Page 1

Livro Histรณrico


O Clube de tênis Catanduva foi fundado em 1929 por um grupo de catanduvenses aficionados pelo esporte da raquete. Hoje, o Clube de Tênis é um dos lugares mais respeitados e frequentados da cidade e mantém viva a tradição de formar campeões dentro e fora das quadras, além de ter se desenvolvido à medida que a história do município foi sendo escrita.

Esse livro contém acontecimentos, em ordem cronológica, dos fatos mais importantes ocorridos ao longo dos 88 anos de atividades do clube. Para alguns leitores, poderá ser um registro, mas para outros, que de algum modo participaram, atuando oficialmente em diversas atividades relacionadas à entidade, será uma agradável volta ao passado, relembrando, ainda, casos, amigos e parentes, autores e atores desta memorável história.


Ano 1929

O clube foi fundado no dia 6 de janeiro de 1929, com a fusão de duas entidades: o Tênis Clube de Catanduva, presidido pelo Sr. Adalberto Bueno Neto, e a Associação de Tênis de Catanduva, presidida pelo Dr. Ângulo Dias, em uma reunião realizada nas dependências da agência Ford. Estavam presentes um grupo de praticantes do esporte da “raquete”, modalidade praticada em uma quadra de tênis, a única na cidade, existente ao fundo da residência do Dr. Renato Bueno Neto, localizada entre a rua Amazonas e início da rua Bahia. Esse grupo era formado por Adalberto Bueno Neto, Dr. Ângulo Dias, Pedro Pinotti, Henrique Hamatte, Caetano Gentil, Ernesto Lerro, Octávio Gouvêa, Dr. Odilon Cézar Nogueira, Dr. José Ribeiro Pereira, Dr. Sidney Ávila, Dr. Antônio Záccaro e Dr. Sebastião Fernandes Basto. Nesse encontro já é eleita a primeira diretoria e logo é redigida a Ata da Fundação pelo 1º Secretário, Pedro Pinotti, que determinou a diretoria provisória, integrada pelos senhores: • Sr. Adalberto Bueno Neto, Presidente • Dr. Ângulo Dias, Vice-presidente • Pedro Pinotti, 1º Secretário • Henrique Hamatte, 2º Secretário • Caetano Gentil, 1º Tesoureiro • Ernesto Lerro, 2º Tesoureiro • Octavio Gouvêa, Procurador Conselho Fiscal e Comissão de Sindicância • Sr. Dr. Odilon Cézar Nogueira • Dr. José Ribeiro Pereira • Dr. Sidney Ávila • Dr. Antônio Záccaro • Dr. Sebastião Fernandes Basto Alguns dias mais tarde, em 20 de janeiro, foi realizada a segunda reunião e ata da primeira Assembleia Geral Ordinária para a eleição definitiva da diretoria do Clube, que manteve o Sr. Adalberto Bueno Neto como presidente para aquele ano. No geral, não houve mudanças em relação aos cargos estabelecidos no dia 6 de janeiro. No mês seguinte, o segundo de atividade, o clube já contava com 67 inscritos, todos com a intenção de praticar tênis. Os primeiros meses desse ano prosseguiram sem mais inscrições.

4

LIVRO HISTÓRICO


Histórico da presidência até 1948 O Sr. Adalberto Bueno Neto ocupou a presidência até 1932; de 1933 a 1934, foi presidente o Dr. Adolpho Grotta; e de 1935 a 1938, o Sr. José D’Ávila Ribeiro. Em 1935, o Clube de Tênis possuía 52 sócios, e em 1937 inaugurou uma piscina com metragem de 25 por 12 metros e outra piscina para crianças de 5 por 12 metros. Em 1939 e 1940, foi seu presidente o Dr. Manoel Laert, e de 1940 a 1948 voltou à presidência o Sr. José D’Ávila Ribeiro.

Mudanças estruturais Em 1 de março de 1929 foi iniciada a construção da quadra de tênis e um pavilhão. No início de suas atividades, o Clube possuía apenas uma quadra. Um “presente” dos irmãos Renato e Adalberto Bueno Neto. O primeiro, como proprietário do terreno, e o segundo, como construtor do “campo” e frequentador com meia dúzia de amigos amantes deste esporte. E para justificar a criação da entidade, a diretoria dá inicio à construção de uma segunda quadra, no fechamento da área, com altos alambrados, e de um pavilhão cobrindo toda a lateral da quadra nº 1. A frente da edificação recebe em toda a sua extensão um recinto avarandado, com arquibancada de dois lances, uma dezena de mesinhas com respectivas cadeiras; ao fundo, cômodos para guardados, pequeno bar, instalações sanitárias, um único vestiário apenas para homens e uma saleta para abrigar um aparelho de som e uma centena de discos 78 rpm, com transmissão sonora via dois alto-falantes de l2 polegadas instalados na varanda. Energia elétrica e iluminação havia apenas no pavilhão; consequentemente, os treinos e torneios aconteciam somente durante o dia; essa situação durou até a década de 40. Nessa época, a “porta de entrada” do Clube se dava pela rua Sergipe, por meio de uma porteira de fazenda, das mais tradicionais. Passando pela porteira, o associado virava-se de imediato à sua direita, para não dar de cara com umas vaquinhas leiteiras bem abrigadas em um mangueirão da “Chácara do Dr. Renato”. O associado, então, caminhava uns 60 metros para chegar ao pavilhão e quadras. Esse mesmo espaço seria ocupado, anos mais tarde, pelas piscinas, uma delas, a maior, existente até aos dias atuais para a preparação de atletas disputantes de campeonatos.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

5


Ano 1930

1930 – Diretores e jogadores de tênis do Clube de Tênis Catanduva. Estão sentados, da esquerda para a direita: Luiz Maffei Rosa e Henrique Hamatte. De pé à frente: Mafalda De Mônaco, Celeste Braúna, Olga Lunardelli, Abrão Elias de Souza (Abrãozinho), Antônia Lunardelli, Caetano Gentil, Irineu Gonçalves, Dr. Ângulo Dias e Clóvis Pereira. Na terceira fila, com a raquete apoiada ao chão: Pedro Pinotti, Ernesto Lerro, Euclides Pereira e, mais atrás, Eneas Bueno Netto; em seguida, um atleta não identificado, depois Octávio Gouvêa, Adalberto Bueno Netto (Presidente do Clube), Odilon Cezar Nogueira, e atrás, aparecendo apenas o rosto, Dr. Antônio Záccaro, em seguida outro elemento não identificado (o maior do grupo em estatura), Gaspar Berrance e finalmente o terceiro tenista não identificado.

Primeira conquista oficial O ano é marcado pela primeira conquista do Clube de Tênis em campeonatos: a Taça May. O destaque do ano aponta a vitória do CTC em sua primeira conquista oficial em campeonatos, enfrentando equipes de grandes cidades do Interior.

6

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1931 Um ano de festa

Campeonato do interior

Logo no início do ano, precisamente no dia 20 de janeiro, foi

Dois meses depois, em 5 de junho, é anunciado o campeonato

feita a eleição da diretoria para exercício daquele ano.

do interior que durou até agosto. O primeiro jogo aconteceu

Os bailes, reuniões e festivais que movimentavam a vida social

na quadra do CTC entre o time da casa e o Clube de Tênis de

da cidade aconteciam em outros clubes, como o 7 de setembro.

Araraquara. Com partidas ganhas desde o início do campeonato,

Para atrair os associados do CTC, no dia 7 de maio de 1931, o

em 26 de julho o time do CTC consagra-se como campeão

Clube de Tênis realizou um sarau dançante no magnífico salão

invicto da zona paulista e, assim, disputa com o campeão da zona

do “Centro Espanhol”, o melhor ponto para reuniões festivas

mogiana o centro máximo de campeão paulista. Infelizmente na

de que Catanduva dispunha na ocasião. A animação coube

semifinal o CTC perdeu para o Comercial de Ribeirão Preto.

aos conjuntos de jazz “Para Todos” e “Tupinambá”, ambos de

A tradicional Taça May Campeonato, instituído por Rincão

Catanduva, e os associados do Clube de Tênis usufruíram as

Tênis Clube em l928, aconteceu em setembro, com posse

instalações daquele Clube, que era presidido pelo Dr. Ângulo

definitiva para o clube que vencer dois campeonatos. O CTC

Dias, antes mesmo da sua inauguração oficial, que ocorreu no dia

foi campeão em l930. Na disputa de 1932, o CTC termina o

12 de outubro de 1931.

primeiro turno do campeonato em 15 de novembro com apenas

O primeiro baile do CTC também aconteceu nesse ano, no dia

1 derrota em 5 partidas e consagra-se campeão do primeiro turno

17 de abril.

do campeonato. Em 13 de dezembro é iniciado o segundo turno

Sem sede social, a diretoria do Clube não quis perder a

e mais uma vez o time do Clube vai para Ribeirão Preto e perde

oportunidade de festejar o segundo ano de atividade. A celebração

para o Comercial. De acordo com arquivos, ninguém levou a taça

deveria ter acontecido no dia 6 de janeiro, data da fundação, mas

em definitivo conquistando dois campeonatos.

não foi possível. Aliás, ao longo dos seus 87 anos de existência, jamais se comemoraria festivamente nessa data de 6 de janeiro. Sempre seria aleatória a escolha do dia. Até 1999, os festejos de aniversário do Clube aconteceram na maioria das vezes nos meses de abril a junho. Inclusive as eleições da diretoria, a partir de 1979, passam a ocorrer em meados de junho e com início da nova gestão sempre em meados de julho. Além do agito do baile, nesse mesmo mês o pessoal do Clube de Tênis Araraquara é convidado para competir com o CTC em sua sede esportiva, no período da tarde, com boa assistência da família associada.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

7


Ano 1932 CTC completa 3 anos em atividade Em 17 de janeiro aconteceu um amistoso em Catanduva com as equipes da casa e tenistas da cidade de Bebedouro. Outro acontecimento que merece destaque é a eleição anual da diretoria que foi realizada no dia 20 de janeiro.

Campeonatos O dia 4 de abril foi marcado pela disputa pela taça “Vae Victis” pela segunda turma do CTC. O Dr. Adolpho de Souza Grotta ofereceu um troféu para ser disputado entre os tenistas do CTC em jogos de dupla, turno e returno. Os periódicos da época não noticiaram o resultado final, apenas informaram que, faltando poucos jogos do segundo turno, a dupla Pedro Pinotti - Jair Ferreira estavam em 1º lugar. A outra disputa do mês que aconteceu no dia 16 foi o Campeonato Interno de Simples com “os cobras” da casa. A primeira turma do CTC, para não perder a forma, disputou um campeonato interno com a participação de Adalberto Bueno Netto, Dr. Ângulo Dias, Irineu Gonçalves de Oliveira, Álvaro Fernandes, Ignácio e Dr. Odilon Cézar Nogueira. No mês de maio, precisamente no dia 5, ocorreu a eleição para a escolha da diretoria. Entre os dias 15 e 29 de maio acontece o início e as disputas pela Taça May. No início da competição, a turma principal segue para São Carlos e vence por 5 x 0 com Adalberto Bueno Neto, Vavá, Álvaro Fernandes, Irineu Gonçalves de Oliveira e Luiz Maffei Rosa. Já no dia 29, a turma da casa não deixa por menos: fatura o pessoal do Jaboticabal Atletic pela contagem de 4 x 1.

Baile O baile de aniversário realizado no dia 12 de junho acontece debaixo de um temporal. Como o Clube ainda não tem sede social, aluga os salões do Centro Espanhol para realizar o Baile de 3º Aniversário e conta com a presença maciça de associados e convidados especiais, com animação musical a cargo de duas orquestras da cidade, a “Paratodos” e a “Tupinambá”, revezando-se em números de valsas, sambas, maxixes e desafiando o ribombar de trovões com galhardia. Comenta-se que foi um temporal como poucos ocorridos com tanto ímpeto, mas que não abateu o ânimo dos dançarinos por um minuto sequer.

8

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1933

Homenagem Doze dias mais tarde, Elsa Bueno Neto é homenageada em Tanabi, cidade que entra na onda do tênis inaugurando quadra e convidando tenistas de Catanduva e Rio Preto para um torneio amistoso. Dona Elsa, esposa de Adalberto Bueno Neto, recebe honroso convite para ser a madrinha no ato inaugural do clube. Da disputa entre o CTC e Rio Preto Tênis Club, Catanduva vence e traz a taça para casa por 12 x 6. Um acontecimento marca o 10 de setembro: Taça May perto de ser conquistada em definitivo pelo CTC. Diz o regulamento que se um clube vencer por dois anos o campeonato, a Taça May fica de posse definitiva com o autor da façanha. Catanduva vencera em 1930 e neste 10 de setembro de l933, se ganhar, vai para o desempate na disputa final com o Araraquara Tênis Club. Defendendo o CTC, Adalberto Bueno Neto, Vavá, Álvaro Azevedo, Adolpho de Souza Grotta e Anibal Veloso de Almeida vencem Araraquara por 3 x 2. E os periódicos da época, dos quais levantamos a maior parte desta pesquisa histórica do CTC, deixam de noticiar a partida desempate final. Por dedução, como nada se comenta posteriormente, podemos afiançar que o CTC não logra a vitória final. Com a “cabeça quente”, ninguém fornece dados aos jornais.

Secretário da agricultura joga pelo CTC Adalberto Bueno Neto, com certeza o mais fervoroso adepto do tênis, nesta época é o Secretário da Agricultura do Estado. Seus familiares continuavam a residir em Catanduva, e ele só comparece em finais de semana para rever os entes queridos e defender o CTC, seja lá quando e onde. Campeonatos? Amistosos? Simples treino de fim de semana? Não importa. Era com ele mesmo. Em 1933, a viagem mais rápida e cômoda é feita pela estrada de ferro, com baldeação em Araraquara. Umas 10 horas de viagem. Muita fagulha, muita roupa queimada, muito sacolejo, calor e poeira. E daí? O que importa é chegar, rever familiares e jogar tênis. Mesmo se o jogo vai ser realizado em distantes cidades da região, lá estará o Adalberto, um respeitável ícone do CTC.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

9


Ano 1934

Sorvete dançante de domingo Com o título acima a diretoria do CTC anuncia e promove, no dia 4 de março, o primeiro “Sorvete Dançante” em sua sede esportiva para durar das 14h às 18h, ao som do “Jazz São Paulo”. A varanda do então chamado Pavilhão é palco de muita alegria entre os inúmeros pares de dançarinos. Sorvete de graça e, de quebra, poder assistir aos jogos de duplas da “Taça Papel e Tinta” que se realizam ao mesmo tempo nas quadras de tênis. Com troféu patrocinado pela firma C. Nogueira & Cia, única livraria e papelaria da cidade, de Cézar Nogueira e Arnaldo Facci. As duplas disputantes: Adolfo de Souza Grotta e Álvaro Azevedo Jayme Oliveira Santos e Ângulo Dias Odilon Cézar Nogueira e José Rocha Aníbal de Almeida e Octávio Gouvêa Vence e leva o troféu a dupla Jayme Oliveira Santos e Ângulo Dias.

Eleições As eleições anuais da diretoria aconteceram em 14 de maio e no ano seguinte, menos de um ano depois, no dia 20 de janeiro de 1935, era escolhida uma nova diretoria.

10

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1935

Esporte O mês de agosto trouxe, logo em sua primeira quinzena, um prêmio aos jogadores do CTC: a Taça Severa, conquistada em Araraquara. Essa disputa serviu como treinamento para os jogadores disputarem a maior taça do ano, a disputada “Taça Bandeirantes”. O 1º campeonato aberto do interior aconteceria no dia 25 de agosto. Enforluz Tênis Club patrocina o evento, com jogos aos sábados e domingos, à tarde e à noite, tomando parte os melhores jogadores do interior. O CTC se faz representar pelos seus melhores atletas: Álvaro Azevedo, Dr. Anibal Veloso de Almeida, Adalberto Bueno Neto e Dr. José Rocha. O quarteto também volta vitorioso de Bauru, no dia 3 de outubro, após a disputa da melhor de três. Naquele momento, eles eram os melhores representantes do Clube de Tênis Catanduva.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

11


Ano 1936

Jornais publicam relatório O clube movimentou-se muito em disputas internas e campeonatos. Infelizmente, não conseguimos dados para completar o ano de 1933; entretanto, ao longo dos anos de vida e funcionamento, o CTC pouco divulga publicamente os atos da diretoria. Na maioria das vezes, o faz por meio de boletins internos. A publicação ao lado, do Jornal A Cidade, vale a pena ser conferida, pois o fato que não se repetiria nas próxima gestões de José D’Ávila Ribeiro.

12

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1937

A construção das piscinas Aproveitando o momento em que são reeleitos pela Assembleia Geral do dia 25 de janeiro de 1937, com presença de todos os membros das diretorias executiva e consultiva, José D’Ávila Ribeiro e Nestor Sampaio Bittencourt, presidente e vice respectivamente, lançam o desafio: “Urge consertamos uma lamentável falha existente em Catanduva: a de não possuir a cidade uma piscina sequer. Propomos aos presentes, em caráter de urgência-urgentíssima, a construção de duas piscinas para adultos e menores. O único impasse é onde construí-las”. Procurado para uma entrevista sobre o assunto palpitante, Dr. Renato Bueno Neto, após tomar conhecimento do que pretendem os diretores do clube, descarta de súbito a proposta para vender área de terreno de sua chácara pegada às quadras de tênis, local ideal e pretendido pela entidade. Seria a segunda, ou talvez a terceira doação do Dr. Renato, se considerarmos que a primeira fora a da quadra de tênis existente, na fundação do clube; a segunda, para a construção de mais duas quadras e, a terceira doação, para a instalação das piscinas.

Esporte Os ases da raquete nacional, Ivo Simone e Jorge Salomão, visitam Catanduva em 11 de julho, e como não poderia deixar de ser, exibem-se na quadra do CTC com demonstrações de técnicas. Um bom aprendizado para os nossos tenistas. A disputa melhor de três entre o CTC e Lins no dia 25 de julho, com vitórias de Catanduva na semana anterior em Lins e também nesse dia, consagra o CTC como campeão da Taça V8, conquistada por Dr. José Rocha, Aníbal Veloso de Almeida, Dr. Adolpho de Souza Grotta e os irmãos José e João Andrade Ribeiro.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

13


Ano 1937

Piscinas Com as escavações das futuras piscinas concluídas, é convocada uma Assembleia Geral Extraordinária, oportunidade para o Engenheiro Dr. Odil Campos de Sáis apresentar o orçamento e vê-lo aprovado. Estima-se o custo da obra em 35 contos de réis. A diretoria quer inaugurar a benfeitoria antes do final do ano em curso. E vai conseguir. A inauguração da piscininha acontece em meio a muito sol e calor, no dia 5 de dezembro, um verdadeiro presente dos céus. Cerca de trinta crianças de ambos os sexos estavam presentes na inauguração. Logo após o término da sessão vesperal do Cine 1937 - Piscina grande concluída.

República, às 16 horas, a maioria dos frequentadores dirige-se para o clube, postando-se do lado de fora, separada das piscinas por um alto alambrado. Filhos de associados são convidados pelo secretário do clube, Carlos Merighe, a se dirigirem aos vestiários das quadras de tênis, trocarem suas roupas domingueiras pelo maiô, não sem antes tomarem um rápido banho de chuveiro e aguardarem. No dia de Natal a piscina grande começa a funcionar, vinte dias depois da piscina pequena, também sem pompas e circunstâncias. A diretoria providencia rapidamente o levantamento de um alto tapume em toda a volta das piscinas para o salva-vidas. E para completar, dois vestiários -casinhas de madeira- encerram o ciclo de obras, assim permanecendo até meados da década de 40.

14

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1938

Julho.1938 - Os primeiros treinos. 1º plano: Roberto Lima e Pirajá P. Oliveira. Luiz Carlos Ladeira Lima sendo assistido pelo prof. Musa.

Durante as eleições para a diretoria daquele ano, o Dr. Renato Bueno Neto é aclamado presidente de honra do CTC, por sugestão de Gentil de Ângelo, em função dos relevantes serviços prestados. Primeiro nadador do clube - Luiz Carlos Ladeira Lima (Pé de Bicho): o primeiro nadador a enfrentar os treinos do Prof. Musa em meados de Julho.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

15


Ano 1939

Natação No dia 2 de abril começam as primeiras provas de natação. O Prof. Musa já tem o seu time de nadadores para botar em prova e lança uma competição, categoria infantil, ambos os sexos, com bom índice de aproveitamento. 1ª Prova - 100 metros nado livre: 1º lugar para Luiz Carlos Ladeira Lima (Pé de Bicho), seguido de Riolando Ribeiro, Carlos (Caito) Rocha Ribeiro e Rubens Minervino. 2ª Prova - 25 metros nado livre: 1º lugar para Magdalena Laert,

1939 - A foto mostra como era a piscina do Clube de Tênis de Catanduva. As casinhas de madeira que aparecem ao fundo eram os vestiários feminino e masculino. À beira da piscina aparecem Pirajá Procópio de Oliveira (de gorrinho), Roberto Mário Amaral Lima e Luiz Carlos Ladeira Lima. (Arquivo Museu Padre Albino).

seguida de Carmem Mastrocola, Vera Lima e Maria Aparecida Ladeira Lima. 3ª Prova - 25 metros nado livre: 1º lugar para Roberto Mário Amaral Lima, seguido de Antônio Espírito Santo (Abobrinha), Pedro Vasconcelos Leme e Yvete Lima. 4ª Prova - revezamento 3 x 5 nado livre: 1º lugar para Riolando / Caito / Yvete, seguidos de Pé de Bicho / Rubens / Ademar.

1939 - Professor Musa ministrando aula.

16

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1940

Disputas e visitas Em visita a familiares no dia 13 de maio, o jovem estudante Walter Zancaner acerta com o CTC a vinda, em abril, de uma turma de nadadores da Liga Aquática Colegial da Capital para realizar demonstrações e competições com nadadores locais. Sua proatividade lhe dá o título de “embaixador” de Catanduva. Um dia antes, porém, dessa visita, a Sociedade Recreativa de Ribeirão Preto veio a Catanduva disputar a taça Jayme de Oliveira Santos, oferecida pelo Dr. Adolfo de Souza Grotta, Devido à escuridão reinante (as quadras ainda não possuíam iluminação elétrica), então fica adiada a decisão para uma próxima oportunidade. Ribeirão vencia parcialmente por 3x1 e a pugna secundária, o CTC ganha por 3x2, conquistando a taça Jayme de Oliveira Santos. Meses depois, a 2ª turma de tenistas do CTC vai a Mundo Novo (Urupês) como convidada para inaugurar festiva e desportivamente as dependências do Clube de Tênis Mundo Novo, em 15 de agosto, e volta como vitoriosa.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

17


Ano 1941

1941 - Clube de Tênis Catanduva. Identificados na foto: prof. Nelson Musa, Francisco Ninno, Nasser, Antonio Espírito Santo, Roberto Lima, Gumercindo Rodrigues Martins, Eder Pellizzon, Adib Nasser, Ubirajara Procópio de Oliveira, Dirceu Ninno, Jesus Carlos Machado, Baltazar Bastos, João Roberto Ferraz de Lima, Lourdes Nagle, Walter Pellizzon (Pagé), Oswaldo Ambrósio Zancaner, Henrique Martins, Newton Ninno, Octacílio Lopes Filho, Heraldo Pellizzon, Wander Pellizzon, José Nelson Machado, Walner Pellizzon, Eugênio Procópio de Oliveira, Brasil Procópio de Oliveira, Ineida Lunardelli, Odete Mastrocola, Esther Motta, Magdalena Laerte, Therezinha Procópio de Oliveira, Nair Zancaner, Lourdinha Lopes, Leila Nagle, Ivete Ladeira Lima, Valdeia Rodrigues Martins, Olga Mastrocola e Laura de Oliveira Santos.

Reeleição Nas eleições realizadas em 20 de janeiro, o Sr. José D’Ávila Ribeiro é reeleito presidente do clube e assim permanece se reelegendo nas eleições seguintes até 1948. No mês seguinte, Adalberto Bueno Neto é eleito presidente da Federação Paulista de Tênis. Residindo na capital desde 1939, Adalberto Bueno Neto assume o comando da Federação Paulista de Tênis.

18

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1942

05.04.1942 - Em pé: Adib Nassar, Luiz Carlos Ladeira Lima (Pé-de-bicho), Paulo Corradi, Luiz Gonzaga Cardoso, Riolando Ribeiro, prof. Nelson de Macedo Musa. Sentados: Cândido Procópio de Oliveira (Tanaka), Eder Pedro Pellizzon e Baltazar Bastos (Netinho). Par de gols doado por João Lunardelli (Prefeito).

Competições internas Foi realizada, no mês de fevereiro, uma competição interna e o prefeito da cidade fez uma oferta de 21 de medalhas de ouro, prata e bronze para os três primeiros nadadores de cada prova. Nas categorias infantojuvenil, comandadas pelo Prof. Musa, apresentando seis provas, escala juízes auxiliares: Floriano Martins, Prof. Luiz Gonzaga Cardoso, Sebastião Carvalho, Zequita Martins, Wilson Brito e Floriano Lopes. Durante a competição, a menina Terezinha P. de Oliveira é voluntária para substituir um dos garotos, que desistiu. Os esportes praticados na piscina ficam cada vez mais fortes. Com alguns meses de preparo, o Prof. Musa consegue formar duas equipes de polo aquático, até então uma novidade, para uma competição interna em abril, e recebe colaboração do Prefeito João Lunardelli, que fornece um par de gols aquáticos (traves) para a moçada do Clube. Mais dois sócios ficam entusiasmados e oferecem um troféu e, em razão disso, os dois times recebem seus nomes: Equipe “Nunes” em homenagem ao Eduardo da Costa Nunes, e Equipe “Almeida”, reverenciando Dácio Corrêa de Almeida. Ao final, a Equipe “Nunes” vence com um placar de 10x6. Com quatro provas e três exibições, as equipes de natação, sobretudo compostas por jovens e crianças, vão ficando afiadas para um dia representar Catanduva em outros centros. Cinco provas foram realizadas no mês de julho, com os seguintes vencedores: 1ª - 50 metros - livre: Hélcio Bastos - 42’’ 2ª - 25 metros - livre: Gilberto Nagle - 19’’6 3ª - 50 metros - costas: Riolando Ribeiro - 42’’ 4ª - 100 metros - livre: Ubirajá (Pirajá) P. de Oliveira - 1’26’’1 CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

19


Ano 1943

1943 – Homenagem no Restaurante: Em pé: Luciano Sodré (pai de Gerson), Walter Pellizzon, Henrique Martins, Oswaldo Ambrósio Zancaner, Baltazar Bastos, Nelson Nassar (?), Antônio do Espírito Santo, Roberto Lima, Adib Nassar, Eder Pedro Pellizzon, João Roberto Ferraz Lima, (não identificada) e Prof. Nelson Musa. Sentados ao fundo: na cabeceira da mesa, à esquerda, aparecem somente os braços de Maria Aparecida Ladeira Lima, (não identificada), Odete Mastrocola, (não identificada), Gláucia Maria Guimarães, Maria Luiza Bittencourt, Hela Guimarães, Helena Torro Ovídio Musa (esposa do Professor Musa), Olga Mastrocola, Lúcia Bittencourt, Ivone Lunaderlli, Lourdes Lopes, Judith Celestino e Nair Lunardelli; Sentados à frente: Leila Nagle, Dulcina Motta, Ineida Lunardelli, Ivone Máximo Rebello, Terezinha Procópio de Oliveira, Yvete Ferreira Lima, Lourdes Nagle, Waldéa Rodrigues Martins. Magdalena Laert e Laura de Oliveira Santos.

Esporte sempre em destaque Não há registros de mudanças no corpo diretivo da entidade em janeiro de 43, não foram encontrados dados que contrariem essa afirmação. O único livro ata do Clube nada menciona sobre as eleições anuais da diretoria até 1949. Sabe-se apenas que José D’Ávila Ribeiro e Dr. Nestor Sampaio Bittencourt exerceram os seus respectivos cargos de Presidente e Vice-Presidente nesse período de 1943 a 1948. Quanto aos demais membros da Diretoria Executiva e Conselho Fiscal, possivelmente ocorreram substituições em alguns setores.

Registro FPN Em 9 de janeiro é instituído que sem registro na FPN os atletas não participariam de campeonatos. A declaração dessa nova regra foi feita por Adalberto Bueno Neto, presidente da Federação Paulista de Tênis, em entrevista à “ASSAPRESS”- Agência de Notícias. “Nenhum clube poderá desenvolver a atividade do tênis em 1943 e nenhum tenista poderá praticar esse esporte, sem estar devidamente registrado na Entidade Máxima Bandeirantes”.

20

LIVRO HISTÓRICO


Natação Em fevereiro é promovida uma grande competição natatória interna com 16 provas. O Prof. Musa continua incentivando os jovens nadadores do CTC, elabora constantes competições internas, como uma espécie de treino prático. Entram a competitividade, os prêmios (medalhas e troféus) e a assistência, aplaudindo, elevando a adrenalina da garotada. No mesmo mês, a natação do Clube de Tênis disputa a primeira competição de natação contra São Carlos. CTC recebe a visita dos nadadores, medindo forças, talvez, pela primeira vez com equipes de outras cidades, pois nada foi encontrado pelo pesquisador deste livro histórico anterior a esta data, que mencionasse disputa da natação catanduvense com outros clubes antes dessa competição; apenas registros de provas internas do CTC. A disputa com nadadores de São Carlos neste dia 21 de Fevereiro de 1943, no cômputo geral, o CTC vence por 118 a 116. O destaque fica por conta dos nadadores catanduvenses que mais provas vencem neste dia: - Nelson Nassar (1º lugar em três provas) - Eugênio Procópio de Oliveira (1º lugar em uma prova) - Roberto Mário do Amaral Lima (1º lugar em três provas)

Tênis Nos meses de abril e maio, os tenistas do CTC tiveram destaque, em especial o time que ganhou todas as disputas em Tanabi. Os tenistas repetem o placar nos jogos marcando 5 a 0. A equipe é formada por José Pedro dos Santos, Amadeu de Oliveira Santos, Fernando Bittencourt, Arnaldo Ribeiro, Márcio Ribeiro. Os tenistas estreantes tiveram destaque em maio, com o primeiro campeonato de atletas estreantes no clube de 4 a 15 de maio.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

21


Ano 1944

Sede social Logo no início daquele ano, em 4 de janeiro, acontece o primeiro movimento iniciado para construção da sede social. Em reunião da diretoria, o vice-presidente Dr. Nestor Sampaio Bittencourt defende a ideia da construção da sede social do Clube. Sua tese é apoiada por unanimidade. Fica estabelecida, então, a aquisição de um terreno, de preferência ao lado do existente complexo esportivo formado pelas piscinas e três quadras de tênis. Para tanto, devem negociar com Dr. Renato Bueno Neto, proprietário de toda a área em derredor do Clube. Como segunda opção, outra área, mesmo longe do atual Clube, a exemplo do Clube Recreativo de Ribeirão Preto e Automóvel Clube de Rio Preto. Mas, que todos os esforços fossem dirigidos para a área pegada ao complexo esportivo. Nesta mesma reunião da diretoria, fica autorizado também o levantamento de um empréstimo em bancos da cidade, na quantia máxima de 600 contos de réis para a compra do terreno, projeto de engenharia e aquisição de material de construção. Contudo, não é desta vez que os sonhos tornam-se realidade: a negociação não chega a bom termo e o projeto precisa ser adiado.

Mulheres dominando as raquetes Como forma de incentivo para as sócias do clube, é contratado um técnico de tênis. Finalmente o CTC vai ter seu técnico no esporte do tênis de campo. Darcy Joaquim da Silva era oriundo da capital do Estado e vem para incrementar esta modalidade e também tomar parte das equipes de competição. Interessados em aprender podem escolher um destes horários: terças, quintas e sábados, das 6h às 9h e das 15h30 às 18h. Incentivando a formação de tenistas femininas, a diretoria resolve isentá-las de mensalidades. As inscrições deveriam ser feitas com o diretor esportivo Fernando Bittencourt. O segundo esporte em destaque no Clube continua em plena atividade em fevereiro, a natação continua a todo vapor com o torneio interno de natação com novas revelações. Este torneio interno do Clube consegue bater o recorde de provas: 20 disputas em um só dia. Patrocinada pela “A Favorita”, loteria da CEF e jogo do bicho, de Luiz Flório, é realizada em 12 de março a competição de natação “Cidade de Catanduva”. Participam nadadores do clube e alguns convidados da cidade. A prova principal, de 1.200 metros nado livre, é vencida por Cândido Procópio de Oliveira, conhecido como Tanaka, três segundos à frente do segundo colocado. Os participantes foram: Olímpio Thomaz de Carvalho, Wander Pellizzon, Ester Motta, Jamil Gazel, Octacílio Lopes Junior, Cândido P. de Oliveira, José Mário Motta e Walner Pellizzon.

22

LIVRO HISTÓRICO


1944 – Projeto de construção da sede social do Clube de Tênis de Catanduva, entrada pela Rua Alagoas. Foto extraída do Jornal “A Cidade”.

Construção da sede social Com a planta da sede social aprovada pela diretoria, o projeto é exposto à vitrina da Dental Orion à Praça da República - hoje Associação Agrícola, no dia 20 de julho. Todo o projeto foi elaborado pela Construtora Becker, Costa Lima Ltda. da capital, causando admiração e aplausos. Com isso, o CTC adquire a área pretendida do Dr. Renato Bueno Neto. O terreno fica localizado onde se inicia a rua Sergipe com os fundos contornando piscinas e quadras de tênis. Quanto à sede com o pretendido salão de baile, a inauguração ocorrerá somente em fevereiro de 1949. Em 18 de outubro a diretoria do CTC se reúne para discutir a proposta do Clube 7 de Setembro, conhecido por seu salão e bailes na cidade. O Clube 7 propõe que o CTC fique com seu patrimônio apenas exigindo o cumprimento de pequenos itens. Nesta reunião, comandada por Dr. Nestor Sampaio Bittencourt, inicialmente é apresentado o relatório de compromissos do clube proponente, que devem ser saldados aos seguintes credores: “uma dívida de Cr$4.490,00 a favor de Miguel Elias; outra de Cr$394,00 a favor da Casa Bittencourt; e a compra de um bar existente nas instalações do Clube 7, de propriedade de Francisco Espírito Santo, com a aquisição de mercadorias (preços de fatura) em estoque, móveis e utensílios. Caso cumpridos os quesitos mencionados, o Clube 7 de Setembro, propõe, finalmente, doar todo seu patrimônio estimado em Cr$60.000,00 ao Clube de Tênis Catanduva”. Posta em votação e aprovada, fica autorizado o presidente em exercício, Dr. Nestor Sampaio Bittencourt, em receber o patrimônio do Clube 7 de Setembro. E viramos esta página da história com muito cuidado e carinho, reiterando em nome de nossa Catanduva, os maiores e os mais eloquentes agradecimentos ao glorioso e jamais deslembrado Clube 7 de Setembro. CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

23


Ano 1945

02.08.1945 - Na antiga quadra do CTC ao tempo ainda do saudoso zelador Bernal, aparecem visitantes em companhia de Amadeu, Paulo Lerner, Zé Pedro, Fernando Bittencourt e Darci.

Início da era dos tradicionais carnavais de salão A presidência do Clube permanece a mesma, com isso em 10 de fevereiro é realizada a primeira festa carnavalesca. Sem salão próprio, o CTC aluga as dependências da Legião Brasileira de Assistência, prédio da Sociedade Italiana inativa na época, para realizar quatro noites de bailes carnavalescos. A animação ficou por conta da Orquestra “Casalida” da capital. Não há dúvida que a diretoria resolveu entrar na era dos carnavais de salão, pressionada pelos associados, uma vez que deixara de existir o Clube 7 de Setembro. A maioria dos associados era sócia também do Clube 7, que promovia os melhores bailes da cidade desde a sua fundação em l917. Complementando esta nota, lembramos que na ocasião o CTC mantinha seu escritório administrativo e sala da diretoria em dois compartimentos cedidos pela L.B.A.

24

LIVRO HISTÓRICO


Várias modalidades Pela primeira vez o CTC participa de um campeonato de basquetebol, em 12 de abril, estreando equipes masculina e feminina no mesmo dia, preparadas pelo diretor de Esportes Fernando Bittencourt. Este campeonato recebe o nome do grande incentivador dos esportes em Catanduva, Armando Joel Nelli. O time masculino forma com Flávio Diório, Wamberto (Gambola) Ceneviva, Eduardo (Califa), Cândido (Tanaka) P. de Oliveira, Sérgio Dias, Walner Pellizzon, João (Pinguim) Rúbio e Henrique Martins. Não são divulgados dados da equipe feminina. Dois meses depois, em 10 de junho, em suas novas quadras, acontece o primeiro jogo de voleibol com feras do esporte treinadas no CTC. Quanto ao basquete, o time também era muito bom, com nomes que jogavam em outras modalidades. Mesmo com outros esportes em destaque, o tênis continua firme e forte. No mês de agosto despontam novos raquetistas. Darcy Joaquim da Silva e José Pedro dos Santos formam ao lado dos veteranos, Fernando Bittencourt, Amadeu de Oliveira Santos e Dr. Crescêncio Ferreira Lima. O polo aquático continua em plena atividade, sobretudo em setembro, que é marcado por um jogo envolvendo o CTC e Recreativa de Ribeirão Preto, em que os participantes jogaram em meio a chuva no feriado do dia 7 de setembro daquele ano.

1945 – Equipe de polo aquático do Clube de Tênis de Catanduva. Em pé da esquerda para a direita: Eduardo Elias (Kalifa), Pirajá Procópio de Oliveira (Pira), Roberto Mário do Amaral Lima (Beto), Riolando Rocha Ribeiro (Véio) e Prof. Nelson de Macedo Musa (técnico). Agachados: Walter Pellizzon (Pagé), Eder Pedro Pellizzon (Tchê), Cândido Procópio de Oliveira (Tanaka) e Hélcio Bastos. Do lado esquerdo e de chapéu aparece Sérgio Dias (Lobão) que fazia parte da equipe.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

25


Ano 1946

1946 - Jogadores de Tênis: Darcy Silva, José Godoy Moreira Filho (Zico), Luís Cesar de Barros (Cabelo de Fogo) e Amadeu de Oliveira Santos.

Eventos internos Um mês após a eleição da diretoria, acontece em fevereiro o campeonato interno “Bola-ao-Cesto”. Conforme iniciado no ano anterior, o carnaval de salão é realizado em 2 de março e tem como tema “Carnaval da Vitória”. Alugando as dependências da Sociedade Italiana, a decoração dos salões fica por conta de Mágino Gomide e a animação musical pela Orquestra Tupy de Hugo Tricca.

Revelações do esporte e torneios No mês seguinte, em 21 de abril, novos tenistas infantojuvenis despontam no clube. Com a aproximação do meio do ano, em junho, novas revelações do esporte, com destaque para a natação, surgem com a contínua renovação de equipes. Em contrapartida, também é realizado o torneio de xadrez, oficialmente feito pelo CTC.

26

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1947 Novidades O Carnaval de salão oferece uma novidade aos seus associados nesse ano, e contrata pela primeira vez a orquestra de Orlando Ferri. O baile aconteceu em 15 de fevereiro nos salões alugados da Sociedade Italiana. Além da orquestra, os participantes foram animados pelo crooner João Dias, ainda um ilustre desconhecido no cenário nacional. Para a criançada, houve o concurso de fantasias infantis. Foram premiados: a menina Mariza, de “Dama Antiga”, filha do casal Gentil de Ângelo; a menina Yeda (Odalisca), filha do casal João Euleotério; o menino José Carlos (Petí), filho do casal Nayr de Freitas; e o menino José Luiz (Tirolês), filho do casal Floriano Martins. Mais uma novidade foi feita nas piscinas do clube, em 20 de junho; as piscinas do CTC são dotadas de moderníssimo aparelho para filtração e cloração (cloro). No mês seguinte, o time de tênis do Clube participa de disputa em Bauru no dia 25 de julho e a caravana conta com diversos raqueteiros como mostra a foto abaixo:

1947 - Neusa Corrêa - Rainha do Carnaval de 1947.

1947 – Caravana do CTC em Bauru em disputa nos jogos de tênis. Em pé: Gumercindo Rodrigues Martins, casal bauruense, Manoel (Manéco) Gomes, Ribeiro e Paulo Lerner, de gorro branco. Agachados: Fuad Cassis, dois bauruenses, José Godoy Bueno (Zico) e Luiz César Barros (Cabelo de Fogo), um bauruense, Amadeu de Oliveira Santos e Darcy Silva.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

27


Ano 1948

Cine República recebe carnaval do CTC O Carnaval é realizado em 7 de fevereiro e bailes mudam de local. Aproveitando a troca de poltronas do Cine República, o CTC realiza neste local os bailes de carnaval com animação pela Orquestra de Orlando Ferri. Apenas no ano seguinte - 1949 - a folia de momo será na nova sede social do clube.

Natação e tênis De abril até junho não há muitas novidades. Entretanto, é solicitado por cronistas da cidade um novo técnico de natação para o clube. CTC estava sem técnico de natação há muito

07.02.1948 - Carnaval no Cine República. Na foto: José D’Avila Ribeiro (presidente) e sua filha Lúcia

tempo, com a saída do Prof. Musa. Cronistas do Jornal “A Cidade”, Vanney Júnior e Kairan Júnior, escrevem inúmeros artigos solicitando ao Clube a contratação de um técnico de natação, mas com experiência comprovada. O campeonato de tênis no interior acontece em 21 de abril em Piracicaba. O CTC começa vencendo por 4 x 1, representado por Fernando Bittencourt, Darcy Silva, Luiz G. Cardoso e José Pedro dos Santos. Mais tarde, em 9 de junho, o CTC vence dentro da casa do Araraquara Clube por 4 x 1 e vai para a final do troféu Bandeirantes de Tênis. Jogaram Maneco Gomes, Fernando Bittencourt, Dr. Crescêncio Ferreira Lima e Darcy Silva.

1948 - Rainha do Carnaval de 1948: Missena Costa.

28

LIVRO HISTÓRICO


1948 – Foto da entrada do prédio em construção.

1948 – Foto da área dos salão de festas em construção.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

29


Ano 1949

Mudanças nas eleições Em 12 de janeiro inicia-se uma nova era nas eleições do Clube: a partir deste ano os mandatos não serão mais por um ano, e sim por dois anos, permanecendo, porém, o mês de janeiro com eleição e posse para o próximo biênio. José Pedro da Motta Filho é eleito presidente e Gentil Ângelo o vice.

Sede social inaugurada A mudança não aconteceu apenas entre os dirigentes do clube, finalmente o CTC possuía sede social e foi inaugurada em pleno carnaval, no dia 26 de fevereiro. Não há nota oficial sobre a decoração do salão, mas presume-se que tenha sido o Mágino Gomide, também decorador dos carros alegóricos da Prefeitura. A sua sede social, que era no mesmo local da atual, foi inaugurada num sábado de carnaval, que pela inspiração Dionisíaca foi vibrante, agitada e animada pela Orquestra de Orlando Ferri de São Paulo. A Festa na Roça também teve as apresentações do trio sertanejo Serrinha, Caboclinho e Rielinho, e da cantora Emilinha Borba. Em março, a sede do clube já era palco de grandes acontecimentos e é assim até hoje, com recepções de toda espécie: bailes de formatura, de debutantes, casamentos, aniversários, reuniões culturais e político-administrativas; com taxas de aluguel e mesmo cedida gratuitamente em certos casos. Após a inauguração do salão de festas no Carnaval, o segundo funcionamento da nova sede fica reservado para a XVI Audição da Orquestra Sinfônica de Catanduva. Em 28 de junho, outra festa que se tornaria tradicional foi realizada pela primeira vez, o Juninão. Esta expressão “Juninão” seria “inventada” muitos anos depois pelo então futuro presidente do Clube, Dr. Sérgio Reis Bucchianeri. A Festa na Roça é a primeira Festa de São Pedro no CTC. Esta é uma das que acabam ficando tradicionais, como o “Baile da Saudade”, do “Hawaii”, “Fim de Férias”, “do Cowboy” e Carnaval. Comparece o maior trio sertanejo da época, da Rádio Record de São Paulo, Torres, Florêncio e Rieli. João Dias, então crooner da Orquestra de Orlando Ferri, vem para cantar acompanhado pela Orquestra Tupy de Hugo Tricca. Sua voz assemelha-se com a do mais famoso cantor do Brasil, Francisco Alves. E o João, sabidamente, entrava repertório adentro do “Rei da Voz” Chico Viola. Na festividade, o Presidente do CTC, José Pedro da Motta Filho, o “Juca” Motta - avô do presidente José Oswaldo “Zetti”- e de mais companheiros de diretoria, prestam uma calorosa homenagem ao ex-presidente José D’Ávila Ribeiro, acompanhados de todos os sócios presentes.

30

LIVRO HISTÓRICO


1949 – Inauguração do Clube de Tênis mostrando a decoração do Carnaval na entrada do Clube que era pela Rua Sergipe.

Esporte Devendo jogar a finalíssima em casa, enfrentando Bauru, atletas do CTC resolvem não disputar o campeonato do interior e ficam como vices. Com as construções da sede social ao lado das quadras, não houve tempo suficiente para treinamentos. Os veteranos João Katalian, Antônio Pinotti e José Maria Duarte dão suas raquetadas em amistoso realizado em Novo Horizonte.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

31


Ano 1950

07.09.1950 - Apresentação do sanfoneiro Luiz Gonzaga acompanhado pela Tupy Orquestra em baile.

Piscina iluminada Em 18 de fevereiro, o carnaval de salão foi animado por Orlando Ferri e sua Orquestra, mais o crooner João Dias. Durante esse ano, se apresentaram no Clube o palhaço Arrelia e o sanfoneiro Luiz Gonzaga acompanhado pela Tupy Orquestra. As atrações animaram as quatro noites e garantiram retorno para o próximo ano. A natação do clube ainda continuava sem técnico em abril. Carlos Merighe, administrador do CTC, procurando colaborar, recebe autorização do presidente “Juca” Motta, a fim de organizar um campeonato de natação interno. Notando a dedicação de Merighe, o presidente acena com a possibilidade de iluminar-se a piscina e de contratar um técnico. Mais tarde, em 15 de abril, seis dias após diálogo com Carlos Merighe, o presidente “Juca” Motta cumpre com o combinado: piscina é iluminada e dois técnicos, provisórios, são contratados. São eles os catanduvenses Hélio Tricca e Joaquim Giantalia. Quanto a um técnico “permanente”, procuram uma pessoa com um bom currículo de serviços prestados à natação. A inauguração da iluminação da piscina realiza-se em 28 de abril, com a primeira competição noturna de natação. A estreia da iluminação da piscina apanha um bom público e o destaque fica por conta dos acqua loucos locais. Deitaram e rolaram, provocando risos e calorosos aplausos da assistência.

32

LIVRO HISTÓRICO


1950 - Tupy Orquestra

Acaba o separatismo entre categorias de sócios Quando só havia quadras de tênis e com a chegada das piscinas, a diretoria então adotou o sistema separatista: novos sócios deveriam escolher entre duas taxas de inscrição e pagamentos mensais. Somente para as piscinas e para as duas modalidades. Sócios anteriores ao fato teriam direito aos dois esportes. Com a chegada da sede social, aumenta consideravelmente o número de associados e, para descomplicar, a diretoria resolve criar uma única categoria, qual seja a de “sócio geral” no dia 5 de setembro.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

33


Ano 1951

Das piscinas às quadras A eleição para a diretoria acontece em 13 de setembro e elege como presidente do clube o Sr. Gentil de Ângelo e vice Ítalo Záccaro. Quando o Sr. José Pedro da Motta Filho deixou o cargo, foi aclamado Presidente de Honra.

Eventos

1951 - Carnaval: Rei Momo João Mingarelli e Rainha Yvone Fagundes.

No carnaval, mais uma vez a responsabilidade pela alegria fica por conta da Orquestra de Orlando Ferri; a folia aconteceu em 3 de fevereiro. Jornais da época não noticiavam comumente as demais atrações do Clube, como os concursos de fantasias, decoração dos salões, etc. A Marajoara Orquestra se apresenta pela primeira vez no CTC em 21 de abril. Após passar pelo batismo de fogo nos bailes de carnaval da Sociedade Espanhola, a Marajoara Orquestra é contratada para animar o “Baile do Café” nos salões do CTC. Em junho, o Juninão aconteceu no dia 29, com a festa de São Pedro. Orquestra Tupy anima a noitada e são contratados regionais e duplas sertanejas para reforçar a musicalidade. A inauguração do Aeroporto e Baile da Asa contou com a presença da orquestra J. França de São Paulo. A cantora Adelaide Chiozzo, atriz Henriqueta Brieba da Orquestra Húngara Gabor Radics, sanfoneiro Luiz Gonzaga marcaram presença na inauguração do Aeroporto. O Baile da Asa com a orquestra J. França de São Paulo também aconteceu nesse ano. 28.07.1951 - Baile da Asa com Orquestra J. França de São Paulo. Na foto: Rainha da Asa Miraides Baldussi e o brigadeiro Henrique Dyott Fontenelle.

