__MAIN_TEXT__

Page 1

WWW.CLICJM.COM

Ijuí, Terça e quarta-feira, 4 e 5 de agosto de 2020

Jornal da Manhã e 36ª CRE lançam dois novos projetos

Ano 47 - Nº 41

R$ 3,00

Campanha defende o comércio de portas abertas Fecomércio-RS completa 75 anos e pede aos governos mais atenção aos setores. | 3

Fachin revoga decisão e nega acesso a dados da Lava Jato Fachin reassumiu o caso e reverteu a decisão do presidente do Supremo, Dias Toffoli. | 8

Ijuí passa dos 500 casos e novas ações são tomadas Lançamento ocorreu por ocasião da entrega dos textos concorrentes ao 13º Concurso Redação Jornal da Manhã e Rotary Club de Ijuí, em uma videoconferência na 36ª CRE | 5

Entre as medidas, está a proibição de consumo de bebida alcoólica em espaços públicos. | 9

Subfinanciamento do SUS pressiona municípios

MPF investiga ijuienses por saque indevido de auxílio

Levantamento aponta que gastos no SUS recuaram nos últimos 30 anos, dificultando o acesso por parte da população e desafiando prefeituras a fazer frente aos investimentos. | 4

Segundo procurador Osmar Veronese 30 mil fraudes foram identificadas na região. | 11


2

Jornal da Manhã

TERÇA E QUARTA-FEIRA, 4 E 5 DE AGOSTO DE 2020

RADAR

OLHO DA RUA

INSS - O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai começar neste mês o projeto piloto da prova de vida digital. O beneficiário conseguirá comprovar a vida por meio da biometria facial. O presidente do órgão, Leonardo Rolim, afirmou, em julho, que o projeto será testado com 550 mil beneficiários de todo o Brasil. O INSS informou que ainda não há detalhes sobre o projeto. Atualmente, as pessoas precisam ir anualmente até a agência bancária em que recebem o benefício para comprovar que estão vivas e continuar recebendo o valor.

Um galo apareceu solto no bairro Modelo. Segundo moradores, até o momento, o dono não apareceu para recolher o animal, que fica passeando pelas ruas e cantando ao amanhecer.

GASOLINA - Desde ontem, a gasolina vendida no Brasil segue novas especificações. Com as novidades, especialistas afirmam que o combustível ganhou em qualidade, e está mais próximo do padrão europeu, ainda que isso possa pesar mais no bolso na hora de abastecer. As mudanças valem para a gasolina do tipo C (comum) e premium, aquela indicada pelas fabricantes de carros esportivos. A Petrobras, responsável pela produção de cerca de 90% da gasolina vendida no Brasil, diz que já segue os novos parâmetros, inclusive no padrão que só entrará em vigor em 2022. VACINA - Uma notícia aumenta a esperança dos brasileiros nessa pandemia. A Fiocruz anunciou um entendimento com o laboratório AstraZeneca para produzir, a partir de dezembro, milhões de doses da vacina contra o coronavírus, desenvolvida pela Universidade de Oxford. O acordo assinado entre a Fundação Oswaldo Cruz, o Ministério da Saúde e o laboratório britânico AstraZeneca, é um passo fundamental para garantir a transferência de tecnologia, e assegura que 100 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 sejam produzidas no Brasil. Segundo a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, é muito provável que a produção comece ainda este ano. EXPERIMENTAL - As doses de uma vacina experimental chinesa contra o coronavírus devem chegar nesta semana ao Hospital São Lucas da Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS), em Porto Alegre, para dar início à fase de testes do produto em solo gaúcho. A data de início das aplicações da chamada CoronaVac ainda não está confirmada, mas é prevista para o final da semana ou começo da semana seguinte. Vão participar 850 voluntários selecionados em um universo superior a 5 mil candidatos, entre os quais metade vai receber a vacina de fato, e o restante será inoculado com um placebo. ENERGIA - Após mais de quatro meses de proibição devido à pandemia do novo coronavírus, a energia elétrica dos consumidores inadimplentes pode voltar a ser cortada desde ontem. As interrupções estavam barradas pela Agência Nacional de Energia Elétrica desde o dia 24 de março. Como o prazo final para a isenção ocorreu no último sábado, os cortes só estão autorizados a acontecer a partir de hoje porque o desligamento de serviços públicos não pode acontecer nas sextas-feiras, sábados, domingos e feriados. A decisão da Aneel também autorizou que as distribuidoras cobrem uma taxa de religação após o pagamento das contas em atraso.

INDICADORES Poupança 3.8.2020 ......................0,4 % Ouro 3.8.2020............. R$ 330,89(gr) Dólar Comercial.................... R$ 5,3171 Dólar turismo ....................... R$ 5,5625 Euro ......................................... R$ 6,25 IPC/FIPE Junho /2020 ............... 0,39% INPC Junho /2020 ...................... 0,03% IGPM Junho. /2020 .................... 1,56% IPCA Junho. /2020 ..................... 0,26% TR Maio./2020 ..........................+0,0% SELIC Junho/2020 .................+2,25 %

LOTERIAS

1º 2º 3º 4º 5º ENTRE ASPAS "O governo não pode ter opinião sobre algo que não foi votado ainda e, sinceramente, não tem movimentação no governo com esse assunto, não vemos o presidente preocupado com candidatura do Moro ou qualquer outro candidato." Líder do governo no Congresso, senador Eduardo Gomes "Já há um nítido movimento de crescente rejeição ao governo Bolsonaro. O PSDB tem manifestado isso mais fortemente de alguns meses para cá. Nitidamente começa a se ver um crescente movimento político por parte de outros partidos." Ex-deputado federal e presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo

NÚMEROS EXTRA-OFICIAIS

-0.653 -4.668 -7.623 -6.178 -3.380

QUINA

CONCURSO nº

5330

01 04 20 25 76 LOTOFÁCIL

CONCURSO nº 2001

01 02 03 06 07 09 10 11 16 17 19 20 21 22 25 PREVISÃO DO TEMPO

"O racismo no Brasil, ele é tão forte, tão cruel, que eu tenho de dizer que todo negro que disser que nunca sofreu um ato de racismo está faltando com a verdade. Independentemente da classe social dele. O racismo é tão cruel, dói tanto, que tu te negas a falar dele." Senador Paulo Paim

GETÚLIO

Fonte: Climatempo

HOJE

MÁX.

27° Sol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.

MIN.

12°

QUARTA

MÁX.

27° Sol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.

MIN.

13°

QUINTA

MÁX.

28° Sol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.

MIN.

12°


Jornal da Manhã

terça e quarta-FeIra, 4 e 5 de agosto de 2020

EXPORTAÇÕES

Setor de aves e suínos movimenta a economia

Para o setor de carnes de frango e suína, as notícias são positivas, apesar de todas as dificuldades encontradas tanto no Brasil quanto no mundo, devido à pandemia de Covid-19. A produção brasileira de carne de frango deverá crescer entre 3% e 4% em 2020, alcançando o total de 13,7 milhões de toneladas neste ano, projeta a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). As exportações do setor também devem crescer em patamares equivalentes, entre 3% e 5%, alcançando até 4,45 milhões de toneladas. No mercado interno, os níveis de consumo também deverão crescer. As projeções indicam elevação de 2,5%, com total de 43,9 quilos per capita ano em 2020. "O volume das exportações de carne de frango é 5% positivo no acumulado do semestre, quando comparado com o mesmo período no ano anterior. No caso de suínos, os índices são superiores, com aumento em 33%", comenta o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin, em entrevista ao Grupo JM, citando a planta do frigorífico Estrela, localizado em Ijuí. "É um bom sinal. O Brasil consegue manter

Ricardo Santin

aquele pilar básico de cuidar da saúde de seus trabalhadores e de não deixar faltar comida à mesa dos brasileiros." Carro-chefe das exportações brasileiras, as vendas para a Ásia chegaram a 374,5 mil toneladas no primeiro semestre deste ano, saldo 83,1% superior ao registrado em 2019. Como no setor de suínos, o mercado asiático foi o principal destino das exportações brasileiras de frango – chegaram a importar 15% a mais que o efetivado no mesmo período de 2019. Na análise de Santin, os nú-

meros refletem a confiança que o mercado exterior tem no País enquanto fornecedor de alimentos de qualidade e com sanidade. "O Brasil está bem posicionado, em mais de 150 países para venda de frango, e mais de 70 países para venda de suínos, e, numa época dessas, é chamado para colocar comida na mesa dos países importadores", acentua. Com aumento na produção, o Brasil se preparou para esse momento, com isso, não haverá falta no mercado interno. "O aumento nas exportações não tem reflexo no mercado interno, 70% do frango e 85% de suínos produzidos pelo Brasil ficam no País. Nosso maior cliente é o brasileiro. O Brasil conseguiu equilibrar isso, aumentando sua produção para atender as exportações." Resultado desse cenário, é a distribuição de mais de US$ 8 bilhões por ano, distribuídos em toda a cadeia produtiva, contribuindo para movimentar a economia nesse difícil momento de retomada. A ABPA projeta a transformação de grãos em proteína animal na região Noroeste do Estado, mas em função da pandemia, o trabalho foi adiado, devendo ser retomado futuramente.

Energia elétrica volta a ser cortada

Após mais de quatro meses de proibição devido à pandemia do novo coronavírus, a energia elétrica dos consumidores inadimplentes pode voltar a ser cortada. As interrupções estavam barradas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) desde o dia 24 de março. A medida foi autorizada pela Aneel e as famílias de baixa renda seguirão com o fornecimento mantido mesmo sem o pagamento das pendências.

Fecomércio-RS completa 75 anos de atuação

Luiz Carlos Bohn

Para evitar a interrupção de fornecimento de energia, algumas das distribuidoras oferecem alternativas com condições especiais de pagamento, parcelamentos em até 12 vezes e desconto aos clientes inadimplentes. O bdeputado do PDT, Luiz Marenco, protocolou na Assembleia o projeto de lei para que dívidas de água e luz possam ser parceladas. A lei vale para residências e pequenos comércios, e o projeto teria validade apenas durante a pandemia do coronavírus.

A Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado chegou aos 75 anos ontem, enfrentando um dos principais desafios da história do setor terciário: garantir às empresas o direito de abrir, realizar negócios, gerar e manter empregos. Por meio de nota, a Fecomércio-RS pediu, como presente de aniversário, um comércio de portas abertas, reconhecendo todos os esforços do setor em estabelecer e aderir a protocolos que priorizam a segurança e a saúde de todos. Ao todo, a Federação representa mais de 546 mil estabelecimentos do comércio de bens, serviços e turismo, geradores de aproximadamente 1,5 milhão de empregos formais no Rio Grande do Sul. "Empregos que estão ameaçados pelas prolongadas medidas de fechamento do comércio, e que, ao deixarem de existir, comprometem a saúde das famílias que dependem destes postos de trabalho. Desde março, mais de 120 mil empregos formais foram eliminados", diz a nota. Ainda segundo informações da entidade, diariamente são realizados estudos e apresentadas alternativas aos governos estadual e federal para que o comércio não seja injustamente penalizado durante a crise de combate à Covid-19. "A Fecomércio-RS espera poder contar com o apoio de toda a sociedade, afinal as consequências do comércio fechado vão além de empresários e trabalhadores do setor", solicita.

3

Indústria gaúcha fecha o semestre com queda Mesmo com a elevação de 4,2% de maio para junho, a segunda consecutiva após os 10,2% registrados entre abril e maio, o Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS) permanece em um nível muito baixo, segundo divulgado ontem pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs). Para voltar ao patamar de fevereiro, haveria a necessidade de uma expansão de 13,7%. O resultado do sexto mês do ano apenas evitou um tombo maior na atividade no primeiro semestre de 2020, cuja queda acumulada chegou a 10,8% na comparação a igual período de 2019. "Ainda estamos distantes de reverter as perdas recordes dos meses de março e abril. Eram esperadas medidas que flexibilizassem o isolamento social e econômico e acelerassem a retomada nas atividades, mas elas foram tímidas", afirma o presidente da Fiergs, Gilberto Petry. A pesquisa pode ser acessada em fiergs.org. br/numeros-da-industria/indicadores-industriais.

