Page 1

março de 2009

Impresso Especial 9912174668 DR/BSB

Clube da Saúde

Clubeda Saúde

CORREIOS

Associação dos Profissionais de Saúde Pública do DF

Assembléia elege Comissão Eleitoral

O

Clube da Saúde realizou, no dia 14 de fevereiro, Assembléia Geral Ordinária e Extraordinária. Os seguintes tópicos foram votados:

Presidente Helvécio Ferreira comemora resultado da eleição com associados

- A Diretoria do Clube apresentou as contas do exercício fiscal de 2008 e disponibilizou cópias do Balanço Patrimonial e Contábil da Entidade, publicado no Jornal de Brasília. As contas foram aprovadas pelos associados presentes. - O Conselho de Ética teve seus integrantes reeleitos para o exercício de 2009. - A Diretoria apresentou o Plano Orçamentário para 2009. As prioridades do Plano são a conclusão do Complexo Termal, a reforma do Parque Aquático Infantil e a construção da Policlínica. O Plano foi devidamente votado e aprovado pela Assembléia. - A contribuição social do servidor associado ao Clube da Saúde só terá aumento em índice proporcional ao aumento salarial que o GDF conceder à categoria. - A Assembléia elegeu os integrantes que comporão a Comissão Eleitoral do Clube da Saúde. São eles: Anderson Almeida Rodrigues, Carlos Eduardo de Moraes, Wedsney Luiz Lopes Rogério e Damião Lopes Neto.

Os associados foram identificados com cartões de votação


OPOSIÇÃO Mais uma vez tentam atrapalhar a Assembléia Não teve sucesso a tentativa de opositores de interferir na política interna do Clube da Saúde. O grupo formado por exdirigentes do Clube da Saúde, que, no passado, endividaram a entidade e renunciaram ao mandato sem prestar contas ao associado, trouxeram à Assembléia do Clube pessoas estranhas para engrossar as manifestações. Isto mesmo! Estes, que se dizem oposição dentro do Clube da Saúde, levaram à Assembléia da entidade dezenas de pessoas estranhas, que não fazem parte da categoria, com promessas de bebida, churrasco e dinheiro. O propósito de tal ato era simples: tumultuar a área externa da Assembléia, tentando demonstrar que associados com direito a voto foram proibidos de entrar. Felizmente, ficou comprovado que todos os associados, devidamente identificados na recepção da Assembléia, tiveram acesso permitido. A chamada oposição menospreza a inteligência do associado, ao dizer que a organização da Assembléia proibiu o acesso de todos que votariam contra a atual gestão. Para começo de conversa, como poderia a organização da Assembléia saber de que forma um associado vota? Não há como! A verdade é que o grupo infiltrado de gente estranha esbarrou frente ao esquema de organização da Secretaria do Clube, que permitiu a entrada somente aos associados, os legítimos donos da casa. Ao perceberem que não tinha quorum suficiente para votar a favor de seus interesses, a oposição decidiu fazer um protesto ruidoso.

2

Tentou-se forçar a entrada de dezenas de pessoas não-sócias, acusando-se os profissionais de segurança do Clube de uso de força. Quem estava lá – e são muitas testemunhas! - viu a pretensa oposição tentando usar da força para colocar dentro do Clube pessoas estranhas à Entidade. Fato que ilustra bem a índole destas pessoas vem das palavras proferidas quando a Policia Militar chegou ao Clube: “O tenente é gente nossa!”. Pessoas estranhas ao Clube se referiam a uma suposta proximidade entre o tenente da Polícia Militar e os chamados oposicionistas. Mas, para azar deles, o tenente é servidor do Estado e sabedor de suas obrigações, tendo se portado de forma digna e profissional. Os manifestantes viram mais uma vez frustrada a tentativa de se reapossarem

Atençã o!! Eles qu ebraram Clube e o renunc i a ram ao man dato, m a so Estatut o prote entidad ge a e cont ra ess tipo de e adminis trador.