34

LIVRO HISTÓRICO


1951 - Eliana Zancaner e o casal José Gabriel e Leonor Cucolo Gabriel no Juninão.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

35


Ano 1951

Natação O técnico permanente de natação é contratado em 15 de março. Com passagem pelo “Regatas Tietê” da capital, o jovem nadador e técnico, Haroldo Gondin Guimarães, inicia treinamentos intensivos à garotada do CTC. É o “recomeço” da natação depois da saída de Prof. Musa. Em 6 de maio, o novo técnico prepara uma competição interna de natação. Os vencedores nas diversas provas de petizes, juvenis e juniores, são: César da Costa Nogueira, João Branco, Jarbas Pacheco, Wander Pellizzon, Dercy Serrano, Luiz P. Azevedo, Rubens Augusto, Mário Pozetti, César Nogueira, Erdarco Serrano e Alaor Barbosa. Destaque para os saltos ornamentais e acrobacias pelos jovens Sidney Carlos Ribeiro e Fernandes Moreira. Participaram também: Brasil Procópio de Oliveira, Abel Barrionuevo, Jorge Siqueira, Roberto Louzada, Nelson Tricca, Mário Okay, Ary Acácio de Moura, Eliseu Vaz Lima, Athos Procópio de Oliveira Júnior, Salvador de B. José, Roberto Della Barba e Antônio Righini. E as novidades no esporte das piscinas não para: em 12 de maio a diretoria do CTC filia-se à Federação Paulista de Natação. Com a vinda de Haroldo G. Guimarães, cresce desusadamente o interesse dos jovens associados pela natação competitiva, e como foi decretado que para competições oficiais o clube deveria filiar-se, a diretoria viu que essa seria uma boa oportunidade.

36

LIVRO HISTÓRICO


Campeonatos Os Jogos Abertos de Santos aconteceram no dia 6 de outubro. Darcy Silva e Acacinho de Oliveira Santos vencem renomados tenistas e são considerados as maiores revelações do certame. Participaram ainda Luiz Maria e Said Farhat Filho, chegando às finais. Também em outubro, aconteceu a estreia da equipe principal que incluía César Spencer Guilherme do CTC, com jogadas memoráveis. O placar daquele dia 24 terminou em 4 x 1, com vitória dos nossos atletas. Alguns dias mais tarde, em 1 de novembro, o Tênis consagra-se campeão regional. O Jornal “A Cidade” abre manchete de primeira página para anunciar o feito dos tenistas catanduvenses, que além de campeões regionais, vão para a final do Campeonato do Interior. A natação também marcou presença nesse mês com muitos estreantes e ótimos tempos marcados. No feriado da Proclamação da República, dia 15, o Prof. Haroldo apresenta ao público assistente o resultado de sua contratação pelo clube. São muitos estreantes. Dentre eles, um futuro campeão sul-americano e nadador nas Olimpíadas de Tóquio: Athos Procópio de Oliveira, que anos mais tarde confessaria “não haver apreciado muito a natação no início dos treinamentos”. Sua disciplina foi conquistada graças ao professor Haroldo. O campeonato do interior “Darcy ‘empacota’ Sacomani” aconteceu em 2 de dezembro. O afamado Cláudio Sacomani perde para Darcy Silva e demais partidas do Campeonato do Interior deixam de ser realizadas motivadas por forte chuva. A decisão do campeonato ficou para o dia 9, com a final entre Catanduva e Marília. Com a vitória do CTC, o Clube consagra-se campeão do interior.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

37


Ano 1952

Tenistas ingressam na primeira divisão do estado No dia 13 de fevereiro, a Federação Paulista de Tênis homologa ingresso de tenistas catanduvenses à primeira divisão do Estado. A conquista do título “Campeão do Interior” proporcionou ao CTC mais esse trunfo. Mais uma vez a Orquestra de Orlando Ferri anima os festejos de salão do Clube de Tênis em 23 de fevereiro. Será a última vez que o cantor João Dias comparece como crooner da orquestra. Em setembro deste ano, com a morte de Francisco Alves em acidente de carro na Via Dutra, João Dias torna-se seu sucessor (vozes e interpretações idênticas) e atinge o estrelato nacional. A decoração do salão de baile fica entregue aos artistas plásticos irmãos Valzacchi (Oscar, João e Edwil), auxiliados por José Soto (Pipiu). A festa de São Pedro anima a todos em 27 de junho ao som da Dupla Alfredo de Simone e Roque de Maio, que ensaiaram e apresentaram “O Casamento na Roça”.

Mais conquistas Em 4 de abril, o CTC é proclamado campeão regional de tênis, com direito de disputar o Troféu Bandeirantes por haver sido Campeão Regional. O CTC prepara-se com Darcy da Silva, Acacinho, Dr. Crescêncio e Roberto Lima.

Outros eventos Presença do ator Procópio Ferreira, da Orquestra Argentina de Ricardo Malerba, e palestra do médico cardiologista Dr. Euryclídes de Jesus Zerbini, que posteriormente foi no Brasil o precursor da cirurgia de transplante de coração.

38

LIVRO HISTÓRICO


24.05.1952 – Nesse dia se apresentou no Cine Bandeirantes e depois em baile no Clube de Tênis de Catanduva a famosa orquestra argentina de Miguel Caló (1907 – 1972); pesquisei e vi que a orquestra era boa mesmo, e ele um competente regente que marcou uma época na Argentina. Eles vieram a Catanduva a convite dos Srs. Synésio Teixeira Bastos e Constantino Eberle da Companhia Colonizadora Central Ltda. que tinham aqui filial e vendiam terras na região de Cuiabá – Mato Grosso. Eles estão presentes na foto junto com o regente Miguel Caló e os médicos Cervantes Ângulo e Raul Tarsitano. (Foto: Nelson Bassanetti)

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

39


Ano 1952

1952 – A foto mostra a decoração externa do Clube de Tênis Catanduva. Naquele ano o Prefeito Municipal era o Dr. Ítalo Záccaro, o Rei Momo foi Roque de Maio e a Rainha do Carnaval Benedita Canal. Animaram o carnaval os cordões Cruzeiro do Sul e Coração de Bronze. Tivemos Carnaval de Salão no Clube de Tênis, Clube dos Bancários, Centro Espanhol, Cine Central e em prédio adaptado a Coração de Bronze. (Foto: Nelson Bassanetti)

1952 -Decoração colocada na entrada do Clube de Tênis mostrando o Presidente Gentil de Ângelo, Nóca, D’Ambrósio, Ítalo Záccaro, Carlos Machado e outros. Trabalho dos Irmãos Valzacchi e José Soto (Pio).

40

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1953

Ano de festivais e da sétima arte Nas eleições de 20 de janeiro, o senhor Gentil de Ângelo mais uma vez elege-se presidente. Seu vice neste ano é o Sr. Moacyr Lichti. O carnaval, por sua vez, em 14 de fevereiro, seguindo tradição, animação musical pela Orquestra de Orlando Ferri, da capital, recebe a presença do cantor Ivon Cury. Quem também passou pelo Clube de Tênis foi o cômico Mazzaropi. Uma novidade que passa a acontecer em setembro no salão de baile são as sessões cinematográficas aos associados e familiares, com dias da semana determinados: quartas e sextas-feiras. O festival de “Fenestra” abalou o dia 11 de novembro com muita alegria. O porão do salão do Clube de Tênis é título de notícia do Jornal “A Cidade”, relativo à invasão daquela parte baixa do prédio por elementos de má conduta, quando das festas e bailes realizados. É a famosa “fenestra”. Acontece que o assoalho de tábuas justapostas, não eram assim tão justapostas. A diretoria providencia o fechamento do aludido porão mandando erguer paredes de tijolos.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

41


Ano 1954

1954 – Orquestra Marajoara

Dalva de Oliveira se apresenta no CTC Animação musical comandada pela Orquestra de Orlando Ferri, da capital, e também a famosa cantora Dalva de Oliveira. Walter D’Ávila também esteve presente. A festa de São Pedro aconteceu em 29 de junho. Uma novidade neste ano foram os “noivos” saírem da Estrada de Ferro, em carro de boi. Pela primeira vez é apresentada a dança da “quadrilha”. Animação musical ficou por conta da Marajoara Orquestra.

CTC vice-campeão No dia 6 de junho, o Clube se consagra vice-campeão do Troféu Bandeirante. Com final na capital, Santos é o campeão deste mais famoso campeonato do Estado. Catanduva, pelo CTC, é o vice, com Darcy Silva, Roberto Lima, Acácio de Oliveira Santos Jr., Luiz Gonzaga Cardoso e Luiz Carlos (Pé de Bicho) Ladeira Lima.

42

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1955

1955 - A foto mostra como era a piscina do Clube de Tênis Catanduva. O Clube de Tênis foi fundado em 1929 e é um cartão de visita de Catanduva. Hoje está na sua presidência Antonio Marcos Devitto. (Foto: Nelson Bassanetti)

Eleições sem mudanças na presidência Gentil de Ângelo mantém-se como presidente do Clube, assim como seu vice no dia 10 de janeiro. Nos dois anos seguintes, ambos se reelegem e continuam à frente do clube.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

43


Ano 1955

1955 – Orquestra de Orlando Ferri de São Paulo que fazia a 12º apresentação em Catanduva.

Eventos do ano O baile de Carnaval acontece no dia 19 de fevereiro com a Orquestra Orlando Ferri. O miss Catanduva acontece nos Salões do Tênis em 7 de abril. A cantora Linda Batista e Los Boys se apresentam no Clube em 4 de junho. Em outubro, o Baile da Rainha dos Estudantes aconteceu nos salões do CTC e Márcia Zancaner Basto foi eleita a mais bela. Em dezembro, o cantor Gregório Barrios, Nho Pai, Nho Fio e Palpitoso se apresentou na virada do ano.

1955 - A foto mostra o Rei Momo Milton Dall’áglio e a rainha Heloísa Lima Bueno Netto. Observem ao fundo a decoração do Clube de Tênis e a faixa da Orquestra de Orlando Ferri de São Paulo que era tradicional na animação dos eventos de momo. (Foto: Nelson Bassanetti)

44

LIVRO HISTÓRICO


22.10.1955 – Baile Rainha dos Estudantes Márcia Zancaner Basto.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

45


Ano 1955

12.07.1955 - No CTC - Troféu Bandeirantes - Da esquerda para a direita estão os tenistas: Luiz Carlos Ladeira Lima, Darcy Joaquim Silva, Luiz Gonzaga Cardoso e Roberto Mário Amaral Lima. (Foto: Nelson Bassanetti)

Esporte Em 7 de março, o professor Haroldo promove mais uma competição aquática de natação, testando novos nadadores em 10 provas disputadas em diversas categorias. Assim, em 9 de maio, a equipe do CTC de natação vai a Monte Azul Paulista e vence a turma da casa por 10 x 2 de 12 provas realizadas. Não é à toa que em 30 de outubro os nadadores catanduvenses derrubam recordes brasileiros. O Campeonato Infantojuvenil da 4ª Região reuniu 10 cidades do Estado. O grande feito fica reservado para Athos Procópio de Oliveira Jr. e Wilson Hollo. Eles quebram recordes brasileiros. Athos vence a prova de 50 metros nado livre, infantil, com o tempo de 32’’5. Wilson vence a prova de 50 metros nado costas, infantil, com o tempo de 41’’. Voltando ao esporte das raquetes, em 12 de junho o CTC é o campeão do Troféu Bandeirantes.

46

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1956

26.09.1956 - A foto foi tirada durante o Baile da Asa realizado no Clube de Tênis Catanduva. A rainha da Asa foi Marisa de Ângelo e foi abrilhantada pela Orquestra de Orlando Ferri de São Paulo. Estão de pé e da esquerda para a direita: Vera Xavier de Andrade, a identificar, Carmem Sílvia Xavier de Andrade, Marco Túlio Xavier de Andrade, Caio Hawilla e Sílvia Antonio Ribeiro. Sentados: Nely Magon de Andrade e João Pedro Xavier de Andrade, e a identificarem. (Foto: Nelson Bassanetti)

Bailes e eventos A Marajoara Orquestra, banda musical formada em Catanduva em 1950, consegue quebrar a hegemonia da Orquestra de Orlando Ferri, que vinha apresentando-se nos carnavais do Tênis desde l948, no baile realizado em 11 de fevereiro. A decoração do salão é realizada por Mágino Gomide. Em junho, o Baile do Café, com Rainha Carmen Sílvia Benito de Souza, agita os salões do clube. Em 14 de agosto, acontece o Baile das Debutantes. Oito dias depois, o Baile Miss Catanduvinha. No mês seguinte, em 29 de setembro, outro evento movimenta a sociedade: o Baile da Asa, que consagra Marisa de Ângelo como rainha e ainda conta com a animação da Orquestra Orlando Ferri.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

47


Ano 1956

25.08.1956 - A Miss São Paulo 1956 e 2ª colocada no Concurso de Miss Brasil, Regina Maura Vieira desce no Aeroporto de Catanduva em avião da Real e aqui veio coroar a Miss Catanduvinha Maria Estela Soubhia Lima. Numa das fotos ela recebe um ramalhete de flores e na outra estão: Regina Maura Vieira, Dr. Paulo Louzada - Presidente da Associação Profissional dos Odontologistas de Catanduva e Francisco de Lima Machado - representante do Jornal “Diário de São Paulo”, patrocinador do evento. Participaram do Concurso: Maria Estela Soubhia Lima, Celina Rosa e Maria Cristina Clemente. Animou o baile realizado no Clube de Tênis a Orquestra Marajoara de Catanduva. (Foto: Nelson Bassanetti)

25.08.1956 – Baile Miss Catanduvinha: Na foto o Prefeito Municipal José Antônio Borelli, a Miss São Paulo Regina Maura Vieira e as meninas Celina Rosa, Maria Estela Soubhia Lima (eleita Rainha) e Maria Cristina Clemente.

48

LIVRO HISTÓRICO


12.06.1956 - A foto é da Rainha do Café, Carmen Sílvia Benito de Souza, coroada no Baile do Café realizado no Clube de Tênis Catanduva. Eram seus pais a Da. Laura Benito de Souza e Olavo Gonçalves de Souza e neta do Sr. Rubino Benito. O evento da Semana do Café daquele ano contou com a presença do embaixador Assis Chateaubriand. (Foto: Nelson Bassanetti)

1956 – Baile da Asa mostrando o casal Onélio de Freitas (terno preto) e Eurides Natália Fernandes.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

49


Ano 1956

Novas obras Com a abertura do novo bairro Parque Iracema, com transformações radicais ao redor da sede do CTC, a diretoria reúne-se e traça planos para aquisição de mais áreas de terra, afora as que serão remanejadas com a abertura da rua Icém. O próprio Dr. Renato Bueno Neto, proprietário do loteamento, autoriza a demolição de sua mansão localizada defronte ao início da rua Bahia com a rua Amazonas, proporcionando a ligação da então rua Bahia com a nova rua Mogi Mirim (em homenagem a Terra Natal do Dr. Renato). Mais abaixo, nasceria pela esquerda da rua Mogi Mirim, a rua Icém (atual entrada principal do Clube). Porém, para a sua abertura, o Pavilhão e três quadras de tênis deveriam ser demolidos. Houve acordo e rápida solução do problema com a substituição da área por outra bem maior, como recompensa pelo patrimônio destruído. No entanto, a diretoria ouve as ponderações do então administrador do loteamento, Francisco de Lima Machado, acatando-a e adquirindo outra grande área aos fundos. O espaço é mais do que o suficiente para a construção de várias praças esportivas: tênis, basquetebol, futebol, bocha, malha e ampliação da sede social com mais acomodações.

50

LIVRO HISTÓRICO


Nova sede social Um novo prédio maior, com mais acomodações, inclusive para o setor administrativo, ainda ocupando endereços alugados, pois a

21.03.1956 – Maquete da nova sede do Clube de Tênis de Catanduva.

sede atual continha apenas o salão de baile, toaletes e pequenos camarins e muito menos serviço de bar e restaurante. De uma reunião realizada em 10 de março deste mesmo ano, a diretoria já resolvera construir uma sede mais requintada. O sócio engenheiro civil Dr. Antônio Záccaro sugerira entregarem a responsabilidade do projeto ao estudante de Engenharia e Arquitetura Fernando Moreira, moço catanduvense que na época cursava com brilhantismo o último ano de Faculdade na capital do Estado. Ressalte-se que esse projeto não conteve em seus traçados a entrada pela nova rua Icém. O portal do clube continuaria sendo pela rua Sergipe, mas por poucos anos. Entretanto, foi prevista essa entrada pela rua Icém, com uma área entre a sede e a artéria pública em questão, reservada para tal fim.

1956 - “Acqua Loucos de Catanduva”, piscina do Clube de Tênis. Faziam parte: Westher Chimello, Sidney Carlos Ribeiro dos Santos, Bodeira, Tabitinho e Gelour Placo.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

51


Ano 1957

Esporte Fevereiro começa revelando a nova “safra” de tenistas do CTC. O Dr. Luiz Gonzaga Cardoso, diretor de Tênis, declara que os valores técnicos registrados entre a garotada são animadores. Em 17 de março, Catanduva é sensação no certame paulista de natação. Apenas cinco nadadores representantes do CTC, contra equipes formadas de até 50 atletas, conseguem uma honrosa classificação: 5º lugar e à frente de equipes respeitadas, como Tietê, Pinheiros e Paulistano da Capital, Recreativa de Ribeirão Preto, Ferroviária de Araraquara e Araraquara Tênis Clube. O campeão é o Palestra Itália de Rio Preto. Um fato interessante da época é que houve um surto de gripe asiática, provocando o fechamento de todas as piscinas do Clube para seus frequentadores.

52

LIVRO HISTÓRICO


09/1957 – Foto do Conjunto Rubi que era uma Orquestra Feminina do Colégio Nossa Senhora do Calvário. O show “Noites Melodiosas Rubi”, no Clube de Tênis, ocorreu nos dias 13, 14 e 15 de setembro de 1957. Nesse dia estavam presentes Padre Albino e o bispo Dom Lafayette Libânio. (Foto: Nelson Bassanetti)

Eventos O carnaval acontece em 1 de março e a Orquestra Orlando Ferri volta a garantir a animação. E por falar em festas, a nova sede social tem sua construção iniciada em 31 de março. Uma parte da estrutura será aproveitada. O edifício terá as seguintes medidas: 80 metros de frente por 25 metros de fundo. Em 29 de junho acontece o Baile da Juba, organizado pelo Lions Clube. No dia 18 do mês seguinte a atração de rock argentina dá um show nos salões, o Hawaiian Serenaders. Em 4 de agosto quem sobe ao palco é Nelson Gonçalves e Osny Silva. Em 7 de setembro a escolha da Miss Catanduvinha é realizada novamente no CTC.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

53


Ano 1957

1957 – Foto com o Rei Momo Sílvio de Maio e a Rainha do Carnaval Climene Resende.

1957 – Foto no carnaval com o casal Rosária e José Olímpio Gonçalves.

54

LIVRO HISTÓRICO


1957 – Desfile de modas e Concurso de Miss Catanduvinha. As fotos foram tiradas durante um desfile de modas realizado no Clube de Tênis Catanduva, durante o concurso em que foi eleita Ana Maria Tarsitano como Miss Catanduvinha. As criações eram do estilista Pepe Pastor e as modelos a Miss cidade de São Paulo e a Miss A mais bela esportista. (Foto: Nelson Bassanetti)

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

1957 – Miss Catanduvinha Ana Maria Tarsitano.

55


Ano 1958

1958 – Carnaval mostrando Regina Thomé de Souza, Climene Resende e Climéia Resende.

Reunião com sócios O primeiro dia do ano marca a compra da mansão da família José Pedro da Motta pelos sócios do clube. O prédio foi adquirido por um grupo de sócios para ser a sede social enquanto durar a construção do novo edifício sede. O carnaval deste ano acontece em 15 de fevereiro na sede provisória à Praça da República, onde realizam-se os bailes carnavalescos animados pela Orquestra de Orlando Ferri. Meses depois, em 29 de junho, a nova sede seria inaugurada com a festa de São Pedro. Não totalmente concluída, mas com boas condições de receber a grande massa de associados. A festa conta com a já tradicional quadrilha, casamento na roça e baile caipira. Em junho também a sede recebe Arley e seu conjunto, que anima as noites de sábado. Incrementando a programação na nova sede, a diretoria contrata o Conjunto Musical de Arley Mazzuia para animar brincadeiras dançantes em todos os sábados. E mais: durante a semana, motivadas pelas férias escolares, brincadeiras dançantes ao som de uma potente vitrola de alta fidelidade. Em 7 de julho aconteceu o baile de abertura dos Jogos Abertos da Araraquarense. E em 17 de setembro, o Baile do Casarão com a Orquestra Tita Duval.

56

LIVRO HISTÓRICO


Esportes Em 30 de março, Alberto Nechar consagra-se campeão estadual. Dispondo de apenas três nadadores, na Categoria Adulto, o CTC vai ao Campeonato Bandeirantes, Capital, e consegue brilhar. Alberto Nechar , além do título paulista em nado clássico, consegue um terceiro lugar nos 200 metros nado clássico. Athos Procópio de Oliveira Júnior classifica-se em quarto lugar, 200 metros nado de costas e em quinto nos 100 metros nado de costas. Em 7 de julho, o CTC disputa a final do troféu Bandeirantes de tênis. Já consagrado campeão de 57, o clube disputa a final com Darcy Silva, Acacinho, Roberto Lima, Ruy Zancaner e Guilherme Spencer César. Como os jornais não alardeiam o resultado, conclui-se que pelo menos o CTC tenha ficado com o vice-campeonato.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

57


Ano 1959

Gabriel Hernandes se elege vice-presidente Mais uma vez as eleições de 20 de janeiro não modificam o presidente que continua sendo Gentil de Ângelo, porém seu vice agora é Gabriel Hernandes.

Eventos Em 16 de abril, Baile do Asa com a Orquestra Osmar Milani com a presença de Adhemar de Barros. O baile Miss Catanduvinha em 18 de agosto elege Berenice Pereira como a mais bela. Em setembro, como não poderia deixar de ser, é realizado o Baile de Primavera. A rainha é Leonice Lerro Ribeiro e as atrações musicais foram os cantores Aguinaldo Rayol, Agostinho dos Santos e outros. Em 16 de setembro, Baile da Asa com a orquestra de Osmar Milani.

58

LIVRO HISTÓRICO


Esportes Athos Procópio de Oliveira Júnior, campeão paulista, classifica-se para a competição internacional no dia 17. O atleta conseguiu uma vaga nos Jogos Pan-Americanos, realizados no mês de setembro em Chicago (USA). Sua classificação deu-se no Rio de Janeiro pelo Campeonato Brasileiro/59. Em 12 de setembro, Athos regressa dos Jogos Pan-Americanos e em sua chegada em Catanduva há grande manifestação de carinho por parte de autoridades e povo em geral.

12.09.1959 – O nadador Catanduvense Athos Procópio de Oliveira Júnior é recepcionado no Clube de Tênis Catanduva depois de participar com sucesso dos Jogos Pan-Americanos realizados em Chicago EEUU. Em 1960, ele participou dos Jogos Olímpicos realizados em Roma. Ele foi formado na escolinha do Clube de Tênis pelo professor Haroldo Gondin Guimarães. Na foto, o presidente Gentil de Ângelo (Gentilino) e o nadador catanduvense. (Foto: Nelson Bassanetti)

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

59


Ano 1960

1959 – Casa que foi do Coronel José Pedro da Motta é usado provisoriamente como sede do Clube de Tênis.

Carnaval ainda é realizado na sede provisória Em meio a muita chuva e pouca fantasia, o carnaval é realizado em 28 de fevereiro ainda na sede provisória à Praça da República. Como de costume, retornando após um tempo afastada dos palcos do CTC, a animação fica por conta da orquestra de Orlando Ferri da capital. Mais tarde, em 28 de junho, foi a vez da festa junina de São Pedro. São contratados Edna e seu Conjunto Musical e Los Mexicanitos. São servidos perto de oito mil espetinhos de churrasco. Neste ano, a diretoria resolve separar crianças de adultos: à tarde são programadas diversas festividades para as crianças que adoraram a novidade.

60

LIVRO HISTÓRICO


Luto Em 19 de março morre o mais antigo funcionário do CTC, aos 49 anos de idade. Carlos Merighe era chefe administrativo desde os primeiros anos de atividade do Clube de Tênis Catanduva.

Athos O campeonato da Associação Brasileira de Técnicos de Natação, em Belo Horizonte, tem a presença de Athos Procópio de Oliveira Júnior como o único representante nas provas realizadas contra equipe de muitos atletas. Athos vence os 100 metros nado de costas, Categoria Homens, e o terceiro lugar em 200 metros nado de costas. Na classificação geral, Catanduva fica em oitavo lugar entre 16 clubes disputantes. Em 13 de julho, Athos Procópio de Oliveira Júnior nada nas piscinas do Clube de Regatas Guanabara, Rio de Janeiro, e classifica-se para representar o Brasil nas Olimpíadas de Roma e nos Jogos LusoBrasileiros em Portugal. Athos registra índice espetacular nos 100 metros nado de costas, superando o recorde sul-americano com o tempo de 1’05’’8.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

61


Ano 1961

1961 – Salão Social do Clube de Tênis de Catanduva

Sem mudanças na diretoria O ano começa com a eleição da diretoria para o biênio 61/62 em 13 de janeiro e, mais uma vez, Gentil de Ângelo é reeleito assim como toda a diretoria passada.

29.07.1961 – Inauguração do salão social do Clube de Tênis de Catanduva. O traje foi smoking para os homens e social fino para as mulheres, animação da Orquestra de Enrico Simonetti de São Paulo. A foto foi tirada no momento do corte da fita inaugural e estão da esquerda para a direita: Constante Frederico Ceneviva (Ico), Mário Bernardino de Campos, presidente Gentil de Ângelo (Gentilino), Dr. Antônio Mastrocola (Bacurau) e Antônio Záccaro (Totó).

62

LIVRO HISTÓRICO


Bailes e nova sede A volta da Orquestra Orlando Ferri marca o carnaval, que aconteceu no dia 11 de fevereiro, ainda na sede provisória à Praça da República. A pré-inauguração só aconteceria no dia 3 de junho, com baile- show com Ankito e Companhia de Revistas, mais o conjunto Play Boy. A inauguração mesmo só foi acontecer em 29 de julho. No ato solene, falam: Gentil de Ângelo (Presidente do CTC), Constante Frederico Ceneviva (Presidente da Câmara Municipal) e Mário Bernardino de Campos (Tesoureiro do CTC). A seguir, dão início do baile, trajes a rigor e a mais afamada orquestra de danças do Brasil: Simonetti e sua Orquestra (RGE), na ocasião com o sax-barítono Renato Perez, fundador da Marajoara Orquestra, como integrante desta famosa banda. Em setembro, bem no início do mês, o Clube recebe uma palestra de um dos médiuns mais respeitados do Brasil, o Sr. Divaldo Franco. Dois meses mais tarde, em 22 de novembro, Nelson Tupã embala o Baile de Debutantes.

1961 - Maria Corrêa de Rezende (Da.Tuzinha) idealizadora de vários eventos nos anos de 1950/1960, foi homenageada no baile das debutantes.

14.12.1961 - A foto foi tirada no Clube de Tênis e mostra parte dos Professores (10ª turma) e Contadores (15ª turma) formados naquele ano.

1961 - Carnaval: José Carlos Castilho (Castilhinho) com a família Zanchetta.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

63


Ano 1961

1961 - Rainha do carnaval Marísia Cione

1961 - Baile das debutantes. Estão, da esquerda para a direita, os casais: Climene Rezende e Rubens Daltin, Dóris Palamone e Mazico Procópio de Oliveira. Ana Maria Gonçalves e Durvalzinho Motta e Amira Izar e José Carlos de Freitas (Petit).

64

LIVRO HISTÓRICO


Esportes Os Jogos Abertos da Araraquarense de 1961 foram realizados em Catanduva no mês de julho. O CTC colaborou preparando seus melhores atletas. Prof. Haroldo destaca o desempenho das nadadoras Mariluci Facci e Elizabeth Nechar. Em março, o nadador Athos brinda mais um feito significativo: supera o recorde de Manoel dos Santos nos 100 metros nado livre, pelo Campeonato Brasileiro no Rio de Janeiro. A Gazeta Esportiva de São Paulo de 23 de março noticiou o fato. “Esclarecemos aos leigos em assuntos aquáticos, que Manoel dos Santos não perdeu porque fracassou, mas porque a natação brasileira ganhou um novo astro internacional: ATHOS”. Por essa e tantas outras alegrias que o atleta proporcionou, em 10 de abril é organizada uma festa esportiva em homenagem a Athos. Além de demonstrações do atleta, acontece torneio

10.04.1961 - Pessoas identificadas na foto: Jarbas Morfati, Lucio Cacciari, Gominho, Voley Gil, Edson (Dedo), Carlos E. de Oliveira Santos, Cleomério, Dantas, Zé Alfredo, Ney Monteleone, Paulinho.

interno com participação de novas revelações.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

65


Ano 1962

1962 – Foto da frente do Clube de Tênis pela Rua Sergipe.

Gerson Gabas: mais uma estrela a brilhar na natação Em prova pelo Campeonato Paulista no dia 11 de fevereiro, Gerson José de Camargo Gabas é o vice-campeão nos 100 metros nado de costas. Participam apenas mais dois catanduvenses: Márcio Luz e Walter Lessa. Em novembro, Gerson repete grandes feitos em provas e é o novo recordista da região pelo Certame Paulista de Natação. Com participação de atletas de Araraquara, Rio Preto, Fernandópolis e Catanduva, vencendo Rio Preto e Catanduva colocando-se em terceiro lugar, Gerson Gabas é o grande destaque. Gerson bate recorde regional nos 100 metros nado livre com o tempo de 1’01’’9.

66

LIVRO HISTÓRICO


Sociedade e bailes O Baile das Esmeraldas abre o ano com muito glamour e esquenta a animação para o carnaval, que desta vez não conta com a Orquestra de Orlando Ferri. O band-leader catanduvense, Arley Mazzuia, consegue quebrar a hegemonia de Orlando e faz o carnaval deste ano com geral agrado. Em 5 de junho acontece outro evento tradicional, o Baile da Asa com a orquestra de Élcio Alvarez, rainha Marisa Tricca. No mês

05.06.1962 – A foto foi tirada durante o baile da Asa, realizado no Clube de Tênis pelo Aero Clube de Catanduva e animada pela Orquestra de Élcio Alvarez. Estão na foto Regina Maura Canhadas Spanazzi e seu pai Antônio Canhadas.

seguinte, a 1ª Exposição Agropecuária traz Dick Farney ao CTC e ainda traz de lambuja a dupla Venâncio & Corumbá. Mais eventos desse tipo acontecem no clube, como o Baile da Abertura da Exposição Agrícola Comercial e Industrial de Catanduva também com Orquestra de Dick Farney no dia 15 de setembro. Alguns dias depois, a Orquestra de Bruno Sauer do Rio Grande do Sul também se apresenta no CTC.

1962 – A foto foi tirada no Clube de Tênis Catanduva, durante o baile de formatura do Curso de Contabilidade da Escola Técnica do Comércio de Catanduva. Estão na foto da esquerda para a direita: Mário Roberto de Souza, Raul Clemente Fávero e Nelson Machado Silva. (Foto: Nelson Bassanetti)

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

67


Ano 1962

Além de tantos eventos, o mês de setembro, precisamente o dia 29, marcou a visita de um convidado ilustre para a cidade: o Presidente da República, João Belchior Goulart. A Campanha do Milho elege sua rainha Tereza Cristina Sampaio e desfruta o grande salão do CTC para realizar show com os cantores Ângela Maria e Vicente Celestino. O mais ilustre convidado: “Jango”, Presidente da República Federativa do Brasil, em visita oficial a Catanduva, conhecida como “Capital do Milho”. Ele se mistura aos presentes, chegando a dançar com várias senhoritas até ao romper da aurora. E para finalizar o ano, em 15 de dezembro é realizado o Banquete ao Deputado Estadual Orlando Zancaner.

1962 - Clube Panamericano do Rotary Clube.

1962 - A foto foi tirada durante uma apresentação no Clube de Tênis Catanduva, alunos que cursavam o Conservatório Musical de Catanduva da profª. Maria Nino de Carvalho. Identifiquei da esquerda para a direita: a (2ª) Maria da Glória A. Souza, (3º) Adilson Simões, (4ª) Clarice Diamantina Nardi. (6ª) Maria Nino de Carvalho e (7ª) Angelina Senise Patriani (Da. Nenê). (Foto: Nelson Bassanetti)

1962 - Clube Panamericano do Rotary Clube. Estão na foto da esquerda para a direita: Regina Thomé de Souza, Maury Moscatelli, Elvira Além, João Elias de Oliveira (Salim Mochiba), Ângela Maria Além, Geovanir Pistori, Waldecir Antonio Belluci, João Gomes Dias Filho, Nelson Bassanetti, Maria do Carmo Felipelli, Valentim Bugatti, Renato Ragonezzi, Climéia Rezende e Luiz Benedito Prata.

68

LIVRO HISTÓRICO


1962 – Presidente João Goulart coroa Tereza Cristina Sampaio como Rainha do Milho.

1962 – Foto das candidatas ao concurso “Rainha do Milho”: Tereza Cristina Sampaio (eleita), Ana Maria Lopes, Maria das Graças de Andrade, Ana Maria Mastrocola, Eliana Quelhas e Climéia Resende.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

69


Ano 1963

Natação em destaque: dois recordes regionais No Campeonato Paulista da 4ª Região realizado em Rio Preto no dia 5 de janeiro, apenas dois nadadores representam Catanduva: Gerson Gabas, que bate mais dois recordes regionais nos 100 metros nado de costas e 100 metros nado livre, e Lúcio Cacciari Filho, que vence nos 800 metros nado livre e segundo lugar nos 100 metros nado livre. Dezesseis dias depois, acontece uma disputa em Santos. Apenas três atletas representam o CTC: Gerson José de Camargo Gabas, Wilton Crespan e Walter Lessa. Gerson vence duas provas. Entrevistado pelos órgãos de comunicação no dia 3 de fevereiro, o Prof. Haroldo revela nomes de garotos que podem brevemente ser destaque: João Eufrozino de Lima, Augusto Quelhas, Carlos e Márcio Luz, Cyro Fontão Jr., Lucia Facci e Márcia Izar. No dia 7 de abril, o nadador Walter Lessa bate recorde em Araraquara. Com a participação de 18 cidades da região, Rio Preto conquista o campeonato, com Catanduva na segunda colocação. Gerson Gabas e Walter Lessa vencem duas provas cada um, com destaque para a conquista do recorde estadual do interior nos 50 metros nado livre, conquistado por Lessa.

70

LIVRO HISTÓRICO


CTC e a primeira transmissão de TV da história de Catanduva Animação pela Orquestra Orlando Ferri, da Capital, agitou os foliões no carnaval em 23 de fevereiro. Dentre os diversos acontecimentos deste ano, a primeira transmissão de televisão na história de Catanduva foi um grande feito do qual o CTC tem orgulho de ter feito parte. Graças ao técnico em eletrônica Homero Hortenzi, foi realizado no salão de festa do Clube de Tênis Catanduva essa transmissão histórica por ocasião de Formatura de alunos do Instituto Musical Santa Cecília, sob direção da Profª. Íride de Palma Roque Rogério e colaboração do Rotary Club desta cidade representado por

1963 - Túllio Tricca Júnior, Francisco José Hernandes Gonzales (Fazezé), Pedrinho Além e José Caetano Perri.

Wilson Trida. Contando com inúmeras apresentações de danças clássicas e execuções musicais muito bem desenvolvidas pelos próprios alunos, a noitada do dia 12 de dezembro passa para a história da cidade como marco da primeira transmissão de televisão, com aparelhagens cedidas pelo ‘cap’ das Lojas IT, Carlos Mardegan, de Rio Preto.

1963 - Animados no Carnaval do Clube de Tênis estão os meus amigos José Medalha e Neyde Beneduzzi. (Foto: Nelson Bassanetti)

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

71


Ano 1963

1963 - Aniversário de 15 anos de Mariza Martucci, Estão na foto da esquerda para a direita: Zé Estevão, Signorini, Tadeu, Roberto Daltin, Túllio Tricca, Túlio Tornatore, Walcir, Rubens Daltin, Júlio Melhado, Nelson, Gil, Mazinho, Zé Pedro e Ariel.

1963 - Jovens em evento social. Em pé: Roberto Elias, Miguel Lopes Montes. Sentadas: Marina Zancaner Brito, Maria Sílvia Nechar e Célia Elias, Guy Quelhas e seu primo Aloisio.

72

LIVRO HISTÓRICO


1963 - Foto mostrando jovens e a abertura que existia entre o Bar e o Salão Social do Clube de Tênis.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

73


Ano 1963

1963 – Foto tirada no Carnaval. Na foto estão o Prefeito municipal José Antônio Borelli e o deputado federal Dr. Armindo Mastrocola com sua filha Vera. 1963 – Foto tirada no Carnaval. Na foto: Anésio Souza Sobrinho e Nivaldo Guzzoni.

74

LIVRO HISTÓRICO


Eleições Gentil de Ângelo e seu vice Moacyr Lichti são reeleitos no dia 10 de janeiro.

1963 – Homenagem que os funcionários da Prefeitura fizeram ao Prefeito Municipal Antônio Stocco.

Os participantes da primeira transmissão de televisão Catanduva, possuindo retransmissores das estações de São Paulo, já possui um número elevado de receptores, garantindo assim a audiência para uma boa parte da população. Além de acertar a calibragem de imagem e som, Homero Hortenzi atua como camera man, assistido por Dominguinhos na iluminação ambiente. A apresentação fica a cargo do radialista Lecy Pinotti, locutor e gerente da Rádio Difusora de Catanduva.

12.12.1963 - Primeira transmissão de TV no Clube de Tênis Catanduva. Festa show do Instituto Musical Santa Cecília. Na foto: Homero Hortenzi, Julio João Trida, Lecy Pinotti e Dominguinho. Foto de Lecy Pinotti.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

75


Ano 1964

21.03.1964 – A foto foi colhida na piscina do Clube de Tênis de Catanduva. Estão da esquerda para a direita: Gerson Gabas, Paulo França, Carlos Luz, Márcio Luz, Luiz Carlos França, Eliana Chaves, Cristina Facci, Eliana Nogueirol Martins (Mello), Maria Estela Lima (Teca Mastrocola), Maria Inês Pires, Eloísa Nogueirol Martins e Maria Ângela Lima (Bragato).

Natação A nadadora Eliana Garcez Chaves é campeã estadual em Votuporanga em 5 de janeiro. Pelo Campeonato Paulista de Natação, além de Eliana Garcez Chaves, Walter José Lessa, Walter Luz e Paulo Roberto Ferreira, das seis provas que participam, conseguem as seguintes classificações: Eliana Garcez Chaves - 1º lugar nos 50 metros livre (infantil) com o tempo de 39’’, sagrando-se campeã em todo o estado. Mais um 1º lugar nos 50 metros nado de costas - 44’’2- colocando-se como vicecampeã estadual. Walter José Lessa - 1º lugar nos 100 metros nado de costas, com 1’36’’2. Márcio Luz e Paulo Roberto Ferreira classificam-se em 3º e 4º lugares, respectivamente, nos 50 metros nado livre. Seis dias após essas conquistas, Elaine e Gerson superam recordes regionais no Campeonato Paulista Juniores em Rio Preto, em que o CTC vai com apenas quatro nadadores, conseguindo ser o vicecampeão. Rio Preto fica em primeiro lugar. Elaine Garcez Chaves e Gerson José de Camargo Gabas em provas de 100 metros nado de costas para moças e 100 metros nado livre para juvenis homens, quebram dois recordes regionais.

76

LIVRO HISTÓRICO


Em fevereiro, Gerson, entrando nos 16 anos de idade, concorre com atletas adultos de todo o Brasil, classificando-se entre os seis melhores nadadores nacionais. Enquanto isso, o grande nome da natação do CTC, Athos Procópio de Oliveira Jr. classifica-se neste mesmo certame para representar o Brasil nas Olimpíadas de Tóquio, Japão. O Campeonato Sul-Americano de Natação acontece em Catanduva em março. Das 23 provas, o CTC participa de 13 provas e consegue cinco primeiros lugares. Palestra de Rio Preto é o grande campeão e CTC fica em quarto lugar.

Tênis CTC é vice do Troféu Bandeirantes em 21 de junho. A final do troféu foi realizada em Catanduva e quem levou o troféu foi a equipe de Bauru. CTC, 2º colocado, é representado por Acacinho, Darcy, Roberto Lima e Vanderley Faustino de Souza.

Outras modalidades Em 15 de novembro o Clube de Tênis investe no pedestrianismo. O corredor catanduvense, Waldemar Gomes da Silva (Índio), representando o clube, levanta o bicampeonato em São Carlos. No mês seguinte, em 17 de dezembro, “Índio” vence preliminar da “São Silvestre”, nos seus cinco mil metros com o tempo de 16’45’’, classificando-se para correr no “batalhão de elite”, dia 31, na Capital do Estado.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

77


Ano 1964

1964 – Rainha Leonice Terra Ribeiro

Eventos Volta pela segunda vez no Carnaval do CTC, a Orquestra de Arley para animar os bailes carnavalescos do Tênis. Em 6 de setembro, o III Baile das Debutantes. 14 de setembro, Baile do Pica Pau pelos alunos do curso de Contabilidade do Ginásio Catanduva. E por fim, em 7 de novembro, o Baile da Grava Preta com Osmar Milani.

1964 – A foto foi tirada no Clube de Tênis Catanduva onde aparece o Rei Momo José Carlos de Lucca. O Prefeito Municipal era o Sr. José Antônio Borelli e a Rainha do Carnaval foi Maria Luiza Perez.

78

LIVRO HISTÓRICO


15.02.1964 - Na foto, os carnavalescos Milton Dall’Áglio e seu irmão Ivo Dall’Áglio vestidos com trajes da Marinha Brasileira. Ao centro, o Sr. Milton Teixeira. A foto foi tirada no Clube de Tênis Catanduva.

1964 - Formandos do Curso Normal do Ginásio Catanduva. Foto tirada no Clube de Tênis Catanduva. Estão da esquerda para a direita: Amélia Dias Pereira, Ana Aparecida Pachá, Edna Aparecida de Lima, Dines Amaral França, Célia Maria Bolinelli, Ester Casarini, Gelci Aparecida Campos Placo, Cândida Figueiredo Além, Albani Garcia Vilela, Arlene Rosa, Iraci da Costa Gomes, Matilde de Lourdes Colombo, Igyne Rahal Busalof, Professor José Favorino Rangel e o diretor Pedro Alem Júnior.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

79


Ano 1964

1964 - A foto foi tirada no Clube de Tênis Catanduva com os alunos da antiga 4ª série ginasial (atual 8ª série). Estão da esquerda para a direita as formandas, ainda solteiras: 2º casal) Marinês Delgado e Sidney Oscar Rodrigues, 3º casal) Neide Beneduzzi e José Medalha, 4º casal) Marlene Frigieri e Hipólito Barato. Foto encaminhada por José Medalha. (Foto: Nelson Bassanetti)

1964 - Formatura dos Contadores do Ginásio Catanduva

80

LIVRO HISTÓRICO


1964 - Na foto, da esquerda para a direita, as debutantes com seus padrinhos: Maria Sílvia Nechar, Lúcia Maria Hernandez, Maria José Cremoni (Lelé), Maria Aparecida Trefiglio Andrade, Ana Maria Gonzales, Maria Olívia Cremonini, Adriana DeBenedetti e Ponciana Zancaner.

1964 - Na foto, da esquerda para a direita: Maria Célia Machado, Maria Olívia Cremonini, Ivony Pinfildi, Liane Gracie, Gisela Pinfildi Silva, Maria Sílvia Nechar, Maria Aparecida Trefiglio, Lúcia Elias, Elizabeth Nechar Marques, Adriana DeBenedetti e Marina Zancaner Brito.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

81


Ano 1965

Eventos Durante todo o ano,

muitos bailes fizeram a alegria dos

frequentadores do clube. A começar pelo Baile da Esquadrilha da Fumaça no dia 6 de janeiro. No dia 20 do mesmo mês, o Baile com Orquestra de J. Rodrigues e Coral agitaram os salões. O carnaval também não foi diferente, realizado em 27 de fevereiro, a animação de Arley e sua Orquestra contagiou a todos. No dia 28 de junho, a apresentação do ator Sérgio Cardoso (cara suja e baile) foi um grande show. Já a Orquestra Lujan Cardilho da Argentina se apresentou em 13 de julho. Quatro dias depois foi a vez do baile da semana universitária com Pedrinho Mattar, Claudete Soares e Sérgio Augusto. Em 29 de julho, o Cantor Roberto Carlos soltou a voz no conjunto Apache. Para dar fim nos período ocioso de atividades, em 30 de

1965 - A foto foi tirada no Clube de Tênis e estão da esquerda para a direita: Adhevanir Priolli, Antônio Uccelli (Pateta), Edmo Toro Ovídio, Hélios Tricca, Valdecir Antônio Bellucci (Bilú), Miguel Seixas e Benedito A. dos Santos (Brucutu).

julho, o Baile Adeus Férias com a orquestra de J. Rodrigues e o conjunto Demônios da Garoa deram brilho aos salões. Em 4 se setembro, para comemorar os 36 anos de existência, o CTC programa três dias de festa. O Clube de Tênis estava no auge. Foram dias bem comemorados com shows aquáticos, campeonatos e encerramento apoteótico com um baile de gala animado pela famosa banda “Pocho e sua orquestra”. O Baile da Juba, tradicionalmente promovido pelo Lions Clube, acontece em 2 de outubro e tem a presença da Orquestra de J. Rodrigues e o cantor Cauby Peixoto. Em 27 de outubro aconteceu o show com o humorista José de Vasconcelos e baile com Renato Peres e Heleninha. O mês de novembro foi marcado por dois eventos bacanas, o primeiro baile do “chopp”, ocasião em que foram consumidos perto de dois mil litros de chopp ao som da Orquestra de Arley Mazzuia

08.01.1965 – Estão na foto da esquerda para a direita; Filadelfo Moreira Maia, Maria do Carmo Felipeli e Cacilda Salete Silva. A foto foi colhida no Clube de Tênis de Catanduva durante o baile de formatura que teve a animação de Pocho e sua orquestra de São Paulo. Foto do arquivo de Cacilda Salete Silva.

no dia 27, e alguns dias mais tarde, aconteceu o festival de música com vários conjuntos e orquestra que se apresentaram no dia 29.

82

LIVRO HISTÓRICO


1965 - O cantor Roberto Carlos no Clube de Tênis de Catanduva. Na mesa: Paula Canhadas e Paulo Rodondo.

1965 - A foto foi tirada durante uma reunião festiva do Lions Clube de Catanduva. Seu presidente era o Sr. José Gavião de Souza Neves, gerente da Caixa Econômica Federal.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

83


Ano 1965

Eleições Na foto, Anaelena Lima, Marina Zancaner Brito, Ana Helena Bueno Netto e Elizabeth Nechar Marques. Foto postada no Facebook (Carnaval 1965).

Realizadas em 14 de janeiro, a eleição da diretoria para o biênio 65/66 elegeu Elyseu Mardegan como presidente e Wilson Triad como vice. Gentil de Ângelo, antigo presidente, e Euclides Pereira ficam no conselho deliberativo. Por proposta de Dr. Silvério Minervino Neto, é eleito por unanimidade Presidente de Honra e Emérito do CTC, o expresidente Gentil de Ângelo. Outro acontecimento importante relacionado à parte de gestão do clube: o conhecido e respeitado Executivo Walner Pellizzon é nomeado diretor administrativo do Clube no dia 1 de abril.

1965 - O presidente eleito Elyseu Mardegan sendo cumprimentado.

84

LIVRO HISTÓRICO


Esportes O campeonato estadual infantojuvenil de natação condecora Elaine Garcez Chaves como campeã paulista da modalidade no dia 6 de fevereiro. Elaine vence os 50 metros nado livre e conquista o cetro de “Campeã Paulista” da modalidade. Após um tempo no time do Corinthians de natação da capital, Gerson Gabas volta a defender Catanduva pelo CTC, após ter sido campeão brasileiro. Assim, em 26 de fevereiro, o atleta acerta seu retorno para Catanduva e volta a defender o Clube de Tênis Catanduva. A quadra de bocha finalmente é inaugurada em 14 de março. Entre os amantes deste esporte, despontam os sócios de profissão (Alfaiataria Paratodos) e de clube, Aleixo Bacchi e Luiz Baldo (Luiz Cabeludo). Darão grandes incentivos a esta prática tão popular no mundo inteiro. O primeiro campeonato dese esporte acontece em 5 de setembro, na quadra “Gabriel Hernandes”. Durando vários dias, os jogadores classificados Jacomo Braido, Antenor Lopes, Ataíde Versoni, Gérsio Gabas e Antônio Barrionuevo Gil participam da final após solenidade programada. Ato solene conta com descerramento de placa nominativa batizando o local de “Quadras Gabriel Hernandes”, em homenagem ao veterano sócio e incentivador deste esporte, popularmente conhecido como “Bié” Hernandes. Jornalista Nayr de Freitas discursa enaltecendo o patrono. Um esporte muito parecido com a bocha também é inaugurado no Clube em 28 de novembro, o boliche. Para o ato inaugural é

1965 – A foto de “Arley e seu Conjunto de Ritmos” foi tirada defronte o Clube de Tênis Catanduva que era pela Rua Sergipe. Estão na foto da esquerda para a direita: Walney, Garcia, Toninho Canozo, Rui Gabriel, Sebastiãozinho, Fernando Mazzuia, Paulo Morábito, Francisco Moscatel, Bitita e Arley Mazzuia.

convidado como padrinho para realizar o “primeiro lançamento” o popular “Dito Mandioca”, como é conhecido pela maioria dos catanduvenses. Referimo-nos ao respeitável cidadão e grande executivo, Benedito Lopes.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

85


Ano 1966

Bailes e eventos No carnaval, como de costume, Arley e sua orquestra animaram os foliões. Em 23 de abril, foi promovida a peça teatral Arena contra Zumbi com Lima Duarte, Dina Sfat e Jean Francisco Guarnieri. Geraldo Vandré, Sambalaço e Trio Mariá se apresentaram nos palcos do Clube em 19 de julho. Outra peça teatral de sucesso, “A infelicidade ao alcance de todos” com Rodolfo Mayer e Francisco Cuoco, foi apresentada em 23 de julho. O mês de novembro contou com dois bailes. No dia 11, Baile da 1966 – Rainha do Carnaval Salette de Simoni e Rei Momo José Carlos de Lucca

Coruja Jovem Guarda com o conjunto The Clevers e os Corujas, e no dia 20, Baile Gincana de Ritmos com três conjuntos: The Apaches, Roskopholys e Os Sincopados.

