Issuu on Google+

Setembro Outubro 2008

#118

Vem aí o

Esperia Eco Fashion 2008 Desfile da grife Recicla Jeans e show de

Sidney Magal estão entre as atrações VI Saúde & Espiritualidade tem palestras e festival japonês

A trajetória de cinco talentosos e bem sucedidos esperiotas


Expediente

Palavra do Presidente

Somos voluntários? Clube Esperia Avenida Santos Dumont, 1.313 CEP 02012-010 Fone (11) 2223-3300 www.esperia.com.br atendimento@esperia.com.br Presidente Arthur Moreira Ricca Vice-Presidente Administrativo Joaquim Martins Pereira Vice-Presidente Social José Antonio Caltabellotta Vice-Presidente Patrimonial Ben Hur Marcelo Costa Vice-Presidente Esportivo Geraldo Lessa Soares Presidente Conselho Deliberativo José Antonio Silveira Ribeiro Vice-Presidente Conselho Deliberativo Kleber Martini Ricco 1º Secretário Conselho Deliberativo Ermínio Alves de Lima Neto 2º Secretário Conselho Deliberativo Osmar Barone Jornalistas Responsáveis Cláudia Teodoro (MTb 24.191) Selma Munhoz (MTb 20.811) imprensa@esperia.com.br Eduardo Carbonari (Estagiário de Jornalismo) Fotos José Rodolfo S. Neto Gerência de Marketing Andrea Serpejante (11) 2223-3375 gmarketing@esperia.com.br Publicidade Kátia Carvalho (11) 2223-3302 marketing@esperia.com.br Projeto/Edição Gráfica Vitrine Interativa (11) 3881-9661 www.vitrineinterativa.com Impressão Leograf

04 Infância

15

Caros associados, Quando da fundação do Clube Esperia, a palavra voluntário não foi impressa nos primeiros estatutos criados pelos fundadores há quase 109 anos. Desnecessário, pois todos tinham a certeza de que a solidariedade estava intrínseca em suas atitudes. Tanto que fundaram um clube com a vontade de difundir um esporte simples, porém, que só pode ser praticado se contar com o esforço conjunto, todos devem remar por igual. Abordei a igualdade no Remo para ressaltar que a nova postura das empresas sérias, sejam elas públicas ou privadas, está no comprometimento com a ética, com a responsabilidade socioambiental e no empenho do voluntariado, práticas que trazem impactos positivos para todos os envolvidos. Porém, é importante destacar que no Esperia não estamos desenhando um novo traçado. Estamos, sim, reforçando o que foi deixado por nossos fundadores. Estamos mantendo uma agremiação que incentiva e apóia o maior número de esportes, que dissemina por meio de nossas ações as diferentes manifestações culturais, enfim, fortalecendo esse pólo de referências para associados e visitantes que passam pelas dependências do Clube. Por isso, no dia 27 de setembro realizaremos o primeiro Esperia Eco Fashion 2008, evento que beneficiará a respeitável e eficiente OnG Florescer, presidida pela estilista Nadia Bacchi e que funciona dentro da comunidade de Paraisópolis, a maior de São Paulo com 85 mil habitantes. Como parte deste evento, já demos início às campanhas de arrecadação de jeans usados para serem doados à Florescer e de garrafas PET, que serão utilizadas em toda a decoração de Natal do Clube. Tratam-se de ações em favor do meio ambiente, do voluntariado e de boas parcerias. Mas conquistas como essas só são possíveis quando a organização conta com a contribuição e o prestígio de seus associados, fornecedores e colaboradores. Outro assunto importante é a biometria, o qual voltamos a abordar nesta edição. Como já era previsto, ainda há alguns contratempos e acertos na leitura da digital para acesso ao Clube. Mas reitero que, mesmo havendo desconforto para muitos, estamos infinitas vezes mais seguros. O SAS - Serviço de Atendimento ao Associado - já registrou vários casos de clones da carteira social. Ou seja, passavam por nossas

Biometria

10 Saúde e Espiritualidade

08 Persona

17

Arthur Moreira Ricca Presidente catracas pessoas tidas como associadas sem o serem. Esta situação só pode ser corrigida porque a sua digital é única e impossível de ser clonada. Desta forma, começamos a sentir os benefícios da implantação da biometria. Manteremos contato freqüente para atualizar você sobre esse novo procedimento. Estamos confiantes em nossas possibilidades e em nossos objetivos.

Lei Seca

12 Capa

Boa leitura!

09 Meditação

20

Homenagem

14 Nossos Atletas


4

Tecnologia Seu Clube

O que muda com a Biometria J

á está em funcionamento na portaria do Esperia o sistema de Biometria, leitura da impressão digital para acesso às instalações do Clube. Trata-se do mais novo mecanismo de segurança para o associado. Agora, está ainda mais rigorosa a liberação da entrada para aqueles que não fazem parte do quadro associativo. A nova tecnologia tem apresentado progressos consideráveis. “Os problemas e contratempos estão abaixo do que esperávamos para esta fase de implantação. Estamos bem otimistas”, avalia Dirceu Lopes de Mattos, superintendente do Esperia. Alguns cuidados, no entanto, são necessários no momento de fazer a leitura magnética. Por exemplo, qualquer resíduo no dedo pode alterar o resultado da análise, sendo uma pequena sujeira ou uma simples gota de suor, o que faz com que o leitor não reconheça a digital. É preciso atenção também para saber qual dedo utilizar para

a leitura. Se no momento da coleta colocou-se o indicador, é sempre este dedo que deverá ser colocado para a leitura. Os funcionários do Esperia estão atentos e prontos para qualquer tipo de esclarecimento ou ajuda para que todos entendam os novos passos deste procedimento. Além dos associados, os acompanhantes de associados, alunos não-associados, militantes e seus acompanhantes também devem fazer a coleta da digital. Vale lembrar que, mesmo com a Biometria, a carteira social continua sendo necessária. Nesta etapa de implantação, os dois procedimentos funcionam como confirmação para liberação do acesso. Na saída, o associado deve inserir novamente a carteira social no leitor para que a mesma seja destravada. Ou seja, o associado está sendo identificado na entrada e na saída, com a diferença que na saída não é necessária a leitura da biometria.


