Issuu on Google+

Ano I

NĂşmero 20

Data 19 a 21/05/2012


Estado de minas – ON LINE – 19.05.2012

PROJETO PILOTO

Força Nacional ocupa morro contra o crack Operação no Catete, Zona Sul do Rio, tem como objetivo prestar assistência a usuários da droga até que seja instalada uma UPP Renata Mariz e Larissa Leite o tratamento e devem querer fazê-lo.” Brasília O consultor em segurança pública George FeAs ruas do Morro Santo Amaro, no Bairro lipe Dantas vê um propósito positivo na presença do Catete, Zona Sul do Rio de Janeiro, próximo policial. “Uma operação como esta tem o poder de ao Bairro da Glória e à Praia do Flamengo, foram tornar as forças policiais simpáticas aos olhos da palco da primeira operação do programa Crack, comunidade. Os agentes, que têm o monopólio da é Possível Vencer, lançado pela presidente Dilma força, começam a se confundir com outros operaRousseff em dezembro. Com a ajuda de 150 ho- dores que, sem dúvida, promovem ações positivas, mens da Força Nacional de Segurança, policiais como agentes de saúde, psicólogos e assistentes socivis e militares tomaram a comunidade e as ime- ciais”, diz. Segundo Dantas, o mérito do governo diações. O objetivo, além de combater a venda e o no programa Crack, é Possível Vencer foi o de proconsumo da pedra fabricada a partir da pasta base mover ações conjuntas. “As autoridades percebede cocaína, é preparar o local para receber uma uni- ram que certos problemas de segurança pública não dade de polícia pacificadora (UPP). Além do foco são casos de polícia e sim de política”, reforça. repressivo, a medida pretende convencer os usuá- MONITORAMENTO Ações importantes estão previstas na operação rios a deixarem o vício. Só ontem foram recolhidos contra o entorpecente, entretanto ainda não saíram 101 moradores de rua, dos quais 89 adultos e 12 crianças e adolescentes. Todos foram levados para do papel. No foco da repressão, por exemplo, está programada a compra de 100 câmeras, que serão abrigos municipais. O pé do Santo Amaro, que abriga uma pequena instaladas em pontos de consumo. O objetivo é cracolândia, onde cerca de 50 usuários costumam se monitorar a rotina dos locais, bem como identificar reunir, foi o local escolhido pelo governo estadual traficantes. Na parte da saúde, considerada a granpara dar início às ações do plano nacional. Na ocu- de inovação, investimentos vêm sendo feitos, mas pação da comunidade, ontem, os agentes de segu- a rede pública de atendimento ainda sofre com falta rança descobriram outro ponto de consumo, no alto de estrutura. Ao todo, o governo federal pode libedo morro. Eles identificaram ainda uma instalação rar até R$ 9 milhões para ajudar o Rio a combater o de gatonet, como são chamadas as gambiarras de problema. Os recursos para cada estado que aderir TV a cabo, com mais de mil assinaturas. A opera- ao programa nacional variam conforme o tamanho ção contra o crack não tem data para acabar. Cabe- do problema. rá ao Rio demonstrar como enfrentará o problema, até para ser copiado pelos demais estados que já ESTADO DE MINAS – on line – 19.05.2012 DROGAS aderiram ao programa federal – Pernambuco, Rio Giro pelo Brasil Grande do Sul e Alagoas. O Distrito Federal deve ser o próximo a assinar convênios do plano. Coordenador do Laboratório de Análise da Violência da Universidade do Estado do Rio de Três pessoas foram presas na noite de quintaJaneiro (Uerj), João Trajano critica a ação promofeira em flagrante ao tentarem embarcar no aerovida no Morro Santo Amaro. “É um modelo de operação muito ostensivo e desnecessário. Tem um porto de Cumbica, em Guarulhos (na Grande SP), impacto midiático, mas não resulta em nada. De com drogas. Entre os detidos estão uma dançariqualquer forma, só o fato de a operação envolver a na romena, um vendedor nigeriano e um rapaz da abordagem da saúde já é um pequeno avanço”, diz África do Sul. A jovem romena, de 20 anos, teria o especialista. Para a iniciativa vingar, entretanto, tentado embarcar em um voo para Portugal levandiz ele, será necessário trabalhar melhor o usuário. do 1,3kg de cocaína presa ao corpo. O sul-africano, “Não adianta simplesmente recolher e acolher os de 22 anos, e o nigeriano, de 31, teriam tentado usuários. Eles devem ter um espaço contínuo para embarcar para a África do Sul com cerca de 0,5kg e 3kg de cocaína, respectivamente.

Civil (Anac), que estava suspensa”.