1966 - Conjunto Roskopholis

86

LIVRO HISTÓRICO


1966 - Conjunto Marabá. Da esquerda para direita: Antônio Uccelli (Pateta) - Piano, Nanci Braz (cantora), Benedito (Guitarra), Edmo Torro Ovídio (crooner), Colemar de Carvalho (Bateria), Hélios Tricca (Ritmo), Carpinelli (Sax), Miguel Seixas (Piston), Benedito Seixas (trombone), Hugo Tricca (Contra-Baixo)

1966 – Conjunto Apaches. Estão em pé, da esquerda para a direita: Claudiomar Alves, Joel Ornellas, Osni Ornellas, Ayrton Ornellas e Daniel. Agachados: Tico Matsumura, José Luiz Zatarelli e Maury

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

87


Ano 1966

1966 – Gruda e participantes da Festa das Nações. Foto encaminhada por Donatela Badioli, que está em pé atrás do Gruda (agachado) e representando a Itália.

1966 – Equipe de natação do Clube de Tênis de Catanduva: Estão de pé e da esquerda para a direita: Gersinho Sodré, Valter José Lessa, Rominho, José Pardo Filho, Márcio e Carlos Luz, Agachados: Antônio César Bastos, Luís Lopes, Lucinho Cacciari, Jacaré e na frente Pedro Espanhol.

88

LIVRO HISTÓRICO


Esporte das raquetes volta a se destacar Participam do Troféu Bandeirantes os tenistas Wanderley Faustino de Souza, Darcy Silva, José Silva e Roberto Lima, mais a equipe feminina composta por Eliana Martin, Maria Stella Lima e Elizabeth Silva. Novos talentos do tênis começam a aparecer e são anunciados em 9 de junho. São eles: Bento Braga, José Silva, Manoel Silva, Waldir Fabiano, José Eduardo Lima e Elizabeth Silva. Com exceção de Waldir, os demais são filhos de Darcy Silva. Em amistoso realizado em Votuporanga, os jovens atletas do CTC ganham por 4 x 2. Daqui pra frente, o nome de Elizabeth Carmona Silva aparecerá amiúde neste “Calendário”, revelando-a como a primeira entre as primeiras do tênis catanduvense.

A foto foi tirada no Clube de Tênis quando da entrega de troféus em competição esportiva. Estão na foto da esquerda para a direita: Dr. Walter Luz, Mário Bernardino de Campos, Lúcio Cacciari - presidente da Câmara Municipal de Catanduva, Wilson Trida - presidente em exercício no Clube de Tênis na licença do Sr. Elyseu Mardegan, Gentil de Ângelo - presidente do Conselho Deliberativo e Jonas Amorim – presidente do Sindicato dos Bancários de Catanduva (1966).

Isso se comprova em 26 de julho, quando a atleta tem uma expressiva vitória sobre sua oponente da Bahia, classificando a catanduvense para as quartas de final do certame de tênis no Rio de Janeiro. Ainda sobre o esporte tão adorado no clube, os amantes dessa modalidade tiveram motivos para comemorar ainda mais com o anúncio da remodelação da quadra de tênis em 27 de agosto. O presidente em exercício, Wilson Trida (Elyseu solicitou licença em 18 de janeiro) mais o diretor de tênis, Dr. Roberto Lima, recebem convidados e atletas para inauguração de obras complementares: vestiários e sanitários. Mudando um pouco, em 5 de julho acontece o segundo campeonato de bocha desde a inauguração do esporte no clube.

Foto extraída da Revista “Feiticeira” da editora A. Gimenes e Cia, de junho de 1966. Na foto, da esquerda para a direita, estão nadadores do Clube de TênisCatanduva, gestão do presidente Wilson Trida: Marco Aurélio Pardo, Wagner Roberto Belíssimo Homem, Márcio Luz, José Adolfo de Mendonça Naime, técnico Lucinho Cacciari, José Pardo Filho, Walter José Lessa, Antônio Cesar Bastos e Luiz Fernando Lopes.

Nesta competição interna, as duplas Antônio de Oliveira Silva e Raul Lopes são os campeões, seguidos pelos vice-campeões Gérsio Gabas e Jácomo Braido.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

89


Ano 1967

A foto mostra a Orquestra “J. Rodrigues” de Catanduva. Estão na foto da esquerda para a direita: Ézio no teclado, Boróró na percussão, Luizinho na guitarra, os cantores Édson e Geraldo, Pedro Rodrigues na bateria, no contra baixo Olímpio Rodrigues, trompetes com Rubens, Jorge e Eldo Panza, trombones com Mauro Zacarias e Armando Maria, saxofones com Josimar, Mingo, Miro e Alceu. (1967)

Gentil de Ângelo retoma a presidência Senhor Rubens Thomé de Souza é homenageado em 10 de janeiro e 10 dias depois acontece a eleição da diretoria que elege Gentil de Ângelo novamente como presidente, após passar os últimos dois anos afastado desse cargo, apenas no conselho deliberativo. Seu vice é Euclides Pereira.

Bailes O Clube possui como uma das características a promoção de diversos bailes. Neste ano, foram muitos. A começar por 25 de março com o Baile de Aleluia. Duas famosas orquestras de São Paulo animam o baile: Orquestra de Arruda Paes e Orquestra do Zezinho da TV. Destaque para o Desfile de Fantasias. Em 14 de abril houve a boate no Clube de Tênis com o conjunto Os Sicopados. Baile da Ternura com Pedrinho Mattar e Claudete Soares em 13 de maio. No mês seguinte, em 3 de junho, o Baile com os Falcões de Guaxupé. Em 13 de julho o Baile da Gravata Preta com a orquestra de Nelson Tupã. Após o meio do ano, já em 6 de setembro, aconteceu o Baile Dragões da Independência com a orquestra Carlos Pipper. Baile com os The Jordans, ganhador do prêmio Roquete Pinto em 31 de outubro. Os alunos da Fafica, faculdade da cidade, promoveram um baile em 11 de novembro.

90

LIVRO HISTÓRICO


1967 – Na foto o Rei Momo José Carlos de Lucca e a Rainha do Carnaval Ana Maria Stuginski. Na frente o médico Elias Chediek e Rosa Maria Rubiano Meneghelli

1967 - Recorte do Jornal “A Cidade” onde cita o Baile Dragões das Independência com a Orquestra de Carlos Pipper de São Paulo

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

91


Ano 1967

Esporte O tênis catanduvense brilha no cenário paulista. Em 21 de abril, Vanderley de Souza e Elizabeth Silva são premiados pelo Departamento de Educação Física do Estado de São Paulo entre os melhores raquetistas de 1966 em suas categorias. Vanderley é considerado a 3ª Raquete do Estado e Elizabeth, com 11 anos de idade na época, recebe o Troféu “Landermann”. Em 3 de junho, os dois tenistas premiados classificam-se para disputar o mais importante evento tenístico do país: Campeonato Brasileiro, modalidade juvenil nas quartas de final. No mês seguinte, em 16 de julho, Elizabeth fica em primeiro lugar individual nos jogos regionais em Fernandópolis. Ana Maria Braga fica em terceiro lugar. Em novembro, nos Jogos Abertos do Interior, tenistas do CTC conseguem trazer o maior número de troféus entre todas as cidades disputantes: Darcy Silva, Vanderley Faustino de Souza, Elizabeth e seu irmão Manoel Carmona da Silva. A dupla Darcy - Vanderley é a campeã de 67. Em paralelo com as conquistas do tênis, a natação também continua a todo vapor. Lúcio Cacciari e Walter Lessa batem recordes. Lucinho é medalha de ouro nos 400 metros nado livre com 5’02’’4. Walter é recordista nos 200 metros nado de costas com 2’46’’6. No revezamento, o CTC vence com Lucinho, Márcio Luz, Walter Lessa e José Pardo Filho. Concorreram ainda Antônio Cesar Bastos e Wagner Roberto Homem.

Apoio Em 26 de julho, Dr. Gerson Sodré incentiva o ingresso do CTC no basquetebol. A diretoria dá apoio irrestrito para a “decolagem” do cestobol do CTC, confiando no entusiasmo de Dr. Gerson Sodré, um apaixonado e colaborador de todos os esportes.

92

LIVRO HISTÓRICO


27.10.1967 - Na foto: Darcy Silva e Vanderley Faustino de Souza.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

93


Ano 1968

1968 – A foto foi tirada no Clube de Tênis Catanduva durante a apresentação do cantor Paulo Sérgio. Ele na época rivalizava com Roberto Carlos e teve morte prematura em 1980. Seu maior sucesso foi a música “Essa é a última canção”. Ele veio a Catanduva a convite dos formandos do 3º ano de contabilidade do Colégio Catanduva dos Irmãos Além. Ele foi acompanhado pelo Conjunto Jungles de Araraquara e se apresentou no Cine Bandeirantes e Clube de Tênis.

Esportes Em 14 de janeiro, pelo Campeonato Infantojuvenil em Mococa, Joel Carlos Parpinel sagra-se campeão Paulista do Interior nos 200 metros nado de costas com o tempo de 2’40’’6. Haroldinho Guimarães, por um décimo de segundo, deixa de ser o vice. Comando da Delegação catanduvense é de Lúcio Cacciari Filho. Joel Carlos Parpinel é o vice paulista em 4 de fevereiro, depois de haver conquistado o título de campeão do interior. No esporte da raquete, um fato interessante aconteceu em 31 de março. No Campeonato de Tênis Infantojuvenil em Bauru, quatro filhos de Darcy Silva disputam partidas. O único “estranho no ninho” é o jovem Valdir Fabiano.

94

LIVRO HISTÓRICO


Eventos O carnaval acontece em 24 de fevereiro. A animação dos bailes carnavalescos fica por conta da Orquestra de Osmar Milani, da Capital. Em 28 de maio, o cantor Wanderley Cardoso se apresenta em prol da APAE. O miss Catanduva aconteceu em 16 de junho, como de costume no salão do clube, e a escolhida para representar a beleza catanduvense foi Mariluce Facci. Baile Anos Incríveis em 18 de agosto. Em 15 de setembro, baile Orfeu Negro. Se apresentando nos palcos do clube em 12 de outubro, cantor Paulo Sérgio. Em 20 de outubro, foi a vez de Moacir Franco e Guto darem um show.

A foto foi tirada no Clube de Tênis Catanduva. Na foto, Mariluce Facci, Regina Maura Lemos e Ida Zorba. Foto extraída da Revista Feiticeira - Arquivo Museu “Padre Albino” (Carnaval 1968).

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

95


Ano 1968

1968 - Foto mostrando a animação do Salão durante o Carnaval

1968 – Carnaval do Cinquentão de Catanduva, na foto o rei Momo José Carlos de Lucca e a Rainha Amália Marangoni

96

LIVRO HISTÓRICO


1968 – Mariluce Facci com faixa de Miss São Paulo na Exposição Agrícola e Comercial de Catanduva.

1968 – Mariluce Facci que foi Miss Catanduva e depois Miss São Paulo em traje típico.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

97


Ano 1969

19.07.1969 – Almoço realizado no Clube de Tênis Catanduva em homenagem ao Dr. Antônio Mastrocola, pela investidura como presidente da Caixa Econômica Federal em São Paulo. Estão de frente na primeira mesa da direita para a esquerda: Gilberto Zancaner Britto, José De Franchi, Sérgio Reis Bucchianeri (Tiririca), José Alfredo Luiz Jorge, Edgard Greco, Duarte Moreira.

Mudanças na diretoria No dia 10 de janeiro aconteceu a eleição da diretoria, onde são eleitos como presidente e vice, o Sr. Dr. Roberto Mário Amaral Lima e Luiz Maria Duarte, respectivamente. No Conselho Deliberativo, o senhor José Marcos Romero fica como presidente.

98

LIVRO HISTÓRICO


Eventos e homenagens No dia 31 de Janeiro, é realizada uma singela homenagem ao Prefeito José Antônio Borelli no Clube de Tênis. Quinze dias mais tarde, agito dos foliões tomam conta do salão do CTC com o Carnaval, que neste ano consagra a volta da orquestra de Arley Mazzuia para animar os quatro dias de bailes. O já tradicional Baile de Aleluia aconteceu em 12 de abril, neste ano animado pela Orquestra de Ed Costa. O Rei Roberto Carlos se apresentou em Catanduva em 27 de abril e o CTC teve a honra de recebê-lo. Outro evento já tradicional é a Festa de São Pedro. Neste ano não houve distribuição de guloseimas e shows caboclos, mas apenas baile animado por Nelson e sua Orquestra de Tupã no dia 28 de junho. A programação cultural com peças de teatro também continuou forte; em 24 de maio, o teatro “2 Perdidos Numa Noite Suja” com Plínio Marcos, é realizado no Clube. No dia 19 de julho, aconteceu o banquete Antônio Mastrocola; alguns dias depois, o Baile Noites Incríveis pela terceira vez. Já pensando no carnaval do próximo ano, a diretoria lança um concurso para escolher a Rainha do Carnaval; em 25 de outubro o concurso é promovido entre as associadas e irá eleger, além da rainha, a princesa da folia. Com boa antecedência, a diretoria Estão na foto da esquerda para a direita: Rosmari Calza, Roseni Cecília Calza, Paulo Ornellas, Joaquim Brum, Nelson Martins Diniz e Milton Martins Diniz. Foto do arquivo de Rosmari (Rose) Ornellas (Carnaval 1969).

quer partir com tudo: rainha, princesas, carros alegóricos e escola de samba, afora os bailes que esses são pinhões cozidos. Cooperando com a entidade, Mário Brussi e Rubens Piva emprestarão tratores, carretas, dínamos e instalações elétricas. Com experiência de carnavais passados, o gerente da Companhia Nacional de Energia Elétrica, Paulo Brochetto, é nomeado em 16 de novembro, coordenador do Carnaval do Tênis.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

99


Ano 1969

1969 – Concurso da Miss Catanduva Ana Maria Stuginski sendo coroada pela Miss São Paulo Mariluce Facci.

1969 – Foto do evento que homenageou o Dr. Antônio Mastrocola.

100

LIVRO HISTÓRICO


Esporte Em 1º de setembro três garotos consagram-se campeões infantojuvenis de Tênis em Ribeirão Preto. São eles: Darcy Silva Júnior, Valdir Fabiano e Elizabeth C. Silva, classificados em 1º lugar. No mesmo mês, acontece o primeiro campeonato interno de Judô. Participando associados e convidados, defrontam-se: Celso Pizarro, Adélcio Rosseto, Felipe Mistieri, Sérgio Perez, Hélio Pellegrino Filho, Eduardo Pinfildi e Miguel Jorge. Outro esporte de raquetes que começa ter certo destaque é o pingue-pongue. Em 5 de outubro o Orbe Clube da Capital vem ao CTC e vence nas duas categorias: 1ª) 200 x 174 e na 2ª) 200 x 158, no primeiro campeonato oficial do esporte. A Turma de Catanduva é composta por Acácio de Oliveira Santos, Lourenço Moscatel, Rafael Sitta, Alberto Sitta e Tucci. O próximo confronto de pingue-pongue aconteceria somente no final do mês. O CTC recebe visita de jogadores de São Bernardo do Campo e desta vez vence nas duas categorias: 1ª) 200 x 145 e 2ª) 200 x 179. O atleta vencedor e expert em basquetebol Walfredo Trazzi Salomão é nomeado novo técnico do CTC em 8 de outubro. A natação se destacou apenas no final do ano, em uma competição que aconteceu em Votuporanga. Dos 12 nadadores que participaram, 7 obtiveram os primeiros lugares e 5 os segundos lugares.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

30.04.1969 - José Alfredo Luiz Jorge entrevistando o cantor Roberto Carlos. Nesse dia ele fez show no Cine Bandeirantes e Clube de Tênis, veio acompanhado do Conjunto RC - 7 do Canal 7 da TV Record de São Paulo. O baile, além do show de Roberto Carlos, foi animado pelo Conjunto “The Five Kings” de São José do Rio Preto. A promoção foi do 3º Normal do “Instituto de Educação Barão do Rio Branco”. Segundo o jornalista Onélio de Freitas em sua coluna “Miniaturas”, no Jornal “A Cidade”: A jovem guarda aplaudiu, delirantemente o “Rei do iê-iê-iê” nacional. Uma promoção sem dúvida de alto gabarito, apesar dos atrasos, aquela superlotação no Cine Bandeirantes não poderia nunca se registrar. A invasão foi grande e a polícia, por sua vez, deveria ter tomado conhecimento proibindo a entrada, já que a lotação estava esgotada. José Alfredo no mesmo jornal e em sua coluna “Bricc-Abrac e os fatos” comentou que a “brotolândia feiticeira” viveu momentos de intensa vibração. Foto do arquivo de José Alfredo postada no Café da Esquina.

101


Ano 1970

Carnaval mais organizado Seguindo o planejamento iniciado no ano anterior para o carnaval de 1970, no segundo dia do ano, Ângelo Stancato é contratado para decorar os salões. A diretoria quer participar em todas as frentes do Carnaval/70: escola de samba e contará com 120 figurantes. Além dos salões decorados pelo artista plástico da capital, carros alegóricos estão sendo confeccionados. A Rainha do Carnaval também já é eleita no mesmo mês: Márcia Gonçalves de Almeida Rego recebe um total de 22 mil votos, contra 12.040 da segunda colocada e ganha a faixa para representar o CTC no carnaval. Os frutos dessa produção e planejamento foram colhidos em 3 de fevereiro, quando a escola de Samba do Clube de Tênis é a campeã do Carnaval/70 e Arley e sua Orquestra animam os bailes. Os bailes continuam. Em 14 de maio o baile das 10 mais elegantes. Em 15 de Julho, o Grupo 3 do Rio, anima o baile no salão do CTC.

Sr. Romualdo Castelan, proprietário do Rei dos Móveis com a sua filha Vilma Castelan (ambos falecidos), casada com o Louridim Funk Kamla (carnaval 1970).

102

A foto foi tirada da Revista “A Feiticeira – março de 1970” e mostra o Rei Momo João Elias de Oliveira, conhecido por João Ellyas ou Salim Muchiba e a Rainha do Carnaval Cleiva Terezinha Nascimento. As Escolas de Samba tiveram a seguinte colocação: 1º) Clube de Tênis, 2º) Escola de Samba do Higienópolis, 3º) Via Motta, 4º) 13 de Maio, 5º) Cruzeiro do Sul e 6º) Coração de Bronze (1970).

LIVRO HISTÓRICO


1970 – A foto foi tirada no Clube de Tênis Catanduva e mostra “Arley e sua Orquestra”. Estão na foto Clóvis (Baixinho) – percussionista, Oswaldo Braga – crooner, Fóca – contrabaixo, Moacir Pontes (Zico) – sax alto, Elmo (Baiano) – sax-tenor, Sebastião Bernardes (Mineiro) – guitarra, Orlando de Paula – trompete, Dante Volante – trompete, Paulo Wilson Branco – baterista, Paulo Rosin – sax-barítono e Arley Mazzuia.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

103


Ano 1970

Esportes Representando o CTC e defendendo o Estado de São Paulo, Valdir Fabiano, os irmãos Darcy Silva Júnior e Elizabeth Silva, estarão em Julho em Brasília, pois foram convocados em 28 de junho para o Campeonato Brasileiro. Já no campeonato, em 20 de julho, Elizabeth Carmona Silva classifica-se em 4º lugar, categoria 13 a 15 anos, entre 500 atletas de todo o país. Participam também os catanduvenses Valdir Fabiano e Darcy Silva Júnior, convocados pela Federação Paulista de Tênis, homologados pela Federação Nacional. Meses depois, em outubro, a jovem raquetista do CTC estará em Blumenau representando o Brasil no Sul-Americano versão 1970. Elizabeth Silva é convocada para a seleção brasileira.

Construção da piscina recreativa em setembro Desativando a antiga piscininha e adquirindo área de terra com a compra de uma residência ao lado do Clube, a diretoria dá o sinal verde para início da construção da grande piscina Recreativa, não tão funda, especialmente para crianças, entretanto os adultos também poderão usá-la quando concluída. Após perder no mês anterior para a equipe de Santa Adélia, a equipe do CTC de pingue-pongue dá o troco, na revanche, contando com bons reforços - Lourenço Moscatel - o CTC vence por 200 x 176 pela 1ª Turma e 200 x 180 pela 2ª Turma.

104

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1971

Eleições Nas eleições, o Dr. Roberto Mário Amaral Lima é reeleito Presidente. O Sr. Gabriel Clemente é eleito vice. O conselho deliberativo fica por conta do Sr. José Marcos Romero, também reeleito.

Eventos e bailes Em 20 de fevereiro, sob a batuta de Lourdes Lima Fávero, a Escola de Samba do Tênis é aclamada bicampeã do carnaval. Em 1 de junho, Gesabel Clemente Marques é eleita miss Catanduva,

Na foto da esquerda para a direita: Jair Carvalho, Haroldo G. Guimarães, Roberto Cacciari (Araçatuba, 1971).

nos salões do CTC. Mais uma opção de lazer que o clube oferece aos seus associados é o Bar e Restaurante. Após 42 anos desde sua fundação, o CTC resolve explorar por conta própria esses empreendimentos. No dia 11 de dezembro, Valmor Chagas apresenta novo espetáculo.

Na foto da esquerda para a direita: De Maio, Ditinho Berrance, Capivara e Zequita. Atrás, entre De Maio e Ditinho, temos o Fominha. (Carnaval 1971).

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

105


Ano 1971

106

LIVRO HISTÓRICO


1971 - A foto foi colhida durante a matinê no Clube de Tênis e mostra à frente das meninas Tânia de Freitas, filha do jornalista Onélio de Freitas e de Eurides Natália Fernandes de Freitas.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

107


Ano 1971

1971 - Cristina Jorge e Antenor Lopes Filho, Rainha e Rei da escola de samba do Clube de Tênis 1971 - Miss Catanduva Gesabel Clemente Marques

108

LIVRO HISTÓRICO


1971 - Participantes da Escola de Samba do Clube de Tênis

1971 - Participantes da Escola de Samba do Clube de Tênis

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

109


Ano 1971

Em pé da esquerda para a direita: Valdir Fabiano, Dr. João Romera, João Santaella, Maria Brandão Braga, Darcy Silva e Elizabeth Silva. Agachados: Darcy Silva Filho, Antônio e Antônio Balbino (21/11/1971).

Destaque nas quadras, campos e piscinas Em 4 de março, Valdir Fabiano e Elizabeth Carmona Silva são convocados para a Seleção do Interior no certame a ser disputado em Ribeirão Preto. Em 18 de abril, a delegação chefiada pelo diretor de esporte e treinada pelo Prof. Gerson José de Camargo Gabas vai a São José do Rio Preto, disputar com clubes de Jales e Rio Preto. Os catanduvenses vencem todas as provas, somando 547,5 pontos contra 283,25 do segundo colocado, o Automóvel Clube. Pela primeira vez o CTC disputa futebol de campo. A estreia aconteceu na disputa pela “Taça Catanduva” em 27 de junho, jogando contra o Radium e perdendo por 2 x 1. Jogaram Sidney, Bragato, Alfredo, Adinael e Artur; Stuchi e Carmona; Marcelo, Luiz, Tita e Pará. Já nas quadras, o futebol de salão coleciona troféus. O time principal de futsal: Weimar, Godinho, Stuchi, Zé Luiz, Arthur, Hélios, Luiz, Chimello, Tiélo, Paia, Antenor e Boi. Nas quadras de tênis, a aproximação do final do ano, traz novos destaques.

110

LIVRO HISTÓRICO


Na foto: Francisco José Dias Lima (Chico Piscina) de Mococa, técnico de Presidente Prudente (Centro Lucio Cacciari Filho) e técnico de Andradina (1971)

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

111


Ano 1972

Escola de samba impedida de desfilar Sérgio Reis Bucchianeri e o novo diretor social comunicam à imprensa em 9 de janeiro, a contratação de Ângelo Stancato para a decoração dos salões no próximo carnaval a ser realizado em 23 de fevereiro. A Escola de Samba do Tênis, bicampeã (1970 e 1971), não sai neste ano, devido a reclamações das demais escolas de samba, alegando ser uma disputa inglória para elas, visto que o Tênis é um clube que possui recursos para realizar sempre o melhor desfile.

Eventos Alguns eventos que aconteceram neste ano foram: 25 de janeiro: 3 do Rio; 06 de junho: cantor Antonio Marcos; 14 de outubro: Antonio Carlos e Jocafi; 09 de dezembro: Agnaldo Rayol. No dia 17 de junho, banquete em homenagem do Sr. Ermelino Matarazzo. 1972 – Rei Momo Antenor Lopes Filho e a Rainha do carnaval de Catanduva Heloísa Corina Perondini

112

LIVRO HISTÓRICO


Esporte Treinados pelo técnico Walfredo Salomão Trazzi, os meninos do basquetebol do CTC realizam partida em Barretos, em 23 de março, após quatro meses de treinamento. A primeira vitória do basquete só aconteceria um mês depois, em Fernandópolis, por 50x23, com Ferreto sendo cestinha. 1972 - Casamento de Hélio Clemente e Teresa Soto realizado no Clube de Tênis.

Em 16 de maio aconteceu um jogo em Catanduva, entre o time do CTC e o Monte Líbano de Rio Preto, com Godinho (Antenor Maria) sendo o cestinha com 22 pontos. Seguiramse durante o ano todo diversas disputas com o CTC sempre “faturando” o adversário e com Godinho e Ferreto destacandose na quadra. Em Julho aconteceu os III Jogos Regionais da Zona Norte. O CTC empresta colaboração enviando atletas em diversas modalidades, destacando-se como vice-campeã no basquetebol e campeã no tênis feminino.

1972 - Apresentação das alunas do Conservatório Santa Cecília.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

113


Ano 1973

1973 – Foto do “Clube de Tênis Catanduva”, mostrando a entrada antiga que era pela rua Sergipe. Nessa época ele era presidido pelo Dr. Sérgio Reis Bucchianeri que ampliou suas instalações e a sua entrada passou a ser pela rua Icém, Parque Iracema.

Novo presidente e vice Como de costume, a eleição da diretoria aconteceu em 20 de janeiro, e nesse ano, o eleito presidente foi o Dr. Sérgio Reis Bucchianeri e seu vice foi o Dr. José Macbeth de Franchi Guimarães. A presidência do conselho deliberativo ficou com o Dr. Gregório Rodrigues Gil.

Festas e eventos No carnaval daquele ano, no dia 3 de março, o CTC retorna à Escola de Samba do Tênis e conquista o primeiro lugar. Ângelo Stancato decora os salões. Um mês depois, a moçada da Escola de Samba do Tênis topa ir a Borborema e realiza uma aplaudida apresentação. A apresentação fez sucesso e a fama da Escola de Samba do Clube de Tênis Catanduva “corre o mundo”. Pela beleza de suas fantasias, alegorias, passistas, bateria, etc, muitas cidades da região querem a sua presença, um tanto quanto difícil. Todavia, a moçada dá mais uma canja e vai mostrar seu carnaval na distante Adamantina em 17 de junho, convidada pela Prefeitura daquela cidade.

114

LIVRO HISTÓRICO


Jantar Festivo dos Bancários (1973) Estão na foto da direita para a esquerda; (1) a identificar, (2) Da. Maria Nechar Rodrigues Alves, (3) Deodoro da Fonseca Jábali, (4) José Aparecido Martins Kairalla, (5) Nelson Bassanetti e (6) Roberto Magoga. Do lado esquerdo: (1) Lourdinha Fávero e (3) Fuad Bauab.

No mês de junho também, aconteceu o show dos Mutantes no salão do clube. E como não poderia faltar, o Juninão aconteceu com o tema “Os Festejos de São Pedro”. O presidente Dr. Sérgio Reis Bucchianeri batiza a tradicional festa anual do CTC criando e adotando este neologismo: JUNINÃO. Neste ano, além de novas atrações, destaca-se a musicalidade de uma banda militar, tocando marchas, valsas e outros ritmos apropriados à noitada de São Pedro. Em setembro é promovida a peça teatral “Um edifício chamado 200”, com o ator Carlos Imperial.

Novidades no esporte Em abril, precisamente no dia 18, é aberto o curso de jiu-jitsu e também começam as aulas de ginástica ministradas pelo Prof. José Pedro Carvalho. O campeonato Darcy Silva de duplas aconteceu em 17 de março; ao final, o homem cujo nome batiza o torneio é homenageado pelos presentes com discursos e entregas de mimos. Nova safra de raquetistas surge em outubro e são descobertos por meio de um campeonato interno de atletas. Vinte e dois nomes integram a lista de promessas do clube. A outra novidade de outubro são os novos diretores: José Cláudio Gimenes assume a direção do esporte de Tênis e Manoel Rodrigues Gil o departamento de Basquetebol.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

115


Ano 1974

Folia A orquestra News Boys anima os salões do Tênis no carnaval, em 23 de fevereiro. Moacyr Franco se apresenta no CTC em 13 de setembro. Baile de debutantes com Ed Costa em 19 de setembro. Baile nostalgia com Jorge Bem em 24 de outubro. Gilberto Gil pela FAMECA - Faculdade de Medicina de Catanduva em 28 de outubro.

25.09.1974 – O governador Laudo Natel é homenageado e recebe o título de Cidadão Catanduvense nas dependências do Clube de Tênis. Na foto estão: a vereadora Leda Ziviani, Governador Laudo Natel e os vereadores José Alfredo Luiz Jorge, Gregório Rodrigues Gil e Guido Bróglia

116

LIVRO HISTÓRICO


1974 - Foto da frente do Clube de Tênis pela Rua Sergipe

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

117


Ano 1974

24.08.1974 - A foto foi tirada durante o Baile da Saudade realizado no Clube de Tênis Catanduva; a animação esteve a cargo da Orquestra Alvorada de Campinas. Dentro do carro identificamos a cronista social Carmy de Freitas e a Sra. Ama Maria Nechar Alves.

19.09.1974 – Baile das debutantes com a presença do ator Paulo Figueiredo

118

LIVRO HISTÓRICO


Esporte Haroldo Gondin Guimarães é nomeado supervisor geral de natação, com a parte técnica entregue ao Lúcio Cacciari Filho e assistência por Roberto Cacciari. A Escolinha de Natação é ministrada por Ronaldo Pinfildi. Toda essa reestruturação no comando dos esportes acontece em 8 de maio. Paulo César do Carmo, Antônio Carlos Balbino, José Álvaro Greggio e José Eduardo Gobbi são os atletas da primeira equipe do CTC de Tênis de Campo e disputaram campeonato em Ribeirão Preto em março. Jogando com o Palestra de Rio Preto, o time de futebol de salão do CTC, dirigido pelo Prof. José Cione Neto, vence por 6 x 0 em partida disputada em 11 de maio. Em 20 de setembro, o entusiasmado e disciplinado professor de jiu-jitsu, Nahum Luiz Rabay, é contratado pelo CTC.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

119


Ano 1975

1975/1976 - Carnaval no Clube de Tênis. A foto foi tirada no Carnaval no Clube de Tênis Catanduva, acho que de 1975 ou 1976. O Milton Dall’Áglio que aparece na foto foi Rei Momo oitos vezes do carnaval feiticeiro e as duas últimas foi em 1975 junto com a Rainha Marta Magatti e em 1976 com a Sônia Montanha. Estão na foto da esquerda para a direita o garçom Totó, Pedro Nechar (Prefeito Municipal nesse período), Sérgio Reis Bucchianeri (presidente do Clube de Tênis), Milton Dall’Áglio e Henrique Martins.

Carnaval Ângelo Stancato deslumbra os foliões com a decoração dos salões sob o tema “Carrossel”, o qual será aproveitado para os bailes de Aleluia e Juninão. A Orquestra Marajoara Som dos Gonelli apresenta-se pela primeira vez no CTC, com geral agrado. Casal Lúcia/Dr. Sleman Soubhia ganha o Troféu “Casal Folião/75”. O baile de Réveillon também aconteceu nesse ano. Outras festas e bailes não constam nos arquivos.

120

LIVRO HISTÓRICO


02.10.1975 – A foto é do aniversário da colunista Carmy de Freitas

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

121


Ano 1975

1975 – Projeto de ampliação do Clube de Tênis com entrada pela Rua Icém. Foto extraída do Jornal “A Cidade”.

1975 – Projeto de ampliação do Clube de Tênis com entrada pela Rua Icém.

122

LIVRO HISTÓRICO


Esportes O ano de 1975 começou bem na área dos esportes. Em 10 de janeiro, o CTC já era campeão de futebol de salão, pelo 1º Campeonato Aberto, participando as 12 melhores equipes da cidade; o CTC, comandado pelo Prof. José Cione Neto, vence a final por 10 x 1. No dia seguinte, em 11 de janeiro, foi promovido o campeonato de verão para principiantes em tênis. O pingue-pongue se popularizou no clube e o time viajou até a cidade de Bebedouro, em 7 de maio, para disputar um campeonato e vence por 200 x 197. Uma semana depois vencem em Viradouro por 200 x 150. O jiu-jitsu também se mostra um esporte de força. O Prof. Nahum classifica seis lutadores em 30 de novembro - com um primeiro lugar - um campeão absoluto e dois vices entre várias cidades da região, para disputarem no Rio de Janeiro o Grande Certame Nacional.

Eleições

1975 – A foto é com os jogadores de bocha do Clube de Tênis.

Diferente dos outros anos, a eleição para a escolha da diretoria acontece em 16 de junho. O Dr. Sérgio Reis Bucchianeri é reeleito; entretanto, houve mudança em relação ao vice. O eleito é Dr. José M. F. Guimarães. O Dr. Gregório Rodrigues Gil também é reeleito como presidente do conselho deliberativo.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

123


Ano 1976

Time invicto No último dia do mês de janeiro, Valdir Fabiano, Antônio Carlos Balbino, José Álvaro Gregório, Luiz Carlos Saviole, Dr. Sérgio Reis Bucchianeri, Jorge de Jesus Balbino, os garotos Claudemir Silva, Paulo César do Carmo (Kabeça) e Pedro Balbino vão competir em Franca e voltam invictos. Um dia depois, Luiz Baldo e Aleixo Bachi são os novos diretores do departamento de bocha. Neste mês há um torneio com os seguintes participantes finalistas: Paschoal Díspore, Walter Schettini, Batista de Oliveira Reis, Assode Antônio, Deorácio de Monico e Mário Correia. Em 2 de agosto, o garoto Claudemir Silva (12), funcionário do CTC (apanhador de bolinha) integra a equipe principal e torna-se o Campeão do Gigantão, torneio realizado em Jundiaí, reunindo atletas de todo o estado.

124

LIVRO HISTÓRICO


14.02.1976 – Colação de Grau da 1ª turma da Faculdade de Administração de Empresas de Catanduva. A foto foi colhida no Clube de Tênis Catanduva e estão da esquerda para a direita: professor Dr. André Ruete, Sr. Giordano Mestrinelli, Sr. Antônio Stocco (presidente da Fundação Padre Albino), Dr. Marcílio Dias Pereira Júnior (diretor da Faeca), Dr. Éder Pedro Pellizzon (presidente da Câmara Municipal de Catanduva), Dr. Alcir Gigliotti (juiz de direito), Prof. Jaime de Souza da Costa Neves, Prof. Dr. Leonel de Alvarenga Campos, Sidney Ângelo Adami (presidente do DACA - Diretório Acadêmico Anísio Borges), Prof. Dr. Idevaldo Castanhole.

Eventos e festas Ângelo Stancato decora os salões para o carnaval que aconteceu em 28 de fevereiro, com o tema “Máscaras”. Lourdinha Fávero dirige a Escola de Samba com o tema “Esplendor Solar”. Destaque da Escola fica para Luciano Assis Filho. Nos salões, animação da Marajoara Som. São entregues troféus aos maiores foliões do Carnaval/76: casais Antônio Cândido Baptista e Dr. Sleman Soubhia. Marajoara Som anima o baile. O Baile de Aleluia foi realizado em 17 de abril. Heliana Helena Ferreira foi condecorada como Miss Regional, em 16 de maio. Em 15 de agosto foi realizado o Baile da Saudade. O Baile das Debutantes desse ano foi realizado em 19 de setembro, com a presença do ator Enio Gonçalves. O Zimbo Trio se apresentou no CTC em 19 de novembro. A noite da nostalgia, em 30 de novembro, recebeu Carlos Galhardo. A peça Bonifácio Bulhões com o ator Lima Duarte é apresentada em 6 de dezembro.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

125


Ano 1976

1976 - Escola de Samba do Clube de Tênis de Catanduva.

1976 - A foto é do casal Lúcia e Antônio Cândido Batista, eternos foliões do carnaval de salão do Clube de Tênis Catanduva.

126

LIVRO HISTÓRICO


1976 - Cecília Nechar, Rei Momo Milton Dal’Áglio, Isis Tabith e seu esposo o Prefeito Municipal Pedro Nechar e Aniz Bauab.

1976 - Baile das debutantes mostrando o casal Flora e João Geraldo Ruette e o ator Ênio Gonçalves.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

127


Ano 1976

1976 - Baile da Saudade. Na foto: Euridice Dantas Bucchianeri, Regina Salomão Záccaro, Gisela Buchianeri e Carmy de Freitas.

1976 - Diretoria e Sócios prestigiaram o Baile da Saudade.

128

LIVRO HISTÓRICO


1976 - Diretoria e Sรณcios prestigiaram o Baile da Saudade. (3 fotos)

CLUBE DE TรŠNIS CATANDUVA

129


Ano 1976

130

LIVRO HISTÓRICO


1976 - Piscina do Clube de Tênis movimentada

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

131


Ano 1977

1977 – A foto é do lançamento do Baile das Debutantes realizado no Clube de Tênis com animação da Orquestra Reveillon de São Paulo. Na foto as organizadoras Sras. Eremy Ceneviva Dantas, Euridice Dantas Bucchianeri, Patronos Shirley Zampíeri e Aniz Zampieri Filho, Eliana Galvão e a jornalista Carmy de Freitas.

Bailes Como sempre, Ângelo Stancato decora os salões com o tema “Exaltação do Carnaval”. Animação musical por conta de Arley e sua Orquestra em 15 de fevereiro. Outros eventos do ano: Baile da Saudade em 17 de setembro, com Francisco Petrônio e Baile de Debutantes em 2 de outubro com a presença do ator Mário Cardoso.

132

LIVRO HISTÓRICO


01.10.1977 – Presença do ator Mário Cardoso no Baile das Debutantes. (2 fotos)

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

133


Ano 1977

11.09.1977 - Presenรงa de diretoria e associados no Baile da Saudade. (2 fotos)

134

LIVRO HISTร“RICO


1977 - A foto do carnaval foi tirada no Clube de Tênis de Catanduva. (Foto: Nelson Bassanetti)

1977 - Rei Momo Antônio Ângelo Neto e a Rainha do carnaval Marta Maria Lima Sampaio.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

135


Ano 1977

Eleições Seguindo a data do ano passado, as eleições aconteceram em junho. O presidente eleito é o Dr. José Macbeth de Franchi Guimarães e seu vice Dr. Henrique Martins. Wagner Villas Boas fica à frente do conselho deliberativo. Nesse mesmo mês é iniciada a construção dos blocos três e quatro.

Natação ressurge com destaques Em 10 de outubro um campeonato interno destaca as novas promessas da natação mirim e juvenil. Ao todo são 22 nadadores. Com nadadores de todo o Estado, Catanduva consegue duas medalhas de ouro e uma de prata no troféu “Chico Piscina” em Mococa no dia 30 de novembro. Milton Sagiorato Durante vence a prova 100 metros nado livre infantil com 1’01’’8; e a prova 100 metros nado de costas infantil com 1’16’’7. Antônio Fernandes Manzano Jr. fica em segundo lugar nos 100 metros nado livre juvenil com 1’01’’6. Wilson Loesch, mudando de categoria (l6), mesmo assim consegue classificar-se para disputar o Campeonato Estadual na Capital.

136

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1978

1978 – Casais abrilhantando o carnaval do Clube de Tênis

Nadadores do CTC participam de um dos maiores campeonatos do país Com participação de nadadores com índice mínimo exigido pela CBD, dois catanduvenses disputam em 19 de janeiro o Troféu Júlio Lamare, esse que é um dos maiores campeonatos do país. Milton Durante fica em 6º lugar entre 60 nadadores de todo o país; Antônio Manzano não consegue classificar-se. Em 19 de março, Milton Sagiorato Durante é destaque com o “melhor índice do torneio” no Torneio Regional de Natação. Das 20 provas, vencem por Catanduva: Antônio Manzano Jr (2 vitórias), Adriana Julien, Milton Durante, Sandra L. Santos Pietro, Paulo Fernando Loesch, Denise Corrêa, Neucy Nhotti, Hedione Carvalho, Lúcia Helena Aguiar, Sérgio Dompieri e Opércio Tomazini.

Bailes Baile de Aleluia em 12 de abril. Juninão em 29 de junho, com a participação da Orquestra Marajoara Som. Baile da Saudade em 8 de outubro com participação de Francisco Petrônio. Baile das Debutantes com Lauro Corona, em 12 de novembro. O Baile do Hawaii em 10 de dezembro.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

137


Ano 1978

08.10.1978 – Baile da Saudade com Francisco Petrônio.

08.10.1978 – Associados prestigiaram o Baile da Saudade.

138

LIVRO HISTÓRICO


1978 – Juninão com os músicos Frasquito, Nelson e João Gróggia.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

139


Ano 1979

50 anos de CTC O ano de 1979 marcou os 50 anos do CTC e por isso o ano foi de muita alegria. O aniversário da fundação foi em janeiro, entretanto, a comemoração completa ocorreu em maio. O carnaval foi realizado em 24 de fevereiro. Ângelo Stancato denomina decoração do salão de “E o palhaço o que é”. A festa marca a volta da Orquestra Réveillon da Capital aos bailes carnavalescos do Tênis. Finalmente em 18 de maio é celebrada a fundação do Clube de Tênis Catanduva. A noite de gala é realizada com um grande baile, destacando-se a carinhosa homenagem que a diretoria do Clube presta aos sócios fundadores. São poucos os remanescentes de 1929: Comendador Antônio Stocco, Dr. Antônio Záccaro, Clovis Pereira, Euclides Pereira e Mário Pellegrino, aos quais são entregues cartão de prata.

140

LIVRO HISTÓRICO


18.05.1979 - A foto foi tirada no Clube de Tênis Catanduva, baile do cinquentenário. Estão da esquerda para direita (identificados): Jair Carlos Malheiros Pinto, Odilon Casseb, Inácio Stéfeno, Gilda Maria Filié Haddad, Ico Ceneviva e Jayme Andrade Telles. Identificados atrás: Walter Schettini e a Ruth Chimelo Schettini. (Foto: Nelson Bassanetti)

18.05.1979 – Festa do “Jubileu de Ouro” do Clube de Tênis de Catanduva na gestão do presidente José Macbeth de Franchi Guimarães. Na foto, da esquerda para a direita: Dr. Sérgio Reis Bucchianeri (Diretor Social), Mário Pelegrino, Antônio Záccaro, Herbert João Batista, Aleixo Bacchi, Professor Anísio Borges e Gentil de Ângelo, alguns deles fundadores do Clube. A animação do evento coube ao “Music Show Ed Costa” e a decoração de Ângelo Stancato.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

141


Ano 1979

18.05.1979 – Baile em comemoração aos 50 anos do Clube de Tênis. (2 fotos)

142

LIVRO HISTÓRICO


18.05.1979 – Presença do Maclau Music Show com os músicos, Manoel Messias luiz, Claudete Cavalaro e do organista Francisco Cesar Torro.

18.05.1979 - Dr. José Macbeth De Franchi Guimarães discursando no momento da entrega dos cartões de prata aos sócios fundadores do Clube e que continuam como sócios até a presente data.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

143


Ano 1979

1979 - Entrega de Cartão de Prata ao sócio fundador - Mário Pellegrino - por 50 anos de participação como sócio do Clube.

1979 - Dr. Henrique Martins entrega cartão de prata ao sr. Arnaldo Augusto Pereira Neto que na oportunidade representou seu pai sr. Clovis Pereira, sócio do Clube desde a fundação.

144

LIVRO HISTÓRICO


1979 - Srta. Maria Antonieta Della Libera entregando cartão de prata ao sr. Dr. Antonio Zaccaro, na oportunidade representando o Com. Antonio Stocco.

07.10.1979 - Benedito Elias e João Elias com familiares prestigiando o Baile da Saudade com Francisco Petrônio.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

145


Ano 1980

Tenistas do CTC participam da inauguração do Senac Catanduva Em 12 de janeiro acontece a inauguração do SENAC de Catanduva, e os tenistas do CTC participam de torneio de duplas. Vence a dupla do Tênis Wagner Villas Boas e Claudemir Silva. Participam também Valdir Fabiano e Carlos Faustino. Ângelo Stancato apresenta tema de decoração dos salões para o carnaval em 16 de fevereiro “Folias do Caribe”. Após ter a inauguração adiada em um mês, finalmente em 24 de maio é inaugurada festivamente a boate restaurante. Desta vez, com todas as mesas tomadas e ficando muita gente de fora, Dick Farney e seu conjunto musical marcaram mais um êxito do CTC em promoções bem preparadas e desfrutadas com muita animação pelos associados. Em setembro, o ator Chico Anysio se apresentou no CTC. Um dia depois aconteceu o Baile da Saudade com a Tropical Brazilian Band e Francisco Egýdio.

Tênis e bocha Os tenistas catanduvenses participam de torneio em Piracicaba no dia 27 de abril e conseguiram a vitória: Rogério e Marcelo Maganini, Luiz Justino, Luiz Nascimento, Claudemir Silva e Paulo César do Carmo. Em 13 de julho, aconteceu o torneio de bocha, “Décio Oliveira”, realizado em três etapas.

146

LIVRO HISTÓRICO


1980 - Orquestra Marajoara, presença constante em bailes no Clube de Tênis.

1980 - Foto do baile da Saudade com a Tropical Brazilian Band e o cantor Francisco Egydio.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

147


Ano 1980

1980 - Jornalista Carmy de Feitas e o casal Dr. Michel Cury e sua esposa Anitinha Cury.

1980 - Associados prestigiaram o evento.

148

LIVRO HISTĂ“RICO


Ano 1981

Sílvio Antônio Narciso de Figueiredo Caldas (Rio de Janeiro, 23 de maio de 1908 - Atibaia, 3 de fevereiro de 1998) foi um cantor e compositor brasileiro. Seu primeiro sucesso foi o samba de Ari Barroso intitulado Faceira (1931). Desde então, consagrou-se como um dos maiores cantores brasileiros. Chão de estrelas (1937), em parceria com Orestes Barbosa, foi um de seus maiores êxitos (1981).

Conjunto musical “Tênis Quartet” Ângelo Stancato decora os salões sob motivo “Alegrias de Momo”. E a Orquestra de Ed Costa garante a musicalidade em 28 de fevereiro. Para animar os jantares dançantes, o Clube de Tênis decide formar um conjunto musical, batizado de “Tênis Quartet” composto por grandes figuras da música catanduvense: Helio Branca ao teclado, Antônio Garcia ao piston, Rubinho ao violão e contrabaixo e o crooner Francis. O conjunto foi formado no dia 13 de junho.

Eleições Esta eleição, realizada em 14 de junho, é considerada a mais destacada entre todas as realizadas pelo CTC, pelo grau de interesse movimentando praticamente todos os associados da entidade, inclusive chamando a atenção de toda a população de Catanduva, curiosa para saber o resultado da disputa ferrenha entre duas chapas: a primeira, representada pelo candidato Edegar Moacir Pirola e a segunda pelo veterano associado Dr. Roberto Mário Amaral Lima, presidente em outra oportunidade. Apesar da não obrigatoriedade de votação, a presença de associados assinala mais de 90% de comparecimento às urnas, formada por extensa fila. Os trabalhos são dirigidos pelo Juiz de Direito da Comarca, Dr. Alcy Gigliotti, impondo um clima de seriedade e valorizando sobremaneira o acontecimento. A chapa de Edegar Moacir Pirola vence, consagrando-o como presidente. Seu vice é Luiz João Colombo. O Dr. Plácido Eduardo Fernandes fica à frente do conselho deliberativo. CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

149


Ano 1981

1981 – Carnaval com a Rainha Virginia Punko e Rei Momo José Henrique Elias.

