para a educação musical, como também pessoas com mínima formação, que lidam diretamente com o público infantil. A edição inclui um CD.

Faça você mesmo sua horta prática, simples, ecológica e produtiva para grandes e pequenos espaços. • Plantio • Cultivo de vasos • Irrigação • Adubação • Rotação e Consorciação de Culturas • Colheita • Produtos Minimamente Processados • Hidroponia • Cultivo em Ambiente Protegido • A Evolução da Agricultura • Os Centros de Biodiversidade • Comentários da Horticultura Brasileira • Organizando uma horta • Cultivo de espécies • Controle ecológico de pragas e doenças • Tendências tecnológicas • Tabela de calorias.

A CRIANÇA NO MUNDO DA MÚSICA

O JORNALISTA & O PODER de antes da internet 256 págs., ISBN: 978-85-7349-091-6

Editora Rígel & LivrosBrasil Rua Riachuelo, 904 90010-272 – Porto Alegre/RS 51 3226 8668 www.livrosbrasil.com.br skype: livrosbrasil vendas@livrosbrasil.com.br twitter: @editorarigel Editor: Rui Barbosa de Souza

A Imprensa é vital e fundamental para a preservação da liberdade política. E se em seu nascedouro tornou-se possível pela tecnologia, quanto ao futuro a Imprensa sobreviverá às novas tecnologias. E a todos os governos. A relação entre a Notícia, o Veículo e o Jornalista foi submetida a uma radical revolução de 1985 (quando tudo isso aqui começou a acontecer) para os anos atuais. Mas merece uma reflexão saber como a Imprensa atua nas sociedades livres, na liberdade, não que ela tenha conquistado, mas que lhe é concedida.


21

Editora SULINA/SUL EDITORES TELA GLOBAL

Mídias culturais e cinema na era hipermoderna Gilles Lipovetsky e Jean Serroy. Trad.: Paulo Neves Coleção Imagem-Tempo 326 p., ISBN: 978-85-205-0521-2

PRÁTICAS DE ENSINAR MÚSICA Teresa Mateiro e Jusamara Souza (Organizadoras) Coleção Músicas 199 p., 2ª ed., ISBN: 978-85-205-0462-8

Na contramão dos discursos apocalípticos, Lipovetsky e Serroy sustentam que a profusão de imagens da atualidade não significa um empobrecimento da cultura nem a morte da arte ou a destruição da sensibilidade e da estética. A imagem é a representação de uma nova era, sem drama nem tragédia, aberta a finais felizes ou infelizes, feita de divertimento e de reflexão. Nesta obra, como uma boa história cinematográfica, há também uma história das telas. O século XX e o começo deste século XXI desfilam em imagens inesquecíveis.

É de comum acordo entre os profissionais da área da educação que a prática de ensino, incluindo o estágio, é um dos componentes curriculares mais importantes dentro dos programas de formação docente. Contudo, é também considerado como um aspecto frágil, um problema logístico ou administrativo e, muitas vezes, visto como parte isolada e distante do currículo. O livro, escrito a muitas mãos, apresenta várias possibilidades de ação e reflexão. Aborda questões objetivas na prática de ensino de música: legislação, planejamento, observação, orientação, espaços e formação.

A INTERNET NA AMÉRICA LATINA

Raízes do mal

Suely Fragoso e Alberto Efendy Maldonado (Orgs.)

Maurice Dantec. Trad.: Juremir Machado da Silva

Coleção Cibercultura 212 p., ISBN: 978-85-205-0538-0

Coleção Flores do Mal 543 p., ISBN: 978-85-205-0542-7

Coletânea que reúne autores de referência no debate sobre a abrangência e o uso da internet na América Latina. Na impossibilidade de dar conta de todo o continente em um único volume, o livro concentra-se sobre as estratégias políticas e panoramas de estruturação da internet em três importantes países da América Latina: México, Argentina e Brasil. Juntos, eles constituem os principais contextos de geração de conhecimento e concentram 59% da população na região. A obra é uma co-edição com a Editora Unisinos.

Este é o último grande romance policial de ficção científica do final do final do século XX e o primeiro da era das redes informáticas. Raras vezes um escritor atingiu um tal patamar de fluência e de suspense mesclando crime – uma historia de serial-killer –, investigação policial e científica, desejo, paixão e filosofia. Maurice Dantec consegue articular elementos antagônicos e complementares: uma grande história e a percepção justa do novo e do velho – a podridão humana e a ciência, a violência e a tecnologia, o romance policial e a ficção científica.

SMARTPHONES – Guia Prático

COMUNICAÇÃO AUDIOVISUAL

Carlos E. Morimoto

Gêneros e formatos

Coleção Guia do Hardware 431 p., ISBN: 978-85-99593-14-1

Elizabeth Bastos Duarte e Maria Lilia Dias de Castro (Orgs.)

Smartphones são a combinação de duas classes de dispositivos: os celulares e os assistentes pessoais (como os Palms e PDAs). Diferente dos antecessores, os smartphones podem se conectar à Web através de conexões 3G ou Wi-Fi, o que permite que eles ofereçam uma enorme variedade de recursos. Este livro é um guia para entender as opções, as tecnologias usadas e as variações de recursos entre os diferentes modelos. Ele mostra como tirar o máximo mesmo de modelos relativamente simples e baratos, permitindo que você tire melhor proveito da tecnologia sem precisar gastar muito.

Coleção Estudos sobre o Audiovisual 203 p., ISBN: 978-85-205-0466-6

O CONHECIMENTO COMUM Introdução à sociologia compreensiva

O MÉTODO 6 – Ética

Michel Maffesoli. Trad.: Aluizio Trinta

Coleção O Método 222 p., 3ª ed., ISBN: 85-205-0393-4

Coleção Imaginário Cotidiano 295 p., ISBN: 978-85-205-0473-4 Há muito que Michel Maffesoli ocupa um lugar de destaque na reflexão sobre o imaginário contemporâneo. Ele ousa pensar corajosamente contra o conformismo dominante e disfarçado de argumento de autoridade. Não é só o conformismo das “massas” que ele combate, mas especialmente o conformismo dos intelectuais. Pensador generoso, sem ser ingênuo nem cínico, capaz de descrever o vivido sem odiá-lo, reconhece nas pequenas atividades do dia a dia essa força da potência social, energia criadora de comunidade, cimento social, afirmação de amor à vida aqui e agora contra o produtivismo, o progressismo e outras ideologias de domesticação.

Os artigos desta coletânea são o resultado de pesquisas centradas na investigação de gêneros e formatos televisuais. Em comum, não apenas o objeto empírico de estudo – os processos comunicativos televisuais –, como as tentativas de definição desses dois conceitos. Os gêneros e formatos seriam responsáveis pelos percursos de configuração dessas realidades, projetando sobre as categorias genéricas formas que as estruturariam, permitindo sua manifestação.

Edgar Morin. Trad.: Juremir Machado da Silva

O sexto e último volume de O Método constitui o ponto culminante da grande obra de Edgar Morin, traduzida em inúmeros países. O autor fez da complexidade um problema fundamental a ser abordado e elucidado. Ganhou seguidores e suscitou um movimento pela “reforma do pensamento”. Neste tomo, o mais concreto e talvez o mais acessível, Edgar Morin parte da crise contemporânea, ocidental, da ética para voltar a ela, ao final, depois de uma análise antropológica, histórica e filosófica do problema.

GRUPO

A afirmação de um simulacro Regina Benevides de Barros Editora Sulina / Sul Editores Av. Osvaldo Aranha, 440 Conj.101 90035-190 Porto Alegre / RS 51 3311.4082 Fax 51 3264.4194 sulina@editorasulina.com.br www.editorasulina.com.br Editor: Luis Gomes

Coleção Cartografias 295 p., 3ª ed., ISBN: 978-85-205-0461-1 As cartografias percorridas neste livro, uma co-edição UFRGS Editora, apontam para a emergência do grupo como objeto intermediário entre o indivíduo e a sociedade. O grupo inclui-se no modo de subjetivação ao qual dá-se o nome de modo-indivíduo. A totalização, a unidade, a generalização, a intimização e a identidade são características dominantes deste modo que, no caso do grupo, acabou por transformá-lo em mais um dentre outros indivíduos.