BNDES recebe R$ 350 milhões para programa

Ciclo de redução da Selic entra na etapa final

O programa Fundo Clima, do Ministério do Meio Ambiente, destinará R$ 350 milhões ao BNDES para que sejam feitos investimentos em projetos de sanemaneto e recuperação de resíduos sólidos. Criado em 2009, o fundo é voltado ao combate das mudanças climáticas e desde então já destinou R$ 790 milhões a planos relacionados à redução de emissões de gases do efeito estufa e à adaptação às alterações.

Depois de testar níveis cada vez mais baixos da taxa básica de juros, o Banco Central se prepara agora para aplicar um corte final na Selic e interromper o ciclo de afrouxamento monetário. Essa é a perspectiva de grande parte dos analistas consultados, que veem um cenário muito tranquilo de inflação a exemplo da surpresa com os números baixos do IPCA-15 de julho. A projeção é de redução residual de 0,25% na taxa.

0,49%

é a variação positiva do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), segundo informou a Fundação Getulio Vargas, ontem.

Relator defende reformas antes das eleições O cenário ideal para o Brasil seria ter uma reforma tributária aprovada antes das eleições municipais, afirmou ontem o relator do tema na Câmara, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), destacando que 2021 será um ano que antecederá a eleição presidencial, o que dificulta a aprovação de temas importantes. Ele disse que o teto de gastos públicos "não faz sentido" se não houver a aprovação das reformas administrativa e tributária, assim como foi necessária a da Previdência.

Câmara pode analisar saque do FGTS hoje

Divulgados dados sobre hospedagens

O Plenário da Câmara pode votar hoje a MP 946/20, que permite ao trabalhador sacar até R$ 1.045 do FGTS em razão da pandemia de covid-19. Os deputados vão analisar as mudanças feitas pelos senadores, que ampliaram as possibilidades de saque. Se não for votada hoje, a MP perde a validade. O Senado alterou o texto para também permitir, durante o período de pandemia, a movimentação da totalidade dos recursos da conta vinculada ao FGTS.

A Sondagem de Segmentos da Fecomércio-RS, realizada entre os dias 1º e 17 de julho de 2020, com 385 empresas do segmento de Meios de Hospedagem, apontou que 58,4% das empresas pesquisadas promoveram alterações da força de trabalho em função da pandemia. Entre as alterações, 50,2% demitiram, 31,6% promoveram redução da jornada e de salários e 16,0% suspenderam contratos de trabalho.


Jornal da Manhã

terça e quarta-FeIra, 4 e 5 de agosto de 2020

5

REDAÇÃO

Concurso JM e Rotary tem 456 participantes O 13º Concurso de Redação Jornal da Manhã e Rotary Club de Ijuí recebeu um total de 456 redações. A rede particular, este ano, apresenta um número expressivo de 237 redações, suplantando a rede estadual, que tem 207 concorrentes, e a rede municipal, que enviou apenas 12. A entrega dos textos dos concorrentes ocorreu na tarde de ontem na 36ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE). O material foi entregue pela assessora pedagógica e responsável pelo Concurso na 36ª CRE, Catarina Deves Pletsch, e a diretora do Jornal da Manhã, Iara Soares. O ato foi transmitido por meio de uma videoconferência assistida por diretores e professores da rede estadual. Considerado um ano atípico na Educação, em razão da pandemia do novo coronavírus, o número de estudantes que se debruçaram sobre o tema "Amigos ou Conexões?" foi considerado pelos realizadores como excelente, e surpreendeu, evidenciando o interesse e demonstrando o fortalecimento do Concurso como uma ferramenta importante na Educação. Na próxima terça-feira, às 8h, na Casa da Amizade, acontecerá a reunião da comissão de seleção que escolherá as melhores redações do ano. Já a solenidade de premiação aos vencedores da 13ª edição do Concurso de Redação Jornal da Manhã e Rotary Club de Ijuí ocorre no próximo dia 25, no auditório da 36ª Coordenadoria de Educação, com transmissão pela internet, ao vivo, em dois momentos. Às 13h30, para o

Ensino Fundamental, e às 14h30, para o Ensino Médio, tendo acesso restrito aos alunos e professores premiados. A videoconferência da 36ª Coordenadoria oportunizou outro momento marcante para a parceria pela Educação existente entre a instituição e o Jornal da Manhã. O coordenador de Educação Claudio de Souza, ao lado da representante do JM Iara Soares, anunciou o lançamento de dois novos projetos conjuntos. O Salão Artístico Estudantil tem o objetivo de incentivar os estudantes a interpretar e registrar por meio de trabalho artístico as suas sensações e experiências com a pandemia da covid-19. O outro projeto destina-se aos professores. O Prêmio Excelência em Educação tem como proposta reconhecer o empenho de educadores da rede pública estadual, que neste momento de distanciamento social conseguiram encontrar soluções para o enfrentamento das dificuldades impostas pela pandemia. “Estamos em um ano atípico, que levou todos à adoção de novas atitudes, e a Educação precisou ser ressignificada por meio de novas ideias", comentou Claudio de Souza. Sobre o Concurso de Redação reiterou a sua significação dentro do planejamento anual da 36ª CRE e aplaudiu o expressivo número de redações recebidas. Em relação aos novos projetos, Souza salientou a importância da parceria com o Jornal da Manhã, destacando o papel fundamental que desempenha como meio de comunicação na comunidade em prol da Educação. “Estamos orgulhosos

Parceria pela Educação: novos projetos da 36ª CRE e JM incentivam a arte e premiará a atuação dos professores

de mais uma vez estarmos juntos, e estes dois projetos irão valorizar os alunos das nossas 60 escolas e também os professores de todas disciplinas, pois no Prêmio Excelência em Educação, a participação está aberta a todos os professores, coordenadores pedagógicos, orientadores educacionais e gestores de escolas da rede pública estadual de abrangência da 36ª Coordenadoria Regional de Educação, que serão premiados em dez categorias”, ressaltou o coordenador. Diretora do Jornal da Manhã, Iara Soares, destacou a participação de todos no Concurso de Redação. “Estamos muito honrados

com o empenho de professores e alunos, pois sabemos das dificuldades que todos estão enfrentando neste período”. O projeto Salão Artístico Estudantil, opina Iara, é um momento muito especial dentro da Educação. “A arte é uma poderosa arma de expressão, perpassa todas as disciplinas, e poderá nos mostrar um mundo imenso de sensações que estamos experimentando nesta pandemia. Nada mais perfeito do que falarmos através da arte, e assim termos um registro histórico desse período. Já a segunda iniciativa, o Prêmio Excelência em Educação, há muito tempo era

um desejo nosso, de podermos de alguma forma retribuir o trabalho do professor. Com mais esses dois projetos o Jornal da Manhã enfatiza o compromisso com a Educação e reforça a parceira com a 36ª Coordenadoria de Educação”. O Jornal da Manhã passa, a partir deste lançamento, a dar espaço e visibilidade aos dois projetos lançados, com todas as informações sobre regulamentos e prazos, em suas edições vindouras. Também tem a disposição e a expectativa de que professores e alunos possam se utilizar de suas páginas para a divulgação de atividades relacionadas aos projetos.

Jovens Aprendizes retomam Dalva Weinmann entrega kits Criar e Brincar A equipe da Escola Infantil atividades no Senac Ijuí Dalva Weinmann preparou uma

Ontem mais um grupo de aprendizes do Programa Jovem Aprendiz do Senac Ijuí retornou as aulas teóricas de forma remota e ao vivo. Com a suspensão das aulas e atividades presenciais, a escola adotou a plataforma BlackBoard Collaborate para realizar as aulas à distância. Segundo a pedagoga do Senac Ijuí, Franciele Agnoletto, “o retorno da aprendizagem na modalidade remota proporciona a mesma qualidade educativa aos alunos, garantindo a aquisição das marcas formativas do Senac. As aulas são desenvolvidas em consonância com a realidade atual e as especificidades que o momento de pandemia apresentou.” O programa Jovem Aprendiz é destinado para jovens entre 14 e 24 anos que estejam cursando ou tenham concluído o ensino

médio. Após ser contratado pela empresa, o jovem será matriculado em uma turma do programa no Senac, e irá intercalar os turnos de trabalho na empresa com as aulas práticas na escola. Em Ijuí e Cruz Alta o Senac contempla mais de 300 Jovens Aprendizes, de 60 empresas diferentes. Para a Diretora do Senac Ijuí, Cláudia Guimarães Scherer, “é de extrema importância oferecer a estrutura adequada, de modo seguro e sem comprometer o processo de aprendizagem para os aprendizes. Poder possibilitar a continuidade do processo de aprendizagem para esses jovens, no formato remoto e ao vivo, nos deixa extremamente felizes em relação ao cumprimento da nossa missão de educar para o trabalho em atividades de comércio de bens, serviços e turismo.”

atividade especial para entregar o material para os alunos. Os pequenos receberam o Kit Criar e Brincar com o objetivo de estabelecer vínculos entre os alunos e a comunidade escolar. Segundo a professora Marlova Maria Groth, o kit é sempre pensado com vivências práticas com o uso de materiais estruturados para que as crianças tenham um momento de brincar diferente e divertido. "Cada turma organiza esse material de acordo com a faixa etária das crianças e o dia da entrega é sempre muito aguardado pelas famílias, que logo após nos retornam mostrando a alegria dos pequenos utilizando o material." Segundo ela, através dos kits as atividades também envolvem as famílias. "Estamos felizes com a valorização do nosso trabalho num tempo tão diferente como este

Professores entregaram o kit Criar e Brincar aos pequenos

que estamos vivendo. A felicidade no olhar dos nossos pequenos demonstra o grande valor que tem a educação Infantil", declara.

As atividades foram organizadas pela diretora Kátia de Sá com o auxílio da coordenadora Adriana Boniatti e do grupo da escola.


6

Jornal da Manhã

TERÇA E QUARTA-FEIRA, 4 E 5 DE AGOSTO DE 2020

Opinião do JM ARTIGO

PROBLEMA CRÔNICO

e morte. Ou seja, a fila deveria ser igualitária, A corrupção ocorre mas, tem sempre uma nas diversas esferas maneira de acelerar e começa no político corrupto, que desvia para uns, enquanto verba destinada para não se movimenta compra de material, para outros. As deficiências na até o usuário do SUS, que simula uma doença saúde ficaram ainda para poder pegar um mais evidentes com chegada da covid-19 atestado. ao País. A verdade é que, se funcionasse corretamente, o sistema de saúde pública brasileiro poderia ter sido muito mais eficaz no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Mas a crise sanitária expôs tragicamente sua falta de recursos e má gestão. O SUS prevê cobertura

universal. É inspirado no NHS britânico e é um dos poucos da América Latina a funcionar com este modelo, que teoricamente permite o acesso de toda a população a um atendimento médico gratuito. Foi criado na Constituição de 1988, três anos depois do retorno do Brasil à democracia, que no Artigo 196 estabelece que “a saúde é direito de todos e dever do Estado”. Mas, a verdade é que o SUS é perfeito como sistema, bem arquitetado, mas na prática, são inúmeros os problemas que ele apresenta. Ainda é preciso percorrer um longo caminho até que seja possível dizer que o sistema funciona efetivamente - com um sistema operacional que dê vazão, além de mais equipes, que são pequenas. E, claro, é preciso resolver um importante problema: a corrupção em diversas esferas, que começa no político corrupto, que desvia verba destinada para compra de material, até o usuário do SUS que simula uma doença para poder pegar um atestado. Prova disso são os inúmeros escândalos de corrupção que têm surgido em vários Estados, particularmente relacionados ao superfaturamento de respiradores ou à instalação de hospitais de campanha.