Parceria

5

Anhembi Morumbi realiza palestras e atendimento em Quiropraxia O Esperia e a Universidade Anhembi Morumbi vêm colocando em prática a parceria assinada no mês de julho. Uma série de atividades tem sido realizada no Clube com a participação dos alunos da Anhembi Morumbi, sob o acompanhamento de seus professores, que transformam o programa em estágios práticos. O associado tem sido o maior beneficiado com as ações. Uma delas, em especial, começou em agosto e ocorre até novembro. São palestras na área de Quiropraxia Esportiva, destinadas, principalmente, para quem pratica atividades físicas. Na primeira palestra realizada em agosto, o coordenador do curso, professor Song Duck Kim, falou sobre a importância da profissão que estuda, diagnostica, trata e previne as doenças originárias de disfunções músculo esqueléticas, bem como sua relevância para os esportistas.

Próximas palestras

Outro ponto abordado pelo professor Kim foram as pesquisas realizadas na área, que apontam um aumento na amplitude de movimento nas articulações, melhorando o rendimento dos atletas – que utilizam a Quiropraxia como tratamento em suas provas esportivas. Para ele, discutir o assunto é de fundamental importância, sobretudo neste momento pós-olímpico, no qual muitos participantes ficaram expostos a lesões no sistema músculo esquelético. A Quiropraxia nasceu nos Estados Unidos em 1895 e foi implantada como curso superior com formação em bacharelado no ano de 2000 na Universidade Anhembi Morumbi reconhecida pelo MEC em 2006.

Consulte a programação completa: www.esperia.com.br

14/10 – 19h –Afecções podológicas mais comuns na prática esportiva. Acompanhamento de atletas nas provas para avaliação local e atendimento em Quiropraxia. Atendimento de quiropodia, avaliação podológica, evolução do uso de órteses plantares. 15/10 – 18h30 - Escola de Coluna 18/11 – 19h - Afecções dermatológicas nos pés dos atletas. Acompanhamento de atletas nas provas para avaliação local e atendimento em Quiropraxia. Atendimento de quiropodia, avaliação podológica e confecção de órteses plantares 19/11 – 18h30 - Quiropraxia e prevenção de lesões músculo esqueléticas


c R ic

a

Elizabeth Guedes e

ur M Arth

ira ore


8

Comportamento

Bebeu? Vá de táxi ou de van

O

s primeiros meses de efetividade da Lei Seca, aquela da tolerância zero com o álcool para quem está dirigindo, estão obrigando os paulistanos a repensarem seus hábitos. O resultado é que a adaptabilidade ao novo quadro é essencial na busca da satisfação e da segurança de todos os envolvidos, embora a combinação álcool-direção nunca tenha dado certo. O Esperia não poderia deixar de se preocupar com o associado que costuma reunir-se com os amigos para um churrasco e, consequentemete para um chope, ou mesmo aqueles que desfrutam das animadas noites temáticas, onde a ingestão de uma certa dose de álcool faz parte da diversão. Por isso, o Clube fechou parceria com a Líder Rádio Táxi, empresa que há 15 anos oferece um serviço seguro, rápido e econômico. Basta o associado solicitar o táxi na Portaria Social. Em poucos minutos, o carro chega. Para aqueles que não cogitam optar por uma alternativa de transporte que não seja o veículo próprio, a adequação em virtude da nova lei se faz mais do que necessária. Antonio Carlos Antunes freqüenta o Clube toda sexta-feira. Ele consumia meia dúzia de latinhas de cerveja e pouco comia. “Ficava horas praticamente sem comer. Hoje, além de comer mais, tomo no máximo duas latinhas. Na hora de ir embora estou bem para dirigir”. Antunes faz parte de uma ex-grande turma da sauna. “Éramos em 30. Depois da lei passamos a ser entre 10 e 12 pessoas”.

“ Ele pode curtir as festas numa boa. Como não bebo nada alcoólico, não tem problema algum eu dirigir na volta para casa

O aluguel de vans nos dias de festas é outra opção oferecida pelo Clube. Com reserva prévia, contrata-se o serviço para ida e volta. Funcionários da Vip Vans, empresa contratada especialmente para essas ocasiões, realizam o cadastramento dos interessados. “Procuramos oferecer opções para deixar o associado com o maior número de possibilidades”, avalia Dirceu Lopes de Mattos, superintendente do Clube Esperia. Mesmo as pequenas diferenças parecem estar sendo sentidas. Jaime Luiz Lagosta invariavelmente voltava das festas do Clube dirigindo, mesmo quando ingeria alguma dose de álcool. Sua mulher, Ana Paula, dificilmente pegava o volante. “Agora, com uma latinha de cerveja já não pego o carro”, diz Jaime. Ana Paula se sente muito mais tranqüila. “Ele pode curtir as festas numa boa. Como não bebo nada alcoólico, não tem problema algum eu dirigir na volta para casa”. Independente das soluções encontradas pelos esperiotas, é sempre bom lembrar que o bom senso faz parte de toda e qualquer questão.