22

EDITORA ZOUK A Sombra de Dioniso: contribuição a uma sociologia da orgia

O Amor pela Arte: os museus de arte na Europa e seu público

Michel Maffesoli

Pierre Bourdieu e Alain Darbel

160 p., ISBN: 85-88840-32-4

244 p., Zouk/Edusp, ISBN: 85-88840-16-2

Obra clássica que mostra como há uma lógica passional que anima o corpo social: o orgiasmo como uma das estruturas essenciais de toda socialidade.

Obra essencial para a História da Arte, Sociologia, Museologia, Estética e para os que querem compreender os dispositivos que levam à formação do público de museu.

O Instante Eterno: o retorno do trágico nas sociedades pósmodernas

A Produção da Crença: contribuição para uma economia dos bens simbólicos

Michel Maffesoli

Pierre Bourdieu

200 p., ISBN: 85-88840-14-6

220 p., ISBN: 85-88840-02-2

Obra que aborda o retorno do destino na cena social, expresso sob a forma do imprevisível e do presente puro, valorizando as diversas práticas cotidianas, festivas e trágicas.

Reúne artigos do final da década de 1970 sobre o poder simbólico e seus modos de distinção social. Obra determinante para a construção de uma teoria interpretativa da cultura.

De Um Fragmento Ao Outro Jean Baudrillard

A Distinção: crítica social do julgamento

152 págs., ISBN: 85-88840-17-0

Pierre Bourdieu

Em entrevista concedida à François L’Yvonnet, o filósofo faz um balanço de sua obra e comenta o cenário do pensamento contemporâneo, apostando numa nova forma de flagrar a singularidade: o elogio ao fragmento.

560 págs., Zouk/Edusp, ISBN: 978-85-88840-68-3

Mídia e Arte: aberturas contemporâneas

O Desenho Cultivado da Criança

Alexandre Dias Ramos

112 p., ISBN: 85-88840-57-X

128 p., ISBN: 85-88840-49-9

Obra que aborda o desenho criativo como objeto simbólico e cultural, expressivo e construtivo, individuado e influenciado pela cultura; desenho cultivado que mantém seu epicentro na criança, sujeito criador informado, que reproduz o mundo com marca própria.

Este livro investiga como as estruturas midiáticas dessacralizaram o espaço sagrado da arte, na medida em que incluíram as operações publicitárias e mercadológicas da sociedade de consumo.

Obra central na carreira sociológica do autor, este livro constrói uma correspondência entre práticas culturais e classes sociais, evidenciando as relações de poder como categorias de dominação pelo capital cultural. Violência simbólica que aparece na ação sutil de comer, vestir, cuidar do corpo, ouvir música ou até mesmo na ação de apreciar uma obra de arte.

Rosa Iavelberg

Além da Pureza Visual Ricardo Basbaum 160 p., ISBN: 978-85-88840-62-1

Editora e Livraria Zouk Rua Garibaldi, 1329 / 1333, Bom Fim Porto Alegre/RS 51 3024-7554 – 3012-0057 – 3012-0056 www.editorazouk.com.br comecial@editorazouk.com.br Editor responsável: Alexandre Dias Ramos

Este livro, que reúne textos da dissertação de mestrado do artista a ensaios mais recentes, é outra chance de experimentar seu pensamento crítico, uma leitura integrada: configurar um quadro operativo de discussão crítica, que inclua, junto à configuração visual do trabalho de arte, sua dimensão discursiva.


23

FÁBRICA DE LEITURA A FILA ANDA MAS NÃO EMPURRA QUE É PIOR

GOSTOSURAS SEM TRAVESSURAS

Uma abordagem de marketing sobre relacionamentos amorosos André Figueiredo Maciel

Receitas infantis com as bruxinhas amigas Rosaura Fraga e Paulo Roberto Ferrari 32 p., ISBN: 978-85-61193-05-8

192 p., ISBN: 978-85-61193-02-7

Brincadeiras como pretexto para cozinhar ou receitas fáceis que são uma forma de brincar. Em Gostosuras sem Travessuras, as crianças vão encontrar tudo do que gostam: brigadeiro, sorvete, pizzas. A hora do lanche vai ganhar um sabor especial: são elas mesmas que vão pôr a mão na massa. Livrinho infantil cheio de atividades que trazem elementos “bruxolescos”: aranha, bruxa, esqueleto, rato, cobra...como as crianças gostam.

Resultado de alguns anos de estudo e de prática, este livro foi escrito para ajudar a entender alguns dos mecanismos que conduzem as pessoas no decorrer do processo de decisão sobre relacionamentos. O livro traz exemplos reais, um pouco de filosofia e um grande desejo de que você tenha “relações de consumo” mais proveitosas e saiba como melhor conduzir a gestão do seu afeto.

DESIGUAIS Klecius Borges 160 p., ISBN: 978-85-61193-09-6

ECOPOESIAS DOS GNOMOS e outros seres elementais Paulo Roberto Ferrari

Psicólogo especializado em terapia afirmativa, o autor nos traz em cada crônica temas inspirados em relatos em sua clinica, e nos filmes com temática homossexual, onde encontrou muitas vezes o espelho a partir do qual pode refletir de volta para o leitor não apenas as angústias e alegrias, mas, sobretudo o sentido da experiência gay na sua enorme complexidade. É um livro direcionado a qualquer cidadão interessado em pensar, aceitar e conviver com as diferenças.

32 p., ISBN: 978-85-61193-07-2

Depois de sábado à noite

Fazenda do tchezito

Kiko Riaze

A cultura, a tradição e o folclore do RS, para crianças de todo Brasil! Paulo Roberto Ferrari e Wilson Tubino

256 p., ISBN: 978-85-61193-10-2 O livro narra de forma alegre e leve, e às vezes um tanto crua e bastante explícita, a história de Cadu, um jovem por volta de 30 anos, bonito, bem resolvido profissionalmente, independente e homossexual. Para além da hipocrisia, Depois de sábado à noite traz à tona um universo que na verdade é corriqueiro, mas que muitos desconhecem ou preferem ignorar. A busca do amor não tem sexo. O ser diferente sendo igual é o que mais nos toca, nos comove, nos iguala.

O VAMPIRO DA INTERNET Licínia Ramizete 160 p., ISBN: 978-85-61193-08-9 A solitária Marília parece ter encontrado um meio de trazer mais ânimo à sua vida:as salas de chats da internet. Ao acessar uma delas, logo percebe um inusitado frequentador. O amigo virtual que afirma ser um “andarilho das sombras”, logo faz Marília passar da descrença à curiosidade e da curiosidade ao medo. Agora ela terá que descobrir a verdade sobre si mesma , sair do virtual e encarar a realidade. Ela terá de enfrentar o vampiro da internet!

Gnomos, duendes, sereias, salamandras, elfos e fadas são agrupados de acordo com suas características elementais e apresentados como integrantes da natureza. Terra, ar, água e fogo figuram tanto nos poemas quanto nas atividades distribuídas por todo o livro. Uma leitura para ser apreciada em família ou na escola, de forma leve e divertida, sem abrir mão da responsabilidade de cada um com nosso planeta.

32 p., ISBN: 978-85-61193-04 -1 Todo ilustrado com personagens inéditos, mostra a cultura, as tradições, a culinária e as lendas do RS. Fazenda do Tchezito vai encantar adultos e crianças com sua proposta para aprender brincando. Uma leitura para ser apreciada em família, nos centros de movimentos tradicionalistas gaúchos espalhados por todos os cantos do mundo e nas escolas, de forma leve e divertida.