04.12.81 Baile Show com o cantor Jair Rodrigues.

150

LIVRO HISTÓRICO


Esportes Em 12 de abril é promovido o primeiro festival de natação, organizado pela Professora Lonice Sorgi Ronald da Silva. Primeira de duas finais, a equipe do CTC disputa o Troféu Bandeirantes no dia 16 de maio em Rio Preto, no Automóvel Clube. A fase regional do troféu aconteceu em 23 de junho, com Valdir Fabiano, Antônio Carlos Balbino e Acácio de Oliveira Santos; o CTC vence, classificando-se para a fase estadual. Pelo campeonato Aberto de Tênis de Bauru, em 25 de julho, o tenista catanduvense Rogério Maganini consegue classificar-se entre os quatro primeiros colocados entre 64 atletas disputantes. Além de Rogério, participam Marcelo Maganini, Claudemir Silva e Wagner Villas Boas. Comandados pelo técnico Nivaldo Baldan, os garotos do CTC sagram-se campeões de futebol mini campo em 8 de agosto. Guarany da Vila Celso e Umuarama da Vila Rodrigues ficam com os segundo e terceiro lugares. Acontecendo em Ribeirão Preto, o tenista catanduvense Valdir Fabiano vence todas as partidas por ele disputadas nos jogos abertos em 15 de setembro, com destaque para a vitória frente ao renomado atleta José Roberto Bloise, que ano anterior venceu Celso Sacomani. José Roberto Bloise passou um ano nos Estados Unidos, estagiando com os técnicos de Bjorn Borg, os professores Guilherme Vilas e Jymmy Connors.

João do Pulo em Catanduva Contratado pelo Clube vem a Catanduva o atleta campeão olímpico João Carlos de Oliveira, o “João do Pulo”, participando como coordenador de uma gincana disputada por crianças associadas, na “Semana da Criança”. Ao final, João do Pulo exibiu-se em sua especialidade de salto à distância.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

151


Ano 1982

21.05.1982 - Baile com show de Alcione no Clube de Tênis Catanduva (Música Gostoso Veneno).

Eventos Ângelo Stancato, há 13 anos ornamentando os salões do CTC, cria para 1982 “Sonhos de 1001 Noites”. Mais uma vez a animação musical fica por conta da Orquestra de Ed Costa; a festa aconteceu em 2 de fevereiro. Xuxa, conhecida como a “Rainha dos Baixinhos”, visita o clube em 20 de agosto. O Baile da Saudade trouxe Carlos Galhardo em 20 de setembro. Em 4 de novembro, acontece baile com 3 do Rio.

Esportes O troféu “Edegar Pirola” é disputando com o Clube Tênis Ranchi da Capital, e o CTC conquista o troféu em 2 de maio. Sob o comando de Ivana Maria Zirondi, as meninas da nova equipe de basquete do CTC iniciam treinamentos em 8 de maio. Os Jogos Regionais de Tênis foram disputados em Rio Preto com a participação de Catanduva, São Carlos, Bebedouro, Barretos, Araraquara, Fernandópolis e Rio Preto. O CTC sagra-se campeão.

152

LIVRO HISTÓRICO


20.08.82 - Xuxa desfilando em passarela no Clube de Tênis de Catanduva.

24.09.82 – Baile show com o cantor Carlos Galhardo.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

153


Ano 1983

16.09.1983 - Na foto: Francisco Petrônio.

Eventos pontuais e tradicionais Ângelo Stancato escolhe decoração dos salões sob tema “O que que a baiana tem?”. A Orquestra de Ed Costa mais uma vez é a responsável pela animação musical em 12 de fevereiro. Moacir Franco se apresentou no clube em 15 de julho. Baile com Ed Costa em 22 de julho. Baile com Francisco Petrônio em 13 de setembro. Baile das Debutantes em 30 de outubro.

Semana da criança Tornando-se uma tradição do mês de outubro, o CTC promove anualmente a Semana da Criança, com muitas atividades esportivas, recreativas e culturais, elegendo (votos de associados) o presidente mirim para dirigir a semana em programação. É eleito neste ano o presidente mirim Rodrigo Teixeira Macri. Ele concorreu com os garotos Anísio Passerini, Rogério Navarro Camargo e Robson Prieto Rojas.

154

LIVRO HISTÓRICO


1983 – Grupo fantasiado e que se apresentou no Carnaval.

1983 – Na apresentação do carnaval o prof. Claudiomar Couto selecionou um grupo de associadas do Clube de Tênis.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

155


Ano 1983

06.05.83 – Show baile com o cantor Luiz Ayrão.

15.07.83 – Show baile com o cantor Moacyr Franco.

156

LIVRO HISTÓRICO


13.09.83 – Grupo de associados no Baile da Saudade.

Lazer e esportes No dia 1 de maio é entregue aos associados um moderno conjunto de saunas que logo é considerado um dos melhores conjuntos do interior, e conta com sauna seca, sauna úmida, duchas escocesas, circular e cascata, banheiras de hidromassagens, repousos, bar, sanitários e vestiários, tanto na ala masculina quanto na feminina. Em duas categorias, mirim e dente de leite, CTC é o campeão do torneio “Meu Garoto” de futebol mini campo em 23 de julho. Valdir Fabiano, Claudemir Silva e Gilberto Marchesoni conseguem a terceira colocação para o CTC no Troféu Bandeirantes de Tênis, neste que é considerado o mais importante campeonato estadual, em 7 de agosto.

Eleições Edegar Moacir Pirola e Luiz João Colombo são reeleitos para presidente e vice-presidente respectivamente, nas eleições de 10 de julho.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

157


Ano 1984

No dia 29.09.1984, tivemos no Clube de Tênis Catanduva uma “grande nuit”, segundo a jornalista Carmy de Freitas, com o Baile da Saudade apresentado por Agnaldo Rayol e Branca Ribeiro, que tinham um programa na TV da Rede Cultura de São Paulo.

Carnaval dos carnavais O “Carnaval dos Carnavais” foi o tema escolhido por Ângelo Stancato para decorar os salões do clube para a folia de 3 de março. A musicalidade fica por conta dos músicos catanduvenses, componentes da Marajoara Orquestra. Em 24 de maio, baile com 3 do Rio. Baile da Saudade com Agnaldo Rayol e Branca Ribeiro em 17 de outubro. Em 1 de novembro, Nelson Gonçalves show baile. Copa Itaú de Tênis em 14 de novembro. Em 27 de dezembro, Baile dos Músicos com conjunto Habeas Corpus.

158

LIVRO HISTÓRICO


1984 – O diretor social prof. Claudiomar Couto, junto com o diretor Constante Frederico Ceneviva Júnior e o presidente Edegar Pirola.

14.11.84 - Copa de Tênis patrocinado pelo Banco Itaú.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

159


Ano 1984

Esporte soberano Associados do CTC resolvem enfrentar seriamente os treinos de tênis de campo com intenção de disputar campeonatos. Como sinal de partida, disputa o campeonato interno Dr. Sérgio Reis Bucchianeri, atual diretor de tênis do Clube em 18 de abril. Gilberto Romero Marchesoni e Renato Pellisson Júnior disputam no mesmo dia a I Copa Itaú de Tênis, categoria 18 anos, vencendo a primeira fase.

160

LIVRO HISTÓRICO


Pelo Torneio Ricardo Prado em Rio Preto, nadadores do CTC ficam entre os 12 melhores do Estado para disputarem a final na cidade de Campinas no dia 13 de Maio, sob a direção do técnico Ronaldo Pinfildi. Em Araçatuba, na Copa Bandeirantes de Tênis, representaram o CTC, no dia 7 de maio, os jovens tenistas Gilberto Marchesoni, Paulo César G. do Carmo (Kabeça) e Renato Pellisson Júnior. Torneio de judô em Rio Preto em 23 de setembro aponta como campeão Rodrigo Ferreira de Camargo Gabas. Dirigidos pelo técnico André Sgrinholi, os garotos do CTC são bem classificados. Rodrigo F. C. Gabas é o primeiro lugar na categoria mirim pesado. Dário Ferreira Macri conquista o 2º lugar e Rui Picolo o 7º lugar, e ainda há a participação de Rodrigo Scoz. Sob direção de Livano Baldan, estas duas categorias de futebol do CTC são líderes invictas do Certame “Carlos Bertin”, que aconteceu em 16 de outubro. Vindo do Clube Higienópolis para somar conhecimentos, Gilberto Pires é contratado pela diretoria e inicia um trabalho em 25 de outubro, que vai dar grandes resultados para o esporte da natação do Clube. Dado aos grandes feitos do basquete masculino do CTC, a diretoria inscreve o time na Federação Paulista de Basquete em 27 de outubro. O “five” dirigido pelo Prof. José Pedro Carvalho encontra-se em grande forma, atuando com Maurício, José Admilson, Carlos Alberto, André, Nelson, Dinir, Salgado, Casser, Ricardo e Roberto. Técnico Nivaldo Baldan bem recompensado pelas vitórias seguidas de seus pupilos. Dessa vez o time levou o primeiro lugar no campeonato “Carlos Bertin” de futebol em 24 de novembro. Um mês depois, em 16 de dezembro, o futebol infantil chega a final do campeonato “Claubert Rocha Scarpin”, invicto, com defesa menos vazada, ataque mais positivo, artilheiro e mais o Troféu Disciplina.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

161


Ano 1985

1985 - A foto foi tirada durante o carnaval no Clube de Tênis de Catanduva. Estão na foto da esquerda para a direita: Antônio Barrionuevo Gil (de Sordi) - diretor social, Eslaine Novelli - Rainha do Carnaval, Edegar Moacir Pirola - presidente do Clube de Tênis Catanduva e Walter Antônio Pedrão - Rei Momo do carnaval feiticeiro.

Bailes tradicionais Ângelo Stancato decora os salões com o tema “Fantasia Flamenga”. E volta a Marajoara Orquestra com a animação musical, em 16 de fevereiro. Outro baile tradicional que aconteceu, em 29 de setembro, foi o Baile da Saudade com a orquestra Silvio Mazuca.

162

LIVRO HISTÓRICO


1985 - Grupo de associados que prestigiaram o carnaval do Clube de Tênis.

1985 - Membros da diretoria empossada na gestão do dr. Murilo Astêo Tricca.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

163


Ano 1985

Ano dos esportes O torneio de natação Jovem Pan é promovido em 23 de fevereiro. 14 nadadores vão a São Paulo, dirigidos pelo técnico Gilberto Pires. Entre cinco mil atletas de cinco Estados, o CTC classifica-se no torneio Jovem Pan com três nadadores em 6 de março: Evandro Boldarini, Paula Renata C. Aguiar e Guilherme Louzada. Em 17 de abril acontece o torneio interno de natação Edgar Moacir Pirola. Voltando às quadras, em 20 de maio, o CTC elimina 14 cidades no campeonato regional de basquete. Na categoria infantil, o CTC classifica-se para a fase final com a participação das quatro melhores equipes do Estado. Técnica Anoemisia D. Sader consegue colocar o tênis feminino do CTC na parada, disputando a Copa “Bamerindus” em Rio Preto em 29 de junho. Em 7 de novembro, aconteceu também a II Copa Itaú de Tênis com o CTC campeão. Já no basquete, a equipe infantil está colocada entre as oito melhores do Estado e a mirim é vicecampeã pela Secretaria de Esporte e Turismo do Estado.

Eleições anuais Neste ano, o eleito presidente é o Dr. Murillo Astêo Tricca e seu vice, Dr. Henrique Martins. No conselho deliberativo, o presidente é Dr. José Macbeth de Franchi.

164

LIVRO HISTÓRICO


10.11.1985 - Na foto: Dalila Ayala, Gilberto Pires, Paula Renata Carvalho Aguiar, Fabio Gabas.

23.02.1985 - Guilherme Louzada, Paula Renata, Evandro Couto, Murilo Louzada, Guilherme Carvalho, Guilherme Casseb. Agachados: Evandro Louzada, Haroldo Daltin, Elissa Schettini Ramon, Daniela Ayala, Dalila Ayala.

CLUBE DE TĂŠNIS CATANDUVA

165


nossa histรณria


Ano 1986

Anos dourados Ângelo Stancato apresenta o tema da decoração dos salões: “Esplendor e Luxo Javanês”. A musicalidade fica por conta da Orquestra de Roberto Ferri, filho do maestro Orlando Ferri, que mais carnavais animou nos salões do CTC na folia que aconteceu em 8 de fevereiro. A Orquestra Tabajara do Maestro Severino Araújo anima um grande baile sob título Anos Dourados, com músicas das décadas de 50/60/70 em 11 de outubro.

Basquete, xadrez e futebol A Profª Miriam Leão Pellegrino assume a direção da Escola de Basquete Feminino em 10 de fevereiro. Participando da Federação Paulista de Xadrez, realiza-se em 16 de maio um torneio no CTC com a presença de várias cidades do Estado. Livano Baldan e seus pupilos do futebol infantil conquistam o bicampeonato regional para o CTC em 27 de junho.

184

LIVRO HISTÓRICO


1986 - Orquestra Tabajara de Severino Araújo abrilhantando o Baile Anos Dourados.

1986 - Associados em grande número prestigiaram ao Baile Anos Dourados.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

185


Ano 1986

1986 - Rainha do Carnaval Karen Rovina Ribeiro e o Rei Momo Onélio de Freitas Júnior.

1986 - Associados prestigiaram o Baile da Saudade.

186

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1987

Primeira copa de tênis de Catanduva Com a participação do CTC, Araraquara, Araçatuba, Bauru, Lins, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Votuporanga, acontece em 15 de janeiro a primeira Copa de Tênis de Catanduva. E o CTC é campeão. Sob orientação do técnico Gilberto Pires, a nadadora Paula Renata começa a sua ascensão para grandes conquistas.

03.05.1987 - Na foto: Paula Renata Carvalho Aguiar e seu técnico Gilberto Pires.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

187


Ano 1987

Carnaval Thales Cury e Silvana Costa são os soberanos do carnaval de salão do CTC, realizado em 28 de fevereiro, e a Marajoara Orquestra de Catanduva é a escolhida para comandar a folia musical nos salões.

Eleições Armindo Mastrocola Junior da Chapa Azul e Branco ganha de Francisco Almendros da chapa renovação em 16 de junho. No dia seguinte às eleições da diretoria do biênio 87/89. O Dr. Armindo Mastrocola Júnior é eleito presidente e o Sr. Wagner Villas Boas, vice. O conselho deliberativo fica sob gestão de Dr. Aulo Caetano de Mello, acompanhado de seu vice, Sr. Carlos A Rocha.

188

LIVRO HISTÓRICO


1987 - Rainha Silvana Costa e o Rei Momo Tales Cury do Clube de Tênis de Catanduva.

1987 - Presidente Armindo Mastrocola Júnior e sua esposa Teka Mastrocola.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

189


Ano 1988

Bailes e eventos O carnaval foi realizado em 13 de fevereiro. Baile Show Tangolero em 4 de abril. Juninão com a escolha da rainha em 22 de junho. Candidatas: Mariana Elias representando o tênis, Ana Carolina Carvalho Siqueira - voleibol, Denise Regina Galano - natação,

1988 - A foto foi tirada no carnaval do Clube de Tênis e o mostra o folião Chico Filippelli, a cronista social Carmy de Freitas e o presidente do Clube Wagner Villas Boas.

Jane Rubinpeia de Souza- basquete e Ana Paula Sizenando Carvalho - futebol. Foi realizada em 31 de julho a I Festa Country com banda Brejo. Baile de Hollywood anos 50 com a banda Réveillon em 3 de setembro e Baile do Hawaii com Madeireira Banda Brasil em 5 de novembro.

1988 - A foto extraída de filme mostra cronistas sociais e convidados reunidas em evento de lançamento do baile Hollywood, anos 50 que foi realizado nos salões sociais do Clube de Tênis Catanduva, data 03.09.1988, com a banda Réveillon de São Paulo. Identifiquei da esquerda para direita: Cidinha Pellizzon, Denise Cursino, Carmy de Freitas e Gisele Faganello.

190

LIVRO HISTÓRICO


1988 - Louana Capalbo Oliveira organizadora do baile do Hawaii no Clube de Tênis.

1988 - Animação do dr. Aulo Augusto Caetano de Mello com o seu saco de confete nos folguedos de Carnaval.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

191


Ano 1988

192

LIVRO HISTÓRICO


1988 - 70 anos de Catanduva. Essas fotos foram tiradas durante o baile realizado no Clube de Tênis comemorativo aos 70 anos de Catanduva (foto panorâmica do salão).

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

193


Ano 1988

03.03.1988 - Na foto: Fábio C. Gabas, Dalila Ayala, Priscila Aguiar, Paula Renata, Dalila Ayala.

Natação Os cinco nadadores do CTC com melhores índices da época: - Fábio de Camargo Gabas; - Dalila Ayala; - Daniela Ayala; - Paula Renata C. Aguiar; - Priscila C. Aguiar.

194

LIVRO HISTÓRICO


Grupo de tenistas atuantes Com patrocínio da empresa Macchione, o time de tênis conquistou na cidade de Salto em 25 de novembro o 3° lugar e o voleibol 5° lugar no estado.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

195


Ano 1989

30.09.1989 – Francisco Petrônio conversa descontraído antes do seu show e baile, com a “Orquestra Brasileira de Espetáculos”. Ele está junto com os diretores Roberto Elias e João Liberato de Carvalho. (Foto extraída de vídeo)

Festas e bailes Carnaval com Arley e sua orquestra em 4 de fevereiro. II Festa Country, com Banda do Brejo em 1 de abril. Foi realizado em 21 de maio o Baile da Rainha Vitória com o conjunto Pirâmide. Miss Itaú em 17 de setembro. No mesmo mês, Baile da Saudade com Francisco Petrônio. Quermesse APAE no Tênis em 10 de novembro e no final do mês, I Baile Uma Noite na Ilha da Fantasia com Madeireira Brasil, Orquestra Marajoara e Hélio Branca.

Eleições As eleições do Clube de Tênis ocorreram no dia 20 de junho com Wagner Villas Bôas assumindo a presidência, Roberto Cury Elias a vice-presidência e dr. Aulo Augusto Caetano de Mello a presidência do conselho.

196

LIVRO HISTÓRICO


1989 - Era tradicional em Catanduva nos anos de 1980 o concurso de Miss Itaú. Essa foto mostra a candidata Izabel Cristina Bernardino de Bauru que conquistou o 2º lugar ao lado do gerente Antônio Carlos Rêgo do Banco Itaú de Catanduva. O evento ocorreu no Clube de Tênis Catanduva ao som da Orquestra Marajoara e apresentação do cantor Djalma Lúcio.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

197


Ano 1989

1989 - Diretoria presente ao II Baile Country.

1989 - Associados prestigiaram ao II Baile Country.

198

LIVRO HISTÓRICO


1989 - Diretor Sérgio Reis Bucchianeri, sua esposa Gisela Silva Bucchianeri e o casal Roberto Veloce e Regina Mastrocola Veloce no Baile Country.

1989 - Casais que abrilhantaram o Baile da Saudade.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

199


Ano 1989

1989 - Presença dos associados na Ilha da Fantasia.

1989 - Animação de associados durante o Carnaval.

200

LIVRO HISTÓRICO


Das quadras às piscinas e ao campo de futebol O CTC conquistou ouro e prata no Jovem Pan/Kibon em 8 de março na capital paulista. A equipe foi dirigida pelo Prof. Gilberto Pires. Já em 3 de maio, nadando em Votuporanga, Paula Renata C. Aguiar conquista classificação para participar do Campeonato Paulista, ao estabelecer a marca de 59’’96 nos 100 metros nado livre. Em 31 de maio, as nadadoras Daniela Ayala e Daniela Paula Aguiar homenagearam o Dr. Antônio Henrique dos Santos com a colocação de uma placa nas piscinas. A II Copa de Tênis, realizada em 18 de junho para garotos de 10 anos de idade, tem como participantes os catanduvenses

1989 - Na foto: Dalila C. Ayala, Gilberto Pires, Paula Renata C. Aguiar.

Valdir Fabiano Júnior, Gilberto Arré e Victor Romera. Nessa competição, Valdir conquista o 1º lugar. Em 26 de agosto, Valdir sagrou-se bicampeão estadual jogando a final com Walteir Soares (Campinas). A competição reuniu 16 atletas de todo o estado de São Paulo em 26 de agosto. No mesmo dia da conquista de Valdir Fabiano Junior, a equipe mirim de futebol do CTC é bicampeã do torneio “Aniversário de Araraquara” com Xande como o melhor artilheiro e o goleiro Paulo Rogério que não sofreu nenhum gol em toda a competição. Na categoria Infantil A, em Vitória, Espírito Santo, Priscila Rúbia torna-se campeã brasileira, batendo o recorde nos 100

10.12.1989 - Priscila Rubia Carvalho Aguiar

metros nado de peito em 10 de dezembro.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

201


Ano 1990

Bailes temáticos Ângelo Stancato, o veterano decorador do CTC, neste ano destaca o tema “Carnaval, Frevo e Folia”, no baile que aconteceu em 25 de fevereiro. E o band-leader catanduvense Arley Mazzuia leva a sua rapaziada para musicar as noitadas de salão. Baile “Uma Noite no Velho Oeste” no dia 13 de maio. Em primeiro de setembro aconteceu o Baile da Saudade com Fred Rosella Banda Show. Baile “Noite dos Farrapos” com Grupo Nós em 28 de setembro, e em 1 de dezembro aconteceu o Baile “Uma Noite na Ilha da Fantasia” com a Banda do Brejo, Orquestra Marajoara e Hélio Branca.

Esportes Campeã de muitos torneios, a paulistana Fátima Delmone Camargo é contratada pelo CTC em 1 de junho para ministrar aulas de Judô às meninas associadas. O futebol mirim destaca-se ainda com Neiber, artilheiro do campeonato, e João Neto como o goleiro menos vazado e, assim, torna-se campeão do torneio “Fraldinha Clóvis Molinari”. Paula Renata Carvalho de Aguiar participa do Torneio Integração, no Rio Grande do Sul, que reuniu nadadores de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Uruguai, Argentina e Chile. A representação de São Paulo sagrou-se campeã e Paula Renata é considerada com o melhor índice técnico.

202

LIVRO HISTÓRICO


Na foto as irmãs Paula Renata Aguiar, Priscila Rúbia Aguiar e Patrícia Raquel Aguiar, competentes nadadoras do Clube de Tênis Catanduva e campeãs Paulista, Brasileira e Sul Americana (1990).

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

203


Ano 1990

1990 - Decorador Ângelo Stancato marcou presença nos carnavais do Clube de Tênis. (3 fotos)

204

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1991 Eventos O ano já começou em festa com o baile as “Mais Mais” de 1990, logo no primeiro dia do ano. No mês seguinte, no dia 8 de fevereiro, o decorador dos salões é o catanduvense José Luiz Mazinini, com o tema “Brilho dos Deuses”. E volta a Orquestra de Arley Mazzuia para cumprir a grande responsabilidade de animar o maior e melhor salão de festas do interior. Baile da APAE com a Fascinação Banda Show em 3 de maio. IV Baile Country com o grupo Som Especial no dia 21 de maio. Para fechar o ano, Baile “Uma Noite na Ilha da Fantasia” com a Fascinação Banda Show, Hélio Branca e Francis em 23 de novembro.

Na foto da esquerda para a direita: Lecy Neubern Pinotti, Armindinho Mastrocola, Roberto Veloce, Sérgio Reis Bucchianeri e Wagner Villas Boas. (Baile Country em 1991)

1991 - A foto mostra um grupo de catanduvenses que animaram o carnaval de salão do Clube de Tênis. Estão na foto da esquerda para a direita: César Borges/Cidinha, José Duarte/Marly e Minsoni/Isa.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

205


Um ano de conquistas para o esporte Pelo Campeonato Sul-Americano de Natação realizado na Venezuela, a nadadora catanduvense Paula Renata Carvalho de Aguiar conquista o título de campeã no revezamento 4 x 100 nado livre com o tempo de 1’00’’40 em 23 de março. Equipe juvenil feminina de vôlei conquista o Campeonato dos Jogos Regionais em 9 de junho e está entre as 10 melhores equipes, com Míriam, Josimara, Renata, Vanessa, Eliana, Milena, Carla, Emanuela e Andreza. No dia 6 de julho, o CTC realizou o Campeonato Interno de Tênis de Campo, com 37 participantes. O Clube procura homenagear o técnico de natação Gilberto Pires pelos seus excelentes trabalhos desenvolvidos em prol da natação catanduvense, patrocinando sua ida aos Jogos Pan-Americanos de Cuba como acompanhante de Paula Renata no dia 19 de julho.

Eleições Realizadas no dia 9 de junho, os eleitos a presidente e vice do CTC foram: Wagner Villas Boas e Roberto Coury Elias, respectivamente. No conselho deliberativo, o Dr. Aulo Caetano de Mello foi reeleito presidente.

Esporte firme e forte Pela XXXI Copa Correios de Natação,Troféu Brasil, a nadadora catanduvense Paula Renata C. de Aguiar destaca-se como atleta participante com o melhor índice técnico em 18 de janeiro. Reproduzimos foto notando-se as presenças de Paula Renata e o técnico do CTC, Prof. Gilberto Pires.

23.03.1991 - Paula Renata C. Aguiar

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

19.07.1991 - Paula Renata C. Aguiar e Gilberto Pires

207


Ano 1992

22.08.1992 - Matheus Schettini de Carvalho, Elen Branco, Gilberto Pivetta Pires, Renato de Camargo Gabas, Paula Cesquini, Leonardo Eid Marques, Fernando Rebechi.

Reunindo oito cidades da região, o CTC sagra-se campeão do Vôlei Feminino Juvenil em 2 de fevereiro, com seu time, formado por 11 jogadoras. Priscila Rúbia vence a prova 100 metros nado livre com 1’25’’42 pelo Troféu Fausto Alonso em 4 de abril. Copa BCN: 300 tenistas reúnem-se em Catanduva em 16 de maio e teve o encerramento previsto para 21 de junho. Priscila Rúbia é destaque em Rio Preto em 17 de maio. A nadadora venceu nos 100 metros nado de peito com 1’22’’ e nos 200 metros nado de peito com 2’59’’. No Rio de Janeiro, nas eliminatórias para as Olimpíadas de Barcelona em 31 de maio, Paula Renata precisaria alcançar o tempo de 26’’60, e o cronômetro eletrônico acusou 26’’95 e, por isso, não conseguiu classificar-se para as Olimpíadas de Barcelona. No entanto, graças aos resultados conseguidos, é convidada pela Federação Brasileira de Natação para representar o Brasil em diversas provas pelos países da Europa a partir de 15 de junho.

208

LIVRO HISTÓRICO


Final da Copa BCN: dos 300 tenistas de várias cidades, os finalistas reúnem-se em um só dia para a disputa final que aconteceu em 21 de junho, com a presença de grande público. O Clube de Tênis Catanduva sagra-se campeão, ficando o Automóvel Clube de Rio Preto como vice-campeão. Após conquistar seis medalhas - quatro de prata e duas de bronze - pelo Campeonato Internacional em Portugal - Paula Renata C. de Aguiar volta para Catanduva em 25 de junho e é recepcionada pelos diretores e associados do CTC. No dia 23 de julho foram inauguradas duas quadras de tênis de campo e a aquisição de um microônibus, mais a ampliação do campo de futebol e melhorias na portaria da rua Sergipe e recinto da Boate. O presidente Wagner Villas Boas enaltece o Diretor de Patrimônio Richarte Gomes: “É afortunada a entidade que possa contar com um profissional de sua envergadura técnica e moral”. Em comemoração às inaugurações são realizados os Bailes do “Cowboy” com Grupo Som Especial e Baile do “Hawaii” com Fascinação Banda Show.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

209


Ano 1992

Eventos A decoração do arquiteto José Luiz Mazinini sob tema “Carnaval é Vida” e animação musical de Arley e sua Orquestra foram os destaques da noite de 29 de fevereiro. Houve também a nomeação do rei e rainha dos salões do CTC, os jovens Fabrício Figueiredo Cardoso e Gabriela Richard Montesselle. Neste ano, alguns eventos foram destaque: Baile do Cowboy com Grupo Som Especial e Baile do Hawaii com Fascinação Banda Show.

25.07.1992 – A foto foi tirada no Clube de Tênis durante um baile em que teve a apresentação da cantora Perla. O presidente do Clube era o Sr. Wagner Villas Boas, em cuja gestão, uma semana antes, havia inaugurado o Ginásio de Esportes.

210

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1993

Folia O arquiteto José Luiz Mazinini, decorando os salões pelo segundo ano, escolhe o tema “Folia e Alegria do Templo das Cores”. A Orquestra é a Cocktail Banda Show. Karla Gazoni é nomeada a Rainha do CTC dos bailes de Carnaval. A folia aconteceu no dia 19 de fevereiro. Baile com Ed Costa em 26 de setembro. Chico Anysio sobe aos palcos do CTC em 8 de outubro. Baile Uma noite no Caribe em 2 de dezembro.

Eleições Neste ano, o Dr. Sérgio Reis Bucchianeri foi eleito presidente e Dr. Aulo Caetano de Mello, vice, em 13 de junho. Já o ex-presidente Wagner Villas Boas fica à frente do conselho deliberativo.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

24.10.1993 – A foto foi colhida quando da realização de um show no Clube de Tênis Catanduva. Nela aparecem Chico Anysio e o presidente do Clube de Tênis Dr. Sérgio Reis Bucchianeri (Tiririca).

211


Ano 1993

Esporte Composta de vários casais com influência social em todas as classes de empresários e profissionais da cidade, é fundada a Associação dos Pais de Nadadores do Clube de Tênis Catanduva, em 19 de junho. E neste mesmo dia é realizada a grande competição “Wagner Villas Boas”, reunindo seis agremiações esportivas da região com a presença de 240 atletas nadadores. O Clube de Tênis sagra-se campeão, seguido do Palestra de Rio Preto, Sorema de Matão, Automóvel Clube de Rio Preto, Adedam de Taquaritinga e Clube Recreativo Higienópolis de Catanduva. Em 25 de setembro, Catanduva, representada pelo CTC, é a terceira cidade do estado, depois de São Paulo e Santos, a promover a Categoria Master de Natação. Athos Procópio de Oliveira Junior é homenageado em jantar.

29.07.1993 - Paula Renata Carvalho Aguiar

212

25.06.1993 – Na foto Haroldo Gondin Guimarães, Athos Procópio de Oliveira Júnior e o Dr. Sérgio Reis Bucchianeri. Na ocasião, o Clube de Tênis Catanduva, gestão do presidente Dr. Sérgio Reis Bucchianeri, homenageou o nadador Catanduvense Athos Procópio de Oliveira Júnior que participou com sucesso em 1959, dos jogos PanAmericanos em Chicago EEUU e em 1960 dos jogos Olímpicos em Roma. A sua formação ocorreu na escolinha de natação do Clube de Tênis que era dirigida pelo professor Haroldo Gondin Guimarães que também foi homenageado.

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1994

15.12.1994 - Jogo de Futebol Feminino. Em pé: Livano Baldan, Milton Rocha, Márcia Pelicer, Vanessa Rochi, Thaís Artuzzi, Karla Buch, Cláudia Canozo, Marina Castellá, Patrícia Gabriel, Mariana Elias, Roberta Mendonça, Drº Sérgio R. Bucchianeri e Milton Januário. Agachadas: Elaine Fabiano, Renata Almeida, Ana Letícia Banhos, Mariana Mei, Fernanda Almeida, Fernanda Zancaner, Mariana Bottura, Fernanda Gonçalves e Marcela Poiani.

Conquistas mostram força do esporte no CTC Roberto Carlos Calista ministra aulas diárias de xadrez para cerca

Campeonato Paulista de Jiu-Jitsu, no Clube Recreativo Tietê,

de 100 associados e 26 encardistes. Todos os alunos do CTC

sob o comando de Nahum Luiz Rabay, 16 atletas catanduvenses

participam de um torneio em 21 de janeiro, com Fábio Cromo

participam e conseguem 11 medalhas. O destaque do torneio

atuando como árbitro. Destaque para a categoria geral com

fica por conta do atleta Luizinho do CTC, bicampeão brasileiro,

Gelosia de Ali, Tacnecy Torres e José Virgílio Vita. Na categoria

conquistando duas medalhas de ouro. Catanduva é considerada

12 Anos, os melhores são Tiago Torres, Leandro Bonjardim e

a segunda cidade do Estado em nível técnico. Dos 16 atletas, 11

Dalto de Oliveira.

conseguem medalhas.

Alguns dias depois, disputando o Campeonato Brasileiro de

A Federação Paulista de Tênis entrega troféu “Os Melhores

Xadrez, Fábio Cordom, Roberto Carlos Calixto, Ariane Torres

do Ano” em 1 de maio a Gustavo Balduino. Ele consegue na

da Silva e Gleison de Gal, patrocinados pela diretoria do CTC,

Categoria 9/10 Anos ser o campeão em Rio Preto, em Bauru,

vão a São Paulo.

em Fernandópolis, vice em Araçatuba e terceiro na Copa Futuro

O xadrez segue em destaque: em Jundiaí, no dia 2 de março,

do Tênis.

Dalto de Oliveira Júnior e Tiago Soares Gaicrin ficam entre

Pela “3ª Copa Sel Color de Tênis” em 8 de maio, Categoria

os primeiros classificados. Em 14 de abril, os xadrezistas são

22/34 anos, Wagner Villas Boas vence atletas de São Paulo,

campeões do estado; a equipe do CTC disputou com 10 cidades.

Jundiaí e Sorocaba.

Passando para os tatames, em São Paulo, no dia 29 de março, pelo CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

213


Ano 1994

Em Rio Preto, a equipe do CTC consegue 48 medalhas em uma única prova do dia 8 de maio. Destaque para Calil Eid Marques, conquistando quatro medalhas: duas de ouro, uma de prata e uma de bronze. E destaque para o irmão de Calil, o garoto Leonardo Eid Marques, com cinco medalhas: três de ouro e duas de prata. No Palestra de Rio Preto, com a participação de 400 tenistas, sendo a delegação de Catanduva a maior com 35 atletas, Mariana Elias é a campeã Categoria Feminina em 20 de maio. Neste ano, outras façanhas de Mariana são os primeiros lugares em torneios realizados no Automóvel Clube (1ª Copa Diet Coke) e Clube Monte Líbano. E o Jiu-Jitsu continua em destaque. Na 2ª Etapa do Campeonato Paulista realizada em Mogi Mirim, nossos atletas conseguem quatro medalhas de ouro, duas de prata e oito de bronze em 29 de maio. Em 29 de agosto, o CTC contrata mais dois professores de xadrez. O fato inédito para os associados são os professores, menores de idade. Fábio Henrique Cordon de 16 anos e Gleyson Rocha de 17 anos. Fábio foi reconhecido como o melhor enxadrista nos Jogos Regionais de Jales. O CTC promove em 9 de setembro a 1º Copa de Tênis “Açúcar São Domingos”, envolvendo 100 atletas do clube em disputas durando três semanas. A final aponta os seguintes resultados: destaque para o jogo entre Café e Nelson Liberalesco com duração recorde de quatro horas. Sagrou-se campeão da Categoria A: Dr. Wagner Villas Boas Júnior, seguido de Valdir Fabiano Júnior, Rafael Castellini, Fábio Gasparin; sagrou-se campeão da Categoria B: Dr. Elias Chediek, seguido de Dr. Luiz Lopes, Célio Facci e Dr. Marcos Rodrigues Pinotti; sagrou-se campeão da Categoria C: Nelson Liberalesco, seguido de Ricardo Cícero, Dr. Mairton Lourenço e Chupeta. O patrocínio deste torneio é de José Oswaldo Zancaner Motta, empresário e diretor do CTC. Alguns dias depois, o CTC é campeão em Penápolis no torneio “Haroldo César Paulo” de natação. O Clube é representado por 21 atletas. Em 18 de setembro, na 7ª Copa de Cedro de Rio Preto, Wagner Villas Boas Júnior classifica-se em segundo lugar na Categoria 22/34 Anos. Mariana Elias sagra-se campeã na Categoria 15/16 Anos. Conseguiram classificações: Henrique Magoga Filho, Bruno Sabino, Roberto Magoga Neto, Gustavo Balduino, Bruno Martani, Everton Carmona, Mariana Mastrocola e Valdir Fabiano Júnior. A febre do biribol contagia os associados, e o CTC é o pioneiro na cidade com a construção de três piscinas para a prática do biribol. Pelo tradicional e respeitado Troféu Brasileiro “Júlio Delamare”, Priscila é o primeiro lugar nos 100 metros nado de peito com 1’16’’83 e o segundo lugar nos 200 metros nado de peito com 2’49’’3 em 13 de novembro.

214

LIVRO HISTÓRICO


O jovem tenista catanduvense, Henrique Pedro Magoga, sagra-se campeão em duas provas na Categoria 9/10 Anos na cidade de Barretos e logo após na cidade de Bauru em 19 de novembro. Mariana Mastrocola é a campeã em Barretos na Categoria 13/14 anos. Bruno Sabino e Lucas Magoga conseguem o 2º e 3º lugares, respectivamente, e Célio Andreotti (treinador da equipe) fica como vice na Categoria 19/21 Anos. No encerramento da 5ª e última etapa do Campeonato Paulista de Jiu-Jitsu em 27 de novembro, Luiz Nahum Rabay, representando o Clube de Tênis Catanduva e DELT, é o Tricampeão Paulista. As atletas da equipe feminina de futebol de campo ganham até entrevista da TV Globo em 15 de dezembro, pelas suas performances na conquista de importantes vitórias, dirigidas pelo técnico Livano Baldan.

Festas e bailes Volta a decorar os salões do clube o veterano artista plástico Ângelo Stancato. Retorna também a orquestra catanduvense de Arley Mazzuia; neste ano a folia aconteceu em 12 de fevereiro. Baile de Aleluia em 10 de abril. Três conjuntos musicais animam a noitada tradicional: Grupo Sem Luxo, Frenesi Big Band e Banda Blackout se apresentaram no Juninão em 25 de junho. 3 do Rio se apresenta no CTC em 7 de agosto e Baile Uma Noite no Caribe em 4 de dezembro.

1994 – Rei Momo do Clube de Tênis Ricardo Mugayar e a Rainha Carla Gazoni.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

215


Ano 1995

Carnaval Ângelo Stancato decora os salões sob tema “Esplendor e Luxo Javanês” e a Orquestra de Arley Mazzuia dá o toque musical nos bailes de salão em 25 de fevereiro. Neste ano também aconteceu o tradicional Baile de Aleluia em 21 de abril.

Eleições O Presidente Dr. Sérgio Reis Bucchianeri e seu vice Dr. Aulo Caetano de Mello são reeleitos em 16 de junho. Entretanto, no conselho deliberativo, o Dr. José Macbeth Guimarães é eleito o presidente e João Alberto Caparroz como vice.

1995 - Rainha do Carnaval de Catanduva Fabíola Zampieri.

216

LIVRO HISTÓRICO


07.04.1995 - Diretoria entrega prêmios aos vencedores do Campeonato de Tênis “José de Franchi”.

1995 - Na foto Eros Schettini, Amália Marangoni e Fabiane Berto da TVO de Catanduva.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

217


Ano 1995

Destaques, revelações e muitas conquistas no mundo do esporte Com realização em abril de 95, nosso representante Fábio Cordon intensifica treinamento para disputar, em Blumenau, o Campeonato Pan-Americano de Xadrez. Cordon vem de um terceiro lugar do Campeonato Aberto do Brasil, realizado em São Sebastião do Paraíso, Minas Gerais. Pelo Master, Vadinho vai colecionando medalhas. No Rio de Janeiro, fatura duas de ouro em 21 de março. Cinco dias depois, em 26 de março, pelo 8º Campeonato Aberto realizado nas quadras do Palestra de Rio Preto, Gustavo Balduino

01.10.1995 - André Carlessi Silva, Wagner Villas Boas Neto, André Bugatti Gentile, Thiago Colombo Bertoncello, Henrique Candollo, Fernando Bugatti Gentile, Denner Schettini de Carvalho, Calil Eid Marques.

consegue ser o primeiro na Categoria 11/12 Anos. No Sul-Americano realizado no Peru em 1 de abril, nossa nadadora, Priscila Rúbia, consegue uma medalha de prata e outra de bronze e prepara-se com o técnico Gilberto Pires para participar de Competição Internacional na Grécia, em 14 de Abril. Nesse mesmo dia, nadadores do CTC podem abrir uma ourivesaria. São 18 medalhas de ouro, sete de prata e 10 de bronze conquistadas em um único dia nas piscinas de Barretos pelos garotos da natação do CTC, com idade entre sete a onze anos.

01.04.1995 - Campeã: Priscila Rubia

218

LIVRO HISTÓRICO


25.07.1995 - Priscila Rubia

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

219


Ano 1995

No dia 29 de abril, os nadadores do CTC conseguiram o melhor índice técnico e melhor técnico em natação em Santos pela “2ª Copa do Almirante”. O destaque da copa é Matheus Schettini de Carvalho que conquista três títulos, mais o recorde paulista nos 100 metros nado livre com 56’’50, recorde que pertencia a Gustavo Schalch Leal do E.C. Pinheiros com 56’’87. Outros destaques para Fernando Rebeche, André Luiz Tucci, Renato de Camargo Gabas, Matheus Seixas Pestana e Rafael Grigoli. Dirigidas pelos professores do CTC, Rosele e Ricardo Pinfildi, as meninas do vôlei Equipe A e Equipe B ganham o campeonato de vôlei em Rio Preto em 21 de maio. Voltando às piscinas, em todas as categorias, a nadadora catanduvense Priscila Rúbia é considerada oficialmente a quarta nadadora do país. E a primeira no Campeonato Absoluto de Natação na cidade de Santos no campeonato do dia 2 de julho. Pela “IV Unimed Open de Tênis”, Gustavo Balduino vence na Categoria 11/12 Anos e Wagner na Categoria Seniors. A competição aconteceu em Rio Preto em 15 de julho entre os 300 melhores atletas do estado. Na Capital do Estado, em 25 de julho, Priscila Rúbia bate recorde sul-americano, pelas Olimpíadas de Inverno SP-RIO, seu feito é registrado no revezamento 4 x 50 em quatro estilos, nadando com a sua irmã Paula Renata - São Carlos, Elen Burgos - Ribeirão Preto e Fabíola Molina - São José dos Campos. Gustavo Corrêa Balduíno é campeão na Categoria 11/12 anos

05.11.1995 - Equipe Feminina do Clube de Tênis. Em pé: Beto, Hélvio Carvalho, Paula Fernanda da Silva, Fabiana Cristina Cordasso, Christiany Monzani Vivaldini, Ellen Schettini Roman, Luciana Aparecida Zimaro de Fázio, Graciela Márcia Azevedo de Sá, Thais Renata Pereira Piton, Vanessa Maia Roque, Milton José Rocha. Agachadas: Marina Castellá Stochi, Elaine Cristina Carnavale, Gisele Bitto Oliveira, Mariana Christina Elias, Cláudia Canoso, Monique Daniela de Souza, Elaine Cristina Fabiano, Karla Buch, Tais Zancaner Ueta.

e Célio Andreotti fica como vice na Categoria 22/34 anos, em Bauru em 23 de agosto.

220

LIVRO HISTÓRICO


CTC/DELT conquistam nove medalhas na final do Campeonato Paulista realizado em Itu, Categoria Juvenil, em 3 de setembro. O destaque do campeonato é Luizinho Rabay, que sagrou-se tetracampeão paulista de Jiu-Jitsu. Nesse mesmo dia, o CTC/DELT sagra-se campeão no vôlei feminino

pelo

Campeonato

Classificatório,

enfrentando

equipes de Bragança, Rio Claro e Porto Ferreira. Dois dias depois, o vôlei infantil do CTC é campeão regional, pelo III Campeonato Regional disputado em Rio Preto, e a equipe de vôlei masculino infantil do CTC, comandada por Edson Issamo Fukato, classifica-se campeão invicto, sem perder um set. Em 9 de setembro o CTC/DELT consegue mais vitórias e são campeões do “Festival de Vôlei Tie Break” feminino com a participação de equipes de Novo Horizonte, Ibirá e Clube Recreativo Higienópolis.

1995 - Patrícia Raquel Carvalho Aguiar.

Um dia depois, Wagner Villas Boas é vice-campeão brasileiro, pela Categoria Seniors, em campeonato realizado em João Pessoa, Paraíba. O vôlei feminino consegue a segunda vitória do mês. Campeões do 2º Festival da Liga Estadual, o CTC/DELT classifica sua equipe entre as quatro melhores do Estado e garante vaga para a semifinal, e vence. O jogo aconteceu em Bragança no dia 1 de outubro, com o time da casa, com CTC/DELT passando para a final.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

221


Ano 1995

Pelo III Campeonato Aberto do Interior no dia 1 de outubro, Patrícia Raquel C. de Aguiar é a recordista nos 50 metros nado livre e participante da equipe vencedora de revezamento do CTC. Conquistaram primeiros lugares os seguintes nadadores catanduvenses: Calil Eid Marques, Henrique Cândollo, Fernando Bugatti Gentile e Denner Schettini. Na Categoria Pena, Faixa Roxa, Luizinho Rabay levanta o título de Campeão Brasileiro de Jiu-Jitsu em 14 de outubro e classifica-se para representar o Brasil no Mundial pela Categoria Juvenil. No mesmo dia, CTC fica com o maior número de medalhas pela Copa Cedro de Tênis realizada em Rio Preto entre nove cidades - Ribeirão Preto, Bauru, Dracena, Araçatuba, Marília, Lins, Franca e Rio Preto. O Clube de Tênis solidifica de vez o futebol feminino como equipe poderosa, conquistando vitórias atrás de vitórias. E no dia 5 de novembro, é campeão da Taça Regional. O vôlei feminino também não fica atrás; no mesmo dia, em Santa Gertrudes, a equipe do CTC/DELT sagra-se campeã no “Jogos da Amizade”. Segundo o técnico Ricardo Pinfildi, “foi o campeonato mais importante, de técnica elevadíssima, que disputamos este ano”. A promessa da natação, Matheus Schettini de Carvalho cumpre bem seu papel, tornando-se campeão brasileiro em 12 de novembro. O atleta consegue o feito nos 100 metros nado livre com o tempo de 55’’07. E conquista ainda os 50 metros nado livre, com 25’’92 e os 200 metros medley com 2’19’’9, mais dois títulos de vice-campeão. Matheus coloca-se em terceiro lugar nos 200 metros nado livre com 2’02’’36. São 75 clubes e 500 atletas disputantes.

222

LIVRO HISTÓRICO


1995 - Na foto, da esquerda para a direita: Matheus Schettini, Dr. Sérgio Reis Bucchianeri, Gilberto Pires.

Em 12 de outubro, Ronaldo Pinfildi e Oswaldo Banhos vão para o Master Sul-Americano em Mar Del Plata, Argentina, e conquistam medalhas. Ronaldo recebe duas medalhas de ouro e uma de prata e Vadinho uma de prata e duas de bronze. Priscilla Ribeiro dos Santos, em vias de transferir-se para São Paulo, defendendo o Corinthians, é homenageada pela diretoria do Clube de Tênis. Priscilla não pertencia aos quadros do CTC, mas a diretoria quis prestar-lhe merecida homenagem pelos seus brilhantes feitos à natação catanduvense. Em 9 de dezembro é realizada uma competição natatória considerada o mais importante acontecimento de todos os tempos em Catanduva. São 52 clubes com 219 atletas, prestigiados pelo Presidente da Federação Paulista de Natação, Miguel Cagnoni. Matheus bate seu próprio recorde paulista nos 200 metros nado medley, que era de 2’19’’09, diminuindo para 2’19’’2 em 10 de dezembro. Conquista o troféu “Melhor Performance” pelo maior número de pontos numa competição: 85 pontos. Matheus vence ainda os 100 metros nado livre, 50 metros nado livre e fica como vice-campeão nos 200 metros nado livre.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

223


Ano 1996

1996 – Fernando Daltin, Rei Momo do Carnaval de Catanduva e a Rainha Elaine Sargi.

Carnaval Em 17 de fevereiro a Orquestra de Arley Mazzuia anima os bailes do CTC. Em 30 de abril acontece o Gata Verão.

224

LIVRO HISTÓRICO


1996 - O Rei Momo do Clube de Tênis Fabrício e a Rainha Gabriela.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

225


Ano 1996

Xadrez No dia 22 de junho Catanduva é a campeã pelo Campeonato Juvenil Estadual de Xadrez, com participação de 50 equipes, realizado em Ourinhos. A jornada vitoriosa da equipe catanduvense é defendida pelos enxadristas Gleison Begali Rocha, professor do CTC, Neócles Alves Pereira Filho, Fábio Cordon, professor do CTC e o Técnico Roberto Carlos Calixto, apoiados pelo CTC, SESC e DELT.

226

LIVRO HISTÓRICO


12.10.1996 - Guilherme da Silva prepara-se para disputar o Campeonato Brasileiro da Primavera no Rio de Janeiro.

O jornalzinho “A Raquete” foi um dos informativos do CTC. E foi ele que divulgou, em junho de 1996, alguns destaques do esporte. Em meados de junho daquele ano, o futebol do CTC era conhecido como “Papa-Tudo”, devido às vitórias que acumulava. Na categoria dente de leite sagrou-se campeão no Torneio de Futebol Mini Campo promovido e realizado no CRH. Na categoria infantil, a equipe do CTC foi vice-campeã na 4ª Copa Municipal organizada pela Liga Catanduvense de Futebol Amador. O futebol feminino conquistou a taça de campeã do Torneio Aniversário de Santa Adélia. Na ocasião, esta equipe já era campeã regional de futebol feminino. Nessa mesma época, a sala de musculação do CTC se tornava a grande atração do clube. A sala contava com 17 aparelhos e 3 monitores: Ricardo Matos, Hélvio Carvalho e Tiago Bastos. As atividades físicas oferecidas aos associados eram: ginástica feminina e masculina, judô, karatê, natação, balé, vôlei feminino e masculino, futebol masculino, basquete, xadrez e tênis.