Arlindo Donato,

Homenagem

9

um ícone do Remo e do Esperia

O

remo paulista e o Clube Esperia perderam, no dia 29 de agosto, um de seus maiores ícones. Arlindo Donato morreu em Arujá-SP aos 85 anos de idade. Nascido em São Paulo, filho de italianos, ingressou no Esperia aos 19 anos de idade com a finalidade de praticar remo e tênis. Em 1956, com tamanha dedicação e disciplina esportiva, foi convidado a assumir o cargo de diretor de Remo do Clube Esperia. Como membro da Federação Paulista de Remo, contribuiu de forma efetiva para que o esporte não fosse extinto no Estado, em decorrência da poluição do Rio Tietê. Ao assumir a presidência da Federação Paulista de Remo, foi responsável pela organização de grandes regatas em Santos, Cubatão e em São Bernardo do Campo, na represa Billings. No início da década de 70, foi um dos responsáveis pela construção da Raia Olímpica da USP, inaugurada em 1972. Nos anos 80, foi convidado a presidir a Confederação Brasileira de Remo, sediada no Rio de Janeiro. Durante sua gestão, organizou regatas por todo o País. Uma de

suas mais audaciosas ações foi uma regata no Rio Amazonas. Em 1988, Arlindo Donato chefiou a delegação brasileira de remo que participou das Olimpíadas de Seul, na Coréia do Sul. No mesmo ano, visitou o Japão a convite dos atletas olímpicos daquele país. Um dos seus maiores discípulos foi o navegador Amir Klink, a quem ensinou a remar. Foi Arlindo Donato também quem supervisionou a construção dos remos de Klink, utilizados em sua travessia solitária pelo Oceano Atlântico. Donato demonstrou em toda a vida ser um militante incansável pelas causas do remo no Brasil. Toda essa dedicação lhe valeu a Medalha do Mérito de Fidelidade ao Remo, conferida pela Confederação Brasileira de Remo. Seu maior sonho foi a construção de uma segunda raia olímpica em São Paulo, indicada por ele para que seja construída nas proximidades do Parque Ecológico Tietê. Se hoje o esporte existe em São Paulo, deve-se principalmente a Arlindo Donato.

Toda essa dedicação lhe valeu a Medalha do Mérito de Fidelidade ao Remo


10

Brincar & Aprender

Aqui, a infância é bem mais saudável

D

e todos os presentes da natureza para a raça humana não existe nada mais doce para o homem do que as crianças. Essa é a filosofia que o Clube Esperia segue com absoluta convicção a fim de proporcionar, em quantidade e qualidade, as atividades que complementem o período de crescimento e aprendizado de nossos baixinhos. Uma das iniciativas nesse sentido é o PIDE – Programa de Iniciação Desportiva com mais de 20 anos de existência. Seu objetivo é colaborar no desenvolvimento sadio dos pequenos, respeitando as características individuais e etárias, apresentar atividades inovadoras, consistentes e alegres e promover a atividade física de modo que proporcione a oportunidade do desafio, da expressão pessoal e da integração social. Entre as atividades oferecidas pelo PIDE estão as aulas de habilidade motora, esportes kids, fight kids (artes marciais), jogos de rua (picbandeira, queimada), ginástica artística, aquakids (atividades aquáticas), atletismo kids e running kids. Este leque de opções transforma o programa em um dos mais completos destinados às crianças. Gilberto Amaral Santos conhece bem a importância de proporcionar aos filhos um lugar com a estrutura e o espaço do Esperia. Giovanni, 15 anos, e Lucca, 8 anos, parecem se sentir em casa enquanto o pai realiza suas atividades. “Me sinto privilegia-

do em poder oferecer aos meus filhos um lugar em que podemos nos divertir juntos”. Para Gilberto, essa relação que é estabelecida no Clube extrapola os muros e isso é um diferencial do Esperia. “Costumo dizer à minha esposa que ser sócio do Clube é ver nossos filhos crescerem com qualidade de vida, pois as amizades que eles fazem são aproveitadas dentro e fora daqui”. A preocupação do Esperia é tão grande com os “pequenos” associados que foi criado o Departamento de Recreação. Sua função é desenvolver alternativas inovadoras para as crianças brincarem sem deixar de lado a importância de conscientizá-las social e culturalmente. Entre as ações já realizadas este ano estão oficinas que incentivam o uso de materiais reciclados, gincanas culturais e sessões com contadores de histórias. Roberto Spinosa, diretor do Departamento de Recreação, acredita que o trabalho realizado está no caminho certo e destaca a colaboração entre os próprios departamentos. “Estamos promovendo ações fundamentais durantes os finais de semana. Além disso, tem a Brinquedoteca com monitores especializados que estimulam não só o lado lúdico, mas o sentimento de responsabilidade social, conscientização ambiental e civismo”.