MULHERSEGURA.COM

102 quilos a menos sem redutores de apetite e sem cirurgias Sílvia M. Bonini Regiani 192 p., 2ª ed., ISBN: 978-85-61193-12-6 A antropóloga Sílvia M.Bonini Regiani compartilha com o leitor , neste livro que já está em sua segunda edição, sua experiência no percurso de recuperar sua saúde, sua autoestima e sua cidadania. Para as pessoas que um dia estiveram como ela, com obesidade mórbida, Sílvia deixa um recado: – “Quando a gente tem fé, determinação e coragem, tudo é possível.” Um depoimento verdadeiro e emocionante.

TRIBO DO MOUSE

Histórias, Dicas e Truques do Mundo Corporativo João Reginatto, Juarez Poletto e Ulisses Giorgi 224 p., ISBN: 978-85-61193-13-3

Editora Fábrica de Leitura Rua Marco Polo, 382 – Cristo Redentor 91350-280 Porto Alegre/RS 51 3407 9863 angela@fabricadeleitura.com www.fabricadeleitura.com skype: Angela fabrica de leitura Editora: Ângela Puccinelli

Crônicas que relatam a vida no escritório pelo prisma mais real possível, com temas que os autores creem serem os três pilares fundamentais para uma vida pessoal e profissional equilibrada: descobrir quem você é, o que lhe move, e para onde você vai. A função da Tribo do Mouse é lhe tirar da zona de conforto, dar-lhe aquele empurrãozinho amigo em direção a algumas tendências nas quais acreditam.


24

GRUPO A COLEÇÃO MARTINI: Anatomia Humana + Atlas do Corpo Humano Frederic H. Martini , Michael J. Timmons & Robert B. Tallitsch 904 p., 6.ªed., ISBN: 9788536319605

HARRISON - MEDICINA INTERNA Volumes I e II Fauci, Braunwald, Kasper, Hauser, Longo, Jameson e Loscalzo 1616 p., ISBN: 9788577260492

A coleção é composta por: livro-texto Anatomia humana, 6ª edição – obra que se destaca pela riqueza de detalhes visuais e por um texto extremamente didático, Atlas do corpo humano – um atlas fotográfico cuja objetividade é seu ponto alto – e CD-ROM (em inglês) Practical anatomy lab – uma excelente ferramenta para a prática de laboratório de anatomia. Conheça o material complementar na Área do Professor, em www.artmed.com.br, bem como hotsite da obra em www.artmed.com.br/martini.

A obra mais conhecida e utilizada da área. Um dos elementos mais marcantes dessa 17ª edição é o número de figuras novas, 20% a mais que a edição anterior. Aprimoramentos no projeto gráfico - que é totalmente em cores facilitam a consulta ao texto e aos materiais visuais de apoio. Inclui um DVD, que contém 39 capítulos eletrônicos (eCaps), além de Atlas de exames e procedimentos diagnósticos e vídeos de exames endoscópicos e cardíacos. Os vídeos mostram imagens extremamente claras da anatomia, da função e dos resultados anormais.

PSICOLOGIA

DESENVOLVIMENTO HUMANO

Henry Gleitman, Daniel Reisberg & James Gross

Diane E. Papalia, Sally Wendkos Olds & Ruth Duskin Feldman

848 p., 7.ªed., ISBN: 9788536320342  Uma das mais contundentes abordagens acerca dessa disciplina, este livro envolve o campo da psicologia em sua totalidade – expondo teorias, pesquisas e métodos – e propõe aos estudantes que compreendam como esses diversos elementos são interligados, terminando por constituir um conjunto integrado e conexo. Conta com material complementar na Área do Professor, em www.artmed.com.br.

CÁLCULO – VolUMES I e II Howard Anton, Irl Bivens e Stephen Davis 680 p., 8.ªed., ISBN: 9788560031634 Um clássico. O mestre Howard Anton uniu-se aos professores Irl Bivens e Stephen Davis para refinar esta importante obra. A sequência interna dos capítulos foi reformulada, tornando o texto mais fluido e objetivo. Conta também com suplementos para alunos e professores em www.artmed.com.br.

892 p., 10.ªed., ISBN: 9788577260249 Uma abordagem multicultural extensiva sobre os aspectos do desenvolvimento físico, cognitivo e psicossocial do ser humano. Enfatiza as influências culturais e históricas no desenvolvimento humano e apresentam uma abordagem cronológica, descrevendo os aspectos do desenvolvimento em cada período da vida de forma detalhada.

PRINCÍPIOS DE FINANÇAS CORPORATIVAS Richard A. Brealey, Stewart C. Myers e Franklin Allen 918 p., 8.ªed., ISBN: 9788577260171   Obra de renome internacional, descreve a teoria e a prática das finanças nas empresas e mostra como os administradores, gerentes e analistas, entre outros, usam a teoria financeira para solucionar problemas e como ferramenta de aprendizado para adequar-se às mudanças do mercado financeiro. Os conceitos são apresentados de forma bastante clara, as discussões e ilustrações são detalhadas e o texto é pontuado por um fino senso de humor.

WINDOWS 7 - Passo a Passo

REVISTAS PÁTIO

Joan Preppernau e Joyce Cox

Periódicos Trimestrais

544 p., ISBN: 978-85-7780-659-1 O Grupo Artmed publica as obras oficiais da Microsoft Press no Brasil. Um exemplo é este guia, que apresenta todos os recursos no novo sistema operacional da Microsoft. O leitor vai aprender a gerenciar conexões de rede, configurar impressoras, trabalhar com programas, explorar a Web e muito mais. O livro vem acompanhado de um CD (em inglês) com exercícios para praticar as lições aprendidas ao longo dos capítulos.

Com o objetivo de socializar, de forma ágil e acessível, conhecimento qualificado e atual para os educadores brasileiros, a Artmed publica a Pátio – Revista Pedagógica, voltada para os educadores do ensino fundamental,  a Pátio – Educação Infantil, dedicada à educação nos primeiros anos de vida e a Pátio – Ensino Médio, que visa ampliar os recursos oferecidos aos professores deste segmento. www.revistapatio.com.br

BMJ BRASIL Periódico Mensal

Grupo A Jerônimo do Ornelas, 670 Bairro Santana 90040-340 Porto Alegre/RS 51 3027.7000 www.grupoaeditoras.com.br 0800 703 3444

O BMJ Brasil é a versão em língua portuguesa de uma das publicações de medicina mais respeitadas no mundo, o British Medical Journal (BMJ). O periódico, veiculado desde 1840 na Grã-Bretanha, tem ênfase em abordagens de medicina baseada em evidências e na atenção primária à saúde.O BMJ Brasil traz uma seleção de artigos de interesse geral dos profissionais de saúde, estimulando a sua atualização, de forma a aperfeiçoar os resultados para seus pacientes. A versão online pode ser acessada em www.bmjbrasil.com.br. 


25

já editores CARLOS REVERBEL

EUCALIPTO

796 p., ISBN: 85-87270-19-1

128 p., ISBN: 85-87270-18-4

Vários livros em um: reportagens da década de 1950 que impressionam pela atualidade; a biografia de Simões Lopes Neto – Um Capitão da Guarda Nacional; as coletâneas de crônicas Barco de Papel e Saudações Aftosas; e o livro de memórias Arca de Blau. Também sobre Jornalismo e Imprensa, Literatura e Jornalismo, ensaio clássico de Antonio Olinto com capítulo inédito escrito em 2008; Golpe Mata Jornal, de Jefferson Barros, sobre o jornal Última Hora, que revolucionou a imprensa; e outros.

Livro-reportagem, explica os ciclos econômicos da madeira desde o descobrimento do Brasil e aborda os atuais investimentos da indústria papeleira em plantios de eucalipto, que geram polêmica entre investidores, ambientalistas e governos, especialmente na região do Pampa. Sobre o mesmo tema, organizado por Hasse, Reflorestamento e Desenvolvimento Sustentável traz os anais de seminário sobre tais investimentos. Foi a primeira vez que todos os lados encontraram-se para debater o assunto.