ARTIGO

A avaliação da aprendizagem no ensino remoto Marli Irgang Gonzaga Psicopedagoga, educadora especial e terapeuta familiar

Estamos diante de uma pandemia que levou muitos profissionais a repensarem as formas de ensinar e aprender. Aprender se tornou aquilo que muitos teóricos diziam: função do professor também. Em meio a tanta discussão e preocupação com a educação foi instalado uma formação constante em serviço, a qual trouxe todo mundo para a busca das melhores formas de ensinar utilizando de tecnologias, não somente o quadro-negro. O mal-estar foi geral, mas tivemos como fundamental o reconhecimento de que precisamos sempre aprender e que a formação que tivemos não bastava mais pra trabalhar com nossos alunos. Infelizmente ainda temos situações angustiantes em relação ao ensino para as crianças que vivem em situação de pobreza extrema ou que têm pais analfabetos. Ainda temos muito que "aprender" e "ensinar" com nossa realidade de isolamento aos nossos alunos. Uso de recursos de tecnologia para aproximar a turma, aplicação de técnicas de avaliação das atividades realizadas em casa e priorização da avaliação qualitativa são essenciais para entender o processo de evolução dos alunos. É fundamental entender que a avaliação é um processo amplo e possui especificidades e delica-

Jornal da Manhã GRÁFICA E EDITORAJORNALÍSTICA SENTINELA LTDA. CNPJ: 87.657.854/0001-23

Fundado em 1º de Maio de 1973

dezas. De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, a verificação do rendimento escolar deve se basear na avaliação contínua e cumulativa do desempenho do aluno. Tudo começa com uma boa adequação do plano de aula, seguida pela preparação de videoaulas e, por fim, a seleção de materiais e conteúdos qualificados para servir de base de estudo. Mas todo esse trabalho pode não alcançar o efeito desejado se o aprendizado do estudante não estiver sendo acompanhado e avaliado da maneira correta. Os segredos são usufruir da experiência que nós, professores, sempre tivemos em gerenciar as tarefas de casa dos nossos alunos, aprender com o que esse cenário temporário nos impõe e usar a tecnologia para promover uma aproximação virtual com os estudantes. Conforme Hoffmann (2003, p. 23), “configura-se a avaliação educacional, a meu ver, em mito e desafio[...]”. O mito é a perpetuação do modelo de avaliação do passado. É a reprodução da prática vivida ao longo da história, que para ser vencida, precisa antes ser enfrentada, a partir de uma “[...] tomada de consciência coletiva sobre o significado dessa prática [...]”. Este é, segundo a autora, o grande desafio da avaliação.

Diretor: Edmundo H. Pochmann Editora: Deise Morais redacao@jornaldamanhaijui.com

Rua Albino Brendler, 122 Centro - 98700-000 IJUÍ/RS Cx. Postal 518 - (55)3331-0300

Jornal da Manhã: (55) 3331-0300 atendimento@jornaldamanhaijui.com Rádio JM: (55) 3331-0301 radio@jornaldamanhaijui.com Representantes Comerciais: Grupo de Diários

www.clicjm.com

Educação: para quê e para quem? Walber Gonçalves de Souza Professor e escritor

Começarei esse artigo apresentando algumas interrogações sobre a educação brasileira que muita gente deve ter: de início, poderíamos questionar o que se quer com a educação brasileira? A quem ela serve? Quais são seus verdadeiros propósitos? A educação brasileira é um projeto de Estado e de desenvolvimento humano e social? Ou um projeto de governo? Respondidas essas primeiras questões deixo uma última, que também merece estar no centro das nossas atenções: onde estudam os filhos da maioria dos nossos nobres políticos, funcionários públicos do alto escalão e empresários que conquistaram um patamar mínimo de sucesso em seus empreendimentos? Comecei este artigo com perguntas pois acredito que no cerne e confluência de todas as respostas que delas podem surgir, provavelmente aparecerá a explicação do tamanho descaso que se mantém com a educação pública brasileira, haja visto a novela criada em relação ao Fundeb. Vivemos claramente dentro do Brasil, dois países totalmente distintos. Não me refiro somente a questões políticas, mas principalmente às sociais. Tudo aqui escancara nossa complexidade social e demonstra o abismo social que divide nossa sociedade. Com a educação não é diferente. Nossa educação, principalmente a pública, é tratada de uma forma tão sem valor, que todas as discussões que giram em torno dela parecem não apresentar absolutamente nada, inclusive pela própria sociedade. Trata-se a educação como se ela fosse uma coisa qualquer, algo que não representa nada, simplesmente um gasto desnecessário ou um depósito de crianças e adolescentes. E de governo em governo nunca presenciamos de fato uma educação pública efetivamente de qualidade que atendesse a população. A não ser, como toda exceção da regra, uma escola aqui e outra acolá. Com o Fundeb não foi diferente, uma discussão que se arrasta há anos, que ganhou notoriedade nas últimas semanas, transformou-se em palanque político, mas o cerne da questão mesmo, continua inalterado: que é a gestão eficaz do recurso em prol da sua finalidade que é promover o desenvolvimento das pessoas e do país. Como não temos um projeto de educação pública para a nação, como não sabemos o que queremos com a nossa educação, o rumo que ela vai tomar tanto faz. Por isso, cada governo acredita realmente que pode fazer dela sua arma ideológica de controle social. Nossas escolas não fazem e nem tão pouco propõem o desenvolvimento científico e humano, mas sim vivem repletas de tudo aquilo que não vai levar a lugar nenhum, até que venha o próximo governante e o seu mandato, trazendo sempre uma nova ideia mirabolante de desconstrução daquilo que nunca foi construído. Podemos afirmar, com toda certeza, nossa educação está longe, muito longe, de atender minimamente o que apregoa a nossa Carta Magna, ser uma educação pública, universal e de qualidade. Infelizmente, ela ainda é usada para manter as desigualdades e não como meio de transformação. Mesmo que digam o contrário, a realidade está aí como a maior prova.

Artigos assinados são responsabilidade de seus autores. Para publicação, os artigos devem ser enviados com identificação do autor (nome completo, documento, endereço e fone) em fonte times, corpo 10, entrelinha 11, com até 30 linhas, para o e-mail redacao@jornaldamanhaijui.com

Impressão em Off-Set Rotativa Cia de Arte CNPJ 92.107.978/0001-75 Rua Albino Brendler, 146 - IJUÍ/RS (55) 3331-0318 | 3331-0320 (após às 18h)

ciadearte@jornaldamanhaijui.com

ASSINATURAS E CIRCULAÇÃO: (55) 3331-0315 | 3331-0317 3331-0321 Semestral: R$ 240,00 Anual: R$ 480,00 Correio: R$ 460,00 (semestral); R$ 900,00 (anual)


Jornal da Manhã

terça e quarta-FeIra, 4 e 5 de agosto de 2020

REFORMA

"Não há mais corte viável de despesa", diz Fazenda Apresentada no dia 16 de julho, a proposta de reforma Tributária do Estado deve começar a produzir debates mais quentes neste mês, quando chega à Assembleia Legislativa. A ambição do Piratini é aprovar as mudanças até setembro, para que possam entrar em vigor em janeiro de 2021, depois de cumprir a chamada "noventena". O Grupo JM já registrou as críticas de representantes de entidades empresariais. Secretário estadual da Fazenda, Marco Aurélio Cardoso, argumenta sobre o fim da isenção de produtos de consumo popular, ele argumentou que "dar benefício fiscal para reduzir preço ao consumidor com objetivo de desonerar camadas mais pobres é um gasto público ineficiente". "Infelizmente, é inevitável que a gente precise manter a carga no patamar atual. Temos déficit de R$ 8 bilhões previsto na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias, que antecede o orçamento do Estado). Como ficará a gestão das despesas obrigatórias, como pagamento de pessoal?", reage à cobrança por redução da carga tributária em tempos de crise. Segundo Cardoso, na proposta de reforma Tributária não há carga

Infelizmente, é inevitável que a gente precise manter a carga no patamar atual. Temos déficit de R$ 8 bilhões previsto na LDO." maior do que a existente hoje. Pondera que, para este ano, o Estado tinha projeção de um crescimento de 5% em relação a 2018, dada a expectativa de retomada da economia. Hoje, com a pandemia, a perspectiva é de queda de ao menos 5%, o que representa um PIB 10% menor do que o estimado (não houve 5% de alta, e sim 5% de queda). No caso do ICMS, até há redução, acrescenta. "Com uma situação fiscal pior, procuramos fazer uma redistribuição do patamar atual de arrecadação. E o fizemos conforme as melhores práticas tributárias, que consideram melhor onerar a propriedade do que a produção." Sobre a cesta básica, Cardoso disse que o governo de Eduardo Leite "sempre coloca as coisas com coragem e embasamento técnico" e não pode ter medo de enfrentar uma pauta que, reconhece, é anti-

pática. "Especialistas brasileiros e estrangeiros, além de alguns economistas das entidades empresariais do Estado, concordam que, ao reduzir a tributação para produtos básicos, a desoneração alcança a população inteira, inclusive quem tem renda maior." Sobre a perda de competitividade da economia gaúcha, o secretário da Fazenda argumenta que está ligada a várias situações que não são necessariamente tributárias, como a complexidade logística e ambiente recessivo. "O Estado já adotou várias medidas voltadas a ambiente mais amigável de negócios, como a reforma do Código Ambiental. A carga tributária do Rio Grande do Sul em relação ao PIB é menor do que a de Santa Catarina", sustenta, com base em estudo do governo gaúcho. O secretário da Fazenda lembra, ainda, que o Piratini não ficou inerte, fez esforço de reforma na Previdência, Administrativa, controlou despesas dentro do possível, com investimento muito baixo. Diante disso, afirma que não há mais corte de despesa viável. Por isso, indaga. "O que a gente faz, em 2021, com menos R$ 3,6 bilhões de arrecadação?"

Futuro da educação é tema de Fórum Os efeitos da pandemia na educação foram debatidos, na tarde de ontem, na 15ª edição do Fórum de Combate ao Colapso Social e Econômico, conduzido pelo presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo (PP). Na reunião virtual, que teve a presença do secretário estadual da Educação, Faisal Karam, instituições de ensino privado defenderam a retomada gradual das atividades com protocolos de segurança para evitar a disseminação do coronavírus. Em sua fala, Polo destacou a necessidade de debater e buscar caminhos para a educação de forma equilibrada, já que a sociedade

vive um momento de exceção. O parlamentar defendeu a retomada das atividades com protocolos e cuidados como o uso de máscaras, o distanciamento social e a frequente higienização de superfícies. Segundo ele, com a suspensão das atividades das escolas infantis regulares, crianças podem estar em risco maior de contaminação por coronavírus em locais improvisados onde precisam ficar enquanto os pais trabalham. O parlamentar ainda relembrou que a Assembleia aportou R$ 5,4 milhões para a ampliação da capacidade de internet para 900 mil alunos e professores da rede estadual de ensino.

Ernani Polo

7

Câmara quer dialogar com setor de eventos de Ijuí O vereador César Busnello (PSB) encaminhou requerimento na noite de ontem, solicitando a o agendamento de visitas de representantes do setor de eventos do município que, recentemente, criou a Associação dos Profissionais de Eventos de Ijuí (Apei), atualmente sob a coordenação de Maria Saraiva. "De todos os segmentos da economia, não tenho dúvidas, que o de eventos foi um dos mais atingidos por esta situação excepcional da pandemia", justificou o vereador, na tribuna da Câmara, em sessão legislativa na noite de ontem. Busnello citou também a expressiva ocupação dos espaços públicos no município, na tarde de domingo, citando como exemplo o Parque Popular da Pedreira. Outros locais, como a Usina Velha e a Fonte Ijuí também estiveram bastante movimentados, além da área central. Busnello cobrou maior fiscalização por parte do poder público, para que o distanciamento seja respeitado por todos, e o combate

ao coronavírus tenha efetividade. "O setor de eventos tem um prejuízo muito grande, e são importantes no aquecimento da economia local. Segundo dados, 93% da área de eventos teve que parar as atividades", acentuou o vereador, cobrando que tanto Executivo quanto Legislativo tomem providências para ajudar a categoria, criando linhas de crédito e reforçando a fiscalização. "O isolamento está acontecendo em tese, porque na prática falta fiscalização." O vereador Ênio dos Santos (PDT) também usou espaço na tribuna, lembrando que outras classes também paralisaram, desde o início do ano. "Há dificuldades dos pequenos empresários dos diversos setores econômicos no acesso ao crédito. O excesso de burocracia está levando esses empreendedores a fecharem seus negócios. O Pronampe é muito tímido", disse, acrescentando que deverá cobrar das instituições financeiras, apresentação das linhas de crédito liberadas aos empresários de Ijuí.