Brincar & Aprender

Longe da internet, da TV e dos games Ao incentivar a criatividade e o desenvolvimento físico e intelectual, o Clube Esperia contribui para que as crianças não fiquem tão expostas à internet, televisão e videogames, overdoses sem controle a favor da obesidade infantil, da agressividade sem motivo aparente e do isolamento social. A psicóloga Suzy Camacho, autora do grande sucesso “Guia Prático dos Pais”, faz um alerta: “Não é nada benéfico uma exposição em demasia à internet ou à televisão. É importante os pais estarem atentos a detalhes como, por exemplo, não deixarem o computador no quarto das crianças já que isso permite que elas tenham mais facilidade de ter contato a conteúdos impróprios sem supervisão”. Para Suzy, a prática de esportes é de extrema importância nesse período em que as crianças estão com os hormônios em constante ebulição. “Em termos de saúde, as atividades esportivas liberam adrenalina o que ajuda também na liberação de endorfina, além de estimular o crescimento e combater o colesterol. Em termos emocionais, ajudam na interação com outras crianças, a trabalhar em equipe e a canalizar a agressividade em um objetivo”. Por isso também que o ambiente de um clube como o Esperia é ideal para o crescimento físico e intelectual das crianças. Mas o que o difere dos outros, sem dúvida, é a preocupação com o aspecto social e a certeza de que estamos formando, acima de tudo, cidadãos que farão de nosso país um lugar melhor.

Programação especial no mês das crianças 5/10 - 13h30 - Espaço Floresta Contador de Histórias 12/10 – 11h às 14h – Espaço Floresta Recreação do Dia das Crianças Batalha Cultural com Torta na cara Jogo do tabuleiro gigante Gincana com solicitações Flag Futebol Distribuição de brindes e pirulitos 19/10 – 11h às 14h – Espaço Floresta Oficina de Reciclagem 26/10 – 13h – Espaço Floresta Teatro Livro Vivo

11


12

Persona

Orgulho em tê-los como esperiotas “O que separa a pessoa talentosa da bem sucedida é trabalho duro”, proclamou certa vez o escritor Stephen King, um dos autores mais lidos da história. E ele tem toda razão, afinal, para se alcançar o sucesso não existe fórmula mágica. Com a competitividade de hoje é preciso muito mais que talento, sorte ou uma extensa lista de contatos. Quantas vezes nos deparamos com indivíduos que possuem um dom fora do comum, mas que não possuíam aquele algo a mais? Algumas pessoas entenderam isso e trilharam seus próprios caminhos até a realização profissional. E mesmo depois de tantos feitos o Esperia continua fazendo parte de suas vidas.

Referência no cinema nacional O amor de Maximo Barros com o cinema começou a ganhar forma em 1947 quando descobriu um seminário sobre o assunto no MASP, e o melhor de tudo, de graça. “Essa foi a minha escola”, confessa. Logo se destacou e conseguiu um emprego na Multifilmes, onde participou do primeiro longa metragem a cores, “O destino em Apuros”. Os inúmeros talentos o levaram a tornar-se pesquisador, montador de animações e escritor, funções que sempre desempenhou com excelência. No Esperia, praticou natação, atletismo, remo, basquete e vôlei. Em 2000, restrições médicas o fizeram dar uma pausa nas atividades. “Agora, o Clube é pausa semanal para meditação, encontro com amigos, papos com a turma movidos à caipirinha e Martini”, diverte-se Maximo. Seu maior legado foi a idéia de um espaço que conservasse a memória do Esperia e que daria origem ao Arquivo Histórico. “Apresentei ao Giannoccaro (Francisco Giannoccaro, ex-presidente do Clube) a necessidade de preservar documentos, fotos, fichas de inscrição. O departamento floriu e recebeu a doação de toda ordem de material”. E assim, a memória do Clube é preservada até hoje.

Carreira brilhante no jornalismo Há 34 anos no Grupo Estado, o jornalista Fausto Macedo coleciona uma carreira de dar inveja a qualquer profissional. Durante todo esse tempo cobriu as páginas policiais por 18 anos e está há 16 anos na editoria de Política, cobrindo o Judiciário e o Ministério Público. Teve trabalhos de destaque em emissoras de rádio como a Capital, Eldorado e Bandeirantes. Nos anos 80 trabalhou na TV Record com o jornalista Paulo Markum. Mesmo com uma carreira tão gloriosa, Fausto sempre reserva um tempo de lazer no Clube. Costuma bater uma bolinha, “mas não com os marmanjos”, diz. Prefere gastar sua energia com a molecada, principalmente, com o filho menor, Thiago, de 8 anos. “Gosto muito da paz do Esperia, das inúmeras alternativas que o Clube oferece e dos funcionários sempre atenciosos. É uma terapia extraordinária, sinto que rejuvenesço toda vez que passo o dia no Clube. Essa é uma rotina que sigo há mais de 20 anos”.


Persona Uma das maiores vinícolas do País Aos 14 anos de idade Ângelo Salton praticava uma rotina de exercícios no Esperia, mais especificamente nas quadras de basquete. As lembranças dessa época ainda parecem vivas em sua mente. “Tive uma convivência muito sadia e de extrema relevância para o desenvolvimento de minha fase adolescente. O incentivo ao esporte é algo muito válido para essa geração”. Hoje, as visitas ao Clube ficaram escassas. A adolescência deu lugar à responsabilidade de comandar

13

a Vinícola Salton, fundada pela família em 1910 e uma das maiores do País atualmente. Mesmo com a freqüência reduzida pelos compromissos profissionais, Salton destaca os pontos positivos do Esperia. “Gosto da agradável e bem cuidada área verde e do ambiente familiar que o Clube nos propicia”. Mas o que mais chama a atenção é a responsabilidade social que o empresário atribui à instituição. “O Esperia é um centro de união da sociedade da Zona Norte. É um Clube que ajuda muitas entidades.”