TRÊS NO DIVÃ

LANCEIROS NEGROS

Textos escolhidos Elmar Bones e Cláudia Laitano (Orgs.)

João Gomes Mariante

Histórias de um imigrante vegetal Geraldo Hasse

Geraldo Hasse e Guilherme Kolling

200 p., ISBN: 978-85-87270-35-1

144 p., 2ª ed., ISBN: 85-87270-21-4

O estudo psicanalítico das personalidades de Getulio Vargas, Oswaldo Aranha e Flores da Cunha, revela o inconsciente dos três líderes políticos que foram protagonistas da história do Brasil desde a Revolução de 1930. O ensaio faz uma abordagem inédita na bibliografia nacional, profunda sem deixar de ser acessível. O autor, de 92 anos, é psicanalista há 60 anos. Conheceu os três analisados e chegou a conviver com eles.

O livro-reportagem investiga o mito da participação dos escravos na Revolução Farroupilha (1835-1845) e descreve as atuais articulações do movimento negro para resgatar a importância do papel dos negros na História. Edição revisada e ampliada. Também sobre a temática dos Farrapos, O Editor sem Rosto, de Elmar Bones, perfil biográfico de Luigi Rosseti, o amigo italiano de Garibaldi que editou O Povo, jornal oficial do movimento; e A Paz dos Farrapos, sobre o acordo que pôs fim ao conflito (4ª edição no prelo).

NAVEGANDO PELO RIO GRANDE

A PATRULHA DE SETE JOÃO

Geraldo Hasse

Euclides Torres

102 p., ISBN: 978-85-87270-27-6

208 p., ISBN: 85-87270-08-7

As hidrovias gaúchas voltam à cena, impulsionadas por investimentos públicos e privados. Integradas às ferrovias e rodovias, servem especialmente ao transporte de cargas. Livro-reportagem ricamente ilustrado com mapas e fotos, atuais e históricas. Como era antes das estradas e pontes, por onde ainda se navega, quais os obstáculos a serem superados, quais os projetos em andamento. Mostra um Rio Grande diferente, que não é só a terra do Pampa e da Serra.

O diário deixado por um mercenário alemão foi o ponto de partida deste livro que aborda as guerras no Sul do continente, os costumes no interior gaúcho e a imprensa na segunda metade do século XIX. Retrata uma época violenta, que ainda desafia interpretações. Também sobre a vida no Sul antigo, o romance Visão do Pampa, de Rivadavia Severo. Outro título da editora sobre História do Brasil é A Espada de Floriano, de Elmar Bones, reportagem sobre o golpe militar que implantou a República no país.

A PETROQUÍMICA FAZ HISTÓRIA

INTER, Orgulho do Brasil

Elmar Bones e Sérgio Lagranha

Kenny Braga

200 p., ISBN: 978-85-87270-28-3

254 p., 5ª ed., ISBN: 978-85-87270-34-4

Prêmio Destaque Memória Econômica, do Troféu Cultura Econômica 2009, promovido pelo Jornal do Comércio. Narra os fatos políticos e econômicos dos 50 anos da indústria petroquímica brasileira, especialmente no Rio Grande do Sul. Na primeira parte, Bones relata a campanha que mobilizou o Estado para que o 3º pólo petroquímico brasileiro fosse construído em Triunfo, três décadas atrás. Na segunda parte, Lagranha descreve as inovações tecnológicas, as fusões e as demandas dos mercados.

Quinta edição, revisada e ampliada, com a história do clube desde 1909 até o Centenário. Novos capítulos sobre a conquista inédita da Copa Sul-Americana e as comemorações dos 100 anos. Relato escrito com a paixão do torcedor e o rigor do jornalista. Do mesmo autor, Rolo Compressor – Memória de um time fabuloso, registra a trajetória da formação do time na década de 1940, uma mitológica máquina de fazer gols. Ambos repletos de fotografias históricas.

PROTASIO ALVES E O SEU TEMPO

1859-1933 Maria do Carmo Campos e Martha Geralda Alves D’Azevedo JÁ Editores Av Borges de Medeiros, 915 Conj 203 – Centro Histórico 90020-025 Porto Alegre/RS 51 3330-7272 jaeditores@gmail.com www.jornalja.com.br Editor: Elmar Bones

433 p., ISBN: 85-87270-13-3 Perfil do político e médico fundador da Faculdade de Medicina de Porto Alegre, a terceira do Brasil. Vasta coletânea de fotos, cartas e documentos. Outras biografias publicadas pela editora: Roessler, o primeiro ecopolítico, de Ayrton Centeno, sobre o pioneiro ambientalista; do jurista Darcy Azambuja, de Geraldo Hasse; Meu Avô Zecca Netto, de Helena Corleta; O Menino que se Tornou Brizola, de Cleber Dioni, e Chananeco, da lenda para a História, de Cesar Pires Machado.


26

L&PM Editores LIBELO CONTRA A ARTE MODERNA

ESCRITA CHINESA

Salvador Dali. Tradução de Paulo Neves

Viviane Alleton. Tradução de Paulo Neves

L&PM Pocket Plus, Ref. 713, 112 p., ISBN-13: 978.85.254.1805-0

Coleção L&PM Pocket, Ref. 844, 128 p., ISBN-13: 978.85.254.1969-9

Alguém ousaria criticar Picasso, Rimbaud e Miró? E questionar Le Corbusier, Cézanne e Mondrian? Salvador Dalí (1904-1989) o faz. Em Libelo contra a arte moderna, uma das mais polêmicas personalidades do século XX escreve um panfleto contra os críticos que se curvam às vanguardas e profere algumas verdades à arte moderna Para esse artista multimídia, que conviveu com Luis Buñuel, Federico García Lorca e outros inovadores, a arte moderna não só engana como também corneia os próprios críticos, promovendo a feiúra generalizada e a hipervalorização da técnica.

O rótulo de exotismo com que os ocidentais encobriram tudo o que provém do Oriente é acrescido de um toque de fascinação quando se trata da escrita chinesa: o que significam esses engimáticos zi, caracteres que aos nossos olhos parecem mais desenhos do que palavras?Nesse livro, o leitor encontrará chaves preciosas para compreender a escrita chinesa, tratada numa tríplice dimensão: histórica, linguística e gráfica.

DILBERT 6 - TERAPIA EM GRUPO PARIS: UMA HISTÓRIA Yvan Combeau. Tradução de William Lagos Coleção L&PM Pocket – Ref. 845, 144p., ISBN-13: 978.85.254.1968-2 Um local excepcional: protagonista de revoluções, palco de mudanças e berço de movimentos históricos. Em Paris: uma história, Yvan Combeau descreve a construção deste centro político, econômico e cultural e examina o seu papel singular de “cidade universal”, como Goethe a cunhou.

Scott Adams Coleção L&PM Pocket, Ref. 876, 144 p., ISBN-13: 978.85.254.2034-3 Dilbert é engenheiro e trabalha em uma empresa de tecnologia. Tem trinta e poucos anos, está um pouco acima do peso, não abre a boca (que, aliás, não tem) para contestações, e seu sonho é ser promovido e ter uma sala de verdade em vez de ficar em um cubículo. Seu maior traço de ousadia, é uma gravata careta que fica excitada junto com o dono.