CTC firma convênio com Grande Hotel Ainda em 1996, o CTC firmou convênio com o Grande Hotel Termas de Ibirá, que assim passava a oferecer preços com descontos para os associados do clube.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

227


Ano 1996

De volta às quadras Tênis revela mais um talento no esporte que deu nome ao clube. O tenista Célio Andreotti, em 1996 com 22 anos, e na ocasião treinador de tênis do CTC, conquistava um título a cada final de semana. Enquanto isso, no restaurante do Tênis, o cantor Ditinho da Vila dava o tom. Sua voz suave e seu repertório eclético faziam sucesso. Eram também tempos de utilizar a tecnologia para aumentar a segurança do clube. Com os anos 2000 por chegar e toda a euforia do mundo em torno disso, o Clube também entrou nessa ‘onda’, divulgando seu caráter moderno, ‘com olhos voltados para o ano 2000’, ao adquirir um sistema de computadores para promover maior privacidade e segurança aos sócios. Tratava-se de computadores de última geração e das catracas eletrônicas. Com isso, entraram em vigor as carteiras sociais na forma de cartões magnéticos.

228

LIVRO HISTÓRICO


Com a presença do presidente da F.P.T., Raul Cilento, dos coordenadores Nelson Musa, Dr. Luiz Gonzaga Cardoso, Maria Stella Lima Mastrocola e Joel Nunes, realiza-se nas quadras do clube e Academia Teka, o Torneio “Darcy Silva e Roberto Lima” em 24 de agosto. As partidas eram disputadas entre 58 atletas de várias cidades do Estado. Gleison Begali Rocha pega a 10ª colocação e Fábio Cordon conquista medalha de prata na Categoria Infantojuvenil do Circuito Paulista de xadrez em Campinas, que também foi realizado em agosto. Treinando sob orientação do Técnico Oswaldo Banhos, o nadador Guilherme da Silva, com 68 anos de idade, na época, classifica-se em 2º lugar nos 200 metros nado de peito, pelo Torneio “Brasil Master” realizado em Ribeirão Preto em 12 de outubro. 365 atletas de todo o Brasil disputam o torneio. No revezamento 4 x 50 medley petiz I, o Clube fica em 1º lugar com Tiago Colombo Bertoncello, Rafael Gisse Pinto, Wagner Villas Boas Neto e André Carlessi Silva. Nesta importante prova do calendário estadual, realizada em 27 de outubro, o CTC conseguiu 10 medalhas. O Clube de Tênis é sede das finais da Liga Estadual de Vôlei Feminino Juvenil em novembro, e o time da casa termina invicto, concorrendo com grandes equipes - Campinas, Jundiaí, Piracicaba, São Carlos - entre outras importantes cidades. O CTC em parceria com o DELT é representado na parte técnica pelos professores Ricardo e Rosele Pinfildi e 15 atletas campeãs. No Campeonato Paulista Juvenil de Natação em Campinas, que aconteceu no mesmo mês, apenas cinco atletas representam o CTC, mas colhem quatro medalhas: uma de ouro, uma de prata e duas de bronze. No mês seguinte, Wagner fica em 4º lugar na Categoria Simples e 5º lugar na Categoria Dupla. A semana anterior a essa conquista, o atleta derrotou o campeão e vice-campeão paulista pelo torneio da Federação Paulista de Tênis. Pelo Campeonato Master Paulista de Natação, o veterano Guilherme da Silva (68) vence os 100 metros nado de peito com 1’58’’; os 50 metros nado de peito com 50’’26; e os 50 metros nado borboleta com 53’’20. Consegue o 2º lugar nos 50 metros nado livre com 42’’22. Tempo recorde.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

229


Ano 1996

31.12.1996 - 3º Jogos Regionais (Catanduva). Na foto: Glésia Bovi Moreira da Silva, Priscila Rúbia Carvalho Aguiar, Ana Carolina Candonssin, Patrícia Crippa.

31.12.1996 - Patrícia S. Hortenzi

230

LIVRO HISTÓRICO


18.11.1996 - Equipe de revezamento de natação do Clube de Tênis Catanduva (Campinas). Na foto: Matheus S. Carvalho, Leonardo Eid Marques, Matheus Seixas Pestana, Renato de Camargo Gabas, Eduardo Luiz Franklin. Técnico: Gilberto Pires.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

231


Ano 1997

05.10.1997 - Equipe Society CTC. Em pé: Gallo, Juninho, Maruí, Ricardo, Fabinho e Varoto. Agachados: Eufrásio, Marcinho e Neto.

Um resumo das participações esportivas do CTC naquele ano No ano de 1997 foram observadas as seguintes participações de atletas do CTC em competições esportivas: Natação Menor: 3 campeonatos brasileiros, 3 estaduais, 5 regionais, 2 festivais e jogos abertos; Natação Master: 4 torneios, com saldo de 70 medalhas, com destaque para Matheus Schettini de Carvalho que foi campeão na Colômbia, no campeonato Sul-Americano; Tênis: participação nos Jogos Abertos e Regionais, 5 torneios federados, 2 não federados, 3 competições internas e uma interclubes;

232

LIVRO HISTÓRICO


Futebol de Salão Adulto: participação durante campeonato da Liga Catanduvense de Futsal (ainda em vigor), e no Campeonato de Society, do qual sagrou-se campeão; Xadrez: participação em 2 campeonatos federados, realizados na cidade de São Carlos; Futebol Menor: participação em Torneio Amistoso, num total de 50 jogos em 4 categorias, além do Campeonato Internacional; Vôlei Feminino: garantiu o 4º lugar no Campeonato da Liga

09.11.1997 - CTC na 3ª colocação em campeonato de Araçatuba. Técnico: Gilberto Pivetta Pires.

Estadual; Vôlei Masculino: campeão durante a Liga Regional Riopretense; Ginástica Olímpica: participação durante a Copa Regional, além da 3ª melhor posição durante os Jogos Regionais; Judô e Karatê: amistosos internos; Bocha: participação em Jogos Abertos, além de torneios internos; Jiu-Jitsu: traz duas medalhas de ouro e uma de bronze.

12.04.1997 - Marília, 3 medalhas de ouro e melhor índice técnico. Na foto: Matheus S. Carvalho, Carlos Miguel Canhoni - Presidente da Federação Aquática Paulista, Gilberto Pires - Técnico do CTC.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

233


Ano 1997

Estrutura e destaques A diretoria do CTC divulga aos associados a aquisição de um ônibus dotado de todo o conforto para o transporte de seus atletas, construção de mais duas saunas e instalação de arcondicionado nas boates do Clube. Em Fortaleza, de 15 a 20 de julho, pelo Campeonato Brasileiro, Matheus Schettini conquistou duas medalhas de ouro. Neste torneio de Rio Preto pelos Jogos Regionais, Matheus Schettini Carvalho soma quatro medalhas de ouro, duas de prata e uma de bronze. Já pode abrir uma casa de joias (ourivesaria) e mandar ver. Nosso nadador Emerson Paraguaçu abiscoita uma medalha

16.08.1997 - Manoel Carmona (Profº/Técnico), Zetti Zancaner (Diretor Social), Dr. Sérgio Reis Bucchianeri e o presidente da federação Raul Cilento.

de prata e quatro de bronze. Seguido de Glesia Bóvia Moreira Silva com cinco medalhas de bronze. Em 28 de setembro, Matheus Schettini de Carvalho bate o seu próprio recorde no 8° Troféu Internacional “Chico Piscina”, em Mococa; e de lambuja o atleta fica com o prêmio de “O Melhor Índice Técnico” do torneio. E mais: Matheus (15 anos) é o único atleta de nossa região convocado para defender a Seleção do Estado de São Paulo. Nesta competição, Matheus amealha quatro medalhas de ouro e uma de prata, entre nadadores das seleções do Paraguai, Uruguai, Argentina e Estados Unidos da América do Norte.

1997 - Wagner Villas Boas Júnior e Valdir Fabiano.

234

LIVRO HISTÓRICO


Matheus superou ainda seu próprio recorde, no Campeonato Sul-Americano, 50 metros nado livre, com a marca de 24”45, diminuindo para 24”40. O recorde mundial absoluto pertence ao nadador russo Alexandre Popov com o tempo de 21”91. Mais um prêmio para Matheus. A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos patrocinou uma viagem e estadia de Matheus nos EUA em uma “Clínica Internacional de Natação”, do ex-técnico da seleção olímpica norte-americana Jack Nelson. Idealizado pelos professores Nelson Musa e Luiz Gonzaga Cardoso, homenageando os saudosos tenistas do CTC, Roberto Lima e Darcy Silva, realiza-se mais um torneio de duplas na quadra da Academia Teka, contando com a visita do presidente da Federação Paulista de Tênis, Raul Cilento. Ele afirma que

26.07.1997 - Futebol Veteranos CTC. Na foto: Dr. Sérgio Bucchianeri, Mugaiar, Cesinha, Douglas, Magoguinha, Maruy, Beto Paloi e Catanho. Agachados: Kabeça, Gasoni, Marabá, Grandelinha e Kila.

“Catanduva possui considerável número de excelentes tenistas. E a partir do próximo ano este torneio será definitivamente oficializado pela Federação Paulista de Tênis, com o custo total do torneio bancado por ela”. Diretoria do clube da raquete resolve apoiar o Projeto Nadar, da Secretaria de Esporte e Turismo, cedendo as suas dependências para treinamentos de todos os clubes da cidade e região: Novo Horizonte, Urupês e Pindorama.

19.12.1997 - O técnico Gilberto Pires com os atletas Patrícia Raquel e Thiago Iório.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

235


Ano 1997

Festas Nesse ano os salões do CTC recebem a decoração de Júlio Cesarini sob o tema: “Tributo a Carmem Miranda” e a animação musical de Arley e sua Orquestra. Em 25 de outubro foi realizado o Baile Uma Noite no Caribe com Apollus Band, Banda Blackout e Hélio Branca e Francis.

Eleições Duas chapas disputaram a eleição no dia 8 de junho, encabeçadas por Wagner Villas Boas Junior e José Oswaldo Motta Zancaner (Zetti). Os trabalhos foram dirigidos pelo Juiz de Direito Dr.

1997 - A foto foi tirada no Clube de Tênis Catanduva quando da posse da diretoria comandada por José Oswaldo Motta Zancaner (Zéti). Estão na foto sentados da direita para a esquerda: João Alberto Caparroz, Sérgio Reis Bucchianeri, José de Franchi Guimarães e Nelson Bassanetti (Secretário). De pé: Fábio Rossi (1º Tesoureiro), José Oswaldo Motta Zancaner (Presidente), Pedro Nechar Jr. (Vice Presidente) e José Marcos Paula Theodoro (2º Tesoureiro).

Antônio Bandeira Filho. Foram eleitos: o Sr. José Oswaldo Motta Zancaner, presidente do clube e o Dr. Pedro Nechar Júnior, vice. No conselho deliberativo, Dr. Sérgio Reis Bucchianeri assume a presidência, porém no dia 15 de julho, Sérgio Reis Bucchianeri transmite cargo para José Oswaldo Motta Zancaner. De diretor social para presidente da entidade, Zetti, como é carinhosamente chamado, vai conseguir manter o ritmo forte de realizações nos próximos 24 meses de seu mandato. 27.11.1997 - Aleixo Bachi, Walter Bochini, Zetti.

236

LIVRO HISTÓRICO


Ano 1998

02.11.1998 - Campeão: Everton Carmona, Vice campeão: Matheus Teseni.

Esportes e infraestrutura Em 1998, era inegável o apoio do CTC ao esporte. Naquele ano, eram oferecidos treinamentos em 14 modalidades esportivas, com participação de aproximadamente 700 associados, conduzidos por 23 profissionais, entre professores e treinadores. Após um hiato de cinco anos, o Clube retomou no segundo semestre de 98 o Projeto Escola de Tênis, sob coordenação do diretor Luís Lopes e dos professores da categoria, Manoel Carmona Silva e Valdir Fabiano. O Clube, no mesmo ano, foi sede da X Copa CTC de Tênis. O evento, supervisionado pela Federação Paulista, aconteceu de 30 de maio a 28 de junho e reuniu mais de 200 tenistas nas categorias a partir de 9/10 anos até veteranos com mais de 70 anos. Paulo César do Carmo foi campeão e um dos expoentes na categoria 35 B. Em 23 e 24 de maio, o São Lourenço Country Clube sediou a 5ª Copa Brasil Masters de Natação, sob coordenação do catanduvense Walter José Lessa. A competição foi promovida pela Associação Brasileira de Masters. Foram 42 clubes representados por 343 atletas. Na categoria pré-masters, com a participação de 10 agremiações, o CTC/CELT conquistou o troféu de primeiro lugar. Além de Catanduva, participaram as cidades de Niterói, Petrópolis, Rio, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Maceió, São Paulo, entre outras.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

237


Ano 1998

Em agosto, o Clube divulgava remodelação no espaço onde funcionava o campo de bocha. Também foram anunciadas remodelações na cozinha e demais dependências que serviriam ao salão social, em projeto assinado pela arquiteta Ariana Bastos. Wagner Villas Boas do CTC consegue a 3ª colocação no Torneio Brasileiro de Tênis Veteranos, que aconteceu em Florianópolis (SC), de 7 a 13 de setembro de 1998; ele participou da semifinal contra a dupla do ex-integrante da Copa Davis do Brasil, Ivan Kley. O torneio contou com a participação de mais de 300 tenistas de todo o Brasil e foi prejudicado pelo mau tempo do sul do país. Alguns jogos foram cancelados. O restaurante do CTC foi reformado. A remodelação incluiu instalação de ar-condicionado, obras no teto e mudanças na decoração, assinada pela arquiteta Ariana Bastos. São realizados os Jogos do M.E.D.O., realizados entre atletas profissionais de Medicina, Engenharia, Direito e Odontologia. Vôlei, futsal, tênis e natação são destaques no Campeonato Interclubes. Equipes de várias modalidades esportivas do CTC se destacaram no Campeonato Interclubes, realizado de 1 a 7 de setembro, em comemoração à Semana da Pátria. As equipes de vôlei juvenil e feminino adulto foram campeãs, nos jogos contra equipes do Automóvel Clube. Os tenistas do CTC ganharam do RPAC, no dia 5. No mesmo dia, aconteceu o Festival de Natação Infantojuvenil, que contou com a participação do RPAC, do CTC e de mais dois clubes de Catanduva.

Ronaldo Pinfildi: destaque na natação do CTC Em 1998, Ronaldo Pinfildi quebrava cinco recordes: três brasileiros e dois sul-americanos, no Campeonato Sul-Americano de Natação Master de Vitória (Espírito Santo), realizado de 4 a 7 de setembro. Pinfildi chegou em 1º lugar nas provas de 200 metros e 100 metros nado peito, com os tempos de 2 minutos, 41 segundos e 78 centésimos e 1 minuto, 12 segundos e 78 centésimos. Ronaldo quebrou o recorde brasileiro, com o tempo de 32 segundos e 93 centésimos. As provas foram realizadas no Clube Náutico Álvares Cabral. Competiram 902 atletas maiores de 25 anos de seis diferentes nacionalidades, que representaram 103 clubes.

238

LIVRO HISTÓRICO


Equipe de natação conquista medalhas Nadadores do CTC, de todas as idades, se destacam, conquistando medalhas. A equipe infantojuvenil de natação participou do VII Troféu Sorema Mirim à Sênior de Matão, trazendo, no final de agosto, 16 medalhas de ouro, 11 de prata e 14 de bronze. Do Torneio Regional Infantil à Sênior, vieram mais 15 medalhas. Os nadadores Patrícia Raquel Carvalho de Aguiar e Wagner Villas Boas Neto se destacaram, conquistando os melhores índices técnicos.

19.07.1998 - O técnico Gilberto Pires com os atletas Wagner Villas Boas Neto e Patrícia Raquel.

A 1ª etapa do Circuito Paulista de Natação Master, ocorrida em Matão, no dia 13 de junho, rendeu 17 medalhas de ouro e uma de prata. Os nadadores Dalila Ayala Naves da Silva, Marlene Meneghelli, Mauro Nardi, Ronaldo Pinfildi e Haroldo Guimarães trouxeram 30 medalhas do Torneio Sudeste, realizado no Clube Paineiras do Morumbi, no dia 27 de setembro. Participaram mais de 200 atletas de todo o Brasil, representando 31 clubes. O CTC ficou em 3º lugar, em contagem de pontos efetuada entre os clubes com até 15 atletas. Uma das nadadoras “revelação” do Clube de Tênis naquele ano foi Patrícia Raquel Carvalho de Aguiar, que garantiu uma segunda colocação no Campeonato Brasileiro, categoria infantil, realizado em 18 de julho de 1998, em Manaus.

23.04.1998 - Ronaldo Pinfildi, Haroldo Goldin Guimarães, Simone Naves, Da. Marlene Meneghelli Dias, Dalila Ayala, Mário Alexandre, Eric Pinho.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

239


Ano 1998

Futebol do CTC sagra-se campeão A equipe de futebol adulto do CTC sagra-se campeã no Campeonato Regional de Futebol Society, realizado em São José do Rio Preto, durante os meses de junho, julho e agosto, ficando em 3º lugar na Liga Catanduvense de Futebol.

Mensalidades não sofrem aumento Considerando o momento de crise, a diretoria não repassou para

13.06.1998 - Ronaldo Pinfildi, José Mauro Nardi, Murilo Sichieri Carvalho, Lucia Helena Aguilar Alexandre, Dalila Victória Galano Ayala, Simone Naves da Silva, Marlene Meneghelli Dias, Nelson Roberto Gubolin, Sherlei Munhoz, Guilherme da Silva, Carlos Eduardo Bauab, Hedione Ginotti Carvalho, Denise Braz Cursino, José Oswaldo Motta Zancaner.

os associados os aumentos dos anos de 97 e 98, resultantes do Acordo Coletivo que teve com o Sindicato dos Trabalhadores da categoria a que pertence o clube. Ainda no ano de 98, os associados passaram a receber boletos bancários para o pagamento das mensalidades. Em contrapartida, para atender à crescente demanda por energia em suas dependências, o CTC adquiriu um transformador de 220 KVA. Dentre outras funções, o novo aparelho permitiu a refrigeração de ar no restaurante. No mesmo período, o Clube também renovou os aquecedores de suas piscinas, o que fez com que as aulas pudessem continuar mesmo em dias de frio.

29.11.1998 - Campeonato Brasileiro Infantil de Verão (Brasília). Na foto: Wagner Villas Boas Neto, Patrícia Raquel C. Aguiar, Rafael Pisse Pinto, Gilberto Pires.

240

LIVRO HISTÓRICO


Noite de tango Firmando-se cada vez mais como ponto cultural da cidade e região, no dia 6 de setembro, o CTC promoveu um belíssimo Show de Tango, intitulado “Mi Buenos Aires Querido”. Para embalar a todos no ritmo argentino famoso no mundo inteiro, foi convidado o Conjunto Plataforma 5. A apresentação dos músicos e dos dois casais de dançarinos da Casa Blanca – famosa casa de tango da Argentina – iniciou-se à meia noite, no mais puro estilo boêmio dos nossos vizinhos do sul. Os artistas interpretaram tangos de maior sucesso na Argentina e conquistaram a admiração dos presentes

Carnaval O Carnaval 98 do Tênis teve como tema “La Bela Epoque e a Copa da França”. O tema foi proposto pelo decorador Júlio Cesarini. A folia atraiu um público de cinco mil foliões por noite,

1998 - Prefeito Municipal Felix Sahão e familiares no baile de carnaval do Clube de Tênis.

animados pelos músicos paranaenses da Apollus Band e contou, como princesas do Carnaval, com: Jaqueline Pereira, Daniele Casteleti, Juliana Tomazini, Mariana Mastrocola, Marcela Mascaro, Lívia dos Santos, Maíra Casemiro, Thaís Ayusso, Roberta, Fernanda e Marcela Zancaner, Larissa Dalto e Giseli Apendino. Para garantir o sucesso do evento, foi mobilizada uma infraestrutura de 120 pessoas. Apenas a equipe de segurança somou cerca de 50 integrantes em circulação pelas dependências do Clube e outros 12 contratados mantiveram o controle na área externa. A utilização exclusiva de bebidas enlatadas e copos

1998 – Carro alegórico do Clube de Tênis participando do carnaval de rua de Catanduva.

descartáveis foi a novidade do ano, para prevenir acidentes entre os foliões. No arremate, o CTC acionou suas catracas de acesso eletrônico e adotou comunicação interna via rádio transmissor, o que facilitou, principalmente, o bom andamento de seu sistema de segurança.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

241


Ano 1998

1998 – A foto foi tirada durante o carnaval no Clube de Tênis Catanduva que contou com a presença da atriz global Rita Guedes e do ator Raul Gazzola. Nesse ano na administração do Prefeito Municipal Félix Sahão Júnior o Rei Momo foi André Luiz Alves e a Rainha foi Andiélica Dellapossa.

242

LIVRO HISTÓRICO


10.10.1998 – A foto foi colhida no baile do Hawaii. Da direita para a esquerda: o presidente do Clube de Tênis Zéti Zancaner (de colar), o Sr. Pedro Medalha e do outro lado o secretário Nelson Bassanetti.

Orquestra que era destaque nacional toca em Baile do Tênis Em agosto de 1998, a Orquestra Tabajara, destacada por uma edição da época da revista Veja, se apresentou no Baile de Gala do CTC. Em maio aconteceu o Baile Country com banda Free Dance International. Já em dezembro, Baile do Branco com Orquestra Tupi do Rio de Janeiro.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

243


Ano 1998

1998 - Foto colhida em baile no Clube de Tênis Catanduva. Estão na foto da esquerda para a direita: José Oswaldo Motta Zancaner (Zéti), Mariângela Pinfildi Mastrocola da Motta Zancaner, Elizabeth Farizato Tomazini, Olga Sabbag Farah e Miguel Camilo Farah.

244

LIVRO HISTÓRICO


07.1998 – A foto foi tirada no Clube de Tênis durante a realização de um torneio de tênis. Estão na foto da esquerda para a direita: Dr. José de Franchi Guimarães, Dr. Murilo Astêo Tricca, Dr. Sérgio Reis Bucchianeri (Tiririca), José Oswaldo Motta Zancaner (Zéti) e o prof. Milton Augusto Januário.

CTC homenageia renomados atletas Na gestão de José Oswaldo Motta Zancaner são prestados tributos a grandes personalidades que passaram pelo seu quadro social. Edegar Pirola, Dr. Murilo Astêo Tricca, Armindo Mastrocola Filho, Wagner Villas Boas, ex-presidentes, cada um de por si, foram lembrados com singelas, mas carinhosas homenagens. E tantos outros. Outro homenageado foi o ex-técnico de natação, Prof. Haroldo Gondin Guimarães; a diretoria estende as homenagens também para os inesquecíveis Prof. Nelson Musa, Milton Durante e Gerson José de Camargo Gabas.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

245


Ano 1999

Eleições diretoria Para o biênio de 1999-2001 foi eleita a seguinte diretoria: presidente Sérgio Reis Bucchianeri e vice Alberto Caparroz. Para o conselho deliberativo: presidente José Macbeth de Franchi Guimarães e vice Valner Pellizzon. A eleição transcorreu no dia 6 de junho de 1999. Em julho de 1999, o presidente Nilton Lourenço Cândido assumiu. Sob sua administração começaram as obras para a inauguração da Choperia, cujo acabamento foi concluído na administração de Marcelo Fernandes dos Santos. O espaço da Choperia, inclusive, já havia concentrado diversos outros serviços. Anteriormente, havia sido uma Frutaria e também foi o local onde funcionava o Departamento de Esportes.

246

LIVRO HISTÓRICO


Eventos importantes Nos dias 14 a 15 de agosto de 1999 foi realizado o Torneio de Veteranos do Tênis, em homenagem a Roberto Lima e Darcy Silva. Nesta fase de administração do Clube foram realizados muitos eventos de grande porte. O memorável Baile do Hawaii de 16 de outubro de 1999 notabilizou-se por sua grandiosidade, beleza e organização, feito em três ambientes (salão, piscina e restaurante), com três bandas contratadas, cada qual tocando em um dos ambientes especialmente decorados. Em 30 de dezembro de 1999, foi

1999 - Os músicos Hélio Branca e Francis abrilhantando o Baile do Hawaii.

realizado o Baile do Branco com o grupo “3 do Rio”. O ano de 1999 também ficou famoso porque neste ano voltaram a acontecer as mingautecas aos domingos, no horário das 16 às 18 horas. As mingautecas eram discotecas especialmente direcionadas para menores de idade. Esta diretoria, em 1999, deu continuidade aos eventos e bailes tradicionais do Clube de Tênis, como o Carnaval, o Baile Country, o Juninão e a Super Férias.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

247


Ano 1999

Estão no bloco da esquerda para a direita (que foram identificadas): Carla Thomazine, Letícia Leal, Priscila Rapina, Maíra Casemiro, Juliana Thomazine, Mariana Rojas, Carla Bruno e Gabriela Richarte Montesseli (Carnaval 1999).

1999 - Sócios animando o carnaval.

248

LIVRO HISTÓRICO


1999 – No carnaval, a presença da atriz Daniela Winits junto com o casal momístico Carla Gazoni e Ricardo Mugayar.

1999 - Na foto, da direita para a esquerda: o presidente Zéti Zancaner e sua esposa Mary e o vice-presidente Pedro Nechar Jr. com sua esposa Regina.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

249


Ano 1999

10.04.1999 – A foto foi tirada durante as comemorações dos 70 anos do Clube de Tênis que teve um baile que foi abrilhantado pela Orquestra Tabajara de Severino Araújo. Na foto, o presidente José Oswaldo Motta Zancaner, o secretário Nelson Bassanetti, o diretor de esportes Prof. Milton Augusto Januário e o presidente do Conselho Deliberativo Dr. Sérgio Reis Bucchianeri

1999 – A foto foi tirada no Clube de Tênis de Catanduva que completava 70 anos e que convidou a Orquestra Tabajara de Severino Araújo para abrilhantar as comemorações.

250

LIVRO HISTÓRICO


Ano 2000

18.03.2000 - A foto foi tirada no Clube de Tênis de Catanduva durante o 7º encontro Recordando “Helena Tricca” realizado pela Casa da Amizade do Rotary Clube. Estão na foto os eméritos educadores Catanduvenses, professores Edgar Antunes e Carlos Roberto Fávero e no centro a professora Guiomar Dela Togna Nardini. (Foto postada na Revista Multi de 04/2000 Arquivo do Museu Padre Albino.)

Como tradicionalmente acontece a cada mês de julho no CTC, mais uma vez foram promovidas as “Super Férias”. Entretanto, as do ano 2000 tiveram alguns diferenciais. Com atividades no Clube, a ocasião reuniu também o “Tênis Tour” (excursões para o Hopi Hari e para os Thermas dos Laranjais) e também um belo passeio para a Fazenda Experimental. Em novembro de 2000, o restaurante foi arrendado para Paulo Alcides Ferreira de Oliveira e Belucci.

Esporte Em março, tenistas participaram de torneio no Clube dos Laranjais de Olímpia. Em junho, do Torneio Caravelas de Tênis. No mês seguinte, Dentão e Dentinho foram campeões no campeonato Cleomério Campi. Em agosto, o CTC promove o Torneio Roberto Lima-Darcy Silva.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

251


Ano 2000

2000 – Rei Momo Luciano Antônio Parente e Rainha Bárbara Toledo.

2000 – Evento no Clube de Tênis com a presença das Sras. Ruth Vianna, Tereza Pereira e Guiomar Nardini.

252

LIVRO HISTÓRICO


2000 – Na primeira foto: Garçom Totó; segunda: os garçons Mané e o Joaquim; última: equipe de garçons que sempre marcaram presença no Clube de Tênis - Domingos, Orival, Marcos, Rudi, Edmilson, Abanir, Mané e Odair.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

253


Ano 2001

2001 – Diretoria da gestão Nilton Lourenço Cândido.

Diretoria Para o biênio de 2001/2002, foi eleita, no dia 10 de junho de 2001, a seguinte diretoria: Nilton Lourenço Cândido, como presidente, que ficou nesse posto até 2003. O vice é Gustavo Moretto. Quem assume o conselho deliberativo é Marcos Tadeu de Souza. Em agosto de 2001, assumiu Rosângela Aparecida Gisse Pinto, substituindo Jair Carvalho na subdiretoria de natação. Assumiram também Aleixo Bacchi e Ademar Martins de Mello, como subdiretores da bocha. Adilson dos Anjos passou a ser subdiretor de esportes e Fábio Rossi o 2º tesoureiro, assumindo posteriormente José Morando Bueno. Com o falecimento de Roberto Veloce (2º secretário), assumiu seu lugar Pedro Nechar Júnior. Arjunas Garcia Bochi era o diretor de Patrimônio.

Eventos em destaque O carnaval teve a participação da Banda Inox e decoração “O Guarani” de Júlio Cesarini. Os shows de destaque da gestão de 2001 foram: Peninha, Show com Renata Guerreiro e gêmeas da Playboy; Show de humor com Tom Cavalcanti, no dia 21 de setembro de 2001. Durante esta gestão, a Boate Vip de Casais foi bastante incentivada por Basaglia.

Atletas memoráveis No final de 2001, foi realizado nas quadras de tênis do Clube o Campeonato de Master em homenagem a tenistas muito importantes para a história do clube. O evento contou com a participação do presidente da Federação Paulista de Tênis, Raul Cilento, e sua diretoria. O campeonato foi marcado por grandes e emocionantes partidas. Os homenageados foram:

254

LIVRO HISTÓRICO


21.09.2001 - A foto foi colhida no Clube de Tênis Catanduva durante a apresentação do comediante Tom Cavalcante que está com o diretor Mairton Cândido (Presidente em 2004/5).

Luiz Gonzaga Cardoso - Filho de Benedito de Siqueira Cardoso e Maria Nogueira Cardoso, nasceu em Pindorama em 30 de abril de 1920. Formado em Educação Física pela USP em 1939, formou-se em Odontologia em 1945, em Ribeirão Preto. Participou de vários eventos de polo aquático, tênis, basquete e tiro ao alvo, conquistando troféus. Começou a jogar tênis no CTC em 1935. Foi diretor e assessor da Federação Paulista de Tênis. Pirajá Procópio de Oliveira - Filho de Aristides Procópio de Oliveira e Maria Aparecida do Amaral, nasceu em 1926. Desde jovem participou de vários eventos de pingue-pongue, natação, polo aquático, futebol, vôlei e basquete. Começou a jogar tênis no CTC em 1975, praticando a modalidade por muitos anos, paralelamente à natação. Por causa do torneio, Cardoso e Pirajá foram capa da revista oficial da Federação Paulista de Tênis, veiculada em todo o Estado de São Paulo, o que engrandeceu todo o quadro associativo do Clube de Tênis Catanduva, como também a própria cidade.

O campo de areia foi transformado em campo de grama No segundo semestre de 2001, a diretoria do Tênis adotou medidas de emergência, adotadas como experimentais (durante 90 dias) para sanar despesas e custos operacionais da entidade. Entre outras medidas, foi decidido que o Clube seria fechado aos domingos após as 18 horas, reabrindo as segundas-feiras, às 14 horas, para manutenção.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

255


Ano 2001

256

LIVRO HISTÓRICO


2001 - A foto foi tirada com foliões que foram brincar o carnaval no Clube de Tênis Catanduva. Estão na foto de pé e da esquerda para a direita: Fernanda, Flávia, Paulo, Douglas, Camilla, Andréa, Débora, Neto e Marcela, depois agachados: Rodrigo, Fabiana, Cristina, Maria Inês, Raí e Dr. Sérgio Centurion (Foto do arquivo do Museu Padre Albino).

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

257


Ano 2002

Resumo do esporte Em fevereiro de 2002, o tenista Kaio Novelli se destacou no Torneio Marba de Tênis, realizado no Clube Monte Líbano, em Rio Preto. Na ocasião, o atleta disputou sua primeira competição como tenista federado, conquistando um troféu e a vice-liderança. Em março, foi realizado a VII Copa Rio Preto Automóvel Clube, na sede do Automóvel Clube, em Rio Preto. Representaram a cidade os tenistas: Kaio Novelli, que disputou na categoria 15 MC, Danilo Oliani e Guilherme Oliani, na categoria 16 MC. Na modalidade 19/34 MA disputou o professor Paulo Henrique Martins Pereira. Thiago Pinfildi Manfrin, 11 anos, conquistou o título na categoria 12 anos MB. Nos dias 25 e 26 de maio de 2002, a Natação do Unimed/Colegião/CTC destacou-se no 9º Troféu Kim Mollo, em Mococa. A equipe do CTC esteve representada por nove nadadores e trouxeram 10 medalhas para Catanduva: duas de ouro, cinco de prata e três de bronze. Os feitos foram conquistas dos atletas: Camila Albino (bronze), Renan Serafim (ouro, duas de prata e bronze), Renato Ramos da Silva Neto e Adolfo Bolinelli (uma de prata cada), Guilherme Merighi (ouro e duas pratas), Renato Cruz Neves, Mariana Mouad e Thiago Iório Tagliari.

258

LIVRO HISTÓRICO


E quem visitou o Clube de Tênis Catanduva em maio de 2002 foi o famoso nadador Gustavo Borges. O medalhista olímpico deu uma palestra sobre natação no salão social do clube. No mesmo mês, o nadador Haroldo Gondin, na época com quase 74 anos, recebeu o título de Sócio Honorário do Clube de Tênis Catanduva, pelos relevantes serviços prestados ao tradicional clube. A edição do jornal O Regional destacou que “Haroldo foi mais que um campeão, pelo que fez pela natação catanduvense e principalmente pelo país. Através de suas mãos, Catanduva revelou notáveis campeões, a começar por Athos Procópio de Oliveira, campeão brasileiro, que competiu em Olimpíada e no Mundial de Tóquio”. Entre outros campeões treinados por Haroldo foram citados: Gerson de Camargo Gabas, campeão brasileiro e paulista; José Carlos Parpinel, campeão brasileiro; seu filho Haroldinho, campeão paulista e campeão brasileiro; Bá Nechar, campeão paulista; Lúcio Cacciari, Roberto Cacciari, Osvaldinho Banhos (campeão brasileiro e paulista), Ronaldo Pinfildi, Dr. Lessa e Dr. Márcio Luz. Haroldo trabalhou no Tênis por 37 anos. Em junho, a nadadora Patrícia Raquel Carvalho Aguiar foi medalha de bronze no Rio de Janeiro, no Campeonato Brasileiro Júnior de Natação. Em julho de 2002, a natação do CTC foi destaque estadual; conquistou, na capital paulista, a terceira colocação na contagem geral de pontos, no Campeonato Paulista Petiz I e II de Inverno, III Troféu Oswaldo Lopes Fiori, realizado no Conjunto Esportivo Baby Barione. No meio do ano de 2002 duas surpresas boas para o Clube: os nadadores do CTC/Unimed Patrícia Raquel Aguiar e Guilherme Alexandre Merighi foram convocados para integrar a Seleção Paulista de Natação. Em todo o ano de 2002, a equipe de natação do CTC participou de 35 torneios oficializados pela Federação Aquática Paulista (FAP) e Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), conquistando, ao todo, 192 medalhas. O nome do Clube ficou, assim, entre os melhores do Brasil, tendo seus representantes títulos de grande representatividade. A Unimed e o Colegião, patrocinadores da equipe, desfrutaram desse sucesso. Os destaques foram para: Patrícia Raquel Carvalho Aguiar e Guilherme Alexandre Merighi, que trouxeram medalhas de ouro, prata e bronze, além de baterem recordes. Os atletas revelação foram: Renan Serafim e Bruno di Bonito Baiocato.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

259


Ano 2002

10.2002 – Jovens da escolinha de Futsal.

Em 2002 foi realizada a 4ª Copa Rio Preto Automóvel Clube de Tênis, torneio supervisionado pela Federação Paulista de Tênis e o CTC foi mais uma vez bem representado. O CTC foi campeão na categoria 12 anos masculino B, com o tenista Thales Soares Gaiarim; vice-campeão na categoria 18 anos masculino A, com Paulo Pereira Martinho; e 3º colocado na categoria 19/34 anos masculino B, com Rodrigo Fessori Vertoni, que havia retornado depois de muito tempo fora dos torneios. A equipe foi acompanhada pelo técnico e professor de tênis, Valdir Fabiano, contando com o apoio do diretor do tênis Wagner Villas Boas Júnior e do presidente Sérgio Reis Bucchianeri. Na categoria adulto, a final da categoria 35/39 MB foi disputada por dois catanduvenses. Paulo César Gonçalves do Carmo (1º do ranking na categoria 35/39MB) foi campeão. Mairton Lourenço Cândido (3º do ranking, na mesma categoria) foi o vice. Em junho foi realizada a II Copa “Açúcar Refinado Especial Caravelas” no CTC. Foram inscritos 111 tenistas, sendo que alguns eram primeiros colocados do ranking da Federação Paulista de Tênis. Em 5, 6 e 7 de julho, foi realizado o III Torneio Interno “Açúcar Refinado Especial Caravelas”, categoria adulto masculino e feminino. Todos os jogos foram realizados no clube, mas somente para associados do Clube.

260

LIVRO HISTÓRICO


12.2002 - Jogadores de peteca.

O torneio foi organizado pelo diretor de tênis Mairton Cândido, tendo como árbitro o professor Manuel Carmona, auxiliado pelo professor Valdir Fabiano. Em agosto, Givaldo Barbosa, bicampeão mundial de tênis, visitou Catanduva, a convite do CTC, onde ministrou um seminário nos dias 3 e 4 de agosto. Ao mesmo tempo, era realizado o III Torneio Açúcar Caravelas. Givaldo participou da entrega dos troféus aos atletas, juntamente com o presidente do CTC Nilton Lourenço Cândido. Dias 31 de agosto e 1º de setembro – 1º Torneio de 1ª Classe Eletromais de Tênis que reuniu 32 tenistas de todo o Estado. Realizado pelo CTC, com supervisão da Federação Paulista de Tênis. Nos dias 28 e 29 de setembro de 2002 foi realizado o I Torneio Feminino Eletromais de Tênis. O torneio contou com 30 tenistas, sendo elas do CTC, Clube dos Médicos, alunas do Professor Macarrão e da cidade de Novo Horizonte. Os jogos foram realizados nas quadras do CTC. No encerramento, dia 28 de setembro de 2002, além da premiação com medalhas, foram sorteados brindes para todos os participantes. O torneio contou com organização da diretoria do CTC, patrocinado pela loja de materiais elétricos Eletromais, com o apoio da Arge Ventiladores, Corpo Atleta, Bahia Malhas, Etc & Tal, Supermercados Maranhão e Ótica Esquina da Visão. O tenista do CTC Paulo Rubiano Júnior conquistou o 2º lugar na 3ª Copa de Tênis Cláudio Sacomadi, realizada em Bauru, em 18 de outubro de 2002. Ele disputou na categoria 12 anos masculino A. A competição reuniu atletas do ranking da Federação Paulista de Tênis.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

261


Ano 2002

O atleta Carlos Eduardo Oliveira esteve em Catanduva no final de 2002, ministrando uma Clínica de Tênis no CTC. Carlinhos, como é conhecido em toda a região, encontrava-se em uma boa colocação no ranking da Federação Paulista de Tênis. Foi também vencedor do I Torneio de 1ª Classe Eletromais, realizado no CTC. A Clínica de Tênis contou com a participação de 20 tenistas federados do CTC. Em outubro de 2002, a CTC realizou o campeonato “Open Fatto Bene de Tênis”, contando ao todo com a participação de mais de 200 tenistas de toda a região. No encerramento, dois atletas do CTC se destacaram: João Victor Penariol, patrocinado pelo CNA, campeão na categoria 16 anos, masculino B, e Rafael Santaela Rosa, vice-campeão na categoria 16 anos masculino C. O torneio foi supervisionado pela Federação Paulista de Tênis. Em novembro, Matheus Schettini de Carvalho, atleta do Clube de Regatas Flamengo do Rio de Janeiro, que desde o começo do ano vinha treinando com o treinador do Tênis, Gilberto Pires, conquistou a prata no Campeonato Carioca Absoluto, nos 50 metros livres, ficando à frente até mesmo de atletas de seleções brasileiras. De 8 a 10 de novembro, a equipe de nadadores do CTC esteve em Belo Horizonte, para disputar o Campeonato Sudeste Brasileiro Mirim e Petiz de Natação de Verão. Renan Serafim obteve medalha de bronze na prova de revezamento 4x50 metros livres e a quarta colocação na prova de 40 metros livres. Em dezembro, o nadador do CTC Guilherme Alexandre Merighi, na época com 14 anos, conquistou o recorde paulista no revezamento 4x50 metros livres, no Campeonato Paulista Infantil I e II de Natação de Verão, realizado em São Caetano do Sul. Merighi competiu junto com os nadadores da Associação de Pais e Amigos da Natação do Interior Paulista (APANIP). O nadador conquistou o ouro no revezamento 4x100 metros livres e ainda ficou com a prata na prova dos 100 metros livres e com o bronze na prova dos 40 metros livres. Outros dois nadadores do CTC obtiveram bons resultados. Foram eles: Bruno Baiocato e Renato Ramos da Silva Neto, que se classificaram entre os 16 melhores nadadores do estado. Ainda em dezembro, a catanduvense Patrícia Raquel Carvalho Aguiar, na época com 17 anos, e representando o CTC, patrocinada pela Unimed e Colégio Nossa Senhora do Calvário, foi por três vezes a segunda melhor nadadora paulista nas provas de 40 metros, 100 metros e 200 metros nado peito, categoria júnior I, II e sênior de Natação de Verão, IV Troféu Alberto Martin Perez, realizado em Cava do Bosque, em Ribeirão Preto. O evento teve participação de 423 nadadores, com destaque especial aos medalhistas olímpicos Gustavo Borges e Fernando Scherer, o Xuxa.

262

LIVRO HISTÓRICO


Diretoria e estrutura Nesse mês, a diretoria presidida por Nilton Cândido completou o primeiro ano de mandato, celebrando corajosas ações em prol do crescimento da entidade. O quadro que se apresentava no início do mandato exigia atitudes imediatas e inadiáveis, como definiam, na época, o próprio Conselho Deliberativo, não apenas no que diz respeito à arrecadação de mensalidades, mas, sobretudo, para incrementar a frequência dos associados nos eventos esportivos e culturais do Clube. A primeira etapa foi alcançada e as finanças, saneadas. Os sócios passaram a frequentar e apoiar mais os eventos e dispondo de um quadro de funcionários adequado para manter um atendimento de bom nível. A partir, sem aumento de mensalidade ou cobrança de adicionais, foram empreendidas reformas nas dependências do Clube, reformas estas concluídas no período de um ano. A fachada e interiores do Clube ganharam novas cores, objetivando maior durabilidade e melhor conservação de limpeza. A área que separa a sede social das quadras ganhou mais bancos e as calçadas foram aumentadas, disponibilizando espaço para o encontro de quem espera a partida de um jogo ou somente para quem deseja se reunir com os amigos. A diretoria, na época, optou por um projeto de jardinagem simples e investiu na iluminação, realçando a beleza arquitetônica e criando um espaço confortável e seguro. Na parte interna do Clube, as lâmpadas incandescentes foram substituídas por lâmpadas PL e de vapor metálico, gerando mais economia.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

263


Ano 2002

Com 200 m² e brinquedos seguros e educativos, a brinquedoteca foi inaugurada no dia 19 de outubro. O espaço contava com balcões de areia, casa de boneca com móveis, parque playmaster com dois escorregadores e um mini túnel, além de uma televisão 29 polegadas com vídeo cassete. Quanto à segurança, a diretoria investiu em um portão lateral com interfone e câmera de vídeo para identificação, na rua Icém, para a entrada e saída de funcionários. O portão que dá acesso ao Clube foi automatizado, propiciando segurança e controle na circulação de não sócios dentro do Clube. Os letreiros da entrada social foram substituídos por peças de alumínio fundido e o toldo passou a ser de policarbonato, para maior luminosidade e beleza. A entrada social também ganhou uma iluminação com projetores de vapor metálico. Ainda no mesmo ano, a diretoria adquiriu diversos novos equipamentos. Na academia, que foi aumentada em aproximadamente 100 m², foi adquirido um moderno aparelho para musculação, um cross over com regulagem. No local, foram construídos dois banheiros (feminino e masculino). Para a Choperia, foram adquiridas banquetas e cadeiras modernas, com assento de junco, mesas com tampo de granito e confortáveis sofás de dois e três lugares, fabricados com materiais de fácil manutenção e maior durabilidade. A Choperia ganhou também banheiro feminino e masculino, com acabamento de primeira, agradando pela praticidade e bom gosto. Para a piscina, a diretoria do Tênis comprou uma raia recreonics, projetada com moderna aerodinâmica, que não permite que as ondas oriundas do movimento do corpo na água ultrapassem a raia ao lado, não interferindo no movimento do outro nadador. Também foi instalada uma ducha na área entre as piscinas.

264

LIVRO HISTÓRICO


Seguindo o mesmo conceito de economia e segurança, a caldeira foi reformada e foi construído um ciclone com filtro para foligem, dentro das normas estabelecidas pela legislação ambiental. Como os filtros da casa das máquinas encontravam-se obsoletos, gastando energia e de difícil manutenção, a nova diretoria comprou cinco novos filtros de última geração, o que fez com que a casa das máquinas passasse a funcionar com muito mais segurança e economia. Para a sauna, foi adquirido um novo aquecedor a gás, com capacidade para 400 litros. A sala de repouso foi remodelada. As paredes foram revestidas com azulejos de primeira qualidade, propiciando comodidade e bem-estar aos frequentadores.

Novos departamentos É criado o departamento de compras, para centralizar o controle da aquisição de produtos para o Clube. O responsável pelo departamento passaria a pesquisar o material solicitado, analisando preço, qualidade e profissionalismo da empresa ou prestador de serviços, visando a mais descontos em compras à vista. Também foi criado o almoxarifado, para controlar a saída de materiais, programando as solicitações dos diversos departamentos do Clube e evitando o desperdício.

Eventos Em 23 de novembro, a brinquedoteca realizou uma festa tendo como tema a turma do Sítio do Pica-Pau Amarelo. Os personagens Emília, Visconde de Sabugosa, Cuca, Rabicó, Quindim e Burro Falante encantaram e crianças e adultos. No mês seguinte foi realizada uma festa de Natal.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

265


Ano 2003

Esporte: o coração do CTC Em abril de 2003, 10 atletas do CTC participaram de uma clínica ministrada por Roberto Jábali, que chegou a ser o número 1 do mundo na categoria juvenil e figurar entre os 80 melhores do ranking profissional. No encontro, os tenistas locais tiveram conhecimento de técnicas de jogo e como adquirir autoconfiança durante as competições. A nadadora Patrícia Raquel Aguiar, da equipe CTC/Unimed Catanduva, assina contrato com a Associação Esportiva de São José dos Campos, para a temporada de 2003 em fevereiro. A equipe de Natação do CTC conquistou em março daquele ano 22 medalhas no I Torneio 22 de agosto de Natação, em Araraquara. O torneio foi promovido pela Delegacia Regional da 5ª Região da Federação Aquática Paulista (FAP). Os associados do CTC participaram do Torneio Paralelo Clube de Tênis “Esquina da Visão”, que foi realizado nos dias 7, 8, 14 e 15 de junho. Na disputa pelo título da categoria 10M, para competidores até 10 anos de idade, o tenista Victor Guardia foi campeão ao vencer Gabriel Antônio na final. Pela categoria 12 MB, o campeão foi Renan Guardia, tendo como vice o tenista Thiago Costa, de Novo Horizonte, enquanto na 12 MA, o título ficou com Thiago Manfrin e a segunda colocação ficou com Luís Felipe Facchini. Entre os tenistas que disputaram o título pela categoria 15 MA, o campeão foi Jonas Turin, seguindo na segunda posição por Miguel Benini.