Prestígio dentro da carreira militar Luiz Massao Kita ingressou na Polícia Militar em 1979, no curso de formação de oficiais. Mostrando extrema competência, subiu todos os postos possíveis e imagináveis. Ao longo da carreira passou pelo Batalhão de Choque Tobias de Aguiar e chefiou o Departamento Estadual da Defesa Civil, apenas para citar alguns. Vários anos de serviços prestados renderam uma série de condecorações. A disciplina absorvida na carreira militar parece ter ajudado a manter o físico sempre bem cuidado. Kita costuma freqüentar o Esperia três vezes por semana

e divide seu tempo entre o futebol e a natação. “Mas já fiz violão e dança de salão”, relembra. O convívio de mais de 30 anos dentro da família esperiota fez com que o Clube conquistasse um lugar no pódio no coração do comandante. “O Esperia é a minha terceira casa e família. A primeira é a própria família, a segunda é a Polícia Militar e a terceira é o Clube”. Atualmente, Luiz Massao Kita ocupa o cargo de Secretário-Chefe da Casa Militar do Governo do Estado de São Paulo, um dos postos de maior prestígio dentro da carreira militar.

O humor virou trabalho no rádio e na TV O humor sempre foi sua marca registrada. Nas rodas de amigos ele era o centro das atenções. Depois de se formar em Administração de Empresas, Alexandre Campalle conseguiu empregos com bons salários. Mas faltava algo. Em 1999 veio a virada radical de sua vida quando participou de um concurso para ser apresentador da Rádio Metropolitana FM. Entre os 300 participantes ele foi o vencedor. “Como fazia muitas imitações na rádio, pintaram os convites de desenhos animados”. Os contatos foram se multiplicando e a certa altura Alexandre Alf, seu nome artístico, já acumulava as funções de locutor-apresentadorimitador-ilusionista-etc. “Minha vida social ficou comprometida, mas finalmente eu estava fazendo aquilo que gostava”. Alf também descobriu dentro do Clube uma nova paixão. Como em sua profissão, ele tem energia de sobra para desempenhar múltiplas funções. É atleta e diretor do Departamento de Arco & Flecha. Mesmo com toda essa rotina maluca, Alf invariavelmente escuta a mesma frase de seu pai: “Quando você vai voltar a trabalhar?”. Agora já sabemos de onde vem tanto humor.


Viver Bem

qualidade de vida

14

A meditação como aliada da

T

ão antiga quanto à civilização, a meditação é comumente associada ao Oriente. O nome vem do latim “meditare”, que significa voltar-se para o centro no sentido de desligar-se do mundo exterior. E para muitos, a mais importante jornada que se pode fazer é exatamente essa, a jornada interna. O Esperia, sempre atento e preocupado com a qualidade de vida de seus associados, buscou na Organização Brahma Kumaris (originária da Índia) aquilo que responderia aos anseios de um considerável número de pessoas que busca a paz interior, um curso de meditação, realizado no dia 6 de agosto, no Auditório. A gaúcha Teresa Mello conheceu o Raja Yoga há 22 anos e não largou mais. “Era a única linha espiritual que não visava lucro”, relembra. Professora dos cursos de meditação Raja Yoga do Brahma Kumaris, Teresa brindou aos associados com uma palestra sobre como manter o equilíbrio emocional no dia-a-dia. “Nós devemos ser o protagonista de nossa própria vida e não a vítima. Está tudo em nossa mente”, destacou a estudiosa. Teresa ficou surpresa com

a empolgação que o curso despertou nos associados. “Não costumamos fazer esse tipo de apresentação fora das sedes, mas como ficamos sabendo que houve um grande interesse no Clube, abrimos uma exceção”. O público presente não se decepcionou. Demonstrando um misto de experiência e competência, a estudiosa abordou assuntos como a importância do estado de energia de uma pessoa na hora de cozinhar e a renovação mental de atitudes corretas. “Precisamos harmonizar os pensamentos para ver o lado bom das coisas”. O esperiota sempre demonstrou grande interesse em temas que envolvem qualidade de vida. Prova disso é o enorme sucesso que faz, desde a primeira edição, o “Esperia Saúde & Espiritualidade”, evento anual que reúne uma série de palestras com profissionais de reconhecido know-how. Assim, ficamos despreocupados e convictos que teremos, além de muito esporte e lazer, um espaço garantido para a renovação de nossas energias. Confira na página ao lado a programação deste ano.


Viver Bem

15

Em meio ao estresse de uma cidade como São Paulo, as pessoas buscam constantemente mais qualidade de vida. Muitos vêem a necessidade de expressar sua espiritualidade por meio da religião, na integração com a natureza e o universo, pela música, meditação e até mesmo através da arte. Por isso, o Clube promove a sexta edição do Esperia Saúde & Espiritualidade, evento de grande sucesso em anos anteriores que reúne especialistas para palestras e debates em torno da complexidade do ser humano.

Outubro

Setembro

Dia 2 - às 20h - “Aprecie sua vida” Como viver em paz com a vida que tem / Como olhar a morte / Quando preocupação não é preocupação / Saber viver sempre o momento Palestrante: Monge Joshin – Discípulo da Monja Coen Monge Zen-Budista da Soto-Zen do Japão, estuda psicologia e há 10 anos o Budismo. Foi ordenado pela Monja Coen há 3 anos e atualmente participa dos Encontros Inter-Religiosos, além de ser membro do CONPAZ (Conselho Parlamentar para Aumentar a Cultura da Paz).