AUSÊNCIA NA PRIMAVERA BILLIE HOLIDAY Sylvia Fol. Tradução de William Lagos Coleção L&PM Pocket- Ref. 870, 288 p., ISBN-13: 978.85.254.2027-5 Negra, pobre, prostituída, vulnerável e com uma voz lânguida e vigorosa, Billie Holiday (1915-1959) – desde as ruas do Harlem até as mais prestigiosas salas de espetáculo – lutou a vida toda para se impor. Sexo, álcool, drogas, Lady Day queria experimentar tudo. Foi no palco, cantando músicas que se tornariam clássicos, que ela viveu a única experiência verdadeira do amor. Seu nome virou sinônimo de jazz,

Agatha Christie, sob o pseudônimo de Mary Westmacott. Coleção L&PM Pocket, Ref. 893, 224 p., ISBN-13: 978.85.254.2044-2 Em “Ausência na primavera”,  Mary Westmacott conta a história de Joan Scudamore, uma típica dona de casa que está voltando do Oriente após fazer uma visita a sua filha em Bagdá. De seu casamento feliz com o advogado Rodney, Joan teve duas filhas e um filho. Mas um imprevisto muda bruscamente seus planos e a deixa presa em uma estação ferroviária no meio do deserto. A solidão do lugar obriga a refletir sobre seu casamento e sua vida... Teria ela sido tão feliz assim?

DESPERTAR: UMA VIDA DE BUDA VEIAS ABERTAS DA AMÉRICA LATINA, AS Eduardo Galeano Coleção L&PM Pocket, Ref. 900, 400 p., ISBN-13: 978.85.254.2081-7 A L&PM está relançando As veias abertas da América Latina, de Eduardo Galeano, não apenas em formato convencional, mas com o mesmo conteúdo na Coleção L&PM POCKET. O livro tem nova capa, índice analítico e nova tradução de Sergio Faraco.

Jack Kerouac.Tradução de Lúcia Brito. Introdução de Robert A. F. Thurman Coleção L&PM Pocket, Ref. 890, 176 p., ISBN-13: 978.85.254.2046-6 Escrito em 1955 e publicado somente em 2008, Despertar: uma vida de Buda é uma profunda meditação sobre a natureza da vida, sobre a sabedoria e o sofrimento a partir da biografia de Sidarta Gautama. Kerouac refaz o caminho do príncipe desde seu nascimento num rico palácio até a decisão de renunciar a uma vida regida pelos bens materiais, em busca da iluminação.

LINHA DE SOMBRA, A Joseph Conrad. Tradução e glossário de Guilherme da Silva Braga L&PM Editores Rua Comendador coruja, 326 Floresta 90220-180 Porto Alegre/RS www.lpm.com.br Diretores: Paulo de Almeida Lima e Ivan pinheiro Machado

Coleção L&PM Pocket, Ref. 887, 144 p., ISBN-13: 978.85.254.2016-9 Por força de certos caprichos do destino, um jovem marinheiro que pensava ter abandonado a carreira no mar vê-se de repente nomeado capitão de um navio mercante. Em meio aos ímpetos da juventude, vive a aventura de comandar um navio que aprende a amar e uma tripulação digna de “imorredouro respeito”.


27

libretos Rua da Praia - Um Passeio no Tempo

O ventríloquo

Ilustrações

Laura Castilhos

Textos de Alcy Cheuiche e ilustrações de Laura Castilhos

Textos de Rafael Guimaraens e fotos de Marco Nedeff

– Esta é a história de um menino que virou ventríloquo.

36 p., 2010, ISBN: 978-85-88412-44-6

– Vem... o quê?

– Ventríloquo! Ele fala direta-

mente da barriga, sem mover os 200 p., 2010, ISBN: 978-85-88412-34-7 lábios. Por isso se chama ventrí-

Um menino que, desde pequeno, faz peixes e cachorros falarem, assustando a vizinhança. Ele se tornou um ventríloquo famoso, proporcionando a existência de João Boneco e Chiquinha, dois atores conversadores muito queridos das ciranças, que lotam o Theatro São Pedro em um espetáculo inesquecível.

loquo: o que fala com o ventre. E

ele faz João Boneco e Chiquinha O cidadão vai caminhando no espaço daqueRua e tagarelarem nem gente! – Mas... eles são bonecos, não viajando no tempo, entre o presente são? e o passado. – Sabe que a gente fica até na Ilustrado, o trabalho traz textos dedúvida? Rafael Mas que eles são muito engraçados, ah, isso é verdade! Venham conhecê-los! Guimaraens, fotos de acervos públicos, fotos atuais, de Marco Nedeff, ilustrações e quadrinhos de Edgar Vasques e desenhos arquitetônicos do professor Günter Weimer. Sérgio da Costa Franco fez a consultoria de História e o design é de Clô Barcellos. O livro tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e propõe um passeio afetivo pela Rua dos Andradas, a principal via da cidade. ventriloquoCAPA.indd 1

Meu nome é jorge Jorge Luis Martins Edição de textos de Antonio Falcetta 140 p., 2010, ISBN: 978-85-88412-42-2 Desde o primeiro berço em uma caixa de sapatos a uma sobrevivência digna, Jorge Luis Martins narra a árdua construção de um projeto de vida. Conta de seus caminhos, especialmente os atribulados anos da infância, como menino de rua, até as reflexões de um homem maduro sobre a própria existência. Uma história de abandono, sofrimento e superação, quando se ressuscita antes de morrer.

O VENTRÍLOQUO Alcy Cheuiche

28.09.10 18:11:02

Bando de brincantes em Jogos de inventar, cantar e dançar Poemas de Viviane Juguero e ilustrações de Mônika Papescu 40 p., 2010, ISBN: 978-85-88412- 40-8 Trata-se de um livro que traz um CD. A proposta é de que as crianças leiam, brinquem com os poemas e canções e façam jogos de cantar e dançar. Arranjos e produção musical: Everton Rodrigues.

Darcy Alves A vida nas cordas do violão Paulo César Teixeira

40 – contos de Oficina Antologia de textos Organização: Luiz Antonio de Assis Brasil. 204 p., 2010, ISBN: 978-85-88412-38-5 Antologia de contos dos alunos da 40ª Oficina de Criação Literária da PUCRS. Nove jovens autores revelam, em quatro histórias curtas cada um,estilos marcantes e proeminente competência textual. Esta antologia da 40ª turma marca os 25 anos ininterruptos da Oficina de Criação Literária da Pontifícia Universidade Católica do RS.

120 p., 2010, ISBN: 978-85-88412-43-9 O jornalista Paulo Cézar Teixeira conta a história de Darcy Alves, no livro Vida nas cordas do Violão, editado pela Libretos com financianciamento do Fumproarte/2010 da Secretaria de Cultura de Porto Alegre. O artista, sua trajetória, seus amigos e parceiros da boemia dentre eles, Jamelão, Lupicínio, Paulo Sant’anna, Adelaide e muitos outros nomes. O livro traz fotos e edição fotográfica de Tânia Meinerz.

As Gárgulas

Coleção Livro de Ouvir

Contos de Ana Guimaraens e ilustrações de Antonio Vasques

Audiolivros na voz de Letícia Schwartz

96 p., 2010, ISBN: 978-85-88412-41-5 Agrupados em cinco partes, os contos de Ana Guimaraens passam pela família, pela infância, pelo fantástico, pelo drama e pelo humor. Nascida em uma família de escritores – seu avô foi o poeta simbolista Eduardo Guimaraens –, Ana vem acompanhada, neste livro, do trabalho do jovem ilustrador Antonio Vasques, herdeiro também do talento e de um vasto nome do cartunismo gaúcho, Edgar Vasques. Segundo Alcy Cheuiche, “o texto é maduro como a sua experiência de vida. Essa vivência torna alguns dos contos de Ana, na aparência simples, verdadeiras obras de arte”.