266

LIVRO HISTÓRICO


Nas quadras do CTC aconteceram também disputas femininas nas categorias de base. A tenista Maria Júlia Silveira venceu Ana Luíza, de Novo Horizonte, na final. Everton Carmona foi o campeão da categoria especial, enquanto Paulo Martinho ficou com a segunda posição. Na categoria A, destaque para Ronaldo Pinfildi, que faturou o título, com Gilberto Martani ficando com o vice-campeonato. Com a vitória sobre Danilo Romão, de Barretos, o catanduvense Luís Curti foi o campeão da categoria B. Paulo Paiva foi o melhor da categoria C, com Rogério Pimentel ocupando o 2º lugar. Na última categoria disputada, Luís Grecchi foi o vencedor, com Guilherme Figueiredo o segundo. No mesmo mês, a equipe de natação do CTC revelou grandes talentos nas piscinas. Em Limeira, Renan Serafim conquistou três medalhas de ouro, na categoria infantil I, no Campeonato Paulista de Natação. Faturou também o troféu de melhor desempenho da competição. Mesmo com pouco tempo de preparação, Renan conseguiu superar os adversários, vencendo as provas dos 200 metros borboleta, 400 metros livre e 800 metros livre. Outro nadador do CTC/Unimed a se destacar no campeonato foi Guilherme Merighi, conquistando medalha de bronze nos 100 metros livre, nadando pela categoria juvenil II. Já o nadador do CTC Luiz Armando Figueiredo disputou o Gold Master de Natação Internacional em Santos e trouxe para Catanduva quatro medalhas, sendo três ouro e uma prata. A competição reuniu mais de 1,2 mil nadadores master. Aos 75 anos, Figueiredo não se intimidou com os nadadores estrangeiros que disputavam as provas. A paixão pelo esporte acompanhou a vida do nadador médico, que desde sua juventude mostrou bons resultados, tendo sido campeão brasileiro juvenil com 16 anos. Interrompeu os treinos para cursar Medicina. Já médico, descobriu que poderia continuar competindo, nadando em categorias masters, e provando que nunca é tarde para vencer e procurar ter uma vida saudável. Em julho, foi realizado mais um Torneio de Tênis no CTC. Foram inscritas 50 pessoas, com idades entre 18 e 50 anos. Os jogos atraíram grande público. O Torneio foi dividido em três categorias: Chave Especial (competidores de alto nível técnico), Categoria A (nível intermediário) e B (jogadores com mais idade). Seis duplas se inscreveram na Chave Especial e cinco duplas na Categoria A. Na Categoria B, quatro duplas foram inscritas.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

267


Ano 2003

Dia 15 de agosto, sete atletas do Tênis disputaram o Campeonato Aberto do Palestra Esporte Clube, em Rio Preto. Na rodada de abertura, jogaram Marcelo Martin, na categoria 14 anos B, José Celso De Vito Assef, 16 anos C e Danilo Oliani e Guilherme Oliani Neto, ambos na categoria 15 anos C. No final de semana seguinte, no dia 22, competiram Vitor Tortonelo, categoria 18 anos B e Denis Carmona e João Vítor Penariol, ambos na categoria 18 anos A. O CTC inscreveu seis de seus jogadores na II Copa Açúcar Guarani, realizada nos dias 20 e 31 de agosto, no Harmonia Tênis Clube de Rio Preto. O evento reuniu os melhores tenistas do Estado. A Copa valia como etapa do Circuito Paulista de Tênis, contando pontos para o ranking da Federação do Estado. Mais de 300 tenistas participaram. A II Copa foi disputada em 29 categorias diferentes, masculino e feminino, reunindo tenistas a partir de 10 anos até acima de 50 anos. Os atletas do Tênis chegaram ao final do campeonato entre os melhores tenistas do Estado. Benedito Pereira da Conceição conseguiu o vice-campeonato na categoria 50/54 MB; João Vítor Penariol foi vice na categoria 18 anos MA; Wagner Vilas Bôas Júnior, pela categoria 19/34 MA, chegou às semifinais, e Everton Carmona, 21, foi o campeão da Copa Guarani na categoria 19/34 MA. Duas equipes catanduvenses participaram da 4ª Copa Sorema de Natação, representando o CTC e a CELT (Coordenadoria de Esportes, Lazer e Turismo) e trazendo um total de 50 medalhas. A competição foi realizada na Sociedade Recreativa Matonense (Sorema), em Matão.

268

LIVRO HISTÓRICO


Clube de Tênis: incentivando um celeiro de talentos A escolinha de tênis do CTC se firmou como um grande celeiro de tenistas revelações. Através de cursos gratuitos para os sócios, com aulas particulares com professores de nível, mais tenistas foram se destacando ao longo dos anos, na região. O Clube se consagrou com sua estratégia na formação de atletas, em especial tenistas, através do incentivo ao esporte às crianças, que desde cedo já começam a treinar com excelentes professores. Estes se tornam notórios pelas técnicas empreendidas, adaptadas para cada nível de competidor.

Mais competições Em setembro, os tenistas Alessandro Billo, Denis Carmona, Danilo Oliani, Everton Carmona, João Vítor Penariol, Marcelo Matheus, Túlio Carnelossi, Thiago Luís, Victor Tortorelo e José Celso De Vito, todos do Clube de Tênis Catanduva, participaram da abertura do Torneio Juliana Open, em Araçatuba, considerado uma das principais competições de tênis do Estado. A competição, organizada pela Federação Paulista de Tênis, reuniu atletas de todo o Estado e contou com a presença do tenista Fernando Meligeni, que ministrou uma palestra sobre o esporte aos participantes. O campeonato foi criado em 2000 para homenagear uma menina, filha de um dos organizadores do evento, morta havia 13 anos. A equipe Unimed/CTC disputou o Torneio Regional Pré-Mirim à Petiz II de Natação, no Sesi de Araraquara. Dos sete atletas que participaram, todos conquistaram medalhas em alguma categoria. Foram eles: Camila Albino, Guilherme Marcos, Maria Emília Bottini, Gilberto Martinez, Sérgio Tagliari, Bruno Crepaldi e Mateus Oliveira. Em outubro, no Tênis, foi realizada mais uma etapa do Torneio Federado do CTC. A disputa ficou por conta dos veteranos de Catanduva e região. Os atletas de Catanduva não se classificaram para as finais do campeonato. O maior destaque local na competição foi o tenista Thomas Simões de Lima, categoria 40 MB, que conquistou a vice colocação, perdendo para Pedro Luís Policiano, de Birigui. Foram disputadas as modalidades: 35 F, 35 MA, 35 MB, 40 MA, 40 MB, 50 MB, 55 M e 70 M, com tenistas de Birigui, São Carlos, Barretos, Itápolis, Matão, Mogi Mirim, São Paulo e Valinhos. A Copa contou com a presença de 200 tenistas de todas as modalidades e idades. Foram entregues troféus para os dois primeiros colocados.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

269


Ano 2003

Em outubro de 2003, atletas catanduvenses começaram a disputar o 1º Torneio de Tênis Clube Monte Líbano, de São José do Rio Preto. As disputas tiveram início por volta das 15 horas e se estenderam até às 19 horas. Os atletas que representaram o CTC foram: Alexandre Biela, Danilo Oliani Neto, pela categoria 15 MC; Jonas Almeida e José Celso De Vitto Assef, na categoria 16 MC; João Victor Martelo e Thiago Manfrin na 11 MB; Marcel Martins Pereira na categoria 14 MB, Paulo Rubiano Júnior na categoria 14 MA; Victor Tortorello Neto na 18 MB e Paulo Henrique Pereira Martins na 34 MA. O Torneio foi federado e contou com a participação de tenistas de todo o Estado de São Paulo. Os primeiros classificados foram premiados com troféus. Paulo Henrique Martinho conquistou o título, derrotando o representante da cidade de Osvaldo Cruz, por 2 sets a 0, parciais de 7/6 e 6/1. Ainda em outubro, os atletas que defenderam o CTC no 1º Torneio Aberto de Natação do Interior “Gerson Gabas” conquistaram para o clube três ouros, sete pratas e cinco bronzes. A competição reuniu cerca de 400 atletas de nove cidades do Estado e teve um total de 58 provas. Os medalhistas de ouro do CTC foram: Camila Albino, que conquistou o 1º lugar nos 100 metros borboleta na categoria petiz II e ajudou a Apanip A na conquista do revezamento, com Luiza Leite. Renan Guardia ficou com o ouro no revezamento 4x50 metros livre, categoria petiz II. Os ganhadores da prata foram: novamente Camila, Luiza Leite, Luíza Baiocato e Victor Guardia.

270

LIVRO HISTÓRICO


No revezamento, os destaques foram: Luíza Baiocato, Maria Emília Battini, Ana Carolina Belchior e Ana Maria Leite e Guilherme Marcos. As medalhas de bronze foram conquistadas por Luíza Baiocato, Miguel de Souza, Victor Guardia e Maria Emília. No revezamento, o terceiro lugar ficou para Victor Guardia. Outubro daquele ano definitivamente foi um mês bastante incensado para a natação do CTC. Tanto que, no referido mês, a equipe do clube conquistou mais 16 medalhas no IV Torneio Regional Infantil a Sênior de Natação, realizado em Mococa. A equipe catanduvense conquistou oito medalhas de ouro, cinco de prata e três de bronze. Renan Serafim, o “Dourado”, conquistou o ouro nos 800 metros livres, 400 medley e 200 borboleta. Augusto Leite venceu nos 100 metros nado livre, categoria infantil I. Renato da Silva, na categoria infantil II, conquistou o ouro nos 200 metros nado costas. Na categoria juvenil I, Mariana Mouad venceu nos 100 e 50 metros nado borboleta. Guilherme Merigue venceu nos 50 metros borboleta, categoria juvenil I. As medalhas de prata foram conquistadas por Augusto Leite, nos 50 metros livres, Bruno Baiocato, nos 200 metros livres, categoria infantil II; Renato da Silva, nos 200 metros borboleta; Guilherme Merigue nos 50 metros livres; e Renato da Cruz Neves, nos 100 metros borboleta, categoria juvenil II. As medalhas de bronze foram conquistadas por: Bruno Baiocato, nos 50 metros livres; Mariana Mouad, nos 100 metros livres; e Renato da Cruz Neves, nos 50 metros livres. Em novembro de 2003, os atletas do CTC conquistaram bons resultados no Campeonato Paulista de Natação da 2ª Divisão, disputado em Americana, no Centro Cívico. Augusto Meira Leite, Mariana Mouad e Henrique dos Santos conquistaram os dois primeiros lugares, um vice-campeonato e uma terceira colocação. Em dezembro de 2003, os nadadores do CTC participaram do Campeonato Paulista Infantil de Natação Verão, em São Paulo. Um dos maiores destaques foi Renan Serafim, que trouxe três medalhas de ouro e superou seu recorde paulista. Além das conquistas individuais, Renan faturou junto com o atleta Augusto Meira Carvalho a medalha de bronze no revezamento 4x50 metros livres.

IV Open Yellow Ball Sete atletas do Tênis participaram do IV Open de Tênis Yellow Ball, no clube de mesmo nome, em Araraquara. Os atletas de Catanduva que participaram foram: João Vítor Penariol (categoria A, 18 anos), João Vítor Martello e Victor Tortorello Neto (categoria B, 18 anos), José Celso De Vitto Assef (categoria C, 16 anos), Danilo Oliani e Guilherme Oliani Neto (categoria A, 14 anos).

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

271


Ano 2003

2003 – A foto foi tirada no Clube de Tênis Catanduva e estão da esquerda para a direita: Dr. Nilton Cândido, Dr. Marcos Tadeu de Souza, Dr. Mairton Cândido (Café), Renato Ramires Júnior e as gêmeas Rosimari e Rosângela que vieram abrilhantar o carnaval Feiticeiro.

Eventos O Carnaval do Tênis de 2003 foi um “ode” à cultura. Inspirado na Semana de Arte Moderna teve o tema: “Coração dos Outros, Saravá Mário de Andrade”. O produtor cultural e responsável pela decoração, Júlio Cesarini, intencionou homenagear as culturas afro-brasileira e indígena, destacando a frase que foi mote da famosa semana de 1922. A preferência pelo escritor Mário de Andrade, entre vários artistas que participaram da Semana de 22, foi motivada pelo conteúdo programático de suas obras e de seu trabalho. Em sua literatura, Mário de Andrade estabeleceu um resgate à cultura brasileira. “Coração dos Outros” foi também uma frase de protesto que integrava o ideário do Manifesto Antropofágico de 22. A Semana de 22 foi um marco, pois, até então, todas as manifestações artísticas do Brasil se expressavam através de elementos da cultura estrangeira. A natureza do povo brasileiro estava sendo europeizada e, daí, o termo ‘coração dos outros’, pois já não fazia sentido afirmar que se tinha um coração brasileiro.

272

LIVRO HISTÓRICO


O toque contemporâneo do Carnaval ficou por conta da presença do ator global Mário Frias e das gêmeas da Playboy, no camarote, além de apresentação da cantora Renata Guerreiro. Também teve grande repercussão o concurso de fantasias para crianças na matinê de domingo, disputado nas categorias luxo e originalidade. O show com Paulo Miklos aconteceu no dia 15 de março, no CTC. O músico apresentou um repertório eclético, variando canções do grupo Titãs e outras de sua autoria. No dia 22, o CTC já entrava no clima de vampiros, com a “Noite dos Vampiros”. O Clube de Tênis reviveu os tempos da brilhantina, do psicodelismo e do rock nacional no auge no Baile dos Anos 60, 70 e 80 em maio. A banda Fascinação animou associados e convidados. Na entrada, painéis gigantes feitos pelo decorador Júlio Cesarini e por modelos Coliseu Fashion, caracterizados com figurinos de época. Durante a festa, os convidados puderam reviver famosos temas antigos, entre eles Beatles, Rolling Stones, Bee Gees, Rita Lee e Lulu Santos. No sábado do dia 21, houve show com as bandas Iron Maiden Cover e Princípio Ativo. A noite foi animada pelo DJ Ricardinho. Na noite do dia 28 de junho, foi finalizada a reforma da entrada do clube, hall social, escadarias e corredores, que ficaram muito mais sofisticados. O projeto foi assinado pela arquiteta Daniella Ladeira Tricca. No dia 16 de agosto, a Boate foi reinaugurada, após ser totalmente remodelada. Para agitar essa noite de reinauguração, chamada “Fever”, foi chamado o DJ Zé Pedro, que na época fazia grande sucesso como DJ da apresentadora Adriane Galisteu.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

2003 - Na foto as irmãs Rosimari e Rosângela Rosenbecker, conhecidas como as gêmeas da Revista Playboy, foram convidadas a virem animar o carnaval de rua de Catanduva e marcaram presença no Clube de Tênis.

273


Ano 2003

2003 - Prefeito Felix Sahão Júnior e comissão do carnaval.

No dia 27, houve a Festa de Lançamento do Site do Clube de Tênis, na boate do Clube. “Estaremos investindo na modernidade. O nosso projeto é colocar o associado a par de todas as mudanças do Clube”, afirmou o presidente, na época, Renato Ramires Júnior. O projeto da página foi assinado pelo web designer Pedro Lyrio da agência UP. No lançamento do site, entre os presentes estiveram: a diretora social, na época, Marta do Espírito Santo; a gerente Eliana de Carvalho Biggi; e o saudoso 2º tesoureiro Ari Gandolfi, que deixou muitas saudades e muitas lembranças de caráter, grande coração e profissional dinâmico. Era presença marcante, que alegrava a todos que o rodeavam, no ambiente de trabalho, como também nos momentos de distração. O site é sucesso absoluto até os dias de hoje. Através dele o internauta, associado ou não, pode conferir tudo que o Clube oferece. Conhecer sua infraestrutura, seus novos espaços, piscinas, modalidades esportivas que oferece, a academia, os espaços físicos para eventos sociais, além do que rola em cultura e gastronomia, no CTC Irish Pub, na Choperia, além de eventos de grande porte no salão social da entidade. Através do site, os internautas ficam por dentro de todos os horários de funcionamento de cada serviço oferecido pelo Clube. Há também espaço para comentários, além de links em que pode-se ver as fotos de todos os eventos registrados pelo Clube.

274

LIVRO HISTÓRICO


No ano de 2003, que contou com Renato Ramires Júnior como presidente, foi criada a Diretoria Teen. No espírito da nova geração, o site do clube foi lançado nesta época, endereço virtual que permanece até os dias de hoje: www.clubedeteniscatanduva.com.br. Em outubro, foi realizada a festa “Viaje no Tempo”, com sucessos dos anos 60, 70 e 80. No Dia das Crianças de 2003 houve uma programação especial preparada pelo Clube de Tênis para a criançada, que se chamou “Final de Semana do Agito”. Além da tradicional distribuição de guloseimas e brincadeiras, o CTC instalou tobogã inflável e pula-pula e uma Brinquedoteca com materiais para pintar e desenhar. Mas o ponto alto da programação foi o espetáculo Dormilinda, do grupo Galpão 6. No final de 2003, portanto alto verão, a frutaria Fruta Tênis ‘bombava’, fazendo saborosos e refrescantes sucos, firmando-se como novo point da cidade e trazendo grupos de samba, como o Folha Seca, de samba acústico. Em 7 de novembro de 2003, o CTC realiza uma recepção para 300 pessoas, inaugurando um novo investimento do Clube para o bem-estar de seus associados: um aparelho de ar-condicionado com capacidade de 100 toneladas de refrigeração, no salão social. O jantar em comemoração a esta aquisição do produto da Interar Projetos, Manutenção e Instalação de Ar Condicionado de São José do Rio Preto foi grifado pelo Buffet Schettini, com decoração magistral de Júlio Cesarini.

2003 - Baile com a Fascinação Banda Show de Taquaritinga.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

2003 - Sócios presentes ao baile anos 1960/70/80.

275


Ano 2003

Entre outros convidados, a noite contou com a presença de Afonso Macchione e Roberto Cacciari. Para animar a noite, uma atração inusitada: garçons cantores que vieram de São Paulo e surpreenderam os presentes. Em dado momento da noite, todos pararam de servir e começaram a cantar. Ficou marcada para sempre nos registros do Clube o talento do ator/cantor Raul Figueiredo e sua noiva Priscila. Em 29 de novembro, foi realizada a Festa do Mendigo, na época um famoso personagem do Programa Pânico. Mendigo compareceu acompanhado do colega Zé Fofinho. Durante a festa, houve um concurso para eleger a melhor fantasia de mendigo. O ambiente foi todo decorado dentro da proposta bem humorada, com jornais, cobertores, colchonetes e garrafas. No decorrer da noite, vários Kits Mendigo foram sorteados com itens surpresa. Em 30 de novembro de 2003, o Tênis realizou a 2ª Mostra Coreográfica de Dança “Copélia”, que aconteceu no salão social do Clube. Houve apresentações de balé, jazz, karatê e dança do ventre, com participação do grupo da 3ª Idade e Step e de alunos a partir de seis anos de idade. A entrada foi gratuita.

276

LIVRO HISTÓRICO


2003 - A foto foi colhida no Clube de Tênis onde aparece o Prefeito Municipal Felix Sahão Júnior, sua esposa Ivana Sahão, o Rei Momo Fernando Acácio Daltin e a Rainha Aline Ribeiro.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

277


Ano 2003

Eleições No começo do mês de junho foi realizada a eleição para nova diretoria do CTC, que elegeu Renato Ramires Júnior. A eleição aconteceu em um clima tranquilo.Foi muito louvada a administração executada pelo advogado Nilton Lourenço Cândido, que havia assumido a diretoria em julho de 2001. Na ocasião, encontrou o Clube com dificuldades financeiras e realizou um bom trabalho, para sanar tais dificuldades. Cândido deixou a presidência, com o Clube com 2,3 mil associados, sendo 300 remidos. Na ocasião, deixando a presidência, ele destacou que o mais importante de sua administração foi ter deixado as finanças do clube sanadas.

2003 - Diretoria da gestão Renato Ramires Júnior.

Com o apoio da diretoria e do conselho, Nilton realizou uma série de medidas de contenção de despesas e, em seis meses, conseguiu liquidar as pendências financeiras. A diretoria fechou a portaria da rua Recife e o clube às manhãs de segunda-feira. Também venderam o ônibus, criando o banco de horas e enxugando o quadro de funcionários. Todas essas medidas resultaram numa economia de 20% e propiciaram investimentos realizados no período, como a construção do canteiro de obras permanentes no clube. O clube recebeu nova pintura. A sauna masculina e a academia foram reformadas e foram construídos a brinquedoteca e dois banheiros na Choperia. Na diretoria presidida por Renato Ramires, Nilton Cândido ocupou o cargo de vice-presidente.

278

2003 - Diretoria da gestão Nilton Cândido.

LIVRO HISTÓRICO


A secretaria e o estúdio para carteira social receberam piso de porcelanato fosco bege claro e bancada de granito verde, além de uma iluminação apropriada. Na bilheteria, foram anexados vidros incolores temperados e iluminação própria. O piso do hall de entrada foi revestido de granito, combinando com as paredes revestidas de mármore travertino e com iluminação indireta. As portas de vidro receberam detalhes jateados. Na escadaria social, os degraus foram iluminados, garantindo maior segurança aos associados. A iluminação embutida de halógenas e a luz suave indireta no gesso proporcionaram um clima aconchegante. Nas laterais, foram colocados um pufe preto de recouro e vaso com plantas adornadas por painéis de madeira e espelhos jateados. Nas catracas do salão social, foram colocadas portas de alumínio brancas com vidros laminados jateados. O hall social recebeu novos

2003 - Fachada do Clube de Tênis de Catanduva.

sofás e poltronas de recouro branco, mesa de centro de madeira estilo moderno com pufes e mesa lateral redonda de madeira; para decorar, vasos de resina branco e preto, esfera de ferro e arranjo com rosas colombianas, além de um vaso de rodízio com uma bananeira. Os lustres de ferro e cristais finalizaram a decoração.

2003 - Repaginação da entrada do Clube de Tênis.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

279


Ano 2003

2003 - Presenรงa da Diretoria na Choperia.

280

LIVRO HISTร“RICO


2003 - Funcionários do Clube junto com o presidente Renato Ramires Júnior.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

281


Ano 2004

2004 - Exame de Faixa

Esportes Em janeiro de 2004, recomeçavam as atividades do grupo de 3ª idade, com a prática do vôlei adaptado. Em fevereiro, os atletas do Tênis disputaram o Torneio Marba de Tênis, no clube Monte Líbano, de Rio Preto. A competição reuniu apenas jogadores federados, contando pontos para o ranking da Federação Paulista de Tênis. Participaram 15 atletas, com idades entre 10 e 20 anos. O destaque da equipe de Catanduva foi o jogador Tiago Luís Galvão Gregorim. Foi também nesta época que os jornais de Catanduva levantavam o nome de Renan Serafim como o “seguidor dos passos de Gustavo Borges”. As comparações eram inevitáveis, dadas às performances do atleta catanduvense, que surpreendiam os amantes do esporte e ganhavam destaque nas colunas esportivas dos jornais. Assim como Borges, Renan iniciou sua carreira aos 12 anos. E assim como o medalhista olímpico, Renan nasceu numa cidade do interior de São Paulo. Em 27 de março de 2004, Renan acumulou mais braçadas rumo à vitória, no VIII Troféu Electro Bonini de Natação, realizado nas piscinas da Universidade de Ribeirão Preto (Unaerp). O atleta voltou para casa com três medalhas de ouro e os recordes dos 100 metros borboleta, com o tempo de 1’0584, e dos 200 metros medley, com 4’2805, na categoria infantil. Renan foi considerado um dos melhores nadadores da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos. Assim, naquele ano, o Clube de Tênis mantinha suas turmas com bom desempenho nos mais diferentes esportes, sempre incentivando a prática esportiva entre crianças e jovens, oferecendo aulas das modalidades: musculação, ginástica, tênis, futsal, natação, biribol, yoga, dança do ventre, karatê, balé, jazz e aulas para a terceira idade. 282

LIVRO HISTÓRICO


A escolinha de futsal era frequentada por cerca de 110 associados, sob coordenação do professor Valter Romano (Nenê). A escolinha de tênis contava com 40 alunos, regida pelos professores Valdir Fabiano, Manuel Carmona e Paulo Henrique Pereira Martinho. A escolinha de natação reunia 200 atletas e contava com 22 nadadores representando o clube em competições regionais, estaduais e nacionais. A escolinha de karatê contava com 165 alunos de 5 a 60 anos, frequentando as aulas semanalmente. A diretoria do Clube, na época, incentivou bastante este esporte, adquirindo um tatame oficial. Ainda em abril, CTC e RTC (Recreativo Tênis Clube, de Novo Horizonte) jogaram amistosos. Os jogos aconteceram em Catanduva. A equipe novorizontina trouxe 24 tenistas com idades entre 8 e 16 anos para jogar com os catanduvenses. O objetivo foi incentivar os tenistas iniciantes. Os jogos tiveram como árbitros gerais os tenistas e professores Manoel Carmona Silva e Valdir Fabiano. Os jogadores integravam parte de escolinhas desenvolvidas pelos clubes em Catanduva e Novo Horizonte. Em abril de 2004, o tenista Thiago Pinfildi Manfrin, de 11 anos, disputou, juntamente com mais cinco atletas do Tênis, o 2º Torneio Infantojuvenil do Tennis Country Club, realizado em Ribeirão Preto. No mesmo mês, Kaio Novelli sagrou-se vice-campeão do São Carlos Clube, pela categoria 18B. O torneio foi promovido na cidade de São Carlos. O atleta derrotou Renan Martineli, de São Paulo, por duplo 6x2 e Diego Scabello, de Araraquara, por 6x1 e 7x6. Na partida final, disputada em três sets, Novelli foi derrotado para Lucas de Souza, de Guarulhos, em parciais de 6x3, 4x6 e 6x3. Em maio, o CTC realizou o Open de Tênis “Esquina da Visão”. A competição reuniu mais de 300 tenistas de todas as regiões do Estado, de acordo com o diretor de Tênis do clube, Mairton Lourenço Cândido. As categorias estiveram divididas por idade, começando com jogadores a partir de 10 anos até jogadores de 70 anos. Entre os jogadores estiveram: Mairton Lourenço Cândido, Paulo César Gonçalves do Carmo, Gilberto Salgado Martani, Benedito da Conceição, José Eduardo Comar e Wagner Villas Boas Júnior, além do tenista Pirajá Procópio, de 70 anos. O Open de Tênis teve Manoel Carmona da Silva como árbitro geral. Ele e Denis Carmona também jogaram. As disputas femininas aconteceram envolvendo a tenista catanduvense Bárbara Gaiarin (categoria 14 anos). Houve ainda disputas nas categorias dos 10 aos 16 anos (Infantil e Juvenil).

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

283


Ano 2004

Em maio de 2004, Thiago Manfrin faturou dois títulos. Após ter sido campeão no Torneio de Olímpia, no dia 30 de maio, foi destaque no Torneio de Tênis para Federados, promovido pelo CTC. Ainda na natação houve mais vitórias neste mês. A equipe do CTC conquistou 40 medalhas para Catanduva no Torneio de Natação de Descalvado, no dia 15 de maio. Foram 18 medalhas de ouro, 19 de prata e três de bronze, conquistadas pelos atletas nas categorias mirim, petis e infantil. No mesmo mês, o tenista Jonas Edson de Almeida Turim foi o melhor catanduvense no Torneio Open de Tênis “Elias Chediek”, promovido pelo CTC. Turim foi vice-campeão na categoria 18 MB. Outro destaque foi José Carlos Dutra, na categoria Sênior. Dutra, natural de Olímpia, jogou defendendo o CTC. Este foi o primeiro torneio de tênis promovido pelo CTC a ser organizado pela Federação Paulista de Tênis (FPT). Em junho de 2004, os atletas Renan Serafim e Camila Albino participaram do Campeonato Paulista Infantil de Inverno de Natação. Renan conquistou o título nos 400 metros livres e foi vice-campeão nos 200 metros medley. Em setembro de 2004, o tenista catanduvense Paulo Henrique Pereira Martinho foi campeão da Copa Rio Preto Automóvel Clube de Tênis. No jogo final, Paulo enfrentou o rio-pretense Edvaldo Nascimento. Paulo terminou a partida muito cansado fisicamente. Após o jogo, relatou que cada ponto conquistado era muito disputado e bastante comemorado. Cerca de 40 tenistas de todo o Estado participaram da competição. Em outubro de 2004, o tenista Denis Carmona Silva sagrou-se campeão no Torneio Aberto do Harmonia Tênis Clube, em Rio Preto. Na final, Denis venceu o tenista rio-pretense Heitor Barônio por dois sets a zero. Mesmo estando fora de ritmo, o jogador conseguiu um bom desempenho, somando 120 pontos no ranking da Federação Paulista de Tênis. Nos dias 15, 16 e 17 de outubro foi realizado o Torneio de Tênis do CTC. A competição teve supervisão da FPT. As partidas foram disputadas simultaneamente nas cinco quadras de saibro do Clube. Participaram da competição 14 categorias, dos 10 aos 18 anos, sendo os jogos somente na categoria masculina. Somente uma das quatro categorias do Torneio teve a final disputada por catanduvenses. Nela, Paulo César do Carmo venceu Mairton Cândido pelas parciais de 6/3 e 6/2 e ficou com o título pela categoria para tenistas até 40 anos (divisão B).

284

LIVRO HISTÓRICO


No mesmo mês, Paulo Henrique Martinho foi campeão na categoria 19 a 34 anos da divisão A do Campeonato Aberto de Rio Preto. Participaram cerca de 60 tenistas de Araraquara, Matão, Ribeirão Preto e Rio Preto. Na semifinal, Paulo Henrique venceu o tenista Alejandro Álvaros Lee. Na final, venceu Sérgio Constantino. Com esse resultado, Paulo Henrique ficou entre os 30 melhores tenistas da categoria no Estado. No final do ano de 2004, uma equipe de karatê do Tênis participou da Taça Open, organizada pela Federação Paulista de Karatê (FPK). As disputas aconteceram no clube da Portuguesa de Desportos, no ginásio do estádio do Canindé. O torneio aconteceu em celebração aos 30 anos da fundação da FPK. O CTC foi representado por sete atletas das categorias master e infantil. Em novembro de 2004, o Torneio de Tênis Master de Duplas do Clube de Tênis Catanduva distribuiu troféus a três categorias. Participaram do torneio mais de 20 atletas de Catanduva com mais de 30 anos de idade. Pela categoria A, a dupla campeã foi Renato Júnior e José Dutra, que derrotou a dupla Gilberto Martani e Valdir Leonel. Pela categoria B, a vencedora foi a dupla Mairton Cândido e Ronaldo Pinfildi. Os dois ganharam de André Pereira e Sid. Pela categoria C, Elias Chediek e Gilberto Pires ganharam de Luís Grecchi e Beto Zuliani. A competição foi em homenagem aos ex- tenistas já falecidos na época: Paulo Senna, ex- associado do CTC, e Cláudio Sacomandi, do Bauru Tênis Clube. A CELT (Coordenadoria de Esportes, Lazer e Turismo) reuniu 85 nadadores das escolas do CTC, Água Viva e o próprio CELT para a disputa do Torneio de Natação – Petiz à Sênior, em novembro de 2004. Os atletas que obtiveram os melhores resultados foram: Michele Espelho Marino e Bráulio Ricardo Martins. No mesmo mês, o Festival de Natação do CTC, promovido pela Matilat, reuniu mais de 100 nadadores de escolinhas de diversas cidades da região. As provas foram disputadas no dia 11 de dezembro.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

285


Ano 2004

Eventos O Carnaval do CTC buscou resgatar o clima de Carnaval de Salão. Marcou presença na festa a assistente de palco Helen Ganzarolli. O salão foi animado pela cantora Renata Guerreiro, ex-Axé Blond. O CarnaTênis animou adolescentes de 14 a 18 anos. Detalhe que, na ocasião, o destaque foi o drink Ice Bell, que não era alcoólico. No dia 1º de abril foi realizada a Noite de Páscoa, servindo bebidas exóticas feitas com chocolate. “Uma noite no Egito” foi tema do baile realizado no dia 24. No mês seguinte, em maio, foi realizada a II Festa à Fantasia. O Dia das Crianças no CTC contou, entre outras atrações, com a apresentação do espetáculo Candim, encenado pelos artistas catanduvenses Carlinhos Rodrigues e Drika Vieira. Ainda em outubro, aconteceu o Baile do Hawaii que contou com a participação de cerca de oito mil pessoas. Na piscina, a animação ficou por conta da Banda Novo Trio. No Ginásio de Esportes, os grupos Renovação e Folha Seca garantiam o pagode. A decoração foi feita por Júlio Cesarini; no salão social, houve apresentação da banda Apocalipse. A piscina contou também com DJ e show de Renata Guerreiro. Em 1 de novembro houve o Halloween na Choperia. Animação com Banda Rooster. Na Boate, DJ e Banda Insônia. Decoração típica e lindas bruxas. No início de dezembro, o CTC realiza a Mostra de Coreografias, pelo terceiro ano consecutivo, com alunos de todas as idades. O tema “Uma viagem ao fundo do mar” foi escolhido pelas professoras e coreógrafas Érica Geraldo, Marina Rabay, Gabrielle Furtado, Mariana Figueiredo e Eliana de Carvalho Biggi. A atração reuniu cerca de 300 pessoas. As coreografias contaram a história de mergulhadores que chegam ao fundo do mar e são encantados por sereias. Ali fazem uma festa com golfinhos, algas marinhas, pérolas e outros seres do fundo do mar.

286

LIVRO HISTÓRICO


Na foto Helen Ganzarolli com o Rei Momo André Pinho e a Rainha Monize Baraldi (carnaval 2004).

2004 – Helen Ganzarolli com Eloá/Afonso Macchione Neto, Eloá e Renato Ramires Jr.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

287


Ano 2004

2004 - Baile do Hawaii

O Natal foi animado com o Papai Noel na Brinquedoteca, houve distribuição de brindes, pipoca, sorvete e algodão-doce. Animação com pula-pula e cama elástica. Futebol de salão na quadra. Crianças tiravam fotos com Papai Noel. Muitas crianças tiraram foto com o Papai Noel. O último mês do ano continuou agitado, a Noite do Farol – Na Muvuca – foi proibida para maiores de 14 anos. Pulseira vermelha significava impedido. Pulseira amarela era enrolada e pulseira verde liberado. No dia 25 aconteceu o Baile do Branco, uma tradição do Clube. “Com o Natal, as pessoas estão mais alegres e gostam de se divertir ainda mais”, comentou, na época, a secretária Eliana de Carvalho Biggi. O Baile do Branco era voltado apenas para casais. Foi animado por “Arley e sua Orquestra”. Dia 28, houve uma excursão da turma da Hidroginástica do Clube para as Thermas dos Laranjais, em Olímpia, sob coordenação da professora Ana Paula Baesso.

288

LIVRO HISTÓRICO


2004 - Passeio Super

2004 - Super Férias

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

289


Ano 2004

2004 - Boate Super

2004 - Orador espírita Divaldo Pereira Franco em palestra no Clube de Tênis.

290

LIVRO HISTÓRICO


Reformas Em julho de 2004, o Clube de Tênis de Catanduva iniciou uma série de reformas estruturais com o objetivo de criar novas opções de lazer e esporte para seus associados. Pedro Santos Lima, gerente de manutenção do clube, reforçou na época o intento do investimento de incentivar a prática de esportes, possibilitando momentos de descontração e lazer. Para definir quais alterações seriam feitas, os sócios foram

Essa turma se formou na Escola Técnica do Comércio de Catanduva no dia 18.12.1964. O inesquecível baile de formatura ocorreu no dia 18.01.1965, com Pocho e sua orquestra RGE que era da TV Bandeirantes. Essa foto foi tirada no dia 11.12.2004, durante almoço comemorativo depois de 40 anos da conclusão do curso. Tanto a formatura, o baile e o reencontro ocorreram no Clube de Tênis Catanduva.

ouvidos. Assim, foram construídos dois mini campos de grama com iluminação para jogos noturnos no local onde antes existia um campo de terra, além de um grande trabalho de jardinagem com bancos e mesas. Outra novidade, na época, foi a pista de caminhada de 400 metros, além da reforma da quadra de tênis, que teve toda sua estrutura renovada, com troca de pintura dos alambrados. A pedido dos sócios, uma nova sala de jogos de carteado foi concluída e um departamento de compras do clube. O investimento todo foi estimado em R$ 100 mil, na época.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

11.12.2004 - A foto foi colhida durante o evento no Clube de Tênis em comemoração aos 40 anos de realização do Curso Técnico de Contabilidade concluído em 1964 no prédio do Ginásio Catanduva. Estão na foto da esquerda para a direita: Cacilda Salete Silva, Prof.ª Salma Naked Rodrigues (está com 90 anos), Lourival Antônio Lourenço e sua esposa Silvana Cruz Bernardo Lourenço.

291


Ano 2005

2005 – Diretoria Mairton Cândido

Eleições Nos anos de 2005 a 2007, a diretoria eleita no dia 12 de junho de 2005 foi composta dos seguintes membros: Presidente: Mairton Lourenço Cândido Vice-presidente: Lourival José Hernandes Conselho Deliberativo: Presidente: Mário Tadeu de Souza Vice-presidente: João Dalto Sobrinho

Festas em destaque Em 1º janeiro aconteceu a Tecno Balada, com DJ’s Ricardinho e Juninho, no Salão Social, com show da banda Velhas Virgens. O Carnaval foi realizado em 8 de fevereiro com Renata Guerreiro.

292

LIVRO HISTÓRICO


2005 - Futsal - Dia dos Pais

Esportes Em fevereiro, os nadadores da equipe Unimed/CTC conquistaram boas colocações na Copa Unimed de Natação. O ranking levou em consideração os resultados alcançados em 2001, na 5ª Região do Estado. As atletas Luiza Di Bonito Baiocato e Camila Albino foram as que melhores posições obtiveram, ficando na 2ª posição, nas categorias Mirim I e Infantil I, respectivamente. Em abril de 2005, a nadadora Camila Albino venceu duas provas no Campeonato Regional de Natação promovido pelo CTC. A atleta conquistou os dois primeiros lugares nos 100 e 200 metros costas. Em 15 de maio de 2005, o tenista e médico – ou diríamos o médico tenista? – Elias Chediek concedeu uma entrevista especial ao impresso Notícia da Manhã, onde falou sobre sua paixão pelas raquetes. Na época com 63 anos e praticante regular do esporte, o depoimento de Elias foi um encorajamento para aqueles que pensam que só podem se dedicar a um esporte se for mais jovem. Pois bem. Em maio de 2005 foi realizado o Open de Tênis ‘Elias Chediek’. As partidas foram disputadas em duas categorias centrais (infantojuvenil e sênior), subdivididas em outras 16. Participaram cerca de 140 tenistas de várias cidades do Estado de São Paulo. As partidas foram disputadas na quadra central do CTC e no Condomínio Emerald Park. No mesmo mês, o nadador do CTC Carlos Adil Crepaldi terminou na quinta colocação na prova dos 50 metros peito numa prova disputada pelo 37º Campeonato Brasileiro de Natação, da categoria master, realizado entre os dias 21 e 24 de abril, no CTC.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

293


Ano 2005

No ano de 2005, o CTC inaugurou sua nova quadra de tênis de saibro, na presença de associados, diretoria, participantes da Copa Davis e demais praticantes desta modalidade. O Open de Tênis – Óticas Esquina da Visão, realizado pelo CTC, reservou uma surpresa para a final da categoria 34 MA (tenistas de 19 a 34 anos A). Os dois tenistas que disputaram o título eram de Catanduva: Everton Carmona Silva e Guilherme Dantas Buchianeri, ambos do CTC. Carmona vinha treinando bastante desde o início do ano e sentiu os resultados dos treinos intensos ao vencer a final por dois sets a zero, com parciais de 6/1 e 6/4. O título do Open rendeu ao tenista 120 pontos no ranking da Federação Paulista de Tênis (FPT). O outro tenista catanduvense a conquistar o título de campeão do Open foi Túlio Campanhan Cury (CTC), que disputou na

2005 - Dia das Crianças

categoria 34 MB (de 19 a 34 anos B). Na final, o catanduvense derrotou Rodrigo dos Santos, tenista de Presidente Prudente, também por dois sets a zero. Pela categoria 16 MA (até 16 anos), o tenista Túlio Lima Carnelossi (CTC) foi vice-campeão. A competição abriu as portas do Tênis para mais jovens se interessarem em treinarem o esporte. Uma das revelações daquele ano das categorias de base do CTC foi Marcel Martins Ferreira, de apenas 13 anos. Marcel derrotou por dois sets a zero o tenista Hugo Guanais, de Itatiba, e conquistou vaga para a semifinal do Open. O catanduvense voltou à quadra para disputar novamente, mas desistiu devido a uma contusão num lance de partida. Tinha

2005 - Super Férias

grandes chances de ter sido campeão da categoria até 14 anos.

294

LIVRO HISTÓRICO


Atletas do CTC participaram do Torneio Aberto de Karatê, realizado no dia 27 de agosto, em Americana. O torneio foi denominado “Novos Talentos do Colégio Bandeirantes”. A equipe do CTC foi composta por 23 atletas, conquistando 12 medalhas. Foram eles: Thiago Val, Henrique Bernardi, Julia Kiill, Rafaela Kiill, Arthur Cypriano, Leonardo Bussetti, Luís Fernando Fernandes, Ivan Watanbe, Laurence Marques, Diego Ramos Ribeiro, Vinicius Domingues, Rafaela Craveiro, Rubens Lipra, Gabriela Lipra Pavani, Rafael (Siribi), Guilherme Cesarini, Vitor Senna, Vanessa Monteleone, Túlio Boso, Nayara Dal Bello, Gislaine Val, além da professora Gabrielle Padilha Furtado.

2005 - Torneio Aberto de Karatê

Em setembro de 2005, foi realizada a Copa Venti-Delta de Tênis. Foram mais de 100 jogos durante três dias de competição. As partidas aconteceram nas dependências do CTC, com a participação de tenistas de Catanduva e de cidades da região, das categorias de 10 a 59 anos. Aos participantes foram distribuídas camisetas, além de troféus aos dois primeiros colocados de cada categoria. Em outubro de 2005, a nadadora Camila Albino, integrante da equipe Unimed/CTC de natação, conquistou três medalhas de ouro na 1ª Copa Unimed de Natação de Jaboticabal, que reuniu nadadores da 4ª e 5ª região da Federação Aquática Paulista (FAP). 2005 - Torneio de Futsal - Férias de Julho

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

295


Ano 2005

Em novembro de 2005, foi realizada a 4ª Copa Unimed de Natação, no CTC, reunindo mais de 200 nadadores de várias cidades da região. No final de 2005, foi realizado o Torneio Masters 1ª Classe de Tênis no CTC. O torneio teve a presença de profissionais renomados, dentre eles os oito melhores do ranking paulista, nas categorias masculino e feminino. As disputas valeram troféus e prêmios em dinheiro. Prêmios de até R$ 2,5 mil (dinheiro da época). Para receber os participantes do torneio, a diretoria do Clube organizou uma grande estrutura nas dependências das quadras, para melhor atender aos tenistas. O torneio foi considerado inédito na época. “Nunca antes visto em Catanduva e região”, chegou a considerar o presidente do clube na época, Mairton Lourenço Cândido. Foram investidos R$ 9 mil neste torneio, dinheiro que foi empregado na premiação, montagem das arquibancadas, árbitros, pessoal do apoio, alimentação e hospedagem. O torneio exerceu grande influência também na motivação dos atletas. Tantas iniciativas voltadas ao desenvolvimento deste esporte, o tênis, conferiam mais e mais visibilidade ao Clube de Tênis Catanduva, na área esportiva. Tanto que ao final de 2005, o CTC se transformou em referência regional neste esporte. O clube passava então a receber comumente tenistas de todo o Brasil. Os atletas participantes do Torneio Master de 1ª Classe estavam ranqueados pela ATP (masculino) e WTA (feminino). A competição feminina contou com as tenistas Sumara Passo, Marcela Montanha, Juliana Umeki, Paula Pereira, Talita Bragato, Flávia Borges e Viviani Marani. Já na disputa do masculino vão estar envolvidos os atletas Rafael Toledo, André Stábile, Rogério Silva, Ronnie Sang Júnior, Adriano Ferreira, Carlos Oliveira e os catanduvenses Paulo Martinho e Denis Carmona. A primeira colocação no torneio ficou com Rogério Silva, de São Paulo, que era na época o 620º do mundo no ranking da ATP. O vice-campeonato ficou com Adriano Ferreira, que já havia ocupado a posição de número 82 no ranking da ATP. Em dezembro de 2005, Renan Serafim conquistou três medalhas de ouro na disputa da fase estadual do torneio Pró-Natação, que ocorreu em Sertãozinho. Ainda no ano de 2005, a quadra de bocha foi substituída pelo Complexo de Salas de Ginástica.

296

LIVRO HISTÓRICO


Ano 2006

Aniversário do CTC Em janeiro de 2006, o CTC comemorou seu aniversário de 77 anos, com vários eventos: missa, realização de torneios e oficiais. O clube também trouxe atletas renomados de diversas modalidades.

Eventos em destaque O Baile do Azul e Branco realizado no começo do ano contou com a participação de 800 pessoas, no Salão Social, enquanto os grupos U2 Boys Cover e Stingers se apresentaram no restaurante. Durante a festa foi sorteada uma viagem para Porto Seguro, pela agência Conexão Turismo, e uma mesa para as quatro noites do Carnaval 2006. Em fevereiro, o tema do tão esperado Carnaval foi a Copa do Mundo, que naqueles tempos agitava o Brasil. A paixão do brasileiro – e também do catanduvense – pela bola inspirou o decorador Júlio Cesarini a criar o tema: “Einstein não é bom de bola e sim de samba”. O motivo da mistura inusitada de ciência e batuque foi explicado pelo artista: “Einstein é a figura mais célebre da Alemanha, local que sediará as competições da Copa. Por isso faço menção a esse personagem tão importante da história daquele país”, disse, na época, Cesarini, à revista corporativa CTC Point. Para animar o Carnaval, o CTC trouxe, naquele ano, a banda Sedução e shows com diversos artistas consagrados: Daniel, Alexandre Pires, Sandy e Júnior, Titãs, 2006 – A foto é da Rainha Monize Baraldi e Rei Momo Fábio Júnior do Carnaval do Clube de Tênis Catanduva

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

Leonardo e Netinho.

297


Ano 2006

Vestidas de espanholas, Maria Júlia Salomão, Laura Salomão, Ana Luíza Salomão e Sofia Salomão deram um show à parte durante o Concurso de Fantasia Infantil, realizado na Choperia do Clube, no dia 26 de fevereiro, domingo de carnaval. Intitulada “Carnaval em Madrid”, a apresentação das meninas venceu o 1º lugar na categoria “bloco luxo”. As fantasias recheadas de detalhes demandaram um mês de trabalho. O concurso de fantasia infantil contou com a participação de 48 crianças, com idades entre 10 meses e 13 anos. Na categoria “bloco original”, os irmãos gêmeos Bruno e Geovani Chiodini, de 7 anos, vestidos de “Os Incríveis”, levaram o 1º lugar. Já na categoria individual luxo, Eloísa Lousada Carvalho, de 4 anos na época, venceu a 1ª colocação com sua baiana estilizada. Por fim, o garoto Neto Diniz, de 4 anos, levou o 1º lugar individual original com o traje de imperador romano.

2006 - Noite Sertaneja

No mesmo mês, o CTC voltou a promover a “Muvuca”, boate para menores de 14 anos. O nome da festa foi “Noites Rebeldes”. A comemoração do Dia Internacional da Mulher daquele ano teve uma programação diversificada para homenagear as mulheres. No dia 28 de março, foi oferecido às mulheres hidratação de cabelo e massoterapia corporal. Logo em seguida, foi serviço um café da tarde e sorteados brindes. No dia 29, o clube ofereceu às mulheres dicas de maquiagem, diagnóstico capilar e outros cuidados estéticos. No final, café da tarde e sorteio de mais brindes. E, finalmente, no dia 30 de março, o clube promoveu sessão de escova e massoterapia. Após o café da tarde e o sorteio dos brindes, houve uma aula de Body Combat,

2006 - Ballet

na boate. No encerramento da Semana da Mulher, na boate, foi promovido um coquetel especial, com sorteio de novos brindes.

298

LIVRO HISTÓRICO


O CTC lançou a Semana do Rock no final de abril e começo de maio de 2006. Foram três sextas-feiras consecutivas de muito rock para os fãs do gênero. Mais de dez bandas de rock de toda a região se apresentaram na Choperia e no Restaurante do Clube, com destaque para o cover oficial do Raul Seixas, no encerramento, dia 12 de maio. No dia 3 de junho daquele ano, os casais sócios do Tênis se divertiram em uma noite exclusiva para eles na Boate Vip, com animação do cover de Elvis Presley, que interpretou os maiores sucessos do “Rei”. E eis que no fatídico junho 2006, o Brasil tentava, sem sucesso, seu Hexa. Mas, como até então, naquela época ninguém sabia disso, os associados compareceram em massa no CTC para

2006 - Baile do Hawaii

assistir aos jogos, no salão todo decorado de verde e amarelo. No ano de 2006, o CTC decidiu tornar permanente a campanha de doações ao Hospital de Barretos, que atende a um grande número de pacientes de Catanduva e região. As equipes que participaram da gincana “Super Férias”, realizada em julho daquele ano, tiveram como uma das provas entregar mantimentos para os organizadores do evento para serem enviados ao Hospital de Barretos. Uma grande quantidade de doações foi recebida, o que motivou o clube a tornar a campanha permanente. No dia 14 de outubro, os casais de dança de salão do CTC participaram do Festival ‘Academias da Cidade’, realizado no Teatro Municipal. Orientados pelo professor Marquinhos, as duplas dançaram diversos ritmos.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

2006 - Sexta Feira 13

299


Ano 2006

Homenagens Neste mês, a revista corporativa da entidade, CTC Point, prestou uma homenagem para o execonomista Pirajá Procópio de Oliveira, que naquele ano completava 80 anos de idade. Pirajá foi um dos grandes nomes da natação do CTC e com aquela idade ainda praticava natação, tênis e musculação. Alguns trechos da entrevista: “O esporte é primordial para qualquer pessoa (...) não importando a sua faixa etária”. Participou por algumas vezes, de competições de ordem ‘Master’ (nadadores aposentados), de 75 a 79 anos. No Brasileiro, obteve o 1º lugar nos 200 metros, em 2002. Conseguiu a prata nos 50 e 100 metros. Pirajá também chegou a competir campeonatos Paulista, Brasileiro e Sul-Americano, tendo conquistado 36 medalhas. “Lembro com muita saudade de quando integrei a primeira turma de Polo Aquático do CTC. Na década de 40, ao lado de Cândido Procópio de Oliveira, Éder e Walter Pelizzon, Roberto Lima e Riolando Rocha Ribeiro. Foi a fase áurea do clube, um período importante e inesquecível”. Já na última edição do ano da revista CTC Point, houve uma homenagem à gerente administrativa Eliana Biggi. Além de ser a gerente administrativa, Eliana deu aulas de ginástica local, step e abdominal na academia do clube e sua simpatia é marcante em seu trabalho no clube, deixando lembranças e atravessando várias administrações. “Quem a conhece sabe que não mede esforços para ajudar os companheiros de trabalho. Profissional esforçada, Eliana passa a maior parte de seu tempo nas dependências do CTC, para oferecer aos associados um ambiente cada vez melhor”, dizia o texto da revista. “Aqui formamos uma grande família, a Família CTC, pois passamos mais tempo aqui dentro, desenvolvendo projetos e ações para os associados do que com nossa própria família. A maior parte da minha vida passei aqui dentro, trabalhando para os associados. Para mim, tudo é destaque no clube, desde a criança que descobre seu esporte preferido, até o atleta que busca resultados em torneios regionais e a turma da terceira idade que pratica suas aulas com garra e batalha para ganhar uma medalha. É prazeroso ver o sucesso dos eventos, a dedicação dos colegas de trabalho e, acima de tudo, a atuação dos diretores, que não medem esforços para que o clube cresça e fique melhor a cada dia”, disse Eliana à reportagem.

