Page 1

CLUBE DA CIÊNCIA “INVESTIGA E EXPERIMENTA”

QUADRO VIVO – JARDIM DE PLANTAS AROMÁTICAS

ALECRIM Rosmarinus officinalis

É um arbusto sempre verde, originário da zona mediterrânica, que atinge entre 50 e 150 cm de altura. Tem os caules muito ramificados com hastes lenhosas. As folhas são estreitas com bordos lisos enrolados para baixo. A parte inferior das folhas é de cor verde acinzentada, enquanto a superior é verde brilhante. As flores crescem em pequenos grupos das axilas das folhas centrais e superiores. A corola é lilás clara. A sua flor é muita apreciada pelas abelhas produzindo assim um mel de extrema qualidade. Há quem plante alecrim perto de apiários, para influenciar o sabor do mel. Toda a planta exala um aroma forte e agradável. Devido ao seu aroma característico, os romanos designavam-no como rosmarinus, que em latim significa orvalho do mar. Utiliza-se com fins culinários, medicinais e também em perfumaria. ROSMANINHO Lavandula stoechas

É uma planta típica das regiões mediterrânicas que pode atingir entre 30 e 100 cm de altura. As folhas têm entre 1 e 4 cm de comprimento, finas, macias e descrevem um arco para cima. O cálice é verde e parece de pelúcia, assim como as brácteas.


CLUBE DA CIÊNCIA “INVESTIGA E EXPERIMENTA” As flores púrpura, ou rosa muito escuro, crescem muito próximas em cabeças de cerca de três centímetros. Do topo das cabeças floridas, crescem uma brácteas rosas e onduladas. Essas brácteas parecem um tufo de penas brilhantes. Utiliza-se com fins medicinais, decorativos e também em perfumaria. ALFAZEMA Lavandula hybrida

A alfazema ou lavanda é há muito conhecida e utilizada pela Humanidade. Era o aditivo de banho preferido dos gregos e romanos, e o seu nome (Lavandula) deriva do latim lavare (lavar). Conta-se que a peste não chegava aos fabricantes de luvas de Grasse pois eles usavam a alfazema para perfumar o couro. Isso fez com que as pessoas na época andassem sempre com alfazema. Durante as duas Grandes Guerras, a alfazema foi utilizada para limpar os ferimentos dos soldados. A espécie que usámos neste trabalho foi criada pelas abelhas que deram origem a este cruzamento entre dois tipos de alfazema. É um pequeno arbusto que pode chegar até cerca de 60 cm de altura, muito aromático com folhas pequenas aveludadas, enroladas para baixo e de cor verde acinzentado. As flores crescem na extremidade dos rebentos e têm cor azul ou violeta. Utiliza-se com fins medicinais, decorativos e em cosmética. ERVA CIDREIRA Melissa officinales

É uma planta vivaz, arbustiva, de 30 a 90 cm de altura originária da zona mediterrânica. Tem caules quadrangulares cobertos por pelos salientes. As folhas são ovais e têm os bordos dentados e a face rugosa. Quando manipuladas, libertam um forte e agradável aroma a limão doce. Apesar de resistente ao frio, a sua parte aérea pode mesmo desaparecer totalmente durante o Inverno. As flores são de pequenas dimensões, de cor esbranquiçada ou róseas e atraem especialmente as abelhas, como se indica já no nome do seu género botânico (Melissa provém do grego e significa "abelha").


CLUBE DA CIÊNCIA “INVESTIGA E EXPERIMENTA” Com inúmeras propriedades medicinais, é considerada anti-inflamatória, antioxidante, antiviral, digestiva, calmante e sedativa, associada a tratamentos de problemas nervosos, perturbações do sono e problemas gastrointestinais de origem nervosa e ainda no tratamento de febres e constipações. HORTELÃ Mentha spicata

É uma planta herbácea. Tem caules rasteiros, quadrangulares, muito pilosos nos cantos e folhas verdes, ovaladas, rugosas e aromáticas. As flores são brancas com sombra violeta pequenas e dispostas em inflorescência tipo espiga terminal nos ramos. É uma planta originária da Ásia, mas há muito cultivada em todo o mundo, devido às essências aromáticas presentes em toda a planta, principalmente nas folhas. Tolera bem muitas condições climatéricas, desde que não falte água. Em climas frios pode perder as partes aéreas no Inverno, sobrevivendo através dos seus rizomas, que só morrem se o solo congelar completamente. É utilizada como tempero em culinária, como aromatizante em certos produtos alimentares, para a extração do seu óleo essencial e também como planta medicinal.

HORTELÃ PIMENTA Mentha x piperita

Híbrido da Mentha aquatica (hortelã-mourisca) e Mentha spicata (Hortelã-vulgar), a hortelã-pimenta é originária da região mediterrânica da Europa e pode atingir entre 30 e 90 cm de altura. Tem um caule quadrangular. As folhas dispõem-se de forma oposta, são estreitas e ovais com os bordos dentados. As flores formam compridas inflorescências em forma de espiga na extremidade dos caules de cor lilás ou rosa. É utilizada há milhares de anos, pelas suas fortes e diversas características, que a tornam uma das plantas mais versáteis e procuradas do planeta na atualidade enquanto planta ornamental, medicinal, aromática e condimentar. PLANTA DO CARIL – PERPÉTUA DAS AREIAS Helichrysum italicum

Originária da Índia, é um arbusto com cerca de 60 cm de altura. De folhagem fina, prateada/acinzentada e flores amarelas no inicio do verão, tem propriedades, aromáticas, medicinais, condimentares e comestíveis e é aconselhado em sopas, cozidos de carne, hortaliças cozidas, pratos de arroz. Das suas folhas extrai-se um dos óleos essenciais com poder regenerativo usado em aromaterapia. Quando secas as folhas são boas para perfumar o ar. É uma planta muito decorativa para jardins.

Ervas aromaticas  

informações sobre algumas ervas aromáticas

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you