Na noite Estrelada Carlos Urbim Duração: 00:32:17 ISBN: 978-85-88412-35-4

A Rua dos Secretos Amores Jane Tutikian

Por que sou gorda, mamãe? Cíntia Moscovich

Duração: 03:16:43 ISBN: 978-85-88412-37-8

Duração: 05:11:41 ISBN: 978-85-88412-36-1

Libretos Rua Pery Machado, 222B/707 90130-130 Porto Alegre / RS 51 3233.3804 libretos@terra.com.br www.libretos.com.br Editora: Clô Barcellos

BAILARINA SEM BREU Crônicas de Mariana Bertolucci e ilustrações de Ana Maldonado 96 p., 2010, ISBN: 978-85-88412-39-2 Os temas escolhidos por Mariana Bertolucci nas 21 crônicas da obra são amizade, cotidiano, saudade, dor de cotovelo, mau humor e bom humor entre outros assuntos. “Mariana Bertolucci escreve com gosto e graça. Suas crônicas são encantadoras: humanas, despretensiosas e elegantes”, observa a escritora Lya Luft. A designer Ana Maldonado fez para o trabalho um conjunto de ilustrações e, em cada exemplar, está encartada uma das três opções coloridas, impressas em papel vegetal, para o leitor guardar ou colocar em molduras.


28

literalis editora Dicionário das mobilidades culturais Percursos americanos Zilá Bernd (Org.); Ilustrador: Ricardo Olszewski 424 p., 2010, ISBN: 978-85-88709-47-8 O homo viator de nossos dias atravessa com suas perplexidades os múltiplos domínios culturais, e interage com uma diversidade em constante mutação. Como isso acontece na jovem América, palco de tantas experiências – e turbulências – de trânsito? O leitor, num vislumbre que terá algo de inquietante, descobrir-se-á o sujeito desses processos. Ele, que lê, é parte integrante da obra. É isso que vitaliza o Dicionário e lhe dá sentido científico, mas também humano.

Santa Sede crônicas de botequim Rubem Penz (org.), Carmen Macedo, Magali Barbiani, Marçal de Menezes Paredes, Poti Silveira Campos, Roberto Marques, Sílvia Duncan, Themis Groisman Lopes e Zulmara Fortes. 240 p., 2010, ISBN: 978-85-88709-49-2 Santa Sede foi gestado e desenvolvido nos humores da noite de um autêntico botequim, o Matita Perê – que, como um velho amigo boêmio, nos fala de amores, infidelidades, ausências, desejos, fomes e, claro, sedes. Um cardápio de crônicas de dar água na boca, servidas com o capricho e esmero típicos de seu chef, o músico, escritor Rubem Penz. Beba o livro, leia o bar, mate as sedes.

FIGOS MADUROS Jorge Bledow ; Ilustrações: Tacho 152 p., 2010, ISBN: 978-85-88709-45-4 Todo cronista assim o é por não caber em si, por transbordar. Em Figos maduros, Jorge Bledow derrama humanidade, perspicácia e beleza. Transforma cenas minúsculas, impressões passageiras e cacos de vida em literatura. Abre uma janela para nosso próprio interior, fazendo-nos contemplar paisagens esquecidas pela pressa. Jorge aventura-se na tarefa de interpretar o que nos rodeia, lançando aquele olhar de soslaio, humorado e puro.

Caso Kliemann A história de uma tragédia Celito De Grandi 256 p., 2010, 978-85-88709-50-8 A tragédia da família Kliemann assemelha-se a uma fascinante obra de ficção. A impiedosa realidade contempla ingredientes essenciais de um romance dramático: conflitos políticos, paixões segredadas e sexo; um casal jovem, rico e poderoso; um casaco de vison, a mítica “Dama de Vermelho”, uma cartomante; violência, duas mortes, um mistério. E três meninas órfãs. “...Nunca se assistira a algo assim no Rio Grande...”, diz no prefácio o professor e escritor Luiz Antonio de Assis Brasil. As pessoas dormiam e acordavam com o fato que passou à história social e policial gaúchas como o “Caso Kliemann”.

Santiago Caminhos Imaginários Gentil Corazza; HQs: Edgar Vasques 152 p., 2010, ISBN: 978-85-88709-46-1 Caminhar por onde reis passaram, nos reinos de Navarra, Castilla y León, Principado das Astúrias e Galicia, rodeados por natureza deslumbrante... límpidos riachos, sol escaldante, ou chuva, ora fina, ora torrencial. O impulso de enfrentar um mundo desconhecido dentro e fora de si seduz o autor, e ele vive radicalmente essa experiência fascinante, intensa e profunda. Leitor, agora é a sua vez de caminhar até a última página, aproveite a paisagem.

Paisagens do dom e da troca Da reinvenção à invenção Maria Luiza Berwanger da Silva 256 p, 2009, ISBN: 978-85-88709-44-7 Emergente ao longo da produção literária nacional, de modo confesso e inconfesso, presenças francesas são referidas por intelectuais brasileiros que acolhem este imaginário estrangeiro, incorporando-o em gesto de singular recriação. Mário de Andrade, diz, em 1936: “A influência francesa foi benemérita [...], a que mais nos equilibra, a que mais nos permite o exercício da nossa verdade psicológica nacional, a que menos exige de nós a desistência de nós mesmos [...].

O Y da questão e outras crônicas AS MITOLOGIAS ROUBADAS Os 12 Trabalhos Giancarlo C. Borges 360 p., 2007, ISBN: 978-85-88709-38-6 Nova Porto Alegre, ano 2070. Uma das mais tradicionais e importantes cidades do país, é o cenário da trama que envolve mensagens em código, suspense, ação e... Mitologia. A metrópole de visual pós-moderno é o ambiente original, onde um corpo é lançado do segundo andar da Biblioteca Pública, caindo junto com uma chuva de livros e vidro estilhaçado. Um quebra-cabeças perigoso, onde realidade e fantasia se misturam bem diante dos seus olhos.

Rubem Penz 128 p., 2007, ISBN: 978-85-88709-36-2 Finalista do Açorianos, O Y da questão nos coloca diante de, no mínimo, dois y: o primeiro evoca o sentido de encruzilhada explícito no desenho da letra, mote da crônica que empresta o nome ao livro. O segundo y representa a visão verdadeiramente masculina das questões propostas pela sociedade contemporânea. Mas, atenção: masculina sim, jamais machista. Casamento, família, costumes, religião, infância, política, morte... nada escapa do cronista sensível e bem humorado.

Quer apostar? Nancy de Lustoza Barros e Hirsch; Ilustrador: Eugênio Neves Literalis Editora Rua Barão de Ubá, 16, cj. 301 90450-090 Porto Alegre/RS Fones 3332-0279 editora@literalis.com.br www.literalis.com.br Editora responsável: Lóris Brissac

376 p., 2010, ISBN: 978-85-88709-51-5 Estes são oito meses da minha vida, nos quais mudei de endereço, de cidade, de estado civil, de patrão. Fiz amigos diferentes, estabeleci uma nova rotina, deixei de fumar e até adotei um novo esporte. Na trilha, apareceram os altos e baixos, bem como alguns impactos. As decisões de comprar um cavalo, de aprender a montar e até de desvendar uma fraude, foram tomadas por impulso. Houve também a questão do coração, bem, o coração...


29

Martins Livreiro EditorA A GUERRA DOS FARRAPOS Romance Alcy Cheuiche

DICIONÁRIO DE REGIONALISMO DO RIO GRANDE DO SUL Zeno Cardoso Nunes e Rui Cardoso Nunes

176 p., 10ª ed., ISBN: 978-85-7537-110-7

552 p., 12ª ed., ISBN: 85-86232-04-1

Este mago das letras, desta vez, transforma a sua imaginação num máquina de viajar no tempo, levandonos não ao texto de uma narrativa mas à uma vivência real daqueles momentos magnos de nossa História, não se atendo apenas a um dos lados, porém participando de ambos, o Farrapo e o Imperial. E como nos sentimos menores ao retornar ao mundo atual.

O Dicionário de Regionalismo, com mais de 6.800 termos e expressões, é uma obra valiosa que obteve a aprovação economiástica de consagrados homens de letras.

FARRAPOS

Dicionário de termos geográficos

A Guerra que Perdemos Jorge Telles

Siziane Koch

91 p., 3ª ed. revista e aumentada, ISBN: 85-7537-006-5

“A idéia deste minidicionário é explicar, através de uma linguagem concisa, clara e precisa, os conceitos mais usuais da Geografia, visando, desse modo, contemplar o público-alvo desse instrumento, ou seja, estudantes e pessoas que desejam aventurar-se pela Ciência Geográfica.”