300

LIVRO HISTÓRICO


2006 - Inauguração do Conjunto de Campo Society

Esporte Ainda em janeiro de 2006, o tenista do CTC Kaio Novelli foi campeão do I Rede de Tênis Open, competição disputada no clube Rede de Tênis Esporte e Lazer, em Ribeirão Preto. Novelli venceu o tenista de Araraquara, Diogo Scabelo, por dois sets a zero. Na final, jogando contra o atleta de Ribeirão Preto, Novelli teve mais dificuldades, mas conseguiu fechar a partida em dois sets a um. Com a participação de 77 atletas ranqueados da ATP, teve início o “I Desafio 77 de Tênis”, com grande participação de associados. Os campeões foram: Bruno Calabro, Rafael Milon, Eric Gomes e Rogério Silva. Um novo esporte nascia no clube naquela época. Era a peteca, que surgia a partir de um grupo de frequentadores que se reunia para jogar duas vezes por semana. No mês de fevereiro, com apenas sete anos, a menina Paloma Dias Gabriel foi o destaque da natação do CTC, conquistando um excelente resultado ao terminar na segunda colocação na prova dos 25 metros nado livre, na Taça TV Tem de Natação, disputada em Rio Preto. Em março de 2006, o nadador Renan Serafim conquistou quatro medalhas (três de ouro e uma de prata) no 57º Torneio Regional Mirim a Sênior da 3ª Região da Federação Aquática Paulista (FAP), realizado em Barra Bonita.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

301


Ano 2006

2006 – Karatecas do Clube de Tênis

Em apenas um final de semana de março, o CTC conquistou 32 medalhas de natação, na 3ª Copa Unimed de Natação, disputada em Jaboticabal. Em um torneio em Araraquara, com apenas 11 nadadores, a equipe do CTC obteve a quinta colocação na contagem final de pontos. Os mesmos nadadores voltaram a competir no Festival Sesi na Água, em Rio Preto, do qual participaram 22 nadadores da equipe de nível escolinha de formação e nadadores da equipe mirim/petiz e não federada. Participaram da competição 475 atletas de 21 cidades. Pela primeira vez na história do Clube e de Catanduva, vem à cidade, ao CTC, um torneio oficial de karatê. A conquista inédita trouxe 600 atletas para participar da fase regional do campeonato paulista, em 8 de abril de 2006. Disputaram 121 categorias, divididas em pré mirim, mirim, infantil, infantojuvenil, juvenil, júnior e sênior, nas modalidades kata e kumite. Gislaine Ciriero Val, subdiretora da modalidade no CTC, considerou o evento como importante marco na trajetória do esporte no município. A cidade recebeu karatecas de 33 cidades do Interior Paulista, que puderam conhecer o trabalho desenvolvido pelo Clube de Tênis. Foi utilizada uma quadra poliesportiva coberta, com cinco áreas com tatame oficial. O evento contou com árbitros oficiais credenciados e convocados pela FPK (Federação Paulista de Karatê). Os 27 karatecas de Catanduva conquistaram 23 medalhas e 19 deles se classificaram para a final em São Paulo.

302

LIVRO HISTÓRICO


No dia 14 de maio foi realizada a Copa Arge Ventiladores de Tênis, com a participação de muitos tenistas e grande público. Compareceram mais de 130 atletas da região e de outros Estados. Os atletas de Catanduva obtiveram bons resultados. Os catanduvenses Wagner Villas Boas Júnior e Paulo César Gonçalves do Carmo conquistaram, respectivamente, os títulos de campeão e vice-campeão. Em abril, o nadador Renan Serafim bateu recorde na prova dos 200 metros medley, no 10º Torneio Electro Bonini de Natação, disputado em Jaboticabal. Serafim foi ouro nas provas dos 100 e 400 metros livre. Pela categoria infantil, o nadador Guilherme Marcos, com 13 anos na época, faturou três medalhas, sendo uma de prata nos 100 metros livre e duas de bronze, nos 100 metros peito e 40 metros livre. O torneio contou com a participação de 273 atletas de Ribeirão Preto, Araraquara, São Carlos, Taquaritinga, Pirassununga, Matão, Jaboticabal, Descalvado, Pitangueiras, Porto Ferreira e São Sebastião do Paraíso. É promovida a Copa Arge Ventiladores, nos dias 13 e 14 de maio, evento considerado um dos melhores do ramo do Interior Paulista. Foram 140 tenistas participando de 128 jogos. Os tenistas do CTC faturaram três títulos na disputa. Na categoria 11 MB, o vice-campeão catanduvense foi Marcelo Amaral Cândido, que perdeu para Pedro Haddad, de Novo Horizonte, por 6x2 e 6x2. Na categoria 14 MB, Thiago Pinfildi Manfrin conquistou o título ao vencer Lucas Guimarães Martins por 6x0 e 6x2. Wagner Villas Boas Júnior foi o campeão na categoria 35 MB. O vicecampeão foi Paulo César Gonçalves do Carmo. Ainda em maio de 2006, uma equipe de tenistas do CTC participou do Torneio Federado Harmonia Clube, em São José do Rio Preto. O torneio foi organizado pela Federação Paulista de Tênis. O grande destaque da equipe foi o tenista Kaio Novelli, que representou o Clube de Tênis. Também representaram Catanduva os tenistas: Henrique Zuliani, Marcelo Cândido, Vitor do Carmo, Thiago Manfrin, Lucas Martins, Paulo Rubiano e Paulo Martinho. Também em maio, o nadador Renan Serafim (Unimed/COC/CTC), 15 anos, mostrou porque foi considerado uma das melhores revelações daquele esporte em Catanduva. Ele conseguiu medalha de prata na disputa dos 200 metros nado medley no Troféu Assis Chateaubriand – Torneio Sudeste de Natação Infantil e Juvenil, no Clube Álvares Cabral, em Vitória (Espírito Santo). As disputas reuniram 33 clubes de quatro Estados brasileiros, totalizando 440 nadadores. No mesmo mês, o nadador obteve o ouro na prova dos 200 metros medley do Troféu Kim Mollo, disputado em Mococa, dia 21 de maio. Além do primeiro lugar, Serafim conquistou uma medalha de bronze na disputa dos 400 metros livres, cravando o tempo de 4 minutos e 19 segundos.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

303


Ano 2006 No segundo semestre de 2006, o tenista Kaio Novelli foi destaque em três torneios de tênis realizados pela Federação Paulista. O primeiro deles foi o 1º SCA Open de Tênis, realizado em Rio Preto, rendendo a Novelli a vice-liderança. Em seguida, o tenista conquistou o 1º lugar na 2ª República Open de Tênis, em Franca. Fechou esta série de torneios com mais um 1º lugar no XII Torneio Infantojuvenil do Tênis Country Club de Ribeirão Preto. Nesta época, também, o Clube de Tênis teve uma importante iniciativa para incentivar o basquete catanduvense. Ofereceu títulos gratuitos às atletas do Catanduva Basquete Clube, para que elas pudessem treinar e usufruir, sem custos, da infraestrutura do Tênis para lazer e treinamento. Com isso, o CTC provou desempenhar uma imprescindível função de desenvolvimento das atividades esportivas de Catanduva e região. A equipe de basquete de Catanduva gozava de grande prestígio e em 2006 realizou uma excelente campanha, com destaque para o desempenho no Campeonato Paulista Série A1. Em maio de 2006, as meninas do basquete derrotaram Santo André, sendo que antes já haviam derrotado São José e Bauru. Pouco tempo depois, elas venceram o São José dos Campos e o Santo André novamente, terminando aquele mês na segunda colocação. O tenista catanduvense Marcelo Amaral Cândido, do CTC, participou da 1ª etapa do Circuito Di Santinni, evento organizado pelo Monte Líbano. No começo do segundo semestre do ano, o CTC empreendeu uma pequena reforma para proporcionar mais comodidade aos associados. A reforma incluiu pintura dos muros externos e da entrada, raspagem e aplicação de sinteco no piso do salão social e pintura de suas janelas e grades. Outra reforma foi feita no vestiário feminino. Os reparos anuais ficavam - e ficam até os dias de hoje – a cargo de Pedro dos Santos Lima, que ‘veste a camisa’ do CTC já há décadas. O mini campo de futebol recebeu grama sintética. Gislaine Ciriero Val, atleta do CTC, se classificou para o Campeonato Brasileiro, durante a final do Campeonato Paulista de Kata, promovido pela Federação Paulista de Karatê (FPK), nos dias 22 a 24 de setembro, em Santos, na Associação Atlética dos Portuários de Santos. A conquista foi creditada ao trabalho desenvolvido pelo clube na promoção deste esporte, como também ao esforço das atletas. Em outubro de 2006, tenistas do CTC participaram do torneio “Open Fidelidade”, conquistando boas colocações. Três catanduvenses conquistaram as três primeiras colocações. Dentre as categorias que reuniram cerca de 70 atletas, foram destaque Marcelo Amaral Cândido, que conquistou a viceliderança na categoria 11 anos Masculino B (11 MB). O primeiro lugar ficou com Araçatuba. Na categoria 14 anos Masculino B, o catanduvense Thiago Manfrin foi o campeão. O presidente do Clube, Mairton Lourenço Cândido, ficou em 2º lugar na categoria 40 Masculino C.

304

LIVRO HISTÓRICO


Ainda em outubro de 2006, a equipe de natação do CTC participou do Torneio Regional Pré Mirim a Sênior, em Marília, realizado pela Delegacia Regional da 3ª Região da FAP, trazendo na bagagem nove medalhas. A equipe foi representada por sete nadadores, que trouxeram duas medalhas de ouro, quadro de prata e três de bronze. Renan Serafim conquistou uma medalha de ouro e duas de prata; Paloma Gabriel ficou com uma de bronze e uma de prata; a nadadora Isabela Mumic conquistou uma medalha de bronze e Bianca Mumic uma de ouro, prata e bronze. Além dos quatro nadadores que conquistaram medalhas, estavam presentes: Luís Gustavo Lima Garcia, Leonardo Fanai e Guilherme Marcos. O nadador Renan Serafim atingiu o índice para o Campeonato Brasileiro na prova de 50 metros livres. Foi a vez de Bianca Mumic conquistar sua primeira medalha de ouro em um torneio regional de natação. A competição contou com 395 nadadores, sendo 236 homens e 159 mulheres, 18 equipes e 14 cidades. Nos dias 10, 11 e 12 de novembro, a equipe de Natação do CTC Catanduva fez bonito no Campeonato Paulista Não Federado de Natação de Verão, realizado em Água Branca (SP). Concorrendo com 833 atletas de 73 clubes, os atletas catanduvenses se classificaram, em sua maioria, entre os primeiros colocados. O nadador Renan Serafim, atleta do CTC, conquistou duas medalhas de bronze na disputa do Campeonato Paulista Juvenil de Natação de Verão para Atletas Federados. A competição foi disputada de 17 a 19 de novembro, na piscina do Sport Club Corinthians Paulista, em São Paulo. O tempo conquistado pelo atleta de Catanduva o colocou entre os oito melhores nadadores brasileiros de sua categoria. No dia 5 de dezembro de 2006, o nadador Renan Serafim, na época com 16 anos, atleta do Unimed/ CTC, conquistou duas medalhas de bronze no Campeonato Brasileiro Juvenil de Verão – Troféu Carlos Campos Sobrinho – disputado no Grêmio Náutico União, em Porto Alegre (RS). O atleta foi o único representante da região de Rio Preto na competição. As duas medalhas foram obtidas nas provas dos 200 e dos 400 metros nado medley. No mesmo mês, o tenista Kaio Novelli, na época com 17 anos, foi classificado como o melhor do ano, em todo o Estado de São Paulo. Pela classificação, o tenista foi homenageado com um jantar da Federação Paulista de Tênis e outro do Clube de Tênis Catanduva, com premiação e troféus. Em dezembro de 2006, a karateca Gislaine Val, do CTC, conquistou medalha de bronze no Campeonato Brasileiro de Karatê, uma conquista inédita tanto para o CTC quanto para Catanduva. O torneio foi disputado em Uberlândia.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

305


Ano 2006

2006 – Reunião de diretoria gestão Mairton Cândido.

Administração Em meados de março de 2006, o cargo de diretor social passou a se chamar diretor de eventos, cargo então ocupado por José Eduardo Basaglia. “A cidade cresceu, a comunidade se ampliou e o Clube, consequentemente, reflete essa nova realidade, impossibilitando que todas as pessoas se conheçam. Mas os associados do CTC representam um grupo de pessoas que formam opiniões e determinam novos comportamentos que a entidade busca atender”, disse. Em entrevista à revista CTC Point, Basaglia debateu temas polêmicos, entre eles o problema das drogas, verificado também entre membros do clube. A diretoria de eventos se dedicaria à organização e sugestões de festas, coquetéis, shows e tudo que utilizasse a estrutura do clube, boate ou restaurante, sem ter que, portanto, ficar restrito a eventos sociais, expandindo as atividades nunca antes vistas, como festas terceirizadas. Era uma preocupação latente o fato de o clube lidar com um grande número de jovens. O clube reforçou sua segurança, sendo coerente com seu estatuto e irredutível quanto às regras que deveriam ser cumpridas. Com uma política de administração com seriedade e sem tolerar abusos, o CTC conquistou também a confiança de mais associados. Prova disso é que o quadro de associados foi ampliado. “Com o progresso da cidade, nossa sociedade também recebeu novos membros, pessoas que tiveram crescimento pessoal e profissional e agora podem usufruir do clube. O Tênis não é privilégio de um pequeno grupo. Já

306

LIVRO HISTÓRICO


foi, hoje não é. Não existe mais esse papo de “bloco dos excluídos” ou “panelinha”. Antigamente, algumas pessoas vinham aqui, usavam o Clube como se fosse exclusividade delas, desrespeitando o estatuto, as normas e os outros associados. Isso muitas vezes criou até problemas financeiros. Esse não é o tipo de frequentadores ou de sociedade que queremos para o Tênis. Queremos gente que pague a mensalidade em dia, que seus filhos venham aqui e sigam as normas do Clube e que não digam: “Você sabe com quem está falando?”. Isso é coisa de coronelismo, de trinta, quarenta anos atrás. Não interessa saber se fulano é filho de sicrano ou neto de beltrano. Se a pessoa aprontou aqui dentro, ela vai ter que ser responsabilizada”. Este pensamento trouxe mudanças importantes para o Clube. A diretoria presidida por Nilton Cândido teve que lidar com a problemática de saudar dívidas pendentes e ao mesmo tempo aumentar o quadro de associados, para que houvesse receita para isso. Em 2006, o Clube contava com um contingente de 10 mil pessoas, significando 2,7 mil títulos. Para agradar a um público tão grande e de todas as idades, o Clube de Tênis investiu em uma programação variada. Na ocasião, a hipótese de ter uma sala de cinema, um local para projeção de vídeos, foi discutida, mas o projeto não saiu do papel. Outros projetos sociais cuja hipótese de implementação foi levantada naquela época foram salas de leitura e escolas de música e teatro. Algumas ideias eram implementadas, outras arquivadas, outras ainda postergadas, mas muitas, muitas mesmo, implantadas com grande sucesso. Cada evento do Tênis indiretamente movimentava a cidade, pois as pessoas vão ao comércio comprar novas roupas para os eventos, vêm à cidade e se hospedam nos hotéis, o cenário musical da região se intensifica, dando visibilidade a muitos músicos locais.

Salão social Construído no final dos anos 50, o salão social do CTC já foi palco de importantes eventos e recebeu convidados ilustres, entre eles cantores nacionais e internacionais, políticos e artistas de televisão. Na mesma época, o Clube firmou uma parceria com a Associação dos Oficiais da Polícia Militar de São Paulo. A parceria trouxe descontos especiais nas diárias das colônias de férias filiadas à associação, localizadas em diversos pontos turísticos do Brasil, como Serra Negra, Campos do Jordão, Caraguatatuba, Águas de São Pedro, Praia Grande, Ilha Solteira, Camping Boraceia e Clube de Campo São Roque.

Falecimento de Ari Em setembro de 2006, falecia, de acidente automobilístico, o tesoureiro do Clube de Tênis, Aribaldo Gandolfi Neto, mais conhecido simplesmente como Ari, deixando a todos muito consternados. Era notório seu bom caráter, tanto quanto sua competência e sua personalidade de alegria contagiante. Em sua homenagem, o campo de futebol de grama sintética foi inaugurado, recebendo seu nome. CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

307


Ano 2007

2007 - Festival Mostra

Aniversário do CTC: 78 anos Uma data festiva movimentou o clube, no começo de 2007. Tratava-se da festa em comemoração aos 78 anos do Clube de Tênis Catanduva, e vários eventos foram programados para os festejos. Dois destaques da programação foram a missa e o coquetel para os melhores esportistas de 2006, no dia 12 de janeiro. O evento reuniu toda a diretoria, associados, convidados e imprensa. Foi a primeira vez em que uma cerimônia religiosa foi realizada nas dependências do clube. Padre Jeová, que celebrou a missa, lembrou as ações da Associação de Voluntários do Hospital Emílio Carlos (Avec), festas e formaturas realizadas no Clube, destacando que, quando há preocupação com a solidariedade, a vida é favorecida. “O clube abriu-se a tantas coisas bonitas. Aqui é um lugar de lazer, esporte e descanso”, disse ele. Após a missa, quase 30 atletas das equipes de tênis, karatê e natação receberam medalhas. Continuando a celebração dos 78 anos, foram realizados shows, bailes, boates e atividades esportivas ao longo do mês de janeiro. Uma mini “Super Férias” reuniu a criançada entre os dias 16 a 19 de janeiro, com gincana, brinquedos e oficinas. O bolo de aniversário dos 78 anos ficou por conta deles. As inscrições foram trocadas por um quilo de alimento. Para os mais jovens, houve show da banda Batom na Cueca, no Salão Social, no dia 12 de janeiro, e boate com som sertanejo, no dia 20, com a dupla Flávio e Ricardo, que tocou muito axé, rock e pagode.

308

LIVRO HISTÓRICO


No dia 13 de janeiro, os associados não precisaram pagar mesas para o jantar dançante com a banda Nativa. Dia 27 teve a Boate VIP, com mesa de frios, refrigerante, água e batidas grátis, só para casais com mais de 23 anos. O aniversário do Clube também valorizou a programação esportiva. No dia 8 de janeiro, teve início o Torneio de Férias de Futsal 2007. Além da disputa, foram realizadas clínicas de aprimoramento para os alunos de tênis e de karatê, ambas no dia 13 de janeiro. A clínica foi ministrada pela autoridade máxima da arbitragem nacional de karatê, Sensei Júlio Takashi Shigeeda, de São Paulo. Na clínica de tênis, Caio Soler Accorsi, ex-jogador e atual professor, ministrou uma palestra e uma aula prática sobre o esporte, ensinando novas técnicas e estratégias de jogo.

Esportes: piscinas continuam em destaque Em fevereiro, a equipe de natação Unimed/CTC classificou 24 atletas para a semifinal do Torneio TV Tem. No total, 30 nadadores da equipe disputaram a primeira prova. O Torneio reuniu 350 atletas de 29 cidades diferentes, divididos em dez categorias, de acordo com a faixa etária. A piscina aquecida, que começou a ser construída na gestão de Mairton Lourenço Cândido, ficou pronta nesta gestão de Gustavo Moretto. Em março de 2007, os nadadores da Unimed Catanduva conquistaram 33 medalhas na 15ª Copa Rio Preto de Natação e garantiram o 3º lugar. A delegação do CTC, formada por 14 atletas, trouxe na mala oito medalhas de ouro, 19 de prata e seis de bronze. Os catanduvenses ficaram atrás das equipes do Palestra Esporte Clube e do Rio Preto Automóvel Clube. Participaram ao todo oito entidades de toda a região e mais de 180 atletas, inscritos nas categorias de pré-mirim a sênior. No mesmo mês, 18 nadadores do CTC conquistaram 19 medalhas no IX Troféu Electro Bonini, promovido pela Unaerp e pela delegacia regional da Federação Aquática Paulista, envolvendo as categorias mirim a sênior (de 7 a 16 anos). O catanduvense Thiago Pinfildi Manfrin conquistou o 1º lugar do V Campeonato Roller de Tênis, pela categoria 16 MB. O evento foi realizado no Clube Monte Líbano, em Rio Preto, nos dias 13, 14 e 15 de abril. Ainda em abril de 2007, a equipe do CTC conquistou 23 medalhas no Campeonato Paulista de Karatê, promovido pela Federação Paulista de Karatê.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

309


Ano 2007

2007 - Handebol

Participaram da competição 351 atletas vindos de diversas cidades do interior do Estado. O Clube foi representado por 29 atletas, que conquistaram um total de 23 medalhas, sendo nove de ouro, sete de prata e sete de bronze. Ainda em abril de 2007, 15 nadadores do CTC conquistaram 18 medalhas para Catanduva no 3º Torneio Regional de Natação, realizado em Ribeirão Preto. Os nadadores de Catanduva tinham idades entre 7 e 16 anos. As medalhas foram oito de ouro, quatro de prata e sete de bronze. Participaram da competição nadadores de: Araraquara, Ribeirão Preto, Matão, Pirassununga, Jaboticabal, Descalvado, São José do Rio Preto e Mococa. Em maio, a equipe de natação Unimed/Clube de Tênis Catanduva conquistou 28 medalhas na fase municipal do Pró-Natação 2007, realizado no Conjunto Esportivo. O evento foi realizado pela Secretaria da Juventude, Esportes e Turismo do Estado (SJET), em parceria com a Prefeitura de Catanduva. Das 28 medalhas conquistadas por 14 nadadores, 17 foram de ouro, sete de prata e quatro de bronze. A competição reuniu atletas de 7 a 16 anos, com o objetivo de descobrir novos talentos e difundir a modalidade no Estado. No mesmo mês, o nadador Renan Serafim conquistou duas medalhas de ouro no Campeonato Paulista Júnior e Sênior de Inverno, em Campinas. Ele também conquistou uma de prata na prova dos 100 metros medley.

310

LIVRO HISTÓRICO


2007 - Dia das Crianças

Em junho, a Câmara homenageou o jovem esportista Renan Serafim, na época com 16 anos, por suas importantes vitórias em campeonatos e torneios de natação realizadas Brasil afora e também fora do país. Na ocasião, o vereador Luís Pereira, em sua homenagem ao atleta, citou a tradição em natação do município, citando também Lúcio Cacciari (campeão sul-americano), Athos Procópio de Oliveira (campeão brasileiro e sul-americano), Gerson Gabas, Haroldo Guimarães (técnico e grande nadador). Naquele mesmo mês, Renan Serafim, atleta da equipe Unimed/Colegião/Clube de Tênis Catanduva foi convocado pela Federação Aquática Paulista (FAP) para integrar a equipe da Seleção Paulista Júnior, representando o Estado de São Paulo no Campeonato Brasileiro Interfederativo, realizado em Anápolis (GO). A competição, que tinha por nome “Troféu Dr. Paulo Roberto de Mello”, foi disputada nos dias 10 a 12 de agosto daquele ano. Sobre a conquista, eis as palavras de seu treinador, Gilberto Pires, registradas pelo Jornal Notícia da Manhã: “As conquistas obtidas em Campinas, onde Serafim, depois de três anos, voltou a sagrar-se campeão paulista federado, foram decisivas para a sua convocação”. Serafim já havia sido convocado para a Seleção em 2004, para a disputa do Troféu Chico Piscina e dos Jogos da Juventude. Se não fosse por uma lesão no ombro, Serafim teria tido todas as condições de obter uma medalha no Brasileiro do Rio de Janeiro, pois tanto o vice-campeão quanto o terceiro colocado haviam sido superados por ele, no Paulista, na prova de 200 metros medley.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

311


Ano 2007

O tenista Getúlio Andrade de Camargo morreu durante a disputa das semifinais da categoria 55 a 59 anos na 2ª Copa Arge de Tênis, realizada no Clube de Tênis, em junho de 2007. Camargo, de Araraquara, vencia a partida com José Alfredo Luiz Jorge por 6/3, quando foi vítima de uma parada cardíaca, no começo do segundo set. O tenista foi socorrido imediatamente, mas não resistiu e faleceu no hospital. Na segunda quinzena de junho, o CTC realizou a 2ª edição da Copa Arge de Tênis, supervisionada pela Federação Paulista de Tênis. Em homenagem a Camargo, José Alfredo Luiz Jorge e Jovelino Dias, finalistas da categoria, abriram mão da disputa e solicitaram que os troféus de campeão e vice fossem entregues a sua esposa Maria Inês. O CTC realizou o 2º Paralelo “Açúcar Caravelas” de 16 de junho a 1 de julho. A competição teve a participação de vários tenistas filiados à Federação Paulista de Tênis (FPT) e atletas não filiados. Participaram mais de 100 tenistas de Marília, Olímpia, Novo Horizonte, Itajobi, Americana, Votuporanga e Catanduva. Em 1º de agosto de 2007, terminaram as obras de pintura do muro da piscina do clube. Em setembro de 2007, tenistas do CTC foram destaque na 1ª Copa de Tênis Kazuo Igarasahi, disputada no Harmonia Tênis Clube, de Rio Preto. O tenista Lucas Guimarães Martins, destaque na categoria 14 MB, sagrou-se campeão. Outro destaque foi Marcelo Cândido, conquistando o título de campeão da categoria 12 MA. Em setembro de 2007, as atletas do CTC Gabrielle Padilha Furtado e Gislaine Ciriero Val foram destaque na mídia, por terem conquistado vaga na seleção paulista de karatê, para disputar o Campeonato Brasileiro de Karatê (CBK). Gabrielle havia obtido a terceira colocação da categoria, modalidade kumite, no Campeonato Paulista realizado em 11 de agosto daquele ano, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

312

LIVRO HISTÓRICO


Gislaine conseguiu sua vaga, sendo a vice-campeã da categoria no Campeonato Paulista realizado em São Carlos, em 15 de setembro daquele ano, na modalidade kata. A karateca Gislaine, naquele mesmo ano, conquistou a 3ª colocação no Campeonato Brasileiro de Katá, realizado em Uberlândia, Minas Gerais, pela Confederação Brasileira de Karatê. Sua técnica, Gabrielle Padilha Furtado, que havia recentemente conseguido o título de faixa preta 3º Dan, tornava-se a única professora de karatê a ter esse grau em Catanduva – e a 10ª em todo o Brasil. Já os tenistas Mairton Cândido e Luciano Nechar participaram do 2º SCA Open de Tênis 2007, que aconteceu nos dias 8 e 9 de setembro, em Rio Preto. Mairton foi campeão na categoria 45 MC e Luciano na categoria 40 MB. O atleta Benedito Pereira da Conceição conquistou o vice-campeonato na categoria 55 MC. A equipe de handebol do CTC participou da última semana do Torneio Semana da Pátria. O campeonato contou com disputas nas modalidades de Futebol Society Infantil, Futebol Society Adulto, Futebol Society Feminino, Vôlei e Handebol. No jogo disputado dia 9 de setembro, no Ginásio de Esportes do SESC, o CTC foi campeão nas categorias infantil e juvenil, sob o comando das professoras Camila e Kika. Em 17 de agosto de 2007, foi concluído um serviço na canalização de esgoto, que envolveu a instalação de um medidor de calha parchal, com caixa de reuso de água, o que proporcionou, a partir de então, maior economia de água. As equipes do CTC se destacaram na Copa Interclubes de Futsal. Os jogos aconteceram no Clube Recreativo Higienópolis (CRH). Os atletas do CTC foram destaque no 2º Open de Tênis, realizado nos dias 12 e 13 de outubro. O torneio reuniu 70 tenistas da região, no CTC. A cidade foi representada pelos tenistas Vitor Novelli, Thiago Manfrin e Jonas Edson Turin, que foram campeões, ficando Túlio Crepaldi com o vice-campeonato. Em outubro de 2007, os atletas do Unimed/CTC disputaram a final da fase regional do Pró Natação 2007, evento promovido pela Secretaria da Juventude, Esportes e Lazer do Estado, no Rio Preto Automóvel Clube. O evento teve o objetivo de descobrir novos talentos e difundir a modalidade em todo o Estado. No mesmo mês, a equipe mirim do Unimed/CTC disputou o 2º Festival Paulistinha de Natação, para a categoria mirim (7 a 11 anos), em São Paulo. Mais de 600 crianças estiveram presentes. O destaque ficou para a nadadora Paloma Gabriel, que obteve o melhor tempo entre as 33 nadadoras da categoria, na prova de 50 metros peito.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

313


Ano 2007

Ainda em outubro, o ex-nadador Haroldo Guimarães foi homenageado pelo Clube de Tênis Catanduva, quando da inauguração oficial de uma das suas piscinas, que passou então a chamar-se “Haroldo Gondin Guimarães”. Na ocasião, ‘Seu Haroldo’, como era conhecido, tinha 79 anos. Haroldo treinou e revelou talentos da natação na cidade por mais de cinco décadas. “Estou bastante emocionado em receber esta homenagem. É um orgulho muito grande dar o nome a uma piscina na cidade. Sinal de que o trabalho que desenvolvi foi válido. É um orgulho muito grande ter o meu nome nessa piscina. Espero que as futuras gerações da natação de Catanduva possam ver meu nome na piscina e possam lembrar tudo de bom que a prática do esporte oferece”, disse ele, na época, para a reportagem do jornal Notícia da Manhã. Em novembro de 2007, foi realizado o Campeonato Estadual Master na Categoria Especial Masculina, do qual participaram os melhores tenistas do Estado. Disputaram os tenistas: Francisco Edivan Araújo Chaves, Dariel Leon Luiz Santos, Leandro de Queiroz, André Cury, Marcus Ferreira, Robson Queiroz e Gabriel Franco. Em dezembro de 2007, o Tênis divulgou os nomes dos vencedores da Copa Interclubes de Futsal, organizada pelos clubes: CTC, Pindorama Clube, Higienópolis e Escola de Futsal Mundo da Bola. Na categoria Sub9 (aspirante), o vencedor foi Pindorama, com um placar de 4 a 2 contra o Mundo da Bola. No Sub9 (principal), o CTC venceu o Mundo da Bola por 5 a 4. Pindorama levou a melhor na categoria Sub11 (aspirante), com vitória de 5 a 4 sobre o Tênis; perdeu para o Mundo da Bola por 8 a 5, na Sub11 (principal). Entre os jogadores de 13 anos, o Tênis venceu o Higienópolis por 6 a 3. Na categoria Sub13 (principal), o Mundo da Bola fechou o placar com 9 a 2 contra o Pindorama. No Sub15, o Mundo da Bola ganhou de 5 a 1 do Higienópolis. No principal, o Pindorama fez 6 a 1. No ano de 2007, na gestão, portanto, de Gustavo Moretto, começam as obras para a instalação de uma caixa de reserva de águas pluviais no clube, trabalhos que somente terminariam em 2009. O objetivo deste investimento foi reaproveitar as águas da chuva na manutenção do próprio clube, gerando economia e tornando-se, assim, uma iniciativa ecologicamente correta.

314

LIVRO HISTÓRICO


2007 - Homenagem ao professor Haroldo Guimarães. (2 fotos)

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

315


Ano 2007

2007 - Baile do Branco - Boate

Eventos Festa Junina com Gian & Giovani em junho e Baile do Hawaii com Bandas Apocalipse e Sedução em 3 de novembro.

Eleições O presidente eleito no biênio 2007 a 2009 foi Gustavo Moretto; seu vice, Marco Tadeu de Souza. No Conselho Deliberativo: Mairton Lourenço Cândido, presidente, e João Dalto Sobrinho, vice.

316

LIVRO HISTÓRICO


2007 - Casal Gustavo Moretto presidente do Clube de Tênis

2007 - Boate de Casais

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

317


Ano 2008

2008 - Aula de Hidroginástica

Esportes No começo de 2008, o CTC e a Bios Computadores promoveram o Torneio de Férias de Futsal. Dez equipes se enfrentaram no sistema de disputa de eliminatória dupla: Once Caldas, Bodoque, Catfer, Fanfarrões, Perdigão, Sub15, Top Veículos, Canalhas, Cobra D’água e Barshow. Em 23 de janeiro, a dupla Carlão e Júnior foi vencedora do Torneio de Truco do CTC. Os bicampeões no campeonato enfrentaram 50 duplas inscritas. O objetivo do torneio foi fortalecer a amizade entre os associados. Os prêmios distribuídos foram baralhos e cinco caixas de cerveja para os finalistas. Em fevereiro, o 4º Torneio TV Tem de Natação é realizado no SESI de Rio Preto, reunindo 400 atletas de 15 cidades. A vencedora da primeira etapa foi a nadadora do CTC Ana Clara Aquino. Após um ano treinando natação, ela ganhou a prova de 25 metros nado livre. A pintura externa da cozinha do restaurante foi concluída em 25 de fevereiro deste ano. Já em 20 de março, era finalizada a pintura da quadra poliesportiva. A Copa Band de Futsal, que iniciou dia 29 de março, contou com a participação do CTC.

318

LIVRO HISTÓRICO


Em 2 de maio, foram adquiridos para a academia de musculação: 12 bikes, três esteiras e dois aparelhos elípticos. No dia 5 do mesmo mês, terminaram as obras para a cobertura da piscina. Sete dias demais, eram concluídos os trabalhos de pintura na cobertura da quadra poliesportiva. No mesmo mês também foi realizada uma reforma no muro que faz divisa com o shopping. A reforma da sauna masculina foi terminada em 26 de maio de 2008. Em junho, a equipe da categoria Sub15 de Futsal do Bola na Rede/CELT/CTC/Mixilim conquistou o título regional do Troféu Piratininga. Em quatro partidas, a equipe conseguiu eliminar os times de Votuporanga e Jales. A construção do Complexo de Ginástica e Artes Marciais teve início na gestão de Mairton Lourenço Cândido e término na gestão de Gustavo Moretto, em 14 de julho de 2008. Nesse ano, as áreas onde são realizadas aulas de ginástica e de musculação passaram por reforma e ampliação, beneficiando associados de diferentes faixas etárias. Também foram adquiridos novos aparelhos, como bicicletas, esteiras, elípticos, cadeira extensora, entre outros. A antiga Bocha foi desativada. No local, foi construído um novo complexo para abrigar as atividades aeróbicas. No final do primeiro semestre de 2008, a equipe de natação do CTC foi destaque na 2ª edição da Copa São Paulo para Nadadores Vinculados. O atleta Luiz Gustavo Lima Garcia competiu na categoria Infantil I e foi campeão estadual nos 100 metros costas e vice-campeão nos 100 metros livres. Yuri Alaor Lourenço, na categoria Juvenil, foi campeão estadual nos 400 metros livres e vicecampeão estadual nos 200 metros medley. Guilherme Marcos, também na categoria Juvenil, foi vicecampeão estadual nos 400 metros livres. Em agosto de 2008, o tenista Túlio Antunes Crepaldi iniciou o segundo semestre em grande estilo, vencendo o Torneio Supervisionado pela FPT, em Avaré. Em 18 de agosto, foi inaugurada a piscina coberta do clube, que levou o nome do professor Haroldo Gondin Guimarães. Foi instalada uma cobertura retrátil. Nos dias de baixa temperatura ou chuva, a cobertura podia ser fechada para manter o ambiente mais quente, evitando assim o resfriamento da água aquecida. A piscina foi construída para melhorar o desempenho dos nadadores, já que a profundidade, a temperatura da água e a disposição das raias e balizas permitem aos técnicos uma melhor visualização da velocidade e do estilo dos atletas.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

319


Ano 2008

Sala de jogos Na mesma época, o CTC começava a construir uma sala de jogos em frente à sauna masculina. O espaço contava com diversas opções de entretenimento, como jogos de tabuleiro, mesa de pebolim, sinuca e pingue-pongue. No dia 23 de agosto, o Clube de Tênis realizou a Copa Alps/CTC de Futsal, em parceria com a escola de inglês Alps; o evento teve o objetivo de promover uma integração social e de incentivar a prática esportiva. Entre os participantes, marcaram presença o CTC, o Pindorama Clube, a escola de futsal da Polícia Militar de Novais, a Prefeitura de Pirangi e a Prefeitura de Elisiário. Cerca de 200 atletas disputaram nas categorias sub 9, sub 11, sub 13 e sub 15.

Outros torneios e conquistas Um torneio de tênis foi realizado no clube Thermas dos Laranjais e tenistas do CTC participaram, conseguindo bons resultados para a cidade. Foram campeões deste torneio os tenistas Gleiser Spina (categoria 10 anos), Vinícius Marques Stocco (categoria 12 anos), Fernando Gomes (categoria 18 anos) e Paulo Martinho (categoria Especial). A equipe foi acompanhada pelo professor Valdir Fabiano. Os tenistas do CTC também participaram da 1ª Copa Palestra Esporte Clube, em Rio Preto. A equipe contou com oito atletas e conquistou bons resultados. Edgar Cheli Neto, categoria 25 MB, Vítor de Carvalho Romera, categoria 35 MB, Gilberto Salgado Martani, categoria 45 MB e Benedito Pereira da Conceição, categoria 50 MB, conquistaram o vice-campeonato, sendo o grande campeão da Copa, na categoria 50MB, Paulo César do Carmo. Outra equipe de Tênis do CTC esteve na cidade de São Caetano do Sul, participando do Campeonato Paulista Interclubes, na categoria 2ª Classe acima de 35 anos, que foi campeã, vencendo o São Caetano. A equipe foi formada pelos tenistas Wagner Villas Boas Júnior, José Carlos Dutra e Antônio Carlos Balbino. A Copa Alps/CTC de Futsal, realizada em agosto, registrou um total de 35 gols, média de 8,7 por partida. Na categoria Sub9, o CTC goleou Novais por 5 a 0, enquanto o Pindorama Clube venceu Pirangi por 5 a 3.

320

LIVRO HISTÓRICO


Na categoria Sub11, Novais venceu o CTC por 7 a 6 e o Pindorama Clube derrotou Pirangi por 5 a 4. Em setembro de 2008, o clube investiu num novo sistema de acústica para a cozinha. Também no salão social começaram os trabalhos para melhoria da acústica. Em 22 de setembro, foi concluída a pintura de todo o salão social. Ainda em setembro, o clube reformou e equipou o espaço onde funciona a sala de jogos.

2008 - Amistoso de Tênis

Nos dias 7 a 9 de novembro de 2008, a equipe de natação do CTC disputou a II Copa São Paulo de Verão, no Clube de Campo do Rio Preto Automóvel Clube. O evento, de nível estadual, reuniu 572 atletas de 44 entidades vinculadas à Federação Aquática Paulista. O CTC/Fatto Bene foi representado por apenas quatro nadadores e foi a 19ª equipe em número total de medalhas conquistadas, marca superada apenas por entidades que possuíam um número de nadadores acima de dez integrantes. O nadador Yuri Alaor Lourenço foi um dos destaques, sagrando-se campeão paulista na prova de 400 metros livres. Na mesma prova, Guilherme Marcos obteve a prata. Luís Gustavo Lima Garcia foi

2008 - Campos do Jordão

vice-campeão na prova de 200 metros medley, categoria infantil 1 e medalha de bronze em duas provas: 100 metros nado de costas e 100 metros nado livre. A equipe contou ainda com a participação dos nadadores Leonardo Fanhani, Marcelo Bertoletti Júnior, Camila Lemos Puydinger, Pitra dos Santos e Murilo Pereira Borges, que obtiveram ótimos desempenhos, conquistando, alguns deles, medalhas em provas de revezamento.

2008 - Carnaval

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

321


Ano 2009

Melhorias Em fevereiro de 2009, começaram os trabalhos para o campo de grama sintética. Também em fevereiro do mesmo ano, os trabalhos para melhoria do sistema de acústica do salão social ganharam corpo, bem como a reforma da sauna feminina. Naquela época, também estavam em andamento as obras para melhoria da acústica do restaurante e a regularização do equipamento de bombeiros.

Reestruturação da academia Tudo começou quando, após uma sugestão do gerente Pedro, Gustavo encomendou um estudo para a reestruturação da Academia de Musculação, valorizando este que já era um dos locais mais procurados pelos associados. Assim começaram as obras para reforma da academia, em 2009, mediante uma taxa de construção e com uma política de transparência quanto à utilização da verba nas obras. No mesmo ano, foi promovido um tratamento acústico no Salão Social e terminava a construção da piscina aquecida.

322

LIVRO HISTÓRICO


Eventos Em março, as comemorações pelo Dia da Mulher incluíram um cardápio variado e delicioso para quase 1000 mulheres, um happy hour cujo cardápio incluiu maionese, berinjela, cuscuz, torta de frango, tabule, salada marroquina, coquetéis e modelos masculinos que se apresentaram em cima das mesas, fazendo a alegria da mulherada e deixando os maridos um tanto enciumados.

2009 - Super Férias

A noite italiana contou com a brilhante participação do cantor Toni Angeli, cantando belíssimas canções do país em forma de bota. Para o biênio de 2009/2011, foi eleita, no dia 7 de junho de 2009, a seguinte diretoria: Nilton Lourenço Cândido como presidente e Lourival José Fernandes como vice. O presidente do Conselho Deliberativo foi o Sr. José Sérgio Carnelossi.

2009 - Body Attack

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

323


Ano 2009

2009 - Futsal

2009 - Campo Society

324

LIVRO HISTÓRICO


2009 - Casal Nilton Cândido em evento

2009 - Carnaval

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

325


Ano 2010

2010 - Dia das Mulheres

Dia da Mulher Em março, por ocasião do Dia da Mulher, o CTC reuniu cerca de 800 mulheres em seu salão de festas. Nos festejos juninos, o CTC promoveu o original Arraiá 2010 com sua quadrilha da Hidroginástica. Em junho também aconteceu o Baile dos Eternos Namorados.

326

LIVRO HISTÓRICO


2010 - Noite do Rock

2010 - Baile do Hawaii

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

327


Ano 2010

2010 – Rei Momo Guilherme Nascimben e a Rainha Érica Nascimben.

328

LIVRO HISTÓRICO


2010 - Torneio de Férias

2010 - Torneio de Truco

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

329


Ano 2011

2011 – Diretoria da gestão do presidente Marcelo Fernandes.

Eleições e administração No dia 12 de junho de 2011, foi eleita a diretoria para o período de 2011 a 2013: o presidente escolhido foi Marcelo Fernandes dos Santos e o vice, Renato Pelisson Júnior. O presidente do conselho deliberativo eleito foi Marcos Tadeu de Souza. Em setembro de 2011, foi feita a setorização dos departamentos do clube. Foram criados os departamentos de Finanças, Compras, RH, entre outros.

330

LIVRO HISTÓRICO


2011 – Evento esportivo

Campeonatos e conquistas O CTC, em parceria com a Federação Paulista de Tênis, realizou, no começo de dezembro, o Campeonato Estadual Master na Categoria Especial Masculino e Feminino. Em junho de 2011, o Clube de Tênis Catanduva realizou o Campeonato Açúcar Caravelas de Tênis. A disputa final foi entre os atletas Paulo Rubiano Júnior e Wagner Vilas Boas Júnior. Também houve o Campeonato Caravelas Infantil. Os premiados foram: na categoria 10 anos, em 1º lugar, o tenista Gabriel Oliveira, e em segundo Victor Guardia; na categoria 11 anos, Thiago Manfrin foi campeão e vice, Renan Guardia; na categoria 14 MB, em 1º lugar, Bruno Carreiro e em 2º, Guilherme Botura. Na categoria 14 MA, Paulo Rubiano Júnior foi o campeão e Miguel Cândido, o vice.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

331


Ano 2011

A Copa Açúcar Refinado Especial Caravelas de Tênis foi realizada entre os dias 3 e 17 de outubro. Passaram pela quadra do CTC 200 tenistas de todo o Estado. Foram destaques durante o torneio os catanduvenses: Paulo Henrique Pereira Martinho, campeão na categoria 19/34 MA; Denis Carmona, campeão no 18 MA; João Victor Penariol, vice na categoria 18 MA. O atleta Túlio Lima Carnelossi foi vice no 16 MA e Thomaz Simões de Lima ficou em vice na categoria 40 MB. Nas categorias adultas A, B e C, nos dias 25 e 29 de outubro, os campeões foram: Alexandre Casseb e André Cafaro (vice), na categoria A. Disputando a B, Tales Cury foi campeão, e o vice, Euríspedes Martins; na categoria C, Luís Antônio Grecchi foi

2011 - Boate Vip

campeão, e o vice foi José Carvalho de Castro. O Torneio foi supervisionado pelo árbitro Manoel Carmona, auxiliado pelo professor Valdir Fabiano. A 1ª Copa Território do Esporte de Futsal Infantil foi realizada no Clube, contando com a participação de seis municípios de nossa região, com cinco categorias: Sub 09, Sub 11, Sub 13, Sub 15, Sub 17; com oito equipes cada categoria, num total de 40 equipes. Participaram aproximadamente 550 atletas. Os jogos terminaram no dia 4 de novembro. Foram 80 jogos, totalizando 470 gols.

332

2011 – Nilton Cândido, Francisco Couto e o cantor e compósito Carlinhos Vergueiro.

LIVRO HISTÓRICO


2011 - Reforma da Sala de Jogos

2011 - Lanรงamento Body System

CLUBE DE TรŠNIS CATANDUVA

333


Ano 2011

2011 - Boate Dia das Mulheres

2011 - Boate Teen

334

LIVRO HISTÓRICO


Ano 2012

2012 - Campeonato de Xadrez

Esportes e estrutura Em janeiro de 2012 foi construído, pela primeira vez no clube, um refeitório com sala de descanso. Os treinamentos para a equipe de colaboradores, com o psicólogo Fernando Fernandes, iniciaram no dia 15 de janeiro. A Equipe de Jiu-jitsu do Clube de Tênis Catanduva/Unimed competiu no Campeonato Paulista, no dia 25 de março, em São Carlos. Os atletas do Clube se classificaram e trouxeram sete medalhas. Foram eles: Júlio César Herrera (ouro), Felício Tayar (prata), Rafael Nery (bronze), Valdir Fabiano Júnior (bronze), Luciano Leal (bronze), Rodrigo Cabrera (ouro) e Márcio Oliveira (prata). A Equipe de Natação do Clube de Tênis Catanduva, patrocinada pela Unimed e Suco Fatto Bene, participou do 1º Torneio da Temporada Troféu Decio Lang de Natação, realizado na cidade de São José do Rio Preto neste dia 17 de Março.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

335


Ano 2012

A equipe obteve 30 medalhas, sendo 9 de ouro, 10 de prata e 11 de Bronze. A equipe foi composta de 10 nadadores, sendo eles: Túlio Alves Ferreira, Gabriel Guzzi Silva, Carolina Bernardi de Carvalho, Carolina Lemos Puydinger, Gustavo Garcia Bohrer, Marcela Regiane Trida, Paloma Dias Gabriel, Pietra dos Santos, Pablo Daniel Pereira, Luis Gustavo Lima Garcia. No dia 31 de março, a equipe de natação do Clube de Tênis / Unimed/Fatto Bene participou do Torneio Regional na cidade de Ribeirão Preto, conseguindo 30 medalhas (8 de ouro, 13 de prata e 9 de bronze). Esta competição contou com 23 equipes da região e um total de 488 atletas. Em abril foi inaugurada a quadra poliesportiva. No mesmo mês, a diretoria instalou novos ares-condicionados e aspersor. A Equipe de natação do Clube de Tênis Catanduva/ Unimed/ Fatto Bene participou do Torneio Regional, em Jaboticabal, no dia 14 de abril, conquistando 23 medalhas (5 de ouro, 8 de prata e 10 de bronze). Participaram 26 entidades e 547 nadadores.

Novo estacionamento Em maio de 2012, a diretoria do CTC inaugurou o novo estacionamento da rua Amazonas, com bicicletário com capacidade para 30 bicicletas. O estacionamento da rua Icém foi inaugurado em julho do mesmo ano. Em maio, também foi

2012 – Fotos das instalações do Clube de Tênis. (2 fotos)

providenciada a iluminação das quadras de tênis e do paredão do clube, bem como o novo tratamento acústico do salão de festas.