Nove deputados estaduais poderão concorrer Nove dos 55 deputados estaduais são cotados para disputar as eleições municipais deste ano. Com as mudanças no calendário eleitoral, em função dos impactos da pandemia, o pleito passou de outubro para os dias 15 e 29 novembro, no caso de primeiro e segundo turnos. A alteração também impactou nas articulações envolvendo as eventuais candidaturas, como as datas de convenções e o registro das candidaturas, que inicialmente estavam definidos para 15 de agosto e passou para o dia 26 de setembro. Entre os cotados, a corrida pelo Paço Municipal deverá mobilizar mais deputados estaduais. Quatro parlamentares são apresentados como pré-candidatos: Any Ortiz (Cidadania); Juliana Brizola (PDT); Rodrigo Maroni (Pros); e Sebastião Melo (MDB). Porém, o número já foi maior. Com as articulações recentes, alguns deputados deixaram a disputa, como Thiago Duarte (Dem), por exemplo. Em seguida, está Caxias do Sul, que é a segunda maior cidade gaúcha e onde pode ocorrer segundo turno. No município, deverão participar da disputa os deputados Pepe Vargas (PT) e Carlos Búrigo (MDB). O petista inclusive já foi prefeito por dois mandatos. Ainda no Interior, Kelly Moraes (PTB) deverá confirmar a candidatura à prefeitura de Santa Cruz do Sul, cargo que já exerceu. Pelo PT, Luiz Fernando Mainardi é apontado como pré-candidato em Bagé. Em Rio Grande, o emedebista Fábio Branco pode voltar a disputar a Prefeitura de Rio Grande. Entre as siglas, as que têm mais pré-candidatos são as bancadas do MDB, com três cotados; e o PT, com dois.

Queiroz permanece calado em primeiro depoimento

Bolsonaro vai à Defesa fora de agenda oficial

Prefeitos se unem em campanha de combate à covid-19

Por videoconferência e 19 meses depois da primeira convocação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), o ex-assessor de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) prestou depoimento no dia 15 de julho. Ele é investigado no caso em que é suspeito de liderar um esquema de “rachadinha” no antigo gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio. Queiroz participou da outiva, entretanto, permaneceu em silêncio. Além do ex-assessor, a esposa de Queiroz, Márcia Aguiar, também se calou.

Em compromisso fora da agenda oficial, o presidente Jair Bolsonaro foi ao Ministério da Defesa na manhã de ontem, e se reuniu com o chefe da pasta, Fernando Azevedo, acompanhado do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno. O encontro, que durou cerca de meia hora, não estava na agenda de nenhuma das autoridades.

As prefeituras das maiores cidades do País lançaram ontem, peças publicitárias de uma campanha nacional de utilidade pública contra o coronavírus. É uma ação que ocorre sem participação do Ministério da Saúde e que foi criada diante da constatação de falta de coordenação do órgão para elaborar uma comunicação integrada para prevenir a doença. A iniciativa é da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), que negociou com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorização.


8

Jornal da Manhã

terça e quarta-FeIra, 4 e 5 de agosto de 2020

LAVA JATO

Fachin revoga liminar que dava acesso a dados

Fachin revoga decisão sobre compartilhamento de dados da Lava Jato com PGR

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin revogou ontem, a decisão do ministro Dias Toffoli, presidente da Suprema Corte, que havia determinado às forçastarefas da Operação Lava Jato o compartilhamento de bases de dados com a Procuradoria-Geral da República (PGR). A medida havia sido determinada por Toffoli no dia 9 de julho, durante o recesso do Judiciário, em uma reclamação movida pela PGR ao Supremo. Por ser relator dos

processos ligados à Lava Jato na Corte, Fachin é o responsável pela ação da Procuradoria. A decisão do presidente do STF, agora revogada, foi tomada em meio a uma crise entre o procurador-geral da República, Augusto Aras, e as forças-tarefas da Lava Jato nos Estados, sobretudo a do Paraná, comandada pelo procurador Deltan Dallagnol. O embate começou no final de junho, após uma visita da subprocuradora-geral da República Lindôra Maria Araújo,

coordenadora da Lava Jato na PGR, ao grupo paranaense. Na ocasião, ela tentou consultar dados da Lava Jato que seriam sigilosos. O episódio levou três procuradores a pedirem para deixar as investigações na PGR. Na ação em que pediu acesso aos dados, movida depois da visita de Lindôra a Curitiba, Aras sustentou que a negativa em fornecer o material à Procuradoria-Geral da República fere o princípio da unidade do Ministério Público Federal (MPF), fixado no julgamento de outro processo pelo STF, que tratava sobre a remoção de membros do MPF. Para Fachin, no entanto, os casos não são equivalentes. O ministro também analisou o outro argumento de Aras para ter acesso às bases de dados, de que uma das ações da Lava Jato no Paraná teria citações a políticos com foro privilegiado no STF, como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Para Fachin, no entanto, o procurador-geral da República se valeu de alegações prestadas em outra reclamação ao Supremo, na qual um dos investigados apresentou as supostas menções a políticos com foro. O ministro considerou que o assunto deve ser discutido nesta outra ação, e não na reclamação da PGR.

Onyx admite caixa dois e faz acordo O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), fechou um acordo de não-persecução penal com a Procuradoria-Geral da República (PGR) no qual admitiu o recebimento de caixa dois da JBS em suas campanhas eleitorais de 2012 e 2014. Além disso, o ministro aceitou pagar R$ 189 mil como prestação pecuniária, em troca do encerramento de uma investigação a respeito do assunto. O valor da prestação pecuniária corresponde a nove vezes o atual salário líquido de Onyx, que é de R$ 21 mil. Nas últimas eleições, em 2018, ele declarou ter patrimônio de cerca de R$ 1 milhão.

Segundo sua defesa, o ministro irá contrair um empréstimo bancário para quitar os R$ 189 mil, além de usar parte de suas economias pessoais. Assinado pelo procurador-geral da República Augusto Aras, o acerto é o primeiro acordo desse tipo fechado perante o Supremo Tribunal Federal (STF). O instrumento, conhecido como ANPP, foi regulamentado na Lei Anticrime aprovada no final do ano passado, que estabelece a possibilidade desse acordo para crimes realizados sem violência e cuja pena mínima seja inferior a quatro anos. O objetivo do instrumento é desafogar o Judiciário e agilizar o encerramento de processos.

Equipe econômica estuda prorrogar auxílio O Ministério da Economia avalia que o auxílio emergencial pode ser estendido até dezembro. Embora membros da pasta mencionem preocupação com o impacto fiscal da medida, há o entendimento que pressões políticas podem levar à prorrogação. O auxílio emergencial já demanda R$ 254,2 bilhões e representa a medida mais cara do pacote anticrise. O programa foi criado

para durar apenas três meses, com valores concedidos em abril, maio e junho. Depois, foi prorrogado por dois meses - até agosto. A equipe econômica sempre defendeu que a medida fosse temporária e não se prolongasse, mas a partir de maio amenizou o discurso e passou a admitir extensões - embora defendendo valores menores. O ministro Paulo Guedes (Eco-

nomia) defende um valor de R$ 200. Ele entende que esse valor representa aproximadamente a média recebida no Bolsa Família, e que, portanto, o auxílio não poderia ser maior do que isso. No entanto, Guedes já defendia uma redução para R$ 200 em maio, caso a medida fosse prorrogada, e o governo estendeu o auxílio por mais dois meses mantendo a quantia de R$ 600.

Acordo entre AGU e Vale assegura ressarcimento de R$ 129 milhões Advocacia-Geral da União e a Vale fecharam um acordo por meio do qual a mineradora se comprometeu a ressarcir em R$ 129,5 milhões o INSS em virtude dos benefícios previdenciários pagos pela autarquia previdenciária às vítimas do rompimento da barragem em Brumadinho (MG), em janeiro de 2019. O acerto evita o ajuizamento de uma ação regressiva acidentária – proposta justamente com a finalidade de obter o ressarcimento das despesas com benefícios concedidos em razão de acidentes de trabalho ocorridos por culpa de empregadores que descumpriram normas de segurança e saúde do trabalho – e é a maior conciliação extrajudicial neste tipo de caso da história do INSS. O valor que será pago pela Vale corresponde ao gasto do INSS com um total de 273 benefícios – entre pensões por morte, aposentadorias por invalidez, auxílios-doença e auxílios-acidente, entre outros – pagos a funcionários da Vale vítimas do desastre ou a seus dependentes. O pagamento do recurso será feito em cota única.

Congresso tem cinco dias PGR pede retorno de Queiroz e Márcia à prisão para explicar ação A Procuradoria-Geral da República solicitou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) o restabelecimento da prisão do PM reformado Fabrício Queiroz e da mulher dele, Márcia Aguiar. Ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, Queiroz é apontado por investigadores como operador financeiro de esquema de 'rachadinha' no gabinete de Flávio enquanto deputado estadual no Rio.

O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), quer ouvir o Congresso Nacional em até cinco dias em uma ação apresentada pelo governo contra a decisão do colega Alexandre de Moraes, que decretou o bloqueio internacional de 12 perfis de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais. Fachin é relator do processo e pediu manifestações da PGR.

Braga Netto está com coronavírus O ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto, recebeu ontem, a confirmação de que testou positivo para a covid-19. "O ministro passa bem e está assintomático", afirma nota divulgada pela assessoria da pasta. Além dele, outros seis ministros e o presidente Jair Bolsonaro já contraíram a doença. "Ele ficará em isolamento até novo teste e avaliação médica. Até lá, continuará cumprindo a sua agenda de forma remota", diz a nota.

1,7%

é o avanço consumo de energia no mercado livre em julho. O resultado reflete a retomada gradual da atividade econômica após o período de maior isolamento social.

MEC não tem dados sobre aulas virtuais

Mourão diz que Brasil não teme consequência

O Ministério da Educação informou, em resposta a deputados federais divulgada ontem, que não sabe dizer quantos estudantes da rede pública estão assistindo a aulas pela TV ou pela internet durante a pandemia do novo coronavírus. No fim de junho, um grupo de sete parlamentares enviou ofício ao MEC solicitando dados sobre o ensino a distância.

O vice-presidente Hamilton Mourão disse ontem que o Brasil não teme consequências se optar pela chinesa Huawei, com "uma capacidade acima de muitos concorrentes", para instalar a conexão 5G, após advertências do embaixador dos Estados Unidos em Brasília. "Eu não diria que retaliação, mas consequências sim", disse o embaixador Todd Chapman.


Jornal da Manhã

terça e quarta-FeIra, 4 e 5 de agosto de 2020

COVID-19

Aglomerações são registradas na cidade Embora o número de casos de covid-19 esteja crescendo na cidade, ainda está longe do ideal o respeito às medidas que visam conter a transmissão do novo coronavírus. Neste final de semana, aglomerações foram registradas em diversos pontos da cidade – a exemplo do Parque da Pedreira. “Em um dos eventos, as pessoas se reuniram para um churrasco e depois jogaram cartas. Isso gerou um Termo Circunstanciado, confeccionado pela Brigada Militar. Um outro churrasco de confraternização também foi registrado, e até agora não sabemos qual a

Ortiz Schröer Junior

comemoração. Mas, para a nossa surpresa, entre os presentes, estava uma pessoa que deveria estar em isolamento domiciliar”, conta o médico veterinário e integrante da equipe de fiscalização, Ortiz Schröer Junior, lembrando que a equipe também é responsável por verificar se os pacientes com covid-19 estão cumprindo o distanciamento determinado pelas equipes de saúde. “Se há dúvidas quanto ao cumprimento da medida, os profissionais nos ligam, para que façamos o acompanhamento. Nós precisamos entender que, enquanto estivermos na bandeira laranja, o comércio poderá continuar funcionando – mesmo com limitações. Mas se entrarmos na bandeira vermelha, como estão alguns municípios, há mais de 15 dias, isso não vai acontecer. Teremos restrições severas”, destaca Ortiz. Conforme explicou o capitão da Brigada Militar, Gilmar Bischoff, Um outro churrasco de confraternização foi registrado. E, para a nossa surpresa, entre os presentes, estava uma pessoa que deveria estar em isolamento.

todas as denúncias que chegam ao grupo são repassadas aos fiscais. Em alguns casos, em que um possível crime é identificado, a BM vai até o local e pode, sim, confeccionar um Termo Circunstanciado, que poderá gerar um processo. Em outras situações, que cabem notificações ou multas a locais, os agentes do município atuam. “Há casos em que atuamos em conjunto, em razão dessas especificidades”, reforçou Bischoff. Na avaliação de Ortiz, as pessoas não estão conectadas às notícias e não sabem quais as normas descritas nos decretos. “A comunidade precisa estar ciente do que é permitido neste período, e deve obedecer às normas. No caso do Parque da Pedreira, entendemos que muitas pessoas buscaram por um local aberto, para tomar sol, o que é ótimo para a imunidade. Mas essa ação tomou uma grande proporção. Inclusive conversamos, ontem, para que a aglomeração não volte a acontecer.” Questionado, ele destacou que as pessoas devem usar a máscara para proteger a si e aos outros. No entanto, a equipe não tem penalizado pessoas que estão na rua, sozinhas e sem sintomas de síndrome gripal. “Contamos com o bom senso da população. O risco é grande e recomendamos, a quem puder, que mantenha o isolamento.”