Dia 23 - às 20h - “Dançaterapia” Utilização da linguagem não-verbal / Desenvolvimento da percepção de si, do outro e do espaço através dos movimentos / Uso da voz e do corpo - exploração do “som” corporal / Reconhecimento e domínio da unidade e energia do corpo / Conhecimento do ritmo interno e sua relação com a palavra / Estímulos não-audíveis / O silêncio e o ritmo do coração / Escuta corpórea da música / Capacidade de despertar e sentir emoções Palestrante: Profª Mirian Loverro – Costa Cruzeiros Dançaterapeuta ítalo-brasileira, diretora do Centro Brasileiro de Dançaterapia. Educadora e facilitadora de Programas de Gestão do Ser Integral e Qualidade de Vida no Brasil e na América Latina. Local: Salão Azul Dia 24 - às 20h - “Alimentação Orgânica, qualidade de saúde e certificação orgânica“ A importância dos hábitos alimentares sadios e a sua relação com a preservação do meio ambiente / Os maus hábitos alimentares e seus reflexos em nosso bem-estar. A importância de saber o que chega à mesa e a integração da família durante suas refeições na melhoria dos relacionamentos / A educação das crianças para a integração com alimentos frescos a partir do aprendizado e vivência com a natureza / O valor da certificação e a relação pequeno produtor e consumidor. Palestrante: Benedito Tate – APAN Certificadora Presidente APAN Certificadora, vice-presidente MOA International do Brasil, vice-presidente ABAS Associação Brasileira Agricultura Sustentável Dia 30 - às 20h - “Tempo: O relógio da Consciência” As nossas riquezas o tempo / Reconhecimento dos nossos valores para tornar vidas = dignas, mas em que tempo? / Dicas de como economizar, utilizar e acumular mais tempo Palestrante: Tereza Mello – Brahma Kumaris Praticante e professora de Meditação Raja Yoga e dos cursos de qualidade de vida da organização Brahma Kumaris.

Dia 1º - às 20h - “Cuidando de crianças índigo” Apresentação do novo e incomum conjunto de atributos psicológicos / Padrão de Comportamento / Tratamento e Orientação = Equilíbrio Palestrante: M. P. Nuno MNH Mestre polímata europeu conhecedor de várias ciências ocultas, magia, alquimia e busca da espiritualidade, sapiência alcançada em uma profunda peregrinação de 12 anos pelo mundo, como monge, místico, adepto, escravo.

Dia 8 - às 20h - “UCL – Nossa anatomia energética” O que é a UCL / EMF Balancing Technique – técnica de equilíbrio do campo eletromagnético / Nossa Consciência e nossa carga energética / Harmonização entre o saber e as emoções Palestrante: Profª Glaucia Cerioni – EMF Balancing Technique Professora supervisora e mestre em práticas da UCL pela EMF Balancing Technique. Dia 9 - às 20h - “O segredo e o Reiki sem segredos” Lei da Atração – O Segredo e o Sistema Reiki / Métodos e Técnicas / Passos do Segredo / Símbolos do Sistema Reiki / Símbolos da Maçonaria / O Reiki e a Maçonaria Palestrante: Aury Rondon Perito em programação neuro-linguística, mestre em Reiki pelo sistema original chamado Sistema Tradicional Japonês, descoberto pelo Mestre Internacional Frank A. Peter. Perito em linguagem corporal, história antiga e civilizações andinas, além de terapeuta, palestrante e consultor. Festival Japonês Dias 11 e 12/10 - das 11h às 17h - Pátio das Seringueiras Barracas de comidas típicas, artesanato, roupas e acessórios, flores, atendimento com massagens, cerimônia do chá, cerimônia do saquê, danças, coral, apresentações de Taeko e feira de produtos orgânicos certificados.

Local das Palestras Auditório Esperia

Entrada 1 kg de alimento não-perecível Aberto para associados e convidados


16 20º Concurso de Desenhos Infantis Brasil/Japão A Moa Internacional, entidade que promove atividades culturais com intercâmbio de desenhos infantis entre Brasil e Japão e mais 30 países, promove no Esperia as seletivas de trabalhos do estado de São Paulo. As obras ganhadoras serão enviadas ao Japão e concorrerão na exposição final que ocorre no Museu de Belas Artes de Atami. Participam do concurso crianças da rede pública municipal de São Paulo com apoio da Prefeitura de São Paulo, Secretaria Municipal da Educação, Clube Escola Jardim São Paulo e Clube Esperia. Exposição dia 25/09 das 9h às 17h Premiação dia 25/09 às 14h Salão Social

Super Domingo de Primavera 28/09 - A partir das 11h - Mini Fazendinha - Gramado pequeno - das 10h às 17h - Oficina de Jardinagem - Às 13h - Pátio das Seringüeiras - Teatro de Fantoches “A Turminha da Reciclagem” Espaço Floresta - às 13h - Recreação Infantil - Espaço Floresta - das 10h às 13h - Giromaster - Gramado Pequeno - Espaço Floresta - das 10h às 13h

Aula de culinária Perdigão Terça-feira – 30/09 – 14h30 – Cozinha da CSF A culinarista Maria Antonia, da Perdigão, ensinará deliciosos pratos elaborados com produtos da marca Perdigão. A aula acontece na Cozinha Experimental da Comissão Social Feminina e é aberta para associados e convidados. Entrada – 1 Kg de alimento não perecível

Exposição Tapeçaria & Pintura De 16 a 19/10 - das 10h às 20h – Salão Azul As alunas dos cursos de tapeçaria e pintura do Clube expõem os resultados e as novas técnicas aprendidas em aulas ministradas pelas professoras Sonia Regina L Scholz e Marilena Ricci Carvalho. Vale a pena conferir a delicadeza dos trabalhos.