Opositores tentaram tumultuar a Assembléia do Clube da Saúde para alavancarem seus projetos políticos. O associado já demonstrou nas urnas que rejeita tal comportamento. É sabido por todos o desastre praticado no Clube pelo grupo do ex-dirigentes renunciantes, cuja herança nefasta o associado paga a conta até hoje. Como eles não têm voto e nem apoio popular, tentaram suspender a Assembléia na Justiça, mais uma vez. No entanto, a juíza fez justiça ao Clube, mantendo à atual Diretoria o direito de realizar a Assembléia, que foi feita e reafirmou os propósitos de defesa da entidade.

DECISÃO - A despeito das alegações do autor, não se pode vis-

Processo : 2009.01.1.016402-2 Data Dist. : 13/02/2009 lumbrar, neste momento processual, a presença dos elementos necessários à concessão da antecipação de tutela sem a oitiva da Vara : 205 - QUINTA VARA CIVEL Natureza da Vara : JUDICIAL parte contrária, especialmente o convencimento sobre a verosProcedimento : 1 - SUMARIO similhança das alegações (CPC, art. 273, caput). Ademais, é Valor da Causa: 465,00 cediço que a assembléia dos associados tem poder Requerente : AILTON VIEIRA DA FONSECA para estipular as regras necessárias para atender à Advogado Autor: DF010308 - RAUL CANAL Requerido : ASSOCIACAO DOS PROF. DE SAUDE PUB. DO DF vontade da maioria e não é desarrazoada a tese de

Brasília - DF, sexta-feira, 13/02/2009 às 17h40. Juíza de Direito, Dra. LUCIMEIRE MARIA DA SILVA.

limitar a futura elegibilidade do associado que renunciou ou se afastou de cargo para o qual foi eleito. Dessa forma, indefiro o pedido de antecipação de tutela.


Presidente do Clube entrega ao Secretário pesquisa sobre o perfil do servidor

N

o último dia 19, Helvécio Ferreira, presidente do Clube da Saúde, entregou a Augusto Carvalho, Secretário de Saúde, o resultado completo da inédita pesquisa contratada pelo Clube, que estudou o perfil do servidor da saúde pública do DF. A pesquisa foi realizada em dezembro de 2008, pelo Instituto Dados Opinião de Brasília, abrangendo o universo de 520 servidores da Secretaria de Saúde, entrevistados nas suas unidades de trabalho em todo o DF e 80 aposentados do mesmo setor. O Clube da Saúde vê o resultado da pesquisa como de extrema importância, porque indica de forma técnica o quadro sócio-psicológico da categoria. “O Clube da Saúde é um parceiro, com quem temos um ótimo relacionamento. Vamos analisar e estudar a pesquisa com bastante atenção”, disse o secretário Augusto, reconhecendo que seu índice de aprovação na pesquisa está satisfatório, considerando o tempo de atividade no cargo. O Clube da Saúde proporciona, no relatório da pesquisa, um retrato da categoria dos servidores da Secretaria de Saúde do DF, com avaliações pessoais, opiniões sobre questões ligadas ao governo do DF e muitos outros itens. “Com a pesquisa, pela primeira vez podemos sair do achismo, detectando quais são as necessidades urgentes do nosso pessoal”, ressaltou Helvécio. O presidente fez questão que Augusto Carvalho fosse o primeiro secretário a ter acesso aos dados. “Agora que já entregamos, em mãos, ao nosso secretário, podemos também disponibilizar o resultado da pesquisa às demais áreas interessadas do governo”, complementou. Surpreende saber que 15,5% dos funcionários que cuidam da saúde da população sofrem de hipertensão arterial; 9,2% de ansiedade; 6% de depressão; 5% de diabetes; 4,7% de tireóides; 7,2% de artrose; entre outros resultados preocupantes.