O tempo – ON LINE – 19.05.2012

VENDA NOVA

Polícia apresenta traficante acusado de 13 assassinatos KARINA ALVES Em mais de oito anos de envolvimento com o tráfico de drogas, Gilmauro Juzélio Dias, 33, é acusado de matar 13 rivais. Desde 2004, quando a Polícia Civil soube que ele começou a se envolver com a criminalidade, o suspeito cometeu crimes diversos na região de Venda Nova e assassinou rivais. A prisão, cumprida em função de três mandados expedidos por condenações por uso de documento falso, roubo e dois dos assassinatos que constam na ficha de Dias, só ocorreu na última quarta-feira, no bairro Santa Efigênia, na região Leste da capital, quando ele buscava a namorada no trabalho. Segundo a titular da Delegacia de Homicídios de Venda Nova, Juliane Emiko, os assassinatos que teriam sido comeESTADO DE MINAS – on line – 20.05.2012

tidos por Dias ocorreram entre 2004 e 2008. “Ele atuava nos bairros São Bernardo e São Tomaz, sempre matando rivais do tráfico”. Na época, Dias e outros quatro comparsas formavam a Gangue do Diguiné. Após a morte dos companheiros, Dias se mudou para o bairro São João Batista, onde passou a integrar outra gangue. Chilique Preso na última quarta-feira, Dias seria apresentado à imprensa na manhã de ontem. Ele chegou ao Departamento de Investigações tranquilo, mas quando soube da apresentação se descontrolou e chegou a se machucar. “Ele deve estar fazendo teatro”, comentou a delegada. Foi preciso mobilizar quatro policiais para colocá-lo de volta à cela, no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional São Cristóvão

COMBATE AO CRACK

Operação recolhe usuários até terça Com apoio da Força Nacional de Segurança, que ocupa morro desde sexta-fira, 94 consumidores da droga são amparados Rio de Janeiro pelas ruas da região. A secretária ficados 71 (totalizando 498) no Um dia depois da ocupação nacional de Segurança Pública estado, em enfermarias especiado Morro Santo Amaro pela For- (Senasp), Regina Miki, informou lizadas em pacientes dependentes ça Nacional de Segurança, pelo que a ocupação só terminará com de álcool e drogas. Esses leitos menos 94 usuários de crack, entre a instalação de uma unidade de serão destinados a internações de eles dois adolescentes, foram re- polícia pacificadora (UPP) no curta duração. Além disso, haverá colhidos por agentes da Secretaria local. No Morro Santo Amaro vi- 77 novas unidades de acolhimenMunicipal de Assistência Social vem 1,5 mil famílias (aproxima- to, sendo 57 destinadas ao atendina região, na Zona Sul do Rio. damente 5 mil pessoas), das quais mento a adultos e 20 para crianDurante a madrugada, mais 60 473 recebem auxílio em progra- ças e adolescentes. A previsão é adultos e sete adolescentes foram mas dos governos federal (Bol- de um investimento total de R$ recolhidos. Eles foram identifi- sa-Família) e municipal (Família 40 milhões em toda a cidade. cados pela polícia e levados para Carioca). abrigos. As ações de recolhimenDois postos do projeto Crack, INVESTIMENTO FEDERAL to de usuários de crack e popula- é Possível Vencer, que faz parte de No programa estão previstas ção de rua seguirão até terça-fei- um convênio assinado em dezem- ainda ações de segurança pública, ra. Elas fazem parte do programa bro entre a Secretaria Municipal com operações policiais concende enfrentamento do crack na co- de Assistência Social (SMAS) tradas nas divisas do estado e em munidade, que começou na sexta- com Ministério da Saúde, foram cracolândias, onde serão instalafeira também no Bairro da Glória, instalados na comunidade. O das câmeras. Segundo o ministro no Largo do Machado, em Laran- atendimento será estendido a toda da Justiça, José Eduardo Cardozo, jeiras e no Aterro do Flamengo, a região. O projeto prevê que psi- a ideia é identificar e prender quaalém do interior da favela. cólogos, assistentes sociais e edu- drilhas de traficantes. O Rio receNa sexta-feira, cerca de 150 cadores do município trabalhem berá cem câmeras, cinco bases agentes da Força Nacional ocupa- 24 horas por dia. móveis de videomonitoramento, ram o Morro Santo Amaro para a O convênio da prefeitura e do 15 veículos e 200 profissionais instalação na comunidade do pro- Ministério da Saúde envolve tam- de segurança pública. O total de jeto piloto que vai atender usu- bém ações do governo estadual. investimento federal no sistema ários de crack que se espalham Serão criados 427 leitos e quali- será de cerca de R$ 9 milhões.


HOJE EM DIA - p. 12 - 21.05.2012


HOJE EM DIA - p. 13 - 20.05.2012

MARCOS PEREIRA


19 a 21 Maio 2012