De uma forma singela, sem volteios, pormenores inúteis ou afirmações supéfluas, o historiador traça um retrato conciso e atraente a respeito da gesta farroupilha, não esquecendo de examinar aspectos e episódios relacionados com as plagas rosarienses.

106 p.,1ª ed., ISBN: 978-85-7537-111-4

 

HISTÓRIA DO RIO GRANDE DO SUL

MALA DE GARUPA

Uma nova versão da formação da terra e do povo gaúcho Antonio Augusto Fagundes

Costumes campeiros Raul Annes Gonçalves

128 p., 6ª ed., revista ISBN: 978-85-7537-117-6

O autor preocupa-se apenas em mostrar o verdadeiro sentido dos nossos costumes de outrora, não se esquiva, todavia, de estabelecer correções a certas discrepâncias tão comuns em alguns relatos sobre a nossa vida campeira.

Sobejamente co-nhecido na área da cultura do Rio Grande do Sul lança este trabalho onde, pela primeira vez, é tentada uma visão global da formação da terra e das gentes do RS sem perder a perspectiva da integração gaúcha ao complexo histórico, geográfico e cultural da bacia do Prata. Os episódios mais impor-tantes da História Rio-grandense desfilam ordenadamente, integrando-se um ao outro em seqüência, muitas vezes com teses novas e revolucionárias, como no caso das Missões, sempre aproveitando as mais recentes conquistas da historiografia gaúcha. Uma obra fundamental para a compreensão da história de nossa terra.

108 p., 3ª ed., ISBN: 85-86232-75-0

MARTIN FIERRO (Edição Bilingüe – Português x Espanhol) José Hernández. Trad. de J. 0. Nogueira Leiria

MITOS E LENDAS DO RIO GRANDE DO SUL Antonio Augusto Fagundes 168 p., 8ª ed., ISBN: 85-86232-03-3

264 p., 9ª ed., 5ª Bilíngüe (Edição de Luxo), ISBN: 85-86232-23-8 “Em defender o pelego todo homem corre parelho; atenta no meu conselho, do que digo toma caso: o diabo sabe por diabo, porém mais sabe por velho”.

O autor recolhe no folclore gaúcho 4 mitos e 94 lendas, com notas de pé de página onde se aliam a experiência do folclorista emérito a profunda erudição do historiador e do antropólogo.

VIAGEM AO RIO GRANDE DO SUL Auguste de Saint-Hilaire. Trad. de Adroaldo Mesquita da Costa 496 p., 3ª ed., ISBN: 85-7537-009-X

Martins Livreiro Editora LTDA Av. Venâncio Aires,169 sala 101 90040-191 Porto Alegre/RS 51 3224-4798 www.martinslivreiroeditora.com.br martinseditora@terra.com.br

A “Voyage ao Rio Grande do Sul” teve dois tradutores: Leonan de Azeredo Pena e Adroaldo Mesquita da Costa. O primeiro traduziu-a parcialmente sem a parte referente à Cisplatina e teve três edições (1935, 1939 e 1974). O dr. Adroaldo, ofereceu-a de forma completa, em trabalho primoroso e digno dos melhores elogios.


30

tomo editorial COLEÇÃO FILOSOFINHOS Celso Gutfreind, Maria de Nazareth Agra Hassen, Pascal Reuillard e Francisco Juska Filho (ilustrações) 32 p., bilíngue. René Descartes, 2ª ed., 2009, ISBN 978586225642; Sigmund Freud, 2ª ed., 2009, ISBN 978586225635; Sócrates, 2004, ISBN 8586225363; Sartre e Simone, 2005, ISBN 8586225401; Platão, 2006, ISBN 8586225479; Karl Marx, 2009, ISBN 9788586225604. A Coleção Filosofinhos convida a conhecer um pouco da filosofia acompanhando histórias cujos personagens são grandes filósofos quando ainda eram pequenos. A filosofia é introduzida de forma lúdica. Para os adultos cada volume inclui uma pequena biografia do pensador, além de sugestão de outras leituras para aprofundar o conhecimento. Editada em papel reciclado.

FILOSOFIA PARA QUEM NÃO VAI SER FILÓSOFO Série Para quem não vai ser, volume 2 Luis Fernando Munaretti da Rosa 80 p., 2007, ISBN: 9788586225536 Escrito por um jovem pensador, o livro se mostra atraente desde sua primeira linha. A linguagem acessível e ao mesmo tempo comprometida com o rigor conceitual carrega o leitor para os caminhos da reflexão trilhados e provocados por filósofos clássicos. Este segundo volume da série Para quem não vai ser é um guia para iniciantes e também recurso a ser utilizado em classes de filosofia do nível médio à universidade.

MONSTRUÁRIO

ENTRE REAL E SURREAL

inventário de entidades imaginárias e de mitos brasileiros Mário Corso

antologia da literatura belga de língua francesa Marc Quaghebeur, Zilá Bernd, Leonor de Abreu e Robert Ponge (organizadores)

176 p., 2ª ed., 2004, ISBN: 858622524X

504 p., 2009, ISBN: 9788586225611

Os seres mitológicos brasileiros aguardaram muito tempo o seu resgate da obscuridade. Monstruário traz as ricas e fascinantes histórias, presentes nas cantigas de ninar, nos medos, nas lendas, utilizadas na educação de crianças e na conduta de adultos, mantidas pela tradição oral. O autor evita a redução à interpretação psicanalítica, sem desprezá-la e assim nos permite uma compreensão da origem e do percurso dos mitos. Prêmios: Jabuti 2003 – Menção honrosa; Açorianos 2003 – Melhor capa.

Percorrer, através de sessenta textos, os dois últimos séculos da produção literária francófona da Bélgica, eis o desafio ao qual se propõe este volume e o prazer que ele convida seus leitores a desfrutar. Uma literatura que oscila constantemente entre real e surreal, considerando-se que suas relações com a história, com a língua, com a forma e com o mito são tecidas incessantemente através de sutis descompassos, patentes ou escondidos, com os modelos franceses.

EARTHFORCE

DO REGIME DE PROPRIEDADE INTELECTUAL

um guia estratégico para o guerreiro da Terra Capitão Paul Watson 144 p., 2010, ISBN: 9788586225673 A guerra para salvar os ecossistemas e a biodiversidade da Terra é a luta mais importante da história. Também é uma guerra travada pelos seres humanos para proteger a Terra da humanidade, ou seja, de nós mesmos. Essa luta, singular e profunda, requer um guia de estratégia igualmente singular e profundo. É realmente um manual, mas não é só um manual. Um guia dirigido àquele que quiser se tornar um militante do movimento conservacionista consequente, eficiente e eficaz, que vai além da dimensão prática.

COMO ELABORAR PROJETOS? guia prático para elaboração e gestão de projetos sociais Domingos Armani 96 p., 2000, ISBN: 8586225177 Este guia prático mostra como os projetos sociais, se bem elaborados e realizados, podem se tornar instrumentos importantes para a organização da ação cidadã, capazes de aumentar as chances de êxito de uma intervenção social. A publicação, resultado da iniciativa da Amencar, em parceria com a Tomo Editorial, pode e deve ser usada por todos os que atuam, seja na área social, universitária, administrativa ou econômica, na elaboração, desenvolvimento ou avaliação de projetos.

estudos antropológicos Ondina Fachel Leal e Rebeca Hennemann Vergara de Souza (organizadoras) 288 p., 2010, ISBN: 9788586225659 A investigação da efervescência cultural e política em torno dos direitos de propriedade intelectual é um dos desafios mais instigantes das ciências sociais contemporâneas. O conceito é um, mas se desdobra em muitos, o campo é amplo e os atingidos somos todos. Este livro se constitui como um debate crítico em torno de quatro eixos, focando no direito de acesso à saúde, ao conhecimento, à informação, à alimentação, enfim, a viver neste mundo.