Seis regiões seguem com bandeira vermelha A 13ª fase do modelo de Distanciamento Controlado terá seis regiões sob bandeira vermelha, que configura área de alto risco de contágio com o coronavírus. São elas: Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo, Taquara, Passo Fundo e Lajeado. O mapa definitivo desta rodada foi apresentado na tarde de ontem pelo governador Eduardo Leite, após o Piratini ter analisado os recursos de associações e municípios. De acordo com o governo, 49% da população gaúcha reside nesta área. Na sexta, o mapa prévio indicava 12 regiões na bandeira vermelha. No entanto, Santo Ângelo, Santa Rosa, Palmeiras das Missões, Pelotas, Bagé e Caxias do Sul retornaram à bandeira laranja, após os pedidos de reconsideração. Além delas, municípios Tapera, Cristal e Ivoti também apresentaram pleitos que foram deferidos. No total, 14 das 20 regiões estão sob bandeira laranja. As

seis regiões em bandeira vermelha agregam 165 municípios, com 5.620644 habitantes. Dentre elas, 65 municípios, que corresponde a 302.153 habitantes (2,7% da população gaúcha), poderão adotar medidas da bandeira laranja por não registrarem hospitalização e óbito por Covid-19 nos 14 dias anteriores a apuração. As cidades poderão adotar protocolos próprios para as atividades desde que mantenham atualizadas os respectivos sistemas de informações. Durante a transmissão ao vivo, o governador revelou que se houver manutenção da estabilização da pandemia no Estado nos próximos dias, novos protocolos poderão ser avaliados para as regiões com bandeira vermelha. Segundo Leite, o comércio poderá ter menos restrições, permitindo, assim, a abertura das atividades que estão restritas atualmente. "Para uma eventual alteração de protocolo da bandeira vermelha,

Eduardo Leite

mais restritivas do que a bandeira laranja, mas alguma com a possibilidade maior de funcionamento para atividades comerciais para ter menor impacto econômico", disse.

9

Com mais de 500 casos, Ijuí adota novas ações

Poder Executivo realizou uma reunião avaliativa ontem, sobre a situação da covid-19

Diante do crescimento do número de casos de covid-19 em Ijuí, uma reunião avaliativa foi realizada, na manhã de ontem, no poder Executivo, com o anúncio de novas medidas para conter a transmissão do vírus. Até ontem, Ijuí registrava 506 casos da doença, quatro óbitos e 57 casos suspeitos – que aguardam resultado do Laboratório Central (Lacen). A alta tem sido sentida pelos profissionais do Centro de Triagem, localizado no Ginásio Municipal, que recebe pacientes com sintomas gripais e suspeita de covid-19. Segundo a enfermeira responsável, Fernanda de Moraes, do dia 20 de abril a 30 de junho, foram realizados 1.925 atendimentos. Somente em julho, 3,2 mil pessoas foram atendidas – número que concentra consultas e realização de testes. Ontem, mesmo, o secretário municipal de Saúde, Marco Atkinson, afirmou ao Grupo JM que dois casos da doença foram confirmados na Sabeve e que medidas já foram tomadas no local. “Há cerca de 15, 20 dias, já havíamos realizado a testagem no grupo. A Vigilância Epidemiológica já está fazendo o acompanhamento necessário”, disse, lembrando que há um protocolo específico para estas situações. Durante a reunião, para além das medidas que já estão sendo tomadas e que terão continuidade, ficou acordado que os espaços públicos vão continuar fechados para evitar aglomerações. Haverá proibição do consumo de bebidas alcoólicas em espaços públicos, como ruas e praças; e ocorrerá a sanitização dos espaços públicos. As novas medidas serão editadas em novo decreto municipal, a ser divulgado hoje.

ARgEMiRo JAcob bRuM quAtRo ANos DE fALEciMENto É pelo exemplo da vida que aquele que partiu permanece como memória. Se Argemiro estivesse vivo, ele estaria atuando pela ética da responsabilidade com a vida dos mais frágeis. Neste momento dramático do Brasil e do mundo, seu exemplo de solidariedade, a convicção de que só nos realizamos no coletivo e no cuidado com o outro, inspira aqueles que o conheceram a estar à altura de seu papel histórico. A pandemia nos impõe a responsabilidade do isolamento físico, mas jamais o isolamento social. Assim, convidamos a todas e a todos para nos unir em sua memória, na missa online de quatro anos de falecimento, às 19hs de sábado, dia 8 de agosto de 2020, na Paróquia São Geraldo Magela. Vanyr, a companheira de uma vida, os filhos Argemiro Luís e José, a filha Eliane, as noras Neiva e Daniela, o genro Jonathan, os netos Rodrigo, Maíra e André, Maurício e Maíra e a bisneta Alice. Ijuí (RS), 05 de agosto de 2020


10

Jornal da Manhã

terça e quarta-FeIra, 4 e 5 de agosto de 2020

CORONAVÍRUS

Estados perdem R$ 16 bilhões em arrecadação

Em meio à crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus, os Estados brasileiros atravessaram o primeiro semestre de 2020 com uma queda na arrecadação de R$ 16,4 bilhões em comparação com o mesmo período do ano passado. Levantamento com base nos relatórios de execução orçamentária dos Estados aponta que, das 27 unidades da Federação, 20 registraram queda na arrecadação nos primeiros seis meses deste ano. Seis Estados e o Distrito Federal tiveram arrecadação maior que no ano passado, com destaque para Mato Grosso e Amapá. Ao todo, os Estados tiveram uma receita com impostos, taxas e contribuições de R$ 251 bilhões entre janeiro e junho de 2020 contra R$ 267,6 bilhões no mesmo período de 2019, em valores atualizados pela inflação; uma queda de 6%. Especialistas apontam que não há paralelo de baque tão grande no cofre dos Estados na história recente do País. O resultado já é pior do que o obtido nas crises de 2008 e 2015. No primeiro semestre de 2015, por exemplo, a queda na arrecadação dos estados foi de R$ 14,6 bilhões, em valores atuais,

Marco Aurélio Cardoso comparado ao mesmo período de 2014. "Os Estados seguem sofrendo bastante com a dinâmica de suas receitas próprias, dado que o isolamento social afetou diretamente a arrecadação de ICMS, principal tributo estadual”, avalia a pesquisadora do Ibre/FGV (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas), Juliana Damasceno.

A perda de receita aprofundou a crise em Estados que já vinham enfrentando um cenário de dificuldade nas contas públicas, caso de Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Os três estados mantêm o pagamento escalonado de servidores públicos. O Rio Grande do Sul, por exemplo, que vem fazendo um trabalho de reformas e redução de despesas, registrou queda real de 5,7% na arrecadação. Com isso, a meta de terminar o ano sem déficit não deve ser mais alcançada. "Ainda assim, foi importante ter entrado na crise com as despesas congeladas. Caso contrário, nossa situação seria muito pior", afirma o secretário estadual da Fazenda, Marco Aurélio Cardoso. O tempo de atraso para quitar os salários dos servidores, que havia sido reduzido para 13 dias em janeiro deste ano, alcançou 39 dias em maio. Dessa forma, os salários que deveriam ter sido pagos até 31 de maio só foram totalmente quitados em 9 de julho. Em geral, o impacto da perda de receita dos estados só não será pior por causa da aprovação das medidas de auxílio financeiro do governo federal aos Estados e municípios. Estados e DF receberão, juntos, R$ 22,3 bilhões.

Firmado contrato de programa com agricultores A Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) firmou, na última semana, contrato com 28 agricultores familiares de oito municípios da região de Ijuí, para financiamento de sistemas de irrigação. As obras, já implantadas nas propriedades rurais com suporte técnico da Emater/RS-Ascar, têm amparo financeiro da Política de Expansão da Agropecuária Irrigada – Mais Água Mais Renda, sob a coordenação da Seapdr. O contrato de subvenção, assinado pelos agricultores, também leva a assinatura do titular da Seapdr, secretário Covatti Filho. De 2012, quando foi criado, até o ano passado, o Mais Água Mais Renda contribui para irrigar 80 mil hectares no Rio Grande do Sul. "Entregamos contrato em Ijuí, Ajuricaba, Augusto Pestana, Bozano, Coronel Barros, Catuípe, Jóia e Nova Ramada", disse a extensionista rural da Emater/RS-Ascar, Márcia Barboza Breitenbach, que, juntamente com o coordenador regional da Seapdr, Uilian Cargnelutti, fez a entrega do documento aos agricultores, para que eles pudessem assinar os contratos. "A irrigação ajudou muito, porque deu uma garantia para a bacia leiteira, ainda mais neste ano, com a estiagem", disse o Márcia Barboza Breitenbach agricultor Áureo Luiz Zandomenighi, dono de um rebanho com 55 vacas em lactação, no interior de Catuípe. Na propriedade, o sistema por aspersão implantado irriga nove hectares, cultivados com grama tifton, pastagem de verão e milho. De acordo com o responsável da Emater/RS-Ascar pela área de Irrigação na região de Ijuí, Antônio Altíssimo, a Instituição elaborou 164 projetos nessa região. Ao mesmo tempo em que ameniza problemas, no curto prazo, a exemplo da estiagem, o Mais Água Mais Renda mira no futuro, ao criar bons motivos para os agricultores desejarem permanecer no campo.

Logística reversa é gargalo da política brasileira de resíduos A lei que criou a Política Nacional de Resíduos Sólidos completou 10 anos neste domingo e não vem sendo efetivamente implementada, tanto na aplicação de seus instrumentos quanto na responsabilização de atores sociais para novas práticas. A Frente Parlamentar Ambientalista promoveu um seminário com empresários, secretários de meio ambiente, trabalhadores de reciclagem e parlamentares para discutir os entraves da legislação e os caminhos para a implementação efetiva da política pela próxima década.

Uma das dificuldades, no caso dos resíduos recicláveis, está na implementação da logística reversa, um termo ainda pouco conhecido. A sequência da logística de abastecimento todos sabemos: fabricante, distribuidor, varejista e consumidor. A logística reversa faz o caminho contrário: consumidor, concentração, processamento e fabricante, ou seja, o consumidor faz a separação dos materiais, como diferentes tipos de embalagem, é feito o recolhimento de porta em porta, a seleção e o processamento do material com o retorno ao fabricante, que

foi o gerador do material a ser reciclado. A legislação estabelece que cabe aos fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes realizar o recolhimento dos produtos e dos resíduos remanescentes após o uso, assim como sua destinação final ambientalmente adequada. A lei alcança uma série de materiais, entre eles agrotóxicos, pilhas e baterias, pneus, óleos lubrificantes, lâmpadas fluorescentes e produtos eletroeletrônicos, além das embalagens contaminadas pelos resíduos. O trabalho de recolhimento de resíduos

envolve 800 mil catadores no Brasil, principalmente nas regiões Sul e Sudeste. Na categoria, 70% são mulheres e apenas 85 mil estão organizados em bases filiadas ao Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR). Além disso, é da pessoa que faz uma obra ou da empresa que toca uma empreitada a responsabilidade pela destinação adequada dos resíduos de construção civil, conforme a Política Nacional de Resíduos Sólidos, mas nem sempre é cumprida - aliás, muitos geradores desse material nem sabem do seu papel.

Retirada de vacina trará economia no ano

Seara investirá mais R$ 500 milhões no Estado

RS tem o maior número de casos de Dengue desde 2010

A retirada da vacinação contra a febre aftosa no Estado poderá representar economia de R$ 214 milhões ao ano para produtores, levando-se em conta os custos das doses, a logística de distribuição, mão de obra e a perda de peso dos animais por reação à vacina. Os dados foram apresentados pelo secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho.