OktoberEsperia 2008 Sábado- 25/10 – 21h - Salão Social Animação: Banda Carisma Você pediu e o Clube trouxe de volta a OktoberEsperia, animada festa em homenagem à colônia alemã. Tábuas de frios, pratos típicos e o consagrado chope alemão constam do cardápio para a alegria dos apreciadores. Preços: Associado - R$ 60,00 Convidado - R$ 70,00 Inclusos chope e buffet de frios

Baile de Aniversário 109 anos Clube Esperia “Uma Noite a Bordo 2” Sábado – 8/11 – 21h – Salão Social Show especial Animação da Banda Reveillón Jantar com vinho tinto e champagne inclusos Decoração temática Preços: Associado R$ 65,00 / Convidado R$ 80,00 Traje social completo Informações pelo telefone 2221-2344 Apoio • Costa Cruzeiros


Capa

Sidney Magal é a grande atração do Esperia Eco Fashion 2008

E

squeça o passeio no shopping, a manicure, o cabeleireiro. Na tarde do sábado, 27 de setembro, você tem um compromisso com o Esperia Eco Fashion 2008. Além de rodadas de bingo, sorteio de prêmios, bazar de roupas, sapatos e acessórios, haverá um belíssimo desfile da grife Recicla Jeans e, para fechar com chave de ouro, grande show do cantor Sidney Magal. Parte da renda obtida será doada à OnG Florescer, mantida pela estilista Nadia Bacchi na favela Paraisópolis, a maior de São Paulo com 85 mil habitantes. Organizado pela Comissão Social Feminina, o Esperia Eco Fashion 2008 quer estimular o uso de materiais recicláveis ou produtos ecologicamente corretos. Desde o enfeite das mesas, confeccionados com jornal pelas próprias integrantes da CSF, até o buffet que será servido aos convidados, com sucos e lanches naturais, tudo será feito de modo a valorizar o meio ambiente. Neste dia será lançada também a ecobag da CSF, sacola retornável para ser levada ao supermercado em substituição às sacolinhas plásticas. Como parte do evento, já está em andamento a campanha de arrecadação de jeans usados e garrafas pets. As roupas serão doadas à OnG Florescer para confecção das peças que compõem a grife Recicla Jeans. Já as garrafas

de plástico serão utilizadas na decoração de Natal do Esperia. Este ano, além da árvore de material reciclável, todos os enfeites natalinos do Clube deverão ser feitos com pet. A coordenadora da Comissão Social Feminina, Maria Antonieta Oricchio Costa, está otimista com os resultados do evento. “Espero, mais uma vez, contar com a colaboração do associado para alcançar nossos objetivos. O presente para todos os que participarem desta causa será o show de um grande artista, Sidney Magal, que promete tornar esta tarde inesquecível”, conclui Maria Antonieta.

Serviço Esperia Eco Fashion 2008 Sábado – 27/09 – a partir das 14h30 Salão Social Convites – R$ 60,00 (associado e convidado) À venda no SAS

17


18 Esperia no

Esporte

Ginasta do Esperia ganha matéria na imprensa A ginasta Wania Celise Monteiro, do Esperia, foi tema de matéria no jornal Lance, no dia 21 de agosto. Wania representou seu país, Cabo Verde, nas Olimpíadas de Pequim. Há quatro anos no Brasil, a cabo-verdiana treina ginástica rítmica no Clube. Com depoimentos da técnica do Esperia Sandra Regina Brandt Soares, o jornal Lance contou a trajetória de Wania na modalidade. Nos meses que antecederam as Olimpíadas, a ginasta treinava cinco horas diárias. Ela foi a porta-bandeira de Cabo Verde na cerimônia de abertura das Olimpíadas.

Futebol abre inscrições para o Campeonato Interno 2009 O Departamento de Futebol está com inscrições abertas para o 36º Campeonato Interno 2009. O tema do próximo ano será o Campeonato Brasileiro. As categorias são: Adulto Diurno – a partir de 17 anos Noturno – a partir de 30 anos Kids – a partir de 7 anos Feminino – a partir de 15 anos Outras informações podem ser obtidas no Serviço de Atendimento ao Associado.

Programa Mundial da Body Systems é lançado no Clube O Departamento de Ginástica realizou no mês de agosto o lançamento do Programa Mundial de Ginástica Body Systems. Os alunos se empolgaram com as atividades e aprovaram a organização dos professores Carol, Laila, Carla, Luiz e Luana. Se você ainda não freqüenta as aulas de ginástica, procure o SAS e informese sobre dias e horários.


Esperia no Esporte

19

Nadadora Fernanda Garbim conquista quatro ouros O Clube Esperia obve excelente desempenho no Torneio Ernesto Dutro 2008, realizado no dia 10/08, em Santos, com destaque para Fernanda Garbim que conquistou quatro medalhas de ouro. Outro grande destaque foi a terceira colocação no masculino obtido pelo grupo esperiota, além de dois quintos lugares, no masculino e no geral. A competição contou com a participação do Unisanta, Clube Internacional, anfitrião, Pinheiros, Paineiras, Mesc, Clube Tumiaru, Corinthians e outras agremiações.