336

LIVRO HISTÓRICO


2012 - Entrega de diploma - Projeto Integrar

Torneios O Clube de Tênis Catanduva/Unimed/Fatto Bene participou do Torneio Regional de Natação, no dia 19 de maio, em Ribeirão Preto. No total, foram 26 entidades participantes e 448 atletas de várias cidades da região. A equipe de Catanduva obteve 19 medalhas sendo 6 ouros, 5 pratas e 8 bronzes. A equipe foi representada pelos nadadores: Túlio Alves Ferreira, Gabriel Guzzi Silva, Lucas Guzzi Silva, Carolina Bernardi Carvalho, Carolina Lemos Puydinger, Marcela Regiane Trida, Paloma Dias Gabriel e Pablo Daniel Pereira da Silva. A competição foi promovida pela Federação Aquática Paulista. O Clube de Tênis Catanduva/Fatto Bene/Unimed conquistou 8 medalhas na Copa São Paulo de Natação, nos dias 28 e 29 de maio, em Guaratinguetá. Com apenas 9 atletas, a equipe do CTC ficou em 14º lugar na contagem geral; na contagem feminina, ficou no 8º lugar em meio a 697 atletas. O Clube conquistou 4 medalhas de ouro, 3 medalhas de prata e 1 de bronze, sendo que quatro de seus atletas obtiveram índice para poderem ser federados e participarem do Campeonato Paulista de Natação, que é direcionado para nadadores com um índice técnico mais elevado. Aconteceu no dia 28 de agosto, em Novo Horizonte, a 1ª Copa de Jiu-jitsu Max Muscle. A equipe de Natação do Clube de Tênis, que tem o apoio do Suco Fatto Bene e Unimed, conquistou 25 medalhas no 5º Torneio Regional de Natação, realizado em Jaboticabal. Participaram 24 entidades da região do interior, totalizando 375 nadadores. Segundo o professor Gilberto Pires, das medalhas obtidas pelo CTC, 12 foram de ouro, 5 de prata e 8 de bronze. A equipe foi representada pelos nadadores: Carolina Bernardi Carvalho, Carolina Lemes Puydinger, Marcela Regiane Trida, Paloma Dias Gabriel, Gabriel Guzzi Silva, Lucas Guzzi Silva, Gustavo Garcia Boher e Pablo Daniel Pereira.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

337


Ano 2012

O Clube de Tênis Catanduva realizou o I Open AmplaCard de Tênis, que contou com 70 atletas federados. A arbitragem foi de Paulo Martinho, a direção de Mairton “Café” Cândido, e organização do Diretor de Tênis Attílio Colnaghi Jr., com demais funcionários (CTC) na supervisão. O I Open Unimed/CGR contou com 70 tenistas do clube. O evento teve arbitragem de Paulo Martinho, auxiliada por Valdir Fabiano, direção de Mairton “Café” Cândido, e organização do Diretor de Tênis Attílio Colnaghi Jr., e demais funcionários (CTC) na supervisão. O professor de Tênis do CTC (Clube de Tênis Catanduva), Paulo Henrique Pereira Martinho, participou do 5º Encontro Nacional de Tênis, realizado nos dias 15 e 16 de setembro, em Rio Preto. O objetivo foi trazer novas técnicas para aulas de Tênis, aprendendo com os melhores do Brasil. O Encontro Nacional é realizado anualmente, sempre no período da Copa Davis. Participaram dos cursos a comissão técnica da Copa Davis e os jogadores que representam o Brasil neste torneio. O Clube de Tênis Catanduva deu início a uma verdadeira maratona em várias participações das equipes de futsal. No dia 8 de setembro, as equipes sub 13 e sub 15 foram até Fernandópolis pelo Campeonato Paulista enfrentar a equipe local. Na categoria sub 13, a vitória foi da equipe de Fernandópolis pelo placar de 6 a 2. Já na categoria sub 15, a equipe do Clube de Tênis levou a melhor pelo placar de 7 a 3, com destaques para Dani Padilha, Antônio Venturini e Hugo. O primeiro compromisso da equipe adulta foi pela Copa Record de Futsal, quando a equipe do CTC foi derrotada pela equipe de Catanduva por 4 a 3. Em outubro, foi providenciada a ampliação da academia. Também foram comprados novos equipamentos. A equipe de futsal do Clube de Tênis Catanduva foi destaque regional na Copa Record de Futsal representando o distrito de Caputira. A equipe passou para a 3ª fase da competição, vencendo a forte equipe de Itajobi na casa do adversário CTC, com um placar de 3 a 1. O jogo aconteceu no dia 2 de outubro de 2012. No dia 5, os atletas do Tênis consolidaram sua passagem para a 3ª fase, derrotando a equipe de Urupês, uma das favoritas ao título, pelo placar de 7 a 2, no ginásio Anuar Pachá, em Catanduva.

338

LIVRO HISTÓRICO


Nas categorias sub 13 e sub 15, os atletas do Tênis também tiveram bons resultados. A equipe sub 13 bateu a fortíssima equipe do Bola na Rede, dia 28 de setembro, no Ginásio Gavioli, por 4 a 3. No dia 6 de outubro, derrotou a equipe de Fernandópolis, no Clube de Tênis, por 4 a 2, com destaques para Felipe, Juan e Gilver Júnior. Já na categoria sub 15, a equipe do CTC bateu a equipe de Fernandópolis, pelo placar de 8 a 7, sendo líder do grupo, com 6 pontos em dois jogos. A equipe de natação do Clube de Tênis Catanduva, que tem o apoio do Suco Fatto Bene e Unimed, conquistou 23 medalhas no 5º Torneio Regional de Natação em Ribeirão Preto, na Recreativa de Ribeirão. Participaram do torneio 515 nadadores de 30 entidades. As medalhas foram 9 de ouro, 10 de prata e 4 de bronze. Os atletas que representaram Catanduva foram: Carolina Bernardi Carvalho, Carolina Lemos Puydinger, Marcela Regiane Trida, Paloma Dias Gabriel, Lucas Guzzi Silva, Gabriel Guzzi Silva, Tulio Alves Ferreira, Gustavo Garcia Boher e Pablo Daniel Pereira. O Clube de Tênis Catanduva (CTC) recebeu o ex-jogador Biro-Biro no dia 20 de outubro. O jogador, que ficou famoso no final dos anos 70 ao jogar ao lado de outras lendas do futebol, como Sócrates e Casagrande, deu o pontapé inicial no Torneio de Futsal do CTC Sub 9 e Sub 11. Participaram do Torneio as crianças que fazem parte da escolinha de Futsal do Clube. A Ginástica Olímpica do Clube de Tênis Catanduva (CTC) conquistou o 1º lugar no Festival do SESC de Ginástica Geral, realizado este mês. O CTC foi representado por 36 atletas e foi campeão na classificação geral. “Foi um resultado que superou expectativas. Elas não estavam esperando um resultado tão bom. Foi só alegria”, afirmou a professora de Ginástica Olímpica do CTC, Aline Domingos. O 1º Festival Interno de Natação foi um dia marcante para os pais conferirem a evolução de seus filhos neste esporte tão benéfico para a saúde. Foi também uma verdadeira aula de natação. Os alunos mais velhos puderam demonstrar suas já impressionantes braçadas, o que, reforçado pelas palavras do treinador Gilberto Toledo Pires, foi um estímulo para os alunos menores. O Festival foi realizado na sexta-feira do último dia 26 de outubro. Na ocasião, dona Cinira Gondim, viúva do nadador Haroldo Gondim Guimarães, que abrilhantou o nome do Clube com sua carreira esportiva, recebeu as homenagens do Clube ao seu marido, recebendo do presidente Marcelo Fernandes dos Santos um belo ramalhete de rosas vermelhas.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

339


Ano 2012

O Clube de Tênis Catanduva realizou o 2ª Open de Tênis Unimed, que contou com 100 atletas federados. O torneio foi supervisionado pela Federação Paulista de Tênis e por funcionários do CTC e organizado pelo diretor de tênis Attílio Colnaghi Júnior. A arbitragem foi de Paulo Martinho. A direção foi de Mairton “Café” Cândido. O evento teve distribuição de camisetas, enquanto os tenistas e seus familiares foram recepcionados por um café da manhã. Os campeões e vice-campeões receberam troféus. Marcaram presença os diretores da Pró-Imóveis, Consfran e Eco-Lógica, patrocinadores do evento. A equipe de natação do Clube de Tênis/Unimed/Suco Fatto Bene trouxe 21 medalhas do 9º Torneio Regional de Natação da 5ª Região da Federação Paulista de Natação, realizado no dia 20 de outubro, no Palestra Futebol Clube, em Rio Preto. Do total de medalhas, 7 foram de ouro, 9 de prata e 5 de bronze. O CTC foi representado pelos atletas: Carolina Bernardi Carvalho, Carolina Lemos Puydinger, Marcela Regiane Trida, Gabriel Guzzi Silva, Lucas Guzzi Silva, Gustavo Garcia Boher, Pablo Daniel Pereira e Paloma Dias Gabriel. Participaram do torneio 321 nadadores de 20 entidades da região. O Clube de Tênis Catanduva realizou o 1º GP Max Muscle Clube de Tênis/Unimed no dia 14 de outubro. O GP distribuiu premiações no dia num total de R$ 15 mil. A equipe do Clube de Tênis Catanduva (CTC), composta por sete nadadores, conquistou oito medalhas na VI Copa São Paulo de Natação de Verão, realizada em Limeira, no Limeira Clube, de 16 a 18 de novembro. As medalhas foram quatro de prata e quatro de bronze. Participaram 57 entidades, competindo com 743 atletas das categorias petiz a sênior, todos vinculados à Federação Paulista de Natação (FPN). A equipe foi composta pelos nadadores: Pablo Daniel Pereira, Gustavo Garcia Boher, Lucas Guzzi Silva, Carolina Bernardi Carvalho, Carolina Lemos Puydinger, Marcela Regine Trida e Paloma Dias Gabriel.

Turma da 3ª idade do vôlei do CTC joga contra equipe de Pindorama A turma da 3ª idade que treina Vôlei no Clube de Tênis Catanduva (CTC) jogou contra a equipe de Pindorama, no dia 31 de outubro. O Vôlei Adaptado para a 3ª idade foi desenvolvido no CTC em meados do ano de 2002 e se tornou um sucesso no clube.

340

LIVRO HISTÓRICO


2012 - Dia das Crianças

Eventos e atividades O professor do Clube de Tênis Catanduva/Unimed Guilherme Vergani, que participou do Festival de Dança de Taquaritinga - “4ª CRIARTE,” conquistou o segundo lugar com um Duo de Dança Contemporânea. Na companhia do bailarino Guilherme Britto, que conquistou também o prêmio de melhor bailarino do festival, ambos partiram em busca da conquista de outros festivais. O projeto Super Férias do CTC terminou em clima de festa: 416 crianças participando de brincadeiras e diversas atrações. Crianças de 4 a 12 anos participaram dos jogos e tomaram lanches apetitosos e variados todos os dias, nas tardes dos dias 16 a 27 de julho. Com uma programação muito bem montada para cada faixa etária, os grupos se dividiram nas equipes: azul, amarela, verde e laranja. Cada equipe tinha que desenvolver tarefas específicas e originais. E quanto a isso, não faltou criatividade, como revelam os nomes de algumas delas: “penteadeira maluca”, “desfile de moda”, “oficina mil borboletas”, “oficina tartaruga”, “desafio da centopeia”, “a caçada”, “arquivo x”, “se vira nos 30”, “o enigma da ilha”, “pizzaria maluca”, “maremoto”, “pintura facial”, e tantas outras provas que empolgaram as crianças. Não faltou diversão e a certeza de que a próxima vai ser também um sucesso. A equipe do CTC se esmerou na recreação a cargo dos monitores, com o planejamento de uma programação criativa e envolvente e realizou o projeto Super Férias com profissionalismo e dedicação.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

341


Ano 2012

2012 – Inauguração do Irish Pub do Clube de Tênis.

O PUB do CTC: um marco na história do Clube Representantes dos mais diferentes veículos de comunicação, além de membros da diretoria do Clube de Tênis de Catanduva (CTC) e autoridades prestigiaram, no dia 23 de maio, a inauguração do primeiro pub da cidade: o Irish Pub do CTC. Os guitarristas Lucas Rocha e Nicolas Pelicioni tocaram rock britânico e blues. Os atrativos: cerveja de boas marcas, comida de inspiração irlandesa, com toques regionais, espaços para jogar bilhar, dardos, além da oportunidade de assistir ali mesmo a jogos de futebol ou lutas da UFC. Do cardápio à ambientação, o presidente do Clube, Marcelo Fernandes dos Santos, informou a trajetória cuidadosa que a diretoria do Clube traçou até chegar à finalização do projeto do pub, pesquisando fontes experientes no ramo e tratando para que este espaço não deixasse nada a desejar a nenhum bom pub britânico ou irlandês. “O público catanduvense, de todas as idades, o apreciador de boa música, e que deseja um lugar diferenciado, onde ele possa se divertir, beber e se confraternizar, merece um lugar à altura. Fizemos de tudo para que esse público realmente se sentisse num pub irlandês, mas cuidando para que agradasse também aos gostos do brasileiro, quanto aos esportes e à comida principalmente”, explicou Marcelo.

342

LIVRO HISTÓRICO


A decoração do pub foi feita com muito critério, com camisas de times de futebol, anúncios vintage de bebidas e outros objetos que fazem referência à cultura irlandesa, ao rock, ao blues e – como não podia deixar de ser – ao dolce far niente. “A finalidade de um clube é oferecer algo de qualidade para seus associados que a iniciativa privada não pode fazer, e hoje temos a certeza que não existe local como esse em toda região”, declarou o diretor social do CTC, Nilton Cândido, parafraseando o expresidente do Tênis, Murilo Trica. A inauguração do pub ao público, no dia 26 de maio, contou como atrativos com o Beatles One, um dos melhores covers dos Beatles, e Classic TFB, banda experiente, com ótimo repertório e performance, que fez bonito em várias outras apresentações no clube. Programação: No dia 1º de junho, houve show com ACÚSTICO & CALIBRADOS. No dia 6 de junho, shows com as bandas TFB e THE TRIP. No dia 15 de junho, a banda Move Over subiu ao palco.

2012 – Show com Children beast.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

343


Ano 2012

Rolling Stones Cover foi mais que “satisfaction” Mick Jagger com sua dancinha característica esgoelou foi muito sua “I can get no satisfaction”. Mas a reação do público que assistiu ao show da banda “Rolling Stones Cover” na sexta-feira do dia 31 de agosto foi muito além de “satisfaction” (satisfação em inglês). Foi pura empolgação com o rock de primeira de canções que atravessaram gerações e ainda hoje levam multidões à loucura. Antes de assistir aos cover dos ingleses famosos, o público se divertiu com o show da banda Black Door. As duas bandas são de Catanduva, o que pode causar espanto para muitos que não sabiam o que andava rolando no cenário local do rock. Pois bem. É isso que tem feito o CTC Irish Pub: tem revelado os talentos do rock de Catanduva, tem sido oportunidade para que eles se apresentem e tem sido também um local alternativo para quem curte rock e blues do bom. No dia 3 de agosto, aconteceu o show da The Doors Cover no CTC Irish Pub, dando sequência à temporada de tributos do Irish Pub. A banda Classic TFB, como já era esperado, fez mais uma grande apresentação. A temporada de tributos e shows continuou, com bandas como Alma de Chumbo e Kashmir, com seu esperado tributo a Led Zeppelin, que aconteceu no dia 10 de agosto. Dia 17 de agosto, foi a vez do Classical Queen, em seu show tributo à lendária banda inglesa. O show de abertura foi de Johnnie e os Walkers. Já no dia 24 de agosto, foi a vez do cover de Jon Bon Jovi subir ao palco do Pub. A noite teve show de abertura com a banda Compacto Acústico.

Rita Lee Cover impressiona com seu show quase “clone” É cover ou é clone? Essa é a primeira pergunta que se faz só de olhar para Lia Santiago, vocalista da banda Rock’nboles, que fez o show Rita Lee Cover no CTC Irish Pub, no sábado do dia 15 de setembro. Depois de ouvi-la cantar, então, é impossível não se impressionar. A voz aveludada oscila entre os graves e os falsetes típicos de Rita Lee. O show de Lia foi performático, com direito a várias trocas de figurinos, mostrando os vários momentos da cantora. Outro ponto alto que ficou evidente foi a qualidade técnica dos integrantes da banda, experientes músicos da noite paulistana, que tocaram bateria, baixo, guitarras, percussão, flauta transversal e violão de 12 cordas.

344

LIVRO HISTÓRICO


2012 – Presidente Marcelo Fernandes e família.

Novo quiosque é inaugurado no Sábado do Samba O quiosque do Clube de Tênis Catanduva (CTC), o novo espaço idealizado pela diretoria, foi inaugurado durante o Sábado do Samba, realizado no dia 6 de outubro. O evento foi realizado das 10 às 20 horas, com horas ininterruptas de samba, muito churrasco e cerveja, além de, gratuitamente, água e refrigerante. Das 10 às 13 horas o grupo Rosas de Ouro Catanduva empolgou a todos com muitos sambas, recentes e antigos. Não faltaram grandes clássicos, como os sambas dos Demônios da Garoa. Em seguida subiu ao palco a cantora Regina Benedetti, acompanhada de seus músicos na guitarra, cuíca, surdo e percussão em geral. Tocando pandeiro e com uma voz cativante, Regina cantou com maestria grandes temas do samba de raiz, como “Não deixe o samba morrer” e outros. O último a se apresentar, fechando a programação com mais samba do bom, foi o grupo Mesa 1. A inauguração foi um sucesso. Durante todo o dia o quiosque esteve cheio de associados e visitantes, sendo prestigiado pela imprensa e colunistas sociais e recebendo a visita de diversas autoridades e personalidades de Catanduva e de outras cidades. Muitos associados compareceram, aproveitando o lindo dia de grandes atrações. O grão-mestre da Grande Loja Maçônica do Estado de São Paulo, Francisco Gomes da Silva, compareceu ao evento, elogiando o novo espaço. O presidente do CTC, Marcelo Fernandes dos Santos, juntamente com toda a diretoria, responsável pelo projeto, agradeceu a presença de todos na inauguração, salientando que tudo foi arquitetado, em cada detalhe da construção, pensando no conforto e no bem-estar dos associados do clube.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

345


Ano 2012

Dia das crianças no CTC As atrações para o dia 12 de outubro de 2012 foram diversas: Penteadeira Maluca, esculturas de balões e Oficina de Ioiô, além de se esbaldar com as barracas de algodão-doce, pipoca e sorvete. Na Choperia, um delicioso almoço a la carte, com uma novidade: profiteroles especiais para o Dia das Crianças, decoradas com confeitos coloridos. O Legião Urbana Cover se apresenta no CTC Irish Pub no 20 de outubro, após o show do Compacto Acústico. A ex-BBB Mayra Cardi esteve no Clube de Tênis Catanduva (CTC) na tarde do dia 14 de novembro, para gravar o videoclipe da música “Bomba Relógio”, com o cantor sertanejo Euripinho (AV Produções), de Olímpia. O CTC Irish Pub foi o cenário escolhido para as gravações, pela beleza do local, que se destaca de qualquer outro ambiente do ramo de entretenimento na cidade.

Gastronomia japonesa começa a ser servida na Choperia do Tênis A Choperia do Clube de Tênis Catanduva (CTC) começou a servir comida japonesa no dia 28 de novembro. O ambiente foi todo decorado no estilo japonês, com lâmpadas japonesas e outros elementos típicos da cultura oriental, com os funcionários vestidos a caráter. Os pratos foram criados pela ‘sushi girl’ Maria Alessandra Mariano. Além da gastronomia japonesa, o Clube introduziu também pratos das culinárias turca e francesa, esta última representada pelas famosas profiteroles com sorvete.

346

LIVRO HISTÓRICO


“Cachorro Grande” no dia 1º de dezembro Uma banda brasileiríssima com um pezinho no som de Londres. Foi isso que a banda Cachorro Grande mostrou, com muita energia, no show do dia 1º de dezembro de 2012.

Ingressos para o “fim do mundo” A possibilidade de o mundo acabar nunca foi celebrada com tanto clima de festa. No dia 22 de dezembro de 2012, aconteceu a festa “Apocalipse” – “Só não vá perder o juízo no final” – no

2012 - Baile de Casais

salão social do Clube de Tênis Catanduva (CTC). A festa foi animada por Edinho Santa Cruz e Banda e teve som eletrônico com DJ Ernestinho e DJ Buda (antes e depois do show). Rolha livre e mesa de frios à disposição.

Festival de Final de Ano O Clube de Tênis Catanduva (CTC) realizou seu Festival de Fim de Ano, contando com a apresentação do balé “A Bela Adormecida”, do espetáculo de jazz “Entre textos e rascunhos, tudo se fez novo – Branca de Neve, Alice e Cinderela” e uma apresentação de dança do ventre.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

2012 - Baile do Branco de Casais

347


Ano 2013

2013 - Festival de Natação

CTC campeão paulista da Série A3 Clube de Tênis Catanduva/Smelt CAMPEÃO do Campeonato Paulista da Séria A3 - PRINCIPAL.

Show de Roberto Seixas mata a saudade do “maluco beleza” Ele não nasceu há dez mil anos atrás, mas a barba é a mesma, o visual é o mesmo, a vibe é a mesma e a interpretação musical recebeu a aprovação do criador oficial da sociedade alternativa. Roberto Seixas recebeu de Raul Seixas a autorização para usar o mesmo sobrenome, com uma condição: a de que não mudasse jamais seu estilo de tocar e cantar, pedido que foi prazerosamente atendido. Roberto Seixas, o cover de Raul mais famoso do Brasil, se apresentou no Clube de Tênis Catanduva, no dia 19 de janeiro, no CTC Irish Pub.

348

LIVRO HISTÓRICO


2013 – Eleição do Presidente Luciano Nechar.

2013 – Inauguração de reformas na quadra poliesportiva.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

349


Ano 2013

2013 - Boate de Casais

2013 - Carnaval

350

LIVRO HISTÓRICO


2013 - Juninão

22.03.13 – Mais de 1,2 mil professores da Rede Municipal lotaram o salão social do Clube de Tênis Catanduva (CTC) durante a aula inaugural promovida pela Prefeitura de Catanduva. O evento, idealizado pela Secretaria de Educação, teve como atração a palestra do educador Nélio Spréa.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

351


Ano 2014

2014 - Torneio de Tênis

O ano de 2014 começou com uma grande notícias: o Clube de Tênis foi escolhido como sede da Fed Cup, considerada a Copa Davis feminina, recebendo o confronto Brasil versus Suíça no mês de abril. Além disso, neste ano o CTC também se destacou nos esportes, com seus atletas participando de vários torneios e competições. Para começar, os atletas da Natação, que conquistaram muitas medalhas neste período, levando o nome do CTC pelas competições por onde passaram. Em segundo, o Tênis, que se mantém como tradição no clube e que angariou grandes eventos. Além disso, não menos importantes, são todos os demais esportes praticados aqui no clube, como o jiu-jitsu, o balé, judô, vôlei, ginástica olímpica, basquete, futsal, entre tantos outros.

Equipe de futsal do CTC ganha Copa Rio Preto A equipe de futsal sub 16 do Clube de Tênis Catanduva conquistou a Copa Sesc Catanduva, sagrou-se campeã do Torneio de Férias CTC (sendo disputada na categoria adulto) e ganhou Copa Rio Preto.

352

LIVRO HISTÓRICO


2014 - Novo visual para as quadras de tênis.

Natação conquista 15 medalhas no Torneio Regional de Natação A equipe de Natação do Clube de Tênis Catanduva participou, dia 13 de Setembro, do Torneio Regional de Natação, promovido pela Federação Aquática Paulista, que aconteceu em Jaboticabal. E a participação dos atletas foi vitoriosa, conquistando para Catanduva e para o CTC um total de 15 medalhas, sendo 5 de ouro, 7 de prata e 3 de bronze. A equipe, composta por Thales Orlando Gozzo, Marcela Castro Silva, Maisa Orlando Gozzo, Ana Clara Robles Santa Maria, Danilo Gabriel Bassan Massoni, Gabriel Andriguetto Ferreira, Gabriel Guzzi Silva, Luana Castro Silva e Lucas Guzzi Silva representou muito bem o clube e a cidade, merecendo os louvores colhidos.

Novas aulas de ginástica Durante a gestão que teve à frente o presidente Luciano Nechar, o clube implementou novas aulas de ginástica, assim como atividades para crianças e melhor idade, oferecendo sempre aos associados aquilo que ele procura no Clube de Tênis. Houve a criação de novos horários, novas turmas, contratação de novos profissionais e promoção de novas modalidades – como as aulas de Pilates, Zumba, Basquete e Vôlei Adultos, Canto Coral, Musicalização, Yoga e Circuito Funcional – muitas delas pedidas pelos associados e outras que acompanham as tendências do mercado.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

353


Ano 2014

2014 - PUB Sertanejo

Criação do PUB Sertanejo A área Social, que contempla os eventos realizados para nossos associados, é um dos corações deste clube, junto com a área de Esportes. O Pub foi mantido com periodicidade quase que semanal, e houve a criação do Pub Sertanejo aos sábados, atendendo a um pedido antigo dos frequentadores. Para os mais velhos, que gostam de aproveitar a noite a dois, demos seguimento aos Bailes e Jantares de Casais, uma tradição do CTC. Aconteceram também os eventos temáticos: Baile do Branco, Baile do Hawaii, Juninão e Boate dos anos 80. E para as crianças, a tradicional Super Férias e o Dia das Crianças.

354

LIVRO HISTÓRICO


2014 - Quiosque

2014 - Carnaval

2014 - Super Férias

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

355


Ano 2014

2014 - Ginástica Artística

Copa de Ginástica Artística O CTC realizou a Copa CTC de Ginástica Artística, com crianças de até 14 anos que participaram das apresentações nas modalidades solo e salto. O evento teve 150 inscritos, entre alunos do CTC, da Smelt (Secretaria de Esportes de Catanduva) e do Projeto Esporte e Ação, da Escola Municipal Prof. Claudiomar Couto (CAIC).

Melhorias e reformas E para manter o CTC funcionando, melhorias e manutenções constantes foram realizadas: reforma das saunas feminina e masculina; reforma dos banheiros do Pub e da Choperia; construção de uma câmara fria para a Choperia; reforma da cozinha do Pub; colocação de vidros na piscina coberta; ampliação da sala da diretoria; reforma das salas dos departamentos; reforma da antiga academia para construção de salas de Pilates e Yoga; reforma das quadras de tênis, com a colocação de uma nova cobertura lateral; reforma da quadra poliesportiva coberta, pinturas e melhorias nas salas de ginástica, musculação, judô, quadras e aquisição de novos equipamentos para vários departamentos. Destaque para a nova cobertura lateral das quadras de tênis 1 e 2, mais moderna com um espaço repaginado.

356

LIVRO HISTÓRICO


2014 - Reforma geral na sauna do Clube de Tênis. (2 fotos)

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

357


Ano 2014

2014 - Equipe responsável pela realização do Fed Cup.

Fed Cup 2014 Catanduva foi a cidade escolhida para abrigar os jogos da Fed Cup, também conhecida como a versão feminina da Copa Davis. O Brasil disputou os playoffs do Grupo Mundial II, após 10 anos afastado, contra a equipe da Suíça, nos dias 19 e 20 de abril de 2014. Para receber os jogos, o CTC precisou adequar suas quadras e remodelar algumas estruturas do clube, a fim de tornar-se apto a receber um torneio de nível internacional. Uma estrutura de arquibancadas foi montada em volta da quadra de tênis 1, que foi totalmente remodelada depois do evento, estando agora apta a receber eventos oficiais da federação. Apesar do Brasil ter perdido para a Suíça – o placar foi 4 x 1 para os visitantes – o resultado foi muito positivo. A Fed Cup reuniu mais de três mil pessoas durante o torneio e o CTC recebeu muitos elogios tanto das equipes quanto da Confederação Brasileira de Tênis. Além disso, com a transmissão ao vivo via SporTV, Catanduva e o CTC ficaram conhecidos nacionalmente, confirmando sua tradição na região. A mídia local e regional também apoiou o evento, com divulgações constantes. A Fed Cup rendeu muitos frutos para o Clube de Tênis Catanduva e será lembrada para sempre como um marco na história do clube.

358

LIVRO HISTÓRICO


2014 - Capa da revista FedCup Brasil versus Suíça.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

359


Ano 2014

360

LIVRO HISTÓRICO


CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

361


Ano 2015

2015 - Carnaval

O resgate do carnaval de salão O Clube de Tênis Catanduva é conhecido e reconhecido pelo seu Carnaval, sendo, no passado, referência no interior de São Paulo nesse quesito. E no ano de 2015 trouxe à tona essa sua história, realizando seu tradicional Carnaval de Salão. Com o tema “Ô Abre Alas”, o objetivo foi reviver os antigos carnavais gloriosos do clube e foi alcançado, com casa cheia e muita animação. Foram dois dias de baile, no sábado e segunda-feira, além da matinê no domingo com o concurso de fantasias e o Esquenta que aconteceu na sexta-feira. Os foliões se divertiram muito, já pedindo a edição de 2016.

362

LIVRO HISTÓRICO


2015 – Rei Momo e Rainha do Carnaval do Clube de Tênis.

2015 – Diretoria presente ao carnaval.

2015 – Foto do salão de baile.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

363


Ano 2015

PUB do CTC realiza 3ª edição do St. Patrick’s Day O Pub do Clube de Tênis Catanduva foi inspirado nos modelos irlandeses, o que resultou no nome CTC Irish Pub. Pois então, nada mais justo do que comemorar o dia do padroeiro da Irlanda, Dia de São Patrício, ou mais conhecido como St. Patrick’s Day. Com canecas personalizadas e o show da banda cover U2, que originalmente tem como vocalista um irlandês, a comemoração aconteceu no dia 13 de março com casa cheia.

Natação ganha 20 medalhas em torneio A Natação do Clube de Tênis Catanduva participou do 2º Torneio de Natação da Federação Aquática Paulista, em São José do Rio Preto e faturou 20 medalhas, sendo nove de ouro, sete de prata e quatro de bronze. A equipe, formada por Diego Artur Bassan Massoni, Danilo

2015 - Paulistinha

Gabriel Bassan Massoni, Guilherme Martins Fabricio, Gabriel Andriquetto Ferreira, Felipe Centurion Silva, Marcela Castro Silva, Luana Castro Silva, Rafaela Buainain Luiz, Luis Gustavo Lima Garcia e Luisa Di Bonito Baiocato tem ainda muitos desafios pela frente.

364

LIVRO HISTÓRICO


10.06.2015 – Inauguração das novas instalações da Sala de reuniões da presidência do Clube de Tênis. (2 fotos)

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

365


Ano 2015

14.06.2015 – Eleição e posse do presidente Antonio Marcos Devitto.

Presidente Antonio Marcos Devitto assume Após dois anos de intensos trabalhos, o presidente do CTC Luciano Nechar deixou a casa e recebeu a nova diretoria, que tem à frente o presidente Antonio Marcos Devitto. A nova diretoria tomou posse no dia 14 de junho e é formada por: Presidente: Antônio Marcos Devitto Vice-Presidente: Christian Pardo Pizarro 1º Secretário: Afonso Capristo Neto 2º Secretário: Anésio Souza Sobrinho 1º Tesoureiro: Alex Thomazini 2º Tesoureiro: Paulo Henrique Pacheco de Melo Diretora Social: Marta Maria Espírito Santo Lopes Diretor de Esportes: Paulo Tadeu Tonello Diretor de Patrimônio: Carlos Bittencourt Ribeiro Diretor de Marketing: João Batista Rinaldi Diretor de Recursos Humanos: Paulo Henrique Pirola Diretor de Contabilidade e Finanças: Euclides Picon Junior Diretor Disciplinar: Luis Roberto Rissi

366

LIVRO HISTÓRICO


Boite dos Anos 80 com RPM Um dos primeiros grandes eventos realizados pela nova diretoria foi a Boite dos Anos 80, com show do RPM. E claro, foi um sucesso, com o CTC lotado, muita animação e clima de confraternização.

Equipe de Jazz de Catanduva conquista prêmios

2015 - Chegada do Papai Noel

As alunas de Jazz do Clube de Tênis Catanduva participaram no IV Beat Dance, na cidade de Barra Bonita, que aconteceu no último dia 20. E saíram vitoriosas: com as coreografias Burlesque (em grupo) e Titanium (solo) conquistaram o 1º e 2º lugares, respectivamente. Além disso, o melhor figurino do festival foi o de Burlesque. A equipe de Jazz é formada por Anna Julia Coutinho, Anna Laura Sanches, Sarah Vicente, Giulia Goldoni, Rafaela Aroni e Ana Luisa Fernandes. 2015 - Dia das Crianças

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

367


Ano 2015

2015 - Torneio de Tênis

Torneio Federado de Tênis acontece no CTC O Torneio Federado de Tênis/Consfran e Eletromais teve como palco as quadras do Clube de Tênis Catanduva, que recebeu tenistas de todo os estado de São Paulo. Os jogos aconteceram nos dias 26 e 27 de setembro – sábado e domingo – e foram supervisionados pela Federação Paulista de Tênis. Ao todo, mais de 40 atletas participaram, sendo que dois catanduvenses subiram ao pódio: Leonardo F. Zuliani e Matheus Franca de Nóbrega.

368

LIVRO HISTÓRICO


Eventos É claro que a área Social cumpriu seu dever de oferecer entretenimento de qualidade para os associados, com os eventos do PUB, bailes, jantares e afins. Destaque para o show da banda

2015 - Jantar dançante

Rod Hanna, conhecida por interpretar músicas da Broadway em um espetáculo envolvente e super animado. O Juninão, o Baile do Hawaii e o show do Cazuza Cover foram outros pontos altos do ano.

2015 - Lançamento

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

369


Ano 2015

370

LIVRO HISTÓRICO


2015 – Foto aérea mostrando as instalações do Clube de Tênis (Foto: Jornalista Denise Cursino).

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

371


Ano 2016

Clube de Tênis Catanduva completa 87 anos Para comemorar mais este ano de vida e celebrar os louvores conseguidos até hoje, foi realizado, no dia 9 de janeiro, um Jantar Italiano, no salão social. E para engrandecer a noite, houve um show especial do cantor Mauricio Gasperini, que lançou seu CD durante a festa e também gravou seu novo DVD. O jantar foi a maneira encontrada pela diretoria do clube para presentear os associados, que puderam desfrutar de momentos agradáveis. Além disso, aqueles que não são associados também foram convidados para participar deste momento. Durante a festa, foi apesentado o projeto de reforma do salão social do clube, que teve início após o Carnaval.

372

LIVRO HISTÓRICO


CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

373


Ano 2016

Clube de Tênis realiza Carnaval de Salão O tradicional Carnaval do Clube de Tênis Catanduva aconteceu este ano de 06 a 08 de fevereiro, no Salão Social do clube. O Carnaval do CTC, que veio com o tema “Mergulhe nessa folia” repetiu o sucesso de 2015 – quando resgatou a herança das marchinhas e samba enredo e recebeu centenas de foliões. Nesta edição foi mantida a mesma organização, banda e quantidade de noites. A banda escolhida, que comandou em 2015 e que subiu ao palco novamente esse ano, foi a We are Band. A folia contou com dois dias de baile (sábado e segunda) e no domingo à tarde, a matinê para as crianças com o concurso de fantasias. O Rei e Rainha do Carnaval do CTC, Julian Castro e Adrieni de Souza, receberam os foliões durante os três dias de festa e mostraram que estavam com o samba no pé e ansiosos para recepcionar os associados e visitantes.

374

LIVRO HISTÓRICO


CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

375


Ano 2016

Clube de Tênis realiza Juninão 2016 O Juninão é um dos principais eventos realizados pelo Clube de Tênis Catanduva, atraindo não somente os associados, mas também os catanduvenses e região. Neste ano, o evento contou com duas praças de alimentação - uma no pátio logo na entrada do clube e outra no quiosque – com mesas distribuídas na quadra coberta e campo society, garantindo comodidade e oferecendo mais espaço para a acomodação de todos. A animação ficou sob responsabilidade da dupla Kelly e Marcos na quadra coberta, Carlos Torres e Ronaldo, no campo Society, DJ Ricardinho e Sandra e Leonarda no Pub.

376

LIVRO HISTÓRICO


CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

377


Ano 2016

Clube de Tênis Catanduva recebe Torneio Future Internacional de Tênis O Clube de Tênis Catanduva sediou, de 11 a 17 de julho, um torneio internacional de Tênis, com presença de atletas do Brasil e de outras nacionalidades, como Paraguai, Peru, Chile, Argentina, Estados Unidos e Alemanha, entre outros. A Copa Ateneu Mansor, ao todo, teve quatro etapas, em quatro cidades diferentes, sendo a terceira delas realizada em Catanduva, no CTC. Nos dias 06 e 08 de julho foi realizado o pré-qualifying com até 64 jogadores, onde o campeão garantia uma vaga na chave principal e o vice uma vaga no qualifying – fase classificatória, que aconteceu nos dias 09 e 10 de julho, em que oito tenistas conseguiram conquistar vagas na chave principal, sendo quatro argentinos, um peruano e três brasileiros. Foram eles: Alejo Vilaro, Fermin Peralta Martinez, Gonzalo Levaselli, Felipe A’Annunzo, Pedro Iamachkine, Leonardo Civita-Telles, Gustavo Puga e Marvin Bernardo Becker Spiering, respectivamente. Os jogos da chave principal aconteceram entre os dias 11 e 17 de julho, com a disputa de simples e duplas. Durante toda a semana, os tenistas buscavam cada vez mais chegar até a final e conquistar o primeiro lugar. Os brasileiros Daniel Dutra da Silva e Eduardo Russi venceram a disputa de duplas da Copa Ateneu Mansor de Tênis em Catanduva, contra os adversários, também brasileiros, Filipe Brandão e Oscar José Gutierrez por 2 sets a 1, com parciais de 1/6, 6/4 e 10-4, em 68 minutos de partida. Este foi o primeiro título da dupla.

378

LIVRO HISTÓRICO


Na categoria simples, o argentino Gabriel Hidalgo conquistou o future de tênis em Catanduva, por dois sets a zero, vencendo o tenista brasileiro Ricardo Hocevar na final que foi realizada no Clube de Tênis Catanduva, com parciais de 6/3 e 6/4. A Copa Ateneu Mansor de Tênis Masculino reuniu 145 tenistas, que disputaram 158 jogos entre fase pré-classificatória, qualifying e chave principal de simples e duplas. Esse é um torneio que vale pontos no ranking da ITF e ATP. Para acomodar os visitantes, pois o torneio era aberto ao público, foram instaladas arquibancadas e utilizadas as cinco quadras de tênis para a comodidade dos visitantes.

Professor Valdir Fabiano recebe homenagem O professor de tênis do CTC Valdir Fabiano foi surpreendido com uma homenagem, realizada por dois ex-alunos que hoje são técnicos de tênis de jogadores que participam do Torneio Future. Chamado de surpresa para se dirigir à quadra principal, ele recebeu uma raquete em madeira, simbolizando seus feitos pelo esporte ao longo desses anos. Valdir sempre foi um incentivador do tênis e fez com que muitos alunos se tornassem sonhadores em fazer esse esporte crescer no interior de São Paulo.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

379


Ano 2016

Clube de Tênis realiza reforma do Salão Social Espaço tradicional em Catanduva que já foi palco de grandes eventos e significativas reuniões e comemorações na cidade, o Salão Social do Clube de Tênis inaugurou mais um capítulo em sua história: sua modernização, com um grande projeto de remodelação, sem deixar suas principais características de lado. O projeto não só visava deixar o salão mais atual em termos de acabamentos e equipamentos, mas, mais importante que isso, com o objetivo de atender padrões de segurança, oferecendo um espaço confortável com condições elétricas e acústicas de acordo com as leis vigentes. No dia 08 de outubro, o Salão Social do Clube de Tênis Catanduva foi reinaugurado, depois de quase nove meses de obra. O tradicional salão, palco de grandes eventos na cidade, ganhou novas instalações, mais modernas e atualizadas. Para comemorar essa nova fase, um jantar-show aconteceu com mais de 850 pessoas e show de Edinho Santa Cruz, sendo que 30% da renda líquida foram doadas para o Hospital de Câncer de Catanduva e para a AEC – Associação de Assistência ao Hospital “Emílio Carlos”. O montante arrecadado foi de aproximadamente R$15 mil reais. O espaço agora conta com 1.200 m² de área total, pé direito de 6,50 m e um palco de 16,50 m por 9,10 m. Jardins verticais dão um toque especial pelos corredores, que ganharam painéis com os tacos do antigo piso do salão. Um ar-condicionado central foi instalado e a acústica trabalhada para oferecer um som de qualidade. O Salão Social do CTC foi inaugurado no Carnaval de 1949, e já recebeu eventos e personalidades de destaque nacional. A intenção é que haja essa continuidade, recebendo novos eventos que agora terão um espaço mais adequado.

380

LIVRO HISTÓRICO


CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

381


Ano 2016

382

LIVRO HISTÓRICO


CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

383


Ano 2016

Eventos Um dos motivos de reformar o salão social era justamente adequá-lo para que clube voltasse a receber grandes eventos. A dupla Victor e Léo realizou no dia 04 de novembro um show memorável para os catanduvenses, sendo o primeiro grande show a ser realizado no Salão Social do CTC. No dia 23 de dezembro foi a vez de o cantor Daniel emocionar o público com suas canções. No final do mês de novembro, o Clube de Tênis Catanduva (CTC) realizou o Festival de Balé “O Corsário” com direção e adaptação da professora de Balé do CTC, Jéssica Pachá, no Salão Social do CTC. A remontagem do balé teve duração de 1h15 minutos, contando com três atos e duas cenas no terceiro ato. A entrada para assistir ao espetáculo era um litro de leite, que foi revertida para Instituições de Catanduva. O público também conferiu o espetáculo de dança “Fantasia” em que para cada coreografia foi elaborada uma história em cima de diferentes personagens. Aproveitando o início do clima natalino, após as apresentações de dança, houve chegada do Papai Noel, juntamente com a Cia Criativa. Essa foi a hora em que as crianças presentes no evento tiveram contato com o famoso “Bom Velhinho” e aproveitarem para fazer o pedido dos presentes de Natal.

384

LIVRO HISTÓRICO


CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

385


Ano 2016

386

LIVRO HISTÓRICO


CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

387


Ano 2016

Equipe de Natação do CTC Dando seguimento ao projeto de resgatar a tradição da Natação do Clube de Tênis Catanduva, incentivando o esporte e a descoberta de novos talentos, as equipes de Natação do CTC participaram de diversos campeonatos e os resultados têm deixado todos bastante satisfeitos.

Equipe Master Na primeira disputa, em Campinas, o resultado foi bastante satisfatório: 37 medalhas (18 de ouro, 12 de prata e sete de bronze) e um troféu de 3º lugar. Outro destaque foi no revezamento 4 por 25 medley feminino, em que as atletas do CTC, Elissa, Regina, Glesia e Sherley, quebraram o recorde da prova, que era da equipe de Mogi das Cruzes (1’27”31), estabelecendo uma nova marca de 1’21”29. Na competição em Ribeirão Preto, não foi diferente. A equipe de natação competiu com aproximadamente 500 atletas e trouxe na bagagem 22 batalhas e um recorde, sendo 10 medalhes de ouro, sete de prata, cinco de bronze, além do recorde nos 25 metros nado costas, alcançado pelo atleta Roberto Daltin.

388

LIVRO HISTÓRICO


A equipe de natação Masters é composta por 19 integrantes: Djanira Carabetti Daltin, Elissa Schettini Roman Capuano, Geandrea Pereira de Mesquita Sobral, Glessia Bovi Moreira da Silva, Jacira Shizuka Ishikawa, Janira Tavares Correa, Michele Akemi Nishioka, Regina Celia Rodrigues Abegão, Setumi Massunaga Nishioka, Sherley Salas Munhoz da Silva, José Manzano Neto, Matheus Schettini de Carvalho, Roberto Daltin, Aparecida de Lourdes Montes Jorge, Ronaldo Pinfildi, Osvaldo Alves Banhos, Denise Maria Monte Jorge, Lucia Helena Aguilar Araújo e Murilo Sicchieri de Carvalho.

Equipe infanto-juvenil A equipe infanto-juvenil participou de um torneio em Jaboticabal, trazendo para Catanduva quatro medalhas de ouro e nove de prata. Os jovens: Lucas Centurion da Silva, Diego Arthur Basson Mansoni, Mateus Sampaio Camilo, Felipe Centurion da Silva, Danilo Sanches Cipolara, Danilo Gabriel Bassan Mansoni, Gabriel Andriguetto Ferreira, Gabriel Guzzi da Silva, Isabela Mesquita Sobarl e Claudio Oliveira da Silva Junior foram os destaques.

CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

389


Ano 2016

Esportes Sempre com o objetivo de promover o esporte, o Clube de Tênis Catanduva sediou, no mês de julho, os Jogos do M.E.D.O – que reuniram profissionais das áreas de Medicina, Engenharia, Direito, Odontologia, Administração, Educação Física, Fisioterapia e Enfermagem por meio de competições esportivas nas modalidades de basquete, vôlei, futebol society, truco, tênis e natação. A competição foi originalmente criada no ano de 1998 e neste ano foi resgatada com a missão de aproximar os profissionais, além de incentivar o esporte e também reunir as pessoas já formadas, que eram amigos na infância e que se distanciaram na época da faculdade. Nos dias 12 e 13 de novembro, foi realizado o campeonato de Jiu-Jitsu, o Abu Dhabi Grand Slam Tour 2016 – 2017, na arena HSBC, no Rio de Janeiro, e dois catanduvenses participaram do evento: Júlio César Herrera que conquistou o 4º lugar na sua categoria – “Peso Médio Masters” até 83 quilos e Fábio de Moraes Duarte – ambos são atletas do Clube de Tênis de Catanduva (CTC). No total, 1.300 atletas participaram do evento de diversos lugares do mundo. Na categoria de Júlio, que chegou à semifinal, 22 competidores participaram e, segundo ele, o resultado foi o esperado.

390

LIVRO HISTÓRICO


CLUBE DE TÊNIS CATANDUVA

391


O Clube de Tênis Catanduva continua fazendo sua história ao decorrer do tempo. Acompanhe os próximos eventos que serão publicados neste livro.


FICHA TÉCNICA Este livro foi produzido por meio de um sonho de Lecy Pinotti e Nelson Bassanetti, que participaram e vivenciaram as transformações do Clube de Tênis Catanduva e almejavam contar essa história para todos os catanduvenses. Com o apoio de uma equipe que se dedicou e se empenhou para que se tornasse um registro histórico dos feitos realizados pelo Clube de Tênis Catanduva e no Clube de Tênis Catanduva, este livro relata fatos que marcaram a história do clube, de Catanduva, do Brasil e do mundo.

START - STUDIO E ARTE COMUNICAÇÃO | Agência responsável NELSON BASSANETTI | Supervisão DANIELA MARTINS VERTONI | Revisão e organização editorial

Fonte de Pesquisa Museu Padre Albino, acervo Clube de Tênis, acervo pessoal, Nelson Bassanetti e Lecy Pinotti

Textos Lecy Pinotti Adriana Polari Daniela Martins Vertoni

Colaboração Daniela Mendonça | Fotos


Lecy Neubern Pinotti: uma memória para a história Jornalista, Radialista e Artista Plástico, Lecy Pinotti pode ser considerado parte da história da cidade pelos seus feitos. Falecido em 2001, deixou um legado de pesquisa, arte e textos editados e produzidos pelos veículos de comunicação por onde passou e também em seu acervo pessoal. Nunca participou de uma exposição de artes, apesar de já ter tido telas na Itália e ser membro vitalício da Associação Paulista de Belas Artes de São Paulo. Em muitas de suas telas, reproduziu cenas da história da cidade, entre elas o quadro representando os componentes da primeira Câmara Municipal (instalada em 1918). Funcionário da Rádio Difusora de 1949 até 71, desempenhou as funções de locutor, programador, diretor comercial e gerente, sendo o responsável pela construção do prédio da emissora e pela renovação do aparelhamento técnico. Fora isso, passou por emissoras de TV e rádio e foi diretor responsável pelos jornais “O Jornal” e “O Regional”, editor da Revista Raquete e do Jornal do Clube de Tênis. Também considerado um historiador, reuniu tudo que sabia, se lembrava, que achou e registrou para que fosse colocado nas páginas desse livro. E devemos a existência desses registros a ele. Fonte: Livro “A História de Catanduva de A a Z”.


Nelson Bassanetti: Um exemplo de conhecimento Nelson Bassanetti é uma figura peculiar da cidade de Catanduva. Nascido e vivido em Catanduva, conhece como ninguém a história da cidade. Como colecionador de fotos, faz uma análise minuciosa de cada imagem que encontra e procura informações que possam elucidá-las e dar-lhes o devido valor. Foi com este trabalho que ganhou uma coluna no antigo jornal Notícia da Manhã, na qual contava fatos que marcaram Catanduva. Com esta experiência nasceu o site “Catanduva Cidade Feitiço”, um registro verossímil da história feito através de muita pesquisa e dedicação. A idéia de criar o site “Catanduva Cidade Feitiço” veio do desejo de expandir o conhecimento e relatar, nestes quase cem anos, como a cidade se comportou, seus usos e costumes, reconstituindo eventos, mostrando como era Catanduva no passado, destacando pessoas que foram notícia na política, na economia, nos esportes e na sociedade. Nelson Bassanetti pode ser considerado um dos grandes conhecedores da história de Catanduva, pois, além do registro da história, faz isso com muito amor e prazer, pois sabe que está colaborando que as futuras gerações saibam como Catanduva se formou, quem passou por aqui e quem colaborou para seu crescimento e desenvolvimento. Acompanhar esta história nos faz sentir catanduvenses nas raízes, pois foi com muito esforço e arrojo que Catanduva tornou-se uma das principais cidades do interior de São Paulo e é com a colaboração de Nelson Bassanetti que está sendo feito um registro desta história.


JANEIRO de 2017

Rua Icem, 61 - Parque Iracema SECRETARIA DO CLUBE: 17 3524 9300 Catanduva - SP

livro histórico - clube de tênis catanduva

Livro CTC  
Livro CTC  

Livro que conta a história do Clube de Tênis Catanduva

Advertisement