Uma das maiores empresas do Brasil, com atuação mundial, a Seara, do Grupo JBS, tem aumentado sua produção durante a pandemia do coronavírus e, consequentemente, aberto oportunidades de trabalho em seus frigoríficos no Estado, como os R$ 14 milhões que a companhia aplicou para adaptar a operação à pandemia, os 400 empregos que estão abertos e os R$ 500 milhões previstos para os próximos dois anos nas unidades gaúchas. Ao todo, a empresa tem 14 mil funcionários no Estado.

Em meio à pandemia do coronavírus, o Rio Grande do Sul também enfrenta outro problema de saúde: o avanço de casos de Dengue em solo gaúcho. De acordo com novo boletim da Secretaria Estadual da Saúde (SES), o Estado bateu o recorde de infectados pelo Aedes aegypti e soma seis mortes em decorrência da doença. Até 18 de julho, foram 3.503 pessoas contaminadas pelo mosquito – 41 a mais que todo o ano de 2010 que, até então, tinha o maior número de infectados por Dengue no Estado.


11

Jornal da Manhã

terça e quarta-FeIra, 4 e 5 de agosto de 2020

DROGAS

Tráfico resulta em prisão de jovem Um homem foi preso e uma adolescente apreendida em ocorrência de tráfico de drogas na noite de domingo. A abordagem ocorreu no Centro de Ijuí. As guarnições da Força Tática do 29º Batalhão de Polícia Militar (BPM) foram deslocadas para verificar uma denúncia que chegou ao telefone 190, abordando uma motocicleta YBR, tripulada por dois indivíduos, próximo ao Estádio do Gaúcho, na Rua Pernambuco. O condutor foi identificado como um homem, 19 anos, natural de Ijuí, possuidor de antecedentes por lesão corporal, e a caroneira uma adolescente, 16 anos, natural de Santo Ângelo. Foram encontradas com o motorista da motocicleta, enrolado em uma sacola plástica em sua mão esquerda, aproximadamente 287 gramas de maconha. Após busca

Maconha foi apreendida com dupla abordada pela Brigada Militar, no Centro

pessoal nos abordados, foram localizados com ele mais R$ 80 em espécie e um telefone celular com cada um dos abordados. Diante dos fatos, os policiais deram voz de prisão ao indivíduo maior de idade e apreenderam a adolescente. Ambos foram conduzidos até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para exames

de saúde e posteriormente apresentados à Delegacia de Polícia Civil, onde foi lavrado o flagrante para o acusado pelo tráfico de entorpecentes e corrupção de menor, e a adolescente apreendida teve o devido encaminhamento. A motocicleta foi removida ao autoguincho JRM. O jovem foi encaminhado à Modulada.

Ciúmes pode ter causado assassinato

Uma discussão durante um jantar, motivada possivelmente por ciúmes de uma mulher, é a causa mais provável do assassinato de Luiz Carlos de Campos, 41 anos, morto na madrugada de sábado, em Panambi. A informação é do delegado Gustavo Fleury. Segundo ele, no decorrer desta semana, testemunhas devem ser ouvidas para esclarecer a autoria do primeiro homicídio deste ano naquele município. De acordo com Fleury, quatro homens e quatro

mulheres participavam do jantar no interior de um bar, na Rua Peru, bairro Becker, quando a discussão iniciou e houve briga que seguiu em via pública, em frente ao estabelecimento, onde Luiz Carlos foi morto, aparentemente com uma estocada de arma branca, que atingiu o lado esquerdo do tórax, e uma pedrada na região da cabeça. Todos os que participaram deste jantar já foram identificados e devem ser ouvidos esta semana.

Colisão em Santa Rosa resulta em óbito

Acidente envolveu veículos Gol e Citroen C4 nas proximidades de ponte

Um acidente deixou uma vítima fatal em Santa Rosa. Segundo informações policiais, a colisão envolveu um Gol e um Citröen C4, na BR-472, próximo a ponte do rio Santa Rosa, na noite de domingo. As vítimas foram encaminhadas pelo corpo de bombeiros e ambulâncias do Samu ao Hospital Vida e Saúde, de Santa Rosa. A vítima fatal é o motorista do Gol identificado como Renato Santana, 44 anos.

Golpistas usaram identidades de 35 ijuienses Autoridades estaduais e federais deflagraram investigações sobre desvios de finalidade na concessão de auxílio emergencial que já atingiram pelo menos 602 pessoas no Estado. A averiguação está no início, e o número final de inquéritos deverá ser maior. Essa primeira leva de suspeitas é checada pelas polícias Civil e Federal e pelo Ministério Público Federal (MPF), em âmbito criminal. Mas outros órgãos devem realizar auditorias administrativas. É o caso do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e do Tribunal de Contas da União (TCU), que miram possível favorecimento irregular de servidores públicos. Entre os que burlaram os critérios, estão servidores públicos (o auxílio é vetado a eles), construtores, dentistas, fisioterapeutas, comerciantes, industriais, jornalistas e radialistas. Foi revelado também que o benefício foi concedido até para pessoas mortas. A Polícia Civil já identificou em Ijuí pelo menos 35 pessoas que tiveram suas identidades usadas por uma quadrilha, que transferiu os valores dos benefícios para o Rio de Janeiro. O dinheiro foi usado, em parte, para pagar boletos. O material está sob averiguação do procurador da República Osmar Veronese, que atua em 37 municípios da região. Em Ijuí, pelo menos 10 cidadãos são investigados por burlarem critérios do auxílio emergencial, mas as suspeitas são muito maiores.

“Pela média de informes que chegaram à Procuradoria, só na região, a suspeita que possa ter ocorrido saque indevido por 30 mil pessoas. Haverá uma filtragem dos casos mais graves e cruzaremos dados obtidos em cartórios, prefeituras e com a Caixa Econômica Federal, sendo impossível verificar todos”, destacou. Aideia de Veronese é chamar todos os casos comprovados e propor uma transação penal que evite processo judicial. Que o infrator pague, por exemplo, multa de até cinco salários mínimos - quase nove vezes o valor do benefício recebido. O Ministério Público Federal não padronizou as investigações que são tocadas no Estado. Alguns procuradores já começaram a triar suspeitas, outros aguardam dados dos tribunais de Contas. Na região de Espumoso e Tapera, pelo menos 200 pessoas estão sob suspeita, embora ainda não se saiba quantos inquéritos serão abertos pelo MPF. Em Vacaria, 20 pessoas estão na mira. Em Bento Gonçalves, o MPF também abriu expediente, mas não revela o número de suspeitos. Foragidos Uma das maiores investigações realizadas até agora foi pela Polícia Civil. Ela identificou e prendeu 207 foragidos que sacaram o auxílio emergencial e outros 95 presos. A checagem continua, para verificar como cada um deles conseguiu burlar o sistema da Caixa.

Incêndio causa prejuízo superior a R$ 800 mil

Um pequeno empresário do ramo da prestação de serviços em eletrônica industrial teve prejuízo superior a R$ 800 mil na noite de sábado, com um incêndio que atingiu o galpão da empresa na localidade de Boa Vista, interior de Horizontina. Durante a noite ninguém estava em casa, quando por volta das 21h, vizinhos acionaram o Corpo de Bombeiros ao avistarem o fogo. O empresário perdeu todas suas ferramentas, peças, máquinas, bancadas e até objetos de terceiros que estavam no local para conserto. O proprietário, Laérco Leal Machado, é natural de Horizontina, e morou no Paraná por cinco anos, período em que profissionalizou-se na área. Havia dois meses retornou ao município fazendo suas instalações na propriedade do pai, juntamente com a esposa e três filhos. Ele já estava atendendo diversos clientes em Horizontina e na região.

PC divulga retrato falado Um retrato falado produzido pelo IGP é a estratégia para localizar o autor do assassinato de Kelen Elizandra Teixeira, 31 anos, encontrada morta no banheiro de um prédio abandonado em Novo Hamburgo, no dia 1º de maio. Testemunhas relataram que a moça, que vivia em situação de rua, foi morta após desentendimento com um carroceiro, durante um programa. O homem está sendo procurado desde então pela Polícia Civil. Quem tiver informações pode entrar em contato com a Delegacia de Atendimento à Mulher pelo telefone 51 9 9220 8288. O nome do homem não foi divulgado. A reprodução facial foi realizada pelo fotógrafo criminalístico do Posto de Criminalística do IGP em Novo Hamburgo, Vicente Ferraro, com uso do programa de imagens Photoshop.

Chamas destruíram galpão onde ferramentas e máquinas estavam guardadas


12

Jornal da Manhã

terça e quarta-FeIra, 4 e 5 de agosto de 2020

Esportes

BURACO SEM FUNDO

CAMPEONATO PAULISTA

O Al Wahda, dos Emirados Árabes, pediu à Fifa a execução do pagamento dos R$ 5,3 milhões que tem direito a receber e a punição ao Cruzeiro do rebaixamento à Série C. O motivo é o não pagamento da dívida referente ao empréstimo do volante Denilson, feito em 2016.

A Federação Paulista de Futebol informou ontem que Corinthians e Palmeiras, em comum acordo, farão novos testes de Covid-19 antes do segundo jogo da final do Paulistão, sábado, às 16h30, na arena palmeirense. O acordo ocorre depois de algumas horas de polêmica.

Gre-Nal 426 vai decidir returno do Gauchão amanhã Mais uma vez, o Rio Grande do Sul vai ficar grudado na frente da televisão, concentrando nos lances de um Gre-Nal. Neste domingo, Inter e Grêmio venceram as semifinais e garantiram vagas na decisão do segundo turno do Campeonato Gaúcho, que será disputada amanhã. Quem triunfar na Arena, no meio de semana, leva a Taça Francisco Novelletto e garante passagem para a decisão do campeonato, em data ainda a definir – o Caxias, que venceu o primeiro turno, já está garantido na finalíssima. Após decisão da prefeitura de Porto Alegre, os times da Capital puderam voltar a disputar jogos em seus estádios neste final de semana. No Beira-Rio, o Colorado começou avassalador, com três gols em 15 minutos e uma goleada final de 4 a 0 sobre o Esportivo. Mais tarde, na Arena, o Grêmio fez a sua parte, vencendo o Novo Hamburgo por 4 a 3. O Gre-Nal 426 será o quarto disputado este ano. Por enquanto, a vantagem em 2020 é gremista. O Tricolor já havia vencido o primeiro clássico do ano, em 15 de fevereiro, fazendo 1 a 0 no Beira-Rio com gol de Diego Souza. Venceu também o mais recente, disputado em Caxias do Sul em 22 de julho, também por 1 a 0 – Jean Pyerre, de falta, foi quem marcou. Em 12 de março, no primeiro Gre-Nal da história da Libertadores da América, a partida acabou em 0 a 0 na Arena, com direito a briga generalizada entre os jogadores. A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) divulgou, ontem, que o árbitro Leandro Vuaden foi escolhido para apitar o clássico Gre-Nal na final do returno do Gauchão 2020. A escolha ocorreu durante uma audiência pública realizada na sede da FGF. Os árbitros Lúcio Beiersdorf Flor e José Eduardo Calza foram definidos como primeiro e segundo assistente, respectivamente. Jean Pierre Lima será o árbitro do VAR. A escala de arbitragem por audiência pública é uma prerrogativa

PEPÊ ATÉ 2024 Pepê renovou com o Grêmio, até 2024. Everton deve ser negociado em breve. Pepê herda a vaga pela esquerda. Pedro Rocha, Everton,Pepê... Vai bem a fábrica gremista.

RETORNO DO VÔLEI Depois de pouco mais de quatro meses de paralização das competições, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) divulgou ontem que já tem data para retomar as atividades. O vôlei no País voltará a ser disputado a partir de 17 de setembro, quando o Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ), receberá as duplas femininas para a disputa da primeira etapa da temporada 2020/2021 do Circuito Brasileiro Open de Vôlei de Praia. O campeonato será retomado seguindo rígidos protocolos de saúde. O início da temporada 20/21 acontecerá com adaptações para minimizar riscos de contágio da covid-19 aos atletas e demais profissionais envolvidos.

No último clássico, disputado em Caxias, deu Grêmio por 1 a 0

prevista no Estatuto do Torcedor. A modalidade já foi adotada para a rodada em andamento e assim deverá permanecer até a conclusão da competição. A medida tem como intuito minimizar os riscos de contágio ao coronavírus.