Veteranos do Tênis fazem bonito no Campeonato Brasileiro Os tenistas veteranos do Clube Esperia deram um show no Campeonato Brasileiro de Seniors realizado na última semana do mês de julho, no Clube do Exército, em Brasília - DF. O Esperia trouxe para casa três títulos, em três diferentes categorias. Nos 75 anos, masculino, vitória da “lenda” Antenor Zuchetto contra o carioca Otavio Bastos. “Descobri que faço cara feia e eles erram com medo de mim”, declarou o campeão de 77 anos. Zuchetto começou a praticar o esporte aos 10 anos de idade, quando atuava como pegador de bolinhas. Na categoria 70 anos, outra vitória da família. Luis Zuchetto venceu o catarinense Afonso Almeida. Já na categoria 40 anos feminino, Luciene Muro conquistou o tetra campeonato, vencendo de forma brilhante a santista Simone Vasconcelos. “Estava há algum tempo sem disputar torneios e mesmo com todas as dificuldades como o calor e a falta de umidade joguei muito bem. A Simone é uma adversária muito difícil e ganhar dela, ainda mais em uma final de Campeonato Brasileiro, foi gratificante”, festejou a tenista. O Esperia parabeniza e reverencia estes “gigantes” que continuam defendendo as cores do Clube.

Atletismo do Esperia está entre os melhores de São Paulo No dia 2 de agosto, a equipe de Atletismo do Esperia participou do Primeiro Torneio da Federação Paulista de Atletismo, categoria menor. A prova ocorreu na Pista de Atletismo da Prefeitura de Praia Grande. Dois atletas do Clube conseguiram se destacar nos 1.500 metros. Vinicius Juvino dos Santos foi vice-campeão com o tempo de 4min25seg18cent. Pablo dos Santos Aguiar ficou em terceiro com o tempo de 4min25seg71cent. Com estes resultados nossos atletas se colocaram entre os melhores de São Paulo na categoria menor.

Festa da Bocha Os amigos da Bocha se reuniram em uma animada festa com festival de massas servido pelo Buffet Algazarra, música ao vivo da banda Baila Comigo e muita diversão.


20

Esperia no Esporte

Motivação é o combustível de nossos atletas

C

oletiva ou individualmente, a prática de quaisquer modalidades esportivas é um fenômeno sociocultural que contribui para o aprimoramento físico, psíquico, intelectual e, por vezes, espiritual. Receita para uma vida saudável, é também a melhor opção para a sociabilização. No Esperia, cerca de 800 associados encontraram nos campeonatos internos uma forma de viver seu momento de glória. Alguns levam tão a sério as competições que são remetidos ao status de atletas profissionais, cujo empenho na conquista do objetivo é buscado a todo momento. “O que mais me motiva a entrar no campeonato é a competitividade. É lógico que a confraternização é um aspecto importante, mas eu entro para ganhar”, explica Walter Roberto Saggio, goleiro que disputa o Campeonato Interno de Futsal. Mesmo com seu time ocupando uma posição decepcionante até o momento, Walter acredita numa virada histórica. “Não duvido que meu time consiga chegar à final. Tem a repescagem e tudo pode acontecer”. Inseparáveis desde que entraram para o quadro associativo do Clube, Sergio Melchiori e Eduardo Amaral identificaram nos torneios de mini-tênis uma chance de ampliar o leque de amizades. “Quando estamos em época de campeonato aqueles que gostam do esporte têm uma presença constante. Esse contato permite estreitar os laços”, explica Amaral. As competições são o impulso necessário que faz os nossos atletas suarem suas camisas. “O campeonato interno te motiva até a se preparar melhor. Você não vai querer passar vergonha, vai?”, justifica Melchiori. Maria Aparecida Lopes Marques, a popular Cidinha, descobriu no voleibol uma grande paixão. “Não tem segredo. Cada integrante do time precisa dar o melhor de si para conseguir o resultado. Se não tiver união, o negócio não anda. Por ser um esporte que pede comunicação constante, gostei de imediato”. Em 2008, o time de vôlei feminino do Esperia da categoria B, da qual Cidinha faz parte, tentará repetir o mesmo resultado de 2007, quando conquistou o título na categoria C. “Pelo menos na final acho que vamos chegar”, profetiza. A união do grupo parece ser o diferencial que justifica o bom momento. “Sempre depois dos treinos e jogos nos reunimos no restaurante. É nossa hora de descontração”. Como se pode ver, motivação em nossas epopéias esportivas caseiras é o que não falta. Talvez uma passadinha por aqui fosse benéfica para atletas milionários que deixam a torcida brasileira frustrada em Olimpíadas e Copas do Mundo ao demonstrarem um certo enfado e a sensação de que não precisam mostrar mais nada em suas carreiras. Independente do esporte praticado, para os nossos atletas o que importa é o prazer de se sentir um campeão. Com ou sem medalha. Confira as datas

das competições: www.esperia.com.br


22

Aconteceu

Noite Italiana Mais uma vez, esta tradicional festa esperiota repetiu o sucesso dos anos anteriores. No dia 30/08, a cantora Mafalda Minozzi cantou clássicos italianos.

APOIO:

Premiação pa

ra o GEDA

adora de Dança Am o p ru G – A ED gar, OG ficou em 3º lu ia er p Es e b lu do C avançado, temporâneo conjunto con pos do st Dance – Cam no 12ª New Fe d s o e todo to reuniu grup Jordão. O even sentações. ando 600 apre liz ta to l si ra B o

APOIO:

te r n

Su o de

pino

ia no d , u i n u ria re e o se ci do Espe e F ã ç º a 11 alh luc rç a da m io A. R. G a e fo a d a s d a m o r A t u n o G i n á s o n s t ra ç ã ra m c r i a s ic Fo 8, 30/0 uma dem físico. dades fís m o i t v sse p a ra i o n a m e n s d e at i o s t ra m c s e i co n d s e s t a çõ r t i c i p a nte sa a d i ve r u e o s p q p a ra i s tê n c i a . es sua r

l In s t i va



Revista Esperia - Edição 118