DIREITOS HUMANOS EM UMA ÉPOCA DE INSEGURANÇA Emilio Santoro, Gustavo Barbosa de Mesquita Batista, Maria de Nazaré Tavares Zenaide e Raffaella Greco Tonegutti (organizadores) 440 p., 2010, ISBN: 9788586225512 Os Direitos Humanos vêm assumindo cada vez maior importância no cenário mundial, lamentavelmente, pelas violações a que são submetidos. Este livro enfrenta algumas das questões contemporâneas mais relevantes nesse campo, passada a comemoração do 60° aniversário da Declaração Universal de 1948. A melhor forma de homenagear o evento é o exercício da crítica construtiva que aponta as falhas, mas, também, os caminhos alternativos e não perde o horizonte da utopia.

METODOLOGIA PARTICIPATIVA uma introdução a 29 instrumentos Markus Brose (organizador) TOMO EDITORIAL Rua Demétrio Ribeiro, 525, Centro 90010-310 Porto Alegre/RS 51 3227 1021 tomo@tomoeditorial.com.br www.tomoeditorial.com.br Editor: João Carneiro

328 p., 2ª ed., 2010, ISBN: 9788586225666 Analisar uma realidade requer a utilização de determinadas ferramentas. Da mesma forma, quem elabora projetos, planeja, reflete e avalia ações necessita de algum tipo de instrumental. Escolher os instrumentos para a finalização mais adequada de cada um destes desafios é um dos primeiros passos para a sua resolução. Para dar uma visão geral do conjunto de instrumentos e auxiliar na sua escolha consciente é que surgiu este livro, que vem sendo utilizado por profissionais e estudantes de diversas áreas.


EDITORIAL

Pesquisa Pesquisa realizada no II Seminário do Livro • Foram recolhidas 54 avaliações durante o II Seminário. Destas, obtivemos os seguintes resultados:

Gestão Biênio 2009/2010 Luiz Borges

Annete Baldi

Como ficou sabendo sobre o II Seminário? Clube dos Editores

Presidente

O

Vice-presidente

Clô Barcellos

Prontos para os desafios de 2011

Clube dos Editores do Rio Grande do Sul encerra 2010 com mais uma edição da Clube dos Editores em Revista. Aqui apresentamos o registro parcial do II Seminário O Negócio do Livro, que aconteceu em Porto Alegre reunindo 130 profissionais, nos dias 16, 17 e 18 de junho. Os convidados do encontro – Frederico Indiani (Saraiva), Camila Kintzel (Tipos Móveis), Marcelo Soares (MEC), Maria Luiza Vasconcelos (SEC-GO), Leila Barros (SMEDBH), Luís Fernando Araújo (Artes e Ofícios) e Augusto Massi (Cosac Naify) – nos trouxeram informações importantes, levantaram questões instigantes e relataram experiências significativas. O nosso principal objetivo ao promover a primeira edição do Seminário Negócio do Livro em 2009 foi a formação e a qualificação das equipes das editoras associadas ao Clube. Em sua segunda edição, houve um aumento de 100% de público, em relação ao ano passado. Reunimos, além dos funcionários e diretores

Indicação Boa

Muito boa

Secretária

34%

61%

Regular

Editoras ASSOCIADAS:

8% Revista do Clube

4% No trabalho

5%

Arquipélago Artes e Ofícios Editora Dulcinéia Livros Edipucrs Editora AGE Editora da Ulbra Editora Magister Editora Mediação Editora Projeto Editora Rígel & LivrosBrasil Editora Sulina/Sul Editores Editora Zouk Fábrica de Leitura Grupo A Já editores L&PM Editores Libretos Literalis Editora Martins Livreiro Editora Tomo Editorial

das editoras associadas ao CE, um grupo mais amplo, composto de autores, ilustradores, livreiros, agentes literários, bibliotecários, profissionais das áreas de comunicação, de design gráfico, de produção gráfica e de serviços gráficos, além de diversos editores não associados. Um resultado prático foi a adesão de um novo associado: a Dulcinéia Livros, que publica livros para crianças e é dirigida por Debora Bertol.  Além do Seminário, tivemos em 2010 nossas reuniões mensais de discussão e deliberação de ações diversas e um encontro aberto ao público na 56ª Feira do Livro de Porto Alegre.  Com tudo isso, nos sentimos satisfeitos pela tarefa que estamos cumprindo: congregar efetivamente as diferentes categorias de profissionais interessados nesse personagem principal que é o livro.

23%

O que achou da forma de inscrição

Tito Montenegro

Da esquerda para a direita: Astomiro Romais (Ulbra), Maxmiliano Ledur (AGE), Walter Gress (Sulina), Luís Fernando Araújo (Artes e Ofícios), Paulo Lima (L&PM), Márcia Martins (Martins Livreiro Editora), Tito Montenegro (Arquipélago), Ângela Puccinelli (Fábrica de Leitura), Tuchaua Rodrigues (Magister), Jussara Hoffmann (Mediação), Annete Baldi (Projeto), João Carneiro (Tomo), Clô Barcellos (Libretos) e Alexandre Dias Ramos (Zouk).

2%

• Sugestões: cartão/boleto/depósito identificado sem enviar comprovante

DIA 16 Muito boa

33

Boa

13

Tito Montenegro

Regular

3

Projeto gráfico

Clô Barcellos Foto de capa

Marco Nedeff Fotos do II Seminário

Índice por Editora

Luiz Borges

p.11

Editora Mediação

p.18

Já Editores

p.25

Artes e Ofícios Editora

p.12

Editora Projeto

p.19

L&PM Editores

p.26

Dulcinéia Livros

p.13

Editora Rígel & LivrosBrasil p.20

Libretos

p.27

17

Boa

15

Câmara Rio-Grandense do Livro Gráfica Epecê

Regular

14

Clube dos Editores do Rio Grande do Sul

DIA 18

Apoio:

Arquipélago

DIA 17 Muito boa

Edipucrs

p.14

Editora Sulina/Sul Editores p.21

Literalis Editora

p.28

Praça Oswaldo Cruz, 15 cj. 1708/1709

Editora AGE

p.15

Editora Zouk

p.22

Martins Livreiro Editora

p.29

Porto Alegre - RS

Editora da Ulbra

p.16

Fábrica de Leitura

p.23

Tomo Editorial

p.30

Editora Magister

p.17

Grupo A

p.24

CEP: 90030-160 contato@clubedoseditores.com.br www.clubedoseditores.com.br

Porto Alegre, dezembro de 2010

41

Muito boa Boa Regular

4 1

Imprensa

2%

Outras sugestões:

O que achou das mesas?

Jornalista responsável

Annete Baldi Presidente

63%

Site, Internet, E-mail

• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Gostei do formato, local e duração Assuntos pertinentes Parabéns pela programação e palestrantes Parabéns pela iniciativa, organização e seleção de temas e palestrantes Foi ótimo, parabéns Parabéns pelo crescimento e amadurecimento do seminário Parabéns, o seminário surpreendeu Parabéns pelo evento Augusto Massi – fenomenal Faltou bibliotecário na mesa do governo Faltou divulgação (com mais divulgação encontros entrarão na pauta dos grandes encontros da cidade) Pouca divulgação (fiz o anterior e achei menos divulgado) Convidar Luiz Schwarcz Trazer convidado da Argentina/ Uruguai Convidar um bom divulgador como palestrante Trazer distribuidores para falar sobre clientes Participação de autores Incluir autor e designer Distribuir resumo das palestras Grupo de discussão por e-mail para troca de informações Distribuir melhor o tempo das perguntas Mais tempo para debate Evitar mesa com 3 palestrantes Não permitir que mediador faça perguntas Orientar para que as perguntas sejam objetivas para que todos participem Prefiro o formato anterior (sex e sáb) Manter local e preço Intervalo Seminário semestral



Revista do Clube dos Editores do RS