Coudet tranquiliza torcida e garante Lindoso na final Com a vaga garantida para a final do returno do Gauchão, o técnico do Internacional, Eduardo Coudet saiu satisfeito com a atuação e a vitória por 4 a 0 sobre o Esportivo. Em coletiva de imprensa por videoconferência, ele tratou de atualizar e acalmar os torcedores sobre a situação de Rodrigo Lindoso, que sentiu um desconforto na coxa direita na quarta-feira, durante confronto contra o Aimoré. Conforme o treinador, o atleta está bem e apto para jogar a próxima partida. "Não há lesão, simplesmente sentiu uma moléstia e quando um jogador sente isso

normalmente pensamos algo ruim, mas foi só uma contratura muscular. Hoje não queríamos correr riscos, mas estará apto junto com os outros companheiros para ser escalado", afirmou. El Chaco também ressaltou que não está preocupado com o julgamento marcado para esta semana, por esbravejar contra o presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF) após a derrota no GreNal, na retomada do Gauchão. Ele e o meia D’Alessandro foram denunciados pela Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Sul (TJD/

RS) e devem ser julgados hoje, ou na próxima quinta. "Não creio e não penso que vá haver nenhum tipo de sanção. Da minha parte, nunca houve falta de respeito, nunca agredi ninguém verbalmente, simplesmente reclamei. E há de se levar em conta o momento: vínhamos de um Gre-Nal que perdemos e que tivemos que trocar de lugar para jogar. Nunca faltei respeito com nenhuma autoridade. Foi simplesmente uma reclamação que eu acreditava que era óbvia. Uma sanção seria injusta e não seria lógica", defendeu.

Após susto, Renato fala em aprender com erros Após a partida contra o Novo Hamburgo, o técnico Renato Portaluppi demonstrou insatisfação especialmente com a falta de concentração da equipe na noite de domingo. O Tricolor sofreu, mas venceu na Arena por 4 a 3 e conseguiu vaga na final do segundo turno do Estadual. Renato não poupou críticas ao que classificou de uma atuação abaixo do que costuma

ser apresentada pela equipe. Elogiou o Novo Hamburgo, mas destacou que o Grêmio precisa aprender com os erros. "A gente precisa melhorar", resumiu. O técnico voltou a frisar a necessidade de "dez ou 12 jogos" até ajustar a equipe depois da parada pela pandemia, e elogiou o Novo Hamburgo. Mas citou a importância do foco. "A concentração no futebol é tudo.

Se você piscar, o adversário vai saber se aproveitar", alertou. Renato também projetou um Gre-Nal "igual e equilibrado" amanhã. Na avaliação do treinador, não há favorito para o clássico. "Ninguém tem vantagem, vai ser bastante disputado. Temos que procurar corrigir os erros e manter o foco durante os 90 minutos para ganhar mais um Gre-Nal", projetou.

REFORÇO NO RUBRO O atacante Eduardo, 25 anos, está de volta ao futebol gaúcho e irá defender as cores do São Luiz na Série D do Campeonato Brasileiro. O atleta se apresenta nesta quinta-feira. Com passagens por Inter de Lages, Taubaté, Luverdense e Inter-SM, além de experiências internacionais no Gabão e Vietnam, Eduardo fala sobre a satisfação em vestir o manto rubro em 2020. "Eu sempre tive vontade de jogar no São Luiz, eu sempre achei o clube estruturado, com pessoas sérias, um projeto legal. Tenho ótimas referências da estrutura e das condições de trabalho do clube, então é isso que me motiva", conta. Além disso, o atleta fala também sobre as expectativas para o restante do ano. "São as melhores possíveis, pretendo demonstrar o meu trabalho e ajudar o São Luiz dentro de campo, fazer uma ótima campanha e subir para a Série C do Brasileiro” conta.


Jornal da Manhã

terça e quarta-FeIra, 4 e 5 de agosto de 2020

13

Cinema & diversão Mais um fim de semana de Cine Sesc Drive-In aconteceu no estacionamento do Hospital Bom Pastor. "O grilo feliz e os insetos falantes", "O menino no espelho" e "Se eu fosse você 2" foram exibidos no sábado e domingo, em quatro sessões. Muitas famílias aproveitaram o calor para prestigiar. As crianças foram as mais empolgadas com a novidade. O Grupo Jornal da Manhã foi parceiro da iniciativa, realizada pelo Sistema Fecomércio-RS/Sesc, ao lado do Hospital Bom Pastor, e Sicredi das Culturas RS/MG. A arrecadação dos ingressos, três quilos de alimentos não perecíveis por veículo, será repassado ao programa Mesa Brasil.

Henrique

Rafaela e Letícia

Liane e Jaime Ghisleni com os afilhados Carlos Gabriel e Maria Antônia

Sabrina, Marcos e Duda Cristiane e Ana Micaela

Coxilha de Cruz Alta aconteceu sem competição

No sábado, último dia, clássicos dos festivais nativistas encerraram a edição inédita da Coxilha Nativista

Mariana e Adrian

O

festival mais antigo do Estado sem sofrer interrupções se encerrou no último sábado, com transmissão pelo Facebook e YouTube. Dessa vez, sem competição – uma reformulação que se deu devido à pandemia do coronavírus. A programação teve início na última quartafeira. Um documentário com depoimentos de artistas que passaram pelo festival foi exibido em quatro partes ao longo da programação virtual. O festival fez homenagem ao músico Jorge Freitas, que morreu em 13 de junho, aos 59 anos, vítima da covid-19. A transmissão da 40ª edição foi feita na Casa de Cultura, onde estavam apenas uma banda base, os cantores e a equipe técnica responsável pela transmissão, com todas as medidas protetivas. A programação começou com show virtual de Emanuelle Macuglia, cantando os talentos da Coxilha Piá e Piá Taludo. Na quinta, a apresentação foi de Fabi Lamaison, trazendo as vozes femininas ao palco da Coxilha. Na sexta-feira, tributo a Jorge Freitas com Marcelinho Carvalho, Edson Macuglia, Fernando Brum Carvalho, Carlos Machado, João Paulo Deckert e Nando Soares. E no sábado, o show “A Coxilha Canta os Festivais” reuniu artistas cantando os clássicos dos eventos nativistas, a partir de gravações.

Pizzas para a Afimm

O Clube Ijuí e MB Eventos promove na próxima sexta-feira e sábado, a Pizza Beneficente em prol da Afimm - Associação Filantrópica Monte Moriá. As fichas custam R$ 30, tamanho G, com 35 centímetros, nos sabores mussarela, bacon ou calabresa. As encomendas podem ser feitas pelos telefones: 99143-7101 e 3332-1348.

Brechó da Apae

Amanhã, a APAE fará um brechó de roupas novas. Só poderão ingressar no Brechó três pessoas por vez e com agendamento antecipado pelo telefone/whats 3332- 8718.


14

Jornal da Manhã

TERÇA E QUARTA-FEIRA, 4 E 5 DE AGOSTO DE 2020

Horóscopo

NASA

Astronautas aterrissam em altomar pela primeira vez em 45 anos Na noite do último sábado, os primeiros astronautas a chegarem ao espaço a bordo de uma nave da SpaceX desconectaram a Crew Dragon da Estação Espacial Internacional (ISS) e começaram a se preparar para retornar à Terra. A aterrisagem da equipe, afinal, envolveu uma série de desafios: pela primeira vez em 45 anos, o pouso de astronautas norte-americanos ocorreu em alto-mar, em um procedimento chamado de splashdown ou amaragem. A última vez que astronautas aterrissaram dessa forma foi em 1975, na missão ApolloSoyuz, uma colaboração entre Estados Unidos e União Soviética. Além disso, a tempestade tropical Isaias que se alastra na costa leste da Flórida, próxima ao local de pouso da equipe, também era uma ameaça ao pouso. Apesar dos riscos, a aterrissagem foi feita com sucesso no extremo oeste do mesmo estado norte-americano, na costa de Pensacola, Golfo do México, onde as previsões climáticas eram favoráveis. O pouso ocorreu às 15h48. A queda da equipe foi desacelerada com sucesso e segurança por meio de quatro paraquedas acoplados à nave. Próximo ao local, equipes de resgates aguardavam a chegada dos astronautas da Nasa, Bob Behnken e Doug Hurley, que passaram dois meses na ISS. "A parte mais difícil foi nos lançar, mas o mais importante é nos levar para casa", disse Behnken, durante a missão espacial.

A maior ilha fluvial do mundo, localizase no Tocantins Edson Celulari, ator

Bandeira (p. ext.) Protuberância nas costas do camelo Urso, em inglês Empregada de famílias nobres

Entidade sindical brasileira (sigla)

Termo elipsado em "vamos sair" Parecida Anexo de cozinhas Oi! (?) sexual, crime no trabalho

Fonte da pérola (pl.)

Ênio Vecchi, técnico de basquete (?) Garrincha, estádio Em breve

Eduardo (?), prefeito carioca até 2016

Tipo de embelezamento capilar Fonte de luz no jantar romântico

Totalmente Demais

"(?) que Nada", sucesso de Ben Jor Jovem muito belo (p. ext.)

Entidade nazista Cheiro agradável

Antiguidade (abrev.) Cetáceo que ataca filhotes de baleia

Sabão, em inglês A mim

Terceiro planeta mais próximo do Sol Dia relatado no jornal de hoje Espaço para reparo de navios (pl.)

Gruta pequena

33

Solução

@editorapixel

C

/editorapixel

O

Conheça as histórias e os segredos do talento teen por trás das câmeras!

G

Livro A vida de Bela

S U I G E N E R I S

BANCO

Unidade de venda do pão de forma

A

Griselda se desespera por notícias de Antenor. Pedro Jorge implora que Danielle o tire da casa de Celina. Vilma comenta com Letícia que acredita que Chiara será desmascarada. Wallace elogia Dagmar para Leandro. Danielle revela a Esther que Beatriz e Guilherme são os pais biológicos de Vitória. Mônica avisa a Teodora que Quinzinho pode dormir com ela. Pedro Jorge fala para Henrique que ele tem uma irmã. Celina confronta Beatriz sobre sua relação com Guilherme. Ferdinand e seus comparsas libertam Antenor, mas atiram em direção ao rapaz.

Tecido com bordado aberto

Naipe dos losangos vermelhos

TE

Fina Estampa

Celina confronta Beatriz

O mais extenso da França é o Loire

T R A V E S S ÃO E A S P A S

Germano diz a Eliza que fez o teste de DNA para comprovar sua paternidade e pede à filha que o deixe cuidar dela. Gilda não acredita em Arthur quando ele conta que Dino colocou Eliza na cadeia. Jojô ofende Gilda. Peçanha revela a Dino que Germano é pai de Eliza. Lorena publica a prisão de Eliza em seu site. Germano agride Dino e discute com a polícia. O empresário é preso por desacato à autoridade. Wesley diz a Jonatas que não sente suas pernas. Gilda questiona Dino sobre a prisão de Eliza.

Ave rapineira Estado judeu

Sentimento que move a vingança

Flor que fornece um óleo saudável

4/bear — lese — mica — soap. 6/adônis. 10/sui generis.

Germano agride Dino

Único; Dois peculiar sinais de (lat.) pontuação que indicam transcrição de fala

Henrique IV ou Luís XIV (Hist.)

S A C O

Domitila proíbe Rosa de contar a Dom Pedro que perdeu o bebê. Leopoldina ironiza a gravidez de Benedita e Dom Pedro se irrita. Sebastião investiga sobre a mãe de Libério. Jacira decide procurar Piatã e os guerreiros. Greta provoca uma briga entre Wolfgang e Diara. Amália conta a Hugo que perdeu o seu bebê no parto. Thomas é hostil com Amália e Anna o repreende. Jacira encontra o que sobrou do acampamento dos pistoleiros e recolhe as armas dos guerreiros. Benedita ameaça Domitila. Jacira organiza as índias para salvarem os guerreiros da tribo. Leopoldina invade a casa de Thomas e exige ver Anna.

© Revistas COQUETEL

Mineral de capacitores de rádio Dar um (?): cometer uma gafe (bras.)