Augusto Carvalho e Helvécio Ferreira reforçam parceria

Os servidores avaliaram a qualidade da rede pública de saúde no DF, no que se refere à internação de pacientes, nos seguintes níveis: - Ótima, 10%; boa, 15,8%; razoável, 10%; ruim, 2%; e péssima, 2,2%. - Outros 60% não quiseram avaliar ou disseram não ter conhecimento sobre esse item. A pesquisa realizada pelo Instituto Dados procurou avaliar a dificuldade dos próprios servidores da Saúde para marcar consulta na rede do GDF. São 60% dos entrevistados que afirmam encontrar dificuldade para se consultar ou para o atendimento dos seus pacientes. Apenas 31,8% dizem que não vêem problemas nesse atendimento. É um resultado preocupante, que leva o Clube da Saúde a ter em seu plano orçamentário para 2009 a construção da Policlínica do Servidor e a inauguração imediata de cinco novos ambulatórios destinados ao público feminino.

É preocupante saber que 75,5% dos funcionários do setor não seguem qualquer dieta alimentar e que 36,5% se consideram gordos. Felizmente apenas 11% se confessam fumantes. De certa forma surpreendente é a avaliação dos servidores sobre os seus salários. Para 5,8% deles, a remuneração mensal é ótima; para 38,7%, boa; já 38,8% acham que o próprio salário é razoável; 12,5%, ruim; e 6,8%, péssimo. “Esta é uma pesquisa valiosa, como conhecimento aprofundado do grupo de homens e mulheres que, com abnegação, tratam da saúde do povo brasiliense. Muitos se encontram em pleno sofrimento psicológico por se capacitarem e não serem reconhecidos profissionalmente. Não é certo o servidor que mudou de cargo por ter prestado novo concurso público perder o tempo de progressão funcional e não ser considerado tempo de serviço. A pesquisa merece ser estudada, para correção da situação nos casos em que o problema se apresenta preocupante, como a saúde do trabalhador e a reestruturação do plano de carreira. É o que esperamos ao divulgar esses resultados”, define Helvécio. 3


Clínica

da

Saúde

Espaço ampliado e melhorado

O

Clube da Saúde vai inaugurar, de imediato, quatro novos ambulatórios destinados ao público feminino e cinco novas salas para exames. A necessidade constatada de novos ambulatórios para as mulheres vem do fato de que elas compõem 65 % do quadro social do Clube e muitas se encontram na faixa dos 40 anos.

Dois novos ambulatórios serão os de pediatria e ginecologia, que terá foco em climatério, menopausa e prevenção de câncer. O novo espaço, cujo as obras estão em andamento, terá recepção ampliada e confortável, banheiros, enfermagem e três salas para exames. Haverá uma sala para ecocardiograma e um consultório destacado para exame médico (piscina).

N ovidades

- A Administração da Clínica trabalha em proposta para informatizar prontuários e reduzir o tempo de espera dos atendimentos. - Tendo o objetivo de elevar a qualidade e padronizar os serviços de saúde do Clube, a Administração da Clínica está elaborando protocolos de atendimento. - Está em fase final a formação do primeiro grupo de hipertensão arterial e diabetes.

VALE A PENA LEMBRAR: - O Clube já apresenta ambulatórios de hepatites e DST. - A coordenadora dos Serviços de Saúde Lúcia Margarida e o doutor-professor Ricardo Marins estão na fase final de análise dos dados da pesquisa contratada pelo Clube para definir o perfil epidemiológico dos servidores da saúde pública do DF.

4

Clube da Saúde - Associação dos Profissionais de Saúde Pública do DF SGAP Lote G SIA Cep: 71.200-000 FONES: 61- 3362.7353 / 3234.1967 FAX: 3234.6401 www.clubedasaude.org.br Produção: Jan Riella (9206-0382)


Jornal do Clube da saúde março de 2009  

Jornal do Clube da Saúde

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you