B AN C E A C N F A L O L A M A L U Z O L G A V O LE M A C A S O LO M E I R

Benedita ameaça Domitila

Transmitido aos descendentes Moderno aparelho de limpeza doméstica

M I F R C O V A R A N A O R A S E S A S S E O D I N I S O R A A N T E T A L

Novo Mundo

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

H R E O R B E O D A I S T P A I R R IO A D O O U R R O E S

NOVELAS

Crew Dragon foi desconectada da Estação Espacial Internacional no sábado e, no domingo, pousou com sucesso sobre as águas do Golfo do México

Áries A certeza do que deseja conquistar deve dar lugar às ponderações que permitem potentes avaliações. Assim você minimiza os riscos e age em segurança. É tempo de prezar pela prudência ao se planejar. Touro A liberdade de reinventar o seu caminho é o que hoje pode permitir uma sintonia ainda maior com aquilo que você vem buscando realizar. Se permita atualizar as suas buscas. É tempo de acolher o novo Gêmeos Buscar a sensatez para lidar com os processos emocionais é uma boa maneira de reduzir eventuais desgastes energéticos. É tempo de usar o senso crítico para conduzir seus sentimentos de forma construtiva. Câncer O momento favorece o acesso às questõesquepossamestarcomprometendo o bem-estar das suas relações. Conversas honestas e afetuosas são sempre capazes de promover os encontros. É tempo de sociabilidade. Leão A construção de uma rotina eficiente depende de valores tão pragmáticos quanto sensíveis, de forma que os dias acolham os compromissos, e também o relaxamento. É tempo de adotar um ritmo sustentável. Virgem A sua criatividade tende a aflorar ao longo do dia, favorecendo a atualização dos projetos que estavam estagnados. Direcione então a atenção para o que deseja ver acontecer. É tempo de inventividade. Libra Acolher a dor do outro é a maneira mais potente de se manter no caminho da evolução pessoal, afinal, a compaixão é um sentimento que faz bem, sobretudo, a quem sente. É tempo de valorizar o altruísmo. Escorpião Ao estipular limites, você passa a cumprir com seus compromissos de forma mais leve e sustentável, livre dos excessos que comprometem a saúde da mente e do corpo. É tempo de reconhecer as suas condições. Sagitário O dia é favorável para trabalhar o bem-estar, realizando práticas que promovam a conexão com a sua sensibilidade. O importante é fazer tal movimento de forma prazerosa. É tempo de nutrição emocional. Capricórnio É provável que você se sinta mais conectado com a sua espiritualidade, percebendo na introspecção a possibilidade de conquistar a serenidade que almeja. É tempo de estar em silêncio para se ouvir. Aquário Reduza a velocidade para contemplar a sua vida de forma mais eficiente e criteriosa, permitindo assim os ajustes que se fazem necessários. É tempo de investir em mudanças que promovam as realizações. Peixes A imaginação é a sua ferramenta criativa agora, e ao deixar a mente livre para fantasiar, a tendência é que você se perceba tendo ideias potentes e oportunas. É tempo de deixar a sensibilidade fluir.


Jornal da Manhã

David Antônio dos Santos

Contador Perito Contábil

RETOMADA DO PROTAGONISMO Em 11 de março de 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS), braço da ONU, decretou estado de pandemia em face do aumento do número de casos e disseminação global do novo coronavírus, razão pela qual, em 20 de março, foi decretado pelo Congresso Nacional Estado de Calamidade Pública. Em virtude da pandemia e do decreto de calamidade, várias regras foram afrouxadas para se obter mais velocidade nas compras, já que vidas humanas estão em risco. Podemos tomar como exemplos a compra de respiradores superfaturados ou falsificados, desvio de verbas destinadas ao combate aos efeitos da pandemia. Licitação é o mecanismo utilizado para a compra de bens ou contratação de serviços pelo Governo Federal, Estadual e pelas Prefeituras para evitar privilégios e para garantir competição entre os interessados em fornecer para o setor público. Com regras mais frouxas em licitações, os riscos de fraudes aumentam significativamente, assim como a responsabilidade dos cidadãos em observar, fiscalizar e denunciar as irregularidades para as autoridades, especialmente do Ministério Público, para tomarem as providências necessárias. A Constituição de 1988 estabelece que cabe ao Ministério Público a defesa da ordem jurídica e do regime democrático e, no plano coletivo, dos interesses difusos e individuais homogêneos. Neste aspecto, cabe-lhe cuidar da saúde pública e do patrimônio público e, por isto, o INAC celebrou parcerias estratégicas com o MP para que eventuais denúncias sobre irregularidades relativas à pandemia, especialmente referentes a contratações, falta de transparência, desvios de verbas, possam chegar às mãos dos Promotores e Procuradores para que possam agir. Alguns “exageros” dos governos estaduais e municipais “autorizados” pelo STF; De acordo com o MPRJ, foram gastos 18 milhões na compra de respiradores, usados no tratamento de pacientes com covid-19, sem licitação. Aluguel de tendas no DF foi mais caro que construir 4 hospitais. Bahia pagou 160 mil por cada respirador. Roraima pagou 215 mil por unidade (obs. Não foram entregues)4 vezes mais que o estado de MG. Amazonas comprou 24 ventiladores por 117 mil cada o mesmo é vendido no mercado por 39 mil cada. Prefeitura de Niterói alugou hospital por 58 milhões, que estava à venda por 46 milhões. Ararroeira/PB pagou por cartilhas 600 mil para empresa fantasma, sendo que as mesmas são distribuídas gratuitamente pelo Ministério da Saúde. Ceará pagou 117 mil, Pará 126 mil (nenhum funcionou), que aliás tentou tirar a PF da investigação. Se faz urgente que o Governo Federal retome o protagonismo, com o ônus de ser criticado por fazer e por não fazer, mas é sua missão. Igualmente necessário a retomada da trajetória fiscal, retomar as reformas, necessárias para o país ter investimentos privados.

terça e quarta-FeIra, 4 e 5 de agosto de 2020

15

PROJETO

Voluntários constroem casas para animais de rua Integrantes do Grupo de Incentivo ao Cuidado com Animais de Ijuí (Gicai), juntamente com voluntários da causa animal, estão realizando o projeto Focinho Quente, com o objetivo de construir casas para animais de rua ou de famílias em situação de vulnerabilidade social. Segundo a voluntária Fernanda Silva da Silva, o projeto iniciou quando ela viu postagens do protetor Fernando Falcão, em que ele pedia doações de casinhas para os animais que estavam expostos a chuva e ao frio. “Surgiu a ideia de conversar com ele para fazermos casinhas e ele topou, e resolvemos encontrar um lugar, e foi quando surgiu a professora Liége Sanmartim, que nos abriu as portas da escola Nossa Senhora da Penha”, contou. Liége integra grupos de proteção animal há algum tempo, e encontrou voluntários que estavam em busca de um local em que pudessem construir as casinhas. “Conversei com minha diretora, que também gosta de animais, e ela prontamente nos cedeu a escola para realizarmos esse

As primeiras 20 casinhas foram finalizadas no último sábado

trabalho para ajudar os animais nesse período”, informou. Conforme Liége, a ideia é continuar com o projeto mesmo depois do retorno presencial das aulas, e envolver os educandos na ação. “Queremos que nossas crianças aprendam desde cedo a importância de ter cuidado com

os animais.” As primeiras casinhas foram finalizas no último sábado, e serão entregues para famílias que realmente não tenham condições de comprar uma casa para seu animal de estimação, mediante assinatura de um termo de responsabilidade. “Já recebemos

pedidos de casinhas, mas iremos entrega-las para pessoas de baixa renda, que apresentem fotos da situação dos animais, pois tem gente pedindo casinhas que não são pessoas de baixa renda e que tem condições de comprar uma casinha”, relatou Fernando. Liége salienta a importância do termo de responsabilidade no momento da entrega da casinha. “A pessoa que irá receber a casa, ao assinar o termo, assume a obrigação de manter o seu animal em boas condições e iremos fazer um acompanhamento em cima desse cadastro, pensando no animal e também para garantir que as casinhas não sejam descartadas.” Os voluntários pedem que a comunidade contribua com doações de brasilites, pregos, tintas coloridas, pallets e tábuas, e além disso, também estão recolhendo doações em dinheiro para realizar a castração das gatas e cachorras acolhidas pelo grupo. “Quem quiser doar pode ir até a escola nas segundas, terças e quartas, pela manhã, ou contatar pelos telefones 9 9210 6475 ou 9 9133 7303”, finalizou.

Moradores reivindicam melhorias em ruas esburacadas A situação referente aos buracos vem sendo recorrente em diversas ruas do município e a comunidade tem cobrado auxílio do Executivo para sanar esses problemas. Na Rua Emílio Frederico Buhrer, no bairro Elizabeth, segundo moradores, há mais de dois meses a Corsan realizou um trabalho na rede de água e deixou diversos buracos abertos. Presidente do bairro, Claudiomir Antônio dos Santos, a situação da rua já causou diversos a acidentes, por ser estreita e estar repleta de buracos. “É uma via de bastante acesso de veículos, ao desviar de um buraco, cai em outro. Até o momento os acidentes têm sido de pequena monta, mas pode ocorrer

com maior gravidade”, relatou. Santos diz que já contatou o secretário de Obras, engenheiros da prefeitura e até mesmo com a Corsan, que afirmou que a equipe responsável pela obra é de Santa Rosa. “Ninguém veio averiguar a situação, muito menos resolver. Quanto tempo mais vai levar até consertarem essa rua? Acho que as empresas tinham que se situar de fazer o trabalho completo”, enfatizou. Na Rua Otacílio Wesendonk, no bairro Glória, a realidade não é diferente. A via permanece está cheia de buracos, e com o passar do tempo e o fluxo de veículos, eles têm aumentado. Moradores informaram que diversas vezes contaram os ór-

A rua Emílio Frederico Buhrer no bairro Elizabeth está tomada por buracos

gãos responsáveis da prefeitura e vereadores, mas o problema nunca foi solucionado. A rua é uma

das principais do bairro, e nela existe um alto fluxo de veículos, e tráfego de vans escolares.

Unijuí promove recolhimento e conserto de computadores AUnijuí está recebendo doações de computadores e notebooks, em qualquer estado. O objetivo é consertar os equipamentos para que sejam utilizados para auxiliar no acesso dos estudantes às aulas online. De acordo com o professor Peterson Avi, um dos coordenadores do projeto Conexão Solidária, “a ideia surgiu a partir de um outro projeto que o DCEEng já vinha desenvol-

vendo que é o compartilha.org, que é um aplicativo desenvolvido pela Unijuí para conectar quem precisa de doações com quem quer doar. A partir desse projeto, constituímos um grupo de professores que envolve, além de mim, o professor Edson Padoin, professor Maurício de Campos, professora Caroline Raduns e professor Fernando Jaime González, que foi desafiado pela

Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão a pensarmos um projeto para nossos alunos da Unijuí que não tem equipamentos para acessar as aulas online. Então, demos estrutura ao projeto Conexão Solidária, já que muitas pessoas tem em casa um computador ou notebook que não usa mais, mas que ainda está funcionando e pode ajudar quem precisa nesse momento

para acompanhar as aulas online”. Até o momento, foram doados mais de 20 equipamentos, entre notebooks e desktops, por professores e técnicos da Unijuí. O projeto ainda está recebendo doações de equipamentos, agora também da comunidade externa. As doações podem ser feitas de segunda a sexta-feira, nos quatro campus da instituição.


www.clicjm.com

FOCINHO QUENTE

ESCOLA ENTREGA KIT DE BRINCAR Professores da Dalva Weinmann realizam ação para manter vínculos. |5

GRE-NAL NA FINAL DO RETURNO Decisão do segundo turno do Gauchão será decidido amanhã, na Arena. | 12

MAPA TEM SEIS BANDEIRAS VERMELHAS Agosto chegou com o menor mapa de risco das últimas quatro semanas no Estado, segundo governo. |9

"O SUS democratizou o acesso, mas na prática, o que se vê hoje são problemas." Leia no editorial na página 6

CONEXÃO SOLIDÁRIA Unijuí está recebendo doações de computadores e notebooks, em qualquer estado. O objetivo é consertar os equipamentos para que sejam utilizados para auxiliar no acesso dos estudantes às aulas on-line. | 15

Voluntários que atuam em prol da causa animal, desenvolvem projeto social com objetivo de construir casas para animais em situação de rua ou de famílias em vulnerabilidade social. | 15

Profile for clicjm

Jornal da Manhã - Terça-feira - 4E5.7.2020  

Jornal da Manhã - Terça-feira - 4E5.7.2020  

Profile for clicjm
Advertisement